Informativo Fé & Fatos - Junho de 2019

jornalfeefatos

Informativo Fé & Fatos - Junho de 2019 - Ano XXII - nº 218

INFORMATIVO MENSAL DA PARÓQUIA NOSSA SENHORA APARECIDA • ANO XXII • Nº 218 • JUNHO 2019


02 Informativo & Fatos | Junho 2019 | Paróquia Nossa Senhora Aparecida

03

EDITORIAL

PALAVRA DE FÉ

QUERIDO POVO DE DEUS!

PAZ E BEM.

Encerramos o mês de maio com

muitas manifestações de amor para

com a Mãe de Deus e nossas mães.

No mês de junho, teremos a Festa

de Corpus Christi e a Festa do Sagrado Coração de Jesus.

Percebe uma presença de muito amor para com a humanidade.

Jesus dá o seu coração para a Salvação, e dá o seu Corpo e

Sangue como alimento.

Também não podemos esquecer que o mês de junho, é

marcado pelas tradicionais “festas juninas”. Lembra-se dos

Santos Populares. São Pedro, Santo Antônio e São João

Batista.

Querido Povo, estamos num mês muito privilegiado para

nós cristãos. Muitos exemplos de vida, unindo o céu e a terra.

O Cordeiro de Deus e os homens e mulheres de boa vontade.

Nossa Paróquia busca vivenciar, através da Palavra e da

Eucaristia, a fazer a vontade de Deus na vida com os irmãos

e irmãs.

Agradeço a você que acredita que a partir de cada um de

nós, poderemos fazer um mundo melhor, a começar de dentro

de nossas próprias famílias: O Amor e o respeito para com

todos.

Aos poucos vamos partilhando com você Família Paroquiana

e amigos, a caminhada de nossa Paróquia.

Alguns lembretes e convites:

Para você casal, um convite especial: Noite dos Casais. Dia

14 de junho.

Convido você e sua família para participar da Festa do Corpo

Santo de Jesus, a tradicional Festa de Corpus Christi, dia 20

de junho, com início da Santa Missa Igreja Matriz, às 09h, em

seguida a grande procissão com o Corpo e Sangue de Jesus.

Mais para o Final do mês a Festa do Sagrado Coração de

Jesus, onde teremos o Tríduo a partir do dia 25 de junho, às

19h30min na Igreja Matriz. Três noites com a Santa Missa,

encerrando com a grande Festa na sexta-feira, dia 28 de junho.

Quero lembrar das Festas Juninas nas Comunidades São

Judas, dia 15, iniciando com a missa às 18h, e na Matriz, dia

6 de juho, iniciando com a Missa às 18h. Depois das missas,

muita comida e muita alegria.

Muito grato Povo de Deus pela sua presença e participação

na vida paroquial.

Ofereço as minhas orações e o meu trabalho pelas vidas

das famílias de nossa Paróquia.

Deus abençoe a todos.

MARIA JUNTO À CRUZ

O Evangelho de João descreve a cena de Maria junto à cruz

no momento da crucificação de Jesus (Jo 19,25). A cena se passa

no lugar chamado Calvário, ou Gólgota, onde Maria, a Mulher das

Bodas de Caná, aquela que percebeu a falta de vinho, ela que viu

seu filho transformar a água no líquido vermelho, também é testemunha

do vermelho do sangue e da água que sai do ferimento

feito do lado do seu amado. Nesse momento deve ter se lembrado

da sentença recebida a trinta e três anos atrás quando no dia da

apresentação de seu bebê no templo, recebeu a sentença de que

uma espada de dor transpassaria sua alma (Lc 2,35). A mãe que

viu muitos jogarem seus mantos em meio a gritos de alegria e esperança

para Jesus passar como um rei em Jerusalém, agora presencia

soldados repartindo suas vestes e o sorteio de sua túnica

feita com tanto amor do Rei dos Judeus. Visualiza aquele que envolveu

em panos para aquecê-lo em Belém agora seminu na cruz.

Cruz que foi feita da mesma matéria prima utilizada para aconchegar

seu menino como uma manjedoura. Maria é testemunha

da infiel troca do vinho doce oferecido por Jesus como símbolo da

FALA DAS PASTORAIS

NOSSA SENHORA DAS DORES

Nova e Eterna Aliança, a Eucaristia, na Santa Ceia pelo agora vinho

azedo que tão brutalmente depositam em sua boca. Da mesma

maneira que um dia, a mãe de Jesus, teve a iniciativa de se dirigir a

seu Filho em Caná; agora no Calvário é Jesus que entrega ao “Discípulo

Amado”, aquela “mulher” que pisou na cabeça da serpente

vencendo o não de Eva. Aquela que Deus escolheu para ser a mãe

de seu filho. Aquela em que em sua vida foi sua mãe. Maria com

certeza não tirava os olhos de seu filho e seu filho do alto da cruz

visualiza a sua mãe de pé diante da cruz, martirizada em sua alma

pela dor, mas cumprindo o que um dia respondeu ao Anjo Gabriel;

“Eis aqui a serva do Senhor; cumpra-se em mim segundo a tua

palavra”. (Lc 1,38).

Maria roga por nós, seus filhos gerados aos pés da Cruz. Amém!

LEILA ANDREANI | Catequese

Partilho com você alguns desafios de nossa Paróquia.

- A manutenção da Paróquia: Uma consciência bonita da

importância da contribuição do Dízimo na vida paroquial. Onde

todos se ajudam, e não falta nada pra ninguém. Nos ajude. Seja

um Missionário, uma Missionária do Dízimo.

- O processo de formação do povo e a sua vida de pertença

na Comunidade Paroquial. Na medida do possível, participe

dos encontros de formação e no cuidar da nossa Paróquia.

- Uma Igreja em Saída. Através da Acolhida, dos

Grupos Bíblicos de Reflexão e das visitas Missionárias. Uma

comunidade que os irmãos se conhecem e se amam.

- Diante do crescimento vertical dos prédios e

condomínios, a urgência de famílias participantes na

comunidade, a serem “porta voz” da Paróquia. Um canal de

comunicação da Vida Paroquial.

FREI MARCUS AUGUSTO GARCIA MIRANDA

Pároco e Amigo

Nossa Senhora das dores é um título cristão atribuído à Maria.

Maria provou a alegria de ver o Filho recém-nascido, de sentir-se

geradora de vida e colaboradora de Deus no Dom da criação. Mas

ao mesmo tempo, experimentou a dor em vários momentos de

sua vida. A senhora das dores esteve junto ao Crucificado que agonizava

numa cruz. Como uma mãe dócil e amável, confiante em

sua missão esteve ao lado dele nos tempos difíceis do nascimento

numa estrebaria. O evangelista Mateus narra como a paixão

já antecipa a vida de Jesus desde sua infância, o menino é perseguido

de morte e com ele sua mãe também é perseguida. Eles

têm que fugir. Inicia-se então um caminhar doloroso que chega ao

auge quando ela se encontra em pé, aos pés da cruz, o trágico e

doloroso momento da perda do filho. Enaltecida desde os primeiros

séculos da Igreja por suas dores e acumulada de sofrimentos

viu-se mergulhada num mar de aflições. Maria viveu essa dimensão

das dores desde, que o profeta Simeão, surgiu de repente no

seu itinerário de fé dizendo: Esta criança será sinal de contradição.

Nesse anuncio, Maria fica implicada. Ela deverá viver a obediência

de sua fé no sofrimento, ao lado do Salvador que sofre. Nas

primeiras comunidades ela fortificou e encorajou os apóstolos e

os cristãos, quando os mesmos por medo das perseguições vacilavam

na caminhada, a mãe das dores estava ao lado consolando

e sustentando a fé deles. O sofrimento sobre-humano suportado

heroicamente pela Mãe de Jesus, tão amada e tão invocada nos

momentos de aflição, comovia os fiéis e os seguidores do Filho.

Hoje, em todos e povos e culturas onde a semente da Palavra e do

sangue de Jesus Cristo germina, Nossa Senhora das Dores está ao

lado de quem sofre com Ele e por Ele.

APARECIDA PEIXOTO | Catequese


04 Informativo & Fatos | Junho 2019 | Paróquia Nossa Senhora Aparecida

05

FALA DAS PASTORAIS

APOSTOLADO DA ORAÇÃO

A igreja lembra os fiéis do apostolado dos leigos que brota da condição

cristã pela graça do batismo. Nessa perspectiva, o Apostolado da

Oração - AO, hoje denominado e estruturado como uma Rede Mundial

de Oração do Papa, expressa um renovado sentido de comunhão

espiritual entre pessoas e grupos que dão à sua oração uma projeção

apostólica e missionária, em união com o Sumo Pontífice.

Seguindo assim, o chamado de Jesus aos seus discípulos para irem

“mar adentro” e “lançar a rede”.

Então, ser integrante do Apostolado da Oração, é quase que inerente

a todo cristão batizado na igreja católica apostólica romana,

pois, de um lado, nossa contribuição se dá por meio da difusão das

intenções de oração que o Santo Padre, atento aos grandes desafios

da humanidade, propõe a toda a igreja, e de nossa intensa oração por

elas, de outro lado, realiza-se também ao acolher, difundir e promover

as intenções de oração que as Igrejas locais propõem a seus fiéis.

Conhecendo o histórico e a proposta do Apostolado da Oração, fica

muito mais fácil fazer parte do mesmo, pois percebemos que, todo

cristão faz suas orações diárias, participa das Santas Missas e busca

ter uma espiritualidade de acordo com os Mandamentos da Igreja; por

isso, quando se está unido ao AO, nossas orações, participações nas

Santas Missas e demais gestos de caridade, assumem uma proporção

mundial.

Convidamos a todos de nossa paróquia, a conhecer a espiritualidade

e o Apostolado, bem como, fazer parte desta Rede Mundial de

Foto: Pascom/Santuário de Vera Cruz

Oração do Papa, a qual, recebe, também, através de sua devoção ao

Sagrado Coração de Jesus, as 12 promessas feitas a santa Margarida

Maria:

1º Darei aos meus devotos as graças necessárias para cumprirem

os deveres de seu estado;

2º Farei reinar a paz em suas famílias;

3º Eu os consolarei em todas as suas aflições;

4º Serei seu refúgio seguro durante a vida e, sobretudo, na hora

da morte;

5º Derramarei abundantes bênçãos sobre os seus empreendimentos;

6º Os pecadores acharão, em meu Coração, a fonte e o oceano

infinito de misericórdia;

7º As almas tíbias se tornarão fervorosas;

8º As almas fervorosas vão se elevar rapidamente a uma grande

perfeição;

9º Abençoarei a casa em que se achar exposta e for venerada a

imagem do meu coração;

10º Darei aos sacerdotes o dom de tocar os corações mais endurecidos;

11º As pessoas que propagarem esta devoção terão seus nomes

escritos para sempre no meu Coração e jamais serão apagados;

12º O amor todo-poderoso do meu Coração concederá a graça da

perseverança final a todos os que comungarem na 1ª sexta-feira do

mês, por nove meses seguidos.

JUCELEI E ALDO | Ministros e membros do Apostolado da Oração

Jesus durante 40 dias, apareceu aos apóstolos falando do Reino

de Deus. Disse-lhes em uma dessas aparições: Em meu nome serão

anunciados a conversão e o perdão dos pecados a todas as nações,

começando por Jerusalém. E vós sereis testemunhas de todas essas

conversões. Sendo assim Jesus levou os apóstolos para perto de Betânia

e os abençoou. E eles O adoraram e estavam sempre no Templo

bendizendo a Deus.Contemplando a Ascensão de Cristo redescobrimos

que somos vocacionados ao mesmo projeto de Jesus. Que subindo

aos céus, mandou os discípulos comunicarem o Evangelho em

todo mundo, por isso hoje, Ascensão do Senhor, é o dia mundial das

Comunicações Sociais, cuja missão primeira é comunicar a verdade

que liberta, com a semana de Oração pela Unidade dos Cristãos iniciamos

a preparação para a solenidade de Pentecostes, que gerou a

fundação da Igreja.

EVANGELHO DOMINICAL

SOLENIDADE DA ASCENSÃO DO SENHOR:

“RECEBER PERDÃO E NÃO PECAR MAIS!”

SOLENIDADE DE PENTECOSTES:

“QUEM AMA, GUARDA MINHA PALAVRA!”

A liturgia da celebração de Pentecostes, relata a vinda do Espírito

Santo sobre os apóstolos que estavam reunidos em oração. Jesus se

apresenta entre eles e diz:

A paz esteja convosco! E soprou sobre eles, o Espírito Santo, enviando

– os à missão para pregar o evangelho a todos os povos, não

distinguindo nenhum, pois o Espírito Santo é força de unificação em

meio a beleza dos dons.

Animados pelo sopro do Ressuscitado os discípulos constituem a

comunidade da “Nova Aliança”, que se enche de alegria, anunciando a

misericórdia de Deus, porque todos foram batizados num único Espírito.

Essa misericórdia de Deus se concretiza com o perdão dos pecados,

que o Espírito Santo ordenou os discípulos dar aos pecadores.

SOLENIDADE DA SANTÍSSIMA TRINDADE:

“GLÓRIA AO PAI, AO FILHO E AO ESPÍRITO

SANTO!”

A primeira leitura narra todo o amor de Deus para conosco, colocando-nos

como sua premissa diante de toda sua obra desde os tempos

mais remotos. Deus nos fala, neste dia, sobre o mistério de amor

e comunhão entre as três pessoas da Santíssima Trindade.

Podemos contemplar, diante dessas leituras, o amor eterno, que

é família, que é comunhão e que é comunidade. Deus espera que nós

vivamos esse amor em plenitude, de modo incondicional, pois só em

Deus, somos, movemos e existimos.

12º DOMINGO DO TEMPO COMUM:

QUEM É JESUS PARA MIM?

No Evangelho de hoje a mesma pergunta feita por Jesus aos seus

discípulos é feita para cada um de nós:” E vós, quem dizeis que eu

sou?”.

Quem é Jesus para as pessoas do nosso tempo, do nosso convívio:

colegas de trabalho, colegas de estudo, amigos e familiares? E principalmente,

quem é Jesus para mim?

Muitas pessoas têm de tudo na parte material e mesmo assim

sentem um vazio enorme, vivem inquietas e inseguras por causa de

conflitos e de outras dificuldades da vida. Somente em Jesus é possível

encontrar a paz verdadeira. Ele conhece o coração de cada um

como ninguém. É por isso que pode curar, restituindo a vontade de

viver.

Em busca de nossa santidade, galgada a cada dia, jamais nos esqueçamos

do Pai Criador, do Filho Redeador e do Espírito Santa Santificador.

A Trindade Santa nos conduzirá ao Manancial de Água Viva,

fonte inesgotável de amor e tesouro espiritual de nossa fé.

Jesus nos convida à identificação com Ele, tomando nossa cruz e O

seguindo no caminho da entrega, do amor e da doação.

SOLENIDADE DE SÃO PEDRO E SÃO PAULO,

APÓSTOLOS:

SER DISCÍPULO DESTEMIDO DE JESUS!

Recordamos Pedro e Paulo! A força do testemunho é a marca registrada

desses seguidores e continuadores da missão de Jesus. Diferentes

um do outro, tanto na personalidade, quanto na ação prática.

Pedro lembra mais a instituição, e Paulo marca a pastoral e o carisma.

Seguidores e apaixonados pelos feitos de Jesus deixam como legado: a

força de sermos cristãos está no seguimento e na busca de sabermos

quem é Jesus. Saber que implica uma prática concreta. Para tanto, conhecer

Jesus, necessariamente nos leva a caminharmos com Ele, ou

seja, continuarmos sua missão. Missão de testemunhas do amor, que

se traduz nas palavras: misericórdia, compaixão, fraternidade, partilha,

solidariedade, principalmente para com os mais sofridos desta

terra. É ser discípulo destemido de Jesus.


06 Informativo & Fatos | Junho 2019 | Paróquia Nossa Senhora Aparecida

07

PALAVRA DE FÉ

FATOS DE FÉ

ASCENSÃO DO SENHOR

“Homens da Galileia, porque estão aí parados, olhando para o céu?

Este Jesus que lhe foi arrebatado para o céu, virá da mesma forma

como vocês o viram partir para o céu”. (At 1,11). Com sua ascensão,

Jesus ingressa no mundo de Deus, prometendo enviar seu Espírito,

mas por causa da falta de fé dos apóstolos depois de sua ressurreição,

Jesus continuou aparecendo para eles durante 40 dias e sua última

aparição foi em Pentecostes quando derramou seu Espírito sobre todos

que lá estavam, inclusive sua mãe, reunidos em comunidade. E o

primeiro resultado da graça deste Espírito foi a comunidade sair em

missão, dar testemunho cristão. Ou seja, assim como os apóstolos se

mobilizaram após Pentecostes para levar a Boa Nova, também nós

este mesmo Jesus que subiu ao céu um dia voltará para colher tudo

aquilo que semeamos através dos dons que nos foi dado. Jesus é o

Senhor da história, o Messias que veio cumprir as promessas. Precisamos

crer e mudar de vida. Temos a Igreja para nos orientar através da

catequese, da vivência em comunidade, onde nos encontramos para

a partilha do pão e da oração. Se assim nossa comunidade for construída,

seremos modelo de fraternidade. Esta é a melhor maneira de

Evangelizar.

Coroação - Autor Jairo Lazarini

Rito de Eleição dos Adultos

não podemos ficar parados olhando para o céu. Temos que agir porque

MÁRCIA BURANELLO | Catequese

DEMONSTRATIVO FINANCEIRO • ABRIL 2019

PARÓQUIA NOSSA SENHORA APARECIDA

ENTRADAS

COMUNIDADE SÃO JUDAS TADEU

ENTRADAS

Dízimo

R$ 39.857,00

Dízimo

R$ 7.630,00

Espórtulas de Sacramento

Coleta de Missas

R$ 1.105,00

R$ 2.098,00

Coleta Extra: C. da Fraternidade

Coleta Extra: Terra Santa

R$ 877,00

R$ 269,00

Terço dos homens

Retiro dos Crismandos

Coleta Extra: C. da Fraternidade

R$ 656,00

Coleta de Missas

R$ 2.433,00

Coleta Extra: Terra Santa

R$ 6.721,00

Receita de Locação

R$ 2.686,35

Doações

R$ 569,00

Total de Entradas

R$ 14.700,35

Renda / Aplicação

Total de Entradas

R$ 42,59

R$ 51.463,50

SAÍDAS

Dimensão Religiosa

Dimensão Social

Dimensão Missionária

Repasse de Valores

SAÍDAS

R$ 26.315,04

R$ 2.659,93

R$ 20.176,12

R$ 3.965,54

Dimensão Religiosa

Dimensão Social

Dimensão Missionária

Repasse de Valores

Total de Saídas

R$ 6.698,44

R$ 509,02

R$ 5.978,73

R$ 216,35

R$ 13.402,54

Frei e nossos Jovens na Santa Missa

Missa em Ação de Graças pelos Cilclistas e ao mês de Maio Amarelo

Total de Saídas

R$ 53.116,63

ANUNCIE

AQUI

Companhia Ouro Verde de Viola Caipira no Jantar das Mães - Autor Renan Vecchia Jantar das Mães - Autor Renan Vecchia


EXPEDIENTE

Foto: JLazarini

EXPEDIENTE DO ESCRITÓRIO PAROQUIAL:

• De segunda a sexta-feira das 13h às 18h

• Sábados: das 08h às 12h

PÁROCO:

Frei Marcus Augusto Garcia Miranda - OFMcap

VIGÁRIO PAROQUIAL:

Frei Davi Nogueira Barboza - OFMcap

SECRETÁRIAS:

• Judith Libaneo - Secretária Administrativa

• Márcia Luciene Goretti Tresse - Secretária Pastoral

HORÁRIO DAS MISSAS:

• Quarta-feira: 19h30 - Missa com Novena de Nossa

Senhora Aparecida e Benção dos Objetos

• Sábado: 19h30

• Domingo: 9h30 e 19h30

Primeira sexta-feira do mês

• 15h às 17h - Adoração seguida de Missa do Sagrado

Coração de Jesus

BATIZADOS:

• Todo terceiro domingo do mês

• Outras informações procure a secretaria paroquial

ATENDIMENTO DOS FREIS NO ESCRITÓRIO PAROQUIAL:

• Segunda-quarta-feira, quinta-feira e sexta-feira (à tarde)

• Sábado (manhã)

PARÓQUIA NOSSA SENHORA

APARECIDA

Rua Polônia, 390 - Jd. Igapó

Telefone: (43) 3025-6807 | 99996-6807

igrejaaparecida@yahoo.com.br

www.paroquiaaparecida.com.br

paroquiaaparecidaigapo

HORÁRIO DAS MISSAS:

• Sábado: 18h

• Domingo: 8h

BATIZADOS:

• Todo quarto domingo do mês

• Outras informações procure a secretaria paroquial

HORÁRIO DAS MISSAS:

• Quinta e sexta-feira - 18h30

ORIENTAÇÃO ESPIRITUAL, BENÇÃO OU CONFISSÃO:

• Quinta e sexta-feira das 9h30 às 11h30

INFORMATIVO FÉ E FATOS

DIRETOR: Renan Vecchia de Camargo

FRATERNIDADE SANTA CLARA -

OFM, CAP.

Rua Orlando Maimone, 85 - Vale dos

Tucanos - Tel.: (43) 3342-2695

www.capuchinhos.org.br

DIRETOR DE PAUTA: Márcia Luciene Goretti Tresse

PERIODICIDADE: Mensal • TIRAGEM: 1000 exemplares

IMPRESSÃO: Gráfica MYCK

CAPELA SÃO JUDAS TADEU

Rua Francisco Merighe, 195

Conj. das Flores

capsaojudas

PROJETO GRÁFICO: AD3COM COMUNICAÇÃO

RESPONSÁVEL: Pastoral da Comunicação

CONTATO: JORNALFEEFATOS@GMAIL.COM

VISITA AOS DOENTES:

• Agendar na secretaria paroquial

O CONTEÚDO DOS ARTIGOS É DE RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES

More magazines by this user
Similar magazines