edicao1381

avarehospedagem

Crianças são flagradas sendo

alimentadas no chão em creche

Parecer prévio das contas de 2018 aponta quase 50 falhas na administração do prefeito Jô Silvestre

O Tribunal de Contas

do Estado de São Paulo

(TCE/SP) divulgou um

parecer prévio das contas

do prefeito Jô Silvestre

no exercício de 2018. No

primeiro semestre, o TCE

já havia feito cerca de 80

apontamentos nas contas

da Prefeitura de 2017.

O que chama a atenção

são as falhas encontradas

nos centros de Educação

Infantil (CEIs), popularmente

conhecida como

creches. Na CEI José Maria

Porto onde os atentes

presenciaram crianças sendo

alimentadas sentadas

no chão, enquanto outros

dois bebês aguardavam

próximo a uma lixeira.

A fiscalização ainda

constatou que a área da

alimentação das crianças

era inadequada, sendo

que o refeitório não comporta

todas as crianças.

Confira a matéria completa

na página 3

Prefeitura não realizou repasses a construtora

do Arenão e do novo Pronto Socorro

As obras da Arena de

Eventos, popularmente

chamada de Arenão, voltaram

a ser paralisadas em

Avaré. Informações obtidas

pelo A Voz do Vale

dão conta que desde que a

obra foi reiniciada, em dezembro

de 2018, a Prefeitura

não realizou o repasse

a empresa Matserv Comércio

e Serviços Ltda.

Além do Arenão, a construtora

também foi responsável

pela finalização da

obra da UPA, que acabou

se transformando no novo

Pronto Socorro Municipal,

sendo que os repasses também

não foram realizados.

Questionada sobre o

caso, a Prefeitura confir-

mou que não promoveu

o repasse da verba, pois

a obra estaria atrasada e

que a empresa não estaria

Está tramitando na Câmara

de Avaré o projeto

de iniciativa popular que

visa reduzir o período de

recesso dos vereadores de

88 dias para 31 dias. A

cumprindo o cronograma

físico. O executivo revelou

que a Matserv teria sido

notificada por duas vezes

e que deverá ser advertida.

Página 3

Projeto de iniciativa popular visa diminuir recesso de vereadores

Morre homem que foi

espancado em Avaré

Confusão na identificação do homem agredido

poderá gerar uma ação contra o estado

Márcio Rogério da

Silva morreu, na sexta-

-feira, dia 12 de julho, na

Santa Casa de Misericórdia

de Avaré. Ele estava

internado desde o dia 9

de julho, data em que foi

espancado. O agressor,

J.H.M.C., foi preso e responderá

por homicídio.

Mais informações sobre o

caso na página 6

propositura é de seis lojas

maçônicas, da OAB/Avaré

da Area e de Rotarys.

Caso a proposta seja

aprovada, o legislativo ficaria

de recesso entre os dias

Uma criança de 5

anos foi salva por policiais

militares no dia 6

de julho, em Avaré. A

menina estava com dificuldades

em respirar e

foi salva pelos PMs da

1ª Companhia.

Segundo a mãe, Elisângela

Santos , a filha

sofre com a epilepsia

e amanheceu com uma

crise. A criança também

tem síndrome de Down.

“Meu marido estava desesperado

segurando ela

no colo e a gente parou

na 1ª Companhia, pois

não ia dar tempo de chamar

o Samu e os Bombeiros.

Pedi ajuda aos

policiais e vieram vários

ajudar a gente e eles não

20 de dezembro a 20 de janeiro.

Neste período, também

poderiam ser marcadas

sessões extraordinárias.

Além da redução do recesso

parlamentar, a proposta

também propõe que

o prefeito possa convocar

sessões extraordinárias no

recesso de 31 dias. Confira

a matéria completa na

página 3

“Devo a vida da Marya aos

policiais militares”, agradece mãe

pensaram duas vezes”.

Confira a matéria completa

na página 8

3 O

7 de setembro - GINASIO KIM NEGRAO

Nutricionista

a p r e s e n t a m

LOTE PROMOCIONAL

ARQUIBANCADA ‐ R$10,00

SOMENTE ONLINE

INGRESSOS A VENDA

REALIZAÇÃO

Apoio


Página 2 A VOZ DO VALE De 7 a 13 de julho de 2019

José Carlos Santos Peres

E AMANHÃ?

O prefeito inaugurou uma série de obras na última

semana, a maioria delas pensada e desenvolvida pelos

gestores que lhe antecederam. Até o processo de municipalização

do horto entrou no pacote.

A questão não é a de tirar os méritos do atual mandatário,

mas sim ressaltar a condição de continuidade

administrativa que garante as conquistas.

Poio Novaes também ajudou a cortar fitas de obras

importantes, iniciadas na administração Barchetti que, por

sua vez, também inaugurou obras do governo anterior. É

assim que a nave navega. Bom mesmo quando os mandatários

dividem paternidades... Questão de justiça.

É a roda-contínua de uma administração pública.

Deve-se observar que a maioria dos empreendimentos

decorre de uma concepção do governo estadual, e em

menor número, do governo federal.

Investimento municipal, sem contrapartida de outras

esferas dos governos, é caso raro. O município não tem

recursos para ir além do fluxo rotineiro do Caixa; mal faz

para o custeio e pequenas intervenções rotineiras.

Daí a importância das administrações procurarem

manter o andamento das obras, proporcionar sequência

sem se ater a vaidades ou interesses políticos. Mesmo

que um administrador público não disponibilize um prego,

faz bem em não atrapalhar.

Até o final de sua gestão Jô Silvestre pode entregar à

população outras obras importantes como o AME (Brabância)

– Ambulatório Médico de Especialidades – e o

Arenão, no Parque Fernando Pimentel, pelo menos em

estágio avançado.

É preciso destacar, em nome da verdade, que houve

empenho do prefeito em colocar alguns instrumentos

urbanos em funcionamento, casos das lanchonetes no

horto e no Camping e a chamada Praça da Alimentação.

O que preocupa é o outro lado da questão: finalizadas

as obras em andamento - as que vieram do passado -,

pouco restará ao próximo Executivo, que até poderá ser

ele mesmo, a ser entregue à população a partir de 2020.

O prefeito deve pensar, no pouco tempo que lhe resta

como mandatário, em também construir estruturas para

que o processo de continuidade administrativa, em relação a

movimentação de obras, não sofra solução de continuidade.

MEMÓRIA

1955 – TORNEIO RIO/SÃO PAULO

PORTUGUESA – 2 x PALMEIRAS - 0

Local:Pacaembu

Árbitro: Mário Vianna (RJ)

Público estimado: 40.000 pagantes

PORTUGUESA (campeã): Cabeção; Nena, Floriano,

Djalma Santos, Brandãozinho, Zinho, Julinho

Botelho, Ipojucan, Aírton, Edmur e Ortega.

Técnico: Délio Neves

PALMEIRAS: Laércio; Manoelito, Mário, Belmiro,

Valdemar Carabina, Gérsio, Renato, Humberto,

Nei, Ivan e Rodrigues.

Técnico: Cláudio Cardoso

Gols: Julinho Botelho e Ipojucan

1957 – TORNEIO RIO/SÃO PAULO

FLUMINENSE (campeão) – 3 x Portuguesa - 1

Local: Pacaembu

Árbitro: Eunápio de Queiroz

Público: 10.287 pagantes

PORTUGUESA: Cabeção; Djalma Santos e Beiço

(Mário Ferreira); Julião, Orlando e Hermínio; Amaral,

Didi (Ipojucã), Liminha, Zezinho (Nelsinho) e Edmar.

Técnico: Mauricio Cardoso.

FLUMINENSE: Vítor Gonzalez; Cacá e Roberto

(Beto); Ivan, Clóvis e Altair; Telê, Robson, Waldo,

Jair Francisco (Léo) e Escurinho (Djair).

Técnico: Silvio Pirilo.

Gols do Flu: Waldo, 2 e Leo.

Gol da Portuguesa: Liminha

é uma publicação semanal da Editora Vieira Aires Ltda

CNPJ: 07.421.264/0001-68 - Inscr. Municipal 18.833

Registrado sob o Livro “A” - Registro Civil de pessoa jurídica e no Livro

“B-01” - Registro de Jornais, Oficinas Impressoras, Empresas de Radiofusão

e Agências de Notícias, sob o n° de ordem 11 (onze).

Fone: (014) 3733-6706 | E-mail: avozdovale@avozdovale.com.br

Site: www.avozdovale.com.br

REDAÇÃO: Rua Alagoas, 2001 - CEP 18700-010 - Avaré/SP

DIRETOR RESP.: NATALINO VENÂNCIO AIRES FILHO

Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus

autores e não expressam necessariamente a nossa opinião

CIRCULAÇÃO: Avaré, Águas de Santa Bárbara, Arandu, Cerqueira

César, Holambra II, Iaras, Itaí, Itatinga e Paranapanema.

José Carlos Santos Peres

JULHO EM FOCO

Berço cultural, em todos os sentidos. Neste mês,

mais precisamente neste domingo, 14, os franceses

comemoram a Queda da Bastilha, símbolo da

vitória da Revolução Francesa, em 1789. Fim da

monarquia e instalação da Primeira República.

Também em julho, no dia 4 do ano 1776, tivemos

a Declaração da Independência americana e

o advento do regime republicano.

O interessante no arcabouço republicano reside

na separação dos poderes: Executivo, Legislativo

e Judiciário.

Cada instância com os seus afazeres, com as

suas obrigações. Independência total entre eles,

e harmonia para o bom funcionamento, na salvaguarda

das necessidades do País.

Igual no Brasil, com a sua República Federativa.

Só que não!

O leitor, por acaso, enxerga independência

nos três poderes da república brasileira? Ora, estamos

vivendo a semana da aprovação da reforma

previdenciária. E nos últimos meses, juízes

da Alta Corte discursavam pedindo pela aprovação

da Reforma, e o Executivo, por sua vez, liberando

milhões e mais milhões aos políticos numa

inacreditável troca de favores.

No Brasil o Legislativo é um braço estendido do

Executivo. Um deputado vota a favor ou contra alguma

medida se seus interesses forem atendidos.

A importância da lei em discussão, do reflexo da

medida na vida do cidadão não conta.

O Executivo, isso em qualquer instância administrativa,

age em parceria com o Legislativo. Assim,

são distribuídos os chamados cargos de confiança.

Há uma troca descarada de favores. Em consequência,

um vereador, por exemplo, não fiscaliza o

prefeito “porque tem o rabo preso”.

O nosso julho, com a chamada Reforma da Previdência

que envolveu os três poderes no mesmo

prato de uma balança, não é igual ao julho de

americanos e franceses. Na Europa e na América

a Democracia sobrevive graças a independência

dos poderes. Aqui é tudo junto e misturado. E nem

sempre a mistura prima pela melhor composição.

José Carlos Santos Peres

FUTEBOL DE VOLTA

Até que enfim, o futebol voltou. Chato passar a

semana sem um joguinho, pelo menos. Passamos

agora a contar com o Brasileirão, a Copa do Brasil

e a Libertadores. Fortes emoções pela frente.

E daqui a pouco, início da champions.

Quem se deu bem na Copa do Brasil foi o Cruzeiro,

com o surpreendente placar de 3 a zero diante do

Atlético Mineiro. Não deixará passar a oportunidade

de sacramentar a classificação, que o time é bom e

está familiarizado com esse esquema de mata-mata.

O Palmeiras poderia ter feito um placar maior diante

do Internacional, teve o jogo nas mãos, mas faltou

maior poder de decisão na hora de puxar os contra-

-ataques e matar o jogo. De qualquer maneira, louvável

a participação do sistema defensivo alviverde.

O Atlético do Paraná jogou mais, criou mais e

acabou desperdiçando a chance de vitória do Flamengo.

Agora decide no Rio, onde o time carioca

melhor produz.

O São Paulo, desta vez, garante aos seus torcedores

que Anthony fica. Mas deixa em aberta a

possibilidade de conversar, se aparecer uma oferta

na casa dos 80 milhões de Reais. Parece que

Guardiola viu o garoto jogar e gostou.

Vale o mesmo para o Cebolinha, do Grêmio .

O time gaúcho aceitar conversar, a partir de uma

oferta de 80 milhões. E o City, do Guardiola, estaria

disposto a bancar.

Difícil para o futebol brasileiro segurar suas promessas

por muito tempo. O Anthony é bom jogador,

com a ótima característica de verticalizar o

jogo e fazer infiltrações. Mas ainda é uma aposta.

Aposta de 80 milhões de Reais.

José Carlos Santos Peres

O GAIATO

Outro dia – disse Frederico Pacheco, em gravação

da Polícia Federal – eu tava aqui pensando,

acordei às 0h30: o que eu tô fazendo? O que eu

tenho com isso? Eu não trabalho para o Aécio, não

sou funcionário público. Eu sou empresário que trabalha

pra caralho. O que eu ganho com isso? Veja

só onde eu estou me metendo!”.

O leitor deve se lembrar do diálogo envolvendo

Aécio e Joesley quando o açougueiro recebe o pedido

de dois milhões de Reais do senador, e ambos

montam a logística da entrega. O empresário então

escala Ricardo Saud e o senador, por sua vez, nomeia

“um cara que a gente mata antes de fazer delação”.

É aí que entra de gaiato o pobre (?) do Fred.

Muy amigo o Aécio. Pachequinho teria feito

três viagens entre Minas Gerais e São Paulo

como carregador de malas. 500 paus em cada

uma de suas incursões. Para ganhar o quê? É ele

quem faz a pergunta. Rosca?

E ainda ficar com a fama de agente descartável,

desses que a gente (gente no caso, não somos

nós) confia, mas também pode jogar na lata do

lixo... Ou numa vala qualquer, mesmo que no sentido

figurado, que não fara falta alguma na paisagem

dos nossos – deles, claro - interesses.

Frederico, pelo que se deduz daquela sua fala,

ficou puto com o primo e, de tabela, até deu uma

estocada no seu interlocutor, o executivo Ricardo

Saud, o outro elemento da mala:

- “Sabe Ricardo, você trabalha para uma empresa,

tem razão de estar aqui fazendo esse papel.

Mas eu, cara? Eu só tenho a perder. Meu compromisso

com o Aécio é de lealdade, apenas”.

O Pachequinho deixou implícito ao Executivo da

carne: você faz parte dessa merda toda, esse modus

operandi é de sua obrigação... Mas eu? Como

diria o ditado português: não sou casado, não me

chamo Manuel, nem moro em Niterói.

Óbvio que inocente o Fred não é, porque sabia

muito bem o que havia naquelas malas e o papel

que estava desempenhando. Mas fica evidente que

no contexto o cara entrou de gaiato.

Papel de mula. Ou seria de burro, mesmo?

Ah, o Aécio foi reeleito, tem lá suas vantagens

que o cargo lhe propicia, no próprio PSDB há uma

corrente que defende a sua permanência no time.

E o Pachequinho... Bem esse ou desse já nem se

ouve mais falar. Deve estar remoendo suas tristes

lembranças. Caiu na vala comum, a do esquecimento.

Talvez, bom para ele.

José Carlos Santos Peres

UMA NOVA PRAÇA

A praça que fazia frente à Paróquia Nossa Senhora

de Fátima, no bairro Brabância, foi transformada em

amplo estacionamento e, também e principalmente,

como espaço propício à instalação de barracas, quando

de eventos festivos, como a tradicional Festa do Milho.

Como toda intervenção mais preponderante, quando

se trata de motivos urbanos, a polêmica se estabeleceu.

Há opiniões favoráveis e contrárias à ação feita

pelos dirigentes da Igreja.

Não vamos entrar na polêmica, por ora. Até porque

sobejam razões para ambos os lados da discussão.

Vamos, sim, propor uma saída que beneficiária a todos.

Pelo menos, essa é a premissa do articulista.

No caso, a prefeitura poderia entrar em acordo com

a Associação Avaré de Antigomobilismo (Aavant), que

opera, além de um amplo espaço coberto, uma área

externa, fronteiriça à Igreja, e promover adaptações no

local para, sem prejuízo as atividades da do Museu do

Automóvel, permitir o uso à população.

A área em questão acomoda, em dias de mostras,

os veículos dos expositores. Os espaços foram delimitados

para tanto. Poderiam permanecer como estão,

inclusive com o alambrado existente.

Em síntese a sugestão é a seguinte: a engenharia

pensaria na adaptação do local para servir o Museu e a

população. Bancos removíveis poderiam ser instalados;

iluminação bem dimensionada e pisos com mosaicos

caracterizando o conceito praça.

É isso: a praça já está lá. Se houvesse acordo entre

Aavant e a Prefeitura, poderíamos ter um local bonito,

acolhedor, seguro, sem prejuízo às atividades do Museu

e bastante salutar á vida comunitária.

Pensem nisso, senhores!


De 7 a 13 de julho de 2019

A VOZ DO VALE

Página 3

Crianças são flagradas sendo alimentadas

sentadas no chão de creche no bairro Três Marias

Parecer prévio das contas de 2018 aponta quase 50 falhas na administração do prefeito Jô Silvestre

O Tribunal de Contas

do Estado de São Paulo

(TCE/SP) divulgou um

parecer prévio das contas

do prefeito Jô Silvestre

no exercício de 2018. No

primeiro semestre, o TCE

já havia feito cerca de 80

apontamentos nas contas

da Prefeitura de 2017.

O que chama a atenção

são as falhas encontradas

nos centros de Educação

Infantil (CEIs) e em varias

Unidades Básicas de

Saúde (UBSs). Uma das

irregularidades que chamam

mais a atenção no

relatório da Unidade Regional

do TCE de Bauru

é a situação da CEI José

Maria Porto. Os fiscais

solicitam uma intervenção

imediata diante da

inadequação do prédio.

Durante a fiscalização,

foram verificadas improvisação

das instalações elétricas,

com fios expostos

por todo o prédio. Na área

destinada ao banho dos bebês,

a fiação do chuveiro

estava sem proteção, sendo

acessível às crianças, e o

local ainda apresentava azulejos

quebrados, condições

favoráveis a incidentes.

Já no banheiro foi verificado

que as dependências

dos sanitários eram

inapropriadas, não apresentando

privacidade. Em

dois banheiros não havia

portas e nem mesmo divisórias,

expondo totalmente

a intimidade das crianças.

Trincas e rachaduras

também foram constatadas,

o que poderia comprometer

a estrutura do prédio.

CRIANÇAS NO

CHÃO – A fiscalização

ainda constatou que a área

da alimentação das crianças

era inadequada, sendo

que o refeitório não comporta

todas as crianças, de

forma que todos possam

ser alimentados sentados à

mesa. No momento da fiscalização,

os atentes presenciaram

crianças sendo

alimentadas sentadas no

chão, enquanto outros dois

bebês aguardavam próximo

a uma lixeira.

Também foram constatadas

irregularidades em

outras creches, como: Maria

Isabel Domingues Leal,

Maria Lúcia Rodrigues,

Mauricia Vilas Boas Delazari

Alves, Dona Bidunga

e Olga Girardi de Brito. As

escolas municipais Dona

Anna Novaes Carvalho,

Carlos Papa e Norma Lilia

Pereira, também foram

encontradas falhas.

No setor da saúde, também

foram verificadas

diversos problemas estruturais.

O TCE fez apontamento

nas UBS do Jardim

Brasil e na USF Antonio

Luiz Soares de Noronha.

Irregularidades foram encontradas

no armazenamento

e na distribuição de

medicamentos.

OBRAS – O TCE também

verificou que de 27

obras iniciadas pela Prefeitura,

6 encontravam-

-se paralisadas, rescindidas

ou sem emissão de

atestado de recebimento,

revelando insuficiência

no acompanhamento das

contratações, violando

o principio da eficiência

e falta de planejamento

para execução das obras.

Os fiscais apontaram

o prédio onde seria instalado

o Centro Especializado

em Recuperação

(CER) que foi construído

com verbas federais

no valor de quase R$ 2,5

milhões. A obra foi terminada

em novembro de

2016, porém ainda não

está funcionando. A Prefeitura

pretende instalar o

Caisma e o setor de fisioterapia

no local.

Foram verificadas ainda

diversas falhas fiscais,

como na contabilização

dos precatórios, baixo

percentual de recebimento

da divida ativa e ausência

desde 2016 do Certificado

de Regularidade

Previdenciário (CRP).

Os fiscais também

apontaram a omissão da

Prefeitura de Avaré em

apresentar defesas em

processos judiciais, o que

vem gerando diversas

condenações e, consequentemente,

prejuízos

aos cofres públicos.

Entre os exercício de

2017 e 2018, o Tribunal de

Contas do Estado apontou

cerca de 130 irregularidades

nos diversos setores da

Prefeitura. O prefeito Jô

Silvestre agora deverá enviar

sua defesa sobre todos

os apontamentos.

Prefeitura não realizou repasses a construtora

do Arenão e do novo Pronto Socorro

Questionada sobre o caso, a Prefeitura confirmou que não promoveu o repasse da verba, pois a obra estaria atrasada

As obras da Arena de

Eventos, popularmente

chamada de Arenão, voltaram

a ser paralisadas em

Avaré. Cerca de 30 funcionários

cruzaram os braços

na quinta-feira, dia 11 de

julho, se negando a trabalhar

caso os salários não

fosse quitados.

Informações obtidas

pelo A Voz do Vale dão

conta que desde que a obra

foi reiniciada, em dezembro

de 2018, a Prefeitura

não realizou o repasse a

empresa Matserv Comércio

e Serviços Ltda., verba

essa encaminhada pelo

Departamento de Apoio as

Estâncias Turísticas (Da-

Está tramitando na Câmara

de Avaré o projeto de

iniciativa popular que visa

reduzir o período de recesso

dos vereadores de 88 dias

para 31 dias. A propositura

é de seis lojas maçônicas de

Avaré, da Ordem dos Advogados

do Brasil – subseção

Avaré, da Associação

Regional dos Engenheiros,

Arquitetos e Agrônomos

de Avaré (Area) e do Rotary

Club Jurumirim e do

Rotary Club Avaré.

Durante entrevista

concedida ao telejornal

Do Vale Notícias, da Do

Vale TV, o representante

do grupo, Paulo Henrique

Ciccone falou sobre

a proposta de alteração

da Lei Orgânica Municipal.

“Todas as entidades

que assinam essa proposta

são organizadas, ativas

e atuantes e representam

parcelas importantes e relevantes

da comunidade

avareense. Verificamos

que existe a necessidade

dessas alterações propostas,

principalmente neste

momento que a popula-

detur). Segundo a placa

instalada na obra do Arenão,

a 1ª primeira fase custaria

R$ 2 milhões.

Além do Arenão, a Matserv

também foi responsável

pela finalização da

obra da UPA, que acabou

se transformando no novo

Pronto Socorro Municipal.

A falta de repasses, de cerca

de R$ 650 mil, estaria

gerando problemas financeiros

à empresa e, consequentemente,

atraso nos

pagamentos dos salários

dos funcionários.

OUTRO LADO -

Questionada sobre o caso,

a Prefeitura confirmou que

não promoveu o repasse da

verba, pois a obra estaria

atrasada e que a empresa

não estaria cumprindo o

cronograma físico. O executivo

revelou que a Matserv

teria sido notificada

por duas vezes e que deverá

ser advertida.

“Em referência aos

questionamentos sobre a

Arena de Eventos, a Prefeitura

de Avaré informa que

não fez o repasse porque

a empresa não cumpriu o

cronograma físico de execução

estabelecido no projeto.

A obra, portanto, está

atrasada. A empresa já foi

notificada por duas vezes e

vai ser advertida”.

Ainda em nota, a Prefeitura

afirmou que o pagamento

dos funcionários seria

de obrigação da empresa.

“O município informa que

os custos com funcionários

contratados para as obras da

Arena de Eventos são obrigação

da empresa e não se

justifica a alegação de que

a mesma aguardava o repasse

do Pronto Socorro

Municipal, antiga UPA,

para regularizar salários de

seus contratados, pois são

contratos distintos”.

PRONTO SOCORRO

– Ainda em nota, a Prefeitura

afirmou que não teria

realizado o repasse da obra

do novo Pronto Socorro,

pois a Matserv não teria

apresentado uma certidão.

“Para finalização do pagamento

referente à UPA/

Pronto Socorro, os recursos

são disponibilizados

mediante apresentação

da documentação prevista

no contrato. A empresa

até ontem (dia 11) não

havia apresentado a Certidão

Negativa de Débito

(CND), por isso o repasse

não foi realizado”.

A empresa teria solucionado

o problema e a Prefeitura

destacou que efetuará o

repasse nos próximos dias.

“O documento só foi emitido

ontem no final da tarde

(dia 11), o qual será processado

junto ao contrato e

analisado para liberação do

saldo, visto que os recursos

financeiros estão disponíveis

em conta”.

A Prefeitura finalizou

afirmando que uma obra

não teria relação com a outra

e que a empresa teria que

seguir o contrato. “A Prefeitura

ressalta que uma obra

não tem relação com a outra.

São contratos diferentes

e a empresa tem que arcar

com ambas, uma vez que

as assumiu. As exigências

das certidões solicitadas

pelo município aos contratados

seguem a legislação e

a orientação do Tribunal de

Contas do Estado de São

Paulo (TCE/SP)”.

Projeto de iniciativa popular visa diminuir recesso de vereadores

ção clama por moralidade,

transparência e eficiência

dos agentes e representantes

públicos”.

Apesar de o projeto ser de

iniciativa popular, o grupo

solicitou que a Mesa Diretora

assumisse a propositura,

tudo para dar mais agilidade

na votação. “Como é de iniciativa

popular, necessitava

que 5% do eleitorado avareense

assinasse, mas para

ter mais agilidade e que esse

projeto seja votado ainda

este ano, solicitamos que a

Mesa assumisse e foi isso

que aconteceu. O presidente

da Câmara, Barreto do Mercado,

foi muito receptivo”.

Segundo Ciccone, além

de Barreto, também assinaram

a proposta os vereadores:

Cabo Sergio, Adalgisa

Ward, Toninho da Lorsa e

Flávio Zandoná. “Seria necessário

4 vereadores, mas

conseguimos que cinco assinassem

para alterar a Lei

Orgânica de Avaré”.

Caso a proposta seja

aprovada, o legislativo ficaria

de recesso entre os

dias 20 de dezembro a 20

de janeiro. Neste período,

também poderiam ser

marcadas sessões extraordinárias.

“Com a redução

do período, naturalmente

vai se aumentar a quantidade

de sessões ordinárias

por ano. Hoje a Câmara

tem um recesso de 88 dias

e passaria para 31, assim

como todo trabalhador

que tem 30 dias de férias

a cada ano. A redução significará

uma medida de

justiça com a grande maioria

da população, especialmente

com a classe trabalhadora

que, efetivamente,

contribui com os impostos

que subsidiam servidores e

vereadores do legislativo”.

Além de atender as necessidades

do município,

com a redução do recesso

também reduziria a realização

de sessões extraordinárias,

o que evitará desgastes

entre o executivo e

o legislativo.

POLÊMICA – Além

da redução do recesso parlamentar,

a proposta também

propõe que o prefeito

possa convocar sessões

extraordinárias no recesso

de 31 dias. Atualmente,

somente a Mesa Diretora

e 1/4 dos vereadores podem

convocar uma sessão

extraordinária. “O que

propormos é exatamente

garantir a harmonia entre

os poderes e, consequentemente,

uma gestão municipal

sem conflitos e eficiente.

Importante ressaltar

que tal convocação só poderá

ocorrer no período do

recesso e em situações de

interesse público relevante”,

destacou Ciccone.

Para Paulo Ciccone,

com a alteração, o prefeito

não precisará recorrer

ao judiciário em caso de

negativa da Câmara em

realizar uma sessão extraordinária.

“Ao concedermos

essa prerrogativa

ao prefeito, em situações

de interesse público relevante

e definindo o prazo

limite para que se realize a

sessão extraordinária, estaremos

evitando conflitos e

desgastes entre o executivo

e o legislativo”.

Segundo Ciccone, essa

prerrogativa concedida ao

chefe do executivo já está

em vigor em diversos municípios,

como: Itatinga,

Lençóis Paulista, Ourinhos,

Piracicaba, Botucatu,

entre outros.

Ela firmou que a proposta

não interfere na separação

dos poderes. “Ao

propormos essa alteração,

muitos podem pensar em

uma ingerência entre o

legislativo e o executivo.

Porém, isso não é verdade,

pois o que buscamos é exatamente

garantir harmonia

entre os poderes. O presidente

pode solicitar sessões

extraordinárias na Câmara

Federal, o governador pode

fazer o mesmo na Assembleia

e porque o prefeito não

pode fazer o mesmo com a

Câmara Municipal?”.

Segundo a proposta, assim

que convocada, a Câmara

teria um prazo de três

dias para marcar a sessão

extraordinária.

Ainda segundo Paulo

Ciccone, o departamento

jurídico da Câmara

teria emitido um parecer

preliminar favorável a

tramitação da proposta.

A expectativa é que o

projeto seja votado neste

segundo semestre.

Assinam a proposta

de alteração a Lei Orgânica:

Fernando Trindade

Carrano (Loja Maçônica

Estrela de Avaré),

Juracy Rocha Cavini

(Loja Maçônica Phoenix

de Avaré), Danilo Heitor

Vieira Sorbo (Loja

Maçônica Fraternidade

Avareense), José Aparecido

Silva (Loja Maçônica

Fraternidade, União e

Justiça), Ronildo Aparecido

Simão (Loja Maçônica

Nazareth de Avaré)

e Marcos Benedito Ferrati

(Loja Maçônica Álvaro

Palmeira). Também

assinam o documento:

Silmara Rodrigues (Rotary

Club de Avaré Jurumirim),

Jorge Uebi Maluf

(Rotary Club Avaré), além

de Pedro Vitor Alarcão

Alves Fusco (presidente

da OAB/Avaré) e Carlos

de Petrini da Silva Coelho

(presidente da Area).


Página 4 A VOZ DO VALE De 7 a 13 de julho de 2019

Faculdade Eduvale e Nutrien Ag

Solutions realizam a 1ª Vitrine de Milho

A Faculdade Eduvale

e a multinacional Nutrien

Ag Solutions realizaram

a 1ª Vitrine de Milho de

Avaré no último dia 04.

Mais de cem produtores

rurais, engenheiros

agrônomos, empresários,

profissionais do agronegócio,

estudantes de ciências

agrárias e interessados

de Avaré e região se

reuniram na Fazenda Eduvale

e puderam conferir as

novidades para a Safra de

Inverno 2019/2020.

Os participantes aprenderam

sobre tecnologias

aplicadas em plantações

de milho, sorgo, trigo,

aveia, cevada e uma variedade

de capins em visitas

guiadas em 11 estantes.

Adubação, doenças,

pragas, melhoramento

genético, armazenamento

de sementes e grãos

úmidos também foram

alguns dos assuntos em

pauta durante as exposições

que também contaram

com demonstrativos

das melhores sementes e

defensivos. “Este evento

é uma oportunidade

para que os nossos alunos

e os produtores se

atualizem e saibam das

últimas novidades do

campo e de que maneira o

mercado está reagindo a

essas novas tecnologias”,

ressaltou o Dr. Marcio

Lanza, coordenador do

curso de Agronomia da

Faculdade Eduvale.

A 1ª Vitrine de Milho

contou com o apoio das

empresas Sementes Falcão,

Biomatrix, Brevant

Sementes, UtilMax, LA-

BORAGRO, Matsuda, Loveland,

Bayer, Ihara, UPL

e Unimaq John Deere.

Prefeito anuncia viaduto que interligará os

bairros Terras de São José e Brabância

Durante a inauguração

da pavimentação da Avenida

Santa Bárbara, que

dá acesso ao Terras de São

José, que ocorreu no dia 6

de julho, o prefeito Jô Silvestre

anunciou que um

viaduto será construído no

acesso ao bairro.

A obra, que ficará a

cargo da concessionária

responsável pela Rodovia

João Mellão (SP-255), foi

solicitada pelo executivo no

início da atual gestão. O viaduto

interligará o Terras de

São José a Brabância. Com

isso, o motorista não precisará

utilizar a rodovia para

ter acesso ao bairro.

O anunciou ocorreu

durante a inauguração da

pavimentação da Avenida

Santa Bárbara, principal

via de acesso ao Terras de

São José. O ex-deputado

federal Milton Monti, que

destinou recursos para o

empreendimento, também

acompanhou a solenidade.

A melhoria era uma reivindicação

dos moradores

e foi executada por meio

de convênio com o Ministério

das Cidades.

No mesmo dia, a Prefeitura

promoveu a solenidade

simbólica da

concessão do Horto Florestal.

A cessão foi assinada

em junho de 2018

pelo governo estadual.

O espaço é considera-

do uma importante área

de preservação ambiental.

Além do prefeito Jô Silvestre,

secretários, imprensa e

munícipes participaram do

ato. A solenidade contou,

ainda, com uma apresentação

da Banda Marcial Municipal

de Avaré.

TÚNEL – O Túnel

“Milton Monti”, transposição

da linha férrea na

extremidade da Rua Alagoas,

também foi entregue

pela municipalidade.

Além do prefeito, a solenidade

também contou

com a presença, a vice

Bruna Silvestre, vereadores,

secretários, representantes

de instituições do

município e população.

A obra homenageia o

pai do ex-deputado federal

de São Manuel, Milton

Monti. O parlamentar,

que teve papel decisivo

na conquista do recurso,

prestigiou o evento, juntamente

com familiares.

“É uma obra histórica

porque vai ligar vários

bairros. E também uma

forma de reconhecer tudo

aquilo que o deputado Milton

Monti já fez por Avaré”,

afirmou o prefeito.

Após agradecer ao chefe

do Executivo, Monti ressaltou

que a homenagem reforça

ainda mais seu compromisso

com a cidade.

QUIOSQUES – Os

novos quiosques da Praça

“Prefeito Romeu Bretas”

(Concha Acústica) também

foi inaugurado. Os

espaços foram remodelados

por meio de convênio

com o governo do Estado e

já abrigam lanchonete, café,

artesanato e o Posto de Informações

Turísticas (PIT).

Na sexta-feira, dia 5,

a Prefeitura também promoveu

uma série de inaugurações.

Uma das mais

aguardadas foi à entrega

do prédio do novo Pronto

Socorro Municipal.

Além de Jô, a inauguração

contou com a presença

da vice-prefeita, Bruna

Silvestre, de todo o secretariado,

inclusive de Roslindo

Machado, secretário

da Saúde, de vereadores

e de autoridades e alguns

populares. Informações

dão conta que a unidade

começará a atender os munícipes

nos próximos dias.

A atual administração

também promoveu a inauguração

da cobertura metálica

da Quadra Poliesportiva

da Vila Esperança e o anel

viário na Avenida “Tininho

Negrão”, que liga os bairros

Vila Jardim e Residencial

Água Branca II, obra essa

que é fruto de emenda do

deputado estadual Wellington

Moura. Também foram

inaugurados os novos sanitários

na Praça “Monsenhor

Celso Ferreira”, no Centro

Avareense de Integração

Cultural (CAIC). Com

acessibilidade, o espaço

vai atender frequentadores

do bosque, do Memorial

Djanira, da Biblioteca

Municipal “Francisco Rodrigues

dos Santos” e do

Museu Municipal.


De 7 a 13 de julho de 2019

A VOZ DO VALE

CLASSIFICADÃO

Página 5

CASAS

Vendo casa Sendo 2 suites, copa/

coz. 45 m² . Bairro Vila Operária,

Rua Luiz Carlos Montebugnoli

Chain nº 304 com monitoramento

. R$ 75.000,00 (só o terreno vale

isso) obg.: da financiamento - tratar

com Arthur - Tel.: 997282877

Imovel residencial\itai-ref.223 -

Sendo 02 suites e 01 dormitório

mais edicula completa, vagas 02

Vendo- Sitio 2 alqueires - casa

simples, ribeirão na divisa, bairro

Anhumas Arandu/SP R$ 230.000,00

- Imobiliaria Estancia Imoveis - Tel.:

14 3732-2766

Ref. 167: Jardim Europa I, A/T

833m2 + 360m2 área verde, R$

250.000,00 - Imobiliaria Estancia

carros, ótimo padrão de acabamento

e bairro com alto padrão

Tel.: 14-37612197-96218271-

98046319- creci:62650\sp

Casa na cidade, com 3 dormitórios

sendo 1 suíte, sala com 2 ambientes,

cozinha, banheiro social e garagem

para 2 carros. Edícula, com

1 quarto sala, cozinha, banheiro e

lavanderia. REF.740- Imobiliária

Avareense – 14 3732-4488.

Casa na cidade, com 5 suítes,

Imoveis - Tel.: 14 3732-2766

Reg. 266: SP 255 proximo

ao Castelinho A/T 2947m2 - R$

700.000,00 - Imobiliaria Estancia

Imoveis - Tel.: 14 3732-2766

Estância Parking, aluguel de

vagas para automóveis, na Rua

garagem para 2 carros, 2 sala,

cozinha, edícula com banheiro. –

R$660.000,00 - REF.471 – Imobiliária

Avareense – 14.3732-4488.

Casa na cidade, com 3 dorm,

sendo 1 suíte, sala, banh, copa-

-coz, lavanderia e garg p/ 1 carro.

REF.825 – Imobiliária Avareense

– 14 3732-4488.

Vendo ou troco casa no Bairro

Green Village - 315m² de construção,

com piscina e salão de

festas – Tel.: (14) 99679-5260

Goiás entre a Maranhão e a rua

Alagoas, somente mensalistas,

bem no centro da cidade, com toda

a infraestrutura necessária para

bem guardar seu carro, ambiente

filmado, com portão eletrônico, cobertura

para todos os carros e muito

mais. Valor R$ 350,00 por vaga

(ligue 99661.2766)

TERRENOS

Vende-se terreno no Costa

Azul I, proximo ao Camping – R$

60.000,00 – Tel.: 3731-1788 /

9.9645-9294

Terreno com 206,00m2 - próximo

ao conjunto habitacional do Plimec

- R$ 38.000,00. REF.846 – Imobiliária

Avareense – 14 3732-4488.

Lote na cidade, no bairro Jardim

Europa, com 402,00m2-

R$115.000,00 - REF.791– Imobiliária

Avareense – 14.3732-4488.

Lote na represa, com 752,50m2.

REF.849 – Imobiliária Avareense –

14.3732-4488.

Lote no Jardim Europa, com área

total de 420m2, com 12m2 de frente.

REF.778 – Imobiliária Avareense

– 14.3732-4488.

Vendo ou troco - Terreno no loteamento

Vereda do Sol, por terreno

na Brabância. Tratar: Lucia - tel.:

(14) 9.9800-3044

Porto Bello – Lote 6.000m² - próximo

a represa – R$ 240.000,00 –

aceito proposta – Tel.: 9.9788-8532

| 3731-0882

Loteamento Golf – vendo lote

900m² - R$ 45.000,00 – Tel.: 9.9788-

8532 | 3731-0882

Estribo – vendo lote 600m² - R$

45.000,00 – Tel.: 9.9788-8532 |

3731-0882

OUTROS

Vendo 608 metros de lenha

de eucalipto na pilha –

Tel.: (14) 99679-5260

Anuncie

Aqui!

Tel.: (14) 3733-6706

ÁREA RURAL

Chacara no Estribo com

1.580m2, casa com 3 dorm,

sendo 2 suites, varanda,

sla, coz, WC social - R$

350.000,00 – REF 856 –

Tel.: 14 3732-4488.

PM apreende adolescente de 14 anos

que teria participado de furto a loja

A Polícia Militar de

Avaré localizou, na terça-

-feira, dia 9 de julho, um

adolescente de 14 anos que

teria participado de um furto

a uma loja na Brabância,

em Avaré. O crime ocorreu

no sábado dia 6 de julho.

Segundo informações,

após receber informações

sobre uma pessoa que teria

praticado o furto, a Polícia

Militar esteve na casa do

adolescente, acusado de

participar do crime.

Na residência, localizada

na Vila Martins, os PMs

não encontraram o jovem.

A mãe informou que ele

havia saído. Ela reconheceu

o filho nas imagens da

câmera de segurança que

flagrou a ação dos jovens.

Diante do reconhecimento,

os policiais iniciaram

um patrulhamento e

localizaram J.A.F.B., de

14 anos, em uma praça

próximo a sua residência.

Inicialmente, o adolescente

negou o crime,

porém após visualizar as

imagens da câmera de

segurança, acabou confessando.

Ele entregou

as roupas que ele vestia

no dia do furto e informou

o nome dos outros

dois menores que teriam

participado do crime.

Segundo ele, um dos

comparsas residia nas proximidades

do Jardim Califórnia.

A PM foi até o

local, porém o adolescente

não foi localizado.

Tanto o menor de 14

anos como sua mãe foram

encaminhados ao Plantão

Policial. O delegado tomou

ciência do fato, colheu

os dados e apreendeu

as roupas utilizadas. O

adolescente foi liberado e

vai aguardar a conclusão

da investigação.

Além da loja na Brabância,

ele teria participado

de um furto a uma Clínica

Veterinária localizada

na região do Largo Santa

Cruz. Informações dão

conta que foram furtados

cerca de R$ 10 mil em remédios

e um notebook.

IMAGENS - As imagens

do furto estariam

ajudando a PM a localizar

os envolvidos.

Nas imagens é possível

ver um jovem parado no

meio da rua. Momento

depois aparece outro rapaz

que corre e chuta a porta

de vidro. Com a ajuda do

comparsa eles conseguem

quebrar a porta. Um deles

entra na loja e furta varias

roupas. Em seguida eles

fogem do local.

Segundo a Polícia, a loja

foi furtada pela segunda vez

em menos de um mês.

Abandono de emprego

Sr. Fernando Teobaldo Barros - CTPS 89004/00260/SP

Tendo Vossa Senhoria deixado de comparecer ao trabalho desde

01/06/2019 (primeiro de junho de dois mil e dezenove) sem apresentar

qualquer justificativa, após as tentativas de localizações para comparecimento

ao trabalho pelos Correios, de 18 de junho de 2019, e publicação

por edital de 06/07/2019, vimos pela presente, cientificá-lo de que lhe fica

consignado o prazo de 02 (dois) dias, a contar desta publicação, para que

justifique o motivo que impede seu comparecimento. Caso contrário, será despedido

por justa causa, por abandono de emprego, nos termos do art. 482,

inciso I, da CLT. Caso em que aguardamos seu comparecimento para entrega

da CTPS, para as devidas anotações, e recebimento das verbas rescisórias.

Avaré, 13 de Julho de 2019

Lavanderia ASPH Ltda.

CNPJ: 11.252.888/0001-76

OS MeLHOReS iMÓVeiS À VenDA

iMÓVeL cOMeRciAL – PONTO PRIVILEGIADO

– CONFLUÊNCIA DAS RUAS SANTA CATARINA

COM LINEU PRESTES – ÁREA TERRITORIAL

755,20 M2 – ÁREA CONSTRUÍDA 273,00 M2 -

BARRAcÃO- BAIRRO DO BRAZ II- AREA TERRI-

TORIAL 324 M2 – ÁREA CONSTRUÍDA 216,00 M2

– COM ESCRITÓRIO E SANITÁRIOS - TeRRenO

600 M2 – RUA RIO GRANDE DO SUL – EXCE-

LENTE FLUXO DE TRANSITO – 400 METROS DO

CENTRO ADMINISTRATIVO - APTOS COM DOIS

QUARTOS – SALA – COZINHA – BANHEIRO-

ÁREA DE SERVIÇO E GARAGEM – TREZENTOS

METROS DO LARGO SÃO JOÃO – PRÉDiO cO-

MeRciAL AVENIDA NOVA AVARÉ DESTINADO A

MOTEL – TRÊS cASAS CONSTRUÍDAS EM UM

MESMO TERRENO – RUA ACRE – 14/22- PRÉDiO

SiTuADO nA RuA eDuARDO VicenTini – TER-

RENO 850,00 M2 – GARAGEM PARA 4 CARROS

EM COBERTA E MAIS TRÊS SEM COBERTA.

QUATRO SUÍTES – SALA – SALA DE JANTAR –

COZINHA AMPLA – COPA - DISPENSA – ESPA-

ÇOSA ÁREA COBERTA COM CHURRASQUEIRA

E PISCINA - NÍVEL DE ACABAMENTO MÉDIO –

LOTe De TeRRenO – Chácara Santa Cecilia – Lote

17 – 354,77 m2 - BARRAcÃO – Rua Horácio Dias

Batista nº 375 com 84 m2 - SiTiO - 7,8 alqueires –

Ponte Alta - FAZenDA – próxima da Castelo Branco

– 60 alqueires – SiTiO – 10 alqueires – próximo

a rodovia João Mellão - 80.000,00 metros – Terras

de São José - cASA De ALTO PADRÃO – Green

Village - cHÁcARA BeiRA DA RePReSA

Alugo – Prédio a 50 metros do largo São João -

236,80 m2 – cHÁcARA 1,5 ALQUEIRES COM

CASA SEDE E COCHEIRAS – cHÁcARA ROYAL

PARQUE COM CASA SEDE E DE EMPREGADO.

Tel.: (14) 99747-7474


Página 6 A VOZ DO VALE De 7 a 13 de julho de 2019

Alunos do curso de Serviço Social da

UniFSP promove projeto na Fundação Casa

Alunos do curso de

Serviço Social do Centro

Universitário Sudoeste

Paulista – UniFSP promoveram,

no dia 4 de julho,

na Fundação Casa Feminina

“Anita Garibaldi”, de

Um homem de 41 anos

ficou gravemente ferido

depois que foi atropelado

por um carro no Anel Viário

que liga a Vila Esperança

ao Nova Água Branca,

em Avaré. O acidente foi

registrado na terça-feira,

dia 9 de julho.

Devido aos graves ferimentos,

ele passou por

uma cirurgia e segue em

recuperação na Santa Casa

de Misericórdia. Informações

dão conta que seu es-

Cerqueira César, o Projeto

Itinerante, com a oficina

"Humanos de Direitos".

Com a supervisão da

Professora Nathalia Carriel,

as alunas Ana Carolina

Nogueira (8° termo),

Vanessa Prestia (8° termo),

Jéssica Borges (2°

termo) e Mariane Bergamo

(2°termo) ministraram

a oficina socioeducativa às

adolescentes que cumprem

medida socioeducativa de

restrição de liberdade.

Foram discutidas, forma

lúdica, os Direitos Humanos,

sua importância

para o Estado Democrático

de Direito e as circunstâncias

que os violam.

O Projeto de Extensão

Universitária Serviço Social

Itinerante da UniFSP,

objetiva, sobretudo, ofertar

à comunidade de Avaré e

região importantes informações

que se relacionam

com o pleno exercício da cidadania.

Os estudantes de

Serviço Social da UniFSP

agradeceram a equipe técnica

e educacional da Fundação

Casa Feminina Anita

Garibaldi pela parceria.

Homem atropelado em Anel Viário se recupera após cirurgia

tado de saúde é estável.

A via foi inaugurada

na sexta-feira, dia 5 de

julho, pelo prefeito Jô

Silvestre. Um internauta

postou uma mensagem

sobre o caso. O munícipe

C.G., destacou em sua

postagem que o anel viário

teria sido inaugurado sem

iluminação e sinalização.

“Acaba de acontecer

um atropelamento com

um senhor que empurrava

seu carrinho de reciclagem,

pois o escuro (a

escuridão) é tamanho que

na curva o motorista não

o viu... bom inaugurar

sem iluminação, sem uma

sinalização nas curvas”.

O munícipe alerta que

outros acidentes podem

ocorrer no local. “Infelizmente

esse pode ser o

primeiro de muitos atropelamentos.

Lamentável. A

população espera que seja

tomada providência sobre

o tal anel viário”.

SEM ILUMINAÇÃO

– Munícipes que utilizam

a via reclamam da falta

de iluminação e de sinalização.

“Aquele pedaço

é um perigo. Não apenas

por culpa do prefeito e sim

pela imprudência motoristas

que correm demais,

pois sabem que está escuro

e sem calçada e eles poderiam

correr menos”, publicou

a internauta J.P.

Já S.M. revelou que

quase se envolveu em um

acidente no mesmo local.

“Também acho muito perigoso

aquele pedaço. Eu

também quase atropelei

umas pessoas que ali passavam,

pois não tem iluminação

e as pessoas andam

na beirinha e é muito perigoso.

Mais devido o lugar

não ter iluminação acho que

nós motoristas devemos tomar

cuidado e ficar atentos

para não acontecer o pior”.

O munícipe R.K.A. criticou

a inauguração da via

sem iluminação e sinalização.

“Aquilo não tem nada

de anel viário. Foi uma

rua que foi aberta igual a

qualquer outra na cidade.

É obrigação do prefeito

entregar obras com infraestrutura:

calçada, sinalização

e iluminação”.

Mulheres temem a falta de

iluminação, não somente

devido a acidentes, mas de

perigo com pessoas que podem

praticar crimes, como

furtos, roubos e estupros.

Morre homem que foi espancado em Avaré

Confusão na identificação do homem agredido poderá gerar uma ação contra o estado

Márcio Rogério da Silva

morreu, na sexta-feira,

dia 12 de julho, na Santa

Casa de Misericórdia de

Avaré. Ele estava internado

desde o dia 9 de julho,

data em que foi espancado.

O agressor, J.H.M.C.,

foi preso e responderá

por homicídio.

Segundo informações,

a Polícia Militar foi informada

com um homem estava

sendo espancado. Os

PMs compareceram ao

local e flagraram J., com

passagem criminal por

furto, agredindo a chutes

e ponta pés o Márcio, que

estava ao solo.

Ao perceber a presença

policial, o agressor se

afastou da vítima e tentou

fugir, mas foi capturado.

J. informou que

agrediu Márcio após uma

discussão, pois a vítima

teria lhe xingado, acusando-o

de ser "Jack" (estuprador)

o que motivou em

querer matar o homem.

A vítima foi socorrida

pelo Samu até o Pronto

Socorro Municipal em

estado gravíssimo, inconsciente,

com inúmeros

ferimentos na cabeça

e no rosto, sendo constatado

traumatismo craniano,

ficando sob os cuidados

médicos. Márcio

acabou não resistindo aos

ferimentos e morreu.

Diante dos fatos, foi

dada voz de prisão em

flagrante ao autor do crime,

conduzindo ele até

o Plantão Policial onde

permanece preso. Inicialmente

ele responderia por

tentativa de homicídio,

porém, com a morte de

Márcio, o agressor deverá

responder por homicídio.

IDENTIFICAÇÃO –

O A Voz do Vale apurou

que a falha na identificação

do homem agredido

poderá gerar uma ação judicial

contra o estado. Inicialmente

houve o registro

que uma pessoa conhecida

na cidade como “Sandrão”

é que tinha sido agredido.

Porém, acabou se verificando

que o homem

agredido foi Márcio Rogério

da Silva. Segundo

consta, ao verificar a situação

grave da vítima, os

policiais que atenderam

a ocorrência acionaram o

Samu. Ele foi transferido ao

PS em estado gravíssimo.

Informações dão conta

ainda que a identificação

do agredido teria sido fornecido

por funcionários do

Pronto Socorro e esses dados

acabaram sendo incluídos

no boletim de ocorrência.

Diante da confusão,

foi elaborado um boletim

de ocorrência complementar

com o nome do

homem que realmente

foi agredido. “Sandrão”

concedeu uma entrevista

a uma rádio da cidade lamentando

o caso.


De 7 a 13 de julho de 2019

A Voz do Vale

Tribunal de Contas nega

recurso e mantém multa a ex-prefeito

O Tribunal de Contas

do Estado de São Paulo

(TCE/SP) negou o recurso

e manteve a multa aplicada

ao ex-prefeito de Avaré,

Joselyr Benedito Silvestre,

pai do atual chefe

do executivo, Jô Silvestre.

Joselyr foi multado

após o TCE ter encontrado

irregularidades da licitação

promovida por aquela

Prefeitura em 2008, para

a construção da fundação

de uma escola de ensino

fundamental na Avenida

Major Rangel, próximo

ao Horto Florestal.

O contrato foi firmado

com a Construtora Mahid

Ltda. no valor de mais de

R$ 45 mil. Os conselheiros

do Tribunal de Contas encontraram

diversas irregularidades,

como: ausência

de comprovação de envio

de convite a 3 empresas,

uma vez que a firma Engelétrica

Construções formalizou

desistência em participar

antes mesmo do dia

da entrega dos envelopes,

restando apenas 2 convidadas;

falta de projeto

básico, planilha de quantitativos

e orçamento estimativo

da obra completa,

a fim de comprovar que o

valor de todas as etapas da

edificação não ultrapassaria

o limite da modalidade

convite; falta de justificativa

para a celebração dos

termos aditivos e falta de

elaboração do cadastro dos

responsáveis e dos termos

de ciência e notificação.

Inconformado com a decisão,

Joselyr Silvestre recorreu,

destacando que “a

Prefeitura sempre busca o

atendimento aos princípios

da legalidade, impessoalidade,

moralidade, publicidade

e eficiência; as falhas

não acarretaram prejuízo

à administração ou aos licitantes

e que mesmo nas

aquisições por dispensa ou

inexigibilidade, buscou-se

o atendimento do interesse

público, agiu-se com boa-

-fé, decidindo-se segundo

os critérios de conveniência

e oportunidade, que

compõem o ato administrativo

discricionário.

Em seu despacho, o

conselheiro do TCE, Robson

Marinho destacou que

a Prefeitura teria informado

que a obra custaria cerca

de R$ 150 mil, porém,

“há fortes indícios de que

o total da obra tenha excedido

esse valor, pois somente

com a Construtora Mahid

Ltda., contratada para a execução

do objeto em exame

pelo valor de R$ 45.143,43,

também foi firmado, na

mesma data, outro contrato,

com objeto idêntico, no valor

de R$ 99.055,66”.

FRACIONAMENTO

- Para o TCE, “há indícios

de fracionamento da obra

total em partes, adotando-

-se, para cada uma delas,

modalidade licitatória inadequada.

Também restou

comprometido o cumprimento

da Lei de Licitações,

que exige o mínimo de 3

convidados pela unidade

administrativa para licitações

na modalidade convite.

Se, no caso em exame, uma

das convidadas formalizou

desinteresse em participar,

a administração já tinha ciência,

antes da data da entrega

dos envelopes, de que

haviam restado somente

2 convidadas. Na prática,

de fato, a competitividade

restou prejudicada, com a

participação de somente

uma proponente, vencedora

do certame”.

Ainda segundo o conselheiro,

a primeira etapa

da obra tinha 2 meses de

prazo, porém, “os termos

aditivos, que prorrogaram

por mais 6 meses o prazo

de execução contratual inicialmente

previsto para encerrar

em 2 meses, além de

já estarem maculados em

decorrência do princípio

da acessoriedade, também

não contaram com justificativas

plausíveis”.

Outras falhas, tais como

ausência de termos de ciência

e notificação ou cadastro

dos responsáveis,

contribuem para o juízo

de irregularidade. “Diante

do exposto, voto pelo não

provimento do recurso”.As

irregularidades encontradas

serão encaminhadas ao

Ministério Público e a Câmara

Municipal de Avaré.

Teatro Municipal deverá ser

transformado em uma Pinacoteca

A casa das companhias

teatrais não deverá mais

receber peças. Segundo informações

da Prefeitura, o

Teatro Municipal Octávio

Morales Moreno, de Avaré,

deverá ser transformado

em uma Pinacoteca.

A nota da Prefeitura foi

enviada a TV Tem, após a

emissora abordar a insatisfação

das companhias

teatrais com o prédio, que

está desde 2012 fechado

para reforma. Em nota, a

Prefeitura de Avaré disse

que uma placa que cita a

reforma em dezembro de

2012 trata-se de um projeto

da gestão da época, que

não foi concluído.

Informou que com as

observações apontadas

por vistorias do Corpo de

Bombeiros, o local passaria

de 220 lugares para menor

de 100 e que o palco do

auditório Elias de Almeida

Ward, que tem capacidade

para 220 lugares, atende as

demandas de espetáculos

teatrais na cidade.

O executivo revelou

que a área desativada do

Teatro Municipal deve

ser adequada até o primeiro

semestre de 2020

para a implantação de

uma pinacoteca.

Sobre os espaços aos

grupos teatrais, a Prefeitura

afirmou que faz

estudos para adaptar o

prédio que abrigava a

Reciclarte, que faz parte

do Centro Cultural.

FECHADO – O Teatro

Municipal Octávio Morales

Moreno está fechado

desde 2012. O prédio foi

interditado para passar por

adequações que precisavam

ser feitas por questões

de segurança, exigidas

pelo Corpo de Bombeiros.

Atualmente, o local

apresenta vidro quebrado,

chão sem piso e telhado

sem forro. A comerciante

Linea Bricoletti dos

Santos conhece a história

do local, já que ela participou

da cerimônia de

inauguração em 1996 e

lembra das apresentações

que o teatro recebeu.

“Teve a inauguração, o

concerto de um pianista famoso

da cidade. Eu assisti

ao show, em contrapartida

teve uma exposição de

pintura que também participei”,

lembra Linea em

entrevista a TV Tem.

Fellipe Diego e o Rafael

Montanha são atores

e atualmente eles

ensaiam no anfiteatro do

Centro Cultural Ester Pires

Novaes, que também

é da Prefeitura, mas afirmam

que sentem falta da

boa estrutura do teatro.

“Em Avaré existiam

várias companhias ativas,

formadas dentro de escolas

que desenvolviam o

trabalho dentro do Teatro

Municipal em outros momentos.

Hoje em dia por

descaso e crença de que o

Centro Cultural pode suprir

a falta do teatro, vemos

o teatro nesta situação”,

afirma Fellipe.

“No teatro municipal

tem a acústica correta, coxia,

cortina, camarim, saguão

e existe todo o suporte

que uma peça de teatro

precisa. O Centro Cultural

tem salas, um grande auditório

que não supre a necessidade.

Não é a mesma

coisa”, completou.

Em julho de 2016, ou

seja, há 3 anos, a Prefeitura

iniciou a obra, que previa

a troca das telhas atuais

por telhas termoacústicas,

além de calhas e rufos que

também serão substituídos.

O projeto contemplava

ainda a pintura

com tinta retardante de

fogo, reformas gerais

nos banheiros, construção

de dois banheiros

com acessibilidade (um

no camarim e outro no

saguão), colocação de

plataforma eletrônica de

acessibilidade ao lado do

palco (igual a já instalada

no Centro Cultural), troca

dos pisos de todo o teatro,

troca do forro do auditório

por gesso acartonado,

construção de rampas de

acessibilidade na entrada

do teatro e entrada dos

camarins e troca de todo

encanamento de água pluvial

e adequação final do

projeto contra incêndio.

Porém, as obras não

foram concluídas e não

deverão ter continuidade.

Agora a Prefeitura deverá

adequar o local para receber

a pinacoteca.

Página 7

“PONTO DE VISTA”

de amigos e colaboradores

(por: Carlos Cam | E-mail: avozdarepresacam@gmail.com)

TEXTOS INTERESSANTES Nº 035/2019

BRIGAS POLÍTICAS E PÉSSIMAS

ATUAÇÕES DE SECRETÁRIOS MUNICIPAIS

ESTÃO PREJUDICANDO O MUNICÍPIO

[Costa Azul e Região da Represa se sentem diretamente penalizados

em decorrência da omissão do Poder Público; literalmente

falando.]

Na última edição do A VOZ DO VALE em sua página 2, o polivalente

e consagrado jornalista, editorialista, cronista, articulista, ensaísta e

outros “istas” José Carlos Santos Peres publicou sua opinião com o

título “O TEMPO É AGORA”, alertando que “a temporada do aguaceiro

já se foi, oportunidade para os gestores de cidades ativarem os

mecanismos de prevenção, para não serem surpreendidos quando o

ciclo hídrico, lá pelo mês de outubro, reiniciar”.

(.......)

Já na página 8, com o título “MUNÍCIPES PEDEM FIM DE ‘BRIGAS’

ENTRE PREFEITURA E CÂMARA” o redator do jornal escreveu:

“As constantes desavenças entre o prefeito Jô Silvestre e os vereadores

oposicionistas a atual administração vem gerando insatisfação

por parte de munícipes que estão se manifestando em redes sociais”.

Dentre os incontáveis “destemperos verbais” praticados entre as

partes, desta feita foi em razão de o parlamentar do

PSDB “Toninho da Lorsa” ter afirmado que o asfalto da Avenida

Santa Bárbara, recentemente pavimentada no Terras de São José,

estava esfarelando.

(.......)

Pegando um gancho na opinião do grande Zé Carlos de que neste

tempo de estiagem SERIA BOM para os municípios colocarem

a “casa em ordem” e realizarem os trabalhos inadiáveis de prevenção

às enchentes, tenho comigo que TAMBÉM, dentro da mesma

lógica, SERIA BOM para Avaré se a Prefeitura e Câmara aproveitassem

esta “estiagem” Parlamentar com o recesso da Casa de

Leis devido as “férias” de Julho; quando as votações de Proposituras

de iniciativa do Executivo não estão sendo apreciadas para

“fumarem” o cachimbo da paz; onde cada parte deverá ceder um

pouco, dentro dos limites da razão.

EM SENDO DESTA FORMA, GANHAMOS TODOS: Executivo,

Legislativo e, principalmente o Município que não verá projetos de

seu interesse sendo deixado de lado [muitas vezes rejeitados] por

divergências políticas.

E aqui vale também esclarecer que muitas das reivindicações de

benefícios solicitadas para o Costa Azul, quase sempre são relegadas

a segundo plano, justo quando nascem através de Proposituras

de Vereadores em razão desta animosidade reinante, contudo,

com um agravante: Secretários Municipais também têm interferido

negativamente para a não concretização dessas imprescindíveis

benfeitorias aguardadas pela Comunidade Costazulense. LAMEN-

TÁVEL!!!

====================

RENOVAR O QUADRO FUNCIONAL PARA TENTAR

REVERTER O PLACAR NEGATIVO DA OPINIÃO

PÚBLICA

[A Região da Represa não pode ser constantemente punida

em face da ignorância de Secretários Municipais ou de suas

pífias atuações dentro deste governo.]

O prefeito Jô Silvestre pode pagar um altíssimo preço político por

bancar ações ineficazes de alguns secretários despreparados que

nomeou quando montou sua equipe de trabalho.

Os comentários são aqueles de que pode até existir um governo

bem-intencionado, esforçado, “atolado até o pescoço” em um universo

de idéias inovadoras, mas que não faz, não dá segmento a

seus projetos e propostas porque não sabe como, mesmo porque

não tem verba disponível.

Alie-se a tudo isso o fato de o desgaste político estar sendo ainda

mais intenso com essa lavagem de roupa suja verificadas nas

redes sociais entre Prefeito e Secretários contra a Imprensa e Munícipes,

assim como as brigas internas entre Secretários nomeados,

passando pelas “intrigas de bastidor” onde se nota a ação

de Secretários criticando Vereadores da oposição; até alguns da

própria situação; e vice-versa, culminando com a batalha semanal

na Câmara quando legisladores situacionistas e oposicionistas,

costumam “digladiarem” em Plenário.

O saudoso prefeito Fernando Cruz Pimentel (24-05-1927/02-01-

2017) sempre dizia que a vantagem de estar “fora da política”, era

a de poder enxergar o drama com outra lente, menos embaraçada

e de mais longo alcance; principalmente quando lhe passavam que

o assunto se tratava de divergências política-partidárias e ideológicas

--de ‘picuinhas’ internas ou de brigas com Vereadores.

Dr. Fernando, com a vasta experiência administrativa adquirida

durante três Mandatos à frente do Executivo Municipal [governou

Avaré por 14 anos: de 1969/72, de 1977/82 e de 1989/92], destacava

que “a bolha do poder faz como que o núcleo do mando fique

distante da realidade. Quem está dentro do centro decisório, não

vê com nitidez o que está acontecendo fora”. O eco das ruas, como

gostava de enfatizar, (quase) sempre chega filtrado aos ouvidos

do Prefeito, [principalmente quando vindo através de suspeitos

funcionários informantes e/ou trazidos até o Gabinete por pessoas

maledicentes --um tipo de “aspone”-- ocupando cargo nomeado], o

que impossibilita de não ver que seu governo está ficando inoperante

cada dia mais.

Ainda dissertava que: “a oportunidade de iniciar a inversão do

sinal é a reforma do Secretariado, com escolhas menos emocionais

e mais racionais. E com uma boa dieta de contratações; que

se comece ai o enxugamento da máquina administrativa; seguido

do comedimento com gastos em festanças, da punição exemplar

da corrupção verdadeiramente constatada e o imediato afastamento

dos envolvidos, e, de forma efetiva, administrar por prioridades,

designando para o comando alguém com comprovada capacidade

técnica, uma espécie de GERENTE DE CIDADE, delegando poderes

e cobrando resultados”.

Vale ressaltar que o artigo acima foi assinado por Carlos Cam, o

qual, em muito, pode refletir o momento vivido, mesmo que involuntário,

pelo governo Jô Silvestre. Se o alcaide quiser, ainda pode mudar

o rumo do barco neste “restinho” de mandato (16 meses - Julho 2019/

Outubro 2020) antes de um possível “naufrágio eleitoral”; isso caso

não realize a indispensável reformulação do Secretariado.

[OBS: Por questão de justiça, deve-se destacar que a nomeação

do novo Secretário Municipal de Relações Institucionais

Pedro Paulo Botafogo Dantas Junior; SE, com autoridade e

dentro de um campo de atuação amplo e pré estabelecido

(vide sugestão de Decreto); já pode ser considerado o primeiro

passo dentro dos ensinamentos do Prefeito dos Prefeitos;

o inesquecível avareense Fernando Cruz Pimentel.]

[OBS 2: Só esperamos que o Prefeito Jô tenha acertado no

nome desta vez e que esta indicação tenha ocorrido essencialmente

em cima da capacidade administrativa e conhecimento

técnico de profissional valorizado dentro de sua área de atuação,

e não em decorrência de eventuais acordos políticos,

como muitas vezes se têm notícias.]

COLABORADORES DESTA PÁGINA:

BETO - Costa Azul Imóveis - (99707-9892) | PATRÍCIA - Mercadinho RPL/Quiosque

Bar e Lanchonete [Costa Azul] - (99763-1660) | EDY - Serviços Gerais - Pequenos

Reparos e Pinturas- [Instalador de Antena - Receptor Digital em Itai e região da Represa]

- (99753-2130) | MAURÍCIO - Depósito de Construção Costa Azul - (99889-3762) |

WALTER - Construção e Reforma - Serviços de Pedreiro, Encanador e Pintura em Geral

- (99878-5083) | WILLIAN - Ponto do Gás [Atendimento Provisório] - (99833-1660) | LUIZ

- Antenas em Geral - Telefonia - Câmera [Costa Azul e Região] - (99706-5969) | ONOFRE

- Panificadora e Mini Mercado JJM - [Costa Azul] - (3731-7568) | DANIELLE - Contrucci

Viagens e Turismo - Revendedora Autorizada CVC - (011- 4563-5666)


Página 8 A Voz do Vale De 7 a 13 de julho de 2019

Arandu segue Avaré de perto nos Jogos Regionais

O município de Arandu

vem seguindo de perto a

cidade de Avaré nos 63º Jogos

Regionais de Sorocaba.

Os avareenses ocupam a 17ª

colocação na competição

com 24 pontos, enquanto

Arandu tem a 18ª posição

com 19 pontos, ou seja,

apenas 5 pontos separam

cada delegação.

Os avareenses vêm obtendo

bons resultados, principalmente

nas modalidades

individuais. A equipe

de Natação conquistou 10

medalhas no total. A equipe

masculina terminou a competição

regional na terceira

colocação, resultado inédito.

Já a equipe feminina ficou

com a quarta posição no

geral. A natação é comandada

pelo professor Sandro de

Oliveira Cunha.

ATLETISMO - Competidores

do atletismo paraolímpico

de Avaré conquistaram

7 medalhas nos

Jogos Regionais.

As medalhas foram

conquistadas por: Jéssica

Luzia de Oliveira, que foi

ouro nos 100, 200 e 400

metros rasos. Já Washington

Luiz Justino garantiu

ouro nos 100 e 200 metros

além do bronze nos 400

metros. Roger Vieira dos

Santos, por sua vez, foi

prata nos 100 metros.

A atleta Tainá Dantas Lopes

conquistou a medalha de

bronze no salto em altura.

Uma criança de 5 anos

foi salva por policiais militares

no dia 6 de julho, em

Avaré. A menina estava

com dificuldades em respirar

e foi salva pelos PMs

da 1ª Companhia.

Segundo a mãe, Elisângela

Santos , a filha sofre

com a epilepsia e amanheceu

com uma crise. A criança

também tem síndrome

de Down. “Ela nasceu com

epilepsia e desde que nasceu

ela tem crises. Na manhã do

sábado (dia 6) a gente amanheceu

com ela em crise e

levamos ela ao Pronto Socorro.

Fizeram um raio-x

dela, medicaram e a gente

veio embora, porque a crise

dela sempre foi rápida”.

JUDÔ – Até quinta-

-feira, dia 11, o Judô avareense

havia conquistado

7 medalhas. As equipes

masculina e feminina ficaram

com o bronze.

A equipe feminina também

conquistou excelentes

resultados individuais, sendo:

Francyne Pedroso (Prata),

Elaine Barbosa (Bronze),

Letícia Oliveira (Prata) e Joice

Oliveira que foi Bronze

nas categorias Meio Pesada

e Absoluto. O resultado individual

do judô masculino

não havia sido divulgado até

a sexta-feira, dia 12.

HANDEBOL – As

equipes de handebol também

fizeram bonito nos

regionais. A equipe masculina

ficou com o bronze

após derrotar o time de

Pariquera-Açú por 24 a 17.

O time feminino também

conquistou o bronze enfrentando

a equipe de Pariquera-

-Açú pelo placar de 28 a 8.

OUTRAS MODALI-

DADES – Avaré também

disputou os Jogos Regionais

em outras categorias obtendo

os seguintes resultados:

Karatê Feminino (6º lugar),

Karatê Masculino (7º

lugar), Futsal Feminino (4º

lugar), Basquete Masculino

(6º lugar). As demais

modalidades não ficaram

entre as 8 melhores.

O secretário Léo Ripoli

parabenizou a todos

os atletas, bem como aos

professores, devido o “empenho

de todos que tanto

trabalham não só por resultados,

mas sim pela formação

e caráter das crianças

e jovens de Avaré”.

Quanto aos funcionários,

cozinheiras e comissão

da Seme, o secretário

destacou o carinho pelo

trabalho, “já que não é fácil

ficarem longe dos familiares,

filhos e amigos por

vários dias, mas mesmo

assim, a cada dia seguem

firmes procurando o melhor

atendimento aos professores

e atletas”.Finalizando,

Léo agradeceu ao

prefeito Jô Silvestre pela

confiança e apoio ao esporte

avareense.

“Devo a vida da Marya aos

policiais militares”, agradece mãe

Ela relatou que quando

chegaram em casa, à

pequena Marya teve uma

nova crise, agora com mais

intensidade. “Quando a

gente chegou em casa, depois

de meia hora, ela teve

outra crise, agora mais forte

e ela ficou em uma situação

muito grave e eu não

ia conseguir dirigir até o

Pronto Socorro”.

“Meu marido estava desesperado

segurando ela

no colo e a gente parou na

1ª Companhia, pois não

ia dar tempo de chamar

o Samu e os Bombeiros.

Pedi ajuda aos policiais

e vieram vários ajudar a

gente e eles não pensaram

duas vezes”, completa

Elisângela falou da presteza

dos policiais no atendimento

a filha. “Pegaram

a Maria, colocaram dentro

da viatura e foram ao Pronto

Socorro. Essa ajuda foi muito

importante, pois não ia

dar tempo da gente chegar

ao PS devido o desespero

que a gente tava”.

Ela agradeceu aos policiais

militares pela ajuda.

“A ajuda da polícia

foi muito importante e eu

agradeço de coração, pois

o único bem que a gente

tem são os filhos e graças a

Deus agora está tudo bem”.

Participaram do salvamento

da criança os policiais

militares: Sargento Telmo

e o Soldado Anderson.

More magazines by this user