Jornal do Rebouças - Edição 54 - Julho/2019

jornaldoreboucas

Jornal do Rebouças - Edição 54 - Julho/2019

2

Mesmo com as férias escolares

previstas para esse

período, o mês de julho

não significa uma pausa

nas comemorações. Desde o Dia da

Vacina BCG até o nascimento de Mario

Quintana, há muito o que se celebrar

no sétimo mês do ano.

Duas datas remetem ao meio ambiente:

12 de julho é Dia do Engenheiro

Florestal, profissional responsável

por apresentar estratégias para que as

florestas sejam exploradas de forma

JULHO

sustentável; e 17 de julho é a data dedicada

ao Protetor de Florestas, desde o

lendário Curupira até os ambientalistas

que hoje se preocupam com a preservação.

Em 1969, mais especificamente no

dia 20 de julho, a Apolo 11 chegava à

Lua, uma das empreitadas mais ousadas

da humanidade. O dia 20 também

é Dia Internacional da Amizade, estabelecido

pela ONU para divulgar a

cultura de paz e não violência.•

Julho/2019

www.jornaldoreboucas.com.br

Fatos Curiosos e aleatórios

relacionados com o mês de julho

1

Originalmente, na época em que o Império Romano dominava boa parte do mundo, o

mês de julho se chamava Quintilis — que significa “quinto” —, uma vez que esse era o

5º mês do ano no calendário que era usado então.

2

O nome mudou de Quintilis para julho por causa do político e líder militar Júlio César.

A decisão foi decretada pelo Senado no ano 46 a.C., quando o general romano reorganizou

o calendário — e porque esse era o mês de nascimento do figurão.

3

Como você sabe (e deve sentir na pele, dependendo da região do país onde você

reside), o mês de julho é, em média, o mais frio do ano no Hemisfério Sul — e o mais

quente no Hemisfério Norte.

4

Algumas pessoas famosas que nasceram no mês de julho — além de Júlio César —

são Alexandre, o Grande, Alexandre Dumas, Angela Merkel, Dalai Lama, Ernest Hemingway,

Franz Kafka, Frida Kahlo, Harrison Ford, Henry Ford, J. K. Rowling, Nelson

Mandela, Princesa Diana, Rembrandt, Robin Williams, Simón Bolívar, Sylvester Stallone e

Tom Hanks.

5

Falando em aniversários, para aqueles que se ligam em astrologia e horóscopos, os

signos do zodíaco das pessoas que nascem em julho são Câncer (de 21 de junho a 22

de julho) e Leão (de 23 de julho a 22 de agosto).

6

Ademais do famoso dia 4 de Julho, quando os EUA celebram a sua Independência,

outras celebrações importantes que rolam neste mês é o Dia da Bastilha, na França,

em 14 de julho, e o Dia Nacional do Canadá, em 1º de julho, que celebra a data da

unificação das três províncias coloniais (Canadá, Nova Escócia e Nova Brunswick) em um

único domínio dentro do Império Britânico.

7

Sabia que o primeiro teste nuclear da História aconteceu no mês de julho? A data foi

dia 16, o ano, 1945, e a detonação do artefato aconteceu em Alamogordo, no Novo

México.

8

Sabia que os dias 1º de abril e 1º de julho de um mesmo ano sempre caem no mesmo

dia da semana? Isso ocorre por conta da quantidade de dias que existem entre as duas

datas — que somam 91. Esse número, por sua vez é múltiplo de 7 e equivale aos dias

da semana e, sendo assim, sempre vai rolar uma padronização entre as duas datas.•

EXPEDIENTE

Jornal do Rebouças

Razão social: Alessandro Dionisio Pereira Santi

CNPJ: 20.860.658/0001-80

Diretor/Jornalista: Alessandro Santi

Diretoria Comercial: Sirlei Krasinski

F: 41 3333-2762 | 98512-6358

contato@jornaldoreboucas.com.br

www.jornaldoreboucas.com.br

As matérias assinadas bem como o conteúdo publicitário são de responsabilidade de seus autores.


Com muitos equipamentos esportivos, a Praça Afonso Botelho, conhecida também

como Praça do Atlético, pode ser frequentada de dia e à noite. A Prefeitura refez toda

a iluminação do local.

A rede de fiação subterrânea foi consertada e 41 luminárias passaram por revisão e

troca das lâmpadas queimadas. As lâmpadas de vapor metálico foram trocadas por LED,

mais eficientes e econômicas.

As luminárias estão distribuídas ao longo da pista de caminhada da praça e perto das

quadras e pista de skate.

A Praça Afonso Botelho tem uma série de equipamentos públicos. O local também é

frequentemente usado para eventos públicos como festivais de música e de gastronomia.

Curitiba terá mais 40 mil pontos de iluminação com tecnologia em LED

Em fevereiro deste ano, a Prefeitura iniciou a troca por LED. O trabalho faz parte do

primeiro pacote de modernização do sistema de iluminação pública da cidade, que deve

durar até o fim de 2019 e, agora, será reforçado.

“Estamos mudando o padrão da iluminação pública de Curitiba com a instalação de 16 mil

pontos de luz em LED. Já autorizei a licitação de mais 40 mil pontos para 2020”, anunciou o

prefeito Rafael Greca.

As luminárias em LED são mais eficientes e representam uma economia de mais de

40% do consumo de energia elétrica. Elas também são mais duráveis. Têm uma vida útil de

cerca de 50 mil horas ou seis anos. “Quando digo ‘quero luz, mais luz’, manifesto minha devoção

pela Luz dos Pinhais e a vontade de servir Curitiba”, disse o prefeito.

Em toda a cidade

Curitiba tem aproximadamente 170 mil pontos de iluminação pública. O trabalho de

substituição das lâmpadas de vapor de sódio de alta pressão por luminárias de LED vai

atingir perto de 33% desses pontos.

Além de consumir menos e iluminar mais, a lâmpada LED não contém mercúrio, não

emite calor e nem raios ultravioleta.•

Julho/2019

www.jornaldoreboucas.com.br

Asfalto novo em nove bairros

O

novo

ciclo de obras de pavimentação

da Prefeitura de Curitiba

chegou à Regional Matriz. Serão

8.610 metros de asfalto novo

e nove bairros atendidos: Ahú, Bigorrilho,

Bom Retiro, Centro Cívico, Cristo Rei, Juvevê,

Mercês, Rebouças e São Francisco.

Na última segunda-feira (15/7), o prefeito

já havia destacado os serviços de recuperação

da malha viária da cidade. “Esta

semana, se a chuva não atrapalhar, estaremos

trabalhando com mais asfalto novo. Já são

até agora 423 ruas asfaltadas com qualidade.

Mais pudermos, mais faremos”, disse.

36 bairros atendidos

Este pacote de obras de fresa e recape

prevê investimentos de R$ 25,3 milhões e

alcançará 59 ruas de Curitiba. Mais de 47

quilômetros (47.328 metros) de ruas em 36

bairros receberão asfalto novo nos próximos

meses.

Neste novo ciclo a prioridade é revitalizar

o pavimento asfáltico de ruas por onde

trafegam ônibus do transporte coletivo.

As obras incluem recape asfáltico, serviço

de fresagem do pavimento existente,

pintura de ligação (aplicação emulsão asfáltica),

revestimento em asfalto, sinalização

horizontal de trânsito e ensaios tecnológicos

(controle tecnológico dos serviços de

pavimentação).

Mais ruas são revitalizadas

Além da Rua Carlos Pioli, outras nove

ruas da Regional Matriz terão o pavimento

revitalizado. No Ahú, a Rua Albano Reis já

recebeu obras em 450 metros, entre as ruas

Nilo Peçanha e Mateus Leme. O Bigorrilho

terá a requalificação da Alameda Princesa

Izabel, nos 214 metros do trecho entre a

Rua Presidente Taunay e a Avenida Desembargador

Motta.

No Centro Cívico serão duas ruas com

obras. A Ernani Santiago de Oliveira, em

156 metros do trecho entre a Avenida Cândido

de Abreu e Rua Ivo Leão, e a Prefeito

Rosaldo Gomes Mello Leitão, nos 437 metros

que partem da esquina com a Ivo Leão

e seguem até a Deputado Mario de Barros.

A Avenida Nossa Senhora da Penha, no

Cristo Rei, terá asfalto novo em 300 metros,

entre as ruas Governador Agamenon Magalhães

e Delegado Leopoldo Belczak. No Juvevê,

a intervenção será na Rua Deputado

Mario de Barros, em 200 metros entre as

ruas Mateus Leme e Rua Conselheiro Raul

Viana.

A Rua Julia Wanderley, nas Mercês,

ganhará recuperação do piso em 1.108 metros.

A obra será dividida em dois trechos:

entre a Rua Presidente Taunay e a Avenida

Manoel Ribas e entre a Avenida Candido

Hartmann e a Rua Professor Lycio Grein

Castro Vellozo.

Importante ligação entre o Rebouças e

o Água Verde, a Rua Chile, em 681 metros

entre as ruas João Negrão e Desembargador

Westphalen, vai receber pavimento

novo.

As duas maiores obras de pavimentação

deste pacote na Regional Matriz acontecerão

no São Francisco. Na Rua Padre

Agostinho serão 2.794 metros, entre as

ruas Visconde de Nácar e Jerônimo Durski.

E, na Avenida Visconde de Nácar, entre a

Avenida Manoel Ribas e a Rua Doutor Pedrosa,

1.800 metros terão o pavimento requalificado.•

3


4

Julho/2019

www.jornaldoreboucas.com.br

Quero viver mais!

Ninguém quer morrer! Muitos reclamam

da vida, mas se perguntados

se querem morrer, a resposta normalmente

é não. Há um apego à

vida. Quando alguém do nosso círculo familiar

ou de amizade está às portas da eternidade,

pedimos a Deus que a mantenha viva,

que lhe dê vida. E é a esta palavra, eternidade,

que o ser humano se apega. Muitos

querem ter vida o mais longa possível, mas

a que preço?

Há um versículo bíblico que diz “...

Deus colocou a eternidade no coração do

homem...”(Ec 3:11) e isso tem sido percebido

no seio da sociedade. Há um desejo de

viver, viver mais do que o necessário, mas

viver. Viver a qualquer custo. Existe uma

indústria lucrativa da “eternidade”, “poções

mágicas”, cremes que blindam a juventude,

exercícios que espantam a morte. Porém o

desejo de viver mais às vezes não deixa que

vivamos o hoje, porque preocupados com

o amanhã. É mister viver bem o hoje para

se ter o amanhã. Se é que o teremos. Mas

isso está no coração do homem, viver eternamente.

Queremos desfrutar desta dádiva

chamada vida até se esgotarem todas as

nossas forças! Contudo o momento final de

nossas vidas não nos pertence, mas o agora.

E como estamos vivendo o agora? Com

medo? Com ódio? Com dúvida? Com dor?

Se olharmos para trás com olhos observadores

e realistas, veremos que o futuro

sempre se apresenta sombrio, melhor

tecnologicamente, porém cada vez mais

devasso, mais enfermo, mais incerto. Somos

uma sociedade que vive mais, mais

trancada dentro de casa com seus muros

altos; mais violentada em seus direitos;

mais individualista. Vivemos mais distantes

uns dos outros; vivemos mais desconfiados;

vivemos mais enganados. Que preço estamos

pagando para “viver” mais e melhor?

Há avanços na medicina e retrocesso no

padrão alimentar; há avanços no cuidado

com o corpo e retrocesso no cuidado com

a mente; há avanços sociais e retrocesso

moral. Nunca fomos tão bombardeados de

informações quanto hoje em dia, todavia

ainda não sabemos filtrá-las, o que nos deixa

titubeantes entre o certo e o errado; mal

deglutimos uma notícia, já temos que expeli-la

pela sua falsidade; o ovo hoje é bom,

mas ontem não foi, e amanhã?

Todos queremos viver mais porque é

da nossa natureza humana feita pelo divino

Deus que nos fez para a eternidade! Mas

pela queda do homem hoje não desfrutamos

mais dessa benesse. Porém ainda há a

oportunidade de viver mais, mais esperançoso,

mais feliz, mais confiante, mais certo

de uma vida eterna e plena, sem dor, sem

choro, sem raiva, sem medo. E essa vida se

vive somente em Cristo Jesus, Aquele que

doou a Sua para que pudéssemos de forma

cabal vivermos a nossa. É viver para crer!

Consumo de frutas e legumes não

deve ser abandonado no inverno

No inverno, gasta-se mais energia

para manter a temperatura do

corpo. Por conta disso, é comum

sentir mais vontade de consumir

alimentos calóricos, deixando de lado legumes

e frutas. Mas, segundo a nutricionista

Thaís Lamonica, esse comportamento não é

adequado, independente da relação de cada

um com a balança.

"Não podemos deixar de consumir hortaliças

e frutas, pois elas são fontes de vitaminas

e minerais, que têm um papel muito importante

no funcionamento do corpo e garantem o

equilíbrio interno para a produção de hormônios",

explica a nutricionista. "Esses alimentos

também influenciam nos aspectos estéticos

do corpo, pois promovem melhora da pele, dos

cabelos, das unhas, além de fornecer saúde

para estruturas corporais importantes, como

ossos e olhos", completa Thaís.

Legumes e frutas também são ricos em

fibras, que favorecem um bom funcionamento

intestinal e combatem os níveis altos

do colesterol sanguíneo, além de ajudar a

evitar os excessos do inverno, já que aumentam

a sensação de saciedade.

Para não deixar de consumir esses vegetais

tão importantes para a saúde, a dica

é refogar ou cozinhar no vapor os legumes e

verduras que normalmente são consumidos

frios. No caso das frutas, uma boa pedida

é prepara-las cozidas e polvilhar com canela

em pó. "Mesmo que o cozimento reduza a

quantidade de vitaminas e minerais, ainda assim

é melhor do que excluir esses alimentos do

nosso dia a dia", explica.

A nutricionista recomenda também o

preparo de vitaminas de frutas batidas com

leite e aveia, que resultam em bebidas saborosas.

Para curtir um inverno saudável e

saboroso, confira uma lista preparada pela

nutricionista, com ingredientes que podem

ser combinados para a preparação de

vitaminas:

Frutas: Pêra, laranja, lima da pérsia,

banana, maçã, goiaba, mexerica, pêssego,

caqui (1 unidade); mamão formosa, melão,

abacaxi, melancia, manga (2 fatias); figo,

kiwi, maracujá, ameixa, carambola (2 unidades);

morango (6 unidades); uva (1 cacho);

mamão papaia (½ unidade); cereja (10 unidades);

amora, framboesa (1 copo); lichia

(12 unidades); abacate (2 colheres)

Laticínio: Iogurte Desnatado (1 pote);

Leite Desnatado (200 ml); Leite de Soja (200

ml)

Mix de Fibras: Amaranto + Farelo de

Aveia + Germen de Trigo + Linhaça + Quinua

(em proporções iguais de 1 colher de

sopa).•


Julho/2019

www.jornaldoreboucas.com.br

Reforma da Previdência

A

reforma da Previdência avançou

mais uma etapa no Congresso, mas

com alterações significativas. O texto

principal, que havia sido aprovado pelo

plenário da Câmara dos Deputados na

quarta-feira (10), recebeu várias propostas

de mudanças dessas, cinco foram aprovadas.

Tempo de contribuição para homens:

caiu de 20 para 15 anos o tempo mínimo de contribuição ao INSS para homens poderem se aposentar. Porém, para

garantir 100% do valor do benefício, terão de contribuir por 40 anos, como já estava na proposta. Também continua

valendo a idade mínima de 65 anos.

100% de aposentadoria para mulheres: caiu de 40 para 35 anos o tempo de contribuição para as mulheres terem

direito a 100% do valor da aposentadoria. Para se aposentar, elas precisarão ter, pelo menos, 62 anos de idade e 15

anos de contribuição ao INSS.

Idade mínima para policiais federais: caiu para 53 (homens) e 52 (mulheres) a idade mínima de aposentadoria

para policiais federais, rodoviários federais, agentes penitenciários federais, agentes socioeducativos federais, policiais

legislativos e policiais civis do Distrito Federal da ativa, desde que cumpram um pedágio de 100% sobre o tempo

de contribuição que falta para se aposentar. Caso contrário, a idade mínima continua sendo de 55 anos (ambos os

sexos).

Pensão por morte X renda formal: os deputados aprovaram uma emenda de redação para garantir a quem não

têm renda formal - como emprego com carteira assinada, algum benefício do INSS ou contrato de aluguel - pelo menos

um salário mínimo de pensão por morte.

Regras de transição para professores: foram aprovadas regras de transição mais suaves para professores da ativa.

Para eles, a idade mínima para aposentadoria baixou de 58 para 55 anos (homens) e de 55 para 52 anos (mulheres),

com o pagamento de um "pedágio" de 100%. A reforma propõe uma ampla mudança nas regras para a aposentadoria.

Uma das principais é a definição de uma idade mínima de 65 anos (homens) e 62 anos (mulheres) para os trabalhadores

em geral terem direito ao benefício. Ainda faltam algumas etapas para a reforma ser aprovada e entrar em vigor.

Até lá, continuam valendo as regras atuais.

O caminho que a reforma irá percorrer

Após dois dias de debate, os deputados encerraram a votação dos destaques (pedidos de mudanças) e o texto da

reforma da Previdência voltou à comissão especial da Casa, onde foi consolidado e aprovado. Com isso, foi integralmente

encerrado o 1º turno na Câmara. Agora, a proposta volta ao plenário da Casa para o 2º turno de votação, que

deve acontecer em 6 de agosto. Finalizada a votação na Câmara, o texto ainda precisa ser apreciado pelo Senado. O

presidente da Câmara estimou que a proposta chegue ao Senado até 9 de agosto.

Se o Senado aprovar o texto da Câmara sem mudanças, ele será promulgado pelo Congresso e se tornará uma

emenda à Constituição. Caso apenas uma parte seja aprovada pelo Senado, ela será promulgada, e o que foi mudado

voltará para a Câmara para ser analisado. O Senado pode, ainda, aprovar um texto diferente. Se isso acontecer, ele

volta para a Câmara. Assim que promulgada a PEC, quase todas as mudanças passam a valer, incluindo a idade mínima

e o novo cálculo do valor da aposentadoria. Apenas alguns pontos levarão mais tempo para entrar em vigor. Até lá,

continuam valendo as regras atuais. Segundo o governo, a expectativa é que o processo seja concluído em setembro.•

Averbação de tempo

de Serviço Militar

Prezados leitores, este mês vamos falar um pouco mais sobre

o direito previdenciário abordando a questão da averbação

de tempo de serviço militar.

Você sabia que o período em que o tempo de serviço

militar, desde que não utilizado para a obtenção de benefício de

inatividade remunerada junto às Forças Armadas ou aposentadoria

no serviço público, deve ser averbado para fins de contagem de

tempo de tempo de serviço no âmbito do RGPS?

Em suma, o direito à averbação ao tempo de serviço militar

está assegurado no art. 55, I, da Lei nº 8.213/91, o qual dispõe

que poderá ser computado “o tempo de serviço militar, inclusive o

voluntário, e o previsto no §1º do art. 143 da Constituição Federal,

ainda que anterior à filiação ao Regime Geral de Previdência Social,

desde que não tenha sido contado para inatividade remunerada nas

Forças Armadas ou aposentadoria no serviço público”.

Ainda nesse sentido, o Regulamento da Previdência Social e o

Decreto número 3.048/99, vieram com o objetivo de regulamentar

o artigo 55 da Lei 8.213/91, determinando que o tempo de

serviço militar, salvo se já contado para inatividade remunerada

das Forças Armadas, deve ser considerado como tempo de contribuição.

Sendo assim, não restam duvidas que o período em que o segurado

esteve a disposição do serviço militar deve ser considerado

como tempo de contribuição. Sendo assim, àquele que possui

o direito deve requerer o certificado de reservista onde conste a

data inicial e final do período em que prestou serviços militares e

de posse de tal documento, solicitar a sua averbação junto ao INSS

para que a autarquia possa averbá-lo em seu tempo de serviço.

Caso se interesse mais pelo caso, entre em contato com o seu

advogado de confiança.•

5


6

Julho/2019

www.jornaldoreboucas.com.br

O que faz a Liga da

Defesa Nacional?

A

LDN Foi fundada no Rio de Janeiro

em 7 de setembro de 1916 por um

grupo de intelectuais liderados por

Pedro Lessa, Miguel Calmon, Olavo

Bilac e Wenceslau Braz, na época presidente

do Brasil. A sua atuação está ligada à campanha

vitoriosa pela implantação do Serviço

Militar Obrigatório no Brasil.

Os objetivos da Liga se inseriram num

ideário nacionalista que fomentava o conceito

de "cidadão-soldado", considerando as

Forças Armadas como uma escola de civismo

e cidadania e acreditando que os intelectuais

deveriam se engajar na causa nacionalista a

fim de formar um Estado mais unido e moderno.

Divulgavam seu projeto através de

panfletos, livros e palestras por todo o Brasil,

conseguindo grande receptividade entre a

população, em especial entre os estudantes.

Uma de suas conquistas foi a obrigatoriedade

da apresentação da carteira de reservista aos

candidatos a cargos públicos.

Olavo Bilac, o seu mais importante líder,

sintetizava a sua ação como um "apostolado

de civismo e patriotismo". Em suas viagens,

ressaltava a importância do envolvimento

dos intelectuais na causa nacionalista, como

responsáveis pela defesa da pátria e pela modernização

das estruturas sociais.

Encontra-se em funcionamento até aos

nossos dias, sendo as sua atividades públicas

mais destacadas a entrega da Ordem do Mérito

Cívico da Liga da Defesa Nacional entregue

aos brasileiros que mais se destacaram

aos serviços cívicos e patrióticos ao país, as

festividades por todo país abertura e encerramento

da Semana da Pátria, a guarda do

Fogo Simbólico da Pátria (a chama) que se

encontra nos monumentos nacionais oficiais,

e é acendida obrigatoriamente em uma Pira

antes de todos os Desfiles Cívicos Oficiais de

7 de Setembro em todo território brasileiro,

a promoção da Corrida do Fogo Simbólico da

Pátria, que se realiza desde 1938.” (Baseado

em Wikipedia e Facebook).

Seus devotados membros são conhecidos

como Patriotas, trabalham voluntariamente

pela causa e reúnem-se hodiernamente

uma vez por mês.

No Paraná, a cerimônia da Abertura da

Semana da Pátria se dá em frente ao Palácio

Iguaçu geralmente no dia 31 de agosto. Além

do Fogo Simbólico, conduzido por um grupo

de atletas, são distribuídas Centelhas para

serem utilizadas por municípios da região nas

respectivas cerimônias da Semana da Pátria,

culminando com o Desfile Cívico de 7 de Setembro.

“O Fogo Simbólico, idealizado por um grupo

de patriotas em 1938, representa o sentimento

cívico do povo brasileiro e reafirma o compromisso

da juventude em manter viva a chama do

amor à pátria. A ideia foi acolhida pela Liga da

Defesa Nacional e, desde então, a cerimônia do

Fogo Simbólico abre as comemorações da Independência

na Semana da Pátria.”

O atual Presidente da LDN Diretório

Regional do Paraná é o Coronel de Intendência

Antonio Carlos da Silva Figueiredo e tem

como Presidente de Honra o Governador do

Estado do Paraná.•

Inovações modernizam prestação

de serviços do Estado

O primeiro programa de inteligência artificial

no serviço público do País, uma onda

revolucionária na educação, um aplicativo

para facilitar a contratação de autônomos e a

carteira de motorista ao alcance de um clique

no celular são parte da estratégia do governo

de transformar o Paraná no Estado mais

inovador do Brasil, com facilidade de acesso

a serviços públicos e respostas mais rápidas

para problemas antigos.

Eles se somam a iniciativas como contato

via WhatsApp com a Controladoria-Geral

do Estado, lançamentos da TV Paraná Turismo,

do portal Viaje Paraná e do Parque

Tecnológico de Maringá, licitações ao vivo

e parceria para uso de blockchain. Além da

reforma administrativa, redução de custos

diários e projetos de lei que incentivam o uso

de carros elétricos, a integridade na gestão

pública, o fim das aposentadorias de ex-governadores

e a criação de um Fundo Estadual

do Trabalho.

Confira algumas das iniciativas inovadoras

do Estado:

PIÁ – O PIÁ (Paraná Inteligência Artificial)

concentra mais de 380 serviços do

governo em uma única plataforma, com

possibilidade de ampliar o diálogo com a

população. Ele possui níveis de informações

personalizadas e vai se ajustar conforme a

utilização. Para acessá-lo, basta entrar no

site www.pia.pr.gov.br ou baixar o aplicativo

e fazer as perguntas.

DETRAN MAIS DIGITAL - Os proprietários

de veículos agora contam com o Certificado

de Registro e Licenciamento de Veículo

Digital (CRLV). Ele já está disponível, junto

com a CNH Digital, no aplicativo Carteira Digital

de Trânsito (CDT), que reúne os dois documentos

de porte obrigatório no trânsito. O

Paraná é o 13º Estado a garantir essa tecnologia

aos proprietários de veículos. Para ter o

documento digital, o proprietário precisa ter

quitado o licenciamento do veículo de 2018.

PARANÁ SERVIÇOS - O aplicativo Paraná

Serviços, lançado pela Secretaria de

Estado da Justiça, Família e Trabalho em

parceria com a Celepar, propõe uma solução

inovadora porque faz a intermediação entre

o contratante e o prestador autônomo de

serviços. São mais de 100 categorias de serviços

beneficiadas, como diarista, encanador,

pintor, garçom ou cozinheiro. Em três meses,

o app já registrou mais de 17 mil downloads

em 200 municípios.

EDUCAÇÃO – A Secretaria de Educação

lançou neste ano o Prova Paraná, Prova Paraná

Fluência e o aplicativo Corrige. Ao mesmo

tempo, o Escola Paraná e o Registro de

Classe passaram a fazer parte do Presença

na Escola. Eles ampliam a base de registro,

controle e aprendizado de todas as 2.143

escolas estaduais, para que o Estado possa

ser mais assertivo e resulte em alunos mais

preparados.

TURISMO – O portal Viaje Paraná, lançado

neste ano, apresenta inúmeros destinos

turísticos em todas as regiões do Estado e

para todos os bolsos. É a primeira vez que

o Estado investe com planejamento e publicidade

nessa área. O site, que foi ao ar no

início do ano, traz dicas e roteiros de viagem

para 111 municípios. A intenção é disponibilizar,

até o final de 2019, informações sobre

os 283 destinos com potencial turístico em

território paranaense.•


Uso de equipamentos

a gás no inverno

exige cuidados

especiais

Durante o inverno, o trabalho dos equipamentos

a gás aumenta, por causa de banhos

quentes, lareiras e aquecedores. A Compagas

orienta sobre a importância de cuidado redobrado

com a instalação e manutenção dos

aparelhos, principalmente durante os dias em

que as temperaturas estão mais baixas.

Para manter o calor dentro de casa, é

normal que as pessoas deixem portas e janelas

fechadas por mais tempo. E ambientes

mal ventilados se tornam o cenário ideal para

o acúmulo de um gás tóxico: o monóxido de

carbono. Sem cor e nem cheiro, este gás é de

difícil percepção e sua inalação pode ser fatal.

"Por isso, indicamos a instalação dos aquecedores

a gás na área de serviço, que costuma

ser o local mais arejado da casa", explica Mauro

Melara, gerente comercial da Compagas.

MANUTENÇÃO - Além de manter a ventilação

permanente no ambiente em que o

aquecedor estiver instalado, é preciso que a

manutenção dos equipamentos seja realizada

periodicamente, de acordo com as indicações

do fabricante e por empresas credenciadas

aos conselhos técnicos (CREA ou técnicos).

Uma dica para verificar se o equipamento

a gás está funcionando de forma adequada é

observar a cor da chama - que deve ser azul.

Se ela estiver com outra coloração (amarela,

alaranjada ou roxa), o aparelho pode estar

funcionando de forma defeituosa. Neste caso,

é preciso chamar um profissional qualificado

para revisar o equipamento e a ventilação.•

Copel alerta que

chuveiro responde

por 25% da conta

de luz

O aquecimento da água é uma das

principais finalidades do consumo de

energia nas casas paranaenses, respondendo

em média por 25% do valor da

conta – atrás apenas da geladeira e do

freezer que, juntos, ficam com quase um

terço de toda a energia consumida no

ambiente doméstico.

CONEXÕES - Na instalação do chuveiro

é fundamental fazer corretamente

as conexões, utilizando sempre materiais

adequados. Fios derretidos, pequenos

choques e cheiro de queimado são sinais

de problema, e precisam ser corrigidos

imediatamente. Por razões de segurança,

qualquer reparo só deve ser realizado

com o disjuntor desligado.

TEMPERATURA - Outra medida que

pode ajudar no uso eficiente da energia é

ajustar a temperatura do chuveiro. Neste

sentido, os aparelhos com mais opções

de ajustes, ou multitemperatura, possibilitam

um controle mais preciso da quantidade

de energia necessária para aquecer

corretamente a água do banho.

Um cálculo bastante simples permite

conhecer a participação do chuveiro

no consumo residencial. Um banho de

15 minutos, com um chuveiro de 5.500

watts, resulta em um consumo de 41

kWh (quilowatts-hora) no fim do mês.

Isto equivale a um quarto do consumo

médio dos domicílios paranaenses, de

163 KWh.•

Julho/2019

www.jornaldoreboucas.com.br

Responsabilidade do locatário

frente às despesas de

condomínio

DESPESAS ORDINÁRIAS

Pintura de partes comuns

Despesas regulares com funcionários (salários,

encargos)

Consumo de água, luz, gás

Manutenção de elevador, piscina, jardim etc.

Material de limpeza

Honorários de administradora

Prêmios de seguros

Internet das áreas comuns

Assunto já bastante repisado, mas

que é sempre importante trazer à

tona é a responsabilidade do locatário

(expressão sinônima de inquilino)

frente às despesas condominiais.

É sabido que um condomínio possui,

dentre seus gastos mensais e anuais, as chamadas

despesas ordinárias e extraordinárias.

Porém, pergunta-se: qual a diferença

entre uma e outra, quais suas consequências

na relação locatícias e a quem cabe a responsabilidade

por tais pagamentos?

Primeiramente, pode-se conceituar despesa

ordinária como aquela que é ordinariamente

despendida pelo condomínio, isto é,

aquela que busca a atender e a manter os

gastos frequentes e indispensáveis do condomínio,

tais como os encargos trabalhistas

e fiscais, água, luz, gás, material de limpeza,

pequenos reparos de emergência e etc. Por

outro lado, a despesa extraordinária, como o

próprio nome já diz, faz frente com os gastos

extras do condomínio, não previstos como

ordinários, como, por exemplo, reformas que

visam a valorização imobiliária, substituição

de equipamentos, fundo de reserva, fundo

de obras, indenizações trabalhistas e etc.

Aliás, para facilitar a visualização do leitor,

segue, abaixo, uma tabela exemplificativa, e

não exaustiva, de algumas despesas ordinárias

e extraordinárias.

Por fim, respondendo conjuntamente

à segunda e terceira perguntas, a depender

do quanto acordado entre o locador e locatário,

visto que a relação locatícia é de livre

negociação, desde que não seja, por óbvio,

contrária à lei, a responsabilidade pelo pagamento

das despesas ordinárias é do locatário,

ao passo que, as despesas extraordinárias,

competirão ao locador-proprietário,

podendo ser abatidas, mensalmente, do valor

do aluguel.

DESPESAS EXTRAORDINÁRIAS

Pintura de fachada

Indenizações trabalhistas

Reformas e ampliações do imóvel

Instalação de novos sistemas de segurança,

economia e lazer

Projetos de paisagismo e decoração

Fundo de obras

Fundo de reserva

7


8 ESPECIAL AVENIDA PRESIDENTE KENNEDY


ESPECIAL AVENIDA PRESIDENTE KENNEDY

9

COMO A AVENIDA GUAÍRA VIROU A

AVENIDA PRESIDENTE KENNEDY

Em 1963

uma proposta do então prefeito de Curitiba

Ivo Arzua Pereira deu início ao processo de

mudança de nome da Avenida Guaíra para

Avenida Presidente Kennedy. O objetivo era

homenagear o 35° presidente dos Estados

Unidos.

O projeto de lei foi apresentado ao presidente

da Câmara de Vereadores de Curitiba,

Erondy Silvério, em 23/11/1963, um dia após

ao trágico episódio ocorrido em Dallas: o

assassinato de John Fitzgerald Kennedy.

Ivo Arzua Pereira

Foi prefeito de

Curitiba entre 1962

e 1967 e ministro da

Agricultura do Brasil

entre 1967 e 1969.

Abaixo segue na íntegra o texto do projeto de lei em que o prefeito explica os motivos para tal homenagem:

“Senhor Presidente,

Tenho a elevada honra de submeter à apreciação dessa

Egrégia Câmara Municipal, o incluso ante-projeto de lei

dando a denominação de Presidente Kennedy, ao logradouro

público que especifica.

A homenagem que se pretende prestar ao falecido Presidente

da grande Nação Norte Americana, sem laivos de

paixões políticas é das mais justas, mormente se levarmos

em conta a maneira trágica com o que o destacado homem

público desapareceu – assassinado covardemente – por

inimigos da própria vida já que outros motivos não poderiam

existir.

É desnecessário descrever quem foi John F. Kennedy,

àquele que por amôr à liberdade, à democracia, a igualdade

dos povos, e a manutenção da paz entre os mesmos,

teve que dar em condições tão estúpidas a própria vida em

holocausto.

Sua investidura na Suprema direção dos negócios

públicos dos Estados Unidos da América do Norte deu-se

na época de grande intranqüilidade continental, ameaçada

constantemente pela “paz armada”.

A atuação enérgica, prudente e humana que o Presidente

Kennedy imprimiu na sua política exterior começava

a produzir o desanuviamento das quizilas políticas, e a paz à

custa de ingentes sacrifícios vem sendo mantida.

Porém, o seu governo não estava adstrito, apenas, ao

seu próprio país.

Como líder, incontestável das Nações Democráticas,

a ajuda americana às nações menos desenvolvidas vinha

se fazendo sentir de maneira clara, precisa e insofismável,

mesmo com o próprio sacrifício da comunidade da América

do Norte.

Amante da paz e da confraternização entre os povos,

de tôdas as origens, de todas as raças e de todos os credos

religiosos ou políticos, John F. Kennedy consagrou-se em

definitivo como Cidadão do Mundo.

Para o Brasil suas atenções sempre estiveram voltadas.

Em nenhum momento o povo brasileiro deixou de admirá-lo

e respeitá-lo. Em nenhum momento ele ficou distanciado

dos nossos problemas e das nossas necessidades.

Quando o Paraná foi sacudido por terrível flagelo – o

incêndio – que devorou o nosso Estado, combalindo nossa

economia, espalhando a miséria, a morte, e a dôr, o Presidente

Kennedy veio em nosso socorro, enviando ao Paraná

sofrido, auxílios, técnicos e recursos financeiros. E tudo isso

porque? Apenas por amor a humanidade.

Hoje, quando entre lágrimas, os homens ouvem o

repicar dos sinos que anunciam o seu prematuro desaparecimento

do seio dos povos, Curitiba tenta com esta mensagem

prestar-lhe derradeira despedida.

A denominação de Presidente Kennedy a um dos principais

logradouros de Curitiba perpetuará, entre nós, o seu

nome, com preito de imorredouro reconhecimento à aquele

que conduziu o mundo contemporâneo ao encontro da

verdadeira Democracia.

Ao ensejo apresento a Vossa Excelência os meus protestos

de consideração e elevado aprêço.

Ivo Arzua Pereira

Prefeito Municipal”


10 ESPECIAL AVENIDA PRESIDENTE KENNEDY

Como o projeto original não indicava qual a via seria denominada "Presidente

Kennedy", o prefeito encaminhou um novo documento complementar à Câmara

de Vereadores. Este documento apresentava o resultado de uma pesquisa de opinião

pública. A seguir trecho extraído do documento:

"Auscultada, através de enquete realizada, a opinião pública, se manifestou

favoravelmente a denominação de "Presidente Kennedy", a atual Avenida Guaira,

conforme se poderá deduzir dos resultados apurados e que, a seguir transvcrevo, para

conhecimento dessa casa.

1º - Avenida Guaíra: 10.438 | 2º - República Argentina: 4.478

3º - Praça Alfredo Andersen: 623 | 4º - Avenida João Pessoa: 466

5º - Praça Ucrânia: 457 | 6º - Rua XV de Novembro: 437

7º - Avenida Iguaçu: 401 | 8º - Rua Itupava: 347 | 9º - Praça Ozório 164

10º - Praça 19 de Dezembro: 113

Total geral: 22.340 votos | Votos nulos: 2.012 | Diversos: 2.404

A vontade de se atribuir o nome de "Presidente Kennedy" à Av. Guaira, encontrou,

também, franca acolhida no seio dessa Egrégia Câmara Muncipal, tendo edís de diversas

correntes políticas se manifestando favoravelmente à idéia."...

Avenida Guaíra em obras - 1963

Após debate e aprovação pela Câmara de Vereadores, em 20/12/1963 o

prefeito sancionou a “Lei Municipal nº 2.353 referente ao projeto de lei nº 209/63

que “Autoriza o poder executivo a denominar de “PRESIDENTE KENNEDY” um dos

logradouros públicos desta capital”.

Atualmente, uma das principais avenidas de Curitiba, tem grande fluxo de

veículos, começa na Av. Mal. Floriano Peixoto, no Rebouças, passa pelos bairros

Parolin, Água Verde, Guaíra e termina na Av. Rep. Argentina, no Portão.

Ao longo dos seus quatro quilômetros misturam-se casas e edifícios residenciais

além de um comércio diversificado com restaurantes, farmácias, mercados,

bancos, lojas, salões de beleza, bares, lotéricas e um Shopping Center.•

John Fitzgerald Kennedy

Eleito em 1960, aos 43 anos de idade, tornou-se um dos mais

jovens presidentes dos Estados Unidos.

Seu assassinato em 22 de novembro de 1963, em Dallas, Texas,

chocou o mundo e transformou Kennedy, que já era adorado por

muitos, em uma figura heroica. Até hoje, os historiadores continuam

a classificá-lo entre os presidentes mais amados da história

americana.

Avenida Presidente Kennedy nos dias atuais

Fonte de Pesquisa: Diretoria de Comunicação - CMC | Fotos Avenida Guaira: Arthur Wischral


ESPECIAL AVENIDA PRESIDENTE KENNEDY

11


12

As canções que você

cantou pra mim

Quando entra no carro, ele logo

pede para ouvir música. É um

menino musical, tem suas canções

preferidas e não se importa

de ouvir as minhas. Expliquei pra ele que algumas

das “minhas músicas” são “as músicas

do vovô”. Tenho esta mania de contar para as

crianças sobre as coisas do meu pai: os gostos,

as palavras inusitadas, as canções que

cantávamos juntos.

Lembro meu pai cantando “Se esta rua

fosse minha”, trocando as pedrinhas de brilhante

por diamante. Mentalmente eu brincava

de pular diamantes na rua que meu pai

ladrilhou pra mim. Meu afilhado, no entanto,

não se detém nas pedras preciosas.

– Didi, o que é “roubar o coração”?

Imagino seu temor pensando no coraçãozinho

roubado por algum vilão de desenho

animado. Apresso-me em explicar o

sentido de “arrebatar” – o que aconteceu

comigo no dia em que ele nasceu. Conto

novamente nosso primeiro encontro e a

forma como ele roubou meu coração. Ele

respira fundo, aliviado. Roubo esclarecido,

voltamos às músicas do vovô – ou são nossas

músicas agora?

Acho incrível que meu pai soubesse

tantas músicas infantis. Canções populares

são assim, encantam gerações. Toca “Alecrim”

e lembro que meu pai, nos últimos

tempos, gaguejava no “alecrim dourado”. Ríamos

juntos. Sinto saudades.

– Didi, o vovô Bruno virou estrelinha?

Reparo que ele muda de expressão

quando eu respondo que sim, quando

estava bem velhinho. Imagino o que pensa,

que conexões mentais ele faz. É difícil explicar

para uma criança sobre a finitude da

vida. E sobre a continuidade de quem partiu,

mas permanece dentro da gente. Penso

que meu pai continua vivo, e que sorri,

cada vez que cantamos as canções que ele

cantou pra mim. Acredito que ele revive em

cada criança que descobre quem ele foi, o

que ele pensou, as coisas que ele fez. Suponho

que eu permanecerei viva enquanto o

Theo cantar as canções que hoje cantamos

juntos.

– Didi, quantos anos você tem?

Eu sabia que a pergunta nada tinha a

ver com idade. Ele não queria saber sobre o

tempo que já vivi. Era sobre o tempo adiante.

Será que demora para eu ficar bem velhinha?

– Theo, deixa eu te contar uma coisa.

Se você roubou meu coração, ele é teu para

sempre. Isso significa que eu estarei sempre

por perto. Então, se um dia eu estiver num

lugar que você não pode ver, você sabe o

que fazer. Cante uma das canções que eu

cantei pra você.

Já é noite, e, lá de cima, uma estrela brilha

(e canta) por nós.•

Julho/2019

www.jornaldoreboucas.com.br

Nas férias, Gibiteca oferece oficinas

gratuitas e cursos a preços populares

Começa o pesadelo de muitos pais:

onde deixar as crianças e os adolescentes

e não descuidar da educação deles nesse

período?

A colônia acontecerá de 16 a 20 de julho,

no período da tarde, e o custo da inscrição

é R$ 55, feito no local. As vagas são

limitadas e os interessados devem ter acima

de 10 anos. A Gibiteca é um dos espaços

culturais administrados pela Fundação Cultural

de Curitiba e fica na região central da

cidade.

Durante os dias de colônia, os participantes

vão aprender a construir personagens

dos jogos, as histórias e a coloração,

componentes aplicados em jogos analógicos

de estratégia como card games, tabuleiro,

por exemplo.

“Ao final cada participante terá construído

um jogo de cartas ou de tabuleiro”, explica

Fúlvio Pacheco, coordenador da Gibiteca de

Curitiba.

Os participantes criarão baralhos ou

tabuleiros de jogos personalizados, combinando

as cartas e as peças com os seus

objetivos estrategicamente elaborados. As

aulas serão com os professores da Gibiteca

Douglas Cruz, Ariel Dacunha, João Ferreira,

Hosana de Freitas e equipe da associação

Jogarta.

Maquiagem artística: Fechando as férias,

em dia 27/7, será a vez da oficina infanto-juvenil

de maquiagem artística. Para

participar, é necessário pagar a taxa de R$

65 referentes ao material a ser usado nas

atividades práticas. Também é peciso levar

papel e caneta para anotar as dicas da orientadora,

a Tia Rosy, que é parceira da marcha

Zombie Walk.

Outra recomendação é comparecer ao

local vestindo roupas que possam ser manchadas

com as tintas a serem usadas na

execução das maquiagens. Os participantes

receberão certificado.

Serviço: Férias na Gibiteca

Gibiteca - Centro Cultural Solar do Barão.

Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 533

Informações e inscrições no local ou

pelo telefone (41) 3321 3250.

Rolimã, bike e bolinha de gude nas férias da garotada

O Festival de Férias de Inverno da Prefeitura de Curitiba vai até a sexta-feira (19/7),

de segunda a sexta, das 14h às 17h. Podem entrar nas brincadeiras e atividades recreativas

crianças de todas as idades.

A recomendação da Smelj é ir com roupas confortáveis e um responsável para acompanhar

os menores.

As atividades do festival acontecem em diferentes locais: no Jardim Santo Andrade, no

bairro Campo Comprido; Rua da Cidadania da Fazendinha/Portão; Praça Afonso Botelho,

no Água Verde e na Praça Ipiranga, na Vila Guaíra.

Próximo evento: 18 e 19 de julho das 14h às 17h

Local: Praça Afonso Botelho•


Contra gripes e resfriados:

7 temperos que vão ajudar

nos dias frios

No inverno nosso corpo fica suscetível a infecções geradas por doenças como gripes e

resfriados. Além disso, ele também sofre para manter a temperatura corporal. Os temperos,

além de deliciosos, podem dar uma forcinha ao nosso organismo. Confira abaixo 7 temperos

que vão te ajudar nos dias frios:

1

Gengibre: O gengibre é um antioxidante natural e antisséptico. Melhora a circulação

para todas as partes do corpo. Chá de gengibre alivia os sintomas de resfriados, combatendo

a inflamação.

2

Pimenta preta: A pimenta preta tem propriedades antissépticas e antioxidantes. Ou

seja, tem características antibióticas naturais, reduzindo as reações dos radicais livres

e nos ajudando a ter um sistema imunológico reforçado. Desta forma, impede que a

gente tenha doenças típicas do inverno, como a gripe.

3

Nóz Moscada: A noz moscada ajuda a combater os sintomas do resfriado. Seu chá é

um importante remédio natural contra tosse e congestão. Ainda, o óleo de noz moscada

também ajuda no tratamento da asma.

4

5

6

7

Canela: A canela ajuda a secar a umidade do corpo e aquece aqueles que estão sempre

com frio, sofrendo por causa da má circulação. Como se não bastasse, também é

antisséptica.

Anis Estrelado: O anis estrelado tem propriedades antibacterianas que podem ajudar

o organismo a se defender de bactérias causadoras de doenças infecciosas durante o

inverno.

Alho: O alho ajuda a pessoa a ser mais resistente à infecção. Ou seja, ele é um importante

aliado do nosso organismo para combater doenças como gripes, resfriados e

outras infecções respiratórias.

Curry: O curry ajuda a fortalecer o sistema imunológico, pois conta com substância

antioxidantes. Além disso, o curry também está recheado de vitaminas B6, responsáveis

pela defesa do organismo.•

Julho/2019

www.jornaldoreboucas.com.br

Secreção no nariz e dor na

face. Preciso de antibiótico?

Depende.

Rinossinusite aguda (RSA) é a

inflamação da mucosa do nariz e

dos seios paranasais que se apresenta

geralmente com dois ou mais dos seguintes

sintomas, como rinorreia e/ou obstrução

nasal (sendo obrigatória a presença

de um deles), dor facial e alterações do olfato.

Nos pacientes pediátricos, a tosse é um

sintoma bastante frequente, mais comum

do que as alterações de olfato. Mas, os quadros

de RSA geralmente se iniciam como

uma infecção de causa viral e a grande

maioria destes casos apresenta resolução

espontânea dentro de 7 a 10 dias, havendo

clara melhora após 5 dias de evolução. Somente

em 0,5 a 2% dos casos há evolução

para RSA bacteriana no adulto, e de 5-13%

na criança. Ou seja, na grande maioria dos

casos fazemos o tratamento apenas com

medicações sintomáticas como analgésicos,

anti-inflamatórios não-corticóides e

descongestionantes tópicos ou sistêmicos,

além de lavagem com soro fisiológico, sem

a necessidade de antibióticos.

Conscientização sobre o uso correto de

medicações é mais importante ainda agora

nestes meses mais frios do ano, porque os

riscos do uso indiscriminado de antibióticos

(que servem apenas para tratar infecções

13

bacterianas) são elevados. Vejam só: em

um levantamento realizado nos EUA entre

2010-2011, cerca de metade da população

americana recebeu um curso de tratamento

com antibióticos após uma consulta médica.

Desse total, cerca de metade das prescrições

foi decorrente de algumas infecções

de vias aéreas superiores, especialmente

rinossinusites, otite média aguda supurada

e faringotonsilite aguda. Mais preocupante

ainda, cerca de metade dessas prescrições

de antibióticos foi provavelmente desnecessária

ou inapropriada.

Além do risco de lidarmos em um futuro

breve com infecções de difícil controle,

que outrora eram triviais, o uso inadequado

de antibióticos está associado a outros problemas,

como o risco de efeitos colaterais

e o aumento considerável de custo de tratamento

ao sistema de saúde, seja público

ou privado. No caso exposto, será indicado

antibiótico, ou seja o diagnóstico de RSA

bacteriana deve ser considerado, apenas

nos pacientes com sintomas por mais de 10

dias e que apresentem pelo menos 3 dos

seguintes critérios: • Piora após fase inicial

mais branda; • Rinorreia francamente purulenta

(amarelo/esverdeada); • Dor facial

intensa, principalmente unilateral; • Febre

≥38,3°C.

Portanto, saibam que é correto os médicos

monitorarem os sintomas e o exame

físico dos pacientes por alguns dias, antes

de prescrever antibióticos, sobretudo nas

crianças onde as infecções virais são muito

prevalentes e os seios da face ainda não estão

completamente desenvolvidos.•


14

Quando morei na Argentina, mais especificamente

em Córdoba no início

dos anos 2000, vivi e aprendi coisas

fascinantes sobre o país e sua gastronomia.

Separei esse mês uma receita de um

prato tradicional da região Cisplatina, apesar

da sua origem ser espanhola. Puchero é comido

nas partes da Argentina, Uruguai e Paraguai

que fazem fronteira com o Rio da Prata.

O prato é preparado de forma bastante semelhante

a da Espanha, embora seus ingredientes

sejam significativamente diferentes devido

à variedade de produtos locais. Nas partes da

Argentina, Paraguai e Uruguai, que circundam

o estuário do Rio da Prata, o Puchero é

principalmente carne bovina, pois a carne era

abundante e barata, e o grão-de-bico é menos

comum do que na península Ibérica.

Os cortes de carne utilizados são particularmente

importantes: se possível, ossobuco;

caso contrário cortes de carne com medula ou

frango (usado em puchero de galinha) podem

ser substituídos. Outros ingredientes utilizados

podem incluir batatas, cebolas e abóboras.

Algumas variações locais exigem a adição

de batata doce, milho doce, cenoura, bacon,

chouriço fatiado, barriga de porco, repolho e

ovos.

Puchero é considerado um alimento de

classe baixa e média, e é tradicionalmente servido

durante o outono e inverno. Ele pode ser

encontrado em cardápios de restaurantes familiares

e regionais em toda a Argentina, mas

não em restaurantes mais caros.

Ingredientes

• 7 Medalhões de ossobuco (na falta substituir

Puchero

por músculo bovino)

• 500gr Bacon picado

• 2 Bagas de linguiça calabresa em rodelas

grossas

• 4 Espigas de milho inteiras e limpas

• 4 Batatas grandes

• 4 Cenouras grandes

• 1 Abóbora Kabochá com casca

• 2 Pimentões vermelhos

• 2 Pimentão verdes

• 4 Cebolas roxas

• 6 Dentes de alho

• 2 Alhos-poró

• Sal a gosto

• Caldo de carne pó a gosto

• Azeite

• Salsinha e cebolinha a gosto

Preparo

Em uma panela de pressão, frite o alho

previamente moído. Após dourar, acrescente

os pimentões e a cebola já picados. Acrescente

os medalhões de ossobuco e frite dos dois

lados e acrescente água até cobrir a carne.

Adicione o sal, o caldo de carde em pó e tampe

a panela. Quando a panela atingir o ponto

da pressão, conte 30 minutos e desligue

o fogo. Acrescente o restante dos legumes e

cubra novamente com água. Tampe novamente

e espere dar pressão, a partir do momento

da pressão conte 10 minutos e apague o fogo.

Em uma panela a parte, frite o bacon e adicione

a linguiça calabresa até ficar bem frita.

Misture tudo na panela de pressão, coloque

em um refratário e sirva com arroz branco e

farinha de mandioca.

Bom apetite!

Julho/2019

www.jornaldoreboucas.com.br

Vale do Pinhão vai reforçar

atuação nas regionais para

ficar mais perto da população

O Vale do Pinhão, movimento do ecossistema

de inovação, vai ficar mais próximo

da população. A presidente da Agência

Curitiba, Cris Alessi, se reuniu com representantes

das administrações regionais da

capital para apresentar os pilares e os programas

de inovação que estão em curso.

O Vale do Pinhão, que completou dois

anos em 2019, colocou Curitiba em um

novo patamar de inovação, ao se sustentar

em cinco pilares: sistema jurídico e incentivos

fiscais para projetos inovadores; apoio a

educação e empreendedorismo; tecnologia,

conexão e integração e desenvolvimento

urbano.

No seu escopo estão todas as iniciativas

inovadoras de Curitiba, com programas

como Empreendedora Curitibana, Espaços

do Empreendedor, Bom Negócio, Worktibas,

Fab Labs, os Farois de Inovação e o

Tecnoparque. Além disso, o Vale do Pinhão

conta com uma agenda intensa de eventos

de apoio a startups e palestras, capacitação

e workshops para empreendedores.

Localizados nas Ruas da Cidadania, os

nove Espaços do Empreendedor - Bairro

Novo, Boa Vista, Boqueirão, Cajuru, CIC,

Santa Felicidade, Fazendinha, Pinheirinho e

Tatuquara - trouxeram o movimento para

perto da população, ao oferecem vários

serviços gratuitos, como formalização ou

encerramento de MEI, emissão de alvará,

realização de declaração anual.

O atendimento é feito por meio de um

termo de cooperação técnica com o Sebrae/PR,

que também oferece consultorias

de profissionais na gestão do negócio. As

pessoas podem ainda obter informações

contábeis sobre a empresa, como débitos

em aberto e formas de quitação.

Em 2018, passaram pelos Espaços Empreendedor

nas Ruas da Cidadania aproximadamente

60 mil pessoas.

“Curitiba tem feito muito na área de inovação

e no âmbito das cidades inteligentes.

Queremos aproximar essas soluções e conectar

cada vez mais com a população”, disse

Cris Alessi.

A ideia é estabelecer um cronograma

de reuniões com as regionais para discutir

temas e demandas da população, de acordo

com Fred Lacerda, diretor jurídico da Agência

Curitiba. “Faz parte de um dos objetivos

do Vale do Pinhão integrar todos os atores

desse ecossistema e o cidadão precisa ter papel

cada vez mais ativo na cidade inteligente”,

disse.•


Julho/2019

www.jornaldoreboucas.com.br

15


16

Julho/2019

www.jornaldoreboucas.com.br

OFICINA DE

CRIATIVIDADE

E CRIAÇÃO DE

PROTÓTIPOS

NOVO

LABORATÓRIO

PEDAGÓGICO

DE INOVAÇÃO

Novas creches e escolas, mais crianças na sala de

aula. Inauguração dos Faróis do Saber e Inovação,

educação de qualidade para o futuro. Obras

de revitalização e benfeitorias nas instalações,

conforto e segurança para pais e alunos.

PARA A REGIONAL MATRIZ?

A PREFEITURA TRABALHA PARA FAZER BEM MAIS.

More magazines by this user
Similar magazines