*Agosto / 2019 - Referência Florestal 210

jota.2016

MERCADO Indicadores e novos investimentos apontam que o setor florestal continuará crescendo no Brasil

TECNOLOGIA

ALEMÃ

EFICIÊNCIA DAS MÁQUINAS E

EQUIPAMENTOS CONQUISTA

O MERCADO BRASILEIRO

GERMAN

TECHNOLOGY

GERMAN MACHINARY AND

EQUIPMENT EFFICIENCY

CONQUERS THE

BRAZILIAN MARKET

9 772359 465083 0 0 2 1 0


Desde 1898

CARGA SEGURA

NÓS INVENTAMOS O CONCEITO

• Tecnologia exclusiva de solda, o

item mais importante do

equipamento

• Fueiros produzidos no Brasil

com toda experiência e know

how ExTe

• Qualidade comprovada por

quem concede um ano de

garantia

REPRESENTANTE EXCLUSIVA EXTE NO BRASIL

WWW.EMEXBRASIL.COM.BR

+55 (19) 3935.1970 / (19) 3935.2031

emex@emexbrasil.com.br


aizt.com.br

forestrental.com.br

bengall.com.br

carena.ind.br

megapesados.com.br

aizparts.com.br

aizimplementos.com.br

alfasteel.ind.br

aizm.com.br

O Grupo AIZ é composto de várias empresas e departamentos que

integram soluções

O Grupo AIZ é composto de várias empresas e departamentos que integram soluções

nas áreas de logística, transporte, fabricação de implementos, customizações, revenda e peças.

Rodotrem

Manipulador

sobre rodas

Pá-carregadeira

Timberli

Pá-carregadeira

ACESSE NOSSO FOLDER

PELO QR CODE AO LADO


ESTAREMOS PRESENTE

09 A 12 DE SETEMBRO, 2019

BELO HORIZONTE (MG)

11 A 13 DE SETEMBRO, 2019

CURITIBA (PR)

14 A 18 DE OUTUBRO, 2019

SÃO PAULO (SP)

MAN IPUL ADORES • IMPLEME NTOS • PEÇ AS • REN TAL

CUSTOMIZ AÇÃO • ACESSÓ RI OS • TRAN SPO RTE

MANIPULADORES • IMPLEMENTOS • PEÇAS • RENTAL

CUSTOMIZAÇÃO • ACESSÓRIOS • TRANSPORTE

Escavadeira

Escavadeira

FLORESTAL OFF ROAD PARA CARGA

TRANSVERSAL DE TORA


SUMÁRIO

AGOSTO 2019

54

MÁQUINAS

ALEMÃS

12 Editorial

14 Cartas

16 Bastidores

18 Coluna Ivan Tomaselli

20 Notas

40 Biomassa

42 Frases

44 Entrevista

54 Principal

60 Especial

66 Tecnologia

68 Infraestrutura

74 Madeira Nativa

80 Mercado

84 Pesquisa

88 Agenda

90 Espaço Aberto

60

68

ANUNCIANTES DA EDIÇÃO

49 ABC Norte

11 Agroceres

37 BKT

65 Bruno Industrial

23 Carrocerias Bachiega

51 Codornada Florestal

89 D’Antonio Equipamentos

92 Denis Cimaf

02 Dinagro

45 DRV Ferramentas

04 Emex

27 Engeforest

47 Envimat

53 Envimat

06 Grupo AIZ

08 Grupo AIZ

25 Grupo PCP Steel

71 J de Souza

13 Komatsu Forest

17 Liebherr Brasil

63 Lion Equipamentos

61 Log Max

89 Master Brasil

39 Maxxi Forest

77 Mill Indústrias

87 Mill Indústrias

31 Minusa Forest

79 Potenza

73 Prime Tech

43 Real Vedações

41 Recapadora Taquarense

33 Rotary-Ax

35 Rotor Equipamentos

19 Sergomel

91 TMO

21 Unibrás

83 Valfer Ferramentas

15 West Rock

29 Woodtech

10 www.referenciaflorestal.com.br


UM NOVO CAPÍTULO NA GESTÃO OPERACIONAL

DE CONTROLE, EM REFLORESTAMENTOS.

CUSTOMIZADO PARA

AS SUAS NECESSIDADES

RESULT ENTREGA EXATAMENTE

O QUE VOCÊ PRECISA.

SOLUÇÃO DE VALOR

Otimiza recursos e contribui com maior eficácia

operacional para o manejo de formigas cortadeiras.

g

INTELIGÊNCIA

E PRECISÃO

Aplicativos específicos para diagnóstico

Ferramenta exclusiva para recomendações

Capacitação de mão de obra

Reduz custos

operacionais

por hectare

R

g

TUDO SOB MEDIDA

Análise de infestações

Plano customizado de controle

Monitoramento de operações

ÚNICO EM RESULTADOS

Result agrega valor nas três dimensões estratégicas para melhor gestão

das infestações: na tecnologia embarcada, no capital humano e na

expertise gerencial das operações de controle.


0 0 2 1

EDITORIAL

Confiança é a

base de tudo

Tudo desmorona quando perdemos a confiança. Não acreditamos

mais que seremos capazes e não arriscamos, nem sequer tentamos. Ficamos

aprisionados na zona de conforto imaginando que estamos seguros.

Quando são os outros que perdem a confiança em nós, as relações acabam

ou simplesmente não acontecem, ficamos parados no tempo. Foi

isto que aconteceu com a economia. O reflexo foi a estagnação de empresários

e do mercado. Os sinais de que estamos fazendo algo começam a

aparecer e com isto, mais do que resultados de indicadores, começamos a

ganhar confiança novamente, em nós mesmos. Já percebemos esta nova

onda no mercado florestal, empresas nacionais expandindo investimentos

e companhias estrangeiras seguindo na mesma linha. São sinais, mas

que aos poucos vão se intensificando e tornando mais claro o caminho a

ser seguido. É hora de sair da zona de conforto e se antecipar a retomada

que já está acontecendo. Cabe a nós tomar as rédeas do crescimento.

Tenha uma excelente leitura!

A segurança que o seu desafio

será cumprido e produtivo.

2

Para quem quer colocar a cabeça no travesseiro e dormir bem.

A alta tecnologia, produtividade, confiabilidade e baixa manutenção,

fazendo o seu investimento render muito mais!

Ligue para 19 3802.2742 e agende uma Demonstração!

Agende uma demonstração

19 3802.2742

DENISCIMAF.com

1

O destaque da imagem do

mês são os equipamentos da

Envimat. Tecnologia alemã

aplicada na movimentação

de cargas

A Revista da Indústria Florestal / The Magazine for the Forest Product

www.referenciaflorestal.com.br

Ano XXI • N°210 • Agosto 2019

MERCADO Indicadores e novos investimentos apontam que o setor florestal continuará crescendo no Brasil

TECNOLOGIA

ALEMÃ

EFICIÊNCIA DAS MÁQUINAS E

EQUIPAMENTOS CONQUISTA

O MERCADO BRASILEIRO

GERMAN

TECHNOLOGY

GERMAN MACHINARY AND

EQUIPMENT EFFICIENCY

CONQUERS THE

BRAZILIAN MARKET

9 772359 465083 0

CONFIDENCE IS THE BASIS

OF EVERYTHING

Everything falls apart when we lose confidence. We no longer believe

in what we will be able to do and no longer take any risks, never even trying.

We remain trapped in our comfort zone, imagining that we are safe.

While others lose confidence in us, and relationships end or simply don’t

occur. We become stuck in time. This is what happened with the economy.

The reflex of this was that entrepreneurs and the market stagnated. The

signs that we are doing something about this are starting to appear, and

with this, more than the results indicate, we have started to gain confidence

again in ourselves and the world. We perceive this new wave in

the forest market, with domestic enterprises expanding investments and

foreign companies following in the same vein. These are only signs, but

that will slowly intensify and create a clearer path to be followed. It’s time

to get out of your comfort zone and anticipate the recovery that is already

beginning. It’s up to us to take the reins of growth. Pleasant reading!

Entrevista

com Nayara

Guetten Ribaski

Manejo florestal sustentável

3

EXPEDIENTE

ANO XXI - EDIÇÃO 210 - AGOSTO 2019

Diretor Comercial / Commercial Director

Fábio Alexandre Machado

fabiomachado@revistareferencia.com.br

Diretor Executivo / Executive Director

Pedro Bartoski Jr

bartoski@revistareferencia.com.br

Redação / Writing

editor@revistareferencia.com.br

jornalismo@revistareferencia.com.br

Colunista

Ivan Tomaselli

Depto. de Criação / Graphic Design

Fabiana Tokarski - Supervisão

Fabiano Mendes

criacao@revistareferencia.com.br

Tradução / Translation

John Wood Moore

Cartunista / Cartunist

Francis Ortolan

Depto. Comercial / Sales Departament

Gerson Penkal, Jéssika Ferreira,

Tainá Carolina Brandão

comercial@revistareferencia.com.br

fone: +55 (41) 3333-1023

Representante Comercial

Dash7 Comunicação - Joseane Cristina

Knop

Depto. de Assinaturas / Subscription

Supervisão - Cassiele Ferreira

assinatura@revistareferencia.com.br

ASSINATURAS

0800 600 2038

Periodicidade Advertising

GARANTIDA GARANTEED

Veículo filiado a:

A Revista REFERÊNCIA - é uma publicação mensal e independente,

dirigida aos produtores e consumidores de bens e serviços em madeira,

instituições de pesquisa, estudantes universitários, orgãos governamentais,

ONG’s, entidades de classe e demais públicos, direta e/ou indiretamente

ligados ao segmento de base florestal. A Revista REFERÊNCIA do Setor

Industrial Madeireiro não se responsabiliza por conceitos emitidos em

matérias, artigos ou colunas assinadas, por entender serem estes materiais

de responsabilidade de seus autores. A utilização, reprodução, apropriação,

armazenamento de banco de dados, sob qualquer forma ou meio, dos

textos, fotos e outras criações intelectuais da Revista REFERÊNCIA são

terminantemente proibidos sem autorização escrita dos titulares dos

direitos autorais, exceto para fins didáticos.

Revista REFERÊNCIA is a monthly and independent publication

directed at the producers and consumers of the good and services of the

lumberz industry, research institutions, university students, governmental

agencies, NGO’s, class and other entities directly and/or indirectly linked

to the forest based segment. Revista REFERÊNCIA does not hold itself

responsible for the concepts contained in the material, articles or columns

signed by others. These are the exclusive responsibility of the authors,

themselves. The use, reproduction, appropriation and databank storage

under any form or means of the texts, photographs and other intellectual

property in each publication of Revista REFERÊNCIA is expressly prohibited

without the written authorization of the holders of the authorial rights.

12 www.referenciaflorestal.com.br


931XC

O MELHOR 8X8 PARA

TERRENOS DIFÍCEIS

O Komatsu 931XC é um harvester potente com tração nas oito rodas. Oferece estabilidade,

baixa pressão no solo e é excelente em terrenos difíceis. Com a exclusiva tecnologia de três

bombas hidráulicas, permite ao operador executar várias funções simultaneamente, sem a

perda de potência hidráulica. Como por exemplo, operar a grua e deslocar a máquina ao mesmo

tempo que processa uma árvore. Tudo isso com baixo consumo de combustível. Se você

procura um harvester estável, econômico e potente, seu equipamento é o Komatsu 931XC.

www.komatsuforest.com.br


Agende uma demonstração

DENISCIMAF.com

0 0 2 0

CARTAS

MERCADO Indicadores e novos investimentos apontam que o setor florestal continuará crescendo no Brasil

A segurança que o seu desafio

será cumprido e produtivo.

Para quem quer colocar a cabeça no travesseiro e dormir bem.

A alta tecnologia, produtividade, confiabilidade e baixa manutenção,

fazendo o seu investimento render muito mais!

Ligue para 19 3802.2742 e agende uma Demonstração!

Capa da Edição 209 da

Revista REFERÊNCIA FLORESTAL,

mês de julho de 2019

A Revista da Indústria Florestal / The Magazine for the Forest Product

www.referenciaflorestal.com.br

9 772359 465076 9

MAIS PERTO

DO CLIENTE

FABRICANTE SUECA DE CABEÇOTES XX

CONSOLIDA ESTRUTURA PRÓPRIA

NO BRASIL E GARANTE

ATENDIMENTO EXCLUSIVO

CLOSER TO

THE CUSTOMER

SWEDISH HARVESTER HEAD

MANUFACTURER CONSOLIDATES

STRUCTURE IN BRAZIL AND

GUARANTEES EXCLUSIVE SERVICE

19 3802.2742

Ano XXI • N°209 • Julho 2019

BOI NA SOMBRA

Por Carlos Antunes Azevedo – Rio Negro (PR)

Muito legal a matéria sobre Ilpf (integração lavoura pecuária e floresta)

publicada na edição de julho. É um assunto interessante e o modelo pode

ajudar os silvicultores a melhorar o rendimento em suas áreas.

NA MOSCA

Por Priscila Capobianco – Porto Alegre (RS)

Apesar de estarmos ainda em uma fase difícil da economia, acompanho

as matérias da Revista sobre o nosso setor. Até agora o que está sendo

escrito está batendo com a realidade, parabéns pelo trabalho.

OPERADOR

Por Diego Crisóstomo Silva – Três Lagoas (MS)

Muitos colegas meus se empenham no curso de operador florestal, mas

não conseguem arrumar emprego na área porque as empresas pedem

experiência. Isto é bem complicado para quem tem família para cuidar.

E-mails, críticas e

sugestões podem ser

enviados para redação

revistareferencia@revistareferencia.com.br

Mande sua opinião sobre a Revista

REFERÊNCIA FLORESTAL ou a

respeito de reportagem produzida

pelo veículo.

CURTA NOSSA PÁGINA

MADEIRA BRASILEIRA

Por Altamir Martinez – Paragominas (PA)

Continuem escrevendo sobre as madeiras do nosso país. É um

trabalho duro na floresta, mas nós gostamos.

referenciamadeira

SERVIÇOS

Por Jonatan Cruz Martins –

Mogi das Cruzes (SP)

Poderia fazer uma matéria sobre

a dificuldade dos prestadores

de serviço em conseguir cumprir

os contratos que as gigantes

florestais impõem muitas vezes.

Foto: divulgação Foto: REFERÊNCIA Foto: divulgação

14 www.referenciaflorestal.com.br


WestRock e você:

construindo, juntos, um futuro sustentável.

A WestRock investe há mais de 60 anos em pesquisa e desenvolvimento para entregar alta

produtividade e qualidade a seus parceiros florestais, que podem contar com amplo conhecimento

para implementar processos e soluções inovadoras em sementes, mudas e toras. Mais do que isso, a

WestRock desenvolve boas práticas para fortalecer o mercado por meio de compromissos sustentáveis,

negócios de alto valor e cuidado com as pessoas.

Conte com a gente. Seja um parceiro WestRock.

Fale conosco: produtosflorestais@westrock.com

westrock.com.br


BASTIDORES

Charge

Charge: Francis Ortolan

Revista

VISITA

Vida nova, muita alegria e encontro de gerações. Em nossa visita

à sede da TMO Forest, em Caçador (SC), fomos acolhidos por três

pessoas muito especiais. Estas são as vantagens de colocar o pé na

estrada e visitar amigos e parceiros.

Joseane Knop, representante comercial da

REFERÊNCIA FLORESTAL; Deydre Busato

Tortato, marketing da TMO Forest, com a

filha Amália no colo; ambas ao lado da vovó

orgulhosa Oneide Olsen

Foto: REFERÊNCIA

COMEMORAÇÃO

A Revista REFERÊNCIA FLORESTAL participou do jantar de

comemoração ao dia do Engenheiro Florestal, no dia 12 de julho,

em Dois Vizinhos (PR), cedendo exemplares aos cerca de 100

convidados. O evento foi realizado pela entidade Aefos (Associação

dos Engenheiros Florestais do Oeste e Sudoeste do Paraná), em

parceria com a coordenação do Curso na Utfpr (Universidade

Tecnológica Federal do Paraná), Centro Acadêmico, Grupo PET e

UTFlorestal Jr. A Revista REFERÊNCIA FLORESTAL ficou plenamente

satisfeita pelo trabalho encabeçado pelo professor da Utfpr e

presidente da Aefos, Eleandro José Brun. A REFERÊNCIA FLORESTAL

parabeniza a equipe pela iniciativa e sucesso do evento.

Foto: divulgação

16 www.referenciaflorestal.com.br


Viva o Progresso.

Manipuladores de materiais Liebherr

Máxima eficiência através de tecnologias orientadas para o futuro

Concebidos para o máximo de produtividade

Componentes de alta qualidade manufaturados pela própria Liebherr

Posto de trabalho ergonômico e organizado para constante alto desempenho

www.liebherr.com.br

info.lbr@liebherr.com

www.facebook.com/LiebherrConstruction


COLUNA

Inovando na secagem

de madeiras serradas

Processo de secagem industrial garante

eficiência à produção

As principais

inovações em

secadores

tradicionais são

relacionadas

a sistemas de

automação

precisos e

complexos,

melhorias na

eficiência térmica

envolvendo

isolamentos e

recuperadores

de calor

Asecagem é talvez o processo mais

importante na indústria de madeira

serrada. Com a secagem a madeira

diminui o peso, aumenta a resistência

mecânica, torna-se menos susceptível

ao ataque de agentes degradadores e melhora a

estabilidade dimensional. Somente a madeira seca

pode ser colada, pintada e envernizada, portanto

o processo é indispensável para possibilitar a agregação

de valor. Além de ser um processo indispensável,

a secagem envolve grandes investimentos e

tem um custo elevado.

A madeira pode ser seca ao ar livre, no entanto,

além de ser um processo lento e envolver alto

capital de giro em estoques, ele não é controlado

e, portanto, os resultados não são previsíveis. Por

estas razões a indústria de madeiras tem adotado a

secagem artificial como prática corrente.

Os secadores têm sido cada vez mais sofisticados.

As principais inovações em secadores tradicionais

são relacionadas a sistemas de automação

precisos e complexos, melhorias na eficiência

térmica envolvendo isolamentos e recuperadores

de calor e ainda redução do consumo de energia

elétrica envolvendo variadores de frequência e

outras ferramentas. Existem, no entanto, outras

inovações que a indústria madeireira nacional deve

avaliar para melhorar a sua competitividade.

Uma das inovações é baseada em desenvolvimentos

feitos na Suécia (Alent) e é denominada

“Secagem Dinâmica da Madeira”. O processo considera

o uso de secadores tradicionais adaptados

Ivan Tomaselli

Diretor-presidente da Stcp

Engenharia de Projetos Ltda

Contato: itomaselli@stcp.com.br

SECAGEM DINÂMICA “ALENT” VERSUS CONVENCIONAL

Foto: divulgação

e automatizados para um processo cíclico (como

demonstrado na figura). O princípio básico é manter

a superfície da madeira permeável à difusão

de vapor. O calor é transferido para o interior em

ciclos e a pressão de vapor interna é responsável

pela transferência de vapor (umidade) à superfície.

Com o processo cíclico ocorre uma redução no

consumo de energia elétrica de até 50% e o tempo

de secagem é reduzido em torno de 10%. Além

disto, com o processo cíclico são reduzidas as tensões

internas, resultantes de gradientes elevados

de umidade, o que minimiza o aparecimento de

rachaduras superficiais.

Outra inovação considera um Sistema Solar

Híbrido, que envolve um processo cíclico de secagem,

desenvolvido na Austrália. A estufa solar

automatizada captura energia durante o dia, regulando

a quantidade de calor e alternando com

períodos de resfriamento. Através do ciclo alternado

se reidratam as partes mais secas, evitando

rachaduras e outros defeitos. Dependendo das

condições o processo de secagem utilizando energia

solar pode ser mais rápido que o obtido em

secadores convencionais.

O fator mais importante do processo de secagem

solar híbrido está na melhor homogeneidade

entre o teor de umidade da superfície e do interior

das tábuas. Manter uma diferença correta entre a

umidade da superfície e do interior é fundamental

para evitar uma contração acentuada da superfície,

o que limita o fluxo de umidade do interior e causa

rachaduras.

18 www.referenciaflorestal.com.br


NOTAS

Nova catraca

pneumática

No começo de julho, a FEX Ferro e Aço

recebeu amigos e clientes para o lançamento da

Catraca Pneumática FEX. Robusta e preparada

para suportar qualquer condição de trabalho,

garante a empresa. O equipamento faz o trabalho

pesado de contenção de cargas de forma

prática e segura, utilizando apenas o sistema de

ar do caminhão.

“Mesmo com o caminhão em movimento,

a catraca se tenciona de forma ilimitada, mantendo

a carga sempre segura, evitando paradas

desnecessárias para o reaperto da carga durante

o percurso.”

Quando iniciado o equipamento fará ciclos

de aperto até que a tensão de 1 mil kg (quilogramas)

seja atingida. “O nosso produto é livre

de manutenção interna e também não necessita

lubrificação”, assegura a FEX.

Fotos: divulgação

Relatório anual

após fusão

Foto: divulgação

A Suzano apresentou o primeiro relatório anual da companhia

desde a fusão entre Suzano Papel e Celulose e a Fibria,

concluída em janeiro de 2019. O documento retrata a atuação

das duas companhias durante o período de transição, quando

ambas se organizaram para uma das maiores fusões da indústria

brasileira. A sinergia entre as antigas empresas foi analisada

por meio de extensa pesquisa de indicadores de materialidade

no período de janeiro a dezembro de 2018, enquanto Suzano e

Fibria ainda atuavam separadamente. A nova companhia, que

conta com mais de 35 mil colaboradores diretos e indiretos

e impacta mais de 2 bilhões de pessoas com seus produtos e

serviços, apresenta no relatório as técnicas de integração entre

equipes nas suas 11 unidades industriais, levando em conta o

que há de melhor nas duas empresas para que seja criado um

modelo que atenda aos desafios da nova Suzano, guiado pelos

direcionadores de cultura da companhia.

20 www.referenciaflorestal.com.br


Não permita que as

formigas cortem seu

lucro e produtividade

www.unibras.com.br

O controle está em suas mãos!

0800 18 3000


NOTAS

Combate aos

incêndios florestais

Foto: divulgação

A sétima edição da Wildfire 2019

(Conferência Internacional sobre Incêndios

Florestais) acontece entre 28 de outubro e

1º de novembro, em Campo Grande (MS).

O evento é realizado a cada quatro anos e

tem a proposta de promover uma cooperação

internacional para consolidar uma

estratégia global para gerenciamento de

incêndios e manejo do fogo.

Esta é a primeira vez que a Wildfire

acontece em um país latino americano e o

tema da conferência será: Frente a frente

com o fogo em um mundo em mudanças:

redução da vulnerabilidade das populações

e dos ecossistemas por meio do Manejo

Integrado do Fogo.

Participam do evento autoridades,

gestores públicos, técnicos, pesquisadores,

empresas de equipamentos para prevenção e combate a incêndios florestais, brigadistas, estudantes, moradores de comunidades

rurais, indígenas e quilombolas. As inscrições podem ser feitas pelo site https://www.ibama.gov.br/wildfire2019.

Missão técnica na Tunísia

Pesquisadores da Embrapa Florestas embarcaram

para a Tunísia, onde realizaram uma missão

técnica para o projeto de cooperação envolvendo

o eucalipto no país. A ação faz parte do projeto:

Desenvolvimento e Valorização das Plantações

de Eucalipto na Tunísia; firmado por meio da ABC

(Agência Brasileira de Cooperação) em 2015.

Durante a visita, realizada durante o mês de junho,

os técnicos monitoraram as ações realizadas no começo

do projeto e discutiram ajustes na parceria.

A iniciativa atende às principais demandas de silvicultura

de eucalipto no país, usada para produção

de madeira, geração de energia e contenção do

avanço das dunas e da desertificação. Os técnicos

visitaram viveiros e casas de vegetação utilizados

para a reprodução, por sementes e vegetativa, de

materiais selecionados na Tunísia e de germoplasmas

do Brasil, introduzidos pelo projeto. Eles também

estiveram em áreas com práticas silviculturais

de implantação e manejo de eucalipto.

Fotos: divulgação

22 www.referenciaflorestal.com.br


PISO MÓVEL

VENHA NOS PRESTIGIAR NA

A VERDADEIRA

ATRAÇÃO É VOCÊ!

11 À 13 DE SETEMBRO

DAS 14H À 20H

www.carroceriasbachiega.com.br

Fone: (19) 3496-1555


NOTAS

Dia do engenheiro florestal

O dia do engenheiro florestal foi comemorado em alto

estilo, em Dois Vizinhos (PR), no dia 12 de julho. A Aefos-Pr

(Associação dos Engenheiros Florestais do Oeste e Sudoeste

do Paraná), em parceria com a coordenação do Curso da Utfpr

(Universidade Tecnológica Federal do Paraná), Centro Acadêmico,

Grupo PET e Utflorestal Jr. se reuniram em um jantar

para um evento com aproximadamente 100 pessoas. Com

o objetivo de mostrar para a sociedade em geral e também

atualizar informações no meio estudantil e profissional da

área, o evento contou com três palestrantes, que abordaram

a atuação do Engenheiro Florestal em diferentes setores da

sociedade, desde o meio acadêmico/científico (Engenheiro

Florestal doutor César Augusto Guimarães Finger), no meio

empresarial (Engenheira Florestal Dayana Seidel) e no meio

político profissional (Engenheiro Florestal Carlos Roberto

Santos da Silva), ambos atuantes nos temas, originários,

respectivamente, do Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Após as palestras, houve um debate entre os presentes sobre

a atuação do profissional frente aos desafios do mercado de

trabalho e da necessidade de maior aproximação com a sociedade,

em projetos que a beneficiem direta ou indiretamente.

Foi consenso entre os presentes que a profissão precisa ser

mais conhecida pela sociedade e para isso, todas as ações

desenvolvidas pelos profissionais, através de sua associação e

suas entidades próprias, além do curso de Engenharia Florestal

na Utfpr Campus Dois Vizinhos, precisam ser mais difundidas.

Fotos: divulgação

Foto: divulgação

Exploração do pinus no

estado de Rondônia

O município de Vilhena (RO) deve receber

uma empresa que irá diversificar a produção derivada

do pinus. A área escolhida é uma fazenda

localizada a 40 Km (quilômetros) do centro da

cidade, que já conta com cerca de 400 mil pés

de pinus. “Com o crescimento de áreas reflorestadas

em nosso município, o local se tornou

um celeiro de novas empresas do setor de base

florestal. Acredito que ainda mais empresas que

lidam com a economia do reflorestamento terão

interesse em se instalar no futuro próximo”,

defendeu o secretário de Indústria, Comércio e

Turismo (Semtic), Marcondes Cerrutti. A empresa

atua no reflorestamento e extração de resina.

24 www.referenciaflorestal.com.br


NOTAS

Transmissão

ao vivo

A XIV edição do Dia de Campo Florestal, realizado

pela FCA (Faculdade de Ciências Agronômicas)

da Unesp de Botucatu (SP), acontece no

dia 21 de agosto e terá novidades. O evento será

transmitido ao vivo pela internet. São esperados

para o Dia de Campo Florestal produtores florestais

e agrícolas, estudantes, técnicos e engenheiros

florestais. Quem não puder estar in loco, terá

a oportunidade de acompanhar toda a programação

pelo site www.maisfloresta.com.br. “O evento

acontece em um cenário muito novo na nossa

região, quando temos a possibilidade de ter uma

termoelétrica de biomassa de eucalipto instalada,

ao mesmo tempo que uma grande empresa do

setor já instalada irá quadruplicar suas atividades

e está precisando de novos parceiros florestais.

Todos esses fatores desencadeiam numa grande

movimentação do setor na nossa região”,

comenta o professor Saulo Guerra, coordenador

técnico do evento. Mais informações sobre o Dia

de Campo Florestal estão disponíveis no site:

www.diadecampoflorestal.com.br.

Fotos: divulgação

26 www.referenciaflorestal.com.br


NOTAS

Defensivos agrícolas

reclassificados

Foto: divulgação

Um novo marco regulatório para agrotóxicos foi aprovado

pela Anvisa no final de julho. A medida, que atualiza e

torna mais claros os critérios de avaliação e de classificação

toxicológica dos produtos no Brasil, atende a uma antiga reivindicação

do setor florestal. A expectativa dos empresários

do setor é que a reclassificação torne mais ágil a introdução

de novas substâncias. Alguns produtos, inclusive, já eram

usados em aplicações agrícolas, mas ainda não eram permitidos

na aplicação florestal. As mudanças foram definidas

com base nos padrões do Sistema Globalmente Harmonizado

de Classificação e Rotulagem de Produtos Químicos

(Globally Harmonized System of Classification and Labelling

of Chemicals - GHS) e estabelecem mudanças na rotulagem,

com a adoção do uso de informações, palavras de alerta e

imagens (pictogramas) que facilitam a identificação de perigos

à vida e à saúde humana.

Madeira

certificada

Tramita na Câmara dos Deputados

um projeto de lei que, se sancionado,

poderá aquecer o plantio como foco no

mercado de produtos com alto valor

agregado. A proposta sugere que a madeira

usada pela administração pública

seja certificada. Isto engloba produtos

de papelaria, móveis e obras. O autor do

projeto, deputado federal Felipe Carreras

(PSB-PE), argumenta que pretende acrescentar

a necessidade de uma certificação

que não entra em conflito com outras,

de diferentes âmbitos e exigências, mas

distingue o que é madeira certificada da madeira legal – aquela extraída de áreas permitidas sem cumprir quaisquer outros

requisitos. A proposta ainda será analisada pelas comissões de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; de Agricultura,

Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural; de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Finanças e Tributação;

de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados.

Foto: Gustavo Lima/Câmara dos Deputados

28 www.referenciaflorestal.com.br


TECNOLOGIA E PRECISÃO EM MEDIÇÃO DE VOLUME

Mais de 30 milhões de caminhões medidos

Instalações na América do Sul, EEUU, Europa e Austrália

25 instalações no Brasil

Medições 100% precisas e rastreáveis

O Logmeter está

instalado na empresa

Shuqualak Lumber CO. - USA.

Arauco

Constitución

SISTEMA LASER DE ALTA

PRECISÃO PARA MEDIÇÃO

DE TORAS DE MADEIRAS

SISTEMA LASER DE ALTA

PRECISÃO PARA MEDIÇÃO DE

VOLUME DE CAVACO

SISTEMA LASER DE ALTA

PRECISÃO PARA MEDIÇÃO DE

VOLUME DE CARVÃO

SISTEMA FOTOGRÁFICO

DE ALTA PRECISÃO PARA

MEDIÇÃO DO VOLUME DE

PILHAS DE MADEIRAS

Av. Nereu Ramos, 4529 · Sala 04 · Meia Praia · Itapema · SC · Brasil

+55 47 3268 5050 · contato@woodtechms.com · www.woodtechms.com


NOTAS

Hotel dentro de reserva florestal

Fotos: Thyago Eduardo

Um dos espaços de utilização racional e equilibrado ganha

cada vez mais destaque no cenário nacional é a Rppn (Reserva

Particular do Patrimônio Natural) Itáytyba, que conta com 1.090

ha (hectares), localizada na Fazenda Santa Lídia do Cercadinho,

situada à margem direita do Rio Iapó e do Canyon Guartelá,

há cerca de 150 km (quilômetros) de Ponta Grossa (PR). Tudo

dentro da reserva respeita a sustentabilidade e o destaque

foi a criação do Hotel Itáytyba Ecoturismo, idealizada após a

constituição Rppn. Esta área foi criada com a intenção de assegurar

a preservação dos ecossistemas típicos e da beleza dos

canyons, cachoeiras e formações rochosas. A fazenda desenvolve

também um plano de integração agro-pecuário-florestal, que

se caracteriza pela associação da pecuária de corte, agricultura

ecológica e reflorestamento. A Aldeia dos Pioneiros da Fazenda

Ponte Alta, projeto turístico voltado à hospedagem, gastronomia,

turismo rural e ecoturismo, está localizada na Rodovia

Transbrasiliana (BR-153) de onde se avista a beleza dos campos

gerais, suas lavouras e matas preservadas. Os hóspedes e visitantes

podem ainda avistar o Vale do Rio Fortaleza e a cidade de

Tibagi (PR) e vislumbrar a beleza da natureza em estado puro.

Quem visita o hotel participa de atividades variadas de lazer,

em agradável convívio com a família ou com os amigos, que se

estendem aos Caminhos de Arenitos e Cachoeiras de Itáytyba,

percorrendo trilhas ecológicas e estradas rurais até chegar ao

Mirante do Canyon Guartelá, onde o cenário agreste é enriquecido

pela mata ciliar preservada que acompanha as águas do Rio

Iapó, tendo ao fundo os paredões abruptos de um canyon de

rara beleza. Mais informações de hospedagens e realizações de

eventos podem ser conferidas pelo site www.itaytyba.com.br

30 www.referenciaflorestal.com.br


LOGSET

8H GTE

HYBRID

Maior

PRODUTIVIDADE

Economia de

combustível de até

25%

Redução de

25%

de CO2

Motor a diesel de

422cv com

consumo de

13 litros/hora

www.minusa.com.br

/Minusatratorpecas

Minusa Tratorpeças


NOTAS

Drones na aplicação

de defensivos

Gerentes, gestores, supervisores, coordenadores e líderes de equipe se reuniram em Curitiba (PR) para

conhecer as oportunidades no uso de drones de pulverização no setor florestal e os benefícios dessa tecnologia

para o segmento. O II Curso de Atualização em Aplicação de Herbicidas foi realizado em julho pela Apre

(Associação Paranaense de Empresas de Base Florestal), em parceria com a Emater.

A iniciativa permite que a pulverização seja feita sem a presença de pessoas no talhão florestal, o que

elimina o risco de exposição dos trabalhadores aos químicos. Além disso, o uso de drones é uma alternativa

economicamente viável, pois trata um hectare em 10 min (minutos) de maneira precisa no alto controle de

plantas daninhas e da brotação de eucalipto.

“Na aplicação de defensivos, a ferramenta substituirá o uso de pulverizador costal, trazendo muito mais

segurança para a operação, além de permitir otimizar a atividade e reduzir significativamente os custos”, comenta

o diretor executivo da Apre, Ailson Loper.

MINISTÉRIO ANUNCIA NORMATIVA

Uma normativa para o uso de drones na aplicação de defensivos agrícolas foi divulgada pelo Mapa (Ministério

da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) no mês de julho. O documento prevê permissão para “a

aplicação aérea de agrotóxicos em áreas onde aviões agrícolas não conseguem chegar, em função de segurança

operacional e de voo (obstáculos físicos como árvores, rede elétrica) e em áreas onde as máquinas agrícolas

têm dificuldade de aplicação (solos encharcados, áreas de declive como os cafezais)”.

A determinação abrange os drones pertencentes à Classe III – aeronaves com peso máximo de decolagem

entre 250 g (gramas) e 25 kg (quilogramas) enquanto as demais categorias – Classe I, com mais de 150 kg, e

Classe II, de 25 kg a 150 kg – continuam seguindo a Instrução Normativa N° 02/2008, que trata das normas de

trabalho da aviação agrícola.

Os operadores de drones de pulverização precisam ter registro no Mapa e devem ser qualificados para

operar o equipamento e aplicar o produto com segurança. As empresas que pretendem utilizar drones para

pulverização deverão contar com um engenheiro agrônomo, um piloto agrícola remoto certificado pelo ministério

e um técnico agrícola com curso de executor em aviação agrícola para as missões em campo.

Foto: divulgação

32 www.referenciaflorestal.com.br


NOTAS

Empresa compra

área em porto

A Klabin acaba de fazer um aporte bastante significativo

para sua estratégia de mercado e exportação de papel e celulose.

Arrematou um terminal de cargas geral no Porto de

Paranaguá (PR), que após reformado poderá atingir a movimentação

em cargas de 1,25 milhões de t (toneladas) ao

ano. A área arrematada foi de 27,5 mil m2 (metros quadrados)

por R$ 1 milhão e a programação para utilização plena

de funcionamento é janeiro de 2022, por 25 anos podendo

ser prorrogado por mais 45 anos. A empresa prevê investimentos

totais na casa dos R$ 130 milhões e vai servir para

escoar principalmente a produção da nova indústria inaugurada

ano passado em Ortigueira (PR). “Esta operação trará

garantia operacional de longo prazo, permitindo ligação ferroviária

direta das operações fabris para o terminal em zona

primária, com alta eficiência no carregamento e preferência

de atracação”, resume a Klabin em nota.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Projeto Puma II

Batizado como Projeto Puma II, a fábrica da Klabin

inaugurada ano passado em Ortigueira (PR), deve

receber investimentos de R$ 9,1 bilhões até 2023. Em

abril, a empresa anunciou a aprovação de ampliação

da capacidade de produção de papéis para embalagem.

Ainda segundo a Klabin, o Puma II tem capacidade

total de produzir 920 mil t (toneladas) anuais de

papéis kraftliner. Na outra unidade, a empresa produz

atualmente 1,6 milhão de t de celulose branqueada de

fibras curta, longa e fluff.

34 www.referenciaflorestal.com.br


Pioneira em

mÁquinas e peças

Florestais

seminovas

www.rotorequipamentos.com.br

Fone: 41-3628-1583 | Cel: 41- 98414-6053 e 41-98417-9271

WhatsApp: 41- 98414-6053 e 41-98417-9271

vendas@rotorequipamentos.com.br


NOTAS

Incêndios no Paraná

Todos os anos, principalmente nas regiões Sul e Sudeste, os incêndios castigam nossas florestas e no Paraná, em

especial, incêndios de grandes proporções ganham cada vez mais as manchetes dos informativos. Desta vez o incêndio

aconteceu às margens da BR 277, nas imediações do km (quilômetro) 78, no perímetro urbano que liga São José dos

Pinhais (PR) e Curitiba (PR). Para se ter uma ideia dos transtornos, a rodovia teve que ser interditada para segurança

dos que trafegavam no dia. Segundo dados do Corpo de Bombeiros, no Paraná foram registrados 12.060 incêndios no

Estado. Ou seja, há uma ocorrência de 1 incêndio a cada 30 min (minutos), em média. Trata-se de um recorde registrado

de janeiro a 12 de agosto de 2019. Isso em relação aos últimos 5 anos, houve um aumento significativo de mais de 10%

em relação aos números do ano passado. Nestes dados estão inclusos todos os tipos de incêndios, mas os de vegetação e

floresta são os mais comuns (58%) do total geral.

Índices de janeiro

a 12 de agosto 2019

2019 - 12.060

2018 - 10.936

2017 - 10.291

2016 - 11.723

2015 - 8.466

Tipos de Incêndios até

agosto de 2019

Edificações - 22,79%

Trânsito e Transporte - 11,84%

Vegetação e Floresta - 58,28%

Outros - 7,09

Foto: divulgação

36 www.referenciaflorestal.com.br


A LONG WAY

TOGETHER

Aplicações florestais com

autocarregadoras

Excelente tração em condições de serviço

pesado

Talão e ombro do pneu robustos para uma

resistência elevada às perfurações

Chetan Ghodture

Balkrishna Industries Ltd, India

Email: chetang@bkt-tires.com

Mobile: +917021000031


NOTAS

Homenagem ao profissional

Foto: divulgação

Poucos sabem, mas a data do dia 12 de julho

é atribuída em homenagem ao Engenheiro

Florestal por ser o dia da morte de São João

Gualberto, no ano de 1073, posteriormente

canonizado pelo Papa PIO XII como Patrono

dos Engenheiros Florestais, pelo seu grandioso

trabalho, em vida, em prol da natureza, na Itália,

onde, junto com outros monges, realizou a recuperação

e o uso sustentável das florestas dos

vales daquele país. “Fica aqui a nossa lembrança

e os nossos cumprimentos a todos os profissionais

da área que são indispensáveis para a

manutenção da floresta e por possibilitar a boa

convivência entre a floresta e o homem, além de

torná-la economicamente viável a toda sociedade”,

ressalta Fábio Machado, diretor comercial

da Revista REFERÊNCIA FLORESTAL.

VIETNÃ NO TOPO

ALTA

O Vietnã chegou ao topo da lista de exportadores

de madeira da Asean (Associação das Nações do

Sudeste Asiático) no primeiro semestre de 2019.

Além disso, o país ocupa a quinta posição entre

os maiores exportadores globais de produtos de

madeira, devido à alta no crescimento da produção

industrial. Entre os principais parceiros comerciais

do Vietnã estão a União Europeia, o Japão e a

Coreia do Sul, responsáveis por mais de 80% das

exportações do país nos primeiros seis meses de

2019. Ainda no primeiro semestre, cerca de 110 mil

ha (hectares) de novas plantações foram estabelecidas

no Vietnã.

AGOSTO 2019

PORTUGAL REGISTRA NOVO

INCÊNDIO FLORESTAL

Portugal sofreu mais uma vez com incêndios florestais

de grandes proporções. A ocorrência foi registrada

novamente no centro do país, onde em 2017 mais de

100 pessoas morreram. O combate às chamas durou

quatro dias, entre 20 e 23 de julho, e mobilizou mais

de mil bombeiros. De acordo com a corporação, mais

de 7 mil ha ( hectares) de florestas foram destruídos

pelo fogo, que deixou mais 40 cidades em situação de

risco. A suspeita é que o incêndio tenha sido criminoso,

mas a verdade é que todos os anos nesta época o

país sofre com a vegetação e clima secos, propícios à

dissiminação do fogo.

BAIXA

38 www.referenciaflorestal.com.br


SOLUÇÃO EM PEÇAS E

SERVIÇOS

PARA EQUIPAMENTOS

FLORESTAIS

‘’Nosso objetivo é auxiliar e disponibilizar

soluções para o setor florestal, buscando

sempre melhorias contínuas nas nossas

relações comerciais e pessoais.’’

Av. Londres, 106 - Rio Verde

Colombo - PR

(41) 3666-8451

(41) 3663-8924

maxxiforest.com.br

maxxiforest@maxxiforest.com.br


BIOMASSA

Websérie apresenta

detalhes sobre o

RENOVABIO

Imagens: divulgação

P

ara esclarecer eventuais dúvidas sobre

o Renovabio, o programa brasileiro de

biocombustíveis, a Embrapa, o Agroicone

e a Fundação Espaço ECO criaram

vídeos com informações sobre a iniciativa.

Ao todo foram produzidas quatro gravações, que

estão disponíveis no canal da Embrapa no youtube. A

websérie Renovadrops conta com a participação de

especialistas que também explicam o funcionamento

da Renovacalc, ferramenta oficial do programa para

a comprovação do desempenho ambiental da produção

de biocombustíveis pelas usinas. O Renovabio

foi criado para combater as mudanças climáticas e o

investimento em biocombustíveis - entre eles os resíduos

de madeira e celulose - têm papel fundamental

na geração de energia com fontes renováveis.

Mercado de

biomassa tem

potencial para

crescer

ATÉ 60%

O

Atlas de Energia Elétrica do Brasil, produzido

pela Aneel (Agência Nacional de

Energia Elétrica), aponta que a madeira

é um dos principais produtos da matriz

brasileira de biomassa. A expectativa é

que o setor de cogeração de energia cresça até 60% nos

próximos anos. Além disso, um levantamento da EPE

(Empresa de Pesquisa Energética), vinculada ao Ministério

de Minas e Energia, indica que a matriz energética

brasileira utiliza 43,5% de biomassa. A média mundial é

de apenas 14%. Ainda de acordo com a EPE, o sistema

de cogeração de energia a partir da biomassa é responsável

por 8,2% da energia elétrica consumida no Brasil.

Em escala mundial, a média é de 2,3%.

Foto: divulgação

40 www.referenciaflorestal.com.br


PNEUS E RECAPAGENS

TRADIÇÃO E TECNOLOGIA RODAM JUNTAS

Reformas de pneus florestais,

agrícolas e de transporte

Há 30 anos no mercado de reforma de pneus, oferecemos

qualidade, atendimento diferenciado e tradição nas reformas de

pneus florestais e agrícolas.

www.taquarense.com.br • (41) 3373-3622 • taquarense@taquarense.com.br


FRASES

Foto: Agência Brasil

Precisamos buscar o caminho

que seja sustentável ambiental

e economicamente, para as

pessoas compreenderem que é,

sim, rentável. Não dá para ficar na

utopia ou no discurso, porque a

vida real é bem diferente

Afirmou o governador do Pará,

Helder Barbalho, em reunião com

secretários de Estado

“Aqui no porto, nós conseguimos

aumentar o volume de empregados

portuários, ligados a operação

contratada pela Intermarítima,

e vamos gerando recursos

disponibilizando espaço, tempo,

organização e segurança”

“Para o engenheiro

florestal, o inventário é uma

ferramenta de quantificação

e qualificação da floresta,

que mostra o que existe hoje

na floresta e a realidade

daqui há 10 anos”

Andressa Ribeiro, engenheira florestal, doutora

em Ciências Florestais e professora

da Universidade Federal do Piauí

Informou o diretor operacional da

Intermarítima, Regilmar Costa, após a

retomada da exportação de toras de eucalipto

pelo Porto de Ilhéus, no sul da Bahia

“O Sinaflor é um sistema difícil de operar, mas o

Estado do Paraná, sabendo dessa complexidade,

promoveu várias ações para que nossos usuários

utilizassem melhor essa ferramenta”

Garantiu o diretor de

Licenciamento e Outorga

do Instituto Água e Terra do

IAP (Instituto Ambiental do

Paraná), José Volnei Bisognin

42 www.referenciaflorestal.com.br


ENTREVISTA

Perspectivas de

MERCADO

Market prospects

Foto: divulgação

ENTREVISTA

O

maior risco para o investidor florestal é apostar

no mesmo. Este é um dos recados de Nayara

Guetten Ribaski, professora do curso de Engenharia

Florestal da PUC-PR (Pontifícia Universidade

Católica do Paraná), com MBA em Negócios Internacionais,

com especialização em Economia e Política Florestal e

Mestre em Ciências Florestais. Para a especialista, diversificar

investimentos dilui os riscos, isto vale para diferentes espécies

e também para o Ilpf (integração lavoura-pecuária-floresta). A

entrevistada do mês da REFERÊNCIA FLORESTAL também fala

das perspectivas de mercado e aponta que devemos investir

mais nos produtos florestais de maior valor agregado, já que

praticamente dominamos as commodities.

T

he biggest risk of the forest investor is to bet on

himself. This is one of the messages being given

by Nayara Guetten Ribaski. Professor of Forest

Engineering at the Pontifical Catholic University of

Paraná (PUC-PR), with an MBA in International Business specializing

in Economics and Forest Policy and MSc. in Forestry. For

the expert, investment diversify diminishes the risks, and that

means different species and also includes Crops-Livestock-Forest

Integration (Ilpf). The REFERÊNCIA Florestal interviewee

for the month also talks about the market prospects and points

out that we must invest more in forest products with an added

value since we practically dominate these commodities.

Nayara

Guetten Ribaski

ATIVIDADE/ ACTIVITY:

Professora do curso de Engenharia Florestal da PUC-PR

(Pontifícia Universidade Católica do Paraná)

Professor of Forest Engineering, Pontifical Catholic University

of Paraná (PUC-PR)

FORMAÇÃO/ ACTIVITY:

Engenheira Florestal, MBA em Negócios Internacionais com

especialização em Economia e Política Florestal e Mestre

em Ciências Florestais

BSc. in Forest Engineering, MBA in International Business

specializing in Economics and Forest Policy, and MSc. in

Forestry

44 www.referenciaflorestal.com.br


juntos fazemos o melhor

acreditamos na força do trabalho

em equipe e a dedicação de todos

é o reflexo do nosso sucesso

DRV EXPERT

www.drvferramentas.com.br

Rua Pedro Dorigo 154, Curitiba - PR | 41 3278-8141


46 www.referenciaflorestal.com.br


48 www.referenciaflorestal.com.br


O manejo florestal enquanto atividade economicamente viável,

socialmente justa e ambientalmente correta é possível, e a ABC

Norte – Fazenda Pacajá, localizada no município de Portel, no

Pará, é a prova de que é possível manter a floresta em pé com

responsabilidade.

A fazenda possui cerca de 145.000 hectares de plena atividade

florestal, monitorada e fiscalizada de maneira a garantir que o

manejo esteja sendo realizado de acordo com a legislação

vigente, possuindo todas as licenças legais para seu pleno

funcionamento!!! Está passando pelo processo de certificação

CERFLOR para poder agregar mais transparência ao seu

manejo florestal. Em plena safra emprega mais de 120 colaboradores.

Toda a madeira extraída possui uma cadeia de custódia, que

pode ser localizada através de um QR Code, com um número

que a acompanha durante toda a sua vida, onde cada etapa do

manejo é identificado, além da sua legalidade. Os ciclos de 30

anos são respeitados na fazenda, garantindo a regeneração

plena da floresta, sem intervenção de plantio, com acompanhamentos

minuciosos das áreas utilizadas antes, durante e

após a extração, analisando o comportamento da floresta

neste período.

Somente cerca de 4.000 hectares por ano são utilizados para

extração. A gestão procura, no momento, conseguir o

CERFLOR, uma certificação que promove o manejo sustentável

no país. A gerente executiva da fazenda, Luciana di Paula,

avalia que esta certificação é uma validação do esforço

que vem sendo empenhado. “É a forma que a gente

encontrou de ter uma voz externa do trabalho

sustentável que vem sendo realizado no

âmbito ambiental, social e econômico,

sermos conhecidos pela legalidade”.

PLANO DE

MANEJO

FLORESTAL

SUSTENTÁVEL

COMPROMISSO SOCIOAMBIENTAL

Cinco comunidades do entorno são contempladas com o

Projeto de Educação Ambiental da Fazenda Pacajá, que

tem por objetivo Agregar conhecimento às comunidades

com intuito de contribuir para a melhora na qualidade de

vida das pessoas das comunidades.

PROJETOS FUTUROS

Os próximos passos da ABC Norte são trabalhar também

com movelaria e projeto REED+ dentro da área da fazenda,

projetos que estão em andamento e iniciarão em 2020, na

busca de recursos e geração de economia para a

manutenção da floresta em pé, com o seu uso múltiplo,

agregando valor em várias atividades.

Rio Pacajá

Portel

Pará

(91) 3277-7098

(34) 9 9992-4484

/fazendapacaja


50 www.referenciaflorestal.com.br


A Codornada Florestal está

de volta em sua 13ª Edição!

O evento promove o ponto de encontro do

setor florestal, através de um jantar voltado

às empresas e profissionais do setor de base:

madeireira, florestal e de celulose.

04 E 05 DE DEZEMBR0 DE 2019

Ponte Alta do Norte - SC

1º DIA

04/12

DIA DE CAMPO

2º DIA

05/12

MANHÃ - SEMINÁRIO

TARDE - EXPOSIÇÃO DE MÁQUINAS

NOITE - JANTAR

AÇÃO SOCIAL

Natal das Crianças de Ponte Alta do Norte

Cada convidado: Doar 2 brinquedos

(uma para menino/outro para menina)

Informações: 49 9 9157.6365 I 41 9 9924.7071 /cordornadaflorestal

Apoio:

Realização:


52 www.referenciaflorestal.com.br


www.envimat.com.br


PRINCIPAL

MERCADO BRASILEIRO ESTÁ

NA MIRA DE FABRICANTES DE

Fotos: divulgação

MÁQUINAS

ALEMÃS

As marcas de equipamentos com aplicações florestais

Sennebogen e Doppstadt querem expandir a atuação no

Brasil aplicando tecnologia de ponta

54 www.referenciaflorestal.com.br


B

oa parte do mundo sente confiança na retomada do

crescimento da economia brasileira. Este sentimento

cresce ainda mais quando se trata do setor florestal,

no qual o país possui alto índice de crescimento

biológico e tem forte presença no mercado internacional

de produtos acabados e commodites. Entre as empresas que

observam grandes oportunidades em solo brasileiro e acreditam

no aquecimento da economia estão duas fabricantes de máquinas

da Alemanha: Sennebogen e Doppstadt, representadas em todo

Brasil pela Envimat, que tem sede em São Paulo (SP).

“O Brasil tem um potencial imenso de crescimento e estamos

prontos para acompanhar este crescimento”, garante Constantino

Lannes, presidente da Sennebogen LLC. De acordo com ele, o Brasil

está na vanguarda no setor florestal, serve de exemplo para muitos

países. Os índices de crescimento de produtividade alcançados

por aqui são “imbatíveis”. Por isto, a fabricante de manipuladores

hidráulicos quer ampliar a fatia de mercado nacional.

Ele aponta que, atualmente, existem muitas máquinas com

esta função nos pátios de empresas de celulose e serrarias. Mas há

poucos equipamentos deste porte trabalhando no carregamento

em campo. “Ainda tem muito mercado para crescer”, observa a

oportunidade.

A Sennebogen é uma empresa alemã com grande participação

no mercado mundial. A companhia tem mais de 150 máquinas no

Brasil. “Nossa linha é a mais completa entre os fabricantes de manipuladores”,

garante Constantino. A empresa atua nos segmentos

portuário, sucata, reciclagem, florestal e madeireiro, entre outros.

A Sennebogen é representada no Brasil pela Envimat, empresa

localizada em São Paulo, dedicada ao mercado de equipamentos

e máquinas para os setores de meio ambiente, reciclagem e movimentação

de cargas. A representante conta com um corpo técnico

capacitado, com treinamento e conhecimento dos equipamentos

comercializados. “Contamos com estoque de peças e mecânicos

treinados para atender nossos clientes”, explica Vinicius Casselli,

diretor da Envimat.

MERCADO E CAPACITAÇÃO

A qualidade dos equipamentos e do serviço prestado pela

Sennebogen pode ser mensurada pela fatia que a empresa possui

do mercado norte-americano market share de quase 70%,

contabiliza a companhia. De acordo com Constantino, o caminho

foi trabalhar com equipamentos de alta confiabilidade, segurança

e baixos custos operacionais. Além da disponibilidade de peças,

mecânicos capacitados, atendimento rápido. “Nossos equipamentos

não são os mais baratos do mercado, mas possuem o melhor

retorno sobre investimento, são robustos, de fácil manutenção e

muito seguros”, garante. As máquinas são equipadas com motores

Cummins e sistema hidráulico Bosch Rexroth. “Não deixamos nossos

clientes dependentes de peças específicas, apenas fornecidas

pelo fabricante, damos total liberdade para que estas peças sejam

encontradas no mercado local.”

A Sennebogen realiza treinamentos também na unidade dos

EUA (Estados Unidos da América), na cidade de Stanley para os

mecânicos de seus usuários. Estes treinamentos são realizados

em português e têm o nível do curso realizado pelos profissionais

da Sennebogen.

A empresa alemã desenvolveu kits de manutenção para atender

melhor aos usuários. Os kits contêm os principais componentes e

The Brazilian market

is in the crosshairs

of German machinery

manufacturers

Sennebogen and Doppstadt with their

brands of forestry equipment expand

operations in Brazil by delivering

cutting-edge technology

M

uch of the world has confidence in Brazilian economic

growth. This feeling is felt even more when

it comes to the Forest Sector, where the Country

has a high biological growth rate and a strong

presence in the international market for finished

products and commodities. Amongst the companies that see great

opportunities in Brazilian and believe in Brazilian economic recovery

are two machinery manufacturers from Germany: Sennebogen

and Doppstadt, represented throughout Brazil by Envimat, which

is based in São Paulo (SP).

“Brazil has huge growth potential, and we are ready to accompany

this growth,” guarantees Constantino Lannes, President of

Sennebogen LLC. According to him, Brazil is at the forefront of the

world Forest Sector, serving as an example for many countries. The

productivity growth indices achieved here are ‘unbeatable’. For this,

the manufacturer of hydraulic material handlers wants to expand

its slice of the Brazilian market.

He notes that, currently, there are many machines with this

function in pulp mill and sawmill yards. However, few equipment

of this size is working on loading in the field. “The market still has

much to grow,” he says, seeing an opportunity.

Sennebogen is a German company with a large presence in the

world market. The Company has more than 150 machines operating

in Brazil. “Our line is the most complete amongst material handling

machine manufacturers,” says Company President Lannes. The

Company operates in the port, scrap, recycling, forest product, and

forestry segments, amongst others.

Sennebogen is represented in Brazil by Envimat, a company

located in São Paulo, dedicated to the marketing of equipment

and machinery for the environment, recycling and cargo handling

sectors. The representative has a highly skilled technical team, with

training and knowledge of the equipment being marketed. “We

count on a stock of spare parts and mechanics trained to serve our

users,” explains Vinicius Casselli, Director of Envimat.

MARKET AND TRAINING

The equipment and service quality provided by Sennebogen

is verified by the market share that the Company has in the North

American market of almost 70% by Company accounts. According

to Company President Lannes, the path taken was working with

Agosto 2019

55


56 www.referenciaflorestal.com.br


Agosto 2019 57


58 www.referenciaflorestal.com.br


ESPECIAL

A espécie que

SE DEU BEM

NO SUL

Fotos: divulgação

60 www.referenciaflorestal.com.br


Plantio de acácia

negra ganha fôlego

depois de alguns

anos em estagnação,

quem apostou na

espécie vai receber

os frutos com a

retomada nos preços

Acreditando no mercado

brasileiro, a Log Max

consolida sua atuação

OPERAÇÃO DIRETA

através das filiais do

DE FÁBRICA Paraná, Rio Grande do

Sul e breve em

Santa Catarina.

Equipe de assistência técnica

especializada para pronto atendimento.

HEADS ABOVE

THE COMPETITION

• Pelotas

• Guaíba

• Ponta Grossa

• Mafra

• Curitibanos

41 2102.2881 | vendas@logmax.com

www.logmax.com


ESPECIAL

Acostumada a altos e baixos o mercado de

acácia negra tem boas perspectivas para os

próximos anos. A espécie exótica se tornou

tradicional no Rio Grande do Sul, único Estado

com plantio expressivo. A área plantada

está abaixo dos 80 mil ha (hectares) atualmente. Depois

de alguns anos com muita oferta e preços baixos, o valor

da madeira está crescendo com a demanda mais alta. Para

melhorar, o tanino encontrado na casca da acácia vem

ganhando novas aplicações, fama pela sustentabilidade e

mais mercado.

Pelos dados da Ageflor (Associação Gaúcha de Empresas

Florestais), o Rio Grande do Sul tem hoje menos de 80

mil ha de acácia negra plantados, aponta o anuário 2017.

As áreas com maior volume desta espécie são: região Sul,

Vale do Rio Pardo, Centro Sul, Campanha e Vale do Caí.

Mas em praticamente todo o Estado encontra-se algum

cultivo da espécie.

“Infelizmente a área plantada de acácia negra tem

diminuído nos últimos anos”, lamenta Diogo Carlos Leuck,

presidente da Ageflor. Ele aponta que um dos fatores de

desestímulo é a elevada burocracia ambiental exigida para

a silvicultura no Estado. Como a maior parte dos plantios

de acácia ocorre em pequenos produtores familiares, eles

têm mais dificuldade do que os grandes empreendimentos

para atenderem exigências legais ambientais. “Com a lei

estadual 14.691, estamos tentando um escalonamento de

regras, a fim de não penalizar os pequenos que não tem

a mesma estrutura técnica de uma grande empresa, mas

sem perder o cuidado com o meio ambiente”, explica.

Outro fator que desestimulou o produtor foi o baixo

preço das florestas até 2015. Isto aconteceu pela grande

oferta com o incremento de plantios em meados dos anos

2000, influenciado pelas exportações de cavaco no final da

década de 90. “Por fim, a informação da vinda de grandes

indústrias de celulose para o Rio Grande do Sul, há cerca

de 10 anos, fez com que muitos produtores convertessem

áreas de acácia para eucalipto, com vistas a vender sua

madeira para estas empresas”, completa Leuck.

BOAS NOTÍCIAS

A acácia negra já está no Rio Grande do Sul há 100

anos, passou por momentos de altas e baixas ao longo

deste período, normalmente por influência do descompasso

entre oferta e demanda. Nos últimos 20 anos o volume

consumido tem girado entre 18 e 20 mil ha por ano, na

maior parte destinados ao mercado de energia (lenha e

carvão), mas também para celulose, construção civil e recentemente

pellets.

Mundialmente a demanda por madeira tem crescido

e para a acácia não é diferente. Por ser uma espécie com

menor volume ofertado e com excelentes características,

como o alto poder calorífico, tem uma perspectiva ainda

maior de procura. “Como o estoque de florestas desta espécie

no Rio Grande do Sul está abaixo do ideal para suprir

a demanda histórica, a tendência é de que os preços continuem

a subir, o que já vem ocorrendo nos últimos quatro

anos”, prevê o presidente da Ageflor.

62 www.referenciaflorestal.com.br


QUALIDADE, EFICIÊNCIA E AGILIDADE

A Lion Equipamentos conta com know-how de 18 anos no

segmento de peças e serviços para equipamentos de corte mecanizado florestal,

trabalhamos com uma linha completa para cabeçotes Log Max, entre outras marcas.

Disponibilizamos peças originais obedecendo os mais rigorosos padrões de qualidade internacional.

Atualmente estamos presentes nas cidades de Curitiba-PR e Lages-SC. Estamos sempre trabalhando com

melhorias contínuas, buscando soluções e fortalecendo o compromisso com nossos clientes.

Reparos para motores hidráulicos,

Poclain, Parker, entre outras marcas:

Redutores/Rolos:

Sensores Poclain:

Óleo lubrificante

para correntes:

Afiador de

correntes:

Joystick e componentes:

Cilindros hidráulicos

e componentes:

Embuchamentos:

Matriz: Curitiba - PR

(41) 3538-2220

(41) 3598-2220

(41) 99588-1694

vendas@lionequipamentos.com.br

Rua Prof. Ulisses Vieira , 2220

Filial: Lages - SC

(49) 3225-6901

lages@lionequipamentos.com.br

Rua São Joaquim, 1195

Siga-nos no facebook

www.facebook.com/lionequipamentoss


ESPECIAL

64 www.referenciaflorestal.com.br


Agosto 2019 65


TECNOLOGIA

ATENDIMENTO COM FOCO

NA SOLUÇÃO

Lion prioriza

relacionamento com os

clientes que vai além

da oferta de peças e

assistência técnica

Fotos: divulgação

E

mpresas que atuam no manejo florestal

demandam equipamentos com eficiência

e qualidade. Por isso, a escolha de um

fornecedor é parte fundamental de toda

a cadeia produtiva. Neste cenário, a Lion

Equipamentos se destaca pelo serviço prestado a seus

clientes, que vai além da simples oferta de peças e

serviços.

No mercado desde 2014, a empresa que tem

sede em Curitiba (PR) e filial na cidade de Lages (SC),

se tornou referência para seus clientes. “Procuramos

entregar a solução para a demanda do cliente com

agilidade. Seja na parte técnica, na atenção ou no

desenvolvimento. Nós procuramos não dizer ‘não’ e

correr atrás da solução, mesmo que não tenha a resposta

de imediato”, comenta o consultor de vendas da

Lion, Fernando do Vale Iran Costa. Ele ainda destaca

que o atendimento é personalizado e busca resolver

situações específicas dos clientes.

No começo do ano, um player do mercado florestal

passou a integrar o grupo de clientes da Lion:

A Tanac, líder mundial na produção de extratos vegetais

e cavacos de acácia negra, contratou os serviços

da empresa curitibana. O contrato prevê a oferta

de peças de reposição para equipamentos de corte

florestal como cabeçotes processadores e máquinas

de baldeio, contemplando o fornecimento de itens

de hidráulica, elétrica e mecânica, solicitadas com

frequência.

66 www.referenciaflorestal.com.br


Agosto 2019 67


INFRAESTRUTURA

Empresa investirá

R$ 560 MIL

em estrada no Paraná

68 www.referenciaflorestal.com.br


Empresa vai

encampar obra

que era aguardada

há mais de 40

anos na região

central do Estado

Fotos: divulgação

Agosto 2019

69


70 www.referenciaflorestal.com.br


DE 11 À 13 DE SETEMBRO DE 2019

VISITE-NOS NO STAND J4.

EQUIPAMENTOS QUE SUPORTAM O RIGOR DA FLORESTA.

GARRAS TRAÇADORAS

A MAIOR LINHA DE GARRAS TRAÇADORAS DO MUNDO.

TRITURADORES E ROÇADEIRAS

DISTRIBUIDOR EXCLUSIVO NO BRASIL DE ROÇADEIRA

FLORESTAL E MULCHER DE DISCO.

CABEÇOTES MULTIFUNCIONAIS

CABEÇOTE 3 EM 1: DERRUBADA, TRAÇAMENTO E CARREGAMENTO.

MINI- SKIDDER

EQUIPAMENTO PARA ARRASTE DO FEIXE DE TORAS, ACOPLADO

EM TRATORES DE PEQUENO, MÉDIO E GRANDE PORTE.

GARRAS

COMPLETA LINHA DE GARRAS, ESCAVADEIRAS, RETROESCAVADEIRAS,

CARREGADORES FLORESTAIS E TRICICLOS, ENTRE OUTROS.

ROTATORES

REPRESENTANTE EXCLUSIVO

MATRIZ: LAGES-SC

FILIAL: SETE LAGOAS-MG

EM BREVE INAUGURAÇÃO DE NOVAS FILIAIS

IMPERATRIZ-MA E LAGES-SC

+55 (49) 3226 0511

+55 (49) 3226 0722

www.jdesouza.com.br

Agosto 2019

71


72 www.referenciaflorestal.com.br


a brand of FAE Group

A FORÇA DE NOSSA TECNOLOGIA PARA

MULTIPLICAR SUA PRODUTIVIDADE

PRESERVANDO O MEIO AMBIENTE

www.prime-tech.com

Para informações:

Tel: 92 99170 5637

mbonomi@prime-tech.com

VISIT PRIMETECH AT STAND P7

Agosto 2019

73


MADEIRA NATIVA

74 www.referenciaflorestal.com.br


Dia na Floresta mostra

MANEJO

FLORESTAL

SUSTENTÁVEL

Fotos: divulgação

Cipem leva procurador da república,

secretários de Estado, gestores de

órgãos ambientais e pesquisadores

para conhecerem a fundo o setor de

base florestal de Mato Grosso

Agosto 2019

75


MADEIRA NATIVA

Q

uando se pensa em atividade madeireira,

poucos conseguirão visualizar a

realidade que cerca de 100 pessoas

conferiram, in loco, na Fazenda Sinopema,

localizada na divisa entre os

municípios de Sinop e Tabaporã (MT). Em uma área de

aproximadamente 52 mil ha (hectares), o cenário é de

conservação. Nem parece haver uma atividade econômica

de alto desempenho. No local, todas as árvores

são identificadas e as que estão em ponto de maturidade

são colhidas, deixando espaço para o surgimento de

novas mudas – processo conhecido como regeneração

natural da floresta. Todo esse sistema obedece a rígidos

controles de órgãos ambientais, desde o licenciamento

e a colheita, passando pelo transporte até a comercialização.

O evento realizado, similar aos “dias de campo” que

acontecem em fazendas de grãos, está em sua segunda

edição e é realizado pelo Cipem (Centro das Indústrias

Produtoras e Exportadoras de Madeira do Estado de

Mato Grosso) e parceiros. O público alvo é formado por

representantes dos poderes públicos executivo, legislativo

e judiciário que interagem com o setor ou com o

tema ambiental. O objetivo é mostrar, na prática, como

é o cotidiano usual do manejo florestal – uma atividade

que mobiliza mais de 5 mil empreendimentos no

Estado e que emprega cerca de 90 mil pessoas direta e

indiretamente.

O presidente do Cipem, Rafael Mason, explicou que

a realização do Dia na Floresta surgiu em função da

complexidade de se entender a atuação do setor florestal.

“A autorização e a fiscalização da produção de ma-

76 www.referenciaflorestal.com.br


Agosto 2019 77


78 www.referenciaflorestal.com.br


MERCADO

80 www.referenciaflorestal.com.br


MUITO MAIS

PRECISÃO

Mercado de equipamentos e serviços

florestais de precisão vai crescer nos

próximos anos, garante consultoria

Fotos: REFERÊNCIA FLORESTAL

Agosto 2019

81


MERCADO

O

mercado florestal de precisão

vem crescendo, de acordo com

o relatório da consultoria ReportsnReports.com,

especializada

no agronegócio. Este mercado

vale US$ 3.9 bilhões atualmente e a previsão

para 2014 é que alcance US$ 6.1 bilhões.

Os principais fatores para este cenário positivo

são o aumento na mecanização em países da

Ásia e África, crescimento de atividades ligadas

à construção, incremento na demanda por madeira

para beneficiamento, redução no custo

das tecnologias de mapeamento da floresta,

combate ao comércio de madeira ilegal e desmatamento,

além do apoio de governos na

digitalização da floresta.

PLAYERS DO SETOR POR PAÍS

África do Sul – Aerobotics

EUA – John Deere, Trimble, Raven Industries,

Caterpillar, Quantum Spatial, Blount International,

Integrated Forest Management, DroneSeed

Brasil – Treevia Forest Technologies

Canadá – Tigercat

Coreia do Sul – Doosan

Finlândia – Ponsse, Sampo Rosenlew, Silvere

Hong Kong – Insight Robotics

Irlanda – Treemetrics

Japão – Hitachi Construction Machinery

Suécia – Komatsu Forest, Rottne, Ecolog

Fonte: ReportsnReports.com

A atividade florestal de precisão tem o potencial

de transformar a indústria do segmento

tornando atividades tradicionais mais efetivas

e econômicas. Além disto, iniciativas governamentais

em diversos países estão ajudando

empresários florestais a adotar tecnologias

avançadas e ferramentas de gerenciamento

específicas para a região.

De acordo com o estudo, o aumento no

interesse dos proprietários florestais e dos

governos na automação da indústria florestal

e nos avanços na precisão tecnológica da atividade

devem impulsionar a demanda por este

tipo de serviço nos próximos anos. A demanda

crescente por serviços de gerenciamento é

outro motivo que embasa a projeção realizada

pela empresa.

82 www.referenciaflorestal.com.br


Há mais de 25 anos

fabricando facas industriais,

serras e fresas

com qualidade e

maior durabilidade

Facas para picadores • Serras circulares

Serras fita • Máquinas de Afiação • Fresas

Rua Maestro Carlos Frank, 465 - Boqueirão - Curitiba/PR

41 3093-9262 41 99936-0359 valferferramenta@hotmail.com

www.valferferramentas.com.br

Agosto 2019

83


PESQUISA

ESTUDO MOSTRA

REGENERAÇÃO FLORESTAL

EM SOLOS COM HISTÓRICOS DIFERENTES

84 www.referenciaflorestal.com.br


Neste trabalho, a recuperação do solo ocorreu de

maneira similar em fragmentos que receberam corte

seletivo de árvores, pastagem e cultivo de café

Foto: divulgação

Agosto 2019

85


PESQUISA

Pesquisadores da Ufes (Universidade Federal

do Espírito Santo) e do Ifes (Instituto Federal

de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito

Santo) realizaram um estudo sobre a estrutura

vegetacional de fragmentos florestais que

consideram o uso anterior do solo. O objetivo é ajudar a

subsidiar ações conservacionistas e de restauração florestal.

Os integrantes do estudo compararam três sítios de um

fragmento florestal com diferentes históricos de perturbação

e verificaram que eles também diferem entre si com

relação ao estágio sucessional, analisando atributos estruturais

da vegetação arbórea e abundância de lianas. A área

estudada localiza-se no município de Alegre (ES), em uma

Floresta Estacional Semidecidual formada por três porções

que foram utilizadas de maneiras diversas e com idades de

pousio que recuperaram-se de corte seletivo, lavoura de

café e pastagem.

Para realizar a pesquisa, utilizaram 19 parcelas de

área fixa (20 × 20 m) na amostragem, totalizando 0,76

ha (hectare). Foram medidos todos os DAPs (diâmetro a

altura de 1,30 metros a partir do nível do solo) de árvores

com diâmetro igual ou superior a 5 cm (centímetros). Os

indivíduos foram identificados com plaquetas numeradas

e presas aos fustes. Nos casos de indivíduos perfilhados,

as ramificações também foram consideradas, desde que

estivessem vivas, sendo contabilizados como um indivíduo

para cálculo de área basal.

Estudo acompanhou a

regeneração do solo utilizando

três amostras de usos

diferentes

Além das espécies arbóreas, os indivíduos de lianas

enraizados em cada parcela e com DAP ≥ 1 cm foram contabilizados

e tiveram os caules mensurados. As lianas não

foram coletadas e identificadas, apenas sua abundância e

distribuições diamétricas foram consideradas nesse estudo.

A análise da categoria sucessional demonstrou que

os sítios com corte seletivo e pastagem possuem estágio

mais avançado de sucessão em relação à cultura de

café. As análises relacionadas às espécies de maior VI,

as síndromes de dispersão e às lianas apontaram estágio

sucessional mais avançado somente no sítio de pastagem.

86 www.referenciaflorestal.com.br


Agosto 2019 87


AGENDA

AGENDA2019

AGOSTO

2019

Imagem: reprodução

IV Congresso Brasileiro de Eucalipto

7 e 8

Salvador (BA)

www.congressoeucalipto.com.br

AGOSTO

2019

SET

2019

III LIGNUM LATIN AMERICA

Transformação, Beneficiamento, Preservação, Energia,

Biomassa, Manejo Florestal e Uso da Madeira são

destaques da Lignum Latin America. A terceira edição

da feira acontece entre os dias 11 a 13 de setembro,

em Curitiba (PR) e vai apresentar lançamentos e tendências

para o setor industrial madeireiro e florestal

de forma estática e dinâmica. Em 2017, o evento gerou

mais de R$ 98,2 milhões em vendas e prospecções.

Forst Messe

15 a 18

Luzern (Suíça)

www.forstmesse.com

SETEMBRO

2019

SET

2019

II SEMINÁRIO SOBRE

FERTILIZAÇÃO FLORESTAL

Imagem: reprodução

III Lignum Latin America

11 a 13

Curitiba (PR)

www.lignumlatinamerica.com

Destinado a profissionais, pesquisadores, fornecedores

e produtores do ramo florestal, o seminário

vai discutir a eficiência do manejo nutricional das

plantas. O evento será realizado nos dias 4 e 5 de

setembro, em Belo Horizonte (MG).

88 www.referenciaflorestal.com.br


Disco de corte para Feller

AGENDA2019

• Discos de corte com encaixe para

utilização de até 18 ferramentas

• Diâmetro externo e encaixe central

de acordo com o padrão da máquina

SETEMBRO

2019

Detalhe de encaixe para

ferramentas de 4 lados

II Seminário sobre Fertilização Florestal

4 e 5

Belo Horizonte (MG)

www.sif.org.br/@fertilizacao2019

• Discos de corte para Feller

conforme modelo ou amostra

• Discos especiais

• Pistões hidráulicos

(fabricação e reforma)

• Usinagem de médio e grande porte

SETEMBRO

2019

Av. Marginal Francisco D’Antonio, 337

Água Vermelha - Sertãozinho - SP

Fone: (16) 3942-6855 Fax: (16) 3942-6650

dantonio@dantonio.com.br - www.dantonio.com.br

D’Antonio Equipamentos

Mecânicos e Industriais Ltda

XXV Congresso Mundial da Iufro

29 a 05 de outubro

Curitiba (PR)

http://iufro2019.com/pb

OUTUBRO

2019

Tudo que você precisa em manutenção de equipamentos Florestais

como Picadores, HARVESTERS e FORWARDERS de diversas

marcas como Komatsu, John Deere, Caterpillar, Tigercat,

Ponsse, Peterson Pacific e Morbark.

I Congresso Internacional sobre

Espécies e Híbridos de Corymbias

8 a 10

Belo Horizonte (MG)

www.sif.org.br/evento

DISTRIBUIDOR

SERVIÇOS ESPECIALIZADOS

mbh@mbh.com.br

Agosto 2019

89


ESPAÇO ABERTO

O

surgimento de novas tecnologias para a atuação no

comércio exterior tem possibilitado uma infinidade de

melhorias nos processos de ponta a ponta da cadeia

logística. Entretanto, é comum surgirem dificuldades

no caminho em virtude da automação, integração de

dados e até mesmo gerenciamento da equipe.

Já pensou que é possível que outros negócios estejam passando

pelos mesmos desafios de adaptação que os seus? Este é cenário

comum em um mercado cada vez mais conectado, mas que pode ser

resolvido de uma forma muito mais fácil do que se imagina. Selecionamos

algumas boas práticas digitais para testar em seu dia a dia e ter

um resultado ainda mais assertivo, veja só:

Foto: divulgação

Cinco boas práticas

digitais para adotar no

COMÉRCIO

EXTERIOR

1) TRACE UM PLANEJAMENTO

Pode parecer óbvio, mas sem saber onde se quer chegar é difícil

vislumbrar sucesso. Com acesso a uma infinidade de informações, é

preciso escolher um foco e saber selecionar aquilo que realmente importa.

Realize uma análise geral do mercado e defina uma estratégia

de dados consistente e produtiva, com ações em pequeno, médio e

curto prazo. Ao fim de um período estipulado, mensure os resultados

e faça ajustes onde julgar necessário.

2) MANTENHA-SE ATUALIZADO

Em mercado conectado e em constante mudança, chega na frente

aquele que estiver mais preparado. Para isso é preciso estar por

dentro da dinâmica e complexa realidade no comércio exterior. Desta

forma, busque conhecimento e fique sempre informado sobre o que

acontece ao seu redor, no Brasil e no exterior, para uma atuação ainda

mais precisa.

3) PREZE PELO CUSTO BENEFÍCIO

Ao investir em tecnologia para as suas operações, identifique

antecipadamente suas principais necessidades e busque a melhor

solução para saná-las. Simplificação de processos, fontes confiáveis

e seguras, além de informações e atualizações são algumas questões

para levar em conta na hora de adquirir novas ferramentas.

Por Helmuth Hofstatter,

Diretor da LogComex

Tecnologias ajudam a se

aproximar dos clientes,

mas exigem planejamento

e avaliação antes de serem

implementadas

90 www.referenciaflorestal.com.br

4) TENHA SEGURANÇA EM PRIMEIRO LUGAR

Ao lidar com serviços, clientes e fornecedores é preciso ter muito

cuidado com analisar e armazenar informações. Esta é uma medida

que precisa ser adotada por todos os integrantes do processo, que

com ações simples, podem evitar prejuízos e transtornos. Realize backups

rotineiros, implemente um controle de acesso e evite o registro

de dados em dispositivos locais ou pessoais, suscetíveis ao contato de

terceiros.

5) INVISTA NA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO

Tão importante quanto estar atento às tendências do mercado, é

preciso saber avaliar o resultado do trabalho. Mantenha um relacionamento

de confiança com os colaboradores, fornecedores e clientes,

a fim de identificar suas necessidades e entregar a melhor solução.

No setor de comércio exterior, obter os melhores resultados envolve

utilizar a tecnologia como uma aliada na padronização, centralização e

credibilidade das informações tomadas.


Garra

FG135

Carregador

Frontal FR100

Linha

TMO para

patio

Industrial

Suporte engate

rápido TMO

www.tmo.com.br • tmo@tmo.com.br

www.facebook.com/ciaolsen

Cia Olsen de Tratores Agro Industrial

Caçador - SC • 49 3561-6000


A segurança que o seu desafio

será cumprido e produtivo.

Para quem quer colocar a cabeça no travesseiro e dormir bem.

A alta tecnologia, produtividade, confiabilidade e baixa manutenção,

fazendo o seu investimento render muito mais!

Ligue para 19 3802.2742 e agende uma Demonstração!

Agende uma demonstração

19 3802.2742

DENISCIMAF.com

More magazines by this user
Similar magazines