edicao1399

avarehospedagem

Fiscalização encontra irregularidades na

cozinha Na Escola Municipal Jandira Ferreira

O Tribunal de Contas

de São Paulo realizou, no

último mês de outubro,

uma nova etapa da ação

batizada de Fiscalização

Ordenada e, desta vez,

um dos locais escolhidos,

dentre tantos do Estado,

foi o Centro de Educação

Infantil Professora Jandira

Ferreira, em Avaré.

A unidade, que integra

a Rede Pública Munici-

A Secretaria Municipal

de Esportes e Lazer

(SEME) informa que estão

abertas as inscrições

para a 74ª Corrida “Elias

de Almeida Ward”. Anteriormente

conhecida como

São Silvestre de Avaré,

a prova de pedestrianismo

acabou ganhando o

nome de seu idealizador,

o jornalista Elias Ward,

pal de Ensino, teve, na

data, suas dependências

funcionais avaliadas por

fiscais do TCE e, apesar

de conseguir aprovação

em vários departamentos,

não seguiu os critérios

esperados em uma

de suas mais importantes

áreas: a cozinha. Saiba

de todos os detalhes do

assunto em matperia veiculada

na página 3

Abertas as inscrições

para a 74ª Corrida Elias

de Almeida Ward

após seu falecimento.

Elias de Almeida Ward foi

contabilista, administrador

de empresas, jornalista, radialista

e empresário avareense.

Foi, durante mais

de 40 anos, secretário da

Prefeitura e da Câmara

Municipal, além de diretor

de diversos clubes esportivos

e recreativos no município.

Página 3

Briga de vizinhos

resulta em morte no

bairro Três Marias

A Polícia Militar de

Avaré atendeu, no início

da tarde da terça-feira, 12,

uma ocorrência que, inicialmente,

poderia ser classificada

como corriqueira: um

desentendimento entre vizinhos.

No entanto, a briga

teve consequências sérias e

acabou culminando na morte

de uma das partes envolvidas.

Página 4

Associação Amigo

Solidário ganha terreno

para sede própria

Na noite da última segunda-feira,

a Câmara Municipal

de Avaré aprovou projeto

de lei, encaminhado pela

Prefeitura local, que previa

a doação de área de terra à

Associação Amigo Solidário.

O grupo assistencial

atua, em Avaré, desde 1995

auxiliando e capacitando

jovens em suas entradas no

mercado formal de trabalho.

A exposição das necessidades

da entidade teve início

já na Tribuna Livre, espaço

que o Legislativo abre,

semanalmente, para que a

população exponha suas necessidades

e pedidos gerais.

Quem representou o grupo

foi Gláucia Fávero Hoffmann,

que expôs um pouco

dos trabalhos realizados no

local. Página 8

Legislativo solicita acesso, na SP-255, para o bairro Brabância

O vereador Jairinho

do Paineiras solicitou

mobilização, por parte

da Prefeitura, para que

Kim Negrão sedia formatura

Na manhã da última

quinta-feira, 14, aconteceu,

no Ginásio de Esportes

Kim Negrão, a

formatura dos alunos que

frequentaram o curso do

um acesso, da rodovia

João Mellão (SP-255)

seja aberto para o bairro

Brabância e adjacências.

do PROERD Avaré

PROERD. A iniciativa é

idealizada e administrada

pela Polícia Militar do

Estado de São Paulo. Basicamente,

as instruções

do PROERD auxiliam os

Sua solicitação se baseou

em obras anteriores realizadas,

segundo suas palavras,

em parceria entre a

jovens, alunos do 5º ano

do Ensino Fundamental,

técnicas de como se

manter longe das drogas

e da violência. A formatura

reuniu mais de 1400

CCR SPVias e a Prefeitura

de Avaré no trecho em que

a rodovia corta o perímetro

urbano. Página 5

crianças, que juraram,

perante seus pais e o público

presente, q permanecerem

longe das drogas

e da violência. Matéria

completa na Página 7


Página 2 A VOZ DO VALE De 10 a 16 de novembro de 2019

Avaré é finalista no prêmio

estadual Top Destinos Turísticos

Botucatu, Paranapanema e Itatinga também figuram na seleção

A Estância Turística de

Avaré participará, no próximo

dia 25, da eleição

do prêmio Top Destinos

Turísticos. A entrega dos

prêmios acontecerá em

cerimônia no hall principal

do Palácio dos Bandeirantes,

em São Paulo,

e contará com a presença

do governador do Estado,

João Doria, além de outras

autoridades.

Segundo informações

repassadas à reportagem

do jornal A Voz do Vale,

Avaré está concorrendo na

categoria ‘Sol e Praia’ e

terá, como concorrentes diretas,

as localidades de Ilha

Comprida, Peruíbe, Praia

Grande e São Sebastião. Da

região, também foram indicadas

as cidades de Botucatu

(categoria ‘Estudos e Intercâmbio’),

Paranapanema

(categoria ‘Pesca’), Itatinga

(categoria ‘Religioso’) e Pratânia

(categoria ‘Social’).

O objetivo do certame,

conforme informações da

assessoria, é identificar e

selecionar os destinos turísticos

do Estado de São

Paulo que mais se destacaram

segundo o regulamento

do prêmio. A escolha das

cidades vencedoras, nas

16 categorias existentes, se

dará por meio de avaliação

técnica e também de voto

popular. Essa será a segunda

edição do prêmio, que

é uma iniciativa conjunta

do Skål Internacional São

Paulo e da Associação dos

Dirigentes de Vendas e Marketing

do Brasil (ADVB).

Além das categorias listadas,

as demais cidades

participam encaixam-se

nas modalidades Aventura,

Compras, Cultural,

Ecoturismo, Esportes, Gastronômico,

Náutico, Negócios

e Eventos, Parques

Temáticos, Rural e Saúde.

Mais informações diretamente

no site www.topdestinosturisticos.com.br

Atendimento psicológico em escolas

gera polêmica na Câmara Municipal

Apesar de aprovado, o projeto que prevê a ação poderá, agora, ser vetado pelo Executivo local

Durante a última sessão

de Câmara, realizada

na noite do dia 14,

segunda-feira, as pessoas

que acompanharam

os trabalhos perceberam

uma certa conturbação no

ambiente. Apesar de não

mostrar nenhuma controvérsia

em suas intenções,

um dos projetos apresentados

pelo vereador Jairo

Alves de Azevedo (PRP),

que previa a adoção de

atendimento psicológico e

social nas escolas da Rede

Municipal de Ensino, acabou

por apresentar problemas

e gerar insatisfação

em parte da população que

tencionava se beneficiar

da propositura. Isso aconteceu

devido ao projeto de

lei apresentar vícios em

sua elaboração, conforme

apontou a Comissão de

Constituição, Justiça e Redação

do Legislativo.

Na ocasião, foi apreciado

o projeto de lei

70/2019, de autoria do vereador

Jairinho do Painei-

Editorial

*Rogelio Barcheti

Prevenção ao

câncer de araque

O Setembro Amarelo foi um sucesso em Avaré; o

Outubro Rosa e o Novembro Azul merecem comemoração

pelo que a sociedade civil fez na cidade.

Porém, a Prefeitura não deve ter alcançado metade

do publico alvo de mamografias e neste mês, não atenderá

sequer 1/3 de homens na faixa de idade imprescindível

ao tão importante exame de próstata. Na maioria

de cidades do país, isto é levado a sério e tais exames

ocorrem, até, em vários mutirões.

Em Avaré, a prevenção ao câncer de mama e de próstata

praticamente só ocorre quando se pode pagar consultas

particulares ou convênios e, convenhamos, 70%

dos avareenses não podem arcar com mais esta despesa.

Em nossa cidade, a prevenção ao câncer de mama e

de próstata, através do Poder Público, mais parece "pra

inglês ver", ou seja, insinua-se que é de araque.

Aberto o debate, por aqui e pela redes sociais: Twiter

@RBarcheti , whats 14.9 9839 23 60, Facebook/Instagram

*Rogélio Barcheti (MTB 0089572/SP) - Aberto o

debate por aqui e pelas redes sociais. Twiter @Rbarcheti

ou Whatts (14)99839- 2360

ras (PRP), que dispunha

sobre a implantação de

serviços de psicologia e assistência

social nas escolas

da rede pública municipal.

A ideia do vereador era de

oportunizar às escolas esse

atendimento especializado

visando garantir a saúde

mental dos alunos e com

isso evitar casos de violência

dentro das escolas, bem

como diminuir os índices

de suicídio entre os jovens.

A questão foi percebida

já no início da sessão, durante

a realização da Tribuna

Livre. Esta parte da

reunião da Câmara é um espaço

aberto para a população

expor suas dificuldades

e pedidos, que podem ser

ouvidos e analisados pelos

vereadores e pela Opinião

Pública em geral. Defendendo

a idéia, a estudante

de Psicologia Brenda Yuri

Oliveira fez uso da palavra.

Ela, que cursa o 4º ano

de Psicologia na UniFSP,

começou sua explanação

atestando a constitucionalidade

do projeto de lei

que dispõe sobre a implantação

dos serviços de

Psicologia e Assistência

Social nas escolas da Rede

Pública Municipal. Segundo

sua visão, já existe uma

determinação federal para

que este tipo de atendimento

aconteça nas unidades

de ensino das cidades.

“Isso deve acontecer para

atender as necessidades e

prioridades definidas pelas

políticas das redes educacionais

por meio de equipes

multiprofissionais”,

destacou, elencando, a seguir,

outras determinações

que apontam para a necessidade

de adoção dos citados

serviços.

Além disso, o atendimento

psicológico serviria

para que as crianças

tivessem um melhor desempenho

escolar, além

de evitar problemas como

a discriminação, preconceito,

bullyng, uso de drogas,

ansiedade, depressão

Um grupo de veteranos

da Polícia Militar do

53º BPM-I realizaram, na

última semana, uma viagem

de lazer até a cidade

de Agudos. Na localidade,

o grupo conheceu as dependências

da Cervejaria

Ambev e todo processo

realizado para a produções

das bebidas ali envazadas

e distribuídas para todo Estado

de São Paulo.

Na oportunidade, o grupo

teve a chance de acompanhar

parte do processo

industrial para produção

das cervejas e, além disso,

de pesquisar sobre a história

das marcas da Cervejaria

Ambev, curiosidades e

formas de harmonização,

assim como degustar do

chopp Antártica.

Participaram da visita

os policiais Sérgio Diniz

de Carvalho, Fernando

e, até mesmo, suicídio.

“Tragédias ocorridas no

ambiente escolar possuem

um vasto histórico

no Brasil em um curto

período de tempo. Por

exemplo: em março deste

ano, o massacre ocorrido

em uma escola estadual,

em Suzano, São Paulo, tirou

a vida de oito pessoas,

além de deixar outras 11

feridas e terminando com

a morte dos atiradores”,

destacou Brenda.

“Casos como estes iniciaram

discussões sobre

como as escolas devem

atentar à saúde mental de

seus estudantes e debater

o que pode ser feito pra

identificar onde há transtornos

e, assim, evitar

que evoluam para desfechos

trágicos”, frisou. A

medida também foi defendida

pela vereadora Adalgiza

Ward (PV)

No entanto, o referido

projeto teve parecer

contrário da Comissão

de Constituição, Justiça e

Redação (CCJR), que entendeu

haver vício de competência

para a propositura,

uma que é vedado aos

vereadores propor projetos

de lei que causem despesas

ao município. Apesar das

colocações feitas, o veto

foi derrubado pela votação

da maioria dos vereadores.

FUTURO DO TEMA

– Conforme analisado

pela reportagem do jornal

A Voz do Vale, a redação

final do projeto encontrou

apoio da maioria dos vereadores,

tendo votado contra

apenas os vereadores

Ernesto Albuquerque (PT)

e Marialva Biazon (PSDB),

que são integrantes da

CCJR e votaram com base

no parecer antes elaborado.

Agora, o próximo passo

será a análise do Executivo

Municipal, que poderá sancioná-lo

ou vetá-lo.

Para Marialva Biazon,

representante da citada

comissão, a função do departamento

“é observar,

dentre outras coisas, se

nós, vereadores, podemos

legislar sobre determinada

matéria. Nesse caso

específico, o projeto de

lei gera despesas, onera

o município e, por conseqüência,

não podemos

dar o parecer favorável”,

disse ela. A edil também

rebateu declarações da estudante

Brenda. “Existe

uma lei idêntica a essa

que foi aprovada pelo congresso

nacional. No entanto,

essa mesma foi vetada

pelo Executivo Federal,

pelo presidente Jair Messias

Bolsonaro, sob a justificativa

de que ele cria

despesas obrigatórias ao

Poder Executivo sem que

se tenha indicado as respectivas

fontes de custeio,

bem como a ausência dos

demonstrativos dos impactos

econômico e financeiro,

violando a Lei de

Responsabilidade Fiscal”,

destacou a vereadora.

Veteranos da PM visitam

Cervejaria AMBEV em Agudos

Augusto Martins, Cláudio

Aparecido Filadelfo, Marcos

Roberto Panchioni, José

Aparecido Fusco, Geraldo

Conrrado, Fernando César

Pereira Domingues, Vanderlei

Martins Nunes, Mauricio

Antônio Pedro, Ademir

Velo, José Bezerra Soares,

Paulo Roberto Araújo, Lino

Márcio Fogaça, Celso dos

Santos e Antonio Antoneli

de Souza Rocha.

AMBEV Agudos - A

Ambev, como conhecemos,

surgiu em 1999 a partir da

união da Cervejaria Brahma

e da Companhia Antarctica

Paulista. Porém, o começo

de tudo remonta aos idos

de 1853, na fundação das

primeiras cervejarias no

Brasil. Ao todo, a marca

mantém 12 unidades para

fabricação e distribuição

das bebidas por todo país.

A Cervejaria de Agudos

é a mais próxima ao

município: ela existe há 67

anos e é aberta a visitações

pré-agendadas para grupos

com até 30 pessoas. Mais

informações e agendamentos

pelo site https://www.

ambev.com.br/visitas/

VENDE-SE

Casa no bairro do Camargo

Valor a negociar

Tel.: 14 98808-1843

é uma publicação semanal da Editora Vieira Aires Ltda

CNPJ: 07.421.264/0001-68 - Inscr. Municipal 18.833

Registrado sob o Livro “A” - Registro Civil de pessoa jurídica e no Livro

“B-01” - Registro de Jornais, Oficinas Impressoras, Empresas de Radiofusão

e Agências de Notícias, sob o n° de ordem 11 (onze).

Fone: (014) 3733-6706 | E-mail: avozdovale@avozdovale.com.br

Site: www.avozdovale.com.br

REDAÇÃO: Rua Alagoas, 2001 - CEP 18700-010 - Avaré/SP

DIRETOR RESP.: NATALINO VENÂNCIO AIRES FILHO

Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus

autores e não expressam necessariamente a nossa opinião

CIRCULAÇÃO: Avaré, Águas de Santa Bárbara, Arandu, Cerqueira

César, Holambra II, Iaras, Itaí, Itatinga e Paranapanema.


De 10 a 16 de novembro de 2019

A VOZ DO VALE

Página 3

Fiscalização encontra irregularidades na

cozinha da Escola Municipal Jandira Ferreira

O Tribunal de Contas

de São Paulo realizou, no

último mês de outubro,

uma nova etapa da ação

batizada de Fiscalização

Ordenada e, desta vez,

um dos locais escolhidos,

dentre tantos do Estado,

foi o Centro de Educação

Infantil Professora Jandira

Ferreira, em Avaré. A unidade,

que integra a Rede

Pública Municipal de Ensino,

teve, na data, suas

dependências funcionais

avaliadas por fiscais do

TCE e, apesar de conseguir

aprovação em vários

departamentos, não seguiu

os critérios esperados em

uma de suas mais importantes

áreas: a cozinha.

Segundo o TCE, o espaço

em que são feitas as

refeições dos pequenos

estudantes, segundo o

tribunal, precisa de melhorias

para se adequar

às normas estabelecidas

pela Resolução/CD/

FNDE nº 26/2013, que

dispõe sobre o atendimento

da alimentação

escolar aos alunos da

Educação Básica no âmbito

do Programa Nacional

de Alimentação Escolar

(PNAE).

Os técnicos do tribunal

avaliaram os mais variados

aspectos das dependências

físicas da unidade

avareense. Grande parte

dos questionamentos feitos

no local foram respondidos

de forma positiva,

ou seja, em conformidade

com as normas estabelecidas

em 2013. No entanto,

os problemas foram verificados

quando as análises

passaram a acontecer na

cozinha e despensa.

Quando a pergunta foi

se “as instalações físicas

da área de preparo dos alimentos

são mantidas íntegras,

conservadas, livres

de rachaduras, trincas, goteiras,

vazamentos, infiltrações,

bolores, descascamentos,

dentre outros?”, a

resposta foi NÃO.

O relatório demonstra,

como pontos negativos,

rachaduras no revestimento

da parede; além disso,

o fogão industrial estaria

com sua sustentação mal-

-fixada e apresentando risco

de acidentes. A pia para

limpeza e higienização de

utensílios, da mesma forma,

também estaria com

problemas em sua base de

apoio e desprendendo-se

da parede, ou seja, apresentando

risco de queda.

Outro aspecto observado

pelos fiscais foi sujeira sobre

a geladeira da cozinha.

Além disso, as portas

e janelas daquele departamento,

diferente do que

se solicita formalmente

para áreas de preparo dos

alimentos, não acatam as

determinações sanitárias

por não possuírem telas

milimetradas. No momento

da inspeção, a nutricionista

responsável e

que poderia fornecer todos

os esclarecimentos,

não estava presente no departamento

da Prefeitura

de Avaré. Outros pontos

falhos observados foi a falta

de licença de funcionamento

emitida pela Vigilância

Sanitária e, também,

do Alvará de Vistoria do

Corpo de Bombeiros.

Por sua vez, a representação

do TCE/SP aponta,

como acertos da direção

da unidade, as condições

da área de alimentação das

crianças, considerada devida,

assim como a forma pensada

para a distribuição de

merenda aos atendidos: cada

faixa etária, assim como

atendidos com necessidades

alimentares especiais, possuem

cardápios adaptados

às necessidades intrínsecas

aos seus desenvolvimentos.

O Centro de Educação Infantil

Professora Jandira

Ferreira atende 250 crianças

e está localizado no

bairro Vera Cruz.

ÁREAS DE ESTO-

CAGEM – O mesmo problema

sentido na cozinha,

por sua vez, foi constatado

na área destinada à estocagem

dos alimentos a serem

preparados para os alunos.

Segundo os fiscais, esse

espaço, que deve responder

a vários critérios descritos

na resolução devida,

não possui teto lavável,

item considerado necessário

na determinação; além

disso, assim como verificado

na cozinha, a porta e

as janelas do estoque não

possuem telas de proteção

contra insetos e outros

animais. Também ficou

constatado o armazenamento

de alimentos, de

forma indiscriminada, no

chão do local e, também,

encostados nas paredes,

além destes estarem junto

a equipamentos e outros

utensílios, todos armazenados

no mesmo local.

A fiscalização é datada

de 31 de outubro deste ano

e é coordenada por profissionais

ligados ao Tribunal

de Contas do Estado

de São Paulo. As ações

ligadas à Fiscalização Ordenada

acontecem, consecutivamente

e de forma

coordenada, em todas as

áreas de São Paulo para

conferir a qualidade dos

serviços prestados à população.

Além disso, vale

destacar que o Tribunal de

Contas do Estado de São

Paulo elegeu as Fiscalizações

Ordenadas como

pilar principal ao atendimento

do interesse público

e respeito à cidadania.

OUTRO LADO - A

Secretaria de Comunicação

informou, em nota enviada

no final da tarde que

“os apontamentos feitos

pelo Tribunal de Contas

foram imediatamente enviados

para a Secretaria Municipal

de Educação para

as devidas providências”.

Mais informações sobre

o assunto nas próximas

edições

Abertas as inscrições para a

74ª Corrida Elias de Almeida Ward

A prova, antes conhecida como São Silvestre de Avaré, é uma das mais antigas do Estado de São Paulo

A Secretaria Municipal

de Esportes e Lazer

(SEME) informa que estão

abertas as inscrições

para a 74ª Corrida “Elias

de Almeida Ward”. Anteriormente

conhecida como

São Silvestre de Avaré, a

prova de pedestrianismo

acabou ganhando o nome

de seu idealizador, o jornalista

Elias Ward, após

seu falecimento.

Conforme a tradição,

a prova de pedestrianismo

acontece no dia 31 de

dezembro. A largada será

às 18 horas na Concha

Acústica. Os interessados

podem competir nas provas

de 5 Km e 10 Km. As

categorias englobam esportistas

de 16 a mais de

60 anos, tanto masculino

quanto feminino. Há ainda

a categoria Avareense

para as duas provas.

O percurso inclui as ruas

Pernambuco, Rio Grande

do Sul e Pará, além da avenida

Major Rangel.

INSCRIÇÃO - As

inscrições podem ser

feitas até 28 de dezembro

no site runnerbrasil.

com.br. O valor é R$ 45,

mais a taxa do site. Todos

os inscritos vão receber

camiseta e medalha

de participação. Os kits

poderão ser retirados a

partir das 14 horas no dia

da corrida. Os cinco primeiros

colocados de cada

categoria vão ganhar troféus.

Não haverá premiação

em dinheiro.

CIDADÃO IMPREN-

SA - Elias de Almeida

Ward foi contabilista, administrador

de empresas,

jornalista, radialista e empresário

avareense. Foi,

durante mais de 40 anos,

secretário da Prefeitura

e da Câmara Municipal,

além de diretor de diversos

clubes esportivos e

recreativos no município.

Em vida, recebeu dezenas

de títulos, como

“Cidadão Benemérito de

Avaré”, “Cidadão Imprensa”,

sócio honorário

do Lions e Rotary Clube,

ele também foi fundador

e sócio proprietário

da “Rádio Avaré” (AM-

1570 kHz), uma das mais

antigas rádios do interior

paulista, onde exerceu a

função de radialista. Seu

currículo também é integrado

pela fundação da

Associação de Pais e Amigos

dos Excepcionais de

Avaré (APAE). Ele faleceu

em fevereiro de 2013.


Página 4 A VOZ DO VALE De 10 a 16 de novembro de 2019

Briga de vizinhos resulta em

morte no bairro Três Marias

A Polícia Militar de

Avaré atendeu, no início

da tarde da terça-feira,

12, uma ocorrência que,

inicialmente, poderia ser

classificada como corriqueira:

um desentendimento

entre vizinhos. No

entanto, a briga teve consequências

sérias e acabou

culminando na morte de

uma das partes envolvidas.

Segundo histórico conseguido

pela reportagem

do jornal A Voz do Vale,

a situação aconteceu na

rua Dom Bosco, imediações

da avenida Três Marias,

em bairro do mesmo

nome, aproximadamente

às 13h50. Quando chegaram

ao local, os PMs encontraram

A.F., 76 anos,

aguardando passivamente

para se entregar: ele havia

efetuado três disparos contra

seu vizinho, J.R.P., de 65

anos. A vítima chegou a ser

socorrida ao Pronto Socorro

local, mas não suportou

a gravidade dos ferimentos.

Conforme o próprio autor

afirmou, eles haviam

se desentendido há alguns

dias, após a vítima pedir

uma escada emprestada e

o autor negar o auxílio. A

partir disso, a convivência

entre os dois senhores se

acirrou: conforme relatou

o autor, J.R.P. começou a

perturbar o ambiente, colocando

música alta e fazendo

barulho em vários

momentos do dia. Com o

passar do tempo, o estranhamento

entre as parte

foi piorando até o início

da tarde de terça-feira, 12,

quando os dois, mais uma

vez, se desentenderam.

Quando se confrontaram,

A.F. efetuou três disparos

de arma de fogo, calibre

38, contra a vítima.

Segundo análise pericial,

dois dos tiros feitos

acertaram o vizinho - um

no antebraço e outro, no

pescoço. O autor foi levado

ao Plantão Policial,

local em que aguardará as

manifestações da Justiça

quanto ao caso. Atenderam

a ocorrência os cabos

PM Augusto e Camargo.

Polícia Militar realiza Operação Interior Mais Seguro

Os PMs esclareceram moradores de áreas afastadas quanto a medidas preventivas de Segurança.

A Polícia Militar realizou,

na última quarta-feira,

13, a Operação Interior

Mais Seguro. A medida,

realizada em todo Estado,

teve por finalidade garantir

a continuidade na redução

dos indicadores criminais,

aumentando a presença ostensiva

para melhorar a

percepção de segurança das

pessoas e combater ao crime.

A operação contou com

a mobilização de policiais

militares, com emprego

de viaturas, distribuídos

em diversos pontos do Estado

de São Paulo. Além

de possíveis abordagens e

confrontos, os agentes da

Traficantes são detidos no Paraíso

A última quarta-feira,

13, foi bastante movimentada

para os integrantes do

Batalhão de Polícia Militar

de Avaré. Na data, além de

flagrarem ação de tráfico de

Já no bairro São Rogério, a Polícia Militar encontrou uma pessoa procurada pela Justiça

entorpecentes, eles também

encontraram uma pessoa que

estava fugindo da Justiça.

O tráfico de drogas foi

observado na rua Major

Toledo, no Jardim Paraí-

so, no início da tarde do dia

13. Segundo o boletim de

ocorrência, os PMs estavam

em patrulhamento de rotina

pelo bairro quando avistaram

um indivíduo saindo da

linha férrea. Quando o rapaz

notou a presença dos agentes,

ficou bastante nervoso

e dispensou um objeto de

cor branca ao solo. Na abordagem,

foi encontrado, no

bolso de sua bermuda, R$

294,00, em notas diversas e,

ao verificar o referido objeto

de cor branca, foi constatada

a existência de 18 porções

de crack, embaladas

separadamente e prontas

para serem comercializadas.

Indagado, J.C.C., de 30

anos, disse que era da cidade

de Bauru e não sabia

informar o motivo de sua

estada em Avaré. Em pesquisa

ao banco de dados,

constatou-se que o mesmo

possui passagens pelos

crimes de Roubo, Furto e

Porte Ilegal de Arma, além

de uma medida protetiva

em seu desfavor.

Diante dos fatos, ele foi

detdo pelo crime de Tráfico

de Drogas e encaminhado

ao Plantão Policial, de onde

ficou à disposição Justiça

para Audiência de Custódia.

FORAGIDO – Já no

bairro São Rogério, os policiais

militares encontraram

T.C.C., 22 anos, que estava

transitando pelas ruas da localidade.

Após simples consulta

ao banco de dados da

Polícia Militar, constatou-

-se que ele era procurado

pela Justiça por pendências

anteriores. O encontro

aconteceu durante a manhã,

nas imediações da rua

Jesus Dias Lopes.

Segurança Pública também

se mobilizaram em atender

pedidos dos moradores das

áreas visitadas, bem como

esclarecer medidas preventivas

de Segurança.

Na área de atuação do 53º

BPM/I, a operação alcançou

os seguintes resultados:

Efetivo: 100

Viaturas: 52

Pessoas abordadas: 59

Procurado capturado: 01

Pontos de visibilidade: 32

Veículos vistoriados: 56

Autos de infração de

trânsito elaborados: 16

Em caso de emergência,

acione o Policial Militar

mais próximo ou ligue no

telefone de emergência 190.


De 10 a 16 de novembro de 2019

A VOZ DO VALE

Página 5

Vereador pede abertura de acesso,

na SP-255, para o bairro Brabância

O pedido foi observado durante a última sessão de Câmara

O vereador Jairo Alves

de Azevedo, conhecido

como Jairinho do Paineiras,

solicitou mobilização, por

parte da Prefeitura, para que

um acesso, da rodovia João

Mellão (SP-255) seja aberto

para o bairro Brabância e

adjacências. Sua solicitação

se baseou em obras anteriores

realizadas, segundo suas

palavras, em parceria entre

a CCR SPVias e a Prefei-

tura de Avaré no trecho em

que a rodovia corta o perímetro

urbano.

Durante seu pronunciamento,

Jairinho destacou a

realização, do Poder Executivo,

na citada estrada. :

ele alegou que, ainda em

2018, fez indicação para

mudança de algumas áreas

na rodovia. Para ele, a

duplicação gerou muitos

transtornos aos empresários

de suas margens, bem

como a vários moradores

de áreas próximas. “Eu

sempre digo que deveria

ter tido mais um acompanhamento

dos engenheiros

da Prefeitura relacionado a

essa obra”, destacou.

Ele também disse que a

concessionária ‘levou mais

de R$200 mi do nosso município...

que é um dinheiro

que veio do Governo Federal,

e deixou muita coisa a

desejar. O vereador comentou,

também, que a CCR

SPVias, durante a obra, deixou

várias ruas sem saída.

“Minha indicação de 2018

pedia, ao setor competente,

que fosse até lá e, de alguma

forma, desse uma solução

para o problema”, frisou.

As mudanças realizadas

na estrada teriam sido providenciadas

por acordo entre

a concessionária e o Executivo

avareense e, com isso,

várias empresas voltaram a

ter seus acessos. “Essa empresa

(CCR SPVias) acabou

matando acesso ao Brabância,

acesso ao (terras de)

São José... Muitos empresários

estavam, ate mesmo,

fechando suas portas devido

a isso”. Ele parabenizou o

setor de Obras e Serviços da

Prefeitura de Avaré que, em

suas palavras, regularizou a

situação na SP-255.

Ele ainda destacou que,

após reunião com alguns

empresários dos bairros

que margeiam a SP-255,

pediu à Prefeitura de Avaré

que abra um acesso ao

bairro Brabância. Segundo

informado, o setor devido

da Prefeitura deverá pensar

soluções para a questão

nos próximos períodos.

Saúde avareense discute prevenção

de acidentes com eletricidade

Da Assessoria

A prevenção de acidentes

com eletricidade será discutida

na quarta-feira, 27, às 9

horas, no auditório da Secretaria

Municipal da Saúde.

Promovido pelo Centro

de Referência em Saúde

do Trabalhador (Cerest),

o evento acontece no Dia

D da Campanha #Eletricidade

Mata. As estatísticas

indicam que o número de

mortes causadas por acidentes

com eletricidade

vem aumentando.

A atividade é direcionada

a agricultores, eletricistas,

profissionais de Telecomunicações,

pedreiros,

pintores, podadores, trabalhadores

dos setores públicos

e privados e população

em geral. Na ocasião, integrantes

do Corpo de Bombeiros

e da CPFL Energia

vão abordar o tema e falar

Aconteceu, na noite

da última sexta-feira, 08,

a escolhida da Rainha da

EMAPA 2019. Além da

representante, também

foram eleitas as primeira

e segunda princesas do

evento, que terá início no

próximo dia 29 e se estenderá

até 08 de dezembro.

A primeira colocada foi

a jovem Mayara Luvizon.

Vitória Lemos e Luana

Soares foram eleitas a 1ª

e a 2ª Princesa, respectivamente.

Elas se destacaram

dentre as 12 inscritas

para participarem da festa,

promovida pela Secretaria

Municipal de Cultura.

Nayana Pires, vencedora

no ano passado, passou a

faixa para a nova rainha. Já

o prefeito Jô Silvestre fez a

entrega para a 1ª Princesa.

A 2ª Princesa, por sua

vez, recebeu a faixa das

sobre as principais medidas

preventivas.

O auditório fica na

Avenida Prefeito Misael

Euphrasio Leal, 999. Outras

informações podem

ser obtidas pelo telefone

(14) 3732-7811. A campanha

desenvolvida em cidades

de todo o estado tem

o apoio do Cerest, CPFL

Energia, Secretaria Municipal

de Saúde, Corpo de

Bombeiros e Ministério

Público do Trabalho.

Escolhida a Rainha da EMAPA 2019

mãos de Aline Rosolen,

presidente do júri.

As eleitas serão destaque

na Exposição Municipal

Agropecuária e

Industrial de Avaré, conhecida

popularmente

como Emapa. Aberto ao

público, o evento completa

51 anos em 2019; a

9ª edição da Fest Country

acontece simultaneamente

à feira cinquentenária.

Premiação

O Centro Universitário

Sudoeste Paulista (Uni-

FSP) vai contemplar a

Rainha com uma bolsa de

estudos integral. Já a 1ª

Princesa receberá desconto

de 50% e a 2ª Princesa

ganhou bolsa de 25%.


Página 6 A VOZ DO VALE De 10 a 16 de novembro de 2019

Ex-esportista comenta realidade

da Associação Meninos da Bola

O grupo, formado em Avaré e atuante desde 2007, tem por objetivo orientar jovens na carreira futebolística e, também, na vida cotidiana

Durante a Tribuna Livre

observada durante a

sessão de Câmara desta

semana, um dos destaques

foi a presença do

ex-esportista Odair Aparecido

Felício. Natural

da cidade de Campinas,

após deixar os campos de

futebol, ele se radicou em

Avaré e aqui fundou, com

vários apoios, a Associação

Desportiva Meninos

da Bola. Ele usou o espaço

do Legislativo para divulgar

seu projeto à Sociedade

Avareense em geral.

O projeto existe desde

2007 e é uma ação social

parceira da Prefeitura local.

“Nosso trabalho é de

resgate, ou seja, tirar os

garotos das ruas, das drogas,

dos maus caminhos e

dar oportunidades para que

eles sejam cidadãos através

do Esporte”, destacou ele.

Embasando sua postura,

ele também citou os

altos índices de suicídio

cometidos por adolescentes,

na cidade de Avaré e

as possibilidades abertas

pelo Esporte. “Inclusive,

eu já estive acolhendo dois

ou três garotos que vieram

que mostraram essas tendências”

destacou ele, ligando

o tema ao problema

das drogas. Em sua visão,

o projeto caminha bem

e tem colhido resultados

significativos nos torneios

que disputa. “Isso se deve

ao apoio que recebemos

dos nossos parceiros, de

vereadores, da Prefeitura e

de empresários que começaram

a aparecer para ajudar

a gente”, frisou.

Ele se utilizou da iniciativa

da Câmara, de abrir

espaço para a manifestação

popular, em clara tentativa

de chamar a atenção

para seu projeto assistencial.

“Queremos mostrar

que nosso trabalho é sério,

dedicado aos jovens que

necessitam”, frisou Odair,

destacando, além do mais,

a necessidade do contato

entre os familiares, muitas

vezes negligenciado

no cotidiano dos lares.

Também, como forma

de marcar os resultados

obtidos, Odair comentou

o sucesso de alguns dos

seus aprendizes. “Hoje, só

de Avaré, sairão seis jogadores

que irão para uns

clubes com os quais temos

contato; um, inclusive,

foi jogar na Espanha.

Já outros três ou quatro

irão para o Grêmio Osasco

ainda nessa semana”,

lembrou o treinador.

No final, ele exaltou a

necessidade de uma união

para o crescimento do Esporte,

e seus efeitos, de

forma geral. “Precisamos

fazer uma parceira grande,

todos falando a mesma língua

para que o Esporte em

Avaré cresça e esses garotos

galguem algum espaço para

suas vidas”, disse Odair,

em claro desabafo quanto

às recuperações conquistadas

devido à iniciativa.

O Projeto Esporte trabalha

com jovens de 07 a

21 anos. “Muitos deles não

se tornam jogadores, mas

adquirem disciplina para

suas vidas; se tornam pais

de famílias respeitáveis.

O Esporte tem o poder de

resgatar vidas”, destacou.

CEEJA Avaré lança sua IV Coletânea de Contos

O livro é composto por textos dos alunos do Ensino Médio dentro do gênero ‘contos com finais inusitados’

O Centro de Educação

de Jovens e Adultos de

Avaré (CEEJA) fará, no

próximo dia 29 deste mês,

o lançamento do livro IV

Coletânea de Contos do

CEEJA Avaré. A realização

é uma das atividades

pensadas pela coordenação

como forma de estimular

os alunos em seus

crescimentos pessoais e

intelectuais com apoio da

grade de ensino oferecida.

Desde 2016, o CEEJA

de Avaré, que é uma iniciativa

do Governo de São

Paulo, tem repetido a iniciativa,

que surgiu durante

uma conversa informal

entre os responsáveis pela

iniciativa. O projeto é integrado

por textos pensados

pelos alunos do Ensino Médio

dentro do gênero contos

com Finais Inusitados.

“Desta forma, conseguimos

trabalhar habilidades

como registro, coesão

e coerência, adequações ao

gênero; porém, acima de

tudo, buscamos valorizar a

dedicação, a inspiração e,

especialmente, o empenho

dos alunos que, despretensiosos,

se lançaram no

vasto desafio das letras”,

destacaram os coordenadores

do projeto, em nota

enviada à reportagem do

jornal A Voz do Vale.

A partir do primeiro lançamento,

a noite de autógrafos

se tornou uma tradição,

ficando selecionada última

sexta-feira de cada mês de

novembro para apresentação

do selecionado. Neste

ano, a realização está marcada

para o próximo dia

29, a partir das 19h30, nas

dependências do projeto,

que funciona na Avenida

Misael Euphrásio Leal,

857, Vila Ayres, Avaré

(antigo CEFAM). Mais

informações sobre a iniciativa

pelos telefones

3733-9832/ 3732 7382.

MAIS SOBRE O CE-

EJA - Dentre os cursos de

Alfabetização de Jovens

e Adultos disponibilizados

pelo Governo de São

Paulo, O CEEJA mantém,

como diferencial em seu

modelo, a flexibilidade da

carga horária e a chance

de pessoas com mais de 18

anos voltarem às salas de

aula. Todo material didático

é fornecido pelo Estado,

que também possibilita

que o próprio aluno formule

seu plano de estudo com

apoio dos coordenadores.

O CEEJA Avaré é um dos

31 centros espalhados por

todo Estado de São Paulo.

Secretaria promove desfile de moda

voltado a pessoas com deficiência

Evento aberto ao público acontece na terça, 19, às 19 horas, no Centro Cultural

Da Assessoria

Inclusão é a tendência.

Sob essa temática, a Secretaria

Municipal dos Direitos

da Pessoa com Deficiência

(SMDPD) realiza na

terça-feira, 19, mais uma

edição do Moda Eficiente,

desfile adaptado para pessoas

com deficiência.

Aberta ao público, a

apresentação tem início às

19 horas no Auditório Elias

de Almeida Ward, no Centro

Cultural “Esther Pires

Novaes”. Além da proposta

inclusiva, o objetivo é fomentar

o olhar da indústria

para essa comunidade. Em

outubro, um grupo assistido

pela SMDPD já havia

participado do Desfile de

Moda Inclusiva organizado

pela Prefeitura de Bauru.

SERVIÇO

O Centro Cultural fica

na Rua Ceará, nº 1507.

Mais informações podem

ser obtidas pelo pelo e-

-mail smdpd@avare.

sp.gov.br ou pelo telefone

(14) 3732-8844.


De 10 a 16 de novembro de 2019

A Voz do Vale

Página 7

Ginásio Kim Negrão sedia mais

uma formatura do PROERD Avaré

O evento contou com a participação da Rede Municipal de Ensino

Na manhã da última

quinta-feira, 14, aconteceu,

no Ginásio de Esportes

Kim Negrão, a

formatura dos alunos que

frequentaram o curso do

PROERD. A iniciativa é

idealizada e administrada

pela Polícia Militar do Estado

de São Paulo.

Segundo detalhes repassados

à reportagem do jornal

A Voz do Vale, as aulas

foram ministradas, no período,

pelos instrutores Cb

PM Adenilson, Cb PM Sorba

e Cb Elisa. Basicamente,

as instruções do PROERD

auxiliam os jovens, alunos

do 5º ano do Ensino Fundamental,

técnicas de como se

manter longe das drogas e da

violência. A formatura reuniu

mais de 1400 crianças,

que juraram, perante seus

pais e o público presente,

q permanecerem longe das

drogas e da violência.

Como parte das comemorações

foram entregues

as Medalhas de Honra ao

Mérito, aos alunos que

participaram do Programa

“Escolinha da PM”, desenvolvido

durante o ano de

2019 para aproximar as

crianças da Polícia Militar:

com isso, acontecem

visitas às instalações do

Batalhão, assim como aulas

de cidadania e civismo.

As autoridades presentes

foram recepcionadas

pelo Coordenador Operacional,

Major PM Maurício

Taveira Ferreira, que

nesse ato, representou o

Comandante do 53º Batalhão

de Polícia Militar do

Interior, Tenente Coronel

PM José Semensati Júnior,

que enalteceu a importância

da solenidade e

investimento em nossas

crianças que farão o futuro

de nosso país.

As escolas participantes

nesse segundo semestre

foram as EMEBs Maria

Nazareth Abs Pimentel,

Elizabeth de Jesus Freitas,

Celina Villela Duarte

Bruno, Anna Novaes De

Carvalho, Eruce Paulucci,

Salim Antonio Curiati,

Orlando Cortez, Ulisses

Silvestre, Suleide Maria do

Amaral Bueno, José Rebouças

De Carvalho, Maneco

Dionisio, Fausto Dos Santos

Rodrigues, Carlos Papa,

Victor Lamparelli, Duilio

Gambini, Clarindo Macedo,

Norma Lilia Pereira e

Dondoca, assim como os

colégios Dimensão, COC,

Tyto Alba, Universitário

(Anglo) e Mundo Platão.

Rendimento escolar, na Barra

Grande, melhora após aulas de Judô

Projeto desenvolvido pela Loja Maçônica Acácia tem apoio

da Secretaria Municipal de Educação

Da Assessoria

Com apoio da Secretaria

Municipal da Educação,

a Loja Maçônica

Acácia desenvolve semanalmente

um projeto de

judô que atende 23 alunos

da EMEB Moacyr Parise

Correia, localizada no Distrito

de Barra Grande.

Educadores da unidade

apontam que os resultados

positivos já são visíveis,

uma vez que o esporte tem

como pilares a disciplina,

o respeito e o bem-estar.

“O suporte para que as

crianças participem é parte

importante dos esforços

para acesso à formação

suplementar. Apesar

de ter foco no estudante,

ela acaba impactando positivamente

a família e,

consequentemente, toda a

comunidade”, avalia a secretária

municipal da Educação,

Josiane Aparecida

Lopes de Medeiros.

O diretor Luís Henrique

da Silva e a coordenadora

pedagógica Elaine

das Graças ressaltam

que a prática diminuiu os

conflitos entre alunos e

garantiu uma significativa

ampliação do senso de

responsabilidade. A primeira

cerimônia de troca

de faixas será no dia 11

de dezembro. “Vai marcar

o fim desta primeira

jornada que, certamente,

formará dezenas de novos

cidadãos para o bem

de nossa querida cidade”,

avaliam os educadores.

VISITA - No último

dia 2, sete crianças do projeto

foram selecionadas

para um evento na Academia

Ishii Fight, na capital

paulista. Na ocasião, elas

foram recebidas e premiadas

pelo esportista Chiaki

Ihii, primeiro medalhista

olímpico do judô brasileiro

(Monique, 1972), e

por Vânia Ishii, que representou

o Brasil nos Jogos

Olímpicos de Sydney

2000 e Atenas 2004.


Página 8 A Voz do Vale De 10 a 16 de novembro de 2019

Justiça cancela a eleição do

Conselho Tutelar em Itaí

Conforme apurado extraoficialmente, um dos motivos para essa ação seria o acesso de eleitores não habilitados ao pleito; em Avaré,

a validação da eleição da entidade está nas mãos do Ministério Público

Foi divulgada, na tarde

da última sexta-feira,

08, a anulação da eleição

do Conselho Tutelar da

cidade de Itaí. A decisão

foi anunciada por meio

de comunicado pela presidente

do Conselho Municipal

dos Direitos da

Criança e do Adolescente

da citada cidade, Ruthelen

de Cássia Gonçalves

Cláudio. Itaí é a oitava

cidade, em todo país, em

que o pleito foi cancelado

pela Justiça. Em Avaré, a

suposta impugnação das

urnas está nas mãos do Ministério

Público local, ainda

sem prazo para decisão.

A nota oficial destaca

que foi levantado o voto

de 55 pessoas que não constavam

nas listas enviadas

pelo Tribunal Regional

Eleitoral (TRE). A comu-

nicação também destaca

que, após a eleição, o Conselho

realizou diligência e

constatou a irregularidade.

“Apesar desses eleitores

possuírem domicilio eleitoral

neste município, a

Lei municipal 1941/2019,

a Resolução 007/2019 do

CMDCA e o Edital CMD-

CA 001/2019 preconizavam

que o eleitor precisava

estar inscrito na justiça

eleitoral três meses antes do

pleito”, afirma a representante

do conselho na nota

oficial, destacando que o

fato pode ter influenciado

no resultado final em Itaí.

Ficou estabelecido que

uma nova eleição deve

acontecer na cidade em

data a ser marcada pelo

departamento competente.

SITUAÇÃO AVA-

REENSE – A eleição dos

novos conselhos tutelares

também é bastante complicada

em Avaré, a exemplo

de outras cidades espalhadas

pelo país. Conforme

matérias veiculadas, anteriormente,

pelo jornal

A Voz do Vale, a escolha

foi contestada e refutada,

em um primeiro momento;

no entanto, as pessoas

responsáveis pela denúncia

insistiram na questão

e uma decisão deve ser

manifestada em breve, já

que ingressaram com uma

representação junto a Vara

de Infância e Juventude.

A reportagem apurou que

o processo encontra-se no

Ministério Público aguardando

um parecer.

Segundo denúncia feita

por três das concorrentes

e registrada no CMDCA

de Avaré em 10 de outubro,

a escolha teve baixa

participação popular e

vários problemas relatados

durante sua realização.

Segundo os relatos,

por exemplo, a fiscal de

uma das candidatas teria

sido agredida verbalmente

pela representante de outra

concorrente, ação que teria

sido acompanhada por representante

do Ministério

Público no local. Além

disso, os nomes de alguns

eleitores não constavam

nas listas disponíveis, o

que os impediu de participar

da escolha. Também

foi verificado, em algumas

urnas, votos a mais que o

número de votantes. Já em

outras, por sua vez, constavam

cédulas a menos.

Ainda segundo os relatos

das responsáveis

pela denúncia, também foi

informado que uma das

candidatas teria feito um

vídeo, pedindo votos, ao

lado de uma figura pública

da cidade. Porém, por essa

situação não constar nas

disposições legais para a

escolha dos conselheiros,

ela não foi analisada.

A denúncia foi apresentada

ao CMDCA, mas rejeitada

pelos membros sob

alegação, conforme relatório

final, de falta de embasamento

jurídico. Diante

dessa negativa, as denunciantes

resolveram protocolar

a denúncia diretamente

na Vara da Infância

e Juventude e aguardam,

agora, a decisão.

Vale destacar que, anteriormente,

o MP já havia

destacado que a responsabilidade

pela análise das

denúncias é de competência

do Conselho da Criança

e do Adolescente.

No total, concorreram

20 pessoas, aos cinco

cargos disponíveis. Além

das pessoas escolhidas,

outros dez candidatos ficaram

na suplência. No

total, 3.276 compareceram

aos postos de votação

uma representatividade de

aproximadamente 5% do

total de eleitores do município

(65.719 pessoas).

De acordo com o Estatuto

da Criança e do Adolescente

(ECA), a finalidade

do Conselho Tutelar

foi estabelecida no artigo

131 da Lei 8.069, de 13 de

julho de 1990, e o instituiu

como “órgão autônomo,

não-jurisdicional, encarregado

de zelar pelo cumprimento

dos direitos da

criança e do adolescente”.

Prefeitura doa terreno para sede

da Associação Amigo Solidário de Avaré

Na noite da última

segunda-feira, a Câmara

Municipal de Avaré aprovou

projeto de lei, encaminhado

pela Prefeitura local,

que previa a doação de

área de terra à Associação

Amigo Solidário. O grupo

assistencial atua, em Avaré,

desde 1995 auxiliando

e capacitando jovens em

suas entradas no mercado

formal de trabalho. A exposição

das necessidades

da entidade teve início já

na Tribuna Livre, espaço

que o Legislativo abre,

semanalmente, para que

a população exponha suas

necessidades e pedidos

gerais. Quem representou

o grupo foi Gláucia Fávero

Hoffmann, que expôs

um pouco dos trabalhos

realizados no local.

A associação foi fundada

em 1995, ainda com

base na iniciativa do sociólogo

Herbert de Souza,

o Betinho, que pretendia

combater a Fome

no país - Ação da Cidadania

contra a Fome,

a Miséria e pela Vida.

“Com o passar dos anos,

fomos aprimorando nosso

trabalho e passamos a

assistir adolescentes”, frisou

Gláucia. Atualmente,

a associação atende jovens

de 15 a 21 anos, que

recebem capacitação para

o Mercado Profissional.

São ministrados princípios

e ensinamentos

em Informática, Vendas

e Telemarketing, Recursos

Humanos, Matemática

Financeira, Redação Comercial,

Etiqueta (social e

profissional) Manicure e

Auxiliar de Cabeleireiro,

Auxiliar de Escritório - e

por meio de convênio com o

FUNCAD - Viola e Dança.

“Os jovens passam, durante

a semana, em nossa

entidade, recebem alimentação,

assistência psicológica,

participam de grupos

de convivência em que são

discutidas suas dificuldades

diante da Sociedade, com a

Família... damos toda a assistência

necessária”, destacou

ela. Além da prestação

de auxilio aos jovens, voluntários

da entidade também

distribuem sopa, feita

com doações da Sociedade

em geral, para famílias carentes

às sextas-feiras.

“Outra iniciativa que

mantemos há 25 anos é o

Natal Solidário: nós fazemos

o cadastramento das

crianças de 02 a 07 anos e

arrumamos padrinhos, que

montam as sacolas com

presentes compostos de

uma roupa, um calçado e

um brinquedo. A entrega

acontece em uma confraternização,

quando o padrinho

conhece a criança

auxiliada”, disse a representante

da entidade

Apesar de existir há

vários anos, a Associação

Amigo Solidário não

conta com uma sede própria.

Segundo palavras de

Gláucia, o grupo funcionava,

até o último mês de

abril, em área cedida por

comodato. Porém, recentemente,

o grupo foi notificado

devido a exigências

de acessibilidade e de um

espaço maior para atender,

de forma adequada, a toda

demanda. “Nós mudamos

Gláucia Hoffmann, da associação Amigo Solidário,

expôs a realidade da entidade na Tribuna Livre da

Câmara de Avaré.

de local neste ano, mas o

espaço não é nosso, nós

pagamos aluguel e essa

despesa pesa bastante em

nosso orçamento. Acreditamos

que, com nossa sede

própria, poderemos ampliar,

ainda mais, os nossos

serviços”, destacou

A associação é considerada

de Utilidade Pública

Municipal e Federal.

A doação do terreno,

localizado no bairro Cidade

Jardim, com 412 metros

quadrados, foi aprovada

por unanimidade. Atualmente,

a entidade está

localizada na rua Santos

Dumont, 2302, no bairro

Brabância, funcionando de

segunda a sexta.

BETINHO E O

FOME ZERO - A Ação

da Cidadania contra a

Fome, a Miséria e pela

Vida foi uma organização

não-governamental idealizada

e fundada pelo sociólogo

Herbert de Souza, o

Betinho, a partir do Movimento

pela Ética na Política.

Em 1993, ele lançou o

programa Ação da Cidadania,

tendo como objetivo

a mobilização de todos os

segmentos da sociedade

brasileira na busca de soluções

para as questões da

fome e da miséria. Com o

passar dos anos, as ações

do grupo, sentidas, inicialmente,

em âmbito nacional,

ficaram mais focadas

em grandes centros, como

o Rio de Janeiro.

More magazines by this user