RCIA - ED. 73 - AGOSTO 2011

tvcomercioeindustria

Agosto/2011 • Ano 6 • N° 73

L3 Engenharia Ambiental

Empresa criada em 2009, amplia suas atividades

para prestar consultoria, serviços, desenvolver e executar

projetos ambientais em todo o país.






Dentre as várias ações que ocorrem na

ACIA, algumas merecem destaque e são sobre

elas que falaremos abaixo.

SERASA

Desde o início do atual mandato, dissemos

que deveríamos fortalecer nossa entidade,

oferecendo mais serviços aos nossos

associados. Assim é que instituímos uma

parceria com escritórios jurídicos e, hoje temos

a possibilidade de fazer uma consulta

gratuita com um advogado, através do

AdvocACIA. Logo depois, o Clube de Benefícios,

onde o empresário que comprar das

empresas conveniadas têm desconto e, ainda,

o Banco de Talentos, hoje com mais de

2000 cadastros. A partir da segunda quinzena,

estaremos colocando à disposição as

consultas Serasa, agora realizadas diretamente

através da nossa entidade e não

mais terceirizada, como antes. É claro que

isso será muito bom para as empresas que

precisam de informações gerais sobre seus

clientes e, a base do Serasa, por ter abrangência

nacional, trará essa confiabilidade

para a transação, seja ela comercial, industrial

ou ao prestador de serviços.

Assim, a partir desse mês, passaremos a

aliar ao nosso já respeitado nome, o do Serasa.

FACIRA 2011

ponto de vista

Renato Haddad - Presidente da ACIA

ACIA FIRMA PARCERIA COM O SERASA

Com a proximidade da feira, torna-se necessário

a montagem das várias diretorias,

bem como a chamada de pessoas de bem

da nossa sociedade, ou seja, os voluntários,

para que somem os seus esforços aos

nossos, no sentido de bem realizar a

FACIRA. Assim é que convido a todos que

queiram doar seu tempo e sua inteligência

em prol do sucesso da feira, a nos procurar

para que possamos atingir o ideal de negócios

e solidariedade. Contaremos, principalmente,

com várias entidades organizadas

como Rotary, Maçonaria, Lions, Grupos

Cristãos e outros.

TREINAMENTO

Foi um grande sucesso o treinamento

que a Nery realizou com a primeira turma, em

nosso auditório, nos dias 19 e 20 de julho.

Sua facilidade de comunicação, a empatia

que causa com todos além de seus títulos

e especialidades, bem como as declarações

aqui na revista de algumas pessoas

que participaram, nos dão a certeza de que

estamos no caminho certo para que nossos

empresários capacitem seus colaboradores

a dispensar um atendimento digno aos

clientes de nossa cidade. Por isso, invista

em toda a sua equipe: mande-a fazer o treinamento

com a Nery, na Associação Comercial.

SEMANA DO CONSUMIDOR

Dissemos que tentaríamos resgatar essa

tradicional campanha do comércio araraquarense

e essa ação tornou-se possível

com a parceria junto ao SINCOMÉRCIO,

através do seu presidente Antonio Deliza

Neto.

Agora, com um grande investimento feito,

esperamos a adesão maciça dos associados

da ACIA e do SINCOMÉRCIO.

JANTAR DO EMPRESÁRIO

Noutra parceria com o SINCOMÉRCIO,

e muito bem organizado pela Teresa Smirne

com a equipe da Rosangela Flores, tivemos

uma noite maravilhosa no Clube Araraquarense.

O esmero, o capricho com que tudo foi

pensado e executado, fez com que os elogios

brotassem por todos os presentes, inclusive

pelo Gino Torrezan, vice presidente

da FACESP, que esteve presente. As homenagens

ao Jaú Serve e à Sacola de Ouro

trouxeram a tona o reconhecimento de que,

quando existem sucessores dedicados à

proposta inicial, o empreendimento continua

vivo e prosperando.

carta do editor

VOTOS DE BOAS VINDAS

A inauguração de duas empresas de grande

porte em Araraquara neste mês de agosto,

dentro do atual contexto econômico tem um

valor inestimável. Gerar riquezas para o

município é evidente, tem um grande

significado, porém, ainda que uma coisa

esteja atrelada a outra, é verdade que se a

situação for avaliada pelo aspecto social,

proporcionar empregos deixa transparecer a

valorização profissional de centenas de

pessoas. Novas portas se abrem e a

consequência disso é certamente o

desenvolvimento econômico. Com a chegada

da Fortaleza e da Big Dutchman, crescemos

aos olhos da região; é fato que as facilidades

concedidas pelo município atraíram as duas

empresas, no entanto, o que tem pesado

muito é a posição geográfica de Araraquara e

as mudanças em seu entroncamento

ferroviário, amenizando custos de transporte

dos produtos. Nos últimos anos buscou-se

acelerar o desenvolvimento econômico com

algumas medidas, como doação e permissão

para uso do solo, iniciativas que também são

decisivas para os investidores, que acabam

sendo atraídos pelas vantagens. A bem da

verdade, essa é a política que se aplica para

a cidade crescer e não há como fugir da

concessão desses benefícios. Trocando em

miúdos: se correr o bicho pega, se ficar o

bicho come.

Ivan Roberto Peroni

Jornalista e Diretor

marzo@marzo.com.br

EDIÇÃO N° 73 - AGOSTO/2011

Diretor Editorial: Ivan Roberto Peroni

Supervisora Editorial: Sônia Marques

Assistentes Editoriais: Marina Veroneze

Depto. Comercial: Gian Roberto e Dulce Menegatti

Designer: Bete Campos, Mário Francisco e Carolina Bacardi

Tiragem: 3 mil exemplares

Impressão: Gráfica Bolsoni - (16) 3336 9008

A Revista Comércio & Indústria é distribuida gratuitamente

em Araraquara e região

INFORMAÇÕES ACIA: (16) 3322 3633

COORDENAÇÃO, EDITORAÇÃO, REDAÇÃO E PUBLICIDADE

Fone/Fax: (16) 3336 4433

Rua Tupi, 245 - Centro

Araraquara/SP - CEP: 14801-307

marzo@marzo.com.br



capa

L3 ENGENHARIA AMBIENTAL

COMPETÊNCIA TÉCNICA E SEGURANÇA NA

ELABORAÇÃO E EXECUÇÃO DE PROJETOS AMBIENTAIS

Empresa criada em 2009,

hoje tem uma atuação

em todo o país

prestando consultoria,

serviços, desenvolvendo

e executando projetos

ambientais. Assim é a

L3 Engenharia Ambiental,

já envolvida em processo

de certificação das

suas atividades.

No cenário mundial os problemas ambientais

estão cada vez mais preocupantes.

Entre os mais significantes, destacamse

o aumento de temperatura da Terra e a

poluição dos recursos hídricos. Neste sentindo,

é essencial que o homem se preocupe

com a conservação e a recuperação dos

recursos naturais, preservando a qualidade

e o equilíbrio do ambiente em que vivemos.

Como consequência, existe uma preocupação

atual das empresas e indústrias

em realizar suas atividades sem agredir o

A sede da

L3 Engenharia

Ambiental na

Rua Cândido

Portinari, 1229,

Jardim Viaduto

meio ambiente. Justamente para auxiliar

as empresas a preservar e conservar o

meio ambiente, surgiu a L3 Engenharia

Ambiental.

Desde sua idealização dentro da Universidade

e formalização em janeiro de

2009, em São José do Rio Preto, por três

Engenheiros, a L3 Engenharia Ambiental

vem atuando nos segmentos públicos, privados

e terceiro setor, sempre visando oferecer

serviços diferenciados, associados

às tecnologias mais limpas e procedimentos

de trabalho que propiciem adequação

às necessidades de cada cliente.

Em julho de 2010, a L3 Engenharia

Ambiental, unida em sociedade com o empresário

José Claudemiro de Oliveira, ganhou

uma filial em Araraquara e, desde en-

José Claudemiro de Oliveira

Diretor Administrativo

Pedro Fernando da Luz

Gerente de Projetos

João Luiz Villas Boas Lemes

Gerente de Operações

8 | COMÉRCIO INDÚSTRIA | AGOSTO 2011


tão, busca investir em equipamentos, tecnologias,

infraestrutura e na ampliação do

corpo técnico com profissionais capacitados

para atender o mercado. Segundo

Claudemiro, hoje a empresa conta com

uma equipe técnica multidisciplinar e com

isso consegue atender empresas de diversos

setores.

A L3 Engenharia Ambiental é uma empresa

de consultoria, serviços, desenvolvimento

e execução de projetos ambientais,

com foco no desenvolvimento sustentável,

na adequação e responsabilidade

ambiental, buscando atender as necessidades

e expectativas de seus clientes. “Nós

atuamos em todo país, desenvolvendo e

executando os serviços e projetos com agilidade,

responsabilidade e capacidade técnica,

de modo a garantir a eficiência desde

o atendimento até a concretização dos serviços

prestados, sempre com o objetivo de

satisfazer as necessidades de cada cliente”,

afirma o Engenheiro Ambiental João

Luiz.

Além disso, a empresa se preocupa

muito com a sociedade. “Contribuímos

também para uma sociedade mais justa e

um ambiente mais limpo, mantendo nossa

responsabilidade social através do apoio e

assessoria a projetos socioambientais de

inclusão social e geração de trabalho e renda”,

afirma o Engenheiro Ambiental, Pedro

Fernando.

Os projetos são desenvolvidos e executados por uma equipe técnica multidisciplinar,

garantindo a qualidade dos serviços prestados

Tratamento de esgoto por zona de raízes

Remediação de área contaminada por

postos de combustíveis

ATUAÇÃO

Licenciamento Ambiental;

Avaliação de Passivos Ambientais;

Gerenciamento de áreas contaminadas;

Gestão de resíduos sólidos;

Auditoria e certificação ambiental;

Sistema de gestão ambiental;

Projetos de engenharia ambiental;

Implantação e operacionalização de sistemas ambientais;

Monitoramento de aspectos ambientais.

Informações: (16) 3339-1359

Coleta de água para avaliação

de passivos ambientais

AGOSTO 2011 | COMÉRCIO INDÚSTRIA | 9


feira

MOTIVADO, O EXPOSITOR ESTÁ

PREPARADO PARA VENDER

Confecções, construção

civil, ferragens, ferramentas,

aviação, alimentação,

mecânica e produtos

agrícolas, são algumas

atividades do nosso comércio

que já garantiram participação

em uma feira que se

transforma no maior centro

de vendas da nossa região.

Projeto da arquiteta Dagmar Bizzinotto para a fachada do pavilhão principal da FACIRA

A FACIRA, como feira tradicional da

cidade, precisava de um outro perfil. A

iniciativa do presidente Renato Haddad,

apoiada pela diretoria da Associação

Comercial, a esta altura é considerada

bastante audaciosa, pois ele praticamente

rompeu os traços com o passado, sem

deixar logicamente de respeitar o que foi

brilhantemente criado nas vinte e uma

feiras realizadas até hoje.

“Quem quiser mostrar as riquezas

produzidas no município tem total

liberdade; também é importante para o

conceito da feira”, diz o presidente da

ACIA. Só que o objetivo agora é

permitir que o expositor esteja convicto

de que o melhor é vender. Daí as

mudanças feitas, sendo o novo formato

aceito rapidamente pelos lojistas.

Há um outro aspecto interessante,

confessa Renato Haddad. Para ele, a

realização da feira em outubro facilita a

participação do comércio em um período

que o lojista tem que se preparar para as

vendas do final do ano. Preços acessíveis

vão permitir boas vendas e reforço de

caixa para estocar a loja, visando o

Natal, completa o dirigente.

Na verdade, os organizadores estão

procurando atender as solicitações dos

expositores. Tempos atrás, ACIA e

Prefeitura, decidiram investir na

realização de uma pesquisa com o

objetivo de formatarem uma feira que

se identificasse com o novo perfil

empresarial da cidade, mais voltado a

partir da década de 80, para o comércio e

a prestação de serviços.

PORQUE VAMOS ESTAR NA FACIRA

A TVARA FAZ ANIVERSÁRIO

A FACIRA é o grande evento de Araraquara.

É o momento exato que materializa o caráter beneficente

da nossa população, além de ser uma vitrine para

as empresas empreendedoras da região. A TVAra em

seu primeiro ano de atividades quer se tornar parte do

DNA da FACIRA.

R$ 10 E R$ 20

LOCARE VAI LANÇAR PRODUTOS

Fernando Alonso

Diretor Comercial

Vamos aproveitar a FACIRA para divulgar nossas duas

lojas (Araraquara e Américo) e em breve a terceira na

Av. Brasil esquina com a Nove de Julho. Mostraremos ao

público que o chique hoje em dia é comprar qualidade e

pagar barato. Na FACIRA teremos qualidade em

confecções e acessórios de marcas famosas por

R$ 10 e R$ 20.

Luiz José de Moura Filho

Proprietário

A FACIRA renovada será uma oportunidade para reforçar

a marca LOCARE em eventos corporativos. Estamos há

15 anos no mercado; iniciamos um novo segmento, que é

a venda de equipamentos e suporte para projeção e home

teather, além de apresentar um produto selo verde para

locomoção pessoal, destinado a empresas, condomínios,

lazer, shoppings e eventos. A nova FACIRA é uma vitrine

para isso.

Carla Ribeiro

Proprietária

10 | COMÉRCIO INDÚSTRIA | AGOSTO 2011



dia do comerciante

JAÚ SERVE E SACOLA DE OURO

HOMENAGEADOS EM NOITE DE FESTA

João Sanzovo Neto

e José Doniseti Vieira,

(Supermercados Jaú Serve)

Maria Apparecida Paiva Soares

e a filha Cinthia Soares Pereira

(Sacola de Ouro)

A Associação Comercial

e o Sindicato do Comércio

Varejista, comemoraram o

Dia do Comerciante, em festa

tradicional para homenagear

empresários da nossa

história e que pautados pelo

trabalho e expansão das

empresas que representam,

transformam-se em vetores

do desenvolvimento da

nossa terra.

A parceria da Associação Comercial e

do Sindicato do Comércio Varejista,

entidades representadas

por seus presidentes Renato

Haddad e Antônio Deliza

Neto, na organização das

comemorações do Dia do Comerciante

(16 de julho), foi

enaltecida por cerca de 300

empresários que tomaram

parte da cerimônia no belíssimo

salão de festas do Clube

Araraquarense.

“São entidades que simbolizam

a força, o poder da

classe empresarial de Araraquara

e que homenageiam

duas empresas conceituadas em nosso parque

comercial: Sacola de Ouro Magazine,

representada pelas suas proprietárias Maria

Apparecida Paiva Soares e Cinthia Soares

Pereira e, Supermercados Jaú Serve, representado

pelos seus diretores João Sanzovo

Neto e José Doniseti Vieira”, disse o

ex-presidente da ACIA, Valter Merlos,

hoje vice-prefeito e secretário municipal

de Desenvolvimento Econômico.

Renato Haddad e Antônio Deliza Neto,

compreenderam também que com a presença

dos empresários, seria uma noite propícia

para que ocorresse o lançamento da

Semana Premiada do Consumidor, outrora

chamada Semana do Freguês e que agora

surge com novo foco, com farta distribuição

de prêmios.

Valter Merlos, Marcelo Barbieri e Dimas Ramalho na festa


Os presidentes Antônio Deliza Neto,

do SINCOMÉRCIO e Renato Haddad (ACIA),

acompanham a cerimônia em homenagem

ao Dia do Comerciante

PREFEITO BARBIERI

Durante a cerimônia, o prefeito Marcelo

Barbieri enalteceu a força regional do

comércio da cidade. Ele elogiou a tradição

e o bom atendimento das duas empresas

homenageadas, Jaú Serve e Sacola de

Ouro.

“Araraquara é a cidade que mais gerou

empregos entre as cidades de médio porte

da região no primeiro semestre deste ano e o

comércio é nosso grande empregador. Temos

uma posição de destaque entre as 19 cidades

da região. Somos um pólo de logística

e, neste mês, estamos inaugurando duas

novas empresas, a Big Dutchman, empresa

alemã que fabrica produtos aviários e a Fortaleza,

que produz argamassas para a construção

civil”, afirmou o prefeito.

Marcelo lembrou que o Jaú Serve começou

pequeno na cidade em Jaú (SP),

cresceu e hoje tem três lojas em Araraquara

e mais 25 distribuídas em 14 municípios.

“ O Jaú Serve acreditou na nossa cidade

e nossos parabéns aos diretores João Doniseti

Vieira e João Sanzovo Neto, que

além de comerciante de sucesso, foi um

prefeito que cumpriu com brilhantismo

dois mandatos em Jaú”, acrescentou.

O prefeito destacou ainda “a luta do

saudoso Harlei Carmona Soares à frente

da loja Sacola de Ouro e a superação da esposa

Maria Apparecida Soares, que com a

ajuda da filha Cinthia Soares Pereira, não

desanimou e continua gerando empregos e

riquezas no município”.


comércio

Deputado Federal

Dimas Ramalho

DIMAS RAMALHO RESSALTA

A IMPORTÂNCIA DO COMÉRCIO

Membro da Comissão de

Defesa do Consumidor na

Câmara Federal, diz que os

novos tempos exigem do

comerciante, investimento

e fomento para atuar num

mercado competitivo.

“A concorrência é grande e ganha preferência

quem está mais atualizado, melhor

aprimorado e mais se identifica com

as necessidades dos consumidores”. Foi

neste tom que o deputado federal Dimas

Ramalho conduziu seu discurso por ocasião

do Dia do Comerciante, comemorado

no mês passado. Mas para ele, ser comerciante

é algo que está dentro da pessoa,

que pode e deve ser aprimorado.

O deputado pelo PPS também fez questão

de enaltecer a importância do setor do

comércio, indústria e serviços para o desenvolvimento

e expansão econômica no

mercado de Araraquara e região. “Esta é a

mola propulsora da economia nacional,

pois gera emprego e renda e traz divisas

para os estados e municípios. Hoje, com o

avanço na legislação e relações de consumo,

torna-se vital o investimento e fomento,

sobretudo aos pequenos, médios e microempresários”,

destacou o deputado.

OPINIÃO

Antônio Junquetti

Para Antônio Junquetti,

tesoureiro da ACIA, que por

mais de 30 anos se mantém no

comércio, ter sucesso no

varejo, não é só abrir uma porta

num prédio de uma rua

movimentada e esperar que as

pessoas entrem para comprar.

Para ser comerciante é preciso

ter vocação. “Esse é um dos

primeiros requisitos ao pensar

em trabalhar no varejo. Quem

não tem habilidade, gosto e

aptidão para lidar com pessoas,

tem que pensar bem antes

de abrir o negócio”,

comenta Junquetti.

“É preciso escolher

colaboradores que tenham

empatia, saibam colocar-se

no lugar dos clientes, sejam

simpáticos e façam um esforço

consciente para agradar aos

clientes”, completa o dirigente

da ACIA.


palestra

EMPRESA + CLIENTE

A ACIA, em parceria com o SEBRAE, ofereceu

a palestra “Qualidade no relacionamento com o

cliente”, ministrada pelo administrador de

empresas e analista do SEBRAE-SP, Antonio

Volante Junior, na sede da Associação

Comercial, no dia 11 de julho.

A palestra contou com mais de 30

empreendedores que puderam aprender a

importância da qualidade em todos os setores da

sua empresa, desde a escolha do fornecedor até

o atendimento aos clientes e a realização de

alterações necessárias para garantir um

diferencial competitivo do negócio.


cidade

UMA SEMANA PREMIADA

Parceria da ACIA e o

SINCOMÉRCIO leva o

lojista a resgatar uma das

campanhas tradicionais do

nosso comércio.

Assim, a antiga Semana do

Freguês agora se transformou

em uma semana premiada.

Quinze dias de divulgação nos principais

veículos de comunicação da cidade e

região e, investimento na aquisição de prêmios

e material da campanha como banners,

urnas e cupons, formam uma nova modalidade

de campanha organizada pela

Associação Comercial e SINCOMÉRCIO.

O trabalho direcionado ao comércio varejista,

disse o presidente do SINCOMÉR-

CIO, Antônio Deliza Neto, visa resgatar a

antiga Semana do Freguês. Hoje, por ser

uma semana premiada, o que contribui com

o sucesso da campanha, é a farta distribuição

de prêmios: 29 no total, entre notebooks,

câmeras fotográficas digitais, microondas,

televisores e uma moto com partida

elétrica. Na opinião do dirigente, a premiação

chama a atenção do consumidor e

ajuda o lojista a vender mais.

Já o presidente da ACIA, Renato Haddad,

considera que todo investimento é válido:

“É verdade que há um motivo a mais

para o lojista vender (Dia dos Pais), porém,

a premiação reforça o movimento,

fortalece o comércio e mostra que a ACIA

e o SINCOMÉRCIO estão unidos para fazer

o empreendedor crescer ainda mais

nesta época do ano”, completa Renato

Haddad.

Para ter direito ao sorteio, o consumidor

só pode comprar nas lojas que aderiram

à campanha e estão identificadas por

um banner. Ao fazer a compra, o consumidor

recebe um cupom, preenche e deposita

na urna. O sorteio acontecerá no dia 15 de

agosto em frente ao Paço Municipal.


194 anos

MINHA CIDADE,

MINHA VIDA

Por que estar aqui? Qual o segredo que

esta cidade esconde para cativar os que

chegam e aqueles que nasceram nesta morada?

Há 194 anos, Araraquara cresce para abrigar seus moradores

com mais carinho e conforto e oferecer emprego, saúde e educação

de qualidade. Com ruas extremamente arborizadas, trânsito organizado

e baixos índices de criminalidade, agora, é a vez da cidade que ocupa o primeiro

lugar do ranking IFDM (Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal), ser

homenageada por quem nela convive.

Mário Sergio Pedrolongo também tem muito a

agradecer. Nascido em São Carlos, veio para

Araraquara em 1977 para trabalhar como

professor de tênis. Aqui construiu sua trajetória

profissional e formou sua família. “Além de crescer

profissionalmente, conheci minha esposa e tive

meu amado filho. Tudo que tenho na vida devo a

Araraquara”, relata. Segundo Mário, muitos clubes

do Brasil inteiro já fizeram convites para que fosse

trabalhar fora, mas ele recusou todos. “Não saio

daqui de jeito nenhum”, destaca.

José Carlos Lapena (65) mesmo tendo nascido

em São Pedro se considera um cidadão

araraquarense, pois se mudou para a cidade

com apenas 5 anos de idade. Durante os 60

anos que viveu no município, pôde perceber a

grande evolução que a cidade sofreu.

“Araraquara sempre foi um ótimo lugar para

morar, mas com o passar dos tempos ficou

ainda melhor”, afirma. Segundo ele, que exerce

a profissão de eletricista e é proprietário da

Auto Elétrica Carlão, o comércio cresceu e se

solidificou bastante. “Agradeço a Deus pelo meu

pai ter escolhido Araraquara para morar. O povo

daqui é trabalhador e honesto e a cidade é muito

tranquila. Araraquara é tudo pra mim!”, completa.

Mariana Bonet (22) nasceu em Jundiaí e

mudou-se para Araraquara com 13 anos de

idade. Logo percebeu as vantagens de morar

em uma cidade média do interior. “Eu podia

sair sozinha com meus amigos, tinha muito

mais liberdade e segurança”, enfatiza. Aos 18

anos, Mariana foi estudar gastronomia em

Balneário Camburiu (SC) e depois que

se formou voltou para Araraquara. “Aqui é um

ótimo lugar para se viver. Não penso em me

mudar mais”, garante.

Rafael Henrique Amaral (22) nasceu

em Araraquara e tem muito a

agradecer à cidade. “Araraquara me

proporcionou uma infância típica do

interior, uma adolescência animada e

agora me deu a oportunidade de

emprego em uma usina

sucroalcooleira”, conta. O jovem, que

estudou fora da cidade durante os

últimos quatro anos, garante que não

encontrou um município tão limpo,

rico e organizado quanto Araraquara.

“Admiro a quantidade de árvores que

enfeitam as ruas, a qualidade do

asfalto e do trânsito em geral e a

tranquilidade que os habitantes daqui

podem desfrutar”. Além disso, ele se

orgulha em morar aqui pois mesmo

tendo aproximadamente 200 mil

habitantes, ainda não passou a ser

uma cidade impessoal. “Adoro

frequentar lugares em que conheço a

maioria das pessoas”, conclui.

AGOSTO 2011 | COMÉRCIO INDÚSTRIA | 17


dia dos pais

COMO É SER PAI, AMIGO E PATRÃO

O comércio de Araraquara é formado por muitas empresas que

passaram de pai para filho. Vários são os casos de sucesso, onde

a relação entre pais e filhos é muito mais do que um elo familiar.

Chegar a acordos de trabalho e lidar

com a convivência profissional

diária são tarefas difíceis, e podem

ser mais complicadas quando o sócio

ou subordinado é o próprio pai

ou filho. Porém, é muito comum encontrar

em empresas, pais que têm

os filhos como sócios e futuros sucessores.

Esse é o caso do advogado Miguel

Tedde Neto e do seu filho Pedro

Tedde; ou então do comerciante

Sérgio Bartolomeu Miceli e dos filhos

Serginho e Fábio. Mas há dezenas

de exemplos em nossa cidade e

todos os pais são taxativos: É natural

que o pai tenha o interesse que

seus filhos trilhem o seu caminho

dentro da empresa que construiu.

Antônio Deliza Neto, presidente do

SINCOMÉRCIO, também faz parte

desta lista, seguindo o caminho

aberto pelo seu pai Genesio Deliza: “Procuro ser como

meu pai, um profissional respeitado, competente e querido”,

pontua Toninho Deliza. Esse é um caso de excelente

relacionamento.

Em outras empresas no entanto, não é nada fácil ter essa

convivência profissional intensa, ainda que com o tempo,

as coisas vão sendo colocadas no seu devido lugar.

Ter o pai como chefe é muito complicado, cobranças sempre

serão mais fortes e o exemplo deve ser sempre o melhor.

Não existe margem para erros ou falhas, segundo

alguns filhos que não deram certo no mesmo lugar ou seja,

dentro da empresa. Para esses, o início do trabalho em

conjunto foi um pouco tumultuado, devido ao fato de serem

muito parecidos. “Procuramos sempre o máximo de

acertos, somos muito diretos, não mandamos recados e falamos

o que sentimos. Então, às vezes, isso era mistura-se

O pai Sérgio com

os filhos Fábio e Serginho,

na Delta Tabacaria

Em 1999, Sergio Bartolomeu Miceli abriu a Delta

Tabacaria e logo em 2002 seu filho mais velho, Sergio

Magdalena Miceli, já começou a ajudá-lo na administração

dos negócios. Após cinco anos, o filho mais novo, Fábio,

também passou a fazer parte da gerência da tabacaria.

Atualmente, a empresa está no comando dos dois jovens

que revezam o período do dia para dirigi-la. “Eu jamais

deixaria a tabacaria para outra pessoa”, garante Sergio

Bartolomeu. Mesmo tendo passado o empreendimento

para seus filhos, o pai passa diariamente umas horinhas

na loja para ficar ao lado dos dois. “É muito bom estar

perto dos meus filhos todos os dias. Tenho muita sorte”,

destaca. “Aprendemos muito com nosso pai e temos um

enorme prazer em continuar com o negócio que ele

construiu”, afirmam os filhos.


aos sentimentos familiares dentro do trabalho,

o que complica um pouco. Mas nada

que um pouco de tempo e carga de trabalho

não possa ajustar”, afirmam alguns

filhos que trabalham com seus pais.

Há também casos em que são necessários

cerca de 20 anos de convivência para

que pai e filho, como sócios, precisam para

conseguir criar uma relação mais saudável

dentro da empresa. Fazem até pacto:

procuram evitar falar de trabalho em horas

de lazer e reuniões familiares. No acordo,

quando estão fora do trabalho, só se trabalha

em último caso e de comum acordo, senão,

vive-se como pai e filho e não como

empregado e patrão ou sócios.

Ter um “pai patrão” não deve ser fácil,

com certeza as cobranças sempre serão

maiores, mas tudo isso porque o objetivo

de todo patriarca é ensinar o melhor para

os filhos e assim enxergar que tudo que

plantou por toda a vida teve um bom resultado

no final. Os casos mencionados nesta

reportagem são exemplos de uma convivência

saudável e principalmente, de prosperidade.

Em 1979, o advogado Miguel Tedde

Neto, depois de cuidar de alguns casos

de aluguel e obter grande sucesso,

fundou junto com sua esposa Marialice

Lia, a Imobiliária Tedde. Logo depois,

em 1980, seu filho, Pedro, formado em

Engenharia Civil, se juntou a ele e abriu

em parceria com a imobiliária, a

construtora Tedde. Desde então,

pai e filho trabalham juntos.

“É muito vantajoso trabalhar em família.

O ambiente é harmonioso e prazeroso.

Para mim o trabalho é minha segunda

casa, já que, consigo unir a obrigação

com a satisfação”, destaca Pedro.

“Meu sonho era que a empresa ficasse

com pelo menos um dos meus filhos.

Pedro é um ótimo administrador e foi

uma alegria muito grande ser sucedido

por ele”, afirma Miguel.

Seguindo o exemplo do avô e do pai,

os dois filhos de Pedro, Pedrinho e

Felipe, estão à frente de quatro

empresas que futuramente serão sediadas no mesmo

prédio da Construtora e Imobiliária Tedde. “A experiência

passada pelos mais velhos e a confiança absoluta

conferem ao trabalho em família uma alegria sem

tamanho”, garante Pedro.

O advogado

Miguel Tedde Neto

e seu filho Pedro,

na Imobiliária Tedde


gente da nossa terra

ELÉTRICA VENT-LUZ: O RESULTADO

DO TRABALHO DE UMA FAMÍLIA VALENTE

Desde 1995, a

Elétrica Vent-Luz

cresce e se aperfeiçoa

para melhor atender

os seus clientes

Renata Valente havia acabado de se formar

em direito e seu pai, Edgar Valente, de

se aposentar pela Companhia Paulista de

Força e Luz, quando se depararam com

uma encruzilhada: ela devia seguir sua carreira

de advogada e ele desfrutar do sossego

da aposentadoria ou ambos deveriam se

unir para caminharem juntos profissionalmente?

Como o amor que eles tinham pelo empreendedorismo

era muito grande, escolheram

a segunda opção e, em 1995, fundaram,

em sociedade, a Elétrica Vent-Luz,

em seu primeiro endereço na Av. Padre

Francisco Sales Culturato.

No início, a loja era exclusivamente familiar,

mas com muito trabalho, dedicação

e feeling para os negócios, logo pai e filha

ampliaram a empresa e mudaram a loja para

a Rua Nove de Julho, 2012, no Centro

da cidade. “No começo, quem cuidava da

empresa era apenas eu, meu pai, minha

mãe Odila e um funcionário. Com o tempo,

ganhamos experiência, fidelizamos

clientes e tivemos que expandir a loja e

contratar mais funcionários”, afirma Renata

Valente.

Os anos se passaram, a loja cresceu ainda

mais e em 2003, para melhor atender os

clientes de Araraquara e região, mudou-se

mais uma vez de prédio, na mesma Rua Nove

de Julho, 1446, onde está até o momen-

20 | COMÉRCIO INDÚSTRIA | AGOSTO 2011


to atual. “Acredito que a vida nos premiou com esforço e

competência e, sempre junto a meu pai, desenvolvi a necessidade

de maior crescimento pessoal e profissional. Investimos

em parcerias com nossos fornecedores e acabamos necessitando

de um espaço físico maior, assim, mudamos para

nosso atual endereço”, destaca a empresária.

Atualmente, a Elétrica Vent-Luz oferece a parte, desde o

início da obra como tubulação, fios e cabos elétricos até o acabamento

em iluminação e ventiladores, com suporte de atendimento

residencial e apresentação de projetos ilustrados de

iluminação. A loja conta com 18 funcionários e um amplo espaço

para atender seus clientes. À frente da empresa está Renata

Valente, que conta com a assessoria de seu pai Edgar e

seu marido Everson André Dal-ri. “Somos uma equipe muito

unida. Quando engravidei do meu filho Davi, tive que me

afastar da loja e graças ao meu pai e meu marido a empresa seguiu

normalmente. Sou muito grata a eles”, enfatiza Renata.

Para o futuro, Renata planeja modernizar e expandir ainda

mais a empresa. A primeira etapa já iniciou com a acessoria

de uma consultoria administrativa. “Estamos implantando

normas e procedimentos visando um melhor atendimento

aos nossos clientes e facilitando o desempenho de nossos funcionários”,

relata. Além disso, a Elétrica Vent-Luz começou

a prestar consultoria de iluminação para que os clientes levem

o produto que melhor atende suas necessidades e que

mais combine com a decoração da sua casa e para aprimorar

esse serviço, a empreendedora está sempre investindo em conhecimento

técnico em elétrica e light designer.

O segundo passo, que já está em andamento, é a reforma

do espaço físico da loja. “Vamos mudar nossa fachada, ampliar

e modernizar o nosso espaço interno”, garante Renata.

Futuramente, a empresária faz planos para expandir a empresa

ou criar uma filial. “Teremos que trabalhar e nos dedicar

muito mais, mas a diversão também será bem maior, porque

amo o que faço e quero cada vez mais desafios”, destaca.

Por fim, ela ressalta: “Não consigo separar minha vida da

história da Vent-Luz. Espero deixar para o meu filho ou filhos,

um patrimônio que pretendo multiplicar. Tenho muito

orgulho do que meu pai me ensinou e do que construímos juntos.

No futuro espero que ele também se orgulhe da minha força

e capacidade de administrar”, completa.

Por toda a dedicação e esforço de Renata, seu pai Edgar

Valente e seu marido Everson André Dal-ri, que resultou em

uma das mais completas elétricas da cidade, a Vent-Luz é a

homenageada pelo SINCOMERCIO no mês de agosto.

À frente da empresa

está Renata Valente,

que conta com a

assessoria de seu pai

Edgar e seu marido

Everson André Dal-ri.

AGOSTO 2011 | COMÉRCIO INDÚSTRIA | 21


comunicação

O PRIMEIRO ANO DA TVARA

A TVAra, canal educativo e

aberto em Araraquara,

comemora seu primeiro ano

de atividades na geração de

programação local.

Diretor-Geral da emissora,

Gustavo Marischen

agradece audiência

e recepção do público

de Araraquara e

microrregião em um

ano de atividades

da emissora

NA PROGRAMAÇÃO DA EMISSORA

Para comemorar a data, o Diretor-

Geral da emissora, Gustavo Marischen,

prepara uma cobertura especial das atividades

do aniversário e lançará nova programação

visual e alterações na grade. Diz

ele, que a emissora realizará transmissão

ao vivo durante grande parte das atividades

do calendário. A TVAra também vai

lançar novas vinhetas, logotipos e novidades

na grade. Dentro da programação, estão

cobertura para os shows, matérias especiais

e links ao vivo, no dia 21.

Outra novidade será um bolo de 200

quilos, 15 metros de extensão e refrigerantes

para a população araraquarense ao som

da banda de forró Sotaque Paulista.

“Só temos muito a agradecer a população

pela recepção e o carinho que nos recebeu.

Não somos grandes e nem pequenos.

Nosso objetivo é crescer, junto com a cidade

e ao lado da comunidade. Viemos para

agregar e somar esforços: fazer uma imprensa

cada vez mais livre e democrática”,

diz Gustavo.

Ao longo de um ano foram geradas

mais de 2 mil horas de programação local,

cerca de 2500 reportagens divididas entre

as reportagens de cunho social, campanhas

educativas, divulgação de ações cultural

e prestação de serviços e matérias jornalísticas

sobre saúde, educação, política,

economia e noticiário policial. Sintonizada

pelo sinal aberto UHF31 e também pelo

15 da NET, a TVAra hoje alcança um público

estimado em 300 mil habitantes, em

Araraquara e região.

Edi Frediani

mostra fatos

importantes

sobre o

universo

feminino

Willian Oliveira

apresenta o

Araraquara Agora,

programa voltado

para os

acontecimentos

policiais

Danielly Marques

faz parte da

programação

jornalística com

a previsão do tempo

22 | COMÉRCIO INDÚSTRIA | AGOSTO 2011


perfil

entrevista

TRAJETÓRIA DE SUCESSO

Em entrevista para a

Revista Comércio &

Indústria, Leila Regina

Garitta, proprietária das

duas lojas Remo Garitta da

cidade, fala sobre o dia a

dia no comércio, conta sua

experiência e dá dicas para

quem deseja abrir seu

próprio negócio

Para ser um bom

comerciante é preciso

ter jogo de cintura, saber

lidar com o público, ser

simpática e sensitiva

Leila Regina Garitta

Comércio & Indústria: Quando você

assumiu a administração da loja?

Leila: A Remo Garitta completa em

outubro 65 anos. Meu tio Reinaldo

Garitta montou a primeira loja na Rua

Nove de Julho e, logo em seguida, meu

pai, Remolo Garitta, começou a ajudá-lo.

Em 1983, a loja fechou e, só depois de

alguns anos, reabrimos no endereço atual

na Rua São Bento,1282, no centro da

cidade. Foi então que comecei a

trabalhar junto com meu pai e minha

mãe Luzia. Há cinco anos meu pai

faleceu e hoje conto apenas com a ajuda

da minha mãe na administração da loja.

C & I: Nesses 20 anos de experiência,

quais foram as principais dificuldades

que você enfrentou?

Leila: Quando abrimos a loja no

Shopping Jaraguá, nossos clientes não

tinham o hábito de comprar em

shopping. Foi muito difícil acabar com o

preconceito e a resistência dos clientes.

Demoramos 5 anos para obter retorno

financeiro. Outra grande dificuldade que

enfrentei foi conseguir conciliar minha

vida profissional com minha vida

pessoal. É difícil para uma mulher

trabalhar fora e também cuidar dos filhos

e da casa. Mas sempre reservei um

tempo para mim, faço ginástica, dança e

aula de violão. É essencial cuidar do

corpo e da cabeça também.

C & I: Qual é a importância do apoio

familiar para o sucesso dos negócios?

Leila: A família dá segurança. Sempre

pude contar com a ajuda deles. Meu

irmão criou todo o sistema de

informática da loja para fazer o controle

de estoque e venda. Meu pai e minha

mãe sempre estiveram presentes. Em

setembro do ano passado, sem o apoio da

família não conseguiria abrir a ótica.

C & I: Quais são as vantagens e as

desvantagens de ser dona do seu

próprio negócio?

Leila: As grandes vantagens são a

independência, o poder de direcionar

qual caminho seguir e a oportunidade

de crescer financeiramente. Já a

desvantagem é o tempo reduzido de

folga, caso você não tenha uma pessoa

confiável para cuidar dos negócios,

raramente consegue se afastar para

viajar ou descansar de final de semana.

C & I: Se você voltasse no tempo e

pudesse começar tudo de novo, faria

algo diferente?

Leila: Eu continuaria no mesmo ramo de

jóias, relógios e ótica, mas abriria a loja

em um prédio com estacionamento e

investiria em uma fabricação própria de

jóias.

C & I: Você tem planos para o

futuro e quais?

Leila: Sim. Pretendo abrir uma ótica no

Shopping Jaraguá e disponibilizar

vendas de produtos pela internet.

C & I: Quais conselhos você dá para

quem pretende abrir seu próprio negócio?

Leila: Em primeiro lugar, a pessoa

precisa saber onde vai pisar, por isso

deve estudar bem o mercado em que

deseja entrar, verificando se o ramo tem

demanda suficiente ou oferta pequena. O

segundo passo é fazer um planejamento

de custo e não alimentar expectativas de

retorno rápido para não se frustrar. Por

fim, a pessoa deve se atualizar

constantemente, fazer cursos e investir

na profissionalização dos seus

funcionários. Eu, por exemplo, participo

de várias feiras de jóias para ficar por

dentro das novidades e meus

funcionários também sempre fazem os

cursos que o SEBRAE oferece.

C & I: Para ser um comerciante de

sucesso, quais características a

pessoa deve ter?

Leila: Ela tem que ter jogo de cintura,

tem que saber lidar com o público, ser

simpática e sensitiva para perceber o que

o cliente gosta e precisa.

AGOSTO 2011 | COMÉRCIO INDÚSTRIA | 23


indústria

A BIG DUTCHMAN

INAUGURA MATRIZ

Empresa fundada pelos

irmãos Jack e Dick Dewit

em 1938 em Michigan,

inaugura sua nova matriz

neste dia 10 com a visita

do governador Alckmin.

A Big Dutchman Brasil é, desde 2000,

a representação em solo brasileiro da

maior empresa de fabricação e comercialização

de equipamentos para criação

de aves e suínos do mundo. Ela é herdeira

de uma história de sucesso, conquistada ao

longo dos mais de 70 anos de atividade e

que serve como inspiração para a continuidade

do trabalho, através do empreendedorismo

e competência que marcam sua

existência.

Desde 1938, quando os irmãos Jack e

Dick Dewit fundaram a empresa, em Michigan,

nos EUA, a Big Dutchman vem desenvolvendo

soluções modernas e eficazes

para a constante melhoria dos processos

de criação de aves e suínos. No final

dos anos 50, uma sucursal foi criada na Holanda,

onde rapidamente se expandiu e ocasionou

a contratação do agente comercial

alemão Josef Meerpohl, que em 1985 viria

a se tornar o proprietário da Big

Dutchman. Nessa época, o controle geral

da empresa foi transferido para a Alemanha,

sob o controle da família Meerpohl e

desde então, tem experimentado um período

de crescimento acelerado.

Atualmente, são 22 empresas distribuídas

pelo mundo e sete centros regionais

localizados na Alemanha, Estados Unidos,

Brasil, China, Rússia e África do Sul.

Só no Brasil são mais de 50 representantes

de vendas que atuam nas regiões para aproximar

a marca de seus clientes. A Big Dutchman

Brasil é uma importante empresa

com atuação destacada no mercado nacional

e no Mercosul, demonstrando que a herança

septuagenária continua viva nas

mãos competentes que renovam a história.

Ricardo Santanna, ao lado do prefeito

Marcelo Barbieri em sua recente visita à

fábrica que tem uma previsão de

faturamento R$ 100 milhões por mês

EM ARARAQUARA

A unidade em Araraquara será sede

da matriz brasileira da Big Dutchman. Todo

o setor de produção está sendo transferido

para Araraquara, que também vai

abrigar completo show room e um centro

de distribuição para atender clientes da

região Sudeste, Centro Oeste, Norte e

Nordeste do Brasil. A unidade de Caxias

do Sul, que sediava a matriz, será a responsável

pela distribuição em todo o estado

do Rio Grande do Sul e em parte de

Santa Catarina. Com investimento de

R$ 30 milhões, a unidade ocupa uma

área total de 100 mil metros quadrados,

com 16 mil metros quadrados de área

construída.


sua sorte

A LOTÉRICA MAIS

FAVORITA DA CIDADE

Maria Isabel dá continuidade

ao trabalho do pai, Pedro Luiz Mariottini

A Favorita oferece

um leque enorme

de serviços para

melhor atender

seus clientes

Fundada em 1942 e adquirida pela família

Mariottini em 1960, A Favorita foi a

primeira lotérica de Araraquara e também

uma das primeiras do Brasil. Atualmente,

administrada pelos irmãos Maria Isabel

Mariottini Fiorentino e Pedro Luiz Mariottini

Junior, está localizada na Av. São

Paulo, 401, no centro da cidade e é uma

das únicas que disponibiliza amplo espaço

de atendimento e diversificação de serviços

prestados.

No começo da sua trajetória, A

Favorita só oferecia jogos de sorte,

mas hoje os clientes da lotérica podem

usufruir de muitos outros serviços

como efetuar pagamentos de

contas de água, telefone, celular,

Nextel, Net, Sky, IPVA, guias de

FGTS, guias de GPS, boletos bancários,

boletos da Caixa Federal,

licenciamento e benefícios (PIS,

FGTS e Seguro Desemprego). Outros

serviços prestados pela lotérica

são: abertura de conta, tanto para

pessoas físicas quanto para jurídicas,

saques e depósitos da Caixa Federal

e saques do Banco do Brasil.

Além disso, nos últimos anos, A Favorita

passou a oferecer financiamento

habitacional de todos os tipos,

inclusive Minha Casa, Minha

Vida, consórcio de motos, autos e

imóveis e o crédito consignado para

aposentados e pensionistas do INSS

e de empresas conveniadas com a

Caixa.

Mas a grande novidade que A

Favorita traz para os empresários

é o serviço de malote sem

custo adicional. “Os comerciantes

e empreendedores, geralmente,

não têm um funcionário encarregado

exclusivamente para

pagar as contas e não pode

perder tempo nas filas, então,

nós oferecemos esse serviço

diferenciado. Basta a pessoa

deixar o malote com suas contas

para que façamos os pagamentos.

No dia seguinte, ela só precisa passar na

lotérica e pegar as contas pagas”, explica.

Isabel destaca também, que caso a pessoa

queira fazer algum jogo da sorte, ela pode

incluí-lo no malote. “Nosso principal objetivo

é facilitar a vida dos empresários”, garante.

Mais do que oferecer um grande leque

de serviços, A Favorita se destaca em Araraquara,

já que, conta com seis guichês para

garantir agilidade no atendimento, tem

horário de funcionamento estendido das

7h30 às 18h de segunda a sexta-feira e das

7h30 às 13h aos sábados, tem flexibilidade

na forma de pagamento e grande variedade

de numeração da Loteria Federal.

“Aqui, nossos clientes não precisam enfrentar

filas enormes e demoradas, podem

fazer serviços bancários em horários adequados

a sua disponibilidade, em um ambiente

descontraído e sem precisar encarar

a burocracia de um banco”, destaca Maria

Isabel Mariottini.

Porém, se o cliente também quiser contar

com a sorte para ganhar uma fortuna, A

Favorita também dá a ele essa chance. Basta

escolher entre um jogo da Loteria Federal,

da Quina, da LotoFácil, da LotoMania,

da MegaSena ou da DuplaSena e apostar.

“Nossa missão, além de prestar serviços,

é vender sonhos. Já proporcionamos

muitos prêmios aos moradores da cidade”,

garante Maria Isabel.

Por todos esses serviços e diferenciais,

a lotérica é a favorita de Araraquara.

A Favorita já premiou

muitos clientes nos

jogos da sorte

AGOSTO 2011 | COMÉRCIO INDÚSTRIA | 25


luz, câmera, ação

SEU EVENTO PODE

VIRAR UM FILME DE CINEMA

A equipe da Fábrica da Imagem transforma

seu evento em um filme de cinema

A Fábrica da Imagem trouxe

para Araraquara a última

novidade do ramo de produção

audivisual: a gravação de

eventos com qualidade

cinematográfica.

Imagine se você pudesse registrar os

momentos mais importantes da sua vida

em um filme com qualidade cinematográfica.

Agora isso já

é possível.

A Fábrica da Imagem, do produtor Gilberto

Durante, trouxe para Araraquara equipamentos

de última geração e uma equipe

especializada que garante gravações

audiovisuais em alta resolução e edição de

qualidade, seguindo a tendência dos grandes

centros como Rio e São Paulo.

Os filmes são totalmente diferentes

dos convencionais. As câmeras DSLR usadas

nas gravações registram 24 quadros

por segundo e filmam em Full HD, conferindo

às imagens visual e texturas parecidos

com os de cinema, possibilitando

que os vídeos sejam reproduzidos em Blu-

Ray. A edição também é outro grande diferencial,

os cortes das imagens são sutis, os

efeitos especiais são modernos, o cliente

pode escolher músicas para colocar como

trilha sonora e o evento é dividido em diversas

partes para que a duração total de cada

trecho fique menor e mais fácil

de ser assistida. “Com

essa edição diferenciada, a pessoa consegue

mostrar o vídeo para a família e amigos

sem deixá-los entediados”, afirma Gilberto

Durante.

Para dar um estilo ainda mais sofisticado

e interativo à produção, os principais

pontos do evento são transformados em capítulos,

como em um DVD ou Blu-Ray de

locadora, facilitando a localização de um

determinado ponto do vídeo, como Making

Of, Cerimônia Religiosa ou Festa,

por exemplo.

Mas, para dar um toque a mais de originalidade

e modernidade ao seu vídeo, a

Fábrica da Imagem ainda produz um clipe

denominado "Super Trailer", com tudo o

que de melhor aconteceu no seu casamento,

além do "Falha Nossa", com erros ou situações

engraçadas que aconteceram durante

o evento. A Fábrica da Imagem ainda

prepara o "Super Trailer" para que possa

ser veiculado na Internet. "Fazemos

uma versão mais leve para que o cliente

possa divulgar o vídeo em sites, blogs e redes

sociais, afirma Gilberto.

Para contratar o serviço, não é preciso

gastar muito. A Fábrica da Imagem tem várias

opções de trabalhos que se adaptam ao

orçamento de todos os casais.

São 28 anos de pioneirismo, profissionalismo

e experiência, para garantir aos

clientes qualidade e inovação. “Nosso principal

objetivo é registrar eventos de forma

moderna, transformando-os em grandes

momentos, dignos de cinema”, destaca

Gilberto.

Para conhecer o trabalho da produtora

acesse: fabricadaimagem.com.br ou ligue:

(16) 3332-5454 e 3332-6946. A Fábrica da

Imagem está localizada em Araraquara, à

Av. Francisco Serafim, 257 - Vila Furlan.


informe

EMPRESAS LANÇAM EMPREENDIMENTO

IMOBILIÁRIO EM ARARAQUARA

Obras já iniciadas

com previsão de

término em 24 meses

Um novo empreendimento

imobiliário está nascendo

numa das regiões mais

valorizadas do município,

próximo do Parque Faveral,

nas imediações da avenida

Bento de Abreu. As empresas

Construtora R. Montoro Fº

e J.C. Marum & Cia Ltda.

assinaram contrato de parceria

com a Construtora Massafera

Ltda. para a construção de um

prédio residencial de 15

pavimentos. O projeto atende

às normas ambientais e de

sustentabilidade.

Roberto Montoro Fº, Luiz Antônio Massafera e

Rafael Marum assinando o contrato de parceria

para construção. As obras iniciaram-se em agosto

e têm prazo de 24 meses para entrega das

chaves. O imóvel será construído em área nobre

da Rua São Bento, próximo das avenidas Bento

de Abreu e Francisco Salles Colturato (36) com 15

andares, sendo 60 apartamentos de dois

dormitórios com duas vagas na garagem. A região

dispõe de excelente infraestrutura urbana e uma

diversificada rede de comércio e serviços.

AGOSTO 2011 | COMÉRCIO INDÚSTRIA | 27


curso

COMO FORTALECER O

RELACIONAMENTO COM OS CLIENTES

Maria Aparecida

Nery ministrou

o curso com

grande sucesso

No dia 19 e 20 de julho, Maria Aparecida

Nery, graduada em Administração de

Empresas, a convite da ACIA, ministrou o

curso “Fortalecendo o relacionamento

com os clientes”. Os 40 participantes puderam

conferir diversos conteúdos como processos

de mudanças e as exigências do

mercado atual, o relacionamento com investimento,

os valores do mundo do trabalho

e na prestação de serviços, além de

aprender a evitar conflitos e aprimorar técnicas

de atendimento ao cliente, de uma

maneira muito dinâmica e objetiva.

Luciana Meireles e Vera Márcia Paganini,

funcionárias do escritório de arquitetura

da Dagmar Bizinotto, adoraram o curso.

“A palestra foi um estimulo à reflexão e

autoavaliação do nosso comportamento.

A mensagem transmitida foi clara: precisamos

humanizar o atendimento e dominar

o produto que vendemos para melhorar

o relacionamento com os clientes”, afirmam.

As vendedoras da loja Grife Mania, Érica

de Souza, Gisele Ivanete dos Santos e Sivania

Feitosa da Silva, também marcaram

presença e acharam o

curso muito produtivo.

“Aprendemos

que é importante escutar

e valorizar mais

o cliente para obter

sucesso no atendimento”,

destacam.

Ana Cristina Garbelini

e Leandro

Mendes Costa, funcionários

da JN Moura

Informática ressaltaram

que a palestra foi muito clara,

objetiva e dinâmica. “Adoramos a didática

da palestrante”.

Maria Aparecida Nery também gostou

muito da experiência e elogiou o projeto

da ACIA de investir em cursos que visam o

fortalecimento do relacionamento com o

cliente. “A ACIA teve uma iniciativa admirável.

O comércio de Araraquara não pode

deixar de investir na qualidade do atendimento.

Adorei ministrar o curso, o público

participou bastante e acredito que absorveu

o conteúdo”, declara.

As vendedoras da loja Grife Mania, Sivania

Feitosa da Silva, Érica de Souza e

Gisele Ivanete dos Santos

curso

COMO FORTALECER

O RELACIONAMENTO

COM OS CLIENTES

18 E 19 DE AGOSTO ÀS 19H30

Palestrante:

Maria Aparecida Nery

FAÇA JÁ SUA INSCRIÇÃO:

VALOR:

R$ 30,

00

Vera Márcia Paganini e Luciana Meireles,

funcionárias do escritório de arquitetura

da Dagmar Bizinotto

Informações: Secretaria da ACIA

ou telefone: (16) 3322 3633


serviço

MEGABYTE INFORMÁTICA

13 ANOS DE SUCESSO

Equipe MegaByte Informática:

Evandro Souza,

Eduardo Gomiero

e Fernanda Gomiero

A MegaByte Informática é resultado

da iniciativa e coragem do jovem empresário

Eduardo Alessandro Gomiero Silva.

Com apenas 15 anos de idade, Eduardo começou

a dar aulas de informática em várias

escolas especializadas na área e aos 21

anos abriu sua própria empresa para vender

computadores, impressoras e dar assistência

técnica de informática.

Com o passar dos anos, para melhor

atender seus clientes, Eduardo expandiu

os serviços prestados e começou a fazer o

remanufaturamento de cartuchos e toners

de impressoras. Por oferecer uma remanufatura

de alta qualidade a um preço muito

competitivo, a MegaByte Informática ganhou

destaque na cidade e fidelizou muitos

clientes.

Devido ao grande sucesso, em 2003,

Eduardo focou seu trabalho exclusivamente

na recarga de cartuchos e toners e,

desde então, atende muitas empresas de

Araraquara e região.

Para se manter sempre atualizado e trazer

as últimas novidades do mercado para

Araraquara, Eduardo participa anualmente

de feiras do ramo. “Costumo frequentar

as feiras Recicla Mais e ReBrasil para trocar

experiências e ficar por dentro de todas

as novidades”, destaca Eduardo.

Além da modernidade, outro grande diferencial

da MegaByte Informática é a

preocupação que a empresa tem com o

meio ambiente. “Para fazer notas fiscais e

boletos, usamos somente papel reciclado.

Os testes de impressão, que precisam ser

feitos em papel branco normal, são impressos

na frente e no verso do papel

e depois o fragmentamos para que

ele sirva como substituto do papel

bolha nas embalagens”,

explica o empresário.

A dedicação, iniciativa

e responsabilidade ambiental

foram essenciais

para construir uma das

melhores empresas de remanufatura

de cartuchos

e toners da cidade e região.

A MegaByte Informática

está localizada na Rua

Itália, 2.424, no centro de

Araraquara. Entre em contato

pelo fone: (16) 3114-2700 ou

adicione ao MSN como:

fernandambi@hotmail.com e seja

atendido on-line.

A equipe da

MegaByte Informática

agradece Araraquara

que tanto contribuiu para

o sucesso da empresa

e parabeniza a cidade

pelos 194 anos

de história.

Neste mês,

não é só Araraquara que

faz aniversário,

a MegaByte Informática

também completa 13 anos e quem

ganha presente é você.

Os 200 primeiros clientes

que levarem cartuchos ou toners para

recarregar na MegaByte Informática,

afirmando ter lido esta reportagem na Revista

Comércio & Indústria, ganharão um mouse pad

ergonômico de última geração.

Aproveite essa promoção

e venha nos conhecer!!

Garantimos preço justo,

qualidade e um ótimo

atendimento!!!

AGOSTO 2011 | COMÉRCIO INDÚSTRIA | 29


sindicatoruralararaquara.com.br

sind_rural@uol.com.br

ARARAQUARA

Informações:

Av. Feijó, 87

3336 7547

Os irmãos e sócios

Júlio César Primiano

e Carlos Alberto Primiano.

Uma parceria que deu certo.

VERDURAS PRIMIANO:

SINÔNIMO DE PIONEIRISMO E QUALIDADE

Vinte e um anos de

trabalho e dedicação

resultaram em um dos

maiores produtores

hidropônicos de alface

e rúcula da região

Em 1990, quando ainda havia apenas

um produtor hidropônico em todo o Brasil,

os irmãos Carlos Alberto Bellote Primiano

e Júlio César Bellote Primiano trouxeram

essa nova técnica de cultivo para

Araraquara.

Desde pequenos, os irmãos plantavam

alface na terra. “Sempre gostei muito de

cultivar verduras”, destaca Júlio. A paixão

foi tanta que ele se formou em agronomia

na USP, fez um curso com Shigueru Ueda,

um dos responsáveis por introduzir a hidroponia

no Brasil, se especializou na área

e resolveu abrir seu próprio negócio. “Nosso

país estava perdendo tempo, tinha que

começar a explorar esta área”, afirma Júlio

César.

Seu irmão, Carlos Alberto se formou

em engenharia elétrica e entrou como sócio

no empreendimento. “Houve um casamento

entre as áreas de agronomia e eletrônica.

Enquanto Júlio aplicava seus conhecimentos

nas técnicas de plantio, eu o

ajudava na construção das estruturas da estufa,

dos sistemas de irrigação e da manutenção”,

relata Carlos Alberto.

Os sócios participam de todos os processos

do cultivo. “Nós plantamos, colhemos,

projetamos e consertamos as estruturas

e equipamentos. Para dar conta de tudo,

contamos com o trabalho de mais cinco

funcionários”, afirma Júlio César.

Devido à iniciativa dos irmãos Primiano,

os moradores de Araraquara foram uns

dos primeiros a experimentar as verduras

hidropônicas e desfrutar das vantagens oferecidas

por elas como, por exemplo, a isenção

de coliformes fecais, a eliminação de

30 | COMÉRCIO INDÚSTRIA | AGOSTO 2011


SINDICATO RURAL

Cultivo hidropônico de rúcula

80% das pragas e doenças que atacam as

verduras e a menor necessidade do uso de

agrotóxico.

Além disso, segundo Carlos Alberto, o

cultivo hidropônico garante economia de

água, não exige a rotação de cultura, proporciona

melhor ergonomia de trabalho

(devido à altura da plantação) e garante

maior produtividade.

Além de serem pioneiros no ramo e de

oferecer todas essas vantagens do cultivo

hidropônico, eles se destacam entre os outros

produtores por oferecem grandes diferenciais

para seus clientes como assinatura

de um técnico que garante a qualidade

das verduras, uma embalagem exclusiva

em formato de sacolinha para facilitar o

transporte da alface e da rúcula, a entrega

de verduras frescas, já que, a colheita é realizada

no mesmo dia do fornecimento e a

garantia da entrega dos produtos diariamente,

tanto no verão, quanto no inverno.

Segundo os produtores, as únicas desvantagens

do cultivo hidropônico é o alto

investimento inicial e a necessidade de ter

conhecimento técnico. Além disso, atualmente,

os produtores rurais, no geral, enfrentam

algumas dificuldades como a falta

de apoio do governo, a desunião dos produtores,

que geram uma concorrência desleal

e a falta de uma política agrícola

que, além da parte financeira,

técnica , logística, etc. trabalhasse

para revalorizar a figura

do produtor rural. Mais produtores

significaria mais empresas locais

de insumos. O mercado precisa

ser expandido, as pessoas

precisam consumir mais verduras,

frutas e legumes e menos

produtos industrializados.

Mesmo com algumas dificuldades,

os irmãos fazem projetos

promissores para o futuro.

“Em médio prazo, pretendo vender

verduras manipuladas, isto é, já lavadas

e prontas para serem consumidas. Mas

como quero fazer um sistema de higienização

correto e confiável, esse plano demorará

um tempo para ser colocado em prática”,

garante Carlos Alberto. Outro projeto

futuro é expandir o cultivo hidropônico para

plantações de tomates. “Acreditamos

que dentro de três anos já estaremos produzindo

tomates também”, afirma Júlio

César. Além disso, os irmãos já fazem testes

de plantio de flores. “Estamos cultivando

flores da espécie Impatiens, popularmente

conhecidas como Beijo ou Maria

sem Vergonha. Temos a intenção de vendê-las

para supermercados e começar a trabalhar

neste ramo completamente diferente,

e depois de tantos anos de experiência,

hoje, fica mais fácil para nós expandirmos

as plantações e explorarmos outras culturas”,

completa Carlos Alberto.

Os dois produtores garantem que estão

realizados profissionalmente e satisfeitos

com os resultados de tantos anos de trabalho

e dedicação. “Eu amo o que faço. Trabalhar

com agricultura é minha vocação,

acho muito bonito produzir comida, gerar

empregos e colaborar com a demanda de

alimentos no país”, finaliza Júlio César.

Testes de cultivo hidropônico

de flores da espécie Impatiens,

futuramente eles pretendem

vender flores para supermercados

CURSOS PARA

AGOSTO/2011

APLICAÇÃO DE AGROTÓXICOS

COM PULVERIZADOR

COSTAL MANUAL

18/08/2011 até 20/08/2011

15/08/2011 até 17/08/2011

29/08/2011 até 31/08/2011

JOVEM APRENDIZ RURAL

MÓDULO IV

08/07/2011 até 19/08/2011

JOVEM APRENDIZ RURAL

MÓDULO V

23/08/2011 até 23/09/2011

TURISMO RURAL

MEIOS DE ALIMENTAÇÃO

MÓDULO VI

29/08/2011 até 31/08/2011

REALIZAÇÕES:

Coordenador Senar/SP Araraquara:

Mário Roberto Porto

AGOSTO 2011 | COMÉRCIO INDÚSTRIA | 31


saúde

Prof. Esp. Giovani Henrique Peroni

Ergonomista e Biomecanicista

Ocupacional - CREF/SP: 002312

ERGONOMIA NO TRABALHO

Saiba mais sobre a importância dessa relação para o seu dia a dia

Cumprir os programas de

segurança, saúde

e ergonomia do trabalho

não é moda, mas sim

uma maneira da empresa

prevenir gastos.

Foi-se o tempo em que as empresas

não se preocupavam com as condições de

trabalho de seus funcionários. Atualmente,

muitas delas investem em programas

de segurança, saúde e ergonomia do trabalho

para atender a Norma Regulamentadora

do Trabalho em vigência nas Leis Trabalhistas

e Previdenciárias e melhorar o desempenho

dos trabalhadores, evitando problemas

e gastos futuros com indenizações.

Para fazer um programa desse tipo, a

empresa precisa contratar um ergonomista

para analisar todos os equipamentos, ferramentas

e materiais usados no dia a dia da

empresa e identificar os fatores de risco como

força, repetitividade, compressão mecânica,

vibração e postura incorreta. Após

a avaliação inicial, o ergonomista irá propor

as adequações necessárias no posto de

trabalho e o treinamento ideal para os funcionários

se posicionarem corretamente.

Confira algumas dicas de ações preventivas

do Ergonomista e Biomecanicista

Ocupacional, Giovani Henrique Peroni:

Quem trabalha o dia todo sentado

deve: revisar a conduta de postura, ter um

equipamento com requisitos ergonômicos

e ficar em um posto de trabalho com área

usual de livre acesso para não limitar o movimento

dos membros superiores e inferiores.

Quem trabalha o dia todo em pé deve:

de 1h a 1h30 a pessoa deve mudar de

posição e sentar-se de 5 a 10 minutos ou repousar

em um banco de apoio semisentado.

A pessoa não deve usar salto alto,

pois ele causa hiperlordose, o calçado

ideal é o que oferece solado mais próximo

ao nível normal do pé.

Quem trabalha o dia todo na frente

do computador deve: para evitar a fadiga

visual é preciso regular o brilho e contraste

do monitor, evitar que o monitor seja colocado

em frente de qualquer janela, pois o

ofuscamento da claridade reflete nos

olhos; ficar à distância de aproximadamente

um braço esticado da tela e consultar

um oftalmologista caso o problema não

seja resolvido. Para não prejudicar a coluna,

o computador deve ter um bom sistema

de regulagem da altura vertical do monitor

e se a pessoa trabalhar com um laptop no

lugar do computador de mesa, precisará

adaptá-lo com um mouse, um teclado ex-


tra e um suporte para deixar o laptop em pé

e na altura ideal. “Oriento também para

quem executa a tarefa de digitar e falar ao

mesmo tempo no telefone, a indicação do

Headset (fones de ouvido fixados na cabeça)”,

diz Giovani.

Quem carrega muito peso deve: ter

um bom condicionamento físico, se concentrar

na flexão das pernas e não da coluna

e verificar se o peso é compatível com a

aplicação da força.

Giovani destaca também que para complementar

as ações preventivas, em alguns

casos como dos funcionários que trabalham

no cargo de caixa de lojas e supermercados,

áreas administrativas, no setor

de produção industrial, expositores e vendedores

que carregam carga excessiva na

postura de pé, é necessário fazer ginástica

laboral para preparar, compensar ou relaxar

as estruturas músculo esqueléticas e articulações,

visando o bom desempenho

dos padrões de movimento na existência

ou não de sobrecarga. “Cada atividade requer

exercícios específicos, por isso, antes

de uma empresa oferecer a ginástica laboral,

ela precisa fazer uma perfeita análise

ergonômica do trabalho e biomecânica do

movimento”, garante Giovani.

O ergonomista destaca que se as empresas

disponibilizarem um posto de trabalho

que atenda todas as necessidades

ergonômicas e investir no treinamento de

Posto de trabalho do digitador

seus funcionários para que cumpram as atividades

preventivas, ela está assegurando

saúde aos trabalhadores, qualidade na produção

e também evitando gastos futuros

com ações e indenizações de acidente de

trabalho ou afastamentos por razões de

doenças e invalidez.


em foco

BENEFICÊNCIA PORTUGUESA COMEMORA 97 ANOS

PROCEDIMENTO REALIZADO POR CIRURGIÃO

INTERNACIONAL MARCA O ANIVERSÁRIO

A Beneficência

Portuguesa atendendo

solicitação de uma das

mais importantes

operadoras de planos de

saúde do país, libera seu

centro cirúrgico para que

o cirurgião Larry Wolford,

um dos mais renomados

na odontologia mundial,

realize um procedimento

buco-maxilo-facial em um

paciente. A cirurgia será

transmitida para a UNESP

em tempo real.

Prof. Dr. João Roberto

Gonçalves e Dr. Larry

Wolford, cirurgiões

Buco-Maxilo-Facial

A

gosto, é o mês de aniversário

da Beneficência Portuguesa;

embora seja um hospital com

97 anos de atividades, todo

seu atendimento

está envolvido

pelo que há de mais moderno

na medicina mundial.

Esse é um dos motivos

que está levando a

Beneficência sediar

nos dias 25 e 26 de

agosto, duas grandes

cirurgias que serão realizadas

pelo Dr. Larry

Wolford da Baylor

University Medical

Center em Dallas - Texas,

o maior nome

mundial em cirurgia das articulações têmporo-mandibulares

(ATM) e ortognática.

Dr. Larry Wolford desenvolveu protocolos

cirúrgicos inovadores para o tratamento

de pacientes portadores de artrite

reumatóide com acometimento das ATMs

que apresentaram os melhores resultados

descritos até hoje. Segundo o Prof. Dr.

João Roberto Gonçalves, cirurgião Buco-

Maxilo-Facial e orientador permanente do

programa de pós-graduação em Ciências

Odontológicas da UNESP, esses pacientes

sofrem dramático impacto no desenvolvimento

dos maxilares (ossos da boca e face)

que os leva à dor articular, diminuição

da eficiência mastigatória e apneia obstrutiva

do sono - síndrome caracterizada por

paradas respiratórias durante o sono ronco.

“As pessoas que sofrem de apneia obstrutiva

do sono têm sono superficial, sonolência

diurna, dificuldade de concentração,

fraco desempenho escolar ou profissional,

maior chance de envolver-se em

acidentes automobilísticos e hipertensão”,

afirma o professor. Segundo ele, essa síndrome

é mais comum em pacientes idosos,

obesos e do gênero feminino, mas também

pode acometer pacientes jovens, de ambos

os sexos e com baixo índice de massa corporal.

As cirurgias, que serão realizadas nas

dependências da Beneficência Portuguesa,

têm como objetivo corrigir o posicionamento

dos maxilares dos pacientes para

eliminar todos esses sintomas e proporcionar

a eles uma melhor qualidade de vida.

As cirurgias serão

transmitidas ao vivo para

o auditório da

Odonto Araraquara com a

participação de cerca 300

pessoas de todo o país,

assistindo e interagindo

com o cirurgião.

“As cirurgias da ATM e ortognática são

procedimentos indicados para correções

funcionais, de cobertura obrigatória pelos

planos médicos, segundo a Agência Nacional

de Saúde. Estas cirurgias são executadas

em hospitais, sob anestesia geral,

por dentistas especialistas em Cirurgia Buco-Maxilo-Facial,

especialidade do nosso

34 | COMÉRCIO INDÚSTRIA | AGOSTO 2011


ilustre visitante Prof. Larry Wolford”, explica

o Prof. João Gonçalves.

As cirurgias serão transmitidas ao vivo

para o auditório da Faculdade de Odontologia

de Araraquara - UNESP, onde mais

de 300 pessoas do Brasil inteiro estarão assistindo

e interagindo com o cirurgião.

“Os participantes poderão conferir todo o

procedimento cirúrgico e terão oportunidade

de fazer perguntas e tirar dúvidas”,

garante o Prof. Dr. João Gonçalves, que estará

coordenando a visita científica do Dr.

Larry Wolford à Universidade.

O professor também destaca a importância

de Araraquara nesta especialidade e

agradece a Beneficência Portuguesa por

contribuir com o avanço dos estudos.

“Estes avanços não aconteceram da noite

para o dia e tampouco graças a talentos isolados.

A cidade reúne vários expoentes na

área e todos contribuíram para o reconhecimento

que temos hoje”, conclui.

Além de realizar as cirurgias, o Dr.

Larry Wolford ministrará palestras e avaliará

projetos de pesquisa realizados sob a

Coordenação do Prof. João Roberto Gonçalves

em um esforço conjunto entre a

UNESP de Araraquara, a Baylor University

Medical Center e a University of Michigan.

ANTES

Paciente G.L. da cidade de Franca (SP) operada em Araraquara.

ANTES

Paciente S.K. de Dallas (TX) operada em Dallas

DEPOIS

DEPOIS

Pacientes

beneficiados

pela técnica

do Dr. Wolford.

As fotos podem

dar a falsa

ilusão que

a estética

facial é o

objetivo

principal da

cirurgia, mas,

na verdade,

isso é

apenas uma

consequência

positiva.

PERFIL DE HOSPITAL MODELO

Fundada em 16 de agosto de 1914, a Beneficência

Portuguesa de Araraquara vive

um período de grande expansão. Sua origem

se deve a uma iniciativa de imigrantes

e descendentes de portugueses, uma das razões

para manutenção dos traços de hospital

filantrópico. Essa tradição se junta à modernidade

estabelecida nos últimos 15 anos,

quando o advogado Fábio Donato Gomes

Santiago assumiu a presidência do hospital,

adotando um plano de gestão próprio. Para

a diretoria da instituição, preservar os laços

de fraternidade entre brasileiros e portugueses,

fortalece o respeito e o carinho destes

povos e também propaga os valores históricos

da nossa gente, diz Santiago.

Presidente Fábio Donato Gomes Santiago

Com superávit em seus balanços

anuais, a Beneficência é reconhecida como

hospital-modelo e sua trajetória nos últimos

cinco anos se transformou em caso

de sucesso no VIII Congresso Nacional de

Operadoras Filantrópicas de Planos de

Saúde, recentemente realizado em Santos.

Esse resultado fortalece e nos incentiva cada

vez mais a aprimorarmos nossos serviços,

comenta com entusiasmo Fábio Santiago.

Esse progresso também se deve à visão

de manter a parceria com a MV Sistemas,

que a exemplo do hospital, tem vivido

acelerado crescimento nos últimos

anos, sendo líder absoluta do mercado de

Sistemas de Gestão de Saúde no Brasil.

O hospital em uma

área de quase 12 mil m²

“Implantar metodologias de melhoria contínua

potencializa nossa gestão hospitalar

e essa é a tendência mundial para avanços

de produtividade e redução de custos e desperdício

na área de saúde”, salienta o presidente

do hospital.

Como líder da entidade, ele destaca

que o sucesso se deve à qualidade de sistemas

implantados e serviços realizados, o

que considera à força da marca do hospital

e a competência das equipes. A escolha para

que duas cirurgias buco-maxilo-facial

com a participação de um cirurgião internacional

sejam feitas em nosso hospital

confirma ser a Beneficência uma instituição

modelo, completa.

AGOSTO 2011 | COMÉRCIO INDÚSTRIA | 35


melhor idade

IANELLI ASSUME A PRESIDÊNCIA

O Grupo da Melhor

Idade de Araraquara

é um dos mais

ativos no interior

de São Paulo.

Foi criado com o

intuito de oferecer

melhorias na

qualidade de vida,

através de uma

convivência

comunitária e

funcionando como

um momento

de lazer.

Viagens, passeios, bailes,

chás, são propostas que

buscam oferecer a uma

pessoa da melhor idade a

chance de encontrar boas

amizades e desfrutar do

companheirismo.

Alzemiro Ianelli foi eleito presidente

do Grupo da Melhor Idade de Araraquara e

deverá cumprir com sua diretoria um mandato

de dois anos. Além de ser um dos fundadores

do grupo, Ianelli também já foi

presidente e a sua indicação lhe dará condições

de organizar o programa de comemorações

dos 10 anos de atividades. O grupo

foi fundado em 30 de abril de 2002 numa

histórica reunião realizada em sua residência.

Ao ser empossado presidente, ele destacou

que ampla campanha será feita, divulgando

que o grupo está aberto para pessoas

com idade a partir de 45 anos e que

uma das principais propostas é incentiválas

a sair de casa e desfrutar do lazer que a

melhor idade oferece em seus eventos sociais.

Nossos bailes, comenta Ianelli, são

realizados mensalmente com orquestras e

bandas, resgatando os bons bailes de outrora.

GRUPO DA MELHOR IDADE

NOVA DIRETORIA

Presidente: Alzemiro Ianelli

Vice-Presidente: Leonardo Pavoni Filho

2ª Vice-Presidente: Djanira Oliveira

1° Secretário: Nelson Mello dos Santos

2ª Secretário: Maria Luiza Santos

3° Secretário: Julian Gonzales

1ª Tesoureira: Elizabete Ferrenha

2ª Tesoureira: Maria Inês Tellaroli

3ª Tesoureira: Mercedes Fiscarelli

CONSELHO FISCAL - EFETIVOS

Antônio Custódio

João Gilberto Marino

Noé da Silva

CONSELHO FISCAL - SUPLENTES

Neide Cione

Dionísia Penteado Soares

Elias Antônio Gonsalves

O Conselho Administrativo é formado

pelos sócios: Marli Faustino Cordeiro dos

Santos, Benedito Ambrósio, Rubens

Santos Pereira e Rubens Tosito.

Membros do Conselho Fiscal

do Grupo da Melhor Idade:

Antônio Custódio, João Gilberto Marino

e Noé da Silva


RODADAS DE NEGÓCIOS

ABRE INSCRIÇÕES

Evento multisetorial no dia 1° de setembro

reunirá inúmeras empresas-âncoras na nossa região.

A 2ª Rodada de Negócios do CIESP

Araraquara no novo Centro de Eventos de

Araraquara, deverá ter mais de 25 empresas

âncoras e cerca de 100 empresas fornecedoras

em todo Estado de São Paulo.

Com o objetivo de reunir empresas de diversos

segmentos e portes para criar novas

oportunidades, aproximando-as para o fortalecimento

e o associativismo, o evento

consegue proporcionar o desenvolvimento

de novos negócios, através da aproximação

de grandes e médias empresas,

com as pequenas e micro empresas. Segundo

o Gerente Regional do CIESP Araraquara,

Carlos Aiello, inúmeras empresas

de Araraquara, São Carlos e Matão são

convidadas na condição de empresas âncoras

que geram demanda significativa de diversos

produtos e serviços, o que faz deste

evento uma grande oportunidade de geração

de negócios.

Fechando a programação do evento,

após a Rodada de Negócios, será realizada

palestra com Sheyla Ultramare (Gerente de

Contas Especiais dos Correios), discorrendo

sobre o tema o Marketing Direto e Fábio

Gerlach, Gerente Regional do Sebrae Marília

e Ourinhos, sobre Liderança e Inovação.

Em 2010, os 34 municípios que compõem

a Regional do Ciesp Araraquara

aumentaram em 42,5% a remessa de produtos

enviados ao exterior, em relação ao

montante exportado em 2009. O volume

passou de US$ 1,5 bilhão para US$ 2,2 bilhões.

As importações, por sua vez, registraram

expansão de 21,6% ao passarem de

US$ 378,8 milhões para US$ 460,5 milhões.

Com isso, a corrente de comércio exterior

da região apresentou elevação de

38,4% em 2010, passando de US$ 1,9 bilhão

em 2009, para os atuais US$ 2,7 bilhões.

Já o saldo da balança comercial subiu

49,3% no período, de US$ 1,2 bilhão

para US$ 1,7 bilhão. O município de Araraquara

concentrou 41,1% das exportações

da região em 2010. O destaque ficou

por conta das vendas externas de conservas

de frutas, legumes

e outros vegetais

(US$ 704,1 milhões),

que corresponderam

a 77,8%

do total de produtos

exportados. Os principais

destinos das mercadorias foram: Países

Baixos (44,7% do total), Estados Unidos

(15,6%) e Reino Unido (8,0%). No

que tange às importações, o município de

Araraquara concentrou 12,0% dos produtos

adquiridos pela região, com destaque

para: máquinas e equipamentos de uso industrial

específico (US$ 8,2 milhões), fibras

artificiais e sintéticas (US$ 7,1 milhões)

e laticínios (US$ 7,0 milhões). Os

principais países de origem dos produtos

comprados por Araraquara foram: Itália

(20,6%), Israel (11,5%) e Chile (10,1%).

Para as empresas participantes que têm

interesse em negociar com as empresas âncoras,

o investimento é de R$ 150,00

para empresas associadas ao CIESP e

R$ 250,00 para não associados. Empresas

associadas ao SINCOMÉRCIO e ACIA

têm descontos especiais.

É importante salientar que a Diretoria Regional do CIESP Araraquara

ocupa a 6ª colocação no ranking sobre a participação de 39 regiões paulistas

nas exportações do Estado em 2010. No ano, a pauta exportadora

estadual foi de US$ 56,8 bilhões, responsáveis por 28,1% do montante

vendido pelo Brasil no mercado global. A lista foi elaborada pelo Departamento

de Estudos e Pesquisas Econômicas (Depecon) em conjunto com

o Departamento de Relações Exteriores (Derex) do CIESP e da FIESP, a

partir de dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio

Exterior (MDIC).


comportamento

WWW: ELE MUDOU A MANEIRA

DAS PESSOAS SE COMUNICAREM

O www está comemorando

10 anos de atividades e hoje,

é o principal veículo para

as pessoas interagirem

e negociarem. É um dos

meios mais fortes para

a comunicação rápida.

No dia 6 de agosto de 1991, o mundo

estava prestes a ganhar uma ferramenta

que transformaria totalmente a forma de

comunicação, de relacionamento, de compra

e de venda. O físico e cientista da computação,

Tim Berners-Lee, com a ajuda de

Robert Cailliau e um jovem estudante do

CERN, colocou on-line o primeiro site do

mundo. Nascia, assim, o www (World Wide

Web).

Segundo José Janone Junior, diretor de

Planejamento Estratégico e Marketing da

Abranet (Associação Brasileira de Internet)

e presidente da Sunrise TI & Provedor

de Tecnologia, o www é um sistema de documentos

em hipermídia que são interligados

e executados na Internet. Os documentos

podem estar na forma de imagens,

vídeos, sons e hipertextos. Com o auxílio

de um navegador, as pessoas visualizam as

informações em páginas e navegam nas hiperligações,

acessando em outros sites ou

mesmo enviando informações de volta ao

servidor para interagir com ele.

“A internet foi inventada muito antes

do www, mas ela era usada somente para

troca de informações acadêmicas entre

cientistas dos Estados Unidos e Europa. A

interface www popularizou a internet, que

ficou muito mais interessante e interativa”,

explica Janone.

Mais agradável e intuitiva, a internet

passou a ser usada como um meio de comunicação

de massa que se somou as rádios,

emissoras de TV e mídias impressas; como

correio, com a criação do e-mail; como

telefone, já que permite que as pessoas se

comuniquem por meio de mensagens escritas

instantâneas e videoconferências;

como centro de vendas e compras; além de

facilitar atividades rotineiras como transações

bancárias, declarações de impostos

de renda, entre outras.

“As empresas, principalmente, viram

que a internet podia ser uma grande aliada

na divulgação dos seus serviços e produtos.

Dessa forma, atualmente, grande parte

delas já tem um site on-line e estão presentes

nas redes sociais como facebook,

twitter, orkut, etc”, garante Janone.

Janone foi o responsável por trazer a internet

para Araraquara e conta que no começo

os clientes eram poucos e nenhum

deles tinha interesse em ter um site próprio.

“No início, eu tive que dar alguns sites

gratuitamente para que os clientes pudessem

conhecer o que era e entender como

usar”, lembra. Mas hoje a realidade

é totalmente diferente. Sua

empresa atende aproximadamente

600 empresas

de Araraquara

e região e o Brasil é o

3° país do mundo em número

de usuários de internet.“A

internet

deixou de ser uma curiosidade

e passou a

ser uma necessidade”,

destaca Janone.

O pioneiro

José Janone

Junior, da Sunrise


fique de olho

DE VOLTA AO PASSADO NO CANAL 21

Ricardo Simões

e Guilherme Paiva,

na Spline, durante a

edição do programa

Hoje um dos programas de

ponta do Canal 21, da Net

em Araraquara, é feito por

um antigo professor de

educação física que se

transformou em cinegrafista

e que por um ideal, nos leva

a mergulhar no passado

através das suas câmeras.

Ricardo Simões possui cerca de 4 mil

horas de gravações. Era jovem ainda quando

começou a mostrar a vocação pela cinegrafia,

sem contudo se descuidar dos estudos

e da sua vida de atleta. Era um exímio

nadador a representar Araraquara em competições

oficiais.

Passados quase 40 anos, Simões procurou

tornar público o que ele gravou de

forma quase descompromissada. Levou

para a NET (Canal 21) um programa que

mostra Araraquara de ontem e hoje: “Faço

isso com prazer, orgulho; é a minha vida”,

comenta sempre com os amigos.

Na década de 60, lembra o profissional,

os primeiros filmes foram em formato

8mm em preto e branco. Na de 70 o

colorido era revelado no Panamá e demorava

vinte dias para voltar. “Foi nessa expectativa

que aguardei o que foi filmado

em Matão, sendo protagonistas Keith Richards

e Mick Jagger, os Rolling Stones;

depois as proezas do menino de cinco

anos, Careca, que com maestria fazia suas

embaixadas com bolinhas de tênis; a grande

final Benfica e Estrela e a abertura dos

Jogos Regionais de 1969”, explica Simões,

que se considera um saudosista da

gema.

Em 80, já no vídeo era mais fácil de se

trabalhar, apesar dos grandes aparelhos,

gravar e eternizar para os clubes, órgãos

públicos e particulares os eventos da cidade;

de lá para cá foram mais de 4 mil horas

registradas, das quais 500 são de shows de

nível nacional e internacional (Roberto,

Mamas and the Papas, The Platters, Elba,

Ira, Caetano, Racionais, Zezé de Camargo

e Luciano, Chitãozinho e Xororó, Milton

Nascimento e tantos outros). Embarcam

nesta trilha: muitas serestas, Ferroviária,

carnavais, FACIRAs, concursos, festivais,

campanhas políticas, sempre com depoimentos.

O Arquivo R. Simões ciente do valor

histórico, afetivo, curioso, saudoso, comparativo,

emocional e de resgate, vai ao ar

pela Net Canal 21 em sistema rotativo, ancorado

por Laura Simões, editado por Guilherme

Paiva, produzido por Ricardo Simões

e realizado pela Spline.

“Estreiamos em 2009 com Ferroviária

e Portuguesa (jogo disputado em 1984) e

de lá para cá já foram 46 programas despertando

saudades, revivendo emoções e

mostrando como sempre os fatos mais importantes

ocorridos nesses últimos 40

anos em Araraquara.

E uma frase curiosa praticamente

transformou-se no slogan de Simões: “Fique

de olho, pois afinal no Arquivo R. Simões

você pode estar!”.

AGOSTO 2011 | COMÉRCIO INDÚSTRIA | 39


vida

empresarial

O empresário Leonardo Pavoni Filho

e a esposa Sandra com o casal de

amigos Lourdes e Alzemiro Ianelli,

passeando em Punta del Leste,

balneário de luxo no Uruguai

QUEM É EMÍLIO CARLOS...

Emílio Carlos iniciou a carreira em 1983 em

Araraquara no antigo Texas Bar. Abriu shows de

artistas consagrados da música brasileira como

Moraes Moreira, Guilherme Arantes, Demônios

da Garoa, Belchior, Benito di Paula, Renato

Teixeira, Os Vips, Os Incríveis, Jair Rodrigues,

Wanderleya, Vanusa e Jerry Adriane. No seu

repertório base, pérolas consagradas de

Gilberto Gil, Caetano, Djavan, Chico

Buarque,Vinícius, Fagner, Oswaldo Montenegro,

Almir Sater e tantos outros nomes que fizeram e

fazem história na música brasileira. Com a

experiência do alto de seus 28 anos de carreira,

se apresenta hoje em restaurantes, bares e

eventos organizados por empresas.

Emílio Carlos, Morgana Kurmann e

Tavinho Gomes com repertório preparado

para as festas no final do ano

José Ricardo

Vendramini

e sua esposa

Sandra

Rubens

Tositto

nas horas

de folga


SEMPRE DE BEM

COM A VIDA

Os empresários Mário Fuji e Ademar Ramos

com Paulo Caetano, do SESI

Casal Dirce e Genesio Deliza, participa

ativamente dos principais eventos

sociais realizados em nossa cidade.

Alegria é o que não falta entre eles.

Loja especializada e chamada de

O Poderoso Timão reservou espaço

na FACIRA para vender tudo que o

Corinthians dispõe em seu marketing.

Ten. Cel. José Roberto

Malaspina e sua esposa

Claudinéia

Casal Mariza-José Vanderlei Fernando,

diretor da Fertch em nossa terra

Aline de Souza e Ana Carolina Custódio

Amilton Brizolari comemorando com

muita festa os 18 anos de atividades de

uma das maiores lojas de material de

construção do interior: o Atacadão. Para

festejar a data, a empresa contratou

com Sandra Muniz, o show

da dupla Dani & Danilo.

Geraldo Luis

Tampellini

(presidente do

Sincoar), Paulo Luiz

Pecin (presidente

da AESCAR) e

Adriana

Mendonça


No jantar do Dia do Comerciante, a presença dos casais Juliana-Rafael de Jesus e

Cristina-Fábio Donato Gomes Santiago, na mesa da BENEMED

Marley e o marido Joacyr Braghini, durante

evento da ACIA e SINCOMÉRCIO

Maria Teresa Smirne,

diretora da ACIA e

Antônio Carlos Cápua

Rosana Furtado e Daniela Simões Correa

da Silva, do jornal O Imparcial,

com a amiga Reginalda Loretto

Luiz Esteves e Marcos Assumpção,

brindam o sucesso da TVAra e da Unidoor,

empresas que se consagram pelos laços

afetivos que mantêm com a classe

empresarial da cidade

MUDANÇAS

Wilson Dantas (esposa

Cecília), falando aos

amigos José Janone

(esposa Jane) e José

Janone Junior

(Sunrise), das

mudanças feitas em

sua loja, abrindo mix

de novos produtos em

seu novo endereço

Rua Henrique Lupo,

1551, na Vila Harmonia

42 | COMÉRCIO INDÚSTRIA | AGOSTO 2011


A empresária da

moda Meire

Rastelli e o

filho Thiago

DOIS GRANDES SHOWS

ESTÃO CHEGANDO

Clube Náutico se prepara para

realizar no dia 17 de setembro

um dos seus principais eventos

sociais: Baile da Arara

Vermelha. Neste ano, o clube

apresentará como atrações

duas das mais famosas bandas

musicais de todos os tempos:

Paralamas e Titãs, ícones do

nosso mundo artístico.

Luzia Garitta e a amiga Nancy Sabbag

durante o Jantar do Dia do Comerciante

realizado no Clube Araraquarense

É hora de Meire (Escritório São Luiz, de

Boa Esperança), Mairen e Vera Lúcia,

d’O Boticário) colocarem a conversa em dia

Catharina e

Edes Dalmo de

Oliveira, da

Boa Compra

Gilberto Manducca, proprietário da empresa

Andaimes Araraquara, sua esposa Deize e

Roni Alves (ACIA), da Alpes Refrigeração

A empresária Margarete Duó, comemora o

sucesso da IMOB, que está com diversas

parcerias para comercializar importantes

empreendimentos imobiliários em nossa

cidade. Sucesso.

Eugênio Lamoréa, do SINCOMÉRCIO

e sua esposa Gislaine, em jantar especial

Luiz Augusto (Vilage Marcas e Patentes)

e a esposa Naliane

AGOSTO 2011 | COMÉRCIO INDÚSTRIA | 43


Roberto Mota e Damiano Barbiero Neto,

um encontro de amigos

AS QUATRO

ESTAÇÕES DA VIDA

O paulistano Carlos Varela Gonzalez que

já alguns anos reside em Araraquara

está lançando o livro “As quatro

Estações da Vida”, com poesias que

falam de amor, da vida, outras que

segundo ele, levam à reflexão. Gonzalez

começou a escrever desde muito novo e

diz que nunca dava valor aquilo que

escrevia. Participava de antologias e

agora reuniu tudo em uma única edição.

Sônia e

Walmir Mori

Andréia e

as amigas

Viviane e Juliany,

do Bradesco

O empresário Roberto Abud (ACIA)

e esposa Luzia, curtem delicioso jantar

preparado pelo Buffet Karam

Thais, sócia com sua mãe Jane Janone, da

Acqua Blue Kids, ao lado do marido Paulo

Henrique Sacco (Isacar Locadora)

Antônio Junquetti (Tesoureiro da ACIA) ao lado de Jorge Lorenzetti (sua esposa Ligia)

e Léia Haddad, no jantar que marcou o Dia do Comerciante em Araraquara

44 | COMÉRCIO INDÚSTRIA | AGOSTO 2011


A diretoria da ACIA cumprimenta os aniversariantes de agosto

DATA NOME EMPRESA DATA NOME EMPRESA

01/08

01/08

02/08

02/08

02/08

02/08

03/08

03/08

03/08

03/08

04/08

04/08

04/08

05/08

05/08

06/08

06/08

06/08

06/08

07/08

07/08

07/08

08/08

08/08

08/08

08/08

09/08

09/08

09/08

09/08

09/08

09/08

09/08

10/08

10/08

10/08

10/08

10/08

10/08

10/08

11/08

11/08

11/08

12/08

12/08

12/08

13/08

13/08

13/08

Osmar Luis Caires

Paula Heloisa F. Alboy

Antônio César Nunes

Ariovaldo Sedenho

Walter Francisco Orloski

Adriana dos Santos Seves

Ricardo Scarpa Júnior

Raimundo de Oliveira

Regina Zaniolo Balbino da Costa

Ricardo Bonotto

Sônia Regina Pienegonda Pereira

Maria Heloisa S. Fernandes

Ronaldo Gentile

Antônio Luiz Garutti

Renata de Oliveira Gonçalves

Pedro Bonini

Maria Lúcia Pires Tacão

Francisco Iba

Reginaldo Ap. dos Reis

Jefferson Talel Haddad

Luciene C. T. Ferreira

Rodolfo Fioravanti Arroni

Célia de Freitas Merlos

Luiz O. Constantino

Maria Silvia Delphini Cincerre

Everton Pereira da Silva

Francisco Bolsoni

Wagner Napoli

Carla Fernanda Franco

Carlos Alberto Menin

Edna de Lourdes Rammucolli

Benedita de Fátima Redigolo

Rita de Cassia Fantini

Guiomar Augusta Dias Silva

José Carlos Lapena

Elias Jorge Abi Rached

Valdemir Ortelan

Wilson Ricardo Correa

Maria Helena de Oliveira Gouvea

Milton Biral Filho

Maria Izabel Giazzi Mattioli

Luiz Carlos Grecco

Antônio José de Andrade Filho

Gilberto Manduca

Luis Fernando Jaciani Petroni

Adelina V. Orlando Lopes

Maria Regina Elias da Silva

Carlos Mendes Neto

Laerte Aparecido Ribeiro

O.L.C. Consultoria e Assessoria

Activa

Panamericano

Transterra de Araraquara

Iesacred

Casa Nordestina

Zirascar - Auto Mecânica

Eletrônica Alameda

Scap Center

BCP Consultores

Pienegonda/Locoara

Luma Cardans & Balanceamentos

Sun House - Flat

Usiara

Atlanta

Relojoaria Bonini

Fotak Fotografia

Multimagem Clínica Diagnóstico

Representações Reginaldo Reis

Somzão Acessórios - Loja 1

Carpet Lar Revestimentos

Arroni Construções

Provac

Ponto de Luz

Celta Engenharia e Consultoria

Sistem Gás

Gráfica Bolsoni

Usa-maq

Modulus Informática

Modulus Informática

Essence Dental

Almeida Jóias

Sistem Gás

Miromar Confecções

Auto Eletro Carlão

Phoenix Ind. Com. Equip. Cient.

Trans Ortelan

Soltec

Água Pura

CPFL Atende

Farmácia Natural

Sercal

Ajaf Incorporações

GGM

Sanel Auto Mecânica

Lina Buffet

Alumínio Ramos

Intercitrus

Recicla Brasil

13/08

13/08

14/08

14/08

14/08

14/08

15/08

15/08

15/08

15/08

15/08

16/08

16/08

16/08

16/08

17/08

17/08

19/08

19/08

21/08

21/08

21/08

21/08

21/08

21/08

22/08

22/08

23/08

25/08

25/08

25/08

26/08

26/08

26/08

26/08

27/08

28/08

28/08

28/08

28/08

29/08

29/08

30/08

30/08

30/08

30/08

30/08

31/08

31/08

Inês Aparecida S. Mesquita

Sebastião F. dos Santos Sobrinho

Luis Cardoso Martins

Adilson José de Souza

Biagio Costa Morvillo

Claudia Ferreira Merino

Ivan Xavier

Marcia Aparecida Marçola

Paulo Henrique Pradelli Bonavina

Vanderli Fragala dos Santos

Sônia Maria de Azevedo A. Frigo

Cléia Aparecida Rampani

Fábio Papini Fornazari

Leila Aparecida Alves Placeres

Maria Cristina de Sousa

Edson Janotti

Ângela Vanderleni Janini Roncalho

Tais Amaral de Oliveira

Antenor Paulo Vicentin

Luiz de Lazari Neto

Gustavo Loria Leoni

Ireni Aparecida Ferreira Porto

Maria Aparecida Benatti Florio

Clélia Sucena Abbud Fucci

Fabrícia Aparecida Quiles

Luiz Roberto Ussoni

Hilda Pecoraro Maurício

Magali Vieira

Cecília Pedro Antônio da Sliva

Arnaldo de Ferreira

Renato Malta

Egydio Cambiaghi Argente

Sérgio Sarti Magnani

Aline Castanhari

Jorge Henrique Bezerra Anjos

Cláudio Marçola

Roberto Massafera

Maria Aparecida de Freitas Alves

Irineu Dirceu Borsari

Cristiane Abreu de Paula

Carlos Alberto Ribeiro

Neusa Maria Aparecida Batista

Claudirene E. L. Soares

José Vanderlei Fernando

Silvia A. M. de Freitas Gouvea

Renato Augusto A. Delfini

Jorge Luis Sadalla

Milton Olhe

Silvia Renata Valente Bernardi

Solcred

Ferreira S.S

Tripovino

Adilson José de Souza

Biagio

Merino e Jorge Corretora de Seguros

Casas Pernambucanas

Casa Brasil

Escritório Aracontas

Lavanderia Requinte

Farmácia Santa Isabel

La Nature

Papini Multimedia Arts

Spia Sant Lâmpadas Especiais

Casa de Carnes Rei do File

Caixa Econômica Federal

Restaurante São Cristovão

Aramaq

Farmácia Santa Paula

Imobiliaria San Conrado

Uniodonto de Araraquara

Sérgio Gamba

Leitoa e Cia

Panificadora Pão da Terra

Adriano Ferramentas

Bar do Luizinho

Rep. de Ferro e Aço São Joaquim

Ararte

O Imparcial

Retífica de Motores São José

CIEE

Egydio & Cia

Morada Transportes

US.Con

Dorf

Liliantex

Construtora Massafera

Alves Auto Peças

Vidroplan

Alex Som

Floricultura Nilce

Atletic Center

Água Expressa, Gelo & Carvão

Fertch

Naty Color - Papelaria

Redel Construtora

Comfort Hotel

Maq. Mil Olivetti

Vent-Luz

Estamos colaborando

na construção de uma

grande cidade

AGOSTO 2011 | COMÉRCIO INDÚSTRIA | 45


artigo

Eu me lembro

* Luiz Carlos Bedran

Agosto, mês do desgosto. Pode já tê-lo sido para o País, como na intensa

comoção popular que se deu por ocasião do suicídio de Getúlio

Vargas ou então na estabanada e estranha renúncia de Jânio Quadros,

que se disse vítima das “forças ocultas” (segundo consta, etílicas), mas

não se pode dizer que esse mês, para a nossa cidade, é ou tenha sido

aziago. Ao contrário, ele o é e sempre foi o da alegria pelo aniversário de

Araraquara. Uma jovem cidade que não tem nem dois séculos, de um

país que tem pouco mais de 500 anos.

Então, parodiando Fellini em “Amarcord” (“io me recordo”, no dialeto

da Emília Romagna, onde nasceu, em Rimini), eu me lembro de Araraquara

há meio século. Uma cidade pequena, de não mais de 60.000 habitantes,

delimitada pelos quatro bairros principais: Vila Xavier, Carmo,

São Geraldo e Melhado.

Na Vila, então, que não ia muito mais além do Largo da Igreja do Santo

Antônio (e que ainda era de terra batida), havia sua gangue, tradicional

rival da gangue do Carmo. E o limite era o pontilhão da Estação.

Lá havia três sujeitos briguentos e um tanto esquisitos. Pareciam -

dos quatro - os verdadeiros cavaleiros do Apocalipse. Costumavam imponentemente

descer a Vila até o centro da cidade, a cavalo (vejam só!)

todos paramentados de preto, com chapéus de cowboy. Só faltavam os

revólveres. Procurando e provocando briga, claro. E ai de quem tentasse

enfrentá-los! Um deles era meu antigo colega do então Grupo Escolar

da Vila Xavier. Anos mais tarde, constrangedoramente, encontrei-o dentro

das grades. Um triste fim.

Eu também me lembro dos desfiles obrigatórios dos colégios estaduais

e particulares no dia 22 de Agosto. Para uns, uma agitação só; para

muitos outros, ter de levantar cedo, em pleno feriado, uma aporrinhação.

E apesar de se ser obrigado a ter de marchar ao som da poderosa e

barulhenta fanfarra do IEBA, depois compensava ao ver desfilar as meninas

do Colégio Progresso e do São Bento. Um colírio! Onde elas se escondiam

durante todo ano? Um mistério. E as balizas então! Que curvas!

E os abnegados professores de Educação Física (Júlio Mazzei, Horácio

Serafim, Eulália Schiavon, Conceição Fortes, entre outros) faziam de tudo

para que seus disciplinados alunos fossem vistos e admirados, com

seus uniformes impecáveis, pelos orgulhosos pais que, depois, iam tomar

sorvete no Kawakami da Av. São Paulo.

Eu me recordo dos cines Paratodos e Odeon, que, tal como o Cine

Paradiso, aquele filme de Giuseppe Tornatore, era a própria magia do cinema.

Os seriados dominicais, o escurinho do cinema, os faroestes, as

brigas dos mocinhos contra os bandidos (e sem deixar cair os chapéus!).

À noite, o então chamado “footing” na Rua Três, na saída do cinema,

coisa engraçada, nem parece que tenha existido, de tão bizarro hoje esse

costume inglês do século 19. Os moços parados, embaixo das árvores

(que ainda existiam na Rua São Bento) vendo as moças desfilar.

Assim como nas quermesses. E depois...

Bem, depois, pouco consigo recordar, uma vez que “nec plus ultra”,

não dá para ir mais além, por pudor e por respeito. E assim então, religiosamente,

tento seguir Santo Agostinho: “sedis animi est in memoria”: “a

sede da alma está na memória”...

* Luiz Carlos Bedran é sociólogo, jornalista

e colaborador da Revista Comércio & Indústria

ACIA - NOVOS ASSOCIADOS EM JULHO

RAZÃO SOCIAL

RM Fomento Mercantil Ltda

Estevão Tadeu Dutra Filho Epp

NOME FANTASIA

Federal Invest

Sigla - Resinas e Lubrificantes

Seja nosso associado e desfrute de grandes benefícios. Informações: 3322.3633

46 | COMÉRCIO INDÚSTRIA | AGOSTO 2011



More magazines by this user
Similar magazines