JBO-ed 347-Ipanema, MG, 15 de janeiro de 2020 - Ano 34 - ASSINE

ClaudioVianei

Jornal

Ipanema, MG, 15 de janeiro de 2020 - Ano 33 - Edição Nº 347 - Seja você um ASSINANTE

Por meio de uma nota divulgada na

quarta-feira, dia 15, o Ministério da

Saúde, pediu que a população do

Sul e Sudeste do país se vacine

contra febre amarela. De acordo

com dados do órgão, já foram

confirmadas 38 mortes de macacos.

Os casos foram confirmados no

Paraná, São Paulo e Santa Catarina.

Além deles, 327 casos suspeitos em

humanos foram notificados.

Cinquenta desses seguem sob

investigação. Uma morte, no estado

do Pará, foi apontada pelo

Ministério da Saúde.

Há muitos anos a Justiça foi acionada para tentar resolver

uma contenda que não se sabe ao certo de que lado está a

verdade dos fatos, uma vez que um dos lados na questão

apresenta documentos e do outro apenas a citação de fatos e

situações, mas não apresentou provas do que nos foi dito em

entrevista.

Estramos falando da Niquel Minas, uma jazida de minério

localizada no municipio de Ipanema e que foi descoberta por

Sebastião Soares da Cunha na década de 1930 e em 15 de

dezembro de 1941, ele recebeu das mãos de Getulio Vargas,

então presidente da República, a concessão da mineração.

O tempo passou e Sebastião Cunha (foto) chegou a explorar

por algum tempo a jazida, levando para fora de Ipanema uma

boa quantidade de minério bruto para ser trabalhado e tirar daquelas pedras

coletadas vários tipos de minério. Leia mais...

Na próxima edição do Jornal DeBolso Online nova reportagem especial!


Jornal DeBolso

Edição 347 - Página 02

15 de janeiro de 2020

O município de Ipanema é servido por várias linhas de

ônibus intermunicipais, estaduais e interestaduais.

Diariamente saem ônibus para Manhuaçu, Aimorés, Mutum,

Pocrane, Taparuba, São José do Mantimento e Simonésia.

A Feira do Produtor Rural

de Ipanema acontece todas as

quartas-feiras e aos sábados a partir

das 6 horas da manhã. Lá você

encontra produtos de lavoura, ovos

e frango caipira, doces, farinhas da

roça, frutas e legumes variados.

Os preços são bons.

Para Rio de Janeiro

5ª e Domingo às 20h15

Para Belo Horizonte

Todos os dias

às 09h10 e 22horas

Para São Paulo

Diariamente às 15 horas

HORÁRIOS DE ÔNIBUS

Que partem de Ipanema

Ipanema x Caratinga

07h/11h30 e 15h

Domingos e feriados:

07h e 15h

Caratinga x Ipanema

06h20/11h30 e 14h30

Domingos e feriados:

06h20 e 14h30.

Ipanema x Pocrane

05h/09h10/11h/14h10/17h10

Ipanema x Taparuba

09h10 e 17h

Ipanema x Manhuaçu

06h45/09h30 e 16h

Ipanema x Conc. De Ipanema

07h30 e 14h30

TELEFONES ÚTEIS

Prefeitura Municipal de Ipanema

Atendimento: 3314.1406

Educação: 3314.3000

Secretaria de Saúde: 3314.1495

Sec. Assistência Social: 3314-1216

Sec. Planejamento

e Orçamento: 3314-2288

Secretaria de Cultura: 3314.1028

Disque Dengue: 3314.1568

Gabinete do Prefeito: 3314-2324

E-mail: ouvidoria@ipanema.mg.gov.br

Polícia Militar: 3314.1998 ou 190

EMATER: 3314.1422

Cartório Eleitoral: 3314.1686

APAE: 3314.1257

SAAE: 3314.2534

Rodoviária: 3314.1700

Hospital: 3314.1262

Fórum: 3314.1457

Delegacia de Polícia: 3314.1418

Prefeitura de Pocrane: 3316-1367

———-

TAXISTAS DE IPANEMA (DDD 33)

Abacaxi (Gilmar) - 9.8408-8756 / 9.9909-4999

Adão - 9.8412-5986 / 9.8871-9468

Antonio Clarismundo - 9.8423-2434

Cristino - 9.8739-3022

Genésio - 9.8429-7585 / 9.8833-7021

Gilson Alberto - 9.9955-1582

Juarez - 9.9957-2317

Manoel Zoeira - 9.9902-9065

Nelinho - 9.8848-1567 / 3314-1887

Nelson - 9.9976-1426 / 3314-2172

Oleir - 9.8828-7308 / 9.8404-5044

Paraíba - 3314-2144 / 9.9963-7819

Solon - 9.9910-0001 / 9.8866-1002

Tarcisio - 9.9965-3951

Walmir - 9.9949-0947 / 9.8415-4486

Wanderley - 9.6678-9264 / 9.8453-2149

Zé Henrique - 9.9973-5567 / 9.8401-8451

Zé Rocha - 9.9961-1748 / 3314-1842

...

As corridas de taxi em Ipanema não são

cobradas pelo taxímetro e sim por

quilômetro rodado. Combine com o

taxista.


Jornal DeBolso

Edição 347 - Página 03

15 de janeiro de 2020

com inveja. *** José Maria

de Carvalho e Elia

completando 36 anos de

casados *** A Ana Carol

Adriana Andrade:

Cantora, componente da Banda

Chora Sanfona, mamãe dedicada,

sempre sorrindo e espalhando

alegria com o seu jeito especial de

ser. Ela é o nosso destaque desta

edição!

E a gente fica torcendo pelo seu

sucesso pessoal e profissional!

Natália Cristina de Lacerda,

uma das mulheres bonitas

de Ipanema, curtindo uma

praia e deixando os peixes

Martins, filha do meu amigo

Fernando Teixeira,

aniversariou dia 6. Parabéns

para ela. O FT está saudoso

pois ela está em Portugal e

ele aqui (ainda!) .***.

Quem casou no dia 11 de

janeiro foi o Felipe e a

Suelle Gomes, na Matriz de

Santo Anto-nio e os comes

e bebes na AABB de

Ipanema.***. Inocêncio

com bom

trabalho à

frente do

SAAE, sendo

cotado para

candidato na

próxima eleição

de 2020.

*** . Um recado para o

Edgar: Quando eu assumo

qualquer compromisso eu

cumpro, viu meu caro?.***.

Um abraço e até a próxima!


Jornal DeBolso

Edição 347 - Página 04

15 de janeiro de 2020

Saúde

O idoso tem atendimento

preferencial no Sistema

Único de Saúde (SUS). A

distribuição de remédios

aos idosos,

principalmente os de uso

continuado (hiper-tensão,

diabetes etc.), deve ser

gratuita, assim como a de

próteses e órteses. Os

planos de saúde não

podem reajustar as

mensalidades de acordo

com o critério da idade.

O idoso internado ou em

observação em qualquer

unidade de saúde tem

direito a acompanhante,

pelo tempo determinado

pelo profissional de

saúde que o atende.

Transportes

Coletivos

Os maiores de 65 anos

têm direito ao transporte

coletivo público gratuito.

Antes do estatuto,

apenas algumas cidades

garantiam esse benefício

aos idosos. A carteira de

identidade é o

comprovante exigido.

Nos veículos de

transporte coletivo é

obrigatória a reserva de

10% dos assentos para

os idosos, com aviso

legível. Nos transportes

coletivos interestaduais,

o estatuto garante a

reserva de duas vagas

gratuitas em cada

veículo para idosos com

renda igual ou inferior a

dois salários mínimos.

Se o número de idosos

exceder o previsto, eles

devem ter 50% de

desconto no valor da

passagem, considerandose

sua renda.

Para os casos de idosos

submetidos a condições

desumanas, privados da

alimentação e de

cuidados indispensáveis,

a pena para os

responsáveis é de dois

meses a um ano de

prisão, além de multa. Se

houver a morte do idoso,

a punição será de 4 a 12

anos de reclusão.

Qualquer pessoa que se

aproprie ou desvie bens,

cartão magnético (de

conta bancária ou de

crédito), pensão ou

qualquer rendimento do

idoso é passível de

condenação, com pena

que varia de um a quatro

anos de prisão, além de

multa.

Entidades de

Atendimento

ao Idoso

O dirigente de instituição

de atendimento ao idoso

responde civil e

criminalmente pelos atos

praticados contra o idoso.

A fiscalização dessas

instituições fica a cargo

do Conselho Municipal do

Idoso de Ca-da cidade,

da Vigilância Sanitária e

do Ministério Público. A

punição em caso de mau

atendimento aos idosos

vai de advertência e

multa até a interdição da

unidade e a proibição do

atendimento aos idosos.

Lazer, Cultura

e Esporte

Todo idoso tem

direito a 50% de

desconto em

atividades de cultura,

esporte e lazer.

Os tempos agora são outros. Ladrão que rouba do povo merece mesmo é prisão!


Jornal DeBolso

Edição 347 - Página 05

15 de janeiro de 2020

Wilson Rocha de Lacerda, se estivesse entre nós, completaria mais um aniversário

dia 21, mas a lembrança desse amigo de sempre estará sempre com a gente

O rádio é um veículo de

comunicação de suma

importância na sociedade e,

principalmente, para o povo

das comunidades

interioranas, para quem

labuta na lavoura, no trato

com o gado e a dona de casa

que faz os seus afazeres

domésticos sintonizada com o

seu radinho em cima da

cristaleira ou de um móvel

qualquer da sua casa.

Nós que vivemos o rádio, que

fazemos dele o nosso

trabalho, a nossa profissão,

nem sempre somos

reconhecidos por onde

passamos. Ninguém ou quase

ninguém, conhece as caras de

cada um de nós. Conhecem

nossas vozes, nosso modo de

comunicar. Cada um tem o

seu jeito, a sua maneira de

lidar com o ouvinte. Coisas

nossas mesmo!

Esta coluna é uma forma de

homenagear cada um dos

nossos colegas de profissão,

lembrando seus nomes,

mostrando as suas caras pois,

só assim poderão nos

conhecer, não só pelas nossas

vozes. É isso aí! (CV)

Paulo Fernando Sarmanho,

meu amigo de muitos anos,

(muitos mesmo!) é uma das

vozes mais bonitas do rádio

carioca.

Faz tempo que não nos

vemos, mas, nos

contactamos sempre que dá

condições do nosso trabalho.

Ao Paulo Sarmanho a nossa

lembrança e homenagem

pelo trabalho que desenvolve

atrás dos microfones.

Aos nossos colegas de

profissão o abraço fraterno

torcendo sempre para que

não nos falte trabalho pois

nossa ferramenta não pode

ficar parada por muito

tempo. Abraços, gente! (CV)

Paulo Fernando Sarmanho

Senisi Rocha

Manhuaçu

Ao microfone da rádio ou nas páginas do

Facebook, Senisi Rocha dá o seu recado

e aqui a gente mostra quem é esse rapaz

de voz bonita.

Robert Giovani—Nova FM

Robert Giovani é outro nome do rádio regional que chama a

atenção pela voz e pela maneira de comunicar. É sucesso

com seu programa na Nova FM, em Manhuaçu. Sempre

atualizado e atualizando as informações durante o tempo

em que está no ar! Por aqui muitos o ouvem mas nã a

menor noção de como ele é. Agora já sabem. Abraços!


Jornal DeBolso

Edição 347 - Página 06

15 de janeiro de 2020

Em trabalho contínuo, com

operação também no final

de semana, as equipes da

Secretaria de Obras da

Prefeitura de Manhuaçu

realizam a recomposição de

calçamento nas ruas do

município, operação tapaburacos,

retirada de

entulhos e a desobstrução

de bueiros (boca-de-lobo)

que se encontravam

entupidas provocando

alagamentos e dificultando o

devido escoamento de

enxurradas.

A chegada do período

chuvoso trouxe novos

desafios para as equipes que

cuidam da manutenção das

ruas, em razão de fortes

enxurradas que danificaram

calçamento em diversos

locais. Por um lado, a

urgência em normalizar

estas áreas atendendo às

reivindicações da população,

e, por outro, a execução dos

serviços externos - possível

somente nos dias de

estiagem.

Para tornar mais ágeis estes

serviços, a Prefeita Cici

Magalhães reforçou as

frentes de trabalho,

envolvendo diversos setores

da Administração, em

sintonia com as orientações

da Defesa Civil sobre locais

de maiores riscos.

REALEZA: RECOMPOSIÇÃO

DE CALÇAMENTO

Já nesta primeira semana do

ano, mais uma rua com o

calçamento recuperado.

Agora foi a vez de

restabelecer o calçamento

que estava danificado na Rua

Mário Ednei de Paulo, no

distrito de Realeza. As obras

estão em fase final,

assegurando trânsito seguro

para pedestres e motoristas.

As melhorias se estendem a

todo o município, com obras

em execução tanto na cidade

quanto nos distritos.

NA CIDADE, OPERAÇÃO

TAPA-BURACOS CONTINUA

A operação tapa-buracos

continua em toda a cidade,

especialmente nas vias de

maior fluxo, como os acessos

que interligam às rodovias

BR-262 e MG-111, nos trevos

e avenidas.

Realizados, os trabalhos

possibilitam trânsito mais

seguro para pedestres,

ciclistas, motociclistas e

motoristas no dia-a-dia,

além de minimizar

problemas relacionados à

formação de poças d’água

durante as chuvas e danos à

pavimentação.

RETIRADA DE ENTULHOS

Trabalhadores e máquinas

retiraram entulhos em

diversos pontos de

Manhuaçu, em ação

reforçada neste final de

semana. Galhos de árvores,

restos de materiais de

construção e outras

sujidades foram recolhidos

pelas equipes.

Além de embelezar a cidade,

atendendo solicitações

diversas da população, a

limpeza colabora com a

saúde pública, eliminando

locais de abrigo para animais

peçonhentos e causadores

de zoonoses.

DESENTUPIMENTO DE

BUEIROS

Diversos bueiros têm sido

desentupidos pelas equipes

da Prefeitura.

A partir de levantamento

realizado pela Secretaria de

Obras e do acionamento por

parte dos moradores,

constatou-se a existência de

diversos bueiros entupidos.

Lixo e lama impediam que as

conhecidas bocas-de-lobo

captassem as águas das

chuvas, reduzindo ou

evitando a formação de

enxurradas.

O trabalho está sendo feito e

inclui a restauração das

grades de proteção e

desobstrução em redes em

locais necessários,

oferecendo mais segurança

para os moradores de cada

local.

(Com informações da SECCOM)


Jornal DeBolso

Edição 347 - Página 07

20 de janeiro de 2020

Nascimento na água

Os partos na água não são

mais arriscados do que os

tradicionalmente realizados

nos hospitais. E mais: as

mulheres do grupo da água

sofrem menos lesões de

primeiro e segundo graus

durante o parto.

Pesquisadores analisaram

397 nascimentos aquáticos e

2.025 nascimentos

"terrestres" de duas práticas

de obstetrícia.

Não houve diferenças nos

resultados entre o parto na

água e o terrestre para

internações em terapia

intensiva neonatal, e as taxas

de hemorragia pós-parto

foram semelhantes nos dois

grupos.

"O importante é que, se você

usar técnicas adequadas, os

resultados são muito bons,"

disse Lisa Kane Low,

professora de enfermagem da

Universidade de Michigan

(EUA). "Os resultados

refletem o que vemos em

estudos internacionais sobre

partos na água."

Parto na água

No parto na água, a mulher

dá à luz em uma banheira

Durante o parto na água, é importante não submergir bebês

novamente depois que ele vem ao ar. *Imagem: Umich/Divulgação+

cheia de água, em vez de em

uma cama.

Poucos hospitais ou centros

de parto oferecem partos na

água por causa de um temor

de risco para o recémnascido,

sugerido

principalmente por estudos

de caso de infecções

neonatais ou rompimento do

cordão umbilical.

As organizações profissionais

tendem a concordar que as

mulheres em trabalho de

parto devem ter acesso à

água para conforto, mas nem

todas apoiam o parto na

água. Isso significa que os

hospitais devem obrigar as

mulheres a deixar a banheira

antes do nascimento.

Durante um parto na água, os

bebês respiram pela primeira

vez quando removidos da

banheira. Até então, seus

pulmões estão cheios de

água, que é deslocada

quando atingem o ar e

respiram. O cordão umbilical

conectado fornece oxigênio.

Cuidados no parto na água

Durante o parto na água, é

importante não submergir

bebês novamente depois que

ele vem ao ar.

Na prática da equipe

responsável por este estudo,

os bebês nasceram na água e

foram retirados quase que

imediatamente. A mãe e o

bebê saíam da banheira com

ajuda dos profissionais de

saúde ou acompanhantes e

eram protegidos por

cobertores quentes. Tudo isso

foi feito normalmente antes

da retirada da placenta, para

que a perda de sangue

pudesse ser calculada com

mais precisão.

Segundo a professora Ruth

Zielinski, coordenadora da

equipe, são necessários mais

estudos para entender o nível

de satisfação das mulheres

que têm partos na água. E,

dada a confirmação da

segurança, que mais

instalações deveriam oferecer

parto na água e ter diretrizes

para implementá-lo.

(Fonte: Redação do Diário da Saúde)

________________________________

Checagem com artigo científico:

Artigo: A retrospective comparison of

waterbirth outcomes in two United States

hospital settings

Autores: Joanne M. Bailey, Ruth E.

Zielinski, Cathy L. Emeis, Lisa Kane Low

Publicação: Birth - DOI: 10.1111/

birt.12473


Jornal DeBolso

Edição 347 - Página 08

15 de janeiro de 2020

General Rêgo Barros rebate

jornalistas após petistas

chamarem Bolsonaro de

mentiroso sobre Lula, o

presidente Trump e o Irã

O porta-voz da Presidência, General

Otávio Rêgo Barros, respondeu a

perguntas de jornalistas e conversou

sobre os avanços do governo

Bolsonaro. Barros relatou que o

presidente realizou exames de rotina

nesta manhã, necessários devido às

sequelas que tem após a tentativa de

assass** por um militante da extremaesquerda.

Questionado sobre o programa

governamental que visa alterar o

Bolsa Família, Barros afirmou que o

governo pretende recuperar aspectos

que ficaram para trás nos programas

assistencialistas de governos

passados, privilegiando o mérito e

ajudando as pessoas a progredirem na

vida.

Foi o pioneiro na formação de músicos na cidade

Itamar Bernardes de Miranda foi um dos grandes responsáveis

por termos uma Banda de Música Municipal "Genuino Napoleão

Magalhães", fundada na gestão do então prefeito Genuíno

Napoleão Magalhães, morto em um acidente na BR-262, em 12

de junho de 1987, razão pela qual seu nome foi dado à

corporação musical de Ipanema.

Itamar, com a Banda de Ipanema, ajudou a divulgar nosso

município quando em apresentações fora do município, nos

encontros de bandas pelo Estado, mostrava a qualidade dos

nossos jovens músicos, confrontando com grandes bandas e

músicos experientes.

Itamar Miranda, o maestro Itamar, foi um grande homem, um

profissional sem igual. Era respeitado pelos alunos, assim como

pelos pais que acompanhavam a banda por onde ela se

apresentasse. Assim era o sargento da banda, o professor

querido de seus discípulos.

Barros relatou que a ida do presidente

Jair Bolsonaro a Davos foi cancelada,

com base na análise de aspectos

econômicos, políticos e de segurança.

Bolsonaro será representado por uma

outra autoridade do governo. O portavoz

afirmou que a viagem à Índia está

praticamente confirmada, lembrando

que é uma deferência daquele país

com Bolsonaro.

Em relação ao conflito entre os EUA e

o Irã, o porta-voz disse que Bolsonaro

entendeu que o presidente Donald

Trump fez um pronunciamento sereno

e ao mesmo tempo firme, evitando

ampliar a crise e defendendo os

interesses dos EUA. (Fonte TV Brasil)

O maestro Itamar Miranda e sua esposa Neuza


Jornal DeBolso

Edição 347- Página 09

15 de janeiro de 2020

"Há dois dias que faço buscas

e pesquisas em todos os

tribunais do sul, sudeste e

centro-oeste, buscando ações

em que Gilmar Mendes

houvesse atuado como

advogado e, para minha

surpresa, ele jamais advogou.

Isso me intrigou e fui fazer

buscas sobre algum concurso

público para o MP ou juiz de

direito. Ele também nunca

prestou qualquer concurso.

Ele e Tóffolli foram enfiados

no STF na mesma condição,

de forma ilegal, e pior,

descobri que a sabatina de

Gilmar Mendes no senado,

depois de ser nomeado para o

STF por FHC, estava marcada

para o dia 8 de maio de 2002,

mas naquele exato dia a OAB

entrou com um impeditivo

justamente porque Gilmar

Mendes jamais havia

advogado.

A sabatina foi adiada e o

então senador Suplicy pediu

vistas do processo da OAB e

mandou investigar. Na semana

seguinte, aproveitando a

ausência deste senador, 16

outros senadores fizeram uma

manobra, através de uma

"sabatina" rápida e aprovaram

a nomeação de Gilmar

Mendes.

Só para se ter idéia, Gilmar já

teve uns 5 ou 6 pedidos de

impeachment desde 2004

para cá. Até o MPF já entrou

com impeachment e não

conseguiu. Gilmar já libertou

bandidos de alta

periculosidade para o país,

como Daniel Dantas.

Quando FHC nomeou Gilmar

para o STF o grande jurista

Dalmo de Abreu Dallari,

professor da Faculdade de

Direito da Universidade de

São Paulo, afirmou, em artigo

de opinião publicado na Folha

de S. Paulo, que tal indicação

representava um sério risco

para a proteção dos direitos

no Brasil, o combate à

corrupção e a própria

normalidade constitucional.

Segundo ele, Gilmar Mendes

estaria longe de preencher os

requisitos necessários para ser

membro da mais alta corte do

país, daí se tira a ideia de

quem é Gilmar Mendes..."

*-Texto transcrito na íntegra

de publicação no Facebook-*

*Marcelo Torreão*

Garanhuns/PE


Jornal DeBolso

Edição 347 - Página 10

15 de janeiro de 2020

Como já vimos, os medicamentos são

eliminados do corpo em um

determinado tempo previsto e, como a

bebida alcoólica altera o metabolismo,

a eliminação pode ocorrer antes ou

depois do tempo, prejudicando o

tratamento. O uso de bebidas

alcoólicas durante um tratamento de

saúde tem diferentes efeitos

dependendo de qual medicamento é

utilizado...

Em resumo citaremos alguns

medicamentos e os efeitos que a

ingestão de álcool em paralelo a eles

pode trazer:

Álcool e antibióticos: essa associação

especialmente com alguns tipos de

antibióticos, pode levar a efeitos graves

do tipo antabuse (o acúmulo desta

substância tóxica causa efeitos como

vômitos, palpitação, cefaleia,

hipotensão, dificuldade respiratória e

até morte).

Álcool e ácido acetilsalicílico: Eleva-se

o risco de sangramentos no estômago.

O acetilsalicílico irrita a mucosa

estomacal. O que seria um leve

transtorno pode ser potencializado

pelo álcool. Álcool e anti-inflamatórios:

Aumentam o risco de úlcera gástrica e

sangramentos, aumenta a eliminação

do medicamento pelo corpo o que

provoca diminuição do efeito.

Álcool e antidepressivos: Aumentam as

reações adversas e o efeito sedativo,

além de diminuir a eficácia dos

antidepressivos. O álcool inicialmente

aumenta o efeito do antidepressivo,

deixando a pessoa mais estimulada,

porém após passar o efeito da bebida,

o paciente se sente ainda pior, e a

depressão pode aumentar por fatores

como ressaca e preguiça que a bebida

pode deixar.

Álcool e anticonvulsivantes: Aumentam

os efeitos colaterais e o risco de

intoxicação enquanto que diminui a

eficácia contra as crises de epilepsia.

Analgésicos e anti-térmicos: A bebida

alcoólica corta o efeito do

medicamento dependendo da

molécula que são formados. No caso

do paracetamol e da dipirona, que são

substâncias bastante conhecidas, a

velocidade de eliminação do

medicamento do sangue vai ser mais

rápida com a bebida, portanto, o efeito

será menor, no entanto o efeito do

álcool pode ser potencializado pela

dipirona.

Álcool e Anticoncepcionais: Tem

moléculas de colesterol, da mesma

forma que os anabolizantes e

corticoides. O medicamento fica cerca

de 24 horas no organismo e depois é

eliminado. Mas, com a

bebida a duração pode

cair pela metade. O

ideal é que nos

primeiros seis meses de

uso do

anticoncepcional, a

bebida seja diminuída.

Álcool e calmantes

(ansiolíticos):

Ansiolíticos

(benzodiazepinas):

Aumentam o efeito

sedativo, o risco de

coma e insuficiência

respiratória

Dra Nelcilena L. F. e Santos

Farmacêutica Generalista

Graduada em Farmácia pela Fundação

Comunitária de Ensino Superior de

Itabira (FUNCESI) 2010/2014.

Álcool e Corticoides: Medicamento

derivado do colesterol, ou seja, tem

muita gordura e é metabolizado de

forma mais lenta. A bebida pode

atrapalhar o efeito esperado pelo

médico.

Álcool e inibidores de apetite: O uso

concomitante com os supressores de

apetite não é recomendado visto que

pode aumentar o potencial para

ocorrer efeitos sobre o SNC, tais como:

tontura, vertigem, fraqueza, síncope e

confusão.

Álcool e insulina: Pode gerar

hipoglicemia, pois o álcool inibe a

disponibilidade de glicose realizada

pelo organismo, portanto a

alimentação deverá ser bem

observada, pois com o álcool a única

disponibilidade de glicose vem das

refeições; vale ressaltar que também

pode causar efeito antabuse. Uso

agudo de etanol prolonga os efeitos

enquanto que o uso crônico inibe os

antidiabéticos.

Álcool e paracetamol:

Aumenta o risco de hepatite

medicamentosa.

É importante respeitar o

tratamento e o tempo de

prescrição do médico para

conseguir melhores

resultados e não causar

prejuízos a sua saúde. O

bom seria durante o

tratamento

medicamentoso optar por

bebidas sem álcool como

refrigerantes, suco, água

ou cervejas sem álcool.


Jornal DeBolso

Edição 347 - Página 11

15 de janeiro de 2020

Gente, veja só, um morador da região de

Divino de Carangola colocou uma barraca

na beira da pista com legumes e verduras.

Ele colocou uma placa "pegue e pague com

valor simbólico". E, por incrível que pareça,

o pessoal pega e põe o valor simbólico lá.

Já tem muito tempo que ele pôs essa

barraca naquele lugar. Parece mentira, mas

é verdade. No mundo precisamos de gente

assim, que possa confiar um no outro.

Parabéns para vocês pela atitude e que

Deus dê tudo em dobro a vocês.

GENRO SACANA

AUma mulher foi presa por roubar no

supermercado.

Quando estava no tribunal, o juiz

perguntou-lhe:

- O que é que a senhora roubou?

Ela respondeu:

- 1 lata pequena de pêssegos.

O juiz perguntou-lhe o motivo do roubo, e

ela respondeu:

- Porque estava com fome.

O juiz então perguntou à senhora quantos

pêssegos tinha a lata:

- Tinha 6 pêssegos.

O juiz então disse:

- Vou mandar prende-la por 6 dias, 1 dia

por cada pêssego.

Mas antes que o juiz pudesse terminar a

sentença, o genro perguntou se poderia

ter uma palavra com o juiz sobre o

acontecido.

O Juiz disse que sim, e perguntou o que

queria ele dizer.

Então o genro disse:

- Ela roubou também DUAS LATAS de

ervilhas!!!

A gente só não sabe se o juiz foi na

conversa dele... Bem sacana, né?

A dengue pode matar, então se cuide e cuide do seu quintal! Jogue lixo no lixo!


Jornal DeBolso

Edição 347 - Página 12

15 de janeiro de 2020

04jan2020 - Na noite de sexta-feira, dia 10 de

janeiro, Gilberto Carlos Breder, 55 anos,

conhecido como Gilberto da Mercearia, foi

morto a tiros em seu comércio no bairro São

Francisco de Assis (antigo campo de avião), em

Manhuaçu.

De acordo com as informações iniciais, Gilberto

estava preparando para fechar a mercearia,

quando foi surpreendido pelo autor ou autores

que efetuaram diversos disparos de arma de

fogo com ele.

O comerciante foi socorrido pelo Corpo de

Bombeiros, mas não resistiu aos ferimentos e

morreu durante atendimento na UPA de

Manhuaçu.

A Perícia Técnica da Polícia Civil foi acionada e

no local além de muitas manchas de sangue,

foram localizadas diversas capsulas deflagradas

de pistola calibre .40.

Gilberto era muito querido na comunidade e

muitos moradores tentavam entender o que

aconteceu para que ele fosse executado desta

maneira.

A Polícia Militar segue em rastreamento no

intuito de identificar e localizar os responsáveis

pelo crime. Informações podem ser repassadas

através do numero 190.

(Informações de Jailton Pereira - Manhuaçu)

Foragido do Estado de São

Paulo é detido em Ipanema

Um homem de 40 anos foi detido

pela Polícia Militar na terça-feira, dia

7, durante Operação Férias Seguras,

no centro da cidade. No prontuário

do detido, em Minas Gerais, consta

tráfico de drogas; furto, porte ilegal

de arma de fogo e receptação; já no

Estado de São Paulo ele era

procurado por homicídio. O homem

foi conduzido para a Delegacia de

Polícia de Ipanema.

Homem é detido após efetuar

disparos com arma de fogo

Políciais Militares realizavam Operação

Batida Policial quando receberam a

denúncia que um homem, de 65 anos,

estava fazendo disparos com uma

espingarda, na zona rural de Ipanema,

e colocando a vida de pessoas em

perigo. Os policiais identificaram o

suspeito e lograram êxito em

apreender um revólver calibre .22;

uma espingarda de pressão, adaptada

para calibre .22, e ainda cinquenta e

oito munições, do mesmo calibre .

Autor foi conduzido para Delegacia.Regional

de Caratinga.

HOMICÍDIO EM MANHUMIRIM

A comerciante Mara, dona de um bar no trevo de saída

de Manhumirim para Reduto, foi assassinada na noite

desta quarta-feira, dia 15 de janeiro. O autor estava

em uma motocicleta Honda CG vermelha e vestia uma

jaqueta jeans escrito Cowboy nas costas. Ele esperou o

local esvaziar e atirou à queima roupa na dona do

comércio. Equipes da Polícia Militar estão empenhadas

na tentativa de identificar o autor.

(Fonte: Manhumirim Online)


Jornal DeBolso

Edição 347 - Página 13

15 de janeiro de 2020

Por meio de uma nota divulgada na

quarta-feira, dia 15, o Ministério da

Saúde, pediu que a população do Sul e

Sudeste do país se vacine contra febre

amarela. De acordo com dados do

órgão, já foram confirmadas 38 mortes

de macacos.

Os casos foram confirmados no Paraná,

São Paulo e Santa Catarina. Além deles,

327 casos suspeitos em humanos

foram notificados. Cinquenta desses

seguem sob investigação. Uma morte,

no estado do Pará, foi apontada pelo

ministério.

O público-alvo para vacinação são

pessoas a partir de nove meses de vida

e até os 59 anos de idade que não

tenham comprovação de imunização.

Em 2020, as crianças passaram a ter

um reforço aos quatro anos de idade.

O secretário substituto de Vigilância

em Saúde do Ministério da Saúde",

Julio Croda, disse: "Não adianta vacinar

um grupo e outro não, já que a febre

amarela é uma doença transmitida por

um mosquito infectado e ele pode

picar qualquer pessoa".

A vacina contra febre amarela é

ofertada no Calendário Nacional de

Vacinação e distribuída mensalmente

aos estados. Em 2019, mais de 16

milhões de doses da vacina contra a

febre amarela foram distribuídas para

todo o país. Apesar dessa

disponibilidade, há uma baixa procura

da população pela vacinação. Para

2020, a pasta adquiriu 71 milhões de

doses da vacina, suficiente para

atender o país por mais de três anos. A

expectativa do governo é que todo o

país passe a contar com a vacina contra

a febre amarela.

O ministério informou que, em 2020,

vai ampliar a vacinação para 1.101

municípios dos estados do Nordeste.


Jornal DeBolso

Edição 347 - Página 14

15 de janeiro de 2020

Dados de levantamento da

Confederação Nacional dos

Municípios (CNM) apontam

que Manhuaçu recebeu R$

2.145.995,37 e Ipanema

recebeu o valor de R$

919.712,30, com a cessão

onerosa do gás e petróleo.

O repasse a Estados e

Municípios dos recursos da

cessão onerosa – 15% da

quantia pertencente à União

para cada – foi feito no dia

31 de dezembro, segundo

informado à Confederação

Nacional de Municípios

(CNM) pela Secretaria

Especial da Fazenda,

vinculada ao Ministério da

Economia.

O dinheiro de cessão

onerosa é referente a um

leilão de campos de

petróleo que a União havia

vendido em 2010 para a

Petrobras. Como as áreas

possuíam mais barris de

óleo do que o previsto no

contrato, o excedente foi

leiloado em novembro de

2019.

O governo arrecadou, ao

todo, R$ 69,96 bilhões com

o leilão. Desse valor, R$

34,42 bilhões foram pagos à

Petrobras, R$ 23,69 bilhões

ficaram com a União e o

restante ficará com estados

e municípios.

O Rio de Janeiro, por ser o

estado onde se localizam os

campos, é o que recebeu o

maior valor dos recursos. A

fórmula de partilha com

governos estaduais e

municipais foi definida

durante a discussão de um

projeto de lei no Congresso

Nacional. Pelas regras

aprovadas, o repasse aos

estados seguirá um critério

misto, com regras do Fundo

de Participação dos Estados

(FPE) e da Lei Kandir.

No caso dos municípios, a

verba será distribuída de

acordo com os coeficientes

que regem a repartição de

recursos do Fundo de

Participação dos Municípios

(FPM).De acordo com a

CNM, a lei que distribui os

recursos da cessão onerosa

define a obrigatoriedade dos

municípios usá-los com

investimentos e previdência.

Poderão ser pagar despesas

com dívidas previdenciárias

tanto do Regime Próprio de

Previdência social (RPPS)

quanto do Regime Geral de

Previdência (RGP), corrente

ou decorrente de

parcelamentos.

A outra forma de uso da

cessão onerosa é com

despesas de investimento,

entendidas como gastos

com despesa de capital,

como as que se relacionam

com a aquisição de

máquinas ou equipamentos,

a realização de obras, a

aquisição de participações

acionárias de empresas, a

aquisição de imóveis ou

veículos, ou seja, as que

geram um bem de capital

que possa ser incorporado

pelo Município.

VALORES NA REGIÃO

Como é proporcional à

população a maioria das

cidades da região receberá

R$ 459.856,15: Alto

Caparaó, Alto Jequitibá,

Caparaó, Caputira, Chalé,

Conceição de Ipanema,

Durandé, Luisburgo, Martins

Soares, Orizânia, Pedra

Bonita, Reduto, Pocrane,

Santa Bárbara do Leste,

Santa Rita de Minas,

Santana do Manhuaçu, São

José do Mantimento,

Sericita, Taparuba e

Vermelho Novo.

São João do Manhuaçu

receberá R$ 613.141,53. Já

os municípios de Abre

Campo, Rio Casca e Santa

Margarida o valor será de R$

766.426,92. Divino,

Ipanema, Lajinha,

Manhumirim, Matipó e

Simonésia terão o valor de

R$ 919.712,30. Espera Feliz

e Mutum R$ 1.072.997,68.

Carangola terá R$

1.226.283,07, enquanto

Ponte Nova R$ 1.686.139,22,

Manhuaçu - R$

2.145.995,37, Caratinga - R$

2.299.280,75 e Muriaé o

valor de R$ 2.452.566,14.

(Com informações do CNM)


Queremos deixar claro que as informações aqui postadas são das pessoas envolvidas

no assunto. Apenas estamos divulgando os fatos narrados por essas pessoas com o

intúito único de informar e tentar esclarecer pontos obscuros e a relação entre os que

se envolvem nessa narrativa. Não tomamos partido de quem quer que seja, pois não

é essa a nossa finalidade. Caso haja inverdades, elas são de responsabilidade de quem

nos prestou tais informações que, diga-se de passagem, estão todas gravadas e os

documentos que ilustram a matéria estão arquivados em nossa redação. (O Diretor)

Há muitos anos a Justiça foi acionada para tentar resolver uma

contenda que, não se sabe ao certo, de que lado está a verdade

dos fatos, uma vez que um dos lados na questão apresenta

documentos e do outro apenas a citação de fatos e situações,

mas não apresentou provas do que nos foi dito em entrevista.

Estamos falando da Niquel Minas, uma jazida de minério

localizada no municipio de Ipanema e que foi descoberta por

Sebastião Soares da Cunha (foto) na década de 1930 e, em 15 de

dezembro de 1941, ele recebeu das mãos de Getulio Vargas,

então presidente da República, a concessão da mineração.

O tempo passou e Sebastião Cunha chegou a explorar por algum

tempo a jazida, levando para fora de Ipanema uma boa

quantidade de minério bruto para ser trabalhado e tirar

daquelas pedras coletadas vários tipos de minério.

Sebastião Soares da Cunha


Há quem possa perguntar por

que razão estamos realizando

essa reportagem. Pois bem, a

razão foi a partir de uma série

de publicações feitas pela

senhora Maria Lúcia da Cunha

em suas postagens em página

social...

Como o tom é muito agessivo,

chamou a atenção e fomos

procurá-la. E ela contou uma

história...

Uma história que teve início há

muitos anos com a morte de

Sebastião Soares da Cunha,

um dos nomes mais conhecidos

de Ipanema e da região. Tanto

que em sua homenagem seu

nome foi dado a uma da praças

da cidade de Ipanema.

Pai de oito filhos do seu

Maria Lúcia da Cunha

segundo casamento, entre eles

Benício, Nilza, Sonia, Ione,

Ozires, Milva, Roberto Vasques

e Maria Lúcia, todos herdeiros

de uma fortuna ainda hoje

incalculável, mas que gerou e

ainda nos dias atuais gera

confusão, intrigas, denúncias,

falsificação de documentos,

processos inúmeros na justiça e

envolvimento de grande parte

da famiíla Cunha, advogados,

compradores de ações, ilicitudes

e uma série de confrontamentos,

que não deixaram até agora que

a herança da família Cunha

fosse devidamente executada na

forma da lei.

Nossa reportagem do Jornal

DeBolso Online procurou por

Maria Lúcia, que atualmente

mora em Ipanema, e membros

da família moram fora de

Ipanema, a partir de várias

publicações de Maria Lucia da

Cunha em seu perfil em rede

social, onde usa termos bastante

"pesados" se dirigindo aos seus

familiares afirmando que "estão

tirando dela o que é de seu

direito".


Maria Lúcia contou fatos em

que cita sua filha Daniele, o

marido dela, conta fatos e cita

nomes, mas não mostrou, ainda,

comprovantes do que falou.

Na conversa ela cita o escritório

de Sergio Bermudes, um dos

mais conceituados de advocacia

do país e conta detalhes sobre as

amizades de sua filha, que ela

diz não serem da melhor

qualidade.

Fala em ameaças que tem

sofrido e diz que tem provas de

que tudo seu de direito foi

bloqueado tendo sido usados

documentos que não são

verdadeiros, para prejudicá-la.

Maria Lucia da Cunha em

certos momentos da nossa

entrevista se emocionou e

forçou para não chorar pois diz

que tiraram dela a sua filha que

ela criou com amor e carinho e

hoje nem com ela fala.

Ela cita o empresário Maksoud,

que teria feito negócio com a

mina mas que aconteceu muita

coisa desde então. Infelizmente

ela não apresentou qualquer

documento até o encerramento

desta matéria.

Nas redes sociais Maria Lúcia

cita pessoas e a própria filha,

reclamando e usando termos

bastante severos contra essas

pessoas. Assim foi quando

publicou o texto que segue, no

dia 3 de novembro de 2019.

O texto está na íntegra como foi

publicado, sem alterações.

“Maria Lucia

3 de novembro às 11:12 ·

É VOCE COMO SEMPRE P TRAS

EMGANANDO AOS BOBOS DA FAMILIA

Q NÂO PRESTAM NEM P IR NO Q

POSTEI P DIZER Q É VERDADE.QUEM

NÂO DEVE,NÂO TEME. NÂO CHEGA

PERTO DE MIM PARA FAZER NEGOCIO

PQ NÂO TE ACEITO. ESCOLHA A DEDO

QUEM VEM PQ SEU ADVOGADO DAQUI,

JEFERSOM, A QUEM VC DEU 1.800

AÇÕES ROUBADAS DE NÓS, CHEGOU

OS 10 DEDOS NA MINHA CARA

DIZENDO : A SRA.NÂO MANDA NADA.A

SRA.NÂO TEM NADA.TÁ TUDO

VENDIDO E A SRA.VAI FICAR SEM

NADA. NÉ? ELE AMIGUINHO DA

MICHELLE Q TB GANHOU AÇÕES

ROUBADAS DE NÓS. CORJA!”

Como se pode notar, ela cobra

direitos que são contestados

pelo sobrinho Edgar Vasques de

Miranda Filho, hoje morando

nos EUA e que está, como ela,

pleiteando os direitos da

herança deixada por Sebastião

Cunha.

Entramos em contato com

Edgar, conhecido também por

Gagá, que foi dono de farmácia

na cidade e que há anos se

radicou nos Estados Unidos,

porque, segundo ele, seu

negócio “quebrou”, faliu, e sua

alternativa foi ir embora e tentar

nova vida em outro país.

Nossa reportagem conversou

por telefone (e via WhatsApp)

com Maria Cristina McEwan,

atual presidente da Niquel

Minas e ela se prontificou a dar


respostas às perguntas que lhe

formulamos e se propôs enviar

documentos comprovando o

que diz.

JB - Cristina, essa situação em

que está envolvida parte da

família Cunha e da qual você

também está envolvida, onde a

Maria Lucia da Cunha acusa

você e o Edgar de estarem

tomando dela o que ela tem

direito na Niquelminas. Qual é a

sua colocação sobre o que ela

fala?

Cristina McEwan - Preparei

alguns arquivos dos processos

que movi contra ela, Sergio

Hooper (sobrinho dela casado

com a filha da Sonia Cunha) e

vou te responder qualquer

pergunta que voce precisar

para esclarecer sobre a

frustracao dela e de todos os

outros da familia que

contribuiram para as

transacoes ilegais feitas por

todos para lezar a mim e ao

meu marido investidor.

JB - Ela se mostra revoltada

com o que acontece e publica

vários textos bastante

agressivos referindo-se a você,

o Gagá e até mesmo à filha

dela. Por que?

Cristina McEwan - A revolta de

Maria Lucia é muito simples:

Ela e desonesta, roubou meu

marido e a mim tambem.

Cristina McEwan

Depois que compramos 40% de

tudo que os herdeiros tinham do

quinhão de Sebastião Cunha,

ela colocou todas as ações dos

irmãos em nome dela, com

procuração assinada por eles,

(os mesmos que venderam e

receberam em dinheiro as

ações). Entrei na justica,

consegui liminar para

embargar qualquer venda ou

transferência de ações da

empresa Niquelminas e também

em nome dela, firma individual.

Isso foi em 2006 quando

descobrimos as falcatruas e

todo esquema dela e de todos os

aliados da familia.

JB - Essa afirmação é grave.

Como foi que ela conseguiu

realizar esse tipo de negócio,

então?

Cristina McEwan - Com as

procurações dos irmãos. Ela

assumiu o poder de toda a

mineracao ignorando 40% que

pertenciam ao meu marido e

7% que pertenciam a mim.

Quando você ler os processos

irá perceber as falcatruas.

Conseguimos na justiça

desfazer a venda que ela havia

efetuado para um grupo do Rio

de Janeiro. Ela vendeu todas as

ações que os herdeiros

venderam para meu marido em

2004. Os herdeiros que

venderam 50% de tudo que

tinham para o James (meu

marido) foram os mesmos que

assinaram a venda dessas

mesmas ações para outro grupo

no Rio de Janeiro em 2008.

(Benício, Nilza, Sonia, Horácio

marido da Ione, Ozires,

Milva, Roberto Vasques, Maria

Lúcia).

Depois desta venda desonesta,

eles receberam R$ 1.800.000,00

(Um milhão, oitocentos mil

reais) e dividiram entre eles

sem deixar que o espólio de

Renildes ficasse sabendo. O

Gagá e os filhos do Fernando

não ficaram nem sabendo da

venda da mineração para a

Master Níquel do Rio de

Janeiro.

JB - O que vocês fizeram para

embargar as vendas?

Cristina McEwan - Quando

descobrimos as transferências


de ações no DNPM , entramos

imediatamente na justica para

derrubar a venda ilegal. O

cartório que fez as transações

em Petrópolis nunca existiu,

era falso. Atraves do Gagá, ela

confessou numa ligação

telefônica de duas horas, que

havia mesmo roubado James e

Cristina porque a mina era da

familia. Ele não concordou com

a atitude suja da familia. O

processo demorou 5 anos no

Rio de Janeiro e depois um ano

em Brasilia, no STF.

Ganhei tudo que reivindiquei e

mais ainda: O juiz Federal

determinou que ela fosse

imediatamente destituida do

cargo e que eu assumisse a

presidencia. As ações dela

foram penhoradas pelo Sérgio

Bermudes Advogados para

pagamento das custas

processuais no valor de R$ 3

milhoes. As ações dela já não

são dela.

JB - Por que as ações não são

mais dela?

Cristina McEwan - Ela vendeu

essas mesmas ações para um

empresario em Vitoria, Dr.

Guilherme Souza, e para Dr.

Aderbal, engenheiro do porto

Tubarão, em Vitória. Há muitos

processos judiciais em torno

Edgar Vasques de Miranda Filho,

o Gagá

dela implicando sérios crimes

empresariais.

JB - Então, o relacionamento de

vocês como ficou?

Cristina McEwan - Eu tenho

outra ação judicial contra ela

nas áreas em torno da mina.

Comprei metade dos direitos

minerais por US$ 100 mil e ela

recebeu por isso. Da mesma

forma, ela transferiu minhas

ações para a empresa

Masterníquel e morava numa

cobertura no Leblon com

dinheiro que negociou minhas

ações. Muita coisa suja

aconteceu. Eu não converso

com ela porque ela não tem

condições de conduzir nenhum

diálogo.

JB - Com tudo isso, a empresa,

então, não está negociável no

mercado internacional, ou

mesmo no país?

Cristina McEwan - Assim que o

STF determinou a sentenca,

tomei posse da empresa e a

diretora financeira foi eleita a

Michelle Cunha, filha da Nilza

Cunha. Trabalhamos muito e

colocamos a empresa no ponto

de venda. James pagou mais de

R$ 500 mil para poder

organizar todos os impostos e

pagar os empregados da mina

que estão lá por muitos anos

sem receber nada. Feito isso,

começamos a colocar a mina

no mercado internacional.

Conseguimos algum progresso

mas, infelizmente, a nossa

pesquisa tem selo nacional e

precisamos de um certificado

internacional de confianca para

que a mineração seja vendida

nos padrões exigidos.

Estou trabalhando muito nesse

objetivo e ja tenho interessados

em fazer a pesquisa, porém isso

tem custo altissimo e ainda

estou negociando".

————————————-

Na sequencia, a história

contada por Maria Lucia da

Cunha, com detalhes

interessantes sobre a


história que resolvemos

contar.

Para entender um pouco do

assunto e do porque o

Jornal DeBolso procurou as

pessoas envolvidas numa

história que há décadas

deixa o povo de Ipanema e

toda a região curiosa quanto

ao fato de existir uma mina

considerada uma das mais

ricas do país, e não ser

explorada, gerando

empregos e riqueza para

não só Ipanema, mas toda

uma região no entorno do

município.

Procuramos Maria Lucia

Cunha, que vive em

Ipanema, uma das herdeiras

da fortuna deixada pelo seu

pai Sebastião Cunha.

Segundo ela, seu pai era seu

amigo e um homem de

fibra, honesto e cumpridor

com as suas obrigações de

cidadão. Foi casado e ficou

viuvo com dois filhos. Casou

-se com a segunda esposa e

foi morar em Mutum,

distrito de Santa Rita, onde

nasceram seus filhos Astri,

Renildes, Helinha,

Romirinho e mais cinco

filhos num total de nove do

segundo casamento, e

depois mudou para

Ipanema. Chegando aqui,

comprou as terras onde está

a mina e onde há uma

enorme quantidade de

metais e pedras preciosas,

segundo Maria Lúcia.

Ela conta, também, que

Sebastião Cunha era um

homem rico que sabia

escrever bem, tinha

caligrafia bonita e foi

nomeado delegado em

Valadares. Conta Maria

Lucia, que naquela ocasião

aconteciam muitos roubos

de gado e o delegado tinha

que agir e intimou os

fazendeiros para depor e

dar explicações.

Disse ela que a casa dele foi

cercada e uma saraivada de

tiros foi despejada em sua

direção. A mulher dele, mãe

de seus dois primeiros

filhos, estava grávida e

próximo a dar à luz mais

uma criança, foi atingida por

um dos tiros na cabeça e

morreu ali mesmo,

perdendo a criança. Foi


então que Sebastião Cunha

tomou um outro rumo na

sua vida deixando tudo para

trás, vindo para Mutum e

depois Ipanema.

Maria Lucia Cunha, conta a

sua versão da história e, em

alguns momentos, se

emociona e parece que vai

chorar, mas se contém.

Conta que seu pai, quando

chegou a Ipanema, montou

uma grande loja onde se

vendia de tudo.

Com o dinheiro que tinha,

conta, ele comprou, então,

as terras que hoje são

motivo de discórdia e de

contendas judiciais e ainda

não se chegou a um

denominador comum sobre

qual será o destino da mina

que tem minério raro e que

vale fortunas.

Com a morte de Sebastião

Cunha, teve início, então,

um início de batalha pelo

poder de administrar a

mina, vender, fazer dinheiro

e dividir a herança entre os

que herdariam a fortuna

deixada para a família

Cunha.

Empresários brasileiros e

estrangeiros (japoneses,

americanos e outros) já

aportaram por aqui, de olho

no que há de valor naquela

área rica, bilionária, uma

reserva mineral exclusiva...

Anos e anos se passaram e a

confusão estava formada.

Foi fundada uma empresa

para que houvesse função

jurídica e dar andamento ao

processo de partilha, venda

ou cessão de direitos de

exploração. Várias décadas

se passaram e, ao que

parece, as coisas começam a

tomar um rumo. Maria Lúcia

diz que tem documentos

que podem provar que há

irregularidades na atual

administração da Niquel

Minas e que vai lutar até o

fim para provar que ela está

com a razão. Afirma ainda

que seu sobrinho Edgar

Vasques de Miranda Filho,

que hoje reside nos Estados

Unidos, está agindo

desonestamente e

querendo tomar dela os

direitos que tem.

Maria Lucia afirma (publicou

em páginas sociais) que está


sendo roubada, que tem

provas de que houve

falsificação de documentos

para tirarem dela a

presidência da empresa e do

Conselho Diretor. Cita na

nossa conversa, que a exmulher

de Edgar, Cristina

McEwan, que hoje preside a

empresa, foi colocada no

cargo indevidamente, para

usurpar dela o direito que

tem nas ações da empresa.

Após mais de 40 anos

paralisados por litígios, os

acionistas e herdeiros da

Niquelminas SA Company

firmaram um acordo,

encerrando todas as suas

disputas. Essa decisão foi

formalizada por todos os

Acionistas em instrumento

específico, devidamente

ratificado na Assembléia

Geral realizada em 13 de

novembro de 2015, na qual

foi eleita a nova Diretoria

Executiva em conjunto com

seu Conselho Fiscal,

restaurando os estatutos

existentes e colocando a

Companhia em posição

retomar suas atividades

imediatamente.

Niquelminas é proprietária

da concessão de mineração

da mina de Santa Cruz, com

reservas de níquel, cobre,

cobalto e associadas.

Observa-se também a

existência de elementos do

grupo da platina (PGE) no

local como minerais

secundários e existência

comprovada de pedras

preciosas como ametistas e

espinélio.

Com localização privilegiada,

próximo aos principais

centros siderúrgicos do país,

onde fica o Centro

Siderúrgico de Ipatinga,

localizado a cerca de 150 km

da propriedade e também a

92 km da cidade de

Aimores, onde a Estrada de

Ferro Vitória a Minas

(EFVM), levando ao porto de

Tubarão, a 356 km de Belo

Horizonte e 278 km de

Vitória, a mina de Santa

Cruz oferece disponibilidade

de recursos naturais e

muitas oportunidades de

desenvolvimento

potencialmente

interessantes.

O Conselho Administrativo da

Niquel Minas é composto

assim:

- Presidente: Maria Cristina

McEwan

- Diretor Executivo: James

Douglas McEwan

- Diretora Executiva: Michelle

Matta

O Conselho Fiscal é composto

por:

- Edino Fonseca: Membro do

Conselho

- Jefferson Salgado: Membro do

Conselho

- Cesar Melo: Membro do

Conselho

Na próxima edição mais detalhes e documentos

More magazines by this user
Similar magazines