RCIA - ED. 54 - JANEIRO 2010

tvcomercioeindustria

CARTA

991.223.042-4DR/SPI

Janeiro/2010 • Ano 4 - N° 54

CLUBE ARARAQUARENSE

O lugar ideal para você e sua família

O Araraquarense é um dos mais conceituados clubes do interior e que

vive em permanente estado de renovação. A tradição diretamente

vinculada a projetos inovadores, permite ao clube realizar grandes

shows, além de promover constantes melhorias, oferecendo conforto,

segurança e qualidade de vida aos seus associados, num ambiente

acolhedor e de muita amizade.



ESPECIAL

NOVO PERFIL DE UMA

CIDADE QUE CRESCE

Araraquara, um município moderno

que carrega entre suas virtudes a

qualidade de vida de quase 210 mil

habitantes. É neste cenário

que o prefeito Marcelo Barbieri e o

seu vice-prefeito e secretário

de Desenvolvimento Econômico

Valter Merlos, têm aplicado dinamismo

e experiência para desenvolver, apoiar

e motivar ações que possam agregar

valores aos diversos segmentos que

possibilitem a geração de emprego e

renda na cidade.

Nas páginas seguintes desta

edição, uma retrospectiva das

atividades da Secretaria

de Desenvolvimento

Econômico em 2009 e a

projeção que Marcelo

Barbieri e Valter Merlos

fazem para 2010.

Marcelo Barbieri

Prefeito Municipal

Valter Merlos

Secretário Municipal de Desenvolvimento


do editor

E

ponto de vista

Valter Merlos - Presidente

CRESCIMENTO É O QUE MAIS

VAMOS PRECISAR EM 2010

pulação brasileira de que todo cidadão,

até mesmo aquele que atua na economia

informal, paga impostos e é, portanto,

um contribuinte que precisa ser informado

de maneira transparente sobre o

quanto paga de impostos, pois é um direito

seu, previsto na Constituição. São

os impostos pagos pelo cidadão que

mantêm os gastos do Estado e que custeiam

os serviços públicos. O dinheiro arrecadado

deveria gerar serviços públicos

de qualidade em áreas como saúde,

educação, transportes, segurança, mas

nem sempre isso ocorreu

e vemos essas áreas em

“As micro e as pequenas situação crítica.

empresas apresentaram Mas pelo menos existe

a boa notícia de um

variação positiva em seu

faturamento a partir de grande alento neste começo

de 2010: as micro e pe-

outubro, sendo o

excelente resultado quenas empresas apresentaram

variação positi-

puxado pelo comércio”.

va em seu faturamento a

partir de outubro, sendo o

excelente resultado puxado pelo comércio.

Isso é o que nos conforta e que tem

levado a ACIA a fortalecer suas parcerias

com o município, Senai, Sesi, Sebrae,

Senac, Sest-Senat, e Sicoob Iesacred,

visando naturalmente, orientar e

disponibilizar o apoio necessário para

que as empresas saiam da informalidade,

cresçam e possam participar da

construção de uma cidade com mais

qualidade de vida. Todos os indicadores,

principalmente os locais, revelam que a

nossa economia vem sendo sustentada

pelo crescimento do mercado interno e

pela manutenção do poder aquisitivo da

população.

E escorados no apoio das instituições,

esses empreendedores crescem e

buscam alternativas para consolidação

dos seus sonhos, preocupando-se cada

vez mais com orientações, cursos, palestras,

enveredando por projetos que vão

lhes garantir um futuro de prosperidade.

Ivan Roberto Peroni

O CONCEITO DE EMPREENDER

A

stamos abrindo as portas ao ano

de 2010, agradecidos a Deus pela

energia que nos proporcionou para

vencermos mais uma etapa de desafios.

E olha que não foram poucos, se

atentarmos para o período de dificuldades

imposto pela crise econômica e a

preservação de uma carga tributária

que nos arrasta a uma situação cada

vez pior. Vê-se por exemplo, que no apagar

das luzes de 2009, o “impostômetro”

criado pela Associação Comercial de

São Paulo, instrumento que serve para

medir a quantidade de impostos

recebida pelo Governo

Federal, superou a

marca de R$ 1 trilhão, valor

que está fora da realidade

de qualquer brasileiro.

Até pouco tempo, a

maioria da população acreditava

que estava livre dos

impostos, ou que pagava,

no máximo, o Imposto de

Renda, o IPVA ou a CPMF; pouco a pouco

esta realidade começou a mudar. O

consumidor brasileiro não sabe que é

ele que paga os impostos e não as empresas

e nem quanto paga de imposto

no seu dia a dia. Por isso não se revolta

contra os constantes aumentos da tributação

das empresas e nem se preocupa

com a forma como o dinheiro dos impostos

é utilizado.

Embora sem ter esse acesso direto

aos valores apontados pelo Impostômetro

inaugurado em 20 de abril de 2005

em São Paulo e pouco tempo depois em

nossa cidade pela ACIA em parceria

com a FACESP, a população teria que

ter uma participação mais efetiva na discussão

do problema.

Nós empresários, sabemos que o

Impostômetro tem servido de parâmetro

dentre as ferramentas criadas em conjunto

com outras instituições apresentando

ações que visam esclarecer a popartir

do instante que a palavra “empreendedor”

passou a ser utilizada com mais frequência

nos meios econômicos, foi dada aos proprietários

das micro e pequenas empresas, uma

condição de coragem e ousadia. O termo empreendedorismo,

embora antigo, só ganhou força

nos últimos anos graças as iniciativas de instituições

como o SEBRAE, ACIA, visando estimular

as pequenas empresas a saírem da informalidade.

Assim os empreendedores ganharam coragem,

passaram a reformular seus conceitos sobre

a necessidade de crescimento e hoje desfrutam

de uma posição de respeito e admiração por

suas iniciativas. O reflexo está diretamente ligado

à procura de investimentos no Banco do Povo

Paulista, que em Araraquara, acaba de ter um fechamento

fantástico na liberação de financiamentos

a esses empreendedores, chegando esse

valor a R$ 501 mil a pessoas físicas e jurídicas,

um recorde desde a inauguração da unidade

há sete anos. De R$ 341 mil liberados em

2008, observa-se que o salto foi grande se comparado

a 2009. E a tendência é crescer ainda

mais, pois os pequenos empreendedores agora

sabem que podem crescer de forma organizada

e sustentável em seus negócios.

Capa

Gilmar Fotografias

LAZER E ALEGRIA

Um dos clubes de maior

conceito na região investe

na divulgação das suas

atividades para

conscientizar seus

associados sobre a

importância do lazer na

melhoria da qualidade de

vida das pessoas.

EDIÇÃO N° 54 - JANEIRO/2010

Diretor Editorial: Ivan Roberto Peroni

Supervisora Editorial: Sônia Marques

Assistente Editorial: Michele Rampani

Depto. Comercial: Gian Roberto - Sebastião Barbosa

Designer: Bete Campos, Mário Francisco e Carolina Bacardi

Impressão: Gráfica Bolsoni - (16) 3336 9008

A Revista Comércio & Indústria é distribuida gratuitamente

em Araraquara e região

INFORMAÇÕES ACIA: (16) 3322 3633

COORDENAÇÃO, EDITORAÇÃO, REDAÇÃO E PUBLICIDADE

Fone/Fax: (16) 3336 4433

Rua Tupi, 245 - Centro

Araraquara/SP - CEP: 14801-307

marzo@marzo.com.br



CONQUISTAS

2009: UM BOM ANO PARA O

NOSSO DESENVOLVIMENTO

Os últimos 12 meses foram

ótimos ao desenvolvimento

econômico de Araraquara.

Foi um período marcado,

especialmente, pela chegada

de importantes empresas de

vários segmentos.

O início do mandato do prefeito Marcelo

Barbieri e do seu vice Valter Merlos

que também foi escolhido para ser o secretário

de Desenvolvimento Econômico, foi

marcado por estudos, propostas e implantação

de projetos com o objetivo de se processar

a aceleração da mais importante pasta

do Governo.

Assim, em abril, quando o município

recebeu o gerente da Capital Realty, Guilherme

Rocha, já se sabia que a cidade fora

escolhida para abrigar o complexo Mega

Intermodal com 210 mil m², em função de

estar estrategicamente localizada e concentrar

empresas frigoríficas e indústrias

de açúcar e álcool.

Outra grande aproximação realizada

pela Prefeitura Municipal foi com o Grupo

Algar, especializado em TI (Tecnologia da

Informação) e outros produtos e serviços

por meio de fibra óptica. A Algar anunciou

na ocasião que pretendia investir cerca de

R$ 35 milhões em Araraquara. A empresa,

que chegou ao município em janeiro de

2009, já instalou mais de 30 quilômetros

de fibra óptica pela cidade.

Também garantiu a instalação no município,

a Usina Fortaleza (cimento), que recebeu

da Prefeitura uma área de 20 mil m².

A previsão é que comece a operar até o final

de 2010, investindo inicialmente R$

10 milhões e que sejam contratados cerca

de 100 funcionários.

A multinacional Big Dutchman, líder

mundial na fabricação de produtos e equipamentos

voltados para a criação de aves e

suínos também anunciou sua chegada com

investimentos de R$ 15 milhões, e deve gerar

300 empregos, entre diretos e indiretos.

A unidade de Araraquara será construída

em terreno de 100 mil m², próximo à

Fábrica Lupo, na Washington Luiz, sendo

16 mil m² doados pela Prefeitura. A obra será

concluída em dois anos.

O Grupo Ricoy foi outro que aportou

na cidade. Inaugurou sua loja no mês de outubro,

gerando 150 empregos.

No ano que passou, Araraquara recebeu

duas grandes empresas de Call Center. A

CPFL Atende e a Líder Telecom. Com início

das operações para fevereiro, a Líder começa

as atividades com a contratação de

500 funcionários, mas segundo a empresa, a

meta é fechar 2010 com 1.500 contratações.

Valter Merlos e Marcelo Barbieri

reunidos com diretores da Algar Telecom


Funcionários

da Sala do

Empreendedor:

Fortes, Adilson,

Joel Aranha,

Cleo, Isabel,

João e o secretário

de Desenvolvimento

Econômico,

Valter Merlos

EMPREENDEDOR

BEM VINDO A NOSSA SALA

O microempreendedor foi valorizado em

2009 pelas grandes conquistas da Secretaria

de Desenvolvimento Econômico. A primeira

boa notícia veio em fevereiro, com a

inauguração da Sala do Empreendedor.

Segundo Valter Merlos, a Sala do Empreendedor foi criada

com a intenção de desburocratizar o acesso das empresas aos serviços

públicos, já que o espaço concentra profissionais de várias

secretarias. Além disso, os empresários podem solicitar a emissão

da Inscrição Municipal e do Alvará de Funcionamento e outros

serviços. “Temos que incentivar a vinda de novas empresas para a

cidade e isso deve ser estimulado com ações que promovam o núcleo

empresarial”, reforçou na época o secretário de Desenvolvimento

Econômico.

Segundo um balanço apresentado pela Sala do Empreendedor,

no ano de 2009 foram liberados 1.800 novos alvarás e realizados

cerca de 4 mil atendimentos.

Outro grande passo para esse grupo de empresários foi o lançamento

das Medidas de Apoio à Formalização do Microempreendedor

Individual (MEI), em São Paulo. Merlos e o assessor

da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Joel Aranha, estiveram

na capital paulista na data do evento. No MEI podem se inscrever

os pequenos empreendedores com faturamento de até

R$ 36 mil por ano, que tenha até um empregado, não possuam

mais de um estabelecimento ou participem de outra empresa como

titular, sócio ou administrador. Para saber mais e se inscrever

no programa, os interessados podem procurar a Secretaria de Desenvolvimento

Econômico, ACIA, Junta Comercial ou contadores

filiados ao Secom.

Os microempreendedores também tiveram o auxílio precioso

do Banco do Povo, através de Mutirões do Microcrédito e atendimento

na agência; muitos pequenos empresários conseguiram alavancar

seus negócios.

Segundo dados do Banco do Povo, o ano de 2009 fechou com

mais de R$ 501 mil financiados a pessoas físicas e jurídicas, um recorde

desde a inauguração da unidade, há sete anos.

Prefeito Marcelo Barbieri com agentes de crédito do Banco do Povo


Marcelo Barbieri assinou contrato em setembro com a Funcef; Valter Merlos, Edinho Silva,

Guilherme Lacerda e Eduarda Lopes (Morada do Sol S/A) acompanharam o ato

INVESTIMENTO

O QUE MUDA COM A FUNCEF

A força de um investimento

em nossa cidade vai gerar

emprego, renda e o grande

fortalecimento da economia

no município. É a Funcef

chegando a todo vapor.

A confirmação dos investimentos a serem

realizados pela Funcef - Fundação

dos Economiários Federais na área adquirida

por ela, localizada no Centro de Eventos

de Araraquara e Região (CEAR) foi formalizada

em setembro pelo prefeito Marcelo

Barbieri, com a participação do presidente

da fundação, Guilherme Lacerda,

em ato ocorrido na Prefeitura.

A primeira etapa do projeto da Funcef,

que possui um patrimônio de R$ 37 bilhões,

em Araraquara consiste na construção

de um shopping de 18 mil m², um hotel

com 204 apartamentos e duas torres comerciais.

Essa fase terá um investimento

inicial, apenas para obras, de aproximadamente

R$ 40 milhões e uma previsão de

término em dois anos e meio.

Já a segunda fase da obra compreende

a expansão do shopping, que deve chegar a

50 mil m² e a construção de mais duas torres,

que podem ser comerciais ou residenciais

dependendo da demanda. No total, o

projeto terá um investimento superior a R$

140 milhões somente em obras.

Segundo o presidente da Funcef, Guilherme

Lacerda, até o final de 2010, a cidade

de Araraquara já contará com um novo

hotel, ainda sem bandeira definida.

Metade do valor de R$ 10 milhões pagos

pela Funcef, foi utilizado para o pagamento

da contrapartida do Estádio da Fonte

Luminosa, já quitada pela Prefeitura em

2009 e para a reforma dos pavilhões do

Cear.

Para o secretário de Desenvolvimento

Econômico, Valter Merlos, o trabalho ressalta

a força econômica e política da cidade,

pois estão todos unidos para o progresso

do município.



FUTURO

ENERGIA DE

R$ 750 MILHÕES

A Subestação de Energia que se projeta, é

vista por políticos e empresários como uma

grande oportunidade para a expansão da

nossa economia a partir de 2011.

Os empresários de Araraquara conheceram no ano que passou,

os detalhes do projeto de transmissão de energia do Rio Madeira,

a ser gerado pelas usinas Hidrelétricas de Santo Antônio e

Jirau, em Porto Velho (RO) e que terá uma Subestação em Araraquara.

A apresentação ficou a cargo do diretor técnico da CYMI,

Marcelo Vargas Rêdes e da diretora administrativa Renata Baraúna,

ambos da concessionária do grupo vencedor da licitação.

Marcelo Rêdes afirmou que o linhão, que terá 2.375 km livres

sem interrupções, é o segundo maior do mundo. “A energia virá

por meio de corrente contínua, em dois cabos. Aqui na Subestação

de Araraquara será operada a inversão e a energia será distribuída,

primeiramente, para o Sul e parte de Minas Gerais, em corrente

alternada de 500 KV. Na segunda etapa, o estado do Rio de

Janeiro também será contemplado”, explicou.

O investimento em Araraquara é de R$ 750 milhões. Estimase

um repasse anual de R$ 30 milhões para o município, com a Subestação

finalizada em 2013.

Rêdes ainda comentou que a área de 1 quilômetro quadrado,

onde será instalada a subestação em Araraquara, foi escolhida pela

Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

Para o prefeito Marcelo Barbieri, a instalação da Subestação

em Araraquara irá contribuir e muito, para o desenvolvimento econômico

da cidade. “É um investimento muito grande, que vai gerar

emprego, renda e que fortalecerá a cidade junto a futuros investidores,

possibilitando a vinda de mais indústrias para a nossa

cidade”, avaliou.

O vice-prefeito e secretário de Desenvolvimento Econômico,

Valter Merlos, falou sobre a importância dos empresários em

acompanhar as necessidades de abastecimento da obra, em relação

aos materiais de uso continuado, bem como os insumos, para

que consigam se afirmar como potenciais fornecedores, além de

prestadores de serviços. “Para nós, a vinda desta Subestação é

uma grande oportunidade”, finalizou.

Em julho, empresários participaram da apresentação do projeto no

auditório da Associação Comercial e Industrial de Araraquara


NOVOS PROFISSIONAIS

Formatura dos

alunos do Senai

Merlos parabeniza

aluno do curso de TI

QUALIFICAÇÃO

DE OLHO NO AMANHÃ

Cursos profissionalizantes

com formação de

mão-de-obra qualificada

para o desenvolvimento

da cidade.

Em outubro os alunos da sexta turma do

projeto Canteiro de Obras receberam os certificados

de conclusão de cursos técnicos.

Foram mais de 143 pessoas em Araraquara.

Voltado a trabalhadores da construção civil

e realizado por meio da parceria entre Prefeitura

e Senai, o projeto ministrou, desde o

primeiro semestre, cursos gratuitos de pedreiro

assentador, pintor de obras, eletricista

instalador predial e instalador hidráulico

predial, com carga de 100 horas cada, entre

aulas práticas e teóricas.

Somente em 2009, 901 pessoas, de vários

bairros da cidade, como Jardim América,

Selmi Dei, Vale do Sol, Cecap e Jardim

Ieda, receberam certificados de qualificação

profissional, o que demonstrou

grande interesse para a capacitação.

Também foram oferecidos este ano, em

parceria com o Senai, os cursos de confecção-operador

de máquina reta, para 24 pessoas;

confecção bordado (15 pessoas), confecção

de bijuterias (16 pessoas), panificação

(14 pessoas) e confeitaria (mais 14 pessoas).

Um leque de opções se abre ainda, pois

a Prefeitura oferece diversos cursos da

área de Tecnologia da Informação (TI). O

Student to Business é projeto em parceria

da Prefeitura com a Microsoft e promove

cursos gratuitos nas áreas de Desenvolvimento

de Sistemas, Infraestrutura, Banco

de Dados e Expression.

A carga é de 80 horas e os cursos, voltados

para estudantes maiores de 16 anos,

são realizados nos laboratórios de informática

das empresas e faculdades de TI da

cidade que são parceiras da Prefeitura e

apoiam esse projeto.

Para Valter Merlos, o curso representa

uma grande oportunidade para os jovens

abraçarem uma profissão. “O ramo de TI é o

que mais emprega no mundo. E a Prefeitura

de Araraquara oferece, dessa forma, uma

chance real de emprego aos jovens por meio

da qualificação”, ressalta o secretário.

Além disso, a Prefeitura disponibiliza

a esses alunos o It Academy, curso on-line

com plataforma e certificação Microsoft e

o Planseq Software, por meio do Ministério

do Trabalho e Emprego e Faculdades

Logatti. Como se vê é a abertura de portas

para o sucesso dos jovens.


VISÃO

INSTITUTO DE TECNOLOGIA

NOSSO PRÓXIMO PASSO

A intenção de formar o Instituto de Tecnologia de Araraquara

(ITA) no município foi anunciada em 2009 pelo prefeito

Marcelo Barbieri e pelo vice-prefeito e secretário do

Desenvolvimento Econômico, Valter Merlos.

Em um encontro realizado na Sala de

Reuniões do Gabinete, com a participação

de Nilton José Cainelli, coordenador municipal

de Indústria e Tecnologia, e Luiz Geraldo

Zaccarelli Cunha, responsável pela

Encontro entre

autoridades e

empresários de

TI aconteceu

em maio. Foi o

primeiro passo

para a formação

do ITA, um

avanço muito

grande na cidade

área de planejamento e assuntos internacionais

da Prefeitura, além de representantes

da maioria das empresas de Tecnologia

da Informação (TI) da cidade, foram abordadas

e discutidas a situação do Pólo de TI

e as novas diretrizes estruturais para que se

consolide a cidade como referência na

área. Como estratégias futuras para a meta

da cidade ser referência em TI, a Secretaria

de Desenvolvimento Econômico citou

a vinda do Cefet para a cidade, a inclusão

digital da população, o fomento e criação

de uma instituição gestora compartilhada,

a continuidade das ações atuais e um plano

de comunicação com a comunidade.

Os benefícios oferecidos pela Prefeitura,

afim de trazer novas empresas de TI

para a cidade, também foram apontados,

envolvendo a doação de terrenos, as obras

de infraestrutura e o auxílio no procedimento

administrativo. “Acho que temos

condição de avançar com profissionalismo

e agilidade para aprofundar o projeto

do ITA, o que significa um avanço muito

grande para a cidade”, disse o prefeito Marcelo

Barbieri.

Ele acredita que a formação do Instituto

proporcionará uma coordenação permanente

de todos os projetos que envolvem a

área de TI na cidade. O prefeito deixou claro

que quer tratar do assunto de “maneira sólida”.

“Temos empresas produtivas, que desejam

ter resultados concretos em retorno e o

poder público tem interesse no que isso nos

traz: qualidade de vida, geração de renda,

emprego e impostos”.


Amleto Landucci Jr, diretor Comercial

de Varejo e Hélio Viana Pereira,

vice presidente de Distribuição

da CPFL foram recebidos por

Marcelo Barbieri e Valter Merlos,

secretário de Desenvolvimento

SERVIÇOS

CPFL INVESTE

R$ 10 MILHÕES

A segunda unidade da CPFL

Atende começa a funcionar

esse mês em Araraquara. O

investimento de quase R$ 10

milhões é para o seu call

center já instalado no prédio

da companhia no Melhado,

podendo receber cerca de 23

mil chamadas diárias.

A implantação da unidade CPFL Atende

reforça a frente de atuação em contact

center do Grupo CPFL Energia. A iniciativa

pioneira no setor elétrico brasileiro demonstra

a vocação da companhia para

prospectar, diversificar e desenvolver modelos

inovadores de negócios. Ourinhos

recebeu a primeira central em julho de

2009.

O anúncio da instalação do call center

aconteceu no mês passado. O prefeito Marcelo

Barbieri e o vice Valter Merlos receberam

na prefeitura o vice-presidente de

Distribuição da CPFL Energia, Hélio Viana

Pereira e o diretor comercial de Varejo

da CPFL, Amleto Landucci Jr.

Na ocasião, Landucci ressaltou que

Araraquara tem estrutura de telecomunicação

adequada para atender a demanda

das instalações, mão-de-obra qualificada

para preencher os postos de trabalho, além

de localização geográfica estratégica no

Estado. A cidade disputou com mais cinco

cidades: Ribeirão Preto, Jundiaí, São José

do Rio Preto, Bauru e Sorocaba, essa nova

unidade da CPF Atende.

Para 2010, a empresa conta com 266

posições de atendimento, salas de treinamento,

controle de tráfego de chamadas e

monitoração da qualidade do atendimento,

espaço de descanso, área de convivência

e biblioteca. De acordo com o planejamento,

para a primeira fase da expansão, a

empresa prevê o recrutamento de mais

500 pessoas no primeiro trimestre desse

ano e para 2011, a meta é crescer para somar

1.200 funcionários na unidade local.

Em relação a contratação dos profissionais,

a CPFL buscou um perfil diferenciado

com foco na inclusão no mercado de

trabalho. “Demos preferência no preenchimento

das vagas aos candidatos negros

e pardos; aqueles com mais de 40 anos;

que possuem deficiência física; desempregados

há mais de dois anos e os que procuram

o primeiro emprego”, explicou Viana.

A CPFL Atende, em Araraquara, realiza

atendimento via 0800, chat e e-mail para

empresas do grupo CPFL e também ao

mercado externo. “O Call Center da CPFL

sempre foi modelo para as empresas do setor

de energia elétrica e, agora, elas poderão

contar com os nossos serviços para

atender também a seus clientes”, comenta

Landucci Jr.

Os diretores da CPFL, Hélio Viana Pereira

e Amleto Landucci Jr, na cerimônia



INAUGURAÇÃO

NESTLÉ CRESCE

EM ARARAQUARA

A Nestlé continua investindo

na cidade, proporcionando

geração de renda, empregos

e impulsionando a produção

leiteira regional.

Inauguração da nova

unidade da Nestlé

aconteceu em novembro

e contou com a presença

de Geraldo Alckmin, do

deputado Roberto

Massafera e do

presidente da empresa,

Ivan Zurita

Depois das especulações sobre o fechamento

da fábrica da Nestlé em Araraquara,

e de muitas reuniões entre o prefeito

Marcelo Barbieri e o presidente da empresa

Ivan Fábio Zurita, foi anunciada em

agosto a construção de uma nova unidade

de fabricação. Três meses depois, dia 25

de novembro, a unidade foi inaugurada em

Araraquara.

De acordo com o presidente da companhia,

o investimento foi de R$ 120 milhões

na unidade, que produz leites Ninho

e Molico. Futuramente, a empresa deve iniciar

na cidade também, a fabricação do leite

Sollys.

Zurita acredita que o investimento em

Araraquara, impulsionará a produção leiteira

regional, por meio da captação de leite

de qualidade. A nova unidade possibilitará

crescer no segmento de leites líquidos

em que ingressou em 2009 com muito sucesso

por meio de marcas fortes e reconhecidas

pela qualidade.

A capacidade de produção da nova

planta será de 100 milhões de leite/ano,

com a expectativa de gerar mais de 1,6 mil

empregos diretos e indiretos na região. A

área da nova fábrica é de 40 mil m² e conta

com equipamento de última geração para

o envasamento do produto.

O faturamento previsto é de R$ 250 milhões/ano

e gerando cerca de R$ 20 milhões

de ICMS.

Entusiasmado com a demanda gerada

para a bacia leiteira do município e que vai

beneficiar mais de 500 famílias de assentados,

o prefeito Marcelo Barbieri destacou

que o trabalho do manejo do leite requer

pequena área de terra e um esforço

diário, ao contrário da cana e da laranja

que já estão mecanizados. “Os empregos

gerados e o fortalecimento do pequeno produtor

é nossa maior vitória, além do orgulho

de ter um leite de qualidade com o nome

de Araraquara na caixa sendo distribuídos

em boa parte do País”.

O secretário Valter Merlos, do Desenvolvimento,

também na condição de presidente

da ACIA, lembrou que a nova fábrica

se deve ao trabalho de Barbieri e as

condições propostas pela região.


POLÍTICA E DESENVOLVIMENTO

O APOIO DE MASSAFERA A MARCELO

AJUDANDO O MUNICÍPIO A CRESCER

Nestes últimos 12 meses, o

município vive uma nova

fase no desenvolvimento da

sua economia. São ações que

fortalecem o comércio e a

relação industrial com o

exterior, posicionando

Araraquara no ranking das

melhores cidades brasileiras

para se morar.

“O nosso trabalho em parceria com o

município, é uma prova do

crescimento econômico de

Araraquara, que além de atrair

grandes empresas também se

destaca em relação ao micro

empreendimento”.

ROBERTO MASSAFERA

DEPUTADO ESTADUAL

Roberto Massafera, quando prefeito

municipal, fez de Araraquara uma cidade

modelo; como deputado estadual tem se

mantido fiel às suas raízes, preservando

com a comunidade um relacionamento

que o torna um dos mais eficientes políticos

da nossa história.

Voltado a essa prática de parceria com

a administração municipal, o nome de

Massafera está vinculado ao desenvolvimento

econômico e uma de suas últimas

iniciativas mostra isso: aprovou no orçamento

de 2010 emenda que destina R$ 1

milhão para a criação do curso de Engenharia

Química na Unesp de Araraquara.

Para o parlamentar, o investimento em

ciência e tecnologia é fundamental para o

desenvolvimento da cidade e do País.

Na defesa pela aprovação da emenda,

Massafera argumentou que o novo curso

utilizará todas as instalações existentes no

campus local e formará profissionais na

área tecnológica.

“O curso de Química já existente no

campus de Araraquara. Forma profissionais

e cientistas de elevado nível, por isso

o curso de engenharia que estamos propondo

será o elo entre a ciência e a tecnologia”,

avalia o deputado.

Em sua justificativa, Roberto Massafera

fez questão de argumentar que o engenheiro

químico é um profissional perfeitamente

apto a aperfeiçoar e elaborar novos

métodos para fabricação de produtos químicos;

projetar e controlar a construção, a

montagem e o funcionamento da instalação

de fábricas onde realiza-se o preparo

ou tratamento químico; além de investigar

as diferentes etapas de produção, visando

redução de custos e controle de qualidade,

entre outras funções.

“O campo de atuação do engenheiro

químico hoje é bem abrangente, em diversas

áreas como a biotecnologia, energia,

ambiental, alimentação, microeletrônica,

indústrias farmacêuticas, ou seja, é um profissional

muito requisitado pelo mercado

de trabalho”.

Massafera comemorou a inclusão de

sua emenda no Orçamento Estadual enfatizando

que a criação do curso de Engenharia

Química contribuirá para que ocorra

um salto de qualidade no campus de Araraquara.

“As nações mais desenvolvidas do planeta

são as que investem maciçamente em

ciência e tecnologia. Os investimentos do

Brasil nessa área ainda são muito incipientes,

por isso toda iniciativa neste sentido é

um avanço”, conclui.


A TIVI é um projeto que visa

aproveitar o tempo que a

população passa dentro do

transporte coletivo.

COMUNICAÇÃO

INICIATIVA INÉDITA DA CTA APRESENTA

INFORMAÇÃO, ENTRETENIMENTO E CULTURA

Os usuários de transporte

público que utilizam os

ônibus da CTA estão tendo

contato com uma nova forma

de mídia. Monitores foram

instalados em várias linhas e

transmitem durante todo o

dia, programação que oferece

informações importantes.

Uma iniciativa inédita nos ônibus de

Araraquara está agradando os passageiros.

Há um mês, quatro ônibus da CTA

(Companhia Tróleibus Araraquara) estão

rodando com painéis de tela plana que

transmitem diversas informações aos usuários,

como propagandas, jogos, dicas e

mensagens de utilidade pública.

Os quatro ônibus que receberam os monitores

neste primeiro momento foram escolhidos

pela quantidade de passageiros:

o 221, da linha América/Iguatemi, o 227,

da linha Victório De Santi/Maria Luiza, o

233, da linha Vale do Sol/Parque São Paulo

e o 229, da linha Hortências/Águas do

Paiol.

O contrato, firmado entre a CTA e a Pereira

Lopes Multimídia, no entanto, prevê

a instalação de monitores em 50 ônibus da

Ernesto Luis Pereira Lopes e

Fábio Alcedo, administram a

empresa responsável pela

implantação do sistema

empresa, ou cerca de 65% da frota, além

de painéis no TCI (Terminal Central de

Integração) que serão interligados online

a uma central. De acordo com o contrato,

essa instalação será gradual e deve ser realizada

durante todo o ano de 2010.

Segundo Fábio Alcedo, sócio da Pereira

Lopes Multimídia, essa é uma nova mídia,

já usada em grandes capitais do País e

que começa a chegar ao interior.

“Ela é ecologicamente correta, que fala

direto à população. Além disso, é uma

mídia que está em constante evolução”, comenta

Fábio.

São positivas as primeiras respostas em

relação a essa nova forma de comunicação.

Segundo Fábio, muitas empresas, especialmente

aquelas que buscam

atingir a grande massa,

têm se interessado e já

começaram a anunciar. Para

os passageiros, a nova

mídia se tornou uma fonte

de informação e cultura.

“A programação é trocada

semanalmente, o que a torna

a TV dinâmica e surpreendente”.

“O projeto não só

agrega cultura e informação,

mas contribui também

com a CTA, que tem

espaço gratuito na programação

para veicular informativos”, finaliza

Fábio Alcedo.

Para a administração municipal (Prefeitura,

DAAE e CTA), os painéis representam

mais uma facilidade de acesso à informação.

Mais de 10% do tempo de divulgação

são destinados às campanhas do

Governo Municipal.

“Os ônibus transportam cerca de 45

mil passageiros por dia e o espaço criado é

uma grande ferramenta para a divulgação

de peças de interesse público, como a campanha

contra a dengue, matrículas escolares,

mudança de horários de ônibus, entre

outras”, esclarece o presidente da CTA,

Paulo Rodrigues.

O presidente Paulinho Rodrigues

dinamiza a CTA com iniciativas inovadoras



Policiais homenageados com o Marco da Paz e as autoridades presentes ao evento

EM FOCO

OS SOLDADOS DA PAZ

Em dezembro, a quarta

edição da entrega do Troféu

Marco da Paz aos policiais

que mais se destacaram em

2009, foi marcada por

emoções e o reencontro de

velhos e bons amigos.

“Uma cerimônia para se reconhecer e

valorizar o trabalho da classe que, com bravura

e lealdade no cumprimento do seu dever,

protege a cidade e a população”. Foi

com essas palavras que o presidente da

ACIA, Valter Merlos, definiu a importância

de mais uma versão do “Troféu Marco

da Paz”, instituído em São Paulo pela

FACESP e organizado em algumas cidades

do interior. Araraquara destaca-se pelo

comprometimento da ACIA que reconhece

o trabalho da Polícia Militar, na segu-

rança pública. Os policiais militares agraciados

com o “Marco da Paz” servem à 1ª e

3ª Cia de Policiamento do 13ºBPM, Força

Tática, Polícia Ambiental, Corpo de Bombeiros

e Polícia Rodoviária.

O prefeito Marcelo Barbieri, após a entrega

do “Marco da Paz”, ressaltou que os

profissionais escolhidos são merecedores

do prêmio: “O troféu serve de estímulo para

todos da corporação”, completou o prefeito.

Em nome do 13°BPM, o Ten. Cel. Lúcio

José Gonçalves lembrou que a homenagem

é extensiva a todos os familiares,

que tanto apoiam os profissionais no desempenho

de suas funções.

O “Marco da Paz” é um monumento único

no gênero, lembrando aos homens dos

cinco continentes a necessidade da manutenção

da Paz à atual geração

e às novas gerações

com a promessa de

um mundo melhor. Ele

foi idealizado por Gaetano

Brancatti Luigi,

que passou parte da infância

na Itália durante a

2ª Guerra e viu os horrores

do conflito. Hoje ele

está radicado no Brasil,

desenvolvendo excelente

trabalho pela Paz.

Saudação de

Valter Merlos


Marlene Porsani (ACIA)

e o Cap. Luis Roberto

Moreira Filho

(comandante da

Companhia de Força

Tática) homenageiam o

casal Márcia Haddad/

Ten. Fernando Marino

Porto (a filha é Malú)

SUA VIDA, SUA HISTÓRIA

O VENCEDOR COM

TODAS AS HONRAS

O Tenente Porto é definido

como oficial leal, sincero,

inteligente e disciplinado,

exemplo a ser seguido por

seus colegas e merecedor

do Marco da Paz em 2009.

“O Fernando exerce sua função como

Comandante de Pelotão da Força Tática,

destacando-se por sua responsabilidade,

profissionalismo e dedicação, conquistando

o respeito e a admiração dos seus companheiros”.

A frase é do Cap. Luis Roberto

Moreira Filho, comandante da Companhia

de Força Tática,

ao indicar com

sua equipe, o Tenente

Fernando

Marino Porto,

para receber o

“ M a r c o d a

Paz”.

Ele nasceu

em Araraquara

Ten. Porto e

Cap. Moreira

no dia 5 de abril

de 1972. É filho

de Maria Aparecida

Marino e Francismauro Affonso

Porto. É casado com Márcia Haddad com

quem tem uma filha, a Malú.

Antes de ingressar na polícia, Porto, como

é chamado entre os colegas, se formou

bacharel, em 1995, em Ciências Administrativas

pela Universidade de Araraquara.

Em 2000, graduou-se bacharel em Ciências

Policiais de Segurança e Ordem Pública

pela Academia de Polícia Militar do

Barro Branco.

Iniciou nas fileiras da corporação em

1997, em São Paulo, local onde frequentou

o Curso de Formação de Oficiais da

Academia de Polícia Militar do Barro

Branco. Concluiu o curso em dezembro de

2000, e no mesmo período foi apresentado

no 22º BPM/M, onde exerceu as atividades

até abril de 2004.

Em seguida, foi transferido para o 13º

BPM/I (Araraquara), inicialmente classificado

como Comandante do 2º Pelotão da 4ª

Cia PM, em Ibitinga e, em outubro do ano

de 2005, foi classificado na 1ª Cia como Comandante

de Força Patrulha, permanecendo

até fevereiro de 2009, quando foi apresentado

na Companhia Força Tática, onde

exerce suas atividades até os dias atuais.

Laureado com o Mérito Pessoal, em 5º,

4º, 3º e 2º Graus, Porto realizou vários cursos

dentro da PM: Instrutor de Tiro Defensivo

na Preservação da Vida; Curso de Policiamento

em Eventos e ainda Curso de Gerenciamento

de Crises.


Homenagem a Sd. PM

Aparecida Xavier dos

Santos (ao seu lado o

marido Ademar dos

Santos Jr.), através de

Célia Merlos (Fundo

Social e ACIA) e do

Cap. Paulo Henrique

Jurisato, comandante

da 1ª Companhia

SUA VIDA, SUA HISTÓRIA

EM 2009, A MELHOR DA

PRIMEIRA COMPANHIA

Considerada uma autêntica

promotora da cidadania, a

policial Eliana Xavier dos

Santos mostra com brilho, o

espírito de trabalho adotado

pela 1ª Cia.

A soldado Eliana Aparecida Xavier

dos Santos nasceu em Araraquara no dia

10 de maio de 1973. Ingressou na Polícia

Militar em 16 de março de 1992, após concluir

em 30 de outubro do mesmo ano, o

Curso de Formação de Soldados realizado

em Franca.

A policial presta serviços na 1º Cia da

Polícia Militar

de Araraquara,

e segundo o

Capitão Paulo

Henrique Jurisato,

“externa

qualidades que

a enaltecem como

profissional”.

Sd. Xavier e

Cap. Henrique

Xavier executa

com primor

as missões

que lhe são atribuídas, conservando os princípios

da paz e respeito à dignidade humana.

Atualmente na função de ronda escolar,

é responsável pelo patrulhamento junto às

escolas públicas, estaduais e municipais

existentes na área de sua subunidade. “A soldado

Xavier se mostra uma autêntica promotora

da cidadania no trato fraterno com

as crianças e os adolescentes, conscientizando-os

à observância dos princípios éticos

e morais que regem a vida em sociedade”,

reforça o Capitão Henrique Jurisato.

Ela já se dedicou dentro da 1º Cia da Polícia

Militar ao trabalho preventivo; policiamento

de trânsito e atuou como instrutora

do Programa Jovens Construindo a Cidadania.

Profissional muito bem preparada, Xavier

traz em seu currículo diversos estágios

e cursos. No ano de 2008 participou

do Curso de Agentes do Programa Jovens

Construindo a Cidadania.

Dentre suas qualidades pessoais destacam-se

lealdade e honradez. Foi agraciada

com a Láurea do Mérito Pessoal em 5º e 4º

Graus.

Observando suas virtudes, o comando

da 1º Cia reconhece que a soldado Eliana

Xavier dos Santos é merecedora da presente

honraria, indicando seu nome à Associação

Comercial e Industrial de Araraquara

para receber o valioso Troféu “Marco

da Paz”, como prêmio ao seu empenho

profissional.


Sd. PM Silmara Regina

Correia Figueiredo ao

lado do marido Silvio

Marques de Figueiredo

e do filho Filipe, recebe

o Marco da Paz das

mãos de Célia Merlos

(Fundo Social e ACIA) e

do Cap. Fábio Ricardo

(comandante da 3ª

Companhia)

SUA VIDA, SUA HISTÓRIA

A VALORIZAÇÃO DO

POLICIAL MILITAR

O comprometimento e o

nível profissional renderam a

soldado Silmara Regina

Correa Figueiredo, o

prestigiado “Marco da Paz”

promovido pela ACIA.

Nascida em 27 de agosto de 1976, em

Araraquara, Silmara Regina Correa Figueiredo

é filha de Paulo Araujo Correa e

de Eva Renato Correa e casada com Sílvio

Marques de Figueiredo. Dessa união nasceu

Filipe Correa Figueiredo.

Ela ingressou na Polícia Militar do Estado

de São Paulo em 1996, concluindo o Curso

de Formação

de Soldado em

23 de maio de

1997. Foi imediatamente

classificada

para

servir em nossa

cidade, onde

permanece trabalhando

até hoje.

Sd. Silmara e

Cap. Fábio

A policial

Silmara foi eleita

o destaque do mês de março de 2009 dentro

do 13ºBPM. Esse reconhecimento é decorrente

da elevada capacidade de ação e

alto grau de profissionalismo e compromisso

com o serviço policial-militar e o interesse

público. “Trata-se ainda de uma

profissional que se destaca positivamente

no relacionamento com seus pares e superiores

hierárquicos e também com a comunidade,

pela boa educação e pela boa vontade

que sempre demonstra na realização

dos seus trabalhos”, destaca o Cap. Fábio

Ricardo Ferreira, comandante da 3ª CIA

de Policiamento.

Silmara destaca-se ainda na função de

instrutora do Programa Jovens Construindo

a Cidadania. “Ela conseguiu no decorrer

de 2009, excelentes resultados com melhoria

da qualidade de vida de centenas de

jovens que participam do Programa”, reforça

o Cap. Ferreira.

Já agraciada com a Láurea do Mérito Pessoal

em 4º Grau, a soldado Silmara, munida

de todas as suas virtudes e semeando a cidadania

entre jovens da cidade e região, é considerada

o grande destaque da 3ª Cia.

A homenagem que a ACIA e a Polícia

Militar prestam a Silmara, serve de estímulo

ao seu desempenho e aos demais policiais

que atuam com brilhantismo na

corporação. São iniciativas assim, comenta

Ferreira, que valorizam o profissional,

aproximando-os ainda mais da comunidade.


O Sd. PM Guilherme

Henrique Manzano

Miranda, que serve na

Polícia Ambiental, e a

noiva Daniela, são

homenageados pela

vice presidente Célia

Merlos, do Fundo

Social e do CME

da ACIA

SUA VIDA, SUA HISTÓRIA

LUTANDO POR UM

MUNDO MELHOR

Preservar e defender o Meio

Ambiente, são ações de um

jovem policial interessado

num futuro mais seguro para

as nossas crianças e a própria

humanidade.

Guilherme Henrique Manzano Miranda,

quando nasceu (28 de setembro de

1984), até poderia ter outros sonhos, contudo,

a ele o destino reservou uma missão

especial: aprender a conviver, valorizar e

lutar pela preservação da natureza. Para

isso, diz ele com muito orgulho, fui à luta.

Miranda ingressou no Curso de Formação

de Soldados, em São José do Rio

Preto em 27 de março de 2007, exatamente

um ano após seu acesso

na Polícia Militar. Profissional

dedicado, sempre

exerceu sua função com

extrema competência e

habilidade, observando

constantemente os princípios

éticos e morais que

regem a vida em sociedade.

Na função de auxiliar

Sd. Miranda e

Cabo Wellington

administrativo, o soldado Miranda é responsável

pelo bom andamento na administração

estadual. “Seu empenho e dedicação

proporciona a fluidez de seu trabalho.

Soldado Miranda é um profissional

leal e honrado e através de suas características

pessoais e profissionais, conquistou

a amizade e simpatia dos integrantes de

sua instituição”, comenta o Tenente Leandro

José Oliveira, que comanda a Polícia

Ambiental em nossa região.

Buscando agir da melhor forma e sentindo-se

preparado para interagir com a

nossa sociedade, Miranda também cursa a

faculdade de Pedagogia na Universidade

Estadual Paulista (Unesp), em Araraquara.

Observando suas virtudes pessoais e

profissionais, diz o Tenente Leandro, queremos

patentear nosso reconhecimento

pela demonstração de desprendimento,

responsabilidade, amor à causa pública e

tenacidade perante os desafios surgidos durante

o exercício de seu

mister.

Miranda afirma que

está orgulhoso com a homenagem

e que prefere dividí-la

com todos os companheiros:

“Nossa luta é

por uma causa justa, procurando

construir um

mundo melhor, a cada dia

e sempre”.


Policial Rodoviário

Agnaldo Rogério

Felipe (esposa Kátia e

o filho Matheus),

recebe o Marco da Paz

do seu comandante

interino Ten. Nelson

Leite Carrijo Jr., Célia

Merlos e do Juiz de

Direito Gilson Miguel

Gomes da Silva

SUA VIDA, SUA HISTÓRIA

PARABÉNS AGNALDO,

VOCÊ TEM SIDO “10”

A Polícia Rodoviária este

ano indicou ao Prêmio

“Marco da Paz”, um dos seus

profissionais de maior

destaque: soldado Agnaldo

Rogério Felipe.

Sd. Agnaldo e

Ten. Carrijo

Nascido em Araraquara, no dia 20 de

dezembro de 1971, Agnaldo é filho do casal

Maria Conceição Paulino e Adirson de

Felipe. Ele constituiu família ao casar-se

com Kátia de Oliveira Felipe, com quem

tem um filho; Matheus Willian.

Este brilhante profissional da nossa

Rodoviária começou na Polícia Militar

em 1993, quando

frequentou

o Curso de Formação

de Soldados

PM, em

Jardinópolis.

Em seguida foi

designado para

frequentar o

módulo específico

em Campinas,

onde

concluiu o Curso

de Especialização de Praças em Policiamento

de Trânsito Rodoviário. Após o

término do curso, se apresentou na 1ª Companhia

do 3º Batalhão da Polícia Rodoviária,

em Araraquara, onde exerce suas atividades

até hoje. Desempenhando um belíssimo

trabalho na administração do 1º Pelotão

de Araraquara, é respeitado por não

esmorecer diante das dificuldades do

dia-a-dia.

Agnaldo destacou-se por 15 anos em

atividades no serviço operacional, trabalhando

na prevenção de acidentes de trânsito

e também no atendimento de diversas

ocorrências voltadas à área criminal. Hoje,

o soldado Felipe atua também como

Instrutor do Projeto Educacional “Trânsito

Legal”, aplicado às crianças da 4ª Série

do Ensino Fundamental em nossa cidade.

Já reconhecido com a Láurea do Mérito

Pessoal em 5º e 4º Graus e também a Medalha

“Cruz de Sangue” no Grau Bronze,

Felipe é agraciado com o “Marco da Paz”.

“Pela sua competência, honestidade e lealdade,

o Soldado Felipe é merecedor, pois

nunca mediu esforços para o engrandecimento

do Policiamento Rodoviário e da

Corporação a que serve”, diz o 1º Tenente

Nelson Leite Carrijo Júnior: “Profissionais

com este perfil merecem ter o reconhecimento

da comunidade”, completa o

comandante, orgulho em poder cumprimentar

um dos mais destacados profissionais.


Marlene Porsani (ACIA)

e Cap. Cássio Augusto

Amaral (comandante do

Corpo de Bombeiros)

na homenagem ao casal

Silmara - 2° Sgt. Braz

Rodrigues, o melhor da

unidade em 2009

SUA VIDA, SUA HISTÓRIA

O MELHOR DOS BOMBEIROS EM 2009

A indicação feita pelo nosso

Corpo de Bombeiros para

homenagear o 2° Sargento

Braz Rodrigues, foi vista

como reconhecimento e

valorização ao profissional.

A escolha foi perfeita.

Embora formado em Estudos Sociais,

o PM Braz Rodrigues tem pela profissão

de bombeiro enorme orgulho. Sua vida, segundo

ele mesmo comenta, é escrita por

palavras de integração e felicidade à unidade

que serve, mas acima de tudo, de

amor à família que constituiu ao casar-se

com Silmara

Zeato e com

quem possui

dois filhos:

André Luiz e

Allan Felipe.

Ele ingressou

na Polícia

Militar em 87,

e após nove

Sgt. Braz e

Cap. Cássio

anos como policial,

passou a

fazer parte do

Corpo de Bombeiros, no ano de 1996.

De acordo com o Comandante do Corpo

de Bombeiros, Capitão Cássio Augusto

Amaral, Braz Rodrigues é um profissional

exemplar, dedicado ao trabalho e ao

bem-estar da nossa população.

O ilustre homenageado tem muitos cursos

e estágios na Corporação em seu currículo.

Um de grande destaque é o “Curso de

Combate em Incêndios em Local Confinado”.

Rodrigues também já participou de

vários salvamentos e serviços prestados à

comunidade, mas um que muito se orgulha

foi a realização de um parto em um apartamento

em São Paulo, devido ao local e a

iminência do fato.

O policial não é o único na família a integrar

a corporação: seu irmão, Luis Carlos

Rodrigues, por muitos anos fez parte

do nosso Corpo de Bombeiros ao lado de

Braz. Hoje, Luiz Carlos está servindo na

capital paulista no Policiamento Ostensivo.

O Capitão Cássio reforça a importância

dessa justa homenagem a um profissional

sério, engajado em sua profissão e dedicado,

que cada dia mais enaltece o nome

da corporação. E fazemos isso, conclui

Cássio, com muita alegria, pois ele é admirado

por todos os companheiros.


Grupo vocal “Sou da Paz” fez cinco apresentações na cidade, cativando o público

MÚSICA

NATAL DE VOZES E LUZES!

Um maravilhoso Natal repleto

de luzes e muita alegria

empolgou os araraquarenses e

encerrou o ano de 2009 com

muita paz e otimismo.

Dezembro. A cidade foi presenteada

com a mais linda decoração natalina por

suas ruas. O SINCOMÉRCIO repetiu o sucesso

do últimos anos e caprichou nos enfeites

e luzes.

Os investimentos foram os mesmos do

Natal de 2008 e os principais corredores

comerciais tiveram iluminação especial.

As ruas do centro da cidade, Vila Xavier,

Carmo e Avenida 36, receberam arranjos

natalinos em toda sua extensão.

A Vila Xavier, novamente, na rotatória

da Avenida Francisco Vaz Filho, teve belíssima

árvore de Natal, levando àquele bairro

todo o espírito da cristandade. A praça da

Igreja Santa Cruz foi enfeitada com árvores

e bolas gigantes espalhadas pelo jardim.

Como em 2008, o destaque da programação

de fim de ano, foram as apresentações

do Grupo Vocal “Sou da Paz”, regido

pelo Maestro Plínio Oliveira. Sua primeira

apresentação foi em 2007 e contou com a

formação original do grupo, composta por

crianças e jovens de Curitiba.

Praça da Santa Cruz

Em 2008, através de um projeto social,

cerca de 65 crianças de vários bairros de

Araraquara substituíram o grupo original

e mostraram muito talento nas apresentações

e em 2009, o “Sou da Paz” repetiu o

encantamento dos outros anos. Também

composto por crianças e jovens de Araraquara,

o grupo realizou cinco apresentações

na cidade.

Nos dias 6 e 7 de dezembro, o público

que se dirigiu à Praça Pedro de Toledo, ficou

entusiasmado com as canções e o clima

de paz na abertura oficial do Natal.

A programação ainda contou com apresentações

do “Sou da Paz” na Igreja Nossa

Senhora do Carmo, na Igreja Santo Antonio

e na Nossa Senhora Aparecida. Em todos

os eventos, a população

foi presenteada

com lindas vozes e canções.

Maestro Plínio Oliveira

e o ex-presidente do

SINCOMÉRCIO Ivo

Dall´Acqua Jr.,

durante a abertura

oficial do Natal

em Araraquara


O importante é que a cada ano que passa

o Natal vai se transformando em um

trabalho promocional diferenciado,

criando na comunidade regional uma

ansiedade muito grande, culminando

com visitas e compras num comércio

profundamente competitivo

Laércio Grilli Grande, Marcelo Barbieri,

Toninho Deliza, Célia Merlos, Plínio Oliveira

e Zí Barbieri, na Praça Pedro de Toledo

Público prestigiando o “Sou da Paz”

A beleza da ornamentação

Sônia Borges (ex-presidente da ACIA),

Euzânia Andrade (Secretária de Cultura),

Antônio Martins (Secretário de Educação)

e Ivo Dall’Acqua Jr. (SINCOMÉRCIO),

prestigiaram a apresentação na Praça

Pedro de Toledo




Ricardo e o pai Abelardo em 2007

Em 1955, Abelardo parece vislumbrar na Livraria São Bento o sucesso do futuro

GENTE DA NOSSA TERRA

MARCAS QUE FICARAM PELA VIDA

Abelardo Maria de Andrade

e o filho Ricardo, foram ao

longo do tempo, exemplo

perfeito de integração e

harmonia entre gerações. Por

isso a Distribuidora Andrade

cresceu e expandiu seus

pontos de entrega de revistas

e jornais em toda a região.

Hoje, os netos assumem a

empresa e consolidam o

negócio da família,

caminhando na mesma

trilha de sucesso.

O que se observa na história da Livraria

Vamos Ler e da Distribuidora Andrade, é o

apego da Família Andrade por uma obra comercial

de inestimável valor para a nossa comunidade.

Em um primeiro passo, a ousadia

de Abelardo, depois a presença do filho

Ricardo que partiu no esplendor da sua vida

profissional e familiar. Durante o período

de convivência dos dois, observou-se que a

experiência acumulada de um, somou-se ao

vigor e à força do outro. Assim, a sabedoria

uniu-se à impetuosidade e os dois fizeram

da venda e distribuição de revistas e jornais,

um grande negócio.

COMO TUDO COMEÇOU

Abelardo Maria de Andrade nasceu no

dia 18 de outubro (Dia de São Lucas e Dia

do Médico) em nossa cidade, sendo filho

de Maria de Jesus e Francisco Maria de

Andrade (“Seo” Francisco).

Abelardo sempre teve uma convivência

plena com sua terra natal. Aqui fez o

Curso Técnico de Contabilidade no antigo

Colégio Duque de Caxias e por mais de

cinco anos trabalhou no armazém da família

Andrade; posteriormente seguiu para

São Paulo, onde cursou Economia na Faculdade

Armando Álvares Penteado. Na

capital paulista trabalhou durante três

anos em indústria de móveis e calçados.

Em 1949, com a mãe adoentada, viuse

obrigado a retornar para ser sócio do cunhado

Totó Campana, na Livraria Vamos

Ler em frente a Casa da Cultura (antigamente

Colégio Araraquara). Nelson Barboza,

ao passar no exame para Delegado

de Polícia, havia deixado a sociedade com

Totó na livraria. Nela, Abelardo ficou por

mais de 30 anos, embora ainda hoje pertença

à família. Foi nesta época que conheceu

e casou-se com Elza Ferrarezi,

com quem teve 4 filhos: Abelardo, Jussara,

Ricardo e Marcelo.

Como a Livraria Vamos Ler vendia algumas

marcas da Abril (Contigo, Zé Carioca

e Pato Donald), distribuídas pela Scalize

de São Carlos, Abelardo decidiu conversar

com Victor Civita, presidente da

Editora Abril que ele conhecera durante

sua permanência em São Paulo. Nascia então

uma pequena distribuidora, anexada à

livraria.

O casal com os filhos Abelardo, Jussara,

Ricardo e Marcelo em festa familiar


Abelardo com familiares na entronização do seu retrato na Galeria de Presidentes,

na Beneficência Portuguesa, feliz iniciativa do presidente Fábio Donato Gomes Santiago

Lucy e Eduardo no comando da empresa

Abelardo e Mônica

personagem de

Maurício de Souza

lançado pela Abril

Ainda na década de 60, Abelardo teve

que deixar o prédio na Rua São Bento, pois

a Família Haddad (São Paulo), pretendia

transformar todo espaço em um centro comercial

e com salas no pavimento superior.

O estoque da livraria ele vendeu para seus

funcionários; ficando com o nome Livraria

Vamos Ler, levou a distribuidora para a Rua

São Bento esquina com a Av. Feijó.

Foi nos anos 70 que ele implantou a

Distribuidora Andrade, negócio de sucesso

que funciona até hoje. Em 1975, a

empresa deixou a São Bento e passou a funcionar

por um longo

período na Feijó, 472,

onde ele tinha uma

área: “O José Benedito

Aranha propôs ficar

com a metade da área,

construindo um salão

em troca. Aceitei e

conquistei uma sede

para a distribuidora

que começou a crescer”,

lembra Abelardo.

No ano de 1997, a

Distribuidora vivia

seu momento de expansão

e se mudou para

outro prédio próprio

ainda na Avenida

Feijó, 578.

O FILHO RICARDO

Lucy e o marido Ricardo, abraçados com os

filhos Eduardo e Fernando, em 2006

Abelardo contou durante a expansão

da Distribuidora com o trabalho e dedicação

especial de um de seus filhos: Ricardo.

Após o primário no Grupo Escolar “Pedro

José Netto” e o ginasial no IEBA, Ricardo

decidiu seguir os passos do pai e desde os

18 anos começou a trabalhar na distribuidora.

Paralelamente ao trabalho, ele cursou

Administração de Empresas e pode

aplicar o conhecimento adquirido no dia a

dia da Distribuidora.

O crescimento foi o resultado da parceria

entre pai e filho e rendeu a consolidação

da empresa e prêmios. Uma premiação

de muito prestigio aconteceu no ano

2000, quando Ricardo foi homenageado

por Vitor Civita, no Cinquentenário da Editora

Abril, como responsável por uma das

maiores e melhores distribuidoras de revistas

e publicações do País.

Ricardo, casado com Lucy e pai de Fernando

e Eduardo, no entanto, partiu muito

cedo (2007), mas deixou exemplos e uma

linda trajetória de vida, sempre pautada pelo

trabalho, a ética e a responsabilidade.

O FANTÁSTICO ABELARDO

Ele participou em nossa cidade da direção

do Sindicato do Comércio Varejista e

formou a primeira diretoria da Sociedade

de Orquidófilos. Participou também de várias

diretorias da Beneficência Portuguesa

nos anos 50 e foi presidente de 1956 à

1958 e durante esse período, administrou o

hospital com grande desprendimento, competência

e a permanente vontade de servir

sua terra natal.

O filho Abelardo e o pai: história da família

escrita com carinho e amor

A EMPRESA HOJE

Com a aposentadoria do avô Abelardo

e o falecimento do pai, em 2007, um dos filhos,

Eduardo, assumiu a administração

da Distribuidora Andrade. Para isso teve

que deixar o Curso de Engenharia Mecânica

(3° ano na Unicamp). Ao seu lado estão

a mãe Lucy e o irmão Fernando.

A empresa após todos esses anos, está

consolidada e prevalece com o pioneirismo

familiar num importante ramo de atividade

atendendo mais de 35 cidades com

pontos de distribuição em bancas, supermercados

e assinaturas.

Uma notícia agradável e que proporcionou

à família um grande orgulho, foi dada

no mês passado quando a Dinap (Distribuidora

Nacional de Publicações), decidiu

entregar à Distribuidora Andrade, toda

distribuição centralizada em São Carlos

(antes era Mário Constanzo, há mais de 50

anos no mercado regional).

Com isso, a família teve que deixar o

prédio na Avenida Feijó, 578, e transferirse

para um imóvel bem mais amplo, proporcionando

novos investimentos e geração

de empregos.

Ao assumir a distribuição de São Carlos

e região, a Distribuidora Andrade se

torna responsável por mais de 150 pontos,

não apenas preservando, mas fortalecendo

o velho desafio de Abelardo Maria de

Andrade.

Novas instalações da

Distribuidora Andrade

no Distrito Industrial

de Araraquara, com

espaço amplo para

atender toda a região


NEGÓCIOS

BALANÇAS & CIA

EMPRESA LÍDER DE MERCADO

Transparência e confiança

são características de uma

empresa jovem, que em seu

segmento já se transformou

em importante referência na

cidade e região.

Alexandre Ferreira focado nos serviços de

qualidade para fidelizar o cliente

Em junho de 2006, a cidade ganhou

uma empresa que nasceu para ser grande.

A Balanças & Cia atua nas áreas de venda

e manutenção de balanças comerciais, industriais,

equipamentos para comércio e

automação comercial completa. Além disso,

trabalha com toda linha de suprimentos

como bobinas térmicas para impressoras

fiscais e não fiscais.

No comando da empresa está Zeigler

Alexandre Ferreira, que decidiu montar a

Balanças & Cia, a partir de uma pesquisa

de mercado que apontou deficiência no

atendimento neste segmento em nossa cidade.

“Assim nasceu a Balanças & Cia e

através de muito trabalho, conseguimos as

certificações necessárias para a credibilidade

do negócio”, conta o diretor.

Trata-se de uma empresa certificada e

autorizada pelo IPEM e INMETRO, o que

permite prestar serviços de manutenção

em balanças com capacidade de até

120.000 kg. Essa qualificação é um dos

motivos que elevam a empresa ao patamar

de líder de mercado nesse setor. Somado a

esse fator, profissionalismo e transparência

são mais duas razões para a respeitabilidade

que a Balanças & Cia conquistou

em menos de quatro anos de trabalho. “A

seriedade no atendimento e na prestação

de serviços é uma das nossas características.

Aqui o cliente sabe tudo o que acontece

com sua balança. Nossa preferência é

atender o cliente em sua própria empresa;

quando isso não é possível, ele tem acesso

total aos procedimentos dentro da nossa

oficina”, explica Zeigler. A empresa hoje

se orgulha de uma carteira com mais de

500 clientes, representando a qualidade

de fabricantes de balanças e equipamentos

de expressão no mercado nacional, como

Filizola, Toledo, Balmak, Urano, Marte e

Líder Balanças.

A equipe é formada por profissionais

qualificados e certificados para oferecer o

melhor serviço e solução aos seus clientes.

Segundo Zeigler, o objetivo é sempre aumentar

o custo-benefício para o cliente.

“O nosso trabalho é, justamente, fornecer

o que o cliente precisa. Nosso diferencial é

a capacidade de diminuição de custos. Tentamos

fazer o máximo para que ele possa

continuar usufruindo do equipamento

com qualidade”, diz ele de forma segura,

mostrando principalmente, sua grande experiência

neste ramo de atividades.

Para 2010, a empresa irá agregar mais

um serviço, colocando à disposição dos

clientes todo o suporte no setor de Tecnologia

da Informação (TI). “Vamos enfatizar

a área de automação.

O cliente terá

tudo, desde os

caixas, impressora

fiscal, leitor de código

de barras e balança”,

finaliza Zeigler,

agradecido ao

apoio que tem recebido

dos seus

clientes na cidade

e região.

ATENDIMENTO BALANÇAS & CIA

Rua Expedicionários do Brasil, 2926

Fones: (16) 3331-4226 / 9712-8556

E-mail: balancas.companhia@terra.com.br


SAUDADE

O GRANDE

BENTINHO

Bento Marques da Silva,

personagem importante da

nossa história, partiu, em 21

de dezembro, aos 77 anos,

para o merecido descanso.

A nós, hoje restam as

lembranças e a saudade de

um cidadão amigo.

Bento Marques da Silva e seus irmãos,

Terezinha, Belmira, Mário, João, Maria e

Osvaldo, ainda jovens, assumiram com a

morte do pai Manoel (a mãe era Assumpta

Maria Biagione), muitas responsabilidades,

deixando para trás uma infância humilde.

Foi quando o irmão João, proprietário

da Elétrica Santa Teresinha, convidou Bento

e Mário para trabalharem com ele. Após

alguns anos, os dois decidiram abrir o próprio

negócio, e com o apoio de João, inauguraram

a Radio Elétrica Geral, em 1951.

Por trinta anos, os dois irmãos Marques

da Silva trabalharam em sociedade,

vendendo rádios, tvs, aparelhos eletrônicos

e elétricos. Após três décadas de sociedade

com o irmão Mário, eles resolveram

se separar e Bento continuou com a Rádio

Elétrica Geral, que hoje está sob o comando

de uma de suas filhas. Ele era casado

com Beatriz Leognano Marques. O casal

teve quatro filhos: Beatriz, Bentinho, Mônica

e Lilian .

Mário Marques faleceu em junho e na

ocasião, Bento relatou emocionado sua trajetória

de vida ao lado do irmão e deixou

uma lição de fé e trabalho: “Nossa luta foi

maravilhosa, espetacular, graças ao bom

Deus nós tivemos vitórias e mais vitórias.

O nosso capital eram quatro mãos, as duas

dele e as minhas duas, e sempre trabalhando

com muita vontade, conquistamos muita

coisa”.


Aulas de Hidroginástica na piscina que também tem 3 tobogãs

Shows do Araraquarense em seu novo espaço: antigo Municipal

REPORTAGEM DE CAPA

CLUBE ARARAQUARENSE

SUA MELHOR OPÇÃO DE LAZER É AQUI

Considerado um dos mais

belos clubes sociais do

interior, o Araraquarense

fortalece ainda mais suas

atividades e passa a ser

apontado como uma fonte

inesgotável de lazer, para

intensificar a amizade e

também o companheirismo

entre seus associados.

A história do Clube Araraquarense se

confunde com a história de vida de muitos

moradores de nossa cidade. Desde 1882

no coração de Araraquara, o clube é o lugar

ideal para toda a família.

Com uma infraestrutura excelente,

construída em mais de 44 mil m², o Araraquarense

é reconhecido como um clube

completo: “Saúde, lazer e diversão, tudo

em um único lugar e com acesso rápido e

fácil, bem na região central da cidade”,

afirma o presidente do Clube Araraquarense,

Alder Bedran. Atualmente, são cerca

de 2.500 sócios, que somando seus dependentes,

resulta em quase 7.500 pessoas

e 81 funcionários plenamente capacitados

para o atendimento e prestação de serviços,

além dos terceirizados totalizando

mais de 100 colaboradores.

ESPORTE

O Araraquarense se preocupa em oferecer

uma grande diversidade de atividades

esportivas aos seus associados. Para

muitos, a prática esportiva é encarada como

fator importante para a manutenção do

bem estar, pois alivia o estresse e promove

o condicionamento físico. Outros já encaram

o esporte com o formato competitivo

e, no clube, esses dois grupos encontram

assistência.

O esporte original do clube é o tênis.

Praticado desde sua inauguração, os associados

têm à disposição, cinco quadras de

Saibro e professores para orientação e

acompanhamento dos treinos, além do

Baby Tênis para as crianças.

Para os amantes do futebol, o Araraquarense

organiza campeonatos internos

na modalidade society. O clube adquiriu

Presidente

Alder Bedran

há alguns anos, o antigo Estádio Municipal

e disponibilizou esse espaço para o uso

de seus associados.

Outra atração é a moderna e muito

bem equipada Academia onde o sócios

têm a possibilidade de frequentar aulas em

diversas modalidades de ginástica. A novidade

em 2009, foi a implantação das aulas

de Pilates. “Um grande sucesso. Era um pedido

dos associados e que procuramos

atender”, comenta Bedran.

A Natação e o Bocha são outras duas

modalidades de destaque no Clube. A piscina

olímpica funciona para os treinos e au-

O restaurante, maravilhoso salão de festas, o parquinho e a brinquedoteca para que

as crianças possam se divertir em companhia dos pais, são alternativas de lazer


las de natação. Já na Bocha, os praticantes

encontram a estrutura completa, com campeonatos

que mobilizam grande parte do

quadro associativo, possuindo também

uma das equipes mais competitivas de toda

a região.

Boliche, squash, hidroginástica, sauna,

yoga e jogos de cartas têm espaço no

clube com elevado número de adeptos, o

mesmo ocorrendo com Dança: às crianças

são oferecidas aulas de Ballet Clássico e

Contemporâneo e para os adultos, aulas de

Dança de Salão.

LAZER E DIVERSÃO

O ambiente saudável e amigável faz

do clube uma opção de lazer e diversão envolvendo

toda a família. Para a criançada,

muita alegria com o ambiente especial do

Parquinho e da Brinquedoteca.

Os amigos podem se reunir e passar

agradáveis momentos às sextas e aos domingos

com a apresentação de música ao

vivo. Quinzenalmente, às sextas, é realizado

o Cultural Game. Somado a isso, o

complexo de piscinas possui uma infantil,

uma semi-olímpica e uma recreativa com

tobogã. Quadras de esportes, salão de festas

e um aconchegante restaurante completam

a estrutura do Araraquarense.

Ao longo do ano, o clube presenteia

seus associados e a população, promovendo

grandes shows com artistas consagrados

do cenário musical brasileiro.

Diretoria do Araraquarense realizando importante trabalho para mostrar ao associado que

o clube é o ponto de encontro para toda família vivenciar o lazer com muita descontração

Na verdade, o Araraquarense faz parte

da vida da cidade, não apenas pela gran-

CLUBE ARARAQUARENSE

Av. Dom Pedro II, 1192

Agendamento (16) 3334-7200

com Natacha ou Iraci

NOVIDADES

Sempre inovando e atento às necessidades

dos seus associados, o Araraquarense

passa por reformas em alguns setores

do seu espaço físico. Em fase de conclusão

está a reformulação dos vestiários

femininos e masculinos, mas vem muito

mais em 2010. “O clube é dinâmico e estamos

constantemente ouvindo nossos associados

e assim, implantando todas essas

novidades”.

De acordo com o presidente Alder Bedran,

para esse primeiro semestre estão

programados dois grandes projetos: a reforma

do restaurante para atender com

mais conforto os associados e, em seguida,

melhorias na estrutura do salão de festas.

Segundo Bedran, será trocado todo o

forro e instalado ar condicionado. Isso vai

qualificar ainda mais esse belíssimo espaço

do clube.

“Convidamos todos aqueles que queiram

conhecer o Araraquarense, para que

agendem uma visita. Com certeza encontrarão

o lugar ideal para curtir e relaxar,

com opções de esporte e lazer para toda a

família, no clube com sede em local privilegiado

na cidade”, finaliza Bedran.

Congraçamento através do futebol society

A bocha hoje é uma modalide atraente

Pilates, uma novidade no clube

Sofisticados aparelhos na academia

Boliche com 4 pistas da marca Kopp

Aulas nas quadras de tênis


Pais já sabem que uma parte do orçamento no início do ano será destinada à compra do

material escolar e as papelarias percebem este movimento desde o mês passado

PAPELARIA

UMA CORRIDA PARA

A VOLTA ÀS AULAS

Os primeiros meses do ano

concentram os preparativos

para o retorno às aulas, por

isso, o consumidor deve

estar atento e pesquisar

bastante na hora da compra

do material escolar.

As papelarias já oferecem todas as novidades

do setor e a procura começou cedo.

Para o sócio do Bazar Sensação, Máximo

Delbon Jr., a expectativa para esse ano

é de que seja mantido o volume de vendas

de 2009. “Essa é uma época em que as pessoas

estão descapitalizadas, então é preciso

ter variedade de produtos, preço, qualidade

e condições de pagamento para atrair

o cliente”, explica.

Porém, muitos pais se antecipam e realizam

a compra do material escolar em dezembro.

“Eles preferem utilizar o 13º salário

para essa despesa; tem também aqueles

que optam em comprar no último mês do

ano para sair de férias com tranquilidade,

sem ter essa preocupação no retorno”,

completa Máximo.

Os pais devem pesquisar preços em diversos

pontos de vendas, como papelarias,

depósitos, lojas de departamentos, entre

outros. O ideal é não levar os filhos na hora

da compra para evitar “pressões”.

Antes de comprar, é importante verificar

quais os produtos do ano anterior, em

bom estado e que podem ser reaproveitados,

essa inclusive é uma das orientações

do nosso Codecon. Outra recomendação

é informar-se sobre as formas de pagamento

oferecidas e a possibilidade de

desconto para pagamento à vista.

Todos os produtos devem conter informações

básicas na sua embalagem. De

acordo com o Código de Defesa do Consumidor,

toda informação deve ser adequada,

clara, com especificação correta de

quantidade, características, composição,

qualidade, prazo de validade e preço, bem

como os riscos que apresentam à saúde e

segurança dos consumidores.

A grande novidade deste ano é que a

Montreal, na Rua Nove de Julho esquina

com Duque de Caxias, também estará vendendo

material escolar. Para o diretor da

Montreal, Reinaldo Dias de Lima, a comercialização

dos artigos escolares já neste

mês, visa oferecer uma opção aos consumidores:

“Temos condições de vender

qualidade por preços mais acessíveis, pois

a Montreal, por ser uma rede, compra em

grande quantidade”, finaliza Reinaldo.


Família unida: Iraci, Fernando e Arthur

HOMENAGEM

O “REI” DOS CALÇADOS

O comércio fortaleceu o

amor entre pai e filho. Arthur

Argenti construiu uma linda

história em nossa cidade. O

filho Fernando se orgulha e

segue de forma notável os

seus caminhos.

Uma empresa passar de geração em geração

é bastante comum, entretanto quando

amor e admiração são fatores responsáveis

por essa continuidade e não a obrigação

ou imposição, tornam a história bem

mais interessante. Os personagens desse

quadro são pai e filho, que acharam no

amor ao comércio uma das maiores afinidades

de suas vidas.

Arthur Argenti nasceu em Matão, em

1940, mas bem pequeno se mudou com a

família para Araraquara. Ainda jovem,

Arthur conquistou seu primeiro emprego,

começando como vendedor na antiga Casa

Ari, na Rua Nove de Julho.

Foi assim seu primeiro contato com o

comércio e com os clientes. Nessa época,

Arthur constituiu sua família, casou-se em

1969 com Iraci Jardim; o casal teve dois filhos:

Fernando e Rodrigo.

Iraci e Arthur no atendimento

No início da década de 70, após alguns

anos como vendedor, Arthur se deparou

com uma grande oportunidade e com muita

coragem, sem medo de trabalhar e apoio

familiar incondicional, ele comprou um

prédio também na Rua Dois, no número

967 e lá abriu o Rei dos Calçados, loja que

possibilitou seu crescimento financeiro, independência

e qualidade de vida para toda

a sua família.

No Rei dos Calçados, Arthur fez história,

se tornou um dos comerciantes há mais

tempo em Araraquara. Sempre cordial, atencioso

e buscando oferecer produtos de qualidade

aos seus clientes, o Rei dos Calçados

conquistou seu espaço. Sinal desse crescimento

foi a transferência da loja para um local

mais amplo, bem ao lado do primeiro endereço,

no número 981 da Nove de Julho.

Também se envolveu com o desenvolvimento

da cidade, participando ativamente

da Associação Comercial e Industrial e do

Sindicato do Comércio Varejista .

Arthur sempre teve ao seu lado Iraci;

dedicada, que acompanhou o marido em

todos os momentos. Também presença

constante na loja era o filho mais velho,

Fernando.

Aos 15 anos, Fernando começou a trabalhar

no Rei dos Calçados e se aproximou

ainda mais do comércio e de seu pai Arthur.

Entretanto, continuar gerindo a empresa da

família não foi sua opção naquele momento.

Fernando escolheu cursar Engenharia Civil

e mudou-se para Barretos; lá permaneceu

por dois anos, depois se transferiu para

Araraquara, onde se formou na Faculdade

Logatti. Em 1995, Fernando se casou com

Luciana, sua namorada desde o ginásio. Ela

também se formou em engenharia no Logatti.

Hoje o casal tem dois filhos; Leonardo

(12 anos) e Mariana (9 anos).

Loja localizada no mesmo endereço que a

primeira montada por Arthur

Ao terminar a faculdade, Fernando percebeu

que o destino já tinha lhe mostrado o

caminho e mesmo formado, decidiu, junto

com a esposa, abrir uma filial do Rei dos

Calçados na Vila Xavier, em 1996, com total

apoio do pai.

Fernando seguiu por cinco anos com a

loja na Vila, até que em 2000 uma grande

oportunidade surgiu. Assim como aconteceu

com seu pai, o prédio da Nove de Julho

967 estava disponível. Então, Fernando e

Luciana, montaram um novo negócio, a

Rainha dos Calçados, no mesmo endereço

em que seu pai há quase 30 anos havia começado.

Por nove anos, pai e filho trabalharam lado

a lado, em harmonia e com muito amor.

Um convívio estreito, afetivo e de muita

cumplicidade. Em agosto de 2009, após 38

anos de muito trabalho, Arthur e sua esposa

Iraci encerraram as atividades do Rei dos

Calçados, mas deixaram a seus clientes e

amigos, a possibilidade de encontrar no trabalho

de seu filho Fernando, no comando

da Rainha dos Calçados, a mesma dedicação,

cordialidade e profissionalismo que

marcaram suas vidas no comércio.

Hoje, Arthur se faz presente na loja quase

todas as manhãs para encontrar seus

clientes queridos e acompanhar com orgulho

o crescimento de seu filho e nora.

“Sempre quis dar sequência naquilo que

ele construiu, nossa afinidade é muito grande

e tenho nele o grande exemplo da minha

vida”, expõe Fernando.

Casal Luciana e Fernando


A diretoria da ACIA cumprimenta os aniversariantes de janeiro

DATA NOME EMPRESA DATA NOME EMPRESA

01/01

02/01

02/01

02/01

02/01

03/01

03/01

03/01

03/01

04/01

04/01

04/01

05/01

05/01

05/01

05/01

06/01

06/01

06/01

06/01

06/01

07/01

08/01

08/01

08/01

08/01

08/01

08/01

09/01

09/01

10/01

10/01

10/01

10/01

11/01

11/01

11/01

11/01

12/01

12/01

12/01

12/01

12/01

13/01

13/01

14/01

14/01

14/01

14/01

14/01

Celso Luiz Bortolozzo

Jorge Lorenzetti Neto

José do Carmo Ribeiro

Luis Carlos S. Figueiredo

Guilherme G. Rodrigues

José Jaime Reis Carlton

Fernando P. Lima Horta

Artur de Lima Osorio

Júlia Vitória R. V. Dick

Cristiane Ap. Mistrão

Vagner José Martinez

Antônio Sérgio Solssia

Valdecir Claudinei Bachi

Ana Maria Fazolaro Leo

Elizabethe Luiza N. Gama Vicentin

Kalyanran Parthasarathy

Amaro José Jeronimo

Décio Trosdorf

Geisler Chbane Bosso

Maria Angélica Honório Maia

Alex Rodrigo Celestino

Vitor César de Moura

Arthur Wormhoudt

Neide Mendonça Sgarbosa

Jovenil Alves de Souza

Rosana Cristina A. B. Santana

Marcos Sidnei Bau

Fernanda Barreto Lordello

Wilson Pedroso

Renato Torres Augusto Neto

Moacir Sávio

Cristiano Cutig Ferrari

Luciane Ap. Braz Melato

Abel Trizolio

Geraldo Luis Tampellini

Álvaro Romano

Gesiel de Souza Rodrigues

Roberto Filandra Filho

Jaime Crispim

Elísio Luis Pires

César Fiedler

Luciano Henrique T. Guimaraes

Maria Isabel das Neves

Heloiza Helena R. Bronzatti

Sueli Ap. Tita Amaral

Evandro Casemiro

Antônio Donizete Bacaglini

Marlene Luzia Martello Bortolotti

João Geraldo Viana

Christian Valente Gentil

Panificadora Bortolozzo

Lar Escola Redenção

Marcenaria São José

Ideia Artes e Molduras

Cachaçaria

Carlton

Intercitrus

Topser Engenharia de Agrimensura

Ararte

GM Indústria, Comércio e Manutenção

Martinez Auto Center

Solssia Corretora de Seguros

Acoval

Leomaq

Farmácia Santa Paula

C.R.I Bombas Hidráulicas

P.A.M

Casa Virgínia

Vilage Marcas & Patentes

Tamitex

Papa Léguas Conveniências

Minas Queijos

Nene & Vidroara

Scada Shoes

Casa de Carnes Jomardi

AABS Comercial

Panificadora Estrela

Icthus

Índio Despachantes

Só Telhas

Marcenaria São José

ACF Indústria e Comércio

Kaeseg Corretora de Seguros

Quitanda e Mercearia Lúcia

Gemarge

Caldeirão Massas e Frios

Souza Rodrigues e Lisboa Advogados

CIEE

Cardans Pegaso

Pires Auto Center

Iesa

Biofarma

Bar e Mercearia da Lourdes

La Nature

Amaral e Tita

Banco ABN Amro Real

Lanchonete Araraquara

Marla Modas

Transportadora Viana

Unifer

15/01

15/01

16/01

16/01

16/01

16/01

16/01

16/01

17/01

18/01

18/01

19/01

19/01

20/01

20/01

21/01

21/01

22/01

22/01

22/01

23/01

23/01

23/01

24/01

24/01

24/01

24/01

25/01

25/01

25/01

26/01

26/01

26/01

28/01

28/01

28/01

29/01

29/01

29/01

29/01

29/01

29/01

30/01

30/01

31/01

31/01

31/01

31/01

Amalfi Mori

João de Freitas Gouvêa

Edson José Cavalli

Neide de Fátima P. Girasol

Maria da Paz Soares de Lima

João Aparecido Peroni

Werley Nielson Costa

Sueli Teresinha Antônio Ferrari

Maria Olympia Pedrão Grecco

Natália Bonini

Arlindo José do Santos

Adhmar Benetton Júnior

Luiz Alberto Marques

Giuseppe Morvillo Júnior

Raquel D´Avila Ferreira

Alessandra Peres Gil

Deives Henrique B. Vitória

Marina Murad

Marco Antônio B. Padovani

Alex Mendonça da Silva

Vaine Luiz Barreira

Alberto de Paula Orlando

Alexandre Safatle Rezek

Antônio Carlos P. Almeida

Anderson Lisardo P. Moraes

Amarildo Aparecido de Moura

Dirce Alves Pinto Deliza

Marco Aurélio Volpe Nogueira

Maria Alice Cordeiro Mendes Dias

Suzana Martiniano Galassi

Vera Lúcia Paravani Palaçon

Maria de Fátima de Oliveira

Sander Julien

Denilson Kennedy Martins

Maria Otília B. G. Manfre

Valéria Cardoso Marques

Tereza Donizete de Souza Juliani

Neuza Alves Siqueira Soares

Geraldo Roberto Barretos

Milton Cardoso

Geraldo Roberto Barrettos

Maria Célia Cosin de Oliveira

Caetano Antônio Pesce

Jayme Outeiro de Oliveira Neto

Ângela Maria F. Branco Haddad

Florisvaldo Catellani

Ildefonso do Nascimento F. Neto

Marina de Oliveira Marin

Amalfi Mori & Filhos

Advocacia

Ótica A Lojinha

Girassol Modas

Extintores Avanço

Lumar Com. e Assistência Técnica

Pedras Brasil

Ottimo Alimentos

Sercal

Central Cópias

RS Equipamentos

Novamoto

Puruca

Hidromor Materiais Hidráulicos

D`Avila Embutidos e Defumados

Confeitaria Docinho

Transneto Combustíveis

Gordon Motos

Henrimar

Aradent

Mentat

Lanalu Modas

Apoio Jurídico Araraquara

Tribuna Impressa

Solar Films

Supermercado Imperador

Casa Deliza

Utilidades 99

GMD Esportes

Treliara

Hexis Científica

Lufa Refratários

Turkão Trator

Engefer Ferramentas

Konsult

Restaurante Chaplin

Naju Modas

Água Expressa, Gelo & Carvão

Usifermaq

Milton Cardoso Seguros

Maqfer

Taiga Calçados

Café Irca e Machiara

Marmoraria Art Tec

Chalu Imóveis

Clube 22 de Agosto

Horiam Segurança e Vigilância

Horiam Serviços

Horiam Centro de Formação

Excellent Global

Estamos colaborando

na construção de uma

grande cidade


CIESP FECHA O ANO COM CHAVE DE OURO

A Diretoria Regional do CIESP em Araraquara

realizou em dezembro (15) no

Chopp Time (Jaraguá), o almoço de confraternização

para os associados, com a presença

da Diretora Titular Eneida Miranda

de Toledo e seus Vices Diretores Ademir Ramos

da Silva e João Luiz Ferreira. Mais de

40 empresas tomaram parte, sendo que 36

delas foram diplomadas no último quadrimestre:

“Comemoramos os resultados positivos

da diretoria em 2009, pois ficamos em

1º lugar no número de associações em outubro

e novembro, dentre as 43 Diretorias do

Estado de São Paulo. Também nos confraternizamos

com os nossos associados,

reunindo o setor industrial de Araraquara e

região”, disse o gerente regional Carlos

Aiello. As empresas receberam o Diploma

de Associação e o botton da entidade entregues

pelos diretores.

Já no dia 17 de dezembro, foi realizado

o Café Empresarial “Coffee Business” na

sede do CIESP reunindo 26 empresas associadas

na condição de prestadores de serviços

e um grupo de 14 empresários da

Incubadora de Empresas. As empresas

O gerente regional do Ciesp, Carlos Aiello

e sua equipe na organização do

Café Empresarial em dezembro

A diretora Eneida Miranda de Toledo entrega

o Diploma de Associação a Apparício

Penteado Jr (Friozem Logística)

apresentaram seus produtos e serviços,

bem como definiram as condições especiais

para o convênio CIESP.

As prestadoras de serviços, disse

Aiello, estão preparadas para atender a

grande demanda do setor industrial e foram

escolhidas pela Gerência Regional face

a qualidade e condição especial que se

propuseram no momento da associação.

Destaque para a Uniodonto que recentemente

se conveniou ao CIESP para oferecer

o que há de mais moderno em plano

odontológico. Outro destaque é o INPG -

Instituto Nacional de Pós Graduação, que

se associou e já oferece cursos com condições

diferenciadas, além da possibilidade

de turmas fechadas para grupos ou empresas,

bem como a oferta in company.

O INPG vem sendo parceiro do CIESP

há anos e tem oferecido cursos de especialização

e MBA para inúmeros colaboradores

e funcionários de empresas de toda a região.


vidaempresarial

SORRISOS E ABRAÇOS

Final de ano é marcado por alegres

comemorações numa demonstração de

afetividade e companheirismo. É nesta

época que plantam-se as sementes do

amor ao próximo e que mais adiante vão

brotar para mostrar a importância do ser

humano viver em sociedade.

Renato Haddad (Somzão da Avenida 36)

e Francisco Umberto Nigro Neto (Nigro

Alumínio), colocando a conversa em dia

Casal Maria Vicenza-Theofilo Perche durante

evento organizado pela ACIA

O QUE ESTÁ ACONTECENDO...

• A Pipocopos preparando-se para

inaugurar no ano que vem mais uma filial

na região central da cidade. A empresa

cresce e lidera o ranking em seu

segmento, acentuando cada vez mais

a visão empreendedora da conceituada

Família Deliza.

• Diretores e funcionários da Passarela

comemoram o sucesso da linda loja de

calçados instalada na Nove de Julho. Ela

nos faz lembrar a marca deixada pelo

Dedé, de Leandro Calçados, anos atrás.

• Graças ao trabalho do seu gerente

regional Marcos Tadeu Tangerino, o

Banco Nossa Caixa fechou 2009 com

grande sucesso na cidade.“É o nosso

trabalho de equipe”, considera Marcos,

que foi no ano passado um excelente

parceiro da ACIA.

Joel Aranha e Teresa Smirne, alegria e

comemoração nos 25 anos da loja

assinada por ela

Pedro Celli, proprietário da Spline

Multimídia, recebe o prêmio das mãos de

Bruna Veiga da São Paulo Film Comission,

de melhor videoclipe da música Anjo

Guardião da Banda Canal da Graça na VI

Mostra Competitiva de Vídeos do Interior

no Sesc de Ribeirão Preto.

Ademar Ramos (Ramos Alumínio) e Antônio

Junquetti (Stúdio 4), fazendo previsões

para o ano que surge

A Revista Comércio & Indústria,

recebeu a agradável visita de

Tânia Machado, Gerente de Clientes,

da It Midia (publicações e portais

de Saúde).

Fábio Santiago (Beneficência/Benemed)

abraça o amigo Mário Hokama (Casa Sol

Nascente e Sakaná)

Célia Merlos,

sempre muito

elegante, com

o marido

Valter,

presidente

da ACIA


Samuel Brasil Bueno festejando com sua

esposa Terezinha, o êxito alcançado pelo

Ceproesc (prepara e coloca menores no

campo de trabalho em Araraquara)

Cristina Santiago retornou da sua viagem

a Portugal, onde deixou a filha Gláucia para

curso de especialização em jornalismo

na Universidade do Porto

ESSAS DELICIOSAS MASSAS

Casal Elenice e Luiz Sanches Santos,

eufóricos com o sucesso da empresa

recém criada - Lê Massas semi-prontas.

O nhoque recheado, rigatone e o ravioli

puxam a lista de massas produzidas com

alto padrão de qualidade.

Faça sua encomenda pelos telefones:

3337 4604 e 9761 7535.

Alcides Junquetti e sua esposa Sueli,

ainda em meio às emoções dos quarenta

anos do Restaurante do Cidinho,

na Vila Xavier


A

ARTIGO

entrega do Troféu Marco da Paz

aos policiais militares que mais se

destacaram na área da Segurança

Pública em 2009, também serviu de um

apelo às autoridades para que criem

normas e exerçam fiscalização mais severa

contra a transformação de residências

em repúblicas na cidade. Até

hoje, a ausência de leis e a proliferação

de casas que se prestam a servir de abrigo

a universitários, dão força a especuladores

imobiliários e incentivam proprietários

gananciosos. Não há nesta

dupla mão de direção, respeito e nem

escrúpulos.

Nos últimos anos, a

cidade tem convivido

com dois problemas extremamente

graves: o

crescente número de repúblicas

e a realização

constante de jogos universitários

que são sediados

em nome de uma falsa geração

de riquezas, pois o que se obtém em divisas

não é o suficiente para reparar os

danos ocasionados ao patrimônio público

e as pessoas.

Muitos universitários, mesmo porque

há exceções, estão mergulhados

na falta de respeito, vivendo a geração

dos “sem limites”, do “tudo queremos” e

do “tudo podemos”.

Quando falamos em normas disciplinadoras,

fiscalização mais rígida, maior

atenção na aprovação de plantas, é justamente

para evitar que entre residências

sejam construídos prédios com essa

finalidade; ou então que casas que até

então viviam sob regime familiar tenham

de repente a chancela de repúblicas;

elas, na linha paralela do “engana que eu

gosto” se transformam em requintados

prostíbulos ou centro de consumo de bebidas

alcoólicas e drogas.

E sob o ponto de vista político alguém

perde, ou melhor os políticos perdem,

pois cruzar os braços diante de

uma situação tão grave é prevaricar sobre

os problemas da comunidade. Os

estudantes vêm e voltam na sua maioria

para sua cidade de origem; o nosso

povo, tem raízes fincadas neste solo,

* Ivan Roberto Peroni

DURMA COM UM BARULHO DESSES

Muitos universitários,

mesmo porque há exceções,

estão mergulhados na falta

de respeito, vivendo a

geração dos “sem limites”,

do “tudo queremos” e do

“tudo podemos”.

comprando terrenos, construindo casas

no bairro dos seus sonhos para ter sua

família, criar filhos, longe do “heave”, farra,

gargalhadas, palavrões, gritos inoportunos

que cortam as madrugadas.

A falta de normas ou leis que disciplinem

as badernas estudantis implicam

no eminente perigo que correm os policiais

quando chamados para atender

uma ocorrência. Via de regra, são dois

profissionais contra 10, 15, 20 estudantes,

embebedados e sem limites na sua

agressividade.

Ora, não é de hoje que o jornalista

José Carlos Magdalena

critica através do rádio a

postura criminosa de alguns

universitários (se

diz criminosa porque

agridem o Art. 1277, Capítulo

V do Código Civil,

onde são focados os Direitos

de Vizinhança).

Sua iniciativa é louvável pois diante da

fragilidade das leis torna-se ele o defensor

dos que padecem com a instalação

das repúblicas em bairros ou ruas destinadas

ao sossego e a paz de espírito.

Contrapondo, um amigo disse: quer morar

no inferno, leve uma república para

perto da sua casa.

Não somos moralistas e muito menos

contrários ao desenvolvimento,

mas interessados na preservação dos

bons costumes, entendemos que a liberação

indiscriminada de abrigos estudantis

tem que ser olhada com muito carinho,

para não lamentarmos em breve

que - alguém passou dos limites.

Ao conviver com problema assim,

da mesma forma que tantos outros amigos,

é que se torna imprescindível a colaboração

política na formatação de medidas

que regulamentem repúblicas,

pensões, etc. Enquanto isso não acontece,

vamos vivendo de chamadas ao

190, contando com a ajuda de brilhantes

policiais como Stivanatto, Romão,

Luiz e outros que se dispõem em enfrentar

as barbáries das madrugadas.

* Ivan Roberto Peroni, é jornalista e

editor da Revista Comércio & Indústria

SERÁ OUTRO

ACIA - NOVOS ASSOCIADOS EM DEZEMBRO

RAZÃO SOCIAL

Cosin & Oliveira Ltda Me

Nara Marcele Com. Calçados Ltda - Me

GG Rodrigues Restaurante - Me

Ótica Lupo Ltda

Rodoani Transportes Ltda

NOME FANTASIA

Taiga Calçados

Taiga Calçados

Cachaçaria

Ótica Lupo

Rodoani Transportes

Seja nosso associado e desfrute de grandes benefícios. Informações: 3322.3633



More magazines by this user
Similar magazines