Revista Santíssima Virgem Edição 1 Out 2017

webpan

Revista Santíssima Virgem - Publicação Pascom Santíssima Virgem
Edição 1
Out 2017

_RevistaSantíssima1.indd 1 05/10/2017 23:59:33


AGENDA OUTUBRO/2017

07/10 – SÁBADO

18h30 - Batizado dos Adultos- Igreja Cristo Rei (Catequese com Adultos)

08/10 – DOMINGO

10h30 - Primeira Comunhão dos Adultos- Igreja Cristo Rei (Catequese com Adultos)

08/10 - DOMINGO

07h, 08h30, 09h, 10h30, 17h e 18h30 – Missas do Dia do Nascituro

12/10 - QUINTA-FEIRA

10h30, 15h e 18h30 – Celebração Eucarística Solenidade dos 300 anos da Aparição

de Nossa Senhora Aparecida - Igreja Cristo Rei

14 E 15/10 - SÁBADO E DOMINGO

Consagração Mensal do Dízimo - Todas as missas dominicais (Pastoral do Dízimo)

21/10 - SÁBADO

16h - Encontrão de Pessoas Sós, sala 2 (Pastoral Familiar Casos Especiais)

22/10 - DOMINGO

Encontro de preparação para o Matrimônio - No dia inteiro e missa às 10h30, na

Igreja Cristo Rei (Pastoral Família Curso de Noivos)

08h - Encontro de Jovens - Local: Faculdade de Direito SBC (Pastoral Familiar Pré

Matrimônio)

23 A 28/10 – SEGUNDA-FEIRA À SEXTA-FEIRA

Campanha de Doação de Sangue Colsan - Regional São Bernardo (Pastoral da Saúde)

25/10 – QUARTA-FEIRA

19h30 - Missa pelos Profissionais da Saúde e pelos Enfermos- Igreja Santíssima Virgem

(Pastoral da Saúde)

02/11 – QUINTA-FEIRA

07h, 09h e 15h - Solenidade do Dia de Finados - Missa na Capela do Cemitério Vila

Euclides

18h - Solenidade do Dia de Finados - Missa na Paróquia, na Igreja Cristo Rei

04/11 – SÁBADO

00h - Celebração Eucarística e adoração com grupos de oração da Região Pastoral

Rudge Ramos - Igreja Santíssima Virgem (de sexta para sábado)

04 E 05/11 – SÁBADO E DOMINGO

Solenidade Todos os Santos - Celebração Eucarística, na Igreja Cristo Rei (Todas as

missas desde sábado às 18h30 e domingo: 7h, 8h30, 9h, 10h30, 17h e 18h30

11 E 12/11 – SÁBADO E DOMINGO

Barraca da fogaça na área externa promovida pela Equipe da Adoração Perpétua ao

Santíssimo Sacramento

HORÁRIOS DE MISSAS

MISSAS DOMINICAIS:

Sábado:

18h30 - Missa pelas famílias

Domingo:

07h - Missa

08h30 - Missa pelas crianças

09h - Missa celebrada na Capela do Cemitério da Vila

Euclides

10h30 - Missa pelos Jovens (transmitida ao vivo pela

Santíssima TV - Youtube)

17h - Missa

18h30 - Missa pelas Famílias

SEGUNDA-FEIRA À SEXTA-FEIRA:

12h - Missa pelos trabalhadores (30 minutos)

19h30 - Missa diária (na 1ª sexta-feira do mês, missa

dedicada ao Sagrado Coração de Jesus)

TODA QUARTA-FEIRA:

19h30 - Missa pelas Vocações e pelo Sìnodo Diocesano

(na última quarta-feira do mês, pela saúde)

TODA QUINTA-FEIRA:

19h30 - Missa por Cura e Libertação (transmitida ao vivo

pela Santíssima TV - Youtube)

1º SÁBADO:

00h - Missa em Louvor a Nossa Senhora (meia-noite de

sexta-feira para sábado)

1º E 3º SÁBADO:

08h30 - Missa pelas famílias assistidas pela Pastoral da

Caridade (Franciscanos)

TODO DIA 8 DE CADA MÊS:

08h30, 12h e 19h30 - Missa em ação de graças por

Nossa Senhora

FUNCIONAMENTO DA IGREJA

Adoração ao Santíssimo Sacramento

Santuário de Adoração Perpétua Santíssima Virgem

Av. Lucas Nogueira Garcez s/n, Jardim do Mar – SBC/SP

Todos os dias: das 06h à 00h

Secretaria

Av. Índico, 583, Jardim do Mar - SBC/SP

Fone: (11) 4330-4289

e-mails: ssvirgem@gmail.com / santíssima@diocesa.

org.br

Atendimento:

Segunda a Sexta

08h às 12h e das 14h às 18h

Sábado

08h às 12h e das 14 às 17h

EXPEDIENTE: Publicação Mensal da Paróquia Santíssima Virgem – DIREÇÃO: Padre

Renato A. C. Souto. COORDENAÇÃO: Udemia L. S. Carvalho. JORNALISTA RES-

PONSÁVEL: José Neves S. Filho (MTB 54.336). CONSELHO EDITORIAL – PASCOM

PAROQUIAL: Núcleo Revista - Pascom Santíssima. REVISÃO: Sandra Picolo. PROJE-

TO GRÁFICO: DMS Editora Comunicação Integrada. DIAGRAMAÇÃO: Douglas Marques

e Rodrigo Caserta. FOTOS: Pascom Santíssima. TIRAGEM: 5.000 exemplares.

2

Paróquia Nossa Senhora de Fátima

_RevistaSantíssima1.indd 2 05/10/2017 23:59:35


SACERDOS

BEM AVENTURADA LC 1,39,56

Com grande alegria entregamos

em suas mãos a

primeira edição da Revista

Santíssima Virgem.

É mais um projeto da nossa Pastoral

da Comunicação (Pascom) que tem

a intenção de aumentar entre todos os

paroquianos o sentimento de pertença e

tornar mais próxima a ação pastoral da

nossa comunidade, somando à possibilidade

de aumentar a extensão da obra

de evangelização realizada por nossa

paróquia.

Estamos num mês de outubro mais

que especial. Mês que celebramos 300

anos da aparição da pequena imagem de

Nossa Senhora da Conceição a pescadores

humildes no Rio Paraíba do Sul,

interior do estado de São Paulo. Nossa

Senhora da Conceição “Aparecida”

logo ficou conhecida por sua simpatia

ao povo simples e esperançoso deste

imenso Brasil. Por causa dos eventos de

1717 o nosso povo brasileiro se tornou

especialmente um povo mariano.

No decorrer da história do cristianismo

a figura de Maria Santíssima

sempre esteve associada ao modelo de

humildade e solidariedade de Deus para

com seu povo. É um tema sério, acima

de qualquer “devocionismo” meramente

romantizado embora nossas lágrimas

insistam em sair de nossos olhos quando

contemplamos sua presença materna e

consoladora nas nossas aflições e preocupações.

Ainda mais, Maria desperta

nossa consciência para a justiça de Deus

e sua inclinação para quem sofre com os

desmandos do egoísmo e da ganância.

Desde o “Faça-se” diante do

anjo Gabriel, Maria sempre se mostrou

solícita ao Deus que “Derruba os poderosos

de seus tronos e eleva os humildes”,

e não foi diferente nos 2 mil anos

seguintes quando se mostrou em inúmeros

sinais como mãe terna, cuidadosa,

que chama todos os filhos da Igreja a

fazer o que seu filho Jesus lhes disser.

Queremos neste mês de outubro

celebrar a grandeza de Deus manifesta

em Maria, para sempre Bem-Aventurada.

Exultar nosso espírito em Deus

Salvador como o fez Maria. E confiar no

amor e na misericórdia de Deus como

Maria. Viva Nossa Senhora da Conceição

Aparecida, rainha e padroeira do

Brasil!

Padre Renato Souto

twitter e instagram: @padrerenatinho

Paróquia Nossa Senhora de Fátima 3

_RevistaSantíssima1.indd 3 05/10/2017 23:59:39


MÃE DE BRAÇOS ABERTOS

EXPO SANTÍSSIMA

DE BRAÇOS ABERTOS

Por Rebeca Lima - Jornalista

No dia 24 de setembro aconteceu

a 1ª edição da Expo

Santíssima de Braços Abertos

na paróquia. Foram 29

pastorais que expuseram seus estandes

ao longo de um trecho da Av. Índico,

interditada para o evento. Tudo começou

no sábado dia 23, a partir do meio

dia, com o sorteio dos estandes para,

em seguida, ser decorado pela pastoral

expositora.

No domingo de manhã, a partir

das 7h, as pastorais acolhiam as pessoas

que chegavam para a primeira

missa. Durante todo o domingo,

agentes e colaboradores dos grupos

revezavam-se nos estandes, atendendo

a todos que os procuravam.

Enquanto os coordenadores eram

convidados para as entrevistas no

Estúdio da Pascom, flashes ao vivo

aconteciam com as “repórteres” Geovana

e Rebeca, as quais abordavam

quem circulava pela Expo e os membros

das pastorais.

Além das seis missas habituais,

nos intervalos, grupos revezavam-se

no estande da Música para animar

todos os presentes. Elisabete Carvalho,

da Liturgia, disse: “Uma palavra

resume o dia de hoje: Maravilhoso!”

Também se pôde acompanhar a

Expo Santíssima pelo YouTube, no

nosso canal. Estivemos ao vivo desde

às 9h15. Foram mais de 10 horas de

transmissão. Gabriela Barone disse:

“Estou aqui na Bahia, parabéns pelo

trabalho”. Estimamos que cerca de 6

mil pessoas passaram pelo evento.

Nosso pároco, padre Renato Souto,

disse: “Foi um dia maravilhoso e

especial, quando pude ver o sorriso

no rosto de cada pessoa ... Foi gratificante

ver a união de todas as pastorais”.

Para Tom Lima, tudo foi muito

gratificante e surpreendente, “Nunca

vi tamanha comunhão pastoral”, pois

555 pessoas foram tocadas por essa

comunhão. Tivemos 393 inscrições

para novos membros de pastoral e

162 inscritos para fazer cursos, oficinas

e encontros.

Agradecemos a participação de

todas as pastorais. Aos coordenadores

queremos dizer: Obrigado por

sua dedicação e acolhida a quem os

procurou. Sem essa disponibilidade,

a Expo não seria possível.

4

Paróquia Nossa Senhora de Fátima

_RevistaSantíssima1.indd 4 05/10/2017 23:59:42


MÃE DE BRAÇOS ABERTOS

A SEMANA

BÍBLICO

CATEQUÉTICO

Por Udemia Carvalho - Advogada

BAILE DOS ANOS 60

Por Thais Oliveira

Dia 23 de setembro, no Clube MESC – Movimento de Expansão Social

Católica, aconteceu um baile beneficente, realizado pela Pastoral Familiar

de nossa paróquia.

Anos 60 foi o tema deste ano. A animação da festa ficou por conta da dupla

Mathias e Renan, a qual abriu o baile com músicas atuais. No ápice da noite, entrou

a banda Gatos da Noite, tocando músicas dos anos 60.

O baile foi um sucesso! Com mais de 300 convidados, incluindo nosso pároco

Padre Renatinho e o seminarista Gustavo. Tivemos uma ótima noite de convivência

e partilha!

A SEMANA BÍBLICO

CATEQUÉTICO aconteceu em

nossa paróquia entre os dias 18 e 22

de setembro. Foi uma oportunidade

de reflexão da Palavra de Deus nas

missas das 19h30 e em seguida nas

palestras de estudo do documento

107 da CNBB, “Iniciação à Vida

Cristã”.

Os estudos proporcionaram o

despertar do olhar crítico para a

realidade da evangelização. Sandra

Becker, uma das coordenadoras da

Catequese com crianças, afirmou

que os estudos serviram para

reconhecermos a urgência da revisão

de como fazemos a transmissão da

fé: “Somos chamados a mudar e a

buscar um novo método de iniciação

cristã, de nos deixar iluminar pelo

evangelho da Samaritana que nos

convida a seguir estes passos: 1º o

encontro, 2º o diálogo, 3º o conhecer,

4º a Revelação, 5º o anúncio e 6º o

Testemunho.

Disse ainda que a catequese

não pode ser

responsabilidade

exclusiva de uma

única pastoral,

mas de todas,

pois como igreja

que somos,

temos que nos

esforçar e dar

continuidade à

ação de Jesus,

viabilizando

meios para que

todos tenham

a chance da

experiência do

encontro com

Ele”.

Paróquia Nossa Senhora de Fátima 5

_RevistaSantíssima1.indd 5 05/10/2017 23:59:43


PORQUE AMAMOS A SANTÍSSIMA

UM MANTO

RENOVADO

Por José Neves - Jornalista

Em 2020, a Paróquia completará

seu sexagésimo aniversário

e, de antemão, podemos

atestar a percepção

da luz que brilha nos arredores da

cidade de São Bernardo do Campo,

luz que emana da Santíssima Virgem.

O templo - idealizado pelo primeiro

pároco Padre Mario Balestra,

concluído e aperfeiçoado pelo Frei

Sebastião Benito Quaglio - formou

uma comunidade viva de cristãos

comprometidos com o Reino de Deus.

Atualmente, sob o pastoreio do

Padre Renatinho, a paróquia convida

a todos para ajudarem a escrever as

novas páginas de sua história, rumo

ao Jubileu de Diamante o qual será

celebrado no dia 21 de setembro de

2020.

Para celebrar a belíssima história

que marca o nascimento da paróquia,

está lançada a campanha “Amamos a

Santíssima - rumo aos 60 anos!”

Com a colaboração dos fiéis, a

Paróquia Santíssima Virgem poderá

passar por uma revitalização estrutural,

tornando-se ainda mais acolhedora

para a comunidade em geral.

Visando dar andamento à Campanha,

o Conselho de Pastoral Paroquial

(CPP), o Conselho Administrativo

e Econômico Paroquial (CAEP) e a

Comissão da Reforma organizaram-

-se para que as obras se realizem, a

saber:

2017 - Fundo da Reforma (em andamento)

para arrecadação de recursos

a fim de dar início às obras em

meados de fevereiro de 2018.

2018 - Início das obras - parte estrutural,

elétrica, hidráulica, projetos

de climatização, de som, iluminação

e, também, paisagismo.

2018 - 2020 - Manutenção e melhorias

na Igreja Cristo Rei (onde

acontecem as missas dominicais)

Para tanto, a Paróquia Santíssima

Virgem está atuando com as pastorais

e convida a todos paroquianos

ou aqueles que aqui já viveram momentos

belíssimos e especiais a cooperarem,

por meio de: a) Ações entre

amigos organizadas pela comissão,

b) Carnês fidelidade, c) Eventos -

quermesse, bailes, noites da fogaça,

almoços d) Livro Ouro, e) Doações

espontâneas.

Todos podem participar e serão

sempre bem-vindos. O êxito da Campanha

depende de você, irmão leitor,

participe conosco!

AJUDE-NOS A EVANGELIZAR

Entre em contato conosco pelo

telefone (1 1) 4330-4289 ou pelo e-mail

santissima@diocesa.org.br,

para obter informações.

6

Paróquia Nossa Senhora de Fátima

_RevistaSantíssima1.indd 6 05/10/2017 23:59:45


COMUNICAÇÃO

SEM FRONTEIRAS

“IDE PELO MUNDO E PREGAI O EVANGELHO” (MC 16,15) Por Guilherme Bravo Alves - Professor e Radialista

Cristo foi claro em suas palavras

ao nos desafiar à evangelização.

Esse ato nos leva a

refletir de que modo devemos

fazê-lo à altura Daquele que nos pede.

A Igreja Católica possui diversos

veículos de comunicação profissionais.

Milhões de pessoas são alcançadas pelo

trabalho destes evangelizadores espalhados

pelo Brasil e pelo mundo. São Associações,

Fundações e Organizações, cuja

tarefa é cumprir o que Jesus pediu.

Quando falamos de pastoral, devemos

voltar os nossos olhos para o que

leigos e leigas vivenciam diariamente

nas igrejas que participam. Ao iniciar

os trabalhos da PASCOM (Pastoral da

Comunicação), nossa paróquia procurou

dar a sua contribuição com os trabalhos

de evangelização já conhecidos. É necessário

que o façamos com responsabilidade,

amor e, na medida do possível, com

muito profissionalismo, lembrando da

responsabilidade em levar a Palavra de

Deus através dos meios de comunicação.

Hoje temos vários meios de comunicação

ativos: WebTV (canal YouTube),

Web Rádio e recentemente foi disponibilizado

um aplicativo (APP) para Android

e, em breve para iOS. Além disso

temos o trabalho de evangelização realizado

continuamente por meio das Redes

Sociais, como Facebook, Instagram e

Twitter, além do site. Com essa primeira

edição da revista já são oito meios de

chegar até você.

Todos, pela graça de Deus, estão

sendo criados pela fé, com amor, muito

trabalho e dedicação. É um trabalho

voluntário feito por leigos e leigas, dentre

eles há alguns profissionais que se

dedicam a esta obra de evangelização.

É um belíssimo gesto de caridade que

todos devem procurar fazer com muito

carinho, seja na PASCOM ou dentro de

qualquer outra das mais de 30 pastorais

que a paróquia possui.

Que Deus, pela intercessão da Imaculada,

nos abençoe e dê forças para discernirmos

onde e como devemos participar,

e a perseverança para suportar e

superar os obstáculos que sempre hão de

surgir. É pela ressurreição de Cristo que

acreditamos em sua Palavra.

Paróquia Nossa Senhora de Fátima

7

_RevistaSantíssima1.indd 7 05/10/2017 23:59:46


NOSSA SENHORA

APARECIDA

Mãe medianeira e intercessora em todos os momentos. Por Denis Pereira e Tom Lima

8

Paróquia Nossa Senhora de Fátima

_RevistaSantíssima1.indd 8 05/10/2017 23:59:50


O país vive momentos críticos em sua história recente. Convivemos com injustiças sociais, uma grave

crise econômica com desemprego em massa e fechamento de empresas, além de uma forte crise política,

não só dos partidos, mas também de outras instituições, associada a uma corrupção que escandaliza

a nação e a sociedade, situação nunca antes tão claramente percebida. Não por acaso, agora, em 7 de

setembro, em cerimônia com quase seis mil Ministros Extraordinários da Comunhão, fomos lembrados

pelo Bispo Dom Pedro Cipollini sobre estes fatos, resultado da ganância por poder e riqueza, sinal de

afastamento de Deus, que resulta em tanto sofrimento para o nosso povo, já tão ferido.

Após expor essa dura realidade, Dom

Pedro nos apresentou a Senhora Aparecida

como a Mãe Medianeira e Intercessora

em momentos desafiadores como os

atuais. Lembrou que o povo não deve esquecer-se

de sua pertença: a Mãe Aparecida, mãe

amorosa e cuidadora, cuja proteção é sempre

fiel, pois somos todos filhos do mesmo Pai. Em

Maria podemos reencontrar a verdade sobre

Jesus, sobre a Igreja e sobre nós mesmos, restaurando-nos

como famílias. A intercessão e o

amor incondicional da Mãe Aparecida, nos fortalece

e nos mantêm esperançosos. Só assim faremos

um mundo melhor, mais justo e fraterno.

Perseveremos no seguimento de Jesus, guiados

por sua Mãe, imitando seus passos, de forma

mansa e firme, e sobretudo, ouvindo as palavras

do Senhor: “Não tenhais medo”. (Mt 14,27)

Santíssima Virgem

Aparecida: 300 anos

Em Maria podemos compreender o tamanho do

amor Daquele que nos criou e nos ama infinitamente.

Quando estamos na casa da Mãe Aparecida,

encontramos um lugar onde podemos ter

uma experiência forte com Deus. É um momento

de levar nossas próprias histórias ao encontro

de Maria e de Jesus. Comemoramos em 12

de outubro de 2017, os 300 anos da imagem de

Nossa Senhora, a qual foi encontrada por pescadores

em 1717. É uma data importante que

marca a devoção do povo brasileiro para com a

sua Mãe Aparecida. Inúmeras manifestações de

devoção ocorrerão por ocasião da festa. Todas

as comunidades católicas se unirão sob a materna

proteção da Mãe. Será um dos momentos de

maior importância da devoção católica, celebrar

a Mãe de Deus e nossa: “Nossa Senhora da Conceição

Aparecida, Rainha e Padroeira do Brasil”.

A imagem da Mãe Aparecida

A pequena imagem da Mãe Aparecida é de material

simples: barro cozido ou terracota de cor

escura. Dizem que sua cor castanho escuro é

a tonalidade combinada de todas as raças do

mundo. Mede apenas 39 cm de altura. O nome

“Aparecida” se prende ao fato de ter “aparecido”

nas águas do rio Paraíba. A imagem, de

traços delicados, se apresenta com um sorriso

nos lábios, descobrindo os dentes da frente. O

rosto arredondado tem uma covinha no queixo.

O penteado trabalhado cai em duas pequenas

tranças. As mãos postas são pequenas e delicadas

como as de uma menina. As mangas da túnica,

simples e justas, vão até o punho. Túnica

e manto são pregueados e chegam ao chão. Aos

pés estão uma cabecinha de anjo e uma meialua,

representação da Imaculada Conceição,

por isso, seu título completo é “Nossa Senhora

da Conceição Aparecida”. Maria, através da

linguagem desta pequena imagem, suscita-nos

amor fraterno, solidariedade cristã e respeito à

dignidade humana. É uma proclamação do universalismo

da Boa Nova de Jesus Cristo.

Os três primeiros sinais

Primeiro Sinal: Conta-se que, aos pescadores,

foi solicitado que trouxessem todo o peixe

que pescassem para um banquete oferecido

a uma visita ilustre: Dom Pedro de Almeida,

governante da capitania de São Paulo e Minas

de Ouro. Não era tempo de pesca. Os pescadores

foram ao rio Paraíba (em tupi-guarani:

rio imprestável) com a missão de trazer peixes.

Entre eles estavam: Domingos Garcia, João

Alves e Filipe Pedroso. Durante muito tempo,

não conseguiram pescar um só peixe. Em dado

momento, em Itaguaçu, João Alves lançou a

rede e tirou das águas o corpo de uma imagem

de Nossa Senhora da Conceição. Novamente,

lançou a rede e tirou a cabeça da mesma imagem.

Emocionado, João envolveu-os cuidadosamente

num pano e os guardou.

Segundo Sinal: Até então não tinham pescado

nada, mas não desistiram. Após a imagem, qual

não foi o espanto: a pesca foi abundante, tiveram

até medo de naufragar pelo peso.

Terceiro Sinal: A imagem ficou com Filipe

por mais de 15 anos. Seu filho Atanásio a

ganhou de casamento. Ele fez uma capelinha

muito simples para a imagenzinha. Aos sábados,

juntavam-se ali para rezar o terço. Uma

vez, as duas velas que ladeavam a imagem se

apagaram e rapidamente voltaram a se acender.

Isto se repetiu algumas vezes, fato que atraía

muita gente. Mandaram, então, construir uma

nova capela e, depois, outra ainda maior. Posteriormente,

foi levada ao Santuário no Morro

dos Coqueiros e, finalmente, em 15 de agosto

de 1967, para a nova Basílica Nacional.

O DESABROCHAR

DA DEVOÇÃO

Eis alguns momentos

históricos da devoção.

Em 8 de setembro

de 1900, aconteceu

a primeira “grande”

romaria de 1200

peregrinos. Em 8 de

setembro de 1904, a

imagem foi coroada

com a coroa oferecida

pela princesa Isabel.

Em 8 de setembro

de 1929, nos 25

anos da coroação, a

Mãe Aparecida foi

proclamada Rainha do

Brasil, proclamação

esta, confirmada em

1930 pelo Papa Pio XI.

Em 31 de maio de 1931,

a imagem foi levada

ao Rio de Janeiro,

então capital do país.

Além do presidente

do Brasil e outras

autoridades, mais de

um milhão de pessoas

aclamaram Nossa

Senhora Aparecida

Rainha e Padroeira

do Brasil. Em 4 de

julho de 1980 a nova

basílica foi oficialmente

“consagrada” pelo

papa, hoje São João

Paulo II, passando a

ser Catedral Basílica.

O projeto do arquiteto

Benedito Calixto de

Jesus Neto, aprovado

pelo Vaticano, foi

iniciado em 1946 e

é a maior igreja do

mundo, com 18 mil

metros quadrados de

área coberta. Hoje,

mais de 7 milhões de

romeiros do Brasil e de

países vizinhos visitam

Aparecida, anualmente.

Paróquia Nossa Senhora de Fátima

9

_RevistaSantíssima1.indd 9 05/10/2017 23:59:52


TOTUS TUUS MARIAE

MARIA PORTA DO CÉU

Por Angélica Cunha

Começamos um

mês muito bonito,

pois outubro

é o mês das Missões

e do Rosário, oração

poderosa que nos protege e

ilumina, que nos ensina a ler

o Evangelho e acontemplar

Jesus com o coração, o amor

e a ternura da Sua e nossa

Mãe Santíssima.

Na oração do Rosário

enxergamos Jesus com os

olhos de Maria... Ouvimos

as palavras de Jesus com

os ouvidos de Maria. É Ela

quem nos educa e nos ensina

a conhecer Jesus...Como

invocamos na Ladainha,

Maria é a Porta do Céu, pois

foi através Dela que Nosso

Senhor passou do céu à terra.

O profeta Ezequiel, profetizou sobre Maria: “O Senhor disse-me:

Este pórtico ficará fechado. Ninguém o abrirá, ninguém aí passará, porque

o Senhor Deus de Israel, aí passou; ele permanecerá fechado. O

príncipe, entretanto, enquanto tal, poderá aí assentar-se para tomar sua

refeição diante do Senhor” (Conf. Ez 44,2-3).

Nós como Igreja também somos a porta pela qual nossos irmãos

e irmãs vão ao encontro do Senhor. Por isso, aprendamos com Maria

a acolher a vontade do Pai, a superar as dificuldades e a praticar a

bondade, a desinstalar-se e percorrer os caminhos da vida com prontidão;

meditar todas as coisas em nosso coração e fazer tudo o que Jesus

mandar. Aprendamos a ter coragem e esperança; sofrer sem desesperar

ou desanimar; esperar no Senhor e animar aqueles que estão ao nosso

redor. Ela estará conosco e nos ajudará a encontrar os melhores meios

para evangelizar.

Que a Santíssima Virgem sempre olhe por nós e por todos os que

amamos, e que estejamos sempre sob o Seu santo manto.

PEQUENO GESTO

“A FÉ, A ESPERANÇA E

A CARIDADE... PORÉM,

A MAIOR DELAS É A

CARIDADE” (I COR 13,13)

Por Rebeca Lima - Jornalista

APastoral da Caridade, formada pelo

Grupo Franciscano, tem por característica,

evangelizar pelo serviço prestado aos mais

necessitados. O grupo faz a distribuição

de alimentos e suporte para obtenção de

documentos e empregos. Nos atendimentos

quinzenais são assistidas de 70 a 80 famílias.

Além das cestas básicas, a pastoral arrecada

ovos de chocolate para ofertar às crianças na

Páscoa, além de realizar a Festa de Natal.

A Festa deste ano será no dia 16 de

dezembro. Todas as crianças até 11 anos

receberão brinquedos e todas as famílias

atendidas receberão mantimentos para dois

ou três meses. Serão mais de 150 famílias

assistidas nesta data. A festa também contará

com a presença de um Papai Noel que fará um

passeio num carro do Corpo de Bombeiros.

‘Para esta Festa de Natal, a equipe cresceu

de 16 para 50 voluntários, os quais irão ajudar

na distribuição dos presentes e cestas’ - dissenos

o senhor Dirceu Alves Junior, um dos

coordenadores da Pastoral.

Para esta obra, os paroquianos são

convidados a doarem alimentos não perecíveis

durante todo o mês e, de modo especial, no 3º

domingo do mês, instituído como o Domingo

da Caridade.

Participe da Pastoral – Mais informações

na Secretaria: (11) 4330-4289

Quando

2º e 4º Sábados: Atendimento

e distribuição de

alimentos.

2º e 4º Sábados: Missa

pelas famílias carentes.

3º domingo do mês:

Domingo da Caridade –

Arrecadação de alimentos

Horário

A partir das 7h30

Às 8h30

Em todas as missas

AJUDE-NOS A EVANGELIZAR

Entre em contato conosco pelo

telefone (1 1) 4330-4289 ou pelo e-mail

santissima@diocesa.org.br,

para obter informações.

10

_RevistaSantíssima1.indd 10 05/10/2017 23:59:53


SOPRO DO ESPÍRITO RUAH

COMO OUVIR

E ATENDER

O QUE DEUS

QUER?

Por Evandro Maltarollo - Coordenador Grupo de

Oração RCC

NOS GRUPOS DE ORAÇÃO DE

CARISMA RCC 1 , é comum chegarem

pessoas com muitos problemas, dificuldades

e dúvidas. São pessoas angustiadas e, em

muitos casos, desgostosas com a própria

vida. Às vezes, o grupo é o último recurso

que buscam.

E que bom que vieram ao lugar certo!

Diante de Jesus! Aquele que tudo pode

transformar! É o momento que ouvimos

claramente o que Deus quer de nós. Isso se

dá intensamente, quando louvamos a Deus

com a chamada “Oração em Línguas”.

É natural do ser humano querer advogar

em favor de si mesmo, fazer orações em seu

próprio benefício, querendo que as situações

se resolvam na sua visão humana. Acontece,

porém, que a nossa vontade nem sempre é o

que Deus quer para nós, naquele momento

de nossas vidas.

É aí que entra a oração em línguas: a

abertura do nosso coração à ação direta do

Espírito Santo de Deus em nós. Quando

oramos em línguas, deixamos o Espírito

Santo fluir em nós, permear nosso coração,

deixando de lado nosso querer próprio e

verdadeiramente escutando a vontade de

Deus para nossa vida.

Pode até ser que, muitas vezes, a vontade

de Deus naquele momento não nos agrade,

mas estamos tão cheios do Espírito Santo

de Deus, que nos encontramos força e

coragem para seguir e cumprir o que Deus

quer de nós. E então, vemos a vida voltar,

em abundância. Experimente!

FAMÍLIA, QUERER DE DEUS

A CONSTRUÇÃO DO FUTURO

DAS CRIANÇAS ESTÁ NO

DIA A DIA DAS FAMÍLIAS

Por Ducarmo Paes - Escritora

A

trajetória da educação das crianças, nos últimos tempos, sofreu

um ajuste, ou desajuste de cento e oitenta graus. O certo ou errado

não seguem padrões definidos, mas dependem da concepção

de cada educador. E assim elas vivem em ambientes contraditórios, principalmente

quando a família se desfaz. O que é engraçadinho aqui, pode

ser indesejável ali.

Hoje as crianças vivem numa família alargada e fazem parte dela: os

pais e os avós. Estes, em algumas circunstâncias, tornam-se cuidadores

enquanto os pais trabalham. A escola é onde as crianças às vezes passam

a maior parte de seu tempo. Então, a educação se mescla em padrões

permissivos ou condenáveis.

Ontem, o colo, a voz dos pais e o ambiente do lar eram a grande

vitrine que chamava a atenção dos bebês. Hoje, as telinhas ou telões preenchem

seu espaço e ouvem repetidamente o que a mídia quer que sejam

no futuro.

Enquanto aprisionamos imagens de nossas crianças em nossas telinhas,

deixamos de senti-las, ouvi-las ou observá-las. Quiçá elas não tenham

o mesmo destino das borboletas, com fotos espetadas num grande

quadro, apenas para que apreciemos sua beleza.

Será esse o querer de Deus? “Em verdade vos declaro: quem não

receber o Reino de Deus como uma criancinha, nele não entrará.” (Lc

18:17) Jesus Cristo foi imperativo em suas palavras. Seu cuidado com

as crianças deixa uma grande lição para nós: precisamos cuidar desse

tesouro a nós confiado e ver nele o espelho que nos aproximará de Deus.

Coloquemos nossas crianças no colo da Mãe Santíssima, que ela as

acalente, embale-as e proteja-as com seu manto sagrado, na companhia

de seu filho Jesus. Amém!

Paróquia Nossa Senhora de Fátima

11

_RevistaSantíssima1.indd 11 05/10/2017 23:59:57


O SÍNODO DIOCESANO

E O SEU REFLEXO EM

NOSSA COMUNIDADE

Por Tom Lima - Economista/Membro Sinodal Leigo

O

Sínodo - do grego “synodos”,

significa caminhar juntos e

cujo tema é: “O sonho missionário

de chegar a todos”.

Foi lançado pelo bispo Dom Pedro Carlos

Cipollini, teve seu início no final de

2016 e terá sua assembleia sinodal conclusiva

em 15/11/2017. O documento final

deve sair em março de 2018. Durante

esse tempo, toda a diocese fará tudo

para construir três projetos que nortearão

sua ação diocesana nos próximos anos.

Foi realizada uma pesquisa de opinião

nas sete cidades da diocese. Analisando

seus resultados, faz-se a pergunta

chave: Como fazer “pastoral” nos dias

atuais? A proposta do Sínodo é um caminhar

juntos para descobrir as necessidades

do povo. “Deus habita nas cidades”

e é preciso perceber os sinais da presença

de Deus. Há grandes mudanças: a

religião deixou de ser herança para ser

opção pessoal, a sociedade deixou de ter

uma fé única para ter liberdade de escolha

e a igreja deixou de ser de “massa”

para ser igreja de comunidades.

Neste contexto, como sustentarmos

a prática pastoral? Hoje, tudo vai virando

cultura urbana e todos têm acesso a

tudo. Nós temos que repensar questões

cruciais, como a transmissão da fé, manter

o sentido de pertença, analisar os líderes

de hoje, entender como as pessoas

veem a vida e descobrir como chegar nas

periferias.

Este é o grande desafio. Redescobrir

uma Igreja que vai ao encontro. A falta

de acolhimento nas igrejas - no seu mais

amplo sentido - foi uma dura imposição

da pesquisa. Mas, de que acolhimento

estamos falando? Ele deve abranger a

vida paroquial e cristã como um todo,

passando por todos, sem exceção, funcionários,

agentes de pastoral e padres.

A resposta, portanto, parece ser

construir uma relação entre as pessoas e

destas com o Cristo. É importar-se com

as pessoas. É ter atitudes e corações de

“Acolhimento”, capazes de atrair e manter

as pessoas no seguimento de Jesus.

É lembrar que a especialidade da igreja

é a misericórdia, saindo ao encontro

dos afastados, com a clareza de que não

temos que salvar ninguém, mas evangelizar,

pois é o Espírito que age e Deus

quem salva.

ORAÇÃO SINODAL

Pai de bondade, para vossa glória,

queremos continuar a caminhar

juntos, em comunhão, como Igreja,

seguindo vosso Filho Jesus. Somos

povo peregrino e desejamos ouvir o

que o Espírito Santo nos diz. Queremos

celebrar nossa vocação, vivendo

o sonho missionário de chegar a

todos. Ensinai-nos a ser servidores

do Reino de vida plena, planejando

a pastoral com os pobres e sofredores.

Enviai vosso Espírito para renovar

nossa Diocese e conduzir-nos à

salvação eterna. Amém!

12

Paróquia Nossa Senhora de Fátima

_RevistaSantíssima1.indd 12 05/10/2017 23:59:58


KIDS INTERATIVO

CRISTÃO MIRIM, AMOR POR JESUS

Por Carol Dias - Comunicadora Social

Disse Jesus: “Deixai vir a mim

estas criancinhas e não as impeçais,

porque o Reino dos

céus é para aqueles que se lhes assemelham.”

(Mt 19:14)

Todos nós sabemos que, por onde

Jesus passava, movia multidões, inclusive

as crianças. Todos queriam experimentar

um pouquinho daquele “Amor”

de Jesus. E é com o mesmo Amor que

devemos e queremos acolher os frutos

da Igreja: “nossas crianças”.

Felizes são aqueles que desde pequenos

iniciam a vida na igreja, que

servem a Deus desde a infância. Com

absoluta certeza crescerão pessoas melhores,

cobertas integralmente com o

amor de Deus.

E é assim que pensam as crianças

com quem falamos, as quais participam

do grupo de coroinhas:

Vinicius, de apenas 10 anos, disse:

“Me sinto chamado por Deus e quando

estou servindo ao altar me sinto ainda

mais perto Dele”.

Yasmin: “Adoro ser coroinha, foi a melhor

escolha que fiz na vida”.

Miguel: “Eu via que tinha criança no

altar e queria saber o que era ... e quando

sirvo, é uma gratidão e um amor

muito forte”

Heloisa: “Servir me faz uma pessoa

melhor”

Giusepe: “Sou mais feliz por servir a

Deus”.

Não é lindo ouvir isso de crianças?

Quem não quer sentir-se assim, mais

pertinho de Deus?

Lugar de criança é na

igreja sim! Pais de crianças

bem pequenas, podem

deixá-las aos cuidados de

equipes, que estão ali para

cuidar delas: às quintas-

-feiras, na missa por Cura e

Libertação, às 19h30 e aos

domingos, na missa das

10h30.

Manter nossas crianças

no ensinamento de Deus é

a nossa lição de casa diária.

É a diferença que nossas

famílias construirão para o

futuro. Temos de dar nosso

exemplo e fazer com que as

crianças apreciem o Amor

de Deus e tomem Maria

como Mãe Santíssima.

Esse espaço na revista é dedicado

a todas as crianças queremos ouvi-las.

A comunidade valoriza muito você,

pequeno fruto, por isso queremos ter

você sempre por perto, participando

ativamente da nossa comunidade. Sejam

todos bem-vindos!

Paróquia Nossa Senhora de Fátima

13

_RevistaSantíssima1.indd 13 05/10/2017 23:59:59


GALERIA

Expo Santíssima de Braços Abertos, em 24 de setembro de 2017.

14

Paróquia Nossa Senhora de Fátima

_RevistaSantíssima1.indd 14 06/10/2017 00:00:01


GALERIA

Feira Bíblica Catequética, na Paróquia São João Batista, em 30 de setembro de 2017.

Baile dos anos 60, em 23 de setembro de 2017

Paróquia Nossa Senhora de Fátima

15

_RevistaSantíssima1.indd 15 06/10/2017 00:00:05


_RevistaSantíssima1.indd 16 06/10/2017 00:00:06

More magazines by this user
Similar magazines