Contato VIP - Julho/Agosto 2020 - Passo Fundo e Marau

contatovipago2020

Edição da Revista Contato VIP dos meses de julho e agosto de 2020, com a capa de circulação das cidades de Passo Fundo e Marau/RS




CARTA DA EDITORA

O novo normal

Estamos no mês de agosto e aquela quarentena prevista para uma

semana, 15 dias, já se prolonga há 5 meses. Uma das perguntas

que mais ouço é: quando vamos voltar a vida normal, quando essa

pandemia vai passar e tudo vai voltar a ser como antes? Que essa

pandemia vai passar estamos certos de que sim. Mas tudo voltar a ser como

antes, jamais. O que vivenciamos nesses dias de isolamento social, de novas

regras, medidas, bandeiras; de solidariedade, de impacto nos negócios, nos

estudos, de novos formatos de diversão, mudou definitivamente nossas vidas.

Falamos hoje em novo normal, ações que vieram para ficar, ressignificar

e mostrar que podemos fazer de um jeito diferente. Essa pandemia agilizou

processos, fez acontecer hoje aquilo que planejávamos para um futuro a

médio prazo, claro que não da maneira como deveria ser, mas mostrou o

quanto somos adaptáveis.

Adaptação é um dos temas da nossa pauta nesta edição. Outro é Festas e

Eventos, o setor que foi severamente atingido e nos fez buscar outras maneiras

de comemorar, de desfrutar da arte. Porque sim, a arte salva, assim

como o carinho daqueles que amamos e queremos, de alguma maneira por

perto, nas datas especiais. Nossa equipe conversou com cerimonialistas e

organizadores de eventos para mostrar como o setor vem se reinventando.

Nossa pauta principal é um reconhecimento aos profissionais que comemoram

o seu dia neste mês de agosto: os advogados, profissionais que também

foram impactados e tiveram que se adaptar à nova realidade, à tecnologia

nos processos e audiências. No especial Missão Advocacia vocês vão conhecer

profissionjais de diversos segmentos do direito. Vão conhecer histórias

de jovens advogados; de famílias nas quais o Direito passou de pai para

filho; vão saber da paixão e dos desafios de quem optou pelo curso e segue

em constante estudo e atualização, e vão ficar por dentro das novidades em

diversos ramos do Direito.

Nossas capas representam a classe: em Passo Fundo e Marau os irmãos Jamila,

Marinara e Roberto, exercem a advocacia com excelência, mantendo a

tradição da família, mas com olhos voltados para a inovação e o futuro. Em

Carazinho, os jovens Gabriel Dil e Fernanda de Oliveira Brandt representam

a nova geração de profissionais engajados e atentos as mudanças que

permeiam a profissão.

A advocacia é uma missão exercida com zelo e responsabilidade, ética e

amor, por uma parcela significativa da sociedade. Profissionais que merecem

nosso respeito e nosso aplauso. Parabéns a todos.

Rosemara Toledo

Jornalista DRT/RS 12763

Sócia-proprietária da editora

Contato Comunicações Ltda.

Foto: Cristiani Lauxen

Boa leitura e até a próxima.

Ano XXV | nº 303 | Julho/Agosto | 2020

Av. Flores da Cunha, 1663, Sala 101

Ed. Agnello Senger - Carazinho/RS

Fone (54) 3330-1529

vip@contatovip.com.br | contatovip.com.br

Contato VIP é uma publicação da Contato

Comunicações Ltda. Empresa fundada em

15 de julho de 1988, por Sideno João

Docena (In Memorian)

Direção:

Rosemara Toledo

Rg. DRT/RS 12763

Jornalismo:

Camila Toledo Docena

DRT/RS 18547

Colunas:

Luciano Baumgardt

Céia Giongo

Nicele Branda

Manno Escobar

Sandra Rodriguês

Ionara Lermen

Editoração Gráfica:

Juliano Graebin

Departamento Comercial:

Carla Oliveira Tatsch

Josefina Monteiro

Luciano Baumgardt

Iara Vargas

A revista não se responsabiliza por

conceitos e opiniões emitidas em

colunas assinadas e materiais divulgados

em anúncios publici tários.

4 | contatovip.com.br


Solicite

ATENDIMENTO ON-LINE

ATRAVÉS DE NOSSOS

NÚMEROS DE WHATSAPP!

Rua Flores da Cunha, 1208

(54) 3330.1452 (54) 99675.1452

Av. Julio Borella, 1449

(54) 3342.6473 (54) 99269.4008

Rua Morom, 1744

(54) 3311.4237

Rua Morom, 1401

(54) 3313.6599

Bella Città Shopping

Térreo - (54) 3601.4145

Passo Fundo Shopping

Piso 2 - (54) 3601.1531

(54) 99637.6384

donjuanmodahomem.com.br


ÍNDICE

25

CARAZINHO

Gabriel Dil e Fernanda Brandt representam a nova geração

de advogados e compartilham conhecimento nas suas

respectivas áreas de atuação.

Foto: Daniel Tatsch

20

PASSO FUNDO E MARAU

Os irmãos Marinara, Roberto e

Jamila falam do trabalho em família

e anunciam novidades no escritório.

Foto: Daniel Tatsch

46

45

18

42

SAÚDE

BELEZA

EDUCAÇÃO

COMPORTAMENTO

Hospital São Vicente de

Paulo inaugura novo

serviço pediátrico.

O que considerar antes

de assumir os cabelos

grisalhos.

ULBRA comemora

20 anos em Carazinho.

O novo normal requer

a capacidade de adaptar-se.

19 08

MISSÃO

ADVOCACIA

No mês do Advogado,

profissionais falam

dos desafios, alegrias

e futuro da carreira.

FESTAS E

EVENTOS

Festas lives, música a

domícilio, drive thru,

conheça as novas

modalidades de festa e

o que esperar do futuro.

RevistaContatoVip

RevistaContatoVip

Revista Contato VIP

6 | contatovip.com.br


Pai,

amor

que

não

se

mede

RELÓGIOS ORIENT, CASIO, X-GAMES, LINCE E ESCAPULÁRIOS

Av. Flores da Cunha, 1670

Centro - Carazinho/RS

(54) 3331-1466


VIP | Eventos

Festas e

eventos em

tempos de pandemia

Como ficam os eventos e comemorações? O que podemos fazer nesse momento?

O que esperar do futuro? Você confere as respostas nessa reportagem

POR CAMILA DOCENA

Alguém pode ler esse título e pensar que

é um absurdo, em plena pandemia,

estarmos pensando em festas. Temos

muito no que pensar nesse período,

mas, com certeza, entre as nossas maiores saudades

da “vida normal” está a de se arrumar, sair de casa,

encontrar os amigos e curtir um bom momento

em uma festa ou evento, seja um aniversário, um

casamento... As festas são celebrações da vida

e, nesse momento, mais do que nunca devemos

celebrar cada dia em que estamos aqui, cada dia

em que acordamos bem, com saúde, cada vitória

que acontece ao nosso redor. Não nos esquecemos

da realidade que nos cerca, das pessoas que enfrentam

momentos difíceis no hospital, dos números

de mortos que aumentam a cada dia, das famílias

que sofrem com a perda de pessoas queridas. Mas

queremos lembrar que a vida deve ser celebrada.

Infelizmente, agora não pode ser da forma como

queríamos, com abraços, beijos e todas as pessoas

que gostamos juntas em um mesmo espaço.

Tivemos que adiar festas agendadas ou pensar um

novo formato para as celebrações. Muita gente que

trabalha no ramo de eventos, um dos mais afetados

pela pandemia, precisou se reinventar e propor

novas formas para que as comemorações continuassem

a acontecer. Nessa reportagem reunimos

diferentes ideias, que mostram a nossa capacidade

de inventar coisas novas e continuar celebrando a

vida e todos os seus lados bons!

Desafios a

serem superados

A pausa na realização dos eventos trouxe uma situação

desafiadora no quesito financeiro aos profissionais

atuantes no ramo. Com eventos adiados ou

cancelados, muitos se viram com dificuldades para

obter resultados. Luciano Baumgardt, que trabalha

com a organização de eventos na Baumgardt Comunicação

e Eventos, destaca que, aliada as questões

financeiras, está também a incerteza sobre o futuro.

“Não sabemos o fim da pandemia, não temos uma

data de quando o setor vai voltar. Tivemos clientes

que em março trocaram o evento para junho, depois

em junho para setembro e agora já estão jogando

para ano que vem”, salienta.

A cerimonialista Léa Baltar destaca que quem

pretendia realizar uma festa neste período precisou

adiar a ideia, não apenas pelos decretos desenvolvidos

pelo governo, mas também, porque quem faz

festa, quer que os seus convidados se sintam a vontade

e desfrutem de tudo o que foi planejado com

tanto tempo e carinho. “Sendo assim, o mercado de

eventos teve que se reinventar, cancelamos as reuniões

presenciais, reformulamos nossos materiais de

apresentação de assessorias e orçamentos, tornando-os

mais dinâmicos e de fácil entendimento do

cliente que está do outro lado. Trouxemos a ideia de

Home office para facilitar nossa comunicação e entendimento

para que ninguém fique sem um auxílio

devido nessa época. O momento é de cuidado e de

preservação a saúde de todos nós”, destaca Léa.

8 | contatovip.com.br


VIP | Eventos

Festa Live

Segundo dados do YouTube, as buscas por conteúdo

ao vivo cresceram 4.900% no Brasil durante

o período de quarentena. De escolas e universidades

até cantores famosos, todos encontraram

nas lives uma maneira de manter a interação,

mesmo com o isolamento social. As lives também

tornaram-se uma alternativa para realizar e

transmitir comemorações e eventos. Luciano e

sua equipe se adaptaram a esse formato e hoje realizam

eventos particulares e corporativos dessa

forma. Ele compartilhou conosco a experiência

de uma festa surpresa, organizada pela esposa do

aniversariante. Como ele queria muito o show

de uma banda para comemorar seu aniversário,

a Baumgardt viabilizou que a banda fizesse um

show particular, que foi assistido presencialmente

apenas pelo anfitrião, sua esposa e filhos. Os

amigos e demais familiares foram convidados

a participar do momento através de um link

privado, onde poderiam assistir ao show e aos

acontecimentos da noite. O evento foi um sucesso

e as palavras do aniversariante sobre a noite

foram: “Já que não pudemos estar juntos dos

nossos familiares e amigos, foi a melhor maneira

encontrada e nos deixou muito feliz!”. Luciano

destaca que os convidados também adoraram.

“Noto que as pessoas pensam desta maneira: não

é o que a gente gostaria, mas como não podemos

fazer de outra forma, ficamos felizes em poder

comemorar assim”, comenta.

CHECKLIST DA FESTA LIVE

Luciano compartilha o que é necessário

para uma festa acontecer nesse formato:

Bons profissionais do ramo de vídeo;

Boa conexão de internet;

Canal de transmissão (a Baumgardt tem

optado por usar o YouTube, que permite criar

um evento restrito em que somente as pessoas

que possuem o link de acesso podem assistir);

Organização;

Roteiro para definir a sequência dos

acontecimentos;

Local adequado para a realização;

Cenografia

contatovip.com.br | 9


VIP | Eventos

Música a

domicílio

O músico Rodrigo Soltton, que é conhecido em

toda a região por suas apresentações impecáveis

na companhia de seu piano, agora está em um

palco diferente, talvez o mais diferente de todos

que já tenha se apresentado. Em um caminhão

que circula pelas ruas, ele leva música e alegria às

pessoas que estão em suas casas.

A ideia surgiu depois de uma conversa entre ele

e o amigo Laércio Broco, proprietário da empresa

On Line Som e Luz. Após uma live que eles

haviam transmitido, começaram a pensar que

precisavam inventar algo novo e então surgiu a

ideia de transformar um caminhão em palco e

sair espalhando música pelas ruas. “Não tínhamos

nenhuma expectativa de qual seria a repercussão

e a reação das pessoas ao verem o show. Fizemos

a nossa estreia em Marau e a aceitação do público

foi excelente! Outras cidades começaram a buscar

o show espontaneamente e trabalhamos para

tornar tudo possível”, destaca Laércio.

FOTOS | EDU RIBAS

Além de Marau, o projeto já passou por Passo

Fundo, Sarandi, Carazinho, Porto Alegre, Tapejara,

Rondinha, Barra Funda, Serafina Correia...

e também sairá do estado rumo a Santa Catarina

e Mato Grosso. Todos os shows feitos no caminhão

também são transmitidos em live nas redes

sociais – e isso fez com que o Música a Domicílio

se tornasse o primeiro e único projeto de Live

Móvel do Brasil, com vídeos que chegam a um

milhão de visualizações. “Com menos de 30 dias

o projeto explodiu de uma maneira muito grande.

É gratificante para nós ver a emoção das pessoas

ao passarmos pela rua. Temos muitas datas já reservadas

e muitas cidades para apresentar o show.

Esse é um projeto dinâmico, ousado e inusitado,

que veio para ficar!”, ressalta. Além do músico Rodrigo

Solton e da On Line Sonorização, também

faz parte do projeto o fotógrafo Edu Ribas, que

registra todos os momentos.

10 | contatovip.com.br


VIP | Eventos

Festa

Drive Thru

A expressão do inglês drive-through, hoje mais conhecida

como drive-thru, se refere a um serviço de

take-away fornecido por uma empresa que permite

que os clientes comprem sem sair de seus carros.

Essa forma de comprar ganhou destaque com a

pandemia, quando começou a ser usada para outros

fins – como festas! Léa Baltar compartilha que essa

estratégia começou a ser usada para comemorações

pequenas, onde há a possibilidade de incluir o

mínimo possível de participantes. “Os eventos drive

thru vieram para completar momentos como aniversários

que não temos possibilidade de adiamento

de data, eles trouxeram momentos espontâneos de

muitas alegrias, emoções a flor da pele e um carinho

sem igual. Convocar familiares, amigos e tornar a

data especial com muitas pessoas que fizeram parte

da sua trajetória, com certeza torna o momento

único. Nesse formato não há contato físico entre

os convidados, mas todos podem demostrar seu

sentimento pela janela do carro. Já tivemos a experiência

e a repercussão foi de muitas alegrias. Uma

explosão de emoções! Não tivemos dúvidas de que

os melhores momentos são vividos com surpresas e

com pessoas que amamos”, compartilha.

O que esperar do futuro...

“Acreditamos em um momento difícil e passageiro, pós

pandemia imagino que teremos muito para comemorar

e a vida são os bons momentos que ela poderá nos

proporcionar. Queremos viver intensamente todos os

sonhos e planejar os melhores momentos para todos

nossos clientes que desejarem comemorar e muito”.

- Léa Said Baltar,

Assessoria e Cerimonial de Eventos

“Acredito que terão algumas coisas diferentes, mas aquele

encontro das pessoas não vai mudar! Analisando a história da

humanidade sabemos que depois de grandes períodos impactantes

como vivemos vem mudanças. Depois da peste bubônica

tivemos o renascimento, depois da gripe espanhola tivemos

os anos 20, com toda a revolução de moda e comportamento...

Então acredito que depois dessa pandemia teremos uma

revolução, com mudanças de estética, de comportamento e uma

ressignificação de valores. Também esperamos grandes eventos

para o futuro. As pessoas vão querer comemorar, vão aceitar

mais os convites que recebem, vão querer se ver e se reencontrar,

vão querer viver mais e dar mais sentido a vida!”

- Luciano Baumgardt,

Baumgardt Comunicação e Eventos

contatovip.com.br | 11


VIP | Sociedade

Luciano Baumgardt

Colunista Social | Publicitário | Jornalista Reg. Prof. 18.014 DRT/RS

lubaumgardt@gmail.com lucolunista lubaumgardt

Unimed

Uma história de muita batalha, dificuldades, conquistas,

mas principalmente de defesa da vida, com o objetivo

claro da prevenção à saúde, de diagnósticos precisos e

qualificação. Assim, a Unimed Região da Produção

comemora os seus 25 anos neste ano de 2020, quando

a saúde está mais em pauta do que nunca. O trabalho

sério da cooperativa médica transformou nos últimos

25 anos a saúde da sua região de atuação, que engloba

Carazinho, Sarandi, Saldanha Marinho, Chapada, Santo

Antônio do Planalto, Nova Boa Vista, Barra Fundo,

Coqueiros do Sul e Almirante Tamandaré do Sul.

MAMÃE

FOTO | ANDERSON ARTMANN

12 | contatovip.com.br

A modelo carazinhense

Isabela De Carli, que

tem carreira consagrada

internacionalmente, tendo

trabalhado como modelo

profissional em mais de 18

países, esteve em Carazinho

no mês de julho, acompanhada

do esposo Felipe

Bernardes Campos e gravidíssima

da Alice que deve

nascer final de outubro,

início de novembro. Isabela

tem cuidado ainda mais

da saúde e se prepara para

realizar parto natural. Durante

o tempo que permaneceu

em Carazinho, posou

para as lentes do fotógrafo

Anderson Artmann, que

realizou o book de gestante

da modelo, que está ainda

mais linda e charmosa com

a barriguinha. Quem acompanhou

as fotos foram os

avós corujas Gelson e Maria

Luisa De Carli.

Live

O empresário Cristian Kirinus ganhou uma festa surpresa para

comemorar o seu aniversário. A esposa Danusa Glasenapp

Kirinus e os filhos Rafaela e Miguel, planejaram juntamente com

a Baumgardt Comunicação e Eventos, uma live surpresa com

a banda favorita do pai, a banda Vesttígio Rock Blues. O local

escolhido foi a Confraria Store, em Carazinho, onde estava apenas

a banda, equipe técnica e a família, de casa os demais familiares e

amigos, acompanharam ao vivo através do Canal da Baumgardt

Comunicação no Youtube. Não faltou surpresa, emoção e diversão.

O aniversariante Cristian Kirinus,

ao lado da esposa Danusa e dos filhos Rafaela e Miguel

Milonga

FOTO | ANDERSON ARTMANN

Inspirado pelo famoso estilo

musical de várias partes da

América Latina e da Espanha,

o Milonga Pizza Pub, tem

encantado pelo sabor e formato

de suas pizzas, elas

são retangulares. Com

uma proposta única o

local, que fica na Rua

Benjamin Constant,

820, em Passo

Fundo, trouxe os

sabores do Uruguai

para a região. Não

deixe de provar e se

encantar!

FOTO | ANDERSON ARTMANN


VIP | Sociedade

É preciso continuar...

O ano de 2020 chegou cheio de expectativas e otimismo,

mas de repente um inimigo invisível nos colocou em

pânico, nos isolou e mudou nosso estilo de vida. Não

temos mais apertos de mãos, três beijinhos, rodas

de chimarrão. Com tudo isso uma crise econômica

mundial, que vai marcar nossas vidas para sempre, pela

mudança de comportamento e relacionamentos. Mas é

preciso acreditar, não abandonar os sonhos e continuar.

Nesta coluna, trago exemplos de empresários que em

meio a pandemia seguiram seus sonhos, com algumas

adequações, mas abriram as portas das suas empresas

em tempos de Covid-19.

FOTO | ANDERSON ARTMANN

Gastro Bar

Entre as trocas de cores de bandeira nasceu o primeiro

Gastro Bar de Carazinho, o Santino Gastro Bar. Os sócios

do empreendimento Felipe Borchardt, Alan Bariquel e

Saimon Paschoaletto, criaram um local para se viver a

experiência gastronômica, pratos ricos em sabor acompanhados

de uma carta de bebidas selecionada, em um

ambiente aconchegante que propicie os encontros ao redor

da mesa, o bate papo, a reunião dos amigos.

FOTO | ANDERSON ARTMANN

CLOSET

A empresária Silene Machado impulsionada pelas restrições

de público e exigências sanitárias decidiu montar um

espaço de moda para atendimento personalizado, somente

com horário marcado. O Silene Closet é uma novidade da

empresária que já trabalha há mais de 10 anos com moda

feminina. O espaço é um verdadeiro closet, onde as clientes

tem a liberdade de ficar muito à vontade, para provar e

escolher as suas peças. Uma proposta assertiva para os novos

tempos que estamos vivendo, onde é preciso redobrar os

cuidados com higiene e aglomerações, tudo pensando na

segurança do cliente.

FOTO | CRISTIANI LAUXEN

Acessórios

Exclusividade com peças personalizadas, assim a empresária

Tati Pilger define a sua Precious Semijoias. Brincos, colares,

correntes, anéis, pulseiras entre outros acessórios, são banhados

a ouro e recebem uma camada de antialérgico, tudo com

garantia de um ano. Com linha feminina, masculina e infantil,

a empresária aposta em peças delicadas, produzidas com muito

carinho. Tati desenvolve coleções e também conforme o gosto

do cliente, as novidades são constantes, sendo renovadas todas

as semanas, em sua loja, que nasceu durante a pandemia e

agrada pela qualidade e beleza das peças.

contatovip.com.br | 13


VIP | Kids

As

Marias

As Marias mostram

beleza e estilo em ensaio

fotográfico com máscaras

Maria Gabi e Maria Antônia recentemente

participaram de um projeto especial.

Liderado pelo beauty artist, Regison

Fabiano, elas estrelaram um ensaio fotográfico

para mostrar que é possível ter estilo e se cuidar

ao mesmo tempo.

Nesta época de pandemia, onde todos temos que sair

sempre de máscara, Regison coloca a maquiagem em

primeiro plano, sempre destacando os olhos, e nos cabelos

tranças e acessórios também fazem a sua parte na

hora de destacar o visual.

Para este ensaio, a fashion designer Alexsandra Bernardo

apostou em máscaras em tons suaves como o azul

bebê e o rosa, e peças com tecidos leves como o tule, deixando

um ar ainda mais romântico no editorial.

Não é a primeira vez que as Marias trabalham com esta

dupla. Acostumada com as irmãs, Regison e Alexsandra

já produziram Gabi e Antônia para o “Recriando”, projeto

onde cada uma delas homenageou seu ídolo, através

de um ensaio inspirado em conhecidas fotos de Gisele

Bündchen e Larissa Manoela – ídolos de Maria Gabi e

Maria Antônia, respectivamente.

“Cuide da sua saúde, mas não descuide de sua aparência.

Preocupar-se com a saúde é fundamental, mas

ainda assim devemos viver cada dia como se fosse uma

festa! E já que a boca está escondida, arrumar o cabelo

e os olhos está super em alta “, sentencia Regison, proprietário

do salão de beleza de mesmo nome em Passo

Fundo.

“Em produções, escolha sempre uma máscara com algum

detalhe aparente, um brilho, uma transparência. Lembre-

-se que ela será a moldura do seu rosto, de agora em diante,

ou até quando durar essa pandemia”, avalia a Stylist.

Cabelo: Regison Fabiano

Maquiagem: J.Leal

Styling: Alexsandra Bernardo

Fotografia: Jeferson Leal

14 | contatovip.com.br


VIP | Kids

Depois do sucesso, as Marias se transformam

em ilustrações animadas inéditas

Nesses últimos dois anos, as gaúchas Maria Antônia

de 06 anos, e Maria Gabi Sebben Salvi de 09, tem

permeado pelas várias ramificações do meio artístico.

Iniciaram suas carreiras como modelos mirins logo

cedo, mas foi através dos concursos de beleza que conseguiram

alçar novos voos. As jovens irmãs passaram

a fazer parte de workshops com renomados atores das

principais novelas, como Nicholas Torres (Carrossel),

Lorena Queiroz (Carinha de Anjo) e Sophia Valverde

(Aventuras de Poliana).

Ainda em 2019 criaram o projeto “Recriando” onde

reproduziram clássicas imagens de Gisele Bündchen

(ídolo de Gabi) e Larissa Manoela (musa de Antônia),

através de fotos e vídeos. O resultado incrível, lhes

rendeu o Prêmio Nós Somos Moda como fashionistas

mirins.

No início deste, as Marias se tornaram animação

infantil, ou melhor Ilustra Models. Criado como uma

nova estratégia em época de isolamento social, onde

elas não podem ter contato com o público ou mesmo

viajar, a primeira temporada deu tão certo, que elas

acabaram de retomar o projeto. “Foram 08 semanas,

um desenho diferente por semana, e que retratava as

Marias em situações do cotidiano. Isso acabou criando

um diferencial no mercado do entretenimento infantil.

Eu conversei com a designer, trocamos algumas ideias,

apresentei esboço às Marias, e elas simplesmente adoraram”,

explica Alê di Lima, assessor de comunicação

das Marias.

Ravena Violante, designer brasileira radicada em

Portugal, explica melhor o conceito. “Misturei traços

do cartoon, que são os desenhos animados clássicos

como o Bob Esponja, com o anime, aquelas histórias

em quadrinhos asiáticas. A ideia é que as ilustrações

tenham sempre o jeitinho delas”, reforça Ravena, que já

trabalhou ao lado do importante ilustrador e diretor de

arte Saulo Garroux, enquanto morava no Brasil.

Para essa nova temporada de Ilustra Models, as Marias

serão retratadas no dia dos pais, e em momentos

inusitados como viajando e brincando. Nas imagens de

divulgação, elas representam o friozinho do inverno.

Vamos aguardar!

contatovip.com.br | 15


VIP | Moda

Manno Escobar

Algumas das belas que estiveram no Manno Escobar Cabeleireiros

Jussara Gomes

Mantendo sempre

seu estilo

Manno Escobar

Cabeleireiro

Diretor artístico,

empresário,

apaixonado por

moda, beleza e

fotografia.

Proprietário do Salão

Manno Escobar

Passo Fundo/RS

(54) 3311.3335

TBT

15 anos da

linda Carolina

Burlamaque

Martins

Zelir Busatto

sempre de bem

com a vida e

cuidando do

seu visual.

Tais

Rizzoto

Michele

Birkheuer

Liane Bertol

Renovando

seu corte

de cabelo

Marcia Amaral

Ughini Villarroel

Ficando mais

iluminada, corte

Manno Escobar

Claudia

Loeff

Poglia

Ana Cristina

Ferrarezzi

Produção de

cabelo e make

Muriele de

Conto Boscatto

Sempre

radiante...

16 | contatovip.com.br


VIP | Moda

TÊXTEIS

TECNOLÓGICOS,

a moda a serviço da saúde

Nicele Branda

Professora

Universitária e

doutoranda em

Design UFRGS

Engana-se quem acha que a moda é algo

fútil que gira em torno de tendências.

Há anos os têxteis tecnológicos, com

propriedade medicinais e preventivas

estão no mercado. Os tecidos com filtro solar

são uma realidade nem tão nova assim, inclusive

encontram-se disponíveis e com valores acessíveis

em marcas diversas e até lojas de fast fashion.

Com a pandemia de Covid 19, diversas

empresas têxteis e de vestuário voltaram as suas

pesquisas para desenvolver produtos. Em recente

divulgação da marca, a Rhodia, marca presente no

Brasil desde 1919 acaba de desenvolver o fio têxtil

de poliamida - Amni® Virus-Bac OFF – contra

a ação de vírus e bactérias. Segundo a marca, a

poliamida funcional bloqueia a contaminação

cruzada entre os artigos têxteis e o usuário,

evitando assim que a roupa seja um veículo de

transmissão de vírus e bactérias que podem estar

em uma superfície têxtil. Oferece proteção contra

bactérias e vírus, incluindo os vírus envelopados,

como são classificados os vírus como influenza,

herpesvírus, novo coronavírus e outros. De

acordo com o site oficial da empresa o fio têxtil

possui agente antiviral e antibacteriano - que

inibe a ação de vírus e bactérias. Pode ser usado

na construção de malhas, tecidos, em diversas

aplicações, tais como roupas casuais, esportivas,

uniformes escolares, roupas profissionais, meias,

calçados e acessórios, máscaras de uso social e até

vestimentas e enxovais hospitalares.

Alguns têxteis possuem tratamentos na superfície,

e com constantes lavagens as propriedades

acabam se perdendo. Já o artigo lançado pela

Rhodia recentemente tem a grande vantagem

do efeito permanente, o que significa que a sua

ação antiviral e antibacteriana permanecerá

durante toda a vida útil do artigo têxtil, ou seja,

uma roupa terá a mesma eficácia e de maneira

uniforme mesmo após inúmeras lavagens.

Maiores informações podem ser

encontradas em: www.rhodia.com.br

contatovip.com.br | 17


ULBRA CARAZINHO, 20 ANOS

FAZENDO HISTÓRIA

Há 20 anos começava uma

nova e promissora etapa

na história de Carazinho

e da região . O dia 16 de

agosto marca o início oficial das atividades

letivas da ULBRA na região do

Planalto Médio e regiões circunvizinhas.

A ULBRA - Universidade Luterana do

Brasil - é mantida pela AELBRA Associação

Educacional Luterana do Brasil.

Atuante nas áreas de educação, pesquisa,

cultura, saúde, comunicação, tecnologia

e esportes.

Em razão de seu trabalho na área social,

a Universidade recebeu desde o início de

suas atividades em Carazinho consecutivamente,

o Selo da Responsabilidade

Social, outorgado pela Assembleia Legislativa

do RS, devido ao comprometimento

institucional com toda a comunidade

onde está inserida.

A ULBRA Carazinho tem uma privilegiada

área física de 200.000 m2 e capacidade

de atendimento para 10.000 alunos.

É um polo regional de desenvolvimento

cultural e científico, atendendo hoje cerca

de 80 municípios e aproximadamente

2.000 acadêmicos. Suas instalações

físicas estão em constante expansão

para atender seus cursos de graduação,

nas modalidades EAD e PRESENCIAL,

assim como está sempre atualizando suas

ofertas para bem atender às necessidades

da sociedade.

O vasto e imponente Portfólio de Cursos

de Graduação da ULBRA Carazinho já

formou mais de 3.000 profissionais em

diversas áreas como: Administração,

Direito, Pedagogia, Educação Física,

Serviço Social, Enfermagem, Sistemas de

Informação, Desenho Industrial, Biomedicina,

Estética e Cosmética, Arquitetura

e Urbanismo, Design, Design de Interiores,

Engenharia Civil, Engenharia de Produção,

Agronegócio, Logística, Gestão de

Recursos Humanos, Análise e Desenvolvimento

de Sistemas, Ciências Biológicas,

Ciências Contábeis, Ciências Sociais,

Física, Geografia, Gestão Ambiental,

Gestão da Produção Industrial, Gestão

da Tecnologia da Informação, Gestão

Financeira, Gestão Pública, História,

Letras, Matemática, Negócios Imobiliários,

Processos Gerenciais, Sistemas para

Internet e Teologia.

A ULBRA também oferece cursos de

Pós-Graduação e extensão, com laboratórios

em contínua expansão e melhoria,

programas pedagógicos de vanguarda e

um corpo de professores qualificados,

comprometidos com a formação do profissional

que o mercado de trabalho exige

e precisa: competente, empreendedor,

participante e ético.

ANOS

Como Universidade inserida em seu

meio, a ULBRA atua em sintonia com a

comunidade identificando as necessidades

sociais, trabalhando ações concretas

em projetos comunitários e de extensão

requeridos pelas comunidades. Cumprindo

seu papel social e político, sendo

agente de transformação na comunidade.

A ULBRA Carazinho segue seu trabalho

com a MISSÃO DE SER COMUNIDA-

DE DE APRENDIZAGEM EFICAZ E

INOVADORA por isso trabalha assiduamente

em seus projetos de inovação e

empreendedorismo através de sua oferta

no Ensino Superior, imbuída pela VISAO

INSTITUCIONAL até 2022, tornar-se

referência em inovação pedagógica e

administrativa.

E assim, a ULBRA Carazinho tem dado

prova de sua disposição em atender às

demandas regionais , estando presente nos

eventos mais significativos não só de Carazinho,

mas de toda a sua macrorregião.

18 | contatovip.com.br


Missão Advocacia

Qual é o papel do advogado na nossa sociedade? Quais são os desafios

dessa profissão? O que esperar do futuro da advocacia? A nova série

multimídia da Revista Contato VIP, Missão Advocacia, responde a essas e

outras perguntas através de renomados profissionais da região. Você vai

conhecer suas trajetórias, seus princípios e saber quais são as principais

novidades em cada área do Direito, em vídeo, pelas nossas redes sociais,

e no conteúdo impresso e/ou digital das páginas a seguir!

contatovip.com.br | 19


Missão Advocacia

Escolher a advocacia é ter

uma missão para a vida

No mês de agosto celebramos o dia do advogado (11/08). A data nos inspira a refletir

sobre a missão que move os profissionais do direito em suas diferentes áreas de atuação

Para a coordenadora do Curso

de Direito da Universidade

de Passo Fundo, Prof. Mestre

Regina Helena Marchiori Canali,

a missão da advocacia pode ser descrita de

diferentes formas. “A missão da advocacia

é a pacificação social que ocorre pelo

atendimento e resolução dos conflitos e

necessidades que surgem, proporcionando

o restabelecimento do equilíbrio nas relações

entre os cidadãos. É trazer e fazer justiça,

o que se revela no momento em que

a ação delituosa é devidamente reprimida

na exata medida, trazendo para as partes

o sentimento de justiça, tanto para quem

tem uma penalidade para cumprir como

para quem tem a necessidade de retornar

à tranquilidade. É aproximar as partes que

estão em conflito e auxiliar a resolução de

forma pacificadora e cooperativa favorecendo

a continuidade das relações. Acredito

que restabelecer o equilíbrio perdido

entre as partes é a missão do advogado

que é conquistada no exercício diário da

sua profissão”, diz.

O exercício da advocacia também traz aos

profissionais desafios em sua atuação. Entre

eles, Regina salienta a necessidade de

atualização constante, inovação, empreendedorismo,

necessidade de proporcionar

à sociedade uma nova forma de solução

de conflitos, baseada em um processo de

cooperação entre as partes, no diálogo que

valorize a realidade dos fatos ocorridos e

que proporcione a justiça para ambas as

partes. “O advogado, nas mais diversas

áreas de atuação, deve estar atento às mudanças

sociais, para atender plenamente a

sociedade em suas necessidades”, alerta.

Um mercado competitivo

Existem hoje no nosso país cerca de 1,1

milhão de profissionais cadastrados na

Ordem dos Advogados do Brasil. Estima-se

que esse número equivale a um

advogado para cada 190 habitantes. Os

números impressionam e geram um debate

sobre a possível saturação do mercado

e alta concorrência entre os profissionais.

Mesmo assim, entre os cursos superiores

mais buscados está o Direito. Segundo

Regina, são vários os motivos apontados

como motivadores na eleição desse curso

entre os jovens. Entre eles estão a possibilidade

de inserção e crescimento em várias

áreas, tanto do campo jurídico, como

também, em outras profissões afins; A realização

profissional através de um curso

que vai permitir o ingresso no mercado

de trabalho extremamente competitivo.

A satisfação pessoal e profissional que

resulta com a conclusão e obtenção do

diploma que vai proporcionar o sucesso

profissional e a visão crítica da sociedade

em que atua tendo a convicção de que,

através da sua atuação, vai contribuir para

o desenvolvimento social.

Dessa forma, Regina salienta que o curso

deve objetivar a excelência acadêmica para

formar profissionais altamente capacitados

para atuar nas mais diferentes áreas da

ciência jurídica. “A excelência acadêmica,

acredito que é alcançada somente através

de um curso que proporcione aos alunos

FOTO | NÉIA MORESCO E ANE ANIO

Prof. Mestre Regina

Helena Marchiori Canali

Coordenadora Curso de Direito da

Universidade de Passo Fundo Prof.

Mestre Regina Helena Marchiori Canali

20 | contatovip.com.br


Missão Advocacia

a vivência da profissão continuamente

durante o período do desenvolvimento do

curso. Isso conseguimos com a dedicação

dos setores administrativo e acadêmico

que formam o curso. No setor administrativo,

saliento a responsabilidade da

gestão e funcionários na condução do

curso e na persecução dos seus objetivos.

No setor acadêmico, saliento a dedicação

constante dos professores e dos alunos na

busca e concretização do aprendizado e do

conhecimento. Acredito que, com a união

entre os atores responsáveis pelo curso,

professores, alunos e funcionários, cada

um sendo responsável pela sua função e

cientes da sua responsabilidade haverá a

perfeita formação dos futuros profissionais

da área. Também, na formação do

aluno, deve haver o máximo de atividades

que proporcionem a experiência no

exercício profissional. Essa experiência

somente se consegue através da união do

ensino, da pesquisa e da extensão, pois

proporcionam ao aluno o contato direto

com o futuro profissional e as escolhas que

podem fazer”, destaca.

Segundo ela, podemos esperar da nova

geração de advogados uma atuação

responsável, ética, atualizada, competente

e com extremo profissionalismo. “Dessa

forma, compete ao curso proporcionar

um ensino jurídico crítico, ético, responsável

para que a formação ocorra de

forma plena e se possa entregar à sociedade

profissionais altamente capacitados

para atender as diversas necessidades que

surgirem”, destaca.

Uma missão passada de geração

para geração

É muito comum encontrarmos famílias

em que muitos membros exercem a advocacia.

Afinal, a convivência com os familiares

e com o dia a dia da profissão pode

inspirar a escolha pelo mesmo caminho

profissional. Isso aconteceu com a advogada

Ieda Xavier da Cruz, que teve como

exemplo o seu pai, Armindo A. Xavier da

Cruz (in memoriam). “Ele era advogado,

formou-se em 1965, na UPF, em Passo

Fundo, com muita dificuldade, quando

a estrada nem asfaltada era. O escritório

que abriu conseguiu bastante relevância

na cidade e região. Eu segui seu caminho,

tendo me formado em 1977, também na

UPF em Passo Fundo”, conta.

Anos mais tarde, Ieda viu a história repetir-se

com a escolha de seu filho, Eduardo

Scheibe, que também optou por seguir o

seu caminho profissional, formando-se

em Direito na Ulbra Carazinho, em 2005.

Para Ieda, partilhar a profissão em família

tem muitos pontos positivos, como a total

confiança que existe entre ela e seu filho

quanto às questões financeiras, a possibilidade

mútua de aprendizado e, em especial,

o suporte da geração mais nova quanto

às profundas mudanças pela adoção de

novas tecnologias. “É uma constante troca

de ideias e experiências, com revisão dos

trabalhos por exemplo. Tenho profunda

Ieda e seu

filho Eduardo

Scheibe.

Seu pai

Armindo

A. Xavier

da Cruz.

admiração pela retidão e competência

com que meu filho e sócio encara os

desafios da profissão, seu entrosamento

com os colegas, urbanidade e facilidade de

trato com os clientes. Espero que ele me

tenha como uma profissional merecedora

de respeito, que contribui para o prestígio

da advocacia”, comenta.

Outros membros da família de Ieda

também seguiram a advocacia, como seu

falecido tio João Xavier da Cruz. Ainda,

três primos são advogados atuantes, Tiago

Setti Xavier da Cruz, Luis Antônio da Luz

e Ricardo Xavier da Cruz.

contatovip.com.br | 21


VIP | Capa

AMARANTE & MOYSÉS

ADVOGADOS ASSOCIADOS

Tradição e inovação no exercício do Direito

Os irmãos e advogados Jamila, Marinara e Roberto falam sobre o trabalho

em família e compartilham as novidades que o escritório está preparando

Mais de quatro décadas se

passaram desde a abertura

do escritório Amarante

& Moysés Advogados

Associados em 1977. Aliando a experiência

com a tradição familiar, o escritório

consolidou-se na cidade de Passo Fundo,

sendo reconhecido pelo seu trabalho

sério, seu comprometimento na defesa das

pessoas em dificuldades financeiras, tanto

físicas como jurídicas, e por sua ampla e

bem sucedida atuação nos tribunais superiores

na defesa dos direitos e do patrimônio

de seus clientes.

Hoje à frente do escritório estão os irmãos

Jamila, Marinara e Roberto, advogados especialistas

em diferentes áreas de atuação.

Eles compartilham que sempre foi muito

prazeroso trabalhar em família, pois um

pode contar com o apoio do outro nos

momentos desafiadores. “Quando temos

dúvidas sobre qual rumo tomar em algum

processo, podemos consultar o outro e

conversar. Trabalhamos juntos há muitos

anos, então temos muita intimidade para

isso. Como atuamos em áreas diferentes

nos apoiamos mutuamente com o objetivo

de crescimento pessoal e profissional”,

conta Jamila.

Além dos irmãos, o escritório também

conta com o trabalho de outros colegas

advogados, tanto em Passo Fundo,

quanto em outras cidades do Estado e do

Brasil. Dessa forma, o escritório atende

as diversas áreas do direito como direito

civil, direito bancário, direito do trabalho,

direito previdenciário, direito do consumidor,

direito penal, entre outras.

22 | contatovip.com.br

FOTO | DANIEL TATSCH


FOTO | DANIEL TATSCH

Marinara Wisóski

Moysés Albuquerque

Advogada com especialização em

processo civil pela Academia Brasileira

de Direito Processual Civil.

Roberto Wisóski Amarante

Advogado, sócio do escritório Amarante

& Moyses, Advogados Associados SC.

Jamila Wisóski Moysés Etchezar

Advogada e Professora Universitária.

Especialista em Direito e Processo do

Trabalho pela Universidade de

Santa Cruz do Sul.

amarantemoyses.adv.br

A atuação do escritório e de seus profissionais

é pautada pela busca da justiça social,

sempre prezando pela lealdade e ética

profissional. “Nossa missão é cumprir o

papel do advogado, auxiliando nossos

clientes a atingirem seus objetivos com

sucesso em suas causas, sempre buscando

o bem comum para a sociedade”, dizem.

No caso de Jamila, que atua com o direito

do trabalho, seu objetivo é sempre buscar

a conciliação entre o cliente e a empresa,

nos casos de clientes trabalhadores.

“Almejamos que entrem em consenso com

as empresas para que não precise ser tudo

litigioso. Temos como propósito buscar o

bem social e trazer a melhor solução para

os nossos clientes”, destaca.

SOBRE O FUTURO

O escritório tem sua atuação consolidada

na região e, apesar de preservar sua tradição

e história de mais de 40 anos, não fica

ligado somente ao passado. O escritório

acompanha as inovações do seu tempo,

buscando sempre se modernizar e trazer

novas tecnologias para facilitar a experiência

de seus clientes. Eles foram o primeiro

escritório de Passo Fundo a lançar um site

jurídico no ano de 2001 e, no último ano,

lançaram um novo site, onde é possível

saber mais sobre o escritório e acessar o

blog, que reúne artigos jurídicos atualizados

com relevantes assuntos do direito.

Os advogados percebem que o mundo

digital está cada vez mais sendo incorporado

pelos escritórios de advocacia. “As

novas tecnologias inseridas nos escritórios

de advocacia estão cada dia mais

presentes no nosso cotidiano. A maioria

dos escritórios já não tem mais processos

físicos, todos são eletrônicos, e na justiça

as intimações, audiências e perícias estão

acontecendo de forma telepresencial.

Acreditamos que essa é uma realidade que

veio para ficar no direito, assim como os

seminários por videoconferência, as lives,

o atendimento de clientes através de vídeo

chamada ou mensagens de texto via aplicativos.

Essa digitalização é o novo normal

do direito!”, ressaltam.

Além de estarem inovando com a

inserção digital, os advogados também

estão planejando a inauguração da sua

nova sede. Com o intuito de ampliar suas

instalações para melhor atender seus

clientes, a partir do mês de novembro

eles estarão em um novo espaço no UNA

Business Center. “No novo escritório

temos a esperança de que iremos nos

aproximar ainda mais. Estaremos em um

local bonito e agradável da nossa cidade e

temos certeza de que esse recomeço será

muito próspero!”, finalizam.

contatovip.com.br | 23


Missão Advocacia

AS MUDANÇAS QUE VIERAM

PARA FICAR NO DIREITO

A

pandemia causada pelo novo coronavírus

trouxe mudanças em diversos setores da

sociedade – e no direito não foi diferente. Na

área trabalhista, em especial, os advogados

precisaram ficar ainda mais atentos devido às transformações

e conflitos que se desenvolveram a partir dessa

nova realidade. A advogada trabalhista Jamila Wisóski

Moysés Etchezar ressalta que nesse período o profissional

precisa estar em constante atualização, buscando

diferentes recursos para manter-se atualizado. “A

atualização constante é muito importante nesse período,

porque a cada semana sai uma nova resolução, uma

nova medida provisória, uma nova lei e os advogados

precisam estar sempre atualizados para passar informações

claras aos seus clientes”, destaca.

Apesar dos encontros presenciais terem sido adiados

pelo isolamento social, a justiça continuou a acontecer

através do meio online. A inserção das novas tecnologias

foi incorporada pelo direito e tem funcionado de forma

eficaz para a realização de reuniões, resolução de conflitos,

audiências e acordos. “Os serventuários da justiça

do trabalho estão atuando em home office, então, em

nenhum momento a justiça parou. A inserção das novas

tecnologias foi muito importante nesse novo método

de resolução de conflitos, através de processos judiciais

eletrônicos, pois se não tivessem sido incorporados, não

teríamos como dar continuidade aos processos no momento

em que foi decretado estado de emergência”, considera

Jamila. “Sendo assim, nesse período de pandemia

os trabalhadores podem buscar a justiça, que continua

funcionando e marcando audiências telepresenciais. O

trabalhador pode buscar o sindicato da sua categoria ou

um advogado de sua confiança para ingressar judicialmente

ou tentar um acordo ou conciliação extrajudicial

caso tenha algum conflito ou litígio em seu trabalho”,

orienta.

A pandemia trouxe muitas mudanças para o direito e Jamila

acredita que muitas delas vieram para ficar. “Temos

um novo direito, tanto no direito do trabalho como nas

demais áreas. As tecnologias que hoje nos proporcionam

realizar audiências telepresenciais, citações através de

aplicativos de conversa vieram com muita força e farão

parte do nosso futuro, afinal, elas já deveriam ter sido

incorporadas no nosso ordenamento jurídico há algum

tempo e agora houve essa aceleração. Dessa forma

podemos atender as demandas da população de forma

mais ágil e manter a justiça funcionando para garantir

os direitos de todos”, finaliza.

Sobre a advogada

Jamila Wisóski Moysés Etchezar

OAB 71820/RS

FOTO | DANIEL TATSCH

Jamila vem de uma família de advogados, que possui

escritório jurídico em Passo Fundo há mais de 40 anos.

É formada em direito, com especialização em Direito

do Trabalho, Processo do Trabalho e Previdenciário

e Mestre em Direito, Democracia e Sustentabilidade.

Atua como advogada no escritório Amarante & Moysés

Advogados Associados e é professora do curso de

Direito da Faculdade João Paulo II.

24 | contatovip.com.br


VIP | Capa

Jovens advogados

O

apurado senso de empatia

e a vontade incessante

de ajudar outras

pessoas a resolverem

seus problemas jurídicos e sociais

levou Gabriel Dil a escolher o curso

de Direito e a trilhar o seu caminho

profissional exercendo a advocacia.

“O amor pela advocacia se origina

na vontade de fazer efetivos todos os

direitos fundamentais conquistados

historicamente a tanto custo pelos

nossos antepassados”, ressalta.

FOTO | DANIEL TATSCH

Já Fernanda de Oliveira Brandt

sempre prezou por essa profissão,

que foi exercida pelo seu avô e depois

por sua mãe e sua madrinha. “Desde

criança eu frequentava o escritório

deles e admirava o respeito e gratidão

que os clientes sentiam por esse

trabalho, que afinal, sempre será para

ajudar as pessoas, seja para resolver

algum conflito ou problema”, destaca.

Os jovens que escolhem a advocacia

se deparam com diferentes desafios

para consolidar a sua carreira.

Fernanda, que já está formada há

quase seis anos, compartilha que um

dos principais desafios do início da

sua atuação foi enfrentar o preconceito

das pessoas pelo fato de parecer

jovem e ser mulher. “Mais de um

cliente entrou na minha sala e pediu

para falar com a advogada, ou perguntou

‘você já é formada mesmo?’

antes mesmo de eu me apresentar.

Além disso, também senti, pela falta

de reconhecimento, de ser lembrada

como advogada. As pessoas acabam

lembrando de quem está no mercado

há mais tempo, ou acreditando

que quem está há mais tempo neste

ramo prestará um serviço melhor.

Contudo, o trabalho do advogado

é personalíssimo, o tempo oferece

experiência sim, mas cada processo é

único”, afirma.

Mesmo com tantos desafios a serem

superados, ambos exercem sua profissão

com muita dedicação, afinal,

reconhecem a importância do papel

do advogado na nossa sociedade.

Como lembra Gabriel, “O advogado

é essencial para a manutenção

do Estado democrático de direito.

É o advogado quem trabalha para

assegurar a efetividade dos direitos

fundamentais dos cidadãos e para

frear os arbítrios praticados por

entes públicos ou privados”.

Nossa capa de circulação na cidade

de Carazinho foi estampada por

esses dois jovens advogados, que,

em suas diferentes áreas de atuação,

mostram o seu propósito profissional

e compartilham seu conhecimento

nas páginas a seguir.

contatovip.com.br | 25


VIP | Capa

O Direito médico e a atuação

dos profissionais da saúde

O advogado Gabriel Dil fala sobre as questões jurídicas que envolvem a

divulgação de profissionais da saúde nas redes sociais e o uso da telemedicina

FOTO | DANIEL TATSCH

Uma das principais áreas

de atuação de Gabriel

na advocacia é o Direito

Médico.

Por se tratar de uma área ainda

pouco explorada dentro do direito,

muitos profissionais da medicina

desconhecem a importância de um

assessoramento jurídico no desempenho

de suas funções. Gabriel alerta

que a advocacia especializada em

direito médico não deve ser invocada

somente no momento de responder

uma sindicância ou processo judicial.

“Pelo contrário, o médico e o advogado

devem trabalhar juntos, a fim

de analisar se as práticas cotidianas

do profissional da saúde estão sendo

suficientes para a manutenção da

segurança jurídica do seu trabalho”,

ressalta. Segundo ele, a complexidade

das relações sociais demanda alguns

cuidados por parte dos profissionais

da saúde, pois a relação médico-paciente

deve ser pautada na ciência e na

confiança recíproca entre os sujeitos

vinculados. “Ainda, é importante ressaltar

que grande parte das sindicâncias

ou processos judiciais que recaem

contra o profissional da medicina se

devem a uma falha na comunicação

e um rompimento do diálogo entre o

médico e o paciente”, observa. Sobre

essa comunicação, Gabriel destaca

pontos importantes sobre os quais os

profissionais da saúde devem estar

atentos, principalmente, no que diz

respeito aos perfis profissionais em

redes sociais e a telemedicina.

Sobre o advogado Gabriel Dil - OAB/RS 111.168

Formado em direito pela Universidade de Passo Fundo.

Especialista em Ciências Criminais pela Universidade Estácio de

Sá do Rio de Janeiro. É pós-graduando em Direito Médico pelo

CERS/BA e mestrando em Direito pela Universidade de Passo

Fundo. Atua no Direito Criminal, Direito Médico e também nos

casos que envolvem Jurisdição Constitucional.

26 | contatovip.com.br


VIP | Capa

Redes sociais

X Código de Ética Médica

Atualmente, o profissional da medicina

que não se faz presente nas redes sociais

está perdendo uma grande oportunidade

de se fazer reconhecido e de divulgar as

suas especialidades. O avanço do mundo

digital fez com que muitos profissionais

recorressem as redes sociais para divulgarem

seus perfis, suas especialidades e áreas

de atuação. No entanto, o Código de Ética

Médica impõe alguns limites que o médico

deve se atentar ao publicizar seu perfil

profissional. Nesse sentido, orienta-se o

profissional fazer uso das redes sociais

com parcimônia, seriedade e de forma não

mercantil. Caso o profissional ultrapasse

os limites éticos estabelecidos pelo Conselho

Federal de Medicina, estará sujeito

a responder processo ético-disciplinar e

uma consequente sanção administrativa.

Para evitar faltas disciplinares nas redes

sociais, Gabriel escolheu algumas dicas

básicas que todo perfil médico obrigatoriamente

deve observar, quais sejam:

a) fazer constar no perfil o número de

registro no Conselho Regional de Medicina,

bem como fazer constar também o

número de registro (RQE) de cada uma

das especializações, lembrando que o

médico pode anunciar no máximo duas

especialidades; b) é vedado a divulgação

do “antes e depois” do paciente; c) é

vedado anunciar especialidade que não

tenha tido a sanção da sociedade médica;

d) é vedado publicar agradecimentos ou

feedbacks de pacientes; e) é vedado divulgar

informações sobre assunto médico de

forma sensacionalista, promocional ou de

conteúdo inverídico; f) é vedado divulgar

tratamento ou descoberta cujo valor ainda

não esteja expressamente reconhecido

cientificamente pelos órgãos competentes.

Outrossim, o que se orienta é que o profissional

da medicina que venha a fazer uso

das redes sociais para divulgação do seu

trabalho, sempre consulte um profissional

especializado para que o oriente juridicamente

acerca dos limites impostos pela

regulamentação do respectivo Conselho

profissional.

Telemedicina

X Segurança Jurídica

A nova realidade experimentada durante

a pandemia da COVID-19 provocou algumas

mudanças e adaptações nos atendimentos

realizados pelos profissionais da

medicina. Nesse sentido, diante dos novos

protocolos de distanciamento social, recorreu-se

à telemedicina como meio eficaz

para manter os atendimentos médicos

ativos durante a pandemia. No entanto, o

médico deve tomar algumas precauções

durante o atendimento à distancia, a fim

de se resguardar de eventuais processos

administrativos e judiciais e para garantir

sua segurança jurídica. Ressalta-se que a

telemedicina atualmente está regulamentada

na Resolução do Conselho Federal

de Medicina 1643/2002 e na Portaria do

Ministério da Saúde 467/2020.

Conforme Gabriel, a legislação que trata

da telemedicina no Brasil ainda se encontra

em fase embrionária, e possui vigência

até enquanto durarem os efeitos da pandemia

e o estado de emergência nacional.

Por enquanto, as regulamentações estão

em fase de aperfeiçoamento e com status

provisório, mas acredita-se que a telemedicina

é uma modalidade de atendimento

que chegou para ficar e irá permanecer até

mesmo quando chegar ao fim da pandemia.

Dessa forma, o profissional deve se

atentar aos seguintes cuidados no momento

de proceder o atendimento online, por

exemplo:

• Antes de qualquer consulta ou atendimento

virtual, o médico deve solicitar ao

paciente que declare de forma simples,

se concorda ou não, com o atendimento

à distância. A declaração poderá ser feita

no campo de mensagem do aplicativo

utilizado, e deverá ser arquivado junto do

prontuário do paciente.

• Quando se tratar de paciente novo, o

médico deverá disponibilizar ao paciente

um breve formulário de “auto-anamnese”,

a fim de que o médico proceda uma triagem

para verificar se é cabível o atendimento

virtual.

• Ao término do atendimento, o médico

deverá disponibilizar um Termo de Consentimento

e Auto Declaração ao paciente,

para que este declare que foi atendido

e prestou todas as informações – sintomas,

medicamentos que está tomando,

estado de saúde – ao médico. Ainda, a

Auto Declaração deverá constar expressa

autorização do paciente à consulta via

teleatendimento, contendo a data, hora

e a plataforma digital utilizada para o

atendimento.

Ainda, ressalta-se a extrema necessidade

do médico se utilizar de plataformas

confiáveis para realizar o atendimento,

uma vez que a responsabilidade pelos

dados e informações captadas via internet,

são de inteira responsabilidade do médico.

Além disso, o exercício da telemedicina

exige que o médico proceda os registros

do atendimento de forma minuciosa no

prontuário do paciente, como: a) modalidade

de atendimento; b) data e horário

da consulta; c) plataforma ou software

utilizado;

O registro do prontuário do paciente

deve ser feito em um sistema (software)

que impossibilita alterações após serem

adicionadas os dados do paciente, a fim de

garantir a segurança jurídica do médico

numa eventual sindicância administrativa

ou até mesmo em processos judiciais.

Salienta-se que a telemedicina é uma

forma de democratização da medicina

e da facilitação da promoção do direito

fundamental à saúde, uma vez que

rompe a barreira geográfica e pode levar

o profissional a lugares mais remotos, nos

casos que dispensam a presença física do

paciente, é claro.

Por fim, destaca-se que o CREMERS já

possibilita a emissão de receitas médicas

pelo próprio site do Conselho, possibilitando

ao médico a remessa do receituário

diretamente para o e-mail do paciente.

contatovip.com.br | 27


VIP | Capa

As mudanças

causadas pela

Reforma da Previdência

A advogada Fernanda de Oliveira Brandt explica as principais mudanças

causadas pela Reforma da Previdência em alguns pontos

A

Reforma da Previdência

trouxe muitas alterações

relevantes, entre as quais

Fernanda cita a alteração na

fórmula de cálculo do valor do benefício;

a pensão por morte; a imposição

de limites e redução à acumulação de

benefícios; novas regras de transição;

alterações na previdência complementar;

novas regras de custeio; a extinção

da aposentadoria exclusivamente por

tempo de contribuição; e a implementação

do requisito da idade para a aposentadoria

especial (por insalubridade) e

do professor.

Segundo Fernanda, os trabalhadores

que já haviam implementado os requisitos

para as aposentadorias antes da

mudança da promulgação da reforma

são protegidos pelo direito adquirido,

o que quer dizer que não são afetados

pelas mudanças por ela introduzidas.

“Por outro lado, caso alguma das regras

novas lhe seja mais benéfica, o segurado

poderá aproveitá-la. É importante

ressaltar que às vezes o direito adquirido

não é a melhor aposentadoria

que o segurado tem direito. Por isso

sempre é importante fazer a simulação

de aposentadoria para todas as regras

existentes, sendo que hoje temos cinco

regras de transição”, alerta. A seguir,

você confere os esclarecimentos que

Fernanda fez a respeito de alguns pontos

da Reforma.

Como funcionará a aposentadoria

por tempo de contribuição e

por idade no RGPS?

A aposentadoria exclusivamente por

tempo de contribuição foi extinta.

Respeitadas as regras de transição e o

direito adquirido, não haverá mais a

possibilidade de aposentar-se sem a

observância do requisito idade.

Quanto à aposentadoria por idade, para

os homens, a idade mínima continua

65 anos, e para as mulheres, subiu de

60 para 62 anos, além da carência legal

(mínima de 180 contribuições mensais

para as mulheres e de 20 anos para os

homens – salvo os homens que já estão

no sistema, que a carência também é de

180 contribuições). Como foi alterada a

fórmula de cálculo dos benefícios, se o

segurado contribuir apenas 180 contribuições

mensais, ele receberá somente

60% da média salarial (que agora também

passou a ser feita a partir de todo

o período contributivo, desde 1994, e

não mais apenas de 80% dos maiores

salários), sendo que, será somado 2%

a cada ano que exceder os 15 anos de

contribuição, para as mulheres; para os

homens, será de 60% mais 2% a cada

ano que superar 20 anos de contribuição.

Diante disso, as seguradas mulheres

terão direito a 100% da média após

35 anos de tempo de contribuição, e os

homens após 40 anos, somente.

O que mudou na aposentadoria

especial (por insalubridade) com

a reforma da previdência?

A partir da reforma o segurado especial

passou a ter idade mínima para se aposentar,

bem como não é mais possível

fazer a conversão do tempo especial

em comum, com exceção ao direito

adquirido.

Como se não bastasse, o Decreto

10.410/20, publicado em julho deste

ano, editou o § único do art. 65 do Decreto

3.048/99, retirando a previsão da

contagem de tempo de serviço especial

dos períodos de afastamento decorrentes

de gozo de benefícios de auxílio-doença

e/ou aposentadoria por invalidez

acidentários, o que acredito que será

objeto de grande discussão.

Quem tem direito a aposentadoria

especial por insalubridade?

Todo o trabalhador que está exposto

à condições laborais agressivas, que

imponham risco ou que prejudiquem

sua saúde, tem direito à aposentadoria

especial. Até a EC 103/19, era possível

a aposentadoria especial apenas com o

tempo reduzido (15, 20 e 25 anos), após

foi implementado o requisito da idade.

Porém, além das demais regras de transição,

foi incluída uma especialmente

para esse tipo de segurado.

Quais são as orientações que

você dá a quem está próximo de

se aposentar?

Eu diria para fazer simulação do valor

do benefício antes de fazer o pedido de

aposentadoria para cada regra existente,

pois cada caso é um caso – a regra que

é mais vantajosa para uma pessoa pode

ser a pior para outra, e as regras de

transição podem ser muito mais favoráveis.

E claro, procure um especialista.

Existem muitos detalhes que fazem toda

a diferença ao fazer um requerimento

de aposentadoria que somente um profissional

com conhecimento e experiên-

28 | contatovip.com.br


VIP | Capa

Sobre a advogada

Fernanda de Oliveira Brandt

OAB/RS 102011

Formada em Direito pela

Universidade de Passo Fundo

O Direito Previdenciário é

atualmente a área com a qual

Fernanda mais se identifica.

Como trabalhou ao longo da sua

formação e continua atendendo

muitos processos da Dra. Anelise

de Oliveira, nos ramos de direito

imobiliário (principalmente, por

conta de dividir o espaço junto à

Contalex Imobiliária), de família,

civil, trabalhista, trânsito e crimes

(de menor potencial), também

tem experiência e exerce a

advocacia nessas áreas.

cia pode oferecer. Um dado omisso, que

gere dúvida, ou até mesmo a falta de

conhecimento pode fazer demorar anos

em discussão judicial de forma totalmente

desnecessária, que pode atrasar

ou diminuir o recebimento do benefício

pretendido. Ao contrário do que

se pode pensar, existem muitos erros

administrativos, e ao contrário do que é

previsto em lei, nem sempre é concedido

o melhor benefício a que o segurado

tem direito. Por exemplo, existe uma

regra nova, que prevê que toda vez que

já houver mais que 180 contribuições,

pode-se eliminar as menores contribuições

(§6º, do art. 26 da EC 103/19),

o que pode implicar na percepção de

praticamente o dobro do benefício.

Recomendo fortemente a procura de

um especialista para quem estava em

auxílio doença e passou a receber aposentadoria

por invalidez (por conta do

valor do benefício e da extinção do art.

36, §7, do Decreto 3.048/99, revogada

pelo Decreto 10.410 de 30/06/20).

FOTO | DANIEL TATSCH

contatovip.com.br | 29


Missão Advocacia

DIREITO DE FAMÍLIA

E SUCESSÕES

Giana Pante considera que a advocacia

é um desafio constante

e, para ela, esse aspecto é justamente

o mais instigante de sua

profissão. “A advocacia te obriga a nunca

parar, estar sempre se atualizando, estudando,

se aperfeiçoando, e isso faz toda a

diferença num mercado de trabalho que é

tão competitivo. Hoje a advocacia exige de

mim estudo e atualizações sempre. Eu criei

uma rotina de leitura diária logo de manhã

quando chego no escritório, a primeira

coisa que eu faço é ler as últimas decisões

dos tribunais (jurisprudências) e as novas

leis promulgadas dentro das áreas em

que atuo. Isso se faz necessário porque as

decisões dos Tribunais mudam, a lei muda,

e isso é normal e saudável da vida em sociedade

onde as relações não são estanques

e cabe ao direito justamente acompanhar e

regular essas mudanças”, destaca.

Giana é especialista em Direito Processual

Civil e atua nas suas diversas áreas, atendendo

a clientes com causas de consumidor,

divórcio, guarda, reconhecimento de

filiação, inventário e partilha, direito imobiliário,

contratos e ações possessórias. Ela

tem uma relação especial com o Direito de

Família, que envolve as questões pessoais

mais íntimas, como ela costuma dizer, e,

por isso, exige do profissional, além do

conhecimento jurídico, muita sensibilidade

para compreender e saber lidar com

esses momentos, muitas vezes, difíceis na

vida da pessoa, como no caso de um fim

de casamento.

distribuição da herança conforme a vontade

do falecido. Esse planejamento pode

ser feito através de diversos instrumentos

jurídicos, como testamento, doação com

ou sem reserva de usufruto, escolha por

um ou outro regime de bens no casamento

ou na união estável, até além do rol previsto

no Código Civil (regime atípico misto)

e com previsões específicas, entre outros”,

comenta.

Giana defende a importância do advogado

como absoluta, afinal, não é à toa que

a CF/88 prevê no seu artigo 133 que o

advogado é indispensável à administração

da justiça. “Como o direito regula praticamente

tudo em nossas vidas, fica difícil

dar um passo importante sem a assessoria

ou consultoria de um profissional para

alertar sobre os riscos de um contrato que

você está prestes a fechar, por exemplo.

Em inúmeros casos, a presença de um

advogado é garantia de sucesso e proteção,

não somente na esfera judicial (do conflito)

quando se busca o direito e sucesso

da ação. Também me refiro aqui àquela

advocacia preventiva, onde a contratação

de um advogado evita prejuízos e aborrecimentos

que poderiam ensejar uma ação

judicial. Eu vejo que a sociedade já evoluiu

muito nos últimos tempos, mas ainda é

preciso criar a cultura de se consultar um

advogado sempre que se for promover

qualquer transação”, finaliza.

FOTO | DANIEL TATSCH

Entre as suas frentes de atuação também

está o Direito das Sucessões, que envolve

aquilo que ninguém gosta de falar, mas

que todo mundo tem certeza que um dia

acontecerá: a morte. “Com o falecimento

de uma pessoa todos os seus bens, dívidas

e obrigações, passam a ser reconhecidos

como sendo herança, por lei. Algo

importante e se dizer é que quando há

patrimônio a dividir, na maioria das vezes,

ocorrem brigas na família, isso quando

não viram inimigos. Por isso, nos últimos

anos, tem-se falado muito em planejamento

sucessório, como instrumento preventivo

e eficiente para evitar conflitos entre

herdeiros, bem como para almejar uma

Giana Pante

OAB/RS 75.588

Advogada, especialista

em direito processual

civil e mestranda.

30 | contatovip.com.br


Missão Advocacia

OS DESAFIOS DO

DIREITO CORPORATIVO

Segundo a advogada Maiaja

Franken de Freitas, são vários os

desafios para se exercer a advocacia

corporativa, na medida

em que é preciso sair do raciocínio da

“pessoa física” e passar ao raciocínio das

pessoas jurídicas. “É necessário estar

sempre alinhada ao que acontece na esfera

do Direito do Trabalho e Processo do

Trabalho, fundamentais à área corporativa,

assim como no segmento de Contratos,

Compliance, Responsabilidade Civil

e Direito do Consumidor. Agora, por

exemplo, durante o período da pandemia

causada pela COVID-19 precisamos estar

atentos todos os dias ao que ocorre nessas

áreas do direito, para poder bem orientar

às empresas. Além disso, há outra área

específica, da qual também gosto muito,

que é a do direito administrativo, à qual

algumas empresas também necessitam,

por terem contratos com órgãos públicos”,

explica. Outras áreas afetas à advocacia

corporativa são Direito Empresarial, Tributário,

além do Planejamento Sucessório,

fundamental quando se fala de empresas

familiares, para que se evitem, post

mortem, discussões desnecessárias. “Além

disso, a advocacia corporativa necessita

estar alinhada com conceitos de informática,

programas de gestão de processos,

planilhas, para melhor organização tanto

do trabalho, quanto de comunicação com

os/as clientes. E, talvez essa parte, seja

uma das mais desafiadoras para nós que

somos do mundo do direito”, acrescenta.

Para trabalhar com a advocacia corporativa

Maiaja cita que é importante, acima

de tudo, saber ouvir, pois não adiantará

ter todos os conhecimentos citados, se a

advogada corporativa não souber ouvir

as demandas da parte que está contratando.

Também é importante conhecer

a realidade e o dia a dia da empresa. “A

minha irmã e colega, Mohara, fala que é

importante saber do “chão de fábrica”, e é

bem isso: você precisa saber a realidade

da empresa para a qual trabalha, a fim

de entender quais as suas necessidades e

poder prestar o serviço da melhor forma

possível. Até mesmo porque, hoje em dia,

existem muitas e muitos profissionais

capacitados (tecnicamente) no mercado.

Então, como você fará a diferença? Na

minha visão, você fará a diferença sabendo

ouvir, e conhecendo a realidade do/da

seu/sua cliente (isso sendo ele/ela pessoa

física ou jurídica)”, ressalta.

A REPRESENTAÇÃO

DAS MULHERES ADVOGADAS

Maiaja é hoje presidente da Comissão

da Mulher Advogada da OAB de Passo

Fundo e membra da Comissão Estadual

da Mulher Advogada da OAB Seccional

Rio Grande do Sul. A Comissão da Mulher

Advogada foi criada, no ano de 2013,

com o intuito de dar maior visibilidade

às mulheres, dentro do sistema OAB. Isso

porque, embora elas sejam 56% do total de

inscritas com até 40 anos nos quadros da

OAB , não existem, ainda, muitas mulheres

ocupando espaços de poder dentro da

Ordem. No Estado, por exemplo, nos 88

anos de história da Ordem dos Advogados

do Brasil, tivemos apenas uma mulher

como Presidente da Instituição. Segundo

Maiaja, essas informações são importan-

FOTO | DANIEL TATSCH

tes, para que possamos refletir a respeito

e ver que podemos alterar essa realidade.

“Na medida em que a Constituição Federal

diz que homens e mulheres são iguais,

em direitos e deveres, por quais motivos,

na prática, vemos tantas desigualdades

nos espaços de poder? Não é o gênero

que define as competências, mas é preciso

que as mulheres entendam que também

podem ocupar os espaços. E a Comissão

da Mulher Advogada visa, justamente,

possibilitar às mulheres advogadas que

ocupem esses espaços. Fundamentalmente,

desenvolvemos trabalhos de conscientização

contra a violência de gênero, contra

a violência doméstica, de um modo geral.

Também são realizadas Conferências onde

são colhidas demandas das colegas, para

integrar o Plano de Valorização da Mulher

Advogada. Um dos resultados disso, é o

reconhecimento, no Estado do Rio Grande

do Sul, desde 2017, do auxílio maternidade,

às colegas advogadas”, destaca.

Fonte: www.jota.info/carreira/

mulheres-inscritos-oab-13012020

Sobre a advogada

Maiaja Franken de Freitas

Desde pequena Maiaja via

seu pai José e seu tio João

envolvidos na Advocacia.

Quando cresceu, não teve

dúvidas em cursar a Faculdade

de Direito, embora não soubesse

se iria advogar ou tentar

concurso público. Depois de

formada em Ciências Jurídicas

e Sociais, pela Universidade de

Passo Fundo, morou em Porto

Alegre, onde estudou e, quando

retornou para Passo Fundo,

começou a advogar. “Cada

cliente tem a sua verdade, e o

meu papel, como sua advogada,

é defender essa verdade, dentro

dos limites da lei e do direito”.

contatovip.com.br | 31


Missão Advocacia

A Reforma da Previdência e as

mudanças na pensão por morte

Segundo a advogada Adriana Goés, o Direito

Previdenciário tem uma missão muito maior

do que conceder benefícios, suas ações levam

dignidade às famílias. Hoje o maior desafio dos

profissionais atuantes nessa área é manter a atualização

constante diante da produção legislativa intensa, sempre

buscando a melhor resposta ao caso do seu cliente.

FOTO | MARCOS TATSCH

Com a Reforma da Previdência, ocorreram diversas

mudanças e, entre elas, no que diz respeito à pensão por

morte. Adriana explica que grande alteração foi em relação

ao valor da prestação previdenciária, que segundo

o art. 23 da EC n. 103/2019, parte de uma cota familiar

de 50% da aposentadoria do segurado falecido, ou a 50%

da aposentadoria por incapacidade permanente, caso ele

não seja aposentado na data do óbito, acrescido de 10%

por dependente.

Assim, o benefício pago a um dependente será de 60%,

limitado a 100%, no caso de cinco beneficiários ou mais,

ou 100% no caso de haver dependente inválido, portador

de doença mental grave ou no caso de acidente de

trabalho, doença profissional ou do trabalho.

Além disso, a pensão por morte pode sofrer mais uma

redução, caso o dependente perceba pensão por morte

de regime próprio ou aposentadoria de qualquer regime,

preservada a situação de acumulações previstas no art.

37, XVI da CF de 1988.

Neste caso o Segurado receberá o valor integral apenas

do benefício de maior valor, em relação ao instituído em

patamar inferior obedecerá a seguinte proporção, § 2º

do art. 24 da EC/103 2019:

I – 60% (sessenta por cento) do valor que exceder 1

(um) salário-mínimo, até o limite de 2 (dois) salários-

-mínimos;

II – 40% (quarenta por cento) do valor que exceder 2

(dois) salários-mínimos, até o limite de 3 (três) salários-

-mínimos;

III – 20% (vinte por cento) do valor que exceder 3 (três)

salários-mínimos, até o limite de 4 (quatro) salários-mínimos;

e

IV – 10% (dez por cento) do valor que exceder 4 (quatro)

salários-mínimos.

A Advocacia Previdenciária como todo o direito passa

por constantes transformações, e Adriana acredita que,

somente terá sucesso o advogado que se mostrar preparado,

que tiver vasto conhecimento sobre a sua área de

atuação, dominar as ferramentas tecnológicas e desenvolver

empatia com o cliente.

Sobre a advogada Adriana Góes,

Especialista em Direito Previdenciário

OAB/RS 080684

Adriana sempre teve um desejo muito grande

de cursar direito e se tornar Advogada. “Sempre

tive vontade de solucionar os problemas das

pessoas. Eu nasci para ser Advogada, então tenho

certeza que qualquer caminho me levaria a essa

profissão”, diz.

32 | contatovip.com.br


UMA FAMÍLIA DEDICADA

AO EXERCÍCIO DO DIREITO

A

escolha pela área jurídica foi

autônoma tanto para Marcelo

como para Janaína, pois ambos

não possuíam histórico familiar

de profissionais advogados. A admiração

pelo trabalho dos advogados e o desejo de

auxiliar as pessoas frente às injustiças os

moveu para o curso de Direito. No ano de

1994 ocorreu a abertura do escritório de

advocacia pelo Marcelo, na época Janaína

ainda cursava Direito, sendo estagiária do

escritório. Nesse mesmo ano ocorreu o

casamento e o casal foi fortalecendo seus

laços com o compromisso pelo aperfeiçoamento

pessoal e profissional de cada

um ao longo de todos esses anos. Passados

mais de 20 anos, agora o filho do casal, João

Lucas Leite Portella, acadêmico, trilha os

passos dos pais, na busca do conhecimento

profissional. Ainda, exercem a docência no

ensino jurídico, ambiente que lhes favorece

a atualização contínua e persistente dos

institutos jurídicos, trazendo aos acadêmicos

seus conhecimentos teóricos aliados

à prática profissional. Janaína reforça que

“a advocacia é uma escolha de vida! Há

uma missão designada para o advogado e a

sociedade espera que se cumpra a contento.

Amo minha profissão e a exerço com zelo

e satisfação!”. A advocacia é tida como uma

missão pessoal de cada um dos membros

do escritório Leite Portella Advogados em

ajudar seus clientes frente aos problemas e

questionamentos jurídicos que os afligem,

apresentando soluções eficazes.

Marcelo, que atua nas áreas do Direito do

Trabalho e Direito Previdenciário, informa

que “o cenário atual da pandemia de

Covid-19 aliado às recentes alterações decorrentes

das denominadas reforma trabalhista

e reforma previdenciária impactaram

diretamente os direitos dos trabalhadores e

segurados impondo aos profissionais advogados

uma presença atuante e qualificada,

buscando a prestação jurisdicional no

sentido de salvaguardar as conquistas alcançadas

ao longo das lutas dos direitos sociais”.

Ainda relata que é necessária uma atuação

profissional pró-ativa junto às empresas que,

diante das recentes alterações introduzidas

na esfera trabalhista, necessitam do suporte

jurídico para que possam fazer a gestão empresarial

consciente, pois ainda não ocorre

pacificação quanto à interpretação dos

temas controvertidos junto aos Tribunais.

Janaína, que atua na área do Direito das

Famílias, sinaliza que neste momento de

isolamento social decorrente da pandemia

de Covid-19 ocorreu um aumento da

incidência de casos de violência doméstica.

Ela explica que a violência doméstica contra

a mulher é todo o ato que resulte em morte

ou agressão física, sexual ou psicológica no

ambiente doméstico. Janaína informa que o

ciclo da violência doméstica apresenta, em

regra, três fases: a) o aumento da tensão,

fomentadas por injúrias, ameaças, levando

a vítima a uma sensação de perigo iminente;

b) o ataque violento, em que o agressor

procede maus tratos físicos ou psicológicos

intensos; 3) a lua de mel, momento em que

o agressor envolve a vítima com carinhos

e atenções, desculpando-se pelas agressões

desferidas. A advogada frisa “a importância

de compreender todo o processo que leva

à violência física e psicológica e, sobretudo,

do profissional especializado na área de

atendimento à violência doméstica estar

despido de julgamentos, como por exemplo,

por que a demora da pessoa agredida em

buscar auxílio, ou por que a pessoa agredida

submeteu-se às diversas formas de violência,

dentre outros questionamentos que

não cabem ao profissional desta área julgar

e sim, com empatia, acolher profissionalmente

essa pessoa que necessita de auxílio

para libertar-se desse ciclo de violência.” A

Lei Maria da Penha é um dos instrumentos

legais que auxilia no combate à violência

Missão Advocacia

Marcelo Michel Portella, Advogado, mestrando em Direito, professor universitário,

atuante nas áreas de Direito do Trabalho e Direito Previdenciário; Janaína Leite

Portella, Advogada, mestre em Direitos Fundamentais, professora universitária,

atuante nas áreas de Direito das Famílias, Direito das Sucessões, Direito

Constitucional e Administrativo; e João Lucas Leite Portella, acadêmico de Direito.

doméstica. Mas, Janaína destaca que não só

mulheres sofrem com a violência doméstica,

pois crianças, adolescentes e idosos também

são vulneráveis aos ambientes familiares

hostis, necessitando de amparo profissional,

posto que observa que muitas das violências

são invisíveis, representadas à analogia

de um “iceberg”, praticadas no ambiente

familiar de forma velada, gerando sérios

problemas de ordem psicológica e física na

vida dessas pessoas.

Janaína e Marcelo são uníssonos no ponto

de vista que o futuro da advocacia requererá

profissionais cada vez mais engajados na

solução dos conflitos de forma mediada,

desprestigiando-se o perfil litigador. Em

2010 o Conselho Nacional de Justiça – CNJ

publicou a Resolução nº 125 privilegiando

a mediação como ferramenta principal da

política judiciária nacional de tratamento

adequado dos conflitos de interesses no

âmbito do Poder Judiciário, e, em 2015, com

a edição do Novo Código de Processo Civil

e da Lei de Mediação, Lei nº 13.140, restou

reforçada a ênfase na utilização da mediação

para a solução de conflitos. Janaína

ainda reforça que “por mais modernizado

que esteja o exercício da advocacia, com

tecnologia de informação e institutos que

primam pela solução pacífica de conflitos,

os atributos da confiança, da segurança e da

honestidade sempre ocuparão o cerne do

relacionamento advogado/cliente”, finaliza.

contatovip.com.br | 33

FOTO | DANIEL TATSCH


Missão Advocacia

DESAFIOS DIÁRIOS

NO DIREITO CRIMINAL

A

paixão de Maura pela advocacia

criminal começou

antes mesmo do início da

Faculdade de Direito – ela

já tinha certeza que queria seguir nessa

área. “Lutar pela liberdade, esse bem tão

essencial para a vida das pessoas, é muito

motivador. Às vezes eu sinto efetivamente

que ajudo a decidir a vida de uma

pessoa que entregou o seu destino para

mim. Eu posso contribuir para mudar o

caminho de alguém. É decisivo. E me sinto

gratificada de saber que sou importante

para alguém. A advocacia criminal não

é glamorosa, mas é gratificante perceber

que alguém confia sua vida a você”, conta.

direito e nas provas, é chegar à verdade

e à justiça, anseios de todos. O que nem

sempre é claro para a sociedade é que

o advogado defende o direito à defesa,

defender alguém que cometeu um crime

não significa que você compactue com o

crime”, salienta.

Maura destaca que vivemos tempos de

massificação da advocacia, alguns acreditam

que a tendência é de padronização

de julgados e decisões, o que fulminaria a

discussão de casos isoladamente. “Porém

não acredito nessa tendência, acredito,

sinceramente, que estamos em um caminho

inverso que vai ser acentuado pela

experiência pós-pandemia, onde ficou

claro que a atuação humana ainda é essencial

e insubstituível. Na área criminal

propriamente dita, não há possibilidade

de padronização, pois os casos envolvem

sentimento, pessoas e sociedade e

cada caso é único com suas motivações

e peculiaridades. A advocacia tende a se

tornar cada vez mais essencial na defesa

do cidadão e da sociedade, onde direitos

são diariamente atacados. O exercício

da advocacia é a única forma de se fazer

frente a essas lesões”.

A área criminal é historicamente um

território masculino, por isso Maura comenta

que ser criminalista e mulher é um

desafio diário, pois é necessário provar

constantemente que você é competente e

competitiva. “Enfrentamos tempos difíceis,

extremismos, falência nas políticas

de segurança pública e os inflamados

discursos de ódio. O Advogado que

exerce a advocacia criminal é colocado

pelo senso comum no mesmo patamar

do criminoso. Já ouvi muito as frases: ‘Se

tu defende bandido, tu também é ladrão,

assassino, estuprador’ ou ‘se defende

bandido leva pra casa’. Esse discurso é

comum em nossa sociedade e ele só é superado

quando quem o faz descobre que

a qualquer momento pode ser alcançado

pelo sistema jurídico. Quando isso acontece

esse discurso muda radicalmente e

o que antes era crítica passa a ser tábua

de salvação. Não bastasse isso, mulheres

que optam pela advocacia criminal

ainda são vistas com mais desconfiança

e enfrentam muita resistência, o que está

sendo derrubado com o trabalho sério e

competente”, ressalta a advogada.

FOTO | DANIEL TATSCH

Ela considera que sua mais importante

tarefa é pensar a estratégia de defesa, o

argumento. “O segredo da vitória está

nos pequenos detalhes. Minha paixão

está em analisar o caso do começo ao fim

e pensar o caminho que vamos seguir.

Ser advogado é ter a missão de buscar

um julgamento justo, com base no

Maura da Silva Leitzke (OAB 66833/RS)

Formada em Direito pela UPF, Especialista em Ciências Criminais pela UNOCHAPECÓ, Mestra

em Ciências Criminais pela PUC/RS, Doutoranda em Educação pela UPF. Advocacia nas áreas

Direito Penal, Processo Penal, Direito Ambiental e Criminologia, professora universitária (URI

ERECHIM), sócia proprietário do Escritório Silva, Leitzke e Saugo advocacia e assessoria.

34 | contatovip.com.br


Missão Advocacia

O QUE MUDA

NO CÁLCULO DOS

BENEFÍCIOS COM A

REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Iniciada em 13/11/2019 pelo atual governo,

a Reforma da Previdência teve muitos

benefícios alterados, alguns passando a não

existir mais, outros exigindo idade mínima

e outros que tiveram severas modificações quanto

ao cálculo da renda, a exemplo do benefício de

Pensão por Morte e da Aposentadoria por Idade,

que agora permite o descarte de valores. Em diversos

casos o segurado será severamente prejudicado

pelas mudanças nos cálculos, seja pelo valor

da média de suas contribuições ou pelo tempo que

terá que esperar até atingir novamente o valor que

pretendia alcançar. Essas modificações interferem

em todo o planejamento previdenciário do

segurado, em especial para quem programava

uma aposentadoria por Tempo de Contribuição,

Especial ou por Idade.

renda, com a qual possa viver dignamente, mesmo

que leve mais tempo”, destaca.

Por essas razões, é interessante que o segurado preste

atenção no seu plano de aposentadoria e busque um

profissional que lhe auxilie nos diversos pontos que

restaram alterados pela Reforma da Previdência,

evitando possíveis prejuízos e reorganizando o melhor

momento de fazer o pedido do benefício.

A partir da Reforma da Previdência, com as regras

de transição antigas e com as regras de transição

novas, são mais de dez tipos diferentes de normas

pelas quais é possível escolher um benefício junto

ao INSS, o que inviabilizou ao segurado escolher

sozinho a melhor alternativa.

Segundo o advogado Especialista em Direito

Previdenciário, Diego Pierdoná Portella não existe

uma regra única que possa ser aplicada para todos

os casos como sendo a melhor solução. “Cada

situação tem que ser estudada separadamente,

levando em consideração o tempo que é possível

alcançar, a idade que possui e, principalmente,

qual o interesse em relação ao valor a ser percebido.

Em diversas ocasiões a intensão do segurado

é pelo benefício imediato, quando ele poderá

acumular valores durante um bom tempo, mesmo

com uma renda mais baixa; enquanto, em outras

situações, a pretensão é pelo benefício de maior

Diego Pierdoná Portella

OAB-RS 67.829

Advogado Especialista em Direito Previdenciário

diegopierdona@gmail.com

contatovip.com.br | 35


Missão Advocacia

Tempo de reinventar-se também no Direito

Conforme aduzido pela

Carta Magna de 1988,

o advogado é indispensável

na administração

da justiça, exercendo sua função

social prestando um serviço público,

defendendo o direito das partes,

garantindo a construção de uma

sociedade mais justa e solidária. O

papel do advogado não mudou ao

longo dos anos, porém os profissionais

se reinventam para continuar

acompanhando uma sociedade em

constante movimento.

Segundo a advogada Débora Brasil,

a Advocacia hoje está com um novo

olhar, o que também exige que os

operadores do Direito tenham uma

visão diferenciada. “Se pararmos

para pensar que somos mais de 1,3

milhões de advogados e focarmos

na concorrência fechamos as portas!

A profissão de advogado exige

acompanhamento da tendência,

atualização constante das leis, ainda

mais nesse cenário de pandemia, em

que temos todos os dias uma nova

lei saindo. Além disso, é importante

ter algum diferencial, estar

engajada com as novas tecnologias

para seguir as mudanças sem ficar

defasado!”, salienta. Débora acredita

que, se você trabalhar de maneira

diferenciada, sendo único, buscando

fazer o melhor pelo seu cliente,

novas oportunidades serão criadas e

não terá motivo para ficar preocupado

com a crise. “Acredito que a

advocacia está caminhando para o

mundo digital, por exemplo, estamos

realizando audiências virtuais.

Por isso, é importante buscar sempre

agregar um diferencial ao nosso

trabalho e, principalmente, termos

um propósito, buscar autoconhecimento

para termos clareza de onde

queremos chegar, para acompanharmos

as mudanças que estão ocorrendo

com grande frequência. Não

basta apenas ser advogada é preciso

ser multidisciplinar!”, finaliza.

Sobre a advogada Débora Brasil

Formada em Direito pela Faculdade Anhanguera de

Passo Fundo – RS, pós-graduada em Direito Público

pela Rede de Ensino LFG e Direito do Trabalho pela

Faculdade Anhanguera. Atua nas áreas de Direito de

Família, Direito Previdenciário e Direito do Trabalho.

FOTO | DANIEL TATSCH

Direito imobiliário

Marcelise Leite Frandoloso - OAB/RS 28725

Advogada, especialista em Direito Imobiliário

36 | contatovip.com.br

FOTO | DANIEL TATSCH

Marcelise Leite

Frandoloso é formada

em Direito

pela Universidade

de Passo Fundo (1989) e possui

especialização em Direito Imobiliário

também pela Universidade

de Passo Fundo (2006). Há mais

de 30 anos, atua essencialmente

na área de Direito Imobiliário,

com a prestação de serviços a

imobiliárias, administradoras

de condomínios, construtoras

e incorporadoras, assim como

a particulares: em contratos de

compra e venda, locação, comodatos,

arrendamentos, incorporações

e loteamentos, usucapião,

inventários, condomínios em

geral, enfim todas as relações

negociais que envolvam imóveis.

Buscando sempre a satisfação do

cliente, com um serviço personalizado,

de qualidade e eficiente,

Marcelise destaca que um dos

grandes desafios dessa área é

estar sempre atualizada com

o conhecimento das normas e

das áreas relacionadas ao direito

imobiliário (normas ambientais,

tributárias, ...), diante

do mercado multiuso (exemplificativamente,

edifícios com

unidades residenciais inseridas

em complexos diversificados

de serviços e de infraestruturas),

tendo em vista que o

direito imobiliário é um ramo

do Direito bem amplo. “O

Profissional deve ter, portanto,

o conhecimento da legislação,

da doutrina e da jurisprudência,

mas ao mesmo tempo deve

ser criativo, bem como buscar

soluções preventivas e resolutivas

dos problemas jurídicos

apresentados e objetivar a

satisfação do cliente”, enfatiza.


Missão Advocacia

A RELEVÂNCIA DO

PAPEL DO ADVOGADO

Os advogados são essenciais e indispensáveis para

a realização da justiça e para a defesa de um

Estado Democrático de Direito, porém, é comum,

infelizmente, que as pessoas falem mal de

advogados, através de piadas e frases que denigrem a classe.

“De fato, incomodamos mesmo aqueles que são opositores à

democracia e aos direitos humanos! É uma pena que a visão

distorcida e, ouso dizer que, a falta de um estudo histórico,

faça parte da população pensar que isso tenha algum

significado de ser contra ou favor desse ou daquele governo.

Fazemos um juramento quando entramos para os quadros

da OAB e devemos levar a Constituição Federal sempre

conosco”, destaca a advogada Rosiane Viegas Fardin.

promessas que não se cumpriram em um prazo razoável.

Advogue acreditando no melhor do ser humano. Não subestime

seus colegas. Na dúvida entre o certo e o errado, releia o

juramento que você fez. Seja feliz! Caso contrário, sempre é

tempo de achar uma nova profissão!”

FOTO | DANIEL TATSCH

Na sua área de atuação, direito trabalhista, o advogado tem

o importante papel de buscar o equilíbrio nas relações entre

empregado e empregador. Cada vez mais se fala e se pratica

relações autônomas, cooperativadas, terceirizadas e muito se

desvirtua no meio do caminho. Segundo Rosiane, a principal

reclamação por parte dos empregados, com certeza, é o

não pagamento de rescisão e assinatura da CTPS. Já a dos

empregadores, é que se sentem injustiçados com as ações e

sempre mencionam aquelas ajudas voluntárias, que não são

decorrentes do contrato de trabalho, que deram e não foram

reconhecidos por isso. “Não dá para tratar igual aqueles

que trabalham de forma diferenciada. A busca do equilíbrio

nessas relações é um desafio, com certeza! Seja quando

estou atuando para os reclamantes, na busca daquilo que foi

tolhido deles durante a relação contratual, seja quando atuo

para o empregador, que muitas vezes é alvo apenas de uma

literal extorsão, com pedidos extremamente sem cabimento,

ou quando trabalho de forma preventiva, evitando demandas.

Não tem motivação melhor do que saber que você está

fazendo algo por alguém! Obviamente, trabalhamos por

dinheiro, quem não? Mas não tem nada melhor do que o

cliente confiar à ti ações que, por vezes, podem ser a vida

dele! E depois do trabalho feito, seja favorável ou não, o

cliente ter a confiança de que eu dei o meu melhor, que fiz a

minha parte!”, diz.

LIÇÕES APRENDIDAS

NO EXERCÍCIO DO DIREITO

“Aprendemos que colega nunca é concorrente e isso precisa

mudar ‘pra ontem’ na cabeça de muitos, infelizmente. Que

ninguém cresce sozinho - a gente precisa estar em movimento

o tempo todo, em todo lugar. Que nem sempre a gente

vai ganhar e está tudo bem. Que vestir a camiseta dos outros

nem sempre convém, mas você nunca deve esquecer a sua

própria”, compartilha Rosiane. Aos novos advogados, ela

também deixa o seu conselho: “Tenha paciência, mas não

muita, não se contente com pouco. Não espere demais por

Sobre a Advogada Trabalhista

Rosiane Viegas Fardin - OAB 81860/RS

Foi o exemplo do pai que levou Rosiane Viegas Fardin a

escolher a advocacia. “Me lembro de ir com ele em aulas

da faculdade, no trabalho, no TRT, de estar nos corredores

da JT e ver todo aquele movimento... algo me encantava

ali. Minha mãe fala que sempre fui muito ‘perguntadeira’

e desde pequena se visse alguma injustiça, a menor que

fosse, eu sofria!”, conta. O início da sua carreia aconteceu

em um escritório que atendia empresas de grande porte de

Passo Fundo. Com o incentivo do seu então chefe, Dr. Adão

Gradaschi, Rosiane estudou e cresceu muito em sua profissão.

Hoje atua em seu próprio escritório Dinel & Fardin Advocacia.

contatovip.com.br | 37


Missão Advocacia

CONSULTORIA E PLANEJAMENTO

PREVIDENCIÁRIO E EMPRESARIAL

Após mais de 20 anos atuando em um

escritório especializado em direito

previdenciário na cidade de Passo

Fundo/RS, o advogado Eduardo Brol

Sitta buscou iniciar um novo caminho em forma

de consultoria, não só vinculada ao Regime Geral

de Previdência Social (INSS), mas, também,

na atuação jurídica junto ao Regime Próprio de

Previdência (RPPS – estatutários), assim como,

também, na consultoria jurídica empresarial

previdenciária. A partir desse novo projeto profissional,

o sócio fundador, juntamente com sua

antiga colega de trabalho, Bruna Chechi Biorchi,

fundaram a Sitta Advocacia e Consultoria.

FOTO | MARCOS TATSCH

O escritório presta serviços jurídicos voltados

para a área previdenciária, além dos serviços

aos segurados do INSS como encaminhamentos

de aposentadorias, benefícios por incapacidade

e pensões, ainda atua em plano de consultoria

para empresas dos mais variados segmentos.

Dentre os referidos planos, se pode citar: Plano

de Consultoria em Gestão dos Afastamentos por

Benefícios por Incapacidade do RGPS, Plano de

Consultoria de Análise Técnica sobre a incidência

ou não da Contribuição Previdenciária,

Plano de Consultoria da Contestação Administrativa

e Judicial do Extrato Anual do Fator

Acidentário Prevenção – FAP. “O planejamento

empresarial previdenciário se torna de extrema

importância para a empresa, para a recuperação

de créditos de valores pagos indevidamente

à Previdência Social, além da prevenção de

futuras ações regressivas por parte do INSS,

assim como reclamatórias trabalhistas e autos de

infração, por exemplo”, destacam.

O exercício da advocacia e consultoria no

Direito Previdenciário requer muito estudo

e constante atualização. Os profissionais que

atuam com esta área do direito sabem das constantes

mudanças na legislação, seja por meio de

medidas provisórias, emendas à Constituição,

Decretos, Portarias ou Resoluções. “Em razão

disso, o grande desafio do especialista na área é

saber identificar a legislação em vigor de cada

período trabalhado, visando buscar o melhor

benefício previdenciário”, finalizam.

SOBRE OS PROFISSIONAIS:

Eduardo Brol Sitta

Graduado em Direito pela URI Campus de Erechim (2002).

Pós-graduação em Direito Processual Civil pela IMED/RS

(2007); em Direito Previdenciário pela UPF/RS (2010). Cursou

a disciplina de Jurisdição Constitucional do Mestrado em

Direito da Universidade de Santa Cruz do Sul, como aluno

especial (2009). Foi professor de Direito Previdenciário da

Faculdade Anhanguera de Passo Fundo – RS (2010). Cursando

pós-graduação em direito empresarial e em direito do

trabalho e previdenciário com foco em acidentes de trabalho

pela Faculdade Legale de São Paulo – RS.

Bruna Chechi Biorchi

Possui mestrado pelo Programa de Pós-Graduação Stricto

Sensu em Direito IMED (2020). Pós-graduada em Direito do

Trabalho e Processo do Trabalho pela Damásio Educacional

(2018); em Direito Previdenciário pela Universidade de Caxias

do Sul em convênio com a Escola da Magistratura Federal do

Rio Grande do Sul ESMAFE/RS (2016). Graduada em Direito

pela Faculdade Anhanguera de Passo Fundo/RS (2014).

38 | contatovip.com.br


ALBERTO GREGORY GIARETTA

ADVOGADOS ASSOCIADOS S/S - OAB/RS 5.026

Alberto G. Giaretta

OAB-RS 13.511

Thales Fragozo da Rosa

OAB-RS 92.052

“Só o bem neste mundo é durável, e o bem, politicamente, é todo

justiça e liberdade, formas soberanas da autoridade e do

direito, da inteligência e do progresso.”

- Ruy Barbosa

11 DE AGOSTO – DIA D O ADVO GAD O

(54) 3330-2200 | (54) 3330-2207

Avenida Flores da Cunha, 1663 - Conjunto 413/416 - Carazinho/RS | a.giaretta@terra.com.br

Em razão do Dia do Advogado, 11 de

agosto, queremos trazer a público alguns

ditames e princípios do Código de

Ética e Disciplina da OAB, que nos seus

primeiros artigos traça as diretrizes de

comportamento que devem ser seguidas

pelos advogados. Nessa senda, o exercício

da profissão exige do advogado condutas

compatíveis com a moral individual,

social e profissional, com a finalidade

de preservar em sua conduta a honra,

a nobreza e a dignidade da profissão,

devendo atuar com honestidade, decoro,

veracidade, lealdade, dignidade e boafé,

velando por sua reputação pessoal e

profissional.

Vários são os princípios que norteiam

o Código de Ética e Disciplina, e são

formadores da consciência profissional do

advogado. Cita-se alguns, como: lutar sem

receio pelo primado da Justiça; defender o

cumprimento da Constituição e o respeito

à lei, para que esta seja aplicada em

sintonia com os fins sociais e exigências

do bem comum; proceder com lealdade

e boa-fé em suas relações profissionais

e nos atos do ofício; comportar-se com

independência e altivez, defendendo

com a mesma intensidade humildes e

poderosos; manter princípios éticos,

domínio da ciência jurídica e assim tornarse

merecedor da confiança do cliente e

da sociedade como um todo; agir com

a dignidade das pessoas de bem e com

correção profissional, de forma a honrar e

engrandecer a classe.

Ieda Xavier da Cruz

(OAB-RS 10.842)

Eduardo Scheibe

(OAB-RS 66.350)

contatovip.com.br | 39


Missão Advocacia

Advocacia, mediação e docência

Com incentivo de sua mãe e auxílio de seus pais,

Jucelia iniciou a sua carreira no Direito. Após

a graduação, especializou-se em Direito do

Trabalho e Seguridade Social; e em Metodologia

para Educação a Distância. Atualmente trabalha nas áreas

do Direito de família, Direito civil, Direito das Sucessões,

Direito do Trabalho e Mediação familiar.

FOTO | DANIEL TATSCH

O direito também fez com que Jucelia descobrisse a sua

segunda paixão: a docência. “Trabalho com a docência há

14 anos, e, há 3 anos, juntamente com outra colega e amiga

Dra. Mariane de Souza, criamos a 2S cursos preparatórios

que é uma ‘escola’ que prepara o bacharel em direito que vai

prestar o exame de ordem, que prepara o jovem advogado

que deseja se especializar em uma determinada área, que

oferece cursos de atualização para o advogado em diversas

áreas, ou seja, criamos a 2S com a missão de compartilhar

conhecimento, porque acreditamos que compartilhar conhecimento

é gerar valores na vida de outras pessoas e isso

não tem preço”, destaca.

MEDIAÇÃO E CONCILIAÇÃO

Jucelia trabalha com a mediação e conciliação há 9 anos.

Segundo ela, o Mediador é um profissional devidamente

treinado e capacitado que auxilia as partes a retomar

o diálogo e resolver o conflito por acordo mútuo sendo

totalmente imparcial, jamais forçando um acordo, apenas

facilitando a comunicação entre as partes. “A mediação é

um procedimento voluntário para solução de conflitos no

qual as partes encontram-se na presença de um Mediador e

podem chegar a um entendimento, é uma oportunidade de

as partes solucionarem questões importantes de um modo

cooperativo e construtivo, possibilitando que as partes

dialoguem e não litiguem”, explica. A mediação pode ser

utilizada tanto em um processo judicial como de forma

extrajudicial. Em ambos os casos a mediação é a forma

de solução do conflito mais rápida e econômica do que

aguardar a decisão final de um processo, sem contar que ao

se utilizar a mediação as partes podem evitar ou prevenir

futuros conflitos, haja vista a facilitação da comunicação.

PERSPECTIVAS PARA O FUTURO

Jucelia acredita que a advocacia será tecnológica. “Acredito

que os advogados terão liberdade de trabalhar com rotinas

flexíveis utilizando muito mais os aplicativos, inclusive

realizando audiências e sustentações orais de forma virtual

como vem acontecendo agora em função da pandemia, o

que trará mais celeridade ao processo. Também acredito

que vamos evoluir nos meios de mediação dos conflitos o

que fará com que o direito seja mais humanizado. Os fundamentos

do direito não sofrerão grandes alterações, o que

mudará, sem dúvida, no futuro é como os serviços jurídicos

serão prestados”.

Sobre a advogada Jucelia Sabadin

OAB/RS 56.661

Doutoranda pela UNTREF - Universidad Nacional

de Tres de Febrero (Buenos Aires). Conciliadora,

mediadora cível e familiar certificada pelo CNJ,

facilitadora da paz em formação. Advogada sistêmica

com ênfase em constelação familiar e estudante do

curso de Psicologia.

Empresária, proprietária e professora da 2S cursos

preparatórios, que prepara bacharéis em direito e

advogados para o exercício da advocacia.

40 | contatovip.com.br


VIP | Economia

COVID-19: UMA ANALOGIA

ENTRE A DOENÇA FÍSICA E

A DOENÇA EMPRESARIAL

Em um momento que todos

buscam proteger sua saúde,

procurando formas de não

serem contaminados por um

vírus invisível que causa a COVID-19 e

que vem destruindo milhares de vidas,

empresas de diversos ramos, produtores

rurais e outros agentes econômicos, lutam

também contra uma doença tão antiga

quanto à própria atividade empresarial,

mas que igualmente vem atingindo vítimas

no mundo todo: a CRISE ECONÔ-

MICO-FINANCEIRA.

As crises econômico-financeiras nas empresas

se assemelham às doenças físicas

no ser humano. Em ambos os casos, via

de regra, os primeiros sintomas são leves.

A doença empresarial inicialmente apresenta

episódios de dificuldade frequente

para honrar as obrigações financeiras,

normalmente associada à baixa ou a falta

de lucratividade.

Quando o empresário vivencia situações

nas quais os indicadores econômico-financeiros

apontam que está caminhando

para uma crise e toma a atitude correta

de procurar profissionais especializados

para reestruturar financeiramente o seu

negócio, se assemelha ao doente em que,

aos primeiros sintomas, de forma responsável,

procura o médico e age de maneira

a combater a doença com o método mais

eficaz, ainda na sua fase inicial, o que é

sempre mais rápido, com menor custo e

menores riscos, pois ainda não há sério

comprometimento, podendo logo haver o

reestabelecimento da saúde.

Quando não ocorre o diagnóstico precoce

e consequente atos de reestruturação,

os empresários geralmente buscam

se socorrer com empréstimos e outras

operações financeiras do gênero. Com o

aumento do seu endividamento, novos e

graves sintomas da crise se apresentam,

pois já atua em condições deficitárias,

com pouco ou nenhum lucro operacional

e passa a arcar com novas despesas

financeiras, juros e parcelas periódicas,

não comportará no seu fluxo de caixa tais

obrigações.

Em algum tempo os recursos oriundos da

alienação desses bens se esgotam e ocorre

o agravamento da situação, momento em

que fornecedores passam a vender somente

à vista ou antecipado, funcionários

com salários atrasados pedem demissão,

entregas atrasam, cancelamentos de vendas

ocorrem, preços caem e o descrédito

no mercado se faz presente.

Este cenário é a fase emergencial, o risco

da falência é eminente e compara-se ao

do doente em terapia intensiva, em que

o tratamento tardio tem poucas chances

de ser eficaz, sendo que o que se busca é

apenas aumentar a sobrevida.

Portanto, quando os sintomas de crise são

detectados, a empresa precisa se socorrer

imediatamente dos remédios existentes,

dentre eles a recuperação judicial, que

tem tido resultado e bom índice de salvamento

quando utilizada precocemente

na crise empresarial, já que a recuperação

alivia a grande pressão sobre o empresário,

preservando o patrimônio, protegendo-o

de execuções e concedendo-lhe

tempo para renegociar com seus credores,

resultando em descontos e reparcelamentos

das dívidas, para que estas se

encaixem dentro das possibilidades que a

empresa apresenta.

Por fim, de forma análoga entre as duas

doença aqui tratadas, vale ressaltar que

o diagnóstico precoce, por profissionais

especializados, é o fator determinante para

aumentar a chances de cura e recuperação.

Clóvis da Rocha

Contador | CRC/RS 59.369

contatovip.com.br | 41


O MOMENTO É

de se adaptar

Uma das principais características

do ser humano é a sua

capacidade de adaptação.

Estudos da história e da

biologia nos mostram como, ao longo

dos anos, o ser humano foi capaz de

sobreviver a condições adversas através

da sua capacidade de criar e adaptar-se. O

momento em que vivemos, de pandemia

e isolamento social, é outro marco que

nos traz desafios para viver a vida que

conhecíamos, e por isso, hoje, precisamos

nos adaptar a essa nova realidade.

Segundo a Coach Marcia Margarida

De Zorzi Tartaro, entre os principais

desafios encontrados pelos profissionais

nesse período, que impôs para muitos o

trabalho remoto, foi a necessidade de se

ter uma comunicação ainda mais clara e

transparente na condução de atividades a

distância, em um ambiente com pessoas

da família, muitas vezes transitando,

tirando o foco e a disciplina. Os profissionais

tiveram que se organizar de uma

maneira que conseguissem entregar ainda

42 | contatovip.com.br

mais resultados para poder assegurar seu

trabalho. “No entanto mais da metade dos

trabalhadores irão levar pelo menos um

ano para se adaptar a esta nova realidade”,

destaca Marcia. Além desses pontos, entre

as consequências dessa pandemia ainda se

destaca a alta do dólar e a queda no consumo,

o que pode causar diversos danos

aos negócios e à manutenção dos empregos.

Empresas como Microsoft e Google

já divulgaram relatórios com os impactos

negativos no faturamento ou nos preços

das mercadorias. Logo, recomenda-se

buscar soluções alternativas para enfrentar

o contexto que se formou.

A adequação da empresa ao home office

ou o trabalho remoto se tornou fundamental

e, por isso, precisamos aprender

como trabalhar em home office ou

remotamente. “Para se adaptar a este novo

normal, porque isso vai continuar mesmo

depois que passar a pandemia, é preciso:

Ter um escritório em casa; Preparar-se

como se fosse sair; conhecer as melhores

ferramentas para seu trabalho; manter sua

rotina como antes, na medida do possível;

mas também permitir-se sentir a diferença”,

aconselha Marcia.

REINVENTAR-SE

É PRECISO

O cenário de crise no meio corporativo

amedronta empresas e, principalmente, o

trabalhador. Contudo, ainda é possível se

reinventar em busca de uma estabilidade

financeira. Uma das principais lições que

esse período tem ensinado é a adotar

algumas competências comportamentais

necessárias, para que todos tentem passar

por ele da melhor maneira, ou da forma

menos danosa. “O momento tem nos

mostrado que, cada vez mais, devemos

ser flexíveis nas áreas de atuação profissional.

E isso implica em não estarmos

focados naquilo que aprendemos a executar

a vida inteira. É importante estarmos

preparados ou nos preparando para

situações que podem mudar a qualquer


momento. Ter um modelo mental fixo

impede que a gente experimente cenários

novos e se adapte a ele de maneira brusca”,

ressalta a Coach.

Na prática, o exemplo se aplica em

flexibilidade, comunicação e capacidade

de resolver problemas complexos. E

isso inclui produtividade para conseguir

trabalhar de qualquer lugar, fora do que

seriam condições normais. Trabalhar a

mente, controlar as emoções e a ansiedade

também são fatores cruciais para ser

produtivo e não adoecer.

Mesmo em isolamento, Márcia salienta a

importância de se ter na rotina momentos

para se qualificar fazendo cursos de

Ensino e Desenvolvimento a Distância ou

até mesmo cursos gratuitos on-line. “Conhecimento

nunca é demais. Com tantos

profissionais se graduando, o mercado de

trabalho se transformou em um campo de

batalha, onde só sobrevive quem tem as

melhores armas para vencer a concorrência.

Para chegar aonde deseja, as pessoas

precisam planejar o futuro. Afinal, contar

com a sorte e com a ajuda do destino

pode trazer, na maioria dos casos, um

emprego exaustivo e mal remunerado”,

alerta. Ela também ressalta a importância

de se relacionar e entrar em contato com

pessoas referências para pedir orientações,

além de se mostrar nos canais de mídias

sociais profissionais. “Neste momento,

mais do que nunca, é preciso pensar em

novas possibilidades”, salienta.

O que você pode

fazer por você

nesse período?

A psicóloga Indiamara Caumo afirma que

a psicologia tem sido crucial para atravessar

essa crise sanitária, afinal, nessas

circunstâncias é indispensável cuidar da

saúde mental. Esse é um período que nos

traz incertezas, ansiedade; um período

em que precisamos nos adaptar a muitas

situações novas. Por isso, Indiamara deixa

alguns lembretes para você:

- Respeite os seus limites, você não é só

a sua produtividade; não se cobre tanto,

seja gentil consigo mesmo; É um momento

em que a ansiedade e o medo estarão

fazendo parte desse quadro, porém mesmo

com tantas incertezas tire um tempo

para considerar as suas necessidades, para

se cuidar; Não fique pensando somente

na pandemia, priorize à sua saúde, o seu

autocuidado e de seus familiares, e peça

ajuda quando precisar.

- Nesse momento de instabilidade é indispensável

remeter a fazer mudanças em

seus pensamentos, assim adote estratégias

para prosseguir; dessa forma se criará

um novo ciclo de comportamentos que

ajudará você a mudar! Permita-se sentir

e perceber que seu coração e sua mente

tem um recado para você; aprenda a

relaxar e a cuidar da sua espiritualidade,

da sua saúde mental e, consequentemente,

você terá ânimo e objetivos novos para

esse processo de mudança.

Para finalizar, Indiamara relembra um

ensinamento do poeta Fernando Sabino:

“De tudo ficaram três coisas...

A certeza de que estamos começando...

A certeza de que é preciso continuar...

A certeza de que podemos ser interrompidos

antes de terminar...

Façamos da interrupção um caminho

novo...

Da queda, um passo de dança...

Do medo, uma escada...

Do sonho, uma ponte...

Da procura, um encontro!”.

Marcia Margarida

De Zorzi Tartaro

Administradora, Especialista

em Gestão de Pessoas,

Especialista em Psicologia

Positiva e Mestre em Coaching;

Membro da Sociedade

Brasileira de Coaching.

Indiamara Caumo

Psicóloga

CRP 07/25504

Av. Dr. Álvaro Severo de Miranda, 1106

Sala 2209 - Bairro Cidade Nova - Passo Fundo

(54) 98408-2525

indiamaracaumo.com.br

@Psicóloga Indiamara Caumo

CRP 07/25504

contatovip.com.br | 43


VIP | Empresa

3

MARKETING DIGITAL EM

TEMPOS DE CORONAVÍRUS:

NORTES PARA ADAPTAR

E FORTALECER SUA MARCA

Ionara Lermen

Publicitária e

Jornalista. Mestre

em Comunicação e

Semiótica (PUC- SP).

Especialista em

Marketing Médico

e Criação para Multimídias

(Anhembi

Morumbi-SP).

Sócia-Proprietária

da Agência Iodo

Marketing. Professora

de pós-graduação.

Autora da coleção de

livros didáticos Crescendo

no Saber.

A

pandemia do Coronavírus trouxe

um impacto sem precedentes para

todo o mundo. Pequenas e médias

empresas geram cerca de 72% dos

empregos do país e neste momento estão enfrentando

inúmeros desafios. A Transformação

Digital e o Analfabetismo Digital, tão falados

há anos foram acelerados para muitas empresas,

gerando não só uma oportunidade para

geração de receita através de canais que não

eram usados anteriormente (mídia paga, email,

Redes Sociais, SEO) mas também um aumento

da concorrência.

Não temos histórico de pandemia na história

recente que possa mostrar modelos de negócio

ou de Marketing que forneçam o passo a passo

que deve ser seguido para se reinventar e estar

preparado para a futura aceleração do crescimento

(e ela virá). Porém, temos nortes, já

pautados em dados para ajudar o empreendedor

nesse período em relação a suas estratégias

de divulgação:

1 - Marketing de Relacionamento: é a

forma mais apropriada e eficaz para humanizar

a marca. Nesse momento as pessoas estão

emocionalmente sensíveis, a “marca amiga” que

transcende essa fase com a audiência ganhará

muita empatia. Para ser bem executado, é

necessário relacionamentos com a sua base

de contatos (whatsapp, listas) e fazer campanhas

segmentadas no gerenciador de negócios

(Facebook).

2 - Mídia paga: Mantenha o Marketing. Se

esforce muito para não cortá-lo em sua redução

de custos. Pesquisas e estudos sobre as últimas

crises econômicas (SARS, 11 de setembro, crise

de 2009) mostram que empresas que mantêm

ou aumentam seu orçamento de Marketing

durante elas são as que não apenas se saem melhor

durante a crise, mas também na recuperação

que se segue. As pessoas estão usando mais

a internet e as redes sociais; *Para produtos

ou serviços que são mais afetados (turismo,

evento, compras de ingressos, automóveis) é

provável que, após a estabilização do cenário,

haja um volume de busca muito maior. Assim,

o digital vai ter muito mais influência na decisão

de compra.

3 - Marketing de Conteúdo Relevante

+ Solidariedade: Aumente seus esforços de

Marketing de Conteúdo para ajudar os leads

por toda a sua jornada de compra. Intercale

com ações humanizadas. Inúmeras empresas

estão fazendo esses tipos de ações, como:

-Doações (alimentos, produtos hospitalares,

álcool em gel, etc.); -Disponibilização gratuita

de produtos; -Criação de produtos/serviços

para setores mais impactados, etc. -Revisar o

planejamento de conteúdo, os copies (legendas)

e criativos (layouts) das campanhas.

Seguindo esses nortes podemos ter um impacto

positivo não apenas na percepção e confiança

nos negócios, mas também no esforço que os

negócios estão fazendo para aliviar o impacto

do Coronavírus na vida das pessoas. Essa é a

chave. Aquela que planta na crise com frequência,

resiliência e consistência, colherá no fim

dela com uma audiência mais cativa e conectada

emocionalmente. Então, plantemos.

*Escaneie pelo seu celular

eouça esse artigo comentado.

/iodomarketing

(54) 9.8101-7716

www.iomidia.com.br

BELLA CITTÀ OFFICES

AV. BRASIL 560 | SALA 2108

PASSO FUNDO - RS

44 | contatovip.com.br


VIP | Beleza

CABELO BRANCO

A pandemia nos trouxe vários aprendizados

e maneiras diferentes de vivermos

A

pandemia nos trouxe vários aprendizados

e maneiras diferentes de vivermos, e em

relação a estética não foi diferente. Muitas

mulheres por não poderem ir ao salão deixaram

seus cabelos na cor natural, na maioria dos casos,

brancos, e com isso surge uma vontade de assumi-los.

Esta é uma atitude de extrema coragem, pois a mulher

precisa estar segura para uma mudança tão radical de

imagem e até mesmo de comportamento porque deixar

o cabelo branco é uma grande prática de desapego aos

padrões impostos pela sociedade.

Para iniciar esta nova imagem o melhor passo é ir

cortando aos poucos os cabelos para a coloração ir

saindo e o branco surgir, isso requer paciência, pois o

crescimento é lento, também há a possibilidade de descolorir

os fios e colorir em uma tonalidade semelhante

aos fios brancos para não ficar tão evidente a linha do

crescimento.

Quanto ao corte o ideal é fazer uma análise visagista

para defini-lo, afinal nem sempre quando uma mulher

assume seus cabelos brancos está querendo assumir a

idade e sim dar um passo a modernidade, é um estilo

“jovem senhora moderna”.

Fios brancos não possuem melanina, ficando assim mais

estáticos, menos maleáveis e podendo absorver qualquer

pigmento externo, por isso fazer uso de produtos hidratantes

e “desamareladores” auxiliam muito para que os

fios fiquem saudáveis e com uma pigmentação natural.

BENDRIGO ZANFIR

Formado em Estética Capilar pela

ULBRA Carazinho, e Pós-

Graduado em Visagismo e

Imagem Pessoal pela ANHEMBI

MORUMBI/São Paulo.

Colorista e consultor de

imagem pessoal.

bendrigocabeleireiros@hotmail.com

Rua Venâncio Aires, 358 - Carazinho/RS

Fone (54) 3331.1667

contatovip.com.br | 45


Um novo Serviço de

Pediatria para Passo Fundo

Nos 102 anos do Hospital São

Vicente de Paulo, de Passo

Fundo, muitas foram as inaugurações

e novidades. Porém,

ao longo da história, esses momentos eram

marcados por eventos que reuniam Diretoria,

colaboradores, imprensa e autoridades.

Neste 2020, em que vivemos um momento

difícil enfrentando a pandemia da Covid-19,

mudanças e cuidados passaram

a fazer parte do nosso dia a dia para que

tenhamos saúde. Com isso, o Hospital São

Vicente de Paulo (HSVP) de Passo Fundo,

ao inaugurar um novo Serviço de Pediatra,

realizou a cerimônia e apresentou o local a

comunidade, através de uma live, respeitando

as orientações de distanciamento.

O Serviço de Pediatria 24h está localizado

na Unidade Uruguai do HSVP e iniciou

suas atividades no dia 20 de julho, atendendo

a pacientes da rede particular e de

planos de saúde. O espaço foi estruturado

para oferecer um atendimento completo,

qualificado, além de lúdico, para acolher

pais e mães e humanizar o cuidado as

crianças. “Estamos enfrentando grandes

dificuldades, mas mesmo assim, graças ao

nosso grupo de trabalho, aos colaboradores,

temos sempre um pouco mais a dar, e

buscamos mais e melhores serviços à população.

Por isso, a entrega desse espaço é

também um sinal de luta e esperança”, enalteceu

Dr. José Miguel Rodrigues da Silva

presidente do HSVP, que ainda, destacou o

orgulho e alegria dos Vicentinos com mais

essa conquista. “O Hospital nasceu com

a missão de cuidar da saúde e da vida das

pessoas e entregar para a comunidade este

Serviço de Pediatria significa que estamos

seguindo nesse propósito”.

Assim como o presidente, o Superintendente

Executivo Ilário De David e o Diretor

Técnico Médico Dr. Adroaldo Baseggio

Mallmann evidenciaram a importância

46 | contatovip.com.br

do Serviço para Passo Fundo e região, e o

fato de ser algo que a comunidade também

buscava. “O Hospital busca ouvir e compreender

as demandas da comunidade e então,

ampliamos o espaço físico e montamos esse

Pronto Atendimento Pediátrico altamente

qualificado, na Unidade Uruguai. O espaço

conta com um corpo clínico pronto para

atender urgências e emergência e que também

trabalhará como parceiro dos médicos

Pediatras”. Em relação ao atendimento dos

pacientes do Sistema Único de Saúde, os

diretores pontuaram ainda que, este segue

sendo realizado na Unidade da Teixeira

Soares, com a qualidade e experiência de

mais de 100 anos de trabalho.

Carinho, agilidade e qualidade

para atender as crianças

A coordenadora do Serviço, pediatra Dra.

Simone Beder Reis relata que o Serviço

de Pediatria conta com estrutura para

consultas e Pronto Atendimento 24h, Sala

Vermelha para Emergência, Observação,

Bloco Cirúrgico e Internação e tem como

destaques a equipe de profissionais pediatras

especialistas, possibilidade de exames

de laboratório e imagem no mesmo local,

equipes assistenciais qualificadas, além da

segurança e humanização no atendimento

que são características do Hospital São

Vicente. “Nós pensamos tudo com muito

carinho, desde a chegada e acolhimento

para que os pais fiquem mais tranquilos,

pois sabemos que quando um filho não está

bem, os pais também ficam apreensivos,

até, toda a estrutura técnica e profissional”,

pontua a pediatra, relatando também sobre

a parceria do Serviço com os pediatras. “Os

pais sabem que intercorrências não tem

hora para acontecer e por isso, estaremos

aqui para atender e dar suporte. Se necessário

entramos em contato com o pediatra

da família ou em casos de necessidade

de outra especialidade, também temos

profissionais a disposição”, evidencia Dra.

Simone.

Além de estrutura e profissionais qualificados,

o Serviço traz a ludicidade e

humanização, fundamentais quando se fala

em atendimento pediátrico. A Gerente de

Enfermagem da Unidade Uruguai, Enfª

Márcia Ferrão de Medeiros, salienta que o

espaço foi ambientado com tema fundo do

mar, trazendo um colorido e alegria para

o ambiente. “A equipe foi capacitada para

atender não só a criança, mas dar suporte

a família. Além do ambiente, atrativo para

acalmar os pequenos no momento da dor

e do medo”.

Estrutura foi

pensada para

acolher pais e

crianças.

(Foto Assessoria

de Comunicação

HSVP/Scheila

Zang).


VIP | Saúde

VOCÊ JÁ

OUVIU

FALAR EM

PRÓTESE

REVERSA DE

OMBRO?

Airton Rodrigues

Especialista em Ombro

e Artroscopia

CRM 22070

Atende: HO, COT

Dr. Francisco

José dos Santos Neto

CREERS 19218

Atende: HO

Dr. Eder

Menegassi Martel

CREMERS 28711

Atende: HO e MOT

Até poucos anos atrás, quando

nos deparávamos com uma

Artropatia do Manguito

Rotador, (lesão crônica, que

já causou desgaste da articulação no

ombro), não tínhamos uma opção de

tratamento que pudesse aliviar a dor do

paciente e devolver uma boa mobilidade

dessa articulação. Esses pacientes normalmente

apresentavam uma limitação

funcional muito significativa.

Nos anos 80, entre muitos estudos

anatômicos, biomecânicos e experimentais

começava a surgir uma solução: a

prótese reversa de ombro.

Foram necessários ainda muitos anos de

trabalho e estudo constantes para que os

primeiros achados fossem transformados

em uma realidade que pudesse ser

aplicada em todo o mundo.

O primeiro país a usá-la em larga escala

foi a França, nos anos 90. A partir de

2003 passou a ser realizada também nos

EUA. No Brasil essa técnica está disponível

há pouco mais de 10 anos.

Hoje ela é uma grande aliada do Cirurgião

de Ombro e Cotovelo, possibilitando

que possamos tratar de forma eficaz

os pacientes que apresentam quadros de

Artropatia do Manguito Rotador.

Ela recebe esse nome porque apresenta

um design diferente, que inverte os componentes

anatômicos, ou seja, a cabeça

umeral, normalmente esférica, passa a

ser côncava e a glenóide, estrutura côncava

na qual se insere a cabeça umeral,

torna-se esférica.

Essas características são muito importantes

porque permitem, além do alívio

da dor, uma recuperação da função do

ombro, ou seja, o paciente pode retornar

a realizar suas atividades cotidianas, o

que já não era possível na vigência da

Artropatia. E isso só é possível graças a

essa inovação.

Hoje em dia ela também já é utilizada

em outras situações, como fraturas,

sequelas de traumas antigos, luxações,

entre outros. O conhecimento sobre esse

tipo de prótese é crescente, bem como o

seu uso.

Em resumo, esta é uma inovação que

veio para ficar. A experiência com essa

prótese já é muito grande em nossos serviços,

possibilitando que ela seja usada

nos casos em que tem indicação, oferecendo

grande auxílio a nossos pacientes

e atingindo nosso objetivo, devolver a

qualidade de vida e alegria a eles.

Marcos Monteiro

da Cunha de Souza

Ortopedia e Traumatologia

Cirurgia do Ombro e Cotovelo

CRM 37496

Atende: HO, COT

@marcos_monteiro_

Av. Sete de Setembro, 817

Centro - Passo Fundo/RS

Fone (54) 2104.4333

Rua Quatorze de Julho, 220

Centro - Carazinho/RS

Fone (54) 3330.1101

Rua Bento Goncalves, 10

Marau/RS

Fone (54) 3342.9426


VIP | Agronegócio

A produtividade dos vinhedos gaúchos

na serra e na campanha é celebrada

Sandra

Rodriguês

Empresária,

Diretora Executiva

e Operacional do

Cinbalagens-Ária,

Passo Fundo,

Sócia-Proprietária

da empresa

Reversa Agro,

Carazinho e

Presidente

da FENACE -

Federação Nacional

das Associações de

Centrais e Afins.

Caro leitor, a seca prejudicou muitas

culturas e, apesar das condições climáticas

não terem contribuído muito, isso

não ocorreu com as uvas. Os vinhedos

encontraram condições ideais, fazendo com que a

maturação fosse completa, sendo ela responsável

pela excelência na qualidade deste ano. O inverno

não nos castigou como de costume, uma característica

do Rio Grande do Sul, que é conhecido

no Brasil inteiro por seus invernos rigorosos que

atraem turistas em busca da nossa culinária e de

excelentes vinhos.

Alguns meses de forte estiagem causaram grande

impacto nos vinhedos, afetando diretamente a brotação

das videiras, o que ocorreu parcialmente nas

varas de todo o ano; com isso houve uma relevante

diminuição no processo de produção das plantas

em algumas áreas de cultivo, por se tratarem de variedades

diferentes, algumas mais resistentes outras

menos resistentes.

QUALIDADE DOS VINHOS

Contudo, se espera uma grande safra para o ano de

2020; não em termos de volume na colheita, que

já apresentou redução, mas pela apresentação em

qualidade, com um equilíbrio em acidez e concentrações

surpreendentes, um produto com qualidade

total, com mais cor, açúcar, bem como taninos

(conhecido como um elemento contido na casca

da uva, responsável por dar corpo ao vinho). A

expectativa é que seja um pouco menor que a safra

de 2019, que registrou 614,2 mil toneladas (segundo

a SISDEVIN).

A SAFRA 2020

A safra trouxe um aumento significativo para a

elaboração de vinhos finos e de mesa. Com maior

número de glucométrico da uva, foi possível a elaboração

de vinhos nobres que são exclusividade das

espécies de uva Vitis vinífera, com maior teor alcoólico,

que vai de 14,1% a 16%. Os sucos também

obtiveram um grande aumento em sua produção,

comparado a safra do ano de 2019.

A CAMPANHA GANHA DESTAQUE NA PRODUÇÃO DE VINHOS

A região da campanha do Rio Grande do Sul,

também ganha destaque e, desta vez, pela produção

de vinhos, comemorando o selo de Indicação

Geográfica (IG), conferido pelo Instituto Nacional

de Propriedade Industrial (INPI). A região traz consigo

características diferenciadas e únicas. Um dos

fatores que lhe confere este destaque é que a região

produtora tem o clima mais quente, com extensas

áreas planas e de baixa declividade, o que contribui

facilitando a viticultura, com custos menores e maior

escala de produção.

A região passou por um processo rigoroso, com apresentação

de técnicas que vão desde a apresentação

de variedades autorizadas para a produção, passando

por várias etapas até chegar a fase de avaliação de

especialista. Atendendo aos padrões analíticos, será

aprovada e por fim receberá o atestado de conformidade,

que lhe confere a indicação de procedência

campanha gaúcha, atestando as características de sua

região. O processo foi de cerca de cinco anos, sob a

pesquisa e acompanhamento da Embrapa RS.

Considerando o lado econômico, existe a possibilidade

de perdas em volume na colheita, porém, devemos

considerar que houveram altos ganhos em qualidade

das variedades, deixando registrada sua história, chamando

ainda mais atenção dos consumidores para os

nossos produtos, pela alta qualidade dos vinhos que

serão apresentados nesta safra de 2020 no estado do

Rio Grande do Sul.

Não há como encerrar esta leitura se não de uma

única maneira: saboreando um bom

vinho GAÚCHO.

“O vinho molha e tempera o espírito, e acalma as

preocupações da mente”

SÓCRATES

Rua General Osorio, 840

Sala 01 - Ed. Mediterranee

Passo Fundo/RS

(54) 3317-1560 / 3317-1570

www.cinbalagens.com.br

48 | contatovip.com.br


Contato por WhatsApp:

(51) 3358-4770.

Todas as regiões.


VIP | Sociedade

Céia Giongo | Passo Fundo

Use Máscara!

Céia Giongo

Colunista social

e jornalista. Assina

coluna no jornal O

Nacional, de Passo

Fundo, e apresenta

programa

no canal 26 NET.

Blog: giongo.

blogspot.com

Em tempos de

pandemia a

regra é clara:

use máscara!

Vania Bergonsi,

Doli Dalvit e

Marinês Dóro

Pereira.

A empresária Carolina

Rossato, mantendo

rotina de trabalho

com agenda cheia em

tempos de instabilidade

econômica. No

segmento de equipamentos

agrícolas, no

qual atua, os desafios

são e serão grandes.

Cristiane e Luciano Toson

e as filhas Isadora e Isabela.

Pet Lovers

Michele Birckeuher e sua pet Lilly

Cicera Lago, do Atelier Titabendita, assina a

criação de suas máscaras exclusivas. Esta da foto

em 3D é top. As máscaras da linha feminina e

masculina do atelier estão fazendo sucesso nestes

tempos de uso obrigatório das mesmas.

50 | contatovip.com.br



Serviços

corporativos

CONECTIVIDADE PROFISSIONAL

PARA A SUA EMPRESA

IP

DEDICADO

PLATAFORMA DE

SERVIÇO SIP/VOIP

TRANSPORTE

LAN TO LAN

PASSO FUNDO (54) 3329-0300

AV. GENERAL NETTO, 798

www.seanet.com.br

seanetrs

52 | contatovip.com.br

More magazines by this user
Similar magazines