26.08.2020 Views

*Agosto/2020 Revista Celulose & Papel 46

Create successful ePaper yourself

Turn your PDF publications into a flip-book with our unique Google optimized e-Paper software.

Vencendo a crise: setor possui forte potencial de crescimento

Pelo Mundo

Exportações

brasileiras crescem

Energia verde

Baterias à base

de celulose

9 7 7 2 35 9 4 67 0 8 7 0 0 0 4 6

Possibilidades

ilimitadas

Tecnologia otimiza

processos e amplia

qualidade do papel

Unlimited

possibilities

Technology optimizes

processes and boosts

paper quality


SEU PARCEIRO EM

SOLUÇÕES TAMBÉM

NO PREPARO

DE MASSA

• Bombas de mistura

• Bombas de vácuo

• Refinadores

• Depuradores

• Desagregadores

Entre outros

(11) 2914.7685

homann@homann.com.br


www.homann.com.br

a hOMann

tem a solução

para sua

necessidade

A HOMANN Máquinas Industriais é uma

empresa especializada na fabricação e

recuperação de peças e equipamentos com

know-how próprio desenvolvido em 35 anos

de experiência voltada às indústrias de

celulose e papel e geração de biomassa.

Atuando em toda a cadeia produtiva, desde o

picador de madeira até a área de

acabamento, trabalhando na recuperação,

manutenção preventiva e corretiva de

equipamentos mecânicos.

homann

Máquinas Industriais Ltda.


S U M Á R I O

34 Inovação

Voo sustentável

Sustainable flying

18 Principal

Otimização de processos

Process optimization

38 Economia

Celulose em alta

Pulp on the rise

06 Sumário

08 Editorial

10 Cartas

12 Novidades

24 Avanços e tecnologia

Avanços

Advances

28 Artigo

Preço da celulose brasileira

Brazilian pulp prices

42 Sustentabilidade

Eletrônica verde

Green electronics

46 Entrevista

Felipe Souza

50 Calendário

06


tecnologia em equipamentos e

sistemas de reciclagem de

resíduos com qualidade e que

supram as necessidades dos

nossos clientes

www.recimac.com.br

Peneira Dinâmica de Discos

Peneira de Estrela de Borracha

Sistema Móvel de Peneiramento

Sistemas de transporte

Peças de Reposição

planos de manutenção

A RECIMAC é uma empresa Brasileira especializada

na fabricação de sistemas de peneiramento para o

beneficiamento e classificação de vários tipos de resíduos.

Atendendo vários segmentos da indústria, como celulose e

papel, sucroalcooleiro, bioenergia, mineração, RSU, etc.

A RECIMAC desenvolveu uma inovadora solução para retirada de areia

da biomassa. O equipamento possui dimensões muito compactas com

uma capacidade de trabalhar grandes volumes com altíssima eficiência e

ótimo custo benefício.

Rua Arnoldo Schlemper, 156

Palhoça - Santa Catarina - BR

Fone: +55 48 3065 1618


E D I T O R I A L

REFERÊNCIA

Celulose & Papel

Imune à crise

Em recente viagem à Europa, quando foram

realizadas visitas a diversas companhias e indústrias,

a IBS do Brasil, empresa focada na otimização

de máquinas de papel, apresentou ao Grupo

Penha várias soluções em fabricação de papel

reciclado. E é este case que estampa a capa desta

edição da revista CELULOSE & PAPEL. Nas próximas

páginas você também encontrará os resultados

de levantamento com projeções para o fim da década

de 2020, apontando que mesmo após sofrer

os efeitos da pandemia do novo coronavírus, o país

vai se colocar no cenário mundial como o maior

fornecedor de celulose. Além disso, trazemos ainda

reportagem que aborda uma iniciativa de pesquisadores

que pretendem desenvolver baterias à base

de celulose. Tenha uma excelente leitura!

REFERÊNCIA Celulose & Papel

Immune to the crisis

On a recent trip to Europe, when visits were

made to several companies and mills, IBS do Brasil,

a company focused on the optimization of papermaking

machines, presented several solutions in

recycled papermaking to the Penha Group. This case

study is the cover story of this issue of CELULOSE &

PAPEL. In the next pages, you will also find the survey

results with projections for the end of the 2020s,

pointing out that even after suffering the effects of the

pandemic of the novel coronavirus, the Country will

take its place on the world stage as the largest pulp

supplier. Also, we even have a story that addresses an

initiative of scientists who are developing a cellulose-

-based battery.

Pleasant reading!

EXPEDIENTE

JOTA EDITORA

Diretor Comercial / Commercial Director: Fábio Alexandre Machado (fabiomachado@revistareferencia.com.br) • Diretor Executivo / Executive

Director: Pedro Bartoski Jr (bartoski@revistareferencia.com.br) • Redação / Writing: Murilo Basso - (jornalismo@revistareferencia.com.br) • Dep. de

Criação / Graphic Design: Fabiana Tokarski - Supervisão, Fabiano Mendes, Crislaine Briatori Ferreira (criacao@revistareferencia.com.br) • Tradução

/ Translation: John Wood Moore • Dep. Comercial / Sales Departament: Gerson Penkal, Jéssika Ferreira e Tainá Carolina Brandão (comercial@

revistareferencia.com.br) • Fone: +55 (41) 3333-1023 • Representante Comercial: Dash7 Comunicação - Joseane Cristina Knop • Depto. de

Assinaturas / (assinatura@revistareferencia.com.br)

A Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL é uma publicação da JOTA EDITORA

Rua Maranhão, 502 Água Verde - Cep: 80610-000 - Curitiba (PR) - Brasil

Fone/Fax: +55 (41) 3333-1023

www.jotaeditora.com.br

ASSINATURAS

0800 600 2038

Publicações Técnicas da JOTA EDITORA

08

Veículo filiado a:

A Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL é uma publicação trimestral

e independente, dirigida aos produtores e consumidores de bens e serviços

em celulose e papel, instituições de pesquisa, estudantes universitários, orgãos

governamentais, ONG’s, entidades de classe e demais públicos, direta e/ou

indiretamente ligados ao segmento. A Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL

não se responsabiliza por conceitos emitidos em matérias, artigos ou colunas

assinadas, por entender serem estes materiais de responsabilidade de seus autores.

A utilização, reprodução, apropriação, armazenamento de banco de dados,

sob qualquer forma ou meio, dos textos, fotos e outras criações intelectuais da

Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL são terminantemente proibidos sem

autorização escrita dos titulares dos direitos autorais, exceto para fins didáticos.

Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL is a quarterly and an independent publication

directed at the producers and consumers of the good and services of the pulp and paper industry,

research institutions, university students, governmental agencies, NGO’s, class and other entities

directly and/or indirectly linked to the segment. Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL does not

hold itself responsible for the concepts contained in the material, articles or columns signed by

others. These are the exclusive responsibility of the authors, themselves. The use, reproduction,

appropriation and databank storage under any form or means of the texts, photographs and

other intellectual property in each publication of Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL is

expressly prohibited without the written authorization of the holders of the authorial rights.


MATERIAIS DE

QUALIDADE

CLIENTE

SATISFEITO

PREÇOS

ACESSÍVEIS

INOX CONEXÕES é

uma empresa com grande

história e tradição, atuando

desde 1995 no segmento de

conexões, tubos, válvulas e acessórios

em aço inoxidável, aço carbono e ligas de

aço. Localizada em São Paulo, a Inox Conexões

tem como objetivo atender a toda e qualquer

necessidade de seus clientes nos mais diversos

segmentos: Indústria química, alimentícia, farmacêutica,

papel e celulose, óleo e gás. Para tanto, dispomos em nosso

portfólio e fabricação, a comercialização de flanges, conexões,

acessórios e projetos especiais em aço, bem como, a

distribuição de tubos, válvulas e acessórios industriais.

Composta por profissionais qualificados, corpo técnico

experiente e equipamentos de última geração,

trabalhamos visando a satisfação de nossos clientes

por manter excelência na qualidade e nos prazos de

entrega. Dispomos de um sistema de gestão

conforme norma ISO 9001. Também somos

qualificados no sistema CRC da

Petrobras.

(11) 2723 2020

www.inoxconexoes.com

vendas@inoxconexoes.com.br

R. Ijucapirama, 98

Jardim Santa Teresinha

São Paulo - SP


04

C A R T A S

Celulose 4.0: automação é fundamental para desenvolvimento do setor

Imunidade

Empresas mostram

boas perspectivas

Mato Grosso do Sul

Estado se consolida

como maior exportador

A Revista da Indústria de Celulose e Papel www.celulosepapel.com.br

Ano XIII - n. 45 - 2020


Soluções

inovadoras

Mercado investe em

serviços de revestimentos

antiabrasivos e anticorrosivos

Innovative

solutions

Market invests in

anti-abrasive and

anti-corrosive

coating services

Capa da Edição 45 da

Revista CELULOSE & PAPEL

Imagem: reprodução Imagem: reprodução

BATE-PAPO

Por Ana Santos – Niterói (RJ)

Excelente entrevista com André Kakehasi, novo Diretor de Automação da

Valmet na América do Sul. É sempre ótimo saber que nosso setor segue

evoluindo rumo a indústria 4.0.

INOVAÇÃO

Por Heloísa Nogueira – Londrina (PR)

A Bioenergia é aliada para combater a crise climática e o setor de celulose

e papel precisa (e está) sempre atento para as novas possibilidades! Ótima

reportagem!

ECONOMIA

Por Ronaldo Saboia – Brasília (DF)

Ótima análise mercadológica! São boas as perspectivas para as

empresas do ramo, apesar da crise causada pela pandemia. Parabéns!

GIGANTE

Por Reinaldo Cavalieri – Campo Grande (MS)

O Mato Grosso do Sul se consolida como o maior exportador do país no

primeiro quadrimestre de 2020 e a Revista CELULOSE & PAPEL relata

com maestria esse case! Parabéns a toda a equipe!

Imagem: reprodução Imagem: reprodução

Leitor, participe de nossas pesquisas online respondendo os e-mails enviados por nossa equipe de jornalismo.

As melhores respostas serão publicadas em CARTAS. Sua opinião é fundamental para a Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL.

revistareferencia@revistareferencia.com.br

10


A PROTEÇÃO PRECISA E EFICAZ

PARA O CRESCIMENTO DA SUA FLORESTA

0800 18 3000

www.unibras.com.br


N O V I D A D E S

Embalagem

de papel

A Klabin, maior produtora e exportadora de

papéis para embalagens do Brasil, e a Gualapack,

líder global em stand-up pouches com bico,

uniram-se para criar uma embalagem exclusiva para

armazenamento e transporte do álcool em gel 70%

desenvolvido a partir de MFC (celulose microfibrilada),

em parceria com o Instituto Senai de Inovação

em Biossintéticos e Fibras, organização integrante

do Senai Cetiqt, e a indústria de cosméticos Apoteka.

O espessante, que foi descoberto pelo Centro

de Tecnologia da Klabin, é extraído da madeira e

substitui o carbômero, insumo não produzido no

Brasil e escasso no mercado devido à pandemia. A

embalagem inovadora foi desenvolvida em tempo

recorde e é feita com papel Sack Kraft Plano, fornecido pela Klabin, e utiliza uma laminação como barreira para

manter as propriedades originais do produto. O modelo cria uma nova frente de aplicação para o papel em

substituição às embalagens rígidas normalmente utilizadas, promovendo uma redução expressiva na quantidade

de material de origem fóssil e ampliando a taxa de reciclabilidade da embalagem final.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

O peso da celulose

A indústria paranaense cresceu 24,1% entre abril e

maio deste ano. O indicador positivo aparece depois

de dois meses seguidos de queda acentuada devido

aos reflexos provocados pela pandemia do novo

coronavírus. Trata-se do melhor resultado do Brasil,

já que a indústria nacional cresceu 7% nesse período.

Na análise setorial feita entre maio de 2019 e maio de

2020, apenas quatro dos 14 ramos divulgados apresentaram

taxas positivas no Paraná: celulose, papel e

produtos de papel, produtos alimentícios, derivados

de petróleo e biocombustíveis e produtos químicos.

No acumulado de 2020, somente derivados de petróleo

e biocombustíveis (9,3%), indústria alimentícia

(6,9%) e celulose, papel e produtos de papel (6,5%)

registraram variações positivas na comparação com os

cinco primeiros meses de 2019.

12


#SouMaisPapel

Pela primeira vez, 15 organizações do segmento

de base florestal ligadas às áreas de celulose,

papel e embalagens de papel se organizaram para

colocar no ar uma campanha que tem como objetivo

demonstrar à sociedade benefícios socioambientais

do setor e de seus produtos. Batizada de

#SouMaisPapel, a ação contempla materiais para

facebook, instagram, whatsapp e linkedin, divididos

em 12 temáticas diferentes, como clima, água,

energia, sustentabilidade e biodiversidade, para citar

algumas. As peças incluem cards, gifs e vídeos.

“É um novo passo para a comunicação do setor,

demonstrando que é possível ser um pouco mais

ousado e, ao mesmo tempo, passar mensagens de

consumo consciente, sustentabilidade e preservação”,

destaca a gerente de Comunicação da IBÁ

(Indústria Brasileira de Árvores), Cindy Correa.

Preferida

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Relatório do Bradesco BBI (Banco de

Investimento da Organização Bradesco), assinado

pelos analistas Thiago Lofiego e Isabella

Vasconcelos, aponta que a Suzano é a melhor

escolha no setor de papel e celulose, ocupando

a posição que era da Klabin desde o início

da pandemia da Covid-19. Os analistas afirmam

que a empresa será a maior beneficiada

com a mudança do cenário para a celulose

no segundo semestre deste ano, com melhor

dos preços a partir dos meses de outubro ou

novembro. A demanda pelo produto deve começar

a se recuperar em setembro, devido à

reabertura gradual de escritórios e escolas. O

Bradesco recomenda compra de ações da Suzano

com preço-alvo de R$ 58, um upside de

58%. A instituição financeira também aponta

que a Suzano deve produzir 9,3 milhões de

toneladas de celulose em 2020 - número

superior ao do ano anterior, de 8,8 milhões.

13


N O V I D A D E S

Foto: divulgação

Doações

Com o objetivo de ajudar no combate à propagação

do novo coronavírus, a Klabin realizou, na segunda quinzena

de julho, novas doações de álcool em gel 70% para

municípios da 21ª Regional de Saúde do Paraná. Foram

distribuídos 300 litros do produto às cidades de Telêmaco

Borba, Curiúva, Tibagi, Imbaú, Reserva, Ortigueira e

Ventania. O álcool em gel é desenvolvido pelo Centro

de Tecnologia Klabin e parceiros, sendo que o produto

é fabricado a partir da MFC (celulose microfibrilada). Os

profissionais das Secretarias de Saúde dos municípios

também receberam frascos individuais de álcool em gel,

totalizando 2,1 mil unidades distribuídas. Ainda, foram

doados outros 300 litros do produto para o Hospital

Regional de Telêmaco Borba e 400 litros às cooperativas

de catadores de resíduos sólidos das regiões. Segundo a

empresa, as doações refletem o compromisso da Klabin

com as comunidades ao redor de suas operações. Só

no Paraná já foram destinados, até o momento, R$ 2

milhões em ações voltadas ao combate da Covid-19.

Recuperação

A Suzano, maior produtora de celulose do mundo,

afirma que se trata de uma questão de tempo

para que os preços do produto se recuperem. Segundo

a empresa, os preços terão que subir para equilibrar

oferta e demanda. Ainda que a Suzano continue

obtendo lucro, concorrentes têm registrado perda de

dinheiro e grandes estoques mundiais mantiveram os

preços 40% abaixo do pico de 2018, por mais que

tenha havido aumento na demanda por papel higiênico

e embalagens de papel, para armazenagem de

alimentos, impulsionado pela pandemia de Covid-19.

Presidente da empresa Walter Schalka afirmou, em

entrevista, que a Suzano está bem posicionada no

mercado, mesmo com o preço atual da celulose de

US$ 460 na China, vez que seu custo caixa equivale

a aproximadamente US$ 120 a tonelada.

Foto: divulgação

14


conjunto de

corte drv

para picadores

EFICIÊNCIA incomparável

O conjunto de corte DRV proporciona excelente custo benefício,

produzidos de acordo com a necessidade do cliente. Fabricação com

controle de qualidade, tratamento térmico específico para cada aplicação.

FACAS • CONTRA FACA • CHAPA DE DESGASTE •

GRAMPO DE APERTO • SUPORTE DO CONTRA FACA •

PENTE • ENTRE OUTROS





SERRAS E FACAS INDUSTRIAIS


N O V I D A D E S

Planos de

manejo florestal

Combate à

Covid-19

O Governo do Estado do Acre, por meio da

Sema (Secretaria de Estado de Meio Ambiente),

entregou, no fim de julho, Autex (Autorizações

para Exploração Florestal) que vão beneficiar 225

famílias do interior do estado. Com o documento

em mãos, os comunitários poderão retirar da floresta

de maneira legalizada e certificada mais de

4 mil m³ (metros cúbicos) de madeira de árvores

como mogno, cedro, andiroba, cumaru-ferro,

angelim, favela, miratoá, entre outras espécies.

A expectativa da Coopermogno (Cooperativa de

Produtores Familiares e Economia Solidária da

Floresta do Mogno) é que o processo seja iniciado

a partir de novembro de 2020. “Estamos

provando, mais uma vez, que é possível respeitar

as leis ambientais e conciliar com o agronegócio

e a agricultura familiar (...). Precisamos de mais

agilidade nos processos para que possamos nos

desenvolver e avançar ainda mais na questão do

meio ambiente”, afirmou o governador do Acre,

Gladson Cameli (PP).

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Laboratórios, equipamentos e pesquisadores

que trabalhavam para o agronegócio no Brasil

agora auxiliam o país na realização de testes para

a detecção do coronavírus. Esses laboratórios, que

estão localizados em 42 instalações de pesquisa

agropecuária e são utilizados para a análise de

amostras genéticas de animais e plantas, foram

realocados de acordo com a necessidade do

Ministério da Saúde. A oferta de cooperação ao

SUS (Sistema Único de Saúde) foi do Ministério

da Agricultura e incluiu 84 estruturas para realizar

76 mil testes diários de transcrição reversa seguida

de reação em cadeia de polimerase, o RT-PCR, ou

simplesmente PCR. A estrutura pertence aos laboratórios

da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa

Agropecuária), da Ceplac (Comissão Executiva

do Plano da Lavoura Cacaueira) e da SDA (Secretaria

de Defesa Agropecuária), e possui certificação

de biosseguridade.

16


A MELHOR FORMA DE AUMENTAR O GRAU DE EFICIÊNCIA

DA SUA PRENSA APLICADORA COM CABEÇOTE.

DEWATER I NG

DEWATER I NG

SOLUÇÕES DE SISTEMAS

A Horst Sprenger GmbH Spezialwerkzeuge firmou-se em menos de quatro décadas

a nível mundial como um fornecedor de alta confiança e know-how na indústria de

papel. Nossas soluções práticas de sistemas e ferramentas rotativas para dosagem

de fluidos garantem o mais alto grau de eficiência contínua de seu equipamento.

As mencionadas soluções incluem componentes de alta qualidade, como:

• Barras Dosadoras revestidas com CROMO DURO ou

CERÂMICA.

• Suportes para Barras Dosadoras incluindo o sistema

patenteado COMBI SYSTEM.

• Acionamento direto para Barras Dosadoras sem cardan.

• Raspadores de margem com conceito patenteado.

• Réguas de transbordo para conceito SpeedSizer.

• Lâminas de Selagem para conceito SymSizer, OptiSizer e

SmartSizer.

• Vedações de Borda.

• Mangueiras de pressão e fixação para o conceito

Combi System.

Expanda as suas opções no processo de fabricação otimizando seus custos de

produção relacionados ao processo de revestimento e colagem superficial de seu

papel, papelão e cartão. Aumente sua competitividade com a Horst Sprenger, novo

membro da família IBS Paper Performance Group.

BARRAS DOSADORAS

COMBI SYSTEM

ACIONAMENTO DIRETO

RASPADOR DE MARGEM

Para mais informações:

IBS do Brasil Tecnologia em Papel Ltda.

+55 (19) 3478-7507

PAPER IN MOTION

comercial@ibs-ppg.com.br - www.ibs-ppg.com


P R I N C I P A L

Fotos: CELULOSE & PAPEL e divulgação

18


OTIMIZAÇÃO

DE PROCESSOS

SOLUÇÕES PROMOVEM AUMENTO DA QUALIDADE

DO PRODUTO FINAL E ECONOMIA DE ENERGIA

Process optimization

SOLUTIONS PROMOTE AN INCREASED QUALITY OF

THE FINAL PRODUCT AND ENERGY SAVINGS

19


P R I N C I P A L

Em recente viagem à Europa, quando

foram realizadas visitas a diversas companhias

e indústrias, a IBS do Brasil, empresa

focada na otimização de máquinas

de papel, apresentou ao Grupo Penha

várias soluções em fabricação de papel

reciclado.

A viagem, da qual participaram a presidência,

diretoria e gerência industrial das fábricas de papel

da Penha, foi realizada com o objetivo de verificar

soluções tecnológicas e inovações do segmento,

a fim de incrementar a produção, qualidade do

papel e promover a redução de custos.

Dentre as possibilidades analisadas, a Penha adquiriu

junto à IBS duas soluções importantes para a

unidade localizada em Coronel Vivida, no interior

do Paraná.

ONLINE PAPER DRYNESS CONTROL

A primeira delas foi o Online-PDC (Online Paper

Dryness Control), equipamento projetado para

realizar a medição contínua do teor seco na saída

do alto vácuo da mesa plana da máquina de papel.

“Esse parâmetro monitorado proporcionou à

operação otimizar a seção de formação (iTable) e

ajustar adequadamente a curva de vácuo da mesa

I

n a recent trip to Europe sponsored by IBS do Brasil,

a company focused on the optimization of paper

machines, visits were made to several companies

and mills, where IBS presented several solutions in

recycled paper manufacturing to the Penha Group.

The trip, in which the Penha paper mills’ management

and industrial department participated, was carried out

to verify technological solutions and innovations in the

segment, to increase production and paper quality, and

promote cost reduction.

Among the possibilities analyzed, Penha acquired from

IBS two crucial solutions for the unit located in Coronel

Vivida, in the interior of the State of Paraná.

ONLINE PAPER DRYNESS CONTROL

The first of these was the Online Paper Dryness Control

(Online-PDC), a machine designed to continuously

measure the dryness at the high vacuum outlet of the

paper machine’s flat table.

“This monitored parameter allows the operation to optimize

the formation section (iTable) and properly adjusts

the vacuum curve of the flat table, controlled by Electronic

Vacuum Control (EVA) and Electronic Pneumatic Butterfly

(EPB) valves. Quickly and simply, it improves the production

of the various paperweights, promoting a decrease in

overall moisture content and an increase in the physical

20


A V A N Ç O S E T E C N O L O G I A

Avanços

Ocultivo de florestas comerciais, em especial de eucalipto, vem crescendo no

Brasil. Segundo a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária),

a grande demanda da madeira se justifica pelas diferentes finalidades que

ela tem - serraria, laminação, carvão, celulose, energia, laminação - o que

contribui para o desenvolvimento do setor florestal. O cultivo de eucalipto

permite a todos os tipos de agricultores a diversificação de renda na propriedade,

seja por meio de plantios puros ou em sistemas de integração, como os sistemas

silvipastoris, afirma a entidade. O eucalipto também possui outras finalidades que não são

tão conhecidas da sociedade em geral, podendo ser usado na composição de medicamentos,

cosméticos, tecidos e até alimentos.

Ainda, o plantio de eucalipto, além dos benefícios econômicos advindos da produção

florestal, contribui para a melhoria da qualidade do ar, conforto térmico, redução dos níveis

de poluição sonora, redução da intensidade da erosão, melhoria da vazão de mananciais

hídricos, recuperação de áreas degradadas, redução da pressão sobre as florestas nativas e

aumento da biodiversidade, para citar alguns. Trata-se, enfim, de um verdadeiro ouro verde.

Advances

T

he cultivation of commercial forests, primarily eucalyptus, has been growing in Brazil. According

to Embrapa (Brazilian Agricultural Research), the large demand for timber is justified by its

different uses - sawmill, veneer, charcoal, pulp, energy, laminates, etc. - which contributes to the

development of the Forestry Sector. The cultivation of eucalyptus allows all types of farmers to

diversify their income from their land, either through pure plantations or integration systems, such as silvopastoral

systems, the entity said. Eucalyptus also has other purposes that are not as well known to society

in general and can be used in the composition of medicines, cosmetics, fabrics, and even food.

Also, the planting of eucalyptus, in addition to the economic benefits arising from forest production,

contributes to air quality improvement, thermal comfort, noise pollution level reduction, erosion intensity

reduction, water flow improvement, recovery of degraded areas, pressure on native forests reduction, and

increased biodiversity, to name a few. In the end, it is a genuine green gold.

24


Patrocinadores:

SERRAS E FACAS INDUSTRIAIS

www

revistareferencia.com.br

/referenciamadeira

comercial@revistareferencia.com.br


A R T I G O

Previsão e interação dos

preços da celulose brasileira

nos mercados interno e

externo

FORECASTS AND INTERACTION OF BRAZILIAN PULP

PRICES IN THE INTERNAL AND EXTERNAL MARKETS

Fotos: divulgação

Bianca ReichertI

Engenheira de Produção, Doutoranda do Curso de Pós-Graduação em Engenharia

de Produção, Centro de Tecnologia, Universidade Federal de Santa Maria

Adriano Mendonça Souza

Engenheiro de Produção, Dr., Professor do Departamento de Estatística, Centro de

Ciências Naturais e Exatas, Universidade Federal de Santa Maria

28


RESUMO

Aprodução e a exportação de celulose

são componentes importantes da

economia no país. O objetivo desta

pesquisa foi prognosticar o preço

nos mercados interno e externo da

celulose brasileira e avaliar a interferência

entre o preço médio da celulose vendida

em atacado e o preço médio da celulose exportada

pelo Brasil. O estudo utilizou dados oriundos do

Informativo Florestal do Cepea (Centro de Estudos

Avançados em Economia Aplicada), coletados

entre junho de 2008 a março de 2018. Os modelos

ARIMA (Autorregressivos Integrados de Médias Móveis)

foram utilizados para prognosticar o preço da

celulose em atacado e exportada pelo Brasil e, para

analisar a inter-relação dessas variáveis, foi aplicado

modelo VAR (Vetor Autorregressivo). Observou-se

que o preço da celulose em atacado e da celulose

exportada sofrem oscilações em períodos semelhantes,

devido à relação direta com a cotação do dólar

e com as crises financeiras nos países importadores.

O modelo de melhor acurácia para prognosticar o

preço da celulose em atacado foi o modelo ARIMA

(1,1,0) enquanto o modelo Arfimax (1, d*,0) obteve

o melhor desempenho para prognosticar o preço

da celulose exportada. A partir da modelagem VAR,

verificou-se a existência de inter-relações entre as

variáveis, as quais transpareceram o forte impacto

do preço da celulose em atacado sobre o preço da

celulose exportada pelo Brasil. Assim, as metodologias

empregadas foram eficazes para prognosticar e

analisar as inter-relações entre as variáveis.

Palavras-chave: Séries temporais; Modelos ARIMA;

Vetor autorregressivo; Previsão do preço

INTRODUÇÃO

A celulose é o principal composto utilizado para

a fabricação de papéis e papelão. O seu processo de

obtenção consiste na extração e no tratamento de

fibras vegetais, as quais provêm de árvores coníferas

e folhosas, como das espécies dos gêneros Pinus e

Eucalyptus, respectivamente (Correa, 2014; Montenegro,

2018).

A importância da indústria da celulose para a

P

ulp

SUMMARY

production and exports are essential components

of the Brazilian economy. This study

aimed to predict the domestic and foreign

prices of Brazilian pulp and to evaluate the

interaction between its average price sold at wholesale

and that exported by Brazil. The study focused on data

from the Forestry Newsletter of the Center for Advanced

Studies on Applied Economics (CEPEA), collected from

June 2008 to March 2018. The Autoregressive Integrated

Moving Average models (ARIMA) were used to predict the

pulp wholesale and export prices. In contrast, the Vector

Autoregression model (VAR) was applied to analyze the

interrelationship of these variables. It was observed that

the wholesale and exported pulp prices vary in similar

periods, due to the direct relationship with the dollar

quotation and with the financial crises in the importing

countries. The most accurate model adjusted to predict

the wholesale pulp price was the ARIMA model (1,1,0),

while the ARFIMAX model (1, d*, 0) obtained the best

performance to predict the exported pulp price. Based

on the VAR model, there is an interrelationship between

variables, which means that Brazilian wholesale pulp

price has a substantial impact on the Brazilian exported

pulp price. Thus, the methodologies used were useful in

predicting and analyzing the interrelationships between

the variables.

Keywords: Time series; ARIMA models; Autoregressive

vector; Price forecast

INTRODUCTION

Pulp is the main compound used for the manufacture

of paper and cardboard. The pulp making process

consists of the extraction and treatment of plant fibers,

which come from soft and hardwood trees, as well as

species of the genera Pinus and Eucalyptus, respectively

(Correa, 2014; Montenegro, 2018). The importance of

the pulp industry for the Brazilian economy is reflected

in the Country’s GDP, representing 6.9%. In addition to

the impact on the local economy, Brazilian pulp stands

out in foreign markets, accounting for about 5.2% of total

Brazilian exports in 2018, equivalent to US$ 12.5 billion

(IBA, 2018). The major countries importing Brazilian pulp

are China, the United States, Germany, and Italy, which

consume approximately 62% of the total pulp produced

by the Country (Moura et al., 2018).

29


I N O V A Ç Ã O

VOO

SUSTENTÁVEL

COMBUSTÍVEL DE AVIÃO PRODUZIDO A

PARTIR DE RESÍDUOS DE MADEIRA PODE

SER PRODUZIDO EM MASSA

Fotos: divulgação

Sustainable flying

AIRPLANE FUEL PRODUCED FROM TIMBER

RESIDUES CAN BE MASS-PRODUCED

34


Uma equipe de cientistas da Coreia

do Sul anunciou recentemente o

desenvolvimento bem-sucedido de

uma tecnologia que pode ser usada

para produzir, em massa, combustíveis

de qualidade para aviação a

partir de resíduos de madeira. A descoberta seria

um marco para a bioaviação. O grupo de pesquisadores

é liderado pelo doutor Jeong-Myeong Ha, do

Centro de Pesquisa de Energia Limpa do Instituto

de Ciência e Tecnologia da Coreia do Sul.

A expectativa é de que a produção de combustível

de aviação feito a partir de óleo derivado de

resíduos de madeira ajude empresas internacionais

de aviação a cumprir os próximos regulamentos

de emissões de gases do efeito estufa da Coreia

do Sul, previstos para entrar em vigor no país em

2027. Até então, a produção era difícil por conta

da alta viscosidade do óleo.

A

team of scientists from South Korea

recently announced the successful

development of a technology that can

be used to mass-produce aviation-

-grade fuels from timber residues. The

discovery should be a milestone in bioaviation. The

team of scientists is led by Dr. Jeong-Myeong Ha

of the Clean Energy Research Center of the South

Korean Institute of Science and Technology.

Aviation fuel production made from timber

residue oil is expected to help international aviation

companies comply with South Korea’s upcoming

greenhouse gas emissions regulations, scheduled

to come into force in the Country in 2027. Up to

now, production has been made difficult due to the

high viscosity of the oil.

According to scientists, lignin constitutes 20 to

40% of lignocellulose, including timber and grass.

It is the second most abundant biopolymer found

35


E C O N O M I A

CELULOSE

EM ALTA

PARA 2029, ESPERA-SE QUE O BRASIL EXPORTE 20,3

MILHÕES DE TONELADAS LÍQUIDAS DE CELULOSE

Pulp on the rise

BY 2029, BRAZIL EXPECTS NET PULP

EXPORTS TO BE 20.3 MILLION TONS

38


Foto: Fabiano Mendes

OOutlook Fiesp (Federação das

Indústrias do Estado de São Paulo)

2029, levantamento com projeções

para algumas das principais

commodities agropecuárias

produzidas no Brasil para o fim da

década de 2020, apontam que mesmo após sofrer

os efeitos da pandemia do novo coronavírus, o país

vai se colocar no cenário mundial como o maior

fornecedor de celulose.

Em relação a 2018, o crescimento da área

plantada de eucalipto para a produção do material

deve ser de 11%. A expectativa é de que 27,3 milhões

de toneladas de celulose sejam produzidas e

outras 4,4 milhões de toneladas sejam consumidas

internamente, o que representaria um aumento de

30% e 22%, respectivamente, do que foi verificado

há dois anos.

Segundo o estudo, o Brasil também poderá

obter vantagem em relação à alta competitividade

e capacidade de oferta que o país possui no

mercado de fibra curta de eucalipto, matéria-prima

utilizada para fabricar papéis sanitários. Nos próximos

anos, o consumo desse produto deve permanecer

em crescimento na China, principal parceiro

comercial do Brasil atualmente. Para 2029, espera-

-se que o mercado nacional exporte 20,3 milhões

de toneladas líquidas de celulose - esse número

representaria um crescimento de 40% em comparação

ao ano de 2018.

T

he Fiesp 2029 Outlook (Federation of

Industries of the State of São Paulo),

a survey with projections for some

of the leading agricultural commodities

produced in Brazil by the end of the 2020s,

indicates that even after suffering the effects of the

pandemic of the novel coronavirus, the Country

will assume its place on the world stage as the

largest pulp supplier.

Concerning 2018, it noted that the planted

eucalyptus area for the production of the material

should grow by 11%. It was expected that 27.3

million tons of pulp would be produced with 4.4

million tons consumed internally, which would

represent a 30% and 22% increase, respectively, as

was verified two years ago.

According to the study, Brazil should also maintain

its advantage in relation to the Country’s high

competitiveness and supply capacity in the market

for eucalyptus short fiber, a raw material used to

manufacture sanitary tissue. In the coming years,

the consumption of this product should keep

growing in China, Brazil’s main trading partner

today. By 2029, net domestic pulp exports from

Brazil are expected to be 20.3 million tons - this

figure would represent a 40% increase compared

to 2018.

Statistics from IBÁ Florestas (Brazilian Tree

Industry) show that the planted tree segment has

an impact of 6.9% on Brazil’s Industrial GDP. The

39


Foto: divulgação


S U S T E N T A B I L I D A D E

ELETRÔNICA

VERDE

PESQUISADORES QUEREM DESENVOLVER

BATERIAS À BASE DE CELULOSE

Fotos: divulgação

Green electronics

SCIENTISTS WANT TO DEVELOP

CELLULOSE-BASED BATTERIES

AONU (Organização das Nações Unidas)

estima que todos os anos são geradas

entre 40 e 50 milhões de toneladas de

lixo eletrônico ao redor do globo. Não

é exagero afirmar, portanto, que sustentabilidade

e eletrônica nem sempre

andam de mãos dadas. A todo momento surgem novos

modelos de celulares, computadores e televisões,

além de eletrodomésticos inteligentes.

Além disso, a obsolescência programada – decisão

do produtor de propositadamente desenvolver, fabricar,

distribuir e vender um produto para consumo

de forma que se torne obsoleto ou não-funcional em

certo período de tempo – praticamente nos obriga a

trocar nossos aparelhos constantemente.

Esses dispositivos precisam ser descartados de

alguma forma, em algum lugar, tornando-se, muitas

vezes, um fardo para o meio ambiente. Não é incomum

que o lixo eletrônico das nações industrializadas

vá parar em aterros sanitários e lixões dos países mais

pobres, em especial da Ásia e da África – o maior

local de descarte de resíduos eletrônicos está localizado

em Gana.

T

he UN estimates that between 40 and

50 million tons of electronic waste

are generated every year around the

globe. Therefore, it is no exaggeration

to say that sustainability and electronics do not

always go hand in hand. Every day, there are new

models of mobile phones, computers, and televisions,

as well as “smart” appliances.

Also, the programmed obsolescence – the

decision of the producer to purposely develop,

manufacture, distribute, and sell a product for

consumption in a way that becomes obsolete or

non-functional in a certain period – practically

forces us to renew our devices continually.

These devices need to be disposed of somehow,

somewhere, often becoming a burden

on the environment. It is not uncommon for

the e-waste of industrialized nations to end up

in landfills and dumps in the poorest countries,

especially in Asia and Africa – the largest electronic

waste disposal site is located in Ghana.

Taking this into consideration, an idea, first

presented in 1939, has been gaining momentum.

42


43


E N T R E V I S T A

Driblando

a crise

Dribbling the crisis

Foto: divulgação

Felipe Souza

Formação: Mestre em Economia pela Universidade Estadual Paulista

Júlio de Mesquita Filho

Cargo: Economist-Chefe na Lafis Consultoria

Education: M.Sc. in Economics, São Paulo State University Júlio de Mesquita Filho

Function: Chief Economist, Lafis Consultoria

Apesar de a crise do coronavírus ter

levado a uma redução no consumo

de papel, alguns dados da indústria

mostram que há áreas do setor que

têm sido beneficiadas e possuem forte

potencial de crescimento. A análise

é do economista Felipe Souza, da Lafis Consultoria,

que realiza análise setorial e fornece informações a

respeito do mercado financeiro. Em entrevista, o especialista

comenta sobre as perspectivas do mercado

brasileiro de papel e celulose, fala sobre os principais

entraves para o setor no país e diz como a instabilidade

do dólar e do euro pode impactar nas negociações

das empresas nacionais.

T

lthough the novel coronavirus crisis has

led to a reduction in paper consumption,

some industry data show that

there are areas of the Sector that have

benefited and have strong growth potential. The

analysis is by economist Felipe Souza, from Lafis

Consultoria, who carries out Sector analysis and

provides information about the financial market.

In an interview, the Economist comments on the

prospects of the Brazilian pulp and paper market,

the main obstacles for the Sector in the Country,

and how the instability of the Dollar and the Euro

can impact on the business of local companies.

46


Celulose: Como o setor de papel e celulose

buscou driblar a crise do novo coronavírus?

Felipe: Costumo dividir o cenário de papel e

celulose em duas quebras: a partir de uma visão

mais conjuntural da economia, em um cenário

prospectivo ao fim do ano, e com base em

uma visão estrutural, com um olhar a fundo do

setor. Com relação à conjuntura, de fato, desde

meados do ano passado o setor já vinha enfrentando

um ciclo de baixa no consumo, o que

refletiu no preço da celulose; vemos as cotações

de celulose alcançando níveis abaixo do custo

operacional, o que trouxe dificuldades, principalmente

para indústrias que são menos produtivas.

Obviamente, com a pandemia, setores

de construção civil sofreram uma queda e isso

reflete no preço da celulose. De fato, não é o

melhor cenário. Fazendo o corte estrutural, porém,

a visão muda bastante, já que o nosso setor

é altamente competitivo, uma referência na

produção mundial. Além de tudo, temos uma

vantagem competitiva: a capacidade de geração

de celulose de fibra curta de eucalipto. Isso dá

vantagem à indústria brasileira. Primeiro porque

ela tem um custo operacional mais baixo do que

o mercado, o que nos deixa com uma margem

de manobra em relação ao preço da celulose.

Se no resto do mundo o custo operacional

está mais ou menos em US$ 500 a tonelada,

no Brasil fica entre US$ 430 e US$ 450. Isso

nos deixa mais ou menos confortáveis a curto

prazo, mas garante uma visão muito confortável

a longo prazo. Isso porque algumas unidades

necessariamente vão fechar, como já aconteceu

no norte da Europa. Assim, há menos pressão de

oferta e menos competição à indústria nacional,

desde que as empresas brasileiras saibam lidar

com margens reduzidas a curto prazo. Acho que

a grande questão é entender qual é o perfil do

consumo agora.

Celulose: Com essa nova realidade na indústria

e na economia mundial, como encara o

futuro do setor nos próximos anos?

Felipe: Alguns dados que temos até junho já

Celulose: How did the Pulp and Paper Sector

seek to circumvent the crisis caused by the

novel coronavirus?

Felipe: I usually divide the pulp and paper scenario

into two parts: from a more conjuncture view

of the economy, in a prospective scene at the

end of the year; and, based on a structural vision,

with an in-depth look at the Sector. Regarding the

conjuncture, in fact, since the middle of last year,

the Sector was already facing a cycle with low

consumption, which reflected in the price of pulp;

we saw pulp prices reaching levels below operating

cost, which has created difficulties, especially

for the less productive mills. Obviously, with the

pandemic, the Building Construction Sectors have

suffered a decline, and this reflects on the price

of pulp. In fact, it’s not the best-case scenario.

Looking at the structural picture, however, the

view changes a lot, since our Sector is highly

competitive, a reference in world production.

Coupled with this, we have a competitive advantage:

the ability to generate eucalyptus short fiber

pulp. This gives an advantage to Brazilian mills.

Firstly, because they have a lower operating cost

than the market, which leaves us with a margin

to maneuver in relation to the pulp price. If the

operating cost in the rest of the world is about

US$ 500 a ton, in Brazil, it is between US$ 430

and US$ 450. This makes us more or less comfortable

in the short term but ensures a very healthy

view in the long run. This is because some mills

will necessarily close, as has already happened

in northern Europe. Thus, there is less supply

pressure and less competition to local industry,

as long as Brazilian companies know how to deal

with reduced margins in the short term. I think

the big question is to understand what the profile

of consumption is now.

Celulose: With this new reality in the Sector

and the world economy, how do you see the

future of the Sector in the coming years?

Felipe: The June data already show a lot about

the path. We see a reduction in paper consumption

of approximately 3.1% in the year. But when

47


49


C A L E N D Á R I O

OUTUBRO 2020

53° CONGRESSO INTERNACIONAL DE

CELULOSE E PAPEL

Data: 6 a 8

Local: São Paulo (SP)

Informações: www.abtcp2020.org.br/

LESDREVMASH

Data: 19 a 22

Local: Moscou (Rússia)

Informações: www.lesdrevmash-expo.ru/en/

BWEXPO - DIGITAL

Data: 17 a 19

Local: São Paulo (SP)

Informações: www.bwexpo.com.br/

PAPERWORLD CHINA

Data: 19 a 21

Local: Xangai (China)

Informações: https://paperworldchina.hk.messefrankfurt.

com/shanghai/en.html

TISSUE WORLD ASIA

Data: 26 a 28

Local: Intambul (Turquia)

Informações: www.tissueworld.com/istanbul/

PAP-FOR RUSSIA

Data: 24 a 27

Local: São Petersburgo (Rússia)

Informações: https://www.papfor.com/en-gb.html

NOVEMBRO 2020

TISSUE WORLD MIAMI

Data: 11 a 13

Local: Miami (EUA)

Informações: www.tissueworld.com/miami/en/find-outmore/about-us.html

ABRIL 2021

PAPERCON

Data: 25 a 28

Local: Atlanta (EUA)

Informações: www.papercon.org

ASSINE AS PRINCIPAIS

REVISTAS DO SETOR

E FIQUE POR DENTRO

DAS NOVIDADES!

INFORMAÇÃO!

A ALMA DO NEGÓCIO!

www.portalreferencia.com.br

FLORESTAL

CELULOSE

PRODUTOS

MADEIRA

BIOMAIS

LIGUE AGORA PARA NOSSA

CENTRAL DE ATENDIMENTO

0800 600 2038

Pagamento nos Cartões de Crédito em até 3X sem juros


Há mais de 32 anos na indústria papeleira, a Looking é

reconhecida por sua completa linha de lâminas e

acessórios de alta qualidade e reconhecida performance.

São diversos acessórios a sua disposição: raspadores,

chuveiros, filtros, desaguadores, entre outros, além da

inovadora afiadora de lâminas, tudo na medida do seu projeto.

Consulte todas as opções em nosso site

ou solicite nosso catálogo.

(19) 3936.7800

looking@looking.com.br

www.looking.com.br

Hooray! Your file is uploaded and ready to be published.

Saved successfully!

Ooh no, something went wrong!