03.09.2020 Views

Revista dos Pneus 60

Create successful ePaper yourself

Turn your PDF publications into a flip-book with our unique Google optimized e-Paper software.

SERVIÇO Limpeza e higienização veículos

GESTÃO Escolher o parceiro certo

A revista n.º 1

dos profissionais

revistadospneus.com

60

Setembro 2020

ANO IX | 5 euros

Periodicidade: Trimestral

Entrevista José Saraiva

Diretor comercial Rodrigues Tyres

Pneus

All Season

Os novos habitantes da estrada


ASSOCIAÇÃO

NACIONAL

DO RAMO

AUTOMÓVEL

novidades

profi sional

após-venda

serviços

ASSOCIAÇÃO

NACIONAL

DO RAMO

AUTOMÓVEL

.com

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

Ibérica

Radio

Vigo


Editorial

DIRETOR

João Vieira

joao.vieira@apcomunicacao.com

DIRETOR COMERCIAL

Mário Carmo

mario.carmo@apcomunicacao.com

GESTOR DE CLIENTES

Paulo Franco

paulo.franco@apcomunicacao.com

WEBMASTER

António Valente

antonio.valente@apcomunicacao.com

Tirar proveito

das mudanças

JOÃO VIEIRA, Diretor

ARTE

Hélio Falcão

SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS

E CONTABILIDADE

financeiro@apcomunicacao.com

PERIODICIDADE

Trimestral

Assinaturas

assinaturas@apcomunicacao.com

© Copyright

Nos termos legais em vigor, é totalmente

interdita a utilização ou a reprodução desta

publicação, no seu todo ou em parte, sem a

autorização prévia e por escrito da Revista dos

Pneus

IMPRESSÃO

Lisgráfica - Impressão e Artes Gráficas, S.A.

Estrada Consiglieri Pedroso, 90

2730 - 053 Barcarena

Tel.: 214 345 400

TIRAGEM

5.000 exemplares

N.º de Registo na ERC: 124.782

Depósito Legal n.º: 201.608/03

EDIÇÃO

AP COMUNICAÇÃO

ProprieDADE:

JOÃO VIEIRA

SEDE

BELA VISTA OFFICE

ESTRADA DE PAÇO DE ARCOS, 66

2735 - 336 CACÉM

TEL. +351 219 288 052

GPS 38º45’51.12”N - 9º18’22.61”W

PRINCIPAL ACIONISTA JOÃO VIEIRA (100%)

TEL. +351 219 288 052

Email GERAL@APCOMUNICACAO.COM

CONSULTE O ESTATUTO EDITORIAL NO SITE:

WWW.REVISTA DOS PNEUS.COM

É

impossível prever qual será o

cenário pós-covid, mas é possível

prepararmo-nos para enfrentar

as mudanças, tendo em conta

que elas trazem riscos, mas também

oportunidades.

O modelo que algumas empresas desenvolveram

neste período de crise, tem-lhes

permitido manterem-se ativas e rentáveis.

Aprenderam a reagir e a adaptar-se rapidamente

às mudanças, convivendo com a certeza

de que vai haver muita incerteza.

De modo a manterem a sua vantagem

competitiva, intensificaram a capacidade

de aprender, para conseguirem acompanhar

a rápida mudança impelida pela tecnologia,

gerindo as decisões que ocorrem ao seu redor,

escolhendo e implementando a tecnologia

que mais beneficia a sua organização.

As diferenças nos comportamentos dos

clientes são o estímulo para as organizações

aprenderem a dar resposta a um espetro

alargado das suas necessidades e desejos.

Os clientes estão mais exigentes e menos

tolerantes quanto a erros do que nunca. Querem

um serviço excecional. Querem que os

funcionários sejam cordiais, conhecedores e

pró ativos na compreensão das suas necessidades.

Estas exigências fazem deles uma força

impulsionadora das mudanças que estão a

acontecer em todos os negócios, inclusive

no comércio de pneus.

Uma organização tem de mudar para dar

resposta às necessidades dos seus clientes

ou falhará. A melhor forma de saber o que

mudar é simplesmente perguntar-lhes o que

pensam do nosso trabalho e se estamos a dar

resposta às suas necessidades.

Para darem resposta às necessidades dos

clientes e para trabalharem de uma forma responsável,

as empresas têm de ter a certeza de

que estão a mudar o que é suposto mudar. Se

tal não acontecer, acabarão por gastar muito

tempo e dinheiro em mudanças ineficazes,

ou mudarão só por mudar.

Ao ponderar a mudança da sua organização,

o mais importante a ter em conta é que a

mudança tem de ocorrer pelos motivos certos

e da forma mais eficaz possível. Um plano de

mudança, baseado em dados e informações

reais de clientes e funcionários, tem de considerar

a necessidade das novas tecnologias

que estão em constante evolução.

Competir e crescer num contexto em que a

mudança é constante parece ser uma tarefa

avassaladora, mas não impossível. Ter sempre

em conta, que um dos passos mais importantes

num processo de mudança bem-sucedido

é a comunicação. Todas as pessoas na organização

têm de receber a comunicação. Os

líderes têm de ser responsáveis por garantir

que a comunicação flui em todas as direções,

especialmente para os funcionários de primeira

linha. O s funcionários têm de entender

porque é que a mudança está a acontecer e

não querem ficar a saber das mudanças por

terceiros. A falha ao comunicar até mesmo a

mais pequena mudança abertamente e com

antecedência mina a confiança e gera medo.

O plano deve incluir não só os métodos de

lidar com as emoções da mudança, mas também

estratégias para comunicar os novos

processos e políticas para se conseguir fazer

o que é necessário.

Os líderes que reagem com impaciência ou

raiva às emoções da mudança validam a

crença dos funcionários de que a mudança

é negativa. O resultado pode ser uma força de

trabalho infeliz e menos produtiva, elevada

rotatividade de funcionários competentes e

conhecedores, e possivelmente, até mesmo

queixas formais aos recursos humanos ou

sindicatos.

A função do responsável é ajudar os funcionários

a aceitar a mudança e a apoiá-lo na

implementação da mesma, o que fará com

que a organização siga em frente. ♦

www.revistadospneus.com | 03


Produto estrela

Pirelli Cinturato P7

Inteligência mecânica

As inovações técnicas do Cinturato mais recente incluem um novo composto

equipado com um tipo de “inteligência mecânica”, que pode adaptar-se de acordo

com a temperatura ambiente. No fundo, como se existissem dois compostos em um

A

marca italiana apresentou a

nova geração de um dos seus

modelos mais emblemáticos:

Cinturato P7. Trata-se de um

pneu de verão de elevado desempenho

que oferece segurança, eficiência e sustentabilidade.

Esta nova variante amplia

a herança bem sucedida da família Cinturato,

cuja história conta com mais de 70

anos, capitalizando todos os ensinamentos

derivados do desenvolvimento contínuo

do modelo antecessor. O novo produto já

está à venda no mercado de reposição e,

além disso, já alcançou 70 homologações,

número que chegará a 100 no final de 2020.

A partir da geração anterior, lançada em

2009, que se tornou líder em homologações,

o Cinturato P7 foi atualizado e melhorado

constantemente, graças às parcerias

estabelecidas entre a Pirelli e os fabricantes

de automóveis premium de todo o mundo.

A última geração do Pirelli Cinturato P7

coloca em evidência as maiores prioridades

atuais para os condutores: segurança e

eficiência. Os engenheiros da marca, através

de um intenso programa de pesquisa

e desenvolvimento, criaram um produto

com elevados níveis de tecnologia capazes

de superar os compromissos típicos

associados aos pneus.

As novas tecnologias criadas para o Cinturato

P7 são capazes de conciliar requisitos

conflituantes, tal como bom desempenho

em piso molhado e baixa resistência ao

rolamento, atingindo um novo padrão tecnológico

para satisfazer condutores e fabricantes

de automóveis de todo o mundo.

Uma das principais inovações da nova

geração do Cinturato P7 reside num dos

elementos chave em todos os pneus: a

banda de rodagem. Este elemento, que

está em constante contacto com a estrada,

conta com uma fórmula enriquecida com

resinas de silício específicas, que ajudam

a aumentar a aderência e a melhorar a

função dos polímeros do pneu. Trata-se

de materiais elásticos sintéticos que são

quimicamente modificados para melhorar

a interação com o silício. E esses polímeros

podem mudar de acordo com a temperatura.

O que significa que o novo composto

beneficia de uma espécie de “inteligência

mecânica” graças à melhor distribuição

das partículas de silício e a uma interação

mais eficaz entre elas. Como resultado, as

características do pneu podem mudar de

acordo com as condições de condução e

temperatura, proporcionando ao condutor

maior alcance operacional.

A segurança é a principal característica do

novo Pirelli Cinturato P7. Além de melhorar

a manobrabilidade em piso seco e em

piso molhado, em comparação com o seu

antecessor, consegue também uma melhor

resposta no que à aquaplanagem diz respeito,

levando menos quatro metros para

parar completamente quando a conduzir a

100 km/h. As inovações introduzidas pelos

engenheiros da Pirelli também melhoraram

o conforto acústico e o conforto de condução,

com o novo pneu a ser mais capaz

de absorver solavancos. ♦

04 | Revista dos Pneus | Setembro 2020


Equipamento do mês

Hofmann Monty Quadriga

Totalmente

automática

A Hofmann Monty Quadriga é uma

das máquinas de montar e desmontar

pneus mais inovadora do mercado.

Totalmente automática, consegue efetuar

qualquer tipo de serviço sem praticamente

intervenção humana, tudo isto, graças

ao seu sistema de deteção da jante

sem contacto e controlado por laser

A

Lusilectra em parceria com a

Hofmann vê o seu portfólio de

equipamentos para pneus totalmente

reforçado e renovado,

com a nova máquina de montar e desmontar

pneus Monty Quadriga.

Para além de ser totalmente automática e

praticamente não necessitar de intervenção

humana, esta máquina está apta para jantes

de 12” a 30” polegadas e qualquer tipo de

pneu. Faz a centralização automática da jante

através do elevador da roda, fixação hidráulica

e dispositivos de descolamento do talão.

A deteção do diâmetro e largura da jante

é também realizada de modo automático.

O motor tem uma velocidade variável de

7-14 rpm – 220V 1ph, e trabalha nos modos

desportivo, suave, padrão e “passo a passo”.

PRECISÃO E CONTROLO

Os requisitos no serviço de pneus tornaram-se

cada vez mais exigentes, designadamente para

os modelos HUP e Run-Flat que necessitam

novas tecnologias de montagem e desmontagem,

cada vez mais complexas e, além disso, as

rodas estão muito mais pesadas do que antes.

O equipamento Monty Quadriga foi desenvolvido

para aliviar o operador e para minimizar as

fontes de erro humano, graças ao seu sistema

automático de funcionamento.

A precisão deste equipamento permite realizar

todas as operações - especialmente quebra do

talão - com eficiência e suavidade ao mesmo

tempo. Monta e desmonta todas as rodas convencionais

atualmente no mercado, bem como

pneus UHP e run-flat até 30” de diâmetro de

jante e diâmetro da roda de 47 ”. Devido ao

seu design ergonómico, aos procedimentos

que economizam tempo e à sua aplicação

universal, a Monty Quadriga é indicada para

lojas com um alto volume de serviço de pneus.

Esta máquina oferece vários programas para

personalizar procedimentos de montagem

e desmontagem para o operador.

Apesar da operação automática, o operador

está sempre no controle de todo o trabalho e

processos. Enquanto ele aciona o joystick, as

operações são realizadas automaticamente.

Assim que ele solta o joystick, o procedimento

automático é interrompido - o que é possível

a qualquer momento, por exemplo, a fim de

lubrificar o pneu. Se necessário, também é

possível repetir as etapas do programa.

A Monty Quadriga possui 5 programas individuais.

No modo padrão automático, a máquina

monta e dsmonta pneus automaticamente;

No modo especialista, os processos de trabalho

podem ser realizados manualmente, ou

automaticamente, à escolha do operador; No

modo manual, todas as operações podem ser

realizadas manualmente, se desejado pelo

operador.

Existe ainda o modo desportivo automático,

que tem um programa especial para pneus

UHP e run-flat; e o modo suave automático, um

programa especial para montar e desmontar

pneus com flancos macios.

FÁCIL E SIMPLES DE UTILIZAR

O pneu é colocado no elevador ergonómico

do equipamento, onde o potenciómetro deteta

o diâmetro do conjunto pneu / roda. Os

dados são usados ​para posicionar a flange

de fixação de forma automática e exata

em relação à roda. De seguida, o elevador

carrega a roda na flange de fixação onde é

fixada hidraulicamente. O diâmetro da jante

é detetada manualmente e todos os outros

dados relevantes são digitalizado automaticamente

por meio do laser. Basta pré-selecionar

e iniciar o programa de desmontagem no na

consola de controlo e ao mesmo tempo os

dois discos movem-se para o posição do talão.

Em seguida, vem a alavanca de desmontagem

integrada. É reajustado automaticamente para

uma posição ideal entre a jante e o pneu.

O operador só precisa pressionar o comando

para que a máquina possa iniciar o procedimento

de desmontagem automática. A alavanca

de desmontagem integrada aciona

o talão do pneu sobre a jante, preservando

absolutamente o pneu e a jante. Finalmente, o

talão inferior é desmontado automaticamente

por meio da ferramenta de desmontagem.

Enquanto a jante estiver presa, a máquina

retém os dados salvos durante o procedimento

de desmontagem.

Em seguida, basta pré-selecionar o programa

de montagem, colocar o pneu onde a ferramenta

de desmontagem já está na posição

adequada e a parte inferior do talão é

montado. Depois comece a montagem automática

do talão superior e a ferramenta

de desmontagem transforma-se automaticamente

numa ferramenta de montagem.

Esta ferramenta de montagem orienta o

pneu durante o procedimento de montagem,

e auxiliado pelo empurrador do talão,

o disco disjuntor do talão superior pressiona

o pneu mais suavemente no centro de queda

da borda. Assim que todas as ferramentas

retornam à sua posição inicial, o pneu é inflado,

a roda é solta e colocada na posição

inferior pelo elevador. ♦

06 | Revista dos Pneus | Setembro 2020


evistapneus_nankang_09.pdf 1 31/08/2020 11:56:05

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

PURA PERFORMANCE

no seco e no molhado

255 617 480


Mercado

Em recuperação

No mês de julho o mercado de pneus novos de substituição em Portugal

deu sinais de alguma retoma, depois da queda abrupta nos meses de março,

abril e maio. No acumulado dos sete primeiros meses deste ano, a descida

do segmento Consumer situa-se agora nos 23,9%

Segundo dados da Europool, em

julho de 2020, no que ao mercado

de pneus novos de substituição

disse respeito, venderam-se em

Portugal, no segmento Consumer (ligeiros

de passageiros, comerciais ligeiros e 4x4)

252.831 unidades, ou seja, menos 8.296 comparativamente

ao período homólogo do

ano passado. O que na prática, traduziu-se

num decréscimo de -3,2%. Quanto ao acumulado

dos sete meses de 2020, registou-

-se, igualmente, um decréscimo, ainda que

mais acentuado: -24% (1.353.386 unidades

contra 1.780.030 transacionadas em 2019).

Na divisão por categorias, em julho de 2020,

venderam-se no mercado nacional 215.077

pneus para veículos ligeiros de passageiros

(-4,3% do que em julho de 2019, que registou

vendas de 224.822 unidades), 21.288 pneus

radiais para veículos comerciais ligeiros

(+0,9% do que em julho de 2019, que registou

21.094) e 16.466 pneus 4x4 (+8,3% do

que em julho de 2019, que registou 15.211

unidades vendidas).

SEGMENTOS

Analisando os segmentos, no mês de julho

deste ano, a maior fatia de vendas pertenceu

aos pneus premium, com 135.568 (+4,1%, ou

seja, mais 5.287 unidades do que em igual

período do ano transacto). Seguindo-se os

pneus budget com 70.271 (-14,9%, ou seja

menos 12.308 unidades do que no mês de

julho do ano passado) e os pneus mid, com

45.624 unidades (-5,5%, ou seja, menos 2.666

unidades do que em igual período do ano

transacto).

TIPOLOGIA

Quanto à Tipologia, em julho de 2020, foram

comercializados 83.591 pneus HRD, ou seja,

destinados a jantes de 17” para cima (+6,3%,

já que no mesmo mês de 2019 foram vendidas

78.667 u nidades), 16.454 pneus SUV/4x4

(+8,2%, já que no mesmo mês de 2019 foram

vendidas 15.211 unidades), 13.891 pneus RTF

(+18%, já que no mês de julho de 2019 foram

vendidas 1 1.769 unid ades) e 1.766 pneus

All Season (-20,5%, já que no mesmo mês de

2019 foram vendidas 2.220 unidades).

DIÂMETRO DAS JANTES

No que diz respeito ao diâmetro das jantes,

a maior fatia pertenceu às de 16” (71.622

unidades em julho de 2020 contra 73.902

em julho de 2019), seguindo-se as de 15”

(65.488 unidades contra 70.013 em julho

de 2019), as de 17” (49.139 unidades em

julho de 2020 contra 48.277 em julho de

2019), as de 14” (24.004 unidades em julho

de 2020, contra 29.894 em julho de 2019),

e as de 18” (23.006 unidades em julho de

2020, contra 20.653 em julho de 2019). ♦

08 | Revista dos Pneus | Setembro 2020


Europool

UNIDADES JULHO 2019 JULHO 2020 VARIAÇÃO

TOTAL 261.127 252.831 -3,2%

Passageiros 224.822 215.077 -4,3%

Comerciais 21.094 21.288 +0,9%

4x4 15.211 16.466 +8,3%

All Season 2.220 1.766 -20,5%

HRD 78.667 83.591 +6,3%

RFT 11.769 13.891 +18%

SUV/4x4 15.211 16.454 +8,2%

Budget 82.579 70.271 -14,9%

Mid 48.289 45.623 -5,5%

Premium 130.281 135.568 +4,1%

12” 13 17 +30,8%

13” 8.652 6.616 -23,5%

14” 29.894 24.004 -19,7%

15” 70.013 65.488 -6,5%

16” 73.902 71.662 -3,0%

17” 48.277 49.139 +1,8%

18” 20.653 23.006 +11,4%

19” 6.133 8.252 +34,6%

20” 2.631 2.280 -13,3%

21” 755 685 -9,3%

22” 209 216 +3,3%

23” 9 13 +44,4%

UNIDADES JAN./JUL. 2019 JAN./JUL.2020 VARIAÇÃO

TOTAL 1.780.030 1.353.386 -24%

Passageiros 1.530,694 1.140.932 -25,5%

Comerciais 145.136 114.666 -21%

4x4 104.200 97.788 -6,2%

All Season 11.548 8.463 -26,7%

HRD 503.198 444.301 -11,7%

RFT 86.005 94.146 +9,5%

SUV/4x4 104.200 97.776 -6,2%

Budget 516.663 392.443 -24%

Mid 423.557 275.024 -3,5%

Premium 832.343 681.347 -18,1%

12” 73 84 +15,1%

13” 67.742 38.760 57,2%

14” 228.078 145.877 -36%

15” 480.632 346.578 -27,9%

16” 492.666 372.806 -24,3%

17” 306.267 239.702 -21,7%

18” 128.842 126.140 -2,1%

19” 41.525 46.075 +11%

20” 17.787 21.117 +18,7%

21” 6.985 8.540 +22,3%

22” 1.732 2.630 +51,8%

23” 60 97 +61,7%


Destaque

Os novos

habitantes

da estrada

Os pneus All Season chegaram e são

a garantia de alto desempenho ao

longo do ano, numa ampla variedade

de superfícies e consoante as condições

climatéricas, sejam elas piso seco, chuva,

granizo ou neve

Estes pneus todas as estações são uns verdadeiros

multi facetados. Não só no nome, podem

ser encontrados no mercado como “Pneus All

Season”, “Pneus All Weather” ou até “Pneus Todas

as Estações”.

Destacam-se por serem pneus intermédios que tanto

resultam no inverno como no verão. As boas notícias?

Dão para todo o ano. Permitem evitar a compra de pneus

de inverno e a substituição dos pneus no outono e na

primavera.

Os pneus de inverno devem ser utilizados apenas nessa

estação pois o seu composto é indicado para funcionar

bem nessa altura do ano, sendo menos eficazes e até

menos seguros quando as temperaturas aumentam.

No resto da Europa, os pneus de inverno devem ser trocados

por pneus de verão quando as temperaturas aumentam,

mas os pneus All Season não necessitam dessa

troca. Podem continuar a ser utilizados e essa é uma das

grandes vantagens.

Segundo estudos a que a Revista dos Pneus teve acesso,

cada vez mais condutores não querem mudar de pneus

de verão para pneus de inverno e vice-versa, dependendo

das diferentes características de cada estação.

MERCADO COM ELEVADO POTENCIAL

A Revista dos Pneus recolheu alguns testemunhos junto

das principais marcas e fomos saber se estes “Pneus All

Os pneus All Season

são um compromisso

para todas as estações

do ano para condutores

que enfrentam

ocasionalmente condições

invernosas como o frio

e a neve


Pneus All Season

www.revistadospneus.com | 11


Destaque

Pneus All Season

Os pneus All Season vieram para ficar e, mesmo que

seja no futuro próximo, o seu peso no mercado

crescerá nos próximos anos

Season” estão a ter uma boa aceitação no

mercado automóvel português.

“É um produto que tem vindo a ter uma boa

aceitação, mas sabemos que pelas nossas

condições climatéricas ainda vai levar algum

tempo a chegarmos a um maior número de

condutores. Não é um produto que queremos

forçar a sua venda sem que ele se

justifique. É um produto que achamos que

faz falta e que é muito relevante para certas

zonas do país e importante para uma mobilidade

geral”, afirmou André Bettencourt,

diretor de Marketing da Bridgestone Europe

NV/SA Sucursal em Portugal.

Apesar da afluência de condutores ainda

estar muito aquém das expetativas dos

comerciantes do mercado automóvel, em

Portugal, as marcas estão confiantes com

o crescimento da venda de pneus para Todas

as Estações. “O mercado de All Season

continuará a crescer em Portugal, pouco a

pouco vai dando a conhecer as suas vantagens

e a sua versatilidade quando se trata

de combinar alterações climatéricas. Para

mais, os pneus All Season cada vez têm maior

presença enquanto equipamento de origem,

e isso faz com que a procura por este

produto cresça”, referiu o responsável da

marca Goodyear.

Para a marca Falken a venda dos pneus All

Season representará 2% a 3% das vendas da

marca. “Como iremos ter uma aposta mais

forte, neste segmento de produto, acompanhando

um pouco a própria tendência de

mercado, diria que a nossa perspetiva de

vendas é de cerca de 2% a 3% das vendas

da marca Falken, em todos os seus segmentos,

o que já significaria alguns milhares de

unidades vendidas”, revelou Filipe Bandeira,

diretor geral da AB Tyres.

Já Pedro Teixeira, diretor geral da Continental

Pneus Portugal, apresenta-se mais receoso

“Dadas as condições climatéricas moderadas

existentes em Portugal, o mercado de pneus

All Season tem uma reduzida representatividade.

Neste momento representa cerca de

0,7% do total de vendas de pneus ligeiros

em Portugal”, afirmou.

Aqui bem ao lado, nos países vizinhos Itália

e Espanha, a venda de Pneus All Season já

começa a afetar o mercado dos pneus de

verão. “Na Pirelli, olhamos para o segmento

All Season como uma oportunidade. Principalmente

se a tendência de crescimento

que já verificámos em países como a Itália ou

Espanha, onde este produto está a começar

a afetar o segmento de verão, se mantiver”,

refere o responsável da Pirelli.

Os Pneus All Season vieram para ficar e vai

vê-los por aí: “Não são uma moda, mas uma

necessidade para as regiões da Europa onde

os invernos são temperados e vão-se impor

cada vez mais no mercado. As grandes

vantagens dos pneus All Season notam-se

especialmente quando “pisam” condições

climatéricas mais adversas, como um nevão,

chuva ou temperaturas mais frias. Aí

experimenta-se realmente a contribuição

deste tipo de pneu para a segurança, faça

o tempo que fizer”, explicou Nuno Ferreira,

diretor operacional e responsável de relações

institucionais da Michelin Portugal.

“O futuro deste mercado é muito promissor.

Segundo dados do mercado Europeu, o

conceito All Season é aquele que se tem destacado

pelo seu crescimento, muito acima

dos pneus de Verão e dos de Inverno. Não

tenho dúvidas que é uma tendência que

veio para ficar, não tanto em Portugal, mas

mais em países da Europa Central”, destacou

João Oliveira, Iberian Sales Manager da

Nokian Tyres.

Victor Cañizares, board member da Yokohama

Iberia destaca a situação pandémica que o

mundo vive e refere que também os pneus All

Season irão sofrer com isso: “Um produto All

Season será sempre mais eficaz em situações

de chuva e temperaturas baixas, sem perder a

sua eficácia no verão, o que nos leva a concluir

que o mercado para os All Season tem todas

as condições para crescer. Infelizmente, com

toda a instabilidade económico-social que

vivemos neste momento, devido à pandemia

por SARS CoV 2, os consumidores irão procurar

soluções mais baratas em detrimento

da segurança”, revelou.

12 | Revista dos Pneus | Setembro 2020


C

M

Y

CM

MY

CY

MY

K


Destaque

Pneus All Season

Pneus All Season / Pneus de Verão / Pneus de Inverno

Prós e Contras

Os pneus All Season são garantia de alto desempenho

ao longo do ano, numa ampla variedade de

superfícies e consoante as condições climatéricas,

sejam elas chuva, granizo e neve. De acordo

com estudos das marcas, cada vez mais condutores

não querem mudar de pneus de verão para

pneus de inverno e vice-versa, dependendo das

diferentes características de cada estação

Enquanto os pneus de verão veem as suas propriedades

diminuir em temperaturas abaixo de +

7° C, os All Season são uma alternativa adequada

para garantir excelente desempenho em todas

as condições climatéricas, sem ter de trocar os

pneus ou usar correntes, graças à sua homologação

como pneus de inverno. Os All Season

adaptam-se melhor a qualquer condição climatérica.

São adequados para chuva e temperaturas

frias ocasionais e também oferecem alto desempenho

nos meses quentes. Analisamos os prós e

os contras de cada tipo de pneu: Verão, Inverno

e All Season.

PNEUS ALL SEASON VS

PNEUS DE VERÃO

Os pneus de verão são projetados para condições

climatéricas amenas e podem ser usados durante

todo o ano em algumas regiões, mas o seu desempenho

é reduzido quando a temperatura cai

abaixo de + 7° C.

Prós dos pneus de verão

l Desenhados especialmente para condições de

verão e temperaturas acima de + 7° C.

l Adequados para climas amenos e invernos amenos.

l Fornecem uma condução rápida e precisa, especialmente

em curvas fechadas

l Possuem compostos de borracha mais macios

que facilitam as curvas e a superação de obstáculos.

Contras dos pneus de verão

l Embora ofereçam alto desempenho em estradas

secas e húmidas, devem ser substituídos por um

conjunto de pneus de inverno em condições de

neve ou gelo ou quando a temperatura cair abaixo

de + 7° C.

PNEUS ALL SEASONS VS

PNEUS DE INVERNO

Os pneus de inverno respondem a diferentes situações

no clima de inverno. Se um carro circula

com neve em pó recém-caída, o pneu ficará completamente

cheio de neve. Se a neve for compacta,

permanecerá nos sulcos da banda de rodagem. Se

a neve for muito dura, não adere à banda de rodagem.

Um pneu de inverno tem melhor desempenho

na neve quan do todas as suas zonas de

aderência estão expostas.

Prós dos pneus de inverno

l Os pneus de inverno estão otimizados para uso

em climas frios com temperaturas de +7° C e

abaixo e para condições de inverno mais severas,

como granizo, neve, lama e gelo.

l São fabricados com uma borracha específica

para a banda de rodagem que permite maior

aderência e capacidade de travagem no gelo e

na neve.

l São adequados para quem vive numa zona onde

neva ou faz gelo com frequência. Reconhecem-

-se pelo símbolo da montanha com três picos e

pelo floco de neve impresso nos flancos.

l Evidenciam uma aderência excecional sobre piso

molhado, neve ou gelo, uma travagem mais eficaz

e uma tração mais forte.

l Evitam situações de aquaplaning, atendendo à

sua capacidade para repelir a água rapidamente.

Contras dos pneus de inverno

l Os pneus de inverno não foram projetados para

todas as estações e devem ser substituídos por

um conjunto de pneus de verão ou All Season

assim que as temperaturas começarem a subir.

l A mistura de pneus de inverno e verão pode tornar

a condução em estrada deslizante mais perigosa

e afetar a manobrabilidade, especialmente

se combinar modelos com desenhos diferentes

nas bandas de rodagem e um desempenho irregular.

Portanto, é recomendável usar jogos

completos.

PNEUS ALL SEASON -

PARA QUALQUER CLIMA

O objetivo dos pneus All Season é responder e

atender às principais necessidades que surgem

no inverno, especialmente em regiões com invernos

mais amenos, como é o caso de Portugal. Na

rotulagem, além de ter a marcação M + S (Mud +

Snow), possuem também o pictograma da montanha

com três picos como floco de neve que os

homologa a circular nas condições de inverno,

sendo uma alternativa ideal para uso de correntes.

Embora no nosso país a temperatura normalmente

não caia abaixo de 0º como em outros países europeus,

é comum enfrentar situações como nevões

leves ou gelo na estrada.

Quando é que os pneus All Season são

adequados?

l Em invernos amenos, onde as temperaturas não

caem abaixo de -5° C.

l Se quer usar um único conjunto de pneus durante

todo o ano.

l Se o espaço de armazenamento for limitado ou

não houver a possibilidade de instalar um segundo

conjunto de pneus, é recomendável optar por

um conjunto All Season.

Os pneus All Season precisam de correntes?

Após a análise das tecnologias utilizadas, conclui-

-se que os pneus All Season oferecem características

específicas para condução a seco, mas

também em condições de gelo, granizo e neve.

Homologados como pneus de inverno (acreditado

pela marca M + S que pode ver na parte lateral do

pneu, acompanhada do pictograma com a montanha

de três picos e flocos de neve), os pneus

All Season oferecem segurança em todas as condições

climatéricas, incluindo com neve. Estando

homologados como pneus de inverno, ficam dispensados

do uso de correntes.

A adaptabilidade dos pneus All Season ou todas

as estações a uma ampla variedade de condições

climatéricas e às diferentes irregularidades da estrada

proporcionou uma grande recetibilidade entre

os utilizadores que querem evitar a troca de

pneus (no inverno e no verão), garantindo também

a circulação em todos os tipos de condições, mesmo

abaixo de 7ºC, sem necessidade de instalar

correntes de neve, mantendo ao mesmo tempo o

desempenho em superfícies secas.

14 | Revista dos Pneus | Setembro 2020


Pub_revistatop100_2020_RP.pdf 2 28/08/2020 15:31


C

M

Y

CM

MY

CY

EDIÇÃO 2020

CMY

K

RESERVE O SEU ANÚNCIO


CONTACTE O NOSSO DEP. COMERCIAL

www.apcomunicacao.com


Destaque

OFERTA

DAS MARCAS

BRIDGESTONE/FIRESTONE

WEATHER CONTROL A005

EVO / MULTISEASON GEN02

A Bridgestone/Firestone está sempre um

passo à frente no universo dos pneus. Neste

caso, não foi apenas um mas sim dois os

passos que deu. Lançou a gama All Season Firestone

Multiseason GEN02 e a Bridgestone

Weather Control A005 Evo, para citadinos,

ligeiros, SUV e 4x4.

A gama All Season Firestone Multiseason

GEN02 destaca-se por ser um pneu multitasking,

ou seja, está preparado para as

condições climatéricas mais adversas: frio,

quente, chuva e neve. Este tipo de pneus

tem uma grande notoriedade nos países

da Europa Central. À boleia da tecnologia

Nano-Pro Tech, a sua mistura de borracha

foi concebida para oferecer uma excelente

segurança, nomeadamente com o intuito

de favorecer o escoamento de água e limitar

os riscos de aquaplanagem. Este novo

pneu destina-se a uma condução urbana e

mista e está disponível quer para os mais

citadinos quer para os veículos ligeiros com

as dimensões de 13 e 16 polegadas.

Por sua vez, o ‘irmão mais novo’, o Bridgestone

Weather Control A005 Evo, não fica

nada atrás. Este tipo de pneu possui uma

melhor aderência em piso molhado, na sua

categoria, devido ao seu composto Nano

Pro-Tech com elevado teor em sílica. Padrão

de piso em forma de “V” e desenho inovador,

em forma de “Z” que aumenta a rigidez

lateral. A construção da carcaça otimizada

com uma impressão de forma regular e a distribuição

de pressão de contacto otimizada

fornece a esta gama uma elevada vida útil.

A Revista dos Pneus esteve à conversa com

André Bettencourt, diretor de marketing da

Bridgestone Europe Sucursal em Portugal,

que nos revelou alguns segredos do que

a marca se prepara para lançar ainda este

ano: “A nossa novidade mais recente foi

o lançamento do Firestone Multiseason

GEN02, mas muito em breve vamos lançar

o Bridgestone Weather Control A005 Evo

para veículos ligeiros e SUV que como o

nome indica é uma evolução do seu antecessor

com mais eficácia em estradas com

neve. Posteriormente e ainda este ano vamos

lançar a gama Bridgestone Duravis All

Season e o Firestone Vanhawk Multiseason

para veículos comerciais”, revelou.

Questionado sobre as principais zonas de

utilização desta nova gama, o diretor de marketing

da marca referiu ainda: “Achamos que

estes produtos fazem sentido e que num

projeto de apoio à mobilidade encaixam-se

perfeitamente, proporcionando aos condutores

de várias zonas do país poderem ir do

ponto A ao ponto B sem estarem limitados

pelas condições do estado das estradas, especialmente

durante o inverno. Pensamos

nos condutores de Trás-os-Montes, das

Beiras, do Minho, mas também de todo o

país quando se deslocam sobretudo para

as zonas que identificámos”, acrescentou.

As previsões da marca face ao número de

vendas dos pneus All Season são positivas

“As nossas expetativas são de crescimento

sustentável e de acordo com a nossa quota

global, significando isso que nos afirmaremos

como o principal player no nosso mercado,

contribuindo para que este segmento

cresça progressivamente.

Mais do que as vendas deste produto achamos

que o mais importante é que este

produto permita também fazer crescer a

segurança nas nossas estradas e, sobretudo,

durante os meses de mais chuva, neve e temperaturas

baixas”, concluiu André Bettencourt.

16 | Revista dos Pneus | Setembro 2020


Pneus All Season

CONTINENTAL

ALLSEASONCONTACT

A Continental não poderia ficar para trás

quando se fala no ‘novo piso’ das estradas

portuguesas e lançou a gama AllSeason-

Contact.

A marca alemã combina as vantagens de

um pneu de verão com um pneu de inverno.

Esta gama foi desenvolvida a pensar nos

condutores que enfrentam ocasionalmente

condições invernosas como o frio, neve e

gelo. Para o efeito, a Continental desenvolveu

um inovador composto de borracha e

uma nova escultura do piso com elevado

número de recortes e lamelas, otimizando

a aderência em condições invernosas.

A gama AllSeasonContact chegou ao mercado

no segundo semestre de 2017 e tem

vindo a proporcionar aos condutores uma

dinâmica de condução eficiente e segura.

Com as suas resinas para desempenho no

Inverno e uma elevada proporção de enchimento

com sílica no Composto de Sílica para

Máxima Tração, o novo AllSeasonContact

mantém-se sempre flexível. Esta adaptabilidade

assegura um excelente desempenho

em estradas molhadas ou cobertas de neve

no inverno.

Para além destas caraterísticas, o pneu All-

SeasonContact é um parceiro fiável que convence

em quaisquer condições no verão. Isto

deve-se à combinação de ombros abertos

para elevado desempenho em termos de

aquaplanagem e a um padrão rígido com o

mínimo de lamelas para melhor comportamento

e travagem em estradas secas.

Se é adepto de um tipo de condução mais

económica, os pneus AllSeasonContact são

os parceiros ideais. A diminuição notável

da resistência ao rolamento, permitida pela

geometria otimizada da parede lateral e

pela profundidade ideal do piso, resultam

numa redução significativa do consumo de

combustível, sem cedências em aspetos de

segurança. A gama Continental All Season

está disponível para jantes entre 14 e 18

polegadas com velocidades aprovadas até

240 km/h.

A Revista dos Pneus esteve à conversa com

Pedro Teixeira, diretor geral da Continental

Pneus Portugal que nos revelou todos os

passos de como foi criada esta nova gama

“A AllSeasonContact foi desenvolvida a

partir de um pneu de inverno, mantendo

intacta a sua aptidão de tração e travagem

em neve e, adicionalmente, incorporaram-

-se tecnologias e materiais de um pneu de

verão, de forma a permitir um equilíbrio de

desempenho, durabilidade e eficiência do

consumo de combustível, na sua utilização

em condições em todas as estações. O

composto de borracha desenvolvido pela

Continental permite que o pneu mantenha

a aderência em estradas molhadas ou com

neve no inverno – um requisito fundamental

para pneus destinados a utilização em todas

as estações.

Como resultado, o pneu obteve a certificação

de Inverno 3PMSF, bem como a marcação

M+S. Na etiquetagem europeia para pneus,

obteve uma classificação B em termos de

aderência em piso molhado e resistência

ao rolamento”, revelou o diretor da marca.

Para a Continental a venda de Pneus All Season

só é justificável e recomendada “para

condutores que ocasionalmente enfrentam

frio e neve, em regiões montanhosas com

percursos sinuosos e pouco nivelados. Para

todos os outros condutores, para a máxima

segurança na estrada, a Continental continua

a recomendar a instalação de pneus de

verão”, explicou Pedro Teixeira.

Atualmente e numa perspetiva europeia, a

Continental revela que a venda de pneus All

Season representa cerca 0,7% do total de

vendas de pneus ligeiros em Portugal. No entanto,

“O mercado terá tendência de subida,

a rondar os dois dígitos, principalmente pelo

canal de vendas das frotas e renting, tendo

como principal objetivo o menor custo com

a substituição de pneus, nos países onde a

legislação obriga à utilização de pneus de

inverno e de verão conforme as condições

climatéricas”, conclui Pedro Teixeira.

www.revistadospneus.com | 17


Destaque

FALKEN

EUROALL SEASON AS210

Recentemente aprovado para equipamento

original do Mercedes Benz G-Class, o novo

Falken Euroall Season AS210 é uma escolha

versátil para uma utilização durante todo

o ano, com conforto, segurança e alto desempenho.

Como principais vantagens e características

deste pneu, destacamos o desenho inovador

do sulco em formato V, que assegura um

desempenho melhorado em pisos molhados

e aumenta a resistência ao aquaplaning; a

profundidade variável do mini sulco oferece

uma maior manobrabilidade e desempenho

de travagem em qualquer condição atmosférica,

assegurando um padrão de resistência

ao desgaste.

O posicionamento da lamela multidirecional

(MDS) oferece uma tração de excelência

em termos de manobrabilidade, na neve e

com todas outras condições atmosféricas.

cOs compostos melhorados e avançados

4D-Nano Design com tecnologia de ponta

asseguram um desempenho superior em

piso molhado, melhor eficiência de combustível

e uma vida útil prolongada para

o pneu, que é certificado M+S e 3PMSF. A

gama disponível inclui 75 dimensões, para

jantes de 13 a 19 polegadas, série 40 – 70 e

Índice de velocidade: T / H / V.

Filipe Bandeira, administrador da AB Tyres,

considera que o Falken Euroall Season

AS210, por ser um produto ainda recente

no mercado, levanta ainda muitas dúvidas,

quanto ao seu desempenho a vários dos

intervenientes neste setor, mas acredita que

é um mercado em desenvolvimento, embora

ainda com pouca expressão.

Na opinião deste responsável, “Será um “nicho

de mercado” que demorará o seu tempo,

para se impor, já que, é um produto cuja sua

perceção no mercado não é a correta. Existe

o “mito” que este produto é para utilização

noutros países, cujas condições climatéricas

sejam mais severas, do que em Portugal,

no entanto, julgo que a seu tempo terá o

seu espaço e um crescimento, lento, mas

progressivo”.

Relativamente à expetativa de vendas

para este ano 2020, Filipe Bandeira afirma:

“Como iremos ter uma aposta mais forte,

neste segmento de produto, acompanhando

um pouco a própria tendência de mercado,

diria que a nossa perspetiva de vendas é

de cerca de 2% a 3% das vendas da marca

Falken, em todos os seus segmentos, o que

já significaria alguns milhares de unidades

vendidas”.

GOODYEAR

VECTOR 4SEASONS GEN-3

Desde 1828 que a Goodyear é sinónimo de

excelência do mercado dos pneus. Como não

poderia deixar de ser, numa altura em que

os pneus All Season ganham notoriedade,

a marca lançou a família Vector 4Seasons.

O pneu Vector 4Seasons Gen-3 foi desenvolvido

para obter o máximo desempenho

com chuva e granizo. Para fazer frente às

condições adversas, a Goodyear desenhou

neste modelo uma área de contato mais

18 | Revista dos Pneus | Setembro 2020


Pneus All Season

mente a 2018, passando a representar 0,7%

do total do mercado de Europool (mercado

que contempla dentro do segmento All Season

apenas os pneus com homologação de

pneus de neve)” revelaram.

ampla e plana, e ranhuras hidrodinâmicas

para melhorar a resistência à aquaplanagem.

Estradas com neve e gelo são um desafio

perigoso, mesmo para os condutores mais

experientes. Neste sentido, a marca incorporou

no novo Vector 4Seasons Gen-3 o maior

teor de silício que gera uma distribuição dos

flocos de neve e oferece uma condução mais

suave, melhor aderência e menor distância

de travagem.

A tecnologia Weather Reactive da Goodyear

garante ao condutor um excelente desempenho

que responde aos desafios de cada

uma das estações do ano. Desenvolvidos

com áreas específicas na banda central de

rodagem, ajustam-se automaticamente às

diferentes condições da estrada. As lâminas

de corte 3D quadrangulares de alta densidade

na banda central oferecem uma excelente

tração no gelo e na neve.

Segundo o comunicado da Goodyear os

pneus Vector 4Seasons Gen-3 “garantem

uma excelente performance durante todo

a ano. É a opção ideal para um clima variável,

como o são os de Espanha e de Portugal,

dado que garante tanto segurança como

controlo em qualquer tipo de condição meteorológica,

e evita ter que trocar-se o jogo

de pneus em função do clima. Para mais,

toda a família Vector 4Seasons conta com a

marcação M+S e a montanha de três cumes

com topo de neve, o que o torna apto para

circular sobre neve sem ter que utilizar-se

correntes. Graças à tecnologia SmartTread,

que melhora a sua adaptação à estrada, incrementando

a aderência, e à tecnologia

Weather Reactive, que melhora a tração em

todo o tipo de condições”, revelou a marca.

HANKOOK

KINERGY 4S²

A última geração de pneus Hankook All

Season foi desenvolvida para dar confiança

ao automobilista, qualquer que sejam as

condições climatéricas. Com mais de 20

anos de experiência na categoria de pneus

para todas as estações, a Hankook é um dos

pioneiros neste campo. Todo o know-how

dos engenheiros da Hankook foi canalizado

para o desenvolvimento do Kinergy 4S², especialmente

projetado para as condições

das estradas europeias. Com a nova banda

de rodagem em forma de V e um composto

inovador de banda de rodagem baseado em

componentes de óleo natural, o novo Kinergy

4S² garante um desempenho estável ao longo

do ano em diferentes faixas rodoviárias. O

pneu é oferecido em 17 dos tamanhos mais

populares, de 14 a 17 polegadas. Até o final

do ano, a gama será ampliada com outros

43 tamanhos, até 20 polegadas.

Para estar pronto em todas as estações e

Para além do Vector 4Seasons Gen-3 a Goodyear

conta, também, com o Vector 4Seasons

Cargo, um pneu que se destaca pela

sua elevada quilometragem, e também pela

sua baixa resistência ao rolamento, o qual

ajuda a reduzir os custos com combustível.

Questionados sobre a posição do mercado

All Season em Portugal a marca afirmou-se

expectante “ O mercado de pneus All Season

tem vindo a aumentar a sua presença no

mercado português nos últimos anos.

Em 2019, o segmento All Season cresceu em

Portugal + 0,2 pontos percentuais, relativawww.revistadospneus.com

| 19


Destaque

em qualquer temperatura, o novo Kinergy

4S² oferece características de desempenho

particularmente equilibradas e consistentes

em todas as estações. Isso é possível graças

a um piso direcional usado pela primeira vez

nos pneus Hankook para todas as estações,

combinado com um composto de polímero

de sílica particularmente inovador no piso.

Isto torna o produto uma alternativa atraente

para garantir mobilidade ao longo do ano,

especialmente considerando que as condições

climatéricas na Europa são cada vez

mais instáveis, bem como a sua utilização

no tráfego mais urbano . Graças à marcação

do floco de neve (3PMSF), obrigatória nos

pneus de inverno na Europa desde janeiro de

2018, o pneu pode ser usado durante todo

o ano. Como o engenheiro Klaus Krause,

diretor do Centro de Desenvolvimento Europeu

da Hankook em Hanover, enfatiza: “A

nossa equipa de engenheiros tirou proveito

de mais de vinte anos de experiência no

campo de pneus para todas as estações ao

desenvolver o Kinergy 4S². O resultado é um

produto completamente novo que oferece

um desempenho particularmente estável

graças a um composto inovador no pneu

e ao design especial da banda de rodagem,

independentemente das condições climáticas

e temperaturas.

LASSA

MULTIWAYS E MULTIWAYS-C

A gama de All Season da marca Lassa, distribuída

em exclusivo pela Pneurama para

Portugal, possui o modelo Multiways, para

veículos ligeiros de passageiros e o modelo

de pneu para veículos comerciais, o

Multiways-C.

O Multiways é um pneu para veículos ligeiros

de passageiros e tem todas as características

de um pneu All Season combinadas com

a longa durabilidade de quilometragem

característica da marca Lassa.

Trata-se de um pneu para todas as estações

para veículos ligeiros de passageiros. Para

zonas com invernos amenos, o seu desempenho

é suficiente quando comparado com

o pneu de verão e está em conformidade

com o Regulamento da EU (R117).

Tem um melhor desempenho na neve

devido ao padrão desenhado para piso

de inverno. O número elevado de blocos

com alta densidade de lamelas, melhora o

“efeito banda”, que utiliza bandas mais aderentes

para aumentarem a tração à neve.

Os bloco com forma hidrodinâmica, reduz

a turbulência em água a correr em volta do

bloco do rasto e ajuda a reduzir o risco de

aquaplanagem.

A construção mais leve e o composto “multi-

-estações, confere um desempenho melhorado

em piso molhado e maior resistência

ao rolamento.

O Multiways-C é para veículos comerciais e

tem todas as características de um pneu All

Season combinadas com o padrão Wintus

(Pneu de Inverno) que o torna compatível

com o regulamento de inverno.

O design do seu rasto profundo e a geometria

do bloco multibanda oferece uma

melhor tração, e uma maior duração do

rasto. Lamelas em ziguezague aumentam

a aderência em estradas com piso molhado

e com neve e séries de blocos progressivos

no ombro proporcionam uma tração extra.

20 | Revista dos Pneus | Setembro 2020


Pneus All Season

MICHELIN

CROSSCLIMATE +

A Michelin está sempre preparada para arrancar

e deixar marca. Na secção All Season

lançou a gama CrossClimate, que se destaca

por possuir um composto de borracha inovador

de extrema flexibilidade, escultura

em forma de ‘V’ e de lamelas 3D autobloqueantes.

O Michelin CrossClimate procura aumentar

as qualidades de uma borracha de verão e

diminuir os defeitos de um composto de

inverno.

Faça o tempo que fizer, o novo pneu Michelin

CrossClimate com as suas performances

revolucionárias ajuda a manter a segurança

em qualquer condição meteorológica. Oferece

as vantagens de um pneu de verão na

duração, eficiência energética e travagem

em solo molhado e seco, mais as vantagens

de um pneu de inverno na tração e travagem.

Está indicado para os consumidores

que conduzem em condições ocasionais de

frio e com neve. Tudo isto com os mesmo

pneus durante todo o ano.

Nuno Ferreira, diretor operacional e responsável

de relações institucionais da Michelin

Portugal, explica como são compostos

estes novos pneus da marca: “ O Michelin

CrossClimate nasce da combinação de três

tecnologias: Composto de borracha inovador

de extrema flexibilidade que consegue

moldar-se às mais pequenas rugosidades

da estrada, sejam quais forem as condições

climatéricas; Escultura exclusiva em forma de

V: esta nova forma, com um ângulo variável,

otimiza a aderência na neve com ombros

mais abertos; e Lamelas 3D autobloqueantes:

estas lamelas atuam de modo de “garra”,

permitindo uma melhor tração em superfícies

deslizantes”, revelou.

Para o diretor operacional da marca “O pneu

all season é uma evolução natural para um

pneu mais polivalente para qualquer tipo de

circunstância. Contribui fundamentalmente

para maior segurança em condições climatéricas

adversas, com o asfalto deslizante

perante a presença de água ou neve. Para

quem se desloca ocasionalmente a locais

de neve onde a utilização de correntes é

obrigatório, ter a tranquilidade de que não

necessita das mesmas para circular em segurança

e dentro da lei, dada as características

do pneu Cross Climate e da marcação 3PMSF,

é uma grande mais valia”, esclareceu.

Depois de em 2015 terem lançado a gama

CrossClimate para turismo, dois anos mais

tarde a marca lança uma versão ainda mais

eficiente, o Michelin CrossClimate +, seguido

da declinação para os veículos SUV com Michelin

CrossClimate SUV.

A última a chegar ao mercado em 2018, foi a

versão para veículos comerciais ligeiros com

a gama Michelin Agilis CrossClimate. Nuno

Ferreira revela ainda que “A saga CrossClimate

não terminou e as equipas de I+D+I

do Grupo estão a preparar o pneu All Season

de amanhã”.

Para a Michelin o mercado All Season tem

tido um peso relevante nas vendas. No entanto,

Nuno Ferreira apresenta-se apreensivo

“2020 é um ano muito particular e o período

de confinamento modificou drasticamente

as ambições definidas inicialmente. Ainda

assim, a nossa expetativa é incrementar o

peso que o All Season tem nas nossas vendas,

pelo que esperamos terminar relativamente

perto dos volumes faturados no ano

passado”, concluiu.

www.revistadospneus.com | 21


Destaque

NOKIAN

WEATHERPROOF

NEXEN

N’BLUE 4 SEASON

A Nexen aposta na gama All Season com

o modelo N’Blue 4 Season. Estes pneus

destacam-se pela fácil adaptação dos seus

pneus às diferentes condições climatéricas

sem pôr em causa o conforto e a segurança.

A Nexen não é conhecida por todos, mas

cada vez mais tem vindo a ganhar notoriedade.

Atualmente é líder de mercado no

seu país de origem.

Com preços abaixo da média das grandes

fabricantes, tem chamado a atenção dos

consumidores que procuram pneus com

bom custo benefício. De olhos postos na

expansão da marca e no posicionamento

na gama All Season, lançou a gama N’Blue

4 Season.

Para José Enrique Carreiro, administrador

da RS Contreras, distribuidor da marca

Nexen para Portugal “O N’Blue 4 Season

é um pneu que se destaca por um ótimo

comportamento em todas as superfícies e

condições climáticas, tem um baixo nível de

ruído durante a condução assim com um

alto desempenho quilométrico.

O pneu tem obtido excelentes resultados

nos testes realizados pelas publicações

mais prestigiosas do panorama europeu e

destaca-se pela sua imbatível relação preçoqualidade”.

A gama N’Blue 4 Season é reconhecida pela

A Nokian Tyres lançou a gama All Season

Weatherproof. Destaca-se por ser um pneu

de inverno com excelentes caraterísticas de

aderência. Ao mesmo tempo, é um pneu

de verão que se move de forma precisa no

tempo quente de verão. Em 2021 a marca

prepara-se para lançar a nova versão deste

Weatherproof.

A Finlandesa, Nokian Tyres, foi fundada em

1898 e desde ai nunca mais parou.vTrata-se

do fabricante de pneus mais setentrional

do mundo, reconhecido por desenvolver

pneus inovadores, destinados a uma condução

segura nas condições mais exigentes.

Uma das principais prioridades da Nokian

Tyres é criar produtos ecologicamente corretos

sem comprometer quaisquer outros

aspetos de desempenho e segurança. O desenvolvimento

sustentável, o respeito pela

natureza e o bem-estar ambiental são as

principais motivações por detrás da busca

diária de soluções inovadoras.

“Os pneus Weatherproof combinam a lenfácil

adaptação dos seus pneus às diferentes

condições climatéricas sem pôr em causa o

conforto e a segurança. A sua eficácia está

assegurada desde temperaturas negativas

até + 40º.

José Enrique Carreiro acrescentou ainda que

“devido à maior profundidade do piso, os

pneus Nexen, conseguem tem um excelente

rendimento quilométrico assim com um

baixo nível de ruído”.

Para além desta novidade, a marca prepara-

-se para alargar esta gama com o lançamento

do N’Blue 4 Season Van. É assim que se apresenta

o mais recente membro da gama All

Season. Desta vez para veículos comerciais.

Questionado sobre o futuro do mercado All

Season, José Enrique Carreiro mostrou-se

confiante “Penso que irá crescendo lentamente

devido a ampla oferta existente e a

aposta que as marcas estão a fazer por toda

a Europa. De todas formas, tal e como indiquei

anteriormente, duma forma limitada

comparativamente com o peso do mercado”,

afirmou.

Nos próximos anos, a marca, tem como objetivo

expandir-se cada vez mais na Europa.“

A gama da Nexen tem estado a aumentar

significativamente cobrindo cada vez mais

todas as necessidades do mercado. É um

segmento em crescimento e mesmo conhecendo

as suas limitações em termos

de volume, somos claramente otimistas”,

concluiu o diretor da Nexen.

22 | Revista dos Pneus | Setembro 2020


Pneus All Season

dária segurança dos pneus de inverno da

Nokian com a estabilidade de condução precisa

e o comportamento firme dos nossos

pneus de verão. A grande diferença para

os nossos mais diretos concorrentes está

sobretudo na performance em condições invernais.

Este pneu tem um comportamento

em neve melhor que muitos pneus de inverno,

sem comprometer a performance no

verão”, explicou João Oliveira, Iberian Sales

Manager da Nokian Tyres.

O versátil Weatherproof é um pneu de

inverno com excelentes caraterísticas de

aderência. Ao mesmo tempo, é um pneu

de verão que se move de forma precisa no

tempo quente de verão. No entanto, João

Oliveira aconselha a não utilização dos All

Season em tempo quente “Este tipo de

pneus não deve ser utilizado no verão (o

composto de borracha de um pneu de inverno

está desenvolvido para ser utilizado

até uma temperatura exterior de 7ºC)”, explicou.

O composto do piso está adaptado a condições

variáveis. A aderência no inverno é

de grande qualidade, com temperaturas a

rondar os zero graus e ligeiramente abaixo.

O composto de sílica de nova geração também

proporciona uma boa aderência em

pavimento molhado e uma baixa resistência

ao rolamento, o que reduz o consumo de

combustível.

Para além destas funcionalidades oferecem

segurança de primeira classe, um elevado

desempenho e durabilidade para uma utilização

durante todo o ano. “Para evitar a

típica substituição Inverno-Verão-Inverno,

a solução All Season é a ideal. Sem desprestigiar

o conceito na qual acredito, tenho de

salientar que o melhor pneu All Season não

consegue substituir um pneu de Inverno

em condições severas. Por este motivo temos

uma tendência de crescimento muito

superior deste produto na Europa Central.

Países com invernos rigorosos, como os do

Norte da Europa ou os localizados junto aos

Alpes, continuam a preferir o típico pneu de

Inverno”, acrescentou João Oliveira.

Esta gama de pneus para qualquer condição

climática combina a segurança fiável

de inverno com a estabilidade de condução

precisa e desempenho firme dos pneus de

verão. Todos os tamanhos têm o símbolo do

floco de neve (3PMSF), o que indica que os

pneus foram oficialmente aprovados para serem

utilizados no inverno. Os pneus Nokian

Weatherproof, de rolamento leve, também

reduzem o consumo de combustível e as

emissões de CO2.

Para João Oliveira, o mercado All Season,

apresenta-se em crescimento mas não vê

grandes expetativas de vendas da marca

nesta gama “Não temos grandes expetativas

para 2020 uma vez que o nosso pneu

está mais colado ao conceito de inverno do

que de verão. Como exemplo, é no norte

de Espanha e próximo dos Pirenéus onde

temos a maior penetração de mercado com

o Weatherproof. Os nossos clientes estão

muito satisfeitos pelas suas características

invernais. Temos crescido ano após ano.

Com o novo modelo, estou convicto que

vamos aumentar a penetração no mercado

Português, sobretudo no interior, uma vez

que mantivemos a performance de Inverno

mas aumentamos significativamente as características

de Verão. O novo pneu está mais

equilibrado para o nosso clima”, concluiu.

www.revistadospneus.com | 23


Destaque

PIRELLI

CINTURATO ALL SEASON,

SCORPION VERDE ALL

SEASON E CARRIER ALL SEASON

A Pirelli aposta a triplicar na gama All Season.

A marca italiana lançou a linha Cinturato All

Season para veículos de turismo e Crossovers,

Scorpion Verde All Season para SUV’S,

e por fim, Carrier All Season para comerciais

e lígeiros.

Desde que Giovanni Battista Pirelli fundou

a empresa em 1872, primeiro como especialista

italiano em borracha e depois rapidamente

como especialista em pneus, a

marca forjou uma identidade de fabricante

premium, que manteve com grande cuidado

até hoje.

O lançamento da gama All Season Pirelli não

foi exceção. A marca italiana lançou, não um,

não dois, mas sim três tipos de pneus para

todas as estações.

“A Pirelli está a realizar uma importante

aposta nos pneus All Season, que não param

de conquistar adeptos, tanto no mercado de

equipamentos originais como no mercado

de substituição. Por esse motivo, a marca

tem vindo a aumentar a gama de produtos

disponíveis para oferecer soluções eficientes

para carros de turismo ou Crossovers (linha

Cinturato All Season), SUVs (Scorpion Verde

All Season) e veículos comerciais ligeiros

(Carrier All Season)”, desvendou Roberto

Prieto, country manager Pirelli para Portugal.

Os pneus Cinturato All Season impressionam

pelo seu nível de aderência, tanto em

superfícies secas como molhadas, mesmo a

baixas temperaturas. “Nos últimos tempos,

o foco tem sido dotar toda a gama deste

produto com a marcação 3PMSF, além do

M+S, que garante ótimos níveis de desempenho

em condições severas de inverno.

Além disso, também aumentamos o número

de medidas que contam com a tecnologia

antifuros Seal Inside, o que resulta num importante

incremento do valor do produto

para o consumidor final, garantindo uma

mobilidade total e segura”, acrescentou

Roberto Prieto.

A opção Run-Flat do Cinturato All Season resulta

na chamada tecnologia auto-vedante,

com um revestimento em betume no pneu,

que permite ao condutor continuar o seu

caminho depois de furo.

Questionado sobre as vantagens deste tipo

de pneus em Portugal e Espanha, o diretor da

marca não poupou nas palavras “A principal

vantagem é a possibilidade, tanto no caso

do segmento de turismo como no de SUV,

de ter um pneu ideal para qualquer altura

do ano, com bons níveis de desempenho

no verão e também quando as condições

climáticas pioram (com a presença de chuva,

frio ou neve). Por esse motivo, é um produto

ideal para zonas interiores de Portugal ou

para aquelas pessoas que visitam as áreas

de montanha ou as estâncias de ski em

Espanha e em Portugal, e que não pretendem

equipar pneus de inverno ou utilizar

correntes pesadas”.

Apesar do clima em Portugal ser ameno com

uma forte inclinação para o segmento de

verão o produto All Season, para o diretor da

marca “Tem um grande potencial de crescimento,

principalmente nas zonas do interior.

Atualmente, o tamanho do mercado deste

produto é muito pequeno, representando

apenas 1% do mercado total (abaixo dos

7.000 exemplares no final de maio), em linha

com os números de 2019. A sua evolução,

neste ano de 2020, tem seguido a mesma a

linha dos pneus de verão”, explicou.

Se o ano de 2020 foi um ano pandémico e

atrasou o crescimento de muitas empresas,

para a Pirelli este ano ditou o lançamento de

mais um modelo da gama All Season. Desta

vez, específica para veículos 4x4 e SUV: “A

novidade mais recente é a atualização do

Scorpion Verde All Season, para os modelos

SUV e 4x4. A nova geração possui agora a

marcação 3PMSF, que se junta à marcação

24 | Revista dos Pneus | Setembro 2020


Pneus All Season

M+S já presente, o que homologa um melhor

desempenho nas condições de inverno.

No total, é oferecida uma variedade de 19

tamanhos, que variam de 16 a 20 polegadas”,

desvendou o diretor geral da marca.

Atualmente a gama All Season tem registado

um aumento nas vendas da marca face ao

ano de 2019 “Tendo em vista o que resta do

ano, e de mãos dadas com um portefólio de

produtos reforçado, verificamos uma oportunidade

de crescimento em algumas áreas

específicas do país, onde há uma recuperação

nas vendas deste segmento, que é

superior àquela que se verifica com os pneus

de verão”, concluiu o diretor da Pirelli.

STARMAXX

MAXX OUT ST 582

A gama de pneus All Season que atualmente

a Rodrigues Tyres promove é a marca Starmaxx,

que tem mais de 50 dimensões entre

as jantes 14” e 18”. O lançamento mais recente,

foi o pneu Maxx Out ST 582. Esta gama

foi desenvolvida a pensar nos condutores

que enfrentam ocasionalmente condições

invernosas como o frio, neve e gelo.

José Saraiva, diretor comercial da Rodrigues

Tyre, distribuidor exclusivo da marca para

Portugal, revela que a gama All Season da

Starmaxx “São um tipo de pneus que vão

ganhando importância no mercado devido

às mudanças climatéricas mais recentes que

se caracterizam por uma instabilidade cada

vez maior na meteorologia. Trata-se de um

segmento de mercado em expansão que

tem uma tendência irreversível de crescimento

nos próximos anos”.

Atualmente a Starmaxx prevê um crescimento

significativo com o lançamento da

gama All Season. “As nossas expetativas quer

nestes pneus concretamente como em toda

as gamas da marca Starmaxx são excelentes”,

acrescenta José Saraiva.

A Starmaxx possui certificações emitidas

pela empresa TUW NORD para sistemas de

qualidade e gestão ambiental. O sistema de

gestão certificado inclui toda a produção e

sofre constantes melhorias de acordo com

a atualização da norma ISO.

A história da empresa Rodrigues Tyres ainda

não tem muitos capítulos. O projeto nasceu

no final de 2018, “fruto do início da ligação

estabelecida com a marca Starmaxx e com

o objetivo de implementação da marca no

eixo atlântico da Península Ibérica”, revela

José Saraiva, diretor comercial.

A diversidade de produtos da marca Starmaxx

é um dos trunfos da empresa. “Uma

responsabilidade positiva. Obriga-nos a estar

presentes em todos os segmentos do

mercado, embora sempre com um critério

que permita defender aqueles clientes que

mostram dedicação pela nossa empresa e

pela nossa marca principal. O chamado ‘especialista

de pneus’ tem sido, neste início do

projeto, o setor/segmento onde efetuamos

mais contactos, mas temos, neste momento,

clientes em todos os segmentos”, explica.

TOYO

CELSIUS

Celsius é o pneu All Season da Toyo para uma

condução com conforto e segurança durante

todo o ano. O Celsius oferece controlo em

estradas com neve ou húmidas para uma

grande variedade de carros ligeiros e SUVs.

O Celsius tem boa tração no gelo e na neve

e uma vida útil mais longa do que um pneu

de inverno. Construído para ser utilizado

durante todo o ano, o Celsius também tem

um bom desempenho em estradas molhadas

e secas. “O tempo muda, mas os seus

pneus não precisam ser trocados”, é a frase

que caracteriza este novo pneu. O inovador

Celsius garante alto desempenho para todo

o ano, numa ampla variedade de superfícies

e nas mais diversas condições climatéricas.

Componentes inovadores combinam um

desempenho altamente versátil. O novo Celsius

possui excelente tração tanto em piso

seco como molhado, bem como ranhuras

laterais para evacuação de lamas, o que se

traduz num aumento de tração tanto em

piso seco como molhado. O desenho de

piso foi pensado para diminuição do desgaste

irregular e para uma condução suave

e silenciosa.

A Dispnal, distribuidor da marca Toyo em

Portugal, acredita que o segmento de pneus

All Season têm um grande potencial de crescimento

em Portugal, conforme refere Rui

Chorado, administrador da Dispnal: “É um

mercado em expansão. A grande adaptabilidade

deste género de pneu às diferentes

irregularidades da estrada e condições

climatéricas proporcionaram uma grande

recetividade entre os utilizadores que querem

evitar a troca de pneus durante todo

o ano. Esta gama oferece aos utilizadores

circular em qualquer tipo de condições e

sem necessidade de instalar correntes de

neve, mantendo ao mesmo tempo grande

desempenho em superfícies secas. Trata-se

de uma tendência e quanto mais se ouvir

falar mais se irá vender. Enquanto revende-

www.revistadospneus.com | 25


Destaque

Pneus All Season

dores, iremos acompanhar essa evolução e

fornecer aos consumidores todas as soluções

possíveis para acompanhar o mercado.”

Relativamente às expetativas de vendas, Rui

Chorado afirma que “Os pneus All Season

têm vindo a marcar os últimos dois anos. Todas

as marcas atualmente apostam na gama

All-season. Nós enquanto Dispnal, iremos

continuar a acompanhar a atualidade e dar

aos nossos clientes os melhores produtos

aos melhores preços, como tem vindo a ser

nestes últimos 20 anos”.

YOKOHAMA

BLUEARTH-4S AW21

A mais recente novidade da Yokohama em

pneus All Season é a gama BluEarth-4S

AW21, concebida para se adaptar às necessidades

daqueles condutores que percorrem

diferentes trajetos que podem envolver variações

no clima. Este tipo de pneu ‘Todas as

Estações’ oferece um ótimo compromisso

entre o desempenho dos pneus de verão

e os pneus de inverno.

A marca apostou na criação de um pneu que

se adapte a todas as condições atmosféricas

com foco num piso de padrão direcional

que lhe confira um melhor rendimento no

Inverno.

Victor Cañizares, board member da Yokohama

deu a conhecer à Revista dos Pneus

todos os pormenores destes ‘novos pisos’

que em breve circularão pelas estradas

portuguesas “A gama BluEarth-4S AW21 da

Yokohama é um tipo de pneu que pode ser

utilizado durante todo o ano, já que reúne

uma série de características que permitem

a sua utilização em todas as condições atmosféricas.

A grande polivalência deste

produto, garante um excelente rendimento

em distintas variações climáticas”, revelou.

Esta gama está disponível para veículos ligeiros,

comerciais, SUV’S e 4x4. Se por um

lado a estrutura do Yokohama BluEarth-4S

AW21permanece estável em piso seco ou

a baixas temperaturas, por outro, mantém-

-se flexível para promover a aderência. As

bordas do piso proporcionam estabilidade

lateral em estradas secas e melhoram o suporte

nas curvas.

Victor Cañizares enalteceu a importância

de que quando chega a altura de trocar os

pneus se escolham uns que se adaptem a

todas as condições atmosféricas. E nisso

o modelo BluEarth-4S AW21 não falha

“Destaca-se pelo seu composto inovador

que aumenta a adaptabilidade do pneu às

mudanças de temperatura. A aposta num

piso de padrão direcional confere-lhe um

melhor rendimento no Inverno: grande aderência

em superfícies molhadas, permitindo

uma condução segura em situação de chuva

intensa. A tecnologia BluEarth-4S AW21 foi

concebida para se adaptar às necessidades

daqueles condutores que percorrem diferentes

trajetos que podem envolver variações

no clima – neve, gelo ou chuva, mantendo

em simultâneo todas as características em

superfícies secas”. Sobre o mundo dos All

Seasons acrescentou ainda “Um produto “All

Season será sempre mais eficaz em situações

de chuva e temperaturas baixas, sem perder

a sua eficácia no verão, o que nos leva a

concluir que o mercado para os All Season

tem todas as condições para crescer”.

Questionado sobre esta nova tendência de

mercado, o board member da Yokohama

refere “Ainda que a tendência seja de algum

crescimento, este segmento de mercado

continua com pouca expressão, porque

não são muitos, os condutores nacionais

que optam por escolher All Season na altura

de substituir os pneus. Esta situação

deve-se, sobretudo, ao fato de em Portugal

não enfrentarmos condições climatéricas

muito adversas, pelo menos na generalidade

do país. Daí que este segmento All Season

encontre eco num nicho muito específico

de consumidores : aqueles que procuram

conforto sob uma grande variedade de condições

meteorológicas e de estrada”.

A marca Yokohama revelou à Revista dos

Pneus que “devido à pandemia por SARS CoV

2, os consumidores irão procurar soluções

mais baratas em detrimento da segurança.

Assim sendo, o mercado All Season poderá

ter um crescimento superior ao atual, mas a

sua importância será sempre relativa”.

Ainda assim a Yokohama prevê “continuar

a crescer a um ritmo mais moderado face a

outros países da Europa mas consolidando

números”, conclui Victor Cañizares. u

26 | Revista dos Pneus | Setembro 2020


C

Lassa_Coklu_Görsel_2020_A4_Pneurama.pdf 1 17.08.2020 09:40

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K


Entrevista

Nesta casa

não existe a palavra:

Não temos!

A Rodrigues Tyres é um projeto de distribuição de pneus com sede em Braga,

criado há cerca de 2 anos no seio da Rodrigues & Filhos, empresa com mais de 60

anos e até esse momento focada apenas no retalho de pneus e acessórios.

28 | Revista dos Pneus | Setembro 2020


José Saraiva, diretor comercial Rodrigues Tyres

missão assumida com a marca STARMAXX

ajudou a dar corpo a esta ideia que tem em

José Saraiva o seu principal promotor e que

aceitou o convite da “Revista dos Pneus

para nos falar do projeto.

Como surge este projeto “Rodrigues

Tyres” dentro do Grupo Rodrigues &

Filhos?

O negócio de pneus já existe no grupo

desde a sua fundação na década de 50.

Todas as transformações que o grupo

teve, aliadas a todas as mutações que o

mercado também tem experimentado, fizeram

surgir a ideia de abrir um segmento

de distribuição de pneus dentro do grupo.

O facto de quase em simultâneo ter surgido

a oportunidade da distribuição da marca

STARMAXX fez acelerar todo o processo e

motivar o convite que me foi endereçado

para liderar este projeto.

Foi difícil colocar em marcha este

projeto?

Não tem sido particularmente difícil. Neste

caso e tratando-se duma empresa que já

existe, há muitas coisas que não têm de ser

criadas de raiz e apenas careceram de uma

adaptação. No entanto, há muitas outras

que têm de ser implementadas dada a

especificidade que tem hoje a distribuição

profissionalizada neste setor. Muito foi já

feito, mas existem ainda várias coisas por

implementar. Tudo está a ser desenvolvido

respeitando o plano que está definido

desde o início. A implementação da

plataforma B2B, a criação de uma equipa

comercial de âmbito nacional, criar rotinas

logísticas adequadas à distribuição, etc.,

são desafios que tivemos de enfrentar

entre muitos outros que ainda estamos

a levar a cabo.

Qual o papel da marca STARMAXX neste

projeto?

A marca STARMAXX, conforme já referi, foi

a génese de tudo. Qualquer projeto a este

nível necessita de marcas e produtos que

façam alguma diferenciação no mercado. A

STARMAXX é como costumo dizer a “marca

do nosso coração”. Além duma qualidade

inquestionável, tem uma gama de produtos

impressionante. Desde os pneus ligeiros

onde se incluem os pneus Run Flat, a

marca produz pneus comerciais, SUV, 4x4,

camião, agrícolas, industriais e até pneus

de avião. A juntar a tudo isto tem classificações

energéticas ao nível das melhores

marcas de pneus. Sinceramente e tendo

em conta que trabalho no setor há cerca

de 30 anos, não conheço muitas marcas

com uma oferta tão completa como esta.

Posso inclusivamente acrescentar que há

marcas do chamado segmento Premium

que não possuem uma gama assim. A juntar

à STARMAXX temos sempre em stock as

medidas de maior rotação de outras marcas

seja em ligeiros ou camião.

Está nos vossos planos vir a distribuir

outras marcas em regime de

exclusividade?

Efetivamente sim. Respeitando o plano que

está definido, iniciamos no mês de agosto,

a distribuição de uma nova marca, a ARIVO,

que possui pneus ligeiros, comerciais e 4x4.

É uma marca budget que vai complementar

a nossa oferta no mercado e assim permitir

entrar em alguns segmentos onde

ainda não estamos presentes. Tudo isto

será feito com o cuidado de preservar a

implementação e consolidação da nossa

marca principal.

Qual é neste momento a vossa área de

implantação?

No que diz respeito à marca STARMAXX temos

a nosso cargo o que podemos chamar

de “eixo atlântico”, isto é, um território que

na Península Ibérica vai da Corunha a Vila

Real de Santo António. Além disso temos

também as regiões autónomas dos Açores

e da Madeira.

Grupo Rodrigues & Filhos

65 anos de história

Fundado em 1955 por Joaquim de Barros Rodrigues, o Grupo Rodrigues & Filhos sofreu diversas

reestruturações para uma constante adequação às exigências do mercado. A história começa através

de uma empresa de nome Rodrigues & Irmão, com os primeiros negócios no segmento dos pneus.

Durante estes 65 anos até aos dias de hoje, já passaram pelo grupo milhares de colaboradores, fruto de

uma grande capacidade de trabalho e adaptação, mas também através de uma grande visão estratégica.

O grupo diversificou a sua atividade, estando hoje presente em vários sectores e segmentos de negócio.

Após a morte do fundador, o grupo foi-se ramificando e fortalecendo pela mão dos filhos do fundador,

onde dezenas de empresas foram constituídas, continuando assim o legado de sucesso anterior.

Ao longos de tantas décadas de trabalho, o grupo orgulha-se de se manter fiel aos seus princípios, e continuar

a lutar por ser um grande impulsionador económico das regiões onde está presente, nunca descurando

da responsabilidade social e ambiental. Atualmente, a família do filho do fundador, Fernando Rodrigues,

tem a missão de gerir um grande legado em várias áreas de negócio: Combustíveis, Gás, Lubrificantes,

Distribuição, Comércio e Recauchutagem de Pneus, bem como a Gestão Profissional de Grandes Frotas.

www.revistadospneus.com | 29


Entrevista

Como estão organizados em termos

logísticos?

Temos vários armazéns, mas neste momento

o principal está na Póvoa de Lanhoso,

onde também se encontra sediada

a parte comercial do projeto. Com o crescimento

que estamos a ter, este armazém em

muitos momentos já não é suficiente para

responder a todas as necessidades. Por isso

iniciaremos muito em breve a construção

de um armazém com cerca de 10.000 m 2

em Nogueira, Braga, onde concentraremos

todas atividades do grupo e que agora se

encontram distribuídas por várias localizações.

Este novo equipamento irá dotar o

grupo duma ainda melhor eficiência logística

tão fundamental neste setor e permitir

outros voos …

Está a querer dizer-nos que vão avançar

para o mercado espanhol?

Efetivamente é algo que já fazemos, mas

que queremos alargar muito. A nossa presença

neste momento limita-se apenas à

STARMAXX

Marca catalisadora do projeto

Rodrigues Tyres

Com produção na cada mais modernizada indústria da Turquia, a marca possui uma gama

completíssima de produtos, mas em constante renovação com a introdução sistemática

de novos pisos e dimensões. Com a sua principal unidade industrial localizada em Kirsehir,

com cerca de 2.900 colaboradores a STARMAXX produz cerca de 13.000.000 unidades por ano

e exporta para mais de 100 países. Desde os pneus ligeiros passando pelos SUV, 4x4,

comerciais, camião, agrícolas e industriais a marca produz até uma gama de pneus para avião.

Com índices energéticos ao nível das melhores marcas do mercado, a STARMAXX foi uma opção

fundamental para a criação, desenvolvimento e consolidação deste do projeto Rodrigues Tyres.

30 | Revista dos Pneus | Setembro 2020


José Saraiva

ARIVO

Marca budget complementa oferta

A Rodrigues Tyres passou a contar, desde o dia 1 de agosto, com mais uma marca de pneus

no seu portfolio de produtos. Trata-se da marca ARIVO com origem no Reino Unido e que

produz pneus Turismo, Comerciais, SUV e 4x4. A marca ostenta entre outras, as certificações

ISO 9001 e ISO 16949 relativas respetivamente a Sistemas de Gestão da Qualidade e

Desenvolvimento, Design e Produção.

“Esta marca representa um complemento muito interessante para a nossa atual oferta no mercado

num segmento onde ainda não estávamos presentes” afirmou José Saraiva, diretor comercial

da Rodrigues Tyres. A cultura da marca ARIVO revela-se através de 3 conceitos fundamentais:

segurança, qualidade e performance.

Todos os perfis têm um design completamente inovador e abrangem praticamente todas as medidas

mais consumidas no mercado nacional. A maioria dessas medidas encontram-se desde já disponíveis

para toda a rede de clientes da Rodrigues Tyres.

Galiza, mas pode-se dizer que províncias

como as Astúrias, León, Zamora ou Salamanca

estão aqui mesmo ao lado. Nem

sempre temos esta realidade presente, mas

temos menos distância, por exemplo, entre

Braga e Zamora do que Braga e Lisboa. É

algo que digo há vários anos e respeitando

as escalas e a grandeza dum país como

Espanha, se os espanhóis vendem em Portugal

porque não podemos nós vender mais

em Espanha?

Num mercado da distribuição tão

competitivo, como é que a Rodrigues

Tyres se diferencia da concorrência?

Basicamente por 2 motivos. Em primeiro

lugar pela flexibilidade: somos uma equipa

jovem, de pequena dimensão e em que todos

os elementos são bastante polivalentes.

Em segundo lugar e não menos importante,

a focalização no cliente e nas soluções que

necessita. Nesta casa não existe a palavra:

“Não temos!”. Há sempre a busca duma solução

para propor ao cliente e assim resolver

o seu problema.

Já estamos na segunda metade de 2020.

Que desafios se colocam ao vosso

projeto para 2021?

Desde logo a consolidação da marca STAR-

MAXX. É algo que é um trabalho quase diário

e que carece de uma atenção especial de

todos. Em seguida a real introdução da nova

marca que também nos vais ajudar muito

a criar volume porque está num segmento

que tem ganho muita importância. Em princípio

juntaremos uma outra marca ao nosso

portfolio, mas é algo que ainda não está definitivamente

decidido. Há negociações em

curso que não sabemos se iremos concretizar.

É também bastante provável que por isso

aumentemos a equipa comercial porque

achamos que o cliente tem de ter um acompanhamento

pessoal, independentemente

de todas as ferramentas que coloquemos ao

seu serviço. No plano logístico o principal

desafio será colocar em pleno funcionamento

o novo armazém e que deverá estar a operar

em 2021. É um investimento muito importante

e que permitirá uma performance muito

melhor a todo o projeto.

Qual a sua opinião relativamente às

consequências da pandemia causada

pelo COVID-19 no mercado de pneus?

Falando na generalidade, e como já tive

oportunidade de dizer, acho que os portugueses

duma forma geral estão a ter um

comportamento exemplar. Infelizmente

há sempre algumas pessoas que tendem

a ser exceções que eram perfeitamente

evitáveis. Quanto ao mercado de pneus

nada vai ser como dantes. As empresas que

basearam as suas atividades no dia a dia

sem uma preocupação com o futuro estão

a ter problemas e vão continuar a tê-los.

Posso correr o risco de ser um pouco cruel,

mas todas as crises servem normalmente

para separar o trigo do joio e esta não vai

fugir à regra. u

www.revistadospneus.com | 31


José Carlos Pinheiro

PNEUS FALKEN ACELERAM

O CRESCIMENTO

Com cerca de três anos de existência, José Carlos Pinheiro revela que

a aposta nos pneus Falken, marca japonesa representada exclusivamente

pela AB Tyres, tem sido uma mais valia importante para o crescimento

da empresa

Fundada há 17 anos em Castelo

Branco, a oficina José Carlos Pinheiro

tem vindo a conquistar

clientes em toda a região, pelo

serviço completo que disponibiliza, incluindo

a montagem de pneus. A aposta

na abertura de um centro específico de

pneus, deveu-se à vontade de José Carlos

Pinheiro, fundador e administrador

da empresa, que sempre desejou ter um

serviço completo e de qualidade na área

dos pneus.

A criação da vertente de negócio de pneus,

há cerca de três anos, trata-se de uma

parceria com o grupo AB Tyres que tem

na génese o crescimento sustentado na

distribuição e comercialização de pneus

à escala global, com o objetivo de ser um

dos maiores distribuidores nacionais e uma

referência internacional no setor.

Os pneus Falken são fabricados no Japão

pela Summitomo Rubber Industries, uma

dos cinco maiores fabricantes de pneus

do mundo. A marca propõe pneus de alta

gama que satisfazem plenamente as exigências

das modernas viaturas, sendo desenvolvidos

para oferecer ao consumidor

uma excelente relação qualidade/preço.

A Falken goza de uma imagem particularmente

positiva graças ao importante

empenho da marca no desporto automóvel

destacando-se para Portugal a parceria

com Filipe Albuquerque, um dos melhores

pilotos portugueses da atualidade, como

embaixador da marca.” Na Falken, a produção

está sujeita às mais exigentes normas

de qualidade e todas as fábricas estão certificadas

segundo a norma ISO 9001 e ISO

14001 no sistema de gestão do ambiente.

CONFIANÇA NA AB TYRES

“Fomos contactados pela AB Tyres no

sentido de fazermos uma parceria a nível

dos pneus Falken. A partir daí depois

de auscultarmos o mercado, verificámos

que a Falken é uma excelente marca em

termos da relação preço/qualidade e um

pneu fiável que se enquadrava no que

necessitávamos. Como se trata de um

complemento ao nosso serviço de oficina,

precisávamos de uma marca que nos ga-

32 | Revista dos Pneus | Setembro 2020


Publireportagem

LOGÍSTICA EFICIENTE

JOSÉ CARLOS PINHEIRO

Gerente José Carlos Pinheiro

Resp. Pós-venda Roberto Fernandes

Morada Zona Indust., Rua T, Lote 52

6000-459 Castelo Branco

Telefone 272 322 801

E-mail roberto.fernandes@josecarlospinheiro.pt

A Oficina José Carlos Pinheiro tem um

vasto stock de pneus das medidas mais

requisitadas, mas caso seja necessário

pedir alguma medida que não tenha em

stock, rapidamente consegue ter os pneus

nas suas instalações. Atualmente, e apesar

de todas as restrições colocadas pela

pandemia, a AB Tyres garante entregas

em 24 horas ou menos, dependendo da

hora a que é realizado o pedido. “Se a

encomenda for feita da parte da manhã,

os pneus são entregues no próprio dia.

É um excelente serviço, que nos permite

satisfazer com rapidez as necessidades dos

nossos clientes”, refere José Pinheiro. “O

cliente quando chega às nossas instalações

já vem bem informado sobre os pneus

que pretende montar na sua viatura,

o que é bom, pois traz transparência

ao negócio. A sua expetativa sobre o

preço e a qualidade do produto, temos

de ser nós a superá-la através de um

bom atendimento e de todos os serviços

que possamos oferecer”, acrescenta.

Relativamente ao valor que o cliente

está disposto a pagar pelos pneus, José

Pinheiro é da opinião que “Hoje em dia, o

cliente já não procura o mais económico.

Cada vez mais procura a qualidade a um

preço justo. Preferem investir um pouco

mais e ter a garantia que compram pneus

de qualidade, pois sabem a importância

que estes componentes têm na segurança

da viatura”.

rantisse qualidade e considerei que esta

parceira seria a mais indicada, o que se

veio a revelar uma aposta acertada, tanto

para nós como para a AB Tyres”, diz José

Pinheiro, sobre as razões que o levaram a

apostar na marca Falken.

A relação com a AB Tyres tem sido muito

cordial e colaborativa, conforme explica

este responsável. “Mesmo com a problemática

da pandemia foi sempre um fornecedor

que esteve ao nosso lado, ajudou e

apoiou inclusive com algumas medidas,

sempre na tentativa de fornecer o produto

em tempo útil, dentro das regras

de restrição que tivemos. São muito dinâmicos

em campanhas de publicidade e

marketing. Apoiaram-nos numa iniciativa

que tivemos em 2019 e que se realizou

no Forum de Castelo Branco. Durante um

fim de semana promovemos a marca junto

do cliente final, com oferta de chek-ups

gratuitos aos pneus.”

TODA A GAMA DISPONÍVEL

Relativamente à oferta de pneus Falken,

a José Carlos Pinheiro dispõe de toda a

gama da marca, tanto para veículos ligeiros,

como para comerciais ligeiros, um

segmento que tem aumentado, conforme

refere José Pinheiro “Quando iniciámos

a comercialização dos pneus Falken, a

maioria dos clientes eram particulares,

mas cada vez mais, e devido à qualidade

que o pneu apresenta, estamos a evoluir

para as empresas que têm muitos comerciais

ligeiros e que representam já mais de

40% das vendas”.

O cliente que monta pneus Falken na sua

viatura fica normalmente satisfeito, e a

tendência tem sido escolher novamente

a marca quando precisa de trocar pneus.

“O facto da Falken equipar de origem

diversos modelos de automóveis, designadamente

das marcas VW e Porsche, é

muito importante para a notoriedade da

marca, pois confere-lhe credibilidade. A

presença da marca em desportos motorizados

é igualmente importante, já que

existe um leque de clientes que associa a

marca à competição automóvel”, comenta

José Pinheiro. u

www.revistadospneus.com | 33


34 | Revista dos Pneus | Outubro 2016


䌀 䔀 一 吀 䔀 刀 ᤠ 匀 䄀 唀 吀 伀

䄀 匀 唀 䄀 刀 䔀 䐀 䔀 アパート 㘀 먀

䨀 唀 一 吀 伀 匀 Ⰰ 匀 伀 䴀 伀 匀 䴀 䄀 䤀 匀 䘀 伀 刀 吀 䔀 匀 ℀

匀 攀 爀 瘀 椀 漀

䜀 愀 洀 愀

倀 爀 漀 洀 漀 攀 猀

䘀 漀 爀 洀 愀 漀

䄀 瀀 漀 椀 漀

匀 攀 最 甀 爀 愀 渀 愀

嘀 椀 愀 最 攀 渀 猀 攀

䈀 爀 椀 渀 搀 攀 猀

䤀 洀 愀 最 攀 洀

倀 爀 攀 漀

䴀 愀 爀 欀 攀 琀 椀 渀 最

刀 攀 搀 攀 搀 攀 伀 昀 椀 挀 椀 渀 愀 猀 䌀 攀 渀 琀 攀 爀 ᤠ 猀 䄀 甀 琀 漀

䴀 愀 椀 猀 搀 攀 㔀 漀 昀 椀 挀 椀 渀 愀 猀 攀 洀 倀 漀 爀 琀 甀 最 愀 氀 攀 䔀 猀 瀀 愀 渀 栀 愀

䨀 甀 渀 琀 攀 ⴀ 猀 攀 愀 渀 猀 ℀

倀 䄀 刀 䄀 䴀 䄀 䤀 匀 䤀 一 䘀 伀 刀 䴀 䄀 윀픀 䔀 匀 䰀 䤀 䜀 唀 䔀 倀 䄀 刀 䄀 伀 ㈀ 㤀 㤀 アパート 㠀 ㈀ 伀 唀 嘀 섀 䄀 䜀 刀 唀 倀 伀 䌀 䔀 一 吀 䔀 刀 匀 䄀 唀 吀 伀 ⸀ 倀 吀

www.revistadospneus.com | 35


Gestão

Escolher

o parceiro

certo

Decidir com que fabricantes de pneus pretende

estabelecer parceria é uma decisão importante, uma

vez que isso se reflete diretamente nos resultados.

Neste artigo damos conselhos que deve ter em

conta antes de tomar uma decisão final

36 | Revista dos Pneus | Setembro 2020


Oferta de mercado

À

medida que o mercado retalhista

de pneus continua a crescer em

termos de complexidade, com

a consolidação e a competitividade

a criarem novos desafios para os revendedores

de pneus, as linhas de pneus que

uma oficina escolhe representar tornam-se

cada vez mais importantes. Selecionar os

melhores produtos para progredir nos objetivos

comerciais, com tantas opções disponíveis,

pode ser difícil, levando a decisão muito

para além da oferta Boa, Melhor ou Ideal.

Para a maioria dos revendedores de pneus,

as marcas que disponibilizam são a extensão

de uma parceria rentável com o fabricante

representado. Quando uma relação

está consolidada e os revendedores “apostam

tudo” na representação de uma marca

em particular ou de uma família de marcas,

o marketing, o merchandising, a formação

de pessoal e as promoções têm início. Pode

ser um investimento geral significativo.

Escolher o parceiro certo aumenta a probabilidade

de rentabilidade e sucesso,

enquanto escolher o parceiro errado aumenta

as hipóteses de perda de vendas

e de frustração. Tal como na maioria das

relações, as más decisões podem sair caras.

mas existem muitas outras formas de os

fabricantes acrescentarem valor.

l Certifique-se de que as linhas de pneus

que escolhe estão alinhadas com os seus

objetivos comerciais e com o seu posicionamento

global no mercado.

Para ajudar, publicamos a seguir algumas

questões a colocar enquanto avalia se

deve adicionar ou abandonar uma linha

de pneus:

FORMAÇÃO

Como é que o parceiro irá ajudar

a minha equipa (e a minha

empresa) a vender mais pneus?

Quanto maior for a sua experiência com

uma linha de produtos, mais será capaz

de servir os clientes com confiança. Saiba

que informação, formação de produto e

apoio é disponibilizado pelo fabricante,

pelo distribuidor favorito do mesmo e pelos

respetivos representantes no terreno.

ALINHAMENTO COM OS

OBJETIVOS COMERCIAIS

Uma consideração final deverá ser até que

ponto a linha de pneus se alinha com os

seus objetivos comerciais e com o seu posicionamento

global no mercado.

Se o seu objetivo é ser do segmento superior,

disponibilizar um s erviço de alta

qualidade e os produtos mais conhecidos,

as linhas que quererá disponibilizar serão

muito diferentes das do revendedor que

está focado no valor e que procura um

maior lucro, promovendo marcas de qualidade

menos conhecidas. Se tem em vista

comunidades específicas de entusiastas

— desde adeptos de todo-o-terreno, até

amantes de preparação de automóveis

e de restauro — as linhas de pneus que

representa devem corresponder a essas

necessidades.

Ao tomar a sua decisão final acerca do(s)

fabricante(s) com o(s) qual(ais) quer estabelecer

parceria mantenha as seguintes

prioridades:

l As marcas que disponibiliza têm de representar

uma parceria rentável para o

fabricante.

l Como na maioria das relações, tomar uma

má decisão ao “apostar tudo” numa linha

de pneus pode sair caro.

l A rentabilidade e o preço são importantes,

RENTABILIDADE

Como posso obter o maior lucro e

valor desta linha de produtos?

Certifique-se de que entende claramente

as margens disponíveis, os incentivos, as

expetativas de vendas, os descontos de

quantidade, os pagamentos finais, e os

prémios de vendas disponíveis nas linhas

que disponibiliza ou está a ponderar disponibilizar.

Esclareça também como e com

que brevidade lhe serão pagos os incentivos

alcançados.

APOIO

Quem irá prestar ajuda quando

ocorrer um problema?

Desde um erro numa fatura até um problema

num produto, saiba qual o processo

de assistência ao cliente quando as coisas

correm mal. Como é constituída a equipa

do fabricante (e/ou a rede de distribuição)

para lidar com os problemas à medida que

estes vão surgindo? Têm pessoal no terreno

para ajudar? Não receie pedir referências,

de modo a poder falar com outros revendedores

acerca da experiência dos mesmos

com a marca.

EXCLUSIVIDADE

Qual a exclusividade da marca

do fabricante na sua área?

Com tanta concorrência na área da compra

de pneus, pode ser difícil para os revendedores

independentes de pneus serem

competitivos com marcas que estão disponíveis

por todo o lado. Tenha em conta a

sua área de mercado. A marca sobre a qual

está a ponderar ou que já disponibiliza está

www.revistadospneus.com | 37


Gestão

Oferta de mercado

disponível em toda a cidade? Será melhor

investir em linhas que estejam menos saturadas

na sua área?

POPULARIDADE

Na sua área de mercado, até que

ponto a marca é popular? Por

que motivo é conhecida?

Nem todas as marcas são boas para todos os

mercados. Analise o seu histórico de vendas.

Está a vender mais equipamentos para todo-

-o-terreno e para SUV? Os pneus de inverno

são cada vez mais necessários? Existe algum

mercado de entusiastas ao qual possa ter

acesso? À medida que vai ponderando o seu

conjunto de produtos, procure formas de

fazer corresponder as suas linhas de pneus

às necessidades e interesses dos clientes (e

potenciais clientes) da sua área.

DISPONIBILIDADE

Com que rapidez consigo ter o

produto quando preciso do mesmo

e com as dimensões que necessito?

Ao ponderar sobre uma nova linha de

pneus, saiba como o fabricante gere o respetivo

inventário e a distribuição na sua

área. Consegue que lhe façam entregas

duas vezes por dia ou tem de encomendar

grandes quantidades? Quanto tempo

demora entre a encomenda e a chegada

do produto? Quem são os distribuidores

perto de si e quais as dimensões em stock

que têm disponíveis?

PREÇO

Existem limites ou requisitos, como

um preço de venda recomendado, e

tem de manter esse preço definido?

Num mercado concorrencial, os requisitos

de preço podem ser problemáticos para

os revendedores de pneus de pequena e

média dimensão, especialmente ao competirem

com contas nacionais nas proximidades,

como por exemplo grandes lojas

ou retalhistas maiores.

Por vezes, os fabricantes de pneus irão acordar

negócios, incentivos e preços especiais

para contas maiores, o que, nalguns casos,

pode fazer com que seja mais difícil para

os revendedores tradicionais de pneus

manterem-se competitivos.

Estude bem a lição; perceba as políticas de

preços visto que se aplicam ao seu negócio

de pneus tal como aos protagonistas

nacionais na sua área.

MARKETING

Que tipo de apoio de marketing

disponibiliza o fabricante?

Desde importantes patrocínios desportivos

até verbas para publicidade local e cartazes

disponíveis para os revendedores, saiba

como o fabricante de pneus irá ajudar na

parceria que tem consigo, de modo a gerar

o reconhecimento da marca da linha

de pneus.

Avalie qual a importância de cada tática

para a sua comunidade. Pondere se é melhor

aproveitar o poder do marketing de

uma marca de primeiro nível, ou focar-se

em esforços mais dirigidos na sua região

e no seio da sua oficina para marcas de

qualidade menos conhecidas, ou ambas

as hipóteses.

PROMOÇÕES

Como é que a marca impulsiona

o negócio para os seus

parceiros revendedores?

Informe-se acerca de promoções sazonais,

ferramentas de pesquisa online e agregadores,

apoio para “encontrar um revendedor

perto de mim”, reduções, sorteios,

descontos, e muito mais. Certifique-se de

que entende se uma empresa de pneus tem

de aderir a um programa de revenda para

participar, e que perspetivas de compras

estão envolvidas nessa decisão.

FERRAMENTAS ADICIONAIS

Como é que esta parceria me pode

ajudar a melhorar o meu negócio?

Para ajudar a apoiar o sucesso dos respetivos

revendedores, alguns fabricantes disponibilizam

ferramentas e serviços adicionais.

Desde dados sobre o parque automóvel

regional, de modo a antecipar tendências

nas dimensões dos pneus, até descontos

em serviços comerciais, certifique-se de que

se informa e avalia quaisquer vantagens

complementares em virtude de aprofundar

a sua relação com uma marca específica. u

38 | Revista dos Pneus | Setembro 2020


Alinhamento de Pesados

HUNTER DSP760HD

Alinhamento Móvel e CheckAlign HUNTER

WA560 Hawekye Elite CM

Equilibradora e Controlo de Vibração

HUNTER Road Force Elite.

A desmontadora HUNTER Revolution TCR1

É 100% automática.

Peça uma

demonstração

na sua oficina!

E-mail: geral@cometil.pt

Tel.: 219 379 550

Visite o nosso website em www.cometil.pt

Estamos presentes www.revistadospneus.com nas redes sociais: | 39


Produto

Qualidade

topo de

gama

A marca de compressores

de ar comprimido

PUSKA pretende ser

líder de mercado em

compressores até 120 cv.

Para tal, conta com a

competência da Mov

Soluções, empresa

liderado por Manuel

Oliveira e distribuidor

oficial da marca para

Portugal desde 2017

40 | Revista dos Pneus | Setembro 2020


Compressores de ar comprimido PUSKA

A

Mov Soluções é uma empresa

com sede na Zona Industrial do

Casal da Areia, freguesia de Coz,

concelho de Alcobaça. A sua atividade

principal consiste na comercialização

de equipamentos, ferramentas manuais e

pneumáticas e produtos de manutenção.

Entre as marcas que comercializa, destaca-se

a PUSKA, uma referência em compressores

de ar comprimido para oficinas

automóveis e indústria. O sucesso da PUSKA

baseia-se na ampla gama de compressores

para todos os tipos de aplicações, fabricados

sob os mais altos padrões de qualidade

e com a melhor rede de serviços técnicos.

SEMPRE DISPONÍVEL NO APOIO AO CLIENTE

A estratégia comercial da Mov Soluções é

ser líder de mercado na comercialização e

assistência a compressores de ar comprimido

no território nacional. “Temos experiência

e know-how de muitos anos nesta

área, que é muito específica e complexa.

Antes de vendermos um equipamento, os

nossos técnicos deslocam-se à oficina para

determinar qual o compressor que melhor se

ajusta. As necessidades específicas passam

por avaliar o tipo de trabalho e a utilização

pretendida. Para fins oficinais, as prestações

devem ser superiores de acordo com a atividade

concreta desempenhada e com o

consumo de ar exigido pelas ferramentas

utilizadas”, diz Manuel Oliveira.

“Estamos sempre disponíveis para dar todas

as informações técnicas que as oficinas e industria

precisem sobre o tipo de compressor

mais indicado para o seu serviço e respetivas

características técnicas. Fazemos de forma

gratuita todo o projeto de instalação e os

cálculos necessários para sabermos qual o

consumo ideal, evitando desperdícios de

energia e desgaste do material”, acrescenta.

O secador, filtros de linha e separador agua/

óleo são fundamentais para garantir o bom

funcionamento do compressor e uma vida

útil longa, evitando que a água e humidade

danifiquem equipamentos. O regulador de

pressão é outra peça fundamental, pois permite

um controlo exato da pressão ao longo

de toda a linha.

EXPETATIVAS OTIMISTAS

Apesar da crise originada pela pandemia

do Covid-19, Manuel Oliveira está otimista

relativamente ao futuro da marca no nosso

país. “Estamos muito otimistas para este ano,

pois temos uma estratégia bem definida.

Vamos contratar mais dois comerciais, um

para a zona do Porto e outro para Lisboa, de

modo a conseguirmos estar mais próximo

dos clientes. Embora a venda direta represente

o maior volume de vendas, estamos

também a desenvolver o retalho onde pretendemos

ter parceiros de referência em

várias zonas do território nacional. Estamos

disponíveis para dar todo o apoio a nível de

fornecimento de peças para as revisões e

assistência técnica”, refere Manuel Oliveira. u

Qualidade premium

e gama completa

A PUSKA tem uma gama muito completa que vai

do compressor mais simples de parafuso ligado

por correia, ao mais evoluído de transmissão direta

com variador, que consegue detetar qual o ar

necessário a cada momento.

“A variedade de compressores PUSKA é muito

ampla e embora todos eles partilhem funções e

características técnicas semelhantes, é muito

importante avaliar atentamente as vantagens e

inconvenientes de cada um deles, bem como as

prestações reais que proporcionam. Somente desta

forma a escolha do compressor se irá ajustar às

necessidades da oficina e do trabalho realizado”,

refere Manuel Oliveira, gerente da M ov Soluções.

Todos os compressores são fabricados em Itália e

Bégica nas fábricas da PUSKA com alguns componentes

“Made in Portugal”, nomeadamente os

motores elétricos. Através de ligação via internet

é possível aceder ao compressor com um smartphone

e fazer uma verificação completa do equipamento,

evitando-se assim a deslocação de técnicos

ao local. “Conseguimos avisar o cliente das

operações de manutenção que são necessárias

realizar e prevenir eventuais avarias que possam

ocorrer”, diz Manuel Oliveira.

“É necessário aumentar

o nível de conhecimentos”

Relativamente ao mercado de compressores em

Portugal, Manuel Oliveira lamenta a falta de formação

dos técnicos que vendem estes equipamentos.

“Considero que as empresas que vendem compressores

deviam ser certificadas, pois trata-se de

um equipamento que requer muitos conhecimentos

técnicos e um serviço pós-venda de qualidade,

porque um compressor é um equipamento essencial

para qualquer oficina ou indú stria e nunca

pode falhar”, alerta Manuel Oliveira.

A Mov soluções disponibiliza vária informação útil

no seu site em www.movsolucoes.pt que ajuda as

oficinas a conhecer as características técnicas de

cada compressor, para além de formação, conselhos

sobre instalação, vídeos com instruções, ferramentas

de cálculo e sugestões para uma utilização

mais rentável e eficaz.

A Mov Soluções está empenhada em elevar o nível

do negócio de compressores em Portugal e por isso

disponibiliza produtos e serviços de excelência,

sempre com soluções inovadoras de vanguarda

para fazer face às necessidades dos seus clientes.

Para tal conta com uma equipa de dois técnicos e

seis vendedores com elevada competência. “Pretendemos

manter o reconhecimento e a confiança

dos nossos clientes como fornecedor de referência

ao nível de compressores, ferramentas e produtos

de manutenção, tanto no sector automóvel, como

na indústria e serviços”, conclui Manuel Oliveira.

Mov Soluções

Gerente Manuel Oliveira | Morada Rua A, Lote 113, COZ 2460-392 Casal da Areia | Telefone 916 231 591

Email puska.portugal@gmail.com | Site www.movsolucoes.pt

www.revistadospneus.com | 41


Produto

Máxima

rentabilidade

e eficiência

Para manter um serviço de excelência, Manuel Silva, administrador

da Ideal Pneus, aposta desde o início da atividade na aquisição

de equipamentos topo de gama, como foi o caso recente da máquina

de alinhamento para pesados Manatec Jumbo 3D Super

Domingos & Morgado tem sido o

principal fornecedor de equipamentos

da Ideal Pneus desde o

início da sua atividade. Quando

José Morgado, gerente da Domingos & Morgado,

apresentou a nova máquina de alinhar

direções Manatec Jumbo 3D Super, Manuel

Silva não hesitou adquiri-la, uma vez que

ficou convencido de todo o seu potencial.

“A Manatec Jumbo 3D Super foi-me apresentada

por José Morgado, que fez uma

demonstração completa do seu funcionamento

e explicou-me as suas potencialidades,

designadamente a capacidade de

alinhar em simultâneo até seis eixos. Considerei

que era o equipamento apropriado

para o serviço de excelência que pretendo

oferecer aos meus clientes de veículos pesados”,

refere Manuel Silva.

A aquisição da máquina de alinhamento

para pesados Manatec Jumbo 3D Super é

uma mais para a Ideal Pneus, pois permite

oferecer um serviço de qualidade a todo o

tipo de camiões e faz a diferença no mercado.

A máquina já obteve o parecer favorável da

Michelin e foi homologada por este fabricante

mundial de pneus, sendo anunciada como

um verdadeiro “tudo em um”. Mais: este equipamento

da marca indiana Manatec permite

alinhar, com a mesma simplicidade, desde

um smart até um camião de seis eixos, multidirecionais,

com ou sem reboque.

APOSTA CLARA EM EQUIPAMENTOS

TOPO DE GAMA

“Desde a inauguração da Ideal Pneus, há 22

anos, que aposto nas melhores marcas de

equipamentos, pois só assim consigo oferecer

um serviço de qualidade e rentabilizar

as operações”, refere Manuel Silva.

A Ideal Pneus é reconhecida pelo serviço

que presta aos veículos pesados, dispondo

de 3 carrinhas totalmente equipadas para

dar assistência móvel aos muitos frotistas

que fazem parte da sua carteira de clientes.

“Temos um serviço de assistência a pesados

que funciona 24 horas, prestado por técnicos

especializados. As carrinhas estão equipadas

com máquinas de desmontagem e montagem

de pneus e equilibradoras topo de gama.

Como somos um centro de pneus Euromaster,

damos assistência às frotas que têm contratos

com a Michelin, garantindo o funcionamento

perfeito dos pneus em todos os veículos das

respetivas frotas”, afirma Manuel Silva.

No que diz respeito ao serviço de alinhamento,

reconhecendo o enorme salto tecnológico

que a Manatec Jumbo 3D Super

representava face às máquinas disponíveis

no mercado, Manuel Silva não hesitou em

aderir de imediato a esta nova tecnologia.

“Sempre apostei na aquisição de equipamentos

topo de gama, pois reconheço as

vantagens que têm para o bom desempenho

da oficina”, acrescentou.

TECNOLOGIA REVOLUCIONÁRIA

O sistema de medição é semelhante a qualquer

máquina full 3D, sendo a medição de

todos os ângulos de todos os eixos efetuada

em menos de 4 minutos. O equipamento

é fornecido de série com 10 alvos e garras,

podendo ainda ser utilizado para o alinhamento

de veículos ligeiros e comerciais,

aumentando assim a sua polivalência.

O sistema de quatro câmaras de 10 Mp cada,

permite uma rápida recolha dos dados necessários

ao alinhamento, através de um

software inteligente de última geração.

Dispondo de garras auto-centrantes, a

Jumbo 3D Super da Manatec recorre a

um sistema wi-fi que permite transformar

qualquer tablet ou smartphone num ecrã

portátil, evitando constantes deslocações à

consola de comando da máquina.

A Jumbo 3D, da Manatec, é a primeira alinhadora

do mundo 3D multieixos para camiões

a autocarros, proporcionando uma

medição até seis eixos, dispondo de quatro

câmaras de 10 megapixels e contando com

uma capacidade de leitura até 19 metros.

É capaz de efetuar uma compensação rolante,

sem necessidade de levantar as rodas,

numa única operação, que dura apenas 51

segundos. A alinhadora utiliza a mais recente

e inovadora tecnologia de imagem digital,

implantando o sistema de câmaras digitais

de alta resolução, duas de cada lado, a operar

com software inteligente e com a capacidade

de capturar imagens de alta qualidade.

ASSISTÊNCIA TÉCNICA E FORMAÇÃO

Enquadrada na política de formação contínua

dos seus quadros técnicos, a Domingos

& Morgado recebeu a visita de um formador

da Manatec, que explicou e demonstrou o

funcionamento do revolucionário equipamento.

Esta iniciativa enquadrou-se na

atitude intransigente da empresa no que

diz respeito ao serviço pós-venda, pois a

Domingos & Morgado considera os clientes

como amigos e parceiros de negócio.

“Só será proveitoso para ambas as partes

quando a qualidade do equipamento só

é superada pela qualidade da assistência

técnica disponibilizada pela Domingos &

Morgado”, diz José Morgado. u

42 | Revista dos Pneus | Setembro 2020


Ideal Pneus adquire Manatec Jumbo 3D Super

A jumbo 3d, da manatec, é a primeira alinhadora do

mundo 3D multieixos para camiões e autocarros,

proporcionando uma medição até seis eixos

www.revistadospneus.com | 43


Notícias

Empresas

Rodrigues Tyres

com STARMAXX leva clientes à F1

Poluição por desgaste de pneus

não é regulamentada

Segundo a Emissions Analytics - principal especialista independente em testes

e dados globais para a medição científica de emissões no mundo - a poluição

causada por desgaste de pneus é 1.000 vezes pior do que as emissões de gases

de escape, mas não é regulamentada.

O aumento da popularidade de SUVs, maiores e mais pesados ​do que os veículos

padrão, aumenta este problema, assim como o crescimento das vendas de pneus

budget.

No curto prazo, a instalação de pneus premium e a redução do peso dos veículos

são caminhos para reduzir esta poluição de partículas nocivas dos pneus, que são

um problema ambiental crescente.

As emissões de não-escape (Non-Exhaust Emissions - NEE) são partículas libertadas

para o ar devido ao desgaste dos travões, desgaste dos pneus, desgaste

da superfície da estrada, mas não existe legislação para limitar ou reduzir as NEE,

ao contrário das emissões de escape que foram rapidamente reduzidas pelos fabricantes

de automóveis, devido à pressão exercida pelas normas europeias de

emissões.

A regulamentação rigorosa sobre as emissões de escape imposta pela UE fez

com que os carros novos emitam muito menos poluição por partículas, mas a

poluição por pneus não é regulamentada e pode ser 1.000 vezes pior, afirmam os

especialistas independentes da Emissions Analytics, com base em testes.

Para entender a escala do problema, a Emissions Analytics realizou alguns testes

iniciais de desgaste dos pneus. Usando uma berlina familiar com pneus novos e

insuflados corretamente, apurou que o carro emitia 5,8 gramas de partículas por

quilómetro.

Em comparação com os limites regulamentados de emissão de gases de escape

de 4,5 miligramas por quilómetro, a emissão não regulamentada dos pneus é

mais de 1.000 vezes pior. A Emissions Analytics observa que os valores podem

ainda ser mais elevados se o veículo tiver pneus com pouca pressão ou a superfície

das estradas utilizadas forem mais ásperas ou os pneus usados forem de má

qualidade.

Nick Molden, CEO da Emissions Analytics disse: “É hora de considerar não apenas

o que sai do tubo de escape de um carro, mas também a poluição de partículas

causada pelo desgaste de pneus e travões. Os nossos testes iniciais revelam

que pode haver uma quantidade chocante de poluição de partículas dos pneus

– mais de 1.000 vezes pior que as emissões de escape de um carro. O que é ainda

mais assustador é que, embora as emissões de gases de escape tenham sido

rigorosamente regulamentadas durante muitos anos, o desgaste dos pneus é totalmente

desregulado - e com o aumento crescente nas vendas de SUVs e carros

elétricos movidos a bateria mais pesados, as emissões de não-escape (NEE) são

um problema muito sério. A indústria automobilística deve encontrar maneiras

de reduzir o peso dos veículos. O que está sem dúvida no horizonte é uma regulamentação

necessária para combater este problema. Se isso vai conduzir a tipos

específicos de baixa emissão, a pneus com desgaste mais difícil, não nos cabe a

nós afirmar - mas é preciso mudar.”

A Rodrigues Tyres através da sua representada STARMAXX,

vai nos próximos dias 23, 24 e 25 de outubro proporcionar

aos seus clientes uma experiência inesquecível: assistir ao

Grande Prémio de Portugal de Fórmula 1 que se realizará

em Portimão no Autódromo Internacional do Algarve, após

24 anos de ausência em Portugal. Dando sequência a toda

uma história através de gerações da ligação ao desporto

automóvel do Grupo Rodrigues & Filhos, a Rodrigues Tyres

coloca à disposição de todos os seus clientes uma experiência

verdadeiramente fantástica. Todos os contemplados terão a

oportunidade única de além de assistir à competição, poder

conviver com inúmeras personalidades ligadas ao mundo

do automobilismo e da competição. Para informações sobre

as condições de acesso à campanha da STARMAXX /

Rodrigues Tyres, que vigora entre os dias 17 de Agosto e

30 de Setembro de 2020, consultar www.rodriguestyres.

pt ou telemóvel: 910 365 114

Club Triangle da Tiresur

já tem 100 sócios

A progressão da marca Triangle desde o seu lançamento,

pela mão da Tiresur como distribuidor exclusivo para Espanha

e Portugal, tem crescido exponencialmente. Em pouco

tempo, o rápido desenvolvimento da marca no mercado,

tornou possível a criação do Club Triangle, uma grande família

de oficinas abandeiradas pela marca, que motivadas

pela excelente relação Qualidade-Preço destes pneus, quiseram

juntar-se a este projeto de trabalho em equipa, para

beneficiarem de uma grande lista de Vantagens: condições

comerciais especiais, promoções exclusivas, pack de boas-

-vindas com merchandising e material de animação para

o ponto de venda, valorizado em mais de 500€, uma área

exclusiva na página B2B, viagens, entre outras. Definitivamente,

pertencer ao Club Triangle é uma opção inteligente

e por isso mesmo, conta já com 100 oficinas associadas em

Espanha e Portugal. Uma rede sólida e coesa que continua

a somar adeptos a cada dia.

44 | Revista dos Pneus | Setembro 2020


Pirelli Stella Bianca regressaram à Fórmula 1

Michelin contribui

para novo recorde em Nürburgring

Equipado com pneus MICHELIN Pilot Sport Cup 2 desenvolvidos

especificamente para este modelo, o Porsche Panamera estabeleceu

um novo recorde da volta mais rápida entre as berlinas do

seu segmento no traçado de 20,832 km do circuito de Nürburgring

Nordschleife, na Alemanha. Conduzido pelo piloto de estes da

Porsche, Lars Kern, o Panamera montava pneus MICHELIN Pilot

Sport Cup 2 ND0, de medida 275/35 ZR 21 para o eixo dianteiro, e

325/30ZR 21 para o eixo traseiro. Estes pneus estarão disponíveis

como opção após o lançamento no mercado do novo Panamera.

Após estabelecer o novo recorde, Lars Kern declarou: “A dinâmica

lateral melhorada do automóvel, e o incrementado aderência

dos novos pneus MICHELIN Pilot Sport Cup 2, tiveram um efeito

determinante em Schwedenkreuz, onde consegui alcançar uma

velocidade de passagem em curva que não pensava ser possível

com o Panamera”. Já instalados de série em vários modelos de

referência produzidos pelo fabricante alemão, incluindo O 918

Spyder, o Cayman TG4, os 911 GT3 e GT3 RS e o 911 GT2 RS, os pneus

MICHELIN Pilot Sport Cup 2 contam com tecnologias desenvolvidas

na competição ao mais alto nível. As suas prestações permitem

aos condutores beneficiar dos mais altos níveis de durabilidade,

aderência, eficácia e segurança em estrada.

‘Stella Bianca’ significa estrela branca. Contudo, no mundo dos pneus trata-se de um

sinónimo da Pirelli e, em particular, da idade de ouro dos desportos motorizados.

Em 1950, Giuseppe Farina venceu em Silverstone, ao volante de um Alfa Romeo

equipado com pneus Pirelli Stella Bianca, o primeiro Grande Prémio de Fórmula 1

da história. Aniversário comemorado no mesmo palco, naquele que foi o Grande

Prémio que assinalou 70 anos de F1. Estes pneus eram facilmente identificados

graças a uma pequena estrela branca no flanco, um selo identificativo que seria

transportado para as opções de produção com a mesma denominação comercial.

As parcerias da Pirelli com a Alfa Romeo ou a com a Maserati eram os adversários

a bater nos primeiros campeonatos mundiais de Fórmula 1, que teve os seus primeiros

passo marcados por um indiscutível toque italiano. Nos dias de hoje, a Alfa

Romeo e a Pirelli formam a única combinação que resistiu ao passar do tempo. Nos

atuais monolugares da Fórmula 1, a marca P Zero distingue os slicks (pneus para

seco) dos Cinturato, pneus reservados para utilização com a presença de chuva.

PUB

Pneus fiáveis num

mundo em constante

evolução

Campos enlamaçados, pastos escorregadios, terrenos montanhosos e estradas longas. Os pneus

Mitas trabalham com eficácia e fiabilidade em todas as condições. Equipados em vários tipos de

máquinas agrícolas e apto para numerosas aplicações, os pneus Mitas asseguram que os

agricultores profissionais consigam acompanhar o rápido desenvolvimento do mundo agrícola.

Mitas, pneus que trabalham duro desde 1932.

mitas-tyres.com

LBMI_170200_Mitas_print_PR_210x148.indd 1 22.03.17 16:24


Notícias

Empresas

Continental realizou

reunião anual de acionistas

“A Continental mantém os seus objetivos claramente

alinhados”. Afirmou o CEO da Continental, Elmar Degenhart,

no decorrer da reunião anual de acionistas, que

decorreu de forma virtual em Hanover. À medida que a

crise persiste, a Continental continuará, de forma convicta,

o realinhamento da empresa iniciado em 2019 e ajustará

a sua estrutura de custos ao decréscimo da produção

global de veículos. A Continental está focada em três

grandes áreas tecnológicas: digitalização, condução automatizada

e assistida e em sistemas de condução zero

emissões. “O nosso compromisso é com a inovação. Como

tal continuaremos a ser pioneiros na indústria automóvel”

afirmou Degenhart. As tecnologias da Continental são

desenvolvidas para serem competitivas e viáveis no futuro,

aportando um crescimento sustentável à empresa.

“O nosso coração bate por um ecossistema saudável de

mobilidade,” explica Degenhart. “Este assenta em três

requisitos essenciais: ecologia, economia e social.” As

soluções desenvolvidas pela Continental abrem caminho

para um futuro, onde se encontra um equilíbrio entre

a proteção ambiental, a neutralidade de emissões de

carbono e se coloca enfâse na acessibilidade de forma

a facilitar a mobilidade individual.

Hankook apresenta lucro

no 2º trimestre de 2020

No segundo trimestre de 2020, a Hankook Tire teve vendas de 1,37 triliões de won

sul-coreanos (€ 1,017 bilião) e lucro operacional de 70,1 biliões de won sul-coreanos

(€ 52,1 milhões). Os maiores pneus (de 18 polegadas) representam 32,69% do total

de vendas de pneus para carros, representando um aumento de 1,1% em relação ao

mesmo período do ano passado. Além disso, o sindicato e a administração dos trabalhadores

uniram forças para superar as dificuldades da atual situação do mercado.

Apesar do declínio global causado pela pandemia de COVID-19, a Hankook voltou

a registrar lucros operacionais após o primeiro trimestre, reforçando sua posição no

mercado global de pneus premium graças à sua tecnologia avançada e competitividade.

As vendas de pneus grandes (18 polegadas e acima) representam 32,6% dos

pneus de automóveis, um aumento de 1,1% em relação ao mesmo período do ano

passado. O aumento desse tipo de pneu continua estável em mercados importantes,

como Coreia e China.

MINUTO VERDE VALORPNEU

PLATAFORMA PARA DEVOLUÇÃO DO ECOVALOR

Publireportagem

A

s plataforma disponibilizada pela Valorpneu para

devolução do Ecovalor já tem um ano de existência

e está a revelar-se uma ferramenta bastante útil

para os produtores aderentes à rede, permitindo-lhes validar o

direito a não liquidação ou devolução do Ecovalor de forma

simples e transparente.

O objetivo é ajudar a mediar a relação entre os produtores

e os seus clientes nacionais que efetuem transferências de

pneus para o mercado fora do território nacional. Este serviço

é subcontratado pela Valorpneu a uma empresa de auditoria

internacional, a EY, que disponibiliza e gere a plataforma para

validar, com independência e confidencialidade, a informação

prestada por ambas as partes.

A adesão à plataforma é feita a pedido ao gestor da plataforma,

que posteriormente envia por e-mail os acessos.

Após a adesão à Plataforma, que deve ser realizada através

da Ficha de Inscrição disponibilizada no site da Valorpneu e

enviada para valorpneu.exportacao@pt.ey.com, os clientes

dos produtores submetem os seus pedidos de devolução do

Ecovalor juntamente com a documentação necessária para

verificação por parte do gestor da Plataforma. Após análise dos

prazos e dos elementos, em caso de conformidade, a Plataforma

informa os produtores sobre a devolução que devem efetuar ao

seu(s) cliente(s). Seguidamente confirmam se as deduções são

corretamente feitas nas respetivas declarações trimestrais de

colocação de pneus no mercado nacional a efetuar à Valorpneu.

No que diz respeito a prazos, a legislação em vigor prevê que o

produtor dispõe de 90 dias, após a transação comercial, para obter,

junto do seu cliente (nacional ou estrangeiro), a declaração

comprovativa (suportada pela documentação de transferência)

da saída dos pneus de Portugal. Em caso de incumprimento

do prazo ou na falta dos elementos fundamentais de prova, o

produtor liquidará o Ecovalor ou, no caso de já o ter liquidado,

não o poderá deduzir.

46 | Revista dos Pneus | Setembro 2020


Bridgestone anuncia

aumentos de preço

A Bridgestone EMIA anunciou que irá aumentar até 4% o

preço dos seus pneus de Verão e All Season para ligeiros,

comerciais e SUV/4x4. O aumento será efetivo a partir de

1 de setembro de 2020. A Bridgestone está a evoluir para

fornecer soluções reais para os problemas reais que os

seus clientes enfrentam. É, por isso, que a Bridgestone

EMIA está a transformar-se rapidamente de uma produtora

de pneus premium para uma líder em soluções

de mobilidade. A Bridgestone é pioneira em produtos e

soluções de ponta com algumas das fábricas mais avançadas

do setor.

Goodyear lança coleção exclusiva de relógios

A Goodyear aliou uma colaboração de licenciamento global a um acordo no automobilismo

para lançar uma coleção exclusiva de relógios com o especialista francês de

relojoaria de luxo B.R.M. Chronographes. Esta notícia surge na sequência do recente

anúncio de que a Goodyear uniu forças com a Algarve Pro Racing, equipa campeã

nas Asian Le Mans Series que exibirá as cores da B.R.M. Chronographes. O desenho

dos relógios é inspirado na imagem retro da Goodyear e no emocionante ambiente

da competição, refletindo o espírito de dedicação à performance da emblemática

marca de pneus, tão envolvida com o automobilismo. Com o apoio da IMG, a agência

de licenciamentos da Goodyear, a B.R.M. Chronographes criou dois desenhos para

estes relógios exclusivos, assim como um relógio de secretária. Os exclusivos relógios

possuem uma extremamente durável caixa em aço inoxidável por deposição física

de vapor (PVD, na sua sigla em inglês) em preto, mostrador branco com ponteiros e

marcadores pretos, e uma correia técnica com furos brancos e dupla costura branca.

PUB

www.revistadospneus.com | 47


Notícias

Empresas

NOMEAÇÕES

Elena Iborra, diretora de marketing da Michelin

Elena Iborra assume a Direção de Marketing da Michelin Espanha e Portugal. Com responsabilidade sobre todas as linhas

de produto, contribuirá para acelerar o crescimento da Michelin em Espanha e Portugal, assim como para dar seguimento

à premissa do Grupo Michelin de colocar o cliente no centro das atenções. Nascida em Valência, Elena Iborra é Licenciada

e Mestre em Administração e Direção de Empresas pela ESADE (Barcelona), e Mestre CEMS em International Management

pela ESADE e UCD Smurfit Graduate Business School. Na sua ampla trajetória profissional, trabalhou em reconhecidas

empresas multinacionais do sector de grande consumo em vários países da Europa e da Ásia, adquirindo uma dilatada

experiência nas áreas de marketing operacional, digital e comunicação, que lhe proporcionaram uma ampla visão no

momento de desenvolver estratégias de marketing e comerciais com um enfoque de 360 graus.

Pedro Álvarez, diretor vendas da Michelin

Pedro Luis Álvarez Sánchez assume a Direção de Vendas de Duas Rodas da Michelin Espanha e Portugal a partir do mês de

julho. Sob sua responsabilidade estarão tanto a definição das estratégias de Vendas e Marketing, como o desenvolvimento

operacional das ações e do apoio das Equipas Comerciais e de Competição no terreno. Nascido em Valladolid, Pedro Álvarez,

Licenciado em Económicas e Empresariais, conta com um percurso profissional de mais de 30 anos no Grupo Michelin na

Península Ibérica e a nível internacional, onde ocupou cargos de responsabilidade em diversas áreas da empresa: Vendas,

Formação/Assessoria e Marketing e na quase totalidade das Linhas Business (Turismo, Camião, Agricultura, Engenharia

Civil e Duas Rodas). Nesta nova etapa, regressa ao mundo da atividade Moto/Scooter. A sua experiência nos diferentes

mercados, tanto a nível local como internacional, especialmente nas áreas de Vendas e Marketing, permitem-lhe contar

com uma visão transversal, orientada para o apoio aos profissionais e aos consumidores.

Roberto Prieto, country manager Pirelli

A Pirelli nomeou Roberto Prieto como o novo Country Manager da empresa, em Espanha e em Portugal. Engenheiro industrial

e mestre em Business Administration, Prieto iniciou a sua carreira na Pirelli em 1996, na área industrial, na Argentina,

a sua aterra natal. Ao longo do seu percurso, desenvolveu uma sólida carreira internacional na empresa, dando cartas na

Argentina, Venezuela, México e Canadá. Nesses países, teve a oportunidade de desempenhar cargos variados, passando

pela Logística, Direção Industrial, Comercial e, tal como aconteceu na sua última etapa no mercado canadiano, Country

Manager. No início deste novo desafio, Prieto endereçou a seguinte mensagem: “Antes de mais, gostaria de partilhar uma

mensagem de empatia com todos os nossos clientes. Neste reinício da atividade, precisamos de estar mais perto deles

do que nunca, porque o sucesso da marca só faz sentido se esse êxito chegar às oficinas. Por extensão, faremos tudo o

que estiver ao nosso alcance para participar, ao lado dos nossos clientes, na recuperação económica do país.”

Mónica Rius, diretora comunicação Michelin

Mónica Rius Aymamí assumiu a Direção de Comunicação e Marcas da Michelin Espanha e Portugal desde o mês de abril.

Mónica Rius liderará a estratégia de comunicação, contribuindo para o desenvolvimento da reputação do Grupo Michelin

e do valor percebido dos seus produtos, marcas e serviços. De igual modo, ficará encarregue da gestão e da proteção

e independência da equipa de Seleção do Guia Vermelho Michelin. Nascida em Barcelona, Mónica Rius, Licenciada e

Mestre em Direito, possui um longo percurso profissional de mais de 21 anos no Grupo Michelin em Espanha, onde

ocupou cargos de responsabilidade em diversas áreas da empresa: Marketing, Vendas, Recursos Humanos e Formação,

integrando, nesta nova etapa, a Direção de Comunicação. O seu percurso conferiu-lhe uma ampla experiência, tanto em

gestão de equipas internas como na negociação comercial com clientes, assim como de liderança de equipas, tanto de

caráter comercial como industrial.

Alberto Villarreal, Diretor Executivo de Proactive Solutions Goodyear

A Goodyear anuncia a promoção de Alberto Villarreal, até agora Diretor Geral de Vendas Commercial na Iberia, que passará

a ocupar o cargo de Diretor Executivo da divisão de Proactive Solutions e Frotas na Europa, com base no Luxemburgo.

A divisão Proactive Solutions é uma das grandes apostas da empresa de pneus dentro do negócio de camião. Graças

à telemática avançada e à tecnologia de análíse predictiva, este sistema permite aos operadores de frotas aumentarem

a sua rentabilidade e operar de forma sustentável num ambiente cada vez mais em mutação. Alberto Villarreal conta

com mais de 20 anos de experiência no sector. Entrou para a Goodyear Iberia em 2004, onde ocupou cargos de direção

tanto na área de negócio de Consumer como em Retail. Em 2018, foi promovido interinamente ao lugar de Diretor Geral

de Vendas de Commercial, cargo que vinha ocupando juntamente com o de responsável pela liderança da empresa até

à data do presente anúncio.

48 | Revista dos Pneus | Setembro 2020


Redigal homenageada

pela Vipal Borrachas

A Redigal, empresa espanhola de recauchutagem, completou

25 anos e recebeu uma homenagem da Vipal Borrachas, que é

parceira já há 12 anos. Celebrar as conquistas de seus parceiros

junto a eles é comum à Vipal Borrachas, que sabe o valor da

trajetória escrita com desafios e vitórias. Caso da Recauchutado

y Distribución de Neumáticos Galicia S.A., ou simplesmente,

Redigal, como é conhecida há 25 anos, completados recentemente.

Para comemorar este tempo transcorrido, bem como a

parceria de 12 anos, a Vipal produziu uma placa, que foi entregue

aos sócios-proprietários da Redigal na sua sede, na cidade de

Salvatierra de Miño, em Galícia, na Espanha. A Redigal iniciou

as suas atividades em 1995, fundada e dirigida por uma equipa

com vasta experiência e alta qualificação técnica no setor de

pneus recauchutados. Recauchutadora de pneus para todos os

tipos de veículos pesados e veículos comerciais ligeiros, utiliza

também as melhores matérias-primas disponíveis no mercado.

Michelin Effitrailer ao serviço

de Transportes João Pires

Desde os seus inícios, no final da década de 80, Transportes Internacionais

João Pires registou um crescimento sustentável da sua atividade, resultado

de um esforço contínuo e um bem-sucedido trabalho em todos os campos

que impactam numa empresa de transporte. Por essa mesma razão, João Pires

decidiu investir em sistemas de informação eficientes e na modernização dos

sistemas de comunicação telemática da sua frota. Além de contar com uma

frota de veículos renovada com apenas 2,3 anos de idade media, em 2018 deu

início à instalação da Solução Effitrailer nos semirreboques de toda a sua frota.

Effitrailer é uma solução telemática da MICHELIN que permite controlar em

todo momento as condições de utilização, a informação do EBS assim como a

pressão e temperatura dos pneus em tempo real. Desta forma pode detectar

e notificar qualquer situação anormal que possa produzir-se, analisá-la, prever

a manutenção e reduzir os custos. Evita, por isso, as consequências de uma

avaria reforçando a garantia dos prazos de entrega estabelecidos, ao mesmo

tempo que aumenta a segurança dos seus motoristas e do conjunto da frota.

PUB

www.revistadospneus.com | 49


Notícias

Empresas

Hankook é fornecedor de pneus

para Fórmula E

A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) confirmou a Hankook

Tire & Technology como parceira de pneus Gen3 do Campeonato Mundial

de Fórmula E ABB FIA, selecionado através de um processo de licitação

e aprovação pelo Conselho Mundial de Automobilismo da FIA. Equipar

a primeira e única fórmula de corrida elétrica do mundo com pneus

Hankook, será o núcleo das campanhas internacionais da empresa e os

compromissos em sustentabilidade e proteção ambiental em todo o

mundo. “Os nossos funcionários em todo o mundo estão muito orgulhosos

que a Hankook tenha sido selecionado pela FIA como o futuro parceiro

de tecnologia e pneus do Campeonato Mundial de Fórmula E. A

nossa empresa coincide com o movimento da Fórmula E em direção ao

crescimento sustentável e estamos entusiasmados por fazer parte dessa

jornada como seu parceiroGen3 ”, diz Sooil Lee, presidente e diretor de

operações da Hankook Tire & Technology.

Dispnal é distribuidor oficial

da marca Nitto

A Dispnal Pneus, é o distribuidor oficial da marca Nitto em Portugal e Espanha,

estando já a ser criada uma rede de revendedores Nitto a nível ibérico,

para que todos os clientes da marca possam beneficiar das inovações

projetadas para o futuro. A marca Nitto distingue-se pela paixão e inovação,

tendo sido especialmente pensada para os entusiastas da condução.

A marca é extremamente bem-sucedida nos EUA, Canadá, Rússia e Japão,

entre muitos outros países. A Nitto oferece um total de 25 pisos e compostos

diferentes em toda a gama. Existe uma ampla gama para condutores

desportivos, assim como para SUV’s e veículos todo terreno.

A combinação da tecnologia de ponta com design exclusivo torna os pneus Nitto

particularmente populares entre os amantes da condução. Agora, Espanha e

Portugal podem seguir alguns destes padrões, enquanto desfrutam da alta performance

proporcionada por estes pneus. Mais informações sobre a marca em

www.nittotire.es

Continental Mabor

comemora o 30º aniversário

Este ano, a fábrica de pneus da Continental em Lousado, Portugal,

está a comemorar o seu 30º aniversário. Em 2 de julho de 1990,

os colaboradores em Vila Nova de Famalicão produziram na nova

empresa os primeiros pneus para automóveis. Até ao final daquele

ano, cerca de 6.000 pneus saíram diariamente da unidade industrial.

Em quatro anos a produção triplicou para 18.000 pneus por

dia. Até à data saíram das linhas de produção quase 350 milhões

de pneus “Made in Lousado”. A fábrica de Lousado implementou

tecnologias de topo na produção de pneus, com uma equipa altamente

qualificada nos processos de fabricação, treinada desde

o início com programas de formação nas próprias instalações, mas

também no exterior e na rede global do Grupo Continental, hoje

com 23 fábricas no mundo. “A fábrica da Continental em Lousado

é uma história de sucesso, estamos todos muito orgulhosos dos

nossos 30 anos de enormes conquistas e, principalmente, pelo êxito

conseguido pela nossa equipa. Desde o arranque da empresa, este

ano de 2020 está a ser mais complexo do que todos os outros,

claramente devido ao impacto da pandemia mundial Covid-19. No

entanto vamos permanecer fortes juntos como uma equipa motivada

e continuaremos a ser um parceiro de negócios de confiança

para todos os nossos fornecedores e clientes, como nos últimos

30 anos. O meu agradecimento especial a todos os colaboradores

que desde a fundação da empresa tornaram possível este sucesso,

bem como à atual equipa de Lousado, com quem contamos para

superar os atuais desafios” declarou Pedro Carreira, Presidente do

Conselho de Administração da Continental Mabor.

Bridgestone adquire

iTrack Solutions Business

A Bridgestone Corporation anuncia que concluiu a aquisição do

negócio do iTrack Solutions Business da Transense Technologies

PLC (Transense), com sede no Reino Unido. O iTrack é o fornecedor

global preferido de soluções de gestão de pneus para o mercado

de veículos ligados à Engenharia Civil (OTR). A empresa oferece um

sistema abrangente de monitorização da pressão dos pneus (TPMS)

especialmente projetado para pneus ligados à indústria mineira.

Além da monitorização da temperatura e pressão dos pneus, a plataforma

de gestão de pneus iTrack fornece delimitação geográfica

personalizável, alertas de velocidade e muito mais para ajudar os

clientes da indústria mineira a otimizar as suas operações para aumentar

a produtividade e o lucro. Esta aquisição ajuda a aproximar

a Bridgestone do seu objetivo de se tornar líder em soluções de

mobilidade sustentáveis e avançadas.

50 | Revista dos Pneus | Setembro 2020


Conferências serão centro das atenções

na Tyrexpo Asia 2021

Após o anúncio de que a Tarsus apresentará uma versão renovada do Tyrexpo Asia

Show em Singapura entre os dias 17 e 19 de março de 2021, no Marina Bay Sands

Hotel Convention Center, a organização confirma que uma série de conferências a

serem realizadas durante o evento de três dias, serão o centro das atenção do Salão

dedicado aos pneus. O diretor deste projeto, Alwin Seow, revelou a sua intenção de

trabalhar com parceiros-chave para realizar uma série de cinco ou possivelmente seis

conferências individuais que abrangerão muitos aspetos da indústria automobilística

e de pneus. Ele afirma: “Três das conferências foram confirmadas recentemente, e irão

abordar temas relacionados com a Recauchutagem, Frotas e Estratégias de Digitalização

para o setor do retalho de pneus do Sudeste Asiático. “Duas conferências serão

realizadas simultaneamente a cada dia com oradores convidados, cuidadosamente

selecionados, sobre os principais tópicos importantes e a Tarsus está confiante em

fornecer uma visão interessante e factual sobre os desenvolvimentos atuais e futuristas

em cada mercado. Detalhes específicos adicionais de cada conferência serão

revelados no início do salão.

Goodyear apresenta Fleet Tracker

A Goodyear Proactive Solutions apresenta a Goodyear Fleet Tracker, para permitir

que as frotas administrem todos os seus ativos, incluindo os atrelados,

de forma mais eficiente e efetiva. A Goodyear Fleet Tracker é uma aplicação

inteligente e muito fácil de utilizar, que proporciona um acompanhamento

detalhado da quilometragem. Um posterior acompanhamento da banda

de rolamento restante permite às frotas e aos fornecedores de serviços

determinar o momento adequado para substituir os pneus e planificar de

forma proactiva a manutenção dos mesmos sem que tal obrigue a qualquer

tempo de inatividade durante a operação. O dispositivo inteligente também

ajudará as frotas a executarem as suas operações de forma mais sustentável,

por prolongar a vida útil do pneu e garantir que a carcaça permanece em

condições ótimas para ser recauchutada. A Goodyear Fleet Tracker disponibilizará,

aos gestores de frotas e fornecedores de serviços, dados pormenorizados

de acompanhamento da quilometragem com até 95% de precisão.

Deste modo, a vida útil dos pneus e o custo total de propriedade podem ser

significativamente otimizados. A solução, fácil de utilizar, ajuda a determinar

o momento adequado para trocar, reajustar ou recauchutar os pneus, não

demasiado cedo, e, seguramente, não demasiado tarde, para evitar um possível

problema.

BKT patrocina

Prémio Trator do Ano

Graças ao impulso imparável da BKT, o histórico galardão

para o melhor trator europeu será conduzido num formato

totalmente digital, em vários episódios. Um passo decisivo

rumo ao futuro. Esta poderia ser a definição da nova

versão totalmente digital que a BKT, enquanto patrocinadora

principal para os próximos quatro anos, criou juntamente

com os organizadores do prémio Trator do Ano

(TotY). A multinacional indiana, uma das principais fabricantes

do mundo especializada em pneus Off-Highway,

colaborou na realização de um projeto que vai decorrer,

pela primeira vez, num formato digital com vários episódios

onde os participantes e o júri podem interagir remotamente,

de todos os cantos da Europa. O Trator do Ano

(TotY) é um prémio internacional criado em 1998, que

reúne anualmente as principais publicações mundiais da

indústria de mecanização agrícola, agregando um júri de

26 especialistas que, através de análises, debates e testes

em campo, entregam o prémio ao melhor trator europeu.

Mas este ano, em virtude das circunstâncias especiais, o

TotY teve de encontrar outro “caminho”. Foi assim que

nasceu a ideia de o organizar numa nova versão digital,

com um programa de eventos disponíveis numa plataforma

dedicada: www.totydigital.com

Point S abre dois centros-piloto na China

Depois de anunciar sua entrada no mercado chinês em outubro

de 2019, a Point S acaba de abrir dois centros-piloto na China

em Foshan, no sul do país. A Point S formalizou a joint venture

“Point S China”, com dois importantes players chineses em manutenção

de automóveis, as empresas Suremoov e Harson e a

associação das suas respetivas redes, no final do ano, durante a

feira Paris Equip’Auto e numa cerimónia oficial em Xangai em 25

de outubro do ano passado. A abertura destes 2 centros-piloto é

acompanhada por um programa de formação implantado pela

equipa chinesa da Point S e pelas 2 redes parceiras, que já representam

mais de 1.200 centros. O plano de desenvolvimento da

Point S permanece ambicioso e visa abrir mais de 1.000 oficinas

até 2025 para uma rede otimizada no país.

www.revistadospneus.com | 51


Notícias

Empresas

Bridgestone disponibiliza

tecnologia ENLITEN

A Bridgestone colaborou com a Volkswagen, seu parceiro

de longa data, para disponibilizar a sua inovadora

tecnologia de pneus leves para o novo ID.3, o veículo

totalmente elétrico do fabricante de automóveis. A tecnologia

ENLITEN amiga do ambiente, que permite que os

pneus tenham uma resistência ao rolamento super baixa

e requer menos criação de materiais, está a ser aplicada

pela Bridgestone pela primeira vez nos pneus Turanza

Eco, especialmente projetados para o ID.3. Um veículo

ecológico com tecnologia de pneus ecológicosCriado

para trazer os benefícios da mobilidade elétrica a cada

vez mais condutores diários, o tão esperado ID.3 é o

primeiro veículo totalmente elétrico da Volkswagen

lançado no mercado. Durante o desenvolvimento do

ID.3, a Volkswagen procurou uma montagem de pneus

que oferecesse um alto nível de desempenho, tanto em

piso molhado como seco, boa travagem, longa vida útil

do pneu e, mais importante, super baixa resistência ao

rolamento. Isso ocorre porque a resistência ao rolamento

pode ter um enorme impacto no uso de combustível

e, neste caso, no alcance da energia da bateria do ID.3.

Algarve Pro Racing

escolhe Goodyear

A Algarve Pro Racing, equipa europeia de competição da classe LMP2 nas European

Le Mans Series (ELMS), anunciou uma parceria técnica de pneus com a

Goodyear para a temporada de 2020. Enquanto campeã em título das Asian Le

Mans Series, a Algarve Pro Racing já deu mostras do seu pedigree de vencedora

de corridas, e do seu profundo conhecimento de como maximizar a performance

dos pneus. O que permitirá que a Goodyear receba valioso feedback técnico ao

longo de toda a temporada numa variedade de circuitos europeus. Como marca

de pneus vencedora das 24 Horas de Le Mans em 14 ocasiões, a Goodyear possui

um ilustre historial de trabalho com algumas das melhores equipas em corridas

de resistência. Depois de um regresso histórico ao Campeonato do Mundo de Resistência

da FIA (WEC) em 2019, a Goodyear tornar-se-á num fornecedor de pneus

das ELMS no final deste ano. Stewart Cox, diretor da equipa Algarve Pro Racing,

descreve a parceria técnica: “Estamos impressionados com o esforço e o apoio

que recebemos por parte da Goodyear. Poder beneficiar da sua enorme experiência

no automobilismo ao mais alto nível é uma grande honra, e espero que tal

nos dê uma vantagem sobre os nossos competidores. Depois de termos exibido

um bom ritmo e confiança com a mais recente especificação dos pneus Goodyear

durante os testes de pré-temporada, estamos ansiosos pelo início da temporada”.

Triangle Tyre entre as 10 principais

marcas de pneus na China

A Triangle Tyre encontra-se classificada entre as 10

principais marcas de pneus de automóveis no recém-

-lançado China Brand Power Index (C-BPI) 2020. O C-BPI

é o primeiro sistema de avaliação de valor de marca

na China, implementado pela agência profissional de

classificação de marca CHN-Brand, sob a orientação do

Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação. Lançado,

pela primeira vez, em 2011, o C-BPI consiste num

estudo independente e imparcial, com base no feedback

dos consumidores chineses sobre produtos e serviços

utilizados ou próprios, determinando o comportamento

de compra. A pesquisa anual do C-BPI ajuda os consumidores

locais nas suas escolhas de compra e apoia as

empresas na gestão da sua marca. Os indicadores do

relacionamento da marca são: associação da marca, lealdade

à marca, preferência da marca. Desde que o índice

foi divulgado, em 2011, que a Triangle Tyre surge muitas

vezes na lista. Agora, em 2020, ocupa a 9.ª posição na

lista de marcas de pneus, o que reflete a confiança e o

reconhecimento consolidado dos seus consumidores.

Michelin e colaboradores

colaboram com a luta contra a fome

A Michelin mantém o seu firme propósito de colaborar neste momento para

ajudar a melhorar a qualidade de vida das pessoas mais desfavorecidas. E uma

das formas de o fazer é através do apoio da Fundação Michelin Espanha Portugal

(FMEP) à luta contra a fome em ambos os países. Na atual situação provocada

pela crise sanitária do coronavírus, são ainda mais necessárias colaborações desinteressadas.

Por este motivo, a Fundação Michelin Espanha Portugal iniciou a

terceira edição da campanha solidária “Está na tua mão”. Com esta ação, a Michelin

pretende melhorar a qualidade de vida dos mais desfavorecidos e proteger o

meio ambiente, fomentando, ao mesmo tempo, as iniciativas sociais entre os seus

próprios trabalhadores. Desta feita, a campanha “Está na tua mão 2020” promove

a colaboração dos próprios funcionários da Michelin em Portugal com a Rede de

Emergência Alimentar e em Espanha com a Federação dos Bancos Alimentares,

mediante doações diretas, com o compromisso, por parte da FMEP, de realizar

uma doação complementar de uma importância, no mínimo, equivalente ao doado

por todos os funcionários. No total, através desta ação, os trabalhadores da Michelin

reuniram cerca de 25 000€, a que se somam os 35 000€ doados pela FMEP

às Federações de Bancos Alimentares de Portugal e Espanha.

52 | Revista dos Pneus | Junho 2020


Rede Euromaster cumpre

com protocolo de redes seguras

ContiService adota

normas de segurança rígidas

Atenta à nova fase que o país atravessa e cumprindo o conjunto de

procedimentos e protocolos estabelecidos pelo setor, a rede de oficinas

ContiService está preparada para responder, ativamente, aos desafios

colocados pelo desconfinamento, garantindo a segurança de clientes

e colaboradores. Sandra Melo, responsável pela ContiService, assegura

que a prioridade nesta nova fase que o país atravessa é “garantir a segurança

de clientes e colaboradores”. E que “os pontos de venda da

rede têm implementado inúmeras medidas de higiene, em linha com

o conjunto de recomendações em vigor para o setor”. Recomendações

essas que incluem a limitação de acesso do cliente a área da oficina,

mapeamento de limpeza e desinfeção dos espaços comuns, das superfícies

de contacto e dos equipamentos oficinais, recomendação do

agendamento antecipado (via site ou telefone) de todos os serviços de

manutenção e adoção de meios de pagamento eletrónicos, entre muitas

outras. Inclui-se, também nestas medidas, uma série de procedimentos

de higienização da viatura antes e depois da intervenção na oficina, de

forma a minimizar potenciais riscos de contágio ou contactos diretos

na entrega e devolução de viaturas aos clientes, que inclui a limpeza de

todos os pontos de contacto físico com o automóvel.

A segurança faz parte das prioridades da Euromaster, desde o início

da propagação da pandemia de Covid-19. Por isso, a rede trabalhou

para cumprir com as indicações dadas pela DGS. A Euromaster faz

parte de um dos setores onde foi fundamental manter a atividade

em funcionamento durante o Estado de Emergência, tendo reagido

e adaptado a sua forma de trabalhar, permitindo aos colaboradores e

clientes permanecerem em segurança nas idas às suas oficinas. Para

além de medidas que privilegiam o distanciamento social, utilização

de EPI pelos colaboradores e clientes, higienização constante de espaços

e superfícies, nos centros Euromaster é feita a higienização dos

veículos após a intervenção

nos mesmos. Sempre a pensar

na segurança do cliente.

Mas as medidas de higiene e

segurança ganharam prioridade

não apenas nos centros

Euromaster mas, também, durante

o serviço Master Recolha

& Entrega, onde é facilitada ao

cliente a recolha do veículo

num local à sua escolha. Por

estas razões, a Euromaster encaixa

no perfil de rede segura.

PUB

www.revistadospneus.com | 53


Notícias

Produto

Michelin estreia com êxito

novo pneu traseiro para MotoGP

A Michelin estreou o seu novo pneu traseiro para MotoGP na primeira ronda

da temporada, disputada no Circuito de Jerez-Ángel Nieto em condições

extremas, com temperaturas em pista superiores a 50° C. O vencedor da

primeira corrida do ano, o francês Fabio Quartararo (Petronas Yamaha SRT),

colocou à prova as qualidades da sua moto e dos pneus Michelin, e, além de

subir ao lugar mais alto do pódio no traçado andaluz, obteve o recorde da

volta no que é considerado como um dos circuitos clássicos do calendário.

O novo pneu traseiro da Michelin Power Slick, foi desenvolvido com o objetivo

de aumentar a performance, a durabilidade, a tração e a estabilidade,

seguindo a máxima da sua estratégia “Performance concebida para durar”,

que também se aplica aos pneus de estrada. Este pneu, com a sua nova estrutura,

representa um grande passo em frente em termos de prestações, do

que resultarão múltiplos recordes da volta mais rápida ao longo da presente

temporada.

Goodyear apresenta Eagle F1

SuperSport para Pure ETCR

A Goodyear revelou o pneu de competição Eagle F1 SuperSport

que equipará todos os veículos que compitam no Pure ETCR,

o primeiro campeonato multimarca do mundo para carros de

turismo totalmente elétricos.

A Goodyear é o fornecedor exclusivo de pneus e parceiro fundador

deste novo e emocionante campeonato. O exclusivo pneu

de competição com rasto para o Pure ETCR é o mais recente da

gama de alta performance Eagle F1 SuperSport da Goodyear.

Partilha uma grande parte da sua tecnologia com o pneu de

estrada Eagle F1 SuperSport, mas está otimizado para maximizar

a performance dos radicais turismos elétricos do Pure ETCR, que

disputarão as suas primeiras corridas no final deste ano.

wO pneu Goodyear Eagle F1 SuperSport ETCR feito sob medida

possui uma aparência muito semelhante à do pneu de estrada,

partilha a mesma filosofia e boa parte da tecnologia. Estas tecnologias

partilhadas incluem as caraterísticas Power Shoulder e

High Force Construction, determinantes para maximizar a performance

tanto nos automóveis de estrada como nos carros de

competição do Pure ETCR com 500 kW (670 cv).

Nexen Tire fornece

pneus de origem para VW Golf 2020

A Nexen Tire anunciou que está a fornecer os pneus N’blue S e WINGUARD Sport 2

para a instalação de equipamentos originais (OE) na próxima geração do Volkswagen

Golf. O Golf é o hatchback mais vendido da Volkswagen e vendeu globalmente

mais de 35 milhões de unidades desde o seu primeiro lançamento em 1974. O Golf

é considerado o exemplo clássico de um carro familiar compacto e, portanto, foi

reconhecido como um líder influente no mercado global do segmento hatchback.

O seu último modelo a ser equipado com pneus da Nexen Tire é a 8ª geração, que

sofreu uma reformulação completa da geração anterior. O N’blue S foi projetado

para veículos ecológicos e de alto desempenho, oferecendo resistência ao rolamento

minimizada. Especialmente, o pneu oferece excelente desempenho de drenagem e

frenagem com um design mais simples do piso. Como o primeiro produto de pneu

que adotou a tecnologia Sidewall Aero Dynamic da empresa, o N’blue S garante

melhor quilometragem e ruído de passagem reduzido.

Continental aumenta gama

CombineMaster

Mesmo a tempo do início da colheita, a Continental aumentou a

seu portfolio de pneus para o setor agrícola. No seguimento do

sucesso alcançado com o lançamento das primeiras dimensões

da gama CombineMaster em 2019, entre o final deste ano e o

início do próximo, serão disponibilizados ao mercado mais 10

dimensões de pneus agrícolas – incluindo pela primeira vez a

versão VF, produzido com o recurso à inovadora tecnologia VF.

O primeiro VF Combine Master na dimensão 500/85R24 está

disponível desde julho e acompanhará com segurança os agricultores

no decorrer da colheita deste ano. As duas versões do

CombineMaster estão patenteados com tecnologia N.flex e com o

inovador d.fine tecnologia do talão. Esta combinação dota o pneu

de uma excelente flexibilidade com baixa vibração na carcaça e

uma elevada resistência ao desgaste operacional.

54 | Revista dos Pneus | Setembro 2020


toyo_revistadospneus_09.pdf 1 31/08/2020 11:55:10

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

www.revistadospneus.com | 55


Notícias

Produto

Tiresur lança pneus MRL

de flutuação radial

Na última edição da FIMA, a Tiresur e a MRL, apresentaram

os seus novos modelos de flutuação radial

FLR 333 e FLR 335, que juntamente com o FLR 339,

supõem uma excelente escolha se procura um pneu

especialmente preparado para as duras condições

de trabalho em ambientes rurais. Tratam-se de pneus

altamente avançados, desenvolvidos com tecnologia

de ponta, para a obtenção dos melhores resultados

num segmento tão complexo como o agrícola,

onde as características do terreno e as especificações

do veículo, pedem um alto nível de exigência.

Os novos pneus de flutuação MRL oferecem uma

importante vantagem económica ao utilizador, já

que oferecem um ótimo rendimento, reduzindo o

consumo de combustível do veículo a níveis muito

baixos. Somando a durabilidade do pneu à redução

do consumo de combustível, aumentamos a

rentabilidade do trabalho, graças à diminuição dos

custos de exploração.

Dunlop Trailmax Meridian

conquista reconhecimento

A publicação líder alemã MO Motorrad Magazin ficou impressionada com o novo Dunlop

Trailmax Meridian 2020, após completar um teste de longa duração com uma BMW

R 1250 GS, atribuindo, assim, a este pneu o seu selo de aprovação “MO TIPP”. A sua recomendação

do Trailmax Meridian surgiu na edição de julho de 2020 da Motorrad Magazin

MO. O experimentado piloto de testes e editor, Maik Schwarz, testou a moto de aventura

BMW R 1250 GS, e incluiu uma secção separada em que eram avaliados os pneus

utilizados no decorrer do seu teste que durou um ano, incluindo o Trailmax Meridian.

“O Meridian harmoniza-se de forma excelente com a R 1250 GS, em todas as condições

de condução em estrada”, escreveu Maik Schwarz, antes de acrescentar que a durabilidade

do Trailmax Meridian também foi impressionante. “Podem esperar-se cerca de 10

000 quilómetros, dependendo do estilo de condução. Convenientemente, o composto,

a construção e a profundidade da banda de rolamento foram concebidos para que o

desgaste nos pneus dianteiro e traseiro seja bastante equilibrado, e os pneus possam ser

trocados aos pares”.

Petlas prepara lançamento de

pneus All Station

A Petlas é um dos maiores e mais antigos fabricantes

de pneus da Turquia, e possui a tecnologia

de design e a capacidade de fabrico com base no

know-how e experiência acumulados por mais

de 40 anos. Agora está orgulhosa de apresentar

a sua solução definitiva para manter as estradas

seguras em todas as condições climáticas. A política

da Petlas visa garantir uma condução segura,

além da sustentabilidade. Os seus engenheiros de

P&D desenvolveram o PT565 com características

ecológicas, graças à sua forma de bloco em forma

de V, oferecendo menor consumo de combustível

e emissão de CO2 como resultado de menor resistência

ao rolamento. O PT565 adapta a direção de

acordo com as estações do ano. Naturalmente, após

a neve e / ou chuva, os condutores são

mais cautelosos quanto à capacidade

de estabilidade de seus veículos.

O novo PT565 garante tração perfeita

para todas as condições climáticas.

Os compostos de borracha

otimizados do PT-565 MultiAction

garantem uma aderência perfeita

e oferecem uma resposta precisa à

estabilidade do carro.

Michelin inicia comercialização

do Agilis 3 para comerciais

Após o lançamento, no ano passado, do pneu all season Michelin Agilis CrossClimate, a Michelin

prossegue o desenvolvimento e renovação da sua gama de pneus para veículos comerciais, a

qual acolhe, agora, o novo Michelin Agilis 3, lançado em substituição do Michelin Agilis+. O novo

pneu Michelin Agilis 3 responde às principais expetativas dos profissionais do transporte urbano

e por estrada, que procuram otimizar os seus custos sem comprometer a segurança. Ao mesmo

tempo satisfazendo as necessidades dos fabricantes de veículos, que requerem soluções que lhes

permitam reduzir o impacto ambiental dos veículos para cumprir com as restrições europeias em

matéria de emissões de CO2. Objetivos cumpridos com o Michelin Agilis 3, que permite lidar com

os negócios e ajudar a preservar o meio ambiente através de quatro argumentos determinantes:

Concebido para minimizar o impacto ambiental, o novo Agilis 3 permite uma redução do consumo

de combustível de 0,2 l/100km, o que equivale a uma redução de 5 kg de CO2 a cada 1.000 km.

56 | Revista dos Pneus | Setembro 2020


www.revistadospneus.com | 57


Notícias

Produto

Michelin lança TRAILXBIB

para reboques e alfaias

BKT apresenta

nova gama pneus florestais

As florestas são valiosas e devem ser ordenadas com vista ao crescimento sustentável.

Isto porque, a procura de madeira nunca desce, muito pelo contrário. São diversos os

“atores” que tornam o setor um sucesso, incluindo os pneus, um instrumento extremamente

poderoso. A madeira é um dos materiais mais procurados do mundo, até ao ponto

dos seus principais derivados terem alcançado recordes nos últimos anos. Os pneus

são utilizados em condições extremas e têm de deslocar-se em situações difíceis, sobre

terrenos e superfícies irregulares e lamacentas, com obstáculos, troncos, etc. Devido às

suas dificuldades particulares, o mundo da atividade florestal exige grande habilidade e

experiência. Exige força, resistência, capacidade de carga, estabilidade e personalidade,

sobretudo nas circunstâncias mais complicadas. A BKT aceitou o desafio ao desenhar

pneus altamente especializados, começando pela observação das condições reais de

trabalho e permitindo que o veículo demonstre toda a sua potência. Trata-se dos pneus

FORESTECH, FS 216, F 240 e TR 678, todos eles resistentes e, por conseguinte, de longa

duração.

Falken Sincera SN832 Ecorun

eleito melhor pneu de verão

O pneu Falken SINCERA SN832 ECORUN obteve um novo e importante reconhecimento como

o melhor pneu de verão nos testes realizados pela Altroconsumo, a maior organização de consumidores

de Itália, que tem mais de 370.000 membros, conhecida pelos testes comparativos

independentes. O SINCERA SN832 ECORUN na dimensão 175/65 R14T alcançou o primeiro lugar

nas categorias “Best of Test” e “Best Buy”, em comparação com outras 14 marcas de pneus.

Este teste de pneus independente, avaliou o desempenho dos pneus de acordo com critérios

de aderência em piso seco e molhado, durabilidade, ruído externo e interno e consumo de combustível.

O SINCERA SN832 ECORUN alcançou uma pontuação geral de quatro estrelas em cinco.

No desempenho em piso seco e molhado, obteve a classificação mais alta: cinco estrelas para

aderência e estabilidade em piso seco e resistência à aquaplanagem em curvas. O desempenho

do SINCERA SN832 ECORUN oferece excelente desempenho, eficiência e segurança.

O novo MICHELIN TRAILXBIB desenvolvido em conjunto

com os agricultores, oferece as melhores prestações

para garantir a maior rentabilidade possível e,

ao mesmo tempo, preservar o solo, sendo adequado

a uma utilização mista em estrada / campo, tanto

nos tratores como nos seus reboques ou alfaias. O

pneu MICHELIN TRAILXBIB possui três vantagens

principais: Nova carcaça VF22, para una maior robustez

e, ao mesmo tempo, uma melhor proteção

do solo; Grande capacidade para escoamento da

lama, graças a um desenho específico do rasto da

banda de rolamento, sem zonas “fechadas”, e a uma

distância entre tacos que aumenta gradualmente até

aos ombros; Maior duração por comparação com

as gamas CARGOXBIB HD e HF1, graças a 25% de

borracha suplementar e ao taco central contínuo,

que assegura tanto um desgaste regular como um

melhor comportamento em estrada.

Dunlop Geomax MX-33 eleito

para Honda CRF450R

O Geomax MX-33 da Dunlop foi selecionado pela

Honda como equipamento de origem para a

CRF450R de 2021, o que é prova adicional das suas capacidades

enquanto pneu de motocross altamente

versátil, capaz de uma performance impressionante

num leque de superfícies sem paralelo. A Honda

atualizou quase todos os aspetos da CRF450R para

2021, com inúmeras peças novas e um propósito nuclear

de desenvolvimento subordinado ao conceito

“curvar com precisão”. Para o alcançar deste objetivo

contribuiu a tecnologia vencedora de corridas do

Geomax MX-33, concebido para terrenos macios,

de lama e intermédios, mas suficientemente versátil

como para funcionar num ainda mais amplo leque

de superfícies. O desenho do Geomax MX-33 conta

com um vértice mais fino e longo, para proporcionar

maior estabilidade e feedback, em conjunto com

uma construção renovada, que permite aumentar

a absorção de impactos e controlar de forma mais

efetiva a deformação da carcaça.

58 | Revista dos Pneus | Setembro 2020


Goodyear equipa de origem

novo Land Rover Defender

YOKOHAMA inicia

comercialização do BlueEarth-XT

A YOKOHAMA anunciou um novo pneu à sua linha

BluEarth de pneus de baixo consumo de combustível

e amigos do meio ambiente. O BlueEarth-XT AE61, que

está desenhado para uso em SUV Urbanos/crossover

como pneu de verão. Estará disponível em 27 medidas,

desde 235/55R20 102V a 215/70R16 100H. O BlueEarth-

-XT AE61 é um pneu de verão desenvolvido especificamente

para o uso em SUV urbanos/crossover. O pneu

oferece um rendimento de condução e estabilidade

que os condutores necessitam nas ruas e estradas

da cidade, assim como um silêncio superlativo que

contribui para a comodidade dentro do habitáculo do

veículo. Além disso, a resistência do pneu ao desgaste

irregular permite uma longa vida útil do mesmo. O

pneu também logra uma combinação sem compromissos

de nível superior de rendimento em tração e

piso molhado, bem como na resistência na rodagem,

o que proporciona aos condutores uma maior sensação

de segurança em condução na chuva permitindo

ao mesmo tempo uma poupança de combustível. O

BlueEarth-XT AE61 também apresenta um desenho

assimétrico do piso desenvolvido pela Yokohama Rubber

especificamente para proporcionar o rendimento

exigido pelos condutores de SUV urbanos/crossover. O

desenho do piso proporciona uma alta rigidez do ombro

até ao centro que contribui para a manobrabilidade e

resistência ao desgaste irregular.

Há muitos anos que o Grupo Jaguar Land Rover trabalha em estreita colaboração

com a Goodyear no fornecimento de pneus de equipamento original (OE, na sua

sigla em inglês) para diferentes modelos do seu vasto portfólio de produtos. Desta

feita, a marca britânica Land Rover volta a confiar na Goodyear para equipar o seu

autêntico ícone do todo-o-terreno, o Land Rover Defender, que regressa à vida totalmente

revitalizado em 2020. Imparável e incomparável, o novo Land Rover Defender

poderá montar pneus Goodyear de diferentes medidas e especificações. Deste

modo, os Goodyear Wrangler All-Terrain Adventure são disponibilizados em jantes

de 18, 19 e 20 polegadas para o novo Defender de Land Rover. Este polivalente e

versátil pneu permite aos condutores do novo Land Rover Defender desfrutarem de

um muito elevado conforto de rolamento e, ao mesmo tempo, abandonar o asfalto

a qualquer momento e enveredar pelo fora de estrada com total confiança. Para tal,

conta com uma carcaça reforçada com Kevlar, por forma a conferir-lhe consistência

e, assim, evitar furos e perfurações numa utilização off road.

PUB


Notícias

Produto

Dunlop SP247

apresenta reduzido custo por Km

A Dunlop apresenta o SP247, uma nova gama de pneus para

camião que oferece às frotas um desempenho alargado em

todas as condições climatéricas, uma elevada quilometragem

e um reduzido custo por quilómetro. O SP247 substitui a gama

Dunlop SP246. A linha Dunlop SP247 exibe uma versatilidade

funcional em todas as aplicações, incluindo a distribuição regional

e de longo curso, assim como as condições de serviço urbanas

e severas em estrada. A nova gama de produtos oferece uma

excelente mobilidade no inverno, sem comprometer qualquer

outro critério de performance. Cumpre totalmente com a mais

estrita legislação europeia relativa a pneus de inverno, que requer

a marcação Three Peak Mountain SnowFlake (3PMSF)”. O

Dunlop SP247 é caraterizado por um robusto design de cinco ou

seis nervuras. Os mais recentes atributos tecnológicos incluem

uma construção da carcaça resistente e duradoura, ranhuras

profundas e um composto da banda de rolamento que poupa

combustível, altamente resistente à abrasividade. A gama é totalmente

recauchutável.

Michelin Track Connect

disponível para todos

Fiel ao seu ADN, o Grupo Michelin persegue a sua ambição de uma mobilidade

conectada que seja mais sustentável, e a que tenha acesso o maior

número possível de pessoas. Para tal, oferece, agora, melhores experiências

de condução em circuito ou durante as provas de ralis, com ou sem pneu

conectados, graças à atualização da MICHELIN Track Connect, após dois anos

de testes. A Michelin é pioneira no que diz respeito a pneus conectados, com

o lançamento do MICHELIN Track Connect em março de 2018. A solução de

pneus conectados MICHELIN Track Connect, que atua como um engenheiro

de pneus virtual, analisa em permanência a evolução da pressão dos pneus e

oferece ao condutor conselhos e recomendações relativas à gestão dos mesmos.

Composta por pneus MICHELIN em que tenham sido instalados sensores,

por um recetor e por uma aplicação para smartphones, que disponibiliza

informação e conselhos, a solução MICHELIN Track Connect destina-se,

principalmente, aos adeptos dos “Track Days”, proprietários de automóveis

desportivos que os conduzem em circuito.

Goodyear amplia gama de estrada

com KMAX T GEN-2

A Goodyear complementa a sua gama de pneus premium para

camiões KMAX GEN-2, para eixos direcionais e de tração, com os

novos KMAX T GEN-2. Os novos produtos oferecem, entre outros

benefícios, maior quilometragem, maior vida útil, cumprimento

integral da legislação da UE relativa a pneus de inverno e conetividade

RFID. A nova geração de produtos, que substitui a

gama de pneus para camiões KMAX T, é a mais recente adição à

proposta de valor da Goodyear Total Mobility. Esta oferta única

personalizável para frotas também inclui soluções de frotas inteligentes

e o suporte de uma rede de serviços especializados

em toda a Europa. O novo desenho da banda de rolamento tem

5, 6 ou 7 nervuras, dependendo da medida, o que proporciona

resistência aos danos e ao desgaste.

EuroMais apresenta novo Achilles ULTRAVAN 88

O distribuidor sediado na região centro apresentou a nova geração do modelo comercial

LTR80, agora denominado ULTRAVAN88. Trata-se, no fundo, de um pneu de

elevada performance para veículos comerciais ligeiros (light-duty). Constituído por

três largos blocos em ziguezague, este novo modelo oferece resistência máxima e

superior capacidade de tração. Alvo de mais do que apenas um rebranding, o novo

ULTRAVAN 88, da Achilles, mantendo o mesmo piso que tem tido excelente aprovação,

dispõe, agora, de uma construção mais robusta e ainda mais resistente. O novo

ULTRAVAN88, produto exclusivo EuroMais, já se encontra disponível no mercado,

contando com três principais argumentos, para além da já mencionada melhoria

na robustez. A saber:

• Design com tr ês sulcos circulares – proporciona melhor aderência na transição

das condições on/off road;

• Blocos em ziguezague - melhoram a performance de contacto. Excelente capacidade

de aderência, menor distância de travagem e maior quilometragem, ao mesmo

tempo que reduz a temperatura, traduzindo-se em menor desgaste e consumo de

combustível mais baixo;

• Nervuras circunferenciais - reduzem a rigidez do piso e melhoram o conforto de

condução.

60 | Revista dos Pneus | Setembro 2020


Galaxy apresenta Garden Pro

para jardinagem

Os pneus Galaxy Garden Pro estão agora disponível

em cinco novos tamanhos, cobrindo totalmente o

segmento de pequenas e médios tratores utilitários

em culturas especiais, pomares, vinhedos, jardins

e paisagismo. Graças ao comprovado design R3 +,

o piso muito mais profundo garante boa tração.

Ao mesmo tempo, a compactação do solo e danos às

culturas ou plantas são evitados na maior extensão

possível. A gama tem um total 23 tamanhos, para

jantes que variam de 12 a 30 - estão disponíveis.

O Galaxy Garden Pro estão disponíveis para os s

os e traseiros de todo o segmento de tratores de

pequeno e médio porte e de via estreita.

Hankook fornece

pneus especiais para Porsche Taycan

A Hankook equipa de origem o Porsche Taycan, primeiro carro desportivo totalmente

elétrico do mundo, com os pneus Ventus S1 evo 3 ev, desenvolvidos especialmente para

as necessidades de veículos elétricos. No tamanho 225 / 55R19 XL 103Y no eixo dianteiro,

275 / 45R19 XL 108Y no eixo traseiro e ‘NF0’ na parede lateral, o Ventus S1 evo 3 ev apresenta

uma série de melhorias técnicas que favorecem o desempenho de carros desportivos

elétricos. “Estamos orgulhosos de equipar o primeiro carro desportivo totalmente

elétrico da Porsche com os nossos pneus. Fornecer equipamento original para veículos

desportivos premium já é uma tradição na Hankook. Os nossos engenheiros demonstraram

com nossos produtos, que estamos altamente preparados para a procura de pneus

para carros desportivos elétricos e, portanto, estamos bem posicionados para o futuro ”,

afirma Sanghoon Lee, presidente da Hankook Tire Europe.

PUB


Serviço

Travão de mão

à Covid-19!

Tem uma oficina ou trabalha num espaço dedicado a automóveis? Saiba quais as

medidas que tem que colocar em prática para se proteger a si e aos seus clientes

62 | Revista dos Pneus | Setembro 2020


Limpeza e higienização de veículos

As oficinas estão a adaptar-se a uma nova

realidade. Entre correr o risco de fechar ou

alterar formas de trabalho, muitas foram as

que puseram em prática um plano de contingência,

que vai desde a receção da viatura

até à entrega, passando por uma limpeza

mais regular e assídua das instalações.

Cabe à oficina não só garantir a saúde dos

mecânicos, assegurando que não serão infetados

ao manusear o carro de condutores

contaminados, como têm de assegurar que

os seus clientes, além de saírem da oficina

com pneus novos e óleo a estrear, não levam

para casa um vírus que não pediram e que

durante semanas tentaram evitar.

PLANO DE LIMPEZA E HIGIENIZAÇÃO

Para que isto não aconteça há certas medidas

que têm que ser adotadas. Em primeiro

lugar, cada organização deve estabelecer um

plano de limpeza e higienização das instalações,

assim como os procedimentos de

trabalho que os funcionários devem seguir,

nomeadamente a distância mínima de dois

metros entre colaboradores e/ou clientes.

Deverão ser escrupulosamente respeitadas e

fomentadas as medidas de distanciam ento

social, mesmo entre colegas.

As oficinas que mantenham a atividade

devem atender, com prioridade, idosos e

grupos de risco, assim como profissionais de

saúde, elementos das forças e serviços de segurança,

de proteção e socorro, pessoal das

forças armadas e de prestação de serviço de

apoio social. Deve ser privilegiado o atendimento

e agendamento telefónico ou por via

eletrónica, de modo a minimizar o contacto

presencial de clientes. Cada colaborador deverá

ter equipamento de proteção adequado

(luvas, máscara respiratória com filtragem

FFP2 e vestuário de utilização exclusiva para

o trabalho). A roupa de trabalho não deverá

ser levada para casa, e idealmente deverá

ser lavada no final de cada dia.

As oficinas oficiais, as que estão integradas

nas redes de concessionários da marca, estão

obrigadas a manter um nível de serviços e

de cuidados que é controlado pelo próprio

fabricante. No entanto, deve-se referir que

o risco continua a existir.

DA TEORIA À PRÁTICA

A entrega e recolha da viatura deve sempre

ser efetuada no exterior das instalações das

oficinas. De seguida, deverão ser colocados

resguardos descartáveis de volante, comandos

e bancos antes da utilização da viatura.

Após a limpeza/desinfeção inicial, o rececionista

deverá higienizar as suas mãos, lavando

as mesmas (ou recorrendo a desinfetante

específico). Sempre que possível, cada trabalhador

deverá ter disponível e utilizar uma

única área/zona de trabalho e ferramentas

de utilização individual. Deverão ser limpas

frequentemente as superfícies de trabalho,

nomeadamente bancadas, bem como ferramentas

de utilização comum, tanto antes de

utilizar, como após essa utilização. Se uma

superfície apresentar sinais de sujidade,

deve ser limpa com água e sabão antes de

ser desinfetada.

A necessidade de intervenção numa viatura

por vários colaboradores deverá sempre que

possível ser efetuada em separado, respeitando

as regras de limpeza/higienização

referidas anteriormente, por cada utilizador.

No caso da necessidade de intervenção

simultânea, deve manter as regras de

distanciamento social e etiqueta respiratória.

Sendo esta impossível, deve utilizar

os equipamentos de proteção individual. A

receção/devolução de peças de fornecedores

deverá ser encarada de forma similar à

receção/entrega de veículos de clientes. u

Passaram seis meses desde o avanço

da pandemia na Europa. Ao longo

deste tempo, várias empresas do

sector automóvel foram afetadas

pelo coronavírus. As oficinas não foram exceção.

Por mais máscaras e luvas que possamos

usar, não será fácil regressar em força aos

antigos hábitos. A população tem receio e

os condutores não se sentem seguros em

deixar as chaves dos automóveis nas oficinas.

Há práticas que foram abandonadas e

que agora têm, forçosamente, que regressar.

Falamos em coisas básicas que faziam parte

do quotidiano, como levar o carro à revisão,

mudar o óleo, mudar os pneus, entre outros.

www.revistadospneus.com | 63


Serviço

Como higienizar uma viatura

Sabemos que uma das medidas de prevenção para com o coronavírus é lavar as mãos e limpar todas as superfícies que possam ser tocadas.

Assim, é preciso proceder à higienização dos automóveis que entram nas oficinas de reparação e manutenção. Apesar de ser utilizado apenas

por uma pessoa, é importante garantir que não o contaminamos com elementos externos, mas também que não contamine quem trabalha.

A seguir apresentamos 5 medidas que devem ser adotadas não só para proteger a saúde de todos, mas também para contribuir para aumentar o grau

de confiança por parte dos seus clientes.

1º Antes de tocar no carro

Lave as mãos e a seguir calce umas luvas

descartáveis... e lembre-se de usar sempre

produtos de limpeza à base de álcool, apropriados

para cada componente de modo a evitar danos.

2 º Interior do carro

Embora a maioria dos desinfetantes

domésticos comuns sejam eficazes, alguns não

são ideais para serem utilizados em automóveis,

incluindo lixívia, peróxido de hidrogénio, benzeno,

diluentes ou outros produtos de limpeza

agressivos e abrasivos. Estes produtos químicos

podem danificar os estofos e/ou as superfícies

interiores do automóvel. Os toalhetes à base de

álcool ou os sprays contendo, no mínimo, 70%

de álcool são eficazes contra o coronavírus e

podem ser utilizados com segurança no seu

automóvel. O ecrã de infotenimento é um pouco

mais complicado porque é uma área de utilização

intensa e não deve entrar em contacto com

produtos de limpeza agressivos. Utilize toalhetes

adequados para ecrãs ou um pano macio

humedecido com água e sabão para limpar a

superfície do ecrã. Seque com um pano limpo.

l

Volante e manípulos

l

Chave e capa da chave remota

l

Manete de velocidades

l

Alavanca do indicador de mudança de direção

l

Controlos do limpa-para-brisas

l

Rádio

l

Botão Start, se equipado

l

Consola central

l

Apoio dos braços

l

Cinto de segurança e fecho

l

Manípulo do travão de estacionamento

l

Porta Luvas

l

Ajuste de bancos

l

Tablier

l

Ventiladores

l

Puxadores internos das portas

l

Painéis interiores das portas

l

Botões de ajuste da janela

l

Compartimentos

l

Pegas

l

Espelho retrovisor

l

Suporte para a cabeça

3º Exterior do carro

Limpar com um pano humedecido com

água e detergente; Desinfetar com um pano

humedecido em desinfetante; Deixar secar.

l

Puxadores das portas

l

Parte superior dos vidros e das portas

l

Porta e tampa do depósito de combustível

l

Botão para abrir e fechar a bagageira

l

Parte frontal da prateleira

l

Parte frontal do capot

l

Manípulo para abrir capot

l

Parte superior da vareta do óleo

l

Tampa do depósito para água

l

Tampa do depósito do óleo

4º Quando terminar

a higienização, coloque uma folha

informativa no interior do carro assinalando

as áreas que foram intervencionadas.

5º Por último limpe as chaves do

carro. Terminar deitando fora os panos que

utilizou durante a intervenção e as suas luvas.

Lavar as mãos ou usar um gel desinfetante.

Ao manter o carro o mais higiénico possível

com a limpeza e desinfeção regulares,

podemos reduzir o risco de disseminação

de coronavírus pelo uso do carro.

64 | Revista dos Pneus | Setembro 2020


Limpeza e higienização de veículos

Benefícios do uso de

um gerador de ozono

Esterilização e desinfeção

l

O forte poder oxidante e desinfetante do

ozono é capaz de eliminar e portanto,

impedir a propagação de vírus e bactérias.

Atua destruindo a parede celular e o ARN.

Desodorização

l

O ozono tem um alto rendimento na

eliminação de maus odores no ambiente

provocados por comida, tabaco, animais

de estimação, outras substâncias nocivas

e obras.

Desinfeção através de geradores de ozono

Afinal a desinfeção através de geradores de ozono é ou não é eficaz para a sua oficina? É. Mas é

preciso saber utilizar.

A molécula O 3 do ozono é instável e, à exceção de partículas de fumo e pólen, consegue desfazer tudo

o que apanha pela frente. A probabilidade de reação com os olhos, pele, pulmões e qualquer área

exposta de um ser humano é elevada.

Acima de tudo, nunca esteja presente no local onde o gerador esteja em funcionamento. É certo que

anula os cheiros desagradáveis, além dos vírus, deixando no ar um cheiro agradável a fresco, mas não

se deixe enganar pois há uma série de órgãos, daqueles que lhe fazem falta, que não vão apreciar

partilhar um espaço fechado com um equipamento deste tipo em funcionamento.

Há mais de 100 anos que que o ozono é considerado como um forte eliminador de vírus na natureza, e

tem sido muito utilizado para a desinfeção, esterilização, desodorização, desintoxicação,

armazenamento e branqueamento, graças ao seu forte poder oxidativo. Por isso é um dos nossos

melhores aliados para o combate ao Covid-19.

Um gerador de ozono aspira o ar do carro em que o equipamento for colocado e, através de descargas

elétricas – recorrendo assim ao mesmo princípio dos raios –, converte as moléculas de oxigénio em

ozono, ou seja O3. Esta é uma molécula pequena, mas extremamente instável, o que a leva a interagir

com tudo o que apanha pela frente. Daí que destrua tudo, de fungos a bolor, passando pelas bactérias

e os vírus. O coronavírus está ainda na corda bamba, mas resultados provam que não resiste ao ozono.

O Ozono, muitas vezes também chamado de “oxigénio ativo”, é a melhor ferramenta da

natureza para limpar o ambiente. Sendo o Ozono constituído por três unidades do

elemento O (O 3) e como este elemento tem a capacidade de se ligar a vírus, bactérias,

impurezas, ácaros e maus odores, permite-nos conseguir respirar ar puro sem sair de

casa/trabalho já que o resultado desta união é nada mais nada menos do que

moléculas de oxigénio e acabando estes agentes nocivos por serem anulados/

destruídos. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde) o ozono é considerado

um potente desinfetante do ar, capaz de inativar 99% de vírus do grupo IV (ao qual

pertence o atual Coronavírus). É o desinfetante ecológico mais poderoso do

mundo, tendo um poder de desinfeção 3.600 vezes superior à do cloro/lixívia

provocando a eliminação de vírus, bactérias e fungos, entre outros. A sua utilização

nas oficinas através de um simples gerador, transmite segurança para os trabalhadores

e clientes neste momento da contingência devido à pandemia do Covid 19, e ajuda a

eliminar elementos patogénicos do ar, purificando o ambiente que respiramos bem como

todo o tipo de odores desagradáveis no ambiente.

Eficiência

l

O ozono é um gás difuso e não cria

espaços mortos na desinfeção. O tempo

de desinfeção varia em função do espaço

a desinfetar (20 m 2 , cerca de 15 minutos,

aproximadamente), conseguindo-se um

efeito de esterilização de 99%.

Segurança

l

O uso de um gerador de ozono é muito

simples. Qualquer pessoa pode trabalhar

com ele sem qualquer problema. O ozono

gerado decompõe-se em oxigénio, depois

da esterilização. Respeita o meio ambiente

e não deixa nenhum tipo de resíduo.

Aplicações

l

Eliminação de vírus e bactérias; Eliminação

de odores; Eliminação de fumos;

Purificação de espaços; Desinfeção de

WC; Desinfeção de todo o tipo de veículos

ligeiros e pesados.

www.revistadospneus.com | 65


Fabricantes

Goodyear desvenda processo

Os sete passos da

criação de um pneu

O processo é mais complexo do que, à partida, se poderia pensar.

A Goodyear divulgou os sete passos da criação de um pneu. Conheça-os aqui,

ainda que de forma resumida

PASSO 1: DEFINIR OS OBJETIVOS

DE DESENVOLVIMENTO

Antes de ter início o complexo processo

de desenvolvimento de um pneu, o qual

pode demorar três anos ou mais, a equipa

responsável pelo marketing de produto

avalia o consumidor e as necessidades

dos clientes no segmento em questão. É

realizada uma exaustiva pesquisa de mercado

em toda a Europa, com a finalidade

de definir as expectativas específicas dos

consumidores, de identificar as suas preferências

nos distintos mercados e de prever

as tendências futuras. Os especialistas em

análise de mercado da Goodyear estudam

em permanência a indústria automóvel

para identificar qualquer oportunidade

para novos produtos.

PASSO 2: O PAPEL DOS DESIGNERS

Os designers estão presentes desde o

protótipo inicial, passando pelo desenvolvimento,

até à comunicação visual do produto

final. Existem dois tipos de designers

de pneus que tomam parte no processo

de desenvolvimento do pneu. O criativo,

que se centra na aparência da banda de

rolamento e dos flancos; o técnico, que

se centra unicamente nos efeitos de um

desenho específico sobre a performance.

PASSO 3: A ESTRUTURA - REFORÇO

E ESTABILIDADE SÃO DETERMINANTES

A estrutura de um pneu é fundamental para

as suas prestações e existem muitas variações

determinantes no processo de fabrico.

Tal implica a utilização de vários compostos

e materiais de reforço diferentes, como aço,

poliéster ou fibras de aramida.

Atualmente, os pneus do tipo radial são

os mais fabricados a nível global, embora

os diagonais ainda sejam produzidos para

determinadas aplicações. No fabrico de um

pneu radial, são utilizados cordões de aço

entrelaçados, que se estendem do talão a

todo o pneu, de modo a que os cordões

sejam colocados, aproximadamente, em

ângulo reto com a linha central da banda

de rolamento e paralelos entre si. Entre as

vantagens desta estrutura. incluem-se o

prolongamento da vida da banda de rolamento,

melhor controlo e níveis mais

baixos de resistência ao rolamento, logo

maior poupança de combustível.

PASSO 4: O COMPOSTO E A ARTE DA MISTURA

A criação do composto de um pneu consiste

em reunir todos os ingredientes necessários

para misturar um lote de composto de

borracha. Cada componente dispõe de uma

combinação diferente de ingredientes, de

acordo com as propriedades necessárias

para esse componente. Pode comparar-se

com um chef que combina os ingredientes

de uma receita de forma a que as subtis

variações na mistura dos mesmos possam

levar a resultados muito diferentes.

PASSO 5: FABRICAR O PROTÓTIPO

Uma vez definidos os componentes, os

compostos, os materiais específicos e o

desenho da banda de rolamento, procede-

-se ao fabrico dos pneus protótipo para

que seja possível testá-los em laboratórios

de ensaio e em veículos. A equipa trabalha

em estreita colaboração com o departamento

de avaliação de pneus, para que

os protótipos possam ser postos à prova

num amplo programa de testes e os resultados

possam ser enviados de volta à

equipa de I&D.

PASSO 6: AVALIAÇÃO DO PNEU

MILHÕES DE QUILÓMETROS PERCORRIDOS

Mais de 270 pilotos de testes da Goodyear,

juntamente com engenheiros e técnicos de

12 diferentes nacionalidades, superam 100

milhões de quilómetros de testes todos os

anos, garantindo que os pneus estão a ser

testados de uma ponta à outra do planeta,

24 horas por dia. Os testes constituem uma

importante atividade para a empresa, que

testa mais de 70.000 pneus por ano nos

seus laboratórios com terrenos e pistas de

testes, assim como em estrada. Na Europa,

a Goodyear é proprietária de três pistas

de testes com instalações específicas para

levar os pneus ao limite, situadas em França,

Alemanha e Luxemburgo. Anualmente, são

utilizados mais de 500 veículos para realizar

os testes de pneus.

PASSO 7: INDUSTRIALIZAÇÃO E PRODUÇÃO

O processo de industrialização tem como

objetivo a criação de infraestruturas de

produção, de processos e de equipas para

garantir o êxito do lançamento de um novo

produto ao nível da produção em massa.

Uma vez estabelecidos os objetivos de

marketing iniciais e completada a fase

de verificação do protótipo, o produto

inicia uma fase de extrapolação de linha.

As novas especificações são aplicadas a

todo o leque de medidas e, na fábrica,

são efetuados testes individuais de qualificação.

u

66 | Revista dos Pneus | Setembro 2020


23 OUTUBRO 2020


A LONG WAY

TOGETHER

ULTRAPASSANDO A LINHA DO HORIZONTE

A vasta carteira de produtos da BKT inclui gamas de pneus específicos, na vanguarda, para atender

os pedidos mais exigentes em múltiplos campos, tais como a agricultura, a construção e o OTR, bem

como aplicações de transporte e agroindustriais.

DISTRIBUIDOR PARA PENÍNSULA IBÉRICA

JOSÉ ANICETO & IRMÃO, LDA

Cantanhede

Tel: 231 419 290

info@sjosepneus.com

www.sjosepneus.com

Hooray! Your file is uploaded and ready to be published.

Saved successfully!

Ooh no, something went wrong!