Jornal Escolar - O Farol #27 (janeiro/fevereiro de 2021)

aeffl1

O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

O Farol

Jornal Escolar

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Sumário

Editorial; 2

Notícias

Atividades realizadas na

Educação Pré-Escolar:JI da

Fuseta e JI de

Moncarapacho; 3 e 4

O Farol - Jornal Escolar N.º 14 - Mês de novembro de 2017

Atividades no 1.º Ciclo do

Ensino Básico; 5 e 6

Atividades Pré-Escolar e 1.

º Ciclo do Ensino Básico:

Terapia da Fala; 7

Atividades nos 2.º e 3.º

Ciclos do Ensino Básico; 8

Atividades no Ensino

Secundário; 9 e 10

Sugestões Literárias

Livro do Mês, 25

Espaço Criativo

Textos; 20, 21, 22, 23, 24,

25, 26, 27, 28, 29, 30, 31, 32,

33, 34

No Mundo das Ciências

e do pensamento

Rov4ALL, O Nosso

Oceano em 2030; 35,

Projeto Etwinning

Astro Party Calls; 36

D

No âmbito da Autonomia e

Flexibilidade Curricular;

11 e 12

Em destaque

Dia do Patrono - EB2,3 Dr.

António João Eusébio; 13 e

14

Efemérides: Carnaval; Dia

de S. Valentim; Semana

dos Afetos; 15, 16, 17 e 18

Digit@l

AEFFl Mobile; 19

À Conversa com…

Alunos da Turma 4C; 20

Bibliotecas Escolares

Maratona de Cartas,

Oeiras Internet

Challenge´21, Batalha dos

Livros; 21

Concurso de Fotografia

“Leituras prováveis em

sítios improváveis”, Jogo

Caça Olhares; 22

Biblioteca Take Away; 23,

Caça Olhares; 24

Cidadania e

Desenvolvimento/Cida

dania Ativa

Monitorização do lixo

no espaço escolar; Dia

Internacional dos

Direitos Humanos;

Geração Depositrão; 37

Desporto, Gastronomia

e Artes

Desporto: Sem

Sacrifícios não há

ganhos, vamos lá

exercitar; 38

Artes: Artista do Mês;

39, Fotografia Criativa;

40, Exposições

Trabalhos Alunos de

Artes; 41 e 42

Esta página é tua…

O regresso do ensino a

distância… o que

pensam/sentem os

professores e os alunos; 43

Conversas à Quinta; 44

Pág.1


O Farol

O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

D

Equipa Técnica

Docentes:

Diretor

Idalécio Nicolau

O Farol - Jornal Escolar N.º 14 - Mês de novembro de 2017

Isilda Pereira

Inês Rosa

Décio Viegas

Maria Assunção Marcelino

Maria Cristina Martins

Maria do Carmo Graça

Nídia Luís

Teresa Costa

EDITORIAL

Investir nas aprendizagens dos alunos é um valor

inquestionável. É para eles, crianças e jovens, que a escola

trabalha e é neles que todos os esforços se concentram, mas

com esta pandemia e os confinamentos verificados, a sala de

aula mudou… a escola passou a ser acessível através de um

ecrã e ficou um pouco mais “distante”, apesar de todos os

esforços que, indiscutivelmente, estão a ser feitos por parte de

todos.

Presencialmente ou à distância, continuamos

empenhados em promover as aprendizagens, a desenvolver

capacidades e valores de cidadania, contudo, não há dúvida

que aspetos como a falta de interação presencial, a ausência

de resposta imediata, do apoio na hora, da perceção próxima

de que algo não foi percebido, que se verificam unicamente na

escola vivida presencialmente, têm um impacto negativo (ou

muito negativo, nalguns casos) nas aprendizagens dos alunos

tanto a nível cognitivo como a nível social e emocional.

É certo que a tecnologia, quando conseguida, simula a

situação de aula, pois possibilita uma interação entre alunos e

professores em tempo real e oferece uma vertente mais

pedagógica, mais enriquecedora (diferente, portanto, da

realidade dos jogos ou das redes sociais que as nossas

crianças e jovens conhecem melhor), mas o custo que este tipo

de ensino à distância implica é real e não pode ser

subestimado.

Neste sentido, no início deste novo confinamento,

dirigi-me especialmente aos alunos e encarregados de

educação alertando para o desafio que estávamos e estamos a

viver, sensibilizando-os para a necessidade de adotarem

comportamentos que permitissem que as aprendizagens

continuassem a acontecer, que não protelassem trabalhos e

não se desmotivassem neste regime longe dos professores e

com maior autonomia e responsabilidade, nem sempre fácil e

para que ninguém ficasse para trás.

Agora, passado um mês, reforço esse pedido, no intuito de

continuarmos a trabalhar e começarmos já a minimizar os

prejuízos que, apesar de todos os esforços, as nossas crianças

e jovens irão sentir, fazendo com que estes não se acentuem.

Quando voltarmos à escola, ao regime presencial,

espera-nos, por isso, e pelo segundo ano consecutivo, o desafio

de recuperar e consolidar aprendizagens, apoiar todos os que,

por variadas razões, não conseguiram tão bem ultrapassar os

obstáculos. Entretanto, e neste intuito, os docentes e alunos

vão trabalhando e, mais uma vez, o nosso Jornal escolar

divulga parte desses trabalhos mesmo que condicionados pela

pandemia, neste regime de escola à distância.

Trata-se de um espaço de criatividade e partilha, um

investimento nas aprendizagens dos alunos que torna

presente o que é feito à distância e que merece ser apreciado.

Idalécio Nicolau

jornalescolar@aeffl.pt

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.2


E não se esqueceram do Carnaval

O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Notícias

Momentos divertidos na sala após a

utilização de jogos novos que recebemos,

sendo bastante visível a cooperação entre

pares: as crianças com mais idade a

apoiarem as mais novas...

Atividades

Educação Pré-Escolar

Exemplo de algumas

atividades de

expressão plástica:

recorte e colagem.

Fizemos um jogo sobre “ as nossas emoções “!

Grupo 1F, Educ

Mariana Paixão,

JI da Fuseta

As crianças do G2 do Jardim de Infância da Fuseta no

E@D têm feito muitas e divertidas atividades, com as

quais aprenderam muito mas sempre a divertirem-se.

Fizeram Ioga

“Estudaram” e desenharam as fases da lua

Ouviram histórias e

representaram as suas

personagens

Fizeram experiências

Brincaram

com as

formas

geométricas

Grupo 2F, Educ Andrea Costa,

JI da Fuseta

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.3


Notícias

O E@D e relação com as famílias no JI de Moncarapacho

Conscientes que a escola deve promover a

comunicação com as famílias e reconhecendo a

importância do vínculo entre família e escola, têm sido

disponibilizados canais de comunicação diversos, de

modo a alcançar todas as famílias (telefone, e-mail e

plataforma Classroom).

Nesta segunda fase da E@D, a equipa de educadoras

do JI de Moncarapacho tem vindo a apostar em

atividades educativas de carácter lúdico, de acesso fácil

através de telemóvel minimizando assim, os

constrangimentos com o déficit de material tecnológico.

Alertando as famílias que estas são de cariz opcional

numa tentativa de respeitar os ritmos familiares, mas

com o objetivo de garantir que as crianças continuem a

sentir a proximidade à escola e aos amigos e promovendo

a interação familiar.

Nas atividades síncronas, temos desenvolvido

atividades promotoras do sentimento de pertença ao

grupo, mantendo alguns momentos da rotina da sala.

Através da plataforma Classroom, as educadoras

disponibilizam tarefas semanais para as crianças e,

através desta, são divulgados os trabalhos efetuados

pelas crianças.

Ainda são proporcionadas propostas do professor de

Educação Física e da Terapeuta da Fala no âmbito do

Projeto “Falar a Brincar com o Sapo Saltitão” com quem

trabalhamos em coadjuvação.

O nosso principal objetivo é promover o bem-estar das

crianças e das famílias.

Educadoras SAna Luísa Mariano, Carla Martins, Fernanda Alves, Elisa Mendonça e M.ª Gabriela Ramrath

Tarefa proposta: Desenhar

numa folha A4 a parte de

que mais gostou da história

- 3/4 anos

A Leonor fez o círculo com a

ajuda da tupperware branca que

estava na caixa de atividades.

Desenhou os olhos, boca e pintou

à volta. Na sessão síncrona, a

Leonor apresentou este trabalho

e “explicou” aos colegas como

tinha conseguido fazer o círculo

tão direitinho!

O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Atividades

Educação Pré-Escolar

Registo fotográfico

Tarefa proposta: Fazer uma mascarilha

usando as mãos.

Dobrar o papel ao meio, colocar a tua mão

e pedes ajuda para fazer o contorno.

Depois é só recortar e enfeitar. Podes colar

a um pau de espetada, uma palhinha ou

prender com um fio ou elástico.

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Trabalhos realizados a partir da história “A

que sabe a lua?” de Michael Grejniec.

Os animais estão curiosos para descobrir o

sabor da lua. Será doce ou salgada? Juntos,

eles tentam alcançar a lua e descobrir a

resposta.

Tarefa proposta: Desenhar os animais da

história e ordena-os pela ordem em que

surgiram na história escrevendo o numeral

correspondente (1.º, 2º, …) – 5/6 anos

Jogo

"Prova cega, a que sabe

a lua?"

- Pede aos teus pais

para disporem diversos

alimentos em pratinhos

(ex. banana, queijo,

bolacha,maçã, cenoura,

marmelada,...) e vendar

os teus olhos.

- Vais provando os

alimentos

e

adivinhando o que estás

a comer.

Tarefa proposta: Usar as

formas geométricas para

criar um palhaço.

Educ Ana Luísa Mariano,

Carla Martins, Fernanda

Alves, Elisa Mendonça

e M.ª Gabriela Ramrath

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.4


Notícias

Show de Ciências

No passado dia 8 de janeiro. ainda com aulas

presenciais, a turma 4B assistiu ao “Show de

Ciências”, promovido pelo Centro de Ciência

Viva de Tavira.

Os alunos viveram uma experiência única,

contactaram com vários materiais,

observaram novas experiências e foram

surpreendidos em algumas delas!

Os profissionais responsáveis selecionaram

um vasto leque de atividades muito

enriquecedoras, que abordavam muitos

conteúdos da componente curricular de Estudo

do Meio!

Turma 4B, Prof. Paulo José, EB2,3 Dr. António João Eusébio

algumas experiências...

Título: Orbys

Materiais: Orbys transparentes, frascos

de vidro, água num copo graduado.

Procedimento: O cientista mostrou um

frasco de vidro com orbys transparentes.

A seguir o cientista meteu água dentro do

frasco e os orbys ficaram invisíveis.

Quando os orbys ficaram invisíveis

viu-se um cavalo marinho lá dentro, de

cor lilás.

Carolina Estrela, Turma 4D FUS

Título: Cores, erlenmeyer, ( provetas) água.

Procedimento: O cientista e a sua assistente fizeram

uma experiência com copos com água e à frente tinha

5 erlenmeyer, com um líquido lá dentro. Eles disseram

para nós fecharmos os olhos e depois disseram para

nós pensarmos nessa cor.

Cada aluno deitou o líquido do erlenmeyer dentro do

copo que tinha água e outros ingredientes, como

vinagre, o que fez a reação da mudança de cor.

Título: Tampas

Material: Tubo, tampa, pastilha

efervescente e água.

Procedimento: Colocamos a pastilha

dentro do tubo com a água e fechamos

com a tampa. Esperámos um pouco e a

tampa saltou.

Voltamos a tapar o tubo e a tampa voltou a

saltar com muita força, várias vezes.

Beatriz Afonso, Turma 4D FUS,

Prof.ª Célia Gonçalves, EB2,3 Dr. João Lúcio

O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Atividades

1.º Ciclo do Ensino Básico

Hoje fomos assistir a um espetáculo.

Este espetáculo era diferente, pois era um

espetáculo apresentado pelos "Cientistas" do Centro

de Ciência Viva de Faro.

Quando entrámos no auditório, já estava o

cenário preparado e nós sentámo-nos na plateia. No

início, o cientista apresentou-se e apresentou os seus

assistentes. Depois começou a fazer as experiências

e solicitou a colaboração de alguns pequenos

cientistas.

Turma 4D FUS, Prof. Célia Gonçalves, EB2,3 Dr. João Lúcio

Título: Garrafa

Material: Bomba de bicicleta, garrafa e álcool

Procedimento: A experiência foi encher uma garrafa

com ar, utilizando uma bomba de bicicleta. A garrafa

tinha álcool lá dentro e com o ar aqueceu e começou a

sair fumo da garrafa.

Inês Martins, Turma 4D FUS

Lara Palminha e Mariana Murta, Turma 4D FUS,

Prof.ª Célia Gonçalves, EB2,3 Dr. João Lúcio

Título: Balões.

Material: Duas tábuas e 6 balões.

Procedimento: O cientista disse para um

colega meu ir para ao pé dele.

Depois o cientista pôs os seis balões entre

as duas tábuas e chamou-me para ir lá.

Depois eu e o meu colega subimos para

cima da tábua que estava com os balões

por baixo e nenhum balão rebentou. A

seguir, o cientista também subiu para

cima da tábua, mas só rebentou um

balão.

Rodrigo Pereira, Turma 4D FUS

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.5


O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Notícias

Em Estudo do Meio, realizamos um Trabalho de

Projeto, com base no estudo do Meio local.

Para elaborarmos o trabalho fizemos:

Pesquisas; Entrevistámos os nossos pais;

Conversamos com os nossos colegas e professora

na aula síncrona; Vimos um powerpoint sobre a

história do nosso concelho; Vimos filmes sobre a

nossa localidade…

Por fim ,cada um de nós, escolheu a forma de

como iria trabalhar o Projeto.

Aqui fica o registo de duas dessas atividades.

É bom saber a história do local onde nascemos,

não é?

A História é sempre muito interessante.

Turma 3H, Prof.ª Palmira Serrano, EB1/JI de Moncarapacho

Atividades

1.º Ciclo do Ensino Básico

Caíque - Olhão

Trabalho elaborado por Íris Lourenço

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Ao longo do segundo período letivo, as turmas de

3º ano de escolaridade da EB1/JI de Moncarapacho

desenvolveram alguns Projetos, que resultaram

na confeção dos trabalhos representados nestas

fotos.

Alguns destes trabalhos foram desenvolvidos em

aulas presenciais e outros já em modo de Ensino à

Distância, que teve início no dia 9 de fevereiro.

Queremos salientar que, apesar de distantes uns

dos outros e separados por um ecrã, sentimos

sempre o apoio e disponibilidade das nossas

professoras para desenvolvermos as atividades. O

nosso lema é “Juntos, somos mais fortes” e é assim

que tentamos sentir-nos dia após dia, aguardando

o momento em que voltaremos a frequentar a

nossa escola, pois as saudades já são muitas.

Vamos então enumerar os Projetos desenvolvidos

e as respetivas atividades:

No âmbito das Artes Visuais e utilizando recortes

de revistas e jornais, construímos imagens à nossa

escolha. Nas fotos, podemos verificar que há

colegas muito talentosos. Futuros artistas, está

visto! Com esta atividade aprendemos muito uns

com os outros e com as diferentes técnicas e

materiais utilizados.

Alexandre Atherton, Turma 3I

Vila de Moncarapacho

Trabalho elaborado por Ariana Sustelo

Turma 3I

Bianca Eugénio, Turma 3I

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Bárbara Rolão, Turma 3I

Pág.6


O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Notícias

Terapia da Fala

Atividades

Pré-Escolar e 1.º Ciclo do Ensino Básico

Na Terapia da Fala, continuamos, presencialmente e através de sessões síncronas, durante este

período de confinamento, a aprender conteúdos diversos e a treinar os sons da fala de forma

divertida.

Tivemos de nos adaptar às circunstâncias atuais, mas temos trabalhado com o mesmo entusiasmo

e empenho, a fim de alcançarmos os nossos objetivos terapêuticos. Para isso, nas sessões utilizamos

diferentes materiais e usamos pistas visuais, cinestésicas, auditivas, entre outras estratégias, para

que o uso da máscara não nos impeça de produzir corretamente todos os sons.

Trabalhamos semanalmente objetivos distintos de acordo com o nosso plano terapêutico e as

atividades dinamizadas integram áreas distintas da Terapia da Fala: Linguagem oral; Linguagem

escrita; Fala (articulação verbal e fluência); Comunicação Verbal e Não Verbal; Motricidade

orofacial, Respiração, entre outras.

Aqui ficam alguns exemplos! Esperemos que gostem .

Terapeuta da Fala Ana Clarinda Teixeira

Treino articulatório do F e motricidade fina

Sessão presencial: Jogo do Loto

Quem é quem?

Sessão assíncrona: atividade

enviada à encarregada de educação

Sessão síncrona

Competências da linguagem escrita

Consciência fonológica

Uso da boquinha

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.7


O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Notícias

ESCOLAS AZUIS NO

ESTREITO DE MAGALHÃES

13 de novembro: o dia para enviar todos os trabalhos que

responderam ao desafio "Escolas Azuis no Estreito de Magalhães" (mais de

100 mensagens!).

No âmbito das comemorações dos 500 anos da circum-navegação, em

que se celebra a descoberta do Estreito de Magalhães, serão lançados, a

partir deste local, três mini-veleiros não tripulados que irão navegar ao

sabor dos ventos e das marés, até que cheguem a terra. Apenas um G.P.S.

permitirá fazer o acompanhamento da sua rota e saber a sua localização.

No interior dos mini-veleiros, estarão guardadas as mensagens dos nossos

alunos, que serão admiradas por quem as encontrar.

Agradecimentos à professora Célia Gonçalves e à turma 4D FUS, da

Escola Dr. João Lúcio pelos belos desenhos, e à professora Maria Fátima

Cardoso cujo entusiasmo conseguiu contagiar muitos alunos da Escola Dr.

António João Eusébio.

Atividades

no Ensino Básico

2.º e 3.º ciclo

Este garrafão com tampas de plástico tem um significado especial: não

está cheio de tampas recolhidas pela comunidade, mas por tampas

apanhadas do chão.

Antes de nós, alguém decidiu que aquela sua tampa deveria ser

convertida em lixo e permanecer desprezada no nosso ecossistema durante

os próximos séculos. Um grupo de alunos do 6.°B da escola Dr. João Lúcio

decidiu que estas tampas deveriam voltar a entrar no ciclo fabrico como

matéria-prima e, durante este processo, ajudar pessoas necessitadas.

"O mar começa na nossa casa" (o lema para este ano letivo).

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.8


O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Notícias

KIDS DIVE VIRTUAL 2021

No dia 18 de janeiro, duas turmas do 10.º ano da Escola

Secundária Dr. Francisco Fernandes Lopes de Olhão participaram

na edição do Kids Dive Virtual 2021.

O Kids Dive é um programa realizado por uma equipa de

professores e investigadores universitários maioritariamente do

ISPA - Instituto Universitário, integrados no MARE - Centro de

Ciências do Mar e do Ambiente, com uma implantação de âmbito

nacional na medida em que envolve seis instituições de ensino

superior portuguesas. O Projeto conta ainda com parceiros de

reconhecido valor como é o caso do Oceanário de Lisboa, do

Jardim Zoológico de Lisboa, entre outros.

O projeto tem como objetivos alertar para a urgência de

proteger o meio marinho e a biodiversidade, promovendo a

sustentabilidade e contribuindo para a formação de uma geração

azul mais participativa. Para além disto, também pretende abrir a

porta do mundo subaquático a crianças e jovens, através de um

programa educativo de divulgação de ciência baseado em dois

princípios: “aprender fazendo” e “conhecer para preservar”.

Este ano, devido à pandemia por Covid19, a equipa viu-se

obrigada a adaptar aquilo que era um programa 100% prático

num programa 100% virtual. Assim sendo, a primeira sessão de

mergulho realizou-se com recurso a máscaras de realidade

virtual 360º, e contou com o acompanhamento de diversos

convidados nacionais e internacionais, dos quais o Ministro do

Mar, Ricardo Serrão Santos, e o apresentador da BBC e explorador

da National Geographic, Paul Rose.

A presente edição do projeto Kids Dive 2021 envolve um total

de nove agrupamentos escolares e cerca de 1300 alunos,

distribuídos por Portugal Continental e Ilha da Madeira. O nosso

Agrupamento foi convidado a aderir a esta iniciativa por convite

da Escola Azul, tendo sido a atividade orientada pelo Clube de

Ciências Viva.

Prof. António Espadaneira

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Atividades

Ensino Secundário

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.9


O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Notícias

Concurso “Dá-me um Nome”

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Ensino Secundário

Com o objetivo de dar uma oportunidade aos jovens para

“batizarem” com nomes estes dois “meninos”, foi lançado pela

empresa Águas do Algarve este concurso. Pretendeu-se, deste

modo, criar uma identidade própria para estas duas mascotes,

muito especiais, sugerindo-se que fossem propostos cinco nomes

(dos quais seria escolhido um) que irão acompanhar esta

empresa nas diversas ações de educação ambiental.

No mês de dezembro, um aluno ganhou um prémio do

concurso Águas do Algarve, uma bicicleta. Foi entregue no início

de fevereiro pela responsável das Águas do Algarve Dra Teresa

Fernandes. O aluno chama-se Artur Chaplieev e integra a turma

10 G1 (Centro de Apoio à Aprendizagem).

Prof. Rui Filipe, Escola Secundária Dr. Francisco Fernandes Lopes

Mês do “amigo”

Durante o mês de fevereiro, os alunos do Curso Profissional

de Ação Educativa planificaram atividades dedicadas ao mês da

amizade, praticando e executando diversas atividades

pedagógicas online, que podem ser executadas e elaboradas

futuramente no ensino presencial, com crianças da educação

pré-escolar.

Curso Profissional de TAE - Técnico de Ação Educativa

Disciplina: TPIE (técnicas pedagógicas e intervenção educativa)

Docente: Carina Botequilha Estevens, ESFFL

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.10


Notícias

Rita Soares, Turma 2F

Projeto “Aprender com histórias”

No âmbito do PPRH (Projeto “Poemas, Rimas e Histórias,

na Casa da Fifi”) da Biblioteca e das Artes, as turmas

2ºG e 2º F da EB.1/JI Moncarapacho trabalharam as

obras A horta do senhor Lobo, de Quentin Gréban e

Claire Bouiller; O pequeno crocodilo e o amor de uma

vida, de Daniela Kulot; e Caça-Olhares, de Marina

Núnez e Aviofer. Estas histórias permitiram realizar

diversas atividades nas diferentes áreas curriculares.

Na expressão plástica, os alunos ilustraram a parte de

que mais gostaram da história A horta do senhor Lobo e

com ajuda dos pais elaboraram um pequeno crocodilo

igual à personagem da segunda história estudada. Em

relação ao último livro, os alunos desenharam olhos e

escreveram o que os seus olhos viam.

Os alunos também brincaram ao Carnaval, em casa,

com as máscaras que realizaram, relativamente a essa

efeméride.

Prof.ª Violante Lopes e Célia Nascimento, EB1/JI de Moncarapacho

PPRH - 3.º ano

Se eu fosse uma princesa...

Se eu fosse uma princesa, vivia num

castelo grande e bonito. Tinha muitos

quartos e um jardim enorme, com muitas

flores.

O meu castelo ficava perto da praia e

dentro do castelo, via as ondas, os

golfinhos a saltarem, na água.

Se eu fosse uma princesa, usava

vestidos compridos, saltos altos e tiaras

na cabeça.

Eu gostava de ser uma princesa boa

para ajudar as pessoas e elas gostarem de

mim.

Ariana Sustelo, Turma 3H, Prof.ª Palmira Serrano,

EB1/JI de Moncarapacho

O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Tomás Rodrigues, Turma 2F

PPRH - 2.º ano

Bernardo Gonçalves, Turma 2G

Mariana Pedada, Turma 2F

Este é um livro que nos mostra uma princesa bem

diferente das que marcam o universo habitual de

histórias. Não quer casar, tem roupas diferentes e

animais assustadores. E, com tudo isto, faz as

delícias das crianças, mostrando-lhes que nem

todas as princesas querem um príncipe ou que

precisam dele para serem felizes para sempre.

Este livro, a partir do qual se pretende trabalhar a

igualdade de género, potencia essa reflexão, mas

também abre portas para inúmeras atividades e

para a imaginação das crianças.

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

No âmbito da Flexibilidade

e Autonomia Curricular

Joana Farinha, Turma 2F

Charlie Correia, Turma 2F

Afonso Vieira, Turma 2F

Se eu fosse um príncipe…

Joana Ganhão, Turma 2G

Leonor Capela, Turma 2G

Trabalho realizado por Sara Vilhena, Turma 2G

Aron Graça, Turma 2G

Sugestão para trabalho

individual:

Num pequeno texto fala sobre o

seguinte tema:

Se eu fosse uma princesa …

ou

Se eu fosse um príncipe …

José Moujtahid, Turma 2F

Se eu fosse um príncipe, iria viver num palácio

com muitos quartos, para poder alojar a minha

família toda. Lá fora, haveria um grande campo para

andar de bicicleta e para brincar com os meus cães.

Para poder jogar à bola, dentro do palácio,punha

um grande tapete vermelho. No meu quarto teria

também um grande monte de livros e gomitis.

Teria também uma mesa com os meus desenhos e,

na rua, tinha um trampolim.Assim, podia ter muitos

amigos e convidá-los para acampar

Afonso Damásio, Turma 3K, Prof.ª Cláudia Sancho,

EB1/JI de Moncarapacho

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.11


Notícias

Projeto “Aprender com histórias”

No âmbito do Projeto PPRH, os alunos das

Turmas 2F e 2G da EB1/JI de Moncarapacho,

trabalharam as obras: “Frida Kallo” (Meninas

Pequenas, Grandes Sonhos) e “O Médico do Mar”.

Um trágico acidente mudou

tudo para a pequena Frida

Kahlo. Presa a uma cama, deu

asas à imaginação e libertou-se

através da arte: o sonho de se

tornar uma grande pintora

transformou a sua vida numa

lição de irreverência e

independência para todos nós.”

Os alunos demonstraram muito interesse pela

história e sobre a sua vida. Foram bastante

participativos. Conseguiram identificá-la pelo

filme “Coco”. Também quiseram partilhar

experiências já vividas e como conseguiram

resolver as suas dificuldades.

Atividade desenvolvida:

- Deixar cair um fio de lã em cima da mesa e

observar.

- Numa folha branca e apenas com o lápis de

carvão desenhar o que observou.

- Regra: não pode usar a borracha.

O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

PPRH - 2.º ano

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

No âmbito da Flexibilidade

e Autonomia Curricular

A exploração desta obra foi

feita da seguinte forma:

- Diálogo sobre a atitude do

médico para com os

diferentes animais e os seus

problemas.

- Análise da atitude dos animais face aos

problemas do médico, no seu submarino.

- Reconto a história em banda desenhada.

- Ouvir o som do mar de olhos fechados e

imaginar uma viagem no fundo do mar.

- Ilustração do que viram e partilha com os

colegas.

PPRH - 4.º ano

Trabalhos sobre o Ciclo da Água

No seguimento dos trabalhos

realizados sobre a obra A menina

Gotinha de Água, de Papiniano

Carlos, no âmbito do PPRH, os alunos

fizeram um esquema sobre o ciclo da

água e apresentaram-no aos colegas,

numa das sessões.

Turma 4C, Prof.ª Ana Sofia Santos e Isabel Moujtahid,

EB2,3 Dr. António João Eusébio

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.12


O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Notícias

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Em destaque

Dia do Patrono

EB2, 3 Dr. António João Eusébio

Moncarapacho

Dia 10 de janeiro

A celebração do Dia do Patrono da Escola

AJE de Moncarapacho este ano decorreu na

segunda-feira, dia 11 de janeiro de 2021,

pelas 15:00h, com a Entrega de Prémios aos

alunos que se destacaram a nível

académico ou pelo seu envolvimento

pessoal em actividades escolares, no ano

letivo 2019-2020.

Por questões que se prenderam com a

Covid19, este ano não houve cerimónia

oficial, nem se contou com a presença dos

familiares dos alunos premiados.

Os prémios foram entregues aos alunos

pelo Sr. Diretor, Prof. Idalécio Nicolau, e

pelo filho do Patrono, Sr. João Eusébio, em

sala de aula.

Os alunos propostos para o Quadro de

Excelência Prémio Centenário, este ano,

foram novamente reconhecidos, com um

prémio monetário, valorizando-se, assim,

todo o seu empenho e sucesso académico.

Imagens da atribuição dos Prémios no ano letivo anterior

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.13


O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Notícias

Para conheceres um pouco

mais da história do

Benemérito António João Eusébio

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Em destaque

António João Eusébio nasceu em Moncarapacho, concelho de Olhão, a 10 de

janeiro de 1915.

Filho de modestos agricultores, foi com muito sacrifício que conseguiu

frequentar e concluir a licenciatura em Diplomática Consular e Aduaneira

e, mais tarde, em Finanças e Administração Comercial, no Instituto

Superior de Económicas e Financeiras, da Universidade Técnica de Lisboa.

Depois de ter sido professor do Ensino Técnico em Évora e em Lisboa, entrou

para o quadro da inspecção-geral de Finanças, tendo-se tornado um dos

maiores empresários nacionais do seu ramo, do século XX.

Das várias empresas que criou, salienta-se o Grupo Sumol, empresas que de

dedicam à produção e comercialização dos produtos Sumol e também de

outras bebidas de marcas internacionais, que formam o grupo líder do

mercado.

Dr. António João Eusébio, além de se ter distinguido como empresário,

nunca descurou de duas vertentes de importância vital: a Cultura e a Acção

Social. Foi por isso considerado uma personalidade de sólida cultura geral,

mantendo porém uma clara preferência por elementos de carácter técnico e

científicos relacionados com a alimentação, engenharia, gestão industrial,

marketing, sendo também interessado pela música (popular e clássica),

literatura e poesia.

Faleceu em 2000, perpetuando o seu nome na Escola dos 2º e 3º ciclos do

Ensino Básico, da terra que o viu nascer.

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Enviado pela Prof.ª Sandra Madeira, coordenadora de estabelecimento

Pág.14


Beatriz Ciocan, 2G

O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Notícias

Eva Faustino, 2G

Foi com muita tristeza que não pudemos organizar o habitual desfile

pelas ruas da vila de Moncarapacho, mas compreendemos que, neste

momento, isso seria impossível, pois estamos em confinamento para

protegermos a nossa saúde e a dos outros. No entanto, não deixamos passar

em claro esta época e confecionamos máscaras. Houve até colegas e

professores que se apresentaram disfarçados nas aulas síncronas, no dia de

carnaval. Foi muito engraçado e rimos muito.

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Efemérides

Carnaval

16 de fevereiro

Taíssa Martins, 3I

Atividades realizadas em casa

em articulação com a família

de cada criança.

Grupo 1F, JI da Fuseta

Entrudo (@ distância)

A turma do 1.º ano, da EB1 da Fuseta, mesmo à distância

não quis deixar de comemorar o dia de Entrudo.

Elaboramos a nossa máscara de Carnaval com a ajuda

dos nossos pais, vestimo-nos a preceito e fomos para a

nossa aula síncrona.

Foi um “desfile” diferente do habitual, mas este ano

também está a ser atípico, por isso, não faz mal. O

importante é divertirmo-nos, mesmo que seja de uma

forma diferente!

“Como é Carnaval e ninguém leva a mal”, eis algumas

amostras dos nossos trajes e máscaras. Divirtam-se!!!

Turma 1B FUS, Prof.ª Catarina Finote, EB1 da Fuseta

Mesmo sendo um ano diferente do normal, a

turma 3 K, não deixou de festejar o Carnaval.

Com material reciclável (caixas de ovos em

cartão), a ajuda dos pais e boa disposição

construímos máscaras carnavalescas.

Foi diferente mas, não menos divertido!

Turma 4A

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.15


O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Dia de S. Valentim

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

No âmbito do Dia dos Namorados, e aproveitando o estudo

da Farsa de Inês Pereira de Gil Vicente, escrevemos cartas

de amor que a personagem Inês gostaria de receber,

cumprindo orientações precisas (uso de adjetivos,

metáforas, hipérboles, expressões que expressassem

enamoramento, entre outras).

14 de fevereiro de 1523

Minha adorada Inês,

Depois de muito pensar, eu, tocador da corte real,

escrevo-te de longe esta carta. Encontro-me em viagem com

a corte rumo ao Brasil, mas, hoje, apenas consigo pensar

em ti.

No dia em que te vi, encantei-me e apaixonei-me,

sem demora, pelo teu olhar reluzente, por essa tua beleza

única, pela pessoa que és e pelo saber que possuis.

Lembrar-me desse dia em que aproveitámos o tempo que

tivemos para nos conhecer deixa-me sem fôlego,

entristece-me saber que posso não te voltar a ver por seres a

pérola que tão bem é guardada dentro dessa concha.

Tenciono casar contigo um dia, minha donzela, com

a esperança de que partilhes do mesmo sentimento.

Anseio a tua resposta a esta carta, desejoso que seja

tão especial quanto aquilo que eu sinto por ti.

Com amor,

O tocador da corte real.

Trabalho realizado por:

Joana Horta, Rafael Teixeira, Sara Diogo, Vitor Ferreira, Turma 10C

Escola Secundária Dr. Francisco Fernandes Lopes

14 de fevereiro de 1569

Minha amada Inês,

Embora me encontre em serviço oficial,

redijo-te esta carta para te demonstrar o

sentimento verdadeiro que despertou em mim na

primeira vez em que te vi.

Na primeira ocasião em que os nossos olhares

se cruzaram, deslumbrei-me com a tua linda

feição, o teu sorriso brilhante e os teus olhos

luzentes. Instantaneamente paraste-me o coração

e, naquele momento, tornaste-te o motivo da

minha paixão! Penso em ti dia e noite, és uma

prisioneira na minha mente e não vejo a hora do

nosso reencontro, de tocar nesse teu cabelo macio e

de ouvir a tua suave voz a cantar a doce melodia

que escrevera para ti.

Declaro-te, minha ternura, o amor infinito que

sinto por ti e a grande saudade que tenho de te

ver. Espero o dia em que este meu sentimento seja

aquele que sintas por mim.

Com muito amor,

Cavaleiro Cristóvão

Efemérides

Trabalho realizado por:

Carolina Peres, Daniel Camoesas, Hugo Retré, Pedro Pinto,

Marta Horta, Turma 10C

Escola Secundária Dr. Francisco Fernandes Lopes

Minha delicada Inês,

Hoje, Dia de São Valentim, um dia que celebramos com a pessoa que mais amamos neste mundo cruel, na minha

situação essa pessoa é vossa magnificência, um anjo vindo à terra para nos presentear com sua beleza e graciosidade.

Para celebrar este dia tão especial, convido-a para, no nosso sítio especial, vivermos um dia repleto de amor,

música, dança e todos os presentes e surpresas deste mundo para a minha razão de ser feliz. Lembra-se daquele

jardim secreto onde nos encontramos pela primeira vez, a primeira vez que pude experienciar sua amável companhia?

Esperá-la-ei precisamente aí.

Espero ter o privilégio de a ver para comemorarmos juntos esta celebração que, para sempre, ficará marcada

nos nossos corações, pois eu sei que, se vossa graciosidade não comparecer, um buraco negro ficará eternamente no

meu coração que nunca poderá ser preenchido…

Com muito carinho,

Fernando Vitorina

Trabalho realizado por: Érica Salvador, Marta Calé, Pavel Gudvok, Tomás Nunes, Vera Garcia, 10ºC

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.16


O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Notícias

O CEF de Jardinagem, festejou o dia dos namorados com

a edição “O dia dos namorados e as plantas!!!”

desenvolvido nas aulas síncronas e assíncronas.

Prof.ª Nélia Cid

Rosa

Rosaceae

A tarde cai,

Silenciosa, amorosa

Na alma do poeta

O poeta estranha rosa rubra e preta

Abre.

Hugo Brito

MALMEQUER

Leucanthemum

O malmequer é a designação

dada a várias espécies da

família das compostas.

Como diz o ditado

Bem-me-quer-mal-me-quer.

O mundo sem flores é uma

Tristeza, assim como a minha

vida sem ti.

Mariana Neves

DÁLIAS

Dahlia sp

As dálias representam a paixão e o

Impulso e no significado mais

Profundo desta planta encontra-se

A desordem e a instabilidade.

Amor é fogo que arde sem se ver.

É ferida que dói e não se sente

É um contentamento descontente,

É dor que desatina sem doer.

Sara Parra

O DIA DOS NAMORADOS E AS PLANTAS

CICLAMES

ANTÚRIO

Anthurium.sp

O meu por você, não tem prazo de

validade,

Não tem começo, meio ou fim,

meu amor por você

Vai viver por toda a eternidade.

Hugo Salvador

A glória da amizade não é a mão

estendida, nem o sorriso

carinhoso, nem mesmo a delícia

da companhia.

É a inspiração espiritual que vem

quando você descobre que

alguém acredita e confia em você.

Nelson Ben

JASMIM

É uma variante de Yasmin, nome

originado do persa Yasmin, Yasamen,

que quer dizer, literalmente, “

jasmim”um tipo de flor asiática muito

cheirosa.

Vem para Yasmim, vamos ver a

lua.

Essa que é minha e sua, venha

sonhar comigo.

Faça do meu amor o seu abrigo,

me mostre as

Estrelas

Neste céu que se reflete em teus

olhos

Meu anjo de caracóis amarelo

Pois um dia não estarei aqui.

Iara Batista

Efemérides

BONSAI

Amizade é como

o bonsai: é

preciso cultivá-lo

para estar

sempre verde,

saudável e vivo.

Irina Sabino

ORQUÍDEAS

Orquídeas são todas as plantas que

compõem a família Orchidaceae.

Não sou orquídea ao vento.

Sou rosa carmim

E comum.

Necessito de jardineiro fiel

Que sinta a minha “raridade”

E beleza no perfume e espinhos.

Lúcia Rodrigues

COROAS IMPERIAIS

Fritillarias Imperiais

São muito coloridas e

duradouras

A sua peculiar coroa faz com

que

Nem todas as pessoas as

apreciem.

Plantas bobosas, com flores

Coloridas, espetaculares que

podem

Enfeitar o nosso jardim.

Meu amor, minha flor

Minha menina do meu coração

Trazes-me alegria com a tua

simpatia

Eu até fico com anestesia.

Joel Jerónimo

AMORES PERFEITOS

Viola tricolor, popularmente conhecida como amor-perfeito e erva-trindade, é uma flor bienal, selvagem eurasiática.

É uma pequena planta rasteira que atinge no máximo 15 cm de altura, com flores de cerca de 1,5 cm de

diâmetro.

O único momento que não estou pensando em você é quando estou dormindo.

Gonçalo Neves

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.17


O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Notícias

Semana dos afetos

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Efemérides

Este foi um Projeto que partiu da leitura do

livro: “ O que é o Amor”. Falámos muito de

afetos e da importância de sermos amigos uns

dos outros. Neste tempo de pandemia, em que

não podemos estar juntos, este tema fez com

que percebessemos melhor a importância da

amizade. Este também foi um Projeto

romântico, pois falámos do Amor entre os

namorados e entre os nossos pais. Às vezes até

tínhamos vergonha de dar as nossas opiniões,

mas, com a ajuda dos nossos professores, lá

conseguimos dizer o que pensamos sobre este

assunto. Depois, escrevemos um texto com o

título: “Para mim, o que é o Amor”?

Prof.ª M.ª Carmo Graça e Mónica Gomes,

EB1/JI de Moncarapacho

Para mim, o amor é ser feliz com a minha

família. É cuidar de todos os que precisam de

ajuda.

O Amor é ajudar os meus pais nas tarefas

de casa e os meus pais me ajudarem nas aulas

de Ensino à Distância.

O Amor é eu e os meus irmãos nos

respeitarmos uns aos outros. É brincar com

os meus irmãos aos jogos que eles gostam,

mesmo que não me apeteça muito.

João Cerdeira, Turma 3K, Prof.ª Cláudia Sancho

Para mim o Amor é um sentimento que

enche os nossos corações. Ele dá-nos muitas

alegrias, mas, às vezes, também nos deixa

tristes.

Eu sinto amor por muitas pessoas: pela

família, amigos e pela professora.

Também sinto amor pelo meu cão Boby e

pelos outros animais.

Eu acho que não devia haver ódio no

mundo. Se só existisse Amor, não havia

guerras, discussões e o Mundo seria melhor.

Afonso Damásio, Turma 3K, Prof.ª Cláudia Sancho

Tomás Rodrigues, Turma 3I

O Amor é um sentimento que vem do coração e que se

demonstra pelas atitudes que nós temos uns para com

os outros.

Eu amo a minha família e dou-lhes muito carinho.

O Amor é gostar das pessoas e eu gosto das pessoas da

minha família e dos meus amigos.

Amor é encontrar tempo para nos divertirmos. O

Amor é cuidar das pessoas de quem a gente gosta.

Joana Marques, Turma 3K, Prof.ª Cláudia Sancho

Para mim, o Amor é quente e é muito macio. É

muito Bom o Amor que os meus pais têm por mim.

Há uma espécie de Amor que faz reproduzir as

pessoas. Não percebo como, mas ouvi dizer.

O Amor é carinhoso e fofo.É um sentimento muito

forte e muito carinhoso.

O Amor é sempre muito mais forte do que a raiva.

Tomás Rodrigues,

Turma 3I

Tomás Dias, Turma 3K, Prof.ª Cláudia Sancho

EB1/JI de Moncarapacho

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.18


O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Notícias

Digit@l

AEFFL Mobile

O Agrupamento de Escolas Dr. Francisco

Fernandes Lopes lançou, no mês de fevereiro, a

sua aplicação para dispositivos móveis - AEFFL

Mobile.

Disponível no Google Play, a aplicação

oferece aos alunos, encarregado de educação,

pais e demais membros da comunidade outras

formas de interação com o Agrupamento.

Com a app AFFL Mobile os membros da

comunidade têm, agora, através dos seus

telemóveis e tablet, acesso rápido a

informações importantes e a uma maior

facilidade de comunicação, a partir da palma

da sua mão.

Numa altura em que a maior parte das

nossas interações são por meios digitais, à

distância, por não poderem ser realizadas de

outra forma, esta app é mais um meio para o

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco

Fernandes Lopes estar ainda mais próximo dos

nossos alunos, famílias e restante população

do nosso concelho.

https://play.google.com/store/apps/details?id=appinventor.ai_apps.aeffl

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.19


O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

À Conversa com...

Opinião de alguns alunos da turma 4C

… em casa

Alunos da turma 4C

Eu preferia estar em casa ou na escola, neste tempo

de pandemia?

Penso que a pandemia não me trouxe nada de bom.

Não gosto de estar em casa a estudar sozinha.

Samira, Beatriz Santos

Eu não gosto de estar em casa, mas houve um aspeto

positivo: eu passei mais tempo com a minha família.

Leandro

Eu gosto de estar em casa com os meus pais. A minha

mãe orienta-me nos trabalhos escolares.

Nuno

Eu gosto mais de estar com a minha família em casa

do que estar na escola.

Nélia

O que é que eu gostaria de estar a fazer agora na

escola?

Eu gostaria de estar a estudar português e a conviver

com a Beatriz e outras colegas.

Samira

Eu gostaria de estar a trabalhar matemática, mais

precisamente divisões.

Leandro

E ia gostar muito de ficar na escola com as minhas

amigas. Tenho imensas saudades delas, das

professoras e de tudo. Eu preferia estar na escola a

estudar do que aqui em casa.

Beatriz Santos

Eu gostaria de estar na escola a fazer «parkour» com

os meus amigos.

Nuno

Eu estou com saudades da escola.

Maiara e Iolanda

Eu estou com muitas saudades dos meus amigos. Às

vezes fico com saudades de trabalhar português e

estudo do meio.

Beatriz Guerreiro

Eu estou indeciso entre preferir estar em casa ou ir à

escola e estar com os meus amigos.

Pedro

Turma 4C, Prof.ª Isabel Moujtahid e Ana Sofia Santos,

EB2,3 Dr. António João Eusébio

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão 20


O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Notícias

No âmbito da Maratona de Cartas

2020/2021, iniciativa da Amnistia

Internacional, conseguimos reunir, durante os

meses de dezembro e janeiro, 511 assinaturas

online em todas as escolas do agrupamento.

Para o ano seremos ainda mais.

Graças ao nosso esforço, a Maratona de

Cartas alcançou um novo recorde no número

de participações em Portugal: mais de 128 mil

assinaturas e mais de 2.000 cartas de

solidariedade.

Obrigada a todos por ajudarem a promover

e a defender os direitos humanos a uma escala

mundial.

Mais informações em

https://www.amnistia.pt/maratona/

No próximo dia 23 de março será realizada

online a segunda fase do Concurso Batalha dos

Livros. Nesta fase irão participar todos os

alunos dos vários agrupamento de escolas do

concelho de Olhão que ficaram apurados.

Do nosso agrupamento estão de parabéns e

irão participar do 1º escalão: Pedro Sares 4º C,

Rafael Fragata 4ºA, Iolanda Joadas, 4ºC,

Guilherme Martins 4ºD FUS, Helena Estevens

4ºD FUS e Martim Filipe 4ºA FUS. Do 2º escalão:

Sara Correia 6ºC, Duarte Pereira 6º C, Filipe

Rosário 5ºA, Rafael Rocha 6ºB, Alicia Botequilha

6ºB, Lara Silva 6ºA, os primeiros três alunos são

da Escola EB 2,3 António João Eusébio e os

outros três da Escola EB 2,3 João Lúcio. Do 3º

escalão irão participar da Escola EB 2,3 João

Lúcio: Leonnard Brazão 7ºB, Diogo Vitorino 7ºA,

Ricardo Caravela 8ºA. da escola Secundário

Francisco Fernandes Lopes ficou apurada no 4º

escalão a aluna Lucia Boragine do 10º I.

Bibliotecas

Escolares

OEIRAS INTERNET CHALLENGE ‘21

Se és aluno do secundário, gostas de desafios, tens

boa cultura geral, gostas de pesquisar, aprender e

trabalhar em equipa, então este desafio é para ti!

Arranja um amigo e inscreve-te aqui, até ao dia 6 de

março.

Esta é uma iniciativa promovida pelo Município de

Oeiras em parceria com a Rede de Bibliotecas

Escolares (RBE), e destina-se a todas as Bibliotecas

Escolares integradas na RBE, através da participação

de alunos do ensino secundário.

O OIC visa o desenvolvimento de competências

digitais e de literacia da informação, consistindo na

realização de um torneio de pesquisa, seleção e

avaliação de fontes de informação em linha, em

forma de quiz, com recurso ao software pedagógico

Kahoot.

Os conteúdos aos quais os participantes devem

responder incidem sobre cultura geral, literacia

digital, língua portuguesa e capitais europeias de

cultura, em linha com a candidatura de Oeiras para

2027.

Há prémios!

Consulta o regulamento no site da RBE ou no

blogue do concurso.

A prova a nível de escola será a 10 de março para

apurar a equipa que irá representar a escola.

Participa!

As bibliotecas escolares agradecem a todos os

alunos e professores que todos os anos de empenham

para que este evento corra da melhor forma. Muito

obrigada a todos pela excelente participação.

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.21


O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Notícias

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Bibliotecas Escolares

Concurso de fotografia “Leituras Prováveis em Sítios Improváveis”

Entre os dias 1 e 12 de março, irá decorrer o Concurso de fotografia “Leituras prováveis em sítios

Improváveis” no âmbito da semana da leitura.

Este concurso é destinado aos alunos do 1º, 2º, 3º ciclos e secundário.

Cada aluno deverá tirar uma fotografia de si próprio a ler, de forma a não se ver o rosto, num local

improvável, ou seja, um local pouco habitual para a leitura.

A fotografia tem de ser enviada para o email: biblioteca@aeffl.pt, com os dados pessoais do aluno,

nome, ano, turma e idade.

Os três primeiros qualificados receberão um cheque da Fnac.

Aguardamos com muita curiosidade as tuas fotos.

Jogo Caça-olhares

Desenha vários olhos, podem ter vários

tamanhos, várias cores e até diferentes formas.

Com estes olhos vais criar um jogo na tua casa

para ti e para toda a família.

- Aproveita um momento em que estejam todos

juntos, por exemplo a hora do jantar e conta-lhes a

história Caça-olhares.

- Depois distribuem os vários olhos pela casa.

- A partir do momento em que os olhos estejam

espalhados pela casa, quando algum de vós

encontrar um olho tem de ir ter com outro familiar,

caçar o seu olhar e dar-lhe um belo abraço!

Este jogo pode durar uma semana.

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.22


O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Notícias

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Bibliotecas

Escolares

Apesar do espaço físico das Bibliotecas Escolares estar

encerrado, continuamos a manter, à distância, horas de

atendimento assíncrono e síncrono, tanto para docentes como

para alunos e encarregados de educação

Disponibilizamos num mural virtual dinâmico e interativo

diversos conteúdos de apoio, os quais estão constantemente a

ser atualizados: Biblioteca @ Distância. Podem aceder

através do portal das BE ou do microsite #Aprender em

Digital.”

Preparámos um serviço de Biblioteca “Take Away”.

Estamos disponíveis para vos apoiar no que for necessário e

agradecemos o contributo de conteúdos e materiais no

âmbito das vossas disciplinas para partilhar com a

comunidade escolar. Disponham.

Fiquem bem e protejam-se!

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.23


O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Notícias

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Bibliotecas Escolares

No âmbito do projeto PPRH em articulação com as Bibliotecas Escolares, os alunos do 1º ciclo do

nosso agrupamento têm ouvido e explorado o livro Caça-olhares de Marina Núnez e Avi Ofer.

Caça-Olhares é o um livro que mostra a realidade em que muitas crianças se veem, uma sociedade

presa aos seus dispositivos móveis e com muito pouco tempo para lhes dar atenção.

Vera, a protagonista desta obra, decide tomar a iniciativa e inverter a situação, fazendo com que a

comunicação do olhar volte a existir na sua vida.

Os nossos alunos têm realizado trabalhos bem interessantes e criativos, desde desenhos e textos.

Aqui temos uma história realizada durante a sessão a partir da leitura das imagens do livro pela

turma B, do 4º ano.

Caça - Olhares

Era uma vez uma menina que, quando queria dormir, nunca tinha ninguém para lhe contar

uma história.

Um dia, decidiu ir apanhar borboletas, mas quando chegou à cidade só viu pessoas agarradas

ao telemóvel. Encontrou a sua grande amiga, tentou brincar com ela, mas o seu esforço foi em vão. A

sua mãe, que também estava agarrada ao telefone, não reparou e continuou a andar!

Nesta cidade todos os adultos só queriam estar ao telemóvel, nem tinham atenção aos seus

animais.

Quando chegou a noite, Letícia estava cheia de fome e queria comer, mas o seu pai estava mais

interessado em tirar fotos ao seu prato e não a deixava comer.

Letícia fazia de tudo para conseguir captar o olhar de seus pais, mas, mesmo assim, eles não

lhe davam atenção.

Desesperada, Letícia gritou, então, foi-lhe dado um tablet e ficou em silêncio.

Letícia fez tranças, pintou-se para chamar a atenção e o que recebeu foi um momento

fotográfico. No desespero de caçar olhares, Letícia escondeu o telefone na máquina de lavar… a mãe

quando descobriu ficou furiosa.

Fica cada vez mais triste e cansada, decide, então, sair de casa, caçar olhares e vai direito à

casa da sua avó. Fazem um piquenique no campo e durante o piquenique decidem ir à cidade, chamar

a atenção das pessoas e tirarem-lhes os telemóveis. Foi assim que conseguiram que toda a gente se

olhasse nos olhos.

Letícia despediu-se da avó e foi para casa, contou aos pais o que tinha acontecido e estes

ficaram tão emocionados que lhe deram um enorme abraço e brincaram com ela o resto do dia.

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.24


O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

SUGESTÕES LITERÁRIAS

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Livro do Mês

Educação Pré-Escolar

1.º Ciclo do Ensino Básico

2.º Ciclo do Ensino Básico

3.º Ciclo do Ensino Básico

Secundário

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.25


O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Espaço Criativo

Somos Heróis

Somos heróis

Gritamos as armas e barões

Mas largamos tudo para um canto

Descobrimos os mares

E lutamos contra monstros

Vivíamos a guerra com espadas

Lutamos contra tudo e todos

Éramos heróis

De longa data

Passamos da validade

E nem demos por nada

Com hinos e prémios

A rodar pelo mundo

Podíamos dizer

Que éramos quase donos de tudo

Uns anos se passaram

E já não temos histórias para contar

Agora já só contamos histórias

Para fazer mais uma criança descansar

E agora virou matéria

A história passada

Mas hoje em dia já não se faz história

Como aquela que é lembrada

Aposto que de mim

Não se vão lembrar

Só porque não fiz história

Não tenho história para contar

Esperança de ouvir um dia!

Num mundo sem som

uma menina vivia

foi crescendo diferente

na esperança de ouvir um dia

Os dias foram passando

muita dificuldade sentia

começou a ler os lábios

na esperança de ouvir um dia

Texto Individual

Um dia, máscaras tivemos de usar

que diferença para a menina fazia

pois nos lábios já não conseguia ler

na esperança de ouvir um dia

Mar

Eras o fundo do mar

Num mergulho arrojado

Eras o fundo do mar

Num salpique estrelado

Eras o fundo dos fundos

Mesmo sem tentar

De beleza incomparável

E difícil de igualar

Textos

Em plena pandemia,

a menina que não ouvia

foi fazer uma cirurgia

na esperança de ouvir um dia

Um milagre da ciência

aconteceu

e a menina que não ouvia

ouve até os pássaros a cantar

que tamanha Alegria!

Inês Soares, 10ºA

Eras o fundo do mar

Impossível de alcançar

Eras o fundo dos fundos

Á qual tento sempre lá chegar

Eras o fundo do mar

Num mergulho inesperado

Eras o fundo do mar

Num abraço apertado

Esperança

Jéssica Moura 10ºA

A história mudou

E já nada é como antes

Então essa história

Já nem se vê, nem tanto

Bernardo Farrobinha, 31 C

É necessário esperar

Em casa ficar

Para mais tarde na rua poder andar

Esperança eu tenho

Mas para quê esperar

Se com o meu engenho

Uma vida poderei salvar

Tempo teremos

Para abraçar e beijar

Mas hoje ficaremos

Em casa a estudar

Marlene Pereira, 3º F

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.26


Espaço Criativo

RETRATO DA PANDEMIA

Na cidade chinesa de Wuhan,

apareceram os primeiros infetados.

Mal sabíamos que, uns meses depois,

íamos todos ficar “tramados”.

Em março de 2020 ficamos em casa,

tinha chegado a pandemia.

Ficamos protegidos do coronavírus,

o vírus que toda a gente temia.

As visitas à família e amigos são evitadas,

tendo dado lugar às videochamadas.

Os abraços e beijos trocados,

por umas belas cotoveladas.

No início desta pandemia,

não pensámos que afetasse o nosso país.

Mas esquecemo-nos, no entanto,

que os velhotes são desfeitos como giz.

A situação que nos dias de hoje passamos,

é como um filme de terror.

Com cemitérios cheios de ramos,

E com equipas de profissionais a trabalhar com rigor.

No Natal, houve um relaxamento geral,

não foram respeitadas as restrições em vigor.

Os hospitais estão sobrelotados,

vivem-se momentos de verdadeiro horror.

As minhas férias

O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

O vírus levou o meu avô,

pessoa de quem eu muito amava.

Família e amigos ficaram destroçados,

pois toda a gente o admirava.

Porém, quando saímos à rua,

parece que não é uma pandemia que enfrentamos,

Pois há pessoas que estão literalmente no mundo da lua,

não tendo a noção que seremos poucos os que cá ficamos.

Estudantes em aulas online,

os pais em teletrabalho,

Já estamos na terceira vaga,

cada macaquinho no seu galho.

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Textos

A economia mundial abalada,

muita gente no desemprego.

As empresas em situação complicada,

tem sido um verdadeiro desassossego.

Não sei fazer versos,

poeta já mais seria.

O que sei dizer no momento:

estamos todos fartos da pandemia.

Texto Individual

Vamos ter esperança no futuro,

E que a vacina nos dê imunidade.

De uma coisa podemos ter a certeza,

A covid-19 ficará na história da humanidade.

Aluno do 10º ano

Nestas férias, não fiz muita coisa, mas vou contar algumas das minhas favoritas…

O momento de que mais gostei foi quando recebi as minhas galinhas, e do que eu menos gostei foi

quando soube que aquelas galinhas voavam, porque elas sabem para a árvore e depois não sabem

descer.

O meu presente favorito foi ter ido a casa dos meus avós, pois com esta pandemia não temos

passado muito tempo juntos e foi uma alegria para mim, eu gostei de todos os presentes. Do que mais

gostei foi ter cozinhado com a minha avó, do que menos gostei foi ter ficado sozinha, pois não tinha

ninguém para falar.

Eu, nestas férias, gostaria de ter ficado com a minha família próxima, mas não foi possível por causa da

pandemia. Uma informação de que eu gostei foi quando fui a casa do meu pai e passamos um bom

tempo de qualidade.

Estas foram algumas informações boas e más…

Sarai Rosário, Turma 7A, EB2,3 Dr. António João Eusébio

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.27


Espaço Criativo

10th A

FRIENDSHIP

We should value the ones we got

Even when it’s cold or it’s hot.

O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro /fevereiro de 2021

Textos em Inglês

I promise I keep your smile

If you take care of mine.

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Textos

We’re all the time together

Always and forever

The most wonderful thing in life

Is to have a good friend who you can give hi-five.

The first time we met was at school

You were talking to the teacher like fool.

You can always, but always count on me

Because our friendship is huge like the sea.

Set up all your shattered pieces

Because a new day will come in

Like the sea and the queen.

Your friendship is gold

So it will last until we are old.

Friends are the ones who give you support

Whenever you don’t feel in comfort.

That day when I saw you, I thought: “I will never be his

friend”

Nowadays, our friendship is better than any trend.

You are my friend and very important to me

If we keep being friends, we will feel free.

No matter how far or heavy the load,

Sweet is the journey on friendship’s road.

My friends and I like to go out

Because of Covid we can’t even laugh.

I remember that when you wrote to me I laughed a lot

Even in the worst moments you made me unknot.

Your friendship is so special to me

With you, I feel free.

When we spend time together

We feel like a feather.

True friends are never apart

Maybe in distance, but never in heart.

You came as a ray of light

Made my life cheerful and bright

He’s my buddy, he’s my friend

My pal with me till the end.

I’ve liked you from the very beginning

With our friendship we’re always winning.

Turma 10A, Prof.ª Ermelinda Reis

Texto em Portugês

Nunca pedi muito.

Nada de luxos.

Nada de bens materiais.

Nada de rosas.

Nada que se compre.

E tudo o que pedi.

Baseava-se.

Em afeto.

Reciprocidade.

Amor.

Honestidade.

Mas,

Às vezes,

Raramente,

Com tudo…

O que queremos.

Só nós queremos.

O lema continua o mesmo.

Apesar de toda a dor.

Da tua ingenuidade.

Em acreditares que desta vez iria ser

diferente.

Lá ficas sem chão de novo.

E dói com mesma intensidade.

"Dar tudo de mim como ninguém o fez"

Supera.

Rodrigo Mestre, Turma 3A

Escola Secundária Dr. Francisco Fernandes Lopes

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.28


Espaço Criativo

10 th F

I wanted to thank you

But I was unable to explain

What it means to have a good friend

To share life, joys and life pains.

Friendship is based on care

So a true friend is always there.

O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro /fevereiro de 2021

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Textos

From any country, from anywhere

Our friendship will never end, even if we are in

a magic square.

My friends are true for me

I love the most of what they see.

Thanks for being there

And helping me grow

Your friendship means a lot

More than you know.

At night I saw a notification on my phone

It was my dearest friend who was feeling alone

We were chatting all night long

And he said that everything in his life was wrong.

Best friends stick together

Until the end

They are like a straight line

That will not bend.

Life is for good friends

And great adventurers.

You are a real good friend

I don’t give up on you until the end.

Home

We don’t have many friends abroad

But we should value the ones we got.

You are only my friend

And I hope this friendship doesn’t end.

I met a girl who was very beautiful

Afterwards I noticed she was also dutiful.

You are my friend and I am your friend, too

But sometimes it seems you live in a zoo.

I am always here for you

To cry or smile, you are my friend, too.

Turma 10F, Prof.ª Ermelinda Reis

We were looking for something to do

Until I had the idea of meeting you.

I really like our friendship

And I hope we can keep this relationship.

You are my best friend

And I don’t want it to end.

I have a friend like you

That gives me strength you do

It’s like I found me

In your honesty.

I really like you

I hope you like me, too.

The more I know about you, my friend

The more I like you

And you felt the same way, too.

Love is everywhere we can find, it can be our partner, our

home, it can be our cat, a kind action from a stranger.

There is no way to explain love in a simple way.

For me, love is something that can fill up all my emptiness,

it’s the feeling that I no longer need to search for anything,

I reached the epicenter of inner happiness.

I found love in someone, it’s safe with him, feels like home.

I usually find myself in a hard place, where I struggle with

myself, where I feel like I’m losing control of my own life. I

can’t deal with that alone, he is there with me, he is the

core of calmness.

Love makes everything easier, and doesn’t need to

necessarily be with someone you kiss or watch movies

with, love comes in different forms. (Anonymous)

Enviado pela prof.ª Manuela Grazina

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.29


Espaço Criativo

O lamento da Natureza

Olhem a Natureza

Na sua infinita beleza

Que vai dando surpresas

Para manter sua pureza

Ouve, respira, sente

Cuida da sua beleza

Ela fala contigo

Apelando com clareza

Em cada dia que nasce

Sente-se cada vez mais cansada

Ferem-na no seu íntimo

Quando devia ser amada

Sei que não fazes por mal

Mas muitas vezes acontece

Tratá-la com dureza

E por isso ela padece

Todos deviam tratá-la

Com todo o amor e carinho

Dá-nos tudo o que precisamos

Para seguir nosso caminho

A Natureza traz-nos paz

A Natureza dá-nos vida

Chega de sacrificá-la

Já está bastante ferida

Suspira pedindo ajuda

Vai dando muitos sinais

Basta que fiques atenta

E que não sigas os demais

Eles que não se importam

Com o futuro do mundo

Que a tratam com dureza

Causam um impacto profundo

São todo os que gostam

Dela, usufruir

Está na hora de aprender

A fazê-la de novo sorrir

Joana Luís, Turma 9C , EB2,3 Dr. António João Eusébio

Projeto Asas Verdes 07/12/2020

O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereirode 2021

Abraço

Abraçar, um gesto tão simples

Que tenho medo de esquecer!

Dar um abraço, não só por dar,

Mas como forma de viver.

Abraçar é mimar

Alguém de quem gostamos.

Se algo nos privar,

Como mostrar que amamos?

Dar um abraço tão forte e apertado

Com sentimento e significado

Oh! Que saudade, que vontade,

Que tenho de abraçar,

Até o estranho da casinha ao lado.

Priscila Sousa, Turma 11B

Escola Secundária Dr. Francisco Fernandes Lopes

Abraço

À distância de um abraço

Está uma vida

Estão todos os momentos que não queremos esquecer

Estão todas as palavras que ficaram por dizer

Está todo o tempo que perdemos mas que queríamos viver

Está a alma de quem sente

E a de quem quer sentir

Tudo podemos abraçar

Mas daquilo que mais gostamos

O abraço ninguém nos pode tirar

É consolo e conforto

É água morna a escorrer no corpo gelado

É a manta que nos aquece no frio invernal

E o sopro de amor que permanece calado

Tem o abraço o papel

De sem culpa nos envolver

De com saudade nos entristecer

De apaixonadamente nos fazer arder

Tem o dom

Dom de as nossas memórias reavivar

E as nossas lágrimas reconfortar

Perde-se um abraço

Perde-se uma vida

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Textos

Texto Individual

Francisco Marreiros, 11º H, “Abraço”, 2021

Prof.ª Mónica Gonçalves

Fonte da imagem: https://oamor.com.br/

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.30


O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Espaço Criativo

Textos

Pandemia nas escolas

Como todos sabem, o nosso país está a viver

uma crise pandémica. E as escolas irão fechar.

Perante isto, acho que as escolas deveriam

fechar, pois a pandemia tem vindo a

agravar-se cada vez mais. Nas escolas é muito

difícil cumprir o distanciamento, há muitas

alturas em que temos de tirar a máscara (por

exemplo: para fazer educação física, para

lanchar, para almoçar, ...), a maioria das

crianças são menos conscientes em relação à

pandemia portanto têm menos cuidado e, com

as escolas abertas, os pais das crianças têm de

sair de casa mais vezes (para irem buscar os

filhos).

Por outro lado, acho que as escolas

deveriam manter-se abertas porque da última

vez que tivemos de ficar em casa muitas

crianças ficaram com a saúde mental afetada,

como não podíamos sair de casa também não

podíamos conviver que é essencial para o

nosso crescimento. Ao ficarmos em casa

tínhamos de ter aulas online, ou seja, passar

praticamente todo o dia em frente de um ecrã

(o que já era um pouco cansativo).

Então fico um pouco indecisa entre

fecharem as escolas ou não.

Inês Brito, 6.ºB, EB2,3 Dr. António João Eusébio

Texto Individual

Na minha opinião, perante a situação

pandémica que o nosso país está a viver, as escolas

devem continuar fechadas, uma vez que os casos de

contágio ainda não estão bem controlados e as

pessoas ainda não têm bem consciência da situação

que estamos a viver, sendo esta grave e perigosa.

Tenho assistido às notícias e vejo que ainda

existem muitas pessoas a não cumprirem com as

medidas que o nosso governo disse. Por esta razão,

enquanto não houver mais cuidados por parte das

pessoas, devemos continuar em casa, mantendo os

cuidados e medidas impostas pelo governo.

Importa dizer que a vacinação já está a ser feita.

Não concordo como tem sido feita a vacinação, pois

algumas pessoas que não são prioritárias para

receber a vacina já a levaram. Deviam seguir à risca

as regras que foram ditas em relação à

administração da vacina.

Eu não quero levar a vacina porque dói muito,

mas a minha família quer.

Outra coisa que eu não concordo é como é que os

estúdios de televisão continuam a ter os serviços de

cabeleireiro, porque os cabeleireiros e estéticas têm

de estar fechados porque não podem ter contacto

com os clientes para minimizar os contágios, os dos

estúdios também não deviam trabalhar. Se é para

um é para todos.

Para finalizar, o governo deve continuar a ser

rígido nas multas que tem aplicado às pessoas que

não têm cumprido com as medidas.

Infelizmente, existem muitas famílias e

empresários a sofrerem com esta pandemia, mas

enquanto os números de contágios não baixarem é

impossível voltarmos às nossas vidas "normais".

Gostaria que as pessoas tivessem mais atenção e

consciência das dificuldades que esta pandemia está

a causar nas nossas vidas.

Maria Leal, 6C, EB2,3 Dr. António João Eusébio

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.31


O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Espaço Criativo

Sometimes you tell

someone never to call

you again, and then the

phone rings and you

hope it’s she.

Anonymous

VALENTINES

(or maybe not…)

It’s February 14th, Valentine’s Day,

In a year quite different from what we are

used to, certainly,

Let us spend this day in another way

But nothing prevents us from showing our

love

For the people we like

Not just on this day, but every day

Because love is what makes us happy

And without love, life doesn’t have its joy.

Joana Caravela, 12º E

Textos em Inglês

Love is like a river,

An endless stream.

Love is shared by each other.

To answer someone's dream.

Textos

Take my heart; I will give it easily.

Take my hand and take this journey with me.

Take these scars and heal them all.

Take those fears and make them disappear when

things get tough.

Simão Ascensão, 12º E

There are many types of love, but because of the situation that we are living right now the most

important of them all is self-love, this type of love leads you to understand what you were, what you

are and what you want to be, it makes you lose your fears and insecurities and gain another taste of

life, you start to love yourself and that is a way of loving others in a more genuine way.

With self-love I learned that I am not perfect but despite everything I can still love myself and see

myself as the amazing person that I am.

Love is like a ray of sunshine and you can be your own ray of sunshine, you don´t have to be with

someone else to feel loved and that is the best part.

Joana Soares, 12ºE

The person I like has red hair that looks like

flames, with big blue eyes and a gentle smile

She has red lips reminiscent of a red rose with a

snow-white skin

She has the desire to help people

She is friend of the world and wants the best for

everyone

She is the first ray of sunshine that appears

during the day and the last light of the moon

She is an unattainable star but bright as a

galaxy

She is as strong as a lion and delicate as a

butterfly

She is always by my side even when she’s away

I know I can trust her

She never betrayed me and always loved me as I

am

She is everything to me.

Tiago Brito, 12º H

A smile is cheer to you and me

It comforts the weary, gladdens the sad

consoles those in trouble, good or bad.

To rich and poor, beggar or thief,

it’s free to all of any belief.

A natural gesture of young and old

cheers on the faint, disarms the bold.

Unlike most blessings for which we pray,

it’s one thing we keep when we give it away.

Maria Patrícia Mykulyak, 12ºH, Prof.ª Manuela Grazina

Escola Secundária Dr. Francisco Fernandes Lopes

Fonte da imagem: https://oamor.com.br/

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.32


O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Espaço Criativo

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Remember

Remember we used to climb to the roof

And talk about our future like we had a clue?

When we hit that party

And we got wasted but still felt hearty?

Remember when we were sixteen

And all we wanted to do was drink and smoke

As if the world was about to end when it was just a

joke?

You know what I mean…

Remember all the times we’d run away

From home like we were ready for all that?

When you’d say “stay”

And I’d go back to my flat?

Remember the times we’d go on the bus together?

All the mornings and nights you’d tickle me with

that feather?

When you knew I wouldn’t bear it

But you loved to hear me laugh so much you’d do it

anyway.

I’d watch you sit on that table and draw me. You’d

never quit.

You’d spend hours looking at me, but it’d feel just

like a little bit.

Now we’re all grown up

And these memories are all we have left.

We cross each other and all we say is “ ‘sup?”.

I feel this heavy heft.

Roses are red

Violets are blue.

Love isn’t meant to be sad

But it’s not easy to get through.

Diogo Ventura, 12º G

VALENTINES

(or maybe not…)

When my heart misses a beat

I know that I’m lost

In this hurricane of feelings

That makes me irrational

Textos

I feel like I'm incomplete

Needing you at any cost

Not caring about the reasons

That make this passion crazy and flammable.

Texto em Portugês

Beatriz Romeira, 12ºH, Prof.ª Manuela Grazina

Escola Secundária Dr. Francisco Fernandes Lopes

O JARDIM

Era uma vez um jardim grande, bonito e colorido.

No centro do jardim havia um lindo lago azul

como o céu, repleto de nenúfares rosa e amarelos,

onde os bichinhos voavam livremente.

À esquerda do jardim crescem juncos e à direita

podemos ver pedras onde as pessoas se podiam

sentar. Ao fundo, existe uma ponte de madeira, onde

estão suspensas umas flores perfumadas e que

perfumam a ponte e o lago.

Em todo o jardim podem observar-se vários

arbustos, carvalhos bons para sombra, eucaliptos

que nos dão ar puro e cogumelos de vários

tamanhos. À direita há uma árvore com muitas

flores cor-de-rosa e à esquerda há uma fonte que

esguicha água de forma abundante.

No jardim, brincam uma menina, um cão e um

menino. A menina tem cabelo preto comprido, pele

clara e é sorridente. Veste uma blusa cor-de-rosa,

calças justas e calça sapatos vermelhos. O menino

tem cabelo preto, pele clara e é alegre. Calça uns

sapatos brancos e amarelo-torrado. Veste uma

blusa amarela e calças de ganga. O cão é brincalhão

e corre rápido. O pelo é ruivo e liso e tem, ao pescoço,

uma coleira castanha.

O jardim transmite harmonia, alegria e paz aos

animais e aos humanos que ali passam.

Pedro Fonseca, Turma 4A, Prof.ª Edite Pereira,

EB2,3 Dr. António João Eusébio

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.33


Espaço Criativo

O PARQUE COLORIDO

Era uma vez dois irmãos: a menina

chamava-se Lia e o menino chamava-se Rui. Eles

queriam muito ir ao parque colorido. No

domingo, os pais levaram os irmãos ao parque

colorido. Quando chegaram perceberam porque

é que se chamava parque colorido. Era porque a

relva era verde clara, as flores eram cor-de- rosa

e as árvores eram finas, brancas e castanhas.

Por cima do parque, havia uma ponte de

madeira. Por debaixo da ponte passava uma

água muito azul e havia uma linda fonte.

Quando a mãe abriu o porta bagagens do

carro, o cão Boby saiu, rápido e feliz. Eles

passaram lá a tarde toda a brincar.

Quando chegou a hora de irem embora, os

meninos ficaram com muitas saudades e

pediram para voltar lá novamente.

Rafael Fragata, Turma 4A

A caixa dos elogios

- A Joana é uma boa amiga.

- A Mariana Ferreira é muito divertida.

- A Lara é divertida.

- A Maria Bom é engraçada.

- A Luna faz palhaçadas.

- A Ana Carolina é muito engraçada.

- A Mariana Carvalho é muito bonita.

Lia Gonçalves, Turma 4A

O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

CARNAVAL

Este ano, eu passei o carnaval em casa, por causa do

Covid-19.

Eu fiz duas máscaras: uma para mim, outra para a

minha irmã.

Quando acabei de fazer as máscaras fiz uma festa,

em casa, com a minha família. Eu coloquei música e,

depois, eu e a minha irmã fizemos um desfile com a

roupa da minha mãe. A minha mãe e o meu irmão

colocaram os meus acessórios e os da minha irmã. Foi

muito divertido. A parte de que eu mais gostei foi

quando eu caí por causa dos saltos altos da minha

mãe. Foi uma risada para todos.

Mariana Carvalho, Turma 4A

O CARNAVAL 2021

Este carnaval foi diferente dos outros anos. Em

vez de participarmos no desfile de carnaval, fomos

simplesmente a casa da minha tia.

No carnaval, eu, a minha irmã e a minha mãe

fomos vestidos de motards. O meu primo e a minha

prima estavam vestidos de dálmatas e também

foram para casa da minha tia. Depois de

almoçarmos feijoada, fomos andar de bicicleta.

Este foi o meu carnaval.

FRASES COM ELOGIOS DA LUNA

Textos

Pedro Fernandes, Turma 4A

A Lia é organizada.

A Mariana Lopes é conversadora.

A Jéssica é calma.

A Ana é corajosa.

O Rafael é divertido.

O Pedro é inteligente.

O Rodrigo é educado.

O Miguel é simpático.

A Lúciana é paciente.

A Joana é amiga.

A Ana Carolina é bonita.

O Jilbe é gentil.

A Luna é boa pessoa.

A Mia é boa colega.

A Mariana Carvalho é positiva.

A Mariana Custódio é querida.

A Mariana Ferreira é sorridente.

Lara Alvito

- A Joana é engraçada.

-O Rodrigo é generoso. Está sempre a dizer: “ Toma, é teu”.

-A Jéssica é sorridente.

-A Mariana Carvalho é alta e magra.

-O Pedro é alto e inteligente.

-A Carol é fofa.

-O Rafael é inteligente, fofinho e giro.

-A Mia é fofa.

-A Mariana Lopes é gira.

-A Mariana Ferreira é bonita e minha amiga.

-A Lara é alta e magríssima.

-O Miguel é carinhoso.

-A Mariana tem o cabelo comprido e liso.

-A Mariana é pequenina.

- A Ana é fixe e bondosa.

-O Gilberto é sorridente.

-A Liliana é pequenina.

Luna Santos,Turma 4A ,Prof.ª Edite Pereira,

EB2,3 Dr. António João Eusébio

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.34


O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

No Mundo das Ciências e do

Pensamento

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Rov4ALL

Foi com muita alegria que recebemos a informação de que a

candidatura para participar na iniciativa ROV4ALL foi aceite.

Assim sendo, no próximo período, uma equipa de 10 alunos do 8.º

ano da EB2/3 João Lúcio vai construir um veículo subaquático

operado remotamente.

Para levar a cabo este desafio, iremos recorrer a um grupo de

alunos do 8.º ano da Escola João Lúcio que está, neste momento, a

explorar o mundo da robótica, num projeto de articulação entre

as disciplinas de Físico-Química, Educação Tecnológica e

Tecnologias da Informação e Comunicação.

O projeto ROV4ALL é coordenado pela Arditi-Agência Regional

para o Desenvolvimento da Investigação, Tecnologia e Inovação,

através do Observatório Oceânico da Madeira, e tem a

colaboração de 6 entidades parceiras: Instituto do Mar; Centro de

Ciência Viva de Tavira; Instituto Superior Técnico de Lisboa/

Instituto de Sistemas e Robótica; Observatório do Mar dos Açores;

Instituto Português do Mar e da Atmosfera; Instituto para a

Qualificação.

O Kit para a construção do Rov já chegou pelo correio, e os

vários professores envolvidos no projetos já receberam a

formação necessária pela Arditi... Agora, é meter a máquina a

mexer...

Esperamos estar à altura do desafio!

O NOSSO OCEANO EM 2030

Os alunos embaixadores da Escola Básica Dr.

João Lúcio foram convidados a participar numa

reunião virtual, na sequência do desafio “O

Nosso Oceano em 2030”, lançado pela equipa

central da Escola Azul, e pelo facto de a

Organização das Nações Unidas ter declarado o

período entre os anos 2020 e 2030 a “Década da

Ciência Oceânica para o Desenvolvimento

Sustentável”.

Esta reunião pretende promover os debates

entre alunos com o objetivo final de selecionar

10 compromissos das Escolas Azuis para o

Oceano que queremos em 2030, fazê-los chegar

às mãos do Ministro do Mar e, posteriormente, à

sede de debates da ONU.

Prof. António Espadaneira, EB2,3 Dr. João Lúcio

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.35


O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

No Mundo das Ciências e do

Pensamento

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Projeto etwinning

Astro party calls

Título: À procura de astropartículas

Autores: Ana Beatriz do Ó, Ana Silva, André Sousa, Bárbara Santinha, Bruno Costa, Daniel Barbosa, Daniela

Domingues, Diego Díaz, Gonçalo Moreira, Gonçalo, Inês Soares, Inês Ramos, Jéssica Moura, Jyoti, Joaquim

Mendes, Lara Duarte, Laura Estevens, Mariangela, Matilde Guerreiro, Rodrigo Raposo, Tiago Fernandes,

Vicente, Turma 10 A, Escola Secundária Dr. Francisco Fernandes Lopes.

Enviado pelo prof. Emanuel Santos

No início do 10.º ano sabíamos que a matéria (nós e tudo o que

nos rodeia) é constituída de átomos e estes, por sua vez, são constituídos

por partículas mais pequenas como o protão, o neutrão e o eletrão. Com

o projeto “astropartycalls” recolhemos evidências de outras partículas

que fazem parte do modelo padrão e que vêm do espaço...as

astropartículas. As astropartículas são partículas com elevada energia

(entre 10 8 e 10 19 eletrões-volt) tais como protões, partículas alfa (átomos

de Hélio), eletrões, positrões, antiprotões, neutrinos e fotões g. Estas

partículas formam-se nas estrelas, como, por exemplo, o Sol, mas

também na formação de uma supernova, nas nebulosas e galáxias.

Tal como nos reatores nucleares, nas estrelas ocorrem reações

que produzem estas partículas tal como se apresenta no esquema. Estas

partículas, apesar de levarem muito tempo até atingirem a superfície da

estrela, são depois expelidos para o espaço onde se propagam como

raios cósmicos que, no caso do Sol, demoram 8 minutos a atingir o nosso

planeta, pois movem-se à velocidade da luz.

Estas partículas viajam através do universo e muitas delas

acabam por alcançar o nosso planeta, algumas são defletidas para os

pólos onde ocorrem as espetaculares auroras e outras são travadas pela

colisão com a atmosfera, mais especificamente com as moléculas de ar

dando origem a outras partículas, formando uma “chuva” de partículas

com menos energia, os chamados raios cósmicos secundários. Nestas

interações são criadas outras partículas menos conhecidas como piões,

muões e mais neutrinos. O facto de serem desviados indica que são

formados principalmente por partículas carregadas.

A intensidade dos raios cósmicos ao nível do mar depende da

latitude geográfica. A intensidade diminui em aproximadamente 10% no

equador magnético e alcança um valor constante para latitudes

superiores a 40º. A nossa escola encontra-se a 37º. A cada segundo, cerca

de 200 atingem cada metro quadrado da superfície terrestre.

Para este projeto propusemo-nos, juntamente com colegas dos

Açores, Finlândia, França e Itália, a construir um detetor destas

partículas, mais precisamente uma camara de nuvens. Da sua

construção e os resultados obtidos vos daremos a conhecer no próximo

número do jornal.

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.36


O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Cidadania e Desenvolvimento/

Cidadania ativa

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

MONITORIZAÇÃO DO LIXO NO ESPAÇO ESCOLAR

Atividade interrompida devido ao confinamento, mas

não posta de parte.

No início do 2.º período, os alunos do 2.º ciclo da escola

E.B. 2/3 Dr. João Lúcio levaram a cabo um projeto de

monitorização do lixo encontrado no espaço escolar.

Semanalmente, registaram o tipo de lixo, o seu peso e

as datas da recolha. Depois, seguir-se-ia a inserção dos

dados em tabelas e em gráficos. Por fim, seriam feitas

leituras para encontrar causas e procurar soluções...

Esperemos que a retoma seja rápida e, porque os

desejos são grandes, que seja também definitiva.

Prof. António Espadaneira, EB2,3 Dr. João Lúcio

No âmbito da componente de Cidadania e

Desenvolvimento, os alunos do 12º ano, Turmas D e E, têm

estado a desenvolver atividades na disciplina de Economia C,

procurando todos os meses comemorar uma efeméride

relativa à temática.

Tendo por base a Carta Universal dos Direitos do Homem,

foram criados cartazes representativos de cada um dos

artigos. Os trabalhos foram expostos na sala do aluno no dia 10

de dezembro - Dia Internacional dos Direitos Humanos.

No contexto do concurso, Geração

Depositrão/ Escola Electrão, foram

recolhidos, na Escola Secundária Dr.

Francisco Fernandes Lopes: 299.50 Kg

de Ecrãs, monitores e equipamentos

com ecrãs de superfície superior a 100

cm2; 116.50 Kg de Equipamentos de

pequenas dimensões e 446.50 Kg de

Equipamentos informáticos e de

telecomunicações de pequenas

dimensões.

Prof.ª Teresa Saias

No dia 27 de janeiro comemorou-se o Dia Internacional em

Memória das Vítimas do Holocausto. Lembramos neste dia os

seis milhões de judeus e muitos outros assassinados por uma

ideologia racista, recordamos o passado sombrio do nosso

continente para que o mesmo não se repita. Os trabalhos

relativos a esta efeméride podem ser consultados em

https://qrco.de/aeffl27jan ou utilizando o seguinte QRcode

Nos próximos meses prevê-se a continuação da realização de

atividades semelhantes.

Prof.ª M.ª Leonor Faustino

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.37


O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Desporto, Gastronomia e Artes

Desporto

Fonte da imagem: https://jornalacores9.pt/candidaturas-aos-apoios-da-camara-de-ponta-delgada-para-desporto-e-atividades-fisica-e-recreativa-abertas-ate-31-de-outubro/

Sem sacrifícios não há ganhos, vamos lá EXERCITAR !!!

Em tempo de Pandemia, confinados a casa... O grupo de Educação Física tem o objetivo de

fazer com que os nossos alunos realizem trabalho físico pelo menos 30 minutos diários e

em casa.

Têm trabalhado em direto nas aulas com orientação dos professores,

têm feito exercícios: Treino Tabata (20 segundos realiza o exercício

proposto e 10 segundos descansa - são 8 diferentes exercícios e realizam

2, 3 ou 4 séries), treino funcional localizado, exercícios específicos das diferentes

modalidades.

Exemplo - SERVIÇO por cima no Voleibol

E… É fundamental o treino das capacidades físicas - força, flexibilidade, resistência, velocidade e

agilidade!, pois estas são qualidades próprias de cada indivíduo, correspondente à parte física

corporal do movimento. São estas capacidades que nós utilizamos para realizar os mais diversos

movimentos durante a nossa vida.

Prof.ª Elisabete Sousa

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.38


O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Desporto, Gastronomia e Artes

Artes

Fonte da imagem: https://oamor.com.br/

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.39


O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Desporto, Gastronomia e Artes

No âmbito da disciplina de Desenho A, os alunos do 12ºI criaram

personagens híbridas, articulando o artificial com o natural. A unidade

de trabalho visava gerar uma só personagem registada numa só página

A3, utilizando lápis de cor e grafite sobre papel. O resultado final foi

registado numa fotografia criativa.

Prof.ª Helena Meireles, Escola Secundária Dr. Francisco Fernandes Lopes

Artes

Diogo Apolinário

Dayana Rocha

Inês Silva

Vasco Belmiro

Bruno Casimiro

Diogo Castelo

Maia Neto

Daniela Seatra

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.40


O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Desporto, Gastronomia e Artes

Exposições

Trabalhos Alunos de Artes

Artes

No espaço expositivo do piso térreo do

pavilhão D da escola sede, está patente, desde

o início de janeiro, uma exposição de

reinterpretação da obra do artista e gravador

italiano Giovanni Battista Piranesi. São

trabalhos realizados por alunos do 11ºK do

Curso de Artes Visuais, em que, através de

aparos e tinta-da-china sobre papel,

recrearam de forma criativa as obras do

artista italiano, como apresentam as imagens

abaixo.

Prof. Pedro Ramalhete,

Escola Secundária Dr. Francisco Fernandes Lopes

Laura Robert

Mafalda Condinho

Margarida Sancho

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.41


O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Desporto, Gastronomia e Artes

Exposições

Trabalhos Alunos de Artes

No passado mês de janeiro, estiveram expostos, no Pavilhão G, os

trabalhos dos alunos do 12ºI de Artes Visuais, realizados na disciplina de

Desenho A. Tendo por base a obra de um artista consagrado, cada aluno fez

uma transformação gráfica, conjugando partes dessa obra com elementos

gráficos exteriores que valorizassem a composição. Os alunos aplicaram a

sua proposta a uma peça de vestuário e o desafio final foi registá-la de

forma criativa, através de fotografia. O resultado foram peças

diversificadas e únicas que apresentamos e convidamos a apreciar.

Prof.ª Helena Meireles, Escola Secundária Dr. Francisco Fernandes Lopes

Artes

Inês Silva

Cátia Dias

Bruno Casimiro

Beatriz Conceição

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.42


O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

O regresso do ensino a distância… o que

pensam/sentem os professores e os alunos.

Pois é….. mesmo respeitando todas as regras de segurança, no

âmbito desta terrível Pandemia, de um dia para o outro fomos

obrigados a voltar ao confinamento e ao Ensino à Distância.

Apesar de reconhecermos a necessidade de cumprir esta medida

para tentar melhorar a situação que se agravava de dia para dia,

todos ficámos tristes e apreensivos.

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Esta página

é tua...

É difícil deixar a escola e ficarmos impedidos de contactar com todas as

pessoas com que lidamos, diariamente.

Mas “o que tem que ser tem muita força” e assim foi. Após uns dias de

interrupção letiva antecipada, iniciámos novamente o ensino à distância.

Munidos dos computadores entregues pelo Ministério da Educação e com

alguma experiência adquirida no 1º confinamento, os nossos quartos, salas de

estar, cozinhas…. transformaram-se em salas de aula e tudo temos feito para

prosseguir as nossas aprendizagens. Não tem sido muito fácil, mas os nossos

professores estão sempre à distância de um clique, para nos apoiarem.

Ah! É verdade! Há colegas nossos que continuam a ir à escola, por motivos

previstos na lei. São colegas que têm os pais a trabalhar na chamada “linha da

frente” (serviços que não podem parar), outros colegas que ainda não têm

computador e outros, ainda, que não o conseguem utilizar, sem apoio. Temos

aprendido muito vocabulário ligado aos meios informáticos. É engraçado como

alguns de nós já trabalham com mais destreza do que os nossos pais, nos

computadores.

Nas aulas síncronas, é bom vermos e matarmos saudades dos nossos colegas

e professores. Além das tarefas escolares propriamente ditas, também

conversamos uns com os outros, trocamos ideias e tentamos animar-nos uns aos

outros.

Todos esperamos ansiosamente voltar à escola, mas também

compreendemos que só o poderemos fazer no momento certo, para o bem de

todos.

Vamos pensar positivo e esperar que a próxima edição do nosso Jornal seja

trabalhada em ambiente escolar. O nosso Farol irá iluminar-nos, Sempre.

EB1/JI de Moncarapacho

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.43


O Farol - Jornal Escolar N.º 27 - Mês de janeiro/fevereiro de 2021

Conversas

à Quinta

Mantenham-se seguros …

cumpram as normas de confinamento!

Esta página é tua...

O Plano Cultural do Agrupamento de Escolas iniciou este mês um novo projeto

denominado "Conversas à Quinta" das 18h30 às 19h30 onde, através de uma Live na

nossa página do Instagram https://www.instagram.com/projeto.cultural.aeffl.olhao

é nossa intenção dar a conhecer artistas, atores, artífices, desportistas, entre outros,

de Olhão ou ligados a Olhão, conhecendo o seu perfil desde os bancos da escola até

aos dias de hoje.

As conversas serão dirigidas pelo Técnico do PCA, o Hugo Lopes, e já temos

confirmados nomes como Pete Tha Zouk, Júlio Resende ou mesmo o Wilson Honrado.

Contamos com todos.

Hugo Lopes e Pedro Ramalhete

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.44

More magazines by this user
Similar magazines