12.03.2021 Views

*Março:2021 Referência VOi 183

You also want an ePaper? Increase the reach of your titles

YUMPU automatically turns print PDFs into web optimized ePapers that Google loves.

Mês das<br />

mulheres<br />

Reportagem especial com<br />

personagens inspiradoras<br />

Test Ride<br />

Conheça a história da<br />

motociclista que rompeu<br />

barreiras<br />

Renato<br />

#Esporte<br />

Aprenda a voar<br />

como um pássaro<br />

Chocair<br />

Talentoso por natureza, o ator revela<br />

quais segredos para se fazer sucesso


sumário<br />

Moda<br />

Cheio de charme<br />

30<br />

Entrevista<br />

Renato<br />

Chocair<br />

06 Editorial<br />

Buscar sonhos,<br />

ser inspiração<br />

08 Cartas<br />

10 Bastidores<br />

12 Notas<br />

22 Moda<br />

Cheio de charme<br />

38 Principal<br />

Mulheres que buscam<br />

o sucesso<br />

44 Transformação<br />

Tons acobreados<br />

48 Coluna<br />

Provopar<br />

50 Coluna<br />

Joias eu uso<br />

por Tufy Karam Geara<br />

46<br />

Vitrine<br />

52 Coluna<br />

CATVE Cascavel,<br />

por Jorge Guirado<br />

54 Test Ride<br />

Harley-Davidson e<br />

meu sonho de criança<br />

58 Esporte<br />

Voar como os<br />

pássaros<br />

62 Cultura<br />

64 Blogueando<br />

Uma mulher bem resolvida,<br />

determinada e em busca do<br />

que deseja<br />

74 Histórias<br />

Nós daremos visibilidade<br />

a nós mesmas<br />

04<br />

março <strong>2021</strong><br />

revistavoi.com.br


editorial<br />

Buscar sonhos,<br />

Um novo conceito<br />

ser inspiração<br />

de beleza!<br />

Batel<br />

Você sempre linda<br />

Rua Gonçalves Dias 140 - Batel @fastescova.batel 41 99242-9996<br />

www.revistavoi.com.br março <strong>2021</strong><br />

Mês das<br />

mulheres<br />

Reportagem especial com<br />

personagens inspiradoras<br />

Test Ride<br />

Conheça a história da<br />

motociclista que rompeu<br />

barreiras<br />

Renato<br />

Chocair<br />

Talentoso por natureza, o ator revela<br />

quais segredos para se fazer sucesso<br />

#Esporte<br />

Aprenda a voar<br />

como um pássaro<br />

<br />

Na capa deste mês o ator Renato<br />

Chocair, foto é de Sérgio Santoian<br />

Encontre motivação,<br />

se reinvente, nós da<br />

<strong>VOi</strong> desejamos sucesso<br />

sempre<br />

N<br />

ada melhor do que mulheres inspiradoras e convictas, que fizeram<br />

dos obstáculos incentivos para fazer o que gostam, seja no esporte, no<br />

mundo empresarial, digital ou em aventuras como motociclista. Neste<br />

ritmo de motivação, nós da Revista<br />

<strong>VOi</strong> trazemos histórias de mulheres<br />

com almas empreendedoras, com sonhos alcançados,<br />

com experiências no ar com salto de paraglider,<br />

com viagens de moto e que buscam a melhor<br />

versão de si mesma. Mulheres que encontraram o<br />

prazer da independência como propósito de vida.<br />

Também teremos o intérprete do vilão Cipriano,<br />

o ator Renato Chocair, do premiado filme: O<br />

Cemitério das Almas Perdidas; que nos contou<br />

os mistérios do filme de terror fantástico e<br />

desvendou alguns segredos para a <strong>VOi</strong>. Encontre motivação, se reinvente, nós da<br />

<strong>VOi</strong> desejamos sucesso sempre. Ótima leitura!<br />

Jackie Modesto<br />

Revista <strong>VOi</strong><br />

06<br />

março <strong>2021</strong><br />

revistavoi.com.br


A cada momento, um constante convite<br />

para celebrar a vida!<br />

Avenida Leopoldo Zarling, 2<strong>183</strong> - Bombas, Bombinhas - SC<br />

+55 (47) 3369-2674<br />

www.maunalani.com.br<br />

Lani<br />

Mauna Pousada e Lazer


cartas<br />

Edição de<br />

Fevereiro Um novo <strong>2021</strong><br />

conceito<br />

de beleza!<br />

Você sempre linda<br />

Dig Dutra<br />

Batel<br />

Rua Gonçalves Dias 140 - Batel @fastescova.batel 41 99242-9996<br />

www.revistavoi.com.br fevereiro <strong>2021</strong><br />

Filho de<br />

Famosos<br />

Fotógrafa registra<br />

momentos especiais<br />

Dig<br />

Dutra<br />

Das trancinhas giratórias aos palcos e telas da vida,<br />

a atriz e comediante curitibana esbanja talento<br />

Mulheres<br />

de fibra<br />

Elas se reinventaram<br />

durante a Pandemia<br />

e transformaram<br />

problema em<br />

solução<br />

#Krav Magá<br />

Modalidade de luta é<br />

usada para defesa<br />

pessoal<br />

<br />

Que imagens<br />

deslumbrantes! A equipe<br />

toda que produziu está<br />

de parabéns e, é claro, a<br />

modelo também! Preto<br />

combina com você. E essas<br />

fotos saíram com o seu<br />

sorriso largo e brilhante<br />

de sempre. Adorei. Fica<br />

com Deus e um oceano de<br />

saúde para ti e para toda a<br />

tua família! Abraços!”<br />

@an10g21<br />

Obrigada pelo exemplar da Revista <strong>VOi</strong>,<br />

como sempre impecável!<br />

Vera Lupion, Curitiba (PR)<br />

Um pouquinho da @giselinha_patch nesta<br />

quarentena! Muito obrigada @carlaschittler<br />

@revistavoi @nanibarroso @sandra_cris7<br />

Gisela Yokuyama, Curitiba (PR)<br />

Matéria legal na @revistavoi escrita pela<br />

minha querida @nanibarroso sobre mulheres<br />

que se reinventaram na pandemia. Adorei!<br />

Michelle Meschino, Curitiba (PR)<br />

Ficou lindo o ensaio!<br />

@regina_caldas<br />

Olá Pessoal da Revista <strong>VOi</strong>, amei a<br />

matéria da fotógrafa dos recém nascidos<br />

famosos, Thaís Galardi. Ficou show de<br />

bola.<br />

Fabiana Gomes, Rio de Janeiro (RJ)<br />

follow us:<br />

Nas redes sociais da <strong>VOi</strong>, o Leitor confere a cobertura dos principais<br />

eventos e fica por dentro do que estará na próxima edição<br />

Instagram - @revistavoi<br />

Facebook - revistavoicuritiba<br />

08<br />

março <strong>2021</strong><br />

revistavoi.com.br


Pequenos momentos<br />

que fazem a diferença<br />

A Amiste Café é uma rede de<br />

franquias especializada na LOCAÇÃO<br />

e VENDA de máquinas de café<br />

expresso e vending machines. Temos<br />

uma gama de máquinas e insumos<br />

com as melhores marcas do mercado.<br />

amistecafe<br />

www.amistecafe.com.br<br />

41 3024.1400 | 41 3503.5240


expediente<br />

bastidores<br />

Ano XVIII • Edição n.º <strong>183</strong> • Março <strong>2021</strong><br />

Foto: Marcos Mancinni<br />

EQUIPE TRANSFORMAÇÃO<br />

Na editoria Transformação, registro dos profissionais que<br />

participaram da produção de nossa personagem do mês<br />

A Revista <strong>VOi</strong> é uma publicação da JOTA Editora<br />

Rua Maranhão, 502 - Água Verde<br />

CEP 80610-000 - Curitiba (PR) - Brasil<br />

Fone/Fax: +55 (41) 3333-1023<br />

JOTA EDITORA<br />

Diretores/Directors:<br />

Comercial - Fábio Alexandre Machado<br />

Executivo - Pedro Bartoski Jr.<br />

revistavoi@revistavoi.com.br<br />

Redação/Writing:<br />

Jackie Modesto<br />

Maria Fernanda Coutinho<br />

jornalismo@revistavoi.com.br<br />

Projeto Gráfico/Graphic Design:<br />

Supervisão: Fabiana Tokarski<br />

Crislaine Briatori Ferreira<br />

Gabriel Faria<br />

Mateus Paludo<br />

criacao@revistavoi.com.br<br />

Foto: divulgação<br />

É CARNAVAL<br />

A galera do departamento de criação não deixa para depois quando<br />

o assunto é surpreender. Mais uma vez o pessoal foi destaque nas<br />

redes sociais<br />

Mídias Socias/Social Media:<br />

Supervisão: Larissa Araujo<br />

Colaboradores/Colaborators:<br />

Fotógrafo: Marcos Mancinni<br />

Depto. Comercial/Sales Department:<br />

comercial@revistavoi.com.br<br />

Fone: +55 (41) 3333-1023<br />

Colunistas/Colunists:<br />

Jorge Guirado<br />

Provopar Estadual<br />

Tufy Geara<br />

Depto. de Assinaturas/Subscription:<br />

Cristiane Baduy<br />

assinatura@revistavoi.com.br<br />

Foto: divulgação<br />

PELAS RUAS<br />

Um dos diferenciais da Revista <strong>VOi</strong> é o seu conteúdo e alcance<br />

de circulação. Flagrante de uma leitora que não perdeu tempo e<br />

aproveitou a viagem para se atualizar<br />

Ligação gratuita:<br />

0800 600 2038<br />

A Revista <strong>VOi</strong> é uma publicação mensal e independente, dirigida ao<br />

público curitibano, a turistas, rede hoteleira e gastronômica de Curitiba.<br />

A <strong>VOi</strong> não se responsabiliza por conceitos emitidos em artigos e colunas<br />

assinadas, por serem de responsabilidade de seus autores. A utilização e<br />

reprodução pode ser feita desde que informada e citada a fonte. A Revista<br />

<strong>VOi</strong> também não se responsabiliza por fotos de divulgação, bem como,<br />

por anúncios e imagens enviadas por terceiros, por entender serem de<br />

responsabilidade de seus produtores.<br />

10<br />

março <strong>2021</strong><br />

revistavoi.com.br


Medicina e Bem Estar<br />

MÊS DAS MULHERES<br />

todos os procedimentos com<br />

até 20% de desconto<br />

Toxina Botulínica<br />

MdCodes (Harmonização Facial)<br />

Bioestimuladores de Colágeno<br />

Fios de PDO<br />

Microagulhamento<br />

E muito mais!<br />

@drviniciuscancilieri<br />

(41) 99631.8598<br />

drviniciuscancilieri.com.br


NOTAS<br />

Acabamento<br />

internacional<br />

Os acabamentos em mármore são muito utilizados em ambientes<br />

internos em itens como mesas, escadas, revestimentos de paredes,<br />

pisos e colunas. O mármore é uma pedra que transmite luxo e sofisticação.<br />

A Gramarsul Mármores e Granitos é a garantia de requinte,<br />

sofisticação e com acabamento de nível internacional. Há 30 anos<br />

atua na capital paranaense com mármores e granitos nacionais e<br />

importados, com uma grande variedade de produtos para deixar o lar<br />

aconchegante e ainda mais luxuoso.<br />

Foto: divulgação<br />

Foto: divulgação<br />

Combate o<br />

coronavírus<br />

A Guararapes, referência em painéis de MDF, que utiliza a tecnologia<br />

exclusiva NanoxClean® que elimina bactérias, vírus e outros microrganismos<br />

e tem ação vitalícia, foram submetidos no ano passado<br />

a testes que comprovaram a eficácia da tecnologia ao inativar em<br />

poucos minutos 99,9% do vírus Sars-CoV-2, causador da Covid-19.<br />

Os testes foram conduzidos pela empresa especializada Quasar Bio,<br />

referência em ensaios com Sars-CoV-2, e que possui seus laudos<br />

protocolados pelo doutor Lucio Freitas Júnior, especialista no assunto.<br />

Os ensaios foram realizados em laboratório de biossegurança<br />

de nível 3 (NB3) do ICB-USP (Instituto de Ciências Biomédicas da<br />

Universidade de São Paulo) e obedecendo as BPL (Boas Práticas de<br />

Laboratório). No período mínimo, a proteção já tinha eficácia de<br />

68,4%. O ensaio ocorreu no ICB-USP, instituto responsável por isolar<br />

o Sars-Cov-2 no Brasil, e foi liderado pelo doutor Lucio, pesquisador<br />

da Universidade. A tecnologia NanoxClean® cria uma barreira<br />

de proteção à base de nanotecnologia que quando está em contato<br />

com os agentes patógenos, inativa os vírus, fungos e bactérias. “Com<br />

o surgimento da Covid-19, realizamos diversos estudos em conjunto<br />

com pesquisadores da Quasar Bio e da Nanox®, e conseguimos<br />

comprovar a eficácia de nossa tecnologia exclusiva e pioneira no<br />

setor”, explica Humberto Oliveira, gerente de Marketing da marca.<br />

Foto: ilustrativa<br />

Café ao toque<br />

dos dedos<br />

Tomar um café agora ficou mais prático com a<br />

Máquina de Lei Sa, a máquina italiana e com<br />

design moderno da Amiste Café, com a tecnologia<br />

touchless, que evita o contato das mãos com o<br />

maquinário, basta escolher a bebida diretamente<br />

pelo seu celular. É tudo muito prático e intuitivo,<br />

facilitando o seu dia a dia e com diversas opções de<br />

bebidas para escolher. A tecnologia trabalhando a<br />

favor dos amantes de um ótimo café.<br />

12<br />

março <strong>2021</strong><br />

revistavoi.com.br


O dia<br />

da noiva<br />

O dia do casamento é um dia único, e toda noiva quer<br />

fazer da data um dia especial, onde cada detalhe é muito<br />

bem pensado e planejado. Para ter um dia mágico, a especialista<br />

em noivas e penteados, Isabel Favoretto, faz atendimento<br />

exclusivo e a domicilio. Com penteados alusivos<br />

ao grande dia, Isabel Favoretto faz a produção da noiva e<br />

exalta a beleza que será eternizada no álbum do casamento.<br />

Agendamento pelo whatsApp (41) 99849-2460.<br />

Foto: Tayná Emanoelle<br />

Mundo<br />

empresarial<br />

Foto: divulgação<br />

O mundo dos negócios exige do empresário muito<br />

conhecimento para enfrentar a competitividade<br />

no mercado. Com isso, a Escola de Vendas &<br />

Negócios K.L.A tem o mais completo programa<br />

de desenvolvimento empresarial do país. São<br />

estratégias desenvolvidas para alavancar as vendas<br />

e os lucros da empresa, em que os empresários e<br />

suas equipes são convidados a participar, estudar e<br />

aprender. Mais informações:<br />

www.grupokla.com.br/curitiba/<br />

Estreia no<br />

cinema<br />

A comédia: Lucicreide Vai Pra Marte; com Fabiana<br />

Karla, estreia em março nos cinemas da CineSystem.<br />

Sem entender a dimensão de uma viagem espacial,<br />

Lucicreide aceita participar de uma missão que levará<br />

o primeiro grupo de humanos à Marte. Uma aventura<br />

espacial com diversão garantida para toda a família.<br />

Não tem como não rir. Mais informações no site e nas<br />

rede sociais da CineSystem.<br />

Imagem: ilustrativa<br />

março <strong>2021</strong> 13


NOTAS<br />

Eleito<br />

diretor<br />

O superintendente estadual de Ciência, Tecnologia e Ensino<br />

Superior, Aldo Bona, foi eleito para compor a nova<br />

gestão do CONSECTI (Conselho Nacional de Secretários<br />

Estaduais para Assuntos de Ciência, Tecnologia e Inovação).<br />

Ele responderá pela diretoria regional sul, no biênio<br />

de <strong>2021</strong> a 2022. Com sede em Brasília, o CONSECTI<br />

tem papel fundamental no aperfeiçoamento de políticas<br />

públicas de CT&I (Ciência, Tecnologia e Inovação),<br />

em nível nacional e regional, com foco na definição de<br />

prioridades, recursos financeiros e aprimoramento do desenvolvimento<br />

científico e tecnológico. Aldo reconhece a<br />

importância e qualificação desse colegiado no debate dos principais desafios da área da ciência e tecnologia, perante as várias<br />

demandas de desenvolvimento do Brasil e de criação de soluções para os problemas locais. “Essa oportunidade nos permitirá<br />

articular, a partir da região sul, pautas prioritárias, na defesa da ciência e da educação, com foco no desenvolvimento e soberania<br />

do país, de forma apartidária”, resume. Por meio de estudos e propostas normativas, o conselho atua também na mobilização<br />

das bancadas federais no Congresso Nacional para defesa e aprovação de matérias de interesse dos sistemas estaduais de<br />

ciência e tecnologia. Nesse sentido, a entidade desempenha função estratégica na articulação técnico-política e político-institucional,<br />

para consolidar as diretrizes governamentais e os interesses das comunidades científica, acadêmica e universitária.<br />

Foto: divulgação<br />

Foto: Maico Zimmer<br />

Beleza<br />

intrigante<br />

O apresentador Antônio Galvão, da Archi TV, esteve no Estrebaria<br />

Bar, do empresário Maico Zimmer, localizado dentro da<br />

Pousada Fazenda Angelin, em Santa Maria do Herval (RS). Galvão<br />

contou que cada detalhe do Estrebaria Bar foi pensado para<br />

traduzir em formas o passado para o presente, tendo como ponto<br />

de partida o que um dia foi a estrebaria das vacas da fazenda. O<br />

mobiliário chamou muito a atenção do visitante, que ficou impressionado<br />

com os detalhes dos balcões, mesas e cadeiras sem<br />

unidade de forma, mas com elegância e conforto. “É muito incrível<br />

o que Maico Zimmer fez com este espaço. É realmente um<br />

trabalho autoral, que requer muita criatividade e conhecimento<br />

de decoração”, enalteceu o apresentador.<br />

Foto: divulgação<br />

Eventos<br />

digitais<br />

O Espaço Torres, conhecido por sediar grandes encontros<br />

em Curitiba (PR), agora passará a realizar eventos digitais<br />

com realidade virtual. O grande diferencial da novidade<br />

é a estrutura do local, que funciona como um estúdio. O<br />

Teatro foi transformado em um grande estúdio, com toda<br />

a tecnologia, desde painel multimídia de 10m (metros), a<br />

melhor tecnologia de imagens e softwares de última geração.<br />

Os interessados vão poder interagir com o telão e contar com<br />

uma qualidade visual e técnica de uma equipe de filmagem e<br />

produção do próprio espaço. Informações (41) 3045-6999<br />

14<br />

março <strong>2021</strong><br />

revistavoi.com.br


NOTAS<br />

Bombeiros<br />

do Paraná<br />

Fotos: Emanoel Caldeira<br />

Em meados do mês passado, foi realizada a entrega de<br />

comando do 1º CRBM (Comando Regional Bombeiro<br />

Militar). Quem assume o Comando agora é o Tenente-<br />

-Coronel Gilberto Gavlovski, que também já foi chefe<br />

do Gabinete Militar da ALEP (Assembleia Legislativa<br />

do Paraná). Estiveram presentes os comandantes das<br />

unidades operacionais gerenciadas pelo 1º CRBM, assim como o Coronel Manoel Vasco de Figueiredo Junior, Subcomandante e<br />

Chefe do Estado Maior do Comando do Corpo de Bombeiros. A solenidade foi presidida pelo Coronel Gerson Gross, Comandante<br />

do Corpo de Bombeiros do Paraná. Para o Comandante do Corpo de Bombeiros, Coronel Gross “o Tenente-Coronel Gilberto tem<br />

todas as qualificações necessárias para estar à frente do 1º CRBM e com toda certeza desenvolverá um excelente trabalho com o<br />

apoio do Comando do Corpo de Bombeiros.”<br />

Segundo o Coronel Gelson Marcelo Jahnke, “a solenidade simboliza um marco vitorioso em um ano em que enfrentamos tantos<br />

desafios, sendo que durante os meses de minha gestão a principal missão foi a execução da Operação Verão 2020/21, que está<br />

se findando com sucesso. E com o sentimento de missão cumprida entrego o Comando do 1º CRBM ao Tenente-Coronel Gilberto,<br />

companheiro de turma”, conta.<br />

Sobre os novos desafios que serão enfrentados, o novo Comandante, Tenente-Coronel Gilberto, afirma que o trabalho será<br />

árduo. “Realmente será um grande desafio, pois a região sob responsabilidade do 1º CRBM detêm certa de 40% da população paranaense.<br />

Nosso objetivo será atender tal população com excelência com a gestão dos insumos, e é claro valorizando a tropa, que<br />

tem atendido incansavelmente, não somente no sinistro, mas também de forma preventiva”, finaliza.<br />

Acima, novo comandante Gilberto Gavlovski ao lado<br />

da presidente da Provopar Carlise Kwiatkowski. Ao lado<br />

registro dos responsáveis do comando do Corpo de<br />

Bombeiros do Estado do Paraná<br />

16<br />

março <strong>2021</strong><br />

revistavoi.com.br


NOTAS<br />

Alimentos<br />

saudáveis<br />

A Jasmine Alimentos, indústria especializada em<br />

alimentação saudável, fechou o último ano com<br />

um crescimento de 33,2% nas vendas de cookies<br />

saudáveis, em comparação a 2019. A indústria<br />

superou as expectativas, mesmo com a retração de<br />

cerca de 20% em 2020, sofrida no mercado de biscoitos saudáveis. Os dados são da Nielsen Brasil, empresa especializada<br />

na análise de comportamento dos consumidores, que revelou que a Jasmine Alimentos, no último mês, conquistou 32% do<br />

mercado de biscoitos saudáveis e, com isso, alcançou a liderança no segmento. Com mais de 160 produtos saudáveis no<br />

portfólio, parcerias, campanhas e linhas diferenciadas garantiram a conquista no mercado paranaense. “Apesar da queda<br />

expressiva no mercado, conseguimos registrar um crescimento por atingirmos consumidores que entendem a importância<br />

de manter uma alimentação saudável, principalmente em meio à pandemia, quando a manutenção da imunidade é essencial”,<br />

explica a gerente de marketing da Jasmine Alimentos, Thelma Bayoud.<br />

Foto: divulgação<br />

Foto: Teuni Elgersma<br />

Foto: Projeto Saúde & Alegria<br />

Cultura<br />

holandesa<br />

Mulheres são as protagonistas da cultura holandesa.<br />

Essa é a avaliação de Douwtje Van, descendente dos<br />

imigrantes holandeses que chegaram a Carambeí, no<br />

Paraná, e está à frente da COOPTUR (Cooperativa Paranaense<br />

de Turismo), justamente uma área que é fundamental<br />

para a cultura holandesa. Um dos motivos<br />

do protagonismo são os núcleos femininos fortes, que<br />

mantêm contato com as novas gerações e reforçam a<br />

preservação das tradições. As mulheres incentivam a<br />

tradição holandesa na educação dos filhos, enquanto<br />

os homens trabalham nas lavouras. Douwtje salienta<br />

que existe um tripé para a conservação da cultura:<br />

a fé, a educação e o trabalho. “As mulheres têm um<br />

papel muito importante para manter a família unida na<br />

igreja, na escola e no cooperativismo”, defende.<br />

10 mil árvores<br />

na Amazônia<br />

O Grupo Straumann, líder global em soluções odontológicas,<br />

em contrapartida ao lançamento de uma pesquisa internacional,<br />

pretende plantar cerca de 10 mil árvores na Amazônia. A pesquisa<br />

tem o objetivo de compreender novos hábitos e preferências de<br />

pacientes odontológicos com a chegada da pandemia. A iniciativa<br />

é uma parceria do grupo com o PSA (Projeto Saúde & Alegria) e, ao<br />

longo dos próximos dois meses, a cada questionário respondido,<br />

uma árvore será plantada na Amazônia. A pesquisa será aplicada<br />

em 13 países: Brasil, Chile, Argentina, Peru, Colômbia, México,<br />

França, Alemanha, Suíça, China, Coréia, Japão e Itália. “A pandemia<br />

trouxe mudanças para o setor odontológico no mundo todo, por<br />

isso, queremos entender o cenário de pacientes em diversos locais<br />

e culturas. Além disso, todos conhecem a floresta Amazônica e<br />

sua importância para o planeta, então será essencial que mais<br />

nacionalidades participem desse projeto”, explica o CEO da Neodent<br />

e EVP do Grupo Straumann na América Latina, Matthias Schupp.<br />

18<br />

março <strong>2021</strong><br />

revistavoi.com.br


MEGATAXI.OFICIAL (41) 3777-7777


NOTAS<br />

Aurora Boreal<br />

Conhecido como: O Caçador de Aurora Boreal; há mais de 15 anos<br />

Marco Brotto leva brasileiros para ver o fenômeno que é considerado<br />

um dos mais bonitos do mundo, com cerca de 80 expedições anuais.<br />

A expectativa é que com a vacinação contra o coronavírus, o turismo<br />

nos países nórdicos, onde acontecem as Auroras Boreais, seja retomado<br />

com força total devido às medidas bem-sucedidas de controle.<br />

No último ano, Brotto lançou um livro infantil sobre a Aurora Boreal<br />

para ser integrado a grades de ensino de escolas e em breve lança<br />

um livro de 200 páginas com um registro fotográfico de suas jornadas.<br />

Mais informações em https://auroraboreal.com.br<br />

e no instagram @marcobrotto<br />

Foto: Marco Brotto<br />

Foto: Emanoel Caldeira<br />

Férias com<br />

segurança<br />

Nada melhor que relaxar no período das férias, e para<br />

garantir o conforto das famílias, a Pousada Mauna Lani<br />

possui segurança monitorada por câmeras, guardas<br />

nas ruas próximas da pousada com absoluta segurança<br />

para o lazer. Assim, a família poderá desfrutar de<br />

uma das praias mais charmosas e paradisíacas da<br />

região de Bombinhas (SC), com serviço de quarto,<br />

café da manhã e deck em frente ao mar com total<br />

tranquilidade e estrutura. Reservas e informações<br />

podem ser feitas pelo telefone (47) 3369-2674.<br />

Alta<br />

Volta às aulas em<br />

Curitiba<br />

Depois de um ano paradas, as aulas<br />

em escolas públicas, municipais e<br />

particulares finalmente voltaram à<br />

capital. As aulas tiveram início mês<br />

passado, sendo interrompidas pelo<br />

lockdown do governador do Estado<br />

do Paraná Ratinho Jr., no final de<br />

fevereiro.<br />

Baixa<br />

Paraná fecha tudo<br />

O governador Ratinho Jr. anunciou<br />

no final de fevereiro, uma série de<br />

medidas mais duras de combate ao<br />

novo coronavírus. Comprovadamente,<br />

essa iniciativa não resolve o<br />

problema, apenas prolonga a ação<br />

do vírus. Fica aqui uma reflexão:<br />

vai fazer um ano de pandemia e os<br />

governos ainda não se prepararam<br />

com estrutura, equipamentos nem<br />

mão de obra para o devido combate<br />

ao vírus.<br />

20<br />

março <strong>2021</strong><br />

revistavoi.com.br


GRAMARSUL<br />

MÁRMORES E GRANITOS<br />

Beleza e requinte<br />

ao seu ambiente<br />

Rua Maestro Carlos Frank, 336 - Curitiba<br />

FONE: (41) 3286-1289 | www.gramarsul.com


moda<br />

Cheio de<br />

charme<br />

Poucos sabem, mas vida de artista<br />

não é fácil. Além de um mercado<br />

concorrido, é necessário ter mais que<br />

talento para se estabelecer<br />

Ficha técnica<br />

Fotografia: Sérgio Santoian<br />

22<br />

março <strong>2021</strong><br />

revistavoi.com.br


março <strong>2021</strong> 23


moda<br />

24<br />

março <strong>2021</strong><br />

revistavoi.com.br


março <strong>2021</strong> 25


moda<br />

26<br />

março <strong>2021</strong><br />

revistavoi.com.br


março <strong>2021</strong> 27


moda<br />

28<br />

março <strong>2021</strong><br />

revistavoi.com.br


março <strong>2021</strong> 29


entrevista<br />

30<br />

março <strong>2021</strong><br />

revistavoi.com.br


Renato<br />

Chocair<br />

Paulistano da gema, o<br />

ator orgulha-se de ter<br />

contracenado com alguns<br />

dos principais atores<br />

brasileiros e nem mesmo<br />

a pandemia foi capaz de<br />

parar os trabalhos. Pai<br />

de Ágatha, 10 anos, tem na<br />

esposa Stefania, um dos<br />

seus pilares do sucesso!<br />

Por Nani Barroso<br />

Fotografia: Sérgio Santoian<br />

março <strong>2021</strong> 31


entrevista<br />

Quem é Renato Chocair?<br />

Sou nascido e criado em São Paulo (SP), essa cidade<br />

esplêndida que neste ano completou 467 anos. Sou<br />

casado com uma mulher maravilhosa e assistente<br />

social Stefania Heren da Rocha Chocair. Tenho uma<br />

filha linda, Ágatha Tayla da Rocha Chocair, de 10<br />

anos. Amores da minha vida!<br />

Como foi o início de carreira?<br />

Saí cedo de casa e me virei sozinho. Estava cursando<br />

economia e trabalhando em um banco, foi<br />

quando o diretor fez um concurso de fim de ano<br />

com várias categorias e acabei ganhando o mais<br />

boa pinta da equipe (risos). Fui chamado pelo diretor<br />

executivo para conversar e ele me disse: por que<br />

não entra em uma escola de atores? Vá atuar, modelar,<br />

você é boa pinta! Segui seus conselhos, larguei<br />

tudo. Entrei em uma agência de modelos e foi onde<br />

consegui me virar financeiramente. Daí tive a oportunidade<br />

de morar em Londres por 1 ano e meio e<br />

foi lá onde, através de filmes de todos os gêneros,<br />

acabei me apaixonando por cinema, teatro. Vibrava<br />

e me emocionava com as grandes atuações.<br />

Por que escolheu ser ator?<br />

Escolhi a carreira de ator por acreditar que o artista<br />

é um artesão das palavras, das ideias, por ter uma<br />

função social importantíssima de levar cultura para<br />

todos. Levar sabedoria, ser um agente modificador<br />

de seu tempo. Contar boas histórias. Um poeta maldito<br />

e corajoso, que vai contra a corrente sempre,<br />

acreditando em um mundo melhor mesmo com<br />

tantas dificuldades que estamos atravessando. Um<br />

formador de opinião.<br />

Começou a atuar desde que idade?<br />

Desde os 17 anos quando entrei na escola de Teatro<br />

Escola Célia Helena. Fiz 3 anos e meio de curso<br />

e conheci professores incríveis como o Antônio<br />

Araújo, do Grupo Vertigem e muitos outros grandes<br />

artistas. Depois, fiz o Cptzinho do Mestre Antunes<br />

Filho, onde aprendi realmente a função de um artista.<br />

Ele me dava dicas preciosas, além de ensinar<br />

um método específico para corpo e voz. Um gênio.<br />

Meu personagem Cipriano, do Cemitério das Almas<br />

Perdidas, tem muito do que aprendi com ele.<br />

Quem são suas inspirações no meio artístico?<br />

Fernanda Montenegro, Laura Cardoso, Raul Cortez,<br />

Paulo Autran, Antônio Fagundes, Renato Borghi,<br />

Paulo José, Gary Oldman, Al Pacino, Robert De<br />

Niro, Jack Nickolson, Anthony Hopkins, Glen Close...Ian<br />

Mackellen! Gosto muito também da ousadia<br />

e loucura criativa do Joaquim Phoenix. Todos artistas<br />

geniais.<br />

Chegou a atuar com algum deles?<br />

Sim. Cheguei a atuar no teatro com Raul Cortez e<br />

Renato Borghi. E na televisão com Laura Cardoso,<br />

Sérgio Brito, Osmar Prado, Drica Moraes, Lilian Cabral.<br />

Fiz uma peça com o grande Raul Cortez chamada:<br />

Fica Frio; de Mário Bortoloto. E com o Borghi<br />

fizemos: Sonho de Núpcias, do Otávio Frias Filho.<br />

Uma experiência única e marcante. Dois artistas<br />

geniais. Deuses do Olimpo, da nossa arte de atuar.<br />

Tive a sorte de encontrar a Laura Cardoso em duas<br />

novelas, na Record: Vidas Cruzadas; e na Globo:<br />

Chocolate Com Pimenta. Um sonho de atriz, generosa,<br />

uma dama, rainha da arte. Era novo quando<br />

fiz a novela e o Osmar Prado e a Drica me davam<br />

dicas valiosas.<br />

O que mais te marcou?<br />

Fiz uma cena da bicicleta, em que levava a Márcia<br />

(personagem da Drica Moraes), que foi engraçada<br />

e até hoje todos comentam. Eugênio levando Márcia<br />

na bicicleta, causando ciúmes em Timóteo, foi<br />

hilário. Teve ainda uma cena que joguei uma torta<br />

na cara da Jezebel (Elizabeth Savalla), inesquecivel<br />

(risos). Fiz uma novela na Globo também chamada:<br />

As Filhas da Mãe, com Fernanda Montenegro, Raul<br />

Cortez e Tony Ramos. Meu personagem era um<br />

roqueiro chamado Lord X. Um presente do grande<br />

autor Silvio de Abreu. Uma vez encontrei Fernanda<br />

Montenegro no camarim, quase infartei... Ela me<br />

viu, cumprimentou e disse: seja bem vindo! Perguntou<br />

meu personagem... foi de uma educação e deli-<br />

O cinema brasileiro<br />

de horror fantástico<br />

nunca mais será o<br />

mesmo depois de: O<br />

Cemitério das Almas<br />

Perdidas. Falo com<br />

convicção<br />

32<br />

março <strong>2021</strong><br />

revistavoi.com.br


TREINE SUA MENTE<br />

E CONSTRUA<br />

UMA EMPRESA<br />

LUCRATIVA<br />

Temos o mais completo Programa de<br />

Desenvolvimento Empresarial, com estratégias<br />

práticas para melhorar ainda mais os resultados das<br />

empresas. Mais de 250.000 pessoas já participaram<br />

dos Eventos, Cursos, Treinamentos e Palestras da<br />

K.L.A. em centenas de eventos realizados por todo o<br />

Brasil, Argentina, Uruguay, Portugal e México.<br />

Os treinamentos são todos apostilados e com<br />

certificação exclusiva K.L.A. Estamos com<br />

inscrições abertas para os três módulos.<br />

Entre em contato conosco:<br />

(41) 3209-8453 (41) 99252-3696 (41) 99138-7738<br />

sidinei.augusto@grupokla.com.br adriely@grupokla.com.br<br />

www.grupokla.com.br/curitiba


entrevista<br />

cadeza, que me marcou para sempre. Outra rainha<br />

da dramaturgia. Sou um homem de muita sorte.<br />

O ano de 2020 foi de combate à pandemia da Covid-19,<br />

mas também estrelou o longa metragem: O<br />

Cemitério das Almas Perdidas, do diretor Rodrigo<br />

Aragão. Como foi a estreia?<br />

O ano de 2020 foi extremamente dramático e trágico.<br />

Onde tivemos que nos rever e reinventar nosso<br />

estilo de vida. Reaprender a viver. Sobreviver. Luto<br />

e milhares de mortes no Brasil e no mundo. Graças<br />

a Deus a vacina chegou e uma gota de esperança<br />

renasce das cinzas. Mas tive também grandes<br />

alegrias como a estreia do nosso épico de horror<br />

fantástico: O Cemitério das Almas Perdidas, do mestre<br />

do horror Rodrigo Aragão. Tivemos uma sessão<br />

lotada na estreia, drive in do memorial da América<br />

Latina, na Première do 10 Cinefantasy, dos queridos<br />

Eduardo Santana e Mônica Trigo. Foi uma experiência<br />

marcante e inesquecível, onde todos estávamos<br />

dentro dos carros com máscara assistindo um sonho<br />

se realizar. Um acontecimento mágico! Depois o<br />

longa ficou na plataforma do Belas Artes a Lá Carte,<br />

por alguns dias. Minha alegria foi tanta que não<br />

conseguia dormir tamanha a repercussão positiva.<br />

Sucesso de crítica também!<br />

Mas tem novidade para <strong>2021</strong>?<br />

Sim. O longa metragem: Lucicreide Vai Pra Marte;<br />

dirigido por Rodrigo César, pela Globofilmes, com a<br />

talentosíssima Fabiana Karla. Só posso dizer que foi<br />

outro presente dos deuses do cinema, que vai dar o<br />

que falar! Não posso falar nada, ainda (risos).<br />

Como está sendo rever a sua atuação em Chocolate<br />

Com Pimenta?<br />

Rever Chocolate Com Pimenta, do grande Walcyr<br />

Carrasco, no canal Viva, é imensurável... uma novela<br />

que traz assuntos sérios, com muito humor e<br />

leveza. Meu personagem, Eugênio, foi um presente,<br />

que guardo a sete chaves no coração. Sempre quando<br />

revejo, lembro do começo de minha carreira e a<br />

luta, que muitas vezes enfrentava para conseguir trabalhar...<br />

quando se tem amor pelo que faz, tudo fica<br />

mais fácil. Tudo se encaixa na hora certa. Nunca<br />

desista dos seus sonhos... eles acontecem!<br />

Participou também da minissérie Hebe?<br />

Participar da minissérie Hebe, com a Andréa Beltrão,<br />

foi outro encanto. Fiz o diretor do programa<br />

roda-viva, célebre entrevista que a nossa estrela<br />

participou em 1978. Lembro que revi essa entrevista<br />

para entrar no clima e dar vida ao personagem, que<br />

O personagem<br />

Cipriano é um vilão,<br />

que marcará para<br />

sempre minha<br />

carreira. Um sonho<br />

realizado<br />

foi outro presente, do diretor Maurício Farias. Importante<br />

sempre para o ator manter os pés no chão<br />

com muita humildade e sabedoria. E saber agradecer<br />

todos esses personagens e aprender com cada<br />

um deles. Quanto mais sucesso e reconhecimento,<br />

mais humildade e gratidão.<br />

Quais papéis e ou personagens mais te marcaram?<br />

Tem um predileto.<br />

Sou muito grato a todos, que tive oportunidade de<br />

interpretar, mas o Cipriano; Do Cemitério das Almas<br />

Perdidas; é um vilão, que as pessoas perguntam e<br />

questionam, porque dele ter morrido... Tamanho<br />

sucesso! Isso realmente é impressionante, acho que<br />

não decepcionei. Fui extremamente elogiado pela<br />

crítica e público pelo desempenho!<br />

Será que vem uma sequência?<br />

Drácula do lendário estúdio Hammer, em<br />

Hollywood, foi feito para ser um único filme e<br />

acabou culminando em mais 9 sequências. Gosto<br />

do Eugênio, de Chocolate Com Pimenta, que foi<br />

crescendo na trama e acabou marcando positivamente.<br />

Impressionante o alcance de uma novela na<br />

Rede Globo! No teatro fiz um vaudeville chamado:<br />

Casamento a Francesa, do Eugene Lá Biche, em que<br />

interpretei um aposentado amargurado traído pela<br />

bela esposa. Também tenho muito carinho pelo personagem.<br />

A direção foi de Ricardo Rizzo e Ulisses<br />

Cruz. Estava irreconhecível no papel. Minha mãe foi<br />

me ver e não reconheceu. Amigos, que foram assistir<br />

a peça também demoraram para me identificar.<br />

Amo desafios, transformações. Sair desse naturalismo,<br />

que vemos em novelas televisivas.<br />

Em um dos papéis, precisou fazer aulas do idioma<br />

de português, de Portugal. Como foi o processo de<br />

aprendizado?<br />

O Rodrigo Aragão pediu que o Cipriano tivesse um<br />

34<br />

março <strong>2021</strong><br />

revistavoi.com.br


Para te deixar ainda mais linda, no mês das mulheres preparamos uma promoção<br />

super especial! Descontos de 15% e 20% em todos os serviços. E não para por aqui!<br />

Na realização de qualquer procedimento capilar, GANHE uma hidratação! Fique<br />

linda sem sair de casa. Atendimento personalizado e totalmente exclusivo para sua<br />

necessidade.<br />

Entre em contato e agende seu horário<br />

41 99849-2460 @isabel.favoretto


entrevista<br />

sotaque de português, de Portugal. Queria leve.<br />

Imediatamente entrei em contato com um artista<br />

angolano chamado Ermi Panzo, que foi indicação<br />

de minha esposa. Estudamos o roteiro várias vezes<br />

repetindo e pronunciando as palavras. Foi rico e<br />

intenso, um mestre. Hoje nos tornamos amigos. Tive<br />

também, que perder 10 kg (quilos). Aragão queria o<br />

personagem mais magro.<br />

O filme: Cemitério das Almas Perdidas; é sucesso<br />

de crítica. Como encara a repercussão?<br />

É muito emocionante, gratificante ter o reconhecimento<br />

dos críticos, nomes como Marcelo Carrard,<br />

Marcelo Müller, Rodrigo Fonseca, Carlos Primati, o<br />

Ismael Chaves, do Escuromedo, escreveu que encarnei<br />

o maior vilão do terror nacional desde o icônico<br />

Zé do Caixão. Sou muito grato a todos esses grandes<br />

críticos do nosso audiovisual. Isso é muito bonito!<br />

Todo esse reconhecimento me enche de esperança<br />

para seguir em frente buscando novos desafios. Não<br />

posso esquecer de falar que a equipe do filme é a<br />

melhor do mundo, uma equipe dos sonhos, nosso<br />

set sempre foi divertido e harmônico. Muito amor<br />

envolvido. Como gosto de dizer, amor eterno. Os<br />

deuses da sétima arte nos abençoaram.<br />

O filme já tem reconhecimento internacional?<br />

Com relação a premiações, ganhamos três prêmios<br />

internacionais: de melhor efeito especial, no festival<br />

Nox Film Fest, do Uruguai. Joel Caetano é um<br />

grande diretor e participou junto com Aragão nos<br />

efeitos especiais, craque! Ganhamos melhor filme<br />

na Mostra Internacional de Cinema Crash e de<br />

melhor efeito especial no lendário Rojosangre, de<br />

Buenos Aires. Participamos do 24 Mostra Tiradentes<br />

de cinema, um festival incrível, é o nosso Sundance.<br />

Além do lendário Fantasporto, prestigiado festival<br />

em Portugal.<br />

Algum personagem que ainda deseja fazer?<br />

Sou apaixonado por Shakespeare. Tenho fixação<br />

pelo King LeaR (Rei Lear). Realizarei ainda no teatro<br />

ou cinema. Importante sonhar, mantém a gente motivado.<br />

E gostaria de fazer uma continuação do épico<br />

de horror fantástico: O Cemitério das Almas Perdidas,<br />

em que Cipriano ressuscitaria com força total.<br />

Inclusive o sucesso do personagem foi tão expressivo,<br />

que muita gente está pedindo. Rodrigo Aragão<br />

me disse uma vez no set para não me preocupar,<br />

porque qualquer gota de sangue ressuscita Cipriano<br />

(risos)... Essa é a delicia do horror fantástico!<br />

Caso não fosse ator, o que seria?<br />

Artista plástico inspirado em Pollock, talvez um crítico<br />

gastronômico viajando e experimentando comidas<br />

de rua (adoro comer).<br />

Nas horas vagas, o que costuma fazer?<br />

Amo ler, maratonar séries, brincar com a minha<br />

filha, cinema, teatro, escutar uma boa música, escrever...<br />

O que faz para manter a forma?<br />

Estive em janeiro em um SPA, em Itú (SP) durante<br />

1 mês por ordem médica, em que precisei eliminar<br />

20 kg. Hoje procuro manter a forma caminhando e<br />

fechando a boca mesmo.<br />

Conhece Curitiba (PR)?<br />

É uma cidade fantástica, um polo cultural, onde<br />

tem um festival teatral de extrema importância para<br />

nossa cultura. Além de ser charmosa e carismática.<br />

Uma arquitetura belíssima como a Ópera do Arame,<br />

Jardim Botânico e o Parque Barigui, que é incrível e<br />

tem uma política de preservação ambiental fantástica.<br />

Tive uma grande amiga, Lúcia Camargo, que<br />

era uma gestora cultural extraordinária. Estive em<br />

Curitiba a convite dela. Sempre é uma alegria estar<br />

em Curitiba. Uma cidade encantadora e artística, referência<br />

para o país. Meu primeiro longa metragem,<br />

O Preço da Paz, de Paulo Morelli, foi rodado em<br />

Curitiba. Dei vida a um guerrilheiro chamado Matos<br />

Guedes! Com Lima Duarte, Giulia Gam e Herson<br />

Capri no elenco. Curitiba me dá sorte.<br />

Gosto de<br />

personagens que<br />

exigem grandes<br />

transformações... e<br />

de interpretações<br />

que saem do lugar<br />

comum<br />

36<br />

março <strong>2021</strong><br />

revistavoi.com.br


principal<br />

Mulheres<br />

que buscam<br />

Foto: divulgaçãoo sucesso<br />

A busca pelo espaço profissional é o despertar de muitas<br />

mulheres, que acreditam e apostam no próprio sonho. É um<br />

esforço que se deve à dedicação, planejamento e estratégias<br />

para superar as adversidades impostas no mercado<br />

empresarial e profissional. Com isso, para inspirar mulheres<br />

que desejam empreender e ter sucesso na carreira, trouxemos<br />

histórias de vencedoras que contaram como driblar os<br />

obstáculos e alcançar o pódio.<br />

38<br />

março <strong>2021</strong><br />

revistavoi.com.br


Mantenha<br />

sua essência<br />

sempre,<br />

defenda o<br />

que acredita,<br />

saiba ouvir<br />

os conselhos<br />

dos mais<br />

experientes,<br />

respeite<br />

opiniões<br />

contrárias e<br />

use as críticas<br />

para evoluir”<br />

Daiane Fardin<br />

Da TV ao<br />

aconchego familiar<br />

Foto: PriscillaFiedler<br />

Quem liga a televisão aos sábados à tarde já a conhece muito bem. Sempre querida pelos paranaenses, Daiane Fardin, é jornalista,<br />

apresentadora, e, desde agosto do ano passado, mãe do pequeno Guilherme. A âncora do programa Estúdio C, revela que<br />

desde pequena já gostava da TV, e até mesmo sua avó já dizia que a mesma seria jornalista. “Quando tinha 10 anos, meu primo<br />

levou uma câmera no aniversário de 15 anos da minha irmã, amei e não saia de frente dela! Todo mundo fugia e eu adorava!”,<br />

lembra a jornalista.<br />

Nascida em Curitiba (PR), Daiane é formada em jornalismo pela UEPG (Universidade Estadual de Ponta Grossa). Estreou na<br />

RPC, em 2006, como apresentadora do jornal local da região de Guarapuava (PR). De volta a Curitiba, entrou na área de entretenimento<br />

da emissora, onde atua como apresentadora até hoje. Na época, o desafio de liderar um programa novo exigiu organização<br />

e responsabilidade, principalmente para lidar com pessoas e contar suas histórias de vida da melhor forma possível. “Cada entrevista<br />

é um desafio! Precisamos compartilhar a história dos personagens de forma fidedigna sem perder a leveza e o bom humor! A<br />

busca sempre é por conteúdo relevante e interessante para o público sem perder a essência dos fatos”, acrescenta a apresentadora<br />

que também já viveu grandes aventuras no programa, como saltar de paraquedas e viajar de paramotor.<br />

Casada e mãe do pequeno Guilherme, Daiane revela que seu aconchego familiar é seu ritual sagrado de relaxamento. Com uma<br />

vida agitada de tomadas de decisões, também não abre mão dos exercícios físicos e das reuniões com amigos, “sempre acompanhadas<br />

de um bom vinho ou uma cerveja que também ajudam a relaxar”, comenta a jornalista entre risadas.<br />

Para mulheres que desejam trabalhar na televisão e na área da comunicação, Daiane aconselha que, seja qual for a área escolhida<br />

dentro da comunicação, não esquecer que o principal material de trabalho são as pessoas. É fundamental amar as relações<br />

pessoais, gostar de gente e de se comunicar! “Mantenha sua essência sempre, defenda o que acredita, saiba ouvir os conselhos dos<br />

mais experientes, respeite opiniões contrárias e use as críticas para evoluir”, complementa.<br />

Além disso, Daiane também orienta a todas as mulheres a se sentirem livres e felizes, todos os dias. Que não tenham medo de<br />

se posicionar e de serem quem realmente são. “Meu desejo é que todas as mulheres sintam-se suficientes do jeito que são, desprendidas<br />

de preconceitos e de tantas cobranças! Que não se culpem tanto, que não criem padrões inatingíveis e que não sejam tão<br />

críticas com outras mulheres e com si próprias! Que façam valer a máxima de que cada minuto importa”, finaliza a apresentadora.<br />

março <strong>2021</strong> 39


principal<br />

Foto: divulgação<br />

LUANNA TONIOLO<br />

Essa é uma história de uma marca<br />

construída com propósito que só está<br />

iniciando a grande transformação<br />

que é capaz de fazer. Sou muito<br />

otimista e tenho certeza de que<br />

podemos consumir moda de forma<br />

mais consciente, deixando um mundo<br />

melhor para as futuras gerações”<br />

Fotos: Giorgio Bastos<br />

Uma CEO com propósitos<br />

Com apenas 34 anos, Luanna Toniolo, CEO e co-fundadora da Troc, tem uma carreira profissional sólida, marcada por transformações.<br />

Luanna começou na carreira jurídica, influenciada pela família. Atuou como advogada tributarista, ao trabalhar com<br />

cooperativas de agronegócios despertou a habilidade empreendedora da gestão e a análise de comportamento.<br />

A virada na carreira começou quando ganhou uma bolsa para um mestrado em Tax Law, na Boston University, EUA (Estados<br />

Unidos da América). Lá teve o interesse sobre a indústria da moda e o meio ambiente, foi aprovada em um curso de marketing em<br />

Harvard, estudou economia circular na indústria da moda e fez benchmarking nos maiores players do second hand americano. Com<br />

isso, nasceu a ideia de criar uma startup, com modelo de negócio circular e escalável, para conectar pessoas que querem comprar e<br />

vender roupas e acessórios de segunda mão.<br />

Quando voltou ao Brasil, grávida da primeira filha, Maju, realizou pesquisas em shoppings da cidade sobre o tema e na sala, da<br />

própria casa, recebeu as primeiras malas com roupas de amigas que queriam se desfazer de peças acumuladas em seus guarda-roupas.<br />

Hoje ocupa um galpão de mais de mil m 2 (metros quadrados). Nos primeiros 10 meses, em 2017, a Troc faturou seu primeiro<br />

milhão. Antes de completar três anos, já tinha chegado aos R$ 10 milhões. Em meio a isso tudo, nasceu Benício, seu segundo filho.<br />

A iniciativa foi validada por especialistas como uma das respostas de sustentabilidade viável para o mundo da moda e, também por<br />

aqui, o resale começou a ser visto como muito mais do que uma simples tendência.<br />

No ano passado, em meio a pandemia, foi mais uma vez audaciosa e lançou um serviço exclusivo para marcas da moda fazerem<br />

sua logística reversa. Conquistou novos parceiros e viu a Troc se tornar a mais bem posicionada plataforma de moda circular do Brasil.<br />

Em 2020, a Troc passou a ser uma empresa do grupo Arezzo&CO, mantendo Luanna à frente e na condução do negócio. “Essa é<br />

uma história de uma marca construída com propósito que só está iniciando a grande transformação que é capaz de fazer. Sou muito<br />

otimista e tenho certeza de que podemos consumir moda de forma mais consciente, deixando um mundo melhor para as futuras<br />

gerações”, conclui Luanna.<br />

40<br />

março <strong>2021</strong><br />

revistavoi.com.br


Foto: Gutyerrez Edermann<br />

JÚLIA ALCÂNTARA<br />

Três irmãs<br />

e um sonho<br />

Em 2018, Júlia Alcântara (30) entrou para a lista Forbes Under 30, que reúne<br />

os 30 jovens mais promissores do Brasil abaixo dos 30 anos de idade. Desde<br />

então, junto com as irmãs Bárbara Alcântara (35) e Débora Alcântara (33) já<br />

foram publicadas na Forbes, participaram do Sephora Accelerate 2019, foram<br />

palestrantes do TEDx, vencedoras do prêmio Pini Design e Top Voice LinkedIn<br />

Quando empreender,<br />

faz parte da trajetória<br />

passar por altos e baixos.<br />

Como somos em três,<br />

quando uma desanima, as<br />

outras puxam a liderança<br />

para si. A liderança<br />

compartilhada foi algo<br />

que sempre nos ajudou<br />

muito”<br />

2018. Elas são as CEOs e fundadoras da Orna Group, que já possui certificação empresarial nos EUA (Estados Unidos da América).<br />

O sonho começou em 2009, quando as irmãs Alcântara se uniram para dar continuidade a agência Curta Comunicação, fruto de<br />

um projeto acadêmico da irmã Bárbara com colegas da faculdade que desistiram após a graduação. A agência Curta Comunicação<br />

foi o lugar que surgiu a inspiração para o blog Tudo Orna, focado em moda e lifestyle criado em 2010. O blog surgiu da irmã Débora<br />

e todas as irmãs toparam com a iniciativa de produzir conteúdos autorais na internet.<br />

A liderança desempenhada por elas chamou a atenção de grandes marcas, que começaram a patrocinar campanhas no blog.<br />

Com o tempo surgiram as marcas Orna Concept, bolsas e acessórios atemporais, e Orna Makeup que se tornou a Orna Fórmula,<br />

dermocosméticos inteligentes. Em 2017, as irmãs diversificaram a Tudo Orna, com cursos online sobre branding e posicionamento<br />

digital. Um ano depois foi a vez do Orna Café. “Quando empreende, faz parte da trajetória passar por altos e baixos. Como somos<br />

em três, quando uma desanima, as outras puxam a liderança para si. A liderança compartilhada foi algo que sempre nos ajudou muito”,<br />

define Júlia. Bárbara é formada em Design de Produto pela PUCPR (Pontifícia Universidade Católica do Paraná) e Comunicação<br />

Institucional pela UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná), Débora formada em Relações Públicas - PUCPR e Júlia formada<br />

em Design - UTFPR e com créditos em Fashion Design pela Savannah College of Art and Design. As irmãs Bárbara e Débora<br />

ficaram grávidas ao mesmo tempo e em <strong>2021</strong> o universo Orna terá mais dois integrantes: a Olívia, filha da Débora, e o Nicolas, filho<br />

da Bárbara. Júlia no momento está na Califórnia (EUA), cuidando da linha de beleza Orna Fórmula.<br />

março <strong>2021</strong> 41


principal<br />

Realizamos<br />

conexão com<br />

laboratórios<br />

de várias<br />

universidades<br />

e também<br />

do exterior.<br />

Entender essa<br />

nova doença e<br />

suas extensões<br />

tem nos ajudado<br />

a prestar o<br />

atendimento<br />

mais eficiente à<br />

população<br />

Cristina Baena<br />

Foto: divulgação<br />

Na linha de frente do<br />

Covid-19<br />

Fisioterapeuta com formação clínica, Cristina começou a trabalhar em projetos de promoção da saúde em 2008. Seu mestrado<br />

e doutorado foram em ciências da saúde, com foco em atenção primária e epidemiologia cardiovascular. Em 2012, ela trabalhou na<br />

Universidade Erasmus MC, em Rotterdam, na Holanda, no Departamento de Epidemiologia e no Grupo de Doenças Cardiovasculares.<br />

Leciona métodos de pesquisa e colabora em diversos projetos de epidemiologia da Faculdade de Medicina da PUCPR (Pontifícia<br />

Universidade Católica do Paraná). Cristina também trabalhou como pesquisadora de pós-doutorado no Centro de Pesquisas Clínicas<br />

e Epidemiológicas da USP (Universidade de São Paulo) no ELSA Brasil (Estudo Longitudinal da Saúde do Adulto). É coordenadora do<br />

CEPI (Centro de Ensino, Pesquisa e Inovação) do Hospital Marcelino Champagnat e do Hospital Universitário Cajurú desde 2016.<br />

Também desde 2017, Cristina é diretora do programa de Mestrado e Doutorado em Ciências da Saúde da Escola da Medicina da<br />

PUCPR. À frente das pesquisas dos hospitais e da PUCPR, dedicadas a compreender o comportamento do novo coronavírus e sua<br />

atuação de forma sistêmica a partir dos dados coletados de pacientes internados, Baena relata que conseguiu criar uma integração<br />

muito rápida ao iniciar as pesquisas. “Realizamos conexão com laboratórios de várias universidades e também do exterior. Entender<br />

essa nova doença e suas extensões tem nos ajudado a prestar o atendimento mais eficiente à população”, garante.<br />

Há 12 anos na pesquisa, Cristina mobilizou, logo que os primeiros casos chegaram ao Brasil, um grupo de profissionais das mais<br />

variadas especialidades. Atualmente são 50 pesquisadores que atuam dentro dos hospitais e também nos laboratórios da universidade.<br />

“A Covid-19 não tem um padrão, age e causa lesões de formas diferentes nos pacientes. Com esses estudos passamos a entender<br />

como a doença, além de causar pneumonia, passa a ser sistêmica, afetando vários órgãos do corpo, principalmente o sistema vascular,<br />

e como tratamentos propostos podem atuar em determinados pacientes. A oportunidade de estudar casos durante a internação<br />

favoreceu análises importantes e de rápida aplicação assistencial”, completa Cristina Baena.<br />

42<br />

março <strong>2021</strong><br />

revistavoi.com.br


Meu conselho<br />

para quem deseja<br />

empreender é que se<br />

permita, se divirta no<br />

processo. Força com<br />

as dificuldades que<br />

com certeza virão<br />

e, sobre tudo, não<br />

desistir”<br />

Na mira<br />

ANDRÉIA LEINER<br />

Foto: Manoel Guimarães<br />

Gaúcha de Porto Alegre (RS), e casada há 18 anos com o também empresário do ramo da indústria de embalagens de<br />

papelão ondulado, Daniel Leiner, a veia de empreendedora de Andréia aconteceu naturalmente. “Sou fascinada por moda e<br />

beleza desde sempre. Através da moda podemos assumir personagens glamourosos em festas, mudar nosso humor no dia a<br />

dia, nos divertir. Sou cheia de ousadia, que como boa leonina nunca me faltou”, define-se Andréia Leiner.<br />

A empresária destaca ainda, que o mais importante no mundo dos negócios é unir o feeling ao bom gosto. “Resolvi encarar<br />

o mercado da beleza em Curitiba. Nossa cidade tem um público exigente, com salões modernos e com profissionais incríveis<br />

na área da beleza”, destaca Andréia Leiner. Mas se alguém dúvida sobre as qualidades ou mesmo que ser empresária no Brasil<br />

basta ter dinheiro, está muito enganado. “É um desafio empreender nestes tempos de Pandemia. Precisei mudar toda minha<br />

estratégia e tenho exercitado minha paciência todos os dias. As dificuldades existem, mas procuro dar mais atenção às oportunidades.<br />

Tenho muitas idéias e projetos voltados para moda e beleza”, planeja.<br />

Perguntada sobre dicas para quem quer iniciar o próprio negócio, Andréia é direta. “Uma franquia é um bom modelo de<br />

negócio para iniciar. Digo isso, pois empreender é algo que te incita a fazer mais. As ideias surgem e a gente sente a adrenalina.<br />

Minha satisfação nos negócios são as pessoas. Conviver com a minha equipe. Estar com as clientes, fazer parte do dia<br />

delas, sentir que fizemos a diferença. Gosto de fazer amizade mesmo. Vivemos em um mundo digital cada vez mais distante”,<br />

resume a empresária. Quando não está trabalhando, para relaxar, Andréia Leiner tem um hábito bastante peculiar.<br />

“Pratico tiro desportivo e no último ano me tornei CAC, também uma conquista. Saio do estande de tiro relaxada. Divido<br />

minha paixão por tiro com meu marido, Daniel, meu parceiro de toda hora. Nós mulheres podemos e devemos exercer qualquer<br />

atividade que nos faça feliz sem cobranças ou julgamentos. Nascemos poderosas”, enaltece.<br />

Por fim, a empresária deixa uma mensagem de otimismo. “Meu conselho para as curitibanas que desejam empreender é<br />

que se permitam, se divirtam no processo. Força com as dificuldades, que com certeza virão e, sobre tudo, nunca desistam”,<br />

finaliza Andréia.


transformação<br />

Tons<br />

acobreados<br />

FICHA TÉCNICA<br />

Fotografia: Marcos Mancinni<br />

Modelo: Hellen Riba<br />

Cabelo: Rossan Luiz<br />

Maquiagem: Carol Cappellini<br />

44<br />

março <strong>2021</strong><br />

revistavoi.com.br


O<br />

outono chegou no mês de março e os tons acobreados<br />

estão em alta, uma tonalidade que as madeixas da estudante<br />

de medicina, Hellen Riba, já possui naturalmente.<br />

Os tons acobreados foram a proposta da Transformação<br />

de Hellen, com a produção de maquiagem de Carol<br />

Cappellini e cabelo com o hair stylist Rossan Luiz.<br />

Rossan Luiz modelou os cabelos com cachos para aumentar o volume.<br />

O cabelo ruivo comprido com cachos deram o toque final à beleza<br />

da estudante. A maquiagem realizada por Carol Cappellini foi pensada<br />

nas tendências de <strong>2021</strong>, que são os lápis e delineadores coloridos, combinados<br />

a uma única cor de sombra cintilante. Nas pálpebras, aplicou<br />

dois tons, com texturas diferentes, de cobre. E na linha d’água, lápis em<br />

gel verde bandeira, que trouxe um toque de cor ao olhar.<br />

Hellen foi fotografada por Marcos Mancinni, o ambiente era de<br />

descontração. “Quando o ambiente é descontraído, tudo flui em harmonia,<br />

e o resultado sempre fica muito bom, sem contar que é prazeroso<br />

trabalhar com uma equipe, que além de serem meus amigos, são todos<br />

excelentes profissionais de ponta. Já que o resultado final, não depende<br />

de somente um profissional, e sim de todos os<br />

envolvidos”, conclui Marcos.<br />

Com o clima descontraído e uma equipe<br />

surpreendente, Hellen teve um dia de glamour.<br />

“O cabelo ficou lindo com volume e ondas. A<br />

make foi muito linda e com tons quentes que<br />

amei. As fotos ficaram super legais, me senti<br />

feliz com o resultado”, finaliza Hellen.<br />

MAKE:<br />

“Como a Hellen é uma ruiva belíssima,<br />

optei por cores harmônicas e luminosas para<br />

a maquiagem. Mais uma grande tendência foi<br />

utilizada, que é a pele muito iluminada e natural<br />

aliada a um maravilhoso gloss vermelho alaranjado,<br />

super pigmentado.”<br />

Carol Cappellini @carolcappellinimakeup<br />

CABELO:<br />

“Ficou muito harmonioso o resultado, combinação<br />

perfeita do look e da make.”<br />

Rossan Luiz @rossanluiz<br />

O processo foi realizado com<br />

todos os cuidados devido a<br />

pandemia e o resultado foi<br />

um sucesso, que compartilho<br />

com a equipe”<br />

@marcosmancinni<br />

Fotógrafo<br />

março <strong>2021</strong> 45


vitrine<br />

Mobilidade<br />

com segurança<br />

Ter mobilidade urbana com um serviço de transporte confiável,<br />

sem atrasos e a comodidade de se locomover com segurança<br />

é o objetivo das empresas. E para suprir o mercado, a Mega<br />

Táxi possui serviço de táxi executivo, oferecendo aos clientes<br />

exclusividade, discrição e qualidade. O serviço pode ser solicitado<br />

pelo fone ou whatsapp: (41) 3777-7777.<br />

Onde encontrar: @megataxi.oficial<br />

Foto: divulgacão<br />

Cuidado<br />

com o corpo<br />

Um corpo bem cuidado é o sonho estético de toda mulher, com o<br />

método de drenagem realizado na Clínica Carol Lopes de Estética<br />

Corporal e Facial, o resultado será conquistado. O método Renata<br />

França é cobiçado por famosos pelo resultado quase imediato,<br />

já que além dos benefícios da drenagem convencional, a técnica<br />

é potencializada e resulta na redução do inchaço corporal<br />

e em curvas mais acentuadas logo na primeira sessão. Mais<br />

informações no whatsapp (41) 99526-6464<br />

Onde encontrar: @carol_lloppes<br />

Foto: Marcos Mancinni<br />

Foto: divulgação<br />

Referência em<br />

Bronzeamento<br />

O outono chegou, mas o bronzeamento vai ficar em<br />

dia com as máquinas de bronzeamento da Bronze das<br />

Estrelas. A excelência em tecnologia nos equipamentos<br />

e o conhecimento na área, faz da Bronze das Estrelas<br />

referência nacional em bronzeamento. A clínica oferece<br />

segurança e conforto as clientes, com especialistas<br />

que sabem o tempo exato de cada sessão. Conheça as<br />

unidades de Curitiba e São José dos Pinhais.<br />

Onde encontrar:<br />

@bronzedasestrelas<br />

Coleção<br />

Aurora<br />

A Geara Joalheria e Design lança a Coleção Aurora, prata 950,<br />

assinada por Nadia Geara. A coleção traz um mix de cores,<br />

formatos, lapidações e gemas, pensada em um dos fenômenos da<br />

natureza mais espetacular do mundo, a Aurora Boreal. São jóias<br />

compostas de brilho e cores irresistíveis. As jóias estão disponíveis<br />

no site da Geara Joalheria e Design e na loja no Shopping Crystal.<br />

Onde encontrar: @geara_joalheriaedesign<br />

Fotos: divulgacão<br />

46<br />

março <strong>2021</strong><br />

revistavoi.com.br


A REVISTA PARA O<br />

SÍNDICO MODERNO<br />

E BEM INFORMADO<br />

Mais informações:<br />

www.revistacondominium.com.br<br />

(41) 3333.1023


coluna<br />

Nossa missão é promover a melhoria da qualidade de vida de<br />

pessoas em vulnerabilidade social. As ações garantem a valorização<br />

da família e a inclusão social. Em atendimentos com a Defesa<br />

Civil, atua em situações de emergência, catástrofe e calamidade.<br />

Torne-se um parceiro e venha fazer parte desta corrente solidária<br />

em favor do desenvolvimento social em nosso Estado.<br />

E-mail: eventos@provoparestadual.org.br<br />

Uma homenagem do<br />

Provopar Estadual a<br />

todas as mulheres<br />

Neste mês, em que se comemora o Dia<br />

Internacional da Mulher, em 8 de março, o Provopar<br />

Estadual homenageia todas as mulheres, em especial<br />

aquelas que estão envolvidas em atividades relativas<br />

ao serviço social e de voluntariado. Queremos<br />

também saudar essas grandes guerreiras, verdadeiras<br />

heroínas que estão na luta por conquistas de mais<br />

direitos e que buscam por mais justiça, igualdade e a<br />

preservação dos valores da família.<br />

Compreendemos o empoderamento feminino<br />

como sendo o resgate da essência da mulher, que<br />

passa a estar mais conectada com o que ela tem de<br />

melhor, ou seja, sua gentileza, sabedoria, doçura e<br />

intuição voltada à preservação da vida. Quem há de<br />

negar que são as mulheres as grandes responsáveis<br />

por manter essa singular conexão com o divino, e,<br />

por isso, a elas se garante o poder de gerar novas<br />

vidas?<br />

Carlise e a tri-vice campeã de surf Sibele Muniz,<br />

da Guarda Civil Voluntária de Matinhos (PR)<br />

Saudamos todas as<br />

mulheres, porque<br />

entendemos que<br />

junto com os homens<br />

se tornam a potência<br />

da criação<br />

Carlise com Lívia Balbone, da Guarda<br />

Civil Voluntária de Matinhos (PR)<br />

Carlise Kwiatkowski<br />

48<br />

março <strong>2021</strong><br />

revistavoi.com.br


Por isso, saudamos todas essas mulheres<br />

que transformam a nossa realidade, seja em seu<br />

anonimato ou de forma pública, elas nos servem<br />

como exemplos do verdadeiro poder feminino.<br />

Como é o caso da amiga Dona Riquina (foto), uma<br />

líder comunitária atuante no bairro Portão, em<br />

Curitiba (PR), sempre à frente das ações e projetos<br />

sociais voltados ao bem comum.<br />

Da mesma forma, e em nome de todas as<br />

mulheres, parabenizo a tri-vice-campeã de Surf<br />

Sibele Muniz e a jovem Lívia Balbone, meninas<br />

que recentemente conheci como novas integrantes<br />

do grupo da Guarda Civil Voluntária de Matinhos,<br />

para atuar nas praias paranaenses. São jovens que<br />

quebram paradigmas ao ocupar funções especiais<br />

no grupo de salvamento, demonstrando, com isso,<br />

o poder e a coragem que justificam o verdadeiro<br />

empoderamento da mulher.<br />

Conheça os projetos e ações do Provopar Estadual,<br />

acesse www.provoparestadual.org.br ou<br />

ligue (41) 3234-1118<br />

<br />

<br />

Carlise e Dona Riquina, líder<br />

comunitária no Portão - Curitiba (PR)<br />

<br />

<br />

<br />

<br />

<br />

<br />

DOAÇÕES PELO PIX<br />

Ficou mais fácil fazer doações para o Provopar Estadual. Os valores<br />

doados podem ser repassados por meio do PIX, que é seguro e rápido,<br />

além de não cobrar taxas de transferências. Basta mirar a câmera do celular<br />

para o QR Code do Provopar ou usar o CNPJ, que funciona como Chave-<br />

Pix: 76.793.397/0001-88. Os recursos doados são destinados às ações e<br />

projetos mantidos pelo Provopar.<br />

<br />

março <strong>2021</strong> 49


coluna<br />

Fotos: divulgação<br />

Gemas<br />

Joias<br />

eu uso<br />

brasileiras<br />

O colunista Tufy Karam Geara é<br />

empresário do setor joalheiro<br />

Contato: contato@revistavoi.com.br<br />

A expressão: pedras semipreciosas não existe,<br />

pois todas elas são preciosas e com composição<br />

química semelhante, variando<br />

conforme seu colorido<br />

O que diferencia as chamadas semipreciosas<br />

das preciosas é a dureza da pedra. Abaixo a<br />

tabela de Mohs, dando a dureza.<br />

Mineral<br />

Dureza<br />

Diamante 10<br />

Corundum 9<br />

Topázio 8<br />

Quartzo 7<br />

Feldspato 6<br />

Apatita 5<br />

Fluorita 4<br />

Calcita 3<br />

Gesso 2<br />

Talco 1<br />

Como exemplo o berilo, que ao ser lapidado<br />

pode ser comparado ao diamante e cujo valor<br />

é maior quando o tom da cor for mais forte.<br />

Expomos também um panorama das pedras<br />

brasileiras, frisando a abundância de esmeraldas,<br />

safiras, turmalinas e topázios em jazidas assinaladas<br />

e de localização conhecida. Comparando<br />

os continentes, havia na Europa grande procura<br />

pelo topázio. Já no Brasil, a Kunzita de tons<br />

rosados e violáceos, após ser lapidada, ganhou<br />

destaque.<br />

A diversidade das gemas brasileiras passa<br />

de 100 tipos, mas a quantidade excepcional<br />

tornou seu valor mais baixo. A jazida de diamantes<br />

recém descoberta, em Mato Grosso, era<br />

tão grande, que os garimpeiros desprezavam<br />

as pedras menores do que um grão de ervilha.<br />

Aconteceu também com as ametistas e as águas<br />

marinhas que eram vendidas em lotes de 10<br />

pedras lapidadas por CR$ 150 (cruzeiros hoje<br />

equivalente a alguns centavos de real), aumentando<br />

seu valor conforme tom mais escuro, mas,<br />

o que dificultava a entrada da gema brasileira no<br />

mercado internacional era o padrão técnico de<br />

lapidação exigido na Europa. Por essa razão, a<br />

gema brasileira era exportada bruta na maioria<br />

das vezes. Era de conhecimento comum a inexistência<br />

do rubi geologicamente aceitável no<br />

Brasil. E por aí a fora!<br />

50<br />

março <strong>2021</strong><br />

revistavoi.com.br


coluna<br />

Bem servidos com CNTA<br />

Cascavel é uma das quatro cidades do Brasil privilegiadas com<br />

um centro de excelência em atletismo. A obra começou em 2015<br />

para atender as olimpíadas de 2016, não ficou pronta, se arrastou<br />

e foi entregue somente agora, início de fevereiro de <strong>2021</strong>, 6 anos<br />

após a proposta inicial. Foram R$ 22 milhões investidos no complexo<br />

esportivo, que tem quase 8 mil m 2 (metros quadrados) de<br />

área construída e contempla pista de 400m (metros), arquibancada,<br />

piso importado da Alemanha, auditório, alojamento e piscina<br />

aquecida. O presidente Jair Bolsonaro participou da inauguração<br />

do CNTA (Centro Nacional de Treinamento de Atletismo) em Cascavel,<br />

primeiro do sul do país. O CNTA receberá atletas profissionais<br />

de alto rendimento e terá a função de formar futuros atletas,<br />

já que o local deve ser utilizado no contraturno escolar para<br />

receber alunos e descobrir novos talentos, cumprindo também a<br />

função social e pedagógica.<br />

DIRETOR GERAL DA CATVE<br />

1<br />

Foto: divulgação Fotos: divulgação<br />

2<br />

De Cascavel para o mundo<br />

As imagens capturadas pelas diversas câmeras e lentes da Master/CATVE<br />

na Copa Libertadores da América, maior competição de clubes da América<br />

do Sul, rodaram o mundo alcançando 191 países. Além dos 15 jogos<br />

da Copa, os dois duelos das semifinais no Brasil (Palmeiras x River Plate,<br />

Santos x Boca Juniors) e a grande final no Maracanã (Santos x Palmeiras)<br />

também tiveram geração de imagens da Master/CATVE. E fomos além.<br />

Na TV aberta, o SBT, foi a emissora oficial para exibição das partidas.<br />

Quem assistiu aos jogos com narração de Téo José, também acompanhou<br />

o trabalho da Master/CATVE. Além do sinal internacional, a produtora<br />

foi a responsável pela transmissão do sinal exclusivo para a emissora<br />

brasileira detentora dos diretos do campeonato. Só na Maratona da final<br />

no Rio de Janeiro estiveram envolvidos quase cem profissionais, um time<br />

experiente que roda o Brasil mostrando eventos esportivos.<br />

52<br />

março <strong>2021</strong><br />

revistavoi.com.br<br />

Foto: Vanderley Soares<br />

Libertadores da América<br />

Com equipamentos de última geração, a Produtora<br />

Master/CATVE ficou com a responsabilidade de gerar<br />

imagens da 61ª edição da Copa Libertadores da América.<br />

18 jogos do Brasil foram mostrados e televisionados<br />

pelas unidades móveis e profissionais da Master/<br />

CATVE, que tem sede em Cascavel, oeste do Paraná.<br />

Com know how em eventos esportivos para todo o<br />

Brasil e outros países, a parceria com a Torneos e Conmebol<br />

teve sucesso e foi acompanhada por olhares de<br />

milhões de torcedores, que vibraram com as partidas,<br />

afinal futebol é a paixão do brasileiro.<br />

3<br />

Foto: Vanderley Soares


A Stock Car<br />

acelera forte<br />

Em poucos meses a Stock Car praticamente<br />

se reinventou causando<br />

corrida de pilotos e patrocinadores<br />

para garantir suas vagas. Em meio<br />

à crise econômica e sanitária, a<br />

categoria espera iniciar o ano com<br />

30 carros ou mais. O gatilho da<br />

maré positiva foi a confirmação<br />

da Band – TV aberta e do Sportv<br />

por assinatura, em um pacote que<br />

atraiu o mercado publicitário. Com<br />

o sucesso técnico do campeonato<br />

2020 – no qual um recorde de 13<br />

pilotos diferentes venceram na<br />

temporada e era comum ter 24 carros<br />

separados por menos de meio<br />

segundo – o combo promocional foi o empurrão para fervilhar os bastidores da maior categoria<br />

da América Latina, que terá geração de imagens da produtora cascavelense Master/CATVE.<br />

4<br />

Foto: Duda Bairros<br />

A guerra das petroleiras<br />

A era das farmacêuticas na Stock Car não terminou,<br />

Eurofarma (atual campeã), Blau e Pharlab<br />

dão nome a 3 equipes. A categoria tem visto<br />

crescer a participação das petroleiras. No grid<br />

Texaco (Tony Kanaan), Mobil (Rubens Barrichello),<br />

Ipiranga (Thiago Camilo e Cesar Ramos),<br />

Shell (Ricardo Zonta, Átila Abreu e Galid Osman),<br />

além de STP e Ale, como apoiadoras em<br />

alguns carros.<br />

Do Brasil para o mundo<br />

Pela primeira vez na história, a Stock Car terá<br />

um projeto de internacionalização dos eventos<br />

via plataforma digital. A categoria deve anunciar<br />

acordos com canais de ponta, com destaque<br />

para um da Argentina e outro europeu, este<br />

último de alcance global. O projeto é a cereja do<br />

bolo para o novo CEO da categoria, o publicitário<br />

Fernando Julianelli.<br />

5<br />

março <strong>2021</strong> 53<br />

Foto: Duda Bairros Foto: Duda Bairros


test riDe<br />

Harley-Davidson<br />

e meu sonho<br />

de criança<br />

Fotos: Edemilson Mendo<br />

O<br />

s pais ao darem brinquedos aos filhos nem<br />

se dão conta que o mimo pode se tornar<br />

uma paixão para a vida. Foi assim que<br />

Karen de Carli Flores iniciou sua aventura<br />

nas duas rodas, com uma moto elétrica<br />

que desfilou quando era criança pelo quintal da família.<br />

O que era uma diversão infantil se tornou seu transporte<br />

de locomoção. Começou com uma scooter e de<br />

lá pra cá Karen adquiriu outros modelos até chegar no<br />

modelo Road King, ano 2018, da Harley-Davidson. Inspirada<br />

pelo filme Easy Rider, versão brasileira intitulado:<br />

Sem Destino; em que dois motociclistas partem de Los<br />

Angeles, no extremo oeste dos EUA (Estados Unidos da<br />

América), em direção ao sudeste do país.<br />

54<br />

março <strong>2021</strong><br />

revistavoi.com.br


março <strong>2021</strong> 55


test riDe<br />

Karen nasceu na capital paranaense, mas já rodou<br />

de motocicleta em terras estrangeiras quando morou em<br />

Miami entre os anos de 2013 a 2018 a trabalho, também<br />

já morou no Estado do Rio de Janeiro antes de retornar<br />

a Curitiba. A profissão dentro da arquitetura deu lugar<br />

ao sonho de trabalhar com a paixão de ser motociclista<br />

e turismo. “Morei no Rio de Janeiro por 4 anos e lá<br />

também tive moto. Depois, fiquei por mais 5 anos em<br />

Miami e mesmo lá com todo aquele calor não abandonei<br />

as duas rodas, uma delícia. Trabalhei por muitos anos<br />

em escritório de arquitetura e na década de 90 troquei<br />

meu trabalho para trabalhar com viagens de moto. Mais<br />

atualmente fiquei honrada com o convite para ser relações<br />

públicas da empresa HT Moto Turismo. Estou muito<br />

feliz em fazer o que amo. Para mim é a realização de um<br />

sonho”, relata Karen.<br />

O modelo Road King, considerado o rei para viagens<br />

de longa distância, sempre foi um sonho para Karen por<br />

ser estável, confortável e um clássico. Uma Harley-Davidson<br />

da linha Touring, abrangendo décadas de herança<br />

e nostalgia, as motocicletas Touring começaram sua<br />

linhagem em 1936, quando a Motor Company apresentou<br />

um novo design de motor apelidado de Knucklehead.<br />

Dessa herança cresceu o potente motor Milwaukee<br />

Eight® com mais potência, conforto e manuseio para ir<br />

mais longe, tornando o acúmulo de milhas gratificante<br />

e confortável para o piloto e o passageiro. “É uma moto<br />

linda e meus olhos sempre brilham quando falo da minha<br />

Road King”, confidencia Karen.<br />

Para dar o toque pessoal, Karen fez modificações<br />

como os detalhes da lanterna fumê para deixar com tons<br />

escuros e a colocação de um guidão maior, por ser uma<br />

mulher alta, foi preciso colocar para obter conforto e<br />

comodidade em cima da moto. “A vontade de comprar<br />

itens para agregar na moto é enorme, é um brinquedo de<br />

adulto, que quem ama sabe a loucura de querer personalizar<br />

e deixar no estilo de cada um”, afirma Karen.<br />

O sonho de pilotar é compartilhado com o filho de<br />

6 anos de Karen, Kalel de Carli, que assim como a mãe,<br />

já dá indícios de ser um futuro motociclista ao andar na<br />

moto elétrica, pedir o capacete e o colo de Karen para<br />

brincar de pilotar. Além de espiar pela janela quando a<br />

mãe sai para a estrada, equipada com capacete, calça<br />

jeans mais grossa, jaqueta e luvas, vestuário que sempre<br />

devem ser utilizados para a segurança do piloto. Kalel<br />

tem sangue aventureiro, americano e nasceu em 2014 no<br />

período em que morou em Miami.<br />

A Serra do Rio do Rastro foi a viagem ininterrupta<br />

Kalel de Carli<br />

56<br />

março <strong>2021</strong><br />

revistavoi.com.br


mais longa realizada por Karen, em que um grupo com<br />

24 motociclistas saíram em um final de semana para<br />

subir e descer a Serra por diferentes caminhos. “A Serra<br />

do Rio do Rastro foi uma viagem mágica. Subimos e descemos<br />

a noite com o tempo limpo e de manhã também,<br />

o dia estava maravilhoso. O fascínio de ter o vento no<br />

rosto, o cabelo voando, sensação de liberdade. A gente<br />

sente a natureza de perto. É maravilhoso”, explica Karen.<br />

Sobre fazer parte de grupos de motociclistas, Karen<br />

faz parte do grupo: Ladies of The Road; que é formado<br />

por mulheres apaixonadas por suas motos de alta cilindrada,<br />

que por alguma razão escolheram as duas rodas<br />

como forma de vida, um meio de transporte ou apenas<br />

diversão, sem deixar de lado seus compromissos do dia<br />

a dia. O grupo está presente em toda América Latina<br />

e Karen será uma das administradoras dos passeios na<br />

região do Paraná, sendo convidada em janeiro deste ano<br />

por Sandra Baccaro, uma das idealizadoras do projeto,<br />

que iniciou em 2006.<br />

O sonho de Karen começou quando criança e hoje<br />

inspira homens e mulheres a entrar nesse mundo sobre<br />

rodas para passear em lugares pelo mundo que já foram<br />

cenário de filmes, inspiração para músicas, ponto de<br />

encontro dos amantes de história e velocidade. “São<br />

passeios de moto pelo mundo todo. São incríveis! Pois é<br />

possível viajar com uma Harley-Davidson, tanto sozinho<br />

quanto em casal, pelas ruas mais lindas do mundo”,<br />

indica Karen.<br />

Karen de Carli Flores<br />

Relações Públicas da empresa HT Moto Turismo<br />

@karen_decarli<br />

@karendamoto<br />

@kalelzitcho<br />

março <strong>2021</strong> 57


esporte<br />

Voar como os<br />

pássaros<br />

Um esporte onde o piloto pode subir<br />

milhares de metros no ar, descer,<br />

escolher novos locais de pouso e<br />

permanecer várias horas voando<br />

O<br />

voo livre em asa delta e paragliders<br />

(parapente) é considerado uma modalidade<br />

de esporte radical e de alto risco,<br />

praticado em todo o mundo e fortemente<br />

dependente das condições meteorológicas<br />

e geográficas locais. Como não podia ser diferente, é<br />

considerado um esporte radical, proporcionando voos<br />

belíssimos e panorâmicos.<br />

O paraglider é um esporte que fascina pessoas ao<br />

redor do mundo. Algumas voam e admiram o pôr do sol<br />

nas montanhas ou em praias, enquanto outros buscam o<br />

poder de voar o mais alto possível.<br />

Em 2014, Raquel Canale, 34 anos, gestora ambiental<br />

e comercial, começou a se interessar pela prática<br />

do esporte. “Antes de me apaixonar pelo voo livre, era<br />

montanhista, e ao contemplar o pôr do sol na montanha,<br />

pude ouvir o assobio do vento passando pelo perfil de<br />

um parapente. Ali começou minha trajetória no voo<br />

livre”, relembra Raquel.<br />

Raquel conta que o primeiro voo foi na Ilha do Mel,<br />

no litoral paranaense, orientada pelo instrutor Márcio<br />

Lichthow. “Um cenário perfeito para tirar os pés do<br />

chão, um momento indescritível. Uma mistura de medo,<br />

adrenalina, euforia e sensação de liberdade, difícil de<br />

descrever, e acredito que só quem voa, consegue entender”,<br />

descreve Raquel.<br />

58<br />

março <strong>2021</strong><br />

revistavoi.com.br


Foto: Melanie Dhaese<br />

março <strong>2021</strong> 59


esporte<br />

Foi no paraglider que Raquel conheceu o novo amor,<br />

fez novas amizades e teve a oportunidade de competir<br />

como piloto de voo livre. “Conheci meu grande companheiro<br />

no voo, e hoje caminha comigo lado a lado,<br />

conquistando novos ares, fazendo histórias e realizando<br />

sonhos”, confessa Raquel.<br />

Em 2018, Raquel foi campeã na categoria feminina<br />

paranaense e vice-campeã no sul brasileiro. Em 2019<br />

manteve o ritmo, sendo vice-campeã paranaense, sul<br />

brasileiro, vice-campeã Sport Light Paranaense. No ano<br />

passado conquistou o primeiro lugar do sul brasileiro e<br />

campeã Sport Light Paranaense. “As maiores aventuras<br />

no voo livre, foram minhas duas maiores conquistas,<br />

onde conquistei o título de ser a primeira mulher a voar<br />

da quarta maior montanha do país, a Pedra da Mina,<br />

localizada na Serra Fina”, orgulha-se a competidora.<br />

Para o instrutor Márcio André Lichtnow, 54 anos,<br />

que foi o orientador de Raquel e co-founder da Escola<br />

de Voo Livre Vento Norte Paraglider, independente da<br />

modalidade de voo, o piloto que deseja praticar precisa<br />

ter disciplina para estudar e treinar muito.<br />

Foto: Melanie Dhaese<br />

Foto: Melanie Dhaese<br />

60<br />

março <strong>2021</strong><br />

revistavoi.com.br<br />

Foto: divulgação Foto: divulgação<br />

A ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) não<br />

emite ou exige habilitação para a prática de esportes<br />

radicais, mas recomenda que qualquer interessado em<br />

praticar voo livre se habilite por meio de associações aerodesportivas<br />

reconhecidas pela comunidade praticante.<br />

A ANAC exige que os praticantes realizem o cadastro do<br />

equipamento como previsto no RBAC nº 103. Esse cadastro<br />

é operacionalizado pelas associações credenciadas,<br />

que são responsáveis pela identificação do desportista e<br />

pela emissão de atestado de capacidade. Sendo o único<br />

documento exigido pela ANAC para a prática do voo<br />

livre. Os equipamentos de voo variam conforme nível de<br />

pilotagem, peso e altura do piloto. Consistem no parapente,<br />

selete (cadeira em que o piloto senta), paraquedas<br />

reserva, mosquetões, capacete, rádio comunicador, GPS<br />

(Sistema de Posicionamento Global), entre outros.<br />

De acordo com Márcio, o esporte é organizado pelos<br />

próprios atletas através de entidades esportistas, como<br />

Confederação Brasileira de Voo Livre, Associação Brasileira<br />

de Parapente, Federações Estaduais e Clubes de<br />

Voo. A maioria das rampas de voo livre organizadas irão<br />

exigir que o piloto comprove os seus conhecimentos e<br />

habilidades, e a forma de se comprovar isto é através das<br />

habilitações emitidas pelas entidades.<br />

Márcio já praticou surf, mas voar sempre foi a grande


Foto: divulgação<br />

Foto: Zi Marcon<br />

Foto: divulgação<br />

Foto: divulgação<br />

paixão. Se tornou instrutor para conseguir custear os<br />

campeonatos que participou pelo país, e dar aulas foi<br />

uma forma de ter um ganho extra para bancar as viagens.<br />

Após conhecer a esposa Nicolle Muraro, em 2007,<br />

resolveram fundar uma escola de pilotos. Hoje a escola<br />

Vento Norte é uma referência no Brasil e a quinta em<br />

formação de pilotos. “Optei por ensinar sem perceber,<br />

quando vi já escolhia meus alunos ao invés dos campeonatos.<br />

É muito prazeroso ensinar, realizar o sonho de<br />

alguém”, revela Márcio.<br />

Para ele, o maior desafio do instrutor é se adaptar a<br />

cada aluno. “A segurança do piloto está na minha mão,<br />

e me obriga a perceber com antecedência a reação de<br />

cada um diante dos desafios impostos. Naquele momento<br />

é preciso fazer o aluno compreender o que é temeridade,<br />

ousadia, medo, coragem”, alerta Márcio.<br />

O mesmo aconselha que antes de iniciar no esporte,<br />

é necessário pesquisar uma boa escola homologada pela<br />

ABP (Associação Brasileira de Parapente), com instrutores<br />

habilitados e capacitados tecnicamente.<br />

Para a competidora Raquel o esporte traz novos<br />

horizontes para a vida. “Voar em outros ares, conhecer<br />

novas rampas, competir, fazer novos amigos, abre muitos<br />

horizontes e faz você voltar para casa com grandes aventuras,<br />

histórias para compartilhar.”<br />

Antes de me apaixonar<br />

pelo voo livre, era<br />

montanhista, e ao<br />

contemplar o pôr do<br />

sol na montanha, pude<br />

ouvir o assobio do<br />

vento passando pelo<br />

perfil de um parapente.<br />

Ali começou minha<br />

trajetória no voo livre”<br />

Raquel Canale<br />

março <strong>2021</strong> 61


cultura<br />

Música<br />

NANDO REIS<br />

O rock aterriza em Curitiba na<br />

voz do cantor e compositor<br />

Nando Reis, que já compôs<br />

músicas para grandes nomes,<br />

como Titãs, Cássia Eller e<br />

Skank. O cantor que em<br />

janeiro completou 58 anos de<br />

idade volta aos palcos com<br />

toda energia para animar os<br />

fãs.<br />

Onde: Teatro Positivo<br />

Data: 26 de março<br />

Horário: 21h15<br />

Ingressos: R$ 160,00 (inteira)<br />

e R$ 80,00 (meia-entrada)<br />

Foto: divulgação<br />

SHOW DUCA LEINDECKER<br />

Duca Leindecker apresenta o<br />

show solo, onde reúne todas<br />

as fases de sua carreira. No<br />

show, tocará piano, violão<br />

e cantará as canções da<br />

Cidadão Quem, Pouca Vogal<br />

e Voz, Violão & Batucada. O<br />

show reúne diversos planos,<br />

um mix de todos os seus<br />

trabalhos, em um palco onde<br />

os instrumentos ficam a sua<br />

disposição.<br />

Onde: Teatro Fernanda<br />

Montenegro<br />

Data: 01 de maio<br />

Horário: 21h<br />

Ingressos: R$ 100,00 (inteira)<br />

e R$ 50,00 (meia-entrada)<br />

Foto: divulgação<br />

BONNIE TYLER<br />

A cantora Bonnie Tyler<br />

se apresenta na capital<br />

paranaense com a turnê<br />

comemorativa dos 50 anos<br />

de sua carreira. No show irá<br />

lançar o álbum Between the<br />

Earth and the Stars. Bonnie<br />

Tyler trará os sucessos Total<br />

Eclipse Of The Heart, It’s A<br />

Heartache e outros. O novo<br />

álbum também possui três<br />

emocionantes duetos com<br />

Rod Stewart, Cliff Richard e<br />

Francis Rossi.<br />

Onde: Teatro Positivo<br />

Data: 07 de maio<br />

Horário: 20h<br />

Ingressos: R$ 300,00 (inteira)<br />

e R$ 150,00 (meia-entrada)<br />

Foto: divulgação<br />

23° FESTA À FANTASIA<br />

DO TITE<br />

Considerada por muitos a<br />

melhor festa à fantasia do<br />

Brasil, a festa trará alegria e<br />

diversão ao ano de <strong>2021</strong>. A<br />

tradicional festa está na 23°<br />

edição e será realizada na<br />

Ópera de Arame, prepare para<br />

curtir em grande estilo.<br />

Onde: Ópera de Arame<br />

Data: 15 de maio<br />

Horário: 18h<br />

Ingressos: R$ 240,00 (inteira) e<br />

R$ 120,00 (meia-entrada)<br />

Foto: divulgação<br />

Exposição<br />

PARA CONTINUAR NAVEGANDO<br />

Uma exposição de arte digital no MUMA (Museu Municipal<br />

de Arte), em que o observador é também observado. Assim<br />

é Para Continuar Navegando, dos artistas Fabiana Caldart<br />

e Felipe Gomes. Planejado para ser uma reflexão sobre a<br />

forma como as pessoas usam os recursos tecnológicos do<br />

mundo virtual e como interagem com o mundo das mais<br />

variadas formas. A exposição: Para Continuar Navegando;<br />

consiste nas instalações Li e Concordo, Não Li e Concordo e<br />

um vídeo publicitário que faz pensar sobre como as pessoas<br />

avaliam a relevância dos conteúdos a que estão expostas por<br />

intermédio desses recursos tecnológicos.<br />

Foto: divulgação<br />

FERNANDO VELLOSO POR ELE MESMO<br />

O MON (Museu Oscar Niemeyer) realiza a exposição:<br />

Fernando Velloso por ele mesmo; em homenagem aos 90<br />

anos de vida do artista curitibano, que segue na ativa. A<br />

mostra, com curadoria de Maria José Justino e Fernando<br />

Bini, está aberta para visitação na Sala 1 do MON.<br />

O público poderá contemplar seu primeiro trabalho<br />

premiado no tempo da Escola de Belas Artes, a produção<br />

influenciada por sua passagem por Paris, onde estudou<br />

com um dos maiores mestres do Cubismo, passando pelo<br />

despontar do apelo irresistível do Abstracionismo e a<br />

prolífica produção até as obras mais recentes.<br />

Foto: divulgação<br />

Onde: MUMA<br />

Data: terça a domingo<br />

Horário: das 10h às 19h<br />

Ingressos: gratuito<br />

Onde: MON<br />

Data: terça a domingo<br />

Horário: das 10h às 18h<br />

Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada)<br />

62<br />

março <strong>2021</strong><br />

revistavoi.com.br


Foto: divulgação<br />

Foto: divulgação<br />

Foto: divulgação<br />

Geral<br />

FEIARTE <strong>2021</strong><br />

A FEIARTE (Feira Internacional<br />

de Artesanato), é um dos<br />

maiores eventos de artesanato<br />

do Brasil. A feira traz<br />

artesanato de qualidade,<br />

produtos exóticos, inéditos e<br />

de extremo bom gosto, para<br />

um mercado que aprecia<br />

novidades e reúne cultura e<br />

tradição com mais de 200<br />

expositores.<br />

Onde: Parque Barigui –<br />

Centro de Eventos Positivo<br />

Data: 14 a 23 de maio<br />

Horário: Todos os dias das<br />

14h às 21h<br />

Ingressos: Gratuito<br />

VERA MARTINS - A<br />

VIOLÊNCIA SOB A<br />

DELICADEZA<br />

MON (Museu Oscar<br />

Niemeyer) inaugura mais uma<br />

nova exposição: A Violência<br />

sob a Delicadeza; da artista<br />

visual Vera Martins. A mostra<br />

conta com 46 obras, entre<br />

telas e instalações, e estará<br />

em cartaz a partir do dia<br />

31 de outubro, na Sala 2. A<br />

exposição tem o apoio da<br />

Fundação Pollock-Krasner.<br />

Onde: MON<br />

Data: terça a domingo<br />

Horário: das 10h às 18h<br />

Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e<br />

R$ 10,00 (meia-entrada)<br />

Foto: divulgação<br />

CINE PASSEIO VIRTUAL<br />

Em homenagem ao Dia das<br />

Mulheres, o Cine Passeio<br />

Virtual fará uma programação<br />

com exibição de filmes<br />

online de diretoras femininas.<br />

Serão quatro dramas e dois<br />

documentários disponíveis<br />

gratuitamente na Sala Cine<br />

Plaza. Na Sala Vitória outros<br />

seis filmes, de suspense<br />

a romance, completam a<br />

programação. Acesse o site<br />

cinepasseio.org e assista.<br />

Onde: Online -<br />

cinepasseio.org<br />

Data: 4 a 10 de março<br />

Horário: diversos<br />

Ingressos: gratuito<br />

SAFARI<br />

Curitiba irá receber a partir<br />

do dia 11 de março o evento<br />

Jurassic Safari Experience, que<br />

simula um safari com “animais<br />

selvagens”. Em formato drive-in,<br />

a atração com dinossauros<br />

irá acontecer no restaurante<br />

Madalosso, em Santa Felicidade.<br />

O público também poderá<br />

consumir, no local, porções com<br />

prato dos do restaurante. Mais<br />

informações: www.jurassicsafari.<br />

com.br<br />

Onde: Restaurante Família<br />

Madalosso (Av. Manoel Ribas,<br />

5875)<br />

Data: 11 de março a 04 de abril<br />

de <strong>2021</strong><br />

Horário: diversos<br />

Ingressos: R$ 140,00 a R$<br />

210,00 por veículo<br />

Destaque<br />

JAPONÉSIA<br />

MON (Museu Oscar Niemeyer) apresenta a exposição<br />

Japonésia, em parceria com a Japan House São Paulo, de<br />

Naoki Ishikawa, considerado um dos artistas mais relevantes<br />

no cenário atual da fotografia no Japão. Com curadoria de<br />

Natasha Barzaghi Geenen, Diretora Cultural da Japan House<br />

São Paulo, a exposição Japonésia reúne 74 fotografias, que<br />

fazem parte de distintas séries realizadas por Ishikawa durante<br />

o período de 2009 a 2019. A mostra pretende revelar as<br />

particularidades do arquipélago nipônico, ressaltando sua<br />

diversidade de paisagens e de cultura, levando os visitantes a<br />

uma verdadeira expedição por um Japão desconhecido.<br />

Onde: MON<br />

Data: terça a domingo<br />

Horário: das 10h às 18h<br />

Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia-entrada)<br />

Foto: divulgação<br />

Pontos de venda<br />

REVISTA<br />

• Banca América - Rua Otávio Pereira dos Anjos, s/nº - esquina com Cel. Francisco<br />

H. dos Santos - 3267-2412 / 99905-5071<br />

• Banca Batel - Av. Batel em frente ao Hospital Santa Cruz - 3244-5620<br />

• Banca Bom Jesus - Rua Jaime Balão, 201 - Cabral - 3264-7662<br />

• Banca do Condor Champagnat - Martim Afonso, 2800 - 3336-9817<br />

• Banca do Palladium - Av. Presidente Kennedy, s/nº em frente ao<br />

Shopping Palladium - 99209-1161<br />

• Banca Espanha - Praça Espanha - 3225-1173<br />

• Banca Praça do Japão - Praça do Japão - 3243-1475<br />

• Bazar Cotegipe - Mercado Municipal - 3262-5011<br />

• Brioche - Rua Augusto Stresser, 839 - Juvevê - 3342-7354<br />

para assinatuRa, entre em contato<br />

com nossa CENTRAL DE ATENDIMENTO<br />

0800 600 2038<br />

pagamento em até 3 vezes sem juros<br />

março <strong>2021</strong> 63


logueando<br />

Por Gabrielle Gatti<br />

influencer<br />

Uma mulher bem resolvida,<br />

determinada e em busca do<br />

que deseja<br />

E<br />

ssas características dizem muito sobre a influencer e consultora de cirurgia<br />

plástica Gabrielle Gatti. Aos 30 anos, a influencer digital possui 22,4 mil<br />

seguidores na sua conta do instagram, com postagens sobre tratamentos<br />

estéticos, experiências vividas, moda, lifestyle e procedimentos cirúrgicos<br />

realizados. Com imagens de uma mulher confiante, Gabrielle Gatti inspira<br />

outras mulheres, mas quando começou a publicar conteúdo na internet a realidade era<br />

outra. “Tudo começou em 2017 quando me olhava no espelho e não era feliz. Minha<br />

autoestima estava baixa.” Gabrielle mesmo com medo e incertezas decidiu procurar um<br />

cirurgião plástico para realizar o procedimento estético. “Decidi fazer minha primeira<br />

cirurgia plástica. Estava com medo, receios e muitas dúvidas. Após a operação, era outra<br />

pessoa. Me sentia mais segura, mais feliz depois do procedimento.”<br />

As primeiras postagens na rede social foram sobre tendências de moda, mas foram as<br />

experiências pessoais dos procedimentos cirúrgicos que conquistaram mais seguidores.<br />

“Senti que poderia motivar as pessoas a fazer o mesmo e transformei isso em trabalho.<br />

Comecei a usar o instagram para falar das minhas experiências, tirar dúvidas e incentivar as<br />

mulheres que se algo nos incomoda, podemos melhorar.” E desta forma se tornou influencer,<br />

incentivando as mulheres a serem felizes com o próprio corpo.<br />

A influencer sempre mostra os bastidores das próprias cirurgias e procedimentos estéticos<br />

na rede social, como preenchimento de botox para evitar linhas de expressão, lipo HD,<br />

Sobre<br />

Gabrielle Gatti<br />

Influencer<br />

@gabriellegattii<br />

postagens de momentos do pré e pós-cirúrgico. Além de revelar segredos dos tratamentos estéticos como as sessões de bronzeamento<br />

que realiza na clínica Bronze das Estrelas. “Sempre procuro cuidar da minha imagem, apesar de não ser a pessoa mais regrada do<br />

mundo na alimentação, procuro sempre me cuidar.” Gabrielle sempre é autêntica com seus seguidores, compartilha vários momentos<br />

de sua rotina agitada. Mas no final de 2020, a influencer compartilhou um dos momentos mais marcantes da sua vida com a<br />

saída da mãe do hospital, que estava internada com problemas respiratórios por ter contraído o vírus da Covid-19. “O que era quase<br />

impossível para os médicos, Deus foi lá e fez, a minha mãe teve uma melhora repentina e surpreendeu a todos. Os médicos falaram<br />

que ela iria demorar muito para sair do hospital, que o estado dela era grave. Já tinha perdido 80% do pulmão, estava com pneumonia,<br />

o risco era grande. Foram 17 dias entubada e 32 dias na UTI (Unidade de Terapia Intensiva). E quando menos esperávamos Deus<br />

agiu e fez o milagre, minha mãe acordou, estava curada e venceu o Covid. Estou em choque ainda, parece um sonho, coração explodindo<br />

de gratidão e felicidade. Não podia ter um Natal melhor, meu presente, minha rainha estava de volta”, postou Gabrielle na sua<br />

conta do instagram. Hoje 80% dos compromissos profissionais de Gabrielle Gatti resultam do trabalho com a imagem no instagram.<br />

64<br />

março <strong>2021</strong><br />

revistavoi.com.br<br />

Fotos: divulgação


Doe seu Imposto de Renda para<br />

o Hospital Pequeno Príncipe<br />

ATÉ<br />

30 DE ABRIL<br />

DE <strong>2021</strong><br />

SEU LEÃO PODE SER O MELHOR<br />

AMIGO DAS CRIANÇAS<br />

Que tal fazer uma doação para projetos<br />

sociais em vez de pagar Imposto de Renda?<br />

Parece interessante, né? Muita gente não<br />

sabe dessa oportunidade, mas é possível<br />

ajudar instituições filantrópicas, como o<br />

Hospital Pequeno Príncipe, de forma fácil<br />

e sem custo.<br />

Não se esqueça<br />

de enviar o<br />

comprovante!<br />

QUEM PODE DOAR?<br />

Pessoas físicas que fazem sua declaração de Imposto de<br />

Renda pelo formulário completo.<br />

•IR A PAGAR: o valor doado será subtraído da quantia a pagar.<br />

•IR A RESTITUIR: o valor doado será somado à sua<br />

restituição.<br />

COMO DOAR<br />

1. DOAÇÃO<br />

Após informar as possíveis doações realizadas em 2020,<br />

selecione o campo “Fichas da Declaração” e escolha a<br />

opção “Doações diretamente na declaração”. Clique<br />

em “Novo”, escolha o “Fundo Municipal”; em UF,<br />

selecione “PR – Paraná”; e em Município, “Curitiba”.<br />

Seu potencial de doação irá aparecer no canto direito da<br />

tela, então basta digitar o valor calculado pelo programa<br />

da Receita Federal.<br />

2. IMPRESSÃO<br />

Entre na opção “Imprimir” e selecione o “DARF –<br />

Doações diretamente na declaração – ECA”.<br />

3. PAGAMENTO<br />

Efetue o pagamento do DARF até 30 de abril de <strong>2021</strong>.<br />

4. E-MAIL DE CONFIRMAÇÃO<br />

Para direcionar sua doação aos nossos projetos, é fundamental que<br />

você envie um e-mail para doepequenoprincipe@hpp.org.br,<br />

contendo as seguintes informações:<br />

• Comprovante de pagamento do DARF de doação;<br />

• Seus dados pessoais: nome completo, CPF, endereço<br />

e telefone; e<br />

• A frase “Doação direcionada ao Hospital Pequeno<br />

Príncipe”.<br />

Obs.: o envio deste e-mail é fundamental para que o seu recurso seja<br />

repassado do Fundo Municipal para o Hospital Pequeno Príncipe.<br />

INFORMAÇÕES:<br />

41 2108-3886 41 99962-4461<br />

doepequenoprincipe.org.br


histórias<br />

Nós daremos visibilidade a nós mesmas<br />

E<br />

m um agradável café de esquina próximo à<br />

praça Santos Andrade, uma simpática atendente<br />

me serviu uma limonada enquanto<br />

esperava pela minha próxima entrevistada.<br />

Escrevia uma reportagem sobre protagonismo<br />

feminino dentro e fora das telas do cinema, sem saber<br />

ainda o quanto esse tema se tornaria importante para<br />

mim. A entrevista da vez seria com uma crítica de cinema<br />

feminino chamada Emanuela. Ela chegou sem demora, e<br />

seu sorriso simpático me deixou otimista pela conversa<br />

que viria a seguir.<br />

Comecei minha lista de perguntas esperando que<br />

Emanuela falasse sobre a falta histórica de diretoras, roteiristas<br />

e cineastas mulheres na indústria. Porém, o primeiro<br />

fato trazido por ela para a entrevista já mudou minhas<br />

percepções completamente. Ao contrário do que meu<br />

senso comum me dizia, até os anos 1930, as mulheres<br />

dominavam o cinema. “Quando paro para estudar, fico<br />

impressionada com a quantidade de mulheres incríveis<br />

que passaram por Hollywood e ninguém faz ideia”, me<br />

disse Emanuela, tão indignada quanto eu. Essa informação<br />

– e muitas outras tão impressionantes quanto – pertenciam<br />

a um documentário sobre as cineastas que foram esquecidas<br />

pela história após os homens assumirem a indústria<br />

cinematográfica com o fim da 2ª Guerra.<br />

“Mulheres estão sempre perdendo visibilidade. É por<br />

isso que a gente precisa relembrar e valorizar mulheres<br />

que fazem cinema, assim como as grandes personagens<br />

femininas que protagonizam os filmes. Nós é que vamos<br />

dar visibilidade a nós mesmas”, disse a cineasta, em uma<br />

frase que nunca mais esqueci. Era isso, então: a minha<br />

função com aquela reportagem, e mais ainda fora daquele<br />

simples trabalho de faculdade, seria dar visibilidade às<br />

mulheres, no cinema e em qualquer outro lugar.<br />

Não demorou muito para que a entrevista virasse uma<br />

conversa, e para que Manu parecesse mais uma amiga<br />

do que uma fonte jornalística. Éramos parecidas, afinal, e<br />

nos identificamos uma com a outra graças ao<br />

assunto que fazia parte de ambas. O encontro<br />

durou cerca de 2h (horas), e mal vimos o tempo<br />

passar enquanto Manu citava diversas diretoras<br />

e cineastas incríveis, que estava indignada por<br />

não conhecer e ansiosa para assistir. O assunto estava longe<br />

de ser esgotado, mas a vida fora daquele cafezinho do<br />

centro chamava. Então, eu e Manu fomos até o caixa que<br />

ficava exatamente atrás da nossa mesa para pagar.<br />

“Com licença... Fiquei prestando atenção enquanto<br />

vocês duas estavam conversando, achei muito legal isso<br />

que falaram sobre as cineastas. Qual é mesmo o nome do<br />

festival francês de filmes de mulheres que você comentou?”.<br />

A pergunta um tanto tímida direcionada à Manu vinha<br />

da atendente simpática que me servira a limonada na<br />

chegada ao café. Do caixa, ela aproveitou o movimento<br />

fraco para ouvir nossa entrevista inteira em silêncio, como<br />

uma aula, e estava tão fascinada pelo assunto quanto eu.<br />

Logo nós três emendamos uma conversa empolgada<br />

sobre a importância de reconhecer e apoiar outras mulheres<br />

naquilo que fazem. Falamos sobre a seleção feminina<br />

na Copa, mulheres na música, no cinema, na ciência...<br />

Por mais uns vinte minutos. Super interessada no assunto,<br />

a atendente anotou em seu bloquinho de pedidos algumas<br />

das referências que Manu indicou, e guardou no bolso do<br />

uniforme.<br />

A entrevista com Emanuela já havia me ensinado muito<br />

sobre a necessidade de termos representatividade e de<br />

falarmos sobre isso; mas a interferência genuína e curiosa<br />

da atendente, interessada em conhecer histórias de mulheres<br />

e histórias contadas por elas, me mostrou na prática<br />

tudo que aquele meu trabalho significava. Enquanto<br />

conversávamos sobre feminismo, representatividade, male<br />

gaze e outros termos, Emanuela e eu divulgamos, sem<br />

intenção, o trabalho de várias mulheres para outra mulher.<br />

Gosto de pensar que ela, assim como eu, aprendeu coisas<br />

novas com aquela conversa e as passou adiante. Pois a<br />

visibilidade feminina, no cinema ou em qualquer outra<br />

área, faz muito mais do que apenas representar outras<br />

mulheres: também as desperta.<br />

Foto: divulgação<br />

66<br />

março <strong>2021</strong><br />

revistavoi.com.br<br />

Por Marina prato


A vida é cheia de momentos inesquecíveis<br />

que não podem ser passados em branco.<br />

Não importa qual seja o evento. No Torres Eventos será inesquecível.<br />

• 1 Salão com capacidade para 2.800 convidados • 1 Salão com capacidade para 1.500 convidados<br />

• Teatro com capacidade para 731 convidados • Buffet exclusivo • Chef de Cuisine da casa • Cardápio requintado<br />

• Projetos personalizados • Consultoria completa • Organização • Foto e vídeo<br />

41 3045.6999 espacotorres.com.br


Um novo conceito<br />

de beleza!<br />

Você sempre linda<br />

Batel<br />

Rua Gonçalves Dias 140 - Batel @fastescova.batel 41 99242-9996

Hooray! Your file is uploaded and ready to be published.

Saved successfully!

Ooh no, something went wrong!