Revista Newslab Edição 164

newslab.analytica

Revista Newslab Edição 164 - Março 2021

ANÁLISES CLÍNICAS

TGO E TGP

COMO BIOMARCADORES HEPÁTICOS

Por: Brunno Câmara.

A transaminase glutâmico oxalacética

(TGO) e a transaminase glutâmico pirúvica

(TGP) são enzimas importantes

para o metabolismo do nosso organismo

e alterações em seus níveis séricos

têm importante significado clínico.

Sinônimos:

TGO = aspartato aminotransferase (AST)

TGP = alanina aminotransferase (ALT)

Função enzimática

As enzimas transaminases (ou aminotransferases)

catalisam uma reação

de transaminação, que é a transferência

de um grupo amina de um aminoácido

para um cetoácido. Essa reação ocorre

para formar novos aminoácidos.

A enzima TGO/AST catalisa a seguinte

reação:

L-Aspartato + α-cetoglutarato ‹-›

oxaloacetato + L-glutamato

A enzima TGP/ALT catalisa a seguinte

reação:

L-Alanina + α-cetoglutarato ‹-› piruvato

+ L-glutamato

Atividade e localização

A TGO/AST é encontrada primariamente

no coração, fígado, músculo

esquelético, rins e hemácias.

É possível encontrar duas isoenzimas:

uma citoplasmática (cTGO) e uma mitocondrial

(mTGO).

A TGP/ALT é encontrada primariamente

no fígado e rins. Ela é exclusivamente

citoplasmática.

Significado clínico

Normalmente, essas enzimas são encontradas

em baixas concentrações no

soro, geralmente abaixo de 30 - 40 IU/L.

Tanto a TGO/AST quanto a TGP/ALT

são comumente utilizadas como biomarcadores

hepáticos, visto que doenças

hepáticas são a causa mais importante

do aumento das transaminases

séricas.

Como a maior concentração de TGP/

ALT é encontrada no fígado, a sua dosagem

é mais específica para revelar dano/

inflamação hepático do que a TGO/AST.

Na maioria dos tipos de doenças hepáticas,

a atividade de TGP/ALT é maior

que a de TGO/AST. Algumas exceções

são hepatite alcoólica, cirrose hepática

e neoplasia do fígado.

0 114

Revista NewsLab | Março 2021

More magazines by this user
Similar magazines