Revista Newslab Edição 164

newslab.analytica

Revista Newslab Edição 164 - Março 2021

ARTIGO CIENTÍFICO III

Em relação a quantidade de análise

seriada por paciente até as

alterações se tornarem evidentes,

60,0% (n= 12) foram evidentes

na segunda análise, 35,0% (n= 7)

foram evidentes na terceira análise

e 5,0% (n= 1) foi evidente na

quarta análise.

Observou-se também que 3,2%

(n= 7) pacientes apresentaram

alterações das enzimas cardíacas

na primeira análise e 3,7% (n= 8)

apresentaram resultados alterados

de CK total e CK-MB e troponina I

indeterminada.

Discussão

Apesar dos avanços medicinais e

vasto conhecimento sobre as cardiopatias,

a população mundial

ainda é acometida por tais doenças

pertencentes a este grupo.

De 2004 a 2014, as cardiopatias

estiveram em quarto lugar como

causa de óbito na população brasileira,

muito acima quando comparado

com demais países como

França, Espanha, Argentina, Japão

e Estados Unidos (8) . Com pandemia

da Covid-19, em março de

2020 houve um aumento de 31%

dos registros de mortes por doenças

cardiovasculares, quando

comparado com o mesmo período

em 2019, por conta das faltas nas

consultas médicas de acompanhamento.

Ressalta-se a importância

de procurar atendimento médico

na presença de sinais e sintomas,

principalmente indivíduos com

comorbidades e doenças pré existentes

associados, além de manter

os cuidados preventivos, como

comparecimento em consultas

médicas de rotina (9) .

As enzimas cardíacas CK total,

CK-MB e troponina I são ótimos

biomarcadores para elucidar o

diagnóstico de IAM, quando analisados

de forma seriada e em

conjunto. A CK total analisada isoladamente

não é indicada por ser

um biomarcador sensível, ou seja,

apresenta-se alterada por outras

razões além do IAM, como uso

de medicamentos, uso de drogas

ilícitas, constante prática de atividades

físicas e outras patologias. A

CK-MB e a troponina I são biomarcadores

mais específicos. Por conta

da lenta liberação no organismo,

que pode começar a aumentar

entre 4 e 6 horas, estas enzimas

precisam ser analisadas de forma

seriada, com intervalo de 3 horas

entre cada análise (10-12) .

No presente estudo, foi observado

que 9,1% dos pacientes apresentaram

alterações das enzimas

cardíacas somente a partir da

primeira análise seriada, por isso

existem diretrizes e referencias que

enfatizam a importância de seriar

tais enzimas, assim como o eletrocardiograma.

Devido a ausência

de pesquisas sobre análise seriada

de CK total, CK-MB e troponina I

para o diagnóstico de IAM, não foi

possível traçar uma estimativa em

relação a população estudada (4,5,7) .

Estudos sobre o perfil de indivíduos

acometidos pelo IAM no Brasil

demonstraram que houve o predomínio

de casos do sexo masculino

entre 60 a 80 anos, o que corrobora

com esta pesquisa, entretanto,

pesquisas relataram que idosas do

sexo feminino sofreram com maiores

taxas de IAM com letalidade.

Em comparação com esta pesquisa,

percebeu-se que as mulheres

do grupo de 60-69 anos procuram

atendimento médico na presença

de sintomas sugestivos, mas o perfil

masculino de 50-59 anos é o que

apresenta alterações laboratoriais

e confirma o IAM (13-15) . Outro estudo

realizado por regiões brasileiras

demonstrou que a região sudeste

0 38

Revista NewsLab | Março 2021

More magazines by this user
Similar magazines