Jornal Escolar - O Farol #28 (abril de 2021)

aeffl1

O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

O Farol

Jornal Escolar

Editorial; 2

Sumário

Notícias

Oferta Formativa

2021/2022; 26

D

Atividades realizadas na

Educação Pré-Escolar:JI da

Fuseta e JI de

Moncarapacho; 3 e 4

O Farol - Jornal Escolar N.º 14 - Mês de novembro de 2017

Atividades no 1.º Ciclo do

Ensino Básico; 5,6 e 7

Atividades nos 2.º e 3.º

Ciclos do Ensino Básico; 8,

9, 10 e 11

Atividades no Ensino

Secundário; 12, 13 e 14

Visitas de Estudo Virtuais;

15

No âmbito da Autonomia e

Flexibilidade Curricular;

16 e 17

Em destaque

Museu Zer0; Centro de

Formação Desportiva Surf

e Canoagem do

Agrupamento; Associação

Acaso; 18

À Conversa com…

Oma Martha; 21

Bibliotecas Escolares

Concurso de Fotografia

“Leituras Prováveis em

Sítios Improváveis”; 22

Concurso de Leitura -

Batalha de Livros; Oeiras

Internet Challenge;

Concurso Nacional de

Leitura; 23

Projeto de Leitura: A

Manta - Uma História aos

Quadradinhos (de tecido);

A saia da minha avó; 24

Livro “O que vês dessa

janela”; 24 e 25

Sugestões Literárias

Livro do Mês, 27

Espaço Criativo

Textos; 28, 29, 30, 31, 32 e

33

No Mundo das Ciências

e do pensamento

Pensamento

Computacional;

Metamorfose da Rã; 34

Cidadania e

Desenvolvimento/Cida

dania Ativa

Ecovalor, Concurso

“Separa e Ganha”;

Sessão Distrital do

Parlamento dos Jovens

2019/2021 - Ensino

Básico; 35

Desporto, Gastronomia

e Artes

Desporto: Alongar é

essencial; Educação

Física Online; 36

Artes: Artista do Mês;

37

Esta página é tua…

Depois do portão a

decisão é tua;

Imagina-te um

candidato à

presidência da tua

escola; 37, 38 e 39

Conversas à Quinta; 40

Pág.1


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

O Farol

D

Equipa Técnica

Docentes:

O Farol - Jornal Escolar N.º 14 - Mês de novembro de 2017

Isilda Pereira

Inês Rosa

Décio Viegas

Maria Assunção Marcelino

Maria Cristina Martins

Maria do Carmo Graça

Nídia Luís

Teresa Costa

jornalescolar@aeffl.pt

Diretor

Idalécio Nicolau

EDITORIAL

De novo na escola!

Em finais de janeiro, o que não desejávamos aconteceu:

voltar ao regime não presencial durante mais um período de

tempo considerável.

Com os alunos em casa novamente e com aulas à distância,

voltaram as preocupações e esforços em assegurar uma

continuidade do processo educativo com o mínimo de prejuízos

e em garantir, mais uma vez, que nenhum aluno ficasse para

trás. Com a experiência do ano passado, a respostas foram

mais rápidas e o percurso foi trilhado com mais conhecimento

e com mais sucesso, mas, apesar de tudo, é consensual que este

tipo de ensino acarreta perda de aprendizagens,

especialmente, nos mais pequeninos, no início da sua

escolaridade quando as primeiras letras e números ainda

estão a ser “conquistados”. O ensino à distância não é fácil e

não se compara ao ensino presencial com toda a sua dimensão

de sociabilidade.

Atualmente, já com todos os alunos na escola, voltou a

satisfação do presencial, o movimento, a confusão e a alegria

aos nossos pátios, corredores e salas de aula, isto é, voltou a

vida à escola, mas o impacto negativo deste segundo

confinamento é uma realidade que ensombra todo o sistema

escolar. Neste sentido, o Ministério da Educação está a

preparar um Plano de Recuperação das Aprendizagens

2021/23, e as escolas foram chamadas para, desde já, darem o

seu contributo identificando as aprendizagens essenciais mais

afetadas e comprometedoras de aprendizagens futuras.

Trata-se, como se vê, da preparação de um plano a médio

prazo – 2001/23 que comprova que o esforço vai ser conjunto,

organizado e planeado a nível nacional. Entretanto, a nível

local, em cada Agrupamento há que continuar os esforços para

uma otimização de todos os recursos organizacionais e

humanos neste período e final de ano letivo. Há que retomar

projetos, reforçar medidas, combater fragilidades e

dificuldades surgidas ou acentuadas pelo ensino à distância,

isto é, responder aos desafios e reiniciar já a recuperação e

consolidação de aprendizagens - tarefa que, desde logo,

iniciámos, com a colaboração de professores e mesmo dos

alunos.

O retorno às aulas está a implicar uma renovada atenção à

recuperação das aprendizagens perdidas ou menos

consolidadas, ao desenvolvimento dos conhecimentos e

aptidões fundamentais, e um reforço das medidas

organizativas, didáticas e pedagógicas que orientem os alunos

na sua caminhada educativa. A escola na sua plurivalência -

conhecimentos, competências, valores, atividades, cidadania -

está a acontecer nas salas de aula, nos vários espaços do nosso

Agrupamento e esta edição do jornal escolar é, uma vez mais,

uma pequena grande amostra deste envolvimento e trabalho.

E é também apoiando e acompanhando este projeto a par de

muitas outras iniciativas, atividades e estratégias de atuação

levadas a cabo no Agrupamento que reafirmo o compromisso

de ajudar os nossos alunos a atingirem as metas desejadas e a

conquistarem o futuro!

Idalécio Nicolau

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.2


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Notícias

A sala 1 do JI de Moncarapacho participou na

atividade O Museu vem à escola.

Esta história surgiu no seguimento do que nos foi

solicitado pela técnica do Museu: construção de um

peixe e elaboração da história da sala. Esperamos que

gostem da nossa história. Nós gostámos muito de a

construir!

Atividades

Educação Pré-Escolar

Era uma vez a sala 1…

Todos eram amigos, gostavam de brincar muito, com os legos e nas construções. Mas, também

tinham de fazer muitos trabalhos.

São muitas as crianças da sala 1 – são 24!

Brincam todos juntos, mas na casinha e nas construções só podemos brincar 4, para não haver

confusão!

No entanto, podemos fazer desenhos todos juntos!...

Quando começou a COVID 19 deixamos de poder dar abraços e beijinhos, mas pudemos

continuar a piscar os olhos, sorrir muito e falar. Também podemos fazer jogos!

Ninguém bate uns aos outros, na sala 1!!!

Certo dia, fomos à praia da Fuseta todos juntos e um peixe grande, enorme, muito grande,

gigante abriu a boca e …. Comeu-nos a todos!

Como éramos muitos, o peixe não conseguiu fazer a digestão e ficamos todos nas escamas dele!

Todos nós nas escamas dele… parecia um autocarro-peixe!!! O peixe sala 1!

Ele, o peixe, ficou muito gordo como o Pai Natal!

Os outros peixes fugiam e riam-se muito dele.

Um dia, um senhor que se chama Vítor, que tem bigode e usa um chapéu de cowboy, foi pescar e…

pescou o peixe sala 1.

Depois o Sr. assustou-se quando nos viu a todos nas escamas do peixe. Ficou tão assustado que

até desmaiou!

O amigo do Sr. Vítor encontrou o peixe e ficou muito espantado de ver tantos meninos e meninas

nas suas escamas.

Então, pegou no peixe e levou-o para a escola, para o Jardim de Infância.

Todos ficaram muito espantados como podíamos estar todos nas escamas do peixe.

Todas as salas, a sala 2, a sala 3, a sala 4 e a sala 5 juntaram-se e fizeram uma magia para os

meninos da sala 1 poderem sair das escamas do peixe e poderem voltar a brincar.

Finalmente, os meninos da sala 1 foram todos para casa, para ao pé da mãe e do pai.

Mas, amanhã é outro dia de escola e voltamos a encontrar-nos todos juntos na sala 1, outra vez, a

brincar e a fazer os trabalhos, todos felizes por estarmos juntos outra vez!

Vitória, vitória, acabou-se a história!

FIM

abril.2021

Grupo 1 – JI Moncarapacho, Educ Ana Luísa Mariano

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.3


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Notícias

Quando ficamos tristes

que podemos fazer para ficarmos felizes?

Atividades

Educação Pré-Escolar

As nossas aulas de Música

Podemos:

Fazer um bolo. Vasco Farrobinha

Pintar. Ben

Cozinhar. Liane Cavaco

Ler um livro. Sara Laurencia

Ouvir música. Ivy

Desenhar um livro. Gabriel Santos

Brincar. Lara Crespim

Recorte e colagem

alusivas à Páscoa

Fazer o relaxamento e a respiração

mágica . Carolina Mesquita

Hoje tivemos a visita da educ Isilda na

nossa sala… ela contou-nos uma

história sobre a mãe. Adorámos!

Grupo 1 FUS, Educ Mariana Paixão,

Jardim de Infância da Fuseta

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.4


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Notícias

A primavera de um a cinco

Atividades

1.º Ciclo do Ensino Básico

A primavera bateu-nos à porta, bateu suavemente, devagarinho, ligeira e tranquila como só ela

sabe ser. Abrimos a porta e um sorriso rasga-se no nosso rosto. Tão bom vê-la assim, perto, pronta para

se instalar.

Os nossos cinco sentidos ficam encantados, cada um percebe a sua presença de um jeito

diferente, mas todos eles se mostram felizes.

A visão alegra-se com as cores garridas, que as flores e as borboletas trazem e com que pintam os

campos e o céu. Esse céu que se põe mais azul, mais brilhante. Os pássaros esvoaçam e dançam como se a

música não parasse de tocar.

A audição tranquiliza-se com o chilrear das andorinhas que regressam aos seus velhos ninhos,

com a água que corre nos riachos, com o riso pequenino das crianças que brincam, livres, nos parques.

O olfato vibra com os perfumes exuberantes das flores que salpicam os campos. Sente-se um

cheiro fresco que desperta a natureza.

O paladar renova os seus sabores, tudo é mais doce, mais leve, mais delicado. Os frutos mais

sumarentos, mais exóticos e mais atraentes.

O tato deixa-se levar pelo calor, descobre-se a pele para receber os raios de sol. Sente-se uma

brisa leve que toca, suavemente, o rosto.

Todos juntos, os cinco sentidos, recebem a primavera de braços abertos. Sabem que será uma

visita breve, mas deixará, certamente uma marca na memória.

Ficámos a conhecer a União Europeia…

A nossa turma -1/4C- trabalhou o tema ”União Europeia” no Estudo

do Meio. Foi um tema muito interessante, ficámos a saber um pouco

mais sobre a União Europeia, nomeadamente a história e data da sua

constituição, os países que dela fazem parte, a moeda comum, os

objetivos que levaram à união e a data em que Portugal aderiu.

Para aprofundar conhecimentos, o aluno Joaquim Jerónimo,

acompanhado pela professora Sónia Evaristo, fez várias pesquisas e

elaborou uma apresentação que partilhou com a turma.

Na apresentação constava a história e a data da constituição da

União Europeia, os 27 países que fazem parte da União e as respetivas

bandeiras. Além desta informação, o Joaquim apresentou também

algumas curiosidades sobre a União Europeia. Assim, ficámos a saber,

a partir da análise de gráficos, o total da área de cada país, o número

de habitantes por país e a totalidade de habitantes dos países e ainda

os países onde podemos encontrar população portuguesa.

O Joaquim apresentou o resultado do seu trabalho à turma e os

colegas mostraram-se interessados e curiosos para aprender mais

sobre este tema. No final, ficámos todos mais esclarecidos sobre a

União Europeia. Até ficámos a saber que, no próximo dia 9 de maio, se

comemora o dia da Europa.

Este trabalho foi importante para todos e despertou no Joaquim a

curiosidade para pesquisar e aprender mais sobre os países da União

Europeia. Por isso, nos próximos meses, aguardem por novidades

interessantes acerca dos 27 países da União.

Turma 1/4C, Prof.ª Ana Sofia Santos e Isabel Moujtahid, EB2,3 Dr. António João Eusébio

Joaquim Jerónimo, Turma 1/4C, EB2,3 Dr. António João Eusébio

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.5


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Notícias

Se eu fosse Presidente da República

Se eu fosse Presidente da República ajudaria as pessoas pobres, e

todos os meses dava –lhes dinheiro para ajudá-los a não terem uma vida

pobre e triste.

Também ajudaria os meninos e meninas que têm doenças e dava-lhes

melhores cuidados para eles melhorarem e ficarem bons.

Eu ajudaria a renovar os parques, as escolas, tudo o que fosse

inseguro para eles

Trataria de tudo para proteger o meu país e para não haver guerras

nem sofrimento.

Tudo o que faria , se fosse presidente era ajudar o meu país a ser um

país melhor e também cumprir com as minhas obrigações para ajudar o

meu país.

Gabriel Serafim, 4A FUS, EB2,3 Dr. João Lúcio

Atividades

1.º Ciclo do Ensino Básico

Se eu fosse Presidente da República eu gostaria de dar

dinheiro aos pobres que não têm o que comer nem onde

morar.

Eu gostaria de ser presidente por muito tempo e que as

pessoas gostassem de mim por eu fazer coisas boas para

o meu país.

Leonor Grilo, 4A FUS, Prof.ª Conceição Santos, EB2,3 Dr. João Lúcio

O nosso presidente Marcelo Rebelo de Sousa

No âmbito do Projeto Fruta Escolar, a docente

preparou um lanche saudável com as frutas

datribuídas aos alunos pela Câmara Municipal de

Olhão. A salada de frutas foi confecionada com

todos os cuidados de higiene e os alunos adoraram

e pediram mais.

Prof.ª Célia Gonçalves, Turma 4D FUS, EB2,3 Dr. João Lúcio

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.6


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Notícias

A Componente de Apoio à Família (CAF) na EB1/JI de Moncarapacho é dinamizada pela

Associação Ensinar a Sorrir, através de um protocolo com o Agrupamento de Escolas e com a União

de Freguesias de Moncarapacho e Fuseta (sendo esta a entidade promotora). As crianças usufruem

de várias atividades lúdicas, das quais se destacam as aulas de Hip-Hop e o Ioga.

O que pensam as crianças sobre as

Aulas de hip-hop

Atividades

1.º Ciclo do Ensino Básico

As aulas de hip-hop são muito divertidas. Ajuda-me a

perder calorias, as danças são bonitas e divirto-me muito.

A professora é simpática e ajuda-me quando preciso. As

aulas de hip-hop fazem-me sentir feliz.

Rafael Mariano, 8 anos, Turma 3I

A minha paixão é dançar. O ritmo da música faz-me

dançar. Gosto muito das aulas de hip-hop. Quando danço

sinto-me feliz, sinto muito entusiasmo e sinto muita

liberdade.

Carlos Isabelinha, 7 anos, Turma 1L

As aulas de hip-hop são divertidas. Não gosto de dançar em

público, mas com as aulas de hip-hop estou a começar a

sentir-me mais à vontade. Eu gosto muito das aulas de

hip-hop.

Rita Soares, 7 anos, Turma 2F

Eu gosto das aulas de hip-hop, fazem-me sentir bem.

Gosto dos jogos que a professora faz connosco. Gosto

muito das coreografias que a professora nos ensina e

sinto-me à vontade para dançar.

Mariam Tabatze, 7 anos, Turma 1E

Aulas de Ioga

As aulas de ioga são altamente. Gosto da

professora. A professora brinca comigo e

faz-me esquecer aquilo que me chateia

fora da sala. Gosto muito das atividades

com música e desenho.

Benjamin Santos, 7 anos, Turma 1E

As aulas de ioga são calmas, sentimos

liberdade e quando nós sentimos essa

liberdade no ioga, sentimo-nos livres e em

paz.

Ana Patrícia Martins, 7 anos, Turma 1E

As aulas de ioga são fixes, alegres. Quando

faço ioga sinto paz e amor. Gosto muito

das atividades que a professora faz na

rua, connosco. Gosto de tudo o que

fazemos nas aulas, acho-as todas

divertidas.

Afonso Vieira, 7 anos, Turma 2F

As aulas de ioga transmitem-me calma,

fazem-me acalmar e sentir tranquilo.

Aprendemos muitas coisas novas e as

atividades são divertidas.

Tomás Rodrigues, 8 anos, Turma 2F

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.7


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Notícias

Campanha realizada na EB2,3 Dr. António João

Eusébio para angariação de alimentos, mantas e

brinquedos para um canil.

Prof.ª Sandra Madeira

Atividades

no Ensino Básico 2.º e 3.º ciclos

Atividades jornal “Green Market”

Operação Reflorestação

O GreenMarket decorreu no dia 07 de abril, na escola Dr

Joao Lúcio, onde os produtos agrícolas, produzidos na Estufa

Pedagógica e no Ecojardim, estiveram presentes .

As hortícolas, as plantas aromáticas medicinais e

condimentares, os frutos, as flores foram produzidas sem

produtos Fitofarmacêuticos, com base no modo de produção

biológico , pelos alunos do CEF e Profissional de Jardinagem,

orientados pela profª Nélia Cid.

O Green Market foi um sucesso e em maio irá ser realizada

outra edição .

Prof.ª Nélia Cid, EB2,3 Dr. João Lúcio

A operação de reflorestação do Parque

de Laser e de desporto de Marim decorreu no

dia 16 de abril, pelos alunos do CEF de

Jardinagem, escola Dr João Lúcio, orientados

pela profª Nélia Cid .

As espécies plantadas foram azinheiras,

oliveiras, medronheiros, adaptadas ao meio,

resistentes e contribuindo para a

biodiversidade do parque.

Esta ação foi enquadrada no projeto

AgroEscolas, onde o tema este ano letivo é a

biodiversidade .

Vamos continuar a contribuir para a

manutenção dos ecossistemas florestais

autóctones .

Prof.ª Nélia Cid, EB2,3 Dr. João Lúcio

MONITORIZAÇÃO DO LIXO NO ESPAÇO ESCOLAR

Atividade interrompida devido ao

confinamento, mas não posta de parte.

No início do 2.º período, os alunos do 2.º

ciclo da escola E.B. 2/3 Dr. João Lúcio iniciaram

um projeto de monitorização do lixo

encontrado no espaço escolar.

Semanalmente, os alunos registam o tipo de

lixo, o seu peso e as datas da recolha. Mais

tarde, os dados serão inseridos em tabelas e

em gráficos. Após as leituras, tentaremos

encontrar causas e procurar possíveis

soluções...

Esperemos que a retoma seja rápida e,

porque os desejos são grandes, que seja

também definitiva.

Prof. António Espadaneira, EB2,3 Dr. João Lúcio

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.8


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Notícias

REUNIÃO ESCOLA AZUL ANUAL

REGIONAL SUL 2020/2021

No dia 11 de março, o nosso

agrupamento esteve presente na Reunião

Escola Azul Anual Regional Sul 20/21.

Este ano, o encontro contou com a

presença dos coordenadores Escola Azul de:

AE João da Rosa (Nuno Magalhães); AE Dr.

Alberto Iria (Manuela Valentim); AE Gil

Eanes (Miguel Figueiredo); AE Júlio Dantas -

EB1 nº1 de Lagos (Rui Castro); AE Júlio

Dantas - EB1+JI de Santa Maria (Célia

Pereira); AE Dr. Francisco Fernandes Lopes

(António Espadaneira); AE da Bemposta

(Sandra Mendes); AE João de Deus (Ana

Beatriz Machado); AE Pinheiro e Rosa (Filipa

Silva); Agrupamento de Escolas D. Afonso III

(Artur Marcos); Aljezur International School

(Maria João Sacadura); AE D. Manuel

(Elizabeth Cavaco); AE Sines (Sónia

Marques); AE Professor Arménio Lança (Rute

Nunes).

Estiveram também presentes com os

representantes das seguintes instituições:

EMEPC; OMA (Mª Joana Cruz); Centro Ciência

Viva Algarve (Miguel Rodrigues);

DOCAPESCA (Carla Tabaio); MARE (Luísa

Aurélio); CIIMAR (Marta Correia); Centro

Ciência Viva (Vanessa Batista e Carla

Lourenço); For-Mar (Isabel Carreiro).

Este ano, mesmo com o carimbo do

ensino à distância e do distanciamento

físico, cada coordenador expôs o muito que

ainda se conseguiu fazer no meio escolar. O

docente António Espadaneira, professor

coordenador da escola Azul do nosso

Agrupamento, deliberou focar a sua

apresentação na forma como o projeto foi

sendo implementado na nossa escola:

procurando evitar a sobreposição de

atividades e a dispersão curricular;

procurar outras iniciativas no agrupamento

que estabelecem pontos comuns para a

abordagem das temáticas do Oceano;

dinamizar a comunicação e a divulgação das

atividades.

Atividades

no Ensino Básico 2.º e 3.º ciclos

RECOMEÇO DAS ATIVIDADES PRÁTICAS DO CENTRO DE

FORMAÇÃO DESPORTIVA DE CANOAGEM E SURF AEFFL

No dia 6 de abril, recomeçaram as atividades práticas

do Centro de Formação Desportiva de Canoagem e Surf do

nosso Agrupamento, com a inauguração da nova sede

situada na Fuseta e com a presença da turma turma J do 3°

ano do Curso Profissional de Desporto.

As atividades decorreram ao longo dos dias seguintes e,

no dia 8 de abril, foi a vez da turma I do 12° ano participar

na experiência.

As ondas não foram as melhores para a prática de surf,

mas permitiu a aprendizagem de remada, aprendizagem

de posição na prancha. De resto, o tempo foi simpático e

manteve-se estável, o que foi ótimo para os momentos de

reencontros pós-confinamento, para matar as saudades e,

claro, dar alguns mergulhos!

Agradecimentos aos docentes Joana Elias e Tiago

Escudeiro, responsáveis pelas atividades, e ao Município

de Olhão pela construção na nova sede e pelo o apoio dado

no transporte dos nossos alunos de Olhão até à Fuseta.

É maravilhoso estar de volta a este paraíso!!

Prof. António Espadaneira, EB2,3 Dr. João Lúcio

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.9


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Notícias

O Calendário do Jardineiro / The Gardener’s Calendar

A turma CEF de Jardinagem, da Escola Dr. João Lúcio, tem vindo a

desenvolver uma tarefa interdisciplinar de modo a interiorizar a

terminologia da área de jardinagem e a compreender quais as tarefas

mais importantes a desenvolver em cada altura do ano. Ainda antes do

confinamento, as professoras Nélia Cid e Susana Nassa lançaram o

desafio de realizar um Calendário do Jardineiro Bilingue, recorrendo ao

Jam Board, o qual se encontra em desenvolvimento. Ficam as dicas de

jardinagem referentes a abril, trabalhadas pelo aluno Vítor Rodrigues.

Numa próxima edição iremos partilhar dicas para maio, junho e julho!

Boa jardinagem!

Prof.ª Susana Nassa, EB2,3 Dr. João Lúcio

Atividades

no Ensino Básico

2.º e 3.º ciclos

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.10


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Notícias

O NOSSO OCEANO EM 2030

As Nações Unidas definiram o período entre

2021 e 2030 como "A Década da Ciência Oceânica

para o Desenvolvimento Sustentável". O nosso

Agrupamento, mesmo durante o período de

confinamento, não baixou os braços e decidiu dar

o seu contributo com:

a) Criação de debates para determinar

medidas a implementar na próxima década para

um Oceano saudável e resiliente;

b) Envio de ilustrações realizadas por alunos

do 2.º ciclo.

Todos os trabalhos foram enviados no dia 31

de março e, por agora, esperamos pela fase

regional, na qual serão debatidas e selecionadas

as melhores medidas para seguirem até ao

Ministério do Mar e, quem sabe, expostas em sede

da ONU (sejamos ambiciosos).

Desde já, um grande obrigado aos 38

pequenos artistas que expuseram as suas obras,

às 304 pessoas que manifestaram a sua opinião

através de voto e às 15 turmas e que debateram o

assunto durante as aulas e enviaram as suas

propostas (5.º A, 5.º B, 6.º A, 6.º B na escola Básica

Dr. João Lúcio; 6.º A, 6.º B, 6.º C, 8.º A, 9.º B, 9.º C

na escola Básica Dr. António João Eusébio; 10.º B,

10ºC, 11.º A, 11.º B na escola secundária Dr.

Francisco Fernandes Lopes).

Para além destes, uma nota de especial

atenção aos professores que, em tempos

desmoralizantes como estes, lá conseguiram dar

o tal jeitinho e tornar esta atividade possível. A

missão acima de tudo!

Por fim, apreço dado à docente Maria da

Graça Manita que estruturou e deu corpo a esta

iniciativa. A pandemia poderá ter-nos amputado

a mobilidade, a incerteza poderá ter-nos

obrigado a refrear as ambições, mas à custa de

cortes, adaptações e reestruturações, a atividade

conseguiu ver a luz do dia.

Prof. António Espadaneira

Rodrigo Inácio

Martim Martins

Leonor Rodrigues

Sara Correia

Atividades

no Ensino Básico

2.º e 3.º ciclos

Alícia Botequilha

Carlota Caetano

Miguel Conceição

Nuno Carmo

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Lia Ramos

Rodrigo Inácio

Pág.11


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Notícias

Antero de Quental expressou-se a partir dos EUA

Uma experiência interdisciplinar que uniu a Poesia à

Cidadania.

No passado dia 16 de março, o 2º E do curso

profissional de Técnico de Secretariado recebeu,

virtualmente, o Coordenador Adjunto do Ensino de

Português para os EUA, Dr. José Carlos Adão, que nos

veio dar outra visão da poesia de Antero de Quental.

Hino à Razão foi o mote para a aula

interdisciplinar que envolveu as disciplinas de

Português e Comunicação Comercial em Inglês, com

o objetivo final de trabalhar a área da Cidadania e

Desenvolvimento.

Depois de contextualizar historicamente a época

literária, José Carlos Adão, em diálogo com os

alunos, partiu do conceito de “Hino” para elogiar a

Razão e, a partir daí, mostrar a necessidade desta

ter uma relação de fraternidade com o Amor e a

Justiça.

Estes conceitos revelaram-se muito importantes,

por serem a base do objetivo de trabalho para

Cidadania e Desenvolvimento, onde os alunos irão,

posteriormente, trabalhar o tema da Igualdade.

Íris Carvalho, aluna, afirmou que “foi uma aula

diferente, divertida, que poderíamos repetir”, já a

sua colega Bruna Campina disse que “foi uma boa

experiência, não só pelos conteúdos da aula, mas

também porque nos permitiu conhecer um pouco da

história de vida do Professor, que conta com muitos

anos fora de Portugal. Espero que seja uma

experiência a repetir.” Por sua vez, Alexandra

Lingurar afirmou que “ o professor [nos] ajudou a

aprofundar os conhecimentos sobre Antero de

Quental e mostrou-nos novas formas de análise do

texto poético.”

José Carlos Adão, Coordenador Adjunto do Ensino

de Português para os EUA, também considerou que

“A aula foi muito positiva. Uma experiência de

diálogo e partilha muito interessante e que além de

possibilitar um contacto com alunos em Portugal,

espero ter-lhes permitido conhecer mais do poema e

das referências que ele contém. Gostei muito.”

Nesta aula ainda houve tempo para os alunos

fazerem perguntas sobre como é a vida nos Estados

Unidos da América, satisfazer algumas curiosidades

sobre o percurso académico do professor.

Atividades

Ensino Secundário

Dr. José Carlos Adão

Prof.ª Manuela Isidro, 2º E , Curso Profissional de Técnico de

Secretariado

Escola Secundária Dr. Francisco Fernandes Lopes

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.12


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Notícias

Vamos abordar alguns problemas existentes no Oceano Atlântico e na Ria Formosa relacionados com o aumento da

temperatura da água e indicar soluções para retificar os mesmos. Para nós, o oceano é não só uma fonte de alimento e

energia como também um habitat para vários seres vivos.

Problemas provocados pelo aquecimento das águas na Ria Formosa

❏Diminuição da produção de zooplâncton: Devido à evaporação das águas, de pouca profundidade,

ocorre um aumento da salinidade na ria, o que faz com que o nível de salinidade não seja o ideal para

a produção de zooplâncton, diminuindo assim a sua quantidade. Como o zooplâncton está na base da

cadeia alimentar (consumidor de primeira ordem), isso irá afetar todas as outras espécies que

habitam a ria formosa, que dependem direta e indiretamente dele.

❏ Introdução de espécies exóticas: O aumento da temperatura da água faz também com que novas

espécies sejam atraídas para a ria formosa interferindo com o ambiente estabelecido na mesma e

podendo prejudicar as espécies já presentes nesse ambiente. Por outro lado este, aumento de

temperatura pode também ter como consequência a emigração de espécies autóctones da ria

formosa (espécies nativas do habitat), o que terá um grande impacto nas espécies que dependem

destas.

❏Diminuição da fertilidade: A ria formosa é principalmente uma zona de maternidade e berçário, isto

é, muitas espécies dependem dela para se reproduzirem e com o aumento das temperaturas e da

salinidade alguns animais podem já não conseguir sobreviver nessas condições prejudicando a

reprodução de várias espécies.

Problemas provocados pelo aquecimento das águas do Atlântico

★ Destruição de habitats marinhos: Com o aumento da temperatura, a evaporação e a humidade também aumentam, o que

faz com que se verifiquem maior número de chuvas intensas, inundações e tempestades mais severas, que têm impacto

não só na vida humana, como também na vida marinha. Estas catástrofes atraem mais lixos e resíduos para o oceano e

podem destruir habitats marinhos.

★ Aumento do nível médio dos oceanos. O aumento da temperatura da água provoca um aumento do nível médio da água,

seja através do degelo das calotas polares, ou através do aumento do volume da água (isto acontece porque se a

temperatura aumentar a agitação dos corpúsculos é maior o que faz com que eles fiquem em média mais afastados,

diminuindo a densidade(r) e aumentando o volume (V=m/r). Isto pode ter como consequência a imersão de superfície

terrestre o que será desastroso para a vida humana.

★ Aparecimento de zonas inabitáveis: O aumento da temperatura das águas dos oceanos provoca uma aceleração do

metabolismo dos organismos o que faz com que eles precisem de consumir mais oxigénio diminuindo assim cada vez mais

as concentrações de oxigénio na água, à medida que isto acontece algumas zonas vão se tornando cada vez menos

propícias para a sobrevivência desses organismos, chamamos a essas zonas, zonas mortas (zonas inabitáveis).

Soluções para os problemas referidos

Uma das principais causas do aumento da temperatura é a emissão excessiva de dióxido de carbono para a atmosfera,

pois este gás é um dos principais gases de efeito estufa, sendo por isso responsável pela manutenção da temperatura do

planeta, havendo dióxido de carbono em excesso há um aumento de temperatura. Como tal a melhor maneira de prevenirmos

o aumento da temperatura das águas e salvarmos a vida marinha seria diminuirmos a emissão de dióxido de carbono para a

atmosfera.

Isto pode parecer complicado, pois atualmente nós dependemos de vários processos que implicam a emissão de dióxido

carbono, por exemplo, a maior parte dos nossos produtos e bens são produzidos em fábricas que utilizam como principais

combustíveis, combustíveis fósseis (ex:.petróleo) e o dióxido de carbono resulta principalmente da queima dos mesmos.

O dióxido de carbono tem uma propriedade que lhe permite ficar na atmosfera durante aproximadamente 150 anos, por

isso não existem medidas a curto prazo, que possam solucionar o problema, apenas a longo prazo. Para preservarmos o nosso

futuro devemos tentar acabar com a produção não natural de dióxido de carbono. Para isso devemos tentar recorrer a

processos que não impliquem a produção de dióxido de carbono, utilizando outros combustíveis, que não sejam fósseis. Para

evitar a produção excessiva de dióxido de carbono e o arrastamento de lixo e resíduos para o oceano devemos reduzir a nossa

pegada ecológica e o consumo de energia.

Estas são as medidas concretas que propomos

Trabalho realizado pelos alunos Raquel Rebola e

Rafael Lopes, do 11ºB, da ESFFL, no âmbito do

projeto “#onossooceanoem2030” , e integrado

em Domínio de Autonomia Curricular, das

disciplinas de Física e Química A e Biologia e

Geologia , dinamizado pelos professores João

Tavares e Vanda Mendonça.

Ensino Secundário

Espécies invasoras

Fonte:

https://regiao-sul.pt/wp-content/u

ploads/2019/07/projeto-nemalgarv

e-especies-marinhas.jpg

1. Organizar grupos para limpar as praias e espaços verdes;

2. Consumir produtos que ofereçam materiais ecologicamente favoráveis;

3. Expandir as áreas protegidas, para evitar a desflorestação;

4. Reduzir o consumo de carne bovina;

5. Evitar o uso de meios de transporte que emitam gases de efeito estufa.

6. Organizar palestras de sensibilização para reduzir, reciclar e reutilizar.

7. Plantar árvores.

Espécies autóctones

Fonte: https://www.oceanario.pt/content/img/seahorse_3.png

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.13


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Notícias

Fashion Revolution Week

Ensino Secundário

Fashion Revolution Week (19 th - 25 th April)

It came out after the huge accident of the

Rana Plaza, a clothes factory building in

Bangladesh that collapsed in 2013. 3600

people were involved in the disaster and it

was reported the death of 1100 people.

The anniversary was established on the

24 th of April and it is celebrated to

remember everyone involved in the

production not only of expensive clothes

but also of high-tech devices. Most of

these goods are produced in countries

with economic difficulties by people who

work long and tough hours to get very

little money, working almost for free in

some cases.

This Fashion revolution has several and

important goals. It focuses on the rights of

workers, relating to how many hours a

person should work and how much rest

time is deserved; the under payment of

the workers is also a vital question that is

referred in this revolution like also the

good care and preservation of a healthy

environment, which is constantly affected

by pollution and climate changes.

The main objective of this Fashion

Revolution Week is, in short, the desire to

make a better world.

João Casanova, 12º G

Prof.ª Manuela Grazina,

What´s the Fashion Revolution Week?

Fashion Revolution Week is the time when we come

together as a global community to create a better

fashion industry.

Why does the Fashion Revolution Week happen between

19 and 24 April?

Because of the disaster that happened on 24 April of

2013, when the Rana Plaza collapsed resulting in the

deaths of 1100 people and 2500 injured.

Why the name Revolution Week?

Because they defend Human Rights, the Right of Nature

and the end of Child Exploitation.

Work done by: Bernardo Silva, Carolina Correia e Francisco Emídio, 12º G

Prof.ª Manuela Grazina,

Escola Secundária Dr. Francisco Fernandes Lopes

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.14


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Notícias

No âmbito das atividades propostas pelo Museu

Municipal de Olhão, os alunos da turma 3K assistiram a

duas atividades, através da plataforma Google Meet:

"Vamos conhecer o Museu" e "A nossa maleta".

Posteriormente, foi sugerido aos alunos que

desenhassem a peça do Museu de que mais gostaram.

Foi muito divertida esta Visita de Estudo Virtual.

Visitas de Estudo

Virtuais

Turma 3K, prof.ª Cláudia Sancho, EB1/JI de Moncarapacho

No dia 8 de abril, a nossa turma, 3I, realizou uma visita de estudo

virtual ao Museu Municipal de Olhão. No âmbito da atividade

« Vamos Conhecer o Museu», promovida pelo serviço Educativo do

próprio, ficámos a conhecer melhor a cidade, as lendas, a

gastronomia e a sua história.

Depois da visita, a técnica pediu-nos para ilustrar o objeto que mais

gostamos.

Esta atividade foi do nosso agrado e muito enriquecedora

Turma 3I, Prof.ª Mónica Gomes, EB1/JI de Moncarapacho

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.15


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Notícias

Projeto “Aprender com histórias”

SINOPSE

Era uma vez uma pequena

ovelha, igual a todas as outras.

Só uma coisinha nela era

diferente, uma das suas

orelhas era Amarelo-Limão.

Mas quanta diferença! Por

conta desse pequeno detalhe, a

cor de uma orelha nada dava

certo para a ovelha, e ela

sofria muito. A autora

pretende neste livro ilustrado

abordar a questão das

diferenças, porque pequenos

detalhes que fazem sofrer

podem gerar grandes

transtornos.

Beatriz Adriana, Turma 2G

No âmbito da Flexibilidade

e Autonomia Curricular

Tomás Rodrigues, Turma 2F

Pai, gosto muito de ti

Nunca sais do meu coração

Gostamos de ir passear

Adoro-te do coração!

Joana Ganhão, Turma 2G

O meu pai é bonito

Está aqui para mim.

Ele é um brincalhão

e faz som de cão.

Nataniel Damez, Turma 2F

O meu pai tem um camião

e um grande coração.

Quando está comigo

é um grande brincalhão!

Bernardo Gonçalves , Turma 2G

O meu pai é bonito

O meu pai é brincalhão

com o meu irmão

e a mim dá-me a mão.

Giorgiana Sarmas, Turma 2F

SINOPSE

Com textos simples e em rima, e

ilustrações encantadoras, Eu

Adoro o Meu Pai é a leitura ideal

para partilhar, ler e reler em

qualquer momento.

Um livro ternurento que mostra

que a chave para a felicidade está

nas coisas mais simples. Uma

celebração do amor entre filhos e

pais.

Um livro inspirador, mágico e

inesquecível!

O meu pai é bom

como um bombom.

O meu pai é pescador

e dá muito amor.

Fábio Cavaco, Turma 2G

Com o meu pai

gosto de estar

tão divertido ele é.

Posso com ele falar

para fazer um puré.

José Moujtahid, Turma 2F

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

O meu pai é pescador

Ele tem muito amor

Ele é tão querido

Deixa-me com um sorriso.

O meu pai é tão bom

Que adora bombom!

Cármen Molina, Turma 2G

O meu pai é bom

como um bombom.

O meu pai é pescador

e dá muito amor.

O meu avô está sempre a cantar

e às vezes a tocar.

Ele tem um quadro para trabalhar

e para mim serve para estudar!

Noah Brazão, Turma 2F

Fábio Cavaco, Turma 2G

Dário Brazão, Turma 2G

Afonso Vieira, Turma 2F

O meu pai gosta de brincar

Ele é o meu maior par

Ele às vezes dá pão

a mim e ao meu cão!

Mariana Pedada, Turma 2F

Neste dia especial

trago-te alegria.

Gostas de nadar

e também de passear!

Sara Vilhena, Turma 2G

Prof.ª Violante Lopes, Célia Nascimento e M.ª Cristina Martins

EB1/JI de Moncarapacho

Pág.16


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Notícias

Projeto “Aprender com histórias”

Depois de apresentada pela

educadora Isilda Pereira a obra

"A Nuvem", foi sugerido que os

alunos do 3K tentassem explicar

o que seria a tal nuvem que

teimava em não desaparecer do

céu. Foram várias as teorias

apresentadas.

Turma 3K

“A Nuvem”

A Meteorologia é a previsão do

tempo, por exemplo, “amanhã estará

sol e calor todo o dia”.

Na minha opinião, a Nuvem que

andava, desculpa que estava parada

no céu, era um aviso de uma

catástrofe que estava prestes a

acontecer.

Essa catástrofe deveria ser a

aproximação de um dilúvio, como

aconteceu na história da Arca de Noé

e num filme que eu não me lembro o

nome. Nesse filme não foi um

verdadeiro dilúvio mas sim uma

barragem a rebentar.

As Nuvens

Mafalda de Barata e Fernandes

Depois de muitos anos de

estudo e paciência descobri

coisas fascinantes.

As nuvens são fenómenos

frequentemente confundidos

com Ovnis (Objetos Voadores

Não Identificados).

Os Ovnis são seres que

vivem noutros planetas com

corpos diferentes de nós seres

humanos do planeta Terra.

Lia Carolino

No âmbito da Flexibilidade

e Autonomia Curricular

“As nuvens”

Eu, Arienmy Aguiar, como meteorologista penso

que as nuvens podem ser normais como aquelas que tu

vês no céu de várias formas . Por exemplo: gato, elefante,

dragões,… Depois temos as nuvens que não são tão

bonitas de cor cinzentas ou até pretas que estão cheias de

água para chover muito, muito! Há algumas nuvens que

são escuras e não estão só cheias de água, mas também

de poluição: fumo,químicos das fábricas e também dos

carros, motos…

O uso excessivo de sprays e também o corte

excessivo de árvores da floresta que não permite a

produção de oxigénio, também são prejudiciais à

atmosfera.

Então, por todas estas razões pode acontecer que

uma nuvem seja um fenómeno estranho. Ver uma

nuvem que não descia , nem subia, nem chovia!

A NUVEM

Arienmy Aguiar

Após uma breve pesquisa, verifiquei que a meteorologia

é: “… A ciência que estuda os fenómenos atmosféricos e das

suas leis, especialmente com vista à previsão do Tempo…”.

As nuvens são as principais responsáveis pela existência

da meteorologia. Sem elas não existiriam fenómenos como a

neve, trovões, relâmpagos e arco-íris.

A nuvem é um aglomerado de água ou gelo na atmosfera

e este aglomerado é responsável pelas chuvas. Normalmente,

as nuvens são brancas ou cinzentas.

Se olharmos atentamente para o céu cheio de nuvens

conseguimos ver figuras de peixes, de animais e de objetos.

As nuvens movem-se no céu com a ajuda do vento, que é

o ar atmosférico.

Às vezes olhamos para o céu e vemos uma espécie de

nuvem que não sobe, não desce e não evapora. Essa é a

nuvem relacionada com a poluição atmosférica. Esse tipo de

nuvem não deveria existir, pois está a “matar” o Planeta

Terra.

Joana Marques

Turma 3K, Prof.ª Cláudia Sancho, EB1/JI de Moncarapacho

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.17


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Notícias

Em destaque

Museu Zer0

Diversas atividades têm sido desenvolvidas com o apoio

do nosso parceiro Museu0, nomeadamente técnicas de

StopMotion com o professor Ricardo Pedro (turmas de 8° ano

de Educação Tecnológica da docente Ester Novak) e "A história

da Videoarte" com o professor Mauro Amaral (turma 12° de

Oficina Multimédia B do docente Pedro Ramalhete). Tal como

nas outras atividades, o nosso Técnico Especialista/Artista

Residente tem tido uma participação ativa nas mesmas.

Centro de Formação Desportiva Surf

e Canoagem do Agrupamento

O Projeto Cultural do Agrupamento fez parte da atividade do

Centro de Surf e Canoagem do Agrupamento, liderado pelos

professores Joana Elias e Tiago Escudeiro.

Apesar do tempo estar pouco convidativo, podemos afirmar que foi

uma excelente manhã de canoagem rio acima.

Aproveitamos para recolher resíduos para, por um lado,

ajudarmos na limpeza da Ria, e, por outro lado, termos material

para realizar painéis de intervenção artístico e decorativo.

Associação ACASO

A parceria com o projeto “Oh Meu Algarve - proteção do Pomar de Sequeiro do Algarve barrocal'' e a

disciplina de Jardinagem, a cargo da professora Nélia Cid, tem como mote o desenvolvimento de

instalações artísticas que sensibilizam para as questões de uma agricultura menos intensiva que

respeite as tradições agrícolas, culturais e o ambiente.

Esta iniciativa conta também com a colaboração da Escola Azul, do professor António Espadaneira,

que prevê, com os alunos dos 2º e 3º ciclos e secundário, a recolha de resíduos nas praias (iniciativa já

iniciada com o Clube de Canoagem) para futura utilização dos mesmos em diversos painéis de

intervenção artística e decorativa, a espalhar pelas escolas do Agrupamento, desenvolvendo uma

atitude amiga do ambiente.

Estas iniciativas, além de contarem com o Técnico Hugo Lopes e com o coordenador, professor Pedro

Ramalhete, têm a intervenção de mais de 200 alunos.

Hugo Lopes e Pedro Ramalhete

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.18


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Notícias

25 de abril

Efemérides

Todos nós já ouvimos falar do 25 de abril de 1974 e

sabemos que neste dia é feriado nacional, pois foi um dia

muito importante na História de Portugal. Por isso, ao

longo de duas semanas e, no âmbito do Projeto PPRH,

ouvimos duas histórias que nos ajudaram a perceber

melhor o que se passou e como a Liberdade é um tesouro

que veio mudar a nossa vida, para sempre.

“A Eleição dos Bichos” e “ O Tesouro” foram as

histórias lidas. Sobre elas fizemos debates, opinámos,

adquirimos vocabulário até então desconhecido para

nós, e elaborámos alguns trabalhos que as fotos

ilustram.

O que nos surpreendeu mais foi ver o sofrimento e a

tristeza em que se vivia, no nosso país. Nem conseguimos

imaginar como meninas e meninos tinham que estar

separados na escola, não podiam ler os livros que

queriam, nem ouvir as músicas de que gostavam. Tudo

era vigiado pelo governo, que castigava severamente

quem não cumprisse as leis impostas.

Querem saber o que nos deixou mesmo de boca

aberta? Foi o facto de ser proibido beber coca-cola e as

meninas estarem proibidas de vestir calças. Essas

pessoas do governo eram muito estranhas e esquisitas,

não acham? Ficámos muito tristes por saber que a polícia

andava sempre a vigiar os cidadãos, que nem tinham

liberdade para escrever cartas, à sua vontade. Ainda

bem que houve a Revolução do 25 de abril de 1974, senão

nem este texto podíamos escrever. A vida era como que

uma nuvem escura.

Então….. Viva a Liberdade. Viva o 25 de abril.

Cuidemos bem deste Tesouro: “A Liberdade”.

Turma 3I, Prof.ª Mónica Gomes e Mª do Carmo Graça, EB1/JI de Moncarapacho

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.19


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Notícias

A liberdade

No dia 25 de abril comemora-se a revolução dos

cravos que tanto marcou a história de Portugal.

Com tudo isso também marcou muito os

portugueses quando no rádio começou a dar uma

música chamada "Glândola Vila Morena” cantada

por Zeca Afonso. E outra dessas canções típicas do

25 de abril é “ Uma gaivota voava voava“ porque

como na canção diz “como ela somos livres somos,

livres de voar” por isso essa canção é símbolo do 25

de abril.

Para mim, a liberdade é o poder de poder fazer o

que quisermos e também ser livre de se expressar

livremente.

Gostei muito de fazer este texto sobre o 25 de

abril.

Helena Estevens, Turma 4D FUS,

Prof.ª Célia Gonçalves, EB2,3 Dr. João Lúcio

O 25 de Abril

Nesta semana, a turma 4C explorou o 25

de abril. Vimos alguns vídeos, ouvimos

histórias, cantámos canções, refletimos

sobre a nossa liberdade, escrevemos alguns

textos e fizemos desenhos. Partilhamos

convosco alguns textos e desenhos.

Para mim, o que é a liberdade?

Para mim, a liberdade é algo muito

importante. Se eu tiver liberdade, posso

brincar à vontade com os meus primos e

primas. Também posso comer pizzas,

lasanha e muitos bolos.

Se eu não tiver liberdade, não posso

fazer o que eu quiser. Nem sequer posso

comer uma fatia de pizza. Jónatas Montes

O MEU MUNDO

Efemérides

25 de abril

O meu mundo era maravilhoso, mas a vida

virou por causa dos chineses que comiam

morcegos, cães, ratos, gatos etc…

Com isso apareceu o (coronavírus) covid-19 e

agora temos de tomar a vacina para nos

curarmos.

Tivemos de ficar em confinamento por alguns

meses e não podemos ir à escola. Tivemos de

ficar em casa a ter aulas no computador e fazer

vídeo chamada.

Também estava tudo fechado. Só os

supermercados e as farmácias estavam abertos

e foi complicado. As famílias não podiam estar

juntas e era muito triste.

Bem foi assim! Voltámos a ir à escola e agora

temos de levar máscara e utilizar desinfetante

para as mãos regularmente.

Desejo que o meu mundo volte a ser como era

antes, num futuro muito próximo.

Lara Palminha, 4D FUS

Prof.ª Célia Gonçalves, EB2,3 Dr. João Lúcio

A liberdade

Para mim, a liberdade é algo muito

importante.

Se eu tiver liberdade, posso fazer tudo o

que quiser, desde que não prejudique as

outras pessoas.

Sem a liberdade eu não posso ir a

nenhum lado, nem posso ir comer gelado,

nem ir à praia.

Quando temos liberdade a vida é

melhor! Maiara Silva

Turma 1/4C, Prof.ª Ana Sofia Santos e Isabel Moujtahid, EB2,3

Dr. António João Eusébio

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.20


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

À Conversa com...

Os alunos do 5º ano da Escola Básica 2/3 Dr.

António João Eusébio participaram na atividade

Dar voz aos avós, no âmbito do Projeto Cultural do

Agrupamento.

Sob orientação da professora Paula Brito, na

disciplina de Cidadania e Desenvolvimento, os

alunos entrevistaram um dos avós, com o objetivo

de obterem informações acerca das suas

vivências de infância e juventude.

Aqui fica uma dessas entrevistas, realizada pelo

aluno Enzo Shugayev, da turma B.

Eu entrevistei a avó materna, oma Martha.

Sabiam que oma é a palavra em holandês

para avó?

Oma Martha não nasceu aqui em Portugal, ela

nasceu nos Países Baixos.

Ela não se lembra dos avós dela, pois eles

morreram há muito tempo. Mas o pai dela,

Antoon, contou histórias sobre a vida dele. Ele

vivia numa aldeia pequena e trabalhou no campo.

O passatempo dele era relacionado com arte:

pintou quadros muitos bonitos e fez estátuas de

madeira. Na Primeira Guerra Mundial, o pai da

oma Martha foi para a guerra como soldado. Mas,

na Holanda, não houve muitas lutas e o pai ficou

aborrecido. Por isso, começou a desenhar as

aldeias e as pessoas, e também escreveu histórias.

Mais tarde, nos anos 80, foi publicado um livro

com esses desenhos e com essas histórias.

Oma Martha lembra-se da mãe dela e recorda

como esta sempre trabalhou muito em casa. A

minha avó teve 11 irmãos! A mãe dela não

cantava muito, mas a irmã mais velha, Dini,

costumava cantar à noite a canção holandesa

mais famosa para dormir: Slaap kindje Slaap.

Oma Martha

A oma Martha brincava mais com a irmã mais

nova, Bets. E andava sempre a correr na rua com

uma bola ou um pião de madeira.

Mas a vida não era fácil. Em 1940, a Segunda

Guerra Mundial começou e na Holanda foi duro. A

minha avó teve de fugir da casa muitas vezes ou

esconder-se na cave da casa, mas também disse que

foi à escola durante a guerra. Ela adorava a escola,

especialmente a disciplina de Holandês, e quis

estudar para ser professora.

Mas, no fim da guerra, uma bomba destruiu a casa

da minha avó e a mãe dela e duas irmãs mais novas

morreram. Isto teve muito influência na vida da

minha avó, especialmente porque a minha avó

também estava em casa quando a bomba caiu, mas,

com muito sorte, sobreviveu. O sonho para ser

professora desapareceu - a minha avó não

conseguiu estudar bem depois da guerra, pois ficou

traumatizada.

Oma Martha conheceu o meu avô Peter, no

trabalho, em 1955. Eles trabalharam na Câmara

Municipal. Ela gostou muito dos olhos dele e do seu

sentido de humor! Casaram em 1966.

A minha avó gostava da música da Doris Day e dos

Beatles.

A minha mãe Annelies é o terceiro filho da minha

oma Martha. Infelizmente, o meu avô morreu muito

novo e oma Martha ficou viúva com 40 anos de

idade. Mas ela nunca desistiu e agora já tem 88

anos!

Quando ela era criança, também gostava muito de

ler livros e ainda hoje faz isto. E também faz muitos

puzzles!

Obrigado, avó!

Enzo Shugayev, Turma 5B

Prof.ª Paula Brito, EB2,3 Dr. António João Eusébio

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão 21


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Notícias

Concurso de Fotografia

Leituras Prováveis em Sítios Improváveis

O concurso de fotografia Leituras prováveis em sítios

improváveis, dinamizado pelas bibliotecas escolares, no

âmbito da Semana da Leitura, teve uma grande adesão por

parte dos nossos alunos. Concorreram 61 alunos, do 1.º ciclo ao

ensino secundário, tendo enviado um total de 163 fotografias.

Foi feita uma pré-seleção, por um júri com elementos da

comunidade escolar, para escolher 20 fotos finalistas. No dia 19

de março, as 20 fotos selecionadas foram postas à votação da

comunidade escolar.

Todos os alunos irão receber um certificado de participação e

os alunos das fotos vencedoras irão receber um cheque oferta

da FNAC.

Todos os participantes estão de parabéns pelo seu empenho,

criatividade e pela qualidade da maioria das fotos, daí que a

votação tenha sido renhida.

É de salientar também a adesão dos alunos de todos os níveis

de ensino ao concurso.

Veja aqui as fotos finalistas:

Bibliotecas

Escolares

3º Prémio

Júlio Santos - ESFFL

1º Prémio

Afonso da Silva - 2ºF

EB1/JI Moncarapacho

2º Prémio

Rafael Fragata 4ºA - AJE

3º Prémio

Teresa Godinho- ESFFL

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.22


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Notícias

Concurso de Leitura

Batalha dos Livros

Coincidindo com o início da primavera, teve lugar, no dia 23 de março,

mais uma edição da Batalha dos Livros. Este ano, a prova decorreu on-line,

no Google Meet, mas este facto não diminuiu o entusiasmo e o empenho dos

nossos guerreiros da leitura.

No dia 23 de março, foram então realizadas as provas finais da Batalha

dos Livros dos 2.º, 3.º e 4.º escalões. 43 alunos defrontaram-se num

ambiente de saudável competição, fazendo prova do seu conhecimento das

obras lidas e dos reflexos rápidos para clicar na opção correta no Kahoot.

Foram os seguintes os alunos vencedores:

- 2.º escalão - Filipe Mendes - EB 2,3 João da Rosa

- 3. º escalão - Tomás Rodrigues - EB 2,3 João da Rosa

- 4. escalão - Afonso Madeira - EB 2,3 José Carlos da Maia.

No dia 16 de abril, irá decorrer em regime presencial e nas escolas

envolvidas a prova do 1.º escalão.

Todos os participantes estão de parabéns, inclusive os que não

chegaram à fase final, por terem sido uns autênticos resistentes,

considerando que este ano a participação foi individual, e não em grupo.

Para o ano, esperamos voltar ao formato original.

Bibliotecas

Escolares

Oeiras Internet Challenge

Os vencedores do concurso "Oeiras Internet Challenge", fase escolar, foram a

equipa dos Winx4Ever formada pelo Leandro Castelo e pela Catarina Quitério, 10.

º H Assim, parabéns à equipa vencedora, que irá representar a nossa escola, e

também aos Impressum (Alexandre Mira e Maria de Jesus Passos, 10.º G) e Blue

Hour (Francisco Correia, 10.ºI, Mafalda Gomes, 10.º H) pela sua brilhante

participação. A prova consistiu num Quiz no Kahoot, composto por 15 questões

sobre a cultura europeia.

Resta desejar boa sorte aos nossos alunos para a fase final do concurso, que

será a 28 abril.

Concurso Nacional de Leitura

No passado mês de março, os alunos: Guilherme Martins,

Helena Estevens, Iolanda Cardadeiro , do 1º ciclo; Duarte

Pereira e Sara Correia do 2º ciclo enviaram as suas leituras

expressivas para a primeira fase do Concurso Nacional de

Leitura.

Deste alunos foram apurados o Guilherme Martins o

Duarte Pereira que no passado dia 13 de abril participaram

nas provas escritas via online, não tendo sido apurados.

Muitos parabéns a todos os participantes por serem tão

empenhados, interessados e cheios de vontade de participar.

Um grande obrigado aos alunos, famílias e professores.

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.23


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Notícias

Projeto de Leitura: A Manta,

uma história aos quadradinhos (de tecido)

No livro manta, cada retalho de tecido é uma viagem. A avó, ao deitar

olha para cada quadradinho e conta a histórias de cada personagem, é

sempre um momento único.

Foi depois de terem ouvido este livro da escritora Isabel Minhós Martins,

em sessões online num trabalho de articulação entre a biblioteca e a

disciplina de português, que as várias turmas dos 5º e 6º anos contaram as

suas histórias de família baseadas nos retalhos de tecido que fazem parte

das suas vidas.

Este projeto, ainda numa fase inicial, está integrado no Plano das Artes.

Estejam atentos porque os alunos estão a preparar uma verdadeira

surpresa, que, se tudo correr bem, ainda será apresentada este ano.

Bibliotecas

Escolares

A saia da minha avó

(texto criado a partir do livro a manta)

No fim da guerra do ultramar no ano de 1974, o meu avô Álvaro estava preste a

vir para casa. Então, a minha avó todos os dias esperava ansiosa pela chegada

do seu marido (porque eles se casaram por procuração, fazendo o seu sogro de

noivo).

Todos os dias ela vestia a sua melhor saia castanha com flores laranja,

pensando ser nesse dia que o seu amor chegava. O tal dia chegou mesmo, e ela

quando avistou o seu príncipe correu e saltou tanto de alegria que a sua linda e

preciosa saia se rasgou…

A minha avó, então, teve que segurar na saia para não ficar despida, quando o

meu avô chegou ao pé dela não o pôde abraçar enquanto todos os outros

familiares corriam a abraçar os seus maridos, filhos, etc.

O meu avô estranhou e até ficou triste, mas quando se apercebeu riu muito,

muito… E assim estavam felizes, o mais importante era estarem novamente

juntos e todos bem!

Martim Pereira, Turma 6A, Prof.ª Maria José Pereira, EB2,3 Dr. António João Eusébio

Livro “O que vês dessa janela”,

de Isabel Minhós Martins e Madalena Matoso

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.24


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Notícias

Livro “O que vês dessa janela”,

de Isabel Minhós Martins e Madalena Matoso

A turma do 4D FUS da Escola EB 2,3 Dr. João

Lúcio, após a apresentação do livro “O que vês

dessa janela?” de Isabel Minhós Martins, pela

professora bibliotecária Inês Rosa, além de

terem realizado um trabalho de pesquisa sobre

Aglomerados Populacionais, realizaram uma

atividade de escrita criativa proposta pela sua

professora Célia Evangelista.

“O que vês da tua janela?” foi o nome da

atividade, os alunos realizaram textos sobre o

que veem das janelas das suas casas e fizeram

ilustrações.

Os alunos foram pesquisar a palavra janela e

descobriram os diferentes significados da

mesma.

O resultado foi muito interessante!

Bibliotecas

Escolares

A turma do 4A FUS, da EB 2,3 Dr. João Lúcio, após

a apresentação do livro “O que vês dessa janela?” de

Isabel Minhós Martins, pela professora bibliotecária

Inês Rosa, realizou um espetacular trabalho de

pesquisa com a ajuda da sua professora Conceição

Santos sobre o tema que estão trabalhar:

aglomerados populacionais!!!

Com este livro fizeram uma descoberta incrível,

que, por vezes, existem aglomerados populacionais

que se têm de movimentar, foi o que aconteceu com a

Aldeia da Luz. Em 2002, os seus habitantes tiveram

de mudar para uma nova aldeia, construída à

semelhança da antiga. No lugar desta foi criada

uma barragem. Vejam só!

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.25


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Notícias

Oferta Formativa

Ano Letivo 2021/2022

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.26


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

SUGESTÕES LITERÁRIAS

Livro do Mês

Educação Pré-Escolar

1.º Ciclo do Ensino Básico

2.º Ciclo do Ensino Básico

Secundário

3.º Ciclo do Ensino Básico

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.27


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Espaço Criativo

Como ajudar o nosso planeta

Se as pessoas não jogassem lixo para o chão,

o lixo não ia parar ao oceano, mas algumas

pessoas não respeitam, por isso há muitos

animais a morrer. O que está a poluir mais o

planeta Terra é o plástico, por isso eu estou a

tentar ajudar e para isso em casa tenho um

balde para reciclar. Fico feliz por saber que em

alguns países já não se pode usar plástico.

Mariana Lopes, Turma 4A

Para ajudar a diminuir a poluição mundial eu já ajudo

um bocadinho e um bocadinho a todos não custa nada.

Eu e a minha mãe fazemos reciclagem, desde que eu

me lembro.

Quando vamos à praia limpamos o lixo que vamos

encontrando e levamos num saco ou no carro para o

caixote do lixo.

Quando vemos lixo na rua também costumávamos

apanhar, agora a minha mãe não apanha nem me deixa

apanhar por causa da covid-19.

Quando passeamos os cães, temos um osso com

saquinhos para apanhar os cocós.

O meu avô não gosta de fazer reciclagem, eu e a minha

mãe mandamos ele reciclar, mas ele é muito teimoso.

A minha mãe fuma, mas nunca deita os cigarros para

o chão.

Quando temos mobílias velhas ou estragadas, o meu

tio leva num camião para o Ecoponto em Olhão e quando

cortamos as ervas e limpamos as árvores também. Mas

agora a Junta de Freguesia vem buscar este lixo à nossa

casa, porque a minha mãe pediu e todas as pessoas

podem pedir, em vez de queimarem ou deixarem nas

estradas ao pé dos caixotes do lixo, como costumamos

ver.

Nunca deitei nem vou deitar lixo para o chão, nem

para o mar e chamo a atenção das pessoas quando as vejo

fazer isso.

Não devemos fazer fogo no campo, porque pode fazer

incêndios, muitas florestas e muitos animais já

morreram por isso.

Devemos sempre poupar água, nunca tomar banhos

grandes, fechar sempre a torneira quando nos estamos a

lavar ou a lavar os dentes.

Eu acho que se todos fizéssemos assim, o mundo não

estaria tão poluído.

Temos de proteger o nosso planeta.

O Planeta Terra é muito importante e temos de o

proteger ou não vamos ter onde viver.

Maria Bom da Luz Contreiras, Turma 4A

Texto Individual

Textos

O PLANETA MAIS SAUDÁVEL

O planeta para ficar mais saudável

precisa, de … amor, paz, amizade e abraços.

Porque sem eles o mundo iria ficar muito

escuro e triste e sem liberdade não pode

expressar os nossos sentimentos.

Eu escolhi este tema porque gostava que

todo voltasse ao normal, sem COVID -19.

O planeta ficava mais saudável e feliz se

não deitássemos lixo para o mar e para o

chão, também é importante proteger os

animais e as florestas.

COM COVID-19 NÃO HÁ LIBERDADE,

GOSTAVA DE PODER MUDAR O MUNDO COM A

MINHA VARINHA MÁGICA.

Lia Gonçalves, Turma 4A

A Terra

Eu gostava que planeta Terra fosse

menos poluído.

Para ajudar o planeta Terra era

necessário que todas as pessoas, no mundo

inteiro , tivessem mais atenção ao plástico

que atiram para o mar. Também era

preciso que houvesse mais pessoas a

fazerem reciclagem. A poluição da Terra

também tem aumentado com o progresso

da ciência, quer na agricultura (estufas) ou

na indústria (fábricas).

Em 2019, apareceu no mundo um vírus

que afetou a maior parte dos países. Ainda

estamos a sofrer por causa desta

pandemia, mas o facto de terem parado a

maior parte das empresas e devido ao

confinamento de milhares de pessoas, foi

noticiado que diminuiu a poluição aérea e a

poluição no mar. Eu gostava muito que

pudéssemos voltar à normalidade, ou seja,

ter liberdade de passear, trabalhar,

estudar e manifestar todas os nossos

desejos sem máscara e sem perigo de

contágio.

Joana viegas, Turma 4A

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.28


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Espaço Criativo

Como ajudar o PLANETA TERRA?!

Texto Individual

Textos

A cada dia que passa o planeta Terra está mais poluído, se

todos formos mais conscientes podemos tornar o planeta

melhor.

Para ajudarmos a cuidar do planeta Terra, devemos reciclar o

lixo, fazermos os trajetos curtos a pé em vez de utilizarmos

meios de transporte, não desperdiçar água, não deitar lixo

para o chão e também não deitar lixo para os oceanos porque

os animais do mar podem comer e depois morrem, devemos

reduzir o consumo de energia, reduzir o consumo de carne e

comprar apenas necessário, devemos proteger a floresta e

plantar mais árvores porque nos dão oxigénio.

Todos juntos e passando a informação certa contribuímos

para tornar o planeta num sítio mais saudável.

Mariana Carvalho, Turma 4A, Prof.ª Edite Pereira

EB2,3 Dr. António João Eusébio

O nosso planeta precisamos salvar

com pequenos gestos diários.

Não poluir, reciclar e a água poupar.

Todos juntos teremos a força dos rios.

Se eu papel não deitar para o chão.

Se tu poluição não fazeres no mar.

Então juntos seremos a solução.

E o planeta limpo ar irá respirar.

Respeito pelos animais, plantas e

habitat é preciso

para todos em harmonia vivermos

pois nossa casa o planeta é

ah pois é .

Rafael Fragata, Turma 4A, Prof.ª Edite Pereira

EB2,3 Dr. António João Eusébio

Criatura maravilhosa

É um dos animais

Mais belos da natureza

E em que momento algum

Demonstra fraqueza.

Um pelo laranja

E muito macio,

E um focinho branco

Como nunca ninguém viu.

Uma criatura fofinha

Mas também perigosa

Tem dentes afiados

Mas uma postura charmosa.

Já conseguiste adivinhar

Que maravilhosa criatura esta é?

Pois eu digo-te que

Uma raposa ela é.

Inês Cristina, Turma 9C,

EB2,3 Dr. António João Eusébio

O Susto!!

Estávamos no mês de setembro e era um dia

como tantos outros. Eu e o meu irmão tínhamos

uma pequena mota de quatro rodas que

gostávamos muito de andar. Nem todos os dias

andávamos de mota, mas naquele dia de calor

era o que me apetecia. Levava-o atrás de mim e

pedi que se agarrasse bem. Mas como estava

com receio de deixá-lo cair, passei-o para a

minha frente. O inesperado aconteceu! O meu

irmão, inconscientemente, pressionou o

acelerador e batemos os dois violentamente

contra o portão da nossa casa. A minha blusa

ficou com um rasgão devido a este

acontecimento.

Que grande susto!!! Acabámos os dois no

hospital levando pontos nas feridas e ficámos

com marcas para a vida. Ser criança é ter histórias

destas!

Duarte Pereira, Turma 5B, Prof.ª Cecília Teresa,

EB2,3 Dr. João Lúcio

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.29


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Espaço Criativo

O Passeio de bicicleta

Num dia de verão, eu e o meu primo resolvemos ir dar

um passeio de bicicleta, numa estrada perto da nossa

casa.

Durante o nosso passeio, encontrámos à beira da

estrada, um cãozinho abandonado. Era pequeno com um

ar triste, quando nos aproximámos, começou a ganir

cheio de medo. Ficámos muito emocionados e ambos

queríamos o cãozinho, então, fizemos um jogo e ficou

decidido que seria eu o seu dono.

De regresso a casa, contei aos meus pais que receberam

o animal de braços abertos. Demos-lhe o nome de

Estrela, porque, afinal, não era um cão, mas sim uma

linda cadela.

Agora faltava arranjar um tecido para lhe fazer uma

cama. A minha mãe teve a ideia de cortar um quadrado

de uma toalha de mesa que já não tinha grande utilidade

e fez uma linda e fofinha almofada, onde a Estrela

passou a dormir perto da minha cama. Desde esse dia, a

minha cadela é um animal feliz!

Francisco Santos, Turma 6A, Prof.ª Cecília Teresa, EB2,3 Dr. João Lúcio

Sabes meu caro rapaz, nem toda a rapariga pode ser

julgada pela roupa que veste, pela forma de ser e até

mesmo pelos seus gestos.

Custa dizer, mas nós não sabemos em que quedas seu

coração caiu, em que traições o seu amor recebeu e em

que palavras duras ou perigosas esta ouviu com os olhos

num mar de lágrimas.

Não sabemos quantas vezes em que esta esteve

fechada no seu quarto, com a porta trancada, apenas a

chorar porque alguém que ela amou agora parece que a

odeia. Mal sabia ela que a vida estaria apenas a começar

e o que ela estava a passar era uma pequena parte de um

mundo tão cruel… Mas porquê tu? Bela e doce rosa na

qual foste magoada… Porque foste tu magoada, se darias

todas as tuas pétalas para curar a ferida no coração de

quem amas … Porquê tu e não um outro alguém? ….

Porquê?… Não perguntarias isto se ao invés de quereres

o corpo dela quisesses a história dela, que ao invés do

lado bom dela quisesses o seu lado menos bom também,

que ao invés de todas aquelas mensagens que usaste

para a “engatar” tivesses usado mensagens para a

descobrires melhor.

Caro rapaz, com tanto para aprender… onde

aprender que o coração é a mais pura sabedoria que

poderias ter, isso seria sim o teu maior aprendizado, que

ao invés de tudo o que já aprendeste… tivesses aprendido

como realmente amar a bela princesa que tu tinhas ao

teu lado….

Bernardo Farrobinha, 3.º C, Prof.ª Vanda Figueiredo,

Escola Secundária Dr. Francisco Fernandes Lopes

O meu retalho

Textos

Texto Individual

A história que vou contar sobre o meu retalho

foi passada no dia do aniversário do meu pai.

Nesse dia, eu, os meus pais e uns amigos fomos

acampar para a praia da Barra Velha, na Fuseta.

O dia tinha sido longo e divertido como era

costume, à noite depois do jantar cantamos os

parabéns e comemos bolo. Entretanto, eu e a

minha amiga fomos dormir para a tenda. Mais

tarde, tudo parecia estar bem.

De repente, o tempo começou a mudar e

sentia-se um vento forte, chuva e trovoada mas

não podíamos fazer nada, pois tínhamos muitas

coisas para trazer para terra e estava muito

escuro e com aquele mau tempo tivemos de

esperar que a "tempestade" passasse. No dia

seguinte, logo quando o dia nasceu já não estava a

chover mas não era um bom dia de praia e

decidimos vir para terra. Até aí, tudo corria

normalmente.

Quando todos ajudavam a arrumar as coisas

para levar no barco do meu pai, a minha mãe

pediu-me que levasse um saco e foi nesse

momento que aconteceu um imprevisto que não

estávamos à espera: qual foi o meu espanto,

quando levava um saco e senti alguma coisa tocar

na perna! Era uma faca que furou o saco e tinha

cortado a minha perna. Chamei a minha mãe

porque estava a sangrar mas não chorei, apenas

assustei-me, pois ela disse-me que era um golpe

fundo e que tinha de levar pontos.

Assim que chegamos a terra, os meus pais

levaram-me logo para o hospital e tive de ser

cosida.

Felizmente, não passou de um susto e os meus

pais e o doutor disseram que fui muito forte e

corajosa.

Esta é a história do retalho do vestido que usei

nesse dia e que quis partilhar convosco, e que vai

ficar guardado na minha memória e marcada na

minha perna para sempre!

Erika Aguiar Arrais Pereira, Turma 5B,

Prof.ª Cecília Teresa , EB2,3 Dr. João Lúcio

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.30


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Espaço Criativo

Love Poems by 10 th G and 10 th L – A contest to celebrate Valentine’s Day

Textos

In the first term 10 th G and 10 th L were challenged to write love poems, inspired by the sonnet “Shall I

compare thee to a Summer’s Day”, by William Shakespeare. The students wrote their poems on two

different Padlets provided by the teacher.

In February, during the lockdown, as it was not possible to make an exhibition of the poems at school,

the teacher shared each Padlet with the two different classes, as well as with other teachers, so that

they could read the poems and select their favourite one. The election was done through a Google

Forms, which contained links to the Padlets.

The two winning poems were the ones by Maria Revez, from 10 th L and by Maria Passos, from 10 th G,

second most voted poem was the one by Afonso Faria, from 10 th L and Alexandre Mira, from, 10 th G

reached the third place.

Although these were the poems with more votes, I would like to congratulate all the students that put

an effort into this task, for they showed creativity and interest in developing their writing skills!

If you want to read all the poems, they are available at:

https://padlet.com/susananassa/59mzrkz3st0zgfom

https://padlet.com/susananassa/z8dog9bhdfj1dirf

Texto Individual

Teacher: Susana Nassa

Him

I realized how much I liked you

when you smile, with that bright smile

And I love when you do this

I dream with the day

when I can call you love

I dream with you

I realized how much I liked you

when you look at me

with those serrated and tender eyes

And I love when you do this

I dream with the day

when I can call you love

I dream with you

You make my soul restless

just by imagining the small possibility that one

day I could call you love

I dream with the day

when I can call you love

I dream with you

Forget the world outside

there are more factors that unite us

than those that separate us

We are what we believe we are

I dream with the day

when I can call you love

I dream with us

I'll always choose you

and I know

you will always choose me

Maria Passos, Turma 10G,

Escola Secundária Dr. Francisco Fernandes Lopes

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.31


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Espaço Criativo

Love is a weird thing

Love is a weird thing I'm not going to lie

I won't understand until the day I die

"Man I don't know, maybe I'm just too shy"

But then I saw you, just passing by...

Once I saw those eyes,

And the bright of your smile

My heart was shaking

felt like I ran a mile...

I have never felt this way

With you, I'm in cloud nine

Baby I gotta say

I'm yours, will you be mine?

Let's go to the space

Fly next to the stars

Just dance in the rings of saturn

And cuddle on Mars

You showed me love

You changed my life

So I'll just ask to you

Will you be my wife?

Afonso Faria, Turma 10L

The Slogans Challenge

Advertising can be annoying, but it can also show

how creative marketing and advertising professionals

can be. During the online learning, after analysing

slogans of different brands, the students from 11 th H were

challenged to create slogans in pairs and share them on

a Jam Board, previously provided by the teacher. They

could choose from products like chocolate, smoothies or

even the service of a gym. The students showed

enthusiasm, not only because they could exchange ideas

through their own social media, but also because they

could share their work on a Jam board. In their first

English presential class the students could vote for their

favourite slogan and they did it by accessing a Google

Form named “Slogan Competition”. Can you guess which

one was selected? Well, it seems the students are

convinced to stay in shape, for they voted for: “Don’t lose

patience, lose calories!” The second most voted slogans,

with the same number of votes were: “Any colour, any

flavour, we make it, just taste it!” and “Decide, commit,

succeed!”

You may think: this task was “easy peasy, lemon

squeasy”, but the most amazing thing was the fact that

the students showed their creativity in a matter of

minutes.

How can we compare feelings?

Feelings are as air

They grow when we share

Somebody compared it with prayers

Sometimes they are like nightmares

They are impossible to restrain,

Even stronger than our brain

Are mine bigger than yours?

Nobody sees our sores

Maria Inês Revez, Turma 10L,

Escola Secundária Dr. Francisco Fernandes Lopes

The moon was in the sky

And I had her on my mind.

Textos

Texto Individual

Her arms were like a cradle.

And her skin like cotton.

I felt her lips and they were like the morning breeze, cold and

smooth. It was winter.

Her eyes shone like the sun

And her hair reminded me a new book page, with that smell and

the sensation that no one had ever touched.

Her body was like a guitar and her voice was like sliding strings.

I touched her legs they were perfect

But then ...

I woke up and understood that was just a dream, but not one of the

other dreams

It was a nightmare.

Alexandre Mira, Turma 10G,

Escola Secundária Dr. Francisco Fernandes Lopes

Besides, the teacher was also pleased to see the

students managing the Jam Board so fast.

In conclusion, this was a different task done during

the online learning which promoted: Cooperation,

Creativity, and Information Communication skills in a

fun way!

Teacher: Susana Nassa

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.32


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Espaço Criativo

No âmbito do tópico " Media and Global Communication", os alunos das turmas A,

F e K, do 10º ano, criaram os seguintes artigos jornalísticos:

SCHOOL NEWS

Since the pandemic started it is usual to

see disposable masks on the school

floor.

Students are seen several times using

disposable masks even though the

school principal has given them free

non-disposable masks every term. Once

pollution has been a problem in the

world, it would be good if we can help

raising awareness of the importance of

protecting nature within the younger

generation. We have been talking to

some people so that they can describe to

us what is going on at school. A school

employee told us that students can use

disposable masks, but they need to be

more careful where they throw their

masks, otherwise, it will be a big issue to

take care of.

Child discovers the cure for COVID

Today, April 19 th 2021, in Canada,

James Christopher Stewart, a young

teenager, 13, found the cure that no adult

could find, the cure for COVID 19. During

a Biology experiment, James could come

to conclusions in the area of the viruses

that revolutionised all the medicine

around the world. James is now the

youngest scientist and he would have a

brilliant future in this area. “It was very

easy to me to reach the answer to the end

of COVID 19. I have worked many hours

and did lots of experiments and finally I

discovered the cure”, he said.

Young student kills her classmate

Yesterday in an anger attack the student Josena Andrade,

brutally murdered her classmate, Anibal Jesus at aeffl high

school.

Yesterday on a rainy day, Jose Andrade was angry because

the kitchen lady didn´t give her the proper amount of food but she

gave it to Anibal and because of that Josena attacked Anibal,

killing him.

Witnesses say “She was possessed”, “She looked like a

demon from hell”, said Scott Macal. The school has not talked

about it yet, but the police is already at the crime scene and soon

we will have updates. Josena is now at police custody and she will

be convicted in court.

Textos

LAST HOUR! NAVY MEMBERS INVOLVED IN DRUG DEALING

Last Friday, at the naval base, The Republican National

Guard has arrested two people; one of them has been put

into prison, and is investigating three others, all members of

the navy, for their alleged involvement in drug dealing

schemes. Among the detainees is an admiral who sold

narcotics to sailors, so sailors and naval engineering

technicians are involved as accomplices in drug dealing

activities alongside the admiral. This is an investigation led

by Commander Bruno Costa.

Two kilos of cocaine, valued at more than 60,000 Euros, were

seized at this navy address, among other drugs, although

the sale of the substance in doses could double its value.

48,000 Euros in cash were also intervened in the same home.

The investigations began at the end of last year, when

Commander Bruno Costa, in the middle of a mission,

detained some sailors with some drugs. The operation was

completed last week with the arrest of the sailors when they

left their house and went to the admiral's house, where they

carried out most of the transactions. At the time of their

arrest, they were carrying a small amount of cocaine.

Subsequently, and with mandatory court orders from the

Pre-Trial Chamber, proceeding to the search in the two

residences, over 2 kilos of cocaine, 20 grams of

methamphetamine and about 100 grams of marijuana were

found out. The Chief of The Armed Forces stated: “I am

shocked, I never thought that an admiral would be

corrupted this way “

Solar energy: The future of our power

The helicopter Ingenuity from

NASA took off to Mars today. The

helicopter was aimed at a test flight

in the atmosphere of Mars. Thanks

to solar energy, the helicopter took

off safely, because it is the only

energy it uses.

The helicopter took off today at

8:30 p.m. ( Lisbon time ) but due to

the distance between Earth and

Mars, NASA only got some

information three hours after its

departure.

“The solar energy is the future,

it’s clean and powerful”, said one of

the pilots before taking off. The

helicopter fulfilled its mission

successfully.

Prof.ª Ermelinda Reis, Escola Secundária

Dr. Francisco Fernandes Lopes

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.33


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

No Mundo das Ciências

e do Pensamento

Pensamento Computacional

e novas tecnologias

A turma 4C, tal como outras turmas do 3.º e do 4.º ano

do agrupamento, está a participar num estudo

experimental, em parceria com o Instituto Superior Técnico

de Lisboa e a Fundação Calouste Gulbenkian sobre a

aprendizagem de programação, de forma a contribuir para

o desenvolvimento do Pensamento Computacional. pois

esta é uma competência fundamental, com vasta aplicação

aos problemas do dia-a-dia, e necessária para a adaptação

às necessidades da sociedade do século XXI. Para este

estudo foi desenvolvida uma ferramenta de avaliação do

Pensamento Computacional, dirigida a idades precoces

(alunos do 1.º Ciclo do Ensino Básico): BCTt (Beginners

Computational Thinking Test).

Os alunos da turma 4C estão muito entusiasmados a

explorar a plataforma digital. Para tal, estão a trazer os

seus computadores novos, emprestados pelo Ministério da

Educação, um ou dois dias por semana. Estão a aprender

também a explorar a Classroom, o Google Meet, o Gmail, o

Google, o Youtube... Fazem pesquisas, procuram vídeos

explicativos em Português de Portugal e aprendem a

estudar.

Prof.ª Ana Sofia Santos e Isabel Moujtahid, EB2,3 Dr. António João Eusébio

Metamorfose da rã

Para estudarmos a metamorfose da rã decidimos

construir um pequeno lago, onde colocámos girinos.

Reunimos todo o material necessário para a construção

desse pequeno lago e fizemos pesquisas, que em muito nos

ajudaram, para que tudo ficasse perfeito para receber os

girinos. Trabalhámos em pequenos grupos, respeitando

as normas de segurança. Esta foi uma tarefa muito

interessante e motivadora, pois todos os dias temos

oportunidade de ver as transformações destes pequenos

seres vivos. É engraçado verificar que alguns já são

pequenas rãs.

Turma 3H, Prof.ª Palmira Serrano, EB1/JI de Moncarapacho

Estudo Experimental

Pensamento Computacional em Portugal

Os alunos dos 3.º e 4.º anos, já iniciaram as

atividades do Projeto “ Pensamento Computacional”.

O Pensamento Computacional é a capacidade de

formular um problema e expressar soluções

executáveis por um computador (seja o computador

humano ou máquina). Num mundo cada vez mais

digital, o Pensamento Computacional apresenta-se

como uma competência cujo desenvolvimento

adquire uma preponderância crescente.

Estão todos com muito interesse em resolver os

problemas no computador e, ao mesmo tempo, estão

a desenvolver as suas capacidades digitais.

Prof.ª Noélia Martins e Prof. Mário Miguel, EB1 da Fuseta

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.34


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Cidadania e Desenvolvimento/

Cidadania ativa

No âmbito do Programa ECOVALOR , “Concurso

Separa e Ganha” entre outubro de 2020 e março

de 2021 foram recolhidos nos ecopontos da:

EB2,3 Dr. António João Eusébio e EB1/JI de

Moncarapacho, 911 kg de Vidro, 570 kg de

Papel/Cartão e 438 kg de Plástico/Metal.

❖ EB2,3 Dr. João Lúcio – Bias do Sul, 1254 kg de

Vidro, 877 kg de Papel/Cartão e 650 kg de

Plástico/Metal.

Escola Secundária Dr. Francisco Fernandes

Lopes, Olhão, 1229 kg de Vidro, 1532 kg de

Papel/Cartão e 846 kg de Plástico/Metal.

Prof.ª Teresa Saias

Sessão Distrital do Parlamento dos Jovens 2019/2021

Ensino Básico

No passado dia 12 de abril de 2021, teve lugar a sessão distrital do “Parlamento dos Jovens

2019/2021”, do Ensino Básico, por videoconferência, via zoom. Apesar de todos os contratempos,

estiveram presentes cinco agrupamentos de escolas do nosso distrito, isto é, 10 jovens deputados com

interesse em marcar a diferença no tema: “Violência Doméstica e no Namoro: da sensibilização à ação”,

este que se tem tornado um enorme flagelo na nossa sociedade.

Foi com enorme prazer, disponibilidade e entusiasmo, que aceitamos continuar a ser parte

integrante deste projeto, de forma a conseguir levar o nosso agrupamento mais longe. Consideramos que

esta sessão foi bastante enriquecedora, uma vez que, juntamente com os outros jovens deputados,

conseguimos realizar um excelente trabalho e levar à Assembleia da República, um projeto-base

consistente e poderoso. É de realçar que duas das medidas incluídas no projeto-base final do Círculo

Eleitoral de Faro são do nosso agrupamento, já que o nosso projeto venceu, na votação da generalidade.

Após seis horas de videoconferência, terminamos o nosso dia com um sentimento de dever

cumprido, sendo que seremos uma das escolas que irá a Lisboa, à Assembleia da República, nos dias 31 de

maio e 1 de junho, em representação do distrito de Faro.

Em jeito de conclusão, incentivamos todos os nossos colegas e ingressarem em projetos como este,

que nos fazem refletir sobre um tema, debatê-lo e retirar conclusões. São, sem dúvida, este tipo de

projetos que nos preparam para o futuro, nos fazem adquirir um melhor espírito crítico e que nos

oferecem uma enorme bagagem de conhecimento.

Carolina Sousa, nº3, 9ºB - AJE

Rodrigo Raposo, nº22, 10ºA - ESFFL

Prof.ª Graça Manita

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.35


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Desporto, Gastronomia e Artes

Alongar é essencial!

Basta alongar-se de forma frequente e satisfatória para

executar suas atividades diárias com mais facilidade e aproveitar

melhor suas habilidades desportivas.

Deve trabalhar sempre a sua flexibilidade e ... Flexibilidade

pode ser definida como a capacidade de a estrutura muscular

esquelética se estender, sem danos, ferimentos ou lesões e com

ampla movimentação numa articulação ou grupos de articulações

como a capacidade de uma articulação mover-se com facilidade em

sua amplitude de movimento.

Flexibilidade é a maior amplitude de movimento alcançada por

uma articulação. A flexibilidade é a capacidade de realizar

movimentos com a máxima amplitude articular.

Importante: Preste atenção à sua respiração e certifique-se que

o alongamento não cause nenhuma dor.

Mantenha cada posição por 10 a 30 segundos.

Desporto

Os benefícios do alongamento:

1.Diminuição da rigidez muscular, que facilita a realização dos

movimentos;

2. Aumento do fluxo sanguíneo na área trabalhada, melhorando

a oxigenação do tecido muscular e reduzindo dores;

3. Desenvolvimento da flexibilidade, conquistada apenas por

meio de alongamentos.

EDUCAÇÃO FÍSICA ONLINE

Neste terceiro período, iniciamos as aulas com

muitos exercícios para estimular a PRÁTICA DA

ATIVIDADE FÍSICA.

A prática regular de atividade física melhora a

aptidão física, a saúde e várias dimensões da

qualidade de vida.

A atividade física é um importante

comportamento, envolvendo ações musculares

que induzem dispêndio energético. Segundo as

recomendações da Organização Mundial de

Saúde, todas as crianças e adolescentes devem

praticar atividade física de intensidade pelo

menos moderada, 30 minutos todos os dias ou

incluindo atividades de intensidade vigorosa, 60

minutos, pelo menos três vezes por semana.

Sugerimos exercícios dos SUPER HERÓIS

Prof.ª Elisabete Sousa,

Escola Secundária dr. Francisco Fernandes Lopes

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.36


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Desporto, Gastronomia e Artes

Artes

Esta página é tua...

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.37


Esta página é tua...

O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

No âmbito do projeto"PPRH", após a exploração da obra:"A Eleição dos

Bichos", de André Rodrigues, Larissa Ribeiro, Paula Desgualdo e Pedro

Markun, os alunos do 3k foram desafiados a realizar a seguinte tarefa:"

Imagina-te um candidato à presidência da tua escola..."

Os alunos empenharam-se imenso e, foram diversas e surpreendentes as

campanhas eleitorais apresentadas.

Turmas: 3F FUS, Prof.ª Noélia Martins e Mário Miguel, EB1 da Fuseta

3K, Prof.ª Cláudia Sancho, EB1/JI de Moncarapacho

Vicente Luís, Turma 3F FUS

Santiago Baptista, Turma 3F FUS

Leonor Froita, Turma 3F FUS

CANDIDATO À PRESIDÊNCIA DA

ESCOLA

Devem votar em mim, porque sou

trabalhador e simpático.

Prometo remodelar o parque e instalar

dois escorregas e quatro baloiços.

Também pretendo aumentar um pouco

o tempo de aulas.

Penso que será muito útil tirar as

pedras que só nos prejudicam e montar

um campo de basquetebol.

Por isso, não hesitem e votem em mim.

Eu sou o Vicente. Não sou

preguiçoso. Votem em mim, meu

lindo povo.

Eu vou dar aos vossos filhos o que

eles desejarem: quatro baloiços,

cinco piscinas de bolas, para todos.

Também vou colocar na escola um

castelo insuflável e duas grandes

torres para escalar.

Depois, vou pintar as paredes, tirar

as telhas do teto, remodelar as

escadas todas e substituir os pilares

por outros mais fortes. Também vou

arranjar tudo o que não está estável

e oferece pouca segurança.

A seguir, tiro e substituo tudo o que

está partido: trincos, janelas, vidros

soltos, condutas estragadas e tudo o

que está velho.

Confiem em mim. Votem no Vicente

para Presidente!

Hala Barão, Turma 3F FUS

Bernardo Inácio, Turma 3F FUS

Alma Bangkaew-Pernita , Turma 3F FUS

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Jénifer Cunha , Turma 3F FUS

Henrique Soares, Turma 3F FUS

Martim António, Turma 3F FUS

Martim António, Turma 3F FUS

Catarina Guerreiro , Turma 3F FUS

Eu sou a Jeni e quero

tornar a escola mais

segura.

O local de trabalho

será mais arrumado.

As paredes e o chão

serão melhorados.

No sítio do palco,

haverá um espaço

para arrumar os

produtos de limpeza.

Também vou mandar

pintar o chão do

campo, no recinto do

recreio.

Por isso.... Votem em

mim!

Eu prometo pintar

as paredes com as

cores do arco-íris

,colocar mais seis

baloiços no parque

e arranjar mais

bolas de futebol. É

meu desejo

construir uma

piscina, no recreio.

As casas de banho

das meninas, terão

as sanitas cor de

rosa e as dos

meninos serão

azuis.

Dentro da sala vou

colocar, apenas,

duas pessoas numa

só mesa. O chão da

escola será amarelo

com enfeites.

Devem votar em

mim porque eu

quero dar uma

estadia melhor aos

alunos, tornar as

escolas locais de

prazer e onde as

crianças e adultos

se sintam bem. Vou

ainda continuar a

ajudar a combater a

doença Covid-19,

para que as nossas

vidas voltem ao

normal.

Pág.38


Esta página é tua...

O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Olá, eu sou o Tiago Dias do 3º K,

e estou a candidatar-me a

presidente da Associação de

Estudantes. Pensei muito antes

de me candidatar, pois é um

cargo que exige muito trabalho,

mas estou certo de que com a

ajuda de todos vós, serei um

bom presidente.

Prometo-vos que se ganhar as

eleições:

num parque maior vão brincar

no refeitório, o almoço vão

poder repetir mais vezes

nos intervalos vão ter mais

diversão e atividades

prometo ainda estar sempre

presente e atento, se tiveres

algum problema, comigo podes

vir ter que te vou ajudar a

resolver

por tudo isto e muito mais,

conto com o teu voto para

vencer.

Se quer o assunto tratado, vote

no Tiago!

Tiago a Presidente!

Votem em mim porque vou criar um

parque para a escola, com dois baloiços,

um escorrega, dois insufláveis, uma

piscina de bolas e uma escalada.

Criarei também uma gelataria e uma

piscina coberta.

Votem na Joana, porque é bacana.

Se eu for eleito:

●Renovo o parque;

● Crio clubes de cinema, de robótica e

outros;

●Aumento os intervalos e metade do

tempo é para brincadeiras com a

professora;

●Compro mesas de jogos (matraquilhos

e ping-pong);

●Organizo campeonatos desportivos

(futebol, basquetebol, atletismo e

outros);

●Designo uma sala e coloco lá uma PS5,

uma televisão, rádio e jogos de

tabuleiro)

●Em cada dia poderão escolher a vossa

refeição de entre 3 opções

Votem em mim!

Afonso para presidente porque ele

nunca mente.

Votem no Fernando porque ele não é malandro.

Votem em mim, eu prometo que mudo tudo.

Vou ajudar a limpar a escola com as funcionárias. Vou fazer para termos

bolas para brincar, ajudar a não sujar a escola, arranjar pessoas que nos

ajudem.

Arranjar mais sombras para os meninos brincar, arranjar o campo de

futebol, arranjar os baloiços e ter uma biblioteca com muitos livros para os

meninos lerem.

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.39


O Farol - Jornal Escolar N.º 28 - Mês de abril de 2021

Conversas

à Quinta

Esta iniciativa tem sido conduzida online,

às quintas-feiras, pelas 18h30, no nosso

Instagram pelo Hugo Lopes, o Técnico

Especialista/Artista Residente do Projeto

Cultural do Agrupamento com uma grande

aceitação por parte da Comunidade

Educativa e da Comunidade em geral, tendo

recebido uma crítica positiva por parte das

pessoas que veem as entrevistas.

Já recebemos (e iremos receber)

convidados como o realizador André Badalo, o

músico Tó Viegas, o grafitter SEN, a cantora

Viviane, o locutor de rádio Wilson Honrado, o

pianista Júlio Resende ou ainda o TIM,

vocalista dos Xutos e Pontapés.

A ideia é conhecer cada um dos convidados

e o seu percurso, ficando o convite a virem ao

nosso Agrupamento assim que possível.

Temos na nossa rede social Instagram mais

de 1000 (mil) seguidores, grande parte alunos

do nosso Agrupamento, bem como pessoas

externas ao mesmo, que conhecem e seguem

as nossas atividades, seguindo a ideia

apresentada pelo Comissário do Plano

Nacional das Artes, Dr. Paulo Pires do Vale,

para “deitar abaixo o muro entre a escola e a

comunidade”.

As entrevistas encontram-se disponíveis no

IGTV do Instagram e no Youtube do PCA, cujos

links vos disponibilizamos abaixo:

https://www.instagram.com/projeto.cultural

.aeffl.olhao/channel/

https://www.youtube.com/channel/UCP_enR

gkGto5e6FYswValrg

Esta página é tua...

Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes - Olhão

Pág.40

More magazines by this user
Similar magazines