edicao1474

avarehospedagem

Jô Silvestre decreta lockdown entre as

18h e às 6h e volta a proibir a venda de

bebida alcoólica em Avaré

Por meio de um decreto,

o prefeito de Avaré, Jô

Silvestre, determinou que a

partir de sábado, dia 19 de

Baixo nível da

Represa de Jurumirim

gera preocupação na

região

junho, até o dia 30, a suspensão

do funcionamento

do comércio em geral entre

as 18h às 06h, os quais

deverão adotar os protocolos

sanitários setoriais

e capacidade limitada até

40%. A venda e o consumo

de bebidas alcoólicas

em locais públicos também

foi proibida a partir

das 18 horas. Mais informações

em matéria veiculada

na Página 4

O baixo nível de água

da Represa de Jurumirim

está gerando preocupação

na região de Avaré.

Nesta semana, o volume

útil do reservatório chegou

a 31,86%, de acordo

com a Agência Nacional

de Águas (ANA).

Conforme os dados

da agência, na terça-feira

(15), o volume era de

31,97%, o número mais

baixo para esta data nos

últimos 10 anos. Em

2019, o volume útil da

represa no dia 15 de junho

era de 34,29% e, em

2020, de 40,44%.

Apesar do volume baixo,

o Operador Nacional

do Sistema Elétrico (ONS)

informou que ainda não há

risco para o abastecimento

de água e fornecimento de

energia elétrica. Segundo

o órgão, desde o fim do

ano passado, as equipes

estão atuando em diversas

frentes e adotando medidas

preventivas.

A Represa de Jurumirim

banha sete cidades

da região de Avaré e, ao

menos, quatro delas usam

o reservatório para o turismo.

Uma das preocupações

com a baixa do nível

do reservatório é principalmente

com o meio ambiente,

já que a seca pode

causar desequilíbrio na

fauna aquática.

Além disso, o aumento

das contas de luz também

pode ser considerado

consequência da crise hídrica

que afeta os reservatórios

das usinas hidrelétricas.

Segundo o ONS,

o Brasil enfrenta a pior

estiagem dos últimos 91

anos, fazendo necessário

o acionamento das usinas

termelétricas para suprir

a queda de oferta.

Em nota, a Rio Paranapanema

Energia informou

que “vem adotando

as medidas para dar cumprimento

a todas as determinações

decorrentes da

Sala de Crise do Rio Paranapanema,

coordenada

pela ANA, reforçando seu

compromisso com o meio

ambiente, com as comunidades

das regiões onde

atuamos e com o setor elétrico

e as leis brasileiras”.

Denúncia aponta que empresa de segurança do

secretário de Turismo seria clandestina e estaria

prestando serviços na Emapa

O A Voz do Vale teve

acesso, com exclusividade,

de um boletim de ocorrência

lavrado na tarde

de quinta-feira, dia 17 de

junho, na qual aponta que

uma empresa que seria de

propriedade do secretário

de Turismo de Avaré,

Márcio Danilo dos Santos,

estaria prestando serviços

de segurança no evento da

Associação Nacional do

Cavalo de Rédeas (ANCR)

de forma clandestina.

A competição está

sendo realizada no Parque

de Exposições Dr.

Fernando Cruz Pimentel

(Emapa). Em contato

com o A Voz do Vale,

o secretário de Turismo,

Márcio Danilo dos Santos,

falou sobre o caso e

negou a ilegalidade e afirmou

que a empresa não

seria de sua propriedade.

(Confira nesta matéria)

Segundo o boletim de

ocorrência, a responsável

pela empresa G3 Segurança

Privada alegou, ainda, que

denunciou o caso na Polícia

Federal de Bauru, uma vez

que, segundo ela, a empresa

de segurança ligada ao

secretário de Turismo seria

clandestina. Confira

a matéria completa nesta

edição Página 3.

Avaré registra mais 3 mortes e chega

a 211 óbitos por coronavírus

A Secretaria Municipal

da Saúde informou os

dados atualizados sobre a

pandemia do coronavírus

em Avaré nesta sexta-feira,

dia 18 de junho.

Segundo os novos dados,

foram registradas

mais 3 mortes nas últimas

24 horas, sendo um homem

de 48 anos e duas

mulheres, de 56 e 66 anos.

Com isso, a cidade contabiliza

211 óbitos;

Avaré contabiliza 8.826

casos confirmados, com

8.266 recuperados, além de

211 óbitos. Hoje são 363

casos ativos, sendo que 308

pessoas estão em isolamento

domiciliar e 55 pacientes

do município internados,

sendo 28 internados na Santa

Casa de Misericórdia, 13

pacientes internados em outros

municípios e 14 pacientes

no PS aguardando vaga

para internação na Santa

Casa, sendo 4 deles intubados.

Outros 24.483 munícipes

testaram negativo

para o novo coronavírus.

INTERNET

com


Página 2 A VOZ DO VALE De 13 a 19 de junho de 2021

Prefeitura vai remover ossada

de sepulturas que não forem

recadastradas em Avaré

Concessionários de

jazigos localizados no

Cemitério Municipal de

Avaré tem até o dia 24

de agosto para fazer o

recadastramento. Quem

não regularizar o cadastro

dentro do prazo terá sua

licença revogada.

Nestes casos, a posse de

jazigos com estruturas físicas

deterioradas e/ou abandonados

retornará para o

município, sem qualquer

ônus, encargos ou indenizações

para a administração

municipal.

Restos mortais sepultados

em jazigos nessas

condições serão transladados

para o Ossuário

Público Municipal, onde

ficarão por 90 dias.

Caso não haja manifestação

de interessados

nesse período, os restos

serão cremados e as cinzas

descartadas em local

apropriado.

O procedimento, segundo

a Prefeitura, é necessário

diante do abandono e da

ausência de numeração em

alguns túmulos. Há casos

em que as estruturas estão

rachadas ou parcialmente

caídas, mas o responsável

nunca compareceu para fazer

o reparo.

Para fazer o cadastro

eletronicamente, basta

acessar o site avare.

sp.gov.br e se dirigir até

a área “Acesso Rápido”,

na parte inferior da página

eletrônica.

Após fazer o login em

uma conta do Google,

clique no botão “Recadastramento

de Túmulos” e

preencha informações sobre

o titular e o responsável

pelo jazigo, bem como

o número do túmulo.

Também é necessário

anexar cópia de documento

que comprove a

titularidade do direito de

uso, documento com foto

do responsável e documento

que comprove parentesco

com o falecido.

É necessário estar logado

na conta do Gmail para

enviar a documentação.

Em caso de falecimento,

os titulares das

concessões devem ser

representados pelos seus

herdeiros diretos, tais

como pais, filhos, cônjuges

e companheiros.

Após a atualização cadastral,

os interessados terão

60 dias para promover reformas

em túmulos quando

houver necessidade.

A vistoria das lápides

será feita na companhia

do servidor designado pela

administração do Cemitério

Municipal.

Estelionatários são detidos na

Castelo Branco pela Polícia Rodoviária

Uma equipe da Policia

Rodoviária de Avaré, pertencente

ao TOR (Tático

Ostensivo Rodoviário),

surpreendeu dois homens

na madrugada do dia 17

de junho, quando realizava

trabalho de rotina no pedágio

de Itatinga.

Os PMs desconfiaram

dos integrantes de um veículo

quando eles se aproximaram

da cabine para o pagamento.

Ao notar algo de

estranho (nervosismo) por

parte dos homens, a equipe

resolveu aborda-los.

Após breve contato

com os homens de 34 e 19

anos, moradores de São

Paulo, os policiais resolveram

realizar uma busca no

veículo, onde localizaram

4 máquinas de crédito/débito

no assoalho do banco

do passageiro, além de R$

1.600 em espécie dentro

de uma mochila.

Questionados a respeito

da viagem, os homens

apresentaram versões desencontradas

e informaram

que estavam retornando do

município de Birigui/SP.

Os PMs então, passaram

a desconfiar de que

poderia se tratar do crime

de estelionato e resolveram

fazer contato com policias

da região de Birigui

e foram informados de que

havia um registro de ocorrência

de estelionato na

cidade. Levantaram ainda,

que a vítima, um idoso, havia

percebido uma retirada

de R$ 3.500, de sua conta

bancária após homens se

passando por agentes bancários,

terem ido a sua residência

retirar seu cartão

bancário, dizendo que o

mesmo havia sido clonado

e que precisariam leva-lo

para providenciar a troca.

Questionados pelos PMs,

os abordados acabaram confessando

que faziam parte

de uma quadrilha de estelionatários

que se passam por

representantes de bancos e

que a quadrilha é formada

por mulheres e homens que

efetuam as ligações e depois

passam retirando os cartões.

Ambos receberam voz

de prisão pelo crime de

Estelionato e a ocorrência

foi encaminhada ao Plantão

de Polícia Civil de Botucatu

para o registro do

flagrante. Foram apreendidos

o veículo, 4 máquinas

de cartões, dois aparelhos

celulares e a quantia de R$

1.730,00, permanecendo

os presos pela carceragem

do plantão policial, a disposição

da justiça.

Se condenados podem

pegar uma pena de reclusão,

de quatro a oito anos,

e multa, pois cometeram o

crime de estelionato com a

utilização de informações

fornecidas pela própria

vítima ou por terceiro induzido

a erro por meio de

contatos telefônicos, conforme

o artigo nº 171, §2º-

A do Código Penal.

é uma publicação semanal da Kauan Vieira Aires ME

Inscr. Municipal 29.187 CNPJ: 29.172.463/0001-12

E-mail: avozdovale@avozdovale.com.br

Site: www.avozdovale.com.br

REDAÇÃO: Rua Alagoas, 2001 - CEP 18700-010 - Avaré/SP

DIRETOR RESP.: Kauan Vieira Aires

Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus

autores e não expressam necessariamente a nossa opinião

CIRCULAÇÃO: Avaré, Águas de Santa Bárbara, Arandu, Cerqueira

César, Holambra II, Iaras, Itaí, Itatinga e Paranapanema.


De 13 a 19 de junho de 2021

A VOZ DO VALE

Página 3

Denúncia aponta que empresa de segurança

do secretário de Turismo seria clandestina e

estaria prestando serviços na Emapa

EXCLUSIVO

O A Voz do Vale teve

acesso, com exclusividade,

de um boletim de ocorrência

lavrado na tarde

de quinta-feira, dia 17 de

junho, na qual aponta que

uma empresa que seria de

propriedade do secretário

de Turismo de Avaré,

Márcio Danilo dos Santos,

estaria prestando serviços

de segurança no evento da

Associação Nacional do

Cavalo de Rédeas (ANCR)

de forma clandestina.

A competição está sendo

realizada no Parque de

Exposições Dr. Fernando

Cruz Pimentel (Emapa).

Em contato com o A Voz

do Vale, o secretário de

Turismo, Márcio Danilo

dos Santos, falou sobre o

caso e negou a ilegalidade

e afirmou que a empresa

não seria de sua propriedade.

(Confira nesta matéria)

Segundo o boletim de

ocorrência, a responsável

pela empresa G3 Segurança

Privada alegou, ainda,

que denunciou o caso na

Polícia Federal de Bauru,

uma vez que, segundo ela,

a empresa de segurança

ligada ao secretário de Turismo

seria clandestina. A

representante destaca que

teria sido orientada a colher

provas, por meio de

imagens e fotos, e encaminhar,

posteriormente, a PF.

Diante da orientação,

Giani Cristina Paulino da

Silva, compareceu ao parque

de exposições, teria

sido impedida de entrar

por um funcionário. Ele teria

revelado que a empresa

é do atual secretário de Turismo

de Avaré.

A representante alega

ainda que o funcionário teria

fechado o portão contra

o seu carro, sendo necessário

que ela engatasse a

marcha ré para que o veículo

não fosse danificado.

Ela relatou que o funcionário

teria se descontrolado

e começado a gritar

e falar no rádio pedindo

a presença do secretário

Márcio Danilo no local.

Diante dos fatos, ela

acionou a Polícia Militar,

sendo que o funcionário

da empresa teria deixado

o local por orientações, segundo

a representante, da

esposa de Márcio Danilo.

Giani alegou ainda

que conseguiu passar

pelo portão principal do

recinto, mas que foi barrada

novamente por outro

funcionário. Em determinado

momento, o

funcionário que barrou a

representante no início,

teria aparecido no local

ao lado da suposta esposa

do secretário de Turismo.

Em nota, PSD afirma não compactuar

com viagem de vereador para a Rússia

A decisão do vereador

Luiz Cláudio da Costa em

viajar para a Rússia vem

gerando mal-estar entre os

demais vereadores do PSD

e, até mesmo, na direção

do partido. Além dele, a

vereadora Carla Flores

também irá na viagem.

Na sessão da Câmara

de Avaré, realizada na

segunda-feira, dia 14 de

junho, os vereadores tiveram

que votar um projeto

de resolução autorizando a

viagem internacional. Porém,

os vereadores Adalgisa

Ward, Hidalgo Freitas

e Tenente Carlos Wagner,

todos do PSD, tiveram que

votar contra o companheiro

de partido. Marcelo Ortega

também foi contrário

à viagem, porém o projeto

acabou sendo aprovado

pela maioria.

Em nova encaminhada à

imprensa na tarde de terça-

-feira, dia 15, a direção do

PSD afirmou não compactuar

com a decisão de Luiz

Cláudio viajar. “O Diretória

Municipal do Partido Social

Democrático prezando

pela lisura de seus feitos e

pelo momento vivido pela

cidade, país e mundo, torna

público, que não compactua

e não teve participação na

decisão do vereador Luiz

Cláudio da Costa em disponibilizar

seu nome para

representar a Câmara Municipal

de Avaré no Fórum Internacional

dos Municípios

BRICS que será realizado

em julho, na Rússia”.

O diretório entende

que, por terem as despesas

de viagem, alimentação e

estadia custeadas pelo poder

público, em um momento

difícil que o município

atravessa, onde todos

os esforços estão sendo

envidados para a contenção

da Covid-19, não seria

o mais momento propicio

para essa viagem.

Porém, o PSD afirma

respeitar a decisão do parlamentar.

“No entanto, o

vereadores Luiz Claudio

da Costa é livre e sendo

assim, decidiu por iniciativa

própria realizar a

viagem, restando ao PSD

respeitar sua decisão”.

Na presença da Polícia

Militar, foi solicitado a

documentação da empresa

responsável pela segurança

no evento, entretanto,

segundo Giani, nada foi

apresentado.

No registro policial, a

representante da G3 Segurança

privada alega que

nenhum vigilante presente

na Emapa aparentava ser

legalizado. Ela irá juntar

vídeos e fotos a denúncia

que será encaminhada a

Polícia Federal.

O funcionário da empresa

teria fornecido o número

de CNPJ da empresa

que está prestando serviços

na Emapa.

Em uma consulta realizada

na internet é possível

verificar que o CNPJ

informado é da empresa:

Grupo Apoio Segurança,

de propriedade do secretário

de Turismo Márcio

Danilo dos Santos. A empresa

foi aberta no dia 14

de dezembro de 2016 e

que sua situação, no momento,

é ativa. O capital

social é de R$ 10 mil.

A reportagem também

esteve no local e registrou

algumas fotos. Em uma

delas, um funcionário

da empresa de segurança

que estava trabalhando

no momento, estava

orientando os motoristas

que aguardavam ser vacinados

contra a Covid-19

a colocar a máscara.

Porém, existe uma licitação

ativa na cidade,

na modalidade registro de

preços, na qual a G3 é a

vencedora, ou seja, ela é

que teria que ser contratada

para a orientação dos

motoristas e não a empresa

que está prestando serviços

para a ANCR.

OUTRO LADO –

Diante da denúncia, o A

Voz do Vale questionou o

secretário de Turismo sobre

a denúncia.

Ela afirmou que sua

empresa não estaria prestando

serviços na Emapa

e que irá mover uma ação

contra a representante da

G3 Segurança Privada.

“Minha empresa não está

trabalhando na Emapa. Estão

usando fotos minhas

de 2018, e a empresa que

está trabalhando no evento

é outra totalmente legalizada

e o evento está

protocolado na Polícia

Federal. Já entrei com advogado

por estar sendo

acusado e difamado por

esta Sra Giane da G3”,

respondeu por meio de um

aplicativo de mensagens.

A reportagem questionou

o secretário sobre fotos

que foram registradas

na tarde de quinta-feira

(17), na qual aparece o

emblema da empresa do

secretário em uma moto

que está sendo utilizada

no evento para a segurança.

Porém, Márcio Danilo

afirmou que apenas havia

emprestado o veículo

a um amigo. “Emprestei

a moto para um amigo”,

respondeu.

O A Voz do Vale questionou

o secretário sobre

a afirmação do funcionário

que teria dito a representante

da G3 que a empresa

que está prestando serviços

no evento da ANCR

será de Márcio Danilo dos

Santos, porém ele voltou

a negar que a “Grupo

Apoio” estaria trabalhando

no local. “Negativo! Minha

empresa não está prestando

serviços na Emapa”,

finalizou.

Márcio Danilo também

é presidente do Republicanos

que, na eleição de

2020, concorreu contra o

prefeito Jô Silvestre com

a candidata a vice-prefeita

de Denílson Ziroldo, Érica

Alves. Porém, acabou se

aliando, novamente, com o

chefe do executivo, sendo

que Danilo acabou sendo

nomeado como secretário

de Turismo. Desde o início

da atual legislatura, a

vereadora Ana Paula, que

é do Republicanos, vem

votando com a bancada

de Silvestre.


Página 4 A VOZ DO VALE De 13 a 19 de junho de 2021

Prefeitura instala usina de

oxigênio para abastecer hospital

de Paranapanema

A Prefeitura de Paranapanema

recebeu uma usina

de oxigênio para abastecer

o hospital municipal. A instalação

foi feita na quarta-

-feira, dia 16 de junho, e,

segundo o município, a

iniciativa vai ajudar a gerir

a unidade com 100% de

oxigênio próprio.

De acordo com a prefeitura,

antes da aquisição, o

município gastava uma média

de R$ 115 mil por mês

com cilindros de oxigênio.

Já com a usina, a expectativa

é de que seja gasto em

torno de R$ 70 mil e a produção

de oxigênio deve ser

três vezes maior.

Drive-Thru de vacinação

Além disso, o Hospital

Municipal de Paranapanema,

que atualmente conta

com 12 leitos de enfermaria

e quatro de Centro de

Terapia Intensiva (CTI),

deve passar a operar com

20 leitos de enfermaria na

próxima semana, segundo

a prefeitura.

O município também

informou que, com a usina

de oxigênio, não haverá

preocupação quanto à demanda

do produto, que já

chegou a faltar no mercado

durante a pandemia de coronavírus.

Fonte: G1

Laudo aponta presença

de bactérias em merenda

que causou intoxicação

de alunos em escolas

de Taquarituba

contra a COVID-19 gera fila

e reclamações em Avaré

O drive-thru da vacinação

contra a covid-19 realizado

nesta quarta-feira,

dia 16 de junho, pela Prefeitura

resultou em filas

e reclamações. No posto

de saúde do Vera Cruz,

também foram registradas

grandes filas.

A nova etapa da vacinação

em Avaré começou

a atender pessoas entre

50 e 59 anos sem comorbidades.

No drive-thru da

Emapa, a fila de carros se

formou desde o parque de

exposições até o Jardim

Paineiras. Muitas pessoas

reclamaram da demora.

“Deveriam colocar mais

pessoas para vacinar. Chegamos

em uma etapa da

vacinação a qual vai atender

um número maior de

pessoas e precisamos de

mais pessoas para vacinar

o povo”, destacou o comerciante

Jorge Luiz.

Filas também foram registradas

na Unidade Básica

de Saúde do Jardim

Vera Cruz. Por volta das 8

da manhã, a fila preenchia

toda a quadra, dobrava a

esquina e seguia até a metade

da outra quadra.

As próximas fases da

imunização contra o coronavírus

ocorrem a partir de

quarta-feira, dia 23, onde

serão atendidas pessoas de

43 a 49 anos sem comorbidades.

Já a partir do dia 30

de junho, serão vacinadas

pessoas de 40 a 42 anos

sem comorbidades.

É importante fazer o

pré-cadastro no site vacinaja.sp.gov.br

para evitar

filas, orienta a Secretaria

Municipal da Saúde. Outra

recomendação é levar

o CPF, Cartão SUS e comprovante

de residência.

A vacinação acontece de

segunda a sexta-feira nos

seguintes locais e horários:

Posto Vera Cruz (Rua

Carmem Dias Faria, s/n) das

8 às 11 e das 13 às 16 horas;

Drive-thru no Parque

Fernando Cruz Pimentel

(Emapa) das 8 às 11 e das

13 às 16 horas. Em caso de

chuva, o serviço será temporariamente

transferido

para o Centro de Saúde I

(Rua Acre, nº 1281);

Posto Brabância (Praça

Armando de Paula Assis,

s/n) das 8 às 11 horas;

Posto Santa Elizabeth

(Rua Saul Bertolacini, s/n)

das 13 às 16 horas.,

Jô decreta Lockdown entre as 18h a às 6h

Por meio de um decreto,

o prefeito de Avaré, Jô

Silvestre, determinou que

a partir de sábado, dia 19

de junho, até o dia 30, a

suspensão do funcionamento

do comércio em

geral entre as 18h às 06h,

os quais deverão adotar os

protocolos sanitários setoriais

e capacidade limitada

até 40%. A venda e o

consumo de bebidas alcoólicas

em locais públicos

também foi proibida a partir

das 18 horas.

Ainda segundo o decreto,

após esse horário,

supermercados, padarias,

açougues, lanchonetes, pizzarias,

restaurantes e congêneres,

somente poderão

funcionar na modalidade

delivery. Igrejas e academias

poderão funcionar

das 6h às 18h, seguindo

os protocolos sanitários e

40% da capacidade do estabelecimento.

A multa por descumprimento

é de mais de R$ 18

mil, além da cassação do

alvará de funcionamento e

fechamento do estabelecimento

infrator. Quem vender

bebida alcoólica a partir

das 18 horas, também

poderá ser multado.

Os ônibus urbanos somente

poderão circular entra

as 5h e às 19 horas. A Feira

da Lua também segue suspensa

até o dia 30 de junho.

Os serviços vinculados

à saúde humana e animal,

postos para abastecimento

de combustíveis, poderão

funcionar normalmente.

O decreto prevê ainda

multa de quase R$ 4 mil para

as pessoas que forem flagradas

em aglomerações em

casas, espaços públicos, vias

públicas, chácaras e outros.

Ficou determinado ainda

o “Toque de Recolher”

no Município no período

das 20h às 5h, de acordo

com as medidas da fase

transitórias do Governo

do Estado de São Paulo.

Quem descumprir a medida,

poderá ser multado em

quase R$ 2 mil.

A fiscalização ficará a

cargo da Vigilância Sanitária

Municipal em conjunto

com o Departamento

de Fiscalização Municipal,

quando necessário deverá

ser solicitado o apoio da

Polícia Militar.

As medidas foram tomadas

para conter o avanço

da pandemia do novo

coronavírus em Avaré.

Na sexta-feira, dia 17, a

cidade registrava quase

9 mil casos confirmados,

com 211 mortes.

A Prefeitura de Taquarituba,

por meio da Vigilância

Sanitária, divulgou

o resultado do laudo do Instituto

Adolfo Lutz sobre a

merenda que causou a intoxicação

de alunos de sete

escolas da cidade. Segundo

o município, foi identificada

a presença de duas

bactérias nas amostras de

alimentos enviadas.

A Vigilância Sanitária

informou, na segunda-

-feira, dia 14 de junho, que

os laudos emitidos pelo

laboratório “apontam pela

ocorrência das bactérias

Staphylococcus aureus e

Bacillus Cereus”.

Segundo a prefeitura,

na quantidade encontrada

nas amostras analisadas,

essas bactérias causam

intoxicação alimentar,

com sintomas de vômito

e diarreia, como diagnosticados

nas crianças no

mês passado.

Uma das bactérias é

mais comum de ser encontrada

em cereais e grãos e

pode causar mal-estar. Já

a outra encontrada na análise

é mais comum de ser

identificada em derivados

de carne e leite e causa

desde vermelhidão na pele

até febre e dores no corpo.

No dia 18 de maio,

quinze estudantes entre 5

e 15 anos foram atendidos

na Santa Casa de Taquarituba

depois de comerem

a merenda escolar que tinha

arroz, feijão e carne

de porco. De acordo com

a prefeitura, os alunos foram

medicados e liberados

no mesmo dia.

A Vigilância Sanitária

fez uma vistoria na empresa

fornecedora e coletou

amostras das merendas,

que foram enviadas

para análise no Instituto

Adolfo Lutz.

A Prefeitura também

decidiu não renovar o

contrato com a empresa

terceirizada devido

a questão econômica e

contratual. Desde então,

uma outra empresa fornece

merenda às escolas de

forma emergencial.

Escolas que registraram

intoxicação de alunos:

Emei Jacyra Lopes Rodrigues.

EMEI Parque São Roque.

Escola Municipal Célia

de Castilhos Ferreira.

Escola Estadual José

Penna.

Escola Municipal Professora

Julieta Trindade

Evangelista.

Escola Municipal Maria

Esther Di Paschoal.

Consuello

Gonçalves.

Fonte: G1

Monteiro


De 13 a 19 de junho de 2021

A VOZ DO VALE

Página 5

“Se eu for para a Rússia, irei com

o meu dinheiro”, diz vereador Luiz Cláudio

Em entrevista concedida

ao programa Cidadania

Notícias na quarta-

-feira, dia 16 de junho, o

vereador Luiz Cláudio da

Costa (PSD) falou sobre a

polêmica envolvendo ao

evento que será realizado

na Rússia, na qual ele e

a vereadora Carla Flores

(MDB) deverão participar

em julho.

Questionado pelo radialista

Marcello Ribeiro

sobre os custos da viagem,

o vereador revelou

que, caso for participar do

evento, irá bancar todos os

custos, como passagem aérea,

estadia e alimentação.

“Quero deixar claro que,

caso eu for participar deste

evento, eu vou com o meu

dinheiro e não vou usar

dinheiro público nenhum.

Irei bancar todos os gastos

com a minha viagem.

Todas as viagens que fiz

como vereador, foi tudo

bancado por mim”, disse.

Segundo o vereador, a

viagem para a Rússia seria

importante. “Vamos mostrar

tudo de bom que tem

em Avaré. Vamos mostrar a

represa, tenho um prospecto

da Holambra. Vamos tentar

expor a cidade, colocando

em um cenário mundial. É

uma tentativa e o momento

é esse. Estou disposto a

ajudar a cidade”.

Ele classificou como

mentirosa a informação

de que estaria havendo

um “racha” no PSD e que

se tornaria um vereador

independente. “O PSD é

um partido do meu coração.

Saiu uma matéria dizendo

que tinha racha no

partido e que eu iria sair

do partido para me tornar

independente e isso é uma

mentira. A cúpula do partido

não concorda com que

a Câmara faz e eu deixei

claro que eu não vou viajar

as custas do município”.

Questionado de a decisão

em participar do

evento internacional teria

gerado um mal-estar com

os outros três vereadores

do PSD: Hidalgo Freitas,

Adalgisa Ward e Tenente

Carlos Vagner, o parlamentar

disse ter deixado os

companheiros de partido à

vontade para votar contrário.

Ele chegou a dizer que,

se estivesse na posição dos

demais vereadores, também

votaria contrário. “Eu

falei para eles ficarem a

vontade de votar contra o

projeto autorizando a viajem.

Talvez se eu também

votasse contrário, mas é

uma chance única”.

O vereador ainda revelou

que somente que

ele e a vereadora Carla

Flores deverão participar

da viagem, descartando a

participação de qualquer

assessor no evento.

Ainda segundo Luiz

Cláudio, a viagem custará,

para cada vereador,

cerca de R$ 12 mil, entre

passagens, estadia e

alimentação. Ele disse

não saber se a vereadora

Carla Flores vai bancar os

custos com a viagem ou

se irá utilizar dinheiro público.

“Eu não posso falar

por ela, mas eu vou bancar

as minhas despesas”.

Questionado se ele está

preparado para participar

do evento que, neste ano,

irá abordar como a pandemia

vem afetando a economia,

o vereador disse

que vem fazendo pesquisas

e que irá representar

bem o município. “A gente

não vai chegar lá de

laranja não. Nós vamos

representar bem a cidade.

Estou muito feliz por poder

ser escolhido”.

Ele finalizou afirmando

ser um vereador da oposição

a administração do

prefeito Jô Silvestre. “Estamos

na oposição e vamos

seguir forte”.

Taquarituba proíbe atendimento presencial

no comércio e restringe circulação de pessoas

A Prefeitura de Taquarituba

publicou um novo

decreto que proíbe o atendimento

presencial nos

estabelecimentos comerciais

da cidade e restringe

a circulação de pessoas a

partir desta quarta-feira,

dia 16 de junho.

As medidas foram adotadas

para conter a disseminação

do coronavírus

entre os moradores e, desde

terça-feira (15), já ficou

suspensa qualquer reunião,

incluindo cultos religiosos,

feiras e convenções, com

mais de cinco pessoas.

Já a partir das 18h de

quarta-feira (16) até o dia

23 de junho, fica suspenso

o funcionamento de forma

presencial nos estabelecimentos

comerciais de

Taquarituba, com exceção

dos seguintes serviços,

que podem funcionar com

atendimento ao público e

sem restrição de horário:

serviços de saúde de

emergência e prioritários;

farmácias e drogarias;

postos de combustível

(sem conveniência);

serviços de assistência

social e atendimento à população

em estado de vulnerabilidade;

prestadores de serviço

de segurança privada;

clínicas veterinárias

para atendimento emergencial;

hotéis (para clientes

corporativos e contratos de

moradia);

transportadoras;

atividades industriais

cuja paralisação afete o

abastecimento e os serviços

essenciais;

imprensa e atividade

jornalística;

serviços funerários (velórios

de duas horas para

10 pessoas).

Já mercados, congêneres

e o comércio de insumos

médico-hospitalares

vão poder funcionar com

atendimento presencial de

segunda a sexta-feira, das

8h às 20h. Esses estabelecimentos

devem cumprir

todos os protocolos sanitários

e não podem receber

menores de 12 anos.

O decreto também suspende

até o dia 2 de julho

as aulas presenciais nas redes

pública e particular da

Educação Infantil, inclusive

as filantrópicas, Ensino

Fundamental, Ensino Médio

e similares.

Nas agências bancárias,

ficam autorizados somente

os serviços de autoatendimento,

além de serviços

relacionados à segurança,

manutenção e de caráter

ininterruptos, assim como

o pagamento de parcela do

auxílio emergencial.

Os ônibus da cidade

vão funcionar exclusivamente

para o transporte

de pessoas para as atividades

autorizadas pelo

decreto. Também está

proibido o consumo de

alimentos ao ar livre ou

espaços públicos.

Circulação de pessoas

Ainda conforme o decreto

municipal, as pessoas

só podem circular nas

ruas de Taquarituba para

as seguintes atividades:

aquisição de medicamentos;

aquisição de produtos e

serviços essenciais;

atendimento ou socorro

médico de pessoas ou animais;

embarque ou desembarque

em terminal rodoviário;

situação de urgência;

prestação de serviços

autorizados.

Para comprovar que

está na rua por algum dos

motivos acima, os moradores

poderão apresentar

notas fiscais da compra

de medicamentos ou produtos

essenciais, além

de passagem de ônibus e

carteira de trabalho.

Segundo a prefeitura,

o descumprimento das regras

do decreto sujeita o

infrator às sanções administrativas,

civis e penais

dispostas na legislação

vigente. Fonte: G1

Adilson Imóveis vende

Tel.: (14) 99736-1965

Avaré 1

-2 dorm, Sala, Cozinha, Banheiro, Lavanderia, Garagem, Área terreno 190

m2, Área construída 40m2

Centro

-2dormitorios, Sala, Sala de jantar, Cozinha, Banheiro, Edícula, 1 dormindo,

sala, Cozinha ,Lavanderia, Área terreno 151,5 m2, Área construída 121,70 m2


Página 6 A VOZ DO VALE De 13 a 19 de junho de 2021

API promove encontro para discutir projeto

sobre ações de prevenção ao coronavíru

A Associação Paulista

de Imprensa, Regional de

Avaré, promoveu, na terça-

-feira, dia 15 de junho, um

encontro com membros

da imprensa, da vigilância

sanitária, vereadores e

da segurança pública para

discutir sobre a criação do

projeto “Força-Tarefa”.

A iniciativa tem como

objetivo difundir maciçamente

a importância das

normas de proteção e unir

a imprensa como suporte

às ações das polícias e vigilâncias,

além de outras autarquias,

sendo o elo entre

a população e as denúncias.

O encontro para a constituição

do projeto foi realizado

nas dependências

da Faculdade Eduvale,

respeitando as orientações

dos protocolos de segurança

e contou com a presença

de quase 40 convidados.

Estiveram presentes o

Delegado Seccional da Polícia

Civil de Avaré, Rubens

César Garcia Jorge,

o chefe de investigação,

Alexandre Aurani, o Capitão

da Polícia Militar, Pablo

Souza, o presidente da

OAB local, Pedro Fusco e

a secretária Municipal da

Comunicação, Thais Francini,

além dos vereadores

Adalgisa Ward, Carlos

Wagner, Marcelo Ortega e

Hidalgo Freitas.

Também marcaram presença

representantes da Vigilância

Sanitária Estadual,

Valdir Alves, Vigilância

Sanitária Municipal, Helenice

Fogaça e Viviane Hata,

Vigilância Epidemiológica,

Mairis Alarcão Silvestre,

do Conselho Tutelar, Fátima

de Almeida, o presidente

da Acia, Cassio Jamil, o

provedor da Santa Casa de

Misericórdia, Miguel Chibani,

do laboratório Mendel,

Edgard Salomão e do

mantenedor da Faculdade

Eduvale e vice-presidente

da API estadual, Claudio

Salomão, além de representantes

da imprensa: Do Vale

TV, Jovem Pan, A Comarca,

Rádio Avaré, A Voz do Vale,

Estância e Jornal in Foco, por

meio da responsável pela API

Regional, Cida Koch.

Entretanto, foram convidados

para participar do

evento membros do Ministério

Público, Promotoria,

Juízes, Poder Legislativo,

Sincomerciários e outros

integrantes governamentais.

Foi exibido uma matéria

jornalística, documentando

a opinião de munícipes

sobre os descasos da

saúde pública avareense,

foi apresentada a ideia de

um projeto que tenha impacto

em vários âmbitos

da comunidade.

Em seguida, foram

apontadas as dificuldades

e necessidades das organizações

em relação ao atual

cenário pandêmico e como

separadamente não conseguem

suprir a demanda,

para amenizar as denúncias

de aglomerações,

festas clandestinas, bem

como conscientizar a população

sobre o uso fundamental

de proteção facial

no município.

No encerramento, os

participantes se comprometeram

em atuar a favor

da saúde da cidade e foi

criado um grupo de comunicação

direta com os

representantes, afim de

definir os próximos caminhos

a serem traçados

pelo projeto.

Prefeitura de Avaré deixa de cumprir decisão

judicial ao não retirar banca do Largo do Mercado

EXCLUSIVO

O prefeito de Avaré, Jô

Silvestre, não estaria cumprindo

uma decisão judicial

do Tribunal de Justiça

do Estado de São Paulo

(TJ/SP) que decidiu, em

agosto de 2019, que a banca

de jornais deveria ser

retira do Largo do Mercado,

no entanto, ela permanece

no local.

A decisão do TJ foi

baseada em uma ação de

“Reintegração de Posse”,

impetrada pela Procuradoria

Geral do Município de

Avaré, assinada pelo advogado

Paulo Benedito Guazzelli

em 26 de novembro

de 2013, época em que a

Prefeitura era administrada

por Poio Novaes.

Na ação proposta, o

advogado defendeu que

a área onde a banca está

instalada é tombada pelo

Conselho Municipal de

Defesa do Patrimônio Histórico,

Artístico e Cultural

de Avaré (CONDEPHAC)

e que sua licença seria para

a comercialização de jornais

e revistas. No entanto,

estaria comercializando

outros produtos, tais como

aparelhos de som, pilhas,

brinquedos, fato que teria

acarretado, inclusive, uma

multa por desvio de atividade.

A denúncia fazia ainda,

menção de que o comércio

funcionava, em 2013, sem

o Alvará de funcionamento

contrariando o disposto no

artigo 274 do Código Tributário

Municipal.

Outro ponto destacado

foi de que, as dimensões

da banca estariam em desacordo

com a lei e prejudicando

a visualização do

prédio tombado (Mercado),

sendo motivo de várias

notificações por ampliar

a área do comércio

que era de 50,31 m², passando

para 81,37 m², quase

que dobrando sua área útil.

Em fevereiro de 2014,

o juiz da 2ª Vara Civil de

Avaré, Luciano José Forster

Junior, julgou procedente

a ação determinando

o imediato cumprimento

da decisão, por entender

que mesmo concedendo o

alvará de funcionamento,

a prefeitura poderia “pleitear,

a qualquer tempo e a

partir da revogação do ato

anterior, a desocupação do

bem público”.

Inconformados, os advogados

da proprietária

da banca, João Silvestre

Sobrinho e Frederico Augusto

Poles da Cunha teriam

recorrido da decisão

junto ao TJ/SP, no entanto,

sem sucesso.

Em agosto de 2019, o

TJ publicou o Acórdão

assinado pelo relator, Osvaldo

Magalhães, em que

foi negado por votação

unanime, os argumentos

apresentados pelos advogados

avareenses.

Segundo o relator, nem

mesmo autorização formalizada

para o funcionamento

existia. “Não obstante

tais fatos, a permissão de

uso sequer foi formalizada,

inexistindo ato administrativo

a esse respeito, de

modo que totalmente irregular

o comercio exercido

na are em questão”.

A reportagem apurou

que não cabe mais recursos

a serem impetrados e

que a Prefeitura deverá

providenciar a retirada

da banca ou pedir, amigavelmente,

para que os

proprietários o façam.

More magazines by this user
Similar magazines