10.12.2021 Views

Edição dezembro de 2021

“O frio chegou com força e com ele vem as gripes e os resfriados. Nesta edição da revista Bem Me Quer encontra algumas dicas para um outono/inverno livres de gripes e poderá ainda encontrar outros artigos sobre alimentação, nutrição e saúde. A sua nova “enciclopédia da saúde” chega até si para lhe trazer todas as novidades e dicas da área da saúde para que possa viver uma vida mais plena e consciente.”

“O frio chegou com força e com ele vem as gripes e os resfriados. Nesta edição da revista Bem Me Quer encontra algumas dicas para um outono/inverno livres de gripes e poderá ainda encontrar outros artigos sobre alimentação, nutrição e saúde. A sua nova “enciclopédia da saúde” chega
até si para lhe trazer todas as novidades e dicas da área da saúde para que possa viver uma vida mais plena e consciente.”

SHOW MORE
SHOW LESS

You also want an ePaper? Increase the reach of your titles

YUMPU automatically turns print PDFs into web optimized ePapers that Google loves.

GRUPO

PARCIFARMA

EDIÇÃO 06

DEZEMBRO 2021

fisioterapia

como forma de

prevenção

reduza o

risco de AVC

aconchegue o

corpo e a mente

nos dias de hoje

osteoporose

estratégias de

prevenção

prematuridade

o que devem

saber os pais?


Ficha Técnica

GRUPO

PARCIFARMA

Direção da Revista

Parcifarma ACE

Direção de conteúdos

Parcifarma ACE

Redação

Materia

Design gráfico

Materia

Distribuição

Farmácias: Antas, Briteiros, Brito,

Coimbrões, Correia, J. Reis, Lobo,

Martins, S. Dinis,

Moderna VPA, Pestana

Sede Administração

Avenida D. João IV

466, Edificio Módulo,

3º andar, salas 5 e 6

4810-533 Guimarães

917 645 776

918 841 810

916 569 636

administracao@parcifarma.pt

“O frio chegou com força e com ele vem

as gripes e os resfriados. Nesta edição da

revista Bem Me Quer encontra algumas

dicas para um outono/inverno livres de

gripes e poderá ainda encontrar outros

artigos sobre alimentação, nutrição e saúde.

A sua nova “enciclopédia da saúde” chega

até si para lhe trazer todas as novidades e

dicas da área da saúde para que possa viver

uma vida mais plena e consciente.”

Visite-nos em

parcifarma.pt

Conselho de Administração

Alexandre Freitas

João Sousa

Jorge Mesquita

3 Parcifarma ACE



Sobre nós

A Parcifarma ACE é uma associação de várias farmácias do norte

de Portugal que atua diariamente no sentido de oferecer aos seus

parceiros as vantagens mais competitivas e proporcionar a todos

os seus utentes as melhores soluções de saúde.

A pensar em si, trabalhamos todos os dias para disponibilizarmos

os melhores produtos e serviços de saúde adequados às suas

necessidades com competência, confiança, solidariedade,

profissionalismo e visão.

Vacine-se por um

Inverno mais seguro

para todos

Com a descida das temperaturas e a

consequentemente reduz a circulação

chegada das chuvas, chegam também

do vírus e respetivo número de

Farmácia Brito

258 911 129

Praça da República, 43-45,

4910-453 Vila Praia de Âncora

Farmácia Correia

226 067 429

Praça Mouzinho de Albuquerque, 78

4100-357 Porto

Farmácia das Antas

225 367 776

Av. Fernão de Magalhães, 1043

4350-168 Porto

Farmácia Lobo

253 412 124

Avenida de Londres, 284

4835 - 066 Creixomil, Guimarães

Farmácia Martins

227 129 952

Rua António Francisco de Sousa, 447

4405-726 Madalena, Porto

Farmácia Moderna

258 950 500

Rua 31 de Janeiro, 30

4910-455 Vila Praia de Âncora

as gripes. Febre, tosse, fadiga, dores no

corpo e secreção nasal são alguns dos

sintomas mais comuns desta infeção

respiratória e é muito importante atuar

na prevenção.

Embora ainda haja muita gente

que acredita que não passa de uma

constipação, a gripe pode desenrolar-se

num quadro clínico grave e até mesmo

hospitalizações e complicações como

pneumonias e doenças cardíacas.

É ainda importante que se refira que

a inoculação contra a COVID-19 não

substitui a da gripe, visto serem doenças

diferentes.

Assim, de forma a resguardá-lo de

agressões contra o seu sistema

Farmácia de Briteiros

253 572 655

Rua Francisco Martins Sarmento, 307

4805-448 Salvador de Briteiros,

Guimarães

Farmácia Pestana

227 624 695

Rua Nuno Alvares, 95,

4405-672 Gulpilhares,

Vila Nova de Gaia

Junte-se a nós nas

redes sociais e

acompanhe todas

as novidades da sua

farmácia

mortal, nomeadamente nos grupos de

risco (crianças com menos de 5 anos e

adultos com mais de 65 anos, grávidas

e indivíduos com patologias crónicas

imunológico e a proteger não só a si

como todos os que o rodeiam, vacine-se

contra a gripe.

Farmácia de Coimbrões

223 166 647

Rua Machado dos Santos, 820

4400-209 Vila Nova de Gaia

Farmácia S. Dinis

228 312 419

Rua de S.Dinis, 428

4250-427, Porto

associadas).

A vacinação atua como um método

Farmácia J. Reis

255 922 640

Rua Rebelo de Carvalho, Loja 8

4610-212 Felgueiras

preventivo uma vez que diminui

muito o risco de contrair a infeção e

Bem me Quer

4

5 Parcifarma ACE



Levotuss, 6 mg/ml, xarope; Levotuss, 60 mg, comprimidos, contêm respetivamente 6mg/ml e 60mg de levodropropizina. São

medicamentos não sujeitos a receita médica, indicados para adultos e crianças no tratamento sintomático da tosse. Em crianças

com idade inferior a 24 meses recomenda-se uso pontual e sob vigilância médica. Os comprimidos não estão indicados em

crianças com menos de 6 anos e 30 kg. Tenha precaução especial se tem insuficiência renal grave, idade avançada e no caso de

uso de sedativos. Tomar o medicamento fora das refeições. O xarope pode causar reações alérgicas (contém parabenos) e contém

sacarose. Não tome o xarope se tiver intolerância à frutose, malabsorção de glucose-galactose ou insuficiência de

sacarase-isomaltase. Os comprimidos contêm lactose. Não tome os comprimidos se tem intolerância à galactose, deficiência de

lactase ou malabsorção glucose-galactose. Não utilize Levotuss mais de 14 dias. Leia cuidadosamente as informações constantes

do acondicionamento secundário e do folheto informativo e, em caso de dúvida ou persistência

dos sintomas consulte o seu médico ou farmacêutico. Data da última revisão: novembro de 2018.

Titular da AIM: Dompé Farmaceutici S.p.A. Distribuidor em Portugal: Mylan Lda. 9/2021/BGP/556

4

8

10

14

16

20

22

26

30

33

36

40

44

Sobre Nós

sumário

Prematuridade: O que devem saber os pais?

Saúde e Bem Estar | Cuidados e Prevenção

A Fisioterapia como forma de prevenção.

Saúde e Bem Estar | Cuidados e Prevenção

Como podemos minimizar as alergias?

Saúde e Bem Estar | Sazonalidade

Osteoporose: estratégias de prevenção.

Saúde e Bem Estar | Cuidados e Prevenção

Dezembro vermelho: O mês em que o mundo

se pinta de vermelho em prol da conscientização

e deteção precoce do HIV/SIDA

Saúde e Bem Estar | Cuidados e Prevenção

Os cuidados a ter com o bebé nos meses

mais frios

Saúde e Bem Estar | Bebé

Mantenha-se em forma em tempo de frio

Saúde e Bem-Estar | Sazonalidade

Aconchegue o corpo e a mente nos dias

mais frios

Nutrição

Receitas

Nutrição | Receitas

Cuide da sua saúde e reduza o risco de AVC

Saúde e Bem Estar | Cuidados e Prevenção

Escolha a saúde, não o tabaco

Saúde e Bem Estar | Cuidados e Prevenção

Já ouviu falar sobre a diabetes mellitus?

Veterinária

7 Parcifarma ACE



Saúde e Bem Estar | Cuidados e Prevenção

Edição Nº6 | dez’21

Prematuridade: O que

devem saber os pais?

No passado mês de novembro celebrou-se, um bocadinho por

todo o mundo, o Dia Mundial da Prematuridade. Criada em

2009, esta celebração pretende aumentar a consciencialização

para os nascimentos prematuros e de certa forma fazer pensar

em estratégias para diminuir a taxa de prematuridade.

Em Portugal nascem em média 17

bebés prematuros por dia, o que se

traduz numa das mais altas taxas

de prematuridade da Europa e é

importante que os pais/futuros pais

saibam quais os fatores de risco, como

se define a prematuridade e quais as

implicações da mesma.

Quais são os fatores de risco?

- Mulheres com historial de

prematuridade, mulheres que

tenham recorrido a técnicas de

procriação medicamente assistida ou

mulheres que estejam a desenvolver

uma gravidez gemelar têm mais

probabilidade de vir a ter um parto

prematuro. Também a pré-eclâmpsia,

o descolamento da placenta ou

malformações fetais podem levar a

que o bebé saia antes de terminar a

gestação.

Como se define?

- Um bebé que nasce antes das 37

semanas é considerado um bebé

prematuro. A classificação do nível de

prematuridade varia depois consoante

a idade gestacional e o peso do bebé à

nascença.

Quais são as implicações?

- Um bebé prematuro apresenta

imaturidade em todos os sistemas e é

por isso mais vulnerável e apresenta

maiores dificuldades em algumas

funções nomeadamente o controlo da

temperatura corporal, a respiração e a

alimentação. O recurso a incubadoras,

corticoides e a uma nutrição artificial

são alguns dos mecanismos usados

pelos médicos para ajudar o bebé a

evoluir.

Apesar de todas estas contrariedades,

com os avanços da medicina são

cada vez mais os bebés que evoluem

sem sequelas que interfiram nas suas

competências ao longo da vida e a

presença dos pais durante todo o

processo é fundamental uma vez que

há já estudos que apontam para que

a proximidade entre os pais e o bebé

represente uma mais-valia para a sua

recuperação.

Bem me Quer

8 9 Parcifarma ACE



Saúde e Bem Estar | Cuidados e Prevenção

Edição Nº6 | dez’21

A Fisioterapia como

forma de prevenção

A fisioterapia pode ser

indicada em diversos casos,

seja para alívio da dor

articular, seja para tratar

uma lesão, seja para pacientes

que acabaram de realizar

uma cirurgia ou mesmo como

recomendação de fisioterapia

preventiva, buscando evitar

o aparecimento de doenças

ocupacionais, como a lesão

por esforço repetitivo (LER),

problemas de coluna, nos

ombros, entre outras.

Comumente associamos a prática do

fisiotereapeuta apenas à reabilitação

de pacientes e ao auxílio no tratamento

de doenças crónicas que podem limitar

a movimentação. Entretanto, contamos

também com a fisioterapia preventiva,

que visa adaptar os exercícios de forma

a evitar que os problemas surjam,

sobretudo, na população de risco,

como idosos e desportistas.

Para a Organização Mundial da Saúde

(OMS), ser saudável significa muito

mais que estar livre de enfermidades.

Saúde engloba o estado completo de

aquática, cardiovascular, dermatofuncional,

desportiva, neurofuncional, a

quiropraxia, fisioterapia do trabalho,

entre muitas outras. A lista é imensa e

seja em casos de lesões ou como for-

Alguns dos benefícios da fisioterapia

preventiva são:

• evitar problemas relacionados ao

excesso de peso, como distensão

bem-estar físico, mental e social – e

ma de prevenção, são essenciais para

muscular;

exercitar-se é uma ótima maneira de

colaborar com o seu bem estar.

garantir a manutenção da saúde e da

• prevenir doenças causadas por movi-

qualidade de vida, sendo os exercícios

Há algum tempo a prática era muito

mentos repetitivos, como a LER;

fisioterápicos grandes aliados.

vinculada à ortopedia, porém o fisioterapeuta

atua em todas as áreas da

• correção da postura da coluna vertebral;

Existem inúmeras especialidades da

medicina, como nas terapias alterna-

fisioterapia reconhecidas, como por

tivas e na realização dos exercícios de

• adequação da ergonomia;

exemplo: acupuntura, fisioterapia

forma preventiva.

Bem me Quer

10 11 Parcifarma ACE



Saúde e Bem Estar | Cuidados e Prevenção

“Para a Organização Mundial da Saúde

(OMS), ser saudável significa muito mais

que estar livre de enfermidades. Saúde engloba

o estado completo de bem-estar físico,

mental e social – e exercitar-se é uma

ótima maneira de garantir a manutenção

da saúde e da qualidade de vida, sendo os

exercícios fisioterápicos grandes aliados.”

• fortalecer a musculatura de algumas

regiões do corpo com exercícios localizados;

quebra de paradigma, uma vez que o

mais comum é que a procura seja apenas

visando os tratamentos corretivos.

• melhorar e reduzir dores causadas

pelo trabalho;

• aumentar as taxas de endorfina e dopamina,

hormônios responsáveis pela

sensação de bem estar;

• prevenir doenças cardíacas, sobretudo

em pessoas da terceira idade;

• acelerar o metabolismo e contribuir

para o emagrecimento.

Optar pela fisioterapia como forma de

prevenção pode ser considerada uma

Bem me Quer

Principalmente para as pessoas idosas,

a fisioterapia preventiva é um fator

primordial. Através dela é possível condicionar

o corpo para desempenhar

atividades que antes da prática dificilmente

realizariam, como por exemplo,

uma caminhada mais longa.

Porém, todos podem usufruir dos

benefícios da fisioterapia. Apesar de

não existiem contraindicações para

nenhum grupo etário, será sempre

indispensável recorrer a profissionais

capacitados e especializados: um fator

decisivo para obter um bom tratamento

Sargenor é um medicamento não sujeito a receita médica indicado no tratamento da fadiga física,

intelectual e sexual e perturbações do sono. Se tem problemas de intolerância a açúcares (ex.

frutose), não deve tomar as ampolas (solução oral). Leia cuidadosamente as informações constantes

e, consequentemente, bons resultados.

do acondicionamento secundário e do folheto informativo. Em caso de dúvida ou persistência dos

sintomas consulte o seu médico ou farmacêutico.

Data da última revisão: dezembro de 2018.

Titular da AIM: BGP Products,

Unipessoal Lda., uma empresa Viatris.

7/2021/BGP/476

12 13 Parcifarma ACE



Saúde e Bem Estar | Sazonalidade

Como podemos

minimizar as

alergias?

O inverno está aí à porta, mas

as alergias continuam a dar de

si. O típico ritual da época de

espirros, comichões e narizes

a pingar já começa a tornarse

um hábito e as pessoas que

sofrem de alergias sabem que,

a par da primavera, o outono

é a estação menos amiga de

quem vê o sistema imunológico

afetado por ácaros. E eles estão

por todo o lado! Isto porque,

com o frio, ligamos mais os

sistemas de aquecimento e

isolamento, o que aumenta a

temperatura e humidade das

habitações, favorecendo o

desenvolvimento dos ácaros.

Edição Nº6 | dez’21

O corpo humano em luta

Na relação entre o corpo humano e o

ambiente há uma luta desigual, na qual

os agentes causadores de alergias saem

vencedores. As alergias são uma resposta

exagerada do nosso sistema imunológico

quando estamos expostos a uma série de

alergénicos. Se no c aso da alergia

respiratória, são os ácaros, os pólenes,

fungos e pelos de animais os principais

alergénios implicados, no caso dos alimentos

pode ir desde o leite e o ovo, nas

crianças, até ao marisco e os frutos secos,

nos adultos.

Mas pior que conhecer esta lista de

agentes que podem atacar o organismo é

saber que a maior parte das alergias não

têm cura. Aquilo que os médicos conseguem

garantir é o controlo dos sintomas.

Para isso, além do cuidado em evitar o

contacto com o fator que causa alergia

o doen te pode associar um tratamento

clínico. No caso da alergia respiratória

rinoconjuntivite e asma, as vacinas anti

alérgicas podem ser tratamento especialmente

úteis, porque resultam na melhoria

dos sintomas, impedindo a evolução da

doença para formas mais graves.

Bem me Quer

14 15 Parcifarma ACE



Saúde e Bem Estar | Cuidados e Prevenção

Edição Nº6 | dez’21

Osteoporose:

estratégias

de prevenção

A osteoporose consiste na diminuição da

massa óssea e aumento da fragilidade do

osso, promovendo o aumento do risco de

fratura.

Entre os principais fatores de risco para

o desenvolvimento de osteoporose

destacam-se:

• sexo feminino

• menopausa precoce

• idade superior a 65 anos

• ter antecedentes familiares de fratura

• magreza excessiva

• ser de raça caucasiana ou asiática

• algumas doenças, como o hipertiroidismo

e a artrite reumatoide

Mas existem também aspetos ou

hábitos que estão ao seu alcance

alterar - os chamados fatores de risco

modificáveis. Por exemplo, evite fazer

uma alimentação rica em gorduras e

pobre em cálcio e vitamina D, fumar,

ingerir bebidas alcoólicas em excesso,

ter uma vida sedentária, a toma de

determinados fármacos, imobilização

prolongada.

Conhecer os fatores de risco é o principal

passo para alterá-los e prevenir a

osteoporose. Saiba o que pode fazer.

Benefícios do cálcio

Está a perguntar-se por que é que,

afinal, o cálcio é tão benéfico para os

ossos? É simples. Este mineral é responsável

pela resistência dos ossos nas

várias fases da vida e contribui para o

pico de massa óssea. Por isso, na sua

alimentação diária deve privilegiar alimentos

ricos em cálcio, como laticínios

e legumes de folha verde-escura, como

espinafres e brócolos.

O papel da vitamina D

A vitamina D é uma aliada do cálcio,

auxiliando a sua absorção no intestino

e a redução da sua excreção pelo rim.

Esta vitamina é produzida naturalmente

pela pele quando nos expomos ao sol

(embora a exposição deva ser moderada

devido aos efeitos nocivos da radiação

solar) e encontra-se em alimentos

como peixes gordos, gema de ovo e

óleo de fígado de bacalhau. Evite o

álcool, a cafeína e não fume.

Deve ainda reduzir a ingestão de bebidas

alcoólicas e bebidas com cafeína.

Não fume.

O exercício físico é importante porque

a prática regular de exercício físico

com impacto (mas moderado) é muito

importante, pois aumenta a massa

óssea, a resistência dos tendões e liga-

Bem me Quer

16 17 Parcifarma ACE



Saúde e Bem Estar | Cuidados e Prevenção

mentos, e melhora a saúde das articulações.

Caminhar já é muito bom, mas

se optar por outras modalidades. Não

deixe de se aconselhar previamente

com um especialista quanto à modalidade

mais adequada e as precauções

a tomar antes de iniciar a prática de

exercício físico.

Cuidado com as quedas

É muito importante evitar quedas,

corrigindo alterações da visão, evitando

medicamentos que podem causar

tonturas, retirando tapetes e fios

elétricos do chão, acendendo as luzes

quando se levanta de noite. A sua casa

é um lugar perigoso para as quedas e

em particular o seu quarto e a casa de

banho. Se tiver dificuldades na marcha,

não hesite em adquirir uma bengala ou

canadiana para se apoiar.

Bem me Quer

18 19 Parcifarma ACE



Saúde e Bem Estar | Cuidados e Prevenção

Edição Nº6 | dez’21

Dezembro vermelho: O

mês em que o mundo se

pinta de vermelho em

prol da conscientização

e deteção precoce do

HIV/SIDA

Sabe realmente tudo o que

precisa saber sobre o vírus do

HIV/SIDA? Onde pode realizar

os testes? A importância de um

diagnóstico precoce? Sabe quais

são os tratamentos disponíveis?

Não se sinta mal se a resposta

a algumas destas questões for

“não”. O movimento dezembro

Vermelho surgiu desta

necessidade de informação

sobre a doença que é ainda tabu

entre muitas pessoas.

O “dezembro vermelho” surgiu na

década de 80, através da Organização

Mundial de Saúde e com o apoio da

Organização das Nações Unidas. Um

pouco por todo o mundo, durante este

mês, a cor vermelha alastra-se com o

objetivo de permitir sensibilizar a população

para a temática da prevenção e

diagnóstico do HIV/SIDA.

Para prevenir a infeção pelo vírus da

imunodeficiência humana (VIH) é

importante que utilize preservativo

(masculino ou feminino) durante as

relações sexuais e que não partilhe objetos

como agulhas, seringas, lâminas

da barbear e escovas de dentes.

Em Portugal o Serviço Nacional de

Saúde está preparado para ajudar na

prevenção da transmissão desta doença,

sendo exemplo no que diz respeito

a medidas e programas em vigor como

é o caso do Programa Troca Seringas

que visa a distribuição do material

esterilizado e a recolha e destruição do

material utilizado por utilizadores de

droga.

Também o Programa Nacional para a

Infeção VIH/SIDA disponibiliza preservativos

e gel lubrificante de forma

gratuita junto das populações mais

vulneráveis e em situação de risco de

infeção.

Para além disso, é também objetivo

deste movimento reforçar a solidariedade,

tolerância, compaixão e compreensão

para com portadores deste

vírus que ainda sofrem muito preconceito.

Bem me Quer

20 21 Parcifarma ACE



Saúde e Bem Estar | Bebé

Edição Nº6 | dez’21

Durante os primeiros meses de

vida, o bebé tem um sistema

imunológico mais frágil, por

isso, nos meses mais frios é

necessário adotar algumas

medidas preventivas para que

a saúde e bem-estar do bebé

não sejam ameaçadas. Conheça

os comportamentos que pode

adotar para ajudar os bebés

nesta época do ano.

No exterior

Mais do que o frio, o mais prejudicial

para o bebé são as amplitudes térmicas

súbitas. A adoção de alguns

comportamentos pode ajudar os bebés

neste período:

Os cuidados a

ter com o bebé

nos meses mais

frios

• Levar o bebé à rua nas alturas em que

as amplitudes térmicas são mais reduzidas

- a meio da manhã ou a meio da

tarde, – poderá ser a melhor opção.

• Durante os primeiros meses, o sistema

imunológico do bebé é bastante

frágil, pelo que deve evitar levá-lo a

locais onde existam aglomerados de

pessoas – sobretudo locais fechados

como centros comerciais.

Bem me Quer

22 23 Parcifarma ACE



Saúde e Bem Estar | Bebé

Edição Nº6 | dez’21

• O uso de capa de chuva nos carrinhos

é imperativa para evitar que o bebé

se molhe e que, como consequência,

fique doente

Atmosfera caseira

Em casa, é importante observar as

condições equilibradas da atmosfera,

evitando diferenças de temperatura

díspares de divisão para divisão.

Os recém-nascidos devem ser mantidos

em locais quentes, mas não devem

usar roupas muito abafadas ou ser

sujeitos a grandes variações de temperatura.

O ideal é vestir o bebé em

camadas permite despi-lo e vesti-lo,

de acordo com as condições a que vai

sendo exposto.

“Os recém-nascidos

devem ser mantidos em

locais quentes, mas não

devem usar roupas muito

abafadas ou ser sujeitos

a grandes variações

de temperatura.”

À noite, a regra mantém-se. Colocar

o bebé a dormir em ambientes muito

aquecidos é, aliás, uma das causas

apontadas para a morte súbita nos

bebés. Importa, portanto, manter o

ambiente ameno e colocar o bebé a

dormir num saco próprio, uma vez que

o uso de roupa de cama pode impedir

que consigam virar-se, aumentando o

risco de sufocar.

Um ambiente demasiado seco pode

impedir que o organismo do bebé expulse

corretamente as impurezas e, por

isso, devem ser evitados, uma vez que

favorecem as constipações.

Durante as estações mais frias é normal

que o nível de mucosidade aumente.

É por isso necessário ter especial cuidado

com a higiene das mucosas do

bebé, através do uso de soro fisiológico

e de um aspirador nasal.

Os aquecedores secam o ambiente,

por isso, torna-se importante colocar

alguma fonte de água que possa

humedecer o local, bem como proceder

à substituição dos filtros de forma

periódica.

Um ambiente excessivamente húmido

acarreta igualmente problemas, pelo

que importa manter um ambiente ameno

– nem húmido, nem seco, nem frio,

nem quente. A casa deve ser diariamente

ventilada e o pó limpo.

Banho e pele

Deixar a água quente do chuveiro

correr alguns minutos antes do banho

do bebé, ajuda a vaporizar o ambiente

e evita que haja um choque entre

a temperatura da pele do bebé e a

temperatura da água (que deve estar a

37ºC). A pele do bebé deve ser sempre

bem limpa e seca após o banho. Aliás,

no inverno, a pele do bebé requer cuidados

especiais, tais como:

• Para que a pele possa respirar corretamente,

é importante vestir roupas

largas e suaves ao bebé.

• A pele deve ser hidratada com

cremes adequados, dando especial

relevância ao rosto (sobretudo em volta

dos lábios), uma vez que é a zona que

se encontra mais exposta às agressões

ambientais.

• A pele deve ser sempre limpa e seca,

de forma a evitar a proliferação de

fungos.

Bem me Quer

24 25 Parcifarma ACE



Saúde e Bem-Estar | Sazonalidade

Edição Nº6 | dez’21

Mantenha-se em

forma em tempo

de frio

O tempo frio favorece o desenvolvimento de alguns vírus,

como os que causam as gripes e constipações, criando

condições favoráveis ao desenvolvimento de doenças, se o

organismo não for capaz de se defender adequadamente.

O tempo frio tem também um efeito desencorajador

quanto aos cuidados com a forma física, levando à

adoção de hábitos que trarão consequências uns meses

depois. Para o ajudar a combater estes efeitos, sugerimoslhe

algumas práticas que pode adotar para que se sinta

muito melhor enquanto aguarda o regresso dos dias

soalheiros.

Adote bons hábitos alimentares

Para promover uma atuação mais

eficaz do sistema imunitário, deverá

adotar uma alimentação rica em

produtos frescos, com destaque para

a fruta e vegetais, ricos em nutrientes

antioxidantes. É o caso, entre outros,

da vitamina C, presente nos citrinos,

no kiwi, no tomate e nas hortaliças; da

vitamina E, presente nos frutos secos

(nozes, amêndoas, avelãs); e do zinco,

que poderá obter se comer marisco,

ostras ou crustáceos. Da mesma forma,

deverá evitar períodos de jejum longos

e a ingestão de bebidas alcoólicas e de

alimentos ricos em açúcar e gordura.

Tomar um bom pequeno-almoço e

terminar o dia com um jantar ou ceia

leves também são hábitos benéficos.

Hidrate-se

Longe de ser importante apenas no

tempo quente, a ingestão de líquidos é

fundamental no inverno para favorecer

a produção de muco. É natural que,

com o frio, não tenha tanta vontade de

beber água, mas é por isso mesmo – e

devido aos ambientes aquecidos – que a

desidratação também pode surgir nesta

altura do ano. A solução pode estar no

recurso a chás e tisanas para complementar

a ingestão de água. O importante

é respeitar o valor de referência de 1,5

litros por dia. Tenha em conta que este

Bem me Quer

26 27 Parcifarma ACE



Saúde e Bem-Estar | Sazonalidade

Edição Nº6 | dez’21

“a prática regular de exercício

físico faz aumentar o nível de

leucócitos, células sanguíneas

que combatem as infeções.“

é um hábito importante para evitar problemas

renais e doenças de pele, sendo

ainda mais fulcral para pessoas com

tendência para a formação de pedra

nos rins ou para o desenvolvimento de

infeções urinárias de repetição.

Combata o sedentarismo

Embora o tempo frio possa ser um convite

à preguiça, a prática de exercício

físico promove a libertação de hormonas

que promovem o bem-estar (endorfinas),

o que significa que, quanto

mais vezes a adotar, mais vontade terá

de o fazer. Para além disso, a prática

regular de exercício físico faz aumentar

o nível de leucócitos, células sanguíneas

que combatem as infeções. Mas

atenção: este efeito benéfico não se

verifica com o exercício físico prolongado

e extenuante que, pelo contrário,

deprime o sistema imunitário. Caminhar

três ou mais vezes por semana

durante um mínimo de 20 minutos

pode bastar para combater os efeitos

negativos do sedentarismo, mas se

tem objetivos mais específicos, pode

recorrer a um personal trainer.

Descanse e relaxe

Quando estamos sob stress, são libertadas

hormonas (cortisol e adrenalina)

que enfraquecem o sistema imunitário.

Para se libertar deste estado emocional,

procure dormir cerca de sete horas

por noite, já que durante o sono profundo

o organismo liberta substâncias

benéficas. Rodeie-se de amigos e não

se feche em casa: está demonstrado

que rir e ter uma rede social forte é benéfico

e que as pessoas que se expõem

à luz natural são menos vulneráveis a

infeções.

Bem me Quer

28 29 Parcifarma ACE



Nutrição

Edição Nº6 | set’21

Todas as semanas

AVALIAÇÃO NUTRICIONAL GRATUITA

Consulte a sua farmácia PARCIFARMA

Drª Ana Filipa Sousa

Aconchegue o corpo

e a mente nos dias

mais frios.

O frio chegou e, com ele,

as gripes e constipações.

O ideal é reforçar o seu

sistema imunitário e torná-lo

mais resistente às

infeções.

O Inverno apela ao conforto do lar,

à diminuição da atividade física e ao

aumento do apetite. Nos dias mais

frios, o organismo sente necessidade

de produzir calor, e existe uma tendência

para o consumo de alimentos

energéticos, ricos em gordura e açúcar

(chocolates, bolachas e até o consumo

de bebidas alcoólicas em excesso).

É importante lembrar que a uma

alimentação saudável, uma hidratação

adequada e a prática regular de atividade

física são pequenos gestos que,

na hora das doenças, podem fazer a

diferença numa melhor recuperação.

É crucial que o sistema imunológico

esteja fortalecido, para isso, é necessário

ingerir alimentos ricos em antioxidantes

como a vitamina E, vitamina

C, beta-caroteno, selénio e zinco. Um

consumo adequado de alimentos que

contenham gorduras insaturadas ómega-3

e ómega-6 irá auxiliar no processo

inflamatório e uma boa hidratação é

fundamental para a proteção da pele,

mucosas respiratórias e para o sistema

gastrointestinal.

Assim, nesta fase do ano, devemos

integrar no nosso plano alimentar:

• Os hortícolas de cor verde escura

(por ex. couve-galega, couve-bruxelas,

brócolos, espinafres), hortícolas de cor

verde alaranjada (por ex. cenoura, abóbora,

beterraba). A sopa de hortícolas é

uma excelente aliada, devendo ser uma

presença assídua na mesa, devido ao

seu conteúdo em água, fibra, vitaminas

e minerais. Além disso, a ingestão de

sopa ajuda a hidratar o organismo e

todos sabemos o quão difícil é beber,

pelo menos, 1,5 L de água diariamente

nesta época do ano.

• A fruta variada (incluir frutas cítricas

como por ex. laranja, toranja, limão,

tangerina). Escolha frutos da época,

sendo o outono característico de

alimentos ricos em vitaminas antioxidantes,

como a vitamina C e a vitamina

A, que auxiliam a fortalecer o sistema

imunológico contribuindo para proteger

o organismo contra as infeções.

Bem me Quer

30 31 Parcifarma ACE



Nutrição

• Os frutos oleaginosos (por ex. nozes,

avelãs, amêndoas) e os peixes gordos

(por ex. sardinha, salmão, cavala, atum,

arenque) essenciais para auxiliar na

resposta inflamatória.

• As leguminosas (por ex. feijão, grão-

-de-bico, lentilhas), os cereais e os seus

derivados integrais (por ex. pão escuro,

arroz e massa integral, batata-doce).

A fibra presente nestes alimentos

contribui para o bom funcionamento

intestinal e regulação do colesterol

sanguíneo, as vitaminas e os minerais,

essenciais ao organismo, podem ajudar

a prevenir gripes e constipações.

• A água (tisanas ou infusões). A

hidratação no inverno é tão importante

como no resto do ano, apesar da

sensação de sede diminuir não significa

que não seja necessário ingerir água

de igual forma. A água é extremamente

importante para evitar problemas renais,

de pele e de desidratação. Há que

estar em alerta para os idosos e crianças

desidratam com mais facilidade.

Lembre-se que uma boa alimentação

não impedirá de ter uma gripe ou uma

constipação, mas ajudará o seu organismo

a reagir melhor à doença.

Edição Nº6 | dez’21

Creme de couve

portuguesa com feijão

branco

Ingredientes:

− 310g de Couve

Portuguesa;

− 80g de Cogumelos

frescos;

− 210g de Cebola;

− 10g de Alhos;

− 110g de Feijão Branco;

− 30g de Azeite Extra

Virgem;

− 1100ml de água;

− Sal a gosto.

Confeção:

Escolha as folhas da Couve. Lave-as bem e coloque numa panela, juntamente

com os cogumelos frescos, lavados previamente, com a cebola e os alhos. Acrescente

a água, mas não em demasia, para que a sopa não fique demasiadamente

líquida. Deixe levantar fervura e, assim que entre em ebulição, passe para lume

brando e contabilize cerca de 20 minutos. Triture de forma a obter um puré e,

acrescente o feijão branco. Por fim, antes de desligar, acrescente o fio de azeite e

tempere de sal. Sirva quente e bom apetite.

Bem me Quer

32 33 Parcifarma ACE



Nutrição | Receitas

Edição Nº6 | dez’21

Chá de gengibre, cravo,

anis e limão

1 pedaço de 1 cm de

gengibre

1 colher de sobremesa

cravo

1 colher de chá mel

Confeção:

300 ml água 1 colher de sobremesa anis

estrelado

1 limão espremido

Coloque a água a ferver juntamente com o gengibre cortado em pedacinhos menores, o

cravo e o anis. Deixe ferver cerca de 10 minutos e coloque a tampa. Na caneca, esprema o

limão e coloque o mel. Coloque o chá por cima e está pronto. Tome quentinho!

Bem me Quer

34 35 Parcifarma ACE



Saúde e Bem Estar | Cuidados e Prevenção

Edição Nº6 | dez’21

O que é um AVC?

Cuide da

sua saúde

e reduza o

risco de AVC

Segundo a Sociedade

Portuguesa de Acidente

Vascular (SPAVC), o Acidente

Vascular Cerebral (AVC) é a

principal causa de morte e

incapacidade em Portugal.

Já a Organização Mundial de

Saúde (OMS) refere que o AVC

é responsável pela morte de 5

milhões de pessoas, anualmente,

a nível mundial.

O AVC é provocado por uma descida

repentina do fluxo sanguíneo responsável

pela irrigação do cérebro. Muitas

das vezes é provocado pelo bloqueio

de um vaso sanguíneo do cérebro (AVC

isquémico) ou pela rutura deste (AVC

hemorrágico). Estes problemas são

causados pela acumulação de placas

de gordura nas paredes das artérias

(aterosclerose). O bloqueio ou rutura

de um vaso sanguíneo faz com que

essa zona cerebral não receba oxigénio

levando à morte celular.

Sinais de alerta

A falta de oxigénio em determinada

zona do cérebro e a consequente

morte celular manifesta-se de várias

formas e em diversos pontos do corpo,

traduzindo-se nos seguintes sinais de

alarme:

• Dificuldade em falar: pode ser difícil

de perceber o que a pessoa diz e/ou

não fazer sentido.

• Diminuição da visão: pode ocorrer

uma diminuição abrupta da visão num

dos olhos ou nos 2.

• Outros sintomas: podem surgir

subitamente dores de cabeça fortes;

dificuldade em compreender o que as

outras pessoas estão a dizer; dificuldade

repentina em andar e em coordenar

movimentos.

O que fazer em caso de AVC?

O AVC é uma urgência, pelo que deve

deitar a pessoa de lado, certificar-se se

respira bem e contactar de imediato o

serviço de emergência 112.

Consequências de um AVC

O AVC Tem uma componente genética

e é mais frequente nos homens e em

idades avançadas, embora também

ocorra em mulheres e pessoas mais

jovens. Algumas doenças como a

diabetes, a obesidade e a hipertensão

arterial, entre outras, aumentam o risco

de AVC, assim como o sedentarismo,

uma alimentação rica em sal, tabagismo

e consumo excessivo de bebidas

alcoólicas.

• Desvio na face: Um dos lados do rosto

pode estar dormente ou descaído.

Repare se os 2 lados da boca estão

simétricos.

• Falta de força num braço: A pessoa

pode ter dificuldade em movimentar

um dos braços.

De acordo com a zona do cérebro que

foi afetada e a extensão das lesões,

o AVC pode provocar várias sequelas

– que podem ser praticamente inexistentes,

manifestarem-se através de

alterações cognitivas, comportamentais,

motoras ou ao nível da fala, entre

outras. Quando um AVC é muito grave,

Bem me Quer

36 37 Parcifarma ACE



Saúde e Bem Estar | Cuidados e Prevenção

a pessoa pode morrer ou ficar dependente

de terceiros.

O tempo que decorre entre o início

do AVC e a realização do tratamento é

determinante: as sequelas são consideravelmente

mais graves se o intervalo

for superior a 3 horas.

O que pode fazer para reduzir o

risco de AVC?

Edição Nº6 | set’21

“O AVC provoca a morte das

células numa determinada zona

do cérebro e pode manifestar-se

através de vários sintomas.

É importante saber reconhecê-los

e como atuar, pois quanto mais

precoce for o tratamento, maior

será a probabilidade de as

sequelas serem menores.”

• Faça uma alimentação equilibrada,

diversificada, pobre em sal e gorduras.

• Controle os níveis de colesterol, de

tensão arterial e de glicemia em jejum

(aconselhe-se com o seu médico quanto

à periodicidade).

• Mantenha um peso adequado.

• Pratique exercício físico.

• Não consuma bebidas alcoólicas em

excesso.

• Não fume.

O AVC provoca a morte das células

numa determinada zona do cérebro e

pode manifestar-se através de vários sintomas.

É importante saber reconhecê-los

e como atuar, pois, quanto mais precoce

for o tratamento, maior será a probabilidade

de as sequelas serem menores.

Bem me Quer

38 39 Parcifarma ACE



Saúde e Bem Estar | Cuidados e Prevenção

Edição Nº6 | dez’21

Escolha a saúde,

não o tabaco

Temos 10 razões para começar agora:

1. O tabaco tem substâncias

químicas

O tabagismo é a principal

responsável pelo cancro do

pulmão, e a principal causa de

mortes prematuras e doenças

no mundo, como doenças

cardiovasculares, enfisemas

pulmonares, bronquite e cancro

em outros órgãos do aparelho

respiratório. Ainda não está

convencido de que deve deixar

de fumar?

Os cigarros contêm alcatrão, monóxido

de carbono, acetona, butano, amoníaco,

entre outras substâncias químicas

perigosas para a saúde. Fumar um

cigarro significa inalar mais de 4000

substâncias químicas, sendo que, dessas,

50 são cancerígenas.

2. O cigarro é um vício

A dificuldade em deixar de fumar está,

sobretudo, nos compostos químicos do

tabaco, como a nicotina, que causam

dependência e alterações nos indivíduos

que fumam, segundo estudos.

3. Existem alterações imediatas

no nosso corpo após deixar de

fumar

Axistem alterações imediatas no nosso

corpo após deixar de fumar

Ao fim de 20 minutos a tensão arterial

regressa a níveis normais e, oito horas

Bem me Quer

40 41 Parcifarma ACE



Saúde e Bem Estar | Cuidados e Prevenção

Edição Nº6 | dez’21

depois o nível de monóxido de carbono

no sangue também normaliza. Um dia

depois de deixar de fumar já diminuiu o

risco de enfarte, um ano depois, diminuiu

para metade o risco de desenvolver

uma doença coronária.

4. Após deixar de fumar, o risco

de desenvolver doenças é igual ao

de um não fumador

Cinco anos depois, o risco de ter um

acidente vascular cerebral passa a ser

igual ao de um não fumador. Segundo

estudos, 15 anos depois, o risco de

doença coronária é também igual a

alguém que nunca fumou.

5. Os fumadores passivos também

são afetados

O fumo inalado contém todos os químicos

presentes no tabaco, por isso,

os fumadores passivos são afetados tal

como os fumadores ativos.

6. A pele e os dentes ficam

melhores

ação direta na pele, aumentando o

aparecimento de rugas e da celulite.

Os fumadores têm também uma maior

probabilidade de desenvolver problemas

nos dentes, deixando-os amarelados.

O cigarro causa ainda periodontite

e formação de tártaro.

7. Poupa dinheiro

Deixar de fumar pode ser um bom

aliado na poupança de dinheiro. Com

o dinheiro que poupa pode usá-lo

numas férias, usufruir dos prazeres da

gastronomia ou guardá-lo para uma

emergência.

8. Não fumar aumenta a

esperança média de vida

Uma pessoa que pare de fumar diminui

o risco de morte prematura. Segundo

a Direção Geral de Saúde, as pessoas

que deixam de fumar vivem em média

mais 10 anos, quando comparada com

os que continuam a fumar. Ao mesmo

tempo, o risco de cancro e de doenças

respiratórias também diminui.

corpo começa apresentar os primeiros

sinais de melhoria. Os níveis de monóxido

de carbono do organismo baixam

e os níveis de oxigénio no sangue aumentam.

A capacidade de respiração

aumenta e a respiração torna-se mais

fácil. Por isso, os ex-fumadores começam

a sentir mais energia para realizar

atividades físicas.

10. Alterações das funções

cognitivas

Estudos mostram que os fumadores

habituais têm mais possibilidade de

apresentar sintomas de deterioração

intelectual, como perda de memória,

dificuldade na linguagem e na capacidade

de aprendizagem.

A partir do momento que deixa de

fumar, os aspetos dermatológicos

e dentários melhoram. O fumo tem

9. Mais energia, mais ativo

Após oito horas de deixar de fumar, o

Bem me Quer

42 43 Parcifarma ACE



Veterinária |

Edição Nº6 | dez’21

João Sampaio

Médico Veterinário - Centro

Veterinario de Felgueiras

Já ouviu

falar sobre

a diabetes

mellitus?

A diabetes mellitus é uma

doença hormonal que se

caracteriza por um aumento

persistente da concentração

de glucose no sangue. Num

animal normal, a glicemia

(ou seja, a concentração de

glucose no sangue) é regulada

pela insulina. Nos cães, o valor

normal é de 60 a 120mg/dl.

Nos pacientes diabéticos, estes

valores são mais elevados, o que

se designa por hiperglicemia.

Este estado de hiperglicemia persistente

pode ser devido a uma produção

insuficiente de insulina a nível do

pâncreas ou a uma ação deficiente

da hormona nas demais células do

organismo..

Deste modo, existem três tipos de

diabetes mellitus:

Tipo I, ou insulina-dependente – caracterizada

pela incapacidade para produzir

insulina. É o tipo mais frequente

no cão

Tipo II, ou não insulina-dependente –

caracterizada pela resistência periférica

à insulina, preservando-se, em grau

variável, a capacidade para secretar

esta hormona. É um tipo de diabetes

mellitus muito raro no cão;

Tipo III, ou secundária – devida à administração

de determinados fármacos

ou à presença de outras doenças,

que causem um aumento da glicemia

em animais que, de outra forma, não

seriam diabéticos.

A diabetes mellitus canina afeta

animais de idade média a avançada,

sendo mais frequente nas

fêmeas (o que tem relação com o ciclo

reprodutivo particular da cadela).

São quatro os sinais clínicos desta

doença:

Poliúria, ou seja, o aumento da produção

de urina;

Polidipsia, ou seja, aumento do consumo

de água;

Polifagia, que significa aumento da

ingestão de alimento;

Perda de peso, associada à incapacidade

para a glucose entrar nas células.

Assim, apesar de comerem em excesso,

há uma carência energética a nível

celular e os animais diabéticos perdem

peso.

Nos cães diabéticos, também é frequente

o desenvolvimento rápido de

cataratas. Alguns animais diabéticos

podem desenvolver um quadro de

descompensação grave designado

cetoacidose diabética. Os sinais desta

descompensação incluem desidratação,

depressão marcada, vómito,

diarreia, hálito a acetona, aumento da

frequência respiratória e, finalmente,

coma. A cetoacidose diabética exige

intervenção de emergência. Trata-se

dum processo muito grave que, mes-

Bem me Quer

44 45 Parcifarma ACE



Veterinária |

Passatempos

mo quando detetado e tratado adequa-

lização destas pacientes. Os doentes

Sudoku

damente, pode causar a morte destes

animais.

Por outro lado, ocasionalmente os

animais diabéticos sofrem uma descida

excessiva na concentração sanguínea

de glucose – uma situação designa-

diabéticos submetidos a tratamento

com insulina devem ser controlados

regularmente, mediante a realização de

curvas de glicemia na clínica veterinária.

Estas curvas consistem de gráficos

que representam a variação da glicemia

ao longo do dia e permitem ao

4

5

9

8

4

9

8

7

5

7

1

2

Está na hora de exercitar o

cérebro. Use os números de

1 a 9 para completar todos

os espaços. Lembre-se

que não se podem repetir

números numa mesma

linha, coluna ou grade 3x3.

da hipoglicemia. O quadro clínico de

hipoglicemia caracteriza-se por: apatia,

veterinário avaliar a eficácia da terapêutica

instituída.

6

4

tremores, convulsões, desmaios e até

morte, caso não seja rapidamente revertida.

Perante estes sinais, o deve ser

Um cão diabético pode ter uma vida

praticamente normal, desde que seja

7

2

7

5

9

dado açúcar ao paciente e contactar

imediatamente um médico veterinário.

cumprido o tratamento e recomendações

do médico veterinário. O veteriná-

6

5

7

O tratamento visa o controlo dos sinais

clínicos, evitar períodos de hipogli-

rio deve ser contactado sempre que o

dono notar alguma alteração no estado

geral do animal.

6

3

2

Sopa de Letras

cemia bem como prevenir o desenvolvimento

de cetoacidose diabética.

Estes objetivos são atingidos mediante

O tempo de sobrevivência de um cão

diabético pode ser de meses a anos,

Procure encontrar no

quadro as 8 palavras

referidas na lista abaixo.

A

S

C

F

I

K

R

Q

B

I

E

R

O

Q

W

A

S

D

W

N

M

P

Q

A

Q

D

T

A

S

F

Q

L

C

K

L

P

Q

R

T

Y

A

U

Q

V

H

L

C

Ç

um conjunto de intervenções: admi-

dependendo do maneio e responsa-

V

Ç

E

D

E

P

R

E

S

S

A

O

G

J

J

K

nistração de insulina, numa dose e

bilidade do dono perante a doença e

Osteoporose

B

L

T

Y

R

F

A

T

Y

T

L

Q

H

K

L

L

frequência recomendadas pelo médico

da facilidade em atingir o controlo da

Avc

T

Q

G

Ç

T

I

Ç

V

H

Y

C

W

J

L

O

J

veterinário, dieta própria – o médico

glicose sanguínea.

Depressão

H

A

J

L

G

H

M

I

U

W

I

E

L

Ç

S

H

veterinário recomendará o tipo de ra-

Frio

N

D

N

R

Y

J

N

P

J

E

O

R

O

R

T

Y

ção e a dose que deve fornecer ao seu

Saúde

M

B

E

O

U

K

A

Ç

K

D

P

T

S

T

E

G

cão diabético.

Prevenção

P

L

L

Ç

I

L

F

M

L

U

Q

Y

S

G

O

T

Outubro Rosa

A

T

M

R

O

Ç

G

U

Ç

A

T

U

O

I

P

F

Após a confirmação do diagnóstico e

Alergia

O

U

T

U

B

R

O

R

O

S

A

I

S

K

O

D

a estabilização da paciente, as fêmeas

Cálcio

P

J

U

H

P

Z

J

Ç

W

U

G

O

Ç

L

R

E

diabéticas devem ser esterilizadas

Ossos

U

A

Q

B

A

X

Q

A

F

J

J

P

L

M

O

S

porque as flutuações hormonais

Y

B

P

R

E

V

E

N

Ç

A

O

A

M

T

S

W

associadas ao cio dificultam a estabi-

H

I

W

V

F

C

T

G

K

L

M

C

Y

R

E

R

47 Parcifarma ACE



Hooray! Your file is uploaded and ready to be published.

Saved successfully!

Ooh no, something went wrong!