20.01.2022 Views

edicao 1502

You also want an ePaper? Increase the reach of your titles

YUMPU automatically turns print PDFs into web optimized ePapers that Google loves.

Com lei aprovada, avareenses vão arcar

com custos de vereador viciado em drogas,

além de despesas com o suplente

Em sessão extraordinária

realizado na quinta-

-feira, dia 13 de janeiro, os

vereadores da Câmara de

Avaré aprovaram, por unanimidade,

o projeto de lei

obriga os 13 vereadores a

se submeterem a exame

toxicológico antes de tomarem

posse no cargo

para o qual foram eleitos

e também duas vezes ao

ano, durante o exercício

do mandato.

Segundo a lei, em caso

de resultado positivo,

“será concedida licença

para tratamento de saúde

remunerado ao agente público,

que somente reassumirá

as funções do cargo

após plena recuperação,

comprovada por perícia

médica oficial”.

Ou seja, durante todo

o tratamento do vereador

que for flagrado no exame,

continuará recebendo

seu “salário”. Além disso,

como será afastado para o

tratamento, o suplente terá

que ser convocado, sendo

que despesas em dobro serão

geradas no legislativo.

A Câmara vai contratar

uma clínica particular

onde os exames serão realizados,

tudo com as despesas

pagas com dinheiro

público. Confira a matéria

completa no site avozdovale.com.br.

“Se a população não colaborar, logo nós vamos

ter um caos”, diz secretário de saúde de Avaré

não vem colaborando no

enfrentamento do vírus.

“A situação é muito ruim.

Agora não adianta ficar reclamando,

pois o aviso foi

dado. A gente vê por ai em

vários locais o pessoal andando

sem máscara, academia

de ginástica, todos

sem máscara”, disse.

Além do vírus, Avaré

vem sofrendo com a falta

de funcionários nos postos

de saúde. Devido a isso,

algumas unidades deverão

ser fechadas. “Nós

abrimos o Ambulatório

de Síndrome Respiratória

com 300 pessoas na fila.

Muitas pessoas vão lá

porque suspeita, porque

acham que está (com a

Covid) e nós precisamos

da colaboração de todo

mundo. Estamos com

pouquíssimos funcionários,

sendo que, inclusive,

vamos fechar mais

unidades de saúde que

serão previamente comunicados

a população, para

que a gente possa atender

o Ambulatório de Síndrome

Respiratória”. Confira

a matéria completa no site

avozdovale.com.br.

O secretário de Saúde

de Avaré, Roslindo Wilson

Machado, voltou a

falar sobre a situação do

coronavírus no município.

Para ele, a população

Nova empresa receberá r$ 5,2 milhões para

gerir os serviços médicos do Pronto Socorro de Avaré

A Prefeitura de Avaré

realizou em dezembro de

2021 uma licitação para a

contratação de uma nova

empresa que será responsável

pela gestão médica do

Pronto Socorro Municipal.

A vencedora do certame

foi a Cirmed Serviços

Médicos Ltda, de

Barueri, que receberá R$

5,2 milhões pelo contrato

de 12 meses, sendo

R$ 433 mil mensais. O

valor é inferior do que a

Dom Saúde, de Sorocaba,

estava recebendo em

um contrato emergencial

firmado com a Prefeitura

no meio de 2021.

Algumas empresas

apresentaram recursos e

contestações. O contrato

com a nova empresa

ainda não foi divulgado

pela municipalidade, devido

a análise dos recursos.

Confira a matéria

completa no site avozdovale.com.br.


Página 2 A VOZ DO VALE De 9 a 15 de janeiro de 2022

Com desfalque de funcionários

por causa da COVID, Avaré cria

escala em postos de saúde

A Secretaria Municipal

de Avaré informou, nesta

quinta-feira, dia 13 de janeiro,

que teve que criar

uma escala de funcionamento

dos postos de saúde

do município, devido à

necessidade de transferir

alguns servidores das unidades

para o Ambulatório

de Síndrome Respiratória.

De acordo com a prefeitura,

com a alta de contaminações

pela Covid-19,

muitos profissionais da

saúde testaram positivo

para a doença e estão de

licença médica.

O município informou

que, paralelamente, tem

registrado um aumento no

número de atendimentos

no ambulatório que atende

especificamente pacientes

com suspeita de Covid, no

Jardim Brabância.

Segundo a prefeitura,

na quarta-feira (12), mais

de 300 pessoas procuraram

o Ambulatório de

Síndrome Respiratória e,

antes mesmo da abertura

da unidade, uma grande

fila já havia se formado

no local. Nesta quinta-

-feira (13), o movimento

também é intenso.

Por isso, a pasta precisou

transferir as equipes

remanescentes para manter

a unidade em funcionamento

e criar uma escala

para os demais postos de

saúde da cidade.

Confira as unidades e

os respectivos dias em que

elas não vão funcionar:

13/01: posto Bannwart;

14/01: posto Bairro

Alto;

17/01: posto Paraíso;

18/ 01: posto Paineiras;

19/01: posto Dona Laura;

20/01: posto Duílio

Gambini;

21/01: posto Brabância.

Polícia encontra corpo de jovem de 22 anos que

desapareceu após ligar para o pai e contar sobre acidente

A Polícia Civil encontrou

na tarde desta quinta-feira,

dia 13 de janeiro,

o corpo da jovem de

22 anos que desapareceu

depois de ligar para o

pai e contar que tinha

sofrido um acidente no

interior de São Paulo.

Segundo a polícia,

o corpo de Kathia Fernandes

Oliveira foi encontrado

dentro do Rio

Novo, a cerca de 500

metros do local onde

o carro dela havia sido

localizado na terça-

-feira (11). O local fica

entre Águas de Santa

Bárbara e Iaras.

O delegado Omar

Zedan Vieira, responsável

pelas investigações,

contou que o corpo estava

enroscado no fundo

do rio e será encaminhado

ao Instituto Médico

Legal (IML) de Avaré

para exame necroscópico.

O exame vai ajudar

a polícia a descobrir a

causa da morte.

Durante a manhã, a

Polícia Civil ouviu o rapaz

de Iaras com quem

Kathia iria se encontrar

antes de desaparecer e

também o ex-namorado

dela, de Manduri. No

entanto, o delegado ressaltou

que eles não são

considerados suspeitos.

Além dos depoimentos,

a polícia também

está analisando imagens

de câmeras de segurança

para esclarecer o

caso. Um vídeo gravado

pela câmera de um posto

de combustíveis em

Manduri mostra que a

jovem parou para abastecer

o carro momentos

antes de desaparecer.

No vídeo, ao qual o

g1 teve acesso, é possível

ver que um carro

vermelho entra no estabelecimento

às 21h48 de

segunda-feira (10) e para

ao lado da bomba. Segundos

depois, a motorista é

atendida e aparenta estar

sozinha no veículo.

Segundo a polícia,

não é possível considerar

exatamente o horário

da câmera de segurança

do posto de combustíveis.

Funcionários do

posto disseram que era

Kathia no veículo e que

ela costumava abastecer

no local. Segundo eles,

ela passou pelo posto

por volta das 20h30.

A família informou

que às 20h49, a jovem

fez uma ligação para o

pai, contando que tinha

sofrido um acidente. À

polícia, a família disse

que a ligação estava

ruim e que não conseguiu

retornar a chamada.

BUSCAS – Por conta

disso, parentes começaram

a fazer buscas e entraram

em contato com

amigos da jovem, mas

não tiveram sucesso.

O desaparecimento

de Kathia foi registrado

na terça-feira (11) e, por

volta das 18h, o carro

dela foi encontrado dentro

do Rio Novo, às margens

da Rodovia Vicinal

Jair Gilberto Campaneti.

Outro vídeo mostra o veículo

sendo retirado do

rio pelos bombeiros.

Segundo o boletim

de ocorrência, a jovem,

que morava em Óleo,

disse à família que iria

dar uma volta na noite

de segunda (10) e logo

retornaria para casa.

Pouco tempo depois, o

pai recebeu a ligação da

filha contando que tinha

sofrido um acidente.

“Um morador de Iaras

disse que tinha marcado

um encontro com Kathia,

mas que ela não tinha aparecido.

Ele até mostrou

uma mensagem que Kathia

enviou para ele, dizendo

que estava abastecendo

o carro e logo chegaria”,

contou Thaimara Souza,

irmã da jovem.

Thaimara contou ao

g1 que foi até o posto de

combustíveis onde a família

costuma abastecer, em

Manduri, e que funcionários

confirmaram que Kathia

passou pelo local.

“Fizemos o possível

percurso e vimos que,

perto da ponte, havia uma

cerca estourada e que

o palanque estava com

marcas de tinta vermelha,

a mesma cor do carro de

Kathia. Meu coração ficou

apertado. Perto do

rio, meu esposo encontrou

a placa do carro e

mergulhou para ver se

encontrava alguma coisa.

Então, chamamos a polícia

e o Corpo de Bombeiros,

que tiraram o carro.”

O Corpo de Bombeiros

de Avaré informou

que fez buscas na quarta,

mas não encontrou

ninguém dentro do carro

ou às margens do rio.

Nesta quinta, as buscas

foram retomadas pela

Polícia Civil.

A Polícia Civil de

Águas de Santa Bárbara

informou que está investigando

o caso, com

apoio das equipes de

Óleo, Manduri e Iaras.

Foi feita perícia no local

em que o carro foi

encontrado e as equipes

trabalham com várias linhas

de investigação.

Segundo o delegado,

a polícia também

pediu a quebra de sigilo

telefônico da jovem,

mas o celular dela não

foi encontrado.

Fonte: G1

é uma publicação semanal da Kauan Vieira Aires ME

Inscr. Municipal 29.187 CNPJ: 29.172.463/0001-12

E-mail: avozdovale@avozdovale.com.br

Site: www.avozdovale.com.br

REDAÇÃO: Rua Alagoas, 2001 - CEP 18700-010 - Avaré/SP

DIRETOR RESP.: Kauan Vieira Aires

Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus

autores e não expressam necessariamente a nossa opinião

CIRCULAÇÃO: Avaré, Águas de Santa Bárbara, Arandu, Cerqueira

César, Holambra II, Iaras, Itaí, Itatinga e Paranapanema.


De 9 a 15 de janeiro de 2022

A VOZ DO VALE

Página 3

Com Lei aprovada, avareenses vão arcar

com custos de vereador viciado em drogas,

além de despesas com o suplente

Em sessão extraordinária

realizado na quinta-

-feira, dia 13 de janeiro,

os vereadores da Câmara

de Avaré aprovaram, por

unanimidade, o projeto

de lei obriga os 13 vereadores

a se submeterem a

exame toxicológico antes

de tomarem posse no cargo

para o qual foram eleitos

e também duas vezes

ao ano, durante o exercício

do mandato.

Segundo a lei, em caso

de resultado positivo,

“será concedida licença

para tratamento de saúde

remunerado ao agente

público, que somente

reassumirá as funções do

cargo após plena recuperação,

comprovada por

perícia médica oficial”.

Ou seja, durante todo

o tratamento do vereador

que for flagrado no exame,

continuará recebendo

seu “salário”. Além

disso, como será afastado

para o tratamento, o suplente

terá que ser convocado,

sendo que despesas

em dobro serão geradas

no legislativo.

A Câmara vai contratar

uma clínica particular

onde os exames serão

realizados, tudo com as

despesas pagas com dinheiro

público.

A lei, que deverá ser

sancionada pelo prefeito,

prevê ainda que antes da

posse, o resultado positivo

ou a recusa a se submeter

ao exame impedirá a posse

do eleito e o exercício das

atribuições do cargo eletivo.

O resultado poderá ser

contestado por contraprova

ou por justificativa de

junta médica revisora.

Os vereadores terão

que submeter, ainda, a

dois exames toxicológicos

por ano, sendo que

caso o resultado apresente

positivo para o uso de

substancias psicoativas, o

mesmo poderá ser afastado

para tratamento.

A ausência de plena recuperação

do agente público

no prazo de 1 ano,

atestada por novo exame

toxicológico e mediante

a laudo de perícia médica,

acarretará a perda do

mandato eletivo que será

decidida e declarada somente

pela Mesa Diretora,

e não pelo plenário.

A Mesa Diretora é composta

pelos vereadores:

Flávio Zandoná (presidente),

Roberto Araújo (vice-

-presidente), Ana Paula do

Conselho (1ª secretária) e

Carla Flores (2ª secretária),

todos da base de apoio

do prefeito Jô Silvestre.

“Se a população não colaborar, logo nós vamos

ter um caos”, diz secretário de saúde de Avaré

Se a população não colaborar,

logo nós vamos

ter um caos. A população

precisa nos ajudar”.

O secretário revelou

ainda a falta de funcionários

para fiscalizar o desrespeito

com as normas

sanitárias. “Isso é resultado

das aglomerações. Tem

academia de ginástica que

não está nem ai, cheia de

alunos sem mascaras. Vamos

voltar pôr a vigilância

na rua, mas temos um número

de funcionários reduzidos.

Está na hora de ficar

preocupado sim”.

Incrições para censo 2022 são

prorrogadas até 21 de janeiro

O secretário de Saúde

de Avaré, Roslindo Wilson

Machado, voltou a

falar sobre a situação do

coronavírus no município.

Para ele, a população não

vem colaborando no enfrentamento

do vírus.

“A situação é muito

ruim. Agora não adianta

ficar reclamando, pois o

aviso foi dado. A gente

vê por ai em vários locais

o pessoal andando

sem máscara, academia

de ginástica, todos sem

máscara”, disse.

Além do vírus, Avaré

vem sofrendo com a falta

de funcionários nos postos

de saúde. Devido a isso,

algumas unidades deverão

ser fechadas.

“Nós abrimos o Ambulatório

de Síndrome Respiratória

com 300 pessoas

na fila. Muitas pessoas vão

lá porque suspeita, porque

acham que está (com a Covid)

e nós precisamos da

colaboração de todo mundo.

Estamos com pouquíssimos

funcionários, sendo

que, inclusive, vamos fechar

mais unidades de saúde

que serão previamente

comunicados a população,

para que a gente possa

atender o Ambulatório de

Síndrome Respiratória”.

Roslindo disse ainda,

que pessoas infectadas

pela Covid estariam

circulando pela cidade.

“Você vê que o pessoal

(população) não está preocupado

não. Inclusive

hoje, por muito pouco,

eu não chamei a polícia,

porque tinha uma pessoa

vindo na Secretaria de

Saúde dar escândalo, sem

necessidade, dizendo que

está positivo para a Covid.

Se está positivo, o

que está fazendo na rua?

Tem muita gente que está

positivo e que está circulando

livremente por ai

e isso é caso de polícia.

Foram prorrogadas até

21 de janeiro as inscrições

para o processo seletivo do

Censo 2022. O Instituto

Brasileiro de Geografia e

Estatística (IBGE) oferece

milhares de vagas temporárias

em todo o país e

centenas na região.

Há 81 vagas para Recenseador

em Avaré. A

remuneração será de acordo

com a produtividade. É

necessário ter concluído o

Ensino Fundamental.

Avaré tem ainda 9 vagas

para Agente Censitário

Supervisor, que exige Ensino

Médio, cuja remuneração

é R$ 1.700.

Há também 1 vaga para

Agente Censitário Municipal.

A remuneração é de

R$ 2.100, com exigência de

Ensino Médio completo.

INSCRIÇÕES – Os

interessados podem se inscrever

até o dia 21 de janeiro

clicando AQUI.

Podem solicitar isenção

de taxa os candidatos inscritos

no Cadastro Único e

membros de famílias de baixa

renda. Doadores de medula

óssea em entidades reconhecidas

pelo Ministério

da Saúde também podem

solicitar o benefício.


Página 4 A VOZ DO VALE De 9 a 15 de janeiro de 2022

Família denuncia médico por negar

atendimento a criança com paralisia

cerebral diagnostica com COVID

Uma família de Piraju

registrou um boletim

de ocorrência contra

um médico que teria se

negado a atender uma

criança, de 2 anos, com

paralisia cerebral e diagnosticada

com Covid-19.

O caso aconteceu na

segunda-feira, dia 10 de

janeiro, após Maria Sophia

Alves apresentar sintomas

gripais e procurar atendimento

na Unidade de Saúde

da Família (USF) do

bairro São Pedro.

A mãe da criança, Vanessa

Alves, contou ao g1

que percebeu que a filha estava

doente e que a levou

ao Pronto Socorro de Piraju,

no domingo (9). Como

a unidade não realizava testes,

no dia seguinte, a menina

foi encaminha à USF.

“Sophia fez o teste de

manhã e, apesar da rapidez

para sair o resultado, o

doutor abordou meu marido

no corredor e pediu um

raio-x dela. Nem chegou a

examiná-la. A partir daí, já

comecei a achar estranho

o comportamento, mas seguimos

a orientação”, contou

a mãe de Sophia.

Segundo Vanessa, após

realizar o procedimento, a

família voltou à USF. No

entanto, apesar de seguir

as orientações, o médico se

recusou a atender Sophia.

“Esse doutor saiu da sala

e disse que não ia atender

Sophia, mesmo com ela

‘ardendo’ em febre e bastante

abatida. Quando eu

questionei, ele disse que

estava atendendo outras

pessoas e gestantes. Eu me

senti impotente ao ver minha

filha daquela forma e

não poder fazer nada”, desabafou

Vanessa.

Durante o desentendimento,

a Polícia Militar foi

acionada e tentou convencer

o médico a realizar a consulta,

mas não teve sucesso. O

médico foi conduzido à delegacia,

onde foi registrado

um boletim de ocorrência

por omissão de socorro.

Ao g1, Vanessa contou

que a filha conseguiu

um encaminhamento ao

hospital municipal, onde

foi atendida e medicada.

Segundo ela, Sophia

passa bem.

INVESTIGAÇÃO –

De acordo com a Polícia

Civil, os PMs que atenderam

a ocorrência disseram

que o posto estava vazio e

que só levaram o médico

à delegacia porque ele se

negou a atender a criança,

mesmo depois da insistência

dos policiais.

O g1 tenta contato com

o médico, mas não obteve

retorno até a última atualização

desta reportagem.

Para a Polícia Civil, ele

disse que estava atendendo

gestantes e, por isso, não

atendeu a bebê. O médico

também contou, em depoimento,

que forneceu à família

um encaminhamento

ao hospital de Piraju.

Após ser ouvido, o

médico foi liberado. A

polícia informou que ainda

vai ouvir a família, depois

que a mãe e a bebê

terminarem o período de

isolamento social, assim

como funcionários do posto

de saúde que estavam no local

no dia do ocorrido.

Já a Prefeitura de Piraju

informou que está ciente

da denúncia e que o Departamento

de Saúde está

apurando o caso. “O médico

continua atendendo

enquanto os fatos estão

sendo apurados. O departamento

afirma ainda que

não medirá esforços para

que tudo seja esclarecido e

as devidas punições, caso

necessárias, sejam aplicadas”,

completou a prefeitura.

Fonte: G1

Doria autoriza policiais civis a realizarem ‘bico oficial’

interesse da sociedade

poderá firmar um convênio

com o Estado.

A atuação dos policiais

civis na atividade delegada

será regulamentada

com publicação no Diário

Oficial do Estado.

Cão abandonado em casa

é resgatado em Avaré

O Governador João

Doria sancionou a Lei

Complementar que autoriza

os policiais civis a

desempenhar a atividade

delegada nos municípios

e voluntariamente reforçarem

o policiamento

durante suas folgas.

Apelidada de “bico

oficial”, a atividade permite

que os policiais

trabalhem em seus períodos

de folga em ações

de segurança das prefeituras

do estado.

Anteriormente somente

aos policiais militares

gozavam desse

privilegio.

A Lei Complementar

nº 1.372/2022, que

foi publicada no Diário

Oficial do Estado nesta

quinta-feira, dia 13, altera

a Lei 10.291/68 sobre

o Regime Especial de

Trabalho Policial para

possibilitar a ampliação

das ações de segurança

pública em 645 cidades

do Estado, com gestão

associada de serviços

públicos entre governos

estadual e municipais.

O município interessado

em incluir o trabalho

dos policiais civis

nas ações de segurança

pública em áreas de

Após tomar conhecimento

por meio de uma

rede social na internet

que um cachorro estava

sozinho em uma residência

nas proximidades

da Vila Jardim, policiais

da Delegacia de Investigações

Gerais (DIG),

foram até o local e resgataram

o animal. O resgate

ocorreu na quarta-

-feira, dia 12 de janeiro.

Segundo a DIG, os

proprietários do cachorro

morreram e ele permaneceu

na casa. A informação

foi passada à

Polícia pelo antigo locatário

da residência.

Desde que o animal ficou

solitário, alguns vizinhos

sensibilizados com

a situação começaram a

alimentá-lo com ração e

água. Os policiais constataram

que o cão está aparentemente

bem cuidado,

sem sinais de machucados

ou lesões mais graves.

Ainda de acordo com a

DIG, ninguém na vizinhança

demonstrou interesse em

ficar com o cachorro, então

o mesmo foi encaminho a

um abrigo para animais da

cidade, onde permanecerá

recebendo os cuidados necessários

até que alguém

faça a sua adoção.


De 9 a 15 de janeiro de 2022

A VOZ DO VALE

Página 5

MP instaura inquérito e DER

afirma que não existe dano estrutural

na ponte em represa da região

Uma ponte na Rodovia

Raposo Tavares (SP-

270), em Piraju, no interior

de São Paulo, está

com avarias aparentes na

estrutura, o que tem preocupado

moradores da região

e usuários da estrada.

Os problemas são mais

visíveis na parte inferior

da Ponte Jurumirim, que

passa sobre o Rio Taquari

(no km 295,3) e tem 215

metros extensão, em trecho

de pista simples.

Parte do concreto se

desprendeu entre os pilares

e também na estrutura,

expondo parte do

aço que sustenta a ponte.

O trecho não é concedido

e está sob administração

do Departamento de

Estradas de Rodagem

(DER), que prepara uma

licitação para obras no

local. O órgão disse que

realizou vistorias e não

há danos estruturais.

Segundo o Ministério

Público do Estado de São

Paulo, um inquérito civil

sobre o caso está em

andamento. A instituição

relatou ter recebido

imagens da delegacia local

na segunda-feira, 10,

para que a promotoria de

Justiça de Piraju tome as

“eventuais providências”.

Para especialistas ouvidos

pelo Estadão, a

ponte está em deterioração

e precisa passar por

uma recuperação ou reforço.

Segundo eles, os

dados disponíveis até o

momento, porém, não

apontam que a estrutura

esteja necessariamente

prestes a ruir.

O corretor de imóveis

Marcelo Teruel, de Bauru,

registrou em vídeo as

fissuras ao passar de barco

sob a ponte, quando

navegava no lago formado

pelo represamento do

Taquari. Segundo ele, as

imagens postadas no último

dia 1º tiveram mais

de um milhão de visualizações

em diferentes plataformas

(como TikTok,

Instagram e Facebook).

Teruel conta que a

estrutura fazia um barulho,

como estalos, conforme

fluía o tráfego

na parte superior. “Vi

aqueles pilares deteriorados,

com o ferro (aço)

exposto”, comenta. O

corretor diz ter passado

outras vezes no local,

mas que o nível da água

estava mais elevado e,

portanto, não era visível

a desagregação do concreto.

“O negócio está

feio demais”, descreve.

Nesta segunda-feira,

a reportagem esteve no

local e constatou que a

situação segue a mesma.

Quatro dos cinco conjuntos

de pilares estão

com concreto desagregado.

Em um deles, a

armadura (estrutura de

aço essencial para a sustentação)

do pilar está

exposta. No tabuleiro da

ponte, as juntas de dilatação

apresentam desníveis,

o maior deles com

quatro centímetros.

O DER informou que

vai publicar edital de

licitação para o reparo

da ponte nas próximas

semanas, em data ainda

não definida. Segundo o

departamento, foram realizadas

diversas vistorias

no local, incluindo

subaquática, que não detectaram

danos estruturais

na ponte. “Os dados

colhidos nessas vistorias

estão servindo para a

confecção do processo

licitatório”, informou.

De 2019, uma norma

da ABNT (NBR 9452)

prevê a inspeção anual

de pontes, viadutos

e passarelas de concreto

no Brasil. Em nota,

o CREA-SP diz estar

ciente do caso após ter

recebido denúncias, ter

acionado as autoridades

responsáveis para que

realizem a manutenção e

recuperação e que acompanhará

a situação.

Reparos precisam ser

feitos a curto prazo

Especialistas ouvidos

pelo Estadão avaliam

que a estrutura precisa

passar por reparos

ou reforço em um curto

prazo, a depender do

que for avaliado em uma

inspeção técnica. “É um

problema urgente. Necessita

de recuperação,

pelo estado de degradação.

Mas não apresenta

risco de segurança, a

princípio”, afirma o engenheiro

civil Rafael Timerman,

especializado

em estruturas e diretor

do Instituto de Engenharia.

Para ele, não há risco

de colapso iminente.

Timerman explica que

a avaliação e recuperação

da estrutura neste momento,

em que está emersa, é

mais barata e fácil. Quando

fica abaixo do nível da

água, também é necessário

mobilizar equipes de

mergulho e, por vezes,

usar outras técnicas e

materiais, como aponta o

também engenheiro civil

Tiago Carmona, professor

na Universidade Presbiteriana

Mackenzie.

Carmona destaca que

a avaliação técnica é

necessária em diferentes

pontos da ponte para

identificar a demanda por

reforço ou recuperação.

Pelas imagens, avalia que

o concreto pode ter passado

por um processo erosivo

causado pela água, o

que ocorre especialmente

quando o material não

tem resistência adequada

para o ambiente e, por

isso, talvez seja preciso

realizar intervenções em

mais trechos da estrutura.

Na inspeção, é possível,

por exemplo, aferir

se a parte superior (o “gabarito”)

segue segura para

o tráfego ou se é preciso

fazer alguma restrição,

como proibição temporária

do tráfego de veículos

pesados ou limitação das

faixas disponíveis, dentre

outros. Ele afirma que

não é comum a identificação

de estampidos ou

outros sons nestes tipos

de estrutura.

“Tem de ser feito o

quanto antes, não dá

para esperar o período da

seca”, ressalta. “A situação

não é adequada, pode

ser classificada como situação

de risco. Ações de

remediação têm que ser

tomadas a curto prazo.

Quem for fazer inspeção

vai avaliar a urgência.”

Situação preocupa

motoristas

O caminhoneiro João

Batista Sanches Brito,

de Ourinhos (SP), passa

várias vezes na semana

pela ponte e percebe

que a estrutura balança

muito quando o caminhão

está carregado.

“No sentido capital, tem

uma saliência que causa

um impacto no sistema

de amortecimento do veículo.

Aliás, todas as juntas

estão com saliências e causam

sacolejo no veículo.

Fizeram a manutenção da

estrada, mas não mexerem

na ponte”, disse.

Também motorista de

caminhão, José Roberlei

carrega areia há 30 anos

em um porto, ao lado da

ponte, e passa diariamente

pelo local. Ele conta

que viu o vídeo postado

por Teruel e se assustou.

“A gente percebe que

tem algum problema por

causa dos solavancos no

caminhão, mas não imaginava”,

disse.

Roberlei contou que

outra ponte, no km 314

da Raposo, também está

com problemas. “É a

ponte sobre o Rio Paranapanema,

que tem a

mesma dimensão desta”,

disse. A reportagem constatou

que, sob a estrutura

dessa outra ponte, há

folga entre as placas de

concreto, por onde vaza a

brita do asfalto, e alguns

blocos estão fixados com

parafusos. Segundo o

DER, o local também foi

vistoriado, não havendo

situação de risco.

Fonte: Estadão

Adilson Imóveis vende

Tel.: (14) 99736-1965

Avaré 1

-2 dorm, Sala, Cozinha, Banheiro, Lavanderia, Garagem, Área terreno 190

m2, Área construída 40m2

Centro

-2dormitorios, Sala, Sala de jantar, Cozinha, Banheiro, Edícula, 1 dormindo,

sala, Cozinha ,Lavanderia, Área terreno 151,5 m2, Área construída 121,70 m2


Página 6 A VOZ DO VALE De 9 a 15 de janeiro de 2022

Nova empresa receberá

R$ 5,2 milhões para gerir os serviços

médicos do Pronto Socorro de Avaré

A Prefeitura de Avaré

realizou em dezembro

de 2021 uma licitação

para a contratação de

uma nova empresa que

será responsável pela

gestão médica do Pronto

Socorro Municipal.

A vencedora do certame

foi a Cirmed Serviços

Médicos Ltda, de

Barueri, que receberá R$

5,2 milhões pelo contrato

de 12 meses, sendo

R$ 433 mil mensais. O

valor é inferior do que a

Dom Saúde, de Sorocaba,

estava recebendo em

um contrato emergencial

firmado com a Prefeitura

no meio de 2021.

Oito empresas participaram

da licitação,

sendo: IFS Diagnóstico

por Imagem Ltda, Garcia

& Simonassi S/S

Ltda ME, Archangelo

Clínica Médica S/S, Mediplus

Serviços Médicos

Ltda, Med News Gestão

em Saúde Ltda, Hera

Serviços Médicos Ltda e

Avive Gestão de Serviços

Médicos Ltda, além

da vencedora Cirmed

Serviços Médicos Ltda.

Algumas empresas

apresentaram recursos e

contestações. O contrato

com a nova empresa ainda

não foi divulgado pela

municipalidade, devido a

análise dos recursos.

A empresa ficará

responsável a fornecer

6 médicos, sendo 4 clínicos

e 2 pediatras, das

7h às 19h. Já entre as

19h e às 7h, serão 3 médicos,

sendo 2 clínicos

e 1 pediatra. A empresa

vencedora terá ainda

que fornecer médicos

para as transferências

de pacientes para outros

municípios. O prazo do

contrato é de 12 meses.

HISTÓRICO – Em

junho de 2021, a Prefeitura

rescindiu o contrato

Em meio a alta dos casos de COVID,

secretaria de cultura pretende

contratar show de R$ 150 mil em Avaré

Mesmo com uma

grande alta nos novos

casos ativos de coronavírus

em Avaré, a Secretaria

Municipal da

Cultura, por meio da secretária

Isabel Cardoso,

publicou no Semanário

Oficial do Município de

sábado, dia 8 de janeiro,

uma inexigibilidade de

licitação com o objetivo

de contratar um show no

valor de R$ 150 mil.

Segundo a publicação,

o show artístico será realizado

na final do Campeonato

Nacional da Confederação

de Rodeios, que

está agendado para ocorrer

no Parque de Exposições

Dr. Fernando Cruz

Pimentel (Emapa).

Apesar de contratar

o show, a Secretaria de

Cultura não deu detalhes

sobre o evento e de quando

seria realizada.

Porém, informações

obtidas pelo A Voz do

Vale dão conta que a

Prefeitura estaria propensa

a realizar uma

festa no período que antecede

a campanha eleitoral

de 2022. O evento

seria realizado durante a

inauguração de parte da

estrutura do Arenão, que

está localizado na Emapa.

A Confederação Nacional

de Rodeio – CNAR

é a entidade que representa

o rodeio nacional junto

ao Ministério do Esporte

e ao Governo Federal.

Tem como objetivo,

organizar, dirigir e incentivar

em todo território

nacional, a prática

da modalidade de

rodeio, fiscalizando e

promovendo os eventos

e campeonatos estaduais

e nacionais em todas

as modalidades do

rodeio, executando um

trabalho em conjunto

com suas Federações

Estaduais de Rodeio.

com a Infomed Gestão

de Saúde e Serviços Médicos,

alegando descumprimento

do contrato.

Por outro lado, a empresa

acusou a Prefeitura de

constantes atrasos nos

pagamentos.

Durante a audiência

pública da saúde, realizada

em maio, foi revelado

que o Pronto Socorro

Municipal ficou sem

médicos para atender a

população, depois que alguns

profissionais teriam

se negado a voltar a trabalhar

na unidade.

Segundo informações

reveladas durante a audiência

pública por uma

servidora da saúde, os

médicos da empresa Infomed

Gestão de Saúde e

Serviços Médicos, teriam

se negado em trabalhar.

A Prefeitura acabou

firmando um novo contrato

de emergência com

uma empresa de Sorocaba,

até que uma licitação

fosse realizada.

Hooray! Your file is uploaded and ready to be published.

Saved successfully !

Ooh no, something went wrong !