14.03.2022 Views

edicao1510

You also want an ePaper? Increase the reach of your titles

YUMPU automatically turns print PDFs into web optimized ePapers that Google loves.

Prefeitura pretende gastar R$ 20 mil

com letreiro “Eu amo Avaré” no Costa Azul

A Prefeitura abriu processo

licitatório para contratação

de empresa especializada na

prestação de serviços para

execução e instalação de um

letreiro com os dizeres “Eu

Amo Avaré” que será instalado

no Calçadão do

Balneário Costa Azul, na

Represa de Jurumirim.

O município pagará

o valor máximo de R$

20.658,33 para a empresa

que vencer o Pregão Eletrônico.

A licitação está

marcada para ocorrer no

dia 18 de abril e foi solicitada

pela Secretaria

Municipal de Turismo.

De acordo com o memorial

descritivo do edital,

a empresa vencedora será

responsável pela criação,

produção e instalação de

painel letra caixa em concreto,

com estrutura em

metalon de 7,5 m de largura

x 1 m de altura.

O letreiro será instalado

no Calçadão da Orla do Balneário

Costa Azul, que foi

inaugurado em fevereiro,

depois de 15 anos de obras.

AME será inaugurado

neste sábado em Avaré

Prédio histórico do aeroporto

municipal está em ruínas em Avaré

O prédio do antigo

aeroporto municipal de

Avaré está em ruínas. Situado

no Parque de Exposições

Dr. Fernando

Cruz Pimentel (Emapa),

o importante símbolo histórico

vem sofrendo com

a ação do tempo.

Em 2016, por meio de

um decreto, o então prefeito

Poio Novaes, incluiu

as instalações do hangar e

do terminal do antigo aeroporto

local entre os bens

tombados pelo patrimônio

histórico municipal.

O prédio está sem telhado,

sem janelas e as

paredes apresentam várias

rachaduras, estão prestes

a desabar. “É muito triste

ver que este prédio será demolido

ao invés de restaurado.

Aeroporto antigo no

parque Fernando Cruz Pimentel.

Se continuar assim

logo não teremos história.

Repensem”, destacou o

ex-vereador Denílson Ziroldo

(PSD) em sua página

do Facebook.

Em 2020, o Ministério

Público impetrou uma

ação que objetivava a proteção

de patrimônio público

tombado, consistente na

preservação e restauração

do “Antigo Aeroporto de

Avaré”. Porém, em 2021,

o Juiz da 1ª Vara Civil

de Avaré, Augusto Bruno

Mandelli, julgou improcedente

a ação do MP.

A DENÚNCIA – A

ação do MP foi impetrada

devido denúncia sobre

a degradação e abandono

do prédio histórico. Foi

apurado que, em meados

de 2016, parte das instalações

foi demolida. No

decorrer do inquérito civil,

verificou-se que o

processo de tombamento

não foi concluído.

Por isso, o MP requereu

a liminar para que a Prefeitura

promova a estabilização

de paredes e se abstenha

de demolir ou mutilar

o imóvel. A intenção do

MP era de obrigar o município

a concluir o processo

de tombamento, bem como

providenciar a restauração

integral do imóvel, porém

não teve o pedido acatado

pelo judiciário.

Em sua defesa, a Prefeitura

alegou que o imóvel

não foi efetivamente tombado

o que, por sua vez,

retiraria do Município a

obrigação de conservá-lo.

Foi alegado ainda a impossibilidade

de restauração

da parte correspondente ao

Hangar do Aeroporto pelo

fato de já estar parcialmente

demolido e se encontrar

totalmente descaracterizado,

não havendo nenhum interesse

histórico nessa parte

do imóvel, sendo possível

recuperar tão somente a

“sala de embarque” e “torre

de controle”, as quais se

encontram preservadas em

suas estruturas arquitetônicas

originais.

HISTÓRIA – Erguidas

nos anos 1940 essas instalações

serviram de estrutura

para o antigo aeroporto até

princípio dos anos 1980,

quando a pista de pouso foi

interditada. No local funcionou

a sede do Aeroclube de

Avaré e também uma escola

de pilotagem, que formou

muitos profissionais

da aviação comercial.

O Ambulatório Médico

de Especialidades (AME)

de Avaré será inaugurado

neste sábado, dia 12 de março,

pelo Governo do Estado

de São Paulo. A solenidade

prevista para ter início às

11 horas deve contar com

a presença do governador

João Doria, informou o Palácio

dos Bandeirantes.

Localizado no Bairro

Brabância, o AME Vale do

Jurumirim será administrado

pelo Grupo Santa Casa

de Franca. O Governo Estadual

não divulgou outros

detalhes sobre o funcionamento

da unidade.

Os AMEs são unidades

de alta resolutividade, com

modernos equipamentos

que oferecem consultas,

exames e, em alguns casos,

cirurgias em um mesmo local,

proporcionando maior

rapidez ao diagnóstico e ao

tratamento dos pacientes.

internetfibraótica

conheça

com

roteador

WIFI

5G

+

+

+de70canais

grátisparavocê

ASSINEJÁ

PELOWHATS

1499606-7500


Página 2 A VOZ DO VALE De 6 a 12 de março de 2022

Vereador constata problemas em estradas vicinais

de Avaré: “Me assustei com o tamanho do desleixo”

O vereador Tenente

Carlos Wagner (PSD) esteve

visitando, na quarta-feira,

dia 9 de março, estradas

vicinais que apresentam

sérios problemas e que já

vem causando prejuízos a

população de Avaré.

Wagner visitou a estrada

vicinal que liga Avaré a cidade

de Itatinga. O parlamentar

encontrou vários problemas.

“Hoje pela manhã estive vistoriando

a Estrada Vicinal

(AVR-346) que liga Avaré

a Itatinga, atendendo a

vários pedidos de usuários

dessa Via, e confesso que

me assustei com tamanho

desleixo da administração

com relação aquele local”.

Segundo o vereador, em

vários locais, os motoristas

estão tendo que transitar

pela contramão para escapar

dos buracos, mesmo porque

não existe acostamento.

“Essas manobras estão

colocando em risco muitas

vidas, inclusive já foram registras

colisões frontais nesse

trecho da Vicinal. Outro

fato que me deixou preocupado

foi um bueiro aberto

(altura do KM 6) a poucos

centímetros da via. Se um

veículo cair nesse bueiro as

consequências podem ser

gravíssimas”, alertou.

Carlos Wagner pediu

que o prefeito Jô Silvestre

repense sobre a obra pavimentação

que pretende fazer

na estrada que liga Avaré

ao Distrito de Barra Grande.

Para ele, os cerca de R$ 10

milhões que seriam utilizados

nessa obra, poderiam

ser destinados a melhorias

de estradas vicinais importantes

do município.

“Por isso que volto a solicitar

ao senhor prefeito, Jô

Silvestre, que repense sobre

a ideia de asfaltar a estrada

que liga Avaré a Barra

Grande conforme anunciado

recentemente com um

investimento na casa dos

R$ 10 milhões, (mesmo

porque lá já existe a rodovia

Salim Curiati) e invista esse

dinheiro na manutenção das

estradas vicinais da Ponte

Alta e a que liga Avaré a

Itatinga. Não vamos esperar

que o pior aconteça para que

providências sejam tomadas”.

(Foto: Divulgação)

Moradores da Vila Dignidade se casam em Avaré

A Vila Dignidade de

Avaré foi palco no último

dia 3 da união entre Theresa

Panásio e Paulo de

Tarso, idosos que residem

no equipamento. A celebração

foi organizada por

servidores do programa.

O casal se conheceu no

local. Esse é o primeiro

casamento entre os moradores

do espaço, informa

a Secretaria Municipal de

Assistência e Desenvolvimento

Social (SEMADS).

A Vila Dignidade/Vida

Longa é um dos pilares

do Programa São Paulo

Amigo do Idoso, que conjuga

ações da Secretaria

de Estado da Habitação

(CDHU) e da Secretaria

Estadual de Desenvolvimento

Social. Em Avaré,

o programa é desenvolvido

pela SEMADS e conta

com 12 participantes.

A celebração ocorreu ao

ar livre, seguindo os protocolos

de segurança contra a Covid-19.

A benção aos noivos

foi ministrada pelo pastor Ditinho,

da Igreja Assembleia

de Deus – Belém.

Os demais residentes

no espaço participaram

da celebração. Também

prestigiaram o evento religioso

a secretária Adriana

Mãe de 47 anos é suspeita de

esfaquear e matar filho de 27 anos

Uma mulher de 47 anos

foi presa em flagrante, no

domingo (6), em Bariri,

suspeita de esfaquear e

matar o filho de 27 anos.

Ela alegou à polícia que

agiu sob forte emoção,

após uma briga entre a vítima

e um irmão e ameaças

de morte à família.

Na segunda (7), a Justiça

concedeu à mulher

liberdade provisória. O

corpo do jovem foi sepultado

ontem, no Cemitério

de Bariri.

O fato ocorreu por volta

das 17h, na residência

da família, na rua Pedro

Macorin, no Jardim Domingos

Aquilante. De

acordo com registro policial,

por razões a serem

esclarecidas, momentos

antes, L.A.B.D. (apenas

as iniciais foram informadas

pela polícia) envolveu-se

em uma briga

com o irmão de 20 anos.

Após a confusão,

segundo a versão de

K.R.B., mãe dos envolvidos,

o jovem de 27

anos teria danificado objetos

da casa e ameaçado

a família de morte.

A mulher contou à

polícia que discutiu com

o filho, eles entraram em

luta corporal e ela retirou

uma faca das mãos

dele e desferiu um golpe

nas suas costas

Fonte: JC NET

Moreira Gomes e a coordenadora

da Proteção Social

Especial Cristiane de

Grasselli de Oliveira, além

de técnicas que acompanharam

ingresso dos idosos

no programa.

A coordenadora do Programa

Vila Dignidade, Mara

Albuquerque de Oliveira,

manifestou gratidão aos parceiros

que contribuíram para

a realização do evento, “proporcionando

aos idosos uma

tarde de muita alegria”.

Mara agradeceu aos

servidores Marinesa, Rodrigo,

Odair, Takeda,

Perceu e Daniel e às empresas

Espaço Janaína

Salgados e Lanches, Supermercado

Pinheirão,

Belle Blanche, Grazi Lopes

–Loc&Decore, Buffet

Carol, Grupo de Amigos

da Conveniência Posto

Helsid, MultiFlora, Sara

Albuquerque – Designer

de Sobrancelhas, Sérgio

Nespeca, Rapha Caricaturas

e Vidrocor.

é uma publicação semanal da Kauan Vieira Aires ME

Inscr. Municipal 29.187 CNPJ: 29.172.463/0001-12

E-mail: avozdovale@avozdovale.com.br

Site: www.avozdovale.com.br

REDAÇÃO: Rua Alagoas, 2001 - CEP 18700-010 - Avaré/SP

DIRETOR RESP.: Kauan Vieira Aires

Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus

autores e não expressam necessariamente a nossa opinião

CIRCULAÇÃO: Avaré, Águas de Santa Bárbara, Arandu, Cerqueira

César, Holambra II, Iaras, Itaí, Itatinga e Paranapanema.


De 6 a 12 de março de 2022

A VOZ DO VALE

Página 3

TCE fez quase 40 alertas sobre falhas

ocorridas na administração de Jô Silvestre

EXCLUSIVO

A Lei de Responsabilidade

Fiscal estabelece a

obrigatoriedade de que os

Tribunais de Contas alertarão

os Poderes ou órgãos

jurisdicionados, quando forem

constatadas situações

que possam levar a algumas

irregularidades, como: ao

não cumprimento das Metas

Fiscais estabelecidas;

a uma excessiva despesa

com pessoal; ou a um alto

nível de comprometimento

financeiro, em virtude do

montante da dívida consolidada

e mobiliária, operações

de crédito ou concessões

de garantias.

Segundo verificado pelo

A Voz do Vale, em 2021, o

Tribunal de Contas do Estado

de São Paulo (TCE) fez

37 alertas para a Prefeitura

de Avaré, sendo 24 notificações

sobre irregularidades

cometidas na gestão fiscal e

outras 13 referente ao Regime

Próprio de Previdência

Social (RPPS).

Em dezembro de 2021,

por exemplo, a Prefeitura

não entregou diversos documentos

solicitados pelo

Tribunal de Contas, como

de Fundos de investimento,

Demonstrativo de receitas

previdenciárias, parcelamentos

com o RPPS,

balancetes, etc.

A reportagem verificou,

ainda, que em todos

os meses de 2021 o prefeito

Jô Silvestre acabou

sendo alertado por possíveis

irregularidades que estariam

ocorrendo. Porém,

na maioria das vezes, a

Prefeitura não encaminhou

as documentações solicitadas,

o que poderá gerar

problemas na aprovação

das contas municipais.

Na periodicidade legalmente

fixada: bimestral

e quadrimestral, o Tribunal

de Contas analisa,

por meio do Sistema AU-

DESP, os dados contábeis

recebidos, eletronicamente,

de cada Prefeitura, e

como resultado encontra

a necessidade, ou não, de

emissão de alertas.

Tais alertas são publicados

no Diário Oficial

do Estado, por Comunicados

da Presidência, assim

como são publicados

também os Municípios, de

cuja análise não resultou

alerta, e aqueles que não

tiveram análise por não terem

enviado os dados.

SP desobriga uso de máscara em locais abertos

O governador do estado

de São Paulo, João

Doria (PSDB), anunciou

a liberação o uso de máscara

de proteção contra

covid-19 em ambientes

abertos em todo o estado

a partir de hoje (9). Durante

entrevista coletiva

do lado de fora do Palácio

dos Bandeirantes, sede do

governo, ele assinou um

decreto que permite o não

uso do item de proteção

em ruas, praças, parques,

pátios de escola, estádios

de futebol, centros abertos

de eventos, autódromos

e demais áreas livres.

O uso continua obrigatório

em ambientes fechados,

como, salas de aula, transporte

público, escritórios,

cinemas e teatros.

Segundo Doria, a medida

é possível graças aos

altos índices de vacinação

contra a doença no

estado. O estado chegou

a 89,28% da população

com mais de 5 anos vacinada

com as duas doses, e

os números de novas contaminações,

internações e

óbitos estão em queda.

Ainda de acordo com

o governador, nas próximas

duas semanas, o Comitê

Científico e o governo

estadual vão analisar

se será possível desobrigar

o uso de máscaras em

ambientes fechados —

isso deve acontecer se os

indicadores continuarem

em queda (casos, mortes

e internações).

Apesar do anúncio,

o secretário estadual da

Saúde do estado, Jean Gorinchteyn,

e o chefe do

Comitê Científico, Paulo

Menezes, alertaram que a

população precisa continuar

com os cuidados contra

a contaminação e que todos

devem completar o ciclo de

vacinação. Menezes lembrou

que o estado planejava

essa liberação em novembro

do ano passado, mas que ela

foi adiada com o surgimento

da variante ômicron.

Ele recomendou, ainda,

que as pessoas se protejam

em situações de maior

risco de contágio, como

aglomerações. O Brasil registrou

ontem 518 mortes

pela covid-19, com média

móvel abaixo de 500 pelo

sexto dia consecutivo. São

Paulo está em tendência de

queda na média de mortes,

com – 46%. Segundo

dados do governo de São

Paulo, a ocupação de leitos

de UTI (Unidade de Terapia

Intensiva) para covid

no estado está em 37,6%.

Em momentos de pico da

pandemia, o índice ultrapassou

os 90%. (UOL)

Lei aprovada em Botucatu vai

punir e multar maus-tratos a

animais domésticos

A Câmara de Vereadores

de Botucatu aprovou, na sessão

ordinária da semana passada,

o projeto de lei (PL) de

autoria do Executivo que institui

a Política de Bem-estar

de Animais Domésticos e trata

do controle populacional

de cães e gatos da cidade.

O PL, aprovado por unanimidade

de votos, na prática

estabelece multas e punições

para quem maltratar e abandonar

os animais domésticos,

especialmente cães e gatos.

A nova lei passa a valer

em 60 dias a partir da data

de aprovação e terá como

penalidade multas que variam

de R$ 500 até R$ 3 mil,

dependendo da gravidade

do crime de maus-tratos.

Além das punições por

maus-tratos e do controle populacional,

o texto da nova lei

também estabelece formas de

estímulo à posse responsável

e à adoção e proteção de animais

domésticos.

Em Botucatu, voluntários

da causa animal relatam que

o número de animais abandonados

é enorme na cidade

e muitos deles acabam resgatados

e levados para abrigos

mantidos por ONGs.

Em um desses abrigos,

já não há mais espaço para

acolher todos os animais

resgatados. O local, que

possui capacidade para 150

animais, atualmente já abriga

quase o dobro, a maioria

gatos filhotes e adultos.

Para minimizar essa situação,

voluntários fazem feiras

de adoção em Botucatu todo

sábado, das 10h às 13h, em

dois pet shops, um localizado

na Avenida Vital Brasil e

outro na Rua Campos Sales.

Informações sobre adoção de

animais podem ser obtidas

pelo telefone (14) 99608-

4262 (WhastApp). Fonte: G1


Página 4 A VOZ DO VALE De 6 a 12 de março de 2022

Centros da Fundação Casa de Cerqueira e

Iaras promovem ações sobre o Dia da Mulher

Os centros da Fundação

CASA localizados nas cidades

de Cerqueira César e Iaras

realizaram, durante esta

semana, uma programação

especial em comemoração

ao Dia Internacional das

Mulheres, comemorado no

dia 08 de março.

As atividades aconteceram

tanto nos centros femininos

como nos centros

masculinos.

Um exemplo dessas

atividades foi a semana temática

realizada com as

adolescentes em medida socioeducativa

no CASA feminino

de Cerqueira César.

Dentre as ações estiveram

oficinas, palestras

motivacionais, dinâmicas,

leituras, confecção de desenhos

e textos sobre a

importância do Dia da Mulher,

exposição de cartazes,

produção de lembrancinhas

para serem distribuídas

no dia e rodas de conversa

sobre as conquistas e

desafios encontrados pelas

mulheres ontem e hoje.

Além disso, as jovens

também participaram de

uma live com o arte-educador

Antônio Marcos, que

falou sobre personalidades

femininas que revolucionaram

o mundo, como a artista

plástica Frida Khalo.

O educador também falou

a questão da desigualdade

racial e a dupla luta das

mulheres negras, mencionando

a história da cantora

Elza Soares, que morreu recentemente,

mas que, mesmo

com mais de 90 anos,

ainda continuava lutando

pelo reconhecimento dos

direitos femininos.

De acordo com a coordenadora

pedagógica do

CASA, Andrea Quintiliano

Ferreira, as atividades

foram muito positivas.

“As oficinas geraram um

engajamento muito grande,

pois conhecer as histórias

de grandes mulheres

ajuda na questão de motivação

das adolescentes. E

as oficinas, realizadas pela

assistente social, Thais e

pela agente educacional

Marcia, também motivaram

bastante as adolescentes”,

concluiu.

Fundação CASA

de Iaras

As servidoras lotadas

no centro da Fundação

CASA Rio Novo, localizado

na cidade de Iaras,

também receberam uma

homenagem pelo Dia Internacional

da Mulher.

Para isso, as psicólogas

do centro, Mariana de

Fátima Canassa da Silva

Dezo e Nilce Geremias

Araújo, promoveram uma

roda de conversa temática,

onde se discutiu a

importância da figura feminina

no espaço socioeducativo

e sua representatividade

na sociedade.

Durante a dinâmica,

as servidoras participantes

foram convidadas a

resgatarem memórias

que ficaram esquecidas

no dia-a-dia e, de forma

compartilhada, construíram

juntas vivências do

que é ser mulher.

Outro ponto debatido

com o resgate dessas histórias

individuais foi a

questão do empoderamento

feminino.

Ao final do evento,

as participantes da roda

de conversa receberam

bombons como uma

mensagem especial sobre

o que é ser mulher.

Polícia Federal deflagra operação de combate

ao contrabando de cigarros na região

A Polícia Federal deflagrou

na quinta-feira,

dia 10 de março, uma

operação para combater o

contrabando de cigarros

em cidades da região. Diversas

caixas do produto

de marca estrangeira, sem

nota fiscal, três armas de

fogo, dois veículos e valores

em dinheiro, foram

apreendidos pela PF em

Fartura e Sarutaiá.

As apreensões fazem

parte da Operação Double

Shot, que cumpriu sete

mandados de busca e apreensão

expedidos pela Justiça

Federal de Ourinhos.

A operação é para colher

informações para as investigações

de crimes de contrabando

de cigarros e associação

criminosa. Segundo a

PF, as apurações começaram

após relatos de que moradores

de Fartura estariam

contrabandeando cigarros de

origem estrangeira e armazenando-os

em área rural para

distribuição posterior.

Durante as investigações

houve a prisão em flagrante

de um dos investigados e

apreensão de grande quantidade

de cigarros contrabandeados

na cidade de

Guaíra (PR), o que reforçou

a suspeita sobre o esquema

de contrabando.

O nome da operação faz

alusão ao fato de os investigados

utilizarem armas

para proteger a carga ilícita

de cigarros. Segundo balanço

preliminar, ninguém foi

preso na ação desta quinta-

-feira. Fonte: G1


De 6 a 12 de março de 2022

A VOZ DO VALE

Página 5

FOGO AMIGO: Departamentos da

Prefeitura rebatem declaração de Roslindo

Machado sobre compra de medicamentos

Representantes dos Departamentos

de Licitação

e de Compras da Prefeitura

de Avaré rebateram

a declaração do secretário

municipal de Saúde, Roslindo

Wilson Machado,

sobre a demora na aquisição

de medicamentos.

Durante audiência pública

realizada no dia 3 de

março, o secretário jogou

a responsabilidade da falta

de medicamentos nas farmácias

municipais para os

departamentos de licitação

e compras. O caso foi publicado

com exclusividade

pelo A Voz do Vale.

“Sobre a falta de medicamentos,

acho que esses

questionamento teria que

ser feito na licitação e no

departamento de compras,

porque dá Secretaria os

pedidos são todos encaminhados,

agora o que está

acontecendo lá eu não sei.

Quando as cotações eram

feitas pela Secretaria da

Saúde não existia esse tipo

de problema. A nossa parte

nós fazemos”, disse.

Em nota, os departamentos

de licitação e de

compras classificaram a

declaração como equivocadas.

Informaram ainda

que as cotações de compras

de remédios que estavam

sendo feitas anteriormente

eram errôneas.

Ainda segundo a Prefeitura,

a falta de medicamentos

teria sido causada pela

empresa vencedora da última

licitação, por não cumprir

o contrato firmado pela

municipalidade.

Confira a nota na íntegra:

“Em esclarecimento à

equivocada declaração do

Senhor Secretário Municipal

da Saúde na audiência

pública, realizada na última

quinta-feira dia 03 de

março de 2022, temos a

esclarecer que a função do

Departamento de Compras

é realizar a cotação de preços

dos materiais e serviços

conforme solicitação formal

dos Secretários, através

da elaboração do Termo de

Referência pelos servidores

responsáveis para esse mister

em cada secretaria.

Nesse pedido é sabido

por eles que deve conter

quantidade e descrição

completa de cada item

solicitado para que em seguida

seja realizada a cotação,

sempre buscando o

melhor preço do mercado

atual conforme orientações

da Lei (8.666/93 e

14.133/21), após isso, é

encaminhado a cotação

para ciência do Secretário.

Conforme parecer dos

Secretários, se positiva,

procede-se o encaminhamento

para a Contabilidade

que realiza a reserva de

dotação e o pré-empenho,

e, posteriormente enviado

ao Departamento de Licitação

onde será feito os

trâmites necessários previstos

em Lei para a realização

da aquisição pretendida

nas modalidades legais.

Sobre a citação dizendo

que anteriormente era feita

a cotação pela própria Secretaria

de Saúde, ressaltamos

que no começo de

2021, foi verificado pelo

Executivo e Administração

Pública que os pedidos

e processos de cotação estavam

sendo feitos de forma

errônea pela Secretaria

Municipal da Saúde, além

da falta de parâmetros da

Plataforma de Consulta e

Banco de Preços Nacional

que é o sugerido pelo

TCU (Tribunal de Contas

da União), por isso, o Departamento

de Compras

passou a realizar a cotação

que anteriormente a pedido

do Secretário, era realizado

na própria Secretaria.

Frisa-se também que o

motivo maior da falta de

medicamentos foi causada

pela empresa que era

detentora de Atas de Registro

de Preços através

dos Pregões Eletrônicos

Nº 056/2021, 057/2021

e 211/2021 (Pregão Eletrônico

é uma modalidade

licitatória utilizada

pelo governo federal para

contratação de bens ou

serviços, independentemente

do valor estimado,

regulamentado pela Lei

Federal 10.520/2002 e de

forma eletrônica pelo Decreto

5.450/2005.) não ter

cumprido com as cláusulas

contratuais e com as entregas

de medicamentos, após

ciência disso, foram tomadas

todas as providências

jurídicas, notificando,

multando e rescindindo as

Atas de Registro Preços.

Concomitantemente à

aplicação das sanções e

rescisões contratuais, foi

aberto um novo processo

Licitatório, também na

modalidade Pregão Eletrônico

nº 005/2022 (Tabela

CMED) com abertura

prevista para o dia 24 de

fevereiro de 2022, porém,

devido à impugnação de

uma empresa, antes da sessão

ocorrer, tal processo licitatório

foi suspenso pelo

TCESP (Tribunal de Contas

do Estado de São Paulo)

e, até segunda ordem,

não podemos dar continuidade

ao certame.

Quando da determinação

da suspensão, o Departamento

de Licitações

informou ao Secretário de

Saúde e solicitou que fosse

efetuado um outro Termo

de Referência para aquisição

de medicamentos,

não pela tabela CMED e

sim relacionando os itens

necessários, porém, até o

presente momento os Departamentos

citados pelo

Secretário de Saúde (Compras

e Licitações) estão

aguardando o novo pedido

de medicamentos, para que

assim, possamos realizar

os procedimentos necessários

para abertura de novo

Processo Licitatório.

Além de todo o exposto,

cabe-se ressaltar que todo

procedimento que refere[1]

se à Secretaria Municipal

da Saúde e demais Secretarias,

passa pela ciência e

assinatura dos respectivos

Secretários, sendo assim as

verdadeiras informações,

inclusive já comprovadas,

poderiam terem sido esclarecidas

e informada nesta

última Audiência Pública,

pelo senhor Secretário

Municipal da Saúde, pois a

função desse tipo de publicidade

é justamente sempre

passar a informação verdadeira,

clara e transparente à

população Avareense.”

Departamento de Licitação

e Compras da Prefeitura

de Avaré

Grupo Santa Casa está contratando

médicos para o AME de Avaré;

unidade será inaugurada no sábado

O Grupo Santa Casa

de Franca está contratando

médicos de diversas

especialidades para

atender no Ambulatório

Médico de Especialidades

– AME que será inaugurado

no sábado, dia 12

de março, em Avaré.

O processo para credenciamento

e preenchimento

de vagas existentes,

bem como para

formação de cadastro de

reserva de prestadores

de serviços médicos especializados,

está aberto

para as seguintes áreas:

Alergologia/Imunologia,

Neurologia, Cardiologia,

Neurologia infantil, Cirurgia

Vascular, Obstetrícia,

Dermatologia, Oftalmologia,

Endocrinologia,

Otorrinolaringologia,

Endocrinologia Infantil,

Pneumologia, Gastroenterologia,

Proctologia,

Geriatria, Radiologia, Ginecologia,

Reumatologia,

Nefrologia, Urologia e

Neonatologia.

Os interessados devem

se inscrever até o dia 17

de março através do e-

-mail: credenciamento@

ossfranca.org.br indicando

a especialidade e encaminhando

cópia simples

de toda a documentação.

As vagas existentes

serão preenchidas sob o

regime de prestação de

serviços médicos (através

de pessoa jurídica, sendo

vedada a participação de

Sociedade por Conta de

Participação), devendo o

interessado possuir empresa

médica devidamente

constituída (área de

atuação compatível com a

especialidade) e registrada

no Conselho Estadual

de Medicina do Estado de

São Paulo {CREMESP)

com certificados válidos.

INAUGURAÇÃO –

O Ambulatório Médico

de Especialidades (AME)

de Avaré será inaugurado

neste sábado, 12 de

março, pelo Governo do

Estado de São Paulo. A

solenidade prevista para

ter início às 11 horas deve

contar com a presença do

governador João Doria.

Localizado no Bairro

Brabância, o AME

Vale do Jurumirim será

administrado pelo Grupo

Santa Casa de Franca.

O Governo Estadual

não divulgou outros detalhes

sobre o funcionamento

da unidade.

Os AMEs são unidades

de alta resolutividade,

com modernos equipamentos

que oferecem

consultas, exames e, em

alguns casos, cirurgias

em um mesmo local, proporcionando

maior rapidez

ao diagnóstico e ao

tratamento dos pacientes.

O secretário Municipal

da Saúde, Roslindo

Machado, participou de

uma visita técnica ao

prédio estadual na terça-

-feira, dia 8 de março.


Página 6 A VOZ DO VALE De 6 a 12 de março de 2022

Escola Metropolitana Ensino Especializado

premiará mais de 200 pessoas com bolsas

de estudos em Avaré

A Escola Metropolitana

Ensino Especializado

estará promovendo,

no dia 26 de março,

o Vestibulinho 2022.

Denominado como

“Talento Premiado”, o

vestibular estará premiando

220 pessoas

com bolsas de estudos

parciais ou integrais.

Dependendo do resultado

do candidato,

há descontos promocionais

relacionados

ao desempenho do vestibulando

para todos os

cursos oferecidos pela

instituição. O vestibular

será realizado das 9 às 15

horas, como base em conhecimentos

gerais.

A Metropolitana Ensino

Especializado oferece

diversos cursos,

como: Beleza, Tecnologia,

Administrativa,

Idiomas, Saúde, auxiliar

de veterinário,

auxiliar de farmácia,

excel avançado, inglês

kids, informática para

melhor idade, barbeiro

profissional, cabeleireiro

profissional, manicure

e pedicure e maquiagem

profissional.

Todos os cursos tem

certificados reconhecidos

em todo o Brasil.

Além disso, o vestibular

tem caráter social, pois

a inscrição é de 1 litro de

leite. Todo o mantimento

arrecadado será entregue

a uma entidade assistencial

do município.

A Metropolitana fica

localizada na Praça Romeu

Bretas, 264, no centro

de Avaré.

Vereador da base de Jô Silvestre revela falta de

medicamentos nas farmácias municipais de Avaré

O vereador Magno Greguer,

aliado do prefeito Jô

Silvestre, se manifestou,

durante a sessão da Câmara

de segunda-feira, dia

7 de março, falou sobre

as declarações proferidas

pelo secretário de Saúde,

Roslindo Machado, em

relação a falta de medicamentos

em Avaré.

Ele leu na íntegra a nota

Vereador pede respeito aos

agentes de Saúde de Avaré

Durante a sessão da Câmara

Municipal, realizada

na segunda-feira, dia 7 de

março, o vereador Hidalgo

Freitas (PSD) se mostrou

indignado com as críticas

proferidas pelo secretário

de Saúde, Roslindo Machado,

aos agentes comunitários

de Avaré.

Na última semana, o

secretário criticou os profissionais,

afirmando que

eles somente saberiam

reclamar. “Os agentes de

saúde só sabem reclamar,

só sabem seus direitos. Eu

gostaria de lembrar muitos

deles os deveres, porque é

uma verdadeira maratona

para que eles façam o serviço

que eles deveriam estar

fazendo. Não é 100%,

mas é bastante gente que

não cumpre com o que deveria

estar fazendo”, disse.

Hidalgo Freitas criticou

a fala do secretário.

“Sou totalmente contra o

comentário feito secretário

de saúde desmerecendo

o trabalho dos agentes de

saúde. Fica difícil a gente

querer comparar um secretário

que trabalha no seu

gabinete com ar-condicionado,

ganhando R$ 7

mil por mês e os agentes

comunitários que ralam,

vestem a camisa, corre de

sol a sol para ganhar R$

1500,00 por mês”.

O vereador do PSD

pediu respeito aos funcionários

públicos. “Entre secretário,

entre funcionário

público a gente tem que

ter o mínimo de respeito

em favor do funcionalismo

público. Pense duas

vezes para falar, acusar

ou querer denegrir

a imagem de qualquer

funcionário público nessa

Casa, porque pode ter

certeza, que os vereadores

desta Casa também

vão defender o funcionalismo

que tanto merece e

não são valorizados”.

Hidalgo questionou

Roslindo Machado do porquê

que Avaré não está

fazendo parte do programa

de Estratégia de Fortificação

da Alimentação

Infantil com Micronutrientes

(vitaminas e minerais)

em Pó – NutriSUS

que consiste na adição de

uma mistura de vitaminas

e minerais em pó em uma

das refeições diárias oferecidas

às crianças de 6

meses a 4 anos.

Ele também pediu explicações

sobre a falta do

Auto de Vistoria do Corpo

de Bombeiros (AVCB)

nas unidades de ensino do

município.

dos departamentos de licitação

e compras da Prefeitura,

na qual rebateram a informação

de Roslindo Machado

sobre a responsabilidade

pela falta de medicamentos

nas farmácias municipais.

Durante sua fala, Magno

revelou que os medicamentos

estariam acabando. “Eu

trabalho no setor de medicamentos

e realmente está acabando

os medicamentos. Vou

estar verificando, cobrando

isso. Não é possível uma cidade

pagar por algo que deveria

estar pronto (compra

de medicamentos)”.

O vereador revelou, ainda,

que pacientes dependentes

de insulina estariam

sem tomar o medicamento,

pois não tem dinheiro para

comprar. “Nós vereadores,

muitos aqui, recebendo ligações

para comprar medicamentos,

principalmente

insulina, que não é barato.

Muitas pessoas não estão

tomando seus medicamentos

porque não tem dinheiro

para comprar”.

Ele finalizou dizendo

que vai fiscalizar e descobrir

de quem seria o erro

pela falta de medicamentos

nas farmácias públicas

da cidade. “Agora eu falo:

onde está o erro? Nós vereadores

vamos fiscalizar

e vamos até o final para

saber onde está esse erro”.

POLÊMICA – Durante

audiência pública realizada

no dia 3 de março,

o secretário jogou a responsabilidade

da falta de

medicamentos nas farmácias

municipais para os

departamentos de licitação

e compras. O caso foi publicado

com exclusividade

pelo A Voz do Vale.

“Sobre a falta de medicamentos,

acho que esses

questionamento teria que

ser feito na licitação e no

departamento de compras,

porque dá Secretaria os

pedidos são todos encaminhados,

agora o que está

acontecendo lá eu não sei.

Quando as cotações eram

feitas pela Secretaria da

Saúde não existia esse tipo

de problema. A nossa parte

nós fazemos”, disse.

Hooray! Your file is uploaded and ready to be published.

Saved successfully!

Ooh no, something went wrong!