04.06.2022 Views

JORNAL FOLHA SERTANEJA - EDIÇÃO ONLINE MAIO 2022

JORNAL FOLHA SERTANEJA - EDIÇÃO ONLINE MAIO 2022

JORNAL FOLHA SERTANEJA - EDIÇÃO ONLINE MAIO 2022

SHOW MORE
SHOW LESS

Do you know the secret to free website traffic?

Use this trick to increase the number of new potential customers.

O JORNAL DA REGIÃO DO SÃO FRANCISCO

Criado em 18/02/2004 • Fundador: Antônio Galdino

Edição Online Maio de 2022 • 31 de Maio de 2022

Até aqui nos ajudou o Senhor.

(I Sm 7:12)

São João de Paulo Afonso valoriza bandas e cantores

do município e faz um tributo a Enoch do Acordeon

Representantes de vários segmentos do município de

Paulo Afonso atenderam ao convite do Secretário de

Cultura e Esportes, Val Oliveira e participaram da abertura

do São João de Paulo Afonso, um evento considerado

inédito na cidade, segundo vários oradores.

Na abertura do evento, Val Oliveira falou da alegria em promover

este primeiro São João pós-pandemia e promover a

oportunidade de reencontro das pessoas, de novos abraços.

Ao evento, realizado na Casa da Cultura de Paulo Afonso,

compareceram, além do vice-prefeito de Marcondes

Francisco e o secretário de Cultura Dernival Oliveira,

Nino Rangel, Kleiton Siqueira, Francisco Araújo e a Chefe

de Gabinete do Prefeito, Maria da Saúde, o Ouvidor

Geral, Petrônio Nogueira e a Assessora de Comunicação,

jornalista Veruska Alcântara.

Da Câmara Municipal, além do seu presidente, vereador

Pedro Macário, também compareceram os vereadores

Leco, Zezinho, Valmir, Jailson.

O comércio, grande interessado nos festejos juninos, esteve

representado pela presidente da ASCOPA, Gorette

Moreira e pelo presidente da CDL, Pelé.

Página 3

Colégio Carlina, 30 anos de caminhada

nas terras sertanejas de Paulo Afonso

O tempo realmente é implacável

na sua jornada. O que

parece que aconteceu faz só

uns anos, na verdade, olhando

bem, já faz bem mais anos

que os imaginados.

E é sempre assim quando

olhando para trás e vemos a

Página 5

caminhada que já fizemos, o

que foi ficando ao longo dos

caminhos percorridos, dos

anos de passados e que já se

contam em décadas.

Com a criação do Colégio

Estadual de 1º e 2º Graus Carlina

Barbosa de Deus – nome

sugerido pela Professora

Jocelina Campos, a diretora

desse colégio, em homenagem

à mãe do Dr. Luiz de

Deus, pela sua iniciativa.

O Colégio Carlina passou a

funcionar nas dependências

da antigo Sete de Setembro,

na Rua Riachuelo, perto da 1ª

Igreja Batista de Paulo Afonso.

Página 8

Banco do Brasil: 57 Anos em Paulo Afonso

O Banco do Brasil chegou

a Paulo Afonso

quando a cidade ainda

engatinhava, com seis

anos de emancipação

política.

Foi implantada na Avenida

Getúlio Vargas,

antiga Rua da Frente,

ao lado da guarita da

Chesf, sob a coordenação

de Altair Machado,

gerente instalador.

Em 1972 mudou-se para

sede própria na Avenida

Landulfo Alves, em solenidade

marcante, que

contou com as presenças

de autoridades da

época.

A inauguração foi transmitida

pela Rádio Poty

de Paulo Afonso.

Plano Municipal de Turismo

é apresentado ao Conselho

Municipal de Turismo

Com o objetivo de fortalecer

o turismo no

município a Secretaria

de Turismo, Indústria

e Comércio (Setic)

apresentou o Plano

Municipal de Turismo

ao Conselho Municipal

de Turismo (ComTur).

A construção do documento

contou com a

participação da comunidade

elencando as suas necessidades

e potencialidades.

O plano reúne os princípios

orientadores para o desenvolvimento

da atividade turística

no município de maneira sustentável

e foi aprovado pelos

membros do Conselho.

Página 6

Ex-alunos do COLEPA também voltam à

Avenida Apolônio Sales, dia 28 de julho,

no desfile de emancipação poítica.

Página 10

Paulo Afonso perde mais um grande educador.

Morre o Professor José Maria,

do Colégio Quitéria Maria de Jesus

Página 12


A2

Edição Maio 2022

31 de Maio de 2022

EDITORIAL

É tempo de respirar mais aliviado...

mas, nada será como antes...

De repente, passados

mais de dois anos, começamos

a nos sentir um tantinho

mais vivos, respirando

mais aliviados depois

de todo esse tempo mais

ou menos asfixiados com

essas máscaras, de ver as

pessoas se afastando da

gente, com receio de serem

contaminadas...

Foram meses terríveis

quando se descobriu, dentre

tantas outras coisas, que

o muito dinheiro que alguém

tivesse de nada valeria

para se manter a pessoa

viva saudável e levando a

vida numa boa...

Foi esse o desabafo da

filha de um grande banqueiro

internacional, vítima

do Covid, logo no começo,

em Lisboa-Portugal:

“Somos uma família de

posses, de dinheiro e meu

pai morreu por falta de ar,

que é de graça...”

Hoje, mais de 24 meses

depois, a ar que é de graça

e comum para todos, os

endinheirados e os pobres

de marré, marré, volta a

ser compartilhado por muitos

já sem a máscara e se

o receio de que outros se

afastem com medo de serem

contaminados por essa

doença...

Ainda com certos cuidados,

vai-se ao retomando

algumas ações, promovendo-se

reuniões com

mais pessoas, as igrejas

voltam a receber os seus

fiéis e se retoma ao agradável

aconchego do abraço

que fez tanta falta, todo

esse tempo.

Mas, a pandemia que se

afasta e que já permite esses

abraços negados tanto

tempo, trouxe lições fortes

e propostas de mudanças

radicais em algumas ações.

Os pais puderam avaliar

a importância dos professores

ao se verem obrigados a

acolher os seus filhos todo

o tempo e acompanhar o

seu aprendizado longe das

salas de aulas.

Viu-se também que o

ensino à distância que foi

visto durante anos como

se diz no sertão, assim,

de travessa, se fortaleceu

como opção necessária e

importante para se manter

o aprendizado, nos tempos

atuais, ainda associado ao

estudo presencial...

Depois de mais de dois

anos funcionando timidamente,

hotéis, restaurantes,

viagens aéreas e terrestres

em ônibus coletivos, municípios

turísticos, começam

a receber mais pessoas

alegres, descontraídas, tocando

a vida em sua maior

intensidade.

O comércio, tão abalado

que muitos não resistiram,

tem as lojas novamente visitadas

por pessoas que desejam

mostrar-se, de novo,

à sociedade, aos amigos,

nesses festejos juninos que

chegam com a natural alegria

dos sertanejos...

Que bom que chegou o

tempo de se respirar mais

aliviado e de se tocar a caminhada

na direção do futuro,

com o olhar bem além

do horizonte...

A pandemia que se vai,

deixa reflexões muito fortes

sobre os próximos passos

da humanidade, nestas

terras sertanejas e no mundo

todo e uma certeza já

se estabeleceu: nada será

como antes...

Políticos, a legítima luta por cargos

Intrigante a afirmação

dos políticos no jogo da

formação dos blocos, sejam

eles ideológicos, partidários

ou de conveniência.

A busca do poder, fim último

da atividade política,

não pressupõe, segundo

eles, a luta por cargos.

Na realidade, parecemos

nos entregar a conceitos

que nos proporcionam

como que um canto

confortável, uma cidadela

de segurança ou a ausência

de aperreios. Não discutir

política ou religião,

por exemplo, não corresponde

a prudência. Ao

contrário, [isto] pode ser

comparado a desleixo ou

mesmo covardia. A política

– e a religião – deve

ser insistentemente discutida

visando à busca da

excelência em termos de

desenvolvimento dos que

vivem na poli, na cidade.

Os cargos deveriam ser

disputados em briga de

foice caso a visão fosse

serem eles o meio para o

exercício do poder em benefício

do povão. O poder

nas mãos dos justos tornaria

o mundo um lugar

muito melhor para se viver.

Podemos meditar sobre

a afirmação de Jean

Jacques Rousseau sobre

o ideal de sermos governados

por um “déspota

esclarecido”. Um passeio

na História poderia nos

conduzir à mesma conclusão

do filósofo francês.

A afirmação em sorriso

amarelo dos políticos que

não estão atrás de cargos

não deve ser levada a sério

ainda que os consideremos

sérios. Repetindo, a

luta política deve ser travada

visando à aquisição, sedimentação

e acúmulo de

cargos – ressalvada a natureza,

o domínio e a manipulação

do cargo como

descritos anteriormente.

Em micro exercício de

possibilidades, imaginemos

um leitor em um cargo

que o capacite a levar

água para os nordestinos

sedentos, seja em forma

de açudes, poços artesianos,

barragens ou capilaridade

de distribuição.

Outro leitor num cargo

que possibilite a implantação

do fundamental sistema

de ciclovias de Paulo

Afonso. Ainda outro que

encampe a luta pela visão

de Paulo Afonso como

polo regional. E mais outro

que entenda ser viável

o desenvolvimento da

agricultura no município

de terras adequadas e

abundância de água.

Se eles tivessem os tais

cargos (ou se em um cargo

tivessem a possibilidade de

nomear alguém) imbuídos

da visão maior de servir e

ministrar, tais objetivos teriam

grande chance de serem

alcançados.

As eleições majoritárias

se aproximam. Que os escolhidos

briguem pelos

benditos cargos para que,

num assomo de comprometimento,

sejam capazes

de nos trazer esperança

e desenvolvimento.

Francisco Nery Júnior

EDITAL - Usucapião Extrajudicial – Terceiros, art.16 do Prov. CNJ n. 65/17 -

Interessado(s): JOEDSON DE OLIVEIRA FARIAS

Escritório de Advocacia Diogleiry Farias,

representado pela advogada Diogleiry

Cristiane Farias Gonzaga, OAB/BA n.º

64.371, na forma da lei, etc...

ORGANIZAÇÃO SETE DE SETEMBRO DE CULTURA E ENSINO LTDA

ORGANIZAÇÃO SETE DE SETEMBRO DE CULTURA E ENSINO LTDA

EDITAL

PROCESSOS SELETIVOS – 2022.2

EDITAL

PROCESSOS SELETIVOS – 2022.2

O Reitor do Centro Universitário do Rio São Francisco – UNIRIOS, credenciado a

O Reitor do Centro

funcionar

Universitário

através das

do

Portarias

Rio São

MEC

Francisco

nº 1.789/2019

– UNIRIOS,

– DOU 21/10/2019

credenciado

e MEC

a

funcionar através

340/2020 – DOU 18/03/2020, no uso de suas atribuições legais e obedecendo ao

das Portarias MEC disposto nº 1.789/2019 na Legislação – DOU pertinente, 21/10/2019 torna públicas e MEC as normas nº 340/2020 que regulamentam – DOU 18/03/2020, os no uso

de suas atribuições Processos legais e Seletivos obedecendo 2022.2, ao nas disposto modalidades na presencial Legislação e a pertinente, distância, constituído torna públicas de as normas

que regulamentam os Processos Seletivos Seletivos Continuados. 2022.2, As nas inscrições modalidades serão realizadas, presencial exclusivamente, e a distância, constituído de

através da INTERNET (www.unirios.edu.br), no período de 23/05/22 a 22/07/22,

Processos Seletivos Continuados. As inscrições serão realizadas, exclusivamente, através da INTERNET

para a modalidade online e de 23/05/22 a 07/11/22, para a modalidade a distância.

(www.unirios.edu.br), As no vagas período totais serão de 23/05/22 preenchidas a 22/07/22, através de para Processos a modalidade Seletivos on-line online e de por 23/05/22 um a 07/11/22,

para a modalidade a percentual, distância. a ser As definido, vagas totais destinado serão aos preenchidas alunos selecionados através pelo de PROUNI Processos e pelo Seletivos on-line e

por um percentual, FIES, a ser para definido, os seguintes destinado cursos aos e vagas, alunos respectivamente: selecionados Modalidade pelo PROUNI Presencial: e pelo FIES, para os

Administração, 80 noturna, Renovação de Reconhecimento Portaria nº 204, de

seguintes cursos e vagas, 25/06/2020; respectivamente: Sistema de Informação, Modalidade 40 noturna, Presencial: Renovação Administração, de Reconhecimento 80 noturna, Renovação

de Reconhecimento Portaria nº nº 917, 204, de de 27/12/2018; 25/06/2020; Direito, Sistema 50 de vespertina, Informação, Renovação 40 noturna, de Renovação de

Reconhecimento Portaria Reconhecimento nº 917, Portaria de 27/12/2018; nº 204, de Direito, 25/06/2020; 50 vespertina, Enfermagem, Renovação 35 noturna e de 30 Reconhecimento

vespertina, Renovação de Reconhecimento Portaria nº 947, de 30/08/2021;

Portaria nº 204, de 25/06/2020; Enfermagem, 35 noturna e 30 vespertina, Renovação de Reconhecimento

Biomedicina, 35 noturna e 30 vespertina, Reconhecimento Portaria nº 1.194, de

Portaria nº 947, de 24/11/2017; 30/08/2021; Psicologia, Biomedicina, 50 noturna 35 e 50 noturna vespertina, e 30 Reconhecimento vespertina, Portaria Reconhecimento nº Portaria

nº 1.194, de 24/11/2017; 1.123, de Psicologia, 05/10/2021; 50 Odontologia, noturna e 4050 noturna vespertina, e 40 vespertina, Reconhecimento Autorização Portaria Port. nº 1.123, de

05/10/2021; Odontologia, Nº 268/2019; 40 noturna Farmácia, e 40 vespertina, 35 noturna e Autorização 30 vespertina, Port. Resolução Nº 268/2019; CONSU Farmácia, Nº 35 noturna

010202021, de 17/02/2021; Fisioterapia, 40 noturna e 40 vespertina, Resolução

e 30 vespertina, Resolução CONSU CONSU Nº 691102019, Nº 010202021, de 15/01/2020; de 17/02/2021; Modalidade a Distância: Fisioterapia, Bacharelado 40 noturna em e 40 vespertina,

Resolução CONSU Administração, Nº 691102019, 200, de Resolução 15/01/2020; CONSU Modalidade Nº 010702020; a Distância: Bacharelado Bacharelado em Ciências em Administração,

200, Resolução CONSU Contábeis, Nº 200, 010702020; Resolução Bacharelado CONSU Nº 060402020; em Ciências Bacharelado Contábeis, em 200, Educação Resolução CONSU

Nº 060402020; Bacharelado

Física, 200,

em

Resolução

Educação

CONSU

Física,

Nº 220402020;

200, Resolução

Licenciatura

CONSU

em Educação

Nº 220402020;

Física,

Licenciatura

200, Resolução CONSU Nº 040402020; Licenciatura em Letras,,200, Resolução

em Educação Física, CONSU 200, Nº Resolução 030402020; CONSU Licenciatura Nº 040402020; em História, 200, Licenciatura Resolução em CONSU Letras,,200, Nº Resolução

CONSU Nº 030402020; 020402020; Licenciatura em em História, Pedagogia, 200, 200, Resolução CONSU Nº Nº 010402020; 020402020; Licenciatura

em Pedagogia, 200, Curso Resolução Superior de CONSU Tecnologia Nº em 010402020; Análise e Desenvolvimento Curso Superior de de Sistemas, Tecnologia 200, em Análise e

Resolução CONSU Nº 080402020; Curso Superior de Tecnologia em Redes de

Desenvolvimento de Sistemas, 200, Resolução CONSU Nº 080402020; Curso Superior de Tecnologia

Computadores, 200, Resolução CONSU Nº 090402020; Curso Superior de

em Redes de Computadores, Tecnologia em 200, Big Resolução Data e Inteligência CONSU Analítica, Nº 090402020; 200, Resolução Curso Superior CONSU Nº de Tecnologia em

Big Data e Inteligência 040502022; Analítica, Curso 200, Superior Resolução de Tecnologia CONSU em Defesa Nº 040502022; Cibernética, Curso 200, Resolução Superior de Tecnologia

em Defesa Cibernética, CONSU 200, Nº Resolução 060502022, CONSU Curso Superior Nº 060502022, de Tecnologia Curso em Jogos Superior Digitais, de Tecnologia 200, em Jogos

Resolução CONSU Nº 100402020; Curso Superior de Tecnologia em Marketing

Digitais, 200, Resolução Digital, CONSU 200, Resolução Nº 100402020; CONSU Nº Curso 130402020; Superior Curso de Superior Tecnologia de Tecnologia em Marketing em Digital, 200,

Resolução CONSU Logística, Nº 130402020; 200, Resolução Curso Superior CONSU Nº de 140402020; Tecnologia Curso em Logística, Superior de 200, Tecnologia Resolução CONSU Nº

140402020; Curso Superior em Gestão de Tecnologia Recursos Humanos, em Gestão 200, Resolução de Recursos CONSU Humanos, Nº 110402020; 200, Resolução Curso CONSU Nº

de em Gestão Comercial, 200, Resolução CONSU Nº

110402020; Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial, 200, Resolução CONSU Nº 160402020;

160402020; Curso Superior de Tecnologia em Gestão Financeira, 200, Resolução

Curso Superior de CONSU Tecnologia Nº 170402020; em Gestão Curso Financeira, Superior de Tecnologia 200, Resolução em Gestão CONSU Hospitalar, Nº 200, 170402020; Curso

Superior de Tecnologia Resolução em Gestão CONSU Hospitalar, Nº 180402020; 200, Curso Resolução Superior CONSU de Tecnologia Nº 180402020; em Gestão Curso Superior

de Tecnologia em Gestão Pública, Pública, 200, Resolução 200, Resolução CONSU Nº 190402020; CONSU Nº Curso 190402020; Superior de Curso Tecnologia Superior em de Tecnologia

Gestão Ambiental, 200, Resolução CONSU Nº 200402020; Curso Superior de

em Gestão Ambiental, Tecnologia 200, Resolução em Gestão CONSU de Negócios Nº 200402020; Exponenciais, Curso 200, Resolução Superior CONSU de Tecnologia Nº em Gestão

de Negócios Exponenciais, 050502022; 200, Curso Resolução Superior de CONSU Tecnologia Nº em 050502022; Inovação e Empreendedorismo, Curso Superior 200, de Tecnologia em

Inovação e Empreendedorismo, Resolução CONSU 200, Nº Resolução 020502022; CONSU Curso Superior Nº 020502022; de Tecnologia Curso em Superior Gestão de de Tecnologia em

Negócios Digitais, 200, Resolução CONSU Nº de

Gestão de Negócios Digitais, 200, Resolução CONSU Nº 010502022; Curso Superior de Tecnologia em

Tecnologia em Gestão Escolar, 200, Resolução CONSU Nº 030502022 . Perderá o

Gestão Escolar, 200, direito Resolução à vaga o CONSU candidato aprovado Nº 030502022 que não . realizar Perderá a matrícula o direito dentro à vaga dos prazos o candidato aprovado

que não realizar a matrícula determinados dentro no Edital dos prazos ou por determinados Editais convocação no Edital de ou chamadas por Editais e a não de convocação de

chamadas e a não apresentação da da documentação legalmente exigida. exigida. Havendo Havendo desistência desistência de candidato

candidato classificado, serão convocados os candidatos excedentes para

classificado, serão convocados os candidatos excedentes para preenchimento da respectiva vaga, conforme

preenchimento da respectiva vaga, conforme a ordem decrescente de classificação.

a ordem decrescente A de Instituição classificação. se reserva A Instituição ao direito de se não reserva colocar ao em direito funcionamento de não o colocar curso que em funcionamento

o curso que não contar não contar com o com número o número mínimo de de 30 alunos matriculados. O ato O ato de inscrição de inscrição implica na

adesão às normas dos implica Editais. na adesão Os casos às normas omissos dos serão Editais. resolvidos Os casos omissos pela Comissão serão resolvidos Permanente pela do Vestibular

Comissão Permanente do Vestibular - COPEVE. Paulo Afonso-BA, 23 de maio de

- COPEVE. Paulo Afonso-BA, 2022. 23 de maio de 2022.

JACSON GOMES DE OLIVEIRA

Reitor

Faz saber a tantos quantos este edital virem ou dele conhecimento

tiverem, que foi protocolado nesta Serventia em 01/07/2021 o requerimento pelo

qual JOEDSON DE OLIVEIRA FARIAS, brasileiro, capaz, Agricultor, natural de

Paulo Afonso-BA, nascido aos 11/10/1980, filho de José Joaquim de Farias e

Maria Quitéria de Oliveira Farias, portador da Cédula de Identidade nº

06.843.378-60 SSP/BA, inscrito no CPF nº 959.446.105-34, casado, conforme

Certidão de Casamento lavrada no Registro Civil das Pessoas Naturais da

Comarca de Paulo Afonso-BA, sob matrícula nº 8.545, ás fls. 145, livro 45-B, de

20/01/2000, e declara conviver em Regime de Comunhão Parcial de Bens,

residente e domiciliado na Rua Santo Antônio, nº 13, Centenário, CEP: 48.605-

660, Paulo Afonso-BA, endereço eletrônico não informado, solicita o

reconhecimento do direito de propriedade através da Usucapião extrajudicial,

nos termos do art. 216-A, da Lei n. 6.015/1973, autuado sob Protocolo nº 60552

em 01/07/2021 do imóvel Rural constante de um terreno, com área de 3,3209

ha, com perímetro de 817,24 m, tratando-se de uma propriedade com

Projeto de Irrigação com destinação rural, denominado Fazenda Pai e Filho,

situado em Povoado Tigre, Zona Rural, Paulo Afonso-BA, cadastrado no

INCRA sob o nº 95021136634802, com as seguintes medidas e confrontações:

pela frente com estrada, pela direita com ZIZA DE TAL, pela esquerda com

RENATO DE TAL, e pelos fundos com EDVALDO DE TAL, sem matrícula

identificada, Tudo conforme mapa e memorial descritivo elaborados pela

Engenheira Civil e anotação de Responsabilidade Técnica pelo Erickson Charles

dos Santos Lisboa, inscrito no CREA sob o nº 33771. Assim sendo, ficam

intimados terceiros eventualmente interessados e titulares de direitos reais e de

outros direitos em relação ao pedido, apresentando impugnação escrita perante

a Oficiala de Registro de Imóveis, com as razões de sua discordância em 15

(quinze) dias corridos a contar da publicação deste, ciente de que, caso não

contestado presumir-se-ão aceitos como verdadeiros os fatos alegados pelo

Requerente, sendo reconhecida a usucapião extrajudicial, com o competente

registro conforme determina a Lei.

Dra. Diogleiry Cristiane Farias Gonzaga

O JORNAL DA REGIÃO DO SÃO FRANCISCO

Rua da Concórdia, 555-B - Gal. Dutra - Chesf

Tel/fax: (75) 3282.0046 - CEP: 48607-240

Paulo Afonso - Bahia

E-mail: professor.gal@gmail.com

EXPEDIENTE

Paulo Afonso/BA, 26 de maio de 2022.

Diretor

Antônio Galdino

Diagramação

Admilson Gomes

Colaboradores desta edição

Francisco Nery, Belmiro Deusdete,

Veruska Alcântara e Clementino Heitor

Os textos assinados não representam necessariamente a opinião

do jornal, sendo da responsabilidade dos seus autores.


Edição Maio 2022

31 de Maio de 2022

A 3

São João de Paulo Afonso valoriza bandas e cantores

do município e faz um tributo a Enoch do Acordeon

Representantes de vários segmentos

do município de Paulo

Afonso atenderam ao convite do

Secretário de Cultura e Esportes,

Val Oliveira e participaram da abertura

do São João de Paulo Afonso,

um evento considerado inédito na

cidade, segundo vários oradores.

Ali estiveram os representantes

das forças de segurança representadas

pelo 15º Grupamento de

Bombeiros Militares, Capitã Luana

e, o 20º Batalhão de Polícia Militar,

Capitão Estevam, Polícia Civil,

Dra. Juliana e Comsetran, Jotalunas

Rodrigues, que reúne todos os segmentos

de segurança e trânsito da

Prefeitura de Paulo Afonso.

Ao evento, realizado na Casa da

Cultura de Paulo Afonso, compareceram,

além do vice-prefeito de

Marcondes Francisco e o secretário

de Cultura Dernival Oliveira,

Nino Rangel, Kleiton Siqueira,

Francisco Araújo e a Chefe de Gabinete

do Prefeito, Maria da Saúde,

o Ouvidor Geral, Petrônio Nogueira

e a Assessora de Comunicação,

jornalista Veruska Alcântara.

Da Câmara Municipal, além do

seu presidente, vereador Pedro Macário,

também compareceram os

vereadores Leco, Zezinho, Valmir,

Jailson.

Foi também a oportunidade

da Secretaria de Cultura

apresentar o tema

do São João 2022 criados por dois

artistas que atuam nesta secretaria,

o músico Raffael di Oliveira e

o cantor Duda Rodrigues.

Eles compuseram uma marcha

junina inspirada nas músicas de

Luiz Gonzaga. A música, escolhida

para ser o tema do São João

foi apresentado em gravação de

estúdio do qual participaram outros

músicos de Paulo Afonso.

Chamada de A força do Sertão, a

letra fala da energia, da cachoeira e

da garra, da luta, da força do povo

sertanejo que se entrega feliz nas

festas de São João.

O comércio, grande interessado

nos festejos juninos, esteve representado

pela presidente da ASCO-

PA, Gorette Moreira e pelo presidente

da CDL, Pelé.

Presença marcante de músicos e

cantores como Arthur Ezzer, Duda

Mendonça, Raffael di Oliveira, dentre

outros e Fredson, que presenteou

algumas pessoas, e o jornal Folha

Sertaneja com seu CD FORRÓ DO

FREDson, que inclui o grande sucesso

da Banda Zuê – Diga que Valeu

–, Banda lembrada com emoção

pelo presidente da Câmara Pedro

Macário que também foi muito feliz

ao lembrar da trajetória e da qualidade

profissional do saudoso Enoch do

Acordeon que participou de eventos

memoráveis na Chapada do Araripe

como os 100 anos de Luiz Gonzaga,

destacando-se entre outros mais de

cem sanfoneiros presentes naquele

evento.

Na abertura do evento, Val Oliveira

falou da alegria em promover

este primeiro São João pós-pandemia

e promover a oportunidade de

reencontro das pessoas, de novos

abraços e justificou que exatamente

pelo fato do município estar começando

a sair de uma situação

de extremo desgaste também financeiro

por conta desses mais de

A força do sertão

(Duda Rodrigues e Raffael di Oliveira)

Quero acender a fogueira

Quero soltar meu balão

Hoje a noite é tão bela

É dia de São João

Vejo quadrilhas dançando

Mostrando a nossa cultura

Ouço o povo cantando

Impondo a sua bravura

Uma cidade que emana

Da cachoeira sua força

A energia que brota

O sorriso de uma moça

Eita São João arretado

E tá danado de bom

Meu Paulo Afonso crescendo

E impulsionando o sertão

Foram vários os oradores que

quase se repetiam no entusiasmo,

na empolgação, na alegria de ver

renascer o São João e sua essência

como festa nordestina, o que não

acontecia há dois anos.

O presidente da CDL, Pelé disse

que estará levando a cada associado

dessa instituição de lojistas

a necessidade de estarem juntos,

parceiros desse momento especial

para todos.

O presidente Pedro Macário,

não só exaltou as grandes qualidades

do homenageado Enoch do

Acordeon como falou da sua disposição

de “continuar apoiando

projetos desse porte, das secretarias

do município porque a nossa

maior alegria é ver o nosso povo

feliz.”

O Coronel Clodoaldo, comandante

da 1ª Cia. de Infantaria, representante

do Exército Brasileiro

instalada em Paulo Afonso desde

1954, antes da emancipação do

município falou que “os comandantes

militares do Exército ficam

apenas dois anos em cada lugar e

que no final deste ano já estarei

passando o comando da 1ª CI para

outro comandante mas, nesse ano

e meio aprendi a amar esta cidade

e seus moradores e que Paulo

Afonso é mesmo uma linda cidade”.

Disse ainda o comandante da

dois anos de pandemia, a Prefeitura

está fazendo o melhor que pode

nesse momento e decidiu investir

nos valores da terra, nos músicos

e bandas do município que muito

sofreram com a falta de condições

de se apresentarem durante todo

esse tempo.

Lembrou Val Oliveira, da “grande

importância desse investimento

da Prefeitura mais focado nas bandas

de Paulo Afonso porque significa

que esse dinheiro vai continuar

circulando no município”, destaque

também feito pelo vice-prefeito

Marcondes Francisco em sua fala.

Val Oliveira também justificou

o fato de duas grandes atrações nacionais

contratadas para esse São

Pedro do Bairro BTN – Calcinha

Preta e Dorgival Dantas - pelo fato

de, todos os anos a Ilha de Paulo

Afonso ter em seu calendário vários

grandes eventos como o Moto

Paulo Afonso, a Copa Velas, O Natal

e o próprio São João em outros

momentos com grandes atrações

nacionais apenas no centro da cidade,

na Ilha.

Val Oliveira reforçou a necessidade

de todo o comércio de Paulo

Afonso também se envolver de

forma criativa, como já têm feito,

na decoração de suas lojas e empresas

com motivos juninos e assegurou

que “na próxima semana a

cidade de Paulo Afonso, inclusive

a entrada do BTN, nas proximidades

da Polícia Rodoviária Federal

estarão decoradas com motivos juninos

para que todos que cheguem

à nossa cidade sintam, já na entrada,

o clima junino.”

O evento teve momentos especiais

e alguns bem emotivos.

Um deles, foi quando Val Oliveira

anunciou uma novidade nos

festejos juninos de Paulo Afonso

este ano: o Forrozin da Garotada

e apresentou o cantor especial,

cadeirante Bernardo Santana que

animará uma matinê destinado às

crianças, no dia 25 de junho no

Coreto. O Forrozin da Garotada

também acontece no BTN, no dia

3 de julho, animado por Juquinha

do Forró. Nas duas programações

para as crianças também haverá

apresentações de quadrilhas, da

Roda da Baraúna, o Palhaço Palito,

além de forró pé-de-serra.

A emoção ficou por conta da homenagem

prestada ao Sanfoneiro

Enoch do Acordeon que dá nome

ao festejo deste ano – Tributo a

Enoch do Acordeon. Ali estava

presente a irmã do saudoso artista,

Sra. Dalila que agradeceu muito

1ª CI que “já estava entristecido

em ter que deixar Paulo Afonso

sem conhecer esse lado festivo do

seu povo mas fiquei feliz ao ouvir

nesta noite que além dos festejos

juninos já se sinaliza para a realização

de outros grandes eventos

na cidade.”

Também o representante do

20º BPM Capitão Estevam falou

dessa união de todos em benefício

de uma grande festa, sadia,

“embora todos reconheçamos

que, pelo fato desse tempo todo

sem aglomeração, sem um grande

público nas ruas, esse retorno

de pessoas às ruas será grande

mas estamos preparados e quase

todo o nosso contingente, junto

com os bombeiros, os órgãos de

segurança e trânsito da prefeitura

estaremos a postos para que todos

que participarem dessas festas

tenham total segurança.

“Esse o compromisso e a responsabilidade

dos guardas municipais,

agentes de trânsito, todos

os profissionais da área de segurança

da prefeitura. Continuaremos

sendo grandes apoiadores

dos eventos da Prefeitura”, assegurou

Jotalunas Rodrigues, comandante

do Comsetran.

A representante do 15º Grupamento

de Bombeiros Militares, a

Capitã, Luana, também assegurou

emocionada essa homenagem ao

seu irmão. “Eu me orgulho do meu

irmão e agradeço a todos pela homenagem.

Ele merecia”, disse Dalila,

muito emocionada.

Em outro momento bem especial,

o comandante do Comsetran,

Jotalunas Rodrigues que é também

poeta e membro da Academia de

Letras de Paulo Afonso deixou

falar o seu coração de poeta e declamou

um soneto de sua autoria

ainda feito no clamor da terrível

pandemia, chamado Caixa Preta

da Alma que diz:

Caixa Preta da Alma

Autor: Jotalunas

Passada esta agonia

E tudo ter chegado ao fim,

Vou juntar os pedaços de mim

Que sobrar no belo dia!

E nessa reconstrução

Daquilo que foi juntado,

Espero que tenha sobrado

Principalmente o coração!

Caixa preta da alma

Que se agita e se acalma

Na alegria e na dor,

Que fique fora a maldade

Venha sobrando a bondade

E o peito transbordando de amor!

Paulo Afonso, 08 de Maio de 2020.

o comprometimento do 15º GBM

nesses eventos e que o projeto

prévio já foi apresentado ao 15º

GBM e já foi aprovado e que esse

grupamento estará inteiramente

pronto para mais essa missão.

Coube ao vice-prefeito Marcondes

Francisco dizer do esforço

da Prefeitura em fazer esse

evento “porque talvez muitos

não saibam ao certo o que é para

a prefeitura manter 2 hospitais

funcionando 24 horas todos os

dias e atendendo a pacientes de

dezenas de municípios de quatro

estados nordestinos. O nosso esforço

não tem sido pequeno mas,

a conta está chegando... Mas, a

prefeitura precisa se fazer presente

também nessa hora de proporcionar

um pouco de alegria

para os moradores deste município

e o São João é mesmo a

festa marcante do sertão. A nossa

expectativa é que dias melhores

virão”.

O grande humorista e comunicador

João Bosco, foi notável

na condução do evento que teve

a participação musical de Luandson

e sua banda que está correndo

o sério risco de perder o seu

zabumbeiro porque Val Oliveira

tomou conta do instrumento nos

momentos finais do evento e foi

muito aplaudido...


A4

Edição Maio 2022

31 de Maio de 2022

E Viva São João!!! Com a valorização da música,

dos valores e da cultura nordestina!!!

Finda a luta de mais de dois anos

contra as investidas dos vírus do Covid

que impuseram ao mundo uma

restrição nunca vista em seus movimentos

habituais, interferindo em

todos os lugares pelo mundo afora

no constitucional direito de ir e vir,

ou pelo menos, agora em luta mais

aberta, começam a ser retomados alguns

hábitos das pessoas.

No Brasil, a calmaria se anuncia

quando se aproximam os tradicionais

festejos juninos que, agita, literalmente,

milhões de pessoas,

especialmente da região Nordeste

que tem, nos símbolos e produtos

desse período do ano, nas danças,

festas e na comida típica regional,

a própria sobrevivência de milhões

de pessoas.

Embora o fulgor das comemorações

festeiras em homenagens

aos santos católicos Antônio, João

e Pedro, todos celebrados no mês

de junho, as crendices associadas a

esse tempo de festas juninas vêm de

meses atrás, precisamente o mês de

março quando, no dia 19 se festeja o

Dia de São José. E, reza a tradição

que, se chover no dia de São José

haverá grande fartura de milho e outros

produtos nas roças sertanejas.

Os mais memoriados asseguram

que no dia de São José, choveu no

sertão. Então, vai-se ter pamonha,

cangica, milho assado e cozidos e

todas as iguarias feitas caprichosamente

pelas mãos das mulheres sertanejas.

Lembro que o motociclista Flávio

Pezão, ao cruzar regiões imensas

com plantação de milho assegurava

e um dos seus vídeos de registro de

sua viagem: “´´É tanto milho que,

com certeza, o cuscuz tá garantido!”.

Que bom!

Comida farta na mesa e alegria

em volta da fogueira eis que me

chegam às mãos, ao mesmo tempo,

dois protestos em relação a estas

comemorações dos festejos juninos

no Nordeste do Brasil. Em um

deles, um jovem poeta declama a

sua revolta ao ver as festas tão tradicionais

nordestinas, espaço para

os sanfoneiros mais humildes, para

a sanfona de oito baixos, para a

quadrilha junina tradicional, para o

forró sem maldade dos sertanejos,

cantados por muitos grandes como

Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Sivuca,

Elba Ramalho, Lucy Alves, e dezenas

de muitos outros igualmente

respeitadores dos cantos e encantos

dos sertões em suas músicas e,

de repente, as grandes festas e até

as pequenas cidades do Nordeste

são invadidas por trios elétricos e

seu axé, por músicos que, embora

grandes em suas áreas, nada têm a

ver com a singeleza e o encanto do

São João sertanejo.

E o poeta questiona se em outros

grandes eventos por outras regiões do

país se há espaço para a sanfona...

Outro grito, esse bem musical e

com a participação de muitas crianças

tocando seus instrumentos, vem

da Orquestra Sanfônica de Serrinha,

na Bahia, onde se mistura a experiência

de idosos em idade avançada

e crianças, adolescentes, todos com

o mesmo olhar para as raízes sertanejas,

o autêntico forró, a autêntica

música nordestina.

A Orquestra Sanfônica de Serrinha,

primeira do Estado da Bahia, no seguimento

harmônico erudito e popular,

foi criada em 25/10/2010, e nasceu

com a proposta de manter viva

a cultura na sua essência, resgatando

e vivenciando a história dos grupos

pé–de–serra e dos grandes clássicos,

reverenciando os imortais como: Luiz

Gonzaga, Dominguinhos, Negrão dos

Oito Baixos, Trio Nordestino, Valdir

Azevedo, Zequinha de Abreu, Ari Barroso

e outros.

E eu lembrei de um episódio que

ganhou a mídia na época: a luta ferrenha

de Recife e Olinda para que o

frevo, em suas várias modalidades,

não sofresse com a invasão dos trios

elétricos e o axé da Bahia.

Essa luta dos sertanejos para manter

vivas as suas raízes culturais é muito

válida e muito importante. Os prefeitos

nordestinos, desde as grandes

metrópoles às pequenas cidades precisam

valorizar essas tradições para se

manter vivas tanto a história dessas

regiões como a sua cultura que vem

dos ancestrais e que, se sobrevive até

hoje é pelo grande valor que possui.

Lembro também que em certa ocasião,

uma prefeitura da região pagou

300 mil reais, o que não época era

uma grande fortuna, a uma cantora

que se apresentou apenas com som

de play back, sem músicos ao vivo

e rebolou uma hora e voltou para o

sul com 300 mil reais na sua conta

bancária. Esse dinheiro daria para

contratar vários sanfoneiros, conjuntos

de forró pé-de-serra e o dinheiro

ficaria circulando na região...

Agora que a pandemia está deixando

o povo mais animado, que se

invistam nas festas para a alegria do

povo sertaneja e para que os músicos

que tiveram até que vender seus

instrumentos para se manterem vivos,

voltem a levar a alegria para o

povo e sejam valorizados porque

são filhos destes municípios onde

moram e pagam seus impostos.

Senhores prefeitos e promotores

culturais Nordestina. Ouçam o poeta,

escutem os idosos e os meninos

tocadores da Orquestra Sanfônica

e invistam na preservação do que

temos de melhor na cultura popular

nordestina e, para isso, nem vão

precisar pagar caro para se ter uma

tremenda poluição sonora, nem precisam

financiar aquilo que contraria

a cultura nordestina, especialmente

nesses dias de festejos, juninos, tipicamente

nordestinos, sertanejos do

Nordeste, sim senhor!

E viva Santo Antônio que em Glória

costuma ser a grande festa dos

filhos ausentes, quando muitos retornam

às suas raízes, justamente

nesse período para reencontro dos

seus valores culturais de menino.

E viva São Pedro que chega no finalzinho

do mês para levar o povo de

Santa Brígida para as orações, sempre

associadas às tradições sertanejas da

comida regional e do calor da fogueira

nas noites mais frias de junho.

E viva São João que foi escolhido

como padroeiro de muitos lugares e

por isso leva multidões para os grandes

pátios festivos, de forró nas grandes

metrópoles mas também nos lugares

pequenos, no meio da praça, na

Vila do Forró criada só para esse tempo,

onde idosos, maduros, gente de

todas as idades, participa da animação,

vê as quadrilhas juninas, muitas

delas metidas a bacanas, estilizadas,

descaracterizando suas raízes...

Que vivam os festejos juninos, bem

raízes, bem nordestinos que a Nação

Nordestina agradece e aplaude!

Por Antônio Galdino da Silva

Em Tempo:

Sobre a Orquestra Sanfônica de

Serrinha de que falei na matéria, ela é

regida pelo maestro Anderson Matos

e tem como Produtor Musical –

Joselito Espinheira Dantas (Chicão).

As prefeituras e empresários que

desejarem contratar essa Orquestra

Sanfônica para animar os festejos

juninos de sua cidade é só ligar e

garantir a sua festa.

Orquestra Sanfônica de Serrinha

- Telefones para contato: (75) 3261-

1206/ (75)99114-3222.

O merecido Tributo a Enoch do Acordeon

No dia 24 de maio de 2019, quando já se estava

organizando o São João em Paulo Afonso, correu

pelos grupos de WhatsApp, o nosso correio

moderno, a triste notícia do falecimento do

sanfoneiro Enoch do Acordeon.

Nesse mesmo dia, pouco depois do meio dia o

site www.folhasertaneja.com.br repercutia essa

notícia que teve mais de 1.100 visualizações. Prova

do bem querer do povo ao seu artista que partiu...

Nesta matéria que pode ser acessada pelo link

abaixo:

https://www.folhasertaneja.com.br/noticias/

memoriaviva/372315/1, dissemos da importância

desse músico autêntico para a nossa região e

mostramos algumas imagens de sua participação

na Vila do Forró montada na Avenida Apolônio

Sales, animando a todos, inclusive aos idosos dos

grupos organizados da cidade.

E eu dizia da lembrança que tinha de Enoch do

Acordeon, com senho fechado que parecia estar

com raiva, e trazia dentro do peito um coração de

manteiga derretida.

Mas, chegou o seu dia, como acontecerá com

todos nós. A sanfona ficou calada. Foi como se,

no meio do forró, o sanfoneiro fosse embora

e ficasse no ar apenas os acordes das últimas

estrofes do último xote, forró, baião, o que

fosse, desse montão de ritmos nordestinos que

os dedos ágeis de Enoch encontrava nas teclas de

sua sanfona e agitava a multidão que se espremia

no Vila do Forró construída na avenida principal

da cidade.

Na mesma notícia se pedia que a Prefeitura

homenageasse a esse grande animador dos festejos

juninos. Fez-se homenagens a ele, pequenas no

momento e veio a pandemia e parou tudo durante

dois anos.

Agora, quando os festejos juninos são retomados

a Prefeitura, através da Secretaria de Cultura e

Esportes sob a gestão de Val Oliveira faz toda a

festa como um Tributo a Enoch do Acordeon, um

pernambucano que fincou raízes tão profundas

nestas terras pauloafonsinas que nelas dormiu o

sono eterno.

E, nessa merecida homenagem, a jornalista

Veruska Alcântara escreveu:

Enoque Ferreira da Silva nasceu na cidade de

Sertânia, povoado de Caruarina, em Pernambuco,

em 1954. Aos quatro anos descobriu o gosto pela

música e o dom com o seu pai, Francisco Freire da

Silva, que fez do menino do Sertão um dos maiores

tocadores de sanfona desse país. As pequeninas

mãos que iniciavam o toque na sanfona

transformaram Enoque do Acordeon

em mestre e encantavam sua mãe, Joana

Ferreira da Silva.

Junto com seus irmãos Ilda, Maria

José, Fátima, Dalila e Cícero, viveu

até a juventude em Sertânia,

quando aos vinte e poucos anos

veio morar em Paulo Afonso,

ainda jovem, e consolidou

aqui na nossa terra

sua carreira. Tocava

divinamente, como

ninguém, animando com

seu instrumento milhares

de pessoas em toda a região.

Nesta cidade teve dez filhos.

Em 2019 foi tocar sanfona no

céu, mas deixou um legado que

celebramos com o nosso festejo

junino, dando a essa festa o nome

dele, que foi um dos maiores

músicos sertanejos de todos os

tempos! Puxa o fole e toca, mestre!

(Veruska Alcântara-31/05/2022)


Edição Maio 2022

31 de Maio de 2022

A 5

Banco do Brasil: 57 Anos em Paulo Afonso

O Banco do Brasil chegou a Paulo

Afonso quando a cidade ainda engatinhava,

com seis anos de emancipação

política.

Foi implantada na Avenida Getúlio Vargas,

antiga Rua da Frente, ao lado da

guarita da Chesf, sob a coordenação

de Altair Machado, gerente instalador.

Aberta ao público em 15 de maio de

1965, contou com equipe composta por

João Paulo de Oliveira Barros (gerente),

Israel Mafra Filho (subgerente), Evandro

Santos Silva, Eliezer Izidoro dos Santos,

Demóstenes Bahia Pires, Carlos Benício

Nery de Souza Gomes, Carlos Foeppel,

Reginaldo Oliveira, Cleomathson Torres,

José Pedro dos Santos Filho, José Pereira

de Queiroz e Osvaldo.

A presença do BB veio mudar a economia

desta jovem cidade baiana, geradora

de energia, trabalho e turismo,

embora ainda incipiente.

Além do comércio e da indústria, imprimiu

forte presença na zona rural da

região, com injeção de crédito e assistência

técnica a municípios dos estados

da Bahia, Alagoas, Pernambuco

de Sergipe, na área da sua jurisdição.

Em 1972 mudou-se para sede própria

na Avenida Landulfo Alves, em solenidade

marcante, que contou com as

presenças de Antonio Carlos Magalhães

(governador da Bahia), Edison

Teixeira Barbosa (prefeito), Nestor

Jost (presidente do Banco do Brasil),

Apolônio Sales (presidente da Chesf),

Francisco de Paula Coutinho de Miranda

(gerente da agência) e governadores

dos estados que formam a

Sudene (Superintendência de Desenvolvimento

do Nordeste) que estavam

na cidade para reunião do orgão,

além de outras autoridades.

A inauguração foi transmitida pela

Rádio Poty de Paulo Afonso cabendo-me

a tarefa de ter sido o repórter

que fez a cobertura.

Tive o privilégio de participar desta

empreitada, chegando a Paulo

Afonso em 1969 e permanecendo

até 1976, me incorporando à equipe

inicialmente formada por João Paulo

de Oliveira Barros (gerente), Israel

Mafra Filho (subgerente), Élio de

Brito Silva (chefe de serviço), Joselito

Flores dos Santos (chefe de serviço),

Eliezer Isidoro dos Santos (caixa),

Jorge Alexandre Marão (caixa),

João Abílio Dantas, Evandro Santos

Silva, Carlos Benício Nery de Souza

Gomes, Renê da Silva Porto, José

Pedro dos Santos Filho, Manoel Pacheco

de Andrade, Carlos Jefferson

Fornazier, Luis Mário Vago, Demóstenes

Bahia Pires, Roberto Aécio Almeida

Veloso, Erivaldo Ribeiro, Domingos

Dantas Neto e Malaquias de

Siqueira Fontes.

A primeira mulher a trabalhar no banco

foi Sirlene Andrade, em 1971, seguida

por outras advindas de diversas regiões

do país e algumas pauloafonsinas.

Dos precursores do BB, apenas Evandro

Santos Silva permaneceu na cidade,

aqui casando e constituindo família.

Do grupo que encontrei, em 1969,

dois funcionários ainda permanecem

na cidade, com suas famílias: Evandro

Santos Silva e João Abílio Dantas,

também professores.

Parodiando o comunicador França

Teixeira, eu diria que Paulo Afonso

tem mil maravilhas e o Banco do Brasil

é uma delas.

Belmiro Deusdete

DRT 4858

Discurso do governador Antônio Carlos Magalhães, leadeado por Apolônio Sales

(presidente da Chesf), Francisco de Paula Coutinho de Miranda (gerente da agência)

e Nestor Jost (presidente do BB).

Discurso do gerente Francisco de Paula Coutinho de Miranda, ladeado por Antônio

Carlos Magalhães (governador da Bahia), Apolônio Sales (presidente da Chesf) e

Nestor Jost (presidente do Banco do Brasil).

Discurso do presidente da Chesf, Apolônio Sales, ladeado por Edison Teixeira Barbosa

(prefeito de Paulo Afonso) e Antônio Carlos Magalhães (governador da Bahia).

Prefeito visita requalificação do Ginásio

Esportivo Luís Eduardo Magalhães

O prefeito Luiz de Deus esteve nesta

quarta-feira (25), junto com o Secretário

de Cultura e Esportes, Dernival

Oliveira, realizando uma visita técnica

ao Ginásio Esportivo Luís Eduardo

Magalhaes. O local está passando por

uma requalificação e nesta etapa o

piso está sendo revitalizado. A obra

contempla ainda outras melhorias

para iniciar o calendário esportivo

deste ano no local.

“Estamos aqui no Ginásio recebendo

o nosso prefeito Luiz de Deus para ele

ver o trabalho que estamos fazendo,

não só em relação ao Ginásio, mas de

um modo geral em relação a cultura,

aos esportes e eventos”, diz o secretário,

Dernival Oliveira.

Além do piso, será adquirido novo placar

eletrônico e o conserto das tabelas

de basquete, como também a manutenção

das cadeiras, entre outros reparos.

“A quadra está passando por uma

requalificação porque mesmo depois

de 20 anos continua em boa conservação.

Estamos fazendo essa melhoria

enquanto não vem o piso que estamos

pleiteando junto ao Governo do

Estado. Mas quero ressaltar que o que

temos hoje é um piso que atende satisfatoriamente

qualquer campeonato

para uma disputa em Paulo Afonso”,

explica Val.

Durante o encontro com o gestor, o

secretário reforçou o investimento

para o esporte, que saltará de R$ 200

mil para R$ 800 mil. “Nós vamos abraçar

praticamente todas as atividades

de esportes coletivo e individual. Estamos

concluindo os trâmites, como as

licitações, para que em breve possamos

retomar os campeonatos depois

de dois anos de pandemia”, diz Val.

O secretário de Turismo, Indústria e

Comércio, Nino Rangel, também esteve

presente, junto com o diretor do

departamento de Esportes, Neto Madeira,

além de servidores.

Ascom/PMPA

Com apoio do vereador Valmir Rocha

Futsal volta a brilhar em Paulo Afonso

com torneio regional

O Futsal voltou a brilhar em nossa

cidade. No fim de semana passado,

dias 28 e 29 de maio, aconteu o

zonal de futebol de salão realizado

pela Federação Baiana de Futebol de

Salão. O quadrangular foi disputado

no Clube Paulo Afonso-CPA e contou

equipes de Paulo Afonso, Glória

e Rodelas. Tendo como vencedor o

time de Rodelas que disputou a final

com Glória, o campeão vai representar

o território de Itaparica na final

em Salvador.

O torneio foi possível graças a recursos

destinados pelo mandato do

vereador Valmir Rocha, por meio de

emenda impositiva.

"Nosso objetivo é incentivar o esporte,

já destinei por meio de emenda

R$100 mil, recurso que tornará

possível várias ações incluindo esse

torneio. O que queremos é ver o futsal

e outras atividades esportivas realmente

fortalecidas, para todos nós

foi uma grande satisfação ver esse

quadrangular acontecer, tenho certeza

de que foi um passo importante

para reacender o futsal", destacou o

vereador Valmir Rocha.

Essa é mais uma ação de apoio ao

esporte, através de emenda o vereador

Valmir Rocha também destinou

R$30 mil em apoio ao projeto de canoagem

Carranca Boat. Junto ao governo

do Estado com apoio do deputado

federal Daniel Almeida, Valmir

está trazendo o programa Esporte

Por Toda Parte que irá atender 300

crianças do Bairro Tancredo Neves.

Valmir Rocha estendeu seus agradecimentos

a Mário Vitor, a Val Oliveira,

secretário de Cultura e Esportes,

a confederação baiana de futebol

de salão e a Prefeitura Municipal de

Paulo Afonso dando todo o apoio

necessário.

Assessoria Parlamentar


A6

Edição Maio 2022

31 de Maio de 2022

Plano Municipal de Turismo é apresentado

ao Conselho Municipal de Turismo

Com o objetivo de fortalecer

o turismo no município

a Secretaria de Turismo,

Indústria e Comércio

(Setic) apresentou o Plano

Municipal de Turismo

ao Conselho Municipal

de Turismo (ComTur). A

construção do documento

contou com a participação

da comunidade elencando

as suas necessidades e

potencialidades.

O plano reúne os princípios

orientadores para o

desenvolvimento da atividade

turística no município

de maneira sustentável e

foi aprovado pelos membros

do Conselho. A reunião

aconteceu no Auditório

Edison Teixeira, com

conselheiros e representantes

a Sema, Seinfra, Seduc,

MTUR, CADASTUR, Chesf,

Sebrae, ICMBio, SETUR,

além de entidades das áreas

rurais, pessoas que tem

interesse na área de turismo

e representantes dos guias.

Câmara de Paulo Afonso aprova

Moção de Aplausos para os organizadores

do Cariri Cangaço em Paulo Afonso

A Câmara Municipal de Paulo

Afonso aprovou por unanimidade

Moção de Aplausos

de autoria do vereador

Pedro Macário Neto, presidente

deste Poder Legislativo

Municipal para todos

os membros da equipe organizadora

do evento Cariri

Cangaço que aconteceu em

Paulo Afonso

Disse João de Sousa Lima

que, além dele, como coordenador

geral desse evento,

foram agraciados o curador

do Cariri Cangaço, Manoel

Severo, Flávio Motta diretor

do IGH, Marcus Vinicius,

Fabiane Guerra, Glauber

Araújo, Alba Rivas, Aretuza

Simonetta, Lúcia Holanda e

Eduardo Cruz.

Segundo informa o seu presidente,

João Sousa Lima, “o

IGH foi a instituição responsável

pela organização com

o apoio da Secretaria Municipal

de Cultura, a Câmara,

Gorete Moreira pela ALPA e

a Secretaria de Educação”.

As Moções de Aplausos foram

entregues na manhã

desta segunda-feira, 23 de

maio, antes da sessão ordinária

da Câmara Municipal

de Paulo Afonso e além dos

homenageados estavam

presentes, o presidente da

Câmara, Vereador Pedro

Macário Neto e os vereadores

Paulo Tatu, Leda Chaves

e Jean Roubert.

Em Assembleia Extraordinária prefeito

de Chorrochó, Humberto Gomes, é reeleito

presidente da Policlínica de Paulo Afonso

O prefeito Luiz de Deus

participou, no dia 12 de

maio, da Assembleia Extraordinária

na Policlínica

Regional de Paulo Afonso

onde foi eleito o Presidente

do Consórcio de Saúde da

Região de Paulo Afonso.

Por decisão dos participantes,

foi reeleito o prefeito de Chorrochó,

Humberto Gomes.

“Parabéns para Humberto

por continuar sendo

o presidente. Essa união

Na oportunidade também

foi apresentado o Inventário

Turístico (Inventur).

“Foram oito meses de trabalho

para que hoje pudéssemos

estar apresentando

esse plano, envolvendo diversas

entidades e, especialmente,

as comunidades

como Juá, Malhada Grande,

Rio do Sal, que participaram

diretamente na sua

criação; e hoje foi aprovado

pelo Conselho Municipal de

entre os municípios consorciados

é muito importante

para que tenhamos

uma gestão que atenda

igualmente a todos”, diz o

gestor Luiz de Deus.

Ascom/PMPA

Turismo e agora vai para o

prefeito e depois para a Câmara

para votação”, diz o

secretário de Turismo, Industria

e Comércio, Nino

Rangel.

De acordo com Nino, o Plano

Municipal do Turismo

determina e direciona todas

as políticas públicas e o que

deve ser realizado no turismo

daqui para frente. Ele

explica que muitas das coisas

que estão no documento

já estão acontecendo,

outras estão em andamento,

como empreendimentos

que estão sendo instalados.

“Foram identificadas necessidades

em locais onde a

própria Prefeitura já fez um

trabalho junto com empresários,

então o documento

mostra todo o potencial. Já

o Inventário Turístico (Inventur)

mostra uma radiografia

da cidade, onde se

deve investir, como se deve

investir, quais são os locais

que têm potencialidade”.

Deputado Mário Negromonte Júnior

- um projeto oportuno

Davi, dos irmãos maiores e

imponentes, foi o escolhido

por Deus para ser o rei de Israel.

Do campo, entre o rebanho

de ovelhas, cabras e bois,

saiu para reinar em Israel.

Sedimentou o reino e da sua

descendência veio o Salvador

– rejeitado, porém, pelos seus.

Há não muito tempo, o nosso

de facto deputado distrital

Mário Negromonte Júnior

apresentou um projeto

que obrigaria as padarias e

similares a acrescentar 20%

de farinha de milho ao trigo.

Vibramos com a perspectiva

de os nossos produtores

de milho terem um mercado

seguro e compensador

para o seu trabalho. Adoramos

a volta do pão de milho

da nossa infância que

não vemos mais nas nossas

padarias; pelo menos em

evidência. Acreditamos na

vantagem nutritiva do milho

acrescentado ao trigo

do nosso pão de cada dia.

Mas os grandalhões da Câmara

Federal rejeitaram o

projeto. Com a empáfia do

domínio político, cheios de

si, assim queremos crer, não

valorizaram a ideia. Com

Segundo Rangel, dados

mostram que Paulo Afonso

é a cidade que mais emprega

no turismo. “Está lá

no Inventur que nós temos

mais de 800 pessoas que

trabalham diretamente com

turismo e recebem disso,

nós somos na região a cidade

que mais ganha com

isso. Então as pessoas têm

que saber, nós queremos

que muitas pessoas ganhem

dinheiro através do

turismo e isso acontece em

Paulo Afonso, nas outras

cidades poucas pessoas

ganham com o turismo. A

nossa economia está girando

com relação ao turismo

e a gente vai apresentar

isso de forma mais aberta

a sociedade e mostrar que

tem espaço para muita

gente se envolver nas diversas

cadeias, desde o artesão,

da parte de culinária

e também grandes empreendimentos”,

finaliza.

Ascom/PMPA

Francisco Nery

olhar de desprezo de cima

para baixo, desprezaram o

nosso jovem representante

que entre nós, pequenos e

símplices, só queria[mos]

avanço e desenvolvimento

bem como um pouco mais

de segurança alimentar.

Rejeitaram um projeto salvífico!

Com uma produção pífia,

por força das circunstâncias,

o Brasil importa quase

todo o trigo que consumimos

dos Estados Unidos e

de países do Mercosul.

A guerra entre a Rússia e a

Ucrânia (senão um massacre),

dois grandes produtores

de trigo, provocará o aumento

do preço do trigo no

mercado internacional. O

preço do pão nosso de cada

dia, já nas alturas, irá para o

espaço sideral. Mais miséria

para os miseráveis do Brasil.

Fica a nossa sugestão para

que o deputado, que tem

demonstrado espírito aguerrido

na defesa dos interesses

da nossa região, reapresente

o seu projeto na esperança

que, desta vez, saia vencedor

derrotando os acomodados

e negacionistas como

foi vencedor o rei Davi.


Edição Maio 2022

31 de Maio de 2022

A 7

15º GBM/Paulo Afonso realiza simulado de incidente

com múltiplas vítimas em ambiente aquático

Federal de Enfermagem

(Cofen) e do Conselho Regional

de Enfermagem da

Bahia (Cofen-Ba).

A atividade aconteceu

em comemoração à

17ª Semana de Enfermagem.

Os bombeiros montaram

um cenário onde

teria acontecido um acidente

no meio líquido vitimando

muitas pessoas

na prainha Ayrton Senna,

no Bairro Centenário, em

Paulo Afonso. O objetivo

foi uniformizar o atendimento

entre os envolvidos,

seguindo todos os

protocolos de segurança.

“Para nós, treinar é a melhor

forma de comemorar.

Podemos levar aquilo que

aprendemos e consequentemente

trocar aprendizado

com outros órgãos, o

que é essencial para o nosso

desenvolvimento. Trabalhamos

em parceria com

outras instituições e fortalecendo

esse vínculo e uniformizando

os atendimentos

conseguimos melhores

resultados”, concluiu o tenente-coronel

BM Tarcísio

Ribeiro, comandante do

15º GBM.

O 15º Grupamento de

Bombeiros Militar (15º

GBM/Paulo Afonso) realizou

nesta sexta-feira (20)

simulado de incidente com

múltiplas vítimas em ambiente

aquático. A ação

aconteceu com a participação

da Marinha do Brasil

e do Serviço de Atendimento

Móvel de Urgência

(Samu), Coordenação Nacional

de Urgência e Emergência

(Conue), Conselho

Prefeito, vice-prefeito e secretários

participam de entrega de Título de Cidadã

pauloafonsina a Juíza Janaína Lopes

Em solenidade realizada

nesta segunda-feira (30),

no plenário da Câmara de

Vereadores, a juíza Janaína

Medeiros Lopes foi homenageada

com o Título de

Cidadã pauloafonsina.

A sessão solene contou com

a presença do prefeito Luiz

de Deus, do vice-prefeito

Marcondes Francisco, da

Secretária de Desenvolvimento

Social, Cintia Rosena

e vereadores. “Foi uma homenagem

muito justa, porque

a Doutora Janaína tem

desenvolvido um serviço

fantástico na nossa cidade.

Como prefeito, e em nome

do povo de Paulo Afonso,

agradeço pelo trabalho

prestado com excelência”,

diz o prefeito Luiz de Deus.

A Juíza Janaína destacou a

alegria de receber o título

e agradeceu pela homenagem.

“É com muita honra e

alegria que recebo esse título.

Já tenho Paulo Afonso

no coração e receber essa

homenagem só consagra

tudo o que eu recito. Espero

também estar à altura de

ser orgulho para essa cidade.

Eu agradeço bastante

porque faço meu trabalho

de coração. Abracei essa

terra e espero seguir aqui

por mais algum tempo”,

ressalta.

Também participaram da solenidade

representantes da

1ª Companhia de Infantaria,

Ministério Público e do 15°

Grupamento do Corpo de

Bombeiros Militar da Bahia,

dentre outros convidados.

Ascom/PMPA

Chesf debate desenvolvimento

energético no horizonte de 2031

Diálogo acontece com o anúncio da estimativa de investimentos

na ordem de R$ 50 bilhões em linhas de transmissão

A Companhia Hidro Elétrica

do São Francisco

(Chesf) marcou presença

em debate com Sindienergia-CE,

promovido em parceria

com a Federação das

Indústrias do Estado do Ceará

(FIEC) e o Sebrae Ceará,

realizado nesta quinta-feira

(26), na 17ª edição do evento

Energia em Pauta.

Com o tema "Linhas de

transmissão: investimentos

previstos no Plano de Desenvolvimento

Energético

– PDE 2031", o diretor de

Engenharia da Chesf, Reive

Barros, representou a Companhia

no evento que discutiu

o anúncio da estimativa

de investimentos na ordem

de R$ 50 bilhões em linhas

de transmissão, com o objetivo

de escoar a energia elétrica

produzida em fontes

renováveis nos estados do

Nordeste.

De acordo com o diretor,

alguns desafios se apresentam,

mas o potencial

de investimentos é enorme.

"Com o atual cenário geopolítico

mundial, o Brasil é

um celeiro de exportação

de energia. Passaremos a

ser um fornecedor relevante

de hidrogênio verde para

promover a segurança energética

do continente europeu,

por exemplo."

Também participaram

do debate o diretor de

estudos de energia elétrica

da empresa de Pesquisa

Energética – EPE, Erik

Eduardo Rego e o diretor

de operações da Qair

Brasil, Armando Abreu. A

moderação da conversa ficou

a cargo do presidente

do Sindienergia – CE, Luis

Carlos Queiroz.

A discussão foi transmitida

ao vivo, direto do

Observatório da Indústria

da FIEC, para o público,

por meio do canal do Sindienergia

no YouTube – e

permanece disponível na

plataforma.


A8

Edição Maio 2022

31 de Maio de 2022

Colégio Carlina, 30 anos de caminhada

nas terras sertanejas de Paulo Afonso

O tempo realmente é implacável

na sua jornada. O que

parece que aconteceu faz só

uns anos, na verdade, olhando

bem, já faz bem mais anos

que os imaginados.

E é sempre assim quando

olhando para trás e vemos a

caminhada que já fizemos, o

que foi ficando ao longo dos

caminhos percorridos, dos

anos de passados e que já se

contam em décadas.

Lembro bem que estava atuando

com Professor do CIE-

PA, pelo Estado da Bahia,

quando, a pedido do Prefeito

Luiz de Deus, passei a atuar

no Colégio Carlina Barbosa

de Deus, recém-criado por

iniciativa desse prefeito Luiz

de Deus para atender aos estudantes

que estavam tendo

aula à noite nas dependências

da Escola Adozindo da

Chesf e precisavam regularizar

a sua situação.

Com a criação do Colégio Estadual

de 1º e 2º Graus Carlina

Barbosa de Deus – nome sugerido

pela Professora Jocelina

Campos, a diretora desse

colégio, em homenagem à

mãe do Dr. Luiz de Deus, pela

sua iniciativa.

O Colégio Carlina passou a

funcionar nas dependências

da antigo Sete de Setembro,

na Rua Riachuelo, perto da 1ª

Igreja Batista de Paulo Afonso.

Não foram tempos nada fáceis.

Passei a apoiar administrativamente

a diretora Jocelina,

assim como também o

fêz o Professor Genaro, a Professora

Rita Campos e muitos

abnegados professores que

se doaram inteiramente para

mudar a imagem e combater

preconceitos estabelecidos

que tentavam denegrir esse

novo colégio.

Os meninos das ruas adjacentes

jogavam pedras, areia

e bombas juninas pelos combogós

abertos para a rua,

dentro das salas de aulas.

Estabeleceu-se uma parceria

com os moradores dessas

ruas, de modo que eles poderiam

utilizar o orelhão que

ficava dentro da escola e as

instalações da escola para

reuniões e atividades sociais

das famílias e esse clima ruim

desapareceu.

O Carlina também começou

a se destacar nas grandes

festas do folclore quando realizava

festivais de dança na

quadra do Clube Paulo Afonso

e atraía multidões.

Quando o COLEPA fechou

suas portas, conseguimos a

doação de grande parte dos

instrumentos da banda marcial

e o Carlina criou sua própria

banda que brilhava nos

desfiles cívicos de que participavam

centenas de estudantes.

Nos Jogos Estudantis

o Carlina também se destacava

pela garra de seus estudantes.

Foi no Colégio Carlina que

começou a história dos concursos

de beleza de estudantes

em Paulo Afonso. Um dos

alunos do Carlina era Derinho

Oliveira, hoje grande promotor

de eventos e recentemente

eleito como Diretor Social

do Clube Paulo Afonso. Partiu

de Derinho Oliveira, com o total

apoio da direção do Carlina,

a realização do primeiro

concurso Garoto e Garota

Carlina e com o objetivo de

arrecadar dinheiro para ajudar

uma aluna do colégio que

iria fazer uma cirurgia...

Depois, os concursos de Garoto

e Garota Estudantil se

espalharam por outros colégios

e pela região.

Era um grande orgulho vestir

a camisa do Carlina, e isso

foi mantido pelas gestões seguintes.

Lembro que quando o Colégio

Carlina completou o seu

Jubileu de Prata e - infelizmente

os primeiros gestores

e professores do Colégio

foram esquecidos de serem

avisados da programação –

Jocelina Campos ex-diretora

e os professores Antônio Galdino

e Genaro Oliveira deixaram

registrados nas redes

sociais o seu sentimento de

continuado amor por esse

Colégio que agora completa

30 anos de caminhada nesses

sertões de Paulo Afonso.

Dizia, há cinco anos, a professora

Jocelina Campos:

“Hoje o dia amanheceu mais

bonito e alegre. É dia de festa

e de gratidão a Deus e aos

homens de boa vontade pelas

Bodas de Prata do nosso

querido e muito amado Colégio

Estadual Carlina Barbosa

de Deus. Essa feliz história de

amor, dedicação, e vitórias se

inicia cheia de sonhos, desafios,

esperanças e conquistas.

E tudo começou em 18 de

maio de 1992, com o grande

apoio de Dr. Luiz de Deus,

então prefeito municipal de

Paulo Afonso (no último ano

do seu primeiro mandato).

Foi um encontro e união de

pessoas protagonistas de um

projeto educacional diferenciado

que buscava uma formação

ampla e de qualidade

para os filhos de nossa Paulo

Afonso, com grande compromisso

com a Educação Pública

Estadual da Bahia.

Ter participado dessa história

me traz a oportunidade

de ter aprendido a conviver,

a ceder, a defender os nossos

princípios, a rir e a chorar.

É saber que não fiquei paralisada

no tempo e sim fiz a

minha parte como cidadã, a

minha lição de casa, em vez

de cruzar os braços, imobilizados,

enquanto o mundo se

transformava.

Poder ter passado pela vida

e nem perceber ou ser percebido,

mas também pude

passar pela vida e deixar minhas

marcas, meu trabalho e

contribuições, mas todo esse

sonho não aconteceria sem a

participação, o carinho, amor,

compromisso, o apoio especial

e permanente da maravilhosa

equipe GESTORA pioneira,

sem essas pessoas não

teríamos conseguido realizar

o sucesso que alcançamos.

São os guerreiros: Salete Santos,

Manuel José, Rita de Cássia,

Zélia, Cícero Santos, a saudosa

Arinete Duque, Antônio

Galdino, Auxiliadora Ferreira,

Gildete Siqueira, todos os

comprometidos professores,

queridos alunos, dedicados

funcionários administrativos e

apoio, pais participativos, colaboradores,

voluntários, Prefeitura

Municipal, nas pessoas

de Dr.Luiz de Deus, Dr.Anilton

Bastos, Dr Paulo de Deus,

Chesf, Comerciantes, Empresários,

Secretaria da Educação

da Bahia, DIREC-10 (hoje

NTE-24), amigos e anjos do

Carlina, a toda comunidade

local, enfim a TODOS que direta

e indiretamente, participaram,

somando todos os

esforços para fazer funcionar

com qualidade e eficácia esse

tão especial e grandioso Colégio.

Parabenizo também hoje,

a TODOS que fazem a equipe

do Carlina, alunos, pais em

continuarem construindo história

e fazendo a diferença até

os dias de hoje.

Parabéns COLÉGIO CARLI-

NA!!! pelos seus 25 anos de

luta, garra, dedicação, glória

e vitórias!!! Muito obrigada

por ter participado da sua

Criação, História e por ter

sido Membro dessa numerosa

Família Carlina. Te amo de

todo coração e continuarei te

amando para sempre!!!” (Jocelina

Campos Souza).

Como se pode ver, embora o

Colégio seja de gestão estadual,

sempre contou, especialmente

nos seus primeiros

anos, com o grande apoio da

gestão municipal.

Naquela mesma oportunidade,

feliz pelos 25 anos do Carlina,

também escrevi: Como

ressaltou com total propriedade

a Professora Jocelina

Campos, primeira diretora do

Colégio Carlina e, portanto,

com a dificílima missão de organizar

tudo, a partir do zero,

tive também a satisfação de

estar colaborando com essa

equipe pioneira, ainda nas

instalações da Rua Riachuelo

e participei da luta intensa

para a cessão da Escola

Murilo Braga, da Chesf para

a Prefeitura, que a cedeu ao

Estado da Bahia, para ali melhor

acomodar as centenas

de alunos cujo número de

matrículas crescia a cada ano.

Também participei de outras

grandes lutas e vitórias para

as ampliações da Escola, a

construção de novas salas de

aulas. E, sempre junto com

grandes educadores, participamos

alegres da explosão

de alegria dos alunos e seus

familiares que lotavam o Ginásio

de Esportes do CPA nas

apresentações do Folclore.

Como não lembrar das grandes

festas de formaturas como

a que realizamos no Parque

de Exposições reunindo mais

de 10 mil pessoas? E dos cultos

de formatura conduzidos

pelo Pastor Edson Dantas, tão

querido de todos nós.

O Professor Genaro Oliveira

também se referiu a esses

primeiros e muito difíceis

tempos do Carlina:

“Emocionado aqui.

Me reportei ao passado

agora. Dias

de muita dedicação

e empenho.

Quantas madrugadas

trabalhando,

em períodos

que antecediam

aos eventos do calendário

escolar:

Folclore, Gincana Cultural,

Desfile Cívico, Formatura...O

Professor Galdino foi muito

feliz no seu comentário.

Apesar do cansaço, fazíamos

mesmo por amor ao Colégio,

em respeito a educação

de qualidade que incessantemente

buscávamos. Era o

tempo do "Educar para Vencer"

- slogan da SEC/BA, que

tão bem colocávamos em

prática.

Ali eu fui feliz e, o que é melhor,

EU SABIA! Me sinto deveras

orgulhoso de poder ter

corroborado com esse processo

de altruísmo, respeito

e reconhecimento. Parabéns

ao nosso Colégio Estadual

de Primeiro e Segundo Graus

Carlina Barbosa de Deus, do

antigo Primeiro Grau, do Curso

Técnico em Contabilidade,

do Curso de Magistério e do

Curso de Formação Geral -

Lei 7.044/82, hoje, Colégio

Estadual Carlina Barbosa de

Deus. Que Deus continue

abençoando grandemente

esta Instituição”. Professor

Genaro Oliveira Pires.

Hoje sob a direção competente

do Professor Ronilson,

carinhosamente chamado

por seus alunos e por todos

como Professor Tita, apoiado

por grande equipe e também

competentes professores,

dentre eles a Professora Arleide,

também remanescente

desses primeiros tempos, o

nosso querido Colégio Carlina

Barbosa de Deus completa

30 anos, três décadas

de caminhada na direção do

futuro.

Parabéns ao Colégio Carlina,

à sua direção, a cada coordenador,

professor, auxiliar, a todos

o que fazem esse grande

Colégio por esse aniversário

tão especial, pelas vitórias,

e foram tantas, pelo sucesso

de sempre! Grande e fraternal

abraço aos colegas professores,

diretores, coordenadores,

toda a equipe administrativa

e de apoio. O Carlina merece

todos os aplausos.


Edição Maio 2022

31 de Maio de 2022

A 9

CETEPI-1 brilha na 16ª edição da mostra brasileira de foguetes

O Centro Territorial de

Educação Profissional de

Itaparica - CETEPI-1 – de

Paulo Afonso, Bahia, se fez

presente na 16ª Edição da

Mostra Brasileira de Foguetes

– MOBFOG 2022, onde

os alunos realizaram lançamentos

de foguetes feitos

com garrafa pet, usando

como propulsão água-ar ou

vinagre com bicarbonato

de sódio.

Essa atividade extraclasse

foi coordenada pelo Professor

de Física e Mestre

em Ensino de Astronomia,

Manoel Pereira, que

estimulou os alunos a

observarem os fenômenos

físicos que possibilitaram

a construção de

foguetes que levaram os

humanos ao espaço, bem

como as relações com

os conteúdos vistos em

sala, a exemplo das Leis

de Newton, aerodinâmica

dos foguetes, Cinemática,

Leis dos Gases e as Leis

da Termodinâmica.

Os lançamentos ocorreram

entre os dias 09 e 11 de maio

e alguns foguetes chegaram

a atingir a distância de

120m ou mesmo altura de

45m, quando lançados verticalmente.

"Este tipo de atividade, abre

portas para que os estudantes

vejam possibilidades

de adentrarem numa das

profissões ligadas com a

nova corrida espacial, onde

empresas privadas têm investido

na construção de

foguetes e tecnologias que

permitirão o turismo espacial,

oportunizando um

novo mercado de trabalho",

informou o professor Manoel

Pereira.

A 16ª edição da Mostra Brasileira

de Foguetes é uma

das iniciativas ligadas às

Olimpíadas Brasileira de Astronomia

– OBA, que será

realizada no dia 20 de maio

no CETEPI-1.

Para quem desejar assistir

os vídeos dos lançamentos

dos foguetes, é só procurar

pelas contas @sertaociencias

ou @colegiocetepi, no

Instagram.

Por: Manoel Pereira

Seduc se reúne com Coordenadores

Pedagógicos para apresentação

do Programa de (Re) Elaboração dos

Projetos Políticos Pedagógicos (PPP)

A equipe da Secretaria Municipal

de Educação (Seduc)

esteve reunida na última

sexta-feira (20), com os

Coordenadores Pedagógicos

da Rede Municipal de

Ensino para apresentação

do Programa de (Re) Elaboração

dos Projetos Políticos

Pedagógicos (PPP)

nas escolas dos municípios

baianos.

O programa conta com a

parceria da UNDIME-BA,

União Nacional dos Conselhos

Municipais de Educação

(UNCME), Universidade

Federal da Bahia

(UFBA) e o ITAÚ Social.

A proposta tem como objetivo

realizar uma ação

formacional conjunta para

que as escolas dos municípios

da Bahia possam (Re)

Elaborar seus PPP, tendo

o Referencial Curricular

como base, contemplando

a ampla participação da

comunidade escolar nesse

processo.

“Essas ações desempenhadas

pela Seduc demonstram

que o trabalho é incessante

em busca de melhorias para

o ensino-aprendizagem, e a

coletividade é um pilar seguro

para um trabalho participativo

e cheio de conquistas

socioeducacionais”, diz

a Secretária de Educação,

Elza Brito.

Ascom/PMPA

E viva o Tancredo,

fulgurante aos 52 anos

Ele nasceu Mulungu e assim

poderia ter permanecido. O

calvário final do presidente

eleito para a transição

entre o regime militar e a

plena democracia no Brasil

foi determinante para a

mudança do nome. Adolescente,

passou a se chamar

Tancredo Neves.

Rindo e cantando, célere e

ufano, nos diz o poeta, amadureceu.

E chega agora à

plenitude da vida – que desejamos

eterna; sem esclerose,

Alzheimer e desenganos.

Venceu o Tancredo. Pária

para alguns, depósito talvez

dos desprezados da sociedade,

exílio até para alguns

– um deles para “ficar com

os pobres” como castigo

de suposta insubordinação

-; assim venceram os que

acreditaram no futuro e na

grandeza de Paulo Afonso.

O bairro está bonito! Brilha

e fulgura aos 52 anos. Brilham

os seus moradores,

alma do complexo de bairros

em que se transformou

o Tancredo Neves. Nas suas

ruas largas, o ar puro da esperança

de dias melhores

vindo da caatinga próxima.

De bicicleta (incompreensivelmente

não se fala em

ciclovia), entre carros, carretas,

caçambas e tratores,

eles circulam. Vêm para a

ilha, trabalham para o engrandecimento

de Paulo

Afonso e, cansados do dever

cumprido, dormem a

noite para um novo dia de

trabalho e produção. Dos

que ficam, o trabalho de retaguarda

e sedimentação.

Por tudo que acaba de ser

dito, viva o Tancredo Neves.

Viva a integração de todos

os pauloafonsinos e viva a

esperança de dias cada vez

melhores para a cidade e

para o Brasil.

Francisco Nery Júnior


A10

Edição Maio 2022

31 de Maio de 2022

Paulo Afonso terá o tradicional desfile da emancipação em 28 de julho

e os ex-alunos do COLEPA também vão estar na Avenida

A cidade de Paulo Afonso

sempre viveu grandes

momentos nos festejos do

seu aniversário da emancipação

política, em 28 de

julho com programações

durante toda a semana do

evento como hasteamento

de bandeiras no início da

semana, cultos evangélicos

e missas em ações de graças

e atividades culturais na

rede escolar e em instituições

do município

A culminância dessas comemorações

acontece na

manhã do dia 28 de julho

com um grande desfile cívico

e alegórico de que participam

os colégios da rede

estadual na cidade e escolas

tanto da rede municipal

como particulares e muitas

outras instituições culturais.

É uma grande festa que leva

milhares de pessoas para a

Avenida Apolônio Sales todos

os anos.

Durante a pandemia,

esses eventos deixaram

de ser realizados por dois

anos.

Agora vão ser retomados

conforme ficou acertado

em reunião realizada

nesta quarta-feira, dia

11 de maio na Secretaria

Municipal de Educação

que é a responsável pela

coordenação geral dessa

programação.

Ali estiveram representantes

de escolas públicas,

particulares e instituições

diversas sediadas no município

numa reunião de planejamento

para essas comemorações,

com especial foco no

Desfile do dia 28 de Julho.

Segundo a Secretária de

Educação, Elza Brito, “foi

uma manhã de planejamento.

A gente traz nossos alunos

das redes privada, pública,

estadual e também

as instituições que representam

vários públicos da

cidade. Estaremos na avenida

festejando junto com a

comunidade e por isso, hoje

estamos alinhando com

eles como será todo esse

desfile”

Elza Brito também informou

que “o evento que

celebra os 64 anos de aniversário

de Paulo Afonso

vem com o tema “Desafios

enfrentados, esperanças renovadas”.

E acrescenta a Secretária

de Educação: “Paulo Afonso

completará 64 anos e é um

momento de festejar, depois

dessa pandemia que escolas

públicas, particulares e entidades

enfrentaram. Nós estamos

com um tema bem interessante,

trazendo para a avenida

essa retrospectiva do que todos

nós vivemos, enfrentando

esses desafios, mas sobretudo

trazendo essa esperança, essa

retomada, o recomeço das vidas

de todos nós”.

Ex-alunos do COLEPA também voltam à Avenida Apolônio Sales

Há vários anos os ex-

-alunos do COLEPA, organizados

na Associação de

Ex-alunos do COLEPA que

reúne ex-alunos, professores,

diretores e funcionários

de todas as unidades

de ensino da Chesf, a partir

de 1979 reunidas na unidade

COLEPA, têm participado

com muito entusiasmo

e alegria tanto do desfile

do dia 28 de Julho como

do 7 de Setembro.

Passado o período da

pandemia do Covid-19

que ceifou vidas mas teve

vitoriosos entre os ex-do-

-COLEPA, eles já se mobilizam

para também participarem

do desfile de 28

de julho.

Os que querem participar

já estão se inscrevendo

nos grupos de WhatsApp

– COLEPA DESFILE e AMI-

GOS DO COLEPA e confirmam

a sua participação

com a Administradora dos

Grupos a ex-COLEPA Thelma

Mariane. (WhatsApp -

75 98848-1452).

A Comissão organizadora

dos ex-do-COLEPA tem se

reunido periodicamente para

definir ações de participação

dos associados nesse Desfile

de 28 de Julho, como já têm

feito há vários anos. E já se

mostram muito animados

para também participarem

do desfile do dia 7 de setembro

e, naquele desfile, por ser

feriado nacional, certamente

muitos outros ex-do-COLE-

PA que moram em outros

lugares estarão se reencontrando

em Paulo Afonso.

Para avivar a memória de

todos nós, vejam essa matéria

da TV São Francisco

(Rede Globo/Bahia), com

imagens do cinegrafista

José Carlos Ferreira, também

ex-aluno do COLEPA,

do 2º Encontro de Ex-alunos

do COLEPA em 2013,

no YouTube.


Edição Maio 2022

31 de Maio de 2022

A 11

E Viva o Umbuzeiro que merece ter um dia só seu,

como dizia Clementino Heitor no Folha Sertaneja

e Euclides da Cunha em Os Sertões

Desde a sua primeira

edição, em 18 de fevereiro

de 2004, que

o jornal Folha Sertaneja

e, a partir do ano

seguinte, quando foi

criado, também o site

www.folhasertaneja.

com.br têm sido intransigentes

defensores de

ações de preservação

do meio ambiente, da

defesa do bioma caatinga,

onde o município

de Paulo Afonso

e centenas de outros

estão inseridos, da defesa

do rio São Francisco,

razão da vida

e desenvolvimento

de todo o Nordeste e

grande pedaço do Sudeste.

Assim, esses veículos

de comunicação

têm apresentado, com

muita frequência, matérias,

algumas contundentes,

sobre temáticas

associadas ao

meio ambiente.

Muitas dessas matérias,

tanto do site

como do jornal, mereceram

comentários

vigorosos de outros

defensores da natureza

e muitos desses

artigos foram depois

republicados no livro

Rio São Francisco em

Prosa e Versos, organizado

pelo professor

Antônio Galdino da

Silva e produzido pela

Academia de Letras de

Paulo Afonso, lançado

no ano de 2020.

Também a Academia

de Letras de Paulo

Afonso, que tem entre

suas finalidades, “a

preservação da história

e da memória desta

região amparando

as manifestações da

mesma natureza, inclusive

nas áreas das

ciências, das artes e

da Geografia”, tem se

manifestado, através

da produção de textos

diversos, livros, palestras

e eventos sobre a

necessidade premente

de se manter viva a

natureza que nos mantêm

vivos.

Um dos nossos

mais atuantes membros

da ALPA, o Professor

Francisco Nery

mantém um viveiro de

plantas em sua casa

e, constantemente é

visto plantando e estimulando

a plantação

de árvores em Paulo

Afonso e, nesse sentido,

já esteve mais de

uma vez, acompanhado

de outros membros

da ALPA, com o Secretário

Municipal de

Meio Ambiente, Ivaldo

Sales Jr. incentivando

intensificar esse plantio

de árvores na cidade

e até, em uma dessas

reuniões, de que

participei, foi sugerida

a criação de um

pequeno bosque no

entorno do Lago do

Belvedere, ao lado do

Obelisco que marca o

início da construção

da barragem Delmiro

Gouveia.

O Umbuzeiro, tão

vigorosamente defendido

por Euclides da

Cunha em seu livro “Os

Sertões”, também dá

nome a cidades como

São Sebastião do Umbuzeiro,

na Paraíba e

a serras como a nossa

Serra do Umbuzeiro,

no roteiro turístico de

Paulo Afonso.

Assim, é louvável

e digna de aplausos,

esta iniciativa de se fazer

o tombamento do

Umbuzeiro da Coreto,

da antiga Rua A, da

Chesf, embora os organizadores

do evento

tenham esquecido

de incluir a ALPA entre

os nomes citados.

Também não se pode

esquecer os nomes do

Dr. Amaury Meneses

que arborizou e criou

lagos no então Acampamento

da Chesf

com o apoio do seu fiel

escudeiro, o Sr. Manoel

José.

A propósito, na edição

Nº 02 do Jornal

Folha Sertaneja do dia

23 de março de 2004,

o jornalista Clementino

Heitor de Carvalho

escrevia o artigo que

reproduzimos a seguir

exatamente sobre a

necessidade, observada

por ele há mais de

18 anos atrás, da preservação

dessa árvore

símbolo do Nordeste

e de todo o bioma caatinga

que continua

sendo destruído e virando

cinzas nas fogueiras

dos festejos

juninos que se aproximam.

Nessa mesma edição

do Folha Sertaneja,

Clementino tem outro

artigo falando das

qualidades nutritivas

do umbu, a saborosa

fruta do umbuzeiro.

Muito interessante

refletir sobre o que

escreveu Clementino

Heitor de Carvalho,

conceituado jornalista

aposentado do jornal

A Tarde, de Salvador

e um dos pioneiros na

construção do jornal

Folha Sertaneja que,

há 18 anos, continua

na defesa do meio ambiente,

todo.

O Umbuzeiro merece ter um dia para ser comemorado

Aproveitando a

oportunidade da 20ª

Reunião da Associação

dos Prefeitos do Sertão

Baiano, em Paripiranga,

para lançar a ideia de

uma louvação anual do

Umbuzeiro. O Pau Brasil,

leguminosa que deu

o nome ao nosso País,

tem o seu nome comemorado

em 3 de maio.

O Umbuzeiro poderá

igualmente ganhar uma

data para ser lembrado

como “a árvore sagrada

do Sertão”. Esta foi

a definição criada por

Euclides da Cunha, por

considera-la sócia fiel

das rápidas horas felizes

e longos dias amargos

dos vaqueiros”.

O Dia do Umbuzeiro

coincidirá com o Dia da

Árvore, 21 de setembro,

tornando palpável, para

o nordestino, o sentido

das comemorações de

uma data que servirá

de marco anual da mobilização

permanente

para a defesa ecológica

do Sertão, de sua flora e

de sua fauna. E, concretamente,

contra o processo

de desertificação

da caatinga, que vai se

transformando em miniaturas

do Saara. O Dia

do Umbuzeiro também

poderá coincidir com a

data do nascimento do

seu cantor em prosa,

20 de janeiro (de 1866),

para a lembrança simultânea

do homem símbolo,

Euclides da Cunha, o

autor desse monumento

de nordestinidade que

são “Os Sertões”, e da

árvore símbolo do Sertão

Brasileiro.

A instalação de sementeiras

nos municípios

do semiárido por

iniciativa das respectivas

prefeituras e das suas

comunidades, será a

providência inicial destinada

a perpetuar o Umbuzeiro,

ameaçado de

extinção, como o bioma

Caatinga, pelos desmatamentos

e queimadas.

A distribuição de mudas

garantirá a presença

dessa árvore tão associada

ao Nordeste seco

e tão representativa da

Clementino Heitor de Carvalho

Jornal Folha Sertaneja Nº 2

23 de março de 2004

gente que nele vive, a

generosidade humana e

vice-versa.

Em 7 de setembro de

1978, o Pau Brasil foi declarado

Árvore Nacional

e o 3 de maio, Dia do Pau

Brasil, pela Lei nº 6.607.

Outra iniciativa, adotada

em 30 de julho de 1988

pelo professor Roldão de

Siqueira Fontes, que pertenceu

ao Colégio Agrícola

de São Lourenço,

da Universidade Rural

de Pernambuco (URPE),

deve ser estendida ao

Umbuzeiro, igualmente

sem fins lucrativos.

Como objetivo principal

da FNU, a implantação

de um bosque em

cada município sertanejo,

através de convênios

com prefeituras e

outras instituições e do

apoio do Ministério do

Meio Ambiente. Neste

caso, até significaria

uma resposta da ministra

Marina Silva aos que

a acusam de só pensar

na Amazônia, o que é

muito mas não é tudo

quanto ao ecologicamente

indispensável.

A semente da ideia

do Dia da Fundação do

Umbuzeiro está lançada

e o seu patrono é Euclides

da Cunha. Tem tudo,

portanto, para germinar.

Principalmente se contar

com a adesão da Associação

dos Prefeitos

do Sertão Baiano.

Av. Landulfo Alves, 276 | Centro | Paulo Afonso-BA

Tel.: (75) 3281.3030 | E-mail: ferrageiropa@ferrageiro.com.br

Casa O Ferrageiro nasceu em

Santana do Ipanema/AL

em 1922 e desde os anos

de 1970 sua filial

de Paulo Afonso ajuda

este município a crescer.


A12

Edição Maio 2022

31 de Maio de 2022

Faleceu, chegando aos 92 anos, o presbítero João Bezerra,

da 1ª Igreja Presbiteriana, pioneiro de Paulo Afonso

Faleceu na noite de 10 de

maio o presbítero João

Bezerra pioneiro de Paulo

Afonso e da 1ª Igreja Presbiteriana

de Paulo Afonso. No

final deste mês faria 92 anos

de idade.

João Bezerra nasceu em

Alagoinha, no município de

Delmiro Gouveia/AL em 30

de maio de 1930. Ainda na

década de 1960, ele já fazia

parte de uma Associação

de Homens da ainda

Congregação Presbiteriana

de Paulo Afonso, que havia

sido fundada em agosto de

1949.

Em 25 de julho de 1965,

quando foi organizada a

UPH – União Presbiteriana

de Homens, o Sr. João Bezerra

estava ao lado de Severino

Araújo, ainda mais

antigo que ele, João Galdino

da Silva, Valdemar Júlio

dos Santos, Athayde José

dos Santos, Elias Florentino

e outros, num total de 24

homens considerados sócios

fundadores desta União

Presbiteriana de Homens

da Congregação Presbiteriana

de Paulo Afonso que

foi elevada à condição de

Igreja Presbiteriana de Paulo

Afonso em 13 de abril de

1974, a 1ª Igreja Presbiteriana

que atualmente funciona

na Rua Duque de Caxias e

da qual o Sr. João Bezerra

foi presbítero por dezenas

de anos.

Ele já vinha doente há algum

tempo e teve pioras

nos últimos seis meses.

No final da tarde deste 9 de

maio passou mal, foi levado

ao HNAS mas não resistiu

e faleceu faltando 20 dias

para completar 92 anos.

A família decidiu que o seu

velório fosse realizado, a partir

da madrugada do dia 10

de maio, na 2ª Igreja Presbiteriana

de Paulo Afonso,

onde estão congregando

muitos dos familiares, dentre

eles uma das filhas, Ana Maria,

casada com Joabson Oliveira,

presbítero Secretário

do Conselho desta 2ª Igreja.

A 2ª Igreja Presbiteriana

está localizada no início

do Loteamento Sal Torrado,

Bairro Centenário, um

pouco depois do Casquetinho.

Na tarde do dia 10 de

maio foi realizado nesta 2ª

Igreja Presbiteriana o culto

fúnebre com a participação

dos familiares, os pastores

Juan (1ª IPPA), Welliton (2ª

IPPA) e Silas Jr. (3ª IPPA),

outros pastores, presbíteros

e membros de várias igrejas

evangélicas, além de amigos.

Dali saiu o féretro para

o sepultamento que aconteceu

no final da tarde no

Cemitério Pe. Lourenço Tori,

em Paulo Afonso/BA.

O Sr. João Bezerra deixa

uma grande descendência.

São dez filhos, Cristiana Bezerra,

Maria Cristina, Ana

Maria, Cristineide Bezerra,

Elioenai, Antônio Carlos,

Débora Bezerra, Denise

Bezerra, João Jefté e Ruth

Bezerra. São seis genros e

duas noras que lhe deram 21

netos e oito bisnetos.

Deixamos o nosso abraço e

o nosso sentimento de saudade

a todos os familiares

e amigos confiantes que o

Espírito Santo irá confortar

a todos porque “O Senhor

está perto dos que têm o

coração quebrantado e salva

os de espírito abatido.”

Paulo Afonso perde mais um grande educador.

Morre o Professor José Maria,

do Colégio Quitéria Maria de Jesus

Ele tinha apenas 65 anos

e ao longo de toda a sua

vida foi de inteira dedicação

à educação, à cultura,

a vida de Paulo Afonso e

mais acentuadamente ao

seu querido Bairro Tancredo

Neves onde atuou durante

décadas como Professor do

seu também muito querido

Colégio Estadual Quitéria

Maria de Jesus do qual foi

também eficiente diretor

por muitos anos.

Centenas de professores

saídos dos quadros do Magistério

daquela escola encontraram

no mesmo os caminhos

para também serem hoje

professores da rede pública e

privada de Paulo Afonso e de

cidades da região.

Agora, já no avançado

da noite recebo, com muita

tristeza pelas redes sociais,

a notícia do falecimento do

colega professor José Maria

de Souza, pauloafonsino

nascido em 11 de outubro de

1956, filho de Adauto Pereira

de Souza (Adauto Cearense)

que foi vereador da primeira

legislatura de Paulo

Afonso e de D. Maria Luiza

de Souza.

Professor José Maria de

Souza era licenciado em Estudos

Sociais e História pela

Faculdade de Formação de

Professores de Arcoverde,

em Técnicas Agrícolas pelo

Centro de Ensino Superior

de Paulo Afonso – CESPA,

que antecedeu à UNEB e

pós-graduado em Sociologia

pela Faculdade de Filosofia

de Caruaru.

Foi professor de 1º e 2º

graus no Colégio Sete de

Setembro e foi professor e

diretor do Colégio Estadual

Quitéria Maria de Jesus no

Bairro Tancredo Neves em

Paulo Afonso-BA.

As suas atividades na comunidade

de Paulo Afonso,

foram sempre muito intensas

tais como ter participado

da Coordenação da Exposição

do Modernismo da

Região de Paulo Afonso, ter

participado da Coordenação

de Catequese da Diocese

de Paulo Afonso, em 1984 e

1985. Foi também co-fundador

da APRPA – Associação

de Professores da Região de

Paulo Afonso, da NUPAEC

– Associação de Educadores

Cristãos Núcleo de Paulo

Afonso e do Festival Estudantil

de Música Popular em

Paulo Afonso.

Mais recentemente foi um

dos fundadores do site Tribuna

do Mulungu, dirigido

por Zé Ivandro.

Dentro das atividades do

Modernismo em Paulo Afonso,

escreveu em parceria

com sua esposa na época,

a poetiza Maria José, o livro

de poesias Conversando na

Vida que teve a apresentação

de D. Mário Zanetta.

O seu falecimento aconteceu

no início da noite

desse sábado, 21 de maio,

às 18:15 horas, vitimado

que foi ele por infarto do

miocárdio.

O corpo do Professor José

Maria de Souza foi velado na

quadra coberta do Colégio

Quitéria Maria de Jesus, no

Bairro Tancredo Neves, onde

ele foi professor e diretor por

muitos anos e o sepultamento,

no domingo, 22 de maio,

no Cemitério Padre Lourenço

Tori, em Paulo Afonso.

Durante a noite do dia 21

e todo dia 22 de maio, em

todos grupos e WhatsApp

e nas redes sociais, mensagens

de muito pesar pelo

falecimento desse grande

educador de Paulo Afonso.

O Professor Francisco Nery

publicou em suas colunas

nos sites ww.folhasertaneja.

com.br e www.pa4.com.br

uma linda mensagem em

homenagem ao colega professor

e que transcrevemos

a seguir.

Apresentamos o nosso

sentimento de solidariedade

à família do querido professor

José Maria e a nossa oração

que sejamos todos nós,

colegas professores, amigos

familiares, confortados

pelo Espírito Santo porque

cremos que “O Senhor está

perto dos que têm o coração

quebrantado e salva os

de espírito abatido.” (Salmos

34:18)

(Professor Galdino)

Professor José Maria,

um dos melhores dentre nós

Faleceu José Maria de

Souza, professor e ex-diretor

do Colégio Quitéria

Maria de Jesus. Colega e

amigo de Zé, fui pegado

de surpresa, embora a minha

mãe tenha me ensinado

que os bons morrem

cedo. No funeral, tocantes

as palavras do padre; sábias,

relevantes e oportunas.

Ele enalteceu a figura

do José Maria professor.

José Maria era uma daquelas

pessoas que gosto de

dizer ter inveja santa; se o

leitor não considerar isto

um paradoxo. Calmo e centrado,

sabia contornar dificuldades

e problemas. Decididamente,

a calma é uma

das virtudes dos justos.

Um pouco mais jovem que

Zé Maria, o escritor Álvares

de Azevedo faleceu

aos vinte anos sem, contudo,

deixar de nos legar

a pérola que segue embu-

Francisco Nery Júnior

tida na descrição do seu

romance Noite na Taverna

pelo apresentador:

“Duas mortes de amigos

afetaram a vida do poeta.

Em 1850, o estudante

Coelho Duarte cometeu

suicídio. Um ano depois,

ocorreu o falecimento de

João Batista Pereira Júnior.

No discurso do funeral,

Álvares de Azevedo

proferiu: ‘Cada ano uma

vítima se perde nas ondas

e a sorte escolhe sorrindo

os melhores dentre nós.’”

Do poema “Adeus, meus

sonhos!” de Álvares de Azevedo,

para, do leitor, gáudio,

prazer, gozo e enlevo:

“Adeus, meus sonhos, eu

pranteio e morro!

Não levo da existência

uma saudade!

E a tanta vida que meu

peito enchia

Morreu na minha triste

mocidade!”


Edição Maio 2022

31 de Maio de 2022

A 13

Hooray! Your file is uploaded and ready to be published.

Saved successfully!

Ooh no, something went wrong!