14.07.2022 Views

Celulose_56Web

Create successful ePaper yourself

Turn your PDF publications into a flip-book with our unique Google optimized e-Paper software.

Presidente da Veracel, fala sobre o presente e o futuro da empresa

Economia

Nova fábrica de celulose

no MS criará mais de 2000

empregos

Tecnologia

Novos sistemas de logística

otimizam o transporte de

celulose

Pronta para o futuro

Inauguração de nova fábrica

abre portas para crescimento

e conquista de novos mercados

Ready for the future

Inauguration of a new factory

opens the door to growth and

conquering new markets


CALDEIRAS

EQUIPAMENTOS

INDUSTRIAIS

AQUECEDORES DE

FLUÍDO TÉRMICO


www.bremer.com.br

H.Bremer, Há mais de

75 anos gerando energia térmica

para o mundo, com equipamentos

de alto padrão tecnológico.

A natureza

agradece

bremer@bremer.com.br

Fax: (47) 3525-1975 | Tel: (47) 3531-9000

R. Lilly Bremer, 322 - Bairro Navegantes

Rio do Sul - Santa Catarina


S U M Á R I O

28 Economia

Investindo no futuro

Investing in the future

18 Principal

Pronta para o futuro

Ready for the future

42 Tecnologia

Logística otimizada

Optimized logistics

04 Sumário

06 Editorial

08 Cartas

10 Novidades

24 Avanços e tecnologia

Bom para você, bom para o mundo

What’s good for you is good for the world

34 Informe

Start-up nova máquina tissue Damapel

The new Damapel tissue machine

36 Artigo

Clones de eucalipto na produção de celulose

Eucalyptus clones on pulp production

46 Prêmio REFERÊNCIA

Maior premiação do setor florestal

The principal award in the forest-based sector

52 Coluna

Indignação cidadã

Citizen outrage

56 Entrevista

Caio Zanardo

64 Calendário

04


SIZE

Prensa aplicadora de tinta

(size press) para ganho de

resistência na folha de papel,

como também melhorar a

lisura e printabilidade do

papel.

O uso em papéis de elevada

qualidade, tais como de imprimir e

escrever, deixa praticamanete

obrigatório o uso da Size Press

Para papéis de embalagem o ganho também é bem

grande pois permite utilizar folhas mais finas com a

mesma resistência mecânica e melhor aparência.

comercial@metalservice.ind.br

Rua Jacó Finardi, 1700

CEP: 89163-041 - Rio do Sul | SC

(47) 3520-1500

- MÁQUINAS DE PAPEL

- PREPARO DE MASSA

- TANQUES


E D I T O R I A L

REFERÊNCIA

Celulose & Papel

REFERÊNCIA Celulose & Papel

Mais e melhor

A evolução contínua da tecnologia no setor de

celulose e papel tem levado a indústria a lugares

nunca imaginados anteriormente. A necessidade

gerada por um mercado consumidor cada mais

ávido por soluções sustentáveis e que protegem o

ambiente tem impulsionado esse crescimento. E

a cada dia podemos testemunhar como a indústria

tem trabalhado para estar mais próxima de

soluções eficientes e que atendam os consumidores

com qualidade. Nesta edição, o leitor confere

os detalhes da inauguração da nova fábrica

da IBS – Paper Performance Group, para seus

clientes brasileiros com eficiência e rapidez, os

investimentos crescentes no Mato Grosso do Sul,

as tecnologias que têm melhorado a logística do

transporte de celulose e uma entrevista exclusiva

com Caio Zanardo, presidente da Veracel Celulose,

falando sobre a empresa, carreira e futuro do

setor. Ótima leitura.

More and better

The continued evolution of technology in the

Pulp and Paper Sector has driven the industry to

places not even imagined before. Furthermore,

the need generated by a consumer market increasingly

eager for sustainable and environmentally

friendly solutions has driven this growth. And

every day, we can witness how the industry has

worked to be the closest to efficient solutions that

serve consumers with quality. In this issue, the reader

checks the details of the inauguration of the

new IBS – Paper Performance Group factory for

its Brazilian customers efficiently and quickly, the

growing investments in Mato Grosso do Sul, and

the technologies that have improved the logistics

of pulp transport. Furthermore, there is an exclusive

interview with Caio Zanardo, President of

Veracel Celulose, talking about the Company, his

career, and the Sector’s future. Pleasant Reading!

EXPEDIENTE

JOTA EDITORA

Diretor Comercial / Commercial Director: Fábio Alexandre Machado (fabiomachado@revistareferencia.com.br) • Diretor Executivo / Executive Director:

Pedro Bartoski Jr (bartoski@revistareferencia.com.br) • Redação / Writing: Vinicius Santos - (jornalismo@revistareferencia.com.br) • Dep. de Criação

/ Graphic Design: Fabiana Tokarski - Supervisão, Crislaine Briatori Ferreira, Gabriela Bogoni, Larissa Purkotte (criacao@revistareferencia.com.br)

• Midias Sociais / Social Media: Cainan Lucas • Tradução / Translation: John Wood Moore • Dep. Comercial / Sales Departament: Gerson Penkal,

Carlos Felde (comercial@revistareferencia.com.br) • Fone: +55 (41) 3333-1023 • Representante Comercial: Dash7 Comunicação - Joseane Cristina

Knop • Depto. de Assinaturas: Cristiane Baduy (assinatura@revistareferencia.com.br)

A Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL é uma publicação da JOTA EDITORA

Rua Maranhão, 502 Água Verde - Cep: 80610-000 - Curitiba (PR) - Brasil

Fone/Fax: +55 (41) 3333-1023

www.jotaeditora.com.br

ASSINATURAS

0800 600 2038

Publicações Técnicas da JOTA EDITORA

06

Veículo filiado a:

A Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL é uma publicação trimestral

e independente, dirigida aos produtores e consumidores de bens e serviços

em celulose e papel, instituições de pesquisa, estudantes universitários, orgãos

governamentais, ONG’s, entidades de classe e demais públicos, direta e/ou

indiretamente ligados ao segmento. A Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL

não se responsabiliza por conceitos emitidos em matérias, artigos ou colunas

assinadas, por entender serem estes materiais de responsabilidade de seus autores.

A utilização, reprodução, apropriação, armazenamento de banco de dados,

sob qualquer forma ou meio, dos textos, fotos e outras criações intelectuais da

Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL são terminantemente proibidos sem

autorização escrita dos titulares dos direitos autorais, exceto para fins didáticos.

Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL is a quarterly and an independent publication

directed at the producers and consumers of the good and services of the pulp and paper industry,

research institutions, university students, governmental agencies, NGO’s, class and other entities

directly and/or indirectly linked to the segment. Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL does not

hold itself responsible for the concepts contained in the material, articles or columns signed by

others. These are the exclusive responsibility of the authors, themselves. The use, reproduction,

appropriation and databank storage under any form or means of the texts, photographs and

other intellectual property in each publication of Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL is

expressly prohibited without the written authorization of the holders of the authorial rights.


INOX CONEXÕES com grande história e tradição, atua há 26 anos no

segmento de conexões, tubos, válvulas e acessórios em aço inoxidável,

aço carbono e ligas de aço. Localizada em São Paulo, tem como objetivo

atender a toda e qualquer necessidade de seus clientes nos mais diversos

segmentos: Indústria química, alimentícia, farmacêutica, papel e celulose, óleo e

gás. Composta por profissionais qualificados, trabalhamos visando a satisfação de

nossos clientes. Dispomos de um sistema de gestão conforme norma ISO 9001, e somos

qualificados no sistema CRC da Petrobras.

R. Ijucapirama, 98 Jardim Santa Teresinha | São Paulo - SP

(11) 2723 2020 | contato@inoxconexoes.com.br

www.inoxconexoes.com


Realidade virtual é usada

como ferramenta para

treinamento

C A R T A S

Patrícia Kaji, pesquisadora em celulose, papel e embalagens do IPT

A Revista da Indústria de Celulose e Papel www.celulosepapel.com.br

Ano XV - n. 55 - 2022

Tecnologia

Transporte

Investimento em ampliação

portuária facilita operação

e escoamento de cargas

Linha completa

Indústria ganha destaque em fabricação

de conexões nacionais e aumento de

distribuição de tubos e válvulas.

Complete line

A Brazilian company gains

prominence in the manufacture

of connections and increased

distribution of pipes and valves.

Capa da Edição 55 da

Revista CELULOSE & PAPEL

Imagem: reprodução Imagem: reprodução

CAPA

Por Antônio Amaral, Lages (SC)

A visão e o planejamento da empresa fizeram com que ela estivesse um

passo, ou vários, à frente de seus concorrentes. Junto com a qualidade

dos produtos, fazem a empresa estar num lugar de destaque.

AVANÇOS E TECNOLOGIA

Por Mauro Santini, Londrina (PR)

Espero que logo a tecnologia evolua para que esses carros possam se tornar

competitivos no mercado. É uma alternativa sustentável e ecológica para o

transporte, sem dúvida!

ENTREVISTA

Por Maria Oliveira, São Paulo (SP)

Temos que valorizar cada vez mais os pesquisadores, pois o trabalho

deles é que nos leva para o futuro.

TECNOLOGIA

Por André Cavalcanti

Para quem acha que esse tipo de aparelho é só para diversão, esse tipo de

notícia ajuda muito a mudar a forma como vemos e analisamos o mercado.

Parabéns pela iniciativa!

Imagem: reprodução Imagem: reprodução

Leitor, participe de nossas pesquisas online respondendo os e-mails enviados por nossa equipe de jornalismo.

As melhores respostas serão publicadas em CARTAS. Sua opinião é fundamental para a Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL.

revistareferencia@revistareferencia.com.br

08


Flex, Empresa que

A Flex atua em serviços de curta,

média e longa duração em todo o

território nacional, em paradas

técnicas de manutenção, revamp

de equipamentos, ampliações de

fábricas, montagem de novas

plantas, fabricações e soluções

customizadas.

ESPECIALIZADA EM MONTAGEM ELETROMECÂNICA,

INSTRUMENTAÇÃO E AUTOMAÇÃO, A FLEX ATUA

NAS SEGUINTES ÁREAS:

Papel e Celulose Petroquímicas Fertilizantes

Cimenteiras Siderurgia Automobilística

Alimentícias

Caldeiras de Força e Recuperação

www.flexmanutencao.com.br

Rodovia BR 116, 20905 – Pinheirinho | Curitiba – PR

Fones: (41) 3089-1365 | 3089-1465

e-mail: comercial@flexmanutencao.com.br

Montagem Eletromecânica e Manutenção Industrial


N O V I D A D E S

Treinamento especial

Em maio foi realizado o 4º Workshop de Embalagens de Papel,

evento presencial e gratuito para associados da ABTCP (Associação

Brasileira Técnica de Celulose e Papel) e da Empapel (Associação

Brasileira de Embalagens em Papel). Um dos palestrantes dessa

edição do Workshop foi Jacques Gimenes, engenheiro químico com

pós-graduação em Economia e Meio Ambiente, e com 15 anos de

experiência em fabricação de papel e cartão, além de expertise em

matérias-primas para papel e aplicações especiais. Gimenes falou

sobre a utilização de tecnologias de retenção e drenagem, com foco

no aumento de taxa de produção, visando o atual cenário do setor. Um dado importante destacado por ele, foi

que, em âmbito global, nos últimos 10 anos, houve crescimento de 6% na produção de papel, sendo 23% em materiais

para embalagens. Tendências como sustentabilidade e segurança promoveram esse crescimento, sendo que

a pandemia da Covid-19 se tornou outro fator de alavancagem no consumo de papel através do e-commerce e do

delivery. “Com as demandas mundiais por embalagens e produtos mais sustentáveis (ambientalmente e economicamente),

os produtos florestais tornaram-se protagonistas no mercado de embalagens rígidas e flexíveis”, afirmou

Jacques. Entre os desafios, Gimenes ressaltou um mercado com precificação instável e mais exigente, de modo que

informações precisas que possam potencializar o incremento de produção se tornam bem-vindas. “Nesse cenário, o

segmento de embalagens de papel passou a ser pressionado por maiores volumes, aumento de custo e adequações

para substituição de embalagens com maior pegada de carbono”, concluiu Jacques.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Sucesso no campo

A Klabin, maior produtora nacional de papéis para embalagens,

foi reconhecida pela EMBRAPA (Empresa Brasileira de Pesquisa

Agropecuária) por seu processo de inovação com relação a tecnologias

desenvolvidas para o manejo de pragas. A companhia firmou

uma parceria com a EMBRAPA há 30 anos para combater a vespa da

madeira (Sirex noctilio), espécie que atingiu as plantações de pinus

no Brasil. Após uma série de pesquisas, a Klabin optou por usar

sistemas de controle biológico. Um deles é baseado no uso de um

nematóide que, quando injetado na madeira, entra em contato com

as larvas da praga e a esteriliza. Outra técnica consiste em soltar em

campo inimigos naturais da vespa da madeira, como a Ibália leucospoides

e Megarhyssa nortony, introduzidas no Brasil em meados

da década de 90. Com as metodologias, foi possível alcançar uma

redução expressiva da taxa de mortalidade causada pela vespa da

madeira, que passou de 60% para 1%. “O documento emitido pela

Embrapa, em reconhecimento ao nosso trabalho, reforça a importância

do desenvolvimento de técnicas de controle biológico para

o aumento da produtividade no campo”, comenta Bruno Afonso

Magro, gerente de pesquisa e desenvolvimento florestal da Klabin.

10


Cuidado social

A Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos

desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto,

vai capacitar 150 micro e pequenos empresários dos

municípios de Água Clara (MS), Campo Grande (MS),

Inocência (MS), Ribas do Rio Pardo (MS) e Três Lagoas

(MS). A iniciativa é realizada por meio do Semear

(Programa de Desenvolvimento e Capacitação de Micro

e Pequenos Fornecedores) em parceria com o Sebrae

(MS), com o objetivo de fortalecer o setor e contribuir

com o desenvolvimento das regiões contempladas. As

inscrições para a capacitação já podem ser feitas na sede da FIEMS (Federação das Indústrias de Mato Grosso do

Sul), durante o evento Empreendedores do Cerrado, organizado pela Suzano, Sistema FIEMS, SEBRAE e Governo

do Estado de Mato Grosso do Sul, por meio da SEMAGRO (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento

Econômico, Produção e Agricultura Familiar). Na ocasião, a empresa também apresentou as oportunidades

de negócios que serão geradas durante e após a construção da sua nova fábrica em Ribas do Rio Pardo. Segundo o

diretor de Engenharia da Suzano, responsável pela construção do empreendimento em Ribas do Rio Pardo, Maurício

Miranda, a Suzano reafirma o compromisso com o desenvolvimento da cadeia econômica local, em especial

os pequenos negócios. “Por meio dessas e outras ações, e com um olhar sustentável em tudo o que fazemos,

ajudamos a gerar maior valor à rede de fornecedores locais. Quando contratamos serviços e adquirimos produtos,

também damos prioridade a eles pensando nesse compromisso com a região onde operamos”, explicou Maurício.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

A força delas

A Kimberly-Clark anunciou recentemente que

foi nomeada uma das 75 Melhores Empresas para

Mulheres Executivas pela Seramount, pelo sexto

ano consecutivo. A lista reconhece as corporações

sediadas nos EUA (Estados Unidos da América) que

defendem o avanço das mulheres em cargos de

liderança, com foco no planejamento de sucessão,

paridade salarial de gênero, programas de benefícios

e políticas de trabalho flexíveis. Mike Hsu,

presidente e CEO da Kimberly-Clark valorizou a

manutenção da empresa entre as melhores para executivas de alto nível. “Este reconhecimento reflete nosso

compromisso em aumentar a representação de mulheres em cargos de liderança em toda a empresa e em nutrir

um ambiente de trabalho inclusivo e flexível, onde todos os nossos funcionários prosperem”, destacou Mike. De

acordo com a companhia, a conquista foi possível graças ao desenvolvimento e promoção de políticas inovadoras

que apoiam os funcionários à medida que eles equilibram a carreira e as responsabilidades familiares. A

empresa possui uma política de trabalho flexível, que capacita os colaboradores para cumprir as responsabilidades

do trabalho da maneira que funciona melhor para eles. Assim, cria acordos de trabalho individualizados que

podem incluir horário e locais flexíveis, compartilhamento de trabalho e redução voluntária de horas.

11


N O V I D A D E S

Foto: divulgação

Plástico com os

dias contados

Uma equipe de investigadores liderada pela UC

(Universidade de Coimbra) desenvolveu um substituto

do plástico a partir de nanocelulose combinada com um

mineral fibroso, totalmente biodegradável e biocompatível,

com várias aplicações, por exemplo, em embalagens

alimentares e impressões eletrônicas, abrindo portas à

fabricação de plásticos mais sustentáveis. O novo material

foi desenvolvido ao longo dos últimos 3 anos, em parceria

com o IPT (Instituto Politécnico de Tomar) e a UBI (Universidade

da Beira Interior), e com a colaboração da empresa

espanhola TOLSA, no âmbito do projeto “FilCNF: Nova

geração de filmes compósitos de nanofibrilas de celulose

e partículas minerais como materiais de elevada resistência

mecânica e propriedades de barreira a gases”, financiado,

no valor de € 190 mil, pela FCT (Fundação para a

Ciência e a Tecnologia) e pelo FEDER (Fundo Europeu de

Desenvolvimento Regional). Segundo José Gamelas e Luís

Alves, coordenador do projeto e pesquisador principal do

estudo, respectivamente, esta nova solução ecológica, que

na prática se traduz em uma nova classe de filmes compósitos,

foi produzida a partir de nanocelulose, obtida através

de processos mecânicos, químicos e enzimáticos, combinada

com um mineral fibroso, um recurso geológico que

permite a redução de custos e a melhoria de propriedades

mecânicas e de barreira muito importantes. “Mecânicas,

porque estes filmes têm de ser resistentes, e de barreira,

dado que estes filmes têm de possuir impermeabilidade

aos gases, ou seja, resistência ao ambiente”, afirmam os

pesquisadores.

12

Papelão

ondulado

em queda

O Boletim Estatístico Mensal da EMPAPEL

(Associação Brasileira de Embalagens de Papel)

aponta que o IBPO (Índice Brasileiro de

Papelão Ondulado) caiu 0,9% em maio, na

comparação com o mesmo mês do ano anterior,

para 150,5 pontos (2005=100). Em

termos de volume, a expedição de caixas,

acessórios e chapas de papelão ondulado

alcançou de 337.847t (toneladas), o segundo

maior volume para os meses de maio.

O volume de expedição por dia útil foi de

12.994t em maio, uma queda de 4,7% na

comparação interanual, com maio de 2022

registrando um dia útil a mais que maio de

2021 (26 dias úteis x 25 dias úteis). Nos

dados livres de influência sazonal, o Boletim

Mensal de maio registra a terceira alta

consecutiva do IBPO, agora de 1,4%, para

147,6 pontos, maior nível desde setembro

de 2021 (148,2 pts.). Na mesma métrica, o

volume expedido de papelão ondulado foi

de 330.819t. A expedição por dia útil foi de

12.724t, uma queda de 6,4% em relação ao

mês anterior.

Foto: divulgação


N O V I D A D E S

Cuidado com

a natureza

A próxima temporada reprodutiva das

tartarugas marinhas no sul da Bahia, que

ocorre anualmente entre setembro e abril,

já contará com o novo Centro de Reabilitação

de Quelônios. Ele estará em plena

operação no Terminal Marítimo de Belmonte.

O centro será o único na região autorizado a reabilitar esses animais para que possam ser reinseridos no

meio ambiente. A instalação está sendo construída pela Veracel Celulose, que também fará a gestão do centro

juntamente com um veterinário e equipe especializada. Ele também será habilitado para diagnosticar as causas

de mortes das tartarugas. Além disso, será possível gerar indicadores que contribuirão com novas ações de educação

ambiental e de proteção das espécies no sul da Bahia. Por temporada, são registradas uma média de 50

a 70 mortes de tartarugas que passarão a ser necropsiadas e investigadas, a depender do estado de decomposição.

Tarciso Matos, coordenador de Meio Ambiente da Veracel Celulose, destaca que o centro terá capacidade

para reabilitar quatro animais ao mesmo tempo, muitos inclusive de espécies ameaçadas de extinção. Será a

peça que faltava em nosso trabalho do Programa de Monitoramento de Quelônios já realizado desde 2005 pela

Veracel em 35 km (quilômetros) de praias do sul da Bahia. “Além disso, entender a causa da morte das espécies

na nossa região nos permitirá realizar análises mais profundas sobre o que vem acontecendo com as tartarugas.

Nos possibilitará também, contribuir efetivamente com a ciência nos estudos sobre preservação das espécies”,

defende Tarciso.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Investimento em

sustentabilidade

A foodtech iFood e a XPRIZE, que atua em

competições de prêmios para acelerar avanços que

beneficiam a sociedade, formalizam parceria para

arrecadar US$ 20 milhões e realizar uma competição

que estimulará inovações para o desenvolvimento de

uma embalagem circular de alimentos para reduzir o

impacto ambiental. O concurso de embalagens circulares

para alimentos será focado na pesquisa e desenvolvimento

de embalagens biodegradáveis, flexíveis e de base biológica, como sacolas plásticas e filmes PVC.

As propostas devem ser sustentáveis em grande escala, seguros para o consumo humano e para o ambiente. O

prêmio total será de US$ 10 milhões para as equipes selecionadas por juízes terceiros com base nas diretrizes

do prêmio. O primeiro colocado receberá US$ 6 milhões, o segundo US$ 2 milhões e o terceiro US$ 1 milhão.

Além disso, também será concedido US$ 1 milhão para os Milestone Prizes – prêmios concedidos para apoiar

soluções de dimensionamento aos participantes que cumprirem metas ao longo da competição.

14


N O V I D A D E S

Novas

possibilidades

Lançamento

especial

Foto: divulgação

A Klabin está lançando uma nova versão

de seu papel cartão direcionado a embalagens

de bebidas (multipack), o Klamulti, que passa

a levar celulose MF (microfibrilada) na composição.

A novidade, liderada pelos times de

Desenvolvimento de Produtos e do Centro de

Tecnologia da companhia, foi produzida na

planta de MFC, localizada em Telêmaco Borba

(PR). De acordo com a empresa, os desenvolvimentos

comprovaram que a adição de

MFC na composição do papel cartão melhora

significativamente as propriedades e o desempenho

do produto. Assim, é possível reduzir a

sua gramatura e utilizá-lo na criação de embalagens

mais leves e resistentes, melhorando a

eficiência do material. O processo de produção

da MFC desenvolve o micro-fibrilamento

das paredes das fibras de celulose, permitindo

maior área de ligação entre elas, aumentando,

assim, a resistência mecânica do papel. Flavio

Deganutti, diretor do Negócio de Papéis da

Klabin, explica que as linhas de papel cartão

da Klabin utilizam diferentes composições

de fibras para garantir a melhor relação entre

rigidez, estrutura, resistência e qualidade de

impressão para versão do portfólio foi cuidadosamente

desenvolvida para produzir os

melhores resultados nos processos dos nossos

clientes. “Potencializar essas qualidades com a

otimização de recursos é um diferencial para

a companhia”, ressalta.

A Irani Papel e Embalagem S.A., uma das principais

indústrias de papel e embalagens sustentáveis

do Brasil, segue inovando e ampliando a oferta de

soluções mais seguras no mercado. A linha antimicrobiana,

inicialmente aplicada no papel utilizado

na produção de caixas e chapas de papelão ondulado,

agora está disponível também em bobinas

de papel (linha BagKraft). O objetivo é expandir

o produto para empresas de diferentes segmentos

e intensificar a proteção contra a transmissão de

fungos, bactérias e vírus. A linha antimicrobiana foi

a primeira embalagem de papel com tecnologia

antiviral, antibacteriana e antifúngica do Brasil. Desenvolvida

pela área de Pesquisa e Desenvolvimento

da Irani em parceria com a Nanox Tecnologia,

empresa especializada em materiais inteligentes,

nanotecnologia e antimicrobianos, sua produção

se concentra nas unidades de papel e embalagem

da companhia localizadas no município de Vargem

Bonita, interior de Santa Catarina. O produto,

fabricado com matéria-prima reciclada, conta com

componentes atóxicos com íons de prata, que

criam uma barreira de proteção e inativam fungos,

bactérias e vírus da superfície da embalagem, garantindo

assim mais higiene, saúde e proteção aos

produtos que acomoda e também às pessoas que

manuseiam a embalagem. A solução tem como

diferencial ainda a durabilidade, já que a proteção

antimicrobiana permanece ativa durante toda

a vida útil do papel e da embalagem, mesmo se

entrar em contato com outras substâncias.

Foto: divulgação

16


+

Sistemas de Câmeras Papertech

para Controle da Qualidade

DEWATERING

DEWATERING

Software de Monitoramento de

Quebras e Inspeção, câmeras, e

iluminação

Fornecedor preferido na indústria de Papel & Celulose

por mais de 25 anos

A Papertech é o fornecedor líder do setor de sistemas de monitoramento de máquina

Papertech, combinando captura de eventos de quebra (WMS) e inspeção da folha (WIS),

ajuda os fabricantes de papel e tissue em todo o mundo a otimizar a qualidade do papel

Seus Benefícios:

encontra rapidamente a causa raíz de quebras e defeitos

reduz o tempo de inatividade da máquina devido à quebras de folha

manutenção fácil com componentes comuns do mercado

iluminação WebLED de alta eficiência para todas as aplicações

sistemas escaláveis para todas as aplicações de papel e tissue

Energia & Performance

Sistemas de Desaguamento

Guias de Tecidos & Tensores

Raspadores & Chuveiros

Produtos Especiais

Consumíveis de Engenharia

Serviços Tecnológicos

Para mais informacoes:

IBS do Brasil Tecnologia em Papel Ltda.

+55-19-99820-1055 • c.toledo@ibs-ppg.com.br

www.ibs-ppg.com • www.papertech.ca


P R I N C I P A L

PRONTA PARA

O FUTURO

MULTINACIONAL

AUSTRÍACA INAUGURA

NOVA FÁBRICA PARA

AMPLIAR A CAPACIDADE

PRODUTIVA E ATENDER

SEUS CLIENTES DE MANEIRA

MAIS RÁPIDA

Fotos: Emanuel Caldeira

Ready for

the future

AN AUSTRIAN MULTINATIONAL

INAUGURATES A NEW PLANT

TO EXPAND PRODUCTION

CAPACITY AND SERVE ITS

CUSTOMERS FASTER

18


19


P R I N C I P A L

Dar os primeiros passos e se estabelecer

no mercado é um desafio que só é

vencido com trabalho, dedicação, planejamento

e competência. Transformar

a empresa em uma referência internacional

e se tornar um dos líderes

do seu segmento é motivo de grande orgulho. Esse é

o caso da IBS Paper Performance Group, que fabrica

acessórios e equipamentos dedicados à produção de

celulose e papel, que suprem toda a cadeia produtiva

de seus clientes.

A IBS é uma multinacional austríaca, com 19 subsidiárias

e mais de 750 funcionários em suas fábricas

na Europa, América do Sul, América do Norte e Ásia.

É uma empresa de gestão familiar, fundada por Heinrich

Bartelmuss e que hoje tem como diretor presidente

seu filho, Klaus Bartelmuss. Com 55 anos de

história, a IBS é considerada como uma das líderes

do segmento de revestimentos cerâmicos para as fábricas

de papéis de todos os tipos. Conta com uma

linha de mais de 80 produtos, como réguas cerâmicas,

coberturas cerâmicas e outros produtos, como a

iTable, equipamento desenvolvido pela IBS para levar

aos seus clientes maior produtividade, economia nos

processos produtivos e redução do consumo de insumos

para a produção de papel em grande escala.

T

aking the first steps and establishing

yourself in the market is a challenge that

is only overcome with work, dedication,

and planning. However, transforming a

company into an international reference

and becoming one of the leaders of its segment is a

source of great pride. This is the case of the IBS Paper

Performance Group, which manufactures and supplies

accessories and equipment dedicated to pulp and

paper production for customers in the entire production

chain.

IBS is an Austrian multinational with 19 subsidiaries

and more than 750 employees in its factories in

Europe, South America, North America, and Asia.

It is a family-run company founded by Heinrich

Bartelmuss, and today, his son, Klaus Bartelmuss, is

President. With 55 years of history, IBS is regarded as

one of the leaders in the ceramic coatings segment for

paper factories of all kinds. It has a line of more than

80 products, such as ceramic rulers, ceramic coatings,

and other products, such as iTable, equipment

developed by IBS to provide its customers with greater

productivity, savings in production processes, and

reduction of the consumption of inputs for large scale

paper production.

20


Apresentação da cerimônia de inauguração

NO BRASIL

A IBS está presente no Brasil desde 2007 e nesses

15 anos a empresa conquistou mais de 300 parceiros

em todo o país. Com a alta qualidade dos produtos e

foco no desenvolvimento de soluções personalizadas,

a empresa viu seu faturamento e número de funcionários

mais do que dobrar nos últimos 5 anos.

A nova fábrica tem como objetivo atender de maneira

mais rápida e efetiva os clientes da empresa.

Hubert Gnezda, diretor financeiro global da IBS PPG,

explica que essa visão de proximidade com os clientes

é uma filosofia da IBS, que agora pode ser trazida

também para o mercado sul-americano. “Se nosso

cliente tem alguma necessidade, queremos estar próximos

e atendê-los de forma rápida e efetiva”, ressalta

Hubert.

Vanderlei Santos Silva, diretor técnico e de vendas

da IBS no Brasil, explica que o crescimento da empresa,

principalmente no Brasil, foi o que abriu as portas

para o investimento na nova instalação. “A IBS Brasil

é a quinta maior fábrica do grupo e os resultados recentes,

tanto para o Brasil, quanto para América do

Sul, fizeram do novo espaço uma realidade”, enaltece

o diretor técnico e de vendas da IBS no Brasil.

Vanderlei ainda revela o planejamento ambicioso da

empresa para curto e médio prazo, mas destaca o

que a IBS já tem feito na última década. “Aspiramos

crescer e dobrar nossa produtividade até 2027, aliados,

principalmente, com crescimento da produção

de componentes para a produção de papel para embalagens”,

vislumbra.

IN BRAZIL

IBS has been present in Brazil since 2007, and in

these 15 years, the Company has established more

than 300 commercial partnerships throughout the

Country. With the high quality of products and focus

on developing customized solutions, the Company

has seen its revenue and number of employees more

than double in the last five years.

The new factory aims to serve the Company’s

customers faster and more effectively. Hubert Gnezda,

Director of Finance for IBS PPG, explains that this

vision of proximity to customers is a philosophy of IBS,

which can now be brought to the South American

market. “If our customer has any need, we want to be

close and serve them quickly and effectively,” Gnezda

says.

Vanderlei Santos Silva, Technical and Sales Director

for IBS in Brazil, explains that the Company’s

growth, especially in Brazil, opened the door to

investment in the new facility. “IBS Brasil is the fifth

largest factory in the group, and recent results, both

for Brazil and South America, have made the new

space a reality,” highlights IBS’s Technical and Sales

Director in Brazil. Silva also reveals the Company’s

ambitious short- and medium-term planning, which

follows what IBS has already accomplished over the

last decade. “We aspire to grow and double our productivity

by 2027, mainly combined with the growth

of component production for the production of paper

for packaging,” he envisions.

21


P R I N C I P A L

NOVA FÁBRICA

A inauguração da fábrica em Nova Odessa (SP),

foi um grande evento, que contou com a presença de

funcionários, clientes, representantes do setor público

e da alta diretoria da empresa, como Klaus Bartelmuss,

que fez sua primeira visita ao Brasil, justamente

para esse evento. A cerimônia aconteceu na sede da

empresa, onde os visitantes puderam conhecer as novas

instalações da IBS Brasil.

Klaus Bartelmuss, aproveitou sua apresentação

para valorizar o crescimento do mercado de papel

e celulose no Brasil e reforçar os planos da empresa

para o mercado local e países vizinhos. “É nosso

primeiro grande passo para nos tornarmos o líder no

segmento que atendemos”, salientou Klaus.

O presidente tem uma visão otimista para o mercado

de celulose e papel e vê uma ótima oportunidade

para a IBS continuar crescendo. “O papel tem

ocupado cada dia mais o espaço do plástico e para

atender essa demanda, máquinas papeleiras precisam

ser melhoradas, para isso estamos ampliando

nossa capacidade produtiva”, completou Klaus.

O embaixador da Áustria no Brasil, Stefan Scholz,

esteve presente e conversou com a reportagem. Para

o embaixador, a expansão de empresas austríacas

para novos mercados é chave para o fortalecimento

da economia e dos laços entre os países. “Nossa

economia era muito fechada até meados dos anos

1990, mas nesses quase 30 anos de abertura, vimos

oportunidades importantes para gerar empregos e

movimentar a economia em mercados que tínhamos

menos contato”, valorizou Stefan.

O prefeito de Nova Odessa, Cláudio Schooder,

NEW FACTORY

The plant’s inauguration in Nova Odessa (SP) was

a major event, which employees, customers, representatives

of the public sector, and the Company’s top

management attended, including Klaus Bartelmuss,

who made his first visit to Brazil and the new headquarters

precisely for this event. The ceremony occurred

at the Company’s offices, where visitors could visit

the new IBS Brazil facilities.

Company President Bartelmuss took advantage of

his presentation to emphasize the growth of the pulp

and paper market in Brazil and the Company’s plans

for the local market and neighboring countries. “It’s

our first big step towards becoming the leader in the

segment we serve,” highlights Klaus Bartelmuss.

The President has an optimistic vision for the pulp

and paper market and sees this growth as an opportunity

for IBS to continue growing. “More and more,

Paper is occupying the space held by plastic, and

meeting this demand, and paper machines need to be

improved. For this, we are expanding our production

capacity,” Klaus Bartelmuss adds.

Stefan Scholz, Austrian Ambassador to Brazil,

was present and spoke with our reporters. For the

Ambassador, expanding Austrian companies to new

markets is key to strengthening his Country’s economy

and the ties between countries. “Our economy was

very closed up to the mid-1990s, but in the nearly 30

years after opening up, we have seen many important

opportunities to generate jobs and move the economy

in markets we had less contact with,” Scholz says.

The new factory was built in an industrial center

developed in Nova Odessa to attract large companies

Klaus 22 Bartelmus, Mark Bartelmuss e Marc Kaddoura,

durante a inauguração da nova fábrica

Dr. Stefan Scholz (à esq.) consul da Áustria no Brasil

prestigiou a inauguração da fábrica em Nova Odessa

(SP), assim como os diretores da Hergen, Germano

Emílio Purnhagen e William Rodrigues dos Santos


Diretoria reunida: Andreas Muhr, Vanderlei Santos Silva,

Marc Kaddoura, Stefan Scholz, Klaus Bartelmuss,

Mark Bartelmuss e Hubert Gnezda, na preparação

para a inauguração da fábrica

conhecido como Leitinho, também esteve presente

na inauguração da fábrica, construída em um polo

industrial desenvolvido para atrair grandes empresas

para a cidade paulistana. “Ficamos muito felizes com

a inauguração, que é uma conquista da cidade de

Nova Odessa, pois começou na gestão anterior e nós

pudemos concluir essa parceria”, exaltou Cláudio.

O evento também contou com a presença do

CEO da IBS, Marc Kaddoura, que destacou a força da

economia nacional para que o investimento na fábrica

fosse realizado e os planos para o Brasil em evolução.

“O crescimento do setor de celulose e papel, e

consequentemente do uso de máquinas de papel no

país, apresenta um futuro promissor para o mercado

brasileiro”, sublinhou Marc.

O CEO ressaltou que o mercado brasileiro é a

chave para o crescimento na América do Sul e que a

empresa continuará expandindo seus negócios para

os países de língua espanhola no continente. “Vamos

adquirir uma fábrica no Chile para atender o mercado

local, mas também países como Colômbia, Equador

e Argentina, que são focos de potencial crescimento

para a IBS”, salientou Marc.

Mark Bartelmuss, diretor de inovação e tecnologia

da IBS na Europa, destacou o viés inovador da empresa,

que busca sempre oferecer as melhores tecnologias,

para que as operações de seus clientes tenham

os melhores resultados com a redução contínua de

custos. “Estamos desenvolvendo sistemas completamente

automáticos para que a produção gere menos

trabalho para o operador, baseado em sistemas eletrônicos

100% mapeados“, assegura Mark.

Para o diretor, a fábrica no Brasil traz para a IBS

um novo nível de capacidade produtiva, que supera

planos da empresa. “Agora a IBS tem a capacidade de

trazer muito mais tecnologia para produzir os equipamentos

no Brasil e depender menos de materiais

importados”, aponta Mark.

Máquina retificadora na nova fábrica

to the city of São Paulo. Cláudio Schooder, Mayor of

Nova Odessa, known as Leitinho, was also present at

the factory’s inauguration. “We were pleased with the

inauguration because it is an achievement for the city

of Nova Odessa because the industrial center started

in the previous city administration, and we were able

to conclude this partnership,” exalts Schooder.

The event was also attended by Marc Kaddoura,

Chief Executive Officer for IBS, who highlighted the

strength of the national economy for investment in

the plant to be made and plans for Brazil to continue

growing. “The growth of the Pulp and Paper Sector

and, consequently, the use of paper machines in the

Country presents a promising future for the Brazilian

market,” Kaddoura says.

Kaddoura stressed that the Brazilian market is the

key to growth in South America and that the Company

will expand its business to Spanish-speaking

countries on the continent. “We will acquire a factory

in Chile to serve the local market, but also in countries

like Colombia, Ecuador, and Argentina, which are

hotbeds of potential growth for IBS,” says Kaddoura.

Mark Bartelmuss, Director of Innovation and Technology

for IBS in Europe, highlighted the Company’s

innovative bias, which always seeks to offer the best

technologies so that customers’ operations have the

best results with continuous cost reduction. “We are

developing completely automatic systems so that

production generates less work for the operator, based

on 100% mapped electronic systems,” says Mark

Bartelmuss.

For the Director, the plant in Brazil provides IBS

with a new production capacity level, surpassing

the Company’s plans. “Now IBS can provide much

more technology to produce equipment in Brazil

and depend less on imported materials,” says Mark

Bartelmuss.

23


A V A N Ç O S E T E C N O L O G I A

Bom para você,

bom para o

mundo

Acelulose é uma das chaves para um futuro ecossustentável. Material

abundante e com grandes investimentos em pesquisa, a matéria-

-prima tem apresentado soluções para situações em vários campos do

cotidiano, das situações mais simples, até aquelas que podem trazer

efeitos substanciais para as gerações futuras. Pesquisadores desenvolveram

uma membrana para separação de óleo na água que pode

facilitar a limpeza de mares e rios que sofrem com a poluição. Indo para outro

campo, em uma universidade americana foi desenvolvida uma espuma termo isolante,

que consegue reduzir a temperatura dos interiores significativamente e com

custo baixo de produção. Muito além do papel, a celulose estará cada vez mais

presente no nosso dia a dia. Confira!

What’s good for you is

good for the world

C

ellulose is one of the keys to an eco-sustainable future. With abundant material and significant

investments in research, the raw material has presented solutions for various situations in daily

life, from the very simple to those that can affect future generations. For example, scientists have

developed a membrane for separating oil from water that can facilitate the cleaning up of seas

and rivers suffering from pollution. In another area, thermo-insulating foam was developed at an American

university, which can reduce the temperature of the interiors significantly and has a low production cost. Far

beyond paper, cellulose will be increasingly present in our daily lives. Check out below!

24


Águas limpas

Derramamentos de petróleo e poluição industrial representam

uma enorme ameaça ao meio ambiente ecológico. As

preocupações com a segurança aumentaram o foco na melhoria

da filtragem de águas residuais oleosas; por exemplo, durante o

tratamento de esgoto. A tecnologia de separação por membrana

oferece uma opção promissora e eficiente para o tratamento desse

efluente, principalmente com seu baixo consumo de energia.

No entanto, continua a ser um desafio encontrar membranas

compostas de baixo custo, fortes e ecológicas, que possam atingir

um alto nível de separação.

Um grupo de pesquisadores do Instituto Shanxi de Química

do Carvão, que faz parte da ACC (Academia Chinesa de Ciências)

desenvolveu um método novo e aprimorado usando dois materiais

de celulose diferentes. Seu processo permite obter materiais

de membrana para separação óleo-água que são toda celulose (all

cellulose, em inglês), celulose com duas ou mais formas cristalinas

diferentes.

Por ser um material feito 100% a base de celulose, é biodegradável

e ecossustentável. De acordo com o professor Tiansheng

Deng, autor do artigo, os materiais de membrana de separação

óleo-água que têm sido amplamente utilizados nos últimos anos

incluem PVDF (fluoreto de vinilideno), PP (polipropileno), PAN

(poliacrilonitrila), nylon ou seus compostos, esses polímeros não

são biodegradáveis e pressionam ainda mais o meio ambiente.

Para resolver esse problema, o professor Deng e seu grupo escolheram

celulose degradável derivada de plantas como matéria-

-prima e depois a uniram com papel filtro de celulose comercial,

que é de baixo preço e poroso. Eles descobriram que um grande

número de nanoporos aparece no papel de filtro de celulose modificado,

o que melhora a barreira da membrana contra gotículas

de óleo. Quando sua membrana de separação entra em contato

com a água, forma-se um hidrogel de celulose que separa efetivamente

a mistura óleo-água e a emulsão óleo em água.

Clean water

Oil spills and industrial pollution pose a

considerable threat to the ecological environment.

As a result, safety concerns have increased the

focus on improving oily wastewater filtration, for

example, during sewage treatment. Membrane

separation technology offers a promising and efficient

option for treating this effluent, especially

with its low energy consumption. However, finding

low-cost, strong, and environmentally friendly

composite membranes that can achieve a high

level of separation remains challenging.

A group of scientists from the Shanxi Institute

of Coal Chemistry, part of the Chinese Academy

of Sciences (CAS), has developed a new and

improved method using two different cellulose

materials. Its process allows membrane materials

to be obtained for oil-water separation that are

all cellulose with two or more different crystalline

forms.

Because it is a 100% cellulose-based material,

it is biodegradable and eco-sustainable.

According to Professor Tiansheng Deng, author

of the article, the oil-water separation membrane

materials that have been widely used in recent

years include polyvinylidene fluoride (PVDF),

polypropylene (PP), polyacrylonitrile (PAN), nylon,

or their compounds. However, these polymers are

not biodegradable and further impact the environment.

To solve this problem, Professor Deng and his

group chose degradable cellulose derived from

plants as the raw material. They then joined it

with commercial cellulose filter paper, which is

low-priced and porous. They found that many

nanopores appear on the modified cellulose

filter paper, which improves the membrane

barrier against oil droplets. When its separation

membrane comes into contact with water,

a cellulose hydrogel is formed that effectively

separates the oil-water mixture and the oil

emulsion into water.

Imagem: divulgação

25


A V A N Ç O S E T E C N O L O G I A

Casa refrescada

Pesquisadores projetaram uma espuma

leve feita de nanocristais de celulose à base

de madeira que reflete a luz solar, emite

calor absorvido e é isolante termicamente.

Eles sugerem que o material poderia reduzir

as necessidades de energia de resfriamento

dos edifícios em mais de um terço.

Embora os cientistas tenham desenvolvido

materiais de resfriamento, eles têm

desvantagens. Alguns materiais que liberam

passivamente o calor absorvido deixam

muito calor passar para os edifícios sob o

sol direto do meio-dia nos meses de verão.

E outros materiais, que refletem a luz do

sol não funcionam bem em clima quente,

úmido ou nublado.

Para gerar um material de resfriamento,

os pesquisadores conectaram nanocristais

de celulose com uma ponte de silano,

antes de congelar e liofilizar o material sob

vácuo. Esse processo alinhou verticalmente

os nanocristais, formando uma espuma

branca e leve, que refletiu 96% da luz visível

e emitiu 92% da radiação infravermelha

absorvida.

Quando colocado sobre uma caixa forrada

de papel alumínio ao ar livre ao meio-

-dia, o material manteve a temperatura

dentro da caixa 7 o C (graus Celsius) mais fria

do que a temperatura externa. À medida

que a espuma à base de celulose foi comprimida,

sua capacidade de resfriamento

diminuiu, revelando propriedades de

resfriamento ajustáveis. A equipe calculou

que colocar a espuma no telhado e nas paredes

externas de um edifício pode reduzir

suas necessidades de energia de resfriamento

em uma média de 35,4%. Como o

desempenho da espuma de celulose à base

de madeira pode ser ajustado dependendo

das condições climáticas, o pesquisador

diz que a tecnologia pode ser aplicada em

uma ampla gama de ambientes.

Home cooling

Scientists have designed a light-weight foam made of

wood-based cellulose nanocrystals that reflects sunlight, emits

absorbed heat, and is thermally insulating. They suggest that

the material could reduce the cooling energy needs of buildings

by more than a third.

Although scientists have developed other cooling materials,

they have disadvantages. For example, some materials that passively

release absorbed heat let a lot of heat pass into buildings

under the direct midday sun of the summer months. And other

materials that reflect sunlight don’t work well in hot, humid, or

cloudy weather.

To generate a cooling material, the scientists connected

cellulose nanocrystals with a silane bridge before freezing and

then froze the material under a vacuum. This process vertically

aligned the nanocrystals, forming a light-weight white foam,

which reflected 96% of the visible light and emitted 92% of the

absorbed infrared radiation.

When placed on a box lined with outdoor aluminum foil

at noon, the material kept the temperature inside the box 7ºC

cooler than the outside temperature. As the cellulose-based

foam was compressed, its cooling capacity decreased, revealing

adjustable cooling properties. The team calculated that placing

the foam on the roof and exterior walls of a building can reduce

cooling power needs by an average of 35.4%. As the performance

of wood-based cellulose foam can change depending on

climatic conditions, the scientists suggest that the technology

could be used in a wide range of environments.

26

Fotos: divulgação


Por mais dura que

seja a madeira,

a DRV tem a

faca certa para

cada operação!

SERRAS E FACAS INDUSTRIAIS


E C O N O M I A

INVESTINDO

NO FUTURO

EMPRESA ANUNCIA GRANDE

INVESTIMENTO PARA

CONSTRUÇÃO DE FÁBRICA

NO MATO GROSSO DO SUL

Fotos: divulgação

28


A

Arauco assinou Termo de Acordo

para potencial investimento em

uma fábrica de celulose no Mato

Grosso do Sul (MS), no município

de Inocência, a 337 Km

de Campo Grande, capital do

Estado. Os investimentos estimados seriam de

US$ 3 bilhões (aproximadamente R$ 15 bilhões)

e a previsão é que as obras tenham início em

2025, sujeito à aprovação do Licenciamento

Ambiental, à avaliação da oferta de madeira e

à confirmação do investimento por parte do

board da empresa. Cumpridas estas condições,

espera-se, que a fábrica entre em operação no

primeiro trimestre de 2028, com capacidade

para produzir 2,5 milhões de toneladas/ano de

celulose de fibra curta.

Participaram da cerimônia de assinatura dos

termos de acordo de infraestrutura e benefícios

fiscais com o Estado e município para a

construção da fábrica o CEO da Arauco, Matias

Domeyko Cassel, o COO, Cristian Infante, o

Diretor Presidente no Brasil, Carlos Altimiras, o

Diretor de Desenvolvimento e Novos Negócios,

Mario José de Souza Neto, o Diretor Financeiro,

Rogério Latchuk, e o Diretor Florestal Roberto

Trevisan. Também estiveram presentes o governador

do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja

Silva, e o prefeito de Inocência, Antonio

Ângelo Garcia dos Santos.

Se o projeto for aprovado, durante a fase das

obras, serão contratados mais de 12 mil trabalhadores,

beneficiando cerca de 20 mil famílias

na região. Quando for concluída a obra, o

projeto empregará um contingente permanente

de 2350 trabalhadores, dos quais 550 na planta

industrial, entre diretos e indiretos, e mais 1800

pessoas para atuar na área florestal, contribuindo

para o desenvolvimento do município de

Inocência.

A fábrica teria capacidade para produzir

sozinha metade da atual capacidade instalada

de celulose do Grupo Arauco, equivalente a 5,2

milhões de toneladas, passando o conglomerado

chileno a produzir 7,7 milhões de toneladas/

ano a partir de 2028. Denominado: Projeto Sucuriú;

a planta industrial estaria localizada a 50

km de Inocência e fica na margem esquerda do

Investing in

the future

A COMPANY ANNOUNCES A SIGNIFICANT

INVESTMENT FOR CONSTRUCTING A MILL

IN THE STATE OF MATO GROSSO DO SUL

A

rauco signed an Agreement for a potential investment

in a pulp mill in the State Mato Grosso

do Sul (MS), in the Municipality of Inocência,

337 km from Campo Grande, the State capital.

The estimated investments would be US$ 3 billion (approximately

R$ 15 billion), and the work is expected to begin

in 2025, subject to Environmental Licensing, timber supply

evaluation, and approval of the investment by the Company’s

Board of Directors. Once these conditions are met, the plant

is expected to begin operations in the first quarter of 2028,

with the capacity to produce 2.5 million tons/year of short

fiber pulp.

Matias Domeyko Cassel, Chief Executive Officer of Arauco

S.A., Cristian Infante, President and Chief Operating Officer

of Arauco S.A., Carlos Altimiras, Chief Executive Officer of

Arauco do Brasil, Mario José de Souza Neto, Director of

Development and New Business for Arauco do Brasil, Rogério

Latchuk, Controller and Chief Financial Officer for Arauco

do Brasil, and Roberto Trevisan, Forest Director for Arauco

do Brasil participated in the signing ceremony of the infrastructure

and tax incentive agreement of intent with the State

and Municipality for the construction of the factory. Reinaldo

Azambuja Silva, Governor of Mato Grosso do Sul, and Antonio

Ângelo Garcia dos Santos, Mayor of Inocência, were also

present.

If the project is approved, more than 12 thousand

workers will be hired during the construction phase, benefiting

about 20 thousand families in the Region. Upon

completion, the project will employ a permanent contingent

of 2,350 workers, between direct and indirect, 550 in the industrial

plant and another 1800 people to work in the forest

area, contributing to the development of the municipality of

Inocência.

29


E C O N O M I A

Rio Sucuriú, a 100 km do Rio Paraná, próximo à

rodovia MS 377 e a 47 km da malha ferroviária,

canais que garantirão a eficiência logística ao

escoamento da celulose para exportação e para

mercados como a região sudeste do país.

Segundo Matias Domeyko Cassel, CEO da

Arauco, o Brasil é um polo importante para a

estratégia global do Grupo Arauco, que atua no

país desde 2002, com as divisões de madeira

e operação florestal, e agora está avaliando

aumentar os investimentos realizados no Brasil,

trazendo o setor de celulose para o Mato Grosso

do Sul. É uma região muito importante para

a indústria, com grande potencial para o plantio

de eucaliptos, produção de energia limpa,

crédito de carbono positivo e excelentes opções

logísticas para o escoamento da produção”,

ressalta Matias sobre o investimento que poderá

agregar muitos benefícios econômicos e sociais

para a região.

Reinaldo Azambuja, governador do Estado,

valorizou o investimento da empresa multinacional.

Segundo Reinaldo, o Mato Grosso do

Sul vai receber uma das maiores fábricas de

celulose do mundo. Para o governante, será

The mill alone would have the capacity to produce half

of the current installed pulp capacity of the Arauco Group,

equivalent to 5.2 million tons, with the Chilean conglomerate

producing 7.7 million tons/year starting in 2028. Called

“Project Sucuriú”, the industrial plant would be located 50

km from Innocence on the left bank of the Sucuriú River, 100

km from the Paraná River, near the MS 377 highway, and

47 km from the railway network. These channels will ensure

logistical efficiency for pulp shipments for export and markets

such as the Southeast Region of Brazil.

According to Arauco Chief Executive Officer Cassel, Brazil

is an important hub for the Arauco Group’s global strategy.

The Company has operated in the Country since 2002 with

the timber and forestry operation divisions. It is now evaluating

increasing investments in Brazil by including the Pulp

Sector in Mato Grosso do Sul. It is a significant region for the

industry, with great potential for eucalyptus planting, clean

energy production, positive carbon credits, and excellent logistics

options for the shipment of output,” Cassel points out.

He also notes that the investment should be able to provide

many economic and social benefits to the Region.

State Governor Silva valued the investment of the multinational

company. According to Silva, Mato Grosso do Sul

As florestas são

um recurso natural

e uma solução de

longo prazo para

enfrentar o desafio das

mudanças climáticas,

que impactam o nosso

planeta

30


uma unidade moderna, que vai gerar empregos,

oportunidades, renda e desenvolvimento social

em uma região, que também integra a Costa

Leste Florestal, mas que não tinha nenhum empreendimento

deste tipo. “A vinda desta fábrica

mostra a confiança dos investidores em Mato

Grosso do Sul, na nossa política de incentivos

fiscais, na segurança jurídica de quem investe e

na estrutura logística que estamos criando para

quem precisa escoar a produção”, destacou

Reinaldo.

Jaime Verruck, Secretário de Estado do

Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico,

ressalta que o Mato Grosso do Sul é o sexto

Estado mais competitivo do país e estabeleceu

uma estratégia de desenvolvimento sustentável

baseado na atração de investimentos, na diversificação

da produção e na geração de emprego.

O plano de investimentos da Arauco no Estado

se alinha com a ampliação da base florestal e

will have one of the largest pulp mills in the world. For the

Governor, it will be a modern unit that will generate jobs,

opportunities, income, and social development for a region

that also includes the East Coast Forest, where currently there

is no such enterprise. “The coming of this factory indicates

investors’ confidence in Mato Grosso do Sul, in our tax incentives

policy, in the legal certainty of those who invest, and in

the logistics structure we are creating for those who need to

ship production,” said Silva.

Jaime Verruck, Secretary of State for the Environment

and Economic Development, points out that Mato Grosso

do Sul is the sixth most competitive state in the Country and

has established a sustainable development strategy based on

attracting investments, diversifying production, and generating

jobs. Arauco’s investment plan in the State aligns itself with

the expansion of the forest base and pulp production and

export. “Our State has global, competitive, and sustainable

developments: we are the “Pulp Valley” of the world. Public

policies have helped create a business environment for this

venture,” Verruck says.


E C O N O M I A

produção e exportação de celulose. “Nosso

Estado tem empreendimentos de escala global,

competitivos e sustentáveis: somos o vale da

celulose no mundo. As políticas públicas criam

um ambiente de negócios para esse empreendimento”,

relata Jaime.

ESG

O Projeto Sucuriú segue a política de ESG

(Environmental, Social and Corporate Governance).

O complexo também está em linha com a

visão e valores do grupo, que tem como essência

a missão de contribuir para melhorar a vida

das pessoas, desenvolvendo produtos florestais

para os desafios de um mundo sustentável.

Matias Cassel, ressalta a importância de boas

práticas para o desenvolvimento sustentável

das reservas florestais. “Isso representa uma

contribuição concreta para a construção de

uma economia baseada no consumo de bens e

serviços derivados do uso direto e transformação

sustentável dos recursos naturais”, reforça

Matias.

Cristián Infante, COO da Arauco, assinala

que, desde 2018, a Arauco emprega método

de neutralidade de carbono para a captura e

retenção do CO 2

(gás carbônico) dos produtos

florestais, validado oficialmente pela consultoria

global Delloite e auditado pela Price Waterhouse.

Ele ressalta que a Arauco é a primeira

empresa onde esse protocolo é aplicado com

sucesso e que o maior desafio é buscar soluções,

que permitam satisfazer as crescentes

necessidades humanas através dos recursos

renováveis e de baixa emissão. “As florestas

são um recurso natural e uma solução de longo

prazo para enfrentar o desafio das mudanças

climáticas que impactam o nosso planeta”, afirma

Cristián Infante.

ESG

The Sucuriú Project follows the Environmental, Social, and

Corporate Governance policy (ESG). The complex is also in

line with the Group’s Vision and Values, which is essentially

the mission of contributing to improving people’s lives by

developing forest products for the challenges of a sustainable

world.

For the Arauco Chief Executive Officer, it emphasizes the

importance of good practices for the sustainable development

of forest reserves. “This represents a concrete contribution to

the construction of an economy based on the consumption of

goods and services derived from the direct use and sustainable

transformation of natural resources,” Cassel says.

Arauco President Infante points out that since 2018, Arauco

has employed a carbon neutrality method for capturing

and retaining CO2 from forest products, officially validated by

Deloitte Global Consulting Services and audited by Price Waterhouse.

He points out that Arauco is the first company that

has successfully applied this protocol. The biggest challenge is

to seek solutions that meet the growing human needs through

renewable and low-emission resources. “The forests are a natural

resource and a long-term solution to meet the challenge

of climate change that impacts our planet,” says Infante.

ENERGIA RENOVÁVEL

A geração de energia será a partir do reaproveitamento

de biomassa (cascas, lignina, entre

outros insumos) não utilizada no processo da

fabricação da celulose, que será processada em

uma caldeira especial para produzir vapor e

movimentar as turbinas que produzirão energia

elétrica limpa. A usina a vapor teria capacidade

de gerar 400 MW (Megawatts) de eletricidade,

32


dos quais 200 MW serão usados para consumo

próprio pela unidade industrial. Os 200 MW

de energia excedente – suficiente para abastecer

por mês uma cidade de mais de 400 mil

habitantes – seriam disponibilizados ao mercado

livre de energia.

Para garantir o cumprimento da política de

ESG e a conscientização de colaboradores e

demais públicos de interesse, o Projeto Sucuriú

segue algumas premissas fundamentais: Adoção

de sistemas de ponta para a prevenção de

acidentes, que colocam a segurança das pessoas

como prioridade em todas as suas decisões;

Desenvolvimento e uso de tecnologia de ponta

(BAT); Baixo consumo de água e baixo fluxo

de efluentes; Baixas emissões atmosféricas e

líquidas; Baixa emissão de ruídos; Baixo odor na

atmosfera; Alto nível de automatização, garantindo

eficiência produtiva e financeira; Mínima

geração de resíduos sólidos; e Alta eficiência

energética.

RENEWABLE ENERGY

The energy generation will be from the use of biomass

not used in the pulp manufacturing process (bark and lignin,

among other sources), which will be processed in a special

boiler to produce steam and move the turbines that will produce

clean electricity. The steam plant would have the capacity

to generate 400 megawatts (MW) of electricity, of which

the industrial unit will use 200 MW. The 200 MW of surplus

energy – enough to supply a city of more than 400 thousand

inhabitants – would be available to the energy market.

To ensure compliance with the ESG policy and the awareness

of employees and other stakeholders, the Sucuriú Project

follows some fundamental premises: adoption of state-of-

-the-art systems for the prevention of accidents, which places

people’s safety as a priority in all its decisions; development

and use of state-of-the-art technology; low water consumption

and low effluent outflow; low atmospheric and net

emissions; low noise emission; low odor in the atmosphere;

high level of automation, ensuring productive and financial

efficiency; minimal generation of solid waste; and increased

energy efficiency.


I N F O R M E

START-UP NOVA MÁQUINA

TISSUE DAMAPEL

No início de junho a DAMAPEL deu

partida em sua nova máquina de

papel Tissue, a MP#4. O start-up que

aconteceu em 01 de junho foi um

sucesso e a máquina está produzindo

papel de alta qualidade. A MP#4

irá fabricar papéis higiênicos, toalhas, guardanapos e

lenços, com gramatura de 13 a 40g/m². É um projeto

marcado pela elevada eficiência de secagem e baixo

consumo de energia, alinhando alta produtividade

e sustentabilidade, que apenas os cilindros da linha

Smart Yankee Dryer, da HERGEN proporcionam.

A MÁQUINA

Modelo EVO 16 eco, fornecida pela HERGEN, foi

concebida com conceito Crescent Former HCF-1225,

Prensa de Sucção Ø 1.200 mm e Cilindro Yankee

ranhurado Ø 4.880 mm (16’) construído em Aço. A

Enroladeira hidráulica produz bobinas com Ø 2.500

mm e é equipada com sacador de estangas, repositor

de tubetes e sistema recolhedor de estangas para

magazine.

The new DAMAPEL

tissue machine

I

n early June, DAMAPEL started up its new tissue

paper machine, MP#4. The start-up on June 1

was a success, and the machine is producing

high-quality paper. The MP#4 machine will

manufacture sanitary paper, towels, napkins, and

facial tissues with a grammage between 13 and 40 g/

m². It is a project marked by high drying efficiency and

low energy consumption, aligning high productivity and

sustainability, which only the HERGEN Smart Yankee

Dryer line cylinders can provide.

THE MACHINE

The tissue machine, HERGEN’s model EVO 16 eco,

was designed using the Crescent Former HCF-1225

concept, 1,200 mm diameter Suction Press, and 4,880

mm (16’) diameter Grooved Yankee Cylinder constructed

in steel. The hydraulic winder produces 2,500 mm

34


PRODUÇÃO COM BAIXO CONSUMO

DE ENERGIA

Além de eliminar o risco de explosão, a tecnologia

e processos construtivos empregados na linha de

Cilindros Smart Yankee Dryer, permitem maior troca

térmica e, consequentemente, maior eficiência de

secagem devido a maior taxa de evaporação do papel.

Graças a isso, a EVO 16 ECO alcança excelentes resultados,

mesmo com a utilização de apenas uma Coifa

no lugar da Capota, resultando em elevada produção

com baixo consumo de energia.

PROJETO FLEXÍVEL

A HERGEN é uma empresa fundamentada a vender

e entregar soluções de engenharia adequadas para

cada cliente. Com este propósito em mente, a HER-

GEN entregou um projeto dividido em duas etapas.

Nesta primeira fase, a máquina trabalha com Coifa,

que tem por objetivo simplesmente extrair o vapor

gerado pela secagem do papel por meio de pequenos

ventiladores, destacando-se o consumo muito baixo de

energia. Essa configuração permite extrair o máximo

de performance da máquina, que neste caso, produzirá

em torno de 70 t/d.

Na segunda fase, o projeto prevê atingir uma produção

de 108 t/d com a substituição da Coifa por uma

Capota a gás com o emprego da tecnologia AeroDry

Duosystem, da HERGEN. Essa tecnologia de alimentação

das Capotas é composta por duas linhas independentes

de ar aquecido, uma para cada setor da capota,

permitindo controle de temperatura independente

para os setores seco e úmido.

HERGEN/DAMAPEL

A DAMAPEL destaca-se pelo seu empreendedorismo

e pela vanguarda no emprego das melhores inovações

tecnológicas do mercado, sem deixar de lado a

preocupação com o meio ambiente. Construir história

com nossos clientes é o que nos inspira e a HERGEN

se sente prestigiada e honrada por fazer parte dessa

parceria com a DAMAPEL.

rolls and is equipped with shaft pullers, journal replacement,

and a steel reel roller journal system.

LOW-ENERGY PRODUCTION

In addition to eliminating the risk of explosion,

the technology and construction processes used in

the Smart Yankee Dryer cylinder line provide greater

thermal exchange and, consequently, greater drying

efficiency due to the higher rate of paper evaporation.

Thanks to this, the EVO 16 ECO achieves excellent

results, even with only an exhaust fan set instead of

a hood, resulting in high production with low energy

consumption.

FLEXIBLE DESIGN

HERGEN is a company founded on selling and delivering

appropriate engineering solutions for each customer.

And with this purpose in mind, HERGEN delivered

a project divided into two stages. In this first phase, the

machine works with an exhaust fan cowl, which aims

to simply extract the steam generated from drying the

paper using small fans, highlighting a very low energy

consumption. Furthermore, this configuration allows

you to obtain maximum performance from the machine,

which in this case will produce around 70 t/d.

In the second phase, the project plans to produce

108 t/d with the replacement of the exhaust fans

with a gas hood using HERGEN’s AeroDry Duosystem

technology. This hood feeding technology consists of

two independent lines of heated air, one for each hood

sector, allowing independent temperature control for

the dry and humid sectors.

HERGEN/DAMAPEL

DAMAPEL stands out for its entrepreneurship and

the avant-garde in using the best technological innovations

in the market without leaving aside the concern

for the environment. Building history with our customers

is what inspires us, and HERGEN is honored to be

part of this partnership with DAMAPEL.

35


A R T I G O

IMPACTO DA UTILIZAÇÃO

DE DIFERENTES CLONES DE EUCALIPTO

NA PRODUÇÃO DE CELULOSE

THE IMPACT OF USING

DIFFERENT EUCALYPTUS CLONES

ON PULP PRODUCTION

Fotos: divulgação

36


Hiza Nayra de Assis Moura

UFMA (Universidade Federal do

Maranhão)

37


A R T I G O

RESUMO

Aprodução de celulose está diretamente

ligada à qualidade da madeira

consumida no início do processo

produtivo. Dessa forma, no presente

trabalho, estudaram-se as características

físicas e químicas de diferentes

materiais genéticos da madeira do tipo eucalyptus e

como essas características dos clones podem afetar

a etapa de polpação química por meio da formação

de mixes de consumo variando-se a proporção

de material genético na entrada do processo. Na

metodologia, primeiramente os clones tiveram sua

composição química caracterizada em laboratório

por meio das normas TAPPI e ABNT (Associação

Brasileira de Normas Técnicas), em seguida, os

mixes de consumo foram montados com base na

variabilidade da densidade básica a fim de seguirem

para a etapa de cozimento, onde foram realizados

nove cozimentos sendo três para cada mix de consumo,

para a montagem da curva de estimativa de

rejeito, rendimento depurado e demanda alcalina,

variou se a carga alcalina do licor de cozimento em

19%, 18%, e 20%. Diante disso, os resultados de

caracterização da madeira mostraram que o mix 3

apresentou a melhor composição química para a

produção de celulose com a maior média de teor

de holocelulose igual a 71,70%, menor média de

teor de extrativo igual a 1,63% e a menor média

de teor de lignina igual a 26,71%. Os resultados

do cozimento, onde foi fixado um número Kappa

igual a 17,5 para o cálculo de estimativa das curvas,

demonstraram que o mix 3 obteve o melhor

valor de rendimento depurado igual a 52,70% e a

menor demanda de carga alcalina igual a 20,85%,

seguido do mix 1 com rendimento 50,50% e a carga

alcalina de 22,41%. Isso pode ser explicado pela

composição química do mix e pela variabilidade

da densidade básica pelo método da distribuição

Gaussiana utilizado no fator U. Desse modo, nota-

-se a importância do conhecimento em relação à

composição da madeira na produção de celulose,

sendo o estudo fundamental para a lucratividade e

competitividade de uma planta química, servindo

de base para a formação do cadenciamento florestal

que fornece sinergia entre a florestal e a fábrica.

SUMMARY

P

ulp production is directly linked

to the quality of the wood

consumed at the beginning of

the production process. Thus,

in the present work, we studied

the physical and chemical characteristics of

different genetic materials from eucalyptus

clones and how these characteristics of the

clones can affect the chemical pulping step

through the formation of mixtures, varying the

proportion of genetic material at the input of

the process. In the methodology, firstly, the

clones had their chemical composition characterized

in the laboratory employing TAPPI

and ABNT standards. Then, the mixtures were

prepared based on the variability of the basic

density to proceed to a cooking step, where

nine cookings were carried out, three for each

mixture, to construct estimated reject, refined

yield, and alkaline demand curves—the

alkaline charge of the cooking liquor varied

by 19%, 18%, and 20%. Thus, the results of

the wood characterization showed that mix 3

presented the best chemical composition to

produce cellulose, with the highest average

holocellulose content equal to 71.70%, the

lowest average extractive content equal to

1.63%, and the lowest average lignin content

equal to 26.71%. The cooking results, where

a Kappa number equal to 17.5 was used to

calculate the estimate of the curves, demonstrate

that mix 3 obtained the best screened

yield value equal to 52.70% and the lowest

an alkaline load demand equal to 20.85%,

followed by mix 1 with a 50.50% yield and

an alkaline load of 22.41%. This can be

explained by the chemical composition of

the mix and the variability of the basic density

using the Gaussian distribution method of the

U factor. Thus, the importance of knowledge

about the wood composition in pulp

production is noted. Furthermore, the study

of the wood composition is fundamental

for the profitability and competitiveness of a

chemical pulping mill, serving as a basis for

38


INTRODUÇÃO

O processo de produção de celulose sofre influência

direta da qualidade da madeira utilizada,

onde os principais parâmetros para a estabilidade

do processo industrial são a uniformidade entre a

densidade básica, teores de celulose, lignina e extrativos

os quais influenciam diretamente no rendimento

da polpa (DEMUNER, 2011).

Em busca da melhoria contínua, a indústria de

celulose vem se modernizando ao longo dos últimos

anos, empregando novas tecnologias para aumentar

sua eficiência de produção e o Brasil apresenta uma

série de fatores que influenciam em seu destaque

como um dos maiores produtores de celulose do

mundo, entre eles destaca-se o plantio da madeira

eucalipto com o desenvolvimento da silvicultura no

país e instalação de indústrias modernas ao longo do

território (LEONARDI, 2010).

the formation of a forestry synergy between

the forest and the factory.

INTRODUCTION

The pulp production process is directly

influenced by the quality of the wood used.

The main parameters for the stability of the

industrial process are the uniformity between

the basic density, cellulose, lignin, and extractive

contents, which directly influence pulp

yield (Demuner, 2011).

In search of continuous improvement, the

pulp industry has been modernizing over the

last few years, employing new technologies to

increase production efficiency. Brazil presents

several factors that influence its prominence

as one of the largest pulp producers in the

world; among them stand out the planting of

DURABILIDADE E RESISTÊNCIA

Há 11 anos atendemos os mais

diversos segmentos do mercado.

Fabricamos polias especiais e padrões

nos mais diferenciados modelos,

medidas e necessidades. Priorizamos

sempre em atender com eficiência e

credibilidade nossos clientes.

POLIAS PARA:

DESPOLPADORES

BOMBAS DE VÁCUO

ENROLADORES

AGITADORES

DESAGREGADORES

EQUIPAMENTOS PARA CELULOSE E PAPEL

CONTATE-NOS

VENDAS@SCPOLIAS.COM.BR

WWW.SCPOLIAS.COM.BR

@SCPOLIAS

RUA JOSEFINA SACHET MILANEZ, 139,

DISTRITO INDUSTRIAL JERÔNIMO SPILLERE,

BAIRRO CARAVÁGGIO, NOVA VENEZA/SC

(48) 3476-0975

(48) 3476-0380


A R T I G O

Diante disso, torna-se

necessário o consumo de

uma matéria-prima com

características uniformes

para que não haja

impactos negativos na

linha de produção

Dessa forma, o avanço tecnológico florestal, principalmente

a partir dos anos 90, permitiu o desenvolvimento

do processo aumentando a competitividade

das empresas do setor e assegurando menores

custos de produção (LEONARDI, 2010).

A madeira proveniente do eucalyptus apresenta,

preferencialmente, bom desenvolvimento em climas

frios. No entanto, com a realização de estudos ligados

ao melhoramento genético, tornou-se possível

o cultivo desta espécie em outras posições geográficas

com clima não favorável ao seu crescimento.

Assim, as tecnologias empregadas proporcionaram

o surgimento de diferentes materiais genéticos da

mesma espécie, mas com características de qualidade

divergentes (SANTAROSA, 2014). Segundo

Foelkel (2017), a madeira é a matéria-prima para a

produção de celulose que representa mais da metade

dos custos de produção. Diante disso, torna-se

necessário o consumo de uma matéria-prima com

características uniformes para que não haja impactos

negativos na linha de produção.

A densidade básica é um parâmetro essencial

para a predição do comportamento da madeira

no processo já que sua determinação se trata de

um processo simples e é capaz de exprimir ótimos

vínculos com as propriedades da polpa a ser obtida

(OLIVETTI NETO, 2002). Ademais, a influência

desta propriedade em toda a cadeia produtiva está

diretamente ligada aos impactos que esta pode

causar no processo uma vez que a madeira com

densidade básica superior demanda maior tempo de

the eucalyptus species with the development

of forestry in the Country and the installation

of modern plants throughout its territory

(Leonardi, 2010).

Thus, the technological advances in forestry,

especially since the 1990s, have allowed

the development of the process, increasing

the competitiveness of companies in the

Sector and ensuring lower production costs

(Leonardi, 2010).

Wood from eucalyptus grows well,

preferably in cold climates. However, with

studies related to genetic improvement, it

became possible to grow this species in other

geographical areas with an environment not

so favorable to its growth. half of production

costs. Therefore, using a raw material with

uniform characteristics is necessary to have

no negative impacts in the mill.

The basic density is an essential parameter

for predicting the behavior of wood in the

process, and its determination is a simple

process and can express optimal links with

the properties of the pulp to be obtained

(Olivetti Neto, 2002). Moreover, the influen-

40


cozimento, ocasionando degradação da fibra celulósica

e madeiras que apresentam densidade inferior

devido à baixa quantidade de massa por volume

(SHIMOYAMA; BARRICHELO, 1989).

Diante disso, os parâmetros de variabilidade da

madeira impactam diretamente na produção onde

as características físicas e químicas da matéria-prima

são indicadores de sua qualidade, onde a uniformidade

de consumo por meio de um alinhamento

estratégico no abastecimento, auxilia no controle

das variáveis de processo como tempo de cozimento,

demanda de químicos e consumo específico da

madeira (MOKFIENSK et al., 2008).

Essa é uma versão parcial deste material. O texto

completo pode ser acessado em: https://monografias.ufma.br/jspui/handle/123456789/5171

ce of this property on the entire productive

chain is directly linked to the impacts it can

cause in the process since wood with a higher

basic density requires longer cooking time,

causing degradation of cellulosic fiber, than

woods that have lower density due to the low

amount of mass per volume (Shimoyama;

Barrichelo, 1989).

Therefore, the parameters of wood variability

directly impact the production where

the physical and chemical characteristics of

the raw material are indicators of its quality,

where the uniformity of wood consumption

through a strategic alignment in the supply,

assists in the control of process variables

such as cooking time, chemical demand, and

specific wood consumption (Mokfiensk et al.,

2008).

PROJETOS E EQUIPAMENTOS PARA O

TRATAMENTO DE ÁGUAS E EFLUENTES

Abrandadores

Reuso e Polimento

Estações de Tratamento

ETAs

Flotadores

HÁ 27 ANOS

A SOLUÇÃO CERTA

PARA SUA

NECESSIDADE

Contatos:

tecnosan@tecnosan.com.br

+55 (47) 3327-2108

(47) 99983-8331

Sistema de Aeração

CONFIRA OUTROS EQUIPAMENTOS: www.tecnosan.com.br


T E C N O L O G I A

LOGÍSTICA

OTIMIZADA

TECNOLOGIA UTILIZA CÂMERAS COM

RECONHECIMENTO DE IMAGENS PARA LEITURA

DOS CÓDIGOS DE BARRAS E TECNOLOGIA RFID

PARA CONTROLE NO TRANSPORTE DE CELULOSE

Fotos: divulgação

42


Optimized

logistics

Otransporte da celulose da

linha de produção até o

terminal marítimo para

onde é levada, requer

várias etapas e paradas

para conferência de

carga e liberações de entrada e saída dos

caminhões. Para otimizar essas etapas, a

Veracel Celulose acaba de implantar uma

ferramenta tecnológica que automatiza a

cadeia logística por meio de câmeras com

leitura automática das cargas na produção e

no embarque. Antes, essas checagens eram

feitas de forma manual.

Na prática, isso significa a adoção de um

sistema que permite uma leitura automática,

a partir de câmeras com reconhecimento

de imagens instaladas na produção e no

embarque das cargas, que saem da fábrica

da empresa em Eunápolis (BA) e chegam ao

Terminal Marítimo de Belmonte. A tecnologia

RFID, tecnologia de radiofrequência

para identificar, contar e rastrear produtos,

permite, inclusive, a liberação automática

dos caminhões nas portarias, além do direcionamento

do veículo dentro do terminal,

evitando manobras desnecessárias. E não

para por aí. O sistema pode ser utilizado

ainda em sua versão mobile, o que elimina

a necessidade dos computadores de bordo

nas empilhadeiras e redução de custos para

a empresa.

Marlon Santos Sousa, coordenador de

Logística da Veracel, explica que essa auto-

TECHNOLOGY USES IMAGE-RECOGNITION

TO READ BARCODES AND RADIO

FREQUENCY IDENTIFICATION FOR PULP

TRANSPORT CONTROL

P

ulp transport from the production

line to the maritime terminal

requires several steps and

stops for cargo conference and

inbound and outbound truck

releases. To improve these steps, Veracel

Celulose has just implemented a technological

tool that automates the logistics chain

using cameras. The automatic reading

provides information about the loads in

production and shipments optimizing these

steps. Before, these checks were carried

out manually.

In practice, this means adopting a

system that allows automatic reading from

cameras installed with image recognition

of the load production and shipments that

leave the Company’s factory in Eunápolis

(BA) headed to the Belmonte Maritime

Terminal. Radio frequency identification

technology (RFID) identifies, counts, and

tracks products, even allows the automatic

release of trucks at the gatehouses,

directing the vehicle inside the terminal,

avoiding unnecessary maneuvers. And it

doesn’t stop there. The system can also be

used in its mobile version, eliminating the

need for onboard computers in forklifts

leading to cost savings for the Company.

43


T E C N O L O G I A

matização do processo da logística de celulose

está diretamente ligada à estratégia de

inovação da Veracel e veio para modernizar

completamente o trajeto da celulose. “Isso

traz muito mais agilidade e ainda otimiza o

tempo das equipes, que agora podem se dedicar

a atividades mais complexas, enquanto

as operacionais são cobertas pela tecnologia

de automação”, destaca Marlon.

O projeto foi criado pela empresa após

a realização de benchmarkings com companhias

de outros setores, e a solução foi

construída junto com o parceiro Conceitto

Industrial, especializado em soluções em

automação para indústrias.

Segundo Romulo Roberto Andronhuc,

gerente de Tecnologia da Informação da

Veracel, essa ferramenta foi pensada de

forma customizada para as necessidades da

Veracel e todos os ganhos de eficiência gerados

por sua implementação. “A inovação

Marlon Santos Sousa, Logistics Coordinator

for Veracel, explains that this

automation of the pulp logistics process

is directly linked to Veracel’s innovation

strategy and has completely modernized

our pulp tracking. “This provides much

more agility and even optimizes the teams’

worktimes, who can now devote themselves

to more complex activities, while

operational ones are covered by automation

technology,” says Sousa.

The Company created the project after

studying companies in other sectors, and

the solution was built together with the

partner Conceitto Industrial, which specializes

in industrial automation solutions.

According to Romulo Roberto Andronhuc,

Information Technology Manager

for Veracel, this tool was designed and

customized for Veracel’s needs and provides

many efficiency gains generated by its

44


ainda passou a oferecer dashboards completos

e atualizados sobre a cadeia logística da

operação, sempre à disposição das equipes”,

complementa Romulo.

O processo de direcionamento do produto

também foi automatizado através de

algoritmos inteligentes, eliminando a necessidade

do serviço humano para essa função.

Além disso as poucas etapas de carregamento

e descarregamento que não podem ter a

leitura automatizada pelas câmeras também

foram contempladas pelo projeto, e são

feitas por coletores de dados móveis, o que

gera mais agilidade também nesses momentos

de conferência do operador.

Como próximas etapas, as equipes do

projeto estimam otimizar cada vez mais o

processo para que, no futuro, seja possível

um processo 100% automatizado.

implementation. “The innovation also began

to use dashboards conveying complete

and current information about the logistics

chain of the operation, always available to

the teams,” adds Andronhuc.

The product directional process was

also automated using intelligent algorithms,

eliminating the need for human services for

this function. In addition, the few loading

and unloading steps that cannot have

automated readings taken by the cameras

were also contemplated by the project and

are carried out by mobile data collectors,

which generate more agility at the time of

operator conference.

As for the next steps, project teams

increasingly estimate optimizing the process

so that a 100% automated process

becomes possible in the future.

SOLUÇÕES DUJUA

TECNOLOGIA EFICIÊNCIA CONFIABILIDADE


P R Ê M I O R E F E R Ê N C I A

Fotos: Emanuel Caldeira

MAIOR PREMIAÇÃO DO SETOR FLORESTAL CELEBRA AS

EMPRESAS QUE MAIS SE DESTACARAM DURANTE O ANO

THE PRINCIPAL AWARD IN THE FOREST-BASED SECTOR PAYS TRIBUTE TO

THOSE COMPANIES THAT STOOD OUT THE MOST DURING THE YEAR

46


47


P R Ê M I O R E F E R Ê N C I A

OPrêmio REFERÊNCIA, maior premiação

do setor de base florestal do

Brasil, que é organizado pela REVISTA

REFERÊNCIA, já tem sua data marcada.

Será realizado no dia 29 de

novembro, à partir das 19h (horas), no

restaurante Porta Romana, em Curitiba (PR). A Cerimônia

deste ano é muito especial, pois além de ser a

vigésima edição do prêmio, serão também vinte premiados,

o dobro em relação aos outros anos, fazendo

menção ao período de realização do evento.

O Prêmio REFERÊNCIA, foi idealizado por Fabio

Machado e Pedro Bartoski Jr., sócios fundadores da

JOTA Editora, responsável pela publicação das Revistas

REFERÊNCIA FLORESTAL, REFERÊNCIA INDUSTRIAL,

BIOMAIS, CELULOSE&PAPEL e PRODUTOS DE MA-

DEIRA. O objetivo do prêmio é valorizar e celebrar,

juntamente com os representantes do setor, as conquistas

do ano vigente. Os vencedores são escolhidos

através de análise detalhada da organização do evento,

que recebe indicações de parceiros, leitores e especialistas

do segmento da madeira.

Fábio Machado, diretor comercial da JOTA Editora,

destaca que o Prêmio REFERÊNCIA de 2022 está

sendo preparado com muito cuidado e atenção, para

ser a maior edição já realizada. “Desde a seleção dos

premiados, o trabalho interno de produção, seleção do

T

he REFERÊNCIA Award, the top award for

the Forest-based Sector in Brazil, which

Revista REFERÊNCIA organizes, already has

its date set. It will be held on November 29,

at 7 pm, at the Porta Romana restaurant, in Curitiba

(PR). This year’s ceremony is very special because, in

addition to being the twentieth year of the Award, there

will also be twenty winners, double the other years,

in reference to the period of the event.

The REFERÊNCIA Award was conceived by Fabio

Machado and Pedro Bartoski Jr., founding partners

of Jota Editora, responsible for the publication of the

REFERÊNCIA Florestal, REFERÊNCIA Industrial, Biomais,

Celulose&Papel, and Produtos de Madeira magazines.

The Award’s objective is to value and pay tribute to

the current year’s achievements together with representatives

from the Sector. The winners are chosen

through detailed analysis by the organizers of the

event, who receive indications from partners, readers,

and professionals in the Forest-based Sector.

Fábio Machado, Commercial Director of Jota Editora,

points out that the 2022 REFERÊNCIA Award is

being prepared with great care and attention to be the

largest award ceremony ever held. “From the selection

of the winners to the internal work of production and

selection of the venue of the event, we have the entire

team totally dedicated to making the 2022 REFERÊN-

Os sócios fundadores da JOTA

Editora, Pedro Bartoski Jr., Fabio

Machado e a jornalista Mira

Graçano, na apresentação do

Prêmio REFERÊNCIA do ano

passado

48


É uma edição especial para

nós da Revista REFERÊNCIA,

pois são 20 anos celebrando

o setor de base florestal e

tantas conquistas nessas duas

décadas

Fábio Machado,

diretor comercial da JOTA Editora

local do evento, temos todo o time com total dedicação

para fazer do Prêmio REFERÊNCIA 2022 uma

noite memorável”, ressalta Fábio.

O diretor valoriza o trabalho feito nestes 20 anos

e como o esforço iniciado há duas décadas se tornou

um marco dentro do setor de base florestal. “Nosso

objetivo era valorizar o setor e hoje vemos que o reconhecimento

que as empresas recebem pelo trabalho

também é dado para o Prêmio REFERÊNCIA, que a

cada edição tem mais indicados e interessados em saber

quem fez diferença para esse ramo tão importante

da nossa economia”, destaca Fábio.

O diretor comercial é efusivo ao falar sobre a noite

de festa, que será a vigésima edição do Prêmio. “É

uma edição especial para nós da Revista REFERÊNCIA,

pois são 20 anos celebrando o setor de base florestal

e tantas conquistas nessas duas décadas”, completa

Fábio.

Pedro Bartoski Jr., diretor executivo da JOTA

Editora, celebra o sucesso que o prêmio conquistou

ao longo dos anos e a importância que todo o setor

passou a dar à premiação. “Desde a criação do prêmio

buscávamos estar na vanguarda e trazer para o setor a

valorização que cada um de seus membros merece e

nesse ano, buscamos melhorar ainda mais a experiência

dos participantes do evento”, vislumbra Pedro.

Nesta edição acontecerá novamente o Painel

CIA Award a memorable night,” emphasizes Machado.

The Director values the work done over these

20 years and how the effort that began two decades

ago has become a milestone within the Forest-based

Sector. “Our goal was to value the Sector. Today, we

see that the recognition that the companies receive for

their work is also shown by receipt of the REFERÊNCIA

Award, where each Award has many nominees and

much interest in knowing who made a difference to

this so important branch of our economy,” highlights

Machado.

The Commercial Director is excited when talking

about the event night, which will be the twentieth

year of the Award. “It is a special event for us at Revista

REFERÊNCIA because it is 20 years of paying tribute

to the Forest-based Sector and to so many achievements

in these two decades,” adds Machado.

Pedro Bartoski Jr., Executive Director of Jota Editora,

celebrates the Award’s success over the years and

the importance that the entire Sector has given to the

Award. “Since the creation of the Award, we have sought

to be at the forefront and bring to the Sector the

appreciation that each member deserves. Therefore,

this year, we seek further to improve the experience of

the event participants,” sees Bartoski Jr.

At this year’s event, the Madeira Panel will take

place again, which was a great success in 2021. In

49


P R Ê M I O R E F E R Ê N C I A

da Madeira, que foi um grande sucesso em 2021.

Na edição anterior tivemos a presença de Eduardo

Leão, presidente da AIMEX (Associação das Indústrias

Exportadoras de Madeira do Estado do Pará), Álvaro

Scheffer, ex-presidente da APRE (Associação Paranaense

de Base Florestal) e Rafael Mason, presidente do

CIPEM, (Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras

de Madeira do Estado de Mato Grosso). Para 2022

os nomes dos participantes serão revelados em breve,

mas os premiados e demais participantes da cerimônia

podem manter as expectativas elevadas.

Além do evento presencial, a transmissão do prêmio

será feita ao vivo no canal do youtube da Revista

REFERÊNCIA. Em 2021 os números foram surpreendentes

e demonstraram o interesse das pessoas no

setor: foram mais de 40 mil visualizações no vídeo e

picos de mais de 4 mil pessoas assistindo ao prêmio

simultaneamente.

Outra novidade é a abertura do evento para o

público geral. Há um lote limitado de convites para

os interessados que dará direito a participar de toda

a programação da noite: Painel da Madeira, Prêmio

REFERÊNCIA e do jantar que acontecerá logo após

o término da cerimônia, com cardápio de massas

especiais e bebidas não alcoólicas liberadas. Abaixo, os

interessados têm os canais para solicitar mais informações

e também adquirir os ingressos para esta noite tão

especial.

the previous event, we had the presence of Eduardo

Leão, President of the Association of Wood Exporting

Companies of the State of Pará (Aimex), Álvaro Scheffer,

former president of Association of Forest-based

Companies in the State of Parana (Apre), and Rafael

Mason, President of the Center of Timber Producing

and Exporting Industries of the State of Mato Grosso

(Cipem). For 2022, panel participants’ names will be

revealed soon, but the winners and other participants

of the ceremony can expect an exciting discussion.

In addition to the face-to-face event, the Award

ceremony will be transmitted live on the Revista Referência

YouTube channel. In 2021, the numbers were

surprising and demonstrated the interest in the Sector.

There were more than 40 thousand views of the video

and peaks of more than 4 thousand watching the

Award ceremony at one time.

Added news is the opening up of the event to the

general public. A limited number of invitations for those

interested will be available, which will entitle one

to participate in the entire program of the evening:

the Wood Panel, REFERÊNCIA Award, and dinner that

will take place shortly after the end of the ceremony,

with a special pasta menu and unlimited non-alcoholic

beverages. Below, interested parties have the channels

to request more information and invitations for this

very special night.

Os ganhadores do Prêmio REFERÊNCIA 2021

50

PRÊMIO REFERÊNCIA 2022

Data: 29/11/2022

Horário: 19h (horas)

Local: Restaurante Porta Romana – Curitiba (PR)

Informações e ingressos para o evento:

comercial@revistareferencia.com.br ou

+55 (41) 99968-4617


29 DE NOVEMBRO

ÀS 19 HORAS

E D I Ç Ã O

VEM AÍ!

A N O S

Gostaria de participar do jantar do PRÊMIO REFERÊNCIA 2022?

Compre seu ingresso antecipado pelo whats: (41) 99968-4617 ou

pelo e-mail: comercial@revistareferencia.com.br

Vagas limitadas

Transmissão ao vivo em nosso canal:

@revistareferencia

PATROCINADORES:

ASSOCIAÇÃO DO COMÉRCIO E INDÚSTRIA DE

MADEIRAS E DERIVADOS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

SERRAS E FACAS INDUSTRIAIS

www

revistareferencia.com.br

comercial@revistareferencia.com.br


C O L U N A

Indignação

cidadã

A consciência quanto à indignação cidadã pode

ser vista inicialmente a partir de uma citação de

Platão quando diz: “O castigo dos bons que não

fazem política é serem governados pelos maus.”

Foto: divulgação

Waldemar Vieira Lopes

Consultor florestal e diretor da LSS-Lopes

Serviços e Soluções

Contato: waldemarvieiralopes@terra.com.br

Citizen Outrage

The awareness of an outraged citizen can be seen

initially from a quote from Plato when he said:

“The penalty for not participating in politics is to

be governed by your inferiors”

O

s Verdadeiros Brasileiros têm que

estar mais atentos do que nunca

às armadilhas preparadas pela esquerda

extremista e maniqueísta,

ávida por trazer o ex-presidiário

novamente à cena do crime e, é

chegada a hora de posicionamento, a hora de decidirmos

quem queremos para governar o futuro de

nosso Brasil e o futuro de nossos filhos e netos.

Vejam o exemplo da França, que agora se revolta

com a eleição de Macron e nada poderá fazer pelos

próximos 4 anos. Entretanto, mais de 16 milhões de

franceses não compareceram às urnas ou anularam

seus votos, deixando claro de que quando se terceiriza

a escolha, perde-se o direito de reclamar sobre

qualquer resultado que seja.

T

rue Brazilians have to be more attentive

than ever to the pitfalls prepared

by the extremist and Manichean left,

determined to return the ex-convict

to the scene of the crime. Therefore, the time has

come to take a position and decide who we want to

govern the future of our Brazil and our children and

grandchildren.

Take the example of France, which is now revolting

over Macron’s election and cannot do anything

about it for the next four years. However, more than

16 million French did not go to the polls or annulled

their votes, showing that when they outsource their

choice, they lose the right to complain about any

result, whatever it may be.

We must be aware of speeches from “Gods of

52


Devemos ter cuidado com discursos de “Deuses

do Olimpo”, cultuadores do Álter Ego e vendo a si

próprio como detentores de toda a sabedoria do

mundo, cegos e surdos ao fato de que o comunismo

matou mais gente que todas as guerras juntas e,

grande parte usando para sua batalha diária nossas

entidades de ensino, cargos públicos, meio político

e grande parte da mídia, com finalidade precípua

e objetivo maior de deseducar nossos filhos, incutindo-lhes

raízes comunistas para que se vejam

deslocados ao viverem em uma família de classe

média, visando convencê-los de que prosperidade

só ocorre à custa de trabalho escravizante ou meios

espúrios, posto que acumular riquezas, além de politicamente

incorreto é por certo pecaminoso, daí a

estratégia de se incrementar votos nessa faixa etária,

contando que encontrarão nesse universo mentes

mais reativas e menos analíticas e, havendo desatenção

de pais que não discutem política em suas

casas, tornam-se um alvo facilmente cooptável para

suas fileiras.

Nesses tempos cinzentos nos tornamos reféns de

uma Ciência Ideológica que jamais poderá ser chamada

de ciência, carregada com bateria emocional

e contraditória, necessitando de políticos e politização

para se manter viva e acusatória, responsável

pela estagnação econômica no período de pandemia

e divisão por nichos pró e contra vacinas, não

permitindo raciocínio próprio à população como

um todo, empobrecendo o país pelo fechamento de

inúmeros postos de trabalho e buscando a visão de

um Estado salvador e caçador de votos.

Liberdade, coerência, decisão própria e não

tutela do Estado, esse é o oxigênio indispensável

para sobrevivermos nesse ambiente hostil criado por

defensores da ditatura do proletariado, capitaneada

por inúmeros partidos que se uniram para que a

qualquer custo consigam a retomada de poder, trazendo

como alternativa para as próximas eleições,

o ex-presidiário que surrupiou a dignidade do povo

brasileiro, roubou seu futuro e quebrou inúmeras

empresas do Estado para investir em economias

amigas e socialistas, no seu próprio bolso e nos bolsos

de seus maquiavélicos amigos. Acorde Brasil,

não tivessem havido um sem número de crimes, não

teria retornado tanto dinheiro para cofres públicos

por parte de dirigentes sindicais, caixas partidários e

amigos meliantes do governo petista.

Olympus”, cultivators of the Alter Ego, who see themselves

as holders of all the wisdom of the world,

blind and deaf to the fact that communism killed

more people than all wars put together and, much

of it, in the daily battle, using teaching entities, public

offices, political environment, and much of the

media, with the primary purpose and greater objective

of reeducating our children, instilling communist

roots in them so that they see themselves misplaced

living in a middle-class family aiming to convince

them that prosperity only occurs at the expense of

enslaving labor or using spurious means, since accumulating

wealth, besides being politically incorrect,

is certainly sinful, hence the strategy of increasing

votes in this age group, counting that they will find

in this universe more reactive and less analytical

minds and, with parental inattentiveness - parents

who do not discuss politics in their homes - become

an easily co-opted target for their ranks.

In these gray times, we became hostages of

an Ideological Science that can never be called

science, loaded with emotional and contradictory

dialogues, requiring politicians and politicization to

stay alive and accusatory. All this was responsible

for economic stagnation in the period of pandemic

and division by niches for and against vaccines, not

allowing proper reasoning for the population as a

whole, impoverishing the Country by closing countless

jobs and seeking the vision of a saving state and

vote hunter.

Freedom, coherence, self-decision, and not

the State provide the essential oxygen to survive in

this hostile environment created by defenders of a

proletariat dictate. This dictatorship is captained by

countless parties that have joined together so that,

at any cost, they achieve enduring power, leaving

us with an alternative to the next elections the ex-

-convict who shattered the dignity of the Brazilian

people, who stole our future and broke countless

state companies to invest in friendly and socialist

economies and fill their own pocket and the pockets

of his Machiavellian friends. Wake Up Brazil, if there

had not been so many crimes, so much money

would not have been returned to public coffers by

union leaders, party coffers, and miscreant friends of

the Worker Party Government.

We are hostages to a political justice that tries all

the time to shut us up and pull the wool our eyes,

53


C O L U N A

Somos reféns de uma justiça política que tenta a

todo tempo nos calar e colocar viseiras, mancomunada

com Câmaras de Deputados e Senado com

rabo preso e que de há muito não nos representam

e caberá na eleição que se avizinha elegermos Presidente,

Governadores, Deputados Federais, Deputados

Estaduais que tenham vínculo com moral, ética

e valores familiares.

Vivemos uma época de culto à anormalidade

com criação de situações controversas; vendidas

pelos “Deuses do Olimpo” e intelectuais de plantão;

como meias verdades ou quem sabe meias mentiras:

• Direito à desonra;

• Fofoca – através de meios de comunicação e

culturais;

• Proliferação do medo;

• Hegemonização dos objetivos;

• Fusão entre a classe revolucionária e a classe

política;

• Sucessão de governos análogos e corporativistas,

vendidos como se opositores fossem;

• Iguais se colocando em campos opostos, mas

lutando pelo mesmo objetivo de doutrinação

do povo e sua catequização ideológica;

• Alianças espúrias entre as mais diversas vertentes

políticas brasileiras com interesse de

novamente lotearem o país.

Fiódor Dostoiévski, pode nos fazer refletir

sobre ideais que a todo custo tentam nos

empurrar goela abaixo:

• “Nosso grupo não consiste apenas naqueles

que cometem assassinatos e incêndios criminosos,

gente assim só atrapalha, eu não

suporto essa falta de disciplina, ora somos

vigaristas e não socialistas, ouça, seremos

apoiados por todos eles”;

• “O professor que ri de Deus às crianças já

em seu berço, ele está conosco”;

• “O advogado que defende o assassino, rico e

convicto, já é dos nossos”;

• “Os colegiais que matam o mujique¹ para

experimentar a sensação são dos nossos”;

• “Os jurados que absolvem criminosos a torto

e direito, são dos nossos”;

• “O promotor que treme no tribunal por não

jointly with the Houses of Deputies and Senators,

who have something to hide and have not represented

us for a long time. And will fit in the coming

election to elect a President, Governors, Federal

Deputies, and State Representatives with ties with

morals, ethics, and family values.

We live in a time of worship of abnormality with

the creation of controversial situations sold by the

“Gods of Olympus” and purported intellectuals as

half-truths or, who knows, half-lies:

• Right to dishonor;

• Gossip - through media and culture;

• Proliferation of fear;

• Hegemony of objectives;

• Fusion between the revolutionary and the

political classes;

• Succession of analogous and corporatist

governments, sold as if only opponents

were such;

• Equal but putting themselves in opposing

camps and fighting for the same goal of

indoctrination of the people and their ideological

cauterization;

• Spurious alliances between the most diverse

Brazilian political strands with the interest of

luting the Country once again.

Fyodor Dostoevsky can help us reflect

on ideas that, at all costs, try to put us

down:

• “Our party does not consist only of those

who commit murder and arson... They are

only a hindrance. I don’t accept anything

without discipline. I am a scoundrel, of

course, and not a socialist. Ha ha! Listen”;

• “A teacher who laughs with children at their

God and at their cradle is on our side”;

• “The lawyer, who defends the murderer, the

rich, and the convicted, is already one of

ours”;

• “The schoolboys who murder a peasant for

the sake of sensation are ours”;

• “The juries who acquit every criminal are

ours”;

• “The prosecutor who trembles at a trial for

fear he should not seem advanced enough

is ours”;

• “There are administrators, writers, an ama-

54


ser suficientemente liberal, é dos nossos”;

• “Há administradores, escritores, um assombroso

número dos nossos e eles nem sabem

disso ainda”;

• “Hoje em dia ninguém tem ideias próprias, o

Deus russo foi derrotado pela vodca barata,

as camponesas estão bêbadas, as mães estão

bêbadas e as igrejas estão vazias, apenas espere

essa geração crescer, apenas espere que

cresçam, uma ou duas gerações e o crime

deixará de ser uma loucura, mas o bom senso

justamente o bom senso da Rússia o transformará

em dever”. Trechos retirados de Os

Demônios - Dostoiévicz 1872

¹ camponês pobre

Despertem, se indignem! Já nos dividiram por

demais, o silêncio e o comodismo deixam efeitos

colaterais de difícil reversibilidade, decisão não se

terceiriza e é o tijolo para construção do Brasil que

queremos, mais solidário, menos burocrático, com

liberdade plena de opinião e qualidade de vida

compatível com as riquezas e potencial que detemos.

zing number are ours, and they don’t even

know it yet”;

• “The Russian God has already been vanquished

by cheap vodka. The peasants are

drunk, the mothers are drunk, the children

are drunk, the churches are empty”;

• “This generation has only to grow up … It’s

only a pity we can’t afford to wait”;

• “But one or two generations of vice are

essential now”;

• “I come back, and I find that crime is no

longer insanity, but simply common sense,

almost a duty.”

Quotes from Demons - Dostoevsky

1872 (Constance Garnett)

Wake up, become outraged! We have already

been divided by too much silence and complacency,

leaving side effects difficult to reverse; decision is

not to be outsourced and is the brick for construction

of Brazil that we want, more solidarity, less bureaucracy,

with full freedom of opinion and quality

of life compatible with the riches and potential that

we hold.

55


E N T R E V I S T A

Construindo

o futuro

Foto: Quelvin Clécio

Caio Zanardo

Building the future

Engenheiro Florestal graduado pela ESALQ (Escola Superior de Agricultura Luiz

de Queiroz), da Universidade de São Paulo (USP-ESALQ), com MBA em Economia

e Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas e especialização em

Estratégia de Gestão Avançada pelo IMD Business School (International Institute

for Management Development), realizado em Lausanne, na Suíça.

Graduated in Forest Engineering, Luiz de Queiroz College of Agriculture (Esalq), São Paulo

University (USP), with an MBA in Economics and Business Administration, Getúlio Vargas

Foundation, and Post Graduate studies in Advanced Management, International Institute for

Management Development (IMD Business School), Lausanne, Switzerland.

As demandas por um mundo mais sustentável

têm crescido continuamente.

Opções de produtos e soluções que

sejam funcionais e preservem o meio

ambiente se tornaram uma das chaves

para que o setor de celulose e papel

cresça e ganhe ainda mais notoriedade. Caio Zanardo,

Presidente da Veracel, é nosso entrevistado para

falar do momento da celulose, as inovações que a

empresa tem feito e como a celulose e papel estão

mais presentes no nosso dia a dia.

T

he demands for a more sustainable

world grow daily. Product options and

solutions that are functional and preserve

the environment have become one

of the keys for the Pulp and Paper Sector to grow

and gain even more space within society. Caio

Zanardo, President of Veracel, is our interviewee

and talks about the pulp market, the innovations

that the Company has made, and how pulp and

paper are more present in our daily life.

56


Celulose: Como foi sua caminhada até a presidência

da Veracel?

Caio: Cheguei à Veracel em janeiro de 2021 e, no

mesmo ano, passei a ocupar também uma posição

no conselho da associação responsável pela representação

institucional do setor de árvores plantadas,

a IBÁ (Indústria Brasileira de Árvores). Cheguei

à Veracel após 18 anos de experiência no setor,

período em que fui presidente da FLORESTAR

(Associação Paulista dos Produtores, Fornecedores

e Consumidores de Florestas Plantadas). Tive também

passagem pela Votorantim Papel e Celulose e

uma trajetória de muito aprendizado e conquistas

na Fibria e na Suzano, onde gerenciei operações

florestais e projetos estratégicos das empresas, além

de ter atuado com inovação. Sem dúvida, essa vivência

tem contribuído para fortalecer os objetivos

da Veracel.

Celulose: Como avalia o momento da empresa

no mercado?

Caio: O momento da Veracel é muito positivo.

Além de termos mantido nossa operação durante a

pandemia da Covid-19, nos renovamos e temos investido

em inovação, utilizando o que há de mais

novo em tecnologia, inteligência artificial e big

data. Além disso, estamos muito focados em melhorar

ainda mais nossa eficiência e capacidade de

produção. Somos um importante agente de transformação

no nosso território. Como exemplo, no

fim do ano passado anunciamos um investimento

de cerca de R$ 95 milhões em uma nova rodovia

de 25 km (quilômetros) de extensão na Bahia, em

parceria com o Governo do Estado. A estrada vai

ligar a BA-275 e a BA-982 e facilitar o transporte

de madeira de eucalipto da área florestal à nossa

unidade fabril, em Eunápolis (BA), proporcionando

ganhos logísticos para a nossa operação e para as

comunidades da região. Esse investimento ilustra

bem o momento e as ações da Veracel em prol

de sua competitividade e que também contribui

para o desenvolvimento da nossa região, no sul da

Bahia.

Celulose: A pandemia da Covid-19 afetou o

setor de celulose?

Caio: O setor teve um papel fundamental no

combate aos efeitos da disseminação da Covid-19

Celulose: What was your path to becoming

Veracel’s President?

Caio: I arrived at Veracel in January 2021, and,

in the same year, I also assumed a position on

the board of the association responsible for the

institutional representation of the Planted Tree

Sector, the Brazilian Tree Industry (IBÁ). I arrived

at Veracel after 18 years of experience in the

Sector. During that time, I was president of the

State of São Paulo Association of Producers,

Suppliers, and Consumers of Planted Forests

(Florestar). I also had a stint at Votorantim Papel

e Celulose and a time of much learning and

achievement at Fibria and Suzano, where I managed

forestry operations and strategic projects

of the companies, in addition to having worked

with innovation. Undoubtedly, this experience

has contributed to strengthening Veracel’s

objectives.

Celulose: How do you evaluate your Company

at this time?

Caio: At this moment, things for Veracel are

very positive. In addition to maintaining our

operation during the Covid-19 pandemic, we

have renewed and invested in innovation, using

the latest technology, artificial intelligence,

and big data. Furthermore, we are focused on

further improving our efficiency and production

capacity. Therefore, we are an essential agent of

transformation in our area. For example, at the

end of last year, we announced an investment

of about R$ 95 million for a new 25-kilometer-

-long highway in the State of Bahia in partnership

with the State Government. The road will

connect BA-275 and BA-982 and facilitate the

transport of eucalyptus logs from the forest area

to our plant in Eunápolis, providing logistical

gains for our operation and the region’s communities.

This investment very well illustrates

Veracel’s current actions in favor of competitiveness

and contributions to the development of

our Region in the South of Bahia.

Celulose: How has the pandemic affected the

Pulp Sector?

Caio: The Sector played a crucial and notably

important role in combating the effects of the

57


E N T R E V I S T A

e sua importância foi evidenciada. Por outro lado,

a pandemia acelerou mudanças estruturais. Houve

a redução de algumas demandas – por papel de

imprimir e escrever, por exemplo – e o impacto

positivo no segmento de tissue devido ao aumento

da demanda por produtos de higiene pessoal.

Houve também um aquecimento do mercado

de embalagens devido à demanda por produtos

considerados essenciais, como os alimentos e bebidas,

higiene, limpeza e produtos farmacêuticos.

O comércio eletrônico também evoluiu de certo

modo, o que também favoreceu o setor com o

consumo por embalagens para essas entregas. De

forma geral, o setor de celulose não sofreu grandes

impactos com a pandemia. A produção de celulose

continuou crescendo para suportar a demanda do

mercado brasileiro e do mercado externo.

Celulose: Quais investimentos a empresa tem

feito para ampliar capacidade de produção?

Caio: A Veracel tem feito investimentos em inovações

tecnológicas em diversas áreas da nossa

operação, inauguramos o ano passado nossa sala

de confiabilidade industrial, focamos em melhorias

logísticas, que impactam positivamente o desenvolvimento

da empresa no sentido de otimizar o

transporte de sua produção, reduzimos custos através

de uma abordagem mais estratégica e sustentável

de suprimentos e estamos ampliando novas

áreas de plantação de eucalipto. Este importante

investimento amplia parcerias entre produtores

rurais com a Veracel para o cultivo de eucalipto em

suas propriedades e nos posiciona de forma competitiva

para a produção de celulose, sendo uma

ótima alternativa para a diversificação da renda e

atividades rurais dos produtores, gerando empregos

e desenvolvimento para a região.

Celulose: Quais os principais produtos produzidos

pela Veracel?

spread of Covid-19. On the other hand, the

pandemic accelerated structural changes. There

was a reduction in the demand for some products

– printing and writing paper, for example

– and a positive impact on the tissue segment

due to the increased demand for personal sanitary

products. The packaging market also heated

up due to the need for essential products,

such as food and drink, hygiene, household,

and pharmaceutical products. E-commerce

evolved, which also favored the Sector with

the consumption of packaging for deliveries.

Overall, the Pulp Sector did not suffer significant

impacts from the pandemic. Pulp production

continued to grow to support the demand of

the Brazilian and foreign markets.

Celulose: What investments has the Company

made to expand its production capacity?

Caio: Veracel has made investments in technological

innovations in several areas of our

operation, inaugurated the Company’s industrial

reliability room last year, and focused on

logistics improvements that positively impact

the Company’s development to optimize the

transportation of its production, reduce costs

through a more strategic and sustainable approach

to supplies, and are expanding new areas

of eucalyptus plantation. This vital investment

develops partnerships between rural producers

with Veracel to cultivate eucalyptus on their

properties. In addition, it positions us competitively

for pulp production, being an excellent

alternative for the diversification of income and

rural activities of producers, generating regional

jobs and development.

Celulose: What are the main products produced

by Veracel?

Caio: Veracel produces high-quality short fiber

58

Na Veracel, continuaremos trabalhando para nos tornar cada

vez mais eficientes em nossa produção para atender a demanda de

nossos acionistas em quaisquer escolhas de negócio que

visem para o futuro


Caio: A Veracel produz celulose de fibra curta de

alta qualidade, que é 100% entregue aos acionistas

Stora Enso (sueco-finlandesa) e Suzano (brasileira).

Celulose: O setor têxtil tem voltado seus olhos

para a utilização de celulose. A Veracel vê nesse

movimento uma oportunidade de mercado?

Caio: A celulose tem muito potencial para ser

desenvolvido em novas aplicações. Na Veracel,

continuaremos trabalhando para nos tornar cada

vez mais eficientes em nossa produção para atender

a demanda de nossos acionistas em quaisquer

escolhas de negócio que visem para o futuro.

Celulose: As práticas de ESG já fazem parte das

estruturas empresariais. Quais as principais

vantagens que o conceito ESG propicia?

Caio: A sustentabilidade é um valor primordial da

Veracel e faz parte da estratégia transversal e sistêmica

da empresa. Estamos avançando na estruturação

das melhores práticas de ESG. Nesse sentido,

iniciamos um importante processo de engajamento

de todas as equipes na importante missão de incorporar

os conceitos de ESG no dia a dia, de forma

que todos entendam o seu papel para a criação

de uma empresa que se posiciona na construção

de um mundo melhor, tanto hoje, quanto para os

próximos anos. Um dos trabalhos em andamento

tem o propósito de tornar a Veracel mais diversa e

inclusiva. Estruturamos nosso Comitê de Diversidade

que tem atuado na realização de capacitações e

sensibilizações internas, além de promover fóruns

de discussões e práticas para estabelecer uma

cultura corporativa mais justa e inclusiva, aberta e

preparada para receber a diversidade, tão essencial

para a sociedade e para o desenvolvimento das

corporações. Buscamos entregar valor para a sociedade,

ao apoiar o desenvolvimento regional, que

é fortemente orientado para a sustentabilidade,

ética e integridade. Temos a consciência de que

o sucesso do negócio está atrelado ao desenvolvimento

sustentável e equilibrado do território e das

suas pessoas e apostamos em projetos que buscam

o fortalecimento do capital social. Estamos estabelecendo

arranjos institucionais, que permitam a

identificação de agendas em comum, capazes de

catalisar iniciativas e unir pessoas para a promoção

de práticas sustentáveis, que aliem geração de

renda e conservação do meio ambiente.

pulp, which is 100% delivered to shareholders

Stora Enso (Swedish-Finnish) and Suzano

(Brazilian).

Celulose: The Textile Sector has begun to

look at the use of cellulose. Does Veracel see

this movement as a market opportunity?

Caio: Cellulose has a lot of potential for developing

new applications. At Veracel, we will

continue to work to become increasingly more

efficient in our production to meet the demand

of our shareholders in any business choices

aimed at the future.

Celulose: ESG practices are already part of

business structures. What are Veracel’s main

actions in this area?

Caio: Sustainability is a primary value for Veracel

and is part of the Company’s transversal

and systemic strategy. We are moving forward in

structuring ESG best practices. In this sense, we

have started an important process of engagement

of all teams in the vital mission of incorporating

ESG concepts daily so that everyone

understands their role in creating a company

that positions itself for the construction of a

better world, both for today and coming years.

One of the works in progress aims to make

Veracel more diverse and inclusive. We have

structured our Diversity Committee, which has

worked on conducting internal training and raising

awareness. We are also promoting discussion

forums and practices to establish a more

just and inclusive corporate culture, open and

prepared to receive diversity, so essential for

society and corporate development. We seek to

deliver value to society by supporting regional

development, strongly oriented toward sustainability,

ethics, and integrity. We know that the

business’s success is tied to the sustainable and

balanced development of the area and its people.

We bet on projects that seek to strengthen

social capital. We are establishing institutional

arrangements that allow the identification of

common agendas capable of catalyzing initiatives

and bringing people together to promote

sustainable practices that combine income

generation and environmental conservation.

59


E N T R E V I S T A

Celulose: Especificamente em relação a preservação

ambiental, quais as ações da Veracel?

Caio: Estamos empenhados em aprimorar nossos

resultados ambientais. Por sermos uma empresa

concebida com tecnologias ambientais e de

processo de fabricação de celulose modernos, o

esforço para melhorar esse padrão é desafiador,

porém, sempre encarado como possível. É o caso

da gestão de resíduos. Fechamos os dois últimos

anos com a média de 99% de reciclagem de resíduos.

Também, desde 2015, a Veracel estabelece

metas em relação a água, com compromisso de

redução a cada exercício na produção de celulose.

Temos um trabalho permanente de conservação da

biodiversidade da região. Ações de educação ambiental

e de pesquisas científicas são incentivadas

e promovidas todos os anos. Também realizamos

nossas operações de forma 100% ambientalmente

certificada e responsável com o uso de recursos

naturais e com a proteção e a circulação da fauna

e da flora da região. Outro destaque importante

é que mantemos a RPPN Estação Veracel nos

municípios de Porto Seguro e Santa Cruz Cabrália,

no Sul da Bahia. A Reserva é um ícone do esforço

para a conservação da biodiversidade. Está entre as

20 áreas do mundo com maior número de indivíduos

e com elevado número de espécies arbóreas,

além de ter sido identificada como uma área-chave

para a biodiversidade (KBA - Key Biodiversity Area)

pelo seu importante papel na proteção de espécies

de animais globalmente ameaçados de extinção. É

também considerada uma área importante para a

conservação de aves (IBA - Important Bird Area),

pois abriga populações significativas de espécies

de aves globalmente ameaçadas, de acordo com a

BirdLife International - organização ambiental com

sede no Reino Unido. Além de proteger a rica biodiversidade

da região, a RPPN Estação Veracel tem

papel estratégico na provisão de água para o município

de Porto Seguro (BA), tanto pela proteção de

nascentes e cursos d’água, quanto pela interceptação

de neblina, sendo um importante fragmento

prestador de serviços ambientais de regulação do

fluxo e da qualidade de água na região.

Celulose: A sustentabilidade na produção e nos

produtos é chave para os planos da empresa?

Caio: Com certeza, estamos sempre buscando

Celulose: Specifically concerning environmental

preservation, what are Veracel’s

actions?

Caio: We are committed to improving our

environmental actions. As a company conceived

with modern ecological and pulp manufacturing

process technologies, the effort to improve our

production standards is challenging but always

seen as possible, as is the case for residues. As

a result, we ended the last two years with an

average of 99% of residues being recycled. Also,

since 2015, Veracel has committed to yearly

reducing water use in pulp production.

We have a permanent task of conserving the

biodiversity of the Region. Environmental

education and research are encouraged and

promoted every year. Also, our operations are

100% environmentally certified and carried out

responsibly as to the use of natural resources,

ensuring the protection and circulation of the

fauna and flora of the Region. Another important

highlight is that we maintain the Private

Natural Heritage Reserve (Rppn) Veracel Station

in the municipalities of Porto Seguro and Santa

Cruz Cabrália, in Southern Bahia. The Reserve

is an icon in the effort for biodiversity conservation.

It is among the 20 areas in the world

with the highest number of tree species, and

increasing. Furthermore, it has been identified

as a vital area for biodiversity due to its essential

role in protecting species of animals globally

threatened with extinction. It is also considered

an important area for bird conservation as it

is home to significant populations of globally

threatened bird species, according to BirdLife

International - a UK-based environmental

organization. In addition to protecting the rich

biodiversity of the Region, the Rppn Veracel

Station has a strategic role in the provision of

water for the municipality of Porto Seguro. Both

the protection of springs and watercourses and

the interception of fog are essential fragments

providing environmental services to regulate the

flow and water quality in the region.

Celulose: Is sustainability in production and

products key to the Company’s plans?

Caio: Certainly, we are always looking for

60


iniciativas e melhorando processos para neutralizar

impactos e ainda contribuir com a regeneração do

meio ambiente, como por meio de projetos de redução

do uso de gás natural. Também alcançamos

a reciclagem de mais de 99% dos resíduos de forma

constante. Outro exemplo é o nosso transporte

da celulose por barcaça a partir do TMB (Terminal

Marítimos de Belmonte), que reduz o trânsito nas

estradas e a emissão de CO 2

(gás carbônico). Além

disso, a Veracel apoia a comunidade científica por

meio de sua reserva para estudos sobre o território,

o que traz melhorias para a comunidade, para o

meio ambiente e apoio para estudos sobre mudanças

climáticas, algo tão necessário para a sociedade

e para o nosso negócio.

Celulose: Quais os principais focos de pesquisa

realizadas pela Veracel?

Caio: Além dos já mencionados, outro destaque

importante é o estudo constante por matérias-

-primas renováveis para a geração de energia limpa

tanto para a operação da empresa, quanto para

a exportação do excedente para a rede. Já trabalhamos

com o uso do bagaço da cana-de-açúcar

e com o caroço do açaí nesse processo. Usamos

também o próprio licor gerado durante o processo

de nossa produção de celulose, além de resíduos,

como fibras e cascas não utilizadas. A cada ano, a

Veracel se torna mais eficiente quanto à utilização

de toda sua produção de madeira e isso nos dá a

oportunidade de intensificar nossos estudos sobre

novas possibilidades de materiais que podem ser

transformados em energia, contribuindo tanto

para o negócio da empresa, quanto para o meio

ambiente. Atualmente, estamos estudando o uso,

como fonte de energia, de fibras de coco e cascas

de cupuaçu. Esses produtos são gerados em

abundância na região e podem se tornar fonte de

negócio para produtores locais ao invés de serem

descartados. Para nós, isso significa mais energia

limpa gerada pela Veracel, algo que já se tornou

initiatives and improving processes to neutralize

impacts and contribute to the environment’s

regeneration through projects reducing natural

gas use. We are constantly recycling more

than 99% of residues. Another example is our

transport of pulp by barge from the Belmonte

Maritime Terminal (TMB), which reduces road

traffic and CO2 emissions. In addition, Veracel

supports the scientific community through

its reserve for studies on the territory, which

provides improvements for the community, the

environment, and support for studies on climate

change, something much needed for society

and our business.

Celulose: What are the main focuses of the

research being carried out by Veracel?

Caio: In addition to those already mentioned,

another important highlight is the constant

study of renewable raw materials for clean

energy generation. Both for the operation of

the Company and the export of surplus to the

grid. We have already worked with the use of

sugarcane bagasse and with the açaí pits in

this process. We also have studied the use of

the liquor itself generated during the process

of our pulp production. Using residues such as

unused fibers and bark is also being investigated.

Each year, Veracel becomes more efficient

in using all its timber production and intensifies

studies on new possibilities of materials that

can be transformed into energy, contributing

to the Company’s business and the environment.

Currently, we are studying using coconut

fibers and cupuaçu husks as energy sources.

These products are abundant in the Region

and can become a source of income for local

producers rather than being thrown away. For

us, this means cleaner energy generated by

Veracel, something that has already become the

Company’s second source of income, efficiently

Temos a consciência de que o sucesso do negócio está atrelado

ao desenvolvimento sustentável e equilibrado do território

e das suas pessoas e apostamos em projetos, que buscam o

fortalecimento do capital social

61


E N T R E V I S T A

a segunda fonte de renda da empresa, de forma

eficiente e sustentável. Além de outros estudos e

pesquisas, que estão em curso, em diferentes áreas

da empresa, com o foco na maior produtividade

e competitividade. Outro exemplo é a produção

de um novo inimigo natural que preda as lagartas

desfolhadoras, um dos principais parasitas das

plantações de eucalipto. A produção do inseto

Tetrastichus howardi faz parte da estratégia de

sanidade florestal da empresa e complementa as

ações de forma biológica e sustentável. Inclusive,

os mosquitos são liberados por meio de um drone,

outra tecnologia inovadora da Veracel. Portanto,

entramos com pedido de patente desse método,

que é um exemplo de manejo racional de pragas

e uma alternativa ambientalmente adequada e

bastante eficaz.

Celulose: Quais os objetivos da Veracel a curto e

longo prazo?

Caio: No curto prazo, apesar de estarmos bem

posicionados no setor, ainda vemos bons espaços

de melhoria, tais melhorias protegem o nosso negócio.

No longo prazo visualizamos, que o setor de

celulose tem buscado uma visão mais abrangente,

olhando a nossa indústria como uma biorrefinaria.

Precisamos entender quais destas opcionalidades

dentro deste conceito poderão se encaixar junto a

Veracel e estar preparados para capturar tais oportunidades.

Outro foco importante é a ampliação

de nossa operação florestal, que nos dará segurança

de abastecimento de madeira para produção de

celulose caso tenhamos um cenário ácido relacionado

às mudanças climáticas ou podendo se tornar

uma oportunidade para ampliar nossa capacidade

de produção sempre de forma responsável com o

meio ambiente, com a sociedade e com as nossas

and sustainably. In addition to other studies and

research, ongoing projects focus on greater productivity

and competitiveness in different areas

of the Company. Another example is the production

of a new natural enemy that prays on

defoliating insects, one of the main parasites of

eucalyptus plantations. The tetrastichus howardi

insect production is part of the Company’s

forest health strategy and complements control

actions naturally and sustainably. The insects

are also released through a drone, another

innovative Veracel technology. We even have

entered a patent application for this method, an

example of rational pest management and an

environmentally appropriate and quite effective

alternative.

Celulose: What are Veracel’s short- and long-

-term goals?

Caio: In the short term, although we are well-

-positioned in the Sector, we still see space for

improvements. Such improvements protect our

business. In the long run, the pulp industry has

sought a broader vision, looking at our industry

as a biorefinery. We need to understand which

of these “optionalities” within this concept can

fit together with Veracel and be prepared to

capture such opportunities. Another critical

focus is expanding our forestry operation, which

will give us the security of wood supply for pulp

production in case of an adverse scenario related

to climate change. It may also become an

opportunity to expand our production capacity

responsibly with the environment, society, and

our people, increasingly being an inclusive and

model company in sustainable practices.

Para nós, isso significa mais energia limpa gerada pela Veracel,

algo que já se tornou a segunda fonte de renda da empresa, de

forma eficiente e sustentável. Além de outros estudos e pesquisas que

estão em curso, em diferentes áreas da empresa, com o foco na maior

produtividade e competitividade

62


pessoas, sendo cada vez mais uma empresa inclusiva

e modelo em práticas sustentáveis.

Celulose: Além da celulose, quais outras frentes

de operação da Veracel?

Caio: O foco da empresa é a produção de celulose.

Contudo, a geração de energia limpa para a

rede já se tornou uma segunda fonte de renda para

a empresa.

Celulose: O mercado de celulose brasileiro pode

se tornar o maior do mundo?

Caio: Sem dúvida, o Brasil já é o maior exportador

de celulose do mundo. Fica em segundo lugar

apenas quanto à produção, perdendo para os EUA

(Estados Unidos da América). Ainda assim, o país

tem todas as ferramentas para se tornar cada vez

mais protagonista no setor.

Celulose: Qual será seu maior legado à frente da

Veracel?

Caio: Quero deixar uma empresa mais fortalecida,

com um cultura pujante na integração de processos

e pessoas. São as pessoas que fazem da Veracel

uma excelente empresa e temos que cuidar delas

com todo carinho e atenção. Sabemos que o futuro

é incerto mas com pessoas que têm a liberdade

de se expressar sabemos que decisões serão tomadas

da maneira muito assertiva e com uma visão

ampla sobre o nosso negócio. Isso será a chave

para toda boa empresa, agilidade nas decisões e

velocidade de adaptação, deste modo estaremos

realizando o propósito da Veracel, que é Ser Responsável,

Inspirar Pessoas e Valorizar a Vida.

Celulose: Besides pulp, what other operating

fronts does Veracel have?

Caio: The Company’s focus is on pulp production.

However, supplying clean energy to

the energy grid has already become a second

source of income for the Company.

Celulose: Can Brazil become the largest pulp

producer in the world?

Caio: Without a doubt, Brazil is already the

largest exporter of pulp in the world. It is in

second place in production, just second to the

United States. Furthermore, the Country has all

the tools to become more and more the prime

protagonist in the Sector.

Celulose: What will be your most important

act as head of Veracel?

Caio: I want to leave a stronger company with

a thriving culture in the integration of processes

and people. The people make Veracel an excellent

company; we have to take care of them

with all the care and attention required. We

know that the future is uncertain, but with people

who have the freedom to express themselves,

we know that decision-making will be very

assertive and with a broad view of our business.

This is the key to every exceptional company,

agility in decisions and speed of adaptation, so

we hope to accomplish the purpose of Veracel,

which is to Be Responsible, Inspire People, and

Value Life.

PRODUTOS INOVADORES

PARA A INDÚSTRIA PAPELEIRA

APTOS À INDÚSTRIA 4.0

(47) 3520-4300 (47) 99944-0917

WWW.RIOAR.IND.BR

63


C A L E N D Á R I O

JULHO 2022

PAPER EXPO CHINA

Data: 20 a 22

Local: Guangzhou (China)

Informações: www.paperexpo.com.cn/

AGOSTO 2022

PAPER VIETNAM

Data: 03 a 05

Local: Ho Chi Min (Vietnã)

Informações: https://www.paper-vietnam.com

SETEMBRO 2022

ASIAN PAPER

Data: 14 a 16

Local: Bangkok (Tailândia)

Informações: www.tissueandpapershow.com/2022/

en/conferences.asp

SPECIALTY PAPERS EUROPE

Data: 06 a 07

Local: Amsterdã (Holanda)

Informações: https://www.

specialtypaperconference.com/specialty-paperseurope

OUTUBRO 2022

LIV CONGRESSO INTERNACIONAL DE

CELULOSE E PAPEL

Data: 04 a 06

Local: São Paulo (São Paulo)

Informações: https://abtcp2022.org.br/chamadade-trabalhos/

MIAC 2022

Data: 12 a 14

Local: Lucca (Itália)

Informações: https://www.miac.info/en/

TAPPI PEERS

Data: 30/10 a 02/11

Local: Rhode Island (EUA)

Informações: https://www.tappipeers.org/

NOVEMBRO 2022

LATAM PAPER

Data: 16 a 18

Local: Lima (Peru)

Informações: www.latampaper.com/

ASSINE AS PRINCIPAIS

REVISTAS DO SETOR

E FIQUE POR DENTRO

DAS NOVIDADES!

FLORESTAL

PRODUTOS

INDUSTRIAL

BIOMAIS

INFORMAÇÃO

A ALMA DO NEGÓCIO!

LIGUE AGORA PARA NOSSA

CENTRAL DE ATENDIMENTO

0800 600 2038

Pagamento nos Cartões de Crédito

em até 3X sem juros

CELULOSE


A revista exclusiva dos

produtores e consumidores de

energias limpas e alternativas

www

@revistabiomais

/revistabiomais

revistabiomais.com.br

assinatura@revistareferencia.com.br

ASSINE JÁ!

0800 600 2038


Com mais de 30 anos de experiência, a

Looking é referência no mercado papeleiro no

Brasil e reconhecida por sua completa linha de

acessórios de alta qualidade, performance e

inovação constante em sua linha de produtos.

LKAF - 6500

Afiadora de

Facas e Lâminas


ACESSÓRIOS PARA

MÁQUINA DE PAPEL

SISTEMA DE DESAGUAMENTO

Caixas e tubos de sucção / Tampas / Réguas

SISTEMA DE RASPAGEM

Raspadores / Porta-lâminas / Lâminas

SISTEMA DE FILTRAGEM

De linha / By-pass / Gravitacional

SISTEMA DE LIMPEZA

Chuveiros / Osciladores / Bicos

AFIADORAS

Lâminas / Facas

(19) 3936.7800

looking@looking.com.br

www.looking.com.br


No dia 1º de junho, a DAMAPEL deu partida

em sua nova máquina de papel tissue, a

MP4, que irá produzir papéis higiênicos,

toalhas, guardanapos e lenços, com gramaturas

de 13 a 40 g/m 2.

Hooray! Your file is uploaded and ready to be published.

Saved successfully!

Ooh no, something went wrong!