21.07.2022 Views

Produtos_65Web

Create successful ePaper yourself

Turn your PDF publications into a flip-book with our unique Google optimized e-Paper software.

ESPECIAL

ENTREVISTA

Paulo Alves

Construção • Arquitetura • Design • Marcenaria • Paisagismo • Decoração

Elegância e

praticidade

Produtos italianos garantem

estilo e funcionalidade para

ambientes

iSaloni: feira de móveis mais importante do mundo realizada na Itália


Construção • Arquitetura • Design • Marcenaria • Paisagismo • Decoração

iSaloni: feira de móveis mais importante do mundo realizada na Itália

Editorial

ESPECIAL

ENTREVISTA

Paulo Alves

Na capa desta edição

as soluções importadas

pela Grancasa

A Revista Madeireira da Construção www.produtosdemadeira.com.br Ano XIII• N.65• Julho 2022

Elegância e

praticidade

Produtos italianos garantem

estilo e funcionalidade para

ambientes

Ano XIV / Edição n.º 65 / Julho 2022

04

EXPEDIENTE

JOTA EDITORA

Diretor comercial: Fábio Alexandre Machado

fabiomachado@revistareferencia.com.br

Diretor executivo: Pedro Bartoski Jr

bartoski@revistareferencia.com.br

Redação:

Vinicius Santos

jornalismo@produtosdemadeira.com.br

Projeto Gráfico: Fabiana Tokarski - Supervisão

Crislaine Briatori Ferreira

Gabriela Bogoni, Larissa Purkotte

criacao@revistareferencia.com.br

Midias Sociais: Cainan Lucas

Depto. Comercial: Gerson Penkal, Carlos Felde

comercial@produtosdemadeira.com.br

Fone: +55 (41) 3333-1023

Representante Comercial:

Dash7 Comunicação - Joseane Cristina Knop

Depto. de Assinaturas:

Cristiane Baduy

assinatura@revistareferencia.com.br

A beleza dos detalhes

A madeira oferece ao arquiteto ou designer um elemento muito

especial: cada peça de madeira é única. O desenho da madeira não se

repete e isso faz dessa matéria-prima um elemento muito especial na

composição dos ambientes. Por isso, a escolha dos acabamentos e

elementos que irão compor o espaço é tão importante, pois eles são

a chave para valorizar as peças, agregando valor e trazendo elegância

e sofisticação ao espaço. Nessa edição, o Leitor conhecerá mais do

trabalho da Grancasa, que fornece alguns dos melhores acabamentos

para valorizar cada ambiente, a cobertura da Formóbile que voltou com

força total em 2022, as novidades sobre construção com madeira, uma

padaria com arquitetura nórdica, além de uma entrevista exclusiva com

Paulo Alves, arquiteto que trabalha há mais de 30 anos projetando e

construindo peças em madeira. Ótima leitura!

Revista PRODUTOS DE MADEIRA

Rua Maranhão, 502 - Água Verde - 80610-000

Curitiba (PR) - Brasil - Fone/Fax: +55 (41) 3333-1023

www.produtosdemadeira.com.br

assinatura@portalreferencia.com.br

Ligação gratuita: 0800 600 2038

Veículo filiado a:

A Revista Referência PRODUTOS DE MADEIRA é uma publicação bimestral e

independente, dirigida aos construtores, engenheiros, arquitetos, designers,

paisagistas, decoradores e consumidores de produtos de madeira para a construção.

A Revista não se responsabiliza por conceitos emitidos em artigos e colunas

assinadas, por entender serem estes materiais de responsabilidade de seus autores.

A utilização, reprodução, apropriação, armazenamento de banco de dados, sob

qualquer forma ou meio, dos textos, fotos e outras criações intelectuais da Revista

são terminantemente proibidos sem autorização escrita dos titulares dos direitos

autorais, exceto para fins didáticos.


Sumário

06

10

18 26 32 38

08....... CARTAS & OPINIÕES

10....... CURTAS & NOVIDADES

18 ....... SHOWROOM

26

38

.......

32.......

.......

ENTREVISTA

PAULO ALVES

FEIRA

FORMÓBILE 2022

PRINCIPAL

EXCELÊNCIA NOS DETALHES


44 48 52 60 66

07

44.......

48

.......

52.......

DECORAÇÃO

SALÃO DE MILÃO

AQUI TEM MADEIRA

INSPIRAÇÃO NÓRDICA NO BRASIL

CONSTRUÇÃO

A MADEIRA É O FUTURO

60

58.......

.......

COLUNA

INDIGNAÇÃO CIDADÃ

PRÊMIO REFERÊNCIA

MAIOR PREMIAÇÃO DO SETOR FLORESTAL

66....... AGENDA


Cartas

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Foto: divulgação

08

Principal

Trabalho bonito e com uma

responsabilidade ecológica

demonstrada em cada peça.

Isso ajuda a mostrar para o

mundo como o Brasil é rico

e pode aproveitar a floresta

com responsabilidade.

Marcos Santana

Telêmaco Borba (PR)

Entrevista

Que relação bonita a

entrevistada tem com suas

obras e com a madeira

para criar essas peças tão

bonitas.

Andréia Neves

Ribeirão Preto (SP)

Aqui tem madeira

Ambiente bonito e

agradável. Como o

proprietário explicou,

se tornou um lugar

aconchegante e que dá

vontade de passar horas!

Sandro Almeida

Passo Fundo (RS)

Espaço online


www.dalcomad.com.br

linha eco (pet)

A linha ECO é composta por um revestimento de alta qualidade

formado por materiais reciclados e 100% ecológicos.

Ela está disponível apenas na cor branca.

100% ecológico;

Grande resistência à umidade;

Revestimento sintético de alta qualidade.

BRANCO DIAMANTE

Rua Angelo Bertoletti, 480 | Bituruna - PR | (42) 3553.1350 | contato@dalcomad.com.br


Curtas & Novidades

Exportações

em alta

10

Totalizando US$ 66,6 milhões, as exportações brasileiras

de móveis e colchões caíram 7,8% em abril de 2022

frente ao mês anterior. No mês seguinte, todavia, quando

foram exportados US$ 72,8 milhões, nota-se aumento

de 10,2% em maio sobre abril, recuperando o ritmo perdido

ao final do primeiro quadrimestre. Apesar de positivo,

o resultado do quinto mês do ano demonstra queda de

mais de 9% em relação a maio de 2021. Acumulando, dessa

forma, um leve recuo de pouco mais de 2,5% no ano. É

importante ressaltar, contudo, que o primeiro semestre

de 2021 foi marcado por uma das maiores performances

da indústria moveleira nacional no comércio exterior,

aquecido em virtude de diversos fatores internos e externos.

Ainda assim, o resultado dos últimos 12 meses

consolida a fase positiva e promissora das exportações

brasileiras de móveis e colchões, que acumula avanço

de 20,2% no montante exportado no período. Por linha de produto, nota-se que os móveis de madeira continuam representando o

principal carro-chefe da indústria brasileira no mercado internacional. As exportações no segmento representaram 83,7% do total de

mobiliário exportado pelo país. Isto é, cerca de US$ 58,8 milhões (FOB). É importante observar, no entanto, para fins estratégicos,

que a categoria apresentou queda de 12,5% em maio. A segunda maior participação foi da linha de móveis estofados, com uma parcela

de 10,2%. Por fim, móveis de metal e colchões tiveram uma participação de 3,4% e 2,7% respectivamente.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Indústria em

recuperação

Os Indicadores Industriais, calculado pela CNI (Confederação

Nacional da Indústria), apontam um movimento de

recuperação parcial da indústria em maio deste ano, depois do

fraco desempenho de abril. O faturamento real da indústria de

transformação registrou o maior patamar no ano de 2022 ao

subir 1,8% em relação a abril. As horas trabalhadas na produção

cresceram 1,6% em maio, na comparação com o mês anterior.

Após queda em abril, o índice de horas trabalhadas na produção

apresentou avanço moderado, mas não recuperou o nível

registrado entre fevereiro e março de 2022. Em comparação a

maio de 2021, há crescimento de 4,2%. O emprego industrial registra

avanço de 0,1% no período e interrompe uma sequência

de três meses de queda. Em relação a maio de 2021, registra-se alta de 1,5%. A massa salarial real da indústria de transformação registrou

crescimento de 1,3%. Esse é o segundo mês consecutivo de crescimento e reforça a trajetória de alta iniciada em novembro

de 2021. Na comparação com maio de 2021, o crescimento foi de 5%. O rendimento médio real dos trabalhadores da indústria subiu

1,3% em relação a abril e retoma a tendência de alta iniciada em novembro de 2021. Em relação ao resultado de maio de 2021, houve

crescimento de 3,5%.


Curtas & Novidades

Regulamentação

para portas

Foto: divulgação

Foi realizada consulta nacional sobre a normativa

da ABNT: NBR 15930-4 – Portas de Madeira para Edificações

– Parte 4: Instalação e manutenção. A publicação

desta parte da norma é esperada com entusiasmo pelo

segmento de portas de madeira que trabalhou intensamente

na elaboração do texto da norma no último ano.

A Parte 4 da norma especifica os requisitos de instalação

e manutenção para que seja assegurado o desempenho

mínimo requerido das portas de madeira para edificações,

estabelecendo as atribuições para os envolvidos no

processo de contratação das portas, como fabricantes,

instaladores, construtoras e usuários das portas. O texto

também traz orientações técnicas sobre recebimento, armazenamento das portas nas obras; requisitos de instalação; limpeza e

manutenção. Para facilitar o planejamento e a instalação da porta sem prejuízos com avarias, danos e perda da garantia do produto,

a ABNT NBR 15930-4 apresenta também um checklist de pré-instalação da porta com os requisitos que devem ser verificados e

um roteiro para instalação quando fornecida como kit porta, além das ferramentas apropriadas para cada etapa da operação.

12

Associação

em ação

Recentemente os associados da ABIMCI (Associação da Indústria

de Madeira Processada Mecanicamente) participaram da

reunião Comitê Florestal. As pautas que foram apresentadas atualizaram

os presentes sobre temas que estão sendo trabalhados há

algum tempo pela ABIMCI, Governo Federal, Governo Estadual e

entidades representativas do setor madeireiro de base florestal. O

primeiro tema apresentado na reunião foi um importante avanço

para o setor florestal. No início do mês, o Senado aprovou o PLS

214/2015, do senador Alvaro Dias, que altera a Política Nacional do

Meio Ambiente (Lei 6.938/1981), que exclui a silvicultura do rol de atividade potencialmente poluidora e utilizadora de recursos ambientais.

A modificação na Lei exime o agricultor que exerce a silvicultura de tirar licença ambiental e de pagar a Taxa de Controle

e Fiscalização Ambiental. Agora o PLS segue para a Câmara dos Deputados. Noutro momento, o coordenador-geral de fomento

e inclusão florestal do SFB (Serviço Florestal Brasileiro), Fernando Castanheira, dividiu com os participantes o atual status do Fundo

Nacional de Desenvolvimento Florestal. “Graças a Política Nacional de Floretas Plantadas temos disponível R$ 800 mil para o

desenvolvimento de um projeto que será provavelmente realizado com o EMBRAPA Florestas, que tem como objetivo promover

o plantio de 2 milhões de hectares até 2030. A EMBRAPA Florestas tem o respaldo tecnológico necessário para nos auxiliar neste

processo”, avaliou. Além disto, Castanheira destacou que está havendo uma efetiva conversa com o IBAMA para a elaboração de

uma página no site do Instituto para esclarecimento internacional sobre os documentos que são exigidos para a exportação de

madeira de florestas plantadas e nativas. Esta demanda foi apresentada ao SFB pela ABIMCI, atendendo as solicitações de seus

associados que ainda sofrem questionamentos dos importadores. O coordenador-geral, finalizou informando que o SFB está desenvolvendo

o projeto Florestas do Futuro, um documento que tem como objetivo apresentar um cenário de futuro para o setor

florestal até 2050 para o próximo governo. A previsão é que o documento fique pronto em outubro deste ano.

Foto: divulgação


Fabricação

e montagem

Shafts

em MDF

Projetos

especiais

Projetos

sob medida

Alta qualidade

no acabamento

Utilizamos as melhores

marcas em MDF e primamos

pela excelência e eficiência

nos processos de fabricação,

usinagens e ferragens.

Shafts em MDF

Com mais de 12 anos de experiência no

segmento da construção civil, e com mão

de obra especializada a Zizal tem como

missão fabricar produtos com eficácia,

aumentar a nossa participação no mercado,

elevar a nossa competitividade e

ter como prioridade e objetivo a satisfação

dos nossos clientes, parceiros e

colaboradores.

/zizal.oficial (11) 96464 . 1996 | (11) 97999 . 7655

zizaldistribuidora@gmail.com Taboão da Serra - SP

zizal.com.br


Curtas & Novidades

Indústria

a todo vapor

14

A CNI (Confederação Nacional da Indústria) reuniu no mês de junho mais de 1,5 mil empresários e representantes da

indústria para discutir as bases do Mapa Estratégico da Indústria 2023-2033. De acordo com o presidente da CNI, Robson

Braga de Andrade, a ideia é definir as diretrizes de propostas das políticas públicas e das medidas necessárias para que

o Brasil e suas empresas possam avançar, a partir da avaliação das tendências e das tecnologias que vão transformar os

modelos de produção e de negócios na próxima década. “Entender esses desafios e traçar as estratégias adequadas para

enfrentá-los é imprescindível para garantir o futuro das empresas e o desenvolvimento econômico e social do Brasil”, explicou

Robson Andrade.

A reunião ocorreu durante o ENAI (Encontro Nacional da Indústria), o maior e mais importante evento do setor empresarial

e um dia depois do Diálogo da Indústria com os Pré-Candidatos à Presidência da República para as eleições de 2022.

Os dois eventos são organizados pela CNI.

Entre as muitas vantagens proporcionadas pela revolução digital, diz o presidente da CNI, destaca-se a possibilidade de

diversificação de fornecedores e de realocação das etapas de produção para regiões geograficamente mais próximas ou

que operam em fuso horário semelhante ao do mercado consumidor. “Isso abre oportunidades para o Brasil atrair investimentos

e ampliar sua integração internacional”, explica Robson Andrade.

As mudanças são ainda mais visíveis no mundo do trabalho. A inteligência artificial abriu o caminho para a automatização

de várias atividades não repetitivas. Atualmente, por exemplo, os engenheiros não precisam se deslocar para fazer a

manutenção de máquinas e equipamentos que estão a milhares de quilômetros de distância. Do mesmo modo, as teleconsultas

encurtaram a distância entre médicos e pacientes e têm sido um importante instrumento de apoio para os serviços

de saúde em localidades remotas do país.

Além disso, a mudança do clima é um desafio que o Brasil precisa enfrentar com determinação para cumprir as metas

assumidas no Acordo de Paris e contribuir com o esforço global de reduzir as emissões de gases de efeito estufa e construir

um planeta mais sustentável. Segundo Robson Andrade, a matriz energética limpa, a expressiva área coberta por

florestas, a rica biodiversidade e a maior reserva de água doce do mundo são características do país que podem trazer vantagens

competitivas para as empresas e ampliar as exportações de produtos brasileiros.

Foto: divulgação


Curtas & Novidades

016

Sustentabilidade

como identidade

Foto: divulgação

Projetar para o nosso futuro. Este foi a temática central do Salone del Mobile.Milano 2022, e não por menos.

O impacto ambiental, econômico e social de todas as cadeias produtivas ao redor do mundo tem sido objeto de

destaque na busca por soluções para minimizar pegadas negativas e melhorar as condições de vida para esta e

futuras gerações. Pontos que conversam muito bem com os princípios e diferenciais da indústria brasileira do

mobiliário.

A indústria moveleira nacional, aliás, está entre as que mais tem certificações que comprovam práticas de

sustentabilidade em seus processos: cerca de 99% das empresas exportadoras de móveis têm algum tipo de certificação.

Entre elas, destacam-se certificações como o Carbono Zero e o FSC (Conselho de Manejo Florestal), que comprovam,

por exemplo, a neutralidade de emissão de carbono, a origem da madeira empregada nos móveis e o

impacto dos processos de produção no meio ambiente. Atestando a melhoria contínua da qualidade, agregando

valor às marcas e produtos brasileiros e comprovando indicadores de práticas sustentáveis que atuam como normas

padrões para exportação.

Com mais de 20 mil espécies de madeiras nativas, a madeira tropical brasileira é, sem dúvida, a grande protagonista

da indústria e do design nacional, com suas qualidades físicas e visuais incomparáveis, que se destacam

na alta decoração.

A indústria de base florestal brasileira, aliás, desponta como uma das luzes para iluminar o caminho de uma

economia mais verde. Um setor que, segundo dados da IBÁ (Indústria Brasileira de Árvores), planta 1 milhão de

árvores produtivas todos os dias. Destinando 9,55 milhões de hectares para cultivos industriais e outros 6 milhões

de hectares para conservação. Juntas, estas áreas têm potencial de estoque de 4,5 milhões de toneladas de

CO 2

(gás carbônico).


*O Kit 235 Evolution não acompanha a porta.


Showroom em Destaque

18

CAFÉ CASACOR - SHAI KELM I QUADRAT ARQUITETURA

O Café, situado no coração da CASACOR Paraná, é o refúgio da cidade. O

amadeirado dos painéis aquece o ambiente e contrasta com as pedras frias e

naturais. Um design atual e singular em cada detalhe do ambiente.

Foto: Eduardo Macarios

Informações: www.casacor.com.br/mostras

show room


STUDIO ARCHITETONIKA NOMAD - CLUBE DE GOURMETS EVVIVA

Para celebrar o retorno dos encontros, Ary Polis Jacobs e Celebrar o retorno dos encontros!

Um projeto democrático que privilegia o convívio e o cultivo de bons momentos entre

amigos e família, em um ambiente dedicado à arte, cultura e gastronomia.

Foto: Eduardo Macarios

Informações: www.casacor.com.br/mostras

19

HOME OFFICE: MEU ESCRITÓRIO NA PRAIA, POR JANE RACHELE

Um ambiente inspirado e dedicado ao litoral paranaense, que traz na

composição referências aos elementos naturais litorâneos.

Foto: Eduardo Macarios

Informações: www.casacor.com.br/mostras


Showroom em Destaque

HOME SPA DECA, POR ANDRÉ BERTOLUCI

Home SPA Deca. Projetado para o bem-estar, o Home SPA é uma pausa na

rotina para recarregar as energias e exercer o autocuidado, propiciando um

relaxamento duradouro e uma experiência sensorial e enriquecedora ao visitante.

Foto: Eduardo Macarios

Informações: www.casacor.com.br/mostras

20

QUARTO INFANTIL, POR KAROLINNA VENTURI

Cada vez mais é reconhecida a importância de criar espaços

confortáveis, seguros e lúdicos para as crianças, desta forma

o espaço foi projetado para atravessar os anos juntos,

estando assim, em todas as fases de crescimento.

Foto: Eduardo Macarios

Informações: www.casacor.com.br/mostras


GARDEN LOUNGE, POR JULY FRANCHESCA

O ambiente conta com um circuito construído com diversos

materiais naturais e espécies vegetais, induzindo o usuário a

iniciar o processo de reconexão com sua essência.

Foto: Eduardo Macarios

Informações: www.casacor.com.br/mostras

21

CAMARIM, POR PALOMA ALBUQUERQUE

Camarim. A natureza incorporada ao espaço explorando o Design Biofílico.

Buscando ferramentas para reconectar as pessoas com um ambiente

natural através de cores e texturas

Foto: Eduardo Macarios

Informações: www.casacor.com.br/mostras


Showroom em Destaque

CASA CINEMA, POR JULIANA GABARDO E SHEILA JESUS

Em estilo industrial contemporâneo, com linhas ricas em conceito e estética

com muito couro e madeira, projetamos experiências para encantar e

compor momentos afetivos que suprem os desejos de cada cliente.

Foto: Eduardo Macarios

Informações: www.casacor.com.br/mostras

22

LOJA DE AROMAS, POR PRISCILA MILEKE E LARYSSA ROCHA

Um projeto repleto de formas orgânicas e linhas sinuosas que imprimem

leveza e destacam as fragrâncias Mels Brushes e seus aromas únicos.

Foto: Eduardo Macarios

Informações: www.casacor.com.br/mostras


Showroom em Destaque

OFF OFFICE GARAGE AUDI, POR MAPOGOS DESIGN

Com profundas raízes no conceito da Modernidade Líquida do filósofo

Zygmunt Bauman, o ambiente é um convite para filtrar os preceitos e

aprovações impostas pela sociedade, uma bolha repleta de hobbies

momentos de inspiração e bem-estar.

Foto: Eduardo Macarios

Informações: www.casacor.com.br/mostras

24

FASHION PARANÁ, POR WALKIRIA NOSSOL

A paleta de cores neutra, formam um bloco coeso que funciona

como pano de fundo, destacando as chapas de MDF na cor

caramelo revestidas de couro natural, que trazem vida ao ambiente.

Foto: Eduardo Macarios

Informações: www.casacor.com.br/mostras


PRODUTOS DE ALTA QUALIDADE E O

COMPROMISSO COM A ENTREGA

Rua Miguel Goetten Sobrinho 313 | Santa Cecília - SC

(49) 3515-1002 | (49) 9 9122-2183 | admin@agilmadeiras.com

www.agilcompensados.com.br


Entrevista

Paulo Alves

Arquiteto

HISTÓRIA, TALENTO E CRIAÇÃO

26

U

ma infância distante de um mundo ligado a arte, mas

com muito mundo real servindo como inspiração foi

a centelha que acendeu a paixão de Paulo Alves pela

criação de móveis em madeira. O arquiteto com mais de 30 anos

de carreira conta nessa entrevista o valor que dá para a madeira

em seus processos criativos, os desafios do cotidiano, como a

sustentabilidade se tornou o tema de seu trabalho e qual é seu

maior legado para o futuro.

Foto: Evelyn Müller


27


Entrevista

28

Foto: Lucas Rosin

Como começou sua carreira?

Acredito que a carreira começa na

infância, senão antes. Me considero de

certa maneira o menino que cresceu

em uma cidade pequena do interior,

convivendo com coisas bem concretas,

como brincar descalço e voltar para

casa com os pés vermelhos da terra da

minha cidade natal, Jardinóplis (SP).

Subindo nas frondosas mangueiras e

me lambuzando com seus frutos. Em

1992 me formei arquiteto pela USP

(Universidade de São Paulo), de São

Carlos, já trabalhando no escritório de

Lina Bo Bardi, em São Paulo (SP). Na sequência

fui trabalhar no Instituto Bardi,

onde tive o privilégio de conviver com

todo o legado que Lina deixou para

nossa cultura. Houve uma aproximação

natural com a Marcenaria Baraúna,

que dirigi por 9 anos. Em 2004 fundei

a Marcenaria São Paulo, onde passei a

produzir móveis com mais liberdade de

expressão. Depois de uma década na

Vila Madalena, trouxemos nosso Estúdio

para o centro da cidade de São Paulo,

no quadrilátero onde convivem os

mais importantes edifícios da moderna

arquitetura brasileira, como Copan, Edifício

Itália, e tantos outros.

Quais são suas maiores inspirações?

Adoro viajar nas ideias, pensar sem

amarras, buscar inspiração na natureza

ou em coisas abstratas, mas sempre

para transformar em algo concreto e

que provoque o afeto e a curiosidade

das pessoas. Meus maiores mestres

são Lina Bo Bardi e o professor Maurício

Azeredo, que me mostrou o caminho

da maior diversidade de espécies

de madeira que nosso Brasil nos proporciona.

Sobre estilo, o que mudou desde o

começo de sua carreira?

Não acredito em estilos. Eles aprisionam

os artistas. Acredito na liberdade

A SUSTENTABILIDADE

É O EIXO

CENTRAL DO

MEU TRABALHO


que nos permite criar sem amarras em

busca de uma linguagem, que conecte

o artista ao seu tempo e ao lugar onde

está. No início da minha carreira acreditava

muito no aprendizado acadêmico,

daí meus desenhos estavam muito

relacionados ao jeito racional de pensar

arquitetura. A linha reta, o ângulo

reto, o cheio e o vazio, os balanços, os

vãos livres. Com o amadurecimento fui

me permitindo liberdade maior, que

me permitia ousar mais nas formas.

As curvas e os ângulos abertos que a

inspiração na natureza nos presenteia

passaram a impregnar meu desenho.

Qual a importância de se trabalhar

com madeiras nobres?

Precisamos acabar com essa estória

de madeira nobre, madeira de lei, e

por aí vai. Madeira é madeira. Precisamos

aprender com a natureza e usar o

que a floresta nos oferece, não o que

queremos dela. A sustentabilidade é

o eixo central do meu trabalho. E vem

se tornando um assunto cada vez mais

presente entre todos. Nós, que trabalhamos

com madeira precisamos olhar

e promover o uso da diversidade, pois

ela está diretamente ligada à sustentabilidade.

Precisamos também praticar

o uso das formas orgânicas, naturais de

troncos e galhos. Não faz sentido continuarmos

valorizando apenas pranchas

retas que saem de uma árvore, que não

têm sequer uma linha reta.

Prefere móveis únicos ou projetos

que podem se tornar itens de linha?

Sim, muitas vezes acontece isso. E

em geral acaba sendo batizado com o

nome do cliente. Isso aconteceu com a

mesa Elisa, banco Tato, mesa Raquel...

Recentemente desenvolvemos uma

cadeira, super-confortável, para o empreendimento

Cidade Matarazzo, em

São Paulo. A pedido do visionário Alex

Allard, a cadeira se chama AA.

Foto: Victor Affaro

Paulo Alves

Foto: Victor Affaro

29


Entrevista

30

Foto: Lucas Rosin

Alguns de seus projetos apresentam

linhas fortes e formas geométricas

não regulares. Essa é uma forma

de assinatura do seu trabalho?

Acabou se tornando nossa assinatura,

acredito que por conta de ser mais

diferente que outros designers. Mas

também pela conexão afetiva que as

formas de árvores nos provoca.

Qual o maior desafio que já encarou

durante sua carreira?

Cada dia é um desafio. A carreira de

design verdadeiramente autoral ainda

implica em investimento que vai além

da criação. No meu caso, optei por

montar minha marcenaria e minha loja.

Assim posso realizar com muito mais

liberdade e chegar mais próximo de

uma expressão única. Neste momento

estamos ampliando nosso showroom

na avenida São Luis, centro de São

Paulo. Agora com vitrine direto para a

calçada podemos nos apresentar para

um número maior de pessoas.

Tem algum método criativo especial?

Meu método, se é que se pode chamar

assim, é completamente caótico.

Não tenho vocação para desenhar com

um briefing muito específico. Muitas

vezes as melhores ideias surgem em

momentos de descuido. Agora, sempre

digo aos estudantes que me procuram,

que é preciso ouvir muito, muito mesmo,

nossos clientes, sem preconceitos.

Sobretudo quando é um cliente final.

Assim ele participa do processo criativo.

E todas essas informações se cruzarão

com a sua história e, certamente,

dará um bom resultado.

Alguns de seus trabalhos são realizados

junto à outros profissionais.

Como conciliar ideias e formas de

criar que sempre são tão pessoais?

Tenho o privilégio de poder trabalhar

com outros profissionais criativos.

Isso agrega muito aos nossos trabalhos,

pois nasce ali um terceiro projeto,

MEU MÉTODO, SE

É QUE SE PODE

CHAMAR ASSIM, É

COMPLETAMENTE

CAÓTICO


que não é o meu nem o deles, é o

nosso. A troca é muito enriquecedora,

sempre.

Tem algum projeto que considere

um divisor de águas no seu trabalho?

Meu Buffet Cercadinho, de 2003,

continua atual e foi muito importante

no meu aprofundamento das técnicas

tradicionais de marcenaria e marchetaria.

Ali pude expressar os ensinamentos

do professor Maurício Azeredo e mostrar

um belo pout-pourri de espécie

de madeiras, diferentes, e com suas

expressões. A estante Floresta, 2007,

também foi grande divisor para mim.

Foi minha primeira experiência com

desenho dos galhos inspirados na natureza.

A cadeira Atibaia foi a peça mais

difícil, pois, além de todas as características

de conforto, estrutura, beleza, leveza

imprescindíveis para uma cadeira,

ela tinha que ser nova, original, e isso é

o mais difícil, pois imagine quantas cadeiras

já existem neste mundão...

A combinação de tipos de madeiras

diferentes é algo presente em seu

trabalho?

Sim, é uma solução sustentável que

encontrei para dar uma nova vida aos

pedaços de madeira descartados de

outras peças. E aproveitar ao máximo a

utilização dos resíduos da marcenaria.

E de quebra, divulgamos a diversidade

das madeiras disponíveis.

Projeta ambientes comerciais também

ou apenas residenciais?

Projetamos tanto ambientes residencias

quanto comerciais e também

públicos. O Sesc (SP) é um grande

cliente nosso. E quando vejo em um espaço

público, pessoas que não teriam

acesso ao nosso trabalho, convivendo

e interagindo com ele, é uma grande

alegria. Considero isso mais importante

que qualquer prêmio que possamos

receber.

Qual o maior legado de Paulo Alves?

Busco trabalhar com um desenho

original, muito conectado com as

questões da sustentabilidade em todos

os sentidos, e com a nossa cultura

popular, riquíssima. Aliar o popular e

o erudito é a melhor contribuição que

podemos alcançar. Buscamos um Desenho

Original Brasileiro. Esse poderia ser

nosso slogan.

E QUANDO VEJO

EM UM ESPAÇO

PÚBLICO, PESSOAS

QUE NÃO TERIAM

ACESSO AO NOSSO

TRABALHO,

CONVIVENDO E

INTERAGINDO COM

ELE, É UMA GRANDE

ALEGRIA

31

Foto: Victor Affaro

Foto: Victor Affaro


32

Feira


FEIRA DE MÓVEIS

E INDÚSTRIA

MADEIREIRA VOLTA

APÓS 4 ANOS COM

GRANDE IMPACTO

NO SETOR E

GRANDES VOLUMES

DE NEGÓCIOS

Fotos: formobile_f14fotografia

33


Feira

A

ForMóbile 2022 - Feira Internacional

da Indústria de Móveis

e Madeira, foi marcada por um

alto volume de negócios fechados, fato

que reflete o momento do setor. Além

do sucesso de parcerias, o número de

visitantes também superou as expectativas.

Mais de 50 mil pessoas passaram

pelo São Paulo Expo nos quatro dias

de evento. Nesta edição, a feira contou

com mais de 500 marcas expositoras,

ocupando 50 mil m² (metros quadrados)

do pavilhão.

Tatiano Segalin, show manager do

evento, informou que a edição presencial

de 2022 superou todas as expectativas,

seja pela qualificação, ou ainda,

pelo volume de profissionais presentes

ao longo dos quatros dias de visitação,

o público visitante tomou o São Paulo

Expo em busca das novidades, que

não puderam ser lançadas nos anos de

pandemia. “É evidente que o mercado

esperava com ansiedade este encontro

e fecha esta edição com a carteira de

clientes renovada”, celebrou Tatiano.

Segundo ele, outro destaque do evento

foi a consistência da presença da indústria,

com suas soluções em maquinários

e equipamentos que reproduziram a

dinâmica da indústria 4.0, e também

dos fabricantes que trouxeram novos

produtos para o mercado. “Ponto em

comum entre os expositores foi a ênfase

dada às matérias-primas e processos

produtivos mais eficientes e sustentáveis”,

acrescentou Segalin.

A geração de conteúdo foi também

um ponto alto. Além do Palco ForMóbile

e do Espaço Maker, que ofereceram

uma extensa programação de palestras

e demonstrações práticas de técnicas

e equipamentos, uma série de outras

iniciativas divulgaram conhecimento

técnico e incentivaram a discussão em

torno dos temas centrais do setor. Muitos

expositores aproveitaram a maciça

presença do público para promover

apresentações em seus estandes com

especialistas do mercado.

A próxima edição presencial da For-

Móbile já tem data marcada e acontece

de 2 a 5 de julho de 2024, no São Paulo

Expo. Entretanto, vale destacar que a

Jornada ForMóbile Xperience continua,

com eventos digitais, conteúdo exclusivo

e muita interação entre as empresas

do setor e seus profissionais. Em agosto,

de 2 a 4, acontece a cobertura da

ForMóbile, evento digital que traz os

34


“EM 2021 CHEGAMOS

MUITO PRÓXIMOS

DE ATINGIR US$ 1 BI,

MOSTRANDO A FORÇA

DO NOSSO SETOR,

QUE É O SEXTO MAIOR

PRODUTOR DE MÓVEIS

DO MUNDO E A OITAVA

CADEIA DE TRABALHO

QUE MAIS EMPREGA”

IRINEU MUNHOZ, PRESIDENTE

DA ABIMÓVEL

conteúdos produzidos na feira. “É uma

forma de viabilizar a participação de

quem não conseguiu visitar a ForMóbile

e também se aprofundar nas temáticas

discutidas no evento, fortalecendo

o networking”, completou Tatiano.

Para Irineu Munhoz, presidente da

ABIMÓVEL (Associação Brasileira das

Indústrias do Mobiliário), a feira ressaltou

a tendência de inovação do mercado

que está cada vez mais exigente

e buscando as melhores soluções para

o setor. “Reencontrar fornecedores

e clientes é chave para que as novas

possibilidades de inovação sejam apresentadas

e ideias surjam afim de gerar

ainda mais valor para o setor moveleiro

nacional”, destaca Irineu. O presidente

ainda relatou que o setor está em forte

crescente e chegou próximo de um

número muito significativo para o mercado

de exportações. “Em 2021 chegamos

muito próximos de atingir US$ 1 Bi,

mostrando a força do nosso setor, que

é o sexto maior produtor de móveis do

mundo e a oitava cadeia de trabalho

que mais emprega”, ressaltou Irineu.

35


Feira

36

MONTANA QUÍMICA

Um parceiro da Revista REFERÊN-

CIA PRODUTOS DE MADEIRA, que esteve

presente na Formóbile foi a Montana

Química. A empresa apresentou a

marca Flora, uma linha de acabamentos

destinada a interiores com finalizações

diferentes para cada tipo de público.

Elaine Guedes, diretora da Montana,

explica que a empresa projetou um espaço

para trazer ao cliente uma experiência

diferente. “Projetamos esse ambiente

que assemelha a um quarto para

demonstrar todas as possibilidades de

acabamentos, metalizado, perolizado e

muito mais possibilidades, que a linha

Flora oferece”, destacou Elaine.

Foto: REFERÊNCIA


Principal

Excelência

nos detalhes

ACABAMENTOS IMPORTADOS TRAZEM

SOFISTICAÇÃO, FUNCIONALIDADE E

SEGURANÇA PARA PORTAS

Fotos: divulgação

38


39


Principal

40

O

s acabamentos recebem esse

nome justamente por serem os

últimos a entrarem em cena no

processo de construção ou decoração de

um ambiente. Muitas vezes eles são escolhidos

antes mesmo do início do trabalho

e podem, até mesmo, serem os nortes

de um ambiente, pois são os detalhes

que mostram a qualidade do processo

de desenvolvimento e execução de um

projeto. Para garantir que seus clientes

sempre tenham as melhores soluções

para cada espaço, a Gran.Casa oferece

uma linha completa de produtos importados

com as melhores e mais modernas

opções de acabamentos para portas, que

valorizam o móvel e o ambiente.

A Gran.Casa é uma empresa familiar,

fundada em Videira (SC), tem conquistado

o mercado através de produtos

com inovação, elegância, sofisticação,

conforto e segurança. Um dos diferenciais

da empresa está em seu showroom,

que oferece ao visitante a possibilidade

de conhecer na prática a aplicação dos

produtos que a empresa tem em seu

catálogo. Giovani Rissi, sócio-diretor

da Gran.Casa, explica que o objetivo da

empresa é ir além de uma fornecedora de

soluções, mas sim trabalhar para melhorar

o sistema construtivo do Brasil. Para

isso, a Gran.Casa oferece as melhores soluções

para garantir a satisfação de seus

clientes e suprir necessidades de maneira

específica e altamente qualificada. “Queremos

ser mais que um fornecedor, ser

sim um parceiro de soluções técnicas,

de alta complexidade e valor agregado

para nossos clientes”, destaca Giovani.

Luciara Casagrande, sócia-diretora

da Gran.Casa, comenta que a empresa

busca oferecer um conjunto de fatores

que levem o cliente escolher os produtos

oferecidos pela Gran.Casa. A empresária

explica que não coloca eles em ordem,

pois é a aplicação de todos ao mesmo

tempo que garantem os diferenciais de

mercado da Gran.Casa. “Prezamos por

agilidade, nas entregas e atendimento,

inovação, em relação a produtos e apresentação

de produtos, e flexibilidade,

para atender o cliente de acordo com

suas preferências”, valoriza Luciara.

VEDAPORTA CASAGRANDE

Moderno e inovador, o Vedaporta

Casagrande, veda a fresta inferior da

porta onde é instalado. Esse mecanismo

impede a entrada de poeira, insetos,

água, barulho, luminosidade e até mes-

“PREZAMOS

POR AGILIDADE,

NAS ENTREGAS E

ATENDIMENTO,

INOVAÇÃO,

EM RELAÇÃO

A PRODUTOS E

APRESENTAÇÃO

DE PRODUTOS, E

FLEXIBILIDADE, PARA

ATENDER O CLIENTE

DE ACORDO COM

SUAS PREFERÊNCIAS”

LUCIARA CASAGRANDE,

SÓCIA-DIRETORA DA GRAN.CASA


mo fumaça no ambiente. O mecanismo

é ativado automaticamente ao fechar a

porta, pressionando o sistema de vedação

contra a soleira de forma elegante

e discreta, cumprindo sua função sem

influenciar na decoração do ambiente.

A estrutura do Vedaporta Casagrande

é feita com materiais que resistem

a ação do tempo, como alumínio, aço

inox e uma mescla de nylon com fibra

de vidro. Sua regulagem é simples e

pode ser feita girando o plug no sentido

horário ou anti-horário, para que o sistema

de vedação exerça maior ou menor

pressão em relação ao chão. Além da alta

eficiência mecânica e acústica, permite o

isolamento térmico por evitar a troca de

temperatura entre ambientes. Disponível

em dois modelos: sobrepor, para instalação

direta por clientes finais, e embutir,

destinado a fabricantes de portas e instaladores

profissionais.

DOBRADIÇAS INVISÍVEIS

Importada da Itália, a série de dobradiças

invisíveis da Ceam promove um

grande salto em relação à estética dos

ambientes. Em um combinação perfeita

entre elegância e tecnologia, elas têm um

design único que valoriza o espaço com

seu mecanismo invisível quando a porta

está fechada, além de proporcionar

abertura completa de até 180° (graus).

Para Matheus Parmagnani, sócio-diretor,

elas tem uma versatilidade muito

grande. Por terem dimensões reduzidas,

essas dobradiças se adequam a diversos

tipos de batentes, permitindo serem aplicadas

em portas padrão ou com dimensões

especiais. Também permite redução

nos custos de estoque e instalação, pois

são simétricas, não tendo diferença entre

lado esquerdo e direito.

As dobradiças Ceam recebem também

destaque por sua segurança, pois

impossibilitam o arrombamento da porta,

tanto por fora como por dentro, além

de uma durabilidade de 150 mil ciclos

(50 mil ciclos a mais que uma dobradiça

comum).

41


Principal

42

FITAS INTUMESCENTES

As fitas intumescentes Marvon fazem

parte de uma linha de produtos da

Gran.Casa dedicada a proteção passiva

contra o fogo. Ao ser aquecida acima de

180ºC (graus Celsius) a fita expande e,

quando atinge 450ºC se torna elástica e

porosa, impedindo que o fogo, fumaça

ou gases passem de um ambiente a

outro. A Gran.Casa ressalta que toda a

linha de produtos importada da Itália segue

os mais altos padrões de segurança

internacionais, como do instituto alemão

Deutsches Institutfür Bautechnik, uma

das maiores referências em testes de

materiais anti-incêndio do mundo.

Segundo Giovani Rissi, as fitas vêm

se tornando um sucesso no mercado

nacional, e se adequam a vários tipos de

portas, como PRF30 e atuam juntamente

com os Vedaportas e maçanetas Marvon,

em uma linha completa de proteção ao

fogo. Hoje a Gran.Casa tem todo o portfólio

para atender essas necessidades e

proteger não apenas a propriedade, mas

também a vida de seus clientes.

FECHADURAS MAGNÉTICAS

Combinar elegância e segurança é

uma das chaves para o sucesso da Gran.

Casa. Essa característica pode ser vista

diretamente na linha de fechaduras

magnéticas da marca italiana STV. A

elegância se faz presente não apenas

no design da maçaneta, mas também

na lingueta da fechadura, que permanece

oculta quando aberta. O sistema

deixa o fechamento da porta muito mais

silencioso e auxilia na preservação do

batente. O ímã instalado na contra-testa

aciona automaticamente a lingueta, que

assegura o fechamento da porta.

Esse sistema, que já está presente

em mais de 60 países, deixa também os

projetos muito mais leves e elegantes. A

abertura da porta pode ser feita também

através da chave e, caso o cliente deseje,

pode ser instalada uma lingueta tradicional.

A combinação da linha de fechaduras

com os outros produtos trazidos pela

Gran.Casa é feita para harmonizar entre

si e valorizar todo o ambiente. “O visual

minimalista da fechadura agrega muito

valor para a porta e traz muita segurança

para o ambiente”, enfatiza Giovani.


“QUEREMOS SER

MAIS QUE UM

FORNECEDOR, SER

SIM UM PARCEIRO

DE SOLUÇÕES

TÉCNICAS, DE ALTA

COMPLEXIDADE E

VALOR AGREGADO

PARA NOSSOS

CLIENTES”

GIOVANI RISSI,

SÓCIO-DIRETOR DA GRAN.CASA

ALU.DESIGN

Mais que um friso, a linha Alu.design

tem como objetivo a valorização visual

das portas. Sua versatilidade é seu maior

trunfo, pois a aplicação pode ser feita em

retas ou curvas, como o cliente preferir,

possibilitando portas exclusivas com

detalhes únicos e personalizados. “É

uma solução voltada para o design, que

permite o reposicionamento das portas

pelo aspecto estético”, ressalta Giovani.

O material utilizado nos frisos é

o alumínio, que além de muito leve é

reciclável, trazendo para a linha Alu.

design um viés ecológico e sustentável.

Desenvolvido e produzido pela BRV srl,

empresa italiana, a Alu.design tem na sua

essência a ideia de suprir necessidades de

designers e arquitetos de maneira sutil e

elegante. Os frisos podem ser aplicados

diretamente na porta sem a necessidade

de cavidades, mantém seu visual mesmo

sob efeito de luz solar e recebem o

tratamento anti-touch, que não permite

marcas de digitais ou outras sujidades se

aderirem ao friso.

Hoje os maiores produtores de

portas do Brasil são clientes Gran.Casa

e suas soluções transformam as portas

em verdadeiros itens de luxo, agregando

até 200% a mais no valor em relação a

uma porta simples. Essas tecnologias

produzidas na Itália são valorizadas pelos

clientes, que escolhem investir mais em

uma porta com os produtos Gran.Casa.

“A tecnologia, bem-estar, design e segurança

são fatores que pesam a nosso

favor no momento da escolha de nossos

produtos por parte dos clientes. Isso se

comprova pelas excelentes notas de

pesquisa de satisfação que recebemos”,

conclui Giovani.

Luciara Casagrande, aponta que a

Gran.Casa trabalha com a constante busca

por melhorar seu contato com os clientes,

para atendê-los da melhor maneira.

“No nosso pós-venda realizamos sempre

pesquisas de satisfação para saber se

conseguimos suprir as expectativas dos

clientes”, aponta Luciara.

A diretora tem planos muito claros

para o futuro da Gran.Casa, que estão

ligados diretamente ao DNA arrojado

da empresa. “Vamos ampliar nosso

portfólio com produtos inovadores

e fortalecer a marca Gran.Casa para

continuar crescendo com excelência”,

vislumbra Luciara.

43


Decoração

44

SALÃO

DE MILÃO


45

MÓVEIS BRASILEIROS GANHAM ESPAÇO E IMPORTÂNCIA

EM UMA DAS MAIS TRADICIONAIS EXPOSIÇÕES DE

MÓVEIS, ARQUITETURA E DECORAÇÃO DO MUNDO

Fotos: divulgação


Decoração

46

A

Semana de Design de Milão

2022 chegou ao fim, mas as

ações brasileiras realizadas por

meio do Projeto Setorial Brazilian Furniture

por lá seguirão gerando frutos e

trazendo resultados significativos, que

já estampam páginas de veículos de

imprensa em todo o mundo - da mídia

especializada no setor do mobiliário à

grande imprensa, passando pelas principais

publicações do design como Casa

Vogue, ArchDaily, Architectural Digest

e INTERNI, até veículos como a Forbes.

Mais uma vez afirmando a força, a

qualidade, a criatividade, sustentabilidade

e o potencial produtivo da indústria

e do design nacional em sinergia

com os maiores produtores de móveis

e trendsetters do planeta, o mobiliário

brasileiro esteve exposto em posição

de destaque em diferentes eventos em

Milão.

A ABIMÓVEL (Associação Brasileira

das Indústrias do Mobiliário), em

parceria com a ApexBrasil (Agência

Brasileira de Promoção de Exportações

e Investimentos), liderou a organização

tanto da presença brasileira no Salone

del Mobile.Milano, quanto realizou

uma mostra exclusiva com indústrias e

designers brasileiros.

“AS PEÇAS EXPOSTAS

EM MILÃO NESTE

ANO SEM DÚVIDA

COMPROVAM

ESSES CRITÉRIOS,

AGRADANDO A

COMPRADORES

E VISITANTES, E

PROMOVENDO UM

INTERCÂMBIO NÃO

SÓ DE NEGÓCIOS, MAS

TAMBÉM CULTURAL E

CRIATIVO”

IRINEU MUNHOZ, PRESIDENTE

DA ABIMÓVEL

No Salone del Mobile.Milano, também

conhecido como iSaloni, maior

evento do setor moveleiro e de design

do mundo, nove associados ao Brazilian

Furniture expuseram seus lançamentos

e carros-chefes em espaços

pensados para transportar os visitantes

para uma verdadeira experiência brasileira,

ressaltando nossas madeiras e

matérias-primas únicas e diversas, bem

como, resgatando o clássico estilo modernista

aplicado de forma contemporânea

tanto nas peças como na estrutura

dos espaços de exposição.

Ressaltando que esta foi a primeira

vez que uma empresa brasileira, a

Ornare, participou de uma edição da

EuroCucina, uma das mais aguardadas

mostras na programação do iSaloni,

dando foco especial ao design e à tecnologia

empregados ao mobiliário e

soluções para a cozinha.

Além das empresas já citadas, o

Lounge Brazilian Furniture no iSaloni

foi ambientado com peças especialmente

cedidas pela Breton, levando

ainda mais conforto e sofisticação para

o espaço, projetado ao redor de uma

árvore simbolizando nossa brasilidade

e riqueza natural.


FUORISALONE 2022

Além disso, a ABIMÓVEL organizou

também a exibição: Design Transforma

Milão; que reuniu 22 fabricantes e 24

designers de móveis ligados ao programa

Design Brasil + Indústria - programa

de design integrado à indústria desenvolvido

por meio do Brazilian Furniture

- para a criação de uma real imersão no

universo da criatividade e do mobiliário

brasileiro contemporâneo, permitindo

com que os visitantes do Fuorisalone

que passassem por lá, pudessem navegar

livremente por um espaço que se

assemelhava a uma praça brasileira no

coração da capital mundial do design.

Ainda no Fuorisalone, nove empresas

associadas ao Projeto Brazilian

Furniture participaram da mostra: Poesia

do Cotidiano; organizada pela ApexBrasil

como parte da programação do

Design Re-Generation, evento oficial da

INTERNI no maior circuito de eventos

milanês. São elas: Breton, By Kamy, Decormade,

St. James, Tramontina, Saccaro,

Líder e Modalle e mais uma dezena

de designers.

NEGÓCIOS & VISITAÇÃO

Irineu Munhoz, presidente da ABI-

MÓVEL, revela que a entidade utilizou

o salão como uma grande oportunidade

de expor e explorar o trabalho do

produtor de móveis nacional. “Trabalhamos

para fortalecer o setor moveleiro

e o design nacional, fomentando

as exportações e melhorando a visibilidade

dos nossos produtos e matérias-

-primas no exterior”, ressaltou Irineu.

O presidente, ainda, complementa

que a indústria brasileira é sustentável,

tecnológica e possui design moderno,

primoroso e de alta qualidade de valor

agregado. “As peças expostas em Milão

neste ano, sem dúvida, comprovam

esses critérios, agradando a compradores

e visitantes, promovendo um

intercâmbio, não só de negócios, mas

também cultural e criativo”, descreve

Irineu.

Com uma recepção bastante satisfatória

por parte do público, os resultados

dos negócios realizados durante

o Salone del Mobile.Milano entre as

empresas brasileiras expositoras e

compradores internacionais dos mais

variados mercados ao redor do mundo,

assim como, os números de visitação

nos estandes brasileiros e na mostra

Design Transforma Milão, que já estão

gerando ótimos negócios e vão dar alicerce

para futuros investimentos, além

de novos futuros negócios.

“TRABALHAMOS PARA

FORTALECER O SETOR

MOVELEIRO E O DESIGN

NACIONAL, FOMENTANDO AS

EXPORTAÇÕES E MELHORANDO

A VISIBILIDADE DOS NOSSOS

PRODUTOS E MATÉRIAS-

PRIMAS NO EXTERIOR”

47

IRINEU MUNHOZ, PRESIDENTE

DA ABIMÓVEL


Aqui tem Madeira

INSPIRAÇÃO

NÓRDICA

NO BRASIL

PADARIA INSPIRADA NA ARQUITETURA

NÓRDICA GANHA PÚBLICO UNINDO

QUALIDADE DOS PRODUTOS COM

AMBIENTE PERFEITO PARA FOTOS

Fotos: divulgação

48


uitos brincam com a ideia

M

de que Curitiba (PR) seja a

mais europeia das capitais

brasileiras, e um grupo de amigos levou

essa história muito a sério. Inaugurada

em 2021, a Brød Bakery é uma

padaria inspirada no estilo escandinavo

de construção, valorizando a

utilização da madeira para criar um

ambiente único.

Fábio Fagundes, um dos sócios,

conta que a inspiração para o ambiente

veio de uma viagem feita à região

do Mar Báltico, aproveitou para

conhecer a região e se apaixonou

pela arquitetura das cafeterias, que

combinam o vídeo com a madeira

para fazer os ambientes aconchegantes

e agradáveis. “Esses países do

norte, Finlândia, Noruega e afins são

os maiores consumidores de café per

capita do mundo e buscamos adaptar

o conceito do que vi lá aqui no Brasil”,

descreve Fábio.

O objetivo do projeto é criar uma

experiência de um lugar mais rústico,

trazendo a madeira quase in natura

para dentro do espaço. “Quem vem

49


Aqui tem Madeira

à Brød terá além de uma ótima experiência

gastronômica, um ambiente

super instagramável”, brinca Fábio.

A escolha do arquiteto, Fernando

Henares, foi feita por ser um especialista

em ambientes comerciais. “Ele é

um especialista em arquitetura para

empreendimentos gastronômicos,

pois vimos no trabalho dele a qualidade

que a Brød precisava”, explica

Fábio. Uma combinação importante

foi adequar o trabalho de Fernando

com o de Marcia Helena Guimarães,

arquiteta de execução da padaria.

Fernando Henares considera muito

importante o uso da madeira em

seus projetos, priorizando a madeira

maciça, mas sem desconsiderar lâminas

e chapas. O toque da madeira

passa uma mensagem de aconchego,

descreve Fernando. O arquiteto

conta que já tinha contato com a

arquitetura nórdica e que isso facilitou

o processo criativo. “Foi bacana,

pensar em todas as possibilidades de

um espaço nórdico, de um barracão

de trabalho, daqueles mais antigos”,

relata Fernando.

Para Marcia, que prefere estar na

obra do que projetando os espaços,

trabalhar com uma ideia de outro

arquiteto é sempre um desafio. “Acabamos

dando alguns pitacos, pois

tirar do papel e lidar com o ambiente

real é lidar com situações que no projeto

virtual funcionam, mas no mundo

real não podem ser executados”,

alerta Márcia. Ainda de acordo com

a arquiteta, as maiores dificuldades

no projeto da Brød estiveram sempre

mais ligadas aos detalhes do que às

grandes mudanças. “Unir as lojas não

foi tão difícil, nem mover o local da

escada, os trabalhos mais desafiado-

50


51

O sócios: Fábio, Thaysa, Ricardo e Marciele

res estiveram ligados à marcenaria,

que me dá ainda mais orgulho do resultado

final”, ressalta Márcia.

Outro desafio era trabalhar a

noite, pois o excesso de barulho não

era permitido em horário comercial,

e aumentou a dificuldade da execução

em alguns momentos. “Fui atrás

de madeira que chegasse no tom

correto que buscávamos, utilizei o

tratamento ideal para que o resultado

visto hoje fosse o melhor para os

clientes da Bakery”, completa Márcia.

Os detalhes da Brød que mais

chamam atenção são duas instalações

artísticas feitas por Estevão Berri,

mesmo profissional responsável

pela instalação das apresentações

do Cirque du Soleil no Brasil. Uma

das instalações é um lustre feito com

galhos e outra uma cortina de xícaras

suspensa, com mais de 200 peças

na composição. Estevão conhecia

Fernando Henares, que teve a ideia e

buscou em Estevão a melhor opção

para realizar o projeto. “Faríamos

esse projeto com desbaste de eucalipto,

mas por sorte, conseguimos

encontrar uma área onde a prefeitura

tinha acabado de realizar um desbaste

de árvores de rua e foi a madeira

perfeita”, comenta Estevão.

Já para as xícaras foi feita a escolha

de nylon de alto padrão para

pendurar os objetos e garantir que

eles não tenham risco de acidentes

causados pelo passar do tempo. “Tomei

todo cuidado para selecionar o

material de melhor qualidade, garantindo

a durabilidade e segurança da

instalação”, completou Estevão.

A Brød Bakery funciona de terça-

-feira a domingo, das 8h às 20h, na

Rua Padre Ladislau Kula, 800.

“QUEM VEM À

BRØD TERÁ ALÉM

DE UMA ÓTIMA

EXPERIÊNCIA

GASTRONÔMICA,

UM AMBIENTE

SUPER

INSTAGRAMÁVEL”

FÁBIO FAGUNDES, SÓCIO

DA BRØD BAKERY


Construção

A MADEIRA

É O FUTURO

52


53

DEBATE SOBRE CONSTRUÇÃO

COM MADEIRA GANHA

FORÇA ENTRE O SETOR DE

CONSTRUÇÃO CIVIL

Fotos: divulgação


Construção

C

iente do potencial da construção

em madeira no Brasil nos

próximos anos, a CBIC (Câmara

Brasileira da Indústria da Construção)

confirmou que participará e apoiará

debates e projetos relacionados ao

fortalecimento do mercado no país.

Ainda visto com certa desconfiança

por alguns, esse tipo de construção é

a aposta de empresas especializadas

para ampliar o interesse pelo produto,

impulsionar as vendas e garantir a preservação

do meio ambiente. É o que

afirmaram pesquisadores do tema durante

o debate: Futuro da Construção

em Madeira; no último dia do 94º ENIC

(Encontro Nacional da Indústria da

Construção - Engenharia & Negócios),

promovido pela CBIC.

Segundo o diretor do Instituto

Amazônia+21, Marcelo Thomé, a organização

iniciou um processo de articulação

com os nove Estados da Amazônia

Legal (Amazonas, Acre, Rondônia,

Roraima, Pará, Maranhão, Amapá, Tocantins

e Mato Grosso), com o SESI e

SENAI, e em parceria com a CBIC, para

estudar um projeto a fim de impulsionar

a fabricação da MLC (madeira laminada

colada), também conhecida como

Glulam (por seu nome inglês - Glued

Laminated Timber). Consiste em um

material estrutural fabricado por meio

da união de segmentos individuais de

madeira, colados com adesivos industriais,

geralmente adesivos de resina de

melamina ou poliuretano.

Segundo Marcelo, um estudo publicado

pela Federação das Indústrias do

Mato Grosso, especificamente sobre

a madeira laminada colada, mostrou o

potencial deste setor para o Estado do

Mato Grosso: uma estimativa de 1.400%

de agregação do valor nesta cadeia

produtiva e um estoque de terra de 15

milhões de hectares para incremento

de florestas plantadas. “E o que propusemos

à CBIC, junto ao seu presidente,

é uma articulação por esse projeto, que

vai acompanhar desde a plantação das

árvores, até a produção de habitações

54


“EM ALGUNS

PAÍSES, O PODER

PÚBLICO FAZ ISSO

DE UMA FORMA

MAIS OBRIGATÓRIA,

COMO NA FRANÇA

EM QUE TODOS OS

PRÉDIOS PÚBLICOS

CONSTRUÍDOS A

PARTIR DE AGORA

PRECISAM TER 50% DE

MADEIRA”

CÍNTIA VALENTE, SÓCIA E DIRETORA

DA NOAH CONSTRUTECH

de interesse social”, destacou Marcelo.

De acordo com os debatedores do

ENIC, o motivo pelo qual o Brasil ainda

registra pouco investimento na construção

em madeira deve-se à desconfiança

com o produto, à preocupação

com o meio ambiente e à ausência de

conhecimento sobre o meio de produção.

Para Ana Belizário, chefe de

Negócios da Urbem, a construção em

madeira tem um potencial gigantesco

no país, mas, quando se fala nesse

tipo de empreendimento, as pessoas

ainda pensam em fogo, cupim e meio

ambiente, sendo que os dois primeiros

já foram exaustivamente estudados: a

madeira é segura e seu processo industrial

é fiscalizado de perto e dura por

300 anos, se deixar. “Quanto ao meio

ambiente, a madeira é uma matéria-prima

renovável, que mitiga a emissão de

gás carbônico e esse tipo de madeira

para construção é plantada em florestas

específicas para esse fim, ou seja,

nós acabamos por proteger o bioma”,

explicou Ana.

Ainda de acordo com a arquiteta, a

madeira utilizada para construções são

do tipo engenheirada, que é processada

industrialmente para otimizar o seu

desempenho para uso na construção

civil. Ela surge da transformação de

55


Construção

matéria-prima com imperfeições naturais,

para um material fabricado de excelente

propriedade construtiva. EUA

(Estados Unidos da América), Canadá

e países europeus têm construído há

anos empreendimentos em madeira,

apontou a especialista. “A madeira engenheirada

tem o aspecto visual muito

parecido com o concreto já que tem a

mesma resistência estrutural, só que

com um quinto do peso. Aliás, o Brasil

tem grandes chances de se tornar um

exportador desse tipo de produto”,

completou Ana.

Em relação à desconfiança de empresários

do ramo à adoção de madeira

em seus empreendimentos, a sócia e

diretora da Noah Construtech, Cíntia

Valente, afirmou que é primordial mudar

a cultura nacional sobre o tema,

inclusive, com o apoio do poder público.

Segundo a empresária, o trabalho a

ser realizado é como se tivéssemos que

limpar a memória das pessoas sobre

a casa de madeira e reconstruir essa

nova ideia. “Em alguns países, o poder

público faz isso de uma forma mais

obrigatória, como na França em que

todos os prédios públicos construídos

a partir de agora precisam ter 50% de

madeira”, relatou Cíntia.

Cíntia Valente mostrou ainda estudos

internacionais que mostram o

impacto das moradias e prédios em

madeira na vida das pessoas, inclusive,

para o bem-estar. “Cases internacionais

mostram que casas em madeira

melhoram a concentração, reduzem o

estresse, baixam a pressão sanguínea,

elevam a produtividade, melhoram a

satisfação, criam times mais eficientes

e, ao contrário do pensam, a madeira

não limita, mas proporciona designs

incríveis”, destacou Ana.

“QUANTO AO MEIO

AMBIENTE, A MADEIRA

É UMA MATÉRIA PRIMA

RENOVÁVEL, QUE

MITIGA A EMISSÃO

DE GÁS CARBÔNICO E

ESSE TIPO DE MADEIRA

PARA CONSTRUÇÃO

É PLANTADA

EM FLORESTAS

ESPECÍFICAS PARA

ESSE FIM, OU SEJA,

NÓS ACABAMOS POR

PROTEGER O BIOMA”

56

ANA BELIZÁRIO, CHEFE DE

NEGÓCIOS DA URBEM


O debate: Futuro da Construção em

Madeira; foi conduzido pelo presidente

da Comissão de Meio Ambiente, Nilson

Sarti (CMA-CBIC), que pontuou os desafios

e a importância de se estimular a

discussão do tema no Brasil, especialmente

para quebrar preconceitos.

O tema do Painel do Enic tem interface

com o projeto: Incentivo à Sustentabilidade

na Indústria da Construção,

da CMA (Comissão de Meio Ambiente)

da CBIC, com a correalização do SENAI

Nacional.

57

(51) 98226.3939 @wooding.life


Através de projetos contemporâneos, que fazem

uso de madeira reflorestada aplicada em um

sistema construtivo leve, buscamos o máximo

conforto e o mínimo de impacto ambiental.

Conforto Inovação Sustentabilidade Agilidade Resistência


Coluna

Indignação

CIDADÃ

Foto: divulgação

Waldemar Vieira Lopes

Consultor florestal e diretor da

LSS-Lopes Serviços e Soluções

Contato: waldemarvieiralopes@terra.com.br

A CONSCIÊNCIA QUANTO À INDIGNAÇÃO CIDADÃ

PODE SER VISTA INICIALMENTE A PARTIR DE UMA

CITAÇÃO DE PLATÃO QUANDO DIZ: “O CASTIGO

DOS BONS QUE NÃO FAZEM POLÍTICA É SEREM

GOVERNADOS PELOS MAUS”

58

O

s Verdadeiros Brasileiros

têm que estar mais atentos

do que nunca às armadilhas

preparadas pela esquerda extremista

e maniqueísta, ávida por trazer o

ex-presidiário novamente à cena do

crime e, é chegada a hora de posicionamento,

a hora de decidirmos quem

queremos para governar o futuro

de nosso Brasil e o futuro de nossos

filhos e netos.

Vejam o exemplo da França, que

agora se revolta com a eleição de

Macron e nada poderá fazer pelos

próximos 4 anos. Entretanto, mais de

16 milhões de franceses não compareceram

às urnas ou anularam seus

votos, deixando claro de que quando

se terceiriza a escolha, perde-se o

direito de reclamar sobre qualquer

resultado que seja.

Devemos ter cuidado com discursos

de “Deuses do Olimpo”, cultuadores

do Álter Ego e vendo a si

próprio como detentores de toda a

sabedoria do mundo, cegos e surdos

ao fato de que o comunismo matou

mais gente que todas as guerras juntas

e, grande parte usando para sua

batalha diária nossas entidades de

ensino, cargos públicos, meio político

e grande parte da mídia, com finalidade

precípua e objetivo maior de deseducar

nossos filhos, incutindo-lhes

raízes comunistas para que se vejam

deslocados ao viverem em uma família

de classe média, visando convencê-los

de que prosperidade só ocorre

à custa de trabalho escravizante ou

meios espúrios, posto que acumular

riquezas, além de politicamente incorreto

é por certo pecaminoso, daí

a estratégia de se incrementar votos

nessa faixa etária, contando que

encontrarão nesse universo mentes

mais reativas e menos analíticas e,

havendo desatenção de pais que não

discutem política em suas casas, tornam-se

um alvo facilmente cooptável

para suas fileiras.

Nesses tempos cinzentos nos tornamos

reféns de uma Ciência Ideológica

que jamais poderá ser chamada

de ciência, carregada com bateria

emocional e contraditória, necessitando

de políticos e politização para

se manter viva e acusatória, responsável

pela estagnação econômica no

período de pandemia e divisão por nichos

pró e contra vacinas, não permitindo

raciocínio próprio à população

como um todo, empobrecendo o país

pelo fechamento de inúmeros postos

de trabalho e buscando a visão de um

Estado salvador e caçador de votos.

Liberdade, coerência, decisão

própria e não tutela do Estado, esse

é o oxigênio indispensável para sobrevivermos

nesse ambiente hostil

criado por defensores da ditatura do

proletariado, capitaneada por inúmeros

partidos que se uniram para que a

qualquer custo consigam a retomada

de poder, trazendo como alternativa

para as próximas eleições, o ex-presidiário

que surrupiou a dignidade do

povo brasileiro, roubou seu futuro

e quebrou inúmeras empresas do

Estado para investir em economias

amigas e socialistas, no seu próprio

bolso e nos bolsos de seus maquiavélicos

amigos.

Acorde Brasil, não tivessem havido

um sem número de crimes, não te-


ia retornado tanto dinheiro para cofres

públicos por parte de dirigentes

sindicais, caixas partidários e amigos

meliantes do governo petista.

Somos reféns de uma justiça

política que tenta a todo tempo nos

calar e colocar viseiras, mancomunada

com Câmaras de Deputados e

Senado com rabo preso e que de há

muito não nos representam e caberá

na eleição que se avizinha elegermos

Presidente, Governadores, Deputados

Federais, Deputados Estaduais

que tenham vínculo com moral, ética

e valores familiares.

Vivemos uma época de culto à

anormalidade com criação de situações

controversas; vendidas pelos

“Deuses do Olimpo” e intelectuais

de plantão; como meias verdades ou

quem sabe meias mentiras:

• Direito à desonra;

• Fofoca – através de meios de

comunicação e culturais;

• Proliferação do medo;

• Hegemonização dos objetivos;

• Fusão entre a classe revolucionária

e a classe política;

• Sucessão de governos análogos

e corporativistas, vendidos como se

opositores fossem;

• Iguais se colocando em campos

opostos, mas lutando pelo mesmo

objetivo de doutrinação do povo e

sua catequização ideológica;

• Alianças espúrias entre as mais

diversas vertentes políticas brasileiras

com interesse de novamente

lotearem o país.

Fiódor Dostoiévski, pode nos fazer

refletir sobre ideais que a todo custo

tentam nos empurrar goela abaixo:

• “Nosso grupo não consiste

apenas naqueles que cometem assassinatos

e incêndios criminosos, gente

assim só atrapalha, eu não suporto

essa falta de disciplina, ora somos

vigaristas e não socialistas, ouça, seremos

apoiados por todos eles”;

• “O professor que ri de Deus

às crianças já em seu berço, ele está

conosco”;

• “O advogado que defende o

assassino, rico e convicto, já é dos

nossos”;

• “Os colegiais que matam o mujique¹

para experimentar a sensação

são dos nossos”;

• “Os jurados que absolvem

criminosos a torto e direito, são dos

nossos”;

• “O promotor que treme no

tribunal por não ser suficientemente

liberal, é dos nossos”;

• “Há administradores, escritores,

um assombroso número dos nossos

e eles nem sabem disso ainda”;

• “Hoje em dia ninguém tem

ideias próprias, o Deus russo foi derrotado

pela vodca barata, as camponesas

estão bêbadas, as mães estão

bêbadas e as igrejas estão vazias,

apenas espere essa geração crescer,

apenas espere que cresçam, uma ou

duas gerações e o crime deixará de

ser uma loucura, mas o bom senso

justamente o bom senso da Rússia o

transformará em dever.” Trechos retirados

de Os Demônios - Dostoiévicz

1872

¹ camponês pobre

Despertem, se indignem! Já nos

dividiram por demais, o silêncio e o

comodismo deixam efeitos colaterais

de difícil reversibilidade, decisão não

se terceiriza e é o tijolo para construção

do Brasil que queremos, mais

solidário, menos burocrático, com liberdade

plena de opinião e qualidade

de vida compatível com as riquezas e

potencial que detemos.

59


Prêmio REFERÊNCIA

60

Fotos: Emanuel Caldeira

MAIOR PREMIAÇÃO DO SETOR FLORESTAL

CELEBRA AS EMPRESAS QUE MAIS SE

DESTACARAM DURANTE O ANO


61


Prêmio REFERÊNCIA

O

Prêmio REFERÊNCIA, maior

premiação do setor de base

florestal do Brasil, que é organizado

pela REVISTA REFERÊNCIA,

já tem sua data marcada. Será realizado

no dia 29 de novembro, à partir

das 19h (horas), no restaurante Porta

Romana, em Curitiba (PR). A Cerimônia

deste ano é muito especial, pois

além de ser a vigésima edição do prêmio,

serão também vinte premiados,

o dobro em relação aos outros anos,

fazendo menção ao período de realização

do evento.

O Prêmio REFERÊNCIA, foi idealizado

por Fabio Machado e Pedro

Bartoski Jr., sócios fundadores da

JOTA Editora, responsável pela publicação

das Revistas REFERÊNCIA FLO-

RESTAL, REFERÊNCIA INDUSTRIAL,

BIOMAIS, CELULOSE&PAPEL e PRO-

DUTOS DE MADEIRA. O objetivo do

prêmio é valorizar e celebrar, juntamente

com os representantes do setor,

as conquistas do ano vigente. Os

vencedores são escolhidos através

de análise detalhada da organização

do evento, que recebe indicações de

parceiros, leitores e especialistas do

segmento da madeira.

Fábio Machado, diretor comercial

da JOTA Editora, destaca que o

Prêmio REFERÊNCIA de 2022 está

sendo preparado com muito cuidado

e atenção, para ser a maior edição

já realizada. “Desde a seleção dos

premiados, o trabalho interno de produção,

seleção do local do evento, te-

“DESDE A SELEÇÃO

DOS PREMIADOS, O

TRABALHO INTERNO

DE PRODUÇÃO,

SELEÇÃO DO LOCAL

DO EVENTO, TEMOS

TODO O TIME COM

TOTAL DEDICAÇÃO

PARA FAZER DO

PRÊMIO REFERÊNCIA

2022 UMA NOITE

MEMORÁVEL”

FÁBIO MACHADO,

DIRETOR COMERCIAL DA

JOTA EDITORA

62

Os sócios fundadores da JOTA Editora, Pedro Bartoski

Jr., Fabio Machado e a jornalista Mira Graçano, na

apresentação do Prêmio REFERÊNCIA no ano passado


63

mos todo o time com total dedicação

para fazer do Prêmio REFERÊNCIA

2022 uma noite memorável”, ressalta

Fábio.

O diretor valoriza o trabalho feito

nestes 20 anos e como o esforço iniciado

há duas décadas se tornou um

marco dentro do setor de base florestal.

“Nosso objetivo era valorizar

o setor e hoje vemos que o reconhecimento

que as empresas recebem

pelo trabalho também é dado para

o Prêmio REFERÊNCIA, que a cada

edição tem mais indicados e interessados

em saber quem fez diferença

para esse ramo tão importante da

nossa economia”, destaca Fábio.

O diretor comercial é efusivo ao

falar sobre a noite de festa, que será

a vigésima edição do Prêmio. “É uma

edição especial para nós da Revista

REFERÊNCIA, pois são 20 anos celebrando

o setor de base florestal e

tantas conquistas nessas duas décadas”,

completa Fábio.

Pedro Bartoski Jr., diretor executivo

da JOTA Editora, celebra o

sucesso que o prêmio conquistou ao

longo dos anos e a importância que

todo o setor passou a dar à premiação.

“Desde a criação do prêmio buscávamos

estar na vanguarda e trazer

para o setor a valorização que cada

um de seus membros merece e nesse

ano, buscamos melhorar ainda mais

a experiência dos participantes do

evento”, vislumbra Pedro.

Nesta edição acontecerá nova-

“É UMA EDIÇÃO

ESPECIAL PARA

NÓS DA REVISTA

REFERÊNCIA, POIS

SÃO 20 ANOS

CELEBRANDO O

SETOR DE BASE

FLORESTAL

E TANTAS

CONQUISTAS

NESSAS DUAS

DÉCADAS”

FÁBIO MACHADO,

DIRETOR COMERCIAL DA

JOTA EDITORA


Prêmio REFERÊNCIA

64

mente o Painel da Madeira, que foi

um grande sucesso em 2021. Na edição

anterior tivemos a presença de

Eduardo Leão, presidente da AIMEX

(Associação das Indústrias Exportadoras

de Madeira do Estado do

Pará), Álvaro Scheffer, ex-presidente

da APRE (Associação Paranaense de

Base Florestal) e Rafael Mason, presidente

do CIPEM, (Centro das Indústrias

Produtoras e Exportadoras de

Madeira do Estado de Mato Grosso).

Para 2022 os nomes dos participantes

serão revelados em breve, mas os

premiados e demais participantes da

cerimônia podem manter as expectativas

elevadas.

Além do evento presencial, a

transmissão do prêmio será feita ao

vivo no canal do youtube da Revista

REFERÊNCIA. Em 2021 os números

foram surpreendentes e demonstraram

o interesse das pessoas no setor:

foram mais de 40 mil visualizações

no vídeo e picos de mais de 4 mil

pessoas assistindo ao prêmio simultaneamente.

Outra novidade é a abertura do

evento para o público geral. Há um

lote limitado de convites para os interessados

que dará direito a participar

de toda a programação da noite:

Painel da Madeira, Prêmio REFERÊN-

CIA e do jantar que acontecerá logo

após o término da cerimônia, com

cardápio de massas especiais e bebidas

não alcoólicas liberadas. Abaixo,

os interessados têm os canais para

solicitar mais informações e também

adquirir os ingressos para esta noite

tão especial.

PRÊMIO REFERÊNCIA 2022

Data: 29/11/2022

Horário: 19h (horas)

Local: Restaurante Porta Romana – Curitiba (PR)

Informações e ingressos para o evento:

comercial@revistareferencia.com.br ou

+55 (41) 99968-4617

Os ganhadores do Prêmio REFERÊNCIA 2021


Agosto 2022

Setembro 2022

Agenda

VIII MOVELNORTE

Data: 16 a 18

Local: Imperatriz (MA)

Informações: movelnorte.com.br/movelnorte/

Com estrutura melhorada e expectativa de receber cerca de nove mil visitantes de todo o

Brasil, principalmente dos Estados do Maranhão e Pará, a Movelnorte 2022, que será realizada

entre os dias 16 e 18 de agosto desse ano, no Centro de Convenções de Imperatriz

(MA) , chega à sua oitava edição e pretende fechar negócios na ordem de R$ 60 milhões a

curto e médio prazo. Mesmo após a pandemia do Covid-19, o evento está conseguindo se

consolidar no calendário nacional e são boas as expectativas para essa edição. O mercado

norte e nordeste continua em ascensão, o que torna o evento um bom local para a realização

de negócios e visitação.

WOOD PRODUCTS & TECHNOLOGY 2022

Data: 30/08 a 02/09

Local: Gothenburg (Suécia)

Informações: en.traochteknik.se/

A Wood Products & Technology inclui praticamente todos os aspectos da madeira e seus

usos - desde a silvicultura, serraria, produção, fabricação de móveis e exportação até construção

em madeira, pesquisa e criação de novos materiais. Nenhum outro local é tão eficaz

em reunir todas as pessoas que desenvolvem, promovem ou trabalham com madeira. A indústria

da madeira tem um enorme potencial – financeiramente, em termos de clima e design,

e a interação entre a indústria da construção e os arquitetos que optam por trabalhar

com madeira está se tornando cada vez mais importante. Tudo o que fazemos hoje usando

matérias-primas fósseis pode ser feito usando um bem renovável e se corretamente cuidado,

infinito em nosso planeta. A madeira oferece possibilidades ilimitadas!

LIGNUM 2022

Data: 14 a 16

Local: Curitiba (PR)

Informações: www.lignumlatinamerica.com

66

A feira dedicada às empresas da cadeia produtiva da madeira em toda a América Latina

chega à sua 4ª edição. Nela os profissionais do segmento industrial madeireiro e florestal

encontram novidades, tecnologia e soluções produtivas para a transformação, beneficiamento,

preservação, energia, biomassa, uso da madeira e manejo florestal. A Semana

Internacional da Madeira também conta com eventos técnicos florestal e industrial madeireiro.

A Lignum Latin America é o principal evento da Semana Internacional da Madeira,

que reúne, além da feira, alguns eventos técnicos: O III Woodtrade Brazil, o III Encontro

Brasileiro de Biomassa e Energia da Madeira, II ProWood, GIS Forest e Floresta 4.0, que

têm como propósito proporcionar aos participantes a melhor atualização sobre o mercado

madeireiro e de proteção de madeiras. A realização dos eventos, durante a terceira Semana

Internacional da Madeira, proporciona uma verdadeira integração do setor industrial

madeireiro.

HABITARE 2022

Data: 07 a 11

Local: Hilsinki (Finlândia)

Informações: habitare.messukeskus.com/?lang=en

O maior evento de móveis, design e design de interiores da Finlândia, a Habitare, será organizado

na próxima vez em Messukeskus. A Habitare oferece experiências e ideias tanto

para design de interiores quanto para funcionalidade e apresentação visual de casas e instalações.

Habitare traz as ideias e o trabalho de uma nova geração de designers e estimula

a discussão. A edição anterior, no outono de 2019, reuniu mais de 58 mil visitantes com profissionais

interessados em design de interiores e vivência. Com o tema Reimagine: Era da

Imaginação; a feira trará o que a de melhor em inovação e criatividade para o segmento.

Outubro 2022

SICAM

Data: 18 A 21

Local: Pordenone (Itália)

Informações: www.exposicam.it/en/

Na SICAM, Feira Internacional de Componentes, Acessórios e Semi-acabados para a Indústria

do Mobiliário, poderá encontrar todas as novidades de produtos e tendências do mercado

para as futuras coleções de mobiliário, cozinhas, casas de banho, contract e design

de interiores. Tocar nos produtos e sentir a fisicalidade dos materiais e mecanismos é cada

vez mais importante, pois fundamental é o encontro pessoal com seus clientes e fornecedores.

O SICAM é um ponto de encontro onde os principais players da indústria global de

móveis se encontram e fazem check-in uns com os outros todos os anos. Sua importância é

vista na alta taxa de retorno das empresas expositoras de todo o mundo (93% no ano passado).

Apesar dos problemas causados pela pandemia, cerca de 8 mil empresas de cerca

de 100 países enviaram seus profissionais para visitar o evento em 2021.


29 DE NOVEMBRO

ÀS 19 HORAS

E D I Ç Ã O

VEM AÍ!

A N O S

Gostaria de participar do jantar do PRÊMIO REFERÊNCIA 2022?

Compre seu ingresso antecipado pelo whats: (41) 99968-4617 ou

pelo e-mail: comercial@revistareferencia.com.br

Vagas limitadas

Transmissão ao vivo em nosso canal:

@revistareferencia

PATROCINADORES:

ASSOCIAÇÃO DO COMÉRCIO E INDÚSTRIA DE

MADEIRAS E DERIVADOS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

SERRAS E FACAS INDUSTRIAIS

www

revistareferencia.com.br

comercial@revistareferencia.com.br

Hooray! Your file is uploaded and ready to be published.

Saved successfully!

Ooh no, something went wrong!