21.09.2022 Views

Celulose_57Web

You also want an ePaper? Increase the reach of your titles

YUMPU automatically turns print PDFs into web optimized ePapers that Google loves.

Mauricio Harger, diretor geral da CMPC, é o entrevistado da edição

Tecnologia aplicada

Filme de celulose é

solução para conservar

alimentos

Sustentabilidade

Resíduos da produção de

celulose são utilizados na

fabricação de tijolos

Energia e eficiência

Caldeira industrial mescla tecnologia

de ponta e personalização para

garantir alto desempenho

Energy and

efficiency

Industrial boiler merges

cutting-edge technology

and customization to

ensure high performance


CALDEIRAS

EQUIPAMENTOS

INDUSTRIAIS

AQUECEDORES DE

FLUÍDO TÉRMICO


www.bremer.com.br

H.Bremer, Há mais de

75 anos gerando energia térmica

para o mundo, com equipamentos de

alto padrão tecnológico.

A natureza

agradece

bremer@bremer.com.br

Fax: (47) 3525-1975 | Tel: (47) 3531-9000

R. Lilly Bremer, 322 - Bairro Navegantes

Rio do Sul - Santa Catarina


CROMO DURO EM PRIMEIRO E SEGUNDO CILINDROS DA BATERIA DE SECAGEM

E ROLOS GUIAS:


A PALMONT, ao longo de seus 20 anos, vem atuando com destaque na INDÚSTRIA NACIONAL na área da

MONTAGEM ELETROMECÂNICA. Porém, a partir de 2012, iniciou o processo de consolidação na INDÚSTRIA DA

CELULOSE, participando das grandes Obras GREENFIELD e/ou BROWNFIELD até o presente momento.

Seguem alguns Projetos realizados ou em execução: PLANTA DE ÁCIDO SULFÚRICO (H2SO4); FORNO E

CAUSTIFICAÇÃO (WLP); PÁTIO DE MADEIRA; GASEIFICAÇÃO; LINHA DE FIBRAS; BOP; BCTMP.

Na busca incessante pela excelência no atendimento, concluímos em ABRIL/22 nossa UNIDADE FABRIL com

estrutura completa para atender as demandas de Fabricação dos Projetos (Spool’s e Suportes), além dos

constantes investimentos na: criação e manutenção de equipes altamente qualificadas, aquisição de

equipamentos próprios (Guindastes, Muncks, Carretas, Plataformas Elevatórias, Ônibus, Veículos leves e

outros), criação de filiais estratégicas, Centro de Manutenção e Distribuição, Certificação ISO

9.001/14.001/45.001, adoção de práticas modernas com soluções técnicas personalizadas aplicadas nas

Obras; culminando desta forma, na conclusão de 100% de todos os projetos realizados e com reconhecimento

integral de seus clientes em relação a SEGURANÇA, QUALIDADE e PRAZOS.

EXCELÊNCIA EM

MONTAGEM ELETROMECÂNICA


Av. Profº Francisco Morato, 4826 | Vila Sônia - São Paulo - SP

(11) 3751-4836 | comercial@palmont.com.br

www.palmont.com.br


S U M Á R I O

50 Tecnologia aplicada

Do laboratório para o cotidiano

From the laboratory to the everyday

32 Principal

Segurança e eficiência

Safety and efficiency

60 Prêmio REFERÊNCIA

Painel Panorama da Madeira

Timber Panorama Panel

12

12 Sumário

14 Editorial

16 Cartas

18 Novidades

38 Avanços e tecnologia

Pesquisa e inovação

Research and innovation

42 Sustentabilidade

Da celulose à construção

From cellulose to construction

46 Informe

64 Artigo

Aerogel sustentável

Sustainable aerogel

70 Entrevista

Mauricio Harger

80 Calendário


+

Sistemas de Câmeras Papertech

para Controle da Qualidade

DEWATERING

DEWATERING

Software de Monitoramento de

Quebras e Inspeção, câmeras, e

iluminação

Fornecedor preferido na indústria de Papel & Celulose

por mais de 25 anos

A Papertech é o fornecedor líder do setor de sistemas de monitoramento de máquina

Papertech, combinando captura de eventos de quebra (WMS) e inspeção da folha (WIS),

ajuda os fabricantes de papel e tissue em todo o mundo a otimizar a qualidade do papel

Seus Benefícios:

encontra rapidamente a causa raíz de quebras e defeitos

reduz o tempo de inatividade da máquina devido à quebras de folha

manutenção fácil com componentes comuns do mercado

iluminação WebLED de alta eficiência para todas as aplicações

sistemas escaláveis para todas as aplicações de papel e tissue

Energia & Performance

Sistemas de Desaguamento

Guias de Tecidos & Tensores

Raspadores & Chuveiros

Produtos Especiais

Consumíveis de Engenharia

Serviços Tecnológicos

Para mais informações:

IBS do Brasil Tecnologia em Papel Ltda.

+55-19-99820-1055 • c.toledo@ibs-ppg.com.br

www.ibs-ppg.com • www.papertech.ca


E D I T O R I A L

REFERÊNCIA

Celulose & Papel

Excelência como identidade

O mundo precisa de soluções sustentáveis. Isso é

necessário para que um futuro de economia verde

possa ser construído e desenvolvido. As pesquisas

com celulose têm apresentado não apenas novas

formas de ampliar a produção, mas também novos

usos para uma matéria-prima tão abundante

e versátil. A qualidade dos processos tem crescido

junto com a produção, o que tem caracterizado esse

mercado como uma verdadeira força motriz para

essa nova economia, que além de ecologicamente

correta, tem apresentado padrões de qualidade altíssimos,

sendo um exemplo para outros setores. Nessa

edição o leitor vai conhecer os detalhes das caldeiras

da H. Bremer, que une tecnologia de ponta com

personalização ideal para cada cliente, novidades

do mercado de embalagens, uma pesquisa brasileira

inovadora no uso da celulose, o aproveitamento

dos resíduos da celulose no setor de construção

civil e uma entrevista exclusiva com o presidente da

CMPC, Maurício Harger, falando sobre a empresa e

o mercado de celulose. Ótima leitura.

Excellence as an identity

The world needs sustainable solutions. They are

necessary so that a green economy future can be built

and developed. Cellulose research presents new ways

to expand production and offers new uses for such

an abundant and versatile raw material. The quality

of pulp-making processes has grown along with

production, characterizing this market as a driving

force for this new economy. Besides being ecologically

correct, they also present very high-quality standards,

an example for other economic sectors. In this issue,

the reader will learn the details of H Bremer’s boilers,

which unite state-of-the-art technologies with ideal

customization for each customer. This issue also contains

news about the packaging market, innovative

Brazilian research on the use of cellulose for packaging,

and pulp-making waste used in the Building

Construction Sector, as well as an exclusive interview

with Maurício Harger, President of CMPC, talking

about his Company and the pulp market. Pleasant

reading.

EXPEDIENTE

JOTA EDITORA

Diretor Comercial / Commercial Director: Fábio Alexandre Machado (fabiomachado@revistareferencia.com.br) • Diretor Executivo / Executive Director:

Pedro Bartoski Jr (bartoski@revistareferencia.com.br) • Redação / Writing: Vinicius Santos - (jornalismo@revistareferencia.com.br) • Dep. de Criação

/ Graphic Design: Fabiana Tokarski - Supervisão, Crislaine Briatori Ferreira, Me Hua Bernardi - (criacao@revistareferencia.com.br) • Midias Sociais

/ Social Media: Andrew Holanda, Cainan Lucas • Tradução / Translation: John Wood Moore • Dep. Comercial / Sales Departament: Gerson Penkal,

Carlos Felde (comercial@revistareferencia.com.br) • Fone: +55 (41) 3333-1023 • Representante Comercial: Dash7 Comunicação - Joseane Cristina

Knop • Depto. de Assinaturas: Cristiane Baduy (assinatura@revistareferencia.com.br)

A Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL é uma publicação da JOTA EDITORA

Rua Maranhão, 502 Água Verde - Cep: 80610-000 - Curitiba (PR) - Brasil

Fone/Fax: +55 (41) 3333-1023

www.jotaeditora.com.br

ASSINATURAS

0800 600 2038

Publicações Técnicas da JOTA EDITORA

14

Veículo filiado a:

A Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL é uma publicação trimestral

e independente, dirigida aos produtores e consumidores de bens e serviços

em celulose e papel, instituições de pesquisa, estudantes universitários, orgãos

governamentais, ONG’s, entidades de classe e demais públicos, direta e/ou

indiretamente ligados ao segmento. A Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL

não se responsabiliza por conceitos emitidos em matérias, artigos ou colunas

assinadas, por entender serem estes materiais de responsabilidade de seus autores.

A utilização, reprodução, apropriação, armazenamento de banco de dados,

sob qualquer forma ou meio, dos textos, fotos e outras criações intelectuais da

Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL são terminantemente proibidos sem

autorização escrita dos titulares dos direitos autorais, exceto para fins didáticos.

Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL is a quarterly and an independent publication

directed at the producers and consumers of the good and services of the pulp and paper industry,

research institutions, university students, governmental agencies, NGO’s, class and other entities

directly and/or indirectly linked to the segment. Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL does not

hold itself responsible for the concepts contained in the material, articles or columns signed by

others. These are the exclusive responsibility of the authors, themselves. The use, reproduction,

appropriation and databank storage under any form or means of the texts, photographs and

other intellectual property in each publication of Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL is

expressly prohibited without the written authorization of the holders of the authorial rights.


Nova fábrica de celulose

no MS criará mais de 2000

empregos

C A R T A S

Presidente da Veracel, fala sobre o presente e o futuro da empresa

Economia

Tecnologia

Novos sistemas de logística

otimizam o transporte de

celulose

A Revista da Indústria de Celulose e Papel www.celulosepapel.com.br

Ano XV - n. 56 - 2022

Pronta para o futuro

Inauguração de nova fábrica

abre portas para crescimento

e conquista de novos mercados

Ready for the future

Inauguration of a new factory

opens the door to growth and

conquering new markets

Capa da Edição 56 da

Revista CELULOSE & PAPEL

Imagem: reprodução Imagem: reprodução

CAPA

Por Paulo Fagundes, Guaíba (RS)

O investimento estrangeiro no Brasil é muito relevante para todos nós. É

uma vitória para nosso país a chegada dessa nova fábrica em um polo tão

importante quanto a região de Campinas (SP).

ENTREVISTA

Por André Rossini, Jaú (SP)

Gestão inteligente e inovadora é o que as empresas mais precisam e isso que

Caio Zanardo demonstrou na entrevista. Muito sucesso nessa empreitada.

TRANSPORTE/LOGÍSTICA

Por Marcio Sodré, Campinas (SP)

Essas soluções logísticas garantem o desenvolvimento da empresa de

maneira mais rápida e efetiva, e valem todo o investimento.

INOVAÇÃO

Por Marília Pereira, Contagem (MG)

É impressionante ver o que esses pesquisadores conseguem fazer com

celulose. Cada dia mais podemos ver que ela é uma base para um

futuro ecológico.

Imagem: reprodução Imagem: reprodução

Leitor, participe de nossas pesquisas online respondendo os e-mails enviados por nossa equipe de jornalismo.

As melhores respostas serão publicadas em CARTAS. Sua opinião é fundamental para a Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL.

revistareferencia@revistareferencia.com.br

16


N O V I D A D E S

Mercado

apreensivo

O Bradesco BBI rebaixou sua recomendação

para Suzano de compra para venda e cortou

seu preço-alvo de R$ 80 para R$ 56. A Klabin

também foi afetada pela decisão da instituição

financeira, que teve sua recomendação alterada

de compra para neutra e cortou seu preço-alvo

de R$ 37 para R$ 27. Essas mudanças foram

baseadas em um cenário de queda nos preços

da celulose em nível mundial. Para os analistas, a demanda será o principal fator para esse olhar pessimista

para o setor, pois a demanda europeia deve diminuir materialmente devido à baixa em todas as economias do

velho continente. O crescimento da demanda chinesa deve crescer pouco, impedindo algum desenvolvimento

significativo nos preços dos produtos e das ações. Problemas da cadeia de suprimentos mundial começaram a

diminuir, o que deve liberar gradualmente em torno de 1 milhão de toneladas de estoques de celulose flutuante

ao longo do próximo ano. O banco prevê um excesso de oferta de celulose de cerca de 1,1 milhão de toneladas

em 2023 e cerca de 2,1 milhões de toneladas em 2024, afetando diretamente o faturamento das empresas.

Os analistas colocam a Klabin como a escolha preferida entre as ações do setor da América Latina, dada a

resiliência dos resultados superiores e menor exposição direta aos preços da celulose. A empresa também está

acelerando projetos de crescimento em 2023, o que deve contribuir para a geração de fluxo de caixa livre.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Força para elas

Agricultoras, meliponicultoras, pescadoras e marisqueiras

têm fortalecido suas comunidades com projetos de

trabalho coletivo no sul da Bahia apoiados pela Veracel

Celulose. Organizados e com propósito firme, os grupos

femininos na região da Costa do Descobrimento criaram

alternativas de negócio e têm buscado o mercado, potencializando

os resultados das comunidades assistidas. As

marisqueiras de Belmonte trilham a mesma jornada de

crescimento. Com apoio da empresa em 2020, conquistaram

uma estrutura para o beneficiamento de frutos do mar que permitirá a venda do produto já limpo e

embalado, ampliando seu preço de venda. Neste ano, o grupo formado por 40 mulheres está aprimorando a

gestão da unidade de beneficiamento, com o suporte de uma consultoria profissional oferecida pela gigante do

setor de celulose. Izabel Sousa, coordenadora de responsabilidade social da Veracel, explica que o desenvolvimento

de uma região é um processo contínuo e, quando é feito em conjunto, as ações são potencializadas e

se tornam ainda mais sustentáveis. “Essas mulheres são exemplos de como a união de talentos e aptidões pode

realmente desenvolver negócios e agregar valor e renda, tanto para suas famílias e comunidades, como para a

região sul da Bahia como um todo”, destaca Izabel.

18


CLARIFICADOR

As águas servidas no

processo antes de

serem destinadas ao

tratamento final

(Efluentes) são

coletadas em um

tanque pulmão e

através de bomba será

destinada ao

Clarificador

(CLARIFLOW) este

equipamento tem a

função de eliminar por

micro flotação com

auxílio de produtos

químicos adequados e

bomba especial com

injetor de ar, os

contaminantes e

sólidos suspensos na

água.

www.metalservice.ind.br

@metalservice.maquinas

(47) 3520-1500 comercial@metalservice.ind.br

Rua Jacó Finardi, 1700 - 89163-041 – Rio do Sul – SC


N O V I D A D E S

Foto: divulgação

20

Planos

traçados

A ABAF (Associação Baiana das Empresas

de Base Florestal) lançou a proposta do

Plano Bahia Florestal 2023-2033, nos moldes

de outros estudos que alguns Estados brasileiros

já fizeram, a exemplo do Mato Grosso

do Sul (MS), que em 10 anos, passou de 300

mil ha (hectares) de florestas plantadas para

1,3 milhão de ha e acaba de lançar novo

planejamento para os próximos 10 anos.

Na ocasião também aconteceu a cerimônia

de posse dos Conselhos Diretor e Fiscal

da ABAF. O Conselho Diretor, no período

de 2022 a 2024, será presidido por Mariana

Lisbôa, Líder Global de Relações Corporativas

da Suzano S.A.. Além de Mariana Lisbôa,

o Conselho Diretor é composto por Altair

Negrello Junior (Bracell), Sebastião da Andrade

(Ferbasa), Márcio Penteado Geromini

(Caravelas Florestal) e Renato Gomes Carneiro

Filho (Veracel).

O Conselho Fiscal é composto por Fernando

Guimarães (Bracell), Itamar da Silva

Barros (Veracel), Joice Grave (Suzano), Mouana

Sioufi Fonseca (Bracell) e Tayane Antonia

Santana Pessoa (Ferbasa). A diretoria executiva

permanece com Wilson Andrade.

Novidade para

o consumidor

A Irani Papel e Embalagem está desenvolvendo

em parceria com a Papirus, uma das maiores

fabricantes de papelcartão do mercado brasileiro,

uma nova solução sustentável e renovável destinada

ao mercado de delivery, take away e fast food: a

Vitabox. O produto é um marco na história de Irani

e Papirus já que, pela primeira vez, duas empresas

complementares se uniram para trabalharem juntas

em prol de uma solução sustentável e renovável. O

desenvolvimento da Vitabox teve início em março

de 2020, no início da pandemia, justamente para

atender um novo momento da marca Cheftime.

A embalagem é composta por papelcartão nos

recipientes internos e papelão ondulado na caixa

externa. A solução é 100% reciclável, os potes

foram produzidos com fibras proveniente de base

florestal renovável e a caixa externa foi desenvolvida

com matéria-prima reciclada, oriunda de aparas

de papelão ondulado pós-consumo. Além disso,

a Vitabox faz parte de uma verdadeira cadeia de

economia circular, podendo retornar ao processo

produtivo para se transformar em novas embalagens.

Para permitir o acondicionamento de produtos

frescos, inclusive de congelados, em um mesmo

recipiente, e garantir que cheguem totalmente preservados

ao consumidor, foi realizado um trabalho

de desenvolvimento e inovação com a participação

de ambas as empresas. A proposta é oferecer aos

clientes uma embalagem prática e personalizada

para o transporte de kits gastronômicos, que mantenha

a qualidade dos ingredientes e produtos.

Imagem: divulgação


N O V I D A D E S

Trabalho reconhecido

A Smurfit Kappa, uma das principais fornecedoras de embalagens

sustentáveis do mundo, foi reconhecida como uma das empresas mais

inovadoras do Brasil na categoria de Papel e Celulose pelo ranking da

revista: Valor Inovação Brasil. A pesquisa, conduzida pela PwC Strategy&

em conjunto com o jornal Valor Econômico e com o apoio da ANPEI

(Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras),

avalia grupos de 150 empresas de diferentes setores de acordo

com os investimentos em inovação, melhores práticas, destaque da

empresa no mercado, patentes e outros indicadores. O reconhecimento

é um reflexo das ações trabalhadas nos últimos anos pela Smurfit Kappa.

Entre 2021 e 2022, a empresa ampliou a atuação em pesquisa e desenvolvimento

para promover soluções cada vez mais inovadoras, priorizando uma abordagem única e sustentável

para a produção de suas soluções de embalagem. No período, a companhia impulsionou o trabalho de co-criação

com clientes e designers nos centros de experiência e o uso de ferramentas proprietárias exclusivas a fim de

promover uma boa experiência para consumidores de diversos segmentos. Manuel Alcalá, CEO da Smurfit Kappa

no Brasil, afirmou que a inovação, assim como a sustentabilidade, está intrínseca em tudo o que a Smurfit Kappa

faz, seja nas soluções que a companhia oferece, nas diversas ferramentas digitais nas quais apoiamo-nos e no

modelo de trabalho de criação coletiva. Esse reconhecimento fortalece o compromisso da empresa em continuar

inovando. “Essa temática permanecerá como um dos nossos principais pilares nos próximos anos pois, por meio

dela, temos um diferencial competitivo e contribuímos cada vez mais para a evolução do mercado brasileiro de

embalagens sustentáveis”, destacou Manuel.

Foto: divulgação

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

Foto: divulgação

Economia acelerada

Fomentar iniciativas que estimulem a criação e o fortalecimento

de negócios locais em São Mateus (ES) e em Conceição

da Barra (ES), contribuindo para a geração de trabalho e renda.

Este é o objetivo do Edital de Ideias e Projetos que a Suzano,

referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos

a partir do cultivo de eucalipto, destinando R$ 4 milhões aos

projetos que vierem a ser selecionados. A iniciativa faz parte do

programa de Incubação e Aceleração de Negócios e Empreendedores

Locais. A iniciativa da Suzano conta com a parceria da

Transforma.ai, instituição especializada na gestão estratégica de

investimentos sociais privados, desenvolvimento local e educação

ambiental. O objetivo é desenvolver ideias e projetos de organizações da sociedade civil, cooperativas,

pequenas empresas, MEIs (microempreendedores individuais) e grupos organizados não formais com foco na

geração de trabalho e renda. Os projetos apoiados devem se enquadrar em uma das áreas abrangidas: Produção

Rural Sustentável, Empreendedorismo ou Conservação Ambiental. Ao se inscrever, os grupos devem considerar

projetos que já estejam realizando ou que gostariam de realizar em suas respectivas comunidades. Além do

aporte financeiro, o edital prevê um ciclo de formação em Empreendedorismo e Gestão de Negócios para os

representantes das iniciativas contempladas.

K

22


N O V I D A D E S

Foto: divulgação

Economia

circular

O Ritagli, papel de alta performance composto

por 50% material reciclado, sendo 30% provenientes

de embalagens descartadas, da Ibema, ampliou

seu potencial de captação de resíduos. O trabalho

necessário para a fabricação deste produto beneficia

não apenas o meio ambiente, mas também todas as

famílias que tiram seu sustento com esse trabalho.

Por meio de uma cadeia de supply chain inteligente

e de parceiros que permitem colocar a economia

circular em prática, foram 2,6 mil toneladas

de material pós-consumo reciclado em 2021, e a

previsão para 2022 é ainda maior, devido a mudanças

de produção, e pode alcançar até 5 mil toneladas.

No cálculo, entram aparas pós-consumo de

cartões, papéis e ondulados que iriam para o lixo,

pois já serviram ao seu propósito. Para chegar a esse

montante, a Ibema fez parcerias com startups, que

desenvolvem, com muita criatividade, maneiras de

captar o que iria para o lixo e levar de volta à fábrica

de forma rastreável – a verdadeira economia circular

que embala o futuro e gera renda para inúmeras

famílias. Andrea Pegorini Lacerda, a gerente de meio

ambiente da Ibema, comenta que o produto já se

consolidou no mercado, pois tem alta performance

e atende vários setores, como farmacêutico, cosméticos

e varejo em geral. ”Para aumentar o alcance

desse projeto, temos feito parcerias com startups e

grandes marcas que permitem potencializar o contato

com as fontes desse resíduo e resgatá-lo com

agilidade”, explica Andrea.

24

Formando

o futuro

As primeiras turmas do DesEnvolve, programa

criado pela WestRock, empresa fornecedora de embalagens

sustentáveis de papelão ondulado, iniciaram

as aulas em maio. Cento e uma pessoas foram

aprovadas para a formação profissionalizante gratuita

oferecida pela empresa em parceria com SESI/SE-

NAI e SEST/SENAT, e apoio da FIESC (Federação das

Indústrias do Estado de Santa Catarina). A meta era

oferecer oportunidade para pessoas em situação de

vulnerabilidade social, com vagas específicas: 50%

mulheres e 40% para pessoas pretas e pardas. Ao

todo, 497 pessoas se inscreveram no programa que

tem por objetivo promover capacitação profissionalizante

para que elas estejam aptas a atuar nas áreas

de papel/celulose e florestal, afirma Cynthia Wolgien,

diretora de Comunicação Corporativa, Sustentabilidade

e Responsabilidade Social da WestRock, explica

que a grande procura da comunidade nesses cursos,

só reforça o quanto são necessárias ações afirmativas

que proporcionam o aprendizado. “O programa

DesEnvolve veio para contribuir para ajudar a mudar

esta realidade”, ressalta Cynthia.

Os alunos e alunas já estão participando dos

cursos de formação em Assistente de Tratamento de

Efluentes, Operadora/Operador de Máquinas Florestais,

Operadora/Operador de Processo em Fabricação

de Celulose/Papel e Condutores(as) de Veículos de

Transporte de Carga Indivisíveis. Todos as pessoas

participantes são moradoras de Três Barras (SC), Canoinhas

(SC) e São Mateus do Sul (PR). A expectativa

é que, ainda neste ano, o programa ofereça formações

técnicas e profissionalizantes a médio prazo.

Foto: divulgação


N O V I D A D E S

Sustentabilidade

e boa música

Para marcar sua estreia no Rock in Rio Brasil, a Suzano levou à

Cidade do Rock uma árvore cenográfica com mais de 6m (metros)

de altura feita com 9 mil copos de papel. A ação da companhia,

que é a parceira oficial de Sustentabilidade do evento, simboliza

seu Propósito Organizacional de: Renovar a Vida a partir da Árvore.

A ativação é uma representação artística do que a natureza pode

oferecer, com inovações e produtos sustentáveis que podem surgir

a partir dessa matéria-prima de origem renovável. Ela também

remete à importância de restaurar e conservar as florestas nativas,

alinhada com a atuação da Suzano, que hoje conta com mais de 1 milhão de ha (hectares) de áreas destinadas

à conservação. A árvore foi desenvolvida pela 1.2.3.5.8, sistema de marketing de valor compartilhado, em

parceria com a Urbn Produções e o ateliê de projetos de arquitetura e cenografia Estúdio Chão. Ela contou com

iluminação especial e interativa para o público que participar da dinâmica da ativação. Os copos que compõem

a copa da árvore são feitos com o Bluecup, primeiro papelcartão brasileiro desenvolvido especialmente para

a produção de copos de papel. Além de ter sua origem de base renovável, o papel da Suzano é um material

reciclável, e tem uma versão biodegradável, o Bluecup Bio, feito integralmente a partir de eucaliptos plantados

para esse fim, assim como todos os outros produtos do portfólio da companhia. Outro benefício do produto é o

fato de que, enquanto cresce, a árvore plantada tem um importante papel na retirada de carbono da atmosfera,

contribuindo assim para a menor incidência de gases do efeito estufa no ar.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Reconhecimento

Em cerimônia realizada em Porto Alegre, a CMPC foi

agraciada duas vezes no Prêmio Exportação Rio Grande do

Sul, promovido pela ADVB (RS). Após conquistar a honraria

na categoria Madeiras e Derivados, a companhia foi a única

empresa a receber a distinção especial Diamante Exportador

nessa edição, que homenageia as organizações que venceram

10 vezes o prêmio ao longo dos anos. A premiação é

a maior condecoração do segmento exportador na região

sul e destaca as empresas que são referências em seus nichos de atuação, fomentando o crescimento do Rio

Grande do Sul como Estado forte na exportação de produtos e matérias-primas para o mundo todo. Mauricio

Harger, diretor-geral da CMPC no Brasil, afirmou que nos últimos 10 anos, a CMPC aumentou suas exportações

em 500%, com a conclusão do Projeto Guaíba 2 e seguirá crescendo no Rio Grande do Sul, atualmente com o

projeto BioCMPC. Para o diretor-geral, esse é o papel da comunidade empresarial gaúcha: contribuir para que o

Estado retome o protagonismo na economia brasileira “É com muito orgulho que recebemos a distinção exportador

diamante. Esse é um reconhecimento não só para a CMPC, mas para todo o empreendedor que supera

obstáculos para colocar nossos produtos no exterior”, agradeceu Maurício.

26


INOX CONEXÕES com grande história e tradição, atua há 26 anos no

segmento de conexões, tubos, válvulas e acessórios em aço inoxidável,

aço carbono e ligas de aço. Localizada em São Paulo, tem como objetivo

atender a toda e qualquer necessidade de seus clientes nos mais diversos

segmentos: Indústria química, alimentícia, farmacêutica, papel e celulose, óleo e

gás. Composta por profissionais qualificados, trabalhamos visando a satisfação de

nossos clientes. Dispomos de um sistema de gestão conforme norma ISO 9001, e somos

qualificados no sistema CRC da Petrobras.

R. Ijucapirama, 98 Jardim Santa Teresinha | São Paulo - SP

(11) 2723 2020 | contato@inoxconexoes.com.br

www.inoxconexoes.com


N O V I D A D E S

Foto: divulgação

Redução de poluentes

A busca pela redução do uso de combustíveis fósseis é urgente e um grande desafio para o setor

industrial. No setor de papel e celulose, o gás natural é utilizado no processo de calcinação que ocorre

no forno de cal (processo térmico que transforma carbonato de cálcio em óxido de cálcio). Entretanto,

apesar de ser uma alternativa ambientalmente mais favorável em comparação com os demais derivados

de petróleo, o gás também é de origem fóssil.

Na Veracel Celulose esse tema é prioridade. A companhia acaba de realizar uma série de melhorias

em seus processos de produção, com redução de cerca de 13% no consumo anual de gás natural. Esta

melhoria, resulta em ganhos ambientais significativos: 6 milhões de m 3 (metros cúbicos) de gás natural

por ano deixarão de ser queimados. Isto equivale a deixar de emitir para a atmosfera 12.400 tCO 2

eq

(toneladas de gás carbônico equivalente).

Para atingir esse resultado, a companhia realizou um conjunto de ações e melhorias de processos

relacionados com o ciclo de recuperação química que faz parte da produção da celulose na fábrica.

Com essa revisão de fluxos, as equipes identificaram que era possível utilizar mais hidrogênio e metanol

como combustíveis auxiliares, reduzindo assim o uso de gás natural. Atualmente a Veracel utiliza

26% de combustíveis auxiliares no forno de cal (metanol e hidrogênio) e 74% de combustível fóssil (gás

natural).

O gás hidrogênio já é gerado dentro da fábrica, no processo de produção de dióxido de cloro. Este

processo é realizado pela Nouryon, empresa química que fica localizada dentro da fábrica da Veracel

Celulose e que fornece o gás para a queima no forno de cal. O metanol, derivado da madeira e, portanto,

de origem orgânica, é destilado e purificado na área da evaporação, a partir da água dos licores

gerados no processo de produção da celulose. O projeto estudou a redução da sua densidade para

melhorar a qualidade do combustível e aumentar sua pureza, com maior eficiência no uso. Portanto, é

outro combustível gerado dentro da própria fábrica da Veracel que passou a ser mais bem aproveitado

a partir dos estudos do projeto.

28


Implementos Rodoviários

QUALIDADE,

CONFIABILIDADE E

FUNCIONALIDADE

Fabricamos seu caminhão pipa sob medida!

•ASPERSORES | LATERAIS E TRASEIROS

•CANHÃO | COMBATE INCÊNDIO

•PIPA | 8 A 25 MIL LITROS

•LAVA PISTA

flamarltda.com.br (31) 9.9988-1806 | (31) 3822-7989

@Flamarltda | R. Laguna, 495 | Veneza, Ipatinga - MG


N O V I D A D E S

Nova fábrica

A Klabin anunciou investimento de R$ 1,6 bilhão para a construção de uma unidade de embalagens

de papelão ondulado, em Piracicaba (SP). A nova fábrica está prevista para entrar em operação

no segundo trimestre de 2024 e terá capacidade de produção anual de 240 mil toneladas de papelão

ondulado. O desembolso terá início ainda em 2022 e deve se estender até 2024, sendo financiado

pela posição de caixa da Companhia. Com o startup da fábrica e demais projetos de expansão em

embalagens já anunciados pela empresa, a Klabin passará a ter capacidade instalada de aproximadamente

1,3 milhão de toneladas de embalagens de papelão ondulado por ano, consolidando a sua

posição de líder do segmento no Brasil e reforçando o seu modelo de negócio integrado, diversificado

e flexível.

O Projeto Figueira, como foi nomeado, está alinhado ao que há de mais moderno em termos de

tecnologia, para garantir eficiência operacional e proporcionar a otimização das operações da Klabin.

O escopo contempla, inicialmente, a instalação de duas máquinas onduladeiras e nove impressoras.

A unidade fabril será instalada em um terreno de 950 mil m 2 (metros quadrados), espaço que oferece

condições físicas para receber projetos futuros de ampliação de papel reciclado e embalagens de

papelão ondulado.

Douglas Dalmasi, diretor do Negócio de Embalagens da Klabin, explica que o setor de papelão

ondulado está inserido em segmentos essenciais como o de alimentos, que cresce historicamente

acima do PIB (Produto Interno Bruto) e tem sido impulsionado, nos últimos anos, pela tendência de

hábitos de consumo mais sustentáveis e pelo e-commerce. “A Klabin está construindo uma importante

trajetória em embalagens sustentáveis, antecipando tendências de mercado e, principalmente, se

preparando para atender às demandas futuras. A construção desta unidade de alta produtividade e

com novas tecnologias é mais um marco deste ciclo de expansão, reforçando nosso compromisso de

abastecer o crescimento de nossos clientes e seus novos produtos e aumentando nossa atuação no

sudeste, o maior mercado consumidor do país”, afirma Dalmasi.

Foto: divulgação

30


http


or


32

P R I N C I P A L


SEGURANÇA

E EFICIÊNCIA

CALDEIRA UNE ALTA EFICIÊNCIA, SEGURANÇA E

TECNOLOGIA DE PONTA PARA O SETOR PAPELEIRO

Fotos: Moretti Fotos

Aindústria de celulose e papel é uma

das que mais cresce no país e se estabeleceu

como uma das maiores do

mundo. O mercado consumidor demanda

cada dia mais por produtos e a

indústria, por sua vez, busca qualidade

nos fornecedores para continuar a expansão do setor.

Para atender o setor papeleiro com excelência a H.

Bremer produz a caldeira Aquatubular Lignodyn, que

garante máxima eficiência durante a operação.

A H. Bremer é uma empresa com mais de 76 anos

de tradição no mercado de caldeiras e aquecedores

de óleo térmico. Fundada na cidade de Rio do Sul

(SC), a empresa familiar começou como uma pequena

oficina com apenas 5 pessoas e hoje emprega

aproximadamente 170 colaboradores. Atualmente a

H. Bremer fornece equipamentos para indústrias de

diversos segmentos, como papel e celulose, madeireiro,

compensados, têxtil, alimentício e tantos outros.

Safety and

efficiency

BOILER BRINGS HIGH EFFICIENCY, SAFETY,

AND STATE-OF-THE-ART TECHNOLOGY TO

THE PAPER MAKING SECTOR

T

he Pulp and Paper Sector is one of the fastest growing

in Brazil and has established itself as one of

the largest in the world. The consumer market increasingly

demands products, and the Sector, in

turn, seeks quality in suppliers to continue the Sector’s expansion.

To serve the Paper Making Sector with excellence,

H. Bremer has produced the Aquatubular Lignodyn boiler,

which guarantees maximum efficiency during operation.

33


P R I N C I P A L

EQUIPAMENTO DE PONTA

A caldeiras Aquatubulares Lignodyn são equipadas

com sistema de grelha refrigerada, com um sistema

de controle de combustão e injeção eletrônica do

combustível, oferecendo ao usuário condições máximas

de performance, independente da carga ou condição

da produção. O gerente de engenharia Moacir

Junges, explica que a caldeira é um projeto de origem

europeia, mas que passou por adequações para atender

o mercado nacional. “Os primeiros projetos foram

transferidos para o Brasil onde foram executadas

adequações para tropicalização de materiais e processos

de fabricação de acordo com as tecnologias e

materiais aqui disponíveis”, descreve Moacir.

Lignodyn: a H. Bremer ressalta que seu equipamento

é com sistema aquatubular, monodrum e se

diferencia entre os demais equipamentos por diversos

pontos. O primeiro deles é ser projetado com

uma fornalha aquatubular em paredes membranadas

com maior concentração de tubos por área e assim

maior superfície de irradiação, proporcionando melhores

respostas em variações bruscas de demanda

de vapor. A fornalha é construída com maior volume

específico por unidade de energia, o que resulta em

maior tempo de residência dos gases e como resultado,

uma queima mais completa com baixíssimo teor

de monóxido de carbono e óxido nitroso nos gases,

resultando assim, em melhor eficiência de combustão

e menores emissões de poluentes.

H. Bremer is a company with 76 years of tradition in the

market supplying oil-boiler and based heaters. Founded in

the city of Rio do Sul (SC), the family business started as a

small workshop with only five people and, today, employs

close to 170. Currently, the Company supplies equipment

for industries in many different sectors, such as pulp and

paper, lumber, textiles, plywood, and many others.

STATE-OF-THE-ART EQUIPMENT

The Aquatubular Lignodyn boilers are equipped with a

cooled grill system, a combustion control system, and electronic

fuel injection, offering the user maximum performance

conditions, regardless of load or production conditions.

Moacir Junges, Engineering Manager for the Company, explains

that the boiler has European origins but has undergone

adjustments to serve the domestic market. “The first

designs were transferred to Brazil where adaptations were

executed for tropicalization of materials and manufacturing

processes according to the technologies and materials available

here,” describes Engineering Manager Junges.

For the Aquatubular Lignodyn Boiler, H. Bremer highlights

that the design of the equipment uses the mono-drum

water tube system and is different from other equipment on

many factors. The first is the design of a water tube furnace

with membrane walls with a higher concentration of tubes

per area and, thus, a greater irradiation surface, providing

better responses to sudden variations of steam demand.

The furnace is built with a higher specific volume per unit of

energy which results in longer gas residence times and, as

34


Equipamento de concepção e origem europeia,

contempla três passes de gases sendo que os superaquecedores

são projetados para que a tubulação seja

protegida trabalhando em regiões de menor temperatura

e região mais limpa, com menor quantidade de

particulados. Isso proporciona maior vida útil, menor

risco operacional e lhe garante maior limpeza mantendo,

assim, a eficiência durante todo o período de

operação.

O ponto chave, para a H. Bremer, da caldeira

aquatubular é o sistema de queima, que é uma exclusividade

Bremer, através da grelha tipo rotativa refrigerada

com água da própria caldeira, circulando através

da grelha por convecção natural, sem depender de ar,

ventiladores ou bombas. Dessa forma, independente

da condição de carga da caldeira e do poder calorífico

do combustível, o sistema se encontra protegido

sem necessidade de ação do operador. Esse sistema

proporciona ao usuário a flexibilidade de queima de

biomassas com baixo ou alto teor de umidade, com

total segurança operacional, prolongada vida útil e

sem risco de fusão de cinzas por ser uma superfície

de temperatura controlada e estável de acordo com a

pressão da caldeira. “A Grelha da H. Bremer possui 3

anos de garantia”, informa Moacir. Ele destaca, ainda,

que após todos os projetos da empresa entrarem em

operação, podem receber atualizações se forem percebidas

oportunidades de melhoria. Quando novas

oportunidades são percebidas pela equipe da empresa,

em virtude de alterações como combustíveis ou

condições de trabalho, são aplicadas às novas instalações

do equipamento e nas existentes de acordo com

a disponibilidade do cliente. Essas inovações sempre

são implementadas com parâmetros que lhe garantem

melhorias construtivas, melhorias de eficiência,

a result, a more complete burning with a very low carbon

monoxide and nitrous oxide content in gases, thus resulting

in better combustion efficiency and lower emissions of

pollutants.

The boiler’s conception is of European origin and contemplates

three passes of gases with superheaters designed

so that the tubing is protected as it is situated in lower temperature

and cleaner regions, with fewer particulates. This

provides longer service life, lower operational risk, and ensures

cleaner operation, thus maintaining efficiency throughout

the operation.

The critical point of the H. Bremer Aquatubular Lignodyn

boiler is the firing system, an H. Bremer exclusive, with

a rotating grill cooled with water from the boiler itself, circulating

through the grill by natural convection without relying

on air, fans, or pumps. Thus, regardless of the boiler load

condition and the calorific value of the fuel, the system is

protected without any operator action. This system allows

the user more flexibility to burn biomass with low or high

moisture content and with total operational safety, prolonged

service life, and no risk of ash melting because it has

a controlled and stable surface temperature according to

boiler pressure. “The H. Bremer Grill has a 3-year warranty,”

O ponto chave, para a H. Bremer,

da caldeira aquatubular é o

sistema de queima, que é uma

exclusividade Bremer, através da

grelha tipo rotativa refrigerada

com água da própria caldeira

35


P R I N C I P A L

melhorias de operação, que por sua vez lhe conferem

como consequência maior flexibilidade operacional e

aumento de vida útil.

O gerente de engenharia Moacir Junges ressalta

que as atualizações não ficam apenas para equipamentos

novos, mas podem ser feitas em instalações

já executadas. Equipamentos que se encontram em

operação podem ser avaliados para receberem modernizações,

gerando aumento de eficiência, redução

de custo operacional e até por aumento da capacidade

original.

PROJETOS ESPECÍFICOS

A H. Bremer trabalha com projetos padrões, personalizando

cada caldeira ou aquecedor de acordo

com a necessidade de cada cliente. As personalizações

são feitas dentro de limites técnicos predeterminados,

se adequando ao que será melhor para o

As personalizações são feitas

dentro de limites técnicos

predeterminados, se adequando

ao que será melhor para o cliente

e ao que a H. Bremer pode

oferecer

PARQUE FABRIL H. BREMER

states Engineering Manager Junges. He also points out that

after all of the Company’s projects go online, they can receive

updates if opportunities for improvement are perceived.

When the Company’s team perceives new opportunities

due to changes such as fuels or working conditions, updates

are applied to the new and existing facilities according to

customer wishes. “These innovations are always implemented

with parameters that guarantee constructive, efficiency,

and operating improvements that give the boiler greater

operational flexibility and increased service life.

The Engineering Manager points out that the upgrades

are not only for new equipment but can be performed on

already installed equipment. Equipment that is in operation

can be evaluated to receive updates, generating increased

efficiency, reduction of operating costs, and even increased

original capacity.

SPECIFIC DESIGNS

H. Bremer works with standard designs customizing

each boiler or heater to the needs of each customer. Customizations

are made within predetermined technical limits,

according to what will be best for the customer and what

H. Bremer can offer. “We consider the type of biomass,

different fuel mixtures, pressure conditions, condensation,

steam temperature, and installation layout according to the

available space,” the Engineering Manager states.

36

CUTTING-EDGE LEADERSHIP

Lilian Bremer Vogelbacher, Managing Director of H. Bremer

and daughter of Horst Bremmer, who had been head

of the Company for over fifty years, understands every detail

of the procedures and continuously seeks to improve

the Company’s quality standards. “We have a legacy, from

our father, Horst Bremer, which guides us and we consider

very precious - the love of the family, the respect for others,

persistence, and, especially, working with the strong foundation

of a company with a symbol of trust,” she says.


cliente e ao que a H. Bremer pode oferecer. “Levamos

em conta o tipo de biomassa, mesclas diferentes

de combustível, condições de pressão, condensação,

temperatura do vapor e layout da instalação de acordo

com o espaço disponível”, ilustra Moacir.

LIDERANÇA DE VANGUARDA

A diretora executiva da H. Bremer, Lilian Bremer

Vogelbacher, filha de Horst Bremer, que esteve a frente

da empresa durante 50 anos, conhece cada detalhe

dos processos e busca melhorar os padrões de

qualidade da empresa. “Temos um legado que nos

encoraja, de nosso pai Horst Bremer, pois deixou o

que temos de mais precioso, o respeito para com o

próximo, a persistência e principalmente, o trabalho

com a base forte de uma empresa símbolo de confiança”,

afirma Lilian.

“A H. Bremer tem equipamentos de ponta em sua

linha de fabricação, sempre com o foco na utilização

de combustível disponível para menor impacto ambiental

e o mais rápido retorno ao cliente do investimento,

além do desenvolvimento contínuo para a

indústria 4.0 dentro de casa”, valoriza Lilian.

A empresa que já chegou aos 76 anos não para de

avançar e crescer. Lilian aponta que esse foco em tecnologia

tem guiado as decisões da companhia. “Hoje

nossos equipamentos se destacam pelo custo benefício,

além da flexibilidade de carga operacional”, destaca

Lilian.

A diretora executiva comenta que acredita na busca

de exemplos positivos, na troca de experiências,

na análise do que está sendo feito internamente, a

fim de encontrar a disciplina que guiará a empresa a

curto e longo prazo. “Para os próximos 76 anos queremos

seguir sempre com evolução técnica, para produzir

sempre o melhor equipamento aos clientes mais

exigentes, através de uma equipe capacitada, qualificada,

comprometida e exigente”, enalteceu Lilian.

“H. Bremer uses state-of-the-art equipment in its production

line, always focusing on the use of available fuels

that have the least impact on the environment and a rapid

return on the customers’ investment, as well as continuous

development leading towards Industry 4.0,” says Managing

Director Vogelbacher.

The Company has been in business for 76 years and has

not stopped growing and developing. Vogelbacher points

out that this focus on technology has guided the Company’s

decisions. “Today, our equipment stands out for its cost-

-benefit, in addition to the flexibility of operational load,”

says the Managing Director.

She comments that she believes in searching for positive

examples, exchanging experiences, and analyzing what is

being done internally to define the discipline that will guide

the Company in the short and long term. “For the next

76 years, we want to continue with technical evolution,

to consistently produce the best equipment for the most

demanding customers through a qualified, committed, and

demanding team,” praises Vogelbacher.

Para os próximos 76 anos

queremos seguir sempre com

evolução técnica, para produzir

sempre o melhor equipamento aos

clientes mais exigentes, através de

uma equipe capacitada, qualificada,

comprometida e exigente

Lilian Bremer Vogelbacher,

diretora executiva da H. Bremer

37


A V A N Ç O S E T E C N O L O G I A

Pesquisa

e inovação

Acelulose é chave para um desenvolvimento tecnológico e econômico

mundial. Pode parecer uma afirmativa exagerada, mas por se tratar

de um material abundante, a celulose tem sido utilizada em uma

série de estudos das mais variadas áreas, oferecendo soluções que

vão dos cuidados com a saúde, até mesmo soluções para garantir a

produção de alimentos. Confira na sequência a utilização de celulose

para substituição de articulações no joelho desenvolvida pela Universidade de

Duke e uma opção de plantio encontrada pela Universidade de Estocolmo, que

diminui em 80% o tempo de produção de celulose no hemisfério norte.

Research and

Innovation

C

ellulose is a key to global technological and economic development. It may

seem like an exaggerated statement, but because it is an abundant material,

cellulose has been used in a series of studies in the most focused areas, offering

solutions ranging from health care to ensuring food production. For example,

check out the use of cellulose for the replacement of joints in the knee developed by Duke

University and a planting option found by Stockholm University, which decreases by 80%

the time of pulp production in the northern hemisphere.

38


Produção acelerada

Pesquisadores da Universidade de Estocolmo

e da Universidade Sueca de Ciências

Agrícolas desenvolveram uma nova cadeia

de valor para a produção de têxteis e biocombustíveis

a partir de choupos de rápido

crescimento. Ao aplicar catálise sustentável

nesses álamos cultivados em terras marginais

em climas nórdicos, a demanda por algodão

pode ser reduzida. Consequentemente, áreas

consideráveis de terras agrícolas produtivas

podem ser convertidas do algodão para

a produção de alimentos.

Embora o algodão seja um biomaterial,

o cultivo do algodão não é sustentável. O

Mar de Aral, que desapareceu em poucas

décadas, é um caso trágico, mas ilustrativo,

da imensa demanda de água para o cultivo

do algodão. Em contraste, nas paisagens

nórdicas de sequeiro, a fibra têxtil é produzida

sem irrigação.

SLU, a Universidade Sueca de Ciências

Agrícolas, desenvolveu novos clones de

álamo que têm crescimento superior em

terras marginais nas latitudes do norte. Essas

árvores atingem o crescimento completo em

20 anos, em comparação com 50-100 anos

para as árvores florestais atuais. Anneli Adler,

pesquisadora do SLU e primeira autora

de um artigo publicado na revista científica

Joule diz: “Dei o nome a esses clones de

SnowTiger, porque eles crescem rápido em

rotações curtas em climas do norte. Eles são:

os Eucaliptos Nórdicos”, descreve Anneli.

Joseph Samec, professor de Química

Orgânica da Universidade de Estocolmo e

principal autor correspondente do artigo

afirma que toda a árvore é convertida em

produtos de alto valor, onde a celulose se

transforma em fibra têxtil enquanto a hemicelulose

e a lignina são transformadas em

um biocombustível avançado. “Isso é digno

de nota como menos de 50% da madeira é

refinada em fibra têxtil com as tecnologias

atuais de celulose, enquanto o restante é

queimado a um valor baixo”, completa

Joseph.

Accelerated production

Scientists from Stockholm University and the Swedish University of

Agricultural Sciences have developed a new value chain for producing

textiles and biofuels from fast-growing poplars. By applying sustainable

catalysis to poplar trees grown on marginal land in Nordic climates, the

demand for cotton can be reduced. Consequently, considerable areas

of productive agricultural land can be converted from cotton to food

production.

Although cotton is a biomaterial, cotton cultivation is not sustainable.

The Aral Sea, which disappeared in a few decades, is a tragic but

illustrative case of the immense demand for water for cotton cultivation.

In contrast, textile fiber is produced without irrigation in rain-fed Nordic

landscapes.

The Swedish University of Agricultural Sciences (SLU) has developed

new poplar clones that have superior growth in marginal lands in the

northern latitudes. These trees reach full development in 20 years,

compared to 50-100 years for today’s trees. Anneli Adler, SLU scientist

and first named author of an article published in the scientific journal

Joule says: “I named these clones, SnowTiger because they grow fast in

short rotations in northern climates. They are: the Nordic Eucalyptus,”

says the Scientist.

Joseph Samec, Professor of Organic Chemistry at Stockholm University

and lead corresponding author of the paper, says that the entire

tree is converted into high-value products, where cellulose can be

turned into a textile fiber. At the same time, hemicellulose and lignin are

transformed into advanced biofuel. “This is noteworthy as less than 50

percent of the wood is refined in textile fiber with current pulp technologies,

while the rest is burned to a low value,” adds the Professor.

Foto: Almir Karacic

39


A V A N Ç O S E T E C N O L O G I A

Articulações novas

Analgésicos, fisioterapia e injeções são

algumas das opções atuais para lidar com dores

no joelho. Muitas vezes, a dor no joelho

vem do desgaste progressivo da cartilagem

conhecido como osteoartrite, que afeta quase

um em cada seis adultos – 867 milhões de

pessoas – em todo o mundo. Para aqueles

que desejam evitar a substituição de toda a

articulação do joelho, em breve poderá haver

outra opção que possa ajudar os pacientes a

se reerguerem rapidamente, sem dor e permanecerem

assim.

Escrevendo na revista Advanced Functional

Materials, uma equipe liderada pela Duke

University diz que criou o primeiro substituto

de cartilagem à base de gel que é ainda mais

forte e durável do que a orgânica.

Testes mecânicos revelam que o hidrogel

da equipe Duke – um material feito de

polímeros que absorvem água – pode ser

pressionado e puxado com mais força do

que a cartilagem natural e é três vezes mais

resistente ao desgaste. Implantes feitos com

o material estão sendo desenvolvidos pela

Sparta Biomedical e testados em ovelhas.

Os pesquisadores estão se preparando para

iniciar os ensaios clínicos em humanos no

próximo ano.

Para fazer esse material, a equipe de Duke

pegou folhas finas de fibras de celulose e as

infundiu com um polímero chamado álcool

polivinílico – uma gosma viscosa que consiste

em cadeias fibrosas de moléculas repetidas –

para formar um gel. Benjamin Wiley , professor

de química se mostrou muito empolgado

com os primeiros resultados. “Se tudo correr

conforme o planejado, o ensaio clínico deve

começar em abril de 2023”, afirmou Benjamin.

As fibras de celulose agem como as

fibras de colágeno na cartilagem natural, disse

Benjamin – elas dão força ao gel quando esticadas.

O álcool polivinílico ajuda a retornar à

sua forma original. O resultado é um material

semelhante a gelatina, 60% de água, que é

flexível, mas surpreendentemente forte.

New joints

Painkillers, physiotherapy, and injections are some of the current

options for dealing with knee pain. Often, knee pain comes from progressive

cartilage wear known as osteoarthritis, which affects nearly one in six

adults – 867 million people – worldwide. However, another option may

soon be available for those who wish to avoid replacing the entire knee

joint to help patients get back on their feet quickly without pain and stay

that way.

In the journal Advanced Functional Materials, the Duke University-led

team says it created the first gel-based cartilage substitute that is even

stronger and more durable than the real thing.

Mechanical testing reveals that the Duke University team’s hydrogel

– a material made of water-absorbing polymers – can be pressed

and pulled harder than natural cartilage and is three times more wear

resistant. Implants made with the material are being developed by Sparta

Biomedical and tested in sheep. Scientists are preparing to begin clinical

trials on humans next year.

Duke’s team took thin sheets of cellulose fibers to make this material.

Then, it infused it with a polymer called polyvinyl alcohol – a viscous goo

consisting of fibrous chains of repeated molecules – to form a gel. Benjamin

Wiley, Professor of Chemistry, was very excited about the first results.

“If everything goes according to plan, the clinical trial should begin in

April 2023,” says the Professor.

Cellulose fibers act like collagen fibers in natural cartilage, he says.

They provide strength to the gel when stretched. Polyvinyl alcohol helps

return the gel to its original form. The result is a gelatin-like material, 60%

water, which is flexible but surprisingly strong.

Foto: Benjamin Wiley, Duke University

40


www.equimapel.com.br

equimapel@equimapel.com.br (47) 3327-0087

Blumenau - SC - Brasil


S U S T E N T A B I L I D A D E

DA CELULOSE

À CONSTRUÇÃO

COM SUBPROTUDO DA FABRICAÇÃO DE

CELULOSE, INDÚSTRIAS CERÂMICAS SUBSTITUEM

10 MIL TONELADAS POR ANO DE ARGILA NO

PROCESSO PRODUTIVO

Fotos: divulgação

FROM CELLULOSE

TO CONSTRUCTION

USING A BYPRODUCT OF PULP

MANUFACTURING, CERAMIC BRICK

PRODUCERS REPLACE 10 THOUSAND TONS PER

YEAR OF CLAY IN THEIR PRODUCTION PROCESS

42


Transformar subprodutos do processo

fabril em novos produtos, promovendo

a economia circular e evitando que eles

sejam destinados para aterros. Este é o

resultado de mais um projeto sustentável

desenvolvido pelo Centro de Tecnologia

da Klabin, maior produtora e exportadora de

papéis para embalagens do Brasil e líder na produção

de embalagens de papel. O processo, que está

sendo desenvolvido em algumas cidades da região

dos Campos Gerais no Paraná, e em Pernambuco,

onde a empresa tem fábricas, consiste na produção

de tijolos de cerâmica a partir do uso de subprodutos

de atividades industriais. A iniciativa desenvolvida

em parceria com o NTC (Núcleo de Tecnologia

Cerâmica) – consultoria especializada no desenvolvimento

das indústrias de cerâmica vermelha - já

contribuiu para substituir 10 mil toneladas por ano

de argila na produção de tijolos.

Até agora, em sua fase piloto, o projeto foi desenvolvido

em quatro cidades: Sapopema, Curiúva

e Arapoti, no Paraná, e em Goiana (PE). No total,

foram produzidos 95 mil tijolos, beneficiando

obras públicas e instituições locais. Com o apoio da

prefeitura de Arapoti, uma quantidade foi disponibilizada

para a Escola Municipal PACAA (Programa

de Atendimento à Criança e Adolescente de Arapoti)

para a finalização da obra de um muro. Já a prefeitura

de Sapopema direcionou os tijolos doados para

obras públicas, como a revitalização e melhoria do

muro da APAE (Associação de Pais e Amigos dos

Excepcionais). Em Goiana, as doações beneficiaram

o NACCA (Núcleo de Apoio Cristão Casa do Caminho),

auxiliando na construção do Instituto Alma,

que ajudará crianças, jovens e famílias carentes já

atendidas pela instituição.

Para a elaboração do produto foram realizados

diversos testes laboratoriais, como a verificação da

porcentagem máxima de subprodutos possível de

ser incorporada aos tijolos, além da adequação às

normas regulatórias. Após avaliação, os tijolos foram

considerados adequados pela NBR 15.270/2015,

que especifica os requisitos dimensionais, propriedades

físicas e mecânicas de blocos e tijolos cerâmicos

a serem utilizados em obras de alvenaria com ou

sem função estrutural.

Júlio Nogueira, gerente de Sustentabilidade e

Meio Ambiente da Klabin, explica que a empresa

possui um compromisso público de zerar a destina-

T

ransforming byproducts of the manufacturing

process into new products,

promoting the circular economy, and

preventing them from being destined for

landfills. One of these, the manufacturing process

for producing ceramic bricks using byproducts

from industrial activities, is another sustainable

project developed by Klabin’s Technology Center,

Brazil’s most prominent packaging paper producer,

exporter, and leader in paper packaging. The

project is being developed in several cities in the

Campos Gerais Region of the State of Paraná and in

the State of Pernambuco, where the Company has

plants. The initiative developed in partnership with

the Ceramic Technology Center (NTC), a consulting

group specialized in developing red ceramic

production technology, has already contributed to

replacing 10 thousand tons per year of clay in brick

production.

So far, in its pilot phase, the project is being

carried out in four cities: Sapopema, Curiúva, and

Arapoti, in Paraná, and Goiana, in Pernambuco.

Ninety-five thousand bricks were produced, benefiting

public works and local institutions. With the

support of the municipality of Arapoti, an amount

was made available to the Arapoti Child and Adolescent

Care Program Municipal School (PACAA)

to complete new installations. The Municipality of

Sapopema directed the brick donations to public

works, such as revitalizing and improving the

Association of Parents and Friends of The Exceptional

(APAE) installations. In Goiana, the donations

benefited the Christian Support Way House Center

(NACCA), assisting in the construction of the Alma

Institute, which will help children, young people,

and needy families already served by the Way

House.

For the preparation of the product, several

laboratory tests were performed, such as the

verification of the maximum percentage of byproducts

possible to be incorporated into the bricks,

in addition to meeting regulatory standards. After

evaluation, the bricks met the NBR 15.270/2015

standard, which specifies the dimensional requirements,

and the physical and mechanical properties

of ceramic blocks and bricks to be used in masonry

work with or without structural function.

Júlio Nogueira, Sustainability and Environment

Manager for Klabin, explains that the Company

43


S U S T E N T A B I L I D A D E

ção de subprodutos industriais para aterros industriais

até 2030, otimizando seu retorno à cadeia de

valor. “Estamos muito satisfeitos com os resultados

obtidos até o momento neste projeto e em outros

espalhados pelo Brasil que, por meio de importantes

parcerias, nos possibilita dar nova utilização aos

subprodutos do nosso processo produtivo”, explica

Júlio.

O compromisso da empresa com o tema faz

parte dos KODS - Objetivos Klabin para o Desenvolvimento

Sustentável -, um conjunto de metas

de curto, médio e longo prazos que organizam e

orientam os marcos ASG (Ambientais, Sociais e de

Governança) da empresa em relação ao seu plano

estratégico de crescimento.

Arildo Silva do Prado, proprietário da Cerâmica

Prado, localizada na cidade de Sapopema, afirma

que com o subproduto industrial enviado pela

Klabin, o consumo de argila pode diminuir em até

7%. O volume disponibilizado possibilita a produção

mensal de 270 mil tijolos, suficiente para construir

30 casas de alvenaria de aproximadamente 70 m 2

(metros quadrados). “Por meio do projeto, alcançamos

uma diminuição considerável no uso de argila,

um passo importante para tornar toda nossa cadeia

de valor mais sustentável”, afirma Arildo.

João Clóvis de Medeiros, dono da Cerâmica

Curiúva (PR), conta que a parceria com a Klabin o

ajudou a realizar um de seus objetivos: tornar sua

empresa cada vez mais moderna e capaz de entregar

um produto que tenha qualidade ao mesmo

tempo que contribui com a preservação do planeta.

“É importante que a sociedade se engaje em buscar

maneiras mais sustentáveis de produção e consumo,

preservando a natureza”, afirma João.

is committed to the zero allocation of industrial

byproducts to industrial landfills by 2030, optimizing

their return to the value chain. “We are very

pleased with the results obtained so far in this

project and others throughout Brazil that, through

important partnerships, allow us to give new use

to the byproducts of our production process,” explains

the Sustainability and Environment Manager.

The Company’s commitment to the theme is

part of Klabin’s Goals for Sustainable Development

(Kods), a set of short, medium, and long-term goals

that organize and guide the Company’s ESG goals

concerning its strategic growth plan.

Arildo Silva do Prado, Owner of Cerâmica Prado,

located in the city of Sapopema, says that with

the industrial byproduct sent by Klabin, clay consumption

can decrease by up to 7%. In addition,

the volume available allows the monthly production

of 270 thousand bricks, enough to build 30

brick houses of approximately 70 m 2 . “Through the

project, we have achieved a considerable decrease

in the use of clay, an essential step in making

our entire value chain more sustainable,” says the

Cerâmica Prado Owner.

João Clóvis de Medeiros, Owner of Cerâmica

Curiúva, says that the partnership with Klabin helped

him accomplish one of his objectives: to make

his Company increasingly more modern and capable

of delivering a product that has quality while

contributing to the preservation of the planet.

“Society must engage in seeking more sustainable

ways of production and consumption, preserving

nature,” states the Owner of Cerâmica Curiúva.

É importante que a

sociedade se engaje em

buscar maneiras mais

sustentáveis de produção

e consumo, preservando a

natureza

44


I N F O R M E

HERGEN

PROMOVE OPEN HOUSE

PARA PRENSA DE SAPATA

A HERGEN PROMOVERÁ NOS DIAS 18

A 20 DE OUTUBRO O OPEN HOUSE DE

LANÇAMENTO DE SUA PRENSA DE SAPATA,

EM SUA SEDE, EM RIO DO SUL (SC)

Fotos: divulgação

46

Oevento tem como principal objetivo

apresentar a mais recente inovação

e desenvolvimento tecnológico

da HERGEN: a Prensa de Sapata

SMART SHOE.

A Prensa de Sapata terá um

destaque especial neste evento e contará com

apresentações técnicas com o equipamento em

funcionamento. Haverá o acompanhamento dos

engenheiros responsáveis pelo projeto, criando uma

oportunidade única para todos que desejam conhecer

mais detalhes sobre este projeto.

A relevância do evento é ainda maior por se

tratar de uma Prensa de Sapata produzida totalmente

no Brasil, sendo a HERGEN a única fabricante de

máquinas de papel com capacidade técnica, fabril

e tecnológica para este feito em toda a América

Latina.


O resultado foi um produto inovador, robusto e

preciso concebido dentro dos conceitos mais modernos

de engenharia para Prensas de Sapata que

há no mundo. Neste projeto, a HERGEN priorizou o

aumento de performance, a conservação de energia

e a minimização no uso de fibra.

Foi necessário muita pesquisa e desenvolvimento

para viabilizar - com tecnologia 100% nacional - a

produção de um equipamento com enorme precisão

de operação e magnitude, o que evidencia o

grande desafio que este projeto apresentou. Essa

conquista é mais um passo adiante e de valorização

para seu time de colaboradores.

VOCÊ É NOSSO CONVIDADO!

No evento, iremos expor outros equipamentos

de uma máquina de papel que também merecem

destaque como: Caixa de Entrada, Prensa SizePress,

Mesa Plana, Rebobinadeira e Cilindros Secadores.

Será uma oportunidade única para conhecer

produtos fabricados dentro dos conceitos mais

recentes de inovação e concebidos em projetos de

alta performance e eficiência energética. Também

será possível conhecer o parque fabril de alta tecnologia

da HERGEN, acompanhado de nosso corpo

técnico de engenharia e da equipe do comercial.

Venha participar do Open House e conhecer

nossas soluções tecnológicas em máquinas para

fabricação de papel. Será uma grande satisfação

recebê-lo!

Ao longo dos anos, a história da HERGEN vem

sendo construída com muito trabalho, emprego de

inovações tecnológicas e foco no cliente.

A busca pela excelência e o envolvimento de

todos os colaboradores para a construção da melhor

solução, torna esse projeto muito especial para a

HERGEN e o mercado.

O constante desenvolvimento tecnológico é o

que possibilita a HERGEN ser referência e a credencia

como a única fabricante de Prensa de Sapata na

América Latina.

Na fase de pesquisa e desenvolvimento, o corpo

técnico envidou os seus melhores esforços e foco

para a criação de uma prensa que entrega maior

teor seco e que assegure a máxima qualidade do

papel com a manutenção do volume e da estrutura

da folha.

Características da SMART SHOE da

HERGEN: Totalmente automatizada, tornando

sua operação simples e segura, Contra Rolo sem

sistema de compensação, resultando em um projeto

mais econômico e diminuindo a necessidade de

manutenção, sistemas com manutenção mínima e

de baixo custo, projeto compacto, facilita a instalação

em máquinas existentes.

Ø Rolo Sapata

Ø Contra Rolo

Largura do nip

Carga linear

Largura do papel

Dados Técnicos

1.262 mm

1.200 mm

280 mm

projeto dimensionado para até

1.300 kN/m

projeto dimensionado para até

5.000 mm

47


I N F O R M E

Quais são as vantagens da Prensa de Sapata

SMART SHOE da HERGEN?

Com a crescente demanda no mercado de embalagens,

o aumento na velocidade das máquinas e

a necessidade de reduzir os custos da fabricação do

papel, tornou-se cada vez mais importante aumentar

a capacidade de desaguamento da folha.

Os custos relacionados com a evaporação do

papel são muito altos, tornando-se imperativo maximizar

a capacidade de desaguamento da folha antes

da seção de secagem.

Na Prensa de Sapata, a largura do nip é consideravelmente

maior em relação às prensas convencionais.

Isso aumenta o tempo de permanência da

folha no nip e, consequentemente, o Impulso da

Prensa. Com o aumento do Impulso da Prensa, é

possível aumentar o teor seco da folha e reduzir o

consumo térmico. Por fim, ganha-se performance

com redução de custos.

Outro aspecto importante é que, embora a folha

permaneça mais tempo no nip, a pressão específica

sobre o papel não é maior do que em Prensas de

Rolos. Isso permite aumentar o desaguamento mais

homogêneo, sem danificar a estrutura da folha.

Parâmetros

de projeto

Rolo

Prensa

Prensa de

Sapata

Largura do nip (mm) 40 - 70 250 - 280

Pressão de trabalho (kN/m) 150 - 450 1000 - 1300

Impulso da Prensa (psi.s) 2 - 5 10 - 21

Desse modo, alguns dos benefícios da Prensa de

Sapata são: aumento de produção, maior teor seco,

menor consumo térmico, melhora dos testes físicos

da folha, baixa manutenção.

HERGEN moderniza Prensa de Sapata de

dupla largura

Recentemente, a HERGEN foi selecionada por

um grande fabricante de papel para modernizar sua

Prensa de Sapata.

Trata-se de uma Prensa de dupla largura (comprimento

da Sapata = 4.905 mm) que está em funcionamento

há mais de 20 anos. Era necessário fazer

uma série de melhorias, com o objetivo de eliminar

algumas limitações e aumentar a precisão mecânica

e a eficiência da Prensa. Além disso, a utilização

dos conceitos modernos empregados no projeto da

HERGEN poderia otimizar resultados e aumentar a

vida útil da manta.

Conceitos modernos empregados

O Sistema de Carga foi completamente substituído.

O novo sistema utiliza múltiplos pistões

cilíndricos, dispostos em duas linhas de carga. Este

conceito, além de mais eficiente, simplifica significativamente

a manutenção. O projeto também

garante o posicionamento/alinhamento precisos da

Sapata, aspecto imprescindível para a eficiência da

Prensa.

No projeto da nova Sapata foi dada atenção

especial à refrigeração, com o objetivo de aumentar

a vida útil da manta, especialmente do modelo ranhurado.

Além de outras melhorias, agora a Sapata

possui canais internos para refrigeração circulante

cruzada.

Os mancais – tanto do Rolo Sapata quanto do

Contra Rolo – foram completamente substituídos

e agora integram dispositivos que mantém os dois

Rolos precisamente alinhados entre si.

48


CHEGA DE DORES, USO DE GRANDES VOLUMES

E ALTOS CUSTOS COM VELHOS PRODUTOS

QUÍMICOS TÓXICOS E INEFICIENTES PARA O

CONTROLE MICROBIOLÓGICO E REFINAÇÃO!

UM NOVO TEMPO GREEN

CHEMICAL PARA O

CONTROLE MICROBIOLÓGICO

E REFINAÇÃO NAS INDÚSTRIAS

DE PAPEL E CELULOSE!

As SOLUÇÕES BIOTECNOLÓGICAS, CUSTOMIZADAS E 100% NACIONAIS DA

NUTRENZI, já aprovadas nas maiores papeleiras do país, ENTREGAM

eficiência, sustentabilidade e significativa economia empresarial.

Com total acompanhamento técnico e menor dosagem, elas GERAM

SAVINGS que podem, inclusive, pagar os custos das aplicações e

trazer novas receitas empresariais.

- HORA DE MUDAR ESSA SITUAÇÃO!

- HORA DE SOLUÇÕES EFICIENTES, ECONÔMICAS,

SUSTENTÁVEIS E COM RESULTADOS DISRUPTIVOS!

- HORA DE INOVAR COM A NUTRENZI SOLUÇÕES

AMBIENTAIS!

CONTROLE MICROBIOLÓGICO - BIOCIDAS DE NOVA GERAÇÃO

(ISENTOS DE CLORO, BROMO, ISOTIAZOLINONAS OU OUTROS GERADORES DE SUBPRODUTOS TÓXICOS)

Benefícios:

Maior espectro de descontaminação;

Otimização do controle microbiológico;

Minimização de odores nas águas, massas e circuito do processo, bem como no

papel produzido.

Redução de incrustações de sais, depósitos e slide.

Menor dosagem e redução de custos.

Não interfere nos outros insumos aplicados no processo e nem no tratamento de

efluentes.

antes

depois

REFINAÇÃO - BLEND MULTIENZIMÁTICO PARA REFINO

Benefícios:

Redução de custos com energia elétrica, vapor, insumos como amido, RS, RU e até

eliminação, por exemplo, de antiespumante, beneficiando também a logística e

armazenamento.

Incremento significativo nos testes físicos.

Redução de desgastes e trocas de discos.

Melhor drenagem.

Maior velocidade da máquina.

Maior rentabilidade.

Menos emissões de CO 2

.

Favorece o tratamento de efluentes.

FIBRAS NÃO TRATADAS

FIBRAS TRATADAS

COM ENZIMAS

Estrada Fazenda Ipanema, 211 - Araçoiabinha | Araçoiaba da Serra - SP

(15) 3291.7878 | (15) 3291.3010 contato@nutrenzi.com.br

www.nutrenzi.com.br


T E C N O L O G I A A P L I C A D A

DO LABORATÓRIO PARA

O COTIDIANO

FILME BIODEGRADÁVEL PARA EMBALAR ALIMENTOS

QUE USA GELATINA E NANOCRISTAIS DE CELULOSE É

DESENVOLVIDO POR PESQUISADORA BRASILEIRA

Fotos: divulgação

50


FROM THE

LABORATORY

TO THE EVERYDAY

A BRAZILIAN SCIENTIST DEVELOPS A

BIODEGRADABLE FILM FOR FOOD

PACKAGING USING GELATIN AND

CELLULOSE NANOCRYSTALS

Opó fino secular e versátil da gelatina é

a base de um novo filme comestível

e biodegradável para embalagem de

alimentos multifuncionais. Utilizando

o método de casting contínuo,

pesquisadores brasileiros e franceses

incorporaram CNCs (sigla em inglês para nanocristais),

modificados com resina de pinus, à estrutura frágil

da gelatina para reforçá-la e produzir um filme, de

forma mais rápida e mais resistente. O resultado é uma

película biodegradável, antimicrobiana e com propriedades

antioxidantes.

A preparação do material por laminação contínua,

conhecida como casting contínuo, é uma técnica com

potencial de aplicação na indústria, de baixo custo

e alta produtividade. Ela permite o uso de soluções

ou dispersões à base de água, sem a necessidade de

empregar aditivos de processamento. O uso do casting

contínuo ainda não havia sido explorado para o

processamento de filmes proteicos em escala piloto. O

trabalho inovador envolveu pesquisadores da EM-

BRAPA (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária)

Instrumentação, da USFCAR (Universidade Federal

de São Carlos) e da UGA (Universidade de Grenoble

Alpes), na França.

Atualmente, a técnica mais empregada para processamento

de filmes de gelatina é o casting convencional

(bench casting), mas o método falha pela baixa produtividade,

porque em uma das etapas de produção do

filme, a secagem, requer tempos relativamente longos,

de até 24h (horas). Já o casting contínuo tem a vantagem

de requerer tempos de processamento curtos,

T

he secular and versatile fine gelatin powder is the

basis of a new edible and biodegradable film for

the multifunctional packaging of foods. Using the

continuous casting method, Brazilian and French

scientists incorporated cellulose nanocrystals (CNC), modified

with pine resin, with the fragile structure of the gelatin

to reinforce it and produce a more resistant film faster. The

result is a biodegradable, antimicrobial film with antioxidant

properties.

The preparation of the material by continuous lamination,

known as continuous casting, is a technique with

application potential in the industry, with a low cost and

high productivity. It allows the use of water-based solutions

or dispersions without the need to employ processing

additives. Continuous casting had not yet been explored

for processing protein films on a pilot scale. The innovative

work involved scientists from the Brazilian Agricultural

Research Company Instrumentation (Embrapa), the Federal

University of São Carlos (Usfcar), and the University of

Grenoble Alpes (UGA) in France.

Currently, the most used technique for processing

gelatin films is conventional casting (bench casting). Still,

the method has drawbacks mainly due to low productivity

because drying requires relatively long times, up to 24

hours, in one of the film production stages. Continuous

casting requires short processing times, thanks to infrared

radiation in the pre-drying stage, higher temperatures, and

intense air circulation. As a result, the film’s production

time is faster, between 10 to 20 minutes, and leads to a

significant increase in productivity and performance that

brings research closer to industry needs. For example, with

the technique, it was possible to produce 12 m of film per

51


T E C N O L O G I A A P L I C A D A

graças ao uso de radiação infravermelha na etapa de

pré-secagem, temperaturas mais altas e intensa circulação

de ar. A produção do filme, com maior rapidez,

entre 10 min a 20 min (minutos), levou a um aumento

significativo de produtividade, desempenho que aproxima

a pesquisa da necessidade da indústria. Com a

técnica foi possível produzir 12m (metros) de filme por

hora em escala de laboratório.

Os filmes apresentaram formato transparente e

incolor - características importantes, porque permitem

ao consumidor visualizar o conteúdo e a qualidade do

produto - sem fraturas após a secagem, com ausência

de partículas insolúveis na sua superfície, seguro, estável,

ecologicamente correto, eficiente barreira contra

óleos e lipídios, boa capacidade de formação de filme

e natureza comestível.

MELHOR QUE PLÁSTICO

Além disso, os filmes se mostraram com propriedades

ópticas e mecânicas similares aos plásticos convencionais,

mas com a vantagem de ter fontes naturais

como matéria-prima e de serem biodegradáveis. Outra

vantagem é que o filme é antimicrobiano, inibiu o

crescimento de bactérias Staphylococcus aureus e

Escherichia coli em testes acelerados de laboratório e

prolongou a vida útil em queijo mussarela, em até um

mês. O filme de gelatina apresentou alta barreira contra

a radiação UV (ultravioleta), quase 100% para UVC,

mais de 93,3% para UVB e 54,0% para UVA, devido a

hour on a laboratory scale.

The films are transparent and have a colorless format

without fractures after drying and the absence of insoluble

particles on their surface, essential characteristics because

they allow the consumer to visualize the content and

quality of the product. In addition, they are safe, stable, and

ecologically correct, have an efficient barrier against oils

and lipids, have good film formation capacity, and have an

edible nature.

BETTER THAN PLASTIC

In addition, the films are shown to have optical and

mechanical properties similar to conventional plastics, but

with the advantage of having natural sources as raw materials

and being biodegradable. Another advantage is that

the film is antimicrobial, inhibiting the growth of bacteria

Staphylococcus aureus and Escherichia coli in accelerated

laboratory tests and providing prolonged shelf life in mozzarella

cheese by up to a month. The gelatin film presented

a high barrier against UV radiation, almost 100% for

UVC, more than 93.3% for UVB, and 54.0% for UVA, due

to chromophore groups, part or set of atoms of a molecule

responsible for its color, such as tyrosine and phenylalanine.

The results obtained by the research demonstrate a promising

use of CNC-reinforced gelatin films for applications

such as packaging, whose fundamental role is to maintain

the quality and safety of food products during storage and

transportation. Furthermore, the film’s viability has been

validated in a laboratory environment and on a pre-pilot

52


grupos cromóforos - parte ou conjunto de átomos de

uma molécula responsável por sua cor - como tirosina

e fenilalanina.

Os resultados obtidos pela pesquisa demonstram

uso promissor de filmes de gelatina reforçados com

CNC para aplicações como embalagens, cujo papel

fundamental é manter a qualidade e segurança dos

produtos alimentícios durante o armazenamento e

transporte. Validado em ambiente de laboratório e em

escala pré-piloto, os próximos desafios envolvem a

demonstração do protótipo com filmes à base de gelatina

termo-seláveis (que pode ser fechada sem uso de

cola, mas apenas com aplicação de calor) destinados

ao armazenamento de diferentes produtos alimentícios

em escala industrial.

O desempenho do filme, mesmo em escala-piloto

já chamou a atenção de empresa global de fornecimento

de proteínas de colágeno para as indústrias de

alimentos, farmacêutica, saúde e nutrição e de aplicações

técnicas.

TEMA DE GRADUAÇÃO

Embora a proteína animal possa ser usada como

matriz polimérica na produção de filmes para embalagens

comestíveis e biodegradáveis, ela sozinha não é

capaz de produzir películas com propriedades mecânicas

e de barreira satisfatória para uso como embalagem

de alimentos. Por esse motivo, a sua utilização pela

indústria de embalagens de alimentos ainda é limitada.

A gelatina, já utilizada em muitos banquetes no antigo

Egito, é uma proteína solúvel em água derivada de

colágeno que pode ser extraída de diferentes fontes.

Ela apresenta barreiras pobres contra a umidade e apenas

moderada resistência mecânica sob alta umidade

relativa.

No entanto, as desvantagens podem ser superadas

pela incorporação de nanopartículas de reforço, como

CNCs, que são incorporadas nas formulações. Além

disso, os nanocristais já são produzidos comercialmente

em diversos países, sendo uma matéria-prima

acessível. Foi o que fez a química Liliane Leite. No

LNNA (Laboratório Nacional de Nanotecnologia para o

Agronegócio), a pesquisadora produziu e caracterizou

filmes bionanocompósitos à base de gelatina em pó,

com nanocristais de celulose.

A pesquisadora modificou os nanocristais de celulose,

extraídos de eucalipto, com resina de pinus, um

material naturalmente antimicrobiano. Apoiada pela

FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de

scale. The following challenges involve the demonstration

of the prototype with thermosealable gelatin-based films

(which can be secured without the use of glue but only

with heat application) intended for storing different food

products on an industrial scale. The film’s performance,

even on a pilot scale, has already caught the attention of

a global company supplying collagen proteins to the food,

pharmaceutical, health, and nutrition industries and technical

applications.

GRADUATE THESIS

Although animal protein can be used as a polymer

matrix in producing films for edible and biodegradable

packaging, it alone cannot produce films with the mechanical

properties and a satisfactory barrier for use as food

packaging. For this reason, its use by the food packaging

industry is still limited. On the other hand, gelatin, already

used in many banquets in ancient Egypt, is a water-soluble

protein derived from collagen that can be extracted from

different sources but presents poor barriers against moisture

and only moderate mechanical resistance under high

relative humidity.

However, disadvantages can be overcome by incorporating

reinforcement nanoparticles, such as CNCs, into their

formulation. In addition, nanocrystals are already produced

commercially in several countries, being an accessible raw

material. That’s what graduate chemistry student Liliane

Leite did. The Graduate Student at the National Laboratory

of Nanotechnology for Agribusiness (LNNA) produced and

characterized bionanocomposite films based on gelatin

powder with cellulose nanocrystals.

The student modified the cellulose nanocrystals, extrac-

53


T E C N O L O G I A A P L I C A D A

São Paulo), parte do estudo foi desenvolvida na UGA,

com a orientação do professor Julien Bras, e coorientação

do pesquisador do DEMa (Departamento de

Engenharia de Materiais) da UFSCAR, Francys Vieira

Moreira.

A ideia da pesquisa era também a de incorporar

agentes antimicrobianos naturais em filmes de embalagem

para retardar o crescimento microbiano, principal

causa da deterioração dos alimentos. No estudo foi

utilizada gelatina de origem bovina, por se tratar de

uma das fontes de maior produção e de abundância

no Brasil. Com o uso da técnica de casting contínuo,

Liliane demonstrou que os nanocristais de celulose,

modificados com rosin, a resina extraída do pinus,

foram capazes de manter a atividade antimicrobiana

em filmes de gelatina com CNCs em testes de armazenamento

acelerado com amostras de queijo.

O experimento resultou em uma nanocelulose

antimicrobiana capaz de retardar o aparecimento de

microrganismos em queijo mussarela, produto perecível,

que sofre deterioração fúngica ou bacteriana,

dependendo das condições de armazenamento. “Os

resultados sugerem que a incorporação de CNCs e

rosin como agentes ativos em filmes de gelatina pode

ser altamente adequada para a produção de materiais

de embalagem antimicrobiana”, afirma Liliane.

ted from eucalyptus using pine resin, a naturally antimicrobial

material. Supported by São Paulo State Research Support

Foundation (Fapesp), part of the study was developed

at UGA, under the guidance of Professor Julien Bras, and

co-orientation by Francys Vieira Moreira, Scientist in the

Department of Materials Engineering (DEMa) at Ufscar.

The idea of the research was also to incorporate natural

antimicrobial agents in packaging films to slow microbial

growth, the main cause of food deterioration. For the research,

gelatin of bovine origin was used because of Brazil’s

higher production sources and abundance. With the continuous

casting technique, the Graduate Student demonstrated

that cellulose nanocrystals, modified with rosin, a resin

extracted from pine, could maintain antimicrobial activity

in gelatin films with CNCs in accelerated storage tests using

cheese samples.

The experiment resulted in an antimicrobial nanocellulose

capable of delaying the appearance of microorganisms

in mozzarella cheese, a perishable product that suffers

fungal or bacterial deterioration, depending on storage conditions.

“The results suggest that incorporating CNCs and

rosin (r-CNCs) as active agents in gelatin films may be highly

suitable for producing antimicrobial packaging materials,”

says the Graduate Student.

In addition to the common functions for packaging,

such as protection, storage, and practicality, the Graduate

54


DURABILIDADE E RESISTÊNCIA

Há 12 anos atendemos os mais diversos segmentos do

mercado. Fabricamos polias especiais e padrões nos mais

diferenciados modelos, medidas e necessidades. Priorizamos

sempre em atender com eficiência e credibilidade nossos

clientes.

POLIAS PARA:

DESPOLPADORES BOMBAS DE VÁCUO ENROLADORES

AGITADORES DESAGREGADORES EQUIPAMENTOS PARA

CELULOSE E PAPEL

CONTATE-NOS

VENDAS@SCPOLIAS.COM.BR

WWW.SCPOLIAS.COM.BR

@SCPOLIAS

(48) 3476-0975

(48) 3476-0380

RUA JOSEFINA SACHET MILANEZ, 139,

DISTRITO INDUSTRIAL JERÔNIMO SPILLERE,

BAIRRO CARAVÁGGIO, NOVA VENEZA/SC


T E C N O L O G I A A P L I C A D A

Além das funções comuns para embalagens, como

proteção, armazenagem e praticidade, a pesquisadora

conta que conseguiu desenvolver um filme com

funções avançadas, com propriedades antimicrobianas

e antioxidantes, chamada de embalagem ativa. A

embalagem ativa é um conceito inovador que oferece

vantagens ao consumidor, como aumento da vida útil

dos produtos alimentícios, garantindo sua qualidade,

segurança e integridade.

Liliane explica que até onde sabemos, o uso em

embalagens de alimentos de filmes de gelatina reforçados

mecanicamente com propriedades antimicrobianas

permanece inexplorado. Os filmes que existem no

mercado são de pequenas dimensões destinados ao

mercado alimentício. Por isso, a pesquisadora diz que

os filmes de gelatina como embalagens de alimentos

vêm despertando o interesse dos cientistas nos últimos

anos. “A gelatina tem atraído muita atenção como um

material alternativo devido à sua disponibilidade, baixo

custo, biodegradabilidade, excelente capacidade de

formar filmes e não toxicidade, não apresenta riscos

para aplicações em contato com alimentos, uma vez

que, por si só, já é muito utilizada na indústria de

alimentos”, avalia a Liliane.

A pesquisadora contou que os CNCs se mostraram

eficientes contra bactérias Gram-negativas e Gram-

-positivas. “O crescimento microbiano pode causar

desenvolvimento de sabor estranho, alterações de

textura, perda de valor nutritivo, redução da vida de

prateleira e aumento do risco de doenças transmitidas

Student says that she developed a film with advanced functions,

with antimicrobial and antioxidant properties, called

active packaging. Active packaging is an innovative concept

that offers advantages to the consumer, such as increasing

food products’ shelf life and ensuring their quality, safety,

and integrity.

The Graduate Student explains that as far as we know,

the use in food packaging of mechanically reinforced gelatin

films with antimicrobial properties remains unexplored.

The films on the market intended for the food market are

of small dimensions. That’s why the Graduate Student says

gelatin films as food packaging have attracted scientists’

interest in recent years. “Gelatin has attracted a lot of attention

as an alternative material due to its availability, low

cost, biodegradability, excellent ability to form films, and

non-toxicity, and does not present risks for applications in

contact with food. By itself, it is already widely used in the

food industry,” evaluates the Graduate Student.

The Graduate Student said that CNCs were effective

against Gram-negative and Gram-positive bacteria. “Microbial

growth can cause strange flavor development, texture

changes, loss of nutritional value, reduced shelf life, and

increased risk of foodborne diseases, making the product

unacceptable for human consumption,” explains the Graduate

Student.

GREEN SOLUTION

She explains that gelatin films become brittle and

difficult to handle without any additives. Adopting plasticizers

can increase the flexibility of films, but reduce the

56


T E C N O L O G I A A P L I C A D A

por alimentos, tornando o produto inaceitável para

consumo humano”, explica Liliane.

SOLUÇÃO VERDE

Ela explica que, sem qualquer aditivo, os filmes de

gelatina tornam-se quebradiços e difíceis de manusear

e que, com a adoção de plastificantes podem aumentar

a flexibilidade dos filmes, mas diminuem as propriedades

mecânicas de tração e reduzem a barreira

a gases e ao vapor de água. Liliane ainda conta que o

emprego de reforços nanométricos podem aumentar a

resistência mecânica, tenacidade, estabilidade térmica

e as propriedades de barreira de vários biopolímeros

como a gelatina. “Os ensaios mecânicos revelaram

que adição de CNC à matriz de gelatina levou a um

aumento de três vezes na resistência à tração e de 3,5

vezes no módulo de elasticidade - uma propriedade

mecânica que mede a rigidez de um material sólido

- e redução de 70% no alongamento máximo, quando

comparado aos filmes de gelatina sem adição de

CNC”, revela Liliane.

Pioneiro e entusiasta do casting contínuo no Brasil,

o professor Francys Vieira Moreira,da UFSCar, coorientador

de Liliane Leite, relata que os nanocristais de

celulose modificados com rosin (r-CNCs) melhoraram

consistentemente as propriedades ópticas e de barreira

ao vapor de água dos filmes de gelatina em comparação

com os CNCs convencionais. “A resistência

mecânica da matriz de gelatina foi aumentada e pode

ser ajustada variando o teor de r-CNCs. Esse estudo

demonstra como as reações de modificação superficial

podem estender as funcionalidades das nanoceluloses

para uso em materiais de embalagens flexíveis, que, de

outra forma, sofreriam de propriedades físicas e biológicas

limitadas”, declara Moreira.

Para Leite, o estudo forneceu uma compreensão

abrangente de como os CNCs podem ser explorados

para desenvolver filmes biodegradáveis à base de gelatina

com propriedades aprimoradas ou funcionalidades

extras. Os CNCs são partículas cristalinas rígidas em

forma de bastão extraídas de materiais celulósicos de

origem vegetal. Eles são biodegradáveis, abundantes,

renováveis e apresentam baixa densidade, alto módulo

de elasticidade e excelentes propriedades mecânicas,

sendo produzidos em escala comercial. Outra vantagem

enfatizada pela pesquisadora é que o material

pode ser completamente decomposto pelo meio

ambiente após o descarte como resultado das propriedades

dos ingredientes gelatina e celulose.

mechanical properties of traction and the barrier to gases

and water vapor. The Graduate Student says that nanometric

reinforcements can increase the mechanical resistance,

tenacity, thermal stability, and barrier properties of various

biopolymers, such as gelatin. “Mechanical tests revealed

that adding CNC to the gelatin matrix led to a three-fold

increase in tensile strength and 3.5 times in the elasticity

modulus, a mechanical property that measures the stiffness

of a solid material, and a 70% reduction in maximum

elongation when compared to gelatin films without CNC

addition,” reveals the Graduate Student.

Francys Vieira Moreira, Professor at UFSCar and

graduate student Liliane Leite’s Coordinator and pioneer

and enthusiast of continuous casting in Brazil, states that

cellulose nanocrystals modified with rosin have consistently

improved the optical and water vapor barrier properties of

gelatin films compared to conventional CNCs. “The mechanical

strength of the gelatin matrix has been increased and

can be adjusted by varying the rosin content. This study

demonstrates how surface modification reactions can extend

the functionalities of nanocelluloses for use in flexible

packaging materials, which would otherwise suffer from

limited physical and biological properties,” he says.

The Graduate Student’s study provided a comprehensive

understanding of how CNCs can be exploited to develop

biodegradable gelatin-based films with enhanced properties

or extra functionality. CNCs are rigid crystalline particles in

the shape of a stick extracted from cellulosic materials of

plant origin. They are biodegradable, abundant, renewable

and have a low density, modulus of elasticity, and excellent

mechanical properties. Also, they can be produced commercially.

Another advantage emphasized by the Graduate

Student is that the material after disposal completely

decomposes in the environment due to the properties of

the gelatin and cellulose ingredients.

Os resultados sugerem

que a incorporação de CNCs

e rosin como agentes ativos

em filmes de gelatina pode

ser altamente adequada para

a produção de materiais de

embalagem antimicrobiana

Liliane Leite, pesquisadora

58


P R Ê M I O R E F E R Ê N C I A

Foto: Emanuel Caldeira

PAINEL PANORAMA DA MADEIRA FOCA NO COMPARTILHAMENTO DE

CONHECIMENTO E INOVAÇÃO PARA O SETOR DE BASE FLORESTAL

THE TIMBER PANORAMA PANEL (PAINEL PANORAMA DA MADEIRA) FOCUSES ON

SHARING KNOWLEDGE AND INNOVATION IN THE FOREST-BASED SECTOR

Osetor de celulose alcançou números

expressivos em 2021 e 2022 seguiu

com grande força. A produção está

em crescimento constante e o mercado

vive um momento especial. O

setor de celulose é um dos que tem

gerado mais empregos e renda, levando desenvolvimento

e investimentos para várias regiões do Brasil. E

esse setor tem crescido e avançado com investimento

em pesquisa e inovação, que apresentam formas de

produzir mais e melhor. Essa visão inovadora e de foco

no conhecimento caminha lado a lado do objetivo do

Painel Panorama da Madeira, que acontece junto ao

PRÊMIO REFERÊNCIA 2022.

T

he Pulp Sector achieved significant numbers in

2021 and 2022, following strong growth. Production

is constantly growing, and the market

is experiencing a special moment. During this

period, the Pulp Sector has generated more jobs and income,

leading to the development and investments in various

regions of Brazil. And this Sector has grown and advanced

with investments in research and innovation, which

present ways to produce more and better. This innovative

vision and focus on knowledge go hand in hand with the

objective of the Timber Panorama Panel, which takes place

as part of the 2022 Reference Award ceremony.

The Panel last year included Eduardo Leão, former President

of the State of Pará Association of Timber Exporting

60


O painel no ano passado teve a presença de

Eduardo Leão, ex-presidente da AIMEX (Associação

das Indústrias Exportadoras de Madeiras do Estado do

Pará), Rafael Mason, presidente do CIPEM (Centro das

Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira do

Estado de Mato Grosso), e Álvaro Scheffer, ex-presidente

da APRE (Associação Paranaense de Produtores

Florestais).

Para 2022 o retorno de Rafael Mason já está garantido.

O presidente do CIPEM fará sua participação

no Painel Panorama da Madeira tratando do tema:

Mercado da madeira nativa de Mato Grosso. Rafael é

engenheiro florestal formado pela UFMT (Universidade

Federal de Mato Grosso), sócio da SM Laminados Importação

e Exportação LTDA e tem grande experiência

no campo do manejo florestal.

O segundo participante confirmado é o pesquisador

da EMBRAPA Florestas (Empresa Brasileira de Pesquisa

Agropecuária), Evaldo Muñoz Braz. Evaldo trará

para o painel o tema: A prática do manejo sustentável

de florestas naturais. O pesquisador é formado, mestre

e doutor em engenharia florestal pela UFSM (Universidade

Federal de Santa Maria), já participou de levantamentos

florestais nos Estados do Amazonas, Acre e

Roraima. Suas principais experiências são nas áreas de

recursos florestais e engenharia florestal, com ênfase

no manejo de florestas naturais na Floresta Amazônica.

O terceiro participante confirmado é o atual diretor

técnico da AIMEX, Deryck Pantoja Martins, que

assumiu recentemente o cargo na associação. O tema

de sua apresentação será: A exportação de madeira

brasileira. Deryck é engenheiro florestal formado pela

UFRA (Universidade Rural da Amazônia), tem mestrado

em desenvolvimento sustentável e agriculturas

amazônicas pela UFPA (Universidade Federal do Pará).

Antes de assumir a AIMEX foi secretário de Meio Ambiente

de Belém (PA) entre 2015 e 2017 e é também

assessor da FIEPA (Federação das Indústrias do Estado

do Pará).

O painel ainda deve contar com mais um convidado,

que será revelado na próxima edição da revista.

Acompanhem nossa publicação e nossas redes sociais

para saber em primeira mão quem é o participante

que fechará o time do Painel Panorama da Madeira

2022.

Companies (Aimex), Rafael Mason, President of the State

of Mato Grosso Center of Timber Producing and Exporting

Companies (Cipem), and Álvaro Scheffer, former President of

the State of Paraná Association of Forest Producers (Apre).

For 2022, the return of Rafael Mason is already guaranteed.

The Cipem President will participate in the Timber

Panorama Panel dealing with the theme: The Mato Grosso

Native Timber Market. Mason has an undergraduate degree

in Forestry Engineering from the Federal University of Mato

Grosso (Ufmt), Partner of SM Laminados Importação e

Exportação Ltda., and has a vast experience in the field of

forest management.

The second confirmed participant is Evadlo Muñoz Braz,

Embrapa Forests Scientist. Braz will talk on the theme: The

Practice of Sustainable Management of Natural Forests. The

Scientist has undergraduate and Master’s degrees in Forest

Engineering from the Federal University of Santa Maria

(Ufsm) and has participated in forest studies in the States of

Amazonas, Acre, and Roraima. His main experiences are in

forest resource areas and forest engineering, emphasizing

managing natural forests in the Amazon Forest.

The third confirmed participant is Deryck Pantoja Martins,

Technical Director of Aimex, who recently assumed the

position in the Association. The theme of his presentation

will be The Export of Brazilian Timber. Martins is a graduate

Forestry Engineer from the Rural University of the Amazon

(Ufra) and holds a Master’s degree in Sustainable Development

and Amazonian Agriculture from the Federal University

of Pará (UFPA). Before taking over his position with Aimex,

he was Secretary of the Environment of Belém (PA) between

2015 and 2017 and is also an advisor to the State of Pará

Industrial Federation (Fiepa).

The panel also has one more guest, who will be revealed

in the Magazine’s next issue. Follow our publication and our

social networks to find out firsthand who is the participant

who will complete the 2022 Timber Panorama Panel.

61


O EVENTO

O Prêmio REFERÊNCIA 2022 é organizado pela

JOTA EDITORA, responsável pelas revistas REFERÊN-

CIA FLORESTAL, REFERÊNCIA INDUSTRIAL da Madeira,

REFERÊNCIA CELULOSE&PAPEL, REFERÊNCIA

PRODUTOS DE MADEIRA e REFERÊNCIA BIOMAIS.

A edição deste ano conta com os patrocínios de:

ACIMDERJ, AIMEX, CIPEM, DRV FERRAMENTAS, EFFI-

SA, INOX CONEXÕES, MONTANA QUÍMICA, MSM

QUÍMICA e REMSOFT.

A premiação será realizada no dia 29 de novembro

às 19h (horas), em Curitiba (PR). Além dos vencedores

e convidados, esse ano o evento é aberto para o público

geral. Estão disponíveis alguns ingressos de um lote

limitado de convites para os interessados em participar

do evento que dará direito a toda a programação da

noite: Painel Panorama da Madeira, Prêmio REFERÊN-

CIA e do jantar que acontecerá logo após o término da

cerimônia, com cardápio de massas especiais e bebidas

não alcoólicas liberadas. Abaixo, os interessados

têm os canais para solicitar mais informações e também

adquirir os ingressos para a noite do evento.

THE EVENT

The Reference Award 2022 is organized by Jota Editora,

responsible for the magazines Referência Florestal,

Referência Industrial da Madeira, Referência Celulose

&Papel, Referência Produtos de Madeira, and Referência

Biomais. This year’s event is being sponsored by: Acimderj,

Aimex, Cipem, DRV Ferramentas, Effisa, Inox Connections,

Montana Química, MSM Química, and Remsoft.

The Award ceremony will be held on November 29 at 7

pm in Curitiba (PR). In addition to the winners and guests,

the event is open to the general public this year. Some

tickets are available for a limited lot of invitations for those

interested in participating in the event, entitling one to

participate in the entire program of the evening: Timber

Panorama Panel, Reference Award, and the dinner that

will take place shortly after the end of the ceremony, with

special pasta menu and complimentary non-alcoholic

beverages. Below, interested parties have the channels

to request more information and purchase tickets for this

very special night.

PRÊMIO REFERÊNCIA 2022

Data: 29/11/2022 - Horário: 19h (horas)

Local: Restaurante Porta Romana – Curitiba (PR)

Informações e ingressos para o evento: comercial@revistareferencia.com.br ou +55 (41) 99968-4617

62


SERRAS E FACAS INDUSTRIAIS

Quem usa as

facas DRV,

está pronto para

picar todos os

tipos de madeira!


A R T I G O

AEROGEL SUSTENTÁVEL

BASEADO EM NANOCELULOSE E LIGNINA

COM PROPRIEDADES RETARDANTES DE CHAMA

SUSTAINABLE AEROGEL WITH FLAME-

RETARDANT PROPERTIES BASED ON

NANOCELLULOSE AND LIGNIN

Fotos: divulgação

Lucas Bivar Bararua Santos

UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina)

Campus Joinville - Engenharia Aeroespacial

64


RESUMO

Aconstante busca por excelência

tecnológica tem levado empresas,

pesquisadores e governos a procurarem

soluções sustentáveis tanto em

termos econômicos quanto ambientais.

Aerogéis de nanocelulose combinam

as características ímpares de ambos os materiais. Os

aerogéis são materiais sólidos porosos derivados de

um gel, no qual o líquido é substituído por um gás,

que possuem baixíssima densidade, alta porosidade

e elevada área superficial específica. Já a celulose é o

biopolímero mais abundante da Terra e possui características

notáveis como atoxicidade, baixo custo e o

fato de ser ambientalmente amigável, o que faz que,

juntos, possam ser aplicados com diferentes propósitos.

A lignina é um dos três principais constituintes

de uma planta. Devido a sua estrutura química, a lignina

é capaz de produzir uma grande quantidade de

ABSTRACT

T

he constant search for technological

excellence has led companies, scientists,

and governments to seek sustainable

solutions both in economic and

environmental terms. Nanocellulose aerogels

combine the unique characteristics of both materials.

Aerogels are porous solid materials derived

from a gel, in which a gas replaces the liquid.

They have a very low density, high porosity, and

high specific surface area. On the other hand,

cellulose is the most abundant biopolymer on

Earth. It has remarkable characteristics such as

non-toxicity, low cost, and being environmentally

friendly, which means they can be applied

together for different purposes. Lignin is one of

the three main constituents of a plant. Due to

its chemical structure, lignin can produce a large

amount of charcoal residue after heating at a high

h


A R T I G O

resíduo de carvão após aquecimento em temperatura

elevada, o que reduz o calor de combustão e a

taxa de liberação de calor dos materiais poliméricos

e, assim, aumenta a propriedade retardante de chama

de um material. Diante disso, este trabalho teve

como objetivo preparar aerogéis baseados em NCB/

LIG (Nanocelulose e Lignina), reticulados com AC

(ácido cítrico), com o intuito de obter um material

com propriedades retardantes de chama. Hidrogéis

de nanocelulose foram obtidos a partir da bactéria

Komagataeibacter hansenii, utilizando glicerol,

coproduto da produção do biodiesel, como fonte de

carbono para o crescimento microbiano e a produção

de celulose. A lignina foi obtida do processo

industrial de produção de papel. A partir do hidrogel

de nanocelulose reticulado com lignina foi produzido

o aerogel pelo método de liofilização. As caracterizações

realizadas confirmaram a produção de um

nanomaterial, com fibras em escala nanométrica,

além de uma área superficial de 71,40 m²/g. As

análises morfológicas e microestruturais evidenciaram

a reticulação da celulose com lignina. A análise

termogravimétrica mostrou que a lignina presente

nos aerogéis reduz o pico da taxa de degradação do

material quando comparado com o aerogel de NCB

pura. As propriedades retardantes de chama foram

temperature, which reduces the heat of combustion

and the heat release rate of polymeric

materials and, thus, increases the flame-retardant

property of a material. Therefore, this work aimed

to prepare aerogels based on nanocellulose and

lignin (NCB/LIG), crosslinked with citric acid, to

obtain a material with flame-retardant properties.

Nanocellulose hydrogels were obtained from

the bacterium Komagataeibacter hansenii, using

glycerol, a byproduct of biodiesel production,

as a carbon source for microbial growth and

cellulose production. Lignin was obtained from

the industrial paper production process. Aerogel

based on nanocellulose crosslinked with lignin

was produced by the freeze-drying method.

The characterizations confirmed the production

of a nanomaterial, with fibers on a nanometric

scale, in addition to a surface area of 71.4 m²/g.

Morphological and microstructural analyzes

showed the crosslinking of cellulose with lignin.

Thermogravimetric analysis showed that the

lignin present in the aerogels reduces the peak

degradation rate of the material when compared

to the pure NCB aerogel. The flame-retardant

properties were verified in flammability tests, and

the results obtained showed that the NCB/LIG

66


verificadas em testes de flamabilidade e os resultados

obtidos mostraram que as amostras de NCB/LIG,

quando comparadas com amostras de NCB pura,

demoraram mais tempo tanto para iniciar o processo

de queima quanto para propagar a chama, confirmando

a melhora no desempenho dessas propriedades

para o material.

INTRODUÇÃO

A crescente busca por materiais que satisfaçam

requisitos técnicos, ambientais e que sejam economicamente

viáveis tem levado empresas, pesquisadores

e governos a encontrar diversas soluções

tecnológicas que sejam sustentáveis, biodegradáveis

e atóxicas e que possam substituir àquelas ligadas à

escassez de recursos fósseis e poluição ambiental,

como é o caso de polímeros à base de petróleo.

A celulose é o polímero natural mais abundante

do nosso planeta e tem sido amplamente utilizada

em aplicações como papel, papelão, tecido e

materiais de construção. Mais recentemente, devido

samples, when compared to pure NCB samples,

took longer both to start the burning process and

to propagate the flame, confirming the improvements

in the performance of these properties for

the material.

INTRODUCTION

The growing search for materials that meet

technical, environmental, and economically

viable requirements has led companies, scientists,

and governments to find various technological

solutions that are sustainable, biodegradable, and

non-toxic to replace those linked to the scarcity of

fossil resources and environmental pollution, such

as petroleum-based polymers.

Cellulose is the most abundant natural

polymer on our planet and has been widely

used in applications such as paper, cardboard,

fabrics, and building materials. More recently,

due to increased public awareness of the finitude

of fossil resources, renewable resource products


A R T I G O

Assim, novos materiais que possam ser

desenvolvidos a partir de lignina, além de

serem excelentes fontes de estudo, ajudam

a fomentar o interesse por esse polímero

ao aumento da consciência pública da finitude dos

recursos fósseis, os produtos de recursos renováveis

têm sido cada vez mais colocados no centro das

atenções dos interesses acadêmicos e comerciais.

Devido às características como renovabilidade, disponibilidade,

atoxicidade, baixo custo, biocompatibilidade,

biodegradabilidade, estabilidade térmica e

química (Liebner; Pircher; Rosenau, 2016); permitindo

que materiais ecológicos e funcionais à base

de celulose, como fibras, filmes, hidrogéis, aerogéis

e compostos possam ser desenvolvidos (Wang; Lu;

Zhang, 2016).

A maior parte da celulose encontrada no meio

ambiente, a CV (celulose vegetal), é produzida por

plantas e possui certos componentes, como lignina

e hemicelulose, que diminuem seu grau de pureza.

Celulose também pode ser produzida a partir de

bactérias, designada de CB (celulose bacteriana),

que ao contrário da CV, por não estar associada

àqueles componentes, possui alto grau de pureza;

o que a habilita a diversas aplicações (Gomes et al.,

2013).

Depois da celulose, a lignina é o segundo polímero

mais abundante no mundo (Liang et al., 2021).

É coproduto da indústria de papel e celulose, e tem

sido moderadamente usada em aplicações de alto

valor agregado, pois na grande maioria das vezes é

utilizada apenas para obtenção de energia através da

queima. Como a indústria já está adaptada à extração

e beneficiamento da celulose, a lignina encontra

barreiras em suas aplicações (Cao et al., 2018). Assim,

novos materiais que possam ser desenvolvidos

a partir de lignina, além de serem excelentes fontes

de estudo, ajudam a fomentar o interesse por esse

polímero.

Para ajudar no incremento das propriedades

estruturais e resistência do biopolímero é utilizada

a reticulação (Yang; Cranston, 2014). Para materiais

have been increasingly placed in the spotlight of

academic and commercial interests. This is due

to characteristics such as renewability, availability,

toxicity, low cost, biocompatibility, biodegradability,

and thermal and chemical stability (Liebner;

Pircher; Rosenau, 2016), leading to the development

of ecological and functional cellulose-based

materials such as fibers, films, hydrogels, aerogels,

and other compounds (Wang; Lu; Zhang, 2016).

Most of the cellulose found in the environment,

plant cellulose (PC), is produced by plants

and has specific components, such as lignin

and hemicellulose, which decrease its purity.

However, cellulose can also be produced from

bacteria, called bacterial cellulose (BC), which,

unlike PC, because it is not associated with those

components, has a high degree of purity, which

enables it to have various applications (Gomes et

al., 2013).

After cellulose, lignin is the second most

abundant polymer in the world (Liang et al.,

2021). It is a byproduct of the pulp and paper

industry and has been only moderately used in

high-added value applications, and is often used

only to obtain energy through burning. However,

as the industry is already adapted to the

extraction and processing of cellulose, lignin has

encountered barriers in its applications (Cao et

al., 2018). Thus, any new materials that can be

developed from lignin, besides being excellent

study sources, help foster interest in this polymer.

To help increase the structural properties and

strength of the biopolymer, crosslinking is used

(Yang; Cranston, 2014). The most commonly used

crosslinking agents for cellulosic materials are

those derived from urea and 13 multifunctional

carboxylic acids, such as citric acid. For example,

cellulose crosslinked with citric acid can preserve

68


celulósicos, os reticuladores mais utilizados são

aqueles derivados de ureia e ácidos carboxílicos 13

multifuncionais, como o ácido cítrico. Na celulose

reticulada com ácido cítrico, é possível preservar

a biodegradabilidade do material produzido, bem

como garantir um processo de produção ambientalmente

sustentável (Sánchez-Ferrero et al., 2015).

Baseado no exposto acima, foi produzido um

aerogel sustentável baseado em nanocelulose e lignina

reticulada com ácido cítrico. A nanocelulose foi

obtida a partir da bactéria Komagataeibacter hansenii,

utilizando glicerol como fonte de carbono para

o crescimento microbiano. O aerogel foi fabricado

através do método de liofilização e, finalmente, o

material produzido foi caracterizado em função de

sua morfologia, microestrutura e propriedades retardantes

de chama.

the produced material’s biodegradability and guarantee

an environmentally sustainable production

process (Sánchez-Ferrero et al., 2015).

Based on the above, a sustainable aerogel based

on nanocellulose and lignin crosslinked with

citric acid was produced. The nanocellulose was

obtained from the bacterium Komagataeibacter

hansenii, using glycerol as a carbon source for

microbial growth. The aerogel was manufactured

using the freeze-dried method, and, finally, the

material produced was characterized according

to its morphology, microstructure, and flame-

-retardant properties.

Essa é uma versão parcial deste estudo, o material completo pode ser acessado em:

https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/232576.


E N T R E V I S T A

Planejar,

preparar,

realizar

Plan, prepare, perform

Foto: divulgação

Mauricio Harger

Formado em engenharia mecatrônica pela PUC-MG (Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais), com

MBA em gestão estratégica de negócios pelo ITA-ESPM e especialização em finanças avançadas pelo New York

Institute of Finance. Iniciou sua trajetória executiva em 2004 na Wavin (ex-Mexichem, detentora da marca

Amanco Wavin), onde ocupou o cargo de presidente para o Brasil (de 2012 a 2018) e de CFO para América

Latina, respondendo por 13 países. Em 2014, foi eleito pela revista Forbes como um dos 10 principais CEOs

brasileiros até 40 anos. Desde 2018 é diretor-geral da CMPC no Brasil, maior indústria do Rio Grande do Sul

conforme o índice VPG.

Holds a degree in Mechatronics Engineering from Pontifical Catholic University of Minas Gerais (PUC-MG) and an

MBA in strategic business management from ITA-ESPM, specializing in advanced finance at the New York Institute of

Finance. He began his executive career in 2004 at Wavin (ex-Mexichem, owner of the Amanco Wavin brand), where

he held the position of President for Brazil (from 2012 to 2018) and Chief Financial Officer for Latin America, accounting

for 13 countries. In 2014, he was elected by Forbes magazine as one of the top 10 Brazilian Chief Executives

youinger than 40. Since 2018, he has been Managing Director of CMPC in Brazil, the largest company in the State of

Rio Grande do Sul, according to the VPG rating.

Aindústria de celulose tem se tornado

um exemplo de excelência em relação

a gestão. Profissionais que ocupam

cargos importantes são reconhecidos

por todo o mercado empresarial, pelo

currículo e realizações a frente de gigantes

do setor. Mauricio Harger é um desses nomes.

Em 2018 ele foi convidado a assumir a diretoria-geral

da CMPC, empresa chilena do setor de celulose

com uma planta no Rio Grande do Sul, e conta com

exclusividade para a Revista CELULOSE&PAPEL detalhes

de sua trajetória, momento da empresa e planos

para o futuro.

T

he pulp-producing industry has

become an example of excellence in

management. Professionals who hold

important positions are recognized

throughout the business world for their curriculum

and achievements as heads of Sector giants.

Mauricio Harger is one of those. In 2018, he

was invited to take over the management board

of CMPC, a Chilean pulp producer with a

plant in Rio Grande do Sul, and, exclusively for

CELULOSE&PAPEL, explains in detail his trajectory,

the current position of the Company, and

the plans for the future.

70


Celulose: Conte-nos sobre sua caminhada até a

diretoria-geral da CMPC?

Mauricio: Iniciei meus estudos na PUC (MG) em

1994, no curso de Engenharia Mecatrônica. Durante

o período de faculdade atuei como supervisor

na ABS Consultoria, entre 1997 e 2001. Então

entendi a importância de me tornar um profissional

extremamente qualificado rapidamente, um ano

após concluir a graduação, ingressei no ITA-ESPM,

no MBA de Gestão Estratégica de Negócios. Em

paralelo à atividade acadêmica, trabalhava como

supervisor na consultoria Audit Brasil Consultores

para ajudar a bancar meus estudos. Em 2004, com

o certificado de conclusão do MBA em mãos, dei

início à trajetória executiva, e consegui um emprego

na área financeira da Wavin (ex-Mexichem,

detentora da marca Amanco Wavin), e lá ascendi

ao cargo de CFO. Em 2011 me tornei CFO da

empresa para América Latina, respondendo por 13

países. Em 2012, cheguei ao cargo de presidente

da Wavin no Brasil. Em 2016, cursei nova especialização

pela The Wharton School, em gestão de

pessoas com ênfase em liderança organizacional.

Logo depois, em 2018, aceitei o desafio de assumir

a direção-geral da CMPC no Brasil.

Celulose: Como avalia o momento da empresa?

Mauricio: Estamos em um momento bastante

positivo do setor de celulose no país, nos encontrando

em uma situação muito fértil no que diz

respeito aos novos investimentos e crescimento

do segmento como um todo. Ao longo do período

de pandemia, tivemos uma estratégia bastante

assertiva, rápida e colocada em prática de forma

exitosa, focando no trabalho remoto para as áreas

administrativas, escalonamento para áreas industriais

e, especialmente, no contato próximo com

nossa equipe para identificação de casos e encaminhamento

imediato aos órgãos de saúde. Assim,

conseguimos manter os empregos dos nossos cerca

de 7 mil colaboradores diretos e indiretos, contratar

novos profissionais e bater recorde de produção

nos últimos anos.

Celulose: E a pandemia, afetou o setor de celulose?

Mauricio: O setor de celulose é considerado de

extrema necessidade, por isso, não parou. Porém,

Celulose: What was your career before

joining the CMPC Management Board of

Directors?

Harger: I started my studies at PUC (MG) in

1994 in Mechatronics Engineering. During college,

I worked as a supervisor at ABS Consultoria

between 1997 and 2001. As I quickly understood

the importance of becoming a highly

qualified professional, one year after graduating

from PUC (MG), I began my MBA in Strategic

Business Management studies at ITA-ESPM. In

parallel to my academic activity, I worked as a

supervisor at Audit Brasil Consultores to help

support my studies. In 2004, upon completing

my MBA, with a certificate in hand, I started

the executive trajectory. First, I got a job in the

financial area of Wavin (ex-Mexichem, owner of

the Amanco Wavin brand). There, I rose to the

Chief Financial Officer position. In 2011, I became

Chief Financial Officer of the Company for

Latin America, accounting for 13 countries. In

2012, I took on the role of President of Wavin

in Brazil. In 2016, I undertook a specialization

course in People Management at The Wharton

School, emphasizing organizational leadership.

Soon after, in 2018, I accepted the challenge of

taking over the position of Managing Director of

CMPC in Brazil.

Celulose: How do you see the Company’s

current position?

Harger: We are in a very positive moment in

the Pulp Sector in Brazil, finding ourselves in

a very fertile situation concerning new investments

and growth of the segment as a whole.

Throughout the pandemic, we had a very

assertive, fast, and successful strategy, focusing

on remote work for the administrative areas,

escalation to industrial areas, and, especially,

close contact with our team to identify cases

and immediately refer them to health agencies.

Thus, we managed to maintain the jobs of our

approximately 7 thousand direct and indirect

employees, hire new professionals, and set a

recent-year production record.

Celulose: How has the pandemic affected the

Pulp Sector?

71


E N T R E V I S T A

foi necessário implementar muitas mudanças para

lidar com os inúmeros desafios que se apresentaram

de um dia para o outro para manter as operações

a pleno e ao mesmo tempo preservar a saúde

de toda a nossa comunidade de colaboradores.

Na CMPC lidamos com este período e vencemos.

Enfrentamos o desafio quádruplo de preservar a

saúde e a segurança de nossos colaboradores e

prestadores de serviços, produzir matéria-prima

para fabricação de produtos essenciais, assegurarmos

emprego e renda para a região e atuarmos

de forma solidária nos mais de 70 municípios do

Rio Grande do Sul em que mantemos atividades

industriais, florestais ou portuárias. Nossa liderança

e colaboradores têm papel fundamental em todo

esse processo e sabem da sua importância para o

sucesso das nossas operações. Graças a todos os

protocolos sanitários que aplicamos, com foco em

primeiro lugar na saúde de nossos colaboradores

e da comunidade que nos cerca, conseguimos nos

manter operando e o nosso patamar de produção

não diminuiu, inclusive batemos um recorde

de produção recentemente, mesmo em meio à

pandemia, o que demostra a importância do setor

que produz artigos de primeira necessidade. Com

novos investimentos e modernização da nossa

planta, anunciados no lançamento do BioCMPC, e

projetamos um crescimento ainda maior.

Celulose: Quais investimentos a empresa tem

feito para ampliar sua capacidade de produção?

Mauricio: Atualmente estamos trabalhando em

duas frentes, o BioCMPC e o RS+Renda. Anunciado

em 2021 e com previsão de conclusão até o

final de 2023, o BioCMPC trata do segundo maior

investimento privado da história do Rio Grande do

Sul e o maior em termos de sustentabilidade. Este

é um projeto que une modernização operacional

e medidas de controle e gestão ambiental na

Harger: The Pulp Sector is considered extremely

necessary, so it did not stop. However, it

was necessary to implement many changes to

deal with the numerous challenges that were

presented overnight to keep operations in

full swing and, at the same time, preserve the

health of our entire community of employees.

At CMPC, we dealt with this period and won.

We faced the quadruple challenge of preserving

the health and safety of our employees and

service providers, producing raw materials for

the manufacture of essential products, ensuring

employment and income for the region, and

acting in solidarity in the more than 70 municipalities

of Rio Grande do Sul in which we

maintain industrial, forestry, or port activities.

Our leadership and employees play a vital role

in this entire process and know its importance

for the success of our operations. Thanks to

all the sanitary protocols we applied, focusing

primarily on the health of our employees and

the community around us, we could keep

operating. As a result, our production levels did

not fall. Inclusively, we hit a production record

even during the pandemic, which shows the

importance of the Sector that produces articles

of primary need. With new investments and

the modernization of our plant, announced at

the launch of BioCMPC, we project even more

significant growth.

Celulose: What investments has the Company

made to expand its production capacity?

Harger: We are currently working on two fronts,

BioCMPC and RS+Renda. Announced in 2021

and expected to be completed by the end of

2023, BioCMPC is the second largest private

investment in the history of Rio Grande do Sul

and the largest in terms of sustainability. This

Nossa liderança e colaboradores têm papel fundamental

em todo esse processo e sabem da sua importância para

o sucesso das nossas operações

72


unidade da companhia, em Guaíba (RS). Ao todo,

são 31 iniciativas divididas da seguinte forma: 9 relacionadas

à implantação de novos equipamentos

de controles ambientais e o repotenciamento de

sistemas já existentes, 8 voltadas à gestão ambiental

e 14 ações de modernização operacional. Estão

previstas a geração de aproximadamente 7.500

empregos diretos, indiretos e induzidos. Até o

momento, 3.160 pessoas já foram contratadas e o

projeto está 36% concluído. Já o RS+Renda, lançado

em janeiro de 2022, é um programa de fomento

florestal promovido pela CMPC. Para o ano de

2022, a empresa possui a meta de ampliar a base

florestal em 15 mil ha (hectares) no Estado, para

dar suporte ao aumento de capacidade produtiva

de 350 mil toneladas de celulose por ano, que será

proporcionado pelo BioCMPC.

Celulose: Quais os principais produtos produzidos

pela CMPC?

Mauricio: Em nossa planta industrial de Guaíba

produzimos anualmente cerca de 2 milhões de

toneladas de celulose de fibra curta de eucalipto,

além de 60 mil toneladas de papel para impressão

e escrita. Também mantemos um projeto chamado

Hub de Economia Circular, que foi criado para

promover o gerenciamento dos resíduos gerados

durante a produção de celulose desta unidade,

dando destino correto por meio da reutilização e

transformação do material em 13 novos produtos,

que vão desde cimento, adubos e fertilizantes, até

insumos para painéis de madeira. A iniciativa é assegurar

a reciclagem de 100% dos resíduos sólidos

da nossa companhia, e a comercialização desses

artigos garante uma fonte de renda para os moradores

da região envolvidos na atividade. Durante

os mais de 30 anos de atividade do Hub, mais de

16 milhões de toneladas de resíduos deixaram de

ser colocadas em aterros.

Celulose: A CMPC é uma multinacional com

grande força no setor de celulose. Como foi a

adaptação ao mercado brasileiro?

Mauricio: A CMPC iniciou suas operações no Brasil

em 2009, com a aquisição da unidade industrial

localizada no município de Guaíba. Porém sua

história no setor de celulose e papel é centenária.

Quando chegou no país, a empresa trouxe toda

project unites operational modernization, environmental

control, and management measures

at the Company’s Guaíba (RS) Unit. There are

31 initiatives: nine related to implementing

new environmental control equipment and

upgrading existing systems, eight focused on

environmental management, and 14 operational

modernization actions. Approximately 7,500

direct, indirect, and induced jobs are expected

to be generated. So far, 3,160 people have

been hired, and the project is 36% complete.

RS+Renda, launched in January 2022, is a forest

development program promoted by CMPC.

By the end of 2022, the Company aims to expand

the forest base by 15 thousand hectares in

the State, supporting an increase in the production

capacity of 350 thousand tons of pulp per

year, which BioCMPC will provide.

Celulose: What are the main products produced

by CMPC?

Harger: In our industrial plant in Guaíba, we

produce about 2 million tons of eucalyptus

short fiber pulp annually and 60 thousand tons

of printing and writing paper. We also maintain

a project called Circular Economy Hub, which

was created to promote the management of

waste generated during this unit’s pulp production

process, leading to the correct destination

through the reuse and transformation of the

material into 13 new products, ranging from

cement and fertilizers to wood panel raw material.

The initiative ensures the recycling of 100%

of our Company’s solid waste, and the marketing

of these items ensures a source of income

for the residents of the region involved in the

activity. During the Hub’s more than 30 years

of activity, more than 16 million tons of waste

have ceased to be sent to landfills.

Celulose: CMPC is part of a multinational

with a significant presence in the Pulp Sector.

How was the adaptation to the Brazilian

market?

Harger: CMPC started operations in Brazil in

2009 with the acquisition of the industrial unit

located in the municipality of Guaíba. But its

history in the Pulp and Paper Sector is almost

73


E N T R E V I S T A

sua expertise de quase 100 anos de atuação no

segmento. Em paralelo, o Brasil é um ambiente

fértil para a produção de celulose, seja pelas condições

climáticas, de logística ou de mão de obra.

Fatores como esses contribuíram para que a CMPC

buscasse seu espaço no mercado brasileiro, que é

hoje o maior exportador de celulose do mundo.

Celulose: Quais as principais ações da CMPC

em relação às práticas de ESG?

Mauricio: Na CMPC, a sustentabilidade é algo

que carregamos em nosso propósito, conhecido

pelos 3 C’s (Criar, Conviver e Conservar), que são

aplicados diariamente, seja na busca por excelência

em nossos processos, no relacionamento e

geração de oportunidades para as comunidades

vizinhas, ou no desenvolvimento de ações sustentáveis

para toda a nossa cadeia produtiva. Do total

de resíduos sólidos gerados em nossa produção

de celulose, 100% são reciclados e reaproveitados

em nosso Hub de Economia Circular, que utiliza

resíduos e materiais descartados para transformá-

-los em novos produtos para a sociedade. Ao todo

são geradas 600 mil toneladas de resíduos por ano,

que são transformados em produtos para o mercado.

Além disso, adotamos práticas sustentáveis em

outras ações, como a geração de energia – 84%

da energia necessária para a produção da celulose

é gerada pela própria planta industrial, a partir da

biomassa; e o tratamento de efluentes – a água

para o processo de produção de celulose vem do

Lago Guaíba e, depois de sua utilização, ela passa

pelos tratamentos primário, secundário e terciário

para ser novamente devolvida ao lago. A CMPC

foi pioneira na utilização dessa tecnologia e, hoje,

dentre as mais de mil plantas de celulose presentes

no mundo, menos de dez utilizam prática similar,

que garante uma excelente qualidade ao efluente.

Também produzimos internamente boa parte

dos produtos químicos que utilizamos, como, por

exemplo, o carbonato de cálcio. E o excedente é

vendido ao mercado para os setores alimentício,

de tratamento de água, produtos de limpeza, plásticos

e borrachas. Por fim, assumimos globalmente,

em 2019, o compromisso de até 2025 diminuir

em 25% o uso de água nos processos industriais e

ser uma companhia com zero resíduo em aterros

a century old. When the Company arrived in

Brazil, it brought all its expertise from almost

100 years of experience in the segment. In

parallel, Brazil is a fertile environment for pulp

production, whether due to climatic, logistic, or

labor conditions. Factors such as these contributed

to CMPC seeking its space in Brazil, now the

largest exporter of pulp in the world.

Celulose: What are CMPC’s main actions

concerning ESG practices?

Harger: At CMPC, sustainability is something

stamped in our day-to-day, known as the 3 C’s

(Create, Co-living, and Conserve), whether in

the search for excellence in our processes, the

relationship, and generation of opportunities for

neighboring communities, or the development

of sustainable actions for our entire production

chain. Of the total solid waste generated in our

pulp production, 100% is recycled and reused

in our Circular Economy Hub, which uses waste

and discarded materials, transforming them into

new products for society. In all, 600 thousand

tons of waste are generated annually and transformed

into marketable products. In addition,

we adopt sustainable practices in other activities,

such as energy generation (84% of the

energy needed for pulp production is generated

by the industrial plant itself, from biomass) and

wastewater treatment. The water for the pulp

production process comes from Lake Guaíba,

and after its use, it goes through primary, secondary,

and tertiary treatments to be returned to

the Lake. CMPC was a pioneer in the use of this

technology and, today is among the more than

one thousand pulp plants present in the world,

where less than ten use similar practices, which

guarantees an excellent quality of the effluent.

Also, we produce many of the chemicals we

use in-house, such as calcium carbonate. Any

surpluses are sold to the market, to the food,

water treatment, cleaning product, plastics, and

rubber sectors. Finally, in 2019, we assumed a

commitment to reduce water use in industrial

processes by 25% and be a company with zero

landfill waste. It is also the Company’s goal that

there should be a 50% reduction in greenhouse

74


sanitários. Também é objetivo da companhia que

até 2030 haja a redução de 50% das emissões de

gases causadores de efeito estufa e que ocorra o

acréscimo de novos 100 mil hectares de área de

conservação.

Celulose: Quais os planos a curto e longo prazo

da empresa?

Mauricio: Atualmente nosso foco está em duas

iniciativas. A primeira é a execução do BioCMPC,

um projeto brownfield que já está ocorrendo na

unidade de Guaíba e possui previsão de conclusão

em novembro de 2023. O segundo projeto

que estamos direcionando esforços é o programa

de fomento florestal RS+Renda, como forma de

ampliar nossa base de plantios produtivos e inserir

o profissional do campo do Rio Grande do Sul em

nossa cadeia. Também alinhado à nossa estratégia

de longo prazo, estamos ampliando as iniciativas

voltadas à qualificação e formação de profissionais.

gas emissions and an increase of one hundred

thousand hectares of conservation areas by

2030.

Celulose: What are the Company’s short- and

long-term plans?

Harger: Currently, our focus is on two initiatives.

The first is the implementation of BioCMPC,

a brownfield project already taking place at

the Guaíba unit and is expected to be completed

in November 2023. The second project at

which we are directing efforts is the RS+Renda

forest promotion program as a way to expand

our base of productive plantations and insert

the Rio Grande do Sul field professional into

our production chain. Also aligned with our

long-term strategy, we are expanding initiatives

aimed at qualifying and training professionals.

For example, we recently launched the Operator

Training Program, a learning track built in


E N T R E V I S T A

Recentemente lançamos o Programa de Formação

de Operadores, uma trilha de aprendizagem

construída em parceria com o SENAI levando em

consideração as competências exigidas para atuar

em nossa operação industrial. Por meio dessa ação,

habilitamos jovens com curso técnico para atuarem

junto ao acompanhamento de processos da nossa

unidade.

Celulose: A sustentabilidade na produção e nos

produtos é chave para os planos da empresa?

Mauricio: A sustentabilidade é chave não só para

o negócio, mas para a vida das pessoas. Conservar

os recursos naturais é algo que faz parte do

nosso propósito. Hoje somos representantes da

bioeconomia e temos nossas operações baseadas

no conceito da economia circular. Acreditamos na

cocriação de iniciativas baseadas na geração de

valor compartilhado e trabalhamos para deixar um

legado à comunidade que nos cerca. É a partir desses

vetores que entendemos que a sustentabilidade

deve ser colocada em prática na sociedade.

Celulose: Como funcionam os investimentos em

pesquisa da CMPC?

Mauricio: A maioria dos nossos investimentos em

inovação, pesquisa e desenvolvimento tem sido

realizada para cada vez mais nos adaptarmos ao

conceito de indústria 4.0. Hoje contamos com a

Sala 4.0 de Inovação, espaço criado com o objetivo

de analisar, em um único local, todos os

processos e informações das operações da companhia,

com alta agilidade e precisão. A iniciativa

permite que sejam armazenados dados para serem

utilizados como subsídios na otimização de processos,

prevenção de falhas e mitigação de possíveis

impactos nas operações. O ambiente, que já está

em operação e recebeu novos investimentos em

2021, foi planejado com base em conhecimentos

partnership with Senai, considering the skills

required to work in our industrial operation.

Through this action, we enable young people

with a technical course to work alongside the

monitoring of processes of our unit.

Celulose: Is sustainability in production and

products key to the Company’s plans?

Harger: Sustainability is key to business and

people’s lives. Conserving natural resources is

something that is part of our purpose. Today, we

are representatives of the bioeconomy, and our

operations are based on the circular economy

concept. We believe in co-creating initiatives

based on generating shared value and working

to leave a legacy for the community around us.

From these vectors, we understand that society

must put sustainability into practice.

Celulose: How do CMPC research investments

work?

Harger: Most of our investments in innovation

and research and development have been made

to adapt to the industry 4.0 concept. Today,

we have Room 4.0 Innovation, a space created

to analyze, in a single place, all processes and

information of the Company’s operations, with

agility and precision. The initiative allows data

to be stored and to be used as subsidies in

process optimization, shutdown prevention, and

mitigation of possible impacts on operations.

The environment, which is already in operation

and received new investments in 2021, was

planned based on knowledge of Advanced

Analytics, Big Data, Machine Learning, and IoT,

aligned with the pillar of continuous improvement

of our operations. To use the available

resources in an increasingly rational way, CMPC

constantly improves its production processes.

O programa de fomento da CMPC não pretende substituir

as culturas já existentes, mas tem o objetivo de otimizar

o aproveitamento que os produtores fazem de suas

propriedades rurais

76


de Advanced Analytics, Big Data, Machine Learning

e IoT (Internet das Coisas), alinhado ao pilar

de melhoria contínua das nossas operações. Com

o objetivo de utilizar de maneira cada vez mais

racional os recursos disponíveis, a CMPC mantém

em constante aprimoramento seus processos produtivos.

Essa máxima também é utilizada pelo setor

florestal da companhia, que, por meio de pesquisa

e desenvolvimento, busca alternativas mais sustentáveis

para aplicar no dia a dia das operações.

Essas inovações passam pela regeneração de áreas

degradadas, aplicação mais eficiente de herbicidas,

menor consumo de água e pelo melhoramento

genético das espécies de eucaliptos plantadas.

Celulose: A CMPC está junto com o setor público

investindo em logística e transporte. Desenvolver

essas duas áreas pode alavancar o crescimento

da CMPC?

This maxim is also used by the Company’s forestry

segment, which, through research and development,

seeks more sustainable alternatives

to be used in the day-to-day operations. These

innovations include regenerating degraded

areas, more efficient application of herbicides,

lower water consumption, and genetic improvement

of planted eucalyptus species.

Celulose: CMPC and the Public Sector are

investing in logistics and transportation. Can

developing these two areas leverage CMPC

growth?

Harger: We understand that logistics is a critical

topic. Today, approximately 90% of the CMPC

industrial unit production reaches the municipality

of Rio Grande through the Lagoa dos

Patos. From a private port in our unit, we ship

pulp by barge from Guaíba to the Port of Rio

PROJETOS E EQUIPAMENTOS PARA O

TRATAMENTO DE ÁGUAS E EFLUENTES

Abrandadores

Reuso e Polimento

Estações de Tratamento

ETAs

Flotadores

HÁ 27 ANOS

A SOLUÇÃO CERTA

PARA SUA

NECESSIDADE

Contatos:

tecnosan@tecnosan.com.br

+55 (47) 3327-2108

(47) 99983-8331

Sistema de Aeração

CONFIRA OUTROS EQUIPAMENTOS: www.tecnosan.com.br


E N T R E V I S T A

Mauricio: Entendemos que logística é um tema

de grande importância. Hoje aproximadamente

90% da produção da unidade industrial da CMPC

chega até o município de Rio Grande por meio

da Lagoa dos Patos. Com um porto privado em

nossa unidade, carregamos celulose de barcaça de

Guaíba até o Porto do Rio Grande, onde a produção

é exportada. A mesma embarcação se desloca

descarregada até Pelotas, onde recebe madeira

que é plantada e colhida na região sul do Estado, e

retorna com carga até a unidade produtiva. O uso

racional da hidrovia para transporte de madeira e

celulose realizado pela CMPC evita que ocorram

100 mil viagens de caminhão por ano, impedindo

que ocorra a emissão de 56 mil toneladas de carbono

na atmosfera. Em 2021, a CMPC transportou

1,75 milhão de tonelada de celulose e 1,26 milhão

de m 3 (metros cúbicos) de madeira pela Lagoa dos

Patos.

Celulose: Como funciona o sistema de fomento

RS+Renda?

Mauricio: O RS+Renda é considerado um dos

primeiros negócios inclusivos de bioeconomia no

Brasil, pois estimula a silvicultura produtiva do

eucalipto, respeitando normas de um rigoroso

manejo florestal, além de contribuir para a diminuição

dos impactos do efeito estufa. O programa

de fomento da CMPC não pretende substituir as

culturas já existentes, mas tem o objetivo de otimizar

o aproveitamento que os produtores fazem de

suas propriedades rurais. Existem quatro modelos

de participação, conforme a localização da área, o

tamanho da propriedade e o grau de envolvimento

do produtor no cultivo. Independente do modelo,

a CMPC é responsável por disponibilizar as mudas,

proporcionar suporte técnico, realizar a colheita e

o transporte da madeira. Enquanto isso, o produtor

rural deve disponibilizar sua propriedade para a

silvicultura, além de obter e manter o licenciamento

ambiental. Ao acessar o site www.rsmaisrenda.

com.br, o produtor rural manifesta seu interesse e

preenche um pequeno formulário. A partir daí, ele

será contatado pela equipe de relacionamento do

programa, que iniciará uma conversa para encontrar

o melhor modelo de participação e formalizar

a adesão.

Grande, where production is exported. The

same vessel travels empty to Pelotas, where it

receives timber planted and harvested in the

Southern Region of the State and returns with

cargo to the production unit. The rational use

of the waterway to transport wood and pulp

carried out by CMPC avoids 100 thousand truck

trips per year, preventing the emission of 56

thousand tons of carbon into the atmosphere.

In 2021, CMPC transported 1.75 million tons

of pulp and 1.26 million m3 of wood through

Lagoa dos Patos.

Celulose: How does the RS+Renda system

work?

Harger: RS+Renda is considered one of the first

inclusive bioeconomy businesses in Brazil, as it

stimulates the productive forestry of eucalyptus,

respecting standards of strict forest management,

besides contributing to the reduction of

the impacts of the greenhouse effect. CMPC’s

development program is not intended to

replace existing crops but aims to optimize

producers’ use of their rural properties. There

are four participation models, depending on

the area’s location, the property’s size, and

the producer’s degree of involvement in the

cultivation. Regardless of the model, CMPC is

responsible for providing the seedlings, technical

support, harvesting, and transporting the

timber. Meanwhile, the rural producer must

make his property available for forestry and

obtain and maintain environmental licensing. By

accessing the website rsmaisrenda.com.br, the

rural producer expresses his interest and fills out

a small form. From there, he will be contacted

by the Program’s relationship team, who will

begin to discuss the best participation model

and formalize membership.

Celulose: In 2021, CMPC started BioCMPC

construction, considered the largest sustainability

project in Rio Grande do Sul. Can you

detail the plans for this project?

Harger: The BioCMPC Project foresees the

realization of important investments in operational

modernization, in addition to new environ-

78


Celulose: Em 2021 a CMPC iniciou as obras

do BioCMPC, tratado como o maior projeto de

sustentabilidade do Rio Grande do Sul. Pode

detalhar os planos desse projeto?

Mauricio: O projeto BioCMPC prevê a realização

de importantes investimentos em modernização

operacional, além de novas medidas de controle e

gestão ambiental. Além disso, o BioCMPC irá gerar

um relevante ganho de performance para a unidade

de Guaíba, por meio do aumento de aproximadamente

18% da capacidade produtiva, quando

comparado aos nossos resultados dos últimos 12

meses. A sustentabilidade está completamente

alinhada às ações de modernização, que resultam

na melhoria de grande parte dos resultados dos

indicadores de meio ambiente. De forma pioneira

no Brasil, a CMPC vai lançar o Centro de Controle

Ambiental, um espaço voltado a acompanhar em

tempo real a performance ambiental da empresa.

Será um local com tecnologia de ponta voltada a

acompanhar e monitorar nossa operação.

Celulose: Qual será seu legado à frente da

CMPC?

Mauricio: Acredito que meu legado ainda está

em construção, mas boa parte dele virá quando o

BioCMPC e o RS+Renda estiverem consolidados.

Por hora, fico feliz com algumas grandes vitórias,

como a forma como lidamos com a pandemia e

mantivemos nossos colaboradores em segurança

e empregados, e o alcance do recorde histórico

de produção da nossa indústria no Brasil, quando

ultrapassamos a marca de 2 milhões de toneladas

de celulose produzidas em 12 meses.

mental control and management measures. In

addition, BioCMPC will generate a significant

performance gain for the Guaíba unit through

an increase of approximately 18% in production

capacity compared to our results over the last

twelve months. Sustainability is fully aligned

with modernization actions, which result in the

improvement of environmental indicator performance.

In a pioneering way in Brazil, CMPC

will launch the Environmental Control Center,

a space aimed at monitoring in real-time the

Company’s environmental performance. It will

be a state-of-the-art location aimed at monitoring

our operations.

Celulose: What do you expect your legacy to

be as the head of CMPC?

Harger: I believe my legacy is still under

construction, but much of it will come when

BioCMPC and RS+Renda are consolidated. For

now, I am happy with several great victories,

such as the way we dealt with the pandemic

and kept our employees safe and employed,

and the achievement of the historical production

record of our Company in Brazil, when we

exceeded the mark of 2 million tons of pulp

produced in 12 months.

PRODUTOS INOVADORES

PARA A INDÚSTRIA PAPELEIRA

APTOS À INDÚSTRIA 4.0

®

(47) 3520-4300 (47) 99944-0911

WWW.RIOAR.IND.BR


C A L E N D Á R I O

SETEMBRO 2022

SINO FOLDINGCARTON

Data: 27 a 29

Local: Shenzen (China)

Informações: www.sino-foldingcarton.com/en-gb/

covid19updates.html

NOVEMBRO 2022

LONDON PULP WEEK 2022

Data: 06 a 11

Local: Londres (Inglaterra)

Informações: www.bwpa.org.uk/events/londonpulp-week/

OUTUBRO 2022

LIV CONGRESSO INTERNACIONAL DE

CELULOSE E PAPEL

Data: 04 a 06

Local: São Paulo (São Paulo)

Informações: https://abtcp2022.org.br/chamadade-trabalhos/

LATAM PAPER

Data: 16 a 18

Local: Lima (Peru)

Informações: www.latampaper.com/

PAPEREX SOUTH INDIA

Data: 23 a 25

Local: Nandambakkam Chennai (Índia)

Informações: https://southindia.paperex.in/en-GB

MIAC 2022

Data: 12 a 14

Local: Lucca (Itália)

Informações: www.miac.info/en/

TAPPI PEERS

Data: 30/10 a 02/11

Local: Rhode Island (EUA)

Informações: https://www.tappipeers.org/

NOVEMBRO 2022

PAPERWORLD

Data: 03 a 07

Local: Frankfurt (Alemanha)

Informações: https://paperworld.messefrankfurt.

com/frankfurt/en.html

ASSINE AS PRINCIPAIS

REVISTAS DO SETOR

E FIQUE POR DENTRO

DAS NOVIDADES!

FLORESTAL

PRODUTOS

INDUSTRIAL

BIOMAIS

INFORMAÇÃO

A ALMA DO NEGÓCIO!

LIGUE AGORA PARA NOSSA

CENTRAL DE ATENDIMENTO

0800 600 2038

Pagamento nos Cartões de Crédito

em até 3X sem juros

CELULOSE


29 DE NOVEMBRO

ÀS 19 HORAS

E D I Ç Ã O

VEM AÍ!

A N O S

Gostaria de participar do jantar do PRÊMIO REFERÊNCIA 2022?

Compre seu ingresso antecipado pelo whats: (41) 99968-4617 ou

pelo e-mail: comercial@revistareferencia.com.br

Vagas limitadas

Transmissão ao vivo em nosso canal:

@revistareferencia

PATROCINADORES:

ASSOCIAÇÃO DO COMÉRCIO E INDÚSTRIA DE

MADEIRAS E DERIVADOS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

SERRAS E FACAS INDUSTRIAIS

www

revistareferencia.com.br

comercial@revistareferencia.com.br


ACESSÓRIOS PARA

MÁQUINA DE PAPEL

Com mais de 30 anos de experiência, a Looking é

referência no mercado papeleiro no Brasil e

reconhecida por sua completa linha de acessórios de

alta qualidade, performance e inovação constante em

sua linha de produtos.

LK-5100

Chuveiro de corte de

folha transversal


SISTEMA DE DESAGUAMENTO

Caixas e tubos de sucção / Tampas / Réguas

SISTEMA DE RASPAGEM

Raspadores / Porta-lâminas / Lâminas

SISTEMA DE FILTRAGEM

De linha / By-pass / Gravitacional

SISTEMA DE LIMPEZA

Chuveiros / Osciladores / Bicos

AFIADORAS

Lâminas / Facas

(19) 3936.7800

looking@looking.com.br

www.looking.com.br

Hooray! Your file is uploaded and ready to be published.

Saved successfully!

Ooh no, something went wrong!