22.09.2022 Views

Celulose_57 - Opps_compressed

  • No tags were found...

Create successful ePaper yourself

Turn your PDF publications into a flip-book with our unique Google optimized e-Paper software.

Mauricio Harger, diretor geral da CMPC, é o entrevistado da edição<br />

Tecnologia aplicada<br />

Filme de celulose é<br />

solução para conservar<br />

alimentos<br />

Sustentabilidade<br />

Resíduos da produção de<br />

celulose são utilizados na<br />

fabricação de tijolos<br />

Energia e eficiência<br />

Caldeira industrial mescla tecnologia<br />

de ponta e personalização para<br />

garantir alto desempenho<br />

Energy and<br />

efficiency<br />

Industrial boiler merges<br />

cutting-edge technology<br />

and customization to<br />

ensure high performance


CALDEIRAS<br />

EQUIPAMENTOS<br />

INDUSTRIAIS<br />

AQUECEDORES DE<br />

FLUÍDO TÉRMICO


www.bremer.com.br<br />

H.Bremer, Há mais de<br />

75 anos gerando energia térmica<br />

para o mundo, com equipamentos de<br />

alto padrão tecnológico.<br />

A natureza<br />

agradece<br />

bremer@bremer.com.br<br />

Fax: (47) 3525-1975 | Tel: (47) 3531-9000<br />

R. Lilly Bremer, 322 - Bairro Navegantes<br />

Rio do Sul - Santa Catarina


CROMO DURO EM PRIMEIRO E SEGUNDO CILINDROS DA BATERIA DE SECAGEM<br />

E ROLOS GUIAS:


A PALMONT, ao longo de seus 20 anos, vem atuando com destaque na INDÚSTRIA NACIONAL na área da<br />

MONTAGEM ELETROMECÂNICA. Porém, a partir de 2012, iniciou o processo de consolidação na INDÚSTRIA DA<br />

CELULOSE, participando das grandes Obras GREENFIELD e/ou BROWNFIELD até o presente momento.<br />

Seguem alguns Projetos realizados ou em execução: PLANTA DE ÁCIDO SULFÚRICO (H2SO4); FORNO E<br />

CAUSTIFICAÇÃO (WLP); PÁTIO DE MADEIRA; GASEIFICAÇÃO; LINHA DE FIBRAS; BOP; BCTMP.<br />

Na busca incessante pela excelência no atendimento, concluímos em ABRIL/22 nossa UNIDADE FABRIL com<br />

estrutura completa para atender as demandas de Fabricação dos Projetos (Spool’s e Suportes), além dos<br />

constantes investimentos na: criação e manutenção de equipes altamente qualificadas, aquisição de<br />

equipamentos próprios (Guindastes, Muncks, Carretas, Plataformas Elevatórias, Ônibus, Veículos leves e<br />

outros), criação de filiais estratégicas, Centro de Manutenção e Distribuição, Certificação ISO<br />

9.001/14.001/45.001, adoção de práticas modernas com soluções técnicas personalizadas aplicadas nas<br />

Obras; culminando desta forma, na conclusão de 100% de todos os projetos realizados e com reconhecimento<br />

integral de seus clientes em relação a SEGURANÇA, QUALIDADE e PRAZOS.<br />

EXCELÊNCIA EM<br />

MONTAGEM ELETROMECÂNICA


Av. Profº Francisco Morato, 4826 | Vila Sônia - São Paulo - SP<br />

(11) 3751-4836 | comercial@palmont.com.br<br />

www.palmont.com.br


S U M Á R I O<br />

50 Tecnologia aplicada<br />

Do laboratório para o cotidiano<br />

From the laboratory to the everyday<br />

32 Principal<br />

Segurança e eficiência<br />

Safety and efficiency<br />

60 Prêmio REFERÊNCIA<br />

Painel Panorama da Madeira<br />

Timber Panorama Panel<br />

12<br />

12 Sumário<br />

14 Editorial<br />

16 Cartas<br />

18 Novidades<br />

38 Avanços e tecnologia<br />

Pesquisa e inovação<br />

Research and innovation<br />

42 Sustentabilidade<br />

Da celulose à construção<br />

From cellulose to construction<br />

46 Informe<br />

64 Artigo<br />

Aerogel sustentável<br />

Sustainable aerogel<br />

70 Entrevista<br />

Mauricio Harger<br />

80 Calendário


+<br />

Sistemas de Câmeras Papertech<br />

para Controle da Qualidade<br />

DEWATERING<br />

DEWATERING<br />

Software de Monitoramento de<br />

Quebras e Inspeção, câmeras, e<br />

iluminação<br />

Fornecedor preferido na indústria de Papel & <strong>Celulose</strong><br />

por mais de 25 anos<br />

A Papertech é o fornecedor líder do setor de sistemas de monitoramento de máquina<br />

Papertech, combinando captura de eventos de quebra (WMS) e inspeção da folha (WIS),<br />

ajuda os fabricantes de papel e tissue em todo o mundo a otimizar a qualidade do papel<br />

Seus Benefícios:<br />

encontra rapidamente a causa raíz de quebras e defeitos<br />

reduz o tempo de inatividade da máquina devido à quebras de folha<br />

manutenção fácil com componentes comuns do mercado<br />

iluminação WebLED de alta eficiência para todas as aplicações<br />

sistemas escaláveis para todas as aplicações de papel e tissue<br />

Energia & Performance<br />

Sistemas de Desaguamento<br />

Guias de Tecidos & Tensores<br />

Raspadores & Chuveiros<br />

Produtos Especiais<br />

Consumíveis de Engenharia<br />

Serviços Tecnológicos<br />

Para mais informações:<br />

IBS do Brasil Tecnologia em Papel Ltda.<br />

+55-19-99820-1055 • c.toledo@ibs-ppg.com.br<br />

www.ibs-ppg.com • www.papertech.ca


E D I T O R I A L<br />

REFERÊNCIA<br />

<strong>Celulose</strong> & Papel<br />

Excelência como identidade<br />

O mundo precisa de soluções sustentáveis. Isso é<br />

necessário para que um futuro de economia verde<br />

possa ser construído e desenvolvido. As pesquisas<br />

com celulose têm apresentado não apenas novas<br />

formas de ampliar a produção, mas também novos<br />

usos para uma matéria-prima tão abundante<br />

e versátil. A qualidade dos processos tem crescido<br />

junto com a produção, o que tem caracterizado esse<br />

mercado como uma verdadeira força motriz para<br />

essa nova economia, que além de ecologicamente<br />

correta, tem apresentado padrões de qualidade altíssimos,<br />

sendo um exemplo para outros setores. Nessa<br />

edição o leitor vai conhecer os detalhes das caldeiras<br />

da H. Bremer, que une tecnologia de ponta com<br />

personalização ideal para cada cliente, novidades<br />

do mercado de embalagens, uma pesquisa brasileira<br />

inovadora no uso da celulose, o aproveitamento<br />

dos resíduos da celulose no setor de construção<br />

civil e uma entrevista exclusiva com o presidente da<br />

CMPC, Maurício Harger, falando sobre a empresa e<br />

o mercado de celulose. Ótima leitura.<br />

Excellence as an identity<br />

The world needs sustainable solutions. They are<br />

necessary so that a green economy future can be built<br />

and developed. Cellulose research presents new ways<br />

to expand production and offers new uses for such<br />

an abundant and versatile raw material. The quality<br />

of pulp-making processes has grown along with<br />

production, characterizing this market as a driving<br />

force for this new economy. Besides being ecologically<br />

correct, they also present very high-quality standards,<br />

an example for other economic sectors. In this issue,<br />

the reader will learn the details of H Bremer’s boilers,<br />

which unite state-of-the-art technologies with ideal<br />

customization for each customer. This issue also contains<br />

news about the packaging market, innovative<br />

Brazilian research on the use of cellulose for packaging,<br />

and pulp-making waste used in the Building<br />

Construction Sector, as well as an exclusive interview<br />

with Maurício Harger, President of CMPC, talking<br />

about his Company and the pulp market. Pleasant<br />

reading.<br />

EXPEDIENTE<br />

JOTA EDITORA<br />

Diretor Comercial / Commercial Director: Fábio Alexandre Machado (fabiomachado@revistareferencia.com.br) • Diretor Executivo / Executive Director:<br />

Pedro Bartoski Jr (bartoski@revistareferencia.com.br) • Redação / Writing: Vinicius Santos - (jornalismo@revistareferencia.com.br) • Dep. de Criação<br />

/ Graphic Design: Fabiana Tokarski - Supervisão, Crislaine Briatori Ferreira, Me Hua Bernardi - (criacao@revistareferencia.com.br) • Midias Sociais<br />

/ Social Media: Andrew Holanda, Cainan Lucas • Tradução / Translation: John Wood Moore • Dep. Comercial / Sales Departament: Gerson Penkal,<br />

Carlos Felde (comercial@revistareferencia.com.br) • Fone: +55 (41) 3333-1023 • Representante Comercial: Dash7 Comunicação - Joseane Cristina<br />

Knop • Depto. de Assinaturas: Cristiane Baduy (assinatura@revistareferencia.com.br)<br />

A Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL é uma publicação da JOTA EDITORA<br />

Rua Maranhão, 502 Água Verde - Cep: 80610-000 - Curitiba (PR) - Brasil<br />

Fone/Fax: +55 (41) 3333-1023<br />

www.jotaeditora.com.br<br />

ASSINATURAS<br />

0800 600 2038<br />

Publicações Técnicas da JOTA EDITORA<br />

14<br />

Veículo filiado a:<br />

A Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL é uma publicação trimestral<br />

e independente, dirigida aos produtores e consumidores de bens e serviços<br />

em celulose e papel, instituições de pesquisa, estudantes universitários, orgãos<br />

governamentais, ONG’s, entidades de classe e demais públicos, direta e/ou<br />

indiretamente ligados ao segmento. A Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL<br />

não se responsabiliza por conceitos emitidos em matérias, artigos ou colunas<br />

assinadas, por entender serem estes materiais de responsabilidade de seus autores.<br />

A utilização, reprodução, apropriação, armazenamento de banco de dados,<br />

sob qualquer forma ou meio, dos textos, fotos e outras criações intelectuais da<br />

Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL são terminantemente proibidos sem<br />

autorização escrita dos titulares dos direitos autorais, exceto para fins didáticos.<br />

Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL is a quarterly and an independent publication<br />

directed at the producers and consumers of the good and services of the pulp and paper industry,<br />

research institutions, university students, governmental agencies, NGO’s, class and other entities<br />

directly and/or indirectly linked to the segment. Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL does not<br />

hold itself responsible for the concepts contained in the material, articles or columns signed by<br />

others. These are the exclusive responsibility of the authors, themselves. The use, reproduction,<br />

appropriation and databank storage under any form or means of the texts, photographs and<br />

other intellectual property in each publication of Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL is<br />

expressly prohibited without the written authorization of the holders of the authorial rights.


Nova fábrica de celulose<br />

no MS criará mais de 2000<br />

empregos<br />

C A R T A S<br />

Presidente da Veracel, fala sobre o presente e o futuro da empresa<br />

Economia<br />

Tecnologia<br />

Novos sistemas de logística<br />

otimizam o transporte de<br />

celulose<br />

A Revista da Indústria de <strong>Celulose</strong> e Papel www.celulosepapel.com.br<br />

Ano XV - n. 56 - 2022<br />

Pronta para o futuro<br />

Inauguração de nova fábrica<br />

abre portas para crescimento<br />

e conquista de novos mercados<br />

Ready for the future<br />

Inauguration of a new factory<br />

opens the door to growth and<br />

conquering new markets<br />

Capa da Edição 56 da<br />

Revista CELULOSE & PAPEL<br />

Imagem: reprodução Imagem: reprodução<br />

CAPA<br />

Por Paulo Fagundes, Guaíba (RS)<br />

O investimento estrangeiro no Brasil é muito relevante para todos nós. É<br />

uma vitória para nosso país a chegada dessa nova fábrica em um polo tão<br />

importante quanto a região de Campinas (SP).<br />

ENTREVISTA<br />

Por André Rossini, Jaú (SP)<br />

Gestão inteligente e inovadora é o que as empresas mais precisam e isso que<br />

Caio Zanardo demonstrou na entrevista. Muito sucesso nessa empreitada.<br />

TRANSPORTE/LOGÍSTICA<br />

Por Marcio Sodré, Campinas (SP)<br />

Essas soluções logísticas garantem o desenvolvimento da empresa de<br />

maneira mais rápida e efetiva, e valem todo o investimento.<br />

INOVAÇÃO<br />

Por Marília Pereira, Contagem (MG)<br />

É impressionante ver o que esses pesquisadores conseguem fazer com<br />

celulose. Cada dia mais podemos ver que ela é uma base para um<br />

futuro ecológico.<br />

Imagem: reprodução Imagem: reprodução<br />

Leitor, participe de nossas pesquisas online respondendo os e-mails enviados por nossa equipe de jornalismo.<br />

As melhores respostas serão publicadas em CARTAS. Sua opinião é fundamental para a Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL.<br />

revistareferencia@revistareferencia.com.br<br />

16


N O V I D A D E S<br />

Mercado<br />

apreensivo<br />

O Bradesco BBI rebaixou sua recomendação<br />

para Suzano de compra para venda e cortou<br />

seu preço-alvo de R$ 80 para R$ 56. A Klabin<br />

também foi afetada pela decisão da instituição<br />

financeira, que teve sua recomendação alterada<br />

de compra para neutra e cortou seu preço-alvo<br />

de R$ 37 para R$ 27. Essas mudanças foram<br />

baseadas em um cenário de queda nos preços<br />

da celulose em nível mundial. Para os analistas, a demanda será o principal fator para esse olhar pessimista<br />

para o setor, pois a demanda europeia deve diminuir materialmente devido à baixa em todas as economias do<br />

velho continente. O crescimento da demanda chinesa deve crescer pouco, impedindo algum desenvolvimento<br />

significativo nos preços dos produtos e das ações. Problemas da cadeia de suprimentos mundial começaram a<br />

diminuir, o que deve liberar gradualmente em torno de 1 milhão de toneladas de estoques de celulose flutuante<br />

ao longo do próximo ano. O banco prevê um excesso de oferta de celulose de cerca de 1,1 milhão de toneladas<br />

em 2023 e cerca de 2,1 milhões de toneladas em 2024, afetando diretamente o faturamento das empresas.<br />

Os analistas colocam a Klabin como a escolha preferida entre as ações do setor da América Latina, dada a<br />

resiliência dos resultados superiores e menor exposição direta aos preços da celulose. A empresa também está<br />

acelerando projetos de crescimento em 2023, o que deve contribuir para a geração de fluxo de caixa livre.<br />

Foto: divulgação<br />

Foto: divulgação<br />

Força para elas<br />

Agricultoras, meliponicultoras, pescadoras e marisqueiras<br />

têm fortalecido suas comunidades com projetos de<br />

trabalho coletivo no sul da Bahia apoiados pela Veracel<br />

<strong>Celulose</strong>. Organizados e com propósito firme, os grupos<br />

femininos na região da Costa do Descobrimento criaram<br />

alternativas de negócio e têm buscado o mercado, potencializando<br />

os resultados das comunidades assistidas. As<br />

marisqueiras de Belmonte trilham a mesma jornada de<br />

crescimento. Com apoio da empresa em 2020, conquistaram<br />

uma estrutura para o beneficiamento de frutos do mar que permitirá a venda do produto já limpo e<br />

embalado, ampliando seu preço de venda. Neste ano, o grupo formado por 40 mulheres está aprimorando a<br />

gestão da unidade de beneficiamento, com o suporte de uma consultoria profissional oferecida pela gigante do<br />

setor de celulose. Izabel Sousa, coordenadora de responsabilidade social da Veracel, explica que o desenvolvimento<br />

de uma região é um processo contínuo e, quando é feito em conjunto, as ações são potencializadas e<br />

se tornam ainda mais sustentáveis. “Essas mulheres são exemplos de como a união de talentos e aptidões pode<br />

realmente desenvolver negócios e agregar valor e renda, tanto para suas famílias e comunidades, como para a<br />

região sul da Bahia como um todo”, destaca Izabel.<br />

18


CLARIFICADOR<br />

As águas servidas no<br />

processo antes de<br />

serem destinadas ao<br />

tratamento final<br />

(Efluentes) são<br />

coletadas em um<br />

tanque pulmão e<br />

através de bomba será<br />

destinada ao<br />

Clarificador<br />

(CLARIFLOW) este<br />

equipamento tem a<br />

função de eliminar por<br />

micro flotação com<br />

auxílio de produtos<br />

químicos adequados e<br />

bomba especial com<br />

injetor de ar, os<br />

contaminantes e<br />

sólidos suspensos na<br />

água.<br />

www.metalservice.ind.br<br />

@metalservice.maquinas<br />

(47) 3520-1500 comercial@metalservice.ind.br<br />

Rua Jacó Finardi, 1700 - 89163-041 – Rio do Sul – SC


N O V I D A D E S<br />

Foto: divulgação<br />

20<br />

Planos<br />

traçados<br />

A ABAF (Associação Baiana das Empresas<br />

de Base Florestal) lançou a proposta do<br />

Plano Bahia Florestal 2023-2033, nos moldes<br />

de outros estudos que alguns Estados brasileiros<br />

já fizeram, a exemplo do Mato Grosso<br />

do Sul (MS), que em 10 anos, passou de 300<br />

mil ha (hectares) de florestas plantadas para<br />

1,3 milhão de ha e acaba de lançar novo<br />

planejamento para os próximos 10 anos.<br />

Na ocasião também aconteceu a cerimônia<br />

de posse dos Conselhos Diretor e Fiscal<br />

da ABAF. O Conselho Diretor, no período<br />

de 2022 a 2024, será presidido por Mariana<br />

Lisbôa, Líder Global de Relações Corporativas<br />

da Suzano S.A.. Além de Mariana Lisbôa,<br />

o Conselho Diretor é composto por Altair<br />

Negrello Junior (Bracell), Sebastião da Andrade<br />

(Ferbasa), Márcio Penteado Geromini<br />

(Caravelas Florestal) e Renato Gomes Carneiro<br />

Filho (Veracel).<br />

O Conselho Fiscal é composto por Fernando<br />

Guimarães (Bracell), Itamar da Silva<br />

Barros (Veracel), Joice Grave (Suzano), Mouana<br />

Sioufi Fonseca (Bracell) e Tayane Antonia<br />

Santana Pessoa (Ferbasa). A diretoria executiva<br />

permanece com Wilson Andrade.<br />

Novidade para<br />

o consumidor<br />

A Irani Papel e Embalagem está desenvolvendo<br />

em parceria com a Papirus, uma das maiores<br />

fabricantes de papelcartão do mercado brasileiro,<br />

uma nova solução sustentável e renovável destinada<br />

ao mercado de delivery, take away e fast food: a<br />

Vitabox. O produto é um marco na história de Irani<br />

e Papirus já que, pela primeira vez, duas empresas<br />

complementares se uniram para trabalharem juntas<br />

em prol de uma solução sustentável e renovável. O<br />

desenvolvimento da Vitabox teve início em março<br />

de 2020, no início da pandemia, justamente para<br />

atender um novo momento da marca Cheftime.<br />

A embalagem é composta por papelcartão nos<br />

recipientes internos e papelão ondulado na caixa<br />

externa. A solução é 100% reciclável, os potes<br />

foram produzidos com fibras proveniente de base<br />

florestal renovável e a caixa externa foi desenvolvida<br />

com matéria-prima reciclada, oriunda de aparas<br />

de papelão ondulado pós-consumo. Além disso,<br />

a Vitabox faz parte de uma verdadeira cadeia de<br />

economia circular, podendo retornar ao processo<br />

produtivo para se transformar em novas embalagens.<br />

Para permitir o acondicionamento de produtos<br />

frescos, inclusive de congelados, em um mesmo<br />

recipiente, e garantir que cheguem totalmente preservados<br />

ao consumidor, foi realizado um trabalho<br />

de desenvolvimento e inovação com a participação<br />

de ambas as empresas. A proposta é oferecer aos<br />

clientes uma embalagem prática e personalizada<br />

para o transporte de kits gastronômicos, que mantenha<br />

a qualidade dos ingredientes e produtos.<br />

Imagem: divulgação


N O V I D A D E S<br />

Trabalho reconhecido<br />

A Smurfit Kappa, uma das principais fornecedoras de embalagens<br />

sustentáveis do mundo, foi reconhecida como uma das empresas mais<br />

inovadoras do Brasil na categoria de Papel e <strong>Celulose</strong> pelo ranking da<br />

revista: Valor Inovação Brasil. A pesquisa, conduzida pela PwC Strategy&<br />

em conjunto com o jornal Valor Econômico e com o apoio da ANPEI<br />

(Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras),<br />

avalia grupos de 150 empresas de diferentes setores de acordo<br />

com os investimentos em inovação, melhores práticas, destaque da<br />

empresa no mercado, patentes e outros indicadores. O reconhecimento<br />

é um reflexo das ações trabalhadas nos últimos anos pela Smurfit Kappa.<br />

Entre 2021 e 2022, a empresa ampliou a atuação em pesquisa e desenvolvimento<br />

para promover soluções cada vez mais inovadoras, priorizando uma abordagem única e sustentável<br />

para a produção de suas soluções de embalagem. No período, a companhia impulsionou o trabalho de co-criação<br />

com clientes e designers nos centros de experiência e o uso de ferramentas proprietárias exclusivas a fim de<br />

promover uma boa experiência para consumidores de diversos segmentos. Manuel Alcalá, CEO da Smurfit Kappa<br />

no Brasil, afirmou que a inovação, assim como a sustentabilidade, está intrínseca em tudo o que a Smurfit Kappa<br />

faz, seja nas soluções que a companhia oferece, nas diversas ferramentas digitais nas quais apoiamo-nos e no<br />

modelo de trabalho de criação coletiva. Esse reconhecimento fortalece o compromisso da empresa em continuar<br />

inovando. “Essa temática permanecerá como um dos nossos principais pilares nos próximos anos pois, por meio<br />

dela, temos um diferencial competitivo e contribuímos cada vez mais para a evolução do mercado brasileiro de<br />

embalagens sustentáveis”, destacou Manuel.<br />

Foto: divulgação<br />

C<br />

M<br />

Y<br />

CM<br />

MY<br />

CY<br />

CMY<br />

Foto: divulgação<br />

Economia acelerada<br />

Fomentar iniciativas que estimulem a criação e o fortalecimento<br />

de negócios locais em São Mateus (ES) e em Conceição<br />

da Barra (ES), contribuindo para a geração de trabalho e renda.<br />

Este é o objetivo do Edital de Ideias e Projetos que a Suzano,<br />

referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos<br />

a partir do cultivo de eucalipto, destinando R$ 4 milhões aos<br />

projetos que vierem a ser selecionados. A iniciativa faz parte do<br />

programa de Incubação e Aceleração de Negócios e Empreendedores<br />

Locais. A iniciativa da Suzano conta com a parceria da<br />

Transforma.ai, instituição especializada na gestão estratégica de<br />

investimentos sociais privados, desenvolvimento local e educação<br />

ambiental. O objetivo é desenvolver ideias e projetos de organizações da sociedade civil, cooperativas,<br />

pequenas empresas, MEIs (microempreendedores individuais) e grupos organizados não formais com foco na<br />

geração de trabalho e renda. Os projetos apoiados devem se enquadrar em uma das áreas abrangidas: Produção<br />

Rural Sustentável, Empreendedorismo ou Conservação Ambiental. Ao se inscrever, os grupos devem considerar<br />

projetos que já estejam realizando ou que gostariam de realizar em suas respectivas comunidades. Além do<br />

aporte financeiro, o edital prevê um ciclo de formação em Empreendedorismo e Gestão de Negócios para os<br />

representantes das iniciativas contempladas.<br />

K<br />

22


N O V I D A D E S<br />

Foto: divulgação<br />

Economia<br />

circular<br />

O Ritagli, papel de alta performance composto<br />

por 50% material reciclado, sendo 30% provenientes<br />

de embalagens descartadas, da Ibema, ampliou<br />

seu potencial de captação de resíduos. O trabalho<br />

necessário para a fabricação deste produto beneficia<br />

não apenas o meio ambiente, mas também todas as<br />

famílias que tiram seu sustento com esse trabalho.<br />

Por meio de uma cadeia de supply chain inteligente<br />

e de parceiros que permitem colocar a economia<br />

circular em prática, foram 2,6 mil toneladas<br />

de material pós-consumo reciclado em 2021, e a<br />

previsão para 2022 é ainda maior, devido a mudanças<br />

de produção, e pode alcançar até 5 mil toneladas.<br />

No cálculo, entram aparas pós-consumo de<br />

cartões, papéis e ondulados que iriam para o lixo,<br />

pois já serviram ao seu propósito. Para chegar a esse<br />

montante, a Ibema fez parcerias com startups, que<br />

desenvolvem, com muita criatividade, maneiras de<br />

captar o que iria para o lixo e levar de volta à fábrica<br />

de forma rastreável – a verdadeira economia circular<br />

que embala o futuro e gera renda para inúmeras<br />

famílias. Andrea Pegorini Lacerda, a gerente de meio<br />

ambiente da Ibema, comenta que o produto já se<br />

consolidou no mercado, pois tem alta performance<br />

e atende vários setores, como farmacêutico, cosméticos<br />

e varejo em geral. ”Para aumentar o alcance<br />

desse projeto, temos feito parcerias com startups e<br />

grandes marcas que permitem potencializar o contato<br />

com as fontes desse resíduo e resgatá-lo com<br />

agilidade”, explica Andrea.<br />

24<br />

Formando<br />

o futuro<br />

As primeiras turmas do DesEnvolve, programa<br />

criado pela WestRock, empresa fornecedora de embalagens<br />

sustentáveis de papelão ondulado, iniciaram<br />

as aulas em maio. Cento e uma pessoas foram<br />

aprovadas para a formação profissionalizante gratuita<br />

oferecida pela empresa em parceria com SESI/SE-<br />

NAI e SEST/SENAT, e apoio da FIESC (Federação das<br />

Indústrias do Estado de Santa Catarina). A meta era<br />

oferecer oportunidade para pessoas em situação de<br />

vulnerabilidade social, com vagas específicas: 50%<br />

mulheres e 40% para pessoas pretas e pardas. Ao<br />

todo, 497 pessoas se inscreveram no programa que<br />

tem por objetivo promover capacitação profissionalizante<br />

para que elas estejam aptas a atuar nas áreas<br />

de papel/celulose e florestal, afirma Cynthia Wolgien,<br />

diretora de Comunicação Corporativa, Sustentabilidade<br />

e Responsabilidade Social da WestRock, explica<br />

que a grande procura da comunidade nesses cursos,<br />

só reforça o quanto são necessárias ações afirmativas<br />

que proporcionam o aprendizado. “O programa<br />

DesEnvolve veio para contribuir para ajudar a mudar<br />

esta realidade”, ressalta Cynthia.<br />

Os alunos e alunas já estão participando dos<br />

cursos de formação em Assistente de Tratamento de<br />

Efluentes, Operadora/Operador de Máquinas Florestais,<br />

Operadora/Operador de Processo em Fabricação<br />

de <strong>Celulose</strong>/Papel e Condutores(as) de Veículos de<br />

Transporte de Carga Indivisíveis. Todos as pessoas<br />

participantes são moradoras de Três Barras (SC), Canoinhas<br />

(SC) e São Mateus do Sul (PR). A expectativa<br />

é que, ainda neste ano, o programa ofereça formações<br />

técnicas e profissionalizantes a médio prazo.<br />

Foto: divulgação


N O V I D A D E S<br />

Sustentabilidade<br />

e boa música<br />

Para marcar sua estreia no Rock in Rio Brasil, a Suzano levou à<br />

Cidade do Rock uma árvore cenográfica com mais de 6m (metros)<br />

de altura feita com 9 mil copos de papel. A ação da companhia,<br />

que é a parceira oficial de Sustentabilidade do evento, simboliza<br />

seu Propósito Organizacional de: Renovar a Vida a partir da Árvore.<br />

A ativação é uma representação artística do que a natureza pode<br />

oferecer, com inovações e produtos sustentáveis que podem surgir<br />

a partir dessa matéria-prima de origem renovável. Ela também<br />

remete à importância de restaurar e conservar as florestas nativas,<br />

alinhada com a atuação da Suzano, que hoje conta com mais de 1 milhão de ha (hectares) de áreas destinadas<br />

à conservação. A árvore foi desenvolvida pela 1.2.3.5.8, sistema de marketing de valor compartilhado, em<br />

parceria com a Urbn Produções e o ateliê de projetos de arquitetura e cenografia Estúdio Chão. Ela contou com<br />

iluminação especial e interativa para o público que participar da dinâmica da ativação. Os copos que compõem<br />

a copa da árvore são feitos com o Bluecup, primeiro papelcartão brasileiro desenvolvido especialmente para<br />

a produção de copos de papel. Além de ter sua origem de base renovável, o papel da Suzano é um material<br />

reciclável, e tem uma versão biodegradável, o Bluecup Bio, feito integralmente a partir de eucaliptos plantados<br />

para esse fim, assim como todos os outros produtos do portfólio da companhia. Outro benefício do produto é o<br />

fato de que, enquanto cresce, a árvore plantada tem um importante papel na retirada de carbono da atmosfera,<br />

contribuindo assim para a menor incidência de gases do efeito estufa no ar.<br />

Foto: divulgação<br />

Foto: divulgação<br />

Reconhecimento<br />

Em cerimônia realizada em Porto Alegre, a CMPC foi<br />

agraciada duas vezes no Prêmio Exportação Rio Grande do<br />

Sul, promovido pela ADVB (RS). Após conquistar a honraria<br />

na categoria Madeiras e Derivados, a companhia foi a única<br />

empresa a receber a distinção especial Diamante Exportador<br />

nessa edição, que homenageia as organizações que venceram<br />

10 vezes o prêmio ao longo dos anos. A premiação é<br />

a maior condecoração do segmento exportador na região<br />

sul e destaca as empresas que são referências em seus nichos de atuação, fomentando o crescimento do Rio<br />

Grande do Sul como Estado forte na exportação de produtos e matérias-primas para o mundo todo. Mauricio<br />

Harger, diretor-geral da CMPC no Brasil, afirmou que nos últimos 10 anos, a CMPC aumentou suas exportações<br />

em 500%, com a conclusão do Projeto Guaíba 2 e seguirá crescendo no Rio Grande do Sul, atualmente com o<br />

projeto BioCMPC. Para o diretor-geral, esse é o papel da comunidade empresarial gaúcha: contribuir para que o<br />

Estado retome o protagonismo na economia brasileira “É com muito orgulho que recebemos a distinção exportador<br />

diamante. Esse é um reconhecimento não só para a CMPC, mas para todo o empreendedor que supera<br />

obstáculos para colocar nossos produtos no exterior”, agradeceu Maurício.<br />

26


INOX CONEXÕES com grande história e tradição, atua há 26 anos no<br />

segmento de conexões, tubos, válvulas e acessórios em aço inoxidável,<br />

aço carbono e ligas de aço. Localizada em São Paulo, tem como objetivo<br />

atender a toda e qualquer necessidade de seus clientes nos mais diversos<br />

segmentos: Indústria química, alimentícia, farmacêutica, papel e celulose, óleo e<br />

gás. Composta por profissionais qualificados, trabalhamos visando a satisfação de<br />

nossos clientes. Dispomos de um sistema de gestão conforme norma ISO 9001, e somos<br />

qualificados no sistema CRC da Petrobras.<br />

R. Ijucapirama, 98 Jardim Santa Teresinha | São Paulo - SP<br />

(11) 2723 2020 | contato@inoxconexoes.com.br<br />

www.inoxconexoes.com


N O V I D A D E S<br />

Foto: divulgação<br />

Redução de poluentes<br />

A busca pela redução do uso de combustíveis fósseis é urgente e um grande desafio para o setor<br />

industrial. No setor de papel e celulose, o gás natural é utilizado no processo de calcinação que ocorre<br />

no forno de cal (processo térmico que transforma carbonato de cálcio em óxido de cálcio). Entretanto,<br />

apesar de ser uma alternativa ambientalmente mais favorável em comparação com os demais derivados<br />

de petróleo, o gás também é de origem fóssil.<br />

Na Veracel <strong>Celulose</strong> esse tema é prioridade. A companhia acaba de realizar uma série de melhorias<br />

em seus processos de produção, com redução de cerca de 13% no consumo anual de gás natural. Esta<br />

melhoria, resulta em ganhos ambientais significativos: 6 milhões de m 3 (metros cúbicos) de gás natural<br />

por ano deixarão de ser queimados. Isto equivale a deixar de emitir para a atmosfera 12.400 tCO 2<br />

eq<br />

(toneladas de gás carbônico equivalente).<br />

Para atingir esse resultado, a companhia realizou um conjunto de ações e melhorias de processos<br />

relacionados com o ciclo de recuperação química que faz parte da produção da celulose na fábrica.<br />

Com essa revisão de fluxos, as equipes identificaram que era possível utilizar mais hidrogênio e metanol<br />

como combustíveis auxiliares, reduzindo assim o uso de gás natural. Atualmente a Veracel utiliza<br />

26% de combustíveis auxiliares no forno de cal (metanol e hidrogênio) e 74% de combustível fóssil (gás<br />

natural).<br />

O gás hidrogênio já é gerado dentro da fábrica, no processo de produção de dióxido de cloro. Este<br />

processo é realizado pela Nouryon, empresa química que fica localizada dentro da fábrica da Veracel<br />

<strong>Celulose</strong> e que fornece o gás para a queima no forno de cal. O metanol, derivado da madeira e, portanto,<br />

de origem orgânica, é destilado e purificado na área da evaporação, a partir da água dos licores<br />

gerados no processo de produção da celulose. O projeto estudou a redução da sua densidade para<br />

melhorar a qualidade do combustível e aumentar sua pureza, com maior eficiência no uso. Portanto, é<br />

outro combustível gerado dentro da própria fábrica da Veracel que passou a ser mais bem aproveitado<br />

a partir dos estudos do projeto.<br />

28


Implementos Rodoviários<br />

QUALIDADE,<br />

CONFIABILIDADE E<br />

FUNCIONALIDADE<br />

Fabricamos seu caminhão pipa sob medida!<br />

•ASPERSORES | LATERAIS E TRASEIROS<br />

•CANHÃO | COMBATE INCÊNDIO<br />

•PIPA | 8 A 25 MIL LITROS<br />

•LAVA PISTA<br />

flamarltda.com.br (31) 9.9988-1806 | (31) 3822-7989<br />

@Flamarltda | R. Laguna, 495 | Veneza, Ipatinga - MG


N O V I D A D E S<br />

Nova fábrica<br />

A Klabin anunciou investimento de R$ 1,6 bilhão para a construção de uma unidade de embalagens<br />

de papelão ondulado, em Piracicaba (SP). A nova fábrica está prevista para entrar em operação<br />

no segundo trimestre de 2024 e terá capacidade de produção anual de 240 mil toneladas de papelão<br />

ondulado. O desembolso terá início ainda em 2022 e deve se estender até 2024, sendo financiado<br />

pela posição de caixa da Companhia. Com o startup da fábrica e demais projetos de expansão em<br />

embalagens já anunciados pela empresa, a Klabin passará a ter capacidade instalada de aproximadamente<br />

1,3 milhão de toneladas de embalagens de papelão ondulado por ano, consolidando a sua<br />

posição de líder do segmento no Brasil e reforçando o seu modelo de negócio integrado, diversificado<br />

e flexível.<br />

O Projeto Figueira, como foi nomeado, está alinhado ao que há de mais moderno em termos de<br />

tecnologia, para garantir eficiência operacional e proporcionar a otimização das operações da Klabin.<br />

O escopo contempla, inicialmente, a instalação de duas máquinas onduladeiras e nove impressoras.<br />

A unidade fabril será instalada em um terreno de 950 mil m 2 (metros quadrados), espaço que oferece<br />

condições físicas para receber projetos futuros de ampliação de papel reciclado e embalagens de<br />

papelão ondulado.<br />

Douglas Dalmasi, diretor do Negócio de Embalagens da Klabin, explica que o setor de papelão<br />

ondulado está inserido em segmentos essenciais como o de alimentos, que cresce historicamente<br />

acima do PIB (Produto Interno Bruto) e tem sido impulsionado, nos últimos anos, pela tendência de<br />

hábitos de consumo mais sustentáveis e pelo e-commerce. “A Klabin está construindo uma importante<br />

trajetória em embalagens sustentáveis, antecipando tendências de mercado e, principalmente, se<br />

preparando para atender às demandas futuras. A construção desta unidade de alta produtividade e<br />

com novas tecnologias é mais um marco deste ciclo de expansão, reforçando nosso compromisso de<br />

abastecer o crescimento de nossos clientes e seus novos produtos e aumentando nossa atuação no<br />

sudeste, o maior mercado consumidor do país”, afirma Dalmasi.<br />

Foto: divulgação<br />

30


http<br />

<br />

or


32<br />

P R I N C I P A L


SEGURANÇA<br />

E EFICIÊNCIA<br />

CALDEIRA UNE ALTA EFICIÊNCIA, SEGURANÇA E<br />

TECNOLOGIA DE PONTA PARA O SETOR PAPELEIRO<br />

Fotos: Moretti Fotos<br />

Aindústria de celulose e papel é uma<br />

das que mais cresce no país e se estabeleceu<br />

como uma das maiores do<br />

mundo. O mercado consumidor demanda<br />

cada dia mais por produtos e a<br />

indústria, por sua vez, busca qualidade<br />

nos fornecedores para continuar a expansão do setor.<br />

Para atender o setor papeleiro com excelência a H.<br />

Bremer produz a caldeira Aquatubular Lignodyn, que<br />

garante máxima eficiência durante a operação.<br />

A H. Bremer é uma empresa com mais de 76 anos<br />

de tradição no mercado de caldeiras e aquecedores<br />

de óleo térmico. Fundada na cidade de Rio do Sul<br />

(SC), a empresa familiar começou como uma pequena<br />

oficina com apenas 5 pessoas e hoje emprega<br />

aproximadamente 170 colaboradores. Atualmente a<br />

H. Bremer fornece equipamentos para indústrias de<br />

diversos segmentos, como papel e celulose, madeireiro,<br />

compensados, têxtil, alimentício e tantos outros.<br />

Safety and<br />

efficiency<br />

BOILER BRINGS HIGH EFFICIENCY, SAFETY,<br />

AND STATE-OF-THE-ART TECHNOLOGY TO<br />

THE PAPER MAKING SECTOR<br />

T<br />

he Pulp and Paper Sector is one of the fastest growing<br />

in Brazil and has established itself as one of<br />

the largest in the world. The consumer market increasingly<br />

demands products, and the Sector, in<br />

turn, seeks quality in suppliers to continue the Sector’s expansion.<br />

To serve the Paper Making Sector with excellence,<br />

H. Bremer has produced the Aquatubular Lignodyn boiler,<br />

which guarantees maximum efficiency during operation.<br />

33


P R I N C I P A L<br />

EQUIPAMENTO DE PONTA<br />

A caldeiras Aquatubulares Lignodyn são equipadas<br />

com sistema de grelha refrigerada, com um sistema<br />

de controle de combustão e injeção eletrônica do<br />

combustível, oferecendo ao usuário condições máximas<br />

de performance, independente da carga ou condição<br />

da produção. O gerente de engenharia Moacir<br />

Junges, explica que a caldeira é um projeto de origem<br />

europeia, mas que passou por adequações para atender<br />

o mercado nacional. “Os primeiros projetos foram<br />

transferidos para o Brasil onde foram executadas<br />

adequações para tropicalização de materiais e processos<br />

de fabricação de acordo com as tecnologias e<br />

materiais aqui disponíveis”, descreve Moacir.<br />

Lignodyn: a H. Bremer ressalta que seu equipamento<br />

é com sistema aquatubular, monodrum e se<br />

diferencia entre os demais equipamentos por diversos<br />

pontos. O primeiro deles é ser projetado com<br />

uma fornalha aquatubular em paredes membranadas<br />

com maior concentração de tubos por área e assim<br />

maior superfície de irradiação, proporcionando melhores<br />

respostas em variações bruscas de demanda<br />

de vapor. A fornalha é construída com maior volume<br />

específico por unidade de energia, o que resulta em<br />

maior tempo de residência dos gases e como resultado,<br />

uma queima mais completa com baixíssimo teor<br />

de monóxido de carbono e óxido nitroso nos gases,<br />

resultando assim, em melhor eficiência de combustão<br />

e menores emissões de poluentes.<br />

H. Bremer is a company with 76 years of tradition in the<br />

market supplying oil-boiler and based heaters. Founded in<br />

the city of Rio do Sul (SC), the family business started as a<br />

small workshop with only five people and, today, employs<br />

close to 170. Currently, the Company supplies equipment<br />

for industries in many different sectors, such as pulp and<br />

paper, lumber, textiles, plywood, and many others.<br />

STATE-OF-THE-ART EQUIPMENT<br />

The Aquatubular Lignodyn boilers are equipped with a<br />

cooled grill system, a combustion control system, and electronic<br />

fuel injection, offering the user maximum performance<br />

conditions, regardless of load or production conditions.<br />

Moacir Junges, Engineering Manager for the Company, explains<br />

that the boiler has European origins but has undergone<br />

adjustments to serve the domestic market. “The first<br />

designs were transferred to Brazil where adaptations were<br />

executed for tropicalization of materials and manufacturing<br />

processes according to the technologies and materials available<br />

here,” describes Engineering Manager Junges.<br />

For the Aquatubular Lignodyn Boiler, H. Bremer highlights<br />

that the design of the equipment uses the mono-drum<br />

water tube system and is different from other equipment on<br />

many factors. The first is the design of a water tube furnace<br />

with membrane walls with a higher concentration of tubes<br />

per area and, thus, a greater irradiation surface, providing<br />

better responses to sudden variations of steam demand.<br />

The furnace is built with a higher specific volume per unit of<br />

energy which results in longer gas residence times and, as<br />

34


36<br />

P R I N C I P A L


37


A V A N Ç O S E T E C N O L O G I A<br />

Pesquisa<br />

e inovação<br />

Acelulose é chave para um desenvolvimento tecnológico e econômico<br />

mundial. Pode parecer uma afirmativa exagerada, mas por se tratar<br />

de um material abundante, a celulose tem sido utilizada em uma<br />

série de estudos das mais variadas áreas, oferecendo soluções que<br />

vão dos cuidados com a saúde, até mesmo soluções para garantir a<br />

produção de alimentos. Confira na sequência a utilização de celulose<br />

para substituição de articulações no joelho desenvolvida pela Universidade de<br />

Duke e uma opção de plantio encontrada pela Universidade de Estocolmo, que<br />

diminui em 80% o tempo de produção de celulose no hemisfério norte.<br />

Research and<br />

Innovation<br />

C<br />

ellulose is a key to global technological and economic development. It may<br />

seem like an exaggerated statement, but because it is an abundant material,<br />

cellulose has been used in a series of studies in the most focused areas, offering<br />

solutions ranging from health care to ensuring food production. For example,<br />

check out the use of cellulose for the replacement of joints in the knee developed by Duke<br />

University and a planting option found by Stockholm University, which decreases by 80%<br />

the time of pulp production in the northern hemisphere.<br />

38


Produção acelerada<br />

Pesquisadores da Universidade de Estocolmo<br />

e da Universidade Sueca de Ciências<br />

Agrícolas desenvolveram uma nova cadeia<br />

de valor para a produção de têxteis e biocombustíveis<br />

a partir de choupos de rápido<br />

crescimento. Ao aplicar catálise sustentável<br />

nesses álamos cultivados em terras marginais<br />

em climas nórdicos, a demanda por algodão<br />

pode ser reduzida. Consequentemente, áreas<br />

consideráveis de terras agrícolas produtivas<br />

podem ser convertidas do algodão para<br />

a produção de alimentos.<br />

Embora o algodão seja um biomaterial,<br />

o cultivo do algodão não é sustentável. O<br />

Mar de Aral, que desapareceu em poucas<br />

décadas, é um caso trágico, mas ilustrativo,<br />

da imensa demanda de água para o cultivo<br />

do algodão. Em contraste, nas paisagens<br />

nórdicas de sequeiro, a fibra têxtil é produzida<br />

sem irrigação.<br />

SLU, a Universidade Sueca de Ciências<br />

Agrícolas, desenvolveu novos clones de<br />

álamo que têm crescimento superior em<br />

terras marginais nas latitudes do norte. Essas<br />

árvores atingem o crescimento completo em<br />

20 anos, em comparação com 50-100 anos<br />

para as árvores florestais atuais. Anneli Adler,<br />

pesquisadora do SLU e primeira autora<br />

de um artigo publicado na revista científica<br />

Joule diz: “Dei o nome a esses clones de<br />

SnowTiger, porque eles crescem rápido em<br />

rotações curtas em climas do norte. Eles são:<br />

os Eucaliptos Nórdicos”, descreve Anneli.<br />

Joseph Samec, professor de Química<br />

Orgânica da Universidade de Estocolmo e<br />

principal autor correspondente do artigo<br />

afirma que toda a árvore é convertida em<br />

produtos de alto valor, onde a celulose se<br />

transforma em fibra têxtil enquanto a hemicelulose<br />

e a lignina são transformadas em<br />

um biocombustível avançado. “Isso é digno<br />

de nota como menos de 50% da madeira é<br />

refinada em fibra têxtil com as tecnologias<br />

atuais de celulose, enquanto o restante é<br />

queimado a um valor baixo”, completa<br />

Joseph.<br />

Accelerated production<br />

Scientists from Stockholm University and the Swedish University of<br />

Agricultural Sciences have developed a new value chain for producing<br />

textiles and biofuels from fast-growing poplars. By applying sustainable<br />

catalysis to poplar trees grown on marginal land in Nordic climates, the<br />

demand for cotton can be reduced. Consequently, considerable areas<br />

of productive agricultural land can be converted from cotton to food<br />

production.<br />

Although cotton is a biomaterial, cotton cultivation is not sustainable.<br />

The Aral Sea, which disappeared in a few decades, is a tragic but<br />

illustrative case of the immense demand for water for cotton cultivation.<br />

In contrast, textile fiber is produced without irrigation in rain-fed Nordic<br />

landscapes.<br />

The Swedish University of Agricultural Sciences (SLU) has developed<br />

new poplar clones that have superior growth in marginal lands in the<br />

northern latitudes. These trees reach full development in 20 years,<br />

compared to 50-100 years for today’s trees. Anneli Adler, SLU scientist<br />

and first named author of an article published in the scientific journal<br />

Joule says: “I named these clones, SnowTiger because they grow fast in<br />

short rotations in northern climates. They are: the Nordic Eucalyptus,”<br />

says the Scientist.<br />

Joseph Samec, Professor of Organic Chemistry at Stockholm University<br />

and lead corresponding author of the paper, says that the entire<br />

tree is converted into high-value products, where cellulose can be<br />

turned into a textile fiber. At the same time, hemicellulose and lignin are<br />

transformed into advanced biofuel. “This is noteworthy as less than 50<br />

percent of the wood is refined in textile fiber with current pulp technologies,<br />

while the rest is burned to a low value,” adds the Professor.<br />

Foto: Almir Karacic<br />

39


40<br />

Foto: Benjamin Wiley, Duke University


www.equimapel.com.br<br />

equimapel@equimapel.com.br (47) 3327-0087<br />

Blumenau - SC - Brasil


S U S T E N T A B I L I D A D E<br />

DA CELULOSE<br />

À CONSTRUÇÃO<br />

COM SUBPROTUDO DA FABRICAÇÃO DE<br />

CELULOSE, INDÚSTRIAS CERÂMICAS SUBSTITUEM<br />

10 MIL TONELADAS POR ANO DE ARGILA NO<br />

PROCESSO PRODUTIVO<br />

Fotos: divulgação<br />

FROM CELLULOSE<br />

TO CONSTRUCTION<br />

USING A BYPRODUCT OF PULP<br />

MANUFACTURING, CERAMIC BRICK<br />

PRODUCERS REPLACE 10 THOUSAND TONS PER<br />

YEAR OF CLAY IN THEIR PRODUCTION PROCESS<br />

42


Transformar subprodutos do processo<br />

fabril em novos produtos, promovendo<br />

a economia circular e evitando que eles<br />

sejam destinados para aterros. Este é o<br />

resultado de mais um projeto sustentável<br />

desenvolvido pelo Centro de Tecnologia<br />

da Klabin, maior produtora e exportadora de<br />

papéis para embalagens do Brasil e líder na produção<br />

de embalagens de papel. O processo, que está<br />

sendo desenvolvido em algumas cidades da região<br />

dos Campos Gerais no Paraná, e em Pernambuco,<br />

onde a empresa tem fábricas, consiste na produção<br />

de tijolos de cerâmica a partir do uso de subprodutos<br />

de atividades industriais. A iniciativa desenvolvida<br />

em parceria com o NTC (Núcleo de Tecnologia<br />

Cerâmica) – consultoria especializada no desenvolvimento<br />

das indústrias de cerâmica vermelha - já<br />

contribuiu para substituir 10 mil toneladas por ano<br />

de argila na produção de tijolos.<br />

Até agora, em sua fase piloto, o projeto foi desenvolvido<br />

em quatro cidades: Sapopema, Curiúva<br />

e Arapoti, no Paraná, e em Goiana (PE). No total,<br />

foram produzidos 95 mil tijolos, beneficiando<br />

obras públicas e instituições locais. Com o apoio da<br />

prefeitura de Arapoti, uma quantidade foi disponibilizada<br />

para a Escola Municipal PACAA (Programa<br />

de Atendimento à Criança e Adolescente de Arapoti)<br />

para a finalização da obra de um muro. Já a prefeitura<br />

de Sapopema direcionou os tijolos doados para<br />

obras públicas, como a revitalização e melhoria do<br />

muro da APAE (Associação de Pais e Amigos dos<br />

Excepcionais). Em Goiana, as doações beneficiaram<br />

o NACCA (Núcleo de Apoio Cristão Casa do Caminho),<br />

auxiliando na construção do Instituto Alma,<br />

que ajudará crianças, jovens e famílias carentes já<br />

atendidas pela instituição.<br />

Para a elaboração do produto foram realizados<br />

diversos testes laboratoriais, como a verificação da<br />

porcentagem máxima de subprodutos possível de<br />

ser incorporada aos tijolos, além da adequação às<br />

normas regulatórias. Após avaliação, os tijolos foram<br />

considerados adequados pela NBR 15.270/2015,<br />

que especifica os requisitos dimensionais, propriedades<br />

físicas e mecânicas de blocos e tijolos cerâmicos<br />

a serem utilizados em obras de alvenaria com ou<br />

sem função estrutural.<br />

Júlio Nogueira, gerente de Sustentabilidade e<br />

Meio Ambiente da Klabin, explica que a empresa<br />

possui um compromisso público de zerar a destina-<br />

T<br />

ransforming byproducts of the manufacturing<br />

process into new products,<br />

promoting the circular economy, and<br />

preventing them from being destined for<br />

landfills. One of these, the manufacturing process<br />

for producing ceramic bricks using byproducts<br />

from industrial activities, is another sustainable<br />

project developed by Klabin’s Technology Center,<br />

Brazil’s most prominent packaging paper producer,<br />

exporter, and leader in paper packaging. The<br />

project is being developed in several cities in the<br />

Campos Gerais Region of the State of Paraná and in<br />

the State of Pernambuco, where the Company has<br />

plants. The initiative developed in partnership with<br />

the Ceramic Technology Center (NTC), a consulting<br />

group specialized in developing red ceramic<br />

production technology, has already contributed to<br />

replacing 10 thousand tons per year of clay in brick<br />

production.<br />

So far, in its pilot phase, the project is being<br />

carried out in four cities: Sapopema, Curiúva, and<br />

Arapoti, in Paraná, and Goiana, in Pernambuco.<br />

Ninety-five thousand bricks were produced, benefiting<br />

public works and local institutions. With the<br />

support of the municipality of Arapoti, an amount<br />

was made available to the Arapoti Child and Adolescent<br />

Care Program Municipal School (PACAA)<br />

to complete new installations. The Municipality of<br />

Sapopema directed the brick donations to public<br />

works, such as revitalizing and improving the<br />

Association of Parents and Friends of The Exceptional<br />

(APAE) installations. In Goiana, the donations<br />

benefited the Christian Support Way House Center<br />

(NACCA), assisting in the construction of the Alma<br />

Institute, which will help children, young people,<br />

and needy families already served by the Way<br />

House.<br />

For the preparation of the product, several<br />

laboratory tests were performed, such as the<br />

verification of the maximum percentage of byproducts<br />

possible to be incorporated into the bricks,<br />

in addition to meeting regulatory standards. After<br />

evaluation, the bricks met the NBR 15.270/2015<br />

standard, which specifies the dimensional requirements,<br />

and the physical and mechanical properties<br />

of ceramic blocks and bricks to be used in masonry<br />

work with or without structural function.<br />

Júlio Nogueira, Sustainability and Environment<br />

Manager for Klabin, explains that the Company<br />

43


S U S T E N T A B I L I D A D E<br />

ção de subprodutos industriais para aterros industriais<br />

até 2030, otimizando seu retorno à cadeia de<br />

valor. “Estamos muito satisfeitos com os resultados<br />

obtidos até o momento neste projeto e em outros<br />

espalhados pelo Brasil que, por meio de importantes<br />

parcerias, nos possibilita dar nova utilização aos<br />

subprodutos do nosso processo produtivo”, explica<br />

Júlio.<br />

O compromisso da empresa com o tema faz<br />

parte dos KODS - Objetivos Klabin para o Desenvolvimento<br />

Sustentável -, um conjunto de metas<br />

de curto, médio e longo prazos que organizam e<br />

orientam os marcos ASG (Ambientais, Sociais e de<br />

Governança) da empresa em relação ao seu plano<br />

estratégico de crescimento.<br />

Arildo Silva do Prado, proprietário da Cerâmica<br />

Prado, localizada na cidade de Sapopema, afirma<br />

que com o subproduto industrial enviado pela<br />

Klabin, o consumo de argila pode diminuir em até<br />

7%. O volume disponibilizado possibilita a produção<br />

mensal de 270 mil tijolos, suficiente para construir<br />

30 casas de alvenaria de aproximadamente 70 m 2<br />

(metros quadrados). “Por meio do projeto, alcançamos<br />

uma diminuição considerável no uso de argila,<br />

um passo importante para tornar toda nossa cadeia<br />

de valor mais sustentável”, afirma Arildo.<br />

João Clóvis de Medeiros, dono da Cerâmica<br />

Curiúva (PR), conta que a parceria com a Klabin o<br />

ajudou a realizar um de seus objetivos: tornar sua<br />

empresa cada vez mais moderna e capaz de entregar<br />

um produto que tenha qualidade ao mesmo<br />

tempo que contribui com a preservação do planeta.<br />

“É importante que a sociedade se engaje em buscar<br />

maneiras mais sustentáveis de produção e consumo,<br />

preservando a natureza”, afirma João.<br />

is committed to the zero allocation of industrial<br />

byproducts to industrial landfills by 2030, optimizing<br />

their return to the value chain. “We are very<br />

pleased with the results obtained so far in this<br />

project and others throughout Brazil that, through<br />

important partnerships, allow us to give new use<br />

to the byproducts of our production process,” explains<br />

the Sustainability and Environment Manager.<br />

The Company’s commitment to the theme is<br />

part of Klabin’s Goals for Sustainable Development<br />

(Kods), a set of short, medium, and long-term goals<br />

that organize and guide the Company’s ESG goals<br />

concerning its strategic growth plan.<br />

Arildo Silva do Prado, Owner of Cerâmica Prado,<br />

located in the city of Sapopema, says that with<br />

the industrial byproduct sent by Klabin, clay consumption<br />

can decrease by up to 7%. In addition,<br />

the volume available allows the monthly production<br />

of 270 thousand bricks, enough to build 30<br />

brick houses of approximately 70 m 2 . “Through the<br />

project, we have achieved a considerable decrease<br />

in the use of clay, an essential step in making<br />

our entire value chain more sustainable,” says the<br />

Cerâmica Prado Owner.<br />

João Clóvis de Medeiros, Owner of Cerâmica<br />

Curiúva, says that the partnership with Klabin helped<br />

him accomplish one of his objectives: to make<br />

his Company increasingly more modern and capable<br />

of delivering a product that has quality while<br />

contributing to the preservation of the planet.<br />

“Society must engage in seeking more sustainable<br />

ways of production and consumption, preserving<br />

nature,” states the Owner of Cerâmica Curiúva.<br />

É importante que a<br />

sociedade se engaje em<br />

buscar maneiras mais<br />

sustentáveis de produção<br />

e consumo, preservando a<br />

natureza<br />

44


I N F O R M E<br />

HERGEN<br />

PROMOVE OPEN HOUSE<br />

PARA PRENSA DE SAPATA<br />

A HERGEN PROMOVERÁ NOS DIAS 18<br />

A 20 DE OUTUBRO O OPEN HOUSE DE<br />

LANÇAMENTO DE SUA PRENSA DE SAPATA,<br />

EM SUA SEDE, EM RIO DO SUL (SC)<br />

Fotos: divulgação<br />

46<br />

Oevento tem como principal objetivo<br />

apresentar a mais recente inovação<br />

e desenvolvimento tecnológico<br />

da HERGEN: a Prensa de Sapata<br />

SMART SHOE.<br />

A Prensa de Sapata terá um<br />

destaque especial neste evento e contará com<br />

apresentações técnicas com o equipamento em<br />

funcionamento. Haverá o acompanhamento dos<br />

engenheiros responsáveis pelo projeto, criando uma<br />

oportunidade única para todos que desejam conhecer<br />

mais detalhes sobre este projeto.<br />

A relevância do evento é ainda maior por se<br />

tratar de uma Prensa de Sapata produzida totalmente<br />

no Brasil, sendo a HERGEN a única fabricante de<br />

máquinas de papel com capacidade técnica, fabril<br />

e tecnológica para este feito em toda a América<br />

Latina.


O resultado foi um produto inovador, robusto e<br />

preciso concebido dentro dos conceitos mais modernos<br />

de engenharia para Prensas de Sapata que<br />

há no mundo. Neste projeto, a HERGEN priorizou o<br />

aumento de performance, a conservação de energia<br />

e a minimização no uso de fibra.<br />

Foi necessário muita pesquisa e desenvolvimento<br />

para viabilizar - com tecnologia 100% nacional - a<br />

produção de um equipamento com enorme precisão<br />

de operação e magnitude, o que evidencia o<br />

grande desafio que este projeto apresentou. Essa<br />

conquista é mais um passo adiante e de valorização<br />

para seu time de colaboradores.<br />

VOCÊ É NOSSO CONVIDADO!<br />

No evento, iremos expor outros equipamentos<br />

de uma máquina de papel que também merecem<br />

destaque como: Caixa de Entrada, Prensa SizePress,<br />

Mesa Plana, Rebobinadeira e Cilindros Secadores.<br />

Será uma oportunidade única para conhecer<br />

produtos fabricados dentro dos conceitos mais<br />

recentes de inovação e concebidos em projetos de<br />

alta performance e eficiência energética. Também<br />

será possível conhecer o parque fabril de alta tecnologia<br />

da HERGEN, acompanhado de nosso corpo<br />

técnico de engenharia e da equipe do comercial.<br />

Venha participar do Open House e conhecer<br />

nossas soluções tecnológicas em máquinas para<br />

fabricação de papel. Será uma grande satisfação<br />

recebê-lo!<br />

Ao longo dos anos, a história da HERGEN vem<br />

sendo construída com muito trabalho, emprego de<br />

inovações tecnológicas e foco no cliente.<br />

A busca pela excelência e o envolvimento de<br />

todos os colaboradores para a construção da melhor<br />

solução, torna esse projeto muito especial para a<br />

HERGEN e o mercado.<br />

O constante desenvolvimento tecnológico é o<br />

que possibilita a HERGEN ser referência e a credencia<br />

como a única fabricante de Prensa de Sapata na<br />

América Latina.<br />

Na fase de pesquisa e desenvolvimento, o corpo<br />

técnico envidou os seus melhores esforços e foco<br />

para a criação de uma prensa que entrega maior<br />

teor seco e que assegure a máxima qualidade do<br />

papel com a manutenção do volume e da estrutura<br />

da folha.<br />

Características da SMART SHOE da<br />

HERGEN: Totalmente automatizada, tornando<br />

sua operação simples e segura, Contra Rolo sem<br />

sistema de compensação, resultando em um projeto<br />

mais econômico e diminuindo a necessidade de<br />

manutenção, sistemas com manutenção mínima e<br />

de baixo custo, projeto compacto, facilita a instalação<br />

em máquinas existentes.<br />

Ø Rolo Sapata<br />

Ø Contra Rolo<br />

Largura do nip<br />

Carga linear<br />

Largura do papel<br />

Dados Técnicos<br />

1.262 mm<br />

1.200 mm<br />

280 mm<br />

projeto dimensionado para até<br />

1.300 kN/m<br />

projeto dimensionado para até<br />

5.000 mm<br />

47


CHEGA DE DORES, USO DE GRANDES VOLUMES<br />

E ALTOS CUSTOS COM VELHOS PRODUTOS<br />

QUÍMICOS TÓXICOS E INEFICIENTES PARA O<br />

CONTROLE MICROBIOLÓGICO E REFINAÇÃO!<br />

UM NOVO TEMPO GREEN<br />

CHEMICAL PARA O<br />

CONTROLE MICROBIOLÓGICO<br />

E REFINAÇÃO NAS INDÚSTRIAS<br />

DE PAPEL E CELULOSE!<br />

As SOLUÇÕES BIOTECNOLÓGICAS, CUSTOMIZADAS E 100% NACIONAIS DA<br />

NUTRENZI, já aprovadas nas maiores papeleiras do país, ENTREGAM<br />

eficiência, sustentabilidade e significativa economia empresarial.<br />

Com total acompanhamento técnico e menor dosagem, elas GERAM<br />

SAVINGS que podem, inclusive, pagar os custos das aplicações e<br />

trazer novas receitas empresariais.<br />

- HORA DE MUDAR ESSA SITUAÇÃO!<br />

- HORA DE SOLUÇÕES EFICIENTES, ECONÔMICAS,<br />

SUSTENTÁVEIS E COM RESULTADOS DISRUPTIVOS!<br />

- HORA DE INOVAR COM A NUTRENZI SOLUÇÕES<br />

AMBIENTAIS!<br />

CONTROLE MICROBIOLÓGICO - BIOCIDAS DE NOVA GERAÇÃO<br />

(ISENTOS DE CLORO, BROMO, ISOTIAZOLINONAS OU OUTROS GERADORES DE SUBPRODUTOS TÓXICOS)<br />

Benefícios:<br />

Maior espectro de descontaminação;<br />

Otimização do controle microbiológico;<br />

Minimização de odores nas águas, massas e circuito do processo, bem como no<br />

papel produzido.<br />

Redução de incrustações de sais, depósitos e slide.<br />

Menor dosagem e redução de custos.<br />

Não interfere nos outros insumos aplicados no processo e nem no tratamento de<br />

efluentes.<br />

antes<br />

depois<br />

REFINAÇÃO - BLEND MULTIENZIMÁTICO PARA REFINO<br />

Benefícios:<br />

Redução de custos com energia elétrica, vapor, insumos como amido, RS, RU e até<br />

eliminação, por exemplo, de antiespumante, beneficiando também a logística e<br />

armazenamento.<br />

Incremento significativo nos testes físicos.<br />

Redução de desgastes e trocas de discos.<br />

Melhor drenagem.<br />

Maior velocidade da máquina.<br />

Maior rentabilidade.<br />

Menos emissões de CO 2<br />

.<br />

Favorece o tratamento de efluentes.<br />

FIBRAS NÃO TRATADAS<br />

FIBRAS TRATADAS<br />

COM ENZIMAS<br />

Estrada Fazenda Ipanema, 211 - Araçoiabinha | Araçoiaba da Serra - SP<br />

(15) 3291.7878 | (15) 3291.3010 contato@nutrenzi.com.br<br />

www.nutrenzi.com.br


T E C N O L O G I A A P L I C A D A<br />

DO LABORATÓRIO PARA<br />

O COTIDIANO<br />

FILME BIODEGRADÁVEL PARA EMBALAR ALIMENTOS<br />

QUE USA GELATINA E NANOCRISTAIS DE CELULOSE É<br />

DESENVOLVIDO POR PESQUISADORA BRASILEIRA<br />

Fotos: divulgação<br />

50


FROM THE<br />

LABORATORY<br />

TO THE EVERYDAY<br />

A BRAZILIAN SCIENTIST DEVELOPS A<br />

BIODEGRADABLE FILM FOR FOOD<br />

PACKAGING USING GELATIN AND<br />

CELLULOSE NANOCRYSTALS<br />

Opó fino secular e versátil da gelatina é<br />

a base de um novo filme comestível<br />

e biodegradável para embalagem de<br />

alimentos multifuncionais. Utilizando<br />

o método de casting contínuo,<br />

pesquisadores brasileiros e franceses<br />

incorporaram CNCs (sigla em inglês para nanocristais),<br />

modificados com resina de pinus, à estrutura frágil<br />

da gelatina para reforçá-la e produzir um filme, de<br />

forma mais rápida e mais resistente. O resultado é uma<br />

película biodegradável, antimicrobiana e com propriedades<br />

antioxidantes.<br />

A preparação do material por laminação contínua,<br />

conhecida como casting contínuo, é uma técnica com<br />

potencial de aplicação na indústria, de baixo custo<br />

e alta produtividade. Ela permite o uso de soluções<br />

ou dispersões à base de água, sem a necessidade de<br />

empregar aditivos de processamento. O uso do casting<br />

contínuo ainda não havia sido explorado para o<br />

processamento de filmes proteicos em escala piloto. O<br />

trabalho inovador envolveu pesquisadores da EM-<br />

BRAPA (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária)<br />

Instrumentação, da USFCAR (Universidade Federal<br />

de São Carlos) e da UGA (Universidade de Grenoble<br />

Alpes), na França.<br />

Atualmente, a técnica mais empregada para processamento<br />

de filmes de gelatina é o casting convencional<br />

(bench casting), mas o método falha pela baixa produtividade,<br />

porque em uma das etapas de produção do<br />

filme, a secagem, requer tempos relativamente longos,<br />

de até 24h (horas). Já o casting contínuo tem a vantagem<br />

de requerer tempos de processamento curtos,<br />

T<br />

he secular and versatile fine gelatin powder is the<br />

basis of a new edible and biodegradable film for<br />

the multifunctional packaging of foods. Using the<br />

continuous casting method, Brazilian and French<br />

scientists incorporated cellulose nanocrystals (CNC), modified<br />

with pine resin, with the fragile structure of the gelatin<br />

to reinforce it and produce a more resistant film faster. The<br />

result is a biodegradable, antimicrobial film with antioxidant<br />

properties.<br />

The preparation of the material by continuous lamination,<br />

known as continuous casting, is a technique with<br />

application potential in the industry, with a low cost and<br />

high productivity. It allows the use of water-based solutions<br />

or dispersions without the need to employ processing<br />

additives. Continuous casting had not yet been explored<br />

for processing protein films on a pilot scale. The innovative<br />

work involved scientists from the Brazilian Agricultural<br />

Research Company Instrumentation (Embrapa), the Federal<br />

University of São Carlos (Usfcar), and the University of<br />

Grenoble Alpes (UGA) in France.<br />

Currently, the most used technique for processing<br />

gelatin films is conventional casting (bench casting). Still,<br />

the method has drawbacks mainly due to low productivity<br />

because drying requires relatively long times, up to 24<br />

hours, in one of the film production stages. Continuous<br />

casting requires short processing times, thanks to infrared<br />

radiation in the pre-drying stage, higher temperatures, and<br />

intense air circulation. As a result, the film’s production<br />

time is faster, between 10 to 20 minutes, and leads to a<br />

significant increase in productivity and performance that<br />

brings research closer to industry needs. For example, with<br />

the technique, it was possible to produce 12 m of film per<br />

51


52<br />

T E C N O L O G I A A P L I C A D A


53


54<br />

T E C N O L O G I A A P L I C A D A


DURABILIDADE E RESISTÊNCIA<br />

Há 12 anos atendemos os mais diversos segmentos do<br />

mercado. Fabricamos polias especiais e padrões nos mais<br />

diferenciados modelos, medidas e necessidades. Priorizamos<br />

sempre em atender com eficiência e credibilidade nossos<br />

clientes.<br />

POLIAS PARA:<br />

DESPOLPADORES BOMBAS DE VÁCUO ENROLADORES<br />

AGITADORES DESAGREGADORES EQUIPAMENTOS PARA<br />

CELULOSE E PAPEL<br />

CONTATE-NOS<br />

VENDAS@SCPOLIAS.COM.BR<br />

WWW.SCPOLIAS.COM.BR<br />

@SCPOLIAS<br />

(48) 3476-0975<br />

(48) 3476-0380<br />

RUA JOSEFINA SACHET MILANEZ, 139,<br />

DISTRITO INDUSTRIAL JERÔNIMO SPILLERE,<br />

BAIRRO CARAVÁGGIO, NOVA VENEZA/SC


56


58<br />

Liliane Leite, pesquisadora


P R Ê M I O R E F E R Ê N C I A<br />

Foto: Emanuel Caldeira<br />

PAINEL PANORAMA DA MADEIRA FOCA NO COMPARTILHAMENTO DE<br />

CONHECIMENTO E INOVAÇÃO PARA O SETOR DE BASE FLORESTAL<br />

THE TIMBER PANORAMA PANEL (PAINEL PANORAMA DA MADEIRA) FOCUSES ON<br />

SHARING KNOWLEDGE AND INNOVATION IN THE FOREST-BASED SECTOR<br />

Osetor de celulose alcançou números<br />

expressivos em 2021 e 2022 seguiu<br />

com grande força. A produção está<br />

em crescimento constante e o mercado<br />

vive um momento especial. O<br />

setor de celulose é um dos que tem<br />

gerado mais empregos e renda, levando desenvolvimento<br />

e investimentos para várias regiões do Brasil. E<br />

esse setor tem crescido e avançado com investimento<br />

em pesquisa e inovação, que apresentam formas de<br />

produzir mais e melhor. Essa visão inovadora e de foco<br />

no conhecimento caminha lado a lado do objetivo do<br />

Painel Panorama da Madeira, que acontece junto ao<br />

PRÊMIO REFERÊNCIA 2022.<br />

T<br />

he Pulp Sector achieved significant numbers in<br />

2021 and 2022, following strong growth. Production<br />

is constantly growing, and the market<br />

is experiencing a special moment. During this<br />

period, the Pulp Sector has generated more jobs and income,<br />

leading to the development and investments in various<br />

regions of Brazil. And this Sector has grown and advanced<br />

with investments in research and innovation, which<br />

present ways to produce more and better. This innovative<br />

vision and focus on knowledge go hand in hand with the<br />

objective of the Timber Panorama Panel, which takes place<br />

as part of the 2022 Reference Award ceremony.<br />

The Panel last year included Eduardo Leão, former President<br />

of the State of Pará Association of Timber Exporting<br />

60


O painel no ano passado teve a presença de<br />

Eduardo Leão, ex-presidente da AIMEX (Associação<br />

das Indústrias Exportadoras de Madeiras do Estado do<br />

Pará), Rafael Mason, presidente do CIPEM (Centro das<br />

Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira do<br />

Estado de Mato Grosso), e Álvaro Scheffer, ex-presidente<br />

da APRE (Associação Paranaense de Produtores<br />

Florestais).<br />

Para 2022 o retorno de Rafael Mason já está garantido.<br />

O presidente do CIPEM fará sua participação<br />

no Painel Panorama da Madeira tratando do tema:<br />

Mercado da madeira nativa de Mato Grosso. Rafael é<br />

engenheiro florestal formado pela UFMT (Universidade<br />

Federal de Mato Grosso), sócio da SM Laminados Importação<br />

e Exportação LTDA e tem grande experiência<br />

no campo do manejo florestal.<br />

O segundo participante confirmado é o pesquisador<br />

da EMBRAPA Florestas (Empresa Brasileira de Pesquisa<br />

Agropecuária), Evaldo Muñoz Braz. Evaldo trará<br />

para o painel o tema: A prática do manejo sustentável<br />

de florestas naturais. O pesquisador é formado, mestre<br />

e doutor em engenharia florestal pela UFSM (Universidade<br />

Federal de Santa Maria), já participou de levantamentos<br />

florestais nos Estados do Amazonas, Acre e<br />

Roraima. Suas principais experiências são nas áreas de<br />

recursos florestais e engenharia florestal, com ênfase<br />

no manejo de florestas naturais na Floresta Amazônica.<br />

O terceiro participante confirmado é o atual diretor<br />

técnico da AIMEX, Deryck Pantoja Martins, que<br />

assumiu recentemente o cargo na associação. O tema<br />

de sua apresentação será: A exportação de madeira<br />

brasileira. Deryck é engenheiro florestal formado pela<br />

UFRA (Universidade Rural da Amazônia), tem mestrado<br />

em desenvolvimento sustentável e agriculturas<br />

amazônicas pela UFPA (Universidade Federal do Pará).<br />

Antes de assumir a AIMEX foi secretário de Meio Ambiente<br />

de Belém (PA) entre 2015 e 2017 e é também<br />

assessor da FIEPA (Federação das Indústrias do Estado<br />

do Pará).<br />

O painel ainda deve contar com mais um convidado,<br />

que será revelado na próxima edição da revista.<br />

Acompanhem nossa publicação e nossas redes sociais<br />

para saber em primeira mão quem é o participante<br />

que fechará o time do Painel Panorama da Madeira<br />

2022.<br />

Companies (Aimex), Rafael Mason, President of the State<br />

of Mato Grosso Center of Timber Producing and Exporting<br />

Companies (Cipem), and Álvaro Scheffer, former President of<br />

the State of Paraná Association of Forest Producers (Apre).<br />

For 2022, the return of Rafael Mason is already guaranteed.<br />

The Cipem President will participate in the Timber<br />

Panorama Panel dealing with the theme: The Mato Grosso<br />

Native Timber Market. Mason has an undergraduate degree<br />

in Forestry Engineering from the Federal University of Mato<br />

Grosso (Ufmt), Partner of SM Laminados Importação e<br />

Exportação Ltda., and has a vast experience in the field of<br />

forest management.<br />

The second confirmed participant is Evadlo Muñoz Braz,<br />

Embrapa Forests Scientist. Braz will talk on the theme: The<br />

Practice of Sustainable Management of Natural Forests. The<br />

Scientist has undergraduate and Master’s degrees in Forest<br />

Engineering from the Federal University of Santa Maria<br />

(Ufsm) and has participated in forest studies in the States of<br />

Amazonas, Acre, and Roraima. His main experiences are in<br />

forest resource areas and forest engineering, emphasizing<br />

managing natural forests in the Amazon Forest.<br />

The third confirmed participant is Deryck Pantoja Martins,<br />

Technical Director of Aimex, who recently assumed the<br />

position in the Association. The theme of his presentation<br />

will be The Export of Brazilian Timber. Martins is a graduate<br />

Forestry Engineer from the Rural University of the Amazon<br />

(Ufra) and holds a Master’s degree in Sustainable Development<br />

and Amazonian Agriculture from the Federal University<br />

of Pará (UFPA). Before taking over his position with Aimex,<br />

he was Secretary of the Environment of Belém (PA) between<br />

2015 and 2017 and is also an advisor to the State of Pará<br />

Industrial Federation (Fiepa).<br />

The panel also has one more guest, who will be revealed<br />

in the Magazine’s next issue. Follow our publication and our<br />

social networks to find out firsthand who is the participant<br />

who will complete the 2022 Timber Panorama Panel.<br />

61


O EVENTO<br />

O Prêmio REFERÊNCIA 2022 é organizado pela<br />

JOTA EDITORA, responsável pelas revistas REFERÊN-<br />

CIA FLORESTAL, REFERÊNCIA INDUSTRIAL da Madeira,<br />

REFERÊNCIA CELULOSE&PAPEL, REFERÊNCIA<br />

PRODUTOS DE MADEIRA e REFERÊNCIA BIOMAIS.<br />

A edição deste ano conta com os patrocínios de:<br />

ACIMDERJ, AIMEX, CIPEM, DRV FERRAMENTAS, EFFI-<br />

SA, INOX CONEXÕES, MONTANA QUÍMICA, MSM<br />

QUÍMICA e REMSOFT.<br />

A premiação será realizada no dia 29 de novembro<br />

às 19h (horas), em Curitiba (PR). Além dos vencedores<br />

e convidados, esse ano o evento é aberto para o público<br />

geral. Estão disponíveis alguns ingressos de um lote<br />

limitado de convites para os interessados em participar<br />

do evento que dará direito a toda a programação da<br />

noite: Painel Panorama da Madeira, Prêmio REFERÊN-<br />

CIA e do jantar que acontecerá logo após o término da<br />

cerimônia, com cardápio de massas especiais e bebidas<br />

não alcoólicas liberadas. Abaixo, os interessados<br />

têm os canais para solicitar mais informações e também<br />

adquirir os ingressos para a noite do evento.<br />

THE EVENT<br />

The Reference Award 2022 is organized by Jota Editora,<br />

responsible for the magazines Referência Florestal,<br />

Referência Industrial da Madeira, Referência <strong>Celulose</strong><br />

&Papel, Referência Produtos de Madeira, and Referência<br />

Biomais. This year’s event is being sponsored by: Acimderj,<br />

Aimex, Cipem, DRV Ferramentas, Effisa, Inox Connections,<br />

Montana Química, MSM Química, and Remsoft.<br />

The Award ceremony will be held on November 29 at 7<br />

pm in Curitiba (PR). In addition to the winners and guests,<br />

the event is open to the general public this year. Some<br />

tickets are available for a limited lot of invitations for those<br />

interested in participating in the event, entitling one to<br />

participate in the entire program of the evening: Timber<br />

Panorama Panel, Reference Award, and the dinner that<br />

will take place shortly after the end of the ceremony, with<br />

special pasta menu and complimentary non-alcoholic<br />

beverages. Below, interested parties have the channels<br />

to request more information and purchase tickets for this<br />

very special night.<br />

PRÊMIO REFERÊNCIA 2022<br />

Data: 29/11/2022 - Horário: 19h (horas)<br />

Local: Restaurante Porta Romana – Curitiba (PR)<br />

Informações e ingressos para o evento: comercial@revistareferencia.com.br ou +55 (41) 99968-4617<br />

62


SERRAS E FACAS INDUSTRIAIS<br />

Quem usa as<br />

facas DRV,<br />

está pronto para<br />

picar todos os<br />

tipos de madeira!


A R T I G O<br />

AEROGEL SUSTENTÁVEL<br />

BASEADO EM NANOCELULOSE E LIGNINA<br />

COM PROPRIEDADES RETARDANTES DE CHAMA<br />

SUSTAINABLE AEROGEL WITH FLAME-<br />

RETARDANT PROPERTIES BASED ON<br />

NANOCELLULOSE AND LIGNIN<br />

Fotos: divulgação<br />

Lucas Bivar Bararua Santos<br />

UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina)<br />

Campus Joinville - Engenharia Aeroespacial<br />

64


RESUMO<br />

Aconstante busca por excelência<br />

tecnológica tem levado empresas,<br />

pesquisadores e governos a procurarem<br />

soluções sustentáveis tanto em<br />

termos econômicos quanto ambientais.<br />

Aerogéis de nanocelulose combinam<br />

as características ímpares de ambos os materiais. Os<br />

aerogéis são materiais sólidos porosos derivados de<br />

um gel, no qual o líquido é substituído por um gás,<br />

que possuem baixíssima densidade, alta porosidade<br />

e elevada área superficial específica. Já a celulose é o<br />

biopolímero mais abundante da Terra e possui características<br />

notáveis como atoxicidade, baixo custo e o<br />

fato de ser ambientalmente amigável, o que faz que,<br />

juntos, possam ser aplicados com diferentes propósitos.<br />

A lignina é um dos três principais constituintes<br />

de uma planta. Devido a sua estrutura química, a lignina<br />

é capaz de produzir uma grande quantidade de<br />

ABSTRACT<br />

T<br />

he constant search for technological<br />

excellence has led companies, scientists,<br />

and governments to seek sustainable<br />

solutions both in economic and<br />

environmental terms. Nanocellulose aerogels<br />

combine the unique characteristics of both materials.<br />

Aerogels are porous solid materials derived<br />

from a gel, in which a gas replaces the liquid.<br />

They have a very low density, high porosity, and<br />

high specific surface area. On the other hand,<br />

cellulose is the most abundant biopolymer on<br />

Earth. It has remarkable characteristics such as<br />

non-toxicity, low cost, and being environmentally<br />

friendly, which means they can be applied<br />

together for different purposes. Lignin is one of<br />

the three main constituents of a plant. Due to<br />

its chemical structure, lignin can produce a large<br />

amount of charcoal residue after heating at a high<br />

h


66<br />

A R T I G O


68


E N T R E V I S T A<br />

Planejar,<br />

preparar,<br />

realizar<br />

Plan, prepare, perform<br />

Foto: divulgação<br />

Mauricio Harger<br />

Formado em engenharia mecatrônica pela PUC-MG (Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais), com<br />

MBA em gestão estratégica de negócios pelo ITA-ESPM e especialização em finanças avançadas pelo New York<br />

Institute of Finance. Iniciou sua trajetória executiva em 2004 na Wavin (ex-Mexichem, detentora da marca<br />

Amanco Wavin), onde ocupou o cargo de presidente para o Brasil (de 2012 a 2018) e de CFO para América<br />

Latina, respondendo por 13 países. Em 2014, foi eleito pela revista Forbes como um dos 10 principais CEOs<br />

brasileiros até 40 anos. Desde 2018 é diretor-geral da CMPC no Brasil, maior indústria do Rio Grande do Sul<br />

conforme o índice VPG.<br />

Holds a degree in Mechatronics Engineering from Pontifical Catholic University of Minas Gerais (PUC-MG) and an<br />

MBA in strategic business management from ITA-ESPM, specializing in advanced finance at the New York Institute of<br />

Finance. He began his executive career in 2004 at Wavin (ex-Mexichem, owner of the Amanco Wavin brand), where<br />

he held the position of President for Brazil (from 2012 to 2018) and Chief Financial Officer for Latin America, accounting<br />

for 13 countries. In 2014, he was elected by Forbes magazine as one of the top 10 Brazilian Chief Executives<br />

youinger than 40. Since 2018, he has been Managing Director of CMPC in Brazil, the largest company in the State of<br />

Rio Grande do Sul, according to the VPG rating.<br />

Aindústria de celulose tem se tornado<br />

um exemplo de excelência em relação<br />

a gestão. Profissionais que ocupam<br />

cargos importantes são reconhecidos<br />

por todo o mercado empresarial, pelo<br />

currículo e realizações a frente de gigantes<br />

do setor. Mauricio Harger é um desses nomes.<br />

Em 2018 ele foi convidado a assumir a diretoria-geral<br />

da CMPC, empresa chilena do setor de celulose<br />

com uma planta no Rio Grande do Sul, e conta com<br />

exclusividade para a Revista CELULOSE&PAPEL detalhes<br />

de sua trajetória, momento da empresa e planos<br />

para o futuro.<br />

T<br />

he pulp-producing industry has<br />

become an example of excellence in<br />

management. Professionals who hold<br />

important positions are recognized<br />

throughout the business world for their curriculum<br />

and achievements as heads of Sector giants.<br />

Mauricio Harger is one of those. In 2018, he<br />

was invited to take over the management board<br />

of CMPC, a Chilean pulp producer with a<br />

plant in Rio Grande do Sul, and, exclusively for<br />

CELULOSE&PAPEL, explains in detail his trajectory,<br />

the current position of the Company, and<br />

the plans for the future.<br />

70


<strong>Celulose</strong>: Conte-nos sobre sua caminhada até a<br />

diretoria-geral da CMPC?<br />

Mauricio: Iniciei meus estudos na PUC (MG) em<br />

1994, no curso de Engenharia Mecatrônica. Durante<br />

o período de faculdade atuei como supervisor<br />

na ABS Consultoria, entre 1997 e 2001. Então<br />

entendi a importância de me tornar um profissional<br />

extremamente qualificado rapidamente, um ano<br />

após concluir a graduação, ingressei no ITA-ESPM,<br />

no MBA de Gestão Estratégica de Negócios. Em<br />

paralelo à atividade acadêmica, trabalhava como<br />

supervisor na consultoria Audit Brasil Consultores<br />

para ajudar a bancar meus estudos. Em 2004, com<br />

o certificado de conclusão do MBA em mãos, dei<br />

início à trajetória executiva, e consegui um emprego<br />

na área financeira da Wavin (ex-Mexichem,<br />

detentora da marca Amanco Wavin), e lá ascendi<br />

ao cargo de CFO. Em 2011 me tornei CFO da<br />

empresa para América Latina, respondendo por 13<br />

países. Em 2012, cheguei ao cargo de presidente<br />

da Wavin no Brasil. Em 2016, cursei nova especialização<br />

pela The Wharton School, em gestão de<br />

pessoas com ênfase em liderança organizacional.<br />

Logo depois, em 2018, aceitei o desafio de assumir<br />

a direção-geral da CMPC no Brasil.<br />

<strong>Celulose</strong>: Como avalia o momento da empresa?<br />

Mauricio: Estamos em um momento bastante<br />

positivo do setor de celulose no país, nos encontrando<br />

em uma situação muito fértil no que diz<br />

respeito aos novos investimentos e crescimento<br />

do segmento como um todo. Ao longo do período<br />

de pandemia, tivemos uma estratégia bastante<br />

assertiva, rápida e colocada em prática de forma<br />

exitosa, focando no trabalho remoto para as áreas<br />

administrativas, escalonamento para áreas industriais<br />

e, especialmente, no contato próximo com<br />

nossa equipe para identificação de casos e encaminhamento<br />

imediato aos órgãos de saúde. Assim,<br />

conseguimos manter os empregos dos nossos cerca<br />

de 7 mil colaboradores diretos e indiretos, contratar<br />

novos profissionais e bater recorde de produção<br />

nos últimos anos.<br />

<strong>Celulose</strong>: E a pandemia, afetou o setor de celulose?<br />

Mauricio: O setor de celulose é considerado de<br />

extrema necessidade, por isso, não parou. Porém,<br />

<strong>Celulose</strong>: What was your career before<br />

joining the CMPC Management Board of<br />

Directors?<br />

Harger: I started my studies at PUC (MG) in<br />

1994 in Mechatronics Engineering. During college,<br />

I worked as a supervisor at ABS Consultoria<br />

between 1997 and 2001. As I quickly understood<br />

the importance of becoming a highly<br />

qualified professional, one year after graduating<br />

from PUC (MG), I began my MBA in Strategic<br />

Business Management studies at ITA-ESPM. In<br />

parallel to my academic activity, I worked as a<br />

supervisor at Audit Brasil Consultores to help<br />

support my studies. In 2004, upon completing<br />

my MBA, with a certificate in hand, I started<br />

the executive trajectory. First, I got a job in the<br />

financial area of Wavin (ex-Mexichem, owner of<br />

the Amanco Wavin brand). There, I rose to the<br />

Chief Financial Officer position. In 2011, I became<br />

Chief Financial Officer of the Company for<br />

Latin America, accounting for 13 countries. In<br />

2012, I took on the role of President of Wavin<br />

in Brazil. In 2016, I undertook a specialization<br />

course in People Management at The Wharton<br />

School, emphasizing organizational leadership.<br />

Soon after, in 2018, I accepted the challenge of<br />

taking over the position of Managing Director of<br />

CMPC in Brazil.<br />

<strong>Celulose</strong>: How do you see the Company’s<br />

current position?<br />

Harger: We are in a very positive moment in<br />

the Pulp Sector in Brazil, finding ourselves in<br />

a very fertile situation concerning new investments<br />

and growth of the segment as a whole.<br />

Throughout the pandemic, we had a very<br />

assertive, fast, and successful strategy, focusing<br />

on remote work for the administrative areas,<br />

escalation to industrial areas, and, especially,<br />

close contact with our team to identify cases<br />

and immediately refer them to health agencies.<br />

Thus, we managed to maintain the jobs of our<br />

approximately 7 thousand direct and indirect<br />

employees, hire new professionals, and set a<br />

recent-year production record.<br />

<strong>Celulose</strong>: How has the pandemic affected the<br />

Pulp Sector?<br />

71


73


74<br />

E N T R E V I S T A


76<br />

E N T R E V I S T A


PROJETOS E EQUIPAMENTOS PARA O<br />

TRATAMENTO DE ÁGUAS E EFLUENTES<br />

Abrandadores<br />

Reuso e Polimento<br />

Estações de Tratamento<br />

ETAs<br />

Flotadores<br />

HÁ 27 ANOS<br />

A SOLUÇÃO CERTA<br />

PARA SUA<br />

NECESSIDADE<br />

Contatos:<br />

tecnosan@tecnosan.com.br<br />

+55 (47) 3327-2108<br />

(47) 99983-8331<br />

Sistema de Aeração<br />

CONFIRA OUTROS EQUIPAMENTOS: www.tecnosan.com.br


78<br />

E N T R E V I S T A


PRODUTOS INOVADORES<br />

PARA A INDÚSTRIA PAPELEIRA<br />

APTOS À INDÚSTRIA 4.0<br />

®<br />

(47) 3520-4300 (47) 99944-0911<br />

WWW.RIOAR.IND.BR


C A L E N D Á R I O<br />

SETEMBRO 2022<br />

SINO FOLDINGCARTON<br />

Data: 27 a 29<br />

Local: Shenzen (China)<br />

Informações: www.sino-foldingcarton.com/en-gb/<br />

covid19updates.html<br />

NOVEMBRO 2022<br />

LONDON PULP WEEK 2022<br />

Data: 06 a 11<br />

Local: Londres (Inglaterra)<br />

Informações: www.bwpa.org.uk/events/londonpulp-week/<br />

OUTUBRO 2022<br />

LIV CONGRESSO INTERNACIONAL DE<br />

CELULOSE E PAPEL<br />

Data: 04 a 06<br />

Local: São Paulo (São Paulo)<br />

Informações: https://abtcp2022.org.br/chamadade-trabalhos/<br />

LATAM PAPER<br />

Data: 16 a 18<br />

Local: Lima (Peru)<br />

Informações: www.latampaper.com/<br />

PAPEREX SOUTH INDIA<br />

Data: 23 a 25<br />

Local: Nandambakkam Chennai (Índia)<br />

Informações: https://southindia.paperex.in/en-GB<br />

MIAC 2022<br />

Data: 12 a 14<br />

Local: Lucca (Itália)<br />

Informações: www.miac.info/en/<br />

TAPPI PEERS<br />

Data: 30/10 a 02/11<br />

Local: Rhode Island (EUA)<br />

Informações: https://www.tappipeers.org/<br />

NOVEMBRO 2022<br />

PAPERWORLD<br />

Data: 03 a 07<br />

Local: Frankfurt (Alemanha)<br />

Informações: https://paperworld.messefrankfurt.<br />

com/frankfurt/en.html


29 DE NOVEMBRO<br />

ÀS 19 HORAS<br />

E D I Ç Ã O<br />

VEM AÍ!<br />

A N O S<br />

Gostaria de participar do jantar do PRÊMIO REFERÊNCIA 2022?<br />

Compre seu ingresso antecipado pelo whats: (41) 99968-4617 ou<br />

pelo e-mail: comercial@revistareferencia.com.br<br />

Vagas limitadas<br />

Transmissão ao vivo em nosso canal:<br />

@revistareferencia<br />

PATROCINADORES:<br />

ASSOCIAÇÃO DO COMÉRCIO E INDÚSTRIA DE<br />

MADEIRAS E DERIVADOS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO<br />

SERRAS E FACAS INDUSTRIAIS<br />

www<br />

revistareferencia.com.br<br />

comercial@revistareferencia.com.br


ACESSÓRIOS PARA<br />

MÁQUINA DE PAPEL<br />

Com mais de 30 anos de experiência, a Looking é<br />

referência no mercado papeleiro no Brasil e<br />

reconhecida por sua completa linha de acessórios de<br />

alta qualidade, performance e inovação constante em<br />

sua linha de produtos.<br />

LK-5100<br />

Chuveiro de corte de<br />

folha transversal


SISTEMA DE DESAGUAMENTO<br />

Caixas e tubos de sucção / Tampas / Réguas<br />

SISTEMA DE RASPAGEM<br />

Raspadores / Porta-lâminas / Lâminas<br />

SISTEMA DE FILTRAGEM<br />

De linha / By-pass / Gravitacional<br />

SISTEMA DE LIMPEZA<br />

Chuveiros / Osciladores / Bicos<br />

AFIADORAS<br />

Lâminas / Facas<br />

(19) 3936.7800<br />

looking@looking.com.br<br />

www.looking.com.br

Hooray! Your file is uploaded and ready to be published.

Saved successfully!

Ooh no, something went wrong!