22.09.2022 Views

Celulose_57 - Opps_compressed

  • No tags were found...

Create successful ePaper yourself

Turn your PDF publications into a flip-book with our unique Google optimized e-Paper software.

N O V I D A D E S

Sustentabilidade

e boa música

Para marcar sua estreia no Rock in Rio Brasil, a Suzano levou à

Cidade do Rock uma árvore cenográfica com mais de 6m (metros)

de altura feita com 9 mil copos de papel. A ação da companhia,

que é a parceira oficial de Sustentabilidade do evento, simboliza

seu Propósito Organizacional de: Renovar a Vida a partir da Árvore.

A ativação é uma representação artística do que a natureza pode

oferecer, com inovações e produtos sustentáveis que podem surgir

a partir dessa matéria-prima de origem renovável. Ela também

remete à importância de restaurar e conservar as florestas nativas,

alinhada com a atuação da Suzano, que hoje conta com mais de 1 milhão de ha (hectares) de áreas destinadas

à conservação. A árvore foi desenvolvida pela 1.2.3.5.8, sistema de marketing de valor compartilhado, em

parceria com a Urbn Produções e o ateliê de projetos de arquitetura e cenografia Estúdio Chão. Ela contou com

iluminação especial e interativa para o público que participar da dinâmica da ativação. Os copos que compõem

a copa da árvore são feitos com o Bluecup, primeiro papelcartão brasileiro desenvolvido especialmente para

a produção de copos de papel. Além de ter sua origem de base renovável, o papel da Suzano é um material

reciclável, e tem uma versão biodegradável, o Bluecup Bio, feito integralmente a partir de eucaliptos plantados

para esse fim, assim como todos os outros produtos do portfólio da companhia. Outro benefício do produto é o

fato de que, enquanto cresce, a árvore plantada tem um importante papel na retirada de carbono da atmosfera,

contribuindo assim para a menor incidência de gases do efeito estufa no ar.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Reconhecimento

Em cerimônia realizada em Porto Alegre, a CMPC foi

agraciada duas vezes no Prêmio Exportação Rio Grande do

Sul, promovido pela ADVB (RS). Após conquistar a honraria

na categoria Madeiras e Derivados, a companhia foi a única

empresa a receber a distinção especial Diamante Exportador

nessa edição, que homenageia as organizações que venceram

10 vezes o prêmio ao longo dos anos. A premiação é

a maior condecoração do segmento exportador na região

sul e destaca as empresas que são referências em seus nichos de atuação, fomentando o crescimento do Rio

Grande do Sul como Estado forte na exportação de produtos e matérias-primas para o mundo todo. Mauricio

Harger, diretor-geral da CMPC no Brasil, afirmou que nos últimos 10 anos, a CMPC aumentou suas exportações

em 500%, com a conclusão do Projeto Guaíba 2 e seguirá crescendo no Rio Grande do Sul, atualmente com o

projeto BioCMPC. Para o diretor-geral, esse é o papel da comunidade empresarial gaúcha: contribuir para que o

Estado retome o protagonismo na economia brasileira “É com muito orgulho que recebemos a distinção exportador

diamante. Esse é um reconhecimento não só para a CMPC, mas para todo o empreendedor que supera

obstáculos para colocar nossos produtos no exterior”, agradeceu Maurício.

26

Hooray! Your file is uploaded and ready to be published.

Saved successfully!

Ooh no, something went wrong!