27.09.2022 Views

Produtosdemadeira_66 -Opps

  • No tags were found...

Create successful ePaper yourself

Turn your PDF publications into a flip-book with our unique Google optimized e-Paper software.

ESPECIAL

ENTREVISTA

Cleusa de Souza

Construção • Arquitetura • Design • Marcenaria • Paisagismo • Decoração

Mercado

aquecido

Indústria de portas celebra

conquista e crescimento no setor

da construção

FEIRA: ENCAPP reúne importantes nomes do setor de portas em Curitiba


Construção • Arquitetura • Design • Marcenaria • Paisagismo • Decoração

FEIRA: ENCAPP reúne importantes nomes do setor de portas em Curitiba

Editorial

ESPECIAL

ENTREVISTA

Cleusa de Souza

Na capa desta edição

a Salvaro, indústria de

produtos de madeira

que completou 35 anos

em 2022

A Revista Madeireira da Construção www.produtosdemadeira.com.br Ano XIII• Nº66• Setembro 2022

Mercado

aquecido

Indústria de portas celebra

conquista e crescimento no setor

da construção

Ano XIV / Edição n.º 66 / Setembro 2022

04

EXPEDIENTE

JOTA EDITORA

Diretor comercial: Fábio Alexandre Machado

fabiomachado@revistareferencia.com.br

Diretor executivo: Pedro Bartoski Jr

bartoski@revistareferencia.com.br

Redação:

Vinicius Santos

jornalismo@produtosdemadeira.com.br

Projeto Gráfico: Fabiana Tokarski - Supervisão

Crislaine Briatori Ferreira

Me Hua Bernardi

criacao@revistareferencia.com.br

Midias Sociais: Andrew Holanda, Cainan Lucas

Depto. Comercial: Carlos Felde, Gerson Penkal

comercial@produtosdemadeira.com.br

Fone: +55 (41) 3333-1023

Representante Comercial:

Dash7 Comunicação - Joseane Cristina Knop

Depto. de Assinaturas:

Cristiane Baduy

assinatura@revistareferencia.com.br

Passado, presente e futuro

A utilização da madeira no dia a dia está ligada diretamente ao

caminhar da humanidade. Para nos proteger do clima, gerar conforto,

aquecer e tantos outros fins que nem podemos enumerar. A madeira

faz parte do que somos e está presente em nossos dias desde os primeiros

momentos, em móveis, brinquedos, objetos decorativos e até

casas de madeira. E o futuro, que está sendo construído agora, tem

a madeira como cerne. Serão prédios, estádios de futebol, carros e

ainda estamos arranhando a superfície do que poderá ser feito com

essa matéria-prima tão importante. Nessa edição o leitor conhecerá um

pouco da história e trabalho da Salvaro, indústria catarinense que há 35

anos colabora como o desenvolvimento do setor de produtos de madeira,

uma importante ação de fomento do setor moveleiro, um prédio

da USP feito em madeira e uma entrevista exclusiva com a arquiteta

Cleusa de Souza, que utiliza em seus projetos a madeira de forma exuberante.

Ótima leitura.

Revista PRODUTOS DE MADEIRA

Rua Maranhão, 502 - Água Verde - 80610-000

Curitiba (PR) - Brasil - Fone/Fax: +55 (41) 3333-1023

www.produtosdemadeira.com.br

assinatura@portalreferencia.com.br

Ligação gratuita: 0800 600 2038

Veículo filiado a:

A Revista Referência PRODUTOS DE MADEIRA é uma publicação bimestral e

independente, dirigida aos construtores, engenheiros, arquitetos, designers,

paisagistas, decoradores e consumidores de produtos de madeira para a construção.

A Revista não se responsabiliza por conceitos emitidos em artigos e colunas

assinadas, por entender serem estes materiais de responsabilidade de seus autores.

A utilização, reprodução, apropriação, armazenamento de banco de dados, sob

qualquer forma ou meio, dos textos, fotos e outras criações intelectuais da Revista

são terminantemente proibidos sem autorização escrita dos titulares dos direitos

autorais, exceto para fins didáticos.


Sumário

06

10

16 26 32 38

08....... CARTAS & OPINIÕES

10....... CURTAS & NOVIDADES

16 ....... SHOWROOM

32

26 .......

.......

38.......

ENTREVISTA

CLEUSA DE SOUZA

PRINCIPAL

TRADIÇÃO EM MADEIRA

AQUI TEM MADEIRA

MADEIRA EM TUDO


42 46 50 52 58

07

42.......

46

.......

PRÊMIO REFERÊNCIA

PAINEL PANORAMA DA MADEIRA

ECONOMIA

FOMENTANDO O SETOR

52

.......

FEIRA

ENCAPP 2022

58....... AGENDA

50.......

TENDÊNCIA

INFORMAÇÃO E CRESCIMENTO


Cartas

Foto: divulgação

Foto: Evelyn Müller

Foto: divulgação

08

Principal

Que trabalho exemplar da

Grancasa ao trazer o melhor

do mercado internacional de

acessórios e produtos para

o Brasil.

André Pereira

Guaíba (RS)

Entrevista

É visível a paixão que o

arquiteto tem por sua obra

e por criar objetos e espaços

únicos com a sua assinatura.

É uma entrega completa

pelo trabalho.

Michel Rodrigues

Campinas (SP)

Salão de Milão

O reconhecimento dos

designers brasileiros

ao redor do mundo já é

grande e esse salão serviu

para mostrar que temos

sim muito talento em

nossa terra, que só precisa

de oportunidades.

Pedro Sampaio

Joinville (SC)

Espaço online


Curtas & Novidades

Exportações

em alta

10

Quando o assunto é exportação de móveis e colchões pela

indústria brasileira, estima-se que em junho de 2022, o país exportou

cerca de US$ 74,6 milhões em produtos acabados.

Este resultado representou um avanço de aproximadamente

2,5% quando comparado com igual período no ano passado.

Demonstrando, assim, um desempenho otimista, apesar do

leve recuo de pouco mais de 1,5% no acumulado do primeiro

semestre deste ano sobre os primeiros seis meses de 2021, uma

das bases comparativas mais expressivas da história. O cenário

fica ainda mais claro quando são analisados os números da variação

dos últimos 12 meses, que valida o progresso da indústria brasileira na exportação de móveis e colchões. O índice teve crescimento

de 16% no acumulado do período sobre igual base comparativa no ano passado.

Os indicadores são extraídos da: Conjuntura de Móveis; e do Monitoramento das Exportações de Móveis; relatórios mensais

desenvolvidos pelo IEMI – Inteligência de Mercado, com exclusividade para a ABIMÓVEL (Associação Brasileira das Indústrias do

Mobiliário), que em parceria com a APEXBrasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), é também responsável

pelo Projeto Setorial Brazilian Furniture, de incremento às exportações e à internacionalização do design e da indústria

moveleira nacional. Por linha de produto, resultados preliminares apontam que o segmento de móveis de madeira continua sendo

o principal carro chefe da indústria brasileira do mobiliário no mercado internacional, representando 82,7% do total exportado pelo

setor, isto é, cerca de US$ 59,3 milhões. A segunda maior participação foi da linha de móveis estofados, com uma parcela de 12,4%.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Legislação

europeia

O novo ICS2 (Sistema de Controle de Importações da

União Europeia), é uma iniciativa robusta da UE (União Europeia)

para reforçar a supervisão aduaneira sobre as mercadorias

importadas, antes de sua entrada, seja por via aérea,

marítima, terrestre ou fluvial. O novo sistema foi criado para

coletar dados sobre as mercadorias que entram na UE antes

de sua chegada. O sistema está sendo implementado em três

fases. A fase 1 foi realizada em 2021 e implementou o sistema

sobre o processo de pré-carregamento para remessas postais

e expressas por via aérea. A fase 2 é o próximo passo e entrará em operação em 2023. A terceira fase será implementada somente

em 2024, exigindo que os operadores que transportam mercadorias por via marítima, hidrovia, estrada e ferrovia cumpram as novas

regulamentações. O Sistema de Controle de Importações 2 é a segunda fase do programa da UE de segurança e proteção aduaneira

e visa facilitar o livre fluxo de comércio por meio de processos aprimorados de segurança alfandegária. O ICS2 diz respeito a todas as

mercadorias transportadas por via aérea. Os OEs (Operadores Econômicos) terão de declarar os dados de segurança e proteção ao

ICS2 por meio de uma DSE (Declaração Sumária de Entrada). O sistema ICS2 estará disponível a partir de 1 de março de 2023.

Transportadoras aéreas, operadores postais dentro e fora da UE, empresas de transporte expresso e operadores de trânsito que

transportam mercadorias para ou passando pela UE (incluindo Noruega e Suíça). A UE elaborou uma cartilha para que os operadores

diretamente afetados pela segunda fase saibam como preparar seus sistemas de TI (Tecnologia de Informação) a tempo.


Novo Renolit Pecan Nutwood Dark Dalcomad

Amadeirado tendência de mercado;

Material de alta resistência e performance;

Tecnologia, qualidade e inovação Dalcomad.

Rua Angelo Bertoletti, 480 | Bituruna - PR | (42) 3553.1350 | contato@dalcomad.com.br

www.dalcomad.com.br


Curtas & Novidades

Foto: divulgação

Via aérea

As exportações brasileiras para a UE (União

Europeia) se concentram, principalmente, na via

marítima (93%, em 2021). Pela via aérea e postal, as

exportações brasileiras alcançaram US$ 1,45 bilhão

em 2021, para o bloco ou 6,65% do total exportado

para a região. Nessa modalidade, nota-se que, nos

últimos 5 anos (2017-2021) houve decréscimo de

9% a.a. (ao ano) nas exportações brasileiras para o

bloco, resultado de efeitos da pandemia, aumento

de transporte aéreo, entre outros. Contudo, a

modalidade aérea é importante para exportação

de certos produtos que dependem de rapidez e

segurança na entrega. As empresas devem estar

atentas e em contato com transportadoras aéreas

e operadores postais para eventuais adaptações decorrentes da entrada em vigor da nova fase do ICS2. A Comissão Europeia disponibiliza

um ambiente de teste de conformidade até fevereiro de 2023, para verificar a capacidade de acessar e trocar mensagens

com autoridades aduaneiras por meio da interface de comerciante do ICS2. O teste de conformidade é obrigatório para todos os

operadores econômicos. A APEX Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) tem orientado a todos

que precisam de informações e disponibilizado os dados sobre os processos de exportação, com conteúdos de fácil acesso para

levar os móveis e produtos de madeira do Brasil para todo o mundo.

12

Mudança

nos impostos

O Congresso Nacional concluiu na última votação

a medida provisória que aumenta em 1 ponto percentual

a alíquota da CSLL (Contribuição Social sobre o

Lucro Líquido), cobrada de instituições financeiras,

companhias de seguro e de capitalização até 31 de

dezembro de 2022. De acordo com o texto aprovado,

que agora segue à promulgação, a CSLL incidente

sobre bancos passará a 21%, enquanto outras instituições

pagarão 16%. A exposição de motivos do Executivo

que acompanha a MP argumenta que ela poderá

ajudar a arrecadação e contribuir para o equilíbrio

orçamentário-financeiro da União, que estima um acréscimo de R$ 244,11 milhões para este ano.

“Destacamos que, a princípio, somos contrários a medidas de aumento de carga tributária, que já é excessivamente elevada em

nosso país. Contudo, entendemos que, em situações especiais, são também necessárias medidas excepcionais, como é o momento

pelo qual passamos no Brasil, em que se requer o incremento de arrecadação para o financiamento de importantes políticas públicas.

Nesse contexto, as instituições financeiras se mostram em condições de dar uma parcela um pouco maior de contribuição por

um curto período de tempo”, afirmou o relator da proposta na Câmara, deputado Capitão Alberto Neto (PL-AM), no parecer.

Câmara e Senado aprovaram a MP em um esforço concentrado de votações acertado por conta do período eleitoral e do envolvimento

dos parlamentares com as campanhas em suas bases.

Foto: José Cruz/Agência Brasil


Crescemos para melhor atendê-los!

Novas tecnologias Novas máquinas Maior estrutura

Com mais de 12 anos de experiência no segmento

da construção civil, e com mão de obra

especializada a Zizal tem como missão fabricar

produtos com eficácia, aumentar a nossa

participação no mercado, elevar a nossa

competitividade e ter como prioridade e objetivo a

satisfação dos nossos clientes, parceiros e

colaboradores.

/zizal.oficial

(11) 96464 . 1996 | (11) 97999 . 7655

zizaldistribuidora@gmail.com Taboão da Serra - SP

zizal.com.br


Curtas & Novidades

Imagem: reprodução

14

Dados

atualizados

A Abimci (Associação Brasileira da Indústria de Madeira Processada Mecanicamente) lançou o Estudo Setorial – 2022. O

documento retrata a abrangência das atividades do setor industrial madeireiro nacional, apresentando panoramas atualizados

dos principais segmentos de produtos de madeira processada, dados socioeconômicos, as contribuições do setor para

a economia brasileira, bem como, informações específicas de cada segmento de produto, trazendo uma visão dos cenários

mundiais e nacionais, produção, consumo interno, exportações, entre outros.

O material permite uma real compreensão da importância da indústria de madeira processada mecanicamente para a

economia nacional. Segundo Juliano Vieira de Araujo, presidente da Abimci, os números apresentados deixam clara a participação

do setor no número de empregos gerados, renda, tributos e a sua contribuição positiva no saldo da balança comercial.

O presidente cita o exemplo de 2020, em que o número de empregos gerados pelo setor madeireiro foi de 158.972

postos, enquanto em 2022 já são computados 334.388 postos de trabalho. “Já quando analisamos o setor de base florestal

como um todo, que engloba as indústrias madeireira, moveleira, a silvicultura, os segmentos de papel e celulose, este indicador

atinge 612.527 empregos e com este cenário o setor que mais emprega é o de madeira sólida totalizando 55% de toda

a força de trabalho do setor florestal nacional”, pontua o presidente da Abimci, Juliano Vieira de Araujo.

A indústria de produtos de madeira processada mecanicamente tem um papel significativo no desenvolvimento econômico

e social em diversas regiões do país. “O valor bruto da produção da indústria de madeira sólida, totalizou no ano

passado, R$ 26,8 bilhões. Além disto, a balança comercial do segmento totalizou US$ 3,6 bilhões, o que representa 5,8%

do total do país”, assinala Juliano. Dentre os produtos de madeira sólida que mais se destacam nas exportações brasileira,

estão: compensado de coníferas, madeira serrada de coníferas, molduras, portas de madeira, madeira serrada de folhosas,

pisos e pellets. No que refere a base florestal mundial, o Estudo Setorial mostra que atualmente, as florestas no mundo

ocupam 4,0 bilhões de ha (hectares), sendo 3,74 bilhões de ha de nativas (93% do total) e 291 milhões de ha (7%) de plantadas.

“O Brasil possui 12% do total mundial de cobertura florestal, ou seja 495 milhões de ha, o que correspondem a 60%

do nosso território. Desta área, 485,4 milhões de ha (98,1%) são de florestas nativas e 9,5 milhões de ha (1,9%) de florestas

plantadas, principalmente com as espécies eucalipto (7,5 mi de ha) e pinus (1,7 mi de ha), que são a base de suprimento da

produção da indústria de madeira processada mecanicamente”, pontua o presidente.


*O Kit 235 Evolution não acompanha a porta.


Showroom em Destaque

16

LEO ROMANO - CLUBE CORAL

A entrada da CASACOR Brasília deste ano é marcada pelas cores

vibrantes e combinação de elementos. O mobiliário e as redomas das

paredes foram especialmente desenvolvidos para o espaço.

Foto: Edgard Cesar

Informações: www.casacor.com.br/mostras

show room


GLAUCIA ALMEIDA - LIVRARIA

Com o objetivo de fugir da estética de livrarias comuns, a designer de

interiores utilizou a biofilia para compor o espaço, em uma união com o estilo

industrial - que aparece na serralheria do forro, nas prateleiras e na porta.

Foto: Edgard Cesar

Informações: www.casacor.com.br/mostras

17

STUDIO 2 - INFINITO PRIMA LINEA

Inspirado em um jovem interiorano que em busca de seus sonhos sai

de sua cidade natal e se muda para uma grande metrópole. Linhas

contemporâneas se misturam a objetos e obras de arte assinadas por

artistas locais que conectam esse jovem às suas raízes.

Foto: Edgard Cesar

Informações: www.casacor.com.br/mostras


Showroom em Destaque

ANA PAULA RIBEIRO ARQUITETURA + INTERIORES - QUARTO DA CRIANÇA

O crescimento de uma criança foi a inspiração da dupla para a criação do ambiente.

Chama a atenção o móbile artesanal com pássaros esculpidos em madeira

Foto: Edgard Cesar

Informações: www.casacor.com.br/mostras

18

ANGELA CASTILHO ARQUITETURA INTERIORES - CALMARI

No espaço há a utilização de técnicas ancestrais da bioconstrução, com

materiais como biribas de eucalipto, paredes irregulares de pau a pique,

pintura na textura efeito da Coral, piso de retalhos de mármore e limestone.

Foto: Edgard Cesar

Informações: www.casacor.com.br/mostras


MIGUEL GUSTAVO - DECA EXPERIENCE

O ambiente foi inspirado em temas étnicos com ideia sensorial, onde o visitante

terá impacto ao entrar no espaço. O projeto conta com uma bancada de

dormentes vindos de Minas Gerais e biribas suspensas dividindo o espaço.

Foto: Edgard Cesar

Informações: www.casacor.com.br/mostras

19

STUDIO MARKA - O RELICÁRIO

Apresentando a casa como uma caixa de relíquias. Madeira natural

de reflorestamento garapeira, pedra nobre natural e tecidos de

algodão tramados trazem a sensação de acolhimento.

Foto: Edgard Cesar

Informações: www.casacor.com.br/mostras


Showroom em Destaque

STUDIO ARCH+ - CASA ETÉREA

O espaço segue a tendência de ambientes integrados, iluminados e

ventilados, traz tons claros junto aos amadeirados, linhas retas e curvas

ocupando a mesma área, materiais naturais e vegetação.

Foto: Edgard Cesar

Informações: www.casacor.com.br/mostras

20

STUDIO TRAÇOS - LOUNGE RESORT

Com traçado de linhas sinuosas, elementos artesanais e design biofílico, as arquitetas

valorizaram a acessibilidade, com rampas que levam a um elevador trabalhado em

madeira interna e externamente e que dá acesso ao bar no pavimento superior.

Foto: Edgard Cesar

Informações: www.casacor.com.br/mostras


Qualidade

produto

original


Showroom em Destaque

LARISSA DIAS ARQUITETURA - JANELAS DO NOSSO MAR

Esquadrias com venezianas de madeira maciça, suspensas por cordas de sisal,

remetem às primeiras construções na cidade com uma releitura contemporânea

e permitem o infinito céu de Brasília (DF) adentrar pelo ambiente.

Foto: Edgard Cesar

Informações: www.casacor.com.br/mostras

22

LIÊ ARQUITETAS - NOSSO LUGAR AQUI

A ideia foi representar no espaço o infinito de uma casa com

histórias. A grande mesa de jantar representa um desses

espaços de conexão entre pessoas e criação de memórias.

Foto: Edgard Cesar

Informações: www.casacor.com.br/mostras


Showroom em Destaque

LC ARQUITETOS - A SUÍTE DO HOTEL

A suíte do hotel é composta por elementos naturais como madeira, pedras e

plantas. O espaço tem janelas sanfonadas e vazadas, a madeira e a cor vinho

quente têm continuidade funcionando como pano de fundo para outros materiais.

Foto: Edgard Cesar

Informações: www.casacor.com.br/mostras

24

THALES ZAGO - STUDIO ZAGO

O estúdio apresenta planta livre e integrada, cores e texturas

naturais e mobiliário orgânico. Granito prata escovado e MDF de

pau-ferro se destacam entre os materiais escolhidos.

Foto: Edgard Cesar

Informações: www.casacor.com.br/mostras


PRODUTOS DE

ALTA QUALIDADE E

O COMPROMISSO

COM A ENTREGA

www.agilcompensados.com.br

Rua Miguel Goetten Sobrinho 313 | Santa Cecília - SC

(49) 3515-1002 | (49) 9 9122-2183 | admin@agilmadeiras.com


26

Entrevista


Cleusa de Souza

Arquitetura para

ser vivida

Fotos: divulgação

C

riar o projeto para um ambiente é um desafio que coloca

a vontade do cliente e a criatividade do arquiteto

para trabalhar em conjunto. Quando esse encontro

dá certo, são apresentados espaços que unem praticidade,

elegância e aconchego em um só lugar. É isso que busca a

arquiteta Cleusa de Souza, que desde o início da carreira

colocou a madeira como sua matéria-prima preferida na criação

dos ambientes e compartilha sobre a carreira e visões da

arquitetura contemporânea.

27


Entrevista

28

Como foi o início da carreira?

Iniciei minha carreira aos 16 anos

quando fui fazer estágio em uma loja

de móveis, que dentre outros produtos,

revendia uma linha de móveis,

onde a ideia era que o cliente mesmo

pudesse transportar e montar seus

móveis. Nessa época desenvolvi uma

linha de produtos em pinus, chamada:

Encaixe-se; para facilitar a montagem

ela não tinha parafusos e como o nome

já dizia, era só encaixar. Ali descobri

minha paixão pela madeira e visitei, durante

a experiência na área comercial,

muitas fábricas de móveis de um mercado

em alta onde nasciam os móveis

em MDF e outras matérias-primas para

movelaria. Creio que ali descobri minha

vocação para madeira e suas verdades

naturais.

Qual ou quem é sua maior inspiração?

Minha inspiração teve variações ao

longo dos anos, pois nesse longo período

na estrada de decoração de interiores

e arquitetura, fui acompanhando o

mercado e mantendo-me conectada as

criações do desenvolvimento tecnológico

e do mercado.

Houve mudança em seu trabalho

em comparação ao começo da carreira?

Sim, porque, principalmente ao

projetar e executar vários tipos de atividades

comerciais e residenciais, fui

desenvolvendo a predileção, que a vocação

outrora havia me despertado e a

voz da natureza me fez cada vez mais

me apaixonar por estar próximo a ela

em meus projetos.

Tem preferência na criação de projetos

comerciais ou residenciais?

Embora tenha curso de pós-graduação

em arquitetura comercial e mais

no início tenha sido meus maiores

volumes de projetos, creio que não há

como definir o que é mais interessante

ou preferência, talvez possa dizer que

os projetos rústicos, junto à natureza,

que proporcionam qualidade de vida às

pessoas, sejam minhas preferências.

Porque desempenhar o papel da preservação

e valorização a ela, em minha

QUANDO NA

FACULDADE

APRENDEMOS UM

POUCO SOBRE

MEIO AMBIENTE,

NÃO QUER DIZER

PODER CORTAR

OU NÃO ÁRVORES,

E SIM QUE A

ARQUITETURA TEM

UM GRANDE PAPEL

NESSE UNIVERSO


32

Principal


Tradição

em madeira

33

EMPRESA CATARINENSE CELEBRA

35 ANOS DE HISTÓRIA, BASEADA NA

ALTA QUALIDADE DOS PRODUTOS E

ATENDIMENTO PERSONALIZADO

Fotos: divulgação


Principal

S

anta Catarina é um grande centro

de produção de móveis e

produtos de madeira no Brasil. A

produção e as exportações crescem em

ótimo ritmo, o que solidificou o Estado

como uma referência para o mercado

moveleiro nacional e internacional. Uma

das empresas que ajudam nesse trabalho

de fortalecimento do setor em Santa Catarina

é a Salvaro Produtos de Madeira,

que fabrica produtos de alta qualidade

para gerar mais conforto e beleza para

as casas dos consumidores.

Já são mais de três décadas de atuação

no mercado de madeiras e, durante

esta trajetória, a empresa construiu uma

sólida história de respeito a seus clientes,

parceiros e colaboradores, fator que foi

base para assegurar o crescimento da

empresa. A Salvaro Produtos de Madeira

tem uma filosofia institucional focada

na preservação ambiental, buscando

sempre desenvolver produtos eco eficientes,

que podem ser empregados em

todos os ambientes. Nesses 35 anos de

experiência em beneficiamento de pinus,

a Salvaro conseguiu aperfeiçoar técnicas

de fabricação, fazendo da empresa uma

pioneira no uso dessa matéria-prima em

diversos produtos elaborados.

A empresa que teve como primeiro

carro-chefe os prendedores de roupa,

hoje é líder no segmento e divide suas

plantas industriais, que superam os 20

mil m² (metros quadrados), na produção

de kit portas e componentes, rodapés,

molduras para construção civil, além dos

tradicionais prendedores de roupa.

34

A SALVARO TEVE

COMO PRIMEIRO

CARRO-CHEFE OS

PRENDEDORES

DE ROUPA, HOJE

É LÍDER NO

SEGMENTO


35

Para garantir que tenha fornecimento

contínuo de sua matéria-prima, a

Salvaro passou a plantar pinus em 2003,

desde então, já foram mais de 350 mil

árvores plantadas.

SOLUÇÕES COMPLETAS

Para atingir os mais variados públicos,

a Salvaro oferece um vasto catálogo

de opções para quem busca produtos

com alto padrão de qualidade e todo

cuidado estético que seu imóvel merece.

Dividido em áreas específicas, para

engenharia a Salvaro oferece kit portas,

rodapés e corrimãos, para revendas,

além dos três itens anteriores, entram

também os revestimentos de madeira

(painéis rústicos). Os prendedores, de

madeira e plástico, que iniciaram a história

da empresa, entram na categoria

de utilidades domésticas. A Salvaro

ainda conta com um setor inteiramente

vocacionado para exportação, dando

enfoque em molduras para construção

civil (moulding).

SUSTENTABILIDADE

A sustentabilidade faz parte das diretrizes

da Salvaro, que como diz o próprio

lema: planta hoje para garantir o amanhã.

Para a empresa, sustentabilidade vai

além de certificados de conformidade,

ela é considera uma filosofia de vida e

desde a sua fundação trabalha com matérias-primas

de origem ecologicamente

correta, madeira de reflorestamento e

tintas à base d’água.

A empresa trabalhou continuamente

para otimizar todos os seus processos,

reaproveitando os produtos utilizados,


Aqui tem Madeira

Madeira

EM TUDO

38

NOVO ESPAÇO DA USP (UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO)

SERÁ UM DOS PRIMEIROS PRÉDIOS PÚBLICOS BRASILEIROS

COM ESTRUTURA FEITA EM MADEIRA

Fotos: divulgação


ioneirismo é a palavra que resume

o projeto que pretende

P

revolucionar a estrutura do

IAU (Instituto de Arquitetura e Urbanismo)

da USP (Universidade de São

Paulo), em São Carlos (SP). Segundo

informações do jornal da USP, o

novo bloco didático do Instituto, que

também contará com um novo anfiteatro,

será um dos primeiros prédios

públicos brasileiros com estrutura de

madeira – material no qual o IAU é

referência.

O projeto, de autoria da empresa

Base Urbana, fez parte de uma licitação

no início de 2019 que recebeu

propostas de construção de novos

ateliês, salas de aula e uma biblioteca

para o Instituto. A ideia, iniciada na

gestão do professor Miguel Buzzar

como diretor do IAU, buscou aliar a

arquitetura já existente à utilização

inovadora de madeira laminada colada.

Catherine Otondo, arquiteta responsável

pelo projeto, comenta que

a proposta também deu atenção para

questões de sustentabilidade e tomou

como premissas a preocupação

com a reciclagem, a produção industrial

por fontes renováveis e limpas e

sistemas de infraestrutura que reduzam

ao máximo a emissão de carbono.

“Tentamos fazer uma arquitetura

bastante compreensiva daquilo que

já existe e também preservar espaços

que consideramos muito importantes

no IAU. A arquitetura tem que ser

sensível a isso”, relata Catherine.

A arquiteta explica que a intenção

foi criar as novas estruturas de uma

forma que elas fossem, por si só, referências

arquitetônicas. “O que nos

inspirou também é que, como é uma

escola de arquitetura, queríamos que

o prédio inteiro fosse uma aula de

arquitetura, que os alunos pudessem

39


Aqui tem Madeira

40

entrar e entender os conceitos aplicados.

É quase uma aula olhar para os

espaços. Queríamos que os alunos já

entendessem o que está acontecendo

com os materiais, com a luz, com

o vento, etc.”, enfatiza.

O diretor do IAU, professor Joubert

José Lancha, reforça a importância

do caráter didático do projeto. “O

lugar onde se ensina arquitetura tem

que ser exemplar, por isso, um edifício

inovador, um edifício que mostre

os seus espaços bem resolvidos, é

tão importante para o ensino de arquitetura”,

complementa Joubert.

O processo de desenvolvimento

do projeto em si também foi didático.

As arquitetas envolvidas no trabalho

foram duas vezes até o IAU para

reuniões com alunos, docentes e

funcionários para mostrar e discutir

ideias. Isso permitiu que a comunidade

também participasse do desenvolvimento,

opinando sobre o projeto e

fazendo com que ele fosse, desde o

início, pactuado com a comunidade

do Instituto.

Outro cuidado tomado durante

a elaboração do projeto foi o de não

isolar o novo bloco das estruturas já

existentes no Instituto. Além do anfiteatro,

dos ateliês, das salas de aula

e da biblioteca, serão feitas readequações

estratégicas nas edificações

atuais, para que o novo prédio seja

acoplado com naturalidade ao IAU.

As passagens e caminhos projetados

por entre os blocos existentes e o

novo realizam uma generosa articulação

com as entradas e percursos

presentes no campus.

A readequação das estruturas

preexistentes e a criação dos novos

espaços com estruturas de madeira

laminada colada – um material de

ponta, em profusão atualmente – salientam

o caráter inovador do projeto

– o que não exclui características

arquitetônicas tradicionais. “Inovação

pode ser usar uma técnica, um

modo de fazer que seja tradicional e

seja, para aquele momento, para o

momento atual, válido, importante e

inovador. A inovação não quer dizer

NESSE ASPECTO,

ESSE EDIFÍCIO

CARREGA NÃO SÓ

ESSA PERSPECTIVA,

MAS TAMBÉM A

DA TRADIÇÃO DO

NOSSO CURSO DE

ARQUITETURA, QUE

SÃO ESSES ESPAÇOS

MAIS GENEROSOS E

DE CONVÍVIO ENTRE

OS ALUNOS

JOUBERT JOSÉ LANCHA,

DIRETOR DO IAU


TODAS AS

CIRCULAÇÕES DO

IAU, AS ESCADAS, A

PASSARELA, É TUDO

PENSANDO NESSA

POSSIBILIDADE

DO ENCONTRO

IMPREVISÍVEL

CATHERINE OTONDO,

ARQUITETA

que se passa a borracha em uma história,

em tudo aquilo que aconteceu

na tecnologia construtiva ao longo

do tempo. Ela pode recuperar essa

tecnologia”, pondera Joubert.

FOCADO NO CONVÍVIO

Catherine foi professora no IAU

por 3 anos e conta que, nesse período,

conseguiu perceber como é a

vida cotidiana no Instituto. A partir

disso, buscou frisar, no projeto do

novo bloco didático, as características

das movimentações e interações

entre os alunos. “Não só as salas

são importantes, mas os lugares

de transição. Então, por exemplo,

aquela varanda na frente dos ateliês,

onde os alunos vendem bolo, ficam

tomando sol, se encontram, é muito

importante”, descreve Catherine. A

arquiteta relata que esse novo bloco

foi projetado para manter o que os

outros blocos já apresentavam de

importante, espaços de transição

que fossem espaços de vivência, de

encontro. A ideia é fazer com que

aquele lugar não seja um corredor

burocrático, mas um lugar em que

possa encontrar alguém e falar: tive

uma ideia! Vamos conversar? “Todas

as circulações do IAU, as escadas, a

passarela, é tudo pensando nessa

possibilidade do encontro imprevisível”,

observa Catherine .

Joubert José Lancha, aponta que

ao longo dos anos, essa evolução

da arquitetura também propõe alterações

no ensino, que o ensino não

pode ser engessado e deve se adequar

às alterações do tempo, da profissão.

“Nesse aspecto, esse edifício

carrega não só essa perspectiva, mas

também a da tradição do nosso curso

de arquitetura, que são esses espaços

mais generosos e de convívio entre

os alunos”, declara Joubert.

Com o projeto arquitetônico já

pronto e aprovado, o IAU prepara

agora a licitação que selecionará as

empresas responsáveis pelas obras.

Segundo a direção do Instituto, este

processo deve durar cerca de 2 meses.

Depois de finalizado o processo

licitatório, as obras serão iniciadas. A

previsão é de que o período de construção

das novas estruturas tenha

duração de 2 anos.

41


Prêmio Referência

42

Foto: Emanuel Caldeira

PAINEL PANORAMA

SUSTENTABILIDADE FOCA

NO COMPARTILHAMENTO

DE CONHECIMENTO E

INOVAÇÃO PARA O

SETOR DE BASE

MADEIREIRA FLORESTAL

O

s produtos de madeira cada

vez mais fazem parte do nosso

dia a dia. Móveis, portas,

objetos de decoração ou mesmo casas

e outros edifícios. Esse setor atingiu números

expressivos em 2021 e 2022 tem

mantido a mesma toada de resultados

positivos sobre a utilização da matéria-

-prima. Feitos em madeira nativa ou

de reflorestamento, os produtos de

madeira são sustentáveis e ajudam a

gerar empregos e movimentar nossa

economia. Encontrar formas melhores

de produzir madeira pensando na manutenção

e preservação sustentável do

meio ambiente é o norte do painel, que

irá abrir o Prêmio REFERÊNCIA 2022.

O painel no ano passado teve a presença

de Eduardo Leão, ex-presidente

da AIMEX (Associação das Indústrias

Exportadoras de Madeiras do Estado


43

do Pará), Rafael Mason, presidente do

CIPEM (Centro das Indústrias Produtoras

e Exportadoras de Madeira do Estado

de Mato Grosso), e Álvaro Scheffer,

ex-presidente da APRE (Associação Paranaense

de Produtores Florestais).

Para 2022 o retorno de Rafael Mason

já está garantido. O presidente do

CIPEM fará sua participação no Painel

Panorama da Madeira, tratando do

tema: Mercado da madeira nativa de

Mato Grosso. Rafael é engenheiro

florestal formado pela UFMT (Universidade

Federal de Mato Grosso), sócio da

SM Laminados Importação e Exportação

Ltda e tem grande experiência no

campo do manejo florestal.

O segundo participante confirmado

é o pesquisador da EMBRAPA Florestas

(Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária),

Evaldo Muñoz Braz. Evaldo

trará para o painel o tema: A prática do

manejo sustentável de florestas naturais.

O pesquisador é formado, mestre

e doutor em engenharia florestal pela

UFSM (Universidade Federal de Santa

Maria), já participou de levantamentos

florestais nos Estados do Amazonas,

Acre e Roraima. Suas principais experiências

são nas áreas de recursos

florestais e engenharia florestal, com

ênfase no manejo de florestas naturais,

na Floresta Amazônica.

O terceiro participante confirmado

é o atual diretor técnico da AIMEX,

Deryck Pantoja Martins, que assumiu

recentemente o cargo na associação.

O tema de sua apresentação será:

A exportação de madeira brasileira.

Deryck é engenheiro florestal formado

pela UFRA (Universidade Rural da

Amazônia), tem mestrado em desenvolvimento

sustentável e agriculturas

amazônicas pela UFPA (Universidade


Prêmio Referência

44

Federal do Pará). Antes de assumir a

AIMEX foi secretário de Meio Ambiente

de Belém (PA), entre 2015 e 2017 e é

também assessor da FIEPA (Federação

das Indústrias do Estado do Pará).

O painel conta, ainda, com o Paulo

Pupo, superintendente da Abimci (Associação

Brasileira da Indústria de Madeira

Processada Mecanicamente), que

irá falar sobre mercado e tendências da

madeira processada.

O EVENTO

O Prêmio REFERÊNCIA 2022 é

organizado pela JOTA EDITORA, responsável

pelas revistas REFERÊNCIA

FLORESTAL, REFERÊNCIA INDUS-

TRIAL DA MADEIRA, REFERÊNCIA

CELULOSE&PAPEL, REFERÊNCIA PRO-

DUTOS DE MADEIRA e REFERÊNCIA

BIOMAIS. A edição deste ano conta

com os patrocínios de: ACIMDERJ,

AIMEX, CIPEM, DRV FERRAMENTAS,

EFFISA, INOX CONEXÕES, MONTANA

QUÍMICA, MSM QUÍMICA e REMSOFT.

A premiação será realizada no dia

29 de novembro às 19h (horas), em

Curitiba (PR). Além dos vencedores e

convidados, esse ano o evento é aberto

para o público geral. Estão disponíveis

alguns ingressos de um lote limitado de

convites para os interessados em participar

do evento que dará direito a toda

a programação da noite: Painel Panorama

da Madeira, Prêmio REFERÊNCIA

e do jantar que acontecerá logo após o

término da cerimônia, com cardápio de

massas especiais e bebidas não alcoólicas

liberadas. Abaixo, os interessados

têm os canais para solicitar mais informações

e também adquirir os ingressos

para a noite do evento.

Prêmio REFERÊNCIA 2022

Data: 29/11/2022

Horário: 19H

Local: Restaurante Porta Romana – Curitiba (PR)

Informações e ingressos para o evento: comercial@revistareferencia.com.br

ou (41) 999684617


madeiras para

o seu projeto!

Oferecemos diferentes tipos de madeiras para que você escolha a

que melhor combina com o seu projeto, e acabamentos que dão

um toque final após a instalação da madeira. São detalhes que

deixam seu projeto ainda mais completo.

Dispomos também de madeiramento estrutural para telhado e coberturas diversas:

• Forros

• Pergolados

• Decks

• Meias-canas

• Portas e caixilhos

• Ripas

• Rodapés

• Baguetes

• Beirais

• Portas

• Assoalhos

• Vigamentos para telhados

Loja Curitiba - Av. Manoel Ribas 7130 - Curitiba - PR

3272-4147 / 99943-0158 | madeirasmarcelandia@gmail.com

www.madeireiramarcelandia.com.br


Economia

Fomentando

o setor

46


INICIATIVA PROMOVE LIBERAÇÃO DE RECURSOS PARA

FAVORECER PEQUENOS E MICRO PRODUTORES DE

MÓVEIS DE MADEIRA

Fotos: divulgação

47

A

mpliar a competitividade de

pequenas e micro empresas

do setor moveleiro brasileiro

está no cerne do projeto da ABIMÓVEL

(Associação Brasileira das Indústrias

do Mobiliário) e do SEBRAE (Serviço

Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas

Empresas) que foi apresentado no

início do segundo semestre. Em live,

representantes das duas organizações

mostraram como foi constituído e implementado

o PDCIMOB (Projeto de

Desenvolvimento, Competitividade e

Integração da Indústria do Mobiliário).

A ideia é beneficiar mais de 200

negócios em todo o país, a fim de

ajudá-los a obter excelência em gestão,

inteligência estratégica e promoção co-


Economia

mercial, através da inovação e inserção

digital, melhoria da competitividade

e produtividade, e atuação em rede.

Como efeito de transbordamento, mais

de 1,7 mil indústrias devem ser favorecidas

até 2024, ano final da primeira

parte do programa.

Para alcançar os objetivos propostos,

as entidades promotoras do plano

trabalharão direcionadas ao encadeamento

produtivo, atuando em três

trilhas estratégicas. Os planos serão

desenvolvidos nos segmentos de Inteligência

Setorial e Digital, da Melhoria da

Competitividade e de Aproximação Comercial.

Já aderiram ao PDCIMOB nove

unidades do SEBRAE e onze sindicatos,

contemplando todas as regiões do país.

Estão confirmadas na participação do

projeto – Pará, no norte; Piauí, Paraíba

e Sergipe, no nordeste; Rio de Janeiro,

no sudeste; Paraná, Santa Catarina e

Rio Grande do Sul, no sul; além do Distrito

Federal, no centro-oeste.

48

BUSCAMOS OFERECER

UMA FORMA

SUSTENTÁVEL

PARA MICRO E

PEQUENAS EMPRESAS

CRESCEREM EM

PRODUTIVIDADE,

COMPETITIVIDADE E

INTEGRAÇÃO

IRINEU MUNHOZ,

PRESIDENTE DA ABIMÓVEL

O PROJETO

O objetivo do PDCIMOB é conjugar

esforços e recursos para o desenvolvimento

da competitividade, produtividade

e integração, de forma sustentável,

dos micro e pequenos negócios da cadeira

de valor do setor mobiliário. Para

isso, ABIMÓVEL E SEBRAE mantêm

foco na mobilização de parceiros regionais

e estaduais para, em conjunto, coordenar

um planejamento estratégico

setorial, com foco no encadeamento

produtivo. A iniciativa já tem a adesão

dos SEBRAEs do Piauí, Pará, Sergipe,

Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Distrito

Federal, Paraná e Santa Catarina.

Entre os sindicatos, encontram-se o

SINDMOV (MG); SINDIMO (PA); Sindicato

de Irati (PR); SIMA (PR); SINDI-

MOV (CE); AMAP (PB); SINDUSMÓBIL

(SC); SINDICOM/Rio Negrinho (SC);

INTERSIND (Ubá); SINDIMÓVEIS (PE) e

SIM (SC).

O projeto, que pretende elevar o

nível competitivo de micros e pequenas

empresas do setor moveleiro e da madeira

no país foi lançado nacionalmente

em live, após ter sido gestado durante

a pandemia. Responsáveis pelo plano,

representantes da ABIMÓVEL e do

SEBRAE explicitaram como pretendem,

até 2024, fazer com que 200 pequenos

negócios avancem estrategicamente

em gestão, promoção comercial e inserção

digital. O projeto é estruturado

para contemplar necessidades estratégicas

dessas empresas, conforme explicou

o presidente da ABIMÓVEL, Irineu

Munhoz. “Buscamos oferecer uma forma

sustentável para micro e pequenas

empresas crescerem em produtividade,

competitividade e integração”, destacou

Irineu.

Cesar Rissete, gerente de competitividade

do SEBRAE, salientou a parceria

das duas entidades, que tanto têm

contribuído ao país. “Estamos juntos

para uma entrega de valor à sociedade,

promovendo um país melhor através

de suas empresas”, salientou Cesar.

Para colocar de pé o PDCIMOB, as

entidades vão atuar em parcerias regionais

e estaduais. “Quem atua em rede

de forma estratégica e com boa go-


Tendência

50

Informação e

CRESCIMENTO

ENCONTRO DE EMPRESÁRIOS TRATOU SOBRE A PROTEÇÃO DE

DADOS CORPORATIVOS E IDEIAS PARA O FUTURO DO SETOR

Fotos: divulgação

ACIMDERJ (Associação do Comércio

e Indústria de Madei-

A

ras e Derivados do Estado do

Rio de Janeiro) realizou sua reunião

mensal de agosto com a presença de

seu presidente, Wadson Werly, convidados

e associados. Na reunião, o advogado

Rafael Mello, sócio do Bauly,

Matos e Mello Advogados, apresentou

importantes orientações jurídicas

trabalhistas envolvendo questões

como: desvio e realocação de funções,

licenças, entre outros temas

como a LGPD (Lei Geral de Proteção

de Dados). O evento contou com vários

associados da própria ACIMDERJ


e duas empresas convidadas que

prestigiaram o evento. “Na ocasião,

também contamos com a participação

de representantes das empresas

MAPAF Portas e Esquadrias Jomadi”,

valorizou Wadson.

A LGPD (lei 13.709/18) surgiu para

ditar as relações jurídicas regidas

pelos mais diversos ramos do direito

pátrio que tiveram que se adaptar a

um novo e importante mandamento:

a proteção dos dados. “É um tema,

que volta e meia é discutido no âmbito

trabalhista. Até que ponto o

exercício do poder diretivo patronal

permite o acesso ao teor das comunicações

realizadas pelo trabalhador

via aplicativos de mensagens instantâneas

e e-mails?”, questionou, antes

de explicar os detalhes da aplicação

da lei, o advogado Rafael Melo.

para que o produto entregue para o

cliente facilite o processo de instalação.

“Vamos entregar um produto

feito em madeira tropical de alto

padrão pronto, seja pivotante ou de

giro, vamos entregar um produto

com guarnição regulável e feito para

ser apenas instalado na casa diretamente,

já envernizado”, discorre Tim.

Outra tendência apontada por

Tim é o uso de portas grandes, eliminando

a bandeira da porta, mesmo

em ambientes internos. “Hoje, muitas

obras utilizam portas que abrem

o espaço por completo, valorizando

o ambiente e dão mais sofisticação

ao ambiente onde elas serão colocadas”,

valoriza Tim. Em relação a tecnologia,

o destaque fica na melhoria

da proteção da porta contra as intempéries.

As portas que ficam mais

expostas, como portas externas,

precisam de proteção e a MAPAF

está trazendo uma solução, também,

nesse sentido. “Estamos realizando

um tratamento com nanotecnologia

para proteger das variáveis do clima,

aumentando a vida útil do produto

e diminuindo os custos de manutenção”,

completa Tim.

PLANOS PARA O SETOR

Tim Lopes, proprietário da MA-

PAF Portas, comentou sobre o momento

do setor de produtos de madeira,

tendências de mercado e o que

ele enxerga a curto prazo para esse

segmento. Para Tim, a madeira tem

ido cada vez mais para o uso na parte

interna das casas, saindo da parte estrutural

e indo para o decorativo. “O

uso decorativo, com painéis ou muxarabi

em madeira é uma tendência

que vemos crescer muito no setor”,

aponta Tim.

O uso das cores é outra tendência

visível, principalmente para o setor

de portas. Tim explica que há um viés

de mudança no uso do branco, que

foi dominante por um período e que

rapidamente vamos caminhar para

um retorno ao uso do amadeirado ou

cores diferentes como cinza e azul.

“No sul do Brasil, quando visito clientes,

vejo que 80% das portas vendidas

eram brancas, mas quando vamos subindo,

sentido sudeste e nordeste a

madeira toma conta, o mesmo é visto

em portas de alto padrão, que fogem

das cores e valorizam a madeira”,

descreve Tim.

A diversificação de mercado, segundo

o empresário, é outra pauta

importante para o setor de produtos

de madeira. Tim comenta que a MA-

PAF está investindo em tecnologias

ESTAMOS

REALIZANDO UM

TRATAMENTO COM

NANOTECNOLOGIA

PARA PROTEGER DAS

VARIÁVEIS DO CLIMA,

AUMENTANDO A VIDA

ÚTIL DO PRODUTO

E DIMINUINDO

OS CUSTOS DE

MANUTENÇÃO

TIM LOPES, PROPRIETÁRIO

DA MAPAF PORTAS

51


Feira

52

2022 ENCAPP

O ENCONTRO REALIZADO JUNTO A LIGNUM LATIN AMERICA

TROUXE NOVIDADES PARA O SETOR E VALORIZOU A

APROXIMAÇÃO COM OS CLIENTES

Fotos: PRODUTOS DE MADEIRA / DIVULGAÇÃO MALINOVSKI


O

V ENCAPP (Encontro da

Cadeia Produtiva da Porta)

aconteceu em Curitiba (PR)

em meados de setembro. Essa foi a

quinta edição do evento e fortaleceu a

Semana Internacional da Madeira, que

movimentou a capital paranaense em

torno da indústria de base florestal.

O evento é uma realização da Abimci

(Associação Brasileira da Indústria de

Madeira Processada Mecanicamente)

por meio do PSQ-PME (Programa Setorial

da Qualidade de portas de Madeira

para Edificações) e contou com 22 expositores.

Paulo Pupo, superintendente da

Abimci, comentou sobre a importância

do evento para o mercado de produtos

de madeira e o fortalecimento desse

segmento que tanto cresce no país.

“O evento desse ano tem um grande

papel estratégico, por ser realizado

junto à Lignum e Semana Internacional

da Madeira, envolvendo vários elos da

cadeia produtiva da madeira”, enalteceu

Paulo. Para o superintendente, o

valor da união de todos esses eventos

poderá gerar grandes frutos em curto

e médio prazo. “Todas essas atividades

em conjunto faz com que os players do

setor deixem seus radares ligados para

novas oportunidades de mercado”,

concluiu Paulo.

53


Feira

EFFISA

A Effisa é especializada na fabricação

de máquinas e equipamentos dedicados

a movimentação e tratamento

de superfícies para perfilados e painéis.

Tiago Corrêa, comercial da Effisa, celebrou

a possibilidade de reencontrar

clientes e apresentar as novidades da

empresa para o setor. “Trouxemos

para esse evento o coleiro fusor desenvolvido

pela Effisa, de grande valor

agregado, que trabalha em parceria

com a recobridora de perfis, e tem um

sistema de limpeza automática programável,

que é um diferencial em relação

a nossos concorrentes”, destaca Tiago.

54

54

“O EVENTO DESSE ANO TEM UM GRANDE PAPEL

ESTRATÉGICO, POR SER REALIZADO JUNTO À LIGNUM E

SEMANA INTERNACIONAL DA MADEIRA, ENVOLVENDO

VÁRIOS ELOS DA CADEIA PRODUTIVA DA MADEIRA”

PAULO PUPO, SUPERINTENDENTE DA ABIMCI

GELL TECHNO SOLUTIONS

Atuando em várias regiões do país

e com grande tradição no mercado,

a Gell Techno Solutions levou para a

ENCAPP suas soluções para facilitar

os processos de ampliação de valor da

madeira, com uma linha de produtos

mecânico-elétricos, que facilitam a

produção e economizam energia. Joel

Rosa, gerente operacional da Gell Techno

Solutions, destaca a importância

da feira para o mercado da indústria nacional.

“Somos uma empresa nacional,

que oferece produtos genuinamente

brasileiro e durante esse evento pudemos

apresentar nossas soluções para

novos clientes nacionais e alguns internacionais”,

apontou Joel.


GRANCASA

“Apresentar nossos produtos para

novos clientes e fixar a marca no mercado,

esse é nosso foco”, destaca Jéssica

Alves, comercial da Grancasa. A empresa

que foi capa da edição de junho

da Revista PRODUTOS DE MADEIRA,

levou para o ENCAPP um aperitivo de

toda a qualidade Italiana que a empresa

oferece em seu catálogo, como a

linha de dobradiças invisíveis da CEAM,

importadas da Itália. “Nossa proposta é

trabalhar com inovação e sofisticação,

para levar o melhor para nossos clientes”,

conclui Jéssica.

55

MAFERCON

A Mafercon, especializada no fornecimento

de colas e adesivos para a indústria

da madeira e moveleira marcou

presença na ENCAPP. Edson Prebitz,

gerente geral da Mafercon, valorizou

a escolha de unir os dois eventos,

Lignum e ENCAPP como uma solução

inteligente para aquecer o mercado e

comentou sobre os produtos que a Mafercon

levou para o encontro. “Expomos

adesivos com tecnologia alemã de

alta qualidade para aplicação em portas

e máquinas dedicadas ao aumento da

produção, gerando eficiência na operação

de novos clientes”, relatou Edson.


Feira

PERFILISA

Com 30 anos fornecendo perfis em

plástico para portas, a Perfilisa também

marcou presença na ENCAPP. Felipe

Bazzo, diretor comercial da Perfilisa,

ressaltou a importância do evento por

reaproximar os clientes e fornecedores.

“Sair das telas, do whatsapp e afins

para estar com nossos parceiros faz

muita diferença”, apontou Felipe. O

diretor destacou que para o ENCAPP a

empresa expôs como grande novidade

uma solução única em relação à matéria-prima

de seus produtos. “O produto

em TPE (Elastômero Termoplástico)

oferece maior vida útil para a vedação

da porta, por ser um material que tem

maior resistência e sofre menos com a

ação do tempo e do clima”, completou

Felipe.

56

PRIMER BRASIL

Especialista em tintas à base d’água

para a indústria madeireira, a Primer

Brasil participou pela primeira vez do

ENCAPP e levou para o evento a linha

PRIMER PPU, primer pronto para uso,

um produto que não necessita de diluição,

produzido com resinas especiais

que garantem melhor rendimento e cobertura.

Marcelo Ziger, gerente comercial

da empresa, comenta que a Primer

Brasil, viu no encontro uma possibilidade

de fortalecer a marca no mercado.

“Nossa expectativa estava muito alta

e foi correspondida, pois é um evento

grandioso que reúne os principais fabricantes

de portas e componentes da

construção civil”, valoriza Marcelo.


SAUERLAND

A Sauerland levou para a feira seus

mais de 70 anos de tradição na fabricação

de portas com o mais alto padrão

de qualidade. Alfredo Berros, diretor da

Sauerland, valorizou os produtos apresentados

pela empresa no evento, que

focam no oferecimento de soluções

sustentáveis e também o público da

edição. “Estamos muito felizes de estar

aqui, pois vemos a qualificação dos

visitantes, de tantos associados Abimci

presentes que demonstram o grande

interesse do setor no evento”, apontou

Alfredo.

“TODAS ESSAS ATIVIDADES EM CONJUNTO FAZ COM QUE OS

PLAYERS DO SETOR DEIXEM SEUS RADARES LIGADOS PARA

NOVAS OPORTUNIDADES 57 DE MERCADO”

PAULO PUPO, SUPERINTENDENTE DA ABIMCI

57

CONTEÚDO

DE QUALIDADE

Durante a realização do ENCAPP, a Abimci lançou

a quinta edição da revista Portas de Madeira. A revista

oferece ao leitor conteúdo especializado e atualizado

sobre questões técnicas e comerciais, com o objetivo

de contribuir para o desenvolvimento de novos negócios

e ampliar o diálogo entre fabricantes, fornecedores

da cadeia produtiva e clientes.


Agenda

Outubro 2022

BATIMAT

Data: 3 a 6

Local: Paris (França)

Informações: https://www.batimat.com/fr-fr/le-salon.html

Batimat é a feira internacional multi-especialidade para a indústria da construção. Ela

atrai todos os tomadores de decisão e profissionais de empreiteiros para selecionar as

soluções inovadoras para os edifícios de hoje e de amanhã. Encontre as feiras Batimat, Interclima

e Ideobain juntas sob o mesmo teto em uma oportunidade única para descobrir

inovações em construção, conhecer fornecedores atuais e futuros, participar de demonstrações

e obter informações/treinamento sobre novas técnicas, avanços e mudanças

regulatórias na indústria.

CASA MODERNA

Data: 1 a 9

Local: Udine (Itália)

Informações: https://www.casamoderna.it/

A Casa Moderna é um evento histórico e sempre de grande apelo, porque, ao longo

do tempo, soube adaptar-se às novidades, muitas vezes antecipando-as, com a oferta

mais inovadora dos expositores selecionados. A Casa Moderna sabe estar à altura do

contexto e das expectativas, reafirmando de ano para ano o compromisso chave para

viver com as melhores soluções de mobiliário para interiores e exteriores e muito mais.

Na Casa Moderna estará a 7ª edição da Casa Sicura (Casa Segura, em italiano) dedicada a

tudo o que diz respeito à segurança em casa, no ambiente familiar, nos hábitos e cotidiano

de quem lá vive.

58

MOSTRA AFFEMAQ

Data: 18 a 20

Local: São Bento do Sul (SC)

Informações: http://affemaq.com.br/feiras_e_eventos

A feira itinerante de máquinas, ferramentas, acessórios, insumos e serviços para a Indústria

de Madeira e Móveis já tem data marcada. No evento o visitante poderá conhecer a

Fábrica em Ação: Processo produtivo funcionando efetivamente no evento. É uma fábrica

completa, produzindo móveis em tempo real, com todas as etapas do processo (programação,

corte, borda, furação, pintura, montagem e embalagem). Além da Fábrica em

Ação (acompanhamento do processo produtivo em tempo real), o visitante contará com

o atendimento diferenciado do expositor e coquetel.

SICAM

Data: 18 a 21

Local: Pordedone (Itália)

Informações: https://www.exposicam.it/en/

Na SICAM, Feira Internacional de Componentes, Acessórios e Semi-acabados para a

Indústria do Mobiliário, poderá encontrar todas as novidades de produtos e tendências

do mercado para as futuras colecções de mobiliário, cozinhas, casas de banho, contract

e design de interiores. O SICAM é um ponto de encontro onde os principais players da

indústria global de móveis se encontre e faça check-in com uns aos outros todos os anos.

Sua importância é vista na alta taxa de retorno das empresas expositoras de todo o mundo

(93% no ano passado).

Novembro 2022

XXXVI FEISTOCK

Data: 10 a 13

Local: São Bento do Sul (SC)

Informações: https://feistock.com.br/

A Feistock surgiu no ano de 2004 com o intuito de ajudar os moveleiros de São Bento do

Sul (SC), Rio Negrinho (SC) e Campo Alegre (SC) a escoarem seus estoques de móveis

de sobras de exportação, vendendo-as para o consumidor final. Com o passar dos anos

e das crises que atingiram o setor, as empresas que sobreviveram tiveram que buscar

entrar no mercado interno e a feira se moldou para atender esta nova demanda e hoje

colabora em muito para que estas empresas exponham sua marca para lojistas e o consumidor

final e se tornem conhecidas.


29 DE NOVEMBRO

ÀS 19 HORAS

E D I Ç Ã O

VEM AÍ!

A N O S

Gostaria de participar do jantar do PRÊMIO REFERÊNCIA 2022?

Compre seu ingresso antecipado pelo whats: (41) 99968-4617 ou

pelo e-mail: comercial@revistareferencia.com.br

Vagas limitadas

Transmissão ao vivo em nosso canal:

@revistareferencia

PATROCINADORES:

ASSOCIAÇÃO DO COMÉRCIO E INDÚSTRIA DE

MADEIRAS E DERIVADOS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

SERRAS E FACAS INDUSTRIAIS

www

revistareferencia.com.br

comercial@revistareferencia.com.br

Hooray! Your file is uploaded and ready to be published.

Saved successfully!

Ooh no, something went wrong!