09.11.2022 Views

Industrial_246Web

Create successful ePaper yourself

Turn your PDF publications into a flip-book with our unique Google optimized e-Paper software.

ENTREVISTA Presidente da APEX Brasil, embaixador Augusto Pestana, projeta o cenário para 2023<br />

MAIOR E MAIS<br />

MODERNA SERRARIA<br />

DO BRASIL<br />

DESENVOLVIDA POR EMPRESA BRASILEIRA, SERRARIA<br />

REÚNE SOLUÇÃO COMPLETA COM TRANSFERÊNCIA<br />

DE TECNOLOGIA E KNOW-HOW INTERNACIONAL<br />

THE LARGEST AND<br />

MOST MODERN<br />

SAWMILL IN BRAZIL<br />

DEVELOPED BY A BRAZILIAN COMPANY, THE<br />

SAWMILL UNITES A COMPLETE SOLUTION<br />

WITH THE TRANSFER OF INTERNATIONAL<br />

TECHNOLOGY AND KNOW-HOW


CALHAS VIBRATÓRIAS - SYNTRON<br />

PENEIRAS - BM&M<br />

ROSCAS TRANSPORTADORAS<br />

SYNTRON<br />

CORREIAS TRANSPORTADORAS - SYNTRON<br />

TRANSPORTADORES DE CORREIAS<br />

SUPORTADAS A AR - GRISLEY<br />

TRANPORTADORES DE<br />

ARRASTE - MAC CHAIN<br />

PICADORES - KADANT


A SOLUÇÃO QUE FALTAVA<br />

Transportadores de resíduos, picadores e peneiras<br />

Tecnologia<br />

Norte Americana<br />

Fabricado no<br />

Brasil<br />

• DESEMPENHO SUPERIOR • TECNOLOGIA DIFERENCIADA<br />

• COMPETITIVIDADE (CUSTO NACIONAL)<br />

55 49 3241 .0066 /Mendesmaquinas<br />

www.mendesmaquinas.com.br


ÀS 19 HORAS<br />

29 DE NOVEMBRO<br />

Transmissão ao vivo em nosso canal:<br />

@revistareferencia<br />

VEM AÍ!<br />

PATROCINADORES:<br />

ASSOCIAÇÃO DO COMÉRCIO E INDÚSTRIA DE<br />

MADEIRAS E DERIVADOS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO<br />

SERRAS E FACAS INDUSTRIAIS


E D I Ç Ã O<br />

A N O S<br />

PAINEL DA MADEIRA<br />

PALESTRANTES:<br />

Lorem ipsum<br />

Lorem ipsum<br />

DERYCK PANTOJA MARTINS<br />

EVALDO MUÑOZ BRAZ<br />

PAULO PUPO<br />

RAFAEL MASON<br />

Diretor Técnico da AIMEX<br />

(Associação das Indústrias<br />

Exportadoras de Madeira<br />

do Estado do Pará)<br />

Pesquisador da<br />

EMBRAPA Florestas<br />

Superintendente da Abimci<br />

(Associação Brasileira da<br />

Indústria de Madeira Processada<br />

Mecanicamente)<br />

Presidente da CIPEM<br />

(Centro das Indústrias Produtoras<br />

e Exportadoras de Madeira do<br />

Estado de Mato Grosso)<br />

Gostaria de participar do jantar do PRÊMIO REFERÊNCIA 2022?<br />

Compre seu ingresso antecipado pelo whats: (41) 99968-4617 ou<br />

pelo e-mail: comercial@revistareferencia.com.br<br />

Últimas unidades<br />

www<br />

revistareferencia.com.br<br />

comercial@revistareferencia.com.br


SUMÁRIO<br />

INDUSTRIAL<br />

66<br />

2022<br />

40<br />

52<br />

48<br />

MADEIRA<br />

ANUNCIANTES DA EDIÇÃO<br />

Alca Máquinas 13<br />

Benecke 11<br />

Cipem 31<br />

Codornada Florestal 73<br />

Contraco 51<br />

DRV Ferramentas 17<br />

EHW do Brasil 65<br />

Drytech 35<br />

Engecass 15<br />

GCM Trade 39<br />

H. Bremer 19<br />

Indumec 33<br />

Linck 07<br />

Lions Machine 63<br />

Máquinas Lampe 69<br />

Marrari 37<br />

Mendes Máquinas 02<br />

Mill Indústrias 76<br />

Montana Química 09<br />

MSM Química 25<br />

MSP <strong>Industrial</strong> 75<br />

Nazzareno 27<br />

Omil 23<br />

Prêmio REFERÊNCIA 04<br />

Rotteng 57<br />

Schifler Máquinas 71<br />

Termolegno 29<br />

Vantec 21<br />

SUMÁRIO<br />

08 Editorial<br />

10 Cartas<br />

12 Bastidores<br />

14 Notas<br />

28 Aplicação<br />

30 Frases<br />

32 Entrevista<br />

40 Principal Serraria moderna e tecnológica<br />

48 Congresso<br />

52 Marcenaria<br />

58 Prêmio REFERÊNCIA<br />

66 Artigo<br />

72 Agenda<br />

74 Espaço Aberto<br />

06<br />

referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


TECNOLOGIA DE PONTA PARA SERRARIAS<br />

Curitiba – PR - Brasil<br />

: +55 41 3332 5442<br />

@ : bkrick@bkrick.com.br<br />

: www.bkrick.com.br<br />

www.linck.com<br />

Sucesso garantido com a nossa<br />

competência e experiência<br />

mais de 150 linhas de perfilagem em uso ao redor do mundo<br />

serrarias com otimização de tábuas laterais e aumento de rendimento desde 1983<br />

serrarias com corte em curva desde 1989<br />

serrarias para corte de toras classificadas por dimensão e não classificadas<br />

Inovação. Qualidade.<br />

Economia.<br />

MADE IN GERMANY


EDITORIAL<br />

PRODUTIVIDADE<br />

E INOVAÇÃO<br />

AUMENTE SUA PRODUÇÃO COM EQUIPAMENTOS MILL!<br />

GRADEADOR<br />

DE MADEIRA<br />

SERRA FITA<br />

HORIZONTAL<br />

Linha completa de Serrarias<br />

DOGUEIRA<br />

DE BLOCOS<br />

BLOCO<br />

CENTRALIZADOR<br />

DE TORAS<br />

NA CAPA<br />

MAIS DE 420<br />

PROJETOS<br />

COMPLETOS<br />

TRABALHANDO<br />

PELO MUNDO<br />

NÚMERO 1 EM VENDAS DE<br />

EQUIPAMENTOS DO SETOR<br />

MADEIREIRO NO BRASIL<br />

Entre em contato conosco<br />

e faça bons negócios<br />

GEMINADA<br />

POSICIONADOR<br />

DE TORAS<br />

A Revista da Indústria da Madeira / The Magazine for the Forest Product<br />

www.referenciaindustrial.com.br<br />

ENTREVISTA Presidente da APEX Brasil, embaixador Augusto Pestana, projeta o cenário para 2023<br />

MAIOR E MAIS<br />

MODERNA SERRARIA<br />

DO BRASIL<br />

DESENVOLVIDA POR EMPRESA BRASILEIRA, SERRARIA<br />

REÚNE SOLUÇÃO COMPLETA COM TRANSFERÊNCIA<br />

DE TECNOLOGIA E KNOW-HOW INTERNACIONAL<br />

THE LARGEST AND<br />

MOST MODERN<br />

SAWMILL IN BRAZIL<br />

DEVELOPED BY A BRAZILIAN COMPANY, THE<br />

SAWMILL UNITES A COMPLETE SOLUTION<br />

WITH THE TRANSFER OF INTERNATIONAL<br />

TECHNOLOGY AND KNOW-HOW<br />

A<br />

Revista REFERÊNCIA foi até Caçador<br />

(SC) para conferir de perto as novas<br />

instalações da Frameport, empresa<br />

especializada em exportação de portas<br />

de madeira, que conta com todo<br />

o maquinário inovador desenvolvido pela Mendes<br />

Máquinas. Sem dúvidas, um dos mais modernos<br />

parques industriais madeireiros do país. A edição<br />

traz, ainda, uma entrevista exclusiva com o presidente<br />

da APEX (Agência Brasileira de Promoção de<br />

Exportações e Investimentos), Augusto Pestana, que<br />

abordou aspectos relevantes da produção brasileira<br />

e da imagem dos nossos produtos lá fora. Confira,<br />

também, a relação dos ganhadores do Prêmio RE-<br />

FERÊNCIA 2022, os detalhes da festa de entrega<br />

das placas aos vencedores, que acontece em Curitiba<br />

(PR), além de reportagens sobre economia, mercado,<br />

energia, marcenaria e muito mais. Tenha uma<br />

ótima leitura!<br />

DESTOPADOR<br />

DE TÁBUAS<br />

REFILADOR<br />

COM SAÍDA<br />

AUTOMÁTICA<br />

SERRA FITA<br />

HORIZONTAL<br />

REFILADOR<br />

COM SAÍDA<br />

AUTOMÁTICA<br />

NA CAPA DESTE MÊS, O<br />

MAQUINÁRIO DA NOVA SERRARIA<br />

DESENVOLVIDA PELA MENDES<br />

MÁQUINAS PARA A FRAMEPORT,<br />

QUE SERÁ INAUGURADA NO<br />

PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2023<br />

EXPEDIENTE<br />

ANO XXIV - EDIÇÃO 245 - NOVEMBRO 2022<br />

Ano XXIV • Nº246 •Novembro 2022<br />

Diretor Comercial / Commercial Director - Fábio Alexandre Machado<br />

fabiomachado@revistareferencia.com.br<br />

Diretor Executivo / Executive Director - Pedro Bartoski Jr.<br />

bartoski@revistareferencia.com.br<br />

Redação / Writing<br />

André Nunes<br />

jornalismo@revistareferencia.com.br<br />

PRODUCTIVITY<br />

AND INNOVATION<br />

Depto. de Criação / Graphic Design<br />

Fabiana Tokarski / Supervisão<br />

Crislaine Briatori Ferreira<br />

Me Hua Bernardi<br />

criacao@revistareferencia.com.br<br />

R<br />

evista REFERÊNCIA visited Caçador<br />

(SC) to see, up close, the new Frameport<br />

facilities using the innovative<br />

machinery developed by Mendes Máquinas.<br />

Frameport specializes in exporting<br />

wood doors and is part of one of the Country’s<br />

most modern industrial forest product parks. This<br />

issue also has an exclusive interview with Augusto<br />

Pestana, the President of the Brazilian Agency for<br />

The Promotion of Exports and Investments (APEX).<br />

This autonomous social service addresses relevant<br />

aspects of Brazilian production and the image of our<br />

products abroad. As well there is a list of winners<br />

of the 2022 REFERENCE Award, the details of the<br />

dinner for the presentation of the plaques to the<br />

winners, which takes place in Curitiba (PR), as well<br />

as articles on the economy, market, energy, woodworking,<br />

and much more. Pleasant reading!<br />

Midias Sociais / Social Media<br />

Andrew Holanda<br />

Cainan Lucas<br />

Depto. Comercial / Sales Departament - Gerson Penkal - Carlos Felde<br />

comercial@revistareferencia.com.br<br />

fone: +55 (41) 3333-1023<br />

Representante Comercial - Dash7 Comunicação - Joseane Cristina Knop<br />

Tradução / Translation - John Wood Moore<br />

Depto. de Assinaturas / Subscription<br />

Cristiane Baduy<br />

assinatura@revistareferencia.com.br<br />

0800 600 2038<br />

ASSINATURAS<br />

0800 600 2038<br />

Periodicidade Advertising<br />

GARANTIDA GARANTEED<br />

Veículo filiado a:<br />

A Revista REFERÊNCIA - é uma publicação mensal e independente, dirigida aos produtores e<br />

consumidores de bens e serviços em madeira, instituições de pesquisa, estudantes universitários, orgãos<br />

governamentais, ONG’s, entidades de classe e demais públicos, direta e/ou indiretamente ligados ao<br />

segmento madeireiro. A Revista REFERÊNCIA do Setor <strong>Industrial</strong> Madeireiro não se responsabiliza por<br />

conceitos emitidos em matérias, artigos ou colunas assinadas, por entender serem estes materiais de<br />

responsabilidade de seus autores. A utilização, reprodução, apropriação, armazenamento de banco<br />

de dados, sob qualquer forma ou meio, dos textos, fotos e outras criações intelectuais da Revista RE-<br />

FERÊNCIA são terminantemente proibidos sem autorização escrita dos titulares dos direitos autorais,<br />

exceto para fins didáticos.<br />

Revista REFERÊNCIA is a monthly and independent publication directed at the producers and<br />

consumers of the good and services of the lumberz industry, research institutions, university students,<br />

governmental agencies, NGO’s, class and other entities directly and/or indirectly linked to the forest based<br />

segment. Revista REFERÊNCIA does not hold itself responsible for the concepts contained in the material,<br />

articles or columns signed by others. These are the exclusive responsibility of the authors, themselves. The<br />

use, reproduction, appropriation and databank storage under any form or means of the texts, photographs<br />

and other intellectual property in each publication of Revista REFERÊNCIA is expressly prohibited without<br />

the written authorization of the holders of the authorial rights.<br />

08<br />

referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


GERMAN TECHNOLOGY OFFERS<br />

UNIQUE SOLUTIONS FOR THE<br />

WOOD INDUSTRY<br />

CARTAS<br />

AUMENTE SUA PRODUÇÃO<br />

COM EQUIPAMENTOS<br />

MILL INDÚSTRIAS<br />

LINHA COMPLETA DE SERRARIAS PARA EUCALIPTO, PINUS E TECA.<br />

Número 1 em vendas de equipamentos do setor madeireiro no Brasil<br />

BLOCO<br />

A Revista da Indústria da Madeira / The Magazine for the Forest Product<br />

ENTREVISTA Presidente da AIMEX, Leandro Rymsza, celebra aumento nas exportações de madeira<br />

PADRÃO<br />

MUNDIAL<br />

TECNOLOGIA ALEMÃ OFERECE SOLUÇÕES<br />

EXCLUSIVAS PARA A INDÚSTRIA MADEIREIRA<br />

CARTAS<br />

CAPA DA EDIÇÃO 245 DA<br />

PICADOR<br />

SERRA FITA HORIZONTAL<br />

REVISTA REFERÊNCIA INDUSTRIAL, MÊS DE OUTUBRO DE 2022<br />

Entre em contato conosco e faç<br />

ócio!<br />

APLICAÇÃO<br />

www.referenciaindustrial.com.br<br />

Ano XXIV • Nº245 •Outubro 2022<br />

WORLD STANDARD<br />

FEIRA<br />

Por Almir Tavares –<br />

Mafra (SC)<br />

Por Maria de Queiroz –<br />

Erechim (RS)<br />

Muito interessante os usos e projetos em<br />

madeira que auxiliam na captação de carbono da<br />

atmosfera. Mesmo os móveis e objetos feitos com<br />

madeira ainda auxiliam no sequestro de CO 2<br />

.<br />

Mais uma vez, a feira<br />

Lignum reuniu algumas<br />

das mais importantes<br />

empresas do setor<br />

madeireiro em um<br />

só lugar. Estamos<br />

mostrando nossa força<br />

nessa retomada após a<br />

pandemia. Parabéns à<br />

Revista REFERÊNCIA pela<br />

cobertura do evento!<br />

Foto: divulgação<br />

Foto: divulgação<br />

Foto: divulgação<br />

Foto: divulgação<br />

ENTREVISTA<br />

Por Sandra Castro –<br />

Campo Largo (PR)<br />

CAPA<br />

Por Carlos Santos – São Paulo (SP)<br />

As soluções de tecnologia ajudam muito nosso<br />

mercado a manter a dianteira, no Brasil e no<br />

exterior. Nesse ponto, a tecnologia da WEINIG<br />

é reconhecida em todo o mundo e podemos<br />

contar em nosso país com o trabalho de<br />

qualidade da B.KRICK.<br />

A exportação de madeira<br />

na região norte do Brasil<br />

é uma das forças da<br />

nossa economia, em<br />

especial por ser feita<br />

de maneira sustentável,<br />

com manejo adequado e<br />

legal da floresta. Gostei<br />

de conhecer mais sobre<br />

o trabalho da AIMEX<br />

(Associação das Indústrias<br />

Exportadoras de Madeiras<br />

do Estado do Pará).<br />

Leitor, participe de nossas pesquisas online respondendo os<br />

e-mails enviados por nossa equipe de jornalismo.<br />

As melhores respostas serão publicadas em CARTAS. Sua opinião é<br />

fundamental para a Revista REFERÊNCIA INDUSTRIAL.<br />

E-mails, críticas e sugestões podem ser enviados para redação ou siga:<br />

jornalismo@revistareferencia.com.br<br />

CURTA NOSSA PÁGINA<br />

Referência <strong>Industrial</strong> Madeira<br />

@referenciamadeira<br />

10 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


BASTIDORES<br />

BASTIDORES<br />

Fotos: REFERÊNCIA<br />

SEM CHOQUE<br />

OS FUNCIONÁRIOS DA JOTA EDITORA SE MOBILIZARAM E<br />

FIZERAM UMA AÇÃO PARA LEMBRAR O MÊS DA PREVENÇÃO<br />

DO CÂNCER DE MAMA. “UM DIA MUITO ESPECIAL, EM QUE OS<br />

COLABORADORES SE MOBILIZARAM PARA LEMBRAR DESSE MÊS<br />

TÃO IMPORTANTE PARA A SAÚDE HUMANA”, RESUMIU PEDRO<br />

BARTOSKI JR., DIRETOR EXECUTIVO DA EMPRESA.<br />

FEIRA<br />

DURANTE A FEIRA ABTCP EM SÃO PAULO (SP) O<br />

DIRETOR COMERCIAL DA REVISTA REFERÊNCIA VISITOU<br />

O ESTANDE DA H. BREMER, DA DIRETORA LILIAN BREMER.<br />

NA OPORTUNIDADE, A H. BREMER FOI A CAPA DA<br />

REVISTA CELULOSE & PAPEL, ED. OUTUBRO/22.<br />

Foto: REFERÊNCIA<br />

ALTA<br />

ECONOMIA BRASILEIRA<br />

A previsão do mercado financeiro<br />

para o crescimento da<br />

economia brasileira este ano<br />

subiu de 2,71% para 2,76%.<br />

A estimativa é do boletim<br />

Focus, pesquisa divulgada<br />

pelo BC (Banco Central) com<br />

a projeção para os principais<br />

indicadores econômicos.<br />

BAIXA<br />

SELIC<br />

A previsão do mercado é<br />

que a Selic encerre o ano em<br />

13,75%. Para o fim de 2023,<br />

a estimativa é que a taxa<br />

básica caia para 11,25% ao<br />

ano. Já para 2024 e 2025, a<br />

previsão é de Selic em 8% ao<br />

ano e 7,75% ao ano, respectivamente.<br />

12 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


NOTAS<br />

EFICIÊNCIA<br />

ENERGÉTICA<br />

Professores e estudantes do 8º e 9º ano do ensino fundamental de escolas públicas e privadas de todo o país<br />

podem participar da II Olimpíada Nacional de Eficiência Energética - ONEE 2022 -, organizada pelo PEE (Programa<br />

de Eficiência Energética) da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), em parceria com as principais concessionárias<br />

de energia elétrica do país, como a Copel (Companhia Paranaense de Energia)<br />

Com desafios e provas, a olimpíada pretende levar informações sobre o uso correto da energia elétrica e contribuir<br />

para a criação de uma geração de consumidores conscientes. Tanto o cadastro quanto a participação são gratuitas,<br />

e a expectativa da organização é reunir mais de 180 mil inscritos de 500 municípios.<br />

O período de formação dos professores na plataforma digital foi realizado até o final de outubro, com multiplicação<br />

de conhecimentos entre os estudantes e a realização de provas que permitirão a aferição do aprendizado. Todas<br />

as etapas acontecem de forma monitorada com a possibilidade de utilização de conteúdo online e offline, incluindo<br />

provas em braile.<br />

O curso direcionado aos estudantes é composto por três módulos, que contemplarão assuntos como: Introdução<br />

à energia e suas transformações; fontes e matrizes energéticas; produção/geração de energia e consumo consciente;<br />

e ações de eficiência energética e combate ao desperdício.<br />

Os participantes com melhor desempenho receberão certificados e serão premiados com notebooks, bolsas de<br />

estudo, medalhas e menções honrosas. Os vencedores de cada categoria participarão de uma solenidade de encerramento<br />

na sede da ANEEL, em Brasília (DF).<br />

Os materiais dirigidos aos estudantes são baseados no conceito de gamificação, através de desafios que permitam<br />

ao aluno a aplicação de práticas cotidianas de consumo consciente de energia elétrica e sustentabilidade. Durante<br />

a olimpíada, são utilizadas técnicas de simulações e ludicidade.<br />

Foto: divulgação<br />

14 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


NOTAS<br />

Foto: divulgação<br />

VENDA DE MÁQUINAS SEMINOVAS<br />

CRESCE 35% EM 2022<br />

A pandemia e o conflito entre a Rússia e a Ucrânia influenciaram o mercado de máquinas seminovas, principalmente<br />

devido ao alongamento dos prazos para a entrega de máquinas novas. A paranaense SYX, um centro de<br />

negócios que realiza a gestão de ativos e inservíveis de empresas, registrou em 2022 um aumento de 35% na procura<br />

por máquinas usadas na plataforma www.syxglobal.com. “Os compradores precisam das máquinas de imediato e,<br />

por este motivo, as usadas, muitas vezes, são a única opção”, explica o CCO da SYX, Robson Moura.<br />

A empresa atua nas áreas de infraestrutura, florestal, metal e mecânica e mineração, vendendo máquinas e equipamentos<br />

da linha amarela, além de veículos e sucata, organizando e otimizando o processo de vendas dessas e de<br />

outras categorias. Entre os itens que tiveram uma procura significativa estão as retro escavadeiras, pás carregadeiras,<br />

escavadeiras hidráulicas, caminhões e implementos. “Temos produtos nos mais diversos estados de conservação,<br />

desde máquinas, que estão operando a pleno uso, equipamentos em final de vida, que podem ser vendidos em partes<br />

e peças, até equipamentos que precisam ser destinados como sucata”, relata Moura.<br />

A SYX surgiu para atender a uma demanda reprimida que existia no mercado, de comercializar itens industriais<br />

de reuso a um valor justo para ambas as partes. É a oportunidade de negociar equipamentos que estavam em desuso<br />

nos pátios de empresas e indústrias, ocupando espaço e interferindo no meio ambiente. Vale ressaltar que clientes<br />

vendedores não pagam taxas para anunciar, sejam máquinas, veículos, resíduos ou sucatas, e obtém excelente<br />

performance e compradores qualificados. Todo o processo é transparente e totalmente auditável. A SYX se responsabiliza<br />

por prestar toda a assessoria necessária do início ao pós-venda, desde o agendamento de visitas e entregas<br />

até outro tipo de suporte necessário.<br />

Semanalmente, pela plataforma, são realizados os chamados BIDs, também conhecidos como cotação eletrônica<br />

online, para a venda de ativos em desuso. “Nossa ideia é democratizar os estoques e possibilitar que os compradores<br />

tenham acesso a máquinas usadas de grandes empresas. Atendemos toda a cadeia. Os compradores da plataforma<br />

e do nosso App exclusivo vão desde pequenas e médias empresas que adquirem um equipamento que está<br />

disponível para uso imediato, passando por revendedores, empresas que reformam estes equipamentos e também<br />

empresas especializadas na destinação destes produtos em final de vida”, complementa.<br />

Sobre a expectativa futura do setor, Robson Moura projeta que há grandes desafios, mas que o cenário em<br />

médio prazo é otimista para a venda de máquinas usadas: “O Brasil é um país continental e, de fato, ainda muito<br />

carente na questão logística e de distribuição. Então, o mercado de máquinas e peças usadas acaba sendo uma boa<br />

alternativa para atender a esta necessidade crescente.”<br />

16 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


SERRAS E FACAS INDUSTRIAIS<br />

A seleção de<br />

PRODUTOS DE<br />

ALTA PERFORMANCE<br />

entra em campo!


NOTAS<br />

MICRO E PEQUENAS<br />

EMPRESAS<br />

A ABIMÓVEL (Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário) e o SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro<br />

e Pequenas Empresas) apresentaram em outubro o PDCIMOB (Projeto de Desenvolvimento, Competitividade e<br />

Integração da Indústria do Mobiliário) para as micro e pequenas indústrias moveleiras da grande Florianópolis (SC).<br />

O PCDIMOB pretende envolver mais de 200 pequenos negócios até 2024, ano final da primeira parte do programa,<br />

com efeito de transbordamento para 1.730 indústrias. A iniciativa está em fase de definição dos pontos focais<br />

nos Estados e polos e planeja associar esforços e recursos para o desenvolvimento da competitividade, produtividade<br />

e integração das MPEs (Micro e pequenas empresas) de forma sustentável.<br />

O evento ainda teve parceria com o Sindicato da Indústria do Mobiliário da Grande Florianópolis e aconteceu no<br />

auditório do SENAI, em São José (SC). Segundo a ABIMÓVEL, as empresas aprenderam como podem ganhar mais<br />

competitividade, por meio de iniciativas de inteligência setorial e digital, melhoria da competitividade, por meio da<br />

inovação e design, e de aproximação comercial com fornecedores, compradores nacionais e internacionais.<br />

O PDCIMOB prioriza cinco objetivos estratégicos: excelência em gestão; inteligência estratégica e promoção comercial;<br />

inserção e inovação; competitividade e produtividade; e atuação em rede.<br />

Foto: divulgação<br />

18 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


H. Bremer, Há mais de 75 anos<br />

gerando energia térmica para<br />

o mundo, com equipamentos de<br />

alto padrão tecnológico.<br />

CALDEIRAS • EQUIPAMENTOS INDUSTRIAIS • AQUECEDORES DE FLUÍDO TÉRMICO<br />

www.bremer.com.br<br />

bremer@bremer.com.br<br />

Tel: (47) 3531-9000 | Fax: (47) 3525-1975<br />

R. Lilly Bremer, 322 - Bairro Navegantes<br />

Rio do Sul | Santa Catarina<br />

A natureza<br />

agradece


NOTAS<br />

Foto: divulgação<br />

OBSERVATÓRIO DA INDÚSTRIA<br />

A CNI (Confederação Nacional da Indústria) acaba de lançar o Observatório da Indústria, documento que une<br />

dados da indústria, economia, emprego, meio ambiente, inovação e logística, com números da própria confederação<br />

e de terceiros.<br />

“O Observatório da Indústria funcionará como um hub. Atualmente, já temos 209 bases de dados interligadas,<br />

mas este é o produto que nunca ficará pronto, pois estará em constante aperfeiçoamento”, explicou Robson Braga<br />

de Andrade, presidente da CNI. O sistema operava desde o mês de maio, mas foi lançado oficialmente em outubro.<br />

A base de informações da indústria vai permitir análises e produção de estudos. Ela está dividida em seis eixos:<br />

tecnologia e inovação, saúde, educação, trabalho, futuro da indústria e indicadores setoriais. Assim, será possível<br />

extrair informações para criação de cenários, estratégias, sobretudo de capacitação, formação de mão de obra e<br />

processo de manutenção das competências desses setores.<br />

O diretor geral do SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem <strong>Industrial</strong>), Rafael Lucchesi, destaca que analisar<br />

dados e construir cenários para tomadas de decisões estratégicas é fundamental para o crescimento contínuo e sustentável<br />

da indústria. “Estamos diante de uma oportunidade de identificar as necessidades do setor com o objetivo<br />

de produzir conhecimento e inteligência estratégica, a partir de metodologias reconhecidas e estudos avançados de<br />

forma aplicada e com impacto nos negócios”, ressalta.<br />

O Observatório Nacional da Indústria tem como desafio trazer novas tecnologias de gestão e inteligência que<br />

deverão ser utilizadas na definição de estratégias e prioridades do SENAI e IEL (Instituto Euvaldo Lodi). “Estamos<br />

construindo o maior big data (banco de dados) em temas de interesse do ecossistema industrial, e temos a oportunidade<br />

de analisar cenários futuros e fazer com que esse conhecimento chegue na indústria e para a sociedade”,<br />

projeta Márcio Guerra, gerente executivo do Observatório Nacional da Indústria.<br />

20 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


NOTAS<br />

ECONOMIA<br />

As contas externas tiveram saldo negativo de US$ 5,678 bilhões em setembro, segundo o BC (Banco Central). É o<br />

maior valor da série para setembro, desde 2014, quando o déficit foi de US$ 8 bilhões nas transações correntes, que<br />

são as compras e vendas de mercadorias e serviços e transferências de renda com outros países. No mesmo mês de<br />

2021, o déficit havia sido de US$ 1,921 bilhão.<br />

De acordo com o chefe do Departamento de Estatísticas do BC, Fernando Rocha, desde abril os resultados mensais<br />

das transações correntes vêm sendo maiores do que dos mesmos meses de 2021. Isso aponta que os resultados<br />

já se mostram comparáveis com os demais períodos da economia, superando os períodos de crise causados pela<br />

pandemia da covid-19.<br />

“Isso decorre de dois fatores, o primeiro é a plena reabertura da economia. Em abril de 2021 estávamos saindo<br />

daquela segunda onda da pandemia, da Ômicron, ainda tínhamos muitas restrições. Agora em 2022 já temos uma<br />

integral reabertura da economia. O outro ponto é o crescimento acima do esperado que tem acontecido esse ano,<br />

às previsões que tem sido revisadas para cima”, destacou Rocha.<br />

A diferença na comparação interanual se deve ao superávit da balança comercial, que reduziu US$ 196 milhões,<br />

enquanto os déficits em serviços e renda primária (lucros e dividendos) aumentaram US$ 536 milhões e US$ 3,1 bilhões,<br />

respectivamente. Rocha destaca o crescimento no déficit de lucros e dividendos, resultado do aumento dos<br />

investimentos diretos no país e da maior lucratividade das empresas. “É um resultado esperado com a melhora da<br />

economia”, explicou.<br />

Em 12 meses, encerrados em setembro, o déficit em transações correntes é de US$ 46,153 bilhões, 2,56% do PIB<br />

(Produto Interno Bruto), que é a soma dos bens e serviços produzidos no país, ante o saldo negativo de US$ 42,397<br />

bilhões (2,38% do PIB) em agosto de 2022 e déficit de US$ 23,428 bilhões (1,49% do PIB) no período equivalente terminado<br />

em setembro de 2021.<br />

Já no acumulado do ano, o déficit é de US$ 29,583 bilhões, contra saldo negativo de US$ 11,356 bilhões de janeiro<br />

a setembro de 2021.<br />

As exportações de bens totalizaram US$ 30,608 bilhões em setembro, aumento de 24,5% em relação a igual mês<br />

de 2021. As importações somaram US$ 28,252 bilhões, incremento de 28,2% na comparação com setembro do ano<br />

passado. Com esses resultados, a balança comercial fechou com superávit de US$ 2,356 bilhões no mês passado,<br />

ante saldo positivo de US$ 2,551 bilhões em setembro de 2021.<br />

Foto: divulgação<br />

22 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


HÁ 75 ANOS<br />

PARCEIRA DO<br />

SETOR<br />

MADEIREIRO!<br />

Beneficiamento<br />

da madeira<br />

Versões:<br />

2, 3, 4, 5, 6 e 8 eixos<br />

Opção de painel elétrico<br />

com comando touch screen<br />

Velocidade de avanço<br />

de até 40m/min<br />

Mesa de entrada em<br />

ferro fundido<br />

PLAINA<br />

MOLDUREIRA<br />

Advance Plus 200<br />

+55 (47) 3357-8300 | +55 (47) 9 9167-7145 | vendas@omil.com.br<br />

www.omil.com.br


NOTAS<br />

Foto: divulgação<br />

CONFIANÇA EM QUEDA<br />

O índice de confiança da indústria da FGV IBRE (Fundação Getúlio Vargas – Instituto Brasileiro de Economia)<br />

apontou uma queda de 3,8 pontos no mês de outubro, sendo a pior marca desde março deste ano. Esta é a segunda<br />

queda seguida registrada.<br />

Dos 19 segmentos da indústria que são monitorados, 17 registraram contrações. Em relação ao índice de situação<br />

atual, houve um declínio de 4,5 pontos, o pior desde julho de 2020 e o número da expectativa recuou em 3,0<br />

pontos.<br />

Um dos motivos pela baixa pode estar relacionado à queda na demanda industrial. “Há uma piora das avaliações<br />

sobre a situação atual influenciada por uma percepção de redução da demanda interna e externa, aumento do nível<br />

de estoques e ainda dificuldades na obtenção de insumos por alguns segmentos”, afirmou o economista da FGV<br />

IBRE, Stéfano Pacini.<br />

Já o Índice de Expectativas, que mede a confiança dos empresários em relação aos próximos meses, caiu três<br />

pontos e chegou a 95.<br />

Entre os quesitos que integram o índice de situação atual, o indicador que mede o nível dos estoques foi o que<br />

mais influenciou negativamente o resultado ao cair 6,8 pontos, para 103,2 pontos, pior resultado desde abril de 2022<br />

(103,9 pontos). Quando o indicador está acima de 100 pontos, sinaliza que a indústria está operando com estoques<br />

excessivos (ou acima do desejável).<br />

Isso pode estar ligado a uma percepção de queda na demanda – o Indicador que mede o nível de demanda recuou<br />

3,4 pontos para 98,1 pontos, pior resultado desde março deste ano (96,2 pontos).<br />

Já entre os quesitos que medem as expectativas, todos tiveram piora, mas o que mais influenciou foi o indicador<br />

que mede a tendência dos negócios para os próximos seis meses, que caiu 6,2 pontos para 92,3 pontos, mantendo-<br />

-se abaixo dos 100 pontos desde setembro de 2021 (102,7 pontos). No horizonte mais curto de três meses, as perspectivas<br />

sobre emprego, apesar de menores, ainda se mantêm no terreno otimista. O indicador que mede o emprego<br />

previsto cedeu 2,7 pontos para 101,8 pontos, retornando ao mesmo nível de maio de 2022.<br />

24 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


CIPERTRIN MD<br />

• Líder no tratamento inseticida de painéis de madeira, (compensados,<br />

aglomerados MDF, OSB e outros) por adição à cola;<br />

• Mais concentrado dos inseticidas, diminui a quantidade de inertes<br />

a serem aplicados na cola, como também a área de estocagem;<br />

• Base água, com baixa toxicidade e baixo odor;<br />

• Isento de solventes que atacam as borrachas dos equipamentos<br />

industriais;<br />

• Compatível com resinas de última geração;<br />

• Fácil diluição em água, para tratamento por imersão de madeiras<br />

serradas.<br />

TBP 90<br />

• O primeiro fungicida (antimofo) para madeira a base de<br />

tribromofenol só poderia ser o líder de mercado e a MSM<br />

Química a maior importadora deste ingrediente ativo.<br />

• Produto de fácil aplicação não retirando da madeira<br />

suas características naturais.<br />

• Fácil diluição, não decantando ou criando borras dentro<br />

do tanque de imersão.<br />

Rua Cyro Correia Pereira, 3209 • CIC • Curitiba (PR)<br />

(41) 3347-8282 msm@msmquimica.ind.br<br />

www.msmquimica.ind.br


NOTAS<br />

FIMMA E MOVELSUL 2023<br />

Maior evento de negócios do Brasil voltado para a cadeia moveleira, a FIMMA (Feira Internacional de Fornecedores<br />

da Cadeia Produtiva de Madeira e Móveis) e o Movelsul não apenas já têm data marcada como também<br />

os primeiros expositores confirmados. Juntas, as tradicionais feiras vão reunir o setor de ponta a ponta, desde os<br />

segmentos de fornecedores, como máquinas, insumos, serviços, tecnologia e acessórios, até marcas de mobiliário,<br />

design e decoração. Esse grande encontro será realizado de 28 e 31 de agosto de 2023, no Parque de Eventos de<br />

Bento Gonçalves (RS), fomentando negócios, parcerias, conhecimento e inspiração.<br />

A FIMMA Brasil, realizada pela Movergs (Associação das Indústrias de Móveis do Estado do Rio Grande do Sul)<br />

desde 1993, é uma das mais importantes feiras do segmento no mundo e tem como objetivo apoiar o desenvolvimento<br />

do setor por meio da apresentação de tecnologias, insumos e equipamentos de ponta que se transformarão<br />

em oportunidades de negócios. Para 2023, já estão confirmadas as marcas Akeo; Alca; Allparts; Alumicentro; Artecola;<br />

Byros/Acroll; Components; Ecofolhas; Edantex; Eko 7; Etools; Gladium; Grossi; Herval; Jes Mahi; Jowat; Killing;<br />

Marrari; Metalúrgica Basso; Promob; Reval Serras; Rochesa; Rotteng; Rozac; Solution; Squadroni; Tecbril; Tino; Torcetex<br />

e Werk Schott.<br />

Com grande potencial de negócios no mercado interno, atraindo lojistas e as principais redes de varejo, compradores<br />

corporativos, investidores e arquitetos – além de forte atração de importadores, a Movelsul Brasil é realizada<br />

desde 1977 pelo Sindmóveis (Sindicato das Indústrias do Mobiliário de Bento Gonçalves) e se posiciona como principal<br />

feira de móveis da América Latina em área de exposição, número de expositores e visitantes profissionais. Atualle<br />

Móveis; Brinquedos Bandeirante; Colchões Castor; Completa Móveis; Creatore Sofás; Demóbile; Ditália Móveis; Ecoflex;<br />

Estofados Rincão; Evidência Móveis; Falkk; Gazin; Gralha Azul/Möbler; Grupo DCA; Indekes; JB Bechara; Kfuri<br />

Estofados; Linea Brasil; Móveis Carraro; Móveis Doripel; Móveis Sul; Movelbento; Multimóveis; Politorno; Promob;<br />

San Marino e Santos Andirá estão entre as marcas que serão expositoras na Movelsul 2023.<br />

26 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


APLICAÇÃO<br />

DETALHES<br />

QUE FAZEM A DIFERENÇA<br />

Friso de madeira da empresa A Gran.Casa, o Madesign tem aplicação fácil, detalhes<br />

e contrastes que entregam um design harmônico e sutil para qualquer ambiente.<br />

Essa linha traz ainda um material com calor e aconchego em tempos frios, além<br />

do charme e atemporalidade da madeira.<br />

O friso decorativo de madeira é uma solução ideal para acabamentos elegantes<br />

e refinados, com um toque de conforto. Além disso, seus detalhes realçam e enobrecem<br />

a mobília, fazendo a diferença no resultado final. A qualidade é garantida pela<br />

matéria-prima vinda da empresa italiana BVR srl.<br />

Foto: divulgação<br />

28 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


TERMOLEGNO.COM<br />

Secadores<br />

para madeira<br />

de alta<br />

temperatura<br />

STUDIOFABBRO.COM<br />

ALTA TECNOLOGIA<br />

E CONTROLES<br />

CONSTANTES<br />

DE PROCESSOS<br />

na produção industrial<br />

da Termolegno para criar<br />

sistemas de secagem de<br />

alta velocidade e economia<br />

de energia.<br />

GERENCIAMENTO<br />

REMOTO,<br />

CONTROLE E<br />

ASSISTÊNCIA<br />

Dispositivos inteligentes<br />

para a gestão dos ciclos de<br />

secagem e para garantir<br />

um serviço de assistência<br />

rápido e constante.<br />

SISTEMAS DE<br />

VENTILAÇÃO DE<br />

ALTO DESEMPENHO<br />

para economia de energia<br />

de até 30% a mais do que<br />

os sistemas tradicionais<br />

e secagem de alta<br />

velocidade.<br />

TECNOLOGIA<br />

E DESIGN ITALIANO<br />

Impianto essicazione,<br />

5000 mq<br />

Rauscedo (Brasile) 2020<br />

Contacte-nos para aconselhamento técnico<br />

Representante Brasil: Jorge Garghetti • +55 (43) 99677-6430 • brasil@termolegno.com • termolegno.com


FRASES<br />

“OS RESULTADOS MENSAIS DAS TRANSAÇÕES CORRENTES<br />

VÊM SENDO MAIORES DO QUE DOS MESMOS MESES DE 2021.<br />

ISSO DECORRE DA PLENA REABERTURA DA ECONOMIA E DO<br />

CRESCIMENTO ACIMA DAS PREVISÕES, REVISADAS PARA CIMA”<br />

FERNANDO ROCHA, CHEFE DO DEPARTAMENTO<br />

DE ESTATÍSTICAS DO BANCO CENTRAL<br />

“O<br />

PARANÁ FOI<br />

ELEITO O<br />

ESTADO MAIS<br />

SUSTENTÁVEL<br />

DO BRASIL E<br />

PROJETOS COMO<br />

ESTE - MAIOR<br />

FÁBRICA DE<br />

PAINÉIS SOLARES<br />

FOTOVOLTAICOS DO<br />

BRASIL, EM CASCAVEL<br />

(PR) - AJUDAM A<br />

CONSOLIDAR ESSA<br />

POSIÇÃO”<br />

RATINHO JUNIOR,<br />

GOVERNADOR<br />

REELEITO DO<br />

PARANÁ<br />

“A INDÚSTRIA MATO-GROSSENSE TEM<br />

CRESCIDO FORTEMENTE NOS ÚLTIMOS ANOS NA<br />

TRANSFORMAÇÃO DAS MATÉRIAS-PRIMAS ORIUNDAS<br />

DO AGRO, E TUDO ISSO CRIA UMA AUTONOMIA PARA<br />

QUE POSSAMOS TER TRANQUILIDADE DE PROJETAR O<br />

NOSSO FUTURO COM AS NOSSAS PRÓPRIAS PERNAS”<br />

Foto: Rodrigo Felix Leal. /ANPr<br />

MAURO MENDES, GOVERNADOR REELEITO<br />

DO MATO GROSSO<br />

“O MANEJO FLORESTAL<br />

SUSTENTÁVEL AJUDA NA CAPTURA<br />

DE CARBONO DA ATMOSFERA,<br />

CONTRIBUINDO PARA A REDUÇÃO<br />

DO AQUECIMENTO GLOBAL. HOJE JÁ<br />

EXISTEM MECANISMOS, QUE PERMITEM<br />

O RASTREAMENTO COMPLETO DA<br />

CADEIA PRODUTIVA DA MADEIRA,<br />

SENDO POSSÍVEL SABER EXATAMENTE<br />

DE QUE PONTO DA FLORESTA SAIU A<br />

MADEIRA UTILIZADA EM UM PISO OU<br />

MÓVEL”<br />

DERYCK MARTINS, DIRETOR<br />

EXECUTIVO DA AIMEX (ASSOCIAÇÃO<br />

DAS INDÚSTRIAS EXPORTADORAS DE<br />

MADEIRA DO ESTADO DO PARÁ).<br />

30 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


MANEJO FLORESTAL: PERENIDADE DA FLORESTA<br />

E RETENÇÃO DAS EMISSÕES DE CARBONO<br />

As florestas têm papel fundamental para o ciclo do<br />

carbono, pois contribuem para a retenção do excesso de<br />

carbono atmosférico, contribuindo para a regulação do<br />

clima, ao mesmo tempo em que produz a madeira, um<br />

recurso natural verdadeiramente renovável e com<br />

múltiplos usos.<br />

Nesse sentido, o Manejo Florestal Sustentável atua<br />

como um forte aliado, pois, ao realizar a colheita de<br />

árvores previamente selecionadas e autorizadas pelo<br />

órgão ambiental competente, esta colheita planejada<br />

acaba por acelerar um processo natural das florestas, a<br />

regeneração natural que, por sua vez, contribui para o<br />

ciclo de carbono.<br />

Este processo de regeneração natural tem início com a<br />

abertura de clareiras, a partir da retirada das árvores<br />

maduras, abrindo espaço para que as árvores mais<br />

jovens intensifiquem seus processos fotossintéticos,<br />

absorvendo mais carbono atmosférico.<br />

Além disso, com a utilização da madeira, todo o<br />

carbono absorvido pela árvore que poderia retornar<br />

para a atmosfera devido à sua morte e apodrecimento na<br />

floresta, permanece estocado por tempo indeterminado.<br />

Concluindo, a atividade de Manejo Florestal Sustentável<br />

atua em duas frentes no controle das emissões de<br />

CO 2<br />

, pois ao mesmo tempo que impulsiona a absorção<br />

deste gás pela fotossíntese, também evita que novas<br />

emissões sejam feitas, ao utilizar produtos de madeira que<br />

atuam como estoques de carbono.<br />

CipemdeMT CipemMT cipemmt<br />

(65) 3644-3666<br />

www.cipem.org.br<br />

Manejosustentavel


ENTREVISTA<br />

DESTINO<br />

PROMISSOR<br />

PROMISING<br />

DESTINATION<br />

AAPEX Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações<br />

e Investimentos) está ampliando sua atuação<br />

na África subsaariana e no sudeste asiático, para<br />

além da China. Para o embaixador Augusto Pestana,<br />

presidente da APEX Brasil, é fundamental a integração<br />

entre o setor produtivo e industrial com os mecanismos<br />

diplomáticos para ampliar a internacionalização dos negócios<br />

brasileiros. Na entrevista a seguir, realizada durante a passagem<br />

do embaixador por Curitiba, em evento na FIEP (Federação das<br />

Indústrias do Estado do Paraná), ele conta à REVISTA REFERÊN-<br />

CIA mais detalhes sobre esse cenário de negócios internacionais:<br />

ENTREVISTA<br />

The Brazilian Agency for The Promotion of Exports and<br />

Investments (Apex) is expanding its operations in sub-<br />

-Saharan Africa and Southeast Asia, in addition to China.<br />

For Ambassador Augusto Pestana, President of Apex, it is<br />

essential to integrate the productive and industrial sectors<br />

with diplomatic mechanisms to expand the internationalization of<br />

Brazilian businesses. In the following interview, held during the Ambassador’s<br />

passage through Curitiba at an event at the Federation of<br />

Industries of the State of Paraná (Fiep), he provides Revista REFERÊN-<br />

CIA more details about this international business scenario:<br />

AUGUSTO PESTANA<br />

FORMAÇÃO PROFISSIONAL: GRADUADO EM DIREITO PELA<br />

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. DIPLOMATA DESDE 1995,<br />

SERVIU NAS EMBAIXADAS DO BRASIL NA NOVA ZELÂNDIA<br />

(MINISTRO-CONSELHEIRO), NO JAPÃO (MINISTRO) E NA<br />

ALEMANHA (CHEFE DO SETOR ECONÔMICO)<br />

CARGO: PRESIDENTE DA APEX (AGÊNCIA BRASILEIRA DE<br />

PROMOÇÃO DE EXPORTAÇÕES E INVESTIMENTOS)<br />

Foto: Rodrigo Félix Leal<br />

PROFESSIONAL EDUCATION: GRADUATED IN LAW FROM THE<br />

UNIVERSITY OF SÃO PAULO. DIPLOMAT SINCE 1995, HE HAS SERVED IN<br />

THE BRAZILIAN EMBASSIES IN NEW ZEALAND (MINISTER-COUNSELOR),<br />

JAPAN (MINISTER), AND GERMANY (HEAD OF THE ECONOMIC SECTOR)<br />

FUNCTION: PRESIDENT OF THE BRAZILIAN AGENCY FOR THE<br />

PROMOTION OF EXPORTS AND INVESTMENTS (APEX)<br />

32 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


excelência em cada detalhe,<br />

qualidade superior<br />

PRENSA<br />

• Maior qualidade e tecnologia<br />

de prensagem<br />

• Estrutura desenvolvida com<br />

chapas e perfilados de aço<br />

• Máximo de produção, com<br />

carregadores e descarregadores<br />

automáticos<br />

• Pratos maciços, quantidade<br />

e dimensão conforme a necessidade<br />

+55 (41) 99103 8558 indumec.industria.mec.ltda Indumec Industria Mec Ltda<br />

Rua General Potiguara, 1115 - CIC | Curitiba-PR<br />

adm@indumec.com.br<br />

www.indumec.com.br


ENTREVISTA<br />

COMO TEM SIDO A ATUAÇÃO DA APEX<br />

PARA INCENTIVAR NEGÓCIOS PELO MUNDO?<br />

Um dos nossos objetivos é diversificar os destinos<br />

internacionais do Brasil. Historicamente, já<br />

tivemos o Reino Unido, os EUA (Estados Unidos da<br />

América) e a China como grandes parceiros brasileiros.<br />

E permanecem sendo, cada país com sua particularidade.<br />

Também o Japão e o continente asiático,<br />

onde tive o prazer de servir o Brasil diplomaticamente.<br />

Estamos fortalecendo nossa capacidade<br />

de atuação nos continentes asiático e africano, com<br />

ações de inteligência de mercado, qualificação para<br />

exportação, promoção comercial e captação de investimentos<br />

estrangeiros. O Oriente Médio também<br />

tem acelerado seu desenvolvimento, um exemplo<br />

este ano foi a feira universal em Dubai, grande hub<br />

logístico. O sudeste asiático vem crescendo em ritmo<br />

acelerado também.<br />

ALÉM DA CHINA, QUE OUTRO PAÍS SE DES-<br />

TACA NESSE CENÁRIO?<br />

A Índia é um país que está sendo forçado a se<br />

abrir pela realidade de milhões de pessoas na classe<br />

média, que consomem mais, querem comer e<br />

morar melhor, o que abre muitas portas para nossa<br />

exportação de setores como a indústria moveleira,<br />

madeireira e o agronegócio. Estão crescendo em<br />

um ritmo de 8 a 9% ao ano. De maneira simples,<br />

podemos dizer que comercialmente a Índia é hoje<br />

o que a China era há 20 anos. A Índia deve se tornar<br />

um dos principais parceiros comerciais do Brasil nos<br />

próximos anos, algo que precisamos avaliar sob o<br />

ponto de vista da geração de valor. Nosso escritório<br />

da APEX, em Dubai, vem se dedicando também ao<br />

mercado indiano.<br />

QUAIS AS CARACTERÍSTICAS DA NOSSA IN-<br />

DÚSTRIA QUE MAIS TÊM SE DESTACADO?<br />

Podemos destacar o aumento e a diversificação<br />

dos bens e produtos exportados, que é um dos objetivos<br />

da atuação da APEX. E a isso se atrela a ideia<br />

da agregação de valor. Somos um país gigantesco<br />

WHAT HAS APEX DONE TO ENCOURA-<br />

GE BUSINESS AROUND THE WORLD?<br />

One of our goals is to diversify the international<br />

destinations of Brazilian exports. Historically,<br />

the United Kingdom, the USA, and China have<br />

been major Brazilian partners. And they remain<br />

so, where each Country has its particularities, and<br />

Japan and the Asian continent, where I had the<br />

pleasure of serving Brazil diplomatically. We are<br />

strengthening our ability to operate in the Asian<br />

and African continents with market intelligence<br />

actions, export qualification, commercial promotion,<br />

and foreign investment capture. The Middle<br />

East has also accelerated its development. An<br />

example this year was the universal fair in Dubai,<br />

a significant logistics hub. Southeast Asia is<br />

growing at an accelerated pace as well.<br />

BESIDES CHINA, WHAT OTHER COUN-<br />

TRY STANDS OUT IN THIS SCENARIO?<br />

India is a Country that is being forced to<br />

open up by the reality of millions of people in the<br />

middle class, who consume more, and want to<br />

eat and live better, which opens many doors for<br />

the export of our sectors, such as the furniture<br />

manufacturing, timber, and agribusiness industries.<br />

They are growing at a rate of 8 to 9% per<br />

year. Simply put, we can say that commercially,<br />

India is today what China was 20 years ago. India<br />

should become one of Brazil’s main trading partners<br />

in the coming years, something we need to<br />

evaluate from the point of view of value generation.<br />

Our Apex office in Dubai has also been<br />

dedicated to the Indian market.<br />

WHAT ARE THE CHARACTERISTICS OF<br />

OUR INDUSTRIAL SECTORS THAT HAVE<br />

STOOD OUT THE MOST?<br />

We can highlight the increase and diversification<br />

of exported goods and products, which is<br />

one of the objectives of Apex’s operations. And<br />

that is where the idea of adding value is tied. We<br />

A ÍNDIA DEVE SE TORNAR UM DOS<br />

PRINCIPAIS PARCEIROS COMERCIAIS<br />

DO BRASIL NOS PRÓXIMOS ANOS<br />

34 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


Lançamento!<br />

EQUIPAMENTO COMPLETO<br />

AUTOMAÇÃO E CONTROLE REMOTO DE PROCESSO<br />

GVI<br />

(Unidade Geradora de Vapor para estufas de até 100m 3 ,<br />

com o melhor custo benefício do mercado)<br />

AT100<br />

(Estufa de secagem de madeira para eucalipto e pinus,<br />

com capacidade para 100m³. Equipamento projetado para<br />

dar o máximo de eficiência nos processos de produção<br />

de madeiras plantadas)<br />

Para a instalação do equipamento o cliente somente precisa disponibilizar o piso,<br />

o restante da montagem é feita por nossa equipe.<br />

contato@drytech.ind.br<br />

www.drytech.ind.br<br />

@dry.tech (51) 99425.1629 (51) 3575.6031 | (51) 3091.9922<br />

Rua Manoel dos Passos Figueroa, 630 | Vicentina - São Leopoldo | RS


ENTREVISTA<br />

em área, economia e população. Então é natural<br />

que venha um perfil exportador diverso da nossa<br />

base diversificada. Em uma comparação com os<br />

EUA, também vemos algumas dessas características,<br />

tanto que eles são competidores do Brasil no<br />

agronegócio e na exportação de commodities. Mas<br />

é inegável que estamos em uma trajetória produtiva<br />

nessa cadeia industrial brasileira, que tem aumentado<br />

as exportações em termos absolutos. Temos<br />

competitividade e qualidade em nossos produtos,<br />

com muitas histórias de sucesso. E somos sustentáveis,<br />

quando se fala em ESG, com nossa matriz<br />

energética renovável. Tanto que temos nos diferenciado<br />

na produção de hidrogênio verde, que atrai<br />

investimentos estrangeiros. Então podemos dizer<br />

que, diante de tantas dificuldades mundiais, o ano<br />

de 2022 será positivo, e as perspectivas para 2023<br />

também o são. Não somente devido aos desafios<br />

dos 2 últimos anos, mas diante de tudo o que temos<br />

construído.<br />

COMO A EXPORTAÇÃO BENEFICIA O AM-<br />

BIENTE INDUSTRIAL BRASILEIRO?<br />

Para alocar nossos recursos de forma eficiente<br />

hoje, vejo alguns desafios. Hoje temos 14 mil empresas<br />

que recebem algum tipo de apoio da APEX,<br />

por meio de parcerias. Algumas delas estão em<br />

processo de qualificação e ainda irão exportar. Mas<br />

o potencial dessas empresas do Brasil é enorme. E<br />

quando aumentam as exportações, aumenta junto<br />

o número de micro, pequenas e médias empresas<br />

relacionadas a exportação. Celebramos 25 anos em<br />

novembro de 2022 no âmbito do SEBRAE, temos<br />

esse DNA e a vocação de apoio ao empresário de<br />

menor porte. Mais empresas significa mais regiões,<br />

Estados e municípios envolvidos. Por exemplo,<br />

esse ano consegui finalmente conhecer o norte do<br />

Paraná, em um evento da indústria moveleira em<br />

Arapongas, e fiquei impressionado com o que vi naquela<br />

conurbação entre Londrina e Maringá. Temos<br />

muitas regiões e eixos que se destacam no Brasil e<br />

no mundo.<br />

are a gigantic Country in area, economy, and population.<br />

So, it is natural that there is a different<br />

export profile from our diversified base. In comparison<br />

with the U.S., we also see some of these<br />

characteristics, so much so that they are Competitors<br />

of Brazil in agribusiness and commodity<br />

exports. But it is undeniable that we are on a<br />

productive trajectory in this Brazilian industrial<br />

chain, which has increased exports in absolute<br />

terms. We have competitiveness and quality in<br />

our products, with many successful stories. And<br />

we are sustainable when it comes to ESG with<br />

our renewable energy matrix. So much so that<br />

we have differentiated ourselves in producing<br />

green hydrogen, which has attracted foreign<br />

investments. So, we can say that, in the face of<br />

so many global difficulties, 2022 will be a positive<br />

year, and so are the prospects for 2023. Not only<br />

because of the challenges of the last two years<br />

but in the face of everything we have built.<br />

HOW DO EXPORTS BENEFIT THE BRAZI-<br />

LIAN INDUSTRIAL ENVIRONMENT?<br />

To allocate our resources efficiently today, I<br />

see several challenges. Today, 14 thousand companies<br />

receive some support from Apex through<br />

partnerships. Some of them are still in the process<br />

of qualifying and have not yet exported.<br />

But the potential of these companies in Brazil<br />

is enormous. And when exports increase, the<br />

number of micro, small, and medium-sized companies<br />

related to exports increases. We celebrate<br />

25 years in November 2022 within the scope of<br />

Sebrae, we have this DNA and the vocation to<br />

support the smaller entrepreneur. More companies<br />

mean more regions, states, and municipalities<br />

are involved. For example, this year, I finally<br />

got to know the north of Paraná at a furniture<br />

industry event in Arapongas. I was impressed by<br />

what I saw in that conurbation between Londrina<br />

and Maringá. We have many regions and axes<br />

that stand out in Brazil and worldwide.<br />

ENTRE OS OBJETIVOS DA APEX ESTÃO<br />

O AUMENTO E A DIVERSIFICAÇÃO DOS<br />

BENS E PRODUTOS EXPORTADOS, ALÉM DA<br />

AGREGAÇÃO DE VALOR A ESSES SERVIÇOS<br />

36 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


ENTREVISTA<br />

QUAIS OS PRINCIPAIS SETORES E AGENDAS<br />

DA APEX?<br />

Falando setorialmente, temos uma cobertura<br />

muito abrangente, contemplando as cadeias do<br />

agronegócio, madeira, alimentos, saúde, construção<br />

civil, máquinas e equipamentos, com foco na agregação<br />

de valor à pauta exportadora e na diversificação<br />

de origens destes produtos e serviços que são<br />

exportados. Algumas agendas merecem destaque,<br />

como a atuação em rede, por meio de parcerias<br />

com os setores privado e público, ressaltando o<br />

trabalho coordenado com o Ministério das Relações<br />

Exteriores, ao qual somos vinculados. E também<br />

damos atenção especial a da promoção da imagem<br />

do Brasil, enquanto parceiro de negócios e destino<br />

de investimentos seguros, com ações contínuas e<br />

estruturadas de comunicação. As portas da APEX<br />

estão abertas tanto em Brasília (DF), quanto nos<br />

escritórios que temos pelo mundo, junto à rede de<br />

consulados e embaixadas.<br />

COMO ESTÁ A AGENDA DE EVENTOS DA<br />

APEX ATÉ O FINAL DO ANO?<br />

Ao todo em 2022, a APEX Brasil irá realizar mais<br />

de 70 eventos próprios em pelo menos 36 cidades<br />

ao redor do mundo, promovendo a imagem e os<br />

produtos nacionais. Atualmente, temos quase 50<br />

projetos setoriais vigentes, que irão realizar eventos<br />

em parceria com a agência. Participamos de feiras<br />

ligadas aos nossos projetos setoriais de indústria e<br />

serviços, nos setores de têxtil, moda, rochas ornamentais,<br />

games, moveleiro, design, maquinário, entre<br />

outros. Estes projetos em 2022 renderão mais de<br />

7 mil oportunidades de participação, com 376 ações<br />

de promoção comercial em 47 países. Contamos<br />

com um extenso portfólio de setores promovidos e<br />

projetos executados que proporcionam uma intensa<br />

agenda de eventos de negócios, com diversos formatos<br />

e em inúmeras localidades ao redor do mundo.<br />

Aos interessados e as empresas que desejem<br />

participar desses eventos, podem consultar os detalhes<br />

em nosso site www.apexbrasil.com.br e em nossas<br />

redes sociais, além dos canais de atendimento.<br />

WHAT ARE APEX’S AGENDAS AND<br />

MAIN SECTORS OF INTEREST?<br />

Speaking as to sectors, we have comprehensive<br />

coverage of the agribusiness, timber, food,<br />

health, building construction, machinery, and<br />

equipment chains, focusing on adding value to<br />

the export agenda and diversifying the origins<br />

of the products and services that are exported.<br />

Some of the agendas deserve to be highlighted,<br />

such as networking, through partnerships with<br />

the private and public sectors and noting the<br />

coordinated work with the Ministry of Foreign<br />

Affairs, to which we are linked. And we also pay<br />

special attention to promoting Brazil’s image, as<br />

a business partner and destination of safe investments,<br />

with continuous and structured communication<br />

actions. Apex’s doors are open both in<br />

Brasilia (D.F.) and in our offices worldwide, along<br />

with the network of consulates and embassies.<br />

WHAT IS APEX’S EVENT SCHEDULE TO<br />

THE END OF THE YEAR?<br />

In all, in 2022, Apex will hold more than 70<br />

events in at least 36 cities worldwide, promoting<br />

the national image and products. Currently, we<br />

have almost 50 ongoing sector projects, where<br />

events will be held in partnership with the Agency.<br />

We participate in fairs related to our industry<br />

and services projects in the textile, fashion, ornamental<br />

stones, games, furniture, design, and<br />

machinery sectors, among others. These projects<br />

in 2022 will include more than 7 thousand participation<br />

opportunities, with 376 trade promotion<br />

actions in 47 countries. We have an extensive<br />

portfolio of promoted sectors and projects that<br />

provide an intense agenda of business events in<br />

various formats and locations worldwide. Those<br />

interested and companies wishing to participate<br />

in these events can consult the details on our<br />

website www.apexbrasil.com.br and our social<br />

networks, in addition to the service channels.<br />

A APEX COMPLETA 25 ANOS<br />

EM 2022, COM VOCAÇÃO DE<br />

APOIO NA INTERNACIONALIZAÇÃO DE<br />

NEGÓCIOS DE TODOS OS PORTES<br />

38 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


PRINCIPAL<br />

SERRARIA<br />

MODERNA<br />

E TECNOLÓGICA<br />

MAIOR SERRARIA DO BRASIL É DESENVOLVIDA<br />

E INSTALADA COM KNOW-HOW PRÓPRIO E<br />

PARCERIAS INTERNACIONAIS PELA MENDES<br />

MÁQUINAS PARA O GRUPO FRAMEPORT,<br />

EM SANTA CATARINA<br />

Fotos: divulgação<br />

40 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


MODERN AND<br />

HIGH-TECHNOLOGY SAWMILL<br />

THE LARGEST SAWMILL IN BRAZIL IS DEVELOPED AND<br />

INSTALLED FOR THE FRAMEPORT GROUP, IN SANTA<br />

CATARINA, BY MENDES MÁQUINAS USING ITS IN-HOUSE<br />

KNOW-HOW AND INTERNATIONAL PARTNERSHIPS<br />

NOVEMBRO 2022 41


PRINCIPAL<br />

Líder na produção de portas de madeira no Brasil,<br />

voltadas para exportação, o Grupo Frameport<br />

está prestes a inaugurar, no primeiro trimestre<br />

de 2023, a maior e mais moderna serraria do país<br />

desenvolvida e fabricada no Brasil. Localizada em<br />

Caçador (SC), a nova fábrica foi produzida sob medida pela<br />

Mendes Máquinas, fabricante de equipamentos que oferece<br />

soluções completas para o setor madeireiro há 66 anos, por<br />

meio de know-how próprio e transferência de tecnologia internacional.<br />

Os estudos para o projeto da Mendes Máquinas<br />

da nova serraria do Grupo Frameport começaram em 2014.<br />

Em maio de 2020, com o fechamento da venda do projeto,<br />

deu-se início a todo desenvolvimento e produção da serraria.<br />

Com uma estrutura verticalizada, a Mendes Máquinas<br />

desenvolve, produz e instala serrarias com tecnologia de<br />

ponta, que garantem produtividade, qualidade e precisão<br />

– com flexibilidade para atender as demandas dos clientes,<br />

através da customização de projetos, com equipes especializadas,<br />

assistência técnica e pós-venda. “Nosso sucesso é<br />

a extensão do sucesso das indústrias atendidas. O projeto<br />

do Grupo Frameport é um divisor de águas em tecnologia.<br />

Através dele atingimos níveis mais elevados de velocidade,<br />

otimização e flexibilização. Ele faz parte da evolução tecnológica<br />

da Mendes Máquinas nos últimos anos. É uma obra de<br />

engenharia bastante complexa”, enfatiza Rodrigo Mendes,<br />

diretor técnico da Mendes Máquinas.<br />

Um dos destaques na nova serraria é o uso de scanners<br />

em algumas etapas do processo que em projetos anteriores<br />

não existiam, aumentando o aproveitamento da matéria-pri-<br />

Leader in the production of wood doors in Brazil,<br />

focused on export, the Frameport Group is about<br />

to inaugurate, in the first quarter of 2023, the<br />

largest and most modern sawmill in the Country<br />

developed and manufactured in Brazil. Located in<br />

Caçador (SC), the new factory was custom-built by Mendes<br />

Máquinas. This equipment manufacturer has been offering<br />

complete solutions for the Forest Product Sector for more<br />

than 66 years, using in-house know-how and international<br />

technology transfer. Studies for the Mendes Máquinas project<br />

for the new Frameport Group sawmill began in 2014.<br />

In May 2020, the sale of the project was finalized, and the<br />

development and production of the sawmill began.<br />

With a vertical structure, Mendes Máquinas develops,<br />

produces, and installs sawmills with state-of-the-art technology,<br />

guaranteeing productivity, quality, and precision<br />

– with the flexibility to meet customers’ demands, through<br />

project customization, with their specialized teams, technical<br />

assistance, and after-sales service. “Our success is the extension<br />

of the success of the industries served. The Frameport<br />

Group project is a game-changer in technology. We expect<br />

to achieve higher speed, optimization, and flexibility levels<br />

through it. It is part of the technological evolution of Mendes<br />

Máquinas in recent years. It is a very complex engineering<br />

work,” emphasizes Rodrigo Mendes, Technical Director of<br />

Mendes Máquinas.<br />

One of the highlights of the new sawmill is the use of<br />

scanners in some stages of the process, which in previous<br />

projects did not exist, thus making better use of the raw<br />

42 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


Imagem do projeto civil<br />

COM ESTRUTURA<br />

VERTICALIZADA, A<br />

MENDES MÁQUINAS DESENVOLVE,<br />

PRODUZ E INSTALA SERRARIAS COM<br />

TECNOLOGIA DE PONTA<br />

ma (tora). “Nenhum funcionário vai precisar tomar decisões<br />

ao longo de todo o processo produtivo, desde a entrada de<br />

toras, até a saída, classificação e empacotamento de tábuas.<br />

Essa foi uma das exigências feitas pelo grande idealizador da<br />

nova serraria e sócio fundador do Grupo Frameport, Augusto<br />

Antônio Francio, que infelizmente faleceu em maio desse<br />

ano”, explica Rodrigo.<br />

PRODUTIVIDADE<br />

Para o gerente de projetos do Grupo Frameport, Marco<br />

Aurélio de Bortolo, a empresa procurou soluções para aumentar<br />

a produtividade na serraria. “A nossa capacidade de<br />

produção vai aumentar em até 7 vezes. Hoje produzimos em<br />

três turnos 3 mil m³ por mês de madeira serrada, insuficientes<br />

para suprir a nossa fábrica de portas. Isso nos leva a ter que<br />

comprar um certo volume de madeira serrada no mercado.<br />

Com a nova serraria, a nossa capacidade será de aproximadamente<br />

20 mil m³ por mês em dois turnos de produção.<br />

Com esse crescimento, nos tornaremos autossuficientes no<br />

processamento da madeira serrada, para atender a nossa<br />

necessidade atual de 170 contêineres/mês, com capacidade<br />

de alcançar nosso objetivo de exportar 310 contêineres/<br />

mês de produto final - portas de passagem, portas bifold e<br />

molduras”, detalha Marco.<br />

Com a produção voltada para o mercado norte-americano,<br />

o Grupo Frameport conta, ainda, com reflorestamento<br />

próprio através da empresa Juliana Florestal, que fornece<br />

cerca de 32 mil toneladas de madeira de pinus por ano. Para<br />

a diretora presidente do Grupo Frameport, Maria Fernanda<br />

Francio Parisotto, uma grande vantagem da expansão com<br />

a nova serraria é o uso de floresta própria. “Dessa forma,<br />

ganhamos em produtividade, redução de custos, mobilidade,<br />

manutenção e operação. Assim poderemos valorizar cada vez<br />

mais o que a nossa floresta oferece, e consequentemente<br />

material (logs). “No employee needs to make decisions<br />

throughout the entire production process, from the entry<br />

of logs to the output, classification, and packaging of sawn<br />

wood. This was one of the demands made by the creator<br />

of the new sawmill project and founding partner of the Frameport<br />

Group, Augusto Antônio Francio, who sadly died in<br />

May of this year,” explains Mendes.<br />

PRODUCTIVITY<br />

For Marco Aurélio de Bortolo, Project Manager for the<br />

Frameport Group, the Company sought solutions to increase<br />

productivity in the sawmill. “Our production capacity<br />

will increase by up to seven times. Today, in three shifts, we<br />

produce three thousand m³ per month of sawn wood, which<br />

is insufficient to supply our door manufacturing factory. Thus,<br />

we must buy a certain volume of sawn wood in the market.<br />

With the new sawmill, our production capacity will be approximately<br />

20 thousand m³ of sawn wood in two shifts. With this<br />

growth, we will become self-sufficient in sawn wood supply,<br />

meeting our current need for the export of 170 containers<br />

per month, with the ability to achieve our goal of exporting<br />

310 containers per month of final product – walk-through<br />

doors, bi-folding doors, and frames,” details de Bortolo.<br />

With production focused on the North American market,<br />

the Frameport Group also has its own reforestation project<br />

through Juliana Florestal, which supplies about 32 thousand<br />

tons of pine timber annually. For Maria Fernanda Francio<br />

Parisotto, President and Managing Director of the Frameport<br />

Group, a great advantage of the expansion with the new sawmill<br />

is the better use of the forest plantation. “In this way, we<br />

gain in productivity, cost reduction, mobility, maintenance,<br />

and operation. And, thus, we will be able to provide more<br />

value to what our forest offers, and consequently provide<br />

NOVEMBRO 2022 43


PRINCIPAL<br />

Rodrigo Mendes, diretor técnico da Mendes Máquinas, Marco Aurélio de Bortolo, coordenador de<br />

projetos da Frameport, Fernanda Francio sucessora da Frameport, André Fabris, CEO da Mendes<br />

Máquinas e Fábio Machado, diretor comercial da Revista REFERÊNCIA<br />

dar valor à cadeia de produção, bem como fazer uso dos<br />

resíduos”, destaca Maria Fernanda Francio Parisotto.<br />

PARCERIAS INTERNACIONAIS<br />

Ao longo dos últimos 5 anos, a Mendes Máquinas desenvolveu<br />

e firmou parcerias internacionais de forma exclusiva.<br />

Estas parcerias foram feitas com empresas que são referência<br />

mundial nos seus ramos de atuação. Com isso, a Mendes<br />

passou a não somente desenvolver e fabricar máquinas e<br />

equipamentos, mas também, integrar soluções de serrarias<br />

completas. As parcerias são: Microtec (scanners de otimização<br />

– Itália), Iseli (máquinas de afiação de serras – Suíça), Nicholson<br />

(descascadores – Canadá), Kadant (picadores – Canadense),<br />

Carbotech (sistemas de manuseio de tábuas de alta performance<br />

– Canadá), Hildebrand-Brunner (estufas de secagem<br />

– Alemanha) e Mac Chain (correntes especiais – Canadá).<br />

Recentemente, a empresa buscou outras parcerias que<br />

fossem referência mundial para compor uma parte que ainda<br />

faltada, o subfloor (transporte e processamento de resíduos).<br />

O anúncio dessas novas parcerias está sendo oficializado ao<br />

mercado através desta matéria editorial da Revista REFE-<br />

RÊNCIA. Firmamos contrato com as empresas de origem<br />

americana Syntron e Grisley, e a canadense BM&M. Com isso,<br />

a Mendes fecha 100% deste ciclo para compor uma solução<br />

completa de serraria sob sua responsabilidade, atingindo um<br />

total de 10 parcerias internacionais.<br />

“A Grisley é pioneira na tecnologia de transportadores<br />

de correias suportadas a ar, também chamados de ASC (air<br />

supported conveyors). Podemos atuar com vários tipos de<br />

materiais transportados a longa distância, como biomassa,<br />

cereais e cimento, além é claro da serragem, cavaco, enfim,<br />

todos os resíduos gerados nas serrarias. Seu funcionamento<br />

se dá através de um colchão de ar. A correia flutua sem atrito,<br />

em um transporte bastante limpo, reduzindo amplamente a<br />

necessidade de manutenção. Já a Syntron é especializada<br />

em transporte de minérios, alimentos e biomassa. Diferentemente<br />

da Grisley, ela desenvolve e produz transportadores<br />

value to the whole production chain, as well as making use<br />

of residues,” highlights Frameport’s Parisotto.<br />

INTERNATIONAL PARTNERSHIPS<br />

Over the last five years, Mendes Máquinas has developed<br />

and established exclusive international partnerships.<br />

These partnerships were made with companies that are<br />

a world reference in their branches of activity. With this,<br />

Mendes began not only to develop and manufacture<br />

machines and equipment but also to provide completely<br />

integrated sawmill solutions. The partnerships are Microtec<br />

(optimization scanners – Italy), Iseli (saw sharpening machines<br />

– Switzerland), Nicholson (debarkers – Canada), Kadant<br />

(chippers – Canada), Carbotech (high-performance board<br />

handling systems – Canada), Hildebrand-Brunner (drying<br />

kilns – Germany), and Mac Chain (special chains – Canada).<br />

Recently, the Company sought other partnerships that<br />

were a world reference to add a missing part of the product<br />

line, the subfloor (transport and waste processing). The<br />

announcement of these new partnerships is being made<br />

official to the market through this cover story in Revista RE-<br />

FERÊNCIA. We signed contracts with American companies<br />

Syntron and Grisley, and Canadian company BM&M. With<br />

this Mendes closes 100% of its product cycle being able to<br />

provide a complete sawmill solution using its own production<br />

facilities, reaching a total of 10 international partnerships.<br />

“Grisley is a pioneer in air-supported conveyor belt technology,<br />

also called Air-supported Conveyors (ASC). We can<br />

now work with various materials moved over long distances,<br />

such as biomass, grains, and cement, as well sawdust and<br />

chips can also be moved, in short, all sawmill wastes. The<br />

conveyor operation takes place using an air mattress. The<br />

belt floats frictionlessly, providing clean transport and greatly<br />

reducing the need for maintenance. Syntron specializes in<br />

the transport of ores, grains, fruits, tubers, and biomass.<br />

Unlike Grisley, it develops and produces vibratory roller and<br />

screw conveyors. Both companies are major references in<br />

44 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


vibratórios, por correia roletada e de rosca. Ambas são grandes<br />

referências em transportadores no mercado mundial. A<br />

BM&M desenvolve peneiras oscilatórias de alto rendimento<br />

que fazem a classificação do material final. Ela separa o cavaco<br />

fino do over de acordo com as normas vigentes. Eles atuam<br />

forte também na área de grãos, no agronegócio”, explica o<br />

diretor Rodrigo Mendes.<br />

Com as novas parcerias, a Mendes Máquinas poderá<br />

oferecer soluções completas para seus clientes do pátio de<br />

toras, até a madeira seca dentro da fábrica. “Nos faltava a<br />

parte de resíduos, chamada de subfloor. Com estas parcerias,<br />

a Mendes Máquinas deverá também expandir para outros<br />

mercados, além do setor madeireiro e florestal, como biomassa,<br />

agronegócio, setor portuário, mineração, malte, etc.<br />

Inclusive já temos os primeiros negócios em andamento para<br />

o ano que vem. Mas sem jamais abandonar o setor madeireiro,<br />

afinal são 66 anos de história e know-how nesse segmento”,<br />

celebra André Fabris, CEO da Mendes Máquinas.<br />

TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA<br />

Outro passo importante que está sendo dado pela<br />

Mendes Máquinas são as licenças para fabricação local de<br />

equipamentos e máquinas de vários parceiros internacionais,<br />

como Carbotech, Kadant, Nicholson, Grisley e Syntron,<br />

enquanto outras também estão sendo estudadas. “Desta<br />

forma, oferecemos a garantia de uma tecnologia de ponta,<br />

fabricada localmente pela Mendes Máquinas com o mesmo<br />

nível de qualidade e desempenho. E com um preço muito<br />

mais competitivo, evitando a importação e os custos logísticos,<br />

taxas e impostos desse processo. Além da facilidade<br />

e agilidade para produção, incluindo peças para reposição,<br />

otimizando o serviço de pós-venda para nossos clientes. Em<br />

resumo, nos tornamos mais competitivos, onde todos saem<br />

ganhando, clientes, parceiros, a Mendes e a economia do<br />

nosso país”, conta André Fabris.<br />

conveyors worldwide. BM&M produces oscillatory sieves for<br />

the classification of the final material. It separates the thin<br />

chips from the oversized chips, certified according to current<br />

regulations. They also work strongly in the grain handling for<br />

agribusiness,” explains Technical Director Mendes.<br />

With the new partnerships, Mendes Máquinas can offer<br />

complete solutions for its customers, from the log yard<br />

to the dry wood inside the factory. “We lacked the waste<br />

handling part, called the subfloor. With these partnerships,<br />

Mendes Máquinas should expand to other markets besides<br />

the Forest Product and Forestry Sector, such as the Biomass,<br />

Agribusiness, Port Handling, Mining, and Malting Sectors,<br />

etc. We are even negotiating our first deals for next year.<br />

Nevertheless, without ever abandoning the Forest Product<br />

Sector, after all, we have 66 years of history and know-how<br />

in this segment,” celebrates Managing Director Fabris.<br />

TECHNOLOGY TRANSFER<br />

Another Mendes Máquinas important step is the licenses<br />

for local equipment and machinery manufacturing in<br />

various international partnerships with companies, such as<br />

Carbotech, Kadant, Nicholson, Grisley, and Syntron. And<br />

others are being studied. “In this way, we can guarantee<br />

state-of-the-art technology in the products manufactured<br />

locally by Mendes Máquinas with the same level of quality<br />

and performance as those manufactured abroad. And with a<br />

much more competitive price, avoiding import and logistics<br />

costs, fees, and taxes. In addition to the ease and agility<br />

of production, including spare parts, after-sales service is<br />

optimized for our customers. In short, we become more competitive,<br />

and everyone wins, customers, partners, Mendes,<br />

and the Brazilian economy,” says Managing Director Fabris.<br />

A MENDES ACABA DE<br />

BATER A MARCA DE 10<br />

PARCERIAS INTERNACIONAIS,<br />

COM A CHEGADA DE TRÊS<br />

EMPRESAS DOS EUA, LÍDERES EM<br />

SEUS RAMOS DE ATUAÇÃO<br />

NOVEMBRO 2022 45


PRINCIPAL<br />

SEIS DÉCADAS DE INOVAÇÃO<br />

Há mais de seis décadas, a Mendes Máquinas promove<br />

transformações no mercado madeireiro, fornecendo soluções<br />

completas em máquinas e equipamentos com confiabilidade.<br />

A história começou em 1956 com uma pequena oficina de<br />

manutenção e reparos de equipamentos para serrarias em<br />

Curitibanos (SC).<br />

“Com muito trabalho, inovação e investimentos em pesquisa<br />

e desenvolvimento, a Mendes criou e ampliou sua oferta<br />

de produtos, conquistando mercados no Brasil e exterior. Já<br />

são mais de 4 mil equipamentos produzidos, o que nos alçou<br />

à liderança na América Latina em tecnologia e desempenho<br />

no setor. Exportamos produtos e tecnologias para grande<br />

parte dos países da América Latina (nosso grande foco) e<br />

também em outros continentes, que deverá ser nosso objetivo<br />

também, nos próximos anos”, destaca Guilherme Oliveira,<br />

Gerente de Desenvolvimento do Produto.<br />

Entre os principais produtos estão serras de fitas, serras<br />

circulares, carros porta toras, chipper canters, gradeadores<br />

e empacotadores, desgradeadores, linhas de classificação,<br />

de resíduos e de transportadores, além de peças especiais.<br />

Em 2011, a Mendes começou a operar com equipamentos<br />

de tecnologia de scanner e otimização de corte da madeira.<br />

Atualmente, a empresa utiliza a mais alta tecnologia existente<br />

no mercado mundial em soluções de software e scanner<br />

3D, e está preparada para atender às novas demandas da<br />

Indústria 4.0 por meio de parcerias com startups e institutos<br />

de inovação.<br />

A planta Topázio Azul, inaugurada em 2021 em um terreno<br />

de 100 mil m², traz no nome a tradução do propósito<br />

da Mendes Máquinas, de prosperidade e novos caminhos.<br />

“É uma planta moderna com padrão internacional, grande<br />

capacidade de expansão física e produtiva. É um marco no<br />

processo de crescimento da Mendes Máquinas, que atesta a<br />

nossa experiência, a força da nossa qualidade, a confiabilidade<br />

e ampla aceitação no mercado, entre clientes e parceiros”,<br />

reforça Moacir Ebele, Gerente <strong>Industrial</strong>.<br />

SIX DECADES OF INNOVATION<br />

For more than six decades, Mendes Máquinas has been<br />

promoting transformations in the forest product market,<br />

providing complete solutions in machines and equipment<br />

with reliability. The story began in 1956 with a small workshop<br />

for equipment maintenance and repairs for sawmills in<br />

Curitibanos (SC).<br />

“With a lot of work, innovation, and investments in research<br />

and development, Mendes created and expanded its<br />

product offerings, conquering markets in Brazil and abroad.<br />

With more than 4 thousand machines produced, we became<br />

leaders in Latin America in technology and performance in<br />

the Sector. We export products and technologies to most<br />

Latin American countries (our main focus) and also to other<br />

continents, which should be our goal in the coming years,”<br />

highlights Guilherme Oliveira, Product Development Manager.<br />

Among the main products are band saws, circular saws,<br />

log transport carriers, chipper canters, graders, packers,<br />

degraders, and classification, waste, and conveyor lines, and<br />

special parts. In 2011, Mendes began operating with scanner<br />

technology equipment and wood-cutting optimization.<br />

Currently, the Company uses the highest technology in the<br />

world market with 3D scanners and software solutions. As<br />

such, it is prepared to meet the new demands of Industry 4.0<br />

through partnerships with startups and innovation institutes.<br />

The Topázio Azul plant, inaugurated in 2021, on a one<br />

hundred thousand m² plot of land, is named after the translation<br />

of Mendes Máquinas’ purpose: prosperity and new<br />

paths. “It is a modern plant with international standards<br />

and excellent physical and productive expansion capacity.<br />

It is a milestone in the Mendes Máquinas growth process,<br />

which attests to our experience, the strength of our quality,<br />

reliability, and wide acceptance in the market by customers<br />

and partners,” reinforces Moacir Ebele, <strong>Industrial</strong> Manager.<br />

Augusto Antônio Francio e Rodrigo Mendes<br />

durante a construção da nova fábrica da Frameport<br />

46 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


Augusto Antônio Francio no<br />

fechamento do negócio<br />

O VISIONÁRIO AUGUSTO FRANCIO<br />

Augusto Antônio Francio nasceu em 1943, em Cambé<br />

(PR), mas ainda criança se mudou com os pais Luiz Caetano<br />

e Juliana Debertolis Francio para a cidade de Caçador (SC),<br />

onde construiu sua vida pessoal e trajetória empresarial.<br />

Era casado com Zilda Brasil Francio, pai de quatro filhas,<br />

Ana Cristina, Maria Margareth (em memória), Viviane e<br />

Maria Fernanda, e avô de seis netos: Isadora, Leonardo,<br />

Melissa, Laura, Clarissa e Beatriz.<br />

Em 1979, Francio liderou a fundação da Frame Madeiras<br />

Especiais, a Frameport. No ano seguinte, fundou<br />

a Juliana Florestal, especializada em reflorestamento,<br />

primeira empresa catarinense certificada pelo FSC (Forest<br />

Stewardship Council), o selo verde internacional. O nome<br />

Juliana é uma homenagem à mãe do empreendedor.<br />

O empresário Augusto Francio faleceu em maio de<br />

2022 e, infelizmente, não poderá testemunhar a inauguração<br />

de seu último e visionário projeto, a nova serraria da<br />

Frameport. “Augusto Francio foi um exemplo de homem<br />

nobre e de caráter inigualável. Uma pessoa especial que<br />

tivemos o privilégio de conviver e aprender durante 8<br />

anos, desde o primeiro contato telefônico em 2014, até a<br />

concretização do contrato com a nossa empresa em 2020,<br />

para a efetivação do projeto da nova serraria da Frameport.<br />

Foram muitos momentos inesquecíveis ao seu lado, nos<br />

chamando a atenção a sua busca incessante pela perfeição<br />

em tudo o que fazia. O ‘é impossível fazer’, inexistia em<br />

seu vocabulário, pois sempre motivava a todos a buscar<br />

alternativas para atingir o objetivo esperado. Isso é marca<br />

do grande líder que ele sempre foi”, relembra Rodrigo<br />

Mendes.<br />

THE VISIONARY AUGUSTO FRANCIO<br />

Augusto Antônio Francio was born in 1943 in Cambé<br />

(PR), but as a child moved with his parents, Luiz Caetano<br />

and Juliana Debertolis Francio, to the city of Caçador (SC),<br />

where he built his personal life and business trajectory. He<br />

was married to Zilda Brasil Francio, father of four daughters,<br />

Ana Cristina, Maria Margareth (in memoriam), Viviane, and<br />

Maria Fernanda, and grandfather of six grandchildren,<br />

Isadora, Leonardo, Melissa, Laura, Clarissa, and Beatriz<br />

In 1979, Francio led the foundation of Frame Madeiras<br />

Especiais, Frameport. The following year, he founded Juliana<br />

Florestal, specializing in reforestation, the first company<br />

in Santa Catarina certified by the Forest Stewardship Council<br />

(FSC), the international green seal. The name Juliana<br />

was a tribute to the entrepreneur’s mother.<br />

Businessman Augusto Francio passed away in May 2022<br />

and, unfortunately, will not be able to witness the inauguration<br />

of his latest visionary project, the new Frameport<br />

sawmill. “Augustus Francio was an example of a nobleman<br />

of distinctive character. A special person with whom I had<br />

the privilege of living and learning for eight years, from<br />

the first telephone contact in 2014 to the realization of the<br />

contract with our Company in 2020, for the new Frameport<br />

sawmill project. There were many unforgettable moments<br />

at his side, drawing attention to his constant search for<br />

perfection in everything he did. ‘It is impossible to do’ did<br />

not exist in his vocabulary because he always motivated<br />

everyone to seek alternatives to achieve the expected goal.<br />

This is the mark of the great leader he has always been,”<br />

recalls Technical Director Mendes.<br />

NOVEMBRO 2022 47


CONGRESSO<br />

SETOR<br />

MOVELEIRO<br />

CONGRESSO REÚNE MAIS DE 400<br />

PESSOAS NO RIO GRANDE DO SUL<br />

Fotos: divulgação e Congresso MOVERGS<br />

48 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


E<br />

m sua XXX edição, o Congresso MOVER-<br />

GS reuniu mais de 400 participantes da<br />

cadeia moveleira em Bento Gonçalves<br />

(RS), no início de outubro. “O empresário<br />

moveleiro gaúcho é guerreiro e, independentemente<br />

do resultado das eleições presidenciais<br />

e estaduais, esperamos que os governantes olhem<br />

com mais atenção para a classe empresária. Enquanto<br />

isso, vamos fazendo nossa parte”, frisou Rogério<br />

Francio, presidente da MOVERGS (Associação das Indústrias<br />

de Móveis do Estado do Rio Grande do Sul).<br />

Francio destacou que, além da programação estrategicamente<br />

pensada para situar os empresários<br />

em contextos econômicos, a entidade já está focada<br />

na próxima edição da Fimma Brasil – uma das cinco<br />

principais feiras de negócios do mundo para os fornecedores<br />

da cadeia moveleira, que ocorrerá de 28<br />

a 31 de agosto de 2023. “Mais uma vez em conjunto<br />

com a Movelsul Brasil, esse grande encontro promete<br />

movimentar os negócios de ponta a ponta do setor”,<br />

completou.<br />

O circuito de palestras iniciou com o economista<br />

da Unisinos Marcos Lélis, que apresentou um panorama<br />

econômico. “Provavelmente em dezembro deste<br />

ano e janeiro de 2023 vamos ver uma nova atividade<br />

NOVEMBRO 2022 49


CONGRESSO<br />

positiva na produção de móveis, podendo crescer<br />

em torno de 1,5%”, projetou Lélis. Índices de preços<br />

ao produtor e ao consumidor, inflação, saldo de empregos,<br />

faturamento, exportações, dados de varejo e<br />

produção foram alguns dos outros tópicos abordados<br />

pelo especialista.<br />

Na sequência, o economista da XP Investimentos,<br />

Rodolfo Margato, trouxe um olhar macro e abrangente<br />

sobre os fatores econômicos como economia<br />

global, inflação, política monetária, taxa de câmbio e<br />

juros, ritmo de crescimento, entre outros. Em sua fala,<br />

Margato disse que a tendência é que os juros continuem<br />

subindo nos próximos meses nos EUA (Estados<br />

Unidos da América) e na Europa, mas concorda com<br />

Marcos Lélis no que tange a um otimismo a médio<br />

prazo. “Nós, da XP, não projetamos contração da atividade<br />

econômica mundial, mas um crescimento mais<br />

lento. Acreditamos que ao longo de 2022 haverá uma<br />

desinflação global. As moedas estão enfraquecendo<br />

em relação ao dólar, mas o Real está aguentando<br />

bem. Para 2023, gradualmente devemos ter uma recuperação<br />

do varejo”, comentou o economista.<br />

Trazendo uma visão do mercado – desde a produção<br />

até o relacionamento com clientes, o vice-presidente<br />

de Desenvolvimento de Produtos da Madeira-<br />

Madeira, Santiago Antoranz Pons, apresentou o case<br />

Cabecasa – marca autoral do grupo. Entre os insights,<br />

Antoranz ressaltou que o processo de embalagem é<br />

ainda muito industrial e focado na capacidade da indústria.<br />

“Temos que entender qual é a melhor forma<br />

de embalar e a logística até a etapa final, focado no<br />

varejo. Pensar como o cliente. O processo de venda<br />

não acaba quando o cliente recebe o produto”, afirmou.<br />

Destaque, ainda, para sua consideração sobre o<br />

poder dos dados, que, segundo ele, são de grande<br />

importância para solucionar problemas, criar e otimizar<br />

produtos, fazer protótipos, testar vendas, entre<br />

outras aplicações que beneficiam o desempenho das<br />

empresas.<br />

Com uma abordagem sócio-política, o filósofo<br />

Luiz Felipe Pondé provou que reflexões humanizadas<br />

podem ser valiosas para o meio corporativo. O<br />

encerramento do evento ficou com o CEO do Rock<br />

in Rio, Luis Justo, que focou na economia da experiência.<br />

Durante sua fala inspiradora, relembrou a<br />

trajetória do festival criado por Roberto Medina em<br />

1985 – hoje o maior do Brasil, reunindo os principais<br />

artistas do planeta.<br />

O 30º Congresso Movergs foi uma realização da<br />

Associação das Indústrias de Móveis do Estado do<br />

Rio Grande do Sul com apoio do SINDMÓVEIS (Sindicato<br />

das Indústrias do Mobiliário de Bento Gonçalves);<br />

Messem Investimentos XP e Sebrae.<br />

50 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


• Fabricado em alvenaria<br />

ou estrutura metálica;<br />

•<br />

Sistema que permite o<br />

acompanhamento de<br />

relatórios físicos e<br />

virtuais do desempenho;<br />

• Solução de tratamento<br />

fitossanitário AQF;<br />

•<br />

Sistema Contraco de<br />

aquecimento que<br />

dispensa caldeira,<br />

QUALIDADE<br />

E EFICIÊNCIA<br />

Há mais de 35 anos<br />

oferecendo soluções em<br />

secagem, aquecimento e<br />

ventilação.<br />

SECADOR DE MADEIRA | ESTUFA DE TRATAMENTO PARA MADEIRA<br />

FORNOS E ESTUFAS INDUSTRIAIS | VENTILAÇÃO E EXAUSTÃO<br />

www.contraco.com.br<br />

(47) 3562-0016 vendas@contraco.com.br<br />

Rua Rui Barbosa, 260, Centro | Taió - Santa Catarina


MARCENARIA<br />

52 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


SOCIAL<br />

E PROFISSIONAL<br />

ESCOLA DE MARCENARIA FORMA JOVENS E CAPACITA<br />

PESSOAS DE MENOR PODER AQUISITIVO<br />

Fotos: divulgação<br />

NOVEMBRO 2022 53


MARCENARIA<br />

I<br />

niciativa criada em 2004 pelo Leo Social,<br />

uma OSCIP (Organização da Sociedade<br />

Civil de Interesse Público) sem fins lucrativos<br />

que promove a inclusão por meio de<br />

trabalho e moradia de forma sustentável,<br />

a Escola de Marcenaria oferece cursos gratuitos<br />

e a preços baixos para formar jovens e capacitar<br />

pessoas de menor poder aquisitivo.<br />

O propósito é disseminar conhecimento, capacitar<br />

e desenvolver o mercado da marcenaria,<br />

gerando emprego e renda. Em menos de 20 anos,<br />

a escola já formou mais de 8 mil profissionais.<br />

Criado em 2006, o Instituto Leo nasceu com o<br />

intuito de promover cursos gratuitos de formação<br />

em marcenaria para jovens adultos em situação<br />

de vulnerabilidade, com foco na dificuldade identificada<br />

junto a empresários do setor de se encontrar<br />

mão de obra qualificada.<br />

Em nova fase, com o nome de Leo Social, a<br />

entidade se tornou uma OSCIP. Junto à inovação<br />

e renovação da marcenaria, com a filosofia de que<br />

é necessário oportunidades de realizar sonhos e<br />

conquistas por meio de uma profissão, para se<br />

conquistar um mundo melhor.<br />

Conheça mais sobre os principais cursos oferecidos<br />

pela Escola de Marcenaria.<br />

54 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


MARCENARIA BÁSICA<br />

Já pensou em fazer o seu próprio nicho e banquinho<br />

usando técnicas profissionais? Isso é possível<br />

com o curso de Marcenaria Básica da Escola<br />

de Marcenaria, de 30h (horas).<br />

O curso é uma capacitação voltada para pessoas<br />

sem experiência com marcenaria, mas que<br />

desejam aprender a criar seus próprios móveis de<br />

forma segura. Se gosta de mexer com madeira<br />

por hobby, quer fazer os móveis de casa, é um<br />

adepto ou adepta do faça-você-mesmo, ou até<br />

mesmo quer mudar de profissão e atuar no setor<br />

moveleiro, o curso de Marcenaria Básica foi feito<br />

para esse perfil.<br />

A Escola de Marcenaria fica localizada na Rua<br />

Doutor Carlos Roberto Presgrave de Melo, 21, na<br />

Vila Iracema/Jardim Belval, em Barueri (SP).<br />

O PROPÓSITO É<br />

DISSEMINAR<br />

CONHECIMENTO, CAPACITAR E<br />

DESENVOLVER O MERCADO DA<br />

MARCENARIA, GERANDO<br />

EMPREGO E RENDA<br />

MARCENARIA AVANÇADA<br />

Se quer trabalhar com marcenaria, abrir o seu<br />

próprio negócio ou já é marceneiro, mas quer ter<br />

uma certificação na área dos seus conhecimentos,<br />

recomenda-se o curso de Marcenaria Avançada,<br />

com 60h de duração. O curso de Marcenaria<br />

Avançada traz uma capacitação profissional completa,<br />

pois apresenta técnicas mais complexas<br />

para produção de móveis de grande porte.<br />

NOVEMBRO 2022 55


MARCENARIA<br />

É um ótimo curso para marceneiros ampliarem<br />

e reciclarem técnicas ou até mesmo garantir maior<br />

credibilidade junto aos seus clientes por meio da<br />

certificação. Além disso, no curso de Marcenaria<br />

Avançada o praticante aprende a fazer e instalar<br />

uma meia cozinha em L (móvel de canto) utilizando<br />

as técnicas desenvolvidas no curso.<br />

MONTADOR CONVENCIONAL<br />

O curso gratuito de Montador Convencional,<br />

de 30h, é mais uma das capacitações gratuitas<br />

oferecidas pela Escola de Marcenaria, voltado<br />

para pessoas em vulnerabilidade social. Nesse<br />

curso, o aprendiz é preparado para o mercado<br />

de trabalho. Nesta capacitação, aprende técnicas<br />

de montagem de móveis simples da grande indústria.<br />

Com aulas práticas, ensina-se a trabalhar de<br />

forma segura com ferramentas manuais e elétricas,<br />

organizar o ambiente para montagem, conhecer<br />

ferragens simples, além de boas práticas de<br />

atendimento ao cliente. Além disso, o curso de<br />

Montador Convencional ainda conta com aulas<br />

online de empreendedorismo e gestão.<br />

MONTADOR SOB MEDIDA<br />

A Marcenaria 4.0 é uma realidade e o curso<br />

de Montador Sob Medida ensina os alunos a colocar<br />

em prática esse conceito no seu negócio ou<br />

futuro negócio. O curso de Montador Sob Medida,<br />

com 60h de duração, é voltado para quem<br />

deseja ter sua própria marcenaria, sem espaço ou<br />

maquinário para abrir uma.<br />

É um curso que te capacita para atender a<br />

grande demanda por móveis planejados que<br />

existe no mercado. Além disso, aprende-se com<br />

muita mão na massa. No curso, se ensina a montar<br />

na prática um armário suspenso, ou mesmo<br />

um armário inferior em paredes de alvenaria e<br />

drywall.<br />

56 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


“Com Setup rápido e de fácil manuseio, os<br />

desoladores pneumáticos da Rotteng<br />

flexibilizam e otimizam os cortes de madeira,<br />

o que diminui o desperdício e aumenta a<br />

produção com qualidade e precisão nas<br />

medidas, além de atender as normas legais<br />

que garantem a segurança dos<br />

colaboradores. Esta parceria perdura há<br />

mais de 6 anos.” 09/10/2019<br />

Marco Almeida de Souza<br />

Diretor <strong>Industrial</strong> do Grupo Embalatec<br />

“Os destopadores RottStop, da Rotteng, são<br />

máquinas robustas com sistemas confiavéis.<br />

Hoje estamos equipando todas as nossas<br />

fábricas com as destopadeiras RottStop, com<br />

isso conseguimos reduzir as perdas em mais<br />

de 60%, sem contar a qualidade dos cortes e<br />

a segurança que a lei exige” 11/10/2021<br />

Rodrigo de Oliveira Novo<br />

Pesquisa e Desenvolvimento de Máquinas e<br />

Equipamentos (P&D)<br />

“Compramos a primeira destopadeira<br />

automática Rotteng há 5 anos. Com isso<br />

conseguimos aumentar a produtividade,<br />

reduzir funcionários, melhorar a qualidade de<br />

cortes, reduzir desperdícios de madeira e com<br />

a segurança que a lei exige. Hoje temos 7<br />

destopadores e 1 com destopo em ângulo,<br />

diminuindo o gasto com a manutenção e<br />

possuindo toda a assistência técnica.”<br />

04/10/2019<br />

Cidnei Roberto Brito<br />

Gerente de Marcenaria


PRÊMIO REFERÊNCIA<br />

Fotos: Emanoel Caldeira<br />

CONHEÇA OS VENCEDORES DA VIGÉSIMA<br />

EDIÇÃO DA MAIOR PREMIAÇÃO<br />

DO SETOR DE BASE FLORESTAL DO BRASIL<br />

58 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


O<br />

Prêmio REFERÊNCIA chega à sua<br />

vigésima edição e vai contemplar<br />

excepcionalmente vinte representantes<br />

do setor que mais se destacaram<br />

em 2022, em uma celebração<br />

especial pelos 20 anos do prêmio. A iniciativa<br />

organizada pela JOTA Editora, responsável pela<br />

publicação das revistas: REFERÊNCIA FLORES-<br />

TAL, REFERÊNCIA INDUSTRIAL, REFERÊNCIA<br />

CELULOSE & PAPEL, REFERÊNCIA PRODUTOS<br />

DE MADEIRA e REFERÊNCIA BIOMAIS, já tornou<br />

um marco para o segmento e atrai a cada ano<br />

mais indicados e interesse do público em relação<br />

aos vencedores.<br />

Os critérios para a seleção dos vencedores são<br />

bastante exigentes, desde as indicações recebidas<br />

por clientes, parceiros, anunciantes e personalidades<br />

do setor, passando por pesquisas e avaliações<br />

realizadas internamente pelos membros<br />

da organização do evento. Muito além do prêmio,<br />

o objetivo é valorizar quem mais trabalhou para o<br />

fortalecimento e crescimento da indústria de base<br />

florestal e industrial. É um reconhecimento dado<br />

para empresas ou associações, mas que reflete no<br />

trabalho de todos os que fazem o setor mais forte<br />

e representativo para a economia nacional.<br />

“Para nós, a importância crescente que o setor<br />

confere à premiação é uma alegria enorme e um<br />

reconhecimento do trabalho que realizamos há<br />

mais de duas décadas em prol do fortalecimento<br />

da indústria de base florestal nacional. Prova disso<br />

é o grande número de indicações recebidas todos<br />

os anos”, celebra Fábio Alexandre Machado, diretor<br />

comercial da JOTA Editora.<br />

PRÊMIO REFERÊNCIA 2022<br />

Data: 29/11/2022 - Horário: 19h (horas)<br />

Local: Restaurante Porta Romana - Curitiba (PR)<br />

Informações e ingressos para o evento: comercial@revistareferencia.com.br ou +55 (41) 99968-4617<br />

NOVEMBRO 2022 59


PRÊMIO REFERÊNCIA<br />

ABAF<br />

A ABAF (Associação Baiana das Empresas de Base Florestal) é uma das premiadas deste ano pelo trabalho feito<br />

para o fortalecimento do setor florestal baiano. Além dos eventos e cursos promovidos pela associação, neste ano a<br />

ABAF ajudou a produzir o Plano Bahia Florestal 2023-2033, que tem como foco atrair novos investimentos para ampliar<br />

e fortalecer a cadeia produtiva de florestas plantadas no Estado, intensificando o que já é feito e buscando a maior inclusão<br />

dos pequenos e médios produtores e processadores de madeira na Bahia nessa próxima década.<br />

ABIMCI<br />

A ABIMCI (Associação Brasileira da Indústria de Madeira Processada Mecanicamente) comemora 50 anos em 2022<br />

e, como reconhecimento pelo extenso trabalho em prol da indústria madeireira e defesa dos interesses do setor, é uma<br />

das empresas que irá receber o Prêmio REFERÊNCIA. A entidade é a principal fonte de informações para organismos<br />

governamentais brasileiros e estrangeiros, referencial para a imprensa, universidades e entidades setoriais.<br />

ADAMI<br />

Para além do trabalho direto com a madeira, o setor de base florestal é feito de pessoas e a Adami é a premiada<br />

deste ano por uma ação importante realizada na área de recursos humanos. Valorizar profissionais e trabalhar para gerar<br />

um bom ambiente de trabalho é chave para que os colaboradores possam usufruir de condições favoráveis ao pleno<br />

desenvolvimento de suas atividades e, por consequência, gerar resultados melhores para a empresa.<br />

AGROSEPAC<br />

Escolhido para receber o Prêmio REFERÊNCIA 2022, o grupo AGROSEPAC realiza desde os anos 1960 atividades<br />

florestais em Mallet (PR), em uma das melhores e mais importantes regiões do Brasil para o plantio de pinus e erva-mate.<br />

Atualmente, a empresa executa projetos na área de reflorestamento e operações florestais, com cerca de 2 milhões<br />

de mudas de pinus todos os anos, gerando milhares de empregos diretos e indiretos.<br />

B2 MADEIRAS<br />

A B2 Madeiras trabalha com as melhores árvores que o Brasil pode oferecer. Madeiras nobres extraídas através de<br />

manejo florestal sustentável são processadas na serraria para produzir produtos de madeira, que não só valorizam o<br />

ambiente onde estão, mas também garantem a continuidade de uma prática tão positiva como o manejo florestal. A<br />

responsabilidade ambiental demonstrada pela B2 Madeiras é uma das chaves para garantir a floresta em pé para gerações<br />

futuras.<br />

60 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


CMPC<br />

A multinacional chilena CMPC é uma das premiadas deste ano pelos projetos voltados ao fomento econômico e<br />

sustentável no Rio Grande do Sul: o BioCMPC e o RS+Renda. O BioCMPC trata do segundo maior investimento privado<br />

da história do Rio Grande do Sul e o maior em termos de sustentabilidade. Já o RS+Renda é um programa de fomento<br />

florestal promovido pela CMPC. Para o ano de 2022, a empresa possui a meta de ampliar a base florestal em 15<br />

mil ha (hectares) no Estado e atingir a produção de 350 mil toneladas de celulose ao ano.<br />

DEMUNER<br />

A Demuner Marcenaria trabalha há mais de 30 anos com o objetivo de agregar o máximo de valor em cada projeto<br />

realizado. Sediada no Espírito Santo, a Demuner tem como objetivo criar soluções exclusivas em marcenaria, superando<br />

desafios e surpreendendo seus clientes para a realização do trabalho. A excelência na entrega de projetos únicos e inovadores<br />

faz da Demuner um dos destaques desse ano, pois a empresa leva a madeira, em suas formas mais variadas e<br />

criativas para dentro das casas com muito estilo e valorização da mesma como protagonista.<br />

ENEBRA ENERGIA<br />

A Enebra Energia atua no fornecimento de biomassa de eucalipto e supressão nativa em todas as suas formas, oferecendo<br />

uma fonte de energia sustentável às indústrias por meio de florestas próprias certificadas. É uma das empresas<br />

premiadas nesta edição pelo notável trabalho desenvolvido em 2022, além do crescimento no setor de cavaco para<br />

biomassa, na região centro oeste do país. Trabalhar pelo esforço de gerar energia limpa, junto com a preocupação da<br />

sustentabilidade em seus processos perfazem a matemática perfeita para um futuro do planeta mais equilibrado.<br />

GCM<br />

Os produtos madeireiros nacionais têm sido cada vez mais reconhecidos e valorizados no mercado externo e o<br />

trabalho da GCM Trade tem grande valor nesse processo. A empresa sediada em Curitiba (PR) trabalha continuamente<br />

para levar o melhor para os clientes ao redor do mundo. A GCM, há mais de 10 anos, exporta madeira de reflorestamento<br />

em tábuas, chapas, placas, pisos e muito mais, tudo isso com o objetivo de fomentar nossa economia e valorizar<br />

a produção de madeira nacional. Tudo adequado com o mais alto grau de exigência que o mercado internacional necessita.<br />

Afinal, manter uma década de fornecimento de produtos brasileiros para o mercado externo é no mínimo desafiador<br />

e mostra o grau de qualificação que a empresa dispõe.<br />

GRUPO AC HENRIQUES<br />

Pariri, Garapeira, Cambará, Peroba e tantas outras árvores nobres são as matérias-primas dos produtos oferecidos<br />

pelo Grupo AC Henriques. Localizada em Sinop (MT), um polo para o manejo florestal sustentável do Estado e do país,<br />

indústria madeireira que processa e manufatura madeira nacional de alto padrão para levar o que de melhor há no Brasil<br />

para todos os cantos do mundo, de maneira sustentável e que mantém a floresta em pé.<br />

NOVEMBRO 2022 61


PRÊMIO REFERÊNCIA<br />

GRUPO PALUDO<br />

Produzir e preservar, essas são as chaves do trabalho do Grupo Paludo. Através da Serraria Pérola, onde o trabalho<br />

é realizado, a madeira nativa é cortada através de métodos de manejo sustentável. Assim, produz produtos de madeira<br />

que são vendidos para todo o Brasil e também para o exterior. O trabalho realizado pelo Grupo Paludo tem grande importância<br />

para a comunidade local e para a preservação da floresta amazônica, um dos maiores patrimônios nacionais.<br />

HAAS MADEIRAS<br />

Com início da operação de uma fábrica própria de pellets em 2022, uma moderna unidade fabril de 50 mil m² de<br />

área construída em Venâncio Aires (RS), a Haas Madeiras é uma das premiadas do Prêmio REFERÊNCIA. A estrutura<br />

tem capacidade para produzir 2,5 mil t (toneladas) de pellets por mês e também abriga o depósito dessa biomassa,<br />

fonte de energia renovável que a Haas Madeiras vem investindo nos últimos anos.<br />

MARINI COMPENSADOS<br />

Fundada em 2004, na cidade de Palmas (PR), a Marini Indústria de Compensados produz painéis e placas de madeira<br />

de alta qualidade e desempenho para o mercado externo e interno, com um parque fabril de 17 mil m² de área construída,<br />

com investimentos constantes em busca de aprimorar a fabricação de seus produtos. Certificados de qualidade<br />

como Teco Tested, dos EUA (Estados Unidos da América), atestam a empresa como uma das premiadas desta edição.<br />

MIP FLORESTAL<br />

Especialista em manejo fitossanitário no mercado florestal, a MIP Florestal contribui de forma significativa em inovações<br />

metodológicas na área de Manejo Integrado de Pragas. Com banco de dados único de pragas, doenças e manejo<br />

assertivo, a MIP Florestal auxilia nas tomadas de decisões do ciclo da cultura, do viveiro ao campo, tornando o investimento<br />

mais rentável e seguro. Dessa forma, a MIP Florestal é reconhecida no vigésimo Prêmio REFERÊNCIA.<br />

PIOMADE<br />

Soluções sustentáveis são chave para o desenvolvimento do setor e da sociedade, por isso a Piomade alcançou lugar<br />

de destaque em 2022. O ano foi marcado pela inauguração da nova fábrica de pellets da empresa. As soluções de<br />

biomassa se tornaram essenciais para vários segmentos, além do próprio setor florestal. Trabalhar por um mundo mais<br />

sustentável e por uma produção mais limpa permeiam as diretrizes da Piomade no seu dia a dia. A nova fábrica é um<br />

exemplo prático da busca incessante da excelência em seus processos.<br />

62 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


Estufa com gerador<br />

de ar quente<br />

Conjunto de equipamentos com finalidade<br />

de produzir ar quente para diversas finalidades<br />

industriais, tais como: aquecimento de ambiente,<br />

secagem de lâminas de madeira, secagem de madeiras<br />

serradas, secagem de tecidos, desidratação de frutas,<br />

secagem de cereais, grãos, sementes e ervas em geral.<br />

Ar quente isento de contaminantes da fumaça produzido<br />

em trocador de calor em aço inoxidável resistente ao calor<br />

e à corrosão, garante maior vida útil ao equipamento e<br />

qualidade do quente.<br />

aumento de produtividade,<br />

sem perder qualidade<br />

99669-86 9<br />

www.lionsmachine.com.br


PRÊMIO REFERÊNCIA<br />

REDE MULHER FLORESTAL<br />

A conquista de espaços pelas mulheres no setor florestal é contínua. Elas estão em todas as áreas e a Rede Mulher<br />

Florestal tem atuado no fortalecimento de políticas e na quebra de paradigmas sobre a presença feminina no setor<br />

florestal. Valorizar as mulheres no segmento florestal é uma realidade e essa representatividade ganha força a cada ano,<br />

sobretudo quando o assunto são as boas práticas de ESG, tão em voga hoje em dia.<br />

RELVAPLAC<br />

Com quase 30 anos de história no segmento de compensados multilaminados, a RELVAPLAC tem como mercado<br />

principal a exportação, presente em mais de 40 países, além de atender o mercado nacional nos setores industrial, da<br />

construção civil e moveleiro. A empresa conta ainda com mais de 2 milhões de árvores reflorestadas, o que confirma a<br />

RELVAPLAC como a ganhadora do Prêmio REFERÊNCIA em 2022.<br />

SANTA MARIA CELULOSE<br />

Com 60 anos de história, a Santa Maria Celulose é uma tradicional empresa paranaense. A Santa Maria Celulose é<br />

um exemplo de boas práticas e busca por melhorias para o próprio negócio e também para o desenvolvimento regional.<br />

O trabalho, que gera resultados para toda a comunidade no entorno em que a indústria se localiza é a principal<br />

característica de atuação da empresa. A realização do trabalho e os investimentos feitos pela empresa servem como<br />

parâmetro para todo o segmento de celulose.<br />

SENBRA COMPENSADOS<br />

A SENBRA Compensados, Indústria e Comércio de Madeiras, é destaque no setor em 2022 em sua missão de fomentar<br />

a industrialização de produtos especializados e de alta performance para diversos mercados e demandas. A<br />

fabricação sustentável de lâminas e compensados de madeira replantada, na planta instalada na cidade de Sengés (PR),<br />

confere à SENBRA um lugar entre os vencedores do ano de 2022 do Prêmio REFERÊNCIA.<br />

VETORIAL<br />

Com ampla experiência no mercado desde 1969, o Grupo Vetorial atua no setor minério-siderúrgico, produzindo<br />

carvão vegetal e ferro gusa, além de extração de minério de ferro. No setor de energia renovável, produz carvão vegetal<br />

com sustentabilidade, exclusivamente de florestas plantadas renováveis, com aproveitamento de material lenhoso<br />

para a produção do Ferro Gusa Verde, razão pela qual a Vetorial é uma das premiadas nesta 20ª edição do Prêmio RE-<br />

FERÊNCIA. Entre os destaques da empresa, está a verticalização do seu processo de produção.<br />

64 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


Experiência e competência<br />

ALTO DESEMPENHO SUSTENTABILIDADE ASSISTÊNCIA E SUPERVISÃO<br />

Líder mundial na produção de INSTALAÇÕES para produção de pellets,<br />

secadores e descascadores. A EHW está presente no Brasil e continua<br />

operando com inúmeras plantas ao redor do mundo.<br />

+55 (47) 99710-1324<br />

Entre em contato conosco:<br />

vendas@ehwdobrasil.com.br<br />

www.ehw-maschinen.com


ARTIGO<br />

DISSEMINAÇÃO DE TÉCNICAS<br />

NÃO CONVENCIONAIS DE ACABAMENTO<br />

DA MADEIRA VISANDO A AGREGAÇÃO DE<br />

VALOR AO PRODUTO FINAL<br />

Fotos: divulgação<br />

RAIANA AUGUSTA GRANDAL SAVINO BARBOSA<br />

LUCAS GEOVANE DE MEDEIROS SANTANA<br />

VICTOR HUGO PEREIRA MOUTINHO<br />

UFOPA (UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ)<br />

66 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


NOVEMBRO 2022 67


ARTIGO<br />

RESUMO<br />

O<br />

s produtos de acabamento superficial<br />

têm a função de proteger e preservar o<br />

produto acabado, bem como torná-lo<br />

mais agradável sob o ponto de vista<br />

estético, nisto, o objetivo desde trabalho<br />

foi capacitar comunitários artesãos da FLONA<br />

do Tapajós ao uso de diferentes técnicas de acabamento<br />

superficial em madeira, possibilitando maior<br />

agregação de valor ao produto final, gerando outras<br />

linhas de produção além da geração de renda. As<br />

técnicas de acabamento utilizadas foram a aplicação<br />

de verniz à base de PU (poliuretano) e resina Epóxi<br />

para preenchimento de madeiras com irregularidades<br />

causadas por deterioração biológica. A partir disso,<br />

foi elaborada uma cartilha informativa abrangendo<br />

todos os informes dos produtos utilizados, entregue<br />

em oficina realizada com comunitários no km 117 da<br />

FLONA. Como resultado, notou-se que o PU intensificou<br />

a cor natural da madeira, além de também<br />

aumentar sua permeabilidade e acrescentar o brilho<br />

característico do verniz. Já o acabamento com resina<br />

Epóxi possibilita o preenchimento e posterior uso de<br />

peças de madeira que seriam descartadas por conta<br />

de sua aparência deteriorada, que não é considerada<br />

atrativa ao mercado consumidor. Os comunitários<br />

demonstraram grande interesse sobre os acabamentos<br />

e relataram que a finalização com PU será bem<br />

mais eficiente comparada com a que eles adotam<br />

atualmente. Com isso, a quantidade de madeira des-<br />

prezada será reduzida e, em contrapartida, o leque<br />

de produtos oferecidos aos consumidores aumentará,<br />

bem como o fluxo de renda.<br />

Palavras-chave: acabamento de madeira; movelaria;<br />

resina epóxi; verniz poliuretano.<br />

INTRODUÇÃO<br />

A indústria madeireira brasileira, além de concentrar-se<br />

em espécies exóticas, especialmente dos gêneros<br />

Eucalyptus e Pinus, é voltada para a produção<br />

de florestas de ciclos curtos, deixando, sobretudo<br />

os menores setores, como o de móveis, à parte de<br />

processos tecnológicos de produção. Leão e Naveiro<br />

(2009) classificam os móveis de madeira de uso comercial<br />

em três grupos: móveis retilíneos, móveis sob<br />

medida e móveis torneados. Os móveis retilíneos são<br />

confeccionados com madeira aglomerada, de superfície<br />

lisa e sem detalhes complexos de acabamento; os<br />

móveis sob medida, geralmente são confeccionados<br />

por micro e pequenas empresas que atendem sob<br />

encomenda e os móveis torneados são compostos de<br />

madeira maciça ou, em parte, madeira aglomerada.<br />

Estes dois últimos grupos geralmente são formados<br />

por empresas menores, compostas basicamente por<br />

familiares ou pessoas com alguma ligação social e<br />

atendem principalmente a demanda residencial.<br />

A FLONA (Floresta Nacional) do Tapajós é uma<br />

unidade de conservação de uso sustentável, onde<br />

uma cooperativa gerenciada pelos comunitários atua<br />

68 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


FOI INTRODUZIDO<br />

UM NOVO<br />

HORIZONTE DE PERSPECTIVAS<br />

QUANTO AO ACABAMENTO E<br />

POSTERIOR DESTINO DOS<br />

OBJETOS FABRICADOS NA<br />

MOVELARIA<br />

no manejo florestal de impacto reduzido, promovendo<br />

a geração de renda no local, além de promover,<br />

conforme os princípios do manejo florestal sustentável,<br />

benefícios à comunidade. Entre as comunidades<br />

da FLONA, Pedreira, São Domingos e Tauari tradicionalmente<br />

trabalham com movelaria, onde também<br />

utilizam de madeira oriunda de resíduo florestal como<br />

matéria-prima, tanto para a confecção de móveis<br />

como nos produtos em marchetaria. Esta última linha<br />

de produção ganhou espaço mais recentemente<br />

com a certificação dos resíduos, uma vez que, por se<br />

tratarem de objetos menores, possibilitam o aproveitamento<br />

de quase toda a madeira.<br />

Silva et al. (2009) explicam que, se destinada a<br />

móveis e outros produtos que necessitem de qualidade<br />

de superfície, um processo de usinagem da<br />

madeira melhora o desempenho em processos de<br />

acabamento superficial viabilizando economicamente<br />

esta operação. Por se tratar de um produto de natureza<br />

biológica, a madeira, assim como os produtos<br />

derivados dela, necessita de tratamento adequado<br />

para a proteção contra as intempéries ambientais,<br />

além das de uso. Com um acabamento satisfatório,<br />

tem-se como garantia a durabilidade e a estética do<br />

produto ao longo do tempo (Silva, 2002). Os produtos<br />

de acabamento superficial têm a função de<br />

CNC ROUTER LAMPE<br />

ATC 2030 TAURUS<br />

SUSTENTABILIDADE QUALIDADE PRODUTIVIDADE<br />

MÁQUINAS LAMPE,<br />

HÁ 94 ANOS CONTRIBUINDO PARA O<br />

DESENVOLVIMENTO E FORTALECIMENTO DA<br />

INDÚSTRIA MOVELEIRA.<br />

Visite nosso site:<br />

www.maquinaslampe.com.br<br />

(47) 3203.3800 | (47) 3644.3288 | (47) 98856.2722<br />

comercial@maquinaslampe.com.br


ARTIGO<br />

proteger e preservar o produto acabado, bem como<br />

torná-lo mais agradável sob o ponto de vista estético<br />

(Souza et al., 2007). A falta de competitividade na<br />

indústria de móveis residenciais, quando comparada<br />

aos maiores setores da indústria, aponta para causas<br />

como ausência de design próprio, falta de certificação<br />

da madeira, organização industrial excessivamente<br />

verticalizada e baixa eficiência dos processos de<br />

transformação da madeira em peças e componentes.<br />

Haja vista que as etapas processuais finais são<br />

onde ocorrem a maior adição de valor ao produto<br />

final, a adição de novas técnicas baseando-se no mercado<br />

de alto padrão pode ajudar no desenvolvimento<br />

de empresas de menor porte, essas que muitas vezes<br />

perdem espaço para móveis de painel reconstituído.<br />

Sendo assim, o objetivo deste trabalho foi capacitar<br />

comunitários artesãos da FLONA do Tapajós, ao uso<br />

de diferentes técnicas de acabamento superficial em<br />

madeira, possibilitando maior agregação de valor<br />

ao produto final, gerando outras linhas de produção<br />

além da geração de renda.<br />

PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS<br />

Para se agregar maior valor aos artefatos produzidos<br />

na comunidade da Pedreira, localizada na<br />

FLONA do Tapajós, deve-se utilizar de técnicas de<br />

acabamento superficial diferentes das usualmente<br />

aplicadas pelo comunitários, a citar aplicação de<br />

verniz à base de PU e resina Epóxi com pigmentação<br />

fluorescente ou não em madeiras com irregularidades<br />

causada por deterioração biológica.<br />

O PU é um verniz sintético incolor que tem por<br />

finalidade a selagem da madeira, além de ser mais<br />

rígido e resistente à abrasão que os seus correspondentes<br />

naturais e pode, também, ser aplicado na<br />

madeira após o acabamento desta com Resina Epóxi,<br />

que é um plástico termofixo (cuja rigidez não se<br />

altera com a temperatura) que endurece quando se<br />

mistura com um agente catalisador. Pode ser aplicada<br />

em sua forma crua, ou seja, transparente, ou pode<br />

adicionar-se pigmento fluorescente e fosforescente.<br />

O uso de Resina Epóxi é preferencial para madeiras<br />

com superfícies irregulares, sejam estas naturais, a<br />

exemplos de canais traumáticos ou mesmo madeiras<br />

atacadas por fungos e outros organismos xilófagos,<br />

que seriam descartadas. Tais irregularidades devem<br />

ser desobstruídas para receberem o preenchimento<br />

com a resina.<br />

Uma vez dominada a metodologia de aplicação<br />

dos produtos utilizados no presente projeto, foram<br />

elaboradas cartilhas informativas com o passo-a-passo<br />

do preparo do espaço, materiais necessários para<br />

cada aplicação e também sobre a peça de madeira<br />

a ser aplicado o acabamento, além de todas as informações<br />

necessárias sobre como e onde encontrar<br />

os produtos utilizados. Definido isto, foi realizada, na<br />

movelaria do km 117 da FLONA, uma oficina intitulada:<br />

Oficina de disseminação de técnicas não convencionais<br />

para acabamento da madeira; que contou<br />

com a participação de 11 comunitários artesãos para<br />

propagar o conhecimento acerca dos métodos de<br />

finalização, contando com entrega de certificados.<br />

RESULTADOS E DISCUSSÃO<br />

Quanto aos acabamentos: para o PU, a peça de<br />

madeira utilizada para teste e amostra, sendo esta um<br />

painel composto por pedaços de madeira de diversas<br />

espécies, foram aplicadas duas demãos em sua segunda<br />

metade. Notou-se que o PU intensificou a cor<br />

natural da madeira, deixando mais nítida sua variação<br />

de tons, além de aumentar sua permeabilidade e,<br />

também, acrescentar o brilho característico do verniz.<br />

Guedes (2011) afirma que o uso de PU gera peças<br />

com boa resistência fisica e química, além de também<br />

possuir boa resistência ao calor e umidade.<br />

A peça de madeira utilizada para amostra havia<br />

sido atacada por organismos xilófagos. A imagem<br />

está dividida em quatro segmentos (consultar no link<br />

ao final do artigo), sendo estes: A, o qual mostra a<br />

madeira sem nenhum tipo de acabamento, apenas<br />

com suas irregularidades lixadas para receber a resina;<br />

no B a resina com pigmento havia sido aplicada<br />

há 24h (horas) e já se apresentava completamente<br />

seca ao toque; no C a madeira havia sido lixada novamente<br />

e, com isso, todo o excesso de resina havia<br />

sido removido; por fim, no D, foi adotado como acabamento<br />

final uma camada de verniz à base de PU.<br />

70 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


O acabamento da madeira com resina Epóxi possibilita<br />

o uso de peças de madeira que, em outros<br />

casos, seriam descartadas por conta de sua aparência<br />

deteriorada, que não é considerada atrativa ao mercado<br />

consumidor, embora sua resistência continue<br />

praticamente a mesma. Pode-se agregar valor a uma<br />

infinidade de objetos com este acabamento, a citar<br />

mesas, bancos, balcões, portas, entre outros. Desta<br />

forma, se diminui a quantidade de madeira desprezada<br />

pelos artesãos e se aumenta o leque de produtos<br />

oferecidos aos consumidores.<br />

Quanto à extensão: o público atingido pelo trabalho<br />

consistiu na cadeia produtiva de móveis da FLO-<br />

NA Tapajós, podendo ser estendida também a outros<br />

artesãos com características de produção semelhantes.<br />

A pesquisa atinge ainda a comunidade acadêmica,<br />

principalmente a parcela ligada à tecnologia de<br />

produtos florestais e engenharia de materiais, promovendo<br />

a interdisciplinaridade.<br />

Os dois métodos de finalização foram apresentados<br />

pela primeira vez aos comunitários durante a<br />

oficina, que demonstraram grande interesse sobre os<br />

acabamentos e relataram que a finalização com Poliuretano<br />

será bem mais eficiente comparada com a que<br />

eles adotam atualmente. Foi relatado também o frequente<br />

desperdício de peças de madeira por conta<br />

da existência de ocos ou biodegradações, o que será<br />

reduzido com a adoção da resina Epóxi entre seus<br />

aperfeiçoamentos.<br />

CONCLUSÕES<br />

Como conclusões, tem-se que as atividades realizadas<br />

no decorrer da oficina foram muito satisfatórias<br />

para ambas as partes. Além de ter sido possível<br />

disseminar o conhecimento acerca dos acabamentos<br />

estudados, foi introduzido um novo horizonte de<br />

perspectivas quanto ao acabamento e posterior destino<br />

dos objetos fabricados na movelaria.<br />

Revista Extensão da Integração Amazônica, de Santarém (PA), volume 3, nº1, 2022. Artigo disponível em:<br />

http://ufopa.edu.br/portaldeperiodicos/index.php/extensaodaintegracaoamazonica/article/view/2011


AGENDA<br />

AGENDA<br />

2022/2023<br />

ABRIL 2023<br />

11 A 14<br />

FEICON<br />

LOCAL: SÃO PAULO EXPO (SP)<br />

INFORMAÇÕES:<br />

WWW.FEICON.COM.BR/PT-BR/<br />

SOBRE-A-FEICON.HTML<br />

AGOSTO 2023<br />

09 A 11<br />

EXPOFOREST<br />

LOCAL: RIBEIRÃO PRETO (SP)<br />

INFORMAÇÕES:<br />

WWW.EXPOFOREST.COM.BR<br />

AGOSTO 2023<br />

28 A 31<br />

FIMMA E MOVELSUL<br />

LOCAL: BENTO GONÇALVES (RS)<br />

INFORMAÇÕES:<br />

HTTPS://FIMMA.COM.BR/<br />

XV CODORNADA FLORESTAL<br />

7 E 8 DE DEZEMBRO DE 2022<br />

LOCAL: CURITIBANOS (SC)<br />

INFORMAÇÕES: HTTPS://CODORNADAFLORESTAL.COM/<br />

A CODORNADA REÚNE ALGUMAS DAS PRINCIPAIS EMPRESAS DO SEGMENTO FLORESTAL, PASSANDO PELO<br />

TRANSPORTE DE MADEIRA, GERAÇÃO DE ENERGIA E DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS PARA INDÚSTRIAS QUE<br />

UTILIZAM ESSA MATÉRIA-PRIMA. COM PÚBLICO ALTAMENTE ESPECIALIZADO, O EVENTO CONTA COM EXPOSIÇÕES,<br />

SEMINÁRIOS, AÇÕES SOCIAIS, ÁREA DINÂMICA E JANTAR TEMÁTICO.<br />

72 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


ESPAÇO ABERTO<br />

SEGURANÇA CIBERNÉTICA:<br />

UM PILAR FUNDAMENTAL DA INDÚSTRIA 4.0<br />

Toda revolução decorre de rupturas e inovações.<br />

Com a Quarta Revolução <strong>Industrial</strong> isso<br />

não seria diferente. Marcada pela incorporação<br />

de novas tecnologias na produção industrial,<br />

tecnologias como a inteligência artificial,<br />

virtualização, descentralização, robótica, metaverso, realidade<br />

aumentada, impressão 3D e internet das coisas<br />

ganham cada vez mais espaço no setor industrial.<br />

A nomenclatura Indústria 4.0 decorre desse atual<br />

período de transformação que a industrial se encontra<br />

e que não tem volta. Ignorar essa realidade é uma<br />

passagem (só de ida) para a obsolescência. Aliar novas<br />

tecnologias na produção industrial é destino obrigatório,<br />

e sem volta, para uma indústria nacional forte e<br />

competitiva.<br />

O foco da Quarta Revolução <strong>Industrial</strong> é a melhoria<br />

da eficiência e produtividade dos processos através da<br />

automação e integração entre equipamentos, transferências<br />

de dados, máquinas e softwares.<br />

No entanto, o desenvolvimento tecnológico precisa<br />

ser sustentado pela segurança cibernética. Ouso dizer:<br />

sem segurança cibernética, não existe indústria 4.0.<br />

De acordo com estudo realizado pela FortiGuard<br />

Labs, no primeiro semestre de 2022 o Brasil sofreu<br />

31,5 bilhões de tentativas de ataques cibernéticos de<br />

janeiro a junho deste ano – um aumento de 94% com<br />

relação ao mesmo período do ano passado (com 16,2<br />

bi) – sendo o segundo país mais atacado na América<br />

Latina, atrás de México, com 85 bilhões, e seguido por<br />

Colômbia (com 6,3 bilhões) e Peru (com 5,2 bilhões).<br />

O BRASIL SOFREU 31,5<br />

BILHÕES DE TENTATIVAS<br />

DE ATAQUES CIBERNÉTICOS DE<br />

JANEIRO A JUNHO DESTE ANO – UM<br />

AUMENTO DE 94% EM RELAÇÃO AO<br />

MESMO PERÍODO DE 2021<br />

POR<br />

JULIANA CALLADO<br />

GONÇALES<br />

SÓCIA DO SILVEIRA<br />

ADVOGADOS E<br />

ESPECIALISTA EM<br />

DIREITO TRIBUTÁRIO<br />

E EM PROTEÇÃO<br />

DE DADOS<br />

O relatório do custo de uma violação de dados de<br />

2022 da IBM Security reforçam a necessidade de atenção<br />

para o assunto: o custo de uma violação de dados<br />

foi em média de US$ 4,35 milhões em 2022.<br />

Mas não é só: 83% das organizações estudadas<br />

sofreram mais de uma violação de dados e apenas 17%<br />

disseram que esta foi sua primeira violação de dados.<br />

Sessenta por cento das organizações estudadas afirmaram<br />

que aumentaram o preço de seus serviços ou produtos<br />

por causa das violações de dados, o que, inegavelmente,<br />

impacta fortemente a sua competitividade.<br />

Na era da Economia Digital as empresas precisam<br />

encarar a cibersegurança como um risco empresarial<br />

e não como uma questão restrita ao Departamento<br />

de TI (Tecnologia da Informação). Isso porque, as<br />

consequências de um ataque cibernético podem implicar<br />

na paralisação da produção, descumprimento<br />

de contratos, vazamentos de propriedade intelectual,<br />

informações estratégias, violação à LGPD (Lei Geral<br />

de Proteção de Dados Pessoais), prejuízos financeiros,<br />

perda de trabalhos, danos à reputação e tantas outras<br />

consequências desastrosas.<br />

Para empresas que desejam implementar um ambiente<br />

cibernético mais seguro faz-se necessário, entre<br />

outras medidas: o mapeamento da estrutura digital,<br />

pois aquilo que não é conhecido, não pode ser protegido,<br />

a gestão das vulnerabilidades encontradas, a formação<br />

de uma equipe de respostas à incidentes, treinamento<br />

constante da equipe sobre educação digital,<br />

a utilização de ferramentas que protejam e monitorem<br />

os terminais remotos e adoção de criptografias.<br />

Foto: divulgação<br />

74 referenciaindustrial.com.br NOVEMBRO 2022


prensa anatômica com gerador<br />

de alta frequência<br />

Equipamentos<br />

especiais<br />

Aquecimento<br />

POR INDUção<br />

Coladeiras de<br />

alta frequÊNCIA<br />

Os móveis curvados unem tradição e renovação e trazem ao ambiente<br />

destaque, mas sem carregar demais.Tendência na arquitetura, serão cada vez<br />

mais pedidos, gerando demanda por maquinário especial em sua produção.<br />

Com a MSP você conta com produção rápida, segura e com alto nível de<br />

qualidade através de máquinas que suprem as mais diversas necessidades<br />

produtivas.<br />

Fale com nossa equipe e conheça nossa prensa anatômica com gerador de<br />

alta frequência, que torna o processo muito mais produtivo se comparado aos<br />

métodos convencionais utilizados pelo mercado.<br />

(47) 3375-0272 | (47) 9 9991-3459 | (47) 9 9127-3477<br />

vendas@mspindustrial.com.br | vendas1@mspindustrial.com.br<br />

@mspindustrial_of www.mspindustrial.com.br


MAIS DE 420<br />

PROJETOS<br />

COMPLETOS<br />

TRABALHANDO<br />

PELO MUNDO<br />

AUMENTE SUA PRODUÇÃO COM EQUIPAMENTOS MILL!<br />

GRADEADOR<br />

DE MADEIRA<br />

SERRA FITA<br />

HORIZONTAL<br />

Linha completa de Serrarias<br />

DOGUEIRA<br />

DE BLOCOS<br />

BLOCO<br />

NÚMERO 1 EM VENDAS DE<br />

EQUIPAMENTOS DO SETOR<br />

MADEIREIRO NO BRASIL<br />

Entre em contato conosco<br />

e faça bons negócios<br />

CENTRALIZADOR<br />

DE TORAS<br />

GEMINADA<br />

POSICIONADOR<br />

DE TORAS<br />

DESTOPADOR<br />

DE TÁBUAS<br />

REFILADOR<br />

COM SAÍDA<br />

AUTOMÁTICA<br />

SERRA FITA<br />

HORIZONTAL<br />

REFILADOR<br />

COM SAÍDA<br />

AUTOMÁTICA

Hooray! Your file is uploaded and ready to be published.

Saved successfully!

Ooh no, something went wrong!