21.03.2023 Views

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022

Create successful ePaper yourself

Turn your PDF publications into a flip-book with our unique Google optimized e-Paper software.

ANUÁRIO 2022

ANO #6 / 20€

ralisonline.net




ANUÁRIO 2022

DIREÇÃO EDITORIAL+TEXTOS

Paulo Homem

paulohomem.ralisonline@gmail.com

DESIGN E PAGINAÇÃO

Natália Vieira

natalia.msousavieira@gmail.com

PUBLICIDADE

Anabela Machado

anabela.machado@posvenda.pt

João Oliveira

Joao.oliveira@posvenda.pt

ASSESSORIA

Anabela Rodrigues

anabela.rodrigues@posvenda.pt

PRODUÇÃO

ORMP Pós-Venda Media

Estrada de Polima

Centro Industrial da Abóboda nº

1007

2º andar, escritório I

2785-543 São Domingos de Rana

+351 218 068 949

+351 939 995 128

geral@posvenda.pt

www.posvenda.pt

IMPRESSÃO

DPS – Digital Printing Solutions

MLP

Quinta do Grajal – Venda Seca

2739 – 511 Agualva – Cacém

Tel: 214 337 000

DISTRIBUIÇÃO

Ralis Online, distribuição

direta sem venda em banca

COPYRIGHT

Nos termos legais em vigor

é totalmente interdita a utilização

ou a reprodução desta publicação,

no seu todo ou em parte, sem

autorização prévia e por escrito

do editor

AGRADECIMENTOS FOTOGRAFIA

Albano Loureiro

Antonio Bettencourt

André Ribeiro

André Santos

Bea Couto

Bruno Fernandes

Carlos Silva

Emanuel Pereira

Francisco Reis

João Flores

João Franca

Jorge Cunha

José Miguel Martins

Luís de Brito

Maria Ribeiro

Miguel Castro

Nuno Alves

Nuno Barata

Pedro Carreiro e Silva

Pedro Monteserrate Lopes

Ricardo Oliveira

Rui Couto

Rui Fonseca

Rui Reis

Ruy Machado

Sérgio Inácio

Tiago Ângelo

ONPACE MEDIA

RED POINT

ABETT RALLYS

AIFA

RR

DIGITAL RACING PHOTO

GO AGENCY

MONDEGOSPORT

OMS RALLYE PHOTOS

TEXTOS DESAFIO KUMHO

Joaquim Amândio Santos

OUTROS APOIOS

Assessoria de Imprensa Peugeot

Rally Cup Ibérica

Assessoria de Imprensa Toyota

Gazoo Racing

Assessoria de Imprensa Hyundai

Motorsport

Assessoria de Imprensa M-Sport

www.ewrc-results.com

Cronobandeira

A Todo o Motor

Autosport

Pedro Batalha – Big Press

António Silva - Zoomsport

Grupo Desportivo Comercial

Clube Automóvel de Santo Tirso

Clube Sports Madeira

Clube Automóvel do Sul

Hyundai Portugal

Nissan Portugal

Mondegosport

www.posvenda.pt

Miguel Silva

Quinta Dom Sapo

SUMÁRIO

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

CAMPEONATO PORTUGAL

DE RALIS

1.1 RALI SERRAS DE FAFE E FELGUEIRAS_________________________P. 8

1.2 AZORES RALLYE ___________________________________________P. 16

1.3 RALI TERRAS D´ABOBOREIRA________________________________P. 24

1.4 VODAFONE RALI DE PORTUGAL ______________________________P. 32

1.5 RALI DE CASTELO BRANCO___________________________________P. 40

1.6 RALI VINHO MADEIRA_______________________________________P. 48

1.7 RALI DA ÁGUA______________________________________________P. 56

1.8 RALI VIDREIRO____________________________________________P. 64

CAMPEONATO PORTUGAL

DE RALIS 2RM______________________________________________________P. 72

TAÇA DE PORTUGAL

DE RALIS__________________________________________________________P. 80

PEUGEOT RALLY

CUP IBÉRICA_______________________________________________________P. 84

TOYOTA GAZOO

RACING IBERIAN CUP_______________________________________________P. 90

FPAK JUNIOR

TEAM______________________________________________________________P. 96

CAMPEONATO DE

CLÁSSICOS DE RALIS________________________________________________P. 100

CAMPEONATO DE

RALIS CORAL DA MADEIRA___________________________________________P. 104

CAMPEONATO DOS

AÇORES DE RALIS__________________________________________________P. 112

CAMPEONATO

PROMO DE RALIS___________________________________________________P. 120

CAMPEONATO START

RALIS NORTE______________________________________________________P. 126

CAMPEONATO START

RALIS CENTRO_____________________________________________________P. 132

CAMPEONATO START

RALI SUL__________________________________________________________P. 138

DESAFIO

KUMHO ____________________________________________________________P. 146

CAMPEONATO DO MUNDO

DE RALIS (WRC) ____________________________________________________P. 150

CAMPEONATO DA EUROPA

DE RALIS (ERC)_____________________________________________________P. 156

RALI DAS

CAMÉLIAS_________________________________________________________P. 160

RALI DE

LISBOA____________________________________________________________P. 164

RALI CIDADE TERMAL

(TERMAS MOTORFEST)______________________________________________P. 170

RALI

SPIRIT____________________________________________________________P. 174

RALI MADEIRA

LEGEND___________________________________________________________P. 185

LEIRIA FESTIVAL

RALLYE____________________________________________________________P. 188

RALI LEGEND

LUSO BUSSACO_____________________________________________________P. 192

TEMPLÁRIOS

RALLY CLASSIC_____________________________________________________P. 196

PENAFIEL

RACING FEST______________________________________________________P. 198

LEIRIA SOBRE

RODAS____________________________________________________________P. 204

EXTREME

ALMADA___________________________________________________________P. 210



O RETRATO

DOS RALIS

Vamos resistindo com aquilo

que nos é possível fazer para

conseguir dar à estampa mais

esta edição do Anuário Ralis

Online.

Tal só é possível porque muitos pilotos

e empresas entendem ainda acreditar

que este veículo de comunicação é perfeitamente

válido para promover os seus

patrocínios e apoios. Os números que

temos conquistado com esta ferramenta

que se chama Anuário de Ralis são muito

interessantes, concretos e objetivos. Basta

ver o número de visualizações que as duas

anteriores edições do Anuário Ralis Online

tiveram ao nível do digital, superando em

conjunto os dois milhões de visualizações.

Não deixei de sorrir, quando o diretor

de um clube organizador de uma prova

do Campeonato de Portugal de Ralis me

disse que mesmo assim, os 100 euros que

investiu na sua publicidade em 2021 não

tiveram retorno!!!

É pessoas como estas, que andam pelos ralis,

que teimam em não conseguir ver, nem

de perto, o quanto estão ultrapassadas e

que não servem para esta modalidade, que

precisa urgentemente de gente nova com

vistas largas e com vontade de fazer coisas

novas pelos ralis.

Durante anos ouvi e li que não era possível

ter ralis na região de Lisboa, como ouvi

que os ralis nunca mais passariam na Serra

de Sintra, como também vi que existem

mil entraves sobre quem tenta fazer coisas

novas e diferentes, tornando os ralis atrativos

e se possível uma grande festa.

Claro que é possível isso tudo, é preciso

acreditar, insistir e bater nas portas certas

com o projeto certo, que o resto aparece

com trabalho, com dedicação e com profissionalismo.

A tendência é para o aparecimento de uma

cada vez maior diversidade de ralis e de

eventos onde os ralis (ou os carros de ralis)

possam estar envolvidos, sem que os mesmos

contem para qualquer campeonato.

Não me parece mal que isso aconteça -

nesta edição do Anuário trazemos diversos

exemplos disso mesmo – nomeadamente

quanto estes eventos trazem um real valor

acrescentado à modalidade em particular

e ao desporto automóvel em geral. Porém,

não percebo por razão tem aparecido outras

provas que mais não são do que ralis,

quando na realidade foram regulamentadas

como sendo outra modalidade do

desporto automóvel.

Entendo que se deveria caminhar para a

credibilização e valorização dos diversos

campeonatos de ralis que se realizam em

Portugal, mas o que se verifica todos os

anos é precisamente o contrário, com a

presença alargada de classes e grupos (que

geram múltiplos campeões sem de facto

o serem), com provas anuladas em cima

dos eventos, com a regulamentação de

campeonatos fantasma e muitas outras situações.

Um regulamento de um qualquer

campeonato é, atualmente, um documento

complexo, difícil de perceber e, como

tal, difícil de comunicar.

Voltando ao Anuário Ralis Online 2022.

Mais uma vez fazemos aqui um extenso

resumo da temporada, com todos os momentos

(positivos e menos positivos) que

a marcaram. São bem mais de 200 páginas

que por certo o ajudaram um dia mais tarde

a recordar aquilo que foram os ralis em

Portugal em 2022, sempre com uma visão

jornalística, mas apaixonada dos acontecimentos,

muitos deles presenciados no local

onde realmente aconteceram.

Bons ralis, mas sempre em segurança!!!

Paulo Homem

paulohomem.ralisonline@gmail.com

6

ralisonline.net


AGRADECEMOS AOS NOSSOS PARCEIROS TODO O APOIO EM 2022

ruimadeirarallydriver.com


1 DE

CAMPEONATO

PORTUGAL

RALIS

8

ralisonline.net


powered by

1.1

RALLY SERRAS DE FAFE - FELGUEIRAS - CABREIRA E BOTICAS

11, 12 E 13 DE MARÇO

ARMINDO ARAÚJO COM RITMO EUROPEU

Num rali difícil e debaixo de condições

atmosféricas “pesadas”, Armindo Araújo / Luís

Ramalho arrasaram a concorrência e até se

conseguiram intrometer nas contas do Europeu

CLUBE ORGANIZADOR DEMOPORTO

TIPO DE PISO TERRA

CONDIÇOES CLIMATÉRICAS CHUVA E NEVOEIRO

PILOTO DO RALI ARMINDO ARAÚJO

MOMENTO DO RALI FOCO DE ARMINDO ARAÚJO DESDE O PRIMEIRO TROÇO

EQUIPAS CLASSIFICADAS 20

EQUIPAS DESISTENTES 8

EQUIPA VENCEDORA THE RACING FACTORY

MARCA VENCEDORA SKODA

QUILÓMETROS DE ESPECIAIS 196,21 KM

MÉDIA DO VENCEDOR DO RALI 80,7 KM/H 80,7 KM/H

VÍDEO DO RALI

9

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


Num rali em que esteve verdadeiramente

à parte da concorrência direta, Armindo

Araújo / Luís Ramalho, levaram o Skoda

Fabia Rally2 a uma vitória “impensável”

nas previsões para este rali, com mais de

4 minutos de vantagem para o segundo

classificado!!!

O ex-campeão nacional beneficiou de

uma posição de partida para os troços

muito favorável (era o segundo na estrada

e primeiro entre os portugueses) e foi

somando minutos atrás de minutos para obter

uma vitória, que não sendo fácil, fruto da

muita chuva e dos troços estarem muito alagados,

acabou por ser demasiado simples.

Exceto a super-especial, Armindo Araújo venceu

todos os restantes troços (com a margem

mínima a ser de 19s) somando ainda os pontos

da Power Stage.

DOIS TROÇOS

Uma vitória que começou a ser construída da

MUITOS AZARES

Qualifying Stage, que levou o piloto de Santo

Tirso a ter possibilidade de escolher a ordem

de partida (era segundo nos troços), que se

revelou fulcral para que a diferença para os

seus adversários nos troços acabasse por ser

anormal, devido ao facto de os troços ficarem

“impraticáveis” por causa da muita chuva, o

que prejudicou os pilotos que partiam mais

atrás. É certo que para disso, Armindo Araújo,

1.

+> VITÓRIA MUITO DESTACADA

DE ARMINDO ARAÚJO

> QUALIFYING STAGE FOI DECISIVO

> INTEMPÉRIE OBRIGA A ANULAR

> CAMPEÃO RICARDO TEODÓSIO COM

> MIGUEL CORREIA DEU NAS VISTAS

> MUITO PÚBLICO NOS TROÇOS

> NOVA DESIGNAÇÃO DA PROVA

> PROVA DE ABERTURA DO CPR 2022

> CPR APENAS CONTOU NA PRIMEIRA ETAPA

> DUAS RODAS MOTRIZES VOLTARAM

A PONTUAR PARA O CPR

> ORDEM DE PARTIDA PARA OS TROÇOS

DE ALGUNS PILOTOS DO CPR

entrou no campeonato inspirado e com enorme vontade de vencer,

como se viu ao longo de todo o fim-de-semana.

Exibição também muito boa para Miguel Correia / Jorge Carvalho,

que levaram o Skoda Fabia Rally2 ao segundo lugar. Ainda foram

os primeiros líderes, após a vitória na super-especial, mas depois

conseguiram manter a concentração para andar regularmente no

segundo lugar, mesmo com uma penalização de 30s. Sem dúvida

uma excelente exibição de Correia, que começou o CPR com o pé

direito, provando que nos troços de terra já está no topo e que uma

primeira vitória absoluta poderia estar a caminho.

Bruno Magalhães / Carlos Magalhães, no

Hyundai I20 N Rally2 queixaram-me muito

da sua posição de partida para o rali, apanhando

os troços muito escorregadios. Mesmo sem

grandes problemas técnicos, certo é que não

conseguiram ser competitivos nesta prova,

mas com o pódio obtido limitaram-se as perdas

neste rali, dando um pódio à Hyundai.

A mais de 6m30s do vencedor, terminou José

Pedro Fontes / Inês Ponte. Para o piloto do

Citroen o único objetivo foi mesmo terminar

o rali, obtendo um bom 4º lugar, apesar de

uma prova em que nunca conseguiu dar nas

vistas. Pelo meio ainda deu para apanhar um

valente susto com uma saída de estrada que

se explica pelo estado escorregadio dos pisos,

mas que não comprometeu a prova do ex-

-campeão nacional.

Tendo ainda andando pelo 4º lugar, a dupla

10

ralisonline.net


powered by

NOTAS SOLTAS

2.

Os comissários desportivos não estiveram para

brincadeira nesta prova. A Demoporto antecipou

a entrega de prémios e ninguém foi informado

(nem promotor, nem os comissários). No pódio

do CPR foi ao contrário, atrasou uma hora,

realizando o mesmo às 23horas!!!

1. MIGUEL CORREIA 2. PEDRO MEIRELES

3. JOSÉ PEDRO FONTES 4. PEDRO DE ALMEIDA

5. RICARDO TEODÓSIO

3. 4.

5.

11

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


MULHERES

NOS RALIS

CAMILA JORGE

(NAVEGADORA)

1.

INÍCIO DE CARREIRA – 2018

NATURAL - Ilha do Pico

PRIMEIRO RALI – Rali Ilha Graciosa 2018

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – Hyundai Getz

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 - 15

MELHOR RESULTADO – Campeã Açoriana das 2 rodas motrizes

2021

PILOTOS COM QUE JÁ ANDOU – Mário Jorge (Pai)

CARRO QUE MAIS GOSTOU – Por enquanto foi só naquele que

realizo as provas (Hyundai Getz)

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – A velocidade, a adrenalina, o

risco de vida que nos comprometemos

TERRA OU ASFALTO – Ambos, para ser sincera são dois tipos

de ralis bastantes diferentes

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS– Inês Ponte e a Ana Gonçalves

MAIOR SONHO NOS RALIS - Voltar a conquistar o mesmo título

que conquistei em 2021

RAZÕES QUE A LEVARAM E MOTIVARAM A DISPUTAR RALIS –

Disputo ralis porque tudo começou com o meu pai. Tenho 21

anos e o meu pai já sabia de ralis. Então desde que nasci fui

sempre a sua maior fã, acompanhava-o em todas as provas que

ele fazia na ilha, depois ele começou a fazer o campeonato e

foi desde então que nós fomos “viajando” e vendo ele a fazer

o que mais gostava. Depois com a morte do meu avô materno o

meu pai convidou-me a fazer uma prova com ele! E desde então

foi só somar. Hoje faço o campeonato dos Açores com o meu pai,

fazemos tanto terra como asfalto. Posso dizer que me divirto

bastante com o meu pai. Praticamos o que mais gostamos juntos.

1. BRUNO MAGALHÃES

2. ERNESTO CUNHA

3. PAULO NETO

4. LUCAS SIMÕES

5. RICARDO SOUSA

Com a intempérie que se registou

nesta prova, uma das passagens pelo

troço da Cabreira veio a ser anulada,

não propriamente pelas condições

atmosféricas, mas porque não havia

ambulâncias 4x4!!! O assunto resolveu-se

na segunda passagem, mas se a questão

era a segurança, provavelmente parte do

rali deveria ter sido mesmo anulado.

2.

3.

Pedro Almeida / Mário Castro, no Skoda Fabia Rally2 viriam a terminar

na quinta posição, superando as imensas dificuldades desta

prova com um bom resultado no regresso ao CPR.

A sexta posição foi para Ricardo Teodósio / José Teixeira, que acabam

por ser os maiores derrotados desta prova, mas não por culpa

própria. O Hyundai i20 N Rally2, que estreavam nesta prova,

decidiu não colaborar no início da etapa, com um grave problema

de transmissão, e já mais para o final teve ainda problemas com os

limpa para-brisas. Para os campeões, o início de temporada foi...

para esquecer.

Abandonado o projeto

“Polo”, Pedro Meireles,

com Pedro Alves a seu

lado, apareceram em

Fafe com um Hyundai

I20 N Rally2 “semi-oficial”.

Devido ao estado

dos troços, este rali não

deu sequer para o piloto

conhecer o seu novo

carro, pelo que chegar

ao fim acabou por ser o

melhor prémio.

Por estar integrada no

Europeu de Ralis, alguns

pilotos do nacional partiam

para a estrada quase

30 concorrentes depois

dos principais pilotos do

CPR. Um dos que mais

“Fizemos uma etapa quase

perfeita e conseguimos o

nosso principal objetivo

para este rali, que era

vencer para o CPR. Foi um

dia muito duro, os pisos

estavam em condições

muito difíceis, mas

conseguimos superar as

adversidades e vencer

todas as especiais.

Somamos os vinte e oito

pontos possíveis e não

podíamos estar mais

satisfeitos. A equipa fez

um trabalho fantástico

e estamos todos de

parabéns”.

ARMINDO ARAÚJO

sofreu com isso foi Paulo Neto / Vitor Hugo que comentavam

no final do rali o “calvário” que foi levar o Skoda até final, tais as

condições degradadas dos troços.

Na estreia no CPR, Lucas Simões / Nuno Almeida, levaram o

Hyundai I20 da primeira geração R5 ao 9º lugar, sendo que o

Top 10 foi encerrado por um Ernesto Cunha / Rui Raimundo,

com um Peugeot 208 Rally4, tendo vencido as duas rodas motrizes

nesta prova.

12

ralisonline.net


powered by

4.

5.

Talvez tenha sido uma das edições mais difíceis e complicadas

de gerir do Rali Serras de Fafe. Muita chuva, muita água nos

troços, muito nevoeiro e muitos pilotos a queixarem-se de que

nunca tinham visto uma prova assim. Estas condições levaram

a dois troços cancelados por razões de segurança, e a uma

neutralização. Desta forma, a grande maioria dos pilotos apenas

realizou seis especiais de classificação.

CLASSIFICAÇÕES FINAIS

TEMPOS QUALIFYING

ARMINDO ARAÚJO 2M22,88

RICARDO TEODÓSIO 2M24,27

MIGUEL CORREIA 2M25,920

VENCEDORES DE TROÇOS

ARMINDO ARAÚJO (6)

MIGUEL CORREIA (1)

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

COMANDANTES SUCESSIVOS

MIGUEL CORREIA (PEC 1)

ARMINDO ARAÚJO (PEC 2 - 9)

VENCEDOR DA POWER STAGE

ARMINDO ARAÚJO

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º ARMINDO ARAÚJO / LUÍS RAMALHO SKODA FABIA RALLY2 EVO 1h01m48,2S

2º MIGUEL CORREIA / JORGE CARVALHO SKODA FABIA RALLY2 EVO +4M04,9S

3º BRUNO MAGALHÃES / CARLOS MAGALHÃES HYUNDAI I20 N RALLY2 +4M31,7S

4º JOSÉ PEDRO FONTES / INÊS PONTE CITROEN C3 RALLY2 +6M31,2S

5º PEDRO ALMEIDA / MÁRIO CASTRO SKODA FABIA RALLY2 EVO +7M11,9S

6º RICARDO TEODÓSIO / JOSÉ TEIXEIRA HYUNDAI I20 N RALLY2 +7M32,7S

7º PEDRO MEIRELES / PEDRO ALVES HYUNDAI I20 N RALLY2 +13M08,5S

8º PAULO NETO / VITOR HUGO SKODA FABIA RALLY2 EVO +12M45,6S

9º LUCAS SIMÕES / NUNO ALMEIDA HYUNDAI I20 N R5 +15M22,3S

10º ERNESTO CUNHA / RUI RAIMUNDO PEUGEOT 208 RALLY4 +15M47,3S

CLASSIFICAÇÃO FINAL RC4

1º ERNESTO CUNHA / RUI RAIMUNDO PEUGEOT 208 RALLY4 1H17M35,5S

2º RICARDO SOUSA / LUÍS MARQUES PEUGEOT 208 RALLY4 +29,7S

3º LUÍS MORAIS / HELENA MAIA PEUGEOT 208 RALLY4 +2M26,9S

CLASSIFICAÇÃO FINAL RC5

1º JOÃO COLAÇO / JOSÉ PATRÍCIO RENAULT CLIO RALLY5 1H28M14,9S

CLASSIFICAÇÃO PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA

1º ÓSCAR ORTIZ / XAVI MORENO PEUGEOT 208 RALLY4 1H13M56,9S

2º ERNESTO CUNHA / RUI RAIMUNDO PEUGEOT 208 RALLY4 +3M38,6S

3º RICARDO SOUSA / LUÍS MARQUES PEUGEOT 208 RALLY4 +4M08,3S

13

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022

Rua Guerra Junqueiro

Edf. Grupo Nun 'Álvares

4820-263 FAFE

925 839 313 - 253 727 354

Chamada para rede móvel nacional

Chamada para rede fixa nacional

41•27'13.55"N - 8•09'54.99"0

museuralifafe@gmail.com

HORÁRIO

schedule

terça a sexta

tuesday to thursday

15h00 - 18h00

3:00pm - 6:00pm

sábado e domingo

Saturday and Sunday

15h00 - 19h00

3:00 pm - 7:00 pm

marcação para visitas

DE GRUPOS - Tlm. 925 839 313

booking for group visits

Mobile phone. 925 839 313


MULHERES

NOS RALIS

ANA SILVA

(NAVEGADORA)

3.

4.

INÍCIO DE CARREIRA – 2021

NATURAL - Porto

PRIMEIRO RALI – Rali de Santo Tirso 2020

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – BMW E36 M3

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 5

MELHOR RESULTADO - Nao tenho

PILOTOS COM QUE JÁ ANDOU – Hélder Silva (Pai)

CARRO QUE MAIS GOSTOU – Tanto no BMW como no Clio RS 2000

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – A velocidade, a destreza, a

emoção, o risco e a amizade

TERRA OU ASFALTO- Asfalto

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS– Não tenho

MAIOR SONHO NOS RALIS - Ganhar algumas vezes e chegar ao

fim do rali com o carro direitinho

RAZÕES QUE A LEVARAM E MOTIVARAM A DISPUTAR RALIS –

Disputo ralis porque o meu pai é piloto de ralis, comecei a

acompanhá-lo desde muito nova e sempre tive muita paixão

por ralis. Ele pegou-me a paixão por ralis e convidou a que

eu começasse a ser navegadora dele e foi com todo o orgulho

que aceitei.

1. LUIS MORAIS

2. MANUEL CASTRO

3. JOSÉ LOUREIRO

4. PAULO CALDEIRA

1.

2.

Nesta prova estreou-se em Portugal um

novo sistema de cronometragem (Anube

Sport), mais atual e um pouco mais inovador,

pois permitiu, por exemplo, ter tempos

intermédios. Se bem que a plataforma

(atodomotor.com) não é muito moderna,

acaba por ser funcional. Contudo, a FPAK

continua a não ter uma plataforma onde os

tempos online de todas as provas fiquem

para sempre online e consultáveis. Basta

copiar o “ewrc”.

14

ralisonline.net


M. & Costas Motor

APOIAMOS A EQUIPA HYUNDAI N | M. & COSTAS Q8.

PEDRO MEIRELES

PEDRO ALVES

PAULO MEIRELES

MARCOS GONÇALVES

@mcostasmotor


16

ralisonline.net


powered by

1.2

AZORES RALLYE

25, 26 E 27 DE MARÇO

MOURA NÃO TEVE NADA A PERDER

Depois da prova de abertura do CPR, também o Azores Rallye teve cunho europeu.

Ricardo Moura / António Costa, foram figura de proa recolhendo pontos máximos

numa competição onde a concorrência esteve num rali à parte

CLUBE ORGANIZADOR GRUPO DESPORTIVO COMERCIAL

TIPO DE PISO TERRA

CONDIÇOES CLIMATÉRICAS CHUVA E NEVOEIRO

PILOTO DO RALI RICARDO MOURA

MOMENTO DO RALI DOMÍNIO DE MOURA DESDE O PRIMEIRO TROÇO

EQUIPAS CLASSIFICADAS 9

EQUIPAS DESISTENTES 3

EQUIPA VENCEDORA ARC

MARCA VENCEDORA SKODA

QUILÓMETROS DE ESPECIAIS 204,26

MÉDIA DO VENCEDOR DO RALI 79,8 KM/H

17

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022

VÍDEO DO RALI


1.

2. 3.

Mesmo sem grande ritmo competitivo,

Ricardo Moura / António

Costa, levaram o Skoda Fabia

Rally2 a uma vitória sem qualquer

contestação nas contas do CPR,

que poderia ter tido ainda uma

dimensão maior (internacional)

caso não tivessem perdido no derradeiro

troço a vitória absoluta na

prova para Efrén Llarena.

Apesar de um rali disputado sob condições

atmosféricas pesadas, nomeadamente no primeiro

dia, onde a chuva e o nevoeiro estiveram

sempre presentes (que levou à anulação

do primeiro troço), Ricardo Moura assumiu

a liderança do rali desde o segundo troço até

LIDERANÇA NO CPR

final da prova, tendo perdido apenas dois dos

13 troços realizados. Para quem estava com

falta de ritmo, não se pode dizer que não foi

um desempenho notável, que fechou com a À MUITA CHUVA

vitória na Power Stage e mais de 1m45s de

vantagem para Armindo Araújo.

Normalmente nestas provas internacionais IBERIAN CUP

que integram as provas do CPR têm pouco

+>RICARDO MOURA ESTEVE NUM RALI À PARTE

> ARMINDO ARAÚJO REFORÇOU

> RICARDO TEODÓSIO DESISTIU

DEPOIS DE UM TOQUE

> MUITA LAMA NOS TROÇOS DEVIDO

> 8 CONCORRENTES CLASSIFICADOS NO CPR

> ESTREIA DO TOYOTA GAZOO RACING

> CPR DISPUTOU TODA A PROVA DO EUROPEU

ou nenhum interesse desportivo, como fica demonstrado pelo

que foi dito antes, mas na luta pelo segundo lugar (que no fundo

era a luta pelos interessados no título do CPR), Armindo Araújo

/ Luís Ramalho, no Skoda Fabia Rally2 e Bruno Magalhães /

Carlos Magalhães, no Hyundai I20 N Rally2, ainda tiveram um

início de rali animado, mas na fase derradeira do primeiro dia

Armindo Araújo já tinha uma vantagem de quase 30 segundos

para o seu adversário, que aumentou significativamente no decorrer

do segundo dia. Bruno Magalhães queixou-se muito dos problemas

de suspensão no Hyundai nos dois dias de prova, mas um

pódio numa prova que já ganhou por diversas

vezes, acaba por ser o resultado possível.

Estes foram mesmo os dois únicos pilotos

que tiveram em condições de estar no pódio

juntamente com Moura, até porque nesta

prova a concorrência esteve...longe. Miguel

Correia / Jorge Carvalho, no Skoda Fabia

Rally2, fizeram um 4º lugar, o que não deixa

de ser, do ponto de vista do resultado nas

contas do CPR, uma boa operação, embora

os mais de 5m41s de diferença para o vencedor

e seu colega na equipa ARC demonstrem

demasiadas cautelas.

Mesmo assim, Miguel Correia, conseguiu su-

18

ralisonline.net


powered by

NOTAS SOLTAS

Apesar de diversas participações consecutivas

do CPR, mesmo depois de cinco anos de paragem,

Armindo Araújo não disputava um rali dos Açores

há precisamente... 16 anos. Apesar de gostar dos

troços de terra da ilha de São Miguel, onde já venceu,

Armindo Araújo não evocou o pouco conhecimento dos

troços para não ser competitivo, e o resultado final

demonstra-o bem.

Dois pesos, duas medidas. Continuam a

acontecer situações no CPR que são um

verdadeiro absurdo regulamentar. Depois do

Serras de Fafe, o Azores Rallye era também

pontuável para o Europeu. Contudo, no Serras de

Fafe os pilotos apenas disputavam a primeira

etapa para as contas do CPR, mas nos Azores,

também para o mesmo CPR, contava o resultado

no final das duas etapas. A FPAK nunca

esclareceu porque razão existiu esta diferença

entre as duas provas a contar para o CPR.

1. ARMINDO ARAÚJO 2. BRUNO MAGALHÃES 3. MIGUEL CORREIA

4. JOSÉ PEDRO FONTES 5. PAULO NETO

19

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


MULHERES

NOS RALIS

CATARINA

BERNARDINO

(NAVEGADORA)

INÍCIO DE CARREIRA – 2021

NATURAL – Ilha Terceira Açores

PRIMEIRO RALI – Rali ilha lilás 2020

PRIMEIRO CARRO – Fiat Cinquecento

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 7

MELHOR RESULTADO – 1º da Classe X1, Grupo 8

PILOTOS COM QUE JÁ ANDOU – Rui Figueiredo

CARRO QUE MAIS GOSTOU – De momento o Fiat Cinquecento

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – A velocidade, a destreza, a

emoção, o risco, as amizades e a alegria que é chegarmos ao fim

TERRA OU ASFALTO – Asfalto

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS – Os irmãos Rodrigues

MAIOR SONHO NOS RALIS – Ser campeã regional de ralis e

obter um novo carro de rali mais evoluído

QUAL A RAZÃO OU RAZÕES QUE A LEVOU A DISPUTAR RALIS –

Desde pequena que sempre fui com os meus pais assistir ao

rali, não perdia um que fosse cá na ilha. E a emoção que era

vê-los passar e sentir a adrenalina mesmo não estando dentro

do carro. O assistir a vídeos de navegadores a dar as notas

e saber a tanta responsabilidade que é fazer esse papel.

Saber os tempos certos, tudo isso desde nova era o que mais

gostaria de experimentar.

3.

4.

1. DANIEL NUNES 2. RICARDO TEODÓSIO

3. PEDRO ALMEIDA 4. GIL ANTUNES

5. ERNESTO CUNHA 6. PEDRO CÃMARA

1.

2.

Os Azores Rallye foram a prova escolhida pela

Toyota, para a estreia do Toyota Gazzo Iberian Cup.

Uma competição com oito ralis, sendo metade

deles em Espanha e outra metade em Portugal,

e com quatro provas em terra e outras tantas em

asfalto. Talvez por ser nos Açores, a verdade é que

apenas seis pilotos se inscreveram nela, o que

mesmo assim não retirou expetativa face ao que

poderia ser o desempenho do pequeno Toyota Yaris

GR, desenvolvido pela estrutura de Teo Martin

em Espanha. Face ao rali que era (Açores), os

pequenos Yaris tiveram uma ordem de partida para

os troços muito “recuada”, apanhando já os troços

muito estragados, tanto mais que no primeiro dia

(e único em que esta competição pontuava) do

rali choveu bastante. Para a história ficou que o

primeiro vencedor foi Miguel Campos.

20

ralisonline.net


powered by

perar na estrada José Pedro Fontes / Inês Ponte,

no Citroen C3 Rally2, dupla que, no segundo

dia, teve o infortúnio de abrir os troços, sendo

muito penalizados por essa situação.

A importância de garantir

um resultado, levou Fontes a não

arriscar nada resultando num rali

com pouca chama e o quinto lugar

é disso demonstrativo.

Atrás de Fontes, ficou Paulo

Neto / Vitor Hugo, que partiam

muito atrás para a estrada

durante o primeiro dia (fruto

de não estarem inscritos no

Europeu), apanhando já os

troços muito degradados, numa

situação que se voltou a repetir

depois do Rali Serras de Fafe.

No segundo já tiveram outro

ritmo, o suficiente para garantir

um bom sexto lugar.

Pedro de Almeida, com Mário

Castro a seu lado, teve demasia-

“Acabo por fazer um balanço

positivo da nossa participação.

Foi frustrante perder o rali à

geral na última classificativa,

depois de ter liderado toda

a prova. Apesar disso, estou

feliz com o nosso desempenho

e foi um prazer enorme ter

voltado a correr na minha ilha,

perante um público fantástico.

Quero agradecer a todos pelo

caloroso apoio que recebi ao

longo de toda a prova, também

à minha equipa de assistência

e ao António Costa. No fundo

foram 3 pódios no Azores

Rallye, com dois primeiros

lugares nos campeonatos

de Portugal e dos Açores

e um segundo lugar para o

campeonato da Europa”.

RICARDO MOURA

dos percalços, que passaram por um furo, pelas

escovas do vidro, entre outros. A espaços conseguiram

alguns tempos interessantes, mas o 8º lugar

demonstra bem que estiveram

fora de qualquer luta.

Porém, quem saiu mesmo

de mãos a abanar desta prova

foram Ricardo Teodósio

/ José Teixeira. Não só não

tiveram o ritmo desejado

na fase inicial do rali, como

deram um toque e arrancaram

uma roda ao Hyundai

I20 N Rally2, terminando o

rali ainda nem ele ia a meio.

Feitas as contas, Armindo

Araújo / Miguel Ramalho,

saiam dos Açores com um

largo sorriso nos lábios, pois

já eram líderes isolados do

CPR e como prémio lideravam

também o Europeu

de Ralis.

5.

6.

21

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


MULHERES

NOS RALIS

ANA CRUZ

MONTEIRO

(NAVEGADORA)

INÍCIO DE CARREIRA – 2007

NATURAL DE - Leiria

PRIMEIRO RALI – Rali de Santo Tirso 2007

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – Volkwagen Polo GTI

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – Segundo o EWRC

Results são 29 (fiz mais alguns mas não me recordo quantos

nem os anos)

MELHOR RESULTADO – 2º Lugar à geral no Rali do Cadaval

2019 (1º Extra)

PILOTOS / NAVEGADORES COM QUE JÁ ANDOU – Antonio Cruz

Monteiro, Francisco Cruz Monteiro, Ramiro Fernandes, Paulo

Louro, Jose Janela, Catarina Sousa, Manuela Pereira, Teresa

Silva, Mariana Carvalho

CARRO QUE MAIS GOSTOU - Peugeot 208 T16 (R5)

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – A adrenalina de desafiar os

nossos limites

TERRA OU ASFALTO – Gosto de ambos mas prefiro asfalto

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS – O meu Pai, Michelle Mouton,

Sebastien Loeb, Sebastien Ogier

MAIOR SONHO NOS RALIS - Ser navegadora profissional no WRC

RAZÕES QUE A LEVARAM E MOTIVARAM A DISPUTAR RALIS – A

paixão pelos ralis vem de família, desde pequena que via o

meu Pai nas corridas e vê-lo preparar as provas foi algo que

sempre me fascinou. Em 2007 resolvi inscrever-me num curso

de navegadores e a partir daí surgiu a oportunidade de fazer

um rali (Rali de Santo Tirso) para perceber se era só paixão

pela modalidade ou se tinha perfil para navegar.

Percebi que navegar era de facto aquilo que gostava de fazer.

Desde então a paixão tem se mantido.

2.

3.

1. KAETANEN 2. TROFÉU TOYOTA

3. RÚBEN RODRIGUES

1.

CLASSIFICAÇÕES FINAIS

TEMPOS QUALIFYING

RICARDO MOURA 2M54,76

ARMINDO ARAÚJO 2M59,01

BRUNO MAGALHÃES 3M00,72

VENCEDORES DE TROÇOS

RICARDO MOURA (11)

ARMINDO ARAÚJO (2)

COMANDANTES SUCESSIVOS

RICARDO MOURA (PEC 1 A 14)

VENCEDOR DA POWER STAGE

RICARDO MOURA

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º RICARDO MOURA / ANTÓNIO COSTA SKODA FABIA RALLY2 EVO 2H55M01S

2º ARMINDO ARAÚJO / LUÍS RAMALHO SKODA FABIA RALLY2 EVO +1M45,3S

3º BRUNO MAGALHÃES / CARLOS MAGALHÃES HYUNDAI I20 N RALLY2 +2M59,2S

4º MIGUEL CORREIA / JORGE CARVALHO SKODA FABIA RALLY2 EVO +5M41,1S

5º JOSÉ PEDRO FONTES / INÊS PONTE CITROEN C3 RALLY2 +5M48,5S

6º PAULO NETO / VITOR HUGO SKODA FABIA RALLY2 EVO +8M58,5S

7º PEDRO ALMEIDA / MÁRIO CASTRO SKODA FABIA RALLY2 EVO +10M51,2S

8º GIL ANTUNES / DIOGO CORREIA DACIA SANDERO R4 +24M54,5S

9º ERNESTO CUNHA / RUI RAIMUNDO (SR) PEUGEOT 208 RALLY4 +1H22M46,3S

CLASSIFICAÇÃO TOYOTA GAZOO RACING IBERIAN CUP

1º MIGUEL CAMPOS / NUNO R. DA SILVA TOYOTA GR YARIS RZ 1H34M57,2S

2º RICARDO COSTA / RUI VILAÇA TOYOTA GR YARIS RZ +50,9S

3º FRAN CIMA / JUAN LUÍS GARCIA TOYOTA GR YARIS RZ +4M04,0S

22

ralisonline.net


ESTE ANO,

A HILUX

LIMPOU TUDO.

TOYOTA HILUX CONQUISTA QUATRO

DOS CINCO PRIMEIROS LUGARES DO DAKAR.

Da areia desafiante de cada etapa, aos lugares de topo

da classificação, a Toyota Hilux varreu tudo, alcançando

mais um resultado impressionante na 45ª edição

do Dakar. A somar à vitória da dupla Nasser Al-Attiyah

e Mathieu Baumel, mais três Hilux alcançaram o Top 5

da prova. Para trás, fica um trilho limpinho, varrido

a etapas vitoriosas e tempos impressionantes.

De líder do mercado pick-up, para a liderança das

provas mais duras. Até onde chegará a Toyota Hilux?

Descubra mais em toyota.pt


24

ralisonline.net


powered by

1.3

RALI TERRAS D´ABOBOREIRA - AMARANTE / BAIÃO / MARCO DE CANAVESES

15 E 16 DE ABRIL

FINALMENTE UM NOVO VENCEDOR NO CPR

Depois de um rali em que esteve em grande nível, Miguel Correia (navegado

por José Carvalho), obteve a sua primeira e histórica vitória no Campeonato

de Portugal de Ralis. Um sucesso merecido, de certa forma previsível, mas

muito difícil

CLUBE ORGANIZADOR CLUBE AUTOMÓVEL DE AMARANTE

TIPO DE PISO TERRA

CONDIÇÕES TEMPO SECO

PILOTO DO RALI MIGUEL CORREIA

MOMENTO DO RALI FURO DE ARMINDO ARAÚJO NA PEC6

EQUIPAS CLASSIFICADAS 23

EQUIPAS DESISTENTES 5

EQUIPA VENCEDORA ARC SPORT

MARCA VENCEDORA SKODA

QUILÓMETROS DE ESPECIAIS 103,53

MÉDIA DO VENCEDOR DO RALI 84,3

VÍDEO DO RALI

25

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


Sem as honras de abertura do

European Rally Trophy, e de ser a prova

antes do Vodafone Rally de Portugal, desta

vez poucos foram os estrangeiros a marcar

presença neste rali, mas isso não foi condicionante

para que não tivesse sido uma

excelente prova de ralis, aliás, bem antes pelo

contrário.

Não era difícil adivinhar que a vitória de

Miguel Correia / Jorge Carvalho poderia

estar próximo, e no Rali Terras d´Aboboreira

conjugavam-se uma série de fatores

favoráveis a que isso pudesse suceder agora.

Para além de ser o “seu” rali, aquele em que

já tinha lutado pela vitória em 2021, foi

também uma prova que surge após as boas

Campeonato de Portugal de Ralis,

como tinha acontecido um ano antes, o

Rali Terra d´Aboboreira voltou a ser um

dos melhores ralis da temporada, neste

caso de 2022. Basta dizer que os dois

primeiros terminaram separados por

apenas 2s de diferença.

Apesar de ser pontuável para um “manhoso”

Troféu Europeu, designado

+>PRIMEIRA VITÓRIA À GERAL DE MIGUEL

CORREIA NO CPR

> ARMINDO ARAÚJO FUROU E PERDEU VITÓRIA

> DOIS SEGUNDOS SEPARARAM PRIMEIRO

E SEGUNDO CLASSIFICADO

> RICARDO TEODÓSIO SEM SORTE

> PROVA CONTOU COM POUCOS

ESTRANGEIROS

> EXCELENTE PROMOÇÃO DA PROVA NAS

REDES SOCIAIS

> BOM ESQUEMA DE TROÇOS POTENCIOU

O ESPETÁCULO

prestações e os muitos quilómetros efetuados no Serras de Fafe

e nos Açores, ambos em terra, piso onde o piloto se sente como

“peixe na água”.

Com o ritmo certo e com excelentes condições para a “prática

da modalidade” (foi um dia de sol fabuloso, ideal para os ralis),

Miguel Correia foi muito rápido quando teve que ser (por exemplo,

no primeiro e no último troço), soube gerir os momentos do

rali (na segunda especial, evitando partir para a estrada no segundo

dia de prova em primeiro lugar) e ainda aproveitar todas as

incidências do rali (o furo de Armindo Araújo na sexta especial),

para não mais largar a liderança do rali, apesar

da muita pressão que o ex-campeão nacional

exerceu até ao derradeiro metro do rali.

O resultado foi mesmo uma excelente vitória

de Miguel Correia, que o lança para o restrito

lote de pilotos que conseguiram alcançar,

pelo menos, uma vitória no campeonato

maior dos ralis em Portugal.

O segundo lugar foi para Armindo Araújo /

Luís Ramalho, também eles no seu habitual

Skoda, que fizeram mais uma vez um excelente

rali. Não sendo os únicos que passaram

pela liderança da prova, foram, porém, os

maiores adversários de Miguel Correia e

mesmo apesar de um furo tudo fizeram para

1.

2. 3.

26

ralisonline.net


powered by

NOTAS SOLTAS

A terceira prova do Campeonato de Portugal

de Ralis, o Rali Terras D’Aboboreira recebeu

o selo de autenticidade internacional,

ao estrear-se nos calendários FIA do

European Rally Trophy e do ERT Iberian

Rally Trophy. As vantagens de pertencer a

essas competições é que são difíceis de

entender, pelo menos em termos de pilotos

internacionais.

4.

5.

6. 7.

8.

1. ARMINDO ARAÚJO 2. BRUNO MAGALHÃES

3. JOSE PEDRO FONTES 4. PEDRO ALMEIDA

5. PEDRO MEIRELES 6. PAULO MEIRELES

7. PAULO NETO 8. DANIEL NUNES

Fica provado no Rali Terras d´Aboboreira que

o CPR fica muito mais valorizado quando não

está no meio de uma grande prova internacional.

A divulgação de uma prova do CPR (quando

bem feita), como esta na Aboboreira, sai muito

valorizada para todos os pilotos que nela

participam e não apenas alguns. Vale a pena

rever o modelo do CPR (que pode ter provas

internacionais) e dar-lhe a visibilidade que

merece, com eventos como este Rali Terras

d´Aboboreira.

27

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


MULHERES

NOS RALIS

LILIANA NUNES

(NAVEGADORA)

INÍCIO DE CARREIRA – 2021

NATURAL DE — Horta (Açores)

PRIMEIRO RALI – XI Rali do Faial - Além Mar

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – Citroen Saxo

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 2

MELHOR RESULTADO – Infelizmente tivemos no primeiro um

estrondoso capotanço e no segundo o motor não aguentou... da

próxima vai correr tudo bem

PILOTOS COM QUE JÁ ANDOU – Mário Rui Nunes

CARRO QUE MAIS GOSTOU – Citroen Saxo

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – A velocidade, a adrenalina, a

emoção, o companheirismo e a amizade

TERRA OU ASFALTO- Terra

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS– Bernardo Sousa

MAIOR SONHO NOS RALIS - Ser campeã regional de ralis

RAZÕES QUE A LEVARAM E MOTIVARAM A DISPUTAR RALIS –

Disputo ralis porque o meu irmão mais velho é piloto de ralis,

desde muito nova que o comecei a acompanhar e admirar.

Da maneira que via a forma intensa com que ele vive este

desporto comecei a sentir curiosidade e a criar também uma

paixão por este desporto. A verdade é que também foi um

elo de ligação entre nós. Eu vivia tão intensamente as suas

conquistas e as suas derrotas como se fossem minhas, que

ele fez-me a promessa de que quando fosse possível eu iria

fazer um rali com ele. Esse dia chegou, fiz dois ralis com ele,

infelizmente não tivemos muita sorte em nenhum deles, mas

vamos continuar esta caminhada.

sair desta prova com uma vitória que, caso o tivessem conseguido,

seria também merecida. No derradeiro troço, forçaram

muito o ritmo, tal como os seus principais adversários, mas

Miguel Correia, no momento da verdade, foi mais forte desta

vez. Porém, com este segundo lugar, Armindo Araújo mantém a

liderança do CPR, passando Miguel Correia a ser o seu principal

adversário nas contas do campeonato.

A Hyundai voltou a deixar uma pálida imagem neste Rali Terra

d´Aboboreira, mesmo que Bruno Magalhães / Carlos Magalhães,

no i20 N Rally2, tenham ficado a apenas 11,2s do vencedor, o

que se pode considerar como um excelente resultado, depois de

ter terminado o primeiro dia no comando do rali. Magalhães

continuou a sentir que o seu carro não estava ao nível dos Skoda,

mas nesta prova mostrou-se

já mais competitivo em piso

seco. O terceiro lugar deixa

o piloto ainda com condições

de continuar a lutar

pelo título, embora o desafio,

depois das primeiras três

provas do CPR, se adivinhe

como difícil.

José Pedro Fontes (com Inês

Ponte a seu lado) limitou,

ao máximo que lhe foi possível,

as perdas nesta fase de

terra. O piloto do Citroen

“Foi fabuloso! Estou

bastante feliz por ter

vencido este rali ao

segundo e até ao último

metro. Foi a minha

primeira vitória e logo

perante o líder do

campeonato. Confesso

que, atendendo à minha

evolução, já sonhava com

isto há bastante tempo”.

MIGUEL CORREIA

C3 Rally2 continuou a dar indicações que continua sem grande hipóteses

de lutar pelas vitórias neste tipo de piso, mas o quarto lugar

deixa algumas esperanças quando se aproxima a fase de asfalto.

Nesta rali, Fontes teve que lutar muito para não ser surpreendido

por Pedro de Almeida / Mário Castro. A dupla do Skoda Fabia

Rally2 fez um bom rali, com interessantes registos e foi sempre

lutando contra o Citroen, que não conseguiu superar por muito

pouco, ficando a ideia de que estava numa fase de evolução e que

ainda se poderá tornar mais competitivo.

Terminar no lugar “13” do Rali Terra d´Aboboreira talvez seja

a melhor referência que se poderá fazer à prova de Ricardo

1.

28

ralisonline.net


powered by

Do ponto de vista da comunicação

o Clube Automóvel de Amarante tem

apostado muito forte na divulgação

da prova. A utilização intensiva de

diversas ferramentas online (redes

sociais, live streaming, etc), permitiu

aos adeptos acompanhar a par e passo

todas as incidências antes, durante e

depois dos troços.

1. DIOGO SALVI

2. LUCAS SIMÕES

3. RICARDO TEODÓSIO

4. GIL ANTUNES

5. JOSÉ PAULA

6. RICARDO SOUSA

2.

3.

Teodósio. Não só teve muito azar (partiu o comando da caixa

no 4º troço e furou no troço seguinte), como continua a não ter

um entrosamento perfeito com o seu Hyundai, voltando assim a

marcar passo no CPR de 2022, ficando mais longe da revalidação

do título e ainda o campeonato não chegou a meio.

O “veterano” Paulo Meireles / Marcos Gonçalves fez um excelente

rali, que culminou com um magnífico sexto lugar. Para quem não

tem ambições ao CPR, fez um rali seguro e competitivo, que lhe

permitiu ficar à frente de pilotos com mais ritmo, como é o caso

do seu irmão Pedro Meireles (que teve dois furos e que chegou a

andar à frente de Pedro Almeida) e Paulo Neto / Vitor Hugo, que

mesmo com o 8º lugar nunca se intrometeu nessa luta.

Daniel Nunes / Nuno Mota Ribeiro conseguiram terminar a

primeira prova de 2022. O Ford Fiesta Rally3 continua a não ter

concorrência, pelo que Daniel Nunes aproveita apenas para se

divertir e divertir os espetadores.

O Top-Ten ficou fechado com o gentleman driver, Diogo Salvi,

que teve ao seu lado o experiente Miguel Ramalho, piloto que só

29

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


MULHERES

NOS RALIS

BEATRIZ PINTO

(NAVEGADORA)

lhe falta mesmo alguma rapidez, pois tudo o que faz nos troços

parece ser tecnicamente bem feito.

Nas duas rodas motrizes assistiu-se a uma tremenda luta pela

vitória entre Ricardo Sousa e Ernesto Cunha. Ambos em Peugeot

208 Rally4, estiveram sempre próximos entre si, chegando

Cunha a passar pelo comando, mas Sousa acabou por se impor

na derradeira secção e vencer com todo o mérito. Pedro Silva, em

Peugeot 208 R2, acaba por alcançar um pódio, o que não deixa

de ser um excelente resultado.

4.

INÍCIO DE CARREIRA – 2015

NATURAL DE - Marco de Canavezes

PRIMEIRO RALI – Rali União de Alpendurada

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – Opel 1204

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 55

MELHOR RESULTADO – 1º lugar geral no Rali União 2016 e 1º

lugar “Historic” RallySpirit Altronix 2016

PILOTOS COM QUE JÁ ANDOU - Rui Fonseca, Elísio Vieira,

Filipe Barbosa, António José Ramos, Ricardo Coelho, Pedro

Santos, Tiago Maia Vilela, Vítor Pinheiro, Rui Soares, Paulo

Peres, Carlos Matos, José Carlos Magalhães, Michael Franco e

Dani Sordo (co-drive)

CARRO QUE MAIS GOSTOU – O R5 (Peugeot 208T16) foi o carro

que mais me impressionou pela performance. Mas, se for pela

emoção, e talvez pela paixão pela marca, o Subaru, o primeiro

4WD onde me sentei.

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – A velocidade, a sensação de

limite, de controlo....o facto de ser inexplicável!

TERRA OU ASFALTO - Asfalto

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS - Obviamente tenho os meus

pilotos de referência (Sebastien Loeb e Dani Sordo) no

entanto, por razões óbvias, sigo mais o trabalho de quem,

como eu, ocupa o lugar da direita, como o Daniel Elena, Scott

Martin, Jonne Halttunen,...

MAIOR SONHO NOS RALIS - Como navegadora de ralis, trabalho

sempre com o objetivo de chegar ao WRC.

RAZÕES QUE A LEVARAM E MOTIVARAM A DISPUTAR RALIS -

Como costumo dizer, corre nas veias. Já desde os 12 anos

que comecei a correr como piloto de Radiomodelismo

(juntamente com o meu pai), no entanto, sempre com a vontade

de crescer e um dia, conseguir chegar aos “verdadeiros”. Na

impossibilidade (monetária) de pilotar, comecei pelo lado

direito, sempre a achar que seria esta a primeira etapa para

um dia alcançar o volante. Mas, bastou o primeiro rally para

perceber que era o lado direito que me fazia viver. Vivo, desde

então, a maior paixão da minha vida.

5.

6.

CLASSIFICAÇÕES FINAIS

TEMPOS QUALIFYING

RICARDO TEODÓSIO

MIGUEL CORREIA

PEDRO ALMEIDA

VENCEDORES DE TROÇOS

ARMINDO ARAÚJO (5)

MIGUEL CORREIA (3)

BRUNO MAGALHÃES (1)

VENCEDOR DA POWER STAGE

MIGUEL CORREIA

COMANDANTES SUCESSIVOS

MIGUEL CORREIA (PEC1)

ARMINDO ARAÚJO (PEC 2)

BRUNO MAGALHÃES ( PEC 3)

ARMINDO ARAÚJO (PEC 4 E 5)

MIGUEL CORREIA (PEC 6 A 9)

2M41,95S

2M45,01S

2M46,29S

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º MIGUEL CORREIA / JORGE CARVALHO SKODA FABIA RALLY2 EVO 1M13M40,9

2º ARMINDO ARAÚJO / LUÍS RAMALHO SKODA FABIA RALLY2 EVO +2,0S

3º BRUNO MAGALHÃES / CARLOS MAGALHÃES HYUNDAI I20 N RALLY2 +11,2S

4º JOSÉ PEDRO FONTES / INÊS PONTE CITROEN C3 RALLY2 +54,5S

5º PEDRO ALMEIDA / MÁRIO CASTRO SKODA FABIA RALLY2 EVO +55,8S

6º PAULO MEIRELES / MARCOS GONÇALVES HYUNDAI I20 N RALLY2 +2M05,3S

7º PEDRO MEIRELES / PEDRO ALVES HYUNDAI I20 N RALLY2 +2M15,5S

8º PAULO NETO / VITOR HUGO SKODA FABIA RALLY2 EVO +2M47,1S

9º DANIEL NUNES / NUNO MOTA RIBEIRO FORD FIESTA RALLY3 +3M10,9S

10º DIOGO SALVI / MIGUEL RAMALHO SKODA FABIA R5 +3M12,3S

CLASSIFICAÇÃO FINAL RC4

1º RICARDO SOUSA / LUÍS MARQUES PEUGEOT 208 RALLY4 1H21M37,6S

2º ERNESTO CUNHA / RUI RAIMUNDO PEUGEOT 208 RALLY4 +12,7S

3º PEDRO SILVA / ROBERTO SANTOS PEUGEOT 208 R2 +5M07,6S

CLASSIFICAÇÃO RC3

1º DANIEL NUNES / NUNO MOTA RIBEIRO FORD FIESTA RALLY3 1H10M28,5S

CLASSIFICAÇÃO RC5

1º JOÃO COLAÇO / JOSÉ PATRÍCIO RENAULT CLIO RALLY1 1H31M39,5S

30

ralisonline.net


Venha o penta.

A Škoda parte em busca da 5 a vitória consecutiva

no Campeonato de Portugal de Ralis.

Só um pode ganhar. Nos últimos quatro anos tem sido a Škoda.

Em 2023, contamos com o campeão nacional Armindo Araújo

e todos os pilotos Škoda para chegar à quinta vitória consecutiva.


1.4

VODAFONE RALLY DE PORTUGAL

19 A 22 DE MAIO

A TÃO DESEJADA VITÓRIA DE TEODÓSIO

Não há mal que sempre dure, nem bem que nunca acabe. Esta máxima pode

aplicar-se perfeitamente a Ricardo Teodósio / José Teixeira, que obtiveram

a primeira vitória da época e a primeira ao volante do Hyundai, depois de

um início de temporada nada positivo

CLUBE ORGANIZADOR AUTOMÓVEL CLUBE DE PORTUGAL

TIPO DE PISO TERRA

CONDIÇOES CLIMATÉRICAS TEMPO SECO

PILOTO DO RALI RICARDO TEODÓSIO

MOMENTO DO RALI FURO DE ARMINDO ARAÚJO

EQUIPAS CLASSIFICADAS 11

EQUIPAS DESISTENTES 7

EQUIPA VENCEDORA SPORTS & YOU / HYUNDAI PORTUGAL

MARCA VENCEDORA HYUNDAI

QUILÓMETROS DE ESPECIAIS 121,67

MÉDIA DO VENCEDOR DO RALI 78,6 KM7H

32

ralisonline.net


powered by

VÍDEO DO RALI

33

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


1.

MULHERES

NOS RALIS

RITA MARTINS

(NAVEGADORA)

INÍCIO DE CARREIRA – 2019

NATURAL DE - Gondomar

PRIMEIRO RALI – Rali Santo Tirso 2019

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – Peugeot 106 XSI

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 23

MELHOR RESULTADO – 8º fa geral no Rali de Gondomar 2022

PILOTOS COM QUE JÁ ANDOU – Carlos Gonçalves, Ricardo

Pimenta, Júlio Santos, João Fontes Pereira, Ricardo Azevedo

CARRO QUE MAIS GOSTOU – Skoda Fabia Rally2

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – A adrenalina e o

companheirismo

TERRA OU ASFALTO – Asfalto

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS – Michéle Mouton, Sebastien

Loeb, Jari-Matti Latvala, Colin Mcrae

MAIOR SONHO NOS RALIS - Ser campeã nacional de ralis

como piloto

RAZÕES QUE A LEVARAM E MOTIVARAM A DISPUTAR RALIS –

Comecei nos ralis por influência do meu pai, foi piloto e hoje

é navegador. Desde pequena que o acompanho, e o bichinho

nasceu, até que em 2019 surgiu a oportunidade de seguir os

passos dele, e como é obvio não podia deixar escapar. Como

diz o ditado “filho de peixe sabe nadar”. Em 2023 começo a

minha quinta época, esperando continuar a fazer aquilo que

mais gosto, e, por muitos anos.

A

quarta prova do Campeonato de Portugal

de Ralis, que se disputou na primeira etapa

do Vodafone Rali de Portugal, foi desastrosa

para quase toda a caravana, exceto para

Ricardo Teodósio / José Teixeira, que na

estreia do seu novo Hyundai i20 Rally 2

venceram e quebraram a “malapata” esta

época.

O algarvio esteve sempre na luta pela vitória,

mas apenas assumiu o comando no rali

no 4º troço, já depois de Bruno Magalhães e de Armindo Araújo

terem furado, tendo ambos passado pela liderança da prova. Sempre

confiante no seu novo

Hyundai, que estreava

precisamente neste rali,

Teodósio vence a quinta

+> PRIMEIRA VITÓRIA DA ÉPOCA PARA RICARDO

especial, quando Armindo

TEODÓSIO E PRIMEIRA COM O HYUNDAI

Araújo volta a furar e

> TODOS OS PILOTOS FURARAM NESTE

Bruno Magalhães desistiu RALI... EXCETO RICARDO TEODÓSIO

com a suspensão partida > TROÇOS MUITO DUROS E DEGRADADOS

do Hyundai.

RETIRAM COMPETITIVIDADE À PROVA

A partir desse momento > CPR PASSOU QUASE INCÓGNITO NESTE

o rali quase terminou nas

RALI DO MUNDIAL

> TROFÉU PEUGEOT E TOYOTA

contas do nacional, pois as

“ARRASTARAM-SE” NESTE RALI

distâncias entre todos os

> SKODA DE MANUEL CASTRO ARDEU

concorrentes eram grandes

e com o piso muito

COMPLETAMENTE

> ARMINDO ARAÚJO REFORÇOU

degradado e duro, mais LIDERANÇA NO CPR

ninguém queria arriscar > APENAS 11 CARROS CLASSIFICADOS NO CPR

ter furos, enquanto geriam

o andamento para poupar

pneus para a Power Stage.

Num rali em que não houve possibilidade de ir às assistências a meio

do dia, com todos os riscos de segurança que isso pode acarretar, a

verdade é que a maioria da prova foi disputada em ritmo de “treino”,

já que o acumular de furos e de incidências (os pisos estavam duríssi-

34

ralisonline.net


NOTAS SOLTAS

powered by

A edição 2022 do Vodafone Rally de

Portugal recebeu uma verdadeira parada

de estrelas do Mundial de Ralis. A FIA

escolheu Portugal para comemorar os 50

anos do WRC, ao qual pouca imprensa

portuguesa teve acesso (!!!), evento que

decorreu na Exponor e que contou com

nomes como: Walter Röhrl, Miki Biasion, Ari

Vatanen, Petter Solberg, Sébastien Loeb,

Sébastien Ogier, Carlos Sainz, Marcus

Gronholm, Ott Tanak, juntamente com

muitos outros, entre os quais navegadores,

organizadores, etc. A história do Mundial de

Ralis esteve bem presente neste rali.

2.

3.

4.

5.

6.

1. ARMINDO ARAÚJO 2. ERNESTO CUNHA

3. JOSÉ PEDRO FONTES 4. MIGUEL CORREIA

5. PAULO CALDEIRA 6. LUCAS SIMÕES

Uma das grandes novidades do Vodafone

Rally de Portugal foi a super-especial

de abertura, que se realizou em Coimbra.

Até 2022 Coimbra tinha recebido apenas

a partida simbólica do rali, mas nesta

edição passou mesmo a contar para a

classificação do rali. Apesar do desenho

da super-especial não ser muito atrativo,

a verdade é que a realização da mesma

contou com uma impressionante moldura

humana o que só por si justifica que

tenha sido um sucesso mediático e

desportivo.

35

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


MULHERES

NOS RALIS

SOFIA MOUTA

(PILOTO e

NAVEGADORA)

1.

2.

INÍCIO DE CARREIRA – 2007

NATURAL DE - Braga

PRIMEIRO RALI – Rali Vila Nova de Cerveira 2007

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – BMW E30 M3

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 112

MELHOR RESULTADO – Campeã Regional de Ralis Norte

Navegadores Absoluto

PILOTOS / NAVEGADORES COM QUE JÁ ANDOU – Paulo Silva,

Luís delgado, Pedro Alexandre Silva, Luís Bastos, Margarida

Barbosa, Filipe Barbosa, Filipa Sanguedo, Joana Barbosa,

Alex Sandro Pereira, José Pedro Moreira, José Correia, Nídia

Fernandes, Espinhal, Magda Oliveira, Cláudio Ornelas, Renato

Pita, Gaspar Vieira Leite, Kaetanen, Sérgio Brás, ,Sónia

Carvalhosa, Cristina Silva.

CARRO QUE MAIS GOSTOU – Ford Fiesta Rally 3

TERRA OU ASFALTO- TERRA

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS– Sebastien Loeb, Michele Mouton

MAIOR SONHO NOS RALIS - Navegar uma viatura Rally2 e

poder estrear-me num rali fora de Portugal.

RAZÕES QUE A LEVARAM E MOTIVARAM A DISPUTAR RALIS –

Os meus pais eram cronometristas e todos os nossos fins-desemana

de família eram passados nas corridas de velocidade,

motas ou perícias. Mais tarde, em 2001 eu própria comecei

a ajudar a minha mãe nas cronometragens do Campeonato

Portugal de Montanha e depois tornei-me comissária de pista

em Braga. Com isto comecei a ganhar o gosto pelas corridas

e quando recebi o primeiro convite para fazer o meu primeiro

rali não pensei duas vezes em aceitá-lo.

“Parece que o novo carro,

estreado neste rali, nos trouxe

a sorte que nos faltou até esta

fase do campeonato. Foi uma

vitória muito saborosa, ainda

por cima no Rali de Portugal,

mas num rali verdadeiramente

complicado. Os troços estavam

duríssimos e isso obrigou-nos a

andar a fugir de todas as pedras

que fomos encontrando na

estrada. As segundas passagens

nos troços foram ainda piores.

A verdade é que não furamos

e isso foi importante para

alcançarmos a nossa primeira

vitória em 2022 e a primeira

com a Hyundai”.

RICARDO TEODÓSIO

mos e impraticáveis), levou a uma gestão de esforço das mecânicas.

A única exceção foi mesmo a Power Stage que atribuía pontos extra

e, neste particular, foi Armindo Araújo que decidiu arriscar um

pouco mais e deu-se bem com a estratégia. O segundo lugar no rali

e os pontos extra da Power Stage, deram-lhe ainda uma margem

superior nas contas do CPR, numa altura crucial em que o campeonato

ia a meio e ia

mudar para asfalto.

Não se pode dizer que

o terceiro lugar de

Miguel Correia / Jorge

Carvalho, num Skoda

Fabia Rally2 igual ao

de Armindo Araújo,

fosse um mau resultado,

porque na realidade foi

uma boa “operação”.

Também ele passou pela

mágoa dos furos, mas o

terceiro lugar permitiu-

-lhe continuar a sonhar

com o título em 2022.

José Pedro Fontes /Inês

Ponte, no Citroen C3

Rally2, mesmo vencendo

dois troços, não foi

além de 4º lugar, também

ele a sofrer do mal dos “furos” no seu carro e de um ritmo

de prova que não lhe permitiu sequer lutar pelo pódio. Mesmo

assim voltou a somar pontos muito importante, agora que se tinha

pela frente os ralis de asfalto.

Paulo Caldeira / Ana Gonçalves regressavam ao convívio do CPR

e em boa hora o fizeram. A dupla do Citroen C3 Rally2 fez o seu

melhor resultado de sempre no CPR, com um 5º lugar à geral,

aproveitando da melhor forma todas as incidências que se foram

verificando com todos os seus adversários.

Dando excelentes indicações da sua evolução em terra, Pedro

3.

4.

36

ralisonline.net


powered by

1. LUIS MORAIS 2. PEDRO ALMEIDA

3. BRUNO MAGALHÃES 4. JOSÉ LOUREIRO

5. DIOGO SALVI 6. MANUEL CASTRO

7. KAETANEN

Os clássicos desportivos voltaram a

animar este ano as super-especiais

(3) que se realizaram neste Vodafone

Rali de Portugal. Apesar de ser uma

competição a “feijões” a verdade é que

para os pilotos presentes não é bem

assim e todos se empenham muito para

a ganhar. Após as três super-especiais

José Grosso / João Sismeiro (Ford

Escort MKII) venceram, ficando na

frente de Gonçalo Figueiroa / Mariana

Figueiroa também em Ford Escort MKII e

de Joaquim Bernardes / Laurinda Alves

no VW Golf GTi.

Almeida, com Mário Castro a seu lado, apesar de ter abandonado,

chegou a rodar no pódio, mas um problema com a direção

do Skoda Fabia Rally2 deixou-o mesmo fora de prova.

O sexto lugar acabou por isso nas mãos de Lucas Simões

/ Nuno Almeida, no Hyundai i20 R5. Na sua primeira

participação no Rali de Portugal, os furos e o desconhecimento

da prova tiraram-lhe qualquer hipótese de fazer

melhor, o que atendendo às circunstâncias acaba por ser

um excelente resultado.

Conduzindo o seu Ford Fiesta Rally3, Kaetanen / Sofia

Mouta fizeram o que lhes competia... terminar o rali e, neste

caso, num honroso 7º lugar nas contas do CPR.

Ernesto Cunha foi o vencedor das duas rodas motrizes com

o seu Peugeot 208 Rally4, com larga margem para José

Loureiro e Luís Morais, que em carro idêntico terminaram

em 2º e 3º, respetivamente.

Na Peugeot Rally Cup, o vencedor foi o Uruguaio Andres

Marieyhara, com mais de 25s de vantagem para Ernesto

Cunha, numa prova que teve diversos comandantes, incluindo

o português.

Por sua vez o Troféu Yaris, teve como vencedor Ricardo Costa,

que passou grande parte da prova no comando, mas que terminou

com Miguel Campos a pressionar bastante, ficando a

diferença entre ambos nos 22,9s no final deste duríssimo rali.

5. 6.

7.

37

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


MULHERES

NOS RALIS

RITA FARIA

(PILOTO e

NAVEGADORA)

1.

INÍCIO DE CARREIRA – 2016

NATURAL DE - Penafiel

PRIMEIRO RALI – Não oficial - Rally Foge Pinheiro Que Te Mato

2013, Oficial - Rally União, Alpendorada, Várzea e Torrão 2016

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – Peugeot 205 MI16 / Fiat Uno 45S

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 16 provas como

navegadora e 8 provas como piloto

MELHOR RESULTADO – Como piloto o 5º lugar Classe X1-8 no

Rali de Santo Tirso 2018 e 1º Lugar Classe X1-11 no Vizela

Motor Festival 2022. Como navegadora, 8º Lugar da geral no Rally

Eurocidades e melhor navegadora no Rali Santo Tirso 2021

PILOTOS / NAVEGADORES COM QUE JÁ ANDOU – Bruno Leão,

Manuel Pereira, Rómulo Moura, Vera Cardoso

CARRO QUE MAIS GOSTOU – BMW 316 E30, Toyota Yaris 1300

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – A responsabilidade de não

falhar, o desafio de nos tornarmos cada vez melhores e o

crescimento que conseguimos ter em equipa. A felicidade de

terminar a prova e o sucesso dos resultados obtidos

TERRA OU ASFALTO– Neste momento asfalto, porque ainda

não tive uma verdadeira experiência em terra. Quem sabe

consiga em 2023.

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS– Inês Ponte Grancha, Maria

Salvo, Cândido Carrera, Paulo Silva, Vitor Pascoal, Rachele

Somaschini, João Sousa e Chris Ingram.

MAIOR SONHO NOS RALIS - Conseguir apoios para disputar um

campeonato a pilotar. Navegar o Vitor Pascoal, conseguir uma

época como navegadora e fazer uma experiência em todo terreno

RAZÕES QUE A LEVARAM E MOTIVARAM A DISPUTAR RALIS –

Esta paixão nasceu porque o meu pai sempre foi adepto e

praticante de várias modalidades no automobilismo e sempre

me permitiu estar inserida no mundo dele. Consegui ter a

minha primeira experiência e a vontade foi crescendo, e fui

procurando oportunidades de me inserir cada vez mais neste

mundo, e tentando apurar capacidades para ser eficiente.

Tenho três modalidades que me fascinam, o rally, o rallycross

e o todo-o-terreno, e pretendo conseguir traçar um caminho

de sucesso. Tudo começou de forma oficial, em 2016, e com

cada experiência vou ganhando mais vontade e gosto por

este desporto. A responsabilidade que me provoca, dá-me

“gozo” de me desafiar cada vez mais e de querer tornar-me

cada vez mais eficiente em termos de resultados. Ter o apoio

dos amigos e da família, transborda ainda mais força para

conseguir crescer neste mundo.

2.

3.

CLASSIFICAÇÕES FINAIS

TEMPOS QUALIFYING

NÃO SE REALIZOU PARA O CPR

VENCEDORES DE TROÇOS (CPR)

ARMINDO ARÁUJO (3)

BRUNO MAGALHÃES (2)

RICARDO TEODÓSIO (2)

JOSÉ PEDRO FONTES (2)

COMANDANTES SUCESSIVOS (GERAL)

ARMINDO ARAÚJO (PEC 1)

BRUNO MAGALHÃES (PEC 2)

ARMINDO ARAÚJO (PEC 3)

RICARDO TEODÓSIO (PEC 4 A 9)

VENCEDOR DA POWER STAGE

ARMINDO ARAÚJO

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º RICARDO TEODÓSIO / JOSÉ TEIXEIRA HYUNDAI I20 N RALLY2 1H34,58,3S

2º ARMINDO ARAÚJO / LUÍS RAMALHO SKODA FABIA RALLY2 EVO +1M24,1S

3º MIGUEL CORREIA / JORGE CARVALHO SKODA FABIA RALLY2 EVO +3M39,6S

4º JOSÉ PEDRO FONTES / INÊS PONTE CITROEN C3 RALLY2 +4M07,8S

5º PAULO CALDEIRA / ANA GONÇALVES CITROEN C3 RALLY2 +12M04,8S

6º LUCAS SIMÕES / NUNO ALMEIDA HYUNDAI I20 R5 +12M14,8S

7º KAETANEN / SOFIA MOUTA FORD FIESTA RALLY3 +13M1,57S

8º ERNESTO CUNHA / RUI RAIMUNDO PEUGEOT 208 RALLY4 +15M52,0S

9º JOSÉ LOUREIRO / VALTER CARDOSO PEUGEOT 208 RALLY4 +18M20,5S

10º LUÍS MORAIS / PAULO SILVA PEUGEOT 208 RALLY4 +25M30,6S

CLASSIFICAÇÃO PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA

1º ANDRES MARIEYHARA / ARIDAY BONILLA PEUGEOT 208 RALLY4 1H49M24,7S

2º ERNESTO CUNHA / RUI RAIMUNDO PEUGEOT 208 RALLY4 +25,6S

3º DIEGO RUBIOLA / ANDRÉS BLANCO PEUGEOT 208 RALLY4 +2M03,0S

CLASSIFICAÇÃO PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA

1º RICARDO COSTA / RUI VILAÇA TOYOTA GR YARIS RZ 1H57M34,2S

2º MIGUEL CAMPOS / NUNO R. DA SILVA TOYOTA GR YARIS RZ +22,9S

3º GERMÁN FORTES / SERGIO BOGA TOYOTA GR YARIS RZ +7M23,6S

38

ralisonline.net


powered by

4.

1. RICARDO FILIPE

2. ASSISTÊNCIA THE

RACING FACTORY

3. ASSISTÊNCIA ARC

4. PEDRO MEIRELES

5. ASSISTÊNCIA

SPORTS&YOU

6. PAULO ROQUE

5.

6.

39

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


40

ralisonline.net


powered by

1.5

RALI DE CASTELO BRANCO / VILA VELHA DO RODÃO

12 E 13 DE JUNHO

ASFALTO CONSOLIDOU VANTAGEM DE ARMINDO ARAÚJO

Num rali sempre a fundo, disputado a um ritmo verdadeiramente

infernal, e debaixo de um sol abrasador, Armindo Araújo / Luís

Ramalho regressaram em Castelo Branco às vitórias no CPR

CLUBE ORGANIZADOR ESCUDERIA CASTELO BRANCO

TIPO DE PISO ASFALTO

CONDIÇÕES TEMPO MUITO QUENTE

PILOTO DO RALI ARMINDO ARAÚJO

MOMENTO DO RALI FURO DE MAGALHÃES NA PEC 8

EQUIPAS CLASSIFICADAS 26

EQUIPAS DESISTENTES 11

EQUIPA VENCEDORA THE RACING FACTORY

MARCA VENCEDORA SKODA

QUILÓMETROS DE ESPECIAIS 102,9

MÉDIA DO VENCEDOR DO RALI 110,2 KM/H

VÍDEO DO RALI

41

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


MULHERES

NOS RALIS

INÊS VEIGA

(NAVEGADORA)

INÍCIO DE CARREIRA – 2019

NATURAL DE – Aguada de Baixo, Águeda

PRIMEIRO RALI – Rali Legends Luso-Bussaco 2019

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – Ford Escort MKII

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 34

MELHOR RESULTADO – 1º Lugar Prova Extra- Rali Constálica

Vouzela 2022 / Campeã Nacional Júnior de Ralis 2021

PILOTOS / NAVEGADORES COM QUE JÁ ANDOU – Eduardo Veiga,

Miguel Abrantes, Eduardo Santos, Ana Coelho, João Silva,

Kevin Saraiva, Vasco Tintim, Pedro Lança, Paulo Cruz, Nuno

Mateus, Bernardo Sousa

CARRO QUE MAIS GOSTOU – Citroen C3 Rally 2

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – A emoção constante, a

adrenalina, o facto de tudo poder mudar de um momento para

o outro, a velocidade, o risco que corremos mas estamos

preparados para tudo

TERRA OU ASFALTO- Asfalto

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS– Julien Ingrassia, Inês Ponte

MAIOR SONHO NOS RALIS - Ser campeã nacional de ralis, ser um

exemplo para futuras raparigas e mulheres que queiram entrar

neste desporto e um dia ter a oportunidade de estar no WRC

RAZÕES QUE A LEVARAM E MOTIVARAM A DISPUTAR RALIS –

Desde sempre acompanhei o meu pai nas suas provas, desde

o ralicross. O bichinho sempre esteve lá, ia a todas as provas,

vivia intensamente cada prova quase como se estivesse

dentro do carro. além de acompanhar todas as provas do meu

pai, quando havia outras provas que ele não disputava, mas

que me interessavam, fazia questão de ir ver.

Tornou-se inevitável que um dia também iria disputar ralis,

e quando completei 18 anos esse sonho concretizou-se. A

partir daí apaixonei-me por todo o trabalho dos navegadores e

é onde continuo até ao dia de hoje e onde pretendo continuar.

Com a aprovação da FPAK, a Escuderia

Castelo Branco decidiu montar um rali

com três dias de competição (incluindo o

Qualifying), mas com apenas 102 quilómetros

de especiais de classificação. O sol

tórrido na região de Castelo Branco e Vila

Velha do Rodão acabou por ter paralelo

naquilo que se assistiu nos troços, com

uma luta bem quente pela vitória tendo

como protagonistas Armindo Araújo

/ Luís Ramalho (Skoda Fabia Rally2), José Pedro Fontes / Inês

Ponte (Citroen C3 Rally2) e Bruno Magalhães / Carlos Magalhães

(Hyundai I20 N Rally2).

O facto de serem troços

novos no primeiro dia de

prova (feitos em sentido

+>SEGUNDA VITÓRIA DE ARMINDO ARAÚJO

contrário face aos anos > CALOR ABRASADOR

anteriores) acabou por > PROVA DO NACIONAL COM TRÊS DIAS

dar uma ligeira vantagem DE COMPETIÇÃO

a Armindo Araújo e a > RICARDO TEODÓSIO REGRESSOU AOS

AZARES

Bruno Magalhães, pilotos

> TROÇOS DO PRIMEIRO DIA DISPUTADOS

que capitalizaram a sua

EM SENTIDO CONTRÁRIO

experiência ao longo do

> PRIMEIRA PROVA DA FPAK JÚNIOR TEAM

primeiro dia, para terminarem

nas duas primeiras > NOVA SUPER-ESPECIAL AGRADOU A TODOS

> GT´S NÃO COMPARECERAM

posições com 2,2s de

vantagem para o piloto

do Skoda. Bruno Magalhães até nem começou particularmente bem,

chegando a estar a mais de 7s de Armindo Araújo, mas acabou o dia

em alta, com dupla vitória na Super-Especial, onde de forma surpreendente

recuperou quase cinco segundos ao líder do rali.

Dos oito troços realizados, Bruno Magalhães venceu quatro e Armindo

Araújo três, o que diz bem do ligeiro domínio que ambos tiveram nesta

etapa, sendo que ambos os pilotos utilizaram pneus Michelin.

Mesmo que o segundo dia tenho tido um protagonista principal,

José Pedro Fontes, ao vencer três dos quatro troços, a verdade é que

esta segunda etapa ficou marcada logo no troço de abertura, quando

Bruno Magalhães furou com o seu Hyundai, numa altura em que

atacava fortemente a liderança de Armindo Araújo. Perdeu com isso

três lugares (ainda recuperou até ao 4º lugar) e também a hipótese

de lutar, pelo menos por um pódio que tudo fez por alcançar. O

piloto do Hyundai I20 ainda venceu a Power Stage o que serviu de

1.

42

ralisonline.net


powered by

NOTAS SOLTAS

2. 3.

4.

Uma das novidades nesta prova, que na

edição 2022 não contou com troféus

Dacia nem Suzuki, foi o FPAK Junior Team

que arrancou em terras albicastrenses.

Uma competição promovida pela FPAK,

um pouco pelas “escondidas” que visa

promover jovens valores para os ralis.

Seis pilotos e navegadores, seis Kia

Picanto GT, assistidos por seis equipas

diferentes (convidadas pela FPAK),

marcaram presença, embora apenas cinco

tivessem arrancado, devido ao despiste

nos testes de uma concorrente. Ao longo

do rali houve mais desistências por

saída de estrada terminando apenas

um concorrente a prova, Rafael Cunha /

Gonçalo Cunha, que foram os vencedores.

6.

5.

1. PEDRO MEIRELES 2. BRUNO

MAGALHÃES 3. JOSÉ PEDRO

FONTES 4. DANIEL NUNES

5. RICARDO SOUSA 6. GIL ANTUNES

Igualmente nova foi a super-especial noturna (citadina), que

teve o nome de Reconquista. Foram cerca de 2,5 quilómetros

de super-especial, disputados na zona sul da cidade, tendo

como final a parte envolvente da Câmara Municipal de Castelo

Branco, já no centro da cidade e num local onde estava muito

público (que também esteve ao longo da super-especial). Porém,

o Rali de Castelo Branco continua a ser uma prova com poucos

adeptos a seguirem o mesmo na estrada. O facto de os troços

serem relativamente longe de Castelo Branco, o intenso calor e

os três dias de evento, podem ser algumas razões para explicar

tal situação.

43

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


MULHERES

NOS RALIS

SÓNIA

CARVALHOSA

(PILOTO)

1.

INÍCIO DE CARREIRA - 2017

NATURAL - Viana do Castelo

PRIMEIRO RALI - Viana do Castelo

PRIMEIRO CARRO DE RALI - Honda Civic Type R

NUMÉRO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ À DATA DE HOJE - 5

NAVEGADORES COM QUEM JÁ ANDEI - Liliana Bastos, Diana

Soares, Nuno Carvalhosa, Sofia Mouta

QUAL O CARRO QUE MAIS GOSTEI DE ANDAR - Nissan Micra Super S

O QUE MAIS GOSTO NOS RALIS - O convívio, as amizades que

se cria e claro o divertimento e adrenalina

TERRA OU ASFALTO - Só fiz de asfalto, mas quero

experimentar terra

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS - Nuno Carvalhosa

MAIOR SONHO NOS RALIS - Fazer os que puder e divertir-me sempre

RAZÕES QUE ME LEVARAM A DISPUTAR RALIS - Acima de tudo

a maior influência sobre este desporto sem dúvida o meu pai

José Carvalhosa que desde tenra idade me levava a ver ralis,

muitas vezes a passar madrugadas nos troços. Saudades!!!! Nos

anos 80 ele foi navegador no Troféu Marbella e seguidamente

nos Toyota! Mais tarde, bastante mais tarde, o meu irmão Nuno

Carvalhosa seguiu as pisadas do meu pai e eu continuei a

apoiá-lo incondicionalmente. Certo domingo num almoço de

família eu disse: o próximo rali de Viana eu vou participar!

Assim foi com a ajuda de muitos amigos e patrocinadores

aluguei um Honda Type R, feito em tempo recorde pelo Jacinto

Torres. Adorei a experiência, navegada por Liliana Bastos,

cunhadas e sem percebemos nada do que se passava a nossa

volta pensei…para o ano volto, a adrenalina é brutal. Assim

foi, aluguei um Toyota Yaris para fazer Viana, mas por motivos

pessoais tivemos que desistir. Após esta desistência referi

que nunca mais alugava carro para fazer rali. Assim começou

o projeto do Nissan Micra Super S. Com a ajuda sempre

incansável do grande mecânico Fernando Moura e do Carlos

Botelho que nos apoiou e do meu irmão Nuno Carvalhosa.

Primeiro rali de Micra nem arrancamos. Frustração, desilusão

após meses de trabalho. Em 2021 eu e o meu irmão fizemos o

nosso primeiro rali juntos. Difícil muito difícil….ele acelera

eu travo …..até porque tenho um grave problema em conduzir

com piso molhado. Em 2022 aventura com a Sofia Mouta…

adorei. Chegar ao fim é sempre o meu objetivo até porque não

posso pedir mais. Sem experiência e um rali por ano não existe

andamento. Posso só fazer Viana até porque a minha vida

profissional não me dá muita liberdade aos fins de semana,

mas o gosto de entrar na garagem e olhar para o Micra e uma

sensação de desejo sonho cumprido e sempre a melhorar. Quero

agradecer a todos os meus patrocinadores amigos e família.

Sem vocês nada disto seria possível. OBRIGADO.

2.

3.

4.

1. RAFAEL CARDEIRA 2. PEDRO SILVA

3. ERNESTO CUNHA 4. PAULO CALDEIRA

5. LUIS MORAIS

A Escuderia Castelo Branco anunciou que

a edição 2022 do Rali de Castelo Branco

não tinha um único quilómetro repetido

de edições anteriores. Na verdade, o que a

Escuderia fez foi inverter o sentido de parte

dos troços e juntar algumas partes novas,

dando assim uma nova roupagem à prova. Uma

decisão acertada, que deveria ser seguida

por outros clubes, e que se provou correta,

atendendo à competitividade do rali.

44

ralisonline.net


powered by

5.

magra consolação, mas ficou a ideia de que poderia mesmo ter vencido

em Castelo Branco.

Com este infortúnio do seu adversário, Armindo Araújo mesmo assim

não baixou os braços e manteve a concentração até ao derradeiro

troço. É certo que não arriscou nada na derradeira especial, mas a

sua vantagem era mais do que suficiente para gerir os acontecimentos

e vencer pela quarta vez em Castelo Branco e, mais importante

ainda, consolidar a sua

candidatura ao título

de 2022.

Não seria justo dizer

que José Pedro Fontes

também não tenha

estado na luta pelo

primeiro lugar, no

primeiro dia. De facto,

o piloto do Citroen,

primeiro na estrada

depois de vencer o

Qualifying, entrou

o rali a vencer, mas

não mais conseguiu

vencer mais troços no

primeiro dia e foi perdendo

sempre tempo

para Armindo Araújo

e mesmo para Bruno

Magalhães, o que o levou

a perder a liderança

no segundo troço

e a descer ao terceiro

lugar já no decorrer

da quinta especial. A

super-especial também

não correu nada bem

ao piloto do Citroen,

“Conseguimos vencer este rali

pelo quarto ano consecutivo e

chegar à segunda vitória do ano.

Foi uma prova bastante difícil,

já o sabíamos à partida, mas

trabalhamos muito para sairmos

daqui com este resultado.

Andamos sempre num ritmo que

nos permitiu manter a primeira

posição e, como as diferenças

foram sempre muito reduzidas

em cada especial, nunca

tivemos hipóteses de gerir o

nosso andamento. Estivemos

irrepreensíveis do início ao fim

e estamos muito contentes com

esta vitória. Foi muito importante

vencer nesta primeira prova em

pisos de asfalto e sobretudo

conseguirmos aumentar

significativamente a vantagem

no comando do CPR. Temos agora

quase a pontuação de um rali

sobre o segundo classificado, o

que é uma excelente margem sem

dúvida”.

ARMINDO ARAÚJO

passando de 10s de atraso para quase 15s face a Armindo Araújo.

No segundo dia, Fontes ainda venceu três troços, realizando a

melhor prestação do ano, mas Armindo Araújo já tinha consolidado

o primeiro lugar.

Miguel Correia / Jorge Carvalho (Skoda Fabia Rally2) chegavam

ao final do primeiro dia com um excelente resultado, que mostrava

bem a evolução que está a ter esta temporada mesmo nos ralis de

asfalto. Perder “apenas” 21s para Armindo Araújo parece ser um

excelente indicador da sua evolução neste tipo de piso. No segundo

dia ainda perdeu mais algum tempo, mas com o atraso de Bruno

Magalhães, teve que manter a concentração para conseguir garantir

um pódio, que fez por justificar, até porque atrás de si esteve sempre

um irreverente Pedro Meireles.

Com um renovado fôlego, Pedro Meireles / Pedro Alves tiveram

45

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2021


MULHERES

NOS RALIS

ANA GONÇALVES

(NAVEGADORA)

1.

INÍCIO DE CARREIRA – 2016

NATURAL DE - Vila Nova da Barquinha

PRIMEIRO RALI – Rali Vidreiro - Centro de Portugal em 2016

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – Mitsubishi Lancer Evo IX Grupo N

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 31

MELHOR RESULTADO DA CARREIRA – Rali de Portugal 2022 -

5º lugar para o CPR e 3ª melhor equipa Portuguesa.

PILOTOS COM QUE JÁ ANDOU – Em prova, sempre com Paulo

Caldeira, com exceção do Rali de Mortágua com o piloto José

Pedro Fontes, em que participámos como carro 0

CARRO QUE MAIS GOSTOU – Citroen C3 WRC num dia de testes

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – Gosto de tudo! Desde os dias

que antecedem a prova, em que tenho de ler regulamentos e

preparar tudo, até à altura em que coloco o capacete e entro no

carro. Obviamente que o momento em que entro numa especial

é, para mim, o auge de tudo isto

TERRA OU ASFALTO - Asfalto.

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS – A nível nacional, José Pedro Fontes e

Bruno Magalhães. A nível internacional Sébastien Ogier.

MAIOR SONHO NOS RALIS - Ter a oportunidade de fazer uma

época do Mundial de Ralis

QUAL A RAZÃO OU RAZÕES QUE A LEVOU A DISPUTAR RALIS –

Apesar de me considerar desde sempre uma apaixonada por

automóveis, se há uns anos me dissessem que um dia iria

fazer ralis como navegadora, não iria acreditar. Confesso que

acompanhava ralis muito antes de imaginar que iria fazer

parte deste mundo. Os meus pais gostavam e acompanhavam

ralis, tinha amigos que participavam e gostavam muito de

desporto automóvel e acabei por ser “apresentada” a este

meio desta forma. No entanto, só em final de 2014 e, por

brincadeira, fizemos a nossa primeira prova, organizada pelo

Núcleo de Desportos Motorizados de Leiria, num automóvel

de estrada, um BMW M1. Foi uma participação muito positiva

e continuámos a participar em diversas provas organizadas

por este clube. Quando dei por mim, a paixão pelos ralis tinha

“falado mais alto”, tínhamos feito um upgrade para um carro

de rali, um EVO IX, e estávamos a fazer a nossa primeira prova

do nacional de Ralis, o Rali Vidreiro.

2.

1. MIGUEL ABRANTES 2. JOÃO COLAÇO 3. PEDRO ALMEIDA

4. RICARDO TEODÓSIO 5. PAULO NETO 6. NUNO COELHO

7. PÓDIO

uma prestação muito interessante ao volante do Hyundai i20 N

Rallye, tendo trocado de posições com Miguel Correia, numa luta

que foi pelo 4º lugar e depois pelo 3º lugar. Apesar de muito consistente

e seguro, o piloto do Hyundai foi bastante rápido, mas não o

suficiente para resistir a um derradeiro forcing de Bruno Magalhães,

que lhe roubaria o 4º lugar mesmo no final do rali.

O azarado do rali foi Ricardo Teodósio, com José Teixeira a seu lado

no Hyundai i20 N Rally2. Um problema com um tubo do intercooler

(que foi evidente logo no arranque) levou o piloto a perder

quase dois minutos no decorrer do primeiro troço ficando dessa

forma fora da discussão os primeiros lugares. Os tempos que fez nos

restantes troços davam a entender que o algarvio bem poderia estar

na discussão da vitória, pelo que o sexto lugar no final do primeiro

dia foi um mal menor. O pior estava ainda para vir, quando foi

obrigado a desistir no derradeiro troço do rali, fruto de uma “feia”

saída de estrada, ficando-se desde logo com a certeza que não iria

conseguir revalidar o título.

Pedro Almeida / Mário Castro também não foram felizes neste rali.

Numa prova que até estava a correr muito bem, lutando esta dupla

pelo 4º lugar da geral, mostrando progressos ao volante do Skoda

Fabia Rally2, uma saída de estrada (saída de traseira contra uma

árvore) obrigou à desistência.

Sem oposição nenhuma, Daniel Nunes / Nuno Mota Ribeiro aproveitaram

da melhor forma a maior potência e acerto que tinham

disponível no Ford Fiesta Rally3, obtendo um sexto lugar que foi

sendo celebrado nos troços com muito arrojo e espetáculo.

Também a lutar contra si mesmo, Gil Antunes, com Diogo Correia

a seu lado no Dacia Sandero, viram o seu carro ter problemas de

aquecimento, pelo que não terem si superados pelos melhores duas

rodas motrizes, acabou por ser o resultado natural.

Na luta pelas duas rodas motrizes, Ricardo Sousa / Luís Marques

impuseram-se a Ernesto Cunha / Rui Raimundo. Os dois pilotos

do Peugeot 208 Rally4 terminaram com uma diferença de quase

um minuto.

A fechar o Top Ten, ficaram Paulo Caldeira / Ana Gonçalves, ao volante

do Citroen C3 Rally2 que demonstraram mais à vontade com

o carro nesta prova.

46

ralisonline.net


powered by

CLASSIFICAÇÕES FINAIS

TEMPOS SHAKEDOWN / QUALIFYING STAGE

JOSÉ PEDRO FONTES 1M46,96

ARMINDO ARAÚJO 1M46,98

RICARDO TEODÓSIO 1M47,85

VENCEDORES DE TROÇOS

BRUNO MAGALHÃES (5)

JOSÉ PEDRO FONTES (3)

ARMINDO ARAÚJO (3)

RICARDO TEODÓSIO (1)

COMANDANTES SUCESSIVOS

JOSÉ PEDRO FONTES (PEC 1)

ARMINDO ARAÚJO (PEC 2 A 11)

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

VENCEDOR DA POWER STAGE

BRUNO MAGALHÃES

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º ARMINDO ARAÚJO / LUÍS RAMALHO SKODA FABIA RALLY2 EVO 56M01,8S

2º JOSÉ PEDRO FONTES / INÊS PONTE CITROEN C3 RALLY2 +7,3S

3º MIGUEL CORREIA / JORGE CARVALHO SKODA FABIA RALLY2 EVO +35,8S

4º BRUNO MAGALHÃES / CARLOS MAGALHÃES HYUNDAI I20 N RALLY2 +40,5S

5º PEDRO MEIRELES / PEDRO ALVES HYUNDAI I20 N RALLY2 +41,8S

6º DANIEL NUNES / NUNO MOTA RIBEIRO FORD FIESTA RALLY3 +4M13,2

7º GIL ANTUNES / DIOGO CORREIA DACIA SANDERO R4 +5M31,5S

8º RICARDO SOUSA / LUÍS MARQUES PEUGEOT 208 RALLY4 +5M34,2S

9º ERNESTO CUNHA / RUI RAIMUNDO PEUGEOT 208 RALLY4 +6M35,1S

10º PAULO CALDEIRA / ANA GONÇALVES CITROEN C3 RALLY2 +7M19,2

5.

6.

CLASSIFICAÇÃO FINAL RC4

1º RICARDO SOUSA / LUÍS MARQUES PEUGEOT 208 RALLY4 1H01M36S

2º ERNESTO CUNHA / RUI RAIMUNDO PEUGEOT 208 RALLY4 +1M00,9S

3º RAFAEL CARDEIRA / ANDRÉ COUCEIRO RENAULT CLIO R3T +2M10,8S

CLASSIFICAÇÃO FINAL JÚNIOR

1º GONÇALO FERNANDES / JORGE HENRIQUES PEUGEOT 208 RALLY4 1H07M1,9S

CLASSIFICAÇÃO FPAK JUNIOR TEAM E RC5N

1º RAFAEL CUNHA / GONÇALO CUNHA KIA PICANTO GT 1H07M10S

2º JOSÉ MARIA BASTOS / ANÓNIO PEREIRA KIA PICANTO GT +19,02,3S

3º JOSÉ QUINTAS / JORGE M. CARVALHO KIA PICANTO GT +20M17,9S

CLASSIFICAÇÃO RC5

1º MIGUEL ABRANTES / FILIPE CARVALHO RENAULT CLIO RALLY5 1H06M03S

7.

3.

4.

47

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


48

ralisonline.net


powered by

1.6

RALI VINHO MADEIRA

4, 5 E 6 DE AGOSTO

CAMACHO ALCANÇA RECORDE E FONTES

FINALMENTE VENCE NO CPR

Alexandre Camacho / Pedro Calado conseguiram nesta prova um

marco histórico ao vencerem pela quinta vez o Rali Vinho Madeira.

Nas contas do CPR, José Pedro Fontes / Inês Ponte alcançaram a

primeira vitória da temporada

CLUBE ORGANIZADOR CLUB SPORTS MADEIRA

TIPO DE PISO ASFALTO

CONDIÇÕES TEMPO SECO NA GENERALIDADE DO RALI

PILOTO DO RALI JOSÉ PEDRO FONTES

MOMENTO DO RALI DESISTÊNCIA DE BRUNO MAGALHÃES NO SEGUNDO DIA

EQUIPAS CLASSIFICADAS 8

EQUIPAS DESISTENTES 5

EQUIPA VENCEDORA SPORTS & YOU / CITROEN VODAFONE TEAM

MARCA VENCEDORA CITROEN

QUILÓMETROS DE ESPECIAIS 184,66

MÉDIA DO VENCEDOR DO RALI 93,4 KM/H

49

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022

VÍDEO DO RALI


1.

MULHERES

NOS RALIS

PATRÍCIA

PEREIRA

(NAVEGADORA)

INÍCIO DE CARREIRA – 2016

NATURAL DE – Viana do Castelo

PRIMEIRO RALI – Rali Viana do Castelo 2016

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – Renault Mégane II Rs

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 19

MELHOR RESULTADO – 1º lugar Campeonato Regional Norte

(Rali do Alto Tâmega 2019)

PILOTOS COM QUE JÁ ANDOU – Márcio Pereira

CARRO QUE MAIS GOSTOU – Mitsubishi Evolution VII

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – A velocidade, adrenalina,

convívio e amizades.

TERRA OU ASFALTO – Terra, apesar de ter feito poucos

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS – A principal é a Michele

Mouton. Tive a oportunidade de a conhecer pessoalmente, e é

simplesmente um ídolo! Quanto a pilotos mais atuais, diria

Kalle Rovanpera e Ott Tanak.

MAIOR SONHO NOS RALIS - Participar no Nacional de Ralis e

quem sabe ser Campeã Nacional!

QUAL A RAZÃO OU RAZÕES QUE A LEVOU A DISPUTAR RALIS –

Desde pequena que me lembro de acompanhar o meu pai e amigos

a ir ver ralis. A paixão por esta modalidade foi-se formando. Em

2015, o meu pai começou a fazer provas do nacional de ralicross

e, posteriormente, em 2016, eu também participei no campeonato,

na divisão Super Nacional na altura, com um Renault Clio

Williams. Nesse mesmo ano, eu e o Márcio começamos a formalizar

a ideia de fazer ralis por ser algo que ambos gostamos. Acabamos

por decidir fazer o Rali de Viana do Castelo no final do ano e

finalizamos com um bom resultado. A partir daí, percebemos que

podíamos fazer ralis juntos, fomos motivados por família e amigos,

e começamos a participar em algumas provas até conseguirmos

fazer uma época inteira, algo que só foi possível em 2019.

Mesmo tendo um resultado final que era

expectável, com a vitória absoluta a

recair para um piloto local, neste caso

Alexandre Camacho, a edição 2022

do Rali Vinho Madeira teve demasiadas

incidências, que permitiram que

na discussão pela vitória tenha estado

também Bruno Magalhães.

Embora não seja surpreendente ver

Bruno Magalhães na liderança do

Rali Vinho Madeira, certamente que os prognósticos apontavam para

outro desfecho no final do primeiro dia, mas o piloto da Hyundai teve

uma excelente prestação que lhe permitiu subir (regressar) ao primeiro

lugar quando a chuva baralhou as contas do rali.

Depois de vencer a

super especial, Bruno

Magalhães / Carlos

Magalhães tudo fizeram

+>PRIMEIRA VITÓRIA NO CPR DE JOSÉ

para se manterem nos PEDRO FONTES

primeiros lugares ao

> RALI MUITO DISPUTADO

longo do dia e, mesmo > DOMÍNIO FINAL DOS PILOTOS LOCAIS

quando perderam a

> MUITAS INCIDÊNCIAS AO LONGO DO RALI

liderança para Alexandre > JOÃO SILVA GANHOU 2RM NA ESTREIA

COM O PEUGEOT 208 RALLY4

Camacho / Pedro

> COLÉGIO DE COMISSÁRIOS COM

Calado no terceiro

DECISÕES POLÉMICAS

troço, foi sempre esta

> PRESENÇA REDUZIDA DE ESTRANGEIROS

dupla a que mais pressionou

o seu adversário NO CPR

> ARMINDO ARAÚJO REFORÇA LIDERANÇA

e, a conjuntura, aliado > MORTE DE UMA CRIANÇA (POR

à sua rapidez neste rali, ATROPELAMENTO)

acabou por o favorecer,

quando na derradeira fase do rali a chuva beneficiou claramente quem

se apresentou com a borrachas da Michelin... como era o caso do

Hyundai de Magalhães.

Alexandre Camacho passou grande parte do dia a amealhar segundos

atrás de segundos e chegou mesmo a ter 15,3s de vantagem à entrada

da derradeira especial, para nesse último troço (já à chuva) perder mais

de 23s, porque os Pirelli não lhe deram a confiança necessária para

arriscar no piso molhado.

Porém, Camacho viria ainda a ser penalizado em 11,3s, no final

da etapa (pelo colégio de comissários), que devido ao despiste de

Alejandro Cachon (na quinta especial) levou Miguel Nunes a passar

50

ralisonline.net


NOTAS SOLTAS

powered by

Alexandre Camacho foi o piloto

do rali. Conseguiu impor-se

ao longo de quase toda a

prova, superando mesmo todos

os acontecimentos extradesportivos,

acabando por fazer

história na história do “seu”

Vinho Madeira, passando a ser

o piloto com mais vitórias na

prova, num total de cinco.

2.

3. 4.

5.

1. MIGUEL NUNES 2. JOSÉ PEDRO FONTES

3. ARMINDO ARAÚJO 4. BERNARDO SOUSA

5. PAULO MEIRELES

Para além de ser a quinta vitória de Alexandre

Camacho no Rali Vinho Madeira, que passa a

ser um recorde de vitórias neste evento, também

para a sua equipa, a ARC, foi um rali histórico,

pois foi a primeira vez que conseguiu vencer

neste Rali Vinho Madeira, isto depois de já ter

conquistado muitos títulos nacionais.

51

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


MULHERES

NOS RALIS

DIANA MARTINS

(NAVEGADORA)

1.

INÍCIO DE CARREIRA – 2018 / Oficial em 2021

NATURAL DE - Vila Nova de Famalicão

PRIMEIRO RALI – Especial Sprint Vila das Aves / Rali

Famalicão 2021

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – Fiat Punto HGT / BMW M3 E36

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 7 (Contando com

Super Especais e rallycross)

MELHOR RESULTADO – 8º da geral no Rali de Famalicão 2022

PILOTOS / NAVEGADORES COM QUE JÁ ANDOU – Hélder Martins

(meu Pai)

CARRO QUE MAIS GOSTOU – Mitsubishi Lancer Evo IX

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – Adrenalina de estar dentro do

carro, controlar o tempo, dar as notas, as amizades que criei, o

convívio que existe, todo o ambiente em geral

TERRA OU ASFALTO– Asfalto

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS– Ott Tanak , Armindo Araújo , Miguel Campos

MAIOR SONHO NOS RALIS – Competir no Campeonato Nacional,

fazer o Rally de Portugal

RAZÕES QUE A LEVARAM E MOTIVARAM A DISPUTAR RALIS –

Desde pequena que tenho o «bicho» pelo mundo automóvel

e pelos ralis, também muito influenciada pelo meu pai que

sempre me levou para esse mundo.

Começou em 2018 num Fiat Punto HGT fez o Rali de Santo

Tirso, acompanhei do inicio ao fim do lado de fora. Em junho

desse mesmo ano fiz a minha primeira super especial ao lado,

como navegadora não oficial, em 2019 fiz também com o meu

pai a super especial dos Bombeiros em Famalicão. No ano de

2021 fiz o meu primeiro rali como navegadora, num BMW E36

M3 , uma experiência única, nunca tinha estado tanto tempo

dentro de um carro de rali e com tanta responsabilidade. A

partir dai o bicho ficou e já não foi mais, fizemos o Rally de

Santo Tirso num Evo 9, mais uma experiência…. Um dos meus

carros de rali de eleição desde pequena, estava a concretizar

um sonho. Final de 2021 aceitei o desafio das «Girls» e fui

fazer as 6 horas de rallycross com direito à experiência de

capotar. 2022 Evo novamente. Basicamente a minha inspiração

foi sempre o meu pai e as pessoas que me ajudaram a aliciar a

entrar neste desporto.

2.

3.

mais lentamente pelo local, quando Alexandre Camacho não o fez.

Como tal o Colégio de Comissários deu o mesmo tempo que Miguel

Nunes tinha feito nesse troço a Alexandre Camacho, penalizando-o

em 11,3s. Quer isto diz que, a desvantagem de Camacho para Bruno

Magalhães, no final do dia, não foi de 8 segundos, mas sim de 19,3s.

Polémico, no mínimo!!!

Num rali em que foi

bastante rápido, sobretudo

da parte da tarde,

José Pedro Fontes /

Inês Ponte (Citroen

C3 Rally2) terminaram

o dia no 3º lugar,

escalando diversas

posições até ao pódio,

tendo ganho ainda

um troço à geral,

sendo ainda segundo

classificado nas contas

do Campeonato de

Portugal de Ralis.

Armindo Araújo /

Luís Ramalho, em

Skoda Fabia Raly2,

estava no quarto lugar,

depois de uma excelente

primeira etapa.

Em momentos chave

não pretenderam

arriscar nada, mas o

seu ritmo foi muito

“Foi um resultado que tem

tanto de espetacular como de

importante para mim e para

toda a equipa. Todos sabemos

do grau de exigência deste rali

e a forma como enfrentámos

as adversidades serve,

acima de tudo, para relevar a

capacidade da nossa equipa.

O rali correu-nos francamente

bem, mesmo quando as

condições meteorológicas se

revelaram mais traiçoeiras.

Foram semanas exigentes para

chegar aqui e ter reunidas

todas as condições que nos

permitiram vencer. Este é um

triunfo de todos. Toda a equipa

tem razões para comemorar.

Apesar de termos apenas duas

provas para realizar, queremos

lutar pelo título até ao último

metro”.

JOSÉ PEDRO FONTES

interessante para quem apenas precisa de gerir a sua prova e vê que

o seu principal adversário, Miguel Correia, está três posições atrás.

Não tiveram um dia fácil Miguel Nunes / Roberto Castro. A espaços

conseguiram impor o seu ritmo (e vencer troços), mas noutros momentos

teve muita dificuldade em se entender com o seu Skoda no

52

ralisonline.net


molhado que estava com pneus Pirelli, sobretudo na derradeira especial.

Para quem devia estar a lutar pela vitória, os 43,3s de desvantagem

para a liderança e o mais de 20s de desvantagem para Camacho certamente

não era o resultado que Nunes esperava nesta fase da prova.

Já muito atrasado e sem grandes explicações a dar para o seu andamento,

Ricardo Teodósio, com José Teixeira como navegador, nunca

quis arriscar, nomeadamente na chuva, e como isso foi perdendo

muitos segundos, deixando o piloto completamente fora da luta

pelo pódio, sobretudo nas contas do CPR.

Pior ainda esteve Miguel Correia. Esperava-se mais do segundo

classificado do CPR, mas a verdade é que o seu andamento não

esteve ao nível que nos habituou este ano nos troços de terra, perdendo

demasiado tempo ao longo dia.

No segundo dia de prova, já com troços secos, Alexandre Camacho

e Miguel Nunes foram os grandes dominadores, com destaque para

o primeiro destes, pois tornou-se o vencedor do Rali Vinho Madeira

com maior número de triunfos na longa história desta prova (5).

Sendo certo que todos os troços deste segundo dia foram vencidos

por Miguel Nunes, a verdade é que o ritmo de Alexandre Camacho

foi bastante alto até ao momento em que passou Bruno Magalhães na

liderança do rali, repondo assim a “verdade” desportiva da prova que ti-

powered by

O Rali Vinho Madeira acabou da pior forma

possível. No decorrer da última especial, mesmo

no final do troço, alguns espetadores de forma

imprudente vierem para o troço, acabando um

deles (uma criança) por ser atingida (de forma

violenta) pelo corrente nº36, Miguel Correia (BMW

320). Infelizmente a jovem acabaria por falecer.

1. MIGUEL CORREIA 2. RICARDO TEODÓSIO 3. JOSÉ PAULA

4. JOÃO SILVA 5. PAULO CALDEIRA

4.

5.

53

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


MULHERES

NOS RALIS

TÂNIA MACHADO

(PILOTO E

NAVEGADORA)

1.

2.

INÍCIO DE CARREIRA – 2016

NATURAL DE - Braga

PRIMEIRO RALI – Rali de Montelongo 2017; iniciei a

carreira em 2016 na Super Especial de Felgueiras

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – Fiat Uno – “As meninas do

Uno”

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 29-Ralis;

6-Super Especiais; 2-Provas de Regularidade; 2- “6h de

Ralicross”; 1-Rampa; Total= 40

MELHOR RESULTADO – Rali de Amarante Baião 2018 (4º

Geral e 2º X1-9)

PILOTOS COM QUE JÁ ANDOU – Vera Cardoso, Celso Moura,

José Rodrigues, João Carlos Alves, Ivo Fernandes,

Francisco Costa

CARRO QUE MAIS GOSTOU – Renault Clio R3 Maxi

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – As borboletas na

barriga, o tic-tac do cronómetro, a emoção, a adrenalina, a

velocidade, a falta de ar, a sensação de quando a estrada

parece ter ficado mais estreita

TERRA OU ASFALTO– Asfalto (só em 2023 irei fazer provas

de terra, anteriormente nunca fiz)

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS– Ken Block

MAIOR SONHO NOS RALIS – Tenho muitos, mas menciono

só dois – Ser campeã nacional de ralis; fazer um rali num

carro do WRC

RAZÕES QUE A LEVARAM E MOTIVARAM A DISPUTAR RALIS –

Tudo começou em pequena, morava perto do Circuito Vasco

Sameiro, sempre que havia provas de velocidade ia ver com

o meu pai e a Falperra também não poderia faltar. Já mais

crescida nasce o gosto pela fotografia, comecei a fotografar

essas mesmas provas como amadora. No Rali CAM, na

pista Vasco Sameiro, comecei a fotografar e foram surgindo

oportunidades de experimentar ir no lugar do “pendura”

e adorei. Passei a fotografar ralis, rampas, ralicross etc.

Mais tarde surgiu a Vera Cardoso, que deixou o Ralicross

para fazer ralis. Entramos juntas nessa aventura que era

novidade para as duas. Inicio em 2016 – 2017 com a Vera

Cardoso, “As meninas do Uno”. Em 2018 surge novo projeto

que durou até 2020 com o Celso Moura, quem admiro

muito, espero voltar a navegá-lo. Pelo meio desses anos

fui também navegadora do meu namorado José Rodrigues

e do João Alves “meus adversários”. Em 2021 fiz apenas

3 provas, voltei a navegar a Vera, fiz a prova Rali de Viana

do Castelo – “2ª casa”, e fechei o ano nas 6h de ralicross,

até a data a minha melhor experiência. Em 2022 inicio o

ano ao lado do meu namorado (preparador da JJ Team) no

Rali das Termas, em modo de preparativo da época que eu

iria iniciar com Francisco Costa. Nesse mesmo ano, tive

a oportunidade de navegar os “fundadores” da JJ Team

no belíssimo Clio R3 Maxi que me levaram ao pódio mais

alto da classe e na geral com o belíssimo 2º e 5º da Geral

no Leiria Sobre Rodas. Termino mais uma vez a época

desportiva nas maravilhosas 6h de ralicross na DM Woman.

nha sido deturpada por uma decisão absurda do colégio de comissários

desportivos (no primeiro dia).

O rali ficou também desportivamente marcado neste segundo dia pela

desistência de Bruno Magalhães na 15ª especial de classificação. Três

troços antes já tinha perdido a liderança do rali, mas neste troço viria a

perder uma roda do seu Hyundai, sendo obrigado a abandonar. Com

isso, perdeu uma vitória quase certa para o CPR e, pior ainda, perdeu

as chances de lutar pelo título de 2022.

Sendo segundo à geral e segundo nas contas do Campeonato da

Madeira de Ralis (tendo vencido o primeiro e último troço, bem como

ganhou a maioria dos troços do rali), Miguel Nunes conseguiu limitar

as perdas, terminando num excelente segundo lugar, depois de recuperar

várias posições (venceu todos os troços do segundo dia).

O terceiro lugar do pódio foi para José Pedro Fontes, que fez aqui a sua

melhor prova do ano. Não só venceu nas contas do CPR, como ainda

ganhou a Power Stage, o que ainda mantinha o piloto do Citroen no

lote de interessados no título de 2022. Foi sem dúvida uma excelente

prova de Fontes, pressionando sempre Bruno Magalhães, acabando

por beneficiar da desistência do piloto do Hyundai.

Muito tranquilo foi o 4º lugar de Armindo Araújo, tendo o Rali

Vinho Madeira corrido na perfeição ao cada vez mais líder do CPR.

Fez uma gestão perfeita do seu andamento, viu Magalhães desistir e

deixou atrás de si o seu direto adversário (Miguel Correia), pelo que a

operação Madeira acabou por lançar Armindo Araújo definitivamente

na reta final para conquistar o título de 2022.

Bernardo Sousa / Vitor Calado, neste regresso aos ralis, não deram nas

vistas, mas o quinto lugar é perfeitamente explicável pela missão que o

piloto teve nesta prova, que passou por fazer muitos quilómetros e em

ritmo competitivo.

Atrás de Bernardo ficou Miguel Correia, que em termos pontuais

(para o CPR) ficou logo atrás de Armindo Araújo, mas que nunca

esteve em posição de lutar com o líder do campeonato. O resultado

de Miguel Correia foi melhor que a exibição, embora saia da Madeira

mais distanciado do líder do campeonato, mas ainda com hipóteses

reais de o conquistar.

Sem “chama” neste rali e sem objetivos para o CPR, depois de perdida

a hipótese de lutar pelo ele, Ricardo Teodósio, passou quase ao lado do

Vinho Madeira, como demonstra o cinzento 7º lugar.

Paulo Meireles, com Marcos Gonçalves a seu lado, recordaram velhos

tempos no Vinho Madeira com o Hyundai I20 N Rally2, alcançando

o 9º lugar da geral, na frente de Paulo Neto, que nesta prova levou a

seu lado o experiente António Costa.

54

ralisonline.net


powered by

CLASSIFICAÇÕES FINAIS

TEMPOS QUALIFYING

ARMINDO ARAÚJO

MIGUEL CORREIA

JOSÉ PEDRO FONTES

VENCEDORES DE TROÇOS

JOSÉ PEDRO FONTES (12)

BRUNO MAGALHÃES (5)

1M53,1S

1M53,8S

1M54,6S

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

COMANDANTES SUCESSIVOS

BRUNO MAGALHÃES (PEC 1 A 14)

JOSÉ PEDRO FONTES (PEC 15 A 17)

VENCEDOR DA POWER STAGE

JOSÉ PEDRO FONTES

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º ALEXANDRE CAMACHO / PEDRO CALADO* SKODA FABIA RALLY2 EVO 1H58M36,7

2º MIGUEL NUNES / ROBERTO CASTRO* SKODA FABIA RALLY2 EVO +11,5S

3º JOSÉ PEDRO FONTES / INÊS PONTE CITROEN C3 RALLY2 +22,1S

4º ARMINDO ARAÚJO / LUÍS RAMALHO SKODA FABIA RALLY2 EVO +53,5S

5º BERNARDO SOUSA / VITOR CALADO* CITROEN C3 RALLY2 +2M10,7S

6º MIGUEL CORREIA / JORGE CARVALHO SKODA FABIA RALLY2 EVO +2M25,5S

7º RICARDO TEODÓSIO / JOSÉ TEIXEIRA HYUNDAI I20 N RALLY2 +2M35,2S

8º PAULO MEIRELES / MARCOS GONÇALVES HYUNDAI I20 N RALLY2 +5M16,5S

9º PAULO NETO / ANTÓNIO COSTA SKODA FABIA RALLY2 EVO +6M25,7S

10º GIL FREITAS / DUARTE MIRANDA HYUNDAI I20 R5 +7M21,3S

* NÃO INSCRITOS NO CPR

CLASSIFICAÇÃO RC3

1º DANIEL NUNES / NUNO MOTA RIBEIRO FORD FIESTA RALLY3 1H10M28,5S

3.

4.

1. DANIEL NUNES 2. BRUNO MAGALHÃES

3. KAETANEN 4. PAULO NETO

55

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


1.7

RALI DA ÁGUA – CIM ALTO TÂMEGA

2 E 3 DE SETEMBRO

DOBRADINHA HYUNDAI, NO TÍTULO

DE ARMINDO ARÁUJO

Num rali quase deserto de público, Armindo Araújo / Luís Ramalho geriram o

andamento para conquistar o título de Campeões de Portugal de Ralis, numa prova em

que a Hyundai fez uma dobradinha e Bruno Magalhães finalmente venceu nesta época

CLUBE ORGANIZADOR CLUBE AVENTURA DO MINHO

TIPO DE PISO ASFALTO

CONDIÇÕES TEMPO SECO

PILOTO DO RALI BRUNO MAGALHÃES

MOMENTO DO RALI FURO DE JOSÉ PEDRO FONTES NA PEC 7

EQUIPAS CLASSIFICADAS 18

EQUIPAS DESISTENTES 2

EQUIPA VENCEDORA SPORTS & YOU / TEAM HYUNDAI PORTUGAL

MARCA VENCEDORA HYUNDAI

QUILÓMETROS DE ESPECIAIS 109,13

MÉDIA DO VENCEDOR DO RALI 107,1 KM/H

56

ralisonline.net


powered by

VÍDEO DO RALI

57

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


1.

MULHERES

NOS RALIS

MARIANA ALVES

(PILOTO)

INÍCIO DE CARREIRA – 2019

NATURAL DE - Tomar

PRIMEIRO RALI – Rally Alitém 2019

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – Subaru Impreza GC8

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 6

MELHOR RESULTADO – 6ª da Geral Promo no Rally Vidreiro 2022

PILOTOS / NAVEGADORES COM QUE JÁ ANDOU – Pedro Cardoso

CARRO QUE MAIS GOSTOU – Subaru Impreza GC8

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – A adrenalina de conduzir

perto dos limites em condições extremas e imprevisíveis e

sentir o público a vibrar connosco a cada passagem.

TERRA OU ASFALTO - Terra

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS – Michèle Mouton, Colin McRae,

Richard Burns, Petter Solberg e mais atualmente Kalle Rovanpera

MAIOR SONHO NOS RALIS - Diria que poder conduzir um

Subaru Impreza S4 ou S12 WRC. Mais realisticamente

falando, conseguir apoios para poder fazer o campeonato

promo ou clássicos completo com o meu GC8.

RAZÕES QUE A LEVARAM E MOTIVARAM A DISPUTAR RALIS –

Uma das principais razões penso que tenha sido a família,

que sempre foi muito dedicada ao desporto automóvel. A

dupla Honrado Cardoso “Tó Russo” (pai do Pedro Cardoso

e meu primo) e Honrado Silva “Joca” (nosso primo) que

com mais de 20 anos de carreira chegaram a ser campeões

nacionais de rallies clássicos PH1 no ano 2000.

Deve também ter contribuído muito que, nos saudosos anos

80 e 90, o Rally de Portugal passava e pernoitava em Tomar,

cidade onde nasci. O roncar dos motores e a adrenalina é algo

que não se consegue esquecer.

Alguns anos mais tarde tive também o privilégio de ter

assistido ao vivo e a cores à estreia do mítico Subaru Impreza

S4 WRC, pilotado nos limites pelo impressionante Colin

McRae. Desde essa altura que a minha paixão pelo Subaru

Impreza é algo que não consigo explicar. Tudo farei para que a

marca se mantenha viva nos ralis nacionais.

Armindo Araújo / Luís Ramalho, aos comandos

de um Skoda Fabia Rally2 evo

sagraram-se no Rali da Água os novos

Campeões de Portugal de Ralis, após um

rali de gestão e paciência, numa prova

que acabou com uma bela dobradinha da

Hyundai, com Bruno Magalhães / Carlos

Magalhães a superiorizarem-se a Ricardo

Teodósio / José Teixeira. Para a The

Racing Factory foi também uma prova

em grande, já que Ernesto Cunha / Rui Raimundo sagraram-se

também Campeões, neste caso das duas rodas motrizes, ao volante

de Peugeot 208 Rally4.

Porém, o Rali da Água

teve até determinado

momento dois

grandes protagonistas

+> DOBRADINHA DA HYUNDAI

que se “degladiaram” > TÍTULO NO CPR PARA ARMINDO ARAÚJO /

intensamente no comando

da prova até à > ERNESTO CUNHA / RUI RAIMUNDO

LUÍS RAMALHO

CAMPEÕES NAS DUAS RODAS MOTRIZES

sétima das nove especiais

de classificação.

> PROVA EM DOIS DIAS

> PARQUE DE ASSISTÊNCIAS ÀS “MOSCAS”

Bruno Magalhães e

> POUCO PÚBLICO A ACOMPANHAR A PROVA

José Pedro Fontes trocaram

por cinco vezes

NA ESTRADA

> SUPER-ESPECIAL COM MUITO PÚBLICO

de posição na liderança

do rali. O ritmo de RALIS DO ANO

> DESPORTIVAMENTE DOS MELHORES

prova foi muito alto > FURO NO CITROEN DE JOSÉ PEDRO

para estes dois pilotos, FONTES

> BERNANDO SOUSA VENCE POWER STAGE

mas não fosse o tempo

perdido na fase inicial

do rali (problemas com a pop-off), Ricardo Teodósio poderia ter

tido também uma palavra a dizer na luta pela vitória, até porque

foi o piloto que mais troços ganhou nesta prova.

Um furo no decorrer da 7ª especial no Citroen C3 Rally2 de José

Pedro Fontes / Inês Ponte, onde perderam mais de 1m14s, viria

a deixar Bruno Magalhães na frente do rali com uma margem

relativamente confortável, que embora curta (10,3s) acabava por

ser suficiente para gerir face às características deste rali. De forma

inglória, Fontes não pôde discutir a vitória, como merecia, mas

pelas circunstâncias (Armindo Araújo rodava em 4º lugar) do rali

poderia ter levado a discussão do título para a derradeira prova do

CPR.

Para Bruno Magalhães foi uma justíssima vitória, depois do tremendo

infortúnio na Madeira (e noutras provas do CPR em que

58

ralisonline.net


NOTAS SOLTAS

powered by

O caminho para o título de Armindo

Araújo começou logo no Qualifying.

Ao vencer conseguiu escolher ser

o primeiro a partir para os troços.

Dessa forma, encontrou sempre os

troços limpos na fase inicial do

rali, preocupando-se assim apenas

consigo e com a gestão da sua

corrida.

2.

1. RICARDO TEODÓSIO

2. ARMINDO ARAÚJO

3. BERNARDO SOUSA

4. JOSÉ PEDRO FONTES

5. PEDRO MEIRELES

3.

4.

Apesar dos esforços do CAMI, clube

organizador, Chaves parece ter

quase passado ao lado desta prova.

É confrangedor ver (apesar de estar

composta de público a super-especial)

a pouca presença de público nos troços

e “nenhuma” nas assistências, que

ficaram isoladas no meio da pista de

aviação de Chaves. Numa prova em que se

acabou por conhecer os novos Campeões

de Portugal de Ralis, este tipo de

aspetos devem ser revistos.

5.

59

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


MULHERES

NOS RALIS

DANIELA LOPES

(PILOTO E

NAVEGADORA)

1.

2.

1.

1.

INÍCIO DE CARREIRA – 2013

NATURAL DE – Castelo Branco

PRIMEIRO RALI – Rali Escuderia Castelo Branco Sprint

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – Citroen Saxo

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 15 Ralis e 15

Regularidade Histórica / Sport

MELHOR RESULTADO – 8º Lugar Geral no Rally de Resende -

Douro Verde. Na vertente de Regularidade Histórica – 1º Lugar

no Rali Portas de Ródão que me deu a vitória no Troféu “Beira

Baixa Challenge”

NAVEGADORES COM QUE JÁ ANDOU – Soraia Silva, José Carlos

Lopes, António Silveira

PILOTOS COM QUE JÁ ANDOU – José Carlos Lopes, Pedro Silva

CARRO QUE MAIS GOSTOU – O Saxo pela exigência na condução

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – A adrenalina, o risco, o

desconhecido, a complexidade dos carros e o que exigem de

nós, o colocar-nos à prova de forma tão divertida e o despertar

emoções dentro e fora do carro

TERRA OU ASFALTO - Asfalto

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS – Enquanto mulher não posso

deixar de mencionar a incrível Michèle Mouton por toda a sua

humildade, simplicidade e destreza. Alargando a visão de

referências e de uma forma mais recente, temos os mágicos

“Sebastien” que realmente têm uma aptidão natural e o fator

sorte que também faz parte! A nível nacional há dois nomes

que admiro bastante Adruzilo Lopes e Rui Madeira, nomes que

serão sempre associados aos ralis, sabedoria e vitórias

MAIOR SONHO NOS RALIS - Ganhar todos, mas há vitórias que

ficam muito além de um P1 e o registo do cronómetro. Portanto,

alcançar patamares superiores e sobretudo novas experiências

com outros carros, potências e trações diferentes

RAZÕES QUE A LEVARAM E MOTIVARAM A DISPUTAR RALIS –

Desde cedo acompanho este desporto fascino-me com os

carros, o som, os traçados, os desafios e toda a envolvência

do automobilismo, incluindo a parte humana e as relações

entre equipas. Obviamente que a par de tudo isto, tenho uma

paixão enorme pela condução e a adrenalina eleva-se ao

mais alto nível neste meio. Gosto de ideias fora da caixa

e esse princípio levou me à constituição de uma equipa

feminina, já em 2013. No entanto, apenas em 2020 consegui

uma participação mais ativa nos ralis. Nos últimos 2 anos

temos vindo a evoluir, representámos de forma honrosa os

nossos parceiros e contrariámos ideias pré-concebidas entre

sexos. Considero que conseguimos manter a nossa marca

nos ralis, e impulsionámos a vinda de mais mulheres para

este desporto. Pretendemos continuar este percurso dentro

do mesmo registo, com presença e resultados! Passo a passo

iremos atingir o nosso objetivo. Temos pessoas incríveis

connosco, patrocinadores, apoiantes e equipa/família que

nos permitiram continuar a fazer o que gostamos. Gostaríamos

ainda de mudar de região no que toca à disputa de Campeonato

para termos a possibilidade de maior competitividade, que não

será exequível na sua totalidade, para já.

3.

4.

O free pratice e qualyfing foram uma eternidade...

de tempo e quase de tédio. Valeu a aplicação

dos pilotos. Apenas 10 concorrentes tiverem

direito às três passagens, em duas horas e meia!!!

Um perfeito absurdo. Não se percebe porque

não foram dados a mais dois ou três pilotos

(reconhecidamente rápidos) um joker para poderem

também marcar presença nesta qualificação.

1. PAULO BARATA

2. CARLOS BARATA

3. RICARDO TEODÓSIO

4. ERNESTO CUNHA

5. FATO DE COMPETIÇÃO J.P FONTES

6. EDUARDO SANTOS

7. RALI DA ÁGUA

1. RICARDO SOUSA 2. RAFAEL CARDEIRA

3. PAULO MEIRELES 4. PEDRO DE ALMEIDA

5. RICARDO FILIPE 6. ERNESTO CUNHA

60

ralisonline.net


powered by

provou que poderia ter ganho), revelando que o Hyundai i20 N

Rally2 é muito competitivo, o que somado ao segundo lugar de

Teodósio, que também fez uma grande prova, sobretudo no segundo

dia, deu à marca coreana a primeira dobradinha do ano.

O novo campeão teve provavelmente uma prova “chata”, no sentido

em que passou quase todo o rali a gerir o seu andamento de

modo a evitar um furo

ou um outro percalço

qualquer, mas ficou a

ideia de que tinha carro e

andamento para também

ele lutar pela vitória. O

terceiro lugar foi mais

que suficiente para garantir

a Armindo Araújo

o título (o sétimo no

CPR), acabando ainda

por beneficiar do azar de

José Pedro Fontes e da

prova menos conseguida

de Miguel Correia.

De facto, Miguel Correia

/ José Carvalho fez o que

“Foi um fim de semana

fantástico, cujo final há

muito merecíamos, depois

dos contratempos que

este ano já nos afastaram

da vitória por mais de

uma vez. O Hyundai i20

N Rally2 confirmou a sua

elevada competitividade,

o que me permitiu explorar

ao máximo todo o seu

potencial. Aproveito para

deixar os parabéns ao

Armindo Araújo”.

BRUNO MAGALHÃES

pôde ao volante do Skoda Fabia Rally2, que foi andar pelo sexto

lugar, um pouco arredado dos lugares da frente que era o seu objetivo

para esta prova. Ainda por cima, no 5º troço um furo (depois

de uma saída de estrada) fez o piloto perder mais de 6 minutos,

vendo assim esfumar-se todas as hipóteses de levar a discussão do

título para a derradeira prova. A evolução que denotou nos pisos

de terra ainda não era tão evidente no asfalto, mas aos poucos o

mais jovem dos pilotos que anda pelos lugares da frente no CPR,

prova que pode também ser competitivo neste tipo de piso.

5.

6.

61

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


MULHERES

NOS RALIS

ANDREIA SOARES

(NAVEGADORA)

1.

INÍCIO DE CARREIRA – 2018

NATURAL DE - Aveiro

PRIMEIRO RALI – Rally Legends Luso Bussaco

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – Citroen AX

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 8

MELHOR RESULTADO – 12º classificado à geral no Templários

Rally Cassic.

PILOTOS COM QUE JÁ ANDOU – Pedro Gonçalves

CARRO QUE MAIS GOSTOU – Citroen AX (único que andei até

ao momento)

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – Ao nível da equipa o convívio

entre todos. A nível competitivo o sentimento de conseguirmos

cortar a “meta”, em especial naqueles rallys em que por algum

motivo o carro precisou de reparação mecânica.

TERRA OU ASFALTO- Asfalto

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS – Inês Ponte

MAIOR SONHO NOS RALIS - Ciente de que se trata de um

projeto construído do zero pela equipa SerenaMotorsport,

cujos recursos financeiros são escassos, diria talvez que um

dos meus principais objetivos seria conseguir levar o Citroen

AX ao TOP 10 de uma prova. Gostava também que este projeto

conseguisse evoluir para assim conseguirmos participar em

outros ralis e vivenciar novas experiências.

RAZÕES QUE A LEVARAM E MOTIVARAM A DISPUTAR RALIS –

Aquando o Rally Legends Luso Bussaco 2018 o Pedro não

estava a conseguir arranjar co-piloto para participar na prova.

Com o aproximar da data, e fazendo eu parte da equipa, acabei

por sugerir que fosse eu como navegadora, deixando sempre

claro de que nada percebia e sabia do que um navegador teria

de fazer. A minha participação no mundo dos ralis começava

naquele momento. Até então não seguia nenhum tipo de prova

deste desporto. No ano seguinte decidimos arriscar novamente

comigo como navegadora e desde então tenho acompanhado

o Pedro em todos os ralis em que a equipa SerenaMotorspot

participa. A evolução tem sido notória e os resultados têm

demonstrado isso mesmo. Continuo a ouvir e a aprender, com

outros navegadores estratégias que facilitem o meu papel.

2.

Nota mais para Bernardo Sousa que com Vitor Calado estavam

a bordo do Citroen C3 Rally2. O “Big Brother” foi aumentando

progressivamente o ritmo da prova, o que lhe valeu dois fatos

marcantes neste rali: vencer a power stage e com isso subir ao 4º

lugar final do rali. O piloto madeirense mostrou-se cada vez mais

rápido e competitivo, neste seu regresso ao convívio do CPR, embora

não esteja inscrito na

competição.

Também com uma excelente

prova, talvez mesmo

a melhor do ano, Pedro

Meireles / Pedro Alves, no

Hyundai i20 N Rally2,

mesmo assim viram o 4º

lugar final fugir por 2,2s, no

derradeiro troço. Nesta prova,

o piloto de Guimarães

andou muito bem com o

seu Hyundai e parece estar

a recuperar a sua competitividade

no CPR, efetuando

bons registos nos troços do

Rali da Água.

Depois do 6º lugar, ocupado

por José Pedro Fontes,

ficou Paulo Meireles /

Marcos Gonçalves, noutro

Hyundai, apresentando

um andamento muito

consistente e um ritmo de

prova mais elevado, batendo

“Conseguimos assegurar

já o grande objetivo de

sermos campeões e isso,

é de facto, o que nos deixa

extremamente felizes.

Fizemos um rali tranquilo

e uma temporada muito

boa. Este desfecho é o

coroar do grande trabalho

realizado por toda a equipa

e estamos, obviamente,

de parabéns. Obrigado

aos nossos parceiros

por fazerem parte deste

projeto vencedor e a todos

as equipas que tem feito

com que o CPR seja um

campeonato cada vez mais

competitivo. Este ano

fomos nós os mais fortes”.

ARMINDO ARAÚJO

Pedro Almeida / Mário Castro, que nesta prova não conseguiram

impor o seu ritmo ao volante do Skoda, estando numa fase de

alguma estagnação competitiva (sobretudo por via da saída de estrada

em Castelo Branco), com um cinzento 8º lugar.

Nota mais para Ernesto Cunha, que venceu nas duas rodas

motrizes e é o novo campeão nas 2RM, juntamente com o seu

navegador Rui Raimundo, mas também nota positiva para Rafael

Cardeira (nesta prova com Luís Boiça a seu lado), que levou o seu

Renault Clio R3T ao segundo lugar nesta prova e, mais importante

que isso, demonstrou um bom ritmo competitivo.

62

ralisonline.net


powered by

CLASSIFICAÇÕES FINAIS

TEMPOS QUALIFYING

ARMINDO ARAÚJO

2M09,19S

JOSÉ PEDRO FONTES

2M09,96S

RICARDO TEODÓSIO 2M10,24

VENCEDORES DE TROÇOS

RICARDO TEODÓSIO (4)

BRUNO MAGALHÃES (3)

JOSÉ PEDRO FONTES (2)

BERNARDO SOUSA (1)

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

COMANDANTES SUCESSIVOS

BRUNO MAGALHÃES (PEC 1)

JOSÉ PEDRO FONTES (PEC 2 E 3)

BRUNO MAGALHÃES (PEC 4 E 5)

JOSÉ PEDRO FONTES (PEC 6)

BRUNO MAGALHÃES (PEC 7 A 9)

VENCEDOR DA POWER STAGE

BRUNO MAGALHÃES

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º BRUNO MAGALHÃES / CARLOS MAGALHÃES HYUNDAI I20 N RALLY2 1H01M8,1S

2º RICARDO TEODÓSIO / JOSÉ TEIXEIRA HYUNDAI I20 N RALLY2 +8,0S

3º ARMINDO ARAÚJO / LUÍS RAMALHO SKODA FABIA RALLY2 EVO +34,6S

4º BERNARDO SOUSA / VITOR CALADO* CITROEN C3 RALLY2 +45,4S

5º PEDRO MEIRELES / PEDRO ALVES HYUNDAI I20 N RALLY2 +47,9S

6º JOSÉ PEDRO FONTES / INÊS PONTE CITROEN C3 RALLY2 +1M11,5S

7º PAULO MEIRELES / MARCOS GONÇALVES HYUNDAI I20 N RALLY2 +1M56,3S

8º PEDRO ALMEIDA / MÁRIO CASTRO SKODA FABIA RALLY2 EVO +2M10,1S

9º RICARDO FILIPE / FERNANDO ALMEIDA FORD FIESTA R5 +6M04,0S

10º ERNESTO CUNHA / RUI RAIMUNDO PEUGEOT 208 RALLY4 +6M19,6S

* NÃO INSCRITOS NO CPR

CLASSIFICAÇÃO FINAL 2RM E RC4

1º ERNESTO CUNHA / RUI RAIMUNDO PEUGEOT 208 RALLY4 1H07M25S

2º RAFAEL CARDEIRA / ANDRÉ COUCEIRO RENAULT CLIO R3T +11,5S

3º RICARDO SOUSA / LUÍS MARQUES PEUGEOT 208 RALLY4 +25,6S

CLASSIFICAÇÃO RC5

1º MIGUEL ABRANTES / FILIPE CARVALHO RENAULT CLIO RALLY5 1M11,30,4S

2º JOÃO COLAÇO / TIAGO NEVES RENAULT CLIO RALLY5 +4M07,2S

CLASSIFICAÇÃO FINAL JÚNIOR

1º RAFAEL M. PEREIRA / ALBERTO SILVA PEUGEOT 208 R2 1H09M37,2S

2º GONÇALO FERNANDES / JORGE HENRIQUES PEUGEOT 208 RALLY4 +2M29S

CLASSIFICAÇÃO FPAK JUNIOR TEAM E RC5N

1º RAFAEL CUNHA / GONÇALO CUNHA KIA PICANTO GT 1H12M23,9S

2º GONÇALO HENRIQUES / ANTÓNIO SANTOS KIA PICANTO GT +2,3S

3º DANNY CARREIRA / BRUNO ABREU KIA PICANTO GT +2M25,6S

3.

4.

1. PAULO CALDEIRA 2. PÓDIO

3. RAFAEL PEREIRA 4. LUIS MORAIS

63

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


1.8

RALI VIDREIRO CENTRO DE PORTUGAL

7 E 8 DE OUTUBRO

FONTES TERMINA ÉPOCA EM ALTA

Com honras de encerramento do CPR, o Rali Vidreiro foi uma “festa” dos ralis, no

qual José Pedro Fontes / Inês Ponte foram as estrelas maiores ao vencerem a prova,

assegurando assim o vice-campeonato de 2022

CLUBE ORGANIZADOR CLUBE AUTOMÓVEL DA MARINHA GRANDE

TIPO DE PISO ASFALTO

CONDIÇÕES TEMPO SECO

PILOTO DO RALI JOSÉ PEDRO FONTES

MOMENTO DO RALI PENALIZAÇÃO DE ARMINDO ARAÚJO NA SUPER ESPECIAL

EQUIPAS CLASSIFICADAS 18

EQUIPAS DESISTENTES 4

EQUIPA VENCEDORA SPORTS & YOU / CITROEN VODAFONE TEAM

MARCA VENCEDORA CITROEN

QUILÓMETROS DE ESPECIAIS 107,41

MÉDIA DO VENCEDOR DO RALI 105,5 KM/H

64

ralisonline.net


powered by

VÍDEO DO RALI

65

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


1.

MULHERES

NOS RALIS

LILIANA COSTA

(NAVEGADORA)

INÍCIO DE CARREIRA – 2019

NATURAL DE – Albergaria dos Doze

PRIMEIRO RALI – IV Rally Rota Catrepe

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – Renault Clio Williams

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 11 (+ 5 carro zero)

MELHOR RESULTADO – 1º da geral no Rali Alitém 2022

PILOTOS / NAVEGADORES COM QUE JÁ ANDOU – Hélder Costa,

Rui Madeira, Dominico Santos, Pedro Lemos Ribeiro, João

Serrão, Pedro Tondela, Adruzilo Lopes, Ana Santos, Luís Mota

CARRO QUE MAIS GOSTOU – Renault Clio Williams

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – A adrenalina e o espírito dos ralis

TERRA OU ASFALTO - Terra

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS – Sebastien Loeb

MAIOR SONHO NOS RALIS – Competir no CPR

RAZÕES QUE A LEVARAM E MOTIVARAM A DISPUTAR RALIS –

Desde pequena que me lembro do mundo dos ralis ser uma

constante lá em casa, mas foi até ao convite do meu pai

para o acompanhar num rali de terra, como carro zero, que se

despertou o “bichinho” das corridas.

Com o regresso do Rali Alitém, o rali da minha terra, tive a

possibilidade de voltar à baquet do lado direito e, ainda no

mesmo ano, com a minha primeira participação num rali de

asfalto, nasceu a paixão pela navegação. Desde então, as

oportunidades têm aparecido. A terra fez-me apaixonar pelos

ralis. O asfalto fez-me apaixonar pela navegação.

José Pedro Fontes / Inês Ponte, ao volante do

Citroen C3 Rally2, evidenciaram no asfalto

do Vidreiro uma excelente forma, que aliás

corresponde ao andamento que esta dupla

teve em toda a fase de asfalto do CPR, obtendo

uma grande vitória que lhes permitiu

obter o vice-campeonato.

Apesar de muitos imponderáveis que foram

sucedendo, sobretudo na fase inicial do rali,

a verdade é que voltamos a ter mais uma vez

uma excelente edição do Rali Vidreiro. Com a desistência de Ricardo

Teodósio no primeiro troço, quando se partiu um cubo da roda traseira,

e com a penalização

de 4 minutos, por avanço

no controlo de entrada

para a super-especial,

+>GRANDE VITÓRIA DE JOSÉ PEDRO FONTES

de Armindo Araújo, a

> POLÉMICA PENALIZAÇÃO DE ARMINDO ARAÚJO

prova do CAMG passaria

a ter apenas dois CAMPEÃO JUNIOR

> GONÇALO HENRIQUES SAGROU-SE

candidatos à vitória, > NOVOS TROÇOS EM ALVAIÁZERE

mas que assumiram AGRADARAM

totalmente esse protagonismo,

reeditando-se

> EXCELENTE PROMOÇÃO DIGITAL DO RALI

> MUITO PÚBLICO NOS TROÇOS

> PRIMEIRO DIA DE RALI DEMASIADO CURTO

assim a luta entre José

> MARINHA GRANDE ESTEVE EM RISCO DE

Pedro Fontes e Bruno

NÃO RECEBER O RALI

Magalhães que já vinha

da prova anterior.

Depois de um primeiro dia que serviu apenas para lançar a prova na

estrada, sendo que foi favorável a Bruno Magalhães / Carlos Magalhães

no Hyundai i20 N Rally2, e apesar de dois candidatos terem ficado

fora das contas pela vitória, José Pedro Fontes teve como estratégia atacar

muito forte no primeiro troço do segundo dia e em toda a primeira

secção (venceu 4 troços seguidos), onde ganhou grande parte da vantagem

(8,2s) para o seu direto opositor nesta prova, Bruno Magalhães /

Carlos Magalhães no Hyundai I20 Rally2.

A partir daí, Fontes manteve a concentração e o ritmo, com Bruno

66

ralisonline.net


NOTAS SOLTAS

powered by

Para terminar uma época para esquecer, o

piloto mais azarado do rali foi... Ricardo

Teodósio. Logo no primeiro troço, nem metade

ia disputado, quando viu uma roda traseira

do Hyundai ganhar vida própria, fruto de um

cubo da roda partido (o mesmo problema

que o carro de Bruno Magalhães teve no Rali

Videiro Madeira).

2.

3. 4.

5.

Desastrosa, como em todas as provas

“nacionais” do CPR, foi a fórmula encontrada

para definir a ordem de partida dos 12

primeiros na estrada (o critério muda de rali

para rali). Este esquema de qualifying, que

com os treinos, dura mais de duas horas, com

estes 12 carros a passar apenas 3 vezes.

Depois espera-se mais meia hora para o

shakedown. O que se espera mesmo é que em

2023 esta fórmula termine, tanto mais que nas

provas de asfalto não faz qualquer sentido.

1. PAULO MEIRELES

2. MIGUEL CORREIA

3. BERNADO SOUSA

4. BRUNO MAGALHÃES

5. PAULO NETO

6. PEDRO DE ALMEIDA

7. ARMINDO ARAÚJO

8. RICARDO SOUSA

6.

7. 8.

7.

8. 9.

67

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


MULHERES

NOS RALIS

MAFALDA COELHO

(NAVEGADORA)

2.

1.

2.

1.

INÍCIO DE CARREIRA – 2016

NATURAL DE - Tomar

PRIMEIRO RALI – Rally de Poiares 2016 (TRRC)

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – BMW 325 iX

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – cerca de 33

MELHOR RESULTADO – 1º lugar da geral no Templários Rally

Classic em 2017 (prova extra campeonatos) ou o 1º lugar da

geral do Rally de Penela em 2017 (prova pertencente ao TRRC)

PILOTOS COM QUE JÁ ANDOU – José Ferreira e Marco Gonçalves

CARRO QUE MAIS GOSTOU – BMW 325 iX

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – O desafio da superação,

quilómetro após quilómetro, para sermos sempre melhores,

lutando contra nós próprios e, indiretamente, contra os nossos

adversários. A adrenalina da incerteza, do que vamos encontrar

ou até da maneira como vamos sair da próxima curva. Gosto

muito também do espírito de companheirismo que se sente nas

provas dos regionais, ainda que já se tenha sentido mais.

TERRA OU ASFALTO- Terra

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS– Em termos de pilotos nacionais,

para mim, o piloto que mais me fascina é o Ricardo Teodósio,

exatamente pelo estilo de condução. Não deixando nunca de

referenciar o “meu” piloto – José Ferreira, pois foi ele que

me ensinou tudo o que sei neste mundo dos ralis. Quanto a

pilotos internacionais, talvez o Ott Tanak.

MAIOR SONHO NOS RALIS – Acho que, como qualquer navegador,

também tenho um pouco aquele bichinho de um dia me sentar no

banco do lado esquerdo e ter uma experiência de condução de rali.

QUAL A RAZÃO OU RAZÕES QUE A LEVOU A DISPUTAR RALIS – A

minha entrada nos ralis surgiu um pouco por acaso. No ano de

2015, o Zé tinha ganho o TRRC e tudo apontava para que em

2016, tudo continuasse igual – carro e navegador. Mas, a poucas

semanas de começar o campeonato, o seu navegador informou-o

que não ia poder fazer ralis naquele ano e, por ser tão em cima

da hora, desafiou-me a mim para ir navegá-lo. Fiquei um pouco

em pânico porque, apesar de gostar de ir vê-los, não sabia, em

termos práticos, o que era ser navegador, ainda por cima do

campeão do ano anterior. Mesmo assim, aceitei o desafio e, no

meu primeiro rally, nunca sequer me tinha sentado dentro do

carro, nem mesmo num pequeno teste. Esse ano não foi fácil

em termos de azares, apenas terminámos o último rally, no 3º

lugar da geral, debaixo de uma chuva torrencial, mas serviu

para eu aprender a ser navegadora e crescer enquanto tal. Claro

que, ao início, todos questionavam se eu estava realmente

à altura daquele cargo, até eu própria, mas, no ano seguinte

(2017), consegui destacar-me e ganhar o Troféu Topê – o troféu

de melhor navegador do TRRC, e acho que esse foi realmente o

ponto alto da minha curta carreira nos ralis.

3.

4.

1. RICARDO FILIPE 2. PAULO CALDEIRA 3. RAFAEL CARDEIRA

4. ANTÓNIO CRUZ MONTEIRO 5. MIGUEL ABRANTES

O Campeonato de Portugal de Ralis terminou em

alta, com uma excelente prova do ponto de vista

desportivo, mas continua-se a assobiar para o lado

no que diz respeito a questões regulamentares. Já

não se fala dos reconhecimentos irregulares - com

o clube organizador a ser alertado de tal, tanto mais

que emitiu um comunicado alertando os pilotos para

cumprirem as velocidades - mas sim dos controlos

horários. Não sendo inédito, não houve parque

fechado antes da partida do rali, isto é, as equipas

saiam diretamente da assistência para o controlo

horário de partida para depois seguirem para o

primeiro troço. Depois a questão da penalização a

Armindo Araújo, que foi justa à luz do controlo que

as equipas têm que fazer, mas injusta por outro lado,

por não terem sido cumpridos alguns pressupostos

regulamentares (que tem a ver com a distância das

placas de controlo). Não são só os pilotos que têm

que assumir as suas responsabilidades, são também

os clubes organizadores.

68

ralisonline.net


powered by

5.

Magalhães sempre a pressionar (ainda chegou a 5,9s

da liderança), mas nunca em posição de verdadeiramente

conseguir “roubar” o primeiro lugar ao piloto

da Citroen. A verdade é que se andou muito depressa

nesta prova, e curiosamente

nem foram estes os

dois pilotos os mais rápidos

no rali!!! Armindo Araújo

/ Luís Ramalho, no Skoda

Fabia Rally2 foi quem nos

troços somou o melhor

registo de tempo em todo

o rali, mas a tal penalização

não lhes permitiu melhor

que o 8º lugar, a pior classificação

do ano.

Tendo sido de forma

consistente o terceiro classificado

ao longo de quase

todo o rali, Bernardo Sousa

/ Vitor Calado, no Citroen

C3 Rally2, tinham o pódio

garantido, mas no derradeiro

troço (fruto de um

monumental pião), perdeu

mais de 24s, que lhe custou

o pódio com a descida de

uma posição.

O principal beneficiário

foi Miguel Correia / Jorge

Carvalho, em Skoda Fabia

Rally2, que nunca foram protagonistas desta

prova. A dupla esteve sempre muito na expetativa

(atacando apenas num ou outro troço onde deu

nas vistas) de modo a tentar garantir o vice-campeonato,

mas a verdade é que o perdeu. Mesmo

assim, o piloto considera que foi um ano de ouro

e de grande evolução.

Bem interessante foi a prova de Paulo Meireles /

Marcos Gonçalves em Hyundai i20 Rally2, que

esteve sempre muito consistente, provando que

“Foi o coroar de uma época que

acaba por terminar em alta depois

de um começo menos conseguido.

Porém, eu tinha dito que iríamos

atacar na fase de asfalto do CPR

e cumprimos! Ganhámos entre

os concorrentes ao CPR no Vinho

Madeira e, depois, conhecemos

algum azar em Castelo Branco e no

Alto Tâmega, provas que poderiam

ter terminado com vitórias

nossas. O Vidreiro é um ‘velho

conhecido’, difícil como eu gosto,

e voltámos a afirmar a nossa

competitividade. Foi uma pena os

azares que conhecemos ao longo

da temporada, particularmente

na fase de terra do CPR e já nesta

fase de asfalto, pois arredaramnos

da luta pelo título. Aproveito

para dedicar esta vitória à minha

família, ainda para mais num ano

que foi muito difícil em termos

pessoais”.

JOSÉ PEDRO FONTES

está de novo a ganhar ritmo competitivo, que lhe

permite já andar muito próximo dos primeiros

lugares.

Fazendo uma prova dentro do registo habitual,

Paulo Neto / Nuno Mota

Ribeiro, em Skoda Fabia

Rally2, conseguiram nesta

prova um bom 6º lugar,

que não estaria nas expetativas

iniciais do piloto,

ficando na frente de Pedro

Almeida / Mário Castro,

em carro idêntico, que de

positivo tiram desta prova

o facto de terem terminado

e ganho um pouco mais

de ritmo, embora os problemas

no acelerador nos

derradeiros troços tenham

feito o piloto perder uma

posição.

Nas duas rodas motrizes,

e com uma exibição de

grande nível, ficou Ricardo

Sousa / Luís Marques, no

Peugeot 208 Rally4, que

venceram todos os troços

(menos um) no seu campeonato

e comandaram

toda a prova.

A mais de 1m7s ficou

Rafael Cardeira / Luís Boiça, em Renault Clio

R3T, a fazer uma exibição muito sólida e a alcançar

um excelente segundo lugar, ficando na frente

e Luís Morais / Paulo Silva, num Peugeot 208.

Destaque ainda para Gonçalo Henriques

(com António Santos a seu lado), ao volante de

um Peugeot 208 Rally4, piloto que se sagrou

Campeão de Portugal Junior de Ralis, mesmo que

nesta prova não tenha conseguido vencer perante

Rafael Pereira que tripulou um Peugeot 208 R2.

69

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


1. LUIS MORAIS 2. TIAGO RAPOSO DE MAGALHÃES

3. PAULO CARVALHEIRO

MULHERES

NOS RALIS

INÊS PONTE

(NAVEGADORA)

1.

INÍCIO DE CARREIRA – 2000

NATURAL DE - Lisboa

PRIMEIRO RALI – Rali Martim Longo (campeonato regional sul)

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – Renault 11 turbo

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 90

MELHOR RESULTADO – Campeã Nacional Ralis 2016

PILOTOS COM QUE JÁ ANDOU – João Pinto, Jorge Brito, Manuel

Marques, Antero Gonçalves, Vitor Teodósio, Ricardo Teodósio,

Pedro Zamith, Diana Pereira, Diva Teixeira, Valter Martins,

José Pedro Fontes

CARRO QUE MAIS GOSTOU – Porsche 997 GT3

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – Adrenalina, compromisso,

cumplicidade, amizade

TERRA OU ASFALTO - Asfalto

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS – Michele Mouton, Sebastien Loeb

MAIOR SONHO NOS RALIS - Voltar a ser campeã nacional

QUAL A RAZÃO OU RAZÕES QUE A LEVOU A DISPUTAR RALIS -

Cresci a ver e acompanhar ralis e aprendi a conduzir aos 9

anos. O meu pai fazia por diversão e gostava que eu fosse

piloto, mas aos 16 anos experimentei fazer de carro 0 num

rali e fiquei apaixonada pelas funções de co-piloto e decidi

que era o que queria fazer. Sem objetivos a não ser aprender

e divertir-me até porque tinha que estudar e isto era um

hobbie. Mas fui ganhando experiência e querendo mais e

após o convite do José Pedro Fontes rapidamente o objetivo

de ser a primeira mulher a ser campeã nacional ganhou

alguma dimensão e deixei a profissão de fisioterapeuta na

altura e dediquei-me só aos ralis. Atualmente sou co-piloto,

empresária e mãe, mas a paixão pelos ralis continua a ser

muito forte e não me vejo sem eles. As emoções, vivências e

amizades que me têm trazido fizeram de mim muito aquilo

que sou hoje enquanto pessoa.

2.

3.

CLASSIFICAÇÕES FINAIS

TEMPOS QUALIFYING

RICARDO TEODÓSIO

ARMINDO ARAÚJO

JOSÉ PEDRO FONTES

VENCEDORES DE TROÇOS

ARMINDO ARAÚJO (4)

JOSÉ PEDRO FONTES (4)

BRUNO MAGALHÃES (2)

2M06,27S

2M06,72S

2M07,96S

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

COMANDANTES SUCESSIVOS

BRUNO MAGALHÃES (PEC 1 E 2)

JOSÉ PEDRO FONTES (PEC 3 A 9)

VENCEDOR DA POWER STAGE

BRUNO MAGALHÃES

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º JOSÉ PEDRO FONTES / INÊS PONTE CITROEN C3 RALLY2 1H01M04,6S

2º BRUNO MAGALHÃES / CARLOS MAGALHÃES HYUNDAI I20 N RALLY2 +7,1S

3º MIGUEL CORREIA / JORGE CARVALHO SKODA FABIA RALLY2 EVO +48,1S

4º BERNARDO SOUSA / VITOR CALADO* CITROEN C3 RALLY2 +50,3S

5º PAULO MEIRELES / MARCOS GONÇALVES HYUNDAI I20 N RALLY2 +1M02,4S)

6º PAULO NETO / NUNO MOTA RIBEIRO SKODA FABIA RALLY2 EVO +2M37,7S

7º PEDRO ALMEIDA / MÁRIO CASTRO SKODA FABIA RALLY2 EVO +2M40,4S

8º ARMINDO ARAÚJO / LUÍS RAMALHO SKODA FABIA RALLY2 EVO +3M57,2S

9º RICARDO SOUSA / LUÍS MARQUES PEUGEOT 208 RALLY4 +4M54,6S

10º RICARDO FILIPE / FERNANDO ALMEIDA FORD FIESTA R5 +5M55M6S

* NÃO INSCRITOS NO CPR

CLASSIFICAÇÃO FINAL 2RM E RC4

1º RICARDO SOUSA / LUÍS MARQUES PEUGEOT 208 RALLY4 1H05M59,2S

2º RAFAEL CARDEIRA / ANDRÉ COUCEIRO RENAULT CLIO R3T +1M07,1S

3º LUÍS MORAIS / PAULO SILVA PEUGEOT 208 RALLY4 +2M57,1S

CLASSIFICAÇÃO RC3

1º KAETANEN / SOFIA MOUTA FORD FIESTA RALLY3 1H09M55,4S

CLASSIFICAÇÃO FINAL JÚNIOR

1º RAFAEL M. PEREIRA / ALBERTO SILVA PEUGEOT 208 R2 1H09M33,7S

2º GONÇALO FERNANDES / JORGE HENRIQUES PEUGEOT 208 RALLY4 +6M39,8S

CLASSIFICAÇÃO FPAK JUNIOR TEAM E RC5N

1º GONÇALO HENRIQUES / ANTÓNIO SANTOS KIA PICANTO GT 1H11M22S

2º JOSÉ MARIA BASTOS / ANTÓNIO PREIRA KIA PICANTO GT +1M08S

3º DANNY CARREIRA / BRUNO ABREU KIA PICANTO GT +6M17,4S

CLASSIFICAÇÃO RC5

1º MIGUEL ABRANTES / FILIPE CARVALHO RENAULT CLIO RALLY5 1M11,09.7S

2º JOÃO COLAÇO / BRUNO SÁ RENAULT CLIO RALLY5 +5M40,9S

70

ralisonline.net


powered by

CLASSIFICAÇÕES

CAMPEONATO

DE PORTUGAL DE RALIS

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

PILOTOS

NAVEGADORES

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º ARMINDO ARAÚJO 159

2º JOSÉ PEDRO FONTES 134

3º MIGUEL CORREIA 133

4º BRUNO MAGALHÃES 120

5º RICARDO TEODÓSIO 73

6º PEDRO ALMEIDA 51

7º PAULO NETO 44

8º PEDRO MEIRELES 42

9º PAULO CALDEIRA 27

10º DANIEL NUNES 20

11º ERNESTO CUNHA 17

12º GIL ANTUNES 15

13º RICARDO SOUSA 15

14º RICARDO FILIPE 11

15º LUÍS MORAIS 6

16º RAFAEL CARDEIRA 5

17º PAULO ROQUE 5

18º JOÃO COLAÇO 5

19º PEDRO SILVA 4

1º LUÍS RAMALHO 159

2º INÊS PONTE 134

3º JORGE CARVALHO 133

4º CARLOS MAGALHÃES 120

5º JOSÉ TEIXEIRA 76

6º MÁRIO CASTRO 55

7º NUNO MOTA RIBEIRO 38

8º PEDRO ALVES 36

9º ANA GONÇALVES 36

10º RUI RAIMUNDO 27

11º LUÍS MARQUES 24

12º FERNANDO D’ALMEIDA 15

13º TIAGO TEIXEIRA 6

PILOTOS RC3

NAVEGADORES RC3

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º DANIEL NUNES 75

1º NUNO MOTA RIBEIRO 75

PILOTOS RC4

NAVEGADORES RC4

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º ERNESTO CUNHA 115

2º RICARDO SOUSA 112

3º LUÍS MORAIS 77

4º RAFAEL CARDEIRA 63

5º PAULO ROQUE 56

6º PEDRO SILVA 55

1º RUI RAIMUNDO 115

2º LUÍS MARQUES 115

3º TIAGO TEIXEIRA 66

PILOTOS RC5

PILOTOS JUNIOR

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º JOÃO COLAÇO 110

EQUIPAS

POSIÇÃO EQUIPAS

TOTAL

1º GONÇALO FERNANDES 110

2º RAFAEL M. PEREIRA 75

1º SPORTS & YOU 293

2º THE RACING FACTORY 215

3º ARC SPORT 192

4º INSIDE MOTOR 35

5º RACING4YOU 31

6º PROLAMA COMPETIÇÃO 23

71

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


CAMPEONATO

DE PORTUGAL

DE RALIS DUAS

2RODAS MOTRIZES

QUATRO VITÓRIAS E UM TÍTULO PARA ERNESTO CUNHA

A ascensão de Ernesto Cunha nos ralis nacionais tem sido evidente e o título

de Campeão de Portugal de Ralis 2RM, que alcançou em 2022 juntamente com o

seu navegador Rui Raimundo, é a prova disso

72

ralisonline.net


powered by

73

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


1.Com 11 classificados no Campeonato

de Portugal de Ralis 2RM no final do

ano, a edição 2022 desta competição

contou com sete provas, seis delas par

com o Campeonato de Portugal de Ralis

(ficaram de fora as provas insulares),

existindo ainda uma prova “extra”, neste

caso o Rali de Mortágua, que ganhou a

magra consolação de ainda pontuar para

as 2RM depois da inexplicável despromoção

que sofreu do CPR de 2021 para 2022.

A primeira prova do internacional Rali Serras de Fafe Felgueiras –

Cabreira e Boticas que deu logo as principais indicações de quem

seriam os protagonistas da temporada. Ernesto Cunha / Rui

Raimundo, no Peugeot 208 Rally4 dominaram por completo,

num rali marcar pelas difíceis condições atmosféricas, que causou

muito dificuldades de tração aos duas rodas motrizes. O piloto da

Marinha Grande, atacou forte na fase inicial, e a

meio do rali já tentava gerir o avanço que obteve

para Ricardo Sousa / Luís Marques, igualmente

em Peugeot 208 Rally4.

Nesta prova, com algumas caras novas nas 2RM, RAIMUNDO

destaque para Luís Morais / Helena Maia, que também

subiram ao pódio com o Peugeot 208 Rally4,

fazendo uma excelente entrada na competição e

José Loureiro / Valter Cardoso em carro semelhante,

que deram também excelentes indicadores com

PELO TÍTULO

o inevitável Peugeot 208 Rally4.

João Colaço / José Patrício, num Renault

Clio Rally5, venceram na classe RC5, e Rafael

Cardeira / André Couceiro, que tiveram uma DE PORTUGAL

prova azarada, destacaram-se apenas porque foram

os primeiros líderes do rali.

A segunda prova, o Rali Terras d´Áboboreira, teve

+> TÍTULO DE ERNESTO CUNHA / RUI

a mesma tendência da primeira. Ernesto Cunha e Ricardo Sousa

envolveram-se numa tremenda luta pela vitória, com ambos os

pilotos a trocarem algumas vezes de posição no comando da prova,

mas com o piloto da Prolama a ser mais competitivo e a vencer

depois de uma ponta final ao ataque. Os cinco troços que Ricardo

Sousa venceu, com os três de Ernesto Cunha, demonstram também

a luta que se travou.

Nesta prova nota, muito positiva para a prestação de Pedro Silva /

Roberto Santos, num fiável mas menos competitivo Peugeot 208

R22, que subiram ao 3º lugar, e para o regressado Nuno Coelho,

com Rafael Paiva a seu lado, que levaram o Renault Clio Rally4,

ao quatro lugar, na frente de Kaetanen / Sofia Mouta (Citroen

Ds3 R3T) e Paulo Roque / Tiago Teixeira (Peugeot 208 Rally4)

na segunda prova no campeonato a procurarem ganhar ritmo e

experiência. João Colaço, venceu de novo nos RC5, enquanto

Luís Morais, Rafael Cardeira e José Loureiro desistiram.

Ao partir uma transmissão no seu Peugeot 208 Rally4, logo na super-

-especial de abertura do Rali de Mortágua,

Ricardo Sousa, candidato a lutar pela vitória,

penalizou três minutos, deixando Ernesto

Cunha, o outro candidato, mais à vontade

na busca pelo primeiro lugar.

O primeiro líder do rali foi José Loureiro

depois de vencerem a super-especial, mas

logo na primeira especial do segundo dia,

com a entrada nos troços de terra, rapidamente

Ernesto Cunha passou para a liderança,

cimentando a partir daí o primeiro

lugar de uma forma segura com 2m33s

de vantagem para o segundo classificado,

passando a estar isolado novamente nas

contas do CPR 2RM.

José Loureiro fez mesmo assim uma grande

prova, tendo em conta a sua menor

> APENAS 11 CONCORRENTES

CLASSIFICADOS

> CALENDÁRIO COM 7 PROVAS

> DESISTÊNCIA DE RICARDO SOUSA NO

RALI DE PORTUGAL CONDICIONOU LUTA

> BOA ÉPOCA DE ESTREIA PARA LUÍS

MORAIS, PEDRO SILVA E JOSÉ LOUREIRO

> APENAS CINCO CONCORRENTES NO RALI

> JOÃO COLAÇO VENCEU NOS RC5

> DUAS RODAS MOTRIZES PRECISAM DE

MAIS DIVULGAÇÃO

74

ralisonline.net


NOTAS SOLTAS

powered by

Como consolação pela saída do CPR de 2021

e 2022, o Rali de Mortágua montou um rali

para o Campeonato de Portugal de Ralis 2RM.

Logicamente que a prova não teve o mesmo

impacto, apesar de ter contado ainda com

a Peugeot Rally Cup Ibérica e com outras

competições.

2.

3.

4.

experiência e menor conhecimento dos troços

de Mortágua, obtendo um excelente segundo

lugar, aproveitando bem as potencialidades do

seu Peugeot 208 Rally4.

Com uma prova de trás para a frente, Ricardo Sousa

conseguiu chegar ao pódio, no derradeiro troço,

limitando dessa forma o azar que teve na super-especial,

tendo ainda o prémio de ter sido o piloto que

mais troços venceu à geral nesta prova (4).

No quarto lugar terminou Nuno Coelho, num

bom registo do piloto do Renault Clio Rally4,

ficando na frente de Pedro Silva e de Rafael

Cardeira, depois de estar em dúvida a sua participação

após uma saída de estrada no shakedown.

Miguel Abrantes / Inês Veiga, venceram os RC5,

na estreia ao volante do Renault Clio Rally5.

Seguiu-se o Vodafone Rali de Portugal, que não

deverá ter contado para esta competição, tal a

violência a que os pequenos carros de duas rodas

motrizes foram sujeitos. A prova disso é que

apenas cinco pilotos se inscreveram na prova, e

logo na segunda especial ficaram quatro, com a

desistência prematura de Ricardo Sousa, fruto

da dureza dos troços, num momento muito

importante na definição das contas no campeonato

das duas rodas motrizes, tanto mais que

Ernesto Cunha voltava a vencer, pela terceira vez

nesta temporada. Num rali em que o desafio era

desviarem-se das pedras e dos regos, provocados

1. RUI SOUSA 2. LUIS MORAIS 3. RAFAEL CARDEIRA

4. JOSÉ LOUREIRO 5. PEDRO SILVA 6. PAULO ROQUE

5.

6.

75

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


1. MIGUEL ABRANTES 2. JOÃO FIGUEIREDO 3. NUNO COELHO

4. JOÃO COLAÇO 5. GONÇALO FERNANDES

MULHERES

NOS RALIS

ANA SANTOS

(NAVEGADORA)

INÍCIO DE CARREIRA - 2011

NATURAL DE - Figueiró dos Vinhos

PRIMEIRO RALI - (Pirata) Rally Paulcar Gala 2011; (Federado)

Rally do Oeste 2012

PRIMEIRO CARRO DE RALIS - Toyota Corolla FWD

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 84 e 2 como piloto

MELHOR RESULTADO – 1. Campeonato Regional Centro 2020;

1. Geral Rally Lampantana 2019; 1. Geral Rally Bairrada e

Castelo Branco 2020; 1. Geral Rally Alitém 2021

PILOTOS COM QUE JÁ ANDOU – Armando Carvalho, Vitor

Matias, Paulo Marques, Jaime Almeida, Rui Mendes, João

Martins, Rui Cruz, João Serralha, Carlos Santos

CARRO QUE MAIS GOSTOU - Mitsubishi Lancer Evo V

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS - A adrenalina no topo,

desafiar o limite, anti-stress

TERRA OU ASFALTO– todos, mas terra é fantástico

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS –Sebastien Ogier

MAIOR SONHO NOS RALIS - Fazer ralis até morrer, até ter

capacidade para o fazer claro

QUAL A RAZÃO OU RAZÕES QUE A LEVOU A DISPUTAR RALIS -

Sempre fui apaixonada pelo barulho dos carros, o meu pai levoume

a ver o Mundial a passar no troço de Foz de Alge - Figueiró

dos Vinhos muito pequena e aquilo para mim era qualquer coisa

de especial que eu não sabia explicar com 8 ou 9 anos.

Um dia numa brincadeira e já com 28 anos andei a primeira vez

dentro de um carro de competição, aí percebi que toda a vida gostei

de carros, toda a vida gostei de conduzir, sempre esteve lá aquela

paixão, mas em prova eu fecho a porta para o resto do mundo.

Para mim é viver aquele momento intensamente até ao limite.

Sendo um desporto maioritariamente adotado pelos homens, só

posso dizer “parabéns a todas as mulheres que ousam fazer o que

mais gostam” independentemente do que a sociedade lhes diz.

3.

pelos quatro motrizes que passaram à sua frente, Ernesto Cunha

venceu com larga margem sobre José Loureiro, novamente a fazer

um excelente resultado e a surpreender nesta temporada. No terceiro

lugar, Luís Morais (com Paulo Silva a seu lado), ainda fez um

forcing final para tentar apanhar Loureiro, enquanto no quarto

lugar ficou Paulo Roque.

Em Castelo Branco, o campeonato

entrou na fase final,

toda ela disputada em asfalto.

Com uma prova de grande

nível, Ricardo Sousa venceu

sem contemplações, num rali

em que foi rápido e muito

concentrado, não cometendo

qualquer erro, recuperando assim

alguns pontos ao seu rival

Ernesto Cunha. O piloto da

Marinha Grande apesar de ter

terminado no segundo lugar

teve uma rali com demasiadas

incidências, com toque, penalização

e furo (em diferentes

momentos do rali). Mesmo

assim, manteve-se firme na liderança

do campeonato e com

fortes hipóteses de um conquistar

na prova seguinte.

Rafael Cardeira fez a melhor

prova da temporada, com um

terceiro lugar muito consistente

e aproveitando da melhor

“Foi para já o melhor

resultado da minha

carreira nos ralis.

Ser campeão era

um dos objetivos

que tinha para esta

temporada e felizmente

conseguimos obter

isso. A performance e

os resultados obtidos

na fase de terra, tipo de

piso onde não estava

tão à vontade, foram

cruciais para alcançar

este título. Logicamente

que o meu navegador

Rui Raimundo foi

também importante

na minha evolução,

pela tranquilidade e

pela confiança que me

transmitiu ao longo da

temporada”.

ERNESTO CUNHA

forma as características do seu Renault Clio R3T, iniciando uma

ponta final de campeonato em que esteve em grande nível.

A jogar em “casa”, Pedro Silva fez um excelente rali, subindo ao quatro

lugar mesmo no derradeiro troço, surpreendendo Luís Morais.

Na luta entre os RC5, Miguel Abrantes voltou a vencer frente a

João Colaço, piloto que se mantinha na frente desta classificação

particular, fruto das vitórias no início da temporada.

1.

2.

Para além de ter tido a sua melhor época de sempre, Rafael

Cardeira esteve em destaque pela sua iniciativa “1 Rali, 1

Instituição”. Ao longo da época, em todos os ralis, visitou

uma instituição, onde juntamente com a fundação Sporting,

distribuiu equipamentos, brindes e outros presentes

a crianças e jovens carenciados. Uma bela iniciativa

que mostra o que os ralis podem fazer a bem dos mais

desfavorecidos e da sociedade em geral.

76

ralisonline.net


powered by

4.

Em 2022 os carros de duas motrizes puderam também

pontuar nas contas do CPR, o que não tinha sucedido em

2021. Dessa forma, para além do título nas duas rodas

motrizes, Ernesto Cunha / Rui Raimundo foram também os

melhores classificados nas contas do CPR com um carro de

duas rodas motrizes, ficaram no 11º lugar da classificação.

5.

No Rali da Água, em Chaves, as contas do título ficaram arrumadas.

A vitória de Ernesto Cunha neste rali deu-lhe o tão desejado

título nas duas rodas motrizes, depois de uma prova em que exceto

na primeira especial, comandaram sempre o rali. Num rali em

que tinha mesmo de vencer, para adiar as contas do título para

a última prova, Ricardo Sousa voltou a ter algum azar. Mesmo

vencendo sete dos nove troços do rali, problemas na direção assistida

na fase inicial do rali, levaram Sousa a perder muito tempo,

sendo apenas possível recuperar até ao terceiro lugar.

Na segunda posição, e em clara subida de forma, apareceu Rafael

Cardeira, que terminou perto do vencedor, depois de um rali em

que voltou a ser rápido.

Igualmente protagonista da prova, Luís Morais viria a terminar no 4º

lugar, provando estar mais à vontade com o seu Peugeot, ficando na

frente de Miguel Abrantes, que voltava a vencer de novo nos RC5.

Já com o título atribuído, o Rali Vidreiro encerrou a temporada.

Os campeões Ernesto Cunha / Rui Raimundo “escolheram” a melhor

altura para terem azar, com problemas no radiador depois de

um ligeira saída de estrada logo na fase inicial do rali.

Ricardo Sousa / Luís Marques acabaram por se impor com grande

à vontade, com mais de um minuto de vantagem, terminando a

época com uma terceira vitória, demonstrando que sem os azares

da época (normais em ralis) poderiam ter sido também campeões.

Dando continuidade às provas anteriores, Rafael Cardeira voltou a somar

um segundo lugar no rali caseiro, ficando na frente de Luís Morais,

também ele a demonstrar uma boa evolução ao longo da temporada.

Sem carro para acompanhar a concorrência, Pedro Silva fez um

excelente 4º lugar no Vidreiro, prova onde Miguel Abrantes voltou

a vencer nos RC5, embora nas contas do Campeonato tenha sido

João Colaço a levar o “título” nesta categoria.

77

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


- MULHERES

NOS RALIS

ANA CRISTINA

PEREIRA

(PILOTO)

RALI TERRAS D´ABOBOREIRA

15 E 16 DE ABRIL

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

RICARDO SOUSA (5) RICARDO SOUSA ( PEC 1 A 3)

ERNESTO CUNHA (3) ERNESTO CUNHA (PEC 4 A 7)

RICARDO SOUSA ( PEC 8)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º RICARDO SOUSA / LUÍS MARQUES PEUGEOT 208 RALLY4 1H21M37,6S

2º ERNESTO CUNHA / RUI RAIMUNDO PEUGEOT 208 RALLY4 +12,7S

3º PEDRO SILVA / ROBERTO SANTOS PEUGEOT 208 R2 +5M07,6S

4º NUNO COELHO / RAFAEL PAIVA RENAULT CLIO RALLY4 +5M39,9S

5º KATANEN / SOFIA MOUTA CITROEN DS3 R3T +6M10,2S

INÍCIO DE CARREIRA - 2021

NATURAL DE - Trofa

PRIMEIRO RALI - Rali de Santo Tirso 2021

PRIMEIRO CARRO DE RALIS - Peugeot 106 S16

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ HOJE - 8

MELHOR RESULTADO DA CARREIRA -19º da geral no Rali de

Gondomar 2022 / 1º lugar equipa feminina Rali de Gondomar 2022

NAVEGADORES COM QUEM JÁ ANDOU - Filipa Azevedo, Helena

Maia, Cátia Esteves

CARRO QUE MAIS GOSTOU - Peugeot 106 GTI, o meu carro (só

guiei 2 carros)

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS - A adrenalina e a concentração

que me fazem esquecer tudo que me rodeia, a velocidade, o

cheiro, a incerteza, o perigo, o barulho dos motores, o convívio,

conhecer outros pilotos/navegadores e cidades.

TERRA OU ASFALTO- Ainda só fiz ralis de asfalto

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS- Armindo Araújo e José Janela

(como navegador)

MAIOR SONHO NOS RALIS - O meu maior sonho era mesmo

entrar para o mundo dos ralis e já consegui disputar uma

época completa. Tudo que agora advém, são conquistas, a

evolução constante, o aperfeiçoamento, a superação. Contudo

não posso negar que, fazer um rali e desfrutar da condução de

um carro de última geração também seria um sonho.

QUAL A RAZÃO OU RAZÕES QUE A LEVOU A DISPUTAR RALIS - Não

tenho nem nunca tive ninguém de família ou amigos ligados

aos ralis. O desporto automóvel, nomeadamente os ralis,

são uma paixão pessoal que tenho há já alguns anos, mas

como achava utopista a sua concretização, nunca tentei mais

cedo, primeiro por ser mulher e depois por ser um desporto

dispendioso. Em 2021, o fascínio pela condução a vontade

de participar num rali prevaleceu em relação à dificuldade

do mesmo e partindo do zero, com 15 dias para a preparação,

consegui estar à partida do Rali de Santo Tirso. Sempre achei

e quis que o meu lugar fosse ao volante e agora ainda tenho

mais a certeza disso. Penso que a ânsia, a resiliência e a

enorme paixão que tenho pelos ralis foram por si só o grande

motivo de querer ser piloto.

CLASSIFICAÇÕES

CAMPEONATO 2RM

RALI SERRAS DE FAFE, FELGUEIRAS,

CABREIRA E BOTICAS

11, 12 E 13 DE MARÇO

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

ERNESTO CUNHA (2) RAFAEL CARDEIRA (PEC 1)

RICARDO SOUSA (2) ERNESTO CUNHA (PEC 2 A 9)

RAFAEL CARDEIRA (1)

LUÍS MORAIS (1)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º ERNESTO CUNHA / RUI RAIMUNDO PEUGEOT 208 RALLY4 1H17M35,5S

2º RICARDO SOUSA / LUÍS MARQUES PEUGEOT 208 RALLY4 (+29,7S

3º LUÍS MORAIS / HELENA MAIA PEUGEOT 208 RALLY4 (+2M26,9S

4º JOSÉ LOUREIRO / VALTER CARDOSO PEUGEOT 208 RALLY4 (+5M44,6S

5º JOÃO SILVA / INÊS VEIGA RENAULT CLIO RS R3T (+6M06,1S

RALI DE MORTÁGUA

29 E 30 DE ABRIL

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

RICARDO SOUSA (4) JOSÉ LOUREIRO (PEC 1)

ERNESTO CUNHA (2) ERNESTO CUNHA (PEC 2 A 7)

JOSÉ LOUREIRO (1)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º ERNESTO CUNHA / RUI RAIMUNDO PEUGEOT 208 RALLY4 1H02M15,4S

2º JOSÉ LOUREIRO / VALTER CARDOSO PEUGEOT 208 RALLY4 +2M23,0S

3º RICARDO SOUSA / LUÍS MARQUES PEUGEOT 208 RALLY4 +2M49,9S

4º NUNO COELHO / RAFAEL PAIVA RENAULT CLIO RALLY4 +3M44,6S

5º PEDRO SILVA / ROBERTO SANTOS PEUGEOT 208 R2 +4M25,0S

VODAFONE RALLY DE PORTUGAL

19 A 22 DE MAIO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

ERNESTO CUNHA (5) JOSÉ LOUREIRO (PEC 1)

JOSÉ LOUREIRO (3) ERNESTO CUNHA (PEC 2 A 9)

LUÍS MORAIS (3)

PAULO ROQUE (1)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º ERNESTO CUNHA / RUI RAIMUNDO PEUGEOT 208 RALLY4 1H49M50,3S

2º JOSÉ LOUREIRO / VALTER CARDOSO PEUGEOT 208 RALLY4 +3M28,5S

3º LUÍS MORAIS / PAULO SILVA PEUGEOT 208 RALLY4 +3M49,0S

4º PAULO ROQUE / TIAGO TEIXEIRA PEUGEOT 208 RALLY4 +10M38,6S

RALI DE CASTELO BRANCO

10 E 12 DE JUNHO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

RICARDO SOUSA (9) RICARDO SOUSA (PEC 1 A 11)

ERNESTO CUNHA (3)

JOSÉ LOUREIRO (1)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º RICARDO SOUSA / LUÍS MARQUES PEUGEOT 208 RALLY4 1H01M36,0

2º ERNESTO CUNHA / RUI RAIMUNDO PEUGEOT 208 RALLY4 +1M00,9S

3º RAFAEL CARDEIRA / LUÍS BOIÇA RENAULT CLIO R3T +2M10,8S

4º PEDRO SILVA / ROBERTO SANTOS PEUGEOT 208 R2 +2M38,4S

5º LUÍS MORAIS / PAULO SILVA PEUGEOT 208 RALLY4 +2M39,4S

RALI DA ÁGUA - CIM ALTO TÂMEGA

2 E 3 DE SETEMBRO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

RICARDO SOUSA (7) RICARDO SOUSA (PEC 1)

ERNESTO CUNHA (1) ERNESTO CUNHA (PEC 2 A 9)

LUÍS MORAIS (1)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º ERNESTO CUNHA / RUI RAIMUNDO PEUGEOT 208 RALLY4 1H07M25,0S

2º RAFAEL CARDEIRA / LUÍS BOIÇA RENAULT CLIO R3T +11,5S

3º RICARDO SOUSA / LUÍS MARQUES PEUGEOT 208 RALLY4 +25,6S

4º LUÍS MORAIS / PAULO SILVA PEUGEOT 208 RALLY4 +1H06,9S

5º MIGUE ABRANTES / FILIPE CARVALHO RENAULT CLIO RALLY5 +4M05,4S

RALI VIDREIRO - CENTRO DE PORTUGAL

7 E 8 DE OUTUBRO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

RICARDO SOUSA (7) RICARDO SOUSA (PEC 1 A 9)

ERNESTO CUNHA (1)

RAFEL CARDEIRA (1)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º RICARDO SOUSA / LUÍS MARQUES PEUGEOT 208 RALLY4 1H05M59,2S

2º RAFAEL CARDEIRA / LUÍS BOIÇA RENAULT CLIO R3T +1M07,1S

3º LUÍS MORAIS / PAULO SILVA PEUGEOT 208 RALLY4 +2M57,1S

4º PEDRO SILVA / ROBERTO SANTOS PEUGEOT 208 R2 +3M53,4S

5º MIGUE ABRANTES / FILIPE CARVALHO RENAULT CLIO RALLY5 +5M10,5S

78

ralisonline.net


powered by

CLASSIFICAÇÕES

CAMPEONATO

DE PORTUGAL DE RALIS

DUAS RODAS MOTRIZES

PILOTOS

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

RICARDO

SOUSA

LUIS

MARQUES

e a equipa Prolama,

agradecem a todos os

Patrocinadores, equipa técnica

e amigos.

1º ERNESTO CUNHA 145

2º RICARDO SOUSA 143

3º LUÍS MORAIS 79

4º RAFAEL CARDEIRA 76

5º PEDRO SILVA 65

6º JOSÉ LOUREIRO 58

7º PAULO ROQUE 54

8º JOÃO COLAÇO 46

9º LUÍS ABRANTES 42

10º NUNO COELHO 34

11º RUI LOPES 22

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

NAVEGADORES

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º RUI RAIMUNDO 147

2º LUÍS MARQUES 146

3º ROBERTO SANTOS 76

4º TIAGO TEIXEIRA 65

5º VALTER CARDOSO 58

6º TIAGO NEVES 49

7º RAFAEL PAIVA 38

8º NUNO ALVES 32

PILOTOS RC4

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º ERNESTO CUNHA 140

2º RICARDO SOUSA 129

3º LUÍS MORAIS 77

4º RAFAEL CARDEIRA 73

5º PEDRO SILVA 67

6º PAULO ROQUE 64

7º JOSÉ LOUREIRO 54

8º NUNO COELHO 38

9º RUI LOPES 34

NAVEGADORES RC4

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º RUI RAIMUNDO 140

2º LUÍS MARQUES 132

3º ROBERTO SANTOS 76

4º TIAGO TEIXEIRA 76

5º VALTER CARDOSO 54

6º NUNO ALVES 44

7º RAFAEL PAIVA 42

PILOTOS RC5

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º JOÃO COLAÇO 130

2º MIGUEL ABRANTES 100

79

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


TAÇA DE

PORTUGAL

3RALIS

80

ralisonline.net


powered by

TEODÓSIO LEVA A “TAÇA”

Numa temporada com tantos azares, Ricardo Teodósio / José Teixeira fecharam

o ano em beleza, com a conquista da Taça de Portugal de Ralis

81

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


Com a Vitória na Taça de Portugal de Ralis

de 2022, Ricardo Teodósio (acompanhado

pelo inseparável José Teixeira), venceu e

convenceu no seu Rallye Casinos do Algarve

ao volante do Hyundai i20 N Rally2, que

lhe permite ser o único piloto no nosso país

a juntar ao seu título de Campeão Nacional

o de vencedor da Taça de Portugal.

Num muito rali morno, em que lhe bastou

estar concentrado e focado, Ricardo

Teodósio venceu todos os troços e comandou durante todo o rali

com grande à vontade, não tendo qualquer concorrência a fazer-lhe

frente nesta prova, no qual estiveram ausentes todos os seus adversários

do Campeonato de Portugal de Ralis. Uma

vitória e um título, que seguramente fará parte

do seu curriculum e que por certo outros quererão

também ostentar no futuro.

Carlos Martins / Daniel Amaral foram uns naturais

segundos classificados. É certo que tiveram

uma adaptação ao Citroen C3 Rallye2 muito difícil

na parte inicial da prova, mas com os quiló-

OLIVEIRA

metros e a experiência rapidamente suplantaram

um surpreendente Miguel Oliveira.

+> VITÓRIA NATURAL DE RICARDO TEODÓSIO

> ESTRUTURA DO RALI NÃO ALTEROU

> PRESENÇA DO MOTOCICLISTA MIGUEL

> RENATO PITA VENCEU NAS 2RM

> PROVA CANDIDATA AO CPR

> APENAS 45 INSCRITOS

O famoso motociclista, que teve o experiente Carlos Magalhães a seu

lado, teve uma adaptação fulgurante ao Hyundai i20 Rally2 (habitualmente

conduzido por Bruno Magalhães) para quem apenas tinha feito

cerca de 20 quilómetros de testes antes desta prova (segundo informações

da equipa). A destreza com que conduziu o Hyundai foi impressionante

para quem tem pouca experiência de ralis e a grande melhoria

de tempo nas segundas passagens mostram claramente a facilidade que

teve em impor o seu andamento nos troços algarvios.

Também em estreia, mas ao volante de um R5, Márcio Marreiros

/ Ricardo Volante conseguiram levar o Skoda Fabia ao 4º lugar,

mostrando que o campeão regional sul ainda está para as “curvas”,

sempre com passagens espetaculares pelos troços desta prova.

O único detentor da Taça de Portugal até esta prova, Carlos Fernandes,

aqui acompanhado por Valter Cardoso, continua

a fazer magia ao volante do velhíssimo Mitsubishi

Carisma Evo V. Andou, como sempre, francamente

depressa, mesmo com uma indisposição

no primeiro dia, mas sem um carro melhor não

conseguiu naturalmente fazer melhor.

Destaque ainda para Renato Pita, que foi o

melhor das duas rodas motrizes, no Peugeot

208 Rally4, com um bom sétimo lugar, ficando

no meio de sete Mitsubishi´s!!!

1.

2. 3.

82

ralisonline.net


NOTAS SOLTAS

powered by

Miguel Oliveira foi a grande estrela da

Taça de Portugal, que mesmo assim não

compensou a ausência dos principais pilotos

do Campeonato de Portugal de Ralis, exceto

Ricardo Teodósio. “Foi um fim de semana

fantástico e inesquecível que me permitiu

concretizar o sonho de participar num rali.

Acima de tudo, diverti-me muito e foi muito

bom receber todo o carinho do público.

Naturalmente, este resultado só foi possível

por ter ao meu lado um navegador experiente

como o Carlos Magalhães, navegador do Team

Hyundai Portugal”, comentou Miguel Oliveira

no final do rali.

4.

5.

6.

1. CARLOS MARTINS 2. MIGUEL OLIVEIRA 3. RUI BORGES

4. RENATO PITA 5. TELMO PEDRO 6. ANTÓNIO GAGO

7. MÁRCIO MARREIROS

CLASSIFICAÇÕES

RALLYE CASINOS DO ALGARVE

TAÇA DE PORTUGAL DE RALIS 2022

12 E 13 DE NOVEMBRO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

RICARDO TEODÓSIO (8) RICARDO TEODÓSIO (8)

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

7.

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º RICARDO TEODÓSIO / JOSÉ TEIXEIRA HYUNDAI I20 N RALLY2 48M55,3S

2º CARLOS MARTINS / DANIEL AMARAL CITROEN C3 RALLY2 +1M31,2S

3º MIGUEL OLIVEIRA / CARLOS MAGALHÃES HYUNDAI I20 N RALLY2 +1M54,4S

4º MÁRCIO MARREIROS / RICARDO BARRETO SKODA FABIA R5 +2M36,4S

5º CARLOS FERNANDES / VALER CARDOSO MITSUBISHI CARISMA GT EVO V +2M44,3S

6º RUI BORGES / LUÍS RIBEIRO MITSUBIHSI LANCER EVO IX +5M29,2S

7º RENATO PITA / RUI MOREIRA PEUGEOT 208 RALLY4 +5M34,2S

8º RUI RIJO / MIGUEL LUZ MITSUBISHI LANCER EVO VIII MR +5M39,9S

9º JOÃO ARAÚJO / LUÍS ARAÚJO MITSUBISHI LANCER EVO VIII MR +5M56,3S

10º GONÇALO RODRIGUES / ANDRÉ BARRAS MITSUBIHSI LANCER EVO VI +6M05,2S

OUTROS VENCEDORES

ANTÓNIO GAGO / PAULO AMORIM FORD ESCORT RS2000 MKII H75

JOÃO CASTANHEIRA / CARLOTA TELES FORD FIESTA R2 P1

MÁRIO CASTRO / RICARDO CUNHA FORD FIESTA R2T P2

GONÇALO RODRIGUES / ANDRÉ BARRAS MITSUBIHSI LANCER EVO VI P3

RENATO PITA / RUI MOREIRA PEUGEOT 208 RALLY4 RC4

GONÇALO HENRIQUES / ANTÓNIO SANTOS KIA PICANTO GT RC5N

FÁBIO SANTOS / RICARDO SISMEIRO CITROEN SAXO VTS X1

CARLOS FERNANDES / VALER CARDOSO MITSUBISHI CARISMA GT EVO V X3

JOSÉ C. MAGALHÃES / BEATRIZ PINTO FIAT GRANDE PUNTO R3D X4

FILIPA TINTIM / FÁBIO REIS PEUGEOT 208 1.2 X7

Dar dignidade à Taça

de Portugal de Ralis é

essencial para que esta se

torne a grande festa dos

ralis. O Clube Automóvel

do Algarve desenhou uma

prova igual a 2021, que

obrigou a perder dois dias

para se fazer apenas 80

quilómetros de troços.

83

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


PEUGEOT

RALLY CUP

4IBÉRICA

84

ralisonline.net


powered by

CONTAS À ESPANHOLA FAVORÁVEIS A RUILOBA

A Peugeot Rally Cup Ibérica continua a ser dominada pelos pilotos espanhóis.

Em 2022 o duelo entre Óscar Palomo e Diego Ruiloba durou até final e foi

favorável a este, em mais uma temporada em que o Peugeot 208 Rally4 se

mostrou muito competitivo

85

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


1.

MULHERES

NOS RALIS

CÁTIA ESTEVES

(NAVEGADORA)

INÍCIO DE CARREIRA – 2016

NATURAL DE - Barcelos

PRIMEIRO RALI – Rali de Santo Tirso 2016

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – Toyota Starlet

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 17

MELHOR RESULTADO – 3º Lugar da classe X1-9 no Rali de

Vila Nova de Famalicão 2019

PILOTOS QUE JÁ ANDOU – Hugo Duarte, Flávio Correia, Manuel

Pereira, Paula Sousa, Jacinto Oliveira, Diana Soares, Ricardo

Azevedo, Ana Pereira, João Marques, José Senra

CARRO QUE MAIS GOSTOU – Citroen C2

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – A velocidade, a amizade, o

companheirismo, o trabalho de equipa

TERRA OU ASFALTO - Asfalto

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS – Sem dúvida que a Inês Ponte é

uma grande referência para as mulheres no mundo dos ralis

MAIOR SONHO NOS RALIS - Ser campeã de ralis

RAZÕES QUE A LEVARAM E MOTIVARAM A DISPUTAR RALIS – Cai

nos ralis um bocado de “paraquedas”. inicialmente ia apenas

como espetadora e cada vez mais gostava do ambiente que era

vivido enquanto se esperava pelos carros passar, vive-se muito o

companheirismo. Com o passar do tempo fui conhecendo pessoas

envolvidas nas equipas que competiam até que surgiu o convite

para fazer uma prova, não pensei duas vezes em aceitar, estava

disposta a aprender tudo para que aquele rali corre-se da melhor

forma. Mal eu sabia que ia gostar tanto de ter a responsabilidade

de controlar uma prova sem ter as mãos no volante. Em cada

prova é uma nova aprendizagem e também é isso que me motiva,

a vontade de querer saber mais, de querer fazer mais, não só por

mim mas também pelas equipas por onde passo.

Em cinco dos seis ralis da temporada 2022

da Peugeot Rally Cup Ibérica, as vitórias

à geral ficaram para Óscar Palomo (3)

ou para Diego Ruiloba (2), o que é bem

demonstrativo do domínio que ambos os

pilotos demonstraram ao longo da temporada.

O que mais fez a diferença pender no

final do ano para Diego Ruiloba até foram

as desistências, com Palomo a ter duas logo

nas três primeiras provas da temporada

(por avaria) e o seu adversário apenas uma (perdeu uma roda).

Com tantas incidências ao longo da temporada, a verdade é que

os dois pilotos tiveram um final de época espetacular, já que no

derradeiro rali qualquer deles poderia ter sido campeão, embora a

vantagem de não precisar da vitória estivesse do lado de Ruiloba.

Mesmo assim, na prova anterior (Llanes) deu-se um dos momentos

mais altos de toda a temporada, com Diego Ruiloba a vencer

com uma vantagem de 0,1s para Óscar Palomo após 145 quilómetros

de troços!!!

Quem poderia também ter lutado pelo título, pelo menos mostrou

por diversas ocasiões que o poderia fazer, foi Ernesto Cunha.

Teve um início de temporada bom, com três interessantes resultados,

onde se destaca dois segundos lugares em Fafe e no Rali

de Portugal, o português acabou por estar menos competitivo

na segunda fase do troféu (com alguns azares à mistura), onde o

desconhecimento dos três ralis de asfalto (todos em Espanha) era

bem maior face aos seus adversários espanhóis. Mesmo assim, no

final da época, Ernesto Cunha conseguiu um terceiro lugar nas

contas do Peugeot Rally Cup Ibérica 2022.

Outros pilotos portugueses tiveram algum destaque nesta competição,

a começar por Ricardo Sousa que teve uma época cheia de problemas

e azares, que limitaram muito a sua prestação, ao ponto do

português já nem sequer ter ido à derradeira prova. Mesmo assim,

conseguiu o 6º lugar final atrás de Robert Blach e Iago Gabeiras.

Igualmente interessante, para ano de estreia foi o 8º lugar obtido por

José Loureiro, que somou quatro prestações muito regulares nos quatro

primeiros ralis e únicos que disputou nesta temporada do troféu.

Luís Morais, Paulo Roque, Hugo Lopes, Pedro Antunes e Renato

Pita foram outros pilotos que também marcaram presença em algumas

provas desta competição.

86

ralisonline.net


2.

3. 4.

5.

6. 7.

1. OSCAR PALOMO 2. RICARDO SOUSA 3. ROBERT BLACH

4. IAGO GABEIRAS 5. ERNESTO CUNHA 6. JOSÉ LOUREIRO

7. ANDREAS MARIEYHARA

87

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


MULHERES

NOS RALIS

JOANA SILVA

(NAVEGADORA)

INÍCIO DE CARREIRA – 2019

NATURAL DE – Vila Nova de Famalicão

PRIMEIRO RALI – Rali de Famalicão 2021

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – Mitsubishi Evo VI

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 4 (Mais duas

super especiais)

MELHOR RESULTADO – 3.º da Geral no Rali de Famalicão 2021

PILOTOS COM QUE JÁ ANDOU – Filipe Silva, Luís Silva e José Janela

CARRO QUE MAIS GOSTOU – Mitsubishi Evo VI e BMW M3 E30

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – A velocidade, a adrenalina e o risco

TERRA OU ASFALTO- Asfalto

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS– Carlos Sainz e Sébastien Loeb

MAIOR SONHO NOS RALIS - É uma pergunta muito direta para

alguém que vê isto como um passatempo e uma maneira de

se divertir. Ao perguntar um sonho nos ralis diria ser campeã

nacional, mas para isso teria de levar isto mais a sério

e não apenas como um passatempo.

QUAL A RAZÃO OU RAZÕES QUE A LEVOU A DISPUTAR RALIS –

Cresci neste mundo de adrenalina… O meu pai, Filipe Silva,

fazia algumas perícias tal como o meu tio, Luís Silva, e eu

estava lá sempre que me deixavam. O meu tio começou a fazer

o campeonato nacional de montanha e eu sempre gostei de

ir ver e o bichinho foi sempre aumentando. Tanto o meu pai

como o meu tio começaram a fazer também alguns ralis e

super especiais e tornava-se difícil não querer ir ver. Então,

no dia que fiz 16 anos pedi ao meu pai como prenda a licença

de navegadora. Não foi assim tão fácil convencer o meu pai

e a minha mãe a deixarem, mas lá consegui e fiz a minha

primeira prova no dia 10 de Junho de 2019 na Super Especial

de Riba D’Ave ao lado do meu pai no Mitsubishi Evo VI…

Nesse mesmo ano participei ainda na Especial Sprint BVF em

Famalicão com o meu tio onde ganhamos a prova no BMW M3

E30. Em 2020 não fizemos nada por causa da COVID-19 e em

2021 comecei a fazer ralis.

1. PEUGEOT 208 ELÉTRICO 2. LUÍS MORAIS

CLASSIFICAÇÕES

PEUGEOT RALLY CUP

RALI SERRAS DE FAFE,

FELGUEIRAS, CABREIRA E BOTICAS

11, 12 E 13 DE MARÇO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

ÓSCAR ORTIZ (4) PEDRO ANTUNES (PEC 1)

PEDRO ANTUNES (2) ÓSCAR ORTIZ (PE 2 A 9)

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º ÓSCAR ORTIZ / XAVI MORENO PEUGEOT 208 RALLY4 1H13M56,9S

2º ERNESTO CUNHA / RUI RAIMUNDO PEUGEOT 208 RALLY4 +3M38,6S

3º RICARDO SOUSA / LUÍS MARQUES PEUGEOT 208 RALLY4 4M08,3S

4º DIEGO RUILOBA / ANDRÉS BLANCO PEUGEOT 208 RALLY4 +5M01,5S

5º LUÍS MORAIS / HELENA MAIA PEUGEOT 208 RALLY4 +6M05,5S

RALI DE MORTÁGUA

29 E 30 DE ABRIL

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

DIEGO RUILOBA (2) JOSÉ LOUREIRO (PEC 1)

IAGO GABEIRAS (1) DIEGO RUILOBA (PEC 2)

JOSÉ LOUREIRO (1) ERNESTO CUNHA (PEC 3 E 4)

ÓSCAR ORTIZ (1) DIEGO RUILOBA (PEC 5 A 7)

ANDRES MARIEYHARA (1)

RICARDO SOUSA (1)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º DIEGO RUILOBA / ANDRÉS BLANCO PEUGEOT 208 RALLY4 1H01M28,1S

2º ROBERTO BLACH / MAURO BARREIRO PEUGEOT 208 RALLY4 +37,4S

3º ANDRES MARIEYAHRA / ARIDAY BONILLA PEUGEOT 208 RALLY4 +40,3S

4º ERNESTO CUNHA / RUI RAIMUNDO PEUGEOT 208 RALLY4 +47,3S

5º IAGO GABEIRAS / JANDRÍN PEUGEOT 208 RALLY4 +2M51,0S

VODAFONE RALLY DE PORTUGAL

19 A 22 DE MAIO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

HUGO LOPES (2) HUGO LOPES (PEC 1)

ANDRES MARIEYHARA (2) IAGO GABEIRAS (PEC 2)

RAÚL HERNANDEZ (1) DIEGO RUILOBA (PEC 3 A 5)

ERNESTO CUNHA (1) ERNESTO CUNHA (PEC 6)

DIEGO RUILOBA (1) ANDRES MARIEYHARA (PEC 7 A 9)

JOSÉ LOUREIRO (1)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º ANDRES MARIEYAHRA / ARIDAY BONILLA PEUGEOT 208 RALLY4 1H49M24,7S

2º ERNESTO CUNHA / RUI RAIMUNDO PEUGEOT 208 RALLY4 +25,6S

3º DIEGO RUILOBA / ANDRÉS BLANCO PEUGEOT 208 RALLY4 +2M03,0S

4º JOSÉ LOUREIRO / VALTER CARDOSO PEUGEOT 208 RALLY4 +3M54,1S

5º LUÍS MORAIS / PAULO SILVA PEUGEOT 208 RALLY4 +4M14,6S

RALLY DE OURENSE

16 E 17 DE JUNHO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

ÓSCAR ORTIZ (6) ÓSCAR ORTIZ (PEC 1 A 11)

RAÚL HERNANDEZ (3)

ROBERT BLACH (2)

JOSÉ LOUREIRO (1)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º ÓSCAR ORTIZ / XAVI MORENO PEUGEOT 208 RALLY4 1H32M13,9S

2º ROBERTO BLACH / MAURO BARREIRO PEUGEOT 208 RALLY4 +56,0S

3º RAÚL HERNANDEZ / RODRIGO EUSEBIO PEUGEOT 208 RALLY4 +1M32,3S

4º IAGO GABEIRAS / JANDRÍN PEUGEOT 208 RALLY4 +1M55,8S

5º SANTIAGO PAZ / NÉSTOR VILAR PEUGEOT 208 RALLY4 +3M10,9S

RALLYE VILLA DE LLANES

22 A 24 DE SETEMBRO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

ÓSCAR ORTIZ (3) ÓSCAR ORTIZ (PEC 1)

DIEGO RUILOBA (3) DIEGO RUILOBA (PEC 2 E 3)

IAGO GABEIRAS (1) ÓSCAR ORTIZ (PEC 4)

DIEGO RUILOBA (PEC 5 A 11)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º DIEGO RUILOBA / ANDRÉS BLANCO PEUGEOT 208 RALLY4 1H39M02,4S

2º ÓSCAR ORTIZ / LUIS ÁNGEL PEUGEOT 208 RALLY4 +0,1S

3º CÉSAR PALACIO / DAVID DE LA PUENTE PEUGEOT 208 RALLY4 +1M52,8S

4º ROBERTO BLACH / MAURO BARREIRO PEUGEOT 208 RALLY4 +2M13,7S

5º RICARDO SOUSA / LUÍS MARQUES PEUGEOT 208 RALLY4 +3M55,4S

RALLYERACC CATALUNYA - COSTA DAURADA

20 A 23 DE OUTUBRO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

ÓSCAR ORTIZ (3) DIEGO RUILOBA (PEC 1)

DIEGO RUILOBA (3) ÓSCAR ORTIZ (PEC 2 A 7)

IAGO GABEIRAS (1)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º ÓSCAR ORTIZ / LUIS ÁNGEL PEUGEOT 208 RALLY4 1H07M03,3S

2º DIEGO RUILOBA / ANDRÉS BLANCO PEUGEOT 208 RALLY4 +4,2S

3º IAGO GABEIRAS / LUÍS ÁNGEL PEUGEOT 208 RALLY4 1M07,0S

4º ADRIÁ VILASECA / ERIC SERRAT PEUGEOT 208 RALLY4 +1M32,1S

5º LUÍS MORAIS / PAULO SILVA PEUGEOT 208 RALLY4 +4M19,0S

88

ralisonline.net


Ricardo Sousa

no Fia Motorsport

Games

1.

2.

CLASSIFICAÇÕES

FINAIS

PEUGEOT RALLY CUP

PILOTOS

POSIÇÃO PILOTOS

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º DIEGO RUILOBA 115,4

2º OSCAR PALOMO 108,6

3º ERNESTO CUNHA 63,6

4º ROBERTO BLACH 60

5º IAGO GABEIRAS 49,4

6º RICARDO SOUSA 47,4

7º ANDRES MARIEYHARA 42

8º JOSÉ LOUREIRO 40

9º LUÍS MORAIS 38,4

10º ADRIA SERRATOSA 28,8

11º CÉSAR PALÁCIO 20,4

12º PAULO ROQUE 20

13º RAÚL HERNÁNDEZ 20

14º FERRAN AYMERICH 18

15º SANTIAGO GARCIA 12

16º HUGO LOPES 10

17º LUÍS MARTINEZ 7,2

18º ALBERTO SAN SEGUNDO 0

18º DELBIN GARCIA 0

18º PEDRO ANTUNES 0

19º RENATO PITA 0

NAVEGADORES

TOTAL

1º ANDRÉS BLANCO 115,4

2º RUI RAIMUNDO 63,6

3º MAURO BARREIRO 60

4º ÁNGEL VELA 57.6

5º JAVIER MORENO 51

6º LUÍS MARQUES 47,4

7º ARIDAY BONILLA 42

8º VALTER CARDOSO 40

9º ALEJANDRO LOPEZ 29

10º ERIC BELLVER 26,8

11º PAULO SILVA 26,4

12º DAVID DE LA PUENTE 20,4

13º BRAIS MIRON 20,4

14º TIAGO TEIXEIRA 20

15º RODRIGO SANJUAN 20

16º HELENA MAIA 12

17º NESTOR CASAL 12

18º ANNA TALLADA 12

19º TIAGO NEVES 10

20º ROGER AYMERICH 8

21º JAVIERA ‘JAVI’ ROMAN 7,2

22º EVA NAVAS 0

22º DIEGO CRUZ 0

22º JUAN VARELA 0

22º PAULO LOPES 0

22º LUIS BOIÇA 0

22º ALBERTO CHAMORRO 0

Ricardo Sousa / Luis Marques, tiveram

um bom desempenho no FIA Motorsport

Games, que se disputou em Marselha

– França, na categoria de ralis. Este

evento que reúne pilotos de diversas

disciplinas do desporto motorizado,

defende o espírito olímpico e teve uma

digna representação nacional. Destaque

para o 4º lugar final de Ricardo Sousa

entre os Rally 4, com o Peugeot 208

assistido pela Prolama, que lutou pela

medalha de Bronze até ao último dia dos

jogos, ficando a apenas 20 segundos do

principal objectivo (o pódio).

“Foi um enorme orgulho vestir o nosso

Peugeot com as cores nacionais. O rali

foi entusiasmante e nós estivemos em

grande plano, mas não conseguimos

uma das medalhas. Imprimimos sempre

um ritmo forte, mas o acerto do carro no

primeiro dia fez-nos perder algum tempo.

Melhoramos no último dia e conseguimos

recuperar alguns segundos, mas não o

suficiente. Estamos naturalmente felizes

pela aprendizagem e pelo convívio com

toda a comitiva e com tantos pilotos

oriundos dos mais diversos países.

Quero dedicar uma palavra especial

ao Luis Marques pelo trabalho que

temos desenvolvido em conjunto, e pela

amizade que temos construído. Também a

todos os nossos Patrocinadores, Equipa

Técnica da Prolama, familiares e Amigos,

dedico uma palavra de reconhecido

agradecimento, porque sem todo este

envolvimento nada disto seria possível.

Vamos trabalhar ainda mais para subir o

nível em 2023”, disse no final da prova

Ricardo Sousa.

89

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


TOYOTA GAZOO

5RACING IBERIAN CUP

DUELO IBÉRICO FAVORÁVEL A FRANCOLI

A grande novidade dos ralis em 2022 a nível ibérico foi sem dúvida o Toyota

Gazoo Racing Iberian Cup. Com um calendário de 8 provas, foi mesmo ao cair do

pano que Sergi Francoli conquistou o título

90

ralisonline.net


91

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


1.

MULHERES

NOS RALIS

CÁTIA DIAS

(NAVEGADORA)

INÍCIO DE CARREIRA – 2019

NATURAL DE - Lousada

PRIMEIRO RALI – Rali Município de Mesão Frio

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – Fiat UNO

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 7

MELHOR RESULTADO – 3. classe X1-8 no Rali da Bairrada (CCR)

PILOTOS / NAVEGADORES COM QUE JÁ ANDOU – Vera Cardoso,

Pedro Pimenta, Pedro Pereira, Ricardo Azevedo

CARRO QUE MAIS GOSTOU – Renault Clio Ragnotti

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – A velocidade, a destreza, a

emoção, o risco, a amizade

TERRA OU ASFALTO – Asfalto

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS – Sebastien Loeb, Ott Tänak

MAIOR SONHO NOS RALIS - Ser campeã nacional de ralis,

ganhar um rali

RAZÕES QUE A LEVARAM E MOTIVARAM A DISPUTAR RALIS –

Disputo ralis porque o meu pai era piloto de ralis, comecei a

acompanhá-lo desde muito nova e sempre tive muita paixão por

um dia disputar ralis. Tudo começou quando a Vera Cardoso me

deu a excelente oportunidade de a acompanhar no Rali de Mesão

Frio em 2019, na verdade eu não sabia muito bem para o que ia,

mas surgiu uma paixão enorme pelo lugar direito do carro. É algo

que não dá para explicar. Desde sempre que acompanho o meu

pai no rallycross e sempre fui uma fanática da velocidade, e ao

surgir a oportunidade de fazer um rali eu tive que aceitar sem

pensar duas vezes... E neste momento é algo que não tenciono

largar porque é realmente incrível. No fundo só espero que surjam

muitas mais oportunidades.

A

Toyota Caetano Portugal em parceria

com Toyota Espanha e o Motor & Sport

Institute (MSi), lançaram em 2022, aquele

que posicionaram como o melhor troféu

monomarca da Europa, designado por

Toyota Gazoo Racing Iberian Cup.

Num projeto a três anos, o objetivo dos

organizadores apontava para um troféu

com uma relação preço/desempenho, que

superava qualquer outra oferta existente em

termos de troféus de ralis, neste caso na Península Ibérica.

Para ter este posicionamento, a organização apostou em diversas

estratégias, que começavam por um carro apelativo de quatro rodas

motrizes, com um preço pronto a correu abaixo dos 70.000 euros,

e um volume de prémios de participação verdadeiramente elevado,

superando os 250.000 Euros.

Dessa forma, a aposta recaiu no já emblemático Toyota GR Yaris, que

com apenas pequenas alterações ao modelo de série, permitia aos pilotos

competir com baixos custos de utilização (evocando a fiabilidade

dos produtos da marca nipónica), mas em igualdade de circunstâncias

entre si, dispondo de um endiabrado motor de 1.6 litros turbo, de 3

cilindros com mais de 260cv e sistema de tração integral.

Desportivamente os organizadores do Toyota Gazoo Racing Iberian

Cup foram também muito ambiciosos, ao proporem um calendário

de ralis com o mesmo de número de provas em Espanha e em

Portugal (4 em cada país) divididas também em pisos de terra e asfalto

de forma igualitária em cada um dos países. Por isso, do ponto de vista

das provas, as condições para os potenciais pilotos aderentes eram similares,

criando-se assim a noção de maior competitividade e equilíbrio,

o que de certa forma se veio a verificar no decorrer da temporada.

A primeira prova do longo calendário do Toyota Gazoo Racing

Iberian Cup foi o Azores Rallye, contando apenas o primeiro dia

para efeitos de classificação. Marcaram presença seis equipas, com

destaque para três pilotos (Miguel Campos, Ricardo Costa e Daniel

Berdomás) que iriam ser protagonistas desta competição, não tendo

marcado presença nesta prova o piloto que no final viria a vencê-la.

Daniel Berdomás foi o primeiro líder, mas logo ao segundo troços

disputador desistiu com uma avaria no seu Toyota, ficando na frente

o experiente Miguel Campos (que teve Nuno Rodrigues da Silva a

92

ralisonline.net


2.

3.

4.

5.

seu lado). Ricardo Costa / Rui Vilaça forçaram

então o andamento e ameaçaram a liderança,

mas Miguel Campos respondeu e acabou por

ganhar alguma margem que lhe permitiu ser

o primeiro vencedor da Toyota Gazoo Racing

Iberian Cup, numa prova disputada debaixo

de difíceis condições atmosféricas e já com os

troços muito estragados depois da passagem

dos concorrentes do Europeu de Ralis. Fran

Cima fechava os lugares do pódio.

A segunda prova foi em Espanha, com o Rally

da Auga, disputado em rápidos pisos de terra.

Berdomás voltou a liderar na fase inicial da prova,

mas um furo permitia que Sergi Francoli / Maria

1. MIGUEL CAMPOS 2. RICARDO COSTA

3. DANIEL BERDOMÁS 4. VITOR CALISTO

5. GERMAN GÓMEZ

Salvo, a disputarem a primeira prova do ano, passassem para o

comando a meio do rali e assim terminassem, naquela que era a

primeira vitória do ano e logo na prova de estreia. Com menos

conhecimento dos troços, Ricardo Costa voltou a fazer uma

excelente operação desportiva com um rali seguro, terminando

no terceiro lugar, tendo ficado à frente de Miguel Campos, que

mesmo enfrentando algumas dificuldades técnicas com o seu

Yaris, lograram sair desta prova ainda na liderança do troféu.

Depois veio a prova mais difícil e complicada de todo o

calendário: o Vodafone Rally de Portugal. A extrema dureza

dos troços e o facto de partirem para os troços depois de

quase todos os restantes correntes, fez com que apenas três

dos seis inscritos terminassem.

Mais uma fez o espanhol Daniel Berdomás assumiu o

comando do rali logo no troço inaugural, mas dois troços

depois acabou por ter de abandonar novamente, deixando

a liderança nas mãos de Ricardo Costa que foi aumentando

a sua diferença para Miguel Campos que chegou a ser de

2m41,s. Porém, um furo no Yaris de Ricardo Costa, encurtou

muito a diferença entre ambos os pilotos, embora o piloto da

Macedo & Macedo ainda tivesse margem para gerir até final

e conquistar uma vitória que o colocava no topo da classificação

com os mesmos pontos de Miguel Campos. O terceiro

“sobrevivente” foi German Gomez, que ainda venceu um

troço, mas terminou muito distante dos seus adversários.

Na disputa do Rally Reino de León, quarta da temporada e último

em piso de terra, nove equipas inscreveram-se no troféu.

Foi provavelmente uma das mais disputadas provas da temporada,

com a liderança do rali a alternar por diversas vezes ao

longo da prova e com diferentes vencedores de troços. Ricardo

Costa foi o primeiro líder, seguiu-se depois o regressado Sergi

Francoli, para no quarto troço foi o português para o comando.

No quinto troço novo comandante, Daniel Berdomás,

numa altura em que Francoli desistia por avaria, mas em que

Ricardo Costa, Fran Cima e Miguel Campos, estavam separados

por 11,6s. Berdomás, muito à vontade neste troços, cimentava

a liderança até final e obtinha finalmente a merecida vitória,

tendo atrás de si Fran Cima e Ricardo Costa, com o luso a

ser o novo líder da competição, até porque Miguel Campos foi

forçado a desistir (talvez um dos momentos da época), também

ele com um problema técnico no Yaris.

A fase de asfalto deveria ter começado em Viana do Castelo

e, de facto, ainda se realizou a super-especial, mas o rali viria

a ser adiado devido ao elevado risco de incêndio florestal

que impediu que a prova se desenrolasse.

Assim, o primeiro rali em asfalto foi o famoso Princesa de

Asturias, que pela primeira vez em cinco provas do troféu

teve um vencedor repetido, precisamente o regressado Sergi

93

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


MULHERES

NOS RALIS

ANA COELHO

(PILOTO)

INÍCIO DE CARREIRA – 2021

NATURAL DE – Marinha Grande

PRIMEIRO RALI – Rali Santo Tirso 2021

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – Peugeot

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 3

MELHOR RESULTADO – 1º lugar equipas femininas – Rali

Vidreiro 2022 / 15º lugar à geral Rali Vidreiro 2022

PILOTOS / NAVEGADORES COM QUE JÁ ANDOU – Inês Veiga e

Mariana Figueiroa

CARRO QUE MAIS GOSTOU – Ainda só tive a oportunidade de

experimentar o carro com que corri

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – Adrenalina, competição, mas

acima de tudo o convívio associado a todo o rali

TERRA OU ASFALTO– Só experimentei asfalto, mas creio que

irei adorar terra

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS – Michele Mouton

MAIOR SONHO NOS RALIS - Ter a oportunidade de acompanhar

e estar envolvida em toda a logistica de uma equipa do WRC

RAZÕES QUE A LEVARAM E MOTIVARAM A DISPUTAR RALIS –

A zona do pais onde nasci sempre teve uma ligação muito

forte aos carros e ao desporto automóvel. Acompanhei os

ralis da região desde cedo. Muito mais tarde comecei a ser

mais assídua, a interessar-me mais pelo desporto, comecei

a conhecer muita gente, a percorrer o pais (e algumas vezes

fora) atrás de provas. Sempre foram fins-de-semana muito

bem passados, onde além dos carros que adorava ver passar,

também todo o convívio associado à prova. Quem acompanha

sabe bem do que falo. Mas houve uma coisa que sempre

disse…”um dia sou eu que vou estar lá dentro”. E esse dia

chegou. Com ajuda de alguns amigos, arranjamos um carro,

preparamos tudo e lá fui eu fazer a minha estreia a Santo

Tirso. O problema foi que adorei a experiência, consegui

um bom 3º lugar nas equipas femininas num total de cinco

e a luta pelo pódio foi disputada até ao último troço. Claro

que isto me deu ainda mais vontade de continuar, mas

infelizmente a vida profissional não me permite que me

dedique mais a este desporto, e por isso vou fazendo umas

provas esporadicamente, mas sempre que me é possível vou. O

“bichinho” ficou cá, sem dúvida.

CLASSIFICAÇÕES

PEUGEOT RALLY CUP

AZORES RALLYE

25 A 27 DE MARÇO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

MIGUEL CAMPOS (4) DANIEL BERDOMÁS (PEC 2)

DANIEL BERDÓMAS (1) MIGUEL CAMPOS (PEC 3 A 7)

RICARDO COSTA (1)

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º MIGUEL CAMPOS / NUNO R. DA SILVA TOYOTA GR YARIS RZ 1H34M57,2S

2º RICARDO COSTA / RUI VILAÇA TOYOTA GR YARIS RZ +50,9S

3º FRAN CIMA / JUAN LUIS CANTERO TOYOTA GR YARIS RZ +4M04,0S

4º VITOR CALISTO / MÁRCIO CALISTO TOYOTA GR YARIS RZ +24M31,3S

RALLY TERRA DE AUGA

6 E 7 DE MAIO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

DANIEL BERDOMÁS (3) DANIEL BERDOMÁS (PEC 1 E 2)

SERGI FRANCOLI (1) SERGI FRANCOLI (PEC 3)

DANIEL BERDOMÁS (PEC 4 E 5)

SERGI FRANCOLI (PEC 6)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º SERGI FRANCOLI / MARIA SALVO TOYOTA GR YARIS RZ 1H10M49,0S

2º DANIEL BERDOMÁS / CARNÉS MIRÓN TOYOTA GR YARIS RZ +31,3

3º RICARDO COSTA / RUI VILAÇA TOYOTA GR YARIS RZ +1M07,9S

4º MIGUEL CAMPOS / NUNO R. DA SILVA TOYOTA GR YARIS RZ +1M54,5S

5º FRAN CIMA / JUAN LUIS CANTERO TOYOTA GR YARIS RZ +3M39,9S

VODAFONE RALLY DE PORTUGAL

19 A 22 DE MAIO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

RICARDO COSTA (3) DANIEL BERDOMÁS (PEC 1 E 2)

MIGUEL CAMPOS (2) RICARDO COSTA (PEC 3 A 9)

DANIEL BERDÓMAS (1)

GERMÁM FORTES (1)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º RICARDO COSTA / RUI VILAÇA TOYOTA GR YARIS RZ 1H57M34,2S

2º MIGUEL CAMPOS / NUNO R. DA SILVA TOYOTA GR YARIS RZ +22,9S

3º GERMAN GÓMEZ / SERGIO CANCELA TOYOTA GR YARIS RZ +7m23,6s

RALLY REINO DE LÉON

10 E 11 DE JUNHO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

DANIEL BERDOMÁS (3) DANIEL BERDOMÁS (PEC 1 E 2)

SERGI FRANCOLI (1) SERGI FRANCOLI (PEC 3)

DANIEL BERDOMÁS (PEC 4 E 5)

SERGI FRANCOLI (PEC 6)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º DANIEL BERDOMÁS / CARNÉS MIRÓN TOYOTA GR YARIS RZ 1H05M30,7S

2º FRAN CIMA / JUAN LUIS CANTERO TOYOTA GR YARIS RZ +9,8S

3º RICARDO COSTA / RUI VILAÇA TOYOTA GR YARIS RZ +31,1S

4º RUBÉN MUNOZ / JUAN GALINDO TOYOTA GR YARIS RZ +5M56,5S

5º GERMÁN GÓMEZ / JOVINO PELÁEZ TOYOTA GR YARIS RZ +15M31,1S

RALLY PRINCESA DE ASTURIAS

CIUDAD DE OVIEDO

9 E 10 DE SETEMBRO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

SERGI FRANCOLI (7) SERGI FRANCOLI (PEC 1 A 12)

DANIEL BERDOMÁS (3)

FRAN CIMA (2)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º SERGI FRANCOLI / MARIA SALVO TOYOTA GR YARIS RZ 1H42M54,7S

2º DANIEL BERDOMÁS / CARNÉS MIRÓN TOYOTA GR YARIS RZ +1M25,0S

3º RICARDO COSTA / RUI VILAÇA TOYOTA GR YARIS RZ +3M12,3S

4º MIGUEL CAMPOS / MARCO MACEDO TOYOTA GR YARIS RZ +3M21,8S

5º ORIOL LLAVINA / XAVIER PINIELLA TOYOTA GR YARIS RZ +10M45,5S

RALI VIDREIRO - CENTRO DE PORTUGAL

7 E 8 DE OUTUBRO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

SERGI FRANCOLI (6) SERGI FRANCOLI (PEC 1 A 9)

DANIEL BERDOMÁS (3)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º SERGI FRANCOLI / MARIA SALVO TOYOTA GR YARIS RZ 1H05M50,0S

2º DANIEL BERDOMÁS / CARNÉS MIRÓN TOYOTA GR YARIS RZ +8,1S

3º FRAN CIMA / ANNA BAYOT TOYOTA GR YARIS RZ +2M15,7S

4º MIGUEL CAMPOS / MARCO MACEDO TOYOTA GR YARIS RZ +3M15,9S

5º MARCO PEREIRA / EURICO ADÃO TOYOTA GR YARIS RZ +9M04,5S

RALLY RACC CATALUNYA - COSTA DAURADA

7 E 8 DE OUTUBRO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

SERGI FRANCOLI (5) SERGI FRANCOLI (PEC 1 A 7)

MIGUEL CAMPOS (2)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º SERGI FRANCOLI / MARIA SALVO TOYOTA GR YARIS RZ 1H07M37,0S

2º MIGUEL CAMPOS / MARCO MACEDO TOYOTA GR YARIS RZ +59,9S

3º RICARDO COSTA / RUI VILAÇA TOYOTA GR YARIS RZ +3M42,9S

4º RUBÉN MUNOZ / MIGUEL LORENZO TOYOTA GR YARIS RZ +4M51,1S

5º VITOR CALISTO / MÁRCIO CALISTO TOYOTA GR YARIS RZ +18M05,2S

94

ralisonline.net


Francoli. Num rali onde o conhecimento dos troços é fundamental

para se andar depressa, Francoli não deu hipóteses a ninguém,

conseguindo a proeza de liderar o rali da primeira à 12ª e última

especial de classificação. Daniel Berdomás desta vez não liderou,

mas foi o único a vencer troços a Berdomás, tendo ficado no

segundo lugar da classificação, enquanto os portugueses Ricardo

Costa e Miguel Campos ficavam em 3º e 4º lugar, respetivamente,

mas a mais de três minutos de Francoli.

O Toyota Gazoo Racing Iberian Cup regressava a Portugal, para a

realização do Rali Vidreiro, onde finalmente os pilotos portugueses

poderiam ser mais competitivos, mas na realidade isso não sucedeu.

Mais à vontade no asfalto, Sergi Francoli e Daniel Berdomás foram

os dois grandes protagonistas do rali e travaram uma intensa batalha

na frente do rali. Mesmo que Francoli nunca tenha perdido o primeiro

lugar em qualquer momento das nove especiais de classificação,

Daniel Berdomás chegou a vencer troços e esteve sempre muito

próximo da liderança, terminando o rali com apenas 8,1s de atraso

para o seu compatriota. Ambos saíram do Rali Vidreiro com chances

claras de se intrometerem na discussão do título, tanto mais que

Ricardo Costa viria a desistir por despiste e Miguel Campos não ia

além de um quatro lugar, depois de ter perdido mais de um minuto

e 30 segundos devido a um problema com uma roda. Desta forma, o

terceiro lugar do pódio foi para Fran Cima, que assim regressava aos

bons resultados. Refira-se ainda que este foi um rali muito especial

para Sergi Francoli já que a sua navegadora Maria Salvo, com esta

vitória, homenageou da melhor forma a sua irmã (Laura Salvo) dois

anos depois do fatídico acidente neste mesmo rali.

De regresso ao convívio do Mundial de Ralis, o troféu disputava, já

na sua reta final, o Rally Racc Catalunha. A “receita” das duas provas

anteriores foi de novo aplicada por Sergi Francoli neste rali, isto é,

RALI VIANA DO CASTELO

25 E 26 DE OUTUBRO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

MIGUEL CAMPOS (6) MIGUEL CAMPOS (PEC 1 A 8)

SERGI FRANCOLI 2)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º MIGUEL CAMPOS / MARCO MACEDO TOYOTA GR YARIS RZ 42M23,3S

2º SERGI FRANCOLI / MARIA SALVO TOYOTA GR YARIS RZ +5,9S

3º RICARDO COSTA / RUI VILAÇA TOYOTA GR YARIS RZ +1M28,0S

4º PEDRO L. VIEIRA / JORGE CARVALHO TOYOTA GR YARIS RZ +3M00,4S

5º GERMÁN FORTES / HERMINIO GONZÁLEZ TOYOTA GR YARIS RZ +5M57,7S

1. PEDRO LAGO VIEIRA

2. JOÃO FERNANDO RAMOS

CLASSIFICAÇÕES

FINAIS

TOYOTA GAZOO RACING IBERIAN CUP

PILOTOS

POSIÇÃO PILOTOS EQUIPA TOTAL

1º Sergi Francolí CSM Automoció 121

2º Miguel Campos Inside Motor 118

3º Ricardo Costa Macedo & Macedo GTW Racing 107

4º Daniel Berdomás Grupo Breogán 90

5º Víctor Calisto Inside Motor 65

6º Fran Cima Asturhíbrido 64

7º Germán Gómez Fortes Escudería Surco 62

8º Rubén Muñoz CSM Automoció 38

9º Pedro Lago Caetano Auto 14

9º Oriol Comabella Team’s Motor 12

10º João Fernando Ramos Caetano Auto 0

11º Kevin Reiman Saraiva KRS 0

comandou durante todo o rali e

apenas perdeu dois dos sete troços

disputados, neste caso, para Miguel

Campos, assumindo como claro

candidato ao título no troféu, depois

desta ponta final de competição

onde esteve imbatível. O português

regressava finalmente às boas exibições

e aos grandes resultados (foi

segundo classificado) e deixava tudo

em aberto para a derradeira prova na

luta pelo título, mas também Ricardo

Costa ficava em condições de almejar

o cetro, tanto mais que concluía a

prova no terceiro lugar e, dessa forma

passava a somar o mesmo número

de pontos de Miguel Campos na

liderança do trófeu. Mesmo ausente

na Catalunha, Daniel Berdomás

estava também em condições de lutar

pelo título, antes da caravana rumar a

Viana do Castelo.

Na derradeira prova haveria contas a

fazer, em função dos resultados a deitar

fora (apenas contavam os resultados

das melhores três provas em Espanha e

Portugal), entrando também na equação

do título os pontos conquistados

nos troços, que nesta prova em

Vina do Castelo, acabaram por ser

ainda mais decisivos.

Miguel Campos teria que vencer

obrigatoriamente e não permitir

que o seu adversário somasse

muitos pontos extra em troços.

Campos conseguiu fazer parte desse

trabalho e obteve uma grande

vitória, terminando o troféu da

mesma forma que o começou, mas

não impediu três vitórias em troços

de Sergi Francoli, que foram suficientes,

juntamente com o segundo

lugar nesta prova para alcançar o

título na primeira edição do Toyota

Gazoo Racing Iberian Cup. Ricardo

Costa esteve sempre fora da luta

pela vitória neste rali e o melhor

que conseguiu foi um terceiro lugar

final, que lhe deu igual posição no

troféu. Quanto a Berdomás não

viria a terminar o rali, pois um despiste

obrigou o piloto a desistir.

No final do ano, acabaram por se

classificar 11 pilotos no Toyota

Gazoo Racing Iberian Cup, num

troféu que acabou por ser desportivamente

muito interessante de

seguir e disputado, com o vencedor

Sergi Francoli / Maria Salvo

a conquistarem o título depois de

uma tremenda fase de asfalto onde

foram muito competitivos.

95

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


FPAK

JUNIOR

6TEAM

2. 3.

96

ralisonline.net


1. GONÇALO HENRIQUES 2. RAFAEL CUNHA 3.

JOSÉ BASTOS 4. JOSÉ QUINTAS

4.

A CONFIRMAÇÃO DE

GONÇALO HENRIQUES

Gonçalo Henriques venceu a primeira

edição do FAPK Júnior Team, uma iniciativa

da FPAK e da CRM que visa a promoção de

jovens valores nos ralis nacionais

A

FPAK montou para 2022 a FPAK Júnior

Team, uma competição em que envolveu

diretamente algumas equipas, que podiam

convidar pilotos jovens, até 25 anos de idade

no máximo, para competirem em cinco provas

de asfalto, ao volante dos Kia Picanto GT,

tendo como entidade organizadora a CRM.

No fundo, um género de troféu de ralis junior,

que dava ao vencedor a oportunidade de

subir ao CPR ao volante de um Rally5.

Desportivamente foi interessante ver o evoluir de alguns jovens pilotos,

nem todos com o mesmo nível de conhecimento e experiência de ralis,

onde se destacaram dois: Gonçalo Henriques e Rafael Cunha.

De facto, foram estes os dois únicos que partilharam entre si as

vitórias nesta competição, sendo que Rafael Cunha venceu as

duas primeiras (Rali de Castelo Branco e Rali da Água) e Gonçalo

Henriques as três últimas (Rali de Vouzela Viseu, Rali Vidreiro e

Rali de Castelo Branco).

Na primeira prova, os

jovens “lobos” estiveram

demasiados impetuosos,

+>GONÇALO HENRIQUES FOI O VENCEDOR

sendo que apenas Rafael > MAIS VITÓRIAS EM RALIS E EM TROÇOS

Cunha terminou a prova, PARA GONÇALO HENRIQUES

ganhando de pronto

> RAFAEL CUNHA FOI UM GRANDE

uma grande vantagem na ADVERSÁRIO

competição, já que todos

> EXCELENTE INICIATIVA DA FPAK

> COMPETIÇÃO DEVIA SER ABERTA A

os resultados contavam

MAIS PILOTOS / EQUIPAS

para a classificação.

No Rali da Água assistiu-se

a uma prova épica entre Rafael Cunha e Gonçalo Henriques. Os dois

pilotos lutaram abertamente pelo primeiro lugar e terminaram o rali

separados por 2,3, com vantagem para o primeiro, que assim reforçou

a liderança na competição.

No Constálica Rallye de Vouzela e Viseu, Gonçalo Henriques esteve

imparável, numa prova onde não só venceu à geral, como ganhou sete

especiais de classificação contra uma de Rafael Cunha, o que se revelou

muito importante nesta competição, já que as vitórias em troços também

davam pontos.

No Rali Vidreiro Gonçalo Henriques voltou a estar imparável,

voltando a aplicar a receita da prova anterior, vitória na prova e na

grande maioria das especiais de classificação. Porém, o seu adversário

Rafael Cunha teve um rali para esquecer. Um toque atirou o

piloto para quarto lugar, posição em que terminou o rali, o sufi-

97

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


MULHERES

NOS RALIS

MADALENA

DUARTE

(PILOTO)

1.

INÍCIO DE CARREIRA – 2017

NATURAL DE – Ericeira/Mafra

PRIMEIRO RALI – Rali das Camélias 2022

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – Fiat UNO 45S

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 2

MELHOR RESULTADO – 1º Lugar Troféu Slalom de Mafra (feminino)

PILOTOS / NAVEGADORES COM QUE JÁ ANDOU – Vários mas

nenhum conceituado

CARRO QUE MAIS GOSTOU – Fiat Uno 45S

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – Todo o seu envolvente,

adrenalina, companheirismo, a experiência

TERRA OU ASFALTO– Ambos

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS– Jari-Matti Latvala ,Ott Tanak , Jean

Ragnotti, Paolo Diana , Kalle Rovanpera , entre muitos outros

MAIOR SONHO NOS RALIS - Conseguir participar já é um sonho,

chegar ao fim o maior troféu, ganhar alguma coisa é um bónus

RAZÕES QUE A LEVARAM E MOTIVARAM A DISPUTAR RALIS – O

meu Projecto de Garagem familiar. Desde cedo que acompanho

ralis de norte a sul, a paixão pelo desporto nasceu por detrás

duma lente fotográfica, um dia saltei de trás da lente e fiz o

meu 1º troféu com um Lancia y10 sem qualquer preparação mas

,não fui muito feliz, um capote ditou o fim e foi nessa altura que

arranjei o Fiat Uno que tenho até à atualidade, acabei a minha

1ª época em último lugar. No ano seguinte resolvi melhorar a

máquina e comecei a minha evolução juntamente com ela, fazer

provas não é só acelerar, é uma aprendizagem constante que nos

permite defender bastante no dia a dia. No meu 2º troféu fiquei

em 1ºlugar, foi um ano muito positivo mas o Covid veio quebrar

todo o ritmo, enfim isso deu-me outros objetivos ,porque não um

rali?! Trabalhei bastante, tive ajuda de amigos, fiz orçamentos e

acreditei até quando não tinha mais dinheiro para investir (não

tenho patrocínios monetários, tenho amigos que me ajudam em

tudo o que preciso e a família que vive o mesmo sonho que eu). O

meu filho Leo Simões (navegador) sempre andou comigo, aprendi

a gatinhar, andar e hoje estou a correr em ralis, isso é sem dúvida

o melhor, deixar memórias. Ser a primeira mulher a fazer o Rali

de Lisboa após 1 mês a reconstruir a máquina foi bastante duro,

não conseguir ir à apresentação fez de mim o piloto fantasma mas

chegar ao fim foi sem dúvida a maior conquista, obrigado pela

oportunidade, se eu consegui mais mulheres conseguirão!

2.

CLASSIFICAÇÕES

FPAK JÚNIOR TEAM

RALI DE CASTELO BRANCO

10 E 12 DE JUNHO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

RAFAEL CUNHA (8) RAFAEL CUNHA (PEC 1 A 11)

GONÇALO HENRIQUES (3)

DANNY CARREIRA (1)

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º RAFAEL CUNHA / GONÇALO CUNHA KIA PICANTO GT 1H07M10,0S

RALI DA ÁGUA - CIM ALTO TÂMEGA

2 E 3 DE SETEMBRO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

GONÇALO HENRIQUES (6) GONÇALO HENRIQUES (PEC 1)

RAFAEL CUNHA (3) RAFAEL CUNHA (PEC 2 A 9)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º RAFAEL CUNHA / GONÇALO CUNHA KIA PICANTO GT 1H12M23,9S

2º GONÇALO HENRIQUES / ANTÓNIO SANTOS KIA PICANTO GT +2,3S

3º DANNY CARREIRA / BRUNO ABREU KIA PICANTO GT +2M25,6S

4º JOSÉ M. BASTOS / ANTÓNIO PEREIRA KIA PICANTO GT +2M23,4S

5º JOSÉ QUINTAS / JORGE CARVALHO KIA PICANTO GT +6M24,0S

6º MARIANA MACHADO / PEDRO DIAS DA SILVA KIA PICANTO GT +12M24,5S

CONSTÁLICA RALLYE VOUZELA E VISEU

17 E 18 DE SETEMBRO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

GONÇALO HENRIQUES (8) GONÇALO HENRIQUES (PEC 1)

RAFAEL CUNHA (1) RAFAEL CUNHA (PEC 2 A 9)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º GONÇALO HENRIQUES / ANTÓNIO SANTOS KIA PICANTO GT 42M35,0S

2º RAFAEL CUNHA / GONÇALO CUNHA KIA PICANTO GT +12M3S

3º JOSÉ M. BASTOS / ANTÓNIO PEREIRA KIA PICANTO GT +1M28,4S

4º JOSÉ QUINTAS / JORGE CARVALHO KIA PICANTO GT +4M51,3S

RALI VIDREIRO - CENTRO DE PORTUGAL

7 E 8 DE OUTUBRO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

GONÇALO HENRIQUES (7) GONÇALO HENRIQUES (PEC 1)

RAFAEL CUNHA (1) RAFAEL CUNHA (PEC 2)

JOSÉ MARIA BASTOS (1) GONÇALO HENRIQUES (PEC 3 a 9)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º GONÇALO HENRIQUES / ANTÓNIO SANTOS KIA PICANTO GT 1H11M22,3S

2º JOSÉ MARIA BASTOS / ANTÓNIO PEREIRA KIA PICANTO GT +1M08,0S

3º DANNY CARREIRA / BRUNO ABREU KIA PICANTO GT +6M17,4S

4º RAFAEL CUNHA / GONÇALO CUNHA KIA PICANTO GT +13M26,8S

5º JOSÉ QUINTAS / DIOGO COSTA KIA PICANTO GT +16M50,8S

RALI VIANA DO CASTELO

25 E 26 DE OUTUBRO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

GONÇALO HENRIQUES (6) GONÇALO HENRIQUES (PEC 1 A 8)

RAFAEL CUNHA (1)

JOSÉ MARIA BASTOS (1)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º GONÇALO HENRIQUES / ANTÓNIO SANTOS KIA PICANTO GT 47M30,7S

2º RAFAEL CUNHA / GONÇALO CUNHA KIA PICANTO GT +40,7S

3º JOSÉ M. BASTOS / ANTÓNIO PEREIRA KIA PICANTO GT +1M56,5S

4º JOSÉ QUINTAS / PAULO MARQUES KIA PICANTO GT +4M07,4S

98

ralisonline.net


CLASSIFICAÇÕES

FINAIS

FPAK JÚNIOR TEAM

PILOTOS

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º GONÇALO HENRIQUES 123

2º RAFAEL CUNHA 119

3º JOSÉ MARIA BASTOS 71

4º JOSÉ QUINTAS 57

5º DANNY CARREIRA 35

6º MARIANA MACHADO 13

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

1. DANNY CARREIRA 2. MARIANA

MACHADO 3. GONÇALO HENRIQUES

4. JOSÉ BASTOS 5. RAFAEL CUNHA

6. JOSÉ QUINTAS

3.

4.

5.

6.

ciente para permitir que na derradeira prova, Gonçalo Henriques

dependesse apenas de si para conquistar a FPAK Junior Team.

Em Viana do Castelo Gonçalo Henriques esteve ainda mais

imparável e Rafael Cunha não conseguiu acompanhar o ritmo

do seu adversário. Henriques venceu o rali, com mais de 40s de

vantagem para Cunha e ganhou ainda seis das oito classificativas,

que foram decisivas para a atribuição do título.

Basta referir que

Gonçalo Henriques

venceu a FPAK Junior

Team com 4 pontos

de vantagem sobre

Rafael Cunha, que

tinha estado na liderança

da mesmo desde

a primeira prova.

O jovem de Cascais, José

Bastos teve uma época

em crescendo, chegando

mesmo a fazer um

segundo lugar no Rali

Vidreiro, terminando a

sua época de estreia nos

ralis no terceiro lugar

desta competição.

No quarto lugar ficou

“Foi uma época de grande

aprendizagem e de evolução. Não

começou bem, como uma saída

de estrada no primeiro rali o que

nos obrigou a partir daí ir atrás

do prejuízo, isto é, andamos

muito depressa em todos os ralis,

tendo ganho a grande maioria

dos troços e ainda três dos

cinco ralis, mesmo sabendo que

qualquer percalço nos retirava

qualquer hipótese de lutar pelo

título. Felizmente correu tudo

bem, fomos rápidos, competitivos

e no final vencemos, que era o

nosso objetivo”.

GONÇALO HENRIQUES

José Quintas, que esteve sempre muito regular a longo da temporada,

ficando na frente de Danny Carreira que na sua estreia nos ralis

foi somando algumas desistências por despiste, tendo como ponto

alto da temporada o 3º lugar no Rali Vidreiro.

O sexto lugar foi para a única piloto presente, Mariana Machado,

que da transição dos Karts para os ralis, teve muitas dificuldades

da adaptação às provas de estrada tendo pontuado por uma única

vez, no Rali da Água.

99

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


7

CAMPEONATO

PORTUGAL DE

CLÁSSICOS

O HÁBITO DE GANHAR TÍTULOS

Numa competição com poucos interessados, Luís Mota / Alexandre

Ramos conquistaram o título destinado aos Clássicos, terminando

com o mesmo número de pontos de Nuno Mateus

100

ralisonline.net


Mais um ano passou e o Campeonato

de Portugal de Clássicos de Ralis

continua a sua lenta agonia, com

provas pouco disputadas e com número

de inscritos reduzidíssimos, a

verdade é que vão existindo interessados

em disputar esta competição.

Com um extenso calendário de 8

provas, em 2022 o Campeonato de

Portugal de Clássicos de Ralis teve

a novidade de integrar provas em terra, como foi o caso do Rali de

Vieira do Minho e do Rali de Mortágua, as duas provas de abertura

desta competição.

Com três vitórias, dois segundos

lugares e três provas

em branco, Luís Mota teve

+>LUÍS MOTA CAMPEÃO

uma temporada em alta em

> NUNO MATEUS TERMINOU CAMPEONATO

que esteve sempre na luta COM OS MESMOS PONTOS DE MOTA

pelo título até à derradeira > APENAS 5 CLASSIFICADOS NO CAMPEONATO

prova, tendo como adversário

Nuno Mateus.

> CAMPEONATO COMEÇOU COM RALIS

> CALENDÁRIO LONGO COM 8 PROVAS

Os dois pilotos, ambos EM TERRA

> PEDRO LEONE E JOSÉ MERCEANO

em Mitsubishi, foram

TAMBÉM VENCERAM PROVAS

mantendo acessa a chama

do título até final, com

Nuno Mateus a obter, após as 8 provas, os mesmos resultados do

que o seu adversário!!!

Quer isto dizer que tanto Luís Mota como Nuno Mateus terminaram

a última prova, em Viana do Castelo, com os mesmos

115 pontos, pelo que o fator de desempate acabou por ser a

primeira vitória de Luís Mota logo na prova inaugural em Vieira

do Minho. Por curiosidade, em Vieira do Minho, Luís Mota teve

uma prova cheia de problemas no Mitsubishi, mas como foi o

único a terminar o evento acabou obviamente por o ganhar.

Nuno Mateus foi por diversas vezes ao longo da temporada o

piloto mais rápido, mas em momentos cruciais de temporada

acabou por não ser feliz, como aconteceu com a desistência no

Rali Vidreiro já perto do final do rali.

101

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


MULHERES

NOS RALIS

ANA PAULA

VIEIRA

(NAVEGADORA)

INÍCIO DE CARREIRA – 2011

NATURAL DE - Faro

PRIMEIRO RALI – Rali Vila Do Bispo 2011

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – Opel Corsa A GSI

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 8 RALLIS

MELHOR RESULTADO – Rally Flor do Alentejo/Cidade De Serpa

(1º da Classe)

PILOTOS COM QUE JÁ ANDOU – Nirce Araújo e João Filipe Monteiro

CARRO QUE MAIS GOSTOU – Renault Clio RS

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – A velocidade, a destreza, a

emoção, o risco, a amizade, adrenalina

TERRA OU ASFALTO - Terra

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS – Ricardo Teodósio, João

Filipe Monteiro

MAIOR SONHO NOS RALIS - Chegar ao fim e obter um bom resultado

QUAL A RAZÃO OU RAZÕES QUE A LEVOU A DISPUTAR RALIS -

sempre acompanhei ralis e em 2011 surgiu a oportunidade de

fazer dupla com a Nirce e foi uma experiência boa, chegamos

ao fim, e a partir daí estive algum tempo parada continuando

a acompanhar os rallis de fora e em 2019 surgiu mais uma

oportunidade de acompanhar um outro piloto, João Filipe

Monteiro, a qual aceitei e neste momento continuo a navegar.

RALI DE CASTELO BRANCO

10 E 12 DE JUNHO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

NUNO MATEUS (10) NUNO MATEUS (PEC 1 A 11)

LUÍS MOTA (2)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º NUNO MATEUS / PAULO PMENTEL (H99) MITSUBISHI LANCER EVO VI 1H07M25,9S

2º CIPRIANO ANTUNES / PAULO AMORIM (H81) AUDI QUATTRO +7M15,2S

RALI MONTELONGO CARLOS VIEIRA

24 A 26 DE JUNHO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

LUÍS MOTA (11) LUÍS MOTA (PEC 1 A 13)

NUNO MATEUS (2)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º LUÍS MOTA / ALEXANDRE RAMOS (H99) MITSUBISHI LANCER EVO VI 1H22M41,4S

2º NUNO MATEUS / TIAGO NEVES MITSUBISHI LANCER EVO VI +35,0S

3º LUÍS FONSECA / JOÃO AGUIAR PEUGEOT 306 S16 +10M33,5S

RALI DA ÁGUA - CIM ALTO TÂMEGA

2 E 3 DE SETEMBRO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

NUNO MATEUS (6) LUÍS MOTA ( PEC 1 A 4)

LUÍS MOTA (3) NUNO MATEUS (PEC 5 A 9)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º NUNO MATEUS / MIGUEL PAIÃO (H99) MITSUBISHI LANCER EVO VI 1H12M50,2S

2º CIPRIANO ANTUNES / NUNO BATALHA (H81) AUDI QUATTRO +9M52,7S

RALI DA ÁGUA - CIM ALTO TÂMEGA

2 E 3 DE SETEMBRO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

NUNO MATEUS (6) LUÍS MOTA ( PEC 1 A 4)

LUÍS MOTA (3) NUNO MATEUS (PEC 5 A 9)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º NUNO MATEUS / MIGUEL PAIÃO (H99) MITSUBISHI LANCER EVO VI 1H12M50,2S

2º CIPRIANO ANTUNES / NUNO BATALHA (H81) AUDI QUATTRO +9M52,7S

1.

CONSTÁLICA RALLYE VOUZELA E VISEU

17 E 18 DE SETEMBRO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

LUÍS MOTA (6) LUÍS MOTA (PEC 2 A 4)

NUNO MATEUS (3) NUNO MATEUS (PEC 5 A 7)

LUÍS MOTA (PEC 8 A 10)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º LUÍS MOTA / ALEXANDRE RAMOS (H99) MITSUBISHI LANCER EVO VI 41M34,6S

2º NUNO MATEUS / ROBERTO SANTOS MITSUBISHI LANCER EVO VI +4,1S

3º CIPRIANO ANTUNES / NUNO BATALHA (H81) AUDI QUATTRO +5M48,8S

4º LUÍS FONSECA / JOÃO AGUIAR PEUGEOT 306 S16 +5M55,4S

CLASSIFICAÇÕES

CAMPEONATO

CLÁSSICOS DE RALIS

RALI VIEIRA DO MINHO

1 E 2 DE ABRIL

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

LUÍS MOTA (5) JOSÉ MERCEANO (PEC 1 A 3)

JOSÉ MERCEANO (3) LUÍS MOTA (PEC 4 A 7)

NUNO MATEUS (2)

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

RALI VIDREIRO - CENTRO DE PORTUGAL

7 E 8 DE OUTUBRO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

LUÍS MOTA (3) LUÍS MOTA (PEC 1 E 2)

NUNO MATEUS (3) NUNO MATEUS (PEC 3 A 8)

JOSÉ CARLOS MAGALHÃES (2) PEDRO LEONE (PEC 9)

PEDRO LEONE (1)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º PEDRO LEONE / BRUNO RAMOS (H99) FORD ESCORT RS COSWORTH 1H15M50,4S

2º JOSÉ C. MAGALHÃES / BEATRIZ PINTO MITSUBISHI LANCER EVO VI +5M25,1S

3º CIPRIANO ANTUNES / NUNO BATALHA (H81) AUDI QUATTRO +8M46,3S

4º LUÍS FONSECA / JOÃO AGUIAR PEUGEOT 306 S16 +17M18,1

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º LUÍS MOTA / ALEXANDRE RAMOS (H99) MITSUBISHI LANCER EVO VI 1H09M295S

RALI DE MORTÁGUA

29 E 30 DE ABRIL

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

LUÍS MOTA (4) PEDRO LEONE (PEC 1)

JOSÉ MERCEANO (2) LUÍS MOTA (PEC 2 E 3)

PEDRO LEONE (1) JOSÉ MERCEANO (PEC 4 A 7)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º JOSÉ MERCEANO / FRANCISCO PEREIRA (H99) MITSUBISHI LANCER EVO IV 1H04M26,3S

2º LUÍS MOTA / ALEXANDRE RAMOS MITSUBISHI LANCER EVO VI +16,7S

3º LUÍS FONSECA / ALEXANDRE LOPES PEUGEOT 306 S16 +30M35,3S

RALI VIANA DO CASTELO

25 E 26 DE OUTUBRO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

NUNO MATEUS (4) NUNO MATEUS (PEC 1 A 8)

JOSÉ ARAÚJO (2)

LUÍS MOTA (2)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º NUNO MATEUS / INÊS VEIGA (H99) MITSUBISHI LANCER EVO VI 47M05,7S

2º LUÍS MOTA / SANDRA RAMOS MITSUBISHI LANCER EVO VI +1M12,8S

3º MANUEL PINTO / ANTÓNIO DIAS PEUGEOT 106 S16 +5M31,1S

4º LUÍS FONSECA / JOÃO AGUIAR CITROEN SAXO +6M55,2S

5º CIPRIANO ANTUNES / NUNO BATALHA (H81) AUDI QUATTRO +21M54,8S

102

ralisonline.net


2.

3.

1. NUNO MATEUS 2. CIPRIANO ANTUNES

3. LUIS FONSECA 4. PEDRO LEONE

5. JOSÉ MERCEANO 6. JOSÉ CARLOS

MAGALHÃES 7. ROLO 8. JOÃO LUCAS

Para além de Luís Mota e de Nuno Mateus, que dividiram entre

si o maior número de vitórias, mais dois pilotos lograram vencer

no Campeonato de Portugal de Clássicos de Ralis. Um deles foi

José Merceano, que em Mortágua foi o mais rápido, sem aliás o

único resultado da época, já que nas restantes 4 provas em que

“Foi mais uma época muito

positiva com a obtenção do

título, depois de uma luta

muito interessante com o Nuno

Mateus. A Domingos Sport

entregou-me sempre carros

muito competitivos e fiáveis, o

que foi importante para chegar

a mais este título”.

LUÍS MOTA

esteve presente, desistiu

em todas.

Outro vencedor foi

Pedro Leone. O piloto

do potente Ford Escort,

teve apenas duas aparições

no Campeonato de

Portugal de Clássicos de

Ralis, sendo que uma

desistiu e outra venceu.

Sem o número mínimo

de presenças no campeonato,

Pedro Leone acabou por não ser classificado.

O pódio do Campeonato de Portugal de Clássicos de Ralis acabou

por ficar completo com o resistente Cipriano Antunes. O piloto do

Audi apenas fez a secção de asfalto do Campeonato de Portugal de

Clássicos de Ralis, onde realizou uma série de bons resultados que

lhe valeram o terceiro lugar final.

CLASSIFICAÇÕES

FINAIS

CAMPEONATO CLÁSSICOS DE RALIS

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

4.

5.

PILOTOS

NAVEGADORES

6.

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º LUÍS MOTA 115

2º NUNO MATEUS 115

3º CIPRIANO ANTUNES 88

4º LUÍS FONSECA 62

5º JOSÉ MERCEANO 25

1º ALEXANDRE RAMOS 95

PILOTOS H81

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º CIPRIANO ANTUNES 125

PILOTOS H99

NAVEGADORES H99

7.

8.

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º LUÍS MOTA 115

2º NUNO MATEUS 115

3º LUÍS FONSECA 68

4º JOSÉ MERCEANO 25

1º ALEXANDRE RAMOS 95

103

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


8

CAMPEONATO

DE RALIS CORAL

DA MADEIRA

104

ralisonline.net


MIGUEL NUNES SOMA E SEGUE

Com uma época notável, onde obtiveram cinco vitórias à geral, Miguel

Nunes / Roberto Castro venceram com todo o mérito o título madeirense,

que no caso do piloto é o sexto absoluto

105

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


1.

2. 3.

Apesar de ser um campeonato composto por

sete provas, a primeira da temporada, em São

Vicente, terá sido por ventura a mais decisiva

de toda a época. Logicamente que os pilotos

mais interessados na conquista do título,

Miguel Nunes / Roberto Castro e Alexandre

Camacho / Pedro Calado, nesse momento

da competição não tinham ainda a ideia do

que viria a acontecer nas restantes provas, mas

qualquer resultado em

falso poderia ter logo consequências na restante

temporada.

E foi isso que sucedeu precisamente a Alexandre

Camacho, nesta prova ao volante de um Citroen

C3 Rally2 (que viria ainda a utilizar na prova seguinte

na Calheta), quando já na derradeira fase

NUNES

do Rali de São Vicente cortou demasiado uma

curva, bateu num passeio e danificou a suspensão

do seu carro acabando por desistir.

VINHO MADEIRA

Miguel Nunes, ao volante do Skoda Fabia

Rally2, entrou fortíssimo no campeonato,

SEMPRE EM ALTA

comandando a primeira prova de início a fim,

que se traduziu numa vitória muito folgada e

sem qualquer contestação, ficando na frente dos CAMPEONATO

Porsche 911 de Filipe Freitas e de Paulo Mendes.

+>TÍTULO SEM CONTESTAÇÃO DE MIGUEL

> RUI JORGE FERNANDES VENCEU NAS

DUAS RODAS MOTRIZES

> ALEXANDRE CAMACHO VENCEU O RALI

> SISTEMA DE PONTUAÇÃO “ESTRANHO”

> PROMOÇÃO DOS RALIS NA MADEIRA

> RTP MADEIRA NA PROMOÇÃO DOS RALIS

24 PILOTOS FICARAM CLASSIFICADOS NO

> ATÉ SEMPRE PEDRO PAIXÃO

Na Calheta, Miguel Nunes voltou a comandar de forma imperial os

acontecimentos, voltando a comandar a prova durante todo o rali. O

seu adversário principal neste rali foi Pedro Paixão / João Paulo que

estavam a bordo de um Hyundai i20 R5, embarcando num novo projeto

(Play Racing) para a restante temporada, que neste segundo rali

(o primeiro tinham feito a bordo de um Peugeot 208 T16), se saldou

por um excelente segundo lugar. Alexandre Camacho não se entendeu

com as afinações do Citroen C3 Rally2 e o melhor que conseguiu foi

um terceiro lugar final, sendo que a partir desta prova o piloto passava

a competir com um Skoda Fabia Rally2 da

equipa ARC.

A caravana seguiu para a Ribeira Brava e, nesta

prova, surge um renascido Alexandre Camacho,

já ao volante de um Skoda Fabia Rally2, que

responde ao mais alto nível com uma vitória

“sem espinhas”, já que comandou ao longo das

nove classificativas que componham este rali. A

rapidez não abandonou Miguel Nunes, que nesta

prova ficava a apenas 4,8s do seu adversário,

cimentando dessa forma a liderança do campeonato.

No terceiro lugar ficava a Pedro Paixão,

na prova em que se estreava ao volante de um

mais competitivo, mas mais exigente, Citroen

C3 Rally2, numa prova que serviu de adaptação

à nova máquina. Tal como na prova anterior,

106

ralisonline.net


4.

NOTAS SOLTAS

Uma das alterações regulamentares do Campeonato

de Ralis Coral da Madeira teve a ver com a pontuação

por cada rali, num sistema que foi “votado” pelos

pilotos e que, na generalidade, foi do agrado dos

pilotos. Para além dos pontos à geral, foram ainda

atribuídos mais cinco pontos adicionais, a quem

vencesse a primeira especial (1 pontos), a última

especial (mais 1 ponto) e o maior número de troços

por rali (3 pontos). Quer isto dizer que em dois ralis

da temporada (Madeira e Funchal), o primeiro e o

segundo classificado do rali obtiveram a mesma

pontuação (30 pontos). No mínimo estranho!!!

5.

6.

A ausência de Vitor Sá nas duas primeiras provas do

Campeonato, acabaram por ser decisivas na luta pelo título das

duas rodas motrizes. Rui Jorge Fernandes levou o Clio RS R3T

ao triunfo nas 2RM, vencendo as duas primeiras provas e na

derradeira, mas assim que Vitor Sá entrou na competição somou

três vitórias e dois segundos lugares, que mesmo assim não

foram suficientes para arrecadar o título. Sem presença regular

nesta competição, João Silva foi também um dos vencedores

do ano, ao conquistar as duas rodas motrizes no Rali Vinho

Madeira na prova em que se estreava num Peugeot 208 Rally4.

1. ALEXANDRE CAMACHO 2. FILIPE FREITAS 3. VITOR SÁ

4. PAULO MENDES 5. RUI JORGE FERNANDES 6. MIGUEL CAIRES

107

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


MULHERES

NOS RALIS

ISABEL RAMALHO

(NAVEGADORA)

INÍCIO DE CARREIRA - 2006

NATURAL DE - Coimbra

PRIMEIRO RALI - Rali de Esposende (apenas Super Especial,

pois era esse o objectivo, com Diva Teixeira); Rali da Madeira

2006 (completo com Diva Teixeira)

PRIMEIRO CARRO DE RALIS - Mitsubishi Lancer Evo VI

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 - 43

MELHOR RESULTADO - 1º da Geral no Rali Terras de Basto em

2010 (com Pedro Leal)

PILOTOS COM QUE JÁ ANDOU – António Duarte, Catarina Sousa,

Cristina Silva, Diva Teixeira, Filipe Madureira.

CARRO QUE MAIS GOSTOU – Mitsubishi Lancer Evo VII

GOSTAS MAIS DE RALIS TERRA OU ASFALTO - Terra

O QUE GOSTAS MAIS NOS RALIS - A Emoção, a adrenalina,

a luta com o cronómetro. A amizade e convívio que neste

momento se encontram mais no RallySpirit

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS – Colin Mcrae, Kalle Rovanpera e

Nacionais Pedro Leal, Ricardo Teodósio, Armindo Araújo

MAIOR SONHO NOS RALIS - não tenho qualquer sonho especial

mas gostava de fazer o CPR de R5 com o Pedro Leal.

QUAL A RAZÃO OU RAZÕES QUE A LEVOU A DISPUTAR RALIS - O

primeiro passo foi com a Diva Teixeira. Um dia chegou ao pé

de mim e disse: “Vens fazer a Super Especial de Esposende

comigo, já estás inscrita! Pedi autorização aos teus irmãos e eles

concordaram. Não podes dizer que não” .... e assim foi! Mas claro

que a grande motivação e tudo o que sei hoje devo principalmente

aos meus irmãos (Luís Ramalho e Miguel Ramalho).

O facto de sermos talvez a única tripla de irmãos

(navegadores) que participou em provas de Ralis e Todo o

Terreno em que estávamos os três presentes na mesma prova,

tem a sua graça. Espero que torne a acontecer. Com dois

haverá com certeza, com os três... talvez!

O momento da temporada foi precisamente o primeiro

rali da temporada em São Vicente. Alexandre Camacho

ao desistir, depois de dar um toque num passeio e

partir a suspensão do Citroen C2 Rally3, somava zero

pontos, passando a partir desse rali a estar sempre em

desvantagem face ao seu adversário Miguel Nunes.

RALI DA CALHETA

6 E 7 DE MAIO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

MIGUEL NUNES (8) MIGUEL NUNES (PEC 1 A 9)

ALEXANDRE CAMACHO (1)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º MIGUEL NUNES / ROBERTO CASTRO SKODA FABIA RALLY2 EVO 38M37,4S

2º PEDRO PAIXÃO / JOÃO PAULO HYUNDAI I20 R5 +23,4S

3º ALEXANDRE CAMACHO / PEDRO CALADO CITROEN C3 RALLY2 +43,8S

4º FILIPE FREITAS / DANIEL FIGUEIROA PORSCHE 991 GT2 CUP +1M38M1S

5º PAULO MENDES / ROBERTO FIGUEIROA PORSCHE 991 GT2 CUP +3M09,3S

33 INSCRITOS (TERMINARAM 26)

VENCEDOR 2RM E P2 RUI J. FERNANDES / JOÃO FREITAS RENAULT CLIO RS R3T

VENCEDOR P1 FILIPE SILVA / NÉLIO MARTINS CITROEN C2 R2

VENCEDOR RC2 MIGUEL NUNES / ROBERTO CASTRO SKODA FABIA RALLY2 EVO

VENCEDOR RC4 MIGUEL CAIRES / JOÃO MIGUEL SOUSA RENAULT CLIO RALLY4

VENCEDOR RGT FILIPE FREITAS / DANIEL FIGUEIROA PORSCHE 991 GT2 CUP

VENCEDOR X1 PEDRO CANHA / ANTÓNIO ORNELAS CITROEN AX

VENCEDOR X2 CLÁUDIO NÓBREGA / ALÍPO NÓBREGA DATSUN 1200

RALI DA RIBEIRA BRAVA

3 E 4 DE JUNHO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

ALEXANDRE CAMACHO (7) ALEXANDRE CAMACHO (PEC 1 A 9)

MIGUEL NUNES (2)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º ALEXANDRE CAMACHO / PEDRO CALADO SKODA FABIA RALLY2 EVO 46M40,3S

2º MIGUEL NUNES / ROBERTO CASTRO SKODA FABIA RALLY2 EVO +4,8S

3º PEDRO PAIXÃO / JOÃO PAULO CITROEN C3 RALLY2 +24,5S

4º FILIPE FREITAS / DANIEL FIGUEIROA PORSCHE 991 GT2 CUP +2M43,5S

5º GIL FREITAS / DUARTE MIRANDA HYUNDAI I20 R5 +3M12,7S

33 INSCRITOS (TERMINARAM 26)

VENCEDOR 2RM E P2 VITOR SÁ / RICARDO VENTURA CITROEN DS3 R3T MAX

VENCEDOR P1 ROBERTO CAPELO / HUGO MARTINS TOYOTA YARIS 1,3 VVTI

VENCEDOR RC2 ALEXANDRE CAMACHO / PEDRO CALADO SKODA FABIA RALLY2 EVO

VENCEDOR RC4 RENATO PITA / LUÍS BOIÇA PEUGEOT 208 RALLY4

VENCEDOR RGT FILIPE FREITAS / DANIEL FIGUEIROA PORSCHE 991 GT2 CUP

VENCEDOR X1 PEDRO CANHA / ANTÓNIO ORNELAS CITROEN AX

VENCEDOR X2 MIGUEL GOUVEIA / TIAGO FERNANDES BMW 320I

RALI DO FAIAL - SANTANA

15 E 16 DE JULHO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

MIGUEL NUNES (6) MIGUEL NUNES (PEC 1 A 8)

JOSÉ PEDRO FONTES (2)

CLASSIFICAÇÕES

CAMPEONATO RALIS

CORAL DA MADEIRA

RALI MUNICÍPIO DE SÃO VICENTE

1 E 2 DE ABRIL

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

MIGUEL NUNES (9) MIGUEL NUNES (PEC 1 A 10)

ALEXANDRE CAMACHO (1)

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º MIGUEL NUNES / ROBERTO CASTRO SKODA FABIA RALLY2 EVO 46M47,2S

2º ALEXANDRE CAMACHO / PEDRO CALADO SKODA FABIA RALLY2 EVO +9,5S

3º JOSÉ PEDRO FONTES / INÊS PONTE* CITROEN C3 RALLY2 +35,9S

4º MIGUEL CORREIA / JORGE CARVALHO* SKODA FABIA RALLY2 EVO +1M44,0S

5º FILIPE FREITAS / DANIEL FIGUEIROA PORSCHE 991 GT2 CUP +2M18,2S

33 INSCRITOS (TERMINARAM 26) NÃO PONTUAM PARA O CRM

VENCEDOR 2RM E P2 VITOR SÁ / RICARDO VENTURA CITROEN DS3 R3T MAX

VENCEDOR P1 ROBERTO MARTINS / MARCO MAROTE CITROEN C2 R2

VENCEDOR RC2 MIGUEL NUNES / ROBERTO CASTRO SKODA FABIA RALLY2 EVO

VENCEDOR RC4 MIGUEL CAIRES / JOÃO MIGUEL SOUSA RENAULT CLIO RALLY4

VENCEDOR RGT FILIPE FREITAS / DANIEL FIGUEIROA PORSCHE 991 GT2 CUP

VENCEDOR X1 TIAGO CRÓ / NUNO MENDONÇA CITROEN SAXO VTS

VENCEDOR X2 CLÁUDIO NÓBREGA / ALÍPO NÓBREGA DATSUN 1200

1.

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º MIGUEL NUNES / ROBERTO CASTRO SKODA FABIA RALLY2 EVO 43M35,8S

2º FILIPE FREITAS / DANIEL FIGUEIROA PORSCHE 991 GT2 CUP +1M41,1S

3º PAULO MENDES / ROBERTO FIGUEIROA PORSCHE 991 GT2 CUP +2M57,1S

4º JOSÉ CAMACHO / NICODEMO CÂMARA PEUGEOT 208 T16 +3M07,4S

5º RUI J. FERNANDES / JOÃO FREITAS RENAULT CLIO RS R3T +4M11,8S

25 INSCRITOS (TERMINARAM 22)

VENCEDOR 2RM E RC3 RUI J. FERNANDES / JOÃO FREITAS RENAULT CLIO RS R3T

VENCEDOR P1 FILIPE SILVA / NÉLIO MARTINS CITROEN C2 R2

VENCEDOR RC2 MIGUEL NUNES / ROBERTO CASTRO SKODA FABIA RALLY2 EVO

VENCEDOR RC4 IVO SARDINHA / MARCO LEÇA PEUGEOT 208 RALLY4

VENCEDOR RGT FILIPE FREITAS / DANIEL FIGUEIROA PORSCHE 991 GT2 CUP

VENCEDOR X1 PEDRO CANHA / ANTÓNIO ORNELAS CITROEN AX

VENCEDOR X2 CLÁUDIO NÓBREGA / ALÍPO NÓBREGA DATSUN 1200

108

ralisonline.net


Filipe Freitas, somava um 4º lugar, que o mantinha

pelos primeiros lugares do campeonato.

O Campeonato chegava a meio no Rali do Faial –

Santana, prova em que marcaram presença alguns

dos pilotos do Campeonato de Portugal de Ralis, na

intenção de fazerem quilómetros de “treino” para o

Vinho Madeira. Contudo, o cariz do Campeonato

da Madeira não mudou, com Miguel Nunes a ter

mais uma daquelas vitórias sem contestação, em que

esteve sempre na liderança do rali, superando por 9,5s

o seu adversário Alexandre Camacho. Sem pertencer

a estas contas, José Pedro Fontes (Citroen C3 Rally2)

e Miguel Correia (Skoda Fabia Rally2) ficavam nas

posições seguintes, mas os pontos do 3º lugar, foram

parar às mãos de Filipe Freitas, sempre muito regular

ao volante do seu Porsche.

Na prova que os pilotos mais gostam de disputar em

toda a temporada e que mais querem vencer, o mítico

Rali Vinho Madeira, a balança pendeu para o lado de

Alexandre Camacho. Num rali “estranho”, com decisões

polémicas do colégio de comissários desportivos e

com condições climatéricas que baralharam

muito as contas do rali no final

do primeiro dia, Alexandre Camacho

obteve uma vitória com todo o mérito

e que acabou por ser o ponto alto da

temporada para si. Miguel Nunes

ficou a apenas 11,5s da vitória, mas

quase nunca esteve em condições de

vencer a prova, depois de um final de

primeiro dia em que perdeu demasiado

tempo. Quem fazia o melhor

resultado da época era Gil Freitas, que

passou a utilizar o Hyundai i20 R5

(o mesmo que Pedro peixão usou no

início da temporada), terminando este

rali no terceiro lugar entre os pilotos

que pontuavam para o regional. Filipe

Freitas desistia nesta prova, depois de ter estado em

risco a sua presença por causa da falta de pneus para

o seu Porsche.

O Campeonato entrava na sua fase decisiva, com

o Rali Municípios do Funchal e Câmara de Lobos,

sendo que uma vitória de Miguel Nunes lhe dava automaticamente

o título. O rali começa com Alexandre

Camacho a atacar forte, tendo Miguel Nunes respondido

de pronto para passar a liderar na 3ª das sete

classificativas. Porém, quanto a luta entre os dois adversários

era intenção pela liderança, Alexandre Camacho

é penalizado com 10 segundos por falsa partida para

o 5º troço. Mesmo continuando a arriscar e a vencer

troços, Miguel Nunes tinha a vantagem suficiente para

gerir o primeiro lugar e, dessa forma, conquistar o seu

sexto título na Madeira.

Depois de muitos anos afastado dos lugares do pódio

no Regional da Madeira, o decano Vitor Sá, levou o

Citroen DS3 R3T ao terceiro lugar final, saboreando

um final de época de grande nível. O Rali do

Marítimo (Machico) serviu praticamente para cumprir

“É uma enorme satisfação

chegar ao título de novo. Foi

um ano difícil como sempre

têm sido todos. Conseguimos

montar um projeto ambicioso

que tinha como objetivo

chegar ao título, o que

aconteceu de novo. Este ano

tinha um novo navegador a

meu lado, o Roberto Castro,

sendo o primeiro título dele,

como tinha novos parceiros,

por isso o desafio era grande,

tendo sido superado com a

conquista de mais um título”.

MIGUEL NUNES

calendário, mas também

para a confirmação de uma

grande temporada para a dupla

Miguel Nunes / Roberto

Castro, que obtiveram a

quinta vitória da época, depois

de um rali em que voltaram

a comandar de princípio

a fim. Alexandre Camacho

somava novo segundo lugar,

ficando Rui Jorge Fernandes,

num Renault Clio RS R3T

no terceiro lugar, vencendo

nesta prova as duas rodas

motrizes, num rali que também

foi de consagração pelo

título nessa categoria.

1. DINARTE BAPTISTA 2. JOSÉ CAMACHO

3. GIL FREITAS 5. CLAUDIO NÓBREGA

RALI DA MADEIRA

4 A 6 DE AGOSTO

2.

3.

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

MIGUEL NUNES (11) BRUNO MAGALHÃES (PEC 1 A 2)

BRUNO MAGALHÃES (3) ALEXANDRE CAMACHO (PEC 3 E 4)

ALEXANDRE CAMACHO (2) BRUNO MAGALHÃES (PEC 5 E 6)

JOSÉ PEDRO FONTES (1) ALEXANDRE CAMACHO (PEC 7 E 8)

BRUNO MAGALHÃES (PEC 9 A 12)

BRUNO MAGALHÃES (PEC 9 A 12)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º ALEXANDRE CAMACHO / PEDRO CALADO SKODA FABIA RALLY2 EVO 1H58M36,7S

2º MIGUEL NUNES / ROBERTO CASTRO SKODA FABIA RALLY2 EVO +11,5S

3º JOSÉ PEDRO FONTES / INÊS PONTE* CITROEN C3 RALLY2 +22,1S

4º ARMINDO ARAÚJO / LUÍS RAMALHO* SKODA FABIA RALLY2 EVO +53,5S

5º BERNARDO SOUSA / VITOR CALADO* CITROEN C3 RALLY2 +2M10,7S

60 INSCRITOS (TERMINARAM 36) NÃO PONTUAM PARA O CRM

VENCEDOR 2RM E RC4 JOÃO SILVA / JOÃO PAULO

PEUGEOT 208 RALLY4

VENCEDOR P1 BRUNO COELHO / PAULO COELHO TOYOTA YARIS 1.3

VENCEDOR P2 VITOR SÁ / RICARDO VENTURA CITROEN DS3 R3T MAX

VENCEDOR RC2 ALEXANDRE CAMACHO / PEDRO CALADO SKODA FABIA RALLY2 EVO

VENCEDOR RC3 DANIEL NUNES / NUNO MOTA RIBEIRO FORD FIESTA RALLY3

VENCEDOR RC4 MIGUEL CAIRES / JOÃO MIGUEL SOUSA RENAULT CLIO RALLY4

VENCEDOR RGT PAULO MENDES / ROBERTO FIGUEIROA PORSCHE 991 GT2 CUP

VENCEDOR X1 PEDRO CANHA / ANTÓNIO ORNELAS CITROEN AX

VENCEDOR X2 CLÁUDIO NÓBREGA / ALÍPO NÓBREGA DATSUN 1200

VENCEDOR X6 ADRUZILO LOPES / PAULO LEONES TOYOTA GR YARIS

109

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


MULHERES

NOS RALIS

RUBINA

GONÇALVES

(NAVEGADORA)

INÍCIO DE CARREIRA – 2007

NATURAL DE - Funchal

PRIMEIRO RALI – Rali de Santa Cruz

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – TOYOTA YARIS

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 93

MELHOR RESULTADO – 1º à geral – Rali Sprint Praia da

Vitória – Ladies Trophy Portugal

PILOTOS COM QUE JÁ ANDOU – Ricardo Andrade, André Silva,

Carolina Costa, Lito Camacho, Isabel Ramos, Pedro Paixão,

Américo Gouveia, Francisco Camacho e Vítor Sá

CARRO QUE MAIS GOSTOU – Renault Clio R3, Citroen DS3 R3

Max e Citroen DS3 R5

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – A adrenalina e todo o meio

envolvente desde a preparação ao final da prova

TERRA OU ASFALTO- Asfalto

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS– Sebastien Loeb

MAIOR SONHO NOS RALIS – Poder continuar a fazer ralis

assiduamente

RAZÕES QUE A LEVARAM E MOTIVARAM A DISPUTAR RALIS –

Cresci no seio de uma família ligada aos ralis. Desde de

pequena que acompanhava todas as provas e sendo sobrinha

de um navegador (Jorge Gonçalves), fez com que despertasse

desde cedo o meu interesse pelo desporto automóvel. Mantive

desde então o sonho de um dia poder fazer ralis, sonho esse

que se veio a realizar aos 19 anos.

RALI DO MARÍTIMO / MUNICÍPIO DE MACHICO

14 E 15 DE OUTUBRO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

MIGUEL NUNES (8) MIGUEL NUNES (PEC 1 A 10)

ALEXANDRE CAMACHO (3)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º MIGUEL NUNES / ROBERTO CASTRO SKODA FABIA RALLY2 EVO 49M21,6S

2º ALEXANDRE CAMACHO / PEDRO CALADO SKODA FABIA RALLY2 EVO +11M9S

3º RUI J. FERNANDES / JOÃO P. FREITAS RENAULT CLIO RS R3T +4M32,3S

4º VITOR SÁ / RICARDO VENTURA CITROEN DS3 R3T MAX +4M47,7S

5º AMÉRICO GOUVEIA / RUBINA GONÇALVES CITROEN DS3 R5 +4M00,3S

24 INSCRITOS (TERMINARAM 19)

VENCEDOR 2RM E P2 RUI J. FERNANDES / JOÃO P. FREITAS RENAULT CLIO RS R3T

VENCEDOR P1 EMANUEL MARTINS / CRISTIANO FREITAS PEUGEOT 208 R2

VENCEDOR RC2 RUI J. FERNANDES / JOÃO P. FREITAS RENAULT CLIO RS R3T

VENCEDOR RC4 RENATO PITA / CARLOS MAGALHÃES PEUGEOT 208 RALLY4

VENCEDOR X1 FRANCISCO CORREIA / CLÁUDIO GOMES CITROEN SAXO VTS

VENCEDOR X2 BELARMINO SOUSA / SÉRGIO PAIXÃO TOYOTA CORROAL T-SPORT

CLASSIFICAÇÕES

FINAIS

CAMPEONATO RALIS CORAL DA MADEIRA

PILOTOS

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º MIGUEL NUNES 169

2º ALEXANDRE CAMACHO 138

3º FILIPE FREITAS 77

4º VITOR SÁ 59

5º PAULO MENDES 57

6º RUI FERNANDES 50

7º MIGUEL CAIRES 42

8º DINARTE BAPTISTA 40

9º JOSÉ CAMACHO 34

10º RUI PINTO 32

11º GIL FREITAS 30

12º RENATO PITA 20

13º IVO SARDINHA 19

14º AMÉRICO GOUVEIA 18

15º PEDRO MACEDO 9

16º CLÁUDIO NÓBREGA 6

17º RICARDO GONÇALVES 6

18º FRANCISCO CORREIA 6

19º EMANUEL MARTINS 5

20º NUNO FIGUEIRA 4

21º FILIPE SILVA 4

22º MIGUEL GOUVEIA 4

23º PEDRO CANHA 4

24º BELARMINO SOUSA 3

PILOTOS 2RM

NAVEGADORES

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º ROBERTO CASTRO 169

2º PEDRO CALADO 138

3º DANIEL FIGUEIROA 77

4º RICARDO VENTURA 61

5º JOÃO PAULO 51

6º JOÃO PEDRO FREITAS 50

7º RUI MADEIRA 48

8º JOÃO MIGUEL SOUSA 48

9º ROBERTO FIGUEIRA 45

10º NICODEMO CÂMARA 34

11º RICARDO FARIA 32

12º DUARTE MIRANDA 30

13º MARCO LEÇA 26

14º ÉNIO ANDRADE 12

15º CRISTIANO FREITAS 9

16º ALÍPIO NOBREGA 7

17º CLÁUDIO GOMES 6

18º DANIEL CAPELO 6

19º NÉLIO MARTINS 5

20º ANTÓNIO ORNELAS 4

NAVEGADORES 2RM

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1.

RALI MUNICÍPIOS DE CÂMARA

DE LOBOS E FUNCHAL

4 A 6 DE AGOSTO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

ALEXANDRE CAMACHO (4) ALEXANDRE CAMACHO (PEC 1 E 2)

MIGUEL NUNES (3) MIGUEL NUNES (PEC 3 A 7)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º MIGUEL NUNES / ROBERTO CASTRO SKODA FABIA RALLY2 EVO 49M08,6S

2º ALEXANDRE CAMACHO / PEDRO CALADO SKODA FABIA RALLY2 EVO +5,6S

3º VITOR SÁ / RICARDO VENTURA CITROEN DS3 R3T MAX +3M56,1S

4º RUI PINTO / RICARDO FARIA FORD FIESTA RALLY2 +3M58,6S

5º FILIPE FREITAS / DANIEL FIGUEIROA PORSCHE 991 GT2 CUP +4M00,3S

27 INSCRITOS (TERMINARAM 24)

VENCEDOR 2RM E P2 VITOR SÁ / RICARDO VENTURA CITROEN DS3 R3T MAX

VENCEDOR P1 FILIPE SILVA / NÉLIO MARTINS CITROEN C2 R2

VENCEDOR RC2 MIGUEL NUNES / ROBERTO CASTRO SKODA FABIA RALLY2 EVO

VENCEDOR RC4 MIGUEL CAIRES / JOÃO MIGUEL SOUSA RENAULT CLIO RALLY4

VENCEDOR RGT FILIPE FREITAS / DANIEL FIGUEIROA PORSCHE 991 GT2 CUP

VENCEDOR X1 PEDRO CANHA / ANTÓNIO ORNELAS CITROEN AX

VENCEDOR X2 CLÁUDIO NÓBREGA / ALÍPO NÓBREGA DATSUN 1200

1º RUI FERNANDES 134

2º VITOR SÁ 127

3º DINARTE BAPTISTA 104

4º MIGUEL CAIRES 101

5º RENATO PITA 79

6º IVO SARDINHA 71

7º PEDRO MACEDO 54

8º CLÁUDIO NÓBREGA 42

9º RICARDO GONÇALVES 26

10º EMANUEL MARTINS 17

11º MIGUEL GOUVEIA 16

12º FILIPE SILVA 15

13º BELARMINO SOUSA 8

14º PEDRO CANHA 8

15º NUNO FIGUEIRA 7

16º FRANCISCO CORREIA 7

PILOTOS P1

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º FILIPE SILVA 109

2º EMANUEL MARTINS 97

3º FRANCISCO CORREIA 89

PILOTOS P2

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º VITOR SÁ 135

2º RUI FERNANDES 120

3º DINARTE BAPTISTA 113

4º RICARDO GONÇALVES 86

1º JOÃO PEDRO FREITAS 134

2º RICARDO VENTURA 127

3º RUI MADEIRA 107

4º JOÃO MIGUEL SOUSA 102

5º MARCO LEÇA 75

6º ÉNIO ANDRADE 58

7º ALÍPIO NOBREGA 46

8º DANIEL CAPELO 31

9º CRISTIANO FREITAS 23

10º NÉLIO MARTINS 22

11º CLÁUDIO GOMES 14

12º ANTÓNIO ORNELAS 10

NAVEGADORES P1

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º NÉLIO MARTINS 110

2º CRISTIANO FREITAS 97

3º CLÁUDIO GOMES 91

NAVEGADORES P2

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º RICARDO VENTURA 135

2º JOÃO PEDRO FREITAS 120

3º RUI MADEIRA 113

4º DANIEL CAPELO 90

110

ralisonline.net


ATÉ SEMPRE PEDRO PAIXÃO!!!

16 de junho de 2022

“O piloto de ralis da Madeira,

Pedro Paixão, com 28 anos,

faleceu hoje na sequência de

um acidente com uma moto no

Porto Santo, disse fonte dos

bombeiros daquela ilha”.

Esta notícia caiu que nem

uma bomba no seio dos

ralis madeirenses. Ninguém

queria acreditar que tal fosse

possível. Mas infelizmente

foi mesmo verdade, nua

e crua. Perdia-se um dos

jovens pilotos de ralis mais

talentosos da Madeira, mas

também mais carismáticos.

Alguém que convivia bem

com o risco, mas sempre com

um sorriso nos lábios.

Até sempre PEDRO PAIXÃO!!!

PILOTOS RC2

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º MIGUEL NUNES 169

2º ALEXANDRE CAMACHO 138

3º JOSÉ CAMACHO 46

4º RUI PINTO 44

5º GIL FREITAS 31

6º AMÉRICO GOUVEIA 31

PILOTOS RC4

NAVEGADORES RC2

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º ROBERTO CASTRO 169

2º PEDRO CALADO 138

3º NICODEMO CÂMARA 46

4º RICARDO FARIA 44

5º DUARTE MIRANDA 31

NAVEGADORES RC4

1. RUI PINTO 2. RENATO PITA

3. IVO SARDINHA 4. AMÉRICO GOUVEIA

5. PEDRO MACEDO

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º MIGUEL CAIRES 150

2º RENATO PITA 127

3º IVO SARDINHA 118

4º PEDRO MACEDO 82

PILOTOS RGT

1º JOÃO SOUSA 158

2º MARCO LEÇA 124

3º ÉNIO ANDRADE 88

NAVEGADORES RGT

2.

3.

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º LUÍS F. R. DE FREITAS 149

2º JOÃO P. DE A. MENDES 111

PILOTOS TRÓFEU

ENG. RAFAEL COSTA

1º DANIEL FIGUEIROA 149

2º ROBERTO FIGUEIRA 91

NAVEGADORES TRÓFEU

ENG. RAFAEL COSTA

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º RICARDO GONÇALVES 149

2º FILIPE SILVA 94

3º EMANUEL MARTINS 86

4º FRANCISCO CORREIA 79

PILOTOS X1

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º PEDRO CANHA 119

PILOTOS X2

1º DANIEL CAPELO 152

2º CRISTIANO FREITAS 86

3º CLÁUDIO FGOMES 81

4º NÉLIO MARTINS 76

NAVEGADORES X1

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º ANTÓNIO ORNELAS 120

NAVEGADORES X2

4.

5.

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º CLÁUDIO NÓBREGA 147

2º CARLOS GOUVEIA 91

3º BELARMINO SOUSA 69

1º ALÍPIO NOBREGA 150

111

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


9

CAMPEONATO

DE RALIS DOS

AÇORES

112

ralisonline.net


REGO RECUPEROU O TÍTULO

A regularidade de resultados ao longo de toda a época, pontuando em todas

as provas, acabou por ser um dos trunfos principais para o título alcançado

por Luís Miguel Rego / Jorge Henriques no regional açoriano

113

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


1.

2. 3.

Não foi dos anos mais disputados e competitivos

do Campeonato dos Açores de Ralis,

fruto de uma série de acontecimentos e

azares entre os principais candidatos ao

título ao longo das seis de sete provas da

competição. O campeão, Luís Miguel

Rego, foi encontrado no final da sexta prova,

pelo que o encerramento do campeonato

serviu apenas para

cumprir calendário.

Mas vamos começar pelo início, e o início foi

com o já célebre Azores Rallye, a prova maior

do calendário açoriano, que integrava também MIGUEL REGO

os calendários do Europeu e do Campeonato de

Portugal de Portugal. Para as contas locais, apenas

eram tidos os resultados no final da primeira VENCEU

e, diga-se, que praticamente não houve história

VITÓRIAS

para contar. O domínio de Ricardo Moura /

António Costa, com o Skoda Fabia Rally2,

PICOWINES RALLY

foi de tal ordem avassalador que comandou

durante toda a prova e apenas cedeu dois troços

PROVA

para a concorrência, neste caso a dupla campeã

em título de 2021, Rúben Rodrigues / Estevão RALLY

Rodrigues, que terminou num excelente segundo

lugar. O mais azarado foi Luís Miguel Rego

que partir três amortecedores ao longo do rali

PROMOTOR

+>TERCEIRO TÍTULO NOS AÇORES PARA LUÍS

> GRANDE E BOA DIVERSIDADE DE PROVAS

> RICARDO MOURA VEZ UMA PROVA E

> ASCENSÃO DE PEDRO CÂMARA COM DUAS

> DESPISTE DE RÚBEN RODRIGUES NO

> BOM NÚMERO MÉDIO DE INSCRITO POR

> POLÉMICA NO FINAL DO PICOWINES

> BOM ACOMPANHAMENTO DO CAMPEONATO

NAS REDES SOCIAIS ATRAVÉS DO

no seu Skoda, embora ainda tenha dado para subir ao pódio, ficando na

frente de Pedro Câmara / João Câmara, que iniciavam com um 4º lugar

a sua primeira temporada completa ao volante do Citroen C3 Rally2.

Com Ricardo Moura a optar não fazer o campeonato, a próxima

prova (o Rali Ilha Azul) perdia o líder da competição. Mesmo assim,

assistiu-se a uma grande prova nos belos troços de terra no Faial, com

Luís Miguel Rego e Ruben Rodrigues a proporcionaram uma excelente

luta, com ambos a passarem por duas vezes pelo primeiro lugar até

ao final da primeira secção do rali. Porém, na

seção derradeira, o piloto do Team Além Mar

atacou muito forte e venceu todos os troços e

o rali, com uma margem de 28 segundos para

o seu adversário. Pedro Câmara, ainda em fase

de conhecimento da sua máquina, terminou

o último troço (no 3º lugar), mas não o rali,

já que um problema elétrico no Citroen C3

Rally2 levou o piloto a exceder o tempo limite

para o derradeiro controlo, tendo assim

que abandonar. Dessa forma, o também piloto

do Team Além Mar, Bruno Amaral (André

Seabra) terminava no terceiro lugar com o

seu Ford Fiesta R5.

Se no Azores Rallye Rui Torres tinha levado o

seu Ford Escort à vitória nas duas rodas motrizes,

aqui no Faial foi Bruno Tavares a impor o

seu Citroen C2 nesta categoria.

114

ralisonline.net


4.

NOTAS SOLTAS

O Campeonato de Ralis dos Açores teve um promotor

que ao longo da temporada acompanhou nas redes

sociais os acontecimentos prova a prova. Um trabalho

interessante, feito por quem sabe e conhece os ralis

(João Anjos), que pode ter lançando as bases para o

futuro e que não deve se desperdiçado.

A terceira prova fazia o campeonato regressar a São Miguel, para a

disputa do Além Mar Rali, sendo a terceira prova de terra. Ao longo

dos nove troços, os manos Rodrigues impuseram a sua lei e comandaram

da primeira à última especial com grande autoridade, assumindo

dessa forma a liderança do campeonato. Num rali onde os Citroen C3

Rally2 se deram particularmente bem, os manos Câmara conseguiram

vencer troços, incluindo a powerstage, e obtiveram um excelente segundo

lugar, demonstrando já muito mais entrosamento com o carro.

Luís Miguel Rego teve um problema numa roda na primeira fase do

rali, mas o facto de abrir a estrada condicionou muito a sua prestação.

Mesmo assim levou o Skoda ao 3º lugar do pódio mas a mais de

1m24,s do líder. Com o desatualizado Ford Fiesta R5, Bruno Amaral

fica num natural 4º lugar, enquanto a vitória nas duas rodas motrizes,

desta feita foi parar às mãos de João Faria, num Peugeot 206 RC.

O campeonato prosseguia no asfalto da Ilha terceira, com o não menos

famoso Rali TAC, que acabou por ser um dos ralis mais decisivos e

polémicos da temporada. Depois de uma luta pelo primeiro lugar que

durou as dez especiais de classificação, tendo sempre comandado o rali,

Rúben Rodrigues acabaria por ter que abandonar após o derradeiro

troço, pois um toque no final da última especial, fez partir um semi-

-eixo no Citroen, impedindo o piloto de prosseguir em prova até ao

pódio. Depois de tanto pressionar o seu adversário, Luís Miguel Rego

foi mesmo quem subiu ao lugar mais alto do pódio, o que lhe permitia

subir ao comando do campeonato. Mesmo tendo visto o seu carro

protestado por causa do peso, a verdade é que a vitória foi mesmo

confirmada. A conhecer o Citroen C3 Rallye 2 em asfalto, e por isso

menos à vontade nesta prova, Pedro Câmara viria subir ao segundo

lugar, fazendo uma excelente operação em termos de campeonato e

alimentando a hipótese de discutir o título.

5.

6.

1. BRUNO AMARAL 2. PEDRO CÂMARA 3. RICARDO MOURA

4. RUBEN RODRIGUES 5. FILIPE PIRES 6. BRUNO TAVARES

115

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


MULHERES

NOS RALIS

ANA FERREIRA

(NAVEGADORA)

INÍCIO DE CARREIRA – 2015

NATURAL DE - Guimarães

PRIMEIRO RALI – Especial Sprint BVF 125 Anos Famalicão, 2015

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – Renault Clio

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 16

MELHOR RESULTADO – 6º da geral, 1º Classe X2-10 no Rali

de Vieira do Minho 2018

PILOTOS COM QUE JÁ ANDOU – João Ferreira e Manuel Ferreira

CARRO QUE MAIS GOSTOU – Lancia Delta Integrale

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – A emoção e a adrenalina.

TERRA OU ASFALTO - Terra

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS – Michelle Mouton, Sebastien Loeb

MAIOR SONHO NOS RALIS - Continuar a fazer ralis ao lado

do meu irmão, e conseguir um dia chegar a patamares mais

elevados (uma dupla digna de WRC…)

RAZÕES QUE A LEVARAM E MOTIVARAM A DISPUTAR RALIS -

Os ralis estão na minha vida desde tenra idade, não fosse

esse o desporto de eleição da minha família. O gosto por

esta modalidade ficou mais apurado quando o meu pai me

convidou a participar em super especiais, em 2008. E então,

aos 13 anos comecei a acompanhá-lo no banco do lado e

levava sempre notas para ir treinando (acho que muitas das

vezes ele nem me ouvia, mas não interessava, lá ia eu toda

contente...). Entretanto, em 2016 o meu irmão desafiou-me a

passar aos ralis, nomeadamente no campeonato regional, a

bordo do Renault Clio. E desde então temos vivido grandes

momentos, tentando ser competitivos, com ponderação e

diversão, e isso devo tudo ao meu irmão. O que se sente ao

participar num rali é difícil de descrever, mas é, sem dúvida,

espetacular. Que venham mais ralis!

2.

A presença de Ricardo Moura no Campenato dos Açores é

sempre uma mais-valia para os ralis açorianos. Porém,

mais uma vez a sua presença ficou confinada praticamente

ao Azores Rallye e logo com uma vitória sem qualquer

contestação, tendo até o ex-campeão nacional e regional

lutado por voos mais altos neste prova.

CLASSIFICAÇÕES

CAMPEONATO

AÇORES DE RALIS

AZORES RALLYE

25, 26 E 27 DE MARÇO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

RICARDO MOURA (4) RICARDO MOURA (PEC 1 A 7)

RÚBEM RODRIGUES (2)

LUÍS REGO JR. (1)

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º RICARDO MOURA / ANTÓNIO COSTA SKODA FABIA RALLY2 EVO 1H24M11,8S

2º RÚBEN RODRIGUES / ESTEVÃO RODRIGUES CITROEN C3 RALLY2 +1M02,1S

3º LUÍS REGO JR. / JORGE HENRIQUES SKODA FABIA RALLY2 EVO +3M05,1S

4º PEDRO CÂMARA / JOÃO CÂMARA CITROEN C3 RALLY2 +4M37,0S

5º BRUNO AMARAL / NUNO CABRAL FORD FIESTA R5 +9M38,6S

18 INSCRITOS (TERMINARAM 13)

1.

VENCEDOR 2RM E X2 RUI TORRES / MARCO MARTINS FORD ESCORT

VENCEDOR P1 RICARDO SILVA / NÉLSON DINIS CITROEN SAXO CUP

VENCEDOR RC2 RICARDO MOURA / ANTÓNIO COSTA SKODA FABIA RALLY2 EVO

VENCEDOR P2 FRANCISCO COSTA / LUÍS FARIA PEUGEOT 206 RC

VENCEDOR X3

TROFÉU RALIS DE TERRA GILBERTO FERREIRA / MANUEL LEMOS FORD ESCORT COSWORTH

RALI ALÉM MAR ILHA AZUL

22 E 23 DE ABRIL

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

LUÍS REGO JR. (7) RÚBEN RODRIGUES (PEC 1)

RÚBEN RODRIGUES (2) RÚBEN RODRIGUES (PEC 1)

LUÍS REGO JR. (PEC 2 E 3)

RÚBEN RODRIGUES (PEC 4)

LUÍS REGO JR. (PEC 5 A 9)

Quem conhece Pedro Câmara não pode ficar indiferente à forma

contagiante como vibra com os ralis, seja como piloto, seja

como adepto. O piloto fez uma temporada completa com um

Rally2 pela primeira vez e o saldo foi um vice-campeonato

e ainda duas vitórias à geral. Conhecido pelo seu estilo

exuberante de conduzir, Câmara teve uma excelente temporada e,

por isso, quem sabe que não está na calha um futuro campeão?

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º LUÍS REGO JR. / JORGE HENRIQUES SKODA FABIA RALLY2 EVO 51M55,3S

2º RÚBEN RODRIGUES / ESTEVÃO RODRIGUES CITROEN C3 RALLY2 +28S

3º BRUNO AMARAL / NUNO CABRAL FORD FIESTA R5 +2M32,0S

4º BRUNO TAVARES / ANDRÉ SEABRA CITROEN C2 R2 MAX +9M33,9S

5º HÉLDER MIRANDA / RUI TEIXEIRA SEAT IBIZA +9M47,1S

24 INSCRITOS (TERMINARAM 17)

VENCEDOR 2RM - P1

TROFÉU RALIS DE TERRA BRUNO TAVARES / ANDRÉ SEABRA CITROEN C2 R2 MAX

VENCEDOR P2 FRANCISCO COSTA / LUÍS FARIA PEUGEOT 206 RC

VENCEDOR RC2 LUÍS REGO JR. / JORGE HENRIQUES SKODA FABIA RALLY2 EVO

VENCEDOR X1 RÚBEN SANTOS / NUNO PEREIRA PEUGEOT 106

VENCEDOR X2 HÉLDER MIRANDA / RUI TEIXEIRA SEAT IBIZA

VENCEDOR X3 GILBERTO FERREIRA / MANUEL LEMOS FORD ESCORT COSWORTH

VENCEDOR X4 MÁRIO JORGE / CAMILA JORGE HYUNDAI GETZ TD

116

ralisonline.net


A disputar toda a fase de asfalto do campeonato

açoriano, o madeirense Filipe Pires concluiu no

terceiro lugar este rali, onde se sente muito à vontade,

com o seu Mitsubishi Lancer Evo X. Bruno

Amaral por 0,2s não conseguiu subir ao pódio neste

prova com o seu Fiesta R5, enquanto nas duas

rodas motrizes Luís Pimentel imponha a lei do seu

Porsche, obtendo a sua primeira vitória na época e

logo na sua primeira participação.

Nova ronda no asfalto, agora na Ilha de Santa

Maria, prevendo-se novo duelo entre Rúben

Rodrigues e Luís Miguel Rego. Fazendo uma prova

notável, num rali que já tinha ganho as últimas

quatro vezes, Luís Miguel Rego esteve imparável

e venceu categoricamente este braço de ferro com

Rúben Rodrigues, que terminou a 22,4s do líder,

alcançando o segundo lugar, o

que sendo um bom resultado

(e também uma boa exibição)

não lhe permitia ganhar

terreno ao seu adversário nas

contas do título. Um rude

golpe sofreu Pedro Câmara,

que nesta prova viu o C3

Rally2 ter problemas de motor

sendo obrigado a abandonar

(esfumam-se as hipóteses do

título). Vingando a prova anterior,

Bruno Amaral desta vez

impôs-se a Filipe Pires, com

Bruno Tavares a vencer as duas

rodas motrizes, o que somado

ao segundo lugar da prova anterior,

aproximava-o muito do

título neste campeonato.

O Picowines Rally podia ser

decisivo na atribuição dos títulos

absoluto e das duas rodas

motrizes... e foi mesmo!!!

Luís Miguel Rego teria que

vencer a prova para obter já o

“O nosso objetivo era a

revalidação do título em

2022 depois de não o termos

conseguido em 2021. Este

é o nosso tricampeonato

que resulta de uma boa e

atempada preparação da

época e de todas as provas,

mas também do facto de

termos sido, na minha

opinião, os mais fortes e

os que cometemos menos

erros ao longo da época.

Conseguimos inclusivamente

vencer o campeonato quando

ainda faltava uma prova para

terminar, o que revela que

fomos muito competitivos

fruto do trabalho de toda a

equipa e do apoio dos nossos

patrocinadores, em especial

do Team Além Mar ”.

LUÍS MIGUEL REGO

ceptro de 2022, mas não foi preciso sequer aplicar-

-se muito, pois Rúben Rodrigues não passou do segundo

troço do rali por despiste. Dessa forma, com o

seu adversário fora de luta, o piloto do Skoda adotou

uma estratégia que passava apenas por chegar ao final

do rali nas primeiras posições, terminando assim no

segundo lugar, o suficiente para ele e Jorge Henriques

serem os novos campeões de ralis nos Açores.

Quem aproveitou muito bem a oportunidade foi

Pedro Câmara, que com um ritmo elevado e muita

concentração levou o Citroen da Play Racing à

primeira vitória na temporada.

O terceiro lugar neste rali foi o piloto local José

Paula, que tripulou outro Citroen C3 Rally2, que

ficaram na frente de Bruno Amaral, que manteve

a sua regularidade de resultados, com mais um

quatro lugar. Bruno Tavares,

no pequeno Citroen C2, tinha

também uma jornada de glória

pois saia do Pico com o título

das duas rodas no bolso.

De regresso à terceira, para

encerrar o campeonato, mas

já com tudo decidido, Rúben

Rodrigues não compareceu

sequer na prova, deixado a luta

pela vitória entre Pedro Câmara

e Luís Miguel Rego. Assistiu-se

a uma tremenda luta pela liderança

ao longo de todo o rali,

a tal ponto que no derradeiro

troço apenas 0,2s separavam

os dois pilotos com vantagem

para o piloto do Citroen. No

derradeiro troço o piloto da Play

Racing impôs-se ao do Team

Além Mar (que teve problemas

com um pneu descolado da

roda), conseguindo assim uma

segunda vitória consecutiva neste

encerramento da temporada.

1. LUIS PIMENTEL 2. JOÃO FARIA 3. RICARDO SILVA

4. FILIPE MARQUES 5. RUI TORRES

ALÉM MAR RALI

4 E 5 DE JUNHO

3.

4.

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

RÚBEN RODRIGUES (6) RÚBEN RODRIGUES (PEC 1 A 9)

PEDRO CÂMARA (3)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º RÚBEN RODRIGUES / ESTEVÃO RODRIGUES CITROEN C3 RALLY2 52M00,4S

2º PEDRO CÂMARA / JOÃO CÂMARA CITROEN C3 RALLY2 +28,0

3º LUÍS REGO JR. / JORGE HENRIQUES SKODA FABIA RALLY2 EVO +1M24,1S

4º BRUNO AMARAL / SANCHO EIRÓ FORD FIESTA R5 +3M23,9S

5º GILBERTO FERREIRA / MANUEL LEMOS FORD ESCORT COSWORTH +9M59,0S

20 INSCRITOS (TERMINARAM 15)

5.

VENCEDOR 2RM - P2 JOÃO FARIA / CARLOS MELO PEUGEOT 206 RC

VENCEDOR P1 RICARDO SILVA / NÉLSON DINIS CITROEN SAXO CUP

VENCEDOR RC2 RÚBEN RODRIGUES / ESTEVÃO RODRIGUES CITROEN C3 RALLY2

VENCEDOR X2 RUI TORRES / MARCO MARTINS FORD ESCORT MK2

VENCEDOR X3 TROFÉU

DE RALIS DE TERRA GILBERTO FERREIRA / MANUEL LEMOS FORD ESCORT COSWORTH

VENCEDOR X4 MÁRIO JORGE / CAMILA JORGE HYUNDAI GETZ TD

117

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


PICOWINES

23 E 24 DE SETEMBRO

MULHERES

NOS RALIS

FRANCISCA

MATEUS

(NAVEGADORA)

INÍCIO DE CARREIRA – 2022

NATURAL DE - Vagos

PRIMEIRO RALI – Rali Legends Luso Bussaco 2022

PRIMEIRO CARRO DE RALIS –MITSUBISHI LANCER EVO VI

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 1

MELHOR RESULTADO – 3º da geral e 1º do grupo miticos no

Rali Legends Luso Bussaco 2022

PILOTOS / NAVEGADORES COM QUE JÁ ANDOU – Nuno Mateus

CARRO QUE MAIS GOSTOU – Mitsubishi Lancer Evo VI

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – A velocidade, o rigor e o

companheirismo.

TERRA OU ASFALTO– Ainda só fiz um rally que foi de asfalto

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS– Kalle Rovanperä

MAIOR SONHO NOS RALIS – Ter um título nacional

RAZÕES QUE A LEVARAM E MOTIVARAM A DISPUTAR RALIS – Entrei este

ano no mundo dos ralis a convite do meu pai, que pratica este desporto

há 23 anos. Sempre gostei de acompanhar as suas provas, e à medida

que os anos passaram surgiu a vontade de participar também.

ALÉM MAR RALI TAC

8 E 9 DE JULHO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

RÚBEN RODRIGUES (6) RÚBEN RODRIGUES (PEC 1 A 9)

LUÍS REGO JR. (5) LUÍS REGO JR. (PEC 10)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º LUÍS REGO JR. / JORGE HENRIQUES SKODA FABIA RALLY2 EVO 42M30,2S

2º PEDRO CÂMARA / JOÃO CÂMARA CITROEN C3 RALLY2 +1M30,1S

3º FILIPE PIRES / VASCO MENDONÇA MITSUBISHI LANCER EVO X +2M50,5S

4º BRUNO AMARAL / SANCHO EIRÓ FORD FIESTA R5 +2M50,7S

5º LUÍS PIMENTEL / NUNO MOURA PORSCHE 997 GTS +5M49,8S

39 INSCRITOS (TERMINARAM 26)

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

PEDRO CÂMARA (6) LUÍS REGO JR. (PEC 1 E 2)

LUÍS REGO JR. (2) PEDRO CÂMARA (PEC 3 E 9)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º PEDRO CÂMARA / JOÃO CÂMARA CITROEN C3 RALLY2 29M48,1S

2º LUÍS REGO JR. / JORGE HENRIQUES SKODA FABIA RALLY2 EVO +1M30,3S

3º JOSÉ PAULA / PAULO LOPES CITROEN C3 RALLY2 +1M42,6S

4º BRUNO AMARAL / SANCHO EIRÓ FORD FIESTA R5 +1M54,5S

5º FILIPE PIRES / VASCO MENDONÇA MITSUBISHI LANCER EVO X +2M46,3S

43 INSCRITOS (TERMINARAM 30)

VENCEDOR 2RM - P1 BRUNO TAVARES / ANDRÉ SEABRA CITROEN C2 R2 MAX

VENCEDOR P2 JOÃO FARIA / CARLOS MELO PEUGEOT 206 RC

VENCEDOR P3 - RC2N FILIPE PIRES / VASCO MENDONÇA MITSUBISHI LANCER EVO X

VENCEDOR RC2 PEDRO CÂMARA / JOÃO CÂMARA CITROEN C3 RALLY2

VENCEDOR RC4 HENRIQUE MONIZ / JORGE DINIZ RENAULT CLIO RALLY4

VENCEDOR RGT LUÍS PIMENTEL / FERNANDO NUNES PORSCHE 997 GT3 CUP

VENCEDOR X1 RÚBEN SANTOS / NUNO PEREIRA PEUGEOT 106

VENCEDOR X2 DAVID PEREIRA / EMANUEL CABRAL PEUGEOT 306

VENCEDOR X4 MÁRIO JORGE / CAMILA JORGE HYUNDAI GETZ TD

RALI ALÉM MAR ILHA LIÁS

28 E 29 DE OUTUBRO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

PEDRO CÂMARA (5) PEDRO CÂMARA (PEC 1 E 2)

LUÍS REGO JR. (5) LUÍS REGO JR. (PEC 2 A 5)

PEDRO CÂMARA (PEC 6 A 7)

LUÍS REGO JR. (PEC 8 E 9)

PEDRO CÂMARA (PEC 10)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º PEDRO CÂMARA / JOÃO CÂMARA CITROEN C3 RALLY2 43M21,1S

2º LUÍS REGO JR. / JORGE HENRIQUES SKODA FABIA RALLY2 EVO +20S

3º FILIPE PIRES / VASCO MENDONÇA MITSUBISHI LANCER EVO X +2M54,5S

4º BRUNO AMARAL / SANCHO EIRÓ FORD FIESTA R5 +2M55,3

5º HENRIQUE MONIZ / JORGE DINIZ RENAULT CLIO RALLY4 +3M49,3S

43 INSCRITOS (TERMINARAM 29)

VENCEDOR 2RM - RGT LUÍS PIMENTEL / FERNANDO NUNES PORSCHE 997 GT3 CUP

VENCEDOR P1 JOSÉ RODRIGUES / IVONE RODRIGUES PEUGEOT 208 R2

VENCEDOR P3 CARLOS ANDRADE / PAULO JESUS RENAULT CLIO R3

VENCEDOR P3 - RC2N

TAÇA DE ASFALTO FILIPE PIRES / VASCO MENDONÇA MITSUBISHI LANCER EVO X

VENCEDOR RC2 PEDRO CÂMARA / JOÃO CÂMARA CITROEN C3 RALLY2

VENCEDOR RC4 HENRIQUE MONIZ / JORGE DINIZ RENAULT CLIO RALLY4

VENCEDOR X1 FÁBRIO SILVA / GUSTAVO SILVA CITROEN SAXO CUP

VENCEDOR X2 JOÃO COSTA / DIOGO COSTA OPEL CORSA GSI

VENCEDOR X4 CÉSAR SILVA / TIAGO FICHER SKODA FABIA RS TDI

CLASSIFICAÇÕES

FINAIS

CAMPEONATO AÇORES DE RALIS

PILOTOS

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

NAVEGADORES

POSIÇÃO NAVEGADORES

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

TOTAL

VENCEDOR 2RM - RGT LUÍS PIMENTEL / NUNO MOURA PORSCHE 997 GTS

VENCEDOR P1 BRUNO TAVARES / ANDRÉ SEABRA CITROEN C2 R2 MAX

VENCEDOR P3 - RC2N

TROFÉU DE ASFALTO FILIPE PIRES / VASCO MENDONÇA MITSUBISHI LANCER EVO X

VENCEDOR RC2 LUÍS REGO JR. / JORGE HENRIQUES SKODA FABIA RALLY2 EVO

VENCEDOR X1 FÁBIO SILVA / GUSTAVO SILVA CITROEN SAXO CUP

VENCEDOR X2 RUI TORRES / MARCO MARTINS FORD ESCORT MK2

VENCEDOR X4 MÁRIO JORGE / CAMILA JORGE HYUNDAI GETZ TD

RALLYE ALÉM MAR SANTA MARIA

12 E 13 DE AGOSTO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

LUÍS REGO JR. (8) RUI BORGES (PEC 1 E 2)

RUI BORGES (2) LUÍS REGO JR. (PEC 3 - 10)

RÚBEN RODRIGUES (2)

BRUNO AMARAL (1)

PEDRO CÂMARA (1)

FILIPE PIRES (1)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º LUÍS REGO JR. / JORGE HENRIQUES SKODA FABIA RALLY2 EVO 42M30,2S

2º PEDRO CÂMARA / JOÃO CÂMARA CITROEN C3 RALLY2 +1M30,1S

3º FILIPE PIRES / VASCO MENDONÇA MITSUBISHI LANCER EVO X +2M50,5S

4º BRUNO AMARAL / SANCHO EIRÓ FORD FIESTA R5 +2M50,7S

5º LUÍS PIMENTEL / NUNO MOURA PORSCHE 997 GTS +5M49,8S

40 INSCRITOS (TERMINARAM 25)

VENCEDOR 2RM BRUNO TAVARES / ANDRÉ SEABRA CITROEN C2 R2 MAX

VENCEDOR P1 MAX SALVADOR / JOÃO VALENTE CITROEN C2 R2 MAX

VENCEDOR P2 JOÃO FARIA / CARLOS MELO PEUGEOT 206 RC

VENCEDOR P3 - RC2N

TAÇA DE ASFALTO FILIPE PIRES / VASCO MENDONÇA MITSUBISHI LANCER EVO X

VENCEDOR RC2 LUÍS REGO JR. / JORGE HENRIQUES SKODA FABIA RALLY2 EVO

VENCEDOR RGT LUÍS PIMENTEL / FERNANDO NUNES PORSCHE 997 GT3 CUP

VENCEDOR X1 ÁLVARO CHAVES / CATARINA BERNARDINO PEUGEOT 106 XSI

VENCEDOR X2 EDUARDO VEIGA / LUÍS NEVES FORD ESCORT MK2

VENCEDOR X3 JOÃO SOUSA / VALTER CARDOSO MITSIBISHI LANCER EVO VI

VENCEDOR X4 JOSÉ RAÍNHA / HÉLDER MONTEIRO VOLKSWAGEN GOLF TDI

1º LUÍS REGO 146

2º PEDRO CÂMARA 116

3º BRUNO AMARAL 95

4º RUBEN RODRIGUES 94

5º FILIPE PIRES 64

6º BRUNO TAVARES 48

7º LUÍS PIMENTEL 35

8º JOÃO FARIA 26

9º RICARDO SILVA 20

10º FILIPE MARQUES 20

11º RUI TORRES 18

12º EMANUEL GARCIA 17

13º RUBEN SANTOS 16

14º JOSÉ RODRIGUES 14

15º MÁRIO JORGE 12

16º FRANCISCO COSTA 10

17º HELDER PIMENTEL 9

18º CARLA COSTA 3

PILOTOS 2RM

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º BRUNO TAVARES 95

2º LUÍS PIMENTEL 76

3º RICARDO SILVA 70

4º JOÃO FARIA 59

5º JOSÉ RODRIGUES 59

6º FILIPE MARQUES 55

7º RUI TORRES 54

8º FRANCISCO COSTA 44

9º MÁRIO JORGE 44

10º HELDER PIMENTEL 41

11º EMANUEL GARCIA 40

12º RUBEN SANTOS 40

13º CARLA COSTA 15

1º JORGE HENRIQUES 146

2º JOÃO CÂMARA 116

3º ESTEVÃO RODRIGUES 94

4º VASCO MENDONÇA 72

5º ANDRÉ SEABRA 59

6º NELSON DINIS 44

7º CARLOS MELO 34

8º EDGAR SILVA 32

9º IVONE RODRIGUES 30

10º MARCO MARTINS 28

11º NUNO PEREIRA 26

12º LUÍS FARIA 19

13º CAMILA JORGE 18

14º ELISABETE JESUS 17

15º LUÍS MIGUEL AZEVEDO 1

NAVEGADORES 2RM

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º ANDRÉ SEABRA 100

2º NELSON DINIS 89

3º IVONE RODRIGUES 73

4º CARLOS MELO 62

5º MARCO MARTINS 59

6º EDGAR SILVA 59

7º LUÍS FARIA 57

8º NUNO PEREIRA 46

9º CAMILA JORGE 43

10º ELISABETE JESUS 32

11º LUÍS MIGUEL AZEVEDO 2

118

ralisonline.net


PILOTOS P1

NAVEGADORES P1

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º BRUNO TAVARES 100

2º RICARDO SILVA 99

3º JOSÉ RODRIGUES 87

4º HELDER PIMENTEL 77

5º FILIPE MARQUES 71

6º EMANUEL GARCIA 57

PILOTOS P2

1º NELSON DINIS 110

2º ANDRÉ SEABRA 100

3º IVONE RODRIGUES 93

4º EDGAR SILVA 74

NAVEGADORES P2

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º FRANCISCO COSTA 110

2º JOÃO FARIA 75

PILOTOS RC2

1º LUÍS FARIA 110

2º CARLOS MELO 75

NAVEGADORES RC2

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º LUÍS REGO 132

2º PEDRO CÂMARA 104

3º BRUNO AMARAL 99

4º RUBEN RODRIGUES 85

PILOTOS RC2N

1º JORGE HENRIQUES 132

2º JOÃO CÂMARA 104

3º ESTEVÃO RODRIGUES 85

NAVEGADORES RC2N

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º FILIPE PIRES 100

1º VASCO MENDONÇA 100

PILOTOS RGT

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º LUÍS PIMENTEL 100

PILOTOS X1

NAVEGADORES X1

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º RUBEN SANTOS 75

PILOTOS X2

1º NUNO PEREIRA 75

NAVEGADORES X2

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º RUI TORRES 75

2º CARLA COSTA 65

PILOTOS X4

1º MARCO MARTINS 75

2º ELISABETE JESUS 75

3º LUÍS MIGUEL AZEVEDO 20

NAVEGADORES X4

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º MÁRIO JORGE 150

1ª CAMILA JORGE 100

PILOTOS

EQUIPA FEMININA

NAVEGADORES

EQUIPA FEMININA

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1ª CARLA COSTA 75

1ª ELISABETE JESUS 75

EQUIPAS

POSIÇÃO EQUIPAS

TOTAL

1º TEAM ALÉM MAR 260

2º PLAY RACING 104

3º AUTO AÇOREANA RACING 85

4º ARC SPORT 25

PILOTOS TROFÉU

DE RALIS DE ASFALTO

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º FILIPE PIRES 100

2º EMANUEL GARCIA 38

3º RICARDO SILVA 38

NAVEGADORES TROFÉU

DE RALIS DE ASFALTO

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º VASCO MENDONÇA 100

2º NELSON DINIS 38

3º RUI VALADÃO 38

PILOTOS TROFÉU

DE RALIS DE TERRA

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º GILBERTO FERREIRA 149

2º RUI TORRES 75

3º HÉLDER MIRANDA 74

119

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


10

CAMPEONATO

PROMO DE RALIS

ADRUZILO: O PAPA TÍTULOS

Habituado a ganhar títulos, Adruzilo Lopes teve mais uma temporada em

pleno, vencendo na estreia do Campeonato Promo, competição que esteve

sob protesto dos principais pilotos durante todo o ano

120

ralisonline.net


121

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


1.

MULHERES

NOS RALIS

ELIANA

MONTEIRO

(NAVEGADORA)

INÍCIO DE CARREIRA – 2019

NATURAL DE – Santo Tirso

PRIMEIRO RALI – Rali Mesão Frio 2019

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – Ford Fiesta 1.0 EcoBoost

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 9

MELHOR RESULTADO – Podemos considerar só as vitórias

como equipa feminina!

PILOTOS / NAVEGADORES COM QUE JÁ ANDOU – Cristina Silva

CARRO QUE MAIS GOSTOU – Ford Fiesta

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – A amizade, o stress, a

respondabilidade, a competição

TERRA OU ASFALTO – Terra e asfalto

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS – Armindo Araújo

MAIOR SONHO NOS RALIS - Apenas terminar os ralis sem

qualquer acidente ou avaria

RAZÕES QUE A LEVARAM E MOTIVARAM A DISPUTAR RALIS – Na

altura do secundário seguia o Rali de Portugal, com amigos

e gostava. Durante anos deixei de seguir, até o meu marido,

Emanuel Gonçalves começar a fazer ralis como co-piloto.

Como forma de o poiar/acompanhar, fui seguindo alguns deles

e integrando um pouco o ambiente que se vive. Em 2019, a

Cristina Silva ficou sem navegadora para o Rali de Mesão Frio

e, após esgotar todas as alternativas, convidou-me para fazer

com ela. Recusei claro! Achei que era maluca. Mas no fim, não

sou pessoa de deixar ficar mal as pessoas de que gosto e como

ela não tinha opções (por ser Verão) aceitei. Gostei claro! Foi

um rali fantástico, é muito giro e um ambiente muito bom. Claro

que ir ao pódio no primeiro rali também tornou a experiência

ainda melhor. Foi de rir… mesmo! Sem experiência e cheia de

receios. Mas foi muito bom. Depois disso convidou-me para ser

a sua navegadora oficial e cá estou.

Apesar de ter havido vontade e iniciativa dos

pilotos em propor uma solução alternativa

ao Campeonato de Portugal de Ralis, um

género de segunda divisão dos ralis, a verdade

é que depois de reuniões com os responsáveis

federativos, poucas foram as pretensões que

viram a luz do dia.

Uma das principais pretensões dos pilotos,

era que o Campeonato Promo tivesse um

calendário de provas que não fossem coincidentes

com as do Campeonato de Portugal de Ralis.

O que a FPAK fez? Fez um longo calendário de provas (10), sendo que

quatro delas estavam juntas com o Campeonato de Portugal de Ralis e

uma com o calendário das Duas Rodas Motrizes.

O que alguns pilotos fizeram? Não marcaram presença nessas quatro

provas do Campeonato

de Portugal de Ralis,

o que fez com que no

final da temporada, apenas

quatro pilotos tenham

pontuado para o > PROMO FOI MAIS UM ERRO DA FPAK

+> ADRUZILO LOPES SOMA MAIS UM TÍTULO

debutante Campeonato > PILOTOS BOICOTARAM AS PROVAS EM

Promo de Ralis dos 30 CONJUNTO COM CPR

> ALFREDO MOREIRA VENCEU AS 2RM AO

que se inscreveram nesta

VOLANTE DE UM FIAT UNO

competição.

> EXTENSO CALENDÁRIO DE 10 PROVAS

Por esta razão (entre

> 30 INSCRITOS NO PROMO APENAS 4

outras), do ponto

CLASSIFICADOS NO CAMPEONATO

de vista desportivo o

Campeonato Promo de

Ralis foi algo “estranho” mas não deixou de ser emocionante, pois só

mesmo na derradeira prova que se conheceu o Campeão.

Adruzilo Lopes / Paulo Leones foram os vencedores, mas não começaram

bem a competição, com o mau resultado em Vieira do Minho

(fruto de um furo). Quando regressou ao campeonato venceu em

Mortágua, algo que alcançou mais duas vezes na temporada, uma

delas no encerramento da época, em Viana do castelo, que lhe deu a

hipótese de conquistar o título.

Fernando Teotónio / Luís Morgadinho foram os seus mais diretos

adversários. Entraram a vencer na primeira prova em Vieira do Minho

e voltaram a conquistar novo triunfo já na derradeira fase da temporada

em Vila do Bispo. No derradeiro rali foi talvez o momento mais

baixo da época, pois não conseguiram melhor do que o terceiro lugar

122

ralisonline.net


NOTAS SOLTAS

2.

Praticando a sua tradicional política da “avestruz” a FPAK

acabou por não acatar as pretensões de um conjunto de

pilotos que pretendiam que o Campeonato Promo não tivesse

provas em paralelo com o Campeonato de Portugal de Ralis.

O resultado foi um boicote a essas provas (4) e que esteve

mesmo para ser também à primeira prova em Vieira do Minho.

3.

1. CARLOS MARTINS 2. EMANUEL FIGUEIREDO 3. JOSÉ CARLOS MAGALHÃES

absoluto em Viana do Castelo, quando uma segundo lugar bastava

para alcançar o título!!! Mesmo assim uma boa prestação desta dupla

do Fundão que ficaram a apenas 1 ponto de Adruzilo Lopes / Paulo

Leones, seus companheiros

na equipa Domingos Sport.

Quem não esteve de

acordo com os “boicotes”

foi Alfredo Moreira, que

marcou presença nas 10

provas do calendário a

bordo do seu mítico Fiat

Uno 45s. Com um carro

muito limitado, Alfredo

Moreira, conseguiu mesmo

assim chegar a liderar

o Campeonato Promo e

chegou mesmo a Viana do

Castelo com hipóteses de

o conquistar. Dois pódios

em Castelo Branco e Chaves

foram os momentos altos da

época que terminou com o

título nas duas rodas motrizes

nesta competição.

O quarto classificado foi

Rui Borges. O piloto açoriano

fez a sua primeira

temporada completa no

Continente, a bordo de um

Mitsubishi Lancer, com o

objetivo de evoluir a sua

“Foi uma época muito bem

disputada, pois apenas

realizamos apenas seis das

dez provas da temporada.

Fruto de alguns azares,

nomeadamente na primeira

prova com um furo, estivemos

sempre a tentar recuperar

do atraso para os nossos

adversários ao longo da

época. Na última prova

tínhamos que vencer e

esperar que o nosso principal

adversário não ficasse em

segundo lugar o que veio a

suceder. Estamos obviamente

felizes por atingir os

objetivos a que nos tínhamos

proposto. Considero que

este título é justo e premeia

tudo aquilo que eu, o Paulo

Leones, a Domingos Sport

e a Kumho, com a ajuda dos

nossos patrocinadores, fomos

fazendo ao longo da época”.

ADRUZILO LOPES

condução, o que foi plenamente alcançando, ao ponto de na derradeira

prova, Viana do Castelo, ter ficado em segundo lugar da geral (interferindo

involuntariamente na luta do título) depois de um pódio em Vila

DESAFIO KUMHO PROMO.

DESAFIO KUMHO START/PROMO CENTRO

DESAFIO KUMHO START/PROMO SUL

DESAFIO KUMHO TERRA

DESAFIO KUMHO ASFALTO

123

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022

desafiokumhoportugal


MULHERES

NOS RALIS

FILIPA AZEVEDO

(PILOTO E

NAVEGADORA)

INÍCIO DA CARREIRA – 2015

NATURAL DE - Trofa

PRIMEIRO RALI – Rali BFV 125 Anos de Famalicão (carro

zero); Rali Município de Mesão Frio (Foi o meu 1ª Rali

Oficial, prova pontuável para a Associação TEAM BAIA)

PRIMEIRO CARRO DE RALI – Ford Fiesta MK1

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 19 (Mais 6

Super Especiais)

MELHOR RESULTADO - Como Navegadora foi o 1º Lugar Equipa

Feminina no Rali de Gondomar 2022; Como Piloto foi o de

Campeã Feminina do Troféu de Especiais TEAM BAIA 2018

PILOTOS COM QUEM JÁ ANDOU (RALIS) – Joaquim Maia,

Ana Pereira

NAVEGADORES COM QUEM JÁ ANDOU – Helena Maia e Ana

Gabriela Oliveira

CARRO QUE MAIS GOSTOU – Peugeot 106 GTI

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS - Toda a adrenalina, a

envolvência e as amizades, mas sobretudo a velocidade

GOSTAS MAIS DE RALIS DE TERRA OU DE ASFALTO – Asfalto

(nunca fiz terra)! No entanto, acho que terra é um desafio

incalculável!

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS– Armindo Araújo e Ricardo

Teodósio. E como não podia deixar de ser…. a Michéle Mouton

MAIOR SONHO NOS RALIS – Fazer um rali como piloto, no

entanto, navegar o Armindo Araújo ou o Ricardo Teodósio,

também seria um sonho muito alto.

QUAL A RAZÃO OU RAZÕES QUE TE LEVOU A DISPUTAR RALIS - O

gosto pelo desporto vem desde a minha adolescência, quando

comecei a acompanhar o meu primo Vasco Campos, da Trofa,

quer em Provas de Velocidade, como em Ralis. No ano de

2015 proporcionou-se de conhecer uma pessoa inserida

neste mundo, que atualmente é o meu companheiro de vida,

o Joaquim Maia. Desde então, em todas as provas que ele

participa sou a sua navegadora. Nos anos 2016, 2017 e

2018 participei como piloto em algumas Super Especiais,

pois a “paixão do volante nas mãos” é muito superior a mim.

Em 2021, fui convidada para navegar a Ana Pereira, que se

estreou como piloto no Rali de Santo Tirso. Em 2022, tive

a oportunidade de participar no Campeonato Start Norte de

Ralis, formando uma Equipa Feminina com a Ana, terminando

a época em 2º Lugar Equipas Femininas, 5º Lugar Grupo X1 e

24º Lugar Absoluto Pilotos.

A Domingos Sport é hoje em dia uma das mais profissionais

equipas de ralis que existe em Portugal. Já apelidada de

“TokSport” portuguesa, fruto do extenso número de carros

que tem em cada prova, esta equipa do Cartaxo começa a ser

uma autêntica fábrica de campeões. Na estreia da Promo, a

Domingos Sport ocupou três dos quatros primeiros lugares,

vencendo a competição com Adruzilo Lopes.

CLASSIFICAÇÕES

CAMPEONATO

PROMO DE RALIS

RALI DE VIEIRA DO MINHO

1 E 2 DE ABRIL

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

ADRUZILO LOPES (6) ADRUZILO LOPES (PEC 1 A 3)

FERNANDO PERES (2) FERNANDO TEOTÓNIO (PEC 4 A 7)

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º FERNANDO TEOTÓNIO / LUÍS MORGADINHO MITSUBISHI LANCER EVO IX 57M36,5S

2º FERNANDO PERES / JOSÉ PEDRO SILVA MITSUBISHI LANCER EVO IX +1M26,8S

3º ALEXANDRINO DINIS / LUÍS RIBEIRO MITSUBISHI LANCER EVO IX +2M04,1S

4º GASPAR PINTO / BERNARDO GUSMÃO MITSUBISHI LANCER EVO IX +3M04,0S

5º JOÃO VINHA / MARCOS SILVA MITSUBISHI LANCER EVO VI +3M55,8S

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º ISAAC PORTELA / DUARTE SUSANO CITROEN C2 R2 1H02M00,4S

2º FILIPE LEITE / JOSÉ CARLOS SILVA RENAULT CLIO 2.0 +2M35,2S

3º ANTÓNIO OLIVEIRA / FILIPE CARVALHO PEUGEOT 205 GTI +4M27,5S

RALI TERRAS D´ABOBOREIRA

15 E 16 DE ABRIL

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

EMANUEL FIGUEIREDO (5) EMANUEL FIGUEIREDO (PEC 1 A 3)

VITOR PASCOAL 81) VITOR PASCOAL (PEC 4 E 5)

EMANUEL FIGUEIREDO (PEC 6 A 8)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º EMANUEL FIGUEIREDO / RICARDO PINTO HYUNDAI I20 N5 1H02M55,5S

2º FILIPE NOGUEIRA / JOÃO VIEIRA (1º 2RM) PEUGEOT 208 R2 +1M57,8S

3º VITOR PINHEIRO / BEATRIZ PINTO (2º 2RM) PEUGEOT 206 GTI +9M43,3S

4º ALFREDO MOREIRA / CLÁUDIA COELHO (3º 2RM) FIAT UNO 45S +13M41,3S

RALI DE MORTÁGUA

29 E 30 DE ABRIL

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

ADRUZILO LOPES (6) FERNANDO PERES (PEC 1)

FERNANDO PERES (1) ADRUZILO LOPES (PEC 2 A 7)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º ADRUZILO LOPES / PAULO LEONES MITSUBISHI LANCER EVO IX 59M52,6S

2º FERNANDO TEOTÓNIO / LUÍS MORGADINHO MITSUBISHI LANCER EVO IX +1M07,2S

3º FERNANDO PERES / JOSÉ PEDRO SILVA MITSUBISHI LANCER EVO IX +3M29,3S

4º GONÇALO HENRIQUES / ANTÓNIO SANTOS PEUGEOT 208 R2 +5M25,5S

5º RUI BORGES / ANDRÉ VENTURA MITSUBISHI LANCER EVO IX +5M29,7S

CLASSIFICAÇÃO FINAL 2RM

1º GONÇALO HENRIQUES / ANTÓNIO SANTOS PEUGEOT 208 R2 1H05M18,1S

2º EDUARDO SANTOS / PEDRO DIAS DA SILVA PEUGEOT 208 R2 +1M35,5S

3º MÁRIO CASTRO / RICARDO CUNHA FORD FIESTA R2T +4M27,5S

RALLY FLOR DO ALENTEJO / CIDADE DE SERPA

14 E 15 DE MAIO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

CARLOS MARTINS (7) CARLOS MARTINS (PEC 1 A 7)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º CARLOS MARTINS / DANIEL AMARAL MITSUBISHI LANCER EVO VII 38M47,8S

2º ADRUZILO LOPES / PAULO LEONES MITSUBISHI LANCER EVO IX 43,7S

3º FERNANDO PERES / JOSÉ PEDRO SILVA MITSUBISHI LANCER EVO IX +1M133,8S

4º FERNANDO TEOTÓNIO / LUÍS MORGADINHO MITSUBISHI LANCER EVO IX +1M44,7S

5º RUI BORGES / ALEXANDRE RAMOS MITSUBISHI LANCER EVO IX +2M53,3S

CLASSIFICAÇÃO FINAL 2RM

1º EDUARDO SANTOS / TIAGO NEVES PEUGEOT 208 R2 44M18,2S

2º VIANA MARTINS / VITOR VIEGAS PEUGEOT 208 R2 +3M45,6S

3º ALFREDO MOREIRA / CLÁUDIA COELHO FIAT UNO 45S +5M27,9S

RALI DE CASTELO BRANCO

10 E 12 DE JUNHO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

FILIPE NOGUEIRA (10) FILIPE NOGUEIRA (PEC 1 A 9)

JOÃO CASTANHEIRA (1)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º FILIPE NOGUEIRA / JOÃO VIEIRA (1º 2RM) PEUGEOT 208 R2 54M14,8S

2º ALFREDO MOREIRA / CLÁUDIA COELHO (2º 2RM) FIAT UNO 45S +4M43,5S

RALI DA ÁGUA - CIM ALTO TÂMEGA

2 E 3 DE SETEMBRO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

JOÃO VINHA (4) JOÃO VINHA (PEC 3 A 7)

PEDRO SERÔDIO (3) PEDRO SERÔDIO (PEC 8 E 9)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º PEDRO SERÔDIO / HUGO MARQUES (1º 2RM) PEUGEOT 208 R2 55M09,5S

2º ALFREDO MOREIRA / CLÁUDIA COELHO (2º 2RM) FIAT UNO 45S +2M52,4S

124

ralisonline.net


do Bispo. Mais importante que isso, foi a evolução registada na sua condução

ao longo de toda a época, quer nos ralis de terra quer de asfalto.

Mas houve mais protagonistas da temporada, inclusivamente com

algumas boas surpresas. Uma delas foi o piloto de Amarante Emanuel

Figueiredo, que venceu no Rali Terras d´Aboboreira, a bordo de um

Hyundai I20 N5, evidenciando uma condução espetacular.

Sendo já uma certeza dos ralis em Portugal, o piloto de Serpa Carlos

Matins venceu o seu Rali de Serpa, superando Adruzilo Lopes,

Fernando Teotónio e Fernando Peres.

Com um conjunto de bons resultados, onde se destaca uma vitória em

Castelo Branco a bordo do Peugeot 208 R2, Filipe Nogueira esteve

presente em apenas quatro provas, não sendo dessa forma classificado

no Campeonato Promo, no qual teria terminado na quinta posição.

João Serôdio (Ford Fiesta R2) e Tiago Pereira (Citroen C2 R2) foram

igualmente vencedores de provas no Campeonato Promo de Ralis, ambas

coincidentes com provas do CPR e que por isso praticamente não

estiveram concorrentes inscritos no Promo.

CONSTÁLICA RALLYE VOUZELA E VISEU

17 E 18 DE SETEMBRO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

ANDRÉ CABEÇAS (4) ANDRÉ CABEÇAS (PEC 3 A 5)

ADRUZILO LOPES (3) ADRUZILO LOPES ( PEC 6 A 19)

FERNANDO TEOTÓNIO (1)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º ADRUZILO LOPES / PAULO LEONES MITSUBISHI LANCER EVO IX 34M41,4S

2º ANDRÉ CABEÇAS / DIOGO COSTA MITSUBISHI MIRAGE EVO +1,6S

3º FERNANDO TEOTÓNIO / LUÍS MORGADINHO MITSUBIHSI LANCER EVO X +42M1,S

4º RUI BORGES / HELENA MAIA MITSUBISHI LANCER EVO IX +57,9S

5º GASPAR PINTO / BERNARDO GUSMÃO MITSUBISHI LANCER EVO IX +1M08,8S

CLASSIFICAÇÃO FINAL 2RM

1º FILIPE NOGUEIRA / JOÃO VIEIRA PEUGEOT 208 R2 37M32,5S

2º HÉLDER CORDEIRO / BRUNO PEREIRA BMW M3 +28,8S

3º ALFREDO MOREIRA / NUNO QUEIRÓS FIAT UNO 45S +5M09,4S

RALI VIDREIRO - CENTRO DE PORTUGAL

7 E 8 DE OUTUBRO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

RUI SANTOS (4) RUI SANTOS (PEC 1)

TIAGO PEREIRA (3) TIAGO PEREIRA (PEC 2)

RUI SANTOS (PEC 3 A 6)

TIAGO PEREIRA (PEC 7)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º TIAGO PEREIRA / FERNANDO PEREIRA (1º 2RM) CITROEN C2 R2 MAX 57M02,4S

2º MARIANA ALVES / PEDRO CARDOSO SUBARU IMPREZA +2M25,6S

3º ALFREDO MOREIRA / MIGUEL LEAL (2º 2RM) FIAT UNO 45S +3M04,6S

4º RUI SANTOS / JOÃO SEBASTIÃO SUBARU IMPREZA +3M19,8S

CLASSIFICAÇÃO FINAL 2RM

1º FILIPE NOGUEIRA / JOÃO VIEIRA PEUGEOT 208 R2 37M32,5S

2º HÉLDER CORDEIRO / BRUNO PEREIRA BMW M3 +28,8S

3º ALFREDO MOREIRA / NUNO QUEIRÓS FIAT UNO 45S +5M09,4S

CLASSIFICAÇÕES

FINAIS

CAMPEONATO

PROMO DE RALIS

PILOTOS

POSIÇÃO PILOTOS

1. ALEXANDRINO DINIS

2. FILIPE NOGUEIRA

3. FERNANDO PERES

3. GASPAR PINTO

TOTAL

1º ADRUZILO LOPES 119

2º FERNANDO TEOTÓNIO 118

3º ALFREDO MOREIRA 86

4º RUI BORGES 75

NAVEGADORES

POSIÇÃO NAVEGADORES

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º ALFREDO MOREIRA 128

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º ALFREDO MOREIRA 165

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º PAULO LEONES 119

2º LUÍS MORGADINHO 118

3º LUÍS RIBEIRO 82

PILOTOS 2RM

PILOTOS X1

PILOTOS X3

TOTAL

1º ADRUZILO LOPES 123

2º FERNANDO TEOTÓNIO 121

3º RUI BORGES 80

NAVEGADORES X3

POSIÇÃO NAVEGADORES

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

TOTAL

1º PAULO LEONES 125

2º PAULO LEONES 121

3º LUÍS RIBEIRO 71

RALI VILA DO BISPO

22 E 23 DE OUTUBRO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

ADRUZILO LOPES (3) ANDRÉ CABEÇAS (PEC 1)

FERNANDO TEOTÓNIO (1) FERNANDO TEOTÓNIO (PEC 2 A 6)

ANDRÉ CABEÇAS (4)

FERNANDO PERES (1)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º FERNANDO TEOTÓNIO / LUÍS MORGADINHO MITSUBIHSI LANCER EVO X 53M03,2S

2º ADRUZILO LOPES / PAULO LEONES MITSUBISHI LANCER EVO IX +29,3S

3º RUI BORGES / PEDRO DIAS DA SILVA MITSUBISHI LANCER EVO IX +1M02,5S

4º ALEXANDRINO DINIS / LUÍS RIBEIRO MITSUBISHI LANCER EVO IX +2M12,7S

5º VIANA MARTINS / VITOR VIEGAS (1º 2RM) PEUGEOT 208 R2 +11M20,4S

1.

2.

RALI VIANA DO CASTELO

25 E 26 DE OUTUBRO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

ADRUZILO LOPES (8) ADRUZILO LOPES (PEC 1 A 8)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º ADRUZILO LOPES / PAULO LEONES MITSUBISHI LANCER EVO IX 43M53,4S

2º RUI BORGES / LUÍS RIBEIRO MITSUBISHI LANCER EVO IX +37M8S

3º FERNANDO TEOTÓNIO / LUÍS MORGADINHO MITSUBIHSI LANCER EVO X +1M15,9S

4º FILIPE NOGUEIRA / JOÃO VIEIRA PEUGEOT 208 R2 +3M49,1S

5º ANTÓNIO OLIVEIRA / MARCO VILAS BOAS PEUGEOT 205 GTI +6M20,9S

CLASSIFICAÇÃO FINAL 2RM

1º FILIPE NOGUEIRA / JOÃO VIEIRA PEUGEOT 208 R2 47M42,5S

2º ANTÓNIO OLIVEIRA / MARCO VILAS BOAS PEUGEOT 205 GTI +2M31,8S

3º ALFREDO MOREIRA / MIGUEL LEAL FIAT UNO 45S +3M34,6S

3.

4.

125

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


11

CAMPEONATO

START NORTE

DE RALIS

126

ralisonline.net


JOÃO ANDRADE VOOU PARA O TÍTULO

Depois da desilusão de 2021 no Regional Norte, João Andrade queria

vingar o azar e preparou a época com um novo carro, mas teve de se

empenhar muito para garantir o título

127

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


MULHERES

NOS RALIS

SÓNIA PEREIRA

(PILOTO)

INÍCIO DE CARREIRA – 2011

NATURAL DE - Baião

PRIMEIRO RALI – Rally Sprint Praia da Vitória

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – Citroen Saxo

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 8

MELHOR RESULTADO – 1ºlugarno grupo/categoria

PILOTOS / NAVEGADORES COM QUE JÁ ANDOU – Alberto

Pereira (piloto), Duarte Pereira (navegador), Cristiana Teixeira

(navegadora), Carmo (navegadora)

CARRO QUE MAIS GOSTOU – Mitsubishi Evo VII

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – A velocidade, a adrenalina, a amizade

TERRA OU ASFALTO- Asfalto

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS–Manuel Pereira, Alberto Pereira,

Sebastien Loeb, Carlos Fernandes

MAIOR SONHO NOS RALIS - Ser campeã nacional no grupo/categoria

RAZÕES QUE A LEVARAM E MOTIVARAM A DISPUTAR RALIS –

Disputo rallys porque desde tenra idade acompanho os meus

irmãos nas suas provas (também eles pilotos) e como tal

desde cedo tomei contacto com o automobilismo e desde aí

o “bichinho” foi crescendo e, com o passar do tempo, houve

efetivamente a vontade de também experienciar a condução

de um carro de competição

Não tendo afetado muito, em termos

de participantes, a “despromoção” do

Regional Norte para o Start Norte,

também do ponto de vista desportivo

assistiu-se a um campeonato emotivo

onde se destacaram duas equipas: João

Andrade / Sérgio Paiva, aos comandos de

um Peugeot 208 R2 e João Gonçalves /

Rui Araújo em Honda Civic.

Ao longo da cinco provas do campeonato,

sendo que uma sexta foi cancelada em cima da hora pelo CAMI,

alegadamente por divergências entre os organizadores e alguns pilotos,

estas duas duplas venceram cada uma duas provas, sendo que o

que fez a diferença foram os dois segundos lugares de João Andrade

nas duas primeiras provas da temporada (Gondomar e Santo Tirso),

contra os dois terceiros

lugares de João

Gonçalves (Santo Tirso

e Mesão Frio).

+> JOÃO ANDRADE CAMPEÃO

Mesmo assim, nos troços,

João Andrade foi NO HONDA CIVIC

> GRANDE PRESTAÇÃO DE JOÃO GONÇALVES

o que provou ter mais > MUITOS INSCRITOS NO START NORTE

rapidez, já que venceu

> ANULAÇÃO DO RALI DE CERVEIRA DUAS

SEMANAS ANTES DE SE REALIZAR

mais especiais de classificação

ao longo da

> PILOTOS RECLAMARAM CUSTOS DE

INSCRITOS MUITO ALTOS

temporada e mais tempo

passou no comando

> GRANDE DIVERSIDADE DE CARROS

> CAMPEONATO START RESULTOU EM PLENO

dos cinco ralis.

NO NORTE

Contudo, a luta entre

os dois pilotos chegou

mesmo a ser épica. Por exemplo, no primeiro rali da temporada, em

Gondomar, João Gonçalves venceu o rali por 0,2s, passou para a

liderança da prova precisamente na derradeira especial.

1.

2. 3.

128

ralisonline.net


NOTAS SOLTAS

O Campeonato Start Norte foi uma boa aposta da

FPAK, atendendo que antes, quando era regional, já

mais de 95% dos carros participantes eram de duas

rodas motrizes. Boas listas de inscritos e muita

diversidade de carros foram a nota dominante desta

competição.

4.

5.

No rali seguinte, em Santo Tirso, a vitória foi para Luís Delgado, num

Peugeot 208 R2 (foi a única prova que realizou no Start Norte), sendo

que João Andrade ficou em segundo e João Gonçalves em terceiro,

com ambos os pilotos separados por 7,3s.

João Gonçalves desistiu em Montelongo, com uma transmissão partida

no Honda, prova que Andrade venceu, destacando-se dessa forma

na liderança do campeonato, posição que reforçou com nova vitória

no meio das vinhas do Douro em Mesão Frio.

A temporada terminou com nova vitória de João Gonçalves (depois de

um terceiro lugar na prova anterior), batendo João Andrade por 2,2s.

Outro dos protagonistas do ano foi José Adriano Costa com o

seu Nissan Micra Kit-Car. A ausência na primeira prova, condicionou

a restante temporada, onde chegou a fazer um segundo e um

terceiro lugar, mas o facto de ter sido anulada a derradeira prova, não

lhe permitiu alcançar melhor do que o terceiro lugar no campeonato

e o primeiro no Grupo X1.

/Manaiacar

Num campeonato com seis provas, quando a derradeira prova é

cancelada a apenas duas semanas da sua realização, quer isso

dizer que a campeonato pode ficar um pouco adulterado na sua

verdade desportiva. Existindo alternativas (por exemplo, Viana do

Castelo), a FPAK deveria permitir que o Campeonato acabasse com

seis provas, definindo melhor as posições finais da temporada.

1. JOAQUIM BERNARDES 2. JOSÉ ADRIANO DA COSTA

3. JOÃO GONÇALVES 4. MARIO CASTRO

5. MANUEL PEREIRA

129

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


MULHERES

NOS RALIS

CRISTINA SILVA

(PILOTO E

NAVEGADORA)

2.

1. CARLOS GONÇALVES 2. FRANCISCO COSTA 3. AFONSO GONÇALVES

1.

INÍCIO DE CARREIRA – 2007

NATURAL DE – Vila Nova de Famalicão

PRIMEIRO RALI – Rali Vidreiro 2008 (como piloto) e Rali

Cidade de Gondomar 2007 (como navegadora)

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – Seat Marbella GL

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 58

MELHOR RESULTADO – 6ª lugar na classificação geral no Rali

de Baião/Amarante 2017 (3ª do regional norte e 1ª da classe

x1-8), mas para mim o melhor resultado foi ter sido o carro

0 no Rali Vidreiro – Centro de Portugal Marinha Grande, do

Campeonato de Portugal de Ralis 2021

PILOTOS / NAVEGADORES COM QUE JÁ ANDOU – Nuno Catarino,

Jorge Manuel Carvalho, Isabel Ramalho, Filipe Madureira, Mariana

Carvalho, Maria Joao Costa, Eliana Monteiro E Sofia Mouta

CARRO QUE MAIS GOSTOU – Fiat Abarth 500 R3T e Ford

Fiesta 1.0 Ecoboost

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – A velocidade, o desafio, a

descarga de adrenalina, a distração, o convívio e o escape à

minha atividade profissional

TERRA OU ASFALTO- Asfalto

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS – Michéle Mouton e Filipe Madureira

MAIOR SONHO NOS RALIS – Fazer o Rally Dakar

RAZÕES QUE A LEVARAM E MOTIVARAM A DISPUTAR RALIS – O

gosto pela velocidade e a impossibilidade de andar num

fórmula 1 (que segui sempre na televisão, com o meu pai)

levaram-me a principiar no karting, em 2002. De seguida,

fiz velocidade - trofeu Challenge Desafio Único da FEUP com

a Lígia Albuquerque e, em 2007, o preparador do meu carro

convidou-me a fazer o Rali de Cidade de Gondomar. Nesse

rali conheci o Filipe Madureira, que me desafiou para ser

sua navegadora e aceitei sem hesitar (embora preferisse ir

ao volante). Em 2008, só fiz parte da época pois o Filipe

perguntou-me se eu não queria conduzir um Marbella no Rali

Vidreiro (isto depois de ter treinado o rali, pelo que quase

ditava as notas ao meu navegador, o Nuno Catarino).

Outra contribuição foi a prenda do meu casamento ter sido

um Nissan Micra e, que “chatice” tive de continuar com este

desporto. Mas, sem dúvida que a razão principal de disputar

ralis é estes serem um escape, para o desgaste psicológico,

do meu dia a dia de trabalho como cirurgiã.

CLASSIFICAÇÕES

CAMPEONATO START

NORTE DE RALIS

RALI DE GONDOMAR

24 DE ABRIL

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

JOÃO GONÇALVES (4) TIAGO CAETANO (PEC 1)

JOÃO ANDRADE (3) JOÃO ANDRADE (PEC 2 A 7)

TIAGO CAETANO (1) JOÃO GONÇALVES (PEC 8)

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º JOÃO GONÇALVES / RUI ARÁUJO HONDA CIVIC LSI (29M20,4S

2º JOÃO ANDRADE / SÉRGIO PAIVA PEUGEOT 208 R2 +0,2S

3º TIAGO CAETANO / PEDRO DIAS DA SILVA CITROEN SAXO VTS +24M3S

4º MIGUEL CARVALHO / ANTÓNIO REIS PEUGEOT 206 GTI +32,7S

5º MANUEL PEREIRA / PEDRO MAGALHÃES PEUGEOT 208 R2 +54,9s

RALI DE SANTO TIRSO

6 E 7 DE MAIO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

JOÃO ANDRADE (3) JOÃO ANDRADE (PEC 1 E 2)

JOÃO GONÇALVES (2) JOÃO GONÇALVES (PEC 3)

LUÍS DELGADO (2) LUÍS DELGADO (PEC 4 A 7)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º LUÍS DELGADO / PAULO SILVA PEUGEOT 208 R2 31M30,3S

2º JOÃO ANDRADE / SÉRGIO PAIVA PEUGEOT 208 R2 +22,3S

3º JOÃO GONÇALVES / RUI ARÁUJO HONDA CIVIC LSI +29,6S

4º MÁRIO CASTRO / RICARDO CUNHA FORD FIESTA R2T +59,6S

5º TIAGO CAETANO / PEDRO DIAS DA SILVA CITROEN SAXO VTS +1M10,3S

RALI MONTELONGO CARLOS VIEIRA

24 A 26 DE JUNHO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

JOÃO ANDRADE (3) JOÃO ANDRADE (PEC 1 A 6)

MÁRIO CASTRO (2)

MANUEL PEREIRA (1)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º JOÃO ANDRADE / SÉRGIO PAIVA PEUGEOT 208 R2 39M35,1S

2º MÁRIO CASTRO / RICARDO CUNHA FORD FIESTA R2T +17,0s

3º FILIPE TEIXEIRA / BRUNO COELHO CITROEN SAXO CUP +19,6s

4º JOSÉ ADRIANO COSTA / TIAGO FERREIRA NISSAN MICRA KIT CAR +27,4s

5º CELSO MOURA / LUDGERO LEAL PEUGEOT 205 MAXI +1m11,1s

RALI MUNÍCIPIO DE MESÃO FRIO

27 E 28 DE AGOSTO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

JOÃO ANDRADE (6) FILIPE TEIXEIRA (PEC 1)

JOSÉ ADRIANO COSTA (1) JOÃO ANDRADE (PEC 2 A 8)

FILIPE TEIXEIRA (1)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º JOÃO ANDRADE / SÉRGIO PAIVA PEUGEOT 208 R2 38M43,2S

2º JOSÉ ADRIANO COSTA / JOSÉ JANELA NISSAN MICRA KIT CAR +36,3S

3º JOÃO GONÇALVES / RUI ARÁUJO HONDA CIVIC LSI +1M12,2S

4º JOAQUIM BERNARDES / LAURINDA ALVES RENAULT CLIO RALLY1 +3M28,2S

5º TIAGO MACEDO / PEDRO TEIXEIRA RENAULT CLIO SPORT +3M35,4S

RALI DE FAMALICÃO

1 DE OUTUBRO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

JOÃO GONÇALVES (5) JOÃO ANDRADE (PEC 1 A 5)

JOÃO ANDRADE (2) JOÃO GONÇALVES (PEC 6)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º JOÃO GONÇALVES / RUI ARÁUJO HONDA CIVIC LSI 29M48,5S

2º JOÃO ANDRADE / SÉRGIO PAIVA PEUGEOT 208 R2 +2,2S

3º JOSÉ ADRIANO COSTA / TIAGO FERREIRA NISSAN MICRA KIT CAR +33M,6S

4º FRANCISCO COSTA / TÂNIA MACHADO CITROEN SAXO KIT CAR (+1M44,4S

5º JOÃO PEDRO SOUSA / TIAGO SILVA RENAULT CLIO RS +1M51,8S

130

ralisonline.net


CLASSIFICAÇÕES

FINAIS

CAMPEONATO START NORTE DE RALIS

PILOTOS

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º JOÃO ANDRADE 90

2º JOÃO GONÇALVES 84

3º JOSÉ ADRIANO COSTA 59

4º JOAQUIM BERNARDES 38

5º MÁRIO CASTRO 34

6º TIAGO CAETANO 30

7º JOÃO PEDRO SOUSA 23

8º FRANCISCO COSTA 21

9º CARLOS GONÇALVES 18

10º MANUEL PEREIRA 17

11º MIGUEL CARVALHO 14

12º BRUNO GOMES 13

13º CELSO MOURA 12

14º ANTÓNIO OLIVEIRA 9

15º PEDRO SERÔDIO 8

16º PEDRO LOPES 8

17º JOÃO FERREIRA 8

18º FRANCISCO AZEVEDO 5

19º CRISTINA MADUREIRA 4

20º PEDRO SERÔDIO 4

21º RUI LENCASTRE 4

22º RODRIGO CAMPOS 4

23º AFONSO GONÇALVES 3

24º ANA CRISTINA PEREIRA 3

25º PAULO LEITE 3

26º ANTÓNIO CARVALHO 3

27º SÉRGIO FREITAS 3

28º TELMO PEDRO 2

29º PEDRO COSTA 2

30º CAPELA MORAIS 2

31º FILIPE FERREIRA 2

32º SANDRA SILVA 1

33º FILIPE MARTINS 1

34º AFONSO COSTA 0

34º ANTÓNIO ALVES 0

PILOTOS P1

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º JOÃO ANDRADE 100

2º CARLOS GONÇALVES 71

3º MANUEL PEREIRA 57

PILOTOS P2

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º JOAQUIM BERNARDES 95

2º CRISTINA MADUREIRA 77

3º MÁRIO CASTRO 50

PILOTOS X1

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º JOSÉ ADRIANO COSTA 90

2º TIAGO CAETANO 64

3º BRUNO GOMES 47

4º FRANCISCO COSTA 33

5º ANA CRISTINA PEREIRA 33

6º AFONSO GONÇALVES 30

7º TELMO PEDRO 26

8º RODRIGO CAMPOS 26

9º MIGUEL CARVALHO 20

10º PEDRO SERÔDIO 17

11º CELSO MOURA 17

12º PEDRO SERÔDIO 14

13º SANDRA SILVA 12

14º ANTÓNIO ALVES 0

14º AFONSO COSTA 0

PILOTOS X4

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º JOÃO GONÇALVES 100

2º JOÃO FERREIRA 65

3º ANTÓNIO OLIVEIRA 58

4º MANUEL AZEVEDO 55

5º JOÃO PEDRO SOUSA 50

6º RUI LENCASTRE 40

7º PEDRO LOPES 31

8º PEDRO COSTA 30

9º ANTÓNIO CARVALHO 22

10º FILIPE MARTINS 6

PILOTOS

EQUIPA FEMININA

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1ª CRISTINA MADUREIRA 100

2ª ANA CRISTINA PEREIRA 65

3ª SANDRA SILVA 17

CLASSIFICAÇÕES

NAVEGADORES

COMPLETAS

POSIÇÃO NAVEGADORES TOTAL

1º SÉRGIO PAIVA 90

2º RUI ARAÚJO 87

3º TIAGO FERREIRA 42

4º LAURINDA ALVES 40

5º RICARDO CUNHA 34

6º PEDRO DIAS DA SILVA 33

7º PEDRO SANTANA 26

8º TÂNIA MACHADO 25

9º TIAGO SILVA 23

10º PEDRO MAGALHÃES 21

11º RITA MARTINS 20

12º ANTÓNIO REIS 14

13º LUDGERO LEAL 14

14º PEDRO CARDOSO 11

15º DUARTE GOUVEIA 10

16º FILIPE CARVALHO 8

17º JOSÉ AZEVEDO 7

18º PAULO NETO 5

19º DIOGO COSTA 4

20º TIAGOROCHA 4

21º ANTÓNIO MATOS 3

22º ANTÓNIO VIEIRA 3

23º FILIPA AZEVEDO 3

24º ELIANA MONTEIRO 3

25º MIGUEL RODRIGUES 3

26º HELENA MAIA 2

27º RUI ROCHA 2

28º BRUNO MIGUEL SOUZA 1

29º PAULO GOMES 1

30º EDUARDA SILVA 1

31º FREDERICO MEIRELES 0

31º JOÃO B. FERREIRA 0

31º MIGUEL SILVA 0

NAVEGADORES P1

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º SÉRGIO PAIVA 100

2º RITA MARTINS 68

3º PEDRO MAGALHÃES 57

NAVEGADORES P2

POSIÇÃO NAVEGADORES TOTAL

1º LAURINDA ALVES 95

2º ELIANA MONTEIRO 54

3º RICARDO CUNHA 50

NAVEGADORES X1

POSIÇÃO NAVEGADORES TOTAL

1º TIAGO FERREIRA 70

2º PEDRO DIAS DA SILVA 67

3º PEDRO CARDOSO 49

4º TÂNIA MACHADO 43

5º FILIPA AZEVEDO 40

6º TIAGO ROCHA 38

7º HELENA MAIA 31

8º ANTÓNIO REIS 20

9º LUDGERO LEAL 20

10º PAULO GOMES 14

11º EDUARDA SILVA 10

12º JOÃO B. FERREIRA 0

12º FREDERICO MEIRELES 0

NAVEGADORES X4

POSIÇÃO NAVEGADORES TOTAL

1º MIGUEL RODRIGUES 59

2º ANTÓNIO VIEIRA 45

3º RUI ROCHA 34

NAVEGADORES

EQUIPAS FEMININAS

POSIÇÃO NAVEGADORES TOTAL

1ª ELIANA MONTEIRO 75

2ª FILIPA AZEVEDO 45

3ª EDUARDA SILVA 20

3.

“Trabalhamos muito

para este título, que

nos tinha escapado em

2021. Na fase inicial

da época não tínhamos

tanto conhecimento

do Peugeot 208 R2,

mas assim que fizemos

os acertos corretos e

já com mais ritmo de

competição, tivemos uma

ponta final de temporada

muito boa e fomos muito

competitivos. O Sérgio

Paiva, meu navegador,

foi um ponto chave na

conquista do título, pela

forma como me ajudou a

evoluir”.

JOÃO ANDRADE

Bastante regular ao longo de toda a

temporada, Joaquim Bernardes, ao

volante de um moderno Renault

Clio Rally5, ficava no quarto lugar

da temporada, tendo ainda vencido

entre os concorrentes do Grupo P2.

Mário Castro, piloto que habitualmente

corre como navegador no

Campeonato de Portugal de Ralis,

levou o seu Ford Fiesta R2 ao quinto

lugar no Start Norte, embora a

ausência em duas provas acabe por

limitar o resultado final da época.

Numa competição em que estiveram

presentes três equipas femininas,

a vitória foi para Cristina

Silva / Eliana Monteiro, a bordo

de um Ford Fiesta, seguidas por

Filipa Azevedo e Eduarda Silva.

O Rali de Santo Tirso,

Famalicão e Mesão Frio

continuam a ser grandes

ex-libris dos ralis nacionais.

O poder de captação de

inscritos destas provas

é notável, sendo que em

Santo Tirso e Famalicão

(pela centralidade que têm)

o público também adere

fortemente a estes ralis.

131

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


12

CAMPEONATO

START CENTRO

DE RALIS

132

ralisonline.net


A VITÓRIA DA EXPERIÊNCIA

Alcançando a pontuação máxima no final das quatro provas do

calendário, Jorge Carvalho / Rodrigo Pinheiro obtiveram o título da

primeira edição do Campeonato Start Centro de Ralis

133

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


1.

2. 3.

Substituto do Regional Centro, o

Campeonato Start Centro de Ralis

tinha previsto um calendário de cinco

provas, mas uma delas nunca chegou a

ser divulgada e, como tal, não foi realizada.

Aliás, quando este Campeonato

Start Centro terminou ainda havia a dúvida

de que o mesmo poderia ainda vir

a ter uma prova, o que não aconteceu,

pelo que os pilotos puderam pontuar

em apenas três das quatro provas disputadas. Desta forma, e de

acordo com os regulamentos, Jorge Carvalho

/ Rodrigo Pinheiro alcançaram a pontuação

máxima que um piloto poderia obter nesta

competição, isto é, 75 pontos. Este foi o

resultado das três vitórias que a dupla do

Peugeot 208 R2, da Domingos Sport, conseguiram

obter ao longo da temporada, em

provas tão distintas como o asfalto seco da

Bairrada, a terra de Alitém e a prova à chuva

no asfalto de Resende.

No segundo lugar desta competição ficou

+> JORGE CARVALHO FOI O VENCEDOR

> APENAS QUATRO PROVAS

> QUINTA PROVA NUNCA TEVE RALI

ATRIBUÍDO E NÃO SE REALIZOU

> DOMÍNIO DOS PEUGEOT 208 R2

> PEDRO PEREIRA FOI A JOVEM REVELAÇÃO

> CALENDÁRIO TEVE UMA PROVA EM TERRA

o seu irmão Armando Carvalho, piloto já com títulos regionais,

que também ao volante de um Peugeot 208 R2 (tendo Ana Santos

a seu lado) tudo fez para entrar na discussão do título. Mais habituado

aos 4x4, Armando Carvalho somou três resultados, todos eles

no pódio, nunca se conseguido impor na luta pelas vitórias, até pela

maior dificuldade que teve na adaptação ao 208.

Também ao volante do pequeno leão (leia-se Peugeot 208 R2),

um jovem despontou nos ralis em 2022. Pedro Pereira, filho de

um experiente navegador dos regionais, teve Tiago Silva a seu

lado e bem se pode dizer que foi a surpresa da temporada. Logo

no rali de abertura, na Bairrada, chegou quase à vitória mais viria

a desistir depois de um pequeno toque, mas

venceu logo a prova seguinte, em Alvaiázere,

demonstrando forte personalidade frente a

pilotos mais rodados. Porém, os dois últimos

ralis, que exigiam mais experiência, já que um

era em terra e outro foi disputado em asfalto

à chuva, Pedro Pereira conseguiu mesmo

assim um pódio e uma boa prestação, que

lhe garantiu um pódio na sua primeira época

completa de ralis.

O piloto de Leiria, Fábio Santos, também

134

ralisonline.net


4.

NOTAS SOLTAS

O Campeonato Start Centro não teve um início fácil.

Logo no Rali da Bairrada, a lista de inscritos foi

curta e pior ainda, gerou uma vaga de fundo de

protesto quanto às regras implementadas nesta

competição. A FPAK, num primeiro momento não

acedeu a alterações pretendidas pelos pilotos, pelo

que os mesmos decidiram fazer boicote à segunda

prova e... ninguém foi a Resende, obrigando o clube a

mudar a data da prova.

5.

6.

esteve em evidenciada ao longo do ano, com um bom

lote de resultados, onde se destaca o segundo lugar no

difícil Rali de Resende. O seu Citroen Saxo apesar de

competitivo, já não

o é suficiente para se

comparar aos Peugeot

208 R2, nomeadamente

nas provas de

asfalto seco, mas ficou

a consolação de ter

ganho o Grupo X2.

Nos primeiros

cinco lugares do

Campeonato Start

Centro de Ralis ficou

também José Gomes,

ao volante de um

competitivo Renault

Clio R3. Nas duas

primeiras provas fez

dois pódios, mas

com a ausência no

rali de terra (Alitém)

e a desistência em

Resende acabou por

não dar continuidade

“Esta é uma vitória de

toda a nossa equipa. Quero

agradecer ao meu navegador

Rodrigo Pinheiro, por esta

época incrível. Quero também

agradecer a minha equipa

Domingos Sport pelo excelente

trabalho e por nos entregar um

Peugeot 208 R2 impecável

em todas as provas. Gostaria

de agradecer aos nossos

patrocinadores por confiarem em

nós para defender as suas cores,

mas também por acreditarem

nas nossas capacidades de lutar

sempre pelos nossos objetivos.

Este título não é só nosso,

mas também vosso porque só

assim foi possível estarmos

presentes”.

JORGE CARVALHO

aos bons resultados, embora tenha dado para vencer o

Grupo X2. Sendo a única dupla de correntes femininas,

Daniel Lopes / Soraia Silva levaram ao Citroen Saxo ao

título feminino, apesar de a época ter terminado com um

acidente aparatoso.

7.

8.

1. ARMANDO CARVALHO 2. PEDRO

PEREIRA 3. FÁBIO SANTOS

4. DANIELA LOPES 5. PAULO SANTOS

6. JOSÉ GOMES 7. VIANA MARTINS

8. MIGUEL CARVALHO

Se o objetivo dos Campeonatos

Start era reduzir os custos

de participação e incentivar

a vinda de jovens pilotos, a

verdade é que a FPAK falhou

redondamente nessa intenção. À

exceção de Pedro Pereira, que se

revelou nesta competição, todos

os restantes já são pilotos com

alguma experiência em ralis.

135

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


3.

MULHERES

NOS RALIS

SANDRA SILVA

(NAVEGADORA

E PILOTO)

4.

1.

INÍCIO DE CARREIRA – 2019 (Navegadora), 2021 (Piloto)

PRIMEIRO RALI – Taça Douro Especial Sprint, Rali de

Famalicão (Piloto)

NATURAL DE – Santo Tirso

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – NISSAN MICRA 1.3 SUPER S

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 12 (6 navegadora;

6 piloto)

MELHOR RESULTADO – 1º Classificada Equipas Femininas

Rali Cidade Termal 2022; 3º Classificada Equipas

Femininas, Campeonato Start Norte Ralis 2022

PILOTOS / NAVEGADORES COM QUE JÁ ANDOU – Piloto - José

Azevedo; Navegadoras Eduardo Silva e Clara Loureiro

CARRO QUE MAIS GOSTOU – Nissan Micra 1.3 Super S

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – A adrenalina, a velocidade

e o desafio

TERRA OU ASFALTO– Asfalto

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS– Colin Mcrae, Dani Sordo, Richard

Burns, Ricardo Teodósio

MAIOR SONHO NOS RALIS – Conduzir um Rally2.

RAZÕES QUE A LEVARAM E MOTIVARAM A DISPUTAR RALIS –

Herdei a paixão pelos ralis do meu pai. Passei a minha

infância a “correr” atrás dos carros. Mais tarde, o então meu

namorado e atual marido, iniciou a sua carreira nos ralis,

como navegador. Ao longo dos anos fomos alimentando o

sonho de um dia adquirir o nosso próprio carro e fazermos

um campeonato juntos. Em 2019, adquirimos o Micra e

participamos no campeonato de Super Especiais Team Baia,

no qual ficamos em 3º lugar na classe X1 8. Nesse mesmo

ano, participamos no Rali de Mesão Frio e um pequeno toque

fez nos questionar a participação conjunta. Desta forma

decidimos, que ele continuaria como navegador e eu iniciaria a

minha carreira enquanto piloto. E assim foi até à presente data.

CLASSIFICAÇÕES

CAMPEONATO START

CENTRO DE RALIS

RALI DA BAIRRADA

18 E 19 DE MARÇO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

PEDRO PEREIRA JR. (3) PEDRO PEREIRA JR. (PEC 1 A 5)

JORGE CARVALHO (2) JORGE CARVALHO (PEC 6)

JOSÉ MANUEL GOMES (1)

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º JORGE CARVALHO / RODRIGO PINHEIRO PEUGEOT 208 R2 26M55,0S

2º ARMANDO CARVALHO / ANA SANTOS PEUGEOT 208 R2 +11,0S

3º JOSÉ MANUEL GOMES / FÁBIO REIS RENAULT CLIO R3 +14,2S

4º FÁBIO SANTOS / LUÍS RIBEIRO CITROEN SAXO VTS +45,6S

5º MIGUEL CARVALHO / ANTÓNIO REIS PEUGEOT 206 GTI +1M02,6S

RALI DE ALVAIÁZERE

7 DE MAIO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

PEDRO PEREIRA JR. (3) PEDRO PEREIRA JR. (PEC 1 A 4)

JOSÉ MANUEL GOMES (1)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º PEDRO PEREIRA JR. / TIAGO SILVA PEUGEOT 208 R2 35M35,2S

2º JOSÉ MANUEL GOMES / FÁBIO REIS RENAULT CLIO R3 +23,3S

3º JORGE CARVALHO / RODRIGO PINHEIRO PEUGEOT 208 R2 +41,5S

4º VIANA MARTINS / GONÇALO PALMEIRA RENAULT CLIO RS +1M36,0S

5º FÁBIO SANTOS / LUÍS RIBEIRO CITROEN SAXO VTS +1M38,5S

RALI ALITÉM

28 DE MAIO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

JORGE CARVALHO (5) JORGE CARVALHO (PEC 1 A 6)

ARMANDO CARVALHO (1)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º JORGE CARVALHO / RODRIGO PINHEIRO PEUGEOT 208 R2 43M21,8S

2º ARMANDO CARVALHO / ANA SANTOS PEUGEOT 208 R2 +20,5S

3º PEDRO PEREIRA JR. / TIAGO SILVA PEUGEOT 208 R2 +2M09,5S

4º FÁBIO SANTOS / RICARDO SISMEIRO CITROEN SAXO VTS +4M17,4S

5º DANIELA LOPES / SORAIA SILVA NISSAN MICRA 1.3 +10M13,0S

RALI RESENDE DOURO VERDE

2 E 3 DE JULHO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

JORGE CARVALHO (4) JOSÉ MANUEL GOMES (PEC 1 E 2)

FÁBIO SANTOS (3) FÁBIO SANTOS (PEC 3A 5)

JOSÉ MANUEL GOMES (1) JORGE CARVALHO (PEC 6)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º JORGE CARVALHO / RODRIGO PINHEIRO PEUGEOT 208 R2 39M12,8S

2º FÁBIO SANTOS / RICARDO SISMEIRO CITROEN SAXO VTS +5,5S

3º ARMANDO CARVALHO / ANA SANTOS PEUGEOT 208 R2 +28M7S

4º RICARDO COELHO / PEDRO SANTANA TOYOTA STARLET +48,7S

5º PEDRO PEREIRA JR. / TIAGO SILVA PEUGEOT 208 R2 +1M09,4S

136

ralisonline.net


2.

CLASSIFICAÇÕES

FINAIS

CAMPEONATO START CENTRO DE RALIS

PILOTOS

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

NAVEGADORES

POSIÇÃO NAVEGADORES

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

TOTAL

1º JORGE CARVALHO 75

2º ARMANDO CARVALHO 57

3º PEDRO PEREIRA 54

4º FÁBIO SANTOS 48

5º JOSÉ GOMES 37

6º VIANA MARTINS 34

7º DANIELA LOPES 24

8º VITOR GOMES 8

PILOTOS P1

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º JORGE CARVALHO 70

2º PEDRO PEREIRA 59

3º ARMANDO CARVALHO 57

1º RODRIGO PINHEIRO 75

2º ANA SANTOS 60

3º TIAGO CARVALHO 54

4º LUÍS RIBEIRO 46

5º GONÇALO PALMEIRA 36

6º SORAIA SILVA 26

7º JOSÉ MARQUES 14

8º BEATRIZ PINTO 12

9º JOEL OLIVEIRA 12

NAVEGADORES P1

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º RODRIGO PINHEIRO 70

2º TIAGO CARVALHO 59

3º ANA SANTOS 57

PILOTOS P2

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

NAVEGADORES P2

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º VIANA MARTINS 67

1º GONÇALO PALMEIRA 62

PILOTOS X1

NAVEGADORES X1

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º FÁBIO SANTOS 75

2º DANIELA LOPES 54

PILOTOS X2

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º SORAIA SILVA 54

2º JOSÉ MARQUES 34

1º JOSÉ GOMES 50

PILOTOS

EQUIPA FEMININA

NAVEGADORES

EQUIPA FEMININA

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1ª DANIELA LOPES 75

1ª SORAIA SILVA 75

1. PEDRO LANÇA 2. ISAAC PORTELA

3. JOSÉ FRESCO 4. TELMO NETO

Se inicialmente estava previsto um calendário de cinco

provas, na realidade só se acabaram por realizar quatro,

sendo que uma delas foi disputada no norte (em Resende

bem junto ao rio Douro). À medida que o campeonato foi

aconteceu, com os pilotos a fazerem planos para cinco

provas, só muito perto do final se soube que se iriam

realizar quatro o que por si só tira muita credibilidade a

este tipo de competições.

137

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


13

CAMPEONATO

START SUL

DE RALIS

138

ralisonline.net


VENCEDOR VEIO DO NORTE

Com uma época dividida entre o Start Centro e o Start Sul, José

Gomes / Fábio Reis conquistaram o título pelos “algarves”, numa

época em que foram sempre muito rápidos e consistentes.

139

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


MULHERES

NOS RALIS

EDUARDA SILVA

(NAVEGADORA)

INÍCIO DE CARREIRA – 2019

NATURAL DE - Guimarães

PRIMEIRO RALI – Super Especial Riba D Ave 2019

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – Peugeot 106

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 5

MELHOR RESULTADO – 16º Start Norte, 3o troféu team baia

Rally Município Mesão Frio 2022

PILOTOS / NAVEGADORES COM QUE JÁ ANDOU – Domingos

Silva e Sandra Silva

CARRO QUE MAIS GOSTOU – Peugeot 106 Gti

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – Adrenalina

TERRA OU ASFALTO- Asfalto

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS– Domingos Silva

MAIOR SONHO NOS RALIS - Ganhar um rali

RAZÕES QUE A LEVARAM E MOTIVARAM A DISPUTAR RALIS – A

família está ligada ao mundo automóvel de competição desde

que sou nova. Cresci a ver o meu pai e primos a fazer imensos

rallys durante a minha adolescência. Por curiosidade, decidi

começar o meu percurso nesta modalidade como navegadora

para conhecer e sentir novas emoções.

Mesmo tendo de esperar pela derradeira

prova, em que não esteve presente, e

esperar por resultados de terceiros para

ver garantido o título, José Gomes,

ao volante de um Renault Clio R3

teve um ano desportivo no Start Sul

no qual esteve particularmente em

destaque em todas as provas. Das

quatro provas que realizou, das cinco

do calendário, estando ausente em

Vila do Bispo por motivos pessoais, José Gomes conseguiu um pódio

em todas elas, com destaque para dois segundos lugares ( Portimão e

Lisboa) e uma vitória em

Albufeira. Pelo meio ficou

também um excelente

desempenho em terra

no Rali de Serpa, prova

+> JOSÉ GOMES FOI O CAMPEÃO

> CALENDÁRIO EQUILIBRADO COM 3

que disputou ao volante

PROVAS DE ASFALTO E DUAS DE TERRA

de um Ford Fiesta R2.

> START SUL NÃO APAGOU BOAS MEMÓRIAS

Na última prova, com a

DO REGIONAL SUL

ausência de José Gomes,

> CINCO VENCEDORES EM CINCO PROVAS

Luís Nascimento /

> VILA DO BISPO TERMINARAM APENAS

Lionildo Madeira, ao SEIS CARROS

volante do icónico Opel > TRRS MANTEVE OS 4X4 NOS RALIS A SUL

Corsa, poderiam ainda

aspirar ao título, tendo

que para isso vencer o Rali de Vila do Bispo. Na realidade Nascimento

chegou a comandar a prova, mas a meio da mesma viria a desistir,

dessa forma o título ao seu adversário, perdendo ainda a hipótese de

ser vice-campeão (o que não sucedeu com o seu navegador). Sempre

muito rápido ao volante dos seus Opel Corsa (utilizou um nos ralis de

terra outro nos de asfalto), Luís Nascimento somou três pódios, sendo

que o maior destaque foi para o Rali de Serpa, onde venceu nas contas

1.

2. 3.

140

ralisonline.net


4.

NOTAS SOLTAS

Para além das cinco provas do Campeonato Start Sul,

uma sexta prova disputada a Sul acabou por ter muita

adesão de pilotos, sendo ainda candidata precisamente a

integrar aquela competição. O Rali de Tavira regressou e

com ele alguns troços já conhecidos dos ralis há mais de

duas décadas que foram novamente recuperadas para esta

competição. Aberto a todo o tipo de carros, Rui Rijo / Miguel

Luz, ao volante de um Mitsubishi Lancer foram os vencedores.

do Start Sul com uma excelente exibição.

Quem também andou na luta pelo título até à derradeira prova foi

Viana Martins (o piloto teve vários navegadores ao longo do ano).

Logo em Portimão venceu, ao volante do Renault Clio R3, iniciando

da melhor foram a luta pelo Start Sul, mas fortes penalizações em

Serpa e Vila Bispo, já com o Peugeot 208 R2, acabaram por comprometer

muito a temporada,

nomeadamente

os três minutos de

penalização na prova

algarvia, que se não

tivessem acontecido lhe

teriam dado a vitória

na prova e, mais importante

ainda, o título.

O vice-campeonato

no Start Sul e a vitória

no Grupo P1, acabou

por ser o prémio de

consolação para uma

época que apesar de

tudo foi positiva.

David Costa teve uma

época em crescendo,

ao volante do seu

“Foi um campeonato muito

bem disputado, com um grande

espírito de camaradagem e

entreajuda. Foi difícil não estar

presente na derradeira prova,

mas por motivos físicos não

pude estar presente, pelo que o

sofrimento foi maior até porque

dependia do resultado de outros

pilotos. Nos ralis é também

preciso sorte, mas os resultados

nas quatro provas que disputei

foram muito importantes, para

estar no lugar certo à hora

certo e sermos todos na equipa

campeões”.

JOSÉ GOMES

BMW 325i. Um dos segredos do sucesso foi apesar de tudo a fiabilidade

do seu carro, que lhe permitiu terminar todas as provas e

já em Vila do Bispo subir mesmo ao pódio, fechando dessa forma

uma época que foi de afirmação.

O mais azarado do ano talvez tenha sido Paulo Anselmo, no seu habitual

BMW 316i Compact. Apesar da primeira fase da temporada ter

Uns dos ralis mais mediáticos do Campeonato Start Sul de Ralis

foi sem dúvida nenhuma o Rali de Lisboa. Foi a prova do “regional

sul” mais a norte alguma vez disputada, que trouxe os pilotos

até à Capital e ser a principal competição deste rali. Juntamente

com o Troféu de Ralis Regional Sul, ambas as competições foram

responsáveis por muitos dos inscritos neste rali.

1. PAULO ANSELMO 2. LUIS NASCIMENTO

3. DAVID COSTA 4. VIANA MARTINS

141

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


1.

MULHERES

NOS RALIS

DIANA

RODRIGUES

(NAVEGADORA)

INÍCIO DE CARREIRA – 2021

Natural de – Bruxelas, mas residente em Fafe

PRIMEIRO RALI - Rali de Viana do Castelo 2021

PRIMEIRO CARRO DE RALIS - Peugeot 206 RC

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 - 5

MELHOR RESULTADO - 1º Equipa Feminina Rali Montelongo 2022

PILOTOS COM QUE JÁ ANDOU - Nuno Lopes e Diana Soares

CARRO QUE MAIS GOSTOU - até ver só foram Peugeot 206

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS - Sem dúvida a adrenalina e o

risco quando estamos dentro do carro mas os laços de amizade

e a entreajuda que se criam com pilotos e assistência quando

estamos “cá fora” são igualmente fantásticos

TERRA OU ASFALTO - Só fiz asfalto até agora mas estou

ansiosa por correr em terra

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS EM RALIS - Há quem possa achar

que é o Didier Auriol mas na realidade é o Sebastien Loeb

MAIOR SONHO NOS RALIS - Vencer o Rali Serras de Fafe ou

Montelongo a navegar o Sebastien Loeb

RAZÕES QUE A LEVARAM E MOTIVARAM A DISPUTAR RALIS -

No que respeita ao desporto motorizado, comecei nos karts

com 11 anos em Bruxelas com o meu irmão e mesmo que

não corresse ia assistir às corridas. Depois começaram a

convidar-me para ajudar na gestão de equipa em provas

de Resistência de Karting. Era diferente mas igualmente

entusiasmante e desafiador. Até que o organizador das 24h

de Spa-Francorchamps de kart me convidou a ajudar na

organização do evento sendo a responsável pelo paddock,

função que cumpri até vir morar para Portugal. Um evento

desgastante física e psicologicamente mas espetacular

e os motores estavam sempre lá. Em 2018 comecei a

trabalhar a tempo parcial na AuriolSport a vender material

de competição onde 90% dos nossos clientes são de ralis e

vi o mundo espetacular onde me estava a meter. Aí começou

verdadeiramente o bichinho dos ralis. Em 2021 participei no

meu primeiro Rali em Viana do Castelo onde capotamos, mas

saí do carro com a firme certeza que era para continuar. Em

2022 surgiu o convite da Diana Soares para ser a navegadora

dela e a proposta era irrecusável. O futuro não sei mas é

ligado aos ralis de certeza.

CLASSIFICAÇÕES

CAMPEONATO START

SUL DE RALIS

RALI CIDADE DE PORTIMÃO

9 E 10 DE ABRIL

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

VIANA MARTINS (2) MARCO FERREIRA (PEC 1 E 2)

JOSÉ MANUEL GOMES (2) VIANA MARTINS (PEC 3 A 5)

MARCO FERREIRA (1)

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º VIANA MARTINS / VITOR VIEGAS RENAULT CLIO RS 27M57,4S

2º JOSÉ MANUEL GOMES / FÁBIO REIS RENAULT CLIO R3 +0.7S

3º LUÍS NASCIMENTO / LEONILDO MADEIRA OPEL CORSA 2.0 +16,4S

4º PAULO ANSELMO / ANDRÉ SILVA BMW 316 COMPACT +1M08,9S

5º FREDERICO CASTRO / ANDRÉ GASPAR OPEL ADAM R2 +2M13,7S

CLASSIFICAÇÃO TROFÉU REGIONAL DE RALIS SUL

1º MÁRCIO MARREIROS / RICARDO BARRETO MITUSBISHI LANCER EVO IX 35M12,2S

2º FERNANDO PERES / PEDRO DIAS DA SILVA MITUSBISHI LANCER EVO IX +56,1S

3º RUI RIJO / MIGUEL LUZ MITUSBISHI LANCER EVO VIII +1M08,8S

RALLY FLOR DO ALENTEJO / CIDADE DE SERPA

14 E 15 DE MAIO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

LUÍS NASCIMENTO (4) JOSÉ MANUEL GOMES (PEC 1)

JOSÉ MANUEL GOMES (2) LUÍS NASCIMENTO (PEC 2 A 7)

EDUARDO SILVA (1)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º LUÍS NASCIMENTO / LEONILDO MADEIRA OPEL CORSA 2.0 43M39,9S

2º PAULO ANSELMO / ANDRÉ SILVA BMW 316 COMPACT +1M04,0S

3º JOSÉ MANUEL GOMES / FÁBIO REIS RENAULT CLIO R3 ‘1M29,0S

4º VIANA MARTINS / VITOR VIEGAS RENAULT CLIO RS +4M23,9S

5º DAVID COSTA / JOÃO COSTA BMW 325I +4M26,9S

RALI DE LISBOA

18 A 19 DE JUNHO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

JOÃO RODRIGUES (4) JOSÉ MANUEL GOMES (PEC 1)

JOSÉ MANUEL GOMES (1) JOÃO RODRIGUES (PEC 2 A 5)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º JOÃO RODRIGUES / MANUEL SANTOS PEUGEOT 106 1.6 31M37,3S

2º JOSÉ MANUEL GOMES / FÁBIO REIS RENAULT CLIO R3 +6,2S

3º GONÇALO BOAVENTURA / RODRIGO SILVA PEUGEOT 106 RALLYE2 +46,2S

4º PEDRO BAIONA / BRUNO MALHÃO PEUGEOT 106 GTI +1M48,6S

5º VIANA MARTINS / GONÇALO PALMEIRA PEUGEOT 208 R2 +2M31,6S

CLASSIFICAÇÃO TROFÉU REGIONAL DE RALIS SUL

1º ANDRÉ CABEÇAS / BINO SANTOS MITSUBISHI MIRAGE EVO 48M36,0S

2º JOÃO RODRIGUES / MANUEL SANTOS PEUGEOT 106 1.6 +56,1S

3º JOSÉ A. GOMES / MARCO VILAS BOAS MITUSBISHI LANCER EVO IX +2M47,5S

RALI MUNICÍPIO DE ALBUFEIRA

10 E 11 DE SETEMBRO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

JOÃO RODRIGUES (5) JOÃO RODRIGUES (PEC 1)

JOSÉ MANUEL GOMES (4) JOSÉ MANUEL GOMES (PEC 2 A 9)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º JOSÉ MANUEL GOMES / FÁBIO REIS RENAULT CLIO R3 42M11,8S

2º LUÍS NASCIMENTO / LEONILDO MADEIRA OPEL CORSA 2.0 +2M03,8S

3º VIANA MARTINS / RUI SERRA PEUGEOT 208 R2 +2M48,1S

4º JORGE VICENTE / NUNO VICENTE RENAULT CLIO 2.0 +5M02,5S

5º CARLOS MARREIROS JR / NUNO DUQUE CITROEN SAXO CUP +6M18,0S

CLASSIFICAÇÃO TROFÉU REGIONAL DE RALIS SUL

1º MÁRCIO MARREIROS / RICARDO BARRETO MITUSBISHI LANCER EVO IX 41M13,8S

2º JOSÉ MANUEL GOMES / FÁBIO REIS RENAULT CLIO R3 +58,0S

3º FERNANDO TEOTÓNIO / LUÍS MORGADINHO MITUSBISHI LANCER EVO X +1M16,6S

RALI VILA DO BISPO

10 E 11 DE SETEMBRO

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

VIANA MARTINS (2) VIANA MARTINS (PEC 1)

PAULO ANSELMO (2) LUÍS NASCIMENTO (PEC 2)

LUÍS NASCIMENTO (1) PAULO ANSELMO (PEC 3 E 4)

PAULO NASCIMENTO (PEC 5)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º PAULO NASCIMENTO / VITOR CABRITA PEUGEOT 206 RC 48M29,7S

2º DAVID COSTA / JOÃO COSTA BMW 325 +32,1S

3º VIANA MARTINS / VITOR VIEGAS PEUGEOT 208 R2 +51,4S

4º LUÍS REIS / CARINA FIGUEIRAS RENAULT 11 TURBO +1M11,8S

5º PEDRO FRANCO / VITOR SOUSA FORD ESCORT MK1 +8M08,0S

142

ralisonline.net


CLASSIFICAÇÕES

CAMPEONATO START

SUL DE RALIS

PILOTOS

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º JOSÉ M. A. GOMES 82

2º JOSÉ J. V. MARTINS 73

3º LUÍS DO NASCIMENTO 66

4º DAVID D. DA COSTA 50

5º PAULO ANSELMO 44

6º PAULO DO NASCIMENTO 43

7º LUÍS M. DA SILVA REIS 33

8º PEDRO M. FRANCO 24

9º EDUMO 21

10º MÁRIO J. SOUSA 14

11º ANTÓNIO C. CORREIA 2

12º JAIME MANUEL FALCÃO 2

NAVEGADORES

POSIÇÃO NAVEGADORES

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

TOTAL

1º FÁBIO D. REIS 82

2º LIONILDO J. MADEIRA 70

3º VITOR J. VIEGAS 56

4º JOÃO D. COSTA 54

5º VITOR M. CABRITA 49

6º ANDRÉ F. SILVA 46

7º CARINA FIGUEIRAS 40

8º VICTOR M. SOUSA 27

9º HUGO L. JACINTO 18

10º FLORIVAL NETO 6

A exemplo do que tinha acontecido

nos anos anteriores com o Regional

Sul, também grande parte do Start

Sul e do Troféu de Ralis Regional

Sul se deve única e exclusivamente

ao Clube Automóvel do Sul,

liderado pelo veterano José

Martins. A ele, juntamente com

a sua equipa, se deve o facto de

continuar a haver ralis naquela

região com a regularidade com que

se têm realizado.

PILOTOS P1

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º JOSÉ J. MARTINS 95

PILOTOS X1

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º PEDRO M. FRANCO 78

2º ANTÓNIO C. CORREIA 12

NAVEGADORES X1

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º VICTOR M. SOUSA 84

2º FLORIVAL NETO 17

2.

3.

PILOTOS X2

NAVEGADORES X2

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º JOSÉ M. GOMES 70

2º DAVID COSTA 69

3º PAULO A. ANSELMO 59

4º LUÍS M. NASCIMENTO 51

5º LUÍS M. REIS 49

6º PAULO R. NASCIMENTO 47

7º MÁRIO J. SOUSA 18

8º JAIME MANUEL FALCÃO 8

1º FÁBIO D. REIS 70

2º JOÃO D. COSTA 69

3º ANDRÉ F. SILVA 59

4º LIONILDO J. MADEIRA 51

5º CARINA FIGUEIRAS 51

6º VITOR M. CABRITA 49

4.

PILOTOS X7

NAVEGADORES X7

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º EDUMO 100

1º HUGO JACINTO 75

1. PEDRO FRANCO 2. EDUMO

3. MÁRIO SOUSA 4. JAIME FALCÃO

sido muito positiva, estando em posição de também

lutar pelo título, as duas derradeiras provas saldaram-se

por desistências, sendo que em Vila do Bispo

esteve mesmo a um passo de garantir a vitória.

O regressado Paulo Nascimento, Peugeot 206

Gti, acabou por ser um dos protagonistas do ano,

ao vencer em Vila do Bispo, tendo ficado na 6ª

posição do Start Sul.

Quem também venceu uma prova desta competição

foi o “voador” João Rodrigues, com o pequeno

e irreverente Peugeot 106. O facto de não ter feito

o número de provas mínimas para pontuar, acabou

por não ser classificado no final a temporada.

Como forma de não acabar com os 4x4 que

normalmente disputavam ralis a sul, a FPAK

acedeu a autorizar uma competição a que se

designou de Troféu de Ralis Regional Sul,

que teve três provas, que foram disputadas

juntamente com os ralis de Portimão, Lisboa

e Albufeira. Permitindo que nesta competição

pudessem entrar os 4x4, juntamente com os

concorrentes do Start Sul que a quisessem

disputar, obviamente que o vencedor foi para um

veículo de tração integral, neste caso, pilotado

por Márcio Marreiros (Mitsubishi), que venceu

duas das três provas. Rui Rijo ficou no segundo

lugar, também ao volante de um Mitsubishi,

enquanto José Gomes, vencedor do Start

Sul, alcançou o pódio. Destaque ainda para

André Cabeças, que ao volante do espetacular

Mitsubishi Mirage, venceu o Rali de Lisboa.

143

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


TROFÉU REGIONAL

DE RALIS SUL

1.

2. 3.

4.

144

ralisonline.net


5. 6.

7.

8.

CLASSIFICAÇÕES

TROFÉU DE RALIS

REGIONAL SUL

PILOTOS

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

NAVEGADORES

POSIÇÃO NAVEGADORES

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

TOTAL

1. MÁRCIO MARREIROS 2. RUI RIJO 3. JOSÉ GOMES

4. MARCO REIS 5. JOÃO RODRIGUES 6. NUNO VENANCIO

7. ANDRÉ CABEÇAS 8. NUNO CARUJO

1º MÁRCIO MARREIROS 50

2º RUI RIJO 41

3º JOSÉ GOMES 32

4º MARCO REIS 30

5º ANDRÉ CABEÇAS 25

6º NUNO VENÂNCIO 21

7º JOÃO RODRIGUES 20

8º FERNANDO TEOTÓNIO 19

9º VIANA MARTINS 16

10º NUNO CARUJO 14

11º VASCO TINTIM 7

12º FREDERICO CASTRO 4

13º JORGE VICENTE 4

14º MIGUEL ANTUNES 3

15º EDUMO 3

16º DAVID COSTA 2

17º BONITO RAMOS 1

18º PAULO ANSELMO 0

1º RICARDO BARRETO 50

2º MIGUEL LUZ 49

3º VOLODYMYR VELYKYY 39

4º FÁBIO REIS 34

5º ILBERINO SANTOS 25

6º PEDRO SILVA 22

7º MANUEL SANTOS 20

8º FILIPA TINTIM 12

9º NUNO VICENTE 10

10º JOÃO SANTOS 9

11º HUGO JACINTO 8

12º ANDRÉ GASPAR 6

13º JOÃO COSTA 4

14º PEDRO CONTENTE 1

15º ANDRÉ SILVA 0

145

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


DESAFIO

14KUMHO

PNEUS KUMHO PROTAGONISTAS DE 1 TÍTULO,

5 TRIUNFOS NA TAÇA E 14 VITÓRIAS EM 2022!

Competitividade a toda a linha. Assim voltou a ser a performance dos

pneus coreanos em todas as frentes e circunstâncias, assumindo um papel

importante na construção do sucesso de muitas equipas, nos mais diversos

campeonatos de ralis disputados em Portugal na temporada passada.

1.

2.

3.

146

ralisonline.net


1. ADRUZILO LOPES 2. FERNANDO TEOTÓNIO

3. RUI RIJO 4. HELDER CORDEIRO

4.

De norte a sul, no asfalto e na terra, fizesse chuva,

estivesse tempo seco, os pneus Kumho

voltaram a provar em 2022 toda a sua capacidade

de serem um auxiliar fundamental na

obtenção bons resultados, como atestam as

14 vitórias e 1 título, bem como 5 sucessos

na Taça de Portugal, nos ralis portugueses da

época transata, alcançados por equipas integrantes

da “armada” Kumho.

9 pilotos, 8 marcas, 9 modelos de carros,

com quatro ou duas rodas motrizes, presentes nas façanhas referidas,

dão conta da capacidade dos pneus Kumho em corresponderem a

diferentes tipos de condução e de exigência técnica, voltando a provar

toda a justeza que tem presidido à aposta da ASR Tyres em implementar

as “borrachas” coreanas de competição em Portugal.

No trono maior quanto a sucesso obtido assentaram arrais Adruzilo

Lopes e Paulo Leones. A equipa nortenha inscreveu o seu nome a

letras douradas na história do novel Campeonato Promo de Ralis,

levando o seu Mitsubishi Lancer EVO IX ao triunfo absoluto em três

ralis do campeonato (Mortágua, Constálica Vouzela / Viseu e Viana

do Castelo). Adruzilo entregaria ainda mais uma vitória aos Kumho

no Rali Alitém, onde, navegado por Liliana Costa, foi o mais rápido

em termos absolutos e venceu a Prova Extra.

O 1º Campeonato Promo de Ralis só “deu Kumho”, com Fernando

Teotónio e Luís Morgadinho a lutarem até ao último quilómetro pelo

título, sagrando-se vice-campeões e vencendo à geral os ralis de Vieira

do Minho e de Vila do Bispo.

Filipe Nogueira e João Vieira conquistaram para os Kumho no Rali

de Castelo Branco mais uma vitória à geral no Promo, impondo o seu

Peugeot 208 VTI R2 sem oposição, dominando sempre a tabela de

tempo de todas as classificativas.

Os pneus Kumho estariam ainda presentes na festa de celebração de

triunfos através das vitórias alcançadas por Jorge Carvalho e Rodrigo

Pinheiro, num Peugeot 208 R2 VTI, na geral do Start Centro do

Rali Alitém, João Rodrigues e Manuel Santos, endiabrados com o seu

Peugeot 106 no Rali de Lisboa, onde foram os vencedores nas contas

do Start Sul, competição onde os Kumho também venceram em Vila

do Bispo, através do Toyota Corolla de Rui Mendes e Filipe Oliveira.

As duplas Isaac Portela/Duarte Susano (Citroen C2 R2), Gonçalo

Henriques/António Santos (Peugeot 208 VTI R2) e Luís Nascimento/

Leonido Madeira (Opel Corsa) completaram o lote de vencedores

Kumho em 2022, através dos seus triunfos nas duas rodas motrizes em

Vieira do Minho, Mortágua e Serpa, respetivamente.

A Taça de Portugal de Ralis, disputada no Rali Casinos do Algarve consagraria

cinco equipas Kumho como vencedores do trofeu nos seus grupos.

Fábio Santos e Ricardo Sismeiro, a dupla leiriense do Citroen Saxo da

Prototype, tiveram uma vitória musculada no grupo X2. Por seu lado,

José Carlos Magalhães e Bia Pinto levaram de forma muito competente

o Fiat Punto R3D da MNE Sport ao triunfo nas contas do Grupo X4.

Os pneus Kumho lograram o pleno do pódio nas lides do Grupo

X7, com a jovem Filipa Tintim, navegada por Fábio Reis, a vencer

na estreia de um Peugeot 208 N3. Já a equipa espanhola formada

por Andrés Moreno e Ruben Rojas, tripulando um Seat Ibiza Cupra,

venceu a Taça no Grupo X2 e o triunfo no Grupo P1 coube a o Ford

Fiesta R2 de João Castanheira e Carlota Teles.

147

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


5º Desafio Kumho Portugal:

lutas e emoção marcaram a época

1.

2.

Pelo quinto ano consecutivo, a competição promovida em Portugal

pela ASR Tyres contribuiu para o sucesso dos ralis nacionais, sobretudo

aqueles que fizera parte do calendário do Campeonato Promo de Ralis

e dos Start Norte, Centro e Sul.

Esta edição do Desafio Kumho Portugal contou com 5 competições

autónomas e as estatísticas de equipas que pontuaram para cada um

deles são prova cabal da confiança que grande parte dos planteis dos

ralis tem nos pneus Kumho e no apoio dado pelo Desafio.

22 duplas com pontuação no Desafio Kumho Norte, 31 no Kumho

Centro e 41 no Kumho Sul. Nas competições temáticas, Asfalto e

Terra, pontuaram, respetivamente, 46 e 42 equipas.

As competições KUMHO estiveram presentes em 19 provas, de Norte

a Sul de Portugal e distribuíram um total de cerca de 20 000 euros em

prémios monetários.

Quanto à honra e glória que consagram os “primeiros entre iguais”,

destaque para duas equipas e um piloto que almejaram conquistar dois

títulos no 5º Desafio Kumho Portugal.

Para lá das já assinaladas vitórias à geral em duas provas do

Campeonato Promo de Ralis, Fernando Teotónio e Luís Morgadinho

coroaram a sua época com a conquista dos cetros referentes à Divisão

1 dos Desafios Kumho Asfalto e Kumho Norte, logrando ainda ficar

nos pódio finais dos Desafios Kumho Centro e Kumho Sul.

Provaram, uma vez mais, todo o seu talento e rapidez, num ano em

que utilizaram duas “montadas” diferente. A dupla do Macambi

Racing Team começou com o Mitsubishi Lancer EVO IX e, a meio

da temporada, passou a utilizar o Lancer EVO X, continuando a estar

sempre na discussão das vitórias nas provas em que competiram.

Outra equipa que conseguiu uma “dobradinha” foi a da PoolShop

Algarve, através da dupla Rui Rijo/ Miguel Luz. Tripulando o “musculado”

Mitsubishi Lancer EVO VIII MR, dominaram por completo

3.

148

ralisonline.net


4.

5.

6.

7.

1. MIGUEL CARVALHO 2. SÉRGIO FREITAS

3. LUIS NASCIMENTO 4. HENRIQUE RODRIGUES

5. FILIPE NOGUEIRA 6. JOSÉ CARLOS

MAGALHÃES 7. ISAAC PORTELA

a Divisão 1 dos Desafios Kumho Asfalto e Kumho Sul, premiando

assim a excelente época que construíram em 2022.

Mais um piloto conseguiria a mesma proeza de um duplo sucesso,

embora sem que tal acontecesse com o seu navegador

habitual, por ter estado ausente numa das provas. Utilizando

dois carros bem diferentes para chegar à supremacia nas

contas da Divisão 2 referentes ao Desafio Kumho Terra e

Kumho Centro, Hélder Cordeiro venceria na terra, em

Mortágua, com o fiável FIAT Punto HGT e, no asfalto,

levou o imponente BMW M3 à vitória em Vouzela.

Bruno Pereira, seu habitual navegador, acompanhou o

piloto de Leiria no sucesso no Desafio Kumho Centro,

mas a sua ausência em Vieira do Minho, tirou-lhe

as hipóteses de conquistar o título dos navegadores

no Desafio Kumho Terra, que iria parar às mãos de

Duarte Susano, navegador de Isaac Portela.

Quanto a conquistas singulares, Miguel Carvalho e

António Reis brilharam, como sempre, com o seu

Peugeot 206 GTi, dominando as lides da Divisão 2 em

praticamente todas as provas em que participaram, culminando

a sua competitividade com a justa conquista do

título na Divisão 2 do Desafio Kumho Asfalto.

No Desafio Kumho Norte, a regularidade nas exibições e a

fiabilidade do seu Peugeot 306 HDI foram armas decisivas

para a dupla Sérgio Freitas/Miguel Rodrigues conquistarem

o troféu na Divisão 2. Paulatinamente foram construindo o

resultado, sendo de realçar que conseguiram ainda terminar

no pódio final do Desafio Kumho Asfalto.

No que concerne ao domínio na Divisão 1 do Desafio

Kumho Centro, veio de terras durienses, através de

Henrique Rodrigues e Daniel Rodrigues. Voltando a

apostar no potencial do seu Mitsubishi Lancer EVO

VII, foram fortes na terra e no asfalto, sendo premiados

com a conquista do título.

Na Divisão 2 do Desafio Kumho Sul, Luís Nascimento e

Leonido Madeira rubricaram exibições notáveis com o seu

bem preparado Opel Corsa, conquistando quatro em seis

vitorias possíveis nas contas da divisão, assentando-lhe bem

o título. A dupla saiu de 2022 ainda coma presença no pódio

final da D2 no Desafio Kumho Asfalto.

T. + 351 919 832 517

/befast_motorsport_

149

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022

/befastmotorsport


CAMPEONATO

DO MUNDO

15DE RALIS

150

ralisonline.net


UM “FURACÃO” CHAMADO ROVANPERA

O ano de 2022 foi marcante para o futuro do Mundial de ralis

em muitos aspetos. O principal foi um “furação” chamado Harri

Rovanpera, que bateu uma série de recordes outrora impensáveis

151

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


Desta vez não estava escrito nas estrelas,

nem era preciso ser bruxo, para vaticinar

que algum dia Harri Rovanpera seria

Campeão do Mundo de Ralis. Era evidente

que o jovem finlandês caminhava

a passos largos para esse destino, e entre

todos aqueles que acompanham os ralis

do mundial não havia ninguém que duvidasse

disso. Mas mesmo assim temos que

considerar que o “furação” finlandês surpreendeu

tudo e todos na época de 2022, pois não só venceu, como

o fez com alguma naturalidade, sem grandes pressões, cometendo

erros como todos cometem, mas gerindo os acontecimentos para

alcançar o título quando ainda faltavam duas provas para terminar o

campeonato e logo com uma exibição magistral na Nova Zelândia.

O segredo deste imenso sucesso, esteve precisamente na primeira

fase da temporada, onde venceu cinco ralis nos primeiros sete

da temporada, conseguindo depois apenas

mais uma vitória nos seis ralis seguintes.

Depois de um segundo lugar no seu Rali da

Finlândia, em que não venceu por apenas

6,8s, a sua vantagem pontual era tão grande

que a Toyota deu-lhe carta branca para vencer,

ao que se seguiu a pior fase da temporada com ROVANPERA

uma “cambalhota” na Bélgica e um toque

numa árvore na Grécia, que lhe renderam 9

pontos (obtidos apenas nas power stage).

CONSTRUTORES

Mesmo com um Ott Tanak a subir de forma

e um Thierry Neuville, como sempre,

DE LOEB E OGIER

inconstante, a vitória na Nova Zelândia foi

suficiente para Rovanpera arrumar com as

contas do título a seu favor.

LOEB

O estónio Tanak não se pode queixar muito

de si, mas sim de uma equipa que demorou

a acertar na fiabilidade do Hyundai i20

Rally1. A verdade é que Tanak, desde que

1.

+> KALLE ROVANPERA O MAIS JOVEM

CAMPEÃO DO MUNDO

> ÉPOCA TOTALMENTE DOMINADA POR

> ESTREIA DOS NOVOS RALLY1 COM

TECNOLOGIA HÍBRIDA

> TOYOTA VENCEU DESTACADA NOS

> ÉPICO RALI DE MONTE CARLOS COM LUTA

> ÉPOCA REDUZIDA PARA SEBASTIEN OGIER

> APARIÇÕES ESPORÁDICAS DE SEBASTIEN

> EMIL LINDHOLM VENCE NA WRC2,

BATENDO ANDREAS MIKKELSEN

> 50 ANOS DO MUNDIAL DE RALIS

COMEMORADOS EM PORTUGAL

venceu em Itália (5ª prova) somou mais pontos que Rovanpera

até final do campeonato, sendo que a desistência no Quénia foi

mesmo decisiva para as contas da temporada.

O eterno segundo desta fez foi terceiro!!! Thierry Neuville não foi tão

castigado pela fiabilidade do Hyundai mas as suas exibições de prova

para prova são muito irregulares (é capaz do muito bom e do menos

bom) e isso adia constantemente as suas pretensões ao título.

A desilusão da temporada foi certamente Elfyn Evans, acima de tudo

por culpa própria, mas também por que tinha a pressão toda do seu

lado, já que era o sucessor natural de Sebastien Ogier em termos de

candidatura ao título, após duas épocas em que lutou pelo campeonato

até final a temporada. Não só não venceu uma única prova, como

andou demasiadas vezes arredado do primeiro lugar, conseguindo

o magro pecúlio de quatro segundos lugares e mais nenhum pódio.

Curiosamente uma das suas melhores prestações, até foi no Rali de

Portugal, que tinha vencido no anterior anterior.

Sebastien Ogier fez uma mão cheia de aparições ao longo da temporada,

destacando-se três momentos épicos, um

deles a famosa luta com Sebastien Loeb no Rali

de Monte Carlo, que terminou em segundo

lugar da geral, depois a vitória na Catalunha e

ainda, na prova anterior, o segundo lugar na Nova

Zelândia, que permitiu em pleno pódio passar

o “testemunho” de Campeão Mundial a Harri

Rovanpera.

Também Sebastien Loeb apareceu, por quatro

vezes, no Mundial de 2022. Logo na prova de estreia

dos novos Rally1, sem grande testes, o super-

-campeão venceu (dias antes tinha saído do Rally

Dakar) e deu a única vitória (e histórica) ao novo

modelo Ford Puma. As restantes três aparições

foram desastrosas, uma delas em Portugal, que

terminou cedo quando comandava o rali ao bater

num muro, e as restantes por causa de um carro

que raramente se mostrou fiável.

Aliás, o Ford Puma Rally1, foi o menos fiável

152

ralisonline.net


CAMPEÕES

CAMPEONATO

START CENTRO

RALIS

2022

2.

JORGE CARVALHO - RODRIGO PINHEIRO

PEUGEOT 208 R2

AGRADECIMENTO ESPECIAL

A TODOS OS PATROCINADORES

3. 4.

5.

dos três Rally1, mas também é certo que o line-up de pilotos para todas

provas (Craig Breen, Greensmith e Formaux) não se evidenciaram propiamente

pelas suas prestações.

Na WRC2, onde os Skoda Fabia Rally2 dominaram, embora os Citroen

C3 Rally2 também tenham vencido três provas, Emil Lindholm completou

o domínio dos finlandeses no Mundial de Ralis, superando na

ponta final do campeonato o experiente Andreas Mikkelsen.

Como não há duas sem três, Lauri Joona, mais um jovem finlandês,

impôs-se na WRC3 (que usava os Ford Fiesta Rally3), ficando

na frente de outro nome que irá dar nas vistas, Sami Pajari

também ele finlandês.

Na Junior WRC (também com o Ford Fiesta Rally3), o estónio

Robert Virves foi o vencedor, superando na derradeira das cinco

provas, o britânico Jon Amstrong.

1. OTT TANAK

2. THIERRY NEUVILLE

3. ELFYN EVANS

4. TAKAMOTO KATSUTA

5. SEBASTIEN OGIER

153

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


Rovanpera dominou

em Portugal

Apenas com 21 anos Harri Rovanpera foi o piloto

mais novo de sempre a vencer um Rali de Portugal,

batendo esse recorde (por três anos) que pertencia a

Markku Allen desde 1975.

O jovem finlandês ainda não tinha vencido no nosso

país e vinha de duas vitórias nas provas anteriores

(Suécia e Croácia), pelo que abria a estrada em

Portugal e com os pisos secos e com muita terra

solta dificilmente conseguiria lutar pela vitória.

Mas Rovanpera provou exatamente o contrário, pois

no primeiro dia não cedeu mais de 13,6s para Elvyn

Evans que comandava o rali. Nesta fase da prova, já

Sebastien Loeb tinha desistido, depois de bater num

muro, quando liderava o rali, Sebastien Ogier tinha

furado e perdido mais de dois minutos, enquanto

Tanak, Breen e Neuville tinham perdido muito tempo

e afundavam-se na classificação.

As duas etapas seguintes foram uma luta tremenda

entre Evans e Rovanpera, com os dos dois pilotos da

Toyota a trocarem de posições, com vantagem para

o finlandês no final do segundo dia por 5,7s. Na

derradeira foi-se mantendo tudo em aberto, ninguém

podia errar, mas sempre com ligeiro ascendente de

Rovanpera que terminou com a vitória no rali por

15,2s e ainda mais o prémio de vencer a power stage.

Também para o derradeiro troço ficou a luta pelo

terceiro lugar, com Katsuta a perder essa posição

para Dani Sordo, precisamente nessa especial,

fugindo assim a hipótese da Toyota alcançar um

pódio só com o Toyota´s Yaris Rally1.

No registo ficou ainda o “título” de melhor português

para Armindo Araújo entre os concorrentes portugueses.

3.

4.

1. CRAIG BREEN 2. DANI SORDO 3. SEBASTIEN LOEB

4. RICARDO TEODÓSIO 5. EMIL LINDHOLM 6. ROBERT VIRVES

1.

2.

154

ralisonline.net


CLASSIFICAÇÕES

CAMPEONATO

DO MUNDO DE RALIS

VODAFONE RALLY DE PORTUGAL

19 A 22 DE MAIO

TEMPOS QUALIFYING

1º ELFYN EVANS 2M56,1S

2º CRIAG BREEN 2M56,5S

3º OTT TANAK 2M56,8S

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

Porque devo

visitar o Museu

do Rali em Fafe?

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS (GERAL)

KALLE ROVANPERA (8) THIERRY NEUVILLE (PEC 1)

ELFYN EVANS (6) ELFYN EVANS (PEC 2 E 3)

OTT TANAK (2) SEBASIEN LOEB (PEC 4)

THIERRY NEUVILLE (2) ELFYN EVANS (PEC 5 A 14)

JOSH MCRELEAN (1) KALLE ROVANPERA (PEC 15 A 21)

SEBASTIEN LOEB (1)

SEBASTIEN OGIER (1)

VENCEDOR DA POWER STAGE

KKALLE ROVANPERA

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º KALLE ROVANPERA / JONNE HALTUNEN TOYOTA GR YARIS RALLY1 3H44M19,2S

2º ELFYN EVANS / SCOTT MARTIN TOYOTA GR YARIS RALLY1 +15,2S

3º DANI SORDO / CANDIDO CARRERA HYUNDAI I20 N RALLY1 +2m17,3s

4º TAKAMOTO KATSUTA / AARON JOHNSTON TOYOTA GR YARIS RALLY1 +2M19,4S

5º THIERRY NEUVILLE / MARTIJN WYDAEGHE HYUNDAI I20 N RALLY1 +2M37,7S

6º OTT TANAK / MARTIN JARVEOJA HYUNDAI I20 N RALLY1 +4M45,7S

7º PIERRE LOUBET / VINCENT LANDAIS FORD PUMA RALLY1 +5M52,1S

8º CRAIG BREEN / PAUL NAGLE FORD PUMA RALLY1 +7M03,4S

9º ADRIEN FORMAUX / ALEXANDRE CORIA FORD PUMA RALLY1 +8M09,6S

10º YOHAN ROSSEL / VALENTIN SARREAUD CITROEN C3 RALLY2 +13M48,9S

MELHORES PORTUGUESES

14º ARMINDO ARAÚJO / LUÍS RAMALHO SKODA FABIA RALLY2 EVO +21M36,8S

15º RICARDO TEODÓSIO / JOSÉ TEIXEIRA HYUNDAI I20 N RALLY2 +21M59,3S

33º PAULO CALDEIRA / ANA GONÇALVES CITROEN C3 RALLY2 +1H04M09,9S

CLASSIFICAÇÕES FINAIS

PILOTOS WRC

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

1º KALLE ROVANPERÄ 255

2º OTT TÄNAK 205

3º THIERRY NEUVILLE 193

4º ELFYN EVANS 134

5º TAKAMOTO KATSUTA 122

6º SEBASTIEN OGIER 97

7º CRAIG BREEN 84

8º DANI SORDO 59

9º ESAPEKKA LAPPI 58

10º GUS GREENSMITH 44

11º SEBASTIEN LOEB 35

12º OLIVER SOLBERG 33

13º PIERRE-LOUIS LOUBET 31

14º ANDREAS MIKKELSEN 25

15º EMIL LINDHOLM 16

PILOTOS WRC2

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º EMIL LINDHOLM 116

2º ANDREAS MIKKELSEN 109

3º KAJETAN KAJETANOWICZ 104

4º YOAN ROSSEL 98

5º NIKOLAY GRYAZIN 85

PILOTOS WRC3

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º LAURI JOONA 93

2º SAMI PAJARI 87

3º JAN ČERNÝ 86

EQUIPAS WRC

POSIÇÃO EQUIPAS

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º TOYOTA GAZOO RACING WRT 525

2º HYUNDAI SHELL MOBIS WORLD RALLY TEAM 455

3º M-SPORT FORD WORLD RALLY TEAM 257

4º TOYOTA GAZOO RACING WRT NG 138

PILOTOS WRC2 JUNIOR

TOTAL

1º EMIL LINDHOLM 136

2º NIKOLAY GRYAZIN 104

3º CHRIS INGRAM 92

4º FABRIZIO ZALDIVAR 76

5º MIKO MARCZYK 67

PILOTOS JUNIOR WRC

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º ROBERT VIRVES 130

2º JON ARMSTRONG 115

3º SAMI PAJARI 111

Os ralis dizem muito aos fafenses, e por

isso, era impreterível que fosse criado um

espaço físico que albergasse um conjunto de

memórias, partilhadas por muitos fafenses,

assim como por todos os amantes deste

desporto em todo o Mundo.

Este espaço, nasce então, naquela que é a

Catedral do Ralis, pela vontade de um grupo

de entusiastas do Clube Automóvel de Fafe,

aliada ao apoio do Município de Fafe.

No museu, encontra-se retratada a história dos

ralis nas várias escalas, mundial, nacional e

em Fafe, desde a antiguidade até ao presente,

e onde podem ser vistos alguns dos carros que

nos marcaram ao longo dos anos.

Mas este espaço é muito mais do que carros

e a sua beleza, é a sua história e tudo o que

ela envolve, é também um local nostálgico,

que nos lembra as marcas, os patrocinadores,

os Pilotos, os Navegadores, as assistências

e sem esquecer o público, pois sem ele, este

desporto não teria razão de ser.

155

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


CAMPEONATO

DA EUROPA

16DE RALIS

LLARENA LIDEROU ARMADA ESPANHOLA

A subir os degraus que o poderão levar ao topo dos ralis, Efrén

Llarena venceu o Campeonato da Europa de Ralis, mesmo tendo

vencido apenas uma das oito provas do calendário

156

ralisonline.net


A

dupla espanhola Efrén Llarena / Sara

Fernández em Skoda Fabia Rally2 Evo

foram os vencedores da edição 2022 do

Campeonato da Europa de Ralis com alguma

naturalidade. Foi a dupla que mais apostou

numa assídua presença em todas as provas,

fortemente apoiada pelos pneus MRF, sendo

também aquela que mais regularidade de

resultados teve com destaque para a vitória

nos Azores Rallye e para os três segundos

lugares nas Canárias, Letónia e novamente em Espanha, no Rali da

Catalunha. Mostrou também muito competitividade em ralis difíceis,

onde tinha concorrência

de peso, como a Polónia

e Itália (Roma Capitale),

pelo que a desistência

+>EFRÉN LLARENA FOI CAMPEÃO

por despiste na Chéquia SUCEDENDO A MIKKELSEN

logo na fase inicial do > DUAS PROVAS DO EUROPEU EM PORTUGAL

rali, que poderia ter sido > QUATRO PROVAS DO CALENDÁRIO

EUROPEU FORAM DISPUTADAS NA

o ponto mais baixo da

PENÍNSULA IBÉRICA

temporada, acabou até

> IGOR WIDŁAK VENCEU ERC3

por ser o ponto mais

> ARMINDO ARAÚJO LIDEROU O EUROPEU

alto, já que a ausência

APÓS A SEGUNDA PROVA

de Simone Tempestini

> SETE VENCEDORES DIFERENTES EM

nessa prova lhe permitiu OITO PROVAS

logo obter o título de > ÚLTIMO RALI (CATALUNHA) FOI

campeão!!!

DISPUTADO JUNTAMENTE COM O WRC

Igualmente muito regular,

Javier Pardo levou

> ÓSCAR PALOMO VENCEU ERC4

> LAURENT PELLIER VENCEU ERC4 JÚNIOR

também o seu Skoda ao

segundo lugar do Campeonato da Europa. Sem os meios e, sobretudo,

sem o andamento do seu adversário espanhol, o melhor resultado foi

na Catalunha, com um pódio (3º lugar), tendo sido o único piloto que

terminou nos lugares pontuáveis todas as provas da temporada.

Yoan Bonato, no Citroen C3 Rally2 ficou no terceiro lugar, mas a

ausência em quatro provas (não esteve presente nas duas primeiras em

Portugal), condicionou o resultado final, que se saldou ainda por uma

vitória e dois terceiros lugares.

Quanto a Simone Tempestini, no Skoda Fabia Rally2 Evo, esteve na

luta pelo título até à entrada da sexta prova. A sua ausência na Chéquia

deu automaticamente o título a Llarena, pelo que não fazendo também

o último rali da época, acabaria apenas por ficar no 4º lugar.

Destaques pontuais para mais três piotos. O primeiro outro espanhol,

157

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


1.

2. 3.

neste caso Nil Solans, que nas primeiras três provas somou duas vitórias

com o seu Volkswagen Polo GTi R5, mas sem budget não conseguiu

mais do que fazer quatro provas na época, mesmo assim com um

saldo muito positivo.

Outro destaque para Mārtiņš Sesks. O piloto da Letónia deu nas vistas

em Portugal, onde disputou o Serras de Fafe e os Azores com um

Skoda Fabia Rally2-Kit e teve grandes exibições com um carro muito

limitado, mas que viria a vencer uma prova, no seu país, quando dispôs

de um Skoda Fabia Rally Evo.

As restantes vitórias da temporada foram parar às mãos dos pilotos

locais, todos eles ao volante do competitivo Skoda Fabia Rally2. Jan

Kopeck venceu o seu rali na Chéquia, o polaco Mikolaj Marczyk

ganhou no rápido Rali da Polónia, enquanto o italiano Damiano De

Tommaso alcançou o primeiro lugar do pódio em Itália.

Por último recordar que as duas primeiras provas desta competição

tiveram lugar em Portugal, com o Rali Serras de Fafe e logo 15 dias

depois do Azores Rallye. Na primeira, vencida por Nil Solans, no

VW Polo GTi R5, teve como um dos protagonistas Armindo Araújo,

com um relevante segundo lugar. Na prova seguinte a vitória foi para

Llarena que bateu Ricardo Moura, ambos em Skoda, no derradeiro

troço. Refira-se ainda que o quinto lugar à geral nos Açores de

Armindo Araújo, deu-lhe a possibilidade de liderar o Europeu de Ralis

durante três semanas.

4.

5.

158

ralisonline.net


CLASSIFICAÇÕES

CAMPEONATO

DA EUROPA DE RALIS

RALI SERRAS DE FAFE, FELGUEIRAS,

CABREIRA E BOTICAS

11, 12 E 13 DE MARÇO

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

1. JAVIER PARDO

2. YOAN BONATO

3. SIMONE TEMPESTINI

4. SIMONE CAMPEDELLI

5. NIL SOLANS

6. ARMINDO ARAÚJO

7. BATTISTOLLI

8. RICARDO MOURA

TEMPOS QUALIFYING

GEORG LINNAMAE

ERIK CAIS

ARMINDO ARAÚJO

2M20,646S

2M22,490S

2M22,884S

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

NIL SOLANS (4) ERIK CAIS (PEC 1)

GEORG LINNAMAE (3) NIL SOLANS (PEC 2 A 17)

EFRÉN LLARENA (3)

JAVIER PARDO (2)

ERIK CAIS (1)

MIKLOS CSOMÓS (1)

KEN TORN (1)

VENCEDOR DA POWER STAGE

KEN TORN

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º NIL SOLANS / MARC MARTI VOLKSWAGEN POLO GTI R5 2H01M13,9S

2º ARMINDO ARAÚJO / LUÍS RAMALHO SKODA FABIA RALLY2 EVO +55,7S

3º GEORG LINNAMAE / JAMES MORGAN VOLKSWAGEN POLO GTI R5 +59,7S

4º JAVIER PARDO / ADRIAN FERNANDEZ SKODA FABIA RALLY2 EVO +2M56,3S

5º ALBERTO BATTISTOLLI / SIMONE SCATTOLIN SKODA FABIA RALLY2 EVO +3M32,7S

6º BRUNO MAGALHÃES / CARLOS MAGALHÃES HYUNDAI I20 N RALLY2 +6M53,3S

7º MARTIN SESKS / RENARS FRANCIS SKODA FABIA RALLY2 KIT +8M55,3S

8º JOSÉ PEDRO FONTES / INÊS PONTE CITROEN C3 RALLY2 +9M24,7S

9º RICARDO TEODÓSIO / JOSÉ TEIXEIRA HYUNDAI I20 N RALLY2 +9M29,5S

10º MIKLOS CSOMÓS / ATILLA NAGY SKODA FABIA R5 +9M58,6S

7.

8.

AZORES RALLYE

25, 26 E 27 DE MARÇO

TEMPOS QUALIFYING

JAVIER PARDO

SIMONE TEMPESTINI / SERGIU ITU

EFRÉN LLARENA

2M53,125S

2M53,232S

2M53,629S

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

RICARDO MOURA (4) RICARDO MOURA (PEC 2 A 13)

SIMON WAGNER (2) EFREN LLARENA (PEC 14)

SIMONE TEMPESTINE (2)

EFRÉN LLARENA (2)

RÚBEN RODRIGUES (1)

ALBERTO BATTISTOLLI (1)

KEN TORN (1)

VENCEDOR DA POWER STAGE

EFREN LLARENA

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º EFREN LLARENA / SARA FERNÁNDEZ SKODA FABIA RALLY2 EVO 2H24M58,3S

2º RICARDO MOURA / ANTÓNIO COSTA SKODA FABIA RALLY2 EVO +2,7S

3º SIMON WAGNER / GERALD WINTER SKODA FABIA RALLY2 EVO +31,4S

4º SIMONE TEMPESTINI / SERGIU ITU SKODA FABIA RALLY2 EVO +50,4S

5º ARMINDO ARAÚJO / LUÍS RAMALHO SKODA FABIA RALLY2 EVO +1M48,0S

6º BRUNO MAGALHÃES / CARLOS MAGALHÃES HYUNDAI I20 N RALLY2 +3M01,9S

7º SIMONE CAMPEDELLI / TANIA CANTON SKODA FABIA RALLY2 EVO +3M10,9S

8º NORBERT HERCZIG / IGOR BACIGÁL SKODA FABIA RALLY2 EVO +3M35,0S

9º ALBERTO BATTISTOLLI / SIMONE SCATTOLIN SKODA FABIA RALLY2 EVO +4M49,4S

10º MARTIN SESKS / RENARS FRANCIS SKODA FABIA RALLY2 KIT +5M15,5S

6.

CLASSIFICAÇÕES

FINAIS

PILOTOS ERC

POSIÇÃO PILOTOS

TOTAL

1º EFREN LLARENA 166

2º JAVIER PARDO 96

3º YOANN BONATO 88

4º SIMONE TEMPESTINI 79

5º SIMONE CAMPEDELLI 71

6º NIL SOLANS 70

7º ALBERTO BATTISTOLLI 69

8º KEN TORN 55

9º NORBERT HERCZIG 55

10º SIMON WAGNER 54

11º ARMINDO ARAÚJO 45

12º MARTINS SESKS 42

13º FILIPE MARES 42

14º MARTIN LÁSZLÓ 35

15º JAN KOPECKY 32

PILOTOS ERC4 JUNIOR

POSIÇÃO NAVEGADORES

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º TEAM MRF TYRES 326

2º TOKSPORT WRT 236

3º ADAC OPEL R. JUNI. TEAM 208

4º RALLY TEAM SPAIN 196

5º SUZUKI MOTOR IBERICA 120

PILOTOS ERC3

TOTAL

1º IGOR WIDLAK 172

2º KASPAR KASARI 84

3º ROBERT VIRVES 60

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

PILOTOS ERC4

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º OSCAR PALOMO 159

2º LAURENT PELLIER 150

3º ANDREA MABELLINI 150

PILOTOS ERC4 JUNIOR

POSIÇÃO NAVEGADORES

TOTAL

1º LAURENT PELLIER 150

2º OSCAR PALOMO 112

3º ANDREA MABELLINI 109

159

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


17

RALI DAS

CAMÉLIAS

RUI MADEIRA HABITUOU-SE A VENCER

Depois da vitória em 2021, Rui Madeira / Nuno

Rodrigues da Silva voltaram a impor-se neste

rali, que foi muito disputado e competitivo, mas

nesta edição estiveram aos comandos de um

Mitsubishi Mirage

VÍDEO DO RALI

160

ralisonline.net


Com uma estrutura semelhante aos anos anteriores,

com troços a dividirem-se pela Serra

de Sintra e pela região de Mafra, a edição

2022 do bilstein group Rali das Camélias

manteve a incerteza quando ao vencedor até

praticamente ao final, com diversos pilotos a

passarei pela liderança da prova.

Logo no troço inaugural, na bonita Serra

de Sintra, Gil Antunes com o Dacia

Sandero foi o mais rápido, deixando Pedro

Clarimundo a 0.4s, e com Rui Madeira, Paulo Neto e Carlos

Fernandes a ficarem a menos de 10s do mais rápido, deixando logo

a nota do extremo equilíbrio que se iria verificar. A seguir na ligação

da Peninha para a Penha Longa foi a vez de Clarimundo ser o mais

rápido, na frente de Madeira, Neto, Antunes e Fernandes, assistindo-se

aqui à primeira troca de comandante, com o piloto do Skoda a

passar para a liderança com cerca de cinco segundos de avanço para

o piloto do Mitsubishi Mirage.

Antes da pausa para almoço, a última especial realizou-se já na zona

de Mafra e Gil Antunes voltou a colocar o Dacia Sandero no topo da

tabela de tempos, mas chegou ao Palácio Nacional no segundo posto

a 0.3s de Pedro Clarimundo que mantinha o comando, enquanto

Rui Madeira surgia a 2.0s e Paulo Neto a 7.9s, o que deixava tudo

em aberto para as últimas duas secções.

Logo na primeira classificativa da tarde, um problema no Skoda colocou

ponto final no vencedor da edição de 2019 (Pedro Clarimundo)

e permitiu a Rui Madeira tornar-se no terceiro líder diferente do rali,

embora o piloto de Almada ainda não tivesse ganho nenhum troço.

Este 4º troço foi ganho por Carlos Fernandes, que assim parecia capaz

de voltar a lutar pelo triunfo, sendo quarto classificado a 18.0s, enquanto

os três primeiros passavam a estar separados por escassos 5.4s.

No Livramento foi a vez de Paulo Neto se estrear a vencer em

troços, mas os três primeiros continuavam a sua tremenda luta e ficavam

separados por apenas 1 segundo, pelo que no topo da tabela

ficou tudo na mesma quando ficava a faltar a dupla passagem pelos

161

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


1.

2. 3.

Capuchos, no regresso do rali à Serra de Sintra. Carlos Fernandes

era por esta altura um tranquilo quarto classificado, na frente de

Américo Antunes e André Cabeças, que tinha a questão do Top 5

em aberto por menos de 10 segundos.

No entanto, a passagem ao cair da tarde pela mais longa classificativa

acabou por decidir o rali. Rui Madeira, já mais habituado ao

Mirage e fazendo valer a sua experiência, atacou forte, ganhou pela

primeira vez uma especial e passou de uma vantagem de apenas 1.6s

para 15.9s. Com este desempenho o piloto do Mitsubishi Mirage

resolveu as Camélias e quase garantiu a segunda vitória consecutiva,

bastando gerir o seu andamento na derradeira especial (que repetia a

passagem pelo troços dos Capuchos) para concretizar o triunfo.

Azar acabou por ter Gil Antunes, que entrou para a última especial

com mais de 12 seg de vantagem sobre Paulo Neto, tendo quase certo

o segundo lugar, mas furou e cedeu quase dois minutos e não só perdeu

essa posição, como saiu mesmo da tribuna dos vencedores. Para além de

Paulo Neto beneficiou Carlos Fernandes, que fez um rali muito seguro,

sem conseguir acompanhar os quatro da frente (o seu carro é muito desatualizado

face aos carros dos seus adversários), mas sem ser pressionado

por ninguém e acabou por ser premiado no final com o pódio.

Américo Antunes e André Cabeças entraram separados por apenas

1 segundo para o último troço e o homem do Peugeot acabou por

resolver essa luta a seu favor e ganhou ainda um lugar extra fruto do

atraso de Gil Antunes. André Cabeças acabou por ficar assim com o

4.

5.

1. PAULO NETO 2. CARLOS FERNANDES 3. AMÉRICO ANTUNES

4. GIL ANTUNES 5. ANDRE CABEÇAS 6. DOMINGOS SANTOS

7. GONÇALO BOAVENTURA 8. DANIEL FERREIRA

162

ralisonline.net


sexto lugar, com Pauric Duffy, Daniel Ferreira, Gonçalo Boaventura

e Pedro Lança a fecharem o top 10.

Muita luta também nas outras categorias, com João Lopes em Ford

Escort RS 2000 a garantir o triunfo entre os Clássicos, José Monteiro,

foram os mais rápidos entre os pequenos KIA Picanto e das duas senhoras

inscritas como piloto, Sílvia Farracho / Filipe Pereira, lograram

levar o Citroen Saxo Cup até final, na prova de estreia.

6.

7.

8.

CLASSIFICAÇÕES

RALI DAS CAMÉLIAS

RALI DAS CAMÉLIAS

25 E 26 DE FEVEREIRO

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

VENCEDORES DE TROÇOS

COMANDANTES SUCESSIVOS

RUI MADEIRA (2) GIL ANTUNES (PEC 1)

GIL ANTUNES (2) PEDRO CLARIMUNDO (PEC 2 E 3)

PEDRO CLARIMUNDO (1) RUI MADEIRA (PEC 4 A 7)

CARLOS FERNANDES (1)

PAULO NETO (1)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º RUI MADEIRA / NUNO RODRIGUES DA SILVA MITSUBISHI MIRAGE 50M33,3S

2º PAULO NETO / VITOR HUGO SKODA FABIA RALLY2 EVO +40,0S

3º CARLOS FERNANDES / VALTER CARDOSO MITSUBISHI LANCER EVO VI +1M09,0S

4º AMÉRICO ANTUNES / PAULO LOPES PEUGEOT 208 RALLY4 +2M14,7S

5º GIL ANTUNES / ALEXANDRE RAMOS DACIA SANDERO R4 +2M25,6S

6º ANDRÉ CABEÇAS / BINO SANTOS MITSUBISHI LANCER EVO IX +2M28,0S

7º PAURIC DUFFY / JEFF CASE HYUNDAI I20 NRALLY2 +2M31,2S

8º DANIEL FERREIRA / RODRIGO PINHEIRO MITSUBISHI CARISMA GT +4M01,8S

9º GONÇALO BOAVENTURA / RODRIGO SILVA PEUGEOT 106 RALLYE S2 +4M02,5S

10º PEDRO BAIONA / BRUNO MALHÃO PEUGEOT 106 GTI +5M12,7S

VENCEDOR H75 JOÃO L. ALMEIDA / JOÃO PEDRO LOPES FORD ESCORT R2 2000 MKI

VENCEDOR H81 CIPRIANO ANTUNES / FERNANDO ALMEIDA AUDI QUATTRO

VENCEDOR H90 ANTÓNIO MAGALHÃES / JOÃO SERÔDIO VOLKSWAGEN GOLF GTI III

VENCEDOR P1 PEDRO BAIONA / BRUNO MALHÃO PEUGEOT 106 GTI

VENCEDOR P2 JOSÉ MONTEIRO / CARLOS MANSINHO KIA PICANTO GT

VENCEDOR P3 CARLOS FERNANDES / VALTER CARDOSO MITSUBISHI LANCER EVO VI

VENCEDOR X1 GONÇALO BOAVENTURA / RODRIGO SILVA PEUGEOT 106 RALLYE S2

VENCEDOR X2 HÉLDER CORDEIRO / BRUNO PEREIRA BMW M3

VENCEDOR X4 FLÁVIO ALVES / DIOGO GAMEIRO VOLKSWAGEN BORA TDI

VENCEDOR X5 PAULO NETO / VITOR HUGO SKODA FABIA RALLY2 EVO

VENCEDOR X6 RUI MADEIRA / NUNO RODRIGUES DA SILVA MITSUBISHI MIRAGE

163

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


18

RALI

DE LISBOA

164

ralisonline.net


A CAMINHO DE VOOS MAIS ALTOS

Da primeira para a segunda edição o Rally de Lisboa evoluiu bem e

depressa, aproveitando bem as oportunidades que surgiram. Houve

emoção, espetáculo e muito público nos troços, fruto também de uma

grande lista de inscritos

165

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


Depois de ser prova extra na edição 2021,

o Rally de Lisboa dividiu-se em três ralis

num só em 2022. O rali foi promovido

ao Campeonato Start Sul (que abordamos

noutro espaço deste Anuário), trouxe ainda

a reboque o Troféu de Ralis Regional Sul e

também uma prova extra, reunindo dessa

forma o CPKA (clube organizador) mais de

100 inscritos.

Mesmo sendo o Start Sul a competição

principal, estavam nos outros dois ralis integrados neste Rali de Lisboa os

carros mais competitivos e também alguns nomes mais sonantes nacionais

e internacionais.

O CPKA deu um importante passo em frente do ponto de vista organizativo,

com mais meios e mais recursos, candidatando a prova ao

Campeonato de Portugal de Ralis, pretensão que não se iria verificar por

decisão federativa.

Em termos desportivos, Bernardo Sousa em Citroen C3 R5, navegado

por Jorge Carvalho, na competição Rali Extra e a dupla finlandesa Sami

Pajari/ Enni Malkonen em Mitsubishi Lancer Evo IX, entre os participantes

no Troféu Ralis Regional Sul, foram os grandes vencedores da 2ª

edição do Rally de Lisboa.

Bernardo Sousa, que foi campeão nacional em 2010, regressou de

forma vitoriosa aos ralis tendo sido o mais rápido em termos absolutos.

Apesar de um pião na PEC 1 cedo passou para o comando da prova,

vencendo as restantes quatro classificativas do primeiro dia de prova. No

derradeiro dia de Rally de Lisboa foi o mais rápido na derradeira PEC o

que lhe permitiu vencer com uma vantagem de 36s para a dupla Miguel

Campos/Nuno Rodrigues da Silva em Porsche 911. Daniel Nunes

navegado por Nuno Mota Ribeiro em Ford Fiesta Rally 3 completaram

o pódio da competição Rali Extra onde a dupla espanhola Jorge Perez

Alonso/José Murado Gonzalez em Porsche 997 GT3 Cup e o par

António e Ana Cruz Monteiro em Peugeot 208 T16 ocuparam as posições

seguintes.

De regresso a Portugal, depois de ter vencido o WRC3 no Rally de

Portugal meses antes, o finlandês Sami Pajari, o mais jovem piloto de

sempre na história dos 20 anos do WRC Júnior a vencer a competição,

na altura ainda aos 19 anos de idade, triunfou de forma clara entre os

participantes no Troféu Ralis Regional Sul. Venceu todas as oito provas

especiais de classificação, deixando o vencedor da primeira edição

André Cabeças navegado por Ilberino Santos em Mitsubishi Mirage

Evo a 1m13,8s. A dupla Carlos Fernandes/Pedro Afonso em Mitsubishi

Lancer Evo VI completou o pódio de uma classificação que viu a dupla

João Rodrigues/Manuel Santos em Peugeot 106, vencedora da competição

pontuável para o Campeonato Start Sul de Ralis, terminar em 4º

lugar, à frente de Gonçalo Figueiroa navegado por José Janela em Ford

Escort MK II.

No Start Sul, que apenas realizou o primeiro dos dois dias de competição

a dupla João Rodrigues/Manuel Santos em Peugeot 106 foram os grandes

vencedores. Compreendendo uma dupla passagem pelos troços de

Arruda dos Vinhos e Sobral de Monte Agraço durante a tarde de Sábado

e disputando à noite na Alta de Lisboa uma Super Especial a competição

do Campeonato Start Sul de Ralis começou com uma vitória de José

Gomes em Renault Clio R3 na PEC 1, mas a partir daí impôs-se o futuro

vencedor que foi o mais rápido nos restantes troços deixando a dupla

José Gomes/Fábio Reis, vencedora do Grupo X2 a 6,2s. Por sua vez a

1.

2. 3.

166

ralisonline.net


NOTAS SOLTAS

Segundo dados da organização, evocando um estudo da Cision, o

Rally de Lisboa 2022, realizado em junho de 2022 na região da

grande Lisboa e Oeste de Portugal, gerou um retorno mediático

no valor de 2.423.861 €, tendo este valor aumentada em 117%

relativamente à edição de 2021.

1. JOÃO RODRIGUES

2. SAMI PAJARI

3. ANDRÉ CABEÇAS

4. JOSÉ GOMES

5. MIGUEL CAMPOS

6. CARLOS FERNANDES

7. DANIEL NUNES

4.

5. 6.

Uma das presenças de destaque

era o Campeão Mundial de Ralis

Junior de 2021, Sami Pajari,

que conduziu um Mitsubishi

Lancer Evo IX da Domingos

Sport. Mais do que a vitória no

Troféu Regional de Ralis do Sul

(TRRS) o que ficou na retina foi

a sua condução espetacular e

muito rápida, a que ninguém

ficou indiferente. Um nome a

seguir com muita atenção no

mundo dos ralis.

7.

dupla Gonçalo Boaventura/Rodrigo Silva em Peugeot 106 completou o

pódio absoluto nos concorrentes do “Sul” sendo ainda 2ª classificada do

Grupo X1 ganho pelo vencedor absoluto.

No top 6 desta competição classificaram-se ainda Pedro Lança/António

José Costa (Citroen Saxo), Pedro Bayona/Bruno Malhão (Peugeot

106) e Paulo Fiúza/Bruno Batalha (Peugeot 309 GTi). A dupla Viana

Martins/Gonçalo Palmeira e Peugeot 208 VTi, 7ª da classificação geral

venceu o Grupo P1.

167

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


MULHERES

NOS RALIS

ALEXANDRA

SANTOS

(NAVEGADORA)

INÍCIO DE CARREIRA – 2008

NATURAL DE - Porto

PRIMEIRO RALI – Rali Vila Nova de Cerveira 2008

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – Peugeot 206 GTI

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 36

MELHOR RESULTADO – 7º da Geral no Rali de Santo Tirso 2015

PILOTOS QUE JÁ NAVEGUEI – Catarina Sousa, António Duarte, Marco

Macedo, Mariana Carvalho, Daniela Rodrigues, Joana Barbosa

CARRO QUE MAIS GOSTOU – Opel Corsa OPC

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – A adrenalina, o

companheirismo, a amizade, a emoção e o risco

TERRA OU ASFALTO- Terra

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS– Sebastien Loeb, Armindo

Araújo, Pedro Leal

MAIOR SONHO NOS RALIS - Fazer o Rali de Portugal

RAZÕES QUE A LEVARAM E MOTIVARAM A DISPUTAR RALIS – O

meu Avô Materno era madeirense e desde pequena que as

minhas férias começavam rumo à Madeira e rumo ao Rali! Daí

ter nascido o meu gosto pelos ralis.

Antes de mergulhar no mundo da navegação fiz parte

da equipa do FCP (Futebol Clube do Porto) Desportos

Motorizados onde desempenhei funções de controladora

cronometrista de ralis. A dada altura surgiu a oportunidade de

fazer ralis de regularidade, que me deram muito prazer, com

o Parcídio Summavielle, com o Francisco Fonseca e com o

Fernando Fonseca. Mais tarde, ganhei um concurso do Jornal

Motor que me permitiu fazer um Curso de Navegadores. Em

2008, recebi o primeiro convite por parte da Catarina Sousa

para disputar o meu primeiro Rali.

2.

Se para os adeptos de ralis Bernardo Sousa

é um nome incontornável, até porque já foi

campeão nacional, o seu regresso aos ralis

em 2022 acabou por ser uma pedrada no

charco na divulgação da modalidade. Ao

vencer um reality show num canal televisivo

português, onde assumiu uma relação com

uma estrela brasileira das redes sociais, a

sua popularidade subiu em flecha, sobretudo

no público feminino, que ocorreu em massa

para ver e tirar uma foto com Bernardo Sousa.

Muito do aumento do retorno que o Rally de

Lisboa teve, ficou a dever-se a ele.

3.

Para o Presidente do CPKA, Humberto Silva, o

seu Rally de Lisboa foi “um tremendo sucesso.

Temos grandes provas e grandes organizadores

em Portugal e sem menosprezar ninguém, acho

que estamos ao nível dos melhores em Portugal.

Tivemos connosco pessoas de vários clubes,

porque sozinhos não fazemos nada, e agradecemos

aos clubes que nos apoiaram, organização,

controladores, Marshalls. Temos um rali de

excelência, é pelo menos a minha opinião”.

1.

168

ralisonline.net


1. TELMO PEDRO 2. SÉRGIO BRÁS

3. PARQUE FECHADO 4. VERIFICAÇÕES

4.

O Rally de Lisboa, no início de 2022, apresentou à

FPAK a sua candidatura ao Campeonato de Portugal

de Ralis, tendo isso sido divulgado em larga escala

pelos meios de comunicação especializados. Algum

tempo antes da prova ir para estrada, a organização

foi informada que a prova só poderia ser candidata

ao Campeonato Promo. Humberto Silva, Presidente do

CPKA, reagiu de pronto e informou que, em conjunto

com os parceiros e patrocinadores, o “objetivo é

pensar mais além. O que nós queremos e ter aqui um

dia uma prova do Campeonato da Europa”.

CLASSIFICAÇÕES

RALI DE LISBOA

17 A 19 DE JUNHO

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

VENCEDORES DE TROÇOS (EXTRA) COMANDANTES SUCESSIVOS (EXTRA)

BERNARDO SOUSA (5) DANIEL NUNES (PEC 1)

DANIEL NUNES (2) MIGUEL CAMPOS (PEC 2)

MIGUEL CAMPOS (1) BERNARDO SOUSA (PEC 3 A 8)

VENCEDORES DE TROÇOS (TRRS)

COMANDANTES SUCESSIVOS (TRRS)

SAMI PAJARI (8) SANI PAJARI (PEC 1 A 8)

VENCEDORES DE TROÇOS (START SUL) COMANDANTES SUCESSIVOS (STRAT SUL)

JOÃO RODRIGUES (4) JOSÉ MANUEL GOMES (PEC 1)

JOSÉ MANUEL GOMES (2) JOÃO RODRIGUES (PEC 2 A 5)

CLASSIFICAÇÃO FINAL (EXTRA)

1º BERNARDO SOUSA / JORGE CARVALHO CITROEN C3 RALLY2 47M05,2S

2º MIGUEL CAMPOS / NUNO R. DA SILVA PORSCHE 991 GT3 CUP +36,0S

3º DANIEL NUNES / NUNO MOTA RIBEIRO FORD FIESTA RALLY3 +41M,7S

4º JORGE ALONSO / JOSÉ GONZÁLEZ PORSCHE 991 GT3 CUP +1M37,5S

5º ANTÓNIO C. MONTEIRO / ANA C. MONTEIRO PEUGEOT 208 T16 +2M18,2S

VENCEDOR H75 JOSÉ MERCEANO / FRANCISCO PEREIRA MITSUBISHI LANCER EVO IV

VENCEDOR X5 BERNARDO SOUSA / JORGE CARVALHO CITROEN C3 RALLY2

CLASSIFICAÇÃO FINAL (TRRS)

1º SAMI PAJARI / ENNI MAIKONEN MITSUBISHI LANCER EVO IX 47M22,2S

2º ANDRÉ CABEÇAS / BINO SANTOS MITSUBISHI MIRAGE EVO +1M13,8S

3º CARLOS FERNANDES / PEDRO AFONSO MITSUBISHI LANCER EVO VI +1M24,0S

4º JOÃO RODRIGUES / MANUEL SANTOS PEUGEOT 106 +2M37,3S

5º GONÇALO FIGUEIROA / JOSÉ JANELA FORD ESCORT MK2 +3M04,8S

VENCEDOR P3 CARLOS FERNANDES / PEDRO AFONSO MITSUBISHI LANCER EVO VI

VENCEDOR X1 JOÃO RODRIGUES / MANUEL SANTOS PEUGEOT 106

VENCEDOR X2 GONÇALO FIGUEIROA / JOSÉ JANELA FORD ESCORT MK2

VENCEDOR X3 SAMI PAJARI / ENNI MAIKONEN MITSUBISHI LANCER EVO IX

VENCEDOR X4 JOSÉ M. BARRETO / ORLANDA MATIAS SETA LEON TDI

VENCEDOR X6 ANDRÉ CABEÇAS / BINO SANTOS MITSUBISHI MIRAGE EVO

VENCEDOR X7 EDUMO / JOÃO MONTEIRO PEUGEOT 208 1.2 PT

CLASSIFICAÇÃO FINAL (START SUL)

1º JOÃO RODRIGUES / MANUEL SANTOS PEUGEOT 106 31M37,3S

2º JOSÉ MANUEL GOMES / FÁBIO REIS RENAULT CLIO R3 +6,2S

3º GONÇALO BOAVENTURA / RODRIGO SILVA PEUGEOT 106 RALLYE +46,2S

4º PEDRO LANÇA / JOSÉ COSTA CITROEN SAXO +1M02,1S

5º PEDRO BAIONA / BRUNO MALHÃO PEUGEOT 106 GTI +1M48,6S

VENCEDOR P1 VIANA MARTINS / GONÇALO PALMEIRA PEUGEOT 208 R2

VENCEDOR X1 JOÃO RODRIGUES / MANUEL SANTOS PEUGEOT 106

VENCEDOR X2 JOSÉ MANUEL GOMES / FÁBIO REIS RENAULT CLIO R3

VENCEDOR X7 EDUMO / JOÃO MONTEIRO PEUGEOT 208 1.2 PT

169

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


19RALI CIDADE

TERMAL-TERMAS

MOTORFEST

170

ralisonline.net


1. CARLOS MATOS 2. JOSÉ LOUREIRO

3. RODRIGO CORREIA 4. JOÃO MARCELINO

FACEBOOK

UM NOVO CONCEITO

COM RALI INCLUÍDO

Incluído no Termas Motorfest, o Rali

Cidade Termal, foi uma nova prova extra

no calendário de ralis que acabou por se

diferenciar pelo lote de pilotos e carros

inscritos. O piloto de São Pedro do Sul,

Carlos Matos, foi o vencedor

A

Promolafões, através do seu mentor José

Correia, continua a aposta em fazer algo de

diferente pelo “motorsport” em Portugal e

pela promoção da região de Lafões. Em 2022

a novidade chamou-se Termas Motorfest. O

conceito deste evento foi pensado para combinar

experiências de termalismo, gastronomia

e de bem-estar, com provas de automobilismo

e desfiles de carros emblemáticos.

Um dos destaques foi para o Rali Cidade

de Termal, competição que teve uma componente desportiva, com

perto de 40 inscritos, mas onde o que mais sobressaiu foi a qualidade

dos veículos envolvidos. De Espanha vieram cinco veículos da

categoria N5, mais dois R5 e ainda um lote de outras boas máquinas,

assistindo-se a uma prova muito interessante, mas difícil para

os pilotos atendendo à chuva que caiu e tornou os troços muito

escorregadios e traiçoeiros.

Pelo comando da prova passaram Carlos Matos e António Cruz

Monteiro, ambos em Peugeot 208 T16, mas também José Loureiro,

num Citroen C3 N5. Porém, quando reassumiu a liderança, após o

terceiro troço, Carlos Matos / Ricardo Faria acabariam por lá ficar

até final da prova. Ao longo dos seis troços deste rali, José Loureiro /

José Azevedo pressionaram sempre o seu adversário e entraram para

o derradeiro troço a apenas 2,8s da liderança, mas na última especial

Carlos Matos forçou o ritmo e venceu com 7,0s de vantagem.

Um furo atrasou António Cruz Monteiro / Ana Cruz Monteiro, que

desceu ao sexto lugar já na fase final do rali, com Américo Antunes

/ Paulo Lopes a aproveitarem a deixa para terminar no terceiro lugar

com o seu Peugeot 208 Rally4 e, dessa forma, vencer entre os carros

de duas rodas motrizes.

Outro piloto que disputou os lugares do pódio, foi o jovem Rodrigo

Correia (que tinha o experiente Pedro Alves a seu lado), num

Hyundai i20 N5, mas acabaria por desistir devido a um despiste.

171

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


1.

NOTAS SOLTAS

Um evento de experiências e emoções únicas. Durante três dias,

de sexta-feira a domingo, o Termas Motorfest trouxe milhares de

pessoas e famílias inteiras à maior estância termal da Península

Ibérica, as Termas de São Pedro do Sul. Nas belas margens do Rio

Vouga houve uma recriação histórica, experiências de bem-estar e

termalismo, gastronomia, animação infantil, um desfile de moda,

exposições de arte, momentos de cultura em torno do automóvel

e da moto, e experiências de “motorsport”. Tudo num evento

diferenciador, que projetou São Pedro do Sul e toda a região de

Lafões.

3.

4.

Este evento incluiu diferentes atividades em múltiplos

espaços, como o Espaço de Animação Infantil com insufláveis

e mini-pista de prevenção rodoviária, que fez a delícias dos

mais novos. Na noite de sexta-feira, um colóquio organizado

em parceria com a FPAK abordou temas como a redução do

impacto ambiental das provas de automobilismo, ou o impacto

sócio-económico do desporto motorizado nas regiões.

2.

172

ralisonline.net


Armindo Araújo foi um dos pilotos de topo dos

ralis nacionais que também deu a cara por este

evento, tendo destacado “a componente social

e de bem-estar para as famílias que este evento

proporcionou. É cada vez mais importante

atrairmos novos públicos para o automobilismo e

tenho a certeza que o programa de experiências do

Termas Motorfest vai contribuir até para a própria

promoção do nosso desporto”.

1. TERMAS DE SÃO PEDRO DO SUL

2. TERMAS MOTORSFEST 3. FERNANDO

TEOTÓNIO 4. PEDRO LANÇA

5. RUI SOARES 6. NUNO MATEUS

5.

6.

O Termas Motorfest abriu oficialmente junto

ao histórico Balneário Rainha Dona Amélia,

com uma recriação histórica que envolveu

a chegada a cavalo de D. Afonso Henriques,

que usou as famosas propriedades das águas

de São Pedro do Sul para curar a fratura de

uma perna sofrida na Batalha de Badajoz,

no século XII. A recriação prosseguiu com a

chegada da Rainha D. Amélia, num automóvel

Nash de 1930, contemporâneo da última

rainha consorte de Portugal e dos Algarves,

que foi presença assídua nas Termas de São

Pedro do Sul.

CLASSIFICAÇÕES

TERMAS MOTORFEST

RALI CIDADE TERMAL

11 A 13 DE FEVEREIRO

CLASSIFICAÇÕES

COMPLETAS

VENCEDORES DE TROÇOS (EXTRA) COMANDANTES SUCESSIVOS (EXTRA)

CARLOS MATOS (4) CARLOS MATOS (PEC 1A)

JOSÉ LOUREIRO (2) ANTÓNIO CRUZ MONTEIRO (PEC 1B E 2)

RODRIGO CORREIA (1) CARLOS MATOS (PEC 3 A 6)

CLASSIFICAÇÃO FINAL (EXTRA)

1º CARLOS MATOS / RICARDO FARIA PEUGEOT 208 T16 50M33,3S

2º JOSÉ LOUREIRO / JOSÉ AZEVEDO CITROEN C3 N5 +7,0S

3º AMÉRICO ANTUNES / PAULO LOPES PEUGEOT 208 RALLY4 +1M29,7S

4º JOÃO MARCELINO / VALTER CARDOSO RENAULT CLIO R3 MAXI +1M52,9S

5º TINÍN IGLÉSIAS / BÁRBARA OUBEL FORD FIESTA N5 +1M54,6S

6º ANTÓNIO C. MONTEIRO / ANA C. MONTEIRO PEUGEOT 208 T16 +2M03,7S

7º FERNANDO TEOTÓNIO / LUÍS MORGADINHO PEUGEOT 208 R2 +2M41,4S

8º PEDRO LANÇA / INÊS VEIGA CITROEN SAXO +3M41,4S

9º DANIEL SILVA / FILIPE MARTINS SUZUKI MAXI 2000 EVO +3,17,6S

10º JOÃO CARDOSO / RUI MENDES PEUGEOT 206 RC +4M13,0S

VENCEDOR P1 FERNANDO TEOTÓNIO / LUÍS MORGADINHO PEUGEOT 208 R2

VENCEDOR P2 JOÃO MARCELINO / VALTER CARDOSO RENAULT CLIO R3 MAXI

VENCEDOR X1 PEDRO LANÇA / INÊS VEIGA CITROEN SAXO

VENCEDOR X2 DANIEL SILVA / FILIPE MARTINS SUZUKI MAXI 2000 EVO

VENCEDOR X5 CARLOS MATOS / RICARDO FARIA PEUGEOT 208 T16

173

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022

A AQVA Termas Street Stage, com

o nome da linha de produtos

de cosmética que usa na sua

composição as águas termais

de São Pedro do Sul, levou

milhares de espectadores a

um percurso de 3,9 kms, que

pela beleza do cenário natural

e arquitetónico fez lembrar

a magia do traçado de Monte

Carlo, no Mónaco. Provavelmente

terá sido uma das melhores

super-especiais realizadas em

Portugal, que marcou o início do

Rali Cidade Termal.


20

RALLYSPIRIT

ALTICE

REVIVER UM GLORIOSO PASSADO

Ano a ano o RallySpirit vai desbravando o seu caminho, procurando

sempre novos desenvolvimentos e tendo novas ambições. A sétima

edição desta prova voltou a marcar pela diferença

174

ralisonline.net


VÍDEO DO RALI

175

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


1.

2. 3.

Do RallySpirit Altice não sai nenhum

campeão. Não é uma prova que pertença

a campeonatos ou que possa ser

encarada como os tradicionais ralis do

Campeonato de Portugal. Tem um “spirit”

próprio e um modelo organizacional

que pretende evocar a paixão pelos ralis

apelando a uma das décadas mais intensas

e místicas deste desporto, como

foram, os anos 80 do século passado.

O chamariz desta prova é exatamente esse, as tenebrosas máquinas

do Grupo B que guindaram os ralis aos píncaros da popularidade

desta modalidade e que agora fazem os sonhos e as delícias dos

adeptos de ralis, quer aqueles que os viram correr nesses tempos e

os recordam com muita saudade, quer aqueles que só mesmo através

da realização deste tipo de eventos têm a oportunidade de ver

de perto estas fabulosas máquinas pela primeira vez.

Logicamente que uma prova desta envergadura, que teve nesta

edição a maior de sempre, não vive só destes carros, muitos outros

de outras épocas e gerações competem acima de tudo pelo prazer

de competir, mesmo que dois dos três eventos (Legend, Spirit e

Historic) sejam disputados contra o cronómetro.

Esta prova é também um apelo constante para que muitos pilotos

ou simples proprietários de carros de ralis de outros tempos, os

possam tirar das garagens, e fazerem-se à “estrada” durante 3 ou 4

dias pelo simples prazer de pilotar.

HISTORIC

Na categoria Historic, a vitória foi para a dupla espanhola Xésus

Ferreiro/Xavier Vazquez, que conquistaram o primeiro triunfo no

RallySpirit Altice, depois de o ano anterior terem chegado a ganhar

troços. Mas o suspense da luta pelo triunfo durou até mais de meio

do rali e só terminou quando Pablo Pázo/Ezequiel Simões viram o

Talbot Sunbeam Lotus ceder com problemas de transmissão, entregando

o primeiro lugar ao piloto do Ford Escort MK2.

Para o vencedor, “foi uma vitória facilitada com a desistência do

Pazó e que não sei se teria sido possível obter sem ela. Nessa luta

direta, o ritmo foi sempre muito forte, mas acabámos por chegar

ao final em primeiro e nos ralis é isso mesmo que conta. Apesar da

quilometragem elevada, gostamos muito da prova, que tem um

ambiente espetacular”.

Completando o pódio, a dupla Rui Ribeiro/Pedro Fernandes alcançou

o segundo lugar e foi mesmo a melhor equipa portuguesa,

deixando o registo da sua melhor classificação de sempre na prova,

176

ralisonline.net


NOTAS SOLTAS

Prova já incontornável no panorama dos principais Rally-Legends

europeus, o RallySpirit esteve inserido no calendário do Slowly

Sideways Europe, juntamente com ralis como famoso Eiffel

Rally Festival, o Alsace Rallye Festival e o Rallye Festival Spa-

Francorchamps. Estar no Slowly Sideways Europe acaba por ser

muito importante pela partilha de conhecimentos e contatos que

proporciona aos organizadores, permitindo dessa forma potenciar

a presença de carros míticos dos ralis na prova portuguesa.

1. JESUS FERREIRO 2. ERNESTO CUNHA

3. RUI RIBEIRO 4. WOLFGANG INHESTER

5. PEDRO LEAL 6. HELMUT STEINER

7. ARMANDO COSTA

4.

5.

façanha também obtida por Nuno Vaz/Jó Vaz que se estrearam no

pódio. Ambos os pilotos, juntamente com os vencedores, contribuíram

para que, em 2022, o emblemático Ford Escort se tornasse

o carro a bater ou não tivesse conquistado as quatro primeiras posições

e seis lugares dentro do Top 10.

6.

7.

SPIRIT

Já na categoria “Spirit”, a contenda pelo triunfo foi ainda mais

animada. Ernesto Cunha e Rui Raimundo colocaram, pela segunda

vez consecutiva, o Subaru Impreza WRX no lugar mais alto

do pódio, igualando o número de vitórias de Pedro Leal e Isabel

Ramalho na prova, que venceram em 2017 e 2019 e que, mais

uma vez, em nada facilitaram a vida à dupla do Subaru.

Contudo, na terceira e última etapa, no braço de ferro Subaru/

Mitsubishi, o pêndulo desequilibrou mesmo para o lado do carro

de Cunha, que tirou partido de um Impreza mais eficiente e competitivo,

em direção a um triunfo que deixou o piloto extremamente

satisfeito: “Duas participações no RallySpirit, duas vitórias,

o balanço não podia ser melhor. Foi uma grande luta com o Pedro

Leal, que é um grande piloto, por isso, estamos muito contentes.

No fnal decidimos atacar e felizmente a estratégia resultou.”

Com Leal a assegurar o segundo lugar num Lancer já algo “cansado”,

restou a Armando Costa/Octávio Araújo, também em

Mitsubishi Lancer Evo VI, garantir o derradeiro lugar do pódio,

depois de numa fase inicial ter ainda conseguido lutar pelo triunfo.

Alugue já a sua viatura:

Lisboa

Porto

Faro

Madeira

Évora

www.internationalcar.pt

177

ANUÁRIO RALIS ONLINE 2022


MULHERES

NOS RALIS

FILIPA TINTIM

(PILOTO/

NAVEGADORA)

INÍCIO DE CARREIRA – 2019 como piloto e 2016 como navegadora

NATURAL DE - Albufeira

PRIMEIRO RALI – Como piloto o Rally de Albufeira 2019

PRIMEIRO CARRO DE RALIS – Peugeot 205

NÚMERO DE RALIS DISPUTADOS ATÉ 2022 – 4

MELHOR RESULTADO – 1º classe X7-19, 7º Classe 2RM

NAVEGADORES COM QUE JÁ ANDOU – Leonel Fernandes, Vitor

Carolino e Fábio Reis

CARRO QUE MAIS GOSTOU – Citroen Saxo Cup pela

agressividade e o Peugeot 208 pela confiança que transmite

O QUE MAIS GOSTAS NOS RALIS – a adrenalina, a emoção de

toda a envolvência desde a preparação até ao último controlo, o

companheirismo dentro do carro e com toda a equipa, a velocidade

TERRA OU ASFALTO– a conduzir ainda só realizei de asfalto,

mas certamente que em terra será ainda mais divertido

PRINCIPAIS REFERÊNCIAS– A nível mundial Sebastien Loeb

e nacional Ricardo Teodósio.

MAIOR SONHO NOS RALIS – Primeiramente concretizar o sonho de

realizar um campeonato completo do Sul, na melhor classificação

possível. O campeonato nacional, fica para uma análise no futuro

RAZÕES QUE A LEVARAM E MOTIVARAM A DISPUTAR RALIS –

Comecei acompanhar o meu pai nos ralis desde pequena,

assim que completei os 18 anos surgiu a oportunidade de

começar a ser navegadora do meu pai, e aceitei o desafio.

Em 2019 quando passei para o lado de piloto, foi o momento

mais alto de todo o meu percurso no campeonato de ralis. O

meu Pai (Vasco Tintim) foi o principal impulsionador deste

gosto pelos carros.

2.

3.

O RallySpirit Altice 2022, foi a mais longa edição

de sem