06.07.2023 Views

Jornal Cocamar Julho 2023

Create successful ePaper yourself

Turn your PDF publications into a flip-book with our unique Google optimized e-Paper software.

CRÉDITO DE CARBONO<br />

Cooperados assinam Termo de Cooperação<br />

O primeiro ciclo do projeto pode durar de 3 a 5 anos até<br />

que ocorram as primeiras gerações dos créditos aos produtores<br />

Oque começou com<br />

um estudo para um<br />

projeto de Lean Seis<br />

Sigma há cerca de<br />

um ano na <strong>Cocamar</strong>, propondo<br />

um novo negócio com pagamento<br />

por serviços ambientais<br />

(PSA) para agregar mais renda e<br />

sustentabilidade aos negócios<br />

dos cooperados, mostrou a possibilidade<br />

de ganhos financeiros<br />

com o mercado de crédito de<br />

carbono e alguns cooperados já<br />

firmaram um Termo de Compromisso<br />

com o projeto.<br />

INÍCIO - Tal mercado surgiu com<br />

a Convenção Quadro das Nações<br />

Unidas sobre a Mudança Climática<br />

(UNFCCC) no Rio de Janeiro,<br />

durante a ECO-1992, mas só<br />

cinco anos depois, em 1997, foi<br />

estabelecido o Protocolo de<br />

Quioto determinando que os países<br />

signatários assumissem o<br />

compromisso para redução das<br />

emissões de gases de efeito estufa<br />

(GEE). Para isso, o Protocolo<br />

deveria reunir 55% dos países<br />

que representassem 55% das<br />

emissões globais de GEE.<br />

AÇÕES CONCRETAS - Na <strong>Cocamar</strong>,<br />

o projeto foi criado com o<br />

objetivo de estimular ações concretas<br />

de mitigações de GEE e<br />

que estejam em sintonia com a<br />

meta de limitar o aquecimento<br />

global a 1,5º C até 2030, estipulada<br />

no Acordo de Paris em<br />

2015, de maneira a promover<br />

ações para estimular práticas<br />

sustentáveis na produção agrícola.<br />

São elas: o incentivo a Integração<br />

Lavoura Pecuária e Floresta<br />

(ILPF), melhorias nos sistemas<br />

de plantio direto, uso de biológicos,<br />

redução de adubações<br />

nitrogenadas e pastagens rotacionadas,<br />

além de apoiar o uso de<br />

energia limpa e renovável, bem<br />

como a preservação dos recursos<br />

naturais.<br />

O QUE É - Para entender um<br />

pouco do crédito de carbono, entende-se<br />

que uma tonelada de<br />

dióxido de carbono (CO 2 ) que<br />

deixa de ser emitida, corresponde<br />

a um crédito de carbono e é este<br />

que pode ser negociado no mercado<br />

internacional. A redução da<br />

emissão de outros gases que são<br />

geradores de efeito estufa, como<br />

o metano (CH 4 ) e o óxido nitroso<br />

(N 2 O) também podem ser convertidos<br />

em créditos de carbono,<br />

utilizando-se para isso o conceito<br />

de carbono equivalente.<br />

COMERCIALIZAÇÃO - Assim,<br />

para dar início ao projeto, a <strong>Cocamar</strong><br />

contratou uma consultoria<br />

especializada, a Regrow, que irá<br />

implementar toda a metodologia<br />

conhecida como MRV, necessária<br />

para mensurar/monitorar, relatar<br />

e verificar o processo sobre as<br />

emissões de carbono que podem<br />

estar relacionadas a critérios de<br />

mitigação ou adaptação às mudanças<br />

climáticas. Isto será necessário<br />

para posterior submissão<br />

de documentos descritivos a<br />

instituições de certificação como<br />

Verra, Gold Standard e Social Carbon,<br />

que atestam a geração de<br />

créditos de carbono. A partir de<br />

então, estes poderão ser comercializados<br />

no mercado voluntário,<br />

gerando uma renda extra ao produtor.<br />

PILOTO - A fase piloto avançou<br />

quando alguns cooperados residentes<br />

em municípios do Paraná<br />

participaram da primeira fase, firmando<br />

um Termo de Compromisso<br />

com o projeto. São eles: Ari<br />

Andreoni e Milton Martinez, de<br />

Tapira; André Garcia e João Garcia<br />

Vilhegas, de São Jorge do Ivaí;<br />

Cesar Luiz Velline, de Jardim<br />

Olinda; e Valdenir Seidel, representando<br />

a Fazenda Colab, de Altônia.<br />

PRIMEIROS - De acordo com o<br />

Departamento Técnico da <strong>Cocamar</strong>,<br />

o primeiro ciclo do projeto<br />

poderá durar de 3 a 5 anos até<br />

que ocorram as primeiras gerações<br />

dos créditos aos produtores.<br />

Esse prazo não constitui empecilho<br />

para que os produtores<br />

acreditem no mesmo, pois, como<br />

comentaram, o compromisso<br />

deles é manter ou adicionar boas<br />

práticas de manejo que além de<br />

assegurarem oportunidades de<br />

uma renda extra, têm como benefícios<br />

maiores o aumento da<br />

produtividade e da sustentabilidade<br />

de sua produção.<br />

CRITÉRIOS - O projeto poderá<br />

ser estendido aos demais cooperados<br />

interessados, observando-se<br />

alguns critérios para<br />

participação, sendo o principal<br />

deles o comprometimento com<br />

as boas práticas para a produção<br />

sustentável, e exigindo-se, como<br />

quesito básico, o cumprimento<br />

da legislação ambiental.<br />

METODOLOGIA - O Seis Sigma é<br />

uma metodologia que busca reduzir<br />

a variabilidade nos processos<br />

produtivos. Dessa forma é<br />

possível aumentar a qualidade do<br />

produto e evitar desperdícios durante<br />

a sua produção.<br />

Jo r n a l C o c a m a r | 2 5

Hooray! Your file is uploaded and ready to be published.

Saved successfully!

Ooh no, something went wrong!