a fORça - mahle.com

mahle.com

a fORça - mahle.com

Esta edição do MAHLE Aftermarket news está carregada

de informações que, esperamos, sejam muito interessantes a

todos os nossos leitores. Nosso editorial dá ênfase especial à

expansão de nossas marcas no negócio de componentes de

motores. A matéria sobre competições é dedicada ao coração

do motor na Fórmula 1: nosso pistão motorsport. Ainda

falando da presença da MAHLE no mundo, fizemos do trem

de válvulas o destaque deste número, já que também é um

caminho para o incremento de atividades comerciais. Nas pá-

a fORça

PROPulsORa

Componentes do trem de válvulas: programa Completo para inCrementar suas vendas

Í n d i c e

2 EDiTORiAL

Edvaldo R. S. de Souza, Gerente

Nacional de Vendas

3 MAHLE MUNDO

Válvulas: um segmento de

sucesso da MAHLE

4 MAHLE MUNDO

Dicas para a troca do inserto

de sede de válvulas

8 MOTORSPORT

Pistões motorsport: máxima

e perfeita performance

n e w s

A F T E R M A R K E T

J O R N A L P A R A O S D I S T R I B U I D O R E S , L O J I S T A S , A P L I -

C A D O R E S E R E P A R A D O R E S D O S E T O R D E A U T O P E Ç A S

ginas 6 e 7 você vai conferir experiências em novos meios

filtrantes. A joint venture estabelecida entre a MAHLE e a Bosch

para desenvolver e fabricar turbocompressores também é notícia.

No mercado brasileiro, falamos de lançamento de juntas

e sobre atividades em desenvolvimento pelo aftermarket,

como visitas, palestras, cursos, confraternizações e ações de

responsabilidade social, dentre outros assuntos. Esperamos

que todos usufruam bem desta edição, preparada especialmente

para vocês!

11 EVENTOS

Visitas, palestras e cursos

realizados

12 EVENTOS

Campanhas de vendas

premiadas com rafting

Mais na página 3

13 PRODUTOS

A mais completa linha de

juntas do mercado

15 EVENTOS

Encontro de vendas

1/2008

www.mahle.com.br


EDitORial

Edvaldo R. S. de

Souza, Gerente

Nacional de

Vendas

Prezados leitores.

Em primeiro lugar, gostaríamos de agradecer a todos pelo acompanhamento

e contínuo suporte na integração das novas atividades MAHLE em

todo o mundo, das quais vamos falar um pouco neste editorial.

Imediatamente após a aquisição do negócio de componentes de motores

da Dana, demos início em nosso Aftermarket a um programa global de reorganização

de produtos, vendas e distribuição, de uma forma integrada.

A MAHLE agora oferece uma linha ampliada, com a mesma qualidade dos

produtos originais – OE – usados nas montadoras, no setor de anéis e bronzinas.

Todas essas ações servem a um objetivo: cobrir da melhor forma possível as

necessidades de nossos distribuidores de peças de reposição, retificadores

de motores e oficinas. Na MAHLE Aftermarket continuaremos a seguir passo-a-passo

a estratégia de uma política da companhia orientada ao cliente

e ao mercado, a fim de oferecer um suprimento de peças e serviços cada

vez melhor. Isso caminha simultaneamente a uma orientação mais forte para

o negócio de peças de reposição, para melhorar especialmente a disponibilidade

de componentes de motor e sistemas de filtração. A MAHLE está

investindo em diversas fábricas, para expandir sua capacidade de produção

para o aftermarket, visando um crescimento sustentado para esse segmento.

Também investimos pesadamente em fábricas de produção de válvulas, para

atender a crescente demanda desse componente – ela tem aumentado desde

a expansão significativa de nossa linha, há mais de um ano. Estamos muito

A F T E R M A R K E T

n e w s

satisfeitos com sua confiança em nós. Com a expansão continuada de nossa

gama de produtos, com a melhoria nas entregas e com a complementação de

nossa linha de guias e assentos de válvulas, temos a certeza de aumentar mais

ainda essa confiança. Nossos parceiros não se beneficiam apenas das receitas

contínuas e dinâmicas, provindas da reparação do trem de válvulas, mas também

dos produtos MAHLE de qualidade assegurada nesse interessante setor.

Na qualidade de fabricante líder de componentes de motores, estabelecido

globalmente, queremos igualmente assegurar a nossos clientes um balanço

otimizado entre preço e qualidade, dentro de nossa filosofia da qualidade de

equipamento original. Nossa rede global de produção garante também que

o aftermarket MAHLE tenha a maior fatia de produção própria da indústria.

Conhecimentos técnicos constituem a base de nosso sucesso no mercado.

Garantimos, portanto, de sã consciência, a qualidade MAHLE em todos os

nossos produtos, para que você possa fazer a sua escolha.

Boa leitura!

Edvaldo R. S. de Souza


Boas vendas

válvulas: aumentando o potenCial de reparo em oFiCinas e reCondiCionadoras de motores

a substituição de válvulas de admissão e de escape é uma tarefa que as

retíficas de motores têm de enfrentar quando os cabeçotes necessitam

de recondicionamento ou os motores precisam de uma revisão geral.

as retíficas, quando expandirem seu campo de trabalho, passarão a

oferecer ainda conserto de cabeçotes de motor.

As válvulas tornaram-se um segmento de sucesso do programa MAHLE

Original e Metal Leve de componentes de motor. Introduzidas no Brasil em

2005, esse segmento expandiu-se constantemente desde então. Durante

esse tempo, a linha de válvulas MAHLE acabou por cobrir várias aplicações

na faixa de veículos comerciais e de passageiros. Em 2007, houve uma

ampliação da faixa, particularmente no programa para veículos japoneses

e comerciais.

novos materiais e ligas para novas neCessidades

As válvulas MAHLE são fabricadas a partir de materiais de liga de alta qualidade,

combinados entre si, de acordo com as solicitações. Nessa faixa

você poderá encontrar tanto válvulas monometálicas quanto bimetálicas

e ainda válvulas ocas, com enchimento de sódio. Refinamentos adicionais

das superfícies, tais como cromação, nitretação ou revestimento estelítico

contribuem para a redução do desgaste e o aumento da vida útil.

FabriCação de alta qualidade em nossos próprios Centros

produtivos

As válvulas MAHLE são produzidas, por exemplo, nas fábricas de Wölfersheim/Alemanha,

Krotoszyn/Polônia e Volvera/Itália, abastecendo em conjunto

o mercado europeu. O mercado sul-americano é abastecido a partir

de Rafaela/Argentina, que tem uma capacidade de produção de 15 milhões

de válvulas por ano. E com a produção de válvulas de Macheng/China, a

MAHLE atende as necessidades para a cobertura maciça do mercado do

leste asiático. Todas as fábricas de válvulas da MAHLE estão certificadas,

de acordo com as normas internacionais de qualidade e meio ambiente da

indústria automotiva, e fornecem tanto para o mercado de equipamento

original como para a reposição.

válvulas e muito mais – um programa Consistente

A fim de cobrir a demanda crescente dos mercados, a expansão da linha

de válvulas é buscada continuamente. Além disso, o programa foi recentemente

complementado com a incorporação de guias de válvula e insertos

de sede de válvulas MAHLE. O programa completo de válvulas, guias de

válvulas e insertos de sede de válvulas está organizado por tipo de motor e

pode ser encontrado na nova edição do catálogo.

Complemento de linha: o programa de válvulas MAHLE Original foi complementado com

guias de válvula e assentos de válvula.

A F T E R M A R K E T

n e w s

MaHlE MuNDO


MaHlE MuNDO

liMPE O aNEl

A F T E R M A R K E T

n e w s

PaRa a tROca DO iNsERtO

sedes de válvulas são produtos de desgaste no reparo do motor.

veJa aqui algumas diCas prátiCas sobre o assunto.


Eles parecem ser um anel qualquer. Mas podem fazer muito mais que um anel

comum. E é exatamente isso que precisam fazer. Eles têm de executar uma

tarefa muito especial no motor e sob cargas correspondentemente elevadas.

Junto com as válvulas, eles devem vedar a câmara de combustão – e devem

evitar o impacto das válvulas no cabeçote. E elas devem absorver o calor da

combustão e transferi-lo ao cabeçote. Devido às diferentes propriedades dos

materiais, alumínio e ligas de aço, os insertos da sede de válvulas são praticamente

indispensáveis no caso de cabeçotes de motor em alumínio, para

garantir vedação adequada das câmaras de combustão.

uma olhada no proCesso de produção

Sedes de válvulas são produzidas por processo de fundição centrífuga ou por

sinterização. O método mais convencional é o da fundição por centrifugação – um

processo especial no qual o aço em fusão é derramado num molde de fundição,

que gira em torno de seu eixo central. Devido à força centrífuga, o metal é jogado

contra as paredes externas do molde. Quando ele solidifica, toma a forma do

molde e forma um fundido oco com o perfil interno do molde de fundição.

No processo da metalurgia do pó, a mistura de pós é compactada de modo

a se ter uma coesão mínima de suas partículas. O material compactado, chamado

de “pesa verde”, recebe então a densificação final e ganha resistência

e dureza por meio de um processo de sinterização, abaixo de seu ponto de

fusão. Dependendo da demanda e da aplicação no motor, utilizam-se materiais

com pós diversos no processo de sinterização. A escolha da mistura de pós

depende, por exemplo, da temperatura de trabalho do inserto e da necessária

resistência ao desgaste. Isto faz com que seja possível obter insertos com propriedades

exatas, para seu posterior uso no motor.

Fig. 1: Removendo o inserto do assento de

válvula por fresagem.

Fig. 2: Depois da fresagem pode-se ver

resíduos do inserto.

troCa Com Força bruta – e uma alternativa mais suave

Antes de colocar o novo inserto de sede de válvula, o antigo precisa ser removido.

O processo tradicional consta de soldar uma válvula gasta ao inserto

gasto e então retirá-lo de seu lugar no cabeçote, mediante marteladas, o que

nos parece um tanto brutal – causando muitas vezes danos de conseqüências

imprevisíveis no cabeçote. A versão mais suave: retire o inserto de seu lugar

mediante fresagem (figuras 1 e 2), operação na qual a fresa fica centrada pela

guia de válvula. Depois, o assento do inserto pode receber um acabamento até

a sobremedida adequada do novo inserto de sede de válvula (figura 3). Depois

da fresagem, o cabeçote deve ser limpo de todos os cavacos.

o proCesso de montagem – um assunto quente e Frio

Existem diversos métodos para a montagem de sedes de válvulas no cabeçote:

Fig. 3: O cabeçote de fresagem para a usinagem do inserto.

Fig. 4: Os insertos são resfriados em nitrogênio

líquido para facilitar a montagem.

Fig. 5: A divisória com fissura – resultado

de correlação excessiva.

pressiona-se o inserto para dentro do assento do cabeçote à temperatura

ambiente;

o inserto permanece na temperatura ambiente e é pressionado para dentro

do cabeçote pré-aquecido;

o inserto é esfriado em nitrogênio líquido (figura 4) e então é pressionado no

cabeçote que está à temperatura ambiente;

o cabeçote é aquecido e o inserto é esfriado – é o melhor dos métodos,

pois praticamente não se usa força.

a interFerênCia – um importante detalhe no proCesso

de reparo

Para fixar o inserto do assento de válvula do cabeçote, deve existir a correta

interferência entre o inserto e seu assento no dito cabeçote. Se a interferência

for grande demais, a forte deformação do alumínio, provocada pelo pressionamento

do inserto, pode levar a deformações plásticas no cabeçote – com

a possível conseqüência da insuficiente fixação do inserto. Além disso, uma

interferência grande demais pode levar a trincas, especialmente na área estreita

entre os próprios insertos (figura 5). Quando a interferência é pequena

demais, há o risco dos insertos caírem fora de seus assentos durante a operação.

o estágio Final: o proCesso de usinagem

Depois de sua montagem, os insertos necessitam de usinagem. Isso se deve

ao fato de que as superfícies de contato com a válvula precisam ter exatamente

o mesmo ângulo (figura 6). Terminado o processo de usinagem, o

cabeçote precisa ser novamente limpo com todo cuidado – a fim de prevenir

que cavacos entrem no motor, quando esse for remontado.

sedes de válvula mahle original – uma boa esColha

Sedes de válvulas podem ser feitas de uma variedade de materiais. Quando

feitos de ferro fundido ligado, apresentam boa resistência ao desgaste e boa

dureza a altas temperaturas. Insertos feitos de ligas de aço com elevado conteúdo

de cromo distinguem-se por sua resistência apropriada ao desgaste

e ao impacto, além de terem boa estabilidade térmica e de forma, a altas

temperaturas. Ligas de metal sinterizado apresentam excelente resistência ao

desgaste contra abrasão e impacto e são usadas principalmente em motores

modernos aspirados e turbinados, movidos a gasolina, diesel ou gás. Ao

substituir insertos, cuide para que isso seja feito com material e liga adequados.

A MAHLE Original oferece uma grande variedade de insertos de sede de

válvula de alta qualidade, para muitas aplicações.

Fig. 6: Ótimo resultado da montagem de um assento de sede de válvulas novo.

A F T E R M A R K E T

n e w s

MaHlE MuNDO


MaHlE MuNDO

“ExPERtisE”

EM NOvOs MEiOs filtRaNtEs

a evolução dos Filtros do óleo: da Celulose até o meio Filtrante

totalmente sintétiCo.

A F T E R M A R K E T

n e w s


trem variável de válvulas. Redução de peso e tamanho. Motores turbinados.

também no projeto de filtros o desenvolvimento contínuo

da tecnologia de motores apresenta seus desafios, com uma clara

tendência para meios filtrantes cada vez mais finos. isso se deve ao

fato de que a superfície filtrante e, portanto, a eficiência e a pureza

do óleo somente podem ser aumentadas com o uso de fibras filtrantes

mais finas. Os filtros atuais precisam reter muitas vezes mais

impurezas, filtrar partículas cada vez mais finas e simultaneamente

ter vida mais longa. isso aumenta ainda mais a exigência quanto à

capacidade coletora e a estabilidade material. ao mesmo tempo, os

projetistas de filtros do óleo são desafiados a produzir dimensões

externas cada vez mais compactas – dado que o espaço disponível

fica cada vez menor.

o desaFio do intervalo de troCas

Muitos fabricantes de automóveis e de motores exigem continuados aumentos

no prazo de intervalos de trocas – que foram mais do que triplicados pelos

engenheiros da MAHLE durante os últimos dois anos. Essa é uma prática que

tende a continuar – apoiada também pelos sensores de condições de óleo

e otimizada pelos óleos sintéticos. Por outro lado, muitos dos filtros trocados

são de qualidade superior e, portanto, as oficinas são compensadas pelos

intervalos maiores de troca, com um ganho maior por unidade.

Condições insalubres para Filtros do óleo

Outra consideração importante para o desenvolvimento de futuros meios filtrantes

é a do aumento constante do uso de combustíveis alternativos. Devido

ao acúmulo do biodiesel no óleo de motor, condições extremamente

agressivas são criadas a altas temperaturas e dificultam ainda mais a função

de um meio filtrante.

Os fatores de carga têm um efeito direto no assim chamado “limite de quebra”,

que afinal é quem determina a vida útil do filtro. Quando esse limite é

alcançado, o material está fatigado e não-funcional. Isso quer dizer que, mesmo

que o elemento de filtro ainda não esteja saturado, ele não mais coletará

qualquer impureza.

A MAHLE reconheceu esses novos desafios em tempo e está trabalhando

no desenvolvimento de outros meios filtrantes inovadores, que apresentem

resistência significativamente maior a essas novas condições operacionais.

a solução do departamento de desenvolvimento da

mahle: um novo meio Filtrante

Um exemplo típico desse desenvolvimento é o OX 345 D Eco. No lugar do

papel ou manta de celulose, o filtro é equipado com um meio totalmente sintético

de múltiplas camadas, constituído de fibras plásticas. Esse filtro pode

reter até 95% de partículas de 10 micra de tamanho (comparativamente os

filtros convencionais conseguem reter apenas 40% dessas partículas). A fim

de fazer o filtro extremamente à prova de vazamentos e sem by-pass, suas

chapas terminais são plastificadas, isto é, os materiais são “soldados” sem

adesivos. Para evitar o fechamento do meio filtrante/fechamento entre as dobras,

que podem reduzir significativamente o rendimento do filtro, as dobras

são protegidas por duas tiras plásticas, ao longo de sua circunferência.

OX 345 D Eco: o filtro do óleo com um

novo meio filtrante para veículos e motores

da próxima geração.

Meio à base de celulose Meio totalMente sintético

Aplicações padronizadas Aplicações a longo prazo

Fibras de poliéster para maior durabilidade Grande resistência contra quebra e

deformação do filtro

Quociente preço/performance muito bom Capacidade coletora de impurezas elevada,

condições de partida a frio muito boas

Uma comparação entre um meio convencional baseado na celulose e um

meio totalmente sintético.

A F T E R M A R K E T

n e w s

MaHlE MuNDO


MOtORsPORt

PistõEs MOtORsPORt:

MáxiMa E PERfEita

as exigências feitas aos pistões na produção em série e no motorsport

apresentam algumas similaridades. ambas as aplicações exigem

baixo peso, boa funcionalidade, alta segurança e confiabilidade em

serviço, além de ter de apresentar um preço competitivo. se, porém,

essas propriedades forem priorizadas, as diferenças entre pistões

de competição e de produção em série se tornam significativas.

Condições gerais

Nos motores de aspiração natural, por exemplo, os valores da potência específica

dos motores de competição são até 300% mais elevados que nos motores

de série. A carga térmica em pistões motorsport é, portanto, significativamente

mais elevada; porém, a vida útil requerida é significativamente

mais baixa que nos pistões de veículos de

série. Também os níveis de rotação dos motores de

aspiração natural, aplicados em competições, são

significativamente mais elevados que em motores

de série, mesmo que o limite de rotação do motor

de Fórmula 1 tenha sido reduzido de 20.000 min.–1

para 19.000 min.–1 desde o começo deste ano. A

pressão média de combustão de motores de competição

não turbinados é de 105 bar, contra cerca

de 85 bar em motores de série de boa qualidade

naturalmente aspirados.

Isso demonstra claramente que o desenho otimizado de um pistão motorsport,

para ter sucesso, será muito complexo e de custo elevado – e isso apesar da

vida útil reduzida que se espera, quando comparado com pistões de produção

em série.

desenho Customizado de pistões de Competição

Os pistões motorsport da MAHLE foram produzidos por muitos anos forjados

no chamado desenho “box-in-box”. As nervuras fortes, embora de paredes

finas, feitas na direção de pressão e na direção longitudinal do motor, permitem

obter um projeto com uma relação altura de compressão/diâmetro extremamente

baixa e, simultaneamente, minimizar a espessura da parede do

topo do pistão.

Em decorrência da adequada usinagem dos brutos forjados, é possível

executar rebaixos/recessão durante a usinagem 3D de um pistão motorsport.

Esses rebaixos/recessão, que permitem reduções adicionais de

peso, não poderiam ser produzidos pelo forjamento. Devido a essas medidas,

é possível obter um peso extremamente baixo, de 215 a 240g em

pistões de Fórmula 1, se comparado a pistões de série. Isso corresponde

a uma redução de peso de mais de 40%, em comparação com pistões de

série de mesmo diâmetro.

Esses pistões de baixa altura de compressão são equipados, com poucas exceções,

com somente dois anéis, para que se adaptem às condições de corrida.

Esses anéis, de altura axial muito baixa, têm perfis de face especiais e baixa força

tangencial, para que o atrito continue baixo, mesmo sob altas rotações do motor.

Dado que os gases do “blow-by” reduzem a potência disponível do motor, fazse

de tudo para otimizar o sistema pistão/anéis em relação à sua capacidade

de vedação de gases. O consumo de óleo também não pode ser descuidado.

Para isso, anéis de óleo de baixa tensão, simples ou de multipeças e com perfis

muito especiais são empregados.

O resfriamento do pistão, para reduzir as elevadas cargas térmicas, também

tem um papel importante, quando se quer atingir boa resistência à fadiga dos

A F T E R M A R K E T

n e w s

PERfORMaNcE

pistões motorsport. Na MAHLE presta-se uma atenção toda especial a esse

detalhe. Em cooperação com nossos clientes e em nossos próprios bancos

de provas, procuramos atingir uma relação ótima entre o resfriamento

solicitado para o pistão, o volume de óleo, o direcionamento e dispersão do

fluxo/jato do óleo.

Em um esforço para implementar um projeto de baixo peso e boa funcionalidade,

o pino do pistão e a geometria do furo do pino são de vital importância.

Visto que a força dos gases é transmitida da cabeça do pistão por meio do

furo do pino à biela e o virabrequim, a configuração do furo do pino requer uma

atenção especial. Por exemplo, deve-se tomar cuidado para conseguir uma

boa lubrificação e uma distribuição uniforme das

cargas no furo do pino.

Para evitar o engripamento do pino de pistão e

para otimizar as propriedades de fricção, usa-se

um revestimento de carbono (DLC). A forma do

pino de pistão, assim como a dos seus furos, são

otimizadas com auxílio de um programa de computador,

ou seja, a rigidez do pino, que é cilíndrico

por fora, é variável em função de uma forma

interna especial, que garante distorções aceitáveis,

para um peso mínimo possível.

CálCulos modernos e métodos de simulação

Há muitos anos a análise de elementos finitos 3D tornou-se o método usado no

processo de desenvolvimento de pistões motorsport. Para permitir a simulação

das cargas termomecânicas nos pistões, usam-se como método-padrão os

programas para cálculos da temperatura de operação, análises de tensões e

determinação de durabilidade relativa, assim como programas de otimização

de forma para o furo do pino de pistão e para o próprio pino. Acrescentem-se

a isso os programas de simulação do movimento lateral do pistão, assim como

dos padrões de desgaste da saia.

desenvolvimento de materiais para uma perFormanCe

máxima

A escolha do material “correto” para uma aplicação específica é de grande importância

para o funcionamento do pistão. Na seleção dos materiais devem ser

considerados aspectos específicos de aplicação, como as cargas térmicas, o

tipo de desgaste e a vida útil requerida. No entanto, também devem ser levadas

em conta propriedades específicas dos materiais, como densidade, condutividade

térmica, resistência à fadiga e ao desgaste, assim como propriedades de

deslizamento e de deformação. Frente aos reduzidos prazos, o processo real

de desenvolvimento de material, que requer significativo esforço financeiro e de

tempo, deve estar completo, mesmo antes de o projeto ser iniciado. Será, portanto,

muito importante continuar com o desenvolvimento nesse setor e procurar

novas soluções ininterruptamente. Com seus centros de P&D altamente

eficientes, a MAHLE se encontra aqui no fronte do desenvolvimento.

suCesso no motorsport

Já desde os anos 30 a MAHLE esteve envolvida no motorsport com sucesso

– constituindo uma combinação extremamente bem-sucedida: por exemplo,

em 2007, nove de um total de 17 corridas de Grand-Prix foram ganhas usandose

componentes de motor MAHLE. Desde 2000 os componentes de motor

MAHLE estão contribuindo sem parar para assegurar as vitórias de todos os pilotos

de Fórmula 1, assim como dos campeonatos de construtores. Em 2008,

oito das 11 equipes de Fórmula 1 colocaram sua confiança na performance e

na confiabilidade de nossos componentes de competição: Ferrari, BMW/Sauber,

Renault, Toyota, Williams, Red Bull Racing, Toro Rosso e Force Índia.


MaHlE E BOscH

JOiNt vENtuRE

A MAHLE GmbH e Robert Bosch GmbH concordaram em estabelecer uma

joint venture na qual cada empresa possuirá uma participação de 50%. As

duas empresas irão juntar forças para desenvolver e fabricar turbocompressores.

O acordo foi assinado em 1º/2/08. A joint venture ainda depende de aprovação

pelas autoridades antitruste e sua fundação está planejada para abril de

2008. A joint venture será denominada “Bosch Mahle Turbo Systems” e terá

a sua sede, bem como setores de desenvolvimento, administração e vendas

localizados em Stuttgart.

A empresa contará com aproximadamente 100 funcionários, cada parte contribuindo

com metade desse número. As operações de montagem e a maioria

da usinagem dos turbocompressores serão instaladas em uma nova unidade

da joint venture ao lado da planta da MAHLE em St. Michael, na Áustria. Determinados

componentes chave serão fornecidos de uma unidade da Bosch

ainda a ser definida.

Turbocompressores são uma das tecnologias chave para obter uma redução

sustentável de consumo de combustível e emissões de CO 2 em futuras gerações

de motores. A MAHLE e a Bosch, independentemente até agora, desenvolveram

turbocompressores com sucesso. Agora, as duas empresas querem

unir suas tecnologias e desenvolver, fabricar e vender globalmente turbocompressores

para motores a gasolina e a diesel. A produção em série está planejada

para ser iniciada em 2010.

Prof. Dr. Heinz K. Junker

Prof. Dr. Heinz. K. Junker

Presidente Mundial do Grupo MAHLE

A F T E R M A R K E T

n e w s

MaHlE MuNDO


EvENtOs

iac – iNstitutO DE aRtE

cONtEMPORâNEa

Com um coquetel para convidados, a Mostra Campo Aliado, com curadoria

de Paulo Sergio Duarte, marcou a inauguração oficial do IAC – Instituto de

Arte Contemporânea, entidade sem fins lucrativos, criada em 1997 por iniciativa

de Raquel Arnaud.

O evento assinala a concretização do sonho de uma década, com a ampliação

do espaço expositivo e a abertura para o público de um Núcleo de

Documentação e Pesquisa.

O Grupo Comolatti foi um dos patrocinadores da restauração do prédio.

No dia da abertura da exposição, uma das salas do espaço foi batizada

Raquel Arnaud e Sergio Comolatti (Diretor Presidente do Grupo Comolatti).

A F T E R M A R K E T

n e w s

10

com o nome do grupo. Com essa iniciativa, a cidade de São Paulo ganha

um novo espaço cultural, localizado em sua região central, em pleno sítio

histórico: o Edifício Joaquim Nabuco, na Rua Maria Antonia, sede da antiga

Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP – Universidade de

São Paulo.

Segundo o curador, a mostra, composta por 75 obras, reúne trabalhos de

Amilcar de Castro, Mira Schendel, Sergio Camargo e Willys de Castro (artistas

com acervo fixo no local) e obras de seus antecessores Alfredo Volpi,

Jean Arp e Lúcio Fontana, além dos contemporâneos Arthur Luiz Piza, José

Resende e Tunga.

José Álvaro Sardinha (Diretor Financeiro e de RH do Grupo Comolatti), Edvaldo R. S. de

Souza (Gerente Nacional de Vendas), Sergio Comolatti e sua esposa Ana Lucia Del Carlo

Comolatti.


visitas, cuRsOs E

1 tRuckDiEsEl

A Truckdiesel enviou à cidade de Mogi Guaçu um grupo de 35 convidados,

formado por profissionais do setor de autopeças, que tiveram a oportunidade

de conhecer as instalações de nossas fábricas onde são produzidos

filtros e pistões.

2 BaRROs

A visita às nossas unidades de filtros e pistões foi feita por uma equipe

composta de 45 participantes, que vieram a convite de nosso cliente

Barros, da cidade de Mogi Mirim (SP). Todos puderam conhecer de perto

nossas linhas de produção e respectivos produtos.

3

GERal PaRts

Uma caravana formada por 38 pessoas convidadas da Geral Parts,

vindas de São Paulo, também esteve na cidade de Mogi Guaçu (SP) para

conhecer as instalações de nossas unidades de produção de pistões e

filtros.

4 MERiDiONal

A Autopeças Meridional Ltda., distribuidora de Porto Alegre e Curitiba,

enviou representantes de seus clientes dos estados do Paraná, Rio Grande

do Sul e Santa Catarina, para visitar nossas instalações.

5 DPa

A Palestra de Bronzinas Linha Diesel, realizada em parceria com a DPA -

Distribuidora de Peças Automotivas, foi apresentada pelo palestrante Roberto

Canassa (Supervisor de Assistência Técnica) e por Luciano Ponzio da Silva

(Inspetor de Vendas). Em clima descontraído, um jantar de confraternização

reuniu os participantes e encerrou o evento.

A F T E R M A R K E T

n e w s

11

EvENtOs

1 2 3

4 5 6

7 8 9

PalEstRas

6 RONi Da silva cHavEs

Roberto Canassa Júnior (Supervisor de Assistência Técnica) ministrou palestra

técnica sobre válvulas em nosso distribuidor Roni da Silva Chaves, em

Caxias do Sul (RS). Luciano Ponzio da Silva (Inspetor de Vendas) e a equipe do

distribuidor prepararam e serviram um churrasco ao fim do encontro.

7 DPk

Em parceria com a DPK, foi realizada uma palestra sobre pistões linha

leve na Retífica Sonza & Scarduelli, em Bento Gonçalves (RS), ministrada por

Roberto Canassa (Supervisor de Assistência Técnica) e Luciano Ponzio da

Silva (Inspetor de Vendas) – seguida de um coquetel para os participantes.

8 cONaREM saNtO âNGElO

Durante evento do Conarem – Conselho Nacional de Retíficas de Motores,

em Santo Ângelo (RS), oferecemos a 63 profissionais o Curso Retífica de

Motores, com duração de 6 horas. Os apresentadores foram Roberto Canassa

e Luciano Ponzio da Silva.

9 cONaREM cHaPEcÓ

A exemplo da matéria acima, o Curso Retífica de Motores aconteceu

em Chapecó (SC), também com duração de 6 horas e participação de 63

alunos.


EvENtOs

caMPaNHas DE

vENDas

bodipasa

Ao atingir suas metas em campanhas de vendas de nossos produtos, a equipe

da Bodipasa participou de um dia de rafting, no Parque das Laranjeiras,

em Três Coroas (RS).

Luciano Ponzio da Silva (Inspetor de Vendas), representando a MAHLE Metal

Leve S.A., também participou da descida com o grupo. Ele testemunhou

a garra e descontração que tomaram parte do grupo na realização dessa

modalidade esportiva radical, que exige muito empenho pessoal e senso

de coletividade. Nesse tipo de atividade, assim como no trabalho diário, os

participantes comprovaram que trabalhar bem em equipe é essencial para

se atingir metas e objetivos. Todos comemoraram, empolgados, os resultados

obtidos.

A F T E R M A R K E T

n e w s

1

roni da silva Chaves

A equipe de vendas da Roni da Silva Chaves também foi premiada – pelo

fechamento das metas da campanha de filtros realizada entre seus profissionais

com uma descida de rafting pelo rio Paranhanas (RS).

A aventura contou com a presença de 36 funcionários, acompanhados por

Luciano Ponzio da Silva (Inspetor de Vendas), divididos em seis botes para a

descida nas corredeiras.

Todos se empenharam ao máximo para mostrar bom desempenho, competitividade

e coordenação nesse esporte que vem adquirindo cada vez mais

adeptos no Brasil e em todo o mundo. Nosso país, por sinal, é campeão mundial

da categoria, cuja seleção tem o apoio da MAHLE Metal Leve S.A.


mahle: presente nos mais exigentes merCados

A MAHLE realiza constantes investimentos em novas tecnologias e soluções,

para o aprimoramento contínuo de produtos e serviços. Em cada

etapa do processo, a qualidade é uma preocupação constante para garantir

a satisfação total do cliente. É assim que as empresas do grupo desenvolvem

e fabricam produtos com padrões de excelência que atendem

aos mais exigentes mercados.

No Brasil, são disponibilizadas linhas completas de componentes para

motor e sistemas de filtração. Para complementar nossa já ampla oferta

de produtos, estamos lançando a linha completa de juntas para motores

leve e diesel.

uma linha Completa para todas as apliCações

A partir de agora, oferecemos a linha de juntas mais completa do mercado

brasileiro para as mais diversas aplicações, composta de jogos de junta

motor, jogos de junta superior, jogos de junta inferior e juntas de cabeçote.

Juntas de Cabeçote

Juntas compostas de uma chapa de aço perfurada, à base de aramida ou

grafite, de ambos os lados. Quando aplicadas ao motor, não necessitam de

retorque após a sua montagem.

A F T E R M A R K E T

n e w s

1

PRODutOs

a Mais cOMPlEta liNHa

DE JuNtas

do merCado tem a qualidade que voCê Já ConheCe

Juntas compostas de chapas de aço sólidas, material à base de aramida

ou grafite, em ambos os lados. São usadas em motores que exigem

juntas mais resistentes que a versão anterior.

Juntas em metal-elastômero, compostas de uma base de metal para

vedação da câmara de combustão e de perfis de elastômeros 3D injetados.

São usadas para a vedação das passagens de água e óleo. São

utilizadas principalmente em motores diesel turbinados.

Juntas metálicas Multi Folhas (Multilayer), compostas com chapas metálicas

revestidas com material elastomérico (coating), que, aplicadas

no motor, não necessitam de retorque após a montagem. Essas juntas

são utilizadas em motores onde existe uma alta pressão de combustão

(até 150 bar).

retentores

Nitrílica • Silicone • Poliacrílica • Viton • PTFE e outros.

Cada junta e retentor são projetados e fabricados com materiais e tecnologia

de ponta, proporcionando o máximo em desempenho, resistência e

durabilidade para todas as aplicações.

É o padrão de qualidade MAHLE, líder mundial em componentes para motor,

criando novas alternativas para o mercado brasileiro de reposição.


EvENtOs

aniversário de 20 anos da dpK

Um evento denominado “20 anos DPK” foi realizado para comemorar o 20º

aniversário de atividades da empresa. A reunião aconteceu no Hotel The Royal

Palm Plaza, em Campinas (SP) e contou com a presença de aproximadamente

300 pessoas. Na ocasião a MAHLE Metal Leve S.A. efetuou a entrega de

placa comemorativa aos representantes do distribuidor. Na foto, da esquerda

para a direita: Celso Ferreira Sanchez (Gerente de Produtos), Antonio Carlos

Bueno (Supervisor de Vendas), Hélio José Casamassa Júnior (Gerente Nacional

de Vendas), Marcelo Bassani (Inspetor de Vendas), Armando Diniz Filho

(Gerente Operacional), Edvaldo R. S. De Souza (Gerente Nacional de Vendas)

e Francesco Nardi (Supervisor de Vendas).

CaFé da manhã

A MAHLE Metal Leve S.A. ofereceu um café da manhã para a equipe comercial

e operacional da filial da cidade de Canoas, no Rio Grande do Sul,

de nosso distribuidor Roni da Silva Chaves.

O evento reuniu 18 funcionários da empresa e contou também com a

presença de Luciano Ponzio da Silva (Inspetor de Vendas), representando

a empresa.

instituto do CânCer inFantil

A MAHLE Metal Leve S.A., a convite do Instituto do Câncer Infantil (RS),

participou novamente de um evento no auditório do Hospital das Clínicas

de Porto Alegre. A reunião contou com a presença das crianças hospitalizadas

e daquelas em tratamento sem internação, bem como das crianças

da creche (filhos dos funcionários do hospital). Foi uma grande festa, com

apresentação de mágicos e humoristas, todos voluntários. Dessa forma,

acreditamos ter ajudado a proporcionar algumas horas alegres e descontraídas

para a criançada. Ao final todas receberam balões de gás.

ChurrasCo na ginJo

A filial Ginjo de Porto Alegre (RS) realizou um animado churrasco de confraternização

para toda a sua equipe.

O dia foi muito especial, em uma área de recreação com piscinas e escorregadores

d’água, muito sol e alegria. A MAHLE Metal Leve S.A. foi representada

por Luciano Ponzio da Silva (Inspetor de Vendas).

ConFraternização na roni da silva Chaves

Nosso distribuidor Roni da Silva Chaves realizou um almoço de confraternização

para todos os seus funcionários e familiares. Na ocasião, foram

distribuídos presentes para os filhos dos funcionários.

Luciano Ponzio da Silva (Inspetor de Vendas) participou do almoço, representando

a MAHLE Metal Leve S.A.

Comemoração na truCKdiesel

A Truckdiesel também organizou uma grande festa de confraternização, no

hotel Fazenda Colina Verde, em São Pedro.

O evento foi prestigiado com a presença de 110 pessoas, entre colaboradores

e seus familiares.

A F T E R M A R K E T

n e w s

1


ENcONtRO

DE vENDas

Durante três dias em fevereiro realizamos um encontro na cidade de

Mogi Mirim (SP), com duas finalidades: além de tratar do tradicional balanço

dos resultados de 2007 e objetivos para 2008, abordamos como

meta fortalecer, ainda mais, a integração de nossos times de vendas,

assistência técnica, logística e marketing.

Ao falarmos de 2007, constatamos que foi um ano marcado por muitos desafios

e conquistas para o Grupo MAHLE, em razão do desenvolvimento de novos

mercados, especialmente pelos processos de aquisições realizados pelo

Grupo: a Divisão EPG de Componentes de Motores Dana, a Edival Válvulas

– Argentina e a Filtroil – Sistemas de Filtração Industrial.

O encontro foi aberto com a palestra Perspectivas Econômicas 2008, proferida

pelo jornalista Celso Ming, colunista do jornal O Estado de S. Paulo. Claus

Hoppen (Diretor Presidente da MAHLE Metal Leve S.A.) participou do evento

e dissertou sobre o planejamento estratégico mundial do Grupo, seguido de

Marcio Yamawaki (Gerente de Engenharia PL1), que abordou as novas tecnologias

e tendências no setor. Edvaldo R. S. de Souza (Gerente Nacional de

Vendas) falou sobre números do mercado de aftermarket.

Ainda no campo da tecnologia, Carlos Boldo explorou um tema muito atual:

o desenvolvimento de motores e o mercado de biodiesel, enquanto Roberto

Hojo, Roberto Canassa e Lucas Imvinkelried abordaram os treinamentos

técnicos de juntas, guias e sedes de válvulas. Na área fiscal, Edson da Matta

falou sobre a substituição tributária e CPMF. A apresentação sobre marketing

ficou a cargo de Maria Cristina Zanco Andrade e as informações sobre o SIM

– Sistema de Informação MAHLE foram apresentadas por Tatiana Souza, Cintia

Szczecinski e Paulo Roberto Peron.

Os supervisores de promoção e de vendas, representando as equipes regionais,

também contribuíram com suas apresentações sobre temas inerentes

ao encontro.

“Em resumo, foi uma excelente oportunidade para compartilharmos novas

culturas, conhecimentos, idéias e soluções para o alcance de metas comuns.

Na ocasião, todos foram convidados a direcionar seus talentos para

a superação de desafios, busca do crescimento pessoal e, principalmente,

condutas, visando melhoria na qualidade de vida. Agradecemos a presença

de todos os participantes”, afirma Edvaldo R. S. de Souza.

A F T E R M A R K E T

n e w s

1

EvENtOs


EvENtOs

E x P E D i E N t E

REsPONsaBiliDaDE sOcial

BODiPasa

A MAHLE Metal Leve S.A. começou o ano de 2008 apoiando a Bodipasa

em sua participação na inauguração da Unidade Projeto Pescar Renner

Têxtil e Bodipasa, voltado à formação de jovens carentes. Após uma apresentação

sobre o projeto, os convidados visitaram a unidade e, durante o

coquetel de encerramento, conversaram com os jovens e conheceram um

pouco da história de vida de cada um.

Um espaço de 100 m 2 construídos em uma área verde de 1200m 2 foi destinado

especificamente para o Projeto Pescar, no Município de Cachoeirinha

(RS). A primeira turma está composta por 9 meninas e 13 meninos, entre

16 e 19 anos, e a conclusão do curso está prevista para agosto deste ano.

Além das mantenedoras – Renner Têxtil e Bodipasa – o projeto conta com

o apoio da Fundação Projeto Pescar, Unesco e MAHLE Metal Leve S.A.,

dentre outras empresas.

MaHlE Aftermarket news 1/2008

MaHlE Aftermarket news é uma publicação externa do

departamento de Marketing e comunicação corporativa

da MAHLe Metal Leve S.A.

correspondência: Rodovia Limeira Mogi-Mirim, km 103

ceP: 13480-970 - Limeira - SP - Brasil

monica.massacani@br.mahle.com

www.mahle.com.br

comitê Editorial: edvaldo R. S. de Souza, Roberto Hojo, Maria

cristina Zanco Andrade, Mônica Andréia Magalhães Massacani,

Robson Rezende, Susana G. Ribeiro, Franco nardi, Antonio carlos

Bueno, Josemar Ribas e Sidney Oliveira

coordenação: departamento de Marketing e comunicação corporativa

Redação: Luciana Kobayashi e Otavio Mazza de Andrade

Jornalista Responsável: Sonia Rezende – MTb 17.401 – SP

criação e Produção: Studiocasecom

Tels.: (11) 3034-5217 e 3812-2760 – São Paulo – SP

www.studiocasecom.com.br

A F T E R M A R K E T

n e w s

1

O projeto, cujo objetivo é educar, profissionalizar e encaminhar os jovens

formados ao mercado de trabalho, tem como base inspiradora um tradicional

provérbio chinês, que diz: “Se quiseres matar a fome de alguém,

dá-lhe um peixe. Mas, se quiseres que ele nunca mais passe fome, ensina-o

a pescar” (Lao Tse).

A Renner Têxtil e Bodipasa e seus parceiros, que já estão envolvidos em

outras ações sociais, entendem que essa iniciativa é mais uma das maneiras

de transformar o conceito de Responsabilidade Social em atitude.

Esse tipo de ação, baseada na educação e capacitação, contribui ainda

para uma melhor qualidade de vida da comunidade e para a criação de

melhores condições para as gerações futuras.

More magazines by this user
Similar magazines