Views
1 week ago

Revista Virtual Edição abril 2018 - Arte & Modelagem

Uma linda história de

Uma linda história de amor... Sei que para muitos parece clichê a palavra "destino", eu mesma pensava assim até acontecer comigo esse (re)encontro. Em 2013 decidi me mudar do Brasil para poder estudar. Quando cheguei em Buenos Aires, passei a morar em diversos lugares em curtos períodos de tempo, pois o contrato para estrangeiros não poderia ultrapassar 6 meses de estadia. Foi então que encontrei um apartamento, que era lindo, ficava em um bairro legal graças a um casal de amigos que havia encontrado uma vaga no edifício, e melhor, por 1 ano. Passei a morar em este lugar, e sempre me encontrava com esse casal de amigos para jantar juntos ou pra fazer algo. Um dia fui a casa deles, pois estava muito desanimada com muitos assuntos e queria desabafar um pouco. De repente toca a campainha da casa e entra Juan, que por coincidência era amigo desse casal também. Esse dia trocamos 2 palavras, não muito mais que isso e nunca mais o vi. Depois desse ano, voltei ao Brasil por forças maiores, e fiquei 1 ano inteiro por lá. Final de 2015 eu tinha colocado na minha cabeça que o melhor a ser feito era voltar a morar em Buenos Aires. Não sei explicar o que aconteceu, mas eu tive essa vontade e que ninguém conseguia me tirar da cabeça. Em este momento de decisões, recebo uma mensagem do Juan pelo facebook. Que a princípio me pareceu super aleatório, já que fazia muito tempo que eu não o via e que trocamos poucas palavras. Nessa mensagem ele me dizia que queria muito me conhecer, que nossos amigos em comum sempre falava muito bem de mim e que ele não queria ser rude nem nada do estilo, mas que queria que eu fosse a Buenos Aires para um jantar.

O respondi, dizendo que justo estava com planos de voltar a morar em Buenos Aires, e que a gente poderia marcar um jantar sem problemas. Entre natal e ano novo de 2015 nos falávamos todos os dias por mensagens, até que um dia ele me envia perguntando se eu estava com compromissos inadiáveis no Brasil em janeiro. Eu respondi que não, pois estava de férias. Na mensagem seguinte me pede meu passaporte, eu não entendia o porquê, até que finalmente diz" comprei tua passagem, te espero". Foi a coisa mais louca que aconteceu na minha vida. Era uma mistura de medo, com ansiedade.. Enviei mensagem aos meus amigos explicando toda historia, ficaram super felizes que eu estava voltando. Se passaram 10 dias intermináveis entre o dia da compra da passagem ao dia da viagem. Até que finalmente o dia chegou, dia 10/01/16. Não pude relaxar no avião, minha mão suava, todo o tempo me dizia que eu estava louca, mas ao mesmo tempo me dava a sensação de que estava fazendo a coisa certa. O avião pousa, pego minha mala e fico 5 minutos no saguão antes de sair. Eu sabia que ele ia estar ali e eu não sabia como reagir. Sai, o vi todo arrumadinho e me deu muita vergonha. O espanhol não saia, ele não me entendia muito, mas mesmo assim era a sensação de que sempre estivemos juntos. A partir desse dia não nos separamos mais, inclusive quando nos perguntam a data do namoro, dizemos a data desse dia. do nosso reencontro.