Views
4 years ago

A Amazônia-Encontrando Soluções - Ambasciata d'Italia a Brasilia ...

A Amazônia-Encontrando Soluções - Ambasciata d'Italia a Brasilia ...

A Amazônia-Encontrando Soluções - Ambasciata d'Italia a Brasilia

  • Page 2 and 3: EDIÇÃO Embaixada da Itália - Bra
  • Page 5: SUMÁRIO Apresentação - Itália e
  • Page 8 and 9: 8 o “Instituto Centro de Vida - I
  • Page 10 and 11: 10 possam ser inseridas e transform
  • Page 13 and 14: “Fogo: Emergência Crônica” O
  • Page 15 and 16: 1. Princípios, Conteúdo e Desafio
  • Page 17 and 18: A HISTÓRIA DO PROJETO É PRINCIPAL
  • Page 19 and 20: Na fronteira amazônica nada é mai
  • Page 21 and 22: O PROGRAMA CONCENTROU GRANDE PARTE
  • Page 23 and 24: Repercutindo... O projeto forneceu
  • Page 25 and 26: O MAIS INTERESSANTE DESSE SISTEMA,
  • Page 27 and 28: Repercutindo... O Programa Fogo foi
  • Page 29 and 30: Os efeitos do protocolo foram rápi
  • Page 31 and 32: ALÉM DE TENTAR RESOLVER A QUESTÃO
  • Page 33 and 34: O interessante desse projeto é env
  • Page 35 and 36: Repercutindo... sustentáveis da re
  • Page 37 and 38: O PROGRAMA RESOLVEU DESENVOLVER ATI
  • Page 39 and 40: Repercutindo... Está comprovada a
  • Page 41 and 42: OS RÁDIOS FORAM INSTALADOS NOS POS
  • Page 43 and 44: problema do uso do fogo na Amazôni
  • Page 45 and 46: NO ÂMBITO DA COMISSÃO DA AMAZÔNI
  • Page 47 and 48: NA BUSCA DE FORMAS DE PRODUÇÃO SE
  • Page 49 and 50: Federação dos Trabalhadores na Ag
  • Page 51 and 52: A COOPERAÇÃO ITALIANA RESOLVEU AC
  • Page 53 and 54:

    HOJE O GRANDE DESAFIO DO PROGRAMA

  • Page 55 and 56:

    DURANTE TODO ESSE PERÍODO O ICV TR

  • Page 57 and 58:

    É CRUCIAL VALORIZAR OS PROCESSOS E

  • Page 59 and 60:

    RECONHECENDO A IMPORTÂNCIA DO MANE

  • Page 61 and 62:

    O SUCESSO DO PROGRAMA FOGO RESIDE E

  • Page 63 and 64:

    A EXPERIÊNCIA DE GESTÃO DESCENTRA

  • Page 65 and 66:

    6. Resgate por meio do design e da

  • Page 67 and 68:

    7. A experiência do protocolo do C

  • Page 69 and 70:

    Incentivar a substituição do uso

  • Page 71 and 72:

    Conscientizarão associações e co

  • Page 73 and 74:

    Sindicato dos Trabalhadores Rurais

  • Page 75 and 76:

    uso do fogo e suas conseqüências

  • Page 77 and 78:

    ciência e tecnologia e a influênc

  • Page 79 and 80:

    saúde humana e a economia dos prod

  • Page 81 and 82:

    orientando-os sobre o melhor destin

  • Page 83 and 84:

    Incentivar a implantação de cultu

  • Page 85 and 86:

    Correntão Cooperativa: Realizar cu

  • Page 87 and 88:

    8. Equipe do programa EFETIVAMENTE,

  • Page 89 and 90:

    CLOVIS BRASILEIRO FRANCO Engenheiro

  • Page 91 and 92:

    ROBERTO SMERALDI Jornalista e diret

  • Page 93:

    Imagens da Transformação FOTOGRAF

  • Page 97:

    A FUMAÇA PROVOCADA PELAS QUEIMADAS

  • Page 100 and 101:

    100 A INDÚSTRIA MADEIREIRA, NA MAI

  • Page 102 and 103:

    102 A PECUÁRIA É UM DOS PRINCIPAI

  • Page 104 and 105:

    104

  • Page 106 and 107:

    106 ALTA FLORESTA, NORTE DE MATO GR

  • Page 108 and 109:

    108 AS REUNIÕES DE SENSIBILIZAÇÃ

  • Page 110 and 111:

    110 REUNIÕES POPULARES E GRUPOS DE

  • Page 112 and 113:

    112 A AÇÃO EDUCATIVA DE PREVENÇ

  • Page 114 and 115:

    114 PARTICIPAÇÃO DA COMUNIDADE NA

  • Page 116 and 117:

    116 A CASTANHA DO PARÁ É UM TÍPI

  • Page 118 and 119:

    118 AMAZÔNIA BRASILEIRA “É PRIO

  • Page 120 and 121:

    120 ACRE 1. Acrelândia 2. Senador

  • Page 122 and 123:

    122 VISTA AÉREA DA AMAZÔNIA BRASI

  • Page 124 and 125:

    124 FRANCO PERLOTTO DA COOPERAÇÃO

  • Page 126 and 127:

    126 HOMEM E ÁRVORE FRENTE A FRENTE

  • Page 128 and 129:

    128

  • Page 130 and 131:

    130 Competência municipal para aç

  • Page 132 and 133:

    132 sindicatos, associações de cl

  • Page 134 and 135:

    134 peculiaridades locais, desde qu

  • Page 136 and 137:

    136 Estrutura institucional do muni

  • Page 138 and 139:

    138 essa atribuição de formular e

  • Page 140 and 141:

    140 Mas o que discutir? A pauta das

  • Page 142 and 143:

    142 de inclusão para a participaç

  • Page 144 and 145:

    144 recomendável que a lei orgâni

  • Page 146 and 147:

    146 (por exemplo: criação de muse

  • Page 148 and 149:

    148 ambiental municipal e o aumento

  • Page 150 and 151:

    150 dos rumos do planeta. Do evento

  • Page 152 and 153:

    152 de algum direito individual em

  • Page 154 and 155:

    154 Art. 216, V e § 1º - atribui

  • Page 156 and 157:

    156 A avaliação de impactos ambi

  • Page 158 and 159:

    158 de 500 (quinhentos) metros par

  • Page 160 and 161:

    160 o desrespeitavam. Se, por outro

  • Page 162 and 163:

    162 Pescar mediante a utilização

  • Page 164 and 165:

    164 Dos Crimes contra a Administra

  • Page 166 and 167:

    166 Decreto nº 3.179, de 21/09/99

  • Page 168 and 169:

    168 p. 365). Nesse mesmo sentido: F

  • Page 170 and 171:

    170 Sempre que for exigido o EIA/RI

  • Page 172 and 173:

    172 o meio ambiente degradado. Algu

  • Page 174 and 175:

    174 Regulamentado através do Decre

  • Page 176 and 177:

    176 Políticas setoriais Saneamento

  • Page 178 and 179:

    178 VI - A gestão dos recursos hí

  • Page 180 and 181:

    180 Resíduos Sólidos Crescem as c

  • Page 182 and 183:

    182 “I - depositar, lançar ou at

  • Page 184 and 185:

    184 eliminação de rejeitos radioa

  • Page 186 and 187:

    186 supletivamente sobre o uso e o

  • Page 188 and 189:

    188 76% dos resíduos de serviços

  • Page 190 and 191:

    190 atividade madeireira feita de f

  • Page 192 and 193:

    192 O MUNICÍPIO PODE Exercer fisc

  • Page 194 and 195:

    194 Quanto à legislação, o uso d

  • Page 196 and 197:

    196 programas que disponibilizem m

  • Page 198 and 199:

    198 Verifica-se que há um amplo es

  • Page 200 and 201:

    200 meio ambiente, um problema soci

  • Page 202 and 203:

    202 urbano. Nesse trabalho de plane

  • Page 204 and 205:

    204 responsável pela conservação

  • Page 206 and 207:

    206 proporcionalmente uma parte do

  • Page 208 and 209:

    208 O mesmo pode ser dito quanto ao

  • Page 210 and 211:

    210 Participação da sociedade na

  • Page 212 and 213:

    212 seguindo estas mesmas recomenda

  • Page 214 and 215:

    214 Os projetos podem variar em seu

  • Page 216 and 217:

    216 desenvolver o projeto com suces

  • Page 218 and 219:

    218 projeto inclui documentação p

  • Page 220 and 221:

    220

  • Page 222 and 223:

    222 Correntes tecnológicas .......

  • Page 224 and 225:

    224 milhões de hectares - está de

  • Page 226 and 227:

    226 Conhecendo o Pastoreio Racional

  • Page 228 and 229:

    228 época da seca, devido ao regim

  • Page 230 and 231:

    230 Se o pecuarista já está acost

  • Page 232 and 233:

    232 Aplicação imediata. O sistem

  • Page 234 and 235:

    234 Curva sigmoide (em forma se S)

  • Page 236 and 237:

    236 O Pastoreio Racional Voisin jam

  • Page 238 and 239:

    238 PRIMEIRA FICHA: SEGUNDA FICHA:

  • Page 240 and 241:

    240 Esquema básico de um Sistema d

  • Page 242 and 243:

    242 Todo empreendimento tem maiore

  • Page 244 and 245:

    244 Pastagem Ecológica Sistema Voi

  • Page 246 and 247:

    246 Ampliação do conceito de Past

  • Page 248 and 249:

    248 Significativa elevação da ca

  • Page 250 and 251:

    250 contribuem para a disponibiliza

  • Page 252 and 253:

    252 Árvores para associar com past

  • Page 254 and 255:

    254 Cerca Elétrica Viabilização

  • Page 256 and 257:

    256 Muitas vezes, para um bom plane

  • Page 258 and 259:

    258 para evitar que a lasca ceda co

  • Page 260 and 261:

    260 estaca. Caso o tubo fique froux

  • Page 262 and 263:

    262 comprimento de 32 cm até a bas

  • Page 264 and 265:

    264

  • Page 266 and 267:

    266 “Fogo: Emergência Crônica

  • Page 268 and 269:

    268 LEBRÓN, Guillermo Boettner. Ex

  • Page 270:

    270 EMBAIXADA DA ITÁLIA SES - Av.

Teatro Julinha Relógio na Amazônia - Komedi
COOPERAÇÃO B R A S I L - I T Á L I A AMAZONIA SEM FOGO - Ibama
Revista Áreas Protegidas da Amazônia - Ministério do Meio Ambiente
a descentralização da gestão florestal na amazônia ... - Greenpeace
Os Diferentes Matizes da Educação Ambiental no Brasil
Programa Nacional de Educação Ambiental - Ministério do Meio ...
2 - Ministério do Meio Ambiente
veja as ações e programas premiados - Claudio Di Mauro
GEO Manaus - Programa de Naciones Unidas para el Medio ...
GEO Manaus - Programa de Naciones Unidas para el Medio ...
o fortalecimento de fundos socioambientais - Ministério do Meio ...
Meio Ambiente - Prefeitura Municipal de Santa Maria
Deliberações - Ipea
CTR São Mateus - Instituto Estadual de Meio Ambiente - Governo ...
Política Estadual de Educação Ambiental do Estado da Bahia
Relatório de atividades 2009 - CPRH - Governo do Estado de ...
Relatório de Atividades do PNDS 2012 - Suino Brasília
Monitoramento e avaliação de projetos - Ministério do Meio Ambiente
Iniciativas de Economia Verde no Brasil - Ministério do Meio Ambiente
Diretrizes e Planos de Atividades do Plano de Educação Ambiental
publicação noscript - Ministério da Justiça