CocredInfo 01

SicoobCocred

Edição 01 - Abril 2008

Edição 01 - Abril/2008

CocredInfo - Abril de 2008


EDITORIAL

Novidades na sua cooperativa de crédito!

Écom muita satisfação que apresentamos

a vocês o CocredInfo. A partir deste

mês, os cooperados poderão contar

com um canal de comunicação que trás todas

as atividades e ações da Cocred.

Essa novidade tem um único objetivo: estreitar

ainda mais o relacionamento entre a

cooperativa de crédito e seus cooperados por

meio de um veículo moderno, de fácil leitura

e com informações que auxiliem o produtor

em sua atividade.

O CocredInfo nasceu da preocupação da

diretoria da entidade em manter o cooperado

bem informado e tornar ainda mais transparente

a forma de administrar a cooperativa.

Além disso, esse novo veículo de comunicação

também tem a finalidade de estabelecer

uma maior interação entre a equipe que a

produz e seus leitores.

E de que forma isso pode acontecer? Por

meio de sugestões de assuntos a serem

abordados, opiniões sobre os temas ou críticas,

os cooperados vão poder contribuir e

fazer parte deste projeto.

Nesta primeira edição, a reportagem principal

trás a Assembléia Geral Ordinária da

Cocred, que aconteceu no Clube de Campo

Vale do Sol no dia 26 de março.

Mais de 800 cooperados participaram da

assembléia que teve como pauta, além da

prestação de contas da diretoria relativa ao

exercício de 2007, a destinação das sobras

líquidas aos cooperados, eleição dos membros

do conselho fiscal, entre outros assuntos

de interesse geral.

Toda edição também trará uma entrevista

especial e neste primeiro número o personagem

em destaque é o presidente da Cocred

e Copercana, Antonio Eduardo Tonielo. O presidente

fala sobre as perspectivas e os desafios

para a safra 2008/2009, seus projetos

à frente da cooperativa de crédito e produção

de cana, açúcar e álcool.

O CocredInfo trará ainda colunas fixas com

a participação de colaboradores da Cocred

sobre orientações financeiras e tendências do

cooperativismo de crédito.

Enfim, o CocredInfo foi planejado para ser

uma ferramenta importante para o produtor,

que é a razão de ser da cooperativa e, dessa

forma, estará sempre voltado aos seus interesses

e necessidades.

Boa Leitura!

Conselho Editorial

EXPEDIENTE

CONSELHO EDITORIAL:

Antonio Eduardo Tonielo

Manoel Carlos de Azevedo Ortolan

Clóvis Aparecido Vanzella

Márcio Fernando Meloni

Manoel Sérgio Sicchieri

JORNALISTA RESPONSÁVEL:

Carla Rossini - MTb 39.788

COLABORAÇÃO:

Marcelo Massensini

Aniely Bianchini

DIAGRAMAÇÃO:

Marketing-Cocred

FOTOS:

Fabiano Gatarossa

Marcelo Massensini

DEPARTAMENTO DE MARKETING E

COMUNICAÇÃO:

Fabiano Gatarossa

Artur Sandrin

Felipe Bonato

TIRAGEM: 6.800 exemplares

ENDEREÇO DA REDAÇÃO:

Rua Augusto Zanini, 1591

Sertãozinho - SP - CEP: 14170-550

Fone: (016) 3946 3350

O CocredInfo é uma publicação

da Cocred distribuído gratuitamente

aos seus cooperados. As

matérias assinadas são de responsabilidade

dos autores.

A reprodução deste informativo

é autorizado, desde que

citada a fonte.

CocredInfo - Abril de 2008


Presidente da Fiesp visita Cocred de Barretos

Paulo Skaf aponta as cooperativas de crédito como alternativas na

redução do custo de crédito brasileiro

VISITA

No dia 1º de abril, o presidente da Fiesp

(Federação das Indústrias do Estado

de São Paulo), Paulo Skaf, visitou a

Cocred de Barretos e foi recebido pelo diretor

da cooperativa, Francisco César Urenha e pelo

superintendente, Márcio Fernando Meloni.

Na ocasião, Paulo Skaf falou sobre o apoio

da Fiesp as cooperativas de crédito, uma vez

que elas representam uma alternativa de crédito

a sociedade. “Num país como o Brasil

em que o crédito é limitado, as cooperativas

de crédito representam uma alternativa para

que haja um barateamento no custo do crédito.

Isso é muito positivo para a nossa sociedade”,

afirmou Skaf.

O presidente da Fiesp estava em Barretos

para homenagear o diretor do Frigorífico

Minerva - representante dos industriais do

município - Edivar Vilela de Queiroz com a

entrega do Troféu Dom José de Mattos Pereira.

A pedido do cooperado, José Pamplona

de Menezes, Skaf visitou a Cocred e não dispensou

elogios a sede da cooperativa que é

pioneira na certificação ISO 9001:2000.

Para o superintendente da Cocred, Márcio

Meloni “foi uma honra receber a visita e o

apoio do presidente da Fiesp, uma vez que

ele se mostra favorável ao cooperativismo de

crédito”, finalizou.

Paulo Skaf

em entrevista

na Cocred

Barretos

(Da Esquerda) Luis Carlos de Souza Vieira,

superintendente do Sesi e Senai SP, o

prefeito de Barretos, Emanuel Mariano

Carvalho Martins, o presidente da Fiesp,

Paulo Antônio Skaf, o diretor da Cocred,

Fancisco César Urenha, o superintendente

da Cocred, Márcio Fernando Meloni e

Edivar Vilela de Queiróz, Sócio-Proprietario

do Frigorifico Minerva S/A

CocredInfo - Abril de 2008


REPORTAGEM DE CAPA

Cocred distribui R$ 20 milhões aos seus cooperados

Cocred realiza sua assembléia para apresentar a prestação de contas e divisão de sobras aos

cooperados em jantar realizado no Clube de Campo Vale do Sol

No dia 26 de março, a Cocred, uma das

maiores cooperativas de crédito rural

do Brasil, realizou sua Assembléia Geral

Ordinária, no Clube de Campo Vale do Sol

em Sertãozinho. Na pauta, além da prestação

de contas da diretoria relativa ao exercício

de 2007, foram apresentadas a destinação

das sobras líquidas aos cooperados, eleição

dos membros do conselho fiscal, entre outros

assuntos de interesse dos cooperados,

que estiveram presentes em massa. Mais de

800 pessoas, de várias cidades abrangidas

pela Cocred participaram do evento.

Foi entregue aos cooperados, o Relatório

Anual de Atividades da Cocred, que contém

todas as informações sobre o ano de 2007,

no que diz respeito a produtos e serviços

oferecidos, movimentações de créditos, balanços

contábeis, investimentos em estrutura

e funcionários. Inserido no Relatório está

o Relatório Social, que traz o balanço do

Cocred em Ação e uma série de eventos beneficentes

promovidos pela cooperativa e que,

em 2007, arrecadou mais de R$ 215 mil reais

destinados a 54 entidades.

O ponto alto da noite foi o anúncio da

distribuição das sobras, que, este ano, deu

à Cocred proporcionalmente o título de cooperativa

da categoria que mais reverteu

sobras aos cooperados.O resultado das sobras

líquidas de 2008 ficou em mais de

R$ 41 milhões de reais, sendo que, aproximadamente

R$ 20 milhões serão revertidos

aos quase oito mil cooperados.

Além do excelente retorno das sobras, os

cooperados Cocred economizaram mais de

R$ 50 milhões fazendo operações pela cooperativa

e não no sistema financeiro tradicional,

perfazendo um resultado econômico social

da ordem de R$ 70 milhões. O presidente

da Cocred, Antonio Eduardo Tonielo ressaltou

que em um banco, esse valor ficaria com o

dono da instituição, já “na cooperativa, esse

valor vai para os cooperados. Esse dinheiro fica

na mão do setor, ajudando a desenvolver a agricultura

da região”, comemorou.

O presidente da Cocred, também agradeceu

a participação dos presentes e assumiu

o compromisso de trabalhar para o

constante desenvolvimento da cooperativa.

“Vamos continuar fazendo o possível para a

Cocred crescer e transformá-la em uma cooperativa

cada vez mais forte, para dar mais

segurança ao cooperado”, finalizou.

Mais de 800 pessoas

compareceram a

Assembléia Geral da

Cocred

(Da direita) os diretores Francisco César

Urenha e Pedro Esrael Bighetti, o superintendente

da Cocred, Márcio Fernando

Meloni ao lado do presidente da Cocred,

Antonio Eduardo Tonielo, o Dr. Clóvis

Vanzella, o diretor administrativo, Manoel

Ortolan e o presidente da Orplana e diretor

da Cocecrer, Ismael Perina Jr.

CocredInfo - Abril de 2008


TREINAMENTO

Funcionários da Cocred fazem

treinamento em Controladoria

Para melhor atender aos cooperados, a Cocred

realizou treinamento do software Controllers

(ferramenta de análise de dados) para os departamentos

de Controladoria, Auditoria, Crédito e

Financeiro.

A ferramenta Controllers é um recurso analítico de

alta velocidade que proporciona a Cocred um ganho

em rapidez na análise de cadastro, detecção de fraude,

acompanhamento preventivo à lavagem de dinheiro

e auditoria interna e externa, garantindo a segurança

nas operações da cooperativa.

Funcionários em treinamento.

Funcionários realizando testes com o

software.

CocredInfo - Abril de 2008


ENTREVISTA

Presidente da Cocred fala sobre cooperativismo de

crédito e cenários para a agricultura nacional

Antonio Eduardo Tonielo acredita na recuperação dos

preços da cana, açúcar e álcool

Opresidente da Cocred, Antonio

Eduardo Tonielo fez um balanço da

agricultura nacional para o ano de

2008. Ele criticou a ação do governo federal

em relação ao aumento da alíquota do

IOF (Imposto sobre Operações Financeiras)

e aconselhou os cooperados a “trabalharem

sempre de forma segura e com cautela,

já que 2008 ainda reflete dúvidas em

relação aos mercados de açúcar e álcool”.

Confira a íntegra da entrevista exclusiva

que ele concedeu ao CocredInfo:

CocredInfo: O que podemos esperar

da agricultura nacional para o ano

de 2008?

Antonio Eduardo Tonielo: Em minha

opinião, o ano de 2008, se falarmos em

agricultura de um modo geral será bom

uma vez que o mundo está precisando

comprar alimentos, principalmente grãos.

A China é um exemplo de país que está

precisando comprar alimentos e isso para

quem produz soja, milho, trigo e outros

grãos será muito importante. É um ano

favorável à agricultura apesar dos insumos

estarem com preços muito elevados, mas

acredito que os grãos vão suportar esses

preços. Também acredito que será um excelente

ano para o amendoim. Agora, se

falarmos de cana, 2008 será um ano com

algumas dúvidas já que existe um excesso

de produção de açúcar no mundo. É

claro que existem expectativas de que

esse cenário melhore para o Brasil. Em janeiro

tínhamos uma outra visão, hoje,

como estamos vendo a Índia produzindo

menos do que estava previsto e o mercado

de álcool está assinalando algumas

melhoras, existe ‘uma luz no fim do túnel’

para cana. O consumo de álcool no mercado

interno é muito bom e o mercado de

açúcar está com tendência a melhorar. O

plantador de cana não pode esperar um

ano excelente, mas também não será um

ano tão ruim como algumas previsões passadas

estavam sinalizando. O produtor

tem de acreditar na cana porque ela vai

dar a volta por cima e deve terminar 2008

melhor do que estávamos esperando.

CocredInfo: E como as cooperativas

de crédito poderão ajudar a agricultura

e os produtores rurais nesse

momento?

Antonio Eduardo Tonielo: As cooperativas

estão sempre ajudando os produtores

através de financiamentos, repasses

de insumos, orientação técnica e nunca vai

deixar de ajudar. O volume de produtos

(crédito e insumos) e a comercialização que

colocamos a disposição dos cooperados levam

tranqüilidade aos produtores. A

Cocred e a Copercana estão sempre trabalhando

juntas para dar estabilidade nos

negócios e retorno aos cooperados. Todo

mundo tem a obrigação de comprar e pagar,

mas não estamos aqui para ‘colocar a

faca no peito de ninguém’. Caso o cooperado

tenha um problema durante a safra, a

cooperativa trabalha para ajudá-lo. Esse é

CocredInfo - Abril de 2008


o papel da cooperativa, administrar créditos

e garantir prazos para pagamentos.

Quando o cooperado tem boa vontade e

trabalha sério, a cooperativa tem obrigação

de ajudá-lo.

CocredInfo: Em termos de mercado

externo, o que podemos esperar na

comercialização de açúcar e álcool em

2008?

Antonio Eduardo Tonielo: Existia uma

grande preocupação no final de 2007, mas

hoje as expectativas estão melhores. Os

números já mudaram e a quebra de produção

de açúcar da Índia de 4 milhões de

toneladas vai ajudar o Brasil. Os contratos

para venda de álcool também estão melhores.

Isso é positivo e traduz preços melhores.

Mas é preciso ter cautela e não se

arriscar em aventuras que possam trazer

prejuízos.

CocredInfo: E como o

governo brasileiro pode

ajudar os agricultores?

Antonio Eduardo

Tonielo: Esperar coisas do

governo é perder tempo.

O governo é muito bom

quando ele não atrapalha

a agricultura. Ele vive prometendo

que vai alongar

dívidas, ajudar os agricultores,

mas isso está provado

que é tudo balela e

até agora não aconteceu nada. Em 2008

ele deu um presente de grego aos agricultores

quando aumentou a alíquota do IOF

(Imposto sobre Operações Financeiras), que

vai onerar aos cooperados no mínimo em

0,38% nos créditos agrícolas. De agora em

diante, qualquer operação de crédito será

cobrado o IOF. A cooperativa de crédito é

obrigada a cobrar e repassar ao governo,

já que o Bancoob vai debitar isso da conta

dela. Que isso sirva de alerta aos cooperados:

esse foi o presente que ganhamos do

presidente Lula em 2008.

CocredInfo: Os números apresentados

na Assembléia da Cocred realizada

no final de março são excelentes. A que

se deve esse sucesso?

Antonio Eduardo Tonielo: Esse sucesso

reflete uma boa administração e um bom

ENTREVISTA

gerenciamento. Nós temos confiança nos

nossos funcionários que trabalham sério e

atendem muito bem os nossos cooperados.

Eles (os cooperados) estão vendo que

a Cocred é um banco que traz retorno e

que eles estão trabalhando dentro da própria

casa. Esse é o motivo do cooperado

acreditar cada vez mais na Cocred. E quanto

mais ele trabalha com a Cocred, mais retorno

nós temos parar dar a ele. Tudo isso

transmite a confiança que existe de ambas

as partes.

CocredInfo: O que a Cocred trará de

novidades aos cooperados em 2008?

Antonio Eduardo Tonielo: A principal

expectativa da Cocred no primeiro semestre

de 2008 é reinaugurar o PAC de Marília

para melhor atender os cooperados daquela

região. Temos planos de crescimento e

abertura de novos PAC’s em cidades como

Jaborandi, Terra Roxa e

“As cooperativas

estão sempre ajudando

os produtores

através de financiamentos,

repasses de

insumos, orientação

técnica e nunca vai

deixar de ajudar. “

Ribeirão Preto. A Cocred

também vai continuar realizando

neste ano eventos

beneficentes, como o

“Cocred em Ação” que

teve início em 2007 e foi

um sucesso. Então, acho

que novidade nós temos

bastante, mas o principal

é trabalhar cada vez mais

com segurança, dando

tranqüilidade aos nossos

cooperados, oferecendo

mais serviços e mais dinheiro. Esse é o papel

da Cocred, é o que ela tem obrigação

de fazer.

CocredInfo. O senhor falou sobre a

reinauguração do PAC de Marília. Já

tem data marcada?

Antonio Eduardo Tonielo: A reinauguração

deve acontecer no próximo dia 25 de

abril. Nós estamos a pouco tempo na região

de Marília e ainda temos alguns problemas

e ajustes para fazer, mas estamos

trabalhando para isso e vamos deixar a cooperativa

de crédito de Marília com a nossa

cara. Os cooperados daquela região depositaram

confiança na Cocred e isso deve

consolida-la na região. Marília é uma região

muito boa, promissora e eu tenho

certeza que teremos resultados excelentes

já em 2008.

CocredInfo - Abril de 2008


CocredInfo - Abril de 2008

More magazines by this user
Similar magazines