02.04.2020 Views

Proença em Revista 2014

You also want an ePaper? Increase the reach of your titles

YUMPU automatically turns print PDFs into web optimized ePapers that Google loves.

Editorial<br />

PROENÇA EM REVISTA<br />

A piscina pública de Pedra do Altar, inaugurada neste segundo s<strong>em</strong>estre de <strong>2014</strong>, é mais um equipamento que está disponível para os<br />

residentes e também para os turistas que escolh<strong>em</strong> passar as suas férias na região. Para dinamizar este novo espaço, a piscina já foi incluída<br />

no programa de animação de verão, recebendo duas vezes por s<strong>em</strong>ana aulas de hidroginástica dinamizadas pelo Grupo de Desporto<br />

do Município. Será também uma opção para acolher os participantes nas Férias Desportivas que alcançaram um novo recorde de jovens<br />

que escolh<strong>em</strong> passar as suas férias grandes de forma diferente no nosso concelho.<br />

A aposta na cultura e no desporto, que já é prioritária para a Câmara Municipal, recebeu um novo impulso com o Orçamento Participativo<br />

já que um grande número de propostas enquadram-se nestas duas vertentes. 80 por cento das propostas recebidas vão fazer parte do<br />

orçamento municipal para 2015. Também é de destacar que, depois de cinco anos de cortes, o orçamento para o próximo ano regista<br />

uma ligeira subida. A obra de requalificação da Rua do Comércio e do Largo da Devesa, <strong>em</strong> Sobreira Formosa, é a mais significativa que se<br />

encontra inscrita no documento. A Ass<strong>em</strong>bleia Municipal aprovou as delimitações das áreas de requalificação urbana de <strong>Proença</strong>-a-Nova<br />

e Sobreira Formosa, e qu<strong>em</strong> intervir <strong>em</strong> imóveis situados nestes núcleos históricos t<strong>em</strong> benefícios e incentivos fiscais.<br />

Fique a conhecer nas próximas páginas a atividade municipal deste segundo s<strong>em</strong>estre de <strong>2014</strong>, nomeadamente a realização das feiras da<br />

Tigelada ou do Outono, a participação do Município <strong>em</strong> feiras de turismo e <strong>em</strong> outras montras por forma a promover o concelho como<br />

destino turístico ou os seus recursos endógenos, as tertúlias ou a com<strong>em</strong>oração dos 20 anos da Biblioteca Municipal, a participação da<br />

Bibliomóvel numa conferência sobre bibliotecas itinerantes no Chile ou as palestras sobre medronho ou o projeto de resinag<strong>em</strong>.<br />

Boletim Informativo<br />

3<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Cultura


Cultura<br />

PROENÇA EM REVISTA<br />

Projeto Aldeia Criativa<br />

Resvés - Expressão que procura traduzir<br />

a ideia de transdisciplinaridade<br />

e de interação com a comunidade.<br />

Um mural na parede limite à aldeia do xisto de Figueira resultou<br />

como cartão-de-visita e o reflexo mais visível deste<br />

projeto. Os desenhos a giz feitos por uma criança num<br />

portão à entrada da aldeia foram transpostos para objetos<br />

tridimensionais, espalhados <strong>em</strong> diferentes pontos, como se<br />

de uma caça ao tesouro se tratasse, el<strong>em</strong>entos escultóricos<br />

<strong>em</strong> pedra e o mapeamento das m<strong>em</strong>órias dos habitantes<br />

sobre as rotinas e os ofícios de outros t<strong>em</strong>pos, foram projetos<br />

desenvolvidos por 15 alunos da Faculdade de Belas Artes<br />

da Universidade de Lisboa, FBAUL, no âmbito da residência<br />

artística que decorreu de 7 a 13 de julho. Designada Resvés<br />

– expressão que procura traduzir a ideia de transdisciplinaridade<br />

e de interação com a comunidade – a iniciativa resultou<br />

do protocolo assinado entre o Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova<br />

e aquela Faculdade. Participaram alunos de pintura, escultura,<br />

design de equipamento e design de comunicação, tendo<br />

Boletim Informativo<br />

6<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Cultura<br />

PROENÇA EM REVISTA<br />

os grupos de trabalho sido constituídos de acordo com as<br />

abordagens e não por áreas de formação, trabalhando ora o<br />

espaço, as pessoas, as histórias numa perspetiva etnográfica<br />

ou os materiais, xisto, madeira e ferro.<br />

O grupo, foi acompanhado por seis professores e uma coordenadora<br />

e a relação com a população foi imediata tendose<br />

traduzido não só nas amizades constituídas, como <strong>em</strong><br />

inesperados sist<strong>em</strong>as de troca: um dos alunos mondou um<br />

terreno <strong>em</strong> troca da realização de uma teia de aranha <strong>em</strong><br />

crochê. A teia simboliza a relação entre natureza e arte e a<br />

relação entre as pessoas que o projeto pretende acentuar.<br />

No final foi feita uma apresentação pública dos resultados do<br />

trabalho desenvolvido.<br />

Recorde de participação nas férias<br />

desportivas<br />

Ciência Viva da Floresta, este ano participaram também<br />

crianças oriundas de Alcochete, Alter do Chão, Coimbra, Lisboa<br />

e Sertã, sendo ainda de salientar uma inscrição de uma<br />

criança residente <strong>em</strong> Espanha. Depois da interrupção <strong>em</strong><br />

agosto, o programa foi retomado a 1 de set<strong>em</strong>bro, com mais<br />

duas s<strong>em</strong>anas de atividades.<br />

Durante as primeiras duas s<strong>em</strong>anas de agosto, a equipa de<br />

Desporto do Município assegurou o programa “Férias <strong>em</strong><br />

Agosto – Água e Desporto”, para participantes dos 6 aos<br />

16 anos, cont<strong>em</strong>plando dois dias de acampamento na Aldeia<br />

Ruiva. Seguiram-se atividades nas praias fluviais, incluindo<br />

nos concelhos vizinhos de Mação e Oleiros, com um custo de<br />

5€/dia, almoço incluído.<br />

Hipismo <strong>em</strong> Penha Garcia, visitas a espaços como o Borboletário<br />

do Parque Ambiental de Santa Margarida ou o Exploratório,<br />

<strong>em</strong> Coimbra, dias de praia e muita animação no concelho<br />

de <strong>Proença</strong>-a-Nova foram os conteúdos dos programas<br />

de ocupação de t<strong>em</strong>pos livres que este ano conquistaram um<br />

número recorde de participações - 280 inscrições, no total.<br />

Além de crianças do concelho, que participaram nas atividades<br />

promovidas conjuntamente pelo Município e Centro<br />

Boletim Informativo<br />

7<br />

O programa de atividades de verão promovido pelo Município<br />

incluiu ainda a iniciativa “Férias Profissionais”, que permitiu a<br />

adolescentes e jovens acompanhar trabalhadores de diferentes<br />

áreas e perceber algumas das suas tarefas <strong>em</strong> locais como<br />

o canil, viveiro, oficinas ou cozinha. A iniciativa destinou-se a<br />

jovens com 12 a 18 anos e as atividades decorreram maioritariamente<br />

nas tardes de segunda e quarta-feira, ao longo dos<br />

meses de julho e agosto.<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


II Campo Arqueológico Internacional<br />

de <strong>Proença</strong>-a-Nova<br />

Cultura<br />

As escavações arqueológicas no Cabeço da Anta poderão<br />

trazer novidades quanto ao método construtivo desta sepultura<br />

milenar. O segundo ano consecutivo de trabalhos no<br />

local trouxe à equipa de seis arqueólogos a convicção de que<br />

a sepultura poderá vir a revelar-se “um dos mais <strong>em</strong>bl<strong>em</strong>áticos<br />

monumentos megalíticos da Beira Baixa”, como explica<br />

João Caninas, coordenador do II Campo Arqueológico Internacional<br />

de <strong>Proença</strong>-a-Nova. Para 2015 está já projetada a<br />

continuidade dos trabalhos, desta vez com três escavações<br />

<strong>em</strong> igual número de locais, de cronologia e tipologia distintas.<br />

Realizado durante o mês de agosto, com dois grupos de 20<br />

participantes (de quatro nacionalidades diferentes) divididos<br />

por dois turnos, o campo cont<strong>em</strong>plou este ano duas áreas<br />

de trabalho. Pela dimensão e complexidade, a escavação no<br />

Cabeço da Anta iniciou-se <strong>em</strong> 2013 e irá ainda exigir mais<br />

algum t<strong>em</strong>po, tendo paralelamente sido escavada a anta de<br />

Vale do Alvito. Integrada no percurso pedestre PR1, esta última<br />

ficou com a intervenção praticamente concluída, estando<br />

prevista a posterior valorização para visita de todos<br />

os interessados.<br />

Mário Monteiro, arqueólogo coordenador de sector no Cabeço<br />

da Anta, explica que os trabalhos deste verão permitiram<br />

“atingir uma couraça pétrea que define o sist<strong>em</strong>a construtivo”<br />

daquela grande mamoa. No próximo ano será feito<br />

um corte para perceber as várias camadas da construção. “É<br />

como um bolo com vários sabores dispostos <strong>em</strong> camadas.<br />

Quando cortamos uma fatia, conseguimos apanhar todos os<br />

sabores. É isso que pretend<strong>em</strong>os fazer.” Para já, percebeu-se<br />

que se trata de uma anta com nove esteios – mais dois do<br />

que o modelo comum de câmara de sete esteios.<br />

Embora a investigação seja o objetivo principal da escavação,<br />

a iniciativa acaba por ter igualmente uma vertente educativa,<br />

proporcionando aos alunos práticas de campo que as<br />

universidades atualmente não pod<strong>em</strong> oferecer. Como explica<br />

João Caninas, nas próximas s<strong>em</strong>anas irão já iniciar-se os<br />

contactos com universidades estrangeiras, de forma a poder<strong>em</strong><br />

inserir nas programações anuais o campo de 2015.<br />

Boletim Informativo<br />

8<br />

PROENÇA EM REVISTA<br />

Cin<strong>em</strong>a digital a partir de dez<strong>em</strong>bro<br />

O cin<strong>em</strong>a <strong>em</strong> <strong>Proença</strong>-a-Nova entrou dia 26 de dez<strong>em</strong>bro<br />

na nova era digital com um aparelho de projeção da última<br />

geração. A otimização na qualidade de imag<strong>em</strong>, o acesso às<br />

estreias e filmes mais recentes, a par da requalificação do sist<strong>em</strong>a<br />

de som são o conjunto de condições que estão criadas<br />

e vão permitir uma nova e agradável experiência na ida ao<br />

cin<strong>em</strong>a.<br />

Concertos de Natal<br />

O Coro da ESART – Escola Superior de Artes Aplicadas de<br />

Castelo Branco, sob a direção do maestro Paulo Santos, realizou<br />

a 21 de dez<strong>em</strong>bro um concerto de Natal, no auditório,<br />

assinalando o encerramento da Feira de Natal e da Filhó. O<br />

VI Encontro de Coros de Natal, que decorreu na Igreja Matriz,<br />

no dia 13 de dez<strong>em</strong>bro, contou com a participação do<br />

Grupo Coral da AIR 1º de Maio Alfarelense, o Grupo Coral de<br />

Oiã, numa organização do Grupo Coral de <strong>Proença</strong>-a-Nova.<br />

Lançamento de livro<br />

“Um bocadinho de algo”, de João Gabriel Batista, foi apresentado<br />

no dia 1 de nov<strong>em</strong>bro no Auditório Municipal de <strong>Proença</strong>-a-Nova.<br />

O vereador João Manso fez no seu discurso<br />

referência ao “risco que é hoje escrever e editar um livro”.<br />

Eduardo Miguel, chefe do agrupamento local de escuteiros,<br />

fez uma viag<strong>em</strong> por excertos da obra, aliados a fotografias<br />

do autor. Este livro reúne reflexões soltas sobre o dia-a-dia:<br />

“É o leitor que faz o livro, com a sua interpretação e forma de<br />

olhar para aquilo que lê”, considerou o autor, João Baptista.<br />

Posto de Turismo<br />

Durante o ano de <strong>2014</strong> visitaram o Posto de Turismo cerca<br />

de 400 turistas sendo a maioria oriunda de Lisboa, Leiria,<br />

Santarém e Coimbra. O pico das visitas verificou-se durante<br />

o mês de agosto com cerca de 110 visitas. Contribuíram ainda<br />

para este número a visita de alguns turistas ingleses, brasileiros,<br />

espanhóis e holandeses que, na sua maioria, procuravam<br />

informação sobre atividades na natureza e de animação,<br />

alojamento e gastronomia.<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Ciclo de Tertúlias - Ecos de <strong>Proença</strong><br />

Cultura<br />

Em ambiente descontraído, o bar do Hotel das Amoras<br />

recebeu o último quadro do ciclo de tertúlias de <strong>2014</strong>.<br />

A 16 de outubro, falou-se da evolução do ensino e a importância<br />

da escolarização no concelho, contando com a participação<br />

de dezenas de professores na assistência. Responsável<br />

pela normalização do ensino secundário público, <strong>em</strong> 1976,<br />

depois do agitado processo de ocupação do Colégio que se<br />

seguiu ao 25 de abril, o professor Daniel Catarino recordou a<br />

importância que o “projeto visionário” do padre Alfredo Dias<br />

teve na d<strong>em</strong>ocratização do acesso à escolarização. Albertina<br />

Castanheira e Isilda Martins, que lecionaram no ensino primário<br />

(atual primeiro ciclo) l<strong>em</strong>braram o papel das regentes,<br />

o isolamento das escolas e a importância das professoras nas<br />

comunidades locais.<br />

Em nov<strong>em</strong>bro, dia 20, um t<strong>em</strong>a ainda b<strong>em</strong> fresco na m<strong>em</strong>ória<br />

da maioria das gerações: a SOTIMA teve 525 trabalhadores<br />

diretos e cerca de 75% dos aglomerados produzidos<br />

destinavam-se a exportação, com Inglaterra, Espanha, Grécia,<br />

Israel e Cabo Verde nos mercados de destino. Promoveu<br />

o desenvolvimento económico do concelho de <strong>Proença</strong>-a-<br />

Nova, abriu caminho a outras indústrias, teve um impacto<br />

significativo <strong>em</strong> sectores como a habitação e restauração e<br />

A SOTIMA teve 525 trabalhadores diretos<br />

e cerca de 75% dos aglomerados destinavam-se<br />

a exportação<br />

PROENÇA EM REVISTA<br />

funcionou como escola de mão-de-obra qualificada, como<br />

atestaram os participantes desta tertúlia.<br />

A última tertúlia de <strong>2014</strong> ocorreu <strong>em</strong> dez<strong>em</strong>bro, dia 18, recordando<br />

as grandes casas onde o comércio era variado e<br />

ao balcão do mesmo espaço comercial era possível comprar<br />

pregos e açúcar, tijolos e mercearia, plásticos e tecido a metro.<br />

Os comerciantes, individualidades respeitadas, tidas como<br />

pessoas idóneas e de b<strong>em</strong>, muitas vezes matavam a fome aos<br />

mais desfavorecidos e diversas vezes “rasgavam” as folhas de<br />

calotes. O comércio estava no sangue destes homens e era<br />

uma herança de família. Hoje ainda se encontram algumas casas<br />

abertas, que passaram entre gerações, que conseguiram<br />

acompanhar a evolução dos t<strong>em</strong>pos, adaptando-se às mudanças<br />

e exigências desta sociedade de consumo.<br />

Teatro<br />

No palco do auditório municipal de <strong>Proença</strong>-a-Nova continuou<br />

o IX Festival de Teatro com a estreia a 12 de julho<br />

da Universidade Sénior de <strong>Proença</strong>-a-Nova, seguindo-se a<br />

13 de set<strong>em</strong>bro “Um confronto com a realidade”, de Valéria<br />

Dias; 11 de outubro: “Esperando… pelo hom<strong>em</strong> perfeito” do<br />

Tepas de Cucujães; 8 de nov<strong>em</strong>bro: “Saco das Nozes” pelo<br />

JUV-Setas de Santa Maria da Feira e para encerrar o festival<br />

assistimos no dia 13 de dez<strong>em</strong>bro a um “Espetáculo de Natal”<br />

produzido pela própria Companhia de Teatro dos Montes da<br />

Senhora.<br />

Boletim Informativo<br />

9<br />

O público escolar, desde o pré-escolar aos alunos do secundário,<br />

também pode assistir a diversos espetáculos pedagógicos<br />

e de apoio curricular, nomeadamente:<br />

4 de nov<strong>em</strong>bro<br />

“Mão no Chão e Pé no Ar”, espetáculo infantil de poesia e<br />

canções, com Daniel Completo e José Fanha<br />

6 de nov<strong>em</strong>bro<br />

“Qu<strong>em</strong> quer ser Saramago”, pela associação artística Andante<br />

2 de dez<strong>em</strong>bro<br />

“Einstein”, pela companhia de teatro Extr<strong>em</strong>o<br />

3 de dez<strong>em</strong>bro<br />

“Robertices”, pelo grupo de teatro Atrapalharte<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


20 anos Biblioteca Municipal<br />

Nas com<strong>em</strong>orações dos 20 anos de atividade, a Biblioteca<br />

t<strong>em</strong> vindo a proceder a alterações para melhorar e dinamizar<br />

os serviços. As áreas de leitura estão reorganizadas e dotadas<br />

de novo mobiliário, criando espaços com condições para a<br />

realização de trabalhos de grupo. A instalação de máquinas<br />

automáticas com bebidas e snacks contribui igualmente para<br />

reforçar o conforto dos utilizadores enquanto permanec<strong>em</strong><br />

no espaço.<br />

Com 20 anos de atividade, a Biblioteca t<strong>em</strong><br />

vindo a proceder a alterações para melhorar<br />

e dinamizar os serviços<br />

Hora do Conto<br />

Os alunos do pré-escolar continuam a ouvir histórias na<br />

biblioteca municipal, pelas vozes de funcionários, amigos<br />

e avós, que se disponibilizam para esta iniciativa. A<br />

periodicidade mantém-se: cinco contos que fizeram as<br />

delícias e cativaram a atenção deste pequeno grande<br />

público. Contos como “A Estrela de Laura”, “Pássaros<br />

Coroados – O Peto e a Mejengra”, “À espera da Maria<br />

Marmota”, “Tio Lobo” e “Contos de Natal” foram os livros<br />

partilhados.<br />

Atelier de expressão Plástica<br />

Em set<strong>em</strong>bro, mês de início do calendário escolar, as atividades<br />

eleitas foram a construção de etiquetas personalizadas<br />

e do horário escolar. Um toque de criatividade<br />

para colorir e animar os materiais escolares.<br />

Aprender fazendo<br />

De julho a dez<strong>em</strong>bro foram apresentadas cinco novas<br />

atividades profissionais, o professor, o enfermeiro, o<br />

médico, o músico e o pai natal, na biblioteca municipal.<br />

Estas sessões lúdicas dão às crianças informações básicas<br />

do que são estas profissões, através das descrições<br />

e até de ex<strong>em</strong>plos práticos.<br />

A 25 de outubro, no auditório municipal, a Escola Silvina Candeias<br />

entusiasmou a plateia com um grande espetáculo, num<br />

encontro de duas culturas que juntou os ritmos e a sensualidade<br />

dos gestos das sevilhanas à sonoridade do fado. Já no dia<br />

22 nov<strong>em</strong>bro, António Espanhol transportou os espetadores ao<br />

misterioso mundo do ilusionismo e do entretenimento, onde não<br />

faltou a boa disposição e a colaboração do público, numa noite<br />

<strong>em</strong> que aquilo que os olhos não puderam ver, a mente decidiu<br />

sonhar. Estes espetáculos faz<strong>em</strong> parte da programação das com<strong>em</strong>orações<br />

dos 20 anos da biblioteca que, ao“ 4º Sábado de<br />

cada Mês”, oferece animação diversificada a toda a população.<br />

Até ao final de abril irá manter-se um programa dinâmico de iniciativas<br />

com<strong>em</strong>orativas do 20º aniversário do serviço.<br />

Biblioteca Com Vida<br />

A Biblioteca Com Vida e as Tardes de Cin<strong>em</strong>a são projetos<br />

de animação cultural criados para incentivar as<br />

visitas e a permanência na biblioteca. Programas que<br />

pod<strong>em</strong> ajudar a ocupar os sábados e as quartas de<br />

tarde, com sessões de cin<strong>em</strong>a ou seções de karaoke.<br />

Acompanhe os programas na agenda cultural.<br />

Cin<strong>em</strong>a de Verão<br />

Póvoa, Vergão, Atalaias, Pedra do Altar e S. Pedro do<br />

Esteval tiveram sessões de cin<strong>em</strong>a ao ar livre, <strong>em</strong> pátios<br />

e até na piscina, que juntaram as populações para<br />

um serão de convívio e boa disposição.


Cultura<br />

PROENÇA EM REVISTA<br />

Bibliomóvel divulgada no Chile<br />

A experiência da Bibliomóvel foi divulgada <strong>em</strong> dois eventos<br />

relacionados com a leitura, realizados no Chile. No II encontro<br />

nacional da rede de Bibliotecas Itinerantes do Chile, a biblioteca<br />

móvel partilhou, como convidada estrangeira, as estratégias<br />

e atividades desenvolvidas.<br />

Este encontro, por sua vez, esteve integrado no III S<strong>em</strong>inário<br />

Internacional de Bibliotecas Públicas, cujo programa incluiu<br />

um painel <strong>em</strong> que a Bibliomóvel, uma biblioteca itinerante do<br />

sul do Chile e a rede de bibliotecas itinerantes da Catalunha<br />

foram apresentadas como ex<strong>em</strong>plos de boas práticas. O s<strong>em</strong>inário<br />

foi promovido pela Direção de Bibliotecas, Arquivos e<br />

Museus do Chile, b<strong>em</strong> como pelo Serviço Nacional de Bibliotecas<br />

Públicas.<br />

Boletim Informativo<br />

11<br />

O II encontro da rede de Bibliotecas Itinerantes do Chile procurou<br />

fazer a avaliação do ano <strong>2014</strong> e delinear estratégicas<br />

e t<strong>em</strong>as prioritários para 2015, <strong>em</strong> áreas como a formação,<br />

financiamento e difusão.<br />

Inaugurada <strong>em</strong> junho de 2006, a Bibliomóvel desloca-se pelas<br />

localidades dispersas do concelho, pelos centros de dia e<br />

instituições da Santa Casa da Misericórdia. Promove a leitura,<br />

funciona como posto móvel avançado dos serviços municipais<br />

e des<strong>em</strong>penha uma função social, como antídoto contra<br />

a solidão e, <strong>em</strong> período de férias, apoio à ocupação dos mais<br />

jovens. Promove ainda projetos sazonais de animação, levando<br />

consigo acordeonistas ou realizando ateliers de ciência,<br />

<strong>em</strong> parceria com o Centro Ciência Viva da Floresta.<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Lá do outro lado mundo<br />

“O caminho, s<strong>em</strong>pre o caminho. Este é o território funcional<br />

da Bibliomóvel de <strong>Proença</strong>-a-Nova. O caminho que se faz<br />

diariamente por estas estradas, terras e gentes levando biblioteca<br />

pública a qu<strong>em</strong> dela necessita ou mostrando todas<br />

as vantagens de usufruir dos seus recursos.<br />

Este é o compromisso que carregamos com todo o gosto<br />

e ilusão. A estrada, por vezes, leva-nos s<strong>em</strong>pre a destinos<br />

traçados, mas também a paragens mais ou menos distantes<br />

(reais e virtuais). O encontro de vontades t<strong>em</strong> acontecido um<br />

pouco por todo o país, levando o nome de <strong>Proença</strong>-a-Nova<br />

b<strong>em</strong> longe. Onde quer que vamos e estamos, mostramos e<br />

contamos aquilo que somos e faz<strong>em</strong>os. S<strong>em</strong>pre com a vontade<br />

de fazer ainda mais e melhor.<br />

visitas com “Histórias, estórias e outras coisas mais…” ao espaço<br />

do Projeto Escola BioAromas.<br />

Deste, e do outro lado do mundo, as Bibliotecas Itinerantes<br />

faz<strong>em</strong> do caminho a sua raiz identitária. Levamos e transportamos<br />

Biblioteca Pública. É o que somos. É o que faz<strong>em</strong>os. A<br />

Bibliomóvel de <strong>Proença</strong>-a-Nova é uma Biblioteca Itinerante.<br />

Por isso o seu caminho está s<strong>em</strong>pre por fazer e vamos continuar<br />

a faze-lo, s<strong>em</strong>pre com a mesma vontade de tentar fazer<br />

s<strong>em</strong>pre o melhor, melhor possível! Estamos a caminho.”<br />

Nuno Marçal, Bibliotecário-ambulante<br />

Fechamos um ano mais de uma curta mas rica história, que<br />

não fica por aqui. Quer<strong>em</strong>os mais. Quer<strong>em</strong>os fazer mais.<br />

Quer<strong>em</strong>os ir mais longe. Quer<strong>em</strong>os ser melhores. Quer<strong>em</strong>os<br />

continuar a idealizar e materializar mais páginas desta<br />

história, que outros começaram e que muitos continuam a<br />

escrever e aos quais estamos conectados por laços de fraternidade<br />

e igualdade.<br />

Para além dos percursos habituais das andanças, surg<strong>em</strong><br />

convites inesperados para deslocações extra territoriais de<br />

<strong>Proença</strong>-a-Nova. Neste ano de <strong>2014</strong> fomos cont<strong>em</strong>plados<br />

com alguns destes convites que permitiu levar a Bibliomóvel<br />

de <strong>Proença</strong>-a-Nova até junto de outros el<strong>em</strong>entos desta<br />

imensa família que são as Bibliotecas Itinerantes. São s<strong>em</strong>pre<br />

encontros intensos. Intensos nas sensações e intensos nas<br />

ligações efetuadas e confirmadas para lá da espuma social<br />

que são as redes globais de comunicação.<br />

Dentro das suas zonas de conforto, a Bibliomóvel manteve<br />

a presença junto de parceiros afetivos e efetivos de longa<br />

data. Esta ligação renova-se ora de 15 <strong>em</strong> 15 dias, no caso<br />

do Lares e Centros de Dia (<strong>Proença</strong>Lar, Fundação Joaquim<br />

Lourenço – Carregais, Centro de Dia de Montes da Senhora,<br />

Santa Casa de Misericórdia de Sobreira Formosa, Santa Casa<br />

de Misericórdia de <strong>Proença</strong>-a-Nova), ora mensalmente nas<br />

Boletim Informativo<br />

12<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Digressões<br />

- Dia Mundial das Bibliotecas – 01/07/14 – Museu Tavares<br />

<strong>Proença</strong> Júnior – Castelo Branco<br />

- I Encontro Transfronteiriço de Bibliotecas Itinerantes –<br />

24/10/14 – Guarda<br />

- “S<strong>em</strong>ana da Leitura” – Colégio Internato dos Carvalhos –<br />

29/10/14 – Vila Nova de Gaia<br />

- 3º S<strong>em</strong>inário Internacional de Bibliotecas Públicas – 04 a<br />

06/11/14 – Santiago do Chile<br />

Território Funcional<br />

Percurso 1<br />

2ª Feira Cimadas Cimeiras / Cimadas Fundeiras / Vergão<br />

3ª Feira Alvito da Beira / Sobrainho dos Gaios<br />

4ª Feira Vale das Balsas / Figueira / Catraia Cimeira / Póvoa<br />

5ª Feira Cunqueiros / Fórneas / Pedras Brancas<br />

6ª Feira Pedra do Altar / Estevês / Peral / Vale da Mua<br />

Percurso 2<br />

3ª Feira Rabacinas / Sobral Fernando / Maxiais / Giesteiras<br />

4ª Feira Corgas / Malhadal<br />

5ª Feira Padrão / São Pedro do Esteval / Lameira de Ord<strong>em</strong><br />

/ Palhota / Monte Fundeiro / Borracheira<br />

6ª Feira - Pergulho /Vale de Água / Serimogão / Moitas.<br />

• <strong>Proença</strong>Lar – Montinho (4ª feira)<br />

• Fundação Joaquim Lourenço – Carregais (4ª feira)<br />

• Centro de Dia de Montes da Senhora (3ª Feira)<br />

• Santa Casa de Misericórdia de Sobreira Formosa (5ª Feira)<br />

• Santa Casa de Misericórdia de <strong>Proença</strong>-a-Nova (5ª Feira)<br />

Caso pretenda que o seu território conste desta lista,<br />

contacte:<br />

bibliomovel@cm-proencanova.pt / Biblioteca Municipal<br />

de <strong>Proença</strong>-a-Nova - 274 670 007<br />

Boletim Informativo<br />

13<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Cultura<br />

PROENÇA EM REVISTA<br />

Exposições<br />

Auditório Municipal<br />

Julho<br />

Trabalhos manuais “Impressõesénior” pela Universidade<br />

Sénior de <strong>Proença</strong>-a-Nova<br />

Agosto / set<strong>em</strong>bro<br />

Coleção de “Porta-Chaves e …” de Francisco Cabral<br />

Outubro<br />

Coleção de “Chávenas de Café” de Francisco Cabral<br />

Nov<strong>em</strong>bro<br />

“O futuro com energia”, maquetas resultantes do<br />

concurso “Eu faço Ciência” pelo Agrupamento de Escolas<br />

de <strong>Proença</strong>-a-Nova<br />

Galeria Municipal Comendador João Martins<br />

Julho / agosto<br />

Fotografia de Joaquim Rodrigues Martins “Aves e outros<br />

lugares”<br />

Set<strong>em</strong>bro / outubro<br />

Pintura de António Alves “Traços Poéticos”<br />

Nov<strong>em</strong>bro / dez<strong>em</strong>bro<br />

Coletiva de Artes Plásticas com Adélia Martins, Alfredo<br />

Cardoso, Francisco Cabral, Helena Fernandes, João de Jesus,<br />

Mário Dias, Mila Lopes, Paulo Santiago e Silvia Mathys.<br />

Dez<strong>em</strong>bro<br />

Coletiva “Estrelas e Postais de Natal” por: Pré-escola,<br />

Universidade Sénior, Santa Casa, Centro de Dia, Creche e<br />

Instituto de S. Tiago e <strong>Proença</strong>lar.<br />

Polo da Biblioteca Municipal <strong>em</strong> S. Pedro do Esteval<br />

Agosto<br />

“Refúgio <strong>em</strong> ponto cruz”, bordados de Isabel Junqueira<br />

Nov<strong>em</strong>bro<br />

“Ideo”, peças tradicionais recriadas por Deolinda Marques<br />

Posto de Turismo<br />

Exposição de bordados e trabalhos têxteis de Fátima<br />

Catarino, com trabalho ao vivo no mesmo espaço.<br />

Fotografia de Joaquim Rodrigues Martins<br />

Boletim Informativo<br />

14<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Desporto


Grande Rota da Cortiçada<br />

Encontra-se aprovado pela Federação de Campismo, Montanhismo<br />

e Pedestrianismo o projeto para a criação de uma<br />

Grande Rota à qual se chamou “GR da Cortiçada”. Esta rota,<br />

com cerca de 130 quilómetros, passa pelos principais pontos<br />

turísticos do concelho. Dividida <strong>em</strong> sete etapas de aproximadamente<br />

19 quilómetros cada, coincidentes com os alojamentos<br />

locais licenciados, esta rota permite a permanência<br />

no território por cerca de sete dias, se pretender percorrê-la<br />

na totalidade, ou <strong>em</strong> vários fins de s<strong>em</strong>ana se for realizada<br />

parcialmente.<br />

Boletim Informativo<br />

16<br />

Com cerca de 130 quilómetros,<br />

a Grande Rota da Cortiçada<br />

passa pelos principais pontos<br />

turísticos do concelho<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Desporto<br />

PROENÇA EM REVISTA<br />

70 Judocas estagiam <strong>em</strong> <strong>Proença</strong>-a-Nova<br />

A Escola de Judo Ana Hormigo organizou, entre os dias 18 e<br />

21 de dez<strong>em</strong>bro, o seu Estágio de Natal <strong>2014</strong>, que decorreu<br />

no Hotel das Amoras <strong>em</strong> <strong>Proença</strong>-a-Nova. Pelo segundo ano<br />

consecutivo, e fundamentalmente pela hospitalidade e gentileza<br />

da vila, o Pinhal Interior Sul foi novamente a eleição da<br />

Escola de Judo Ana Hormigo, do núcleo de Judo da Universidade<br />

Lusófona, do Colégio Bom Sucesso (Lisboa), Externato<br />

Champagnat (Lisboa) e Colégio Monte Flor (Lisboa). O objetivo<br />

foi o de preparar os atletas para as competições e atividades<br />

do novo ano de 2015, aproveitando as festividades e<br />

férias desses jovens.<br />

Os 70 judocas estiveram divididos por 2 grupos de trabalho<br />

tendo cada um objetivos diferentes. O grupo dos cadetes e<br />

juniores (sub 18 e sub 21) realizou treinos bidiários com duração<br />

de 1h30 e direcionados para a componente técnicotática<br />

e luta. O grupo dos infantis, iniciados e juvenis (até aos<br />

sub 15) realizaram treinos com duração de uma hora tendo<br />

sido direcionados essencialmente para a componente técnica.<br />

Durante o estágio os atletas visitaram o Centro de Ciência<br />

Viva da Floresta e a Feira do Natal que decorreu <strong>em</strong> <strong>Proença</strong>a-Nova.<br />

Colaboração com o Agrupamento de Escolas<br />

Os técnicos de desporto do Município asseguram as atividades<br />

extracurriculares dos alunos do primeiro ciclo e do préescolar<br />

do Concelho:<br />

- Disciplina de atividade desportiva a todas a turmas do 1º<br />

ao 4º ano;<br />

- Motricidade infantil a todas as turmas de pré-escolar, incluindo<br />

as escolas privadas do Cortiço, <strong>em</strong> <strong>Proença</strong>-a-Nova, e<br />

da Carochinha, <strong>em</strong> Sobreira Formosa.<br />

Boletim Informativo<br />

17<br />

Ginásio<br />

De acordo com alguns estudos, 30 minutos de atividade física<br />

são suficientes para beneficiar dos efeitos do exercício, sejam<br />

fisiológicos ou psicológicos.<br />

Ajuda-o a perder peso, reduzir o stress, baixar a pressão arterial,<br />

controlar a diabetes e reduzir o risco de doenças cardíacas.<br />

Pode fazer o seu plano individual de treino e uma avaliação do<br />

seu estado físico no ginásio municipal, com o apoio gratuito da<br />

equipa de desporto, nos seguintes horários: segundas e quartas<br />

das 17h30 às 19h15, terças das 9h às 12h.<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


7º Encontro de Escalada das Portas de Almourão<br />

A escola de escalada Portas de Almourão realizou a 25 e 26 de<br />

outubro mais um encontro anual, o 7º, com 70 participantes,<br />

três destes de nacionalidade brasileira. Entre escaladores mais<br />

experientes e curiosos da modalidade, o programa incluiu o<br />

workshop de iniciação à atividade <strong>em</strong> que participaram nove<br />

pessoas e um grupo de escuteiros do agrupamento de <strong>Proença</strong>-a-Nova,<br />

com acompanhamento de José Santos, escalador<br />

responsável pelo projeto da Escola de Escalada <strong>em</strong> <strong>Proença</strong>a-Nova.<br />

O Encontro contou com a presença da aluna do 2º<br />

ano de mestrado <strong>em</strong> Gestão Turística do Instituto Politécnico<br />

de Viseu, Rita Lopes, que veio recolher informação para a sua<br />

dissertação, sobre o t<strong>em</strong>a “Turismo de Aventura”.<br />

Atividades na piscina com elevada procura<br />

Durante o presente ano letivo, imprevistos ou alterações nas<br />

aulas de natação estão a ser comunicados aos pais por SMS<br />

ou e-mail. Estão inscritos um total de 173 alunos e a elevada<br />

procura às atividades da piscina levou à criação de uma lista<br />

de espera, para assegurar que a todo o momento possam ser<br />

aproveitadas vagas abertas por eventuais desistências ou alterações.<br />

Do total de alunos inscritos para o ano letivo, a principal fatia<br />

frequenta as turmas de crianças e jovens, num total de<br />

113, dos quais uma dezena nas aulas para bebés. O grupo de<br />

adultos t<strong>em</strong> 21 inscritos e há também 39 alunos nas aulas de<br />

hidroginástica.<br />

A qualidade e segurança nas aulas obriga a limites rigorosos<br />

no número máximo de alunos por turma, sobretudo no caso<br />

da adaptação ao meio aquático, num máximo de 4 a 6 alunos,<br />

e no nível introdutório, de 6 a 8 alunos. A explicação sobre<br />

os diferentes níveis, objetivos e número de alunos foi dada<br />

aos pais numa reunião de apresentação e lançamento do ano<br />

letivo, presidida pelo vereador com a tutela do Desporto, João<br />

Manso. O calendário para <strong>2014</strong>/15 irá incluir um meeting<br />

com uma vertente competitiva, assim como o encontro de<br />

encerramento das atividades e apresentação aos pais dos resultados<br />

atingidos.<br />

Hidroginástica no Verão<br />

Durante o mês de julho a piscina de São Pedro do Esteval<br />

juntou dezenas de pessoas para aulas de hidroginástica.<br />

É uma piscina que possui excelentes condições<br />

para a atividade, com bons acessos e ainda uma<br />

envolvente paisagística de extraordinária beleza. Com<br />

aulas às terças e quintas, às 17h45, a adesão foi s<strong>em</strong>pre<br />

enorme e o ambiente era de boa disposição geral.<br />

<strong>Proença</strong> Championship Tour <strong>2014</strong><br />

O <strong>Proença</strong> Championship Tour <strong>2014</strong> foi realizado nos<br />

courts de Ténis Municipais com o apoio do comércio<br />

local: Intermarché, Optica Jacinto, Minipreço, Discoteca<br />

Mist e Fisiart, que ajudaram na organização do evento.<br />

Realizaram-se cinco opens, participando um total<br />

de 26 atletas de vários pontos do país. O vencedor do<br />

campeonato foi Gonçalo Farinha que, no conjunto dos<br />

torneios, conseguiu ganhar 3120 pontos. O objetivo<br />

do torneio é fomentar a prática de ténis no concelho e<br />

também incentivar à prática de atividade física.<br />

Futebol com a ADCPN<br />

A 27 de set<strong>em</strong>bro realizou-se o 1º ciclo de Conferências<br />

do Desporto, no auditório municipal, com a participação<br />

de Armando Lopes, coordenador técnico da<br />

Escola Acad<strong>em</strong>ia do Sporting de Corroios. A escola de<br />

futebol da Associação Desportiva e Cultural de <strong>Proença</strong>-a-Nova<br />

participou e venceu o Torneio de Outono<br />

para benjamins e traquinas, que decorreu nos dias 27<br />

e 28, do mesmo mês, no Campo Senhora das Neves.<br />

III Cãominhada<br />

No âmbito do dia internacional do animal, realizou-se<br />

na povoação de Montes da Senhora a III Cãominhada,<br />

no dia 4 de outubro. Com muita animação, todos<br />

os participantes e os seus canídeos disfrutaram de um<br />

percurso de uma beleza fantástica e de um bom reforço<br />

alimentar. Uma boa caminhada acompanhada pelo<br />

melhor “amigo” é gratificante e contribui para a melhoria<br />

da saúde.


Campo de Tiro certificado<br />

Boletim Informativo<br />

19<br />

Cerca de 100 pessoas participaram, a 19 de julho, na primeira<br />

prova de tiro aos pratos realizada no Campo de Tiro de Nave<br />

à Metade após a certificação do espaço. Localizado entre a<br />

Pedra do Altar e Vale da Mua, o campo é o único certificado<br />

no distrito, com condições para acolher provas desportivas da<br />

modalidade.<br />

Dois participantes dividiram o pódio, com 25 pratos, seguidos<br />

por mais dois atiradores <strong>em</strong>patados (com 23). O grupo de primeiros<br />

classificados contou com uma representante f<strong>em</strong>inina,<br />

que conseguiu 22 pratos. Além de prémios monetários para as<br />

primeiras cinco posições, foram entregues brindes a todos os<br />

inscritos – incluindo amostras de mel e medronho, para degustação<br />

de produtos locais.<br />

Propriedade do Clube de Caçadores de <strong>Proença</strong>-a-Nova, o<br />

campo de tiro dispõe de bar e abre aos fins de s<strong>em</strong>ana, estando<br />

disponível para eventos sob marcação.<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Passeios Pedestres<br />

107º “Trilho da Serra da Pescaria”<br />

20 julho (Aljubarrota) - 7,50 km - 54 caminheiros<br />

108º “Por água abaixo II”<br />

17 agosto (troço da Ribª do Alvito) - 8,00 km - 80 caminheiros<br />

109º “T<strong>em</strong>po de desfolhada e vindimas”<br />

20 e 21 set<strong>em</strong>bro (Póvoa e Sobreira) - 8,00 km + 5,00 km<br />

-75+25 caminheiros<br />

110º “Se uns andam à caça, outros prefer<strong>em</strong> a pesca”<br />

19 outubro (Pracana) - 10,50 km - 90 caminheiros<br />

111º “II Invasão Beirã”<br />

16 nov<strong>em</strong>bro (Santarém) - 8,50 km - 63 caminheiros<br />

112º “NaTal rota gourmet IV”<br />

14 dez<strong>em</strong>bro (Giesteiras) – 8,90 km – 140 caminheiros<br />

Ginástica Sénior<br />

200 pessoas compõe as diversas turmas de ginástica sénior,<br />

aulas onde reina a boa disposição e o exercício físico<br />

é o mote do encontro. A calorosa receção que os nossos<br />

profissionais têm, s<strong>em</strong>pre que chegam aos diversos locais<br />

da atividade, potencia a qualidade e estimula a preparação<br />

destas aulas. Esta atividade contribui para melhorar a<br />

mobilidade, destreza, coordenação e força a um grupo de<br />

uma faixa etária de risco, prevenindo e atenuando sinais e<br />

distintos probl<strong>em</strong>as de saúde.<br />

Ao longo dos anos esta atividade t<strong>em</strong> mantido e crescido<br />

relativamente a participantes, d<strong>em</strong>ostrando que o trabalho<br />

que está a ser feito é credível e de qualidade reconhecida.<br />

<strong>Proença</strong>-a-Nova (conta com 3 turmas, uma da Universidade<br />

Sénior), Moitas, Pergulho, São Pedro do Esteval, Sobral<br />

Fernando, Chão do Galego, Montes da Senhora, Alvito<br />

da Beira, Cunqueiros, Sobreira Formosa, Corgas, Sobrainho<br />

dos Gaios, Atalaias, Malhadal e Vale da Mua são os locais<br />

onde exist<strong>em</strong> classes de ginástica sénior.<br />

No total dos doze passeios realizados durante este ano, percorreram-se<br />

107,40 quilómetros, dos quais 91,40 foram realizados<br />

<strong>em</strong> território concelho.<br />

Sabia que no Verão ...<br />

… aos domingos, de julho a agosto, pode começar o dia<br />

com boa disposição e ajudar a sua saúde?<br />

… com bastante afluência, nas manhãs de domingo no Parque<br />

Urbano realizaram-se aulas de ginástica, numa perspetiva<br />

de que as pessoas dev<strong>em</strong> fazer exercício físico com<br />

regularidade e não precisam de nenhuma estrutura especial<br />

para tal.<br />

… esta iniciativa t<strong>em</strong> a coordenação e acompanhamento<br />

da equipa de desporto do Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova.


Ação Social<br />

Boletim Informativo<br />

21<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Seis mil quilómetros de rastreios gratuitos<br />

A Unidade Móvel de Saúde retomou a atividade regular junto<br />

da população do concelho no mês de junho e nestes seis<br />

meses percorreu 6000 quilómetros, atendeu 2075 pessoas<br />

(destas, 516 usufruíram deste serviço pela primeira vez), visitou<br />

137 locais, aconselhou 3 utentes a procurar um serviço<br />

de urgência de imediato e 9 a marcar<strong>em</strong> uma consulta com o<br />

médico de família.<br />

Nesta Unidade é possível fazer rastreios como a medição da<br />

tensão arterial e do índice de massa corporal, testes de glicémia,<br />

colesterol e triglicéridos.<br />

Foram também elaborados folhetos informativos sobre probl<strong>em</strong>as<br />

de saúde comuns, com conselhos úteis sobre atitudes<br />

preventivas a promover.<br />

O trabalho de prevenção e vigilância é feito por um técnico de<br />

farmácia que, de segunda a sexta-feira, percorre as estradas<br />

do nosso concelho e garante às populações, nomeadamente<br />

às mais idosas, uma atenção redobrada com a saúde.<br />

A Unidade Móvel de Saúde percorreu 6.000<br />

quilómetros e fez 2.075 atendimentos <strong>em</strong><br />

seis meses


Ação Social<br />

PROENÇA EM REVISTA<br />

Universidade Sénior<br />

Teatro: Uma Noite Sénior<br />

“Por Causa de um S” e “No Momento<br />

Certo” foram duas peças de teatro<br />

apresentadas pelos alunos da Universidade<br />

Sénior. Este espetáculo incluiu<br />

também um momento musical com a<br />

tuna da universidade, rábulas de curta<br />

duração e a projeção de um filme d<strong>em</strong>onstrativo<br />

da atividade desta instituição,<br />

que promove a aprendizag<strong>em</strong><br />

informal e o convívio entre pessoas<br />

com mais de 50 anos.<br />

Novas disciplinas, mais alunos e um<br />

reitor<br />

Artes decorativas, Literatura Portuguesa<br />

I, Português e Ginástica são as<br />

novas disciplinas disponíveis. No total<br />

são 90 os alunos inscritos, 60 dos<br />

quais <strong>em</strong> <strong>Proença</strong> e os restantes na<br />

turma de Sobreira Formosa. As aulas<br />

iniciaram-se a 1 de outubro e funcionam<br />

no edifício anexo aos Paços<br />

do Concelho e no Centro de Artes e<br />

Ofícios (Sobreira Formosa). Além do<br />

aumento do número de disciplinas e<br />

de alunos, outra novidade é o facto de<br />

passar a existir um reitor e um vicereitor.<br />

O professor António Manuel<br />

Silva foi o escolhido para o cargo de<br />

reitor, sendo coadjuvado por Francelina<br />

Sousa, diretora do Instituto de São<br />

Tiago.<br />

Visita a Lisboa<br />

O Museu nas instalações da antiga casa<br />

Professa dos Jesuítas, a igreja de S. Roque,<br />

o Museu de Marinha, um adoçar de boca<br />

nos pastéis de Belém, a Igreja e o Mosteiro<br />

dos Jerónimos, a exposição dos cavaquinhos<br />

e a visita aos túmulos de Pessoa e<br />

Herculano foram os pontos de visita à cidade<br />

de Lisboa que os alunos desta universidade<br />

fizeram no final do primeiro período<br />

letivo.<br />

Boletim Informativo<br />

23<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Festejar o São Martinho<br />

O tradicional magusto das escolas decorreu <strong>em</strong> ritmo animado,<br />

com coreografias de zumba e muita música. Na Sobreira<br />

Formosa o almoço foi partilhado, com grande adesão das famílias.<br />

Em <strong>Proença</strong>-a-Nova, a Universidade Sénior juntou-se<br />

aos alunos do jardim-de-infância e do 1º ciclo, numa tarde<br />

que terminou com um cortejo à luz de lanternas, de regresso<br />

à escola.<br />

Transportes gratuitos nas férias escolares<br />

As férias escolares deixam muitas aldeias do concelho<br />

s<strong>em</strong> autocarros mas, para evitar o isolamento e permitir<br />

deslocações a <strong>Proença</strong>-a-Nova, o Município assegurou<br />

uma rede de transporte gratuito que funcionou<br />

durantes os meses de julho e agosto.<br />

Associações locais apoiadas<br />

Para apoiar atividades desportivas, culturais e sociais<br />

dinamizadas por associações do concelho, a Câmara<br />

Municipal aprovou, <strong>em</strong> outubro, a atribuição de subsídios<br />

a diversas entidades, sendo os mais significativos<br />

os que envolv<strong>em</strong> a Associação Desportiva e Cultural<br />

de <strong>Proença</strong>-a-Nova (ADCPN), a Associação Humanitária<br />

dos Bombeiros Voluntários e a Casa do Benfica<br />

de <strong>Proença</strong>-a-Nova. A verba entregue a estas associações<br />

ronda os 106 mil euros.<br />

Campanha de recolha de alimentos<br />

Nos dias 29 e 30 de nov<strong>em</strong>bro decorreu mais uma<br />

campanha de recolha do Banco Alimentar contra a<br />

Fome que recolheu 1. 548 quilos de alimentos. Esta<br />

recolha contou com a colaboração do Município e do<br />

banco de voluntariado de <strong>Proença</strong>-a-Nova e voltou a<br />

colocar o nosso concelho <strong>em</strong> segundo lugar, na área do<br />

Banco de Castelo Branco, <strong>em</strong> volume de contributos,<br />

logo depois da sede de distrito.<br />

Festa de Natal e presentes<br />

Os alunos do 1.º Ciclo e Jardim de Infância do Centro Educativo<br />

de <strong>Proença</strong>-a-Nova, b<strong>em</strong> como o 1.º Ciclo e Jardim de<br />

Infância de Sobreira Formosa juntaram pais e professores e<br />

despediram-se do primeiro período letivo com as habituais<br />

festas de natal. Todas as crianças receberam também uma<br />

mochila personalizada, oferta do Município.<br />

Dia dos Avós<br />

O Dia dos Avós, que este ano se com<strong>em</strong>orou a um sábado,<br />

foi assinalado a 29 de julho com uma tarde recreativa<br />

<strong>em</strong> que participaram 25 crianças e 14 avós.<br />

Depois de jogos e de uma ida ao banho na praia fluvial<br />

de Aldeia Ruiva, a tarde terminou com um lanche.


Ambiente


Ambiente<br />

PROENÇA EM REVISTA<br />

Praias fluviais<br />

Nadadores Salvadores<br />

As três praias fluviais do concelho – Aldeia Ruiva, Fróia e Malhadal<br />

- asseguraram, mais uma vez, a presença de Nadadores<br />

Salvadores a t<strong>em</strong>po inteiro, e, neste ano, pela primeira<br />

vez, com dois nadadores salvadores por praia. Cumpriu-se,<br />

assim, durante a época balnear, o horário das 10h às 19h, de<br />

segunda a domingo, garantindo a segurança dos veraneantes.<br />

Atividades nas praias<br />

Desde a canoag<strong>em</strong> aos Trilhos de Praia, passando pelas leituras<br />

e atividades ambientais, todos os dias, junto aos apoios de<br />

praia, das 14h às 16h, os veraneantes puderam contar com a<br />

presença de monitores que os acompanhavam nas atividades.<br />

Também os ritmos do zumba estiveram presentes nos finais de<br />

tarde, alternadamente, <strong>em</strong> todas as praias do concelho. Aos finais<br />

de s<strong>em</strong>ana, também alternadamente, a presença de uma<br />

massagista oferecia momentos de relaxamento nesta época de<br />

lazer e descanso.<br />

Boletim Informativo<br />

26<br />

Desde a canoag<strong>em</strong>, aos Trilhos de Praia,<br />

passando pelas leituras e atividades<br />

ambientais, os veraneantes puderam contar<br />

com a presença de monitores que acompanhavam<br />

nas atividades.<br />

O artesanato, desde os bordados à bijuteria, foi até às Praias Fluviais<br />

de Aldeia Ruiva e Fróia, durante os finais de s<strong>em</strong>ana da época balnear,<br />

numa iniciativa do município com o contributo de artesãos do<br />

nosso concelho. Em exposição e a trabalhar ao vivo, despertaram<br />

a curiosidade e interesse do público, dinamizando mais uma vez os<br />

apoios de praia e enriquecendo o leque de ofertas programadas.<br />

Carreira da Praia<br />

Atendendo ao sucesso do ano anterior, o transporte turístico<br />

gratuito – Carreira da Praia – voltou a estar disponível,<br />

realizando-se todas as terças e quintas-feiras para as praias<br />

fluviais do concelho, desde a segunda quinzena de junho.<br />

Num total de 398 utilizadores, o mês de julho destacou-se<br />

no número de passageiros: 222, baixando <strong>em</strong> agosto para os<br />

114. A carreira percorreu alternadamente as praias de Aldeia<br />

Ruiva, Fróia e Malhadal, tendo igualmente sido feito um percurso<br />

ocasional para a piscina de São Pedro do Esteval.<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Ambiente<br />

PROENÇA EM REVISTA<br />

Sessão técnica divulga potencialidades<br />

do medronho<br />

Parque de Campismo<br />

Com apenas sete bungalows e área para 90 tendas, o Parque<br />

de Campismo da Praia Fluvial de Aldeia Ruiva registou durante o<br />

ano de <strong>2014</strong> um aumento significativo na taxa de ocupação, relativamente<br />

ao ano anterior, com cerca de 668 ocupações nos<br />

bungalows e 373 ocupações no espaço de tendas, num total de<br />

1.041 utilizadores. A época balnear, de julho a set<strong>em</strong>bro, também<br />

registou um aumento, com uma taxa média de 81 ocupações nos<br />

bungalows e 89 nas tendas, tendência que se t<strong>em</strong> vindo a sentir<br />

ano após ano, tal como o aumento do período de ocupação.<br />

A sessão técnica focou t<strong>em</strong>as como a instalação da cultura, doenças<br />

e tratamentos, fermentação e destilação, poda e o papel do<br />

medronheiro na gestão florestal e prevenção de incêndios florestais<br />

A 6 de nov<strong>em</strong>bro, as potencialidades do medronho e os cuidados<br />

a ter nas plantações estiveram <strong>em</strong> destaque numa<br />

ação de divulgação promovida pela Associação de Produtores<br />

Florestais e Agrícolas de <strong>Proença</strong>-a-Nova, que teve o apoio<br />

do Município. Intitulada “A cultura do medronheiro”, a sessão<br />

contou com cerca de 75 participantes e focou t<strong>em</strong>as como a<br />

instalação da cultura, doenças e tratamentos, fermentação e<br />

destilação, poda e o papel do medronheiro na gestão florestal<br />

e prevenção de incêndios florestais. A par das intervenções<br />

técnicas, o programa cont<strong>em</strong>plou a visita a dois pomares, um<br />

dos quais com financiamento para cultura do fruto <strong>em</strong> fresco.<br />

Apesar dos desafios levantados pelo facto de ter um período<br />

de conservação relativamente curto, o medronho é uma boa<br />

fonte de antioxidantes e apresenta uma quantidade razoável<br />

de vitaminas. Estiveram presentes o Diretor Regional Adjunto<br />

de Agricultura e Pescas do Centro e o Vice-Presidente da<br />

Câmara de <strong>Proença</strong>-a-Nova, que reforçou as potencialidades<br />

do medronho.<br />

Projeto BioAmoras<br />

No dia 5 de julho o Viveiro Municipal recebeu um grupo de dirigentes<br />

do grupo de escuteiros da área de Leiria que, depois de<br />

uma breve explicação sobre o espaço <strong>em</strong> questão e sobre o projeto<br />

BioAromas, ajudou, <strong>em</strong> regime de voluntariado, na manutenção<br />

dos canteiros, na recolha, corte e secag<strong>em</strong> de plantas, lado a lado<br />

com alguns dos alunos que se dispuseram a acompanhar o grupo.<br />

No final da manhã, já finalizados os trabalhos, foram agraciados<br />

com uma merenda feita com produtos BioAromas.<br />

Em nov<strong>em</strong>bro, no dia 5, no âmbito do dia de Todos os Santos, o<br />

projeto surpreendeu os funcionários do Viveiro com a oferta das<br />

tradicionais Broas dos Santos, inovadas pela utilização da alfaz<strong>em</strong>a<br />

na sua confeção.<br />

Boletim Informativo<br />

27<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Recuperação da resinag<strong>em</strong> <strong>em</strong> estudo<br />

Ambiente<br />

Um grupo de trabalho dinamizado pela associação Resipinus<br />

e com mais de meia centena de representantes de autarquias,<br />

produtores e indústrias t<strong>em</strong> vindo a estudar um modelo de<br />

exploração que permita recuperar a resinag<strong>em</strong> a nível nacional.<br />

O grupo reuniu-se a 4 de junho <strong>em</strong> <strong>Proença</strong>-a-Nova,<br />

numa sessão promovida pelo presidente da Câmara e pela<br />

Resipinus, para preparar uma tomada de posição entretanto<br />

entregue ao governo. O objetivo é conseguir que esta atividade<br />

seja consagrada no próximo PRODER, assumindo-se<br />

como um eixo estratégico de valorização do pinhal e de prevenção<br />

dos incêndios florestais.<br />

A proposta prevê a criação de núcleos de resinag<strong>em</strong> com cerca<br />

de 1500 hectares, nos quais trabalhariam quatro resineiros.<br />

Além da recolha de resina, desenvolveriam atividades como<br />

silvicultura preventiva e vigilância, integrando o sist<strong>em</strong>a municipal<br />

de defesa da floresta contra incêndios. O objetivo seria<br />

constituir um destes núcleos no concelho de <strong>Proença</strong>-a-Nova.<br />

O PRODER cont<strong>em</strong>pla apoios para a regeneração do pinheiro<br />

bravo, mas uma medida específica para a resinag<strong>em</strong> seria um<br />

compl<strong>em</strong>ento significativo que permitiria pr<strong>em</strong>iar o esforço<br />

dos produtores e incentivar a condução dos povoamentos<br />

até ao seu estado adulto, uma vez que só é possível extrair<br />

resina quando as árvores ating<strong>em</strong> 25 centímetros de diâmetro.<br />

Apesar de já ter sido apresentada, a proposta não foi cont<strong>em</strong>plada<br />

no documento estratégico para os próximos anos,<br />

sendo objetivo do grupo reforçar o pedido nesse sentido junta<br />

da ministra da Agricultura. A Associação Nacional de Municípios<br />

Portugueses manifestou já o seu apoio a esta iniciativa.<br />

PROENÇA EM REVISTA<br />

Zonas de Caça<br />

O Gabinete de Proteção Civil e Florestas do Município presta<br />

apoio às entidades gestoras das Zonas de Caça, nomeadamente:<br />

elaboração dos projetos de renovação das ZCM, publicação<br />

no site do Município e num jornal de expansão nacional<br />

das condições de acesso às ZCM, apoio na elaboração<br />

dos planos anuais de exploração cinegética, nos resultados de<br />

exploração cinegética e financeiros das Zonas de Caça.<br />

Conferência “Qual o futuro da nossa floresta?”<br />

Dia 9 de outubro, no Centro Ciência Viva da Floresta, o renascimento<br />

da atividade da resinag<strong>em</strong>, a evolução das ZIF e o<br />

enquadramento das ações de arborização estiveram <strong>em</strong> destaque<br />

na conferência promovida pela ANEFA, “Qual o futuro da<br />

nossa floresta?”, integrando um ciclo de sessões no âmbito das<br />

com<strong>em</strong>orações dos 25 de atividade daquela Associação.<br />

Espaços Verdes<br />

As floreiras e canteiros do concelho ganharam novas cores através<br />

da plantação de cerca de 1.500 herbáceas de inverno. Também<br />

o Parque de Feiras e Mercados de Sobreira Formosa foi alvo de<br />

algumas replantações, num total de 23 árvores e 286 arbustos.<br />

Foram realizadas plantações de árvores – nove Albízia julibrissim<br />

- <strong>em</strong> torno da primeira rotunda da variante Padre António Sousa,<br />

contribuindo para um melhor enquadramento desta área de entrada<br />

privilegiada na Vila de <strong>Proença</strong>.<br />

Também o Centro de Ciência Viva da Floresta foi alvo de ações de<br />

limpeza e poda no espaço exterior de modo a orientar, e beneficiar,<br />

o crescimento das espécies vegetais aí instaladas. A maior<br />

parte das espécies utilizadas nestas plantações provêm do Viveiro<br />

Municipal, que t<strong>em</strong> sido, de há já alguns anos a esta parte, o principal<br />

fornecedor do material vegetal aplicado nos espaços verdes<br />

do concelho. É também no Viveiro que se encontra instalada a unidade<br />

operativa do projeto BioAromas, numa parceria com a Escola<br />

Básica e Secundária Pedro da Fonseca.<br />

Boletim Informativo<br />

28<br />

Porque para todas estas ações é preciso um <strong>em</strong>penho a todos<br />

os níveis, aproveitamos para apelar ao bom senso de todos no<br />

sentido de preservar<strong>em</strong> os espaços verdes, não danificando n<strong>em</strong><br />

colhendo as espécies neles plantadas.<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Obras<br />

e Urbanismo<br />

Boletim Informativo<br />

29<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Obras e Urbanismo<br />

PROENÇA EM REVISTA<br />

Piscina <strong>em</strong> Pedra do Altar<br />

A piscina de Pedra do Altar foi inaugurada a 8 de agosto, tendo<br />

recebido desde logo algumas atividades, como as aulas de<br />

hidroginástica ou sessão de cin<strong>em</strong>a ao ar livre. Com a abertura<br />

deste espaço, a população passa a dispor de um ponto de<br />

convívio e de recreio no verão, numa zona do concelho que<br />

não dispõe de praias fluviais.<br />

A piscina t<strong>em</strong> 16 por 8 metros e uma profundidade máxima<br />

de 1,5 metros, sendo compl<strong>em</strong>entada por uma zona infantil<br />

com cerca de 50 centímetros de profundidade. Os mais novos<br />

Boletim Informativo<br />

30<br />

poderão também contar com um parque infantil. O edifício de<br />

apoio, onde funcionou a antiga escola primária, foi adaptado<br />

para instalar um bar, balneários e sanitários. O espaço exterior<br />

foi completamente reformulado, sendo definidas zonas pavimentadas,<br />

solário e zonas verdes. Foi criada uma esplanada e<br />

estarão disponíveis espreguiçadeiras e chapéus-de-sol.<br />

É a segunda aldeia do concelho a ganhar uma infraestrutura deste<br />

género, seguindo-se a São Pedro do Esteval, <strong>em</strong> que a piscina<br />

se t<strong>em</strong> revelado um importante núcleo agregador da população.<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Obras e Urbanismo<br />

PROENÇA EM REVISTA<br />

Concluídas<br />

Rede de saneamento das Moitas<br />

A obra de execução de rede de saneamento <strong>em</strong> Moitas, com<br />

um investimento total de 425.000 euros, encontra-se concluída.<br />

Esta intervenção foi mais longe do que somente a criação<br />

de rede de drenag<strong>em</strong> de águas residuais domésticas na povoação;<br />

traduziu-se numa obra de requalificação de todas as<br />

artérias da localidade, com a construção de passeios ao longo<br />

da rua principal (ex-En241) e necessária rede de drenag<strong>em</strong> de<br />

águas pluviais, calcetamento dos arruamentos com criação de<br />

faixa para pessoas de mobilidade reduzida. Com a intervenção,<br />

promoveu-se também a requalificação da envolvente à capela<br />

de S. Gens com inclusão de zona de estacionamento. A rede<br />

de distribuição de abastecimento de água foi melhorada com a<br />

renovação de todos os ramais de ligação.<br />

Pavimentações<br />

Realizaram-se intervenções <strong>em</strong> Montes da Senhora e<br />

Maljoga, obras realizadas por administração direta do<br />

Município. Aos pavimentos existentes realizados <strong>em</strong> calçadas<br />

constituídas por pedra de calcário irregular e ou<br />

cubo de granito, iniciou-se processo de requalificação<br />

dos pavimentos com faixa central constituída por lajetas<br />

de betão pré-moldado conferindo a essas áreas uma<br />

superfície regular e des<strong>em</strong>penada. As intervenções realizadas<br />

têm como principal objetivo garantir condições de<br />

circulação pedonal seguras, atendendo à locomoção de<br />

pessoas com mobilidade reduzida e ao estrato mais idoso<br />

da população.<br />

Abastecimento de água<br />

A povoação de Sarzedinha foi objeto de várias intervenções,<br />

nomeadamente na instalação de novas condutas de<br />

abastecimento de água e respetivos ramais, realizandose<br />

também intervenções ao nível da rede de drenag<strong>em</strong><br />

de águas pluviais. Por consequência dos trabalhos referidos,<br />

requalificaram-se várias áreas pavimentadas <strong>em</strong><br />

calçada.<br />

Boletim Informativo<br />

31<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Coberturas <strong>em</strong> fibrocimento<br />

Obras e Urbanismo<br />

PROENÇA EM REVISTA<br />

Com as questões levantadas dos possíveis malefícios<br />

para a saúde pública da existência de placas de fibrocimento<br />

que incorporam fibras de amianto, e de acordo<br />

com medida a nível nacional para a sua substituição,<br />

o Agrupamento de Escolas de <strong>Proença</strong>-a-Nova levou a<br />

cabo processo para r<strong>em</strong>oção de coberturas constituídas<br />

por el<strong>em</strong>ento <strong>em</strong> fibrocimento por coberturas <strong>em</strong> chapa<br />

isolada.<br />

Para realização dos trabalhos, foi estabelecido protocolo de<br />

colaboração entre a Direção Geral dos Estabelecimentos<br />

Escolares e o Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova, a fim de este<br />

tomar a figura de dono de obra e promover todas as diligências<br />

necessárias à prossecução dos trabalhos, com a garantia<br />

do cumprimento de todos os requisitos legais previstos.<br />

O investimento total necessário para os trabalhos foi de<br />

76.055,00 €.<br />

Parque Infantil <strong>em</strong> Montes da Senhora<br />

O Parque Infantil <strong>em</strong> Montes da Senhora, contíguo à Associação<br />

de Montes da Senhora, foi requalificado com o levantamento<br />

do parque existente (<strong>em</strong> más condições de conservação)<br />

e instalação de um novo, constituído por escorrega com<br />

plataforma de escalada, baloiços, mola e jogo do galo.<br />

Sendo um anseio manifestado pelos mais novos, também se<br />

encontrava inscrito nos pedidos formulados e aprovados no<br />

orçamento participativo da Câmara Municipal, com investimento<br />

de 6.500€. Intervenção para momentos de alegria e<br />

partilha familiar.<br />

Redes de drenag<strong>em</strong> de águas residuais<br />

A rua Monsenhor António Martins, que estabelece ligação<br />

entre a rua Vale Frade e a rua da Sarzedinha, foi beneficiada<br />

com introdução de redes de drenag<strong>em</strong> de águas<br />

residuais domésticas e pluviais. No âmbito destas obras<br />

foi também intervencionada a Rua da Sarzedinha. Estas<br />

intervenções foram levadas a cabo pelos vários serviços<br />

do Município.<br />

Boletim Informativo<br />

32<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Em construção<br />

Obras e Urbanismo<br />

PROENÇA EM REVISTA<br />

Pavimentações<br />

No âmbito da conservação regular de pavimentos foi iniciada<br />

<strong>em</strong>preitada de pavimentações que regista um investimento<br />

de 110.000 €, tendo sido já intervencionados arruamentos<br />

<strong>em</strong> diversas localidades: Casais, <strong>Proença</strong>-a-Nova, Vale de<br />

Água e Serimógão. Os trabalhos prolongar-se-ão durante o<br />

primeiro trimestre do próximo ano.<br />

Derovo II<br />

PEPA<br />

Durante o segundo s<strong>em</strong>estre do ano realizaram-se vários<br />

trabalhos no Parque Empresarial de <strong>Proença</strong>-a-Nova<br />

a par com a criação da incubadora InovaStartup <strong>Proença</strong>.<br />

Destacam-se principalmente três intervenções que<br />

consubstanciam o mesmo objetivo de dar continuidade<br />

ao processo de requalificação do Parque, potenciando a<br />

instalação de novas indústrias, ideias e projetos.<br />

• Desenvolveu-se o início da requalificação/r<strong>em</strong>odelação<br />

do espaço da antiga cozinha/refeitório para<br />

acolher pequenos produtores que quer<strong>em</strong> desenvolver<br />

projetos na área de confeção de produtos alimentares.<br />

• O projeto de r<strong>em</strong>odelação da ETAR do parque com<br />

investimento total a rondar os 60.000 €.<br />

• As Infraestruturas elétricas do Parque Empresarial<br />

– primeira fase, com investimento total a rondar os<br />

160.000 €, estabelecendo condições de alimentação<br />

de energia elétrica a todos os lotes e, também,<br />

a inclusão de rede para infraestruturas de telecomunicações.<br />

Boletim Informativo<br />

33<br />

Com a conclusão do segundo pavilhão do complexo avícola<br />

da Derovo, foi necessário proceder ao movimento de terras<br />

para atingir as cotas de implantação dos dois novos pavilhões<br />

e realização do centro de classificação. Numa primeira fase,<br />

os trabalhos foram desenvolvidos com meios próprios da Autarquia,<br />

para se desenvolver <strong>em</strong> t<strong>em</strong>po oportuno e para se<br />

dar início à construção física dos novos edifícios mostrou-se<br />

necessário recorrer a <strong>em</strong>presa externa.<br />

Com o segundo pavilhão concluído, chegou uma nova população<br />

de 150.000 galinhas. Assim, e após a construção dos<br />

dois pavilhões agora iniciada, o centro de classificação e um<br />

pavilhão novo para a recria, ficará a primeira fase do complexo<br />

avícola alcançado no decurso do ano de 2015.<br />

Pontão sobre a Ribeira do Malhadal<br />

Encontra-se <strong>em</strong> fase de conclusão mais uma ligação entre os<br />

concelhos de <strong>Proença</strong>-a-Nova e Sertã. Com o envolvimento<br />

dos dois Municípios foi iniciada a construção de Pontão sobre<br />

a Ribeira do Malhadal próximo da localidade de Folga e que<br />

estabelece a ligação entre o caminho municipal n.º 2131.<br />

A parceria entre os dois Municípios comprometeu que <strong>Proença</strong>-a-Nova<br />

ficasse responsável pelo fornecimento dos el<strong>em</strong>entos<br />

pré-fabricados <strong>em</strong> betão armado para a laje do tabuleiro,<br />

investimento na ord<strong>em</strong> dos 10.900 €, e todo o restante<br />

trabalho de construção civil e movimento de terras será da<br />

responsabilidade do Município da Sertã.<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Em projeto<br />

Obras e Urbanismo<br />

PROENÇA EM REVISTA<br />

Intervenção no Largo da Devesa e Rua do Comércio<br />

Em 2015 irá iniciar-se a requalificação do Largo da Devesa e<br />

da Rua do Comércio, na Sobreira Formosa. As obras, com um<br />

prazo de 400 dias para execução, representam um investimento<br />

global superior a 700 mil euros e irão renovar o largo<br />

e uma das ruas mais <strong>em</strong>bl<strong>em</strong>áticas do núcleo antigo.<br />

O projeto para o Largo da Devesa cont<strong>em</strong>pla três espaços<br />

principais. A zona de jardim, com os característicos plátanos,<br />

será pavimentada e equipada com novo mobiliário urbano.<br />

Um lago delimitado por um grande muro de alvenaria rústica<br />

de xisto e um novo palco com um pórtico <strong>em</strong> betão,<br />

assinalando a entrada no espaço, serão marcas fortes desta<br />

renovação. Na área de cota intermédia haverá uma zona de<br />

espetáculos caracterizada por um grande terreiro, limitado<br />

por dois taludes ajardinados sobre os quais se desenvolv<strong>em</strong><br />

percursos pedonais.<br />

Boletim Informativo<br />

34<br />

Quanto à plataforma de cota mais elevada, onde se localiza o<br />

infantário, será mantida, sendo criado um novo percurso pedonal<br />

de atravessamento. O antigo lavadouro será reformulado<br />

por completo, passando a estar dotado de instalações<br />

sanitárias e bar de apoio com esplanada, no piso superior. O<br />

xisto será mais uma vez a marca rústica do edifício.<br />

Inverter o processo de degradação e abandono da Rua do<br />

Comércio é um dos objetivos da requalificação, com reformulação<br />

dos pavimentos e criação de áreas destinadas a<br />

passeios. A pequena praça existente no cruzamento com<br />

a Rua Nuno Álvares será valorizada, estando prevista uma<br />

pérgula para o ulmeiro centenário. Substituição das instalações<br />

elétricas e telecomunicações e colocação de novo<br />

mobiliário urbano são outras vertentes cont<strong>em</strong>pladas no<br />

projeto.<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Avisos<br />

ao Munícipe


Avisos ao Munícipe<br />

Cultura e Desporto <strong>em</strong> destaque no Orçamento<br />

Participativo<br />

Oitenta por cento das propostas apresentadas pelos munícipes,<br />

no âmbito do Orçamento Participativo, foram aceites<br />

e farão parte do plano de atividades para 2015, que prevê<br />

uma verba global de 150 mil euros para este orçamento. Do<br />

total de 53 propostas, apenas 11 foram excluídas quer por<br />

exceder<strong>em</strong> o valor máximo admissível (30 mil euros por proposta),<br />

por se encontrar<strong>em</strong> já inscritas no plano de atividades<br />

do Município ou ainda por se revelar<strong>em</strong> d<strong>em</strong>asiado genéricas.<br />

PROENÇA EM REVISTA<br />

Orçamento com 9,7 milhões de euros<br />

Depois de cinco anos de sucessivos cortes, o orçamento do<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova regista uma ligeira subida.<br />

Com uma dotação global de cerca de 9,7 milhões de euros, o<br />

orçamento para o ano de 2015 foi aprovado por unanimidade<br />

pelo executivo camarário e pela Ass<strong>em</strong>bleia Municipal. A<br />

requalificação da rua do Comércio e do largo da Devesa, <strong>em</strong><br />

Sobreira Formosa, é a obra mais significativa inscrita naquele<br />

documento.<br />

As áreas de Cultura, Educação, Juventude e Desporto, as<br />

Infraestruturas viárias, trânsito e mobilidade foram as que<br />

mereceram maior número de propostas – respetivamente<br />

28,5% e 25% do total. Também os Espaços Públicos e Espaços<br />

Verdes se destacaram no leque de sugestões com 19,2%.<br />

Por freguesias, 52,8% das propostas chegaram da mais populosa<br />

do concelho, União de Freguesias de <strong>Proença</strong>-a-Nova<br />

e Peral, seguindo-se a de São Pedro do Esteval com 28,3%<br />

das propostas recebidas. O regulamento permitiu a participação<br />

de todos os cidadãos com 16 ou mais anos e os dados<br />

finais d<strong>em</strong>onstram que 88,7% dos proponentes resid<strong>em</strong> no<br />

concelho de <strong>Proença</strong>-a-Nova. O relatório está disponível no<br />

site do Município.<br />

Ao explicar as grandes opções do plano, o presidente da Câmara,<br />

João Paulo Catarino, acentuou a continuidade <strong>em</strong> relação<br />

a anos anteriores no que respeita ao rigor dos valores<br />

apresentados, que visam permitir uma taxa de execução superior<br />

a 90%, como t<strong>em</strong> vindo a acontecer. Uma das novidades<br />

do documento é a previsão de cerca de 70 mil euros para<br />

o Fundo de Apoio Municipal, criado para apoiar a recuperação<br />

de autarquias <strong>em</strong> saneamento ou rutura financeira. O valor irá<br />

ser pago durante sete anos, acabando por exigir um esforço<br />

supl<strong>em</strong>entar aos municípios “que se têm esforçado por cumprir<br />

os compromissos”.<br />

O orçamento inclui ainda as propostas recolhidas do âmbito<br />

do Orçamento Participativo, para o qual foi destinada uma<br />

verba global de 150 mil euros.<br />

Boletim Informativo<br />

36<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Obras <strong>em</strong> prédios nas áreas abrangidas têm<br />

benefícios e incentivos fiscais<br />

ARU<br />

A intervenção <strong>em</strong> imóveis situados nos núcleos históricos de<br />

<strong>Proença</strong>-a-Nova e Sobreira Formosa têm benefícios e incentivos<br />

fiscais, entre os quais a isenção de IMI por um período mínimo de<br />

cinco anos. A Ass<strong>em</strong>bleia Municipal aprovou a proposta da Câmara<br />

para criação de áreas de reabilitação urbana (ARU), com a aplicação<br />

de todos os incentivos previstos no Estatuto dos Benefícios Fiscais,<br />

b<strong>em</strong> como a isenção ou redução de taxas administrativas no âmbito<br />

da revisão ao Regulamento Municipal de Taxas e Preços.<br />

Com uma área total de 12,5 hectares, a ARU de <strong>Proença</strong>-a-Nova<br />

cont<strong>em</strong>pla o núcleo primitivo, Largo da Devesa e Largo Pedro da<br />

Fonseca, a que se alia o eixo ao longo da Rua de Santa Cruz. Na<br />

Sobreira Formosa a área de reabilitação totaliza 9,78 hectares,<br />

abrangendo o eixo da Rua do Comércio e o Largo da Devesa. As<br />

propostas serão submetidas à Ass<strong>em</strong>bleia Municipal e as áreas<br />

<strong>em</strong> causa serão posteriormente objeto de definição de um programa<br />

estratégico de reabilitação urbana. Numa atitude proactiva<br />

do Município, o programa assegurará investimentos públicos na<br />

requalificação das infraestruturas, equipamentos e espaços de uso<br />

coletivo, cabendo ainda à autarquia dinamizar e apoiar a iniciativa<br />

dos particulares, designadamente nas vertentes técnica, fiscal, de<br />

promoção, divulgação e informação.<br />

Quanto a benefícios e incentivos fiscais previstos por lei, além da<br />

referida isenção de IMI, que pode ser prolongada até 10 anos,<br />

prevê-se a dedução à coleta, <strong>em</strong> sede de IRS, de 30% dos encargos<br />

com a reabilitação de edifícios situados nas ARU (até ao limite<br />

de 500€), b<strong>em</strong> como a sujeição à taxa reduzida das <strong>em</strong>preitadas<br />

que tenham por base a reabilitação urbana. Pod<strong>em</strong> ser obtidos<br />

esclarecimentos sobre os restantes benefícios, e sobre as áreas<br />

de reabilitação urbana, junto dos serviços técnicos da autarquia.<br />

O Decreto-Lei nº 136/<strong>2014</strong>, de 9 de set<strong>em</strong>bro,<br />

procede à décima terceira alteração ao Decreto-Lei<br />

nº 555/99, de 16 de dez<strong>em</strong>bro, que estabelece o<br />

regime jurídico da urbanização e edificação (RJUE),<br />

b<strong>em</strong> como à segunda alteração ao Decreto-Lei nº<br />

307/2009, de 23 de outubro, e à primeira alteração<br />

ao Decreto-Lei nº 163/2006, de 8 de agosto.<br />

Boletim Informativo<br />

37<br />

O regime jurídico da urbanização e edificação foi objeto de<br />

novas e profundas alterações sendo objetivo do legislador<br />

garantir um território mais sustentável, com uma ocupação<br />

baseada num planeamento responsável e na reabilitação urbana.<br />

É, contudo, imputada uma maior responsabilização dos<br />

particulares. O diploma entra <strong>em</strong> vigor 120 dias após a data<br />

da sua publicação, com as seguintes inovações principais:<br />

1- Novo regime de comunicação prévia<br />

simplificação do controlo prévio de algumas operações urbanísticas:<br />

uma vez o pedido corretamente instruído, o proponente<br />

poderá dar início imediato às obras. O controlo prévio passa a ser<br />

de natureza meramente formal nas situações <strong>em</strong> que as operações<br />

se encontram já enquadradas por plano de pormenor, alvará<br />

de loteamento ou informação prévia. É ainda reforçado o controlo<br />

sucessivo e a responsabilização dos técnicos autores dos projetos,<br />

conferindo um prazo para esta apreciação meramente formal;<br />

2- Redução do âmbito da apreciação no<br />

Licenciamento<br />

a apreciação no âmbito do processo de licenciamento fica reduzida<br />

aos impactos urbanísticos da operação, promovendo a<br />

responsabilização dos técnicos autores do projeto. O interior dos<br />

edifícios deixa de ser apreciado <strong>em</strong> sede de licenciamento, focando<br />

a apreciação do município nas matérias relevantes para a<br />

envolvente urbanística. Os municípios passam assim a concentrar<br />

a sua atuação no planeamento urbano e na fiscalização sucessiva;<br />

3 - Diminuição dos prazos das consultas<br />

externas<br />

é fixado um prazo único de 20 dias para o efeito, reduzindo<br />

as exceções existentes no diploma do prazo regra para as<br />

entidades da Administração central se pronunciar<strong>em</strong>, contribuindo<br />

para uma maior celeridade nos processos de controlo<br />

prévio;<br />

4 - Inclusão do interessado nas conferências<br />

decisórias<br />

estabelece-se de forma inovadora, a participação do próprio<br />

interessado – o proponente – nas conferências decisó-<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Avisos ao Munícipe<br />

rias s<strong>em</strong>pre que existam pareceres negativos das entidades<br />

consultadas, para uma maior aproximação entre cidadãos e<br />

administração central;<br />

5 - Novo conceito de reconstrução<br />

foi redefinido o conceito de reconstrução de modo a promover<br />

a revitalização dos centros urbanos, passando a corresponder<br />

a obras de construção subsequentes à d<strong>em</strong>olição,<br />

total ou parcial, de uma edificação existente, das quais resulte<br />

a reconstituição da estrutura das fachadas;<br />

6 - Inclusão de prazo nos alvarás de loteamento<br />

reforçou-se o entendimento de que os alvarás de loteamento<br />

confer<strong>em</strong> direitos aos particulares e que a sua alteração, nomeadamente<br />

por força de planos supervenientes, atribui ao<br />

seu titular um direito a ser ind<strong>em</strong>nizado. Em paralelo fica estabelecido<br />

o prazo máximo (até 10 anos) de caducidade do<br />

direito a edificar. Assim, e <strong>em</strong> linha com a Lei de Bases visando<br />

o objetivo de acabar com as áreas urbanizáveis, limita-se<br />

t<strong>em</strong>poralmente o direito de edificar, de modo a que deix<strong>em</strong><br />

de existir terrenos expetantes a aguardar por uma eventual<br />

expansão física dos aglomerados.<br />

Ass<strong>em</strong>bleia aprova taxa mínima de IMI<br />

As taxas do Imposto Municipal sobre Imóveis vão manter-se<br />

nos valores mínimos previstos no Código do IMI, uma decisão<br />

que t<strong>em</strong> <strong>em</strong> conta o impacto deste imposto sobre a generalidade<br />

dos residentes no concelho. A proposta de fixação das<br />

taxas a cobrar <strong>em</strong> 2015 <strong>em</strong> <strong>Proença</strong>-a-Nova foi aprovada<br />

por unanimidade pela Ass<strong>em</strong>bleia Municipal, apesar de representar<br />

“um esforço” para a autarquia, dado que se trata de<br />

uma das principais receitas fiscais. A proposta apresentada<br />

pela Câmara mantém a preocupação social subjacente à definição<br />

de taxas nos últimos dois anos e sublinha o contexto<br />

de crise económica e social e a importância de encontrar um<br />

equilíbrio entre a necessidade de financiamento e, por outro<br />

lado, o impacto social subjacente às medidas fiscais só<br />

possível graças “ao grande equilíbrio das contas” da autarquia,<br />

segundo palavras do deputado André Março. As taxas<br />

Boletim Informativo<br />

38<br />

PROENÇA EM REVISTA<br />

mínimas previstas na lei são de 0,3% para os prédios urbanos<br />

avaliados nos termos do Código do IMI e de 0,5% para<br />

os restantes prédios urbanos. Compete aos municípios fixar<br />

anualmente as taxas do IMI, dentro dos intervalos definidos<br />

a nível nacional – cujos valores máximos pod<strong>em</strong> ir até 0,5%<br />

e 0,8%, respetivamente para prédios já avaliados e para os<br />

restantes. Relativamente ao IRS, a participação variável para<br />

o Município mantém-se nos 5%.<br />

Municípios da Beira Baixa retomaram as 35<br />

horas s<strong>em</strong>anais<br />

Os seis municípios que integram a Comunidade Intermunicipal<br />

da Beira Baixa - CIMBB retomaram, a partir de 1 de agosto,<br />

o regime de 35 horas de trabalho s<strong>em</strong>anais. A decisão foi<br />

tomada por unanimidade e foram seguidos os procedimentos<br />

legais necessários, incluindo a assinatura dos acordos com as<br />

estruturas sindicais. As desigualdades existentes entre diferentes<br />

municípios e a autonomia do poder local foram as razões<br />

invocadas para a decisão dos autarcas de Castelo Branco,<br />

Idanha-a-Nova, Oleiros, Penamacor, <strong>Proença</strong>-a-Nova e<br />

Vila Velha de Ródão.<br />

Alojamento local com novas regras<br />

Entrou <strong>em</strong> vigor, a de 26 de nov<strong>em</strong>bro, o novo diploma que<br />

regula a exploração dos estabelecimentos de alojamento<br />

local, que passam a ter uma capacidade máxima de nove<br />

quartos e 30 utentes – com exceção dos qualificados como<br />

“hostel”, para os quais são definidos requisitos particulares. O<br />

objetivo do decreto-lei 128/<strong>2014</strong> foi assumir a necessidade<br />

de autonomizar a figura do alojamento local <strong>em</strong> diploma<br />

próprio. Mantêm-se as três tipologias de alojamento local, o<br />

apartamento, a moradia e os estabelecimentos de hospedag<strong>em</strong>,<br />

mas quanto aos apartamentos e aos estabelecimentos<br />

de hospedag<strong>em</strong> registam-se algumas alterações. No caso<br />

dos apartamentos, o decreto-lei mantém uma significativa<br />

marg<strong>em</strong> de liberdade no que diz respeito à oferta do serviço,<br />

mas enquadra fiscalmente a sua exploração <strong>em</strong> prestação de<br />

serviços de alojamento, de modo a impedir que a atividade se<br />

desenvolva num contexto de evasão fiscal.<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Modernização<br />

administrativa<br />

Boletim Informativo<br />

39<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Modernização administrativa<br />

Reengenharia de processos no Sector<br />

de Recursos Humanos<br />

Durante o segundo s<strong>em</strong>estre de <strong>2014</strong> e à s<strong>em</strong>elhança<br />

do que decorreu no Sector de Obras Particulares <strong>em</strong><br />

2011, o Sector de Recursos Humanos foi alvo de uma<br />

reengenharia de processos. Foi feita uma reestruturação<br />

dos dossiers que contêm os processos individuais<br />

dos trabalhadores, separando a informação por assuntos,<br />

nomeadamente dados pessoais, assiduidade, situação<br />

profissional ou formações adquiridas. A normalização e<br />

uniformização dos critérios de organização dos processos<br />

individuais dos trabalhadores do Município facilitam a<br />

gestão e consulta da carreira do trabalhador e foi por isso<br />

considerada prioritária.<br />

PROENÇA EM REVISTA<br />

Plataforma de atendimento presencial<br />

Este é mais um passo dado nas medidas de simplificação que<br />

têm vindo a ser promovidas nos serviços municipais, com impacto<br />

no t<strong>em</strong>po despendido e custos para os cidadãos. Em<br />

funcionamento desde maio, t<strong>em</strong> possibilitado a desmaterialização<br />

de grande parte do processo da iniciativa Licenciamento<br />

Zero, o que se traduz na realização de um serviço público<br />

de maior qualidade, que não só satisfaz as necessidades da<br />

Administração Pública, como é mais transparente, claro e fácil<br />

de utilizar pelos <strong>em</strong>preendedores. A plataforma é de utilização<br />

exclusiva pelo Balcão Único de Atendimento, que presta<br />

este apoio aos munícipes no cumprimento das formalidades<br />

e que nos primeiros seis meses de funcionamento já contabilizou<br />

cerca de 40 processos, entre eles comunicação de<br />

horário de funcionamento, instalação de estabelecimentos,<br />

alteração de atividade, entre outros.<br />

As medidas de simplificação que têm vindo a ser promovidas nos serviços municipais<br />

têm impacto no t<strong>em</strong>po despendido e custos para os cidadãos<br />

Informatização das fichas identificativas<br />

de processos de obras<br />

Com o intuito de agilizar consultas a processos de obras foi<br />

criada uma base de dados interna onde estão reunidos dados<br />

relativos a licenças de obras que estavam apenas disponíveis<br />

<strong>em</strong> suporte papel. Ao todo foram transcritas 14 mil fichas de<br />

licenças de obras com dados como o nome do requerente,<br />

localização da obra, número da licença, tipo de obra, data de<br />

requerimento e movimentações do processo. Esta substituição<br />

da tradicional ficha de identificação da obra permite o<br />

acesso mais célere e <strong>em</strong> t<strong>em</strong>po útil a dados fundamentais<br />

para a consulta e posterior tratamento de processos de obras.<br />

Boletim Informativo<br />

40<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Centro Ciência<br />

Viva da Floresta<br />

Boletim Informativo<br />

41<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Centro Ciência Viva da Floresta<br />

PROENÇA EM REVISTA<br />

Aniversário solidário no Ciência Viva<br />

O 7º aniversário do Centro Ciência Viva da Floresta foi vivido<br />

<strong>em</strong> espírito solidário, numa ação de recolha de fundos para<br />

construir um poço no lar Arco-íris, que acolhe crianças órfãs<br />

na cidade do Gurúè, <strong>em</strong> Moçambique. Dezenas de pessoas<br />

passaram pelo parque do Centro e experimentaram as sete<br />

atividades disponíveis, a troco da oferta mínima de um euro.<br />

O total das verbas angariadas foi entregue aos promotores<br />

do projeto, dinamizado por José Esteves, natural do concelho.<br />

O 7º aniversário do Centro Ciência<br />

Viva da Floresta foi vivido <strong>em</strong> espírito<br />

solidário, numa ação de recolha<br />

de fundos para construir um poço<br />

no lar Arco-íris. que acolhe crianças<br />

órfãs na cidade do Gurúè, <strong>em</strong><br />

Moçambique.<br />

Boletim Informativo<br />

42<br />

Algumas das atividades escolhidas procuraram traduzir vivências<br />

de países <strong>em</strong> desenvolvimento, ensinando por ex<strong>em</strong>plo<br />

a construir filtros de água simples, velas repelentes de<br />

mosquitos ou fornos solares, assim como jogos com materiais<br />

reutilizáveis. Pintura batik (<strong>em</strong> tecidos), criação de um<br />

jardim de aromáticas e confeção de bolos completaram o<br />

leque de ateliers à disposição do público de todas as idades.<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Centro Ciência Viva da Floresta<br />

PROENÇA EM REVISTA<br />

Laboratório de análises de vinho<br />

O Centro Ciência Viva da Floresta disponibiliza um laboratório<br />

de análises de mostos e vinhos, que t<strong>em</strong> a finalidade de<br />

prestar serviços no controlo de maturação das uvas, análise a<br />

mostos não fermentados, análise de vinhos b<strong>em</strong> como prestar<br />

apoio <strong>em</strong> todo o processo de elaboração do vinho. Neste<br />

segundo s<strong>em</strong>estre do ano registaram-se novos clientes e foram<br />

analisadas cerca de 2.335 amostras.<br />

Participação <strong>em</strong> Feira, Mostras de Ciência<br />

e Animação de Verão<br />

“Preparação da Adega e controlo de Maturação-Vindima<br />

<strong>2014</strong>”<br />

Esta conferência foi conduzida pelos enólogos António Selas<br />

e Francisco Antunes na qual abordaram os t<strong>em</strong>as mais pertinentes<br />

para que o produto final seja de excelência.<br />

Durante os meses quentes de julho e agosto, o Centro Ciência<br />

Viva da Floresta foi a banhos com a divulgação de ciência<br />

pelas praias fluviais de Fróia, Aldeia Ruiva e Malhadal. Esteve<br />

presente na Feira do Pinhal, <strong>em</strong> Oleiros, e na iniciativa Dar<br />

Vida a (X)isto, realizando a atividade experimental “Flores de<br />

resina”. Participou na Noite do Professor, no Pavilhão do Conhecimento,<br />

dando a oportunidade aos visitantes de fazer<strong>em</strong><br />

Boletim Informativo<br />

43<br />

um cr<strong>em</strong>e hidratante e ficar<strong>em</strong> a conhecer o novo Guia de<br />

Programas Escolares <strong>2014</strong>/15. Marcou também presença<br />

na Feira da Ciência, Tradição e Cultura organizada pela Escola<br />

Superior de Educação de Castelo Branco e na Feira de Natal<br />

organizada pelo Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova.<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Centro Ciência Viva da Floresta<br />

PROENÇA EM REVISTA<br />

Ciência à La Carte<br />

O CCV da Floresta disponibiliza, de terça a domingo, um<br />

menu de dez atividades, tendo todos os meses uma novidade.<br />

Neste último s<strong>em</strong>estre destacamos as atividades: 3 <strong>em</strong><br />

linha reciclado, manteiga com ervas aromáticas, floresta 3D<br />

e gelado instantâneo.<br />

Curso de Formação de Bombeiros<br />

Continuam a decorrer Cursos de Formação de Bombeiros no<br />

Centro Ciência Viva da Floresta, no âmbito do protocolo celebrado<br />

com a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários<br />

de <strong>Proença</strong>-a-Nova.<br />

Universidade Sénior<br />

Neste ano letivo, o CCV da Floresta continua a sua participação<br />

no projeto Universidade Sénior com a disciplina Ciência<br />

Viva que t<strong>em</strong> como principal objetivo promover a educação<br />

não formal <strong>em</strong> ciência nos adultos e dar a conhecer as bases<br />

desta área do conhecimento de modo simples e descontraído<br />

<strong>em</strong> t<strong>em</strong>as que abrang<strong>em</strong> a física, a química, a biologia e a botânica,<br />

entre outras, e contribuir para a melhoria de qualidade<br />

de vida dos seniores, estimulando a sua participação cívica e<br />

auto-organização, nomeadamente no período pós-reforma.<br />

De realçar a participação muita ativa dos alunos das turmas<br />

nas aulas.<br />

Festas de Aniversário com Ciência<br />

Num ambiente de festa e diversão, várias foram as crianças que<br />

festejaram o seu aniversário no CCV da Floresta, com atividades<br />

científicas muito divertidas, insufláveis e pinturas faciais.<br />

CCV vai à escola<br />

Se a escola não pode visitar o CCV da Floresta, então o CCVda<br />

Floresta visita a escola! A equipa de monitores do Centro levou<br />

ciência a cerca de 306 crianças de escolas dos distritos<br />

de Lisboa e Setúbal.<br />

Curso de Aplicação de Produtos Fitofarmacêuticos<br />

O Centro Ciência Viva da Floresta, o Município de <strong>Proença</strong>a-Nova<br />

e a Escola Superior Agrária de Castelo Branco continuam<br />

a promover ações de formação na área de Aplicação de<br />

Produtos Fitofarmacêuticos.<br />

Boletim Informativo<br />

45<br />

S<strong>em</strong>ana da Ciência e Tecnologia<br />

Na s<strong>em</strong>ana da Ciência e Tecnologia esteve <strong>em</strong> exposição o<br />

Projeto “On-Light – Rede Social Ótica”, nascido da parceria entre<br />

o Instituto Politécnico de Castelo Branco e três escolas do<br />

Distrito de Castelo Branco: Escola Secundária Amato Lusitano<br />

(Castelo Branco), Agrupamento de Escolas do Fundão (Fundão)<br />

e Escola Secundária Quinta das Palmeiras (Covilhã). No<br />

Dia Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica, <strong>em</strong> parceria<br />

com a Bibliomóvel, o CCVFloresta foi até à Santa Casa da<br />

Misericórdia de <strong>Proença</strong> a Nova fazer velas ecológicas.<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Centro Ciência Viva da Floresta<br />

Pinheiros de Natal<br />

Durante o mês de dez<strong>em</strong>bro decorreu a tradicional distribuição<br />

gratuita de pinheiros (Pinus Pinaster) no Centro Ciência<br />

Viva da Floresta. Provenientes de desbastes efetuados pelas<br />

equipas de sapadores florestais, esta é uma iniciativa da Associação<br />

de Produtores Florestais de <strong>Proença</strong>-a-Nova com o<br />

apoio do Centro Ciência Viva da Floresta.<br />

Exposições<br />

Estiveram patentes no CCVFloresta as seguintes exposições:<br />

Exposição de Fotografia “Natureza Selvag<strong>em</strong>”<br />

de Armindo Alves.<br />

Exposição “As Plantas na Primeira Globalização”<br />

do Instituto de Investigação Científica Tropical.<br />

PROENÇA EM REVISTA<br />

“Floresta Negra na mesa de Natal” dinamizada por Mónica<br />

Pereira.<br />

Ciência Viva no Verão<br />

O Ciência Viva no Verão é um programa que visa a divulgação<br />

de passeios científicos, observações astronómicas ou visitas<br />

a obras de engenharia, e que conta com o apoio da agência<br />

Ciência Viva.<br />

Biologia no Verão<br />

“As Borboletas e as Libélulas como Sentinelas da Poluição”,<br />

sob orientação de João Carrola e Ernestino Maravalhas.<br />

Exposição “A Descoberta de uma nova espécie para a Ciência”<br />

de Gisela Gaio-Oliveira, Ireneia Melo e César Garcia.<br />

Oficinas<br />

Durante o segundo s<strong>em</strong>estre de <strong>2014</strong> foram dinamizadas diversas<br />

oficinas no CCVFloresta, dirigidas ao público <strong>em</strong> geral<br />

e variadíssimas t<strong>em</strong>áticas:<br />

“Aromáticas e Medicinais Mediterrâneas” dinamizada por<br />

Raquel Sousa (BIOSITE).<br />

“Sabão Natural e Detergentes Ecológicos” dinamizada por<br />

Sílvia da Floresta<br />

“A utilização das Plantas Aromáticas e Medicinais na Alimentação”<br />

– cozinha ao vivo com o chef Rui Lopes – O<br />

CCVFloresta <strong>em</strong> colaboração com o projecto Bioaromas e o<br />

chef Rui Lopes.<br />

“A Ciência do Pão” dinamizada por Marco Fonseca.<br />

“Poda de Fruteiras” dinamizada por Manuel Silva (ESACB).<br />

Boletim Informativo<br />

46<br />

Biologia no Verão<br />

“Identificação de Plantas e desenho botânico”, sob orientação<br />

da Raquel Sousa (BIOSITE).<br />

Geologia no Verão<br />

“Do Ouro das Portas de Almourão “, contou com o apoio do<br />

Geopark Naturtejo.<br />

Astronomia no Verão<br />

“O Céu da Floresta”, sob orientação do astrónomo José<br />

Matos (FISUA).<br />

Engenharia no Verão<br />

“O Valor Energético da Biomassa”, sob orientação de Vitor<br />

Bairrada.<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Factos<br />

e Eventos<br />

Boletim Informativo<br />

47<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


CIMBB participou<br />

na Portugal Agro<br />

A Comunidade Intermunicipal da<br />

Beira Baixa participou na feira Portugal<br />

Agro, no âmbito do projeto<br />

Beira Baixa Terras de Excelência,<br />

que visa a promoção dos produtos<br />

endógenos e a afirmação de uma<br />

imag<strong>em</strong> comum da região. A Beira<br />

Baixa levou ao certame o que de<br />

melhor se faz nos seis concelhos<br />

que integram a Comunidade (Castelo<br />

Branco, Idanha-a-Nova, Oleiros,<br />

Penamacor, <strong>Proença</strong>-a-Nova<br />

e Vila Velha de Ródão), aumentando<br />

a visibilidade de um sector que<br />

apresenta um enorme potencial de<br />

internacionalização e que se pode<br />

revelar fundamental na economia<br />

da região e do país.<br />

De 20 a 23 de nov<strong>em</strong>bro, o stand<br />

da Beira Baixa proporcionou aos<br />

visitantes uma oferta cultural e de<br />

animação. A ministra da Agricultura<br />

e comitiva foram recebidos<br />

no stand da Beira Baixa ao som da<br />

viola beiroa, e foram preparadas<br />

diariamente degustações dos produtos.<br />

O humorista Nilton foi um<br />

dos participantes, mas o programa<br />

teve igualmente espaço para a música<br />

popular e showcooking com os<br />

chefes André Ribeiro, do Hotel Santa<br />

Margarida, <strong>em</strong> Oleiros, e Mário<br />

Ramos, do Politécnico de Castelo<br />

Branco. No decorrer do certame os<br />

visitantes conheceram a identidade<br />

do bordado de Castelo Branco, a<br />

cestaria e as casinhas <strong>em</strong> xisto.


Factos e Eventos<br />

Municípios da região divulgaram produtos<br />

e potencialidades económicas <strong>em</strong> Paris<br />

Os produtos e as potencialidades da Beira Interior estiveram<br />

<strong>em</strong> destaque <strong>em</strong> Paris, durante uma ação de promoção<br />

da região <strong>em</strong> que participaram 21 municípios, entre<br />

os quais <strong>Proença</strong>-a-Nova, que decorreu entre 9 e 12 de<br />

outubro.<br />

A abertura de portas para internacionalização de <strong>em</strong>presas<br />

do concelho é um dos objetivos e está expressa na minuta<br />

de um acordo de cooperação estabelecido entre a Comunidade<br />

Intermunicipal da Beira Baixa (CIMBB) e a Câmara<br />

de Comércio e Indústria Franco-Portuguesa, que prevê o<br />

auxílio às <strong>em</strong>presas interessadas <strong>em</strong> exportar, b<strong>em</strong> como o<br />

aconselhamento e acompanhamento às <strong>em</strong>presas dos seis<br />

municípios da CIMBB nas deslocações comerciais a França.<br />

Foi igualmente assinado um protocolo com a Associação<br />

de Beirões de França e desenvolvidos encontros de trabalho<br />

com potenciais parceiros.<br />

PROENÇA EM REVISTA<br />

Marca <strong>Proença</strong>-a-Nova Orig<strong>em</strong><br />

na Feira Raiana<br />

Entre 5 e 8 de set<strong>em</strong>bro, os produtos da marca <strong>Proença</strong>a-Nova<br />

Orig<strong>em</strong> estiveram <strong>em</strong> destaque na Feira Raiana, <strong>em</strong><br />

Moraleja. Os visitantes desta feira puderam provar os sabores<br />

tradicionais do nosso concelho, conhecer locais, serviços<br />

e um pouco do artesanato genuíno do concelho, ficando a<br />

saber também que pod<strong>em</strong> adquirir os produtos através da<br />

loja on-line da marca.<br />

Promovidos pelo Jornal do Fundão, os Encontros da Beira<br />

Interior <strong>em</strong> Paris cont<strong>em</strong>plaram ações de degustação de<br />

produtos dos 21 municípios que se associaram ao programa.<br />

Foi igualmente produzido um filme sobre a região,<br />

apresentado numa sessão com <strong>em</strong>presários, na Embaixada<br />

de Portugal, e no Encontro Nacional das Associações Portuguesas<br />

de França, <strong>em</strong> que se discutiram novas oportunidades<br />

decorrentes dos fenómenos migratórios.<br />

Dar vida a (X)Isto!<br />

Na terceira edição deste evento, a Aldeia do Xisto de Figueira<br />

reuniu moradores, artesãos e d<strong>em</strong>ais colaboradores para lhe<br />

dar vida e reavivar m<strong>em</strong>órias de outrora, nesta Aldeia que já<br />

foi plena de atividade. Ir à fonte buscar água, amassar e cozer<br />

o pão no forno comunitário, dar milho às galinhas, andar de<br />

carroça, ordenhar cabras ou privar com profissões de outros<br />

t<strong>em</strong>pos foram algumas das experiências oferecidas a todos<br />

quanto visitaram a aldeia durante os dias 22 e 23 de agosto.<br />

Acampamento da Casa da Comarca<br />

A 11 e 12 de outubro realizou-se o 1º Acampamento do Pinhal,<br />

promovido pela Casa da Comarca da Sertã, com a participação<br />

de 150 pessoas. O programa incluiu um passeio turístico<br />

pelo concelho.<br />

Boletim Informativo<br />

49<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Factos e Eventos<br />

PROENÇA EM REVISTA<br />

Feira da Tigelada<br />

Apesar do aumento de cerca de 50% da quantidade disponível<br />

<strong>em</strong> relação à edição do ano anterior as tigeladas<br />

voltaram a esgotar no dia 26 de julho. Foram cerca de<br />

900 tigeladas confecionadas para esta Feira da Tigela que<br />

apresentou algumas novidades como o pastel e a queijada<br />

de tigelada.<br />

Nesta edição, a Associação do Vale da Mua conquistou<br />

o prémio “Tigelada de ouro” com uma receita tradicional<br />

que inclui a abóbora entre os ingredientes. Participaram na<br />

prova cega, a cargo de três m<strong>em</strong>bros do júri, dez associações.<br />

A par da tigelada de abóbora, na feira encontrou-se<br />

também a variante de tigelada de água, além das receitas<br />

tradicionais com e s<strong>em</strong> leite de cabra. Um conjunto distinto<br />

de artesanato, a animação pelo grupo “Tok’Avakalhar” e as<br />

melancias “Hortas d’Idanha” compl<strong>em</strong>entaram a oferta e<br />

contribuíram para o sucesso desta iniciativa.<br />

Mercado de Artes e ideias<br />

Pintura, escultura, tai chi, exibições de patins, skate e BMX,<br />

música, fotografia e atividades manuais: foram diversas as<br />

artes e estilos disponíveis <strong>em</strong> workshops, aulas e exposições<br />

no âmbito do Mercado de Artes e Ideias que decorreu no primeiro<br />

fim de s<strong>em</strong>ana de set<strong>em</strong>bro, no Parque Urbano.<br />

Feira de Outono recriou tradições<br />

A recriação de uma desfolhada tradicional e a recuperação<br />

das m<strong>em</strong>órias do Jogo da Tala, que deixou de ser<br />

praticado há cerca de duas décadas, foram dois dos momentos<br />

altos da Feira de Outono, que decorreu na Sobreira<br />

Formosa nos dias 20 e 21 de set<strong>em</strong>bro. A iniciativa<br />

integrou a edição de set<strong>em</strong>bro d’Os Quintais nas Praças<br />

do Pinhal, com a presença de 24 produtores hortofrutícolas<br />

e alimentares e 20 artesãos. Quatro associações<br />

locais dinamizaram a área de petiscos, com doçaria tradicional,<br />

sopas e pratos de caça, incluindo guisado e bifanas<br />

de veado.<br />

Realizada no final de um passeio pedestre que cruzou<br />

campos de milho, a desfolhada recordou o convívio que<br />

os serões de trabalho proporcionavam, ao som de músicas<br />

entoadas pelo Grupo de Danças e Cantares de Sobreira<br />

Formosa. O aproveitamento dos sarafolhos (folhas<br />

retiradas das espigas) para fazer bonecas e moinhos foi<br />

d<strong>em</strong>onstrado num atelier dinamizado pelo grupo de costura<br />

de Atalaias. O grupo de teatro Váatão associou-se à<br />

recriação com rábulas sobre os namoricos e o costume<br />

de beijar as raparigas, quando se encontrava uma espiga<br />

de milho vermelho.<br />

Com regras idênticas às do basebol e desconhecido das<br />

crianças e jovens, o Jogo da Tala despertou curiosidade e<br />

envolveu dezenas de pessoas que quiseram experimentar.<br />

Pedaços de madeira, recortados na forma de tala, e<br />

bolas de cortiça eram quanto bastava para d<strong>em</strong>oradas<br />

sessões do jogo, exclusivo da freguesia e tradicionalmente<br />

jogado no campo do Largo da Devesa.


Portugal DanceTour<br />

Factos e Eventos<br />

Integrado na iniciativa Portugal DanceTour, que promove o<br />

intercâmbio e o prazer da dança por diversas localidades do<br />

país, <strong>Proença</strong>-a-Nova recebeu um workshop de danças afrolatinas,<br />

onde ritmos como Kizomba, Bachata e Salsa estiveram<br />

<strong>em</strong> destaque. A atividade, com a participação de cerca<br />

de 60 pessoas, saltou os limites do workshop e a festa da<br />

dança contagiou a cafetaria, no sábado à noite, onde se realizou<br />

uma festa aberta à população. No domingo, o programa<br />

cont<strong>em</strong>plou uma visita turística ao concelho com passag<strong>em</strong><br />

por locais como o Centro Ciência Viva da Floresta, a praia<br />

fluvial da Fróia e a aldeia do xisto de Figueira.<br />

Raspadinhas distribu<strong>em</strong> prémios<br />

Promovido pelo Município e pelo terceiro ano consecutivo<br />

neste formato, o concurso do comércio tradicional voltou a<br />

distribuir prémios um pouco por todos os estabelecimentos<br />

do concelho durante o mês de dez<strong>em</strong>bro.<br />

A edição deste ano contou com a participação de 69 estabelecimentos<br />

do concelho e atribuiu um total de 5.155 euros<br />

<strong>em</strong> prémios. No conjunto de lojas aderentes, foram utilizados<br />

20.000 bilhetes e ficaram por atribuir apenas 845 euros.<br />

O regulamento previa a atribuição de raspadinhas <strong>em</strong> compras<br />

superiores a 10 euros, <strong>em</strong> número variável consoante o<br />

montante, sendo as únicas exceções a restauração – com um<br />

mínimo de 30 euros – e as grandes superfícies, <strong>em</strong> que foi<br />

estabelecido o patamar mínimo de 80 euros.<br />

PROENÇA EM REVISTA<br />

Parceria <strong>em</strong>presarial abre portas <strong>em</strong> Lisboa<br />

A INOVA Startup <strong>Proença</strong>, incubadora de <strong>em</strong>presas de <strong>Proença</strong>-a-Nova,<br />

estabeleceu uma parceria com a equipa responsável<br />

pelo conceito Sabor de Perdição, um mercado que se<br />

destina a promover a produção portuguesa na área gourmet.<br />

Apresentam-se a título de ex<strong>em</strong>plo produtos como chás,<br />

chocolates, azeites, compotas, conservas, doçaria, especiarias,<br />

fumeiro, licores, mel, pão, patés, queijos e vinhos. Este<br />

mercado acontece nos primeiros sábados de cada mês no<br />

Jardim do Príncipe Real, <strong>em</strong> Lisboa.<br />

Através destas e de outras parcerias, a INOVA Startup <strong>Proença</strong><br />

vai dando corpo à sua missão de promover o desenvolvimento<br />

de ideias e de projetos de negócios <strong>em</strong> <strong>Proença</strong>-a-<br />

Nova e, simultaneamente, de apoiar as <strong>em</strong>presas existentes,<br />

contribuindo para a melhoria destes projetos ao nível da inovação<br />

e sustentabilidade, ao mesmo t<strong>em</strong>po que se estabelec<strong>em</strong><br />

pontes para a promoção da sua expansão, b<strong>em</strong> como<br />

para a comercialização dos seus produtos e serviços.<br />

Formação para manipuladores de carnes<br />

A 30 de julho realizou-se um curso de Higiene e Segurança<br />

Alimentar para o sector das carnes e dos seus produtos.<br />

Obrigatória por lei, esta formação foi frequentada por profissionais<br />

manipuladores de carne, permitindo renovar os certificados<br />

às <strong>em</strong>presas do sector b<strong>em</strong> como o cartão da Federação<br />

Nacional das Associações dos Comerciantes de Carnes.<br />

A organização do curso esteve a cargo do gabinete de Apoio<br />

ao Agricultor e Empresário, contando ainda com o apoio da<br />

Escola Superior Agrária e do Centro Ciência Viva da Floresta.


<strong>Proença</strong><br />

na Imprensa


<strong>Proença</strong> na imprensa<br />

PROENÇA EM REVISTA<br />

Televisão<br />

Jornais e <strong>Revista</strong>s<br />

in SIC, A SIC <strong>em</strong> <strong>Proença</strong>-a-Nova,<br />

23 de julho<br />

in SIC, Baixa natalidade: os sobreviventes,<br />

30 de outubro<br />

in Visão,<br />

04 de julho<br />

in TVI, Portugal Português dedicado<br />

à natalidade, 19 de outubro<br />

in TVI, Repórter TVi <strong>em</strong> <strong>Proença</strong>-a-Nova,<br />

30 de nov<strong>em</strong>bro<br />

in <strong>Revista</strong> Expresso, Praia da Cerejeira,<br />

05 de julho<br />

Boletim Informativo<br />

54<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


<strong>Proença</strong> na imprensa<br />

PROENÇA EM REVISTA<br />

in JN, Baixa de Natalidade<br />

03 de nov<strong>em</strong>bro<br />

in Observador,<br />

06 de outubro<br />

in Expresso,<br />

07 de nov<strong>em</strong>bro<br />

in Público Online,<br />

09 de nov<strong>em</strong>bro<br />

Boletim Informativo<br />

55<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Ass<strong>em</strong>bleia e Reuniões de Câmara<br />

PROENÇA EM REVISTA<br />

Reuniões e deliberações da Câmara Municipal<br />

07/07/<strong>2014</strong> 04/08/<strong>2014</strong><br />

1. Ratificada, por unanimidade, a 7.ª alteração ao Orçamento<br />

para <strong>2014</strong> e grandes Opções do Plano.<br />

2. Aprovada, por unanimidade, comparticipação familiar<br />

nas atividades de animação e apoio à família.<br />

3. Deliberado, por unanimidade, isentar a Fundação<br />

Joaquim Lourenço do pagamento das taxas de operações<br />

urbanísticas.<br />

21/07/<strong>2014</strong><br />

1. Deliberado, por maioria, <strong>em</strong>itir parecer prévio favorável<br />

à contratação da execução de Circuitos Especiais<br />

de Transportes Escolares para o ano letivo<br />

<strong>2014</strong>/2015, b<strong>em</strong> como dar início a um procedimento<br />

por ajuste direto, nos termos do estipulado no CCP.<br />

2. Deliberado, por unanimidade, <strong>em</strong>itir parecer prévio<br />

favorável à contratação de fornecimento de refeições<br />

aos alunos do 1.º CEB e Jardim-de-infância do Concelho<br />

de <strong>Proença</strong>-a-Nova - Ano letivo <strong>2014</strong>/2015,<br />

b<strong>em</strong> como dar início a um procedimento por ajuste<br />

direto nos termos do estipulado no CCP.<br />

3. Deliberado, por unanimidade, comparticipar o passe<br />

escolar dos alunos oriundos do Concelho de Mação,<br />

matriculados no Agrupamento de Escolas de <strong>Proença</strong>a-Nova,<br />

nas mesmas condições <strong>em</strong> que beneficiam os<br />

alunos do nosso concelho, considerando o decréscimo<br />

do número de alunos matriculados no nosso Concelho.<br />

03/02/<strong>2014</strong><br />

1. Ratificação da 2.ª alteração ao Orçamento para<br />

<strong>2014</strong> e Grandes Opções do Plano. Ratificada por<br />

unanimidade.<br />

2. Pedido de isenção do pagamento nas atividades de<br />

Animação e de Apoio à Família. Deferido por unanimidade.<br />

3. Definição do montante máximo dos encargos com<br />

recrutamento trabalhadores, alterações de posicionamento<br />

r<strong>em</strong>uneratório e prémios de des<strong>em</strong>penho.<br />

Aprovada por unanimidade.<br />

4. Aprovada por unanimidade a atribuição de apoios e<br />

subsídios a diversas entidades.<br />

5. Programa de Cooperação com o Município de Maio,<br />

<strong>em</strong> Cabo Verde. Aprovado por unanimidade.<br />

6. Análise e aprovação de ind<strong>em</strong>nização a pagar à<br />

Cartazanimado- Unipessoal, Lda. Votado por unanimidade.<br />

7. Aprovação de projeto de arquitetura – Processo<br />

n.º 151/1980 (Req. 21007/2013). Ratificado por<br />

unanimidade.<br />

1. Ratificada, por unanimidade, a 8.ª alteração ao orçamento<br />

para <strong>2014</strong> e grandes opções do Plano.<br />

2. Aprovado, por unanimidade, o pedido de isenção do<br />

pagamento da prestação mensal nas atividades de animação<br />

e de apoio à família - ano letivo <strong>2014</strong>/2015.<br />

3. Atribuição de apoios e subsídios:<br />

- Associação Sport Clube Sobreirense: deliberado, por<br />

unanimidade, atribuir o montante de € 10.000,00 e<br />

disponibilizar os restantes recursos solicitados.<br />

- Pinhal Maior: deliberado, por unanimidade, proceder<br />

aos respetivos pagamentos no valor global €<br />

10.000,00.<br />

4. Aprovada, por unanimidade, a minuta do Acordo<br />

de Colaboração com a Associação de Estudos do Alto<br />

Tejo - Campo Arqueológico de <strong>Proença</strong>-a-Nova, relativa,<br />

entre outros, à concessão de um apoio financeiro<br />

no valor de € 22.500,00.<br />

5. Aprovada, por unanimidade, a minuta de Acordo<br />

de Colaboração a celebrar com a Direção-Geral dos<br />

Estabelecimentos Escolares para substituição das coberturas<br />

de fibrocimento dos blocos da Escola Básica<br />

e Secundária Pedro da Fonseca.<br />

6. Deliberado, por unanimidade, submeter à Ass<strong>em</strong>bleia<br />

Municipal proposta para que o órgão deliberativo<br />

autorize o recurso à utilização da reserva de recrutamento<br />

interna de um Técnico Superior – Educação<br />

Física e Desporto, para exercer funções no Gabinete<br />

de Educação, Cultura e Desporto, na modalidade de<br />

relação jurídica de <strong>em</strong>prego público, <strong>em</strong> regime de<br />

contrato de trabalho <strong>em</strong> funções públicas por t<strong>em</strong>po<br />

indeterminado.<br />

7. Deliberado, por unanimidade, autorizar a transladação<br />

do coval n.º 16/2006 para o coval n.º 15/2009,<br />

através da respetiva permuta.<br />

18/08/<strong>2014</strong><br />

1. Deliberado, por unanimidade, conceder a isenção<br />

dos 50% do custo do passe escolar ao aluno.<br />

2. Aprovado, por unanimidade, pedido de isenção<br />

do pagamento da prestação mensal nas atividades<br />

de animação e de apoio à família - ano letivo<br />

<strong>2014</strong>/2015.<br />

3. Aprovado, por unanimidade, a abertura de concurso<br />

para atribuição de bolsas de estudo - Ano letivo<br />

<strong>2014</strong>/2015.<br />

4. Aprovado, por unanimidade, a criação de um Fundo<br />

de Maneio no valor de € 3.000,00.<br />

5. Aprovados, por unanimidade, os projetos de arquitetura<br />

n.º 46/2012 e 15/2012.<br />

01/09/<strong>2014</strong><br />

1. Aprovadas, por unanimidade, as normas de participação<br />

no Orçamento Participativo <strong>2014</strong>, disponibilizando<br />

o montante de € 150.000,00 para esse fim.<br />

2. Aprovadas, por unanimidade, as taxas do Imposto<br />

Municipal sobre Imóveis (IMI) respeitantes ao ano<br />

<strong>2014</strong> e a liquidar <strong>em</strong> 2015, sendo de 0,3% para os<br />

prédios urbanos avaliados nos termos do CIMI e 0,5%<br />

para os restantes prédios urbanos. Submeta-se à Ass<strong>em</strong>bleia<br />

Municipal.<br />

3. Aprovado, por unanimidade, uma participação variável<br />

do Imposto sobre o Rendimento singular (IRS) para<br />

<strong>2014</strong> de 5%. Submeta-se à Ass<strong>em</strong>bleia Municipal.<br />

4. Aprovada, por unanimidade, a delimitação e aprovação<br />

da Área de Reabilitação Urbana de <strong>Proença</strong>-a-<br />

Nova.<br />

5. Aprovada, por unanimidade, a delimitação e aprovação<br />

da Área de Reabilitação Urbana de Sobreira Formosa.<br />

6. Deliberado, por unanimidade, <strong>em</strong>itir parecer favorável<br />

à prestação de serviços para funcionamento da<br />

Escola de Ténis de <strong>Proença</strong>-a-Nova, durante três anos<br />

e a compreender os anos letivos.<br />

7. Deliberado, por unanimidade, <strong>em</strong>itir parecer favorável<br />

à prestação de serviços para elaboração do mapa de<br />

ruído do concelho.<br />

8. Aprovado, por unanimidade, o pedido de isenção do<br />

pagamento da prestação mensal nas atividades de animação<br />

e de apoio à família - ano letivo <strong>2014</strong>/2015.<br />

9. Aprovada, por unanimidade, a minuta de acordo de<br />

consolidação de dívida - Linhambiente, SA.<br />

15/09/<strong>2014</strong><br />

1. Deliberado, por unanimidade, conceder a isenção dos<br />

50% do custo do passe escolar - ano letivo <strong>2014</strong>/2015.<br />

2. Deliberado, por unanimidade, conceder a isenção dos<br />

50% do custo do passe escolar - informações n.º 33/SA<br />

e n.º 35/SA - Ano letivo <strong>2014</strong>/2015.<br />

3. Deliberado, por unanimidade, conceder a isenção do<br />

pagamento da prestação mensal nas atividades de animação<br />

e de apoio à família - ano letivo <strong>2014</strong>/2015 -<br />

informações n.º 28/SA, n.º 29/SA e n.º 36/SA.<br />

4. Deliberado, por unanimidade, conceder aos alunos posicionados<br />

no escalão A o auxílio económico da totalidade<br />

da alimentação, de € 26,60 para livros do 1º e 2º anos<br />

e € 32,80 para livros do 3º e 4º anos e de € 13,00 para<br />

material escolar, e aos alunos posicionados no escalão B,<br />

50% da alimentação, € 13,30 para livros do 1º e 2º anos<br />

e € 16,40 para livros do 3º e 4º anos e € 6,50 para material<br />

escolar, relativos ao ano escolar <strong>2014</strong>/2015.<br />

5. Deliberado, por unanimidade, conceder a isenção da<br />

Boletim Informativo<br />

56<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Ass<strong>em</strong>bleia e Reuniões de Câmara<br />

PROENÇA EM REVISTA<br />

parte do custo do passe escolar que ultrapasse os €<br />

30,00, a cada um dos alunos que frequente as escolas<br />

do concelho oriundos das localidades mais distantes<br />

do concelho.<br />

6. Deliberado, por unanimidade, atribuir um apoio monetário<br />

no valor de € 1.500,00, para aquisição de uma<br />

cadeira de rodas elétrica.<br />

7. Ratificada, por unanimidade, a 9ª alteração ao Orçamento<br />

para <strong>2014</strong> e Grandes Opções do Plano.<br />

8. Deliberado, por unanimidade, conceder a isenção do<br />

pagamento de € 159,90 referente ao aluguer do Bar<br />

da Praia Fluvial do Malhadal, relativo a um mês.<br />

9. Aprovada, por unanimidade, a revisão da rede viária<br />

municipal.<br />

10. Aprovado, por unanimidade, o projeto de arquitetura<br />

n.º 20/2012.<br />

06/10/<strong>2014</strong><br />

1. Deliberado, por unanimidade, designar a Coordenadora<br />

Técnica Carmen Lúcia Cardoso Manso para lavrar<br />

as atas das reuniões do executivo.<br />

2. Deliberado, por unanimidade, conceder a isenção<br />

dos 50% do custo do passe escolar -informações n.º<br />

39/SA e n.º 40/SA.<br />

3. Deliberado, por unanimidade, conceder durante o<br />

ano letivo <strong>2014</strong>/2015 o apoio diário de € 20,00 à<br />

mãe de aluno portador de deficiência que o transporta<br />

<strong>em</strong> automóvel próprio para a escola.<br />

4. Deliberado, por unanimidade, indeferir a isenção<br />

do pagamento da prestação mensal na componente<br />

de apoio à família - ano letivo <strong>2014</strong>/2015, face aos<br />

rendimentos indicados à data de apresentação do requerimento.<br />

5. Aprovada, por unanimidade, a minuta do contrato<br />

programa de desenvolvimento desportivo a celebrar<br />

com a Associação Desportiva e Cultural de <strong>Proença</strong>a-Nova<br />

que inclui o apoio monetário de € 51.000,00<br />

e o pagamento de despesas de transportes, eletricidade<br />

e telefone até ao valor de € 22.500,00, na época<br />

desportiva <strong>2014</strong>/2015.<br />

6. Aprovada, por unanimidade, a minuta do contrato<br />

programa a celebrar com a Casa do Benfica de <strong>Proença</strong>-a-Nova,<br />

que cont<strong>em</strong>pla um apoio financeiro de<br />

€ 5.000,00, repartido por dez prestações mensais, a<br />

pagar de outubro de <strong>2014</strong> a julho de 2015.<br />

7. Aprovada, por unanimidade, a minuta do contrato<br />

programa a celebrar com a Associação Humanitária<br />

dos Bombeiros Voluntários de <strong>Proença</strong>-a-Nova, traduzido<br />

no apoio financeiro global de € 50.000,00, que<br />

inclui uma comparticipação de € 5.000,00 para aquisição<br />

de ambulância de primeiros socorros.<br />

8. Aprovada, por unanimidade, a minuta do Acordo<br />

de Colaboração a celebrar com a Associação de Produtores<br />

Florestais do Rio Ocreza que inclui o apoio<br />

financeiro de € 30.000,00 e a cedência t<strong>em</strong>porária<br />

de veículo.<br />

9. Análise e aprovação do contrato programa a celebrar<br />

com a <strong>em</strong>presa Utopia & Ficção, Lda., no âmbito<br />

da Escola de Música de <strong>Proença</strong>-a-Nova, comparticipando<br />

mensalmente com € 7,00 por aluno inscrito e<br />

até um máximo de € 6.300,00 durante o ano letivo<br />

<strong>2014</strong>/2015.<br />

10. Deliberado, por unanimidade, ceder a Piscina Municipal<br />

à Santa Casa da Misericórdia de <strong>Proença</strong>-a-<br />

Nova, todas as sextas-feiras de outubro e nov<strong>em</strong>bro<br />

de <strong>2014</strong> e de janeiro a julho de 2015.<br />

11. Deliberado, por unanimidade, disponibilizar um<br />

professor para ministrar as aulas de educação física<br />

à Santa Casa da Misericórdia de Sobreira Formosa,<br />

<strong>em</strong> horário a acordar posteriormente com a instituição,<br />

informando que não dispomos de professores de<br />

música.<br />

12. Aprovado, por unanimidade, o pagamento da<br />

quota anual no valor de € 2.493,00 à Médio Tejo 21.<br />

13. Deliberado, por unanimidade, ceder as salas 3,5 e<br />

6 do espaço de incubação PEPA.<br />

20/10/<strong>2014</strong> 17/11/<strong>2014</strong><br />

1. Ratificada, por unanimidade, a 10ª alteração ao Orçamento<br />

para <strong>2014</strong> e Grandes Opções do Plano.<br />

2. Aprovado, por unanimidade, o Orçamento para<br />

2015, Grandes Opções do Plano e Mapa de Pessoal.<br />

3. Deliberado, por unanimidade, aprovar a minuta da<br />

adenda ao contrato programa celebrado com o Centro<br />

de Ciência Viva de <strong>Proença</strong>-a-Nova e que prevê a<br />

comparticipação financeira de mais € 40.000,00.<br />

4. Deliberado, por unanimidade, <strong>em</strong>itir parecer favorável<br />

à contratação de serviços de Apoio Empresarial<br />

Local e Jurídicos.<br />

03/11/<strong>2014</strong><br />

1. Deliberado, por unanimidade, conceder o apoio<br />

socioeducativo correspondente ao 2º escalão do<br />

Abono de família, tanto na alimentação como no<br />

material escolar.<br />

2. Aprovado, por unanimidade, pedido de isenção<br />

na comparticipação da componente de animação<br />

e apoio à família.<br />

3. Deliberado, por unanimidade, conceder o apoio<br />

de € 12,00, de acordo com o anteriormente atribuído<br />

<strong>em</strong> visitas de estudo realizadas <strong>em</strong> território<br />

nacional, ao projeto “Em busca de novos desafios…<br />

espaços, pessoas e identidades” do Agrupamento<br />

de Escolas da Sertã.<br />

4. Ratificada, por unanimidade, a 11ª alteração ao<br />

Orçamento para <strong>2014</strong> e Grandes Opções do Plano.<br />

5. Deliberado, por unanimidade, <strong>em</strong>itir parecer<br />

prévio favorável à prestação de serviços de consultadoria<br />

fiscal na área da revisão da metodologia<br />

de dedução do IVA.<br />

6. Deliberado, por unanimidade, <strong>em</strong>itir parecer<br />

prévio favorável à prestação de serviços de recolha<br />

de amostras, análises de água e envio dos respetivos<br />

relatórios referentes a água de abastecimento<br />

para consumo humano, água da piscina coberta de<br />

aprendizag<strong>em</strong> e águas residuais do PEPA.<br />

7. Deliberado, por unanimidade, <strong>em</strong>itir parecer<br />

prévio favorável à contratação de serviços de iluminação<br />

decorativa de Natal.<br />

8. Aprovado, por unanimidade, a Proposta de Regulamento<br />

do concurso “Comprar é Ganhar no Comércio<br />

Local - <strong>2014</strong>”<br />

9. Aprovado, por unanimidade, o projeto de arquitetura<br />

nº 20/<strong>2014</strong>.<br />

1. Deliberado, por unanimidade, isentar a aluna<br />

do pagamento de mensalidade nas Atividades de<br />

Animação e de Apoio à Família, no montante de €<br />

55,00 mensais.<br />

2. Aprovadas, por unanimidade, as minutas de protocolo<br />

a celebrar com o Instituto Politécnico de Castelo<br />

Branco - Proteção Civil e Energias Renováveis<br />

3. Deliberado, por unanimidade, atribuir um subsídio<br />

no valor de € 500,00 à Fábrica da Igreja de<br />

<strong>Proença</strong>-a-Nova.<br />

4. Aprovação de compromisso plurianual - “Requalificação<br />

do Largo da Devesa <strong>em</strong> Sobreira<br />

Formosa e Requalificação do Espaço Urbano <strong>em</strong><br />

Sobreira Formosa - Rua do Comércio”. O órgão<br />

executivo tomou conhecimento do teor do despacho.<br />

5. Aprovado, por unanimidade, o Regulamento<br />

Municipal para as Aldeias de Figueira e Cunqueiros.<br />

6. Aprovado, por unanimidade, o projeto de arquitetura<br />

- processo n.º 30/2013.<br />

Boletim Informativo<br />

57<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova


Ass<strong>em</strong>bleia e Reuniões de Câmara<br />

PROENÇA EM REVISTA<br />

01/12/<strong>2014</strong><br />

1. Deliberado, por unanimidade, conceder o apoio de<br />

€ 30,00 mensais, durante o ano letivo <strong>2014</strong>/2015,<br />

para transporte de aluno com necessidades educativas<br />

especiais.<br />

2. Atribuição de apoio e subsídios:<br />

- Deliberado, por unanimidade, atribuir apoio no valor<br />

de € 1.000,00 ao Instituto Politécnico de Castelo<br />

Branco;<br />

- Deliberado, por unanimidade, conceder a cedência<br />

de transportes e do pavilhão e o apoio monetário de<br />

€ 1.500,00 ao Núcleo de Juventude do Concelho de<br />

<strong>Proença</strong>-a-Nova.<br />

3. Ratificada, por unanimidade, a 12ª alteração ao Orçamento<br />

para <strong>2014</strong> e Grandes Opções do Plano.<br />

4. Deliberado, por unanimidade, proceder à comparticipação<br />

global de € 93.879,20, distribuída pelos<br />

anos <strong>2014</strong>, 2015, 2016 e 2017 nos valores<br />

de € 2.299,59, € 31.293,07, € 31.293,07 e €<br />

28.993,48, respetivamente, à Associação Humanitária<br />

dos Bombeiros Voluntários de <strong>Proença</strong>-a-Nova<br />

- Equipa de Intervenção Permanente.<br />

5. Deliberado, por unanimidade, ceder o espaço relativo<br />

à Sala 2 da incubadora PEPA à <strong>em</strong>presa DMC -<br />

Engenharia e Sist<strong>em</strong>as Ibéricos, Lda.<br />

6. Ratificado, por unanimidade, as alterações ao zonamento<br />

e coeficientes de localização para cálculo do<br />

valor patrimonial tributário - ratificação da nomeação<br />

de técnico do Município para servir de interlocutor<br />

junto dos serviços locais da AT.<br />

7. Ratificado, por unanimidade, de parecer - Espaços<br />

Florestais.<br />

8. Ratificado, por unanimidade, o acordo coletivo de<br />

trabalho celebrado com o STAL.<br />

15/12/<strong>2014</strong><br />

1. Ratificada, por unanimidade, a 13ª alteração ao Orçamento<br />

para <strong>2014</strong> e Grandes Opções do Plano.<br />

2. Deliberado, por unanimidade, conceder o apoio de<br />

€ 300,00 à Caritas Portuguesa - Campanha Toca a<br />

Todos.<br />

3. Ratificado, por unanimidade, apoios e subsídios.<br />

4. Deliberado, por unanimidade, ceder gratuitamente<br />

habitação até que a requerente de pedido de adaptação<br />

de habitação para deficiente motor reúna condições de<br />

habitabilidade adequadas ao seu estado de saúde.<br />

5. Aprovada, por unanimidade, a minuta de protocolo<br />

institucional para o exercício de funções administrativas<br />

nas extensões de saúde de Montes da Senhora e<br />

de São Pedro do Esteval.<br />

6. Aprovada, por unanimidade, a minuta de protocolo de<br />

colaboração a celebrar com o Centro de Dia do Alvito.<br />

7. Aprovado, por unanimidade, o Regulamento Municipal<br />

relativo à definição de critérios no âmbito do<br />

sist<strong>em</strong>a de indústria responsável.<br />

8. Aprovado, por unanimidade, o regulamento do<br />

Conselho Municipal de Segurança que define os seus<br />

objetivos, competências e normas de funcionamento.<br />

9. Informação sobre os compromissos plurianuais<br />

despachados ao abrigo da delegação de competências:<br />

a Câmara tomou conhecimento.<br />

10. Aprovado, por unanimidade, o compromisso plurianual<br />

- “Materiais de construção” e “fornecimento de<br />

energia elétrica <strong>em</strong> MT, BTE, BTN e IP”.<br />

11. Aprovado, por unanimidade, transferência para<br />

cobertura de resultados <strong>Proença</strong>tur - Empresa de Turismo<br />

de <strong>Proença</strong>, E.M.<br />

12. Deliberado, por unanimidade, aplicar durante o<br />

ano 2015 a taxa zero relativamente à taxa municipal<br />

de direitos de passag<strong>em</strong>.<br />

13. Deliberado, por unanimidade, adquirir o imóvel.<br />

14. Aprovado, por unanimidade, o projeto de arquitetura<br />

- Processo nº 26/<strong>2014</strong>.<br />

15. Aprovado, por unanimidade, o plano de atividades<br />

para 2015.<br />

Reuniões e deliberações<br />

da Ass<strong>em</strong>bleia Municipal<br />

05/09/<strong>2014</strong><br />

1. Deliberado, por unanimidade, autorizar a abertura<br />

de procedimento concursal - reserva de recrutamento<br />

interna de um técnico superior de educação<br />

física e desporto, com vista à constituição de relação<br />

jurídica de <strong>em</strong>prego público, <strong>em</strong> regime de contrato<br />

de trabalho <strong>em</strong> funções públicas por t<strong>em</strong>po indeterminado.<br />

2. Aprovado, por unanimidade, a proposta da Câmara<br />

Municipal, fixando no Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova<br />

a taxa mínima prevista na lei do imposto sobre imóveis<br />

(IMI) para <strong>2014</strong>: 0,3% para os prédios urbanos<br />

avaliados nos termos do CIMI; 0,5% para os restantes<br />

prédios urbanos.<br />

3. Aprovado, por unanimidade, a proposta da Câmara<br />

Municipal, fixando no Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova<br />

a taxa de participação variável de Imposto sobre o<br />

Rendimento Singular (IRS) <strong>em</strong> 5%, para <strong>2014</strong><br />

4. Aprovado, por unanimidade, a proposta da Câmara<br />

Municipal de delimitação da área de reabilitação<br />

urbana de <strong>Proença</strong>-a-Nova, tendo sido apresentada<br />

a M<strong>em</strong>ória Descritiva e Justificativa, que inclui os<br />

critérios subjacentes à delimitação da área abrangida<br />

e os objetivos estratégicos a prosseguir; a planta de<br />

delimitação da área abrangida; os benefícios fiscais<br />

associados aos impostos municipais (os prédios urbanos<br />

objeto de ações de reabilitação são passíveis<br />

de isenção de IMI por um período de cinco anos, a<br />

Boletim Informativo<br />

58<br />

Município de <strong>Proença</strong>-a-Nova<br />

contar do ano inclusive da conclusão da mesma reabilitação,<br />

podendo ser renovada por um período adicional<br />

de cinco anos; são isentas de IMT as aquisições<br />

de prédio urbanos ou fração autónoma de prédio urbano<br />

destinado exclusivamente a habitação própria<br />

e permanente, na primeira transmissão onerosa de<br />

prédio reabilitado, quando localizado <strong>em</strong> área de reabilitação<br />

urbana).<br />

5. Aprovado, por unanimidade, a proposta da Câmara<br />

Municipal de delimitação da área de reabilitação urbana<br />

de Sobreira Formosa, tendo sido apresentada<br />

a M<strong>em</strong>ória Descritiva e Justificativa, que inclui os<br />

critérios subjacentes à delimitação da área abrangida<br />

e os objetivos estratégicos a prosseguir; a planta de<br />

delimitação da área abrangida; os benefícios fiscais<br />

associados aos impostos municipais (iguais aos da<br />

ARU de <strong>Proença</strong>-a-Nova).<br />

19/12/<strong>2014</strong><br />

1. Aprovado, por unanimidade, o Regulamento Municipal<br />

para as Aldeias de Figueira e Cunqueiros.<br />

2. Aprovado, por unanimidade, o Regulamento Municipal<br />

relativo à definição de critérios no âmbito do<br />

sist<strong>em</strong>a de indústria responsável.<br />

3. Ratificado, por unanimidade, o Regulamento do Concurso<br />

“Comprar é Ganhar no Comércio Local - <strong>2014</strong>”.<br />

4. Aprovado, por unanimidade, o Regulamento do<br />

Conselho Municipal de Segurança Conselho Municipal<br />

de Segurança.<br />

5. Deliberado, por unanimidade, conceder autorização<br />

prévia genérica de assunção de compromissos plurianuais<br />

por parte da Câmara Municipal, nos exatos termos<br />

apresentados.<br />

6. Aprovado, por unanimidade, a assunção dos compromissos<br />

plurianuais relativos aos procedimentos de<br />

contratação designados “Materiais de construção” e<br />

“Requalificação do largo da Devesa <strong>em</strong> Sobreira Formosa<br />

e Requalificação do Espaço Urbano <strong>em</strong> Sobreira<br />

Formosa - Rua do Comércio”.<br />

7. Deliberado, por unanimidade, aprovar a cobertura<br />

de resultados <strong>Proença</strong>tur - Empresa de Turismo de<br />

<strong>Proença</strong>, E.M. no valor estimado de € 336.216,39,<br />

devendo ser efetuada uma transferência de €<br />

115.000 até ao final do corrente ano, e o r<strong>em</strong>anescente<br />

após encerramento de contas, pelo diferencial<br />

que resultar do resultado líquido do exercício e da<br />

transferência já realizada.<br />

8. Deliberado, por unanimidade, não fixar taxa municipal<br />

de direitos de passag<strong>em</strong> para o ano de 2015.<br />

9. Aprovado, por unanimidade, o Orçamento e Grandes<br />

Opções do Plano para 2015 e mapa de pessoal.<br />

10. Aprovou, por unanimidade, a assunção do compromisso<br />

plurianual relativo ao procedimento de contratação<br />

designado “Fornecimento de Energia Elétrica”.

Hooray! Your file is uploaded and ready to be published.

Saved successfully!

Ooh no, something went wrong!