A Sombra do Imposto - Fiep

fiepr.org.br

A Sombra do Imposto - Fiep

A Sombra

do Imposto

Todos pagamos altos tributos, mas não vemos o

dinheiro aplicado em serviços públicos de qualidade.

www.sombradoimposto.org.br


2

Expediente

“A Sombra do Imposto” - Cartilha produzida pela Diretoria de Comunicação e Promoção

do Sistema FIEP. Coordenação Geral: Luiz Henrique Weber (Diretor de Comunicação

e Promoção | Jornalista Responsável - MTB 2.441/PR), Solange Patricio (Gerente de

Comunicação Editorial) e Adriana Brandão (Gerente de Comunicação Promocional).

Equipe de Promoção: Silvia Elaine Fernandes e Raquel Cicarelli. Redação e Revisão:

Rodrigo Lopes. Ilustração: André B. Ducci. Coordenação de Arte e Diagramação: Juliana

Scheller e Caroline Akemi. Tiragem: 300 mil exemplares. Impressão: Ajir Gráfica e Editora.

Endereço: Av. Comendador Franco, 1.341 - Curitiba - PR.


Por uma justiça tributária

Em 2010, preocupados com a constatação de que muitos

daqueles que estão isentos da dedução de imposto de

renda na fonte acreditam que não pagam tributo algum,

lançamos a campanha A Sombra do Imposto. Com uma

cartilha simples e didática, iniciamos um movimento para

mostrar à população que os impostos são elevados e estão

presentes em cada produto que compramos ou serviço que

contratamos.

Após a distribuição de 1,5 milhão de exemplares desse

primeiro material, sentimos a necessidade de aprofundar o

esclarecimento sobre outro ponto importante: como nosso

dinheiro é gasto. Os recursos arrecadados com impostos

seriam suficientes para que os governos nos oferecessem

serviços públicos de qualidade. Nesta segunda edição da

cartilha, mostramos que isso não acontece.

Acreditamos que esta nova publicação é mais um passo

para a conscientização da sociedade em relação ao peso

dos impostos. Só assim conseguiremos sensibilizar nossos

representantes para que realizem a reforma que tanto

queremos. Uma reforma que traga ao Brasil a verdadeira

justiça tributária.

EDSON LUIZ CAMPAGNOLO

Coordenador do Conselho Temático de Assuntos Tributários

da Federação das Indústrias do Paraná

www.sombradoimposto.org.br 3


Todos pagamos impostos

Em 2010, o governo federal, estados e municípios arrecadaram quase

R$ 1,3 trilhão em impostos. É como se cada brasileiro tivesse pago R$

6,7 mil em tributos no ano. Em média, trabalhamos cinco meses só para

pagar impostos.

Carga em crescimento

Nos últimos dez anos, o peso dos tributos não parou de crescer. Dinheiro

que sai do bolso de todos os cidadãos. O aumento da arrecadação pelos

governos tirou da sociedade brasileira R$ 1,85 trilhão nesse período.

A Sombra do Imposto

Muitas vezes não percebemos, mas entregamos em média 40% do que

ganhamos para a “Sombra do Imposto”. Ela está presente em cada

produto que compramos e em cada conta que pagamos.

**** ****

DOUTOR DO IMPOSTO DROGARIA LTDA.

FARMÁCIA DR. DO IMPOSTO

Alameda do Pagamento, 22 - Curitiba/PR CNPJ: 20.000.000/000-000

XAROPE

MEDICAMENTOS (ASPIRINA)

ABSORVENTE HIGIÊNICO

ESCOVA DE DENTES

DESODORANTE

TOTAL

PREÇO

R$ 22,96

R$ 4,69

R$ 2,12

R$ 3,50

R$ 4,99

R$ 38,26

QUANTO É IMPOSTO

R$ 8,03 (35%)

R$ 1,59 (34%)

R$ 0,72 (34%)

R$ 1,19 (34%)

R$ 1,84 (37%)

R$ 13,37

www.sombradoimposto.org.br 5


6

Para que servem os impostos?

Precisamos pagar impostos. É com eles que o governo pode prestar

serviços como saúde, educação e segurança. Não é um favor que os

governantes nos oferecem, mas um direito conquistado por nós com o

pagamento de tributos.

Como o nosso dinheiro é gasto?

O problema é que nem sempre temos o retorno esperado. O governo arrecada

muito, mas não nos devolve o dinheiro dos impostos da maneira que deveria:

investindo em serviços públicos de qualidade. Ele também gasta mais do

que arrecada e se endivida, pagando juros muito altos. A gestão pública

é pouco profissional e a corrupção ainda desvia boa parte do dinheiro.


Quanto custa para manter os governos?

No Brasil, boa parte do dinheiro dos impostos é gasto para manter as

enormes estruturas governamentais. A cada ano, o equivalente a 21% de

todas as riquezas produzidas no País é usado para pagar as despesas das

diferentes esferas do poder público.

Principais gastos

O exemplo do governo federal mostra como o dinheiro é gasto. Tirando

as despesas com a dívida e os recursos de aplicação obrigatória, 25%

do restante é gasto para pagamento de pessoal e 67% para custeio da

máquina pública.

7


8

Onde estão os

investimentos?

O dinheiro dos impostos seria suficiente para termos

serviços de boa qualidade. Mas com gastos tão altos,

sobram apenas 8% para investimentos na melhoria dos

serviços públicos e na infraestrutura do País.

A falta de investimentos é nítida. Uma pesquisa feita

em todo o Brasil mostra que, entre 12 serviços públicos

avaliados, apenas quatro foram aprovados pela população.

Serviços fundamentais

Os outros oito foram considerados deficientes. Algumas

das piores avaliações foram para serviços essenciais, como

postos de saúde e hospitais, educação fundamental e

segurança pública.

Acesse o site da Sombra do Imposto e confira a pesquisa

CNI/IBOPE na íntegra.


www.sombradoimposto.org.br 9


Pagamento em dobro

A baixa qualidade dos serviços públicos faz com que as

pessoas que têm condições, mesmo já tendo pago altos

tributos, contratem serviços privados. Ou seja: paga-se

duas vezes para se ter um serviço que deveria ser oferecido

pelo governo com o dinheiro dos impostos.

Segurança

Vigilância privada

Isso tem criado situações estranhas no Brasil, como na

área da segurança. O número de vigilantes particulares já

ultrapassou o efetivo das Polícias Militares de todo o País.

Medo

O investimento em segurança privada se deve ao descrédito

em relação à segurança pública. A população acha que a

polícia não atende emergências com rapidez, não registra

ocorrências e nem realiza investigações eficientes.

www.sombradoimposto.org.br 11


12

Saúde

Atendimento deficiente

A falta de médicos e a demora para conseguir consultas

com especialistas no Sistema Único de Saúde é outro

motivo que obriga muitas pessoas a pagarem por serviços

privados.

Negócio lucrativo

A aplicação inadequada dos recursos do SUS criou um

grande mercado para a saúde privada, que movimenta R$

300 bilhões por ano. Mais de 44 milhões de brasileiros – que

já pagam impostos – possuem planos de saúde.

Educação

Defasagem

O panorama da educação é outro exemplo da má aplicação

do dinheiro dos impostos: 9,7% da população com mais de

15 anos não sabe ler nem escrever e um terço dos alunos

que entram no ensino médio não consegue concluí-lo.

Um dos maiores mercados do mundo

Mais uma vez, as pessoas que têm condições recorrem ao

serviço privado. O mercado brasileiro de ensino particular

está entre os dez maiores do mundo, faturando até R$ 55

bilhões por ano.


www.sombradoimposto.org.br 13


A vida com impostos

justos e bem aplicados

14


Fontes:

Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT)

www.ibpt.com.br

Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA)

www.ipea.gov.br

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

www.ibge.gov.br

Confederação Nacional da Indústria (CNI)

www.cni.org.br

Dieta do Impostão (Firjan)

www.dietadoimpostao.org.br

Jornal O Globo

www.oglobo.com.br

Revista Veja

www.veja.com.br

www.sombradoimposto.org.br


Realização:

Patrocínio:

Apoio:

www.epr.org.br

www.sombradoimposto.org.br

More magazines by this user
Similar magazines