06.08.2014 Views

Resumo de Cantares

Maravilhoso estudo de Cantares

Maravilhoso estudo de Cantares

SHOW MORE
SHOW LESS

You also want an ePaper? Increase the reach of your titles

YUMPU automatically turns print PDFs into web optimized ePapers that Google loves.

Apresenta o romance <strong>de</strong> Salomão e a Sulamita. O rei Salomão, ao visitar a sua vinha do<br />

monte Líbano, na época das colheitas, da migração <strong>de</strong> pombas e <strong>de</strong> várias festas pastoris com<br />

milhares <strong>de</strong> moças dançando as antigas tradições das festas <strong>de</strong> Benjamim. Encontra-se por<br />

acaso com a formosa donzela Sulamita, que foi dançar contra a vonta<strong>de</strong> dos irmãos. Deixará<br />

suas obrigações para dançar nas festas da primavera, nas festas <strong>de</strong> Benjamim. Ela procura<br />

sua liberda<strong>de</strong> nos braços <strong>de</strong> um esposo! Ela anseia agarrar algum jovem e com ele formar<br />

uma família e fugir daquela condição <strong>de</strong> servidão. E para tal irá beber muito vinho para ter a<br />

coragem <strong>de</strong> realizar a aventura do livro. É um romance regado a vinho. Em todos os instantes<br />

o vinho jorra abundante, nas palavras, nas atitu<strong>de</strong>s, no palácio. Os guardas que a espancam<br />

estão bêbados. Só isso explicaria sua levianda<strong>de</strong>. Só que por ir à festa, <strong>de</strong>sguarnecendo as<br />

vi<strong>de</strong>s permite que as raposinhas façam o maior estrago nas vinhas. Sunamita o observa<br />

atentamente a uma certa distancia. Em algum instante seus olhares <strong>de</strong> cruzam e mesmo diante<br />

<strong>de</strong> tamanha pompa ela foge <strong>de</strong>le. Foge também porque também vê nele um culpado por sua<br />

situação, porque ela trabalha como ESCRAVA numa das vinhas que pertence a ele.<br />

Ela é tratada como uma escrava por seus irmãos que a forçaram a trabalhar nas vinhas sem<br />

nenhum tipo <strong>de</strong> pagamento. O trabalho duro <strong>de</strong>baixo do sol fez com que ficasse diferente<br />

das suas irmãs e das antigas amigas da cida<strong>de</strong> que habitavam, Jerusalém. Uma <strong>de</strong> suas funções<br />

era armar armadilhas para capturar as raposinhas. Suas fugas e escapa<strong>de</strong>las durarão dias, a<br />

maior parte nas noites, e nesse tempo as raposinhas irão dar seu jeito <strong>de</strong> quebrar as gra<strong>de</strong>s<br />

ou roer as cordas. Salomão ao ver tamanha beleza se apaixona perdidamente. Po<strong>de</strong>ria se dizer<br />

que ao vê-la per<strong>de</strong>u em seu olhar ao próprio coração. Informando-se da situação o rapaz<br />

colocará a sua imensa sabedoria para trabalhar em proveito próprio. Ele a visita disfarçado<br />

<strong>de</strong> pastor e conquistará o seu amor. Do mesmo modo a moça se disfarçará <strong>de</strong> pastora para<br />

procura-lo. Passam uma noite <strong>de</strong> liberda<strong>de</strong> e <strong>de</strong> promessas, <strong>de</strong>pois marcam um encontro<br />

frustrado. Abandonada, encrencada pela <strong>de</strong>struição causada na vinha pelas raposas, que<br />

fizeram lá um escarcel, seguirá à sua procura sem saber quem ele é.<br />

Ela vivia submetida ao po<strong>de</strong>r dos guardas, tanto nos campos quanto na cida<strong>de</strong> <strong>de</strong> Jerusalém<br />

(cf. 5,7). O drama acontece com sua separação do amado. Preparou uma noite romântica<br />

no intuito <strong>de</strong> fisga-lo. Usará das artimanhas femininas que apren<strong>de</strong>u, só que dá tudo errado.<br />

Ele não tinha tempo para aproximar-se sem ser reconhecido, e tem que se escon<strong>de</strong>r porque<br />

o que Salomão fazia, o fazia na calada da noite. Sem <strong>de</strong>spertar suspeitas o jovem rei fugira<br />

do palácio e agora necessitava correr <strong>de</strong> volta. Desesperada ela vai atrás <strong>de</strong>le, crendo que o<br />

encontrará na cida<strong>de</strong>, mas, ali é violentamente espancada.<br />

O tempo está terminando, Salomão em breve estará <strong>de</strong>ixando o Líbano para voltar para as<br />

suas ativida<strong>de</strong>s, porque a primavera está terminando. Em algum momento a Sunamita<br />

<strong>de</strong>scobre sua i<strong>de</strong>ntida<strong>de</strong> após muito questionar. Após <strong>de</strong>scobrir quem ele é o drama se<br />

intensifica. Ela <strong>de</strong>scobriu quem era o amado, o homem mais importante <strong>de</strong> Israel e que ele<br />

está indo embora! Após muito buscá-lo ela o encontrará, através <strong>de</strong> um artificio. Entrará no<br />

palácio e dançará diante do rei e seus convidados. Num plano ousado ela entrará<br />

corajosamente no palácio e se revelará a ele dançando diante dos convivas, na sala do vinho.<br />

(daí o paralelo com Ester). Ela <strong>de</strong>scobriu quase no mesmo instante em que é <strong>de</strong>sposada que<br />

seu amado é na verda<strong>de</strong> o rei <strong>de</strong> toda terra. Após reconhecer seu amor diante <strong>de</strong> todos,<br />

Salomão casa-se com ela e no ultimo instante <strong>de</strong> <strong>Cantares</strong> veremos uma menina pequena,<br />

fruto <strong>de</strong>ssa união.<br />

O rei Salomão possuía uma vinha, na região montanhosa <strong>de</strong> Efraim, a cerca <strong>de</strong> 50 km ao<br />

norte <strong>de</strong> Jerusalém, próximo a jezreel e do Libano, próximo as colinas <strong>de</strong> Golan. Song 08:11.


Ele arrendou-a a administradores, Canção 08:11, constituídas por uma mãe, dois filhos, Song<br />

1:6, e uma filha a Sulamita, Song 6:13, e o que aparentava ser uma irmã mais nova, e é<br />

chamada <strong>de</strong> irmã é a gran<strong>de</strong> surpresa final do livro.<br />

Ela é filha <strong>de</strong> Suunamita. Song 08:08.<br />

A Sulamita era "a Cin<strong>de</strong>rela" da família, Song 1:5, naturalmente bela, mas <strong>de</strong>spercebida. Seus<br />

irmãos eram prováveis meio-irmãos, Song 01:06. Eles lhe outorgaram um trabalho difícilimo<br />

cuidar das vinhas, <strong>de</strong> modo que ela teve pouca oportunida<strong>de</strong> <strong>de</strong> cuidar <strong>de</strong> sua aparência<br />

pessoal, Song 01:06.<br />

Ela podadas as vinhas e armadilhas para as raposinhas, Canção 2:15. Ela também manteve<br />

os rebanhos, Song 01:08. Sendo a céu aberto tanto, ela tornou-se queimado, Song 01:05.<br />

Um dia, um estranho bonito veio para a vinha. Foi Salomão disfarçado. Ele mostrou um<br />

interesse nela, e ela tornou-se constrangido a respeito <strong>de</strong> sua aparência pessoal, Song 01:06.<br />

Ela o levou para um pastor e perguntou sobre seus rebanhos, Canção 01:07. Ele respon<strong>de</strong>u<br />

evasivamente, Song 1:8, mas também falou palavras <strong>de</strong> amor a ela, 1:8-10, e prometeu ricos<br />

presentes para o futuro, Song 01:11. Ele ganhou seu coração e saiu com a promessa <strong>de</strong> que<br />

um dia ele voltaria. Ela sonhou com ele à noite e às vezes pensava que ele estava perto, Song<br />

03:01. Por fim, ele voltou em todo seu esplendor real para fazê-la sua noiva, Song 3:6-7.3<br />

(HA Ironsi<strong>de</strong>, en<strong>de</strong>reços sobre o Cântico dos Cânticos, pp 17-21, resumido por Merrill<br />

Unger, Manual Bíblico <strong>de</strong> Unger, pp 299 -300)<br />

A ORDEM DE CANTARES<br />

O livro não conta uma história <strong>de</strong> modo linear. Por isso é tão complicado encontrar a diretriz<br />

da trama, enten<strong>de</strong>r o enredo <strong>de</strong> sua história.<br />

Ele é contado em forma <strong>de</strong> “Flashback” ele é contado a partir <strong>de</strong> lembranças, ele vai narrando<br />

uma história on<strong>de</strong> você vê coisas que acontecerão num tempo futuro, antes que aconteçam.<br />

E <strong>de</strong>pois será contado um pedaço do passado para você se situar na história. O tempo não<br />

flui <strong>de</strong> modo LINEAR em <strong>Cantares</strong>.<br />

Para realizar esse trabalho <strong>de</strong> “linearização” da história o autor bebeu da fonte mais próxima<br />

na dramaturgia <strong>de</strong> nossos dias a esfera do livro <strong>de</strong> cantares:<br />

Os filmes românticos indianos.<br />

Segue uma lista <strong>de</strong> filmes imprescindíveis, na minha opinião, para ampliar ao leitor uma visão<br />

da narrativa, da poesia e do sentimento do livro <strong>de</strong> cantares, na dimensão humana:<br />

Rab ne Bana Jodi<br />

Veer Zaara<br />

Jab We Meet

Hooray! Your file is uploaded and ready to be published.

Saved successfully!

Ooh no, something went wrong!