Jornal do Servidor - Praia Grande | Ed. 11 | Abril 2019

comunicacaopg

COLUNA “VOZ DO SERVIDOR”

Marlene Alves dos Anjos

COORDENADORA DA CASA DE ESTAR

“S

ou responsável por

coordenar uma unidade

de acolhimento que

recebe moradores em

condição de rua e minha

rotina foge do comum.

Na Casa de Estar, histórias

extremas são cotidianas.

No dia a dia, meu trabalho

é manter a organização

e o bom andamento da

unidade, tanto com funcionários

como com os

acolhidos. Eu chego cedo,

vejo se a noite foi tranquila,

se as pessoas estão bem.

Minha porta está sempre

“Gostaria que as pessoas

tivessem mais

vontade de cuidar

do semelhante. Da

minha rotina como

servidora pública eu

tiro a seguinte lição:

o amor supera tudo!”

- Marlene Alves dos Anjos,

coordenadora da Casa de Estar

aberta para qualquer

um, converso com todos,

acolhidos e funcionários.

Meu trabalho mostra aos

acolhidos que eles são

pessoas importantes e respeitadas,

tento fazer com

que acreditem que têm a

capacidade de se tornarem

melhores.

Gostaria que as pessoas

tivessem mais vontade

de cuidar do semelhante.

Sempre tive essa vontade,

apesar de nunca imaginar

que isso fosse virar uma

profissão. Da minha rotina

como servidora pública

de Praia Grande eu tiro

a seguinte lição: o amor

supera tudo!

Cuidar do próximo tem

rendido realizações pessoais

e profissionais. Uma

das descobertas é a realidade

que muitas pessoas

ignoram. Estou aqui há

quatro anos e nesse período

várias situações me

marcaram, principalmente

a superação de muitos e

a amizade de outros que

deixaram a casa para uma

vida melhor.

O que mais me marca são

os reencontros, quando a

gente consegue contato

da família do morador que

estava na rua e ele consegue

ser reencaminhado

para o lar da sua família.

Gostaria que o ser humano

tivesse uma visão diferenciada

das pessoas em

situação de rua. Não de

dó, mas de humanidade.

Eles merecem ser olhados

como seres humanos

capazes.

O Jornal do Servidor é uma publicação mensal, com produção sob responsabilidade da equipe da Subsecretaria de

Comunicação da Prefeitura de Praia Grande.

CANAL DE COMUNICAÇÃO DO JORNAL

jornaldoservidorpg@gmail.com

SITE DA PREFEITURA

www.praiagrande.sp.gov.br

ACOMPANHE A PREFEITURA NAS REDES SOCIAIS

www.facebook.com/prefeiturapg/

edição 11 | abril 2019

2

jornal do servidor | Praia Grande


EDUCAÇÃO

Páscoa com sabor

de renda extra

Funcionária da Seduc aposta na data para melhorar o orçamento

A

Páscoa traz a possibilidade

de conseguir uma

renda extra. Para a agente

administrativa Radja Brazão, a

data comemorativa permite que

ela incremente as finanças da

família há 12 anos. Funcionária

da Secretaria de Educação, a

doceira dedica o tempo livre a

preparar quitutes dos mais diversos

gostos e estilos, tendo como

carro chefe os ovos de chocolate,

sempre os mais pedidos

pela garotada.

A funcionária lembra que tudo

começou ainda na época da

faculdade. Para auxiliar a pagar

as mensalidades, Radja apostou

nos chocolates como uma

válvula de escape. “Já trabalhava

na Prefeitura e precisava

completar a renda para manter

os estudos. E o que começou

com uma busca financeira terminou

na descoberta pelo amor

a confeitaria que, nos últimos

anos, tenho me dedicado mais”.

Para agradar os clientes, a

doceira prepara uma variedade

de produtos. Desde os tradicionais

ovos de páscoa até

bombons, pães de mel, bolos

personalizados com coelhinhos,

entre outros. Para esta

PARA AGRADAR OS CLIENTES, A DOCEIRA PREPARA UMA VARIEDADE DE BOLOS, DOCES E

OVOS DE PÁSCOA

Páscoa, um dos mais pedidos,

“O que começou como

uma busca financeira

terminou em amor

pela confeitaria.”

- Radja Brazão,

agente administrativa

principalmente, pelos meninos

é o chocolate em formato

de joystick de vídeo game. As

lembrancinhas são os itens mais

acessíveis e custam a partir de

R$ 6,00.

Em busca de novidades, a

agente administrativa frequentemente

participa de cursos e

capacitações. “Teve ano de o

lucro com os ovos de Páscoa

chegar a quase 100% da nossa

renda mensal. Hoje, o prazer

pela confeitaria proporcionou

para mim uma segunda profissão.

Há três anos, formalizei a

minha empresa chamada Brigadeirando

e, além da Prefeitura,

tenho a confecção de bolos e

doces como algo fixo agora”,

afirmou a doceira.

edição 11 | abril 2019

3

jornal do servidor | Praia Grande


CULTURA E TURISMO

Para fazer parte da

história da cidade

Além das horas trabalhadas, servidores arrumam tempo e

participam da Encenação da Paixão de Cristo

NESTA EDIÇÃO, O ELENCO DO ESPETÁCULO É FORMADO POR 110 PESSOAS E O CENÁRIO SERÁ TODO PROJETADO EM TECNOLOGIA 3D

D

epois de cumprir o horário

do expediente, a forma de

descansar pode divergir totalmente

entre os trabalhadores.

Academia, prática de esportes

ao ar livre, leitura de livros, televisão,

futebol, todas são opções

para ocupar a mente. Porém,

alguns servidores da Cidade

encontraram outra forma de

fazer algo prazeroso e contar

uma importante parte da história

da humanidade: eles participam,

como voluntários, do musical da

Encenação da Paixão de Cristo

2019.

Cleirton Tavares Bandeira Rocha

é um deles. Ele é cuidador social

da Instituição de acolhimento do

bairro Sítio do Campo. De noite,

Cleirton passa a ter uma nova e

não menos importante função: a

de interpretar a voz de Jesus na

Encenação.

“Na peça, alguns cantores

também atuam. No meu caso,

apenas canto as principais cenas

de Jesus. Outros personagens,

como Maria e João Batista,

atuam e cantam, mas no caso

edição 11 | abril 2019

4

jornal do servidor | Praia Grande


de Jesus a cena “congela” e eu

canto como se a música fosse

parte integrante do texto dele”,

revela o cantor, que só havia participado

de outras Encenações

quando adolescente.

Cleirton conta que trabalha com

música na Cidade há mais de 15

anos e viu uma ótima chance no

espetáculo. “Como sou cantor e

músico cristão, vi na Paixão de

Cristo uma oportunidade de contribuir

ainda mais com a arte e a

fé”, afirma o cuidador social.

Outra servidora participante da

Encenação é Ana Claudia Muniz.

Funcionária do Museu da Cidade,

ela cita que começou no teatro

e nas aulas de violão no Palácio

das Artes para ocupar seu tempo

livre, porém notou que o convívio

para o espetáculo serviria como

uma boa oportunidade de troca

de aprendizados.

“Trabalhar no Museu da Cidade

é extremamente gratificante. Eu

consigo estudar a arte e a história

nas ações do Museu e, ao mesmo

tempo, dividir com meus colegas

ensinamentos, além de aprender

com eles outras questões. Nós

passamos a ter uma outra visão e

uma melhor vivência das coisas”,

conta a servidora.

Diferentemente de Ana Claudia,

estreante no espetáculo em

2019, o agente administrativo

da Escola Municipal Paulo

de Souza Sandoval, Oswaldo

Soto, participou de todas as

Encenações realizadas pela

Prefeitura (a primeira edição foi

em 2011).

Protagonista do espetáculo do

Núcleo de Criação Artística Palácio

OSWALDO PARTICIPOU DE TODAS AS EDIÇÕES DA ENCENAÇÃO E ANA CLAUDIA É

ESTREANTE NO ESPETÁCULO

das Artes ‘As Sogras’, o ator cita

que o formato musical valorizou

a apresentação da Paixão de

Cristo desde o ano passado.

“O espetáculo transcendeu o

aspecto puramente religioso

para se transformar realmente

em um espetáculo artístico a

ponto de eu acreditar que se

apresentarmos durante o ano

todo esse espetáculo, ele teria

público por todo o período”,

opina Oswaldo.

“Encenação da

Paixão de Cristo

– O Musical”

ocorrerá de 16

a 20 de abril no

Teatro Serafim

Gonzalez, no

Palácio das Artes

O CUIDADOR SOCIAL CLEIRTON INTERPRETA A VOZ A JESUS CRISTO NA ENCENAÇÃO 2019

edição 11 | abril 2019

5

jornal do servidor | Praia Grande


Click

Servidor

Além de proporcionar saúde,

a prática esportiva na infância

facilita o aprendizado. Pensando

nisso, o projeto SuperEscola

Esportivo atende estudantes de

Ensino Fundamental de escolas

públicas e particulares de Praia

Grande, focando suas atividades

na promoção de valores e

proporcionando momentos de

integração. Os professores do

programa utilizam o esporte

como ferramenta de incentivo

à educação e à cidadania.

Durante as aulas, crianças e

adolescentes aprendem sobre

disciplina, espírito de equipe,

cooperação e outros valores

fundamentais. Confira algumas

imagens do Projeto:

edição 11 | abril 2019 6

jornal do servidor | Praia Grande


edição 11 | abril 2019 7

jornal do servidor | Praia Grande


ESPORTES

Trabalho e esporte:

Uma história de amor

dos tempos modernos

“E

a vida, e a vida o que é?

Diga lá, meu irmão! Ela é a

batida de um coração”. A estrofe

da música cantada e escrita

pelo saudoso Gonzaguinha é a

introdução perfeita para contar a

história dos servidores Alberto Silva

Bittencourt, 40 anos, e Danusa

Shira Bittencourt, 41. Casados,

concursados e trabalhando com

a modalidade que amam: o judô.

A história deles começa em

2005, quando Danusa já consagrada

atleta da seleção brasileira

e com diversos títulos na carreira,

desceu a serra e veio para Praia

Grande passar o carnaval com a

amiga e também judoca de alto

nível Roberta Bittencourt, irmã

de Alberto. As duas trabalhavam

na Associação Desportiva São

Caetano do Sul e Alberto conhecia

Danusa apenas pelo nome, pelas

imagens na TV. E como na batida

de um coração, logo no primeiro

contato entre eles já houve uma

pequena faísca.

“A Roberta o descrevia como

um cara muito sério e regrado.

Então, já tinha uma imagem

dele na cabeça, mesmo sem

conhecê-lo. Depois, percebi que

ele era diferente desta primeira

HÁ UM ANO E TRÊS MESES, O PEQUENINO PIETRO CHEGOU E A VIDA DO CASAL FICOU

AINDA MAIS ALEGRE E DIVERTIDA

edição 11 | abril 2019

8

jornal do servidor | Praia Grande


descrição e aí fui me encantando”,

disse Danusa. “Pelo fato de nós

dois sermos da área do judô, a

conversa fluía e aos poucos fomos

nos envolvendo”.

Concurso: Com a relação ficando

cada vez mais forte, em 2007,

Alberto e Danusa passaram a

morar juntos, no Bairro Boqueirão,

em Praia Grande. Ela ainda

trabalhava no Grande ABCD,

mas subia e descia a serra quase

que diariamente. Foi então, que

em 2008, o casal descobriu que

a Prefeitura de Praia Grande

iria realizar concurso público

na área de educação física,

especificamente no judô. Fizeram

a prova e os dois passaram. Como

cantou Gonzaguinha: “há quem

fale que a vida é um divino mistério

profundo; é o sopro do criador

numa atitude repleta de amor”. A

relação deles se fortalecia ainda

mais.

“Eu tinha dois sonhos: ser

concursado e trabalhar com

o judô”, afirmou Alberto.

“A Prefeitura de Praia

Grande realizou meus

sonhos e deu-me

a oportunidade de

dividir o tatame com

minha esposa e ficarmos

mais próximos no

dia-a-dia.”

- Alberto Silva Bittencourt,

profº e técnico da Seleção

Municipal de Judô

“Naturalmente, influenciei essa

decisão na Danusa também.

Então, posso afirmar que a

EM 2008 ALBERTO E DANUSA PASSARAM NO CONCURSO PÚBLICO E COMEÇARAM A

TRABALHAR COMO PROFESSORES DE JUDÔ

Prefeitura de Praia Grande realizou

meus sonhos e mais, deu-me a

oportunidade de dividir o tatame

com minha esposa e ficarmos

mais próximos no dia-a-dia.

Parece-me que fica melhor dividir

as pressões cotidianas com

alguém que compreende sua

realidade profissional, as viagens,

as competições, as horas extras”.

Fruto: Quando assumiram os

cargos, o casal passou a ministrar

aulas de judô em escolas

do Município e na equipe de

competição. Trabalhando há mais

de 10 anos na Prefeitura, atualmente,

Alberto comanda a seleção

municipal de judô (em todas as

faixas etárias) ao lado do professor

Rodrigo de Matos Pereira. Em

2018, Danusa assumiu a função de

Diretora de Divisão de Iniciação ao

Esporte na Secretaria de Esporte

e Lazer (SEEL) e voltou-se para o

Programa SuperEscola, para lapidar

talentos esportivos na Cidade.

A relação deles deu fruto, um fruto

de amor. Há um ano e três meses,

o pequenino Pietro é quem manda

na dupla. A simbiose e a sintonia

na vida, no trabalho e no judô,

entre Alberto e Danusa ficou ainda

mais alegre e divertida. Como

bem escreveu Gonzaguinha:

“Eu só sei que confio na moça e

na moça eu ponho a força da fé.

Somos nós que fazemos a vida;

como der, ou puder, ou quiser”.

“Com o nascimento do Pietro

a correria aumenta”, brincou

Danusa. “Mas, não tenho do que

reclamar. A vida foi muito boa

comigo e nesta nova função que

a SEEL me oportunizou, estou

conhecendo um novo lado do

esporte, aprendendo um pouco

mais sobre a parte administrativa

e gestora. O legal de ter o Alberto

por perto é o entendimento que

desenvolvemos dentro e fora

de casa e do tatame. Há 100%

de cumplicidade”.

edição 11 | abril 2019

9

jornal do servidor | Praia Grande


PLANEJAMENTO

A galera da tecnologia

e modernização da

informação da Seplan

Programadores trabalham em um ambiente aconchegante

Oclima é de amizade,

parceria e otimismo. No

Departamento de Tecnologia e

Modernização da Informação,

da Secretaria de Planejamento

(Seplan) de Praia Grande, os

funcionários são responsáveis

por realizar a análise e

desenvolvimento de sistemas

que facilitem o trabalho da

Administração Pública e fazem

isso com toda a dedicação,

profissionalismo e animação

do mundo.

Para completar a atmosfera de

descontração, os servidores criaram

a “Fábrica de Soluções”,

um espaço decorado, tornando

o dia a dia de trabalho mais leve

e produtivo.

A “Fábrica de Soluções” possui

um mural com as expressões

“Construir qualidade”, “eliminar

desperdício”, “indivíduos e

interações”, “priorizar comunicação

face a face”, “responder

a mudanças”, “um coletivo de

pessoas gera um coletivo de

ideias”, “pensar juntos, para

pensar além”, inspiradas nas

boas práticas do Manifesto Ágil,

DEPARTAMENTO POSSUI TRÊS DIRETORES, 28 PROGRAMADORES E CINCO ESTAGIÁRIOS

Lean e Design Thinking. O local

conta ainda com objetos como

spinner, cubo mágico, lousas,

puffs coloridos e mesas, tornando

o ambiente ainda mais

descontraído. Tudo isso para

engajar os clientes e desenvolver

as melhores soluções.

O departamento de informatização

da Prefeitura de Praia

Grande possui funcionários de

carreira desde 2002 e atualmente

possui três diretores,

28 programadores e cinco

estagiários. O grupo atende toda

a demanda de desenvolvimento

de sistemas da Prefeitura.

A “Fábrica de

Soluções” é

um espaço

aconchegante,

todo decorado

para tornar o dia

a dia de trabalho

mais leve e

produtivo.

edição 11 | abril 2019

10

jornal do servidor | Praia Grande


Servidor em foco

Funcionários do Departamento

de Vigilância em

Saúde (SESAP) em parceria

com a Divisão de Medicina do

Trabalho (SEAD) promoveram

o dia D da vacinação contra

o sarampo para os servidores

municipais que não possuíam

a carteira de vacinação em

dia. Cerca de dez profissionais

da Sesap foram envolvidos

na ação que imunizou 462

funcionários.

CANAL DO SERVIDOR

Participe do Jornal

do Servidor

Envie sugestões de pauta, fotos e

mensagens para o e-mail:

jornaldoservidorpg@gmail.com

edição 11 | abril 2019

11

jornal do servidor | Praia Grande


www.praiagrande.sp.gov.br

More magazines by this user
Similar magazines