REVISTA CONNESSIONE VII EDIÇÃO

nilton.alcantara

REVISTA CONNESSIONE VII EDIÇÃO
JUNHO 2021

Projeto

Tartaru

guinha Elis

NA LENTE DA

CLAU

DETE

“Santo Antônio”,

“São João” e “São Pedro”

www.revistaconnessione.com


www.castellanotv.com.br



EDITORIAL

CONNESSIONE

Revista “Connessione” é um projeto

da “Radio Connessione” e da

produtora cultural, rádio e editora

SELIGANAMUSICA.

Através das páginas da Revista

“Connessione” temos um compromisso

com todos vocês de expandir

e fomentar informações

sobre a cultura e conhecimento.

Sabemos que existem muitas revistas

circulando e não queremos

que a Revista “Connessione” seja

só mais uma no mercado. Queremos

que a nossa revista possa

sempre fazer a diferença com

conteúdos que deixem os nossos

leitores sempre informados.

A Revista “Connessione” tem suas

páginas escritas por pessoas de

diversos lugares como: Brasil, Japão,

Itália, França, com o objetivo

de fazer a união entre as pessoas

de vários países e mostrar a cultura

e a vivência de cada uma delas.

0 3


EDITORIALe

CONNESSIONE nossacapa

La "Revista Connessione" è un

progetto di Radio Connessione

e della produttrice culturale,

radio ed editora SELIGANA-

MUSICA. Attraverso le pagine

della "Revista Connessione" ci

impegniamo ad ampliare e promuovere

l'informazione sulla

cultura e la conoscenza.

Sappiamo che ci sono molte riviste

in circolazione e non vogliamo

che la "Revista Connessione"

sia solo una in più sul

mercato.Vogliamo che la nostra

rivista sia sempre in grado di

fare la differenza con contenuti

che tengono sempre informati i

nostri lettori.

La "Revista Connessione" ha

le sue pagine scritte da persone

di luoghi diversi come: Brasile,

Giappone, Italia, Francia,

con l'obiettivo di fare l'unione

tra le persone di diversi paesi e

mostrare la cultura e l'esperienza

di ciascuno di loro.

Em nossa sétima edição a capa vem homenageando o

Carlinhos de Jesus, grande artista brasileiro.

SELIGA!

Se você desejar aparecer em nossa revista como capa, ou

até mesmo como um publicitário, basta entrar em contato

nos telefones brasileiros 75 98863-7010 / 75 98868-8945.

Nossa revista está aqui para mostrar teu trabalho. Então

se você tem um talento que ajuda na construção de um

mundo melhor vem com a gente, pois aqui você tem total

liberdade de expressão e visualização.

0 4


sumario ´

Ano I - Edição VII

CIRCULAÇÃO

Site oficial e redes sociais

4/5 Editorial

6 Sumário

10/13 Colunista

Sueli Gushi

DIRETOR GERAL

J. Nilton Alcântara Silva

TEXTOS & REDAÇÕES

Colunistas convidados

FOTOS

Arquivos recebidos e

Google imagens

DIAGRAMAÇÃO

SELIGANAMUSICA®

DIREÇÃO DE ARTE

Andrea Longo

J. Nilton Alcântara

COLABORADORES

DESTA EDIÇÃO

Clinton Paz, Andrea Longo,

Stefano Aloe, Antonella Sancius,

Paula Moreira, Andréia C.J.P,

Cassia Gomes, Toni Julio,

Claudio Penido, Sueli Gushi,

Claudete A. G. Longo e Claudia

Bello.

Rua: Nossa Senhora Pª Socorro, 219

Bairro Jardim Bahia

CEP: 48604-180

Paulo Afonso / Bahia

A Editora SELIGANAMUSICA® não se responsabiliza

pelos conteúdos dos colunistas. Os mesmos são livres e

têm total liberdade de expressão em seus textos.

16/23 Carlinhos de Jesus

26/27 Colunista Clinton Paz

36/39 Receitas daChef Paula Moreira

40/43Projeto Tartaruguinha Elis

46/51 G.R.E.S. Unidos de Bangu

52/55 Colunista Claudio Penido

56/57 Gatos Culturais

58/59 Antonella Sancius

62/65 Stefano Aloe

68/71 Na Lente da Claudete

74/77 Universo mágico da Biodança

80/83 Associação "BEM"

86/89 Sambaterapia

0 5


Whatsapp

55 75 9 8702-1748


RADIOCONNESSIONE

A Radio “Connessione” nasceu, em outubro

de 2017, da paixão pela música de uma ítalo-

-brasileira chamada Andrea Longo que abriu

a sua rádio para fazer crescer o seu trabalho e

poder divulgar a música nos quatro cantos do

mundo.

Na Rádio “Connessione” você pode ouvir o

melhor da cultura musical, principalmente da

música italiana e brasileira, 24 horas por dia.

Isso significa que se você adora música italiana

e brasileira, está conectado na rádio certa.

É importante informar que a Rádio “Connessione”

está sempre de portas abertas para artistas

emergentes e todos estão convidados a

enviar suas músicas, em formato MP3, para o

e-mail radioconnessione@gmail.com .

A Rádio “Connessione” também visa divulgar

artistas de diversos segmentos e tendo a consciência

de que hoje não existem mais barreiras

ao conhecimento, com a parceira SELIGA-

NAMUSICA, chegou a Paulo Afonso (Bahia)

apoiando shows, escritores, historiadores, jornais

locais. , etc ...

Rádio “Connessione” agradece a revista “Connessione”

por esta maravilhosa parceria. Agradece,

também, a “parceria” com a empresa

SELIGANAMUSICA e seu proprietario José

Nilton de Alcântara Silva (Negritto).

Rádio “Connessione” - Tua

Rádio Italo-Brasileira

A Radio “Connessione”

possui o selo SELIGANA-

MUSICA.

Radio Connessione nacque, nell’ottobre 2017,

dalla passione per la musica di una italobrasiliana

chiamata Andrea Longo che ha aperto la

sua radio così da crescere il suo lavoro e poter

divulgare la musica nei quattro angoli del

mondo.

Nella Radio Connessione potete ascoltare, 24

su 24, il meglio della cultura musicale, principalmente

la musica italiana e brasiliana.

Questo significa che se amate la musica italiana

e brasiliana siete connessi alla radio giusta.

Importante informare che Radio Connessione

ha sempre le porte aperte per gli artisti emergenti

e tutti sono invitati a inviare le sue canzoni,

in MP3, nella loro e-mail radioconnessione@gmail.com

.

Radio Connessione ha anche l’obiettivo di divulgare

gli artisti di diversi segmenti e avendo

la consapevolezza che oggi non esistono più

barriere alla conoscenza, con la loro partner

SELIGANAMUSICA, è arrivata a Paulo Afonso

(Bahia) appoggiando concerti, scrittori,

storici, giornali locali, ecc...

Radio Connessione ringrazia la rivista Connessione

per questa bellissima “partnership”.

Ringrazia anche la “partnership” con SELI-

GANAMUSICA di proprietà di José Nilton

Alcântara Silva (Negritto).

Radio Connessione - La Tua

Radio Italobrasiliana

Radio Connessione ha il sigillo

SELIGANAMUSICA.

E-mail.: radioconnessione@gmail.com

Facebook: Radio Connessione

Instagram: @radioconnessione

www.radioconnessione.com

www.radioconnessione.it


Guia da Automaquiagem

https://sun.eduzz.com/774235

@lucianezanluchimakeup

Whatsapp: +55 11 94801.9088


PREPAREM SUAS

PIPOCAS, PÉS DE

MOLEQUE, BOLOS

DE FUBÁ E OS

CHAPÉUS DE

PALHA!!!

Junho tem um sabor especial para os brasileiros...

seja de norte ou sul, leste ou oeste,

quem é que não gosta de algum prato que

nos remete às barraquinhas das quermesses

das Festas Juninas de nossa infância?

Mas já pararam pra pensar de onde veio a

cultura das festas juninas?

Existem duas explicações para o termo festa

junina. A primeira explica que surgiu em

função das festividades ocorridas durante

o mês de junho. Outra versão diz que esta

festa tem origem em países católicos da

Europa e, portanto, seria em homenagem a

São João. No princípio, a festa era chamada

de Joanina.

Esta festividade foi trazida para o Brasil pelos

portugueses, ainda no período de colônia,

mas as festas juninas são celebrações

originárias de vários países historicamente

relacionados com a festa pagã do solstício

de verão, que era celebrada dia 24 de junho

e foi “ cristianizada” na Idade Média como

“ Festa de S.João”, criando-se o vínculo deste

Santo com esta data. Foi o período em

que a Igreja Católica criou datas festivas católicas

nas mesmas datas das pagãs, com o

intuito de acabar com os ritos que não condiziam

com as normas católicas.

Essas celebrações são particularmente importantes

no Norte da Europa- Dinamarca,

Estonia, Finlandia, Letonia, Lituania,

Noruega e Suécia —, mas são encontradas

também na Irlanda, partes da Grã Bretanha

(especialmente na Cornualha), França,

Itália, Malta, Portugal, Espanha, Ucrânia,

outras partes da Europa, e em outros países

como Canadá, Estados Unidos, Porto Rico,

Brasil e Austrália.

O sincretismo com as festas pagãs explica a

origem das fogueiras nas comemorações de

Festas Juninas. Como os pagãos utilizavam

as fogueiras em seus ritos, a Igreja católica

associou-as às fogueiras utilizadas para avisar

Maria do nascimento de João Batista.

Da França veio a dança marcada, característica

típica das danças nobres e que, no

Brasil, influenciou muito as típicas quadrilhas

(a origem do nome quadrilha veio da

dança francesa “Quadrille”).

Já a tradição de soltar fogos de artifício veio

da China (os portugueses estiveram nos

países asiáticos e deles trouxeram várias

novidades), região de onde teria surgido a

manipulação da pólvora para a fabricação

de fogos.

Da península Ibérica teria vindo a dança de

fitas, muito comum em Portugal e na Espanha.

1 0


Todos estes elementos culturais foram, com

o passar do tempo, misturando-se aos aspectos

culturais dos brasileiros (indígenas,

afro-brasileiros e imigrantes europeus) nas

diversas regiões do país, tomando características

particulares em cada uma delas.

Embora sejam comemoradas nos quatro

cantos do Brasil, no Nordeste as festas ganham

uma grande expressão. Como é uma

região onde a seca é um problema grave,

os nordestinos aproveitam as festividades

para agradecer as chuvas raras na região,

que servem para manter a agricultura.

Além do divertimento, geram uma fonte de

renda maior, já que as festividades atraem

milhares de turistas para a região.

No Nordeste, ainda é muito comum em pequenas

cidades, a formação dos grupos festeiros.

Estes grupos ficam andando e cantando

pelas ruas das cidades. Vão passando

pelas casas, onde os moradores deixam nas

janelas e portas uma grande quantidade de

comidas e bebidas para serem degustadas

pelos festeiros.

Em grandes centros nordestinos, os grandes

eventos com artistas famosos, com

muita fartura de comida e bebida, e grandes

grupos de quadrilha, bem treinados, com

ricos trajes típicos em uma competição ao

estilo das grandes agremiações de carnaval

e muitos fogos de artifício, já se tornaram

marca registrada em cidades como Caruaru

(PE), Campina Grande (PB), Aracaju

(Se) e Mossoró (RN), entre outras.

Em São Luis do Maranhão também coinci-

de com as festividades do Bumba-meu-boi,

com toda a sua magia cultural em danças,

personagens folclóricos e trajes riquíssimos!

Já na região Sudeste são tradicionais a realização

de quermesses. Estas festas populares

são realizadas por igrejas, colégios, sindicatos

e empresas. Possuem barraquinhas

com comidas típicas e jogos para animar os

visitantes. A dança da quadrilha geralmente

ocorre durante toda a quermesse.

Hoje em dia, entre os instrumentos musicais

que normalmente podem acompanhar

a quadrilha encontram-se o acordeão, pandeiro,

zabumba, violão, triângulo e o cavaquinho.

Não existe uma música específica

que seja própria a todas as regiões. A música

é aquela comum aos bailes de roça, em

compasso binário ou de marchinha, que

favorece o cadenciamento das marcações.

Os participantes da quadrilha, vestidos de

matuto ou à caipira, como se diz fora do

nordeste (indumentária que se convencionou

pelo folclorismo como sendo a das

comunidades caboclas), executam diversas

evoluções em pares de número variável. Em

geral, o par que abre o grupo é um “noivo”

e uma “noiva”, já que a quadrilha pode

encenar um casamento fictício. Esse ritual

matrimonial da quadrilha liga-a às festas

de São João europeias que também celebram

aspirações ou uniões matrimoniais.

Esse aspecto matrimonial juntamente com

a fogueira junina constituem os dois elementos

mais presentes nas diferentes festas

de São João da Europa.

Em São Paulo as festas juninas fazem parte

do calendário escolar, são festas normalmente

para crianças e pais dançarem as

1 1


O levantamento do mastro de São João se

dá no anoitecer da véspera do dia 24. O

mastro, composto por uma madeira resistente,

roliça, uniforme e lisa, carrega uma

bandeira que pode ter dois formatos, em

triângulo com a imagem dos três santos,

São João, Santo Antônio e São Pedro; ou

em forma de caixa, com apenas a figura de

São João do Carneirinho. A bandeira é colocada

no topo do mastro.

A mistura cultural do Brasil também enriqueceu

no quesito comida nas festividades

juninas.

É uma comida mais gostosa que a outra. Dá

até para se perder na variedade de pratos e

quitutes que são servidos nessas festas!

O ingrediente mais usado nas receitas é

o milho, uma vez que a época é marcada

pela colheita do grão, mas outros produtos

como amendoim, batata doce, cachaça, vinho

e polvilho também são usados na preparação

de pratos e bebidas deliciosas.

Temos o tradicional bolo de milho verde,

baba de moça, canjica, pamonha, curau,

batata doce assada na brasa, pé de moleque,

biscoito de polvilho, entre outros. Por

causa da época fria, vinho quente e quentão

são as bebidas mais procuradas.

Além das tradicionais festas juninas e também

do Bumba meu boi no Maranhão, não

podemos esquecer que final de junho é

quando ocorre a disputa dos Bois Garantido

e Caprichoso na cidade de Parintins, na

Amazônia!

É uma apresentação a céu aberto, onde comquadrilhas.

Como Santo Antônio é considerado o santo

casamenteiro, são comuns as simpatias

para mulheres solteiras que querem se casar.

No dia 13 de junho, as igrejas católicas

distribuem o “pãozinho de Santo Antônio”.

Diz a tradição que o pão bento deve ser colocado

junto aos outros mantimentos da

casa, para que nunca ocorra a falta. As mulheres

que querem se casar, diz a tradição,

devem comer este pão.

A partir deste fato, o santo passou a ser

também o protetor dos padeiros.

No Nordeste o ponto alto gira em torno

dos dias de São Pedro e São João.

Existe uma lenda que diz que os fogos de

artifício soltados no dia 24 são “para acordar

São João”. A tradição acrescenta que ele

adormece no seu dia, pois, se ficasse acordado

vendo as fogueiras que são acesas em

sua homenagem, não resistiria e desceria à

terra. As fogueiras dedicadas a esse santo

têm forma de uma pirâmide com a base arredondada.

1 2


petem duas agremiações, o Boi Garantido,

de cor vermelha, e o Boi Caprichoso, de cor

azul. A apresentação ocorre no Bumbódromo

(Centro Cultural e Esportivo Amazonino

Mendes), um tipo de estádio com o

formato de uma cabeça de boi estilizada,

com capacidade para 35 mil espectadores.

Durante as três noites de apresentação, os

dois bois exploram as temáticas regionais

como lendas, rituais indígenas e costumes

dos ribeirinhos através de alegorias e encenações.

O Festival de Parintins se tornou

um dos maiores divulgadores da cultura

local.

A festa do boi-bumbá surgiu no nordeste

do país, no Estado do Maranhão, e foi

levada para a região amazônica pelos trabalhadores

que foram povoar aquela área

durante a construção da TransAmazônica.

Conta a lenda que Mãe Cat-rina, grávida,

deseja comer a língua do boi mais bonito

da fazenda onde vive, o que leva seu marido,

o peão Pai Francisco, a matar o animal

de estimação de seu patrão. O homem

é descoberto e preso. Para salvar o boi, o

amo manda chamar um médico e um padre,

que acabam conseguindo ressuscitar o

animal. O Pai Francisco é perdoado e todos

iniciam uma grande festa.

Trazido do Nordeste para o Amazonas, o

espetáculo de Parintins ganhou algumas

adaptações: o médico virou um pajé, a presença

do negro foi substituída pela do índio

e a prisão do matador só é conseguida

com a ajuda de uma tribo indígena.

Mas é um movimento cultural que já existiu

com mais força em outras regiões do país,

cada qual adaptando à sua comunidade,

mas atualmente praticamente só se mantém

vivo no Maranhão e no Amazonas,

Claro que este ano, como todos os eventos,

o povo não poderá festejar este mês como

nos outros anos. Por causa da pandemia, as

aglomerações, os shows, as competições,

nada disso será possível.

Mas esperamos que tudo isso passe, e que

nada, nada mesmo, faça nossa cultura perder

sua força, para que, assim que for possível,

possamos curtir toda essa alegria do

mês de junho juntos novamente!!

Sueli Gushi

1 3




CARLINHOS

DE JESUS

Questo mese l’omaggio è per un grande rappresentante

della cultura brasiliana.

È ballerino, coreografo, attore, scrittore,

compositore, marito, padre, nonno, amico

e, senza esagerare, un essere umano fuori

del normale, una persona meravigliosa.

Stiamo parlando di Carlinhos de Jesus.

Nato a Rio de Janeiro per rivoluzionare il

mondo del ballo da sala (“dança de salão”),

da più di 30 anni esegue egregiamente la

sua missione essendo una fonte di ispirazione

per bambini, giovani e adulti.

Nel mese di maggio ci siamo accordati con

lui per registrare un’intervista ma quello

che non sapeva è che avevamo contattato

persone che lo ammirano e che lo amano

per partecipare.

È stata un’esperienza bellissima e che presto

condivideremo con tutti voi attraverso i

nostri programmi televisivi e i nostri spazi

“social”.

Purtroppo non possiamo trascrivere tutto

l’omaggio che gli abbiamo tributato perché

non sarebbe possibile trascrivere anche tutta

l’emozione vissuta, ma in questa edizione

parleremo un po’ di quello che è successo.

Abbiamo aperto il nostro tributo presentando

il nostro ospite e ringraziando tutti

coloro che sostengono il nostro progetto.

Abbiamo presentato subito dopo il primo

amico che accettò volentieri il nostro invito

Claudio Penido del Interscambio Culturale

“Mais Brasil” e in quel momento Carlinhos

de Jesus capì che c’era qualcosa di diverso

nella nostra “intervista” e con grande soddisfazione

riuscimmo a cogliere le sue prime

reazioni di contentezza.

Continuiamo con la presenza dell’attrice e

produttrice Anna Cristina Campagnoli.

Anna Cristina ha il piacere di conoscere

Carlinhos de Jesus da molti anni e, oltre

1 6


all’omaggio, questo momento è stato anche

un’occasione data a loro per stare insieme,

anche se virtualmente, dopo tanto tempo.

Abbiamo avuto anche il piacere di accogliere

il cantante, danzaterapista e musicoterapista

Toni Julio e la cantante Aline

Gonçalves e con la presenza di due artisti

brasiliani, che vivono qui a Milano, abbiamo

voluto rafforzare l’affermazione che

Carlinhos de Jesus è fonte di ispirazione

per molte persone.

Con la presenza di João Paulo Machado, attore,

direttore artistico, coreografo, insegnante

di danza, modello e compagno di lavoro,

abbiamo avuto il piacere di conoscere

il lato professionale del nostro premiato.

João Paulo ha creato un progetto chiamato

“Artista Completo” e sviluppa questo progetto

alla “Casa de Dança Carlinhos de Jesus”.

Sapevate che Carlinhos de Jesus è anche un

grande attore? Per mostrare a tutti questo

suo talento naturale, abbiamo chiamato Temístocles.

Temístocles è il personaggio che ha interpretato

nel film “Lambada”. Mamma mia...

è stato molto divertente vedere una parte

del film con lui e in quel momento raccogliere

la sua opinione su un lavoro fatto

tanti anni fa.

Con questa esperienza abbiamo capito che

Carlinhos de Jesus è molto esigente con se

1 7


stesso:

“... facendo un’analisi di questo lavoro... ho

fatto tanti altri lavori al cinema ma questo

è stato il più significativo perché sono

stato uno dei protagonisti della storia. Ma

ero ancora troppo crudo. Oggi farei molto

diversamente. Temístocles, a mio avviso

oggi, nella mia esperienza di oggi, sarebbe

molto più temuto...”

Per mostrare qualcosa che il genio Carlinhos

de Jesus è in grado di fare, come coreografo,

all’interno del più grande spettacolo

sulla Terra, abbiamo fatto vedere un video

della “comissão de frente” del G.R.E.S Estação

Primeira de Mangueira riguardante il

carnevale del 2004.

Dopo un lungo periodo di prove, tutti i

personaggi di Minas Gerais, che sono passati

per Estrada Real, sono entrati nel viale.

Un enorme lavoro coreografico, ma molto

interessante e di grande soddisfazione per

il nostro artista.

In quell’occasione, la “comissão de frente”

di Mangueira ha vinto “Estandarte de

Ouro” nella categoria “Comissão de Frente”

e il “Tamborim de Ouro” nella categoria

“Show de Abertura”.

Carlinhos de Jesus è una persona sempre

pronta ad aiutare gli altri e al nostro incontro

parliamo dell’ultimo progetto sociale a

cui ha partecipato.

“No Passo do Outro” è un progetto che è

stato messo in atto in occasione della Giornata

Internazionale della Danza, il 29 aprile,

con l’intento di aiutare i professionisti

della danza con numerose esigenze.

Una campagna per raccogliere donazioni.

C’erano posti che avevano bisogno di vestiti,

altri che avevano bisogno di cibo e così

via.

La sua amica Andrea Carvalho, ballerina e

produttrice di Recife, ha parlato della sua

idea e Carlinhos de Jesus l’ha abbracciata

con grande affetto.

La carissima Ana Botafogo ha accettato

l’invito a partecipare e così lei e Carlinhos

de Jesus sono diventate le figure della campagna

che, grazie a Dio, è stata un vero successo

e tante persone hanno potuto essere

aiutate.

Abbiamo anche avuto il piacere di conoscere

Carlinhos de Jesus “speaker” radiofonico.

“Samba Social Clube” è un programma

di samba “raiz” che va in onda su Rádio

Tupi FM.

Quando abbiamo registrato, Carlinhos de

Jesus ha parlato dell’emozione di stare con

Tia Maria do Jongo e dell’ammirazione per

il nostro eterno Maestro Nelson Sargento.

Che meravigliosa sorpresa scoprire anche

il lato compositore del nostro premiato.

Carlinhos de Jesus ha spiegato che molte

volte, anche con il permesso dell’autore, alcuni

dei suoi video di danza avevano la loro

musica cancellata e per evitare questo problema,

ha collaborato con due grandi compositori

e produttori musicali per comporre

le proprie canzoni di lavoro.

1 8


Abbiamo riso molto parlando di una delle

canzoni intitolata “Samba 333”. Per capire

questa affermazione dovete proprio guardare

il video.

Presentiamo anche un po’ dello spettacolo

“Isto é Brasil” che ha visto la partecipazione

di Ana Botafogo.

Questo spettacolo è stato creato per l’inaugurazione

del Teatro de Ana Maria Braga e

il progetto era di fare due giorni di presentazione,

ma il successo è stato così grande

che si è trasformato in una tournée.

Lo stesso spettacolo ha dato a Carlinhos de

Jesus l’opportunità di salire, da protagonista,

sul palco di Canecão, sinonimo di cultura

brasiliana. Per il nostro artista è stata

sicuramente un’emozione unica.

Dopo aver parlato dello spettacolo “Isto é

Brasil” vi abbiamo presentato gli affettuosi

video realizzati dalle amiche Ana Botafogo

e Marcia Botafogo. Persone meravigliose

che non ci stancheremo mai di ringraziare.

Dio benedica Carlinhos de Jesus e tutti coloro

che hanno accettato di partecipare al

nostro tributo, confidando nel nostro lavoro.

Gratitudine sempre.

E come ha detto Negritto Alcântara: “Carlinhos

de Jesus, il Brasile ti Ama e l’Italia ti

Aspetta”.

Per concludere il nostro tributo, siamo entrati

nella casa di Carlinhos de Jesus e abbiamo

presentato bellissime immagini di

suo nipote e di suo nipote “pet”. Abbiamo

presentato anche il video delle donne più

importanti della sua vita, sua moglie Raquel

e sua figlia Tainah. Donne bellissime,

fuori e dentro, che ci hanno accolto con un

affetto davvero speciale.

Mi scuso con i nostri lettori per non avere

parole per descrivere questi momenti. Posso

solo dire che sono stati unici e che rimarranno

per sempre nei nostri cuori.

1 9


CARLINHOS

DE JESUS

Este mês a homenagem é para um grande representante

da cultura brasileira.

Ele é dançarino, coreógrafo, ator, escritor, compositor,

marido, pai, avô, amigo e, sem nenhuma exageração,

um ser humano fora do normal, uma pessoa maravilhosa.

Estamos falando de Carlinhos de Jesus.

Nascido no Rio de Janeiro para revolucionar o mundo

da dança de salão, são mais de 30 anos que ele cumpre

egregiamente a sua missão sendo fonte de inspiração

para crianças, jovens e adultos.

No mês de maio combinamos com ele a gravação de

uma entrevista mas o que ele não sabia é que nós tínhamos

contatado pessoas que o admiram e que querem

bem a ele para participarem.

Foi uma experiência linda e que logo compartilharemos

com todos vocês por meio dos nossos espaços

televisivos e dos nossos “social”.

Infelizmente não podemos transcrever toda a homenagem

que fizemos a ele porque não seria possível

transcrever também toda a emoção vivida mas, nessa

edição, vamos falar um pouco do que aconteceu.

Abrimos a nossa homenagem apresentando o nosso

convidado e agradecendo todos aqueles que apoiam

o nosso projeto.

Logo apresentamos o primeiro amigo que, com prazer,

aceitou o nosso convite Claudio Penido do Intercâmbio

Cultural Mais Brasil e nesse momento Carlinhos

de Jesus pôde entender que tinha alguma coisa

de diferente na nossa “entrevista” e com grande satisfação

pudemos captar suas primeiras reações de contentamento.

Seguimos com a presença da atriz e produtora

Anna Cristina Campagnoli.

Anna Cristina tem o prazer de conhecer,

há muitos anos, Carlinhos de Jesus e além

da homenagem esse momento foi também

uma possibilidade dada a eles de estarem

juntos, mesmo que de forma virtual, depois

de tanto tempo.

Tivemos também o prazer de receber o cantor,

dançaterapeuta e musicoterapeuta Toni

Julio e a cantora Aline Gonçalves e com a

presença dos dois artistas brasileiros, que

vivem aqui em Milão, quisemos reforçar a

afirmação de que Carlinhos de Jesus é fonte

de inspiração para muitas pessoas.

Com a presença de João Paulo Machado,

que é ator, diretor artístico, coreógrafo,

professor de dança, modelo e parceiro de

trabalho, tivemos o prazer de conhecer o

lado profissional do nosso homenageado.

João Paulo criou um projeto que chama-se

“Artista Completo” e desenvolve este projeto

na Casa de Dança Carlinhos de Jesus.

Vocês sabiam que Carlinhos de Jesus é

também um grande ator? Para mostrar a todos esse

seu talento natural chamamos Temístocles.

Temístocles é o personagem interpretado por ele no

filme “Lambada”. Mamma mia... foi muito divertido

ver junto a ele uma parte do filme e nesse momento

colher a sua opinião relativa a um trabalho feito há

tantos anos.

Com essa experiência entendemos que Carlinhos de

Jesus é muito exigente com ele mesmo:

“...fazendo uma análise desse trabalho... eu fiz tantos

outros trabalhos em cinema mas esse foi o mais

significativo por que eu era um dos protagonistas da

história. Mas eu ainda estava muito crú. Hoje eu faria

bem diferente. Temístocles, na minha visão hoje, na

experiência minha de hoje, seria bem mais temido...”

Para mostrar um pouquinho de coisa o gênio Carlinhos

de Jesus é capaz de fazer, como coreógrafo, dentro

do maior espetáculo da Terra exibimos um vídeo

da comissão de frente do G.R.E.S Estação Primeira de

Mangueira concernente ao carnaval 2004.

Depois de muito tempo de ensaio todos os personagens

mineiros, que passaram pela Estrada Real, entraram

na avenida. Um trabalho de coreografia enorme

mas muito interessante e de grande satisfação para o

nosso artista.


Naquela ocasião a comissão de frente da Mangueira

ganhou o Estandarte de Ouro na categoria Comissão

de Frente e o Tamborim de Ouro na categoria Show

de Abertura.

Carlinhos de Jesus é uma pessoa sempre pronta a ajudar

o próximo e no nosso encontro falamos do último

projeto social que ele participou.

“No Passo do Outro” é um projeto que foi colocado

em ação no Dia Internacional da Dança, 29 de abril,

com a intenção de ajudar profissionais da dança com

inúmeras necessidades.

Uma campanha para angariar doações. Tinham localidades

com necessidade de agasalhos, outras com

necessidade de alimentos e assim por diante.

A sua amiga Andrea Carvalho, dançarina e produtora

de Recife, falou dessa sua ideia e Carlinhos de Jesus a

abraçou com muito carinho.

A queridíssima Ana Botafogo aceitou o convite de

participar e assim ela e Carlinhos de Jesus tornaram-

-se as figuras da campanha que, graças a Deus, foi um

verdadeiro sucesso e muitas pessoas puderam ser ajudadas.

Tivemos o prazer de conhecer também o Carlinhos de

Jesus radialista. “Samba Social Clube” é um programa

de samba de raiz e vai em onda na Rádio Tupi FM.

Quando fizemos a gravação Carlinhos de Jesus falou

da emoção de estar ao lado de Tia Maria do Jongo e da

admiração pelo nosso eterno Mestre Nelson Sargento.

Que linda surpresa descobrir também o lado compositor

do nosso homenageado. Carlinhos de Jesus explicou

que muitas vezes, mesmo com a autorização do

autor, alguns vídeos de dança dele tinham a música

cancelada e para evitar esse problema juntou-se com

dois grandes compositores e produtores de música

para compor as suas próprias músicas de trabalho.

Rimos muito falando de uma das músicas que chama-se

“Samba 333”. Somente assistindo o vídeo para

poder entender.

Apresentamos também um pouquinho do espetáculo

“Isto é Brasil” que teve a participação de Ana Botafogo.

Este espetáculo foi criado para a inauguração do Teatro

de Ana Maria Braga e o projeto era aquele de fazer

dois dias de apresentação, mas o sucesso foi tão grande

que virou turnê.

O mesmo espetáculo deu a Carlinhos de Jesus a oportunidade

de pisar, como protagonista, no palco do

2 1


Canecão, sinônimo de cultura brasileira. Para o nosso

artista foi seguramente uma emoção única.

Depois de falar do espetáculo “Isto é Brasil” apresentamos

os vídeos carinhosos feitos pelas amigas Ana

Botafogo e Marcia Botafogo. Pessoas maravilhosas

que não cansaremos de agradecer jamais.

Para finalizar a nossa homenagem, entramos na casa

de Carlinhos de Jesus e apresentamos imagens lindas

de seu neto e do seu netinho “pet”. Apresentamos

também o vídeo das mulheres mais importantes

da sua vida: a sua esposa Raquel e a sua filha Tainah.

Mulheres lindas, que nos receberam com um carinho

muito especial.

Peço desculpas aos nossos leitores por não ter palavras

para descrever esses momentos. Posso somente

dizer que foram únicos e que ficarão guardados para

sempre nos nossos corações.

Deus abençoe Carlinhos de Jesus e a todos que aceitaram

participar da nossa homenagem confiando no

nosso trabalho. Gratidão sempre.

E como disse Negritto Alcântara: “Carlinhos de Jesus

o Brasil te Ama e a Itália te Espera.”.


Andrea Longo

2 3



Nuova Rete Brescia è una emittente televisiva che trasmette in Lombardia

sui canali 112, 199 e 634 e nel Veneto sul canale 91 del digitale terrestre.

La programmazione della Nuova Rete Brescia prevede un palinsesto particolarmente

differenziato e su misura per qualsiasi gusto personale. Dallo

sport all’intrattenimento, dall’informazione alla cucina, fino ad arrivare

alla tecnologia e alla medicina.

I piani di espansione della Nuova Rete Brescia sono ben precisi e puntano,-

soprattutto, alla qualità e a venire incontro ai desideri dei suoi telespettatori.

Nuova Rete Brescia vuole rappresentare una nuova realtà libera e indipendente

del nuovo panorama televisivo italiano, con l’intento di riportare il

telespettatore al centro dell’intera filiera produttiva.

La televisione fatta dalla gente per la gente.

Pagina Facebook: Nuova ReteBrescia

Instagram: nuova_retebrescia

YouTube: Nuova ReteBrescia TV

Streaming: www.nuovaretebrescia.com


Cantor Dudu Nobre Participa De Campanha

Beneficente Contra A Fome

Legião da Boa Vontade intensifica a campanha

de mobilização social para atender o

maior número de pessoas e tem adesão do

cantor Dudu Nobre.

O cantor, sambista e compositor Dudu

Nobre, recentemente, fez um vídeo para a

LBV. A convite do representante da Legião

da Boa Vontade do Rio de Janeiro, Pedro

Paulo, o artista emprestou a sua imagem,

talento e prestígio, para uma campanha social

da instituição, gratuitamente.

A LBV, instituição que existe há décadas,

em parceria com o MMA Social e o Prêmio

Cultural Plumas & Paetês, vêm realizando,

diariamente, doações de cestas básicas para

famílias ceifadas pela pandemia da CO-

VID-19. Mesmo com as vacinas existentes

e as campanhas de vacinação sendo efetuadas,

a LBV vem fazendo a sua parte intensificando

a campanha de mobilização social

2 6


DIGA SIM para atender o maior número

de pessoas possíveis devido à pandemia do

coronavírus.

Na visão do representante Pedro Paulo,”Infelizmente,

milhares de vidas foram ceifadas

e a pandemia tem causado grandes impactos

nas famílias, principalmente as mais

vulneráveis”.

Dessa forma, ter o apoio de artistas e celebridades

como o cantor Dudu Nobre valoriza

o trabalho de pessoas e instituições

como a LBV, o MMA Social e o Prêmio

Plumas & Paetês Cultural. E a perspectiva

é que outros artistas possam aderir a este

tipo de movimento, bem como empresas

para alavancar as doações e atender mais

famílias vulneráveis.

Ainda, segundo Pedro Paulo, a meta da

LBV é entregar, por meio da campanha

DIGA SIM, nas cinco regiões do país, cerca

de 85 mil cestas básicas, 242 mil litros

de leite, 91 mil kits de higiene e limpeza, e

ainda 20 mil cobertores. O inverno, que é

a estação mais fria do ano, está chegando

e com isso uma demanda crescente de famílias

a serem atendidas nas 82 unidades

socioeducacionais da LBV.

Clinton Paz

Fotos: Clilton Paz & Pedro Paulo.

2 1


Great Panther è un produttore di oro e argento in

crescita concentrato sulle Americhe. La Società possiede

un portafoglio diversificato di attività in Brasile,

Messico e Perù che include tre miniere d’oro e d’argento

operative, quattro progetti di esplorazione e

un progetto di sviluppo avanzato. Great Panther sta

esplorando attivamente grandi pacchetti di terreni

in distretti altamente prospettici e sta perseguendo

opportunità di acquisizione per completare il suo portafoglio

esistente. Great Panther è quotata alla Borsa

di Toronto con il simbolo GPR e al NYSE American

con il simbolo GPL.

Tucano si trova nello stato di Amapá, nel nord del

Brasile. La miniera si trova a circa 200 chilometri da

Macapá, la capitale dello stato. Attualmente è il terzo

produttore d’oro in Brasile. Il minerale viene lavorato

attraverso il mulino SAG e l’infrastruttura CIL, in

grado di trattare il minerale solfuro. Great Panther ha

acquisito la miniera nel marzo 2019.

Il complesso minerario di Guanajuato produce concentrati

d’argento e d’oro e si trova nel Messico centrale,

a circa 380 chilometri a nord-ovest di Città del

Messico e a circa 30 chilometri dall’aeroporto internazionale

di Guanajuato.

Topia si trova nelle montagne della Sierra Madre,

nello stato di Durango, nel Messico nord-occidentale.

La miniera produce concentrati contenenti argento,

oro, piombo e zinco e guadagna entrate dalla macinazione

personalizzata di minerali di terzi presso il suo

impianto di lavorazione.

Il 30 giugno 2017 Great Panther ha completato l’acquisizione

di Coricancha in Perù. Coricancha è una

miniera d’oro-argento-rame-piombo-zinco situata

nelle Ande centrali del Perù, a circa 90 chilometri a est

di Lima, ed è stata sottoposta a cure e manutenzione

dall’agosto 2013. Coricancha ha una lavorazione consentita

e operativa di 600 tonnellate al giorno struttura

insieme a infrastrutture minerarie di supporto. La

società ha inoltre completato un programma di campioni

in blocco nel giugno 2019.

Le proprietà di esplorazione di Great Panther Mining

includono i progetti El Horcón, Santa Rosa e Plomo in

Messico e il progetto Argosy in Canada. Il progetto El

Horcón si trova a 100 chilometri su strada a nord-ovest

di Guanajuato, Santa Rosa si trova a circa 15 chilometri

a nord-est di Guanajuato e la proprietà Plomo

si trova a Sonora, in Messico. La proprietà Argosy si


trova nel distretto minerario del lago rosso nell’Ontario

nordoccidentale, in Canada.

La Società continua a valutare ulteriori opportunità di

mining concentrandosi sulle Americhe.

La sostenibilità è un imperativo strategico per Great

Panther. Anche i nostri stakeholder ci stanno a cuore.

Ed è più importante che mai in un mondo in rapida

evoluzione.

Il rispetto di questi impegni ci aiuta a guadagnare e

mantenere la nostra accettazione sociale (nota anche

come licenza sociale per operare), che a sua volta supporta

la creazione di valore duraturo per tutti i nostri

stakeholder. Tutti coloro che lavorano per Great Panther

sono responsabili del supporto e del contributo

alla nostra agenda di sostenibilità. Ciò include ogni

amministratore e dipendente indipendente di Great

Panther e tutte le sue sussidiarie, nonché appaltatori e

qualsiasi attività di terzi che conduce per la società o

per suo conto.

Messaggio del nostro CEO

È un vero privilegio, nel mio nuovo ruolo di Presidente

e CEO di Great Panther, invitarti a rivedere il

Rapporto di sostenibilità 2019 della nostra azienda.

La nostra agenda e i nostri impegni per la sostenibilità

Operare in modo sostenibile è parte integrante della

nostra missione: produrre oro e argento in modo sicuro,

sostenibile e redditizio, a beneficio dei nostri investitori,

dipendenti e comunità. La nostra politica di

sostenibilità articola i nostri impegni specifici in tre

aree chiave, che riteniamo forniscano le basi per un’attività

mineraria sostenibile: sicurezza e salute, responsabilità

ambientale e impegno e sviluppo della comunità.

Abbiamo lavorato duramente per sviluppare e

attuare programmi, iniziative e risultati in ciascuna di

queste aree.

L’idea di “mining for good” è radicata nel mio background

e integra perfettamente l’impegno di Great

Panther ad essere un’organizzazione sostenibile.

Essendo cresciuto in una fattoria nello Zimbabwe, in

Africa, dove miniere e fattorie operavano fianco a fianco,

ho visto in prima persona il modello di essere un

buon vicino. Le risorse naturali venivano sviluppate

in modo responsabile da entrambe le parti, fornendo

occupazione e vantaggi economici alla comunità. Gli

agricoltori hanno costruito infrastrutture come dighe

d’acqua e strade e minatori hanno costruito strutture

comunitarie, come edifici sportivi e cliniche, che han-


no incoraggiato gli agricoltori a utilizzare. Sebbene

entrambe le parti gareggiassero per la terra e l’acqua,

si impegnarono in attività collettive e si aiutarono a

vicenda.

Questa esperienza di coesistenza di agricoltori e minatori

mi ha lasciato un’impressione duratura che credo

simboleggi il concetto di sostenibilità tanto discusso

di oggi. Con la consapevolezza che dobbiamo essere

custodi responsabili di questa Terra per le generazioni

future, si tratta di essere buoni vicini che si rendono

conto che dobbiamo rispettarci a vicenda e sostenere

obiettivi comuni per il benessere reciproco.

rafforzare la nostra cultura e le nostre pratiche in materia

di sicurezza. Il mantenimento della salute delle

nostre comunità, dipendenti e appaltatori è vitale e la

minaccia di COVID-19 richiede la nostra continua

vigilanza e impegno per ridurre i rischi affrontati dai

nostri stakeholder.

Sebbene ci siano alcune aree in cui dobbiamo fare meglio,

sono fiducioso che siamo in una buona posizione

per farlo, grazie all’impressionante contributo del nostro

co-fondatore, Bob Archer, che ha recentemente

lasciato il suo ruolo di leadership. Grazie all’esempio

di Bob e alla dedizione di tutto il nostro team, Great

Questa immagine della cittadinanza

aziendale si traduce direttamente

nel settore minerario,

dove siamo ospiti in luoghi in cui

le persone hanno vissuto molto

prima che i minatori iniziassero a

estrarre risorse. E come buon vicino,

dobbiamo rispettare il fatto

che le risorse locali come l’acqua,

gli alberi e la biodiversità sono

beni preziosi a cui deve essere

data la priorità in equilibrio con

altri benefici locali come l’impatto

economico e l’occupazione.

Con questa mentalità, sono molto

orgoglioso di entrare a far parte

di Great Panther, un’organizzazione

che, per molti anni, ha

costantemente e silenziosamente

onorato i principi della sostenibilità.

Le nostre persone sanno

che questa attività tocca molti

stakeholder e dobbiamo unirci

per risolvere i problemi, raggiungere

risultati positivi e condivisi e

guardare al futuro del significato

delle nostre azioni. Questa attenzione

agli impatti locali e al rispetto

per i costumi e le culture è possibile grazie alla

nostra enfasi sulla gestione quotidiana delle mine da

parte di team locali che lavorano a stretto contatto con

il resto della famiglia Great Panther e le parti interessate

locali.

Non prendo alla leggera le nostre sfide eccezionali.

Ad esempio, nell’area della salute e della sicurezza, è

importante riconoscere che dobbiamo migliorare. Ci

sono cambiamenti che dobbiamo fare e faremo per

Panther può continuare a guadagnarsi il nostro posto

di buon vicino, fidato dalle nostre comunità e conosciuto

come leader aziendale sostenibile in un piccolo

pianeta condiviso.

Rob Henderson

Presidente, CEO e Direttore



CONGRATULA

CHE DIO TI BE

SEMPRE.

2 6


ZIONI PAPÀ.

NEDICA

2 7


2 8


SEJA NOSSO PARCEIRO OFICIAL!

39 371 186 Andrea 9474 Longo

2 9


“Santo Antônio”, “São João” e “São Pedro”

Giugno, mese di tre adorabili santi nel

nostro Brasile. “Santo Antônio”, “São João”

e “São Pedro”. E chi non ha mai cantato,

“pula fogueira Íá .. Íá” ... pula fogueira Íô ..

Íô … o la più famosa “cai cai balão, cai cai

balão, aqui na minha mão”. Sono tante e indimenticabili

le canzoni delle tradizionali

feste di giugno nel nostro paese. Dalle feste

nelle scuole per le strade e nei palchi delle

piazze.

Chi ha avuto l’opportunità di essere nel

Nordest in questo periodo dell’anno, e di

poter partecipare a una festa di giugno

“NORDESTINA”, non lo dimentica mai.

Sono fuochi d’artificio, palloncini elaborati

e “fogueiras” Wooow! Sono enormi e belli!

Stavo viaggiando da Natal a Rio de Janeiro

a giugno, nell’anno di 2013, e sono rimasta

incantata, e ciò che mi ha sorpreso di più

è stato che la tradizione delle “fogueiras “

non è solo alle feste, sono accesi nei cortili

delle case, la maggior parte dei quali sul

bordo della strada che taglia la città.

Tutto è iniziato prima del Medioevo.

Nell’emisfero settentrionale si celebrava

l’arrivo dell’estate - nel mese di giugno -

onorando gli Dei della natura e della fertilità,

chiedendo un raccolto abbondante.

Questo perché era il tempo della raccolta

dei cereali, come il mais, che oggi è l’ingrediente

più diffuso nei cibi tipici di giugno.

In Brasile, i festeggiamenti di giugno furono

introdotti dai portoghesi nel periodo

coloniale. In Portogallo, la festa di giugno

si chiamava Festa Joanina, forse perché è

giugno o per São João, che è il santo principale

della celebrazione, motivo per cui le

feste di giugno sono anche chiamate Festa

di “São João”.

I primi paesi a celebrare la festa sono stati

Portogallo, Italia, Francia e Spagna.

A quel tempo, c’era ancora una grande influenza

della cultura portoghese, cinese,

spagnola e francese. Dalla Francia è arrivata

la danza marcata che ha influenzato le

“quadrilha”; la tradizione di far esplodere

i fuochi d’artificio proveniva dalla Cina e

il nastro dance sarebbe arrivato dal Porto-

3 6


gallo e dalla Spagna.

Il termine “quadrilha” deriva da un ballo

da sala francese chiamato “quadrille” che,

arrivando in Brasile, divenne popolare e si

fuse con i balli che già esistevano in Brasile

e oggi, la quadriglia originale non è ballata

come una volta, ormai è diventata un mix

di “quadrilha” + “forró” + “sertanejo” =

molta gioia e trascinamento dei piedi.

Ora andiamo alla parte migliore delle festività

di giugno, cibo e bevande. Esatto. I

cibi più tipici sono preparati con il mais

che è il loro mese di raccolta e, per questo

motivo, la maggior parte dei deliziosi cibi

tipici delle feste di giugno sono realizzati

con questo alimento. Tra le tante prelibatezze

dell’epoca ci sono “pamonha”, torta

di farina di mais, “cural”, mais bollito e tostato,

“canjica”, “couscous”, “popcorn”, torta

di mais, torta di manioca, budino di riso,

torta di “pinhão”, “maçã do amor”, “pé de

moleque” oltre a un infinito di dolci tipici

della regione che si tiene la festa di giugno,

e poiché è un mese freddo, perché in Brasile

è inverno, c’è vin brulè, “quentão” e tanto

licore a base de “cachaça”, latte zuccherato e

frutta fresca... la famosa “batida”.

molto animata e anche tanto cibo tipico delizioso!

Questo mese lascio qui la ricetta della torta

di mais, visto che ne ho parlato un po’, ed è

il suo mese!

Torta cremosa di farina di mais

3 uova grandi

1 tazza di farina di mais

1/2 tazza di farina 00

2 1/2 tazze di zucchero

2 cucchiai di margarina

3 1/2 tazze di latte

100 g di cocco grattugiato

100 g di formaggio grattugiato (parmigiano)

1 bustina di lievito in polvere.

In un frullatore mettere il latte, le uova, la

margarina e sbattere per 5 minuti. Aggiungere

la farina di mais, la farina 00, lo zucchero,

il cocco grattugiato, il formaggio e

sbattere per altri 5 minuti. Infine aggiungere

il lievito. Ungete una teglia rotonda e

infornate in forno preriscaldato a 180 ° per

40/50 minuti. Lasciate raffreddare e servite.

Oltre a tutto questo, ci sono i giochi, come

la pesca, la cabina dei baci, la bocca del

“clown” e la galera. C’è anche la galera

dell’amore. Tutto questo, in un clima di festa,

tanta musica, spettacoli dal vivo e tanta

gioia, che non manca al nostro popolo brasiliano!

Allora, perché non organizzare una festa

di giugno per uccidere la nostalgia di casa?

Tre anni fa, qui a Roma, abbiamo organizzato

una bella festa a casa di un amica.

C’era un matrimonio, che è anche un gioco

tradizionale caratteristico, una “quadrilha”

2 9


“Santo Antônio”, “São João” e “São Pedro”

Junho, mês de três Santos adoráveis no nosso

Brasil. Santo Antônio, São João e São Pedro.

E quem nunca cantou, “pula fogueira Íá.. Íá”...

pula fogueira Íô.. Íô... ou a mais famosa ainda,

“cai, cai balão, aqui na minha mão”. São tantas

e inesquecíveis canções das tradicionais festas

juninas do nosso País, das festas nas escolas,

nas estradas e nos coretos das praças.

Quem já teve a oportunidade de estar no Nordeste

nessa época do ano, e poder participar

de uma festa junina “NORDESTINA” não esquece

jamais. São fogos de artifícios, balões

elaboradíssimos e as fogueiras? Nossa! São

enormes e lindas! Estive em viagem descendo

de Natal para o Rio de Janeiro no mês de junho

e fiquei encantada. O que mais me deixou

surpresa foi que a tradição das fogueiras que

não são só nas festas, elas são acesas nos quintais

das casas, a maioria na beira da estrada

que corta a cidade.

Tudo começou ainda antes da Idade Média.

No hemisfério norte as pessoas comemoravam

a chegada do verão - no mês de junho

- homenageando os deuses da natureza e da

fertilidade, ao mesmo tempo em que pediam

uma colheita farta.

Isso acontecia porque era a altura da colheita

de cereais, tal como o milho - que hoje é o ingrediente

mais comum nas comidas típicas de

festa junina.

No Brasil, as festas juninas foram introduzidas

pelos portugueses no período colonial. Em

Portugal, a festa junina tinha o nome de Festa

Joanina, talvez pelo fato de ser mês junho ou

por causa de São João, que é principal santo

da comemoração, motivo pelo qual as festas

juninas também são chamadas de Festa de São

João.

Os primeiros países a comemorarem a festa

foram Portugal, Itália, França e Espanha.

Nessa época, ainda havia uma grande influência

da cultura dos portugueses, chineses, espanhóis

e franceses. Da França veio a dança

marcada que influenciou as quadrilhas; a tradição

de soltar fogos de artifício veio da China

3 8


e a dança de fitas teria vindo de Portugal e da

Espanha.

O termo “quadrilha” vem de uma dança de salão

francesa denominada “quadrille” que, ao

chegar ao Brasil, se popularizou e se fundiu

com as danças que já existiam no Brasil. Hoje

em dia, não se dança a quadrilha original, virou

um misto de quadrilha+forró+sertanejo =

muita alegria e arrasta pé.

Agora vamos a melhor parte das festas juninas,

os comes se bebes. Isso mesmo. A maioria

das comidas típicas são preparadas com o

milho que é o seu mês de colheita, e, por este

motivo, grande parte das deliciosas comidas

típicas das festas juninas são feitas deste alimento.

Entre muitas delícias da época estão a

pamonha, o bolo de fubá, cural, milho cozido

e assado, canjica, cuzcuz, pipoca, bolo de

milho, bolo de aipim, arroz doce, bolo de pinhão,

maçã do amor, pé-de-moleque, além de

uma infinidade de doces típicos da região que

a festa junina é realizada. Como é um mês frio,

pois lá no Brasil é inverno, tem o vinho quente,

quentão e muita batita de fruta fresca.

2 1/2 xícaras de açúcar

2 colheres de margarina

3 1/2 xícaras de leite

100g de coco ralado

100g de queijo ralado ( parmesão )

1 colher sopa de fermento em pó

No liquidificador coloque o leite, os ovos, a

margarina e bata por 5 minutos. Adicione o

fubá, a farinha, o açúcar, o coco ralado, o queijo

e bata por mais 5 minutos. Por último adicione

o fermento. Unte uma forma redonda e

leve ao forno pré aquecido a 180° por 40/50

minutos. Deixe esfriar e sirva.

Além de tudo isso, tem as brincadeiras, como

a da pescaria, barraca do beijo, boca do palhaço

e cadeia, tem cadeia do amor também.

Tudo isso, num clima de festa, muita música,

shows ao vivo e muita alegria, o que não falta

no nosso povo brasileiro!

Então, porque não organizar uma festa junina

pra matar as saudades de casa? Há três anos,

aqui em Roma, foi organizado uma festa linda

na casa de uma amiga. Teve casamento, quadrilha

e muita comida típica gostosa também!

Esse mês deixo a receitinha de um bolo de milho

já que falei um pouco dele e é o mês dele!

Bolo de fubá cremoso

3 ovos grandes

1 xícara de fubá

1/2 xícara de farinha de trigo

Paula Moreira

CHEF DE COZINHA

+39 389 441 7681

3 9


Progetto “Tartaruguinha”

Elis

Il Progetto “Tartaruguinha Elis” nasce dal desiderio

di diffondere e condividere con i bambini dai 6 ai 12

anni, che vivono in Sicilia, l’interesse per la Lingua

Portoghese come Lingua del Patrimonio.

Il progetto “Tartaruguinha Elis” mira inoltre a incoraggiare

i genitori a parlare quotidianamente la lingua

portoghese con i propri figli, integrando la lingua

nella vita quotidiana della famiglia in modo naturale.

I nostri incontri si svolgono con cadenza quindicinale

attraverso un servizio di videoconferenza, della durata

di 50 minuti.

I bambini imparano il portoghese in modo giocoso

con “parlendas” (testi che vengono recitati con ritmo,

che facilita la comprensione e la memorizzazione per

il lettore, rendendoli più creativi e attraenti), canzoni

per bambini, attività e interagendo con altri bambini.

Nei nostri incontri diamo anche ai genitori la possibilità

di vivere questa realtà insieme ai propri figli.

Il nostro Progetto ha il supporto istituzionale del

Consolato Onorario del Brasile a Palermo nella figura

della nostra Console Onorario Rosalia Calamita.

mi piacciono molto le piccole tartarughe. A casa mia

ho tante di legno, vetro, ecc...

Un altro motivo è il fatto che vivo in un’isola del sud

Italia, la Sicilia, dove ci sono molti progetti per preservare

l’ambiente che includono la protezione non solo

delle tartarughe, ma di tutti gli animali marini.

Il nome della nostra piccola tartaruga è Elis perché il

nostro progetto è nato a marzo, mese del compleanno

della cantante brasiliana Elis Regina, ed essendo un

progetto italo-brasiliano perché non rendere omaggio

anche alla cultura musicale brasiliana?

Se vivi in Sicilia e vuoi partecipare a questo bellissimo

progetto, contattaci e saremo felici di spiegarti nel dettaglio

cosa bisogna fare.

Facebook: “Projeto Tartaruguinha Elis”

Facebook: Cassia Gomes

Ti stiamo aspettando!

Equipe Tartaruguinha Elis

Ho chiamato il progetto “Tartaruguinha Elis” perché

4 0


3 5


Projeto

Tartaruguinha

Elis

O Projeto Tartaruguinha Elis nasceu da vontade de

divulgar e compartilhar com as crianças de 6 a 12 anos,

que vivem na Sicília, o interesse pela Língua Portuguesa

como Língua de Herança.

O Projeto Tartaruguinha Elis também tem o objetivo

de encorajar os pais a falarem com seus filhos a Língua

Portuguesa no dia a dia, integrando a língua no cotidiano

da família de modo natural.

Nossos encontros são feitos quinzenalmente através de

um serviço de videoconferência, com a duração de 50

minutos.

As crianças aprendem o português de forma lúdica

com parlendas, músicas infantis, atividades e interagindo

com outras crianças.

Nos nossos encontros damos também aos pais a possibilidade

de viverem essa realidade junto com os filhos.

O nome da nossa tartaruguinha é Elis porque o nosso

projeto nasce no mês de março, aniversário da cantora

brasileira Elis Regina, e sendo um projeto italo-brasileiro

porque não fazer uma homenagem divulgando

também a cultura musical brasileira?

Você que mora na Sicília e quer participar desse lindo

projeto, entre em contato conosco que teremos muito

prazer em explicar, detalhadamente, o que deve ser

feito.

Facebook: Projeto Tartaruguinha Elis

Facebook: Cassia Gomes

Esperamos por vocês!

Equipe Tartaruguinha Elis

Nosso Projeto tem o apoio institucional do Consulado

Honorário do Brasil em Palermo na figura da nossa

Consul Honorária Rosalia Calamita.

Chamei o projeto com o nome de Tartaruguinha Elis

porque gosto muito das tartaruguinhas. Na minha casa

tenho muitas de madeira, de vidro, etc...

Um outro motivo é o fato que moro em uma ilha no

sul da Itália, a Sicília, onde existem muitos projetos de

preservação do meio ambiente que incluem a proteção

não só das tartarugas, mas de todos os animais marinhos.

4 2


3 7


www.seliganamusica.com/recicle


Separe seu

lixo procure um ponto

de coleta.

Ética ambiental não salva

vidas, salva o mundo!


BANGU

CONQUISTA

I’EUROPA

Nel numero di maggio della Rivista Connessione

abbiamo raccontato un po’ della storia del

“G.R.E.S. Unidos de Bangu” ma quello che non

abbiamo detto è che questa guerriera ha già conquistato

l’Europa e per noi della Rivista Connessione

è un onore poter raccontare al mondo questo

progetto innovativo.

Vi ricordiamo che al prossimo carnevale, “Unidos

de Bangu” presenterà il “samba de enredo”

“Deu Castor na Cabeça” e grazie al rappresentante

internazionale della scuola Claudio Penido,

dello interscambio culturale “Mais Brasil”, la

scuola potrà contare sulla presenza di un segmento

internazionale più che speciale, un segmento

che arriverà direttamente dal vecchio continente

a “Marquês de Sapucaí”.

“Unidos de Bangu” accoglierà Marcelo dos Santos

e Davina Greeves, “mestre-sala” e “porta-bandeira”

della “London School of Samba” (“GRES

Unidos de Londres”), che è la prima scuola “apadrinhada”

da una scuola di gruppo speciale al di

fuori del Brasile.

Abbiamo avuto il piacere di parlare con Claudio

Penido che ci ha raccontato come ha conosciuto

la “London School”. Come, quando e perché ha

invitato la “London School” a partecipare alla sfilata

della escuola “Unidos de Bangu”.

Connessione: Claudio Penido prima di parlare

della “London School”, per favore, dici quando

“Unidos de Bangu” ha chiamato “Mais Brasil”,

che oggi è la più rinomata compagnia di scambio

culturale, per far parte della scuola.

Claudio: Quando mi hanno chiamato la scuola

“Unidos de Bangu” aveva già l’intenzione, attraverso

lo interscambio culturale, di creare un’ala

internazionale all’interno della scuola e di formare

un personaggio internazionale che potesse

far parte dello spettacolo. “Mais Brasil” è stata

chiamata a ricoprire questo ruolo grazie alla mia

esperienza in questo settore. Molti non sanno che

anche prima di aprire “Mais Brasil” già lavoravo

fuori dal Brasile da 30 anni e che tutta questa

esperienza rende “Mais Brasil” un’azienda molto

apprezzata nello interscambio culturale.

All’epoca, consapevole della grande responsabilità,

ho pensato che perché ciò accadesse doveva

esserci qualcosa che corrispondesse al “samba de

enredo”, che fosse nella sinossi del samba. Sapevo

che non avrei dovuto lanciare un personaggio

solo per guadagnare media.

Connessione: Claudio Penido come hai conosciuto

la “London School”?

Claudio Penido: Il giornale “Central do Brasil”,

che mi ha premiato come miglior produttore di

interscambio culturali all’estero, mi ha invitato a

lavorare come reporter di interscambio e mi ha

inviato in Inghilterra. In quell’occasione sono

stato accolto da una persona che mi ha invitato a

visitare la “London School”.

4 6


4 1


Connessione: Qual è stata la tua prima impressione

incontrando la “London School”?

Claudio Penido: Quando sono arrivato a scuola

mi sono incantato con la batteria che aveva il ritmo

di “Mestre Jonas”, che era il maestro di batteria

a “Mocidade” e anche il colore della scuola ha

attirato la mia attenzione (verde e bianco).

L’Indipendente conosce il “beat” della “Mocidade”

perché il “beat” della “Mocidade” è completamente

diverso dagli altri associazioni. Ha un ritmo

familiare che è impossibile non riconoscere.

Quando ho affermato di aver trovato interessanti

le somiglianze con “Mocidade”, sono stato informato

che la “London School” non solo era simile

ma che era stata anche “apadrinhada”, il 3 settembre

1984, da Castor de Andrade.

Connessione: Come ti è venuta l’idea di chiamare

la coppia di “mestre-sala” e “porta-bandeira”

della “London School” a sfilare nella scuola

“Unidos de Bangu”?

Claudio Penido: Come ti dicevo prima, c’era già

un progetto per portare dall’estero una coppia di

“mestre-sala” e “porta-bandeira” di un’associazione

o di una scuola, ma perché questo avvenga

dovrebbe essere dentro del “samba de enredo”,

dentro la sinossi samba.

È stata una grande emozione per me quando ho

visto che “Unidos de Bangu” avrebbe reso omaggio

a Castor de Andrade con il samba “Deu Castor

na Cabeça”. In quel preciso momento ho pensato

che fosse giunto il momento.

Poter portare in strada due personaggi che fanno

parte della storia di Castor de Andrade.

Ho presentato subito il mio progetto, che è stato

accolto con entusiasmo dalla direzione della

scuola.

Dopo l’approvazione del mio progetto da parte

della scuola “Bangu”, ho contattato la “London

School” presentando la nostra proposta.

Connessione: Come è stata accolta la proposta

dalla “London School”?

Claudio Penido: Come sempre sono stati super

gentili. Spiegai che l’idea era quella di portare sul

viale una terza coppia di “mestre-sala” e “porta-

-bandeira” in rappresentanza dell’intera associazione

dell’Inghilterra e furono tutti molto contenti

dell’invito. Così, Marcelo dos Santos e Davina

Greeves, che portano il padiglione della “London

4 8


School of Samba” sul viale, saranno presenti

con noi al prossimo carnevale.

Connessione: C’è qualcos’altro di cui vorresti

parlare con i nostri lettori e con tutti i fan della

grande guerriera “Unidos de Bangu”?

Claudio Penido: Innanzitutto vorrei dire che

c’è una lettera firmata dall’allora presidente

della scuola “Mocidade Independente de Padre

Miguel”, Paulo Roberto de Andrade Silva, di

quando la “London School” è stata “apadrinhada”

dalla scuola di Castor de Andrade. Questo

per chiarire

che “Unidos de Bangu” non sta inventando

nulla solo per passare alla storia come la prima

scuola a portare un segmento dall’estero a una

sfilata ufficiale.

Vorrei anche dire che la “London School of

Samba” svolge un lavoro molto importante di

integrazione sociale. Non si limitano a lavorare

a livello festivo. Molte persone pensano che in

un paese del “primo mondo” non ci siano persone

bisognose, che non ci siano persone che hanno

bisogno di un progetto sociale ma si sbagliano

totalmente e la “London School” fa questo tipo di

lavoro.

Connessione: Grazie Claudio Penido per le informazioni

e l’affetto. Le porte sono sempre aperte

per te. Saremo in attesa di informazioni sull’ala

internazionale di “Unidos de Bangu”.

Claudio Penido: Grazie a tutti voi della Rivista

Connessione per lo spazio che ci avete dedicato

e per supportare non solo il lavoro della azienda

“Mais Brasil” ma tutti coloro che vogliono diffondere

la cultura nel mondo.

4 3


Na edição de maio da Revista Connessione contamos

um pouco da história da G.R.E.S. Unidos de Bangu

mas o que não falamos é que essa guerreira já conquistou

a Europa e para nós da Revista Connessione

é uma honra poder contar para o mundo este projeto

inovador.

Lembramos que no próximo carnaval a Unidos de

Bangu levará para a avenida o samba de enredo “Deu

Castor na Cabeça” e graças ao representante internacional

da escola Claudio Penido, do intercâmbio

cultural Mais Brasil, a escola poderá contar com a

presença de um segmento internacional mais que especial,

um segmento que virá diretamente do velho

continente para a Marquês de Sapucaí.

A Unidos de Bangu receberá na avenida o casal de

mestre-sala e porta-bandeira da “London School of

Samba” (G.R.E.S. Unidos de Londres), Marcelo dos

Santos e Davina Greeves, que é a primeira escola apadrinhada

por uma escola do grupo especial fora do

Brasil.

Nós tivemos o prazer de falar com Claudio Penido

que nos contou como ele conheceu a “London School”.

Como, quando e por que ele convidou a “London

School” para participar do desfile da Unidos de Bangu.

Connessione: Claudio Penido antes de falar da “London

School” nos conte, por favor, quando a Unidos

de Bangu chamou, para fazer parte da escola, a Mais

Brasil que hoje é a mais conceituada empresa de intercâmbio

cultural.

Claudio: A Unidos de Bangu quando me chamou já

tinha a intenção de, através do intercambio cultural,

criar uma ala internacional dentro da escola e de formar

um personagem internacional que pudesse fazer

parte do espetáculo. A Mais Brasil foi chamada para

cobrir essa função devido a minha experiência nesse

setor. Muitos não sabem que mesmo antes de abrir a

Mais Brasil eu já trabalhava fora do Brasil há 30 anos

e que essa bagagem toda faz com que a Mais Brasil

seja uma empresa muito conceituda no intercâmbio

cultural.

Na época, consciente da grande responsabilidade,

pensei que para isso acontecer tinha que ter alguma

coisa que batesse com o enredo que tivesse na sinopse

do samba. Eu sabia que eu não devia jogar um personagem

na avenida somente para ganhar mídia.

Connessione: Claudio Penido como você conheceu a

“London School”?

Claudio Penido: O Jornal Central do Brasil, que me

premiou como melhor produtor do intercâmbio cultural

fora do país, me convidou para trabalhar como

repórter de intercâmbio e me mandaram para a Ingla-

5 0


terra. Naquela ocasião fui recebido por uma pessoa

que me convidou para conhecer a “London School”.

Connessione: Qual foi a primeira impressão ao conhecer

a “London School”?

Claudio Penido: Quando cheguei na escola fiquei

encantado com a bateria que tinha o ritmo do Mestre

Jonas, que foi mestre de bateria da Mocidade e a cor

da escola também chamou a minha atenção (verde e

branco).

O Independente ele conhece a batida da Mocidade

porque a batida da Mocidade é completamente diferente

de outras agremiações. Ela tem uma batida familiar

que é impossível não reconhecer.

Quando externei que achei interessante as semelhanças

com a Mocidade fui informado que a “London

School” não era somente semelhante mas que também

tinha sido apadrinhada, no dia 03 de setembro de

1984, por Castor de Andrade.

Connessione: Como foi que você teve a idéia de chamar

para desfilar na Unidos de Bangu o casal de mestre-sala

e porta-bandeira da “London School”?

Claudio Penido: Como te falei anteriormente já existia

o projeto de trazer um casal de mestre-sala e porta-bandeira

que fosse de uma associação ou de uma

escola de fora do país mas para que isso acontecesse

teria que estar dentro do enredo, dentro da sinopse do

samba.

Para mim foi uma emoção muito grande quando vi

que a Unidos de Bangu iria homenagear Castor de

Andrade com o samba de enredo “Deu Castor na Cabeça”.

Naquele exato momento pensei que tinha chegado

a hora certa.

Poder levar para a avenida dois personagens que fazem

parte da história de Castor de Andrade.

Imediatamente apresenteu o meu projeto que, com

entusiasmo, foi aceito pela direção da escola.

Depois da aprovação do meu projeto, por parte da

Bangu, entrei em contato com a “London School” levando

a nossa proposta.

a avenida o pavilhão da “London School of Samba”,

serão presentes conosco no próximo carnaval.

Connessione: Tem mais alguma coisa que você gostaria

de falar para os nossos leitores e para todos os

fãs da grande guerreira Unidos de Bangu?

Claudio Penido: Primeiramente gostaria de dizer

que existe uma carta assinada pelo então presidente

da Mocidade Independente de Padre Miguel, Paulo

Roberto de Andrade Silva, de quando a “London

School” foi apadrinhada pela escola de Castor de Andrade.

Isso é para deixar claro

que a Unidos de Bangu não está inventando nada somente

para entrar na história como a primeira escola

que trás para um desfile oficial um seguimento de fora

do país.

Gostaria de dizer também que a “London School of

Samba” faz um trabalho de integração social muito

importante. Não fazem somente um trabalho a nível

festivo. Muitas pessoas pensam que em um país de

primeiro mundo não existem pessoas carentes, que

não existem pessoas que necessitam de projeto social

mas estão totalmente enganados e a “London School”

faz esse tipo de trabalho.

Connessione: Obrigada Claudio Penido pelas informações

e pelo carinho.

Portas abertas sempre. Vamos ficar esperando informaçoes

sobre a ala internacional da Unidos de Bangu.

Claudio Penido: Obrigado a todos vocês da Revista

Connessione pelo espaço concedido e por apoiar não

só o trabaho da Mais Brasil mas de todos que querem

divulgar a cultura pelo mundo afora.

Connessione: Como foi recebida a proposta pela

“London School”?

Claudio Penido: Como sempre eles foram super gentis.

Expliquei que a idéia era aquela de trazer para a

avenida um terceiro casal de mestre-sala e porta-bandeira

representando toda a agremiação da Inglaterra e

todos eles ficaram super felizes pelo convite. Assim,

Marcelo dos Santos e Davina Greeves que levam para


VITOR MEDEIROS IN UnA CHIacCHIERATA ESCLUSIVA

In una chiacchierata esclusiva per la Rivista Connessione in Italia presentiamo Vitor Medeiros, fotomodello

e direttore di batteria di “G.R.E.S. Acadêmicos do Grande Rio”. Vitor Medeiros è nato a Rio de Janeiro,

nella “baixada fluminense” nel “Duque de Caxias”, il 20 giugno 1995.

Claudio Penido: Vitor, quando è nata la tua passione

per il carnevale?

Vitor Medeiros: La mia passione per il carnevale è

iniziata durante l’infanzia, a 6 anni, influenzata da

mia nonna materna “Vó Marly” che è innamorata di

“GRES Estação Primeira de Mangueira”. Essendo residente

e nato a “Duque de Caxias” non è stato difficile

identificarmi con la scuola del mio quartiere, la

tricolore “fluminense” “Grande Rio”, e con essa sono

diventato un professionista nel mondo del samba.

Claudio Penido: Cosa significa per te oggi “Grande

Rio”?

Vitor Medeiros: “Grande Rio” oggi è la mia più

grande passione. Sono diventato un professionista e

ho formato una grande famiglia con una legione di

amici da tutto il mondo.

È molto magico.

Claudio Penido: Dopo essere diventato professionista,

sei stato invitato a partecipare ad altre associazioni?

Vitor Medeiros: Sì. Il mondo del samba mi ha dato la

possibilità di fare partecipazioni speciali in altre associazioni

come: “G.R.E.S. Imperatriz Leopoldinense”,

“G.R.E.S. Mocidade Independente de Padre Miguel”

e “G.R.E.S. Estação Primeira de Mangueira”.

Claudio Penido: Entrando nella “Grande Rio”, qual

è stata la tua traiettoria? Hai passato altri segmenti?

Vitor Medeiros: Mi sono unito alla batteria della

scuola di samba junior “G.R.C.E.S.M. Pimpolhos da

Grande Rio” e il mio contatto al carnevale era sempre

solo con strumenti musicali.

Nel mio caso, mi sono identificato di più con il sonaglio.

Claudio Penido: Oltre al sonaglio, qual è l’altro strumento

con cui ti identifichi?

Vitor Medeiros: Mi identifico con il “surdo de terceira”

ma ovviamente, con l’esperienza, sono in grado di

fare un “workshop” con altri strumenti perché ho una

grande conoscenza in ambito strumentale.

Claudio Penido: Come vedi il mondo del Samba

oggi?

5 2


Vitor Medeiros: Nonostante le difficoltà che il Brasile

deve affrontare nell’economia, lo vedo come un

mezzo di mercato professionale. Al giorno d’oggi,

una buona parte dei “sambistas” guadagna attraverso

il samba.

Claudio Penido: Hai avuto qualche vantaggio nel lavorare

con il samba?

Vitor Medeiros: Il mondo del samba mi ha dato molte

opportunità professionali non solo nell’arte musicale

ma anche nel campo della moda. A causa del mio

profilo unico, sono stato invitato a fare alcuni servizi

fotografici e poi alcune sfilate di moda per alcuni marchi

brasiliani, ma il mio grande sogno è vivere fuori

dal paese (non solo per lavorare con la musica ma

anche nel campo della moda).

Claudio Penido: Hai ricevuto qualche proposta relativa

alla realizzazione del tuo sogno?

Vitor Medeiros: Dopo il Carnevale 2020, sono stato

invitato a fare un “tour” in Francia, Italia e Germania,

ma a causa della pandemia Covid-19 questo sogno rimarrà

per il prossimo futuro.

Claudio Penido: Vitor definisci rapidamente questa

pandemia. Cosa ti aspetti per il futuro?

Vitor Medeiros: Spero in un paese migliore. Possa

questa pandemia arrivare per insegnare all’umanità

ad amare il suo prossimo!

Claudio Penido: Grazie Vitor per questa chiacchierata

esclusiva.

Vitor Medeiros: Grazie a te Claudio e a tutti della

Rivista Connessione per questa opportunità.

Claudio Penido

5 3


VITOR MEDEIROS EM UM BATE-PAPO EXcLUSIVO

Em um bate-papo exclusivo para a Revista “Connessione” em Itália apresentamos Vitor Medeiros, modelo

fotográfico e diretor de bateria da G.R.E.S. Acadêmicos do Grande Rio. Vitor Medeiros nasceu no Rio de

Janeiro, na baixada fluminense em Duque de Caxias, no dia 20 de junho de 1995.

Claudio Penido: Vitor quando começou a tua paixão

pelo carnaval?

Vitor Medeiros: Minha paixão pelo carnaval começou

na infância, aos 6 anos, influenciado pela minha

avó materna “Vó Marly” que é apaixonada pela

G.R.E.S. Estação Primeira de Mangueira. Sendo morador

e nascido em Duque de Caxias não foi difícil

me identificar com a escola do meu bairro, a tricolor

fluminense “Grande Rio”, e com ela me tornei um

profissional do mundo do Samba.

Claudio Penido: O que significa a “Grande Rio” para

você hoje?

Vitor Medeiros: A Grande Rio hoje é a minha grande

paixão. Me tornei um profissional e formei uma

grande família com uma legião de amigos do mundo

inteiro.

É muito mágico.

Claudio Penido: Você, depois que virou profissional,

foi convidado a participar de outras agremiações?

Vitor Medeiros: Sim. O mundo do samba me deu

a possibilidade de efetuar participações especiais em

outras agremiações como por exemplo: G.R.E.S. Imperatriz

Leopoldinense, G.R.E.S. Mocidade Independente

de Padre Miguel e G.R.E.S. Estação Primeira

de Mangueira.

Claudio Penido: Ao entrar para a “Grande Rio”

como foi a tua trajetória? Você passou por outros segmentos?

Vitor Medeiros: Entrei pra bateria da escola de samba

mirim G.R.C.E.S.M. Pimpolhos da Grande Rio e o

meu contato no carnaval sempre foi apenas com instrumentos

musicais.

No meu caso me identifiquei mais com o chocalho.

5 4


Vitor Medeiros: O mundo do Samba me deu muitas

oportunidades profissionais não só na arte musical

como também na área da moda. Por conta do meu

perfil diferenciado fui convidado para fazer alguns

ensaios fotográficos e na sequência alguns desfiles

para algumas grifes brasileiras mas meu grande sonho

é morar fora do país (não só para trabalhar com a

música mas também na área da moda).

Claudio Penido: Você já recebeu alguma proposta

ligada à realização do teu sonho?

Vitor Medeiros: Após o Carnaval de 2020 fui convidado

para fazer uma turnê na França, Itália e Alemanha

mas por conta da pandemia Covid-19 esse sonho

ficará para um futuro próximo.

Claudio Penido: Vitor me defina rapidamente essa

pandemia. O que você espera para o futuro?

Vitor Medeiros: Espero por um país melhor. Que

essa pandemia tenha vindo para ensinar à humanidade

a amar o seu próximo!

Claudio Penido: Além do chocalho qual é o outro

instrumento que você se identifica?

Vitor Medeiros: Me identifico com o surdo de terceira

mas claro que, com a experiência, sou capaz de

fazer “workshop” com outros instrumentos porque

tenho um grande conhecimento na área instrumental.

Claudio Penido: Obrigado Vitor por este bate-papo

exclusivo.

Vitor Medeiros: Obrigado a você Claudio e a todos

da Revista Connessione por esta oportunidade.

Claudio Penido: Como é que você vê o mundo do

Samba hoje?

Vitor Medeiros: Apesar das dificuldades que o Brasil

enfrenta na econômia vejo como um meio de mercado

profissional. Hoje em dia, uma boa parte dos

sambistas, tiram suas rendas através do samba.

Claudio Penido: Você teve alguma vantagem em trabalhar

com o samba?

Andrea Longo

4 7


ROBERTO INFLUENCIADOR CULTURAL DE MAGÉ

Hoje é dia de conhecer o influenciador cultural de Magé, município do Rio de Janeiro. Para ele, a educação

e a cultura devem ser prioridade e a arte é uma das maneiras mais prazerosas de aprender.

Vamos começar a nossa entrevista cheia de notas musicais.

Andréia: Roberto se apresente para nós e diga

como foi tua infância?

Roberto: Meu nome é Roberto da Silva. Nasci

em 1957, em São Gonçalo - Rio de Janeiro, e

tive uma ótima infância.

Andréia: Como foi a tua adolescência?

Roberto: Como todo adolescente daquela época

“hippie”, eu usava cabelos compridos , calças

largas com um ar rebelde e querendo paz e

amor. Vai entender... adolecentes!

Andréia: Qual a tua formação?

Roberto: Eu sou advogado e também já lecionei.

Tudo começou quando eu trabalhava na 16ª

Vara Cível da Comarca do Rio de Janeiro como

escrevente. Senti necessário me aperfeiçoar e

foi aí que cursei Direito.

Andréia: Como é que a música entrou na tua

vida ?

Roberto: Eu tenho um irmão músico. Quando

éramos jovens ele tinha uma banda e eles

treinavam na varanda da nossa casa. Eu ficava

5 6


observando e “consumindo” o som que saia dos

instrumentos. Um dia eu disse para ele que queria

aprender aqueles desenhos (notas musicais) do

papel. Pronto! A música entrou na minha vida.

Andréia: O que levou você a fazer o primeiro

Festival de Música de Magé?

Roberto: Na verdade Magé já tinha um Festival.

O que eu fiz foi criar o UPCM (Umidos Pela Cultura

Mageence) cujo objetivo é divulgar e revelar

novos valores em todas as artes, onde a principal

é a música.

Andréia: Qual foi a edição que mais te marcou?

Roberto: A edição mais marcante para mim foi

a 10ª que eu internizei no livro que escrevi “10

Anos de Festival MPB EM MAGÉ”.

Andréia: O que o candidato deve fazer para participar

do Festival MPB?

Roberto: É simples. O candidato se inscreve com

músicas inéditas e aos 3 (três) primeiros colocados

são distribuídos prêmios em dinheiro, troféus

e brindes, além de prêmios especiais para o melhor

intérprete, arranjo e música.

Andréia: Com a crise sanitária que o mundo está

enfrentando, como será feito o Festival MPB?

Roberto: Estamos trabalhando para que seja feito

on-line.

Andréia: Qual a maior dificuldade que o Festival

enfrenta?

Roberto: Infelizmente a nossa luta é grande para

conseguirmos apoio e patrocínios.

Andréia: Neste caso diga como as pessoas podem

se inscrever ou apoiar ?

Roberto: Acessando as redes sociais como o Facebook.

Entrando em contato comigo (será uma

honra atender todos vocês) e também no http//

festivalmage.blogspot.com .

Andréia: Roberto muito obrigada pela tua participação.

Te peço que deixe uma mensagem para

todos nós.

Roberto: Eu que agradeço. A minha mensagem

é: “ Enquanto houver gente no mundo haverá música”.

Andréia C.J.P.

5 7


PRIMA DOMENICA

DI MAGGIO:

GIORNATA MONDIALE

DELLA RISATA

Questo è quanto ha stabilito il dr Kataria nel gennaio

del 1998, ovvero dopo circa 3 anni dalla nascita dello

Yoga della risata!

Obiettivo di questa giornata è manifestare per la pace

nel mondo, con lo scopo di generare fratellanza e amicizia

globale. Obiettivo importante, dunque!

Secondo il dr Kataria, organizzatore della giornata, la

risata scatena ad effetto domino un cambiamento importante

in ogni persona che la pratica e, di fatto, un

cambiamento nel mondo.

Per chi sta ancora vivendo momenti critici, magari ancora

legati al Covid, anche quest’anno, ed esattamente

domenica 2 maggio il dr Kataria e sua moglie Madhuri

si sono collegati online con vari paesi del mondo per

festeggiare questa giornata, ridere insieme e riflettere

sulle varie situazioni.

In Italia le due Master attive, Laura Toffolo e Lara Lucaccioni,

hanno organizzato la giornata sulla piattaforma

zoom.

Laura Toffolo, attraverso l’associazione “ Yoga della

risata e oltre” ha guidato una maratona di risate di 12

ore continue , dove si sono avvicendati tanti leader e

teacher, soci dell’associazione, con sessioni e esercizi

di risate.

La partecipazione è stata molto intensa: nelle 12 ore oltre

400 persone si sono collegate e hanno riso insieme!

Laura Lucaccioni ha invece organizzato, sempre su

zoom, un incontro con, anche, testimonianze dirette .

Anche qui i partecipanti sono stati diverse centinaia ed

è stato ancora una volta emozionante potersi rivedere

seppure a distanza.

Ancora una volta Lara ha voluto assegnarmi un piccolo

spazio dedicato per raccontare come lo yoga della risata

ha portato benefici nella mia vita. Questo, per me, è

sempre un grande onore. Raccontare i benefici significa

essere testimone attivo di come lo yoga della risata abbia

davvero benefici terapeutici.

Ho ascoltato alcune testimonianze davvero forti.

Una di quelle che mi ha colpito maggiormente è stata la

testimonianza di Francesco che ha portato lo yoga della

risata in un carcere minorile, vicino a Napoli: un ragazzino,

dopo qualche sessione di yoga della risata gli ha

detto che dopo la pratica si sentiva davvero libero, che

Francesco portava la libertà in carcere!!! OHHHHHH!

Che meraviglia!

Incredibile, non trovi?

Poi sono state diverse le testimonianze toccanti sul

cambiamento dato dallo Ydr durante la chemioterapia,

nella gestione di malattie molto gravi oppure nella relazione

genitori figli.

TANTA ROBA direi!!!

Ad entrambi gli eventi si sono collegati i fondatori

dello Ydr e anche questo è un momento sempre emozionante!

Il dr Kataria, ogni anno, in occasione della giornata

mondiale della risata scrive un messaggio che viene regolarmente

letto in tutti i Paesi del mondo.

Ecco il messaggio di quest’anno:

CELEBRARE LA GIORNATA MONDIALE

DELLA RISATA DURANTE LA PANDEMIA CO-

VID

“ Oggi abbiamo bisogno di ridere più che mai. I problemi

di salute mentale causati dalla crisi globale prodotta

dal Covid saranno la prossima pandemia. L’isolamento

sociale, l’instabilità economica e la routine lavorativa

interrotta hanno fatto soffrire la nostra salute mentale.

Mentre la negatività domina i mass media, abbiamo

buone notizie per te.

5 8


Il 2 maggio 2021 la comunità dello Yoga della risata

celebrerà la giornata mondiale della risata insieme

alla famiglia e agli amici.

Ogni prima domenica di maggio celebriamo la giornata

mondiale della risata. È un giorno speciale designato

per costruire la consapevolezza globale della

salute, della felicità e della pace nel mondo attraverso

la pratica quotidiana dello Yoga della risata.

Lo Yoga della risata è una tecnica potente che può

mantenere alto il morale in questi tempi difficili. Poiché

non è una commedia, questo è un programma di esercizi

e puoi ridere anche quando non hai voglia di farlo. Il

nostro slogan è: non ridiamo perché siamo felici, siamo

felici perché ridiamo.

Sin dal primo lockdown i membri dello Yoga della risata

ridono online e questo li aiuta molto. Decine di

migliaia di persone in tutto il mondo stanno facendo

esercizi di risate con le loro famiglie a casa e partecipano

a sessioni di Yoga della Risata online su Zoom e

Skype. Le sessioni di risate si svolgono ogni mezz’ora e

puoi unirti a loro gratuitamente.

Per l’adesione ai Laughter club su Zoom in tutto il

mondo:

https://laughteryoga.org/zoom-laughter-club/

10-15 minuti di esercizi di yoga della risata possono

ridurre lo stress, rafforzare il sistema immunitario e

mantenere la mente positiva. Risate e esercizi di respirazione

possono rafforzare il sistema e ossigenare i

polmoni per prevenire le infezioni.

Il movimento dei Club della Risata, nato a Mumbai nel

1995, si è diffuso in più di 116 paesi. La risata è una lingua

universale che tutti parliamo senza alcuna barriera

linguistica. Questi club della risata sociali gratuiti

mettono in contatto persone di culture e paesi diversi e

forniscono una rete sociale di persone che si prendono

cura e condividono.

In questo giorno di buon auspicio, restiamo tutti in

piedi per un minuto e ridiamo di cuore con le braccia

rivolte verso il cielo e inviamo vibrazioni positive di

amore e pace nel mondo.”

sità di energia. Un grande abbraccio pacifico, naturale,

energico che ti collega al mondo intero!

Che potenza!

Con questo articolo legato a questo evento mondiale

spero di averti fatto capire come il Movimento dello

Yoga della risata sia davvero una grande famiglia, che

agisce solo per far star bene chi pratica e chi ancora non

pratica.

E allora: INSPIRA- TRATTIENI E ...OH OH AH AH

AH!!!

Un grande e ridente abbraccio. Buon mese!

contatti:

antonellasancius@alice.it

antonellasancius014@gmail.com

facebook : antonella sancius; noi celaridiamo; gardachiride

instagram: Antonella Sancius

whatsapp: 335 392923

Antonella Sancius,

Ecco la pratica per la pace nel mondo. Ridere per un

minuto con le braccia rivolte verso il cielo.

Un grande abbraccio al mondo, soprattutto oggi che di

abbracci ne sentiamo proprio una grande necessità.

E allora : facciamo anche noi una risata per la pace nel

mondo?

Se riesci mettiti in piedi, inspira, trattieni il respiro e

intanto portando le braccia verso il cielo espira ridendo.

Tutto questo per un minuto.

Ecco!!! Questo puoi farlo tutte le volte che ti senti solo\a,

che hai bisogno di mandare energia, che hai neces-

5 9


5 2


5 3


AYRTON

SENNA:

IL RE TRISTE

“Il mio nome è Ayrton e faccio il pilota e corro

veloce per la mia strada” cantava il compianto

Lucio Dalla due anni dopo quel tragico primo

maggio 1994 a Imola. Classe 1960 come il Dio

del Calcio Diego Armando Maradona, Ayrton

Senna è stato un dio dell’automobilismo e un

eroe nazionale. Al rientro in patria del feretro

avvolto dalla bandiera del suo amato Brasile,

una folla oceanica lungo le vie di São Paulo gli

ha tributato l’ultimo omaggio e c’è chi ha rivisto

in quelle scene di disperazione collettiva delle

analogie con i funerali del presidente egiziano

Nasser nel 1970. Tanto per essere chiaro e non

fare l’ipocrita come sarebbe facile in queste

occasioni, ci tengo a precisare che il sottoscritto

non era un tifoso del tre volte Campione del

Mondo di Formula 1 e per un semplicissimo

motivo: da innamorato della Ferrari, non avrei

mai potuto fare il tifo per un pilota di un’altra

scuderia. Nonostante questo, per un decennio

Ayrton ha fatto parte anche della mia vita di

appassionato delle quattro ruote e della sua

carriera conserverò per sempre dei ricordi

indelebili. La prima volta che sentii parlare di

lui fu una lontana domenica del 1984 al Gran

Premio del Principato di Monaco: subito dopo

pranzo andai a dormire come d’abitudine ma

al risveglio la corsa era già finita. Mio padre mi

disse che causa una pioggia torrenziale avevano

deciso di interrompere la gara e la vittoria

andò ad Alain Prost davanti al sorprendente

giovane brasiliano Senna alla guida della modesta

Toleman. Nonostante il secondo posto

gli andasse stretto, quella domenica il 24 enne

Ayrton rivelò tutto il suo straordinario talento

volando sull’asfalto bagnato di Montecarlo,

mentre i suoi più esperti colleghi affannosamente

riuscivano a restare in pista. L’appuntamento

con la prima vittoria in carriera era soltanto

rimandato e, infatti, giunsero nel 1985

alla seconda prova del mondiale. Gran Premio

del Portogallo sul circuito di Estoril: al volante

della bellissima Lotus targata John Player Special,

Senna stacca tutti e diventa “Il Mago della

pioggia”. In condizioni d’asciutto, la musica

per gli avversari non cambia e la precisione e

pulizia di guida del brasiliano si esaltano nei

circuiti cittadini di Detroit e Phoenix, per non

parlare del suo preferito: Montecarlo (record

assoluto di sei successi di cui cinque consecutivi).

In dieci anni da assoluto protagonista

6 2


5 5


della Formula 1, rimarrà indimenticabile la

sua rivalità con il “Professore” Prost sfociata

in due celebri incidenti a Suzuka: il primo nel

1989, a quattro giri dal termine, che consegnò

il titolo al francese; il secondo, invece, alla prima

curva del Gran Premio del Giappone 1990

quando lo storico rivale guidava la Ferrari e il

brasiliano si riprese di forza il numero 1 sulla

vettura di Ron Dennis. Perfezionista maniacale,

professionista senza eguali, dopo sei stagioni

in McLaren passò alla Williams per tentare

di eguagliare il record di cinque mondiali di

Manuel Fangio ma un tragico destino frantumò

il sogno alla curva del Tamburello, al settimo

giro del Gran Premio di San Marino. Fu

la drammatica conclusione del weekend più

nero nella storia della Formula 1: nelle libere

del venerdì, lo spettacolare volo della Jordan

di Rubens Barrichello che perse conoscenza

ma fortunatamente si salvò, e poi nelle prove

ufficiali del sabato la morte dell’austriaco

Roland Ratzenberger uscito a oltre 300km/h

alla curva Tosa oggi intitolata a Gilles Villeneuve.

Quando vidi in diretta la sua macchina

sbandare e schiantarsi violentemente contro il

muro, dentro di me ebbi la netta sensazione

che non ce l’avrebbe fatta. Speravo vivamente

di sbagliare ma purtroppo non fu così e la

consapevolezza che l’incidente sarebbe stato

evitabile, non fa che aumentare la rabbia e il

dispiacere. Dopo tre mondiali conquistati, 41

vittorie e 65 pole positions, Senna stava per ingaggiare

un fantastico duello con il suo erede

Michael Schumacher che proprio in quel 1994

sarebbe diventato iridato per la prima volta.

Magari un giorno l’avremmo visto alla guida

della Rossa di Maranello e i tifosi ferraristi sarebbero

impazziti per lui che, non è mistero,

avrebbe voluto chiudere la carriera proprio in

Ferrari. Un altro sogno infranto come il cuore

della sua amante più famosa, la top model

americana Carol Alt, con cui Ayrton ha vissuto

una travolgente quanto clandestina love

story. Belli, ricchi e famosi, formavano davvero

la coppia più bella del mondo: il Re dallo

sguardo triste e l’espressione malinconica e

“La più bella del reame”.

Stefano Aloe

6 4


6 5


CAMINHANDO SEMPRE EM BUSCA DO MELHOR!


Somos a primeira rádio web e portal de notícias

alternativo da Região do São Francisco,

passamos para todos conteúdos construtivos

e educativos. Nos tornamos a primeira

web rádio selo da região do vale do São

Francisco apoiadora da cultura brasileira na

Europa, nossa rádio vem com locutores de

várias Cidades, Regiões e Países, que tocam

músicas e apresentam entrevistas de qualidade.

Seguindo a nossa meta que é fazer a propagação

de conteúdos construtivos nas áreas

educacionais e sociais para todos que acessam

nosso portal e escutam nossa rádio,

levamos sempre as nossas hashtags, e pedimos

que fortaleça usando também :

#seliganacultura #seliganamidia #seliganaleitura

#seliganoconhecimento #seliganaradio

- PRODUÇÕES ALTERNATIVAS -

Marcando presença na cena cultural alternativa

de nossa cidade Paulo Afonso-BA,

a nossa equipe faz conexões musicais com

cantores, artistas, escritores e palestrantes.

– NOSSOS PROJETOS MUSICAIS –

• FIM DO MUNDO FEST – edição 2014

• REGGAE NA PRAÇA – edições

2014/2015/2016

• CULTURA EM AÇÃO – edições 2015

• SEXTA REGGAE – edições 2015/2016

• FESTIVAL SELIGANAMUSICA – edições

2016

• BATALHA DE MCS – edições

2014/2015/2016/2017

• SETEMBRO REGGAE MUSIC – edições

2016/2017

• BLACK SOUND SYSTEM – edições

2017/2018/2019/

• LIVES LUCAS VISA – edições 2020

• LIVES TAISLAN VAQUEIRO – edições

2020

– NOSSOS PROJETOS EDUCATIVOS –

• FILHO DA TERRA [ LIVE ] – edição I - Mc

BBDZ7 e DJ ASTRONAUTA.

• LITERATURA ONLINE [LIVE] – edição I

- João de Sousa Lima

• LITERATURA ONLINE [LIVE] – edição II

- Socorro Araujo

• SELIGA ART [LIVE] – edição I Banda Nova

Raiz de Brasília

• SELIGA ART [LIVE] – edição II - Artista

plástico Dan Personalizado

• SELIGA ART [LIVE] – edição III Junior

Black - Dj Urso

• SELIGA ART [LIVE] – edição IV SanRapper

- Lançando novo CD

• EDITORA OFICIAL DA REVISTA CON-

NESSIONE – hoje em sua setima edição.

- NOSSOS PROJETOS ESPORTIVOS -

• 13 SKATE BOARD “Escolinha SkateBoard”

• CAMPEONATO GAME OFF SKATE – edições

2016/2017/2018

- ALGUNS DOS NOSSOS PROJETOS DE

ROUPAS E EXPOSIÇÕES -

• COLEÇÃOCANNABIS

• STANDCOPAVELA Edições 2010, 2011,

2012, 2013 , 2017 , 2018 , 2019

• STANDMOTOENERGIA Edições 2011

MUITO ALÉM DO QUE VOCÊ IMAGINA

MUITO ALÉM DE UM SIMPLES SITE

UMA REDE DE INFORMAÇÃO

EDUCAÇÃO E CULTURA

CNPJ: 23.843.403/00001-06

www.SELIGANAMUSICA.com


NA LENTE DA

CLAU

DETE

FOTOGRAFIA E CULTURA

Olá, hoje vou comentar sobre a cultura inclusa na fotografia.

Fizemos uma expedição fotográfica organizada pelo

fotógrafo Adriano Kirihara, explorando os sertões

nordestino.

Foram sete dias percorrendo 1.600 quilómetros sertão

adentro, uma incrível aventura para quem só conhecia

lugares assim através da televisão.

No primeiro dia fomos conhecer o famoso Rio São

Francisco em Sobradinho - PE, foi um passeio maravilhoso

no vapor que nos levou até a Ilha da Fantasia,

que lugar encantador.

O Raso recebe esse nome porque seu relevo é quase

toda sua totalidade, plano com vegetação rasteira e

Catarina é em homenagem a proprietária da Fazenda

Catarina, que existe até hoje na região. Conta a lenda,

que a fazendeira lutou contra a seca, mas foi derrotada

por uma nuvem de gafanhotos que devorou a plantação

de milho e feijão, deixando-a em estado de loucura

e sozinha até o fim da vida. Dizem que seu espírito

vaga a localidade ajudando vaqueiros a encontrar animais

perdidos.

Segue uma foto do lindo por do sol no Raso.

Espero que tenham gostado da narrativa sobre essa

região de nosso Brasil.

Até breve!

Claudete Longo

Conhecemos o Povoado de Caboclo, em Afrânio, no

sertão pernambucano, com suas ruas pequenas, casarios

antigos e coloridos e muita calmaria. No povoado

tivemos a alegria de conhecer e ouvir os tocadores de

Pífano, vou postar na sequência da narrativa as fotos

de cada lugar, inclusive no povoado tem muitas tamarineiras,

uma delas tem quase 160 anos, onde fotografamos

os tocadores. Conversando com o senhor,

elemento principal do Pífano, ele disse, com os olhos

rasos d’água, que essa tradição centenária pode ser

extinta por falta de interesse dos jovens em aprender.

No povoado tem um museu Pai Chico, onde se pode

conhecer um pouco da história local.

Visitamos o local onde é reduto da ararinha- azul-

-de-Lear, uma ave endêmica da caatinga, na região

do Raso da Catarina – Bahia. São belíssimas aves.

Não consegui registrar melhor pois estava com uma

lente 75-300mm, precisaria de algo em torno de

150-600mm para fazer fotos melhores, mas foi lindo

conhecer e ver a revoada das ararinhas com seus alaridos.

Por fim quero falar um pouco do Raso da Catarina

6 8


Claudete A. G. Longo

6 1


6 2


7 1




I’UNIVERSO MAGICO

DELLA BIODANZA

Vi porto a conoscere questo mese l’universo magico

della biodanza attraverso la testimonianza di Mara

D’ambruoso, insegnante didatta titolare di Biodanza

e vice-presidente onoraria dell’Associazione Amazonas:

“Credo che nella vita nulla accade a caso, e non fu

un caso la sera in cui partecipai al mio primo incontro

di Biodanza. Avevo scelto di crescere mio figlio,

e Andrea era ormai adolescente. Decisi di dedicarmi

del tempo, di fare un’attività che mi rendesse vitale.

Avevo provato alcune attività ma nessuna dava una

risposta ai miei bisogni. In sala d’attesa del mio medico

c’era un volantino: BIODANZA – LA GIOIA DI

VIVERE. Era la risposta che cercavo? Partecipai alla

mia prima serata di Biodanza , ne fui entusiasta, era

l’attività che avevo da sempre desiderato. Cominciai

la frequentare il corso e dopo un anno intrapresi la

formazione. Sono diventata Facilitatrice di Biodanza,

tengo corsi per adulti e bambini, questa passione

dura da 20 anni.”

Claudia: Quando e come nasce la Biodanza?

Mara: Era la metà degli anni sessanta, il periodo in

cui il professor Rolando Toro si dedicava all’osservazione

delle risposte agli stimoli musicali, da parte

di alcuni pazienti psichiatrici dell’ospedale presso

l’Università di Medicina di Santiago del Cile. Annotò

che la musica, il movimento e l’incontro umano avevano

sui malati effetti benefici che spesso sostituivano

la somministrazione di tranquillizzanti.

Musiche allegre, euforizzanti, dalla ritmica sostenuta

e ben definita avevano l’effetto di stimolare la motricità

e il senso della realtà. Musiche più lente, melodiche

ed armoniose al contrario avevano il potere di stimolare

stati regressivi. Queste semplici osservazioni

diedero nuovo impulso alle sue ricerche sugli effetti

della musica e del movimento e suggerirono a Toro

le intuizioni successive, che lo portarono a creare le

base teoriche (Modello Teorico) di quella che inizialmente

chiamò “Psicodanza” e che solo nel 1978 assunse

l’attuale denominazione di Biodanza. Nel 1971

si trasferì a Buenos Aires, in Argentina, e dal 1975

iniziò a viaggiare anche in Brasile, dando così inizio

alla fase di divulgazione della sua opera che andò via

via arricchendosi di contenuti e approfondimenti teorici.

Claudia: Cos’è Biodanza?

Mara: Dall’incontro di Bios e Vita nasce l’espressione

poetica di “Danza della Vita” che vuole significare

proprio la capacità di “riapprendere” a muoversi con

grazia naturale, esprimersi con facilità e spontaneità,

sentire la vita con maggiore intensità, essere più sensibili,

più intuitivi, più comunicativi, più sicuri, più

predisposti al coraggio, più fiduciosi verso se stessi e

verso la vita.

La Biodanza è “un sistema di integrazione affettiva,

di rinnovamento organico e di riapprendimento delle

funzioni originarie della Vita”.

Agisce sullo stimolo delle potenzialità di ognuno,

rafforzando emozioni sane e la loro espressione coerente,

stimolando l’apprendimento “vivenciale”

(quello degli affetti e delle emozioni), integrandolo

all’apprendimento cognitivo.

Gli esercizi sono strutturati in relazione al modello

7 4


teorico della Biodanza (sviluppo ed espressione dei

potenziali genetici), i cui elementi sono la musica (stimolo

che porta ad esprimere un’emozione integrata al

movimento), il movimento (entrare in azione) e la sua

“vivencia” (istante vissuto, “qui e ora”, con intensità

emotiva).

La Biodanza

La Biodanza è un sistema di integrazione e sviluppo

umano creato negli anni ‘60 da Rolando

Toro, basato su “esperienze” che coinvolgono

movimenti, musica e situazioni di incontro non

verbale all’interno di un gruppo.

Claudia: Chi può fare biodanza?

Mara: E’ rivolta a donne e uomini di ogni età e si fa

in gruppo. Non è possibile realizzare la proposta di

Biodanza singolarmente, perché il gruppo supporta,

agevola e crea l’esperienza. E’ rivolta anche a gruppi

composti da bambini o adolescenti, gruppi aziendali

come proposta formativa (es. per favorire l’integrazione,

accrescere l’autostima e creare maggiore spirito

di gruppo).

Il gruppo comprende tutte le persone che presenziano

alla lezione: operatori ed utenti. Il gruppo è un

elemento fondamentale per permettere l’espressione

spontanea e favorire l’integrazione ritmico – motorio

– affettiva, individuale e collettiva. Ed è attraverso

l’allegria del gioco che si cerca di favorire l’integrazione

di ogni partecipante all’interno del gruppo.

Gli esercizi che si realizzano per favorire queste funzioni

sono, ad esempio:

- movimento di recupero del camminare fisiologico

- danze ritmiche e danze con variazioni ritmiche

- danze di coordinazione e sincronizzazione ritmica

in coppia

- giochi di vitalità di gruppo

- giochi di sviluppo creativo, individuali e di gruppo

- danze creative, individuali e di gruppo

- altri esercizi (ronde, segmentari, ecc.)

Viene proposta con cadenza settimanale. La sessione

dura in media due ore, è divertente e non è affaticante.

Per sentirsi a proprio agio si consiglia un abbigliamento

comodo.

Ringrazio Mara D’Ambruoso, per farci conoscere

questa attività dove ritroviamo noi stessi attraverso la

musica brasiliana, con i ritmi a noi familiari. Mara ci

lascia con un bellissimo messaggio:

“Spero che la bellezza di questa attività vi contagi,

auguro a tutti di provare lo stupore di contattare l’innocenza

del bambino interiore. Biodanza è la poetica

dell’incontro umano.”

7 5


UNIVERSO MÁGICO

DA BIODANÇA

Este mês vamos conhecer o universo mágico da biodança,

através do depoimento de Mara D’ambruoso,

professora de Biodança e vice-presidente honorária

da Associação Amazonas:

“Acredito que na vida nada acontece por acaso, e não

foi por acaso a noite em que participei do meu primeiro

encontro na Biodança. Decidi criar meu filho e

Andrea já era adolescente. Resolvi dedicar um tempo

a mim mesma, para fazer uma atividade que me

tornasse vital. Eu havia tentado algumas atividades,

mas nenhuma delas atendeu às minhas necessidades.

Na sala de espera do meu médico havia um panfleto:

BIODANÇA - A ALEGRIA DE VIVER. Era a resposta

que eu procurava? Participei da minha primeira

noite de Biodança, fiquei entusiasmada, pois era a atividade

que sempre quis. Comecei a frequentar o curso

e depois de um ano comecei a treinar. Virei facilitadora

de Biodança; realizo cursos para adultos e crianças

e essa paixão já dura 20 anos.”

Claudia: Quando e como nasceu a Biodança?

Mara: Era meados da década de 60, período em que o

professor Rolando Toro se dedicou à observação das

respostas a estímulos musicais de alguns pacientes

psiquiátricos do hospital da Universidade Médica de

Santiago do Chile. Ele notou que a música, o movimento

e o encontro humano tiveram efeitos benéficos

para os doentes que freqüentemente substituíam

a administração de tranqüilizantes. Música alegre,

eufórica, com ritmo sustentado e bem definido, tinha

o efeito de estimular as habilidades motoras e o senso

de realidade. A música mais lenta, melódica e harmoniosa,

ao contrário, tinha o poder de estimular estados

regressivos. Essas simples observações deram novo

impulso à sua pesquisa sobre os efeitos da música e

do movimento e sugeriram a Toro as seguintes intuições,

que o levaram a criar a base teórica (Modelo

Teórico) do que ele inicialmente chamou de “Psicodança”

e que somente em 1978 assumiu o nome atual

da Biodança. Em 1971 mudou-se para Buenos Aires,

Argentina, e a partir de 1975 passou a viajar também

para o Brasil, iniciando assim a fase de divulgação

7 6


de sua obra que se enriqueceu gradativamente com

conteúdos teóricos e reflexões.

Claudia: Qual o significado de Biodança?

Mara: Do encontro de Bios e Vita surge a expressão

poética da “Dança da Vida” que significa capacidade

de “reaprender” a movimentar-se com graça natural,

expressar-se com facilidade e espontaneidade, sentir

a vida com maior intensidade, ser mais sensível, mais

intuitivo, mais comunicativo, mais confiante, mais

predisposto à coragem, mais confiante em si mesmo

e na vida.

Biodança é “um sistema de integração afetiva, renovação

orgânica e reaprendizagem das funções originais

da vida”.

Atua na estimulação das potencialidades de cada um,

potencializando emoções saudáveis e sua expressão

coerente, estimulando a aprendizagem “vivaz” (dos

afetos e das emoções), integrando-a à aprendizagem

cognitiva.

Os exercícios são estruturados em relação ao modelo

teórico da Biodança (desenvolvimento e expressão de

potenciais genéticos), cujos elementos são a música

(estímulo que leva a expressar uma emoção integrada

ao movimento), o movimento (entrar em ação) e sua

“Vivência” (instantâneo vivido, “aqui e agora”, com

intensidade emocional).

Claudia: Quem pode praticar biodança?

Mara: Mulheres e homens de todas as idades e é

feito em grupos. Não é possível realizar a proposta da

Biodança individualmente, pois o grupo apoia, facilita

e cria a experiência. Dirige-se também a grupos de

crianças ou adolescentes, grupos empresariais como

proposta formativa (por exemplo, para promover a integração,

aumentar a autoestima e criar maior espírito

de equipe).

O grupo inclui todos os participantes da aula. O grupo

é um elemento fundamental para permitir a expressão

espontânea e promover a integração rítmica - motora

- afetiva, individual e coletiva. E é pela alegria do

jogo que procuramos estimular a integração de cada

participante dentro do grupo.

Os exercícios que são realizados para promover essas

funções são, por exemplo:

• movimento de recuperação da caminhada fisiológica

• danças rítmicas e danças com variações rítmicas

• danças de coordenação e sincronização rítmica

em pares

• jogos de vitalidade em grupo

• jogos de desenvolvimento criativo individual e

em grupo

• danças criativas, individuais e em grupo

• outros exercícios (rodas, segmentários, etc.)

É oferecido semanalmente. A sessão dura em média

duas horas, é divertida e não cansa. Para se sentir

bem, são recomendadas roupas confortáveis.

Agradeço a Mara D’Ambruoso, por nos fazer trazer

esta atividade onde nos encontramos através da música

brasileira, com os ritmos que conhecemos. Mara

nos deixa uma bela mensagem:

“Espero que a beleza desta atividade vos contagie, desejo

que todos experimentem a magia de entrar em

contato com a inocência da criança interior. Biodança

é a expressão artística do encontro humano. “

A Biodança

A biodança, é um sistema de integração e desenvolvimento

humano criado na década de 1960

por Rolando Toro, baseado em “vivências” envolvendo

movimentos, música e de situações de

encontro não verbal dentro de um grupo.

7 7


SEJA VISTO

EM NOSSA REVISTA

5 4

1 9

E d iç ã o II - w w w .re v ista co n n e sio n e .co m | Ja n e iro


Claudia Bello

5 5


7 4

Associazione BEM C.F. 90521440157

Criado por AG5521

(+39) 351 763 4520

Associazionebem@gmail.com


Come donare il 5x1000

Nel modello per la dichiarazione dei redditi (CU

ex CUD, 730 o UNICO) trovi uno spazio dedicato

alla “scelta per la destinazione del cinque per

mille dell’Irpef ”.

Come si fa?

CERCA NEL MODULO della dichiarazione dei

redditi lo spazio dedicato alla “scelta per la destinazione

del 5 per mille dell’Irpef ”.

INSERISCI NELLA CASELLA

“sostegno del volontariato e delle altre organizzazioni

non lucrative di utilità sociale” il codice

fiscale della Associazione Bem.

Basta indicare il Codice Fiscale: 90521440157

.

Como doar o 5x1000

No formulário de declaração de imposto (CU ex

CUD, 730 ou UNICO) encontra um espaço dedicado

à “escolha da destinação do imposto de renda cinco

por mil”.

Como fazer?

PESQUISE NO FORMULÁRIO da declaração, o

espaço dedicado à “escolha do destino dos 5 por mil

de imposto de renda”.

INSIRA NA CAIXA

“apoio a voluntários e outras organizações sem fins

lucrativos de utilidade social” o código tributário da

Associação Bem.

Basta indicar o Código Tributário: 90521440157

7 5


Associazione Bem è un’organizzazione filantropica

senza scopo di lucro, caratterizzata da

finalità solidali.

E per realizzare i nostri progetti, abbiamo

sempre bisogno di quanto più aiuto e supporto

possibile. Alcuni veri angeli sono venuti sulla

nostra strada e aiutano la nostra Istituzione.

Sono i nostri sponsor. Aziende e professionisti

che hanno voluto sostenerci, sostenere i nostri

progetti e contribuire a un mondo più giusto e

dignitoso per tutti.

A loro tutti i nostri ringraziamenti!!!


A Associazione Bem é uma organização filantrópica,

sem fins lucrativos, caracterizada por

sua finalidade solidária.

E para realizar nossos projetos, sempre precisamos

do máximo de ajuda e apoio possível.

Alguns verdadeiros anjos entraram em nosso

caminho e ajudam nossa Instituição.

Eles são nossos patrocinadores. Empresas e

profissionais que se dispuseram a nos apoiar,

apoiar nossos projetos e contribuir para um

mundo mais justo e digno para todos.

Para eles, todo o nosso agradecimento!!!



www.folhasertaneja.com.br

Cultura

Informação

Conhecimento

Liberdade

Jornalismo

Respeito

Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12


SAMBAT

8 6

Nel presente testo, prendo come punto di partenza la

storia del samba come linguaggio ed espressione artistica.

Chi balla trova più facile costruire la propria

immagine corporea, che è essenziale per la crescita

e la maturità dell’individuo e la formazione della sua

coscienza sociale.

Il samba ha origine dai antichi “batuques” (Musica o

danza di origine afro-brasiliana basata su percussioni

e canto. Nome comune a diversi culti afro-brasiliani.)

e ruota del samba degli afro-brasiliani nei loro momenti

di incontro e svago accompagnati da percussionisti

e canti. Gli studiosi indicano il “Recôncavo

Baiano” come il luogo di nascita del samba perché è

una delle regioni brasiliane con la maggiore influenza

della cultura africana, perché questa regione è stata il

palcoscenico per l’arrivo degli schiavi africani. Solo in

questa regione ci sono più di 400 “terreiros Candomblé”.

Il poeta e compositore Vinícius de Moraes ha riassunto

con grande saggezza i magistrali versi di “Samba da

benção” con musica di Baden Powell:

“Porque o samba nasceu lá na Bahia, e se hoje ele é

branco na poesia

Se hoje ele branco na poesia, ele é negro demais no

coração ”.

L’importanza del samba per il Brasile ci trasporta

all’influenza della cultura africana nel paese, poiché il

suono di tamburi e ritmi si è evoluto e si è aggiunto a

canzoni e melodie, diventando questo potere di danza

come lo conosciamo oggi.

L’UNIONE SAMBATERAPIA

La sambaterapia è l’unione del samba con la danzaterapia

metodo Maria Fux (ballerina, coreografa e

scrittrice argentina) che si basa sull’unità e sull’integrazione

dell’individuo con il gruppo e non ha basi

psicologiche e nemmeno un’analisi del movimento, è

chiamata “terapia” perché muovendo il corpo porta

cambiamenti nel corpo stesso e nella vita delle persone.

Nei laboratori di sambaterapia non si usano coreografie

e nemmeno esercizi fisici. Nella sambaterapia

utilizziamo elementi caratteristici del samba come

stile, ritmo, forma e canto, facilitando l’espressione

personale di ogni partecipante. Durante l’attività si

dà la possibilità ai partecipanti di entrare in contatto

con alcuni strumenti a percussione utilizzati nel circolo

di samba, quali: “caxixi”, “tamborim”, “maracas”,

“pandeiro”, “ganzá”, “agogô”. Imparare a suonare uno

strumento ci aiuta con la capacità di memorizzare e la

coordinazione motoria. Nel samba maschio e femmina

si integrano e nei laboratori il primo passo fondamentale

è sentire! Le lezioni si sviluppano attraverso

il divertimento e insieme ai ritmi del samba per creare

un’unità di persone integrate nel gruppo aumentando

così la fiducia in se stessi e il divertimento.


ERAPIA

“SAMBA DE RODA”

Il termine, l’espressione samba di ruota (“samba de

roda”) significa samba in cerchio, mentre musicisti,

ballerini e spettatori si riuniscono fino a formare una

circonferenza in cui i ballerini si presentano al centro

del cerchio.

Le pratiche delle danze circolari avvengono per diversi

motivi. Il cerchio è presente nella storia dell’umanità

come un simbolo molto potente e porta con sé il

significato più grande della nozione di totalità, anche

tra gli esseri umani e la natura.

Samba “chula” e samba “corrido”. La “chula” è una

forma di poesia e viene recitata dal solista mentre il

gruppo ascolta attentamente, abbandonandosi al fascino

della danza solo dopo la fine del pronunciamento,

quando un partecipante alla volta entra al centro

del cerchio al suono del ritmo governato da palme.

Nel “corrido” invece il samba prende il sopravvento

sulla roda nello stesso momento in cui due solisti e il

coro si alternano nell’angolo.

Conosciuta anche come “Umbigada” perché ogni partecipante,

quando lascia il cerchio, invita un nuovo a

ballare dandogli una “umbigada”. Questa è una manifestazione

tipica del “Recôncavo” e è evidenziata nelle

città di “Cipó”, “Candeias” e “Cachoeira” durante i festeggiamenti.

CASCINA CASOTTELLO

Cascina Casottello è un agriturismo situato nella periferia

di Porto di Mare, a sud di Milano, dove si svolgono

lezioni di sambaterapia. È guidato da Modou

Gueye, presidente dell’associazione Sunugal, un’associazione

che si occupa di educazione e cooperazione

interculturale.

La missione della Cascina Casottello è quella di diventare

un Centro Internazionale di Distretto, quindi un

luogo dove si promuove l’integrazione sociale e culturale

attraverso varie tipologie di eventi come cene

sociali, concerti, mostre, corsi e laboratori.

Si propone come Centro Distrettuale Internazionale,

proponendo iniziative per il territorio, ma anche

per chi non vive in zona. In rete con le altre realtà del

quartiere, un centro culturale aperto a tutti, un luogo

dove è possibile proporre attività e incontrarsi, far conoscere

la propria arte e creare spazi di aggregazione

multiculturali, attraverso musica, danza, cibo, arte e

servizi concentrato sul territorio.

Vieni a ballare con noi e scopri i benefici della Sambaterapia.

tonijulio@hotmail.it

8 7


nessa potência de dança como conhecemos hoje.

A UNIÃO SAMBATERAPIA

SAMBATERAPIA

No presente texto, tomo como ponto de partida a história

do samba como linguagem e expressão artística.

Quem dança tem mais facilidade para construir a

imagem do próprio corpo, o que é fundamental para

o crescimento e a maturidade do indivíduo e a formação

de sua consciência social.

O samba originou-se dos antigos batuques e rodas de

samba pelos afro-brasileiros em seus momentos de

encontro e lazer acompanhados por percussionistas e

cantos. Os estudiosos apontam o Recôncavo Baiano

como o berço do samba porque é uma das regiões brasileiras

de maior influência da cultura africana, isso

porque essa região foi palco da chegada de escravos

africanos. Somente nessa região existem mais de 400

terreiros de candomblé.

O poeta e compositor Vinícius de Moraes resumiu

com muita sabedoria nos versos magistrais de “Samba

da benção” com música de Baden Powell:

“Porque o samba nasceu lá na Bahia, e se hoje ele é

branco na poesia

Se hoje ele branco na poesia, ele é negro demais no

coração ”.

A importância do samba para o Brasil nos transporta

à influência da cultura africana no país, visto que o

som dos tambores, os ritmos e batidas foram evoluindo

e somando a cantos e melodias, transformando-se

A sambaterapia é união do samba com a dançaterapia

método Maria Fux (dançarina, coreógrafa e escritora

argentina) que tem como fundamento a união e integração

do indivíduo com o grupo e não tem nenhuma

base de psicologia e nem mesmo uma análise do movimento,

ela simplesmente se chama “terapia” porque

movimentando o corpo ela traz mudanças no próprio

corpo e na vida das pessoas. Nos laboratórios de

sambaterapia não usamos coreografias e nem mesmo

exercícios físicos. Na sambaterapia usamos elementos

característicos do samba como o estilo, ritmo, forma,

e o canto facilitando a expressão pessoal de cada participante.

Durante a atividade damos a possibilidade

aos participantes de entrarem em contato com alguns

instrumentos de percussão usados na roda de samba

como: caxixi, tamborim, maracas, pandeiro, ganzá,

agogô. Aprender a tocar um instrumento nos ajuda

na capacidade de memorização e coordenação motora.

No samba o masculino e feminino são integrados

e nos laboratórios o primeiro passo básico é sentir!

As aulas são desenvolvidas através do divertimento e

junto aos ritmos do samba para criarmos uma união

das pessoas integradas no grupo aumentando, assim,

a autoconfiança e se divertindo.

SAMBA DE RODA

O termo, a expressão samba de roda significa samba

em círculo, enquanto músicos, dançarinos e espectadores

se reúnem até formarem uma circunferência em

que os bailarinos se apresentam no centro do círculo.

As práticas de danças circulares ocorrem por diversos

motivos. O círculo está presente na história da humanidade

como um símbolo bastante potente e carrega

como maior significado a noção de totalidade, inclusive

entre o ser humano e a natureza.

O samba chula e o samba corrido. A chula, uma forma

de poesia, é declamada pelo solista, enquanto o grupo

escuta atento, só se rendendo aos encantos da dança

após o término do pronunciamento, quando um participante

por vez adentra ao meio da roda ao som da

batucada regida por palmas. Já no corrido, o samba

toma conta da roda ao mesmo tempo em que dois solistas

e o coral se alternam no canto.

Também conhecida como Umbigada porque cada

participante, ao sair da roda, convida um novo para a

dança dando-lhe uma “umbigada”. Essa é uma manifestação

típica do Recôncavo e tem destaque nas cidades

de Cipó, Candeias e Cachoeira durante os festejos.

8 8


CASCINA CASOTTELLO

“Cascina Casottello” é uma casa de fazenda localizada

no subúrbio de Porto di Mare, no sul de Milão, onde

realizamos as lições de sambaterapia. É dirigido por

Modou Gueye, presidente da associação Sunugal,

uma associação que trata da educação e da cooperação

intercultural.

A missão da “Cascina Casottello” é tornar-se um Centro

Distrital Internacional, portanto um lugar onde

a integração social e cultural é promovida através de

diversos tipos de eventos como jantares sociais, concertos,

exposições, cursos e “workshops”.

É proposto como um Centro Internacional de Distrito,

oferecendo iniciativas para o território, mas também

para aqueles que não vivem na área. Em rede

com as outras realidades do bairro, um centro cultural

aberto a todos, um local onde seja possível propor

atividades e encontrar-se, dar a conhecer a sua arte e

criar espaços multiculturais de agregação, através da

música, dança, comida, arte e serviços voltados para

o território.

Venha participar e dançar conosco e conhecer os benefícios

da Sambaterapia.

tonijulio@hotmail.it

Toni Julio

8 9


In caso di sinistro, prima di chiamare la nostra compagnia assicurativa,

chiamiamo Zorza Perizie di Gianmario Zorza nel numero

+ 39 347 9602842.

Questo ci garantirà, sicuramente, il migliore risultato economico

nel ressarcimento che abbiamo diritto.

Fatte come noi.....

Portate sempre insieme a voi questo numero +39 347 9602842.

Zorza Perizie..... professionalità

e rispetto col loro cliente sempre.

Similar magazines