Views
7 months ago

Manufatura digital | O Mundo da Usinagem - 118

Soluções de Usinagem 1: MANUFATURA HIPERCONECTADA; Como a fabricação baseada em nuvem melhora a qualidade na produção. RITCH, Francis Página: 04 Soluções de Usinagem 2: RAMPA HELICOIDAL; Técnicas específicas asseguram maior produtividade e precisão ao processo. CAVICHIOLLI, Francisco Página: 10 Produtividade: NEM SÓ DE TECNOLOGIA VIVE A ERA 4.0; Importantes players do setor refletem sobre os significados por trás dos avanços da indústria mundial. NATALE, Vera Página: 14 Entrevista: ENTENDA A REFORMA TRABALHISTA; Convidamos um expert para elucidar as novas regras e os impactos sobre empresas e funcionários. PEREIRA, Inês Página: 20 Negócios da Indústria 1: O AMANHECER DO CONSUMIDOR PHYGITAL; O modelo de negócios que combina a desintermediação do digital com a experiência sensorial do meio físico. ALONSO, Júlio Página: 24 Negócios da Indústria 2: MEGATENDÊNCIA TECNOLÓGI CA; A conectividade estará presente em toda a cadeia produtiva da indústria automotiva.

soluções de usinagem 1

soluções de usinagem 1 os outros. Junto a essas APIs, há so e a análise de dados por parte ainda sensores sofisticados e outras unidades de coleta de dados produção. Isso facilita o monito- dos interessados no processo de que precisam ser incorporadas ramento e o diagnóstico do desempenho, aumentando continu- em todos os estágios da operação, ou seja, ao longo da jornada amente a qualidade de todos os de fabricação que cada componente tem que passar. Somente Esse ciclo contínuo de dados produtos que a fábrica produz. com essas ferramentas essenciais do processo de fabricação abrange, no caso da usinagem, a etapa no local, um ambiente de fabricação baseado em nuvem pode dos projetos CAD, planejamento efetivamente garantir o rastreamento e o gerenciamento otimi- na fase de pré-usinagem, moni- de processos e fabricação CAM zado de ativos, bem como o acestoramento de processo durante A integração de dados de pré e pós-usinagem resulta em máxima otimização e em todas as etapas da produção a usinagem e avaliação de qualidade na fase da pós-usinagem. Ao integrar os dados da pré e da pós-usinagem — orientados pelo feedback e controle do processo — o resultado final deve ser otimização máxima no geral e em todas as etapas da produção. Por meio do feedback e da análise contínua do processo vem o aprendizado; maior eficiência e, por fim, menor despesa. ICT integrado Só com a implementação do ICT (Information and Communication Technology – Tecnologia da Informação e Comunicação) integrado do início ao fim da produção, é que os fabricantes podem obter uma cadeia de valor colaborativa, ativamente conectada em rede e em cada passo da jornada de fabricação. Em termos de logística de ativos, materiais e produtos, os fatores específicos que envolvem esse objetivo são rastreamento, gerenciamento e controle autônomo. Além disso, as configurações de fabricação do futuro precisam fornecer soluções personalizadas de produtos e processos que sejam igualmente eficientes, independentemente das variações de material e adaptações da máquinaferramenta necessárias. Outros fatores que influenciam positivamente a adoção de ambientes de fabricação integrados e baseados em nuvem abrangem modelagem virtual, 8 o mundo da usinagem novembro/dezembro.2017/118

diagnósticos preditivos, controle o desgaste de uma ferramenta de qualidade autônomo, feedback e ajuste, diagnósticos, suporte remoto e aprendizagem efetiva de processos. Os benefícios e o efeito geral dessa abordagem totalmente integrada e de como a fabricação baseada em nuvem pode melhorar a qualidade do processo têm sido bem documentados. Assim, enquanto o Big Data pode ser coletado e compartilhado em várias linhas de produção, ou mesmo em várias unidades fabris, é igualmente importante a capacidade de “detalhar” e ter acesso a informações precisas instantaneamente disponíveis em cada planta de produção — como a eficiência de uma única máquina, ou mesmo individual. Por exemplo, a Sandvik Coromant desenvolveu uma plataforma que, com a combinação de várias fontes de dados e monitoramento do processo, permite análises abrangentes, melhorias contínuas e otimização. Isso ajuda a evitar forças de corte excessivas na ferramenta, falhas no rolamento do fuso devido a cargas excessivas, quebra de ferramentas. Também auxilia a controlar erros dimensionais e do perfil da peça por meio da deflexão estática da ferramenta, a aumentar sua vida útil em virtude da obtenção de um acabamento superficial uniforme e a construir, continuamente, o conhecimento necessário para uma maior otimização. A Internet Industrial das Coisas A “Internet Industrial das Coisas” ou IIoT (Industrial Internet of Things) é a Internet das Coisas aplicada à indústria. Essencialmente, esse conceito abrange três áreas-chave que são essenciais em qualquer fábrica inteligente do futuro e que devem estar integradas — a computação de dispositivos, a computação da fábrica e a computação em nuvem. A computação de dispositivos incorpora o processamento dos sinais digitais, interfaces de comunicação, conectividade do chão de fábrica, rede local, atualização e configuração remota, análise de hot data e interface com ferramentas e/ou máquinas. A computação da fábrica, por sua vez, inclui processamento dos sinais digitais, atualização e configuração remota, e também abrange análises de semi-hot data e interface com a nuvem. Finalmente, a computação em nuvem engloba a integração da nuvem para nuvem, monitoramento da fábrica, conectividade, segurança, e análise na pré e pós-usinagem. Conclusão A indústria da manufatura em todo o mundo está evoluindo em sua abordagem e certamente se movimenta na direção certa. Os desafios são tão inevitáveis quanto possíveis de serem enfrentados no caminho rumo à fabricação baseada em nuvem. Sem dúvida, os ganhos são um maior grau de eficiência e efetividade, fruto da disciplina de abraçar de vez o monitoramento, a análise e o feedback dos processos, por meio dos recursos digitais disponíveis. O resultado final do gerenciamento mais eficaz de informações, conhecimentos e dados, em todo o planejamento do processo, usinagem e avaliação de qualidade das peças, gera um processo de fabricação otimizado e que reduz as despesas operacionais. Além disso, os clientes se beneficiam com a entrega de produtos que eles sabem que são fabricados com uma precisão e eficiência de qualidade mundial. E essa garantia está se tornando cada vez mais valiosa em uma ampla gama de indústrias, entre elas, as do setor aeroespacial, extremamente exigente, em que qualidade, confiabilidade, rastreabilidade e velocidade de entrega são requisitos inegociáveis. A digitalização via IIoT pode conectar processos de usinagem virtuais em tempo real de uma maneira nunca vista. Os limites entre as arenas real e virtual ficam cada vez menores. novembro/dezembro.2017/118 o mundo da usinagem 9