05.05.2014 Views

Presidente da Républica... Veta! - Post Milenio

Presidente da Républica... Veta! - Post Milenio

Presidente da Républica... Veta! - Post Milenio

SHOW MORE
SHOW LESS

Create successful ePaper yourself

Turn your PDF publications into a flip-book with our unique Google optimized e-Paper software.

2 6 a 12 de Fevereiro de 2009 <strong>Post</strong>-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!<br />

Direcção: Alexandre Franco<br />

Ano IXX - Edição nº 912<br />

De 6 a 12 de Fevereiro de 2009<br />

www.omileniostadium.com<br />

POST-MILÉNIO:<br />

Semanário<br />

To<strong>da</strong>s as Sextas-feiras,<br />

bem pertinho de si!<br />

Proprie<strong>da</strong>de de:<br />

O MILÉNIO-STADIUM<br />

2138 Truscott Dr.,<br />

Mississauga, ON, L5J 2A6<br />

Tel: 905-822-8111 e 905-822-6664<br />

Fax: (905) 822-4856<br />

E-mails: info@omileniostadium.com<br />

Administrador: Alexandre Franco<br />

Director: Alexandre Franco<br />

alexandrefranco@omileniostadium.com<br />

alexandrefranco@rogers.com<br />

Desenhadora Gráfica e Paginadora:<br />

Fabiane Azevedo<br />

fabianeazevedo@omileniostadium.com<br />

Colaboradores:Ana Júlia Sanca, António<br />

Nóbrega, Bernardete Gouveia, Carlos<br />

Morgadinho, Alexandre Campos Silva,<br />

Cláudia Afonso, Luís Tavares Bello,<br />

Ângelo Rocha de Oliveira, Dr. Alberto<br />

João Jardim, Dra. Ai<strong>da</strong> Batista, Dr. Il<strong>da</strong><br />

Januário, Cruz dos Santos, ARO e Dra.<br />

Alexandra Bourne Franco, Alice Cabral e<br />

Candeias Leal<br />

Colaboradores do Suplemento<br />

Desportivo STADIUM: Aro, Camilo<br />

dos Reis e Fernando Correia<br />

Correspondentes: Luís Tavares Bello<br />

(Montreal), Natércia Rodrigues<br />

( Montreal) Eduardo Mário<br />

Albuquerque (Lisboa)<br />

Colaboração Fotográfica: Tony Pavia<br />

Distribuição: TDLTD, Tony Vilhena, Jack<br />

Neves e OMS.<br />

Delegação de "O Milénio-Stadium" em<br />

Montreal:<br />

PMC Publimed Conseil<br />

Luís Tavares Bello<br />

7800, Boul. Tashereau Suite 161<br />

Brossard, Qc J4X 1V7<br />

Tel. (514)577-5536/Fax (450)923-0688<br />

tavaresbello@videotron.ca.<br />

A Direcção de O MILÉNIO-STADIUM<br />

não é responsável pelos artigos<br />

publicados neste Jornal, sendo<br />

os mesmos de total<br />

responsabili<strong>da</strong>de de quem os assina.<br />

Editorial<br />

<strong>Veta</strong>r ou não vetar, eis a questão?<br />

Dez milhões de portugueses,<br />

em Portugal. Cinco<br />

milhões de portugueses<br />

no resto do mundo. Por que<br />

razão se pretende eliminar o<br />

voto por correspondência dos<br />

emigrantes? Por correspondência,<br />

ou por qualquer outra via, o<br />

voto dos portugueses que residem<br />

no estrangeiro não merece<br />

qualquer tipo de vali<strong>da</strong>de para<br />

quem governa Portugal?<br />

Sinceramente, hoje interrogo-me se<br />

realmente esse direito deve ou não ter<br />

qualquer tipo de aceitação. Mas, antes de<br />

entrar em mais comentários, permitamme<br />

que analise as notícias que até nós<br />

chegam sobre este assunto.<br />

O <strong>Presidente</strong> <strong>da</strong> República vetou a<br />

alteração à Lei Eleitoral que punha fim ao<br />

voto por correspondência dos emigrantes,<br />

argumentando que a proposta iria promover<br />

a abstenção eleitoral.<br />

"A alteração agora proposta iria promover<br />

a abstenção eleitoral, como foi<br />

salientado pelo Conselho Permanente <strong>da</strong>s<br />

Comuni<strong>da</strong>des Portuguesas, que chamou a<br />

atenção para as dificul<strong>da</strong>des inerentes ao<br />

exercício do voto presencial, o qual obrigaria<br />

milhares de pessoas a percorrerem<br />

centenas ou milhares de quilómetros para<br />

exercerem um direito fun<strong>da</strong>mental", lê-se<br />

numa nota <strong>da</strong> Presidência <strong>da</strong> República.<br />

Desta forma, é ain<strong>da</strong> referido na nota,<br />

por considerar que não existem motivos<br />

para a alteração ora proposta, e que, "ao<br />

invés, constitui um imperativo nacional<br />

combater a abstenção eleitoral e promover<br />

a ligação dos ci<strong>da</strong>dãos emigrantes<br />

a Portugal", o chefe de Estado, Aníbal<br />

Cavaco Silva, não promulgou o diploma.<br />

A alteração à Lei Eleitoral para a<br />

Assembleia <strong>da</strong> República tinha sido<br />

aprova<strong>da</strong> no Parlamento a 19 de<br />

Dezembro, com os votos favoráveis <strong>da</strong><br />

maioria socialista, PCP, BE e PEV.<br />

As banca<strong>da</strong>s do PSD, do CDS-PP e o<br />

deputado não inscrito José Paulo<br />

Carvalho votaram contra o diploma, que<br />

necessitava do voto <strong>da</strong> maioria absoluta<br />

dos deputados em efectivi<strong>da</strong>de de<br />

funções.<br />

Até agora, os emigrantes votavam por<br />

correspondência para as eleições legislativas<br />

e presencialmente (nos consulados)<br />

para as presidenciais.<br />

Ou seja, conforme é referido <strong>da</strong> nota<br />

<strong>da</strong> Presidência <strong>da</strong> República, o diploma<br />

aprovado no Parlamento impunha, nas<br />

eleições para a Assembleia <strong>da</strong> República,<br />

"a exclusivi<strong>da</strong>de do voto presencial dos<br />

ci<strong>da</strong>dãos residentes no estrangeiro,<br />

rompendo uma tradição enraiza<strong>da</strong> há<br />

mais de trinta anos".<br />

Na nota, onde a Presidência <strong>da</strong><br />

República se refere ao direito ao voto dos<br />

emigrantes como "um direito fun<strong>da</strong>mental",<br />

mas também como a "a manifestação<br />

de um laço cívico, político e afectivo<br />

com Portugal", são também enuncia<strong>da</strong>s<br />

as duas únicas situações que em se<br />

poderia admitir "uma alteração deste<br />

alcance".<br />

"Verificar-se que, ao fim de mais de<br />

trinta anos de vigência, o regime a que<br />

agora se pretendia pôr termo tinha <strong>da</strong>do<br />

azo à prática sistemática de fraudes ou<br />

ilícitos eleitorais, ou concluir-se que tal<br />

regime, que vigora desde 1976, é<br />

contrário aos princípios constitucionais",<br />

explicita o comunicado de<br />

Belém.<br />

Contudo, é sublinhando, em mais de<br />

30 anos não ficaram demonstra<strong>da</strong>s situações<br />

de fraude, nem foram verificados<br />

"ilícitos eleitorais" praticados através do<br />

voto por correspondência.<br />

"Pelo contrário, os resultados obtidos<br />

nos círculos <strong>da</strong> emigração nunca foram<br />

contestados pelas diversas forças político-partidárias,<br />

como nunca foi contesta<strong>da</strong><br />

a constitucionali<strong>da</strong>de do voto por correspondência<br />

nas eleições para a<br />

Assembleia <strong>da</strong> República", é ain<strong>da</strong> referido.<br />

Além disso, sublinha ain<strong>da</strong> a<br />

Presidência <strong>da</strong> República, tendo em conta<br />

a dimensão <strong>da</strong> nossa rede consular, é<br />

"forçoso" concluir que esta seria incapaz<br />

de satisfazer em pleno as necessi<strong>da</strong>des<br />

<strong>da</strong>s comuni<strong>da</strong>des portuguesas no<br />

estrangeiro.<br />

Por outro lado, a Presidência <strong>da</strong><br />

República lembra que, em relação a<br />

alguns países, não existem <strong>da</strong>dos que permitem<br />

garantir uma "efectiva, adequa<strong>da</strong> e<br />

atempa<strong>da</strong> multiplicação dos locais de<br />

voto, num momento em que se aproxima<br />

o acto eleitoral".<br />

"Por último, ao prever-se que a<br />

votação decorra durante três dias, colocam-se,<br />

entre outros, problemas como o<br />

<strong>da</strong> garantia <strong>da</strong> inviolabili<strong>da</strong>de <strong>da</strong>s urnas<br />

situa<strong>da</strong>s fora dos consulados, tal como foi<br />

sublinhado pelo Sindicato dos<br />

Trabalhadores Consulares, o que pode<br />

ameaçar a transparência eleitoral de uma<br />

forma até mais intensa do que o modelo<br />

de voto postal que actualmente vigora", é<br />

ain<strong>da</strong> acrescentando.<br />

Bom, depois de ler esta notícia, o<br />

Prof. Cavaco Silva volta a subir na minha<br />

consideração. Isto, porque foi com ele<br />

que nos anos 80, quando ele era então<br />

Primeiro-ministro e visitou a ci<strong>da</strong>de de<br />

Toronto, através de uma entrevista lhe<br />

perguntei até que ponto é que continuaríamos<br />

a ser considerados<br />

“Portugueses de Segun<strong>da</strong>”, porque na<br />

altura não tínhamos voto na matéria.<br />

Agora, constato que os partidos que<br />

querem fazer dos portugueses que residem<br />

no estrangeiro (não gosto, nem<br />

nunca gostei do termo “emigrante”, e<br />

muito menos do “pobrezinho do emigrante”)<br />

os tais “portugueses de segun<strong>da</strong>”,<br />

são os partidos de esquer<strong>da</strong>.<br />

Senão, vejamos:<br />

José Lello, deputado do PS e autor<br />

<strong>da</strong> proposta de alteração à Lei<br />

Eleitoral veta<strong>da</strong> pelo <strong>Presidente</strong> <strong>da</strong><br />

República, considera que a decisão de<br />

Cavaco Silva é política e carece de<br />

explicação política.<br />

"Ain<strong>da</strong> não vi o texto do veto mas,<br />

tratando-se de uma proposta que visa<br />

garantir a pessoali<strong>da</strong>de e o sigilo do<br />

voto, é necessário ver bem quais as<br />

razões que assistiram ao sr. <strong>Presidente</strong><br />

<strong>da</strong> República, tanto mais que se trata<br />

de um veto político", disse José Lello à<br />

Agência Lusa, em contacto telefónico.<br />

No entender de Lello, o <strong>Presidente</strong><br />

<strong>da</strong> República deverá explicar "o que<br />

fará aos votos de todos os portugueses<br />

que, no estrangeiro, votaram nele de<br />

forma presencial".<br />

"Na medi<strong>da</strong> em que esses votos<br />

Alexandre Ribeiro Franco<br />

Director<br />

foram bons para eleger o sr. <strong>Presidente</strong><br />

<strong>da</strong> República, não serão bons para<br />

eleger a Assembleia <strong>da</strong> República?",<br />

questionou, esclarecendo a pergunta:<br />

"Se enjeita os votos que os portugueses<br />

nele depositaram em termos de voto<br />

presencial (…), se não foram bons, se<br />

esses portugueses que votaram presencialmente<br />

nele se enganaram, na medi<strong>da</strong><br />

em que não era bom o sistema."<br />

Em síntese, José Lello pretende<br />

uma "explicação política" para o veto<br />

presidencial, caso esta não esteja<br />

incluí<strong>da</strong> no texto de Cavaco Silva, que<br />

"ain<strong>da</strong> não leu.".<br />

Sobre se defende a manutenção <strong>da</strong><br />

proposta de alteração hoje veta<strong>da</strong>, José<br />

Lello afirmou que "será matéria que<br />

vai ser objecto de estudo no seio do<br />

grupo parlamentar do PS".<br />

Confesso que não consigo perceber.<br />

José Lello andou muitos anos pelas<br />

Comuni<strong>da</strong>des. Agora, parece <strong>da</strong>r uma<br />

na “ferradura” e outra não sei bem<br />

onde.<br />

Agora, vejamos o que diz o Bloco de<br />

Esquer<strong>da</strong>:<br />

O Bloco de Esquer<strong>da</strong> discordou do<br />

veto presidencial à lei que punha fim<br />

ao voto por correspondência dos emigrantes,<br />

considerando "é um passo<br />

atrás em termos <strong>da</strong> fiabili<strong>da</strong>de do<br />

voto".<br />

"Nós lamentamos o veto do<br />

<strong>Presidente</strong> <strong>da</strong> República e consideramos<br />

que é um passo atrás em termos<br />

<strong>da</strong> fiabili<strong>da</strong>de do voto numas eleições<br />

como as <strong>da</strong> Assembleia <strong>da</strong> República",<br />

afirmou a deputa<strong>da</strong> do BE Helena<br />

Pinto, em declarações à Agência Lusa.<br />

O <strong>Presidente</strong> <strong>da</strong> República vetou a<br />

alteração à Lei Eleitoral que punha<br />

fim ao voto por correspondência dos<br />

emigrantes, argumentando que a proposta<br />

iria promover a abstenção<br />

eleitoral.<br />

Helena Pinto lembrou que o BE<br />

apoiou esta alteração legislativa, considerando<br />

que "vinha no sentido de<br />

refoçar presenciali<strong>da</strong>de e fiabili<strong>da</strong>de<br />

do voto", salientando que o voto presencial<br />

já é obrigatório nas eleições para<br />

Presidência <strong>da</strong> República.<br />

"Sempre fomos sensíveis ao argumento<br />

que a reestruturação <strong>da</strong> rede<br />

consular podia afastar os emigrantes<br />

do exercício do voto", admitiu a deputa<strong>da</strong><br />

que, no entanto, lembrou que foi<br />

introduzido no diploma "o alargamento<br />

<strong>da</strong>s mesas de voto".<br />

Para a deputa<strong>da</strong> do BE, "deram-se<br />

passos para garantir a proximi<strong>da</strong>de<br />

<strong>da</strong>s mesas de votos aos emigrantes,<br />

alargando-as a instituições <strong>da</strong> comuni<strong>da</strong>de".<br />

"Da nossa parte confirmaremos a<br />

lei", garantiu Helena Pinto.<br />

E o PCP?<br />

O PCP discordou dos fun<strong>da</strong>mentos<br />

do veto de Cavaco Silva à lei que<br />

impunha o fim do voto por correspondência<br />

dos emigrantes, e sublinhou<br />

a sua "disponibili<strong>da</strong>de para confirmar"<br />

o diploma na Assembleia <strong>da</strong><br />

República.<br />

"Como se sabe, o PCP votou favo-<br />

Continuação na página 3


<strong>Post</strong>-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!<br />

6 a 12 de Fevereiro de 2009 3<br />

<strong>Presidente</strong> <strong>da</strong> <strong>Républica</strong>... <strong>Veta</strong>!<br />

Continuado <strong>da</strong> página 2<br />

ravelmente a lei e estamos disponíveis<br />

para confirmar a lei na Assembleia <strong>da</strong><br />

República. Não concor<strong>da</strong>mos com os<br />

fun<strong>da</strong>mentos do veto", referiu o deputado<br />

comunista António Filipe, em<br />

declarações aos jornalistas no<br />

Parlamento .<br />

O deputado do PCP acrescentou<br />

ain<strong>da</strong> que para a eleição do <strong>Presidente</strong><br />

<strong>da</strong> República já vigora o sistema de<br />

voto para os emigrantes hoje vetado e<br />

disse que "há to<strong>da</strong> a vantagem que esse<br />

regime seja extensível as eleições para<br />

Assembleia <strong>da</strong> República".<br />

Para António Filipe, esta é uma lei<br />

que "garante a fiabili<strong>da</strong>de e a segurança<br />

do voto dos emigrantes".<br />

"Achamos que a lei é adequa<strong>da</strong> e<br />

deve ser confirma<strong>da</strong> no Parlamento",<br />

reiterou.<br />

O secretário-geral do PCP,<br />

Jerónimo de Sousa, manifestou-se em<br />

Estrasburgo, contra a decisão do<br />

<strong>Presidente</strong> <strong>da</strong> República de vetar a<br />

alteração à Lei Eleitoral que punha fim<br />

ao voto por correspondência dos emigrantes.<br />

"Nós não acompanhamos o senhor<br />

<strong>Presidente</strong> <strong>da</strong> República nesta<br />

decisão", declarou Jerónimo de Sousa,<br />

acrescentando que o PCP mantém a<br />

posição que defendeu na Assembleia <strong>da</strong><br />

República quando a questão foi discuti<strong>da</strong>.<br />

O dirigente do PCP afirma que<br />

"tem-se notado nos últimos tempos"<br />

uma "acção mais activa do <strong>Presidente</strong><br />

<strong>da</strong> República" em relação a várias<br />

questões, mas que isso "não tem colidido<br />

com a chama<strong>da</strong> concertação<br />

estratégica em grandes questões", designa<strong>da</strong>mente<br />

nas áreas <strong>da</strong> economia e<br />

política social.<br />

Jerónimo de Sousa apresentou aos<br />

parceiros europeus do PCP o resultado<br />

do 18º congresso do PCP que se realizou<br />

em finais de Novembro do ano passado<br />

assim como a sua análise <strong>da</strong> situação<br />

actual económica e social de Portugal.<br />

Não dá para eu compreender.<br />

Tenho amigos que me dizem: “Eu não<br />

quero saber de Portugal para na<strong>da</strong>. Sou<br />

Canadiano. É aqui que vivo. É aqui que eu<br />

tenho de votar. Não vivo em Portugal.<br />

Não tenho na<strong>da</strong> que votar em Portugal!”<br />

Outros amigos e conhecidos, não pensam<br />

desta maneira. São também portugueses<br />

e julgam-se no seu pleno direito de<br />

votarem.<br />

As quanti<strong>da</strong>des paupérrimas de<br />

votantes (reais), dizem-nos que se calhar<br />

quem tem razão são aqueles que estão<br />

positivamente nas “tintas” para qualquer<br />

tipo de eleições em Portugal.<br />

Eu, pessoalmente, não concordo. Ou<br />

não somos portugueses e passamos a ser<br />

só canadianos, e nessa altura não temos<br />

quaisquer direitos de voto em Portugal.<br />

Ou, se queremos ser portugueses, temos<br />

que ter o mesmo direito que qualquer<br />

outro português.<br />

O Conselho <strong>da</strong>s Comuni<strong>da</strong>des<br />

Portuguesas mostrou satisfação com o<br />

veto do presidente <strong>da</strong> República à alteração<br />

<strong>da</strong> Lei Eleitoral, que acabava com<br />

o voto por correspondência dos portugueses<br />

no estrangeiro.<br />

"Não nos surpreende porque no último<br />

encontro que tivemos com ele (em<br />

Outubro passado), o <strong>Presidente</strong> <strong>da</strong><br />

República parecia muito interrogativo<br />

sobre a lei. Saímos com o sentimento de<br />

que iria provavelmente vetá-la", disse à<br />

Agência Lusa o vice-presidente do<br />

Conselho <strong>da</strong>s Comuni<strong>da</strong>des<br />

Portuguesas, António Fonseca.<br />

Para o conselheiro, Cavaco Silva<br />

mostrou assim que "está consciente de<br />

que a lei era precipita<strong>da</strong> e não garantia<br />

to<strong>da</strong>s as possibili<strong>da</strong>des para que houvesse<br />

o voto dos emigrantes".<br />

"O <strong>Presidente</strong> <strong>da</strong> República ponderou<br />

a questão e cabe agora ao Parlamento<br />

rectificar os excessos", afirmou.<br />

A alteração à Lei Eleitoral foi aprova<strong>da</strong><br />

na Assembleia <strong>da</strong> República em<br />

Dezembro, sob protestos dos portugueses<br />

residentes no estrangeiro, que<br />

alegam que o fim do voto por correspondência<br />

vai aumentar a abstenção<br />

entre os emigrantes.<br />

Os emigrantes votam por correspondência<br />

para as eleições legislativas<br />

e europeias e presencialmente (nos consulados)<br />

para as presidenciais e para o<br />

Conselho <strong>da</strong>s Comuni<strong>da</strong>des<br />

Portuguesas.<br />

Depois deste imbróglio ficamos com a<br />

sensação de que os partidos de esquer<strong>da</strong><br />

não estarão lá muito interessados nos milhões<br />

e milhões de dólares que são provenientes<br />

dos mesmos portugueses que eles<br />

agora também não querem que sejam portugueses<br />

a cem por cento, com os mesmos<br />

direitos <strong>da</strong>queles que vivem em Portugal e<br />

que, na sua maioria, não são tão “lucrativos”<br />

como os mais de cinco milhões que<br />

residem no estrangeiro.<br />

Tenho dito!<br />

Biblioteca Digital Camões<br />

OConsulado-Geral de<br />

Portugal em Toronto divulga<br />

que o Instituto Camões<br />

acaba de lançar a Biblioteca<br />

Digital Camões (www.institutocamoes.pt/noticias-icportugal/biblioteca-digitalcamoes.html),<br />

com cerca de 1200<br />

títulos, entre artigos, livros, partituras<br />

e textos de cultura humanística<br />

portuguesa, para consulta e<br />

leitura gratuitas, sem necessi<strong>da</strong>de<br />

de registos ou subscrição.<br />

A título complementar, informa-se que,<br />

para constituição <strong>da</strong> referi<strong>da</strong> Biblioteca, o<br />

Instituto Camões se associou a diversos<br />

parceiros, tais como a Direcção-Geral do<br />

Livro e <strong>da</strong>s Bibliotecas, a Imprensa<br />

Nacional – Casa <strong>da</strong> Moe<strong>da</strong>, a Porto Editora,<br />

a Editora Quimera e a Miso Music<br />

Portugal, decorrendo negociações com outras<br />

instituições no sentido de proporcionar<br />

uma oferta mais ampla.<br />

Leia o nosso jornal na net:<br />

www.omileniostadium.com


4 6 a 12 de Fevereiro de 2009<br />

<strong>Post</strong>-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!<br />

David Simas<br />

Obama escolheu assessor português<br />

Filho de um açoriano e uma alentejana que<br />

se conheceram em Moçambique, o lusodescendente<br />

de Massachusetts vai trabalhar<br />

com David Axelrod, o conselheiro que<br />

inventou o 'slogan' de campanha “Yes we can”.<br />

Gente que bebeu água do Umbelúzi..<br />

David Simas fala português<br />

e foi três vezes a Lisboa<br />

David Simas estava frente a frente com o seu<br />

futuro chefe, quando Barack Obama entrou na<br />

sala. "Senhor <strong>Presidente</strong>", terá dito David<br />

Axelrod. "Este é David Simas. Veio recomen<strong>da</strong>do<br />

por Deval Patrick (governador do estado do<br />

Massachusetts)." E, apresentações feitas, Obama<br />

respondeu: "Se o governador acha que ele é qualificado,<br />

então deve ser uma boa escolha."<br />

Minutos depois o luso-descendente recebia a<br />

notícia: o lugar na West Wing <strong>da</strong> Casa Branca é<br />

seu.<br />

Simas, de 39 anos, é assessor de David<br />

Axelrod, o conselheiro que inventou o slogan de<br />

campanha Yes we can e que tem sempre garantido<br />

o ouvido do novo <strong>Presidente</strong> americano.<br />

Logo no primeiro dia, este filho de um açoriano<br />

que conquistou uma alentejana em<br />

Moçambique, participou em reuniões com o vicepresidente<br />

dos EUA, Joe Biden, e o chefe de<br />

Gabinete <strong>da</strong> Casa Branca, Rahm Emanuel, para<br />

discutir as opções políticas <strong>da</strong> nova<br />

Administração.<br />

Num comunicado divulgado, o advogado de<br />

Taunton - uma <strong>da</strong>s três ci<strong>da</strong>des do estado do<br />

Massachusetts onde existem mais portugueses -<br />

disse que está muito "entusiasmado e honrado"<br />

com o seu novo desafio.<br />

Um desafio que agra<strong>da</strong> mas não surpreende o<br />

pai, António Simas. "Ele sempre foi muito interessado<br />

em política", disse o emigrante natural de<br />

Faial <strong>da</strong> Terra, em São Miguel. "Eu via muitos<br />

programas na televisão sobre o assunto. E ele,<br />

ain<strong>da</strong> pequeno, ia sentar-se ao meu lado e<br />

começou a gostar também."<br />

Apesar <strong>da</strong> influência, o pai não lhe ditou as<br />

pisa<strong>da</strong>s. Republicano confesso, faz questão de<br />

notar que o seu filho "só estudou em escolas<br />

católicas priva<strong>da</strong>s" e foi educado segundo o<br />

princípio "torna-te útil à socie<strong>da</strong>de e a ti próprio".<br />

Mas depois de uma viagem a Washington, para<br />

assistir a uma conferência sobre liderança, o<br />

rapaz, então com 15 ou 16 anos, regressou a casa<br />

dizendo-se democrata. "Ele disse-me que conheceu<br />

por lá uns republicanos com tendências<br />

racistas e não queria fazer parte desse grupo",<br />

contou António Simas.<br />

David deu os primeiros passos <strong>da</strong> sua carreira<br />

de sucesso aos 18 anos, quando se candi<strong>da</strong>tou à<br />

comissão escolar de Tauton.<br />

No início dos anos 1990, ficou conhecido na<br />

comuni<strong>da</strong>de portuguesa por ser um dos líderes do<br />

movimento que pressionou as empresas de TV<br />

por cabo <strong>da</strong> região a transmitir a RTP<br />

Internacional gratuitamente.<br />

Anos mais tarde, David era conselheiro<br />

municipal, mas decidiu fazer um intervalo na<br />

política para se dedicar à advocacia. Há dois<br />

anos, regressou, convi<strong>da</strong>do para a campanha de<br />

Deval Patrick - o primeiro governador negro do<br />

Massachusetts. "David impressionou o governador<br />

durante um ensaio para um dos debates <strong>da</strong><br />

campanha em que se fazia passar pelo seu oponente",<br />

contou o pai.<br />

Ganha a eleição, Simas foi nomeado chefe de<br />

Gabinete adjunto do governador e, já nesse cargo,<br />

apoiou Obama na corri<strong>da</strong> para a Presidência,<br />

tendo sido um dos organizadores <strong>da</strong> campanha na<br />

costa Leste.<br />

O luso-descendente é fluente em português,<br />

ain<strong>da</strong> que "não tanto quanto desejável", segundo<br />

o pai. Simas visitou três vezes Portugal com a<br />

família. "Ele gosta <strong>da</strong> cultura portuguesa e tem<br />

uma grande paixão pela Amália. Sempre que<br />

fomos a Portugal acabámos numa noite de fados<br />

em Lisboa", contou o pai.


<strong>Post</strong>-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si! 6 a 12 de Fevereiro de 2009 5<br />

<strong>Presidente</strong> do Governo satisfeito<br />

com nomeação de David Simas para<br />

assessor do presidente dos EUA<br />

Opresidente do Governo dos<br />

Açores felicitou David Simas<br />

pela sua nomeação para<br />

assessor <strong>da</strong> equipa politica do<br />

presidente dos Estados Unidos <strong>da</strong><br />

América, Barack Obama.<br />

Numa mensagem que lhe enviou, em<br />

seu nome e do Executivo, Carlos César<br />

considera “uma honra para os Açores e para<br />

as nossas comuni<strong>da</strong>des nos EUA, ver um<br />

Luso-descendente em tão importante<br />

posição e responsabili<strong>da</strong>de na Casa<br />

Branca”.<br />

O presidente do Governo desejou,<br />

ain<strong>da</strong>, os maiores sucessos, na pessoa de<br />

David Simas, a to<strong>da</strong> a administração do<br />

presidente Barack Obama.<br />

“Os Açores são um território que, ao<br />

longo <strong>da</strong> história, tem mantido laços de<br />

amizade e colaboração e, através <strong>da</strong> Base<br />

<strong>da</strong>s Lajes, situa<strong>da</strong> na Ilha Terceira, contribuído<br />

de forma marcante para a política<br />

externa americana”, sublinha o presidente<br />

do Governo.<br />

Carlos César garante, ain<strong>da</strong>, que “o<br />

Governo dos Açores tem to<strong>da</strong> a disponibili<strong>da</strong>de”<br />

e desejo “de trabalhar conjuntamente<br />

com a administração americana, partilhando<br />

a esperança num mundo melhor”.<br />

Metrolinx apresenta proposta<br />

de nova ligação ferroviária<br />

AMetrolinx apresentou<br />

a sua<br />

proposta para a<br />

ligação ferroviária Air-<br />

Rail entre a Union<br />

Station e o aeroporto<br />

Pearson, incluindo<br />

uma paragem em<br />

Weston, e anunciou<br />

que a avaliação de<br />

impacto ambiental<br />

terá início na primavera<br />

de 2009.<br />

“Reafirmo que o plano<br />

para redução do impacto na<br />

comuni<strong>da</strong>de local deve ser<br />

uma priori<strong>da</strong>de – fico satisfeita<br />

com o facto <strong>da</strong><br />

Metrolinx estar atenta a<br />

estas preocupações”.<br />

A nova proposta <strong>da</strong><br />

Metrolinx inclui os<br />

seguintes melhoramentos<br />

que serão avaliados no estudo<br />

de impacto ambiental:<br />

- Uma paragem em<br />

Weston – Esta servirá não<br />

só para os comboios, mas<br />

gera um potencial desenvolvimento<br />

económico e é<br />

vital na criação de uma central<br />

de transportes públicos.<br />

- Novas instalações <strong>da</strong><br />

estação GO em Weston –<br />

Um acesso mais seguro e<br />

conveniente a uma estação<br />

completa <strong>da</strong> GO em vez dos<br />

actuais acessos às plataformas.<br />

- Circulação por túnel <strong>da</strong><br />

ligação ferroviária e dos<br />

comboios GO em Weston-<br />

Esta irá reduzir o ruído, vai<br />

de encontro às preocupações<br />

de segurança e reduz<br />

a interrupção do trânsito<br />

nos cruzamentos <strong>da</strong>s ruas.<br />

“Sempre afirmei que se a ligação ferroviária passasse<br />

por Weston, deveria haver aqui uma paragem<br />

para beneficiar a comuni<strong>da</strong>de”, disse a Deputa<strong>da</strong><br />

Provincial de York South-Weston Laura Albanese.<br />

Com um túnel <strong>da</strong> Go as ruas<br />

Church e King iriam permanecer<br />

abertas com<br />

menos passagens de nível<br />

(para comboios <strong>da</strong> CN) e<br />

um túnel subterrâneo ou<br />

viaduto iria eliminar por<br />

completo os carris na<br />

Dennison. No entanto a rua<br />

John seria converti<strong>da</strong> em<br />

passagem exclusiva para<br />

peões.<br />

- O corredor Georgetown<br />

escolhido para electrificação<br />

– O corredor foi<br />

escolhido pela Metrolinx<br />

para ser electrificado na<br />

primeira fase do plano de<br />

transportes regionais, ain<strong>da</strong><br />

que não tenha sido <strong>da</strong>do um<br />

prazo.<br />

Até à conversão e de acordo<br />

com a Metrolinx, os comboios<br />

<strong>da</strong> ligação ferroviária<br />

irão usar motores modernos<br />

de gasóleo limpo com emissões<br />

controla<strong>da</strong>s.<br />

- Aumento do serviço diário<br />

<strong>da</strong> GO – Expansão do actual<br />

serviço em horas de<br />

ponta para um serviço<br />

diário completo que estabeleça<br />

a ligação entre a<br />

nossa comuni<strong>da</strong>de e a área<br />

<strong>da</strong> Grande Toronto.<br />

“Vou continuar a trabalhar<br />

para assegurar que a voz<br />

dos moradores é ouvi<strong>da</strong>,<br />

para que a comuni<strong>da</strong>de<br />

benificie e para que a disrupção<br />

seja mínima,” disse<br />

Albanese. “É importante<br />

que todos os membros <strong>da</strong><br />

comuni<strong>da</strong>de possam estu<strong>da</strong>r<br />

a proposta e que qualquer<br />

morador que queira<br />

deixar o seu comentário<br />

tenha a oportuni<strong>da</strong>de de o<br />

fazer.”<br />

Contacte: Laura Albanese,<br />

M.P.P.<br />

York South-Weston<br />

416-325-1800<br />

Uma Juventude<br />

prepara<strong>da</strong><br />

Quando <strong>da</strong> formação do<br />

Partido Social Democrata<br />

<strong>da</strong> Madeira, em Agosto de<br />

1974, através de uma integração<br />

autónoma de natureza contratual<br />

no então PPD nacional, extinguindo-se<br />

assim a Frente Centrista <strong>da</strong><br />

Madeira fun<strong>da</strong><strong>da</strong> em Maio anterior,<br />

foi a seguir cria<strong>da</strong> a Juventude<br />

Social Democrata <strong>da</strong> Madeira.<br />

Tem por fim interessar os Jóvens na participação<br />

política activa e, sobretudo, a sua<br />

formação de ci<strong>da</strong><strong>da</strong>nia, na linha dos<br />

Valores-Pilares do PSD/Madeira, consagrados<br />

logo no I Congresso Regional do<br />

Partido – DEMOCRACIA, AUTONOMIA<br />

E SOCIAL-DEMOCRACIA.<br />

Vivendo, na linha política do<br />

PSD/Madeira, uma Social-Democracia de<br />

raiz Personalista em que a Pessoa Humana<br />

é a razão e a priori<strong>da</strong>de <strong>da</strong> vi<strong>da</strong> colectiva,<br />

subordinando-se-Lhe o Estado, as Regiões,<br />

as Autarquias e os restantes Entes públicos.<br />

Linha política que repudia o Socialismo em<br />

que o Estado é prioritário ao Ci<strong>da</strong>dão e a<br />

Este pretende regulamentar e controlar<br />

excessivamente, através <strong>da</strong> inflação legislativa<br />

e <strong>da</strong> burocracia que asfixiam a iniciativa,<br />

a criativi<strong>da</strong>de, o Direito à diferença e as<br />

liber<strong>da</strong>des individuais.<br />

Linha política que igualmente repudia o<br />

Liberalismo. Este considera o funcionamento<br />

do mercado, por si só, a solução para<br />

a vi<strong>da</strong> <strong>da</strong>s comuni<strong>da</strong>des, facilitando assim a<br />

instalação de um capitalismo selvagem que<br />

desrespeita e explora os mais desfavorecidos.<br />

Linha política do PSD/Madeira que<br />

também repudia o totalitarismo ditatorial<br />

do comunismo e <strong>da</strong> extrema-direita, logo o<br />

retorno ao «gonçalvismo» e à «Madeira<br />

Velha». Linha que defende os Direitos à<br />

proprie<strong>da</strong>de priva<strong>da</strong>, bem como à liber<strong>da</strong>de<br />

do mercado, intervencionado sempre que o<br />

exija o Bem Comum, e que não confunde<br />

estes Direitos intrínsecos à digni<strong>da</strong>de <strong>da</strong><br />

Pessoa Humana, com o «sistema capitalista»<br />

actualmente descontrolado.<br />

A formação que, no PSD/Madeira, é<br />

feita junto <strong>da</strong> Juventude, consciencializa<br />

para a necessária simultanei<strong>da</strong>de de<br />

Direitos e Deveres. Ensina que o preço <strong>da</strong><br />

Liber<strong>da</strong>de é a Responsabili<strong>da</strong>de, e que a<br />

preguiça e o desleixo comprometem-Na.<br />

Prepara para o culto do Trabalho em liber<strong>da</strong>de<br />

e para o respeito devido a ca<strong>da</strong> Ser<br />

Humano, bem como para a imprescindibili<strong>da</strong>de<br />

<strong>da</strong> Eficiência. Educa para um combate<br />

absoluto à corrupção, doa a quem doer.<br />

Insiste no indispensável de ca<strong>da</strong> um<br />

assumir e ter uma Atitude perante a Vi<strong>da</strong>.<br />

Hoje, em Portugal, a política do partido<br />

socialista lesa em particular os Jóvens.<br />

Trouxe incompetência, compare-se<br />

promessas e reali<strong>da</strong>de.<br />

Trouxe hipocrisia, na medi<strong>da</strong> em que<br />

invocando «os mais desfavorecidos», conseguiu<br />

diferentemente o apoio do grande<br />

Capital, num capitalismo selvagem, destrutivo<br />

dos Direitos Sociais.<br />

Trouxe empobrecimento, visto que nos<br />

afastamos agora ca<strong>da</strong> vez mais dos países<br />

<strong>da</strong> União Europeia, quando anos atrás, com<br />

o PSD no Governo <strong>da</strong> República, então nos<br />

aproximávamos.<br />

Trouxe um retrocesso à Quali<strong>da</strong>de de<br />

Vi<strong>da</strong>. Trouxe, em comparação com a União<br />

Europeia, as piores diferenças em relação<br />

aos restantes salários, de quando um Jóvem<br />

inicia a sua vi<strong>da</strong> profissional.<br />

Trouxe um aumento <strong>da</strong> taxa de desemprego.<br />

Trouxe uma redução <strong>da</strong>s oportuni<strong>da</strong>des,<br />

veja-se a dificul<strong>da</strong>de, ca<strong>da</strong> vez maior, de<br />

um Jóvem obter o primeiro emprego.<br />

E trouxe uma máquina de propagan<strong>da</strong><br />

ALBERTO JOÃO JARDIM<br />

que vai enganando as populações ain<strong>da</strong><br />

com o mito «esquer<strong>da</strong>» - «direita», fazendo-se<br />

passar por «esquer<strong>da</strong>», quando o partido<br />

socialista é hoje uma organização sem<br />

Valores e Doutrina, limitando-se a funcionar<br />

apenas em termos de conquista ou<br />

manutenção do Poder. Assim, regista-se nas<br />

son<strong>da</strong>gens portuguesas já uma intenção de<br />

voto, de cerca de vinte por cento, nos partidos<br />

comunistas, PCP e «bloco». Vinte por<br />

cento! Inexistente em qualquer outro País<br />

<strong>da</strong> União Europeia, onde o comunismo nem<br />

sequer tem representação parlamentar, ou<br />

encontra-se em vias de extinção.<br />

Quando o Povo acor<strong>da</strong>r, o que virá às<br />

mãos do Partido Social Democrata? Um<br />

Portugal devastado pelos socialistas e com<br />

uma Constituição inadequa<strong>da</strong>.<br />

Na Madeira, o adversário principal é o<br />

partido socialista. Não apenas pelas canalhices<br />

que, na actual Legislatura, abateu<br />

sobre o Povo Madeirense, mas porque foi<br />

sempre o partido anti-Autonomia, o chamado<br />

«partido de Lisboa», na lógica de só pretender<br />

o Poder a qualquer preço, mesmo<br />

que este seja o do garrote sobre<br />

Madeirenses e Portossantenses.<br />

Temos de responder com uma luta acérrima<br />

pelo alargamento <strong>da</strong>s competências <strong>da</strong><br />

Região, na nossa Autonomia Política irreversível,<br />

uma luta que irá até onde<br />

necessário. Nesta luta, a Juventude participa<br />

bem e activamente.<br />

Participa, promovendo a Democracia e,<br />

sobretudo, a Autonomia Política do Povo<br />

Madeirense. Participa, através <strong>da</strong> divulgação<br />

de Informação junto de outros Jóvens<br />

e nas Famílias.<br />

Participa, fazendo Formação cívico-cultural.<br />

Participa, através de campanhas que<br />

denunciam as mentiras, as deturpações e a<br />

censura nos meios de comunicação social<br />

que tal praticam, mas <strong>da</strong>ndo to<strong>da</strong> a soli<strong>da</strong>rie<strong>da</strong>de<br />

e colaboração aos Jornalistas<br />

profissionalmente isentos e sérios. E não<br />

hesita em estar em tudo o que comunicação<br />

social, incluso a hostil, onde é preciso penetrar<br />

a «toca do lobo».<br />

Participa, usando e aproveitando a<br />

Internet e to<strong>da</strong>s as novas tecnologias.<br />

Participa, intervindo ou liderando nas<br />

Associações de Estu<strong>da</strong>ntes, bem como nas<br />

activi<strong>da</strong>des de to<strong>da</strong>s as diferentes organizações<br />

<strong>da</strong>s comuni<strong>da</strong>des onde os jóvens<br />

vivem. Participa, distinguindo os que divulgam<br />

os Ideais <strong>da</strong> Juventude Social<br />

Democrata, dedicando-se a programasrádios,<br />

em iniciativas de festas, activi<strong>da</strong>des<br />

atractivas e ven<strong>da</strong>s de material, estes tantas<br />

vezes com humor de quali<strong>da</strong>de.<br />

No Partido Social Democrata e no<br />

tocante à Formação <strong>da</strong> Juventude, cultivase<br />

sempre o dom <strong>da</strong> Alegria, como base<br />

fun<strong>da</strong>mental para o sucesso.<br />

Consciencializa-se que o bom resultado<br />

de qualquer Mensagem, exige sempre que<br />

esta seja inteligente, bem como perceptível<br />

por todos. A Juventude Social Democrata<br />

sabe hoje muito bem que, ganhando a<br />

Juventude, por arrastamento se ganha o<br />

futuro. Quer o futuro imediato, quer o<br />

futuro mediato, em termos de poder construir<br />

a socie<strong>da</strong>de ambiciona<strong>da</strong>.<br />

Os Jóvens <strong>da</strong> Região Autónoma <strong>da</strong><br />

Madeira percebem que a Autonomia<br />

Política terá de prosseguir, e de prosseguir<br />

sempre EVOLUTIVA.<br />

Pelas mãos <strong>da</strong>s futuras gerações, vão<br />

ser toma<strong>da</strong>s opções fun<strong>da</strong>mentais sobre o<br />

futuro do arquipélago. Muitos foram, estão<br />

e serão preparados para assumi-las, seja<br />

qual for o risco ou a polémica que<br />

envolvam.<br />

Por isso, confio em absoluto.


6 6 a 12 de Fevereiro de 2009<br />

<strong>Post</strong>-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!<br />

Sanjoaninas<br />

A Festa do Sol!<br />

Na Embaixa<strong>da</strong> <strong>da</strong>s<br />

Sanjoaninas de<br />

Toronto, ou seja<br />

no Restaurante do amigo<br />

José Rodrigues, no 189<br />

Wallace Ave, mais concretamente<br />

no Pepper’s Café,<br />

decorreu mais uma conferência<br />

de imprensa para a<br />

apresentação de uma <strong>da</strong>s<br />

maiores festas de S.João<br />

Dr. Miguel Costa, Dra. Luiza Brasil e Sr. José Couto<br />

em todo o Portugal.<br />

Presentes, a simpática<br />

Vereadora <strong>da</strong> Câmara<br />

Municipal de Angra do<br />

Sr. José Couto<br />

Heroísmo (em representação<br />

<strong>da</strong> <strong>Presidente</strong><br />

Andreia Cardoso <strong>da</strong> Costa,<br />

impossibilita<strong>da</strong> de viajar<br />

por ter sido mãe recentemente)<br />

e <strong>Presidente</strong> do<br />

Conselho de Administração<br />

<strong>da</strong> Culturangra, Dra. Luísa<br />

Brasil, que nos confessou<br />

que já não visitava Toronto<br />

desde 1992, e que veio<br />

acompanha<strong>da</strong> do Dr.<br />

Miguel Costa, <strong>Presidente</strong><br />

<strong>da</strong>s<br />

Festas<br />

Sanjoaninas’2009, a<br />

“Festa do Sol”, e ain<strong>da</strong> do<br />

Sr. José Couto, responsável<br />

pelo programa tauromáquico<br />

<strong>da</strong>s Festas de<br />

S. João na Terceira, que<br />

decorrem de 19 a 28 de<br />

Junho de 2009.<br />

A “Festa do Sol” é o tema <strong>da</strong>s<br />

Sanjoaninas para este ano. As festas<br />

vão decorrer na ci<strong>da</strong>de de<br />

Angra do Heroísmo de 19 a 28 de<br />

Junho.<br />

Mónica Seidi, uma jovem de<br />

24 anos finalista do curso de medicina<br />

e reconheci<strong>da</strong> pelo seu<br />

notável desempenho desportivo<br />

enquanto basquetebolista, será a<br />

rainha <strong>da</strong>s Sanjoaninas 2009.<br />

Conversámos com o Dr.<br />

Miguel Costa, que nos disse:<br />

“Estamos perante mais uma<br />

edição de as Sanjoaninas, esta ver<strong>da</strong>deira<br />

explosão de vi<strong>da</strong> e alegria,<br />

onde permanentemente se celebra<br />

o ser angrense, com to<strong>da</strong> a hospitali<strong>da</strong>de,<br />

simpatia e graça que nos<br />

reconhecem.”<br />

“São dez dias de intensa<br />

activi<strong>da</strong>de, com muita energia e<br />

acção, passando pelos elaborados<br />

cortejos, espectáculos musicais,<br />

feira taurina, e degustações<br />

castiças, assim como pelo matar<br />

<strong>da</strong>s sau<strong>da</strong>des e o descobrir de uma<br />

nova esperança para as gerações<br />

que se seguem.”<br />

Porquê a Festa do Sol?<br />

“As Sanjoaninas são as festas<br />

mais emblemáticas <strong>da</strong> Ilha<br />

Terceira, em torno do seu patrono,<br />

o S.João. “A Festa do Sol” simboliza<br />

a nossa gente, numa luta<br />

clara contra tempos mais adversos,<br />

nesta crise global que atravessamos.”<br />

“Estas festas serão um hino à<br />

alegria e à própria vi<strong>da</strong>, desenvolvendo-se<br />

pelas ruas de Angra, que<br />

após celebrar os 25 anos enquanto<br />

Património Mundial, comemora<br />

agora os 475 anos de elevação a<br />

ci<strong>da</strong>de”<br />

A Gastronomia, os<br />

Espectáculos a Etnografia, os<br />

Cortejos e Desfiles, o Desporto,<br />

com o circuito automóvel citadino,<br />

as provas de BTT, a Regata na<br />

Baía de Angra, para além de<br />

provas de Atletismo, de jogos de<br />

futebol, de voleibol, e muito mais,<br />

foram aspectos mencionados pela<br />

Dra. Luísa Brasil, que foi uma<br />

simpatia na sua forma de<br />

expressão, tendo-nos confirmado<br />

que em causa está um orçamento<br />

que ultrapassa o 1,4 milhões de<br />

euros, com uma comparticipação<br />

<strong>da</strong> Câmara Municipal de Angra o<br />

Heroísmo na ordem dos 400 mil<br />

Euros.<br />

José Couto elaborou sobre a<br />

Tauromaquia, pois este é um ano<br />

de festa para a tauromaquia terceirense,<br />

pois a Praça de Touros<br />

Ilha Terceira celebra 25 anos,<br />

<strong>da</strong>ndo o mote para se fazer <strong>da</strong>s<br />

Sanjoaninas 2009 um grande<br />

evento. A 21, 24, 26, 27 e 28 de<br />

Junho a Praça vai ser palco de<br />

grandes corri<strong>da</strong>s que envolvem<br />

nomes como os de Rui Lopes,<br />

Manuel Dias Gomes, José Manuel<br />

Mass, Marcos Tenório Abstinhas,<br />

josé Rodrigues e Dr. Miguel Costa<br />

Tiago Pamplona, , El Juli, Manuel<br />

Lupi, Vítor Ribeiro, El Fundi, sem<br />

se esquecer a Tradicional Toura<strong>da</strong><br />

à Cor<strong>da</strong> no Porto <strong>da</strong>s Pipas, uma<br />

inovação na Prainha, que vai ser a<br />

Toura<strong>da</strong> à cor<strong>da</strong> para crianças, a<br />

Toura<strong>da</strong> à Cor<strong>da</strong> nas Aveni<strong>da</strong>s, a<br />

Toura<strong>da</strong> de Praça para crianças, a<br />

espera de gado em S.Pedro e a<br />

Espera de Gado para crianças, na<br />

Rua de São João.<br />

Só nos resta agradecer ao<br />

amigo José Rodrigues, proprietário<br />

do Pepper’s Café, esposa e<br />

filhas, pela forma sempre amável<br />

como nos recebem, ganhando<br />

ca<strong>da</strong> vez mais o direito de se considerar<br />

o seu estabelecimento<br />

como a “embaixa<strong>da</strong>” <strong>da</strong>s<br />

Sanjoaninas em Toronto.<br />

Saiba mais sobre as<br />

Sanjoaninas em http://www.sanjoaninas.com/


<strong>Post</strong>-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!<br />

6 a 12 de Fevereiro de 2009 7<br />

Canadá:<br />

Simpósio sobre legumes<br />

promove as vantagens<br />

<strong>da</strong>s lentilhas, feijão e grão<br />

Investigadores e produtores<br />

de legumes estão reunidos<br />

em Toronto para discutir,<br />

num simpósio singular, como<br />

ter êxito na luta de muitas<br />

donas de casa para conseguir<br />

que a família coma lentilhas,<br />

feijão e grão.<br />

Durante o simpósio, patrocinado pela<br />

associação empresarial Pulse Cana<strong>da</strong><br />

e o Ministério <strong>da</strong> Agricultura do<br />

Canadá, investigadores canadianos e<br />

norte-americanos apresentaram sete<br />

estudos clínicos sobre os benefícios do<br />

consumo de legumes para a luta de<br />

doenças gastro-intestinais, cardíacas e<br />

obesi<strong>da</strong>de.<br />

Peter Watts, director de Inovação de<br />

Mercados de Pulse Cana<strong>da</strong> (uma organização<br />

que agrupa as empresas produtoras<br />

de legumes do país) disse que<br />

a ideia do simpósio, o segundo consecutivo<br />

organizado no país sobre<br />

estes produtos, é aju<strong>da</strong>r a espalhar<br />

dietas mais saudáveis.<br />

"A ideia é que a indústria enten<strong>da</strong> os<br />

benefícios associados com o consumo<br />

de legumes e assim poder criar mensagens<br />

que estimulem o uso de<br />

legumes como ingredientes em produtos<br />

alimentares para que sejam mais<br />

saudáveis", afirmou Watts.<br />

O interesse do Canadá não é gratuito.<br />

O país é um dos cinco maiores produtores<br />

de legumes do mundo e o maior<br />

fornecedor de Espanha, um país em<br />

que tradicionalmente as lentilhas, grão<br />

e feijão fazem parte <strong>da</strong> dieta básica <strong>da</strong><br />

população.<br />

Por isso, um eventual aumento do consumo<br />

mundial significará lucros para<br />

os produtores canadianos.<br />

O cultivo de legumes disparou nos<br />

últimos anos, entre 1990 e 2005 a produção<br />

quadruplicou ao passar de um<br />

milhão de tonela<strong>da</strong>s para quatro. Este<br />

ano, Watts disse que o sector espera<br />

uma colheita recorde de 4,8 milhões<br />

de tonela<strong>da</strong>s.<br />

Paradoxalmente, o consumo de<br />

legumes reduziu-se nos últimos anos<br />

nos mercados tradicionais, como é o<br />

caso de Espanha e México.<br />

Nestes países, as dietas tradicionais<br />

estão a ser substituí<strong>da</strong>s por comi<strong>da</strong>s<br />

"mais norte-americanas, mais rápi<strong>da</strong>s<br />

e menos saudáveis", declarou o director<br />

comercial <strong>da</strong> Embaixa<strong>da</strong> de<br />

Canadá em Espanha, Marc Gagnon.<br />

"Por isso Pulse Cana<strong>da</strong> está a adiantarse<br />

à tendência e a tentar voltar a introduzir<br />

legumes nas nossas dietas",<br />

acrescentou Gagnon.<br />

TM.<br />

Canadiana condena<strong>da</strong><br />

a prisão perpétua<br />

Penny Boudreau, uma canadiana<br />

de 34 anos, foi condena<strong>da</strong> a<br />

prisão perpétua por assassinar a<br />

filha de 12 anos depois do seu namorado<br />

lhe exigir que escolhese entre a filha<br />

ou ele.<br />

O corpo congelado de Karissa Boudreau foi<br />

encontrado a 9 de Fevereiro de 2008 em<br />

Bridgewater, uma pequena locali<strong>da</strong>de <strong>da</strong> província<br />

de Nova Escócia, duas semanas após o seu<br />

desaparecimento.<br />

O caso de Karissa comoveu o país quando a mãe<br />

surgiu desconsola<strong>da</strong> em diferentes cadeias de televisão,<br />

implorando pelo retorno <strong>da</strong> filha.<br />

No entanto, a Polícia começou a suspeitar <strong>da</strong><br />

inocência de Penny Boudreau e organizou uma<br />

operação disfarça<strong>da</strong> na qual alguns agentes se fizeram<br />

passar por criminosos dispostos a destruir<br />

possíveis provas que as autori<strong>da</strong>des tivessem contra<br />

ela.<br />

Boudreau finalmente admitiu perante os supostos<br />

criminosos que tinha assassinado a filha estrangulando-a<br />

com uma cor<strong>da</strong> e que tinha atirado seu<br />

corpo para um rio.<br />

Ele acrescentou que o seu namorado lhe tinha feito<br />

um ultimato no qual, para salvar sua relação<br />

amorosa, tinha que escolher entre Karissa ou ele.<br />

Penny Boudreau confessou o assassinato depois<br />

que a Polícia revelou a gravação na qual descrevia<br />

a morte de Karissa perante os supostos criminosos.<br />

Boudreau foi a única pessoa sentencia<strong>da</strong> pela<br />

morte de Karissa, já que a Polícia determinou que<br />

o seu namorado, Vernon Macumber, não tinha<br />

conhecimento <strong>da</strong>s acções de sua companheira.<br />

Após ser sentencia<strong>da</strong>, Boudreau limitou-se a dizer<br />

"sinto muito".<br />

EFE


8 6 a 12 de Fevereiro de 2009<br />

<strong>Post</strong>-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!<br />

Vila Franca do Campo<br />

cantou às estrelas<br />

Centenas de vozes cantaram às estrelas em Vila Franca do Campo.<br />

Acantata começou com a concentração<br />

de 20 grupos de cantares<br />

e duas ban<strong>da</strong>s de música, frente<br />

aos Paços do Concelho, entoando em conjunto<br />

“Hoje é Véspera <strong>da</strong>s Estrelas”,<br />

seguindo-se a actuação de ca<strong>da</strong> Grupo na<br />

varan<strong>da</strong> do Município, após o que percorreram<br />

as ruas <strong>da</strong> Vila, cantando, até ao<br />

Largo Bento de Góis.<br />

A Cantata às Estrelas foi uma organização<br />

conjunta <strong>da</strong> Câmara Municipal e <strong>da</strong><br />

Fun<strong>da</strong>ção Escola Profissional de Vila<br />

Franca do Campo, com coordenação de<br />

Alfredo Gago <strong>da</strong> Câmara. A apresentação<br />

dos Grupos esteve a cargo de Rui Vasco<br />

Neto.<br />

Todos os Grupos de Cantares, que<br />

somaram mais de 850 participantes, 200<br />

dos quais crianças, receberam diplomas de<br />

participação no evento.<br />

Seis melhores alunos <strong>da</strong> Ribeira Grande viajam até ao Canadá<br />

Oprograma de intercâmbio<br />

está destinado aos seis melhores<br />

alunos do concelho<br />

<strong>da</strong> Ribeira Grande, que se deslocarão<br />

a Toronto, em Abril.<br />

Arranca já em Abril próximo, o intercâmbio<br />

escolar entre estu<strong>da</strong>ntes de várias<br />

escolas <strong>da</strong> Ribeira Grande e de Toronto, no<br />

Canadá. Este intercâmbio envolve as<br />

Escolas Básicas integra<strong>da</strong>s <strong>da</strong> Maia, Ruy de<br />

Galvão de Carvalho, Rabo de Peixe e<br />

Secundária <strong>da</strong> Ribeira Grande.<br />

O protocolo foi celebrado com a escola<br />

canadiana “Halton Catholic District School<br />

Board”.<br />

Em Abril, os seis melhores alunos (dois<br />

por ca<strong>da</strong> escola) do 8º ano <strong>da</strong>s escolas de<br />

Rabo de Peixe e <strong>da</strong> Maia e alunos do 10º<br />

ano <strong>da</strong> Escola Secundária <strong>da</strong> Ribeira<br />

Grande irão deslocar-se a Toronto, ficando<br />

alojados nas casas dos alunos canadianos<br />

seleccionados.<br />

Em Setembro e Outubro, será a vez <strong>da</strong>s<br />

famílias dos alunos seleccionados acolherem<br />

os alunos canadianos <strong>da</strong> Escola de<br />

Halton, Toronto, disponibilizando alojamento<br />

e alimentação, <strong>da</strong>ndo apoio e acompanhando<br />

eventuais dificul<strong>da</strong>des de integração.<br />

A selecção dos melhores alunos (três<br />

raparigas e três rapazes) comporta a avaliação<br />

final dos 1º e 2º períodos do ano lectivo<br />

de 2008/09, nas três escolas.<br />

Um dos grandes objectivos deste intercâmbio,<br />

para além de estimular a aplicação<br />

nos estudos, é a facilitação <strong>da</strong> aprendizagem<br />

do inglês pelos alunos açorianos do<br />

concelho <strong>da</strong> Ribeira Grande e, do português,<br />

por parte dos jovens canadianos.<br />

Para além disso, o intercâmbio vai permitir<br />

criar laços de amizade entre jovens de<br />

países e culturas diferentes, bem como promover<br />

o desenvolvimento de competências<br />

pessoais e sociais e conhecer o património<br />

sócio-cultural dos países envolvidos.


<strong>Post</strong>-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si! 6 a 12 de Fevereiro de 2009 9<br />

Rancho Folclórico <strong>da</strong> Casa <strong>da</strong> Madeira<br />

em Bo<strong>da</strong>s de PRATA<br />

Carlos Morgadinho<br />

Podemos afirmar que foi uma<br />

festa soberba com o salão<br />

desta nossa casa regional, a<br />

Casa <strong>da</strong> Madeira de Toronto, que<br />

se encontrava naquela noite completamente<br />

lota<strong>da</strong>. Isto tudo para<br />

se comemorar os 25 anos <strong>da</strong> formação<br />

oficial do seu rancho folclórico,<br />

no dia 28 de Janeiro de<br />

1984, tendo, então, como<br />

“madrinha”, o Rancho Folclórico<br />

<strong>da</strong> Nazaré que, como é óbvio, também<br />

esteve presente nesta festa<br />

de bo<strong>da</strong>s de prata.<br />

Esta festa que ocorreu na sua sede<br />

social, no 1621 Dupont Street, teve o seu<br />

inicio com um “Madeira-de-Honra” de<br />

boas vin<strong>da</strong>s a todos os sócios, amigos e<br />

convi<strong>da</strong>dos desta prestigiosa agremiação<br />

tendo sido servido um delicioso jantar cuja<br />

ementa encantou o pala<strong>da</strong>r de quantos a<br />

degustaram.<br />

Finalizado o jantar foi tempo <strong>da</strong>s cerimónias<br />

programa<strong>da</strong>s com as actuações dos<br />

artistas nativos <strong>da</strong> Região Autónoma <strong>da</strong><br />

Madeira, João Neves e Salomé Gonçalves e<br />

<strong>da</strong> actuação dos ranchos folclóricos presentes,<br />

o <strong>da</strong> Nazaré e o Aniversariante (<strong>da</strong><br />

Casa <strong>da</strong> Madeira de Toronto) que inclusive<br />

os seus elementos chegaram a exibirem-se<br />

juntos. O Rancho Folclórico <strong>da</strong> Casa <strong>da</strong><br />

Madeira com os seus coloridos trajes<br />

<strong>da</strong>nçaram temas bem conhecidos <strong>da</strong>quela<br />

Ilha como o “Bailinho <strong>da</strong> Madeira”, “Baile<br />

(referimos à i<strong>da</strong>de deste Rancho <strong>da</strong> Nazaré)<br />

com uma coreografia impecável graças aos<br />

muitos anos acumulados de experiência.<br />

Seguiu-se a bênção do novo estan<strong>da</strong>rte<br />

do Rancho <strong>da</strong> Casa pelo reverendo Alberto<br />

Cunha e o corte dum saboroso bolo de<br />

aniversário pelo presidente João Abreu<br />

deste nosso popular clube regional juntamente<br />

com diversos elementos convi<strong>da</strong>dos<br />

dos quais incluiu o representante do<br />

Consulado Geral de Portugal, o Dr.<br />

Fernando Gonçalves, e a directora Olívia<br />

Abreu juntamente com o ensaiador Gilberto<br />

Araújo, cujas fatias foram distribuí<strong>da</strong>s<br />

segui<strong>da</strong>mente pelas mesas bem como o<br />

champanhe para assim se proceder ao<br />

brinde de longa vi<strong>da</strong> farta de muitos suces-<br />

O trabalho de Mestre-de-Cerimónia<br />

esteve, e muito bem, ao cui<strong>da</strong>do do nosso<br />

profissional de longa <strong>da</strong>ta, José Mário<br />

Coelho, que se apresentou nesta festa com o<br />

seu filho, dias apenas do falecimento de sua<br />

esposa, Esmeral<strong>da</strong> Coelho, pessoa bem estima<strong>da</strong><br />

no nosso meio. Mas, como um nativo<br />

<strong>da</strong> Il<strong>da</strong> <strong>da</strong> Madeira, José Mário Coelho, ali<br />

compareceu também por ter-se comprometido<br />

para este trabalho há já bastante<br />

tempo. Conhecemos José Mário Coelho há<br />

muitos anos e sabemos, pelo carregado do<br />

seu semblante, a dor que ain<strong>da</strong> lhe mortifica<br />

a alma pela per<strong>da</strong> <strong>da</strong> Esmeral<strong>da</strong>, sua<br />

esposa. Chamamos-lhe um sacrifício sublime.<br />

Depois foi, até bem dentro <strong>da</strong> noite, o<br />

<strong>da</strong>nçar com música bem anima<strong>da</strong> pelo conjunto<br />

Chá-Chá-Chá.<br />

Queremos desde já agradecer a todos os<br />

membros <strong>da</strong> Direcção <strong>da</strong> Casa <strong>da</strong> Madeira<br />

pelas atenções que nos dispensaram e que<br />

efectivamente não merecemos pois acima<br />

de tudo estamos ali, bem como em qualquer<br />

outro evento, cumprindo a nossa obrigação<br />

de divulgar estes acontecimentos que semanalmente<br />

ocorrem nos nossos clubes e<br />

associações. Para eles todos, os directores, e<br />

em particular ao seu presidente, João Abreu<br />

e sua esposa Olívia, não esquecendo o<br />

Salomé Gonçalves, um muito obrigado.<br />

<strong>da</strong> Ponta do Sol”, “Baila que Baila”, “As<br />

Meninas <strong>da</strong> Camacha” e despediram-se<br />

com “Madeira Terra Queri<strong>da</strong>”. O Rancho<br />

<strong>da</strong> Nazaré um dos mais, senão o mais, antigo<br />

rancho português em todo o Canadá e<br />

que, se estamos certos já comemorou as<br />

suas Bo<strong>da</strong>s de Ouro, e que, segundo apuramos<br />

naquela noite de festa e alegria,<br />

apadrinhou, como já foi mencionado atrás,<br />

sos.<br />

Procedeu-se também à distribuição de<br />

todos os membros do rancho aniversariante<br />

bem como aos seus ensaiadores, Agostinho<br />

Silva, J. Freitas e ao já mencionado Gilberto<br />

Araújo. Este ultimo, pessoa de avança<strong>da</strong><br />

i<strong>da</strong>de, teve, com muita emoção, por sua vez<br />

, a oportuni<strong>da</strong>de de dirigir umas palavras<br />

sobre todos estes anos envolvido no rancho<br />

o “nascimento” deste rancho madeirense,<br />

teve a a sua actuação com temas cujas origens<br />

se perdem nas brumas do tempo como<br />

“Não vás ao Mar Tonho”, “Vira do<br />

Pescador”, “Toma Lá Dá Cá”, “Vira <strong>da</strong><br />

Vi<strong>da</strong>”, “Vira <strong>da</strong> Nazaré”, “O Corridinho <strong>da</strong><br />

Nazaré” e “A Marcha <strong>da</strong> Nazaré”.<br />

Fantástico e já está, como se ousa dizer do<br />

Vinho do Porto - “Quanto mais velhos<br />

folclórico que sempre amou e dedicou parte<br />

<strong>da</strong> sua vi<strong>da</strong> de lazer. É com gente desta que<br />

se faz a história <strong>da</strong> nossa comuni<strong>da</strong>de onde<br />

a dedicação e sacrifício não conta para que<br />

se enraíze a cultura duma região, neste caso<br />

a <strong>da</strong> Madeira, nestas terras tão longe <strong>da</strong>quele<br />

torrão natal que muitos chamam de<br />

“paraíso” terrestre.


10 6 a 12 de Fevereiro de 2009<br />

<strong>Post</strong>-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!<br />

Peter Fonseca, MPP e Ministro do Trabalho<br />

Convívio com os<br />

seus constituintes<br />

A crise e os seus<br />

efeitos perversos!<br />

Os contornos finais desta<br />

actual crise, que está a<br />

afectar todos os países do<br />

mundo, estão ain<strong>da</strong> longe de ser<br />

previstos com rigor.<br />

LUIS BARREIRA<br />

Peter Fonseca é um luso-canadiano<br />

que faz parte desta<br />

casa há muitos anos. Já nos<br />

anos 90, quando ele ain<strong>da</strong> corria<br />

sem se cansar, tendo na altura até<br />

representado o Sporting Clube de<br />

Portugal, para além <strong>da</strong>s facetas<br />

olímpicas que lhe são conheci<strong>da</strong>s,<br />

o Peter Fonseca sabia que o seu<br />

futuro estava ligado ao mundo <strong>da</strong><br />

política.<br />

Ain<strong>da</strong> nos recor<strong>da</strong>mos como ele teve<br />

uma participação tão importante quando <strong>da</strong><br />

candi<strong>da</strong>tura de Toronto para a organização<br />

dos Jogos Olímpicos de Toronto em 2008,<br />

que acabou por ser entregue a Pequim, na<br />

China, passando Peter Fonseca de imediato<br />

a saber que os canadianos estariam do seu<br />

lado ao se candi<strong>da</strong>tar para MPP do Ontário,<br />

por um sector de Mississauga que acabaria<br />

por preterir Carlos Faria a seu favor.<br />

Peter Fonseca, agora também Ministro<br />

do Trabalho do Ontário, convidou os residentes<br />

<strong>da</strong> ci<strong>da</strong>de de Mississauga para um<br />

convívio que foi levado a efeito no<br />

Mississauga Valey Comunity Centre, com o<br />

intuito de com ele celebrarem o novo ano<br />

2009.<br />

Peter Fonseca a todos acarinhou, tendo<br />

sido muitos os constituintes os que ali<br />

estiveram e a quem ele teve a oportuni<strong>da</strong>de<br />

de lhes desejar um bom ano novo e a quem<br />

prometeu continuar a trabalhar dedica<strong>da</strong>mente<br />

e duramente, para que os residentes<br />

de Mississauga se sentissem orgulhosos de<br />

viverem na mais bonita e progressiva<br />

ci<strong>da</strong>de do Ontário.<br />

Peter Fonseca disse também que se sentia<br />

privilegiado por representar os residentes<br />

mais compreensíveis do Ontário.<br />

“Juntos, amigos residentes, vamos trabalhar<br />

para que a Ci<strong>da</strong>de de Mississauga<br />

continue a ser um exemplo para to<strong>da</strong>s as<br />

outras ci<strong>da</strong>des.<br />

Fico a contar com a vossa aju<strong>da</strong>, com a<br />

vossa colaboração. Vocês sabem que o meu<br />

escritório está à vossa disposição. Bem<br />

hajam e um Feliz Ano para todos.” Palavras<br />

do MPP Peter Fonseca.<br />

Se tudo começou e desenvolveu no sector<br />

financeiro, com largas zonas escuras<br />

ain<strong>da</strong> por determinar, foi afectando progressivamente<br />

to<strong>da</strong>s as economias, a um<br />

ritmo alucinante e, inevitavelmente, criando<br />

graves problemas sociais, cujas consequências,<br />

ao nível do desemprego, terão<br />

profundos reflexos na vi<strong>da</strong> política de ca<strong>da</strong><br />

país e nas relações entre eles.<br />

O que está a acontecer, com os trabalhadores<br />

estrangeiros no Reino Unido, neste<br />

caso portugueses e italianos, deve constituir<br />

um sério alerta, para todos aqueles que têm<br />

responsabili<strong>da</strong>des políticas e, em geral,<br />

para todos os ci<strong>da</strong>dãos que continuam a<br />

acreditar que só a soli<strong>da</strong>rie<strong>da</strong>de humana,<br />

enquanto guia <strong>da</strong>s nossas atitudes, pode<br />

minimizar os efeitos desta tempestade<br />

económica e social.<br />

Enquanto portugueses, não vale a pena<br />

falar mal dos ingleses, mesmo que a<br />

história de Portugal nem sempre nos tenha<br />

<strong>da</strong>do bons exemplos <strong>da</strong> sua conduta.<br />

A questão é mais abrangente e por isso<br />

mais complica<strong>da</strong>!<br />

O que se está a passar neste momento<br />

no Reino Unido, em relação aos trabalhadores<br />

portugueses e italianos, empregados<br />

ao serviço de uma empresa petrolífera,<br />

revela uma crescente atitude de carácter<br />

xenófobo, que pode bem estender-se a tantos<br />

outros países, a braços com uma situação<br />

de excessivo desemprego, tal como a<br />

França, a Itália, a Espanha ou mesmo<br />

Portugal.<br />

De na<strong>da</strong> vale evocarmos o respeito<br />

pelos tratados europeus ou as convenções<br />

internacionais se, os povos dos respectivos<br />

países, não tiverem em consideração o<br />

necessário e imprescindível esforço colectivo<br />

para ultrapassarmos a actual crise,<br />

provoca<strong>da</strong> pela ganância do neo-liberalismo.<br />

Também e, pelo mesmo motivo, de<br />

na<strong>da</strong> vale aos governos (até porque seria<br />

imoral…) salvarem as empresas aposta<strong>da</strong>s<br />

em manter a mesma conduta, que nos conduziu<br />

a esta tragédia, ou envere<strong>da</strong>rem por<br />

uma política proteccionista e isolacionista,<br />

tendo em consideração o seu envolvimento<br />

na economia global.<br />

Não há nenhuma solução para a actual<br />

crise económica, financeira e social, que<br />

não passe pela alteração dos modelos de<br />

socie<strong>da</strong>de em que temos vivido. Razão pela<br />

qual, esta crise, não é semelhante a tantas<br />

outras que já vivemos no passado, nem a<br />

sua solução passa por reinventar os esquemas<br />

sociais alternativos, propostos nos anos<br />

50 do século passado!<br />

Nem os chineses, que pensavam beneficiar<br />

<strong>da</strong> utilização externa do sistema capitalista,<br />

aplicando a sua concepção interna<br />

de socialismo, estão a conseguir resolver a<br />

grave situação social do País, com milhares<br />

e milhares de trabalhadores a regressarem à<br />

agricultura de sobrevivência, após o encerramento<br />

<strong>da</strong>s fábricas, que já nem conseguem<br />

exportar para o Ocidente os seus<br />

produtos, a preços de trabalho escravo.<br />

Desta vez, o que está ver<strong>da</strong>deiramente<br />

em causa, é a acumulação de muitos factores<br />

de risco, que se iniciam no nosso consumo<br />

individual, forma de vi<strong>da</strong> e acabam<br />

nos esgotáveis recursos do planeta.<br />

Mais do que nunca, são precisos pensadores,<br />

filósofos e estrategas!<br />

Gente capaz de conciliar o grande<br />

usufruto <strong>da</strong>s socie<strong>da</strong>des modernas, como<br />

são as liber<strong>da</strong>des individuais, com uma<br />

nova concepção de intervenção social: na<br />

regulação <strong>da</strong>s economias; no controlo <strong>da</strong>s<br />

políticas; na afirmação dos valores essenciais<br />

do humanismo; na construção de novas<br />

formas de bem-estar dos povos e entre eles<br />

e na defesa dos recursos do planeta.<br />

A não ser assim, continuaremos a<br />

remen<strong>da</strong>r uma manta de retalhos, que se<br />

rasga a ca<strong>da</strong> impulso e que abre buracos,<br />

ca<strong>da</strong> vez maiores e incontroláveis.<br />

Pior do que isso e sem querer ser muito<br />

dramático, no contexto actual <strong>da</strong>s complexas<br />

relações económicas e políticas<br />

entre os Estados, deixar desenvolver as<br />

actuais contradições, sem na<strong>da</strong> fazer ou<br />

timi<strong>da</strong>mente reagir, é conduzir-nos para um<br />

beco sem saí<strong>da</strong>, com largos sofrimentos<br />

humanos em perspectiva.<br />

Luís Barreira<br />

Registo nº 2736120


<strong>Post</strong>-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!<br />

6 a 12 de Fevereiro de 2009 11<br />

Jantar dos Amigos do Toxofal de Baixo, Lourinhã<br />

Dra. Ana Jorge pede que mensagem de luso-canadianos...<br />

Seja transmiti<strong>da</strong> para os portugueses de Portugal!<br />

Estes eventos são realmente<br />

dignos de todo<br />

o respeito e de to<strong>da</strong> a<br />

consideração, para além,<br />

logicamente, de to<strong>da</strong> a<br />

divulgação possível. Daí<br />

que nunca se olhe nem a<br />

trabalhos, nem a canseiras<br />

para cumprirmos esta<br />

nossa obrigação.<br />

uma bonita soma financeira.<br />

Obrigado. Parabéns a todos vós.<br />

Parabéns à vossa Comuni<strong>da</strong>de e<br />

espero que continuem com a<br />

mesma força de vontade pelos<br />

anos fora.”<br />

Foi assim que a Dra. Ana<br />

Jorge se dirigiu a todos os presentes,<br />

deixando bem realçado o<br />

facto de ter ficado impressiona<strong>da</strong><br />

com as gentes <strong>da</strong> nossa<br />

Comuni<strong>da</strong>de, ao ponto de salien-<br />

quantos foram responsáveis por<br />

esta organização que foi muito do<br />

agrado de todos os presentes.<br />

DRA. ANA JORGE NA<br />

CÂMARA DE TORONTO<br />

Entretanto, ontem, quintafeira,<br />

a Dra. Ana Jorge, a convite<br />

do Vereador César Palácio, visitou<br />

a Câmara Municipal de Toronto,<br />

para deste modo se aquilatar mais<br />

de perto de to<strong>da</strong>s as estruturas que<br />

DRA. ANA JORGE E HAZEL McCALLION<br />

Um jantar de organização com<br />

classe, com categoria, como de<br />

uma Gala se tratasse, tão elevado<br />

foi o calibre de todos os convi<strong>da</strong>dos,<br />

com destaque para a Dra. Ana<br />

Jorge, Ministra <strong>da</strong> Saúde de<br />

Portugal, também ela oriun<strong>da</strong> <strong>da</strong><br />

Lourinhã. Acompanharam a Dra.<br />

Ana Jorge a Dra. Helena<br />

Marteleira, a Dra. Ana Paula de<br />

Sousa Uva, o Sr. Celestino Jorge e<br />

o Coman<strong>da</strong>nte dos Bombeiros<br />

Voluntários <strong>da</strong> Lourinhã, Sr.<br />

Carlos Pereira.<br />

O jantar teve lugar na sala de<br />

festas do Mississauga Convention<br />

Center que contou também com a<br />

presenca do novo Embaixador de<br />

Portugal Dr. Pedro Montinho de<br />

Almei<strong>da</strong> e a Sra. Cônsul Geral de<br />

Portugal em Toronto Dra. Amélia<br />

Paiva. A festa teve também a honrosa<br />

presença <strong>da</strong> <strong>Presidente</strong> <strong>da</strong><br />

Câmara Municipal de<br />

Mississauga, Hazel Mcallion.<br />

Peter Ferreira deu as boas vin<strong>da</strong>s,<br />

Cristina Costa foi a Mestre de<br />

Cerimónias e a artista <strong>da</strong> comuni<strong>da</strong>de<br />

Inês Henriques cantou os<br />

Hinos Nacionais do Canadá e de<br />

Portugal.<br />

Durante o jantar a Dra. Ana<br />

Jorge agradeceu o convite que lhe<br />

foi feito e elogiou não só à organização<br />

que a convidou como à<br />

comuni<strong>da</strong>de em geral, dizendo<br />

que se sentia feliz e que levava<br />

consigo o orgulho de ver uma<br />

comuni<strong>da</strong>de tão dinâmica, tão<br />

completa como a de Toronto.<br />

Afirmando: “Eu peço a todos os<br />

luso-canadianos que transmitam<br />

to<strong>da</strong> esta vibração, to<strong>da</strong> esta<br />

sabedoria, todo este dinamismo,<br />

to<strong>da</strong> esta forma de serem portugueses,<br />

para os portugueses de<br />

Portugal. Nós, em Portugal parece<br />

que não sentimos este orgulho de<br />

sermos portugueses, este orgulho<br />

que sinto em todos vós, isto é realmente<br />

deslumbrante, meus caros<br />

amigos. Levo comigo o carinho<br />

com que me receberam. Levo<br />

comigo o orgulho desta comuni<strong>da</strong>de<br />

que vive no Canadá,<br />

porque apesar de estar ausente de<br />

Portugal há muitos anos, não<br />

perdeu, nem por um momento, o<br />

orgulho <strong>da</strong>s vossas raízes. É realmente<br />

emocionante estar aqui<br />

convosco e ter esta tão maravilhosa<br />

oportuni<strong>da</strong>de de vos conhecer<br />

e de testemunhar o orgulho<br />

de todos sentem por serem portugueses.<br />

Vocês formam uma<br />

comuni<strong>da</strong>de completa. Isto é<br />

incrível. Quando visitei o prédio<br />

dos Deficientes Portugueses,<br />

fiquei pasma<strong>da</strong>. Senti-me deslumbra<strong>da</strong><br />

com tamanha obra. Uma<br />

obra extraordinária. Quando me<br />

falavam de um prédio que foi construído<br />

para os deficientes eu<br />

nunca imaginei coisa semelhante.<br />

Aquela é uma obra, amigos, que<br />

merece todo o apoio e sinto-me<br />

imensamente grata pelo Governo<br />

Português ter participado com<br />

tar que gostaria de ver os portugueses<br />

que residem em Portugal<br />

com o mesmo sentimento.<br />

Foi na reali<strong>da</strong>de um prazer<br />

conhecermos a Dra. Ana Jorge,<br />

assim como agradecemos a amabili<strong>da</strong>de<br />

que todos os visitantes<br />

tiveram para connosco, incluindo<br />

o Coman<strong>da</strong>nte dos Bombeiros<br />

Voluntários <strong>da</strong> Lourinhã, pois em<br />

causa também estava a aquisição<br />

de uma ambulância para os<br />

serviços dirigidos pelo Sr. Carlos<br />

Pereira.<br />

Os nossos parabéns a todos<br />

a ci<strong>da</strong>de de Toronto oferece aos<br />

seus ci<strong>da</strong>dãos. Tratou-se de mais<br />

uma forma de aproveitamento<br />

desta sua visita a Toronto, com<br />

destaque, mais uma vez para o<br />

Grupo de Amigos de Toxofal de<br />

Baixo, Lourinhã, que deste modo<br />

proporcionam à Dra. Ana Jorge<br />

uma forma de enriquecimento <strong>da</strong><br />

sua bagagem no que concerne não<br />

só os luso-canadianos, mas o<br />

próprio Canadá em si, com<br />

destaque, claro, para a maravilhosa<br />

ci<strong>da</strong>de de Toronto.<br />

BG/CM/JAF


12 6 a 12 de Fevereiro de 2009<br />

Stadium Suplemento Desportivo<br />

A diferença que faz um ano<br />

ILDA JANUÁRIO<br />

il<strong>da</strong>.januario@gmail.com<br />

Entrámos, a partir do<br />

dia 2 de Fevereiro, no<br />

Ano Novo Lunar, o ano<br />

do Boi, mais precisamente,<br />

do Búfalo. Este animal simboliza<br />

a prosperi<strong>da</strong>de consegui<strong>da</strong><br />

através <strong>da</strong> fortitude<br />

e do trabalho árduo.<br />

As pessoas nasci<strong>da</strong>s sob a<br />

égide do ano do Boi (1901,<br />

1913, 1925, 1937, 1949,<br />

1961, 1973, 1985, 1997,<br />

2009 e 2021) serão<br />

estáveis, trabalhadoras,<br />

perseverantes e pouco<br />

<strong>da</strong><strong>da</strong>s a queixarem-se.<br />

Prevê-se que para o fim do<br />

ano do Boi/Búfalo, comece<br />

a rescindir a crise económica.<br />

Oxalá!<br />

Clube Macau<br />

Seja qual for o ano lunar que<br />

se inaugure, o convite parte sempre<br />

do Sr. Afonso Chen, presidente<br />

honorário do Clube Macau<br />

de Toronto em Scarborough. O Sr.<br />

Chen já fez noventa anos e continua<br />

em forma. O Ano Novo chinês<br />

celebrava-se, ain<strong>da</strong> há um par de<br />

anos, na Galeria de Arte Chinesa<br />

do Ontário, ali na D’Arcy com<br />

Dun<strong>da</strong>s. Agora é nos subúrbios, o<br />

que limita a afluência dos amigos<br />

luso-canadianos. Assim, éramos<br />

apenas três portugueses e um<br />

menino, este ano, a partilhar do<br />

almoço, em que o prato forte foi o<br />

leitão assado, e outras activi<strong>da</strong>des<br />

festivas que se seguiram a ele:<br />

bingo, karaoke, etc.<br />

Seriam cerca de cinquenta<br />

pessoas a ocupar o pequeno<br />

espaço <strong>da</strong> sala do Clube mas umas<br />

chegavam e outras partiam, o que<br />

tornou difícil o cálculo do número<br />

de participantes. Vários convivas<br />

envergavam um casaco curto ou<br />

comprido chinês, acetinado, de<br />

cores vivas, por vezes bor<strong>da</strong>do. A<br />

conversa anima<strong>da</strong> faz-se em<br />

chinês, com muitos KUNG HEI<br />

FAT CHOY! (PRÓSPERO ANO<br />

NOVO) pelo meio mas, graças ao<br />

Sr. Chen e seu filho, Joseph, e<br />

ain<strong>da</strong> à Luísa, à Celeste, à<br />

Florin<strong>da</strong> e à Olin<strong>da</strong>, mulheres<br />

macaenses que conhecemos no<br />

decurso <strong>da</strong> nossa pesquisa em<br />

2007, fomos sendo eluci<strong>da</strong><strong>da</strong>s<br />

sobre o que se passava.<br />

Foram-nos indicados outros<br />

membros do Board of Directors<br />

de 2008-2010, ao todo 12 directores,<br />

incluindo os representantes<br />

do Conselho <strong>da</strong>s Comuni<strong>da</strong>des<br />

Macaenses que são o Joseph<br />

Chen, <strong>Presidente</strong>, e um dos dois<br />

Vice-presidentes, o Christopher<br />

Chan. O outro Vice-presidente, a<br />

Patti Lam, também detém o título<br />

de representante <strong>da</strong> Confraria <strong>da</strong><br />

Gastronomia Macaense. A mencionar<br />

ain<strong>da</strong>, o artista que dá aulas<br />

de arte no Clube e que pintou o<br />

pergaminho com o animal celebrado<br />

este ano, o Joe Wong. Foi a<br />

dele a primeira cara sorridente,<br />

sob um chapéu que poderia ser de<br />

português, serrando as mãos em<br />

frente do peito, aperto de mão<br />

tradicional chinês, que nos saudou<br />

à entra<strong>da</strong>.<br />

Saímos, como entrámos: bemvin<strong>da</strong>s<br />

e benquistas, prepara<strong>da</strong>s<br />

para iniciar Fevereiro, que talvez<br />

nos ame melhor do que o mês<br />

padrasto que se seguiu ao nosso<br />

Ano Novo...<br />

Nova Irman<strong>da</strong>de do Espírito<br />

Santo<br />

Teve lugar a festa do primeiro<br />

aniversário <strong>da</strong> Irman<strong>da</strong>de do<br />

Santo <strong>da</strong> Igreja de S. Mateus.<br />

Acusando algumas desistências<br />

devido ao cansaço que ocasionou<br />

a série de festas que têm ocorrido<br />

no salão desta igreja, assim como<br />

o frio atroz, celebrou-se a<br />

efeméride com cerca de cem pessoas.<br />

O salão amplo, decorado<br />

com as bandeiras do Espírito<br />

Santo, fez pensar numa peça de<br />

roupa um bocado grande de mais<br />

para o corpo <strong>da</strong> “menina” festeja<strong>da</strong>.<br />

Há-de crescer e encher a<br />

roupa!<br />

Lá reencontrei o padre Joseph<br />

Miras que me apresentou ao mordomo<br />

<strong>da</strong> festa, o Sr. António<br />

Cunha e este, por sua vez, à mordoma,<br />

a D. Rita Cunha. Mas este<br />

mordomo extrovertido, presidente<br />

<strong>da</strong> Comissão <strong>da</strong> Irman<strong>da</strong>de de 17<br />

pessoas, é minhoto! Explicou-me<br />

que há cinco anos atrás a<br />

Irman<strong>da</strong>de de S. Mateus debandou<br />

e ele, sendo frequentador <strong>da</strong><br />

igreja e devoto <strong>da</strong> Terceira Pessoa,<br />

achou por bem recomeçar a<br />

Irman<strong>da</strong>de em 2008. Os outros<br />

membros <strong>da</strong> comissão e esposas,<br />

tirando o secretário que é solteiro<br />

e continental, são oriundos <strong>da</strong>s<br />

ilhas.<br />

O jantar foi iniciado com<br />

bênção pelo padre, e prosseguiu<br />

seguindo a configuração usual<br />

destes eventos. Os homens <strong>da</strong><br />

Comissão servem às mesas,<br />

engravatados, enquanto as esposas<br />

labutam na cozinha. Carne de rês<br />

como prato principal é <strong>da</strong> praxe.<br />

Além de ser a fonte de proteína<br />

pela qual ambicionava o povo português<br />

até à época recente, pela<br />

relativa rari<strong>da</strong>de, também é a que<br />

melhor se parece coadunar, no<br />

subconsciente colectivo popular,<br />

com a força criadora do Espírito<br />

Santo.<br />

O DJ soube respeitar as conversas<br />

do jantar com música<br />

instrumental melódica e animar o<br />

baile com música e luzes apropria<strong>da</strong>s,<br />

ain<strong>da</strong> antes <strong>da</strong>s<br />

arrematações, para <strong>da</strong>r oportuni<strong>da</strong>de<br />

aos irmãos de jantarem. As<br />

arrematações foram conformes,<br />

alternando bebi<strong>da</strong>s (ofertas por<br />

irmãos e casas de comércio) com<br />

pratos doces e salgados confeccionados<br />

pelas irmãs, assim como<br />

um par de cestos de frutas oferecidos<br />

por mercearias.<br />

Um conjunto de copos e jarro<br />

em cristal seria sorteado entre o<br />

cantar <strong>da</strong> Emily Melo e o cortar do<br />

bolo de aniversário.<br />

Infelizmente, madrugadora<br />

como sou, não consegui ficar até<br />

ao fim <strong>da</strong> festa! Que me perdoem<br />

os mordomos.<br />

Os meus sinceros parabéns e<br />

votos para que vingue esta nova<br />

irman<strong>da</strong>de em que minhotos e<br />

açorianos deram as mãos para louvar<br />

o Divino.


Stadium Suplemento Desportivo<br />

6 a 12 de Fevereiro de 2009 13<br />

Selecção de Portugal<br />

Três Novi<strong>da</strong>des<br />

OSeleccionador<br />

Nacional, Carlos<br />

Queiroz, divulgou<br />

ontem, quinta-feira, a lista<br />

de atletas convocados<br />

para o jogo de carácter particular,<br />

diante <strong>da</strong> Finlândia,<br />

marcado para a próxima<br />

quarta-feira (11 de<br />

Fevereiro), pelas 15h45,<br />

no Estádio Algarve.<br />

Da lista de 20 convocados<br />

para o confronto com os nórdicos,<br />

o destaque vai para as chama<strong>da</strong>s<br />

de Eliseu (Málaga), Gonçalo<br />

Brandão (Siena) e Orlando Sá (Sp.<br />

Braga), naquela que é uma estreia<br />

absoluta destes atletas em trabalhos<br />

<strong>da</strong> Selecção Nacional - Clube<br />

Portugal.<br />

Eliseu e Gonçalo Brandão,<br />

mostraram-se felizes com o voto<br />

de confiança manifestado por<br />

Carlos Queiroz. "Senti muita felici<strong>da</strong>de<br />

e um orgulho muito grande<br />

quando recebi a notícia <strong>da</strong> minha<br />

convocatória para a Selecção”,<br />

referiu Eliseu.<br />

O médio luso mostrou-se algo<br />

surpreso com esta convocatória,<br />

pois, embora confiasse numa<br />

chama<strong>da</strong>, não pensou que o seu<br />

sonho se concretizasse tão cedo<br />

“Apesar de estar a trabalhar bem<br />

no Málaga não esperava que esta<br />

chama<strong>da</strong> surgisse já nesta altura.<br />

Sonhava em representar a<br />

Selecção, mas não tão depressa”,<br />

confidenciou.<br />

“Quando recebi a pré-convocatória<br />

fiquei cheio de orgulho e<br />

muito satisfeito, porque percebi<br />

que estavam a seguir o meu trabalho.<br />

Agora só posso prometer<br />

muito esforço para retribuir a confiança<br />

que o Seleccionador<br />

Nacional depositou em mim”.<br />

Também Gonçalo Brandão<br />

mostrou-se "contente e surpreso"<br />

com esta convocatória. "A<br />

Selecção "A" é o topo, que todos<br />

os jogadores ambicionam atingir.<br />

Apesar de já ter representado outras<br />

Selecções Nacionais, inclusive<br />

os Sub-21, não posso esconder<br />

que este é um momento especial,<br />

com o qual sempre sonhei, ain<strong>da</strong><br />

que tenha a noção que a concorrência<br />

para a minha posição é<br />

muito forte", explicou.<br />

Eis a lista de convocados:<br />

Guar<strong>da</strong>-Redes:<br />

Daniel Fernandes (VFL Bochum<br />

1848)<br />

Eduardo (SC Braga)<br />

Defesas:<br />

Bruno Alves (FC Porto)<br />

Gonçalo Brandão (AC Siena)<br />

Pepe (Real Madrid)<br />

Miguel (Valência CF)<br />

Paulo Ferreira (Chelsea FC)<br />

Rolando (FC Porto)<br />

Médios:<br />

Deco (Chelsea FC)<br />

João Moutinho (Sporting CP)<br />

Maniche (Atletico Madrid)<br />

Raúl Meireles (FC Porto)<br />

Du<strong>da</strong> (Málaga CF)<br />

Tiago (Juventus FC)<br />

Eliseu (Málaga CF)<br />

Avançados:<br />

Danny (FC Zenit)<br />

Hugo Almei<strong>da</strong> (Werder Bremen)<br />

Nani (Manchester Utd)<br />

Orlando Sá (SC Braga)<br />

Cristiano Ronaldo (Manchester<br />

Utd)<br />

ÚLTIMO JOGO ANTES DO<br />

ENCONTRO COM A SUÉCIA<br />

O jogo diante <strong>da</strong> Finlândia<br />

será o terceiro encontro de<br />

preparação <strong>da</strong> Equipa <strong>da</strong>s Quinas<br />

na presente época. Depois do<br />

encontro de Agosto frente às Ilhas<br />

Faroé e <strong>da</strong> parti<strong>da</strong> de Novembro,<br />

no Brasil, os coman<strong>da</strong>dos de<br />

Carlos Queiroz irão ter mais um<br />

desafio de preparação no dia 11 de<br />

Fevereiro, antes de encarar o<br />

próximo encontro de qualificação<br />

para o Campeonato do Mundo<br />

África do Sul 2010, com a Suécia,<br />

agen<strong>da</strong>do para o dia 28 de Março,<br />

no Estádio do Dragão (Porto).<br />

ESTÁDIO ALGARVE<br />

O Estádio Algarve prepara-se<br />

para receber, pela terceira vez, um<br />

jogo <strong>da</strong> Selecção Nacional –<br />

Clube Portugal.<br />

Aquele que foi também um<br />

dos palcos do Euro2004 recebeu,<br />

a 18 Fevereiro de 2004, o seu<br />

primeiro jogo <strong>da</strong> Equipa <strong>da</strong>s<br />

Quinas.<br />

O encontro foi de preparação –<br />

Portugal empatou (1-1) diante <strong>da</strong><br />

Inglaterra.<br />

A 3 de Setembro de 2005 a<br />

formação lusa voltou ao Algarve<br />

para jogar diante do Luxemburgo.<br />

O encontro contou para a fase<br />

qualificação para o Mundial <strong>da</strong><br />

Alemanha em 2006 e Portugal<br />

venceu por 6-0.<br />

A 4 de Agosto de 2004, a<br />

Selecção Nacional Olímpica<br />

goleou a sua congénere paraguaia<br />

por 5-0, num encontro de<br />

preparação no único jogo <strong>da</strong><br />

Selecção de Esperanças neste<br />

Estádio. Além dos referidos<br />

encontros, este palco já acolheu<br />

duas edições <strong>da</strong> Supertaça<br />

Cândido de Oliveira, em 2006 (SL<br />

Benfica – Vitória FC) e em 2008<br />

(FC Porto – Sporting CP).<br />

O Estádio Algarve – cujo projecto<br />

é <strong>da</strong> autoria <strong>da</strong> empresa australiana<br />

Hok Sports, responsável,<br />

entre outros, pelo Estádio<br />

Olímpico de Sidney, o Estádio do<br />

SL Benfica e a renovação do mítico<br />

Estádio de Wembley – tem<br />

capaci<strong>da</strong>de para receber 30 305<br />

espectadores, sendo que dois<br />

terços dos lugares são cobertos.<br />

Integrado no Parque <strong>da</strong>s<br />

Ci<strong>da</strong>des entre Faro e Loulé, o<br />

Estádio Algarve é um equipamento<br />

polivalente, com capaci<strong>da</strong>de<br />

para receber grandes espectáculos<br />

desportivos e artísticos. Trata-se<br />

de um recinto funcional, com uma<br />

envolvente agradável, que alberga<br />

um leque alargado de iniciativas<br />

como jogos, concertos, acções<br />

culturais, recepções, colóquios e<br />

seminários.<br />

Homenagem a Cristiano Ronaldo<br />

A Federação Portuguesa de<br />

Futebol vai homenagear Cristiano<br />

Ronaldo pela sua eleição como<br />

Melhor Jogador do Ano FIFA<br />

2008, durante a última Gala do<br />

organismo que tutela o Futebol<br />

Mundial, que decorreu em<br />

Zurique, no dia 11 de Janeiro.<br />

A homenagem ao atleta luso,<br />

que conta com 61 internacionalizações<br />

e 21 golos será efectua<strong>da</strong><br />

antes do pontapé-de-saí<strong>da</strong> do<br />

encontro com a Finlândia.<br />

1ª Internacionalização, 20 de<br />

Agosto de 2003, Portugal 1-0<br />

Cazaquistão.<br />

25ª Internacionalização, 7 de<br />

Setembro de 2005.<br />

Ao fim de quatro jogos, a<br />

Selecção Nacional – Clube<br />

Portugal ocupa a terceira posição<br />

do grupo 1 de qualificação para o<br />

Mundial <strong>da</strong> África do Sul 2010.<br />

CLASSIFICAÇÃO GRUPO 1<br />

1º Dinamarca 7<br />

2º Hungria 7<br />

3º Portugal 5<br />

4º Albânia 5<br />

5º Suécia 5<br />

6º Malta 0<br />

IX PORTUGAL vs FINLÂNDIA<br />

Os números <strong>da</strong>s primeiras<br />

vitórias de Portugal diante <strong>da</strong><br />

Finlândia – 2-0, em Helsínquia, e<br />

uma golea<strong>da</strong> por 5-0 – na qualificação<br />

para o EURO ’84 deixam<br />

entender uma superiori<strong>da</strong>de clara<br />

<strong>da</strong> ‘Equipa <strong>da</strong>s Quinas’ nos<br />

primeiros encontros entre as duas<br />

formações. No entanto, desde<br />

1983, nunca mais a Selecção<br />

Nacional – Clube Portugal venceu<br />

por margem superior à mínima, e<br />

apenas por uma vez - em mais seis<br />

encontros – conseguiu chegar ao<br />

triunfo. Após dois empates (1-1,<br />

em 1986, e 0-0, em 1990), um<br />

golo solitário de César Brito no<br />

Estádio <strong>da</strong>s Antas, em 1991, deu a<br />

última vitória de Portugal frente à<br />

Finlândia.<br />

Em 2002, ninguém esperava<br />

um adversário fácil, mas os finlandeses<br />

liderados por Jari Litmanen<br />

conseguiram fazer o inesperado:<br />

4-1, foram os números surpreendentes<br />

<strong>da</strong> vitória dos nórdicos no<br />

Estádio do Bessa, num jogo que<br />

serviu de preparação para o<br />

Mundial <strong>da</strong> Coreia e Japão.<br />

Na fase de qualificação para o<br />

Campeonato <strong>da</strong> Europa<br />

Áustria/Suíça 2008, a Finlândia<br />

foi o nosso primeiro adversário e<br />

foi também diante dos finlandeses<br />

que Portugal jogou o derradeiro<br />

encontro. Após um empate a uma<br />

bola em Helsínquia, a Equipa <strong>da</strong>s<br />

Quinas voltou a empatar em casa<br />

– no Estádio do Dragão, no Porto<br />

– desta vez a zero bolas. Nesse dia<br />

a equipa coman<strong>da</strong><strong>da</strong> por Luiz<br />

Felipe Scolari festejou o apuramento<br />

para o Europeu.<br />

PROGRAMA DA SELECÇÃO<br />

09.02.2009<br />

2ª Feira Até às 12H00<br />

Concentração <strong>da</strong> Selecção Hotel<br />

Olissippo Oriente<br />

Contactos informais com os OCS<br />

Hotel Olissippo Oriente<br />

12H30 Conf. Imprensa com<br />

Seleccionador Nacional Hotel<br />

Olissippo Oriente<br />

14H00 Parti<strong>da</strong> para o Algarve<br />

(Fato Treino)<br />

17H30 Treino Vale do Garrão<br />

10.02.2009<br />

3ª Feira 10H45 Treino Vale do<br />

Garrão<br />

17H00 Conf. Imprensa Sel.<br />

Nacional mais um jogador Hotel<br />

Qt. Do Lago<br />

11.02.2009<br />

15H45 Jogo: PORTUGAL x FIN-<br />

LÂNDIA Estádio do Algarve<br />

Conferência Imprensa (após jogo)<br />

Saí<strong>da</strong> para o Aeroporto de Faro<br />

4ª Feira<br />

Parti<strong>da</strong> para Lisboa


14 6 a 12 de Fevereiro de 2009<br />

Stadium Suplemento Desportivo<br />

Benfica, 2 - V. Guimarães, 1<br />

Mais um Benfica-Sporting!<br />

Teremos um derby a fechar a<br />

edição 2008/09 <strong>da</strong> Taça <strong>da</strong><br />

Liga. O Benfica, que venceu o<br />

V. Guimarães, por 2-1, encontra o<br />

Sporting na derradeira parti<strong>da</strong>.<br />

Quique Flores consegue alcançar<br />

a sua primeira final e os encarnados<br />

mantêm a sequência desta<br />

tempora<strong>da</strong>, quatro jogos com os<br />

vimaranenses, quatro vitórias.<br />

O treinador do Benfica operou algumas<br />

alterações no onze. Destaque para o regresso<br />

de Quim à baliza encarna<strong>da</strong>, depois de<br />

Moretto ser o habitual titular nesta prova.<br />

Maxi Pereira começou no banco e Miguel<br />

Vítor, regressado de castigo, ocupou a ala<br />

direita. Katsouranis, que esteve suspenso,<br />

Reyes e Aimar também regressaram à<br />

equipa.<br />

O V. Guimarães entrou melhor no jogo,<br />

que evidenciou algum equilíbrio nos<br />

momentos iniciais. O conjunto orientado<br />

por Manuel Caju<strong>da</strong> mostrou-se mais organizado<br />

e solidário, ganhando pontos no<br />

meio-campo. Durante os primeiros 15 minutos<br />

foi a equipa que mais se aproximou <strong>da</strong><br />

baliza adversária, ain<strong>da</strong> que sem perigo. O<br />

Benfica começou por apostar no contraataque,<br />

mas esbarrou na estrutura bem<br />

monta<strong>da</strong> pelo treinador algarvio.<br />

Aos 20 minutos os encarnados iniciaram<br />

um período de algum domínio. Durou<br />

entre cinco a dez minutos, mas a formação<br />

<strong>da</strong> casa quase marcou. Aos 22 minutos<br />

Cardozo cabeceou e a bola foi devolvi<strong>da</strong><br />

pela trave (e vão três em dois jogos, depois<br />

de o paraguaio ter atirado ao poste, por duas<br />

vezes, frente ao Rio Ave).<br />

Encarnados mais perto do golo<br />

Entretanto, o Benfica voltou a baixar o<br />

ritmo. O V. Guimarães nivelou as contas,<br />

mas sem criar perigo. Ou seja, os vimaranenses<br />

mostraram-se mais fortes no meiocampo,<br />

aproveitando a rigidez evidencia<strong>da</strong><br />

pelo sector intermediário do adversário,<br />

mas as oportuni<strong>da</strong>des de golo continuaram<br />

a pertencer aos anfitriões. Aos 32 minutos<br />

Cardozo quase marcou e aos 43 falhou um<br />

golo «certo». Carlos Martins cruzou e o<br />

camisola 7, que estava sozinho ao segundo<br />

poste e só tinha de «encostar», acabou por<br />

atirar muito por cima.<br />

A segun<strong>da</strong> parte começou a bom ritmo,<br />

com as duas equipas a tentarem chegar à<br />

baliza contrária. Logo aos 47 minutos<br />

Fajardo quase marcou e isso parece ter despertado<br />

o Benfica. A entra<strong>da</strong> de Maxi<br />

Pereira para a direita, substituindo Sidnei<br />

que esteve a jogar durante muito tempo<br />

com a cabeça liga<strong>da</strong>, dinamizou um pouco<br />

o jogo dos encarnados, que quase não subiram<br />

por esse lado, durante a primeira parte.<br />

Incerteza até ao final<br />

Os vimaranenses mostraram-se atrevidos<br />

durante os primeiros 15 a 20 minutos,<br />

tentando chegar ao golo. Mas a defesa<br />

Continuação na página 15<br />

Editorial Desportivo<br />

Raptors voltam a perder<br />

Alexandre R. Franco<br />

Director<br />

Os Cavaliers concretizaram o seu 23º triunfo<br />

caseiro ao bater os Toronto<br />

Raptors por 101-83. A estrela <strong>da</strong><br />

equipa de Cleveland, LeBron James, liderou a<br />

equipa (33 pontos) e atingiu a marca de 12<br />

mil pontos tornando-se o mais jovem a<br />

alcançar esse patamar. Do lado <strong>da</strong> equipa de<br />

Toronto, Jermaine O’Neal (20 pontos) e Chris<br />

Bosh (29) não foram suficientes para evitar a<br />

terceira derrota consecutiva.<br />

Ao escrever estas linhas, tenho a noção de que estarei<br />

a debruçar-me sobre um assunto que não vai ser do interesse<br />

de muitos dos leitores desta publicação. Acontece<br />

que o Basquetebol é a mo<strong>da</strong>li<strong>da</strong>de desportiva que me<br />

corre nas veias. Treinador que fui ao mais alto nível em<br />

Moçambique e em Portugal (e ain<strong>da</strong> a nível colegial<br />

neste país), julgo ter ganho conhecimentos que me permitem<br />

fazer a crítica que estou prestes a fazer, reconhecendo<br />

que é fácil estar de fora e colocar o dedo na feri<strong>da</strong>.<br />

A equipa dos Raptors está realmente mal. E o mal<br />

vem de cima. Dos que efectuam as grandes decisões,<br />

desde Gerentes a treinadores. E tudo indica que vai de<br />

mal a pior. O Corpo Técnico foi entregue a treinadores<br />

canadianos, inexperientes, que não se sente capaz de<br />

impor o factor mais importante, que são, nem mais nem<br />

menos, os princípios fun<strong>da</strong>mentais <strong>da</strong> mo<strong>da</strong>li<strong>da</strong>de.<br />

Os seus melhores executantes invertem as importâncias<br />

<strong>da</strong> sua execução e só pensam em atacar, atacar,<br />

sendo vulneráveis demais a defenderem. Meu Deus<br />

como defendem mal. Até mesmo José Calderon, que a<br />

media canadiana tem eleito como o “salvador” (quando<br />

se ganha, claro), tem sido o principal causador dos inusitados<br />

desequilíbrios que a equipa sofre logo a partir do<br />

primeiro período. Aliás a falha está precisamente nos<br />

seus melhores executantes.<br />

Quando os responsáveis forem capazes de se aperceberem<br />

deste pormenor, talvez os Raptors possam ter um<br />

melhor desempenho.<br />

Mas, meus caros amigos, eles é que “têm os livros”,<br />

eles é que sabem.<br />

Celtics vencem no último segundo<br />

A equipa de Boston garantiu uma vitoria sua<strong>da</strong> frente<br />

aos Philadelphia Sixers por 99-100 com Ray Allen a<br />

decidir o resultado a um segundo do final <strong>da</strong> parti<strong>da</strong>. Este<br />

resultado representa a 12º vitória consecutiva dos Celtics<br />

com Paul Pierce (29 pontos) a destacar-se. Do lado dos<br />

Sixers Andre Iguo<strong>da</strong>la e Andre Miller foram os<br />

jogadores chave com 22 e 21 pontos, respectivamente.<br />

Noutro jogo, os Nuggets venceram o duelo entre os<br />

líderes <strong>da</strong> Conferência Leste frente aos San Antonio<br />

Spurs por 104-96. Em destaque, estiveram Carmelo<br />

Anthony com 35 pontos e Nené Hilário com um “duploduplo”<br />

(17 pontos e 11 ressaltos) do lado <strong>da</strong> equipa de<br />

Denver. Os Spurs, desfalcados de algumas <strong>da</strong>s suas estrelas<br />

(Tim Duncan, Tony Parker e Manu Ginobili), Roger<br />

Mason com 26 pontos e seis assistências foi o melhor<br />

jogador.


Stadium Suplemento Desportivo<br />

6 a 12 de Fevereiro de 2009 15<br />

Benfica, 2 - V. Guimarães, 1<br />

Continuado <strong>da</strong> página 14<br />

encarna<strong>da</strong> conseguiu afastar o perigo. Aos<br />

70 minutos o Benfica chegou à vantagem,<br />

num lance marcado pela infelici<strong>da</strong>de de<br />

Gregory. O defesa fez autogolo.<br />

O conjunto orientado por Manuel<br />

Caju<strong>da</strong> acusou um pouco o azar, mas não<br />

desistiu. Prova disso é que sofreu o 2-0, aos<br />

87 minutos. Um grande golo de Aimar, que<br />

colocou a bola sobre Serginho, mas<br />

Desmarets ain<strong>da</strong> reduziu para 2-1, dois<br />

minutos depois. Roberto atirou ao poste<br />

esquerdo e o camisola 20 não desperdiçou.<br />

O encontro terminou com emoção e muita<br />

incerteza. Qualquer <strong>da</strong>s equipas podia ter<br />

voltado a marcar.<br />

Jogo no Estádio <strong>da</strong> Luz, em Lisboa.<br />

Benfica, 2 - Vitória de Guimarães, 1.<br />

Ao intervalo: 0-0.<br />

Marcadores:<br />

1-0, Gregory (pb), aos 69 minutos.<br />

2-0, Aimar, 89.<br />

2-1, Desmarets, 90.<br />

Equipas:<br />

- Benfica: Quim, Miguel Vítor, Luisão,<br />

Sidnei (Maxi Pereira, 46), David Luiz,<br />

Ruben Amorim, Katsouranis, Carlos<br />

Martins (Yeb<strong>da</strong>, 85), Reyes, Aimar e<br />

Cardozo (Di Maria, 68).<br />

(Suplentes: Moretto, Maxi Pereira, Jorge<br />

Ribeiro, Yeb<strong>da</strong>, Di Maria, Nuno Gomes e<br />

Mantorras).<br />

- Vitória de Guimarães: Serginho, Lionn,<br />

Gregory, Moreno, Andrezinho, Flávio<br />

Meireles (Carlitos, 77), Fajardo, João Alves<br />

(Custódio, 86), Nuno Assis, Desmarets e<br />

Marquinho (Roberto, 71).<br />

(Suplentes: Nuno Santos, Danilo, Milhazes,<br />

Custódio, Wênio, Carlitos e Roberto).<br />

Árbitro: Artur Soares Dias (Porto).<br />

Acção disciplinar: cartão amarelo para<br />

Flávio Meireles (32), João Alves (39).<br />

Assistência: cerca 13.648 espectadores.<br />

Quim<br />

Após dois meses sem ser titular, Quim<br />

voltou a defender as redes encarna<strong>da</strong>s. O<br />

guar<strong>da</strong>-redes português esteve seguro e<br />

controlou sempre os lances. Quando foi<br />

chamado a sair dos postes também não<br />

complicou e deu um sinal claro a Quique<br />

Flores de que pode contar com ele. Sofreu<br />

um golo, mas está isento de culpas.<br />

Aimar<br />

Noite especial para o argentino, que<br />

regressou aos golos. Aimar parece estar a<br />

subir de forma e isso reflecte-se no rendimento<br />

<strong>da</strong> equipa. O número 10 encarnado<br />

orquestrou vários lances de perigo para a<br />

Benfica e abriu espaços para a entra<strong>da</strong> de<br />

Reyes e Rubem Amorim. Fez um passe dos<br />

«seus», a isolar Cardozo, mas o avançado<br />

não conseguiu dominar. Tal como Carlos<br />

Martins, foi um dos motores <strong>da</strong> equipa e o<br />

primeiro homem na saí<strong>da</strong> para o ataque. A<br />

continuar assim, Aimar poderá ser um dos<br />

«reforços» do Benfica para o que falta do<br />

campeonato.<br />

Reyes<br />

As críticas públicas que ouviu <strong>da</strong> parte<br />

do técnico Quique Flores parecem não o ter<br />

afectado. Reyes foi um dos jogadores mais<br />

activos do Benfica e não deu nenhum lance<br />

por perdido. Dos seus pés saiu o cruzamento<br />

para Cardozo, que o paraguaio levou a<br />

embater na barra <strong>da</strong> baliza de Serginho.<br />

Esteve mais apagado no segundo tempo e,<br />

por isso, a equipa ressentiu-se. Quase marcou<br />

nos instantes finais, mas a bola saiu<br />

com demasia<strong>da</strong> força.<br />

Nuno Assis<br />

Depois do hat-trick frente ao V. Setúbal,<br />

Nuno Assis voltou a ser um dos melhores<br />

jogadores do V. Guimarães. O número 10<br />

minhoto gosta de ter a bola e, quando solicitado,<br />

fez mexer a linha de ataque dos minhotos.<br />

Regressou a uma casa que já foi a<br />

sua, mas isso pareceu não o incomo<strong>da</strong>r. É<br />

claramente um dos protagonistas deste V.<br />

Guimarães de Manuel Caju<strong>da</strong>.<br />

Fajardo<br />

As suas incursões pelos flancos colocaram<br />

a defesa encarna<strong>da</strong> em sentido.<br />

Fajardo foi dos jogadores minhotos mais<br />

inquietos. Teve nos pés um dos lances mais<br />

perigosos do V. Guimarães, mas na cara de<br />

Quim rematou ao lado. Liderou a reacção<br />

dos minhotos após o golo do Benfica, mas<br />

nesta fase o seu empenho não se traduziu<br />

em lances de perigo para a baliza encarna<strong>da</strong>..


16 6 a 12 de Fevereiro de 2009<br />

Stadium Suplemento Desportivo<br />

Taça <strong>da</strong> Liga: Sporting, 4 - F.C. Porto, 1.<br />

Benfica-Sporting, a 22 de Março!<br />

Benfica e Sporting vão disputar<br />

a 22 de Março a final<br />

<strong>da</strong> segun<strong>da</strong> Taça <strong>da</strong> Liga de<br />

futebol, após vencerem nos seus<br />

estádios, os jogos <strong>da</strong>s meiasfinais,<br />

contra Vitória de Guimarães<br />

e FC Porto, respectivamente.<br />

Um auto-golo do francês Gregory abriu<br />

caminho ao triunfo (2-1) do Benfica,<br />

“selando” a quarta vitória dos lisboetas perante<br />

os minhotos nesta tempora<strong>da</strong>. Aos 69<br />

minutos, o argentino Aimar aumentou a<br />

vantagem “encarna<strong>da</strong>”, 20 minutos mais<br />

tarde, mas o francês Desmarets reduziu<br />

imediatamente e o pouco público presente<br />

ain<strong>da</strong> viveu mais alguma incerteza no<br />

tempo de descontos.<br />

O Benfica garantia assim “bilhete” para<br />

a final, diante do rival Sporting, que antes<br />

goleara em casa uma remodela<strong>da</strong> equipa do<br />

FC Porto (4-1), tricampeão nacional, actual<br />

líder do campeonato e próximo adversário<br />

dos “encarnados”, que visitam o Estádio do<br />

Dragão no domingo, na 17ª ron<strong>da</strong> <strong>da</strong> Liga.<br />

O Sporting assegurou pelo segundo ano<br />

consecutivo a i<strong>da</strong> à final <strong>da</strong> Taça de Liga<br />

com expressivos 4-1, com um “bis” de<br />

Romagnoli e outro de Derlei.<br />

No Estádio <strong>da</strong> Alvalade, no quarto jogo<br />

entre os dois clubes esta tempora<strong>da</strong>,<br />

Romagnoli, com duas grandes penali<strong>da</strong>des,<br />

aos 36 e 48 minutos, e o suplente Derlei,<br />

aos 66 e 80, garantiram o triunfo para os<br />

“leões” e a sexta final do técnico Paulo<br />

Bento.<br />

O FC Porto ain<strong>da</strong> esteve em vantagem,<br />

graças ao golo madrugador de Tarik<br />

Sektioui (10), mas o Sporting acabou por<br />

<strong>da</strong>r a volta ao marcador na segun<strong>da</strong> parte e<br />

“vingou-se” <strong>da</strong>s derrotas sofri<strong>da</strong>s esta<br />

época em Alvalade com os “dragões”, na<br />

Liga e Taça de Portugal.<br />

Tanto o Sporting como o FC Porto<br />

deixaram muitos dos habituais titulares de<br />

fora deste jogo, destacando-se nesse campo<br />

o "Dragão", que apenas recorreu a um único<br />

titular do último jogo para a Liga, Mariano<br />

Gonzalez, e colocou em jogo alguns<br />

juniores.<br />

GOLEADA CONTRA<br />

F.C.PORTO DE GESTÃO!<br />

Uma golea<strong>da</strong> (4-1) em crescendo, sobre<br />

um F.C. Porto assumi<strong>da</strong>mente de gestão,<br />

permitiu ao Sporting tornar-se o primeiro<br />

finalista <strong>da</strong> Taça <strong>da</strong> Liga. A sexta final <strong>da</strong><br />

era Paulo Bento, num jogo que os leões<br />

souberam levar a sério. A equipa de<br />

Jesualdo Ferreira, que preparou Alvalade<br />

com a cabeça no Dragão, assumiu de entra<strong>da</strong><br />

que tinha pouco a perder. Mas mesmo<br />

assim perdeu-o: se a derrota era à parti<strong>da</strong><br />

um cenário admissível, já a golea<strong>da</strong> não<br />

poderá deixará de ter efeitos no moral para<br />

o próximo domingo com o Benfica. Resta<br />

saber em que sentido.<br />

De entra<strong>da</strong>, as equipas assumiram os<br />

papéis mais previsíveis. Com seis habituais<br />

titulares e a jogar em casa, o Sporting tomava<br />

a iniciativa. Do outro lado, um F.C. Porto<br />

que mantinha apenas Mariano em relação<br />

ao último onze, esperava para ver, com um<br />

meio-campo compacto, tendo o estreante<br />

Madrid como referência central.<br />

A convocatória de Jesualdo, o vai-nãovai<br />

do fim-de-semana e a rábula <strong>da</strong> viagem<br />

no próprio dia exprimiam uma mensagem<br />

sem equívocos: o dragão encarava a Taça <strong>da</strong><br />

Liga como priori<strong>da</strong>de (muito) secundária <strong>da</strong><br />

tempora<strong>da</strong> e não iria empenhar mais energias<br />

do que as estritamente necessárias para<br />

tentar a passagem à final.<br />

Daí a não aproveitar oportuni<strong>da</strong>des para<br />

ganhar vai uma distância incompatível com<br />

qualquer equipa do F.C. Porto. Por isso,<br />

quando a defesa do Sporting parou para<br />

pensar na vi<strong>da</strong>, Tomas Costa não perdeu<br />

tempo a isolar Tarik, num livre-relâmpago.<br />

O marroquino bateu Tiago com um remate<br />

cruzado e o jogo ganhava aos 9 minutos a<br />

pedra de toque para uma primeira parte bem<br />

movimenta<strong>da</strong>.<br />

As contas saíam melhor do que o previsto<br />

ao dragão, mas o Sporting demorou<br />

pouco a reagir. <strong>Post</strong>iga, Vukcevic, e principalmente<br />

Izmailov começaram a ron<strong>da</strong>r a<br />

baliza de Nuno, enquanto do outro lado o<br />

F.C. Porto seguia o plano à risca, aproveitando<br />

a confiança reencontra<strong>da</strong> de Mariano<br />

e Tomas Costa nas saí<strong>da</strong>s em contra-ataque<br />

para, a espaços, manter a defesa leonina em<br />

respeito.<br />

Aos 19 minutos, <strong>Post</strong>iga usou o braço<br />

para aproveitar uma defesa incompleta <strong>da</strong><br />

Nuno. Carlos Xistra viu e mostrou-lhe o<br />

amarelo. Mas o Sporting continuava a<br />

crescer e o jogo de contenção do F.C. Porto<br />

começava a tornar-se demasiado curto.<br />

Quando Polga caiu na área, em duelo<br />

com Pedro Emanuel, e Carlos Xistra assinalou<br />

um penalty discutível, man<strong>da</strong> a<br />

lucidez dizer que o Sporting já tinha feito o<br />

suficiente para chegar ao empate.<br />

Romagnoli, o mais discreto do meiocampo,<br />

aproveitou a oportuni<strong>da</strong>de para<br />

fazer as pazes com os adeptos e até ao intervalo<br />

o jogo ganhou sentido único, com<br />

Nuno a negar o golo a Moutinho e Tonel e<br />

com Vukcevic e Izmailov a passarem perto<br />

<strong>da</strong> glória.<br />

Hara-kiri de Sapunaru<br />

No recomeço, a expectativa passava por<br />

saber até que ponto o F.C. Porto ia conseguir<br />

reentrar no jogo em tempo útil. A<br />

resposta veio logo a seguir, com Sapunaru a<br />

cometer um hara-kiri em forma de penalty.<br />

Romagnoli voltou a enganar Nuno e este<br />

Continuação na página 17<br />

- Sexta-feira (6 de Fevereiro):<br />

Às 15.30: Leixões - Trofense.<br />

- Sábado (7 de Fevereiro):<br />

Às 7.45: Manchester City-Middlesbrough<br />

Às 10.00: Chelsea-Hull City<br />

Às 12.00: Lecce-Inter de Milão<br />

Às 12.30: Portsmouth-Liverpool<br />

Às 14.00: Real Madrid-Racing<br />

Às 14.00: Vitória Guimarães - Marítimo<br />

- Domingo (8 de Fevereiro):<br />

Às 8.30: Tottenham-Arsenal<br />

Às 11.00: West Ham-Manchester United<br />

Às 14.00: Sporting - Sporting Braga (RTPi).<br />

Às 14.45: Porto - Benfica.<br />

- Segun<strong>da</strong>-feira (9 de Fevereiro):<br />

Às 14.45: Paços Ferreira - Belenenses.<br />

LIGA HONRA:<br />

- Domingo (8 de Fevereiro):<br />

Às 6.15: Freamunde - Santa Clara.


Stadium Suplemento Desportivo<br />

6 a 12 de Fevereiro de 2009<br />

17<br />

Golea<strong>da</strong> contra F.C.Porto de gestão!<br />

Continuado <strong>da</strong> página 16<br />

lance marcou uma viragem sem regresso na história do<br />

jogo.<br />

Ao empolgamento do Sporting, sempre alimentado pela<br />

energia criativa de Izmailov e Vukcevic, respondia o F.C.<br />

Porto com uma ca<strong>da</strong> vez maior incapaci<strong>da</strong>de de chegar até<br />

Tiago. Às entra<strong>da</strong>s felizes de Pereirinha e Derlei, que construíram<br />

de imediato o terceiro golo, com a bênção do<br />

inspirado Vukcevic, Jesualdo respondia com o assumir de<br />

impotência, <strong>da</strong>ndo minutos aos jovens Josué e Diogo<br />

Viana, e desligando de vez a máquina.<br />

Sentindo o vento a favor, o Sporting continuou a jogar<br />

bem e bonito, aproveitando a oportuni<strong>da</strong>de para conseguir<br />

um resultado ain<strong>da</strong> mais moralizador. Derlei, em noite<br />

inspira<strong>da</strong>, colocou o carimbo numa rara golea<strong>da</strong> sobre um<br />

rival transfigurado e o resto do jogo foi uma simples formali<strong>da</strong>de<br />

no cronómetro de Carlos Xistra.<br />

Jogo no Estádio de Alvalade, em Lisboa.<br />

Sporting - FC Porto, 4-1.<br />

Ao intervalo: 1-1.<br />

Marcadores:<br />

0-1, Tarik Sektioui, 10 minutos.<br />

1-1, Romagnoli, 36 (grande penali<strong>da</strong>de).<br />

2-1, Romagnoli, 48 (grande penali<strong>da</strong>de).<br />

3-1, Derlei, 66.<br />

4-1, Derlei, 80.<br />

Equipas:<br />

- Sporting: Tiago, Pedro Silva, Anderson Polga, Tonel,<br />

Grimi, Adrien Silva, João Moutinho, Izmailov, Romagnoli<br />

(Pereirinha, 64), Vukcevic (Rochemback, 79) e Hélder<br />

<strong>Post</strong>iga (Derlei, 64).<br />

(Suplentes: Rui Patrício, Carriço, Caneira, Rochemback,<br />

Pereirinha, Derlei e Tiuí).<br />

- FC Porto: Nuno, Sapunaru (Diogo Viana, 71), Stepanov,<br />

Pedro Emanuel, Benitez, Andrés Madrid (Ivo Pinto, 88),<br />

Tomas Costa, Guarin, Mariano Gonzalez, Tarik Sektioui<br />

(Josué, 70) e Ernesto Farias.<br />

(Suplentes: Ventura, Sérgio Oliveira, Ricardo Dias, Ivo<br />

Pinto, Josué, Diogo Viana e Rabiola).<br />

Árbitro: Carlos Xistra (Castelo Branco).<br />

Acção disciplinar: Cartão amarelo para Hélder <strong>Post</strong>iga<br />

(19), Benitez (37), Tarik Sektioui (54), Tonel (60), Pedro<br />

Emanuel (69) e Adrien Silva (83).<br />

Assistência: 17.748 espectadores.<br />

Izmailov<br />

Não sabe jogar mal e esta noite arrancou para mais uma<br />

exibição de grande nível, enchendo literalmente o campo.<br />

Jogou predominantemente sobre a esquer<strong>da</strong>, à frente de<br />

Grimi, mas também apareceu muitas vezes ao centro e foi<br />

ain<strong>da</strong> atrás aju<strong>da</strong>r o argentino a fechar o flanco. Rápido no<br />

ataque à bola, procurou com inteligência os espaços vazios<br />

para progredir no terreno, derivando muitas vezes do flanco<br />

para a zona central, abrindo espaço para os companheiros<br />

escaparem às marcações na área. Nunca se notou<br />

uma quebra no seu rendimento, pelo contrário, realizou<br />

uma exibição em crescendo, com destaque para a assistência<br />

para o segundo golo de Derlei. O russo parece, aliás,<br />

mais talhado para oferecer golos do que propriamente<br />

marcá-los, uma vez que contou com uma oportuni<strong>da</strong>de<br />

soberana para fazer abanar as redes, mas atirou por cima.<br />

Moutinho<br />

Mais um que não sabe jogar mal e que esta noite<br />

cumpriu o 94º consecutivo pelo Sporting. É um dos imprescindíveis<br />

de Paulo Bento e voltou a mostrar porque é que<br />

o treinador não lhe dá descanso. Depois do F.C. Porto ganhar<br />

vantagem, encheu os pulmões para puxar pela reacção<br />

<strong>da</strong> equipa, acorrendo a to<strong>da</strong>s as bolas, ora na construção do<br />

jogo <strong>da</strong> equipa, ora na destruição do jogo do adversário.<br />

Destaque para um pormenor primoroso já perto do final <strong>da</strong><br />

primeira parte em que se desembaraçou de dois adversários<br />

antes de ganhar espaço para um remate forte à baliza de<br />

Nuno. Voltou a estar em evidência na segun<strong>da</strong> parte ao<br />

receber uma bola com o peito na área antes de oferecer um<br />

golo feito que Izmailov desperdiçou.<br />

Vukcevic<br />

Apareceu no jogo a espaços, mas sempre que apareceu,<br />

e não foram poucas vezes, foi para provocar severos estragos<br />

na defesa azul-e-branca. Esteve muito perto de marcar<br />

na primeira parte em duas ocasiões, mas foi na segun<strong>da</strong> que<br />

mais brilhou, com destaque para o passe de calcanhar para<br />

Derlei fazer o 3-1. Arrancou aplausos <strong>da</strong>s banca<strong>da</strong>s de<br />

Alvalade com bons pormenores de nível técnico e fez mais<br />

uma assistência perfeita para Derlei antes deixar o relvado<br />

ao som <strong>da</strong>s palmas dos agradecidos adeptos.<br />

Tomás Costa<br />

Uma oportuni<strong>da</strong>de bem aproveita<strong>da</strong> pelo médio<br />

argentino que, mais uma vez, deixou claro que tem valor<br />

para lutar por um lugar no onze preferencial de Jesualdo<br />

Ferreira. Sem Lucho por perto, assumiu o papel de «coman<strong>da</strong>nte»,<br />

revelando-se desinibido e com um à vontade que<br />

nunca tínhamos visto. Foi na sua cabeça que foi construído<br />

o primeiro golo <strong>da</strong> parti<strong>da</strong>, aproveitando a desorganização<br />

<strong>da</strong> defesa do Sporting para, na marcação de um livre, lançar<br />

Tarik para a frente de Tiago. Fez-se notar ain<strong>da</strong> pela simplici<strong>da</strong>de<br />

que tentou emprestar ao jogo, com passes bem<br />

medidos e boas mu<strong>da</strong>nças de flanco a <strong>da</strong>r dinâmica ao<br />

ataque <strong>da</strong> equipa.<br />

Mariano<br />

Foi o único dos habituais titulares que Jesualdo não<br />

poupou para o jogo desta noite, mas para um papel bem<br />

diferente do que está acostumado a desempenhar. Com<br />

Tarik sobre a direita e Farias ao centro, Mariano jogou<br />

solto, explorando muito bem a zona central, com rápi<strong>da</strong>s<br />

investi<strong>da</strong>s a desequilibrar to<strong>da</strong> a defesa do Sporting.<br />

Apareceu em várias iniciativas na primeira parte mas, tal<br />

como to<strong>da</strong> a equipa, foi desaparecendo do jogo na segun<strong>da</strong>.<br />

Derlei<br />

Entrou em campo e marcou dois golos, aliás, os dois<br />

primeiros golos de bola corri<strong>da</strong> dos leões, já que os<br />

primeiros tinham sido desde a marca de grande penali<strong>da</strong>de.<br />

Uma exibição a mostrar a Paulo Bento que tem alternativas<br />

a Liedson para o próximo jogo com o Sp. Braga. No<br />

primeiro, apenas um minuto depois de ter entrado em<br />

campo, teve a calma necessária para contornar Nuno,<br />

depois de uma brilhante assistência de Vuk, antes de atirar<br />

para as redes vazias. No segundo, surgiu destacado para se<br />

antecipar a Stepanov e bater Nuno com um remate acrobático,<br />

à «Ninja».


18 6 a 12 de Fevereiro de 2009<br />

Stadium Suplemento Desportivo<br />

Árbitros<br />

Pedro Proença dirige FC Porto-Benfica<br />

JORGE SOUSA ESTARÁ NO SPORTING-SP. BRAGA<br />

Pedro Proença arbitra<br />

domingo pela segun<strong>da</strong> vez<br />

na sua carreira o clássico<br />

entre FC Porto e Benfica, <strong>da</strong> 17.ª<br />

jorna<strong>da</strong> <strong>da</strong> Liga de futebol, depois<br />

de ter estado na Luz a 1 de Abril<br />

de 2007 (1-1). Na altura, o<br />

campeonato 2006/07 era liderado<br />

pelo FC Porto, a oito jorna<strong>da</strong>s<br />

do fim, com um ponto de avanço<br />

sobre o Benfica, tal como acontece<br />

hoje, mas quando para o<br />

término <strong>da</strong> Liga ain<strong>da</strong> faltam 14<br />

ron<strong>da</strong>s. Nessa jorna<strong>da</strong>, Pedro<br />

Proença mostrou oito cartões<br />

amarelos, seis deles para<br />

jogadores do FC Porto.<br />

A Liga de clubes anunciou também<br />

hoje o nome de Jorge Sousa, <strong>da</strong><br />

Associação de Futebol do Porto, para<br />

a recepção do Sporting ao Sporting de<br />

Braga, domingo, encontro entre o terceiro<br />

e o sexto classificados, respectivamente.<br />

Árbitros nomeados para a 17.ª jorna<strong>da</strong>:<br />

LIGA<br />

Sexta-feira (6 de Fevereiro)<br />

Leixões - Trofense, Marco Ferreira<br />

(Madeira) -<br />

Sábado (7 de Fevereiro)<br />

Estrela Amadora - Vitória Setúbal,<br />

Vasco Santos (Porto)<br />

Vitória Guimarães - Marítimo, Carlos<br />

Xistra (Castelo Branco)<br />

Domingo (8 de Fevereiro):<br />

Rio Ave - Académica, Bruno Paixão<br />

(Setúbal)<br />

Vitória Guimarães - Marítimo, Carlos<br />

Xistra (Castelo Branco)<br />

Naval - Nacional, Luís Reforço<br />

(Setúbal)<br />

Sporting - Sporting Braga, Jorge<br />

Sousa (Porto)<br />

FC Porto - Benfica, Pedro Proença<br />

(Lisboa)<br />

Segun<strong>da</strong>-feira (9 de Fevereiro):<br />

Paços Ferreira - Belenenses, Lucílio<br />

Baptista (Setúbal)<br />

LIGA HONRA:<br />

Domingo (8 de Fevereiro):<br />

Freamunde - Santa Clara, Pedro<br />

Henriques (Setúbal)<br />

Beira-Mar - Gondomar, Paulo<br />

Baptista (Portalegre)<br />

Feirense - Gil Vicente, Olegário<br />

Benquerença (Leiria)<br />

Oliveirense - Estoril-Praia, Elmano<br />

Santos (Madeira)<br />

Olhanense - Sporting Covilhã, Rui<br />

Costa (Porto)<br />

Desportivo Aves - Vizela, André<br />

Gralha (Santarém)<br />

Boavista - Varzim, Artur Soares Dias<br />

(Porto)<br />

Portimonense - União Leiria, Cosme<br />

Machado (Braga).<br />

Taça de Portugal<br />

FC Porto defronta<br />

vencedor do<br />

Vitória Guimarães-<br />

Estrela Amadora<br />

OFC Porto<br />

defronta o<br />

vencedor <strong>da</strong><br />

eliminatória entre<br />

Vitória de Guimarães e<br />

Estrela <strong>da</strong> Amadora,<br />

ditou o sorteio <strong>da</strong>s<br />

meias-finais <strong>da</strong> Taça<br />

de Portugal em futebol,<br />

que definiu ain<strong>da</strong> o embate entre Paços<br />

de Ferreira e Nacional.<br />

Num sorteio, realizado na sede <strong>da</strong> Federação,<br />

em Lisboa, ain<strong>da</strong> condicionado pelo encontro em<br />

atraso dos quartos-de-final Vitória de Guimarães-<br />

Estrela <strong>da</strong> Amadora, o FC Porto vai receber o<br />

vencedor <strong>da</strong>quela eliminatória em 4 de Março,<br />

enquanto o jogo <strong>da</strong> segun<strong>da</strong> mão está marcado<br />

para 22 do mesmo mês.<br />

O sorteio ditou ain<strong>da</strong> que o Paços de Ferreira<br />

receba o Nacional na primeira mão, a 4 de Março,<br />

enquanto os insulares recebem os pacenses a 22.<br />

O quarto semi-finalista será conhecido no<br />

próximo dia 17, quando o Vitória de Guimarães<br />

receber o Estrela <strong>da</strong> Amadora.<br />

Esta é a primeira vez na história <strong>da</strong> competição<br />

em que as meias-finais <strong>da</strong> Taça de Portugal se<br />

jogam em duas mãos.<br />

A final <strong>da</strong> prova joga-se no dia 31 de Maio, no<br />

Estádio Nacional, em Lisboa


Stadium Suplemento Desportivo<br />

6 a 12 de Fevereiro de 2009<br />

19<br />

LIGA SAGRES<br />

2.ª DIVISÃO<br />

19ª jorna<strong>da</strong><br />

Sport Clube Mirandela 1-1 Sport Clube Vianense<br />

Sport Clube Maria <strong>da</strong> Fonte 1-1 Grupo Desportivo de Ribeirão<br />

Clube Desportivo Ribeira Brava 3-1 Clube Atlético Valdevez<br />

Clube de Futebol Caniçal 1-2 Grupo Desportivo de Chaves<br />

Moreirense Futebol Clube 2-1 Futebol Clube Tirsense<br />

Clube Sport Marítimo B 1-1 Associação Desportiva Pontassolense<br />

16ª jorna<strong>da</strong><br />

Vitória Futebol Clube (Setúbal) 2-4 Vitória Sport Clube (Guimarães)<br />

Clube Desportivo Trofense 0-0 Sporting Clube de Portugal<br />

Sport Lisboa e Benfica 1-0 Rio Ave Futebol Clube<br />

Associação Académica de Coimbra 2-2 Clube de Futebol Estrela <strong>da</strong> Amadora<br />

Clube Sport Marítimo 1-0 Associação Naval Primeiro de Maio<br />

Clube Desportivo o Nacional - Leixões Sport Clube<br />

Clube de Futebol Os Belenenses 1-3 Futebol Clube do Porto<br />

Sporting Clube de Braga 2-0 Futebol Clube Paços de Ferreira<br />

LEIA O NOSSO JORNAL NA NET:<br />

WWW.OMILENIOSTADIUM.COM<br />

LIGA VITALIS<br />

19ª jorna<strong>da</strong><br />

Associação Desportiva Lousa<strong>da</strong> 1-1 Associação Desportiva Sanjoanense<br />

Sporting Clube de Esmoriz 1-1 Clube de Futebol União <strong>da</strong> Madeira<br />

Sporting Clube de Espinho 2-1 Lusitânia Futebol Clube de Lourosa<br />

Amarante Futebol Clube 0-2 Futebol Clube Penafiel<br />

Futebol Clube de Arouca 2-0 Aliados Futebol Clube do Lordelo<br />

União Desportiva de Santana 3-1 Infesta Futebol Clube<br />

19ª jorna<strong>da</strong><br />

Oliveira do Bairro Sport Clube 2-1 Sport Lisboa e Nelas<br />

Futebol Clube <strong>da</strong> Pampilhosa 1-0 Sport Clube Praiense<br />

Sport Clube Penalva do Castelo 1-1 Grupo Desportivo Tourizense<br />

União Desportiva <strong>da</strong> Serra 2-0 Grupo Desportivo e Recreativo de Monsanto<br />

Clube Operário Desportivo 2-0 Elétrico Futebol Clube<br />

16ª jorna<strong>da</strong><br />

Grupo Desportivo Estoril Praia 2-1 Sporting Clube Olhanense<br />

Gondomar Sport Clube 0-1 Clube Desportivo Feirense<br />

Sporting Clube <strong>da</strong> Covilhã 0-2 Clube Desportivo <strong>da</strong>s Aves<br />

Futebol Clube de Vizela 0-0 Boavista Futebol Clube<br />

Varzim Sport Clube 1-0 Portimonense Sporting Clube<br />

União Desportiva de Leiria 3-0 Sport Clube Freamunde<br />

Gil Vicente Futebol Clube 1-1 União Desportiva Oliveirense<br />

Clube Desportivo Santa Clara 1-0 Sport Clube Beira Mar<br />

19ª jorna<strong>da</strong><br />

Clube Desportivo dos Olivais e Moscavide 0-0 Clube Desportivo Pinhalnovense<br />

Grupo Desportivo Beira Mar de Monte Gordo 1-1 Grupo Desportivo de Lagoa<br />

Atlético Clube de Portugal 2-1 Clube Oriental de Lisboa<br />

Sport Clube Mineiro Aljustrelense 3-2 Real Sport Clube<br />

Clube Desportivo de Mafra 0-2 Associação Desportiva do Carregado<br />

Odivelas Futebol Clube 3-1 Sport Clube União Torreense


20 6 a 12 de Fevereiro de 2009 Stadium Suplemento Desportivo<br />

17ª jorna<strong>da</strong><br />

Liderança joga-se no Dragão entre FC Porto e Benfica<br />

Aliderança <strong>da</strong> Liga de futebol joga-se domingo<br />

no FC Porto-Benfica, numa 17ª jorna<strong>da</strong> em<br />

que o Sporting, terceiro e anfitrião do Sporting<br />

Braga, estará atento às incidências do desafio no<br />

Estádio do Dragão.<br />

Com o comando <strong>da</strong> prova a mu<strong>da</strong>r de "mãos" com<br />

grande frequência, o jogo na "Invicta" tem o aliciante de<br />

decidir o líder <strong>da</strong> prova, situação que tem faltado a este<br />

"clássico" nos últimos anos.<br />

O FC Porto, que empatou na Luz (1-1), tem a favor o<br />

factor casa e o primeiro lugar, preso por apenas um ponto<br />

(34-33), bem como o facto de ter poupado a equipa titular<br />

na Taça <strong>da</strong> Liga, <strong>da</strong> qual foi afastado por expressivos 4-1<br />

frente ao Sporting.<br />

O Benfica tem a possibili<strong>da</strong>de de recuperar o primeiro<br />

lugar e chega ao Dragão moralizado com o apuramento<br />

para a final <strong>da</strong> Taça <strong>da</strong> Liga, após vencer o Vitória de<br />

Guimarães (2-1).<br />

Em sete encontros em casa, onde marcaram apenas 10<br />

dos 29 golos na prova, os portistas já perderam sete pontos,<br />

fruto de dois empates (Marítimo e Trofense) e uma derrota<br />

(Leixões), enquanto o Benfica perdeu apenas uma vez<br />

LIGA:<br />

- Sexta-feira (6 de Fevereiro):<br />

Leixões - Trofense, 15:30 (SportTV).<br />

- Sábado (7 de Fevereiro):<br />

Vitória Guimarães - Marítimo, 14:00 (SportTV).<br />

- Domingo (8 de Fevereiro):<br />

Rio Ave - Académica, 11:00.<br />

Naval - Nacional, 11:00.<br />

Sporting - Sporting Braga, 14:00 (RTPi).<br />

Porto - Benfica, 14:45 (SportTV).<br />

- Segun<strong>da</strong>-feira (9 de Fevereiro):<br />

Paços Ferreira - Belenenses, 14:45 (SportTV).<br />

LIGA HONRA:<br />

- Domingo (8 de Fevereiro):<br />

Freamunde - Santa Clara, 6:15 (SportTV).<br />

Beira-Mar - Gondomar, 10:00.<br />

Feirense - Gil Vicente, 10:00.<br />

Oliveirense - Estoril-Praia, 10:00.<br />

Olhanense - Sporting Covilhã, 10:00.<br />

Desportivo Aves - Vizela, 10:00.<br />

Boavista - Varzim, 10:00.<br />

Portimonense - União Leiria, 11:00.<br />

(Trofense) e empatou três (Rio Ave, Leixões e<br />

Belenenses) em oito parti<strong>da</strong>s na condição de visitante.<br />

Depois de garantir nova presença na final <strong>da</strong> Taça <strong>da</strong><br />

Liga, o Sporting (31 pontos) tem, também domingo, novo<br />

desafio complicado, na recepção ao Sporting de Braga,<br />

que ataca, pelo menos, um lugar na Taça UEFA.<br />

Os "arsenalistas" (26) estão a cinco pontos dos "leões"<br />

e a oito <strong>da</strong> liderança, mas têm praticado um futebol de<br />

grande quali<strong>da</strong>de e, muito provavelmente, só não estão<br />

mais próximos face às arbitragens que lhes foram prejudiciais<br />

nas derrotas consecutivas na visita ao Benfica e<br />

recepção ao FC Porto.<br />

O Sporting já cedeu oito pontos em Alvalade, mas não<br />

pode perder mais, ain<strong>da</strong> por cima numa ron<strong>da</strong> em que é<br />

inevitável a per<strong>da</strong> de pontos por parte de um ou dos dois<br />

rivais na luta pelo título.<br />

A jorna<strong>da</strong> abre sexta-feira com o Leixões (quarto classificado)<br />

a receber o Trofense (antepenúltimo), equipas a<br />

atravessar ciclos distintos: enquanto os matosinhenses<br />

vêm de seis empates e uma derrota nas últimas sete ron<strong>da</strong>s,<br />

o estreante na Liga vem do recente feito de ter travado<br />

os três "grandes", chegando a influenciar o comando<br />

do campeonato.<br />

Sábado, defrontam-se na Amadora dois clubes em<br />

profun<strong>da</strong> crise financeira, com o Estrela (nono) a receber<br />

o Vitória Setúbal (penúltimo), que procura o primeiro triunfo<br />

fora.<br />

Na "Ci<strong>da</strong>de Berço", o Vitória de Guimarães (oitavo)<br />

quer esquecer o afastamento <strong>da</strong> Taça <strong>da</strong> Liga e o mau<br />

desempenho em casa (apenas venceu um jogo dos sete<br />

realizados) e aproximar-se do "europeu" Marítimo (quinto),<br />

do qual está ain<strong>da</strong> a cinco pontos: os minhotos estão<br />

proibidos de falhar, sob pena de dificultar ain<strong>da</strong> mais o<br />

sonho de regressar às competições <strong>da</strong> UEFA.<br />

Domingo, o "lanterna vermelha" Rio Ave (10) procura<br />

a terceira vitória na prova, frente à Académica, que<br />

segue no 11º lugar com mais oito pontos, enquanto a<br />

Naval (10º) quer amealhar mais uns pontos para se manter<br />

longe dos lugares aflitos, tendo para isso de bater o<br />

Nacional (7º), que está "colado" a um lugar na UEFA.<br />

A ron<strong>da</strong> encerra segun<strong>da</strong>-feira com um jogo entre<br />

equipas intranquilas, com o Paços de Ferreira (12º) a receber<br />

o Belenenses (13º), que só por uma vez venceu fora<br />

em oito desafios.


Stadium Suplemento Desportivo<br />

6 a 12 de Fevereiro de 2009<br />

21<br />

3.ª DIVISÃO<br />

19ª jorna<strong>da</strong><br />

Futebol Clube Amares 1-1 Clube de Futebol de Fão<br />

Futebol Clube Marinhas 2-3 Associação Desportiva Limianos<br />

Futebol Clube Mãe de Água 0-4 Grupo Desportivo Prado<br />

Vieira Sport Clube 2-1 Mondinense Futebol Clube<br />

Associação Desportiva de Fafe 1-0 Clube Atlético Macedo de<br />

Cavaleiros<br />

Merelinense Futebol Clube 2-0 Grupo Desportivo de Bragança<br />

Grupo Desportivo Joane 3-3 Vilaverdense Futebol Clube<br />

19ª jorna<strong>da</strong><br />

Grupo Desportivo Serzedelo 1-2 Padroense Futebol Clube<br />

Sport Clube Vila Real 0-0 Rebordosa Atlético Clube<br />

Atlético Clube de Vila Meã 3-1 Grupo Desportivo Torre de Moncorvo<br />

Sporting Clube Coimbrões 1-1 Associação Desportiva Oliveirense<br />

Leça Futebol Clube 1-0 Futebol Clube de Alpendora<strong>da</strong><br />

União Sport Clube Paredes 2-1 Futebol Clube <strong>da</strong> Lixa<br />

19ª jorna<strong>da</strong><br />

Associação Atlética de Avanca 2-3 Fiães Sport Clube<br />

Clube Desportivo Cinfães 1-0 União Desportiva <strong>da</strong> Tocha<br />

Associação Desportiva Fornos de Algodres 0-0 Anadia Futebol<br />

Clube<br />

Académico de Viseu Futebol Clube 4-0 Associação Desportiva de<br />

Sátão<br />

Clube Desportivo Tondela 2-2 Grupo Desportivo Milheiroense<br />

Sporting Clube São João de Ver 1-1 Associação Desportiva<br />

Valecambrense<br />

19ª jorna<strong>da</strong><br />

Sport Benfica de Castelo Branco 1-0 Clube Desportivo Torres Novas<br />

Futebol Clube Estrela Unhais <strong>da</strong> Serra 1-0 Grupo Desportivo Peniche<br />

Associação Desportiva Penamacorense 1-1 Sertanense Futebol Clube<br />

Atlético Clube Marinhense 0-2 Grupo Desportivo Sourense<br />

União Desportiva <strong>da</strong> Gân<strong>da</strong>ra 3-0 Cal<strong>da</strong>s Sport Clube<br />

Sporting Clube do Pombal 0-1 Grupo Recreativo "O Vigor <strong>da</strong><br />

Moci<strong>da</strong>de"<br />

Associação Cultural e Recreativa de Atalaia do Campo 3-0 Clube<br />

Desportivo Lousanense<br />

19ª jorna<strong>da</strong><br />

União Desportiva de Rio Maior 3-1 Futebol Clube do Crato<br />

Clube Desportivo Portosantense 1-1 Centro Social Desportivo<br />

Câmara de Lobos<br />

Atlético Sport Clube (Cacém) 0-1 Casa Pia Atlético Clube<br />

Socie<strong>da</strong>de União Primeiro de Dezembro 3-0 Associação Desportiva<br />

de Machico<br />

Associação Desportiva <strong>da</strong> Camacha 2-0 Sport União Sintrense<br />

Clube Futebol Benfica 1-1 Sport Lisboa e Cartaxo<br />

"O Elvas" Clube Alentejano de Desporto 1-0 Grupo Desportivo<br />

Igreja Nova<br />

19ª jorna<strong>da</strong><br />

Silves Futebol Clube 1-2 Atlético Sport Clube (Reguengos de<br />

Monsaraz)<br />

Futebol Clube Castrense 1-1 Futebol Clube Barreirense<br />

Juventude Sport Campinense 0-1 Juventude Sport Clube<br />

Sporting Clube Farense 3-1 União Desportiva Messinense<br />

Lusitano Ginásio Clube de Évora 0-0 Louletano Desportos Clube<br />

Grupo Desportivo Fabril do Barreiro 2-4 Grupo Desportivo dos<br />

Pescadores<br />

Clube Desportivo <strong>da</strong> Cova <strong>da</strong> Pie<strong>da</strong>de 2-0 Clube Desportivo<br />

Recreativo Quarteirense<br />

3.ª DIVISÃO - SÉRIE AÇORES<br />

SÃO MIGUEL<br />

DISTRITAIS - SÉRIE AÇORES<br />

SÃO JORGE<br />

TERCEIRA<br />

7ª jorna<strong>da</strong><br />

Águia Desportivo Clube 0-4 Sporting Clube Ideal<br />

Santiago Futebol Clube 3-1 Maia Clube dos Açores<br />

GRACIOSA<br />

9ª jorna<strong>da</strong><br />

Grupo Desportivo <strong>da</strong> Beira 0-3 Grupo Desportivo<br />

Velense<br />

Futebol Clube Marítimo Velense 1-3 Futebol Clube<br />

Urzelinense<br />

FAYAL E PICO<br />

10ª jorna<strong>da</strong><br />

Juventude Desportiva Lajense 3-1 Clube<br />

Desportivo de Belém<br />

Boavista Clube <strong>da</strong> Ribeirinha 2-1 Sporting Clube<br />

Os Leões<br />

Os Marítimos de São Mateus Sport Clube 2-2<br />

Sport Clube Barreiro<br />

17ª jorna<strong>da</strong><br />

Futebol Clube <strong>da</strong> Ma<strong>da</strong>lena 0-0 Clube Boavista São Mateus<br />

Marítimo Sport Clube 1-3 Capelense Sport Clube<br />

Clube União Micaelense 2-0 Sport Clube Lusitânia<br />

Sport Clube Angrense 3-3 Clube Desportivo Rabo de Peixe<br />

Sport Clube Vilanovense 1-3 Vitória Clube Pico <strong>da</strong> Pedra<br />

7ª jorna<strong>da</strong><br />

Grupo Desportivo Luzense 3-0 Sporting Clube de<br />

Gua<strong>da</strong>lupe<br />

8ª jorna<strong>da</strong><br />

Graciosa Futebol Clube 1-0 Grupo Desportivo<br />

Luzense<br />

10ª jorna<strong>da</strong><br />

Clube Desportivo Lajense 0-1 Grupo Desportivo<br />

Feteira<br />

Praínha Futebol Clube 2-0 Fayal Sport Clube


22 6 a 12 de Fevereiro de 2009<br />

Stadium Suplemento Desportivo<br />

Sub-21:<br />

Convocados<br />

Vitória de Setúbal<br />

Penhora ain<strong>da</strong> não é efectiva,<br />

defende advogado do clube<br />

OTreinador Nacional, Rui<br />

Caçador, divulgou ontem,<br />

quinta-feira, a lista de convocados<br />

para o encontro de preparação<br />

que a Selecção Nacional Sub-21<br />

realizará no dia 10 de Fevereiro, pelas<br />

13h15, no Estádio Municipal de<br />

Fátima, diante <strong>da</strong> sua congénere <strong>da</strong><br />

Suíça.<br />

Para este encontro, o técnico luso<br />

chamou 20 jogadores entre os quais consta<br />

Amaury Bischoff, nascido em 1987, que<br />

não poderá aju<strong>da</strong>r a Equipa <strong>da</strong>s Quinas na<br />

fase de qualificação para o Europeu de<br />

2011, uma vez que só poderão participar<br />

jogadores nascidos a partir de 1 de Janeiro<br />

de 1988.<br />

“Amaury Bischoff merece esta chama<strong>da</strong>”<br />

“A chama<strong>da</strong> de Amaury Bischoff<br />

prende-se como uma decisão técnica de<br />

chamar um jogador que poderá vir a integrar,<br />

no futuro, os trabalhos <strong>da</strong> Selecção<br />

Nacional. O jogador já participou em estágios<br />

<strong>da</strong>s selecções, nomea<strong>da</strong>mente <strong>da</strong><br />

Selecção Nacional Sub-20, mas nunca<br />

chegou a ser internacional, muito por causa<br />

de uma lesão que o afastou durante algum<br />

tempo dos relvados. Trata-se de um jogador<br />

jovem e de valor que merece ser observado<br />

no seio <strong>da</strong> Selecção Nacional”, explicou<br />

Rui Caçador ao ‘fpf.pt’.<br />

Entre os convocados destaca-se ain<strong>da</strong> a<br />

presença de Licá (depois de já ser chamado<br />

a integrar alguns estágios de observação e<br />

preparação) e de Paulo Regula (que nunca<br />

integrou os trabalhos de uma Selecção<br />

Nacional) que se poderão estrear com a<br />

camisola <strong>da</strong>s Quinas.<br />

“Vamos continuar a preparar-nos diante dos<br />

melhores”<br />

“Depois de termos defrontado a<br />

Ucrânia e a Espanha vamos jogar diante <strong>da</strong><br />

selecção Suíça – uma formação que tem<br />

vindo a registar um desenvolvimento fantástico<br />

e que neste momento ombreia com<br />

as principais potências do futebol europeu.<br />

Faz parte <strong>da</strong> nossa política preparar-nos<br />

diante <strong>da</strong>s melhores selecções europeias e<br />

foi nesse sentido que endereçámos o convite<br />

à nossa congénere helvética. Queremos<br />

também continuar a observar jogadores que<br />

se apresentem como alternativas para a<br />

selecção Sub-21 que vai atacar a qualificação<br />

para o Europeu em 2011”, explicou<br />

Rui Caçador.<br />

Eis a lista completa de convocados:<br />

A Académica de Coimbra: Licá;<br />

Arsenal FC: Amaury Bischoff;<br />

CD Aves: Ruben Lima;<br />

CD Nacional: Igor Pita e João Aurélio;<br />

CD Santa Clara: André Pinto;<br />

CD Trofense: Tiago Pinto;<br />

FC Porto: Ventura;<br />

Portimonense SC: Rui Pedro<br />

Rio Ave FC: Yazalde;<br />

SL Benfica: Miguel Vitor;<br />

SC Braga: Stélvio;<br />

SC Covilhã: Bura;<br />

SC Olhanense: João Gonçalves e Ukra;<br />

Sporting CP: Adrien Silva, Bruno<br />

Pereirinha, Daniel Carriço e Rui Patrício;<br />

Vitória FC de Setúbal: Paulo Regula.<br />

Oadvogado do Vitória de Setúbal<br />

defendeu que a penhora sobre<br />

o terreno do Estádio do Bonfim<br />

ain<strong>da</strong> não é efectiva, porque não foi<br />

decreta<strong>da</strong> por um juiz, embora o tribunal<br />

tenha indeferido a oposição<br />

deduzi<strong>da</strong> pelo clube.<br />

"Há uma execução ordinária, que corre<br />

na Vara Mista de Setúbal, para pagamento<br />

certo contra o Vitória Futebol Clube e outros<br />

no valor de 520.531,24 euros", disse<br />

Chumbita Nunes, adiantando que o clube<br />

deduziu oposição com base em quatro fun<strong>da</strong>mentos,<br />

mas esta foi "liminarmente indeferi<strong>da</strong>"<br />

pelo tribunal.<br />

Segundo o advogado, que também foi<br />

presidente do Vitória de Setúbal, o prazo<br />

para recorrer é de 30 dias a partir <strong>da</strong> <strong>da</strong>ta <strong>da</strong><br />

notificação, que ocorreu em 29 de Janeiro,<br />

mas o processo não está suspenso porque<br />

para isso era necessário prestar caução e o<br />

clube "não tem dinheiro".<br />

"No requerimento apresentado foi <strong>da</strong>do<br />

à penhora, e não penhorado, o Lote 8.<br />

Daqui resulta que não há nenhuma decisão.<br />

O que está registado é a acção, e não a penhora,<br />

porque não há decisão do Tribunal.<br />

Vamos ver o que vai acontecer", sustentou.<br />

O Vitória de Setúbal defende que o Lote<br />

8 do Bonfim – que inclui o estádio, com as<br />

banca<strong>da</strong>s, e os edifícios do bingo, bilheteiras<br />

e casa de habitação do guar<strong>da</strong> – é<br />

um "bem relativamente impenhorável", ao<br />

abrigo do artigo 823º do Código do<br />

Processo Civil, por o clube ser uma pessoa<br />

colectiva de utili<strong>da</strong>de pública.<br />

Em causa está uma livrança de garantia<br />

de um empréstimo de 100.000 contos<br />

(500.000 euros) concedido em 1992 ao<br />

Vitória de Setúbal pelo Banco Exterior de<br />

España, actual Banco Bilbao e Vizcaya<br />

Argentaria (BBVA), para o clube pagar<br />

uma dívi<strong>da</strong> ao ex-presidente António<br />

Xavier de Lima.<br />

A livrança a favor do banco foi assina<strong>da</strong><br />

pelo então presidente Fernando Pedrosa<br />

e pelo director Josué Monteiro, mas em 11<br />

de Dezembro de 2007 o BBVA cedeu o<br />

crédito, que estava "em incumprimento<br />

definitivo" desde 30 de Novembro, atingindo<br />

então a dívi<strong>da</strong> o valor de 501.929,20<br />

euros.<br />

O crédito foi comprado pelo ex-gerente<br />

do balcão de Setúbal do Banco Exterior de<br />

España António Lobo Marques Casaca,<br />

que, segundo várias fontes contacta<strong>da</strong>s pela<br />

Agência Lusa, já está aposentado e ultimamente<br />

seria colaborador de Xavier de Lima.<br />

Segundo Chumbita Nunes, o Vitória de<br />

Setúbal argumenta ain<strong>da</strong> que "o endosso<br />

constitui forma de transmissão <strong>da</strong> livrança<br />

e, no caso concreto, a livrança não foi<br />

endossa<strong>da</strong> a favor do exequente, o que<br />

torna o exequente parte ilegítima".<br />

Além disso, segundo o advogado,<br />

António Casaca "juntou aos autos um contrato<br />

subsumível na figura de 'factoring' e,<br />

no entendimento do Vitória de Setúbal, só<br />

as socie<strong>da</strong>des de 'factoring' e os bancos<br />

podem celebrar com cessionários tal contrato,<br />

o que não foi o caso".<br />

"Assim sendo, o mesmo é nulo", acrescentou<br />

Chumbita Nunes, frisando que o<br />

Vitória de Setúbal "não foi avisado <strong>da</strong><br />

cessão do crédito" e que "não foi possível<br />

fazer um acordo" com António Casaca.<br />

Segundo o Requerimento Executivo de<br />

14 de Abril de 2008, "apesar <strong>da</strong>s diversas<br />

tentativas empreendi<strong>da</strong>s", António Casaca<br />

não conseguiu que o Vitória de Setúbal lhe<br />

pagasse o crédito de mais de 520.000 euros<br />

e o pedido de penhora sobre o direito de<br />

fundeiro (proprie<strong>da</strong>de do solo) foi registado<br />

em 15 de Janeiro deste ano.<br />

Contactados pela Lusa, tanto António<br />

Casaca como Fernando Pedrosa recusaram<br />

comentar o assunto: "É um assunto que eu<br />

não comento, a outra parte que fale", limitou-se<br />

a dizer António Casaca.<br />

O antigo presidente do Vitória de<br />

Setúbal, por seu turno, só referiu: "Isto é um<br />

assunto interno e um pouco melindroso,<br />

sobre o qual eu não gostaria de falar. Ain<strong>da</strong><br />

por cima o senhor Xavier de Lima faleceu<br />

ontem e vai a enterrar".<br />

ESI.<br />

STADIUM BELEZA


<strong>Post</strong>-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!<br />

6 a 12 de Fevereiro de 2009 23<br />

First Portuguese Canadian Club<br />

Campeão há 40 anos... e não só!<br />

ALEXANDRE<br />

RIBEIRO<br />

FRANCO<br />

Vamos começar por afirmar que este é dos trabalhos<br />

mais gratificantes que apresentamos<br />

à Comuni<strong>da</strong>de Luso-Canadiana quando<br />

decorre o ano de 2009 e conseguimos retroceder<br />

no tempo cerca de 40 anos, para <strong>da</strong>rmos a conhecer<br />

à grande maioria dos nossos leitores que o<br />

First Portuguese foi campeão do Campeonato de<br />

Futebol do Canadá em 1969, pela primeira vez. Dez<br />

anos depois esteve de novo em destaque com a<br />

conquista <strong>da</strong> Taça <strong>da</strong> National Soccer League e em<br />

1990, voltou a ser campeão <strong>da</strong> NSL.<br />

Destes três títulos, honesta e sinceramente, só<br />

estivemos envolvidos no de 1990, altura em que até<br />

fizemos parte do Departamento de Futebol do First<br />

Portuguese (e no nosso escritório, sempre que elevamos<br />

os olhos, temos à nossa frente a faixa de campeão<br />

de 1990), mas a pessoa com quem tivemos o prazer de<br />

conversar (e que nos facultou to<strong>da</strong> a informação logística),<br />

essa é que merece os nossos parabéns. Trata-se<br />

de André Manuel Vicente, um defesa-central que<br />

despontou nessa época defendendo várias camisolas<br />

lusas de equipas que existiam no Ontário.<br />

André Vicente<br />

cerca de duas semanas depois de ter chegado a<br />

Toronto. Neste desafio entre o Portuguese Football<br />

Club de Hamilton e o Toronto Croácia, a equipa lusocanadiana<br />

venceu por 6-1, com um excelente “hattrick”<br />

de André Vicente. A equipa luso-canadiana,<br />

alinhou com Ítalo; Salvador, Jacinto e Armando; Juca<br />

(Cap.) e André Vicente; Silva, Rui, Lacer<strong>da</strong> e Vítor.<br />

André Vicente foi eleito o MVP, não só pelos três<br />

golos marcados, mas também pela excelente exibição<br />

leva<strong>da</strong> a cabo. E tal como o próprio André Vicente nos<br />

disse: “Fui o MVP <strong>da</strong> tempora<strong>da</strong>, o que muito me<br />

Aos 85 minutos, Manuel Gomez, elevava a contagem<br />

para 2-0, resultado com que se atingiria o termo<br />

do encontro.<br />

Loucura total no então Stanley Park, com as bandeiras<br />

de Portugal a invadirem o campo, tal era a alegria,<br />

para muitos dos jogadores serem levados aos<br />

ombros, com especial deferência para os goleadores e,<br />

como não podia deixar de ser, para o monstro <strong>da</strong><br />

equipa, Matateu, Sebastião Lucas <strong>da</strong> Fonseca, um<br />

moçambicano que veio para o Canadá nessa altura e<br />

que por cá ficou.<br />

Assim se chegou ao termo de uma competição em<br />

que o First Portuguese disputou 26 jogos, ganhou 17,<br />

empatou 4 e perdeu 5.<br />

Os jornais de então e André Vicente confirma<br />

ain<strong>da</strong> hoje, salientaram a importância do treinador<br />

Artur Rodrigues, que foi alvo de grandes elogios, e<br />

nós citamos o Correio Português <strong>da</strong> época: “Ele teve<br />

o raro condão de reunir na secção de futebol do First<br />

Portuguese os atletas que formam esta ditosa equipa<br />

que soube honrar o nome Português em terras do<br />

Canadá.”<br />

Na altura, para além do Correio Português existia<br />

“O Jornal Português”, que colocou em parangonas na<br />

capa <strong>da</strong> sua edição de 17 de Outubro de 1969: “Pela<br />

Continuação na página 24<br />

FUTEBOLISTA DO ALHANDRA<br />

“Cheguei a Toronto no dia 12 de Maio de 1967.<br />

Era futebolista do Alhandra. Vim contratado para<br />

jogar no Portuguese United. Quando cá cheguei, o<br />

clube tinha-se dissolvido, pelo que fui jogar para o<br />

Portuguese Football Club de Hamilton. Só posteriormente<br />

vim para o First Portuguese Canadian Club, e<br />

fomos campeões em 1969. Há 40 anos.”<br />

André Manuel Vicente nasceu a 5 de Setembro de<br />

1937. 71 anos de i<strong>da</strong>de. É casado com Marlene<br />

Vicente e pai do conhecido Dr. Kim Vicente (Joaquim<br />

José Vicente), que também estava presente e que com<br />

a sua habitual humil<strong>da</strong>de se apresentou como sendo o<br />

Quim Zé, o que muito nos sensibilizou.<br />

De salientar que o Dr. Kim Vicente, de algum<br />

modo seguiu as peuga<strong>da</strong>s do pai, como futebolista.<br />

Não como defesa-central, mas sim como guar<strong>da</strong>redes,<br />

tendo em 1989 ganho o campeonato de Toronto<br />

na defesa <strong>da</strong> equipa do Peniche, o que confirmamos<br />

com a publicação <strong>da</strong> foto <strong>da</strong> equipa nessa tempora<strong>da</strong>,<br />

já com as faixas de campeões.<br />

ESTREIA NO CANADÁ<br />

André Vicente estreou-se no Canadá com a marcação<br />

de três golos. O jogo foi a 26 de Maio de 1967,<br />

orgulhou!”<br />

ULTIMO JOGO DO CAMPEONATO DE 1969<br />

Estávamos perante o ultimo jogo do campeonato.<br />

O First Portuguese defrontava a equipa representativa<br />

<strong>da</strong> comuni<strong>da</strong>de húngara. Os portugueses tinham que<br />

ganhar, pois os gregos do Hellas ameaçavam a conquista<br />

do título (tinham um jogo a menos) o que poderia<br />

acontecer se a equipa lusitana não batesse os húngaros.<br />

Ao intervalo, 0-0. Aos 65 minutos, José Luís, na<br />

altura o melhor goleador do campeonato, com 18<br />

golos, seguido de Valdemar Serrano, com 17, apontava<br />

o golo que fazia funcionar o “placard” colocando<br />

os luso-canadianos na posição tão deseja<strong>da</strong> de líder.


24 6 a 12 de Fevereiro de 2009<br />

<strong>Post</strong>-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!<br />

First Portuguese Canadian Club<br />

Continuado <strong>da</strong> página 23<br />

primeira vez na história <strong>da</strong> Comuni<strong>da</strong>de<br />

Portuguesa, o First Portuguese<br />

Canadian Club de Toronto conquistou<br />

brilhantemente o campeonato fa NSL”,<br />

para além de publicar a foto em que se<br />

via Matateu a ser levado em ombros<br />

(foto que publicamos nesta edição).<br />

E foi nesta edição de “O Jornal<br />

Português” que conseguimos apurar o<br />

nome de todos os jogadores campeões:<br />

Juvenal, Schasinger, Manuekl Gomez,<br />

Daniel, André Vicente, José Maria,<br />

Martelo, Matateu, Valdemar Serrano,<br />

José Luís Alves, A. Alves, Frank, Bill,<br />

Derek, Jim, J.Almei<strong>da</strong>, Silva, Juca,<br />

Nunes, Nogueira, Hilário, Bino,<br />

Paulino, Barbosa, Chalabardo e Uria,<br />

assim como as declarações de Artur<br />

Rodrigues que na ocasião afirmou: “Já<br />

treinei uma equipa na terceira divisão<br />

em Portugal e uma equipa Corporativa.<br />

No Canadá também já treinei o extinto<br />

Portuguese United e depois uma equipa<br />

em Vancouver. Nunca pensei que o<br />

First Portuguese, por mim treinado,<br />

viesse a ser campeão <strong>da</strong> National<br />

Soccer League.”<br />

DEZ ANOS DEPOIS<br />

Dez anos depois, no jornal<br />

Desporto, dos irmãos Monteiro, Jaime e<br />

João Lúcio, mais concretamente na<br />

edição de 14 de Novembro de 1979, o<br />

titulo: “Edição dos Campeões”. “First<br />

Portuguese em 1969 Campeão <strong>da</strong><br />

Primeira Divisão, com o treinador Artur<br />

Rodrigues, em 1979 Vencedor <strong>da</strong> Taça<br />

EQUIPAMENTO DO FIEST PORTUGUESE<br />

<strong>da</strong> NSL e Campeão <strong>da</strong> Primeira<br />

Divisão, com o treinador Benvindo<br />

Assis.”<br />

Ain<strong>da</strong> o titulo: “1979 Eduardo,<br />

MVP do First. Enquanto se vê na<br />

mesma capa que o Vitória de Toronto<br />

era Campeão <strong>da</strong> Segun<strong>da</strong> Divisão <strong>da</strong> T<br />

and D, sem derrotas, assim como o<br />

Marítimo era bi-campeão <strong>da</strong> Liga<br />

KLuso-Canadiana de Futebol e o<br />

Operário Bi-Campeão <strong>da</strong> Taça <strong>da</strong> Liga<br />

Luso-Canadiana de Futebol.<br />

Tempos em que André Vicente<br />

recor<strong>da</strong>va o Matateu de 1969, os troféus<br />

alcançados por Marinho e por Daniel<br />

Rivero e como em 1979 a equipa do<br />

First, com Carlitos, Dallas, Rodney,<br />

Hildeberto, Alberto, Vítor, Testas, Tito,<br />

Marinho, Rilhas, Moniz, Chico Bolota,<br />

Daniel Rivero e Eduardo, coman<strong>da</strong>dos<br />

por Benvindo Assis, não só era campeã,<br />

como derrotara os Campeões de<br />

Portugal, o FC Porto, em pleno Estádío<br />

Lamport.<br />

Nesta altura, André Vicente era o<br />

treinador do Vitória de Toronto.<br />

LIGA DA VELHA GUARDA<br />

SEMPRE BELENENSES<br />

André Vicente confessou ser uma<br />

adepto fervoroso de “Os Belenenses”,<br />

<strong>da</strong>í que passados uns anos, mais concretamente<br />

em 1982, a sua equipa Os<br />

Belenenses de Toronto (e nós confessamos<br />

a nossa ignorância pois nem<br />

sabíamos <strong>da</strong> existência de Os<br />

Belenenses de Toronto)(também não é<br />

menos ver<strong>da</strong>de que só chegámos a<br />

Toronto em 1983) tenha ganho o<br />

campeonato e a Taça <strong>da</strong> Liga <strong>da</strong> Velha<br />

Guar<strong>da</strong>.<br />

E foi o próprio André Vicente que<br />

recordou: “Ganhámos tudo sem con-<br />

Portugal. Contudo, o nome de André<br />

Manuel Vicente estava entre 127 futebolistas<br />

que em Portugal foram merecedores<br />

<strong>da</strong> Me<strong>da</strong>lha de Comportamento<br />

Exemplar..<br />

Uma lista longa (127 nomes), onde<br />

se destacavam Pedroto, Juca, Cabrita,<br />

Fernando Mendes, Bastos, Matateu,<br />

Cávem, Artur Santos, Calado e de tantos<br />

outros futebolistas de grande realce<br />

no âmbito do futebol português, eis que<br />

também se encontra o de André Manuel<br />

Vicente, futebolista de comportamento<br />

exemplar.<br />

DEPOIS DO TITULO, O EMPATE<br />

FRENTE AO BOAVISTA<br />

O Boavista estreou-se em Galt ao<br />

defrontar uma selecção local, a quem<br />

ganhou por 5-1. No dia seguinte, no<br />

Stanley Park, e perante uma chuva<strong>da</strong><br />

torrencial, o que mesmo assim não afastou<br />

cerca de dois mil espectadores, o<br />

Boavista empatou contra o Campeão do<br />

Canadá, o First Portuguese, com a<br />

equipa do First a apresentar a seguinte<br />

constituição: Lambert; António Alves,<br />

FOTO DO FIRST COM MATATEU<br />

hecermos o sabor amargo <strong>da</strong> derrota.<br />

Desta equipa campeão faziam partes<br />

nomes bem conhecidos na nossa<br />

Comuni<strong>da</strong>de, como os de Daniel,<br />

Cardona, João Resende, Armando<br />

Sousa (o Parra do Lusitano de Vila Real<br />

de Santo António), o Hernâni.”<br />

“Os Belenenses de Toronto<br />

defrontaram na final a equipa do<br />

Benfica de Toronto e o único golo <strong>da</strong><br />

parti<strong>da</strong>, o que deu o triunfo aos<br />

“pastéis” de Belém, foi marcado por<br />

João Lemos.”<br />

Na ocasião, Os Belenenses alinharam<br />

com a seguinte equipa: Jorge<br />

Carvalheira; Adelino, Daniel, André<br />

Vicente (Cap.) e Valdemar; João<br />

Lemos, Cardona e João Resende;<br />

Armando Sousa, Luís e Adelino<br />

Pimenta. Jogaram ain<strong>da</strong> José Nobre e<br />

Toureiro. O treinador era o Mano, e era<br />

ele que organizava estes campeonatos<br />

<strong>da</strong> Velha Guar<strong>da</strong>.<br />

O Benfica de Toronto, por seu turno,<br />

alinhou com: Leo Coelho; Carlos<br />

Gonçalves, Eugénio, Canoa e Raul<br />

Leal; Simão, A.Gouveia, J.Costa e<br />

Manuel Cruz; A.Valente e J.Leonardo.<br />

Também jogaram: Amílcar e Tony<br />

Medeiros.<br />

COMPORTAMENTO EXEMPLAR<br />

Não foi entre nós, mas sim em<br />

André Vicente, Bill e Daniel; Valdemar<br />

e Vicente; Uria, José Luís, Matateu e<br />

Manuel Gomez.<br />

Moura abriu a contagem para o<br />

Boavista, mas Matateu colocaria a ver<strong>da</strong>de<br />

no marcador, para o resultado final<br />

de 1-1.<br />

O First conseguiu resistir à vantagem<br />

numérica do Boavista, depois <strong>da</strong><br />

expulsão de Valdemar.<br />

No apuramento do vencedor, André<br />

Vicente transformou as três grandespenali<strong>da</strong>des<br />

(na altura não eram cinco),<br />

enquanto o Boavista falhou um pontapé<br />

<strong>da</strong> marca <strong>da</strong> grande-penali<strong>da</strong>de, sendo o<br />

First Portuguese quem conquistou o<br />

troféu.<br />

Só que num gesto de excelente<br />

desportivismo, até porque o First<br />

Portuguese comemorava um dia de<br />

grande festa, com as faixas de<br />

campeões a serem coloca<strong>da</strong>s antes<br />

deste desafio contra o Boavista, eis que<br />

o First decidiu oferecer o troféu à<br />

equipa visitante, o Boavista.<br />

HOMENAGEM DO ALHANDRA<br />

Depois de uma carreira futebolística<br />

de grandes realces, enquanto futebolista<br />

no Canadá, eis que o Alhandra, seu<br />

clube de sempre, decidiu prestar uma<br />

homenagem a André Manuel Vicente,<br />

Continuação na página 25


<strong>Post</strong>-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!<br />

6 a 12 de Fevereiro de 2009<br />

25<br />

Obrigado, André Vicente!<br />

Continuado <strong>da</strong> página 24<br />

Casamento de Armando Viegas<br />

e Lúcia Viegas<br />

Homenagem em Alhandra<br />

na altura mais conhecido como o André<br />

do Alhandra, tendo pedido ao homenageado<br />

que se fizesse representar por<br />

alguém.<br />

André Vicente, não olhando nem a<br />

despesas nem a outras dificul<strong>da</strong>des de<br />

ANDRÉ VICENTE , ESPOSA E FILHO, JOAQUIM JOSÉ VICENTE<br />

deslocação, optou por estar presente em<br />

pessoa, o que muito alegrou as gentes<br />

de Alhandra, aqueles que nunca o<br />

esquecem.<br />

OBRIGADO, ANDRÉ VICENTE<br />

Temos que reconhecer que este trabalho<br />

só foi possível devido à amabili<strong>da</strong>de<br />

<strong>da</strong> família Vicente, onde o chefe<br />

de família André Vicente, a esposa<br />

Marlene Vicente e o filho, Joaquim José<br />

Vicente, ou como ele se apresentou, o<br />

Quim Zé, mas que nós reconhecemos<br />

como o Dr. Kim Vicente, nos receberam<br />

e nos proporcionaram as informações<br />

que aqui publicamos.<br />

Antes do fecho deste magnífico<br />

encontro na residência <strong>da</strong> família<br />

Vicente, o amigo André pediu-nos que<br />

salientássemos que a sua vin<strong>da</strong> para o<br />

Canadá se ficou a dever ao Sr.<br />

Bernandino Pais, que na altura era<br />

director do Portuguese United.<br />

O nosso muito obrigado.<br />

Não se trata de um casal qualquer.<br />

Nem de um amigo qualquer.<br />

E há destinos que se<br />

cruzam em alturas muito especiais.<br />

Tínhamos acabado de receber um e.mail do<br />

amigo Armando Viegas que só não o transcrevemos<br />

porque não queremos que as<br />

pessoas pensem que essa foi a razão <strong>da</strong><br />

publicação desta notícia.<br />

Não tenham a menor dúvi<strong>da</strong> em<br />

como não foi, muito embora tenhamos<br />

que reconhecer que só os Homens de H<br />

maiúsculo são capazes de se preocuparem<br />

com pormenores tão importantes<br />

como aquele que referiu no Dia do<br />

Jornalista, no passado dia 29 de Janeiro.<br />

Aconteceu que ao desfolharmos a<br />

edição do Jornal Correio Português de<br />

15 de Outubro de 1969 (já lá vão 40<br />

anos), nos apercebemos que o casamento<br />

de Armando e Lúcia Viegas coincidiu<br />

com a primeira conquista do titulo<br />

de campeão do First Portuguese<br />

Canadian Club. Foi a 4 de Outubro de<br />

1969.<br />

Quer queiramos, quer não, amor<br />

com amor se paga, por isso, aqui estamos<br />

a recor<strong>da</strong>r com uma certa antecedência<br />

o facto de que Armando<br />

Viegas e Lúcia Viegas vão a caminho<br />

dos 40 anos de casamento, o que é um<br />

marco de grande amor.


26<br />

6 a 12 de Fevereiro de 2009 <strong>Post</strong>-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!<br />

Academia do Bacalhau<br />

de Toronto<br />

Em ambiente de grande animação,<br />

amizade e alegria, procedeu-se<br />

no passado dia 30 de<br />

Janeiro de 2009 à eleição dos novos<br />

Directores para o corrente ano:<br />

Direcção:<br />

<strong>Presidente</strong>: Marina Candeias<br />

Vice-presidente: Ivo Azevedo<br />

Tesoureira: Maria Abadesso<br />

Secretária: Natalina Catalão<br />

Comités:<br />

Eventos:<br />

Valdemar Mascarenhas<br />

Armin<strong>da</strong> Mascarenhas<br />

Mia Azevedo<br />

Maria Scott<br />

Carrasco:<br />

Rui Gomes<br />

Colectas:<br />

Connie Lino<br />

Dia de Portugal:<br />

Manuel Gaspar<br />

Após o tradicional Jantar de Bacalhau,<br />

seguiu-se um animadissimo baile para celebrar<br />

a transição para a nova Direcção, que<br />

agradece o suporte que a Academia do<br />

Bacalhau de Toronto sempre tem recebido<br />

do Consulado Geral de Portugal, de to<strong>da</strong> a<br />

comunicação Social e dos Compadres,<br />

Comadres, famílias e amigos.<br />

Podem já ver-se fotos no nosso site:<br />

www.academiadobacalhau.ca clique em<br />

Eventos 2009 e depois no jantar de Janeiro<br />

2009<br />

Por favor envie to<strong>da</strong> a correspondencia<br />

para: Academia do Bacalhau, 289 Dun<strong>da</strong>s<br />

Street East Unit 7, Mississauga, Ontario<br />

L5A 1X1 ou por email para a Marina em:<br />

goaltrav@rogers.com. Telefone: 905 281<br />

2000 Fax 905 281 2002<br />

Horário<br />

Consulado de Toronto<br />

O Consulado-Geral de Portugal em Toronto informa que no período de 9 a 20 de Fevereiro de<br />

2009, inclusive, o horário de atendimento do <strong>Post</strong>o funcionará <strong>da</strong>s 9 às 13 horas, por forma a<br />

permitir a implementação de melhoramentos no sistema informático do <strong>Post</strong>o e a realização de<br />

acções de formação do pessoal.<br />

O Consulado-Geral de Portugal em Toronto desde já agradece a melhor compreensão de<br />

todos/as os/as utentes para as medi<strong>da</strong>s acima referi<strong>da</strong>s.<br />

Vivemos ou<br />

sobrevivemos?<br />

Vivemos num impessoal mundo<br />

de pesadelos tenebrosos, do<br />

qual não podemos extrair nenhuma<br />

ração de bon<strong>da</strong>de nem a mais<br />

pequena parcela de afecto e compreensão.<br />

Não é assim, to<strong>da</strong>via. O<br />

mundo é este, real e impositivo; a<br />

ci<strong>da</strong>de é esta, que <strong>da</strong>qui observamos,<br />

com públicos incidentes, emissária de<br />

cruel<strong>da</strong>des, portadora de violências<br />

inauditas, latejante, miserável, letal e<br />

próspera: a fusão surpreendente de<br />

virtudes subtraí<strong>da</strong>s às leis <strong>da</strong> brutali<strong>da</strong>de<br />

e de brutali<strong>da</strong>des que são o<br />

suporte e o equilíbrio misterioso <strong>da</strong><br />

sua existência.<br />

CRUZ DOS SANTOS<br />

Baptista Bastos, escritor disse:<br />

"an<strong>da</strong>mos todos ressabiados. Invejamo-nos,<br />

desprezamo-nos; se os outros não tiverem<br />

defeitos, inventamo-los; deixámos de ser<br />

transeuntes, ci<strong>da</strong>dãos: trespassamo-nos<br />

com a indiferença, o ressentimento e o ódio.<br />

A notícia <strong>da</strong> prisão deste ou <strong>da</strong>quele, vizinho,<br />

amigo ou inimigo, lança no nosso íntimo<br />

uma alegria obscena. Não vivemos –<br />

existimos no pequeno mundo de obcecações<br />

que nos cegam. Que nos aconteceu?<br />

Quem nos roubou a humani<strong>da</strong>de que permite<br />

a clarividência e a energia necessárias<br />

para suportar a adversi<strong>da</strong>de, a mentira, a<br />

infâmia"? E é ver<strong>da</strong>de! Vivemos ou sobrevivemos<br />

nesta selva urbanística? Neste<br />

furor de pupilas e sentimentos gerados de<br />

ilusões, de desafectos; destas ruas infiltra<strong>da</strong>s<br />

nas pessoas, a subtil tirania dos<br />

hábitos, o dever, os deveres, as conveniências,<br />

o horário que se cumpre, o sistro do<br />

tempo, o navegar dos dias…Habituámonos<br />

a tudo: à cegueira, à fome, à miséria, à<br />

afronta vergonhosa, aos vexames e calúnias.<br />

Só não nos habituamos à solidão!<br />

Até quando?<br />

Almoço <strong>da</strong>s Amigas<br />

Isaura Carneiro<br />

a líder <strong>da</strong>s Amigas<br />

Mais um evento<br />

que começa já<br />

a ser distinguido<br />

como uma tradição<br />

na nossa Comuni<strong>da</strong>de,<br />

levado a efeito no Prédio<br />

dos Deficientes Portugueses<br />

de Toronto. Uma<br />

ideia simplesmente<br />

maravilhosa a de levar a<br />

cabo esta reunião logo<br />

no início de mais um<br />

ano. Juntar as amigas e<br />

com elas celebrar um<br />

ano que aparentemente<br />

irá ser muito difícil.<br />

esquecermos a Jessie que<br />

frequenta o Centro todos os<br />

dias, e que cantou com a sua<br />

bonita voz a canção que ela<br />

tanto gosta e que é tão apropria<strong>da</strong>,<br />

Power of Love, de<br />

Celine Dion. Ao terminar,<br />

Mas, na bonita sala de<br />

festas as preocupações do<br />

dia-a-dia e dos problemas<br />

vindouros não existiam,<br />

pois a alegria e a boa disposição<br />

reinava entre as<br />

mais de duzentas amigas<br />

que ali se juntaram.<br />

Isaura Carneiro e colegas<br />

são mulheres de um calibre<br />

extraordinário sempre<br />

com uma disposição e um<br />

grande à vontade que nos<br />

fazem esquecer os problemas<br />

que surgem diariamente,<br />

proporcionando-nos<br />

a motivação, para fazermos<br />

mais e melhor.<br />

É assim que nos sentimos<br />

sempre que visitamos o<br />

Centro dos Deficientes.<br />

O almoço foi abrilhantado<br />

pelos artistas <strong>da</strong> comuni<strong>da</strong>de<br />

Inês Henriques que<br />

ofereceu o seu trabalho e<br />

talento, Maria Gomes a já<br />

conheci<strong>da</strong> fadista <strong>da</strong> nossa<br />

comuni<strong>da</strong>de, Martin Vieira<br />

uma voz brasileira que de<br />

vez em quando gosta de<br />

mostrar o seu talento, sem<br />

todos quantos enchiam o<br />

salão, com lágrimas nos<br />

olhos, levantaram-se e ofereceram<br />

um forte aplauso à<br />

jovem Jessie.<br />

Parabéns às organizadoras<br />

pelo excelente trabalho<br />

e um grande obrigado pelos<br />

momentos inesquecíveis<br />

que as amigas nos ofereceram.<br />

BG


<strong>Post</strong>-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!<br />

6 a 12 de Fevereiro de 2009<br />

27<br />

Crónica de uma traição aborta<strong>da</strong><br />

AIDA BAPTISTA<br />

ai<strong>da</strong>batista@sapo.pt<br />

Aceitei de bom grado o convite que a UTIA<br />

(Universi<strong>da</strong>de <strong>da</strong> Terceira I<strong>da</strong>de de Abrantes) me<br />

fez para <strong>da</strong>r aulas, em regime de voluntariado,<br />

durante o presente ano lectivo. Depois de uma curta conversa<br />

com a responsável que me contactou, acertámos que leccionaria<br />

a disciplina de Escrita Criativa. Sem entrar em pormenores sobre<br />

o enriquecimento humano que esta experiência me tem facultado,<br />

gostaria apenas de referir a experiência vivi<strong>da</strong> na última aula,<br />

quando decidi realizar este exercício. Distribuí o seguinte texto<br />

de Fernando Veríssimo, Cronista <strong>da</strong> revista “Actual” do<br />

Expresso:<br />

Muitas vezes, a coisa mais importante para manter um<br />

casamento estável não é a fideli<strong>da</strong>de, a honesti<strong>da</strong>de ou<br />

sequer o amor – é o raciocínio rápido. Como mostra esta<br />

história.<br />

- Feliz aniversário, doutor Roberto!<br />

- Obrigado, Maura. Pelo menos alguém se lembrou.<br />

Pelo menos a minha secretária...<br />

- Eu nunca esqueço seu aniversário, doutor Roberto.<br />

- É ver<strong>da</strong>de. E, este ano, você foi a única que não<br />

esqueceu.<br />

- Mas a dona Vivinha...<br />

- Minha mulher? Foi viajar. Escolheu justamente<br />

hoje para ir visitar a mãe e levar as crianças.<br />

- Eu sinto muito, doutor Roberto.<br />

Naquela manhã, antes de sair de casa, ele ain<strong>da</strong> dera<br />

uma indirecta:<br />

- Sabe que eu estou me sentindo óptimo para a<br />

minha i<strong>da</strong>de?<br />

A Vivinha nem ouvira. Estava ocupa<strong>da</strong> fazendo sua<br />

mala. Quando ele a beijou na face, disse:<br />

- Olha, tem uma lasanha na geladeira para esta<br />

noite. Nos outros dias vai ter de comer fora. É só até<br />

domingo.<br />

Uma lasanha. Seria o seu jantar de aniversário. Uma<br />

lasanha solitária. A triste lasanha de um abandonado.<br />

Nem seu Itacir, porteiro do edifício, se lembrara de<br />

cumprimentá-lo.<br />

- Maura...<br />

- Sim, doutor Roberto.<br />

- Você... tem algum programa para esta noite?<br />

- Não. Só ir para casa, jantar e ver novela.<br />

- Sozinha?<br />

- Com minha mãe, que mora comigo.<br />

- Você não tem, assim, um namorado?<br />

- Tinha, doutor Roberto.- E Maura sorriu antes de<br />

continuar: - Mas ele também esquecia muita coisa que<br />

não devia esquecer.<br />

- Venha jantar comigo, na minha casa. Maura. Uma<br />

lasanha. Não vai ter ninguém lá. E eu tenho televisão.<br />

Maura disse que só precisava avisar sua mãe. Estava<br />

subentendido entre eles que uma lasanha pode ser apenas<br />

uma lasanha, mas também pode ter decorrências.<br />

Afinal, ela estava sem namorado e ele estava se sentindo<br />

óptimo para a sua i<strong>da</strong>de. A lasanha podia muito bem<br />

inaugurar uam nova fase no relacionamento dos dois,<br />

depois de todos aqueles anos. Se tudo desse certo.<br />

Claro que o texto não acaba aqui. Pedi-lhes, por isso,<br />

que ca<strong>da</strong> um imaginasse um fim para este caso. Já gora,<br />

convido ca<strong>da</strong> um dos leitores a fazer o mesmo.<br />

Analisados os resultados, não é difícil imaginar que, no<br />

conjunto <strong>da</strong>s respostas, apenas uma - proveniente de uma<br />

senhora - manteve este marido fiel. To<strong>da</strong>s as outras conclusões<br />

(nas quais se incluía a de um homem) se viram tenta<strong>da</strong>s,<br />

de forma mais ou memos explícita, a iniciar um<br />

romance nesta primeira noite. Achei interessante e fui para<br />

casa pensar nestes <strong>da</strong>dos. Interroguei-me: «Seremos todos<br />

geneticamente propensos à poligamia? Adoramos o picante<br />

que uma aventurazinha inconsequente pode trazer às nossas<br />

vi<strong>da</strong>s, preenchi<strong>da</strong>s ca<strong>da</strong> vez mais com rotinas sem sentido?<br />

A ideia de uma história de amor proibi<strong>da</strong> – mesmo que não<br />

passe disso mesmo, de uma ideia - faz parte <strong>da</strong>s nossas fantasias<br />

mais ocultas? Ou o romantismo não é coisa do passado<br />

e continuamos a gostar de histórias de amor com um<br />

final feliz?<br />

Não está nas minhas mãos <strong>da</strong>r qualquer resposta, nem<br />

foi esse o objectivo do exercício proposto. Só queria saber<br />

até onde podia ir a criativi<strong>da</strong>de de ca<strong>da</strong> um, pese embora o<br />

final coincidente que quase todos lhe deram. Surpresa e<br />

decepção foi o que aconteceu depois. Disse-lhes que a<br />

chave do desenlace se encontrava logo no parágrafo de<br />

introdução do texto, mas, admitamos, era difícil chegar lá.<br />

Continuemos, então, com o autor.<br />

Quando ele abriu a porta do apartamento e entrou<br />

com Maura, to<strong>da</strong>s as luzes se acenderam e dezenas de<br />

vozes gritaram:<br />

- SURPRESA!<br />

A Vivinha liderava o coro, rodea<strong>da</strong> pelos filhos.<br />

Atrás deles, parentes, amigos – até a sogra, que viera<br />

especialmente para a festa. Vivinha hesitou antes de<br />

abraçá-lo, visivelmente intriga<strong>da</strong> com a presença de<br />

Maura. Foi quando entrou o raciocínio rápido.<br />

Esforçando-se para recuperar o fôlego e um ritmo<br />

cardíaco normal, Roberto disse:<br />

- Você não pensou que podia me enganar tão facilmente,<br />

pensou?<br />

- Você sabia?<br />

- O seu Itacir não pode guar<strong>da</strong>r segredo. Não se<br />

aguentou e me contou de todos os preparativos.<br />

Não! - gritou Vivinha, abraçando e beijando o marido<br />

e depois sua secretária de tantos anos, que, claro, ele<br />

fizera muito bem em convi<strong>da</strong>r para a festa.<br />

- Entre, entre, fique à vontade – disse Vivinha para<br />

Maura.<br />

E Roberto pensou, respirando fundo: amanhã vou<br />

ter de <strong>da</strong>r uma boa gorjeta para o seu Itacir confirmar<br />

sua inconfidência.<br />

Aposto que quem me está a ler imaginou também a<br />

traiçãozinha do doutor Roberto? Ganhei, não ganhei? Pois<br />

é: por mais que o neguemos, existe em todos nós um certo<br />

“voyeurismo”! E na<strong>da</strong> é mais excitante do que sonhar pecados<br />

nossos em corpos de outros.<br />

Mais excitante ain<strong>da</strong>, se pudermos espreitar pelo buraco<br />

<strong>da</strong> fechadura!<br />

Dra. Ana Jorge Visitou a Galeria dos Pioneiros<br />

ADra. Ana Jorge, Ministra<br />

<strong>da</strong> Saúde de Portugal,<br />

afirmou durante a sua<br />

visita que queria ver o que se<br />

faz neste país em termos de<br />

saúde. Estamos certos de<br />

que se terá apercebido que<br />

se trata de um factor importantíssimo<br />

para todos aqueles<br />

que escolheram este país<br />

para aqui viverem.<br />

Durante a visita foram várias<br />

as instituições e hospitais que percorreu<br />

palmo a palmo, como o<br />

Hospital <strong>da</strong>s Crianças o Prédio<br />

dos Deficientes, onde teve lugar a<br />

Conferencia de Imprensa, durante<br />

a qual foram feitas algumas perguntas<br />

sobre o sistema de saúde<br />

que existe em Portugal, tendo sido<br />

abor<strong>da</strong><strong>da</strong> a possibili<strong>da</strong>de de haver<br />

um intercambio entre Portugal e o<br />

Canadá. Os portugueses que aqui<br />

residem interrogam-se sobre o<br />

custo <strong>da</strong> assistência médica em<br />

Portugal, quando visitam o seu<br />

país natal.<br />

A Dra. Ana Jorge prometeu<br />

tomar as providencias necessárias<br />

e fazer o melhor possível.<br />

A Ministra <strong>da</strong> Saúde também<br />

foi interroga<strong>da</strong> sobre a falta de<br />

médicos em Portugal, tendo a<br />

resposta saído de imediato: “O<br />

Governo está a tomar providências<br />

tratando de arranjar mais<br />

médicos.”<br />

Durante a visita à Galeria dos<br />

Pioneiro, a Dra. Ana Jorge<br />

desvelou uma placa comemorativa<br />

e indicativa <strong>da</strong> sua visita a esta<br />

Galeria, com o seu nome e a <strong>da</strong>ta<br />

<strong>da</strong> visita gravados na mesma.<br />

A Dra. Ana Jorge não se cansou<br />

de elogiar os Pioneiros <strong>da</strong><br />

nossa Comuni<strong>da</strong>de, mostrando<br />

agradevelmente surpresa com<br />

tudo quanto via. “Sinto que os<br />

portugueses aqui radicados sentem<br />

um orgulho sobrenatural pela<br />

sua língua e pelas suas raízes. É<br />

realmente maravilhoso. Parabéns<br />

aos Fun<strong>da</strong>dores deste Museu dos<br />

Pioneiros pelo trabalho inacreditável.”<br />

No fim <strong>da</strong> visita foi feito um<br />

porto de Honra e os fun<strong>da</strong>dores<br />

Bernardete Gouveia, José Mário<br />

Coelho e Manuel <strong>da</strong> Costa ofereceram<br />

à DRa. Ana Jorge e acompanhantes<br />

a me<strong>da</strong>lha comemorativa<br />

dos cinquenta anos <strong>da</strong> comuni<strong>da</strong>de.<br />

BG/JAF


28 6 a 12 de Fevereiro de 2009<br />

<strong>Post</strong>-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!<br />

Agen<strong>da</strong> Comunitária<br />

Sexta-feira, 6 de Fevereiro:<br />

IGREJA DE S.JOSÉ<br />

DE OAKVILLE<br />

Sábado, 7 de Fevereiro:<br />

AMOR DA PÁTRIA COMMUNITY CEN-<br />

TRE – 865 College St. Toronto – 416-535-<br />

2696 ou 905-274-9488<br />

O Amor <strong>da</strong> Pátria vai celebrar o seu 38º<br />

Aniversário no dia 7 de Fevereiro de 2009,<br />

no Salão <strong>da</strong> Igreja Santa Helena no 1680<br />

Dun<strong>da</strong>s St. W., Toronto. Entretenimento<br />

pelo Conjunto “Panteras”, actuação do<br />

Grupo Coral e Grupo Musical do Amor <strong>da</strong><br />

Pátria. O Jantar terá início pelas 19 horas e<br />

30 minutos em ponto. Para marcações:<br />

Maria José Martins – 416-450-1710 ou 905-<br />

891-9129; Secretaria do Clube – 416-535-<br />

2696.<br />

"Baile Da Familia" Dia 7 de Fevereiro 2009<br />

Organizado pela Irman<strong>da</strong>de do Divino<br />

Espírito Santo <strong>da</strong> Paroquia de Santa Maria<br />

Dos Anjos em Toronto. No Salão Paroquial<br />

O Jantar será servido às 7 <strong>da</strong> noite. Após o<br />

jantar haverá espectáculo e baile com o<br />

Marcelo Neves!!!!<br />

Adultos - $40<br />

Crianças ate os 10 anos - $20<br />

Contacto<br />

João Arru<strong>da</strong> - 416-898-5620<br />

Eric Goulart - 416-908-8047<br />

Danny Amaral - 416-566-7568<br />

CASA DO ALENTEJO – 1130 Dupont St. –<br />

Tel. 416-537-7766 ou 416-537-0574.<br />

Sexta-feira, 13 de Fevereiro, pelas 19.30<br />

horas<br />

Jantar e espectáculo com Minah Jardim, para<br />

angariação de fundos em colaboração com<br />

“Love & Live Life”<br />

CASA DOS AÇORES – 1136 College St. –<br />

416-603-2900<br />

A Casa dos Açores do Ontário celebra o Dia<br />

de São Valentim com um jantar. Animação<br />

pelo Conjunto “Além Mar”.<br />

Dia 14 de Fevereiro pelas 7.00p.m.<br />

Reservas: CAO : 416 603 2900 ou Cidália<br />

Sousa: 416 461 8946"<br />

CENTRO CULTURAL PORTUGUÊS DE<br />

MISSISSAUGA – Tel. 905-286-1311.<br />

Jantar reserve com antecedência 905-286-<br />

1311.<br />

Sábado dia 7 de Fevereiro Grandiosa Noite<br />

no Centro Cultural Português de<br />

Mississauga, com Tony Silveira Band e,<br />

vindo de Portugal, José Malhoa, faça a sua<br />

reserva com antecedência.<br />

Grande Noite de São Valentim, dia 14 de<br />

Fevereiro, Duo Som Luso, artistas Ágata e<br />

Sérgio Rossi, vindos de Portugal.<br />

Faça a sua reserva com antecedência pelo<br />

905-286-1311.<br />

SPORT CLUB LUSITÂNIA DE TORONTO<br />

– 103 OSSINGTON ST. – TEL. 416-532-<br />

3501<br />

7 de Fevereiro - Matança - Baile com DJ<br />

K.Nuno<br />

13 de Fevereiro - Assembleia Geral<br />

Extraordinária pelas 19:30 - Eleição de<br />

Novos Corpos Gerentes<br />

14 de Fevereiro - Baile de S. Valentim abrilhantado<br />

pelo conjunto "Os Vadios"<br />

SPORT CLUBE ANGRENSE DE TORON-<br />

TO - 1195 Bloor St., Toronto – Tel. 416-537-<br />

1555<br />

Sábado, 7 – Às 19 horas: Jantar e Baile. DIA<br />

DOS COMPADRES. D.J. NAZARE PRAIA<br />

Sábado,14 – Às 19 horas: Jantar e Baile.<br />

DIA DAS COMADRES e dos NAMORA-<br />

DOS. D.J. ALL STARS. Ementa do Jantar:<br />

Bife à Angrense. Tradicional Eleição do REI<br />

E DA RAíNHA DO CARNAVAL.<br />

CC PORTUGUÊS<br />

DE MISSISSAUGA<br />

Classificados<br />

VENDO CARRO PASSAT SUPER ECONÓMICO ANO 99 EM ÓTIMO ESTADO, NA COR PRETO ONIX,<br />

TRAVAS ELÉTRICAS, ALARME, SOM, 4 PORTAS, MODELO STANDART, CARRO DE MULHER<br />

MAIS INFORMAÇÕES 647-286-7922<br />

VENDE-SE NEGÓCIO DE RELVA E LIMPEZA DE NEVE. OS INTERESSADOS DEVEM<br />

TELEFONAR PARA O: 416-253-2135.<br />

Barco de 12 pés em alumínio, com motor de 6HP e trailer.<br />

Os interessados deverão telefonar para o: 416-433-7961.<br />

bonnieavon@msn.com procura vendedoras para a AVON. As interessa<strong>da</strong>s poderão contactar-nos através do<br />

905-855-0073, ou pelo e.mail indicado. Só em inglês.<br />

Apartamento/Cave/Basement para alugar. 1 quarto. 1 sala. 1 casa-de-banho. 1 cozinha. Cable TV e Internet<br />

disponível. Na zona <strong>da</strong> Blackcreek e Lawrence. $900.00 por mês. Sem despesas (Bills included).<br />

Estacionamento para uma viatura. Os interessados devem telefonar para: 416-918-3495.<br />

Almoços diários e Jantares às Sextas-feiras.<br />

Veja os jogos <strong>da</strong> Liga Sagres<br />

num ambiente desportivo.<br />

Pedimos a todos os sócios e simpatizantes<br />

que façam as vossas reservas com a maior<br />

brevi<strong>da</strong>de possível.<br />

Não percam a nossa festa<br />

de S. Valentim<br />

Para mais informações telefonem<br />

para o clube.<br />

ESPAÇO PARA ALUGAR – Uma uni<strong>da</strong>de Industrial/Comercial, com 2.000 pés quadrados, com 800 pés<br />

quadrados de espaço para escritório, na Weston Rd./Rogers.<br />

Os interessados devem telefonar para o 416-949-3699.<br />

Procuram-se Instaladores de Cozinhas. Os interessados devem telefonar para: 416-830-4366<br />

Escritório para alugar no 1116 <strong>da</strong> Dun<strong>da</strong>s St. West (esquina com Dun<strong>da</strong>s e Ossignton).<br />

Os interessados deverão telefonar para Isabel 416-588-3851<br />

Precisa-se de pessoal para limpeza nas zonas de Niagara Falls, Oskiville, Hamilton, Brampton, Woodbridge<br />

e Mississauga. Os interessados devem ligar para o 416-602-5534<br />

•Oferta de Trabalho:<br />

Precisa-se de professor de Inglês . Classes 2 vezes por semana à noite. Sálario $25.00 à hora.<br />

- A Escola Portuguesa Oficial do First Portuguese avisa todos os Encarregados de Educação com filhos<br />

em i<strong>da</strong>de escolar de que as classes de Português <strong>da</strong><br />

Pré-Primária até ao grau 11 estão a funcionar nas seguintes escolas:<br />

• St. Luke e St Mary of the Angels - 4 - 6pm -2ªs, 3ªs, 5ªs e 6ªs feiras.<br />

• St. Luke Catholic School 9 -12pm Aos Sábados<br />

• Aulas de Portugués p/ Adultos no First - 3ªs e 5ª.s - 6:30 – 8:30pm<br />

• Classes de Inglês Para Adultos –3ªs e 5ª.s 7-9pm – Início Outubro 7<br />

CLASSES DE INTERESSE GERAL<br />

• Classes de Arraiolos aos Sábados 4-6pm<br />

• Classes de Computador Básico P/ Idosos – 2ªs 4ªs, e 6ªs<br />

• Centro de Dia Para Idosos – aberto de 2ª. a 6ª feira <strong>da</strong>s 9am às 5pm


<strong>Post</strong>-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!<br />

6 a 12 de Fevereiro de 2009<br />

29<br />

A Nossa Socie<strong>da</strong>de<br />

1<br />

2<br />

1. Henrique e Antónia Silva<br />

2. José e Paula Reis<br />

3. Wayne e Karen Montagne<br />

4. José e Beatriz Bailão<br />

5. John e Stela Salvador<br />

6. Nicole e Filipe<br />

7. Tony e Eugénia Neves<br />

8. Sandra e Susana<br />

9. Fernando Gonçalves e esposa<br />

3 4<br />

5<br />

6<br />

7<br />

8 9


30 6 a 12 de Fevereiro de 2009 <strong>Post</strong>-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!<br />

FILME DA SEMANA:<br />

Two Lovers<br />

HORÓSCOPO<br />

Por: Paulo Cardoso<br />

CARNEIRO<br />

21/03 A 20/04<br />

Apren<strong>da</strong> a descontrair-se e a conformar-se com as coisas como elas<br />

são; deve, principalmente, dispor-se a aceitar as mu<strong>da</strong>nças. A sua vi<strong>da</strong><br />

está a ser redirecciona<strong>da</strong>, pelo que deve aprender a ler os sinais. Deve<br />

reconhecer as pessoas e as situações que são perturbadoras.<br />

TOURO<br />

21/04 A 20/05<br />

Se analisar o seu estado de espírito neste momento, verá que tende a<br />

ser dominado por uma leve "mania de perseguição". Sente-se inseguro,<br />

insatisfeito, teme mesmo a incompreensão dos outros. É um estado psíquico<br />

passageiro, pois uma análise fria levá-lo-ia a concluir que não<br />

haveria factos concretos que confirmassem o seu receio.<br />

Elenco: Joaquin Phoenix, Gwyneth Paltrow, Vinessa Shaw,<br />

Isabella Rossellini, Samantha Ivers<br />

GÉMEOS<br />

21/05 A 20/06<br />

CARANGUEJO<br />

1/06 A 20/07<br />

Se já há algum tempo aspira por uma posição de destaque onde o seu real<br />

valor seja devi<strong>da</strong>mente apreciado, notará agora alguma hesitação <strong>da</strong> sua<br />

parte em relação a essa ambição. Provavelmente receia enfrentar a incompreensão<br />

dos outros, o que lhe está a provocar uma certa inibição. Esta<br />

fase menos favorável <strong>da</strong> sua vi<strong>da</strong> afectará também os seus relacionamentos<br />

afectivos, pelo que será aconselhável que abdique um pouco <strong>da</strong> sua<br />

inflexibili<strong>da</strong>de e se dirija aos outros de uma forma mais cordial e afectiva.<br />

Tentar modelar as pessoas à sua maneira de ser será a tendência que<br />

neste momento manifestará. A ideia de posse ou de ciúme talvez seja<br />

a causa desta atitude na relação a dois. Cui<strong>da</strong>do, pois pode admitir a<br />

compreensão dos outros para si e, pessoalmente, distanciar-se, sentindo<br />

até uma certa atracção pelo secretismo e pelo enigma.<br />

Género: Romance<br />

Direcção: James Gray<br />

SINOPSE:<br />

Duração: 1 hr. 48 min.<br />

LEÃO<br />

22/07 A 22/08<br />

Entra num momento de reacções um tanto dispersas que podem ir<br />

desde uma sensação de insegurança até à convicção de que não é<br />

compreendido. A revolta interior não o aju<strong>da</strong>rá, pois poderá aumentar<br />

a sua insatisfação. Domine-se.<br />

No Brooklyn, um homem fica dividido entre uma amiga <strong>da</strong> família com<br />

quem seus pais querem que ele se case e uma bela, mas frívola nova vizinha<br />

por quem ele se apaixona.<br />

VIRGEM<br />

23/08 A 22/09<br />

BALANÇA<br />

23/09 A 22/10<br />

Esta energia, recentemente descoberta, poderá transmitir-lhe a febre<br />

pelo trabalho, portanto tente controlá-la antes que seja ela a controlá-lo<br />

a si. A vi<strong>da</strong> vem acompanha<strong>da</strong> de uma nova e excitante sensação,<br />

pelo que deve canalizar essa sensação para acções positivas<br />

que sejam bem sucedi<strong>da</strong>s. A sua energia, com origem no mais profundo<br />

do seu ser, pode ser usa<strong>da</strong> de modo positivo para transformar<br />

a sua vi<strong>da</strong>.<br />

O actual trânsito de Neptuno transporta-o para preocupações que<br />

excedem o campo meramente material e físico. Terá tendência para<br />

se debruçar com maior interesse no campo espiritual, analisando<br />

temas religiosos e as derivações metafísicas. É possível que as ciências<br />

ocultas pren<strong>da</strong>m a sua atenção e que procure encontrar uma<br />

explicação para o considerado sobrenatural.<br />

ESCORPIÃO<br />

23/10 A 21/11<br />

Pode exagerar ou até mesmo fugir à ver<strong>da</strong>deira solução dos problemas<br />

por que está a passar neste momento. Tenha cui<strong>da</strong>do com pessoas dissimula<strong>da</strong>s<br />

e evite violar a lei. Presentemente, tem pouco espírito prático;<br />

as suas ideias de grandeza não se adequam aos seus recursos financeiros,<br />

pessoais e aos conhecimentos que tem à sua disposição. Não<br />

está a prestar a devi<strong>da</strong> atenção aos pormenores nem tem a disciplina<br />

necessária para cooperar com os outros.<br />

SAGITÁRIO<br />

22/11 A 21/12<br />

Não perca a oportuni<strong>da</strong>de de cui<strong>da</strong>r de si mesmo, já que o seu trabalho<br />

e as suas obrigações sociais não serão, nesta altura, o seu melhor<br />

investimento. Trate do seu espaço, <strong>da</strong>s suas coisas e, sobretudo, do<br />

seu corpo, embora com algum esforço. Um regime alimentar adequado<br />

e o exercício físico poderão produzir resultados evidentes, trazendo-lhe<br />

um novo equilíbrio.<br />

Capricornio<br />

22/12 a 20/01<br />

Nesta altura poderá sentir necessi<strong>da</strong>de de desenvolver novas formas<br />

de comportamento, de se tornar mais aberto, mais extrovertido e de<br />

estabelecer relações mais fáceis com o mundo exterior. Verá que os<br />

resultados <strong>da</strong> sua relação com a socie<strong>da</strong>de ou do seu trabalho serão<br />

mais evidentes.<br />

AQUÁRIO<br />

21/01 A 19/02<br />

Muita camara<strong>da</strong>gem e estabelecimento de novos laços de amizade vão<br />

ser possíveis ver realizados durante este período. Tempo propício para<br />

cimentar uma nova relação e ver concretizado os seus sonhos de amor<br />

e romance. Deverá, no entanto, ter alguma cautela nas palavras que<br />

diz para não ferir quem não merece.<br />

Peixes<br />

20/02 a 20/03<br />

Não aceite quaisquer novos projectos que não estejam directamente relacionados<br />

com aquilo que já faz, caso contrário os seus maiores receios<br />

poder-se-ão tornar reais e a sua saúde poderá ser prejudica<strong>da</strong>. Verificará,<br />

também, que está a passar por uma altura de transição com aqueles de<br />

quem gosta e também nos seus relacionamentos. A relação em si mesma<br />

pode constituir uma distracção dos restantes assuntos a que sente ter de<br />

atender. Deverá, nesta altura, concentrar as suas energias e não de as<br />

dispersar em múltiplas áreas.


<strong>Post</strong>-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!<br />

6 a 12 de Fevereiro de 2009<br />

31<br />

Culinária<br />

Lazer<br />

Ingredientes:<br />

Vitela Estufar: 1 kg<br />

Alho: 1 Cabeça<br />

Azeite: 1,5 dl<br />

Vinho Branco: 1 dl<br />

Sal q.b.<br />

Pimenta q.b.<br />

Pimentão doce q.b.<br />

Batatas pequenas (nova de preferência):1 kg<br />

Salsa q.b.<br />

Louro: 2 folhas<br />

Água q.b.<br />

Vitela gratina<strong>da</strong><br />

Confecção:<br />

Picam-se os alhos para um tacho e levam-se a refogar com 3/4 do azeite.<br />

Assim que os alhos estiverem a ganhar cor junta-se a carne corta<strong>da</strong> em fatias de 3 cm e o sal, e<br />

deixa-se a carne ganhar cor de ambos os lados.<br />

Em segui<strong>da</strong> junta-se o vinho, a pimenta, o louro e deixa-se a ferver em lume forte cerca de dois<br />

minutos. De segui<strong>da</strong> diminui-se o lume e acrecenta-se e salsa amarra<strong>da</strong>.<br />

Deixa-se cozinhar em lume brando durante cerca de 1 hora, controlando sempre para que não fique<br />

sem molho e rectificando os temperos.<br />

Assim que a carne estiver macia retira-se do tacho e reserva-se.<br />

Introduzindo no tacho as batatas descaca<strong>da</strong>s que devem ferver durante 7/8 minutos, rectificando<br />

sempre os temperos e nunca deixando acabar o molho que deve ter pelo menos a altura de 2/3 <strong>da</strong>s<br />

batatas.<br />

Quebra-cabeças Sudoku<br />

O objetivo do jogo é a colocação de números de 1 a 9 em ca<strong>da</strong> uma <strong>da</strong>s células vazias<br />

numa grade de 9×9, constituí<strong>da</strong> por 3×3 subgrades chama<strong>da</strong>s regiões. O quebracabeça<br />

contém algumas pistas iniciais. Ca<strong>da</strong> coluna, linha e região só pode ter um<br />

número de ca<strong>da</strong> um dos 1 a 9. Resolver o problema requer apenas raciocínio lógico<br />

e algum tempo.<br />

Coloca-se a carne e as batatas numa assadeira regando com o molho e o restante azeite. Leva-se ao<br />

forno a gratinar.<br />

Sugestões<br />

Servir acompanhado por arroz branco e sala<strong>da</strong> a gosto.<br />

A carne deve ter um laivos de gordura para fique mais macia a cozinhar.<br />

Ingredientes:<br />

Milho verde: 12 espigas<br />

Leite: 8 chávenas<br />

Açúcar: 2,5 chávenas<br />

Sal: q.b.<br />

Curau de milho<br />

Tabela:<br />

10 minutos: Você é um craque!<br />

15-20 minutos: Você domina o jogo.<br />

21-25 minutos: Fazendo progresso.<br />

25 ou mais minutos: Praticar mais.<br />

Solução <strong>da</strong> edição 911<br />

Embora estas duas imagens pareçam idênticas,<br />

teem 7 diferenças.<br />

Tente descobri-las e divirta-se!<br />

Confecção<br />

Lave muito bem as espigas de milho, rale-as cui<strong>da</strong>dosamente num ralador e raspe bem os<br />

sabugos com a aju<strong>da</strong> de uma colher. Coloque numa tigela e acrescente o leite, misture bem e<br />

deixe a massa descansar 10 minutos; coloque dentro de um pano bem limpo ou peneira fina<br />

e esprema muito bem. Unte com um pouco de óleo uma forma de bolo com furo no meio.<br />

Coloque numa panela o caldo de milho e acrescente o açúcar; misture bem e leve ao lume<br />

cozinhando lentamente até o curau engrossar, cerca de 40 minutos. Despeje a mistura na<br />

forma unta<strong>da</strong> e deixe arrefecer. Leva ao congelador e sirva salpicando com um pouco de<br />

canela.<br />

7<br />

D<br />

I<br />

F<br />

E<br />

R<br />

E<br />

N<br />

Ç<br />

Aberto<br />

aos sábados<br />

A<br />

S


32 6 a 12 de Fevereiro de 2009<br />

<strong>Post</strong>-Milénio... Às Sextas-feiras, bem pertinho de si!

Hooray! Your file is uploaded and ready to be published.

Saved successfully!

Ooh no, something went wrong!