Views
1 year ago

Síntese TFG I 2017

Esse trabalho de

Esse trabalho de graduação consiste em uma pesquisa sobre o surgimento de favelas no Brasil, com maior foco nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, comparando as favelas de Paraisópolis-SP e Vidigal-RJ quanto as suas condições sociais, suas origens e como as duas lidam com a Gentrificação a qual estão inseridas. Como reagem às diferenças de classes sociais e quais as dificuldades/benefícios que isso traz para ambas. Esse trabalho poderá ser utilizado pelas próprias Associações de Moradores das favelas, por arquitetos urbanistas que irão desenvolver algum trabalho nesses territórios e inclusive a própria prefeitura de ambas as cidades, caso haja algum interesse em urbanizar as favelas citadas. A comparação foi feita para compreender até que ponto a Gentrificação agrega ou tira benefícios desses locais, e o porquê desses benefícios ou malefícios. Quais são as diferenças entre ambas? Qual o processo de formação das duas comunidades? Por que uma é tão aberta ao processo de gentrificação e a outra tem uma resistência tão bem formada? Esse trabalho de graduação procura responder a todas essas questões e entender o papel do arquiteto urbanista para melhorar a vida de quem mora nesses locais. Paraisópolis-SP. Disponível em: . Mapa do Vidigal-RJ. Disponível em: . Paraisópolis-SP.. Disponível em: < http://paraisopolis.org/>. Vidigal-RJ. Disponível em: < http://blogs.reuters.com/photographers -blog/2013/07/15/slumdog-gringos/>. Esquema de Gentrificação. Disponível em: < http://www.courb.org/pt/o-que-e-gentrificacao-e-por-quevoce-deveria-se-preocupar-com-isso/>. PRANCHA SÍNTESE DO TRABALHO FINAL DE GRADUAÇÃO I (tfg i) 2017/01 aluna: IARA BARBOZA CORDEIRO orientador: MÁRIO LUIS ATTAB BRAGA GENTRIFICAÇÃO EM FAVELAS URBANAS Comparação Vidigal e Paraisópolis Bibliografia: http://paraisopolis.org/; http://www.vidigal100segredos.com.br/; http://www.courb.org/pt/o-que-e-gentrificacao-epor-que-voce-deveria-se-preocupar-com-isso/; http://www.entendafavela.com.br/comunidade-ou-favela/;

Síntese TFG I * 2017/1 Título: Escola Infantil - Um novo conceito de aprendizagem Aluno: Jéssica Caroline Schwingel Ribeiro Orientador: Alessandra Natali Queiroz Arquitetura UNIMEP Tema A educação infantil inicia-se no convívio familiar, porém com as mudanças no estilo de vida nos últimos anos, esse processo de educar está sendo dividido com a escola cada vez mais cedo. “O espaço arquitetônico escolar deve ser acolhedor, seguro e aconchegante para receber com toda infra-estrutura todos os tipos de criança. Só assim os pais se sentirão seguros em deixar seus filhos nessas escolas, os professores terão melhores condições de trabalho, e a criança também terá mais autonomia para vivenciar esse espaço.” (CARVALHO, 2008) A escola infantil e creche é o primeiro contato da criança com o estudo. Por isso, deve existir um cuidado especial em criar espaços adequados, convidativos, exploráveis, dinâmicos e lúdicos, fazendo com que elas aprendam de diversas formas e estimulando a criatividade, curiosidade e o interesse em aprender. Espaço O município de Limeira está localizado no interior paulista, 154 km a noroeste da capital. Referências Family Box Pequim, China Brasil,São Paulo, Limeira Figura 1: Localização cidade escolhida no país. Fonte: Google Earth, mar. 2017. Organizado pela autora Jardim de Infância e Creche KM Osaka, Japão Pertece á Região Administrativa de Campinas, é uma cidade de médio porte, com área de 581,000km² (2015), que corresponde a 0,23% do território paulista, uma população estimada de aproximadamente 298.701 habitantes (2016). Apresenta densidade demográfica de 474,7 hab/km2, segundo o IBGE (2010). A área de intervenção está localizada na região noroeste da cidade, entre os bairros Belinha Ometto e Geada e tem aproximadamente 18.000 m² de área livre. Jardim de Infância Yutaka Saitama, Japão Área do Projeto CEU existente Figura 2: Localização da área de projeto. Fonte: Google Earth, mar. 2017. Organizado pela autora Proposta Projetar uma escola infantil na qual a filosofia seja baseada nas brincadeiras, encorajando as crianças a desenvolverem seus pensamentos e idéias de maneira ativa. Um local onde os ambientes sejam adaptados, acolhedores e alegres, que favoreçam o desenvolvimento da criança. Pretende-se promover espaços apropriados que proporcionem diversas atividades educativas ao longo do dia, um projeto convidativo a infância, que acolha os filhos com segurança e gere tranquilidade aos pais. Intergenerational L. Center Seattle,Estados Unidos. A escola deve ter espaços nos quais poderão ser realizadas atividades simultâneas, onde os móveis favoreçam a convivência entre alunos e que tenham ferramentas para facilitar a aprendizagem. A parceria entre escola e comunidade é indispensável para uma educação de qualidade e depende de uma boa relação entre familiares, gestores, professores, funcionários e estudantes “Brincando (e não só) a criança se relaciona, experimenta, investiga e amplia seus conhecimentos sobre si mesma e sobre o mundo que está ao seu redor. Através da brincadeira podemos saber como as crianças vêem o mundo e como gostariam que fosse, expressando a forma como pensam, organizam e entendem este mundo.” (FANTIN, 1996) O complemento desta proposta seria a criação de ambientes e atividades, onde idosos possam ter acesso a escola, possibilitando que as crianças entendam que o processo de envelhecimento é algo natural e para que elas aprendam a lidar com pessoas com deficiência e limitações. Já para os idosos, a iniciativa procura amenizar a triste realidade de envelhecer isoladamente. De acordo com estudos realizados, 43% dos idosos têm uma experiência social de isolamento que pode levar a solidão, depressão, declínio mental e físico. E o que as crianças podem levar a eles é o oposto: diversão, alegria e um sentimento de que não foram esquecidos e que ainda têm muito para ensinar. O espaço arquitetônico pode e deve contribuir com esse desenvolvimento, possibilitando a criança aprender e brincar de forma espontânea. BASSÍLIO, A. L. Centro de Referências em Educação Integral, 16 fev. 2017. Disponivel em: . Acesso em: 06 mar. 2017. CARVALHO, T. C. D. Arquitetura escolar inclusiva: construindo espaços para educação infantil. Universidade de São Paulo. [S.l.]. 2008. FANTIN, M. Jogo, Brincadeira e Cultura na Educação Infantil. Universidade Federal de Santa Catarina. [S.l.]. 1996. HILSDORF, M. L. S. História da Educação Brasileira: leituras. São Paulo: [s.n.], 2003. REGINA, M. Influência da Arquitetura no Espaço Fisíco das Creches. Unileste. [S.l.]. 2013. Figura 3: Family Box. Fonte: Archdaily, jan, 2015. Figura 4: Jardim de Infância e Creche KM. Fonte: Archdaily, mar, 2017. Figura 5: Jardim de Infância Yutaka. Fonte: Archdaily, mai, 2016. Figura 6: Intergenerational L. Center. Fonte: Globo, jun, 2015. Figura 3: Disponível em: http://www.archdaily.com.br/br/760003/family-box-em-pequim-sako-architects Figura 4: Disponível em: http://www.archdaily.com.br/br/867453/jardim-de-infancia-e-creche-km-hibinosekkei-plusyouji-no-shiro Figura 5: Disponível em: http://www.archdaily.com.br/br/787601/jardim-de-infancia-yutaka-sugawaradaisuke Figura 6: Disponível em: http://revistamarieclaire.globo.com/Web/noticia/2015/06/creche-instalada-dentro-de-larpara-idosos-nos-eua-promove-experiencia-inovadora-e-emocionante-assista.html

KONTROLA NA TERENU MJERA 101 I 103 IPARD PROGRAMA
Strateška procjena utjecaja plana i programa na okoliš - zavod pgz ...
Izvješće o napretku i ostvarivanju Milenijskih ciljeva razvoja u ...
Strategjia e tik-së për periudhën 2012 - 2017 - Këshilli Gjyqësor i ...
Educació postural a Primària. Proposta d'una metodologia i ...
CÁC LOẠI THẺ PHỔ BIẾN HIỆN NAY TRÊN THẾ GIỚI - mk.com.vn
Pravilnik o standardima i normativima te načinu i postupku ...
Đački turizam i regulativa vezana za Ministarstvo nauke i prosvete
Podrška za hrabrost i ideje malih i srednjih preduzeća ... - ACIPS
5 tema znanost teorija i praksa sporta i sportskog treninga
UNICEF_SPIS_Bilten_2012 - Federalno ministarstvo rada i ...
Instrument pretpristupne pomoći (IPA) - Ministarstvo regionalnoga ...
AP GOB - Vlada Federacije Bosne i Hercegovine
Izmjene i dopune 2 - komunalna infrastruktura - Bjelovarsko ...
MINISTARSTVO, MORA, TURIZMA, PROMETA I RAZVITKA ... - Biznet
KABINETI etc. - Hrvatska akademija znanosti i umjetnosti
Pregled podnositelja i odobrenih programa promicanja ... - Zagreb.hr
INTERNA I PEDIJATRIJA SO NEGA ISPITNA PROGRAMA
ovdje - Agencija za mobilnost i programe EU
6. Prve izmjene i dopune Programa gradnje objekata i ... - Grad Poreč
Odluka o utvrđivanju uslova, kriterija i postupka za izbor i ...
Pravilnik o sadržaju i obliku svjedodžbi, diploma i potvrda te ...
Poziv za iskaz interesa.pdf - Ministarstvo regionalnoga razvoja i ...