Jornal PROJECTO 12-15 N.º 1 (PDF - Escola Intercultural

escolaintercultural.pt

Jornal PROJECTO 12-15 N.º 1 (PDF - Escola Intercultural

No dia 16 de Novembro comemorou-se o

Dia Mundial da Tolerância.

A propósito deste dia os alunos da

turma J, na aula de Formação Cívica,

deixaram estas mensagens:

.

“Para ser tolerante devo aceitar as pessoas como elas são

e respeitar a sua religião e a sua cor.”

David Graça

“ Ser tolerante é aceitar o que os outros fazem e o que os outros dizem.”

Bruno Freitas

“ Para ser tolerante devo respeitar os outros.”

Rúben

“ A intolerância é rejeitar as pessoas.”

Amilton

“ Para ser tolerante não devo rejeitar as pessoas, mas aceitá-las como elas são. “

Márcio

“Para ser tolerante devo aceitar os outros como eles são. “

Gil

“ Respeitar para ser respeitado é o princípio da tolerância. “

Dárcio

“ A intolerância é não respeitar as pessoas.”

Miguel

“ Para ser tolerante devo ser respeitador.”

José

“ A tolerância para mim é respeitar as pessoas como elas são e nunca desprezar ninguém. “

Alcibíades.

“ Ser tolerante é tratar as pessoas bem. “

Juvenal

“ Para ser tolerante não devo virar as costas às pessoas mesmo quando elas são

diferentes de mim.”

Marina

“ Quero ser tolerante: não vou rejeitar os outros só porque são diferentes. “

Diogo

A orquestra de Djambes do Projecto 12-15 actuou na

passada terça-feira dia 23 de Novembro nas comemorações dos 21 anos

da Convenção dos Direitos da Criança.

O evento foi organizado pelos PIEC, programa para a inclusão e cidadania

e teve lugar na sala de espectáculos dos Recreios da Amadora.

Uma boa actuação da Orquestra que mais uma vez mostrou uma boa

imagem da sua Escola.

As drogas são um problema que cada vez mais afecta os adolescentes e é, nesta fase, que se dão os primeiros passos no

consumo, por curiosidade, por pressão dos seus colegas ou porque acham que é uma forma de se alhearem dos seus

problemas

Mas o que é considerado uma droga? A droga é qualquer substância natural ao sintética que, ao ser introduzida no

organismo, pode modificar uma ou várias das suas funções. Inicialmente, grande parte das drogas começaram por ter um

efeito “curativo” no organismo. A sua descoberta e utilização tem sido considerada benéfica para a medicina. No entanto,

algumas pessoas começaram a utilizá-las com fins não-médicos, devido às suas características, à primeira vista, atractivas. É

muito difícil diferenciar a experimentação do uso frequente, do abuso e da adição ou da farmacodependência, mas é

possível fazer algumas generalizações:

- quanto mais cedo um adolescente inicia o uso de uma substância, maior é a probabilidade do aumento na quantidade e

na variedade do uso;

- os adolescentes são comummente menos capazes de limitar o uso do que os adultos;

A dependência é uma necessidade mais ou menos irresistível, de origem física ou psíquica ou ambas, de continuar a consumir

a droga que satisfaz essa necessidade. Manifesta-se de forma agressiva quando se interrompe repentinamente a

administração da droga, produzindo-se então aquilo que se conhece por "síndrome de abstinência". As manifestações dessa

síndrome variam muito de pessoa para pessoa (em função da idade, tolerância à droga, tipo de substância). Mas, em todos

eles, no entanto, aparecem alterações psicopatológicas, como por exemplo, alucinações, insónias, crises convulsivas, dores

musculares, entre outras. A dependência é por vezes tão forte que o drogado se sente arrastado a empregar todos os meios,

lícitos ou ilícitos, para satisfazer a necessidade que tem. Os toxicodependentes manifestam uma irritabilidade desmedida,

mudanças de humor, violência, discutem frequentemente com a família, baixam o rendimento escolar ou profissional, perdem

amizades, vendem objectos dos familiares, roubam e acabam por cair nas prisões ou morrem.

As drogas estão classificadas em três categorias: as estimulantes, as depressoras e as perturbadoras das actividades mentais.

O termo droga envolve analgésicos, tranquilizantes, álcool e o tabaco que nem sempre são vistos como drogas porque, ao

contrário do haxixe, do ecstasy, da cocaína, da heroína, são legais.

É importante intervir, antes que seja tarde demais. Por isso, foi organizada uma palestra

informativa sobre o consumo de drogas e as suas consequências cujo interlocutor foi um

técnico da CRETA. Foi dada uma oportunidade aos alunos para esclarecerem as suas dúvidas

em relação a este tema já que tinham à sua disposição alguém que lida diariamente com

toxicodependentes em recuperação.

10

More magazines by this user
Similar magazines