Views
4 years ago

O Empoderamento como estratégia de inclusão das mulheres nas ...

O Empoderamento como estratégia de inclusão das mulheres nas ...

significativa

significativa de mulheres, cuja experiência de vida em relação aos homens proporciona a elas uma compreensão diferenciada das necessidades, preocupações e interesses. 4. Conquistas Educacionais - é o requisito fundamental para o empoderamento das mulheres em todas as esferas da sociedade. Sem educação de qualidade as mulheres não conseguem acesso a empregos bem-pagos do setor formal, nem avanços na carreira, participação e representação no governo e influência política. Educação e alfabetização reduzem índices de mortalidade infantil e ajudam a diminuir as taxas de fertilidade. 5. Saúde e bem-estar - de acordo com a Organização Mundial da Saúde, 585 mil mulheres morrem a cada ano, mais de 1.600 por dia, de causas relacionadas à gravidez e ao parto; dos 46 milhões de abortos anuais em todo o mundo, cerca de 20 milhões são realizados de forma insegura e resultam na morte de 80 mil mulheres por complicações; As taxas de fertilidade de adolescentes e o elevado número de gravidez na adolescência também são incluídas como indicadores de riscos à saúde entre mulheres de 15 a 19 anos. Portanto, o empoderamento implica a alteração radical dos processos e das estruturas que reproduzem a posição da mulher como submissa. No campo das discussões sobre desenvolvimento, o empoderamento é visto por algumas ONGs como principal estratégia de combate à pobreza e de mudanças nas relações de poder. Dentre as condições prévias para o empoderamento da mulher, estão os espaços democráticos e participativos, assim como a organização das mulheres. O movimento de mulheres tem situado o empoderamento no campo das relações de gênero e na luta contra a posição socialmente subordinada das mulheres em contextos específicos. O termo empoderamento chama a atenção para a palavra “poder” e o conceito de poder enquanto relação social. O poder (na ciência política geralmente vinculado ao Estado) pode ser fonte de opressão, autoritarismo, abuso e dominação. Na proposta do feminismo, porém, pode ser uma fonte de emancipação, uma forma de resistência. Empoderamento na perspectiva feminista é um poder que afirma, reconhece e valoriza as mulheres; é precondição para obter a igualdade entre homens e mulheres; representa um desafio às relações patriarcais, em especial dentro da família, ao poder dominante do homem e a manutenção dos seus privilégios de gênero. Implica a alteração radical dos processos e das estruturas que reproduzem a posição subalterna da mulher como gênero; significa uma mudança na dominação tradicional dos homens sobre as mulheres, garantindo-lhes a autonomia no que se refere ao controle dos seus corpos, da sua sexualidade, do seu direito de ir e vir, bem como um rechaço ao abuso físico e as violações. Os estudos feministas partem do pressuposto que o empoderamento das mulheres é condição para a eqüidade de gênero. O primeiro passo para o empoderamento deve ser o despertar da consciência por parte das mulheres em relação à discriminação de gênero: reconhecer que existe 2

desigualdade entre homens e mulheres, indignar-se com esta situação e querer transformá-la. Para se empoderarem, as mulheres devem melhorar a auto-percepção que tem sobre si mesmas, acreditar que são capazes de mudar suas crenças em relação a submissão e despertar para os seus direitos Para Friedmann (1996, p.50), “não são os indivíduos, mas as unidades domésticas que são ‘pobres’, a própria pobreza deve ser redefinida como um estado de desempoderamento”. As mulheres pobres são excluídas dos direitos mínimos porque suas famílias não tiveram ou não têm acesso ao poder social para melhorar as condições de vida de seus membros; elas não têm acesso ao poder político porque não compartilham as tomadas de decisões; não possuem o poder da voz, nem o da ação coletiva. Da mesma forma, não têm acesso ao poder psicológico que decorre da consciência individual de força e manifesta-se na autoconfiança. Em suma, não são consideradas cidadãs. Tipos de empoderamento Friedmann (1996, p. viii) afirma que empoderamento “é todo acréscimo de poder que, induzido ou conquistado, permite aos indivíduos ou unidades familiares aumentarem a eficácia do seu exercício de cidadania”. Ele aponta três tipos de empoderamento, importantes para as unidades domésticas: o social, o político e o psicológico. O social refere-se ao acesso a certas “bases” de produção doméstica, tais como informação, conhecimento e técnicas, e recursos financeiros. Prevê o acesso à instituições e serviços e capacidade de influência à nível público. O político diz respeito ao processo pelo qual são tomadas as decisões; não é apenas o poder de votar, mas, principalmente, o poder da voz e da ação coletiva que importa; significa maior participação no âmbito político inclusive o acesso a ocupar cargos de representação e direção. O psicológico ou pessoal inicia com o despertar da consciência em relação à sua autonomia e desenvolvimento pessoal; envolve auto- estima e auto-confiança; ter controle sobre a sua própria sexualidade, sobre a reprodução e sobre a sua segurança pessoal; decorre da consciência individual de força. Portanto, a motivação primária consiste na superação da pobreza, que por sua vez exige a tomada de consciência, principalmente por parte das mulheres pobres, de seu poder social, político e psicológico. No combate à pobreza, o empoderamento orienta-se para a conquista da cidadania, isto é, a conquista da plena capacidade de um ator individual ou coletivo de usar seus recursos econômicos, sociais, políticos e culturais para atuar com responsabilidade no espaço público na defesa de seus direitos, influenciando as ações dos governos na distribuição dos serviços e recursos. Para que haja empoderamento Sonia Montaño (2001) propõe as seguintes condições: 3

Trabalhando com Mulheres Jovens: Empoderamento ... - Promundo
INFORMATIVO MULHER E MEIO AMBIENTE - Centro de ...
II Plano Nacional de Políticas para as Mulheres - BVS Ministério da ...
Novos possíveis : estratégias identitárias de mulheres oriundas da
Turismo, Espaço e Estratégias de Desenvolvimento Local - Index of ...
Direitos e Deveres das Mulheres Presas - Defensoria
O pré-natal e a atenção à saúde da mulher na ... - Faculdade Social
nós, mulheres, não temos ainda garantidos ... - Direito à moradia
diretrizes_feminicidio_FINAL
Autonomia Econômica e Empoderamento da Mulher - Funag
O empoderamento da mulher na agricultura familiar de ...
Adaptação, género e empoderamento das mulheres
PRONAF MULHER: perspectivas para o empoderamento ... - alasru
GÊNERO, PODER E EMPODERAMENTO DAS MULHERES1
O Empoderamento da Mulher ea Igualdade de Gênero - fea-RP
Empoderamento e direitos no combate à pobreza - ActionAid Brasil
Estratégias de sobrevivência das mulheres proprietárias de ...
A INCLUSÃO DA MULHER BRASILEIRA NO ... - Sports In Brazil
Software livre como estratégia de inclusão digital: O caso da UFRB ...
Meirelaine Gasparoni - Água, Mulheres e Desenvolvimento - Ufop
Moda e Artesanato: Inclusão no Programa Social Mulheres Mil ...
A mulher nas decisões da Justiça do Trabalho - Universidade ...
Joyce Anselmo A Inclusão das Mulheres no Mundo das Finanças
A Inclusão das Mulheres na Polícia Militar de Santa Catarina
estratégias de atenção a saúde da mulher - ABEn Eventos