Views
11 months ago

leitura (1)

INTERNACIONAL SECTION

INTERNACIONAL SECTION NAME SALÁRIO MÍNIMO ESPANHOL AUMENTA NOS PRÓXIMOS TRÊS ANOS 16 INTERNACIONAL A subida acumulada de 19% fica condicionada, no entanto, ao crescimento da economia e à criação de postos de trabalho. O Governo espanhol chegou a acordo com os parceiros sociais para uma subida progressiva do salário mínimo durante os próximos três anos. Foi decidida uma primeira subida de 28 euros. O salário mínimo em Espanha passa a ser de quase 736 euros euros em 2018. Se, no próximo ano, o salário mínimo sobe 4%, espera-se que, em 2019, a subida seja de 5% e, em 2020, de 10%, até chegar a 850 euros por mês. Um aumento condicionado ao crescimento económico Uma subida acumulada de 19% que, no entanto, fica condicionada ao crescimento económico e à criação de emprego. O Presidente do Governo espanhol, Mariano Rajoy, e a ministra do Emprego e da Segurança Social, Fátima Báñez, assinaram as medidas com os principais sindicatos e a Confederação Espanhola de Pequenas e Médias empresas, a Cepyme. O encontro teve lugar no Palácio da Moncloa. estatística Eurostat, Espanha teve dos menores crescimentos de salário da zona euro nos primeiros quatro meses do ano, em comparação com o período homólogo. Espera-se que o aumento do salário mínimo decidido para 2018 beneficie cerca de meio milhão de trabalhadores. No entanto, apenas 3,5% deste conjunto de trabalhadores se encontram inscritos no sistema espanhol de segurança social. O produto interno bruto terá de aumentar pelo menos 2,5%. Deverão ser criados pelo menos 450 mil postos de trabalho nos próximos três anos. De acordo com a agência europeia de Janeiro | 2018

17 INTERNACIONAL CONNECTION NICOLÁS MADURO ACUSA PORTUGAL DE TER SABOTADO O NATAL DOS VENEZUELANOS INTERNACIONAL através dos Comités Locais de e levou quatro mil toneladas de pernil congelado. O presidente Venezuela, Nicolás da Maduro, acusou Portugal de sabotar a importação de pernil de porco por parte do governo venezuelano, que não cumpriu a promessa de distribuir entre o povo este tradicional alimento de Natal. “O que se passou com o pernil? Fomos sabotados, e posso falar de um país em particular: Portugal. Estava tudo pronto, comprámos todo o pernil que havia na Venezuela, mas tínhamos de importar, e sabotaram a compra”, disse Nicolás Maduro. O pernil de porco faz parte das tradições de Natal na Venezuela. E, numa altura de crise e de escassez de alimentos no país, o Presidente Nicolás Maduro prometeu oferecer pernil aos venezuelanos, bastecimento e Produção. A promessa não foi cumprida, e agora o sucessor de Hugo Chávez acusa Portugal de ter sabotado os seus planos. No entanto, Maduro não detalhou de que forma, na sua opinião, Portugal terá boicotado a chegada dos pernis à Venezuela. No final do ano passado, a Venezuela comprou pernil em Portugal, através de um negócio com a empresa Agrovarius. Segundo o Jornal de Negócios, a empresa vendeu 14 mil toneladas de carne para a Venezuela por 63,5 milhões de euros. Em julho de 2013, como noticiou então o Público, Maduro veio a Portugal, numa viagem em que contratou as mais diversas infraestruturas, um parque de 12 mil casas pré-fabricadas Entretanto, o governo português já se demarcou das acusações feitas pelo presidente venezuelano: “O governo português não tem, seguramente, esse poder de sabotar pernil de porco”, garantiu o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, à TSF. “Nós vivemos numa economia de mercado. As exportações competem às empresas”, acrescentou, dizendo que iria questionar a embaixada portuguesa na Venezuela acerca deste caso, mas repetindo que “obviamente não há aqui nenhuma interferência política; o governo português não interfere no pernil de porco”. Fontes não oficiais dão conta de que pelo menos seis milhões de venezuelanos esperavam ter acesso a pernil a preços subsidiados pelo Estado durante a época festiva do Natal. Residentes de dois bairros populares de Caracas, La Vega e Antímano, saíram à rua, na noite de quarta-feira, para protestar pela falta de pernil de porco, de alimentos e de gasolina. Janeiro | 2018

mud
e-book-mercadao-de-madureira
Capa 1.indd - Lux - Iol
Boletim Comunidades n.º 32 - Madeira no Mundo
AMINotícias Nº 55 - 1º Trimestre de 2012
Preparados para o mundo - Anodyne Therapy Europe
PME Magazine - Edição 8 - Abril 2018
ES.COL.A TENTA REGRESSAR - O Primeiro de Janeiro
os novos nomEs DE onDE morA P.5 - A Voz de Portugal
A adoção no Brasil das normas internacionais de ... - Faap