*Abril/2020 Referência Industrial 217

jotacomunicacao

COMBATE - Banco Central anuncia pacote de medidas contra a pandemia para apoiar a indústria

A VIEW INTO

THE FUTURE

INVESTMENT IN

TECHNOLOGY

IS ESSENTIAL

TO GROWTH

VISÃO DE

FUTURO

INVESTIMENTO EM

TECNOLOGIA É ESSENCIAL

PARA CRESCER


DURABILIDADE E DESEMPENHO

C L A S S E M U N D I A L

CORRENTES ESPECIAIS

Todos os equipamentos e máquinas da Mendes que demandam aplicação de

correntes são entregues com os produtos Mac Chain, o que garante aos nossos

clientes soluções confiáveis e duradouras, com maior vida útil e disponibilidade de

máquina, reduzindo custos de manutenção. Além de soluções para serrarias, a Mendes

fornece produtos Mac Chain para uma grande variedade de outros segmentos industriais.

CONSULTE NOSSO DEPARTAMENTO COMERCIAL PARA MAIS INFORMAÇÕES.

SOLUÇÕES COMPLETAS PARA INDÚSTRIA DA MADEIRA

Scanners e Softwares de Otimização - Máquinas de Afiação - Correntes Especiais - Picadores - Peneiras - Descascadores - Estufas de Secagem - Transportadores de Resíduos

55 49 3241 .0066 /Mendesmaquinas

www.mendesmaquinas.com.br


SUMÁRIO

INDUSTRIAL

52

2020

32

42

38

MADEIRA

ANUNCIANTES DA EDIÇÃO

Alca Máquinas 07

AWK Máquinas 23

Contraco 41

Dan Power 17

DRV Ferramentas 09

Engecass 11

Fezer 55

H Bremer 31

Icaterm 61

KLA 65

Linck 05

Máquinas Águia 67

Máquinas Dudi 45

Mendes Máquinas 02

Mill Indústrias 19

Mill Indústrias 51

Mill Indústrias 68

MSM Química 13

Picoloto 49

Prêmio REFERÊNCIA 21

Show Florestal 25

Tecnovapor 63

Vantec 15

XH MAR Bethlehem 27

SUMÁRIO

06 Editorial

08 Cartas

10 Bastidores

12 Coluna Flavio C. Geraldo

14 Notas

24 Aplicação

26 Frases

28 Entrevista

32 Principal Oportunidades constantes

38 Economia

42 Marcenaria

46 Especial

52 Opinião

56 Madeira Tratada

58 Artigo

64 Agenda

66 Espaço Aberto

04

referenciaindustrial.com.br ABRIL 2020


TECNOLOGIA DE PONTA PARA SERRARIAS

Curitiba – PR - Brasil

: +55 41 3332 5442

@ : bkrick@bkrick.com.br

: www.bkrick.com.br

www.linck.com

Sucesso garantido com a nossa

competência e experiência

mais de 150 linhas de perfilagem em uso ao redor do mundo

serrarias com otimização de tábuas laterais e aumento de rendimento desde 1983

serrarias com corte em curva desde 1989

serrarias para corte de toras classificadas por dimensão e não classificadas

Inovação. Qualidade.

Economia.

MADE IN GERMANY


EDITORIAL

DESAFIO

PARA O PAÍS

NA CAPA

A Revista da Indústria da Madeira / The Magazine for the Forest Product

www.referenciaindustrial.com.br

COMBATE - Banco Central anuncia pacote de medidas contra a pandemia para apoiar a indústria

A

atual crise, gerada pelo surto do

novo coronavírus, pegou de surpresa

a economia brasileira. O país, recém-

-saído de uma das maiores recessões

de sua história, estava prestes a retomar

o crescimento econômico, após as aprovações

de reformas fundamentais, como a previdenciária.

Mas com a paralisação de diversos setores

produtivos, o governo terá agora um novo desafio

pela frente. Sobre o assunto, esta edição da RE-

FERÊNCIA INDUSTRIAL traz na editoria de Economia

uma reportagem sobre as medidas do Banco

Central brasileiro para derrotar a crise. Além disso,

trazemos reportagens exclusivas nas editorias de

Marcenaria e Madeira Tratada, assim como novidades

do setor. Tenha uma ótima leitura!

ESTAMPA A CAPA DESTA

EDIÇÃO MONTAGEM DAS

CALDEIRAS FORNECIDAS PELA

EMPRESA H BREMER

EXPEDIENTE

ANO XXII - EDIÇÃO 217 - ABRIL 2020

Ano XXII • N°217 • Abril 2020

A VIEW INTO

THE FUTURE

INVESTMENT IN

TECHNOLOGY

IS ESSENTIAL

TO GROWTH

VISÃO DE

FUTURO

INVESTIMENTO EM

TECNOLOGIA É ESSENCIAL

PARA CRESCER

06

CHALLENGE FOR THE

COUNTRY

T

he current crisis, generated by the

outbreak of the novel coronavirus,

took the Brazilian economy by surprise.

The Country, fresh from one of

the most significant recessions in its

history, was about to resume economic growth

after approvals of fundamental reforms such as

social security. But with the shutdown of several

productive sectors, the Government will now have

a new challenge ahead. On the subject, this issue

of REFERÊNCIA Industrial, in the Economics Section,

has a report on the measures taken by the

Brazilian Central Bank to defeat the crisis. Also,

we have exclusive stories in the Woodworking and

Treated Wood Sections, as well as news from the

Sector.

Pleasant reading!

referenciaindustrial.com.br ABRIL 2020

Diretor Comercial / Commercial Director - Fábio Alexandre Machado

fabiomachado@revistareferencia.com.br

Diretor Executivo / Executive Director - Pedro Bartoski Jr.

bartoski@revistareferencia.com.br

Redação / Writing

Murilo Basso

jornalismo@revistareferencia.com.br

Colunista / Columnist

Flavio C. Geraldo

Paulo Pupo

Depto. de Criação / Graphic Design

Fabiana Tokarski e Fabiano Mendes / Supervisão

Crislaine Briatori Ferreira, Gabriel Santos Ferreira

criacao@revistareferencia.com.br

Depto. Comercial / Sales Departament - Gerson Penkal, Jéssika Ferreira,

Tainá Carolina Brandão

comercial@revistareferencia.com.br

fone: +55 (41) 3333-1023

Representante Comercial - Dash7 Comunicação - Joseane Cristina Knop

Tradução / Translation - John Wood Moore

Depto. de Assinaturas / Subscription

assinatura@revistareferencia.com.br

0800 600 2038

ASSINATURAS

0800 600 2038

Periodicidade Advertising

GARANTIDA GARANTEED

Veículo filiado a:

A Revista REFERÊNCIA - é uma publicação mensal e independente, dirigida aos produtores e

consumidores de bens e serviços em madeira, instituições de pesquisa, estudantes universitários, orgãos

governamentais, ONG’s, entidades de classe e demais públicos, direta e/ou indiretamente ligados ao

segmento madeireiro. A Revista REFERÊNCIA do Setor Industrial Madeireiro não se responsabiliza por

conceitos emitidos em matérias, artigos ou colunas assinadas, por entender serem estes materiais de

responsabilidade de seus autores. A utilização, reprodução, apropriação, armazenamento de banco

de dados, sob qualquer forma ou meio, dos textos, fotos e outras criações intelectuais da Revista RE-

FERÊNCIA são terminantemente proibidos sem autorização escrita dos titulares dos direitos autorais,

exceto para fins didáticos.

Revista REFERÊNCIA is a monthly and independent publication directed at the producers and

consumers of the good and services of the lumberz industry, research institutions, university students,

governmental agencies, NGO’s, class and other entities directly and/or indirectly linked to the forest based

segment. Revista REFERÊNCIA does not hold itself responsible for the concepts contained in the material,

articles or columns signed by others. These are the exclusive responsibility of the authors, themselves. The

use, reproduction, appropriation and databank storage under any form or means of the texts, photographs

and other intellectual property in each publication of Revista REFERÊNCIA is expressly prohibited without

the written authorization of the holders of the authorial rights.


NOSSO TRABALHO É TORNAR

AS EMPRESAS MELHORES!

Somos especialistas em soluções

completas e produtivas para seu

beneficiamento de madeira.

LIXADEIRA DE

ACABAMENTO FLADDER

SERRA MúLTPLA

DE ESTEIRA

Plaina desengrossadeira

DUPLA face

Plaina desengrossadeira

DUPLA face com serra Múltipla

LIXADEIRA BANDA LARGA

Serra circular

Refiladeira com esteira

alcamaquinassc

alca.maquinas

Alca Comércio de Máquinas

alcamaquinas.com

(47) 3357-9258

(47) 3357-2666

comercial@alcamaquinas.com.br

Plaina Moldureira

seis eixos


INCREASED PRODUCTION

IS ESSENTIAL FOR THE

FOREST PRODUCT

SECTOR

ECONOMIA - Confiança empresarial e disposição para investir estão em alta no mercado interno

CARTAS

A Revista da Indústria da Madeira / The Magazine for the Forest Product

CARTAS

CAPA DA EDIÇÃO 216 DA

REVISTA REFERÊNCIA INDUSTRIAL, MÊS DE MARÇO DE 2020

MADEIRA TRATADA

www.referenciaindustrial.com.br

Ano XXII • N°216 • Março 2020

CRESCIMENTO

ACELERADO

AUMENTO DE PRODUÇÃO É ESSENCIAL

PARA O SETOR MADEIREIRO

ACCELERATED

GROWTH

MARCENARIA

Por Leonardo Trevisan -

São José dos Pinhais (PR)

Trabalho há 5 anos no

ramo da marcenaria

e a reportagem sobre

aproveitamento de

recursos reforçou o que já

sabia e ainda trouxe várias

informações importantes

para o meu pequeno

negócio. Excelente

reportagem!

Por Teodora Fontoura -

Lages (SC)

Que belo cartão postal a ponte pênsil de

Piracicaba! O uso da madeira tratada, de forma

sustentável e econômica, só acrescenta ainda

mais beleza e importância a essa maravilhosa

construção da cidade.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Foto: divulgação

ENTREVISTA

Por Pedro Melo -

Belo Horizonte (MG)

ESPAÇO ABERTO

Por Osmar Assunção -

Belém (PA)

Muito interessante o artigo de opinião do

professor José Pio Martins. A reforma tributária é

assunto essencial para a pauta política brasileira

se desejamos nos tornar um país desenvolvido e

rico. Parabéns pelo trabalho!

Como é importante

estar inserido no mundo

tecnológico nos dias

de hoje, não é mesmo?

O bate-papo com a

presidente da IBM

Informática foi muito

esclarecedor - e traz vários

pontos de vista para

serem analisados pelos

empresários brasileiros.

Parabéns pelo trabalho.

08

Leitor, participe de nossas pesquisas online respondendo os

e-mails enviados por nossa equipe de jornalismo.

As melhores respostas serão publicadas em CARTAS. Sua opinião é

fundamental para a Revista REFERÊNCIA INDUSTRIAL.

referenciaindustrial.com.br ABRIL 2020

E-mails, críticas e sugestões podem ser enviados para redação ou siga:

revistareferencia@revistareferencia.com.br

CURTA NOSSA PÁGINA

Revista Referência Industrial

@referenciaindustrial


O MUNDO TODO PAROU,

MAS A DRV NÃO PARA E

LEVA SEMPRE

O CORTE PERFEITO




|


BASTIDORES

BASTIDORES

EM BASTIDORES DESSE MÊS, LEMBRAMOS DE DOIS MOMENTOS IMPORTANTES DE NOSSA

PRODUÇÃO DA REVISTA REFERÊNCIA INDUSTRIAL

A PRIMEIRA FOI O FECHAMENTO DE NEGÓCIO COM A EMPRESA SANTEX,

RESPONSÁVEL PELA PRODUÇÃO DE TODO NOSSO MATERIAL DE CAMISARIA,

UNIFICANDO NOSSA EQUIPE COM O QUE HÁ DE MAIS MODERNO E

TECNOLÓGICO QUANDO O ASSUNTO É UNIFORME. REGIANE CAETANO,

DO DEPARTAMENTO COMERCIAL DA JOTA EDITORA, RECEBEU ROGÉRIO

SANTORO, DA SANTEX UNIFORMES PROFISSIONAIS

Foto: REFERÊNCIA

NÃO PODERÍAMOS DEIXAR DE DESTACAR TAMBÉM A NOSSA

VISITA AO PARQUE INDUSTRIAL DA CBI, EM CAPELINHA (MG).

FABIANO MENDES, FOTOGRAFADO PELO PROFISSIONAL

CESAR PARANHOS, VALE NOSSO REGISTRO

Foto: Cesar Paranhos

ALTA

LINHA DE CRÉDITO

O Banco do Brasil anunciou no

início de março que dispõe de R$

100 bilhões para empréstimos a

pessoas físicas, empresas e o agronegócio.

Também há recursos para

compra de suprimentos e outros

investimentos na área de saúde,

eficiência energética, infraestrutura

e viária, educação e saneamento

para prefeituras municipais e governos

estaduais. “Do total, R$ 24

bilhões são destinados a pessoas

físicas, R$ 48 bilhões são para empresas,

R$ 25 bilhões para o agronegócio

e R$ 3 bilhões para administrações

públicas municipais e

estaduais. Os recursos irão reforçar

as linhas de crédito já existentes,

principalmente as voltadas para

crédito pessoal e capital de giro.”

BAIXA

TAXA DE DESEMPREGO

A taxa de desocupação no país

fechou o ano de 2019 em 11,2%,

segundo a Pnad Contínua (Pesquisa

Nacional por Amostra de

Domicílios Contínua), do Ibge

(Instituto Brasileiro de Geografia

e Estatística). O estudo, divulgado

no fim de dezembro, considera

desocupadas as pessoas que estão

sem emprego, mas que buscaram

efetivamente um trabalho nos 30

dias anteriores à coleta dos dados.

O levantamento aponta que 11,9

milhões de pessoas compõem a

população desocupada. Segundo

o Ibge, a taxa de desocupação caiu

0,7 ponto percentual no trimestre

de junho a agosto, que ficou

em 11,8% e foi inferior 0,4 ponto

percentual em relação ao mesmo

trimestre de 2018, de 11,6%.

10 referenciaindustrial.com.br ABRIL 2020


COLUNA

COMO DIZIA NAPOLEÃO

JÁ QUE A CHINA ESTÁ EM PAUTA, PORQUE NÃO UMA ABORDAGEM VOLTADA AO SETOR FLORESTAL E INDUSTRIAL

MADEIREIRO, PERMITINDO A POSSIBILIDADE DE REFLEXÕES A RESPEITO DO COMPORTAMENTO DE MERCADO

DESSE PAÍS EM RELAÇÃO A ESSE SETOR?

Flavio C. Geraldo

FG4 MAD - Consultoria em Madeira

Contato: flavio@fg4mad.com.br

A CHINA DETÉM A MAIOR

ÁREA DE FLORESTAS

PLANTADAS DO MUNDO,

ESPECIALMENTE COM ESPÉCIES DE

RÁPIDO CRESCIMENTO

E

studos recentes apontam que o país asiático

possui ao redor de 210 milhões de hectares

de florestas, ocupando uma área estimada

da ordem de 22% da sua área total. Há indicações

de que a cobertura florestal naquele

distante país tem apresentado uma taxa de crescimento

anual de 1,1%, como resultado do Programa de Proteção

de Florestas Naturais, juntamente com um programa de

plantios de florestas apoiado pela FAO (Organização das

Nações Unidas para Alimentação e Agricultura) e pelo

TFT (The Forest Trust). Dessa área total, as florestas plantadas

representam aproximadamente 38%, ou seja, perto

de 80 milhões de hectares, predominantemente algumas

espécies de pinus e eucalyptus.

Além disso, atualmente a China detém a maior área

de florestas plantadas do mundo, especialmente com

espécies de rápido crescimento. Até antes do terremoto

causado pela pandemia do Covid-19, os planos eram de

aumentar a área de cobertura florestal naquele território

para 23% até o final deste ano de 2020. Um órgão governamental

Chinês denominado Sfga (China’s State Forest

and Grassland Administration) espera que a produção

anual de madeira para o consumo doméstico alcance

Foto: divulgação

os 300 milhões de metros cúbicos ao final deste ano de

2020.

Dados divulgados pela Associação da Indústria Florestal

Chinesa mostram ainda que há ao redor de seis

mil fabricantes de compensados, mais de dez mil laminadoras

e seiscentas e cinquenta indústrias de painéis,

voltadas predominantemente para a indústria de móveis,

setor este suportado pelas exportações. Vale mencionar

que, de acordo com a Associação Chinesa de Fabricantes

de Móveis, se as pequenas serrarias forem incluídas nessa

estatística, esses números podem dobrar. Importante

acrescentar também que para atender a demanda interna

e a exportação orientada de produtos madeireiros, significativos

volumes de matéria prima têm que ser produzidos

localmente e também importados de outros países, tanto

que por limitações burocráticas ou mesmo do sistema

produtivo local, a China se tornou um dos maiores, senão

o maior país importador de madeira do mundo. Quanto

ao setor de tratamento de madeiras, atualmente os chineses

estão mais familiarizados com a madeira tratada vinda

de outros países, em especial EUA (Estados Unidos da

América) e Canadá.

Existem por lá várias empresas, do tipo caldeirarias, já

especializadas na elaboração e execução de projetos de

plantas de tratamento, assim como alguns fabricantes de

produtos do tipo faça-você-mesmo, encontrados no mercado.

Informações dão conta da utilização de madeiras

tratadas com creosoto e CCA, normalmente destinadas

às obras de infraestrutura. Há também as peças tratadas

com produtos base ACQ (Cobre Quaternário Alcalino) e

Cobre Azoles, assim como peças tratadas com algumas

formulações pelo processo vácuo-vácuo, que têm alcançado

cada vez mais o mercado de produtos madeireiros

destinados para o setor da construção. Tratamentos locais

não têm atendido os requisitos básicos preconizados pelas

normas técnicas.

De qualquer forma, vale sempre lembrar que a China

tem um programa cross-border com o governo do Canadá,

envolvendo a troca de tecnologias que contemplam

fortemente a adoção de sistemas construtivos base CLT

(Cross Laminated Timber), visando diminuir o enorme déficit

habitacional naquele país. A absorção de tecnologias

de produtos e processos de tratamentos de madeiras

adequados será uma mera questão de tempo e é sempre

oportuno lembrar o que disse Napoleão Bonaparte no

início do Século XIX: “A China é um gigante adormecido.

Quando ele despertar, o mundo tremerá.”

12 referenciaindustrial.com.br ABRIL 2020


NOTAS

COMÉRCIO

EXTERIOR

Os efeitos da pandemia do coronavírus já

podem ser sentidos na economia brasileira,

mais especificamente no comércio exterior.

De acordo com dados divulgados pelo Ministério

da Economia, houve uma queda de 20%

na média de exportações diárias na segunda

semana de março com relação à primeira semana,

com queda nas três categorias de produtos

- os semimanufaturados, os básicos e

os manufaturados. As importações também registraram queda de 7,6% no comparativo da segunda semana de março para

a primeira. Para Rubens Medrano, diretor de Relações Internacionais da Federação do Comércio, essas quedas refletem a

paralisação na economia mundial e, por isso, nem mesmo o dólar desvalorizado ajuda nas exportações. Medrano também

lembra que o país importa insumos essenciais na área da agricultura e da indústria farmacêutica e que a indústria e o comércio

desses setores ficam prejudicados com o dólar alto.

Foto: divulgação

PACOTE

ECONÔMICO

O Bndes (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e

Social) vai injetar R$ 55 bilhões na economia do país com o

objetivo de evitar um prejuízo maior devido à pandemia do

coronavírus. Entre as ações estão o adiamento do pagamento

de empréstimos, diretos e indiretos, por seis meses, pelo

menos; o envio de R$ 20 bilhões do PIS/Pasep para as contas

do Fgts e ainda linha de crédito para micro e pequenos

empresários. O pacote de medidas foi anunciado pelo presidente

da instituição, Gustavo Montezano. O comunicado foi

feito por meio de uma transmissão pela internet, e contou

com a participação do presidente da República, Jair Bolsonaro,

que ressaltou a importância das medidas para garantir

apoio aos trabalhadores. As medidas atenderão setores

como aviação, transporte, indústria e serviços.

Foto: divulgação

PAGAMENTO

DO ICMS

Diante do cenário de incertezas por conta da pandemia

do Covid-19, a Associação das Indústrias de Movergs

(Móveis do Estado do Rio Grande do Sul) encaminhou

um ofício ao governador do Estado do Rio Grande do

Sul, Eduardo Leite, solicitando o aumento no prazo do

pagamento do Icms (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias

e Serviços) para as indústrias moveleiras. No

documento, o presidente da Movergs, Rogério Francio,

reitera que a medida se torna urgente e imprescindível

para o setor, visto que os empresários temem pelo

fechamento das portas de aproximadamente 2,7 mil

indústrias, obrigando a dispensar milhares de funcionários.

“Isso ocasionará queda substancial na produção de

móveis, afetará as vendas e, consequentemente, o faturamento

dos negócios sobremaneira de pequenas, médias

e grandes empresas do Estado”, aponta Francio.

Foto: divulgação

14 referenciaindustrial.com.br ABRIL 2020


Foto: divulgação

NOTAS

PIB 2020

A equipe econômica do governo federal reduziu para

quase zero a previsão do PIB (Produto Interno Bruto), que

é a soma das riquezas produzidas pelo país e reflete o

crescimento econômico. No começo do março, a previsão

era de que, este ano, a economia brasileira crescesse

cerca de 2,1%. Em abril, a expectativa caiu para 0,02%. De

acordo com o secretário especial de Fazenda do Ministério

da Economia, Waldery Rodrigues, o motivo da redução

é o efeito da pandemia do novo coronavírus na economia

mundial. O secretário de Política Econômica, Adolfo Sachsida,

admitiu que o cenário pode ser ainda pior, e existe

a possibilidade de o Brasil entrar em recessão. Sachsida

não descartou a possibilidade de um programa de aquecimento

da economia nos moldes do que foi feito nos EUA

(Estados Unidos da América), onde grande parte da populacão

terá direito a um auxílio financeiro do governo.

CONFIANÇA

INDUSTRIAL

A prévia da pesquisa Sondagem da Indústria, de

março de 2020, sinaliza recuo de 3,2 pontos do Índice

de Confiança da Indústria em relação ao número final

de fevereiro, para 98,2 pontos. Assim, o resultado no

mês seria o primeiro negativo depois de quatro altas,

conforme os dados divulgados pela FGV (Fundação

Getúlio Vargas). De acordo com a instituição, a queda

da confiança no último mês estaria sob a influência

da piora da percepção dos empresários tanto em relação

à situação atual quanto aos próximos três e seis

meses. O Índice de Expectativas caiu 4,1 pontos, para

97,7 pontos, enquanto o Índice de Situação Atual recuou

2,1 pontos, ficando em 98,8 pontos.

Foto: divulgação

ENTIDADE

AUXILIA

Foto: divulgação

O Sebrae (PR) tem promovido uma força-tarefa para

atender digitalmente os empreendedores de micro

e pequenas empresas em todo Estado, diante das

medidas previstas para combater a pandemia do

coronavírus. Estão suspensos eventos, capacitações e

atendimentos presenciais em toda a rede, composta

por 236 locais entre regionais, escritórios, pontos

de atendimento e salas do empreendedor, além da

sede, em Curitiba (PR). A estratégia vai mobilizar

os colaboradores para realizar, online e sem custos,

atendimentos para auxiliar os empresários na crise. O contato com essa força de trabalho pode ser feito pelo portal do Sebrae

(PR) - www.sebraepr.com.br. Nele é possível acessar canais como whatsapp, 0800 570 0800 e telefones regionais, onde o

empresário tem acesso livre e gratuito a orientações, exemplos de outros empreendedores que encontraram soluções inovadoras,

dicas de como lidar com a atual situação, além de cursos online com conteúdos diversos.

16 referenciaindustrial.com.br ABRIL 2020


NOTAS

PRODUÇÃO

As indústrias de Bento Gonçalves (RS) retomaram suas

atividades no último dia 6 de abril, autorizadas pelo

Decreto Municipal número 10.494. A autorização de

operação ocorre mediante o cumprimento de uma

série de requisitos previstas no decreto e, além dessas

medidas, o Sindmóveis orientou as indústrias do setor

moveleiro a adotarem outras práticas no sentido de

prevenir o contágio nos ambientes de trabalho, estimulando

o home office e a definição de políticas de flexibilização de turnos, quando aplicável. Além disso, a entidade sugere

às empresas do setor a criação de políticas de triagem e isolamento rápido de casos suspeitos, indicando também práticas

de trabalho seguro e reforçando a manutenção do afastamento de trabalhadores acima de 60 anos, grávidas, lactantes e

portadores de diabetes, hipertensão, problemas respiratórios, doenças cardiovasculares e pacientes imunossuprimidos. O

presidente do Sindmóveis, Vinicius Benini, reforça que as indústrias têm evitado demissões, optando pelas alternativas disponíveis,

mas que a implementação de medidas econômicas ainda é esperada para frear o desemprego a partir de agora,

já que uma queda na produção é inevitável.

Foto: divulgação

AUXÍLIO FEDERAL

Governadores dos estados das regiões sul e sudeste se reuniram

no início de abril para consolidar uma carta com pedidos ao executivo

federal. No documento, eles elencam uma série de medidas

que precisam ser tomadas para evitar um colapso econômico

das unidades da Federação durante a pandemia do Covid-19

(Novo Coronavírus). “É preciso que o governo federal entenda

que precisa descentralizar recursos. É preciso socorrer os estados

que, nesse momento, precisam de liquidez”, disse o governador

do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, em coletiva de imprensa.

De acordo com o governador, empréstimos não atenderão às

necessidades dos governos. “O Brasil não pode virar um grande

banco para os Estados.” Entre as medidas que constam na carta

está a suspensão do pagamento da dívida dos Estados com a

União e a recomposição dos Icms (Imposto sobre Circulação de

Mercadorias e Serviços), royalties e participações especiais, além

da recomposição da queda da safra na região sul.

Foto: divulgação

HOME OFFICE

O Centro da Indústria, Comércio e Serviços de

Bento Gonçalves (RS), junto da Movergs e do

Sindmóveis, promoveram em abril o webinar:

Produtividade no home office, com informações

sobre comunicação remota e produtividade no

trabalho remoto durante a pandemia do novo

coronavírus. A palestra foi apresentada por Felipe

Juliano Todeschini e Leôncio Torres Barbosa

Júnior. Entre as dicas de como gerir melhor a

atividade nesse momento, os profissionais abordaram

temas como: as principais tecnologias

para manter os times conectados e para apoiar

na produtividade do trabalho remoto, o que é

preciso para implementar as tecnologias e os

investimentos necessários.

Foto: divulgação

18 referenciaindustrial.com.br ABRIL 2020


NOTAS

PROPOSTAS DA CNI

No fim do mês de março, a CNI (Confederação Nacional

da Indústria) encaminhou ao governo de Jair Bolsonaro

um conjunto de 37 propostas de medidas nas áreas de

tributação, política monetária, financiamento, normas regulatórias

e legislação trabalhista, voltadas para o enfrentamento

e a atenuação dos efeitos da crise econômica decorrente

da pandemia da Covid-19, provocada pelo novo

coronavírus. A avaliação é que, no momento, a redução

do consumo é provocada pelo isolamento da população,

que está orientada a não sair de casa. Desta forma, as medidas

emergenciais para os próximos três meses, período

que se considera o mais agudo da crise, devem focar nas

empresas industriais e de serviços, e não em aumentar a

demanda.

Foto: divulgação

DIÁLOGO

A Abimóvel (Associação Brasileira das Indústrias

do Mobiliário), juntamente com o Ibá (Indústria

Brasileira de Árvores) e do INP (Instituto Nacional

do Plástico) tem conversado quase que diariamente

com o governo Bolsonaro sobre medidas

que deverão ser tomadas. “Repassamos um mapeamento

com os principais problemas identificados

junto às empresas e a cadeia produtiva e encaminhamos

uma sugestão de algumas medidas

que consideramos essenciais para as empresas

em função do momento vivido, do acirramento

dos problemas causados e da crise nos mercados

– interno e externo”, afirma a Abimóvel em nota

publicada em seu site oficial.

Foto: divulgação

PRESERVAÇÃO

DA SAÚDE

O Sindmóveis Bento Gonçalves e o Sitracom, entidades

patronal e trabalhista do polo moveleiro

de Bento Gonçalves (RS), publicaram um acordo

com medidas de preservação da saúde dos trabalhadores

e flexibilização da jornada. O documento

está de acordo com a Medida Provisória

927, publicada no Diário Oficial da União no dia

22 de março, que autoriza os sindicatos patronais

a publicarem Convenções Coletivas em caráter extraordinário no sentido de preservar o emprego e renda. O documento

autoriza o afastamento imediato das pessoas pertencentes a grupos de risco e a liberação de pais que não tenham com

quem deixar seus filhos. Férias remuneradas, individuais ou coletivas, podem ser concedidas pelo empregador com duração

mínima de 10 dias. Além disso, fica definido um banco de horas com regime de compensação extraordinário pelo período

de 60 dias e limite de 220 horas por mês, podendo ser compensado até o dia 31 de janeiro de 2021. Reduções de salário não

poderão ser superiores a 20% e só têm validade se acordadas entre as empresas e o Sitracom.

Foto: divulgação

20 referenciaindustrial.com.br ABRIL 2020


Patrocinadores:

SERRAS E FACAS INDUSTRIAIS

www

revistareferencia.com.br

/referenciamadeira

comercial@revistareferencia.com.br


NOTAS

RETOMADA PRODUTIVA

A maior parte dos setores produtivos já está sentindo queda

nas vendas face à quarentena devido à Covid-19. A situação dos

produtores de madeira serrada é variada e depende prioritariamente

do mercado final da madeira. Segundo Marcelo Schmid,

sócio-diretor da Forest2Market do Brasil, algumas empresas

reportaram redução em turnos de trabalho e demissões por conta

da redução da demanda, porém, outras destacaram que as

operações ainda não sofreram impacto significativo. Percebe-se

também que em certa parte os impactos em operações de indústrias

de base florestal não foram ocasionados por problemas

de mercado de fato, mas por medidas equivocadas de restrição

à circulação e funcionamento de empreendimentos, tomadas pelos

governos municipais e estaduais. Diante disso, muito dos clientes consultados previram que a atividade de maio será

normal. De forma geral, os produtos voltados ao mercado externo, como molduras e componentes estão sendo menos

afetados que produtos voltados ao mercado doméstico e setor de consumo varejista.

Foto: divulgação

LINHA DE CRÉDITO

A busca por linhas de crédito tem sido um dos temas

mais recorrentes entre empreendedores de micro e

pequenas empresas em meio à pandemia do Coronavírus.

No âmbito econômico, instituições financeiras, a

partir de autorizações do Banco Central, estão disponibilizando

linhas de crédito específicas para que os

pequenos negócios consigam atravessar o período de

crise. Para facilitar o acesso às informações sobre as

linhas disponíveis, o Sebrae (PR) produziu uma coletânea

das principais linhas de crédito anunciadas pelos

bancos públicos como Brde, Banco do Brasil e Caixa

Econômica Federal, além de informações sobre os benefícios

concedidos por bancos privados com atuação

nacional, cooperativas financeiras e a Fomento Paraná.

A listagem e informações estão no ambiente virtual e

podem servir como base para a tomada de decisão

sobre as melhores condições do mercado financeiro

quando o assunto é linha de crédito.

Foto: divulgação

PRÓ-BRASIL

O ministro-chefe da Casa Civil, Braga Netto, anunciou um

novo programa de investimento do governo federal, batizado

de Pró-Brasil. O objetivo, segundo ele, é gerar emprego e

recuperar a infraestrutura do país em resposta aos impactos

trazidos pela pandemia do novo coronavírus. Braga Netto

disse que as propostas ainda estão sendo estruturadas pelo

governo e não apresentou estimativas de volume total de

investimentos nem o número de empregos a serem gerados.

“Ainda seria leviano eu levantar isso [estimativas]. A finalidade

é gerar empregos, recuperar infraestrutura e dar possibilidade

do Brasil recuperar toda essa perda que nós tivemos”, explica

Braga Neto durante coletiva de imprensa, no Palácio do Planalto,

para atualizar as ações do governo federal no enfrentamento

da Covid-19. O programa reúne ações de todos os ministérios

e será coordenado pela Casa Civil. Segundo a pasta,

foram definidos dois eixos de ação: Ordem e Progresso.

Foto: divulgação

22 referenciaindustrial.com.br ABRIL 2020


OS MELHORES LAYOUTS

PARA OS MAIORES

RESULTADOS

SERRARIAS AWK,

A INOVAÇÃO EM

SERRAR MADEIRA

SERRARIA MÓVEL

KM700 PLUS

DESTOPADEIRA

E DOGUEIRA

PARA TÁBUAS E BLOCOS

02 OU MAIS SERRAS

SERRA FITA GEMINADA

COM OU SEM 3º CORTE INTEGRADO

SFGA 250 - SFGA 350 - SFGA 500

SERRAS DE FITA

HORIZONTAL

K250 - K350 - K450 e KMASTER

(esteira dupla ou simples)

UNITIZADOR STEP FEEDER

TRANSPORTE E UNITIZAÇÃO DE TORAS

DESGRADEADORES E DESEMPACOTADORES

DE PACOTES E GRADES

GRADEADORES E

EMPACOTADORES

REFILADORES DE

TÁBUAS E COSTANEIRAS

RA600 - 800 - 1000 - 1100

1300 com serras fixas e móveis

- Saída automática de refilos.

PICADORES

À TAMBOR

ROBUSTEZ E

QUALIDADE

awkmaquinas

awkmaquinasltda

Rodovia SC 112 | KM09 | 4252 | Barra do Tigre

Agrolândia – Santa Catarina

contato@awk.ind.br

(47) 3534-4975

(47) 3534-1051

www.awkmaquinas.com.br


APLICAÇÃO

TECIDO

DE MADEIRA

Quando você pensa em designs originais, sabe

que está falando de algo único e capaz de revolucionar

costumes. Um design inovador que pode

mudar nossa percepção e cultura visual: é exatamente

o que a designer alemã Elisa Strozyk faz

com a Wooden Textiles, uma linha de produtos

que mistura madeira com tecido. A designer nos

mostra que a inovação continua sendo uma parte

fundamental de seu trabalho. Ela impregna a madeira

com propriedades vivas e a transforma em

um tecido flexível, com movimentos imprevisíveis,

alterando sua cor e textura. É um uso surpreendente

desse material tradicional para criar novas

formas e experiências. O processo para transformar

a matéria-prima em uma superfície flexível

envolve duas etapas, como a quebra em pedaços

triangulares e a junção manualmente da madeira

a uma base têxtil. Dependendo do tamanho e da

forma, cada peça exibe comportamentos diferentes

em termos de flexibilidade e maleabilidade.

Foto: divulgação

MADEIRA

NA CABEÇA

Foto: divulgação

Crie uma mesa temática de natureza elegante

e bonita com estes suportes de luz para chá

desenhados a partir de pequenas toras, mais

recente criação do talentoso designer espanhol

David Tutera. Esses troncos escavados de

madeira de Pinho adicionarão um tema rústico

e country ao seu casamento, recepção, piquenique

ou jantar. Os suportes de luz para chá

de madeira vêm em um pacote de seis peças.

Cada porta-vela suporta melhor uma luz LED

sem chama, simplificando a iluminação de peças

centrais. “A ideia central desse projeto era

trazer o conforto das luzes amarelas e do toque

da madeira para realçar o sentimento de

pertencimento ao ambiente”, enaltece Tutera.

24 referenciaindustrial.com.br ABRIL 2020


A FEIRA DA

INDÚSTRIA

DO EUCALIPTO

O Show Florestal MS é a nova feira florestal nacional, que

vem para impulsionar o crescimento do mercado industrial

de florestas plantadas, promover inovação e gerar negócios.

A cidade de Três Lagoas em Mato Grosso do Sul, vai receber

um novo conceito de feira em 2021, com:

info@malinovski.com.br

www.showflorestal.com.br

Organização:

Apoio Master:

+55 (41) 9 9924-3993

+55 (41) 3049-7888


FRASES

“A VIRADA DE ANO MAIS ROBUSTA QUE ERA ESPERADA

PARA 2020 FOI TRAVADA POR ESSE SURTO DE CORONAVÍRUS.

ESSA SINALIZAÇÃO QUE ME PARECIA SER UMA PREPARAÇÃO DE

TERRENO PARA UM ANO MELHOR PARA A INDÚSTRIA FICA AGORA

COM UM PONTO DE INTERROGAÇÃO. NINGUÉM SABE EXATAMENTE

OS EFEITOS REAIS”

RAFAEL CAGNIN, ECONOMISTA-CHEFE DO INSTITUTO DE

ESTUDOS PARA O DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL

“OS

EMPRESÁRIOS

NUNCA

SENTIRAM

TANTA

CONFIANÇA NO

TRABALHO DO

GOVERNO COMO UM

TODO, NO TOCANTE

A PRODUÇÃO, A

ECONOMIA E A TODAS AS

ÁREAS DO BRASIL”

“O PACOTE ANUNCIADO PELO GOVERNO OFERECE

ALGUM ALÍVIO ÀS EMPRESAS FORMAIS, REDUZINDO SEU

CUSTO FIXO TEMPORARIAMENTE. HOUVE TAMBÉM A

REDUÇÃO DA BUROCRACIA E DAS TARIFAS PARA IMPORTAR

BENS DESTINADOS A COMBATER A EPIDEMIA, ASSIM COMO

MEDIDAS PARA ALIVIAR O FLUXO DE CAIXA DAS PEQUENAS

EMPRESAS. MEDIDAS NA DIREÇÃO CERTA. A EFICÁCIA DAS

MEDIDAS, NO ENTANTO, DEPENDERÁ DO CONFINAMENTO

DA POPULAÇÃO E SEU IMPACTO SOBRE A DEMANDA”

MARCOS LISBOA, PRESIDENTE DO INSPER, SOBRE A

ECONOMIA BRASILEIRA APÓS O CORONAVÍRUS

JAIR BOLSONARO, PRESIDENTE

DO BRASIL, SOBRE A

ECONOMIA NACIONAL

Foto: Carolina Antunes/PR

“SE PROMOVERMOS AS

REFORMAS, ABRIREMOS ESPAÇO

PARA UM ATAQUE DIRETO AO

CORONAVÍRUS. COM 3 BILHÕES, 4

BILHÕES OU 5 BILHÕES DE REAIS

ANIQUILAMOS O CORONAVÍRUS.

PORQUE JÁ EXISTE BASTANTE VERBA

NA SAÚDE, O QUE PRECISARÍAMOS

SERIA DE UM EXTRA. MAS SEM

ESPAÇO FISCAL NÃO DÁ”

PAULO GUEDES, MINISTRO DA

ECONOMIA, SOBRE AS MEDIDAS

DO GOVERNO PARA RETOMAR A

ECONOMIA

26 referenciaindustrial.com.br ABRIL 2020


ENTREVISTA

ACORDOS

COMERCIAIS

TRADE

AGREEMENTS

U

m dos mais atentos especialistas em comércio exterior

no país, Dan Ioschpe tem MBA pela Tuck School

of Business - EUA (Estados Unidos da América)

e, no ano passado, assumiu a presidência do Iedi

(Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial).

Com sede em São Paulo, o instituti foi fundado em 1989

para atuar na formulação de uma política industrial mais eficiente.

O executivo, ex-presidente da fabricante de rodas automotivas

Ioschpe-Maxion, vê com otimismo o novo ciclo de abertura comercial

do país, iniciado em 2019, mas alerta para a importância

do gradualismo. “Na medida em que se tem instrumentos acordados

e que toda a cadeia de valor está razoavelmente na mesma

velocidade de integração, tudo tende a funcionar melhor”,

defende.

ENTREVISTA

O

ne of the most attentive foreign trade experts in the

Country, Dan Ioschpe, holds an MBA from the Tuck

School of Business (USA) and, last year, he appointed

the head of the Institute for Industrial Development

Studies (Iedi), a think tank based in São Paulo, founded

in 1989 to formulate a more effective industrial policy. The executive,

former president of the automotive wheel manufacturer, Ioschpe-

-Maxion, sees with optimism a new commercial cycle opening in

the Country, which started in 2019 but warned of the importance of

gradualism. “To the extent that you have agreed to instruments and

the entire value chain is reasonably working at the same integration

speed, everything tends to work better,” he argues. In an interview,

the businessman presented his impressions about the commercial policy

of the current government and also talked about the expectations

for Brazilian industry. Check out below:

DAN

IOSCHPE

FORMAÇÃO PROFISSIONAL: JORNALISMO PELA UFRGS

(UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL)

CARGO: PRESIDENTE DO IEDI (INSTITUTO DE ESTUDOS PARA O

DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL)

Foto: divulgação

PROFESSIONAL EDUCATION: JOURNALISM, FEDERAL UNIVERSITY OF

THE STATE OF RIO GRANDE DO SUL (UFRGS)

FUNCTION: PRESIDENT OF THE INSTITUTE FOR INDUSTRIAL

DEVELOPMENT STUDIES (IEDI)

28 referenciaindustrial.com.br ABRIL 2020


COMO AVALIA A ATUAL POLÍTICA COMER-

CIAL DO PAÍS E SEUS DESDOBRAMENTOS PARA

O SETOR INDUSTRIAL?

A integração do Brasil com o mundo é muito

favorável, inclusive o país estava atrasado nessa agenda.

A adoção de acordos comerciais é uma prática

bastante positiva, desde que não sejam contratos

unilaterais. Isso porque, para que sejam vantajosos,

esses pactos precisam atender a três critérios

essenciais: devem ser adotados de forma gradual,

respeitando a velocidade de integração e a melhoria

das condições competitivas; devem ser horizontais,

para que não sejam eleitos vencedores e vencidos; e

devem ser transparentes, para que todos os agentes

econômicos tenham o claro entendimento da política

e de seus contornos.

EM RELAÇÃO À TENDÊNCIA DE REDUÇÃO

DAS MEDIDAS PROTECIONISTAS, TEM HAVIDO

EQUILÍBRIO ENTRE A ABERTURA COMERCIAL E

A DEFESA DE SETORES SENSÍVEIS?

Como acreditamos na horizontalidade, não vemos

muito essa lógica setorial. Na medida em que você

tem instrumentos acordados e que toda a cadeia de

valor está razoavelmente na mesma velocidade de integração,

tudo tende a funcionar melhor. A busca por

arranjos diferenciados, especialmente dentro de uma

mesma cadeia, acaba por eleger vencedores e vencidos.

Por isso, a importância do gradualismo, já que o

“custo Brasil” não se resolve do dia para a noite, e da

horizontalidade.

SEGUNDO O IPEA (INSTITUTO DE PESQUISA

ECONÔMICA APLICADA), ATÉ NOVEMBRO DE

2019 O CONSUMO DE BENS IMPORTADOS NO

PAÍS CRESCEU 3,6% ANTE O RECUO DE 0,6% DE

BENS NACIONAIS. QUAIS MEDIDAS SÃO NECES-

SÁRIAS PARA TORNAR A INDÚSTRIA BRASILEIRA

MAIS PRODUTIVA E COMPETITIVA TANTO PARA

O MERCADO EXTERNO QUANTO PARA O IN-

TERNO?

Da porta para dentro existe bastante competitividade.

Contudo, quando envolvemos aspectos

como infraestrutura, logística, tributação e segurança

jurídica, fica evidenciada a grave ineficiência brasileira

em relação a boa parte do mundo. De modo geral, a

solução para o aumento da competitividade global

é sistêmica e está relacionada ao avanço das pautas

da modernização da indústria e do combate ao custo

Brasil.

O IPEA TAMBÉM CONSTATOU QUE, ATÉ NO-

VEMBRO DE 2019, A PRODUÇÃO INDUSTRIAL

DO PAÍS HAVIA RECUADO EM 1,1%. A QUE

ATRIBUI ESSE DESEMPENHO?

Acredito que o principal fator seja a crise da Ar-

HOW DO YOU EVALUATE THE COUNTRY’S

CURRENT TRADE POLICY AND ITS CONSEQUEN-

CES FOR THE INDUSTRIAL SECTOR?

Brazil’s integration with the world is very favorable,

and the whole Country has been behind this agenda.

The adoption of trade agreements is a very positive

practice, as long as they are not unilateral contracts.

This is because, to be advantageous, these agreements

need to meet three essential criteria: they must be

adopted gradually, respecting the speed of integration,

and the improvement of competitive conditions;

they must be horizontal, so that they are no winners or

losers; and they must be transparent, so that all economic

agents have a clear understanding of the policy

and its facets.

CONCERNING THE DOWNWARD TREND OF

PROTECTIONIST MEASURES, HAS THERE BEEN A

BALANCE BETWEEN OPENING TO TRADE AND

THE DEFENSE OF SENSITIVE SECTORS?

As we believe in horizontality, we do not see much

of this sectoral logic. To the extent that you have agreed

instruments and the entire value chain is reasonably

at the same integration speed, everything tends to

work better. The search for differentiated arrangements,

especially within the same chain, ends up electing

winners and losers. Therefore, the importance of

horizontality and gradualism, since the “Custo Brasil”

(cost of doing business in Brazil) is not a problem solved

overnight.

ACCORDING TO THE INSTITUTE OF APPLIED

ECONOMIC RESEARCH (IPEA), UP TO NOVEMBER

2019, THE CONSUMPTION OF GOODS IMPORTED

IN THE COUNTRY GREW BY 3.6% COMPARED TO

DE MODO GERAL, A

SOLUÇÃO PARA O

AUMENTO DA COMPETITIVIDADE

GLOBAL É SISTÊMICA E ESTÁ

RELACIONADA AO AVANÇO DAS

PAUTAS DA MODERNIZAÇÃO DA

INDÚSTRIA E DO COMBATE AO

CUSTO BRASIL

ABRIL 2020 29


30 referenciaindustrial.com.br ABRIL 2020


A natureza

agradece!

H.Bremer. Há mais de

70 anos gerando energia

térmica para o mundo,

com equipamentos de alto

padrão tecnológico.

• CALDEIRAS

• AQUECEDORES DE

FLUÍDO TÉRMICO

• EQUIPAMENTOS

INDUSTRIAIS

www.bremer.com.br

R. Lilly Bremer, 322 - Bairro Navegantes | Rio do Sul | Santa Catarina

Tel: (47) 3531-9000 | Fax: (47) 3525-1975 | bremer@bremer.com.br


PRINCIPAL

OPORTUNIDADES

CONSTANTES

Fotos: divulgação

BRASIL POSSUI AS FLORESTAS MAIS

PRODUTIVAS DO MUNDO E SE DESTACA NO

SETOR MADEIREIRO INTERNACIONAL

32 referenciaindustrial.com.br ABRIL 2020


CONTINUOUS OPPORTUNITIES

BRAZIL HAS THE MOST PRODUCTIVE FORESTS IN THE WORLD AND

STANDS OUT IN THE INTERNATIONAL FOREST PRODUCT SECTOR

D

etentora do segundo maior volume de

energia renovável do Brasil, a produção de

biomassa cresceu muito nos últimos anos.

Com uma capacidade instalada de cerca de

14,76 GW (gigawatts), o país perde apenas

para grandes potências do segmento, como Rússia e

China, que iniciaram nesse mercado décadas antes.

Estudo recente da Ccce (Câmara de Comércio de

Energia Elétrica) demonstrou que em 2019 a geração das

usinas térmicas movidas à biomassa brasileiras cresceu

cerca de 3% em relação ao ano anterior. A indústria nacional

foi responsável por uma produção de 3.108,6 MW

(megawatts) médios, superando o resultado de 3.007,1

MW, de 2018.

Esse avanço se dá em grande parte pela ampliação

do número de empreendimentos dedicados à produção

de energia a partir da fonte. Hoje, o país conta com

295 usinas contabilizadas, 7% a mais do que no ano

retrasado. Entre os principais Estados produtores estão:

São Paulo, que corresponde a 82% de toda a biomassa

no país; Minas Gerais, com 5%; e Mato Grosso; além de

toda a região sul.

Outro ponto a favor do industrial madeireiro no Brasil

é a qualidade das florestas plantadas. Elas ocupam, hoje,

1% de todo o território nacional, e faz com que o país

seja líder no ranking mundial de produtividade no ramo,

possuindo 7,83 milhões de ha (hectares) plantados, e são

responsáveis por cerca de 6,9% do PIB (Produto Interno

Bruto) industrial nacional. Além disso, o setor gera no país

3,8 milhões de empregos diretos e indiretos.

“É uma área fundamental para o crescimento da

economia brasileira. Recentemente, tivemos a criação do

Plano Nacional de Desenvolvimento de Florestas Plantadas,

do Ministério da Agricultura, que irá desenvolver

ainda mais essa cultura de ponta. Acredito que vamos

conquistar um grande lugar de destaque internacional,

já que o setor é responsável por aproximadamente 10%

da exportação relacionada ao agronegócio brasileiro”,

Accounting for the second-largest

volume of renewable energy in Brazil,

biomass-based energy production

has grown a lot in recent years. With

an installed capacity of about 14.76

GW (gigawatts), the Country loses out only to significant

powers in the segment, such as Russia and

China, which started in this market decades earlier.

A recent study by the Ccee (Electric Energy

Commercial Chamber) showed that in 2019 the

generation of Brazilian thermal plants powered by

biomass grew by about 3% when compared to the

previous year. Brazilian industry was responsible

for the production of 3,108.6 MW (megawatts)

average, surpassing the 3,007.1 MW in 2018.

This advance is mainly due to the expansion

of the number of projects dedicated to the production

of energy from the source. Today, the

Country has 295 plants, 7% more than two years

ago. Among the leading producing states are: São

Paulo, which corresponds to 82% of all biomass

generated energy in the Country; Minas Gerais,

with 5%; and Mato Grosso; in addition to the

whole Southern Region of Brazil.

Another point in favor of the forest product

industry in Brazil is the quality of planted forests.

They currently occupy 1% of the entire national

territory, leading to the Country being a leader in

the world ranking of productivity in the segment,

having 7.83 million hectares of planted forests,

which are responsible for about 6.9% of GDP

(Gross Domestic Product). As well, the Sector

generates 3.8 million direct and indirect jobs in

the Country.

“It is a key area for the growth of the Brazilian

economy. Recently, we had the creation of the

National Plan for the Development of Planted

Forests by the Ministry of Agriculture, which will

ABRIL 2020 33


34 referenciaindustrial.com.br ABRIL 2020


ABRIL 2020 35


36 referenciaindustrial.com.br ABRIL 2020


ABRIL 2020 37


ECONOMIA

ARSENAL

DE COMBATE

Fotos: divulgação

38 referenciaindustrial.com.br ABRIL 2020


APÓS O SURTO DO

CORONAVÍRUS, O

BANCO CENTRAL

BRASILEIRO PROMETE

DIVERSAS MEDIDAS DE

ENFRENTAMENTO AOS

EFEITOS DA PARALISAÇÃO

“O

Banco Central tem um arsenal

grande para fazer frente a qualquer

tipo de crise”, garantiu o

presidente da instituição, Roberto

Campos Neto, ao anunciar medidas

de enfrentamento aos efeitos da pandemia do

novo coronavírus na economia, no fim do mês de

março.

“O Banco Central está absolutamente tranquilo

e o sistema financeiro nacional vai funcionar perfeitamente.

Estamos aqui para prover qualquer tipo de

incentivo que for necessário”, declarou Campos Neto

em entrevista transmitida pela internet.

O órgão anunciou redução de depósitos compulsórios

(recursos que os bancos são obrigados

a deixar depositados no Banco Central) e linha de

empréstimos a instituições financeiras, com garantia

de debêntures (títulos privados). Além disso, foi autorizada

a captação de depósito a prazo com garantia

especial do FGC (Fundo Garantidor de Crédito), o

que permite expansão na concessão de crédito em

aproximadamente R$ 200 bilhões, entre outras medidas

para liberar recursos na economia.

Campos Neto afirmou ainda que não está descartada

nova redução de compulsório e que o Banco

ABRIL 2020 39


40 referenciaindustrial.com.br ABRIL 2020


QUALIDADE E EFICIÊNCIA

ESTUFAS PARA SECAGEM

E TRATAMENTO DE MADEIRA

FORNOS E ESTUFAS

EQUIPAMENTO PARA

TRATAMENTO FITOSSANITÁRIO

vendas@contraco.com.br

www.contraco.com.br

(47) 3562-0016

Rua Rui Barbosa, 260, Centro

Taió - Santa Catarina


MARCENARIA

42 referenciaindustrial.com.br ABRIL 2020


DE OLHO

NAS FINANÇAS

ORGANIZAR O ORÇAMENTO E BALANCEAR CUSTOS SÃO PRÁTICAS

FUNDAMENTAIS PARA O CRESCIMENTO SAUDÁVEL DE UMA

MARCENARIA

Fotos: divulgação

ABRIL 2020 43


MARCENARIA

Para a saúde de qualquer negócio, seja ele

uma microempresa ou um conglomerado internacional,

a importância de saber formular

um bom orçamento é fundamental para reforçar

laços com consumidores e determinar

qual será a margem de lucro sobre um produto.

Na marcenaria não é diferente. O estudo de custo

de cada insumo e da produção total, além do valor

agregado do produto final, é fundamental para o bom

funcionamento de uma oficina. Esse documento, em

forma de relatório, precisa ser apresentado ao cliente

com o objetivo de detalhar o preço do trabalho do

profissional de maneira com que todas as variáveis ‘estejam

sob a mesa’.

A REFERÊNCIA INDUSTRIAL traz algumas dicas

para que você não tropece neste importante passo da

cadeia produtiva. Confira:

O QUE CONSIDERAR

Em um orçamento criterioso, é importante ter em

mente que os valores praticados sejam compatíveis

com aquilo que é oferecido pelo mercado, além de

estar em um patamar acessível à grande maioria dos

consumidores - ou do seu público-alvo.

O motivo dessa precisão metódica deve-se aos

possíveis problemas que uma revisão de custos podem

gerar: um desgaste na relação e até uma insatisfação

entre o cliente e o fornecedor pode encerrar uma parceria

promissora. Lembre-se: a credibilidade é muito

importante para a sua imagem em qualquer negócio.

Monte uma planilha e anote todos os gastos, sem

exceção. Dessa forma, você saberá exatamente o

quanto precisará ser investido para que o mobiliário

seja produzido, além de mensurar os gastos com

custos fixos e variáveis e, dessa forma, estimar o valor

justo para o projeto.

Em resumo, a importância do orçamento na marcenaria

é crucial, pois ele oferece uma ferramenta para

É IMPORTANTE TER EM

MENTE QUE OS VALORES

PRATICADOS SEJAM COMPATÍVEIS

COM AQUILO QUE É OFERECIDO

PELO MERCADO

44 referenciaindustrial.com.br ABRIL 2020


GUILHOTINA ROTATIVA

PARA LÂMINAS

Para capas acima de 600mm velocidade

de corte de até 200m/min

Para defeitos de até 100mm velocidade

de corte até 60m/min

A EXPERIÊNCIA E

QUALIDADE QUE ATENDE

A SUA NECESSIDADE

(49) 3244-2535

www.maqdudi.com

- Sistema de corte por servo motor;

- Rotor porta facas com 04 facas;

- Conjunto de polias preensoras da

entrada para estiramento da lâmina;

- Sistema eletrônico de controle do servo

motor da mais alta tecnologia;

- Sistema de monitoramento de velocidade

e comprimento da capa por encoder;

- Melhor aproveitamento de capa

cortando retalhos de até 90mm.

ABRIL 2020 45


ESPECIAL

SOLUÇÃO

A ESPERA

MEDIDA DEBATIDA

PELO GOVERNO

PODE RESOLVER

PROBLEMAS DO

COMÉRCIO EXTERIOR

Fotos: divulgação

46 referenciaindustrial.com.br ABRIL 2020


ABRIL 2020 47


ESPECIAL

Adificuldade de recuperar créditos acumulados

e a tributação indevida das exportações

fazem, há anos, com que empresas

brasileiras sejam prejudicadas em competitividade

no mercado externo. O setor

produtivo, entretanto, acredita que a reforma tributária,

em tramitação no Congresso Nacional, pode

solucionar grande parte desses complicados entraves

com inovações regulatórias simples.

“Esse ano, iremos acompanhar de perto a reforma

tributária”, informa a gerente de Política Comercial

da CNI (Confederação Nacional da Indústria) Constanza

Negri. Segundo ela, “se a proposta for ambiciosa

o suficiente, essa será a solução estrutural para os

problemas do comércio exterior, uma das áreas mais

prejudicadas pela peculiaridade do sistema tributário

brasileiro”, afirmou Constanza em entrevista ao Portal

da Indústria.

A depender da forma final do texto, será solucionado

um dos principais gargalos da área: a dificuldade

de compensar créditos do Icms (Imposto sobre

Circulação de Mercadorias e Serviços) nas exportações.

Pesquisa recentemente realizada pela CNI constatou

que empresas exportadoras enfrentam, de fato,

NO MÉXICO E NA

INGLATERRA, EM

MENOS DE 20 DIAS, O

CONTRIBUINTE CONSEGUE

PEGAR DE VOLTA TODO O

IMPOSTO QUE PAGOU NA

IMPORTAÇÃO

dificuldades para recuperá-los. Os dez maiores Estados

exportadores brasileiros colocam limitações indevidas

para as empresas compensarem os créditos.

Governos estaduais impõem condições para o uso

dos créditos tanto no pagamento das dívidas quanto

na transferência a outras empresas, em confronto

com a legislação. São restrições que não deveriam

ser aplicadas, pois, segundo a Constituição Federal

e outras normativas, não deve existir um tributo na

exportação.

“A interpretação da Lei Kandir permite que es-

48 referenciaindustrial.com.br ABRIL 2020


SECADOR DE

LÂMINAS

SÉRIE SL

LANÇAMENTO

EFICIÊNCIA

MÉDIA

POR CÂMARAS:

0,65M³/HR

MODELOS DE FABRICAÇÃO:

4500 MM/ 6000 MM

Alta capacidade

de secagem, devido

ao sistema inovador de

transferência de calor

interno

Ventiladores mais eficientes,

aumentando o volume de ar interno

Radiadores com maior troca térmica e

menor coeficiente de arrasto e perdas;

Sistemas de direcionadores e defletores de ar

interno reposicionados, uniformizando distribuição para

todas as pistas;

Av. Fahdo Thomé, 2010

Bom Jesus, Caçador - SC

(49) 3567-0818

ABRIL 2020 49


50 referenciaindustrial.com.br ABRIL 2020


ABRIL 2020 51


OPINIÃO

52 referenciaindustrial.com.br ABRIL 2020


POR QUE CONSTRUIR

PRÉDIOS COM

MADEIRA?

POR ALAN DIAS - ENGENHEIRO

Fotos: divulgação

Amigração da população para os centros

das cidades provocou explosões

maciças de construção de edifícios em

todo o mundo. Com falta de recursos e

espaço como consequência da rápida

urbanização, novas formas de construção

de edifícios sustentáveis devem ser exploradas.

A construção em madeira massiva oferece soluções

viáveis para a consciência ecológica dos blocos de

apartamentos tradicionais de vários andares, usando

menos concreto e menos aço.

Em um mundo em que a indústria da construção

é responsável por 40% a 50% das emissões de CO 2

(Gás Carbônico), materiais renováveis, como madeira,

podem ajudar a reduzir a taxa de aquecimento

global. A madeira sequestra o dióxido de carbono

a uma taxa de 1 a 1,2 toneladas/m³ (toneladas por

metro cúbico) de madeira e tem uma pegada de

carbono de fabricação relativamente baixa em comparação

com outros materiais.

ABRIL 2020 53


OPINIÃO

De fato, a madeira é o único material que pode

remover o carbono da atmosfera durante toda a

vida útil de seu uso. Quando produzida de maneira

sustentável, a madeira massiva pode ser extraída e

reabastecida com menos impactos ambientais duradouros.

Novas tecnologias de engenharia e técnicas

modernas de construção aprimoraram os recursos

da construção em madeira massiva, particularmente

na construção de prédios. CLT (Madeira laminada

cruzada) e MLC (Madeira laminada colada) são dois

métodos de produção de madeira engenheirada

que permitiram um crescimento vertical significativo

na construção civil.

A CLT é composta de várias camadas de madeira

seca em estufa, que são empilhadas alternadamente

perpendicularmente uma à outra, coladas

e pressionadas. O número de camadas em uma

seção é determinado pelos requisitos estruturais do

painel. Os usos dos painéis CLT são para pisos, paredes

e telhados.

A MLC ou Glulam é um elemento de madeira

engenheirada estrutural composto por tábuas de

madeira seca e adesivo estrutural. As fibras das

tábuas correm paralelas ao seu comprimento, aumentando

sua resistência. O MLC é frequentemente

usado para treliças, vigas e pilares. Existem muitas

boas razões para explorar todo o potencial da madeira

como material de construção de alto desempenho

e substituto viável do aço e do concreto:

1. Velocidade de construção: Fácil de trabalhar,

a madeira é facilmente modificada no local e produz

pouco desperdício. Os painéis de madeira de montagem

rápida fornecem uma plataforma durante a

construção e as seções pré-fabricadas podem ser

fabricadas fora do local, diminuindo o tempo total

de construção. Lembre-se que tempo é dinheiro.

Menos tempo na obra, mais barata a obra fica.

2. Impacto ambiental: a madeira é um recurso

100% renovável de sequestro de carbono. De maneira

sustentável, a madeira pode ajudar a reduzir

nossa pegada de carbono.

3. Segurança e desempenho: em caso de incêndio,

a capa carbonizada que forma na madeira

permite que a estrutura de madeira restante seja

isolada do fogo, por um tempo, antes da falha

estrutural – proporcionando aos ocupantes tempo

necessário para escapar. A madeira também fornece

resiliência sísmica.

4. Peso estrutural reduzido: como a construção

em madeira pesa significativamente menos que a

construção em concreto ou aço, a fundação pode

ser reduzida em tamanho – economizando tempo e

custo de construção, com um benefício adicional de

CO 2

com menos concreto.

5. Desempenho térmico: as propriedades

isolantes naturais da

madeira oferecem alto

desempenho térmico.

Ao adaptar a espessura

da madeira, as propriedades

térmicas podem

ser ajustadas de acordo

com o clima local.

6. Benefícios biofílicos:

Sabe-se que a

exposição a elementos

naturais, como a madeira,

tem um impacto

positivo no bem-estar

humano. O calor e a

qualidade da madeira

exposta se prestam

ao design geral do

espaço e economizam

em acabamentos adicionais,

uma vez que

a estrutura atua como

acabamento.

54 referenciaindustrial.com.br ABRIL 2020


CONHEÇA NOSSA NOVA LINHA

DE TORNOS LAMINADORES SEM

FUSOS ‘’ROLETEIRO’’

www.fezer.com.br

Construção compacta

Grande aproveitamento de madeira

Laminação até rolete final muito pequeno

Recursos de controle e automação avançados

Alta qualidade de lâmina e precisão de espessura

Adequada para processamento de toras de pequeno diâmetro

ABRIL 2020 55


MADEIRA TRATADA

REFORMA

HISTÓRICA

Fotos: divulgação

PREFEITURA DO

RIO DE JANEIRO

APOSTA NA MADEIRA

PARA REVITALIZAR

IMPORTANTES ESPAÇOS

ECONÔMICOS DA

CAPITAL CARIOCA

C

omo parte de uma série de reformas

antes e depois dos Jogos Olímpicos, a

Prefeitura do Rio de Janeiro entregou recentemente

mais um legado à população,

com a reforma do núcleo Lagoa Rodrigo

de Freitas, da Colônia de Pescadores Z-13.

Os pescadores têm agora sete estruturas de cais

de madeira tratada e cinco quiosques novos – com

alojamento para pernoite e novas pias para limpar

quilos e quilos de robalo, tainha e paratis fisgados na

Lagoa. Além disso, todos os quiosques estão conectados

à rede de saneamento da Cedae. A conquista

foi comemorada no dia do santo padroeiro dos pescadores,

São Pedro.

“Este é mais um exemplo de que o Rio trata os

Jogos como uma oportunidade de transformação

56 referenciaindustrial.com.br ABRIL 2020


ABRIL 2020 57


ARTIGO

AVALIAÇÃO DA

RESISTÊNCIA

AO CISALHAMENTO E

À DELAMINAÇÃO EM

MADEIRA LAMINADA

COLADA

Fotos: divulgação

58 referenciaindustrial.com.br ABRIL 2020


CARLITO CALIL NETO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

ANDRÉ LUIS CHRISTOFORO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI

SÉRGIO LUIZ MONI RIBEIRO FILHO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI

FRANCISCO ANTONIO ROCCO LAHR

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI

CARLITO CALIL JUNIOR

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

RESUMO

AMLC (Madeira Laminada Colada) apresenta

uma grande gama de aplicações.

No Brasil, o seu emprego na forma de

cruzetas para postes de rede aérea de

distribuição de energia elétrica tem

despertado a atenção de companhias do ramo, motivadas

pelo potencial de emprego deste material.

Dentre os fatores que influenciam o desempenho mecânico

de soluções em MLC destacam-se a eficiência

e a afinidade dos adesivos para com as espécies de

madeiras utilizadas, o tipo de tratamento e o teor de

umidade das lâminas de madeira, motivando o desenvolvimento

de novas pesquisas nesta temática.

Este trabalho objetivou investigar, via DOE (Método

de Planejamento Fatorial de Experimentos), a

influência dos fatores tipo de madeira (pinus; teca;

eucalipto), adesivo (Purbond; Cascophen) e tratamento

(CCA; CCB; CCBS) nas variáveis respostas resistência

ao cisalhamento e à delaminação, consistindo nos

mesmos fatores e combinação avaliados no projeto

de Pesquisa e Desenvolvimento da Aneel/Eesc-

-PD220-07: Cabeça de Série da Cruzeta de MLC.

Os resultados da análise estatística revelaram que

o fator tipo de madeira expressou efeito significativo

para ambas as variáveis respostas avaliadas, o mesmo

não ocorrendo com os fatores tipo de adesivo e de

tratamento. Já o teor de umidade mostrou ser significativo

em todas as espécies de madeira quando analisada

a resistência ao cisalhamento, apresentando a

madeira de teca a maior resistência ao cisalhamento

e à delaminação.

INTRODUÇÃO

Dentre os principais materiais utilizados na confecção

de estruturas destaca-se a madeira, por ser

um material de fonte renovável e de excelente relação

resistência/densidade, chegando a ser quatro

vezes superior a do aço (Calil et al., 2003).

Nos últimos anos, devido à grande preocupação

com o impacto ambiental, sustentabilidade e ne-

ABRIL 2020 59


60 referenciaindustrial.com.br ABRIL 2020


Caldeiras

Geradores de

Vapor Instantâneo

Queimadores

Aquecedores

Peças de Reposição

Gás Natural, GLP, Diesel, Dual

(Gás e Óleo), Biogás, Lenha,

Cavaco, Pellets ou Elétrica

de 50 a 15.000 kg/h

de 55 a

23.000

kg/h

SEGURO não oferece risco de explosão

NÃO necessita de OPERADOR

RÁPIDO produzindo vapor a partir de 3 a 5 min

COMPACTO ocupando espaço 70% menor

ECONÔMICO devido a alta performance na troca

térmica que permite rendimento de até 90%

MANUTENÇÃO facilitada e de menor custo por

utilizar queimadores monobloco

Monoblocos, Duoblocos,

de Processos Industriais

Gás Natural, GLP, Dual (Gás e Óleo),

Biogás, Biodiesel, BPF ou Pellets

de 10.000 a 12.000.000 kcal/h

Horizontal ou Vertical

de 1.000 a 6.000 litros ou

de 40.000 a 6.000.000 kcal/h

Horizontal ou Vertical a Óleo e

a Gás, Biomassa e Lenha

até 5.000.000 kcal/h

Assistência Técnica e Peças de Reposição

Nosso know how permite identificar a

melhor alternativa energética envolvendo

conversões térmicas, reengenharia,

estudos de viabilidades, manutenção

preventiva e corretiva em geradores de

vapor, caldeiras, aquecedores e

queimadores, com suporte nacional e

estoque local de peças para reposição.

Entre em Contato!

(11) 2092-6300 - contato@icaterm.com.br - www.icaterm.com.br

Rua Aracati, 162 - Penha - São Paulo / SP - CEP 03630-000

/icaterm /company/icaterm (11) 99103-8058

ABRIL 2020 61


62 referenciaindustrial.com.br ABRIL 2020


23

• Engenharia de Aplicação

• MANUTENÇÃO DE Válvulas Industriais

• Calibração de

Válvulas de Segurança

Quem achar que a segurança custa caro,

que experimente um acidente

(41) 3245-0833 (41) 3239-6400

(41) 98527-8204



ABRIL 2020 63


AGENDA

AGENDA

2020

MAIO

26 A 29

MUESTRA INDUSTRIAL DEL

MUEBLE Y LA MADERA

LOCAL: BOGOTÁ (COLÔMBIA)

HTTPS://INTERZUM-BOGOTA.COM

AGOSTO

4 A 07

EXPOLUX

LOCAL: EXPO CENTER

WWW.EXPOLUX.COM.BR/PT-BR

AGOSTO

25 A 28

IWF | INTERNATIONAL

WOODWORKING FAIR

LOCAL: ATLANTA (EUA)

WWW.IWFATLANTA.COM

HDOM SUMMIT

21/10/2020 E 22/10/2020

LOCAL: SÃO PAULO (SP)

WWW.HDOMSUMMIT.COM.BR/

APÓS O GRANDE SUCESSO DA PRIMEIRA EDIÇÃO REUNINDO MAIS DE 230

PROFISSIONAIS DE DESTAQUE NO MERCADO, O HDOM SUMMIT CHEGA A SUA SEGUNDA

EDIÇÃO EM 2020. VENHA DEBATER O CENÁRIO DE ATRATIVIDADE DO SETOR FLORESTAL,

PERSPECTIVAS, INOVAÇÕES, COMPETITIVIDADE, INVESTIMENTO E OS PRINCIPAIS

DESAFIOS DAS EMPRESAS NA GESTÃO DE SEUS ATIVOS FLORESTAIS.

SETEMBRO

15 A 18

FEIRA INTERNACIONAL DE

TECNOLOGIA E PROCES-

SOS PARA A INDÚSTRIA

DE EMBALAGENS

LOCAL: SÃO PAULO (SP)

WWW.ABIMAQ.ORG.BR

SETEMBRO

17 A 20

FEIRA FLORESTAL

ARGENTINA

LOCAL: POSADAS (ARGENTINA)

WWW.FERIAFORESTAL.COM.AR

OUTUBRO

3 A 6

FEDEMA - FERIA INTER-

NACIONAL DEL MUEBLE Y

LA MADERA

LOCAL: FORMOSA (ARGENTINA)

HTTP://FEDEMA.COM.AR/

NOVEMBRO

4 E 5

FLORESTAS UAI – ENCONTRO

DA INDÚSTRIA FLORESTAL DE

MINAS GERAIS

LOCAL: BELO HORIZONTE

HTTPS://MALINOVSKI.COM.BR

64 referenciaindustrial.com.br ABRIL 2020


TORNE-SE UM

LÍDER DE ALTA

PERFORMANCE!

“Construindo Uma Equipe de Alta Performance” é um intenso programa

de CAPACITAÇÃO com duração de 03 meses para a formação,

administração e liderança de equipes voltadas para RESULTADOS.

Temos o mais completo Programa de

Desenvolvimento Empresarial, com

estratégias práticas para melhorar

ainda mais os resultados das

empresas. Mais de 250.000 pessoas

já participaram dos Eventos, Cursos,

Treinamentos e Palestras da K.L.A.

em centenas de eventos realizados

por todo o Brasil, Argentina,

Uruguay, Portugal e México.

Indicado para: Empresários, Diretores,

Gerentes, Supervisores

e Líderes em geral

Os treinamentos são todos apostilados e com

certificação exclusiva K.L.A. Estamos com inscrições

abertas para os três módulos. Entre em contato conosco:

CURITIBA / PR

(41) 3209-8453 (41) 99252-3696 (41) 99138-7738

sidinei.augusto@grupokla.com.br

adriely@grupokla.com.br

www.grupokla.com.br/curitiba


ESPAÇO ABERTO

A ESQUECIDA

INDÚSTRIA BRASILEIRA

Ainda me lembro de que, nos anos 1980,

os empregos sobravam, o caderno de

empregos do jornal O Estado de São

Paulo era enorme, a indústria brasileira

contratava a níveis elevados. E o mais

interessante é que a cada dia surgiam novas pequenas

e médias empresas.

Isso em pleno regime militar, com um número

enorme de empresas estatais, que obtinham “dinheiro

barato no exterior” desde 1965. Se, em uma

análise perfunctória, observarmos o crescimento do

Brasil desde 1980 até hoje, teremos um crescimento

médio da economia de 2% ao ano. Naquela época,

1/3 da riqueza do nosso país vinha da indústria. Bons

tempos aqueles. A grande verdade é que as sucessivas

crises que abateram o mercado internacional

desagregaram o capital outrora relativamente barato

em temos de empréstimos, muito diferente do que

ocorre hoje em dia.

Durante a época do enorme caderno de empregos

do Estadão, entre os anos 70 e 80, tínhamos a

perspectiva do enaltecimento da indústria nacional.

A ideia era tornar o Brasil um país não só produtor

de commodities, extrativista. Com isso fizemos com

que milhares de habitantes de outras regiões do Brasil

viessem para os grandes centros industriais como

São Paulo e o sul do país, totalmente despreparados,

do ponto de vista social, para recebê-los.

Com o passar do tempo, nós nos deparamos

PRECISAMOS VOLTAR A

FAZER NÃO SÓ UM

AJUSTE FISCAL AGUARDANDO

INVESTIMENTOS DO EXTERIOR,

MAS PROSPERAR A IDEIA DE UMA

NOVA MENTALIDADE EM RELAÇÃO

AO RESSURGIMENTO DA

INDÚSTRIA NACIONAL

POR

FERNANDO

RIZZOLO

ADVOGADO,

JORNALISTA, MESTRE

EM DIREITOS

FUNDAMENTAIS

com a tecnologia se aproximando e a indústria nacional

tendo que se adequar a um requisito que não

tínhamos no Brasil, e, assim, o que fabricávamos aqui

para sermos competitivos passamos a importar, e

então o cenário começou a se complicar.

Com a necessidade de criarmos 2 milhões de

novos empregos por ano, com uma carga tributária

alta, sem contrapartida para o povo brasileiro, com

o custo trabalhista alto, nossa indústria começou a

minguar e o empresariado perdeu o incentivo para

investir na indústria nacional, até porque ficava mais

barato importar do que fabricar, e iniciou-se o desmonte

da indústria nacional, o que foi uma grande

perda para o Brasil.

Hoje fazemos o caminho contrário, para que,

através de um ajuste fiscal, e como se fôssemos um

bom mocinho, possamos conseguir investimentos

do exterior para financiar nossa economia industrial

já em decomposição. Para se ter uma ideia, pelos últimos

números, a atividade industrial voltou ao nível

de fevereiro de 2009 e ficou 17,1% abaixo do pico

atingido em meados de 2011.

Precisamos voltar a fazer não só um ajuste fiscal

aguardando investimentos do exterior, mas prosperar

a ideia de uma nova mentalidade em relação ao

ressurgimento da indústria nacional, para que possamos

contar com nossas próprias iniciativas desenvolvimentistas,

pois só assim conseguiremos reverter

a desigualdade social, o desespero que afeta os

jovens sem perspectiva de trabalho e promover, através

das nossas políticas, uma visão de parceria entre

o Estado e a iniciativa privada. Quem sabe possamos

enfim voltar a ter um jornal de domingo repleto de

anúncios de emprego?

Foto: divulgação

66 referenciaindustrial.com.br ABRIL 2020


as máquinas mais robustas

do setor madeireiro!

50 anos

Máquinas

Águia

linha completa

de serrarias

São José dos Pinhais

Av. Rui Barbosa, 3880 – Afonso Pena

São José dos Pinhais – PR

(41) 3382-3100 www.maquinasaguia.com.br

More magazines by this user
Similar magazines