*Abril/2021 Revista Condominium 34

jotacomunicacao

A REVISTA DO SÍNDICO

WWW.REVISTACONDOMINIUM.COM.BR

Entrevista

Ano

VII • N°34

Abril 2021

Arquitetura profissional valoriza

as áreas comuns do condomínio

Segurança

Portaria remota permite mais

conforto aos moradores

Legislação

Entenda a gestão de condomínios

em edifícios comerciais e as

responsabilidades do síndico

Saúde

Novo método para desinfecção

de ambientes e superfícies

contaminadas pela Covid-19

HOME OFFICE

Lockdown faz usuário trabalhar

de casa e sobrecarrega a rede

elétrica dos condomínios


Há 9 anos, ao seu lado em

curitiba. Há 45 anos, leVando

segurança e tranquilidade

Para Você e sua Família.

stV, sua maior segurança.

O Grupo STV é referência na área de segurança privada há 45 anos. Sempre integrando

tecnologias e inovando na proteção da propriedade e meios de produção privados.

Estabelecemos relações de parceria de longo prazo, com projetos de proteção que

possibilitam eliminar ou reduzir riscos, ameaças e vulnerabilidades.

stv.com.br stvseguranca stv_seguranca stvsegurança


Portaria remota

conheça as facilidades de contar

com a portaria remota da stV:

Chegou a hora de unir tecnologia e redução de custos no seu condomínio ou empresa! Com a portaria remota

STV, seu patrimônio terá muito mais segurança e tranquilidade e contará com um amplo suporte de serviços.

com a portaria remota da stV, você terá muitas vantagens:

ECONOMIA: redução de até 50% no valor do condomínio;

FACILIDADE: o seu acesso ao prédio será rápido, prático e com segurança;

TECNOLOGIA: monitoramento 24h nos acessos de seu condomínio ou empresa;

SEGURANÇA: com maior agilidade nas entradas e saídas do seu patrimônio, você não ficará a mercê dos

criminosos. Além disso, você possuirá imagens e controle de acessos do local.

aplicativo: Tenha o controle de seu condomínio na palma de sua mão. Com ele, será possível visualizar câmeras,

visualizar registro de ocorrências, reservar áreas comuns, enviar mensagens e notificações, controlar as manutenções,

enviar convites on-line para visitantes acessarem o condomínio;

central de monitoramento: Possuímos uma central de monitoramento 24h, que atende exclusivamente às demandas da

Portaria Remota, com uma equipe especializada para atender às solicitações do condomínio.

Pronto atendimento 24h. Profissionais com curso de formação de vigilantes, a equipe de pronto atendimento está apta

a intervir em situações de emergência comunicados pelo sistema do condomínio e identificados pela nossa central de

monitoramento 24H.

Aproveite e conheça os nossos serviços de facilities, um diferencial da STV aos seus clientes. Com ele,

seu patrimônio estará sempre bem cuidado. Afinal, só a STV sabe unir segurança e tranquilidade.

Facilities

O cuidado com seu patrimônio deve ir além da segurança.

Sabemos que seu condomínio precisa de cuidados internos

e externos e por isso, a STV também oferece soluções no

segmento de facilities como

• Zeladoria • Limpeza • Manutenção predial • Serviços

gerais • Jardinagem

Curitiba I PR (41) 3151.1055

Rua João Negrão, 2680 - Prado Velho


sumário

06 Editorial

08 Notas

16 Principal

22 Manutenção

24 Negócios

26 Legislação

30 Segurança

34 Gente que cuida

36 Saúde

38 Perfil

40 Entrevista

04


ASSESSORIA DE

IMPLANTAÇÃO DE

NOVOS CONDOMÍNIOS

• Vistoria para análise operacional do

empreendimento da incorporadora

• Dimensionamento da equipe de colaboradores

para atendimento dos futuros condomínios

• Levantamento e orçamento dos materiais

necessários para implantação do condomínio

• Elaboração da previsão orçamentária de

empreendimentos em fase de instalação

www.administradoraparana.com.br

41 3883 1700


tersept.com.br comercial@intersept.com.br

7-2640 4007-2640

WWW.REVISTACONDOMINIUM.COM.BR

VII • N°34

Abril 2021

ota

a a segurança

l autônoma

cação, compra

es.

a de

editorial

A Revista do Síndico e dos Condôminos www.revistacondominium.com.br Ano VII • N.34 • Abril 2021

A REVISTA DO SÍNDICO

Entrevista

Ano

Arquitetura profissional valoriza

as áreas comuns do condomínio

Segurança

Portaria remota permite mais

conforto aos moradores

Legislação

Entenda a gestão de condomínios

em edifícios comerciais e as

responsabilidades do síndico

Saúde

Novo método para desinfecção

de ambientes e superfícies

contaminadas pela Covid-19

HOME OFFICE

Lockdown faz usuário trabalhar

de casa e sobrecarrega a rede

elétrica dos condomínios

Nesta edição, a capa da

Revista Condominium traz

uma reportagem sobre as

dicas úteis que ajudam a

tornar o trabalho em casa

mais seguro e eficiente,

sem causar sobrecarga na

instalação elétrica

Ano VII | Edição nº 34 | Abril 2021

Diretores

Comercial: Fábio Alexandre Machado

Executivo: Pedro Bartoski Jr.

revistacondominium@revistacondominium.com.br

Os cuidados

no novo

normal

Depois de um ano de quarentena, o home office

se tornou presença mais do que marcada na vida das

pessoas. É por isso que nessa edição de abril, trazemos

a reportagem principal sobre os cuidados com a rede

elétrica do seu condomínio nesse período complicado.

Para isso, conversamos com o gerente de segurança

do trabalho da Copel Distribuição, Alessandro Maffei

da Rosa, que fala sobre os cuidados básicos e medidas

preventivas para garantir a segurança dos condôminos.

Ainda sobre a pandemia, o Leitor confere na editoria

Saúde uma matéria sobre a radiação ultravioleta como

novo recurso para desinfecção de ambientes e superfícies

contaminadas pela Covid-19. Também falando um pouco

sobre segurança, reforçamos o quanto ela é fundamental

para condôminos, visitantes e colaboradores e como se

torna cada vez mais necessário buscar alternativas que

ajudem a monitorar e controlar o acesso das pessoas nos

condomínios. Considerando isso, na editoria Segurança,

trazemos uma reportagem sobre os benefícios da portaria

remota e como o sistema é um dos principais meios

para trazer mais conforto para moradores.

O Leitor ainda confere uma entrevista com o presidente

da ASBEA-PR (Associação Brasileira dos Escritórios de

Arquitetura do Paraná), Leonardo Hauer, falando sobre

valorização das áreas comuns e principais tendências para

esses espaços, além de dicas de serviços e indicações

de quem realmente entende de gestão condominial.

Uma excelente leitura e até a próxima!

Departamento Comercial

Marcelo Marcet de Andrade - Teaser Comunicação

comercial@revistacondominium.com.br

Redação

Jackie Modesto

Maria Fernanda Coutinho

jornalismo@revistacondominium.com.br

Projeto Gráfico

Supervisão: Fabiana Tokarski

Crislaine Briatori Ferreira

Gabriel Faria

criacao@jotacomunicacao.com.br

Depto. de Assinaturas

Cristiane Baduy

assinatura@revistareferencia.com.br

0800 600 2038

www.revistacondominium.com.br

A Revista CONDOMINIUM é uma publicação

da JOTA Editora

Rua Maranhão, 502 - Água Verde

CEP 80610-000 - Curitiba (PR) - Brasil

Fone/Fax: +55 (41) 3333-1023

A Revista CONDOMINIUM é uma publicação bimestral independente,

dirigida ao público curitibano, síndicos e condôminos da capital paranaense

e Região Metropolitana. A CONDOMINIUM não se responsabiliza

por conceitos emitidos em artigos e colunas assinadas, por serem de

responsabilidade de seus autores. A utilização e reprodução pode ser feita

desde que informada e citada a fonte. A Revista CONDOMINIUM também

não se responsabiliza por fotos de divulgação, bem como, por anúncios e

imagens enviadas por terceiros, por entender serem de responsabilidade

de seus produtores.

06


Trabalhamos com o melhor que

o mercado oferece, equipe

treinada e equipamentos de

última geração em limpeza e

higienização para nossos

clientes.

Deixe seu condomínio nas mãos

de quem entende do assunto!

vertexlimpezaprofissional.com.br

@vertex.curitiba

(41) 99957-3934 | (41) 9 9682-8016


notas

Tratamento

precoce

Foto: divulgação

O Provopar Estadual está abraçando o projeto Sociedade

Contra a Covid-19, e a partir do dia 23/03 deu

início ao funcionamento do Centro de Tratamento

Imediato da Covid, em Curitiba, para pacientes com

os primeiros sintomas da doença, onde irão receber

atendimento ambulatorial 100% gratuito, além de

orientações dos médicos voluntários. Acha que pode

estar com COVID? Não perca tempo e agende sua

consulta gratuita pelos números (41) 99285-4073 ou

(41) 99267-6525.

Cliente tem a sua

identidade

Com a Administradora Paraná, o Cliente tem atendimento

personalizado do síndico e conselho, carteira

segmentada, agilidades nas informações, análise

financeira e fluxo de caixa, acompanhamento nas

assembleias e reuniões, canal direto de comunicação

via whatsapp e muito mais. Entre em contato com a

Administradora Paraná para mais informações sobre

os serviços de administração de condomínios: www.

administradraparana.com.br

Solução completa

e integrada

O Grupo STV atua no ramo de segurança há 45

anos. Sempre integrando tecnologias e inovando na

proteção da propriedade e meios de produção privados.

“Estabelecemos relações de parceria de longo

prazo, com projetos de proteção que possibilitam

eliminar ou reduzir riscos, ameaças e vulnerabilidades

no seu condomínio ou na sua empresa”, resume

o gestor. Conheça mais no site www.stv.com.br ou

nas redes sociais @stv_seguranca

Foto: divulgação Foto: divulgação

08


HAGANÁ, DESDE 1997

PROTEGENDO SEU

MAIOR PATRIMÔNIO:

A VIDA!

Tecnologias para

controle de acesso

sem contato.

BEM-VINDO AO FUTURO DO CONTROLE DE ACESSO!

SIGAH - SISTEMA DE

RECONHECIMENTO FACIAL

Reconhece várias pessoas

simultaneamente,

mesmo em movimento.

SABRAH

Assistente virtual exclusiva do

Grupo Haganá via aplicativo

ou Whatsapp.

HAGANÁ FAST PASS

Acesso por biometria limpa.

O Grupo Haganá teve o prazer de proporcionar a tecnologia de reconhecimento

facial na gestão de controle de acesso para o 1º condomínio comercial de Curitiba.

Haganá Paraná

Pç. São Paulo da Cruz, 50 - Cabral - Curitiba | PR

Tel.: 41 3078-7984 - comercialpr@hagana.com.br

SOLICITE SUA PROPOSTA

COMERCIAL ATRAVÉS DO WHATSAPP


notas

Campanha solidária

do Tower Club House

Vamos ajudar a combater a fome de quem está desempregado

e com fome em tempos de coronavírus.

O edifício solicita a todos os condôminos, amigos e

familiares a doação de alimentos não perecíveis. As

doações serão repassadas para a Associação Beneficente

São João Batista, localizada na Rua Prof. Basílio

Ovídio da Costa, 2230. A Associação atende a comunidade

da Portelinha, no bairro Santa Quitéria, que

no momento, conta com 200 famílias cadastradas.

Mais informações nos números (41) 99122-5305 e

(41) 99105-9592.

Fotos: divulgação

Equipamentos

de qualidade

Foto: divulgação

Para quem deseja garantir o andamento de uma obra de

maneira ágil, segura e sem preocupação, é fundamental

investir em equipamentos de construção civil de ótima

qualidade. Pensando nisso, uma alternativa para auxiliar

síndicos e administradores de condomínio é a locação de

ferramentas, equipamentos ou maquinários. Além de ser

uma opção mais em conta, o locador tem a garantia de

reparo ou manutenção caso ocorra algum problema com o

produto. Portanto, se preza por praticidade e um serviço de

excelência, acesse www.elevasul.com.br

Plano

de manutenção

Para quem deseja reduzir custos com manutenção preventiva,

aumentar a vida útil do imóvel e a segurança

dos condôminos, o plano de manutenção pode ser

uma excelente estratégia. Por isso, para evitar trincas,

fissuras, infiltrações e outras manifestações patológicas

que se desenvolvem pela falta de manutenção

constante, é super importante ter o acompanhamento

de um profissional da área e, na Idone Engenharia, o

cliente encontra a solução para problemas que ocorrem

em diferentes perfis de construção.

Foto: divulgação

10


Fotos ilustrativas. IMG BR Freepik/Transpotes. ArquivoAgenciaGoogle.


notas

Terceirização

de serviços

Foto: divulgação

O cuidado com o ambiente impacta diretamente na imagem de

sua empresa e influencia no bem-estar de quem a frequenta,

por isso a Haganá oferece uma série de soluções personalizadas

para que o Cliente fique tranquilo em relação aos serviços

necessários em seu empreendimento. O grupo também atende

todas as suas necessidades, inclusive com serviços de portaria,

recepção, limpeza e bombeiro civil. Os serviços de monitoramento

de alarme e imagens, venda de equipamentos eletrônicos,

controle de acesso e rastreamento veicular também são disponibilizados

para maior conforto e segurança para os moradores

do seu condomínio ou funcionários da sua empresa. Acesse o

site e saiba mais: www.hagana.com.br

Clássico dos

anos 80

Um clássico do começo dos anos 80, as figurinhas do palhaço Zequinha

estão de volta. As figurinhas, que traziam o famoso palhaço em

diversas atividades diferentes, foram relançadas com artes do artista

e ilustrador curitibano Nilson Müller, que redesenhou Zequinha naquela

época. Em 1980, as figurinhas ganham uma nova roupagem

pelas mãos do artista Nilson Müller, em uma campanha do Governo

do Paraná para arrecadação do ICMS (Imposto Sobre Circulação de

Mercadorias e Serviços). O consumidor podia trocar a quantidade

de notas fiscais por figurinhas do palhaço. O projeto ganhou grande

proporção na época. Desta vez, um álbum do Zequinha está em

pré-venda no site www.lojadozequinha.com.br

Reforma

e construção

Os melhores equipamentos e ferramentas para a sua

obra, você encontra na Ferramentas Gerais! E ainda, um

atendimento especializado e consultivo para te ajudar na

escolha das melhores opções para o seu trabalho. Além

disso, a FG possui uma linha completa de Equipamentos

de Proteção Individual essenciais para a sua segurança

em diversos segmentos! De Máscaras de Proteção até

equipamentos específicos para trabalhos em altura. Acesse

para saber mais: www.fg.com.br

Foto: divulgação Foto: CONDOMINIUM

12


notas

Matéria-prima

nacional

A Gramarsul oferece a maior variedade de pedras do mercado,

disponibilizando-se de matérias-primas nacionais e

importadas. Com equipamentos de alta produtividade,

a empresa também proporciona excelente qualidade de

produtos, com acabamento de nível internacional, além

dos preços incomparáveis. Entre em contato e solicite o

seu orçamento: (41) 3286-1289 ou pelo whatsapp (41)

98821-4611

Foto: divulgação

Transformando

pessoas e empresas

Foto: divulgação

A Escola de Vendas & Negócios K.L.A. é uma organização educacional

dedicada a ajudar empresas familiares; e fundadora

do movimento empresas lucrativas, onde os empresários e

suas equipes são convidados a participar, estudar e aprender.

Os Líderes da Escola de Vendas & Negócios K.L.A. são verdadeiros

conhecedores do negócio e têm um único propósito:

Transformar Pessoas e Empresas. Ficou interessado? Acesse

o site: www.grupokla.com.br/curitiba/

Projeto Música

e Encanto

Uma oportunidade para estimular o desenvolvimento

cognitivo, comunicativo, social e comportamental da

criança com autismo. A Musicking Centro de Musicoterapia

de Curitiba, Especializada em Autismo, desenvolveu

uma plataforma online de vídeos de atividades de

musicoterapia para crianças com autismo. É o Projeto

Música e Encanto. A plataforma acabou de ser lançada

em comemoração ao Dia Mundial de Conscientização

do Autismo, no dia 02/04. A iniciativa foi pensada em uma forma de dar oportunidades para crianças com autismo de todo o

Brasil desenvolverem habilidades por meio de atividades que possam ser feitas em casa. Além dos ganhos nas habilidades e

da grande possibilidade de generalizar as aquisições em contextos fora dos consultórios, esse projeto também visa estreitar

o vínculo afetivo das crianças com as pessoas de seu contato próximo. As atividades podem ser feitas pelas crianças em

casa com a ajuda de um responsável, é só ter acesso à internet. “Foi um trabalho feito com muita dedicação para que mais

crianças tenham oportunidade, principalmente naquelas famílias de maior vulnerabilidade econômica/social e aquelas famílias

em cidades menores que não tem atividades especializadas para crianças com autismo”, explica Priscila Mertens Garcia,

Diretora clínica e Musicoterapeuta na Musicking. Para saber mais sobre o projeto, acesse o site www.musicaeencanto.com.

br ou entre em contato pelo número (41) 99557-5555.

Foto: divulgação

14


No mundo dos negócios,

quem dita o jogo é você!

Na KLA você recebe treinamento com diversas dicas de

estratégias para aumentar os lucros do seu negócio.

Temos o mais completo Programa de Desenvolvimento

Empresarial, com estratégias práticas para melhorar ainda

mais os resultados das empresas. Mais de 250.000 pessoas já

participaram dos Eventos, Cursos, Treinamentos e Palestras da

K.L.A. em centenas de eventos realizados por todo o Brasil,

Argentina, Uruguay, Portugal e México.

Os treinamentos são todos apostilados e com

certificação exclusiva K.L.A. Estamos com inscrições

abertas para os três módulos. Entre em contato conosco.

(41) 3209-8453 (41) 99252-3696 (41) 99138-7738

sidinei.augusto@grupokla.com.br adriely@grupokla.com.br

www.klagrupo.com.br/unidade/curitiba


principal

16


Home Office

sobrecarrega a

rede elétrica dos

condomínios

Fotos: divulgação

DICAS ÚTEIS AJUDAM A TORNAR O

TRABALHO EM CASA MAIS SEGURO E

EFICIENTE, SEM CAUSAR SOBRECARGA NA

INSTALAÇÃO ELÉTRICA

www.revistacondominium.com.br 17


principal

home office já é realidade em muitos

O lares. Uma das consequências dessa

nova forma de trabalhar é o aumento

do uso dos computadores e ar-condicionado,

o que leva a sobrecarregar a rede elétrica dos

condomínios. Além do aumento da conta de

luz, causando impacto no bolso, Alessandro

Maffei da Rosa, gerente de segurança do

trabalho da Copel Distribuição, alerta que a sobrecarga

elétrica pode causar problemas graves

como queda de energia em horários de pico e

até mesmo incêndio. “Devemos estar atentos

a alguns indicativos de sobrecarga que podem

ser observados. Podemos citar o desligamento

dos disjuntores, o aquecimento da fiação, tomadas,

pinos e conexões, assim como o cheiro

característico de plástico queimado”, explica.

Antes disso acontecer, o condomínio

precisa contratar uma empresa devidamente

registrada no CREA (Conselho Regional de

Engenharia e Agronomia) para a realização de

18


Se não tiver uma tomada

para cada aparelho,

utilize uma extensão do

tipo filtro de linha, que

tem a mesma função,

mas possui proteção que

garante a segurança

um levantamento técnico do local, com o objetivo

de elaborar um projeto para uma reforma

elétrica. A partir daí, serão determinadas todas

as características de dispositivos de proteção,

bitolas de cabos, conexões e painéis elétricos,

entre outros.

Para Maffei, o uso de T ou Benjamim que

possibilita ligar vários aparelhos em uma mesma

tomada pode sobrecarregar as instalações

elétricas, aquecer os fios e resultar em curto-

-circuito ou até em incêndio, além de gastar

mais energia. “Se não tiver uma tomada para

cada aparelho, utilize uma extensão do tipo

filtro de linha, que tem a mesma função, mas

possui proteção que garante a segurança”,

aconselha.

PREVENÇÃO É O SEGREDO PARA A

SOLUÇÃO

Alessandro explica que alguns cuidados

básicos e medidas preventivas devem ser

www.revistacondominium.com.br 19


principal

seguidos de forma a evitar problemas relacionados

à sobrecarga e garantir a sua segurança.

São eles:

• Não ligar vários aparelhos em uma

única tomada e evitar a utilização de adaptadores

com benjamins e plugues T;

• Evitar gambiarras elétricas: nunca

fazer improvisos como tomadas penduradas,

fiação expostas e fios desencapados. Todas as

emendas devem estar bem protegidas com

fitas isolantes de boa qualidade;

• Procurar sempre um profissional

qualificado na área elétrica para realização de

serviços como instalação de chuveiros elétricos,

ar condicionados, etc;

• Realizar manutenção preventiva da

rede elétrica de forma periódica para identificar

e reparar eventuais problemas, evitando

acidentes;

• Quando for necessário trocar lâmpadas,

consertar fios e cabos de instalações elétricas

sempre desligar o disjuntor de energia.

Em caso de dúvida, ou

se porventura surgir

qualquer problema,

busque a orientação de

um eletricista

20


Podemos citar o

desligamento dos

disjuntores, o aquecimento

da fiação, tomadas, pinos

e conexões, assim como

o cheiro característico de

plástico queimado

CHAME UM ELETRICISTA

É muito importante que em caso de dúvida,

ou se porventura surgir qualquer problema,

busque a orientação de um eletricista, pois ele

poderá analisar o quadro de luz, e também fará

o balanceamento, e se caso for preciso e possível,

irá fazer a inserção de alguns disjuntores.

A RESPONSABILIDADE É DO SÍNDICO

O síndico é o responsável pela contratação

do seguro condominial, que é obrigatório e

deve cobrir danos à estrutura do prédio contra

o risco de incêndio ou destruição, total ou parcial,

tanto em áreas comuns como privativas.

www.revistacondominium.com.br 21


manutenção

Limpeza de caixa

d’água do condomínio:

qual a frequência

certa para fazer

Foto: divulgação

22


A MAIOR PARTE DAS DOENÇAS

ESTÃO DIRETA OU INDIRETAMENTE

LIGADAS À ÁGUA, SENDO ESSE UM

DOS MOTIVOS PARA A GRANDE

PREOCUPAÇÃO COM A LIMPEZA DE

CAIXAS D’ÁGUA EM CONDOMÍNIOS

e já existe um risco na falta deste serviço

em residências, a limpeza de caixa

S

d’água nos condomínios exige ainda

mais atenção. Para este espaço coletivo, a

responsabilidade da higienização cabe ao

síndico, pois nessa situação a falta de uma

limpeza adequada pode ser perigosa para

muitos indivíduos. Assim como a higienização

a cada 6 meses, é preciso também que haja

uma manutenção recorrente nessas estruturas.

Por meio de uma periodicidade na fiscalização

dos reservatórios e do serviço de limpeza

de caixa d’água de condomínios, é possível evitar

qualquer tipo de infestação e outros riscos.

Grande parte das doenças ocorre por conta da

ingestão de água contaminada, fazendo com

que a falta desse serviço torne-se um risco de

grandes proporções. Isso porque o número de

pessoas presentes nos condomínios faz com

que o uso da água ocorra em grande volume.

A garantia de limpeza periódica de caixa

d’água em condomínios, feita pela mesma

empresa, acaba sendo mais conveniente para

o local. Através de um contrato de manutenção

é possível deixar a programação nas mãos da

empresa responsável, que deve ser registrada

nos órgãos específicos para emitir um certificado

no final do serviço, além do laudo da

análise laboratorial. Seus profissionais devem

ser certificados nas NR’s 33 e 35 (serviços em

espaços confinados e em lugares muito altos).

A responsabilidade da falta de limpeza

de caixa d’água é do síndico. O profissional

poderá ser acionado na justiça caso ocorram

problemas maiores. Portanto, a decisão de contratar

um serviço de limpeza periódico de caixa

d’água em condomínios é altamente benéfica

para os condôminos e torna essa tarefa mais

prática e eficaz.

www.revistacondominium.com.br 23


negócios

Vendas de varejo

em condomínios:

como funciona?

Fotos: divulgação

COM OS MORADORES FICANDO MAIS TEMPO EM CASA, O ACESSO FÁCIL A UMA

GRANDE VARIEDADE DE PRODUTOS DESAFIA OS VENDEDORES TRADICIONAIS

24


A

s moradias tiveram seu sentido ressignificado

por conta da pandemia de

Covid-19. O espaço que antes servia

apenas para descanso se tornou o lugar onde

tudo acontece: trabalho, estudo, refeições,

exercícios físicos e etc.

No Brasil, mais de 68 milhões de pessoas

moram em condomínios, o que gera uma

movimentação de mais de 165 bilhões de

reais por ano, segundo a Associação Brasileira

de Síndicos e Síndicos Profissionais. Dessa

forma, o local oferece um novo espaço para a

implantação de um canal de venda sustentável

e em ascensão.

Além disso, o distanciamento social é o

mais seguro neste momento. Quem oferece

conveniência, comodidade e bons produtos sai

na frente. Esse é o caso dos negócios voltados

aos condomínios.

Imagine só perceber que algum ingrediente

está faltando somente na hora em que está cozinhando.

Ou que a sua bebida favorita acabou

e que já está bem tarde para sair e comprar.

Para quem tem um minimercado no espaço

comum do condomínio, por exemplo, isso

não é problema. É a solução. Com o produto

indo até o consumidor, o cliente adquire não

só o que estava faltando em casa, mas novas

experiências. Algumas empresas surgiram

com a ideia de instalar contêineres com itens

de diversos setores nos condomínios, automatizando

o atendimento para que nenhum

funcionário precisasse ficar no local.

Assim, o morador escolhe os produtos de

sua preferência, registra-os em um totem e

realiza o pagamento via cartão de débito ou

crédito. Em certos casos, a loja possui um

aplicativo próprio em que é possível gerenciar

todos esses processos. Os custos variam de

empresa para empresa, mas algumas cobram

apenas o valor da instalação e chegam a repassar

parte dos lucros obtidos ao condomínio

como forma de estimular o consumo.

Investir em um canal de venda simples,

prático e unificado é uma alternativa que atenderá

os anseios dos consumidores em 2021,

segundo estudo feito pela WGSN (Worth Global

Style Network).

Devido ao rápido avanço da internet e das

redes sociais digitais, os indivíduos estão cansados

de tomar decisões o tempo todo. Com o

isolamento social, isso se amplificou, e o excesso

de informações enfraquece o interesse pelo

consumo. Dessa forma, a previsão para o cotidiano

pós-pandemia é de que o consumidor irá

optar por estabilidade e praticidade. Entender

e aplicar tudo isso pode ser a diferença entre a

evolução e a estagnação de qualquer negócio.

www.revistacondominium.com.br 25


legislação

Entenda como

funciona a gestão

de condomínios

em edifícios

comerciais

Fotos: divulgação

O QUE DIFERENCIA UM CONDOMÍNIO

COMERCIAL DE UM RESIDENCIAL? O QUE

MUDA NO TRABALHO DO SÍNDICO? ENTENDA

TUDO SOBRE CONDOMÍNIO COMERCIAL

26


www.revistacondominium.com.br 27


legislação

O

s condomínios comerciais são comuns

há mais tempo do que os residenciais.

Os compostos por salas comerciais

eram, no início, um dos imóveis mais valorizados

nas grandes cidades. Começaram

com pequenos edifícios, muitas vezes até

sem elevadores, para economizar na taxa de

condomínio. Mas devido à grande procura,

eles foram se multiplicando e crescendo nos

grandes centros.

Atualmente o chamado condomínio comercial

expandiu-se e não se restringe mais

somente a edifícios. Podem ser, ainda, grandes

áreas loteadas para construção de enormes

galpões explorados por empresas e indústrias.

Geralmente nos condomínios comerciais em

edifícios, há uma grande loja no andar térreo

e os escritórios de empresas ou outros tipos

de serviços nos andares acima.

A figura do síndico é muito importante

nos condomínios, sejam eles residenciais ou

comerciais. Ele é o responsável por quase

tudo que acontece no empreendimento. No

caso dos condomínios comerciais, a gestão

é um pouco mais complexa por envolver, por

sua natureza, muito mais movimentação que,

por sua vez, demanda cuidados mais especiais.

Formados pelos mais variados tipos de comércio

ou prestação de serviços, os condomínios

comerciais exigem uma gestão de síndico

melhor preparada para necessidades de todas

unidades, como manutenções regulares e,

principalmente, segurança. Já que, ao contrário

dos condomínios residenciais, nos comerciais

não são sempre os mesmos frequentadores.

Com a diversificação de negócios que pode

existir em um condomínio comercial, é ne-

A gestão é um pouco mais

complexa por envolver,

por sua natureza, muito

mais movimentação que,

por sua vez, demanda

cuidados mais especiais

28


cessário que o síndico esteja completamente

inteirado de todas as instalações e atividades

ali exercidas. Afinal, cada uma delas envolve

um tipo de cuidado mais específico.

Uma grande aliada do síndico de condomínios

comerciais é a tecnologia. Ela pode e deve

ser usada para a segurança, com itens como

câmeras de segurança para o monitoramento

de entrada e saída de pessoas, cercas elétricas

e outros. Com a tecnologia cada dia mais avançada,

é muito mais fácil manter a observação,

o monitoramento e a comunicação entre todos

os envolvidos. Isso diminui sobremaneira os

problemas e os riscos.

Em resumo, a vida de um síndico de condomínio

comercial é mais difícil do que no residencial.

Mas tudo depende do tamanho deles,

do nível de complexidade e da contribuição

dos próprios condôminos. Com uma boa dose

de conhecimento, organização e tecnologia, o

síndico estará apto a realizar um bom trabalho

em ambos.

VOCÊ E SEU CONDOMÍNIO

CONECTADOS AO SÍNDICO

E À ADMINISTRADORA

Acesse já:

Unidade Curitiba/PR

Rua Isaías Bevilaqua, 560 - Mercês | 80430-040


segurança

A segurança das

portarias

remotas

Fotos: divulgação

O SISTEMA DE PORTARIA É UM DOS

PRINCIPAIS MEIOS PARA TRAZER MAIS

CONFORTO PARA MORADORES

30


www.revistacondominium.com.br 31


segurança

porteiro Jorge José Ferreira, de 58

anos, foi agredido durante uma briga

O

com um motoboy em um condomínio

na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio de

Janeiro (RJ). Ele deu entrada no hospital no

dia 29 de março e morreu em decorrência do

traumatismo craniano causado pela briga.

De acordo com parentes, o entregador, que

acusou os porteiros de implicarem com ele por

ter usado uma saída social do condomínio, usou

um guidão de bicicleta para agredir o porteiro,

que levou sete golpes na cabeça e foi socorrido

por funcionários do prédio.

Casos como esse são cada vez mais

comuns em condomínios que ainda não adotaram

a tecnologia das portarias remotas.

Com relação a segurança, uma vez que um

profissional especializado estará em uma cen-

Curitiba é uma das

capitais que lidera o

ranking de cidades com

maior quantidade de

portarias virtuais do país

32


tral de monitoramento, que controla todos os

acessos da portaria à distância, ela é melhorada

e reforçada. As ligações e imagens ficam

gravadas, garantindo total registro e controle

das entradas e saídas. Os moradores passam

a acessar diretamente o condomínio através

de um dispositivo tag ou biométrico, quando

estiverem a pé. O acesso dos veículos é acompanhado

24h (horas) e pode ser realizado por

controle remoto ou tag.

A ideia vem agradando tanto que, segundo

pesquisas, já são mais de 180 mil condomínios

em todo o país a aderir às portarias remotas.

Para Lauro Jaekel, vendedor-técnico e consultor

exclusivo de portarias remotas da Intersept,

empresa curitibana de serviços de segurança,

as demandas das portarias remotas em condomínios

vêm aumentando gradativamente ao

longo dos últimos anos. “Curitiba (PR) é uma

das capitais que lidera o ranking de cidades com

maior quantidade de portarias virtuais do país.

Principalmente para condomínios com menos

de 50 apartamentos. Quase todos esses já

aderiram a esse tipo de serviço”, conta.

A Intersept também conta com uma série

de diferenciais com o objetivo de proporcionar

ao cliente um serviço de qualidade. Por ser uma

empresa de vigilância privada, os funcionários

são formados em segurança particular, em

curso de vigilante com, geralmente, 200h de

aulas, sendo preparados para lidar com situações

críticas. Além disso, a empresa possui 22

anos de mercado na capital paranaense com

uma vasta variedade de serviços.

www.revistacondominium.com.br 33


gente que cuida

Zeladora

amiga

Fotos: CONDOMINIUM

34


CAPRICHO E CARINHO DEFINEM O TRABALHO ÁRDUO DE LEONI

etirar e separar o lixo de 15 andares,

lavar, varrer, passar pano, cuidar das

R

plantas. São muitas as funções de Leoni

Orlete Batista Rodrigues. Entretanto, mesmo

com as várias responsabilidades, a zeladora

está sempre com um sorriso no rosto e leva

o dia a dia trabalhoso com muito bom humor.

Com 54 anos, Leoni trabalha nessa função

há dois e se diverte muito no trabalho, principalmente

com as crianças do condomínio. Como

já trabalhou de babá por longos anos antes

da atual profissão, ela conta que sente muita

afinidade pelos baixinhos. “Dou muita risada

com eles e sempre que posso, paro o que estou

fazendo para dar atenção à criançada.” Essa

afinidade também possui uma participação

especial. Leoni se tornou avó há pouco tempo

e, por isso, pensa em se aposentar logo para

curtir o novo xodó da casa, como carinhosamente

chama o neto.

Ela garante que esse é o único motivo para

deixar de trabalhar, pois sempre gostou muito

do que faz. “Quando qualquer um precisa,

estou sempre disposta a ajudar. As famílias

do prédio inteiro gostam muito de mim e me

acolheram como família também”, explica.

Para Leoni, seu trabalho com tanto capricho e

carinho é o que define sua vida.

Quando qualquer um

precisa, estou sempre

disposta a ajudar

• Tem uma história legal para nos contar de um funcionário (porteiro ou zelador) do seu condomínio? Entre em contato conosco pelo email:

jornalismo@revistacondominium.com.br. | As histórias mais interessantes serão publicadas nas seções: Gente que Cuida e Perfil

www.revistacondominium.com.br 35


perfil saúde

Luz ultravioleta

do tipo C é o

novo recurso

para desinfecção

Foto: divulgação

MÉTODO COMEÇA A SER AMPLIADO PARA DESINFECTAR

SUPERFÍCIES POTENCIALMENTE CONTAMINADAS PELA

COVID-19 OU POR OUTROS PATÓGENOS

36


“Estamos sempre

procurando o melhor

processo de higienização”

L

uz ultravioleta do tipo C contra microrganismos

de todos os tipos: essa é a

inovação das empresas que oferecem

sistemas de desinfecção baseados na radiação

UV-C, também conhecidas como: UV germicida.

Ao invés do uso extensivo de produtos

químicos, as superfícies são simplesmente desinfectadas

por meio da exposição à luz UV-C.

Apesar de agir de forma invisível, ela é

poderosa: vírus, bactérias e outros germes são

destruídos em questão de segundos quando

expostos a este tipo de luz, que danifica o

genoma, impedindo que os microrganismos

continuem a se multiplicar. Desde que o

SARS-CoV-2 se impôs como um novo tipo de

vírus, capaz de ser transmitido por aerossóis

no ar, a desinfecção com UV-C tornou-se foco

de interesse especial. Além disso, o outono

chegou, e com ele a pergunta sobre a melhor

forma de manter as superfícies e o ar nas salas

de aula, escritórios ou ambientes comuns do

condominio, livres de quantidade significativa

de microrganismos, mesmo durante as estações

mais frias do ano.

Para Rodrigo Luiz Schreiner, sócio-diretor da

Vertex, empresa que oferece soluções profissionais

em limpeza, “a eficácia da desinfecção

aumenta quando combinada com outros equipamentos

que também oferecem uma higienização

completa de superfícies e ambientes”,

explica. A Vertex possui pelo menos três métodos

de desinfecção. Além da radiação UV-C,

a empresa trabalha com geradores de ozônio e

e também por meio do equipamento chamado

NanoSafe® Matavirus®, uma tecnologia que,

por meio de nanopartículas formadas por um

gerador de neblina, espalham quaternário de

amônio de quarta geração pelo ambiente, inativando

a ação do vírus em um curto espaço

de tempo.

No processo de desinfecção, a empresa

se preocupa inicialmente com a limpeza para

a posterior higienização dos ambientes para

remover os microrganismos. “A eficácia da desinfecção

é bem elevada, porque nós usamos

esses processos em conjunto: a luz UV-C, um

rodo para higienização do chão e um equipamento

de mão para desinfectar superfícies

como mesas e teclados. Estamos sempre

procurando o melhor processo de higienização”,

aponta o sócio-diretor.

A Vertex também utiliza o gerador de

ozônio, equipamento usual do mercado que

consegue higienizar até grandes ambientes. O

ozônio é um agente antioxidante que tem efeito

positivo na eliminação de vírus e bactérias,

além de remover o mau odor dos ambientes.

Estes três processos, quando combinados

e realizados após a limpeza das superfícies,

são os que asseguram a maior eficiência na

redução dos microrganismos, garantindo a

segurança, saúde e bem-estar para todas as

pessoas.

www.revistacondominium.com.br 37


perfil

Uma nova profissão,

uma nova vida

PARA CARLOS, FAZER PARTE DA VIDA DE TANTAS

PESSOAS É GRATIFICANTE

38


arlos Oliveira é porteiro do Edifício

Rubens Bailão Leite desde 2014. Do

C

alto dos seus 53 bem vividos anos, ele

conta que a profissão mudou sua vida, mas sua

história teve muitos tropeços até finalmente

chegar no atual emprego.

O porteiro, sempre de bom humor, tem

pavor quando o chamam de Seu Carlos. Entre

risadas, afirma “o Senhor tá lá no céu, pode me

chamar só pelo nome para não me sentir tão

velho”. Começou a trabalhar novo, para ajudar

a família de origem humilde. Fez bico de pintor,

pedreiro, marceneiro e até eletricista. Conseguiu

se estabelecer na profissão de Lavador e

Lubrificador automotivo, mas não por muito

tempo. Era difícil achar empregos na área. “Era

complicado achar alguma coisa para atuar nessa

área, principalmente aqui em Curitiba. Tive

que abrir mão, mas não foi tão difícil, não era

tão feliz com essa profissão mesmo”, explica

Carlos aos risos.

Foi nessa época que decidiu fazer um curso

para trabalhar como porteiro. Após duas semanas

de término do curso, foi chamado para

trabalhar no prédio em que está, com muito

orgulho, até hoje. “Esse trabalho mudou a

minha vida para muito melhor. Vivo muito bem

hoje em dia”, conta o porteiro.

Para Carlos, os condôminos do prédio são

sua segunda família. “É muito gratificante fazer

parte da vida de tantas pessoas. Trabalho de

domingo a domingo com um sorrisão no rosto.

Já são 7 anos assim e tenho certeza que ainda

virão muitos anos”, orgulha-se Carlos com

muito bom humor.

Esse trabalho mudou a

minha vida para muito

melhor. Vivo muito bem

hoje em dia

• Tem uma história legal para nos contar de um funcionário (porteiro ou zelador) do seu condomínio? Entre em contato conosco pelo email:

jornalismo@revistacondominium.com.br. | As histórias mais interessantes serão publicadas nas seções: Gente que Cuida e Perfil

www.revistacondominium.com.br 39


entrevista

Leonardo

Hauer

PRESIDENTE ASBEA-PR

trabalho do arquiteto no seu condomínio

pode te ajudar com questões que

O

vão além até mesmo da sua necessidade

inicial. Propor soluções para valorizar o patrimônio

pensando na manutenção do mesmo

é uma das premissas que toda proposta deve

contemplar. Nesta entrevista à Condominium,

o presidente da ASBEA-PR (Associação Brasileira

dos Escritórios de Arquitetura do Paraná),

Leonardo Hauer, fala sobre a valorização das

áreas comuns e principais tendências para

esses espaços.

Foto: divulgação

40


COMO FUNCIONA O SEU PROCESSO DE

CRIAÇÃO APÓS A CHEGADA DA DEMAN-

DA? COMO AVALIA A LOCALIZAÇÃO DO

EDIFÍCIO, O PERFIL DOS SEUS MORADO-

RES, A FUNCIONALIDADE DOS AMBIENTES,

ETC.

Primeiro precisamos avaliar a fundo o escopo

solicitado, entender se o cliente conseguiu

expor todas as suas necessidades, pois a avaliação

será determinante para evitar retrabalhos.

Normalmente o cliente não tem tudo claro em

sua mente, ainda mais se tratando de um condomínio

onde o responsável, quase sempre o

síndico, não é o único cliente e precisa passar

os anseios de vários moradores. Depois disso

é que avaliamos as áreas que sofrerão intervenção.

Assim cruzamos a análise do espaço

com o escopo solicitado. Mas nem sempre o

escopo pode ser realizado no espaço proposto.

Quando isso acontece, a melhor forma de

resolver é reavaliar as necessidades e listar as

prioridades

QUAIS SÃO OS PRINCIPAIS PONTOS

CONSIDERADOS PARA A DEFINIÇÃO DOS

MATERIAIS A SEREM UTILIZADOS, DOS

MÓVEIS OU OBJETOS DE DECORAÇÃO EM

“Uma outra novidade é

a acessibilidade que os

antigos condomínios têm

procurado para se adaptar a

pessoas com algum tipo de

necessidade especial”

UM PROJETO PARA ÁREAS COMUNS DE UM

CONDOMÍNIO, COMO HALL DE ENTRADA,

POR EXEMPLO?

Praticidade e durabilidade. São ambientes

de uso contínuo e consequentemente de

limpeza diária. É interessante também pensar

em peças que possam ser facilmente repostas

em caso de serem danificadas. Portanto,

devemos evitar peças muito exclusivas, a não

ser que a qualidade do empreendimento

necessite. Normalmente os condôminos não

têm o mesmo sentimento de propriedade e

consequentemente não têm o mesmo cuidado

que teriam com o mobiliário em suas casas ou

apartamentos. Dessa forma, deve-se sempre

optar por materiais resistentes.

SINALIZARIA ALGUMA TENDÊNCIA QUE

VEM APARECENDO COMUMENTE NOS

PROJETOS A PEDIDO DOS CLIENTES?

Não diria tendência, mas o espaço de eventos

menor com cozinha intimista, chamado de

Espaço Gourmet veio para ficar. O brasileiro

gosta de receber e ser o chef de cozinha para

seus amigos. Outro item que tem aparecido

bastante é o deck molhado, uma lâmina d’água

junto da piscina com profundidade de 15 a

20 cm para colocar as espreguiçadeiras. Os

usuários ficam em um espaço mais fresco e

ainda ajuda a aquecer naturalmente a água da

piscina. Uma outra novidade é a acessibilidade

que os antigos condomínios têm procurado

para se adaptar a pessoas com algum tipo de

necessidade especial.

QUAIS SÃO OS ESPAÇOS DE UM CON-

DOMÍNIO EM QUE É MAIS COMUM SER

CONVIDADO PARA CRIAR SEUS PROJETOS

DE INTERIORES? O QUE, PESSOALMENTE,

MAIS GOSTA DE FAZER?

Nosso escritório é especialista em criar projetos

residenciais para o mercado imobiliário e,

portanto, gostamos de fazer o projeto completo.

Mas quando se trata de alguma reforma ou

alteração total do ambiente, a reformulação de

halls e salões de festas acabam sendo mais fre-

www.revistacondominium.com.br 41


entrevista

quentes, além do acesso externo para atender

as normas de acessibilidade.

QUAIS SÃO AS ÁREAS COMUNS OU

ESPAÇOS QUE MAIS VALORIZAM UM CON-

DOMÍNIO?

Hoje em dia um espaço gourmet de tamanho

médio e com decoração aconchegante

vale mais que um grande salão de festas. As

piscinas externas, apesar do pouco uso aqui

na região de Curitiba (PR), ainda são muito

procuradas. As quadras poliesportivas, mesmo

que não oficiais, são muito desejadas para

quem tem crianças, ou até mesmo quadras de

padel ou beach tennis estão sendo bastante

requisitadas. Também citaria algum tipo de

espaço pet.

AO CRIAR DIFERENTES AMBIENTES DAS

ÁREAS COMUNS DE UM CONDOMÍNIO,

TODOS PRECISAM SEGUIR A MESMA LIN-

GUAGEM VISUAL, OU HÁ UMA ABERTURA

PARA A MISTURA DE ESTILOS?

Não precisam ter o mesmo estilo pois os

ambientes se definem. Por exemplo: um bar

inglês não teria o mesmo estilo de um espaço

teen. Cada um tem sua identidade própria.

Mas o estilo da fachada do edifício pode ser

transmitido para espaços como hall, salão de

festas, piscina e circulações para que não dê

a impressão que aquele espaço não pertence

àquele edifício.

É COMPROVADO QUE INVESTIR NA

VALORIZAÇÃO DAS ÁREAS COMUNS TEM

REFLEXO DIRETO NA VALORIZAÇÃO TAM-

BÉM DAS UNIDADES DAQUELE CONDO-

MÍNIO. NO ENTANTO, UM CONDOMÍNIO

QUE NÃO TENHA UM ORÇAMENTO MUITO

ALTO, MAS QUE POSSUA UM SÍNDICO QUE

QUEIRA INVESTIR EM MELHORIAS, COM

UMA PEQUENA REFORMA, O QUE ELE

DEVERIA PRIORIZAR?

Deve ser feita uma análise dos ambientes

de maior uso. Na minha opinião, o hall é muito

importante. Boa parte dos moradores e a

totalidade dos visitantes passa pelo hall do

edifício. Então este é o maior cartão postal do

condomínio. Uma portaria bem dimensionada

em um condomínio horizontal tem essa mesma

forma. Depois desses espaços, acredito que

a academia tem um uso super frequente e

portanto deve sempre ter seus equipamentos

com a manutenção em dia. Já uma quadra ou

a piscina, a grande preocupação seria com a

manutenção preventiva para evitar acidentes,

os quais podem chegar a serem graves nesses

ambientes.

“O espaço de eventos menor com cozinha intimista,

chamado de Espaço Gourmet veio para ficar. O

brasileiro gosta de receber e ser o chef de cozinha

para seus amigos”

42


JANNOON028/FREEPIK

@


Portaria Remota

reduz custos em condomínios e aumenta a segurança

A implantação de portaria remota ou virtual autônoma

acrescenta ao imóvel valorização para a locação, compra

e venda.

Síndico, baixe nosso Calendário de Atividades.

Ferramenta que não pode faltar no dia a dia de

um síndico profissional

/InterseptSeguranca intersept.com.br comercial@intersept.com.br

(41) 4007-2640 4007-2640

More magazines by this user
Similar magazines