Revista Coamo edição Janeiro/Fevereiro de 2020

blzinfo

Revista Coamo edição Janeiro/Fevereiro de 2020

Lançado logotipo em comemoração ao Jubileu de Ouro da Coamo

www.coamo.com.br

JANEIRO/FEVEREIRO/2020 ANO 46

EDIÇÃO 499

REVISTA COAMO INOVAÇÃO E SOLIDEZ

ANO 46 EDIÇÃO 499 JANEIRO/FEVEREIRO 2020

REUNIÃO DE CAMPO

Diretoria visita Unidades

levando informações

aos associados

SOBRAS

Cooperados

receberam mais de

R$ 361,67 milhões

INOVAÇÃO E SOLIDEZ

Coamo registrou receita global de R$ 13,97 bilhões em 2019. Números fazem

parte do relatório apresentado em Assembleia Geral. Na oportunidade, os

associados elegeram o Conselho de Administração para 2020/2024 e foi

implantada a nova Estrutura Organizacional com a Governança Corporativa

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 1 27/02/2020 17:18:59


Margarinas

Coamo. Agora

com vitaminas,

Ômega 3 e novas

embalagens!

O que já era bom ficou ainda melhor! As Margarinas Coamo estão de cara

nova e ainda mais saudáveis, mas mantiveram o mesmo sabor e cremosidade

que conquistaram o Brasil! Experimente! É produto de cooperativa! É pra você!

www.alimentoscoamo.com.br

/alimentoscoamo

AF103 COI 0055 19AO CAMPANHA MARGARINAS ANA MARIA BRAGA.indd 1 23/10/2019 13:54

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 2 27/02/2020 17:19:05


EXPEDIENTE

Órgão de divulgação da Coamo

Ano 46 | Edição 499 | Janeiro/Fevereiro de 2020

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO COAMO

Ilivaldo Duarte de Campos: iduarte@coamo.com.br

Wilson Bibiano Lima: wblima@coamo.com.br

Ana Paula Bento Pelissari: anapelissari@coamo.com.br

Antonio Marcio dos Santos: amsantos@coamo.com.br

Contato: (44) 3599-8126/3599-8129.

Jornalista responsável e Editor: Ilivaldo Duarte de Campos.

Reportagens e fotos: Antonio Marcio dos Santos, Wilson Bibiano Lima,

Ana Paula Bento Pelissari e Ilivaldo Duarte de Campos.

Edição de fotografia: Antonio Marcio dos Santos e Wilson Bibiano Lima.

Colaboração: Gerências de Assistência Técnica e Organização e Gestão da Qualidade,

Entrepostos e Milena Luiz Corrêa.

Contato publicitário: Agromídia Desenvolvimento de Negócios Publicitários Ltda

Contato: (11) 5092-3305 e Guerreiro Agromarketing Contato: (44) 3026-4457.

É permitida a reprodução de matérias, desde que citada a fonte. Os artigos assinados ou

citados não exprimem, necessariamente, a opinião da Revista Coamo.

COAMO AGROINDUSTRIAL COOPERATIVA

SEDE: Rua Fioravante João Ferri, 99 - Jardim Alvorada. CEP 87308-445. Campo Mourão - Paraná - Brasil. Telefone (44) 3599.8000 Fax (44) 3599.8001 - Caixa Postal, 460

www.coamo.com.br - coamo@coamo.com.br

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO: Presidente: Engenheiro Agrônomo, José Aroldo Gallassini. MEMBROS VOGAIS: Claudio Francisco Bianchi Rizzatto, Ricardo Accioly

Calderari, Joaquim Peres Montans, Anselmo Coutinho Machado, Emilio Magne Guerreiro Júnior, Wilson Pereira de Godoy, Rogério de Mello Barth e Adriano Bartchechen.

CONSELHO FISCAL: Ricieri Zanatta Neto, Diego Rogério Chitolina e Jonathan Henrique Welz Negri (Membros Efetivos). Eder Ricci, Clóvis Antonio Brunetta e Jorge Luiz

Tonet (Membros Suplentes).

DIRETORIA EXECUTIVA: Presidente executivo: Airton Galinari. Diretor Administrativo e Financeiro: Antonio Sérgio Gabriel. Diretor Comercial: Rogério Trannin de

Mello. Diretor Industrial: Divaldo Corrêa. Diretor de Logística e Operações: Edenilson Carlos de Oliveira. Diretor de Suprimentos e Assistência Técnica: Aquiles de

Oliveira Dias.

Extensão Territorial: 4,5 milhões de hectares. Capacidade Global de Armazenagem: 6,59 milhões de toneladas. Receita Global de 2019: R$ 13,97 bilhões. Tributos

e taxas gerados e recolhidos em 2019: R$ 382,32 milhões.

Janeiro/Fevereiro/2020 REVISTA

3

19 13:54

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 3 27/02/2020 17:19:06


SUMÁRIO

44

Coamo antecipa R$ /// em sobras

?????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

4 REVISTA

Janeiro/Fevereiro/2020

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 4 27/02/2020 17:19:06


SUMÁRIO

Entrevista

08

Eloy Okabayashi Fuzii, presidente da Unimed Campo Mourão, é o entrevistado do mês. A cooperativa

de Saúde comemorou no final do ano passado 30 anos de fundação em Campo Mourão

Alimentos Coamo

Embalagem para o óleo de soja refinado da marca Coamo está mais sustentável. Com a mudança, haverá

redução de 565,1 toneladas anuais na demanda de plástico no processo produtivo das indústrias

Reuniões de Campo

11

12

As tradicionais Reuniões de Campo foram realizadas entre 22 de janeiro e 03 de fevereiro. É um

momento aguardado pelos associados e ajudam na decisão e planejamento das atividades agrícolas

Assembleia Coamo

Realizada no dia 10 de fevereiro, a Assembleia Geral Ordinária da Coamo aprovou o balanço

financeiro e de atividades, além de eleger novos conselhos de Administração e Fiscal

20

34

Governança Corporativa

Durante a Assembleia Geral, foi apresentada aos associados a Diretoria Executiva

dentro do novo modelo de governança na cooperativa, tendo como presidente

Executivo Airton Galinari. Na foto, Galinari com o presidente do Conselho de

Administração da Coamo, José Aroldo Gallassini, reeleito para a gestão 2020/2024

Jubileu de Ouro

42

A Coamo comemora em novembro deste ano 50 anos de fundação. Para marcar a data, foi lançado o logotipo,

música e filme em alusão ao Jubileu de Ouro para resgatar a história da cooperativa

Janeiro/Fevereiro/2020 REVISTA

5

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 5 27/02/2020 17:19:08


2dcb.com.br

Leonardo Naves Titoto

Brasil

“No futuro, me vejo persistindo,

trabalhando e enfrentando ano

a ano, os desafios da agricultura

e do país em que vivemos”.

Servir. Esse é o nosso propósito.

Trabalhamos para que a agricultura não pare

de crescer e o agricultor possa fazer o seu

trabalho com tranquilidade e eficiência.

Assim, cada um faz o seu melhor e juntos

vamos construir um mundo melhor.

#EuFaçoOFuturo

#IMakeTheFuture

#YoHagoElFuturo

jacto.com

Jacto_an_Campanha_Jan_21x28_lay.indd 1 20/12/19 12:59

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 6 27/02/2020 17:19:08


EDITORIAL

O início de uma nova história da Coamo

2dcb.com.br

Com grande satisfação, motivado

pela participação

dos associados, administração

profissional e dedicação

dos funcionários, comemoramos

mais um ano de bons resultados

à frente da Coamo, e propiciamos

ao quadro social um volume significativo

na distribuição das sobras

do exercício 2019.

Os associados aprovaram

dia 10 de fevereiro, em Campo

Mourão, durante a 50ª Assembleia

Geral Ordinária (AGO), as contas

do Conselho de Administração relativas

ao ano passado. A receita

global totalizou R$ 13,97 bilhões

com distribuição de sobras no

montante de R$ 361,67 milhões,

sendo resultado da movimentação

dos associados durante 2019,

no abastecimento dos insumos e

entrega da produção nos armazéns

da cooperativa.

O faturamento da Coamo

poderia ter sido maior, não fossem

as quebras na produção das culturas

de soja e trigo. Por sua vez, o

Patrimônio Líquido atingiu R$ 5,56

bilhões, com crescimento de 8,8%

em relação ao ano anterior. A Coamo

gerou e recolheu o montante

de R$ 382,32 milhões em impostos,

taxas e contribuições sociais.

Consideramos 2019 um

bom ano para as atividades da Coamo,

por isso, agradeço a todos que,

direta ou indiretamente, contribuíram

pelos bons resultados conquistados,

e a Deus por mais um ano à

frente da Coamo, juntamente com

nossos diretores, conselheiros, associados,

funcionários e familiares.

Agradeço também a confiança

renovada pelos associados

na minha reeleição como presidente

do Conselho de Administração

2020/2024. Agradeço aos

membros que cumpriram suas

funções no exercício anterior e

desejo sucesso aos conselheiros

da nova gestão.

A Assembleia Geral oficializou

a implantação da nova estrutura

organizacional da Coamo

iniciada em outubro de 2019, com

a reforma estatutária. Os associados

aprovaram o novo modelo de

governança, que tem na Diretoria

Executiva, Airton Galinari como

presidente Executivo coordenando

os trabalhos de cinco diretorias

- Antonio Sérgio Gabriel, diretor

Administrativo e Financeiro;

Rogério Trannin de Mello, diretor

Comercial; Divaldo Correa, diretor

Industrial; Edenilson Carlos

de Oliveira, diretor de Logística e

Operações ; e Aquiles de Oliveira

Dias, diretor de Suprimentos e Assistência

Técnica.

Como apresentado nas

Reuniões de Campo nos meses

de janeiro e fevereiro, e também

na Assembleia Geral, esta mudança

moderniza a administração

da Coamo, favorece a sucessão e

permite tranquilidade e segurança

para que a cooperativa continue

com foco nos cooperados, para

gerar renda e o desenvolvimento

sustentável no agronegócio.

"Mudança na estrutura

organizacional moderniza

a administração da Coamo,

favorece a sucessão e

permite tranquilidade

e segurança para que a

cooperativa continue com

foco nos cooperados."

Temos certeza do sucesso

da Coamo, pois ela não foi criada

para uma geração, mas sim para

várias gerações e ser perpetuada.

Por isso, este novo modelo de governança

dará continuidade ao trabalho

realizado nesses 50 anos de

sucesso da cooperativa.

JOSÉ AROLDO GALLASSINI,

Presidente do Conselho de Administração

Janeiro/Fevereiro/2020 REVISTA

7

9 12:59

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 7 27/02/2020 17:19:11


ENTREVISTA: ELOY OKABAYASHI FUZII

"Cooperativismo valoriza princípios, desenvolve

a sociedade e promove serviços de qualidade."

Fundada no dia 24 de outubro

de 1989, a Unimed

Campo Mourão chegou aos

30 anos tendo como marca a evolução

no atendimento aos seus

usuários. Atualmente, são mais de

28 mil beneficiários, 143 médicos

cooperados e 228 colaboradores.

"Definimos como uma história de

sucesso, muito trabalho e dedicação

de todos os envolvidos. Cada

gestão contribuiu para o que somos

hoje: uma empresa sólida e

com credibilidade junto à população

de Campo Mourão e região",

diz o médico Eloy Okabayashi Fuzii,

presidente da Unimed Campo

Mourão em entrevista à Revista

Coamo.

Eloy Okabayashi Fuzii, natural de Londrina, graduado em Medicina pela Universidade Estadual de

Londrina (UEL) com residência médica em Reumatologia pela Universidade Estadual de Londrina,

presidente da Unimed Campo Mourão na gestão de 2018/2021.

Revista Coamo: Qual é a estrutura

e missão da Unimed Campo

Mourão?

Eloy Okabayashi Fuzii: Atualmente,

contamos com mais de

28 mil beneficiários, 143 médicos

cooperados e 228 colaboradores,

dispostos na sede administrativa,

no Espaço Saúde (centro

de reabilitação multiprofissional

que é referência em fisioterapia),

no Ambulatório Unimed-HSC,

no Hospital Unimed Unidade

Centro (HUUC) e na Oncologia.

Todos estes, serviços próprios

da Cooperativa Unimed Campo

Mourão. Possuímos também

uma ampla rede de prestadores,

clínicas e laboratórios que

8 REVISTA

Janeiro/Fevereiro/2020

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 8 27/02/2020 17:19:13


prestam serviços para a Unimed,

portanto, além dos funcionários

e dos cooperados, temos mais

de cem prestadores de serviços

ligados diretamente à Unimed

Campo Mourão. A missão da Unimed

Campo Mourão foi reavaliada

e redefinida em 2018, em um

trabalho conjunto dos conselhos

diretivos, técnicos e fiscais, contando

com a efetiva participação

dos cooperados e gestores

da cooperativa, sendo finalizada

como: “prestar serviços médicos

e promover saúde por meio de

práticas cientificamente comprovadas,

com segurança, assistência

integral, ética e responsabilidade

social, dentro dos preceitos

do cooperativismo”.

RC: Em 2019 a Unimed Campo

Mourão completou 30 anos. O

que representam essas três décadas

de atividades?

Fuzii: Definimos como uma história

de sucesso, muito trabalho

e dedicação de todos os envolvidos.

Cada gestão contribuiu para

o que somos hoje: uma empresa

sólida e com credibilidade junto

à população de Campo Mourão

e região. Não há possibilidade de

comemorarmos os 30 anos de fundação

sem rever o passado, lembrar

dos cooperados fundadores,

como o Dr. Makoto Ogata, primeiro

presidente à frente da diretoria,

que executou, com brilhantismo

e ineditismo na região, uma nova

maneira de proporcionar trabalho

médico com dignidade, fazendo

com que o médico exercesse

o seu trabalho com valorização.

Nessas três décadas, os serviços

próprios foram as principais conquistas,

pois além da construção

da sede administrativa, tornaram-

-se serviços próprios da Unimed

Campo Mourão: Oncologia, Espaço

Saúde (clínica de referência

em reabilitação e terapias complementares),

Ambulatório HSC,

Hospital Unimed Unidade Centro

(arrendamento do antigo Hospital

Policlínica) e ainda, iniciaram as

obras de um hospital próprio (próximo

à Santa Casa), que pretendemos

ainda nesse ano concluir

a superestrutura de pré-moldados

que compõe: fundação, pilares e

vigas e laje.

"O cooperativismo

se preocupa

verdadeiramente,

com cada um de seus

princípios, com o

desenvolvimento da

sociedade, e este é um

dos principais motivos

das pessoas estarem, cada

vez mais, descobrindo

a importância das

cooperativas."

RC: O segmento saúde vem

crescendo e ocupando lugar de

destaque. Qual a importância do

cooperativismo de uma forma

geral e o segmento saúde para

milhares de pessoas?

Fuzii: O sistema Unimed Paraná

comemorou recentemente 50

anos, assim como nossa grande

parceira Coamo, que irá completar

neste ano. Isto demonstra a

importância do cooperativismo,

pois é a forma de agir das pessoas

que é aprimorada por meio

do pensamento de que juntos

somos melhores e mais fortes. O

cooperativismo não age de forma

predatória na região em que

está inserida, ele se preocupa

verdadeiramente, com cada um

de seus princípios, com o desenvolvimento

da sociedade, e este

é um dos principais motivos das

pessoas estarem, cada vez mais,

descobrindo a importância das

cooperativas no Paraná, no Brasil

e no Mundo. Em específico

na área de saúde, como setor de

relevância pública, a forte regulação

tem sido um desafio importante.

Mas este desafio, nos faz

aprimorar processos, atingindo

níveis de excelência de desenvolvimento

na área de saúde

suplementar, e é dessa maneira

que crescemos e nos desenvolvemos:

executar serviços com

qualidade, de forma a oferecer e

promover saúde.

RC: Nesses 30 anos várias foram

as parcerias entre Unimed e Coamo.

Como avalia esta forma de

integração entre dois ramos do

cooperativismo: Agropecuário e

Saúde?

Fuzii: A parceria entre Coamo e

Unimed Campo Mourão é fruto de

um grande trabalho e relaciona-

Janeiro/Fevereiro/2020 REVISTA

9

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 9 27/02/2020 17:19:13


ENTREVISTA: ELOY FUZII

"DEFINIMOS COMO UMA HISTÓRIA DE SUCESSO. MUITO TRABALHO E DEDICAÇÃO

DE TODOS OS ENVOLVIDOS, CADA GESTÃO CONTRIBUIU PARA O QUE SOMOS HOJE."

mento corporativo que começou

em 2002, tendo como base a intercooperação.

A Coamo no interesse

de seu cooperado e a Unimed

na busca de trabalho ao médico e

cuidado da saúde de seus beneficiários,

uniram forças, buscaram

soluções importantes e interessantes

para todos os envolvidos.

Agradecemos muito o privilégio

da Coamo ter escolhido a Unimed

Campo Mourão para oferecer saúde

e cuidado aos seus cooperados

e nesta atitude, fortalecendo o

cooperativismo em toda a região.

RC: Como observa o cooperativismo

desenvolvido pela Coamo?

Fuzii: Acompanho por meio das

mídias sociais, jornais e revistas o

quão significativa é a importância

da Coamo, a pujança e disseminação

de tecnologia agrícola, não

só em nossa região, mas sim, em

todo nosso país. A busca pelo desenvolvimento

do agricultor, a seriedade

e indiscutível competência

com que atua no mercado. O

setor agroindustrial tem um percentual

significativo na composição

da riqueza da economia brasileira,

portanto, aproveito para

parabenizar toda a diretoria da

Coamo, em nome do presidente

do Conselho Administrativo, José

Aroldo Gallassini, que há 50 anos

teve uma visão futurista para a

formação de uma grande empresa,

que tem uma perspectiva de

futuro brilhante, com um legado

que se perpetuará na história de

Campo Mourão, do Brasil, e com

reconhecimento internacional,

sempre tendo como premissas,

os princípios do cooperativismo.

RC: O Senhor acredita que o

movimento cooperativista é um

bom exemplo para desenvolvimento

de comunidades?

Fuzii: Lembrando e tendo como

base os princípios do cooperativismo:

adesão livre e voluntária

ou princípio da livre adesão, gestão

democrática pelos cooperado,

participação econômica dos

cooperados, autonomia de independência,

educação, formação

e informação, intercooperação e

interesse pela comunidade, observamos

que o cooperativismo

é um sistema autossustentável,

onde as sobras das cooperativas

são divididas entre todos

Eloy Okabayashi Fuzii, presidente

da Unimed Campo Mourão

os seus membros. Acredito fielmente

que se o Brasil seguisse

esses princípios, não estaria na

situação que se encontra hoje,

até mesmo porque a retidão de

caráter é inerente aos participantes

do sistema cooperativista,

buscando que todos sejam

ganhadores, dividindo os frutos

de forma justa e, principalmente,

buscando incessantemente

a educação e formação dos envolvidos

diretamente, e até indiretamente.

Obviamente estamos

falando de um movimento, um

modo de gerir que vem se aprimorando

há décadas, mas que,

desde os pioneiros do cooperativismo

(Rochdale), na Inglaterra,

tem se firmado e mostrado ser

um modelo econômico sustentável

que consegue até hoje se

manter vivo e sempre adiante.

10 REVISTA

Janeiro/Fevereiro/2020

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 10 27/02/2020 17:19:14


ALIMENTOS COAMO

Óleo de soja da Coamo está mais sustentável

Mudança permitirá redução de 565,1 toneladas anuais na demanda de plástico, o que representa 11,24% a menos de matéria-prima para produção de garrafas

Com o início das atividades

da unidade industrial

da Coamo em Dourados

(MS), em novembro de 2019, a

cooperativa passou a utilizar novas

embalagens para o óleo de soja

refinado da marca Coamo, nas linhas

de produção das fábricas da

cooperativa em Dourados e Campo

Mourão (PR). Essa nova embalagem

foi idealizada para reduzir

a demanda de plástico - PET, mas

sem prejudicar a praticidade e a

segurança do seu manuseio junto

ao consumidor. “Estamos sempre

atentos às necessidades e oportunidades

de novos projetos, com o

desenvolvimento de novas soluções

para otimizar nossas operações”,

afirma o diretor Industrial da

Coamo, Divaldo Corrêa.

Com essa mudança, haverá

uma redução de 565,1 toneladas

anuais na demanda de plástico no

processo produtivo das indústrias,

o que representa 11,24% a menos

de matéria-prima para produção

de garrafas. “Trata-se de uma proposta

sustentável que preconiza a

redução de matéria-prima, além

de garantir mais eficiência no transporte

das embalagens, com a diminuição

do número de viagens

para a mesma quantidade de embalagens

transportadas entre o fornecedor

e as unidades industriais”,

explica Corrêa.

O diretor Industrial ainda

lembra que a primeira linha de

produção e envase do óleo de soja

Coamo iniciou em 2007, na indústria

de Campo Mourão. “Na época

a garrafa utilizada pesava 20 g,

com uma tampa de 3,2 g. Com o

passar dos anos o peso da garrafa

foi reduzido para 18g e, depois,

para 16,9g, e o peso da tampa para

2,2 g. No projeto atual, o peso

da garrafa foi reduzido para 15g,

uma redução de 25% em relação

à primeira embalagem utilizada e

11,24% em relação à embalagem

anterior. Cabe ressaltar que essa

nova embalagem acondiciona o

mesmo peso líquido contido nas

embalagens precedentes.”

A nova versão já está

disponível nas gôndolas dos supermercados

e está alinhada ao

princípio dos 3R’s adotado pela

Coamo: reduzir, reciclar, reutilizar.

“A Coamo desde a sua origem

adota práticas sustentáveis que

vão desde a escolha da semente

produzida nos campos dos mais

de 29 mil associados até o processo

de produção industrial e

distribuição nos pontos de vendas”,

ressalta Divaldo Corrêa.

Janeiro/Fevereiro/2020 REVISTA 11

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 11 27/02/2020 17:19:17


REUNIÃO DE CAMPO

Família Ludwig, de Abelardo Luz (SC), sempre

participa das reuniões com a diretoria. Na foto:

Vanessa, José, Vanderlei, Jéssica (com o filho

João), Jarbas, Adriana e Gian

Informação em família

Realizadas duas vezes por ano, as tradicionais Reuniões de Campo, momento aguardado

pelos associados, ajudam na decisão e planejamento das atividades agrícolas

Em Abelardo Luz (Oeste de

Santa Catarina), a família

Ludwig deixou por algumas

horas os afazeres na propriedade

para uma reunião bastante

produtiva. O momento era para

receber informação que pudesse

contribuir para planejar o trabalho

na lavoura. “Na cooperativa

somos todos como uma grande

família e a base dessa grande

família são os cooperados”,

comenta o associado Vanderlei

Ludwig, que estava acompanhado

do pai, esposa, filhas, genro,

neto e sobrinho.

Ele observa que nas Reuniões

de Campo são tratados

diversos assuntos desde como

está a cooperativa, até estoques

e comercialização dos produtos

agrícolas. “Tempos atrás, quem

estava diretamente ligado a lida

do dia a dia da lavoura precisava

estar por dentro do que acontecia

na cooperativa. Hoje, os

tempos são outros. A base da

cooperativa são os associados, e

dos associados, a família. Assim,

é importante integrar os familiares,

cada vez mais, a nova realidade.

Nas Reuniões de Campo

fazemos o possível para estar todos

presentes, porque reconhecemos

a importância do trabalho

e da dedicação que vem sendo

feito ao longo dos seus 50 anos

do qual também fazemos parte”,

comenta.

A reunião prestigiada

pela família Ludwig foi com José

Aroldo Gallassini, idealizador e

presidente do Conselho de Administração

da Coamo. Ele faz

questão de duas vezes por ano ir

12 REVISTA

Janeiro/Fevereiro/2020

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 12 27/02/2020 17:19:19


Desde o início da Coamo, Gallassini vai ao encontro dos associados para levar informação e o desenvolvimento do cooperativismo

até as Unidades da cooperativa,

no Paraná, Santa Catarina e Mato

Grosso do Sul, para falar com os

associados. Um trabalho realizado

desde a fundação da cooperativa,

que em 28 de novembro

completará 50 anos.

Entre os dias 22 de janeiro

e 03 de fevereiro, foram realizadas

28 reuniões coordenadas

por Gallassini, para aproximar

e integrar mais a diretoria e os

cooperados, incentivar a participação

do associado na vida da

cooperativa e levar informações

gerais, nas áreas econômica,

agrícola ou da cooperativa. “É

um projeto importante porque

nos aproximamos do quadro social.

Levamos dados relevantes

aos associados e ouvimos importantes

informações para que possamos

planejar possíveis investimentos

em toda área de ação da

Coamo”, diz. De acordo com ele,

o sucesso das reuniões é a participação

e o interesse dos produtores.

“Faço questão de fazer isso

pessoalmente e já são quase 50

anos. Temos muita satisfação em

continuar porque sabemos da

importância e da valorização por

parte dos associados”, comenta.

Nos encontros, Gallassini

fez uma retrospectiva do ano

passado e destacou pontos importantes

da situação geral da

agricultura, nos cenários nacional

e internacional. Também apresentou

aos associados o relatório

das atividades da Coamo e da

Credicoamo durante o exercício

de 2019 e as perspectivas de

mercado dos principais produtos

agrícolas para este ano. “Mostramos

as tendências de mercado

com base nos estoques mundiais.

São informações importantes

para que os cooperados possam

fazer bem a comercialização

dos seus produtos”, destaca.

Abelardo Luz e Ouro Verde (SC)

Amambaí (MS)

Janeiro/Fevereiro/2020 REVISTA 13

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 13 27/02/2020 17:19:26


REUNIÃO DE CAMPO

Boa Esperança e Janiópolis (PR)

Caarapó (MS)

Campo Mourão, Farol, Luiziana e Corumbataí do Sul (PR)

Coronel Vivida e Honório Serpa (PR)

Cruzmaltina, Faxinal e Marilândia do Sul (PR)

Dourados e Itaporã (MS)

Engenheiro Beltrão e Quinta do Sol (PR)

Goioerê, Quarto Centenário, Rancho Alegre do Oeste, Moreira Sales e Mariluz (PR)

ANDRÉ CARLOS SECRETTI

Itaporã (Sudoeste do Mato Grosso do Sul)



agregar à nossa atividade.

Todos os associados deveriam participar para

desenvolverem um trabalho, cada vez melhor.

A gente ainda falha em algumas coisas e sempre

tem novidades e tecnologias que podemos

BERNARDO EGON ENGLERT

Nova Santa Rosa (Oeste do Paraná)

Para está reunião acordei às 05h30 e vim com

toda a família. Valeu a pena. Sou cooperado

desde a chegada da Coamo em Nova Santa

Rosa, e acompanhei toda a evolução da cooperativa

no município e na região.

14 REVISTA

Janeiro/Fevereiro/2020

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 14 27/02/2020 17:19:44


Guarapuava, Candói, Cantagalo, Pinhão e Goioxim (PR)

Mamborê (PR)

Ivaiporã (PR)

Mangueirinha e Palmas (PR)

Venda em função do

custo garante mais lucro

Juranda e Altamira do Paraná (PR)

Laguna Carapã (MS)

José Aroldo Gallassini destaca que os associados estão

atendendo as recomendações e comercializando

a produção em várias vezes. “A comercialização é um

momento importante da safra. Os cooperados que

comercializam aos poucos conseguem boas médias

de preço.” Segundo ele, o principal ponto que deve

ser levado em conta é o custo de produção. “É preciso

saber quanto custou cada saca para o plantio e

diante dos números efetuar as vendas. Acertar o melhor

preço é muito difícil. Por isso, o mais certo é fazer

a média em relação ao custo de produção.”

DENILSON BRUNO ROSA

Xanxerê (Oeste de Santa Catarina)



temos tudo o que precisamos para produzir.

Estamos colhendo uma nova safra e precisamos

de informações seguras para comercializá-la da

melhor maneira possível. A Coamo está crescendo

e se fortalecendo em nosso município. Hoje,

EDISON JOÃO SPROTTE

Santa Maria do Oeste (Centro do Paraná)

Trouxe a família para participar da reunião.

Fazemos isso duas vezes por ano para saber

como anda a Coamo e o mercado. A presença

da diretoria mostra o comprometimento e cria

um vínculo ainda maior com a cooperativa.

Janeiro/Fevereiro/2020 REVISTA 15

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 15 27/02/2020 17:19:56


REUNIÃO DE CAMPO

Mercado e estoque dos principais produtos

Dentro de uma normalidade climática,

haverá excedente exportável

e os preços devem retornar para a

paridade de exportação.

Soja

Milho

O início de 2019 foi pautado

pela baixa demanda chinesa,

estoques elevados nos EUA

e preços ao produtor atingindo

a mínima de R$63,50. A safra

norte-americana teve o plantio

atrasado por excesso de chuvas,

e a produção prevista reduzida

de 110 para 97 milhões de

toneladas. A China aumentou o

ritmo das importações e o dólar

se valorizou perante o real, elevando

os preços a patamares de

R$79,00 ao produtor.

O produtor entra no início

da colheita com 1/3 da safra

já comercializada, um recorde,

o que ajuda a dissipar a pressão

sobre os preços, principalmente

pelo fato dos chineses estarem

com posições em aberto para

embarques curtos. A primeira

fase do acordo dos EUA com a

China está sacramentada, o que

deve desviar parte da demanda

pela soja brasileira para os EUA.

No entanto, isso não deve refletir

em preços mais baixos aos produtores

brasileiros, pois o mercado

da soja é global e os prêmios

do Brasil já estão competitivos.

A segunda safra de milho

já se mostrava com bom potencial

produtivo em maio, o que forçou

os preços para as mínimas do ano

em R$ 24,50 ao produtor. No entanto,

o forte ritmo de comercialização

levou as exportações a níveis

recordes e deixou o mercado

interno novamente descoberto e

tendo que se avaliar a possibilidade

de se abastecer com produto

importado. Os preços reagiram

de forma consistente e terminaram

o ano nas máximas, com mais

de 50% de valorização.

O aperto na oferta continuará

a dar suporte aos preços no

primeiro semestre, até a entrada

da safra de inverno. A indústria está

atenta ao desabastecimento e agirá

para evitar o ocorrido em 2016,

quando aves e suínos ficaram sem

ração. No lado da demanda, o bom

momento do mercado de carnes

tem gerado aumento da demanda

por rações no Brasil. Já para o segundo

semestre, há que se acompanhar

o andamento do plantio e

desenvolvimento da cultura, ainda

mais se considerar o atraso na colheita

da soja com relação a 2019.

Trigo

2019 foi marcado por geada

e estiagem no período de desenvolvimento

da lavoura, o que

acarretou perdas de produtividade

ao redor de 30%. O contraponto

foi a qualidade, que se mostrou

entre as melhores do mundo. Em

termos de preços, a desvalorização

cambial em 2019, em comparação

a 2018, foi o maior fator de

variação nos preços, que ficaram

em média 10% acima do ano anterior.

Pela primeira vez a produção

do Paraná foi inferior à capacidade

de moagem do Estado.

Os preços do trigo devem

permanecer firmes até a

entrada da nova safra, acompanhando

a paridade de importação.

A colheita da nova safra tende

a pressionar os preços para

níveis abaixo da paridade de importação,

caso a produtividade

volte aos níveis normais e haja

excedente no Paraná que precise

ser escoado para outros Estados.

Informações apresentadas nas Reuniões de Campo.

16 REVISTA

Janeiro/Fevereiro/2020

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 16 27/02/2020 17:19:57


FLÁVIO ÂNGELO CENI

Mangueirinha (Sudoeste do Paraná)



importantes para tomar a melhor decisão.

É uma tradição participar das reuniões e tudo começou

com o meu pai, que fazia questão de sentar-se

na primeira fila. Os dados ajudam a planejar

e comercializar a produção. São ferramentas

LÍRIO ANTONIO PARIZOTTO

Cantagalo (Centro-Sul do Paraná)

O Dr. Aroldo, sempre esclarece todos os assuntos,

não deixando nenhuma dúvida. Trabalhamos

até agora para produzir, e já começa o

momento de comercialização. Para isso, precisamos

da melhor informação.

Manoel Ribas, Cândido de Abreu e Reserva (PR)

Maracaju (MS)

Nova Santa Rosa (PR)

Peabiru e Araruna (PR)

Pitanga, Boa Ventura de São Roque, Palmital e Santa Maria do Oeste (PR)

Roncador, Iretama e Nova Tebas (PR)

EDINÉIA SOUZA DE OLIVEIRA WAYHS

Amambai (Sudoeste do Mato Grosso do Sul)



a melhor decisão e planejar futuras safras.

Costumo sempre participar dos eventos promovidos

pela Coamo. Assim, ficamos sabendo como

está a cooperativa e o mercado de Commodities.

As informações são importantes para tomarmos

LUIZ CARLOS DA SILVA

Pinhão (Centro-Sul do Paraná)

Participando das reuniões temos informações

para melhorar a atividade. A diretoria tem essa

preocupação em manter os associados sempre

bem informados. Estamos no caminho certo,

nos preparando e planejando.

Janeiro/Fevereiro/2020 REVISTA 17

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 17 27/02/2020 17:20:06


REUNIÃO DE CAMPO

PAULO GILBERTO SOTOCORNO

Barbosa Ferraz (Centro-Oeste do Paraná)



o que está acontecendo com a nossa cooperativa.

A Coamo está mudando a gestão e vemos a preocupação

do Dr. Aroldo em cuidar de tudo, preparando

pessoas para a cooperativa continuar forte e segura.

Quem participa das reuniões fica por dentro de tudo

WILSON RANGEL JOSÉ

Mariluz (Centro-Oeste do Paraná)

O Dr. Aroldo nos deixar a par de tudo o que estão

acontecendo. Vemos a sua preocupação em deixar

os associados seguros e confiantes. Sabemos

que estão fazendo o melhor pela Coamo para

que continue sólida e gerando bons resultados.

Airton Galinari, presidente Executivo da Coamo: "A Coamo não foi criada para uma geração, mas para várias gerações com foco nos cooperados"

Reestruturação Institucional da Coamo

Nas Reuniões de Campo, pré-assembleias realizadas em janeiro e fevereiro, foi apresentada

aos associados a Reestruturação Organizacional Coamo e da Credicoamo. Os encontros

contaram com a participação dos presidentes Executivos Airton Galinari, da Coamo, e Alcir José

Goldoni, da Credicoamo. Na oportunidade, eles fizeram uma apresentação pessoal e profissional,

e falaram sobre como pretendem trabalhar à frente das cooperativas. Galinari está há 33

anos na Coamo e respondia pela superintendência de Logística e Operações. Goldoni trabalha

há 42 anos na cooperativa e ocupava o cargo de superintendente Comercial.

"O desafio é grande. Mas, com trabalho compartilhado, vamos cumprir a missão de agregar renda aos associados", diz o presidente Executivo da Credicoamo, Alcir Goldoni

18 REVISTA

Janeiro/Fevereiro/2020

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 18 27/02/2020 17:20:11


SUELI MARIA STRAUB

Sidrolândia (Centro-Norte do Mato Grosso do Sul)

É uma maneira de o agricultor se integrar mais na

cooperativa e ter informações sobre mercado e assuntos

relacionados ao dia a dia da Coamo. Quanto

mais informação melhor, seja na parte de finan-



ciamentos, contratos, estoques e comercialização.

PEDRO GITRONE JÚNIOR

São Domingos (Oeste de Santa Catarina)

A Coamo é uma cooperativa que nos proporciona

muita segurança. Nas reuniões ficamos sabendo

sobre tudo, principalmente de mercado. Diante

disso, com base em nosso custo, podemos fazer

a comercialização da melhor maneira possível.

São Domingos e Ipuaçu (SC)

São João do Ivaí, Fênix e Barbosa Ferraz (PR)

Sidrolândia (MS)

Toledo, Dez de Maio, Dois Irmãos, Vila Nova, São Pedro do Iguaçu e Ouro Verde do Oeste (PR)

Tupãssi, Bragantina e Brasilândia do Sul (PR)

Xanxerê (SC)

Assistência Técnica

O gerente de Assistência Técnica, Marcelo Sumiya,

também, participou das reuniões levando informações

sobre os custos de produção, linhas de créditos

e programas para melhorar o sistema de produção.

Janeiro/Fevereiro/2020 REVISTA 19

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 19 27/02/2020 17:20:19


Coamo registra receita global de

R$ 13,97 BILHÕES

20 REVISTA

Janeiro/Fevereiro/2020

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 20 27/02/2020 17:20:22


de R$ 13,97 bilhões e a sobra líquida

atingiu o montante de R$

792,43 milhões.

“O faturamento da Coamo

em 2019 não foi maior devido

quebras na produção das culturas

de soja e trigo”, comenta José

Aroldo Gallassini, presidente do

Conselho de Administração da

Coamo. Contudo, o Patrimônio

Líquido atingiu um montante de

R$ 5,56 bilhões, representando

um crescimento de 8,8% em relação

ao ano anterior. Os principais

índices foram: liquidez corrente

2,29; liquidez geral 1,55; margem

de garantia 225,84% e o grau de

endividamento 44,28%. A Coamo

gerou e recolheu o montante de

R$ 382,32 milhões em impostos,

taxas e contribuições sociais.

ACoamo Agroindustrial

Cooperativa realizou no

dia 10 de fevereiro, em

Campo Mourão (Centro-Oeste

do Paraná), a 50ª Assembleia Geral

Ordinária (AGO), para prestação

de contas do Conselho

de Administração, relativas ao

exercício de 2019. A cooperativa

registrou receita global no valor

Janeiro/Fevereiro/2020 REVISTA 21

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 21 27/02/2020 17:20:25


Mercado puxado pelo dólar

No ano passado, os preços

médios da soja e do milho

ficaram bastante parecidos com

o ocorrido em 2018. O ano começou

em com preços em queda,

atingindo o menor patamar em

maio. “Pesavam sobre os preços,

os estoques americanos elevados,

consumo chinês em queda e dólar

abaixo de R$4,00. No entanto, a

safra americana sofreu com o excesso

de chuvas no plantio, resultando

em uma produção menor

do que a prevista, e o dólar superou

os R$4,00. Com isso, a soja

brasileira atingiu preços altamente

remuneradores”, destaca Gallassini.

O preço da saca de milho teve

alta de 55% no melhor momento

do ano, mesmo com a grande produção

da segunda safra, sendo

beneficiado pelas exportações recordes

do Brasil. Já os preços da

saca de trigo ficaram em média

10% acima de 2018. A safra menor

deixou o Brasil com um déficit a

ser coberto com importações.

Produção segura

As safras recebidas em 2019 foram uma das maiores

da Coamo. O recebimento ocorreu em 110 unidades localizadas

estrategicamente na área de ação da cooperativa. A capacidade

estática de armazenagem passou para 5,62 milhões

de toneladas a granel e 969,28 mil toneladas de ensacados,

totalizando 6,59 milhões de toneladas. Com esta estrutura, a

Coamo recebeu 7,48 milhões de toneladas de produtos, correspondente

a 3,1% da produção brasileira de grãos.

22 REVISTA

Janeiro/Fevereiro/2020

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 22 27/02/2020 17:20:28


Foco na industrialização

Em 2019, foram industrializados

1,60 milhão de

toneladas de soja; 196,15 mil

toneladas de trigo; 3,95 mil toneladas

de café beneficiado e

4,97 mil toneladas de algodão

em pluma, no Parque Industrial

da Coamo, composto por 11

indústrias, sendo três para o

processamento de soja, duas

refinadoras de óleo vegetal,

uma fábrica de margarina, uma

de gordura vegetal hidrogenada,

uma torrefadora e moagem

de café, uma fiação de algodão

e dois moinhos de trigo.

Complexo Industrial da Coamo,

em Dourados (MS)

Do campo para a mesa

Em 2019, as receitas com os Alimentos Coamo foram de R$ 1,17 bilhão, representando um crescimento

de 9,9% em relação ao ano anterior, crescimento fruto da reestruturação da Área Comercial

e ampliação do quadro de representantes.

ABELINO GARLET

Laguna Carapã (Mato Grosso do Sul)



continuado.

A Coamo melhorando a cada ano. Com uma

administração séria e competente é um exemplo

para o Brasil e o mundo. Essa mudança na

administração fará com que o trabalho seja

RODRIGO ALVARES MONTEIRO

Sidrolândia (Mato Grosso do Sul)

“Ao ver esses resultados apresentados na AGO

me sinto muito seguro. Temos uma diretoria

muito competente e tenho certeza de que com

esse novo modelo de gestão, esse trabalho

fantástico irá continuar.”

Janeiro/Fevereiro/2020 REVISTA 23

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 23 27/02/2020 17:20:34


DESEMPENHO 2019

SÉRGIO LUIZ GRANDE

Pitanga (Paraná)

“A Coamo nos transmite confiança. Essa mudança

é natural e muito bem pensada como

tudo que é feito na Coamo. Sabemos que nos-



sa Coamo se perpetuará por muitas gerações.”

LAURINDO CASTIONI

Abelardo Luz (Santa Catarina)

Como cooperado há vários anos, conheço muito

bem os resultados da cooperativa, que cresce

a cada ano. A gente vê uma preocupação do

Dr. Aroldo em preparar pessoas para que possam

assumir e dar continuidade aos trabalhos.

Recorde nas exportações

As exportações da Coamo

foram feitas para os continentes

europeu, africano e asiático

num total de 19 países. Os

embarques foram por Terminal

Portuário próprio e de terceiros

nos Portos de Paranaguá, no Paraná

e de São Francisco do Sul,

em Santa Catarina.

Em 2019 a Coamo atingiu

recorde em volumes exportados,

num total de 4,81 milhões de toneladas

de produtos, atingindo o

faturamento de US$ 1,49 bilhão,

posicionando-se como uma das

maiores exportadoras do Brasil.

Os produtos exportados atendem

os requisitos de qualidade

exigidos pelas certificações, sendo

reconhecida como fornecedora

que oferece matéria-prima

com qualidade para a produção

de um alimento seguro para consumo.

Investimentos diversos

O total de investimentos no ano foi de R$ 565,17

milhões em indústrias, entrepostos, terminais portuários

e áreas de apoio, que foram modernizadas e ampliadas.

Além de investimentos em novas indústrias, houve investimentos

em frota de veículos leves e pesados, tratores,

máquinas e equipamentos, móveis e utensílios,

máquinas e implementos agrícolas, equipamentos de

comunicação e de laboratório, sistemas administrativos

e terrenos destinados a reflorestamentos, dentre outros.

24 REVISTA

Janeiro/Fevereiro/2020

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 24 27/02/2020 17:20:35


Insumos como ferramenta para evolução

Em 2019, as receitas com o fornecimento

de insumos agrícolas e de bens de lojas atingiram

o montante de R$ 4,47 bilhões, representando

um crescimento de 12,7% em relação ao ano

anterior. Ações de planejamento estratégico estruturadas

com objetivos e ferramentas adequadas,

contribuíram para este crescimento, dentre

as quais o Programa de Fidelidade Coamo (Fideliza),

pois transforma em prêmios a participação

do associado na aquisição de produtos junto à

cooperativa.

Programa Fideliza transforma em prêmios a participação do associado

Logística com melhoria contínua

Coamo conta com uma frota própria de 866 caminhões e mais de mil caminhões de frotas dedicada e autônoma

Sistemas de verticalização foram implantados em 15 Entrepostos

Visando otimizar a logística

da Coamo, com foco em

redução de custos, melhoria contínua

das operações e agilidade

no atendimento dos associados,

além da ampliação da capacidade

de armazenagens e adequação

e estruturação de unidades,

foram implantadas a verticalização

em 15 Entrepostos.

Outro importante projeto,

foi a implantação do Sistema

de armazenagem com carros

satélites, que é uma evolução

do sistema drive-in, realizando o

processo de armazenagem para

a Indústria de Óleo de Dourados.

Para a realização do

transporte de seus produtos, a

Coamo conta com uma frota própria

de 866 caminhões, além de

mais de 1.000 caminhões de Frotas

Dedicada e Autônomas. Utiliza-se

também 764 veículos leves

para a realização de assistência

técnica agronômica e veterinária

e serviços administrativos.

Janeiro/Fevereiro/2020 REVISTA 25

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 25 27/02/2020 17:20:38


DESEMPENHO 2019

ELEANDRO FRANCISCO ARSEGO

Xanxerê (Santa Catarina)

A Coamo proporciona vários benefícios. É uma

cooperativa sólida e que trata todos os associados

da mesma forma, independentemente do

tamanho. Ações como essas ajudam nos resul-



tados e participação dos cooperados.

GRAZIELA TITTON CALDERARI

Campo Mourão (Paraná)

“Para os associados é algo muito importante

poder ter confiança e segurança em sua cooperativa.

Sabemos que sempre teremos o melhor

resultado possível e que a cooperativa está

sendo muito bem administrada.”

Associados participativos e envolvidos

A organização do quadro

social continuou recebendo

a atenção da Coamo por meio

da Assessoria de Cooperativismo,

contando com 44 Comitês

Educativos nas Unidades e o Comitê

Educativo Central. Em 2019

foram realizadas 153 reuniões

com a participação de 953 associados.

Visando manter as mulheres

por dentro das novidades

do agronegócio e ações da cooperativa,

a Coamo iniciou nesse

ano os encontros de Núcleos

Femininos que contam com 03

núcleos já formados e 70 participantes.

Com a formação da 23ª

turma do curso de Jovens Líderes

Cooperativistas, que já contam

com mais de 1.150 jovens

formados, eles passam a ser responsáveis

pela implantação de

um novo modelo de administração

rural, muito mais profissional.

Foi realizada mais uma

etapa do Programa Mulher Atual,

em parceria com o Serviço Nacional

de Aprendizagem Rural

– Senar, desenvolvido em dez

módulos semanais, destinado

às associadas, esposas e filhas

de associados, que contou com

462 participantes. Também foi

promovido o curso para gestoras

rurais com foco na administração

rural, que contou com 70 participantes.

O Programa FamíliaCoop

abrange os eventos realizados

durante o ano, para que os asso-

26 REVISTA

Janeiro/Fevereiro/2020

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 26 27/02/2020 17:20:43


DAILTON KELNIAR

Boa Ventura de São Roque (Paraná)



continuar operando na cooperativa.”

“Vemos que os resultados são sempre satisfatórios.

Sou cooperado há cinco anos e já

percebo que o trabalho da Coamo sempre foi

muito estruturado, tanto que essa mudança na

gestão nos dá ainda mais tranquilidade para

MARIA DE LOURDES FERREIRA DE OLIVEIRA

Pinhão (Paraná)

“Pertencer a Coamo é motivo de muito orgulho.

Sou associada há alguns anos e aprovo

todas as ações da cooperativa, sei que são

fundamentadas e pensadas por uma diretoria

competente.”

Programa FamíliaCoop abrange os eventos realizados durante o ano, para que os associados e seus familiares conheçam mais a Coamo e o que ela oferece

ciados e seus familiares conheçam

mais a Coamo e o que ela

oferece. Em 2019, esses eventos

contaram com a presença de

850 associados e os destinados

às mulheres contaram com mais

de 1.800 associadas, esposas e

filhas de associados.

Foi realizada a 15ª edição

da Copa Coamo de Cooperados

de Futebol Suíço, uma festa do

cooperativismo e da família Coamo,

integrando e fortalecendo

os laços de amizade nos campos

do Paraná, Santa Catarina e Mato

Grosso do Sul. Essa edição contou

com a participação direta de

mais de sete mil associados entre

atletas e dirigentes e um público

de 30.000 pessoas.

Visando o aperfeiçoamento

da família do homem do

campo, a Coamo promoveu durante

o ano, 2.638 eventos nas

áreas Técnica, Educacional e Social

com 123.813 participantes.

O ano encerrou com

29.115 associados, sendo que,

desses 2.250 participaram de

palestras sobre cooperativismo.

Durante o ano a Coamo proporcionou

a devolução do Capital

Social para os associados que

completaram mais de 65 anos de

idade, no valor de R$ 12,42 milhões.

Foi realizada a 15ª edição da Copa Coamo de Cooperados de Futebol Suíço, uma festa do cooperativismo e da família Coamo, integrando e fortalecendo os laços de amizade

Janeiro/Fevereiro/2020 REVISTA 27

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 27 27/02/2020 17:20:51


DESEMPENHO 2019

Funcionários comprometidos

Foram realizados 1.000

treinamentos de capacitação de

funcionários, incluindo eventos

internos e externos, com 25.900

participantes, além de 09 treinamentos

EAD (Ensino a distância)

que contaram com 4.705 participantes,

sendo que grande parte

desses eventos tiveram o apoio

do Serviço Nacional de Aprendizagem

do Cooperativismo – SES-

COOP/PR.

O Programa Jovem

Aprendiz que forma adolescentes

de 14 a 16 anos na área administrativa,

e de 18 a 21 anos, na área

de eletromecânica e mecânica

industrial, com a possibilidade de

seguir carreira na Coamo, encerrou

o ano com 386 participantes,

dos quais 53 foram efetivados.

Encerramos o ano com

7.938 funcionários efetivos, dos

quais 7,9% foram promovidos internamente

e, utilizamos uma média

mensal de 1.443 colaboradores

temporários e terceirizados.

O Programa Tempo de

Casa que tem a função de coroar

um período importante de

trabalho dos funcionários, homenageou

um total de 408 funcionários,

que completaram 10, 20, 30

e 40 anos de serviços prestados à

cooperativa, sendo: 260 com 10

anos; 107 com 20 anos; 35 com

30 anos e 06 com 40 anos. Ao

todo são 2.150 funcionários com

mais de dez anos de Coamo.

Sustentabilidade em pauta

A missão da Coamo é

gerar renda aos associados com

desenvolvimento sustentável do

agronegócio, e ela orienta os

mesmos para a prática da sustentabilidade

de suas atividades

com a finalidade de garantir o

equilíbrio entre a produção agropecuária

e o meio ambiente.

A Coamo investe em

campanhas de educação ambiental

dirigidas ao quadro de

associados, seus familiares e colaboradores,

além da intensiva

orientação técnica promovida

por profissionais das ciências

28 REVISTA

Janeiro/Fevereiro/2020

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 28 27/02/2020 17:20:57


agrárias que orientam para o desenvolvimento de

uma produção agropecuária sustentável.

Consciente da sua importância nas orientações

aos associados, a Coamo prima pela ética

ambiental, social e econômica. Desta forma, os associados

da Coamo utilizam práticas agronômicas

que visam a conservação dos solos e enriquecimento

físico-químico, por meio da adoção de técnicas

como o plantio direto, adubação verde, rotação de

culturas, manejo integrado de pragas, manejo integrado

do solo e da água, recuperação de matas ciliares,

integração lavoura-pecuária e agricultura de

precisão.

Com o programa de recolhimento de embalagens

vazias de defensivos agrícolas, a Coamo recolheu

3,75 milhões de embalagens, constituindo-se

num fato relevante na conservação e preservação do

meio ambiente, proporcionando melhor qualidade

de vida às comunidades onde está inserida.

Com um olhar no 'fazer o bem'

O Programa “5S” tem ido

além dos conceitos de qualidade

e boas práticas, com os funcionários

expandindo os resultados

positivos em prol das comunidades

da área de ação da Coamo,

por meio de arrecadações e

doações de roupas e calçados;

alimentos; materiais de higiene

pessoal; materiais de limpeza;

cobertores e brinquedos; combate

à dengue; confecções e

doações de fraldas e doações de

sangue.

A Coamo também participou

do Dia “C” de Cooperar,

que é um movimento de estímulo

para as iniciativas voluntárias

realizadas pelas cooperativas

brasileiras, por meio dos seus

funcionários, com arrecadações

e doações de alimentos e materiais

de higiene e limpeza.

Utilizando da Lei de Incentivos

Fiscais, a Coamo destinou

recursos no montante de

R$ 835,00 mil, distribuídos para

o Fundo de Caráter Cultural e

Artístico; Fundo dos Direitos da

Criança e do Adolescente de

39 municípios da área de ação

da Coamo e do Estado do Mato

Grosso do Sul; Fundo de Atividades

de Caráter Desportivo; Fundo

do Idoso e Programa Nacio-

Janeiro/Fevereiro/2020 REVISTA 29

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 29 27/02/2020 17:21:00


DESEMPENHO 2019

Com o "Dia C", prática de iniciativas voluntárias em prol do bem comum

nal de Apoio a Atenção da Saúde

da Pessoa com Deficiência (PRO-

NAS).

Com o programa municipal

de apoio aos projetos esportivos

de Campo Mourão, com

destinação de parte do IPTU, a

Coamo investiu em contrapartida

nos projetos Tênis de Mesa

Ping Pong, Atletismo Masculino

e Feminino e Xadrez um Esporte

Educacional.

Na comemoração dos

49 anos de fundação da Coamo

foi realizado o tradicional evento

Natal de Luzes, que abre as comemorações

natalinas no município,

e que contou com a participação

de milhares de pessoas.

O Programa “Caminhos

da Profissão”, fruto de uma parceria

entre a Coamo que apoia

o curso com o mix de produtos

dos Alimentos Coamo e o Senai

(Serviço Nacional de Aprendizagem

Industrial) do Estado

do Paraná, para a realização do

curso de auxiliar de panificação,

visa a formação de profissionais

para atuar no ramo da

panificação. Atualmente são

mais de 15 municípios atendidos

no Paraná e mais de 600

profissionais formados.

Prêmios e reconhecimento

Campeã no segmento Cooperativas do anuário “As Melhores

do Agronegócio de 2019” da Globo Rural;

Melhor Cooperativa Agrícola do Brasil, conforme ranking

do anuário “As Melhores da Dinheiro”, da Revista Isto É Dinheiro;

Campeã do Setor Agropecuária, conforme ranking do

Anuário “Valor 1000”;

A Granja do Ano da revista A Granja como “Destaque no

Setor Cooperativismo”;

No ranking Estadão/Empresas Mais, que premia as companhias

que tiveram excelentes resultados no ano, a Coamo

foi destaque na categoria Atacado e Distribuição e pela sua

atuação na área de Governança Corporativa;

Reconhecimento como uma das marcas preferidas pela

população paranaense, na categoria Cooperativa de Agronegócio,

em evento realizado pelo Grupo Rede Independência

de Comunicação em parceria com o Ibope Inteligência.

Acima premiação da Isto É Dinheiro e abaixo da Revista Globo Rural

30 REVISTA

Janeiro/Fevereiro/2020

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 30 27/02/2020 17:21:07


Assistência de ponta a ponta

A Coamo conta com uma

equipe de assistência técnica de 287

profissionais nas áreas de engenharia

agronômica e medicina veterinária.

Em 2019 foram realizados 12

treinamentos técnicos com o objetivo

de capacitar a equipe de assistência

técnica nas novas tecnologias do

campo para melhor orientar o quadro

de associados da Coamo.

Fatos relevantes

Inauguração de um moderno

e amplo complexo industrial em

Dourados – MS, composto por

indústria de processamento de

soja com capacidade para 3 mil

toneladas/dia e refinaria de óleo

de soja com capacidade para

720 toneladas/dia.

Inaugurações de escritórios

administrativo e operacional

das Unidades de Coronel Vivida

e Honório Serpa e escritório

operacional da Unidade de

Santo Antonio.

Inaugurações das Lojas de Peças

nas Unidades de Cruzmaltina,

Iretama e Palmital, beneficiando

também, os associados

dos municípios vizinhos.

Reforma integral do Estatuto

Social com ênfase na adequação

da estrutura de Governança

Corporativa.

Inauguração do novo complexo industrial em Dourados (MS), em novembro de 2019

Janeiro/Fevereiro/2020 REVISTA 31

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 31 27/02/2020 17:21:11


GOVERNANÇA

Gallassini é reeleito presidente do

Conselho de Administração da Coamo

Considerando a realidade

atual e vislumbrando o futuro

da Coamo, que no dia 28 de

novembro, completará 50 anos,

os associados aprovaram em

Assembleia Geral Extraordinária

(AGE) no dia 02 de outubro

de 2019, a reforma integral do

Estatuto Social com ênfase na

adequação da estrutura de Governança

Corporativa. Para dar

sequência a esse trabalho, na Assembleia

do dia 10 de fevereiro

deste ano, foi eleito o engenheiro

agrônomo e idealizador da cooperativa,

José Aroldo Gallassini,

para presidente do Conselho de

Administração 2020/2024.

O novo Conselho de Administração

eleito tem a seguinte

composição - Presidente do Conselho:

José Aroldo Gallassini,

membros vogais: Claudio Francisco

Bianchi Rizzatto, Ricardo

Accioly Calderari, Joaquim Peres

José Aroldo Gallassini, foi reeleito como presidente do Conselho de Administração 2020/2024

Montans, Anselmo Coutinho Machado,

Emilio Magne Guerreiro

Júnior, Wilson Pereira de Godoy,

Rogério de Mello Barth e Adriano

Bartchechen. Foram eleitos

para a gestão 2020 do Conselho

Fiscal os associados Ricieri Zanatta

Neto, Diego Rogério Chitolina

e Jonathan Henrique Welz Negri

(Membros Efetivos); Eder Ricci,

Clóvis Antonio Brunetta e Jorge

Luiz Tonet (Membros Suplentes).

Gallassini diz que ao longo

dos últimos anos apresentou

Conselho de Administração 2020/2024: Adriano Bartchechen, Rogério de Mello Barth, Emilio Magne Guerreiro Júnior, Wilson Pereira de Godoy,

Claudio Francisco Bianchi Rizzatto, José Aroldo Gallassini, Ricardo Accioly Calderari, Joaquim Peres Montans e Anselmo Coutinho Machado

32 REVISTA

Janeiro/Fevereiro/2020

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 32 27/02/2020 17:21:14


aos associados em dezenas de

reuniões a importância do cooperativismo

praticado pela Coamo

em prol do desenvolvimento

das famílias cooperadas e quanto

ao futuro da Coamo. “Não fizemos

a Coamo apenas para uma

geração, mas para sempre, que

ela seja perpétua e uma cooperativa

cada vez mais atualizada

e em condições de acompanhar

o desenvolvimento das mais variadas

tecnologias, nos campos

agrícola, pecuário, industrial ou

administrativo.”

O presidente da Coamo

diz que a cooperativa terá que

ser sempre jovem e essa juventude

não se trata puramente da

idade cronológica das pessoas,

mas sim, na sua forma de pensar

e absorver as mudanças em

todos os campos da sociedade,

como na incorporação das novas

“Não fizemos a Coamo

apenas para uma geração,

mas para sempre, que

ela seja perpétua e uma

cooperativa cada vez

mais atualizada e em

condições de acompanhar

o desenvolvimento

das mais variadas

tecnologias.”

Conselho Fiscal para a gestão 2020: Ricieri Zanatta Neto, Diego Rogério Chitolina e Jonathan Henrique Welz

Negri (Membros Efetivos); Eder Ricci, Clóvis Antonio Brunetta e Jorge Luiz Tonet (Membros Suplentes).

tecnologias. Isso porque, temos

jovens que pensam como velhos

e temos velhos que pensam

como jovens. Ele lembra que a

Coamo cresceu sempre sólida e

atualizada, com um sistema de

administração que deu certo,

desde a sua fundação em 28 de

novembro de 1970, porém existe

a necessidade de preparar a cooperativa

para as novas gerações.

Ele recorda que o processo

de reestruturação organizacional

da cooperativa iniciou

em 2018. “Fizemos a reestruturação

com uma visão de áreas

com foco nos negócios, o que

resultou no desmembramento

de algumas gerências angulares,

criação de novas gerências

e novas áreas de administração.

Essa reestruturação faz parte da

implantação do Planejamento

Estratégico e propicia a equipe

de Administração um posicionamento

abrangente de todas as

atividades inerentes a cada área.”

A nova estrutura administrativa

aprovada pelos associados

é resultado de uma preparação

de quatro anos e dá um

passo importante na profissionalização

da Coamo, haja vista, que

o Conselho de Administração

eleito pelo quadro social será

responsável pela parte estratégica

da cooperativa.

A Diretoria Executiva,

por sua vez, será subordinada

ao Conselho de Administração

e composta por um presidente

executivo e, inicialmente, por

cinco diretores executivos, tendo

a função de operacionalização

das atividades organizacionais e

tomar as decisões necessárias relacionadas

com o objetivo social

conforme as diretrizes emanadas

do Conselho de Administração.

“Para que essa reestruturação

aconteça com tranquilidade,

o presidente do Conselho de

Administração dará expediente

integral na cooperativa, acompanhará

mais de perto essa mudança

e irá preparando, não

somente os membros da nova

Diretoria Executiva, mas também,

implementando junto aos

Conselhos de Administração e

Fiscal, o novo conceito na estrutura

de governança corporativa”,

explica Gallassini, acrescentando

que “A Diretoria Executiva exercerá

as competências atribuídas

no estatuto social, regimento interno

e resoluções do Conselho

de Administração.”

Janeiro/Fevereiro/2020 REVISTA 33

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 33 27/02/2020 17:21:15


GOVERNANÇA

Diretoria Executiva Coamo: Aquiles de Oliveira Dias, diretor de Suprimentos e Assistência Técnica, Edenilson Carlos de Oliveira, diretor de Logística e Operações, Divaldo Corrêa,

diretor Industrial, Airton Galinari, presidente executivo, Rogério Trannin de Mello, diretor Comercial, e Antonio Sérgio Gabriel, diretor Administrativo e Financeiro

Diretoria Executiva da Coamo

Durante a Assembleia, foi apresentada a

diretoria executiva dentro do novo modelo de

governança na cooperativa, composta pelo presidente

Executivo Airton Galinari, diretor Administrativo

e Financeiro, Antonio Sérgio Gabriel,

diretor Comercial, Rogério Trannin de Mello, diretor

Industrial , Divaldo Correa, diretor de Logística

e Operações, Edenilson Carlos de Oliveira, e

Aquiles de Oliveira Dias, diretor de Suprimentos

e Assistência Técnica.

Conforme o artigo 49 do Estatuto Social da

Coamo, a Diretoria Executiva é um órgão subordinado

ao Conselho de Administração e tem por

função, dirigir as atividades organizacionais, tomar

as decisões necessárias relacionadas com o objetivo

social, com as operações da cooperativa, exercer as

atribuições e competências atribuídas no Estatuto

Social, Regimento Interno e as Resoluções do Conselho

de Administração.

O presidente Executivo da Coamo, Airton

Galinari destaca a participação do engenheiro agrônomo

e idealizador da cooperativa, José Aroldo Gallassini

reeleito presidente do Conselho de Administração

e a aprovação dos associados para que ele

continue dando expediente integral. “O Dr. Aroldo

é uma referência e contribui decisivamente pela sua

experiência e competência para o desenvolvimento

e sucesso da Coamo. Com certeza, a frente do Conselho

de Administração cumprirá a função de proteger

e valorizar a cooperativa, bem como, promover

o desenvolvimento socioeconômico dos associados”,

afirma Galinari.

Conheça os diretores Executivos

Airton Galinari, Presidente Executivo

Engenheiro Químico, com MBA em Gestão Estratégica e Agronegócio,

Airton Galinari foi admitido na Coamo em 1987 na função de gerente

da Destilaria de Álcool. Em seguida, exerceu a função de gerente

da Indústria do Terminal Portuário em Paranaguá e, em 2011, retornou

a Campo Mourão sendo promovido a superintendente Operacional,

cujo cargo foi alterado para superintendente de Logística e Operações.

“A Coamo é uma cooperativa bem administrada com valores e

princípios bem definidos. É inovadora e vem fazendo um trabalho fantástico

em prol do desenvolvimento dos seus cooperados.”

34 REVISTA

Janeiro/Fevereiro/2020

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 34 27/02/2020 17:21:17


Antonio Sérgio Gabriel, Diretor Administrativo e Financeiro

Graduado em Direito, Antônio Sérgio Gabriel faz parte do quadro de funcionários da Coamo desde 1975, sendo admitido como

assessor Jurídico, em face do conhecimento nas áreas Tributária, Comercial e Trabalhista. Posteriormente assumiu as funções

de gerente Administrativo e superintendente Administrativo. “Tenho orgulho de integrar uma cooperativa como a Coamo,

que é um berço de prosperidade e realizações. Devemos cuidar muito bem da Coamo, resultado de um sonho que se tornou

realidade e transformou a vida de milhares de pessoas.”

Edenilson Carlos Oliveira, Diretor de Logística e Operações

Graduado em Administração de Empresas e MBA em Agronegócio, Edenilson Carlos Oveira começou suas atividades na Coamo,

em 1992, no entreposto de Iretama como atendente de cooperados. Trabalhou em Abelardo Luz, na área de Atendimento e Fornecimento

de Insumos, sendo promovido para encarregado do setor de Distribuição e depois, na mesma função, trabalhou em Campo

Mourão. Como gerente de entreposto atuou em Caarapó e em seguida assumiu a gerência de Produtos Agrícolas. “O trabalho da

Coamo é bastante dinâmico na área de Logística e Operações, temos a responsabilidade de fazer um trabalho de qualidade visando

o perfeito recebimento, armazenagem e transporte dos produtos da cooperativa até às indústrias e terminal portuário.”

Aquiles de Oliveira Dias, Diretor de Suprimentos e Assistência Técnica

Engenheiro agrônomo com especialização em Gestão estratégica e Agronegócio pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), Aquiles

de Oliveira Dias está na Coamo desde 1986, quando foi contratado para trabalhar no entreposto de Mamborê. Posteriormente,

assumiu as funções de chefe do departamento de Produção de Sementes na Unidade de Beneficiamento de Sementes (UBS),

foi assistente de Compras, gerente de Compras e superintendente Técnico. "O trabalho na Coamo é muito forte no fornecimento

dos insumos de qualidade e a orientação precisa da assistência técnica para os cooperados produzirem mais e melhor com

o apoio da sua cooperativa."

Divaldo Corrêa, Diretor Industrial

Em 1986 o engenheiro químico Divaldo Corrêa foi admitido na Coamo como gerente Industrial em Campo Mourão. Em 1990,

foi transferido na mesma função para a unidade de Paranaguá onde a cooperativa mantém indústria de óleo e terminal portuário.

Em 1998, retornou para Campo Mourão como gerente industrial e, em 2007, foi promovido a superintendente Industrial

coordenando as atividades das indústrias da cooperativa em Campo Mourão, Paranaguá, no Paraná e Dourados, no Mato

Grosso do Sul. “No início dos anos 1980 a Coamo investiu na agroindustrialização como forma de agregar valor à produção dos

cooperados, cujo os produtos são transformados em alimentos para os mercados interno e externo.”

Rogério Trannin de Mello, Diretor Comercial

Graduado em Administração de Empresas com especialização em Gestão da Qualidade, em Comércio Internacional de Produtos

Agrícolas e MBA em Agronegócio, Rogério Trannin de Mello é funcionário da Coamo desde 1998 iniciando sua trajetória

como assistente Comercial. Foi assessor Comercial e gerente Comercial de Produtos Agrícolas, antes de ser promovido a diretor

Comercial, com a subordinação das gerências Comercial de Produtos Agrícolas e Comercial de Alimentos. “O cooperado deposita

na Coamo não apenas produtos, mas a confiança na comercialização da sua produção em receber no futuro um preço justo.

Para que isso aconteça é necessário explorar o mercado para que o cooperado seja valorizado.”

Janeiro/Fevereiro/2020 REVISTA 35

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 35 27/02/2020 17:21:21


DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

Balanço

Patrimonial

Ativo Total

R$ 9,976 bilhões

Ativo Circulante

R$ 6,464 bilhões

Ativo Não Circulante

R$ 3,513 bilhões

Ativo

ATIVO CIRCULANTE

Contempla os direitos de curto prazo (com vencimento em até um ano), compostos por: caixa, bancos, créditos a receber, tributos a compensar, estoques e outros.

ATIVO NÃO CIRCULANTE

Contempla os direitos de longo prazo (com vencimento superior a um ano), compostos por: aplicações financeiras, créditos a receber, tributos a recuperar, depósitos judiciais, bens destinados

à venda e outros créditos. Contempla, também, os investimentos em entrepostos, indústrias, unidades de beneficiamento de sementes, caminhões, veículos, máquinas e outros.

36 REVISTA

Janeiro/Fevereiro/2020

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 36 27/02/2020 17:21:21


Passivo e Patrimônio Líquido Total

R$ 9,976 bilhões

Passivo Circulante

R$ 2,827 bilhões

Passivo Não Circulante

R$ 1,590 bilhão

Patrimônio Líquido

R$ 5,559 bilhões

Passivo

PASSIVO CIRCULANTE

As obrigações de curto prazo (com vencimento em até um ano), são provenientes de débitos com associados, fornecedores, governo e instituições financeiras.

PASSIVO NÃO CIRCULANTE

As obrigações de longo prazo (com vencimento superior a um ano), são provenientes de obrigações sociais e tributárias, instituições financeiras e outros.

PATRIMÔNIO LÍQUIDO

O Patrimônio Líquido da Coamo é composto pelo Capital social integralizado, Reserva legal, Reserva de assistência técnica, educacional e social, Reserva de desenvolvimentos, Reserva

de incentivos fiscais, Reserva para cobertura de riscos e auto seguro, Reserva para manutenção do capital de giro próprio e Ajuste de avaliação patrimonial.

Janeiro/Fevereiro/2020 REVISTA 37

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 37 27/02/2020 17:21:22


DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

As demonstrações contábeis, acompanhadas das notas explicativas e do relatório dos Auditores Independentes, estão disponíveis no site: www.coamo.com.br

38 REVISTA

Janeiro/Fevereiro/2020

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 38 27/02/2020 17:21:33


- Esse indicador avalia a capacidade

de pagamento das obrigações

no curto prazo.

- A Coamo para cada R$ 1,00 de

obrigação no curto prazo, possui

R$ 2,29 sobrando R$ 1,29.

- Esse indicador avalia a capacidade

de pagamento das obrigações de curto

e longo prazo.

- A Coamo para cada R$ 1,00 de obrigação

a curto e longo prazo, possui

R$ 1,55 sobrando R$ 0,55.

- Esse indicador mostra quanto do ativo total está

comprometido para custear o endividamento

com terceiros, por isso ele é utilizado para analisar

a saúde financeira das empresas.

- 44,3% do Ativo Total da Coamo está comprometido

em custear esse endividamento, portanto

55,7% está livre de obrigações para com terceiros.

Janeiro/Fevereiro/2020 REVISTA 39

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 39 27/02/2020 17:21:36


RESULTADO

Jonathan Welz Negri, de Engenheiro Beltrão (PR), ao lado da esposa e filha, recebe suas sobras do presidente do Conselho de Administração da Coamo, José Aroldo Gallassini

Sobras premiam a participação

dos associados na cooperativa

Foram R$ 361,67 milhões distribuídos aos cooperados como resultado da sua

movimentação no abastecimento de insumos e entrega da produção no ano passado

40 REVISTA

Janeiro/Fevereiro/2020

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 40 27/02/2020 17:21:38


Casal Valdair e Dirce Alves de Campo Mourão (PR), foi cedo receber as sobras na cooperativa

Um dia após a Assembleia

Geral Ordinária da Coamo,

as Unidades da cooperativa receberam

grande movimentação

dos cooperados. O motivo não

poderia ser melhor, já que eles

foram receber as sobras referentes

a movimentação no abastecimento

de insumos e entrega

da produção no ano passado.

A distribuição das sobras é uma

tradição da Coamo desde a sua

fundação, há 49 anos. “Fazemos

questão de devolver tudo o que

é do cooperado. Já fazemos isso

há vários anos, graças ao trabalho

e comprometimento que cada

associado tem com a sua cooperativa.

É o resultado do trabalho

dele e pode utilizar o dinheiro no

que quiser e precisar. Trabalhamos

para que todos os anos, no

dia após a assembleia o dinheiro

já esteja na mão do cooperado.”

As sobras distribuídas

pela Coamo aos associados somam

R$ 361,67 milhões, sendo

que parte do dinheiro foi antecipado

em dezembro, outro benefício

bastante comemorado pelos

associados, que podem passar um

final de ano mais tranquilo.

O associado da Coamo

em Engenheiro Beltrão (Centro-

-Oeste do Paraná), Jonathan Henrique

Welz Negri, destaca que o dinheiro

será utilizado para ajudar no

início da colheita da safra de verão.

“É um dinheiro muito bem-vindo.

Além disso, compramos algo que

precisamos. As sobras são a prova

de que a Coamo é sólida.”

O casal Valdair e Dirce

Alves de Campo Mourão (Centro-

-Oeste do Paraná), foi cedo receber

as sobras na cooperativa. Um

dinheiro que sempre chega numa

boa hora na opinião do casal. “Esperamos

as sobras assim como as

crianças esperam o Natal”, brinca

Valdair que revela também, que

vai aproveitar o dinheiro para pagar

umas contas. Já dona Dirce

conta que o destino da sua parte

será outro. “Já vim junto porque

daqui vamos sair fazer umas comprinhas

para a casa.”

AGOSTINHO FORNARI MEOTTI, de São Domingos (Oeste de Santa Catarina)

“A Coamo chegou há mais de 40 anos em São Domingos e sempre tivemos sobras.

A gente se sente bem e valorizado com esse benefício. Me sinto motivado

a participar da cooperativa, se fosse trabalhar com uma empresa não teria esse

valor de volta. Além dos custos com a colheita aproveito as sobras para viajar

com a família no meio do ano.”

LUCILO CARLOS CICERI, de Caarapó (Sudoeste do Mato Grosso do Sul)

“Começar o ano e receber um dinheiro antes da colheita é bom demais.

Esse dinheiro é muito aguardado pelo associado, quem é que não gosta

de dinheiro? Vem num momento em que precisamos de investimento

para custear as operações de colheita, como abastecer tanques de óleo,

por exemplo.”

Janeiro/Fevereiro/2020 REVISTA 41

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 41 27/02/2020 17:21:41


COMEMORAÇÃO

Gallassini e o cooperado Martin Kaiser

em momento histórico no início das

comemorações dos 50 anos da Coamo

Lançada oficialmente a marca

do Jubileu de Ouro da Coamo

Lembrando da origem

com foco onde se quer

chegar, a diretoria da Coamo

apresentou durante a Assembleia

Geral Ordinária, a marca

dos 50 anos da cooperativa.

O engenheiro agrônomo,

idealizador e presidente da

Coamo, José Aroldo Gallassini,

acompanhado do associado

Martin kaiser, pioneiro

fundador da Coamo com a

matrícula nº 12, representante

de todos os mais de 29

mil associados da Coamo,

descerraram a marca dos

50 anos. Anteriormente, a

marca já havia sido utilizada

nas Reuniões de Campo, no

Encontro de Cooperados na

Fazenda Experimental e está

presente nas Agendas da

Coamo 2020.

A marca do jubileu

de ouro estará presente durante

2020 em várias ações

com os diferentes públicos.

A criação da marca é resultado

de ideias e do trabalho

de uma equipe de funcionários,

e representa o conceito

´Aliança´, sendo exploradas

as ideias de união e eternidade.

O símbolo do infinito

e o formato circular de anéis

foram usados como base

para a construção do número

50 e o desenho também

procurou transmitir a solidez

e confiança desses 50

anos, através do peso dos

elementos, e o logotipo reforça

o espírito de constante

evolução e crescimento da

cooperativa.

42 REVISTA

Janeiro/Fevereiro/2020

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 42 27/02/2020 17:21:44


“A vida é a gente que transforma”

Juntamente com a marca dos 50 anos da Coamo

surgiu a necessidade da criação de um slogan comemorativo.

O slogan criado foi “A vida é a gente que

transforma”. Um slogan que passa a ser utilizado a partir

de agora para destacar e aproximar mais às novas

gerações e fala diretamente com os homens e mulheres

do campo. “Ele está alinhado com o que acreditamos

e os novos tempos em que vivemos e traduz bem

o propósito da Coamo e os desafios de ir mais além,

crescer e prosperar. É um slogan que faz sentido aos

associados, funcionários, clientes, parceiros e a comunidade,

e nasce para agregar valor a marca e produtos

da cooperativa.”, explica Antonio Sérgio Gabriel, diretor

Administrativo Financeiro da Coamo.

Janeiro/Fevereiro/2020 REVISTA 43

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 43 27/02/2020 17:21:44


Enchimento de grãos? É hora de ULTRA K MAX.

Maior produtividade

e rentabilidade

Total compatibilidade

com defensivos

Tecnologia de aplicação,

nutrição e produtividade

em um unico produto

Uso de doses

10x menores

www.spraytec.com

44 REVISTA

Janeiro/Fevereiro/2020

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 44 27/02/2020 17:21:44


COMEMORAÇÃO

Filmes e música que retratam a Coamo

Para materializar todo o

sentimento foram criados dois

filmes e uma música para comemorar

o jubileu de ouro da

Coamo. Com alma e a realidade

que refletem as mudanças pelas

quais a cooperativa passou nesses

anos todos, representando a

evolução da cultura ao redor das

atividades.

Com a marca, é hora de

parar, olhar um passado de muito

trabalho, aprendizado e conquistas

relevantes para enxergar

o futuro. Uma das realizações

da Coamo, desde a sua fundação,

é a transformação. Ao longo

dessas cinco décadas a cooperativa

transformou a vida dos

associados, ajudou na evolução

e desenvolvimento das comunidades,

municípios e região que

está presente. Transformou sonhos

em realizações.

Acesse os materiais no canais da Coamo:

Site, Youtube, Facebook e Linkedin.

Juntos escrevendo a mesma história

O ano de 2020 é o ano

do jubileu de ouro da Coamo.

São 50 anos de uma trajetória

que marcou a vida de milhares

de famílias e para comemorar

a data, a cooperativa realizará

diversas ações. Na Assembleia

Geral Ordinária, foi lançada uma

música e um filme com depoimentos

de associados.

Seu Antonio Guadagnin,

de Campo Mourão (Centro-Oeste

do Paraná), é um dos personagens

e se sente orgulhoso por

fazer parte desta história. “Ajudei

a fundar a Coamo e de tudo que

já foi feito neste sentido, desta

vez me surpreendi. Tudo que a

Coamo já fez é fruto de uma semente

muito boa que nós plantamos,

pois ela cresceu deste jeito

e com 50 anos sempre olhando

para nós associados. Isso é fruto

Família Brunetta

de uma diretoria séria, honesta e

capacitada. Me sinto orgulhoso

em ser cooperado da Coamo.”

Quem também participou

do filme foi o casal Maria Julia

e Airton Spilka, de Mamborê

Janeiro/Fevereiro/2020 REVISTA 45

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 45 27/02/2020 17:21:47


morgansementes.com.br

GENÉTICA DE RESULTADOS,

HÍBRIDOS CAMPEÕES

C

M

Y

CM

MY

CY

MY

K

46 REVISTA

Janeiro/Fevereiro/2020

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 46 27/02/2020 17:21:48


COMEMORAÇÃO

MATERIALIZANDO TODO O SENTIMENTO FORAM CRIADOS DOIS FILMES

E UMA MÚSICA PARA COMEMORAR O JUBILEU DE OURO DA COAMO

(Centro-Oeste do Paraná). “Foi

muito gratificante participar deste

momento da história da Coamo,

o resultado foi emocionante.

Compartilhamos com todos nossos

familiares e amigos, pois é

um filme que ficará marcado em

nossas vidas”, avalia Maria Julia,

enquanto Airton diz que fica até

sem palavras para falar destes 50

anos da Coamo. “É uma trajetória

que começou com meu pai,

eu dei sequência e, agora, já vejo

meu filho indo para o mesmo caminho.

Vamos tocar mais 50 anos

se depender de nós”, comemora

o associado.

Para o casal Ivo e Rosangela

Brunetta, de Mamborê, que

também participou, não dava

para imaginar que o resultado

seria tão emocionante. “O resultado

superou nossas expectativas

e demonstrou bem todo o

trabalho e sucesso da Coamo.

Ficamos felizes de estar no vídeo

e de ter tantos outros associados

também. Esse filme está à altura

dos 50 anos da cooperativa e traz

um significado diferente para

nós”, destacaram.

O associado Ursino Pereira,

de Campo Mourão, mais

um dentre tantos personagens,

revelou a emoção ao assistir ao

Família Spilka

filme. “A Coamo mudou a minha

vida e, hoje, graças a Coamo,

todo mundo têm orgulho

de dizer que é agricultor. Quem

trabalha com seriedade e honestidade

pode crescer muito

mais. Esse vídeo me emociona,

pois demonstra exatamente esse

sentimento que temos nestes 50

anos de Coamo.”

Alcides Bruneta e família

Mauro Zanin em momento com o neto

Família Guadagnin

Ursino Pereira

Janeiro/Fevereiro/2020 REVISTA 47

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 47 27/02/2020 17:21:51


PERFORMANCE QUE

SÓ O MAIS RESPEITADO

LÍDER EM NUTRIÇÃO

DE SAFRAS DO MUNDO

PODE OFERECER.

3,4

sc/ha*

RESULTADOS COMPROVADOS.

SE É MOSAIC FERTILIZANTES,

FAZ TODA A DIFERENÇA:

MAIS DE 10 ANOS DE

PESQUISA E VALIDAÇÃO

QUALIDADE

FÍSICA

MAIOR EFICIÊNCIA

OPERACIONAL

SAIBA MAIS EM WWW.MICROESSENTIALS.COM.BR

/NUTRICAODESAFRAS

/NUTRISAFRAS

CONHEÇA OS OUTROS

PRODUTOS DE PERFORMANCE

DA MOSAIC FERTILIZANTES

48 REVISTA

Janeiro/Fevereiro/2020

*MÉDIA DE INCREMENTO DE PRODUTIVIDADE NA CULTURA DA SOJA OBTIDA COM A UTILIZAÇÃO DO PRODUTO MICROESSENTIALS® NO BRASIL, NOS ÚLTIMOS TRÊS ANOS (17/18/19).

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 48 27/02/2020 17:21:51

MG-0002_20D_AN_MICROESSEANTIALS_21X28_AF.indd 1 06/02/20 16:37


RESULTADO

Parceria com motivos de

SOBRAS

Entre as inúmeras vantagens de ser

associado da Coamo, Elói Marcondes, de

Manoel Ribas (PR), destaca o retorno das

sobras proporcionado pela cooperativa

Elói Marcondes, de Manoel Ribas (PR), utiliza as sobras para investimentos na propriedade

Associado desde o final da década de 1990,

o cooperado Elói Marcondes, de Manoel Ribas

(Cento-Norte do Paraná), têm raízes na

pecuária e só iniciou o trabalho com lavouras quando

se cooperou à Coamo. Ele conta que o pai e o

avô eram pecuaristas e daí veio a vocação para o

manejo dos animais. Atividade ainda muito presente

na Fazenda São Luiz, onde também se explora soja

em grande escala. “Hoje a agricultura faz parte da

minha vida também. Ela auxilia a pecuária e vice versa”,

argumenta.

No entanto na parceria com a Coamo, dentre

as inúmeras vantagens de ser associado, Marcondes

destaca o retorno das sobras proporcionado pela

cooperativa. Um benefício, muito valorizado pelo

agropecuarista. “As sobras, sem dúvidas, são o nosso

décimo terceiro salário. É um dinheiro extra que usamos

para viajar e investir no nosso negócio”, explica o

cooperado que está utilizando parte das sobras para

construção de um barracão, onde serão guardados

as máquinas e implementos da propriedade.

As sobras da Coamo são frutos do trabalho

dos cooperados em parceria com a cooperativa.

Quanto mais movimenta, maior é o retorno para o

associado. “Trabalhando juntos a gente consegue

bons resultados, pois o sucesso do cooperado é o

sucesso da cooperativa. Por isso, nosso trabalho é

contribuir para que nossos cooperados produzam o

máximo possível, explorando todo potencial das lavouras”,

lembra o engenheiro agrônomo Paulo Henrique

de Andrade, do departamento de Assistência

Técnica da cooperativa em Manoel Ribas.

Sobras da Coamo são frutos do trabalho dos cooperados em parceria com a cooperativa. Barracão foi construído com dinheiro do benefício

Janeiro/Fevereiro/2020 REVISTA 49

0 16:37

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 49 27/02/2020 17:21:56


FORSEED

PARA ACERTAR NA SEMENTE

TEM QUE SER ESPECÍFICO

50 REVISTA

Janeiro/Fevereiro/2020

REVISTA FOR-053-19 COAMO_JAN-FEV.indd Anuncio 210x280.indd 50 1 27/02/2020 20/01/20 17:21:57 11:35


VALORIZAÇÃO DA FAMÍLIA

Em 2019, 4.305 mulheres participaram

de 287 turmas de Cursos Sociais

Conhecimento para a vida e renda extra

No decorrer do ano a Coamo realiza diversos cursos sociais que servem de aprendizado

para o dia a dia e, até mesmo, para incrementar a renda de muitas famílias

Sempre motivadas e animadas, as cooperadas,

esposas e filhas de cooperados da Coamo, são

participativas nos cursos sociais realizados pela

Coamo em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem

do Cooperativismo (Sescoop). Em toda a

área de ação da Coamo, no Paraná, Santa Catarina e

Mato Grosso do Sul, elas sempre encontram um tempo,

apesar da rotina de trabalho, para marcar presença

nesse momento de integração e cooperação.

Em 2019, 4.305 mulheres participaram das

287 turmas que abordaram culinária, artesanato e

produção de produtos de limpeza. São mulheres

que participam há anos e fazem questão de marcar

presença nos cursos. Muitas fazem do aprendizado

uma nova fonte de renda para a família, vendendo

chinelos bordados, bolos para festas, ovos de páscoa,

panetones, pães caseiros, dentre tantos outros

quitutes deliciosos.

Roseli Mendes, esposa de associado, de Ju-

randa (Centro-Oeste do Paraná), por exemplo, participa

de vários cursos no decorrer do ano. Ela valoriza

todos os temas abordados, mas acredita que “Delícias

de Natal”, foi um curso especial. “Foi maravilhoso.

Sem contar, que fazer essas receitas em clima natalino

foi ótimo. Saíram receitas saborosas que podemos

fazer o ano todo, inclusive em festas da família.”

Cursos Sociais são realizados em toda a área de ação da Coamo

Janeiro/Fevereiro/2020 REVISTA 51

11:35

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 51 27/02/2020 17:21:59


52 REVISTA

Janeiro/Fevereiro/2020

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 52 27/02/2020 17:21:59


PROMOÇÃO SOCIAL

Cursos Sociais

Promovidos pela Coamo em parceria com o Serviço Social de Aprendizagem

do Cooperativismo (Sescoop), os Cursos Sociais oferecem oportunidades

para que cooperadas, esposas e filhas possam se reunir e aprender

mais sobre culinária, artesanato, dentre outras atividades. Confira nas

imagens abaixo alguns dos cursos realizados recentemente pela Coamo.

Moreira Sales (Noroeste do Paraná)

Boa Ventura de São Roque (Centro do Paraná)

Engenheiro Beltrão (Centro-Oeste do Paraná)

Juranda (Centro-Oeste do Paraná)

Janiópolis (Centro-Oeste do Paraná)

Dez de Maio (Oeste do Paraná)

Mariluz (Noroeste do Paraná)

Pitanga (Centro do Paraná)

Janeiro/Fevereiro/2020 REVISTA 53

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 53 27/02/2020 17:22:05


RECEITA

Pastel

de forno

INGREDIENTES

50 pastéis

Massa

1 xícara (chá) de FARINHA DE TRIGO COAMO PASTEL

1 xícara (chá) de amido de milho

100 g de MARGARINA COAMO FAMÍLIA

2 ovos

1 colher (chá) de sal

1 gema para pincelar

Recheio de calabresa com escarola

2 colheres (sopa) de ÓLEO DE SOJA COAMO

1 cebola pequena picada

1 tomate picado

200 g de linguiça calabresa picada

1 maço de escarola picada

Sal a gosto

Recheio de queijo branco e salame

2 xícaras (chá) de queijo branco fresco picado

200 g de salame picado ou moído

1 colher (sopa) de salsinha picada

Sal a gosto

MODO DE PREPARO

Massa

Misture a farinha com o amido de milho e junte a margarina, o sal e os ovos. Amasse

até obter uma massa lisa. Sobre uma superfície polvilhada com farinha, abra com o

rolo e corte círculos. Adicione o recheio e feche, unindo as pontas. Coloque numa

assadeira untada, pincele com a gema e asse até dourar ligeiramente.

Recheio de calabresa com escarola

No óleo, frite a calabresa. Junte a cebola e o tomate e refogue.

Acrescente a escarola, misture e desligue o fogo. Use frio.

Recheio de queijo branco e salame

Misture todos os ingredientes e utilize.

www.alimentoscoamo.com.br

/alimentoscoamo

AF103 coi 0039 18e AF an 17.5x22.5.indd 1 21/02/2020 14:43

54 REVISTA

Janeiro/Fevereiro/2020

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 54 27/02/2020 17:22:08


REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 55 27/02/2020 17:22:08


Há 5 décadas,

plantamos uma ideia.

Hoje, colhemos

transformação.

A vida é a gente que transforma.

REVISTA COAMO_JAN-FEV.indd 56 27/02/2020 17:22:11

AF01 COI005819F An Coamo 50 Anos 21x28cm.indd 1 19/02/20 16:14

More magazines by this user
Similar magazines