07.05.2019 Views

Revista Carta Premium Web Edição 9 - Edição Especial Premiata 2018-2019

Revista Carta Premium, Edição Especial Carta Premiata 2018-2019, com as bebidas brasileiras mais premiadas no período pesquisado de 12 últimos meses: cervejas, cachaças, bebidas mistas, gins, vodcas, vinhos, espumantes, etc.

Revista Carta Premium, Edição Especial Carta Premiata 2018-2019, com as bebidas brasileiras mais premiadas no período pesquisado de 12 últimos meses: cervejas, cachaças, bebidas mistas, gins, vodcas, vinhos, espumantes, etc.

SHOW MORE
SHOW LESS

Create successful ePaper yourself

Turn your PDF publications into a flip-book with our unique Google optimized e-Paper software.

<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong>


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

2


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

O MAIOR GUIA DE REFERÊNCIA<br />

Há três anos a <strong>Carta</strong> <strong>Premium</strong> assumiu o desafio<br />

de apresentar aos profissionais de A&B<br />

de bares, bistrôs, restaurantes e proprietários<br />

desses estabelecimentos as melhores opções<br />

no mercado de bebidas finas, principalmente<br />

as produzidas aqui mesmo no Brasil, valorizando<br />

assim a inovação, a qualidade e o produto<br />

nacional.<br />

E esse tem sido nosso incansável trabalho,<br />

juntamente com o de apresentar cases de sucesso<br />

na área, seja na questão de estabelecimentos<br />

de gastronomia, como também dos<br />

profissionais premiados que são os responsáveis<br />

por tantas histórias de sucesso.<br />

E antes de falar dessa edição especial <strong>Premiata</strong>,<br />

queremos compartilhar algo ainda mais<br />

especial: já são quase 600 mil acessos/leituras<br />

de todo o mundo para nossas 8 edições<br />

periódicas tradicionais na web e guias de bolso<br />

publicados, além de quase 300 mil visitantes<br />

únicos que acessaram nosso portal desde<br />

quando foi oficialmente lançado no final do<br />

primeiro quadrimestre de 2016. Por isso, antes<br />

de mais nada, nosso muito obrigado a<br />

todos! Graças a vocês, parceiros, empreendedores<br />

brasileiros e leitores em todos os cantos<br />

do mundo conseguimos seguir neste importante<br />

trabalho de apoio ao setor de bebidas<br />

diferenciadas brasileiras.<br />

Agora sim, podemos voltar e comentar um<br />

pouquinho sobre tudo que te espera nas páginas<br />

a seguir. Esta é nossa <strong>Edição</strong> <strong>Especial</strong><br />

<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong>.<br />

Dessa vez fizemos uma seleção inédita das<br />

bebidas brasileiras que mais receberam ou<br />

se destacaram com prêmios em concursos<br />

internacionais no período, desbancando marcas<br />

e produtores tracionais de outros países.<br />

Acrescentamos a esta lista especial cachaças<br />

e bebidas mistas brasileiras que receberam<br />

prêmios no ano passado, já que ainda não<br />

existe nenhum grande concurso internacional<br />

específico sobre o destilado de patente<br />

brasileira.<br />

São mais de trezentas bebidas listadas, entre<br />

espumantes, cervejas, gins brasileiros,<br />

cachaças, bebidas mistas, vinhos, etc., todos<br />

comprovadamente, após a avaliação de juris<br />

nacionais e internacionais, detentores de<br />

um sem-número de premiações pela sua alta<br />

qualidade e diferenciais.<br />

Por isso, sem qualquer sombra de dúvida,<br />

esta edição especial <strong>Premiata</strong> é um guia que<br />

você, profissional da área não vai encontrar<br />

de forma tão completa em nenhum lugar do<br />

mundo! Nosso levantamento e pesquisa sobre<br />

as bebidas se iniciou em janeiro do ano passado<br />

e se encerrou nesta primeira quinzena<br />

de abril de <strong>2019</strong>, em um incessante trabalho<br />

de busca de informações que pudessem realmente<br />

apresentar esta seleta lista de preociosidades<br />

brasileiras.<br />

Os textos são curtos, buscando apresentar as<br />

empresas produtoras e destacar aquele que<br />

pelas premiações recebidas é com certeza um<br />

dos melhores rótulos de bebida mundial em<br />

sua categoria.<br />

Neste ano optamos por espalhar indicações<br />

sem separar as bebidas por tipo, a fim de incentivar<br />

todos a conhecerem um a um esses<br />

produtos produtos brasileiro de excelência,<br />

afinal mesmo que tematizado um bar e restaurante<br />

precisa ter uma diversidade de bebidas<br />

especiais para atender aos consumidores<br />

mais exigentes.<br />

Por fim, esperamos que, como nossas outras<br />

edições, essa se torne um parâmetro, termômetro<br />

e um guia de referência ds melhores<br />

bebidas brasileiras, contribuindo com o desenvolvimento<br />

do setor e com a valorização do<br />

produto brasileito de excelência.<br />

Boa leitura e um grande abraço!<br />

3


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

4


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

5


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇARIA<br />

ALAMBIQUE BRASIL<br />

A História do Leite que Virou Cachaça<br />

A Cachaçaria Serra do Cadeado,<br />

localizada em Ortigueira,<br />

interior no Paraná, aos<br />

pés da Serra que homenageia<br />

em seu nome, tem hoje uma<br />

linha de produtos com diversas<br />

premiações nacionais e<br />

internacionais. Faz parte de<br />

um grupo empresarial, com<br />

mais de 25 anos, com empresas<br />

no setor de serviços para<br />

o varejo e turismo.<br />

Em sua estrutura une toda a<br />

tradição de um produto verdadeiramente<br />

artesanal, com<br />

todo o cuidado e exclusividade<br />

na preparação, a instalações<br />

amplas e modernas,<br />

com os melhores equipamentos<br />

para a produção de cachaça<br />

artesanal: moendas,<br />

alambiques, dornas, barris<br />

de maturação, engarrafadoras<br />

e muitos outros equipamentos<br />

comandados por mão<br />

de obra capacitada e treinada<br />

pelos melhores especialistas<br />

em produção da bebida,<br />

garantindo assim alto padrão<br />

de qualidade.<br />

6


Em Perfil<br />

Um pouco de história<br />

“Em uma de minhas idas e vindas do<br />

Rancho Santa Maria, em Ortigueira,<br />

no Paraná, para a Península de Maraú,<br />

na Bahia, onde nesse período do<br />

ano levava para a Pousada Canto dos<br />

Encantos, de nossa família, produtos<br />

provindos do nosso sítio, eu e meu<br />

afilhado Kleber passamos em Salinas,<br />

já no Norte de Minas, e decidimos almoçar<br />

em um alambique que tem um<br />

restaurante. Por ali compramos um<br />

barril de cachaça para a pousada. E<br />

foi neste momento que começou a se<br />

materializar a ideia de jogar areia no<br />

leite” que minha esposa queria produzir<br />

no sitio de Ortigueira”, conta o<br />

idealizador da Cachaçaria Alambique<br />

Brasil, Gilmar Nogueira. “Mas na verdade<br />

diversas pessoas já vinham desmotivando<br />

ela a tocar o seu projeto de<br />

leiteria adiante, por diversos fatores<br />

do setor, desde a produção a comercialização<br />

que não é valorizada, sem<br />

dizer que as vacas não sabem os dias<br />

da semana, nem Natal e nem outras<br />

datas importantes (risos)”, relembra<br />

sorrindo.<br />

Eram as últimos semanas de 2015<br />

quando tudo isso aconteceu. E foi<br />

meses depois que a cachaçaria<br />

saiu do mundo das ideias para se<br />

tornar referência e realidade.<br />

“Após o carnaval de 2016, retornando<br />

para o Paraná e passando<br />

por Salinas novamente, fui em<br />

busca de mais informações a respeito<br />

do mundo da Cachaça, a fim<br />

de me certificar que era realmente<br />

o momento de transformar o leite<br />

em cachaça. Ao chegar no nosso<br />

sitio liguei para o Allysson, sobrinho<br />

de Belo Horizonte, para ver se<br />

ele não conhecia nenhum alambique<br />

para me levar e tirar maiores<br />

informações para colocar em prática<br />

tão sonhado projeto. E por fim<br />

meu sobrinho tinha um amigo que<br />

só fazia isso, inclusive todo o projeto,<br />

entregava as chaves da cachaçaria<br />

produzindo e assessorava na<br />

produção e comercialização. Foi aí<br />

que naquele sábado à tarde, ao ligar<br />

para o amigo do Allysson, meu<br />

sobrinho, o Giovanni Pereira das<br />

Cachaçarias Nobres, iniciamos a<br />

conversação e já enviando no dia<br />

seguinte fotos da nossa área e do<br />

prédio onde estava prestes a virar<br />

leiteria. Porém, foi tarefa difícil,<br />

dobrar a dona patroa em trocar de<br />

líquido, de leite para cachaça”, detalha<br />

Gilmar. “Liguei para minha<br />

esposa, falei da ideia e ela esboçou<br />

um sorriso pela ligação em vídeo<br />

em que conversávamos, sorriso<br />

este desconfiado como uma filha<br />

de mineiro que ela é, dizendo ‘vamos<br />

estudar’. Então respondi, claro<br />

que sim, vamos estudar”.<br />

Contudo, como mesmo se recorda o<br />

próprio Gilmar, ele e o Giovanni já<br />

estavam falando do projeto, trocando<br />

ideias e fotos e já falando sobre<br />

valores e investimentos. “A conversa<br />

já estava mais adiantada do que a<br />

futura ex-leiteira, pensava”.<br />

Logo no começo de março de 2016, no<br />

dia 3 para ser mais exata a história,<br />

Gilmar e sua esposa desembarcaram<br />

em Belo Horizonte com destino<br />

a Ouro Preto a fim de se encontrar<br />

com os proprietários das Cachaçarias<br />

Nobres. O caminho foimeio silencioso<br />

por parte da ex-futura dona de uma<br />

leiteria (sua esposa Célia), que já meio<br />

desconfiada veio se soltar logo após<br />

a primeira parada e mais ainda ao<br />

conhecer o belo sítio e o cenário da<br />

região, onde fica a sede da Escola de<br />

Cachaças da empresa. Depois de conhecer<br />

a fundo a ideia, aceitou provar<br />

uma cachaça excelente do sul do<br />

Brasil, e ali selava a autorização para<br />

tocar o projeto adiante. O leite estava<br />

prestes para azedar... e azedou!<br />

No mesmo dia concretizou de fato<br />

as negociações e o projeto se iniciou,<br />

mesmo com uma viagem do casal por<br />

7


Em Perfil<br />

mais de 30 dias fora do Brasil.<br />

O coração de uma boa<br />

destilaria<br />

O projeto surgiu cercado de excepcionais<br />

profissionais parceiros das<br />

Cachaçarias Nobres, como conta<br />

Gilmar. “Cito alguns com medo de<br />

me esquecer de alguém: Lorena,<br />

Armando Del Bianco, Sergio Falcão,<br />

Rani, Heli, Herminio, Egberto,<br />

todos com profissionalismo e dedicação<br />

e acima de tudo confiança<br />

em negociar conosco. E demonstraram<br />

mais uma vez que esse negócio<br />

é embriagante, profissionalmente<br />

dizendo”.<br />

O empreendor também não deixa<br />

de enfatizar todos que fazem parte<br />

do tima de Ortigueira: “Contamos<br />

com dezenas de pessoas que adotaram<br />

e amaram a ideia, começando<br />

pelo nosso Mestre Cachaceiro<br />

Flávio, diretor de produção rural,<br />

o Sr. Elizeu, Zé auxiliar, Ludmilla,<br />

Paulo Ricardo, Kleber, Cristyan,<br />

José Luiz, Gilson Alves, Lilian,<br />

Roberto,Reizer e desde o povo da<br />

cidade, Sr. Altair, secretário de administração,<br />

a prefeitura e outras<br />

secretarias e outros órgãos, entraram<br />

na briga para poder acelerar<br />

o projeto dessa fábrica na cidade”.<br />

Um esforço muito bem<br />

reconhecido<br />

Com o projeto já em andamento,<br />

em junho de 2016, Gilmar deciciou<br />

se aprofundar no mercado e foi<br />

como visitante participar da Expocaçhaça,<br />

maior evento mundial do<br />

segmento, realizado anualmente<br />

em Belo Horizonte, no Expominas.<br />

Enquanto isso, o antigo sítio era<br />

um misto de ampo de obra e de batalha.<br />

“Eram dezenas de pessoas<br />

trabalhando a todo vapor, abrindo,<br />

preparando terra, gradeando,<br />

adubando, plantando e outra parte<br />

da equipe terminando a obra civil,<br />

outra ainda instalando os maqui-<br />

8


Em Perfil<br />

lha de Prata no Spirits Selection,<br />

também em <strong>2018</strong>. talvez o principal<br />

concurso mundial de destilados.<br />

E agora em <strong>2019</strong> a empresa duas<br />

medalhas na China, sendo uma<br />

de Ouro e outra de Prata no CWSA<br />

Best Value.<br />

“Por tudo isso, só tenho que agradecer<br />

a todos que acreditaram no<br />

projeto e em nossa inciativa, em<br />

especial a Celia que cedeu o espaço<br />

no lugar da famosa leiteria, ao<br />

Gilson meu cunhado e o José Luiz,<br />

que foram grandes incentivadores<br />

do projeto, bem como, a todos acinários<br />

e alambique, sem falar que<br />

outra equipe já estava a postos e<br />

iniciando o corte de cana em outra<br />

propriedade, onde no principio de<br />

agosto de 2016 iniciamos a moer<br />

cana e produzir a nossa Cachaça<br />

Alambique Brasil”, relembra.<br />

E 2016 se foi e a empresa se lançou<br />

em um grande desafio: participar<br />

da edição 2017 da Expocachaça,<br />

e mais: do rigoroso Concurso<br />

de Degustação às Cegas do evento.<br />

“Seria nosso primeiro grande<br />

evento. Nós decidimos arriscar e<br />

participar, pois queríamos levar<br />

medalhas para casa e saber a opinião<br />

dos maiores jurados e degustadores<br />

de cachaça do Brasil. Com<br />

muita emoção e surpresa, fomos<br />

premiados 2 vezes. Nossa Cachaça<br />

Ouro: descansada em barril brasileira<br />

– amburana e nossa Cachaça<br />

Prata descansada em inox”, comemora<br />

o entrevistado.<br />

E tudo era prenúncio de muitas outras<br />

premiações que se seguiriam.<br />

No ano passado, por exemplo, a<br />

empresa recebeu Medalha de Ouro<br />

no Concurso Mundial de Bruxelas<br />

<strong>Edição</strong> Brasil, além de uma Meda-<br />

9


Em Perfil<br />

ma citados.<br />

Gratidão a todos nossos colegas,<br />

amigos e familiares, que diretamente<br />

e indiretamente nos<br />

ajudaram e abraçaram a ideia,<br />

conosco. Hoje temos a certeza<br />

de ter engarrafado junto com a<br />

Cachaçaria Alambique Brasil,<br />

carinho e um sabor ímpar de<br />

uma das melhores bebidas<br />

do Brasil, produzida na Cachaçaria<br />

Serra do Cadeado,<br />

em Ortigueira, PR, e comercializada<br />

para para o Brasil<br />

e para o mundo. Nosso slogan<br />

é: ‘Cachaças Alambique<br />

Brasil, a cachaça premiada<br />

que você pediu”.<br />

Cachaça no Sangue?<br />

A Cachaça Alambique Brasil é<br />

fruto de uma realidade da família<br />

Waldhelm, que se iniciou<br />

há 90 anos atrás, por João Manoel<br />

Waldhelm, alambiqueiro<br />

tradicional na comunidade<br />

Montalvão, no Distrito de Martinópolis<br />

(SP), onde produzia<br />

ali melhor cachaça da região.<br />

O genro dele, Manoel Nogueira,<br />

ajudava-o em volta de tonéis<br />

e alambiques, sempre alegre,<br />

curioso e apaixonado pela<br />

atividade do sogro.<br />

Fruto dessa convivência diária,<br />

virou histórias maravilhosas<br />

que Manoel Nogueira<br />

contava para os seus filhos.<br />

Dentre eles, Gilmar Nogueira,<br />

e que fez crescer um desejo,<br />

um sonho, um objetivo. Gilmar<br />

nutria a vontade de um<br />

dia ter a sua própria cachaça,<br />

uma cachaça especial.<br />

E foi após muita dedicação, trabalho<br />

e empenho, comentados<br />

acima, além da ajuda de vários<br />

parceiros, que esse sonho finalmente<br />

se tornou realidade.<br />

SERVIÇO<br />

Cachaçaria Alambique Brasil –<br />

www.cachacaalambiquebrasil.<br />

com.br<br />

10


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

11


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

MATISSE<br />

MARUHY<br />

Medalha de Prata na Copa<br />

Cervezas de America<br />

A Matisse Maruhy, que ficou entre as top três do<br />

continente no ano passado, é uma cerveja escura,<br />

encorpada, e com sabores complexos, em que<br />

se destaca o chocolate amargo do cacau, além de<br />

notas de canela, café e cereais torrados. Seu nome<br />

é uma homenagem ao pintor niteroiense Antonio<br />

Parreiras. No ano passado ela recebeu a Medalha<br />

de Prata na Copa Cervezas de America.<br />

Outro destaque da empresa é a Saboya, uma<br />

cerveja bem brasileira tipo Catharina Sour com<br />

Uvaia, fruta considerada uma das mais perfumadas<br />

e saborosas da Mata Atlântica. Essa cerveja<br />

recebeu a Medalha de Ouro no MBeer Contest do<br />

Mondial de La Bière do Rio de Janeiro, também<br />

no ano passado. Seu nome é uma homenagem ao<br />

príncipe Eugênio de Sabóia, protetor das artes e<br />

ciências naturais, que inspirou o nome científico<br />

da Uvaia – Eugenia pyriformis.<br />

Confira mais sobre a excelente linha da empresa<br />

no site: www.cervejariamatisse.com.br .<br />

12


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

13


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

ÁGUA DE<br />

ARCANJO PRATA<br />

Top 5 no Rum Love Festival, da Polônia<br />

Considerada o “Espírito do Ano” no Top 5 do Rum<br />

Love Festival, da Polônia, no ano passado, com avaliação<br />

do portal especializado Spirit.com.pl, recebendo<br />

93 pontos entre os 100 possíveis, isto em meio<br />

a mais de 140 outras bebidas degustadas, a Cachaça<br />

Água de Arcanjo Prata é produzida em Maquiné, no<br />

RS. Tanto essa versão quanto a Ouro são multipremiadas<br />

nacional e internacionalmente. Ambas, por<br />

exemplo, já receberam Medalhas no disputadíssimo<br />

San Francisco World Spirits Competition, dos EUA,<br />

do qual competem anualmente mais de 2.000 rótulos<br />

provindos de todas as partes do mundo.<br />

De aspecto cristalino, a versão Prata descansa por<br />

cerca de um ano tanques de aço inox após a destilação,<br />

a fim de alcançar perfeito equilíbrio. Seu teor<br />

alcoólico é de 40%. Bem suave, remetendo no paladar<br />

a “framboesa e bananas, com toque final de<br />

figo”, conforme destacaram os jurados na degustação<br />

realizada na Polônia, é uma ótima opção para<br />

composição de drinques na alta coquetelaria.<br />

Informações e vendas: aguadearcanjo.com.br .<br />

14


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

15


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA ORGÂNICA CAMBÉBA<br />

6 Medalhas de Ouro e 6 Medalhas de Prata em competições internacionais<br />

Destilado com produção 100% orgânica, a Cachaça<br />

CAMBÉBA é um produto de exportação brasileiro,<br />

tanto que a empresa, de Alexânia, GO, já conta com<br />

distribuidor próprio nos EUA e também na União<br />

Europeia. A empresa tem mais de dois séculos de<br />

existência, remonta à 1808, ainda no Brasil colonial.<br />

A versão Cachaça CAMBÉBA Orgânica Extra <strong>Premium</strong><br />

10 anos, que passa por envelhecimento em<br />

barril de carvalho, recebeu diversos prêmios internacionais:<br />

- Título de “A Cachaça Envelhecida no Ano (“Aged<br />

Cachaca of the Year”), no New York International<br />

Spirits Competition (NYISC), EUA.<br />

- Medalha de Duplo Ouro no SIP Awards International<br />

Spirits Competition, na Califórnia, EUA.<br />

- Medalha de Duplo Ouro iTQi International Taste &<br />

Quality Institute Bruxelas, Bélgica.<br />

- Medalha de Duplo Ouro no Judging - Hong Kong<br />

International Wine & Spirit Competition (HKIWSC),<br />

China.<br />

- Medalha de Prata no Great American International<br />

Spirits Competition, de Nova York, EUA.<br />

- Medalha de Prata no Los Angeles International Spirits<br />

Competition, EUA.<br />

- Medalha de Prata no Critics Challenge International<br />

Wine & Spirits Competition, de San Diego, Califórnia,<br />

EUA.<br />

- Medalha de Prata em Las Vegas Global Spirit Awards,<br />

EUA<br />

- Medalha de Prata no California Craft International<br />

Spirits Competition, EUA.<br />

- Medalha de Prata no 5th Annual Melbourne International<br />

Spirits Competition, Austrália.<br />

Conheça mais sobre a empresa no site: http://cambeba.com.br<br />

.<br />

16


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

17


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

VELHO ALAMBIQUE<br />

PORCELANA OURO<br />

Medalha Grande Ouro no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong><br />

Orgânica, a Cachaça Velho Alambique Ouro Porcelana é produzida<br />

em Santa Tereza, no RS. Essa versão passa por 3 anos de<br />

envelhecimento em 3 madeiras: Carvalho, Grápia e Angico; sendo<br />

engarrafada em uma charmosa garrafa de porcelana inspirada<br />

nos tradicionais azulejos portugueses.<br />

A Velho Alambique foi fundada em 2001 para formalizar a produção<br />

de cachaça e grapa, cultura regional local, com mais de 100<br />

anos na produção de destilados na Serra Gaúcha.<br />

Mais informações: www.velhoalambique-rs.com.br, comercial@<br />

velhoalambique-rs.com.br e https://www.facebook.com/cachacariavelho.alambique<br />

18


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

19


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

VECCHIO<br />

ALBANO<br />

PREMIUM<br />

Ouro Duplo no Concurso Mundial<br />

de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong><br />

Medalha Grande Ouro no concurso de Bruxelas<br />

<strong>Edição</strong> Brasil do ano passado, a Vecchio Albano<br />

<strong>Premium</strong> é envelhecida por um ano em barris de<br />

carvalho de 200 litros. Seu teor alcoólico é de 40%.<br />

Dourada, possui buquê frutado com notas sutis de<br />

baunilha, castanhas e madeira, sabor equilibrado e<br />

boa estrutura. É excelente acompanhamento para<br />

petiscos e indicada para o preparo de bebidas finas<br />

como caipirinha e coquetéis de frutas.<br />

Outro produto em destaque da empresa é a Vecchio<br />

Albano Extra <strong>Premium</strong>, que ficou em terceiro lugar<br />

no ano passado no Concurso Cachaça com Ciência.<br />

Mais informações: www.vecchioalbano.com.br .<br />

20


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

21


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

SAGRADA<br />

Medalha de Prata na Degustação<br />

às Cegas da Expocachaça<br />

Produzida com cana selecionada e destilada em<br />

alambique de cobre, com o mais rigoroso padrão de<br />

qualidade, a Cachaça Sagrada recebeu a Medalha<br />

de Prata na Categoria Armazenada em Madeiras Diversas<br />

(carvalho francês e amburana) na Degustação<br />

às Cegas da Expocachaça.<br />

Seu blend e elaborado na Fazenda Vale do Meio, na<br />

Zona Rural de Bom Jesus do Amparo, MG.<br />

Entre os destaques da linha da empresa está a Cachaça<br />

Sagrada Paraíba, que passa por armazenamento<br />

em tonéis de madeira de carvalho francês e<br />

amburana.<br />

Mais informações: www.cachacasagrada.com.br .<br />

22


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

23


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA GRACIOSA<br />

5 ESTRELAS<br />

Prata na Degustação às Cegas da Expocachaça <strong>2018</strong><br />

O mercado já reconhece: “por trás de uma grande<br />

cachaça, há sempre uma grande estória; uma estória<br />

de afeto, amor pelo que faz e a arte de fazer<br />

bem feito”.<br />

O Norte de Minas é conhecido mundialmente pela<br />

qualidade na produção de cachaça. Desde 1953<br />

a Fazendinha do Alfredo produz uma cachaça artesanal,<br />

que está agora há várias gerações. Faz<br />

parte desse processo a escolha da cana certa, do<br />

solo apropriado e um rigoroso critério de produção<br />

que começa desde o plantio, corte, moagem e<br />

fermentação equilibrada. E o resultado é um produto<br />

de alto padrão de qualidade e sabor único.<br />

A Graciosa é uma bebida fina, versátil; apreciada do boteco<br />

aos ambientes mais sofisticados, conquistando paladares<br />

refinados e consumidores exigentes.<br />

Medalha de Prata no ano passado na Expocachaça, a Graciosa<br />

Cinco Estrelas passa por armazenamento de 5 anos<br />

em barris de carvalho francês. Também com Medalha de<br />

Prata no ano passado, a Graciosa Tradicional é uma cachaça<br />

suave, que combina muito bem o sabor proveniente<br />

da cana com o aroma da madeira. Ela passa por dois anos<br />

de envelhecimento em dornas de umburana. É produzida<br />

com cana sem agrotóxicos e destilada em alambique de<br />

cobre.<br />

Outras informações: www.cachacagraciosa.com.br .<br />

24


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

25


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA DOM CABRAL<br />

Ouro Duplo no Concurso Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong><br />

No ano passado, a Cachaça Dom Cabral recebeu<br />

a medalha Grande Ouro (equivalente a dois ouros)<br />

no Concurso Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil.<br />

As Cachaças Dom Cabral são produzidas no histórico<br />

ditrito de São Gonçalo do Bação em Itabirito<br />

- MG, de forma artesanal e passa por um rigoroso<br />

e sofisticado processo de acompanhamento técnico<br />

para garantir que você tenha em sua mesa a<br />

autêntica e pura cachaça mineira.<br />

A Cachaça Dom Cabral Ouro é armazenada em barris<br />

de Carvalho Francês por no mínimo 3 anos, produzindo<br />

assim uma linha de produtos Extra <strong>Premium</strong>.<br />

Um sabor inigualável com um perfume amadeirado irresistível.<br />

A Cachaça Dom Cabral Prata é armazenada em tonéis<br />

de aço por no mínimo 1 ano antes de ser envasada, portanto,<br />

uma das poucas cachaças brancas envelhecidas<br />

existentes no mercado.<br />

Informações no site: www.domcabralbrasil.com.br<br />

26


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

27


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

MAGOS DE<br />

MINAS PRATA<br />

Medalha de Prata na<br />

Categoria Brancas Puras na<br />

Expocachaça <strong>2018</strong><br />

Cristalina, a Magos de Minas Prata passa por dois<br />

anos descansando em tanques de inox hermeticamente<br />

fechados abaixo do nível do solo. Esta clausura<br />

traz o frescor e a leveza de um destilado forte<br />

mas deliciosamente agradável de se degustar, pois<br />

é o tradicional e autêntico destilado que conserva<br />

os aromas do frescor da cana recém-cortada, livre<br />

para ser apreciada na pura dose ou em infinitas<br />

combinações de blends, drinks e coquetéis.<br />

Harmoniza com pratos frugais, saladas, petiscos<br />

torrados, carnes assadas e fritas, cortes gordurosos,<br />

queijos magros frescos temperados ou muito<br />

curados.<br />

A empresa tem sede em Itaverava, MG.<br />

Mais informações: www.magosdeminas.com.br<br />

28


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

29


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CAFUNDÓ<br />

DA SERRA<br />

PRATA<br />

Medalha de Ouro no<br />

Concurso Mundial<br />

de Bruxelas <strong>Edição</strong><br />

Brasil <strong>2018</strong><br />

De Lauro Muller, SC, a Cafundó da<br />

Serra Prata é uma cachaça branca incolor<br />

que passa por descanso em dornas<br />

de inox após a destilação. Seu teor<br />

alcoólico é de 42%.<br />

É um produto especial e de alto rendimento<br />

para elaboração de drinques.<br />

Outras informações: www.cafundodaserra.com/<br />

e www.facebook.com/pg/<br />

cafundodaserra<br />

30


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

31


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

CALLIDA<br />

Medalha de Ouro na Degustação às<br />

Cegas da Expocachaça <strong>2018</strong><br />

Primeiro lugar, com Medalha de Ouro na Categoria Extra<br />

<strong>Premium</strong>, no maior concurso de degustação às cegas<br />

do destilado brasileiro, a Callida é uma sofisticada<br />

cachaça, muito equilibrada, produzida para atender<br />

aos mais exigentes paladares.<br />

Passa por armazenamento em carvalho, reconnhecida<br />

madeira nobre utilizada no envelhecimento de<br />

destilados de alta qualidade. Para maiores informações:<br />

www.cachacacallida.com.br .<br />

32


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

33


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

CAMBARISSÚ<br />

PREMIUM<br />

Medalha de Prata no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong><br />

Brasil <strong>2018</strong><br />

A Cambarissú <strong>Premium</strong> é produzida pela empresa<br />

Folhas de Oliva. É a única cachaça do mundo que<br />

passa por 4 anos de envelhecimento em barris de<br />

madeira de oliveira.<br />

As oliveiras são cultivadas no sítio Cambarissú em<br />

Bueno Brandão, sul de MG, a 1.650 metros de altitude,<br />

local que reúne as condições ideais para o<br />

cultivo da oliveira, o que garante uma madeira de<br />

excelente qualidade para a confecção dos tonéis. A<br />

cachaça, no entanto, é envelhecida pela empresa<br />

em Estiva Gerbi, SP.<br />

Curiosidade: a palavra “Cambarissú” era usada<br />

pelos índios tupis para identificar uma espécie<br />

de grande “tambor”, com parte enterrada no solo,<br />

contendo em seu interior certa porção de areia<br />

magnética e outros ingredientes. Ao percutir a película<br />

superficial ou couro desse instrumento, as<br />

mensagens eram transmitidas e captadas por outro<br />

aparelho idêntico a mais de 4 km de distância.<br />

Seria uma espécie de comunicação virtual antiga.<br />

“Queremos que essa comunicação virtual, da época<br />

dos tupis, chegue hoje até você com a seguinte<br />

mensagem: Cambarissú, uma das melhores cachaças<br />

do Brasil e a única no mundo envelhecida em<br />

tonéis de oliveira”, destaca porta-voz da empresa.<br />

Mais informações: https://folhasdeoliva.com.br .<br />

34


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

35


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA CAMPANARI<br />

2a Colocada na Categoria Extra <strong>Premium</strong> no Concurso Cachaça com Ciência<br />

A cachaça Campanari provém de<br />

uma tradição que começou em<br />

1932 com uma família advinda<br />

da Itália, e que colhe frutos até<br />

os dias de hoje. É com base nesse<br />

legado que Neno Campanari<br />

continua produzindo suas cachaças<br />

com métodos que combinam<br />

costumes tradicionais com<br />

o que tem de mais científico na<br />

produção de cachaças artesanais.<br />

É esse conjunto de fatores<br />

que garantem qualidades, aromas<br />

e sabores únicos a cada,<br />

destilação que ocorre em seu<br />

alambique de cobre.<br />

O mesmo cuidado e diferencias estão<br />

nas versões envelhecidas, contando<br />

hoje com envelhecimento em<br />

barricas de Carvalho Americano<br />

ou Francês, cada uma garantindo<br />

um buquê diferente no produto.<br />

Conquistando prêmios desde<br />

2004, essa edição especial agrada<br />

os paladares mais refinados, sejam<br />

eles brasileiros ou internacionais.<br />

No Alambique Campanari é possível<br />

encontrar licores, diversas cachaças,<br />

vinhos, grappa e até conhaque,<br />

todos produzidos artesanalmente.<br />

Entretanto, mesmo com essa coleção<br />

de produtos premiados, o que<br />

mais aparenta encantar a clientela<br />

é a simplicidade do lugar, sempre<br />

recebidos por Neno Campanari em<br />

pessoa, com seu chapéu de palha e<br />

suas botas de serviço. É nesse momento,<br />

através de uma boa prosa<br />

regada com uma boa cachaça e um<br />

queijo servido como degustação, que<br />

os clientes conseguem esquecer um<br />

pouco da agitação da cidade e se conectar<br />

com a natureza e sua beleza.<br />

Para saber mais sobre o Alambique<br />

Campanari acesse: www.cachacacampanari.com.br,<br />

facebook: /Cachaçacampanari<br />

e o instagram: @<br />

cachaça_campanari<br />

36


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

37


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

DOMINISTRO<br />

JEQUITIBÁ<br />

Medalha de Ouro no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong><br />

Brasil <strong>2018</strong><br />

A cachaça Doministro é outro destilado fino especial<br />

brasileiro produzido na região de Alexânia, em GO,<br />

no centro Oeste do País.<br />

A versão Doministro Prata Jequitibá, que passa um<br />

ano em dornas de jequitibá rosa recebeu no ano passado<br />

uma importante medalha: Ouro no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>2018</strong> – Etapa Brasil, concorrendo<br />

lado a lado com outros destilados brasileiros<br />

de todas as regiões.<br />

Já a Doministro Amburana recebeu a Medalha de<br />

Prata na Categoria Armazenada em Madeiras Brasileiras<br />

na Degustação às Cegas Expocachaça <strong>2018</strong>.<br />

Informações completas sobre a empresa podem ser<br />

obtidas no link: http://cachacadoministro.com.br/ .<br />

38


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

39


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

CANA DA<br />

TERRA<br />

Medalha de Ouro na Categoria<br />

Extra <strong>Premium</strong> no Concurso de<br />

Degustação às Cegas da<br />

Expocachaça<br />

De Alexânia, em GO, a Cachaça Cana Da Terra<br />

<strong>Premium</strong> passa por seis anos de envelhecimento<br />

em barris de carvalho.<br />

É elaborada apenas com o coração da destilação,<br />

por isso tem sabor marcante e agradável com aroma<br />

intenso e persistente. Por suas característica<br />

de um excelente destilado, recebeu a Medalha de<br />

Ouro no ano passado na ExpoCachaça.<br />

Outra versão da empresa também foi premiada no<br />

ano passado: Medalha de Prata na Categoria Brancas<br />

Puras na Degustação às Cegas Expocachaça.<br />

Outras informações: (61) 98169 2779 / (61) 99819<br />

2447 / (62) 99942 3598<br />

40


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

41


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

CAIALUA PRATA<br />

Medalha de Prata no<br />

Concurso Mundial de Bruxelas<br />

<strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong><br />

No Top 3 das avaliações de um dos maiores concursos<br />

nacionais da área de destilados, o Mundial<br />

de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil, organizado pelo memso<br />

responsável do famoso Spirits Selection, a Cachaça<br />

Caialua Prata recebeu a Medalha de Prata pela<br />

sua ótima avaliação com os jurados.<br />

Produzida em Goiás, na Fazenda Ibiporanga, esse<br />

destilado especial tem graduação alcoólica de 40%,<br />

sendo excepcional para elaboração de drinques. É<br />

fornecida em garrafas de 750 ml.<br />

Mais informações na página da empresa no Facebook<br />

e também o site www.caialua.com .<br />

42


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

43


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA LINDEN<br />

TATANKA<br />

Medalha de Prata no World Beer<br />

Awards (WBA)<br />

A Linden Tatanka segue o estilo Oat Meal Stout. É uma<br />

cerveja que tem como características notas de café, chocolate<br />

meio amargo, notas de avelã, uma maciez muito alta<br />

por causa da alta adição de aveia e que tende a ter uma<br />

certa cremosidade e dulçor do grão adicionado.<br />

Premiada, recebeu a medalha internacional de Prata no<br />

disputadíssimo World Beer Awards, que é considerado<br />

“Oscar Mundial da Cerveja”.<br />

Agora em <strong>2019</strong> a cervejaria, que tem sede em Treze Tílias,<br />

SC, completa 5 anos de existência. Recentemente recebeu<br />

mais duas premiações:<br />

- Cerveja Linden DVX: Medalha de Ouro no no Concurso<br />

Brasileiro de Cervejas do Festival de Blumenau;<br />

- Cerveja Linden Kramp: Medadalha de Prata no Concurso<br />

Brasileiro de Cervejas do Festival de Blumenau.<br />

Mais sobre a empresa no link: www.lindenbier.com.br .<br />

44


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

45


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

ORGÂNICA<br />

ABELHA<br />

Medalha de Prata no The<br />

Rum & Cachaça Masters<br />

A cachaça orgânica Abelha é um produto<br />

tipo exportação, um projeto anglo-brasileiro,<br />

produzida na Bahia, mas que tem sede e distribuição<br />

na Inglaterra.<br />

No ano passado a bebida, que provém de<br />

alambiques de Rio das Contas, na Chapada<br />

Diamantina, recebeu uma importante premiação<br />

para esse destilado brasileiro: faturou<br />

a Medalha de Prata no Reino Unido, no<br />

concurso The Rum & Cachaça Masters, do<br />

Reino Unido.<br />

A Abelha é um dos produtos da Fazenda<br />

Vaccaro, que também produz a Cachaça Serra<br />

das Almas, outro produto orgânico. Café<br />

gourmet e geleias de frutas nacionais como<br />

o umbu também estão na linha de produtos<br />

da empresa. Também de altíssima qualidade,<br />

a versão Serra das Almas Prata foi eleita<br />

melhor do Brasil pela <strong>Revista</strong> VIP em 2011.<br />

Aos interessados em uma visita, devido a<br />

grande demanda por visitação, desde 2006<br />

a empresa conta com um hotel fazenda em<br />

sua propriedade.<br />

Informações: www.serradasalmas.com.br/ e<br />

http://www.abelhacachaca.com/<br />

46


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

47


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

WIBA! BLEND DE<br />

CARVALHO 3 ANOS<br />

1o. Lugar no Ranking Go’Where Gastronomia de<br />

Cachaças, Ouro no Concurso Mundial de<br />

Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil, 1o Lugar no Concurso<br />

Cachaça com Ciência<br />

Com notas amadeiradas, baunilhadas e frutadas bem perceptíveis<br />

graças ao envelhecimento por mais de 3 anos, a Cachaça Wiba! Blend<br />

de Carvalho é uma cachaça premium excelente para degustação Fica<br />

irresistível com frutas secas como abacaxi desidratado, tâmaras,<br />

ameixas e damasco secos.<br />

Foram várias as premiações recebidas em <strong>2018</strong>, com destaque para<br />

o 1o. Lugar no Ranking Go’Where Gastronomia de Cachaças, alcançando<br />

93 pontos, Medalha Ouro no Concurso Mundial de Bruxelas<br />

<strong>Edição</strong> Brasil, e o 2o Lugar no Concurso Cachaça com Ciência da<br />

APTA2017.<br />

Outro rótulo da empresa também recebeu outras premiações em<br />

<strong>2018</strong>:<br />

- Wiba! Senses: 5o. Lugar (85 pontos) na Categoria Envelhecidas no<br />

Ranking Go’Where Gastronomia de Cachaças <strong>2018</strong>; Medalha de Prata<br />

no Concurso Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasileiro <strong>2018</strong> e 2a. Colocada<br />

- Categoria Extra <strong>Premium</strong> no Concurso Cachaça com Ciência.<br />

- Wiba! Blend de Carvalho: Medalha de Prata no Concurso Cachaça<br />

com Ciência <strong>2018</strong> da APTA.<br />

Conheça toda a linha em: https://cachacawiba.com.br .<br />

48


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

49


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

LEUVEN RED<br />

ALE KNIGHT<br />

Entre as top 3 do mundo<br />

no seu estilo<br />

Em meio a mais de 8 mil cervejas inscritas concorrentes,<br />

vindas de mais de 2.500 cervejarias, de<br />

66 países, a Leuven Red Ale Knight faturou no ano<br />

passado o terceiro lugar (Medalha de Bronze) no<br />

World Beer Cup, dos EUA, sagrando-se como única<br />

paulista a faturar uma medalha nesse evento que<br />

é considerado um dos mais importantes e maiores<br />

mundiais. Para se ter uma ideia, as cervejas foram<br />

avaliadas por quase jurados, de 33 países.<br />

A Leuven Red Ale Knight é uma cerveja de coloração<br />

rubi, que traz uma variedade de maltes de cevada na<br />

qual o aroma e sabor trazem a percepção de grãos,<br />

caramelo e também um leve toffee. Segue o estilo<br />

Irish Red Ale, tem teor alcoólico de 5,5% e 24 IBU.<br />

Harmonização: churrasco, carnes assadas, hambúrgueres<br />

e quiche de cebola caramelizada.<br />

A empresa faturou outras medalhas internacionais<br />

em <strong>2018</strong>:<br />

- Leuven Witbier The Witch: Medalha de Ouro no no<br />

World Beer Awards (WBA),<br />

- Leuven Sour: Medalha de Prata no World Beer<br />

Awards (WBA);<br />

- Leuven IPA Dragon: Medalha de Prata no World<br />

Beer Awards (WBA);<br />

- Leuven Golden Ale King: Medalha de Bronze no<br />

World Beer Awards (WBA);<br />

- Irish Red Ale Medalha de Bronze no World Beer<br />

Cup, dos EUA.<br />

Confira toda a linha em: www.cervejaleuven.com.br<br />

50


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

51


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

GUAAJA TIQUIRA CARVALHO<br />

Medalha de Ouro no Asia<br />

International Spirits<br />

Competition, de Hong Kong<br />

O ano de <strong>2018</strong> foi de consolidação deste outro<br />

destilado genuinamente brasileiro, a tiquira,<br />

elaborado a partir da mandioca, e muito bem<br />

representado na linha fina pela marca Guaaja<br />

Tiquira, da Tiquira Brasil, que recebeu diversas<br />

premiações, entre elas três internacionais<br />

no período avaliado. Segundo historiadores a<br />

tiquira é uma bebida mais antiga que a cachaça<br />

no País, já que é um destilado obtido<br />

a partir do cauimm um fermentado alcoólico<br />

preparado a partir da mandioca, que era consumido<br />

pelos índios em ritos cerimoniais.<br />

Outras premiações internacionais recebidas<br />

pela empresa em <strong>2018</strong>:<br />

- Guaaja Tiquira Tradicional: Medalha de<br />

Bronze no Asia International Spirits Competition<br />

- Guaaja Tiquira - Tiquira Brasil: eleita a<br />

“Destilaria do Ano” no Asia International Spirits<br />

Competition.<br />

- Guaaja Tiquira Amburana - Tiquira Brasil:<br />

Medalha de Prata no Spirits Selection <strong>2018</strong>,<br />

do Concours Mondial de Bruxelles.<br />

Conheça mais no site: www.guaajatiquira.com .<br />

52


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

53


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

GUAAJA<br />

TIQUIRA<br />

AMBURANA<br />

Ouro no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas<br />

<strong>Edição</strong> Brasil, Prata na<br />

Expocachaça<br />

A Guaaja Tiquira é produzida em<br />

Santo Amaro do Maranhão, no<br />

Nordeste do País. É um destilado<br />

especial, fino, obtido a partir da<br />

mandioca.<br />

A versão premiada passa por armazenamento<br />

em barris de amburana<br />

por mais de um ano, madeira<br />

típica brasileira que enriquece tanto<br />

no aroma quanto no sabor a bebida.<br />

Seu teor alcoólico é de 40%.<br />

No ano passado a bebida subiu no<br />

pódio nos dois maiores concursos<br />

nacionais de destilados: recebeu<br />

a Medalha de Ouro no Concurso<br />

Mundiald e Bruxelas Ediçao Brasil<br />

e também recebeu a Medalha de<br />

Prata no Concurso de Degustação<br />

às Cegas realizado na Expocachaça,<br />

maior evento mundial sobre<br />

destilados brasileiros.<br />

Mais informações: http://www.<br />

guaajatiquira.com .<br />

54


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

55


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

INDIAZINHA<br />

Três reconhecimentos<br />

nacionais em <strong>2018</strong><br />

Três rótulos da Indiazinha receberam premiações e<br />

reconhecimentos nacionais em <strong>2018</strong>:<br />

- Cachaça Indiazinha Flecha Branca: 3o. Lugar (71<br />

pontos) na Categoria Brancas do Ranking Go’Where<br />

Gastronomia de Cachaças;<br />

- Cachaça Indiazinha Flecha Rubi: 9o. Lugar (82<br />

pontos) na Categoria Envelhecidas do Ranking<br />

Go’Where Gastronomia de Cachaças;<br />

- Indiazinha Flecha de Ouro: 19a. na Colocada Categoria<br />

Ouro do Ranking Cúpula da Cachaça, que<br />

istou as 50 Melhores Cachaças do Brasil.<br />

A Indiazinha é produzida no município de Abaetetuba,<br />

no PA. o armazenamento se dá em tonéis de<br />

madeiras da região amazônica, além do tradicional<br />

uso dos tonéis de carvalho. A Destilaria de Cachaça<br />

da Amazônia, produtora da bebida, começou a ser<br />

construída em 2012, tendo sua primeira safra em<br />

2015 e seus primeiros produtos lançados no segundo<br />

semestre de 2017.<br />

Onde comprar o produto: www.amazoniaboreal.<br />

com.br/<br />

56


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

57


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

BRAGANTINA<br />

BROWN ALE<br />

1o. Lugar na “Taça<br />

Libertadores da América<br />

das Cervejas”<br />

Com sabor maltado, que remete a notas<br />

de pão tostado, toffee, avelã e café, a<br />

Cerveja Bragantina Brown Ale recebeu<br />

a Medalha de Ouro no South Beer Cup<br />

<strong>2018</strong>, considerado a Taça Libertadores<br />

das Cervejas, na Categoria Amber/<br />

Brownand Black Ale.<br />

De corpo médio baixo, com amargor<br />

moderado e notas herbais dos lúpulos<br />

ingleses, apresenta amargor de 26 IBU.<br />

O teor alcoólico é de 5,5%.<br />

Conheça a linha completa da empresa no<br />

site: www.cervejariabragantina.com.br .<br />

58


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

59


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

BEG GIN<br />

Medalha de Ouro na Bulgária, no<br />

Spirits Selection <strong>2018</strong><br />

Multipremiado, esse gim brasileiro recebeu a medalha<br />

dourada em Plovidiv, Bulgparia, no ano passado,<br />

na última edição do Spirits Selection, um dos<br />

maiores e mais prestigiados concursos mundiais<br />

de destilados, etapa global do Concours Mondial de<br />

Bruxelles. Participaram do concurso mais de 1.300<br />

amostras provindas de 50 países produtores.<br />

Também recebeu a Medalha de Prata no Medalha de<br />

Prata no Gin Masters <strong>2018</strong> do The Spirits Business<br />

- Global Spirits Master, que há dez anos premia os<br />

melhores gins do mundo. Nesse mesmo evento a<br />

Beg também levou a Medalha de Ouro como “Melhor<br />

Destilaria.<br />

Esse gim traz como botânicos a folha de pitangueira<br />

e flores do sabugueiro-do-Brasil. Cascas frescas de<br />

limão Taiti, mexerica, laranja Lima e capim santo<br />

também estão presentes além dos ingredientes tradicionais<br />

ingleses.<br />

Outras premiações <strong>2018</strong>:<br />

- New World Navy: Medalha de Ouro no The Gin Masters<br />

do The Spirits Business - Global Spirits Master.<br />

Em tempo, premiações <strong>2019</strong>:<br />

Beg Brazilian Boutique Dry Gin e também para o<br />

New World Navy Gin: Medalha de Prata em São<br />

Francisco, nos EUA, no San Francisco World Spirits<br />

Competition<br />

Mais informações: https://beggin.com.br/ .<br />

60


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

61


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

ALAMBIQUE<br />

BRASIL PRATA<br />

2o. Lugar de Sua Categoria no<br />

Mondial de Bruxelles e Prata no<br />

CWSA Best Value <strong>2019</strong><br />

Em <strong>2018</strong>, a cachaça Alambique Brasil Prata levou a<br />

Medalha de Prata em um dos concursos de destilados<br />

mais concorridos, o Spirits Selection, organizado pelo<br />

Concours Mondial de Bruxelles, da Bélgica, que reuniu<br />

mais de 50 paises produtores, com mais de 1.300<br />

rótulos concorrentes.<br />

Branca e tradicional, descansada em dornas de inox<br />

após a destilação, essa cachaça pode ser consumida<br />

pura ou utilizada no preparo de diversos drinques da<br />

coquetelaria mundial. A graduação alcoólica é 40%.<br />

A Cachaçaria Serra do Cadeado está localizada em Ortigueira,<br />

interior no Paraná, aos pés da Serra do Cadeado,<br />

um local de terras férteis, natureza preservada e<br />

águas límpidas.<br />

Em tempo: agora em <strong>2019</strong> a Alambique Brasil Prata<br />

comemorou mais uma Medalha Internacional, a Prata<br />

no CWSA Best Value, da China.<br />

Conheça a linha completa de produtos: www.cachacaalambiquebrasil.com.br<br />

.<br />

62


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

63


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

RIO SOL<br />

GRAN RESERVA<br />

ALICANTE<br />

BOUSCHET 2014<br />

1o Lugar em Meio a Concorrentes de<br />

18 Países!<br />

No ano passado, o Rio Sol Gran Reserva Alicante Bouschet<br />

2014 recebeu a Medalha de Ouro na 9a. edição do<br />

concurso internacional Brasil Wine Challenge, vencendo<br />

concorrentes de quase 20 outros países. Além disso, esse<br />

mesmo rótulo faturou outro Medalha de Ouro no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas - Etapa Brasil <strong>2018</strong>.<br />

Ess vinho, que passa por 9 meses em barrica carvalho<br />

francês, harmoniza muito bem com carnes vermelhas<br />

e preparações da gastronomia mediterrânea e oriental.<br />

Tinto, seco, tem teor alcoólico de 13% e na degustação<br />

lembra compotas de frutas vermelhas, com aroma de tabaco<br />

e especiarias.<br />

A empresa faturou outras medalhas internacionais em<br />

<strong>2018</strong>:<br />

- Rio Sol Gran Reserva Touriga Nacional 2014: Medalha<br />

de Ouro no Brazil Wine Challenge;<br />

- Rio Sol Reserva Tinto 2014: Medalha de Ouro no Brazil<br />

Wine Challenge.<br />

Informações e vendas: https://vinhosriosol.com.br/<br />

64


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

65


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

ALAMBIQUE<br />

BRASIL<br />

AMBURANA<br />

Medalha de Ouro no Concurso Mundial<br />

de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil e no<br />

CWSA Best Value <strong>2019</strong><br />

A Alambique Brasil Amburana é totalmente de<br />

tradição artesanal, com cuidados especiais desde<br />

plantio do canavial. Leva a assinatura de um<br />

dos maiores master blenders brasileiros, Armando<br />

Del Bianco.<br />

Seu processo de envelhecimento a deixa muito mais<br />

aromática e com muito mais sabor e por isso levou a<br />

Medalha de Ouro no Concurso Mundial de Bruxelas<br />

<strong>Edição</strong> Brasil e agora, em <strong>2019</strong>, mais uma premiação:<br />

Medalha de Ouro na China, no CWSA Best Value. Em<br />

2017, essa versão especial também recebeu a Medalha<br />

de Prata na Expocachaça 2017.<br />

Conheça mais sobre a linha completa de produtos:<br />

www.cachacaalambiquebrasil.com.br<br />

66


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

67


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

OURO 1 EDIÇÃO<br />

ESPECIAL<br />

1o Lugar na Categoria Extra <strong>Premium</strong> na<br />

Expocachaça <strong>2018</strong><br />

Além da Medalha de Prata Internacional no Spirits Selection<br />

do Concours Mondial de Bruxelles, da Bélgica, a Ouro 1 faturou<br />

a Medalha de Ouro no Concurso de Degustação às Cegas<br />

da Expocachaça, maior evento do País no gênero.<br />

Conheça os outros produtos da linha:<br />

– Ouro 1 Prata: cachaça branca, descansado em tonéis de<br />

inox, com aroma floral, levemente cítrico;<br />

– Ouro 1 Vida Boa (750 ml): bebida mista de mel, limão e a<br />

tradição da cachaça mineira;<br />

– Ouro Mineiro (600 ml): descansada em barris de umburana,<br />

tem um sabor que se tornou bem apreciado e reconhecido<br />

entre os consumidores.<br />

– Ouro 1 <strong>Edição</strong> Limitada (750 ml): envelhecida em barris de<br />

carvalho, tem um número único em cada garrafa.<br />

– Ouro 1 <strong>Edição</strong> <strong>Especial</strong> (750 ml): lançada em 2017, é uma<br />

cachaça com sabor e maciez diferenciados, tem aroma floral<br />

e abaunilhado que são característicos do tonéis de carvalho<br />

americano onde descansou.<br />

Informações: www.ouro1.com.br<br />

68


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

69


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

OURO 1<br />

2o Lugar no Spirits Selection, do<br />

Concours Mondial de Bruxelles<br />

Produzida em Papagaios no Estado de Minas Gerais, a Ouro<br />

1 é um destilado fino, de excelência, que traz a assinatura do<br />

Master Blender Hamilton Medeiros.<br />

A Ouro 1 recebeu no ano passado a Medalha de Prata no<br />

Spirits Selection, concurso mundial de destilados, realizado<br />

em Plovidiv, na Bulgária. Traz aroma floral amadeirado, levemente<br />

“abaunilhado”, característico dos barris de carvalho<br />

onde a bebida descansou após a destilação. No paladar é leve<br />

e macio conquistando os paladares mais exigentes.<br />

A qualidade dos produtos é certificada pelas várias medalhas<br />

recebidas em diversos concursos do qual a empresa participou<br />

nos últimos anos.<br />

Informações: www.ouro1.com.br<br />

70


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

71


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

MINNA MARIE<br />

LONDON DRY GIN<br />

Ouro Duplo na edição brasileira do<br />

Concurso Mundial de Bruxelas<br />

Produzido pela microdestilaria boutique Hof, de Serra Negra,<br />

SP, o Minna Marie London Dry Gin recebeu no ano passado a<br />

Medalha Gran Ouro (equivalente a Ouro Duplo) no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil.<br />

Esse gim nasceu após muito estudo e visita de seus produtores<br />

a algumas das marcas mais famosas, como o Monkey 47.<br />

Muito bem equilibrado em todos os botânicos (15 no total,<br />

além das bagas de zimbro e sementes de coentro) utilizados<br />

na receita, passa por destilação em alambique de cobre, tendo<br />

como destaque entre os ingredientes a água pura e cristalina<br />

da Serra da Mantiqueira. Com 44% de teor alcoólico, está<br />

disponível em embalagens de 750 ml e 375 ml.<br />

Outras premiações recebidas pela empresa em <strong>2018</strong>:<br />

- Curato Aguardente Composta com Café Arábica: Medalha<br />

de Ouro no Concurso Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil<br />

- Sortilégio: Medalha de Prata na Categoria Bebidas Mistas na<br />

Degustação às Cegas da Expocachaça;<br />

- Alma da Serra: Medalha de Prata na Categoria Armazenada<br />

em Carvalho Americano na Degustação às Cegas da Expocachaça;<br />

Conheça toda a linha em www.microdestilariahof.com.br.<br />

72


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

73


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

COMPANHEIRA<br />

EXTRA PREMIUM<br />

CARVAHO<br />

Premiada no mais renomado concurso<br />

mundial de destilados<br />

Medalhista de Ouro no Spirits Selecion <strong>2018</strong>, um dos<br />

maiores e mais prestigiados concursos mundiais de destilados,<br />

etapa global do Concours Mondial de Bruxelles,<br />

a Cachaça Companheira Extra <strong>Premium</strong> Carvalho, com<br />

notas suaves de baunilha. Passa por no mínimo 4 anos de<br />

envelhecimento em barril de carvalho, trazendo uma cor<br />

amarelo-dourado, límpida, com aroma adocicado, frutado<br />

(guaraná), e amadeirado (caramelo). Ao paladar, remete<br />

ao doce, como ameixa, com toques de baunilha. Na degustação,<br />

a sensação é muito agrável, bem aveludada.<br />

No Spirits Slection <strong>2018</strong> concorreram mais de 1.300<br />

amostras de destilados provindas de 50 países produtores,<br />

cujas bebidas passaram pela avaliação de 78 jurados<br />

especialistas, representando 26 nacionalidades.<br />

Conheça toda a linha em https://cachacacompanheira.<br />

com.br .<br />

74


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

75


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

COMPANHEIRA<br />

GATINHA<br />

Medalha de Ouro na Maior Degustação<br />

às Cegas do Brasil<br />

Lançamento <strong>2018</strong> da paranaense Companheira, a Gatinha<br />

traz um excepcional blend: cachaça armazenada em tonéis<br />

de Imburana por 2 anos, cachaça envelhecida 4 anos em<br />

barris de carvalho americano e europeu e cachaça descansada<br />

em tanque de inox por 1 ano pra equilibrar.<br />

De Jandaia do Sul, no PR, a Companheira está presente no<br />

mercado desde 1994. Três outros produtos da empresa tiveram<br />

premiações em concurso nacionais em <strong>2018</strong>:<br />

- Companheira Extra <strong>Premium</strong>: 3a Melhor Cachaça do Brasil<br />

na Categoria segundo o III Ranking Cúpula da Cachaça;<br />

- Companheira Extra <strong>Premium</strong> Envelhecida 8 anos em Barril<br />

de Carvalho: Medalha Grande Ouro no Concurso Mundial de<br />

Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong>;<br />

- Companheira Armazenada em Tonel de Imburana: Medalha<br />

de Prata no Concurso Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong><br />

Brasil <strong>2018</strong>.<br />

Conheça toda a linha em www.cachacacompanheira.com.br<br />

.<br />

76


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

77


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

AMAZÔNIA<br />

BRAZILIAN BEER<br />

Medalha de Ouro na Bélgica, no “Oscar<br />

Mundial da Cerveja”<br />

Produzida pela cervejara paulista Germânia, uma das pioneiras<br />

em cervejas especiais, no mercado desde 1991, a<br />

Amazônia recebeu no ano passado a Medalha de Ouro no<br />

World Beer Awards, prêmio global que seleciona os melhores<br />

rótulos nos principais estilos de cerveja reconhecidos internacionalmente,<br />

com avaliação em etapas regionais e etapa<br />

mundial. Apenas para se ter ideia, em <strong>2018</strong> foram mais<br />

de 2.300 cervejas inscritas ao todo, provindas de mais de<br />

500 cervejarias, de cerca 50 países, que passaram pelo crivo<br />

de mais 100 jurados.<br />

Lançada em 1993, a Amazônia é uma Puro Malte Lager exportada<br />

para vários países. Na receita, uma combinação de<br />

maltes especiais e ingredientes rigorosamente selecionados,<br />

que dá a ela uma coloração ouro-velho e amargor mais acentuado.<br />

Acompanha muito bem salames defumados, presunto<br />

cru, queijos brie, emmental, gouda e camembert, além<br />

de peixes, moquecas, lula e camarões. Tem amargor baixo,<br />

apenas 20 IBU e teor alcoólico de 5%.<br />

Conheça mais sobre a empresa e saiba como adquirir os produtos<br />

no site: www.cervejariagermania.com.br .<br />

78


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

79


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA COFFEE<br />

& PANCAKE<br />

BRUNCH STOUT<br />

2º Lugar na “Taça Libertadores da<br />

América das Cervejas” em <strong>2018</strong><br />

Produzida pela cervejaria cearense 5 Elementos, essa<br />

cerveja recebeu a Medalha de Prata na oitava edição do<br />

South Beer Cup, evento considerado a “Taça Libertadores<br />

das Cervejas Artesanais e Especiais” e que conta<br />

anulamente com mais de mil rótulos inscritos para<br />

avaliação em um concurso, baseado pelas normas da<br />

Brewers Association, com cervejarias de países como o<br />

Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Paraguai,<br />

Peru e Uruguai. São também mais de 60 jurados de<br />

diversas partes do mundo.<br />

A Coffee & Pancake Brunch Stout busca reproduzir<br />

e trazer as mesmas sensações do típico brunch americano.<br />

Faz parte de uma linha especial de Imperial<br />

Stouts, adicionadas de lactose, xarope de maple, café e<br />

outros ingredientes extras especialmente selecionado.<br />

Muito cremosa, em teor alcoólico de 12%, e harmoniza<br />

muito bem com queijos e chocolates. A empresa realiza<br />

frequentes eventos de degustação em seu taproom da<br />

fábrica. Mais informações:<br />

www.5elementoscervejaria.com.br<br />

Outras premiações de <strong>2018</strong>:<br />

- Cerveja Abyssal Coffee Edition: Medalha de Bronze<br />

no South Beer Cup;<br />

- Cerveja Abyssal Coconut Edition: Medalha de Bronze<br />

no South Beer Cup.<br />

80


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA BIER<br />

HOFF PILSNER<br />

2o Lugar de sua Categoria<br />

no Continente!<br />

No ano passado, a Pilsner da curitibana<br />

Bier Hoff faturou a Medalha de Prata na<br />

Copa Cervezas de America, concurso internacional<br />

no qual concorreram em <strong>2018</strong><br />

quase 1.700 cervejas de todo o continente<br />

americano, avaliadas em uma degustação<br />

às cegas dos jurados, durante três dias.<br />

Com um rico aroma floral, essa cerveja<br />

apresenta um ótimo equilíbrio entre o<br />

sabor herbáceo e seco do lúpulo, com a<br />

maciez e a doçura do malte. Refrescante<br />

e de personalidade marcante, apresenta<br />

amargor de 40 IBU, teor alcoólico de 5% e<br />

harmoniza muito bem com pratos à base<br />

de anchovas, bacalhau e salmão, além de<br />

queijos maturados e salames.<br />

Outras premiações internacionais da empresa<br />

em <strong>2018</strong>:<br />

- Cerveja Nigra: Medalha de Bronze no<br />

South Beer Cup;<br />

- Cerveja Jerimoon Pumpkin Ale: Medalha<br />

de Bronze na Copa Cervezas de America.<br />

Informações: http://www.bierhoff.com.br<br />

81


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

BIERBAUM DUNKEL<br />

Considerada a “Reveleção das Américas”<br />

na Bélgica e Medalha de Prata na “Taça<br />

Libertadores das Cervejas”<br />

Fundada em 2004, a Bierbaum tem sede em Treze Tílias, em<br />

SC, e aposta em formulações únicas e exclusivas, elaboradas<br />

com a mais pura água, produzidas exclusivamente com<br />

malte de cevada, e os lúpulos e levedura (fermento) oriundos<br />

da Áustria e Alemanha.<br />

A cerveja Bierbaum Dunkel recebeu no ano passado o título<br />

de “Revelação das Américas” no Concurso Brüssels<br />

Beer Challenge, da Bélgica. Além disso, ficou em segundo<br />

lugar no disputadissimo South Beer Cup, que é considerada<br />

a Copa Libertadores das cervejas especiais. Cerveja 100%<br />

malte, escura, de baixa fermentação e médio teor alcoólico,<br />

com boa formação de creme, no paladar remete a sabores<br />

de caramelo suave, chocolate, tostado, toffee e café. Acompanha<br />

muito bem carne vermelha, queijo Gruyère, Gouda,<br />

Gorgonzola, Provolone e sobremesas à base de chocolate.<br />

Outras premiações internacionais <strong>2018</strong> da empresa:<br />

- Bierbaum Weizenbock: Medalha de Ouro no Brüssels Beer<br />

Challenge;<br />

- Bierbaum Doppelbock: Medalha de Prata na Copa Cervezas<br />

de America.<br />

Conheça toda a linha em www.bierbaum.com.br .<br />

82


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

83


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

1850 BARLEY<br />

WINE<br />

Medalha Dourada na Austrália<br />

Com 8% de teor alcoólico e 65 IBU, essa cerveja, que recebeu<br />

a Medalha de Ouro no Australian International Beer Awards<br />

<strong>2018</strong> (AIBA), foi criada para homenagear a cidade catarinense<br />

fundada exatamente em 1850. De cor marrom, traz no<br />

aroma e paladar toques de cacau e chocolate presentes no<br />

aroma, com destaque para o sabor de maltes tostados. Na<br />

harmoização, é excelente companhia com comidas gordurosas,<br />

carnes assadas, queijos amarelos e sobremesas. Realizado<br />

anualmente em Melbourne, na Austrália, o AIBA é dos<br />

maiores concursos cervejeiros do mundo, no qual concorrem<br />

mais de 2 mil rótulos de mais de 300 cervejarias de países<br />

como Brasil, Bélgica, Itália, Estados Unidos, Colômbia, México,<br />

Nova Zelândia, Tailândia e Austrália.<br />

A empresa também teve outra cerveja premiada no evento: a<br />

Catharina Sour Maracujá levou a Medalha de Bronze no<br />

Australian International Beer Awards. Levemente ácida e refrescante,<br />

traz no aroma com um perfume delicado de maracujá.<br />

Seu teor alcoólico é de apenas 4%.<br />

Conheça toda a linha em http://www.cervejablumenau.<br />

com.br .<br />

84


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

DOKTOR BRAU<br />

ENDORPHINA<br />

No topo da Categoria na<br />

América do Sul<br />

Vale destacar que a Doktor Bräu Edorphonine, além da<br />

Medalha de Ouro na Categoria Pale Ale no South Beer<br />

Cup, um dos maiores concursos do continente, levou<br />

também a medalha dourada no ano passado no Mondial<br />

de La Bière SP.<br />

Essa New England IPA, com 6,5% de teor alcoólico, é uma<br />

cerveja turva, densa e extremamente aromática. Traz um<br />

aroma cítrico, frutado, rementendo a abacaxi, maracujá e<br />

manga. Apresenta IBU 50 e acompanha muito bem pratos<br />

como hambúrgueres, batatas condimentadas, pizzas picantes,<br />

carne assada, patos ou pimentão recheado.<br />

Conheça toda a linha em https://www.facebook.com/pg/<br />

DoktorBrau/.<br />

85


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

EKÄUT HOP BEAT<br />

Prêmio na Bélgica como Melhor<br />

do Brasil na sua Categoria<br />

A pernambucana Ekäut foi um dos destaques brasileiros<br />

no “Oscar da Cerveja Mundial”, o World<br />

Beer Awards, tradicional concurso global que no<br />

ano passado recebeu a inscrição de mais de 2.300<br />

cervejas provindas de mais de 500 cervejarias, de<br />

cerca 50 países, que passaram pelo crivo de mais<br />

100 jurados.<br />

A Ekäut Hop Beat é uma cerveja criada para atender<br />

aos amantes do lúpulo. Essa NE IPA une uma<br />

“bomba” de lúpulos (Hop beat) e muita suculência,<br />

característica das Juicy/Hazy IPA. Com teor alcoólico<br />

de 6,5%, tem 62 IBU.<br />

Destaque: no ano passado a cervejaria inaugurou<br />

o ‘Ekaut Lab’, um espaço na Zona Sul do Recife<br />

na qual diversos rótulos podem ser degustados e<br />

tambe´m são ofereceidas experiências de harmonização<br />

e dicas sobre toda a linha e como melhor<br />

aproveitar em uma carta.<br />

Outras premiações internacionais recebidas em<br />

<strong>2018</strong>:<br />

- Ekäut IPA: Medalha de Prata no World Beer<br />

Awards (WBA);<br />

- Ekäut Coffee Stout: Medalha de Prata no<br />

World Beer Awards (WBA);<br />

- Ekäut Extra Stout: Medalha de Bronze no<br />

World Beer Awards (WBA).<br />

Conheça toda a linha em http://ekaut.com.br/ .<br />

86


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

GOUVEIA<br />

BRASIL 44<br />

“Reveleção <strong>2018</strong>” no Spirits Selection<br />

do Concours Mondial de Bruxelles<br />

em <strong>2018</strong> e Medalha de Prata nos<br />

EUA em <strong>2019</strong><br />

“Reveleção <strong>2018</strong>” no Spirits Selection do Concour Mondial<br />

de Bruxelles A Gouveia Brasil 44 recebeu no ano passado<br />

o título de “Revelation Spirits Selection”, na edição<br />

internacional do Concours Mondial de Bruxelles, um dos<br />

maiores da área, do qual concorrem destilados provindos<br />

de todos o continentes.<br />

Essa cachaça especial acaba de receber mais um prêmio:<br />

Medalha de Prata no San Franscisco World Spirits, dos<br />

EUA, em meio a mais de 3.000 destilados de 55 países.<br />

É uma cachaça única, de sabor intenso, bem encorpada.<br />

Após a destilação, ela passa por no mínimo 3 anos de envelhecimento<br />

3 anos em tonéis novos de carvalho americano.<br />

Muito suave, traz sabores bem frutados rementendo<br />

ao coco, banana e ameixa, combinados a reminiscências<br />

de menta. Seu teor alcoólico é de 44%.<br />

Vale destacar ainda que outro rótulo da empresa recebeu<br />

premiação internacional em <strong>2018</strong>: a Gouveia Brasil Porto<br />

do Vianna faturou a Medalha de Prata no San Francisco<br />

Wolrd Spirits Competition (SFWSC). E agora em <strong>2019</strong> esta<br />

mesma cachaça recebeu a Medalha de Bronze no mesmo<br />

evento. Informações: https://www.gouveiabrasil.com<br />

87


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA FAMIGERADA<br />

Terroir mineiro de<br />

qualidade<br />

Com sede em Mato Verde, no Norte<br />

de Minas Gerais, a Famigerada<br />

atualmente possui dois tipos de<br />

cachaças em sua linha: a Bruta<br />

(uma cachaça concebida para servir<br />

como base de alto padrão para<br />

coquetéis como a caipirinha), e a<br />

Mansa, que é envelhecida por dois<br />

anos em tonéis de jequitibá rosa.<br />

Ambas são produzidas a partir da<br />

cana Java, variedade autóctone da<br />

região da Serra Geral, que necessita<br />

de um cuidado maior durante o<br />

seu cultivo.<br />

O processo da destilação é feito pacientemente,<br />

sem pressa, para que<br />

o melhor líquido destilado brote<br />

aos poucos no alambique, utilizando<br />

na sua composição as águas<br />

cristalinas da Serra Geral. Com<br />

isso, a bebida atinge uma qualidade<br />

sensorial e gustativa que eleva a<br />

Famigerada ao nível das melhores<br />

cachaças premium.<br />

Conheça mais sobre a empresa no<br />

site: https://famigerada.com.br .<br />

88


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

89


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

TIÊ PRATA<br />

Entre as top três do ranking da Cúpula<br />

e da Go’Where Gastronomia, Bronze no<br />

Concurso Cachaça com Ciência<br />

Além de diversas medalhas em concursos internacionais em<br />

<strong>2018</strong> (em Berlim, na Austrália, nos EUA e na Inglaterra), a Tiê<br />

Prata ficou entre as três primeiras em de sua Categoria em<br />

três prestigiados concursos nacionais:<br />

- 2o. Lugar no Ranking Go’Where Gastronomia - Categoria<br />

Cachaças <strong>2018</strong><br />

- 3o. Lugar na Cetegoria Brancas no III Ranking Cúpula da<br />

Cachaça (Paladar-Estadão)<br />

- 3a. Colocada na Categoria Brancas no Concurso Cachaça<br />

com Ciência, da Unesp.<br />

A Tiê Prata não passa por envelhecimento, sendo armazenada<br />

em dornas de inox após a destilação. Límpida, incolor, de<br />

brilho intenso, extremamente adequada para ser<br />

consumida pura ou em coquetéis, tem sabores doce, ácido e<br />

umami, forte personalidade e graduação alcoólica de 42% vol.<br />

Combina perfeitamente com petiscos, caldos e frutos do mar.<br />

Informações e vendas: www.cachacatie.com.br<br />

90


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

TIÊ CANELINHA<br />

Medalhas nos EUA, na Austrália e em Hong Kong<br />

A Tiê Canelinha é um dos rótulos mais premiados internacionalmente<br />

da empresa em <strong>2018</strong>: rebeu a Medalha de Ouro no<br />

Asia International Spirits Competition, de Honk Kong, onde<br />

a Tiê recebeu também o título de “Produtora de Cachaça do<br />

Ano (Cachaca Producer of the Year)”; faturou a Medalha de<br />

Bronze no San Francisco World Spirits Competition (SFWSC),<br />

dos EUA, e também a Medalha de Bronze no Melbourne International<br />

Spirits Competition.<br />

Aguardente composta com especiarias, tem em sua receita de<br />

sucesso a versão Ouro da Cachaça Tiê, que passa 18 meses<br />

em barris de carvalho europeu. Descansa por 12 meses com<br />

infusão com pau canela nesses mesmos barris. A Tiê Canelinha<br />

possui uma coloração amarelo dourada. No aroma, ressalta<br />

o intenso da canela, especiarias e também gengibre.<br />

Outras premiações internacionais <strong>2018</strong>:<br />

- Tiê Prata: Medalha de Ouro na Austrália, no Melbourne International<br />

Spirits Competition; Medalha de Prata na Alemanha,<br />

no Berlin International Spirits Competition; Medalha de<br />

Bronze no San Francisco World Spirits Competition (SFWSC);<br />

Medalha de Bronze no International Spirits Chalenge, do Reino<br />

Unido.<br />

Informações e vendas: www.cachacatie.com.br<br />

91


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

SFERA MERLOT<br />

2013<br />

No topo do Brazil Wine Challenge<br />

O Arbugueri Sfera Merlot 2013 recebeu no ano passado<br />

a Medalha de Ouro em sua Categoria no concurso<br />

internacional Brazil Wine Challenge, do qual<br />

participaram vinhos provindos de mais de 18 países.<br />

Com aroma intenso, encorpado e com uma estrutura<br />

de perfeito equilíbrio, O Sfera Merlot remete a frutas<br />

como mirtilo, amora e framboesa, mas também<br />

no aroma café, chocolate, tabaco, nozes e pimenta<br />

negra. Sua coloração é roxo intenso. Pode ser harmonizado<br />

com carnes vermelhas, churrasco, costela<br />

suína, massa bolonhesa, ovelha e queijos leves.<br />

De Caxias do Sul, no RS, a Arbugeri tem uma tradição<br />

de mais de meio século na produção familiar e há<br />

quase 20 anos vem se dedicando a elaborar vinhos de<br />

uvas americanas com padrão elevado de qualidade.<br />

Mais informações: www.vinhoscristalle.com.br<br />

92


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

ARACURI<br />

CHARDONNAY<br />

2017<br />

Medalha de Ouro no<br />

Brazil Wine Challenge<br />

No ano passado o Aracuri Chardonnay recebeu ficou<br />

em primeiro lugar no Brazil Wine Challenge, competição<br />

internacional realizada pela Associação Brasileira<br />

de Enólogos (ABE), da qual participaram também<br />

concorreram rótulos de 18 países, entre eles Chile e<br />

Portugal. Ao todo foram mais de 600 amostras degustadas.<br />

Com teor alcoólico de 13%, o Aracuri Chardonnay<br />

tem parte do volume maturada em barrica de carvalho<br />

por 10 meses. No aroma, destacam-se as frutas<br />

tropicais com notas amanteigadas e de baunilha.<br />

É excelente acompanhamento para carnes brancas,<br />

frutos do mar, molhos amanteigados e lácteos e queijos<br />

leves.<br />

Informações e vendas diretas: www.aracuri.com.br<br />

93


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

BOSCATO<br />

CAVE PINOT<br />

NOIR 2016<br />

1o. Lugar na Categoria no Brazil<br />

Wine Challenge<br />

Acompanhando muito bem desde pizzas aos mais elaborados<br />

pratos delicados, com molhos de média intensidade,<br />

o Cave Boscato Pinot Noir recebeu a medalha de Ouro no<br />

ano passado no Brazil Wine Challenge. Tinto seco fino,<br />

100% varietal, esse vinho de cor vermelho-rubi tem no<br />

aroma uma composição frutas vermelhas frescas.<br />

A Boscato está localizada na Serra Gaúcha, no município<br />

de Nova Pádua, RS, a 165 Km de Porto Alegre e a 32 km<br />

de Caxias do Sul. Os vinhos da Boscato estão presentes<br />

em reconhecidos empreendimentos de alto padrão como<br />

as churrascarias Vento Aragano e Fogo de Chão, em SP; o<br />

Galpão Criolo, o Barranco e o Imperador, no RS; e hotéis<br />

como das bandeiras Intercity, no Resort Bourbon Cataratas<br />

no Bourbon Curitiba, entre outros.<br />

Outro vinho premiado em concurso internacinal em <strong>2018</strong>:<br />

- Boscato Cave Merlot 2014: Medalha de Ouro no Brazil<br />

Wine Challenge.<br />

Informações: http://www.boscato.com.br<br />

94


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

ESPUMANTE<br />

ZANOTTO<br />

MOSCATEL<br />

Medalhas de Ouro na França e na Argentina<br />

No ano passado a Vinícola Campestre, responsável pela marca<br />

Zanotto, teve diversos dos seus rótulos consagrados com premiações<br />

internacionais. o Espumante Zanotto Moscatel foi um dos<br />

destaques. Ele recebeu a Medalha de Ouro no concurso La Mujer<br />

Elige, da Argentina, e também a Medalha de Ouro no Lês Citadeles<br />

Du Vin, da França. É um espumante jovem, que traz a sensação<br />

de doçura, equilibrada por uma delicada acidez demonstrando<br />

frescor, de sabor com certa cremosidade.<br />

Outros vinhos com premiações em concursos internacionais em<br />

<strong>2018</strong>:<br />

- Espumante Zanotto Brut: Medalha de Ouro no Brazil Wine<br />

Challenge; Medalha de Prata no Effervescents du Monde; Medalha<br />

de Prata no La Mujer Elige, e Medalha de Prata no Lês Citadeles<br />

Du Vin;<br />

- Zanotto Cabernet Sauvignon 2015: Medalha de Ouro no La Mujer<br />

Elige;<br />

- Zanotto Gewürztraminer <strong>2018</strong>: Medalha de Ouro no La Mujer Elige<br />

- Zanotto Merlot 2015: Medalha de Ouro no La Mujer Elige;<br />

- Zanotto Rosé Merlot <strong>2018</strong>: Medalha de Ouro no La Mujer Elige<br />

- Zanotto Tannat 2017: Medalha de Ouro no La Mujer Elige;<br />

- Zanotto Chardonnay <strong>2018</strong>: Medalha de Prata no La Mujer Elige;<br />

- Zanotto Pinot Noir <strong>2018</strong>: Medalha de Prata no La Mujer Elige.<br />

Em tempo: Confira as premiações internacionais em <strong>2019</strong> já recebidas<br />

pela empresa:<br />

- Zanotto Cabernet Sauvignon: Medalha de Prata no Concurso<br />

Virtus, de Portugal;<br />

- Zanotto Chardonnay: Medalha de Prata no Concurso Virtus, de<br />

Portugal;<br />

- Zanotto Merlot: Medalha de Prata no Virtus, de Portugal;<br />

- Zanotto Rosé Merlot: Medalha de Prata no Concurso Virtus, de<br />

Portugal;<br />

- Espumante Zanotto Brut: Medalha de Prata no Bacchus, da Espanha.<br />

Informações e loja online no site: www.pergola.com.br .<br />

95


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

FAMÍLIA<br />

FARDO<br />

MALVASIA<br />

2017<br />

Medalha de Ouro no<br />

Brazil Wine Challenge<br />

Leve e refrescante, com boa intensidade<br />

de sabor, fácil de beber e<br />

com um final de boca que faz lembrar<br />

uma salada de frutas, o Casa<br />

Família Fardo Malvasia 2017 ficou<br />

em primeiro lugar em sua categoria<br />

no Brazil Wine Challenge <strong>2018</strong>,<br />

concurso que teve a participação<br />

de rótulos de quase 20 países.<br />

É um vinho bastante versátil que<br />

pode ser bebido sozinho ou acompanhando<br />

uma grande variedade<br />

de saladas e pratos à base de peixes<br />

e frutos do mar, massas e risotos<br />

com tempero suave. No aroma,<br />

remete a notas de frutas frescas<br />

como pera, pêssego, damasco e melão,<br />

aromas florais de rosas e flores<br />

silvestres. É um vinho branco que<br />

sabe evoluir bem com o tempo, desenvolvendo<br />

aromas interessantes<br />

de mel, nozes e amêndoas que lhe<br />

conferem um caráter especial.<br />

Saiba mais em: https://familiafardo.com.br<br />

.<br />

96


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

FAMÍLIA LEMOS<br />

DE ALMEIDA<br />

CHARDONNAY<br />

No topo do Ranking no Brasil e<br />

na França<br />

Acompanhando muito bem queijos, frutos do mar, carnes<br />

brancas e massas com molhos brancos, o Família Lemos<br />

de Almeida Chardonnay passa por 8 meses de envelhecimento<br />

em barrica de carvalho francês de primeiro uso.<br />

Possui bom volume e média estrutura, boa acidez de entrada,<br />

macio, equilibrado com final de boca leve e adocicado.<br />

Este rótulo recebeu a Medalha de de Prata no Chardonnay<br />

du Monde <strong>2018</strong>, da França, e a Medalha de Ouro<br />

no Brazil Wine Challenge.<br />

A vinícola Fazenda Santa Rita está localizada nos Campos<br />

de Cima da Serra, região com vocação natural para vinhos<br />

de qualidade. Aliando o melhor da tecnologia com o melhor<br />

da tradição, produz vinhos e espumantes de personalidade<br />

marcante e inspirados na alma criativa e desbravadora<br />

da cultura açoriana, origem da família Lemos de Almeida,<br />

idealizadora do projeto.<br />

Outras premiações em concursos internacionais em <strong>2018</strong>:<br />

- Fazenda Santa Rita Sauvignon Blanc 2017: Medalha de<br />

Bronze no Challenge International Du Vin;<br />

- Casa Portuguesa Espumante Brut Rosé 2017: Medalha<br />

de Ourono Brazil Wine Challenge.<br />

Mais informações: www.vinicolafazendasantarita.com.br .<br />

97


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

ALIANÇA<br />

MOSCATEL<br />

2017<br />

Medalha de Ouro na Espanha<br />

em <strong>2018</strong> e “Ouro Duplo” em <strong>2019</strong><br />

O Espumante Aliança Moscatel 2017 ficou no<br />

topo das avaliações em <strong>2018</strong> no Concurso Internacional<br />

de Vinos y Espirituosos (CINVE),<br />

realizado na Espanha. E mais: agora em <strong>2019</strong><br />

recebeu a Medalha Gran Cinve, que equivale a<br />

um “Ouro Duplo” e como “Destaque de Sua Categoria”<br />

na edição deste do evento<br />

Espumante elaborado com uvas aromáticas da<br />

variedade Moscato Giallo e Moscato Bianco, é<br />

extremamente aromático, remetendo a frutas<br />

cítricas e aromas de flores pequenas do campo.<br />

Na boca, sua doçura é equilibrada e pronunciada<br />

devido a uma leve acidez. Acompanha sobremesas,<br />

bolos, frutas, em especial morangos<br />

frescos e uvas, mousses, sorvetes e refeições<br />

leves. Outras premiações internacionais recebidas<br />

nos últimos 12 meses pela empresa:<br />

- Aliança Espumante Brut: Medalha de Prata<br />

no Concurso Bacchus, da Espanha.<br />

Mais informações: www.novaalianca.coop.br/ .<br />

98


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

LUNAR<br />

PERFETTO<br />

ESPUMANTE<br />

BRUT ROSÉ<br />

Medalhas de Ouro na Argentina e<br />

na França<br />

A Zanlorenzi tem sede em Campo Largo, no PR. seu espumante<br />

foi um dos destaques entre as premiações recebeidas<br />

por bebidas brasileiras no ano passado, faturando<br />

duas medalhas douradas, uma no 15º Concurso<br />

Internacional de los Mejores Vinos Espumosos Effervescents<br />

du Monde, que aconteceu em Dijon, na França; e<br />

outra no La Mujer Elige, tradicional concurso argentino.<br />

Elaborado com as variedades, é um Pinot Noir e Chardonnay,<br />

é um espumante fino e delicado, que harmoniza<br />

perfeitamente com canapés, queijos, peixes e crustáceos.<br />

Outras premiações internacionais recebidas pela empresa<br />

em <strong>2018</strong>:<br />

- Lunar Espumante Prosecco 2017: Medalha de Ouro<br />

no Challenge International Du Vin;<br />

- Lunar Perfetto Espumante Moscatel: Medalha de Ouro<br />

no La Mujer Elige.<br />

Mais informações: https://famigliazanlorenzi.com.br .<br />

99


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA ASHBY<br />

WEISS<br />

Considerada a Melhor de Sua<br />

Categoria nas Américas<br />

A Cerveja Ashby Weiss recebeu no ano passado o título<br />

de “Melhor German Wheat Beer” na Copa Cervezas de<br />

America, concurso no qual concorreram 1.685 cervejas no<br />

ano passado além de uma Medalha de Bronze no mesmo<br />

concurso.<br />

Levemente turva, com espuma cremosa e duradoura, a<br />

Ashby Weiss tem amargor suave e equilibrado. O aroma<br />

é bem característico de cravo e banana e o sabor remete a<br />

pão, porém bem carbonatado.<br />

De Amparo, no interior paulista, a Ashby é considerada a<br />

primeira microcervejaria do Brasil. Foi fundada em 1993<br />

inspirada nas cervejarias norte-americanas e europeias<br />

que se dedicavam à bebidas de alta qualidade.<br />

Mais informações: www.ashby.com.br .<br />

100


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA ANTONIO CARLIS<br />

Medalha de Ouro no “Oscar da Cerveja Mundial”<br />

<strong>Edição</strong> comemorativa, ultra-limitada<br />

e com garrafas numeradas<br />

uma a uma sempre apenas 1 vez<br />

por ano, no mês de abril, para celebrar<br />

o aniversário do Mussum,<br />

a Antônio Carlos recebeu a Medalha<br />

de Ouro no Medalha de Ouro<br />

World Beer Awards (WBA), da<br />

Bélgica.<br />

A versão <strong>2018</strong> premiada é uma<br />

Imperial Stout com nibs de cacau<br />

em sua receita e chips de carvalho<br />

de barris utilizados para envelhecer<br />

bourbon. Além de maltes especiais<br />

e aveia para maior cremosidade<br />

única.<br />

A Brassaria Ampolis também faturou<br />

outras medalhas no mesmo<br />

evento:<br />

- Cerveja Cacildis: Considerada a<br />

“Melhor do País na Categoria” no<br />

World Beer Awards (WBA);<br />

- Cerveja Forévis: Medalha de<br />

Bronze no World Beer Awards<br />

(WBA)<br />

- Cerveja Biritis: Medalha de Bronze<br />

no World Beer Awards (WBA)<br />

Outras informações: www.brassariaampolis.com.br<br />

.<br />

101


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

BLONDINE<br />

HORNY PIG<br />

Medalha na Austrália!<br />

Medalha de Bronze no Australian International Beer Awards,<br />

a Horny Pig é uma cerveja aromática e bem refrescante,<br />

uma Session IPA com baixo teor alcoólico (4,5%), mas<br />

com muito lúpulo americano. No aroma, remete a notas<br />

evidentes de maracujá e lichia, sabor intenso e amargor<br />

equilibrado (35 IBU).<br />

Acompanha muito bem pão de linguiça, queijo gorgonzola,<br />

hambúrguer, comida indiana, comida mexicana, pratos<br />

com bacon, pizza de calabresa e queijo grana padano.<br />

A Blondine tem sede em Itupeva, no interior paulista.<br />

Mais informações: www.blondine.com.br<br />

102


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA MARK<br />

THE SHADOW<br />

3o. Lugar no Mundial da Bélgica<br />

Medalha de Bronze no Brüssels Beer Challenge, a Mark<br />

The Shadow é uma cerveja que traz notas de café, toffee<br />

e chocolate. Essa oatmeal stout, com 6,5% e 46 IBU, tem<br />

também aveia na receita, que se faz presente através de<br />

sua textura aveludada e em uma espuma persistente. Foi<br />

desenvolvida em parceria com a Panzer Bier.<br />

A Bastards tem sede em Pinhais, no PR. No site da empresa<br />

há uma loja online para aquisição de toda a linha de<br />

produtos<br />

Mais informações: www.loja.bastards.com.br .<br />

103


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

CATARINA<br />

ÚNICA<br />

Ouro em um dos maiores<br />

concursos mundiais de destilados,<br />

realizado na Búlgaria<br />

No ano passado a Cachaça Catarina Única, produzida<br />

pela Destilaria Vitória, de Dracena, SP, recebeu<br />

a Medalha de Ouro no Spirits Selection, avaliação<br />

mundial de destilados organizado pelo Concours<br />

Mondial de Bruxelles, na Bélgica.<br />

A Cachaça Catarina é elaborada artesanalmente,<br />

sem quaisquer tipo de aditivos. Na sua produção,<br />

todas as canas selecionadas são trazidas do campo<br />

onde são moídas e higienicamente processadas,<br />

desde o preparo do caldo, passando pela fermentação<br />

até a destilação.<br />

Entre os destaques da linha está a Catarina Única<br />

Single Barrel, armazenada por dois anos em barris<br />

de carvalho americano de primeiro uso. Cada garrafa<br />

é envasada a partir de um único barril, não havendo<br />

misturas, o que proporciona uma experiência<br />

sensorial incrível e exclusiva.<br />

Essa cachaça também recebeu em <strong>2018</strong> a Medalha<br />

de Ouro (1a Colocada na Categoria <strong>Premium</strong> C o n -<br />

curso) no Concurso Cachaça com Ciência.<br />

Mais informações: www.cachacacatarina.com.br<br />

104


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

CATARINA<br />

BRANCA<br />

Medalha de Prata no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil<br />

Segundo lugar em um dos maiores concursos ocorridos<br />

no Brasil no ano passado e específicos sobre<br />

cachaça, a Catarina Branca, após a destilação, é<br />

descansada alguns meses em dornas de aço inox.<br />

Depois armazenada por ao menos um ano em dornas<br />

de amendoim do campo, uma madeira nacional<br />

que confere suavidade a cachaça que nenhuma<br />

outra madeira no mundo consegue proporcionar,<br />

deixando-a com suas características originais. Por<br />

isso é considerada a rainha das madeiras. É ideal<br />

para o preparo de caipirinhas, drinques ou mesmo<br />

ser bebida pura.<br />

A Destilaria Vitória nasceu em meados de 2006 com<br />

o firme propósito de fabricar cachaça da mais alta<br />

qualidade, utilizando o padrão mineiro de produção.<br />

Localizada em uma das mais tradicionais e<br />

antigas propriedades do município, hoje uma nova<br />

fronteira agrícola do ramo sucroalcoleiro.<br />

Informações: www.cachacacatarina.com.br<br />

105


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

SOLEDADE<br />

PAU-BRASIL<br />

Medalha de Ouro no mais<br />

importante concurso mundial<br />

de destilados<br />

Com sabor marcante para ser consumida preferencialmente<br />

pura, a Cachaça Soledade Pau-Brasil<br />

passa por envelhecimento em barris dessa madeira<br />

única brasileira, resultando em sabores e aromas<br />

profundos e marcantes. Na degustação fica uma<br />

duradoura sensação agradável. Deve preferencialmente<br />

ser degustada pura em taças apropriadas<br />

que propiciem uma experiência sensorial diferenciada.<br />

Realizado ano passado na Bulgária, o Spirits Selection<br />

registrou mais de 1.300 amostras de destilados<br />

concorrendo, provindas de 50 países produtores,<br />

cujas bebidas passaram pela avaliação de 78 provadores<br />

especialistas, representando 26 nacionalidades.<br />

A empresa faturou outras medalhas internacionais<br />

em <strong>2018</strong>:<br />

- Cachaça Soledade Bálsamo: Medalha de Ouro no<br />

Spirits Selection.<br />

- Cachaça Soledade Jequitibá: Medalha de Prata no<br />

San Francisco Wolrd Spirits Competition (SFWSC),<br />

dos EUA;<br />

- Cachaça Soledade Umburana Cachaça: Medalha<br />

de Prata no San Francisco Wolrd Spirits Competition<br />

(SFWSC);<br />

Informações: www.cachacafazendasoledade.com.br<br />

106


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

INDIAZINHA<br />

FLECHA DE<br />

OURO<br />

No top 3 da avaliação<br />

internacional<br />

Medalha de Prata no Spirits Selection <strong>2018</strong>, concurso<br />

mundial organizado pelo Mondial de Brxelles,<br />

da Bélgica, e que no ano passado recebeu mais de<br />

1.300 amostras de destilados de todos os continentes,<br />

a Indiazinha Flecha De Ouro é um blend de cachaças<br />

armazenadas em amburana e castanheira,<br />

por cerca de um ano e meio.<br />

Nesse mesmo evento, a Indiazinha Flecha De Prata<br />

também recebeu a Medalha de Prata, colocando a<br />

empresa como uma das reveleções na área de destilados<br />

brasileiros em <strong>2018</strong>.<br />

A Indiazinha é produzida no município de Abaetetuba,<br />

no PA e retoma uma tradição regional de mais<br />

de 200 anos de produção artesanal da bebida na<br />

região, unindo os avanços tecnológicos e pesquisas<br />

acadêmicas atuais. O master blender responsável,<br />

Omilton Quaresma, é engenheiro químico e mestrando<br />

em Engenharia de Processos na UFPA, realizando<br />

estudos avançados sobre o envelhecimento<br />

em madeiras nativas.<br />

Mais informações e como adquirir o produto: www.<br />

amazoniaboreal.com.br .<br />

107


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

BROTAS BEER<br />

DRY STOUT<br />

Duas medalhas internacionais<br />

em <strong>2018</strong><br />

No ano passado a Brotas Beer Dry Stout recebeu o tírulo<br />

de Melhor do País na Categoria World Beer Awards (WBA),<br />

considerado o “Oscar da Cerveja Mundial”. Além disso essa<br />

cerveja faturou a Medalha de Prata no Brüssels Beer Challenge,<br />

outro concurso onde concorrem cervejarias de todo<br />

o mundo.<br />

Com 4,5% de teor alcoólico, é uma clássica irlandesa, triplamente<br />

premiada, que harmoniza bem com ostras e frutos<br />

do mar levemente adocicados, além de pratos apimentados,<br />

carnes de caça, feijoada, embutidos e sobremesas com<br />

chocolate amargo.<br />

Outras premiações internacionais recebidas pea empresa<br />

em <strong>2018</strong>:<br />

- Brotas Beer Schwarzbier: considerada a “Melhor do País<br />

na Categoria” no World Beer Awards (WBA) e Medalha de<br />

Bronze no Brüssels Beer Challenge;<br />

- Brotas Beer APA: Medalha de Ouro no World Beer Awards<br />

(WBA);<br />

- Brotas Beer Abadia: Medalha de Prata no World Beer<br />

Awards (WBA);<br />

- Brotas Beer Pilsen: Medalha de Bronze no World Beer<br />

Awards (WBA).<br />

Conheça toda a linha em: www.brotasbeer.com.br<br />

108


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

ITUPEVA<br />

CARVALHO<br />

Medalha de Ouro no Concurso Mundial<br />

de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasileiro <strong>2018</strong><br />

A Cachaça Itupeva é produzida pelo Alambique JP no Sítio<br />

Serra do Japi, na própria cidade homenageada em seu<br />

nome, há pouco menos de 1 hora da capital paulista.<br />

A Itupeva Carvalho é uma cachaça tradicional envelhecida<br />

por dois anos em barris de carvalho europeu. Após o envelhecimento,<br />

é submetida a um processo de microfiltração,<br />

o qual confere um aspecto cristalino. Apresenta um aroma<br />

adocicado e amadeirado com um toques de cacau e baunilha.<br />

No paladar, apresenta acidez moderada e sabor amadeirado,<br />

pouco doce.<br />

Outro rótulo premidado da empresa em <strong>2018</strong> é a Cachaça<br />

Japi Carvalho Americano, que ficou em primeiro lugar na<br />

Categoria Envelhecidas no Concurso Cachaça com Ciência.<br />

Informções e vendas: http://www.sitioserradojapi.com.br .<br />

109


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

TELLURA PRATA<br />

Medalhas de Ouro em São Francisco,<br />

nos EUA, e na Bulgária<br />

E <strong>2018</strong>, a Cachaça Tellura recebeu três premiações internacionais,<br />

sendo duas delas com sua versão Prata: Medalhas<br />

de Ouro no San Francisco Wolrd Spirits Competition<br />

(SFWSC), um dos maiores concursos de destilados dos<br />

EUA, e Medalha de Prata no Spirits Selection, considerado<br />

o maior concurso mundial do gênero, organizado pelo Mondial<br />

de Bruxelles, da Bélgica.<br />

A Tellura é fabricada em Campos dos Goytacazes, RJ. Após<br />

a destilação, a Tellura Prata passa por descanso (armazenamento)<br />

de seis meses em dornas de inox, a fim de melhor<br />

equilibrar todas as suas características. Sua graduação alcoólica<br />

é de 40%.<br />

A outra premiação internacional recebida pela empresa ano<br />

passado é a Medalha de Prata no San Francisco World Spirits<br />

Competition (SFWSC) para sua Cachaça Tellura Jequitibá.<br />

Informações completas da linha: www.tellura.com.br .<br />

110


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

TELLURA<br />

AMBURANA<br />

Medalha de Prata na Degustação às<br />

Cegas da Expocachaça<br />

Lançamento há pouco mais de um ano, a Cachaça Tellura<br />

Amburana apresenta cor amarelo-ouro e intensa, aroma<br />

amadeirado com toque de canela e sabor levemente adocicado,<br />

com notas de baunilha. Harmoniza muito bem com<br />

pratos como feijoada e churrasco.<br />

Todos os produtos da linha provêm de um cana cujo corte<br />

é 100% manual com despalha, sem queima, sem arraste de<br />

sujidades e materiais grosseiros; mosto fermentativo totalmente<br />

natural, sem adição de produtos químicos.<br />

A Tellura faz parte da carta de empreendimentos como Fasano,<br />

Copacabana Palace, Hotel Santa Teresa, Academia<br />

da Cachaça, Garoa, Bagatelli, Lasei, Fogo de Chão, entre<br />

outros.<br />

Informações completas da linha: www.tellura.com.br .<br />

111


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

CAMPINAS<br />

FOSTEIRA<br />

AMBER ALE<br />

Medalha de Ouro no “Oscar da<br />

Cerveja Mundial”<br />

A edição <strong>2018</strong> do World Beer Awards, um dos maires concursos<br />

intercontinentais cervejeiros, reuniu nada menos<br />

que 2.300 cervejas inscritaso, provindas de mais de 500<br />

cervejarias, de cerca 50 países.<br />

E foi nesse disputado evento que a Campinas recebeu a<br />

Medalha de Ouro con seu rótulo Fosteira Amber Ale, uma<br />

cerveja que traz notas de caramelo muito presentes devido<br />

aos maltes ingleses com lúpulos americanos presentes,<br />

conferindo também aroma cítrico, mas sem sobrepor<br />

a presença de malte. Com 35 IBU e 5,3% de teor alcoólico,<br />

acompanha muito bem ratos como hamúguer, churrasco<br />

brasileiro, bife grelhado, cordeiro grelhado, frango assado<br />

e frango a passarinho.<br />

A empresa também levou outro Ouro no World Beer Awards,<br />

com a sua cerveja Forasteira Eldorado Punch IPA, além<br />

de uma Medalha de Bronze com a sua Andarilha Oatmeal<br />

Stout.<br />

Informações completas da linha: http://www.cervejariacampinas.com.br<br />

.<br />

112


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA FÜRST<br />

OKTOBERFEST<br />

2o. Lugar de Sua Categoria na “Taça<br />

Libertadores das Cervejas”<br />

No ano passado a Fürst Oktoberfest recebeu a Medalha de<br />

Prata no South Beer Cup, evento no qual participaram cerca<br />

de 1.500 cervejas, colocando lado a lado os principais<br />

produtores sulamericanos.<br />

Com 5,2% de twor alcoólico, essa cerveja apresenta amargor<br />

de 15 IBU. Segue o estilo Marzën, sendo bem refrescante.<br />

De coloração âmbar, tem intenso sabor adocicado<br />

do malte. o aroma também possui predominância do malte,<br />

com toques leves de lúpulo e caramelo.<br />

A Fürst Beer tem sede em Formiga, MG. No ano passado<br />

também faturou outra Medalha Internacional o Bronze<br />

com a sua Fürst Sir Loxley Red Ale, na Copa Cervezas de<br />

America.<br />

Informações: http://furstbier.com.br e no Facebook https://www.facebook.com/pg/FurstBier<br />

.<br />

113


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

SCHAF BIER<br />

PILSEN<br />

Medalha de Bronze no Brüssels<br />

Beer Challenge<br />

A Schaf Bier Pisen, que ano passado também recebeu a<br />

Medalha de Ouro na Copa Cerveja Brasil da Abracerva,<br />

subiu no pódio em um dos mais disputados concursos<br />

mundiais: recebeu a Medalha de Bronze no Brüssels Beer<br />

Challenge, realizado anualmente na Bélgica, do qual concorrem<br />

lado a lado cerca de 1.500 rótulos cervejeiros provindos<br />

de mais de 50 países.<br />

É uma cerveja do estilo Standard American Lager, puro<br />

malte, com teor alcoólico de 4,2%, cor amarela clara e espuma<br />

consistente. Produzido com maltes selecionados e<br />

lúpulos nobres alemães, apresenta aroma e sabor suaves.<br />

O amargor é de apenas 10 IBU.<br />

Informações: www.schafbier.com.br .<br />

114


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

LEOPOLDINA IPA<br />

Medalha de Ouro no World Beer<br />

Awards (WBA)<br />

No ano passado, a Cervejaria Leopoldina recebeu diversas<br />

medalhas em concursos internacionais.<br />

Entre os destaques está a sua Cerveja Leopoldina American<br />

Ipa, com teor alcoólico de 6,5%, que acompanha muito<br />

bem pratos mexicanos, indianos e japoneses, além de<br />

peixes, empanados, hambúrguer e queijo gorgonzola. O<br />

amargor é de 60 IBU.<br />

Essa cereveja recebeu a Medalha de Ouro no World Beer<br />

Awards, considerado o Oscar Mundial das Cervejas.<br />

Outras premiadas internacionalmente em <strong>2018</strong>:<br />

- Weissbier: Medalha de Prata no World Beer Awards<br />

(WBA);<br />

- Tripel: Melhor do País na Categoria no World Beer Awards<br />

(WBA);<br />

- Witbier: Medalha de Prata no World Beer Awards (WBA);<br />

- Session Pale Ale: Medalha de Prata no World Beer Awards<br />

(WBA);<br />

- Quadrupel: Medalha de Bronze no World Beer Awards<br />

(WBA);<br />

- Imperial Stout: Medalha de Prata na Copa Cervezas de<br />

America.<br />

Saiba mais sobre os produtos e como adquiri-los no site:<br />

https://loja.famigliavalduga.com.br .<br />

115


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

MEDALHA DE<br />

PRATA NA COPA<br />

CERVEZAS DE<br />

AMERICA<br />

Medalha de Prata na Copa Cervezas<br />

de America<br />

Competição que reúne cervejaria de todos os pontos do<br />

continente, a Copa Cervezas de America registrou no ano<br />

passado as inscrições de 1.685 cervejas, que foram avaliadas<br />

às cegas, durante três dias.<br />

Foi nesse evento que a Three Monkeys I’m Sour ficou e<br />

segundo lugar de sua categoria, recebendo a Medalha de<br />

Prata.<br />

Com 6,3% de teor alcoólico, essa cerveja apresenta 15 IBU<br />

e segue o estilo<br />

American Wild Ale. Azedinha, remetendo a um suco de<br />

frutas frescas, tem entre os ingredientespitaya e goiaba.<br />

A empresa também recebeu a Medalha de Bronze no evento<br />

com a sua I´m Fucking Sour.<br />

Informações na página da empresa no Facebook: https://<br />

www.facebook.com/pg/threemonkeysbeer . e no site<br />

http://www.threemonkeysbeer.com/ .<br />

116


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

AMÁZZONI GIN<br />

Considerado o Melhor do País segundo<br />

o World Gin Awards, de Londres , e<br />

Ouro Duplo em <strong>2019</strong> nos EUA<br />

No ano passado o Amázzoni recebeu duas premiações internacionais:<br />

Medalha de Bronze nos EUA, no San Francisco<br />

Wolrd Spirits Competition (SFWSC) e o título de<br />

“Melhor do País (Best Brazilian London Dry) no World Gin<br />

Awards”, realizado em Londres, na capital do Reino Unido.<br />

Produzido no interior do Rio de Janeiro, Aagora em <strong>2019</strong>,<br />

o Amázzoni está comemorando um Ouro Duplo no San<br />

Francis co Wolrd Spirits Competition (SFWSC), na Fazenda<br />

Cachoeira, situada próxima ao rio Paraíba, cerca de 130<br />

km da capital fluminense, esse dry gim leva 11 botânicos,<br />

sendo sete da Amazônia e um deles secreto. Estão presentes<br />

na receita cacau, castanha-do-pará, maxixe, cipó-<br />

-cravo, rainha do lago, louro, coentro, mexerica e aroeira<br />

(pimenta-rosa). A garrafa do Amázzoni é feita<br />

artesanalmente com vidro reciclado e lembra as de farmácia<br />

do século XVIII.<br />

Informações: http://www.amazzonigin.com .<br />

117


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

ANTÍDOTO<br />

BELGIAN DUBBEL<br />

Medalha de Prata na Austrália<br />

No ano passado a Antídoto, de Blumenau, SC, recebeu<br />

mais duas premiações internacionais. Uma delas foi para<br />

a sua cerveja Belgian Dubbel, que ficou com o segundo<br />

lugar de sua categoria no Australian International Beer<br />

Awards.<br />

De corpo médio e amargor moderado, no aroma e sabor remee<br />

a frutas secas tais como, ameixa e uva passa, além de<br />

leves nuances de caramelo e chocolate. Acompanha bem<br />

carnes vermelhas bem temperadas, porco, cordeiro e aves<br />

assada. A graduação alcoólica é de 7% e o amargor de 20<br />

IBU.<br />

No mesmo concurso no ano passado a Stout Cherry & Pepper<br />

recebeu a Medalha de Bronze.<br />

Mais informações sobre a empresa no Facebook https://<br />

www.facebook.com/pg/cervejariaantidoto e na página do<br />

Instagram https://www.instagram.com/cervejariaantidoto/<br />

.<br />

118


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA ANTUÉRPIA QUINTAL<br />

DE MEXERICA<br />

Prata na Copa Cervezas<br />

de America<br />

Segundo lugar de sua categoria em todo o Continente<br />

na avaliação realizada na Copa Cervezas<br />

de America a Quintal de Mexerica segue o estilo<br />

Catharina Sour, primeiro estilo brasileiro a ser reconhecido<br />

em um grande guia internacional. De<br />

alto drinkability e muita refrescância, tem teor<br />

alcoólico de 4,3% e apenas 6 de IBU. Harmoniza<br />

com ceviche de lagostim ou peito de peru, entre<br />

outros pratos.<br />

A Quintal também está disponível nas versões<br />

com jabutica ou com morango e hinisco.<br />

No ano passado a empresa ambém conquistou outras<br />

medalhas internacionais:<br />

- Nikkita Cherry Hickey: Medalha de Prata na<br />

Copa Cervezas de America;<br />

- Nikkita Hazelnut Stuck: Medalha de na Prata<br />

Copa Cervezas de America;<br />

- Vanilla Orgasm: Medalha de Prata na<br />

Copa Cervezas de America;<br />

- Kremlin Reserva II: Medalha de Bronze na Copa<br />

Cervezas de America.<br />

Conheça toda a linha no site: http://www.cervejariaantuerpia.com.br<br />

.<br />

119


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA BEM<br />

ME QUER OURO<br />

Medalha de Prata no mais concorrido<br />

mundial de destilado<br />

Envelhecida, armazenada por 36 (trinta e seis) meses em<br />

tonéis de Carvalho Francês e Bálsamo Brasileiro, a Cachaça<br />

Bem Me Quer Ouro tem um saborr frutado amadeirado,<br />

um floral exclusivo e marcante. Na degustação, sabor é<br />

rico, persistente e magnífico. Um blend de sabor e aroma<br />

inigualáveis dão toque especial a este produto 100% nacional.<br />

De Médio corpo, macio, excelente acidez, equilibrado, traz<br />

ao palato um toque sutil frutado e amadeirado. O teor alcoólico<br />

é de 39%.<br />

Essa cachaça faturou a Medalha de Prata no Spirits Selection,<br />

do Concours Mondial de Bruxelles, considerado o<br />

maior concurso mundial de destilado, do qual participaram<br />

no ano passado mais de 1.300 marcas concorrentes.<br />

Mais informações: http://cachacabemmequer.com.br .<br />

120


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

BIERLAND<br />

VIENNA<br />

Medalha de Prata no World Beer<br />

Awards (WBA)<br />

Medalha de Prata naquele que é considerada o<br />

“Oscar da Cerveja Mundial”, a Bierland Vienna é<br />

uma cerveja de personalidade, com sabor maltado,<br />

leve tostado e amargor assertivo. Suas características<br />

combinam muito bem com pratos à base de<br />

carnes vermelhas, especialmente quando assadas<br />

na brasa. O amargor é de 37 IBU e o teor alcoólico<br />

de 5,4%.<br />

A empresa recebeu outras premiações internacionais<br />

ano passado:<br />

- Bierland Witbier: Medalha de Bronze no South<br />

Beer Cup;<br />

- Bierland Strong: Medalha de Prata no South Beer<br />

Cup.<br />

Conheça a linha completa no site www.bierland.<br />

com.br .<br />

121


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

BLAUER BERG<br />

HEADSPACE<br />

Terceiro Lugar na Austrália<br />

No ano passado, a Blauer Berg Headspace, que segue o estilo<br />

Belgian Dark Strong Ale, recebeu a Medalha de Bronze<br />

no Australian International Beer Awards.<br />

Escura, complexa e muito forte, com uma deliciosa riqueza<br />

de maltes e sabor de frutas escuras e elementos condimentados,<br />

traz notas de uvas passas, ameixas, cerejas<br />

secas e especiarias. Cor marrom acobreado profundo. Sua<br />

espuma é densa, muito cremosa e persistente.<br />

Outra premiada internacionalmente da empresa em <strong>2018</strong><br />

é a Blauer Berg Blond, que também recebeu a Medalha de<br />

Bronze no Australian International Beer Awards.<br />

Informações completas da linha em: http://www.blauerberg.com.br<br />

.<br />

122


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

BÚZIOS<br />

FERRADURA<br />

Prata na Bélgica e Bronze na Austrália<br />

Em <strong>2018</strong> a Búzios Ferradura faturou mais duas medalhas<br />

para a cervejaria: Medalha de Prata no World Beer Awards<br />

(WBA), considerado o “Oscar da Cerveja Mundial” e Medalha<br />

de Bronze no Australian International Beer Awards, ou<br />

disputassímo concurso internacional.<br />

A Búzios Ferradura é uma belgian strong golden ale dourada<br />

e efervescente, com suave amargor e aroma de fruta.<br />

Ela harmoniza com risotos, queijos temperados e frutos<br />

do mar.<br />

Doi outros rótulos da empresa também receberam medalhas<br />

internacionais ano passado:<br />

- Cerveja Búzios Armação: Medalha de Bronze no World<br />

Beer Awards (WBA)<br />

- Cerveja Búzio Brigitte: Medalha de Prata no World Beer<br />

Awards (WBA) e Medalha de Bronze no Australian International<br />

Beer Awards.<br />

Informações: http://www.cervejariabuzios.com.br/<br />

123


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

EUPHORIA<br />

JUICE IPA<br />

Medalha de Ouro no WBA <strong>2018</strong><br />

Inspirada nas Northeast IPAs Americanas, a Euphoria<br />

leva malte de cevada, aveia, lúpulo e levedura<br />

em sua receita. Forte, de carbonatação média e corpo<br />

médio A alto, ela traz um excepcional aroma de<br />

frutas tropicais e uma sensação de boca aveludada.<br />

Com 7% de teor, tem amargor de 90 IBU.<br />

A empresa recebeu outras medalhas internacionaios<br />

no ano passado:<br />

- Mellon Collie IPA: Medalha de Prata na Copa Cervezas<br />

de America e Medalha de Bronzeno World<br />

Beer Awards (WBA);<br />

- Prata O Plomo: Medalha de Bronze na Copa Cervezas<br />

de America;<br />

- English Pale Ale: Considerada a Melhor do País de<br />

Sua Categoria no World Beer Awards (WBA);<br />

- Vintage Barley Wine: Medalha de Ouro no World<br />

Beer Awards (WBA);<br />

- Bourbon Mocha: Medalha de Bronze no World<br />

Beer Awards (WBA);<br />

- Pinã Colada: Medalha de Prata no World Beer<br />

Awards (WBA).<br />

Conheça mais sobre a empresa e a linha na página<br />

do Facebook: www.facebook.com/pg/cervejariacapapreta<br />

.<br />

124


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CASA GERALDO<br />

SHIRAZ<br />

Vinho Recomendado (Commended )<br />

no Decanter World Wine Awards, da<br />

Inglaterra<br />

No ano passado o Shiraz 2015 da vinícola mineira Casa<br />

Geraldo recebeu uma “Menção Honrosa (Recomendado -<br />

Commended) no Decanter World Wine Awards, realizado<br />

em Londres, na Inglaterra.<br />

Apenas para se ter ideia da importância da avaliação,<br />

participaram do concurso quase 16.903 amostras de<br />

vinhos, que foram avaliadas às cegas por 275 degustadores,<br />

incluindo muitos dos maiores especialistas do<br />

mundo.<br />

O Vinho Casa Geraldo Shiraz é um jovem varietal elaborado<br />

com uvas da casta. Possui aromas com notas de<br />

amora, ameixa preta e especiarias. Na boca é um vinho<br />

potente mas equilibrado, de taninos firmes e de caráter<br />

levemente mineral. Passa por amadurecimento de três<br />

meses em barricas de carvalho americano, deixando<br />

destacar ainda a lembrança de sua fruta.<br />

A empresa recebeu ainda duas outras premiações em<br />

concursos internacionais em <strong>2018</strong>:<br />

- Espumante Casa Geraldo Moscatel 2016: Medalha de<br />

Ouro no Brazil Wine Challenge;<br />

- Casa Geraldo Destilado de Uva 2013: Medalha de Ouro<br />

no Brazil Wine Challenge.<br />

Conheça toda a linha da empresa no site: http://www.<br />

casageraldo.com.br .<br />

125


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CASA<br />

VERRONE<br />

SPECIALES<br />

SYRAH<br />

Um brasileiro recomendado na<br />

Inglaterra<br />

No tradicional Decanter World Wine Awards, um os<br />

maiores concursos mundiais de vinhos, do qual participam<br />

anualmente mais de 15 mil amostras concorrente,<br />

a Casa verrone recebeu o título de “Recomendada (Commended)<br />

“, com seu vinho Casa Verrone Speciales Syrah.<br />

Elaborado com castas 100% Syrah, a partir de colheita<br />

realizada no inverno, esse vinho passa por 12 meses de<br />

carvalho francês. Com lágrimas rápidas e finas, traz um<br />

aroma que remete à caramelo, coco, frutas em compota,<br />

tostado, café e chocolate amargo. Na boca, um sabor<br />

muito equilibrado que harmoniza acidez, corpo e taninos<br />

finíssimos em uma grande explosão de sabores. Lembra<br />

compota de frutas vermelhas e tostado.<br />

Conheça toda a linha da empresa no site: https://www.<br />

casaverrone.com.br .<br />

126


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

DAORAVIDA {78}<br />

Melhor do País no World Beer<br />

Awards (WBA)<br />

Essa India Back Ale, a qual recentemente a empresa<br />

apresentou uma Coffee Edition, já havia faturado outras<br />

premiações como certificado de Excelência no Brussels<br />

Beer Challenge. No ano passado foi considerada a Melhor<br />

do País de Sua Categoria no World Beer Awards,<br />

concurso que é considerado o “Oscar da Cerveja Mundial”.<br />

Muito bem encorpada, traz sabores de torrefação, café e<br />

chocolate amargo, com final lupulado. Acompanha muito<br />

bem frutos do mar, sopas e caldo.<br />

A empresa recebeu outras premiações internacionaios<br />

em <strong>2018</strong>:<br />

- Dúvida: Medalha de Bronze no World Beer Awards<br />

(WBA);<br />

- {78} IPA: Medalha de Bronze no World Beer Awards<br />

(WBA);<br />

- Black Wine Rum: Medalha de Bronze no W o r l d<br />

Beer Awards (WBA).<br />

Mais informações nas páginas da empresa no Facebook<br />

e também no Instagram, além do site http://daoravida.<br />

com.br .<br />

127


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

WALFÄNGER<br />

DOPPEL BOCK<br />

Melhor do País no Oscar da<br />

Cerveja Mundial e Medalha<br />

de Ouro na Taça Libertadores<br />

das Cervejas<br />

Cerveja com forte gosto de malte e doçura leve, a<br />

Walfänger Doppel Bock recebeu duas importantes<br />

premiações internacionais em <strong>2018</strong>: foi considerada<br />

a Melhor do País na Categoria no World<br />

Beer Awards e também levou a Medalha de Ouro<br />

no South Beer Cup, além da Medalha de Bronze<br />

na Copa das Cervejas da América, no Chile.<br />

Com cor âmbar profundo, marrom, esta cerveja<br />

da família Lager é encorpada e bastante alcoólica,<br />

redonda e macia na boca. O lúpulo é<br />

bastante sutil, com traços quase imperceptíveis.<br />

Harmoniza com carnes e pratos mais fortes, trazendo<br />

mais complexidade ao conjunto, e seu teor<br />

alcoólico é de 7,9%.<br />

Outros dois rótulos da empresa também receberam<br />

premiações internacionais em <strong>2018</strong>:<br />

- Walfänger Altbier: considerada a Melhor do<br />

País na Categoria no World Beer Awards (WBA);<br />

- Walfänger Schwarzbier: Medalha de Bronzeno<br />

World Beer Awards (WBA).<br />

Informações completas da linha estão disponíveis<br />

no site: www.walfanger.com.br .<br />

128


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

COQUEIRO<br />

OURO<br />

2o. Lugar em Um dos |Maiores Concursos<br />

Mundiais de Destilados<br />

Em meio a mais de 1.300 destilados concorrentes, a<br />

Cachaça Coqueiro Ouro levou a Medalha de Prata no<br />

Spirits Selection, do Concours Mondial de Bruxelles em<br />

<strong>2018</strong>.<br />

A Coqueiro Ouro passa por envelhecimento em barris de<br />

carvalho por 3 anos. Devido ao estágio em madeira, responsável<br />

pelo corpo marcante, é apropriada para acompanhar<br />

pratos condimentados e suculentos. Em dias<br />

quentes pode ser apreciada com cubos de gelo, como um<br />

bom uísque.<br />

Legítima e tradiccional cachaça de Paraty, RJ, cuja produção<br />

remonta a 103, a Coqueiro é fabricada na Fazenda<br />

Cabral, no Engenho D’Água, a 7 quilômetros do Bairro<br />

Histórico da cidade.<br />

No ano passado a versão Ouro também recebeu a Medalha<br />

Grande Ouro no Concurso Mundial de Bruxelas<br />

<strong>Edição</strong> Brasil.<br />

Conheça a linha em: http://www.cachacacoqueiro.com.<br />

br .<br />

129


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

COQUEIRO<br />

PRATA<br />

Entre as 10 Melhores do Brasil!<br />

No ano passado, a Coqueiro Prata ficou em 9o. Lugar<br />

de sua Categoria na rigososa avaliação realizada pelo III<br />

Ranking Cúpula da Cachaça com apoio do Caderno Paladar,<br />

do Estadão.<br />

Descansada em tonéis de amendoim por 6 meses, essa<br />

cachaça tem graduação alcoólica de 44%. É própria<br />

para ara acompanhar petiscos com certa gordura, como<br />

torresmo e salame. Quando levemente resfriada torna-se<br />

mais leve e suave.<br />

Conheça toda a linha, com destaque para diferenres versões<br />

de licores, em http://www.cachacacoqueiro.com.br<br />

130


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CALZA<br />

CAPÍTULO IV 2014<br />

Medalha de Ouro no Brazil Wine Challenge<br />

Vinho complexo em boca com retrogosto persistente de especiarias Calza<br />

Capítulo IV 2014 da linha Ouro Negro, recebeu no ano passado a medalha<br />

dourada no no Brazil Wine Challenge, concurso do qual participaram<br />

mais de 600 rótulos concorrentes, de países como Argentina, Chile, Grécia,<br />

Portugal, Uruguai e Nova Zelândia, entre outros.<br />

Elegante e equilibrado, esse vinho possui cor intensa devido a presença<br />

da uva Alicante Bouchet. Passa por maturação em carvalho americano<br />

durante 13 meses. A empresa também faturou outra Medalha de Ouro<br />

no evento com seu espumante Calza Brut Nature 2014.<br />

Conheça a linha completa no site: http://www.vinicolacalza.com.br .<br />

ESPUMANTE<br />

COURMAYEUR<br />

RETRATO 2017<br />

Medalha de Ouro no Brazil Wine Challenge<br />

Obtido a partir vinhedo único e sob colheita manual, nas primeiras horas<br />

da manhã, o Courmayeur Retrato ficou em primeiro lugar, com Medalha de<br />

Ouro em sua Categoria no concurso Brazil Wine Challenge <strong>2018</strong>, do qual<br />

participaram mais de 611 amostras inscritas de 18 países.<br />

De aroma frutado, este espumante apresenta perlage intenso, fino e persistente.<br />

Harmonização: entradas, pratos mediterrâneos, pescados e petiscos.<br />

A empresa também recebeu outra Medalha de Ouro neste concurso internacional.<br />

Foi para seu Espumante Courmayeur Chardonnay Brut.<br />

Para saber mais da empresa e sua linha, acesse: http://www.courmayeur.<br />

com.br/ e https://www.facebook.com/pg/vinicolacourmayeur/ .<br />

131


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

COZALINDA<br />

PEDRAS DO<br />

ITAGUAÇU<br />

Medalha de Bronze no South Beer Cup<br />

Criada para lembrar o aroma e o sabor da belga Lambic,<br />

a receita é uma das principais do estilo Sour da empresa.<br />

Tal como a cerveja europeia, a Pedras do Itaguaçu<br />

também é servida sem gás.<br />

O nome é em homenagem às praias de Coqueiros, tradicional<br />

bairro de Florianópolis em que a marca nasceu.<br />

Essa cerveja também recebeu no ano passado a Medalha<br />

de Prata no Festival Brasileiro da Cerveja, em Blumenau,<br />

SC.<br />

Outras cervejas premiadas da empresa:<br />

- Praia do Meio: Medalha de Ouro no Concurso do Festival<br />

de Blumenau <strong>2018</strong>;<br />

- Praia da Saudade Sassafraz: Medalha de Ouro no Concurso<br />

do Festival de Blumenau <strong>2018</strong>;<br />

- Macacada – Wild Ale com Amora: Medalha de Prata no<br />

Concurso do Festival de Blumenau <strong>2018</strong>.<br />

Outras informações: /www.facebook.com/pg/cozalindafloripa/<br />

132


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

CROMA WAVES<br />

Medalha de Ouro na “Taça<br />

Libertadores das Cervejas”<br />

Lançada pela cervejaria em <strong>2018</strong>, a Croma Waves ocupou<br />

o lugar mais alto do pódio durante o South Beer<br />

Cup, conhecido como a “Taça Libertadores das Cervejas<br />

Especiais”, recebendo a Medalha de Ouro no evento.<br />

Essa Berliner Weisse, com 4,2% de teor alcoólico é apenas<br />

8 de IBU. Elaborada com a adição de goiaba e uva<br />

bordô, oferece alto drinkability e uma acidez na medida<br />

certa.<br />

Também no ano passado a empresa lanou uma vesão<br />

especial com Pitaya, bem leve e refrescante, com acidez<br />

equilibrada e mais intensa que a primeira. A goiaba e a<br />

uva bordô continuam como protagonistas de aroma e<br />

sabor e a pitaya entrou para dar um toque especial.<br />

A empresa também recebeu outra premiação em concurso<br />

internacional de <strong>2018</strong>: a Cerveja Croma Twinn recebeu<br />

a Medalha de Bronze na Copa Cervezas de America.<br />

Conheça a linha completa no Facebook, /cromabeer , e<br />

no Instagram /cromabeer .<br />

133


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

JUNGLE GIN<br />

Medalha de Ouro no Spirits<br />

Selection <strong>2018</strong> e Medalha de Bronze<br />

nos EUA em <strong>2019</strong><br />

O Jungle foi o primeiro gim brasileiro premiado<br />

internacionalmente com Medalha de Prata no Spirits<br />

Selection, isto ainda em 2017. No ano passado,<br />

ele faturou a Medalha de Ouro no mesmo concurso,<br />

um dos mais tradcionais e disputados em<br />

todo o mundo. E mais: esse gim também recebeu<br />

a Medalha de Ouro Duplo no Concurso Mundial<br />

de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong>.<br />

Em tempo: o Jungle acaba de conquistar mais<br />

uma medalha, um Bronze no San Franscisco<br />

World Spirits, dos EUA, em meio a mais de 3.000<br />

destilados de 55 países.<br />

o Jungle combina botânicos altamente selecionados<br />

às águas cristalinas de nascentes intocadas,<br />

nos tradicionais alambiques de cobre da região.<br />

É elaborado apenas em pequenos lotes e cada garrafa<br />

numerada pelas mãos de seus criadores.<br />

Conheça mais em https://www.junglegin.com.br<br />

134


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

VODCA<br />

KALVELAGE VIBE<br />

Medalha de Ouro em Hong Kong e<br />

Prata nos EUA em <strong>2019</strong><br />

No ano passado, a vodca premium Kalvelage Vibe, produzida<br />

pela Destilaria Kalmae, conquistou uma Medalha<br />

de Ouro na categoria Pure Vodka, somando o quinto<br />

prêmio da empresa catarinense. Dessa vez foi em Hong<br />

Kong, no Cathay Pacific Hong Kong International Wine<br />

and Spirit Competition.<br />

A Kalvelage Vibe tem alto grau de pureza alcançado graças<br />

às tecnologias e técnicas de produção desenvolvidas<br />

pela premiada destilaria.Sua produção utiliza cereais nacionais,<br />

águas de excelente qualidade, além de métodos<br />

e processos elaborados de filtragens e microfiltragens,<br />

conferindo-lhe uma qualidade premium de destaque em<br />

relação as outras vodkas importadas deste segmento.<br />

No ano passado, a empresa ambpem lançou o o Kalvelage<br />

London Dry Gin, que combina ervas aromáticas com<br />

a riqueza de sabores brasileiros; e também a Vodka Kalvelage<br />

OAK, que traz diferenciais extraídos do carvalho<br />

americano, com nuances dos antigos Bourbons, criando<br />

uma identidade única. Em tempo: a OAK acaba de receber<br />

uma premiação <strong>2019</strong>, Medalha de Prata nos EUA<br />

em meio a mais de 3.000 destilados de 55 países no San<br />

Francisco World Spirits.<br />

A versão tradiconal Kalvelage Vodka também faturou<br />

outra medalha internacional para empresa em <strong>2018</strong>:<br />

Medalha de Bronze no San Francisco Wolrd Spirits Com-<br />

135


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

VINHO PIZZATO<br />

1.3 SÉMILLON<br />

2017<br />

92 Pontos No Guia Descorchados <strong>2018</strong><br />

O Descorchados é um guia de referência de excelentes<br />

vinhos e espumantes da Argentina, Brasil, Chile e Uruguai,<br />

sendo considerado hoje a principal publicação do<br />

gênero na América do Sul, escrita pelo chileno Patricio<br />

Tapia. A edição <strong>2018</strong> do guia trouxe a avaliação de mais<br />

de mais 3 mil rótulos degustados.<br />

Entre os destaques, com 92 Pontos, considerada jáuma<br />

pontuação de excelência, está o Pizzato 1.3 Sémillon<br />

2017, da Vinícola Pizzato, de Bento Gonçaves, no RS.<br />

O Vinho Pizzato 1.3 Sémillon passa por amadurecimento<br />

em barris mistos de acácia (rubinia) e carvalho francês<br />

por tempo variável de acordo com a evolução do vinho.<br />

De alto frescor, nitidez e leveza, é elaborado em lotes limitados,<br />

com numeração das garrafas.<br />

A empresa recebeu outra recomendação internacional<br />

em <strong>2018</strong>: seu rótulo Pizzato Legno Chardonnay 2016 foi<br />

considerado o “Melhor Vinho Branco” no Guia de Vinícolas<br />

Le Winery Guide Brasil & Uruguai.<br />

Conheça toda a linha em http://pizzato.net/ .<br />

136


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

LOKI DRY<br />

GIN<br />

Medalha de Prata nos EUA<br />

Lançado em <strong>2018</strong>, o Loki Dry Gin ficou<br />

em segundo lugar de sua Categoria no<br />

San Francisco Wolrd Spirits Competition<br />

(SFWSC), tradicional concurso norte-americano<br />

do qual participaram no ano passado<br />

mais de 2.200 marcas inscritas de<br />

todos os continentes.<br />

Além dos botânicos tradicionais, como<br />

zimbro, sementes de coentro e cardamomo,<br />

o Loki combina influências das escolas<br />

Americana e Modern London para criar um<br />

perfil leve e refrescante. Traz ainda a infusão<br />

de folhas de manga e alfazema azul, resultando<br />

em um gim balanceado, levemente<br />

cítrico, com aroma e sabor únicos. Seu<br />

sabor orgânico e exótico o coloca no mesmo<br />

patamar de marcas consagradas, como<br />

The Botanist, Martin Miller’s, Plymouth e<br />

Citadelle.<br />

Mais informações: www.lokigin.com.br/<br />

137


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

AGUA MINERAL<br />

SFERRIÊ SEM<br />

GÁS<br />

1 Estrela no ITQi <strong>2018</strong><br />

A Água Mineral Sferriê Sem Gás reebeu no ano passado<br />

uma estrela no “Prêmio Sabor Superior”, realizado pelo<br />

Instituto Internacional de Sabor e Qualidade (ITQi), sigla<br />

em inglês), em Bruxelas, na Bélgica. Ela foi avaliada por<br />

um júri composto por mais de 100 prestigiados chefs e<br />

peritos em bebidas vindos de 15 das mais prestigiadas<br />

associações culinárias e da Associação da Sommelerie<br />

Internacional (ASI).<br />

A linha <strong>Premium</strong> da Sferriê traz uma água gua mineral<br />

naturalmente alcalina com pH 10 e 0,34mg/l de Vanádio.<br />

Extraída a 230 metros de profundidade do solo, a<br />

Água Mineral Sferriê vem da fonte Novo Sobradinho que<br />

encontra-se sob o Aquífero Guarani - uma das maiores<br />

reservas subterrâneas de água potável do planeta.<br />

Mais informações: https://www.sferrie.com.br .<br />

138


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

VINHO THERA<br />

CHARDONNAY<br />

LOTE 1<br />

Medalha de Ouro no<br />

Brazil Wine Challenge<br />

A Vinícola Thera desenvolveu uma linha exclusiva de vinhos<br />

que expressa o terroir da Serra Catarinense desde<br />

a primeira degustação.<br />

Entre os destaques está o Thera Chardonnay Lote 1, que<br />

recebeu a medalha dourada no Brazil Wine Challenge,<br />

em meio a mais de 600 amostras de 18 países concorrentes.<br />

De coloração amarelo palha, com reflexos dourados, esse<br />

vinho traz no olfato delicadas notas cítricas e minerais,<br />

acompanhadas de um leve toque amanteigado. No paladar,<br />

revela uma textura agradável, untuosa, equilibrada<br />

acidez que remete à região serrana, final longo e persistente.<br />

É excelente para peixes com maior percentual de<br />

gordura e molhos, além de peixes como salmão e outros<br />

frutos do mar como ostra - rica em ômega 3 - que constroem<br />

pratos mais intensos.<br />

Saiba mais em: http://www.vinicolathera.com.br .<br />

139


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA SANTUÁRIO<br />

DE MINAS GOLD<br />

Medalha de Prata nos EUA, no San Francisco World<br />

Spirits Competition (SFWSC)<br />

Posionada entre os melhores destilados do continente, a Cachaça Santuário<br />

de Minas Gold recebeu mais uma importante premiação em <strong>2018</strong>: Medalha<br />

de Prata no San Francisco World Spirits Competition (SFWSC), tradicional<br />

concurso mundial de destilados no qual o ano passado participaram mais<br />

de 2.400 rótulos concorrentes.<br />

A Santuário de Minas Gold é uma cachaça que passa por armazenamento<br />

em tonéis de carvalho, excelente para ser degustada pura ou on the rocks.<br />

Informações completas sore toda a linha: www.engenhoburiti.com.br .<br />

CERVEJA WEE HEAVY<br />

AU SYRAH<br />

Medalha de Bronze no Brüssels Beer Challenge<br />

Essa Wood Aged, envelhecida em barricas por 12 meses previamente utilizadas<br />

pelo vinho Syrah, também levou Medalha de Ouro no Festival Brasileiro<br />

da Cerveja (Blumenau) em <strong>2018</strong>.<br />

Com rico e profundo sabor de malte, ameixas desidratadas e outras frutas<br />

secas, traz no uma mescla de setes maltes e levedura escocesa que remetem<br />

a trufa, especiarias, ameixas e aromas vinílicos.<br />

Outra cerveja da empresa premiada internacionalmente em <strong>2018</strong> foi a<br />

Sour Punk (Wild), que recebeu o Certificado de Excelência (Certification Of<br />

Excellence) no Brüssels Beer Challenge.<br />

Onde adquirir os produtos e saber mais da linha: https://bodebrown.<br />

com.br .<br />

140


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

TROIA<br />

HELENA<br />

Medalha de Ouro no<br />

World Beer Awards<br />

Leve, de sabor refrescante e aroma<br />

cítrico, que confere uma leve nota<br />

de maracuja, a Troia Helena recebeu<br />

a medalha dourada no concurso<br />

que é considerado o “Oscar<br />

da Cerveja Mundial”, o World Beer<br />

Awards, realizado em Londres, no<br />

ano passado.<br />

A cervejaria tem sede em Tubarão,<br />

SC. A Helena é uma cerveja clara,<br />

do tipo Cream Ale. Apresenta 11 de<br />

IBU 11 e 5,6% de teor alcoólico.<br />

Mais informações na página da<br />

empresa no Facebook: /troiacervejasintensas<br />

.<br />

141


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

ADAGA<br />

CHARDONNAY<br />

2017<br />

Medalha de Ouro no Brazil Wine Challenge<br />

Elaborado apenas em safras generosas, o Cave de Pedra Adaga Chardonnay<br />

2017 passa por maturação de 6 meses em barricas de carvalho<br />

americano e armazenamento em caves. Em meio a 611 amostras<br />

provindas de 18 países, este vinho levou a 1a. colocação (Medalha de<br />

OUro) no Brazil Wine Challenge <strong>2018</strong>.<br />

O Adaga Chardonnay 2017 harmonização muito bem com aperitivos<br />

em geral, anchovas, sardinhas, peixes e carnes defumadas.<br />

Informações compleas da linha em http://www.cavedepedra.com.br .<br />

142


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

SARAVÁ<br />

Medalha de Prata na<br />

Copa Libertadores das Cervejas<br />

A Saravá, uma Imperial Stout sempre com ótimas<br />

versões sazonais, faturou o segundo lugar<br />

no ano passado no South Beer Cup, evento que é<br />

considerado a Taça Libertadores as Cervejas Artesanais.<br />

A versão <strong>2018</strong> teve a adição de chips de Amburana<br />

tostados e 10% de álcool. Com 70 IBU, ela tem<br />

coloração negra, com espuma marrom de boa formação<br />

e ótima estabilidade. No aroma, ela traz<br />

notas de coco queimado, cocada escura, chocolate,<br />

baunilha, caramelo, calda de pudim, melaço e<br />

frutas passas, como ameixa. No sabor, tem dulçor<br />

alto, equilibrado pelo amargor médio, persistente<br />

e proveniente de torra, repete as notas do<br />

aroma, acrescidas de madeira, proveniente dos<br />

chips de amburana, adicionados na maturação,<br />

e tem corpo alto. O retrogosto traz o aquecimento<br />

alcoólico, com dulçor residual, coco queimado,<br />

chocolate, baunilha e final amargo.<br />

Mais informações: http://www.cervejarianacional.com.br<br />

143


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA CRULS<br />

AMERICAN PALE ALE<br />

2o lugar da Categoria na Taça Libertadores<br />

das Cervejas em <strong>2018</strong><br />

A Cruls American Pale Ale, que segue o estilo tradicional americano,<br />

recebeu no ano passado a Medalha de Prata no Souh Beer Cup, ficaram<br />

assim no top 3 da América Latina em sua categoria.<br />

De cor dourada, traz como principal característica aromas e sabores<br />

resinosos e cítricos provenientes de lúpulos americanos e um equilíbrio<br />

na boca com notas maltadas de pão e biscoito.<br />

Acompanha petiscos diversos mais gordurosos como batatas, frituras<br />

e sanduíches, além de harmonizar com hambúrgueres menos gordurosos<br />

e de pão branco. O teor alcoólico é de 5% e o amargor de 34 IBU.<br />

Duas outras cervejas da empresa receberam medalhas em concursos<br />

internacionais em <strong>2018</strong>:<br />

- Belgian Blond Ale: Medalha de Bronze na Copa Cervezas de<br />

America;<br />

- Berliner Weisse Café: Medalha de Bronze na Copa Cervezas de<br />

America.<br />

Mais informações: www.crulscervejaria.com.br<br />

144


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA CEVADA<br />

PURA OATMEAL<br />

STOUT<br />

Melhor do País na sua Categoria World Beer<br />

Awards (WBA) e 3o Lugar no Continente<br />

A Cevada Pura, de Piraciba, SP, e que completa 10 anos agora em<br />

<strong>2019</strong>, teve diversas premiações internacionais no ano passado.<br />

Entre os destaques está a Cerveja Cevada Pura Oatmeal Stout, que<br />

foi considerada a Melhor do País na sua Categoria no Concurso,<br />

reconhecido como o “Oscar Mundial da Cerveja”. Além disso, essa<br />

mesma cerveja recebeu a Medalha de bronze na Copa Cervezas de<br />

America, competição da qual particiupam rótulos de todo o continente.<br />

Neste mesmo evento ela recebeu o título de “Melhor Dark<br />

British Beer”.<br />

A Cevada Pura Oatmeal Stout é uma cerveja preta com bela espuma<br />

bege, característica do estilo. Seu aroma é achocolatado, com notas<br />

de toffee logo de início. No paladar, referência ao café, porém a aveia<br />

utilizada proporciona cremosidade e ameniza o amargor dos maltes<br />

torrados. Possui aveia na composição, adjunto que quebra um pouco<br />

o amargor dos maltes torrados e atribui textura mais aveludada.<br />

Remete a um aroma de chocolate bem interessante. O teor alcoólico é<br />

de 5,9% e o amargor de 30 IBU. Harmonização: defumados bem passados,<br />

grelhados, ou sobremesas à base de chocolate.<br />

Outras premiações internacionais em <strong>2018</strong>:<br />

- Irish Red Ale: Medalha de Ouro no World Beer Awards (WBA);<br />

- American IPA: Medalha de Prata World Beer Awards (WBA) e Medalha<br />

de Prata na Copa Cervezas de America;<br />

- 2001 Medalha de Bronze no World Beer Awards (WBA);<br />

Mais informações: http://cevadapura.com.br<br />

145


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA RESERVE 8<br />

1o Lugar na Libertadores das Cervejas, Prata no<br />

World Beer Awards e no International Beer<br />

Challenge, Considera da Melhor de Sua<br />

Categoria no Continente Americano<br />

Foram muitas premiações internacionais recebidas pela Dama Bier em <strong>2018</strong>.<br />

Destaque para a Dama Bier Reserve 8, que acumulou diversas medalhas:<br />

- Medalha de Ouro no South Beer Cup;<br />

Medalha de Prata no World Beer Awards (WBA); Medalha de Prata no<br />

International Beer Challenge; Considerada a Melhor Wood Beer na Copa<br />

Cervezas de America e Medalha de Ouro no evento.<br />

Essa Russian Imperial Stout da empresa repousa em variadas barricas:<br />

carvalho, amburana, bálsamo e sassafrás. Traz notas amadeiradas, além<br />

de remeter a café, melaço e frutas escuras. Com teor alcoólico de 10,5%,<br />

apresenta 65 de IBU.<br />

Mais premiadas da cervejaria internacionalmente en <strong>2018</strong>:<br />

- IPA: Medalha de Bronze no World Beer Awards (WBA);<br />

- Eritrina: Considerada a Melhor do País na Categoria no World Beer<br />

Awards (WBA);<br />

- Weiss Medalha de Bronze no World Beer Awards (WBA);<br />

- American Lager: Medalha de Bronze no World Beer Awards (WBA) e no<br />

International Beer Challenge;<br />

- Dedaleiro: Melhor do País na Categoria no World Beer Awards (WBA) e<br />

Medalha de Bronze International Beer Challenge;<br />

- Pilsen: Considerada a Melhor Standard American Beer na Copa Cervezas<br />

de America<br />

Medalha de Ouro no Brüssels Beer Challenge, Medalha de Ouro no European<br />

Beer Star e Medalha de Prata no World Beer Awards (WBA);<br />

- Tupi: Melhor do País na Categoria no World Beer Awards (WBA) e Medalha<br />

de Prata no International Beer Challenge;<br />

- Stout: Medalha de Ouro no International Beer Challenge e Medalha de<br />

Prata no Brüssels Beer Challenge;<br />

Outras informações: http://www.damabier.com.br .<br />

146


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

ESPUMANTE<br />

DAL PIZZOL<br />

MOSCATEL<br />

Medalha de Ouro no Brazil<br />

Wine Challenge<br />

Em meio a mais de 600 outras amostras de quase 20 países,<br />

o Espumante Dal Pizzol Moscatel ficou em primeiro<br />

lugar na avalição realizada durante o Brazil Wine Challenge<br />

201.D<br />

De perlage persistente, borbulhas finas e intensas, aromas<br />

notadamente floral, lembrando flores brancas e um toque<br />

inconfundível de mel, esse espumante apresenta no paladar<br />

estrutura leve com excelente equilíbrio entre açúcar<br />

e acidez, constituindo um grande produto. É ótimo para<br />

acompanhar sobremesas, bolos comemorativos, frutas em<br />

especial morangos frescos e uvas, mousses e sorvetes, em<br />

ocasiões festivas, happy hours, etc.<br />

A empresa faturou outra Medalha de Ouro no mesmo<br />

evento com o Espumante Dal Pizzol Brut Tradicional.<br />

Informações sobre toda a linha: http://www.dalpizzol.<br />

com.br .<br />

147


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA DEBRON<br />

IMPERIAL<br />

STOUT CACAHUATL<br />

Medalha de Ouro no Australian International<br />

Beer Awards e considerada a Melhor do País<br />

e do Mundo na sua Categoria no World Beer<br />

Awards (WBA)<br />

Foram muitos os destaques da DeBron no ano passado, entre eles a<br />

DeBron Imperial Stout Cacahuatl que faturou três comendas internacionais:<br />

Medalha de Ouro na Australia, no Australian International<br />

Beer Awards, e o título de Melhor do País e também Melhor do Mundo<br />

na sua Categoria no World Beer Awards (WBA), evento que é considerado<br />

o Oscar da Cerveja Mundial.<br />

Cerveja escura, robusta e alcoólica, de sensação aveludada, a DeBron<br />

Imperial Stout possui aromas e sabores fortes vindos dos maltes torrados,<br />

notas de frutas secas e escuras, toffee, chocolate e café. Leva<br />

ainda na composição 5 tipos de maltes nobres, rapadura e amêndoas<br />

de cacau, o que a torna uma cerveja mais complexa e original. O teor<br />

alcoólico é de 9,6% e o amargor de 58 IBU.<br />

No ano passado a empresa também comemou outras premiações internacionais:<br />

- Ibis Beer: Medalha de Prata no World Beer Awards (WBA);<br />

- Vienna Lager: Medalha de Bronze no International Beer Challenge.<br />

Informações: http://www.debronbier.com.br .<br />

148


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

FORMOSA<br />

LITTLE BITCH<br />

Primeira Colocada na<br />

“Libertadores<br />

das Cervejas”<br />

Medalha de Ouro Internacional:<br />

essa foi mais uma das conquistas<br />

da cervejaria paranaense Formosa.<br />

Sua Little Bitch recebeu a premiação<br />

máxima na edição <strong>2018</strong> do<br />

South Beer Cup.<br />

Com um bom equilíbrio no amargor<br />

e bem aromática, essa lager<br />

da empresa apresenta 3,9% de<br />

teor alcoólico e 27 IBU. Em destaque<br />

suas notas florais, de frutas<br />

amarelas e características cítricas<br />

remetendo a tangerina à composição,<br />

tornando-a uma explosão de<br />

sabores frutados.<br />

Em tempo: a cervejaria acaba de<br />

receber uma Medalha de Bronze<br />

no segundo maior Concurso Brasileiro<br />

de Cervejas do Festival Blumenau,<br />

segundo maior do mundo.<br />

A premiação foi conquistada com a<br />

sua cerveja Formosa Meretriz.<br />

Mais informações: http://formosapub.com.br<br />

e nas páginas do<br />

Instagram e Facebook .<br />

149


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

DON AFFONSO<br />

DISTINTO MISTELA<br />

Medalha de Ouro Duplo no La Mujer Elige e<br />

Medalha de Ouro no Brazil Wine Challenge<br />

O Mistela Distinto Affonso Gasparin traz consigo um pouco da trajetória<br />

e do histórico da Vinícola Don Affonso e de seu fundador, que<br />

elaborava todos os anos um pequeno lote deste vinho que era destinado<br />

originalmente a ser doado e utilizado nas celebrações de missas<br />

da comunidade local.<br />

Com o passar dos anos este vinho passou a fazer parte da rotina das<br />

safras da Don Affonso; desde 1980 se elabora pequena quantidade<br />

deste vinho o que criou um certo histórico de diferentes safras. Na<br />

década dos anos 90 o então recém-formado enólogo André Gasperin<br />

observou potencial neste vinho e desenvolveu um sistema de envelhecimento<br />

inspirado nos vinhos de Jerez através do sistema de criadeiras<br />

e soleiras obtendo então um vinho licoroso típico e característico.<br />

o Distinto é um vinho elaborado de uvas Moscato Bianco, com amadurecimento<br />

mínimo de dois anos em barril madeira de grappia envelhecida,<br />

de grande potencial de guarda e limitado a pequenos lotes<br />

por safra, vinho de assinatura do enólogo e com envelhecimento em<br />

madeira local. O Distinto leva esse nome exatamente por ser um vinho<br />

diferenciado, onde os desafios de cortes e amadurecimentos são<br />

levados ao extremo proporcionando um produto único e desafiador.<br />

A empresa teve também outras premiações internacionais em <strong>2018</strong>:<br />

- Distinto Affonso Gasparin Gran Reserva Tinto 2012: Medalha de<br />

Ouro no Brazil Wine Challenge;<br />

- Don Affonso Espumante Prosecco Medalha de Ouro Brazil Wine<br />

Challenge.<br />

Informações e loja virtual no link: www.donaffonso.com.br/<br />

150


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

BREWPOINT<br />

DUNKEL<br />

Medalha de Prata na Copa Cervezas<br />

de America<br />

A Brewpoint Dunkel, segundo lugar na Copa Cervejas de<br />

America <strong>2018</strong>, que avaliou cervejas de todo o continente,<br />

é uma cerveja com leve sabor tostado, aroma sutil que remete<br />

ao chocolate e cor cobre acastanhado. Ela harmoniza<br />

muito bem com carne assada, gratinados e fondue.<br />

A empresa também outras medalhas internacionais o ano<br />

passado:<br />

- Brewpoint Lager: Medalha de Prata no South Beer Cup;<br />

- Brewpoint German Pilsner: Medalha de Bronze na Copa<br />

Cervezas de America.<br />

Conheça toda a linha em: www.cervejariabrewpoint.com.br<br />

151


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

DOS CARAS<br />

CALIFORNIA<br />

COMMON<br />

Melhor do País na Sua Categoria<br />

no “Oscar da Cerveja Mundial” e Medalha de<br />

Prata no South Beer Cup<br />

Considerada a “Melhor do Brasil” em sua categoria na avaliação realizada<br />

no World Beer Awards (WBA), um dos maiores e mais relevantes<br />

concursos mundiais de cervejas, a DosCaras California Common<br />

também levou uma Medalha de Prata no South Beer Cup, evento<br />

considerado a “Taça Libertadores” das cervejas artesanais.<br />

A California Common é considerada uma cerveja híbrida por ser fermentada<br />

com levedura Lager a uma temperatura mais elevada, o que<br />

lhe confere características comuns a uma Ale. Com teor alcoólico de<br />

5%, apresenta amargor de 40 IBU. Possui um leve sabor caramelado<br />

proveniente dos maltes e um amargor moderado em equilíbrio com<br />

o corpo médio de final seco. Os aromas do lúpulo remetem a notas<br />

mentoladas, madeira e pinho. Harmoniza muito bem com carnes vermelhas<br />

e embutidos.<br />

Mais informações: http://www.cervejadoscaras.com.br .<br />

152


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

VINHO DON<br />

GUERINO RESERVA<br />

TEROLDEGO<br />

Medalha de Ouro no Brazil Wine Challenge<br />

Seco, encorpado, o Don Guerino Reserva Teroldego é um vinho de<br />

grande personalidade, frutado, e com grande potencial de guarda.<br />

Vemelho, com toques violáceos, traz no aroma frutas vermelhas, chocolate<br />

e especiarias. Em boca apresenta boa intensidade e boa persistência,<br />

com retrogosto agradável.<br />

Outros três vinhos da empresa receberam também a Medalha de<br />

Ouro no Brazil Wine Challenge, onde concorreram com mais de 600<br />

outras amostras de quase 20 países:<br />

- Espumante Don Guerino Espumante Brut Rosé: Medalha de Ouro<br />

no Brazil Wine Challenge;<br />

- Vinho Don Guerino Reserva Merlot: Medalha de Ouro no Brazil<br />

Wine Challenge;<br />

- Vinho Don Guerino Reserva Tannat: Medalha de Ouro Brazil Wine<br />

Challenge.<br />

Informações: https://www.donguerino.com.br .<br />

153


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

SENTA A<br />

PÚA<br />

Medalha de Prata no Spirits<br />

Selection, em meio a mais de<br />

1.300 concorrentes<br />

No ano passado, em um dos maiores concursos<br />

mundiais sobre destilados, o Spirits<br />

Selection do Concours Mondial de<br />

bruxelles, do qual concorreram mais de<br />

1.300 amostras de bebidas provindas de<br />

50 países, a Cachaça Senta a Púa, produzida<br />

pelo Alambique Engenho da Cana, ficou<br />

em segundo lugar de sua Categoria,<br />

reebendo a Medalha de Prata.<br />

Essa cachaça é na verdade um blend de<br />

cachaças envelhecidas em barris de amburana<br />

com um leve toque de Carvalho<br />

Francês. Amarelada, tem aroma marcante,<br />

sabor adocicado efrutado, associado a<br />

baunilha e ameixa, o que permite o melhor<br />

buquê, rementendo ao sabor da cana fresca.<br />

Informações completas no site: www.cachacasentaapua.com.br<br />

.<br />

154


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

155


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA ABOUT<br />

BRAZIL PRATA<br />

Medalha de Ouro na China<br />

Produzida no famoso Engenho Buriti (versão Gold, envelhecida em Amburana),<br />

em Papagaio, MG, e também na Fazenda Vaccaro, em Rio da<br />

Conta, na Chapada Diamantina (versão Silver), a Cachaça About Brazil<br />

nasceu de um projeto de dois amigos: Elliot Aboutboul e Jean Salvador,<br />

ambos impulsionados pela desejo de levar o destilado brasileiro ao<br />

conhecimento e apreciação em todo o mundo.<br />

Medalhista de Ouro na China no ano passado, a About Brazil Prata é<br />

um destilado tipo exportação 100% brasileiro e de qualidade superior,<br />

produzido em uma fazenda sustentável. Sua alta qualidade e sabor<br />

redondo são obtidos através de um método de produção artesanal, produzido<br />

em pequenas quantidades.<br />

Conheça mais sobre a linha em http://aboutbrazil.com, http://www.<br />

engenhoburiti.com.br e http://www.serradasalmas.com.br.<br />

156


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

FORTUNA<br />

BRAUNS TROIKA<br />

BOURBON<br />

WOOD AGED<br />

Bronze na Taça Libertadores das<br />

Cervejas Especiais<br />

Em meio a concorrência recorde, com mais de 1.500<br />

cervejas inscritas e apenas 72 medalhas distribuídas,<br />

a Cerveja Fortuna Brauns Troika Bourbon Wood<br />

Aged ficou em terceiro lugar no disputado South<br />

Beer Cup do ano passado, evento que é considerado a<br />

“Taça Libertadores das Cervejas”.<br />

Produzida em parceria com a também paranaense<br />

Brauns Bier, essa cerveja tem teor alcoólico de 9% e<br />

passa por uma maturação de 12 meses em barris de<br />

rum. No estilo Russian Imperial Stout, tem ótimo corpo,<br />

é licorosa e traz notas de café, nozes, chocolate<br />

amargo e frutas secas, além de baunilha.<br />

Acompanhe mais sobre a empresa nas páginas do Facebook<br />

e Instagram e obtenha mais informações no<br />

site http://www.cervejariafortuna.com.br .<br />

157


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

ESPUMANTE ORUS<br />

EDIÇÃO ESPECIAL<br />

SILVIA 1972<br />

NATURE ROSÉ CLAIR<br />

Entre os Melhores da América do Sul<br />

Na edição <strong>2018</strong> do Descorchados, o principal e mais referencial<br />

guia de vinícolas sul-americanas, o Espumante Orus <strong>Edição</strong><br />

<strong>Especial</strong> Silvia 1972 foi considerado o melhor espumante brasileiro<br />

do ano.<br />

Com 30 meses de maturação em garrafa, este espumante é uma<br />

homenagem do enólogo Adolfo Lona à sua esposa de mesmo<br />

nome e ao de matrimonio do casal. É um espumante complexo<br />

de grandes qualidades visual, olfativa e gustativa, que faz par<br />

aos melhores do mundo.<br />

Acompanha muito bem pratos como ganso ensopado, linguado<br />

assado com batatas cozidas, feijão branco com toucinho, mariscos<br />

e espaguete em molho de lingüiça e creme de cebola (Spaghetti<br />

alla norcina), entre outros.<br />

Mais sobre a linha completa da empresa em: http://www.adolfolona.com.br<br />

.<br />

158


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

ESPUMANTE<br />

MUF’S ICE DEMI SEC<br />

ROSÉ<br />

Medalha de Ouro no Brazil Wine Challenge<br />

Concorrendo lado a lado com produtos vindos de outros 18 países, o<br />

Espumantes Muf’s Ice Demi Sec Rosé 2016 ficou em primeiro lugar<br />

na avaliação do Brazil Wine Challenge <strong>2018</strong>, evento organizado pela<br />

Associação Brasileira de Enologia (ABE).<br />

Elaborado a partir das variedades Malbec, Merlot e Chardonnay, é um<br />

espumante jovem, para ser tomado com gelo. Traz no aroma notas de<br />

frutas vermelhas, cereja, morango e flores brancas. Refrescante, é levemente<br />

adocicado.<br />

A empresa também levou a Medalha de Ouro no mesmo concurso com<br />

o Muf’s Espumante Moscatel 2017.<br />

Conheça a linha em: http://espumantemufsreserve.com.br/ .<br />

159


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA AL FERO<br />

OATMEAL STOUT<br />

Medalha de Ouro no World Beer Awards (WBA)<br />

Em um dos mais disputados concursos globais, tanto que é considerado<br />

o Oscar da cerveja Mundial a cerveja Al Fero Oatmeal Stout levou a<br />

Medalha de Ouro de sua categoria.<br />

Com 5,9% de teor alcoólico é uma cerveja que traz aveia em sua composição.<br />

No aroma remete ao chocolate com notas de toffee. Já no paladar<br />

remete ao café. A aveia utilizada proporciona uma ótima cremosidade e<br />

ameniza o amargor dos maltes torrados. Essa cerveja harmoniza com<br />

sobremesas à base de chocolate, como brigadeiro, petit gatéau e tiramissú,<br />

pratos condimentados, como risoto de linguiça, pizza picante<br />

de calabresa, grelhados, feijoada e queijos fortes, como gorgonzola e<br />

gruyère.<br />

Também no World Beer Awards, a cerveja Al Fero Witbier ficou com o<br />

título de Melhor do País na Categoria.<br />

Informações: https://www.facebook.com/pg/alferobirrificio<br />

160


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA FALKE BIER<br />

PEREGRINUS<br />

Medalha de Prata na<br />

Copa Cervezas de America<br />

Lançada em <strong>2018</strong>, a Falke Bier Peregrinus já nasceu premiada: ficou<br />

em segundo lugar, Medalha de Prata, na Copa Cerzas de América,<br />

competição em que concorrem rótulos de todo o Continente.<br />

Essa American Pale Ale (APA), bem refrescante, aromática e com corpo<br />

leve, oferece um alto drinkability. Apresenta uma combinação de lúpulos<br />

Mosaic e Equinox, que são extremamente aromáticos, conferindo<br />

notas de frutas cítricas, de casca de limão, lima, menta, maçã e mirtilo.<br />

O teor alcoólico é de 5,4% e seu índice de amargor (IBU) é 34.<br />

Seu nome é inspirado em uma espécie de falcão chamado Falcão-peregrino<br />

(falco peregrinus), o que também remete a uma longa viagem<br />

que o jovem cervejeiro criador da receita realizou anos atrás, partindo<br />

de bicicleta da Itália, atravessando a Alemanha, Bélgica e chegando na<br />

Inglaterra, tendo visitado inúmeras cervejarias, maltearias e fazendas<br />

de lúpulo no caminho.<br />

Conheça toda a linha em: http://falkebier.com .<br />

161


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

HAENSCHBIER IRA<br />

IRISH RED ALE<br />

Primeira Colocação na “Taça<br />

Libertadores das Cervejas”<br />

No ano passado a catarinense Haenschbier recebeu diversas premiações,<br />

entre elas duas em concursos com concorrentes internaiconais.<br />

O destaque vai para a Medalha de Ouro com a sua Haenschbier Ira<br />

Irish Red Ale no South Beer Cup <strong>2018</strong>.<br />

Estilo moderno, o Irish Red Ale é essencialmente uma adaptação ou<br />

uma interpretação do estilo popular English Bitter com menos lúpulo e<br />

um pouco de tostado para adicionar cor e secura. É uma cerveja de cor<br />

avermelhada profunda e espuma cremosa, com aroma e sabor remetem<br />

ao malte caramelo. O teor alcoólico é de 5,3%, com 23 IBU.<br />

A Imperial IPA oi a outra premiada da empresa, com Medalha de Prata<br />

na Copa Cervezas de America.<br />

Informações: https://www.haenschbier.com.br .<br />

162


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA ALBANOS<br />

BOHEMIAN PILSNER<br />

Medalha de Ouro no World Beer Awards<br />

(WBA) <strong>2018</strong><br />

Com teor alcoólico de 4,5%, a Albanos Bohemian Pilsener é uma<br />

cerveja de baixa fermentação, maltada, de alto amargor, aroma herbal<br />

e floral.<br />

Essa cerveja, que o ano passado levou uma medalha de Ouro internacional<br />

no WBA, considerado o “Oscar da Cerveja Mundial”, segue<br />

o estilo originado na República Tcheca em 1842.<br />

Outras premiadas internacionalmente da empresa em <strong>2018</strong>:<br />

- Cerveja Albanos Brown Ale: Melhor do País na Categoria World<br />

Beer Awards (WBA);<br />

- Cerveja Albanos Pumpkin: Medalha de Prata no World Beer Awards<br />

(WBA).<br />

Informações: https://albanos.com.br/ .<br />

163


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

AURORA RESERVA<br />

CHARDONAY<br />

Ouro no Mundial de Bruxelas Brasil <strong>2018</strong>, Ouro<br />

no La Mujer Elige da Argentina <strong>2018</strong>, 2o de Sua<br />

Categoria na França, na Grécia e na Espanha<br />

no ano passado<br />

O Aurora Reserva Chardonay é um coloecionador de premiações. Ao<br />

longo dos anos são mais de 15 medalhas de Ouro, mais de 20 de Prata,<br />

quase uma dezena de menções honrosas, além de Medalhas de Ouro<br />

Duplo.<br />

Somente no ano passado foram:<br />

- Medalha de Ouro no Concurso Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil e<br />

no La Mujer Elige, da Argentina;<br />

- Medalha de Prata no Thessaloniki Wine & Spirits Competition, da<br />

Grécia; Medalha de Prata no Concurso Bacchus, da Espanha; e no<br />

Chardonnay du Monde, da França;<br />

- Medalha de Bronze no Challenge International Du Vin, da França;<br />

- Menção Honrosa (Recomendado - Commended) no Decanter World<br />

Wine Awards, da Inglaterra. E neste ano de <strong>2019</strong> já são mais 3 premiações:<br />

Medalha de Prata no Cinve, da Espanha; Medalha de Prata<br />

no Virtus, de Portugal, e Medalha Gran Bacchus de Ouro no Bacchus,<br />

da Espanha Espanha.<br />

Com aromas frutados equilibrados, lembrando maçã verde e abacaxi,<br />

traz um sabor amanteigado e de baunilha provindos da passagem<br />

em barricas de carvalho francês. Bem estruturado, acompanha muitos<br />

pratos, como Chilli, burritos, yakissoba, salada grega, bacalhau com<br />

vegetais, salmão e risoto de frutos do mar.<br />

Ao todo somente contando <strong>2018</strong>, a Aurora recebeu outras quase 50<br />

premiações intenacionais para os mais diferentes rótulos.<br />

Informações sobre todas as premiações recebidas e rótulos premiados<br />

no site: http://www.vinicolaaurora.com.br/br<br />

164


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA ASGARD DUNKEL<br />

Entre as top três na<br />

avaliação continental<br />

Com uma internacional Medalha de<br />

Bronze na Copa Cervezas de América<br />

<strong>2018</strong>, em meio a 1.685 cervejas<br />

avaliadas às cegas, durante três<br />

dias, a Asgard Dunkel tem uma cor<br />

próxima ao ao marrom escuro. No<br />

aroma, remete ao torrado e café.<br />

Com amargor de 15 IBU, apresenta<br />

teor alcoólico de 5%.<br />

A curitibana Asgard é uma fábrica<br />

bar, que ocnta com linha de chopes<br />

em barris e cervejas em garrafas.<br />

Recenmente a Asgard IPA ficou em<br />

terceiro lugar no Concurso Mejor<br />

Ipa de Sudamerica, fo qual particparam<br />

cervejaris do Uruguai, Brasil,<br />

Chile e Peru.<br />

Em tempo: agora em <strong>2019</strong> a Asgard<br />

recebeu mais uma medalha internacional,<br />

foi a Prata no concurso<br />

Mejor IPa de Sudamerica, para sua<br />

versão English IPA.<br />

Conheça mais sobre a empresa e<br />

sua linha no site: http://www.asgardcervejaria.com.br<br />

.<br />

165


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA AVUÁ<br />

PRATA<br />

Medalha de Ouro Duplo no San Francisco Wolrd<br />

Spirits Competition (SFWSC) <strong>2018</strong>, e Medalha<br />

de Prata em <strong>2019</strong><br />

Produto tipo exportação, de alta qualidade, a Cachaça Avuá é produzida<br />

na cidade do Carmo, no RJ, na Fazenda da Quinta, reconhecida por<br />

diversas premiações naconais e internacionais.<br />

A Avuá é um projeto do empresário Nate Whitehouse, que iniciou sua<br />

exportação para América do Norte em 2013, e desde então com a ajuda<br />

de influentes bartenders e profissionais de bar vem demonstrando a<br />

alta qualidade deste destilado fino brasileiro nos EUA.<br />

Além da versão Prata, premiada com Medalha de Ouro Duplo no San<br />

Francisco World Spirits Competition (SFWSC) do ano passado, a versão<br />

Amburana também levou a Medalha de Prata na mesma edição<br />

do concurso. Em tempo: agora em <strong>2019</strong> a Avuá Prata comemora mais<br />

uma premiação, a Medalha de Prata no San Francisco World Spirits<br />

Competition.<br />

Mais informações sobre a bebidas: www.avuacachaca.com.br .<br />

Informações sobre o produtos no Brasil: http://www.cachacadaquinta.com.br<br />

166


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

BACKER FARGO 46<br />

WEE HEAVY<br />

Medalha de Ouro no World Beer<br />

Awards (WBA)<br />

Medalha de Ouro no “Oscar da Cerveja Mundial!, a Fargo 46 é uma<br />

cerveja de estilo escocês também é conhecido como Wee Heavy ou<br />

Scotch Ale. É uma homenagem à paixão dos fundadores da cervejaria<br />

por carros antigos. Possui coloração marrom escuro e aromas<br />

maltados intensos, remetendo a caramelo e sutil defumado. De corpo<br />

denso e sabor rico de maltes tostados, apresenta baixo amargor<br />

e final ligeiramente caramelado.<br />

A Backer teve outras cervejas premiadas internacionalmente em<br />

<strong>2018</strong>:<br />

- Cerveja Reserva do Proprietário: Considerada a Melhor do País de<br />

sua Categoria no World Beer Awards (WBA);<br />

- Cerveja Las Mafiosas Corleone Imperial Red IPA: Medalha de Prata<br />

no World Beer Awards (WBA); e Medalha de Bronze no Australian<br />

International Beer Awards;<br />

- Cerveja Três Lobos Bravo Imperial Porter Medalha de Prata no<br />

World Beer Awards (WBA); e Medalha de Bronze no Australian International<br />

Beer Awards;<br />

- Cerveja Cacau Bomb: Medalha de Prata no Australian International<br />

Beer Awards;<br />

- Cerveja Cabral: Medalha de Bronze no Australian International<br />

Beer Awards;<br />

- Bravo: Medalha de Bronze na Copa Cervezas de America.<br />

Informações: http://cervejariabacker.com.br .<br />

167


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA BAMBERG ALTBIER<br />

Certificado de Excelência na Bélgica, Ouro na<br />

Alemanha, Considerada a Melhor do Brasil no WBA<br />

e Medalha de Prata no International Beer Challenge<br />

A Cervejaria Bamberg, da cidade de Votorantim, no interior paulista, recebeu<br />

diversas premiações internacionais no ano passado.<br />

Entre os destaques está a sua versão Altbier que foi reconhecida entre as<br />

melhores produzidas pelo mundo, com Medalha de Ouro no European Beer<br />

Star, tradicional concurso da Alemanha, título de “Melhor do País na sua<br />

Categoria” no World Beer Awards (WBA), realizado em Londres, Certificado<br />

de Excelência (Certification Of Excellence)no Brüssels Beer Challenge,<br />

da Bélgica; e Medalha de Prata também no Reino Unido, no International<br />

Beer Challenge.<br />

Essa cerveja é uma das maiores colecionadoras de prêmios da empresa.<br />

De alta fermentação e com boa presença do lúpulo, harmoniza com pratos<br />

apimentados e gordurosos, carnes vermelhas e de caça.<br />

A empresa recebeu outras premiações internacionais em <strong>2018</strong>:<br />

- Rauchbier: Medalha de Prata no European Beer Star; Melhor do País na<br />

Categoriano World Beer Awards (WBA); Medalha de Prata no International<br />

Beer Challenge e Medalha de Bronze no Australian International Beer<br />

Awards.<br />

- Electra: Medalha de Prata no Australian International Beer Awards e Medalha<br />

de Bronze International Beer Challenge;<br />

- Schwarzbier: Medalha de Bronze no Australian International Beer Awards;<br />

- Sepultura Ale: Medalha de Prata no International Beer Challenge <strong>2018</strong>;<br />

- Votorantinner Sauer: Medalha de Prata na Copa Cervezas de America;<br />

- Moshpit Ale: Medalha de Prata no Australian International Beer Awards;<br />

no International Beer Challenge <strong>2018</strong> e no Medalha de Prata World Beer<br />

Awards (WBA);<br />

- Mocobreja: Medalha de Ouro no World Beer Awards (WBA).<br />

Mais informações: http://cervejariabamberg.com.br .<br />

168


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CAVE ANTIGA<br />

VINHO<br />

LICOROSO<br />

2000<br />

Medalha de Ouro no Brazil<br />

Wine Challenge<br />

Concorrendo lado a lado com vinhos provindos de mais<br />

de 600 rótulos provindos de 18 países países, o Cave<br />

Antiga Licoroso 2000 levou a Medalha de Ouro. Esse<br />

vinho é elaborado a partir da uva Moscato.<br />

De Farroupilha, no RS, a Cave Antiga nasceu de um sonho<br />

dos mais destacados enólogos da Serra Gaúcha e<br />

tem orgulho de estar entre as vinícolas que revolucionaram<br />

a vitivinicultura brasileira. Ano passado a empresa<br />

completou 70 anos de fundação, acumulando diversas<br />

premiações em sua história.<br />

www.caveantiga.com.br<br />

169


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

BOTOCUDOS<br />

TRIBUS<br />

Terceiro Lugar na Copa Libertadores das<br />

Cervejas<br />

Medalha de Bronze no South Beer Cup, a Tribus da mineira Botocudos<br />

é uma cerveja bem especial, que leva em sua preparação polpa de<br />

cajá, trazendo características únicas, além de contar com um Double<br />

Dry Hopping dos lúpulos Mosaic, Columbus e Chinook, processo<br />

para intensificar os aromas cítricos.<br />

Há apenas dois anos no mercado, a Botocudos é considerada a primeira<br />

cervaria artesanal de Alvinópolis, em MG. O nome da marca<br />

remete ao apelido dado à etnia indígena que habitou a região, que<br />

ficou conhecida por sua força e resistência frente aos colonizadores<br />

portugueses.<br />

Conheça a linha completa no site: https://www.cervejariabotocudos.<br />

com.br .<br />

170


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA BALY<br />

BIER IPA<br />

Primeiro Lugar no World Beer Awards <strong>2018</strong><br />

Com amargor evidente e marcante, a Baly Bier IPA é uma cerveja mais<br />

encorpada, com sabor complexo, aroma de lúpulo bem marcado e fresco.<br />

Tem teor alcoólico de 6,5%. Harmoniza com pratos como hambúrguer de<br />

carne bovina, comida mexicana, picanha ou entrecôte grelhado, além de<br />

doces à base de maracujá.<br />

Essa cerveja recebeu a Medalha de Ouro em um dos principais concursos<br />

mundiais da área, o World Beer Awards <strong>2018</strong>. No mesmo evento a empresa<br />

ainda levou a Medalha de Prata com a versão Pilsen.<br />

Mais informações: www.facebook.com/pg/cervejabalybier<br />

http://bebidasgrassi.com.br/<br />

CERVEJA BIG JACK<br />

VA BENE<br />

Considerada a Melhor Lager da Amércias<br />

Medalha de Ouro na Copa Cervezas de América no ano passado, e com<br />

o título de Melhor Lager das Américas, a Big Jack Va Bene é uma cerveja<br />

bem versátil, para diversas ocasiões de harmonização.<br />

Cerveja do tipo premium Pilsen, tem corpo leve, aromas sutis florais<br />

de lúpulos alemães combinados com sabor do malte pilsen lembrando<br />

cereais e casca de pão.<br />

Mais sobre a linha da empresa no site: https://bigjackbeer.com.br .<br />

171


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

ESPUMANTE<br />

CHANDON RÉSERVE<br />

BRUT<br />

Medalha de Ouro Brazil no Wine Challenge e<br />

Medalha de Prata no Vinalies, da França<br />

Elaborada a partir do clássico “assemblage” de três variedades da<br />

Serra Gaúcha Riesling Itálico, Chardonnay e Pinot Noir, o espumante<br />

Chandon Réserve Brut traz no aroma frutas cítricas, flores brancas,<br />

frutas secas e delicado aroma de pão fresco.<br />

Harmoniza muito bem com ostras frescas, saladas verdes, sushis e<br />

sashimis, queijos leves e carne branca.<br />

No ano passado a empresa recebeu duas outras premiações internacionais:<br />

- Espumante Chandon Riche Demi Sec: Medalha de Ouro no Brazil<br />

Wine Challenge;<br />

- Chandon Passion: Medalha de Prata no Vinalies.<br />

Mais informações: www.chandon.com.br .<br />

172


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

RESERVA 51 CARVALHO<br />

AMERICANO<br />

3 Estrelas de Ouro no ITQi <strong>2018</strong> da Bélgica<br />

No ano passado, a Cachaça Reserva Reserva 51 Carvalho Americano ficou no topo das<br />

avaliações no prêmio Superior Taste Award (doravante “Prêmio”) concedido anualmente<br />

pelo International Taste & Quality Institute (ITQi), da Bélgica. Ela recebeu 3 Estrelas, o<br />

equivalente a três medalhas de Ouro, na avaliação dos jurados, em sua maioria chefs,<br />

especialistas em bebidas, baristas e sommeliers.<br />

Produzida pela Companhia Müller de Bebidas (Cia. Müller), a linha Reserva 51 completa<br />

neste ano 10 anos de lançamento. Estão disponíveis as versões Única, Rara, Singular e<br />

Carvalho Americano.<br />

As outras três versões também receberam premiações no ITO1 <strong>2018</strong>, todas obtiveram 2<br />

Estrelas nas avaliações, mostrando toda a excelência dos produtos.<br />

Mais informações: https://www.reserva51.com.br .<br />

173


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA DA<br />

QUINTA AMBURANA<br />

Entre as 30 Melhores do País, Medalha de<br />

Ouro no Concurso Mundial de Bruxelas<br />

<strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong><br />

Com um aroma de uma bebida muito fina, intensa e persistente,<br />

remetendo a um bom frutado, notas de caramelo e especiarias, a<br />

Da Quinta Amburana ficou em 23o Lugar na Categoria Ouro no III<br />

Ranking Cúpula da Cachaça, que realiza a cada dois a maior avaliação<br />

mundial do destilado brasileiro.<br />

Leve e equilibrada, essa cachaça também levou a Medalha de Ouro<br />

em <strong>2018</strong> no Concurso Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong>.<br />

Dois outros rótulos da empresa tiveram duas grandes premiações<br />

nacionais no ano passado:<br />

- Cachaça Da Quinta Branca: 10a Colocada na Categoria Brancas no<br />

III Ranking Cúpula da Cachaça;<br />

- Da Quinta Armazenada em Tonel de Carvalho: Medalha Grande<br />

Ouro no Concurso Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasileiro <strong>2018</strong>.<br />

Informações completas sobre a empresa no link: http://www.cachacadaquinta.com.br<br />

.<br />

174


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

RESERVA 51<br />

CARVALHO<br />

AMERICANO<br />

Medalha de Ouro Duplo no<br />

Concurso Mundial de Bruxelas<br />

<strong>Edição</strong> Brasil<br />

Passando no envelhecimento que varia de 4<br />

a 5 anos em barril de carvalho americano de<br />

primeiro e único uso, a Cachaça Reserva 51<br />

Carvalho Americano traz uma cor acobreada,<br />

intensa e brilhante.<br />

Com boa oleosidade e sem nenhuma partícula<br />

sólida, quando agitada na taça, forma-se uma<br />

lágrima que deve permanecer e sair lentamente<br />

das laterais. Suas notas aromáticas remetem<br />

ao coco, baunilha e caramelo.<br />

Informações completas da linha em: https://<br />

www.reserva51.com.br .<br />

175


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

SANTA ROSA<br />

EXCLUSIVE XIV<br />

Medalha de Ouro Concurso Mundial<br />

de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong><br />

Primeiro lugar em um dos maiores e principais concursos<br />

de destilados realizados no País no ano passado,<br />

a Santa Rosa Exclusive XIV é uma cachaça<br />

rara, Extra <strong>Premium</strong>, de produção limitada. Ela é<br />

envelhecida em tonéis de Carvalho americano e europeu.<br />

Na degustação, traz um conjunto de sensações exclusivas<br />

com nuances abaunilhadas e florais, com<br />

ênfase marcante no amadeirado e frutado.<br />

Outra versão da empresa também recebeu premiações<br />

em <strong>2018</strong>:<br />

- Santa Rosa Essence: Medalha de Ouro no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil e Medalha<br />

de Prata na Categoria Armazenada em Madeiras<br />

Brasileiras na Degustação às Cegas da Expocachaça.<br />

Informações completas da linha: http://www.santarosa.com.br<br />

.<br />

176


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

MASSIMILIANO<br />

ESPUMANTE<br />

NATURAL BRUT 2016<br />

Ouro no Brazil Wine Challenge <strong>2018</strong><br />

A CRS Brands foi fundada pela família Cereser em 1926. Os negócios<br />

começaram quando o agricultor João Cereser e sua família resolveram<br />

produzir e comercializar vinhos artesanais com a safra recusada<br />

pelo seu principal comprador, uma indústria vinícola, que estava<br />

passando por dificuldades financeiras na época.<br />

No ano passado foram três premiações internacionais. Destaque para<br />

o Massimiliano Espumante Natural Brut 2016, que recebeu a Medalha<br />

de Ouro no Brazil Wine Challenge. Produzido com as melhores<br />

uvas, tem teor alcoólico de 12,5%. A fermentação na própria garrafa<br />

proporciona uma espuma rica e abundante.De aroma frutado, pode<br />

ser harmonizado com pratos mais sofisticados à base de peixe, frutos<br />

do mar, saladas e queijos finos.<br />

Dois outros produtos da empresa receberam medalhas internacionais<br />

ano passado no Brazil Wine Challene: Georges Aubert Espumante<br />

Natural Brut 2016 e Georges Aubert Espumante Moscatel 2016.<br />

Mais www.crsbrands.com.br .<br />

177


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA DÁDIVA<br />

QUATRE BLANC<br />

Medalha de Ouro World Beer Awards<br />

<strong>2018</strong> (WBA)<br />

Com uma medalha dourada nesse concurso que é considerado o<br />

Oscar da Cerveja Mundial, a Cervejaria Dádiva Quatre Blanc nasceu<br />

de uma linha comemorativa aos 4 anos da empresa, uma série de<br />

rótulos especiais unidos pela temática do vinho. Com 12% de teor<br />

alcoólico, Quatre Vierge, Quatre Blanc, Quatre Rouge e Quatre Ménage<br />

têm como base uma Golden Strong Ale e foram apresentadas<br />

em charmosas garrafas rolhadas de 375 ml, de edição limitada.<br />

A medalhista internacional desta linha da empresa foi envelhecida<br />

em barrica de vinho Sauvignon Blanc.<br />

Quatro outras cervejas da empresa foram premiadas com medalhas<br />

internacionais no ano passado:<br />

- Cerveja Dádiva Point of View: Melhor do País na Categoria no World<br />

Beer Awards (WBA);<br />

- Cerveja Dádiva Odonata Amburana: Medalha de Bronze no World<br />

Beer Awards (WBA);<br />

- Cerveja Dádiva <strong>Premium</strong> Lager: Medalha de Bronze no South Beer<br />

Cup;<br />

- Cerveja Dádiva Hearbeat: Medalha de Bronze no South Beer Cup.<br />

Informações: www.facebook.com/cervejariadadiva<br />

178


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

ENGENHO<br />

DE OURO<br />

CARVALHO<br />

EXTRA PREMIUM<br />

Medalha de Ouro no Spirits Selection<br />

do Concours Mondial de Bruxelles<br />

A cachaça Engenho D’Ouro nasceu a partir de um sonho<br />

laborado por cerca de 20 anos do produtor Francisco<br />

Carneiro, que começou a fazer cachaça, por lazer,<br />

a partir de 1999, marcado e inspirado pela tradição de<br />

mais de 300 anos de história da cachaça de Paraty. A<br />

bebida obtida despertou a atenção da família, dos amigos<br />

e apreciadores por suas características sensoriais e<br />

de agradável sabor, que com o tempo foi se aprimorando<br />

e conquistando prêmios nacionais e internacionais de<br />

qualidade, atraindo cada vez mais apreciadores.<br />

A versão premiada com medalha de Ouro em um dos<br />

mais prestigiados concursos mundiais de destilados<br />

passa por envelhecimento de no mínimo quatro anos em<br />

barril de carvalho francês. Encorpada, com acidez equilibrada,<br />

macia, fina, intensa e persistente, traz no aroma<br />

aquela presença de frutas maduras e baunilha.<br />

Informações: www.engenhodouro.com.br .<br />

179


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

VINHO ERA DOS<br />

VENTOS PEVERELLA<br />

94 Pontos no Guia Descorchados <strong>2018</strong><br />

No ano passado o vinho Era dos Ventos Peverella 2014 figurou no<br />

topo do ranking dos vinhos brasileiros mais bem pontuado em um<br />

dos principais guias da América Latina, o Descorchados, alcançando<br />

94 pontos. Produzido na Serra Gaúcha, traz como destaque a uva<br />

Peverella, originária do Norte da Itália, a primeira vitis-vinífera branca<br />

trazida pelos imigrantes italianos para o Sul do Brasil, ainda no<br />

fim do século 19.<br />

De aparência laranja e teor alcoólico de11,5%, esse vinho é feito com<br />

o suco das uvas macerado com as peles por duas semanas em tinas<br />

de carvalho. É vinificado a mesma forma que um tinto, o que confere<br />

a sua cor especial. A bebida também descansa em barricas de ipê<br />

por dois anos para só então ser engarrafado.<br />

Mais informações: www.eradosventos.com.br<br />

180


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA ESPÍRITO SANTO<br />

BELGIAN DUBBEL<br />

Medalha de Ouro no Brüssels Beer Challenge, Prata no maior concurso<br />

do Continente, Considerada a Melhor de Sua Categoria no “Oscar da<br />

Cerveja Mundial”<br />

No ano passado foram três excelentes<br />

premiações para a Cerveja Espírito<br />

Santo Belgian Dubbel:<br />

- Medalha de Prata na Copa Cervezas<br />

de America;<br />

- Medalha de Ouro no Brüssels Beer<br />

Challenge;<br />

- Considerada a Melhor do País na<br />

Sua Categoria no World Beer Awards<br />

(WBA).<br />

Forte e escura, essa cerveja tem um<br />

teor alcoólico de 7,5%.<br />

Outras premiações internacionais recebidas<br />

pela empresa no ano passado:<br />

- Rauchbier: Medalha de Ouro n o<br />

World Beer Awards (WBA);<br />

- Vienna Lager: Melhor do País na Categoria<br />

no World Beer Awards (WBA);<br />

- Santo Red Al: Medalha de Bronze no<br />

South Beer Cup;<br />

- Imperial Stout: Medalha de Prata no<br />

South Beer Cup.<br />

Mais na página da empresa no Facebook<br />

/cervejariaES e no Instagram @<br />

cervejariaespiritosanto/ .<br />

181


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA COLORADO<br />

GUANABARA WOOD AGED<br />

Medalha de Ouro Duplo na Alemanha, Ouro como Melhor do Continente,<br />

duas Medalhas na Inglaterra e uma na Austrália<br />

Considerada a Melhor do País na Categoria World Beer<br />

Awards (WBA), do Reino Unido, Medalha de Prata no<br />

World Beer Challenge, de Portugal, e também no Medalha<br />

de Prata International Beer Challenge, do, Reino Unido,<br />

Medalha de Bronze no Australian International Beer<br />

Awards: essas são as premiações internacionais da Guanabara<br />

Wood Aged, da Cervejaria Colorado.<br />

Elaborada com rapadura queimada, essa cerveja, que vem<br />

acumulando prêmios desde 2012, harmoniza com<br />

carnes de caça, queijos duros bem maturados,<br />

presunto cru e sobremesas caramelizadas, como<br />

crème brûlée e pudim de leite.<br />

Mais a Colorado Wood Aged não foi a única<br />

cerveja premiada internacionalente da empresa<br />

em <strong>2018</strong>. Ao todo, foram mais de 50<br />

medalhas recebidas em concursos internacionais:<br />

- Cerveja Colorado 1998: Considerada a Melhor<br />

do País na Categoria no World Beer Awards<br />

(WBA); Medalha de Ouro no World Beer Challenge;<br />

Medalha de Bronze no International Beer<br />

Challenge; Medalha de Ouro no Frankfurt International<br />

Trophy;<br />

- Cerveja Colorado & Van der Ale Spixi Barley<br />

Wine: Medalha de Ouro no World Beer Awards<br />

(WBA); Medalha de Prata no World Beer Challenge;<br />

Medalha de Bronze no International Beer<br />

Challenge;<br />

- Cerveja Colorado Demoiselle: Medalha de<br />

Ouro no World Beer Awards (WBA); Medalha<br />

de Ouro no World Beer Challenge; Medalha<br />

de Bronze no Australian International Beer<br />

Awards; e Medalha de Prata International Beer<br />

Challenge;<br />

- Cerveja Colorado Murica: Considerada a Melhor<br />

do País na Categoria World Beer Awards<br />

(WBA); Medalha de Ouro no World Beer Challenge;<br />

- Cerveja Colorado Cauim: Considerada a Melhor<br />

do País na Categoria no World Beer Awards<br />

(WBA); Medalha de Ouro no World Beer Challenge;<br />

Medalha de Bronze no International Beer<br />

Challenge;<br />

- Cerveja Colorado Indica: Medalha de Bronze<br />

no World Beer Awards (WBA);Medalha de<br />

182


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

Prata no World Beer Challenge;<br />

Medalha de Bronze no International<br />

Beer Challenge; Medalha<br />

de Ouro Duplo Frankfurt<br />

International Trophy;<br />

- Cerveja Colorado Outback: Medalha<br />

de Bronze no World<br />

Beer Awards (WBA); Medalha de<br />

Ouro de World Beer Challenge e<br />

Medalha de Bronze no International<br />

Beer Challenge;<br />

- Cerveja Colorado Terezinha: Medalha<br />

de Bronze no World<br />

Beer Awards (WBA); e Medalha de<br />

Prata na Copa Cervezas de America;<br />

- Cerveja Colorado Summer Ale:<br />

Medalha de Bronze no World Beer<br />

Awards (WBA); Medalha de Ouro<br />

no World Beer Challenge; Medalha<br />

de Bronze no International Beer<br />

Challenge, e Medalha de Ouro<br />

Duplo Frankfurt International<br />

Trophy;<br />

- Cerveja Colorado Appia: Melhor<br />

do País na Categoria no World<br />

Beer Awards (WBA); Medalha de<br />

Ouro Duplo no Frankfurt International<br />

Trophy;<br />

- Cerveja Colorado Hop Lager:<br />

Medalha de Ouro no World Beer<br />

Awards (WBA); Medalha de Bronze<br />

no International Beer Challenge;<br />

- Cerveja Colorado Ithaca: Medalha<br />

de Prata no World Beer Awards<br />

(WBA); Medalha de Prata no<br />

World Beer Challenge; Medalha de<br />

Bronze no Australian International<br />

Beer Awards; Medalha de Prata no<br />

International Beer Challenge;<br />

- Cerveja Ithaca Wood Aged: Medalha<br />

de Bronzeno International<br />

Beer Challenge; Medalha de Ouro<br />

Frankfurt International Trophy;<br />

- Cerveja Colorado Gabiru: Melhor<br />

do País na Categoria no World<br />

Beer Awards (WBA); Medalha de<br />

Prata no World Beer Challenge;<br />

Medalha de Bronze no International<br />

Beer Challenge;<br />

- Cerveja Colorado Magrão: Medalha<br />

de Bronze World Beer Awards<br />

(WBA) e Medalha de Prata International<br />

Beer Challenge;<br />

- Cerveja Colorado ICI02: Medalha<br />

de Ouro no World Beer Challenge<br />

e Medalha de Prata International<br />

Beer Challenge;<br />

- Cerveja Colorado Hainu: Medalha<br />

de Ouro no World Beer Awards<br />

(WBA);<br />

- Cacau Sour: Medalha de Ouro no<br />

World Beer Challenge;<br />

- Cerveja Cauim 016: Medalha de<br />

Ouro no World Beer Challenge;<br />

Medalha de Bronze no International<br />

Beer Challenge;<br />

- Cerveja Colorado Berliner: Medalha<br />

de Ouro no World Beer Challenge;<br />

- Cerveja Colorado Baltic Porter:<br />

Medalha de Ouro no World<br />

Beer Challenge e Medalha de<br />

Bronze no Australian International<br />

Beer Awards;<br />

- Cerveja Colorado Nassau: Medalha<br />

de Ouro World Beer Challenge<br />

e Nassau Medalha de Bronze<br />

no International Beer Challenge<br />

<strong>2018</strong>;<br />

- Cerveja Colorado Scotch Ale:<br />

Medalha de Prata no World Beer<br />

Challenge;<br />

- Cerveja Colorado Eugenia: Medalha<br />

de Prata no World Beer Challenge;<br />

- Cerveja Colorado Tripel: Tripel<br />

Medalha de Prata no World Beer<br />

Challenge;<br />

- Cerveja Colorado Oatmeal Stout:<br />

Medalha de Bronze no Australian<br />

International Beer Awards; e Medalha<br />

de Ouro International Beer<br />

Challenge;<br />

- Cerveja Colorado & Virga – Agreste:<br />

Medalha de Bronze no International<br />

Beer Challenge;<br />

- Cerveja Colorado Vixnu: Medalha<br />

de Bronze no International Beer<br />

Challenge;<br />

- Cerveja Colorado Jabuticada<br />

Fruit Beer: Medalha de Prata na<br />

Copa Cervezas de America;<br />

- Cerveja Colorado Saison Mate e<br />

Limão: Medalha de Prata na Copa<br />

Cervezas de America;<br />

- Cerveja Colorado Hainu: Medalha<br />

de Ouro no Frankfurt International<br />

Trophy;<br />

Informações completas de toda a<br />

linha no: www.cervejariacolorado.<br />

com.br .<br />

183


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA FATHACH<br />

IRISH RED ALE<br />

Medalha de Bronze na Bélgica<br />

Premiada com terceiro lugar no disputado Brüssels Beer Challenge,<br />

evento internacional com concurso no qual disputam anualmente<br />

medalhas mais de 1.500 cervejarias de todo o globo, a Fathach<br />

Irish Red Ale é uma cerveja de cor avermelhada e corpo médio. O<br />

lúpulo inglês combinado com o malte caramelo levemente tostado<br />

traz na boca uma sensação de equilíbrio com um leve dulçor e final<br />

seco. O teor alcoólico é de 5,3%.<br />

A Fathach é uma cervejaria com sede em Juiz de Fora, MG.<br />

Mais informações na página da empresa no Facebook: https://<br />

www.facebook.com/pg/cervejariafathac<br />

184


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

VINHO FRANCO<br />

ITALIANO<br />

CENSURATO 2014<br />

Medalha de Ouro Brazil Wine Challenge<br />

Concorrente lado a lado com mais de 600 outras opções finais<br />

provindas de quase vinte países, o Franco Italiano Censurato<br />

2014 é produzido apemas a partir de safras excepcionais.<br />

Ele integra uma reserva envelhecida em barris de carvalho,<br />

trazendo complexidade e um corpo intenso, com evidentes<br />

notas de frutas secas, como passas, damasco e ameixa. O<br />

rótulo oferece uma degustação agradável, proveniente de acidez<br />

equilibrada e tanino fino. Todas estas particularidades<br />

tornaram o Censurato reconhecido, inclusive, internacionalmente.<br />

A empresa também recebeu outra medalha de Ouro no Brazil<br />

Wine Challenge com o Franco Italiano Sincronia Merlot 2015.<br />

http://www.francoitaliano.com.br<br />

185


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

YOO NATURE 2012<br />

Medalha Gran Ouro (Ouro Duplo) no Brazil<br />

Wine Challenge<br />

Com premiação máxima no Brazil Wine Challenge, concurso que<br />

contou com a presença de vinícolas de quase 20 países, o Yoo Nature<br />

2012 é um espumante em que se destaca o aroma de frutas<br />

cristalizadas e leveduras.<br />

Elaborado com uvas 50% Chardonnay, 30% Pinot Noir e 20% Viognier,<br />

o produto também recebeu em 2017 ala premiação no Guia<br />

Descochados, uma das principais publicações da América Latina.<br />

O produto é comercializado pela Empresa Brasileira de Vinificação,<br />

que também recebeu a Medalha de Ouro no mesmo concurso com<br />

o Decima Gran Reserva 2014.<br />

Mais informações: http://www.yoowines.com.br/ , comercial@yoowines.com.br<br />

e pelo whatsapp: whats (54)999-27-7001<br />

186


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

ESPUMANTE<br />

BUENO CUVÉE<br />

PRESTIGE<br />

Medalha de Prata no Effervescents du<br />

Monde, da França, e Ouro no International<br />

Wine and Spirits Competition (IWSC), na<br />

Inglaterra<br />

Elaborado pelo método tradicional francês Champenoise com<br />

as uvas Pinot Noir e Chardonnay, provenientes de Garibaldi,<br />

no RS, no Vale dos Vinhedos, origem dos melhores espumantes<br />

brasileiros, o Cuveé Prestige 2012 passa por envelhecimento<br />

mínimo de 18 meses sobre leveduras em caves subterrâneas e<br />

climatizadas.<br />

Este mesmo espumante já foi eleito o 27º melhor de sua categoria<br />

no mundo, segundo a lista dos 100 melhores espumantes<br />

pelo “Challenge Internacional Euposia”, realizado na Itália.<br />

Outras premiações internacionais recebidas no ano passado:<br />

Bueno Paralelo 31: Medalha de Ouro no Brazil Wine Challenge <strong>2018</strong>;<br />

Bueno Bellavista Desirée Brut Rosé: Medalha Gran Ouro no<br />

Brazil Wine Challenge <strong>2018</strong>.<br />

Em tempo: neste ano a empresa já comemora mais uma premiação<br />

internacional.<br />

- Bueno Anima Gran Reserva 2015: Medalha de Prata no Concurso<br />

Bacchus, da Espanha.<br />

Informações de todos os rótulos estão disponíveis no site www.<br />

buenowines.com.br .<br />

187


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

ESPUMANTE GARIBALDI<br />

CHARDONNAY<br />

Três Ouros na Argentina, Ouro na França, Ouro no Brasil, Prata no Reino<br />

Unido, Bronze na Grécia e agora Ouro na Espanha<br />

Com aromas com notas de abacaxi,<br />

maçã e um toque de pão tostado, o espumante<br />

Garibaldi Chardonnay foi um<br />

dos mais premiados da empresa no<br />

ano passado.<br />

Esse espumante recebeu: Medalha de<br />

Ouro no Vinus, da Argentina; Ouro<br />

no Challenge International Du Vin, da<br />

França; Ouro no Brazil Wine Challenge,<br />

concorrendo lado a lado com produtos<br />

de quase 20 países; Ouro no La<br />

Mujer Elige, da Argentina; Medalha de<br />

Ouro no Vinandino e Malbec Ao<br />

Mundo, também da Argentina, e Medalha<br />

de Bronze no Thessaloniki Wine<br />

& Spirits Competition, da Grécia, além<br />

da Medalha de Prata no International<br />

Wine and Spirits Competition (IWSC).<br />

Agora em <strong>2019</strong> também recebeu a Medalha<br />

de Ouro no Bacchus Concurso<br />

Internacional de Vinhos, da Espanha.<br />

Estruturado e cremoso, apresenta acidez<br />

equilibrada e refrescante. Combina<br />

com canapés, sopas cremosas, peixes<br />

crus ou cozidos, frutos do mar, queijos,<br />

frios e patês.<br />

A empresa teve ao todo cerca de 50<br />

premiações em concursos internacionais<br />

no último ano. Confira toda a linha<br />

e as premiações recebidas no site:<br />

http://www.vinicolagaribaldi.com.br/<br />

188


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA BRASSERIE<br />

35 ZOZ #3 GOLDEN<br />

Medalha de Bronze no World Beer<br />

Awards (WBA)<br />

Com 7,2% de teor alcoólico, a Brasserie 35 ZOZ #3 Golden ficou em<br />

terceiro lugar no World Beer Awards (WBA), realizado na Inglaterra,<br />

no ano passado. Suave, com característica maltosa, com o corpo equilibrado<br />

por sabores condimentados, frutados e alcoólicos, apresenta<br />

amargor moderado, sendo bem efervescente, com colarinho espesso e<br />

final com agradável dulçor. Harmoniza com frutos do mar, torresmo,<br />

vitela, cuscuz, massa ao pesto, risoto de abobrinha e salame.<br />

Mais informações da empresa no site: www.brasserie.35.rs .<br />

CERVEJA PAGAN<br />

WARRIORS OF<br />

SCOTLAND<br />

Medalha de Ouro no South Beer Cup<br />

Medalhista de Ouro na chamada Taça Libertadores das Cervejas<br />

Especiais, a cerveja Pagan Warriors Of Scotland tem um<br />

toque especial de whisky, levando malte da bebida em sua<br />

composição. Além disso passa por maturação em barril de<br />

bourbon.<br />

Essa cerveja tem malte que é secado com fogo de turfa, o que<br />

evidencia esse defumado de turfa logo ao abrir a garrafa. Os<br />

aromas secundários são carvalho europeu. O teor alcoólico é<br />

de 9,2%. A Gauden Bier também recebeu outra premiação internacional<br />

em <strong>2018</strong>: a sua Bock levou Medalha de Prata no<br />

South Beer Cup.<br />

Conheça mais da linha em: http://cervejapagan.com.br<br />

189


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA GOGÓ<br />

DA EMA MIX<br />

Medalha de Ouro no Concurso Mundial de<br />

Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong><br />

A cachaça Gogó da Ema Mix é um destilado fino brasileiro que<br />

descansa por quatro anos em barris de Jequitibá Rosa, que<br />

lhe proporcionam uma uma coloração levemente rosada e um<br />

toque especial no sabor em caipirinhas, drinques ou na degustação<br />

pura bem gelada.<br />

Essa versão foi premiada no ano passado com Medalha de<br />

Ouro no Concurso Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil. Também<br />

recebeu a mesma premiação a Cachaça Gogó da Ema Tradicional.<br />

Mais informaões: http://www.cachacagogodaema.com.br .<br />

190


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

GOGÓ DA EMA<br />

NOX<br />

Medalha de Ouro na China e Medalha de<br />

Bronze na Alemanha<br />

A Cachaça Gogó da Ema Nox recebeu no ano passado a Medalha<br />

de Ouro no China Wine e Spirits Awards (CWSA Best<br />

Value <strong>2018</strong>). Além disso também ficou em terceiro lugar (Medalha<br />

de Bronze) no Berlin International Spirits Competition,<br />

da Alemanha.<br />

Com teor alcoólico de 40% é uma que apresenta o mais puro<br />

sabor da cana, cachaça leve, jovem e de acidez baixa.<br />

É armazenada por 24 meses em tanque de inox.<br />

A empresa também faturou duas outras medalhas internacionais<br />

no ano passado:<br />

- Cachaça Gogó da Ema Sublime: Medalha de Prata no China<br />

Wine e Spirits Awards (CWSA Best Value <strong>2018</strong>);<br />

- Cachaça Gogó da Ema Reserve 2012: Medalha de Ouro Duplo<br />

no Women’s Wine & Spirits Awards. Em tempo: a Gogó da Ema<br />

está comemorando em <strong>2019</strong> mais uma premiação internacional,<br />

a Medalha de Prata no San Franscisco World Spirits, dos<br />

EUA, em meio a mais de 3.000 destilados de 55 países, com o<br />

seu rótulo Gogó da Ema Reserva.<br />

A Gogó da Ema recentemente lançou uma versão limitada, comemorativa<br />

aos seus 15 anos de existência. Conheça toda a<br />

linha no site: http://www.cachacagogodaema.com.br .<br />

191


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

GUARACIABA<br />

PREMIUM<br />

Medalha de Ouro no mais prestigiado<br />

concurso mundial de destilados<br />

Primeiro lugar de sua categoria no Spirits Selection do Concours<br />

Mondial de Bruxelles, a Guaraciaba <strong>Premium</strong> é um mistura<br />

de safras armazenadas com média de 8 anos de envelhecimento<br />

em tonéis de Umburana, um blend de sabor único<br />

e aroma diferenciado, com um gosto mais suave, sabor amadeirado<br />

e embalagem mais sofisticada. Acompanha muito bem<br />

sobremesas, salada de frutas e sorvetes.<br />

A empresa também faturou outra medalha no ano passado no<br />

Spirits Selection: Medalha de Prata com a Guaraciaba Jequitibá.<br />

Informações completas sobre a linha da empresa no site: www.<br />

cachacaguaraciaba.com.br .<br />

192


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

ESPUMANTE CAVE<br />

GEISSE EXTRA BRUT<br />

Ouro no Brasil e no Chile em <strong>2018</strong><br />

O Cave Geisse Extra Brut é um espumante que destaca as melhores<br />

características das variedades Chardonnay e Pinot Noir,<br />

com riqueza de notas e elegância.<br />

Entre as diversas premiações recebidas pelo produto estão<br />

a Medalha de Ouro em <strong>2018</strong> no Brazil Wine Challenge e no<br />

Catad’Or, do Chile.<br />

Complexo e cremoso, apresenta um bom equilíbrio entre acidez<br />

e açúcar. Com boa intensidade aromática, lembra frutas, flores<br />

brancas com toque de nozes, mel e brioche.Harmonizações:<br />

frutos do mar e peixes em geral.<br />

A empresa recebeu outras ótimas premiações em <strong>2018</strong>:<br />

- Cave Geisse Blanc de Blanc Brut 2014: Medalha de Ouro<br />

Brazil Wine Challenge;<br />

- Cave Geisse Brut 2016: Medalha de Ouro Brazil Wine Challenge;<br />

- Cave Amadeu Brut: Medalha de Ouro Brazil Wine Challenge;<br />

- Cave Amadeu Rosé Brut: Medalha de Ouro Brazil Wine Challenge<br />

e no Catad’Or;<br />

- Mario Geisse Gran Reserva Carmenère <strong>2018</strong>: Medalha de<br />

Prata no Vinalies<br />

Informações: http://www.cavegeisse.com.br .<br />

193


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

GUASPARI VIOG-<br />

NIER VISTA DO<br />

BOSQUE<br />

Medalha de Ouro no Brazil Wine<br />

Challenge, Medalha de Bronze no<br />

Decanter, 93 Pontos no Descorchados <strong>2019</strong><br />

e o título de Melhor Branco do Brasil<br />

Frutado e aromático, o vinho Guaspari Viognier Vista do Bosque<br />

apresenta aromas complexos e intensos que salientam damasco,<br />

nozes e um marcante toque floral. É um vinho equilibrado,<br />

com textura de boca envolvente e final longo.<br />

Recentemente esse mesmo vinho, além das premiações citadas<br />

acima em <strong>2018</strong>, foi eleito entre os destaques do Guia Descorchados<br />

<strong>2019</strong>, que será lançado em abril, recebendo 93 pontos<br />

na avaliação e o título de como o “Melhor Branco do Brasil”.<br />

Também recebeu alta pontuação, 89 Pontos, no Latin American<br />

Wine Guide, outra p ublicação de referência na área.<br />

A empresa também levou outras medalhas internacionaio em<br />

<strong>2018</strong> e também <strong>2019</strong>:<br />

- Vista do Lago: Medalha de ouro no Chardonnay du Monde.<br />

- Vista da Serra Syrah: Medalha de Prata no Decanter World<br />

Wine Awards e 93 Pontos no Latin American Wine Guide <strong>2019</strong>;<br />

- Vista da Mata 2016 C. Franc e C. Sauvignon: 90 pontos no<br />

Latin American Wine Guide <strong>2019</strong>;<br />

- Vale da Pedra 2016: Medalha de Bronze no Decanter<br />

World Wine 91 Pontos no Guia Descorchados <strong>2019</strong> e 89 Pontos<br />

o Latin American Wine Guide <strong>2019</strong>.<br />

Mais informações: http://www.vinicolaguaspari.com.br<br />

194


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

VINHO LENDAS<br />

DO PAMPA<br />

TEMPRANILLO<br />

Medalha de Ouro no Brazil Wine Challenge<br />

Obtido a partir de colheita manual em vinhedos próprios, com<br />

seleção de cachos e bagas, o Lendas do Pampa Tempranillo<br />

passa por envelhecimento total de 13 meses em barris de carvalho<br />

francês e americano virgem de 13 meses.<br />

Destacando-se pela elegância, oferece um nariz intenso com<br />

notas de frutas vermelhas frescas e toque agradável da maturação<br />

em carvalho. Em boca apresenta seus taninos redondos<br />

e um final longo.<br />

Com Medalha de Ouro no disputado concurso Brazil Wine<br />

Challenge, que teve a concorrência de produtos de quase 20<br />

países, é ideal para harmonizar com carnes vermelhas, além<br />

de queijos amarelos de pasta dura.<br />

No ano passado também recebeu outra medalha de Ouro com<br />

o Lendas do Pampa Tannat 2017 no Brazil Wine Challenge.<br />

E mais: agora em <strong>2019</strong> o Rastros do Pampa Tannat recebeu<br />

agora em <strong>2019</strong> 93 Pontos no Guia Descorchados, o mais renomado<br />

da América do Sul.<br />

Informações no site: www.estanciaguatambu.com.br<br />

195


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA ITAJAHY<br />

OCTOPORTER<br />

Medalha de Bronze no Australian<br />

International Beer Awards<br />

A Cerveja Octoporter é uma Robust Porter, com 5,10% de teor<br />

alcoólico e 34 IBUs (unidade de amargor). Ela está entre as<br />

mais premiadas do País. E no ano passado ficou em terceiro<br />

lugar no principal concurso de cervejas da Austrália.<br />

É também o rótulo é o que concentra o maior número de prêmios<br />

da marca do litoral catarinense.<br />

Lançada para homenagear o Porto de Itajaí (SC), cidade sede<br />

da cervejaria e uma das zonas portuárias mais importantes<br />

do Brasil, tem sabor e o aroma que lembram café, chocolate<br />

amargo e lúpulo inglês.<br />

As primeiras três premiações da Octoporter aconteceram em<br />

2014. A cerveja foi ouro no South Beer Cup, bronze no Concurso<br />

Brasileiro de Cervejas e esteve no Best of Show do Italia<br />

Beer Festival. Já em 2017, foram quatro conquistas: prata<br />

no Brussels Beer Challenge e no Australian International Beer<br />

Awards e bronze no International Beer Challenge e no Concurso<br />

Brasileiro de Cervejas.<br />

Mais informações: www.cervejariaitajahy.com.br/site/ .<br />

196


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

HILLNECK<br />

IMPERIAL<br />

PORTER<br />

1o. Lugar no Continente<br />

No ano passado, a Hillneck Imperial Porter<br />

ficou em primeiro lugar na Copa Cervezas<br />

de America, um dos concursos mais<br />

disputados do continentes, recebendo a<br />

medalha dourada na sua excelência nas<br />

avaliações. Apenas para se ter uma ideia<br />

da conquista, participaram do concurso<br />

1.685 cervejas de mais de 18 países, que<br />

disputaram 170 medalhas.<br />

Outro destaque da empresa no ano passado<br />

é o lançamento da versão Imperial Porter<br />

Barrel Aged Series, envelhecida em barril<br />

de uísque. De corpo licoroso, notas de<br />

madeira muito bem presentes, essa cerveja<br />

A Hilneck é uma cervejaria gaúcha, com<br />

sede no interior do Estado, na cidade de<br />

Mato Castelhano.<br />

Mais informações: www.hillneckstore.business.site/<br />

.<br />

197


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA HAUSEN<br />

BIER DUNKEL<br />

Ouro e Bronze na Inglaterra, Prata na<br />

Austrália e na Bélgica, e Bronze no México<br />

Rótulo mais premiado da empresa, com cerca de 10 medalhas<br />

conquistadas em quatro anos, a Hausen Bier Dunkel foi condecorada<br />

no ano passado com:<br />

- Medalha de Ouro no World Beer Awards (Inglaterra);<br />

– Medalha de Prata no Australian International Beer Awards<br />

(Austrália) e no Brüssels Beer Challenge;<br />

– Medalha de Bronze no Aro Rojo (México) e no International<br />

Beer Challenge(Inglaterra).<br />

Essa Schwarzbier possui coloração escura, colarinho bege e<br />

persistente, corpo médio e final seco e equilibrado. Com notas<br />

de torrefação, café, chocolate e caramelo devido aos três maltes<br />

especiais torrados utilizados, harmoniza com presunto cru,<br />

churrasco e feijoada.<br />

Mas foram muitas as premiações internacionais recebidas pela<br />

empresa em <strong>2018</strong>:<br />

- Keller: Considerada a “Melhor do País” (Country Winner) no<br />

World Beer Awards;<br />

- Bock: Medalha de Ouro no World Beer Awards (WBA) e Medalha<br />

de Bronze no International Beer Challenge;<br />

- Vienna: Medalha de Prata no World Beer Awards (WBA), Medalha<br />

de Bronze no Australian International Beer Awards e<br />

Medalha de Bronze no International Beer Challenge;<br />

- Pilsen: Medalha de Prata no World Beer Awards (WBA);<br />

- IPA: Medalha de Bronze no World Beer Awards (WBA);<br />

Informações: www.hausenbier.com.br<br />

198


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA BADEN<br />

BADEN RED ALE<br />

Medalha de Ouro no South Beer Cup<br />

Ouro Brüssels Beer Challenge, Prata no World Beer Awards (WBA),<br />

Bronze no Australian International Beer Awards e no International Beer<br />

Challenge<br />

Muito premiada em <strong>2018</strong>, com destaque para as mdalhas internacionais<br />

citadas acima, a Baden Baden Red Ale é uma encorpada e aveludada.<br />

Tem elevado e persistente amargor, equilibrado por um agradável sabor<br />

adocicado residual.<br />

Seu aroma reúne características tostadas e carameladas, além da intensa<br />

presença de lúpulo herbal. Segue o estilo Double Red, com teor<br />

alcoólico de 9,2%. Por ser uma cerveja forte, acompanha pratos robustos<br />

e intensos, como carnes de porco e de caça com molhos codimentados, e<br />

queijos azuis como Stilton e Gorgonzola.<br />

A Baden Baden faz parte do grupo Heneiken do Brasil. Somente no ano<br />

passado foram cerca de 30 medalhas internacionais recebeidas com as<br />

marcas da empresa, tais como Eisebahn, Schin e a própria Baden Baden.<br />

Mais informações: https://www.badenbaden.com.br/<br />

CERVEJA HEMMER<br />

BROWN ALE<br />

CHOCOLATE<br />

Medalha de Prata no Australian<br />

International Beer Awards<br />

Cerveja escura extra tipo Brown Ale, a Hemmer Brown Ale<br />

Chocolate é feita com nibs de cacau da Fazenda São José em<br />

Barro Preto, na Bahia. De coloração marrom escuro, com espuma<br />

bege claro, densa, apresenta aromas de chocolate e café.<br />

Harmoniza bem com carnes de caça e grelhadas, presunto<br />

cru, massas ao molho funghi e sobremesas à base de chocolate<br />

e café. Veja mais informações sobre a empresa no site:<br />

www.hemmer.com.br/<br />

199


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

ESPUMANTE<br />

HORTÊNCIA H<br />

MOSCATEL<br />

Medalha de Ouro Brazil Wine Challenge<br />

O Brazil Wine Challenge é um dos principais concursos vinícolas<br />

realizado na América Latina. Na edição <strong>2018</strong> do evento<br />

participaram mais de 600 amostras de vinnhos provenientes<br />

de quase 20 países.<br />

E foi neste disputado evento o Espumante Hortência H Moscatel<br />

recebeu a medalha dourada na avaliação dos jurados.<br />

A Vinícola Hortência tem sede em Flores da Cunha, no RS, e<br />

nos últimos anos têm recebido diversas premiações. Destaca-<br />

-se pela sua linha de excelente custo-benefício.<br />

Mais informações: www.vinhoshortencia.com.br .<br />

200


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

IMIGRAÇÃO<br />

ROLETA RUSSA<br />

EASY IPA<br />

Medalha de Prata na Copa Cervezas<br />

de America<br />

Medalha de Prata em um dos maiores concursos anuais do<br />

continente, a Cerveja Imigração Roleta Russa Easy IPA é<br />

uma cerveja com alta drinkability, amargor médio e baixo<br />

teor alcoólico.<br />

Versão mais leve das cervejas extremas da família, traz<br />

uma coloração amarelo claro, espuma branca de boa formação<br />

e persistência. Seu aroma e sabor cítrico remetem<br />

a frutas tropicais e amarelas, como maracujá e mamão papaia.<br />

Outras cervejas da empresa receberam medalhas internacionais<br />

em <strong>2018</strong>:<br />

- Tripel: Medalha de Bronze no South Beer Cup;<br />

- APA: Medalha de Bronze na Copa Cervezas de America;<br />

- New England IPA: Medalha de Bronze na Copa Cervezas<br />

de America;<br />

- Framboise: Medalha de Bronze na Copa Cervezas de<br />

America.<br />

Informações: www.cervejaroletarussa.com.br/<br />

201


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

ESPUMANTE<br />

JOLIMONT<br />

MOSCATEL<br />

Medalha de Ouro Duplo no La Mujer Elige<br />

Espumante raro e reconhecido em concursos de prestígio internacional,<br />

o Jolimont Moscatel reebeu Medalha de Ouro Duplo<br />

no ano passado em um importante concurso na Argentina,<br />

o La Mujer Elige.<br />

Elaborado a partir da uva Moscato, tem acidez equilibrada e<br />

açúcares naturais. Apresenta qualidade peculiar, com espuma<br />

cremosa e borbulhas finas de boa intensidade. Possui aromas<br />

florais e frutados, de cor levemente amarela, límpida e brilhante.<br />

Outros vinhos da empresa receberam medalhas internacionais<br />

no ano passado:<br />

- Jolimont Recolte Secrete – Cabernet Sauvignon: Medalha de<br />

Prata no Challenge International Du Vin;<br />

- Gran Reserva Cabernet Sauvignon: Medalha de Prata no Vinalies<br />

Internationales <strong>2019</strong>.<br />

202


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA HUNSRUCK GRODZISKIE<br />

Medalha de Prata na<br />

Taça Libertadores das<br />

Cervejas Especiais<br />

Medalha de Prata no ano passado<br />

no South Beer Cup, a Cerveja<br />

Hunsruck Grodziskie segue um<br />

estilo histórico da Polônia, na qual<br />

a receita leva trigo maltado que foi<br />

defumado em carvalho. De coloração<br />

clara e cor dourada, apresenta<br />

alta carbonatação e um forte sabor<br />

dee aroma defumados. Esse tipo de<br />

cerveja já foi apelidado de “Champanhe<br />

Polaca”.<br />

Recenmente, na edição <strong>2019</strong> do<br />

Concurso Brasileiro de Cervejas do<br />

Festival de Blumenau a Hunsruck<br />

recebeu a Medalha de Ouro de sua<br />

Categoria.<br />

Mais informações da linha completa<br />

da empresa: http://www.hunsruck.com.br/<br />

203


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA HEATS<br />

BRAZIL PREMIUM<br />

CARVALHO<br />

Medalha de Prata no Spirits Selection<br />

Lançada exatamente em <strong>2018</strong> em uma versão com garrafa personalizada<br />

em caixa de madeira, exclusiva e numerada, a Heats<br />

Brazil <strong>Premium</strong> Carvalho provém de plantio orgânico.<br />

Triplamente filtrada no processo de destilação, a fim de retirar<br />

todos os contaminantes e metais pesados, é uma cachaça fina,<br />

que no ano passado recebeu Medalha de Prata no Spirits selection,<br />

do Concours Mondial de Bruxelles, um dos principais na<br />

área de destilados em todo o mundo.<br />

A Heats Brasil é uma marca da HB Agroindústria, com sede em<br />

Paraíso, SC. É uma cachaça produzida para consumidores exigentes,<br />

artesanal, feita em alambiques de cobre e sofisticada.<br />

Mais informações: http://heatsbrazil.com/<br />

204


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA JOPS<br />

MANNHEIM<br />

Entre as Melhores do Continente<br />

No ano passado, a Cerveja Jops Mannheim recebeu no<br />

ano passado a Medalha de Bronze na Copa Cervezas de<br />

America, ficando no Top 3 e sua categoria no continente .<br />

Cerveja clara puro malte, bem atenuada, de cor dourada<br />

com colarinho persistente e elegante, essa cerveja traz<br />

amargor e aroma representam o que há de melhor das<br />

cervejas alemãs. O teor alcoólico é de 5,2% e o a margor<br />

de IBU 24.<br />

Mais informações: www.cervejariajops.com.br/ .<br />

CERVEJA KESSBIER<br />

MARZEN<br />

Medalha de Bronze no South Beer Cup<br />

Com teor alcoólico de 4,5%, a Cerveja Kessbier Marzen tem uma coloração<br />

avermelhada, decorrente do uso de maltes alemães caramelizados,<br />

e corpo médio. É o estilo das cervejas da Oktoberfest alemã,<br />

leve e refrescante, harmonizando bem com comida típica alemã.<br />

A Kessbier foi a primeira cervejaria artesanal no Estado de Mato<br />

Grosso a elaborar produtos em diversos estilos e com qualidade<br />

equiparável à que é produzida nos melhores centros da Europa e<br />

Estados Unidos.<br />

Recentemente essa cerveja também levou a Medalha de Prata no<br />

Concurso Brasileiro de Cervejas do Festival de Blumenau <strong>2019</strong><br />

Mais informações: http://www.kessbier.com.br/<br />

205


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

KINGBIER IPA<br />

Medalha de Ouro no South Beer Cup<br />

A KingBier é um cervejaria de Vilha Velha, no ES. No ano<br />

passado ficou em preimeiro lugar no South Beer Cup,<br />

com a sua cerveja Kingbier IPA.<br />

Cerveja de puro malte agradável e equilibrada, com<br />

amargor assertivo, notas de bouquet e cítrico, esse rótulo<br />

tem coloração acobreada e de espuma consistente.<br />

Harmoniza perfeitamente com comidas condimentadas<br />

e picantes, carnes grelhadas ou assadas. Apresenta IBU<br />

55,5 (Percentual de amargor) e graduação alcoólica de<br />

6,4 %.<br />

A Session Ipa da empresa foi outra medalhista de Ouro<br />

internacional da empresa em <strong>2018</strong>. Ficou em primeiro<br />

lugar de sua categoria na Copa Cervezas de America.<br />

Outras informações<br />

http://kingbier.com.br/site/<br />

206


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

KÖNIGS BIER<br />

CATHARINA<br />

SOUR MAÇÃ E<br />

CANELA<br />

Três Ouros internacionais em <strong>2018</strong><br />

A Königs Catharina Sour Maçã e Canela é uma cerveja<br />

leve que possui em sua composição maçã, canela e<br />

lactobacilos, composição que lhe confere um sabor leve<br />

e refrescante. A receita foi inspirada na cerveja alemã<br />

Berliner Weisse, típica da região de Berlim.<br />

No ano passado foram três medalhas de Ouro recebidas:<br />

World Beer Awards (WBA); Medalha de Ouro<br />

South Beer Cup; e International Beer Challenge <strong>2018</strong>.<br />

Entre as ótimas harmonizações estão Arenque (peixe),<br />

torta de limão, frutas tropicais e sobremesas cítricas.<br />

A empresa teve outras medalhas internacionais em <strong>2018</strong>:<br />

- Rauchbier: Certificado de Excelência (Certification Of<br />

Excellence) no Brüssels Beer Challenge; Bronze no<br />

World Beer Awards (WBA), Bronze no South Beer Cup, e<br />

Medalha de Prata no International Beer Challenge;<br />

- Weizen: Medalha de Bronze no World Beer Awards (WBA);<br />

- Lager: Medalha de Bronze no International Beer Challenge.<br />

www.konigsbier.com.br<br />

207


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA KRUG<br />

BIER INOCENCIA<br />

Medalha de Prata de Copa Cervezas<br />

de America<br />

Integrante da linha Expressionista da Krug Bier, a Inocência<br />

é uma cerveja do estilo Belgian Tripel, que tem<br />

aroma complexo de fenóis que remetem a cravo e canela.<br />

Apresenta um fundo de frutas amarela com médio amargor<br />

e ótimo drinkability.<br />

Seu teor alcoólico é de 8% e seu IBU de 27. Combina perfeitamente<br />

com risoto de brie com damasco, pato confitado<br />

e torta de frutas cítricas com merengue.<br />

No ano passado ficou em segundo lugar da avaliação do<br />

continente, recebendo a Medalha de Prata na Copa Cervezas<br />

de America.<br />

Conheça toda a linha: https://krug.com.br/<br />

208


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA LA BIRRA AUSTRALIAN<br />

PALE ALE<br />

Medalha de Ouro no South Beer Cup<br />

A Cerveja La Birra Australian Pale Ale aliando as técnicas<br />

europeias e ingredientes locais, uma cerveja<br />

com raiz britânica e alma australiana.<br />

Apresenta um corpo seco e leve, lúpulo australiano<br />

acentuado, aromas marcantes florais e frutados<br />

que lembram maracujá e melão.Tem 5,6% de<br />

ABV e 32 IBU.<br />

No ano passado recebeu a Medalha de Ouro de seua<br />

Categoria no South Beer Cup, que é considerado a<br />

“Taça Libertadores das Cervejas Especiais”.<br />

Conheça toda a linha no site: http://www.labirracervejaria.com.br<br />

.<br />

209


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

MATRIARCA<br />

Duas Medalhas de Ouro no Spirits<br />

Selection em <strong>2018</strong>, e um Ouro<br />

Duplo e um Ouro nos EUA em <strong>2019</strong>!<br />

De Caravelas, na BA, a Cachaça Matriarca conquistou<br />

duas excepcionais Medalhas de Ouro em<br />

<strong>2018</strong> naquele que é considerado um dos mais influentes<br />

e disputados concursos mundias de destilados,<br />

o Spirit Selection, que no ano passado recebeu<br />

mais de 1.300 inscrições provindas de mais de<br />

50 países. As versões premiadas foram a Matriarca<br />

Jaqueira e a Matriarca Prata.<br />

A Matriarca Jaqueira passa por aramazenamento<br />

envelhecida em barris de Jaqueira, o que lhe proporciona<br />

uma coloração exótica, amarelo canário,<br />

líquido translúcido e vivo, além de um retrogosto<br />

frutado. Já a Matriarca Prata não passa por envelhecimento.<br />

Amnas passam po destilação em<br />

alambique de cobre.<br />

Em tempo: A Matriarca Ouro Jaqueira e a Matriarca<br />

Prata acabam de receber mais dus premiações<br />

internacionais, agora nos EUA, respectivamente<br />

Medalha de Ouro e e Medalha de Ouro Duplo no<br />

San Francisco World Spirits Competition (SFWSC).<br />

Informações: www.matriarca.com.br<br />

210


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

ESPUMANTE<br />

FERRAGANI ROSÉ<br />

BRUT 2014<br />

Medalha de Ouro no Brazil Wine Challenge<br />

Elaborado em um processo de alta seleção dos melhores cachos<br />

e bagas, com uvas colhidas manualmente e sendo maturado<br />

por 24 meses, o espumante Ferragani Rosé Brut 2014 possui<br />

perlage fina e elegante. Apresenta sabor harmônico, refrescante<br />

e intenso. A graduação alcoólica é 12%.<br />

Provém de uvas 100% uvas pinot noir de vinhedos próprios,<br />

sendo produzido em parceria com a vinícola Luiz Argenta, em<br />

Flores da Cunha, RS. Harmonização : culinária japonesa, massas<br />

com molhos aromáticos,camarão e lagostas.<br />

Mais informações: http://livimport.com.br<br />

211


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA LOHN<br />

BIER CARVOEIRA<br />

1 Título de “The Best of Show”,<br />

2 Medalhas de Ouro, 2 de Prata e<br />

1 de Bronze internacionais somente<br />

em <strong>2018</strong><br />

Cerveja forte, escura, que leva na receita Funghi sechi e<br />

Comaru tipo Stout, a Lohn Bier Carvoeira é uma das cervejas<br />

brasileiras com mais premiações internacionais desde<br />

o seu lançamento em 2015. Somente no ano passado a<br />

tradicional e suas versões especiais receberam:<br />

- Carvoeira: Medalha de Ouro no World Beer Awards<br />

(WBA); Medalha de Prata no World Beer Cup; Considerada<br />

a Best of Show South Beer Cup;<br />

- Carvoeira Wood Aged: Medalha de Ouro World Beer<br />

Awards (WBA)<br />

- Carvoeira Pimenta: Medalha de Prata no World Beer<br />

Awards (WBA);<br />

- Carvoeira Café: Medalha de Bronze no World Beer<br />

Awards (WBA).<br />

Agora em <strong>2019</strong>, a cerveja também recebeu duas novas<br />

premiações nacionais:<br />

- Carvoeira: Medalha de Ouro no Concurso Brasileiro de<br />

Cervejas do Festival e Blumenau;<br />

- Carvoeira Pimenta: Medalha de Prata no Concurso Brasileiro<br />

de Cervejas do Festival e Blumenau;<br />

A Carvoeira possui teor alcoólico de 9,5% e amargor de 60<br />

IBU. É uma Imperial Stout densa, complexa com notas<br />

amadeiradas e aroma de baunilha. Na verdade, apresenta<br />

uma excelente combinação entre lúpulo inglês, grãos brasileiros<br />

e sabores exóticos. É de fácil harmonização, principalmente<br />

com sobremesas à<br />

base de chocolate, banana, ou até crème brûlée.<br />

A empresa faturou ainda diversas ouras premiações internacionais<br />

ano passado, como a sua IPA Serra Do Rio Do<br />

Rastro, que recebeu a Medalha de Ouro no World Beer<br />

Awards (WBA).<br />

Informações sobre toda a linha estão disponíveis no site:<br />

www.lohnbier.com.br .<br />

212


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA BENEDITA FURRUNDU<br />

STOUT<br />

Medalha de Bronze na<br />

Copa Cervezas de<br />

America<br />

As matogrossenses Louvada e Benedita<br />

são parceiras na produção<br />

dessa cerveja que conquistou um<br />

importante terceiro ugar de sua<br />

categoria na edição <strong>2018</strong> do South<br />

Beer Cup, concurso reconhecido<br />

como a Taça Libertadores das<br />

Cervejas Especiais.<br />

Essa cerveja tem uma exclusiva<br />

fórmula que leva o tradicional<br />

doce de mamão cuiabano, o furrundu.<br />

Benedita, que tem uma<br />

exclusiva fórmula que leva o tradicional<br />

doce de mamão cuiabano,<br />

o furrundu, que também leva na<br />

receita gengibre e rapadura. Produzida<br />

com puro malte de cevada,<br />

essa cerveja tem teor alcoólico de<br />

6,5% e 93 de IBU.<br />

Mais informações: https://web.<br />

facebook.com/pg/cervejabenedita<br />

e http://www.cervejarialouvada.<br />

com.br .<br />

213


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

LUIZ ARGENTA<br />

CAVE 8 ANOS<br />

CHARDONNAY<br />

Ente os melhores sulamericanos<br />

Com 92 Pontos na edição do ano passado do Guia Descorchados,<br />

o Luiz Argenta Cave 8 Anos Chardonnay tem<br />

aromas onde ficam bem evidentes a baunilha, o mel e as<br />

flores secas.<br />

De um amarelo dourado intenso com reflexos alaranjados,<br />

possui estrutura potente, com traços evidentes de uma<br />

oxidação controlada através da micro-oxigenação pela<br />

barrica. É considerado um “vinho de meditação”, que deve<br />

ser apreciado lentamente para que os aromas possam evoluir<br />

na taça.<br />

Para conhecer mais deste vinho e da linha, acesse: https://www.boutiqueluizargenta.com.br<br />

.<br />

214


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

MAFIOSA<br />

CONSIGLIERI<br />

Medalha de Ouro South<br />

Beer Cup<br />

Primeiro lugar na Copa Libertadores das<br />

Cervejas Especiais, a Mafiosa Consiglieri é<br />

uma Double IPA com 70 IBUs e 7,6 % de teor<br />

alcoólico. Possui na receita maltes de cevada<br />

e trigo e flocos de aveia, que trazem maior<br />

cremosidade. Tem aromas bem frutados, cítricos<br />

e tropicais.<br />

No ano passado também faturou a Medalha<br />

de Ouro no estilo Imperial or Double India<br />

Pale Ale no Festival Brasileiro da Cerveja<br />

<strong>2018</strong>.<br />

A Mafiosa é uma cervejaria paulista com<br />

sede em Valinhos, próxima da capital.<br />

Informações: wwww.mafiosacervejaria.com.br<br />

215


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

ESPUMANTE<br />

GRAN LEGADO<br />

CHAMPENOISE<br />

BRANCO BRUT<br />

Medalha de Ouro no Brazil Wine<br />

Challenge<br />

Em um dos princiapis e mais disputados concursos tradicionais<br />

do continente, o Gran Legado Brut Champenoise<br />

recebeu a medalha dourada no Brazil Wine Challenge<br />

<strong>2018</strong>.<br />

Elaborado através do método Champenoise, onde a fermentação<br />

ocorre lentamente na própria garrafa, combina<br />

perfeitamenteas uvas Chardonnay e Pinot Noir oriundas<br />

de vinhedos próprios localizados no Vale dos Vinhedos.<br />

Apresenta uma linda cor amarela com reflexos dourados<br />

brilhantes, borbulhas ativas intensas, um envolvente aroma<br />

que evidencia o seu tempo de maturação e um paladar<br />

perfeitamente equilibrado e prazeroso.<br />

No ano passado a emptesa também recebeu mais uma medalha<br />

internacional:<br />

- Gran Legado Espumante Charmat Brut Rosé: Medalha<br />

de Prata no Vinalies, da França.<br />

Informações completas no site: www.granlegado.com.br<br />

216


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA MANIACS<br />

REBELLION KOFE<br />

Medalha de Prata no South Beer Cup <strong>2018</strong><br />

A Maniacs Rebellion Kofe, uma Russian Imperial Stout com café<br />

maturado em barris de Bourbon, ficou em segundo lugar no ano<br />

passado na categoria Coffee Stout or Porter no South Beer Cup<br />

<strong>2018</strong>, evento que é considerado a Taça Libertadores das Cervejas<br />

Especiais.<br />

Lançada no ano passado, essa cerveja possui 13% de teor alcoólico<br />

e 71 IBU.<br />

Faz parte da linha Rebellion da Maniacs, que possui mais três<br />

rótulos: Baltic Porter, com 10,7% de ABV e 71 IBU, Run Sweetie,<br />

uma Strong Dark Ale com 9,3% de ABV e 21 IBU, e Russian<br />

Imperial Stout maturada com espirais de carvalho e bourbon<br />

com 12,7% de ABV e 71 IBU.<br />

Informações: https://maniacs.com.br<br />

217


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

MATRIARCA<br />

OURO<br />

JAQUEIRA<br />

Entre as 50 Melhores do Brasil de<br />

sua categoria<br />

No ano passado, a Cachaça Matriarca Ouro Jaqueira<br />

ficou na 32a Colocação na Categoria Ouro<br />

no III Ranking Cúpula da Cachaça.<br />

Essa cachaça, que acaba de receber uma medalha<br />

de Ouro em São Francisco, nos EUA, é excelente<br />

para harmonizar com aperitivos, junto com carnes<br />

de caça, porco e comidas gordurosas.<br />

A empresa, que tem distribuição em São Paulo,<br />

possui sede no Sul da Bahia. Na linha também estão<br />

disponíveis as versões Prata, Ouro em Bálsamo<br />

e Ouro em Umburana.<br />

Saiba mais em http://www.matriarca.com.br .<br />

218


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

ESPUMANTE<br />

BRUT ROSÉ<br />

VEZZI MAXIMO<br />

BOSCHI<br />

Medalha de Ouro Brazil Wine<br />

Challenge <strong>2018</strong><br />

Primeiro lugar nas avaliações do Brazil Wine Challenge de<br />

<strong>2018</strong>, concurso realizado no Brasil mas que contou com a<br />

participação de quase 20 vinte outros países, o espumante<br />

Brut Rosé Vezzi Maximo Boschi é produzido a partir de<br />

25% Chardonnay, 55% Riesling Itálico e 20% Merlot.<br />

Rosé de média intensidade, mesclando vermelho cereja<br />

com fundo de salmão, perlage fino e persistente com<br />

coroa espessa e duradoura, remete no olfato a notas de<br />

frutas vermelhas como cassis fresco e cereja, combinados<br />

ao sutil toque de confeitaria, o que lhe dá fineza<br />

com leve complexidade, e no paladar a uma explosão de<br />

frutas frescas. Combina com queijos leves, aperitivos e<br />

entradas leves, peixes e frutos do mar, massas, pizzas,<br />

culinária oriental e pratos de codimentação leve.<br />

Também no Brazil Wine Challenge <strong>2018</strong>, a empresa faturou<br />

outras duas Medalhas de Ouro com os rótulos Maximo<br />

Boschi Biografia Merlot 2008, Maximo Boschi Espumante<br />

Racconto 2016, e também uma Medalha Gran Ouro com<br />

o seu Maximo Boschi Espumante Biografia 2011.<br />

Mais em: www.maximoboschi.com.br/<br />

219


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

MEA CULPA<br />

HUMILDADE<br />

Prata no South Beer Cup e Bronze<br />

na Copa Cervezas de America<br />

Com segundo lugar (Medalha da Prata) no South<br />

Beer Cup, que é considerado a Taça Libertadores<br />

das Cervejas Especiais, e terceiro lugar na Copa<br />

Cervezas de América, um dos maiores concursos<br />

internacionais, a Cerveja Mea Culpa Humildade é<br />

uma Session India Pale Ale bem equilibrada. De<br />

amargor agradável, remete nos aromas a notas de<br />

maracujá, laranja e manga. O teor alcoólico é de<br />

4,2% e o amargor de 42 IBU.<br />

No ano passado o rótulo Mea Culpa Inveja também<br />

ficou entre as melhores do continente com Medalha<br />

de Prata na Copa Cervezas de America.<br />

EM TEMPO: em <strong>2019</strong>, no Festival de Blumenau, a<br />

empresa levou uma Medalha de Prata com a cerveja<br />

Mea Culpa Luxúria.<br />

Informações: www.cervejameaculpa.com.br<br />

220


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA TRIPEL<br />

WOOD AGED<br />

Medalha de Ouro no World Beer<br />

Awards (WBA)<br />

A Tripel Wood-Aged foi elaborada pela empresa a<br />

partir da partir da premiada cerveja Belgian Tripel<br />

Chocolate, que em 2017 já havia faturado a Medalha<br />

de Ouro no South Beer Cup 2017.<br />

Resultado de uma parceria da rede com Pete Slosberg,<br />

um dos pioneiros da revolução cervejeira dos<br />

EUA, que hoje atua no setor de chocolates artesanais,<br />

e Jacir Cavalheiro, mestre cervejeiro da Bier<br />

Hoff, essa cerveja é um blend de cerveja nova e cerveja<br />

envelhecida por um ano em barris de cachaça.<br />

A maturação destacou sabores de madeira e da cachaça<br />

sobre os gostos tradicionais do estilo Tripel,<br />

trazendo no nariz notas de coco queimado, destilado<br />

que lembra cachaça e melado, com o perfil<br />

frutado de uma Tripel, médio corpo e baixa carbonatação.<br />

O teor alcoólico é 9,5%.<br />

No ano passado a empresa também recebeu outra<br />

premiação internacional: a Cerveja Amarillo Weisse<br />

foi considera a Melhor do País na Categoria no<br />

World Beer Awards (WBA).<br />

Para saber mais: www.mestre-cervejeiro.com/<br />

221


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

MIOLO MERLOT<br />

TERROIR<br />

Medalha de Ouro no Challenge International<br />

Du Vin e no Brazil Wine Challenge e na lista<br />

dos melhores no Descorchados <strong>2019</strong><br />

Um dos destaques da vinícola de referência brasileira em <strong>2018</strong>, o<br />

Miolo Merlot Terroir 2015 recebeu duas medalhas douradas em<br />

dois importantes concursos internacionais, concorrendo lado a<br />

lado com os melhores mundiais: Ouro no Challenge International<br />

Du Vin, da França, e no Brazil Wine Challenge.<br />

Ele acompanha com perfeição queijos maturados de massa cozida<br />

no geral, como Roquefort, Stilton, e Danablue, além de harmonizar<br />

com pratos de textura rica e aromas complexos e intensos como<br />

cordeiro ao alecrim, pato assado ao tamarindo e risoto de funghi<br />

seco, farfalle ao molho de gorgonzola, e avestruz ao molho de mostarda.<br />

Recentemente este vinho recebeu a o reconhecimento como<br />

um dos Melhores Tintos e Melhores do Vale dos Vinhedos, com 91<br />

pontos no Descorchados <strong>2019</strong>.<br />

Outros premiados em <strong>2019</strong>:<br />

- Miolo Single Vineyard Touriga Nacional: Medalha de Ouro no Virtus,<br />

de Portugal<br />

- Miolo Quinta do Seival Cabernet Sauvignon: Medalha de Prata<br />

no Vinalies, da França;<br />

- Miolo Single Vineyard Touriga Nacional: Melhores Tintos e Melhores<br />

da Campanha Gaúcha, com 91 pontos, no Descorchados <strong>2019</strong>;<br />

- Miolo Millésime Brut Rosé: Vinho Revelação, Melhores Espumantes<br />

Brut, Melhores Espumantes Rosados e Melhores do Vale dos<br />

Vinhedos, com 91 pontos no Descorchados <strong>2019</strong>;<br />

- Quinta do Seival Castas Portuguesas (Tinta Roriz, Touriga Nacional):<br />

Melhores Tintos e Melhores do Vale dos Vinhedos, com 91<br />

pontos no Descorchados <strong>2019</strong>;<br />

- Miolo Millésime Brut 2015: Melhores Espumantes Brut e Melhores<br />

do Vale dos Vinhedos, 91 pontos no Descorchados <strong>2019</strong>;<br />

- Alísios <strong>2018</strong> (Grenache, Mourvedre, Syrah): Vinho Revelação,<br />

com 90 pontos, no Descorchados <strong>2019</strong>.<br />

A empresa recebeu diversas outras premiações nos últimos 12 meses.<br />

Informações: https://www.miolo.com.br .<br />

222


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

ESPUMANTE<br />

MIORANZA<br />

RIOBRAVO<br />

MOSCATEL<br />

Medalha de Ouro Brazil Wine<br />

Challenge<br />

A história da Vinícola Mioranza completa 55 anos<br />

e <strong>2019</strong>. Ela se inicia em 1964, quando a Família<br />

Mioranza, de origem italiana, começa com o cultivo<br />

das vinhas em Flores da Cunha, cidade localizada<br />

na Serra Gaúcha, região reconhecida nacionalmente<br />

pelos excelentes vinhos e belezas naturais.<br />

O Mioranza Riobravo Moscatel traz na composição<br />

a mistura de uvas finas Moscato, Giallo e Alexandria,<br />

as quais conferem aromas florais e de frutas,<br />

estrutura e corpo ao espumante. No aroma remete à<br />

frutas como pêssego, baunilha, flores e especiarias.<br />

Macio e com bom frescor apresenta acidez equilibrada<br />

e retrogosto agradável.<br />

Saiba mais em: http://loja.mioranza.com .<br />

223


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

MOOCA BIER<br />

GUARANI<br />

WEISSBIER<br />

Medalha de Prata no<br />

South Beer Cup<br />

Com diversos prêmoos já recebeidos desde o seu<br />

lançamento, a Cerveja Moocabier Guarani Weiss<br />

bier tem sabor suave, teor alcoólico de apenas<br />

5% e amargor de 20 IBU. Harmonização: salada,<br />

frango, queijos brie e camembert.<br />

Recentemente a empresa faturou a Medalha de<br />

Prata com a sua cerveja Cacique no Festival de<br />

Blumenau <strong>2019</strong>.<br />

Mais informações: http://moocabier.com.br .<br />

224


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

O MOTIM<br />

DUBHLINN<br />

Medalha de Ouro no World Beer<br />

Awards (WBA)<br />

Com medalha dourada na edição <strong>2018</strong> do Oscar<br />

da Cerveja Mundial, a O Motim Dubhlinn é uma<br />

Irish Dry Stout da cervejaria carioca. O nome vem<br />

do gaélico e significa “Lago Negro”.<br />

Seu aroma é intenso, superando marcas tradicionais<br />

como a Guinness, destacando-se as notas de<br />

caramelo, leve torrefação, café e leve chocolate.<br />

Harmonização: carnes vermelhas, carnes de caça,<br />

feijoada, salame, hambúrguer, queijos de média<br />

intensidade, crème brûlée, chocolate e bolo floresta<br />

negra.<br />

Outras cervejas da empresa receberam medalhas<br />

no WBA <strong>2018</strong>:<br />

- Canudos: Considerada a Melhor do País na Categoria;<br />

- QI: Considerada a Melhor do País na Categoria;<br />

- Folklore Pils: Medalha de Bronze;<br />

- Hell De Janeiro: Medalha de Prata.<br />

Informações: www.motimbrew.com.br .<br />

225


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA NOI<br />

PASSIONE<br />

Medalha de Prata no European<br />

Beer Star e Medalha de Bronze na<br />

Copa Cervezas de America<br />

Com 12% de teor alcoólico e 24 IBU, a Noi Passione<br />

é uma Belgian Strong Ale envelhecida em barricas<br />

de carvalho.<br />

Apresenta intenso aroma frutado de ameixas secas<br />

e uvas passas e paladar licoroso de vinho xerez.<br />

Outra cerveja da empresa a receber uma medalha<br />

internacional em <strong>2018</strong> foi a Noi Diavolo, que ficou<br />

com Medalha de Bronze no European Beer Star.<br />

Além das medalhas internacionais recebidas e indicadas<br />

acima, a Passione também faturou agora<br />

em <strong>2019</strong> a Medalha de Ouro no Concurso Brasileiro<br />

de Cervejas do Festival de Blumenau, evento no<br />

qual a empresa levou outras três medalhas.<br />

Informações: http://www.cervejarianoi.com.br/<br />

226


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

OPERA JESSYE<br />

N. BLACK IPA<br />

Medalha de Bronze no Concurso<br />

Mejor IPA de Sudamérica<br />

Terceiro Lugar no recente Concurso Mejor IPA<br />

de Sudamérica realizado nos primeiros meses de<br />

<strong>2019</strong>, na Argentina, a Jessye N. Black IPA é uma<br />

homenagem à cantora lírica americana, homônima<br />

à cerveja. Essa cerveja passa por um dry hop<br />

com Citra, Ella e Mosacic, e tem alto drinkability.<br />

Harmonização: comida condimentada, linguiças,<br />

hambúrgueres e queijos.<br />

Também em <strong>2019</strong> a empresa faturou duas medalhas<br />

nacionais no Festival Brasileira da Cerveja,<br />

em Blumanau, com seus rótulos Black Forest<br />

Framboise Stout (Ouro) e Opera-Sat (Mission Belgique)<br />

(Ouro também).<br />

Mais informações: www.cervejaopera.com.br/<br />

227


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

ESPUMANTE<br />

PANIZZON<br />

MOSCATEL<br />

Medalha de Ouro na Argentina<br />

em <strong>2018</strong><br />

O espumante Panizzon Moscatel foi um dos destaques<br />

da área vinicola brasileira no ano passado.<br />

Ele recebeu Medalha de Ouro no Concurso La Mujer<br />

Elige, da Argentina, passando pelo crivo de 62<br />

mulheres de 17 países, que foram juradas na 22a.<br />

edição do concurso. Ao todo participaram do evento<br />

mais de 400 rótulos de 17 países.<br />

Elaborado a partir de uvas Moscato Giallo, esse espumante<br />

traz aromas intensos, com notas florais,<br />

frutado e mel. Em boca é delicado, com doçura e<br />

frescor equilibrados. É ideal para acompanhar sobremesas.<br />

Já o espumante Panizzon levou no ano passado a<br />

Medalha de Ouro no Brazil Wine Challenge. Mais<br />

recentemente o espumante Panizzon Chardonnay<br />

recebeu a Medalha de Bronze no Thessaloniki International<br />

Wine Competition, da Grécia, agora em<br />

<strong>2019</strong>. Informações: http://www.panizzon.com.br .<br />

228


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

PARATIANA<br />

OURO<br />

Medalha de Ouro na China, Ouro<br />

nos EUA e Duas Estrelas<br />

na Bélgica<br />

No ano passado a Cachaça Parataiana Ouro se<br />

destacou por excelentes premiações internacionais<br />

em concursos mundiais de destilados:<br />

- Medalha de Ouro no China Wine e Spirits Awards<br />

(CWSA Best Value <strong>2018</strong>);<br />

- Medalha de Ouro no New York International Spirits<br />

Competition (NYISC);<br />

- 2 Estrelas (Duas medalhas de Ouro) no Superior<br />

Taste Award <strong>2018</strong> do The International Taste &<br />

Quality Institute (ITQi).<br />

De cor dourada e leve, a Paratiana Ouro é uma cachaça<br />

que assa por armazenamento em barris de<br />

carvalho, o que a torna mais macia e com aroma<br />

remetendo à baunilha.<br />

A empresa recebeu outras premiações internacionais<br />

em <strong>2018</strong>:<br />

- Paratiana Prata: Medalha de Ouro Duplo no New<br />

York International Spirits Competition (NYISC),e o<br />

título de a “Cachaca Of The Year” no evento;<br />

- Mulatinha: Medalha de Ouro no China Wine e<br />

Spirits Awards (CWSA Best Value <strong>2018</strong>);<br />

- Gabriela: Medalha de Prata no China Wine e Spirits<br />

Awards (CWSA Best Value <strong>2018</strong>);<br />

- Paratiana Labareda: Medalha de Prata no New<br />

York International Spirits Competition (NYISC).<br />

Mais detalhes de toda a linha da empresa em:<br />

http://www.cachacaparatiana.com.br .<br />

229


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

PARATIANA<br />

PRATA<br />

Medalha de Prata no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong><br />

Brasil <strong>2018</strong><br />

Com diversas premiações nacioonais e internacionais<br />

conquistadas ao longo dos anos, a Cachaça<br />

Paratiana Prata ficou em segundo lugar nas avalições<br />

do Concurso Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong><br />

Brasil no ano passado.<br />

Essa cachaça passa por no mínimo um ano de armazernamento<br />

em barris de Jequitibá, o que lhe<br />

proporciona um sabor único e aroma bem marcante.<br />

Mais sobre a linha da empresa em: http://www.<br />

cachacaparatiana.com.br .<br />

230


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

PAULISTÂNIA<br />

MARCO ZERO<br />

Medalha de Ouro South Beer Cup<br />

e Considerada a Melhor do País na<br />

Categoria no no World Beer Awards<br />

Com duas premiações internacionaos em destaque<br />

no ano passado, a Paulistânia Marco Zero foi um<br />

dos destaques da empresa nas avaliações.<br />

Essa Cerveja Pale Lager, clara, com teor alcoólico<br />

de 4,8%, faz uma alusão ao monumento localizado<br />

na Praça da Sé, local onde nasceu à cidade. Do<br />

tipo puro malte e produzida com maltes e lúpulos<br />

importados, é bem aromática e refrescante, com<br />

ricas notas de malte. Harmonização: acompanha<br />

bem desde pratos leves, como grelhados, sushis e<br />

saladas, até pratos mais picantes e fortes.<br />

A Paulistânia é uma cervejaria artesanal de São<br />

Paulo que homenageia a cidade e sua história. Foi<br />

criada pela Bier & Wein, importadora pioneira no<br />

mercado de cervejas especiais no Brasil desde 1993.<br />

No ano passado a Paulistânia Ipiranga também recebeu<br />

uma premiação internacional: Medalha de<br />

Bronze World Beer Awards (WBA).<br />

Mais informações: http://www.bierwein.com.br/<br />

paulistania .<br />

231


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

PERFEIÇÃO<br />

Título de “Revelation Organic Spirit”<br />

no Spirits Selection <strong>2018</strong><br />

Produzida por Marcelo Bonfá, baterista da banda Legião<br />

Urbana, a Cachaça Perfeição Pura foi um dos principais<br />

destaques nos detilados brasileiros em <strong>2018</strong>. Ela<br />

recebeu o título de Revelation Organic Spirit” no Spirits<br />

Selection do ano passado, concurso do qual participaram<br />

mais de 1.300 amostras provindas de 50 países<br />

produtores, cujas bebidas passaram pela avaliação de<br />

78 provadores especialistas, representando<br />

26 nacionalidades.<br />

Artesanal, a bebida é concebida com o mosto naturalmente<br />

fermentado de canas orgânicas e exclusivas, perfeitamente<br />

adaptada ao clima frio da região, seguindo<br />

rígidos padrões de higiene em equipamento da mais<br />

alta qualidade.<br />

Provém de canas cultivadas em grande altitude, mais<br />

de 1.300 m, na região da Serra do Itatiaia, em Santo<br />

Antônio do Rio Grande, MG, que acabam por acumular<br />

açúcares mais nobres em razão do ciclo longo de frio no<br />

inverno. O resultado é um destilado de aroma intenso<br />

lembrando a cana no momento em que se extrai dela o<br />

caldo, extremamente adocicada e com um toque de erva<br />

doce logo no primeiro contato.<br />

Informações no site: www.cachacaperfeicao.com.br .<br />

232


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

ESPUMANTE CASA<br />

PERINI BRUT<br />

Medalhas no Japão, nos EUA, na Inglaterra, na<br />

França, na Argentina, em Hong Kong e no Brasil<br />

Posicionado entre os melhores do<br />

mundo o Casa Perini Brut é um<br />

colecionador de medalhas. Somente<br />

nos últimos 12 meses podemos<br />

citar:<br />

- Medalha de Ouro no Brazil Wine<br />

Challenge;<br />

- Medalha de Prata no Japan Wine<br />

Challenge;<br />

- Medalha de Ouro no Critics Challenge<br />

International Wine & Spirits<br />

Competition, de San Diego,<br />

nos EUA;<br />

- Medalha de Bronze no Decanter<br />

World Wine Awards, do Reino Unido;<br />

- Medalha de Ouro no Concurso<br />

Vinus, da Argentina;<br />

- Medalha de Bronze no San Francisco<br />

Wine Challenge, também<br />

nos EUA;<br />

- Medalha de Bronze no Cathay<br />

Pacific Hong Kong International<br />

Wine & Spirit Competition, de<br />

Hong Kong;<br />

- Medalha de Prata no Effervescents<br />

du Monde, na França.<br />

- Medalha de Bronze no International<br />

Wine & Spirit Competition, na<br />

Inglaterra;<br />

- Medalha de Prata no Los Angeles<br />

Wine Challenge, dos EUA;<br />

- Medalha de Prata no Indy International<br />

Wine Competition, dos<br />

EUA;<br />

- Medalha de Prata no Tasters<br />

Guild International, dos EUA;<br />

- Medalha de Prata no Great Wine<br />

American International Wine Competition,<br />

dos EUA;<br />

- Medalha de Prata no Finger Lakes<br />

International Wine Competition,<br />

também dos EUA.<br />

Com seu perlage fino e intenso e<br />

aromas que remetem a flores brancas,<br />

abacaxi e maçã verde, é um<br />

espumante de boa estrutura com<br />

frescor intenso, que acompanha<br />

muito bem saladas, queijos defumados<br />

e carnes brancas.<br />

Mais informações: www.casaperini.com.br<br />

233


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

VINHO<br />

PETERLONGO<br />

ARMANDO MEMÓRIA<br />

TEROLDEGO<br />

Ouro Duplo na Espanha e na Espanha,<br />

Menção Honrosa na Inglaterra e Ouro no Brazil<br />

Wine Challenge<br />

De corpo imponente e robusto, com taninos suavizados e equilibrados<br />

pela passagem em barrica, o Peterlongo Armando Memória Teroldego traz<br />

aromas que vão desde os característicos da casta como frutas negras<br />

maduras, até notas bem pronunciadas de café e chocolate, com sutil toque<br />

defumado.Harmonização: carnes, caças, massas, pizzas, embutidos,<br />

queijos e risotos com queijo.<br />

Foram diversas premiações recebidas em <strong>2018</strong>:<br />

- Medalha de Ouro Duplo no La Mujer Elige, da Argentina;<br />

- Medalha de Ouro Duplo (Gran Ouro, Gran Cinve) no Cinve, da Espanha;<br />

- Medalha de Ouro: Brazil Wine Challenge;<br />

- Recomendado - Commended (Menção Honrosa) no Decanter World Wine<br />

Awards, da Inglaterra.<br />

Além deste vinho, a empresa recebeu mais de 20 outras premiações internacionais<br />

nos últimos 12 meses, com destaque para o Privilege Extra<br />

Brut que recebeu Medalha de Prata, alcançando 93 Pontos no Decanter<br />

World Wine Awards.<br />

A empresa em <strong>2019</strong> já comemora novos reconhecimentos:<br />

- Espumante Peterlongo Elegance Nature: 93 Pontos no Guia Descorchados<br />

<strong>2019</strong>;<br />

- Espumante Privige Brut: 92 Pontos no Guia Descorchados <strong>2019</strong>;<br />

- Espumante Privilege Extra Brut: 91 Pontos no Guia Descorchados <strong>2019</strong>;<br />

- Espumante Presence Moscael: 90 Pontos no Guia Descorchados <strong>2019</strong>.<br />

Mais informações: https://loja.peterlongo.com.br .,<br />

234


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA PETRA<br />

STARK BIER<br />

Eleita a “Melhor do País na<br />

Categoria” no Oscar da<br />

Cerveja Mundial<br />

No ano passado a Petra Stark Bier foi considerada<br />

a Melhor do País em Sua Categoria no World Beer<br />

Awards (WBA), evento que é chamado de “Oscar<br />

Mundial das Cervejas Especiais”.<br />

Cerveja puro malte de alto teor alcoólico, com<br />

8,2%, a Petra Stark é encorpada e tem sabor amargo<br />

intenso. Combina com carnes, peixes, massas e<br />

pratos apimentados.<br />

A Preta faz parte do Grupo Petrópolis. No ano passado<br />

a empresa também recebeu outras premiações<br />

internacionais:<br />

- Bock: Medalha de Prata no World Beer Awards<br />

(WBA);<br />

- Black Princess Doctor Weiss: Melhor do País na<br />

Categoria na World Beer Awards (WBA).<br />

E no início agora de <strong>2019</strong> a empresa já comemora<br />

uma nova premiação:<br />

- Black Princess Doctor Weiss: Medalha de Ouro<br />

no festival de Blumenau.<br />

www.cervejapetra.com.br<br />

235


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

CULOTTE DE<br />

LA DUCHESSE<br />

Eleita a Melhor do País na Categoria<br />

no World Beer Awards (WBA),<br />

Considerada a Melhor Cerveja da<br />

América e a Melhor<br />

Melhor Cerveja Brasileira na Copa<br />

Cervezas de America<br />

Cerveja do tipo “Sour Ale”, a Cerveja Culotte De La<br />

Duchesse é fermentada e maturada por 12 meses<br />

com leveduras selvagens e bactérias.<br />

Premiada como a “Melhor Cerveja das Américas”,<br />

“Melhor Cerveja do Brasil” e com Medalha de<br />

Ouro no passado na Copa Cervezas de America,<br />

essa cerveja também recebeu o título de Melhor<br />

do País em sua Categoria no World Beer Awards.<br />

Além dessas premiações internacionais, a Cullote<br />

recebeu a recente Medalha de Prata em <strong>2019</strong> no<br />

Festival de Blumenau.<br />

Com teor alcoólico de 6,5%, apresenta amargor<br />

17,9 IBU.<br />

A empresa ecebeu diversas outras premiações internacionais<br />

com sua linha no ano passado, como<br />

é o caso da Pratinha Ambarella, considerada a<br />

“Melhor Local Styles” e que recebeu Medalha de<br />

Ouro na Copa Cervezas de America.<br />

Informações: www.loja.cervejariapratinha.com.br .<br />

236


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

PROSA IPÊ<br />

Medalha de Bronze no<br />

South Beer Cup<br />

A Cervejaria Prosa é um dos destaques<br />

de Campo Grande, capital do<br />

Mato Grosso do Sul.<br />

A sua cerveja Ipê, que leva o nome<br />

da árvore símbolo da cidade, é<br />

uma American <strong>Premium</strong> Lager de<br />

leve amargor, equilibrada com o<br />

sabor do malte, notas de cereais e<br />

aroma floral que remete ao lúpulo.<br />

Seu teor alcoólico é de 4,9%.<br />

Saiba mais sobre a empresa no<br />

site: http://prosa.beer e no Facebook:<br />

https://pt-br.facebook.<br />

com/cervejariaprosa .<br />

237


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

SACCA PRATA<br />

Medalha de Prata na Categoria<br />

Brancas Puras no Concurso de<br />

Degustação às Cegas da<br />

Expocachaça<br />

Pura, a Sacca Prata ficou entre as top três de sua<br />

categoria na avaliação realizada às cegas na edição<br />

<strong>2018</strong> da Expocachaça.<br />

No ano passado a empresa completou 80 anos de<br />

história, passando por 4 gerações na produção de<br />

bebidas especiais.<br />

Atualmente na linha estão a Cachaça Ouro, a<br />

Cachaça Prata, Cachaça Saborizada Maracujá,<br />

Aguardente de melado, Vodca <strong>Premium</strong>, Vodca<br />

<strong>Premium</strong> Saborizada, entre outros produtos.<br />

Informações completas no site: www.destilariarech.com.br<br />

.<br />

238


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

SACCA<br />

AGUARDENTE<br />

DE MELADO<br />

Medalha de Bronze no Las Vegas<br />

Global Spirit Awards Competition<br />

A Aguardente de Melado Sacca passa por um processo<br />

de descanso de 6 meses antes de ser engarrafada.<br />

É um produto bem recomendado para elaboração<br />

de drinques, sendo produzido com melado<br />

de cana-de-açúcar de forma totalmente artesanal.<br />

A graduação alcoólica é de 38%.<br />

A família Rech é pioneira na fabricação de aguardente<br />

a mais de 75 há mais de 80 anos em SC, a a<br />

destilaria fica na cidade de Luiz Alves Santa Catarina.<br />

Na linha de produtos estão vodca e cachaça<br />

saborizada e versões como maracujá.<br />

Outras informações: www.destilariarech.com.br/ .<br />

239


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA RUIZ<br />

SESH IPA<br />

Medalha de Bronze no<br />

World Beer Awards<br />

No estilo Session India Pale Ale e bastante aromática,<br />

a Ruiz Sesh IPA ficou entre as top três do<br />

“Oscar da Cerveja Mundial” em <strong>2018</strong>.<br />

De cor dourada, levemente turva, traz os lúpulos<br />

Simcoe e Cascade, que proporcionam notas cítricas<br />

e tropicais. Muito refrescante traz teor alcoólico<br />

de 4,8%.<br />

A Ruiz é uma cervejaria cigana da cidade de Piracicaba,<br />

SP.<br />

Outras informações: www.ruizcervejaria.com.br/ .<br />

CERVEJA<br />

REDCOR<br />

RYEQUEOPARTA<br />

Medalha de Bronze no Australian<br />

International Beer Awards<br />

No estilo Black IPA, com 7,5% de teor alcoólico, a<br />

Redcor Ryequeoparta leva na composição maltes<br />

escuros e centeio, que lhe concede maior cremosidade.<br />

O armagor é de 100 IBU.<br />

A Redcor é uma cervejaria de Maringá, no PR, e<br />

produz em cervejaias parceira de excelência como<br />

a Cerveja Blumenau.<br />

Mais informações na página da empresa no Facebook:<br />

www.web.facebook.com/pg/RedcorCervejas<br />

240


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

SÜD TRIPEL<br />

Medalha de Ouro World Beer<br />

Awards (WBA)<br />

Produzida em Bento Gonçalves, no RS, a cerveja<br />

Sud Tripel recebeu a Medalha de Ouro no “Oscar<br />

da Cerveja Mundial”.<br />

Possui aroma complexo, com notas condimentadas,<br />

ésteres frutados e lúpulo discreto. O sabor<br />

embrenha-se entre o condimentado e frutado com<br />

notas de malte.<br />

O amargor varia de médio a alto, procedente da<br />

combinação de lúpulo e fenóis produzidos pelas<br />

leveduras. Seu final é seco e a graduação alcoólica<br />

de 8,4%. Outra cerveja da empresa premiada<br />

internacionalmente em <strong>2018</strong> é a sua Barley Wine,<br />

que ficou com Medalha de Bronze no World Beer<br />

Awards (WBA).<br />

Vale ainda destacar que agora em <strong>2019</strong>, no Festival<br />

de Blumenau, a empresa recebeu uma Medalha<br />

de Prata para a sua cerveja Pale Ale.<br />

Informações: http://www.sudbirrificio.com.br/<br />

241


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

ESPUMANTE<br />

SALTON BRUT<br />

Ouro Duplo na Argentina, Prata<br />

na França e Bronze na Inglaterra<br />

Muitos foram os prêmios internacionais recebidos<br />

pela Salton nos últimos doze meses.<br />

Um dos destaques é o Espumante Salton Brut,<br />

que recebeu: Medalha de Ouro Duplo no Concurso<br />

La Mujer Elige, da Argentina; Medalha de Prata<br />

no Sélections Mondiales Des Vins, da França; e<br />

Medalha de Bronze no Decanter World Wine Awards,<br />

do Reino Unido.<br />

Brilhante, com tonalidade palha e reflexos esverdeados,<br />

traz no aroma flores como a de acácia e<br />

frutas cítricas, maçã verde, pão torrado, fermento<br />

seco. Ótimo acompanhamento para aperitivos<br />

como canapés, queijos suaves, peixes, frutos do<br />

mar e pastas suaves.<br />

Somente contando os últimos 12 meses, foram<br />

mais de três dezenas de premiações internacionais,<br />

tais como do Salton Campanha que também<br />

recebeu Medalha de Ouro Duplo no La Mujer Elige,<br />

da Argentina.<br />

Em tempo, premiações <strong>2019</strong>:<br />

- Salton Intenso Moscato: Medalha de Ouro no<br />

Sakura Wine Awards, do Japão;<br />

- Salton Talento 2012: Medalha de Duplo Ouro no<br />

Sakura Wine Awards, do Japão.<br />

Mais informações: www.salton.com.br<br />

242


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

ESPUMANTE<br />

SALVADOR<br />

SALVATTORE<br />

MOSCATEL<br />

Medalha de Ourono Brazil<br />

Wine Challenge<br />

Elaborado a partir de uva Moscato e com graduação<br />

alcoólica de 7,5%, o espumante Salvador Salvattore<br />

Moscatel é ideal servir como sobremesa.<br />

Acompanha frutas frescas como morangos e kiwi,<br />

sorvetes, mousses, tortas, gelatinas e suflês.<br />

De perlage fino, delicado e intenso, remete no olfato<br />

a notas que lembram flores brancas, pêssego<br />

e maçã verde.<br />

A linha Salvattore, de Flores da Cunha, RS, é uma<br />

homenagem à origem da família Salvador oriunda<br />

da Itália<br />

Informações: www.vinicolasalvattore.com.br<br />

243


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA SAMBAQUI MARIA<br />

DA LENHA<br />

Medalha de Prata<br />

no South Beer Cup<br />

Há 6 anos no mercado, a Sambaqui<br />

é uma cervejaria catarinense<br />

que aposta no artesnal e nos produtos<br />

de alta qualidade.<br />

No ano passado recebu duas medalha<br />

no South Beer Cup, com<br />

destaque para a sua Maria da Lenha,<br />

que ficou com a Prata.<br />

Cerveja avermelhada com aroma e<br />

sabor intensos proveniente do malte<br />

defumado, corpo médio e baixo<br />

amargor, a Maria da Lenha tem<br />

5,5% de teor alcoólico e 24 IBU.<br />

A outra premiada é a Brigitte<br />

Blondô, que recebeu a Medalha<br />

de Bronze, uma cerveja clara com<br />

aroma condimentado, sabor marcado<br />

pelo equilíbrio entre o malte,<br />

lúpulo e levedura, corpo médio e<br />

alta carbonatação.<br />

Mais informações: http://cervejasambaqui.com.br<br />

.<br />

244


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

ESPUMANTE<br />

CASTELLAMARE<br />

MOSCATEL ROSÉ<br />

Medalha de Ouro Brazil Wine Challenge<br />

Produzido pela Vinícola São João em Farroupilha, RS,<br />

o Espumante Moscatel Rosé Castellamare é elaborado a<br />

partir de uvas Moscato. No ano passado faturou a Medalha<br />

de Ouro em um dos principais concursos do continente,<br />

o Brazil Wine Challenge, que contou com amostras de<br />

quase 20 países.<br />

De coloração rosada brilhante, de boa intensidade com<br />

reflexos rubi, esse espumante apresenta perlage intenso<br />

e fino, persistente, de borbulhas finas e com uma coroa<br />

de longa duração. No aroma sobressai frutas vermelhas<br />

frescas, como cereja, morango e frutas cítricas. Em boca<br />

é cremoso, macio e possui uma acidez bem equilibrada..<br />

É ideal para acompanhar sobremesas, tortas, frutas frescas,<br />

sorvetes e mousses. Também pode ser servido como<br />

aperitivo.<br />

Mais informações: www.cooperativasaojoao.com.br .<br />

245


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

ESPUMANTE<br />

DOM NANETO<br />

BRANCO BRUT<br />

TRADICIONAL<br />

Medalha de Ouro no Brazil<br />

Wine Challenge<br />

Elaborado pelo método tradicional, Champenoise,<br />

o Dom Naneto Branco Brut é obtido a partir das<br />

variedades Chardonnay e Riesling Itálico.<br />

Possui maturação mínima de 12 meses em caves.<br />

Com tonalidade dourada, apresenta aromas cítricos,<br />

combinados com toques de pão tostado. Possui<br />

bom volume em boca, frescor agradável e de<br />

longa persistência.<br />

No ano passado esse espumante foi destaque no<br />

Brazil Wine Challenge, recebendo a Medalha de<br />

Ouro na avaliação do Brazil Wine Challenge .<br />

Informações: http://www.domnaneto.com.br .<br />

246


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

SEBASTIANA DUAS<br />

BARRICAS<br />

Medalha de Ouro em Londres<br />

A Sebastiana Duas Barricas é um um destilado fino brasileiro<br />

especial, similar aos melhores uísques ou bourbons.<br />

Tanto que no ano passado recebeu Medalha de Ouro em um<br />

dos principais concursos mundiais da área, o International<br />

Wine and Spirits Competition (IWSC), de Londres, no Reino<br />

Unido.<br />

Envelhecida por quatro anos, a bebida passa inicialmente por<br />

24 meses em barril de Castanheira brasileira e segue para<br />

mais 24 meses em barril de Carvalho americano. O resultado<br />

é um destilado de notável qualidade, superior aos tradicionais<br />

métodos de envelhecimento de cachaça atualmente utilizados<br />

no Brasil.<br />

Tem aroma suave e adocicado, com notas de mel e frutas secas,<br />

com notáveis e elegantes camadas de caramelo, toffee e<br />

baunilha. Em boca sente-se uma bebida morna, envolvente,<br />

extremamente agradável e com baixíssima acidez. As notas<br />

de toffee e chocolate são nítidas, em contraponto às notas de<br />

castanhas e um leve defumado que remetem a uma bebida<br />

verdadeiramente aveludada.<br />

No ano passado outros rótulos da empresa também faturaram<br />

mais medalhas internacionais:<br />

- Sebastiana Carvalho Port Finish: Medalha de Prata no International<br />

Wine and Spirits Competition (IWSC);<br />

- Sebastiana Carvalho Single Barrel: Medalha de Prata no International<br />

Wine and Spirits Competition (IWSC)<br />

Conheça toda a linha em: www.cachacasebastiana.com.br .<br />

247


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA SEBASTIANA<br />

CARVALHO<br />

Entre as 5 Melhores do Brasil<br />

Em <strong>2018</strong>, a Cachaça Sebastiana Carvalho ficou<br />

em quarto lugar na rigorosa avaliação realizada no<br />

III Ranking Cúpula da Cachaça, que indica a cada<br />

dois anos as 50 melhores cachaças do País, ratificando<br />

diversas outras premiações já recebidas,<br />

nacionais e internacinacionais.<br />

No caso da Sebastiana Carvalho, o envelhecimento<br />

em barris de Carvalho americano de primeiro uso<br />

ocorre pelo menos por três anos e todo conteúdo<br />

do barril, após filtrado e graduado com água desmineralizada<br />

(40% de volume alcoólico), é engarrafado<br />

sem adição de qualquer outro componente.<br />

Tem aroma suave e adocicado, com camadas elegantes<br />

de caramelo e baunilha. No paladar, notas<br />

de frutas secas, coco e madeira dão a esta cachaça<br />

a maciez aveludada de uma bebida Super <strong>Premium</strong>.<br />

Devido ao seu rico sabor adocicado, harmoniza<br />

perfeitamente com aperitivos, pratos leves como<br />

frutos do mar e sobremesas. Outros rótulos da empresa<br />

também foram premiados em <strong>2018</strong>:<br />

- Sebastiana Cristal: 14o. Lugar na Colocada Categoria<br />

Brancas no III Ranking Cúpula da Cachaça;<br />

- Sebastiana Castanheira: 35o Luga na Categoria<br />

Ouro no III Ranking Cúpula da Cachaça;<br />

- Sebastiana Duas Barricas: 1a. Colocada na Categoria<br />

Extra <strong>Premium</strong> no Concurso Cachaça com<br />

Ciência;<br />

- Sebastiana Blend: 1a Colocada na Categoria<br />

Blends Especiais no Concurso Cachaça com Ciência;<br />

- Sebastiana Carvalho 3 Anos: 2o. Lugar - 91<br />

pontos - na Categoria Envelhecidas no Ranking<br />

Go’Where Gastronomia de Cachaças <strong>2018</strong>.<br />

Conheça toda a linha no site: http://www.cachacasebastiana.com.br/<br />

248


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

SP 330 START<br />

ME UP<br />

Medalha de Ouro na Taça<br />

Libertadores das Cervejas<br />

Com medalha dourada pelo primeiro lugar das<br />

avaliações durante o South Beer Cup <strong>2018</strong>, a Start<br />

me Up possui teor alcoólico de 6,5% e 70 de IBU.<br />

Leva um blend de cinco lúpulos na composição –<br />

Apollo, Centennial, Cascade, Citra e Dry Hopping<br />

de Mosaic - e também um blend de cinco cafés da<br />

região de Franca, SP.<br />

Mais informações: www.cervejariasp330.com.br<br />

249


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA SCHORNSTEIN<br />

CATHARINA SOUR CUPUAÇU<br />

Medalha de Prata na Copa<br />

Cervezas de America<br />

Cerveja com receita colaborativa entre a Schornstein<br />

e a Escola Superior de Cerveja e Malte, a Catharina<br />

Sour Cupuaçu destaca essa fruta da região<br />

amazônica.<br />

Com ótima formação e retenção de espuma, na degustação<br />

apresenta uma acidez marcante deixando<br />

a sensação de refrescância. O teor alcoólico é<br />

de 4%. Na harmonização, essa cerveja acompanha<br />

muito bem peixes grelhados, frutos do mar, salmão<br />

defumado, pastel de queijo, bolinho de bacalhau,<br />

salame, onion rings, pizza margherita, saladas,<br />

queijos frescos e sobremesas leves à base de<br />

frutas amarelas.<br />

No ano passado essa cerveja ficou entre as top 3<br />

do continente na avaliação realizada na Copa Cervezas<br />

de America.<br />

Informações: www.schornstein.com.br .<br />

250


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

SPOLLER<br />

2 Estrelas na Bélgica<br />

No ano passado a Cerveja Spoller,<br />

de Londrina, no PR, recebeu duas<br />

estrelas, o equivalente a duas Medalhas<br />

de Ouro na avaliação do<br />

Superior Taste Award do International<br />

Taste & Quality Institute<br />

(iTQi), da Bélgica. O juri do ITQi<br />

é coposto por renomados chefs e<br />

sommeliers do mundo inteiro, que<br />

provaram e certificaram o sabor<br />

superior da Cerveja.<br />

Do tipo Standard American Lager,<br />

a Spoller é suave, sua cor é brilhante<br />

e o seu sabor provém de uma<br />

exclusiva receita. Produzida sobre<br />

rigido controle de qualidade, apresenta<br />

matéria-prima como malte e<br />

lúpulo oriundos das melhores regiões<br />

produtoras do mundo. Conta<br />

ainda com a mais pura e cristalina<br />

água mineral, proveniente do<br />

Aquífero das Serras Gerrais.<br />

Conheça mais sobre a empresa:<br />

http://www.spoller.com.br .<br />

251


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA STANNIS<br />

SCARLETT FLANDERS<br />

Medalha de Bronze na Copa<br />

Cervezas de America<br />

A Scarlett Flanders ficou na lista das melhores cervejas do<br />

continente na avaliação realizada no ano passado na Copa<br />

Cervezas de America.<br />

Seguindo o estilo Belgian Flanders, essa cerveja apresenta<br />

um paladar ácido e marcante, com aromas que lembram<br />

madeira, cerejas e balsâmico.<br />

Harmoniza com anchova e ostra e também com sobremesas<br />

como mousse de frutas silvestres.<br />

Em tempo: agora em <strong>2019</strong>, a Scarlett Flanders da Stannis<br />

recebeu a Medalha de Ouro no Concurso Brasileiro de Cervejas<br />

do Festival de Blumenau. No mesmo evento a Gold<br />

Amélia também faturou a Medalha de Bronze.<br />

Mais informações: https://www.stannis.com .<br />

CERVEJA<br />

SUMÉRIA<br />

GRODIZILLA<br />

Considerada a Melhor do País na<br />

Categoria World Beer Awards (WBA)<br />

A Suméria Grodizilla é uma Imperial Grodziskie produzida<br />

de forma colaborativa entre as cervejarias Suméria e a Los<br />

Compadres.<br />

Fundada em Dezembro de 2013, a Cervejaria Suméria nasceu<br />

através da amizade entre amigos e a iniciativa de produzir<br />

uma cerveja de qualidade e personalidade marcante,<br />

seguindo os princípios fundamentais de pureza e qualidade,<br />

baseados na Lei Alemã de 1516.<br />

Conheça mais sobre a empresa: http://cervejariasumeria.<br />

com.br .<br />

252


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA SUNSET<br />

BREW IMPERIAL<br />

BLACK RHINO<br />

Medalha de Ouro no World Beer<br />

Awards (WBA)<br />

Medalhista dourada no concurso que é considerado o<br />

“Oscar da Cerveja Mundial”, a Imperial Black Rhino é<br />

uma Russian Imperial Stout com Cacau e Coco.<br />

Escura, é bem aromática e tem notas adocicadas.<br />

No ano passado, outro rótulo da empresa recebeu<br />

uma premiação internacional:<br />

- Madame Tatá: Melhor do País na Categoria no World<br />

Beer Awards (WBA).<br />

- Salty J-Bay: Medalha de Ouro no South Beer Cup.<br />

Recentemente a empresa recebeu outras três medalhas<br />

no Festival de Blumenau:<br />

- Sunset Pale Ale: Medalha de Prata;<br />

- Madame Tatá: Medalha de Prata;<br />

- Sunset Imperial Porter: Medalha de Bronze.<br />

Mais informações: https://sunsetbrew.com.br/web/<br />

253


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

SWAMP<br />

ANTHEA IPA<br />

Medalha de Prata no<br />

South Beer Cup<br />

Cerveja produzida em comemoração aos três anos<br />

da loja God Save The Beer no ano passado, a Anthea<br />

foi produzida em parceria com a cervejaria<br />

paranaense Swamp.<br />

É uma American IPA, com alta concentração de lúpulo<br />

e citra, oferecida em garrafas de 1 litro. Harmoniza<br />

muito bem com comidas picantes, entre<br />

outras possibilidades.<br />

Essa cerveja recebeu a Medalha de Prata na edição<br />

<strong>2018</strong> do Concurso South Beer Cup, considerada a<br />

Taça Libertadores das Cervejas Especiais.<br />

Mais informações: www.facebook.com/pg/swampbrewery<br />

.<br />

254


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

TEMPLÁRIA<br />

AMAND<br />

PORTER<br />

Medalha de Bronze no<br />

South Beer Cup<br />

Com teor alcoólico de 5% abv e 25<br />

de IBU, a Templária Amand é uma<br />

Porter na qual se destacam os aromas<br />

de café torrado e chocolate<br />

amargo, características essas que<br />

acompanham o sabor.<br />

No ano passado essa cerveja, que<br />

já recebeu o título de Melhor Brown<br />

Porter no Brasil, levou a Medalha<br />

de Bronze no South Beer Cup,<br />

evento considerado a Taça Libertadores<br />

das Cervejas Especiais.<br />

Mais recentemente a empresa faturou<br />

outra imporante premiação:<br />

-Cerveja Templária Cruzada Experimental:<br />

Medalha de Ouro no<br />

Concuso Brasileiro das Cervejas<br />

do Festival de Blumenau;<br />

Mais informações: http://cervejatemplaria.com.br/<br />

255


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

TRILHA<br />

GORILLA<br />

COFFEE &<br />

VANILLA<br />

Prêmio de “Top Beer<br />

<strong>2018</strong>” no Ranking<br />

Internacional Ratebeer<br />

A cervejaria paulista Trilha já tem<br />

duas excelentes premiações internacionais<br />

em <strong>2019</strong> para comemorar.<br />

No início do ano, em janeiro, a<br />

empresa passou a fazer parte do<br />

Ranking Mundial Ratebeer, apontada<br />

como “Best New Brewer” do<br />

Brasil e teve a sua cerveja Gorilla<br />

Coffee & Vanilla eleita como “Top<br />

Beer de <strong>2018</strong>”. Essa Russian Imperial<br />

Stout, é bem pesada, licorosa e<br />

sedosa. Seu teor alcoólico é de 12%.<br />

Além disso a sua NEIPA recebeu<br />

há poucas semanas a Meddalha de<br />

Prata no Concurso Mejor IPA de Sudamerica,<br />

realizado na Argentina.<br />

Informações: www.trilhacervejaria.<br />

com.br .<br />

256


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

TUPINIQUIM<br />

PECAN<br />

IMPERIAL STOUT<br />

Medalha de Ouro no World Beer Cup<br />

A Tupiniquim Pecan é uma Imperial Stout que leva em sua<br />

receita nozes Pecan. De coloração escura, espuma de média<br />

formação e baixa persistência, tem uma textura licorosa.<br />

Seus aromas e sabores remetem a um toque de chocolate,<br />

café e caramelo. É uma cerveja que harmoniza muito bem<br />

com sobremesas como panna cotta, petit gateau e mousse<br />

de chocolate.<br />

No ano passado outros rótulos da empresa se destacaram<br />

em premiações especiais:<br />

- Mandala: Medalha de Prata no South Beer Cup.<br />

- Tupiniquim Monjolo Imperial Porter: segundo lugar no<br />

ranking de Melhores Cervejas do Brasil segundo o RateBeer<br />

<strong>2018</strong>;<br />

- Tupiniquim Monjolo Floresta Negra: sétimo lugar no<br />

ranking de Melhores Cervejas do Brasil segundo o RateBeer<br />

<strong>2018</strong>.<br />

EM TEMPO: premiações da Tupiniquim no Concurso Brasileiro<br />

de cervejas do Festival de Blumenau <strong>2019</strong>:<br />

- Tupiniquim Funky Sour: considerada a “The Best of Show<br />

Comercial” e Medalha de Ouro no evento;<br />

- Tupiniquim Monjolo: Medalha de Ouro;<br />

- Tupiniquim Loucura de Baco (colaborativa com a Dogma):<br />

Medalha de Bronze;<br />

- Tupiniquim Manjar Negro: Medalha de Bronze.<br />

Outras informações: http://cervejatupiniquim.com.br/<br />

257


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA UNIKA<br />

REPTILIA<br />

SESSION IPA<br />

Medalha de Prata no South Beer Cup<br />

Destaque brasileiro com premiação internacional nos<br />

últimos 12 meses, a Unika Reptilia é uma Session IPA<br />

clara, com aroma de lúpulos americanos que remetem<br />

à frutas tropicais. O nome “Session” indica sua baixa<br />

graduação alcoólica mas com sabores marcantes (3,8% e<br />

IBU de 40). Outra cerveja da Unika a receber Medalha de<br />

Prata no mesmo evento foi a Australian Juicy IPA.<br />

Recentemente a empresa recebeu premiações no Festival<br />

de Blumenau <strong>2019</strong>:<br />

- Unika Catharina Sour Ameixa e Laranja: considerada a<br />

“The Best of Show Comercial Médio Porte” e Medalha de<br />

Ouro no evento;<br />

- Unika Catharina Sour Maracujá e Laranaja: medalha<br />

de Bronze no evento.<br />

www.cervejariaunika.com<br />

258


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

GRAN LEOPOLDINA<br />

CHARDONNAY D.O.<br />

Ouro Duplo na Argentina, Ouro no Brasil, Dois Ouros na França, Ouro no<br />

Chile, Ouro na Espanha, Uma Prata no Canadá e Bronze na Inglaterra ,<br />

entre outras<br />

O rótulo Gran Leopoldina Chardonnay D.O. recebeu uma verdadeira coleção de<br />

prêmios internacionais nos últimos 12 meses, tornando-se um dos destaques<br />

da empresa no período, na qual a empresa acumulou cerca de 60 premiações<br />

internacionais, considerando as marcas Ponto Nero e Casa Valduga, que pertencem<br />

ao grupo. O Gran Leopoldina Chardonnay D.O. faturou:<br />

- Medalha de Ouro no Challenge International Du Vin <strong>2018</strong>, realizado na França;<br />

- Medalha de Ouro no Brazil Wine Challenge <strong>2018</strong>;<br />

- Medalha de Ouro Duplo no La Mujer Elige <strong>2018</strong>, realizado na Argentina;<br />

- Medalha de Ouro no Catad’Or, realizado no Chile;<br />

- Medalha de Ouro no Cinve <strong>2018</strong>, realizado na Espanha;<br />

- Medalha de Ouro no Lês Citadeles Du Vin, realizado na França<br />

- Medalha de Bronze no International Wine and Spirits Competition (IWSC), da<br />

Inglaterra;<br />

- Medalha de Prata no Sélections Mondiales Des Vins, do Canadá. Em <strong>2019</strong>,<br />

esse rótulo comemora novas premiações:<br />

- Medalha de Ouro no Citadelles Du Vin, da França; Medalha de Prata no Bacchus,<br />

da Espanha e Medalha de Prata no Vinalies, da França.<br />

Emblemático na linha da empresa, é um vinho límpido, brilhante, de coloração<br />

amarelo palha e reflexos esverdeados. Tem aroma envolvente com intensas<br />

notas de frutas tropicais e maduras como abacaxi e carambola e nuances de<br />

chocolate branco e baunilha. No paladar, na parte retronasal, remete todo seu<br />

complexo olfativo de frutas maduras e notas finas elegantes da madeira. Possui<br />

longa persistência. Passa por 10 meses de maturação em barricas de carvalho<br />

francês e carvalho romeno. Harmonização: massas, carnes brancas, fondues,<br />

queijos médios e fortes.<br />

Informações: http://www.casavalduga.com.br/<br />

259


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA VINIL<br />

Medalha de Prata no World Beer<br />

Awards (WBA)<br />

Seguindo o estilo Dry Stout, com 5,75% de teor alcoólico e 38<br />

IBU, a cerveja Vinil 78 RPM Stout apresenta combinação de aromas<br />

e sabores de café e chocolate amargo.<br />

Essa cerveja, que ficou nas Top 3 das avaliações do World Beer<br />

Awards <strong>2018</strong>, acompanha muito bem pratos como carnes vermelhas,<br />

defumados, queijos duros, e sobremesas à base de chocolate<br />

e sorvete de creme.<br />

Outras informações: https://cervejavinil.com .<br />

CACHAÇA<br />

VALE VERDE<br />

12 ANOS<br />

Considerada a Melhor do Brasil de<br />

Sua Categoria<br />

No ano passado, a cachaça estra premium Vale<br />

Verde 12 anos foi considerada a Melhor Ouro Brasileira,<br />

com a 1a Colocação de sua Categoria no III<br />

Ranking Cúpula da Cachaça.<br />

Produzida com requintes artesanais, traz traços<br />

sutis e a qualidade dos melhores destilados do<br />

mundo, com acidez equilibrada, oferecendo ao paladar<br />

uma sensação aveludada indescritível. Passa<br />

por envelhecimento em barris de carvalho.<br />

Mais informações: www.cachacavaleverde.com.br .<br />

260


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

VALE VERDE LICOR<br />

DE CAFÉ 1727<br />

Prata no London Spirits Competition e<br />

no International Wine and Spirits Competition<br />

(IWSC), no Ouro The Rum &<br />

Cachaça Masters do The Spirits Business<br />

Global Spirits Master, Ouro no Concours<br />

International de Lyon<br />

Produto brasileiro de destaque no mercado internacional e<br />

um dos mais premiados da empresa nos últimos anos, o<br />

1727 é um licor com a força e o sabor do café. Tem no seu<br />

processo de produção a utilização de gás carbônico que extrai<br />

totalmente ao aroma e sabor do melhor grão de café de<br />

Minas Gerais. O teor alcoólico é de 25%.<br />

A empresa recebeu ainda outras importantes premiações<br />

internacionais no ano passado:<br />

- Cachaça Vale Verde Extra <strong>Premium</strong>: Medalha de Prata no<br />

London Spirits Competition, Medalha de Ouro no The Rum<br />

& Cachaça Masters do The Spirits Business Global Spirits<br />

Master, Medalha de Ouro no Concours International de<br />

Lyon, Medalha de Prata no International Wine and Spirits<br />

Competition (IWSC);<br />

- Cachaça Vale Verde Prata: Medalha de Ouro no The Rum<br />

& Cachaça Masters do The Spirits Business Global Spirits<br />

Master; Medalha de Prata no Spirits Selection e Medalha de<br />

Prata no International Wine and Spirits Competition (IWSC).<br />

Informações: www.cachacavaleverde.com.br/<br />

261


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

VINHO<br />

VALMARINO<br />

RESERVA DA<br />

FAMÍLIA<br />

Medalha de Ouro Brazil no Wine<br />

Challenge<br />

Elaborado com Cabernet Franc (40%,) Merlot<br />

(10%), Tannat (20%) e Cabernet Sauvignon (30%),<br />

o Valmarino Reserva da Família recebeu a Medalha<br />

de Ouro na avaliação do Brazil Wine Challenge<br />

<strong>2018</strong>, tendo superado rótulos provindos de 18<br />

países.<br />

Este vinho fino tem como caracterisitcas aromas<br />

de especiarias, frutas caramelizadas e um corpo<br />

intenso e prolongado com presença de taninos elegantes.<br />

Harmonização massas condimentadas, risoto<br />

de funghi, carnes vermelhas em geral, queijos<br />

fortes, embutidos e preferencialmente com carnes<br />

de caça.<br />

Mais informações: https://valmarino.com.br .<br />

262


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CASA<br />

VENTURINI<br />

RESERVA<br />

CHARDONNAY<br />

Medalha de Ouro no Brazil<br />

Wine Challenge<br />

Límpido e brilhante, de cor amarelo palha com tons<br />

esverdeados, o Casa Venturini Reserva Chardonnay<br />

redebeu no ano passado a Medalha de Ouro<br />

em um dos principais concursos do continente, o<br />

Brazil Wine Challenge.<br />

Remete no olfato a frutas tropicais maduras, abacaxi,<br />

pêssego e flores brancas. Já no paladar traz<br />

boa intensidade, ataque doce com acidez equilibrada<br />

e persistência longa. Harmonização: carnes<br />

brancas, peixes, queijos leves, saladas e canapés.<br />

è obrido a partir de uvas produzidas na região da<br />

Campanha Gaúcha.<br />

Outras informações: http://www.casaventurini.<br />

com.br/<br />

263


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA VERACE<br />

OROBORO<br />

Medalha de Ouro no World Beer<br />

Awards (WBA)<br />

Do tipo Belgian Style Dark Strong Ale, Verace Oroboro apresenta<br />

coloração marrom acastanhada. Possui notas frutadas<br />

e condimentadas intensas, bem equilibradas no aroma<br />

e sabor.<br />

Complexa e rica, desenvolvida pelo mestre cervejeiro Alfredo<br />

Ferreira. harmoniza com queijos azuis, sobremesas a base<br />

de chocolate, cheesecake de cerejas.<br />

A Alegria NR-9 foi outra cerveja da empresa premiada no<br />

mesmo concurso: recebeu Medalha de Bronze no evento.<br />

Já agora em <strong>2019</strong>, a empresa conquistou novas medalhas,<br />

dessa vez no Concurso Brasileiro da Cerveja do Festival de<br />

Blumenau:<br />

- Berry Splash: Medalha de Ouro;<br />

- Django: Medalha de Bronze;<br />

- I’m Kuit: Medalha de Prata;<br />

- Coração de Leão: Medalha de Bronze;<br />

- Rapsodia: Medalha de Prata;<br />

- Lambioca: Medalha de Prata;<br />

- Smoked Coal: Medalha de Prata.<br />

Mais informações: https://www.cervejariaverace.com.br .<br />

264


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

BORALINA<br />

PRATA<br />

Medalha de Ouro no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong><br />

Brasil <strong>2018</strong><br />

Cachaça mineira produzida na região de Novo Cruzeiro,<br />

MG, a cachaça Boralina é descansada em tonéis<br />

de madeira neutra, mantendo sua coloração<br />

natural, porém dando uma presença amadeirada<br />

em seu sabor. Seu teor alcoólico é de 40%.<br />

Outro produto da empresa foi premiado com medalha<br />

dourada no mesmo evento: Boralina Ouro.<br />

Informações: (31) 98777-5644, contato@boralina.<br />

com.br e http://boralina.com.br/<br />

265


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

ARETUSA<br />

JEQUITIBÁ<br />

Medalha de Prata na Categoria<br />

Armazenada em Madeiras<br />

Brasileiras na Degustação às<br />

Cegas Expocachaça<br />

Pela sua alta qualidade, a cachaça Aretusa Jequitibá<br />

recebeu a Medalha de Prata no evento que<br />

é considerado a maior vitrine mundial da bebida.<br />

A cachaçaria onde é produzida foi fundada no<br />

ano 2002, na região agrícola da cidade de Cocal<br />

do Sul, SC, em uma<br />

localização privilegiada de lagos, rios e matas nativas,<br />

um solo totalmente apropriado para produção<br />

de cana.<br />

A cachaça Aretusa é produzida à base de canas<br />

com plantio orgânico, colhida sem queima e moída<br />

no mesmo dia. Após a destilação é armazenada<br />

em dornas de aço inox (cachaça branca) e em<br />

barris de madeira nobres (cachaça envelhecida).<br />

Mais informações: (48) 99983-8183, (48) 99983-<br />

8183 e (48) 3432-5453<br />

266


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA 100<br />

LIMITE PRATA<br />

Medalha de Prata na Categoria<br />

Descansadas no Concurso e<br />

Degustação às Cegas da<br />

Expocachaça<br />

Com teor alcoólico de 40%, a cachaça 100 Limite<br />

Prata é produzida na Fazenda do Timbó, em Careaçu,<br />

MG, local que foi fundado em 1825.<br />

Pensada especialmente para trazer o sabor da cachaça<br />

nos drinques, ela ela passa por armazenamento<br />

de 1 ano em barris de amendoim.<br />

Mais informações: http://www.100limite.com.br<br />

267


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

ÂMAGO DA<br />

TRADIÇÃO<br />

PRATA<br />

Medalha de Ouro no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong><br />

Brasil de <strong>2018</strong><br />

Envasada em garrafa de 700 ml e com teor alcoólico<br />

de 40%, a Âmago Prata, possui personalidade<br />

marcante, ideal para paladares exigentes que<br />

apreciam impacto intenso ao deguste.<br />

Fundado há 21 anos, os Engenhos Acauã, produtores<br />

da marca aposta em produtos artesanais e<br />

uma cachaça de alta qualidade para atender a um<br />

mercado crescente e de consumidores com paladar<br />

cada vez mais sofisticado.<br />

Mais informações: https://cachacaamagodatradicao.com.br<br />

.<br />

268


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

6 ANNAS<br />

PRATA<br />

Medalha de Prata no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil<br />

e na Degustação às Cegas da<br />

Expocachaça<br />

De Aracruz, no ES, a 6Annas tem no nome uma<br />

homenagem às mulheres na vida do produtor Otto<br />

que, por coincidência, têm “ana” no final de seus<br />

nomes: sua esposa Adriana, e as cinco filhas Maiana,<br />

Poliana, Juliana, Rayana e Maryana.<br />

Com 40% de teor, é produzida de maneira inteiramente<br />

artesanal. Após a destilação, passa por<br />

descanso em tonéis de inox.<br />

Outras informações: https://6annas.com.br/<br />

269


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

AUTHORAL<br />

GOLD<br />

14a Colocada Categoria Ouro no III<br />

Ranking Cúpula da Cachaça<br />

Eleita entre as 50 Melhores do Brasil na sua categoria,<br />

segundo o rigosoro Ranking Cúpula da Cachaça.<br />

Passa por envelhecimento em tonéis de carvalho<br />

francês, carvalho americano, bálsamo e<br />

amburana.<br />

É uma cachaça nascida em Brasília, uma das primeiras<br />

no Brasil sob o conceito do “home distiling”.<br />

Outras informações e pedidos: https://www.facebook.com/authoralspirit/<br />

270


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

BARRA VELHA<br />

PREMIUM<br />

Medalha de Prata na Categoria<br />

Armazenada em Carvalho<br />

Francês na Degustação às Cegas<br />

Expocachaça<br />

Resgatando toda uma tradição da região na produção<br />

de uma bebida de alta qualidade, a Cachaça<br />

Velha provém de Campos, no Rio de Janeiro, pelo<br />

Alambique do Leley.<br />

É produzida artesanalmente com a utilização de<br />

canas plantadas na própria Fazenda São Tomé,<br />

sem agrotóxicos ou adubos químicos. Essa versão<br />

premium passa por envelhecimento em barris de<br />

carvalho por três anos. O teor alcoólico é de 42%.<br />

Mais informações: www.cachacabarravelha.com.br<br />

271


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

BASSI PRATA<br />

Medalha de Ouro no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong><br />

Brasil <strong>2018</strong><br />

Armazenada em tonéis de amendoim, a Cachaça<br />

Bassi Prata é produzida no Paraná. Ela é armazenada<br />

para descanso em tonéis de amendoim por<br />

um período mínimo de 1 ano.<br />

O amendoim é uma madeira neutra, o que significa<br />

que não lhe confere alteração em seu aroma e<br />

sabor, mantendo assim a cachaça pura e em sua<br />

essência natural.<br />

Outras informações: www.cachacabassi.com.br.<br />

272


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

PERGAMINHO<br />

Medalha de Ouro na Categoria<br />

Extra <strong>Premium</strong> na Degustação às<br />

Cegas Expocachaça <strong>2018</strong><br />

Produto do multipremiado alambique Bel Vedere,<br />

de Rosário, no RS, a Cachaça Pergaminho é uma<br />

extra premium que passa no mínimo 9 anos de<br />

envelhecimento em barril de carvalho.<br />

A empresa também recebeu a Medalha de Prata no<br />

evento com sua versão Bel Vedere Extra <strong>Premium</strong>,<br />

que é armazenada em Carvalho Americano.<br />

Outras informações https://www.facebook.com/<br />

pg/AlambiqueBelVedere .<br />

273


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

BEM ME QUER<br />

AMBURANA<br />

Medalha de Ouro na Categoria<br />

Armazenada em Madeiras<br />

Brasileiras na Degustação às<br />

Cegas Expocachaça<br />

Envasada em garrafas de 750 ml, a Bem Me quer<br />

Amburana é uma cachaça premium envelhecida<br />

nesta madeira brasileira que lhe proporciona sabor<br />

frutado e aroma inigualáveis.<br />

Tem médio corpo, macio, excelente acidez, e equilibrado.<br />

Ao palato confirma o autêntico sabor frutado<br />

amadeirado. Acompanha muito bem sobremesas.<br />

É uma autêntica cachaça mineira, produzida no<br />

município de Pitangui.<br />

www.cachacabemmequer.com.br<br />

274


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

BENTO<br />

ALBINO<br />

AMBURANA<br />

Medalha de Prata no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong><br />

Brasil <strong>2018</strong><br />

Passando por um envelhecimento em barris especiais<br />

de amburana, a bebida tem recebida diversas<br />

premiações ao longo dos anos.<br />

A produção vem de Maquiné, no RS, local com clima<br />

e solo excelente para produção de cana, o que<br />

se traduz em uma cachaça de altíssima qualidade,<br />

tipo exportação.<br />

Mais informações: www.bentoalbino.com.br/ .<br />

275


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

BOCAINA<br />

Medalha de Prata na<br />

Expocachaça <strong>2018</strong> na Categoria<br />

Descansadas<br />

Originária de Lavras, Sul de Minas Geraais, a Cachaça<br />

Bocaina completou no ano passado 25 anos<br />

de atuação no mercado.<br />

Na linha de produtos estão versões com armazenamento<br />

e descando em tonéis de variadas madeiras,<br />

como Carvalho, Jequitibá, Castanheira e Bálsamo.<br />

Mais informações: http://loja.cachacabocaina.<br />

com.br .<br />

276


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

BONITO<br />

PRATA<br />

4o. Lugar no Ranking<br />

Go’Where Gastronomia de<br />

Cachaças <strong>2018</strong><br />

Com uma ótima pontuação, 46 pontos<br />

na Categoria Brancas, a Cachaça Bonito<br />

Prata ficou em 4o. Lugar no Ranking<br />

Go’Where Gastronomia.<br />

Produzida em Monte Sião, MG, a bebida<br />

provém da Fazenda Santo Expedito, lugar<br />

entre montanhas com abundante quantidade<br />

de água provindas de nascentes, de<br />

alta qualidade.<br />

Informações: www.facebook.com/pg/cachacadobonito<br />

277


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

BRUNHOLI<br />

PREMIUM<br />

ENVELHECIDA<br />

Medalha de Ouro no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong><br />

Brasil <strong>2018</strong><br />

Primeiro lugar nas avaliações a Cachaça Brunholi<br />

<strong>Premium</strong> Envelhecida passa por longo armazenamento<br />

em barris de carvalho.<br />

A sede da empresa é um complexo turístico e gastronômico,<br />

localizado a cerca de 70 quilômetros<br />

da capital paulista, em Jundiaí. O local abrange<br />

adega, mini fazenda, brinquedoteca, restaurante e<br />

museu do vinho.<br />

Mais informações: https://brunholi.com.br .<br />

278


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

BYLAARDT<br />

PREMIUM<br />

CARVALHO<br />

Medalha Grande Ouro no<br />

Concurso Mundial de<br />

Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong><br />

Envelhecida em barris de carvalho, a Cachaça<br />

Bylaardt <strong>Premium</strong> Carvalho recebeu uma<br />

medalha de Ouro Duplo no ano passado no<br />

Concurso Mundial de Bruxelas, edição brasileira<br />

de um dos maiores eventos mundiais<br />

de destilados.<br />

Desde 1943 a Família Van Den Bylaardt,<br />

responsável pela bebida, produz cachaças<br />

envelhecidas em barril de carvalho.<br />

Outros rótulos da empresa também tiveram<br />

premiações no último ano:<br />

- Bylaardt Extra <strong>Premium</strong> 8 anos: Medalha<br />

de Ouro na Categoria Extra <strong>Premium</strong> n o<br />

Concurso de Degustação às Cegas da Expocachaça;<br />

- Bylaardt <strong>Premium</strong>: Medalha de Prata na<br />

Categoria Armazenada em Carvalho Francês<br />

na Degustação às Cegas Expocachaça.<br />

Informações: www.cachacasbylaardt.com.br<br />

279


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

CANARINHA<br />

Entre as 10 Melhores do Brasil na<br />

Categoria Ouro<br />

10a. Colocada na Categoria Ouro no Ranking Cúpula<br />

da Cachaça, a Canarinha tem graduação alcoólica<br />

de 44%.<br />

É produzida há mais de 20 anos em Salinas por<br />

Noé Santiago, sobrinho do falecido Anísio Santiago,<br />

e passa por envelhecimento mínimo de três<br />

anos em barris de bálsamo.<br />

Outras informações: https://www.facebook.com/<br />

pg/cachacacanarinha<br />

280


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CAPIM<br />

CHEIROSO<br />

CRISTAL<br />

Medalha Grande Ouro<br />

no Concurso Mundial<br />

de Bruxelas <strong>Edição</strong><br />

Brasil <strong>2018</strong><br />

“Amadurecida’ durante seis meses<br />

em tanques de aço inoxidável após<br />

a destilação e depois armazenada<br />

por doze meses em tonéis de jequitibá,<br />

a Cachaça Capim Cheiroso<br />

Cristal é uma cachaça elegante<br />

para ser degustada pura ou em<br />

caipirinhas, batidas ou drinques.<br />

Apresenta teor alcoólico de 40%.<br />

Outros dois rótulos da empresa foram<br />

premiados no mesmo evento:<br />

Capim Cheiroso Topázio: Medalha<br />

de Ouro;<br />

- Capim Cheiroso Caipira: Medalha<br />

de Prata.<br />

Outras informações: www.cachacacapimcheiroso.com.br<br />

.<br />

281


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

CARAÇUÍPE<br />

PRATA<br />

Entre as Melhores do País<br />

segundo o Ranking Cúpula da<br />

Cachaça<br />

Com a décima primeira colocação na Categoria<br />

Brancas no Ranking Cúpula da Cachaça e a Medalha<br />

de Prata no Concurso Mundial de Bruxelas<br />

<strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong>, a Cachaça Caraçuípe Prata é<br />

um dos rótulos mais consagrados da empresa.<br />

A Caraçuípe Prata, depois da destilação em alambique<br />

de cobre, é maturada em tonéis de madeira<br />

neutra (Jequitibá Rosa) por um período de seis<br />

meses, mantendo assim sua coloração cristal, límpida<br />

e transparente, assim como seu sabor leve,<br />

equilibradamente ácido e refinado. Suas notas<br />

aromáticas são perfume de frutas cítricas e original<br />

do campo.<br />

Outros tótulos da empresa, que tem sede em Campo<br />

Alegre, em AL, também receberam premiações<br />

no ano passado:<br />

- Caraçuipe Ouro: Medalha de Ouro no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong>;<br />

- Cachaça Escorrega: Medalha de Prata no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong>.<br />

Informações: www.engenhocaracuipe.com.br .<br />

282


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

CARVALHEIRA<br />

TRADICIONAL<br />

Medalha de Ouro no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong><br />

Brasil <strong>2018</strong><br />

Produzida pelo Grupo Decana, de Recife, PE, a Cachaça<br />

Carvalheira Tradicional passa por 5 anos de<br />

envelhecimento em barris de carvalho. Sua graduação<br />

alcoólica é de 38%.<br />

Outro destaque da linha da empresa é a Carvalheira<br />

Raízes Reserva <strong>Especial</strong>, que também passa<br />

5 anos em barris de carvalho mais com um composição<br />

de infusão de raízes aromáticas.<br />

Informações: http://www.carvalheira.com.br .<br />

283


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CASA BUCCO LICOR FINO<br />

DE CAFÉ<br />

Medalha Grande Ouro no Concurso Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil<br />

Elaborado a partir de criteriosa seleção de café<br />

gourmet, combinado aos finos destilados da empresa,<br />

o Casa Bucco Licor Fino de Café tem aroma<br />

de café recém-preparado. No ano passado, o produto<br />

recebeu medalha de duplo ouro no Concours<br />

Mondial de Bruxelas Ediçao Brasil, um dos principais<br />

e de referência na área.<br />

A empresa teve outros produtos premiados nos últimos<br />

12 meses:<br />

- Bucco Envelhecida: 7a Colocada na Categoria Ouro no<br />

II Ranking Cúpula da Cachaça;<br />

- Bucco Bálsamo: Medalha de Ouro no Concurso Mundial<br />

de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong>;<br />

- Bucco Prata: Medalha de Prata no Concurso Mundial de<br />

Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong>.<br />

Mais informações: www.casabucco.com.br .<br />

284


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

CASA<br />

BUCHMANN<br />

Medalha de Ouro na Categoria<br />

Extra <strong>Premium</strong> no Concurso<br />

de Degustação às Cegas na<br />

Expocachaça<br />

Envelhecida por um longo período de tempo em<br />

barril de carvalho francês, a Cachaça Casa Buchmann<br />

tem teor alcoólico de 39,5%.<br />

A empresa tem sede em Ivoti, no RS. Foi fundada<br />

por Conrad Dietrich, imigrante alemão que destilou<br />

sua primeira cachaça no solo brasileiro ainda<br />

em 1855.<br />

Mais informações: https://www.casabuchmann.<br />

com.br .<br />

285


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

CEDRO DO<br />

LÍBANO<br />

15a Colocada na Categoria Ouro no<br />

III Ranking Cúpula da Cachaça<br />

Com 41% de teor alcoólico e produzida pela Fazenda<br />

Líbanus, no município de Paracuru, CE, a Cachaça<br />

Cedro do Líbano ficou entre as 20 melhores<br />

do Pais na sua categoria, na avaliação realizada<br />

ano passado pelo Ranking Cúpula da Cachaça.<br />

Produzida em alambique passa por envelhecimento<br />

em barris de carvalho americano. O nome vem<br />

em homenagem a origem da família Bitar, proprietária<br />

da marcam que é do Líbano.<br />

Mais informações: https://www.facebook.com/<br />

pg/cachacacedrodolibano<br />

286


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

VOTUS 003<br />

Medalha de Ouro no World Beer<br />

Awards (WBA)<br />

Com rico aroma de maltes tostados e ótimo drinkability, a Votus<br />

003 remete aos sabores torrados, de chocolate amargo ou café.<br />

De baixa fermentação, é produzida com um blend de maltes de<br />

cevada tostados que dão a coloração vermelho rubi brilhante,<br />

espuma presente e persistente.<br />

Encorpada e de alta potência, harmoniza com amendoim, castanha<br />

de caju, amêndoa, casquinha de siri, acarajé, salsicha aperitivo,<br />

caldo de feijão, caldo-verde, sopa de queijo, sopa de legumes,<br />

minas, brie/camembert, gouda, cheddar, prato, gruyère,<br />

parmesão, roquefort, gorgonzola, pato, codorna, peru, chester,<br />

linguiça de frango, lombo de porco e defumado, bife de carne<br />

bovina, rosbife, capivara, salsicha e linguiça de porco, chouriço,<br />

feijoada, paella e comida mexicana, entre outras opções.<br />

Outras cervejas da empresa também receberam premiações internacionais<br />

no ano passado no World Beer Awards (WBA):<br />

- 001 (IPA): considerada a Melhor do País na Categoria;<br />

- 04 (Brown Ale): considerada a Melhor do País na Categoria;<br />

- 008 (Fruit & Vegetable): Medalha de Bronze no evento;<br />

- 010 (Lager): Medalha de Bronze no evento;<br />

- 013 (Lager): Medalha de Prata no evento.<br />

Mais informações: https://www.cervejavotus.com.br/<br />

287


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA WÄLS<br />

DUBBEL<br />

Ouro na Copa Cervezas de America,<br />

no World Beer Awards e no<br />

South Beer Cup, Prata no Australian<br />

International Beer Awards,<br />

no International Beer Challenge e<br />

no Brüssels Beer Challenge<br />

Com diversas premiações internacionais recebidas<br />

no ano passado a Wäls Dubbel se consagrou como<br />

uma das cervejas mais premiadas no País nos últimos<br />

12 meses.<br />

Mais recentemente, agora em <strong>2019</strong>, essa cerveja<br />

também recebeu a Medalha de Bronze no Concurso<br />

Brasileiro da Cerveja no Festival de Blumenau.<br />

Do tipo Belgian Strong Ale, com teor alcoólico de<br />

7,5% e IBU de 26, essa cerveja apresenta aparência<br />

castanha escura, espuma densa e duradoura,<br />

aroma de frutas secas com notas de especiarias e<br />

maltes especiais. No paladar se mantém a persistência<br />

do torrado, sendo levemente picante e bastante<br />

seca.<br />

Nestes últimos 12 meses a empresa soma mais de<br />

50 premiações internacionais.<br />

Conheça mais sobre a linha da empresa no site:<br />

http://www.wals.com.br<br />

288


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CERVEJA<br />

WAYNE 190<br />

SIR IPA<br />

Medalha de Bronze na Copa<br />

Cervezas de America<br />

Considerada uma das três melhoes cervejas do<br />

continente na sua categoria, de acordo com a avaliação<br />

dos jurados da Copa Cervezas de America,<br />

a Sir IPA apresenta amargor crescente e alta refrescância.<br />

De cor acobreada, é altamente aromática, destacando<br />

notas de frutas tropicais amarelas e<br />

cítricas. É ideal aacompanhar pratos picantes,<br />

hambúrgueres artesanais ou saborosos choripans.<br />

Com 6,3% de teor alcoólico, tem armargor<br />

de 57 IBU.<br />

Veja mais sobre a empresa no site: http://www.<br />

wayne190.com.br/<br />

289


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

WEBER HAUS<br />

BÁLSAMO<br />

Medalha de Prata em<br />

São Francisco, nos EUA<br />

Segundo lugar na avaliação dos jurados no San<br />

Francisco Wolrd Spirits Competition (SFWSC)<br />

<strong>2018</strong>, a Cachaça <strong>Web</strong>er Haus Bálsamo é produzida<br />

na cidade de Ivoti, RS e passa por no mínimo<br />

um ano de envelhecimento na madeira.<br />

Com 38% de teor alcoólico, acompanha muto bem<br />

diversos tipos de apetitivos.<br />

No mesmo evento a empresa também faturou utras<br />

duas importantes medalhas:<br />

- <strong>Web</strong>er Haus Amburana: Medalha de Bronze;<br />

- <strong>Web</strong>er Haus Carvalho: Medalha de Bronze.<br />

Mais informações: http://www.weberhaus.com.br<br />

290


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

CANABELLA<br />

OURO<br />

Medalha de Ouro no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong><br />

Brasil <strong>2018</strong><br />

Produzida em Paraibuna, SP, na divisa com a Estância<br />

Turística de Salesópolis, é resultado de um<br />

blend especial bem apurado, em madeiras nobres<br />

brasileiras.<br />

Parte do seu volume, provém de cachaça que permaneceu<br />

por 2 anos em tonéis feitos de Jequitibá<br />

Rosa, outra parte, repousa por 1 ano em tonéis da<br />

madeira Castanheira, e uma terceira parte repousa<br />

por 6 meses em tonéis de Amburana.<br />

Mais informações: http://canabella.com.br/<br />

291


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

WEBER HAUS<br />

PREMIUM 7<br />

MADEIRAS<br />

Entre as melhores do brasil segundo o<br />

Ranking Cúpula da Cachaça e o Ranking<br />

Go’Where Gastronomia<br />

Nas princiapais avaliações realizadas no ano passado, a <strong>Web</strong>er<br />

Haus <strong>Premium</strong> 7 Madeiras ficou em 4o. Lugar, somando<br />

85 pontos, na Categoria Envelhecidas no Ranking Go’ Where<br />

Gastronomia de Cachaças, e em 12o. Lugar na Categoria<br />

Ouro no Ranking Cúpula da Cachaça.<br />

Ela passa por dois anos de envelhecimento em cada uma<br />

das madeiras selecionadas: Carvalho Americano, Carvalho<br />

Francês, Bálsamo, Canela Sassafrás, Amburana, Grápia e<br />

Cabriúva.<br />

Leve, macia, de aroma e sabor bem adocicados, quase não<br />

tem acidez, pouca ardência e é bem aveludada.<br />

Outras bebidas da empresa se destacaram nos últimos 12<br />

meses:<br />

- <strong>Web</strong>er Haus Extra <strong>Premium</strong> Lt. 48: 5a Colocada na Categoria<br />

Ouro no Ranking Cúpula da Cachaça;<br />

- <strong>Web</strong>er Haus Amburana: 6a Colocada Categoria Ouro<br />

no Ranking Cúpula da Cachaça;<br />

- Leandro Batista: 8a Colocada Categoria Ouro no Ranking<br />

Cúpula da Cachaça;<br />

- Velho Pescador Extra <strong>Premium</strong> 6 anos: Medalha Grande<br />

Ouro no Concurso Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil;<br />

- Dry Gin WH 48: Medalha Grande Ouro no Concurs Mundial<br />

de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil;<br />

- <strong>Web</strong>er Haus Canela Sassafrás: Medalha de Prata no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil;<br />

- <strong>Web</strong>er Haus Bálsamo Orgânica: 8o. Lugar, com 82 pontos,<br />

na Categoria Envelhecidas no Ranking Go’Where Gastronomia<br />

de Cachaças <strong>2018</strong>.<br />

Mais informações: http://www.weberhaus.com.br .<br />

292


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

CLAUDIONOR<br />

Entre as 30 Melhores do Brasil<br />

Vigésima primeira colocada no III Ranking Cúpula<br />

da Cachaça, o principal do País, na Categoria Ouro,<br />

a Cachaça Claudionor passa por um decando deem<br />

tonéis de Amburana por 2 anos. Sua graduação alcoólica<br />

é de 48%.<br />

Límpida, com leve tom amarelado, apresenta buquê<br />

neutro de cana madura bem descansada.<br />

Informações: www.cachacaclaudionor.com.br .<br />

293


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

CIGANA<br />

CARVALHO<br />

Medalha de Ouro no Concurso Mundial de<br />

Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong><br />

Produzida no Engenho São Paulo, na PB, que completa agora<br />

em <strong>2019</strong> 110 de tradição, a Cachaça Cigana Carvalho recebeu<br />

a Medalha Dourada na edição <strong>2018</strong> do Concurso Mundial de<br />

Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil.<br />

A Cigana Carvalho é uma cachaça bidestilada, que faz parte da<br />

linha de exportação da empresa. Depois de produzida, vai para<br />

tonéis de carvalho com capacidade de 200 litros, onde fica envelhecendo<br />

por período não inferior ao de três anos, adquirindo<br />

com isto um sabor único.<br />

Mais informações: www.engenhosaopaulo.com.br .<br />

CERVEJA WENSKY<br />

BALTIC PORTER<br />

Medalha de Ouro South Beer Cup<br />

Cerveja de cor marrom avermelhado, médio amargor, com aromas tostados de<br />

café e chocolate em sincronia com aromas de maltes, a Wensky Baltic Porter<br />

ficou na primeira posição das avaliações do South Beer Cup, evento considerado<br />

a Taças Libertadores das Cervejas Especiais.<br />

Segue o estilo Russian Imperial Stout e harmoniza com cogumelos, molhos<br />

escuros, pierogi e joelho de porco, entre outros pratos.<br />

Mais informações: http://wenskybeer.com.br .<br />

294


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

ZANELLA<br />

PERCENTUAL<br />

TINTO<br />

Medalha de Ouro no Brazil<br />

Wine Challenge<br />

Em meio a mais de 600 amostras de 18 países,<br />

o Zanella Percentual Tinto recebeu a medalha de<br />

Ouro no Brazil Wine Challenge <strong>2018</strong>.<br />

De vermelho intenso e tonalidade purpura, remete<br />

a frutas passas e as especiarias, completadas<br />

com um “bouquet” desenvolvido lentamente no<br />

amadurecimento, na garrafa. É produzido a partir<br />

das uvas Merlot, Cabernet Sauvignon, Tannat,<br />

e Alicante Bouschet e passa por amadurecimento<br />

de 12 meses em barrica de carvalho francês e<br />

americano. Harmoniza bem com pratos de sabor<br />

intenso e bastante consistência.<br />

Outro rótulo da empresa também recebeu Medalha<br />

de Ouro no evento: Settimana In Cantina Espumante<br />

Brut.<br />

Mais informações: www.vinicolazanella.com.br .<br />

295


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA YPIOCA 150<br />

Ouro na Alemanha, Ouro na<br />

Bulgária e Ouro nos EUA<br />

Multipremiada nacional e nacionalmente ao longo<br />

dos anos, desde o seu lançamento, a Ypióca 150<br />

é uma edição especial comemorativa alusiva aos<br />

150 anos da empresa e que entrou para a linha<br />

fixa de produtos.<br />

Ela passa por seis anos de envelhecimento, sendo<br />

3 em tonéis de de bálsamo e 3 anos em tonéis de<br />

carvalho. Traz notas de baunilha, caramelo e melaço,<br />

e é excelente para degustar pura, deixe gelar<br />

no freezer ou servir acompanhada de petiscos diversos.<br />

Nos útimos doze meses essa versão especial recebu<br />

premiações como:<br />

- Medalha de Ouro no Berlin International Spirits<br />

Competition;<br />

- Medalhas de Ouro no San Francisco Wolrd Spirits<br />

Competition (SFWSC);<br />

- Medalha de Prata no Spirits Selection.<br />

Outros rótulos da empresa tambémm foram premiados<br />

internacionalmente no ano passado:<br />

- Ypioca 160: Medalha de Ouro no Berlin International<br />

Spirits Competition e e Medalha de Bronze<br />

San Francisco Wolrd Spirits Competition (SFWSC);<br />

- Ypióca Cinco Chaves: Medalha de Ouro Duplo no<br />

San Francisco Wolrd Spirits Competition (SFWSC);<br />

Medalha de Prata no Spirits Selection; Medalha<br />

de Bronze no Berlin International Spirits Competition;<br />

- Ypióca Ouro: Medalha de Bronze no Berlin International<br />

Spirits Competition;<br />

- Ypióca Conta Gotas Ouro: Medalha de Prata no<br />

San Francisco Wolrd Spirits Competition (SFWSC);<br />

- Ypióca Reserva Castanheira: Medalha de Prata<br />

no San Francisco Wolrd Spirits Competition<br />

(SFWSC);<br />

- Ypióca Reserva Carvalho: Medalha de Bronze no<br />

San Francisco Wolrd Spirits Competition (SFWSC);<br />

Outras informações: https://www.facebook.com/<br />

ypiocaoficial/ .<br />

296


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

YPIÓCA<br />

OURO<br />

Medalha de Prata no Concurso<br />

de Degustação às Cegas da<br />

Expocachaça<br />

Envelhecida por dois anos, a Ypióca Ouro recebeu<br />

a Medalha de Prata no Concurso de Desgustação<br />

às Cegas da Expocachaça.<br />

A Ypióca faz parte atualmente do Grupo Diageo,<br />

um dos o, líderes mundiais na produção de bebidas<br />

alcoólicas premium, que também é detentor<br />

da marca Nega Fulô.<br />

Outras informações: https://br.thebar.com/ypioca<br />

297


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

CHAPADA DAS<br />

GERAES<br />

CELEBRATION<br />

Medalha de Ouro no Concurso Mundial<br />

de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong><br />

Apresentada já em duas versões (com 5 ou 2 anos de envelhecimento,<br />

a cachaça Chapada das Geraes Celebration<br />

é uma versão comemorativa ao aniversário de fundação<br />

da empresa.<br />

É produzida em Itatiaiuçu, MG, e passa por armazenamento<br />

em barris de carvalho.<br />

Informações sobre a empresa na página: https://www.<br />

facebook.com/pg/cachacachapadadasgeraes ou pelo fone<br />

(31) 99983-2385 .<br />

298


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

CHARMOSA<br />

DE MINAS<br />

Medalha de Prata na Categoria<br />

Descansadas no Concurso<br />

de Degustação às Cegas da<br />

Expocachaça<br />

Posicionada entre as top 3 na avaliação do maior<br />

concurso do destilado brasileiro, com essa Medalha<br />

de Prata no concurso de Degustação às Cegas da<br />

Expocachaça, a Cachaça Charmosa de Minas passa<br />

por e envelhecimento de 2 anos nas madeiras cerejeira<br />

e garapa amarela.<br />

É produzida na Fazenda Santa Barbara, em Carangola,<br />

MG.<br />

Informações: www.facebook.com/pg/cachacacharmosaminas<br />

e pelos telefones (32) 3741-2351 e whatsapp<br />

(32) 99902-8264.<br />

299


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

COISA NOSSA<br />

Medalha de Ouro Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong><br />

Brasil <strong>2018</strong><br />

A versão amadeirada da Coisa Nossa, que na verdade<br />

é um blend de descansos em Castanha do Pará,<br />

Cobi e Amburana.<br />

Um dos destaques da empresa é o processo de fermentação,<br />

que utiliza as leveduras mais resistentes<br />

e produtivas da nossa cana, selecionadas em um<br />

laboratório especializado. Somente as de maior qualidade<br />

retornam para a fábrica, onde são multiplicadas<br />

e aplicadas nas dornas. Uma fermentação eficiente<br />

e cuidadosamente calculada é o que garante<br />

a máxima qualidade do produto final.<br />

Conheça mais sobre a linha: http://www.cachacacoisanossa.com.br<br />

.<br />

300


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA COLOMBINA CRISTAL<br />

Medalha de Prata na Categoria<br />

Brancas Puras na Degustação às<br />

Cegas da Expocachaça, 2o. Lugar<br />

no Ranking Go’Where<br />

Gastronomia de Cachaças<br />

Produzida em Alvinópolis, MG, a Colombina Cristal<br />

tem graduação de 41,5% e passa por armazenamento<br />

em parol de Jatobá (3 anos).<br />

Envelhecida em madeira antiga (mais de 100 anos),<br />

essa Colombina 3 Anos preserva as principais características<br />

de uma cachaça branca, com baixa<br />

influência do Jatobá. Traz em destaque uma suave<br />

picância e um equilíbrio harmonioso entre doces e<br />

amargos, além de um retrogosto moderado. A baixa<br />

acidez confere a característica de uma bebida leve,<br />

com deglutição macia. Harmonização: Queijos curados,<br />

frios, embutidos e coquetéis como Caipirinha 3<br />

Limões, Sours e Rabo de Galo.<br />

Outro produto premiado da empresa no ano passado<br />

foi a versão Colombina 10 anos, posicionada<br />

na 30a colocação das melhores cachaças do País,<br />

segundo o III Ranking Cúpula da Cachaça.<br />

No site da empresa, no link http://www.cachacacolombina.com.br/coqueteis/,<br />

há uma excelente carta<br />

com diversas sugestões de coquetéis.<br />

Mais informações: www.cachacacolombina.com.br .<br />

301


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

ORIGINAL<br />

D’MINAS<br />

MILHO<br />

Medalha de Prata na Categoria<br />

Bebidas Mistas na Degustação às<br />

Cegas da Expocachaça<br />

Bebida mista com cachaça artesanal de excelente<br />

qualidade produzida em alambique de cobre,<br />

em Juiz de Fora, MG, e milho verde, a Original<br />

D’Minas Milho tem teor alcoólico de 17%.<br />

É um produto de alta qualidade para ser servido<br />

puro, como aperitivo em eventos, ou mesmo para<br />

elaboração de drinques com um toque de brasilidade.<br />

www.facebook.com/pg/originaldminasoficial/<br />

302


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA DA<br />

TULHA OURO<br />

Entre as 30 melhores do País<br />

22a Colocada na Categoria Ouro no III R a n k i n g<br />

Cúpula da Cachaça, a Cachaça Da Tulha Ouro<br />

Produzida em uma antiga fazenda em Mococa, SP,<br />

chamada São José do Mato Seco, a cachaça Da Tulha<br />

Ouro, tem edições anuais que são frutos de pesquisas<br />

realizadas pela própria empresa sobre o envelhecimento<br />

da cachaça. É encorpada e ácida com<br />

notas de frutas, madeira, bauninha, couro, amêndoa<br />

caramelada, um toque mineral na boca e final<br />

discretamente amargo.<br />

Mais informações: http://datulha.com.br<br />

303


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

BANABEE<br />

BEBIDA MISTA<br />

Medalha de Prata na Degustação<br />

às Cegas da Expocachaça<br />

Bebida mista à base de cachaça, banana, mel e<br />

canela, a Banabee tem um sabor marcante devido<br />

ao uso banana in natura com mel e sua finalização<br />

tem o toque da canela, que dá maior sofsticação.<br />

É um coquetel pronto para beber, equilibrado<br />

para ser tomado em shot (direto ou gelado) e também<br />

em copo com gelo.<br />

O produto, elaborado pela Destom Destilaria, recebeu<br />

Medalha de Prata na edição do ano passado<br />

da Expocachaça.<br />

Outra bebida premiada da empresa foi a Cachaça<br />

1000 Montes, que também recebeu a Medalha de<br />

Prata no evento.<br />

Outras informações: http://destom.com.br .<br />

304


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA DO<br />

ANJO<br />

3a Colocada no Concurso Cachaça<br />

com Ciência, Medalha de Ouro na<br />

Expocachaça e Medalha de Prata<br />

no Concurso Mundial de Bruxelas<br />

<strong>Edição</strong> Brasil<br />

Entre as top 3 da categoria Blend do Concurso<br />

Cachaça com Ciência <strong>2018</strong>, Medalha de Ouro na<br />

Categoria Armazenada em Madeiras Diversas no<br />

Concurso de Degustação às Cegas da Expocachaça<br />

e uma Medalha de Prata no Concurso Mundial<br />

de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong>, a Cachaça do<br />

Anjo Blend comemora três premiações no ano do<br />

seu lançamento oficial ao mercado.<br />

A versão Blend reúne cachaças envelhecidas por<br />

dois anos em barris de Carvalho Americano, Carvalho<br />

Francês, Amburana e Bálsamo.<br />

É produzida em Santa Rita de Caldas, MG, em<br />

parceria com o Alambique Prosa Mineira, também<br />

multipremiado.<br />

Mais informações: www.facebook.com/pg/cachacadoanjo<br />

.<br />

305


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

TRAGALUZ<br />

Medalha de Ouro no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong><br />

Brasil <strong>2018</strong><br />

Límpida e brilhante, a Cachaça Tragaluz é um produto<br />

equilibrado. Seu aroma e o sabor do Carvalho<br />

são persistentes e lembram um bom brandy. O buquê<br />

é ainda mais acentuado. Equilibrada, encorpada<br />

e madura, apresenta-se sutil uma degustação.<br />

A Brisa da Serra Destilaria tem sede em Monte Alegre<br />

do Sul, SP.<br />

www.brisadaserradestilaria.com.br/<br />

306


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

DOM<br />

TAPPARO<br />

EXTRA<br />

PREMIUM<br />

Ouro na Categoria Extra<br />

<strong>Premium</strong> no Concurso de<br />

Degustação às Cegas da<br />

Expocachaça e no Mundial de<br />

Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil<br />

Um dos destaques da empresa em <strong>2018</strong>, a Cachaça<br />

Dom Tapparo Extra <strong>Premium</strong> recebeu duas medalhas<br />

de Ouro sendo uma no Concurso Mundial de<br />

Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong> e oura no Concurso de<br />

Degustação às Cegas da Expocachaça.<br />

Outros produtos da empresa receberam premiação<br />

no ano passado:<br />

- Dom Tápparo Ouro: Medalha Grande Ouro no<br />

Concurso Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil;<br />

- Cabaré Extra <strong>Premium</strong> 15 Anos: Medalha de<br />

Ouro no Concurso Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong><br />

Brasil;<br />

- Licor Creme de Menta: Medalha de Ouro no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil;<br />

- Dom Tapparo <strong>Premium</strong> Amburana: Medalha de<br />

Prata no Concurso Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong><br />

Brasil.<br />

Conheça toda a linha no site: http://www.domtapparo.com.br<br />

.<br />

307


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

DOSE<br />

CLÁSSICA<br />

OURO<br />

Medalha de Prata na Degustação<br />

às Cegas da Expocachaça <strong>2018</strong><br />

Medalha de Prata na Categoria Madeiras Brasileiras<br />

no Concurso de Degustação às Cegas da ExpoCachaça<br />

<strong>2018</strong>, a Cachaça Dose Clássica é produzida<br />

em Aracruz, no ES.<br />

Passa por armazenamento em dornas de Castanha-<br />

-do-Pará. Seu teor alcólico é de 43%.<br />

Conheça toda a linha da empresa no site: http://<br />

doseclassica.com.br .<br />

308


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

ENGENHO<br />

D’OURO<br />

EXTRA<br />

PREMIUM<br />

Medalha de Ouro na Degustação<br />

às Cegas da Expocachaça <strong>2018</strong><br />

Medalha de Ouro na Categoria Extra <strong>Premium</strong> n o<br />

Concurso de Degustação às Cegas da Expocachaça do<br />

ano passado, a Cachaça Engenho D’Ouro Extra <strong>Premium</strong><br />

é envelhecida em barris de carvalho francês.<br />

A Engenho D’Ouro conta com Selo de Indicação<br />

Geográfica de Paraty, no RJ, que visa reconhecer e<br />

proteger o nome geográfico do país, região ou localidade,<br />

com produto ou serviço típico do lugar, com<br />

tradição histórica de produção secular.<br />

Informações: www.engenhodouro.com.br .<br />

309


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

NOBRE<br />

Entre as mais tops do Brasil<br />

segundo o Ranking Cúpula da<br />

Cachaça e Medalha de Ouro no<br />

Concurso Mundial de Bruxelas<br />

<strong>Edição</strong> Brasil<br />

De Sobrado, na PB, a Cachaça Nobre recebeu dois<br />

importantíssimos reconhecimentos em <strong>2018</strong>: posicionada<br />

entre as 20 melhores do País segundo o III<br />

Ranking Cúpula da Cachaça, com a 12a Colocação<br />

na Categoria Brancas, e a Medalha de Ouro no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasileiro.<br />

Produzida com levedura selecionada de origem nordestina<br />

e descansada por pelo menos seis meses em<br />

recipientes de inox, é clara e límpida, tem boa viscosidade<br />

e sabor adocicado e com baixíssima acidez.<br />

Em tempo: recentemente a Engenho Nobre comemora<br />

mais uma premiação internacional, a Medalha<br />

de Prata nos EUA, com a versão Arretada, conquistada<br />

no San Francisco World Spirits Competition.<br />

Mais informações: https://www.facebook.com/pg/<br />

engenhonobre<br />

310


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

ENGENHO<br />

PEQUENO<br />

13a Colocada na Categoria<br />

Brancas no III Ranking Cúpula<br />

da Cachaça<br />

De Pirassununga, SP, a Cachaça Engenho Pequeno<br />

recebeu ficu entre as 15 melhores do País<br />

segundo a avaliação do principal ranking sobre a<br />

bebida no País.<br />

Produzida na Fazenda Guadalupe, que retomou<br />

um tradiação de mais de 50 anos na elaboração<br />

da bebida pela família, passa por envelhecimento<br />

de dois anos em Jequitibá Rosa. Seu teor alcoólico<br />

é de 47%.<br />

Informações: www.engenhopequeno.com.br<br />

311


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

ENGENHO<br />

REAL<br />

Medalha de Prata na Degustação<br />

às Cegas da Expocachaça<br />

Produzida em Goiás, no Centro Oeste do País, a Engenho<br />

Real recebeu a Medalha de Prata na Categoria<br />

Brancas Puras no Concurso de Degustação às<br />

Cegas da Expocachaça.<br />

A versão premiada passa por 12 meses de descanso<br />

em barris de Jequitibá. O teor alcoólico é de 40%.<br />

Mais informações: engenhoreal1@gmail.com, (64)<br />

98107-9510 e (64) 3495-3059.<br />

312


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

ENGENHO<br />

SÃO LUIZ<br />

AMENDOIM<br />

6a Colocada no Ranking Cúpula<br />

da Cachaça<br />

Eleita entre as top 10 do País, com a 6a colocação<br />

na Categoria Brancas segundo o último Ranking<br />

Cúpula da Cachaça, a Cachaça Engenho São Luiz<br />

Amendoim é uma cachaça nova, todo tipo prata,<br />

descansada por seis meses em tonéis dessa madeira<br />

que confere menor acidez e sabor aprimorado.<br />

É um ótimo produto para elaboração de drinques e<br />

coquetéis, por garantir ao paladar uma experiência<br />

agradável e, ainda assim, muito marcante.<br />

Outros excelentes produtos da empresa também tiveram<br />

reconhecimentos no ano passado:<br />

- Engenho São Luiz Extra <strong>Premium</strong>: 13a Colocada<br />

na Categoria Ouro no Ranking Cúpula da Cachaça;<br />

- Engenho São Luiz <strong>Premium</strong> Carvalho 3 Anos: 7o.<br />

Lugar, com 83 pontos, na Categoria Envelhecidas<br />

no Ranking Go’Where Gastronomia de Cachaças.<br />

Informações: www.cachacasaoluiz.com.br .<br />

313


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

ESTAÇÃO<br />

COQUEIROS<br />

PRATA<br />

Medalha de Prata no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil<br />

De alta qualidade e 100% artesanal, a Estação Coqueiros<br />

Prata recebeu a Medalha de Prata em um<br />

dos principais concursos nacionais.<br />

Elaborada com caldo de cana sem adição de produtos<br />

químicos, apresenta teor alcoólico de 42%. Pura,<br />

sem interferência da madeira, é uma bebida suave,<br />

oótima para elaoração de coquetéis ou harmonizar<br />

com pratos fortes, como carne de porco.<br />

Informações: www.facebook.com/pg/estacaocoqueiros<br />

314


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

EXCELÊNCIA<br />

CARVALHO<br />

Medalha Grande Ouro no<br />

Concurso Mundial de Bruxelas<br />

<strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong><br />

Com medalha de ouro duplo (Grande Ouro), a Cachaça<br />

Excelência Carvalho pode ser comparada<br />

aos melhores destilados em barris de madeiras<br />

especiais.<br />

É uma cachaça extra premium pelo tempo que envelhece<br />

em barris únicos de carvalho, 8 anos, o<br />

que torna o aroma e sabor da bebida mais intensos,<br />

com notas de baunilha e coco que persistem<br />

na boca. Sua cor é intensa e maciez superior.<br />

Outra versão da empresa foi premiada no mesmo<br />

evento: a Excelência Clássica recebeu a Medalha<br />

de Prata.<br />

Mais informações: https://www.cachacaexcelencia.com.br/<br />

e https://www.facebook.com/pg/cachacaexcelencia/<br />

.<br />

315


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

FLOR DA<br />

MONTANHA<br />

EXPORT<br />

Medalha de Prata no Concurso de<br />

Degustação às Cegas da<br />

Expocachaça<br />

Produzida pela Fazenda Benedetti, a Cachaça Flor<br />

da Montanha Export recebeu Medalha de Prata no<br />

Concurso de Degustação às Cegas da Expocachaça<br />

<strong>2018</strong>.<br />

Agora em <strong>2019</strong> a empresa comemora 90 anos de<br />

produção da bebida, mantendo uma tradição artesanal<br />

desde 1929. A empresa oferece todo um cuidado,<br />

desde a colheita da cana de açúcar diretamente<br />

na palha, até a destilação em alambiques de<br />

cobre e o envelhecimento em tonéis de amendoim e<br />

jequitibá rosa, por cerca de 5 anos.<br />

Mais informações: www.spaziobenedetti.com.br<br />

316


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

SOLEDADE<br />

BÁLSAMO<br />

Medalha Grande Ouro no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong><br />

Brasil <strong>2018</strong><br />

De sabores e aromas marcantes trazidos pelo armazenamento<br />

em barris de bálsamo, a Cachaça<br />

Soledade Bálsamo recebeu ouro duplo em um dos<br />

principais concursos mudnais de destilados em<br />

<strong>2018</strong>. Traz notas intensas e bem aromáticas da<br />

madeira, e na degustação uma sensação duradoura<br />

de especiarias, com um toque de pimenta,<br />

típico do armazenamento em barris de bálsamo.<br />

Outro produto da empresa, a Soledade Ipê, recebeu<br />

a Medalha de Prata no mesmo concurso no<br />

ano passado.<br />

Mais informações: www.cachacafazendasoledade.<br />

com.br .<br />

317


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

DO CONDE<br />

BÁLSAMO<br />

Medalha de Prata na Categoria<br />

Armazenada em Madeiras Brasileiras<br />

no Concurso de Degustação<br />

às Cegas da Expocachaça<br />

Apresentada em charmosas garrafas de 720 ml, a<br />

Cachaça Do Conde Bálsamo apresenta graduação<br />

alcoólica de 39%, sendo produzida em Orleans, SC.<br />

No ano passado recebeu uma importante premiação,<br />

a Medalha de Prata na Expocachaça, maior evento<br />

mundial sobre o destilado brasileiro, em meio a concorrentes<br />

de todo o Brasil.<br />

Mais informações: (48) 99941-1729<br />

318


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

HARMONIE<br />

SCHNAPS<br />

ENVELHECIDA<br />

BLEND<br />

Medalha de Ouro no Mundial de<br />

Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong><br />

Envelhecida em um blend de carvalho, grapia, louro<br />

e cabriuva, quatro reconhecidas madeiras de uso<br />

para o envelhecimento de cachaças finas, a Harmonie<br />

Schnaps Envelhecida Blend já recebeu diversas<br />

premiações desde 2007. Seu teor alcoólico é de 38%.<br />

e o produto reúne cachaças envelhecidas por 3 anos<br />

em cada madeira.<br />

Outra premiada da empresa no ano passado:<br />

- Harmonie Schnaps Prata: Medalha de Prata na<br />

Categoria Brancas Puras na Degustação às Cegas<br />

da Expocachaça e no Concurso Mundial de Bruxelas<br />

<strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong>.<br />

A empresa em sede em Harmonia, no interior do RS.<br />

Informações: www.harmonieschnaps.com.br/<br />

319


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

HAVANINHA<br />

Entre as 30 Melhores Cachaças<br />

do Brasil<br />

No ano passado a Havaninha ficou na 29a colocação<br />

na Categoria Ouro no Ranking Cúpula da Cachaça.<br />

O produtor da cachaça Havaninha é Osvaldo Mendes<br />

Santiago, filho do lendário Anísio Santiago<br />

(1912-2002), fundador e produtor das cachaças Havana<br />

& Anísio Santiago.<br />

Com método de produção artesanal em escala reduzida<br />

e envelhecimento por seis anos anos em dornas<br />

de madeira bálsamo, a produção da Havaninha é<br />

realizada na Fazenda Piragibe, região da Serra dos<br />

Bois, zona rural de Salinas.<br />

Informações: www.cachacahavaninha.com.br .<br />

320


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA JACOBINA PRATA<br />

Medalha de Prata na Categoria Brancas Puras na Degustação às Cegas da<br />

Expocachaça <strong>2018</strong><br />

Reconhecida entre as melhores do País, a Jacobina,<br />

de Balsas, MA, levou uma importante medalha, a<br />

Prata no Concurso de Degustação às Cegas da Expocachaça<br />

<strong>2018</strong>. A versão premiada foi a Jacobina<br />

Prata, que passa por descanso em tanques de aço<br />

inox.<br />

A Jacobina é produzida com alta tecnologia e higiene rigorosa,<br />

sem aditivos, com graduação alcoólica de 40%. As instalações<br />

e os equipamentos são modernos, todos de acordo<br />

com as recomendações dos órgãos reguladores.<br />

Mais informações: http://www.cachacajacobina.com.br .<br />

321


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

MAGNÍFICA<br />

RESERVA<br />

SOLEIRA<br />

2a Colocada na Categoria na<br />

Categoria Ouro no Ranking<br />

Cúpula da Cachaça<br />

Produzida em Vassoura, no RJ, a Cachaça Reserva<br />

Soleira é uma Extra <strong>Premium</strong> envelhecida por mais<br />

de 3 anos em barris de carvalho pelo sistema ‘soleira’<br />

de envelhecimento. Tem tiragem limitada.<br />

Dourada, traz aromas de caramelo, mel, frutas secas<br />

e baunilha. Muito macia, tanto pode ser degustada<br />

pura ou com gelo, como aperitivo ou digestivo.<br />

A Magnifica também ficou entre as 50 Melhores do<br />

País no mesmo ranking com sua versão envelhecida,<br />

poscionada na 31a colocação no III Cúpula da<br />

Cachaça.<br />

Mais informações: www.cachacamagnifica.com.br .<br />

322


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

FOGO DA<br />

CANA OURO<br />

Medalha de Ouro no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong><br />

Brasil <strong>2018</strong><br />

A catarinense Fogo da Cana faturou uma importante<br />

premiação em <strong>2018</strong>, a Medalha de Ouro em<br />

um dos principais concursoss mundiais para avaliação<br />

do destilado brasileiro.<br />

Produzida de maneira artesanal para ser consumida<br />

por pessoas que exigem um elevado nível de<br />

qualidade e consomem apenas as melhores bebidas,<br />

a versão Ouro é envelhecida em barris novos<br />

de carvalho americano por 3 anos.<br />

Já a Fogo da Cana Prata recebeu a Madalha de<br />

Prata no mesmo evento.<br />

Mais informações: www.fogodacana.com.br .<br />

323


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA MANDAGUAHY<br />

CASTANHEIRA<br />

2a Colocada na Categoria <strong>Premium</strong> Concurso Cachaça com Ciência<br />

A Mandaguahy Castanheira é uma cachaça mais<br />

suave e com sabor levemente adocicado, com aroma<br />

que lembra a castanha do Pará. Traz a cor levemente<br />

amarelada.<br />

Elaborada de forma artesanal em todas suas<br />

fases de produção, o que garante total controle<br />

da qualidade e maior prazer no consumo,<br />

utiliza matérias primas e ingredientes totalmente<br />

naturais, todos a fim de se obter um produto<br />

superior e diferenciado.<br />

A Cachaça Mandaguahy Original também foi a 2a Colocada<br />

na Categoria Brancas no Concurso Cachaça com Ciência<br />

<strong>2018</strong>.<br />

Outras informações: www.mandaguahy.com.br<br />

324


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

MARIA JOÃO<br />

PREMIUM<br />

Medalha de Prata na Degustação<br />

às Cegas da Expocachaça<br />

Produzida em Santa Rosa, no RS, a Cachaça Maria<br />

João <strong>Premium</strong> foi um dos destaques nas avaliações<br />

do Concurso de Degustação às cegas da Expocachaça<br />

<strong>2018</strong>, recebendo a Medalha de Prata.<br />

Ela passa por envelhecimento em barris da madeira<br />

brasileira umburana. Seu teor alcoólico é de 40%.<br />

A versão amburana da empresa também recebeu a<br />

Medalha de Prata no mesmo evento.<br />

Informações: www.cachacariamariajoao.com.br .<br />

325


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

MATUTA<br />

CRISTAL<br />

Medalha de Prata na<br />

Degustação às Cegas<br />

da Expocachaça<br />

Prata na Categoria Brancas Puras<br />

no Concurso de Degustação às Cegas<br />

da Expocachaça, a Cachaça<br />

Matuta Cristal é na região serrana<br />

do Brejo da cidade de Areia, PB.<br />

Produzida no Engenho Vaca Brava,<br />

tradicional desde 1865, famoso por<br />

seus solos férteis e de fino doce.<br />

Após a destilação é descansada por<br />

alguns meses em inox, e seu teor alcoólico<br />

é de 40%.<br />

Mais informações sobre a empresa:<br />

www.facebook.com/pg/cmatuta/ .<br />

326


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

MELICANA<br />

PURA ARTE<br />

CASTANHEIRA<br />

Medalha de Prata na Degustação às<br />

Cegas da Expocachaça<br />

A Cachaça Melicana Castanheira Pura Arte é envelhecida<br />

por dois anos em barris de castanheira. De coloração amarelo<br />

ouro, brilhante, translúcida, é suave, intensa em aromas<br />

com notas de madeira, especiarias, castanha, chocolate<br />

e leve adocicado.<br />

Harmoniza com diversos pratos, como queijos provolone, de<br />

cabra e pecorino além de cortes de cordeiro, javali, coelho e<br />

sobremesas de nozes.<br />

Outras informações: www.cachacariamelicana.com.br/<br />

327


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

MIDDAS<br />

RESERVA<br />

Entre as top 10 brasileiras de<br />

sua categoria<br />

No ano passado, a cachaça Middas Reserva é proveniente<br />

de Dracena, interior de São Paulo. É envelhecida<br />

em barril de carvalho com flocos de ouro<br />

na sua composição.<br />

Ideal para degustação e harmonizações, combina<br />

perfeitamente com carne bovina, suína, cordeiro e<br />

de caça, massas, queijos fortes, castanhas e conservas.<br />

www.middascachaca.com.br/<br />

328


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA MOENDÃO OURO<br />

Medalha de Ouro na Degustação às Cegas da Expocachaça<br />

Ouro na Categoria Armazenada em Carvalho Americano<br />

no Concurso de Degustação às Cegas Expocachaça,<br />

a Cachaça Moendão Ouro é produzida<br />

em Gaspar, SC, e provém de uma tradição de mais<br />

de 120 anos na elaboração da bebida.<br />

No ano recebeu Medalha de Ouro na Categoria<br />

Armazenada em Carvalho Americano no de Degustação<br />

Degustação às Cegas da Expocachaça.<br />

Além disso a versão da empresa armazenada em Carvalho<br />

Francês também recebeu a Medalha de Prata no mesmo<br />

evento, destacando assim a alta qualidade na produção.<br />

Mais informações: www.moendao.com.br .<br />

329


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

SANTO GRAU<br />

SOLERA PX<br />

Posicionada entre as<br />

30 melhores do País<br />

A Santo Grau Solera Pedro Ximenes, 24a Colocada<br />

na Categoria Ouro no III Ranking Cúpula da Cachaça,<br />

passa por envelhecimento em barris de carvalho<br />

utilizados para amadurecer o mais antigo vinho de<br />

Jerez, o Pedro Ximenes. O resultado é uma cachaça<br />

rara, amadeirada, com cor, sabor e aroma únicos.<br />

Outros produtos da linha da empresa, que faz parte<br />

do Grupo Natique Osborne, tiveram ambém grandes<br />

reconhecimentos:<br />

- Espírito de Minas – Coleção Artistas Brasileiros<br />

Claudio Tozzi: Medalha de Ouro no Concurso Mundial<br />

de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong>;<br />

- Saliníssima: 36a Colocada na Categoria Ouro no III<br />

Ranking Cúpula da Cachaça;<br />

- Santo Grau Solera Cinco Botas: 33a Colocada na<br />

Categoria Ouro no III Ranking Cúpula da Cachaça;<br />

- Santo Grau Itirapuã: 34a Colocada na Categoria<br />

Ouro no III Ranking Cúpula da Cachaça;<br />

- Santo Grau Pirajá Velha Guarda: Medalha de Ouro<br />

no Concurso Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil<br />

<strong>2018</strong>;<br />

- Santo Grau Coronel Xavier Chaves: Medalha de<br />

Prata no Concurso Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong><br />

Brasil <strong>2018</strong>.<br />

Mais informações: www.santograu.com.br .<br />

330


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA NÉCTAR DO<br />

CERRADO CASTANHEIRA<br />

Medalha de Prata na Degustação às Cegas da Expocachaça <strong>2018</strong><br />

Prata na Categoria Armazenada em<br />

Madeiras Brasileiras no Concurso<br />

de Degustação às Cegas da Expocachaça<br />

do ano passado, a Cachaça<br />

Néctar Do Cerrado Castanheira é<br />

produzida em Monte Alegre de Minas, MG.<br />

Passa por um ano e meio de envelhecimento na madeira e tem graduação<br />

alcoólica de 39%.<br />

Mais informações: https://www.facebook.com/pg/cachacanectardocerrado<br />

331


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA PARDIN 3 MADEIRAS<br />

Entre as 30 melhores do País segundo o Ranking Cúpula da Cachaça e 3o.<br />

Lugar no Ranking Go’Where Gastronomia de Cachaças <strong>2018</strong><br />

A Pardin 3 Madeiras figurou entre as melhores do<br />

País nas principais avaliações realizadas:<br />

- 26a Colocada na Categoria Ouro no III Ranking<br />

Cúpula da Cachaça, que indica as 50 melhores<br />

cachaças brasileiras após apuração de mais de<br />

1.500 bebidas;<br />

- 3o. Lugar, com 89 pontos, na Categoria Envelhecidas no<br />

Ranking Go’Where Gastronomia de Cachaças <strong>2018</strong>.<br />

A Pardin 3 Madeiras é um blend das melhores cachaças<br />

armazenadas em tonéis de Carvalho, Amburana e<br />

Jequitibá. A graduação alcoólica de 40%.<br />

Informações: www.facebook.com/cachacaPARDIN/<br />

332


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

333


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA PÁTRIA AMADA OURO<br />

Ouro no Mundial de Bruxelas e Ouro no Concurso de Degustação às<br />

Cegas da Expocachaça<br />

Produzida em Mossoró, no RN, a Cachaça Pátria<br />

Amada Ouro é um produto artesanal, destilado em<br />

alambique de cobre.<br />

No ano passado recebeu duas Medalhas de Ouro,<br />

sendo uma no Concurso Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong><br />

Brasil e Outra na Categoria Armazenada em Carvalho<br />

Francês na Degustação às Cegas da Expocachaça.<br />

Outra versão da empresa, a cachaça Pátria Amada Prata, recebeu<br />

a Medalha de Prata no Concurso Mundial de Bruxelas<br />

<strong>Edição</strong> Brasil.<br />

Mais informações: (84) 98732-2125 e<br />

www.facebook.com/pg/patriaamadacachacanobre/<br />

334


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

335


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

PATUÁ<br />

AMBURANA<br />

Medalha de Prata na Categoria<br />

Armazenada em Madeiras<br />

Brasileiras na Degustação às<br />

Cegas da Expocachaça <strong>2018</strong><br />

Com sede em Betim, MG, a Patuá é uma cachaça<br />

artesanal mineira, de alambique, produzida sob rigoroso<br />

controle de qualidade e refinado processo de<br />

envelhecimento.<br />

A versão Amburana é envelhecida em barris da madeira<br />

por, no mínimo, seis meses. É uma cachaça<br />

macia, com aroma suave e sabor levemente adocicado<br />

e frutado, com toque de especiarias que remetem<br />

à madeira amarelada. Possui baixa acidez e<br />

teor alcoólico ameno.<br />

Outras informações: www.cachacapatua.com.br<br />

336


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

POÇO DA<br />

PEDRA PRATA<br />

Medalha de Prata no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil<br />

A Poço da Pedra é uma Cachaça artesanal de alambique,<br />

de qualidade superior, produzida em Caculé,<br />

na BA, na Fazenda Barriguda.<br />

Cristalina, a versão Prata descansa por um ano, no<br />

mínimo, em inox. Macia, suave e harmônica, de baixa<br />

acidez, tem o sabor natural da cana e é excelente<br />

para produção de coquetéis elaborados e drinques<br />

sofisticados além da nossa famosa caipirinha.<br />

Outra versão também foi premiada no mesmo evento<br />

e também como Medalha de Prata: Poço da Pedra<br />

Jequitibá Rosa .<br />

Outras informações:<br />

www.cachacapocodapedra.com.br<br />

337


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

PORTO<br />

MORRETES<br />

PREMIUM<br />

Entre as melhores do País<br />

segundo o Ranking Cúpula da<br />

Cachaça<br />

Vigésima sétima colocada na Categoria Ouro no III<br />

Ranking Cúpula da Cachaça, a Cachaça Porto Morretes<br />

<strong>Premium</strong> é envelhecida 3 anos em barris de<br />

carvalho.<br />

Na degustação nota-se o aroma marcante de baunilha;<br />

na boca sente-se a suavidade típica de uma<br />

bebida madura,complexa e muito agradável ao final.<br />

Sua cor é marcante em tons de dourado. Ideal para<br />

beber pura ou on the rocks.<br />

Outras informações: www.portomorretes.com.br/<br />

premium<br />

338


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA PRAZER DE MINAS<br />

UNLIMITED<br />

Medalha de Ouro no<br />

Concurso Mundial<br />

de Bruxelas <strong>Edição</strong><br />

Brasil <strong>2018</strong><br />

A Cachaça Prazer de Minas é produzida<br />

em Esmeraldas, nas Minas<br />

Gerais, em modernas instalações,<br />

unindo tradição à tecnologia, com<br />

total higiene juntas.<br />

A versão medalista de Ouro no ano<br />

passado passa no mínimo 4 anos de<br />

envelhecimento em barris de carvalho<br />

americano e europeu. Com 39%<br />

de teor alcoólico, apresenta textura<br />

leve e macia.<br />

Já a versão Luxo foi premiada no<br />

ano passado com Medalha de Prata<br />

na Categoria Armazenada em Carvalho<br />

Francês na Degustação às<br />

Cegas da Expocachaça.<br />

https://www.facebook.com/pg/<br />

PrazerdeMinas<br />

339


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

PREMISSA<br />

TRADICIONAL<br />

OURO<br />

Medalha de Prata no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong><br />

Brasil <strong>2018</strong><br />

Mineira, a Cachaça Premissa associa tradição a técnica<br />

exclusivas de blendagem, tornando-a uma cachaça<br />

de qualidade superior.<br />

Com graduação alcoólica de 42%, passa por envelhecimeno<br />

de seis anos em barris de bálsamo. É<br />

uma cachaça suave, de baixa acidez, com um buquê<br />

complexo que agrada aos paladares mais exigentes.<br />

Informações: www.facebook.com/pg/cachacapremissa<br />

e http://cachacapremissa.com.br<br />

340


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

PRINCESA<br />

ISABEL<br />

AQUARELA<br />

Melhor Cachaça Branca do Brasil<br />

segundo o Ranking Cúpula da<br />

Cachaça<br />

No ano passado, na proincipal avaliação nacional de<br />

cachaça, que elege as 50 melhores do País, a cachaça<br />

Princesa Isabel ficou com a primeira colocação.<br />

Produzida na Fazenda Tupã, em Linhares, no ES, às<br />

margens do Rio Doce, em uma região rica pela cultura<br />

de cacau e natureza exuberante, uma cachaça<br />

é frutada, com aromas equilibrados e bem suave,<br />

perfeita para drinques.<br />

Dois outros produtos da empresa também tiveram<br />

reconhecimentos em <strong>2018</strong>:<br />

- Princesa Isabeal Jaqueira: 20a Colocada na Categoria<br />

Ouro no Ranking Cúpula da Cachaça e Medalha<br />

de Prata na Categoria Armazenada em Madeiras<br />

Brasileiras na Degustação às Cegas da Expocachaça.<br />

Outras informações: https://www.cachacaprincesaisabel.com.br/<br />

341


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

LICOR FINO<br />

DE BANANA<br />

PROSA<br />

MINEIRA<br />

Medalha de Ouro Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong><br />

Brasil <strong>2018</strong><br />

Elaborado a partir da pura fruta e álcool, sem nenhum<br />

aditivo químico e com sabor requintado, o<br />

Licor Fino de Banana Prosa Mineira é bem docinho.<br />

Feito de forma 100% artesanal na cidade de Santa<br />

Rita de Caldas, região Sul de Minas Gerais, não<br />

contém corantes. É comumente consumido em pequenas<br />

doses para encerrar refeições e não possui<br />

envelhecimento em barril.<br />

A empresa também recebeu outras premiações ano<br />

passado:<br />

- Cachaça Prosa Mineira Ouro <strong>2018</strong>: Medalha de<br />

Prata no Concurso Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong><br />

Brasil <strong>2019</strong>;<br />

- Cachaça Prosa Mineira Carvalho: Medalha de ouro<br />

no Concurso de Degustação às Cegas da Expocachaça<br />

<strong>2018</strong>;<br />

- Cachaça do Anjo: 3a Colocada no Concurso Cachaça<br />

com Ciência, Medalha de Ouro na Expocachaça<br />

e Medalha de Prata no Concurso Mundial de<br />

Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil.Outras informações: http://<br />

www.cachacaprosamineira.com.br .<br />

342


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

RAINHA DA<br />

CANA MILHO<br />

Medalha de Prata na Categoria<br />

Bebidas Mistas na Degustação às<br />

Cegas da Expocachaça<br />

Produzida artesanalmente em Abreus, distrito de<br />

Alto Rio Doce, no interior de Minas Gerais, a Rainha<br />

da Cana traz ao mercado diversidade de sabores<br />

bebidas mistas e licores para agradar apreciadores<br />

mais exigentes.<br />

Entre os destaques da empresa no ano passado está<br />

a bebida Rainha da Cana Milho que recebeu a Medalha<br />

de Prata na Expocachaça. Seu teor alcoólico<br />

é de 17%.<br />

Mais informações: https://cachacarainhadacana.<br />

com.br .<br />

343


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

RESERVA<br />

DO NOSCO<br />

PRATA<br />

Top 10 do Ranking Cúpula da Cachaça<br />

e Medalha de Prata<br />

na Degustação às Cegas da<br />

Expocachaça<br />

Sétima Colocada na Categoria Brancas no III<br />

Ranking Cúpula da Cachaça e Medalha de Prata na<br />

Categoria Brancas Puras no Concurso de Degustação<br />

às Cegas da Expocachaça, a Reserva do Nosco<br />

Prata é produzida na Fazenda Valparaiso, em Engenheiro<br />

Passos, Resende, RJ. A produção foi iniciada<br />

em 2007 por Marcelo Nordskog o atual proprietário.<br />

Com 42% de teor alcoólico é uma excelente opção<br />

até para degustação pura, além da sua excelência<br />

para elaboração de drinques.<br />

No ano passado, outro rótulo da empresa, a Reserva<br />

do Nosco Envelhecida também recebeu a Medalha<br />

Grande Ouro no Concurso Mundial de Bruxelas<br />

<strong>Edição</strong> Brasil.<br />

Informações: www.facebook.com/pg/CachacaReservaDoNosco<br />

344


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA SERRA MORENA<br />

Ouro no Concurso de<br />

Degustação às Cegas da<br />

Expocachaça<br />

De Taiobeiras, MG, a cachaça Serra Morena<br />

Ouro passa por envelhecimento em<br />

Carvalho e Jequitibá por cerca de 4 anos.<br />

No ano passado recebeu a Medalha de<br />

Ouro na Categoria Armazenada em Madeiras<br />

Diversas na Degustação às Cegas<br />

da Expocachaça. Seu teor alcoólico é<br />

44%. No mesmo evento, a Serra Morena<br />

Prata também recebeu a Medalha de<br />

Prata na Categoria Brancas Puras.<br />

Informações: www.facebook.com/Serra-<br />

Morena .<br />

CACHAÇA<br />

SERRA LIMPA<br />

8a Colocada na Categoria Brancas<br />

no III Ranking Cúpula da Cachaça<br />

Do tipo branca orgânica, a Cachaça Serra Limpa<br />

Branca tem teor alcoólico de 45%. Clara e límpida,<br />

tem aroma floral, e no paladar apresenta-se fina, intensa,<br />

persistente na boca.<br />

É produzida na Fazenda Imaculada Conceição, no<br />

municipio Duas Estradas, na PB.<br />

Informações: https://www.serralimpa.com.br<br />

345


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

SAMANAÚ<br />

PRATA<br />

Medalha de Prata no Mundial de<br />

Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong><br />

De Caicó, RN, a cachaça Samanaú Praata é uma<br />

cachaça artesanal orgânica, com diversos prêmcios<br />

nacionais e internacionais desde o seu lançamento<br />

em 2004.<br />

Com graduação alcóolica de 38% vol, a versão premiada<br />

é ótima indicação para drinques.<br />

Conheça mais sobre a empresa e a linha de produtos<br />

no sote: http://www.cachacasamanau.com.br .<br />

346


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

SANHAÇU<br />

FREIJÓ<br />

Top 3 das melhores no Ranking<br />

Cúpula da Cachaça, Ouro no<br />

Concurso Mundial de Bruxelas<br />

<strong>Edição</strong> Brasil e Medalha de Prata<br />

na Expocachaça<br />

Segunda colocada na Categoria Brancas do III<br />

Ranking Cúpula da Cachaça e com Medalha de Prata<br />

na Categoria Descansadas do Concurso de Degustação<br />

às Cegas da Expocachaça, Sanhaçu Freijó<br />

é produzida em Chã Grande, PE.<br />

Freijó é uma madeira da Amazônia que junto à cachaça<br />

transfere pouco sabor, cor e aroma deixando-<br />

-a leve, com suaves notas de madeira. É ideal para<br />

acompanhar pratos de entrada como queijos, saladas,<br />

peixes e crustáceos.<br />

A empresa também recebeu outras premiações internacionais<br />

no ano passado:<br />

- Sanhaçu Umburana: 25a Colocada na Categoria<br />

Ouro no Ranking Cúpula da Cachaça;<br />

- Sanhaçu Origem Orgânica: Medalha de Ouro no<br />

Concurso Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong>.<br />

Mais informações: www.sanhacu.com.br<br />

347


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

SANTA<br />

TEREZINHA<br />

CARVALHO<br />

Medalha de Prata na Degustação<br />

às Cegas da Expocachaça<br />

Prata na Categoria Armazenada em Carvalho Americano<br />

no Concurso de Degustação às Cegas da Expocachaça,<br />

a Santa Terezinha Carvalho é produzida<br />

artesanalmente com todo cuidado e envelhecida<br />

24 meses em barris de carvalho.<br />

Cuidadosamente feita desde 1943, ano de sua fundação,<br />

a Cachaça Santa Terezinha segue seu ritual<br />

de forma minuciosa e atento aos detalhes importantes<br />

em qualquer confecção artesanal. Da colheita da<br />

cana, da extração do caldo, das misturas, fervuras e<br />

esperas pelo ponto correto para a transformação do<br />

mosto no saboroso e festejado destilado alcoólico de<br />

cana de açúcar.<br />

Assim, ao produzir toda sua linha de destilados a<br />

empresa leva à risca a máxima que fazer cachaça é<br />

uma arte, uma alquimia, exaltando a cultura local<br />

e nacional, com rótulos e embalagens desenvolvidos<br />

por destacados artistas plásticos como Hélio Coelho<br />

e Haroldo Bussotti. Todos os detalhes são pensados<br />

para obter o melhor e mais belo produto, cristalino<br />

ou com as tonalidades envelhecidas nas mais diversas<br />

madeiras, conferindo cores e sabores diversos e<br />

distintos.<br />

É proveniente da Fazenda Santa Teresa no Espírito<br />

Santo. Seu teor alcoólico é de 39%.<br />

Mas informações: http://cachacasantaterezinha.<br />

com.br/ .<br />

348


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CAMBU<br />

SANTO<br />

Prata como Bebidas Mistas na<br />

Degustação às Cegas da<br />

Expocachaça<br />

Com Medalha de Prata na Categoria Bebidas Mistas<br />

na Degustação às Cegas da Expocachaça <strong>2018</strong>, a<br />

Cambu santo é bebida alcoólica mista com base de<br />

cachaça e concentrado do fruto de Cambuci, com<br />

sabor amadeirado e um leve toque cítrico.<br />

O Cambuci é fruta símbolo da Mata Atlântica, sendo<br />

cultivado de forma agroecológica por pequenos produtores<br />

do arranjo Produtivo Sustentável da Rota do<br />

Cambuci com a sustentabilidade na região da Serra<br />

do Mar Paulista.<br />

Mais informações: http://bebidassantomel.com.br<br />

349


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

SAPUCAIA<br />

REAL EXTRA<br />

OLD<br />

Entre as 10 Melhores do País<br />

Décimo lugar no ano passado, com 81 pontos na<br />

Categoria Envelhecidas, no Ranking Go’Where<br />

Gastronomia de Cachaças a Sapucaia Real X.O.<br />

(Extra Old) é inspirada nos destilados premium<br />

europeus.<br />

É um blend de cachaças da linha reserva da empresa,<br />

com mais de 50% proveniente de uma envelhecida<br />

em barris de carvalho frances de 1990,<br />

com uma cachaça branca (inox) de 2002 e pequena<br />

parte de amburana. A garrafa utilizada é a especial<br />

da marca, Art Decó, criada pela empresa e<br />

patenteada em 1933.<br />

Informações sobre a linha completa da empresa no<br />

site: http://www.cachacasapucaia.com.br .<br />

350


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

SARACURA<br />

CACHAÇA<br />

CARVALHO<br />

Ouro no Concurso Mundial de<br />

Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong><br />

A Saracura descansada em barris de carvalho, que<br />

recebeu no ano passado a Medalha de Ouro no<br />

Concurso Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil, é elaborada<br />

a partir de um blend especial decorrente de<br />

oito anos de envelhecimento.<br />

Possui graduação alcoólica de 40%, fragrância<br />

suave do carvalho e uma sensação aveludada ao<br />

paladar.<br />

A Saracura tem sede em Brasília, no DF.<br />

Informações: www.cachacasaracura.com.br/<br />

351


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA SOUZA PAIOL<br />

Medalha de Prata na<br />

Categoria Armazenada<br />

em Madeiras<br />

Brasileiras Degustação<br />

às Cegas Expocachaça<br />

A Cachaça Souza Paiol, mantém o<br />

processo de fabricação artesanal da<br />

autêntica cachaça mineira, aliada a<br />

novos recursos tecnológicos de controle<br />

e melhoria de qualidade. Todas<br />

as etapas de produção são rigorosamente<br />

controladas, desde a escolha<br />

correta do tipo de cana, a época e<br />

o modo certo do corte, a colheita, a<br />

moagem, fermentação e a destilação.<br />

A fermentação é natural, sem<br />

aditivos químicos.<br />

Na linha estão as versões Prata,<br />

Ouro, e a Amburana, que é armazenada<br />

por 3 anos em tonéis de Amburana,<br />

madeira excepcional brasileira<br />

na produção de ótimos destilados.<br />

352


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

TABÚA FLOR<br />

DE OURO<br />

EXPORTAÇÃO<br />

Top 20 do País segundo o III<br />

Ranking Cúpula da Cachaça<br />

Décima oitava posição na Categoria Ouro no últim<br />

Ranking Cúpula da Cachaça, a Cachaça Tabúa<br />

Flor de Ouro Exportação passa por armazenamento<br />

por 5 anos em tonéis de bálsamo, madeira que<br />

he concede o sabor suave e refinada qualidade.<br />

A empresa em sede em salinas, MG, região reconhecida<br />

por produzir algumas das melhores cachaças<br />

do Brasil.<br />

Mais informações: http://tabua.com.br .<br />

353


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

TAPINUÃ<br />

DOS REIS<br />

OURO VELHO<br />

Medalha de Ouro Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong><br />

Brasil <strong>2018</strong><br />

Na Fazenda Tapinuã, que fica no Tapinuã Hotel<br />

Fazenda, em Silva Jardim, no RJ, funciona o<br />

alambique da Cachaça Tapinuã dos Reis.<br />

A medalhista de Ouro da empresa no ano passado<br />

foi Tapinuã dos Reis Ouro Velho, uma cachaça envelhecida<br />

dois anos em tonéis de carvalho.<br />

A versão Tapinuã dos Reis Prata por sua vez recebeu<br />

a Medalha de Prata no memso evento.<br />

A Fazenda Tapinuã em uma região serrana, entre<br />

vales, montanhas, belas paisagens e cercado pela<br />

natureza exuberante da Mata Atlântica, sendo inclusive<br />

com destaque na preservação da floresta.<br />

Fica a apenas a 150 km do centro do Rio de Janeiro,<br />

no mesmo município da Reserva Biológica<br />

de Poço das Antas, área de preservação do Mico<br />

Leão Dourado.<br />

www.tapinua.com.br/<br />

354


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CIPÓ DA SERRA<br />

CARVALHO,<br />

AMBURANA E<br />

BÁLSAMO<br />

Medalha de Ouro no<br />

Concurso Mundial de Bruxelas<br />

<strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong><br />

Armazenada em Carvalho, Amburana e Bálsamo,<br />

a cachaça traz uma cor dourada bem atrante, aromas<br />

característicos de baunilha e coco, sabor doce e<br />

bouquet complexo aromático, com sabores intensos<br />

de amêndoas, tostadas da madeira e taninos.<br />

Outros produtos da empresa também receberam<br />

premiações no ano passado:<br />

- Taverna de Minas Carvalho 12 Meses: Medalha de<br />

Ouro no Concurso Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil<br />

<strong>2018</strong>;<br />

- Taverna de Minas Amburana: Medalha de Prata no<br />

Concurso Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong>;<br />

- Taverna Mineira: Medalha de Prata na Categoria<br />

Armazenada em Madeiras Diversas na Degustação<br />

às Cegas da Expocachaça.<br />

Mais informações: http://tavernademinas.com.br .<br />

355


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

TERRA FORTE<br />

OURO<br />

Medalha de Prata na Categoria<br />

Armazenada em Carvalho Francês no<br />

Concurso de Degustação às Cegas da<br />

Expocachaça<br />

Produzida em Presidente Juscelino, MG, a Cachaça Cachaça<br />

Terra Forte Ouro passa por descanso em Carvalho<br />

Francês. Sua graduação alcoolica é de 40%.<br />

A empresa tem na linha cachaças e licores artesanais<br />

produzidos com essências naturais seguindo um rigoroso<br />

controle de qualidade.<br />

Mais informações www.cachacaterraforte.com.br/ .<br />

356


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

TIZIU ÚNICA<br />

Duplo Ouro no Concurso Mundial<br />

de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong><br />

Com 44% de teor alcoólico, a Cachaça Tiziu Única<br />

passa por maturação em barris de bálsamo (por dez<br />

anos).<br />

É uma bebida elegante e extremamente saborosa,<br />

com leves toques de adstringência característicos,<br />

acentuados sabores de especiarias, encorpada e expressiva.<br />

Outros rótulos da empresa também foram premiados<br />

no ano passado:<br />

- Tiziu Virgem: Medalha de Prata no C o n c u r s o<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong>, e Medalha<br />

de Ouro na Categoria Brancas Puras na Degustação<br />

às Cegas Expocachaça.<br />

Mais informaçõe: www.reidacachaca.com.br .<br />

357


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

PRIMEIRO<br />

BEIJO OURO<br />

Medalha de Prata no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong><br />

Brasil <strong>2018</strong><br />

De Alterosa, MG, a Cachaça Primeiro Beijo Ouro<br />

tem graduação alcoóllica de 40%.<br />

Após a destilação é armazenada em toneis de óleo<br />

balsamo, por um período mínimo de 12 meses. Esta<br />

madeira de origem brasileira tem sua exploração<br />

controlada e transfere um tom dourado brilhante à<br />

bebida, dando à cachaça um sabor amadeirado.<br />

É produzida na Fazenda Alegria, localizada no Sul<br />

de Minas, região do lago de Furnas.<br />

Mais informações: www.cachacaatrindade.com.br .<br />

358


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

TRIUMPHO<br />

CARVALHO<br />

Medalha de Ouro no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong><br />

Brasil <strong>2018</strong><br />

Produzida em Trinfo, PE, a cachaça Triumpho<br />

Carvalho é um produto artesanal que passa por<br />

dois anos de envelhecimento em barris dessa madeira<br />

nobre.<br />

É elaborada no centenário Engenho São Pedro,<br />

que vem sendo restaurado nos últimos anos, a<br />

fim de receber turismo e de produzir cachaça e<br />

rapadura de qualidade, obedecendo os preceitos<br />

de produtos orgânicos.<br />

Informações: www.cachacatriumpho.com.br<br />

359


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

UNSER SCHNAPS<br />

EXTRA PREMIUM<br />

Ouro Duplo no Concurso Mundial de<br />

Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong><br />

De Presidente Lucena, no RS, a Unse Schanaps extra<br />

premium é uma cachça que passa por mais de 10 anos<br />

de envelhecimento em barris de carvalho.<br />

Segundo os produtores, naturais dessa região de colonização<br />

alemã no Sul do País, Unser Schnaps significa<br />

“Nossa Cachaça” e é essa cachaça produzida com leveduras<br />

selecionadas e com todo cuidado e qualidade.<br />

Mais informações: https://www.facebook.com/pg/unsersch<br />

360


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

BARRIL 12<br />

EXTRA<br />

PREMIUM<br />

Medalha de Ouro no<br />

Concurso Mundial de<br />

Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong><br />

De Caldas Novas, GO, a Cachaça Barril<br />

12 é um produto artesanal, produzido em<br />

Caldas Novas, GO, e armazenado em tonéis<br />

de carvalho e castanheira. Já recebeu<br />

diversos prêmios internacionais, como em<br />

Turim, na Itália, em 2007 e 2009.<br />

É produzida pela Cachaçaria Vale das<br />

Águas Quentes, que também recebeu no<br />

ano passado uma Medalha de Prata na Categoria<br />

Armazenada em Madeiras Diversas<br />

na Degustação às Cegas na Expocachaça<br />

com a Barril 12.<br />

Outras informaçoes: http://www.cvaq.<br />

com.br .<br />

361


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CAMINHOS<br />

DE SANTIAGO<br />

DO NORTE<br />

AMBURANA<br />

Medalha de Prata no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong><br />

Brasil <strong>2018</strong><br />

De Paranatinga, no MT, a Cachaçaria Victória recebeu<br />

mais um importante reconhecimento para<br />

seus produtos no ano passado: Medalha de Prata<br />

no Concurso Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil<br />

<strong>2018</strong>, um dos mais rigorosos na avaliação do destilado<br />

nacional de qualidade superior.<br />

A premiação foi para a sua Cachaça Caminhos de<br />

Santiago do Norte Amburana, na qual se destacam<br />

o aroma doce, com especiarias, amadeirado<br />

e frutado, com notas de madeira, cravo, baunilha,<br />

flores e doces.<br />

Mais informações: tel. (11) 2227-2797 ou www.cachacariavictoria.com.br<br />

.<br />

362


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA VILA IMPERIAL<br />

DE PAPARY<br />

Medalha de Ouro no Concurso Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong><br />

A Cachaça Vila Imperial de Papary é produzida<br />

no Engenho da Fazenda Brasileira<br />

Augusta, que fica no município de Nísia<br />

Floresta, no RN.<br />

A versão em destaque da empresa passa por envelhecimento<br />

em barril de carvalho. A linha conta ainda com a<br />

versão pura, tradicional.<br />

Outras informações: https://engenhopapary.com.br .<br />

363


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

VIRA COPOS<br />

OURO<br />

Medalha de Ouro no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil<br />

A Vira Copos é uma cachaça mineira, produzida<br />

no município de Rio Manso.<br />

O destaque da empresa é a versão premiada Ouro<br />

produzida artesanalmente a partir de um “blend”<br />

de cachaças, armazenadas em barris de Carvalho<br />

e tonéis de Jequitibá por um período de 2 anos.<br />

Também em destaque a versão Prata, que é armazenada<br />

por um período de 1 ano em tonéis de<br />

jequitibá.<br />

Mais informações: www.cachacaviracopos.com.br/ .<br />

364


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

CACHAÇA<br />

VOLÚPIA<br />

Top 5 do País no Ranking Cúpula<br />

da Cachaça<br />

Quinta colocada na Categoria Brancas no Ranking<br />

Cúpula da Cachaça, a Volúpia é produzida no engenho<br />

Lagoa Verde, em Alagoa Grande, na PB, e já<br />

recebeu diversas premiações internacionais.<br />

Utiliza um método artesanal de fabricação e plantação<br />

orgânica para garantir a pureza e a qualidade de<br />

um produto 100% natural.<br />

É produzida desde o século XIX e pela mesma família,<br />

atravessando várias gerações sempre buscando<br />

resgatar a história, a cultura e a tradição dessa bebida<br />

genuinamente brasileira. Passa por armazenamento<br />

em toneis de freijó e tem graduação alcoólica<br />

de 42%.<br />

http://cachacavolupia.com.br<br />

365


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

WERNECK SAFIRA RÉGIA<br />

Entre as top 15 de seu categoria e Medalha de Ouro Concurso Mundial de<br />

Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong><br />

Décima primeira colcada na Categoria<br />

Ouro no Ranking Cúpula<br />

da Cachaça e Medalha de Ouro<br />

no Concurso Mundial de Bruxelas<br />

<strong>Edição</strong> Brasil <strong>2018</strong>, a Werneck<br />

Safira Régia é uma extra premium<br />

resultante de um blend de barris<br />

de carvalho com 4 e 5 anos, oferecida<br />

em lote único e exclusivo,<br />

em garrafas francesas gravadas a<br />

ouro, numeradas de 001 a 960 e<br />

assinadas pelo Mestre Cachaceiro<br />

Eli Werneck e pelo Master Blender<br />

Agostinho Novo. O teor alcoólico é<br />

de 40%.<br />

Cristalina, densa e límpida, é bem<br />

fina, intensa e persistente; no nariz<br />

elegante, com fruta madura,<br />

boa madeira, baunilha, tabaco,<br />

amêndoas e ervas secas. Encorpada,<br />

tem acidez equilibrada e muito<br />

macia.<br />

Outros produtos da empresa também<br />

foram premiados no ano passao:<br />

- Werneck Ouro: 16a Colocada<br />

na Categoria Ouro no III<br />

Ranking Cúpula da Cachaça;<br />

- Werneck <strong>Premium</strong> Ouro: Medalha<br />

Grande Ouro no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong> Brasil<br />

<strong>2018</strong>;<br />

- Werneck Tradicional: Medalha de<br />

Prata na Categoria Brancas Puras<br />

na Degustação às Cegas da Expocachaça.<br />

Mais informações: https://www.<br />

lojawerneck.com .<br />

366


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

WRUCK<br />

ENVELHECIDA<br />

Medalha de Ouro no Concurso<br />

Mundial de Bruxelas <strong>Edição</strong><br />

Brasil <strong>2018</strong><br />

De Luiz Alves, SC, a Wruck Envelhecida passa por<br />

armazenamento em barris de carvalho.<br />

A empresa produz bebidas desde 1938 na região ,<br />

tendo primeiro registro para sua cachaça ainda em<br />

1942. Além disso, desde o ano 2000 se tornou exportadora<br />

da bebida.<br />

Outra versão premiada da empresa no ano passado<br />

foi a Wruck Prata, Medalha de Prata na Categoria<br />

Brancas Puras no Concurso de Degustação às Cegas<br />

da Expocachaça.<br />

Outras informações: www.cachacawruck.com.br .<br />

367


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

www.revistacartapremium.com.br<br />

Rua Antonio, Vera Cruz, 408<br />

02555-010 - São Paulo SP<br />

Tel.: (11) 97073-4971<br />

contato@revistacartapremium.com.br<br />

Publicidade<br />

comercial@revistacartapremium.com.br<br />

Redação<br />

redacao@revistacartapremium.com.br<br />

Jornalista Responsável<br />

Ederson G. Benedicto<br />

MTB. 0070558SP<br />

Produção Gráfica<br />

Projeto Gráfico e Direção de Arte<br />

Fernando Alves<br />

producao@revistacartapremium.com.br<br />

Primeira publicação especialmente focada<br />

o setor de bebidas premium, especiais,<br />

finas e artesanais. Especificamente<br />

produzida para WEB, chega diretamente<br />

aos principais bares, bistrôs, restaurantes<br />

e demais empreendimentos de A&B<br />

de alto padrão do País, tendo como<br />

leitores profissionais de decisão nesses<br />

empreendimentos, entre eles proprietários,<br />

gerentes, chefias de A&B, maîtres,<br />

sommeliers, bartenders, baristas, mixologistas<br />

e demais profissionais.<br />

Acompanhe-nos em nosso portal e nas<br />

mídias sociais:<br />

Sem a participação de todo o trade<br />

(empresas, profissionais, apreciadores e<br />

leitores) mais uma vez essa edição não<br />

seria possível. Fica o nosso<br />

“MUITO OBRIGADO!”<br />

Convidamos a todos para nos honrarem<br />

com comentários e indicações de temas,<br />

empresas e bebidas para as próximas<br />

reportagens:<br />

redacao@revistacartapremium.com.br<br />

368


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

369


<strong>Carta</strong> <strong>Premiata</strong> <strong>2018</strong>-<strong>2019</strong><br />

370